Issuu on Google+

EDIÇÃO DIGITAL | www.peninsulanet.com.br AnoIV-Nº40-Novembrode2012


LIVE TIM chegou à Península. Viva a experiência de uma Banda Larga fixa sem fronteiras para sua casa e escritório.

LIVE TIM é uma Banda Larga fixa como você nunca viu: Envie e receba arquivos muito mais rápido. Jogue seus games online sem travar. Assista a vídeos com alta definição em tempo real. Faça videochamada com total qualidade. Modem Wi-Fi grátis. Serviço sujeito à viabilidade técnica no endereço de instalação. As velocidades anunciadas a fatores externos.Oferta válida para adesões até 31/12/2012. Preço mensal com desconto


Oferta especial de lançamentO até os jogos de 2014, você tem:

SEM MuLTa, SEM PEgadInha.

0800 880 4141 ou acesse livetim.com.br

Por apenas

35 35 r$

Mega

/ mês

Oferta por tempo limitado são nominais máximas de acesso e estão sujeitas a variações em decorrência válido até 30/06/2014. Consulte o regulamento e contrato em livetim.com.br


Presidente Carlos Gustavo Ribeiro Vice-Presidente Marcelo Traitel Diretor-Geral Joelcio Candido www.peninsulanet.com.br revistapeninsula@peninsulanet.com.br (21) 3325-0342 Revista Península é uma publicação

Diretora Administrativa Rebeca Maia Administrativo Débora Souto Comercial | (21) 3471-6799 Alessandro Aquino | aquino@utilcd.com.br (21) 7833-4861 Victor Bakker | victor@utilcd.com.br (21) 7898-7623 Editora Responsável Tereza Dalmacio | terezadalmacio@utilcd.com.br Repórteres Cristiano Kubis | cristiano@utilcd.com.br Leandro Lainetti | leandro@utilcd.com.br Ricardo Oliveira | ricardo@utilcd.com.br Stephany Muzi | stephany@utilcd.com.br Fotografia Caroline Coelho | Natália Moraes Produção Fabiane Motta Revisão Tatiana Lopes Estagiários de Design Rachel Sartori e Raphael Verçosa Diretora de Arte Riane Tovar Avenida Armando Lombardi, 800, sala 238 Barra da Tijuca – Rio de Janeiro – RJ – CEP: 22640-000 contato@utilcd.com.br www.utilcd.com.br (21) 3471-6799

SUMÁRIO

Expediente | Sumário

17

futebol feminino

11

nossa casa


29 transporte

24

dia das crianças

41 saúde

em casa

46 CCBBT HOMENAGEIA O PREFEITO

44 porta retrato


Editorial

E O

quilíbrio e harmonia

título poderia ser “trabalho e comprometimento”, porque aqui o resultado é ponto de partida. A ASSAPE busca saídas para manter em plena harmonia não apenas esta imensa área verde, mas todo organismo vivo que aqui habita, o que inclui você também. O animal silvestre precisa de cuidado e não pode intervir na vida doméstica. Em contrapartida, o homem não deve alimentar esse animal, porque isso o atrai para a área urbana. Assim, nessa busca permanente do equilíbrio entre todas as espécies, a Associação investe em qualidade, excelência de serviço e parcerias,

acreditando sempre que representa o desejo de quem escolheu este espaço para viver. Este oásis chamado Península é morada de muitos. É cinturão verde encravado num bairro de uma cida-

de gigantesca. É a oportunidade de contribuir com a casa maior. Esse conceito de sustentabilidade é pratica diária, é talvez o motivo que o trouxe aqui. E o que vemos na comunidade é gente comprometida, que educa os pequenos em total sintonia com o meio ambiente. Essa semente que está sendo plantada é certeza de colheita farta, e a cada edição da nossa Revista, mostramos o quanto a sua participação é importante em todo esse processo de sustentabilidade. Você soma com o espaço em que vive, e isso é bom para todos, inclusive para o planeta.


NO VIA PARQUE

VENHA CURTIR A MAIOR RODA-GIGANTE INDOOR DO RIO.

04/11 a 24/12

O MELHOR NATAL DE TODOS OS TEMPOS COM A GALINHA PINTADINHA.

viaparqueshopping.com.br • Av. Ayrton Senna, 3.000 • Barra • Tel.: 2430-5100

A marca Galinha Pintadinha é propriedade da Bromélia Produções e licenciada pela ZP Bastidores.

Consulte as condições para utilização da roda-gigante no local.

9


11

N

ossa Casa

Nesta edição, apresentamos mais um condomínio. Conheça as características mais marcantes, a estrutura, o perfil do Gauguin, mais um espaço privilegiado na Península.

N

o Gauguin, são apenas 90 apartamentos, divididos em dois blocos, com três colunas cada um. O Síndico é Gilmar Ribeiro, que completará o segundo mandato em maio de 2013. Ele conta que há preocupação permanente com o meio ambiente. Tanto é que o tratamento de água é feito pelo próprio funcionário do empreendimento: “Compramos todos os equipamentos de segurança necessários, já que ele precisa mexer com produtos químicos, e o treinamos para que possa operar as máquinas”. O Síndico também explica que essa água é reutilizada na


12 | Perfil | Gauguin lavagem de pisos, descargas e para regar a área do jardim. Outro projeto sustentável é a coleta seletiva, com um detalhe interessante: os postos coletores não estão apenas em um ponto do Gauguin. “Temos coletores em todos os andares, há os de lixo comum e os de lixo reciclável”. Além desse fator, há uma atitude nobre por trás da coleta. “O dinheiro levantado com a reciclagem é distribuído entre os funcionários que trabalham na organização desse lixo”, explica Gilmar. Houve também a troca das lâmpadas da garagem, o que está gerando uma economia de 800 reais por mês.


13

Na questão de espaços e eventos, o condomínio é bem tranquilo. Não há festas organizadas pela Admi-

nistração, e os locais mais procurados são o salão de jogos, a lan house e o espaço mix, que é muito

utilizado nas confraternizações dos próprios moradores. Com relação à participação, é preciso melhorar e


14 | Perfil | Gauguin criar formas de comunicação. “No começo, o pessoal participava mais. Na última reunião, só tivemos cinco apartamentos representados”. Para resolver esse problema, a solução é modernizar. “Vamos criar um site do prédio para que os moradores possam fazer reclamações e obter informações com maior facilidade”, concluiu o Síndico.


15

INOVAÇÃO EM GESTÃO CONDOMINIAL

Gestão

Integrada Liberdade é ter autonomia.

A CIPA inova em gestão para condomínios residenciais e comerciais que precisam de uma gestão operacional para o seu dia a dia. Agora, condomínios já podem contar com a Gestão Integrada CIPA. A Gestão Integrada promove melhores resultados e proporciona mais transparência e flexibilidade para os síndicos, pois substitui a centralização pela coordenação das gestões financeira, operacional e administrativa. A descentralização evita vários problemas na rotina condominial, como por exemplo, a descontinuidade da operação e serviços aos moradores, caso haja necessidade de troca de serviços .

Pense em solução de continuidade: Gestão Integrada CIPA.

Liberdade é ter autonomia. Sempre.

Peça uma proposta:

2524-0553 cipa.com.br


17

E A

las também batem um bolão

apresentação da equipe feminina de futebol da Península revelou grandes talentos e mostrou também que o sexo frágil manda muito bem aqui também. As meninas enfrentaram o time do Vargem Grande e venceram por 2 a 0. A atacante Gabriela Leal, de 14 anos, marcou os dois gols. O time treina há cerca de seis meses, e foi o primeiro jogo delas. “É muito prazeroso ver a evolução e a atitude delas, estou muito feliz com o resultado de hoje”, diz o treinador e professor, Denis. Segundo ele, as garotas souberam respeitar as posições táticas e estão amadurecendo bastante. “Além disso, é importante aprender a ganhar e perder, as regras do jogo e o controle emocional”, disse.


18 | Esporte | Futebol feminino

Maria Eduarda tem 10 anos e joga no time da Península há três meses. A atacante conta que sempre gostou de futebol e achou superlegal poder praticar no condomínio. O pai coruja, Rogerio, apoia, e muito, a ideia. Na torcida, ainda estavam a mãe, Carla, e o irmão, Bernardo, de 4 anos.

Ana Carolina, mais conhecida como Nina, joga desde pequena e, na Península, começou a praticar no início do ano. Ela é o paredão da equipe e conta que escolheu a posição de goleira porque gosta do esporte, mas não tem muita habilidade com os pés. Já com as mãos, dá show!

Gabriela Leal Sampaio tem 14 anos e pratica futebol desde os 7. A atacante, responsável pelos dois gols da vitória, conta que começou o dia do jogo com oração: “‘Senhor, faz o meu time ter êxito no jogo de hoje’. E o nosso time venceu. Eu dei o meu melhor e aproveito para agradecer a Deus, aos meus pais, ao Denis, aos outros professores e ao meu querido time feminino da Escolinha da Península. Obrigada, vocês são fechamento”.

Futebol Feminino Informações na ASSAPE ou com o Professor Denis (9319-8693) Aulas de treino: segundas e quartas, das 17h30 às 18h30 Aulas de jogo: sextas, a partir das 19h


19


20| Esporte | Futebol

C

opa Rio

Em sua 12a rodada, a Copa Rio, mais uma vez, movimentou o campo de futebol da Península. A nossa equipe segue muito bem no campeonato: de 12 jogos, foram nove vitórias, um empate e somente duas derrotas. As quatro categorias – Sub-7, Sub-9, Sub-11 e Sub-13 – já estão classificadas para a semifinal. As equipes da Península jogaram com o time do Condomínio Eldorado. O treinador da Escolinha de Futebol da Península, Denis, diz estar muito feliz com o resultado. “Eles são treinados com trabalho tático, educacional, de atitude e de movimentação. Eu acho que eles evoluíram bastante”, afirma.

É a segunda vez que Rafael, 8 anos, participa do campeonato. O pai, Antonio Gaspar, orgulhoso do talento do filho, declara: “O campeonato é ótimo, porque promove a integração das crianças, que pode, fazer amizades”.

Os irmãos Gabriel e Mariana estão com a bola toda com a mãe deles Anabela Barrego. Ela não esconde o orgulho dos dois e defende que haja mais campeonatos. “A minha filha tem 4 anos e também quer jogar, mas não há uma equipe montada para a idade dela”, relata.

Daniel, de 6 anos, feliz com jogo e mais ainda com a presença do pai, Gladson Russo, torcedor apaixonado, que comentou: “Tem gente que não tem filho jogando, mas está aqui torcendo junto. Faz bem para as crianças e para os pais”.


21 Matheus Viegas e Victor Mello são amigos e bons de bola. A dupla deu um show, para a alegria das mães. Para Maria Viegas, mãe de Matheus, o futebol é marca da cultura nacional, e ver seu filho jogando, vibrando com o esporte, é muito bom. Já a mãe de Victor, Luciene Mello, elogiou a Escolinha por proporcionar espaço de interação, de laços de amizades, numa cidade grande como o Rio.

Com atitude de jogador profissional, João Marcos, 9 anos, disse que o jogo foi muito difícil. Apesar do empate, o resultado foi muito bom.

INGLÊS EM AULAS

DINÂMICAS

Be the best!

Barrashopping 3486 -3167

Kids Teens Adults

britannia.com.br

THE ENGLISH SCHOOL


ESPORTE PENÍNSULA FUTEBOL

Segundas e Quartas – Manhã Horários: 8h30 às 9h15 – até 7 anos 9h15 às 10h15 – 8 a 11 anos Segundas e Quartas – Tarde Horários: 17h30 às 18h30 – 10 até 12 anos 18h30 às 19h30 – 13 anos em diante Terças e Quintas – Tarde Horários: 16h45 às 17h30 – até 7 anos 17h30h às 18h30 – 8 a 10 anos 18h30h às 19h30 – 11 a 14 anos Sextas – Noite Horários: 18h às 19h – até 09 anos 19h às 20h – 10 a 12 anos 20h às 21h – 13 anos em diante

BASQUETE

Segundas e Quartas – Tarde Horário: 17h às 18h

VÔLEI

Terças e Quintas – Tarde Horário: 17h30 às 19h30

CAMINHADA Sábados (Green Park) Horário: 07h às 10h

Tênis (Escolinha) Segunda a Sexta (Lagoon e Green Park) Horário: 14h às 18h


VOCÊ, MORADOR DO PENÍNSULA, AO COMPRAR UM ETIOS, GANHA O SENSOR DE ESTACIONAMENTO.

ITENS DE SÉRIE NAS VERSÕES 1.3 E 1.5: • FREIOS ABS COM EBD*.

• 8 PORTA-OBJETOS.

• DIREÇÃO ELÉTRICA*.

• PORTA-LUVAS CLIMATIZADO DE 13 L* .

• AIR BAG FRONTAL E DUPLO PARA MOTORISTA E PASSAGEIRO.

*A partir da versão Etios X.

@KurumaToyota

/ToyotaKuruma

ETIOS FLEX 1.3 ,00 à vista. R$ Entrada de 30% + 60x de R$ 492,10 + 4 anuais de R$ 2.000,00.

29.990

Programe as anuais para o 13º salário.

FAÇA REVISÕES EM SEU VEÍCULO REGULARMENTE.

3736 4000

w w w. k u r u m a v e i c u l o s . c o m . b r

Venha sentir a diferença. AV. DAS AMÉRICAS, 2.251 - BARRA DA TIJUCA

EM FRENTE AO HIPERMERCADO EXTRA

O nome fantasia “Seguro Toyota” é utilizado na oferta de seguros aos clientes Toyota, os quais são garantidos por seguradoras regularmente registradas na Susep e comercializados pela corretora de seguros AON. Parcelamento do Seguro Toyota em 10 x: entrada + 9 prestações, sujeito à análise de risco pela seguradora Mitsui Sumitomo Seguros S.A., intermediada pela AON Affinity do Brasil Serviços e Corretora de Seguros Ltda. Para o veículo anunciado Etios Hatch 1.3 à vista ou financiado pelo Banco Toyota com as seguintes condições: CDC (Crédito Direto ao .Consumidor), pessoa física, com entrada de R$ 8.997,00 (30%), saldo em 60 prestações fixas de R$ 492,10, taxa pré-fixada (em percentual) de 21,59% a.a. + IOF (Imposto Sobre Operações Financeiras) de R$ 400,21. Valor Total Financiado de R$ 23.472,45 (Cesta de Serviços no valor de R$ 950,00 e IOF). Custo Efetivo Total (CET) de 25,91% a.a. Primeira parcela com vencimento para 60 dias. E 4 (quatro) parcelas intermediárias anuais no valor de R$ 2.000,00 (01/2014, 01/2015, 01/2016, 01/2017). Valor do registro de contrato é pago pelo Banco Toyota ao Detran e o valor está incluso nas parcelas (R$ 359,79). Na compra do veículo Etios ganhe sensor de estacionamento. Para toda linha Toyota, trabalhamos com o valor sugerido de fábrica. Preços com redução do IPI de acordo com o decreto do Governo Federal com validade até 31 de outubro de 2012. Os benefícios desta promoção são pessoais e intransferíveis. Planos de Consórcio a partir de R$ 33.230,00, em 90 meses de R$ 451,52, taxa administrativa total de 18%. Consórcio administrado pela empresa Canopus. Esta promoção não abrange os veículos adquiridos diretamente do fabricante através de vendas diretas, inclusive com isenção de tributos. Promoção não cumulativa com outras promoções vigentes. A Toyota oferece três anos de garantia de fábrica para toda a linha, sem limite de quilometragem para uso particular e, para uso comercial, três anos de garantia de fábrica ou 100.000 km, prevalecendo o que ocorrer primeiro. Consulte o livreto de garantia, o manual do proprietário ou o site www.toyota.com.br para obter mais informações. A concessionária reserva-se o direito de corrigir possíveis erros ortográficos. Promoção válida até 30/11/2012 para veículos em estoque. Fotos ilustrativas.


24| ASSAPE | Dia das Crianças

U

m dia para brincar

Brincar é coisa séria para essa turminha. E se é importante para ela, é mais ainda para a ASSAPE, que promoveu uma festa de Dia das Crianças para ficar no coração. Presentes, palhaços, mágico, teatro, muitas brincadeiras e grandes alegrias. Pula-pula, cama elástica, piscina de bolas, futebol de sabão, surfe e escalada fizeram a festa da criançada. Os pequenos sequer paravam para aproveitar as guloseimas oferecidas durante a festa: algodão-doce, pipoca e refrigerante. Com apoio da operadora TIM, a festa de Dia das Crianças foi um grande sucesso, empolgou adultos e crianças do início ao fim.


25


26 | ASSAPE | Dia das Crianças Carolina e Rafael são moradores do Paradiso e não perdem uma festa com a pequena Rafaela, de 2 anos. “A festa está muito boa, e isso é ótimo para as crianças interagirem”, disse a mãe.

As irmãs Gabriela, 7 anos, e Manuela, de 1 ano e 4 meses, curtiram muito a piscina de bolas. “A festa ‘tá’ muito legal, e o bom é que podemos brincar juntas”, disse a mais velha.

Luidgi e Layla deram trabalho para as mamães, Sabrina Barbosa e Adriana Gama. Eles não pararam um minuto, se esbaldaram na festa e adoraram o pula-pula.

O pequeno Joaquim Pedro, de 1 ano e 2 meses, aproveitou a festa jogando muita bola com os amiguinhos.


27

O australiano Victor Varela e o amigo colombiano, Andrés Felipe, adoraram a escalada e não pararam um minuto.

As gêmeas Alícia e Juliana só pararam para tirar uma foto apressada ao lado da mãe, Ana Flávia. A dupla aproveitou de tudo na festa, adorou o teatrinho e as guloseimas.

A pequena Helena, de 2 anos e 8 meses, adorou o teatrinho, mas ela gosta mesmo é de ficar coladinha com o papai, Julio Cesar.

Gabriela Nobre e Rafael Primo levaram a filha, Lara, para se divertir com as amigas Maria Clara e Maria Antônia.

O pequeno Vinicius, de 1 ano e meio, aproveitou a festa com mamãe, Elaine Peixoto, e a vovó, Osmarina. “Ele adorou a piscina de bolas”, disse a mãe.


28| Península | Baixo Bebê

B

aixo Bebê

A turminha das fraldas e mamadeiras comemorou o Dia das Crianças, além da festa promovida pela ASSAPE, num encontro especial apenas para os bebês. A celebração foi organizada pelas mães. Francine, moradora do Via Bella e mãe de Sarah, nos enviou as fotos, que dividimos agora com você. O dia foi de muita alegria, bate-papo entre amigas e brincadeiras para os pequenos.

Fila de baixo: Francine e Sarah, Paula e Rafael, Alexsandra, Beatriz e Gabriel, Karen e Gabriela, Camila, Carolina e Elizabeth, Bárbara e João. | Fila do meio: Aline e Nicole, Manuella e David, Ludmila e Victoria, Mirela e Ricardinho, Lisie e Ana Beatriz, Carolina e Valentina, Natasha e Alícia, Luciana e Gabriel. | Fila de cima: Edilene e Duda, Raíssa e Michaella, Selma e Dude, Débora e Isabela, Carolina e João, Luciana e Bernardo, Mariana e Catharina.


ASSAPE em Ação


OATO

A maioria dos moradores reclama que não há transporte para o centro. O custo para se colocar ônibus para o Centro da cidade seria de R$ 30,00 por apartamento.

A ASSAPE não ouve o morador.

Os incorporadores administram a ASSAPE.

A Península é desvalorizada por não ter ônibus para o Centro.


FATOS

Apenas 2,7% reclamam que não há transporte para o centro, num universo de 14.356 moradores.

Para executar esse serviço com toda a estrutura necessária (frota, espaço adequado para estacionamento, fiscal etc.), a estimativa é de R$ 350,00 por apartamento. Todos os assuntos de interesse da comunidade são levados à ASSAPE pelo Conselheiro, que o representa junto à Associação. Em reunião, o tema é apresentado, discutido e votado. Os incorporadores representam 32,27% dos votos. Os Conselheiros, que são moradores, somam 67,73%.

Desde o seu lançamento, o imóvel valorizou 194%. É o metro quadrado mais caro da Barra da Tijuca: R$ 11.000,00.

(Dados ADEMIRJ)


MUDANÇAS NO

O transporte é pauta permanente da ASSAPE, e lembramos que todo trabalho realizado pela Associação é regimentado pelo Estatuto. É ele que garante legalidade e transparência nas ações. Todo serviço realizado é baseado no que está escrito. O Estatuto é o manual da ASSAPE. A Associação conhece as dificuldades de acesso da Península ao transporte público. Por isso, buscou junto à Secretaria Municipal de Transportes, uma alternativa para atender a demanda existente. Participaram da negociação na sede da CET-Rio o Secretário Alexandre Sansão, o Subsecretário Carlos Maiolino, Antônio Jofre (SMTR), Conselheiros Comunitários e o Diretor-Geral da ASSAPE.

Foi definido: - A Linha 345 (Praça Mauá – Barra da Tijuca) terá o ponto transferido do Via Par-

que Shopping para perto da Península, o que vai ajudar a desafogar o trânsito no entorno do condomínio. - A linha também sofrerá uma alteração no trajeto, e vai ter o seguinte percurso: sairá da Península, passará no terminal Alvorada (integração BRT), seguirá pela Av. das Américas, Av. Armando Lombardi, Estrada do Itanhangá, Alto da Boa Vista, Usina, Rua Conde de Bonfim, Praça Saens Peña (Metrô), Rua Haddock Lobo, Av. Presidente Vargas, Rua Primeiro de Março e Rua Visconde de Inhaúma. Após uma pesquisa de campo, foi decidido que o melhor local seria a Av. João Cabral de Melo Neto. A intenção da Associação é facilitar a entrada e saída principalmente dos colaboradores, que representam 70% dos usuários do


NO TRANSPORTE

transporte da Península. Após a definição, que também teve a participação de representantes do sindicato e das empresas de ônibus, a ASSAPE deu início à obra da baia para estacionamento dos veículos. No local, haverá segurança, fornecida pelo Estado, e uma constante supervisão para que ambulantes não se instalem nas proximidades. Houve uma parceria com o empreendimento O2, que colaborou com o orçamento para essa obra e também para a inclusão de um retorno na mesma avenida. A linha vai começar a funcionar no novo formato a partir da segunda quinzena deste mês. Enquanto isso, a ASSAPE continua em negociações com a Secretaria de Transportes e já pediu uma linha que possa atender os usuários do metrô.

O objetivo da ASSAPE é sempre atender a comunidade da Península com muita qualidade, e respeitando o Estatuto. Lembramos que a ASSAPE não é contrária a qualquer melhoria ou alteração, bastando para tanto que seja legitimado pelo Conselho Comunitário. Pedimos a sua compreensão, e tenha certeza de que nosso intuito é trabalhar para servi-lo da melhor forma possível.


ITO E FEIT

A partir desta edição, informaremos tudo que está sendo feito em prol da Península. Entendemos que você, morador, precisa receber dados atualizados sobre as melhorias implantadas no espaço em que vive. A ASSAPE tem em você o melhor parceiro, e precisa do seu apoio permanentemente. Tudo que é dito aqui será comprovado com ações e realizações. A informação correta, comprovada, direta é a melhor forma de mantê-lo informado. Participe. E lembrese: o Conselheiro do seu Condomínio representa você. Há também o site, com espaço para comunicação rápida e eficiente.

Verão 2013 No próximo verão, o morador da Península terá ônibus para a praia nos finais de semana.

Frescão A ASSAPE solicitou à Prefeitura uma linha de frescão para o Centro da cidade (nos moldes do transporte para o aeroporto). Assim que tivermos resposta, informaremos a você.


Em pauta, A Câmara Comunitária da Barra promoveu encontro entre autoridades do município e representantes de diversos condomínios da Barra para discutir o Plano Diretor de Transporte Urbano (PDTU). A Península foi representada pela Coordenadora de Meio Ambiente, Marília Cavalcanti, e o Coordenador de Segurança, Claudio Moraes. Na mesa, estavam presentes: o responsável pelas Pesquisas do PDTU, Alberto Strozenberg; o Subsecretário de Transportes, Delmo Pinho; o Presidente da Câmara Comunitária da Barra, Delair Dumbrosck; e o Coordenador do PDTU, William de Aquino. O Presidente da CCBT agradeceu a presença dos representantes por todos os condomínios nominalmente e exclamou: “Nesta reunião, estão representantes de cerca de 165 mil pessoas, os moradores da Barra da Tijuca”. Em seguida, foi a vez de o Coordenador do projeto, William de Aquino, falar sobre as pesquisas realizadas nas ruas, nos ônibus e nas residências da Barra da Tijuca. Sua palavra foi reforçada pelo pedido de Alberto Strozenberg para que os representantes convoquem suas comunidades a participar das pesquisas e ajudar no projeto. A ASSAPE informa aos moradores que está presente e atenta ao trabalho do governo para a melhoria do trânsito e transporte. Junto à CCBT, acompanhará cada etapa desse processo, e as informações serão repassadas a você, morador da Península.

Para quem chega hoje à Península, informamos que a ASSAPE é uma associação de pessoas, físicas e jurídicas, com fins não econômicos, regida por um Estatuto e administrada por uma Diretoria e um Conselho Comunitário, que é formado por um representante de cada condomínio instalado e incorporador de lotes não edificados. E no art. 49, § 1º, está determinado que “o custeio das despesas com o sistema de transporte coletivo dos moradores será suportado por todos os lotes integrantes do empreendimento Península, construídos ou não, apenas para transporte circular, o qual estará incluído nas contribuições ordinárias devidas pelos associados, não presta o serviço de transporte ao centro da cidade ou qualquer outro itinerário não contemplado pelo Estatuto”.

o trânsito da Barra


NAVEGAR É PRECISO

A Lagoa da Barra e Jacarepaguá vem sendo cuidada desde a idealização da Península. Foram criadas redes de contenção para evitar que grandes sólidos entrassem na área do condomínio, e as ETEs, que não despejavam nenhum tipo de dejeto na lagoa. Apesar da preocupação, esses cuidados não foram suficientes para despoluir as águas, já que ainda é muito grande o volume de lixo e esgoto depositados nela, provenientes de outros lugares. Mas, agora, há uma luz no fim do túnel. Quem explica toda essa história e seus desdobramentos é Marília Cavalcanti, Conselheira Comunitária da Península, Diretora da Câmara Comunitária da Barra da Tijuca e membro do Subcomitê Lagunar da Barra e Jacarepaguá.

Envolvida diretamente na questão, ela também insere a Península como peça fundamental no projeto de recuperação da lagoa, que deve ter as obras iniciadas em março de 2013. “Como Conselheira Comunitária, quando descobri o projeto, fui atrás do autor, Antônio da Hora. Ele veio aqui, mostrou o projeto, e ficamos encantados”. O projeto ao qual Marília se refere baseia-se em fazer cortes no fundo da lagoa, que permitirão a entrada da água do mar, renovando a própria água da lagoa e, consequentemente, a vegetação que fica em volta. Com o projeto de despoluição e dragagem da lagoa, surgiu a possibilidade de abrir novos horizontes. O próximo passo, naturalmente, seria


buscar um transporte alternativo. “Quando vimos que a lagoa ia ser dragada, pensamos no trânsito. A Barra cresce muito rápido, e, apesar disso, não fomos contemplados com linhas de ônibus. Então, pensamos no transporte aquaviário”. Segundo Marília, o transporte feito por meio da balsa da Península para o BarraShopping prova que é possível investir nessa alternativa de forma segura. “Se temos esse projeto da dragagem e a balsa para o BarraShopping, dá para pensar nisso. Em outros países, existe o uso do transporte lagunar, que inclusive é barato e ecológico”. Com a participação no Subcomitê Lagunar, Marília conseguiu levar a ideia do transporte para a Prefeitura, que em seguida criou um projeto que ficará anexado ao de dragagem e despoluição da lagoa, que deverá seguir o mesmo co, com grandes vantagens para os moradores. caminho e ser executado mais à frente. O per- “Você demora menos, não pega trânsito e ainda curso seria da Península até o Jardim Oceâni- vê a paisagem”.


AMBULATÓRIO PARA ANIMAIS SILVESTRES Nestes 780 mil metros quadrados, podemos encontrar desde minúsculos insetos até o maior roedor das Américas – a capivara. Ainda temos bandos de aves que utilizam o mangue como ninhal, como é o caso das garças-brancas, biguás e marrecos. Temos ainda famílias de picapaus, quero-queros e cerca de uma centena de outras espécies de aves. Outros moradores da Península são os répteis, que habitam a faixa marginal de proteção distribuídos na vegetação de restinga e nas manchas de ornamentais e frutíferas, onde encontram abrigo e alimento. Nos mangues, temos crustáceos e moluscos diversos, bem como podemos observar o fenô-

meno de ovoposição de diversas espécies de peixes entre suas raízes. Nas árvores, temos as famílias de saguis. Enfim, uma fauna rica. Assim, com o objetivo de realizar o levantamento dos animais silvestres que vivem no entorno da Península, tratá-los e ainda educar os moradores sobre esses animais, a ASSAPE contratou o médico veterinário Rafael Keim. O projeto do veterinário acontecerá em parceria com o biólogo Mario Moscatelli, mestre em Ecologia, professor de Gerenciamento de Ecossistemas do Centro Universitário da Cidade e responsável técnico pela Manglares Consultoria Ambiental. A Península contará ainda com um contêiner, onde


funcionará um ambulatório para tratamento dos animais silvestres (da área comum) feridos ou debilitados.Rafael explica que às vezes surge um grande número de animais mortos, e as pessoas acham que os bichos estão sendo envenenados. Mas não é bem assim. “Um ganso que come um peixe contaminado pode morrer e, tendo contato com outros animais, pode levá-los à morte também”, diz. Produzir um inventário sobre os animais silvestres no entorno da Península também é pauta de trabalho. Palestras e eventos didáticos também estão incluídos nos planos do profissional, que acredita que a educação é a melhor forma de proteger o meio ambiente. Ele informou ainda que é importante saber que o ambiente precisa estar equilibrado e que todos os animais têm sua função na natureza. O gambá é um exemplo disso. Segundo Rafael, o animal é um predador natural das cobras, e

onde se reduz demais o número de gambás, propicia-se o surgimento de cobras. Para o veterinário, “no momento em que o meio ambiente está equilibrado, não há problemas entre pessoas e animais”, afirma.


S

41

aúde em Casa

A seção Saúde em Casa desta edição entrevista o psicoterapeuta Luciano Vilaça, morador do Evidence, formado pela UNESA e com especialização na PUC-RJ. As relações humanas estão na sua pauta diária de trabalho: conflitos de casais, famílias; enfim, o que aflige a alma e o coração. No nosso bate-papo, ele explicou um pouco sobre a sua profissão e o campo de abrangência.

Península: O que é a psicoterapia? Luciano Vilaça: A psicoterapia trabalha a partir das patologias de ordem psíquica. Ela seria uma prática clínica destinada a médicos e psicólogos que cuidam da dor e do fenômeno humano, das relações, das vivências do sujeito enquanto ele está no mundo. Península: Quais são os casos mais comuns na psicoterapia? Luciano Vilaça: Hoje os mais comuns são as questões conjugais, relações amorosas, questões familiares. São muitos casos em que há dificuldade de lidar com o par amoroso, manter o vínculo conjugal, superar os conflitos do relacionamento a dois, de relacionamento com os filhos e problemas com o segundo casamento. O segundo casamento traz muitos conflitos, e gera mais divórcios do que o primeiro. Península: Por que esse fato acontece? Luciano Vilaça: No segundo casamento, há uma espécie de idealização. O indivíduo quer reconstruir a sua vida e deposita as esperanças nessa segunda relação, mas, na verdade, não trabalhou os seus problemas do primeiro casamento. Assim, ele reencena os comportamentos nocivos do primeiro, e a mudança de parceiro não vai ser suficiente


42| Entrevista | Luciano Vilaça para melhorar a situação. É preciso trabalhar as questões dele e não repetir o script. Até porque a escolha amorosa é baseada na primeira escolha, que é feita pelo inconsciente e é produto das experiências primárias com as figuras parentais. Se essas relações primárias não foram resolvidas, o indivíduo vai reproduzir isso na vivência amorosa. Então, quando o sujeito não busca ajuda, uma análise para lidar com essas questões, ele vai escolher o mesmo objeto amoroso. Península: Qual seria esse objeto amoroso? Luciano Vilaça: Por exemplo, todo homem busca uma mãe, porque é nosso primeiro objeto de amor,

tanto para o homem como para a mulher. É com a mãe que trocamos os primeiros afetos. O homem busca, sim, uma mãe, o problema é quando essa idealização com a mãe é tão intensa que a relação vira dual, ou seja, o marido enxerga a mulher como uma mãe. Península: Quando há o fracasso no primeiro casamento, por que tentar o segundo? Luciano Vilaça: O casamento oferece para o indivíduo um eixo para a vida, confere um senso de pertencimento, de amparo, de estrutura. Então, apesar dos divórcios, o que se mostra é que o índice de casamentos vem crescendo no Brasil. Na realidade, como dizem muitos pesqui-

sadores, o divórcio não significa o esvaziamento, significa exatamente o contrário. O casamento é tão importante que o sujeito se separa para poder casar de novo e ter um casamento melhor. Península: Então o indivíduo procura o segundo casamento para melhorar de vida. É garantido que esse casamento vai dar certo? Luciano Vilaça: Não. As vivências familiares são as matrizes modeladoras que vão proporcionar um repertório psíquico favorável ou desfavorável para casamentos futuros. A criança se identifica com os pais, assume traços, comportamentos, ela internaliza as questões. Pesquisas mostram que os filhos que não tive-


43 ram experiências boas com os pais, como pais separados, tendem a reencenar o comportamento dos pais. Península: Você também é especialista em relações entre mães e filhas. Fale um pouco sobre isso. Luciano Vilaça: A filha tem a relação de modelo com a mãe. Mas a relação é muito complexa, tem muita influência da mãe na filha. Ela pode ser tão intensa que as crianças não desenvolvem a sua autonomia e se tornam adultos imaturos, e quem pode dar essa autonomia é a figura do pai. Quando o pai não está presente, ou está presente e não participa, isso traz consequências para o casamento. Essa situação acontece com homens e mulheres.

Península: Qual o ponto de maior conflito dessa relação? Luciano Vilaça: Na adolescência. É quando a criança entra na puberdade e adolescência e vê que os pais não são perfeitos. Também há outras razões, a adolescente quer buscar autonomia, precisa disso, mas, às vezes, a mãe não vê responsabilidade, e isso cria um conflito. Porque nem sempre as mães estão aptas para que suas filhas sejam elas mesmas. Quando nasce uma menina, reacendem fantasmas do passado que a mãe preferiria esquecer, que dizem respeito à relação com a própria mãe dela, trazem questões mal resolvidas. Península: Existe uma forma para

resolver esse grande impasse? Luciano Vilaça: Essa não é uma resposta fácil, mas, grosso modo, podemos dizer o seguinte: que as mães permitam que as filhas sejam elas mesmas, e não uma reedição das próprias mães. A criança precisa ter autonomia, gostos, escolhas próprias. E é importante, também, que as filhas entendam que ir pelo caminho da rebelião, do conflito, nunca é o melhor caminho. Demonstre na relação que você merece a responsabilidade e credibilidade para a autonomia. Por último, é preciso o reconhecimento da individualidade. Elas são diferentes, precisam reconhecer isso e aceitar essas diferenças, elas não precisam ser iguais.


44| Porta-Retrato | Manhã de sol

A

vida é bela

Carlos Drummond de Andrade disse certa vez: “Ser feliz sem motivo é a mais autêntica forma de felicidade.” E a frase pode levar à reflexão, de que essa sensação vem de gestos simples, da escolha pela vida em contato com a natureza. Caminhar numa manhã der sol pode ser a expressão palpável da poesia.

Marilete Acioly, moradora do Aquarela, adora esse contato com o verde. “Caminho todos os dias, pouco mais de uma hora. Às vezes, caminho pela trilha também para dar uma variada. É um grande prazer”.

Outra moradora que adora caminhar é a Amanda Ribeiro, do Evidence. Durante o dia, passeia com seu fiel escudeiro, Bóris, que já tem 10 anos. À noite, caminha com o namorado, também morador da Península. Ela aproveita, de verdade, os cantos e recantos deste espaço chamado Península.

Iara Serra, que chegou há um ano à Península e vive no Mondrian, já sabe o que é bom para ela aqui nesta nova morada: “Todo dia eu caminho, frequento a igreja, os eventos. E esta área verde é maravilhosa, o espaço para as crianças também”, elogiou.


45

Emanuele Ayala aproveita o tempo livre para brincar com o filhão, Noah Ayala, de 1 ano e 7 meses. “Este espaço aqui é maravilhoso. Venho com ele de manhã e à tarde, às vezes aproveitamos a trilha. Quando dá, também jogo tênis”.

Manhã de sol, boa companhia, a vida segue em paz. Assim, Sylvia Domingues, moradora do Aquarela, passeia com a filha, Nicolle, e o neto, Davi. “Hoje estamos com ele, mas quando tenho tempo, eu também aproveito para caminhar. Além de desfrutar as alamedas e jardins, Sylvia contou que adora também os eventos, principalmente a festa junina.

Claudia Infante e Roney Thompson são moradores do Paradiso. O casal tem três filhos, mas aqui passeava apenas com a caçula, Carolina, de 2 meses. O pai confidenciou que adora brincar, jogar bola e andar de bicicleta com as crianças.

Hugo Kling é morador do Evidence e estava acompanhado do Scooby, de 8 anos. “Passeio com ele duas vezes por dia, jogo tênis e aproveito também com a minha namorada”, afirmou ele, mostrando que curte a Península de todos os jeitos possíveis.


46| CCBT | Eduardo Paes

Claudio Moraes (Conselheiro do Atmosfera), Alvaro Latorre (Conselheiro da Carvalho Hosken), João Antonio (Conselheiro do Green Bay Star), Prefeito Eduardo Paes, Carlos Fernando de Carvalho (Presidente da Carvalho Hosken), Delair Dumbrosck (Presidente da CCBT), Marília Cavalcanti (Conselheira do Green Lake/Garden) e Marco Antônio Beraldo (Conselheiro do Life)

P A

refeito fala sobre melhorias para a Península

Câmara Comunitária da Barra da Tijuca festejou a reeleição do prefeito Eduardo Paes. Autoridades, amigos, parceiros, muita gente compareceu para parabenizá-lo por mais quatro anos de governo. Entre eles: o Presidente da Carvalho Hosken, Carlos Fernando de Carvalho, o presidente da ASSAPE, Carlos Gustavo, o Subprefei-

to da Barra, Tiago Mohamed e Conselheiros da Associação Amigos da Península. O presidente da ASSAPE, Carlos Gustavo, destacou a parceria dos governos estadual e federal, que, para ele, trouxe à cidade vários recursos e muitos investimentos. “As olimpíadas vão deixar muitos legados, que irão gerar emprego, riqueza e visibilidade. O Rio

está em evidência, empresas estão vindo para cá. A valorização dos imóveis já é bastante visível em função dessas mudanças”, afirmou Carlos Gustavo. Os elogios também fizeram parte do discurso do presidente da CCBT, Delair Dumbrosck, que disse que Eduardo transformou o Rio de Janeiro. Ele revela que o depósito de esperança vai ser


47 muito maior para que Paes dê continuidade à expansão dos trabalhos que tem feito. “Ele tem demonstrado ser uma grande liderança no estado e no país. Eu desejo a ele mais crescimento político, e que ele continue sendo do jeito que ele é”, declarou Delair. Já na opinião de Alvaro Latorre, Conselheiro da Carvalho Hosken, a administração de Eduardo Paes foi muito eficiente. A perspectiva do Diretor para os próximos anos é a melhor possível e disse que o prefeito reeleito “é uma pessoa ativa e participativa, que realmente vai concretizar todos os projetos prometidos para a zona oeste e realizará o plano da Cidade Olímpica”.

Delair Dumbrosck (Presidente da CCBT) e o Prefeito Eduardo Paes


48| CCBT | Eduardo Paes Ao chegar à celebração, Eduardo Paes arrancou aplausos, agradeceu a homenagem e fez um discurso de agradecimento. Com relação às melhorias que irão atingir a vida dos moradores da Península, o Prefeito reeleito destacou: “É sobre a questão ambiental, pois estamos fazendo a macrodrenagem de todos os rios da baixada e de Jacarepaguá, além dos investimentos em saneamento básico”, relatou Eduardo. O transporte público foi outro destaque. “Os BRTs que a gente está implantando aqui acabam com a situação caótica no trânsito e facilitam a vida de muita gente na Barra da Tijuca”.

Carlos Gustavo (Presidente da ASSAPE), Claudio Moraes (Conselheiro do Atmosfera), Marília Cavalcanti (Conselheira Green Lake /Garden), Tiago Mohamed (Subprefeitura da Barra da Tijuca) e Alvaro Latorre (Conselheiro da Carvalho Hosken).


49 É sobre a questão ambiental, pois estamos fazendo a macrodrenagem de todos os rios da baixada e de Jacarepaguá, além dos investimentos de saneamento básico.


Portal Peninsulanet No Portal, você terá uma gama de informações sobre transporte, segurança, esporte e o que é importante para quem vive aqui. Participe também da Rede Social on line para moradores. Acesse: www.peninsulanet.com.br


52 | ASSAPE em Ação | Conheça o Estatuto

Q

ual a importância de o morador entender o Estatuto?

Damos continuidade à apresentação do Estatuto que rege a Península. Nesta edição, apresentamos parte do Capítulo VII. CAPÍTULO VII – Seção I Da Administração da Associação Artigo 34 - A administração da Associação será exercida pela sua Diretoria e pelo Conselho Comunitário. Parágrafo único. O Conselho Comunitário é órgão de deliberação colegiada, sendo a representação da Associação exercida pelos membros da Diretoria, ressalvando o disposto no Art. 39, alínea “C”. Seção I - Do Conselho Comunitário Artigo 35 - O Conselho Comunitá-

rio será composto pelos representantes dos titulares ou promissários compradores de todos os lotes integrantes dos PAL’s, supra, dos incorporadores a qualquer título, bem como por representantes dos condomínios regularmente constituídos e instalados, previamente eleitos em assembleias desses condomínios, empossados pela Assembleia Geral e por ela destituíveis a qualquer tempo. § 1o. O Presidente e o Vice-Presidente do Conselho Comunitário serão elei-

tos na Assembleia Geral Ordinária, com mandato de 1 (um) ano, podendo ser reconduzidos. § 2o. O Vice-Presidente do Conselho Comunitário substituirá o Presidente em suas faltas e impedimentos ocasionais. § 3o. Ocorrendo vacância do cargo de Presidente do Conselho Comunitário, deverá a Diretoria, dentro do prazo máximo de 30 (trinta) dias, contados do evento, convocar uma Assembleia Geral Extraordinária para eleger o


53 substituto. § 4o. Enquanto for proprietária de lotes em parte do PAL mencionado no art. 4o, a associada CARVALHO HOSKEN S.A. ENGENHARIA E CONSTRUÇÕES integrará o Conselho Comunitário como membro nato, com direito de voto e veto, este para as hipóteses previstas no parágrafo único do art. 29, supra. § 5o. A CARVALHO HOSKEN S.A. ENGENHARIA E CONSTRUÇÕES será representada no Conselho Comunitário pela pessoa física que expressamente indicar ao seu Presidente para exercer o cargo de Conselheiro, a qual será mantida no cargo até que se efetive comunicação de modificação de seu representante. Artigo 36 - Compete privativamente ao Conselho Comunitário:

a) eleger, contratar e fixar a remuneração e mandato dos membros da Administração, por ela destituíveis a qualquer tempo; b) deliberar sobre as normas gerais e diretrizes relativas à gestão da Associação, que deverão ser rigorosamente observadas por todos os membros da Administração; c) zelar para que sejam alcançados os objetivos sociais descritos no art. 3o, supra; d) elaborar a proposta orçamentária anual, a ser submetida à Assembleia Geral, com parecer do Conselho Fiscal; e) aprovar o rateio das despesas, elaborado mensal ou periodicamente pela Administração; f) autorizar despesas imprevistas, dentro das disponibilidades financeiras, dando ciência ao Conselho Fiscal; g) deliberar e aprovar as instituições

financeiras através das quais a Associação movimentará seus recursos e aplicará os seus excedentes; h) fixar o quadro e o plano de classificação dos empregados da Administração da Associação; i) deliberar sobre todos e quaisquer atos ou fatos que lhe forem submetidos, que não sejam da competência privativa da Assembleia Geral; j) eleger os Coordenadores Setoriais das áreas de Infraestrutura, Cultura, Esporte e Lazer, Transporte, Segurança, Comunicação Social e de outras que o Conselho Comunitário julgue necessário, todos associados, com mandato de 12 meses e sem remuneração; k) elaborar todos os instrumentos normativos de utilização e convivência social para o empreendimento Península.


54 | Península | Shopping Open Mall

O V

shopping também é arte

em aí o shopping Open Mall, um espaço de muita comodidade e conforto para o morador da Península. Serão 38 espaços comerciais e uma grande praça central de convivência e confraternização, ideal para um happy hour. Entre alguns serviços, o morador terá à sua disposição: centro de estética corporal e de saúde, cursos, farmácia, pet shop, cabeleireiros, livraria, papelaria, lotérica, caixas eletrônicos, minimercado – com diversidade de produtos – e uma forte gastronomia. Nesta edição, vamos falar de música, melodia e aprendizado. No shopping, funcionará a Escola Tempo Musical, uma sociedade entre a psicóloga Carmen de Abreu

e a professora de música Ilana Hazan Portnoi. Carmen, que há 10 anos administra o prédio onde mora (Style), será responsável pela gerência administrativa. Já Ilana tem passagem por palcos cariocas, tanto no teatro quanto na música. Formou-se pela CAL – Casa das Artes de Laranjeiras. Também passou pelo Tablado e estreou nos palcos cariocas, no Musical Verde que te quero verde, de Paulinho Tapajós e Edmundo Souto. Participou de várias novelas, entre elas Chocolate com Pimenta. Gravou o CD Coisa de Mulher. Formou-se em canto pela Escola de Música Villa-Lobos e hoje ministra aulas de iniciação musical, com solfejo e partitura de teclado.


55 Ela explica por que o shopping foi escolhido como o local para essa nova empreitada e como funcionará a escola. “Já dou aulas particulares aqui há dois anos e meio. Vimos o shopping nascendo e pensamos que seria uma boa oportunidade. Teremos aulas para vários instrumentos, como violino, saxofone, bateria, percussão, guitarra e piano, e também aulas de canto. Vamos realizar, ainda, workshops de artes e teatro. Todo mês, tentaremos fazer alguma coisa diferente. Serão aulas particulares, em dupla ou, no máximo, em trio. As turmas serão divididas por idade, e a grade já está pronta. Já temos o quadro todo montado”.

“Se fosse ensinar a uma criança a beleza da música não começaria com partituras, notas e pautas. Ouviríamos juntos as melodias mais gostosas e lhe contaria sobre os instrumentos que fazem a música. Aí, encantada com a beleza da música, ela mesma me pediria que lhe ensinasse o mistério daquelas bolinhas pretas escritas sobre cinco linhas. Porque as bolinhas pretas e as cinco linhas são apenas ferramentas para a produção da beleza musical. A experiência da beleza tem de vir antes”. Rubem Alves


Delivery

48


Anuncie Aqui 3471-6799


Natal de ofertas

Luminária Led Stixx Prateada

Cordão Lum Led 10 Anjinhos Br 127v

OSRAM - cód.: 2008301

TASCHIBRA - cód.: 1835823

R$

16,90

R$

Mangueira Lum Led 2fios 13mm Cores 127v

54,90

TASCHIBRA - cód.: 1939460 A partir de:

R$

13,90

/m

Cordão Lum 50leds Cores 127v

TASCHIBRA - cód.: 1914023

Porcelanato 60x60 Nordico Snow Ret

R$

INCEPA - cód.: 1292723

R$

45,90

17,90

/ m² Misturador Lav Mono B. Alta Atenas C600

FANI - cód.: 1777512

R$

413,90

Ducha Top Jet Multi 5500w/6400w 127v/220v Lorenzetti

BR - cód.: 1960563/1960570

Argamassa Porcelanato Int/ext Branca 20kg

R$

58,90

PORTOKOLL - cód.: 1843637

R$

www.amoedo.com.br

31,90

TELEVENDAS: (21) 2199-1200

Assistência Técnica: Recreio: (21) 2199 -1212 Ipanema: (21) 2287-8787 assistencia@amoedo.com.br assistencia.rec@amoedo.com.br

Twitter.com/lojaamoedo Até 6x s/ juros com parcelas mínimas de R$100,00

facebook.com/lojaamoedo

Até 4x s/ juros com parcelas mínimas de R$100,00

assistencia.ipa@amoedo.com.br

Preços e condições válidos de 05/11/2012 a 25/11/2012 ou enquanto durar o estoque. Ofertas válidas para moradores do Península na loja da Barra. Imagens meramente ilustrativas. Cartões Master e Visa: até 6x s/juros com parcelas mínimas de R$ 100,00. Cartões Amex e Dinners: até 4x s/juros com parcelas mínimas de R$ 100,00. Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação.


Revista Península