Issuu on Google+

cmyb

Sabado e Domingo 240 120

30 DE JUNHO E 01 DE JULHO DE 2012

DIRETOR: BENEDITO FRANCISQUINI

ANO XVI - N0 2175 R$ 1,00

www.tribunadovale.com.br

DESISTÊNCIA

Decepcionada, Maria Ana afirma que não subirá no palanque de ninguém

Depois de oficializar sua desistência à reeleição, a prefeita Maria Ana Pombo (PT), recebeu a reportagem da Tribuna do Vale em seu gabinete na manhã de ontem e não escondeu sua decepção com os últimos acontecimentos políticos na cidade. Ela disse que não pretende se envolver na campanha deste ano, nem mesmo com a escolha de seu sucessor, o assessor parlamentar do deputado André Vargas (PT), Valter Pereira. “Não subo no palanque de ninguém”, afirmou. A petista também garantiu que mesmo o PT abrindo mão da

ELEIÇÕES 2012

PT de Santo Antônio lança Valter Pereira a prefeito  PÁG. A3

S.A.PLATINA

Com prédio

candidatura própria e compondo uma aliança com outras siglas, a sua posição continuará neutra. No entanto, ela revela interditado, que no momento uma aliança do PT ou com qualquer outro Bombeiros candidato é remota já que há uma orientação do partido serão nesse sentido. “Como eu daria meu apoio a um partido, a uma aliança que destruiu o que estávamos tentando cons- transferidos truir com o PSC e o PCdoB? Passaram por cima, esmagaram, para Jacarezinho chutaram. E como é que agora eu posso dar apoio a um lado  PÁG. A6 desses?”, questionou.  PÁG. A5

JOAQUIM TÁVORA

Obras em bairros já ultrapassam R$1,6 milhão

JUNDIAÍ DO SUL

Departamento de Odontologia agora tem aparelho de Raio-X O Programa Brasil Sorridente, do Governo Federal, doou à Secretaria Municipal de Saúde de Jundiaí do Sul, um aparelho de Raio-X para os atendimentos odontológicos no município. Ava-

liado em R$3 mil, o equipamento é usado para a análise intraoral de imagens, e está sendo utilizado no diagnóstico de tratamentos de canal, restaurações e até cirurgias básicas.  PÁG. C1

NÁUTICA

Marinha do Brasil impõe mais rigor nas regras para habilitação de embarcações

Bairros estão recebendo pavimentação, calçamentos, galerias de águas pluviais e até paisagismo

A prefeitura de Joaquim Távora está investindo cerca de R$1,6 milhão em um amplo projeto de pavimentação de bairros . As melhorias estão sendo viabilizadas por meio de uma parceria entre a administração municipal e governo federal através do Programa de

Antônio de Picolli

Aceleração do Crescimento (PAC2). Mais de 600 mil metros de pavimentação estão sendo executados na cidade, serviço que inclui ainda a instalação de galerias pluviais, sinalização de trânsito, paisagismo e melhoria das calçadas.  PÁG. A8

As mudanças visam aumentar a segurança, não apenas de quem pilota as embarcações, mas também dos banhistas

A partir de segunda-feira, entrarão em vigor novas regras para pilotar embarcações, incluindo lanchas e Jet skis. Entre as mudanças, a Marinha do Brasil está exigindo, na categoria de Motonauta , no mínimo, quatro horas de aulas práticas, diferente do

que ocorria antes quando era preciso apenas um exame de 40 questões de múltipla escolha. Já para Arrais-Amador serão necessárias, no mínimo, dez horas de embarque, acompanhado de pessoal qualificado, em embarcações de esporte e/ou recreio.  PÁG. B1

Romeiro cumpre promessa de ir a pé a Aparecida durante 21 anos

Desenganado pelos médicos, o agricultor Antonio Pereira, morador de Porto Velho (RO), fez uma promessa em 1991, que se fosse curado de cegueira e câncer de garganta, iria anualmente, a pé, para Aparecida do Norte durante 21 anos seguidos. Em maio deste ano,

depois de percorrer mais de 80 mil quilômetros, ele cumpriu sua promessa. Fazendo o caminho de volta à sua terra natal, feliz da vida, ele passou por Santo Antônio da Platina, depois iria a Jacarezinho e de lá para Ourinhos, onde pegaria um ônibus para sua casa.  PÁG. C4

cyan magenta yellow black


A-2 Opinião

TRIBUNA DO VALE

Todo aperfeiçoamento é bem vindo, mas não deveria invadir o período em que as eleições já se encontram em andamento.” Editorial

Sabado e domingo, 30 de junho e 01 de julho de 2012

Todo ser humano é capaz de executar o amor ao próximo, e é nesta esfera, na esfera do amor que burlamos as regras, e assim, adoecemos nosso emocional. Os nossos objetos, as nossas “coisas” não podem ocupar o nosso centro de interesses.”

A RTIGO

E DITORIAL

Insegurança jurídica O entendimento de quatro ministros do Tribunal Superior Eleitoral de que a simples apresentação da prestação de contas das eleições passadas habilita os candidatos a receber o certificado de quitação eleitoral permitirá que 21 mil políticos de todo o país possam concorrer às próximas eleições. Os ditos “contas sujas” ficarão sujeitos à apreciação do Ministério Público Eleitoral que, caso encontre receitas ou gastos ilícitos em suas contas, poderá apresentar denúncia à Justiça Eleitoral e, inclusive, pleitear a cassação de seus registros de candidatura ou até dos mandatos se a apreciação ocorrer após as eleições. A decisão tem fundamentos, pois o que determina a ficha suja é a comprovada prática de ilícitos. Mesmo que o candidato tenha problemas, mas os consiga explicar e comprovar lisura de procedimentos, a rigor, não será um ficha suja, embora momentaneamente não o possa comprovar. Uma vez comprovadas práticas ilegais, a promotoria eleitoral o denunciará com base na Lei das Eleições (Lei nº 9.504/1997) e ele ficará inelegível, mas tudo com a devida comprovação e decisão judicial. O processo eleitoral brasileiro vem sofrendo significativas mutações desde as eleições de 2004, quando o TSE reduziu o número de cadeiras nas câmaras de vereadores. O calendário eleitoral já se iniciava e muitas câmaras ainda não sabiam quantas vagas iam oferecer. Depois, quando da aprovação da Lei da Ficha Limpa, houve a discussão sobre a sua entrada em vigor imediata ou só no ano seguinte. Agora temos o questionamento HORÁRIO DE FECHAMENTO

22:10

Marcia Santos*

relativo às contas de eleições anteriores. Todo aperfeiçoamento é bem vindo, mas não deveria invadir o período em que as eleições já se encontram em andamento. Antes de começar a adotar as providências para sua realização, Justiça Eleitoral, partidos políticos e candidatos precisam conhecer todas as regras para poderem cumpri-las fielmente e transformar o processo num efetivo acontecimento cívico e social. Há que se ter, acima de tudo, segurança quanto aos procedimentos. Para atenderem efetivamente às necessidades do país e do regime democrático, as eleições têm de ser honestas, transparentes e não permitirem qualquer margem de dúvida. Espera-se que, para o bem do processo, haja a fixação de uma data-limite para as adaptações e, uma vez iniciado, o certame eleitoral siga inalterado até a proclamação dos eleitos e sua posse nos respectivos cargos. A própria lei eleitoral e mais recentemente a Lei da Ficha Limpa definem quem pode e quem não pode participar mas, se eventualmente, alguém escapar indevidamente por alguma brecha, a Justiça terá instrumentos para barrá-lo. Não podemos, jamais, conviver com a suspeição generalizada de que todo político é ficha suja e nem correr o risco de que a eleição seja um poço permanente de mudanças. É através dela que a população escolhe todos os encarregados de governar o país e de fazer as leis a que todos temos de nos submeter.

C HARGE

chargeonline.com.br

NESTA EDIÇÃO TEM

22 PÁGINAS CADERNO PRINCIPAL  OPINIÃO  POLÍTICA  GERAL  CIDADES  COTIDIANO  ESPORTES  AGRONEGÓCIO

A 01  08 A 02 A 03 A 04 A 05 A 06 A 07 A 08

2ª CADERNO  AGRONEGÓCIO  ATAS & EDITAIS  SOCIAL

B 01  08 B 01 B 02  07 B 08

3º CADERNO  ATAS & EDITAIS

C 01  06 C 01  06

PREVISÃO PARA HOJE

240 120

SANTO ANTÔNIO DA PLATINA

A RTIGO Ademar Traiano*

Diplomacia ideológica O impeachment a jato do presidente paraguaio Fernando Lugo pegou a diplomacia brasileira desprevenida. O Itamaraty se deu conta, aparentemente pelos jornais, que o companheiro Lugo estava prestes a perder o emprego. Enquanto nossa diplomacia se recuperava da surpresa, o Senado paraguaio confirmava a decisão da Câmara - que impediu Lugo pelo esmagador escore de 80 a 1 - ratificando o impeachment por 39 a 6 votos. Sem apoio popular (além do apoio dos sem-terra), militar, jurídico ou político, Lugo não teve alternativa além da de voltar para casa. Desde o Barão do Rio Branco a diplomacia brasileira era conhecida e respeitada pelo seu profissionalismo. Isso começou a mudar em 2003, com a posse de Lula, que deu viés ideológico a condução da política externa e permitiu a interferência de amadores com forte engajamento ideológico, como o notório Marco Aurélio Garcia, na condução da diplomacia brasileira. O resultado foi que a agenda externa brasileira passou a ser

pautada por afinidades ideológicas do presidente e do Partido dos Trabalhadores, muitas vezes em prejuízo dos interesses nacionais. Caso emblemático foi à encampação militar de refinarias da Petrobras na Bolívia em 2006, por Evo Morales, que recebeu tratamento extremamente compreensivo por parte do governo brasileiro. Em contrapartida, um suposto golpe direitista em Honduras, em 2009, produziu um surto de onipotência imperialista no ex-presidente Lula que passou a exigir que Manuel Zelaya fosse reconduzido ao poder, mesmo depois de ter sucessor eleito em eleições livres e diretas. Dilma Rousseff tem moderado o ativismo do antecessor. Tanto no trato com os aiatolás atômicos do Irã quanto no intervencionismo em países latinos. Ainda assim, o critério da afinidade ideológica continua suplantando o do interesse nacional. O próprio Lugo foi beneficiário desse viés diplomático. Graças à benevolência brasileira, conseguiu renegociar o

TRIBUNA DO VALE

O Diário da nossa região - Fundado em agosto de 1995 Editora Jornal Tribuna do Vale LTDA CNPJ 01.037.108/0001-11 Matriz: Rua Tiradentes 425, Centro Santo Antônio da Platina, PR Fone/Fax: 43 3534 . 4114

Marcia Santos

Diretor Responsável Benedito Francisquini - MTB 262/PR tribunadovale@tribunadovale.com.br tribunadovale@uol.com.br

Tratado de Itaipu, triplicando o preço pago pelo Brasil pela energia paraguaia gerada pela hidrelétrica. Uma cortesia que será paga pelo contribuinte brasileiro e que foi a maior, senão a única, realização positiva de Lugo em quatro anos como presidente do Paraguai. A renegociação do Tratado de Itaipu foi aceita pelo Brasil sem que os paraguaios nos dessem qualquer contrapartida. O governo brasileiro não pediu sequer que o governo Lugo parasse de dar respaldo e apoio aos ‘carperos’ (os sem-terra paraguaios) que aterrorizam os brasiguaios, imigrantes brasileiros que tornaram o Paraguai um dos grandes produtores mundiais de soja. Foi a cobertura que Lugo deu a esse movimento e seus excessos, aliás, que acabou provocando sua queda. O massacre de 17 pessoas, entre sem-terra e policiais, em Curuguaty ocorreu, em boa medida, por causa do apoio, aberto ou dissimulado, que Lugo deu, nos últimos anos, aos carperos e aos radicais infiltrados no movimento. O

massacre foi a gota d’água para o impeachment. Agora, para punir o Paraguai pelo impeachment de Lugo, o Brasil se une a essas democracias “exemplares”, como a Venezuela e o Equador, para deixar o país “de castigo” suspenso do Mercosul até as próximas eleições presidenciais. Vale notar que essa atitude ignora, mais uma vez, os brasiguaios que fizeram um apelo dramático para que o governo Dilma reconhecesse o novo governo paraguaio. A afinidade ideológica novamente falou mais forte. A diplomacia brasileira, que não antecipou a crise paraguaia, que não fez gestões eficazes para proteger os brasiguaios, precisa reencontrar o caminho da prioridade do interesse nacional em sua política externa. E precisa respeitar a legitimidade dos deputados e senadores paraguaios que foram eleitos pela urna e vontade popular. *Ademar Traiano é deputado estadual pelo PSDB e líder do governo na Assembleia Legislativa

Representação: MERCONET Representação de Veículos de Comunicação LTDA Rua Dep. Atílio de A. Barbosa, 76 conj. 03 - Boa Vista - Curitiba PR Fone: 41-3079-4666 ¦ Fax: 41-3079-3633 Vendas Assinatura Anual R$ 200,00 Semestral R$ 100,00

Impressão e Fotolito: Editora Jornal Tribuna do Vale Fone/Fax : 43 3534 . 4114

Somos o que cultivamos Você já foi traído por alguém? A condição de traído nos remete a um sentimento de menos valia. Quando falamos de traição, estamos essencialmente falando de confiança e do que a pessoa representa para nós, o que faz pensar em regras estabelecidas entre as partes, as quais devem ser cobradas um do outro, seja na esfera da amizade, do amor e dos laços familiares, essas devem seguir a franqueza da verdade e assim tornar-se valor para ser agregado no relacionamento. É neste quesito da verdade que o relacionamento cresce e se estabelece vida a fora. Construir em relacionamento dá trabalho, exige investimento de tempo e objetivos em comum das partes interessadas. Respeitamos regras com mais facilidades quando somos punidos por elas, na realidade nos sentimos ameaçados pelas punições impostas ao que está estabelecido, somos punidos por andarmos em alta velocidade na estrada pela instituição que impôs esta regra, nos controlamos porque não queremos pagar pela multa, e quando o sistema impõe comportamento que não mexe no nosso bolso? Mas, nos cobra comportamentos de valor moral e emocional? Será que estamos varrendo isso tudo para debaixo do tapete? Deixando para resolver depois e esse, “depois”, não tem limite de tempo. É exatamente assim que minamos nosso relacionamento emocional, deixando para depois: depois quando? Estamos nos esquecendo de cobrar das pessoas os valores impostos pela sociedade, como por exemplo; respeito e verdade. A melhor forma de lidar com relacionamento é atribuindo e cobrando a verdade dos fatos. A nossa saúde mental depende do nosso bom relacionamento com as pessoas, a infidelidade não acontece só entre os casais, ela está presente quando não exercemos a veracidade das regras impostas, ela está presente quando temos a intenção de confundir o outro. Todo ser humano é capaz de executar o amor ao próximo, e é nesta esfera, na esfera do amor que burlamos as regras, e assim, adoecemos nosso emocional. Os nossos objetos, as nossas “coisas” não podem ocupar o nosso centro de interesses. Na nossa cultura as pessoas costumam tratar as coisas “objetos” como extensão de si mesmas, os laços emocionais que criamos com os objetos vão muito além do uso funcional deles, esse vinculo aparece na infância quando as mães oferecem ao bebê ursinhos de pelúcia e paninhos, a criança cria uma relação de gratificação com esses objetos e leva esse comportamento para vida adulta, criando assim laços afetivos com o objeto, os quais passam a fazer parte da formação da sua identidade, quando na realidade deveriam somente simbolizar. O significante e o significado. Esses itens estão totalmente ligados um no outro, fazendo com que um signifique e o outro simbolize seu significado. Lévi Strauss afirma que: “Os símbolos são mais reais que aquilo que simbolizam, o significante precede e determina o significado,” ou seja, o significado é um conceito, uma ideia. O significante é o que entendemos dessa ideia, é a imagem que formamos dela. Sendo assim, uma pessoa tem seu significado e seu significante é o que o outro pode interpretar a respeito dela. Devo esclarecer que só podemos ser, o que o outro vê em nós, fazemos isso através de comportamentos expressados na sociedade em que estamos presentes e participativos. Não podemos substituir relacionamento com pessoas por relacionamento com objetos, se o fizermos ficamos sem o significante da pessoa, ou seja, ficamos com a ideia da sua existência, porém sem saber o como se relacionar com ela, tão pouco fazer com que as pessoas sejam objeto de manipulação, os quais nos trazem vícios, ficamos viciados no significado que o objeto nos oferece, como por exemplo: uma bola de futebol, que serve para que duas pessoas se relacionem dentro de uma brincadeira, (bola= significado brincadeira= significante) serve também para que um país seja reconhecido mundialmente por um esporte estabelecido por regras, ela por si só, sem pessoas que a manuseiem, significa somente uma bola, seu significante pode ser campeonatos e vitorias, As pessoas devem significar amor, relacionamento, respeito, amizade, devemos nos ater no valor que as pessoas representam, e para isso devemos buscar desenvolvimento pessoal, espiritual e profissional. Fazer desenvolvimento de autoestima é de extrema necessidade para o bem estar pessoal, temos que ter significado e ser significante, você já pensou no que você representa para as pessoas com quem convive, para a sociedade e para os amigos? Não fazemos nada sozinhos, ai estão os estádios de futebol sendo construído por milhares de pessoas para a realização da copa de 2014, o estádio sozinho significa que ele existe que é real, assim como a bola, o que pensamos em relação a eles (campeonatos e vitorias) são seus significantes, é o que eles representam para nós. Assim devem ser nossos relacionamentos, devemos ser significantes para alguém, isso tudo pode ser construído quando buscamos um objetivo em comum. As traições dentro do relacionamento acontecem quando deixamos de ser significantes para a outra pessoa, quando deixamos de representar os seus objetivos. A conversa e o entendimento são essências entre as pessoas, é assim que podemos conhecer sua essência e fazer farte da sua existência. Relacionar-se é sinal de saúde, um bom relacionamento faz com que o sistema imunológico funcione perfeitamente, nosso sistema de recompensa no cérebro entra em ação fabricando químicas responsáveis pelo bem estar. É importante usar como ferramenta fundamental a verdade no relacionamento verbal, e os objetos deixamos para simbolizar, e não para substituir pessoas. *Marcia Santos é psicóloga, reside atualmente em Jacarezinho, com vários cursos de pós-graduação e vasta experiência em diversas áreas do relacionamento humano Circulação: Abatiá ¦ Andirá ¦ Arapoti ¦ Bandeirantes ¦ Barra do Jacaré ¦Cambará ¦ Carlópolis ¦ Conselheiro Mairink ¦ Figueira¦Guapirama ¦ Ibaiti ¦ Itambaracá ¦ Jaboti ¦ Jacarezinho Jaguariaíva ¦ Japira ¦ Joaquim Távora ¦ Jundiaí do Sul ¦ Pinhalão ¦ Quatiguá ¦ Ribeirão Claro ¦ Ribeirão do Pinhal ¦ Santo do Itararé ¦Santana do Itararé ¦Santo Antônio da Platina ¦ São José da Boa Vista ¦ Sengés ¦ Siqueira Campos ¦Tomazina ¦ Wenceslau Bráz

Filiado a Associação dos Jornais Diário do Interior do Paraná

* Os artigos assinados não representam necessariamente a opinião do jornal, sendo de exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.


Política A-3

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 30 de junho e 01 de julho de 2012

Recebi no fim da tarde uma ordem do diretório estadual do partido informando o impedimento da coligação com o DEM, PSDB e PSB. Não podia desacatar um ofício do partido e muito menos ir contra seus interesses, nada que justifique partir para baixaria” Lincoln Carvalho de Mello

P anorama Regional Massa de pão O governo da presidente Dilma Rousseff é considerado “ótimo” ou “bom” por 59% dos brasileiros, indica pesquisa CNI/Ibope divulgada nesta sextafeira, 29. De acordo com o instituto, este é o maior percentual desde o início do governo. O governo está que nem massa de pão, quanto mais batem,

B. Francisquini

mais cresce. O resultado supera o obtido na última sondagem, divulgada em abril, quando os critérios foram mencionados por 56% dos entrevistados. Para 32%, o governo é “regular”, contra 34% na sondagem anterior, e 8% o classificam como “péssimo” ou “ruim”, índice igual ao apresentado em abril.

Em alta A aprovação pessoal da presidente permaneceu em 77%, mesmo com o bombardeio de notícias negativas nos últimos dias. Em abril, o resultado já era recorde para a avaliação pessoal de Dilma entre as cinco sondagens realizadas desde que chegou à Presidência da República. O índice foi superior ao alcançado pelos ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva para idêntico período no cargo. Em abril, a confiança dos brasileiros na presidente também oscilou: saltou de 68% para 72%. Salvos pelo STF A vitória do PSD de Gilberto Kassab no STF (Supremo Tribunal Federal) o credencia desde já como a quarta força eleitoral do país. Criado no ano passado pelo prefeito de São Paulo, o partido teve reconhecido pelo STF o direito a ter propaganda eleitoral na TV e financiamento público proporcionais à sua bancada na Câmara –a quarta maior, com 48 dos 513 deputados. Oito dos 11 ministros concordaram com a tese. A decisão também possibilitará ao PSD cargos nas comissões do Congresso. A maioria dos ministros entendeu que, como todos os deputados agiram com respaldo legal ao saírem de seus partidos originais para integrarem o PSD, esses políticos carregaram consigo os votos que obtiveram em 2010.

Valter Pereira anuncia candidatura pelo PT

Maurício Reale

NOVO CANDIDATOCom a desistência da prefeita Maria Ana Pombo, PT decide substituíla pelo assessor do deputado federal André Vargas Maurício Reale

O assessor do deputado federal André Vargas, Valter Pereira anunciou, na manhã de ontem, que será o candidato do PT para as próximas eleições para a prefeitura de Santo Antônio da Platina. Ele também disse que o vice também será petista e acredita ser pouco provável que o PT apoie um candidato de outra legenda. Pereira não vê empecilhos por ser relativamente desconhecido dos platinenses. “Terei 60 dias para fazer minha campanha. Será uma campanha franciscana, mas bem plane-

jada”, comenta. Ele também não esconde o desejo de contar com o apoio da prefeita Maria Ana Pombo. “A Maria Ana tem, seguramente, uns quatro ou cinco mil votos no município. O apoio dela é muito importante para o partido”, afirmou. Ele também aposta no apoio do deputado federal André Vargas e na sua influência sobre o eleitorado. “Vou correr por fora enquanto os outros dois candidatos se enfrentam”, projetou. Decisão Valter Pereira disse que ficou surpreso – embora soubesse das dificuldades políticas e administrativas enfrentadas pela prefeita que se complica-

Terei 60 dias para fazer minha campanha. Será uma campanha franciscana, mas bem planejada”

Pereira: preparado para “campanha franciscana”

ram ainda mais nos últimos dias – com a desistência dela. “Maria Ana me comunicou depois das 21 horas. Depois disso reuniu-se com umas oito pessoas mais próximas da sua administração e ratificou a decisão”, contou. Com a desistência con-

firmada, ele disse que teve o “sinal verde” do PT para substituir a candidatura de Maria Ana. Mesmo se dizendo surpreso com a decisão da prefeita, Pereira já tinha comentado algumas vezes que, caso ela desistisse, ele estaria pronto para assumir a candidatura.

ABATIÁ

Confusão durante convenção do PT e PMDB

Antônio de Picolli

Sujou Por quatro votos a três, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) liberou nesta quinta-feira o registro de candidaturas para os políticos chamados “contas-sujas”. Trata-se de um recuo do próprio tribunal que, em março, criou uma norma estabelecendo que não poderiam ser candidatos políticos que tiveram contas de campanhas anteriores reprovadas. Sinal de juízo O PSB decidiu coligar-se com o PSDB nas eleições proporcionais em Jacarezinho. A decisão contou com o aval do deputado estadual Hermas Junior (PSB), que após consultar seus correligionários, atendeu ao pedido do candidato a vice-prefeito José Carlos Molini (PSDB). Com o chapão, resolve-se o problema dos vereadores tucanos Edílson da Luz e Wandinho, que contam agora com um grupo forte para ajudá-los na reeleição, havendo possibilidades de eleição de um terceiro ou quarto candidato do PSB. Prevaleceu o bom senso de ambas as partes. Tudo certo O PMDB platinense vai mesmo coligar-se ao Democratas na majoritária indicando o candidato a vice-prefeito, Jorge Garrido. É um reforço importante para Pedro Claro de Oliveira Neto, candidato a prefeito apoiado pelos deputados Pedro e Abelardo Lupion. Burras cheias A receita própria do Estado foi de R$ 8,78 bilhões entre janeiro e maio deste ano, o que corresponde a um crescimento nominal de 15,86% sobre os R$ 7,57 bilhões que entraram nos cofres do Governo do Estado em igual período de 2011. A receita própria inclui o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), o Imposto de Transmissão Causa Mortis e Doação (ITCMD), o Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF) e taxas. Inédito O presidente da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), Mounir Chaowiche, assinou nesta sexta-feira (29) o primeiro convênio de parceria com o Banco do Brasil, no Paraná, para a construção de 748 moradias em Cambé, Região Metropolitana de Londrina, e Almirante Tamandaré, Região Metropolitana de Curitiba. Os investimentos são de R$ 40,5 milhões.

PT e PMDB se unem em Abatiá na disputa pela eleição encabeçada pelo candidato Nelson Garcia Júnior Aline Damásio

As convenções partidárias do PMDB e PT realizadas na noite de quinta-feira, em Abatiá, foi marcada por uma confusão patrocinada por alguns membros de coligações contrárias, que invadiram o local do encontro político, agredindo verbalmente um pré-candidato, quase descambando para agressões físicas. O caso foi registrado na delegacia de polícia. Independente da confusão armada os convencionais das duas agremiações aprovaram a repetição da dobradinha PT-PMDB, a exemplo do que ocorreu na eleição passada. Foi lançado para prefeito o nome do empresário Nelson Garcia Júnior (PT), conhecido como Garcia do Posto e, na vice, Valdeci Gonçalves (PMDB). Garcia Junior é casado e tem duas filhas. É ex-bancário, formado em Educação Física pela Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP),

e há 10 anos é proprietário do Auto Posto Santa Gema, no centro da cidade. O candidato disputará o pleito com apoio do atual prefeito Irton Oliveira Muzel (PR) que ocupou a chefia do executivo nos dois últimos mandatos. Além de PT e PMDB, a aliança conta também com os partidos PRB, PDT e PR. A chapa para as eleições de vereadores apresenta como reforço três nomes do atual legislatura que disputam a reeleição: Marcel Júnior Batista (PR), Lincoln Carvalho de Mello Albano (PDT) e Sérgio Escarabel (PR). O empresário participa pela primeira vez de uma disputa política em Abatiá e terá como adversária a integrante do Democratas, Maria de Lurdes Yamagami, que foi escolhida para substituir seu marido, o ex-prefeito Jurandir Yamagami, que está impedido de se candidatar devido a um processo de improbidade administrativa no Tribunal de Justiça do Paraná. Ele respon-

de processo por supostas irregularidades cometidas quando foi prefeito entre 1993 e 1996. Irton da Setti, como é conhecido o atual prefeito, diz que espera de seu sucessor, se for eleito, dê continuidade a seus projetos. “Ele é um cidadão que sempre demonstrou interesse pelo crescimento da cidade, e será o responsável por esta forte aliança dos partidos que construiu um governo de sucesso. Além de ser um nome novo na política, Garcia tem como vantagem ser um administrador competente e no cargo de gestor público colocará em prática sua capacidade para administrar o município, pois mandato hoje não se faz só com política, se faz com organização, disposição e planejamento”, declarou. Confusão Pouco antes do início da convenção, por volta das 19h, membros do próprio PDT estiveram na reunião e se manifestaram contra a coligação entre o partido e a chapa apoiada

pela atual gestão. Paulo Cesar de Lima, filiado ao PDT, seria candidato a vereador apoiando a democrata Maria de Lurdes Yamagami, porém foi impedido devido a uma restrição do diretório estadual do partido e pela decisão do presidente municipal, Lincoln Carvalho de Mello, que se lançou vereador ao lado de Garcia Júnior. A decisão gerou bate boca e confusão durante a convenção, que chegou a ser atrasada resultando em um boletim de ocorrência contra Lima. “Recebi no fim da tarde uma ordem do diretório estadual do partido informando o impedimento da coligação com o DEM, PSDB e PSB. Não podia desacatar um ofício do partido e muito menos ir contra seus interesses, nada que justifique partir para baixaria”, declarou o presidente do partido. Na tarde de ontem Mello registrou boletim de ocorrência na delegacia de Abatiá contra Paulo Cesar de Lima, acusadoo de injúria e difamação.


A-4 Geral

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 30 de junho e 01 de julho de 2012

Vereadores mirins são eleitos em Ribeirão Claro POSSE Nove estudantes da quarta-série das escolas municipais foram empossados na última semana e terão mandato de 12 meses Da Assessoria

A segunda legislação de vereadores mirins foi eleita em Ribeirão Claro, na última semana. O grupo de nove vereadores foi empossado em evento promovido pela Câmara Municipal de Ribeirão Claro na Sede Mariana. Os estudantes da 4ª série das Escolas Municipais Correia Defreitas, José Gavioli, Professora Jovira Conti Néia e Zuleika David Chammas Cassar foram eleitos por voto direto pelos colegas para representá-los nos próximos 12 meses. Guilherme José Baggio Néia Pontes, Laís Cristina de Carvalho, Laura Stefani Ribei-

ro, Nicoly da Silva Costa, Paola Abrantes de Souza Codonhoto, Pietra Gabrieli Marreca Denobi, Sabrina Aparecida Balsarini Marqueti, Thainara Cristina da Silva e Vitória Paschoal Bonato receberam o certificado de posse das mãos dos vereadores. A cerimônia teve homenagens aos pais dos alunos eleitos, diretoras das escolas e professoras, com direito a discurso dos vereadores mirins. Um dos pontos altos da posse foi a eleição da mesa diretora, para a definição do presidente, vice-presidente, 1º secretário e 2º secretário. Após votação rápida, Thainara Cristina da Silva, Vitória

Paschoal Bonato, Sabrina Aparecida Balsarini Marqueti e Nicoly da Silva Costa foram escolhidos para os cargos, respectivamente. A primeira sessão da Câmara Mirim aconteceu no dia 27, às 9h, na sede da Câmara Municipal. Na pauta, foram definidos a data e horário em que serão realizadas as sessões ordinárias da Câmara Municipal Mirim. Em seu 1º discurso como presidente da Câmara Mirim, Thainara Cristina da Silva , comprometeu a exercer com responsabilidade . “Prometo cumprir a Constituição Federal, Estadual e a Lei Orgânica do município de Ribeirão

Vereadores mirins foram empossados em solenidade na Câmara Municipal

Claro e desempenhar com honra, lealdade e patriotismo as funções de meu cargo”, declarou. O vice-prefeito, Jovadir Blum (PV) prestigiou o evento e frisou a importância do projeto para a sociedade. “É bom ver nossos jovens envolvidos com o bem da co-

munidade desde cedo”, disse. Segundo o presidente da Câmara Municipal, Carlos Henrique Molini (PSD), o “Kalé”, os vereadores mirins podem contribuir muito para o desenvolvimento do município com sugestões e ideias. O vereador, que também é autor

da lei que criou a Câmara Mirim, parabenizou o engajamento dos jovens ribeirãoclarenses. “Esse é um projeto muito importante e que seguramente vai beneficiar toda a sociedade”. “Agradeço o apoio dos meus colegas vereadores”, concluiu.

 TERMINAL RODOVIÁRIO

Após acordo judicial, obra é retomada em Cambará Da Assessoria/Redação

Depois de uma ação judicial impetrada pela prefeitura de Cambará contra a construtora que estava trabalhando na reforma e revitalização do Terminal Rodoviário da cidade, foi conseguido um acordo judicial e as obras já foram retomadas. A ação foi baseada na quebra de contrato licitatório. A obra, iniciada em junho de

2011, tinha término previsto para janeiro de 2012. Na época, a empresa só tinha conseguido realizar cerca de 20% do trabalho. A Prefeitura emitiu documento de advertência e renegociou o prazo para 30 de junho de 2012 para o término da obra. No mês de abril, os operários que trabalhavam para a Construtora, não apareceram mais no local. O acordo judicial foi feito diretamente

entre a Construtora e o poder Judiciário de Cambará para reinício dos trabalhos. A reforma e revitalização do Terminal Rodoviário estão sendo possível por meio de Emenda Parlamentar do ex – deputado federal Chico da Princesa, no valor de R$ 292.500, captados no Ministério do Turismo, mais contrapartida da Prefeitura, somando um total de R$ 383.502,20.

Acordo judicial viabilizou reinício das obras do Terminal Rodoviário

Mercado Agropecuário

Indicadores Econômicos BOVESPA

29/06/12

CÂMBIO

29/06/12

DÓLAR COMERCIAL

INDICE BOVESPA Alta: 3,23%

54.354 pontos

Volume negociado: R$ 6,41 bilhões 55.439 53.805 53.836 53.108 52.652 54.354

Baixa: 3,18% Compra Venda

EURO Var. junho: -0,40% R$ 2,008 R$ 2,010

DÓLAR PTAX (Banco Central) Baixa: 3,31% Compra Venda

22/06 25/06 26/06 27/06 28/06 29/06

Ações Petrobrás PN Vale PNA ItauUnibanco PN Brasil ON MMX Mineração ON OGX Petróleo ON Gerdau Met PN JBS ON

% +3,11 +2,17 +3,82 +4,10 +17,00 +8,91 +8,58 +6,73

R$ 18,25 39,16 28,29 19,53 5,85 5,50 22,14 6,03

12.880,09 5.571,15 6.416,28 9.006,78

+2,20 +1,04 +2,44 +1,50

BOLSAS NO MUNDO Dow Jones Londres Frankfurt Tóquio

%

OURO - BM&F

var. dia

29/06

-0,63%

R$ 103,35 /grama

IR

JUNHO

BASE (R$)

Alíquota Parc. a % deduzir Até 1.637,11 De 1.637,12 até 2.453,50 7,5 122,78 De 2.453,51 até 3.271,38 15 306,80 De 3.271,39 até 4.087,65 22,5 552,15 Acima de 4.087,65 27,5 756,53

Deduções: a) Assalariados: 1-R$ 164,56 por dependente; 2 - pensão alimentícia; 3 - contribuição à Prev. Social; 4 - R$ 1.637,11 por aposentado a partir de 65 anos; 5 - contribuições à previdência privada e aos Fapi pagas pelo contribuinte; b) Carne Leão: itens de 1 a 3 mais as despesas escrituradas no livro-caixa.

SELIC/IR IR 2012 -

A terceira parcela do IR 2012 vence em 29/06, com incidência de juros Selic de 1,74%.

MÊS TAXA SELIC Mar/12 0,82% Abr/12 0,71%

MÊS TAXA SELIC Mai/12 0,74% *Jun/12 1,00%

*No mês corrente a Selic é sempre 1,00% Indicadores Econômicos: elaboração da agência Dossiê:Dinheiro. Fone: (41) 3205-5378

Var. junho: +0,47% R$ 1,96 R$ 2,16

DÓLAR TURISMO Baixa: 2,29% Compra Venda

Var. junho: +2,42% R$ 2,5596 R$ 2,5606

EURO TURISMO

Var. junho: -0,05% R$ 2,0207 R$ 2,0213

DÓLAR PARALELO Baixa: 1,82% Compra Venda

Baixa: 1,48% Compra Venda

Var. junho: +0,47% R$ 1,990 R$ 2,130

Baixa: 1,47% Compra Venda

Var. junho: +1,51% R$ 2,45 R$ 2,69

OUTRAS MOEDAS X REAL Iene Libra esterlina Peso argentino

R$ 0,0253 R$ 3,17 R$ 0,45

US$ 1 É IGUAL A: Iene Libra esterlina Euro

79,82 0,6375 0,7894

ÍNDICES DE INFLAÇÃO Índices em % INPC (IBGE) IPCA (IBGE) IPCA-15 (IBGE) IPC (FIPE) IPC (IPARDES) IGP-M (FGV) IGP-DI (FGV) IPA-DI (FGV) IPC-DI (FGV) INCC-DI (FGV)

jan 0,51 0,56 0,65 0,66 0,55 0,25 0,30 0,01 0,81 0,89

fev 0,39 0,45 0,53 -0,07 0,06 -0,06 0,07 -0,03 0,24 0,30

mar 0,18 0,21 0,25 0,15 0,58 0,43 0,56 0,55 0,60 0,51

REAJUSTE ALUGUÉIS Índice INPC (IBGE) IPCA (IBGE) IGP-M (FGV) IGP-DI (FGV)

mai 1,0488 1,0510 1,0365 1,0386

jun jul 1,0486 1,0499 1,0426 1,0514 1,0480 -

* Correção anual. Multiplique valor pelo fator acima

abr 0,64 0,64 0,43 0,47 0,84 0,85 1,02 1,25 0,52 0,75

mai 0,55 0,36 0,51 0,35 0,50 1,02 0,91 0,91 0,52 1,88

jun 0,18 0,66 -

ano 2,29 2,24 2,58 1,56 2,57 3,19 2,89 2,71 2,72 4,39

12m 4,86 4,99 5,00 4,19 4,74 5,14 4,80 4,40 5,06 6,66

OUTROS INDICADORES abr mai jun BTN + TR 1,568531 1,568887 1,569621 TJLP (%) 6,00 6,00 6,00 Sal. mínimo 622,00 622,00 622,00 FGTS (%) 0,3536 0,2693 0,2935 TAXA SELIC ANUAL: 8,50%

PREVIDÊNCIA

COMPETÊNCIA JUNHO

Vencimento: empresas 20/07 e pessoas físicas 16/07. Após multas de 4% a 100% e juros (Selic)

Empresário/empregador

Facultativo

Contribui com 11% sobre o pró-labore, entre R$ 622,00 (R$ 68,42) e R$ 3.916,20 (R$ 430,78), através de GPS.

Contribui com 20% sobre qualquer valor entre R$ 622,00 (R$ 124,40) e R$ 3.916,20 (R$ 783,24), através de carnê.

Autônomo

Assalariados

1) Quem só recebe de pessoas físicas: recolhe por carnê 20% sobre os limites de R$ 622,00 (R$ 124,40) a R$ 3.916,20 (R$ 783,24). 2) Quem só recebe de pessoas jurídicas: a empresa recolhe 11% sobre o máximo de R$ 3.916,20 (R$ 430,78) e desconta do autônomo. 3) Quem recebe de jurídicas e físicas: têm desconto de 11% sobre jurídicas, até R$ 3.916,20 (R$ 430,78). Se não atingir este teto, recolhe 20%, via carnê, sobre a diferença até R$ 3.916,20. 4) Aut. especial: sobre R$ 622,00, recolhe 5% (donas de casa, Lei 12.470/2011) ou 11% (demais especiais), mas a aposentadoria é por idade.

Salários até 1.174,86 De 1.174,87 até 1.958,10 De 1.958,11 até 3.916,20

8,00% 9,00% 11,00%

Empregados domésticos Alíquota % R$ mín R$ máx Empregado 8 a 11 49,76 430,78 Empregador 12 74,64 469,94 Total 20 a 23 124,40 900,72

SALÁRIO FAMÍLIA - ABRIL/2012 Salário de até R$ 608,80 Salário de R$ 608,81 a 915,05

R$ 31,22 R$ 22,00

POUPANÇA, TR

LOTES - ATACADO

Poupança antiga: depósitos até 03/05/12 Nova poupança: dep. a partir de 04/05/12

POUP. ANT. MÊS Maio/12 Junho/12

NOVA POUP. MÊS Junho/12

TR MÊS Maio/12 Junho/12 Período 25/5 a 25/6 26/5 a 26/6 27/5 a 27/6 28/5 a 28/6 29/5 a 29/6 30/5 a 30/6 31/5 a 1/7 1/6 a 1/7 2/6 a 2/7 3/6 a 3/7 4/6 a 4/7 5/6 a 5/7 6/6 a 6/7 7/6 a 7/7 8/6 a 8/7 9/6 a 9/7 10/6 a 10/7 11/6 a 11/7 12/6 a 12/7 13/6 a 13/7 14/6 a 14/7 15/6 a 15/7 16/6 a 16/7 17/6 a 17/7 18/6 a 18/7 19/6 a 19/7 20/6 a 20/7 21/6 a 21/7 22/6 a 22/7 23/6 a 23/7 24/6 a 24/7 25/6 a 25/7

% 0,55 0,50

ano 2,79 3,31

12 m 7,26 7,14

% 0,48

ano -

12 m -

% 0,05 0,00

ano 0,26 0,26

12 m 1,03 0,92

POUP ANTIGA 0,5000 0,5000 0,5059 0,5230 0,5000 0,5000 0,5000 0,5101 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5076 0,5447 0,5128 0,5195 0,5067 0,5000 0,5000 0,5000 0,5253 0,5123 0,5125 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5226

POUP NOVA 0,5000 0,5000 0,5059 0,5230 0,4828 0,4828 0,4828 0,4928 0,4828 0,4828 0,4828 0,4828 0,4828 0,4904 0,5275 0,4956 0,5023 0,4895 0,4828 0,4828 0,4828 0,5061 0,4951 0,4953 0,4828 0,4828 0,4828 0,4828 0,5054

TR 0,0000 0,0000 0,0059 0,0229 0,0077 0,0104 0,0234 0,0000 0,0000 0,0000 0,0100 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0076 0,0445 0,0127 0,0194 0,0067 0,0000 0,0000 0,0000 0,0232 0,0122 0,0124 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0225

CUB PARANÁ Fonte: Sinduscon/PR e Sinduscons regionais R$/m2 ABR MAI %m%ano %12m Paraná 1.001,94 1.005,53 0,36 1,00 8,78 Norte 977,80 981,10 0,34 0,96 7,70 Noroeste 988,99 992,15 0,32 1,88 8,76 Oeste 1.001,94 1.004,73 0,28 0,72 7,13

SAL. MÍNIMO - PARANÁ Grupo 1 R$ 783,20 Trab.s na agricultura. Grupo 2 R$ 811,80 Serviços administrativos, domésticos e gerais, vendedores e trab. de reparação.

Grupo 3 R$ 842,60 Trab. produção de bens e serviços industriais Grupo 4 R$ 904,20 Técnicos nível médio. * Valores válidos de maio/2012 a abril/2013

29/06/12

SOJA - saca 60kg PRAÇA Paranaguá Ponta Grossa Maringá Cascavel Sudoeste Guarapuava

TRIGO - saca 60kg

R$ 73,00 70,00 68,00 68,00 68,50 69,00

SEM 4,3% 6,1% 2,3% 3,0% 3,0% 4,5%

30 d. 16,8% 14,8% 13,3% 12,4% 14,2% 15,0%

1,9% 0,0% 0,0% 4,3% 2,1% 0,0%

1,9% -6,1% -6,3% 0,0% 0,0% 0,0%

MILHO - saca 60kg Paranaguá Sudoeste Cascavel Maringá Ponta Grossa Guarapuava

26,50 23,00 22,50 24,00 24,00 23,50

PRAÇA Curitiba Ponta Grossa Maringá Cascavel

R$ 31,50 31,00 31,00 31,00

SEM 0,0% 0,0% 0,0% 0,0%

30 d. 3,3% 3,3% 3,3% 3,3%

INDICADORES CEPEA/ESALQ PRODUTO Bezerro (1) Boi gordo (2) Café (3) Algodão (4)

R$ DIA MÊS 714,60 -0,08% 1,33% 92,82 -0,15% -0,04% 377,17 0,95% 2,95% 154,08 1,08% -0,08%

1- sc 50Kg, com impostos, posto usina SP; 2 -média à vista da arroba no Estado de SP; 3 - valor à vista saca 60kg posto SP Capital, arábica, bica corrida, tipo 6; 4 - em pluma, cent/R$ por libra-peso (453 gr), posto SP Capital.

Soja, milho e trigo: fonte Dossiê:Dinheiro; Cepea/Esalq: mais informações em www.cepea.esalq.usp.br

PREÇO AO PRODUTOR Produto

29/06/12

unidade

média var. var. var. C.Proc. Jacar. PR - R$ diária 7 dias 30 dias R$ R$ SOJA saca 60 kg 61,97 0,2% 3,5% 10,6% 61,00 62,00 MILHO saca 60 kg 20,79 1,4% 2,6% 1,6% 20,30 21,85 TRIGO saca 60 kg 26,48 0,0% 1,2% 1,8% 26,00 FEIJÃO CAR. saca 60 kg 146,24 -0,8% 1,2% -9,3% - 195,00 BOI GORDO arroba, em pé 91,20 0,0% 0,0% -0,7% 92,00 90,00 SUÍNO kg, vivo 1,82 0,6% -2,2% -8,1% 1,85 1,80 FRANGO kg, vivo 1,75 0,0% -1,1% 1,2% 2,00 CAFÉ BEN. beb. dura, 60kg 339,86 0,6% 1,1% -4,5% 333,00 335,00 CAFÉ kg, em coco 5,45 0,0% 1,3% -4,9% 5,60 5,30 Fonte: Sima/Deral/Seab. Os preços nas praças referem-se aos valores “mais comuns” apurados

MERCADO FUTURO BOLSA DE CHICAGO (CBOT) SOJA - US$cents por bushel (27,216 kg)

MILHO

Cont. FECH. jul/12 1.512,75 ago/12 1.481,75

Cont. jul/12 set/12

29/06/12

*DIF. 1 SEM. 1 MÊS 46,75 4,9% 9,1% 35,50 3,9% 8,4%

- US$cents por bushel (25,4 kg)

FECH. 672,50 628,50

*DIF. 1 SEM. 1 MÊS 20,50 13,8% 19,6% 2,25 14,0% 20,3%

FARELO - US$ por tonelada curta (907,2kg)

TRIGO - US$cents por bushel (25,4 kg)

jul/12 ago/12

jul/12 set/12

436,00 429,50

9,40 8,20

3,3% 2,3%

5,7% 7,6%

739,00 757,25

13,00 9,8% 11,25 10,1%

12,5% 12,6%

*Diferença sobre dia anterior. 1,00 ponto = US$ 0,01 na soja, milho e trigo e US$ 1,00 no farelo

BOLSA DE NOVA YORK (NYBOT) CAFÉ - US$cents/libra peso (0,453 kg)

ALGODÃO

Cont. jul/12 set/12

Cont. jul/12 dez/12

FECH. 170,10 170,70

*DIF. 1 SEM. 1 MÊS 7,10 9,6% 2,8% 7,65 9,5% 1,7%

29/06/12 - US$cents/libra peso (0,453 kg)

FECH. 72,16 71,33

*DIF. 1 SEM. 1 MÊS 1,86 -2,7% -0,9% 1,82 3,2% 0,0%

*Diferença s/ dia anterior. 1,00 ponto = US$ 0,01 no café e algodão.

BOLSA DE MERCADORIAS DE SÃO PAULO (BM&F) MILHO - R$/saca 60 kg SOJA FINANCEIRO - US$ saca 60 kg Cont. set/12 mai/13

C 34,15 28,80

VP 0,40 0,18

CN 120 8

CA 946 692

BOI GORDO - R$/arroba jun/12 out/12

92,88 98,62

-0,07 -0,11

Cont. set/12 nov/12

C 24,57 25,30

VP 0,19 0,15

29/06/12 CN CA 2.305 10.012 357 2.609

CAFÉ - US$/saca 60 kg (arábica) 385 1.866 1.224 15.579

set/12 dez/12

216,55 219,40

9,10 9,10

925 191

4.757 6.630

C-cotação de fechamento (ajuste diário); VP-variação diária (1 ponto = US$ 1,00 ou R$ 1,00); CN - contratos negociados no dia; CA-contratos em aberto.


Cidades A-5

TRIBUNA DO VALE Sabado e domingo, 30 de junho e 01 de julho de 2012

Não subo no palanque de ninguém DECEPÇÃO Prefeita se diz decepcionada, admite erros, mas afirma que não vai fazer campanha nem para o possível candidato de seu partido Marco Martins

A prefeita Maria Ana Pombo (PT) disse ontem, 29, pela manhã, em seu gabinete, que não pretende se envolver com a eleição municipal deste ano, em especial com a escolha de seu sucessor. A petista reafirmou que não vai apoiar diretamente nenhum candidato a prefeitura de Santo Antônio da Platina, nem mesmo o

Não subo no palanque de ninguém. O meu partido vai lançar candidato, mas eu deixei claro que, por inúmeras decepções eu não vou participar...”

possível postulante do seu partido, o assessor parlamentar Valter Pereira. O assessor do deputado André Vargas (PT) foi alçado à condição de candidato depois que Maria Ana decidiu desistir da reeleição. O anúncio foi feito na manhã de ontem, conforme antecipou o site do jornal Tribuna do Vale na

noite de quinta-feira, 28. A prefeita se revelou decepcionada com o acordo político costurado em Curitiba e que terminou com o impedimento do PSC em lançar a advogada Léa Ritti como candidata a vice-prefeita na

Passaram por cima, esmagaram, chutaram. E como é que agora eu posso dar apoio a um lado desses?”

chapa encabeçada pela atual mandatária. Com a decisão do diretório estadual do PSC, o partido passou a compor a chapa do ex-deputado Chico da Princesa (PSB), deixando a prefeita isolada e com o apoio apenas do PCdoB. “Não adianta lutar contra esse tipo de força que está aí. Não vale a pena”, disse. Maria Ana explicou que deve se manter ausente da campanha e não pretende declarar apoio oficial a nenhum dos candidatos já confirmados na disputa. Além de Valter Pereira, e de Chico da Princesa, o ex-prefeito Pedro Claro de Oliveira Neto (DEM), o empresário Marcel Cherubim (Psol) e o jornalista Valcir Machado (PRTB) já confirmaram suas candidaturas. “Não subo no palanque de ninguém. O meu partido vai lançar candidato, mas eu deixei claro que, por inúmeras decepções eu não vou participar (da campanha de Valter Pereira). Claro que é o candidato do meu partido, mas eu não vou para a campanha política. Isso eu não vou mesmo”, disse a chefe do executivo. A petista também garantiu que mesmo o PT abrindo mão da candidatura própria e compondo uma aliança com outras siglas, a sua posição é a de se manter neutra. No entanto,

Maria Ana Pombo vai se manter afastada da campanha eleitoral deste ano

ela revela que no momento uma aliança do PT ou com qualquer outro candidato é remota já que há uma orientação do partido nesse sentido. “É impossível essa composição”. “Como eu daria meu apoio a um partido, a uma aliança que destruiu o que estávamos tentando construir com o PSC e o PCdoB? Passaram por cima, esmagaram, chutaram. E como é que agora eu posso dar apoio a um lado desses?”, completou. Maria Ana ainda disse, sem citar nomes, que uma das alianças formadas para o pleito municipal desse ano conta com o apoio de políticos que trabalharam para tentar cassála – sem sucesso - em 2011. “Como eu posso dar apoio a pessoas que quiseram me ver longe (da prefeitura), inclusive os dois presidentes da Câmara (Chiquinho Net 2009/10 e César Camargo (2011/12)?”. De acordo com a prefeita, a situação em que ela se encontra pode ser um reflexo da sua negativa em fazer acordos para conseguir apoios. Numa crítica direta aos vereadores de oposição ela afirmou que não acreditava em acordos de conveniência entre a prefeitura e a câmara. “Eu imaginava que esses ‘acordos’ que a gen-

te sempre ouviu falar e que ocorriam entre Executivo e Legislativo não aconteciam

Me arrependi? Não! Tudo é um aprendizado. Aprendi muito, pois passei a conhecer a natureza humana de uma maneira diferente”

de verdade. Será que foi a falta desses acordos (que me prejudicou)?”. A chefe do executivo reconheceu que cometeu alguns erros, principalmente no início do seu mandato, com a dificuldade em manter um diálogo cordial com a Câmara de Vereadores. No entanto, a petista justificou que muitas vezes os acordos selados não foram cumpridos. “Errei também em não contar mais com mídia para mostrar tudo o que

nós fizemos”. Segundo a prefeita, nesses três anos e meio a arrecadação do município aumentou, o patrimônio cresceu e a estrutura da prefeitura foi organizada. “Me arrependi? Não! Tudo é um aprendizado. Aprendi muito, pois passei a conhecer a natureza humana de uma maneira diferente. Me trouxe crescimento e aprendizado. Valeu a pena”. Salários devem atrasar Segundo Maria Ana Pombo, com a necessidade de honrar a dívida do município com o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), estimada em R$ 3, 5 milhões e tendo que bancar 20% desse valor imediatamente, a folha dos servidores municipais deverá ser paga com atraso já a partir desse mês. Segundo ela, o pagamento deverá ser feito, provavelmente entre os dias 5 e 10 de julho. “Se nós pagarmos (20% da dívida com o INSS) vamos ter problemas. Porque esse dinheiro tem que sair de recurso livre é daí que vem (a verba) para o pagamento da folha. Nós vamos conseguir (pagar), mas sempre com defasagem talvez nos próximos três meses até a gente recuperar os recursos usados para honrar a dívida”.

Joel Rauber fica na prefeitura Também ontem, 29, pela manhã o chefe de gabinete da prefeitura de Santo Antônio da Platina, Joel Marciano Rauber confirmou que não vai disputar o cargo de prefeito em Jundiaí do Sul, onde já comandou o município entre 2005 a 2008. Segundo ele, a sua contribuição à cidade onde mantém uma propriedade rural já foi dada durante a sua passagem pela prefeitura. Ao lado da prefeita Maria Ana Pombo ele confirmou que permanece no cargo até o final do mandato da petista. “Preciso concluir os projetos que colocamos em prática com o aval da prefeita. Ainda faltam cinco meses para encerrar o trabalho que nos propusemos a fazer”, disse o chefe de gabinete. Maria Ana avalizou a decisão de Rauber e justificou que precisa da experiência do ex-ministro para resolver os problemas enfrentados pelo município e encerrar o seu mandato cumprindo boa parte dos compromissos assumidos anteriormente.

JACAREZINHO

Café empresarial reúne empresários do Norte Pioneiro

Público feminino prestigiou o encontro ocorrido na manhã de ontem L. C. Bragança de Pina

A Tribuna do Vale e a Concept Consult realizaram na sextafeira (29), na APP – Sindicato dos Trabalhadores em Educação em Jacarezinho, um café da manhã de negócios que atraiu a atenção de vários empresários de cidades do Norte Pioneiro, profissionais autônomos, liberais e administradores de empresas interessados em informações estratégicas para o desenvolvimento de negócios. O projeto apresentado foi o “Coach de Liderança e Gerenciamento”, cujo objetivo é formar líderes.

Com a frase “Você já definiu onde quer chegar com o seu negócio?, seguida pela resposta “Podemos ajudar você e sua empresa!”, a Concept Consult, uma empresa referência no sul do Brasil na metodologia de coach, através dos seus facilitadores, o business coach Fabiano Zanzin e o psicólogo e gestor de negócios, Fábio Branca, destrincharam alguns aspectos teóricos de gestão empresarial e aproximaram os participantes de novos conceitos e as vantagens oferecidas para alavancar as suas empresas com definições de metas e objetivos.

Para Zanzin, uma boa metodologia é aquela que pressupõe mudança de comportamento com foco em resultados. “A metodologia coach nos proporciona resultados, mas antes é fundamental pensar na pessoa, isto é, no desenvolvimento humano, dando-lhe total auxílio para que possa alcançar o resultado desejado. É importante falar que a palavra coach vem da Idade Média, de concheiro”, frisou o diretor fundador da Concept durante sua explanação de apresentação, inclusive a implantação dessa formação em Jacarezinho a ser realizada em

agosto nos dias 10 (sexta-feira), 11 (sábado) e 12 (domingo). A primeira turma terá no máximo 30 pessoas. Serão 60 horas e cada profissional vai ter entre 45 a 50 dias para implantar o processo de coach na sua empresa. “Não importa o tamanho da empresa, pois o que interessa é a implantação do processo e os resultados proporcionados”, disse Zanzin. “Esse intervalo é importante para que o aluno possa aplicar as ferramentas que aprendeu e colher os resultados. Só assim ele terá tempo de aplicar o projeto coach e daí avançar para o próximo módulo. Esse processo é eminentemente prático”, explicou Fábio Branca. “Nas empresas encontramos pessoas de culturas diferentes e conflitos de gerações onde convivem uma da geração y, outro da x e um da baby boomers. Imagina que a pessoa da geração y trabalha com um MP3 e o Facebook aberto. O colega da geração diferente então fala: ‘o cara não faz nada e fica só de conversinha na internet’. Mas é assim que o profissional da geração y rende. Cabe ao líder descobrir a capacidade de cada um e extrair o melhor. Aí entra o trabalho de sinergia e a importância da metodologia coach”, argumentou Zanzin, fundador da Concept e

Fabiano Zanzin, fundador da Concept Consult

profissional com diversas formações, dentre elas Ciências Jurídicas e Marketing. Sobre a Concept Consult A Concept Consult é uma empresa com sede em Londrina e atuante em consultorias há 12 anos e trabalha com a metodologia “Coach” desde 2006. A empresa proporciona diversas especializações, dentre elas liderança empreendedora, desenvolvimento de líderes, coaching de liderança e gerenciamento,

planejamento mercadológico e desenvolvimento natural de vendas. A empresa é associada das seguintes instituições: Sociedade Brasileira de Coach, Behavioral Coaching Institute, International Coaching Council e Harvard Business Review. A Concept Consult fica na avenida Juscelino Kubitscheck, 1967, Cep 86020-000, Londrina/PR. Telefone (43)3339-5483. O site da empresa é o http://conceptconsult. com.br/site/.


A-6 Cotidiano

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 30 de junho e 01 de julho de 2012

Corpo de Bombeiros de S.A.Platina será transferido para Jacarezinho RISCOSCom o imóvel interditado pelos danos causados pelas chuvas e sem outro local disponível na cidade, corporação terá que ser transferida

Luis Guilherme Brandani

Maurício Reale

O a s pi r a nt e a of i c i a l B ombeiro Militar Jefferson Gregorio informou, na tarde de ontem, que o comando do Posto Avançado de Bombeiros de Santo Antônio da Platina será transferido – na segunda-feira, 2 - por tempo indeterminado para Jacarezinho até que os danos causados pelas chuvas da semana passada que afetaram a estrutura do imóvel o cupado p ela corporação sejam sanados, ou que a prefeitura arrume um local adequado até que as obras de restauração sejam finalizadas. O aspirante disse que o

caminhão e a ambulância continuarão na cidade sob comando de uma equipe de plantão, mas avisou que os ser viços administrativos, como emissão de documentos e análises de projetos só serão feitos na sede do quartel de Bombeiros de Jacarezinho. Pelo convênio entre o Estado e a prefeitura, cabe ao prefeito providenciar a locação do imóvel para abrigar a corporação. Segundo o chefe de gabinete da prefeitura Joel Rauber, ainda não foi possível encontrar um local adequado para abrigar a corporação, porém, ele disse que se o aspirante encontrasse um

l o c a l c om c on d i ç õ e s d e funcionamento para a parte administrativa da corporação, a prefeitura assumiria a locação. No entanto, o aspirante Gregório afirmou que não é possível separar a parte a d m i n i st r at iv a d a p ar te operacional. “A corporação trabalha em conjunto, é necessário manter uma equipe para operar os equipamentos e, por questões de logística, as equipes operacional e administrativa precisam estar em contato permanente, isso exige uma estrutura com refeitórios e dormitórios e num único espaço para as duas equipes”, explicou o aspirante.

Bombeiro trabalha de forma improvisada no imóvel avariado

AGRICULTURA

Bandeirantes se prepara para coletar embalagens vazias de agrotóxicos PM Bandeirantes

Produtores rurais podem se organizar para entregar embalagens vazias de agrotóxicos a partir do início do mês de julho. A coleta acontece de 02 a 06 De julho com horário de recebimento agendado das

08hs às 11hs e das 13hs às 16hs, no barracão da C ooperativa Integrada – unidade regional de Bandeirantes. De acordo com os organizadores, as embalagens serão recebidas por ordem de chegada de cada produtor. As orientações são de

que, por dia, aproximadamente, somente 50 produtores serão atendidos. O produtor rural deverá entregar as embalagens vazias de agrotóxicos observando as seguintes instruções: o número de embalagens a ser entregue por produtor é de no máximo

300 por dia; se caso ainda tenha a caixa de papelão, recolocar a embalagem vazia no mesmo; é obrigatório realizar a Tríplice Lavagem na utilização do produto; todas as tampas devem ser entregues em sacos separados; as embalagens devem estar separadas e contadas

de acordo com o tamanho; e as embalagens flexíveis (Ally, Classic, Roundup Wg, etc) devem ser entregues em outro saco separadamente. A coleta de embalagens vazias de agrotóxicos está sendo realizada pela Emater e Prefeitura de Bandeirantes através da Secretaria

de Agricultura e Secretaria do Meio Ambiente, com apoio da Cooperativa Integrada, ADAN, HS Tanaka, Vilela & Vilela, Belagrícola, AC IA B, As s o c i a ç ã o d o s Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos da Região de Bandeirantes, e Sindicato Rural de Bandeirantes.

MUDANÇAS

Demora nas alterações no trânsito platinense causa confusão entre motoristas

Antônio de Picolli

Jivago França

As mudanças no trânsito de Santo Antonio da Platina, anunciadas recentemente pelo Departamento Municipal de Trânsito, já causam confusão na cabeça dos motoristas que trafegam pelas ruas 19 de Dezembro e 7 de Setembro. Com a transformação das vias em mão única e somente as sinalizações horizontais já instaladas, muitos usuários não sabem exatamente qual sentido seguir. Construção de canteiros e mudança de semáforos estão entre as alterações ainda a serem feitas. Como principal mudança, as ruas 19 de Dezembro e 7 de Setembro, que atualmente são mão dupla, passarão a ter sentido único. A alteração foi aprovada desde fevereiro pelo Conselho Municipal de Trânsito e terá início após outras modificações noutro trecho considerado crítico

da cidade, no cruzamento de acesso à Avenida Antonio de Castro Vilas Boas. De acordo com o diretor do Departamento de Trânsito de Santo Antonio da Platina, Marceluz Queiroz, o motorista que causar acidente, mesmo com apenas a sinalização horizontal em vigor, já poderá ser autuado. “Durante 20 dias, a Polícia Militar apenas fará orientações, mas em caso de acidente o motorista será responsabilizado. A sinalização vertical está sendo substituída”, disse. Ele garante que dia 23 de julho será o prazo para começar a vigorar as mudanças nos sentidos. A mudança das placas já está em andamento. Queiroz afirma que o trânsito fluirá melhor e evitará acidente com a retirada do semáforo da 19 de Dezembro, cruzamento com a Avenida Antonio de Castro Vilas Boas. Ele diz que o aparelho não será

RECAPTURADO

Foragido é capturado com arma em R. do Pinhal Jivago França

A Polícia Militar em Ribeirão do Pinhal recapturou na manhã de ontem, 29, o foragido Valdeci Matias da Silva, 39, conhecido no meio policial como “Capetinha”. Ele estava em uma casa na rua Júlio Farah no centro da cidade. Contra ele havia um mandado de prisão pela comarca de Curitiba. “Capetinha” foi preso ain-

da com um revólver calibre 38 com quatro cartuchos escondidos enrolados em uma touca em cima de um guardaroupas. O mandado de prisão foi expedido pela Vara de Execuções Penais de Curitiba e cumprido no Norte Pioneiro. Ele foi preso e encaminhado à Delegacia de Polícia de Ribeirão do Pinhal e responderá também pelo crime de posse ilegal de arma de fogo.

inutilizado, mas sim instalado em outro ponto que ainda está em estudo pelo departamento. Segundo Queiroz há possibilidade da instalação do semáforo no cruzamento das ruas Dom Pedro II com 19 de Dezembro. “Está em estudo”, garantiu. No trecho entre as ruas José Bonifácio e Dom Pedro II a 19 de Dezembro agora está descendo em mão única, diferente de como era. “Mudou o sentido drasticamente”, afirmou. No local onde o semáforo será retirado, o departamento construirá um canteiro em forma de “L”, para evitar cruzamento de quem desce sentido Serra Pelada para 19 de Dezembro. Segundo o comerciante Francisco Mafra, 45, as mudanças podem afetar as vendas. “Não sei ao certo, mas acho que não será boa. Com o semáforo é melhor”, disse. Já na posição de motorista,

Segundo diretor de trânsito, tráfego terá maior fluidez

ele acredita que as mudanças na retirada do semáforo e mudança no sentido das vias será positiva. “Como motorista será melhor. O trânsito tem mais fluidez”, declarou. Mudanças O término da avenida Antonio de Castro Vilas Boas e início da Rua 19 de

Dezembro passam a ser sentido único rumo ao centro. O sentido da Rua Dário Vilela Bitencourt será único em direção à Vila Ribeiro e troca de sentido após o cruzamento. A Rua 7 de Setembro passa a ser mão única em direção ao Morro do Bim e o cruzamento da Dom Pedro

II e 19 de Dezembro passará a contar com semáforo. Os semáforos retirados do cruzamento de acesso a Avenida Antonio de Castro Vilas Boas serão instalados em outras vias consideradas de alto fluxo como o cruzamento entre as Ruas Tiradentes e Treze de Maio.

INTELIGÊNCIA

P2 e Civil apreendem drogas após investigações Jivago França

Uma investigação do Serviço de inteligência (P2) da Polícia Militar e da Polícia Civil apreendeu quinta-feira, 28, em Wenceslau Braz, um homem de 49 anos com drogas no carro que conduzia. Os policiais receberam a informação que o homem transportava a droga de Jaguariaiva para Wenceslau Braz em

um Fiat Pálio de cor prata. O suspeito foi abordado em uma estrada rural às margens da rodovia Parigot de Souza. Após a abordagem, os policiais encontraram em revista pessoal no suspeito, uma porção de crack e dinheiro. No veículo havia outra porção da droga, debaixo do banco do passageiro. O indivíduo foi preso e encaminhado para a delegacia de polícia da cidade.

Crack e dinheiro estavam com suspeito


Esporte A-7

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 30 de junho e 01 de julho de 2012 A Inter de Milão anunciou ontem a rescisão de contrato do zagueiro Lúcio, de 34 anos. O brasileiro ainda tinha mais dois anos de vínculo com o clube italiano, mas as partes entraram em acordo e decidiram interromper este ciclo. A confirmação foi dada pela equipe, através de um comunicado em seu site oficial. São Paulo e Internacional já manifestaram o interesse em contar com o futebol de Lúcio.

O atacante Obina está bem perto de se transformar em reforço do Palmeiras para a sequência do Campeonato Brasileiro. A diretoria está otimista e confiante na contratação do jogador, que mantém contato com o clube quase que diariamente e deve dar sua resposta em breve. Obina será contratado por empréstimo até o fim da temporada pelo valor de US$ 300 mil (cerca de R$ 620 mil).

No reencontro com a Espanha, Itália quer título para amenizar crise Divulgação

DECISÃOItalianos começaram a Euro desacreditados, mas garantiram um empate por 1 a 1 contra a própria Fúria na estreia Das Agências

Enquanto têm que lidar com o escândalo de corrupção que afeta o futebol do país, os italianos podem comemorar o desempenho da seleção em campo. Classificada à final da Eurocopa 2012, a equipe de Cesare Prandelli quer levantar a taça diante da Espanha para amenizar a crise no esporte. "Obrigado a todos os italianos. Esta vitória é para eles. Esperamos trazer alguma esperança neste tempo de crise", declarou o meia Marchisio, após o triunfo por 2 a 1 sobre a Alemanha nesta quinta-feira. O resultado foi considerado surpreendente por muitos, que cravavam uma final entre

Espanha e Alemanha desde o início do torneio. A Itália empatou por 1 a 1 contra a própria Espanha na estreia, antes também empatou com a Croácia e venceu a Irlanda na primeira fase. Nas quartas de final, o time eliminou a França nos pênaltis. "O que interessa é que ganhámos e que vamos disputar a final com a Espanha. Começamos com eles e agora voltamos a encontrá-los. Vamos jogar com tudo o que temos em nós", completou Marchisio, que foi seguido por Chiellini. "Há dez dias começamos esta corrida quando ainda era um sonho. Agora estamos a viver o sonho com milhões de italianos. Mostramos que acreditávamos desde o primeiro minuto e

Pirlo e De Rossi, da seleção italiana, em treino para o duelo com os espanhóis

estamos convencidos que poderemos ganhar". A final está marcada para às 15h45 (de Brasília) de domingo, no Estádio Olímpico de Kiev. Enquanto a Espanha é a atual campeã do torneio, a Itália não vence o título desde 1968. Itália defende tabu diante Espanha A Espanha nunca der-

REABILITAÇÃO

Rhodolfo detecta time "quieto" e pede vergonha na cara contra crise

Divulgação

Milton Cruz treina bolas paradas para jogo contra o Cruzeiro Gazeta Esportiva

Ao assumir o São Paulo, Emerson Leão detectou que o time se falava pouco em campo. Oito meses se passaram, o técnico foi demitido e Rhodolfo, um dos líderes do elenco, detectou o mesmo problema após a eliminação na Copa do Brasil e os insultos da torcida. A solução, de acordo com o zagueiro, é ter personalidade para assumir a má fase. “Precisamos ter um pouco de vergonha na cara e saber que não fomos tão bem”, indicou o camisa 4. “Quem não tem vergonha de perder um jogo daquele em Curitiba fazendo parte de um time bom que merecia ser campeão? Quem não fica com vergonha de ser vaiado? Tenho vergonha por ainda não ter sido campeão aqui no São Paulo. Não fico mais saindo, indo para a rua e tal.” Luis Fabiano tamb ém disse que não tem mais saído de casa em meio ao mau momento. O atacante, chamado de “comandante dentro e fora de campo” e com “dom da palavra” enaltecido, foi

incumbido de mudar o astral do grupo ao lado de Rhodolfo, Rogério Ceni e Jadson. Por isso, o camisa 9, pouco antes de Leão ser comunicado de sua demissão, reuniu todos os atletas no campo do CT da Barra Funda na terça-feira e fez uma palestra de cerca de 20 minutos com rápida participação de Denilson. “Est ava falt ando uma conversa, um algo a mais para falar, uma vont ade a mais de mostrar dentro de camp o. Nós, j ogadores, vamos tentar fazer isso. Treinamos bastante nesta semana, pedindo para todos se falarem mais dentro de campo. Somos uma equipe meio quieta, todos têm que se doar um pouco mais”, apontou Rhodolfo. O zagueiro deu detalhes do discurso que ele e os outros líderes têm adotado. “Temos que ser profissionais. Só nós, dentro de campo, vamos reverter isso. Saímos de uma competição que queríamos ser campeões e não conseguimos, mas precisamos ter consciência e calma para transformarmos a crise no

fim do ano em alegria.” A ação, ao longo da semana, teve até a participação do presidente Juvenal Juvêncio para melhorar o baixo astral da derrota para a Portuguesa. “O time inteiro sentiu. É complicado ser xingado o jogo inteiro. Tentamos conversar um com o outro, o Leão tentou motivar, mas entramos de cabeça baixa. Não é todo jogador que consegue jogar com esse tipo de vaia. Alguns ficam até sem confiança para tentar dar um drible ou outra coisa”, relatou Rhodolfo. E a reação dos jogadores parece ter sido positiva. “Essa conversa acontece em toda equipe que passa por esse momento. Chega um momento em que todos os jogadores têm que conversar, botar na mesa o que está acontecendo. Foi uma conversa produtiva para nos acertamos, não acontecerem mais os erros dos últimos jogos e retomarmos a pegada para sair dessa situação”, comentou Edson Silva. A consequência é esperada para este sábado, contra o Cruzeiro, em Minas Gerais.

rotou no tempo normal a Itália na Eurocopa. Somente nos pênaltis. E foi em 2008. A Fúria passou pela Azurra pelo placar de 4 a 2, após a partida terminar empatada em 0 a 0 no tempo normal e na prorrogação. As seleções enfrentaram-se por sete vezes tanto na Euro como também em Copas. O primeiro duelo aconteceu pelas Quartas de Finais da Copa do Mundo 1934. No primeiro jogo um placar de 1 a 1. No dia seguinte, para decidir quem iria para a semifinal, a Itália ganhou por 1 a 0, gol de Meazza, aos 11 minutos do primeiro tempo. Depos da Copa de 34, as duas seleções só iam se enfrentar novamente só na Euro de 1980. Na fase de grupos a partida terminou em 0 a 0.

Há dez dias começamos esta corrida quando ainda era um sonho. Agora estamos a viver o sonho com milhões de italianos. Mostramos que acreditávamos desde o primeiro minuto e estamos convencidos que poderemos ganhar”

N OTAS Receita pronta A diretoria do Santos diz ter igualado a proposta de renovação de Ganso ao contrato atual de Neymar, em relação à porcentagem dos direitos de imagem. Para renovar o acordo e aumentar os vencimentos do meia, o clube pede 30% de seus direitos de imagem. O restante ficaria com o jogador. A direção santista alega que foi assim, com o auxílio do marketing do clube, que Neymar alcançou o posto de atleta mais bem pago do país. Sozinho Pelo contrato atual, Ganso possui 100% de s eus direitos de imagem e não conta com o trabalho do marketing santista para alavancar seus patrocínios. Holerite Ainda segundo dirigentes do Santos, a nova proposta ao meia eleva seu salário fixo de R$ 150 mil para cerca de R$ 400 mil. Outro lado O estafe de Ganso afirma que recebeu proposta de R$ 350 mil mensais, com a divisão dos direitos de imagem meio a meio. No povo Agentes brasileiros, acostumados a assistir a partidas decisivas em camarotes cedidos pelos clubes, não tiveram privilégio na Bombonera. Os empresários tiveram que se juntar a cartolas atuais e antigos do Corinthians para ver a partida no meio da torcida do clube. Espremido Um dos agentes que estiveram na B omb onera garante que havia no estádio muito mais do que os 2.450 corintianos previstos. Afirma que a organização do jogo liberou a entrada de torcedores organizados sem ingresso a pedido da polícia, que queria evitar tumulto no entorno do estádio. Formalidade A assembleia contará com a presença de todas as federações e dos representantes dos clubes. Marco Polo Del Nero será oficializado como vice-presidente da CBF da região Sudeste, já que o Rio desistiu de levar adiante a candidatura de Zagallo ao cargo. Cena O Inter se movimenta para encontrar uma alternativa para o caso de não reverter a decisão da Justiça que vetou o Beira-Rio, mas o faz sem alarde. Não quer comentar sobre o assunto publicamente para mostrar que não tem opção e pressionar a Justiça local a liberar seu estádio para o Brasileiro.


cmyb

A-8 Região

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 30 de junho e 01 de julho de 2012

Asfalto e calçamento de bairros ultrapassam R$1,6 milhão em obras

JOAQUIM TÁVORA Além de pavimento, galerias pluviais, sinalizações de trânsito, paisagismo e calçadas fazem parte de revitalização dos Bairros Asa Branca, Cohapar e Vista Bella Da Redação/Assessoria

Mais de R$1,6 milhão estão sendo investidos num amplo projeto de pavimentação de bairros em Joaquim Távora. Numa parceria entre a administração municipal e governo federal através do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC2), mais de 600 mil metros de pavimentação estão sendo executados na cidade, investimento que inclui ainda a instalação de galerias pluviais, sinalização de trânsito, paisagismo e melhoria das calçadas. No bairro Asa Branca estão sendo colocados oito mil metros quadrados de calçamento com pedras sextavadas, além da construção de sarjetas. Fo-

ram construídos 584 metros quadrados de calçada, em 16 quadras do bairro, investimento de R$537mil angariados através do programa Pró-Transporte e R$59 mil de contrapartida da prefeitura. Com prazo de conclusão de até doze meses, outro projeto de pavimentação paralelo ao bairro Asa Branca é a colocação de pedras sextavadas no bairro conhecido como Cohapar. No local, o investimento é de R$ 652 mil, também do programa Pró-Transporte, em mais de oito mil metros de pavimento, obra que vai beneficiar mais de três mil moradores. O bairro Vista Bella também foi beneficiado com as obras do Pac2, com a construção de 5,3 mil metros de pa-

vimentação. Em oito quadras serão feitas as reformas de quase um quilômetro em calçada, investimento que reúne R$349 mil em investimentos, obtidos junto ao Governo Estadual através do Programa de Recuperação Asfáltica de Pavimento (Recap). As obras nos bairros Asa Branca, Cohapar e Vista Bella se reúnem a outras pavimentações já concluídas em Joaquim Távora. Na Rua das Figueiras no bairro São João foi feito mais 1,2 mil metros quadrados de calçamento poliédrico, investimento de R$24 mil. Na Avenida Getúlio Vargas também foi feita a revitalização com tapa-buraco com a aplicação de emulsão asfáltica. No bairro São Gabriel mais

Bairros Asa Branca, Cohapar e Vista Bella somam mais de R$1 milhão em investimentos de pavimentação

Retroescavadeira doada pelo MDA integra nova frota e já está sendo usadas nas obras do município

de 2,4 mil metros quadrados de calçamento foram feitos com recursos próprios do executivo, investimento de R$30 mil que beneficiou mais de 40 famílias. Também foi concluída este ano a revitalização da Avenida Getúlio Vargas, que teve recapeamento asfáltico, construção de rampas para acesso de cadeirantes e pintura de faixas de pedestre. Nova frota Retroescavadeiras A retroescavadeira doada pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) através do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC2) também já está sendo usada nas obras de Joaquim Távora. O equipamento está sendo empregado

principalmente na instalação das galerias pluviais, que fazem parte das obras de pavimentação dos bairros. As máquinas também serão utilizadas nos serviços na zona rural, como a recuperação de estradas e escoamento da produção. Veículos O Centro de Referência de Assistência Social (Cras) de Joaquim Távora foi contemplado este ano com um veículo Fiat Palio adquirido pela prefeitura para uso no Programa Bolsa Família. O veículo foi adquirido com recursos do IGD (Índice de Gestão Descentralizada) e dará prioridade à gestão do Programa. O IGD é um número indicador que mostra a qualidade da gestão do Pro-

grama Bolsa Família (PBF) em âmbito municipal. Atualmente 347 famílias são beneficiadas pelo programa no município. O Departamento Municipal de Agricultura recebeu duas caminhonetes zero quilômetro, doadas pela prefeitura municipal. Os veículos foram comprados com recursos próprios do executivo e se integram à frota, que contabiliza 15 novos carros. Em bairros como Cruzeiro, Pinheirinho, São Miguel e Chapada um trator adquirido também pela prefeitura está disponível desde o início do ano auxiliando os trabalhos dos agricultores e as caminhonetes darão suporte a este serviço de veículos comunitários

cyan magenta yellow black


cmyb

TRIBUNA DO VALE Sabado e domingo, 30 de junho e 01 de julho de 2012

Geral

B-1

www.tribunadovale.com.br

Regras para condução de embarcações ficam mais rigorosas

Antônio de Picolli

NÁUTICAA partir de segunda-feira, entrarão em vigor novas regras para pilotar embarcações, incluindo lanchas e Jet ski Jivago França

A Marinha do Brasil irá mudar. a partir segunda-feira, 2, as regras para os interessados em conseguir habilitação para condução de embarcações, dentre elas, jet ski. A mudança acontecerá devido ao alto número de acidentes em praias, lagos e represas no país. Na categoria de Motonauta serão necessárias, no mínimo, quatro horas de aulas práticas, diferente do que ocorria antes quando era preciso apenas um exame de 40 questões de múltipla escolha. Já para Arrais-Amador serão necessárias, no mínimo, dez horas de embarque, acompanhado de pessoal qualificado, em embarcações de esporte e/ou recreio. As novas regras têm o intuito de fornecer ao navegante, noções básicas de operação da moto aquática e de lanchas, para proporcionar condução de embarcações com segurança também aos banhistas. Para os motonautas, a regra vale tanto para aqueles que vão tirar sua

habilitação quanto para renovação da licença. De acordo com a Marinha, a mudança foi anunciada no fim de 2011, mas entrará em vigor apenas agora. Este tempo foi para que as entidades credenciadas (marinas, clubes, escolas náuticas) se adequarem às novas regras. Até o início do ano, em todo o Brasil existiam 65.134 jet skis registrados e a Marinha emitia, em média, cerca de 5.500 habilitações para todas as categorias de amadores (arrais, mestre, capitão e motonauta) por mês. Segundo o fiscal da prefeitura de Ribeirão Claro, Carlos Alberto Melo Gomes, a procura por habilitação é constante. “As fiscalizações são feitas pela Marinha, mas eles aparecem de surpresa. Não avisam quando vem. É de três a quatro vezes ao ano”, explicou. Para quem pretende obter habilitação é preciso procurar em Ribeirão Claro, Paulo Roberto Lins, que entra em contato com a Marinha e marca uma data para realização

das provas. “Há muita procura para tirar habilitação. Cerca de 70% tem o documento em dia”, disse. Gomes explica ainda que somente na represa de Chavantes (SP) há uma divisão de três capitanias. O lado das cidades de Carlópolis, Joaquim Távora, Siqueira Campos e Jacarezinho responde pela capitania de Guaíra (PR). Em Ribeirão Claro, Ourinhos (SP), Chavantes (SP) e Ipaussu (SP) quem comanda é a capitania de Presidente Epitácio (SP). Já na região das cidades de Piraju (SP), Timburi (SP) e Fartura, respondem a capitania de Barra Bonita (SP). A fiscalização de todas as embarcações é feita a partir da Lei de Segurança do Tráfego Aquaviário (LSTA), Lei Nº 9.537, de 11 de dezembro de 1997, que regulamenta a segurança em águas sob jurisdição nacional. Assim que uma pessoa adquire uma embarcação deve regularizá-la em no máximo 15 dias, sob pena de multa. No caso de lagos, lagoas ou

Jovens com jet skis são bastante frequentes nas represas do Norte Pioneiro

represas como acontece na região Norte Pioneira do Paraná, as embarcações de propulsão a motor só podem navegar a partir de onde se inicia o espelho d’água. Em caso de mares, a navegação é permitida a partir de 200 metros da linha base - linha de arrebentação das ondas. Quando se trata de jet skis, a chave de segurança deve estar atada ao colete salva-vidas ou ao pulso do condutor, por exemplo. Assim, caso a pessoa caia do equipamento, a chave sai da ignição e a máquina ou para automaticamente ou tem a velocidade reduzida, e fica em movimentos circulares. Isto evita que a embarcação seja projetada em direção a outras pessoas. “Conduzir embarcação ou

contratar tripulantes sem habilitação para operá-la”, o artigo 11 da LSTA afirma que é considerada uma infração administrativa e punida com sanções administrativas, com multas de R$ 40,00 a R$ 3.200 e possível apreensão da embarcação. Caso ocorra algum acidente com veículo conduzido por menor de idade ou pessoa não habilitada, é instaurado o Inquérito Administrativo sobre Acidentes e Fatos da Navegação (IAFN), por meio do qual são apuradas as causas do acidente, em até 90 dias. O IAFN é encaminhado para o Tribunal Marítimo que aplica a pena administrativa. Trafegar sem possuir habilitação, sem o material de salvatagem (coletes e boias, por

exemplo) e sem ter registrado a embarcação estão entre as principais infrações cometidas na água. Os jet skis não são homologados para realizar navegação costeira. As declarações emitidas por entidades e amadores credenciados que atesta a prática do número de horas necessárias para cada categoria deverão ser cadastradas nas Capitanias, Delegacias ou Agências de cada região. Segundo a assessoria de comunicação social do Comando do 5º Distrito Naval da Marinha do Brasil, Vânia Elise Turnes Ribeiro, no Paraná existem duas capitanias centrais, a Fluvial do Rio Paraná em Foz do Iguaçu e a Capitania dos Portos do Paraná em Paranaguá.

cyan magenta yellow black


B-2 Atas&Editais

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 30 de junho e 01 de julho de 2012 MUNICíPIO DE RIBEIRãO DO PINHAL RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA BALANÇO ORÇAMENTÁRIO - RECEITA ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JANEIRO A JUNHO DE 2012

Usina de Açúcar e Álcool contrata (região norte PR): Técnico em Instrumentação Requisitos: • Curso Nível Técnico Completo (Instrumentação/Eletrônica/Eletrotécnica); • Experiência na área de Instrumentação; • Disponibilidade de mudança para a região de Jacarezinho-PR (divisa com o estado de SP). • Desejável conhecimento do Sistema ISO 9001:2008 e Vivência na área sucroalcooleira; Interessados enviar CV para: selecao.jc@ ig.com.br, especificando no assunto: Técnico em Instrumentação.

LRF, Art. 52, inciso I, alíneas "a" e "b" do inciso II e § 1º - Anexo I Receitas

% (b/a)

Até o bimestre

Saldo a realizar (a-c)

% (c/a)

21.380.763,13

21.730.763,13

2.514.566,27

11,57

7.813.568,89

35,96

13.917.194,24

RECEITAS CORRENTES

19.417.804,94

19.767.804,94

2.514.566,27

12,72

7.813.568,89

39,53

11.954.236,05

1.923.002,19

1.923.002,19

196.786,27

10,23

619.969,44

32,24

1.303.032,75

1.281.000,00

1.281.000,00

189.961,88

14,83

544.386,74

42,50

736.613,26

143.050,00 498.952,19

143.050,00 498.952,19

6.824,39 0,00

4,77 0,00

75.582,70 0,00

52,84 0,00

67.467,30 498.952,19

RECEITA TRIBUTÁRIA IMPOSTOS TAXAS CONTRIBUIÇÃO DE MELHORIA (-)DEDUÇÕES DA RECEITA TRIBUTÁRIA

0,00

RECEITAS DE CONTRIBUIÇÕES CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS CONTRIBUIÇÕES ECON��MICAS (-)DEDUÇÕES DA RECEITA DE CONTRIBUIÇÕES RECEITA PATRIMONIAL

0,00

0,00

0,00

0,00

104.475,00

104.475,00

5.391,84

5,16

28.905,45

27,67

75.569,55

0,00 104.475,00 0,00

0,00 104.475,00 0,00

0,00 5.391,84 0,00

0,00 5,16 0,00

0,00 28.905,45 0,00

0,00 27,67 0,00

0,00 75.569,55 0,00

0,00

0,00

120.225,00

120.225,00

8.299,57

6,90

36.026,93

29,97

84.198,07

RECEITAS IMOBILIÁRIAS

57.750,00

57.750,00

2.769,73

4,80

8.715,21

15,09

49.034,79

RECEITAS DE VALORES MOBILIÁRIOS RECEITA DE CONCESSÕES E PERMISSÕES

62.475,00 0,00

62.475,00 0,00

5.529,84 0,00

8,85 0,00

27.311,72 0,00

43,72 0,00

35.163,28 0,00

COMPENSAÇÕES FINANCEIRAS RECEITA DECORRENTE DO DIREITO DE

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

RECEITA DA CESSÃO DE DIREITOS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

OUTRAS RECEITAS PATRIMONIAIS (-)DEDUÇÕES DA RECEITA PATRIMONIAL

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

RECEITA DA PRODUÇÃO VEGETAL RECEITA DA PRODUÇÃO ANIMAL E DERIVADOS

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

OUTRAS RECEITAS AGROPECUÁRIAS (-)DEDUÇÕES DA RECEITA AGROPECUÁRIA

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

RECEITA INDUSTRIAL

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

RECEITA DA INDUSTRIA EXTRATIVA MINERAL

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

RECEITA DA INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO RECEITA DA INDÚSTRIA DE CONTRUÇÃO OUTRAS RECEITAS INDUSTRIAIS

0,00 0,00 0,00

0,00 0,00 0,00

0,00 0,00 0,00

0,00 0,00 0,00

0,00 0,00 0,00

0,00 0,00 0,00

0,00 0,00 0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

6.587,79

1,16

26.225,81

4,63

540.274,19

(-)DEDUÇÕES DA RECEITA INDUSTRIAL

0,00

RECEITA DE SERVIÇOS

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ PORTARIA nº. 130/2012. DATA: 29 de junho de 2012. SUMULA: Dispõe sobre nomeação de servidora, e da outras providencias. O Prefeito Municipal de Barra do Jacaré, Estado do Paraná, usando de suas atribuições legais, e considerando o resultado final do Concurso Público Edital nº 01.01/011 de 13/04/011, realizado em 29/05/011, homologado pelo Edital nº 08.01/011 de 20/06/011, Edital de convocação nº 22.01/012 de 04/06/012 e considerando rigorosamente a ordem de classificação: RESOLVE: Art. 1º – NOMEAR a partir de 02/07/2012, a Srtª. RAFAELA LOURENÇO AGUIAR, portadora de CTPS nº. 6861871/001-0/PR, Cédula de Identidade RG nº. 10.130.646-1 SESP/PR, inscrita no CPF/ MF nº. 061.633.669-13 e COREN/PR nº 657.845, para exercer a função de TÉCNICA EM ENFERMAGEM, em virtude de ter sido habilitada em Concurso Público (2º lugar), com carga horária de 40 horas semanais, sob o Regime de Trabalho Estatutário e Regime Previdenciário RGPS, “nível 09”, do Quadro de Salários dos Servidores do Município. Art. 2º – A servidora admitida no caput do art. 1º será submetida a Estágio Probatório, de acordo com o item 10.7 das Disposições Gerais do Edital 01.01/011, podendo haver rescisão do contrato de trabalho por conduta tipificada como falta grave ou por insuficiência de desempenho, verificadas em processo com direito a ampla defesa e ao contraditório. Art. 3º – A presente portaria entra em vigor no dia 02/07/012, revogadas as disposições em contrário. Prefeitura Municipal de Barra do Jacaré, em 29 de junho de 2012. Edimar de Freitas Alboneti Prefeito Municipal PORTARIA nº. 131/2012. DATA: 29 de junho de 2012. SUMULA: Dispõe sobre nomeação de servidora, e da outras providencias. O Prefeito Municipal de Barra do Jacaré, Estado do Paraná, usando de suas atribuições legais, e considerando o resultado final do Concurso Público Edital nº 01.01/011 de 13/04/011, realizado em 29/05/011, homologado pelo Edital nº 08.01/011 de 20/06/011, Edital de convocação nº 22.01/012 de 04/06/012 e considerando rigorosamente a ordem de classificação: RESOLVE: Art. 1º – NOMEAR a partir de 02/07/2012, a Srª. AMELIA MARTINS DA CUNHA MELLO, portadora de CTPS nº. 74189/00037/PR, Cédula de Identidade RG nº. 6.177.992-2 SESP/PR, inscrita no CPF/MF nº. 904.524.709-78, para exercer a função de AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS, em virtude de ter sido habilitada em Concurso Público (13º lugar), com carga horária de 40 horas semanais, sob o Regime de Trabalho Estatutário e Regime Previdenciário RGPS, “nível 01”, do Quadro de Salários dos Servidores do Município. Art. 2º – A servidora admitida no caput do art. 1º será submetida a Estágio Probatório, de acordo com o item 10.7 das Disposições Gerais do Edital 01.01/011, podendo haver rescisão do contrato de trabalho por conduta tipificada como falta grave ou por insuficiência de desempenho, verificadas em processo com direito a ampla defesa e ao contraditório. Art. 3º – A presente portaria entra em vigor no dia 02/07/012, revogadas as disposições em contrário. Prefeitura Municipal de Barra do Jacaré, em 29 de junho de 2012. Edimar de Freitas Alboneti Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ PORTARIA nº. 132/2012. DATA: 29 de junho de 2012. SUMULA: Dispõe sobre nomeação de servidor, e da outras providencias. O Prefeito Municipal de Barra do Jacaré, Estado do Paraná, usando de suas atribuições legais, e considerando o resultado final do Concurso Público Edital nº 01.01/011 de 13/04/011, realizado em 29/05/011, homologado pelo Edital nº 08.01/011 de 20/06/011, Edital de convocação nº 22.01/012 de 04/06/012 e considerando rigorosamente a ordem de classificação: RESOLVE: Art. 1º – NOMEAR a partir de 02/07/2012, o Srº. MAURO ZANATTA JUNIOR, portador de CTPS nº. 040712/00269/SP, Cédula de Identidade RG nº. 6.160.985-7 SESP/PR, inscrita no CPF/MF nº. 019.519.849-27 e CRF/PR nº 14397, para exercer a função de FARMACEUTICO, em virtude de ter sido habilitado em Concurso Público (2º lugar), com carga horária de 40 horas semanais, sob o Regime de Trabalho Estatutário e Regime Previdenciário RGPS, “nível 19”, do Quadro de Salários dos Servidores do Município. Art. 2º – O servidor admitido no caput do art. 1º será submetido a Estágio Probatório, de acordo com o item 10.7 das Disposições Gerais do Edital 01.01/011, podendo haver rescisão do contrato de trabalho por conduta tipificada como falta grave ou por insuficiência de desempenho, verificadas em processo com direito a ampla defesa e ao contraditório. Art. 3º – A presente portaria entra em vigor no dia 02/07/012, revogadas as disposições em contrário. Prefeitura Municipal de Barra do Jacaré, em 29 de junho de 2012. Edimar de Freitas Alboneti Prefeito Municipal

No bimestre (b)

RECEITAS (EXCETO INTRA-ORÇAMENTÁRIAS) (I)

RECEITA AGROPECUÁRIA

Nota Fiscal Extraviada Declaramos para devidos fins o extravio de nota fiscal do produtor nº 13 em nome Dary Gonçalves, Chácara Santa Luzia, Bairro Boi Pintado, Município Santo Antonio da Platina -PR INCRA –712.183.023.582-2. Com esta publicação fica sem valor comercial. Santo Antônio da Platina, 30/06/2012. a)Dary Gonçalves .

Receitas realizadas

Previsão atualizada (a)

Previsão inicial

(-)DEDUÇÕES DA RECEITA DE SERVIÇOS TRANSFERÊNCIAS CORRENTES TRANSFERÊNCIAS INTERGOVERNAMENTAIS

0,00

0,00

566.500,00

566.500,00

0,00 16.520.902,75

0,00 16.870.902,75

0,00 2.184.650,16

0,00 12,95

0,00 6.920.794,10

0,00 41,02

0,00 9.950.108,65

15.860.252,75

15.860.252,75

1.999.656,75

12,61

6.587.172,53

41,53

9.273.080,22

TRANSFERÊNCIAS DE INSTITUIÇÕES PRIVADAS TRANSFERÊNCIAS DO EXTERIOR

0,00 0,00

TRANSFERÊNCIAS DE PESSOAS TRANSFERÊNCIAS DE CONVÊNIOS

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 660.650,00

0,00 1.010.650,00

0,00 184.993,41

0,00 18,30

0,00 333.621,57

0,00 33,01

OUTRAS RECEITAS CORRENTES

182.700,00

182.700,00

112.850,64

61,77

181.647,16

99,42

1.052,84

MULTAS JUROS DE MORA

56.700,00

56.700,00

280,62

0,49

890,41

1,57

55.809,59

0,00 126.000,00 0,00

0,00 126.000,00 0,00

3.230,88 105.928,24 3.410,90

0,00 84,07 0,00

45.065,68 123.186,02 12.505,05

0,00 97,77 0,00

(45.065,68) 2.813,98 (12.505,05)

INDENIZAÇÕES E RESTITUIÇÕES RECEITA DA DÍVIDA ATIVA RECEITAS DIVERSAS (-)DEDUÇÕES DE OUTRAS RECEITAS CORRENTES

0,00

RECEITAS DE CAPITAL

0,00

0,00

0,00

0,00

1.962.958,19

1.962.958,19

0,00

0,00

0,00

0,00

1.962.958,19

987.800,00 987.800,00

987.800,00 987.800,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

987.800,00 987.800,00

OPERAÇÕES DE CRÉDITO OPERAÇÕES DE CRÉDITO INTERNAS OPERAÇÕES DE CRÉDITO EXTERNAS ALIENAÇÃO DE BENS ALIENAÇÃO DE BENS MÓVEIS ALIENAÇÃO DE BENS IMÓVEIS AMORTIZAÇÃO DE EMPRÉSTIMOS TRANSFERÊNCIAS DE CAPITAL

0,00

0,00 677.028,43

0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

TRANSFERÊNCIAS INTERGOVERNAMENTAIS

975.158,19 0,00

975.158,19 0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

TRANSFERÊNCIAS DE INSTITUIÇÕES PRIVADAS TRANSFERÊNCIAS DO EXTERIOR

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00 0,00 0,00

0,00 0,00 0,00

0,00 0,00 0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

MUNICíPIO DE RIBEIRãO DO PINHAL TRANSFERÊNCIAS DE PESSOAS 0,00 0,00 0,00 0,00 RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA TRANSFERÊNCIAS DE OUTRAS INSTITUIÇÕES 0,00 0,00 0,00 0,00 TRANSFERÊNCIAS DE CONVÊNIOS

BALANÇO - RECEITA 975.158,19ORÇAMENTÁRIO 975.158,19 0,00 0,00 0,00FISCAL E DA 0,00 ORÇAMENTOS SEGURIDADE0,00 SOCIAL0,00 0,00 0,00 0,00 JANEIRO A JUNHO DE 2012 0,00

OUTRAS RECEITAS DE CAPITAL INTEGRALIZAÇÃO DO CAPITAL SOCIAL RECEITA DA DÍVIDA ATIVA PROVENIENTE DE AMORT LRF, Art.OUTRAS 52, incisoRECEITAS I, alíneas "a" e "b" do inciso II e § 1º - Anexo I RECEITAS (INTRA-ORÇAMENTÁRIAS) (II) SUBTOTAL DAS RECEITAS (III) = (I+II) Receitas OPERAÇÕES DE CRÉDITO - REFINANCIAMENTO (IV) Operações de Crédito Internas

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

21.380.763,13 Previsão inicial 0,00 0,00

Mobiliária Contratual Operações de Crédito Externas Mobiliária Contratual SUBTOTAL COM REFINANCIAMENTO (V) = (III+IV)

Previsão 21.730.763,13 atualizada (a) 0,00 0,00

0,00 Saldo a realizar 13.917.194,24 (a-c) 0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

21.730.763,13

2.514.566,27

0,00

21.380.763,13 -

Reabertura de Créditos Adicionais

35,96 % (c/a) 0,00 0,00

0,00 0,00

0,00

TOTAL (VII) = (V+VI) SALDO DE EXERCÍCIOS ANTERIORES Superávit Financeiro

0,00

0,00 975.158,19

0,00 0,00

21.380.763,13

DÉFICIT (VI)

2.514.566,27 No bimestre (b) 0,00 0,00

0,00 realizadas 0,00 Receitas 11,57 7.813.568,89 % (b/a) Até o bimestre 0,00 0,00 0,00 0,00

975.158,19

21.730.763,13 -

-

2.514.566,27 -

-

DARTAGNAN CALIXTO FRAIZ Prefeito Municipal - Munic.Ribeirão do Pinhal

11,57

7.813.568,89

35,96

0,00

738.285,31

0,00

(738.285,31)

11,57 -

8.551.854,20 298.143,61 298.143,61

39,35 -

13.178.908,93 -

0,00

-

-

0,00

13.917.194,24

-

-

MARCELO CORINTH Contador - Municipio Ribeirão do Pinhal

MUNICíPIO DE RIBEIRãO DO PINHAL RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRATIVO DOS RESTOS A PAGAR POR PODER E ÓRGÃO ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JANEIRO A JUNHO DE 2012 LRF, art. 53, inciso V - Anexo IX RESTOS A PAGAR PROCESSADOS PODER / ÓRGÃO

RESTOS A PAGAR NÃO-PROCESSADOS

Inscritos Exercícios anteriores

Em 31 de dezembro de 2011

Cancelados

Pagos

A Pagar

Inscritos em 31 de dezembro de 2011

Cancelados

Pagos

A Pagar

EXECUTIVO Município de Ribeirão do Pinhal CAMARA MUNICIPAL DE RIBEIRAO DO PINHAL

137.610,79 0,00

150,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

150,00

0,00

0,00

137.760,79 0,00

1.177.217,17 0,00

0,00 0,00

854.459,82 0,00

322.757,35 0,00

LEGISLATIVO TOTAL

137.610,79

DARTAGNAN CALIXTO FRAIZ Prefeito Municipal - Munic.Ribeirão do Pinhal

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ PORTARIA nº. 133/2012. DATA: 29 de junho de 2012. SUMULA: Dispõe sobre nomeação de servidora, e da outras providencias. O Prefeito Municipal de Barra do Jacaré, Estado do Paraná, usando de suas atribuições legais, e considerando o resultado final do Concurso Público Edital nº 01.01/011 de 13/04/011, realizado em 29/05/011, homologado pelo Edital nº 08.01/011 de 20/06/011, Edital de convocação nº 24.01/012 de 08/06/012 e considerando rigorosamente a ordem de classificação: RESOLVE: Art. 1º – NOMEAR a partir de 02/07/2012, a Srª. JACIRA DA CRUZ GAIOTO, portadora de CTPS nº. 16463/00043/PR, Cédula de Identidade RG nº. 6.185.864-4 SESP/PR, inscrita no CPF/MF nº. 778.397.819-340, para exercer a função de AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS, em virtude de ter sido habilitada em Concurso Público (14º lugar), com carga horária de 40 horas semanais, sob o Regime de Trabalho Estatutário e Regime Previdenciário RGPS, “nível 01”, do Quadro de Salários dos Servidores do Município. Art. 2º – A servidora admitida no caput do art. 1º será submetida a Estágio Probatório, de acordo com o item 10.7 das Disposições Gerais do Edital 01.01/011, podendo haver rescisão do contrato de trabalho por conduta tipificada como falta grave ou por insuficiência de desempenho, verificadas em processo com direito a ampla defesa e ao contraditório. Art. 3º – A presente portaria entra em vigor no dia 02/07/012, revogadas as disposições em contrário. Prefeitura Municipal de Barra do Jacaré, em 29 de junho de 2012. Edimar de Freitas Alboneti - Prefeito Municipal

137.760,79

1.177.217,17

0,00

854.459,82

322.757,35

MARCELO CORINTH Contador - Municipio Ribeirão do Pinhal

PREFEITURA MUNICIPAL DE ANDIRÁ DECRETO Nº. 6.074 DE 29 DE JUNHO DE 2012 Súmula: Altera a constituição do Conselho Municipal de Alimentação Escolar. JOSÉ RONALDO XAVIER, Prefeito Municipal de Andirá, Estado do Paraná, usando de suas atribuições legais, D E C R E TA: Art. 1º. Fica alterada a constituição do Conselho Municipal de Alimentação Escolar – CAE, sendo composta pelos seguintes membros: I. Um representante do Poder Executivo, indicado pelo Chefe desse Poder: Titular: Ana Carolina Zanoni Demarchi Suplente: Vânia Cristina Zenerato Martucci II. Dois representantes dos Docentes, indicados pela classe: Titular: Denise Rossi Rodrigues Suplente: Eloísa Petrelli Turim Titular: Maria Aparecida Príncipe Suplente: Érica Aparecida Vater Rodrigues III. Dois representantes dos Pais de Alunos, indicados pela APMF: Titular: Elimari Milani Secco Melo Suplente: André Junior Cassita Titular: Patrícia Fernanda de Oliveira Suplente: Thaíz Olímpio IV. Dois representantes das Entidades Civis Organizadas: Titular: Aparecido Luciano Ribeiro Suplente: Rodrigo Teodoro da Silva Titular: Émerson Hieda Suplente: Wilson Aparecido Sargi Art. 2° - Este decreto entra em vigor na data de sua publicação, revogando-se as disposições em contrário. Paço Municipal “Bráulio Barbosa Ferraz”, Município de Andirá, Estado do Paraná, em 29 de junho de 2012, 69º da Emancipação Política. JOSÉ RONALDO XAVIER - Prefeito Municipal


Atas&Editais B-3

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 30 de junho e 01 de julho de 2012 MUNICíPIO DE RIBEIRãO DO PINHAL

RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA BALANÇO ORÇAMENTÁRIO - DESPESA ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL MAIO A JUNHO DE 2012 LRF, Atr. 52, inciso I, alíneas "a" e "b" do inciso II e § 1º - Anexo I Dotação inicial (d)

DESPESAS

Créditos adicionais (e)

Dotação atualizada (f)=(d+e)

DESPESAS EMPENHADAS No bimestre (g)

DESPESAS LIQUIDADAS

Até bimestre (h)

No bimestre (i)

Até bimestre (j)

% (j/f)

Saldo a liquidar (f-j)

DESPESAS (EXCETO INTRA-ORÇAMENTÁRIAS) (VIII)

20.285.763,13

648.143,61

20.933.906,74

1.612.793,42

8.551.854,20

2.094.208,53

6.104.295,78

29,16

14.829.610,96

DESPESAS CORRENTES

16.465.445,10

357.440,06

16.822.885,16

1.504.534,32

7.528.989,81

2.041.342,71

5.759.326,69

34,24

11.063.558,47

9.310.387,21

(79.340,34)

9.231.046,87

685.746,05

3.362.943,20

1.055.056,60

3.048.201,64

33,02

6.182.845,23

55.886,25

0,00

55.886,25

546,95

5.038,90

9,02

50.847,35

PESSOAL E ENCARGOS SOCIAIS JUROS E ENCARGOS DA DÍVIDA OUTRAS DESPESAS CORRENTES

5.038,90

546,95

7.099.171,64

436.780,40

7.535.952,04

818.241,32

4.161.007,71

985.739,16

2.706.086,15

35,91

4.829.865,89

DESPESAS DE CAPITAL

3.720.318,03

290.703,55

4.011.021,58

108.259,10

1.022.864,39

52.865,82

344.969,09

8,60

3.666.052,49

INVESTIMENTOS

3.331.818,03

290.703,55

3.622.521,58

86.533,07

764.700,74

181.763,65

5,02

3.440.757,93

INVERSÕES FINANCEIRAS

0,00

AMORTIZAÇÃO DA DÍVIDA

388.500,00

RESERVA DE CONTINGÊNCIA

100.000,00

RESERVA DO RPPS

0,00

0,00

0,00

388.500,00

0,00

100.000,00

0,00

MUNICíPIO 0,00

DESPESAS INTRA-ORÇAMENTÁRIAS (IX)

0,00

0,00

21.726,03

0,00

DE0,00 RIBEIRãO DO 0,00 PINHAL

AMORTIZAÇÃO DA DÍVIDA - REFINANCIAMENTO (XI)

Dívida Mobiliária

0,00

Outras Dívidas LRF, Atr. 52, inciso I, alíneas "a" e "b" do inciso II e § 1º - Anexo I Amortização da Dívida Externa

MAIO A 0,00 JUNHO DE 20120,00

0,00 Dotação inicial (d) 0,00

Outras Dívidas

20.285.763,13

SUPERÁVIT (XIII)

21.380.763,13

0,00

42,01

225.294,56 100.000,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

8.551.854,20

2.094.208,53

6.104.295,78

29,16

14.829.610,96

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00 Créditos 0,00 Dotação atualizada adicionais (e) (f)=(d+e) 0,00 0,00

0,00 No bimestre (g)

0,00 Até bimestre (h)

No bimestre (i)0,00

0,00 Até bimestre (j)

% (j/f) 0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00 648.143,61

1.095.000,00

TOTAL (XIV) = (XII + XIII)

163.205,44

0,00

0,00

0,00

SUBTOTAL COM REFINANCIAMENTO (XII) = (X + XI)

52.865,82

0,00

0,00

0,00

DESPESAS

0,00

0,00

ORÇAMENTOS FISCAL SOCIAL0,00 0,00 0,00E DA SEGURIDADE 0,00

Amortização da Dívida Interna

0,00

258.163,65

RELATÓRIO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA 20.285.763,13 RESUMIDO 648.143,61 20.933.906,74 1.612.793,42 BALANÇO ORÇAMENTÁRIO DESPESA 0,00 0,00 0,00 0,00

SUBTOTAL DAS DESPESAS (X) = (VIII + IX)

Dívida Mobiliária

0,00

0,00

648.143,61

DARTAGNAN CALIXTO FRAIZ Prefeito Municipal - Munic.Ribeirão do Pinhal

0,00 DESPESAS EMPENHADAS

0,00 20.933.906,74

1.612.793,42

796.856,39

901.772,85

21.730.763,13

2.514.566,27

0,00

0,00LIQUIDADAS DESPESAS

8.551.854,20 0,00 8.551.854,20

0,00

0,00 Saldo a liquidar0,00 (f-j) 0,00 0,00

2.094.208,53

6.104.295,78

29,16

420.357,74

1.709.273,11

214,50

14.829.610,96 (912.416,72)

2.514.566,27

7.813.568,89

35,96

13.917.194,24

MARCELO CORINTH Contador - Municipio Ribeirão do Pinhal

MUNICíPIO DE RIBEIRãO DO PINHAL RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRATIVO DA EXECUÇÃO DAS DESPESAS POR FUNÇÃO E SUBFUNÇÃO ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JANEIRO A JUNHO DE 2012 LRF, Art. 52, inciso ||, alínea "c" - Anexo II DESPESA EMPENHADA FUNÇÃO / SUBFUNÇÃO DESPESAS (EXCETO INTRA-ORÇAMENTÁRIAS) (I)

INICIAL

ATUALIZADA (a)

20.285.763,13

Saldo a liquidar (a-e)

% (e/a)

100,00

29,16

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

JUDICIÁRIA

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

ESSENCIAL À JUSTIÇA

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA ADMINISTRAÇÃO DE RECEITAS

6.104.295,78

% (e / total e)

0,00

ADMINISTRAÇÃO GERAL

2.094.208,53

Até o bimestre (e)

0,00

ADMINISTRAÇÃO

8.551.854,20

No bimestre (d)

0,00

AÇÃO LEGISLATIVA

1.612.793,42

Até o bimestre (c)

0,00

LEGISLATIVA

20.933.906,74

No bimestre (b)

DESPESAS LIQUIDADAS

14.829.610,96

0,00

3.507.388,44

3.365.888,44

273.394,90

954.188,59

219.455,27

676.537,95

11,08

20,10

2.689.350,49

2.922.002,19

2.780.502,19

243.564,98

658.147,15

157.360,56

479.954,72

7,86

17,26

2.300.547,47

540.386,25

540.386,25

27.579,92

285.119,76

56.469,71

187.911,55

3,08

34,77

352.474,70

45.000,00

45.000,00

2.250,00

10.921,68

5.625,00

8.671,68

0,14

19,27

36.328,32

DEFESA NACIONAL

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

SEGURANÇA PÚBLICA

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

RELAÇÕES EXTERIORES

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00 826.791,99

ASSISTÊNCIA SOCIAL

1.072.870,85

1.063.998,24

22.242,47

625.790,54

95.876,63

237.206,25

3,89

22,29

ADMINISTRAÇÃO GERAL

130.000,00

106.488,93

6.337,91

30.285,95

7.712,93

19.951,69

0,33

18,74

86.537,24

ASSISTÊNCIA À CRIANÇA E AO ADOLESCENTE

229.275,00

230.794,67

7.575,17

27.641,78

6.145,18

21.572,77

0,35

9,35

209.221,90

ASSISTÊNCIA COMUNITÁRIA

713.595,85

726.714,64

8.329,39

567.862,81

82.018,52

195.681,79

3,21

26,93

531.032,85

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

PREVIDÊNCIA SOCIAL SAÚDE ATENÇÃO BÁSICA VIGILÂNCIA SANITÁRIA TRABALHO RELAÇÃO DE TRABALHO EDUCAÇÃO ENSINO FUNDAMENTAL CULTURA DIFUSÃO CULTURAL

0,00

0,00

2.923.807,25

3.642.106,57

456.106,27

1.929.328,69

535.318,78

1.375.883,08

22,54

37,78

2.266.223,49

2.735.782,25

3.454.081,57

413.690,73

1.885.154,08

516.275,24

1.355.080,47

22,20

39,23

2.099.001,10

188.025,00

188.025,00

42.415,54

44.174,61

19.043,54

20.802,61

0,34

11,06

167.222,39

3.955.000,00

3.955.000,00

283.935,41

1.331.891,53

273.642,49

1.024.081,37

16,78

25,89

2.930.918,63

3.955.000,00

3.955.000,00

283.935,41

1.331.891,53

273.642,49

1.024.081,37

16,78

25,89

2.930.918,63

5.865.252,65

5.868.653,87

395.120,25

2.349.070,11

792.912,67

2.100.278,75

34,41

35,79

3.768.375,12

5.865.252,65

5.868.653,87

395.120,25

2.349.070,11

792.912,67

2.100.278,75

34,41

35,79

3.768.375,12

420.500,00

384.846,45

1.980,96

327.005,35

14.704,10

53.083,62

0,87

13,79

331.762,83

420.500,00

384.846,45

1.980,96

327.005,35

14.704,10

53.083,62

0,87

13,79

331.762,83

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

152.607,19

568.268,26

150.475,92

6,83

35,03

773.788,02

DIREITOS DA CIDADANIA URBANISMO

0,00

0,00 1.264.135,75

1.190.951,43

0,00 417.163,41

555.568,50 441.105,66 121.799,30 377.448,82 MUNICíPIO152.607,09 DE RIBEIRãO DO PINHAL 635.382,93 RESUMIDO DA 0,10 EXECUÇÃO 127.162,60 28.676,62 39.714,59 RELATÓRIO ORÇAMENTÁRIA 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 DEMONSTRATIVO DA EXECUÇÃO DAS DESPESAS POR FUNÇÃO E SUBFUNÇÃO 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL 90.000,00 90.000,00 20.432,15 22.991,30 102,15 2.661,30 JANEIRO A JUNHO DE 2012

ADMINISTRAÇÃO GERAL

580.525,00

6,18

67,94

178.119,68

SERVIÇOS URBANOS

683.610,75

0,65

6,25

595.668,34

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,04

2,96

87.338,70

0,04

2,96

87.338,70

0,00

0,00

0,00

17.382,17 LIQUIDADAS 0,28 DESPESAS 0,00 0,00 Até o bimestre (e) % (e / total e) 17.382,17 0,28 0,00 0,00

2,35 2,54 0,00

722.617,83 Saldo a liquidar 55.000,00 (a-e) 667.617,83 0,00

HABITAÇÃO SANEAMENTO GESTÃO AMBIENTAL CONTROLE AMBIENTAL CIÊNCIA E TECNOLOGIA LRF, Art. 52, inciso ||, alínea "c" - Anexo II AGRICULTURA PROMOÇÃO DA PRODUÇÃO ANIMAL FUNÇÃO / SUBFUNÇÃO EXTENSÃO RURAL ORGANIZAÇÃO AGRÁRIA INDÚSTRIA PROMOÇÃO INDUSTRIAL

90.000,00 0,00

90.000,00

20.432,15

22.991,30

102,15

0,00

0,00

0,00

0,00

2.607,77 EMPENHADA 18.547,04 DESPESA 0,00 0,00 No bimestre (b) Até o bimestre (c) 2.607,77 18.547,04 0,00 0,00

7.362,75

2.661,30 0,00

650.000,00

740.000,00

55.000,00 INICIAL 595.000,00 0,00

55.000,00 ATUALIZADA (a) 685.000,00 0,00

23.100,00

23.100,00

4.134,19

10.112,25

4.125,91

8.499,21

0,14

36,79

14.600,79

23.100,00

23.100,00

4.134,19

10.112,25

4.125,91

8.499,21

0,14

36,79

14.600,79

0,00 No bimestre (d) 7.362,75 0,00

% (e/a)

0,00

COMÉRCIO E SERVIÇOS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

COMUNICAÇÕES

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

ENERGIA

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

TRANSPORTE

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

413.708,19

509.361,74

231,86

414.660,54

231,86

191.518,67

3,14

37,60

317.843,07

413.708,19

509.361,74

231,86

414.660,54

231,86

191.518,67

3,14

37,60

317.843,07

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

100.000,00

100.000,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

100.000,00

100.000,00

DESPORTO E LAZER DESPORTO COMUNITÁRIO ENCARGOS ESPECIAIS RESERVA DE CONTINGÊNCIA RESERVA DE CONTINGÊNCIA

0,00

100.000,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

100.000,00

RESERVA DO RPPS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

DESPESAS (INTRA-ORÇAMENTÁRIAS) (II)

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

100,00

29,16

TOTAL (III) = (I+II)

20.285.763,13

20.933.906,74

1.612.793,42

DARTAGNAN CALIXTO FRAIZ Prefeito Municipal - Munic.Ribeirão do Pinhal

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARÁ PORTARIA No 177/2012 O Excelentíssimo Senhor José Salim Haggi Neto, Prefeito Municipal de Cambará, Estado do Paraná, usando de suas atribuições legais, que lhe são conferidas por lei, R E S O L V E: Art. 1º Exonerar, a pedido, o servidor ALEXANDRO APARECIDO DA SILVA, admitido em 01/08/2008, portador da CTPS nº 26021 Série 049, RG nº 7.803.752-0, ocupante do cargo de MOTORISTA. Art. 2º- A presente Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Publique-se, Notifique-se, Cumpra-se. Gabinete do Prefeito Municipal de Cambará, Estado do Paraná, em 29 de Junho de 2012. JOSÉ SALIM HAGGI NETO PREFEITO MUNICIPAL DE CAMBARÁ

8.551.854,20

2.094.208,53

6.104.295,78

0,00 14.829.610,96

MARCELO CORINTH Contador - Municipio Ribeirão do Pinhal

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA ESTADO DO PARANÁ DECRETO Nº 318/12 A Prefeita Municipal de Santo Antônio da Platina, Estado do Paraná, no uso das atribuições que lhe são conferidas por Lei e, de conformidade com o requerimento nº 009286/12, de 27/06/12, decreta: Art. 1º - Fica EXONERADA, a pedido, a partir de 28 de junho de 2012, a servidora CAROLINA LELIS CALIL GONÇALVES, ocupante do cargo de Psicólogo, Regime Estatutário, deste Município, nomeada em 14/02/2012. Art. 2º - Revogam-se as disposições em contrário. GABINETE DA PREFEITA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA / ESTADO DO PARANÁ / PAÇO MUNICIPAL Dr. ALÍCIO DIAS DOS REIS, aos 28 de junho de 2012. MARIA ANA VICENTE GUIMARÃES POMBO Prefeita Municipal

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA DECRETO Nº 319/12 A Prefeita Municipal de Santo Antônio da Platina, Estado do Paraná, no uso das atribuições que lhe são conferidas por Lei e, de acordo com o requerimento protocolado sob nº 009155/12, de 25/06/12, decreta: Art.1º – Ficam NOMEADOS os senhores KLAUS CRESPO LOURENÇO, Representante do Corpo Clínico do Hospital, e EDMILSON APARECIDO MENDES, Representante do Executivo Municipal, para comporem o CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DO HOSPITAL NOSSA SENHORA DA SAÚDE, em substituição aos Senhores CLAUDINEI DE OLIVEIRA e VALMOR JOSÉ BINDE SOBRINHO, nomeados respectivamente pelo Decreto 149/12 de 16/03/2012. Art.2º - Revogam-se as disposições em contrário. GABINETE DA PREFEITA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA / ESTADO DO PARANÁ / PAÇO MUNICIPAL Dr. ALÍCIO DIAS DOS REIS, aos 28 de junho de 2012. MARIA ANA VICENTE GUIMARÃES POMBO Prefeita Municipal


B-4 Atas&Editais

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 30 de junho e 01 de julho de 2012 MUNICíPIO DE RIBEIRãO DO PINHAL RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRATIVO DA RECEITA CORRENTE LÍQUIDA ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JULHO DE 2011 A JUNHO DE 2012

LRF, Art 53, inciso I - Anexo III EVOLUÇÃO DA RECEITA REALIZADA NOS ÚLTIMOS 12 MESES ESPECIFICAÇÃO RECEITAS CORRENTES (I) Receita tributária IPTU

Previsão atualizada 2012

07/2011

08/2011

09/2011

10/2011

11/2011

12/2011

01/2012

02/2012

03/2012

04/2012

05/2012

06/2012

TOTAL

1.244.718,61

1.333.753,56

1.126.971,44

1.401.556,63

1.339.358,85

1.840.752,91

1.525.875,41

1.708.455,20

1.375.807,88

1.453.834,57

1.599.990,57

1.307.462,45

17.258.538,08

21.752.629,94

66.317,76

56.482,27

78.455,54

68.604,19

49.144,26

69.599,14

62.635,16

89.159,87

169.564,30

101.823,84

119.975,99

76.810,28

1.008.572,60

1.923.002,19

14.116,20

6.464,20

5.897,00

5.082,52

4.389,54

9.274,80

4.664,76

3.571,87

4.396,71

2.892,04

62.064,09

35.922,80

158.736,53

315.000,00

ISS

17.296,94

13.002,44

17.753,91

18.511,17

14.447,44

22.876,52

20.092,98

22.054,09

94.781,06

12.079,75

15.415,79

16.264,10

284.576,19

231.000,00

ITBI

23.467,35

25.460,00

45.429,02

34.965,19

16.535,79

20.998,32

24.185,56

23.742,51

34.180,65

69.620,73

26.429,77

16.354,36

361.369,25

404.250,00

IRRF

8.256,22

7.780,90

7.633,10

7.906,30

10.045,99

15.308,16

2.466,71

14.641,90

10.017,22

11.036,32

11.586,59

5.924,38

112.603,79

330.750,00

Outras receitas tributárias

3.181,05

3.774,73

1.742,51

2.139,01

3.725,50

1.141,34

11.225,15

25.149,50

26.188,66

6.195,00

4.479,75

2.344,64

91.286,84

642.002,19

7.775,26

5.372,17

6.891,68

5.016,85

6.176,48

5.376,27

5.063,57

5.292,46

5.349,73

7.807,85

5.391,84

0,00

65.514,16

0,00

Receita de contribuições Previdenciária Outras contribuições Receita patrimonial

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

7.775,26

5.372,17

6.891,68

5.016,85

6.176,48

5.376,27

5.063,57

5.292,46

5.349,73

7.807,85

5.391,84

0,00

65.514,16

0,00

8.776,41

10.350,38

120.225,00

8.118,65

7.372,33

8.699,72

7.189,83

7.275,49

6.443,50

7.388,33

6.620,04

6.943,56

1.356,01

86.534,25

Receita agropecuária

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Receita industrial

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Receita de serviços Transferências correntes

2.681,81

3.520,91

3.486,35

3.013,75

6.289,76

11.472,07

4.120,90

4.212,76

4.839,46

6.464,90

4.553,48

2.034,31

56.690,46

566.500,00

1.143.249,98

1.247.243,28

1.013.901,15

1.309.653,99

1.262.863,57

1.733.392,49

1.408.366,05

1.597.141,84

1.172.178,89

1.323.427,60

1.399.964,26

1.177.572,65

15.788.955,75

18.960.202,75

Cota parte do FPM

584.668,26

603.095,75

481.470,40

632.858,84

668.639,60

1.124.425,61

707.848,38

856.250,14

581.530,60

732.919,30

819.718,36

537.855,80

8.331.281,04

9.300.000,00

Cota parte do ICMS

158.937,02

164.872,14

173.329,90

188.403,21

186.058,50

201.329,11

186.377,31

150.961,16

173.791,86

170.032,22

185.389,04

162.873,52

2.102.354,99

2.485.515,00

Cota parte do IPVA

32.388,14

18.652,56

21.922,64

16.073,32

10.087,56

14.445,40

27.972,37

112.110,08

54.078,43

41.871,83

47.179,59

38.035,62

434.817,54

467.500,00

71,99

360,81

6.648,35

97.831,33

8.362,78

4.578,41

3.708,12

4.408,61

1.179,78

516,28

467,39

358,14

128.491,99

231.000,00

Cota parte do ITR Transferências da LC 87/1996

2.041,22

2.041,22

2.041,22

2.041,22

2.041,22

2.041,22

1.991,90

1.991,90

1.991,90

1.991,90

1.991,90

1.991,90

24.198,72

20.000,00

Transferências da LC 61/1989

3.453,43

3.465,47

3.212,58

4.538,27

4.256,45

4.814,90

1.636,35

3.418,44

3.044,76

3.230,71

3.656,71

3.266,76

41.994,83

24.150,00

Transferências do FUNDEF

220.474,62

223.700,68

216.636,27

243.597,34

249.700,00

276.761,03

239.266,62

2.973.255,29

3.883.291,00

Outras transferências correntes

141.215,30

231.054,65

108.639,79

270.194,50 DO245.363,81 293.602,90 RIBEIRãO PINHAL RELATÓRIO RESUMIDO EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA 120.903,05 136.464,69 DA 111.563,34 233.467,81 174.398,61

112.964,22

123.165,36

64.800,24

193.924,29

1.752.561,35

2.548.746,75

15.917,39

10.784,55

16.118,07

16.487,17

7.690,34

63.161,44

49.689,20

252.270,86

182.700,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Outras receitas correntes (-) Renúncias/restituições/descontos DEDUÇÕES (II)

0,00 156.311,89

Contrib. plano previdência servidor

ESPECIFICAÇÃO Compensação financ. entre regimes previd.

Dedução da receita para formação do FUNDEF Acórdão TCE/PR 1509/06 e 870/07 - IN 56/2011 RECEITA CORRENTE LÍQUIDA (I-II)

158.497,56

0,00

LRF, Art Servidor 53, inciso I - Anexo III

Patronal

0,00

07/2011

0,00 137.724,98

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

156.311,89 0,00 1.088.406,72

08/2011

0,00

158.497,56

09/2011

188.349,18 0,00

175.869,30

200.778,23

185.906,81

0,00

0,00

0,00

JULHO DE 2011 A JUNHO DE 2012

0,00

PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ-ESTADO DO PARANÁ LICITAÇÃO MODALIDADE PREGÃO PRESENCIAL Nº 22/2012SRP AVISO DE JULGAMENTO DE DOCUMENTAÇÃO O pregoeiro, Gilvan de Oliveira, no uso de suas atribuições, comunica aos interessados no objeto do Edital do Pregão Presencial nº 22/2012-SRP, que se realizará Sessão Pública, na Sala de Licitações da Prefeitura Municipal de Quatiguá, às 15h00min, do dia 02 de julho de 2012, para a análise e verificação da documentação apresentada pelas empresas proponentes participantes do certame. Quatiguá-PR, Sala de Licitações, em 29 de junho de 2012. GILVAN DE OLIVEIRA Pregoeiro

163.123,35

0,00

190.112,34

0,00

211.680,49

181.206,26

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

175.869,30

0,00 1.213.207,45

200.778,23

0,00 1.163.489,55

185.906,81

0,00 1.639.974,68

DARTAGNAN CALIXTO FRAIZ Prefeito Municipal - Munic.Ribeirão do Pinhal

PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ-ESTADO DO PARANÁ AVISO DE ANÁLISE DE AMOSTRAS PREGÃO PRESENCIAL Nº 23/2012-SRP Objeto: Registro de Preços para futuras aquisições de gêneros alimentícios, produtos de higiene, limpeza, copa, cozinha, fraldas geriátricas, materiais de expediente, escolares e papelaria em geral. O pregoeiro, Gilvan de Oliveira, comunica às empresas declaradas vencedoras e aos demais interessados no objeto do certame em epígrafe, que a Comissão Especial para Análise de Amostras, reunir-se-á em Sessão Pública, às 08h30min, do dia 03 de julho de 2012, na Sala de Licitações, visando à análise das amostras dos Produtos apresentados. Quatiguá-PR, Sala de Licitações, em 29 de junho de 2012. Gilvan de Oliveira – Pregoeiro. PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ-PARANÁ AVISO DE ANÁLISE DE AMOSTRAS PREGÃO PRESENCIAL Nº 23/2012-SRP Objeto: Registro de Preços para futuras aquisições de gêneros alimentícios, produtos de higiene, limpeza, copa, cozinha, fraldas geriátricas, materiais de expediente, escolares e papelaria em geral. O pregoeiro, Gilvan de Oliveira, comunica às empresas declaradas vencedoras e aos demais interessados no objeto do certame em epígrafe, que a Comissão Especial para Análise de Amostras, reunir-se-á em Sessão Pública, às 08h30min, do dia 03 de julho de 2012, na Sala de Licitações, visando à análise das amostras dos Produtos apresentados. Quatiguá-PR, Sala de Licitações, em 29 de junho de 2012. Gilvan de Oliveira – Pregoeiro.

0,00

0,00

188.349,18

0,00 989.246,46

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO DO PINHAL DECRETO Nº. 36/2012. SÚMULA:- Abertura de Crédito Adicional Suplementar, no valor de R$ 100.000,00(cem mil reais), com recursos de remanejamento de dotações orçamentárias. O Senhor Dartagnan Calixto Fraiz, Prefeito do Município de Ribeirão do Pinhal, Estado do Paraná, usando de suas atribuições legais, e em especial a Lei nº. 1.523/2011 de 20 de dezembro de 2011; decreta: ARTIGO 1º - Fica aberto no orçamento vigente um Crédito Adicional Suplementar com recursos de remanejamento de dotações orçamentárias, no valor R$ 100.000,00(cem mil reais), nas dotações de despesa que abaixo segue: 07 - DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO, ESPORTE E CULTURA. 07.001 – Divisão de Ensino – Secretaria Municipal de Educação. 12.361.00052-029 – Transporte Escolar. 001290 - 0.1.00.000107 - 3.3.90.30.00.00 – Material de Consumo. Valor R$ 50.000,00 (cinqüenta mil reais). 12.361.00052-033 – Manutenção da Secretaria de Educação. 001470 - 0.1.00.000107 - 3.3.90.30.00.00 – Material de Consumo. Valor R$ 50.000,00 (cinqüenta mil reais). ARTIGO 2º - Servirá como recurso para o custeio do presente crédito Adicional suplementar os recursos de remanejamento das dotações orçamentárias que abaixo seguem: 07 - DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO, ESPORTE E CULTURA. 07.001 – Divisão de Ensino – Secretaria Municipal de Educação. 12.361.00052-029 – Transporte Escolar. 001320 - 0.1.00.000107 - 4.4.90.52.00.00 – Equipamentos e Material Permanente Valor R$ 100.000,00 (cem mil reais) ARTIGO 3º - Este Decreto entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Edifício da Prefeitura Municipal de Ribeirão do Pinhal, em 28 de junho de 2012. Dartagnan Calixto Fraiz Prefeito Municipal

225.827,94

0,00 0,00 0,00 0,00 EVOLUÇÃO DA RECEITA REALIZADA NOS ÚLTIMOS 12 MESES 0,00 0,00 0,00 0,00 10/2011 11/2011 12/2011 01/2012 02/2012 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

137.724,98

0,00 1.175.256,00

7.895,52 6.185,06DA RECEITA 13.723,11 CORRENTE 38.414,24 LÍQUIDA 6.204,77 DEMONSTRATIVO 0,00 0,00 0,00 0,00 ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL 0,00

0,00

0,00 0,00

247.004,75MUNICíPIO 246.952,77DE

0,00 1.339.968,60

225.827,94

03/2012

163.123,35

0,00 1.482.627,26

0,00

0,00 1.212.684,53

04/2012

05/2012

0,00

190.112,34

06/2012

0,00

211.680,49

0,00

0,00

1.263.722,23

0,00

181.206,26

1.126.256,19

2.089.300,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00 Previsão 0,00 TOTAL atualizada 2012 0,00 0,00 2.175.388,33

0,00

1.388.310,08

0,00

2.175.388,33

2.089.300,00

0,00

0,00

15.083.149,75

19.663.329,94

MARCELO CORINTH Contador - Municipio Ribeirão do Pinhal

MUNICíPIO DE RIBEIRãO DO PINHAL RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRATIVO DO RESULTADO PRIMÁRIO ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JANEIRO A JUNHO DE 2012 LRF, Art.53, inciso III - Anexo VII RECEITAS REALIZADAS

PREVISÃO ATUALIZADA

RECEITAS PRIMÁRIAS RECEITAS PRIMÁRIAS CORRENTES (I)

No Bimestre

Jan à Jun 2012

Jan à Jun 2011

19.705.329,94

2.509.036,43

7.786.257,17

7.088.283,56

1.923.002,19

196.786,27

619.969,44

504.671,87

IPTU

315.000,00

97.986,89

113.512,27

115.471,89

ISS

231.000,00

31.679,89

180.687,77

104.965,54

ITBI

404.250,00

42.784,13

194.513,58

164.939,75

IRRF

330.750,00

17.510,97

55.673,12

48.437,65

Outras receitas tributárias

642.002,19

6.824,39

75.582,70

70.857,04

0,00

0,00

0,00

0,00

104.475,00

5.391,84

28.905,45

40.699,23

Receita tributária

(-)Deduções da receita tributária Receita de contribuição Receita previdenciária Outras receitas de contribuições

0,00

0,00

0,00

0,00

104.475,00

5.391,84

28.905,45

40.699,23

(-)Deduções da receita de contribuições Receita patrimonial líquida Receita patrimonial (-)Aplicações financeiras

0,00

0,00

0,00

0,00

57.750,00

2.769,73

8.715,21

7.184,12

120.225,00

8.299,57

36.026,93

60.608,85

62.475,00

5.529,84

27.311,72

53.424,73

0,00

0,00

0,00

(-)Deduções da receita patrimonial Transferências correntes

0,00

16.870.902,75

2.184.650,16

6.920.794,10

6.278.100,56

FPM

9.300.000,00

1.357.574,16

4.236.122,58

4.091.114,58

ICMS

2.485.515,00

348.262,56

1.029.425,11

924.094,78

Convênios Outras transferências correntes

1.010.650,00 4.074.737,75

184.993,41 293.820,03

333.621,57 1.321.624,84

32.436,55 1.230.454,65

Demais receitas correntes

749.200,00

119.438,43

207.872,97

257.627,78

Dívida ativa

126.000,00

105.928,24

123.186,02

120.827,29

Diversas receitas correntes

623.200,00

13.510,19

84.686,95

136.800,49

0,00

0,00

0,00

0,00

1.962.958,19

0,00

0,00

100.500,00 0,00

(-)Deduções das demais receitas correntes RECEITAS DE CAPITAL (II) Operações de crédito (III)

987.800,00

0,00

0,00

Amortizações de empréstimos (IV)

0,00

0,00

0,00

0,00

Alienação de ativos (V)

0,00

0,00

0,00

3.000,00

975.158,19

0,00

0,00

97.500,00

975.158,19

0,00

0,00

97.500,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

975.158,19

0,00

0,00

97.500,00

Transferências de capital Convênios Outras transferências de capital Outras receitas de capital RECEITAS PRIMÁRIAS DE CAPITAL (VI)=(II-III-IV-V) RECEITA PRIMÁRIA TOTAL (VII)=(I+VI)

20.680.488,13 PREVISÃO ATUALIZADA

DESPESAS PRIMÁRIAS DESPESAS CORRENTES (VIII)

2.509.036,43

No Bimestre

7.786.257,17

7.185.783,56

DESPESAS EMPENHADAS Jan à Jun 2012 Jan à Jun 2011

16.822.885,16

1.504.534,32

7.528.989,81

7.256.796,77

9.231.046,87

685.746,05

3.362.943,20

3.510.183,40

55.886,25

546,95

5.038,90

12.479,85

7.535.952,04

818.241,32

4.161.007,71

3.734.133,52

16.766.998,91

1.503.987,37

7.523.950,91

7.244.316,92

4.011.021,58

108.259,10

1.022.864,39

942.702,86

3.622.521,58

86.533,07

764.700,74

660.602,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Concessão de empréstimos (XII)

0,00

0,00

0,00

0,00

Aquisição de título de capital já integralizado (XIII)

0,00

0,00

0,00

0,00

Demais inversões financeiras

0,00

0,00

0,00

0,00

258.163,65

282.100,86

764.700,74

660.602,00

0,00

0,00

Pessoal e encargos sociais Juros e encargos da dívida (IX) Outras despesas correntes DESPESAS PRIMÁRIAS CORRENTES (X)=(VIII-IX) DESPESAS DE CAPITAL (XI) Investimentos Inversões financeiras

Amortização da dívida (XIV)

388.500,00 21.726,03 MUNICíPIO DE RIBEIRãO DO PINHAL DESPESAS PRIMÁRIAS DE CAPITAL FISCAIS (XV)=(XI-XII-XIII-XIV) 3.622.521,58 RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA86.533,07 RESERVA DE CONTINGÊNCIA (XVI) 100.000,00 0,00 DEMONSTRATIVO DO RESULTADO PRIMÁRIO RESERVA DO RPPS (XVII) 0,00 0,00 ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL 1.590.520,44 DESPESA PRIMÁRIA TOTAL (XVIII)=(X+XV+XVI+XVII) 20.489.520,49

8.288.651,65

7.904.918,92

RESULTADO PRIMÁRIO (VII-XVIII)

(502.394,48)

(719.135,36)

JANEIRO A JUNHO DE 2012

190.967,64

LRF, Art.53, inciso III - Anexo VII SALDOS DE EXERCÍCIOS ANTERIORES

-

918.515,99 -

DESCRIMINAÇÃO DA META FISCAL META DE RESULTADO PRIMÁRIO FIXADA NO ANEXO DE METAS FISCAIS DA LDO PARA O EXERCÍCIO DE REFERÊNCIA

DARTAGNAN CALIXTO FRAIZ Prefeito Municipal - Munic.Ribeirão do Pinhal

MARCELO CORINTH Contador - Municipio Ribeirão do Pinhal

0,00

0,00

298.143,61

VALOR 0,00


Atas&Editais B-5

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 30 de junho e 01 de julho de 2012 MUNICÍPIO DE JOAQUIM TÁVORA DECRETO 2.785/2012. O Prefeito Municipal de Joaquim Távora, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições e fundamentado na Lei Municipal nº 667/89. DECRETA ART. 1º. Fica exonerado a pedido o Dr. DEIWITI DE ALMEIDA, portador da cédula de identidade R.G. nº 6.480.442-1-SSP-PR, das funções de Chefe de Gabinete – Símbolo CC-1. ART. 2º. Este Decreto entra em vigor nesta data, revogadas as disposições em contrário. Joaquim Távora, 29 de junho de 2012. CLÁUDIO REVELINO PREFEITO MUNICIPAL PREFEITURA MUNICIPAL DE GUAPIRAMA - PR LICITAÇÃO - MODALIDADE PREGÃO PRESENCIAL Nº 022/2012 TIPO: MENOR PREÇO POR LOTE O Município de Guapirama, Estado do Paraná, torna público que fará realizar licitação, na modalidade Pregão Presencial, que tem por objeto a seleção de proposta visando à A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE RECAUCHUTAGENS, RESSOLAGENS, REFORÇOS INTERNOS DOS PNEUS E TIP-TOPS PARA MÁQUINAS DRESSER 205 - MICHIGAN 55A - CASE 580- RETRO NEW HOLLAND LB 90 - MOTONIVELADORA NEW HOLLAND RG 140, TRATORES, CAMINHÕES, ONIBUS E MICROS conforme lotes a seguir descritos, valor máximo de R$ 144.900,00 (cento e quarenta e quatro mil e novecentos reais), assim distribuídos: Lote I - R$ 72.400,00 (setenta e dois mil e quatrocentos reais). Lote II- R$ 72.500,00 (setenta e dois mil e quinhentos reais), de acordo com especificações e condições constantes do edital de licitação pregão presencial 022/2012 e seus anexos Data e Horário da Sessão Pública: 16 de JULHO DE 2012 ÀS 09:00 HORAS, na sede da Prefeitura Municipal de Guapirama, sita à Rua Dois de Março, 460. O edital completo e informações estão disponíveis aos interessados na Secretaria Geral do Município de Guapirama, na Rua Dois de Março, 460, nos horários das 08:00 às 11:00 e 13:00 às 17:00 horas. A pasta técnica, com o inteiro teor do edital e seus respectivos modelos, adendos e anexos poderão ser examinados no endereço acima indicado, no horário comercial, ou pelo endereço eletrônico www.guapirama.pr.gov.br . Informações adicionais, dúvidas e pedidos de esclarecimento deverão ser dirigidos à Comissão de Licitação no endereço acima mencionado – fone/fax: (0**43) 3573-1122. Guapirama (PR), 29 de junho de 2012 ANGELA SOARES DE OLIVEIRA PREGOEIRA PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARÁ PORTARIA No 179/2012 O Excelentíssimo Senhor José Salim Haggi Neto, Prefeito Municipal de Cambará, Estado do Paraná, usando de suas atribuições, que lhe são conferidas por lei, RESOLVE Art. 1o Conceder Licença-Prêmio por assiduidade a servidora MARLI FRANÇA, portadora do CPF nº 490.343.759-00, ocupante do cargo de Serviços Gerais, lotada no Departamento de Saúde por um período de 06 (seis) meses, a contar de 02 de julho de 2.012 e termino em 01 de janeiro de 2.012, em conformidade com a Lei nº 1.191/2001, Art. 102. Art. 2º- A presente Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Publique-se, Notifique-se, Cumpra-se. Gabinete do Prefeito Municipal de Cambará, Estado do Paraná, em 29 de junho de 2012. JOSÉ SALIM HAGGI NETO PREFEITO MUNICIPAL DE CAMBARÁ CÂMARA MUNICIPAL DE CAMBARÁ TERMO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº 13/2012 O Excelentíssimo Senhor João Antônio Tinelli, Presidente da Câmara Municipal de Cambará, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais e de conformidade com o inciso II, do art. 24, da Lei Federal nº 8.666, de 21 de junho de 1993 e suas alterações, dispensa a licitação para a aquisição de 01 (uma) porta deslizante de vidro fumê temperado com 10 mm de espessura, 1,30 met. de largura, 2,20 met. de altura, com puxadores e fechadura de alumínio na cor preta, para ser instalada no vão principal que dá acesso à recepção da Câmara Municipal de Cambará (Dotação Orçamentária – 01.001 - 01.031.0101.2001 - 3.3.90.30.24 – Material para manutenção de bens imóveis) da empresa IRMÃOS GOLUCHO LTDA. ME., inscrita no CNPJ nº 00.817.564/0001.11, com sede na Avenida Brasil, nº 453, Jardim Marymar, na cidade de Jacarezinho/PR, CEP: 86400-000, no valor de R$ 1.300,00 (um mil e trezentos reais), tendo em vista que o valor da referida compra não ultrapassará o teto limite de R$ 8.000,00 (oito mil reais). Gabinete da Presidência da Câmara Municipal de Cambará, Estado do Paraná, em 29 de junho de 2012. João Antonio Tinelli Presidente CÂMARA MUNICIPAL DE CAMBARÁ TERMO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº 14/2012 O Excelentíssimo Senhor João Antônio Tinelli, Presidente da Câmara Municipal de Cambará, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais e de conformidade com o inciso II, do art. 24, da Lei Federal nº 8.666, de 21 de junho de 1993 e suas alterações, dispensa a licitação para a aquisição de 01 (uma) mesa balcão em material MDF laminado, com 08 (oito) gavetas, suporte para microcomputador e divisória de acesso para a sala de recepção da Câmara Municipal de Cambará (Dotação Orçamentária – 01.001 - 01.031.0101.2001 - 4.4.90.52.42 – Mobiliário em geral) da empresa E. TRINCI MARCENARIA (nome fantasia: Marcenaria e Reforma Trinci), inscrita no CNPJ nº 10.664.488/0001.05, com sede na Rua Amélia Marques Michelato, nº 281, Conjunto Otávio Rodrigues, na cidade de Cambará/ PR, CEP: 86390-000, no valor de R$ 3.500,00 (três mil e quinhentos reais), tendo em vista que o valor da referida compra não ultrapassará o teto limite de R$ 8.000,00 (oito mil reais). Gabinete da Presidência da Câmara Municipal de Cambará, Estado do Paraná, em 29 de junho de 2012. João Antonio Tinelli Presidente

PREFEITURA MUNICIPAL DE TOMAZINA DECRETO Nº 010/2012 Súmula: Dispõe sobre o afastamento e nomeação em substituição de membro do Conselho Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente - CMDCA, do Município de Tomazina, Estado do Paraná, nomeado pelo Decreto nº 031/2011, mantendo as demais nomeações e dá outras providências. O Prefeito Municipal de Tomazina, senhor Guilherme Cury Saliba Costa, no uso de suas atribuições legais, RESOLVE: Artigo 1º - Fica afastado do Conselho Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente - CMDCA, do Município de Tomazina, Estado do Paraná, o seguinte membro nomeado pelo Decreto nº 031/2011: MEMBROS NÃO GOVERNAMENTAIS Associação de Bem Estar a Criança Titular: Érica Inocência Simão Artigo 2º - Fica nomeado para compor o Conselho Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente - CMDCA, do Município de Tomazina, Estado do Paraná, o seguinte membro em substituição do acima afastado: MEMBROS NÃO GOVERNAMENTAIS Associação de Bem Estar a Criança Titular: Ataíde Depizzol Junior Artigo 3º - Este Decreto entrará em vigor na data de sua publicação. Gabinete do Prefeito Municipal de Tomazina, em 29 de junho de 2012. Guilherme Cury Saliba Costa Prefeito Municipal

MUNICíPIO DE RIBEIRãO DO PINHAL RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS E DESPESAS COM MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO - MDE ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL MAIO A JUNHO DE 2012 Lei 9.394/96, Art. 72 - Anexo X RECEITAS DE ENSINO RECEITA RESULTANTE DE IMPOSTOS (Caput do art. 212 da constituição)

PREVISÃO INICIAL

1 - RECEITA DE IMPOSTOS 1.1 - Receita resultante do imposto sobre a propriedade predial e territorial urbana - IPTU

PREVISÃO ATUALIZADA (a)

RECEITAS REALIZADAS NO BIMESTRE

% c=(b/a)

ATÉ BIMESTRE (b)

1.439.550,00 472.500,00

1.439.550,00 472.500,00

296.165,88 204.190,20

668.400,53 237.521,72

46,43 50,27

315.000,00

315.000,00

97.986,89

113.512,27

36,04

51.450,00

51.450,00

141,94

105.000,00

105.000,00

1.050,00

1.050,00

1.1.1 - IPTU 1.1.2 - Multas, juros de mora e outros encargos do IPTU 1.1.3 - Dívida atíva do IPTU 1.1.4 - Multas, juros de mora, atualização monetária e outros encargos da dívida ativa do IPTU 1.1.5 - ( - ) Deduções da receita do IPTU

0,00

105.928,24

0,00

397,57

0,77

123.186,02

133,13

425,86

0,00

0,00

117,32 40,56 0,00

1.2 - Receita resultante do imposto sobre transmissão inter vivos - ITBI

404.250,00

404.250,00

42.784,13

194.513,58

48,12

1.2.1 - ITBI

404.250,00

404.250,00

42.784,13

194.513,58

48,12

1.2.2 - Multas, juros de mora e outros encargos do ITBI

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

1.2.3 - Dívida ativa do ITBI

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

1.2.4 - Multas, juros de mora, atualização monetária e outros encargos da dívida ativa do ITBI

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

1.2.5 - ( - ) Deduções da receita do ITBI

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

1.3 - Receita resultante do imposto sobre serviços de qualquer natureza - ISS

232.050,00

232.050,00

31.680,58

180.692,11

77,87

1.3.1 - Imposto sobre serviço de qualquer natureza - ISS

231.000,00

231.000,00

31.679,89

180.687,77

78,22

1.050,00

1.050,00

1.3.2 - Multas, juros de mora e outros encargos do ISS

0,69

4,34

0,41

1.3.3 - Dívida ativa do ISS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

1.3.4 - Multas, juros de mora, atualização monetária e outros encargos da dívida ativa do ISS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

1.3.5 - ( - ) Deduções da receita do ISS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

1.4 - Receita resultante do imposto de renda retido na fonte - IRRF

330.750,00

330.750,00

17.510,97

55.673,12

16,83

1.4.1 - IRRF

330.750,00

330.750,00

17.510,97

55.673,12

16,83

1.4.2 - Multas, juros de mora e outros encargos do IRRF

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

1.4.3 - Dívida ativa do IRRF

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

1.4.4 - Multas, juros de mora, atualização monetária e outros encargos da dívida ativa do IRRF

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

1.4.5 - ( - ) Deduções da receita do IRRF

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

1.5 - Receita resultante do imposto de renda retido na fonte - ITR

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

1.5.1 - ITR

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

1.5.2 - Multas, juros de mora e outros encargos do ITR

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

1.5.3 - Dívida ativa do ITR

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

1.5.4 - Multas, juros de mora, atualização monetária e outros encargos da dívida ativa do ITR 1.5.5 - ( - ) Deduções da receita do ITR

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

2 - RECEITAS DE TRANSFERÊNCIAS CONSTITUCIONAIS E LEGAIS

12.528.165,00

12.528.165,00

1.802.784,73

5.627.639,06

44,92

2.1 - Cota-parte FPM

9.300.000,00

9.300.000,00

1.357.574,16

4.236.122,58

45,55

2.1.1 - Parcela referente à CF. art. 159, I, alínea b

9.300.000,00

9.300.000,00

1.357.574,16

4.236.122,58

45,55

2.1.2 - Parcela referente à CF. art. 159, I, alínea d

0,00

2.2 - Cota-parte ICMS

0,00

0,00

0,00

0,00

2.485.515,00

2.485.515,00

348.262,56

1.029.425,11

41,42

2.3 - ICMS-Desoneração - LC. nº 87/1996

20.000,00

20.000,00

3.983,80

11.951,40

59,76

2.4 - Cota-parte IPI-Exportação

24.150,00

24.150,00

6.923,47

18.253,73

75,58

231.000,00 467.500,00

231.000,00 467.500,00

825,53 85.215,21

10.638,32 321.247,92

4,61 68,72

2.5 - Cota-parte ITR 2.6 - Cota-parte IPVA 2.7 - Cota-parte IOF-Ouro (100%)

0,00

3 - TOTAL DA RECEITA BRUTA DE IMPOSTOS (1+2)

13.967.715,00

RECEITAS ADICIONAIS PARA FINANCIAMENTO DO ENSINO

PREVISÃO INICIAL

4 - RECEITA DA APLICAÇÃO FINANCEIRA DE OUTROS RECURSOS VINCULADOS AO ENSINO

0,00

0,00

13.967.715,00

PREVISÃO ATUALIZADA (a)

2.098.950,61

0,00

0,00

6.296.039,59

45,08

RECEITAS REALIZADAS NO BIMESTRE

% ATÉ BIMESTRE (b) c=(b/a)

1.575,00

1.575,00

353,98

1.736,64

110,26

5 - RECEITAS DE TRANSFERÊNCIAS DO FNDE

468.822,90

468.822,90

31.733,25

173.779,98

37,07

5.1 - Transferências do salário-educação

231.000,00

231.000,00

21.867,25

127.362,91

55,14

5.2 - Outras transferências do FNDE 5.3 - Aplicação financeira dos recursos do FNDE

237.822,90 0,00

237.822,90 0,00

9.866,00 0,00

46.417,07 0,00

19,52 0,00

6 - RECEITAS DE TRANSFERÊNCIAS DE CONVÊNIOS

36.725,00

36.725,00

47.312,81

48.300,53

131,52

6.1 - Transferências de convênios 6.2 - Aplicação financeira dos recursos de convênios

34.650,00 2.075,00

34.650,00 2.075,00

46.968,11 344,70

46.968,11 1.332,42

135,55 64,21

7 - RECEITA DE OPERAÇÕES DE CRÉDITO 8 - OUTRAS RECEITAS PARA FINANCIAMENTO DO ENSINO

0,00 0,00

9 - TOTAL DAS RECEITAS ADICIONADAS PARA FINANCIAMENTO DO ENSINO (4+5+6+7+8)

507.122,90

0,00 0,00

0,00 0,00

507.122,90

79.400,04

0,00 0,00

0,00 0,00

223.817,15

44,13

MUNICíPIO DEFUNDEB RIBEIRãO DO PINHAL RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA RECEITAS DO FUNDEB PREVISÃO PREVISÃO RECEITAS REALIZADAS % INICIAL ATUALIZADA (a) DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS E DESPESAS COM MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO - MDE (b) c=(b/a) NO BIMESTRE ATÉ BIMESTRE ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE 10 - RECEITAS DESTINADAS AO FUNDEB 2.089.300,00 SOCIAL 2.089.300,00 392.886,75 1.157.857,19 55,42 10.1 - Cota-parte FPM destinada ao FUNDEB - (20% de 2.1) 1.575.000,00 1.575.000,00 303.844,80 879.554,39 55,84 MAIO A JUNHO DE 2012 10.2 - Cota-parte ICMS destinada ao FUNDEB - (20% de 2.2)

378.000,00

378.000,00

69.652,48

205.884,92

54,47

4.000,00

4.000,00

796,76

2.390,28

59,76

42.000,00

42.000,00

1.384,68

3.650,71

8,69

10.5 - Cota-parte ITR destinada ao FUNDEB - (20% de 2.5) 10.6 - Cota-parte IPVA destinada ao FUNDEB - (20% de 2.6) 11 - RECEITAS RECEBIDAS DO FUNDEB

27.300,00 63.000,00 3.884.341,00

27.300,00 63.000,00 3.884.341,00

165,09 17.042,94 516.560,78

2.127,61 7,79 64.249,28 101,98 1.550.624,83 39,92

11.1 - Transferências de recursos do FUNDEB

3.883.291,00

3.883.291,00

516.027,65

1.548.291,70

10.3 - ICMS-Desoneração destinada ao FUNDEB - (20% de 2.3) Lei 9.394/96, Art. 72 - Anexo X 10.4 - Cota-parte IPI-Exportação destinada ao FUNDEB - (20% de 2.4)

11.2 - Complementação da união ao FUNDEB

0,00

11.3 - Receita de aplicação financeira dos recursos do FUNDEB 12 - RESULTADO LÍQUIDO DAS TRANSFERÊNCIAS DO FUNDEB

1.050,00 1.793.991,00

0,00

0,00

1.050,00 1.793.991,00

533,13 123.140,90

0,00

DESPESAS DO FUNDEB

0,00

2.333,13 390.434,51

ACRÉSCIMO RESULTANTE DAS TRANSFERÊNCIAS DO FUNDEB DECRÉSCIMO RESULTANTE DAS TRANSFERÊNCIAS DO FUNDEB

39,87 222,20 21,76

390.434,51 0,00

DOTAÇÃO INICIAL

13 - PAGAMENTO DOS PROFISSIONAIS DO MAGISTÉRIO

DOTAÇÃO ATUALIZADA (a)

2.330.499,60

13.1 - Com educação infantil

DESPESAS EMPENHADAS NO BIMESTRE

2.330.499,60

0,00

195.880,15

0,00

13.2 - Com ensino fundamental

2.330.499,60

2.330.499,60

14 - OUTRAS DESPESAS 14.1 - Com educação infantil

1.553.841,40 0,00

1.553.841,40 0,00

14.2 - Com ensino fundamental 15 - TOTAL DAS DESPESAS COM FUNDEB (13+14)

1.553.841,40 3.884.341,00

1.553.841,40 3.884.341,00

% ATÉ BIMESTRE (b) c=(b/a) 988.265,82

0,00 195.880,15 907,74 0,00 907,74 196.787,89

DEDUÇÕES PARA FINS DE LIMITE DO FUNDEB PARA PAGAMENTO DOS PROFISSIONAIS DO MAGISTÉRIO

0,00

42,41 0,00

988.265,82

42,41

435.999,60 0,00

28,06 0,00

435.999,60 1.424.265,42

28,06 36,67

Valor

16 - RESTOS A PAGAR INSCRITOS NO EXERCÍCIO SEM DISPONIBILIDADE DE RECURSOS DO FUNDEB

0,00

17 - DESPESAS CUSTEADAS COM SUPERÁVIT FINANCEIRO DO EXERCÍCIO ANTERIOR DO FUNDEB

(5.691,13)

18 - TOTAL DAS DEDUÇÕES CONSIDERADAS PARA FINS DE LIMITE DO FINDEB (16+17) 19 - MÍNIMO DE 60% DO FUNDEB NA REMUNERAÇÃO DO MAGISTÉRIO COM EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL ((13-18)/(11) X 100)%

(5.691,13) 64,10

CONTROLE DA UTILIZAÇÃO DE RECURSOS NO EXERCÍCIO SUBSEQUENTE

Valor

20 - RECURSOS RECEBIDOS DO FUNDEB NO EXERCÍCIO ANTERIOR QUE NÃO FORAM UTILIZADOS 21 - DESPESAS CUSTEADAS COM O SALDO DO ITEM 20 ATÉ O 1º TRIMESTRE DO EXERCÍCIO

(6.218,83) (6.218,83)

MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO - DESPESAS CUSTEADAS COM A RECEITA RESULTANTE DE IMPOSTOS E RECURSOS DO FUNDEB RECEITAS COM AÇÕES TÍPICAS DE MDE

PREVISÃO INICIAL

22 - IMPOSTOS E TRANSFERÊNCIAS DESTINADAS À MDE (25% DE 3)

DESPESAS COM AÇÕES TÍPICAS DE MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO

3.491.928,75

DOTAÇÃO INICIAL

PREVISÃO ATUALIZADA (a)

RECEITAS REALIZADAS NO BIMESTRE

3.491.928,75

DOTAÇÃO ATUALIZADA (c)

524.737,65

% c=(b/a)

ATÉ BIMESTRE (b) 1.574.009,90

DESPESAS EMPENHADAS NO BIMESTRE

45,08

% (d/c)

ATÉ BIMESTRE (d)

23 - EDUCAÇÃO INFANTIL

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

23.1 - Despesas custeadas com recursos do FUNDEB 23.2 - Despesas custeadas com outros recursos de impostos

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

24 - ENSINO FUNDAMENTAL 24.1 - Despesas custeadas com recursos do FUNDEB

5.359.179,75 3.884.341,00

5.359.179,75 3.884.341,00

330.427,75 196.787,89

2.169.444,85 1.424.265,42

40,48 36,67

24.2 - Despesas custeadas com outros recursos de impostos

1.474.838,75

1.474.838,75

133.639,86

745.179,43

50,53

25 - ENSINO MÉDIO 26 - ENSINO SUPERIOR

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

27 - ENSINO PROFISSIONAL NÃO INTEGRADO AO ENSINO REGULAR

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

28 - OUTRAS

0,00

0,00

0,00

0,00

29 - TOTAL DAS DESPESAS COM AÇÕES TÍPICAS DE MDE (23+24+25+26+27+28)

5.359.179,75

5.359.179,75

330.427,75

0,00

2.169.444,85

40,48

DEDUÇÕES/ADIÇÕES CONSIDERADAS PARA FINS DE LIMITE CONSTITUCIONAL 30 - PERDA NA TRANSFERÊNCIA DO FUNDEB

0,00

31 - DESPESAS CUSTEADAS COM A COMPLEMENTAÇÃO/GANHO DO FUNDEB NO EXERCÍCIO ANTERIOR 32 - RECEITA DE APLICAÇÃO FINANCEIRA DOS RECURSOS DO FUNDEB ATÉ O BIMESTRE = (50h) MUNICíPIO DE RIBEIRãO DO

270.293,93 2.333,13

33 - DESPESAS VINCULADAS AO SUPERÁVIT FINANCEIRO DO ACRÉSCIMO E DA COMPLEMENTAÇÃO DO FUNDEB DO EXERCÍCIO ANTERIOR

(6.218,83)

34 - DESPESAS VINCULADAS AO SUPERÁVIT FINANCEIRO DO EXERCÍCIO ANTERIOR DE OUTROS RECURSOS DE IMPOSTOS

104.717,12

PINHAL RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS E DESPESAS COM MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO - MDE 35 - RESTOS A PAGAR INSCRITOS NO EXERCÍCIO SEM DISPONIBILIDADE FINANCEIRA DE RECURSOS DE IMPOSTOS VINCULADOS AO ENSINO FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL AO ENSINO 36 - CANCELAMENTO, NO EXERCÍCIO, DE RAP INSCRITOSORÇAMENTOS COM DISP. FINANCEIRA DE RECURSOS DE IMPOSTOS VINCULADOS 37 - TOTAL DAS DEDUÇÕES/ADIÇÕES CONSIDERADAS PARA FINS DE LIMITE CONSTITUCIONAL (30+31+32+33+34+35+36) MAIO A JUNHO DE 2012 38 - TOTAL DAS DESPESAS PARA FINS DE LIMITE (23+24-37)

0,00 0,00 371.125,35 1.798.319,50

Lei 72 - Anexo X 39 -9.394/96, MÍNIMO Art. DE 25% DAS RECEITAS RESULTANTES DE IMPOSTOS EM MDE (38/3) X 100 % OUTRAS INFORMAÇÕES PARA CONTROLE OUTRAS DESPESAS CUSTEADAS COM RECEITAS ADICIONAIS PARA FINANCIAMENTO DO ENSINO

DOTAÇÃO INICIAL

28,56 DOTAÇÃO ATUALIZADA (c)

DESPESAS EMPENHADAS NO BIMESTRE

40 - DESPESAS CUSTEADAS COM APL FINAN DE OUTROS RECURSOS DE IMP VINC AO ENSINO 41 - DESPESAS CUSTEADAS COM A CONTRIBUIÇÃO SOCIAL DO SALÁRIO-EDUCAÇÃO 42 - DESPESAS CUSTEADAS COM OPERAÇÕES DE CRÉDITO

0,00 231.525,00 0,00

0,00 231.525,00 0,00

0,00 18.517,09 0,00

43 - DESPESAS CUSTEADAS COM OUTRAS RECEITAS PARA FINANCIAMENTO DO ENSINO

274.547,90

277.949,12

44 - TOTAL OUTRAS DESP CUSTEADAS COM REC ADICIONAIS PARA FINAN DO ENSINO

506.072,90

509.474,12

5.865.252,65

5.868.653,87

45 - TOTAL GERAL DAS DESPESAS COM MDE (29+44)

0,00 111.484,79 0,00

0,00 48,15 0,00

46.175,41

68.140,47

24,52

64.692,50

179.625,26

35,26

395.120,25

2.349.070,11

40,03

RESTOS A PAGAR INSCRITOS COM DISPONIBILIDADE FINANCEIRA DE RECURSOS DE IMPOSTOS VINCULADOS AO ENSINO SALDO ATÉ BIMESTRE 46 - RESTOS A PAGAR DE DESPESAS COM MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO

0,00

VALOR

47 - SALDO FINANCEIRO DO FUNDEB EM 31/12/2011 48 - (+) INGRESSOS DE RECURSOS DO FUNDEB ATÉ O BIMESTRE 49 - (-) PAGAMENTOS EFETUADOS ATÉ O BIMESTRE

182.990,55 1.548.291,70 1.437.560,71

50 - (+) RECEITA DE APLICAÇÃO FINANCEIRA DOS RECURSOS DO FUNDEB ATÉ O BIMESTRE

2.333,13

51 - SALDO FINANCEIRO DO FUNDEB NO EXERCÍCIO ATUAL

DARTAGNAN CALIXTO FRAIZ Prefeito Municipal - Munic.Ribeirão do Pinhal

CANCELADO EM 2012 (g)

56.020,17

FLUXO FINANCEIRO DOS RECURSOS DO FUNDEB

% (d/c)

ATÉ BIMESTRE (d)

296.054,67

MARCELO CORINTH Contador - Municipio Ribeirão do Pinhal


cmyb

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 30 de junho e 01 de julho de 2012

Social

E-mail: social@tribunadovale.com.br Da Assessoria

Homenagem O Rotary Clube de Santo Antonio da Platina homenageou o Tenente Coronel Airton Sérgio Diniz, comandante do 2º Batalhão, em evento de gala, ocorrido na Estância Carranca, na noite do último sábado, 23, em razão dos relevantes serviços prestados pela Unidade em Santo Antonio da Platina e todo o Norte Pioneiro do Paraná. Participaram do evento autoridades, empresários e membros do clube Arquivo Pessoal

Reflexão Às vezes vencer é saber esperar (Getúlio Vargas)

Gola Peter Pan Original dos anos 20, a gola Peter Pan está de volta. Mais estruturada e geralmente em cor ou textura diferente da roupa, ela atrai o olhar para o rosto e pode dar um toque especial às produções, como um vestidinho básico (por exemplo). Combina com um estilo bem feminino e romântico e pode ser removível, permitindo uso em diferentes ocasiões.

Caríssimo Os chapéus de Catherine Middleton foram leiloados por mais que triplo do seu preço estimado, segundo a Vogue UK. O leilão aconteceu na quarta-feira, dia 27, em Bermondsey, em Londres, na Inglaterra. A página informa que o chapéu Philip Somerville que a duquesa de Cambridge usou em junho de 2008 foi vendido por três mil e 120 libras, isto é, dez mil e 108 reais. A estimativa para a peça estava entre três mil reais e quatro mil e 800 reias.

Coque O coque é um clássico fashion que deixa a mulher sempre elegante e pronta para qualquer situação. Além de ser lindo o coque é bem fácil de fazer, geralmente você só vai precisar de grampos na cor do seu cabelo e elásticos para amarrar. Ivista!

Parabéns Muitas felicidades à Gabrielly Stadler Bianco que na última terça-feira, 26, completou seu 4º aniversário. Os parabéns à pequena vêm de todos os familiares, em especial dos pais Osvaldo Cardoso Bianco e Josieli Stadler Bianco. Feliz Aniversário!

H ORÓSCOPO PARA HOJE Áries Marte, regente do seu signo, vai passar uns dias a deriva, como uma força sem controle solta nos céus. Um símbolo de como, de vez em quando, a combatividade fica perdida, sem um rumo definido. Pra você pensar nisso hoje.

Gêmeos Mercúrio e Netuno num ângulo difícil pedem cuidado com remédios e medicações em geral, que podem provocar problemas mais do que ajudar, hoje. Expressar-se através da arte será essencial. Vênus garante beleza e melhora a disposição.

Leão Capriche na boa comunicação hoje! Se você consegue expressar algo complexo, porque não saberia mostrar sentimentos, falar de emoções? Alguém amigo e querido pode ser a inspiração que faltava. Estudos e deslocamentos rápidos.

Libra Parece que o momento de botar pra fora a raiva que sente de alguém está passando sem que você tenha feito nada de bom com isso. Resolvase. Sol e Lua em ótimo aspecto favorecem os relacionamentos familiares e amorosos.

Sagitário Vibram os astros a favor de uma mudança interna, suave, quase imperceptível aos olhos desavisados. Por dentro é tudo novo, mesmo pra quem está no resgate de amores e amizades do passado. Trabalho exige, é uma prova difícil.

Aquário Quanto mais você permanecer gravitando no âmbito íntimo, familiar, privado, mais sentirá as vibrações coletivas, ou da tribo com a qual se sente irmanado. São as forças de mudanças profundas que estão em ação. Ainda não é para agir.

Touro Semana conturbada vai terminando, e para você a boa noticia é que se valorizar seus dons e talentos, estará aberto para captar uma ótima oportunidade de se libertar de algo que o estorva. Crescimento espiritual e emocional.

Câncer Um dia fértil, produtivo, bom pra você reunir todas as suas forças e superar entraves, medos, temores. Bom relacionamento com mulheres e crianças em geral. Popularidade e aceitação social. Amor dá provas de sustentação e apoio.

Virgem Quanto mais você investir nas artes e explorar seus talentos criativos agora, melhor vai se sentir essa é a promessa de seu regente Mercúrio, que vibra a favor de sua alegria. Focalize bem suas energias e evite ser agressivo a toa.

Escorpião Lua em seu signo requer um dia de mais cuidados consigo, menos solicitação externa. Você estará mais sensível e suscetível e ao mesmo tempo antenadissimo com suas necessidades. Agende cuidados e carinhos para si mesmo.

Capricórnio Sol, Urano e Plutão num aspecto difícil sinalizam: pressione menos e busque mais pontos de acordo. Você passa por uma transformação, e por causa de certas pessoas, pode ir mais fundo nisso. Livrese do acessório, abra-se para o inesperado.

Peixes Com esta semana, o mês de junho também termina, e acabe bem pra você muita fertilidade e em todos os sentidos, espírito aberto para se divertir, amar e trocar com generosidade o que há de bom na vida. Noticias de longe fazem refletir.

cyan magenta yellow black


cmyb

TRIBUNA DO VALE

Região

Sabado e domingo, 30 de junho e 01 de julho de 2012

www.tribunadovale.com.br

C1

Direção do IF se reúne hoje com pais de alunos para justificar greve PARALISAÇÃO Professores promovem reunião hoje para esclarecer reivindicações a pais e alunos. Data-base é principal reivindicação

Aline Damásio

Alunos do Instituto Federal do Paraná (IFPR) com sede em Jacarezinho, completam hoje quinze dias sem aula, devido a paralisação nacional dos professores federais. Diretores, técnicos e professores do IF reúnem-se hoje com os pais de alunos para esclarecer os motivos e as reivindicações que desencadearam a greve, que já dura 45 dias em todo território nacional. Cerca de 30 professores do instituto em Jacarezinho aderiram ao movimento nacional, que tem como principal pauta a criação da Data-base

da categoria. Para o diretor geral Gustavo Villani Serra, a reunião de hoje tem o objetivo de deixar os pais de alunos informados. “Queremos deixar bem claro todo o contexto que envolve a greve. Sabemos o quanto os alunos são penalizados com a paralisação que não tem data para terminar e nem previsão de como as aulas serão repostas, porém temos a obrigação de manter os pais informados”, diz. No início do mês uma manifestação pacífica foi feita por docentes, funcionários e alunos da instituição pelo centro da cidade com cartazes, faixas e distribuição de panfletos. As reuniões acontecem a partir das 10h na sede do IF em Jacarezinho e também no Centro de Estudos Avançados (Cea) em Santo Antonio da Platina. “Ainda não houve entendimento da população sobre as condições que motivaram a greve, muitos acreditam que a pauta é apenas salarial. Queremos que todos tomem conhecimento da forma que trabalhamos e quais nossa prioridades”, afirma Serra. O IFPR de Jacarezinho possui 620 alunos matriculados no ensino médio e nos cursos técnicos oferecidos no campus, e mantém funcionando apenas a parte administrativa. Na próxima quarta-feira, 4, está prevista uma manifestação na feira livre, onde professores e funcionários farão entrega de panfletos, transmissão de vídeos e coleta de assinaturas em apoio à paralisação. Reivindicações Entre as reivindicações prio-

Diretor do IF Gustavo Villani “Queremos que todos conheçam nossas prioridades”

ritárias dos servidores federais está a criação da Data-base anual, que ainda não existe. De acordo com a professora Danusa Freire, a lei que reformula as carreiras dos docentes é de 2008 e o último reajuste salarial foi feito em 2010. “Além das aulas, nós temos que atender pesquisas e extensão, então trabalhamos muito mais de 40 aulas por semana, recebendo um salário sem reajuste há anos. Além disso, não possuímos plano de carreira, diferente dos servidores da área de ciência e tecnologia que mantém uma re-

muneração melhor com trabalho semelhante ao nosso”, afirma. A categoria discute a carreira única com incorporação das gratificações em 13 níveis remuneratórios, variação de 5% entre níveis a partir do piso nacional para regime de 20 horas correspondente ao salário mínimo do Dieese (atualmente calculado em R$ 2.329,35), e percentuais de acréscimo relativos à titulação e ao regime de trabalho. A reestruturação de carreira docente, melhor infraestru-

tura e o compromisso governamental com as negociações são outras reivindicações dos docentes do Instituto Federal Paranaense. “A paralisação é uma forma de chamar atenção do governo, inclusive para nossa região é uma maneira de conscientizar a população. A disparidade de remunerações entre os docentes é muito grande no país, precisamos aproveitar este momento para mostrar que a educação necessita de atenção muito maior”, diz Danusa.

JUNDIAÍ DO SUL

Secretaria de Saúde ganha aparelho de Raio-X para odontologia Aline Damásio

Secretaria Municipal de Saúde de Jundiaí do Sul recebeu do Programa Brasil Sorridente, do Governo Federal, a doação de um aparelho de Raio-X para os atendimentos odontológicos no município. Avaliado em R$3 mil, o equipamento é usado para a análise de intraoral de imagens, e está sendo utilizado na unidade de saúde da cidade para o diagnóstico de tratamentos de canal, restauração e até cirurgias básicas. De acordo com o cirurgião dentista Marciano Kozlowiski, o aparelho faz parte dos equipamentos básicos dos consultórios odontológicos, porém é novidade na rede pública

de saúde. “Antes da entrega do Raio-X , os pacientes precisavam se deslocar até Jacarezinho ou fazer um exame particular para o diagnóstico de qualquer problema bucal e só após vários dias retornar para fazer o tratamento. Apesar de um custo baixo, o equipamento é essencial para uma terapêutica completa bucal”, explica Em média, 25 pacientes são atendidos diariamente no consultório odontológico da Secretaria de Saúde, que também presta atendimento infantil e na zona rural. “Às vezes problemas simples podem ser resolvidos com este tipo de atendimento impedindo complicações odontológicas maiores”, completa Kozlowiski.

Antônio de Picolli

Aparelho de Raio-X já está sendo usado no diagnóstico de tratamentos básicos em Jundiaí do Sul

cyan magenta yellow black


C-2 Atas&Editais

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 30 de junho e 01 de julho de 2012

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ PORTARIA nº. 134/2012. DATA: 29 de junho de 2012. SUMULA: Dispõe sobre nomeação de servidora, e da outras providencias. O Prefeito Municipal de Barra do Jacaré, Estado do Paraná, usando de suas atribuições legais, e considerando o resultado final do Concurso Público Edital nº 01.01/011 de 13/04/011, realizado em 29/05/011, homologado pelo Edital nº 08.01/011 de 20/06/011, Edital de convocação nº 24.01/012 de 08/06/012 e considerando rigorosamente a ordem de classificação: RESOLVE: Art. 1º – NOMEAR a partir de 02/07/2012, a Srª. LEILIANE ANTONELO, portadora de CTPS nº. 0161035/001-0/PR, Cédula de Identidade RG nº. 8.721.031-6 SESP/PR, inscrita no CPF/MF nº. 038.606.439-32, para exercer a função de AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS, em virtude de ter sido habilitada em Concurso Público (16º lugar), com carga horária de 40 horas semanais, sob o Regime de Trabalho Estatutário e Regime Previdenciário RGPS, “nível 01”, do Quadro de Salários dos Servidores do Município. Art. 2º – A servidora admitida no caput do art. 1º será submetida a Estágio Probatório, de acordo com o item 10.7 das Disposições Gerais do Edital 01.01/011, podendo haver rescisão do contrato de trabalho por conduta tipificada como falta grave ou por insuficiência de desempenho, verificadas em processo com direito a ampla defesa e ao contraditório. Art. 3º – A presente portaria entra em vigor no dia 02/07/012, revogadas as disposições em contrário. Prefeitura Municipal de Barra do Jacaré, em 29 de junho de 2012. Edimar de Freitas Alboneti Prefeito Municipal PORTARIA nº. 135/2012. C:\PUBLICACAO 1o BIM\DEMONSTRATIVO DO RESULTADO NOMINAL.HTM Página 1 de 1 DATA: 29 de junho de 2012. SUMULA: Dispõe sobre nomeação de servidor, e da outras providencias. O Prefeito Municipal de Barra do Jacaré, Estado do Paraná, usando de suas atribuições legais, e considerando o resultado final do Concurso Público Edital nº 01.01/011 de 13/04/011, realizado em 29/05/011, homologado pelo Edital nº 08.01/011 de 20/06/011, Edital de convocação nº 24.01/012 de 08/06/012 e considerando rigorosamente a ordem de classificação: CIVARC- CONSORCIO INTERMUNICIPAL VALE DO RIO CINZAS RESOLVE: RELATORIO RESUMIDO DA EXECUCAO ORCAMENTARIA DEMONSTRATIVO DO RESULTADO NOMINAL Art. 1º – NOMEAR a partir de 02/07/2012, o Srº. ADELSON CAETANO DE GODOI, portador de CTPS nº. ORCAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL 6904788/001-0/PR, Cédula de Identidade RG nº. 4.109.927-5 SSP/PR, inscrita no CPF/MF nº. 540.723.609JANEIRO A FEVEREIRO DE 2012 53, para exercer a função de ASSISTENTE ADMINISTRATIVO, em virtude de ter sido habilitado em Concurso LRF, art 53, inciso III - Anexo VI <<<<< RELATORIO PARA SIMPLES CONFERENCIA >>>>> Público (3º lugar), com carga horária de 40 horas semanais, sob o Regime de Trabalho Estatutário e Regime SALDO DIVIDA FISCAL LIQUIDA Previdenciário RGPS, “nível 08”, do Quadro de Salários dos Servidores do Município. Em 31/12/2011 (a) Em 31/12/2011 (b) Em 29/02/2012 (c) Art. 2º – O servidor admitido no caput do art. 1º será submetido a Estágio Probatório, de acordo com o DIVIDA CONSOLIDADA (I) 0,00 0,00 0,00 422.945,50 422.945,50 425.840,77 DEDUCOES (II) item 10.7 das Disposições Gerais do Edital 01.01/011, podendo haver rescisão do contrato de trabalho por Disponibilidade de caixa bruta 423.000,50 423.000,50 437.395,77 conduta tipificada como falta grave ou por insuficiência de desempenho, verificadas em processo com direito Demais haveres financeiros 0,00 0,00 0,00 a ampla defesa e ao contraditório. (-) Restos a pagar processados (exceto precatorios) 55,00 55,00 11.555,00 Art. 3º – A presente portaria entra em vigor no dia 02/07/012, revogadas as disposições em contrário. (422.945,50) (422.945,50) (425.840,77) DIVIDA CONSOLIDADA LIQUIDA (III) = (I - II) 0,00 0,00 0,00 RECEITA DE PRIVATIZACOES (IV) Prefeitura Municipal de Barra do Jacaré, em 29 de junho de 2012. 0,00 0,00 0,00 PASSIVOS RECONHECIDOS (V) Edimar de Freitas Alboneti DIVIDA FISCAL LIQUIDA (VI) = (III + IV - V) (422.945,50) (422.945,50) (425.840,77) Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ PERIODO DE REFERENCIA PORTARIA nº. 136/2012. RESULTADO NOMINAL No bimestre (c-b) Jan a Fev (c-a) DATA: 29 de junho de 2012. RESULTADO NOMINAL (2.895,27) (2.895,27) SUMULA: Dispõe sobre nomeação de servidor, e da outras providencias. O Prefeito Municipal de Barra do Jacaré, Estado do Paraná, usando de suas atribuições legais, e DISCRIMINACAO DA META FISCAL VALOR CORRENTE considerando o resultado final do Concurso Público Edital nº 01.01/011 de 13/04/011, realizado em 29/05/011, META DE RESULTADO NOMINAL FIXADA NO ANEXO DE METAS FISCAIS DA LDO PARA O EXERCICIO DE REFERENCIA 0,00 homologado pelo Edital nº 08.01/011 de 20/06/011, Edital de convocação nº 24.01/012 de 08/06/012 e considerando rigorosamente a ordem de classificação: RESOLVE: C:\PUBLICACAO 1o BIM\DEMONSTRATIVO DA DISPONIBILIDADE DE CAIX... Página 1 de 1 Art. 1º – NOMEAR a partir de 02/07/2012, o Srº. JOSÉ PAULO DOS SANTOS, portador de CTPS nº. 023757/00237/SP, Cédula de Identidade RG nº. 13.160.060-7 SESP/PR, inscrito no CPF/MF nº. 017.337.15908, para exercer a função de MERENDEIRA, em virtude de ter sido habilitado em Concurso Público (2º lugar), com carga horária de 40 horas semanais, sob o Regime de Trabalho Estatutário e Regime Previdenciário RGPS, “nível 01”, do Quadro de Salários dos Servidores do Município. GLAUCIO CORREA JOAO RENATO CUSTODIO PRESIDENTE CONTADOR Art. 2º – O servidor admitido no caput do art. 1º será submetido a Estágio Probatório, de acordo com o CIVARC- CONSORCIO INTERMUNICIPAL VALE DO RIO CINZAS item 10.7 das Disposições Gerais do Edital 01.01/011, podendo haver rescisão do contrato de trabalho por RELATORIO DE GESTAO FISCAL conduta tipificada como falta grave ou por insuficiência de desempenho, verificadas em processo com direito DEMONSTRATIVO DA DISPONIBILIDADE DE CAIXA ORCAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL a ampla defesa e ao contraditório. JANEIRO A FEVEREIRO DE 2012 Art. 3º – A presente portaria entra em vigor no dia 02/07/012, revogadas as disposições em contrário. Prefeitura Municipal de Barra do Jacaré, em 29 de junho de 2012. LRF, art. 55, Inciso III, alinea "a" - Anexo V <<<<< RELATORIO PARA SIMPLES CONFERENCIA >>>>> ATIVO VALOR PASSIVO VALOR Edimar de Freitas Alboneti DISPONIBILIDADE FINANCEIRA 437.395,77 OBRIGACOES FINANCEIRAS 26.291,85 Prefeito Municipal Caixa 0,00 Depositos 14.736,85 PORTARIA nº. 137/2012. 11.555,00 Bancos 22.527,21 Restos a Pagar Processados Conta Movimento 7.790,36 Do Exercicio 11.500,00 DATA: 29 de junho de 2012. Contas Vinculadas 14.736,85 De Exercicios Anteriores 55,00 SUMULA: Dispõe sobre nomeação de servidor, e da outras providencias. Aplicacoes Financeiras 414.868,56 Outras Obrigacoes Financeiras 0,00 O Prefeito Municipal de Barra do Jacaré, Estado do Paraná, usando de suas atribuições legais, e Outras Disponibilidades Financeiras 0,00 Debitos de Tesouraria 0,00 Creditos Intragovernamentais 0,00 Contas Pendentes 0,00 considerando o resultado final do Concurso Público Edital nº 01.01/011 de 13/04/011, realizado em 29/05/011, Devedores Diversos 0,00 homologado pelo Edital nº 08.01/011 de 20/06/011, Edital de convocação nº 24.01/012 de 08/06/012 e 0,00 Aplicacoes Financeiras de Medio e Longo Prazo considerando rigorosamente a ordem de classificação: Depositos Judiciais 0,00 RESOLVE: Creditos Intergovernamentais 0,00 Contas Pendentes 0,00 Art. 1º – NOMEAR a partir de 02/07/2012, o Srº. EDIMAR DOS SANTOS, portador de CTPS nº. 29968/00028/ SUBTOTAL 437.395,77 SUBTOTAL 26.291,85 PR, Cédula de Identidade RG nº. 5.288.960-0 SESP/PR, inscrita no CPF/MF nº. 749.667.079-00, para exercer INSUFICIENCIA ANTES DA INSC. EM RESTOS A PAGAR NAO PROC.(I) 0,00 SUFICIENCIA ANTES DA INSC. EM RESTOS A PAGAR NAO PROC.(II) 411.103,92 C:\PUBLICACAO 2o BIM\DEMONSTRATIVO DOS RESTOS A PAGAR.HTM Página 1 de 1 a função de MOTORISTA, em virtude de ter sido habilitado em Concurso Público (6º lugar), com carga horária TOTAL 437.395,77 TOTAL 437.395,77 de 40 horas semanais, sob o Regime de Trabalho Estatutário e Regime Previdenciário RGPS, “nível 07”, do INSCRICAO EM RESTOS A PAGAR NAO PROCESSADOS (III) 38.877,50 SUFICIENCIA APOS A INSCRICAO EM RESTOS A PAGAR NAO PROCESSADOS (IV) = (II - III) 372.226,42 Quadro de Salários dos Servidores do Município. Art. 2º – O servidor admitido no caput do art. 1º será submetido a Estágio Probatório, de acordo com C:\PUBLICACAO o 2o BIM\DEMONSTRATIVO DOS RESTOS A PAGAR.HTM Página 1 de 1 item 10.7 das Disposições Gerais do Edital 01.01/011, podendo haver rescisão do contrato de trabalho por conduta tipificada como falta grave ou por insuficiência de desempenho, verificadas em processo com direito CIVARC- CONSORCIO INTERMUNICIPAL VALE DO RIO CINZAS a ampla defesa e ao contraditório. RELATORIO DE GESTAO FISCAL Art. 3º – A presente portaria entra em vigor no dia 02/07/012, revogadas as disposições em contrário. DEMONSTRATIVO DOS RESTOS A PAGAR GLAUCIO CORREA JOAO RENATO CUSTODIO Prefeitura Municipal de Barra do Jacaré, em 29 de junho de 2012. ORCAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL CONTADOR PRESIDENTE file://C:\Users\USUARIO2\AppData\Local\Temp\Rar$EXa0.082\DEMONSTRATIVO D... 29/06/2012 Edimar de Freitas Alboneti MARCO A ABRIL DE 2012 CIVARC- CONSORCIO INTERMUNICIPAL VALE DO RIO CINZAS Prefeito Municipal DE GESTAO FISCAL >>>>> LRF, art. 55, Inciso III, alinea "b" - Anexo VI <<<<< RELATORIO RELATORIO PARA SIMPLES CONFERENCIA RESTOS A PAGAR INSCRITOS DEMONSTRATIVO DOS RESTOS A PAGAR

EMPENHOS PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARÁ Liquidados nao pagos CANCELADOS E ORCAMENTOS FISCAL E DAeSEGURIDADE SOCIALEmpenhados e nao Liquidados (Processados) (Nao Processados) ORGAO NAO INSCRITOS PORTARIA N.º 0143/2012 MARCO A ABRIL DE 2012 POR INSUFICIENCIA De exercicios De exercicios FINANCEIRA Do exercicio Do exercicio O Sr. JOSÉ SALIM HAGGI NETO, Prefeito Municipal de Cambará, Estado do Paraná, no uso de suas anteriores anteriores LRF, art. 55, Inciso III, alinea "b" - Anexo VI <<<<< RELATORIO PARA SIMPLES CONFERENCIA >>>>> ADMINISTRACAO DIRETA atribuições legais, que lhe são conferidas por lei, RESTOS A PAGAR INSCRITOS EMPENHOS Empenhados e nao Liquidados Liquidados e nao pagos CANCELADOS E RESOLVE: (Processados) (Nao Processados) ORGAO NAO INSCRITOS ADMINISTRACAO INDIRETA POR INSUFICIENCIA Art. 1° - Designar o servidor público municipal IRACI CAMARGO DE PAULA portador do RG 3.484.851-3 De exercicios De exercicios (41.500,00) 131.383,72 CIVARC- Consorcio Intermunicipal Vale do Rio Cinzas 55,00 107.000,00 Do exercicio Do exercicio FINANCEIRA anteriores55,00 anteriores TOTAL 107.000,00 (41.500,00) 131.383,72 titular do cargo de Agente de Manutenção, para exercer a função de Encarregado de Serviços Urbanos no ADMINISTRACAO DIRETA Departamento de Serviços Urbanos, com carga horária de 40 horas semanais, fazendo jus à gratificação de 451.300,07 SUFICIENCIA ANTES DA INSCRICAO EM RESTOS A PAGAR NAO PROCESSADOS (Apurado no anexo V - Demonstrativo da disponibilidade de caixa) função de 100% sobre vencimento básico de seu padrão, conforme legislação em vigor. ADMINISTRACAO INDIRETA RESTOS A PAGAR INSCRITOS EMPENHOS (41.500,00) 131.383,72 CIVARC- Consorcio Intermunicipal Vale do Rio Cinzas 55,00 107.000,00 Empenhados e nao Liquidados Liquidados e nao pagos Art. 2º - Esta Portaria retroagirá seus efeitos legais a partir de 1º de 12/06/2012 do corrente exercício, CANCELADOS E TOTAL 55,00 107.000,00 (41.500,00) (Processados) (Nao Processados) 131.383,72 FONTE DE RECURSOS NAO INSCRITOS revogando- se as disposições em contrario. POR INSUFICIENCIA De exercicios De exercicios exercicio da disponibilidade de caixa) Do exercicio FINANCEIRA SUFICIENCIA ANTES DA INSCRICAO EM RESTOS A PAGAR NAO PROCESSADOS (Apurado no anexo V -Do Demonstrativo 451.300,07 anteriores anteriores Publique – se 000 Recursos Ordinarios (Livres) 55,00 0,00 (4.000,00) 924,00 RESTOS A PAGAR INSCRITOS Notifique-se EMPENHOS (37.500,00)e nao Liquidados 11.929,72 495 - Atencao Basica 0,00 e nao pagos CANCELADOS E C:\PUBLICACAO 2o BIM\DEMONSTRATIVO Liquidados DA(Processados) DESPESA0,00 COMEmpenhados PESSOAL.HTM Página 1 de 1 Cumpra-se (Nao0,00 Processados) 118.530,00 FONTE DE RECURSOS NAO INSCRITOS 761 - CONVENIOS:MDA-490020100003 0,00 107.000,00 POR INSUFICIENCIA De exercicios De exercicios (41.500,00) 131.383,72 TOTAL 55,00 107.000,00 Gabinete do Prefeito Municipal de Cambará, Estado do Paraná, em 22 de Junho de 2012. Do exercicio Do exercicio FINANCEIRA anteriores anteriores JOSÉ SALIM HAGGI NETO 000 - Recursos Ordinarios (Livres) 55,00 0,00 (4.000,00) 924,00 Prefeito Municipal de Cambará (37.500,00) 11.929,72 495 - Atencao Basica 0,00 0,00

C:\PUBLICACAO 2o BIM\DEMONSTRATIVO DA0,00DESPESA COM PESSOAL.HTM Página 1 de 1 761 - CONVENIOS:MDA-490020100003 107.000,00 0,00 118.530,00 -

(41.500,00) 131.383,72 TOTAL 55,00 107.000,00 PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARÁ PORTARIA N.º 0178/2012 CIVARC- CONSORCIO INTERMUNICIPAL VALE DO RIO CINZAS RELATORIO DE GESTAO FISCAL O Sr. JOSÉ SALIM HAGGI NETO, Prefeito Municipal de Cambará, Estado do Paraná, no uso de suas JOAO RENATO CUSTODIO GLAUCIO CORREA DEMONSTRATIVO DA DESPESA COM PESSOAL atribuições legais, que lhe são conferidas por lei, CONTADOR PRESIDENTE ORCAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL RESOLVE: MARCO A ABRIL DE 2012 CIVARC- CONSORCIO INTERMUNICIPAL VALE DO RIO CINZAS Art. 1° - Designar o servidora pública municipal ANA PAULA HARADA DA SILVA portadora do RG 7.364.771LRF, Art 55, inciso I, alinea "a" - Anexo I <<<<< RELATORIO PARA SIMPLES CONFERENCIA RELATORIO DE GESTAO FISCAL >>>>> 1 titular do cargo de Enfermeira da Família, para exercer a função de Chefe da Unidade de Programa de GLAUCIODESPESA CORREA COM PESSOAL JOAO RENATO CUSTODIO DESPESA EMPENHADA DEMONSTRATIVO DA DESPESA COM PESSOAL PRESIDENTE CONTADOR Saúde da Família - PSF, com carga horária de 40 horas semanais, fazendo jus à gratificação de função de 462,00 DESPESA BRUTA COM PESSOAL (I) ORCAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL Pessoal Ativo 462,00 30% (trinta por cento) sobre seu salário - base, conforme legislação em vigor. MARCO A ABRIL DE 2012 D... 29/06/2012 file://C:\Users\USUARIO2\AppData\Local\Temp\Rar$EXa0.122\DEMONSTRATIVO Pessoal Inativo e Pensionistas 0,00 Art. 2º - Esta Portaria retroagirá seus efeitos legais a partir de 1º de Junho do corrente exercício, revogando18, ?1o daPARA LRF) SIMPLES CONFERENCIA >>>>> 0,00 Outras Despesas Pessoal De Contratos De Terceirizacao LRF, Art 55, inciso I,De alinea "a" - Decorrentes Anexo I <<<<<(art. RELATORIO se as disposições em contrario. DESPESA COM PESSOAL DESPESA EMPENHADA0,00 (-)DESPESAS NAO COMPUTADAS (art. 19, ?1o da LRF) (II) Publique – se DESPESA BRUTA COM PESSOAL (I) 462,00 Indenizacoes por Demissao e Incentivos a Demissao Voluntaria 0,00 Pessoal Ativode Decisao Judicial 462,00 Decorrentes 0,00 Notifique-se Pessoal Inativo e Pensionistas 0,00 Despesas de Exercicios Anteriores 0,00 Cumpra-se 0,00 Outras Despesas De Pessoal Decorrentes De Contratos De Terceirizacao (art. 18, ?1o da LRF) Inativos e Pensionistas com Recursos Vinculados 0,00 Gabinete do Prefeito Municipal de Cambará, Estado do Paraná, em 29 de Junho de 2012. (-)DESPESAS NAO COMPUTADAS (art. 19, ?1o TCE/PR da LRF) 1509/06 (II) 0,00 Despesas com Recursos Vinculados - Acordao 0,00 Indenizacoes por Demissao e Incentivos a Demissao Voluntaria 0,00 JOSÉ SALIM HAGGI NETO Decorrentes de Decisao Judicial 0,00 Instrucao Normativa TCE/PR 56/2011 0,00 Prefeito Municipal de Cambará

Despesas de Exercicios Anteriores Pensionistas

0,00 0,00

Inativos e Pensionistas com Recursos Vinculados IRRF

0,00 0,00

Despesas com Recursos Vinculados - Acordao TCE/PR 1509/06

0,00

TOTAL DA DESPESA COM PESSOAL PARA FINS DE APURACAO DO LIMITE - TDP (III) = (I - II)

462,00

Instrucao Normativa TCE/PR 56/2011 RECEITA CORRENTE LIQUIDA - RCL (IV)

0,00 121.587,21

%Pensionistas do TOTAL DA DESPESA COM PESSOAL PARA FINS DE APURACAO DO LIMITE - TDP sobre a RCL (II / IV * 100)

0,00 0,38

IRRF MAXIMO (incisos I, II e III, art. 20 da LRF) - 54% LIMITE

0,00 65.657,09

LIMITE PRUDENCIAL (?unico, art. 22 da LRF) - 51,3%

62.374,24

TOTAL DA DESPESA COM PESSOAL PARA FINS DE APURACAO DO LIMITE - TDP (III) = (I - II)

462,00

RECEITA CORRENTE LIQUIDA - RCL (IV)

121.587,21

% do TOTAL DA DESPESA COM PESSOAL PARA FINS DE APURACAO DO LIMITE - TDP sobre a RCL (II / IV * 100)

0,38

LIMITE MAXIMO (incisos I, II e III, art. 20 da LRF) - 54%

65.657,09

LIMITE PRUDENCIAL (?unico, art. 22 da LRF) - 51,3%

62.374,24

GLAUCIO CORREA CONTADOR

JOAO RENATO CUSTODIO PRESIDENTE

file://C:\Users\USUARIO2\AppData\Local\Temp\Rar$EXa0.218\DEMONSTRATIVO D... 29/06/2012 GLAUCIO CORREA JOAO RENATO CUSTODIO CONTADOR

PRESIDENTE


C:\PUBLICACAO 1o BIM\DEMONSTRATIVO DO RESULTADO PRIMARIO.HTM

Página 1 de 2

Atas&Editais C-3

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 30 de junho e 01 de julho de 2012 CIVARC- CONSORCIO INTERMUNICIPAL VALE DO RIO CINZAS RELATORIO RESUMIDO DA EXECUCAO ORCAMENTARIA DEMONSTRATIVO DO RESULTADO PRIMARIO ORCAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JANEIRO A FEVEREIRO DE 2012 <<<<< RELATORIO PARA SIMPLES CONFERENCIA >>>>>

LRF, Art.53, inciso III - Anexo VII RECEITAS PRIMARIAS RECEITAS PRIMARIAS CORRENTES (I)

PREVISAO ATUALIZADA

RECEITAS REALIZADAS No Bimestre

Jan a Fev 2012

Jan a Fev 2011

697.100,00

49.900,00

49.900,00

129.350,00

0,00

0,00

0,00

0,00

IPTU

0,00

0,00

0,00

0,00

ISS

0,00

0,00

0,00

0,00

ITBI

0,00

0,00

0,00

0,00

IRRF

0,00

0,00

0,00

0,00

Receita tributaria

Outras receitas tributarias

0,00

0,00

0,00

0,00

(-)Deducoes da receita tributaria

0,00

0,00

0,00

0,00

Receita de contribuicao

0,00

0,00

0,00

0,00

Receita previdenciaria

0,00

0,00

0,00

0,00

Outras receitas de contribuicoes

0,00

0,00

0,00

0,00

(-)Deducoes da receita de contribuicoes

0,00

0,00

0,00

0,00

Receita patrimonial liquida

0,00

0,00

0,00

0,00

Receita patrimonial

48.000,00

3.588,23

3.588,23

1.057,96

(-)Aplicacoes financeiras

48.000,00

3.588,23

3.588,23

1.057,96

0,00

0,00

0,00

0,00

697.100,00

49.900,00

49.900,00

129.350,00

0,00

0,00

0,00

0,00 0,00

(-)Deducoes da receita patrimonial Transferencias correntes FPM ICMS Convenios

0,00

0,00

0,00

40.000,00

0,00

0,00

0,00

657.100,00

49.900,00

49.900,00

129.350,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

PREFEITURA MUNICIPAL DE ANDIRÁ – CNPJ: 76.235.761/0001-94 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 036/2012 PROCESSO LICITAÇÃO Nº 071/2012 PREGÃO Nº 035/2012 - FORMA PRESENCIAL OBJETO: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE LOCAÇÃO DE CAÇAMBAS, PARA ATENDER DIVERSAS SECRETARIAS MUNICIPAIS EMPRESA VENCEDORA: FORNECEDOR: K.MARGOTTO ESTEVES LOCAÇÃO DE CAÇAMBAS - ME , CNPJ: 06.176.893/0001-07 VIGÊNCIA: 22/06/2012 a 31/12/2012 JOSÉ RONALDO XAVIER – PREFEITO ALLAN PIERRE BARBEZANI – PREGOEIRO KATIA MARGOTTO ESTEVES – REPRESENTANTE LEGAL OBS: A RELAÇÃO DE ITENS REFERENTE AO PROCESSO LICITATÓRIO E ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 036/2012, ESTARÁ DISPONIVEL NO SITE OFICIAL DO MUNICÍPIO www.andira. pr.gov.br/licitações PREFEITURA MUNICIPAL DE ANDIRÁ – CNPJ: 76.235.761/0001-94 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 037/2012 PROCESSO LICITAÇÃO Nº 070/2012 PREGÃO Nº 034/2012 - FORMA PRESENCIAL OBJETO: AQUISIÇÃO DE EMULSÃO ASFALTICA DOS TIPOS RM TIPO 1C, RL TIPO 1C E RR TIPO 1C, PARA ATENDER A MANUTENÇÃO DAS VIAS E LOGRADOUROS MUNICIPAIS E ATENDER A SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E URBANISMO. EMPRESA VENCEDORA: FORNECEDOR: CASA DO ASFALTO DISTRIBUIDORA, INDUSTRIA E COMERCIO DE ASFALTO LTDA , CNPJ: 06.218.782/0001-16 VIGÊNCIA: 26/06/2012 a 26/06/2013 JOSÉ RONALDO XAVIER – PREFEITO ALLAN PIERRE BARBEZANI – PREGOEIRO IVO MACHADO – REPRESENTANTE LEGAL OBS: A RELAÇÃO DE ITENS REFERENTE AO PROCESSO LICITATÓRIO E ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 037/2012, ESTARÁ DISPONIVEL NO SITE OFICIAL DO MUNICÍPIO www.andira. pr.gov.br/licitações

C:\PUBLICACAO 2o BIM\BALANCO ORCAMENTARIO - DESPESA.HTM Outras transferencias correntes

Demais receitas correntes Divida ativa

Diversas receitas correntes

0,00

0,00

0,00

0,00

(-)Deducoes das demais receitas correntes

0,00

0,00

0,00

0,00

RECEITAS DE CAPITAL (II)

571.460,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Operacoes de credito (III) Amortizacoes de emprestimos (IV)

0,00

0,00

0,00

0,00

Alienacao de ativos (V)

0,00

0,00

0,00

0,00

571.460,00

0,00

0,00

0,00

571.460,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Transferencias de capital Convenios Outras transferencias de capital

CIVARC- CONSORCIO INTERMUNICIPAL VALE DO RIO CINZAS

Outras receitas de capital RECEITAS PRIMARIAS DE CAPITAL (VI)=(II-III-IV-V) RECEITA PRIMARIA TOTAL (VII)=(I+VI)

RELATORIO RESUMIDO DA0,00 EXECUCAO ORCAMENTARIA 571.460,00 0,00 0,00 BALANCO 1.268.560,00

ORCAMENTARIO - DESPESA 49.900,00 49.900,00

129.350,00

Página 1 de 1

RESULTADO DE LICITAÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE ANDIRÁ – PR TOMADA DE PREÇOS 002/2012 PROCESSO DE LICITAÇÃO Nº 056/2012 DATA DE HOMOLOGAÇÃO: 29/06/2012 OBJETO: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS E EXECUÇÃO DE REFORMA, PARA OS POSTOS DE SAÚDE CENTRAL E DO TIMBURI. VENCEDOR: L D GODOI & GODOI LTDA CNPJ: 10.814.967/0001-60, com o valor total de R$ 295.537,16 (Duzentos e noventa cinco mil, quinhentos e trinta sete reais e dezesseis centavos). PRESIDENTE DA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO: ANGELA MARIA DA SILVA CORREIA PREFEITO: JOSÉ RONALDO XAVIER

PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ DECRETO ORÇAMENTÁRIO Nº. 18/2012. DESPESAS PRIMARIAS MARCO A ABRIL DE No Bimestre Jan a2012 Fev 2012 Jan a Fev 2011 O Prefeito Municipal de Quatiguá, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais DESPESAS CORRENTES (VIII) 647.000,00 52.566,02 52.566,02 55.466,04 LRF, Atr. 52, inciso I, alineas "a" e "b" do inciso II e ? 1o - Anexo I <<<<< RELATORIO PARA SIMPLES CONFERENCIA >>>>> DECRETA: 20.000,00 2.200,00 2.200,00 0,00 Pessoal e encargos sociais aberto aoLIQUIDADAS Orçamento Geral do Município,Saldo crédito adicional Dotacao inicial Creditos Dotacao atualizada DESPESAS EMPENHADASArtigo 1º - Fica DESPESAS a liquidar 0,00 adicionais (e) 0,00 (f)=(d+e) 0,00 0,00 Juros e encargos da divida (IX) suplementar no valor de R$ 37.800,00 (trinta e sete mil e oitocentos reais), (d) (f-j) DESPESAS No bimestre (g) Ate bimestre (h) No bimestre (i) Ate bimestre (j) % (j/f) C:\PUBLICACAO 1o BIM\DEMONSTRATIVO DO RESULTADO PRIMARIO.HTM Página 2 de 2 55.466,04 autorizado pela Lei Municipal nº. 1.746/2011, conforme segue: Outras despesas correntes 627.000,00 50.366,02 50.366,02 Red Dotação Fonte Natureza da 95.079,58 Despesa Tipo 7,22 da Lei Valor DESPESAS (EXCETO CORRENTES INTRA-ORCAMENTARIAS) 1.316.560,00 0,00 1.316.560,00 173.544,28 226.110,30 81.391,06 1.221.480,42 (X)=(VIII-IX) (VIII) 647.000,00 52.566,02 52.566,02 55.466,04 DESPESAS PRIMARIAS 25 03.003.11.331.0016.2.017.3.3.90.47.00.00. 01000 OBRIGAÇÕES DESPESAS DECORRENTES CAPITAL (XI) 669.560,00 0,00 379,00 DESPESAS 647.000,00 0,000,00 647.000,00 55.014,28 107.580,30 81.391,06 95.079,58 14,70 TRIBUTÁRIAS E CONTRIBUTIVAS O 10.000,00 551.920,42 Investimentos 669.560,00 0,00 0,00 379,00 118 06.001.12.361.0025.2.084.3.3.90.39.00.00. 01104 O U17.569,00 TROS PESSOAL E ENCARGOS SOCIAIS 20.000,00 0,00 20.000,00 462,00 2.662,00 1.331,00 2.431,00 12,15 SERVIÇOS DE TERCEIROS - PESSOA JURÍDICA O 1.800,00 Inversoes JUROS financeiras E ENCARGOS DA DIVIDA 0,000,00 0,000,00 0,000,00 0,000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 241 07.001.10.301.0037.2.057.3.3.90.30.00.00.01303 MATERIALDE 0,00 0,00 0,00 0,00 Concessao de emprestimos (XII) OUTRAS DESPESAS CORRENTES 627.000,00 0,00 627.000,00 54.552,28 104.918,30 80.060,06 92.648,58 14,78 534.351,42 CONSUMO O 5.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Aquisicao de titulo de capital ja integralizado (XIII) 244 07.001.10.301.0037.2.057.3.3.90.32.00.00. 01303 MATERIAL, DESPESAS DE CAPITAL 669.560,00 0,00 669.560,00 118.530,00 118.530,00 0,00 0,00 0,00 669.560,00 Demais inversoes financeiras 0,00 0,00 0,00 0,00 BEM OU SERVIÇO PARA DISTR. GRATUITA O 10.000,00 INVESTIMENTOS 669.560,00 0,00 669.560,00 118.530,00 118.530,00 0,00 0,00 0,00 250 07.001.10.301.0037.2.057.3.3.90.39.00.00.01303 O 669.560,00 UTROS Amortizacao da divida (XIV) 0,00 0,00 0,00 0,00 SERVIÇOS DE TERCEIROS PESSOA JURÍDICA O 5.000,00 INVERSOES FINANCEIRAS 0,00 0,000,00 0,000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 669.560,00 379,00 DESPESAS PRIMARIAS DE CAPITAL FISCAIS (XV)=(XI-XII-XIII-XIV) 253 07.001.10.301.0037.2.057.3.3.90.48.00.00.01303 OUTROS (XVI) 0,00 0,00 0,00 0,00 RESERVA DE CONTINGENCIA AMORTIZACAO DA DIVIDA 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 FINANCEIROS 0,00A PESSOAS FÍSICAS 0,00 0,00 0,00 AUXÍLIOS O 5.000,00 RESERVA DO RPPS (XVII) 0,00 0,00 0,00 0,00 392 08.003.08.244.0046.2.072.3.3.90.30.00.00. 01000 MATERIAL CIVARCCONSORCIO INTERMUNICIPAL VALE DO RIO CINZAS RESERVA DE CONTINGENCIA 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00DE CONSUMO O 1.000,00 1.316.560,00 52.566,02 52.566,02 55.845,04 DESPESA PRIMARIA TOTAL (XVIII)=(X+XV+XVI+XVII) RELATORIO RESUMIDO DA EXECUCAO ORCAMENTARIA RESERVA DO RPPS 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 2º - Para dar cobertura 0,00 0,00 acima, serão 0,00 utilizados recursos 0,00 Artigo aos créditos DEMONSTRATIVO DO RESULTADO PRIMARIO provenientes da anulação parcial das seguintes DESPESASPRIMARIO INTRA-ORCAMENTARIAS (IX) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 dotações 0,00orçamentárias:0,00 RESULTADO (VII-XVIII) (48.000,00) (2.666,02) (2.666,02) 73.504,96 ORCAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL 31 03.003.28.843.0018.0.004.4.6.90.71.00.00.01000 PRINCIPALDA JANEIRO A FEVEREIRO DE 2012 SUBTOTAL DAS DESPESAS (X) = (VIII + IX) 1.316.560,00 0,00 1.316.560,00 173.544,28 226.110,30 81.391,06 95.079,58 7,22 1.221.480,42 DÍVIDA CONTRATUAL RESGATADO O 10.000,00 SALDOS DE EXERCICIOS ANTERIORES 0,00 AMORTIZACAO DA LRF, DIVIDA REFINANCIAMENTO (XI) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 06.001.12.361.0025.2.084.3.3.90.14.00.00. 0,00 0,00 0,00 115 01104 D I Á R I0,00 AS Art.53,- inciso III - Anexo VII <<<<< RELATORIO PARA SIMPLES CONFERENCIA >>>>> PESSOAL CIVIL O 1.800,00 Amortizacao da Divida Interna 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 DESCRIMINACAO DA META FISCAL VALOR 240 07.001.10.301.0037.2.057.3.3.90.30.00.00.01000 MATERIALDE META DE RESULTADO PRIMARIO FIXADA NO ANEXO DE METAS FISCAIS DA LDO PARA O EXERCICIO DE REFERENCIA 0,00 Divida Mobiliaria 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 CONSUMO O 25.000,00 394 08.003.08.244.0046.2.072.3.3.90.39.00.00. 01000 OUTR OS Outras Dividas 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 SERVIÇOS DE TERCEIROS - PESSOA JURÍDICA O 1.000,00 Amortizacao da Divida Externa 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 3º - Este Decreto 0,00 entrará em vigor 0,00 0,00 0,00 Artigo nesta data. Quatiguá, em 01 de junho de 2012. Divida Mobiliaria 0,00 CUSTODIO 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 GLAUCIO CORREA JOAO RENATO Antonio Francisco Zanni - Prefeito Municipal CONTADOR PRESIDENTE

ORCAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL DESPESAS EMPENHADAS

PREVISAO ATUALIZADA

C:\PUBLICACAO 2o BIM\BALANCO ORCAMENTARIO - DESPESA.HTM

Outras Dividas

0,00

SUBTOTAL COM REFINANCIAMENTO (XII) = (X + XI) SUPERAVIT (XIII)

1.316.560,00

0,00

0,00

0,00

1.316.560,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

173.544,28

226.110,30

81.391,06

95.079,58

7,22

CIVARC- CONSORCIO INTERMUNICIPAL VALE DO RIO CINZAS 0,00

Página 1 de 1

0,00

0,00

RELATORIO RESUMIDO DA EXECUCAO ORCAMENTARIA TOTAL (XIV) = (XII + XIII) 1.316.560,00 0,00 1.316.560,00 173.544,28 file://C:\Users\USUARIO2\AppData\Local\Temp\Rar$EXa0.086\DEMONSTRATIVO D... 29/06/2012 BALANCO ORCAMENTARIO - DESPESA

0,00

1.221.480,42

0,00

40.196,15

79.995,86

0,00

(79.995,86)

226.110,30

121.587,21

175.075,44

13,30

1.141.484,56

ORCAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL MARCO A ABRIL DE 2012 LRF, Atr. 52, inciso I, alineas "a" e "b" do inciso II e ? 1o - Anexo I DESPESAS DESPESAS (EXCETO INTRA-ORCAMENTARIAS) (VIII) DESPESAS CORRENTES PESSOAL E ENCARGOS SOCIAIS

<<<<< RELATORIO PARA SIMPLES CONFERENCIA >>>>> Dotacao inicial (d) 1.316.560,00

Creditos adicionais (e)

Dotacao atualizada (f)=(d+e)

DESPESAS EMPENHADAS No bimestre (g)

DESPESAS LIQUIDADAS

Ate bimestre (h)

No bimestre (i)

Ate bimestre (j)

% (j/f)

Saldo a liquidar (f-j)

0,00

1.316.560,00

173.544,28

226.110,30

81.391,06

95.079,58

7,22

1.221.480,42

647.000,00

0,00

647.000,00

55.014,28

107.580,30

81.391,06

95.079,58

14,70

551.920,42

20.000,00

0,00

20.000,00

462,00

2.662,00

1.331,00

2.431,00

12,15

17.569,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

627.000,00

0,00

627.000,00

54.552,28

104.918,30

80.060,06

92.648,58

14,78

534.351,42

DESPESAS DE CAPITAL

669.560,00

0,00

669.560,00

118.530,00

118.530,00

0,00

0,00

0,00

669.560,00

INVESTIMENTOS

669.560,00

0,00

669.560,00

118.530,00

118.530,00

0,00

0,00

0,00

669.560,00

JUROS E ENCARGOS DA DIVIDA OUTRAS DESPESAS CORRENTES

INVERSOES FINANCEIRAS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

AMORTIZACAO DA DIVIDA

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

RESERVA DE CONTINGENCIA

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

RESERVA DO RPPS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

DESPESAS INTRA-ORCAMENTARIAS (IX)

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

SUBTOTAL DAS DESPESAS (X) = (VIII + IX) AMORTIZACAO DA DIVIDA - REFINANCIAMENTO (XI) Amortizacao da Divida Interna Divida Mobiliaria Outras Dividas Amortizacao da Divida Externa Divida LRF, Atr. 52, incisoMobiliaria I, alineas "a" e "b" do inciso II e ? 1o - Anexo I Outras Dividas SUBTOTAL COM REFINANCIAMENTO (XII)DESPESAS = (X + XI) SUPERAVIT (XIII) TOTAL (XIV) = (XII + XIII)

1.316.560,00

173.544,28

226.110,30

81.391,06

95.079,58

7,22

0,00

0,00

0,00

1.316.560,00 0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

No bimestre (i) 81.391,06

Ate bimestre (j) 95.079,58

% (j/f)7,22

0,00 Saldo a liquidar (f-j) 1.221.480,42

CIVARC- CONSORCIO INTERMUNICIPAL VALE DO RIO CINZAS RELATORIO RESUMIDO DA EXECUCAO ORCAMENTARIA BALANCO ORCAMENTARIO - DESPESA ORCAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL 0,00

0,00

MARCO A ABRIL DE 2012

0,00RELATORIO PARA 0,00 0,00 >>>>> <<<<< SIMPLES CONFERENCIA 0,00 Dotacao inicial (d) 1.316.560,00

0,00 0,00EMPENHADAS 0,00 Creditos 0,00 Dotacao atualizada DESPESAS adicionais (e) (f)=(d+e) (g) Ate bimestre (h) 0,00 1.316.560,00 No bimestre 173.544,28 226.110,30

0,00 1.316.560,00

0,00 0,00

1.316.560,00

0,00

0,00

0,00

40.196,15

79.995,86

0,00

(79.995,86)

173.544,28

226.110,30

121.587,21

175.075,44

13,30

1.141.484,56

GLAUCIO CORREA JOAO RENATO CUSTODIO D... 29/06/2012 file://C:\Users\USUARIO2\AppData\Local\Temp\Rar$EXa0.086\DEMONSTRATIVO CONTADOR

0,00 LIQUIDADAS DESPESAS

1.221.480,42

PRESIDENTE


cmyb

C-8 Geral

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 30 de junho e 01 de julho de 2012

Depois de 21 anos, romeiro conclui promessa à Nossa Senhora Aparecida

Jivago França

FÉAntonio Pereira percorreu mais de 80 mil quilômetros a pé durante sua jornada, que começou em 1991 Jivago França

O agricultor Antonio Pereira, 66, morador de Porto Velho (RO) terminou de cumprir sua promessa à Nossa Senhora Aparecida, em maio deste ano. Fazendo o percurso de volta, de passagem por Santo Antonio da Platina, ele conta que em 1991, fez uma promessa à santa por ter sido desenganado pelos médicos. “Se eu recebesse a cura, iria durante 21 anos, uma vez por ano, a pé a Aparecida do Norte. Em maio de 2012, consegui concluiu os 21 anos de peregrinação”, contou. A viagem de despedida, começou em Porto velho, no dia 12 de dezembro de 2011 e sua chegada em Aparecida do Norte aconteceu no dia 27 de maio deste ano. De acordo com ele, em cada viajem foram percorridos três mil quilômetros. “Não falhei nem um ano”, disse orgulhoso. Pereira conta que a promessa foi feita quando foi desenganado pelos médicos.

Além de uma cegueira permanente em um dos olhos, ele também tinha câncer na garganta. “Eles falaram para minha família me levar para morrer em casa. O Dr. Maurício de Souza me deu apenas dois dias de vida. Já em casa, no meu quarto, às 18 horas do dia 15 de janeiro de 1991, eu fiz a promessa para Nossa Senhora, que se ela me curasse, eu faria a pé o caminho até Aparecida durante 21 anos. As 18h10, vi uma mulher morena, cabelos crespos, vestido azul e sandália preta no meu quarto. Neste momento percebi que havia voltado a enxergar e depois foi diagnosticada a cura do câncer”, explicou. Pereira conta que durante sua peregrinação passou por 527 cidades, percorreu mais de 80 mil quilômetros, utilizou 31 bonés, 66 tênis e 24 bolsas. Ele também lembra que foi assaltado 23 vezes, foi entrevistado por 519 emissoras de rádios, 64 canais de televisão e 1201 jornais impressos. “Já passei por pelo

menos 31.900 igrejas que me ajudaram. Conheci 617 padres e 10 bispos”, contou. Ele lembra ainda das personalidades e anônimos que conheceu e assinaram seus 20 lenços de Nossa Senhora. Ao todo são mais de 20 mil assinaturas registradas. “Todos fizeram pedidos. Quando conheci o Tinoco (cantor), que faleceu recentemente, ele pegou minha santinha apertou no peito e disse: ‘vou pedir para você rezar bastante, pois a dupla acabou”, contou emocionado em sua cidade. O agricultor confessou que sobreviveu durante as 21 viagens com ajuda da população. “Já passei fome, sede, tem gente de bom coração, mas tem muita gente que não ajuda. O povo do Paraná é bom. Eu preciso é de ajuda como pouso, comida, dinheiro”, explicou. Ele contou ainda que de Santo Antonio da Platina, seguirá para Jacarezinho, Ourinhos (SP) e em seguida embarcará em um ônibus para Porto Velho (RO). “Hoje vou ficar aqui

na igreja matriz das 8 horas até às 11 horas, e na parte da tarde estarei na matriz de Jacarezinho. Na segunda darei entrevista em uma rádio de Ourinhos e sigo viagem para cuidar da vida”, declarou. Curiosidade Em Oswaldo Cruz, no interior paulista, Pereira conta que procurou hotéis e pousadas para pernoitar, mas não conseguiu, pois não havia vagas. Dessa forma, foi passar a noite no cemitério da cidade. Como estava frio, se utilizou de uma gaveta vazia em um tumulo para descansar. “Quando acordei de manhã, tinha uma mulher lavando um tumulo e eu disse apenas ‘bom dia’ e ela se assustou tanto que saiu correndo e pulou um muro altíssimo. Quando contei para o padre da cidade, ele confessou que também iria correr se acontecesse com ele”, contou. Vida Pereira é casado com Ilda Rodrigues Pereira e tem um casal de filhos, José Carlos

Agricultor cumpriu promessa de viajar a pé até Aparecida (SP)

Pereira, advogado, e Cristiane Pereira, enfermeira. O peregrino conta que junto com 15 irmãos (10 homens e cinco mulheres), é proprietá-

rio da Fazenda São José com 500 hectares em Rondônia. “Agora vou passar um tempo em casa. Vou trabalhar, cuidar da família.

CIÊNCIAS E TECNOLOGIA

Simepar terá estações meteorológicas em todos os municípios do Paraná AEN

O Instituto Tecnológico Simepar, ligado à Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, vai ampliar a Rede Paranaense de Monitoramento Hidrometeorológico (RePMH), com a instalação de estações automáticas em

todos os municípios do Paraná. O projeto de ampliação, em parceria a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil, vai receber investimentos de R$ 7,25 milhões do Fundo Paraná. O secretário de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Alípio Leal, explica que a ampliação impacta múltiplos

setores econômicos, como o de energia, transportes e agricultura, além de defesa civil, saúde, lazer e turismo. “Com a implementação da rede hidrometereológica, somada a outras medições, o Paraná se destaca no país com o mais moderno e abrangente sistema de monitoramento ambiental”.

A expansão vai possibilitar o registro das variáveis diretamente nas áreas urbanas e rurais

A expansão vai possibilitar o registro das variáveis diretamente nas áreas urbanas e rurais que apresentam vulnerabilidade relacionada a enchentes, inundações e deslizamentos de terra. Com a longa série de variáveis que serão coletadas, o Simepar vai gerar informações cruciais para a tomada de decisão tanto pela Defesa Civil quanto pela agroindústria, transportes, energia e outras áreas. IDENTIDADE – De acordo com o diretor-superintendente do Simepar, Eduardo Alvim Leite, a rede vai permitir a definição da identidade climática de cada um dos municípios. “Isto é de grande relevância nesses novos tempos de mudanças climáticas e incremento dos eventos severos de tempo e clima”, afirma. Alvim explica que é cada vez mais importante o planejamento urbano frente aos desastres ambientais e a necessidade de elaboração do plano municipal de defesa civil. “Vamos saber com antecedência os níveis críticos das variáveis ambientais que provocam desastres”. O levantamento de dados anteriores também vai apontar o tipo de risco de cada área. “O Estado terá, então, entre outras coisas, um mapa com-

pleto das chuvas e uma base de dados representativa de todos os fenômenos que costumam ocorrer por aqui”, conta Alvim. BENEFÍCIOS – A rede de monitoramento vai beneficiar as atividades ligadas aos portos de Paranaguá e Antonina, que são muito influenciadas por chuvas e ventos, vai permitir melhor planejamento e logística. Existem no Paraná cerca de 150 estações meteorológicas, hidrológicas ou pluviométricas, com sensores de descargas atmosféricas e sistema de radar meteorológico, número considerado baixo para a extensão do Estado. O tipo a ser instalado em cada município vai depender de estudos que começam a ser feitos por representantes da Mineropar e do Instituto das Águas do Paraná. Com a instalação das novas 250 estações telemétricas, serão 400 espalhadas pelo Estado, em 48 meses. O adensamento das estações de monitoramento vai gerar grande volume de dados, que serão transmitidos ao Simepar, praticamente em tempo real. Agricultura, gestão de recursos hídricos, gestão ambiental, do setor energético, transportes e turismo também dependem dessas informações.

“A melhoria e antecipação dos alertas de eventos severos de tempo são cruciais para o trabalho da Defesa Civil na gestão de risco, e a rede vai nos dar tudo isso”, comenta o chefe da Casa Militar e coordenador da Defesa Civil Estadual, coronel Adilson Castilho Casitas. REDE – De acordo com o diretor do Águas Paraná, Everton Luiz da Costa Souza, o conhecimento cruzado de todos os participantes é que dará suporte à Rede de Monitoramento Hidrometeorológico. “O grupo está se estruturando para funcionar como um sistema integrado e permanente”, explica o diretorpresidente da Mineropar, José Antonio Zem. O grupo, diz, vai agir antes, durante e depois de eventos climáticos, e não mais apenas nos momentos cruciais. O coronel Castilho explica que em todos os municípios haverá treinamento para capacitar os agentes municipais, sobre gestão urbana e sobre o relacionamento das três esferas administrativas (federal, estadual e municipal) quando da ocorrência de um fenômeno. “É preciso que a defesa civil municipal também esteja comprometida”, avalia. Hoje a Defesa Civil estadual cobre o Estado com 15 regionais.

cyan magenta yellow black


B-6 Atas&Editais

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 30 de junho e 01 de julho de 2012

MUNICíPIO DE RIBEIRãO DO PINHAL RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRATIVO DA RECEITA LÍQUIDA DE IMPOSTOS E DAS DESPESAS PRÓPRIAS COM SAÚDE ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JANEIRO A JUNHO DE 2012 ADCT. Art 77 - Anexo XVI RECEITAS REALIZADAS RECEITAS

Previsão inicial

RECEITAS DE IMPOSTOS E TRANSFERÊNCIAS CONSTITUCIONAIS E LEGAIS (I) Impostos líquidos Impostos (-) Deduções da Receita de Impostos

Previsão atualizada (a)

Multas, juros de mora e dívida ativa dos impostos (-) Deduções da Receita de Multas, Juros e Divida Ativa dos Impostos Receitas de transferências constitucionais e legais

% (b/a)

13.967.715,00

13.967.715,00

6.296.039,59

45,08

1.281.000,00

1.281.000,00

544.386,74

42,50

1.281.000,00

1.281.000,00

544.386,74

42,50

0,00

Multas, juros de mora e dívida ativa dos impostos líquidos

Até o bimestre (b)

0,00

0,00

0,00

158.550,00

158.550,00

124.013,79

78,22

158.550,00

158.550,00

124.013,79

78,22

0,00

0,00

0,00

0,00

12.528.165,00

12.528.165,00

5.627.639,06

44,92

Da união

9.551.000,00

9.551.000,00

4.258.712,30

44,59

Do estado

2.977.165,00

2.977.165,00

1.368.926,76

45,98

756.050,00

956.050,00

252.882,84

26,45

756.050,00

956.050,00

252.382,84

26,40

TRANSFERÊNCIAS DE RECURSOS DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE-SUS (II) Da união para o município Do estado para o município

0,00

0,00

500,00

0,00

Demais municípios para o município

0,00

0,00

0,00

0,00

Outras receitas do SUS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

RECEITAS DE OPERAÇÕES DE CRÉDITO VINCULADAS À SAÚDE (III) OUTRAS RECEITAS ORÇAMENTÁRIAS

8.746.298,13

(-) Deduções de Outras Receitas Orçamentárias (-) DEDUÇÃO PARA O FUNDEB TOTAL

8.896.298,13

0,00

0,00

0,00

2.422.503,65

27,23

0,00

0,00

2.089.300,00

2.089.300,00

1.157.857,19

55,42

21.380.763,13

21.730.763,13

7.813.568,89

35,96

DESPESAS EMPENHADAS DESPESAS COM SAÚDE

Dotação inicial

DESPESAS CORRENTES Pessoal e encargos sociais Juros e encargos da dívida

Dotação atualizada (c)

DESPESAS DE CAPITAL Investimentos

3.211.914,29

1.859.866,08

57,91

1.543.000,00

1.351.800,00

675.469,92

49,97

0,00

0,00

0,00

1.225.807,25

1.860.114,29

1.184.396,16

63,67

155.000,00

430.192,28

69.462,61

16,15

155.000,00

430.192,28

69.462,61

16,15 0,00

Inversões financeiras

0,00

0,00

0,00

Amortização da dívida

0,00

0,00

0,00

TOTAL (IV)

% (d/c)

2.768.807,25

0,00

Outras despesas correntes

Até o bimestre (d)

2.923.807,25

3.642.106,57

0,00

1.929.328,69

52,97

DESPESAS EMPENHADAS DESPESAS PRÓPRIAS COM AÇÕES E SERVIÇOS PÚBLICOS DE SAÚDE DESPESAS COM SAÚDE (V) = (IV)

Dotação inicial

Dotação atualizada

2.923.807,25

(-) DESPESAS COM INATIVOS E PENSIONISTAS (-) DESPESAS CUSTEADAS COM RECURSOS VINCULADOS À SAÚDE Recursos de transferências do sistema único de saúde - SUS Recursos de operações de crédito

3.642.106,57

0,00

0,00

TOTAL DAS DESPESAS PRÓPRIAS COM AÇÕES E SERVIÇOS PÚBLICOS DE SAÚDE (VI)

1.929.328,69

100,00

0,00

0,00

1.291.740,00

261.436,93

13,55

668.125,00

924.317,28

241.096,67

12,50

0,00

115.000,00

(-) RESTOS A PAGAR INSCRITOS SEM DISPONIBILIDADE DE RECURSOS PRÓPRIOS

% (e/V)

783.125,00

0,00

Outros recursos

Até o bimestre (e)

367.422,72

0,00

0,00

2.140.682,25

2.350.366,57

0,00

0,00

20.340,26

1,05

326.340,92

16,91

1.341.550,84

69,53

RESTOS A PAGAR

MUNICíPIO DE RIBEIRãO DO PINHAL Inscritos em exerc. RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA anteriores DEMONSTRATIVO DA RECEITA LÍQUIDA DE IMPOSTOS E DAS DESPESAS PRÓPRIAS COM SAÚDE RESTOS A PAGAR DE DESPESAS PRÓPRIAS COM AÇÕES E SERVIÇOS PÚBLICOS DE SAÚDE 53.076,31 ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JANEIRO A JUNHO DE 2012 CONTROLE DE RESTOS A PAGAR INSCRITOS EM EXERCÍCIOS ANTERIORES VINCULADOS A SAÚDE

Cancelados em 2012 (h) 0,00

PARTICIPAÇÃO DAS DESPESAS COM AÇÕES E SERVIÇOS PÚBLICOS DE SAÚDE NA RECEITA LÍQUIDA DE IMPOSTOS E TRANSFERÊNCIAS CONSTITUCIONAIS E LEGAIS - LIMITE CONSTITUCIONAL [(V - VI) / I] ADCT. Art 77 - Anexo XVI

21,31

DESPESAS EMPENHADAS DESPESAS COM SAÚDE (Por Subfunção)

Dotação inicial

Atenção básica

2.735.782,25

Dotação atualizada 3.454.081,57

Até o bimestre (g) 1.885.154,08

% (g/total g) 97,71

Assistência hospitalar e ambulatorial

0,00

0,00

0,00

0,00

Suporte profilático e terapêutico

0,00

0,00

0,00

0,00

44.174,61

2,29

Vigilância sanitária

188.025,00

188.025,00

Vigilância epidemiológica

0,00

0,00

0,00

0,00

Alimentação e nutrição

0,00

0,00

0,00

0,00

Outras subfunções

0,00

0,00

0,00

TOTAL

2.923.807,25

DARTAGNAN CALIXTO FRAIZ Prefeito Municipal - Munic.Ribeirão do Pinhal

PREFEITURA MUNICIPAL DE GUAPIRAMA CNPJ/MF 75.443.812/0001-00 Rua 2 de março, 460 - Telefone/Fax: (043)35731122 Guapirama – Paraná DECRETO Nº 641/2012 SÚMULA: Exonera servidora aprovada em Concurso para Emprego Público do Município de Guapirama e dá outras providências. O Prefeito Municipal de Guapirama, no uso das atribuições legais, nos termos do Inciso VII do Artigo 69 da Lei Orgânica do Município, e Art. 27, Inciso II da Lei Municipal nº 269/2011. DECRETA Art 1º - Fica exonerada a pedido, a senhorita MAYARA REIS FERMINO DE OLIVEIRA, brasileira, solteira, residente e domiciliada em Guapirama, Estado do Paraná – Pr., portadora da Cédula de Identidade RG nº 10.255.077-3 SSP/PR, inscrita no CPF/MF sob o nº 064.934.429-40, do emprego Público de AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE, a partir de 27 de Junho de 2012. Art 2º- Este Decreto entra em vigor nesta data, revogadas as disposições contrárias. Edifício da Prefeitura de Guapirama, Estado do Paraná, aos 27 (vinte e sete) dias do mês de Junho do ano de 2012. EDUÍ GONÇALVES Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ PORTARIA Nº. 153/2012. O Prefeito Municipal de Quatiguá, Estado do Paraná, no uso das suas atribuições que são conferidas por Lei. RESOLVE: Conceder, gratificação de 20 (vinte por cento) do nível de vencimento que estiver enquadrado, por regime de tempo integral, as funcionárias abaixo relacionadas, de acordo com o artigo 25 Inciso b da Lei Municipal 1.629 de 24 de maio de 2010. ORENILDE BORGES BELTANI SOLANGE MARIA CARDOSO Esta Portaria entrará em vigor na data de sua publicação com efeitos a partir de 02 de julho de 2012. Gabinete do Prefeito Municipal de Quatiguá, em 12 de junho de 2012. Antonio Francisco Zanini Prefeito Municipal

3.642.106,57

1.929.328,69

0,00 100,00

MARCELO CORINTH Contador - Municipio Ribeirão do Pinhal

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARÁ TOMADA DE PREÇO No 10/2012 EMISSÃO 29/06/2012 - ABERTURA 18/07/2012 A Prefeitura Municipal de Cambará – Estado do Paraná, torna público para conhecimento de interessados, que, com base na Lei no 8.666/93, bem como da Lei Complementar n.º 123/2006, Lei Complementar Municipal 008/2007 e alterações posteriores, encontra-se aberta Licitação, na modalidade Tomada de Preço, do tipo MENOR PREÇO POR LOTE, apresentando preço para execução, sob REGIME DE EMPREITADA POR PREÇO GLOBAL, de obra, conforme especificados no objeto, mediante as condições estabelecidas neste ato convocatório e seus anexos. I - DO OBJETO: Fornecimento de materiais e mão de obra para reforma da cobertura de Postos de Saúde deste município, nos bairros São José I e Ignez Panichi Hamzé (LOTE 01) e bairros Estação e Vila Santana (LOTE 02). conforme anexos. II – DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA: As despesas com a contratação correrão à conta da dotação orçamentária n.º 07 SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE 07.001 DEPARTAMENTO DE SAÚDE 10.301.1060.1320 REFORMA E AMPLIAÇÃO NOS POSTOS DE SAÚDE 449051000000 OBRAS E INSTALAÇÕES FONTES:1000,1303. III – PREÇO MÁXIMO ADMITIDO Fica fixado no Lote 1 (Fornecimento de materiais e mão de obra para reforma da cobertura de Postos de Saúde nos bairros São José I e Ignez Panichi Hamzé) o preço máximo de R$ 69.590,24 (sessenta e nove mil quinhentos e noventa reais e vinte e quatro centavos). No Lote 2 (Fornecimento de materiais e mão de obra para reforma da cobertura de Postos de Saúde nos bairros Estação e Vila Santana), também, o preço máximo de R$ 69.590,24 (sessenta e nove mil quinhentos e noventa reais e vinte e quatro centavos). IV - DO EDITAL: A Pasta Técnica, com o inteiro teor do Edital e seus respectivos modelos, adendos e anexos, poderá ser examinada e adquirida no Prédio da Prefeitura Municipal, no endereço Avenida Brasil no 1082, Centro, Fone (43) 3532-8800, junto ao Departamento de Licitação, à partir do dia 30 de maio de 2012, no horário comercial e será fornecida mediante a apresentação do recibo de pagamento no valor de R$ 50,00 (cinquenta reais). V - DA ABERTURA: Os envelopes deverão ser entregues na sede da Prefeitura até o dia 18/07/2012 às 14:15 horas, para o julgamento às 14:30 horas do mesmo dia. Cambará – Estado do Paraná, 29 de junho de 2012. LEONARDO NUNES PEREZ PRESIDENTE DA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE GUAPIRAMA CNPJ/MF 75.443.812/0001-00 Rua 2 de março, 460 - Telefone/Fax: (043)35731122 Guapirama – Paraná EXTRATO DE CONTRATO DE TRABALHO (CONCURSO PÚBLICO) Contratante: Município de Guapirama Contratado: JORGE MENDES DE OLIVEIRA Vigência do Contrato – PRAZO INDETERMINADO Objeto: Auxiliar de Obras e Serviços Públicos Salário R$ 715,30 ( Setecentos e quinze reais, trinta centavos). Data do Contrato: 26 de Junho de 2012. Contratante: Município de Guapirama Contratado: WESLEY APARECIDO DE PAULA Vigência do Contrato – PRAZO INDETERMINADO Objeto: Auxiliar de Obras e Serviços Públicos Salário R$ 715,30 ( Setecentos e quinze reais, trinta centavos). Data do Contrato: 26 de Junho de 2012. Contratante: Município de Guapirama Contratado: KELLEN CRISTINA DE JESUS Vigência do Contrato – PRAZO INDETERMINADO Objeto: Auxiliar de Serviços Gerais Salário R$ 715,30 (Setecentos e quinze reais, trinta centavos). Data do Contrato: 26 de Junho de 2012. Contratante: Município de Guapirama Contratado: ROSANA APARECIDA RIBEIRO Vigência do Contrato – PRAZO INDETERMINADO Objeto: Auxiliar de Serviços Gerais Salário R$ 715,30 (Setecentos e quinze reais, trinta centavos). Data do Contrato: 26 de Junho de 2012. Contratante: Município de Guapirama Contratado: CRISTINA DOS SANTOS GABRIEL Vigência do Contrato – PRAZO INDETERMINADO Objeto: Auxiliar de Serviços Gerais Salário R$ 715,30 (Setecentos e quinze reais, trinta centavos). Data do Contrato: 26 de Junho de 2012. Contratante: Município de Guapirama Contratado: TATIANE APARECIDA DA SILVA Vigência do Contrato – PRAZO INDETERMINADO Objeto: Auxiliar de Serviços Gerais Salário R$ 715,30 (Setecentos e quinze reais, trinta centavos). Data do Contrato: 26 de Junho de 2012. Contratante: Município de Guapirama Contratado: ROSANGELA DE SOUZA Vigência do Contrato – PRAZO INDETERMINADO Objeto: Auxiliar de Serviços Gerais Salário R$ 715,30 (Setecentos e quinze reais, trinta centavos). Data do Contrato: 26 de Junho de 2012. Contratante: Município de Guapirama Contratado: SINÉZIO RODRIGUES DO PRADO Vigência do Contrato – PRAZO INDETERMINADO Objeto: Motorista Salário R$ 979,43 (Novecentos e setenta e nove reais, quarenta e três centavos). Data do Contrato: 26 de Junho de 2012. Contratante: Município de Guapirama Contratado: ABIMAEL GIMENO REDUA Vigência do Contrato – PRAZO INDETERMINADO Objeto: Motorista Salário R$ 979,43 (Novecentos e setenta e nove reais, quarenta e três centavos). Data do Contrato: 26 de Junho de 2012. Contratante: Município de Guapirama Contratado: FABIANA FERMINO DO NASCIMENTO Vigência do Contrato – PRAZO INDETERMINADO Objeto: Professor de Educação Infantil Salário R$ 725,50 (Setecentos e vinte e cinco reais, cincoenta centavos). Data do Contrato: 26 de Junho de 2012. Contratante: Município de Guapirama Contratado: ALINE SIRLENE DE SOUZA Vigência do Contrato – PRAZO INDETERMINADO Objeto: Professor de Ensino Fundamental II - Inglês Salário R$ 725,50 (Setecentos e vinte e cinco reais, cincoenta centavos). Data do Contrato: 26 de Junho de 2012. Prefeitura Municipal de Guapirama, Estado do Paraná, aos 26 (vinte e seis) dias do mês de Junho de 2012. EDUI GONÇALVES Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE GUAPIRAMA CNPJ/MF 75.443.812/0001-00 Rua 2 de março, 460 - Telefone/Fax: (043)35731122 Guapirama – Paraná EXTRATO DE CONTRATO DE TRABALHO (CONCURSO PÚBLICO) Contratante: Município de Guapirama Contratado: FERNANDO CEZAR DE SOUZA Vigência do Contrato – PRAZO INDETERMINADO Objeto: Auxiliar de Enfermagem Salário R$734,57 (setecentos e trinta e quatro reais, cincoenta e sete centavos) Data do Contrato: 29 de Junho de 2012. Contratante: Município de Guapirama Contratado: MARCIA MESSIAS BORGES Vigência do Contrato – PRAZO INDETERMINADO Objeto: Auxiliar de Enfermagem Salário R$734,57 (setecentos e trinta e quatro reais, cincoenta e sete centavos) Data do Contrato: 29 de Junho de 2012. Contratante: Município de Guapirama Contratado: APARECIDA DONIZETI BARBOSA Vigência do Contrato – PRAZO INDETERMINADO Objeto: Auxiliar de Enfermagem Salário R$734,57 (setecentos e trinta e quatro reais, cincoenta e sete centavos) Data do Contrato: 29 de Junho de 2012. Contratante: Município de Guapirama Contratado: MAYARA REIS FERMINO DE OLIVEIRA Vigência do Contrato – PRAZO INDETERMINADO Objeto: Enfermeira Salário: R$ 1.836,43 ( Hum mil, oitocentos e trinta e seis reais, quarenta e três centavos) Data do Contrato: 29 de Junho de 2012. Contratante: Município de Guapirama Contratado: ROSIANE GREGORIO DE CAMPOS Vigência do Contrato – PRAZO INDETERMINADO Objeto: Agente Comunitário de Saúde Salário R$ 715,30 (Setecentos e quinze reais e trinta centavos) Data do Contrato: 29 de Junho de 2012. Contratante: Município de Guapirama Contratado: RODRIGO DOS SANTOS JUNIOR Vigência do Contrato – PRAZO INDETERMINADO Objeto: Agente Comunitário de Saúde Salário R$ 715,30 (Setecentos e quinze reais e trinta centavos) Data do Contrato: 29 de Junho de 2012. Contratante: Município de Guapirama Contratado: SOLANGE BRANDELIK CHOMA Vigência do Contrato – PRAZO INDETERMINADO Objeto: Auxiliar Administrativo Salário R$ 979,43 (Novecentos e setenta e nove reais, quarenta e três centavos). Data do Contrato: 29 de Junho de 2012. Contratante: Município de Guapirama Contratado: MARCUS LEANDRO DA SILVA Vigência do Contrato – PRAZO INDETERMINADO Objeto: Motorista Salário R$ 979,43 (Novecentos e setenta e nove reais, quarenta e três centavos). Data do Contrato: 29 de Junho de 2012. Prefeitura Municipal de Guapirama, Estado do Paraná, aos 29 (vinte e nove) dias do mês de Junho de 2012. EDUI GONÇALVES Prefeito Municipal


Atas&Editais B-7

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 30 de junho e 01 de julho de 2012 PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ DECRETO ORÇAMENTÁRIO Nº. 13/2012. O Prefeito Municipal de Quatiguá, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais. DECRETA: Artigo 1º - Fica aberto ao Orçamento Geral do Município, crédito adicional especial no valor de R$ 20.000,00 (vinte mil reais), autorizado pela Lei Municipal nº. 1.746/2012, conforme segue: Red Dotação Fonte Natureza da Despesa Tipo da Lei Valor 407 08.001.16.482.0022.1.121.4.4.90.51.00.00. 03000 OBRAS E INSTALAÇÕES e 20.000,00 Artigo 2º - Para dar cobertura ao crédito acima, serão utilizados recursos provenientes do excesso de arrecadação para a fonte: 000 - Recursos Ordinários Livres – Exercícios Anteriores Artigo 3º - Este Decreto entrará em vigor nesta data. Quatiguá, em 04 de maio de 2012. Antonio Francisco Zanini Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ DECRETO ORÇAMENTÁRIO Nº. 14/2012. O Prefeito Municipal de Quatiguá, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais DECRETA: Artigo 1º - Fica aberto ao Orçamento Geral do Município, crédito adicional suplementar no valor de R$ 74.000,00 (setenta e quatro mil reais), autorizado pela Lei Municipal nº. 1.742/2011, conforme segue: Red Dotação Fonte Natureza da Despesa Tipo da Lei Valor 25 03.003.11.331.0016.2.017.3.3.90.47.00.00. 01000 O B R I G A Ç Õ E S T R I B U T Á R I A S E CONTRIBUTIVAS O 8.000,00 41 03.004.04.122.0004.2.005.3.1.90.94.00.00. 01000 INDENIZAÇÕES E RESTITUIÇÕES TRABALHISTAS O 1.000,00 78 05.003.15.451.0021.1.064.4.4.90.51.00.00. 01000 OBRAS E INSTALAÇÕES O 24.000,00 123 06.001.12.361.0025.2.112.3.1.90.11.00.00. 01103 VENCIMENTOS E VANTAGENS FIXAS - PESSOAL CIVIL O 20.000,00 125 06.001.12.361.0025.2.112.3.1.90.13.00.00. 01103 OBRIGAÇÕES PATRONAIS O 5.000,00 241 07.001.10.301.0037.2.057.3.3.90.30.00.00. 01303 MATERIAL DE CONSUMO O 10.000,00 250 07.001.10.301.0037.2.057.3.3.90.39.00.00. 01303 OUTROS SERVIÇOS DE TERCEIROS PESSOA JURÍDICA O 2.000,00 253 07.001.10.301.0037.2.057.3.3.90.48.00.00. 01303 OUTROS AUXÍLIOS FINANCEIROS A PESSOAS FÍSICAS O 3.000,00 391 08.003.08.244.0046.2.072.3.3.90.14.00.00. 01000 DIÁRIAS - PESSOAL CIVIL O 1.000,00 Artigo 2º - Para dar cobertura aos créditos acima, serão utilizados recursos provenientes da anulação parcial das seguintes dotações orçamentárias: 32 03.003.28.843.0018.0.005.3.2.90.21.00.00. 01000 J U R O S S O B R E A D Í V I D A P O R CONTRATO O 7.000,00 35 03.004.04.122.0004.2.005.3.1.90.11.00.00. 01000 VENCIMENTOS E VANTAGENS FIXAS - PESSOAL CIVIL O 1.000,00 62 05.002.26.782.0020.2.026.3.3.90.30.00.00. 01000 MATERIAL DE CONSUMO O 50.000,00 240 07.001.10.301.0037.2.057.3.3.90.30.00.00. 01000 MATERIAL DE CONSUMO O 12.000,00 248 07.001.10.301.0037.2.057.3.3.90.36.00.00. 01303 OUTROS SERVIÇOS DE TERCEIROS PESSOA FÍSICA O 3.000,00 388 08.003.08.244.0046.2.072.3.1.90.11.00.00. 01000 VENCIMENTOS E VANTAGENS FIXAS - PESSOAL CIVIL O 1.000,00 Artigo 3º - Este Decreto entrará em vigor nesta data. Quatiguá, em 04 de maio de 2012. Antonio Francisco Zanni Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ DECRETO ORÇAMENTÁRIO Nº. 15/2012. O Prefeito Municipal de Quatiguá, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais DECRETA: Artigo 1º - Fica aberto ao Orçamento Geral do Município, crédito adicional especial no valor de R$ 6.128,15 (seis mil, cento e vinte e oito reais e quinze centavos), autorizado pela Lei Municipal nº. 1.746/2012, conforme segue: Red Dotação Fonte Natureza da Despesa Tipo da Lei Valor 415 05.003.15.451.0021.1.064.4.4.90.51.00.00. 03501 OBRAS E INSTALAÇÕES E 6.128,15 Artigo 2º - Para dar cobertura ao crédito acima, serão utilizados recursos provenientes do superávit financeiro apurado no balanço patrimonial do exercício anterior na seguinte fonte: 501 – Recursos de Alienação de Ativos Artigo 3º - Este Decreto entrará em vigor nesta data. Quatiguá, em 04 de maio de 2012. Antonio Francisco Zanini Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ DECRETO ORÇAMENTÁRIO Nº. 16/2012. O Prefeito Municipal de Quatiguá, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais. DECRETA: Artigo 1º - Fica aberto ao Orçamento Geral do Município, crédito adicional especial no valor de R$ 62.157,65 (sessenta e dois mil, cento e cinqüenta e sete reais e sessenta e cinco centavos), autorizado pela Lei Municipal nº. 1.746/2012, conforme segue: Red Dotação Fonte Natureza da Despesa Tipo da Lei Valor 414 05.003.15.451.0021.1.064.4.4.90.51.00.00. 31756 OBRAS E INSTALAÇÕES E 62.157,65 Artigo 2º - Para dar cobertura ao crédito acima, serão utilizados recursos provenientes do excesso de arrecadação para a fonte: 756 - Convênio SEDU/Programa Recap - Exercício Corrente Artigo 3º - Este Decreto entrará em vigor nesta data. Quatiguá, em 04 de maio de 2012. Antonio Francisco Zanini Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ DECRETO ORÇAMENTÁRIO Nº. 17/2012. O Prefeito Municipal de Quatiguá, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais. DECRETA: Artigo 1º - Fica aberto ao Orçamento Geral do Município, crédito adicional especial no valor de R$ 9.110,51 (nove mil, cento e dez reais e cinqüenta e um centavos), autorizado pela Lei Municipal nº. 1.746/2012, conforme segue: Red Dotação Fonte Natureza da Despesa Tipo da Lei Valor 416 05.003.15.451.0021.1.116.4.4.90.51.00.00. 41605 OBRAS E INSTALAÇÕES E 9.110,51 Artigo 2º - Para dar cobertura ao crédito acima, serão utilizados recursos provenientes de recursos de operação de crédito: 605 - Operação de Crédito - Infra-Estrutura Urbana - do exercício corrente Artigo 3º - Este Decreto entrará em vigor nesta data. Quatiguá, em 04 de maio de 2012. Antonio Francisco Zanini Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ DECRETO ORÇAMENTÁRIO Nº. 18/2012. O Prefeito Municipal de Quatiguá, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais DECRETA: Artigo 1º - Fica aberto ao Orçamento Geral do Município, crédito adicional suplementar no valor de R$ 37.800,00 (trinta e sete mil e oitocentos reais), autorizado pela Lei Municipal nº. 1.746/2011, conforme segue: Red Dotação Fonte Natureza da Despesa Tipo da Lei Valor 25 03.003.11.331.0016.2.017.3.3.90.47.00.00. 01000 O B R I G A Ç Õ E S T R I B U T Á R I A S E CONTRIBUTIVAS O 10.000,00 118 06.001.12.361.0025.2.084.3.3.90.39.00.00. 01104 OUTROS SERVIÇOS DE TERCEIROS PESSOA JURÍDICA O 1.800,00 241 07.001.10.301.0037.2.057.3.3.90.30.00.00. 01303 MATERIAL DE CONSUMO O 5.000,00 244 07.001.10.301.0037.2.057.3.3.90.32.00.00. 01303 MATERIAL, BEM OU SERVIÇO PARA DISTR. GRATUITAO 10.000,00 250 07.001.10.301.0037.2.057.3.3.90.39.00.00. 01303 OUTROS SERVIÇOS DE TERCEIROS PESSOA JURÍDICA O 5.000,00 253 07.001.10.301.0037.2.057.3.3.90.48.00.00. 01303 OUTROS AUXÍLIOS FINANCEIROS A PESSOAS FÍSICAS O 5.000,00 392 08.003.08.244.0046.2.072.3.3.90.30.00.00. 01000 MATERIAL DE CONSUMO O 1.000,00 Artigo 2º - Para dar cobertura aos créditos acima, serão utilizados recursos provenientes da anulação parcial das seguintes dotações orçamentárias: 31 03.003.28.843.0018.0.004.4.6.90.71.00.00. 01000 PRINCIPAL DA DÍVIDA CONTRATUAL RESGATADO O 10.000,00 115 06.001.12.361.0025.2.084.3.3.90.14.00.00. 01104 DIÁRIAS - PESSOAL CIVIL O 1.800,00 240 07.001.10.301.0037.2.057.3.3.90.30.00.00. 01000 MATERIAL DE CONSUMO O 25.000,00 394 08.003.08.244.0046.2.072.3.3.90.39.00.00. 01000 OUTROS SERVIÇOS DE TERCEIROS PESSOA JURÍDICA O 1.000,00 Artigo 3º - Este Decreto entrará em vigor nesta data. Quatiguá, em 01 de junho de 2012. Antonio Francisco Zanni - Prefeito Municipal

PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ DECRETO ORÇAMENTÁRIO Nº. 19/2012. O Prefeito Municipal de Quatiguá, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais DECRETA: Artigo 1º - Fica aberto ao Orçamento Geral do Município, crédito adicional especial no valor de R$ 21.000,00 (vinte e um mil reais), autorizado pela Lei Municipal nº. 1.746/2012, conforme segue: Red Dotação Fonte Natureza da Despesa Tipo da Lei Valor 407 08.001.16.482.0022.1.121.4.4.90.51.00.00. 03000 OBRAS E INSTALAÇÕES E 21.000,00 Artigo 2º - Para dar cobertura ao crédito acima, serão utilizados recursos provenientes do superávit financeiro apurado no balanço patrimonial do exercício anterior na seguinte fonte: 000 – Recursos Ordinários Livres – Exercícios Anteriores Artigo 3º - Este Decreto entrará em vigor nesta data. Quatiguá, em 01 de junho de 2012. Antonio Francisco Zanini Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ DECRETO ORÇAMENTÁRIO Nº. 20/2012. O Prefeito Municipal de Quatiguá, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais. DECRETA: Artigo 1º - Fica aberto ao Orçamento Geral do Município, crédito adicional especial no valor de R$ 281.510,18 (duzentos e oitenta e um mil, quinhentos e dez reais e dezoito centavos), autorizado pela Lei Municipal nº. 1.746/2012, conforme segue: Red Dotação Fonte Natureza da Despesa Tipo da Lei Valor 417 05.003.15.695.0021.1.115.4.4.90.51.00.00. 31752 OBRAS E INSTALAÇÕES E 165.250,00 413 06.004.13.695.0034.1.108.4.4.90.51.00.00. 31745 OBRAS E INSTALAÇÕES E 91.151,24 410 07.001.10.301.0037.1.112.4.4.90.51.00.00. 31333 OBRAS E INSTALAÇÕES E 25.108,94 Artigo 2º - Para dar cobertura aos créditos acima, serão utilizados recursos provenientes do excesso de arrecadação para as fontes: 745 - Convênio MTUR/Centro Evento nº. 030221028/09 - Exercício Corrente 752 - Convênio 754971/2010-MTUR 333 - Convênio SESA 05/2010 - Exercício Corrente Artigo 3º - Este Decreto entrará em vigor nesta data. Quatiguá, em 01 de junho de 2012. Antonio Francisco Zanini Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ DECRETO ORÇAMENTÁRIO Nº. 21/2012. O Prefeito Municipal de Quatiguá, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais DECRETA: Artigo 1º - Fica aberto ao Orçamento Geral do Município, crédito adicional especial no valor de R$ 30.000,00 (trinta mil reais), autorizado pela Lei Municipal nº. 1.765/2012, conforme segue: Red Dotação Fonte Natureza da Despesa Tipo da Lei Valor 421 08.001.08.244.0046.1.124.4.4.90.52.00.00. 03000 E Q U I PA M E N T O S E M AT E R I A L PERMANENTE E 15.000,00 418 08.001.08.244.0046.2.152.3.3.90.30.00.00. 03000 MATERIAL DE CONSUMO E 8.000,00 419 08.001.08.244.0046.2.152.3.3.90.36.00.00. 03000 OUTROS SERVIÇOS DE TERCEIROS PESSOA FÍSICA E 1.000,00 420 08.001.08.244.0046.2.152.3.3.90.39.00.00. 03000 OUTROS SERVIÇOS DE TERCEIROS PESSOA JURÍDICA E 6.000,00 Artigo 2º - Para dar cobertura ao crédito acima, serão utilizados recursos provenientes do superávit financeiro apurado no balanço patrimonial do exercício anterior na seguinte fonte: 000 – Recursos Ordinários Livres – Exercícios Anteriores Artigo 3º - Este Decreto entrará em vigor nesta data. Quatiguá, em 13 de junho de 2012. Antonio Francisco Zanini Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ DECRETO Nº. 61/2012. O Prefeito Municipal de Quatiguá, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais e Considerando os dispositivos constantes na Lei Municipal nº. 1.674/2011, que aprovou o Loteamento denominado Neri de Freitas Belo; Considerando que o artigo 3º da citada Lei, caucionou lotes de terra do loteamento em garantia de execução das obras de infraestrutura projetadas; Considerando a liberação do setor de engenharia do município do protocolo nº. 168/2012. DECRETA: Artigo 1º - Ficam liberados da caução imposta pelo artigo 3º da Lei Municipal nº. 1.674/2011, os seguintes lotes do loteamento denominado Neri de Freitas Belo: - Lotes 03-04-05-06-07-08-09-10 da Quadra “H” e lotes 04 e 05 da Quadra “I”. Artigo 2º - Os lotes acima especificados ficam liberados pela execução de 70% das obras de infraestrutura projetadas no citado loteamento. Artigo 3º - Este Decreto entrará em vigor na data de sua publicação. Quatiguá, em 26 de junho de 2012. Carlos Alberto Tramontin Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE GUAPIRAMA DECRETO Nº 642/2012 SÚMULA: Nomeia servidores aprovados em Concurso público do Município de Guapirama e dá outras providências. O Prefeito Municipal de Guapirama, no uso das atribuições legais, nos termos do Inciso VII do Artigo 69 da Lei Orgânica do Município, e Art. 27, Inciso II da Lei Municipal nº 269/2011. DECRETA Art 1º - Fica nomeado, FERNANDO CEZAR DE SOUZA, brasileiro, solteiro, residente e domiciliado em Guapirama, Estado do Paraná – Pr., portador da Cédula de Identidade RG nº 8.062.545.6 SSP/PR, inscrito no CPF/MF sob o nº 043.106.429-69, para o cargo efetivo de Auxiliar de Enfermagem, a partir de 29 de Junho de 2012. Art 2º - Fica nomeada, MARCIA MESSIAS BORGES, brasileira, casada, residente e domiciliada em Quatigua, Estado do Paraná – Pr., portadora da Cédula de Identidade RG nº 6.684.526-5 SSP/PR, inscrita no CPF/MF sob o nº 006.481.559-51, para o cargo efetivo de Auxiliar de Enfermagem a partir de 29 de Junho de 2012. Art 3º - Fica nomeada, APARECIDA DONIZETI BARBOSA, brasileira, solteira, residente e domiciliada em Guapirama, Estado do Paraná – Pr., portadora da Cédula de Identidade RG nº 8.854.192-8 SSP/PR, inscrita no CPF/MF sob o nº 045.480.549-79, para o cargo efetivo de Auxiliar de Enfermagem, a partir de 29 de Junho de 2012. Art 4º - Fica nomeada, MAYARA REIS FERMINO DE OLIVEIRA, brasileira, solteira, residente e domiciliada em Guapirama, Estado do Paraná – Pr., portadora da Cédula de Identidade RG nº 10.255.077-3 SSP/PR, inscrita no CPF/MF sob o nº 064.934.429-40 para o cargo efetivo de Enfermeira, a partir de 29 de Junho de 2012. Art 5º - Fica nomeada, ROSIANE GREGORIO DE CAMPOS, brasileira, casada, residente e domiciliada em Guapirama, Estado do Paraná – Pr., portadora da Cédula de Identidade RG nº 8.343.250-0 SSP/PR, inscrita no CPF/MF sob o nº 008.355.119-01, para o cargo efetivo de Agente Comunitário de Saúde, a partir de 29 de Junho de 2012. Art 6º - Fica nomeado, RODRIGO DOS SANTOS JUNIOR, brasileiro, solteiro, residente e domiciliado em Guapirama, Estado do Paraná – Pr., portador da Cédula de Identidade RG nº 10.031.570-0 SSP/PR, inscrito no CPF/MF sob o nº 084.879.819-84, para o cargo efetivo de Agente Comunitário de Saúde, a partir de 29 de Junho de 2012. Art 7º - Fica nomeada, SOLANGE BRANDELIK CHOMA, brasileira, casada, residente e domiciliada em Joaquim Távora, Estado do Paraná – Pr., portadora da Cédula de Identidade RG nº 8.501.887-6 SSP/PR, inscrita no CPF/MF sob o nº 050.492.259-90, para o cargo efetivo de Auxiliar Administrativo, a partir de 29 de Junho de 2012. MUNICíPIO DE RIBEIRãO DO PINHAL Art 8º - Fica nomeado, MARCUS LEANDRO DA SILVA, brasileiro, solteiro, residente e domiciliado em RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA Guapirama, Estado do ParanáRELATÓRIO – Pr., portador da Cédula de Identidade RG nº 8.044.272-6 SSP/PR, inscrito DEMONSTRATIVO DO RESULTADO NOMINAL no CPF/MF sob o nº 040.760.939-33, para o cargo efetivo de Motorista, a partir de 29 de Junho de 2012. ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL Art 9º - Edifício da Prefeitura Municipal JANEIRO de Guapirama 29 (vinte e nove) dias do mês de Junho de 2012. A JUNHOaos DE 2012 EDUI GONÇALVES - Prefeito Municipal

LRF, art 53, inciso III - Anexo VI

DÍVIDA FISCAL LÍQUIDA

MUNICíPIO DE RIBEIRãO DO PINHAL Em 31/12/2011 (a)

RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA 971.202,19 DEMONSTRATIVO DO RESULTADO NOMINAL 1.301.167,15

DÍVIDA CONSOLIDADA (I) DEDUÇÕES (II)

SALDO Em 30/04/2012 (b)

ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL 1.364.315,27 JANEIRO A JUNHO DE 2012 74.612,67

Disponibilidade de caixa bruta Demais haveres financeiros

(-) Restos a pagar processados (exceto precatórios) LRF, art 53, inciso III - Anexo VI DÍVIDA CONSOLIDADA LÍQUIDA (III) = (I - II) DÍVIDA FISCAL LÍQUIDA RECEITA DE PRIVATIZAÇÕES (IV)

137.760,79 (329.964,96) Em 31/12/2011 0,00 (a)

PASSIVOS RECONHECIDOS DÍVIDA CONSOLIDADA (I)(V) DEDUÇÕES (II) DÍVIDA FISCAL LÍQUIDA (VI) = (III + IV - V)

713.038,54

1.539.202,58

1.852.244,61

1.621.004,46

1.967.163,61

74.798,41

75.926,55

156.600,29

190.845,55

(804.438,01) SALDO

(1.139.206,07)

Em 30/04/2012 0,00(b)

Em 30/06/2012 0,00 (c)

896.273,68 971.202,19

727.241,68 734.764,57

727.241,68 713.038,54

1.301.167,15 (1.226.238,64)

1.539.202,58 (1.531.679,69)

1.852.244,61 (1.866.447,75)

1.364.315,27

1.621.004,46

1.967.163,61

74.612,67

74.798,41

75.926,55

Disponibilidade de caixa bruta Demais haveres financeiros (-) Restos a pagar processados (exceto precatórios) DÍVIDA CONSOLIDADA LÍQUIDA (III) = (I - II)

Em 30/06/2012 (c)

734.764,57

137.760,79

156.600,29 190.845,55 PERÍODO DE REFERÊNCIA (329.964,96) No bimestre(804.438,01) (1.139.206,07) (c-b) Jan a Jun (c-a) 0,00 0,00 0,00 (334.768,06) (640.209,11) 896.273,68 727.241,68 727.241,68

RESULTADO NOMINAL

RECEITA DE PRIVATIZAÇÕES (IV) RESULTADO NOMINAL PASSIVOS RECONHECIDOS (V) DÍVIDA FISCAL LÍQUIDA (VI) = (III + IV - V)

(1.226.238,64)

(1.531.679,69)

DISCRIMINAÇÃO DA META FISCAL META DE RESULTADO NOMINAL FIXADA NO ANEXO DE METAS FISCAIS DA LDO PARA O EXERCÍCIO DE REFERÊNCIA RESULTADO NOMINAL

PERÍODO DE REFERÊNCIA No bimestre (c-b)

RESULTADO NOMINAL

(334.768,06)

DISCRIMINAÇÃO DA META FISCAL

DARTAGNAN CALIXTO FRAIZ Prefeito Municipal - Munic.Ribeirão do Pinhal

0,00

Jan a Jun (c-a) (640.209,11)

VALOR CORRENTE

META DE RESULTADO NOMINAL FIXADA NO ANEXO DE METAS FISCAIS DA LDO PARA O EXERCÍCIO DE REFERÊNCIA

DARTAGNAN CALIXTO FRAIZ Prefeito Municipal - Munic.Ribeirão do Pinhal

(1.866.447,75)

VALOR CORRENTE

MARCELO CORINTH Contador - Municipio Ribeirão do Pinhal

MARCELO CORINTH Contador - Municipio Ribeirão do Pinhal

0,00


C:\PUBLICACAO 2o BIM\DEMONSTRATIVO DA DISPONIBILIDADE DE CAIX... Página 1 de 1 C:\PUBLICACAO 1o BIM\DEMONSTRATIVO DAS GARANTIAS E CONTRAGA... Página 1 de 1

C-4 Atas&Editais

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 30 de junho e 01 de julho de 2012

CIVARC- CONSORCIO INTERMUNICIPAL VALE DO RIO CINZAS

CIVARC- CONSORCIO INTERMUNICIPAL VALE DO RIO CINZAS

RELATORIO DE GESTAO FISCAL

RELATORIO DE GESTAO FISCAL

DEMONSTRATIVO DAS GARANTIAS E CONTRAGARANTIAS DE VALORES ORCAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL

DEMONSTRATIVO DA DISPONIBILIDADE DE CAIXA

JANEIRO A FEVEREIRO DE 2012

ORCAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL

<<<<< RELATORIO PARA SIMPLES CONFERENCIA >>>>>

LRF, art. 55, inciso I, alinea "c" e art. 40, ? 1o - Anexo III

SALDO DO EXERCICIO DE 2012

SALDO EXERCICIO ANTERIOR

GARANTIAS CONCEDIDAS EXTERNAS (I) Aval ou fianca em operacoes de credito

-

-

-

0,00

-

-

-

-

-

-

-

0,00

-

-

-

0,00

-

-

-

Outras Garantias nos termos da LRF INTERNAS (II) Aval ou fianca em operacoes de credito Outras Garantias nos termos da LRF TOTAL DAS GARANTIAS (I + II) RECEITA CORRENTE LIQUIDA - RCL % do TOTAL DAS GARANTIAS sobre a RCL LIMITE DEFINIDO POR RESOLUCAO DO SENADO FEDERAL - (%)

-

-

-

-

0,00

-

-

-

868.404,96

-

-

-

0,00

-

-

-

22,00

-

-

-

GARANTIAS EXTERNAS (I) Aval ou fianca em operacao de credito

-

-

-

0,00

-

-

-

Outras Garantias nos termos da LRF

-

-

-

-

0,00

-

-

-

0,00

-

-

-

Outras Garantias nos termos da LRF

-

-

-

-

TOTAL CONTRAGARANTIAS (I + II)

0,00

-

-

-

GARANTIAS INTERNAS (II) Aval ou fianca em operacao de credito

ATIVO

VALOR

DISPONIBILIDADE FINANCEIRA

0,00

Bancos Conta Movimento Contas Vinculadas Aplicacoes Financeiras

Creditos Intragovernamentais

DEMONSTRATIVO SIMPLIFICADO DO RELATORIO DE GESTAO FISCAL ORCAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL MARCO A ABRIL DE 2012

Do Exercicio

0,00

1.654,94

De Exercicios Anteriores

55,00 0,00

0,00

Debitos de Tesouraria

0,00

0,00

Contas Pendentes

0,00

0,00

Depositos Judiciais

0,00

Creditos Intergovernamentais

0,00 0,00 453.010,01 SUBTOTAL 0,00

TOTAL

RELATORIO DE GESTAO FISCAL

1.654,94

29.149,30

0,00

INSUFICIENCIA ANTES DA INSC. EM RESTOS A PAGAR NAO PROC.(I)

CIVARC- CONSORCIO INTERMUNICIPAL VALE DO RIO CINZAS

Depositos

55,00

Aplicacoes Financeiras de Medio e Longo Prazo

Contas Pendentes

JOAO RENATO CUSTODIO PRESIDENTE

1.709,94

30.804,24 Restos a Pagar Processados

Devedores Diversos

SUBTOTAL GLAUCIO CORREA CONTADOR

VALOR

422.205,77 Outras Obrigacoes Financeiras

Outras Disponibilidades Financeiras

C:\PUBLICACAO 2o BIM\DEMONSTRATIVO SIMPLIFICADO DO RELATORIO ... Página 1 de 1

PASSIVO

453.010,01 OBRIGACOES FINANCEIRAS

Caixa

ate o 1o Quadrimestre ate o 2o Quadrimestre ate o 3o Quadrimestre

0,00

<<<<< RELATORIO PARA SIMPLES CONFERENCIA >>>>>

LRF, art. 55, Inciso III, alinea "a" - Anexo V

SALDO DO EXERCICIO DE 2012

SALDO EXERCICIO ANTERIOR

CONTRAGARANTIAS RECEBIDAS

MARCO A ABRIL DE 2012

ate o 1o Quadrimestre ate o 2o Quadrimestre ate o 3o Quadrimestre

0,00

1.709,94

SUFICIENCIA ANTES DA INSC. EM RESTOS A PAGAR NAO PROC.(II)

451.300,07

453.010,01 TOTAL

453.010,01

INSCRICAO EM RESTOS A PAGAR NAO PROCESSADOS (III)

131.030,72

SUFICIENCIA APOS A INSCRICAO EM RESTOS A PAGAR NAO PROCESSADOS (IV) = (II - III)

320.269,35

<<<<< RELATORIO PARA SIMPLES CONFERENCIA >>>>>

LRF, Art. 48 - Anexo VII

DESPESA COM PESSOAL

VALOR

% SOBRE A RCL

Despesa total com pessoal - DTP

C:\PUBLICACAO 2o BIM\DEMONSTRATIVO DO RESULTADO NOMINAL.HTM Página 1 de 1

2.662,00

0,32

Limite maximo (incisos I, II e III, art. 20 da LRF)

442.706,90

54,00

Limite prudencial (? unico, art. 22 da LRF)

420.571,56

51,30

DIVIDA

VALOR

% SOBRE A RCL

Divida consolidada liquida

(30.749,24)

(3,75)

Limite definido por resolucao do senado federal

983.793,12

120,00

GARANTIAS DE VALORES

VALOR

Limite definido por resolucao do senado federal

0,00

0,00

180.362,07

22,00

VALOR

CIVARC- CONSORCIO INTERMUNICIPAL VALE DO RIO CINZAS RELATORIO RESUMIDO DA EXECUCAO ORCAMENTARIA DEMONSTRATIVO DO RESULTADO NOMINAL

% SOBRE A RCL

Operacoes de credito internas e externas

0,00

Operacoes de credito por antecipacao da receita Limite definido pelo senado federal para operacoes de credito internas e externas Limite definido pelo senado federal para operacoes de credito por antecipacao da receita

RESTOS A PAGAR

JOAO RENATO CUSTODIO PRESIDENTE

% SOBRE A RCL

Total das garantias de valores

OPERACOES DE CREDITO

GLAUCIO CORREA CONTADOR

ORCAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL

0,00

0,00

0,00

131.172,42

16,00

57.387,93

7,00

INSCRICAO EM RESTOS A PAGAR NAO PROCESSADOS

MARCO A ABRIL DE 2012 <<<<< RELATORIO PARA SIMPLES CONFERENCIA >>>>>

LRF, art 53, inciso III - Anexo VI

SALDO

DIVIDA FISCAL LIQUIDA

SUFICIENCIA ANTES DA INSCRICAO EM RESTOS A PAGAR NAO PROCESSADOS

D... 29/06/2012 file://C:\Users\USUARIO2\AppData\Local\Temp\Rar$EXa0.288\DEMONSTRATIVO Valor apurado nos demonstrativos respectivos 89.883,72 451.300,07

C:\PUBLICACAO 1o BIM\DEMONSTRATIVO SIMPLIFICADO DO RELATORIO ... Página 1 de 1

Em 31/12/2011 (a)

DIVIDA CONSOLIDADA (I) DEDUCOES (II) Disponibilidade de caixa bruta

0,00

0,00

422.945,50

425.840,77

452.955,01

423.000,50

437.395,77

453.010,01

0,00

0,00

0,00

55,00

11.555,00

55,00

(-) Restos a pagar processados (exceto precatorios)

GLAUCIO CORREA CONTADOR

JOAO RENATO CUSTODIO PRESIDENTE

(422.945,50)

(425.840,77)

(452.955,01)

RECEITA DE PRIVATIZACOES (IV)

0,00

0,00

0,00

PASSIVOS RECONHECIDOS (V)

0,00

0,00

0,00

(422.945,50)

(425.840,77)

(452.955,01)

DIVIDA FISCAL LIQUIDA (VI) = (III + IV - V)

CIVARC- CONSORCIO INTERMUNICIPAL VALE DO RIO CINZAS

Em 30/04/2012 (c)

0,00

Demais haveres financeiros DIVIDA CONSOLIDADA LIQUIDA (III) = (I - II)

Em 29/02/2012 (b)

RELATORIO DE GESTAO FISCAL DEMONSTRATIVO SIMPLIFICADO DO RELATORIO DE GESTAO FISCAL ORCAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL

<<<<< RELATORIO PARA SIMPLES CONFERENCIA >>>>>

LRF, Art. 48 - Anexo VII

PERIODO DE REFERENCIA

RESULTADO NOMINAL

JANEIRO A FEVEREIRO DE 2012 DESPESA COM PESSOAL

VALOR

RESULTADO NOMINAL

% SOBRE A RCL

Despesa total com pessoal - DTP

No bimestre (c-b)

2.200,00

0,28

Limite maximo (incisos I, II e III, art. 20 da LRF)

427.402,02

54,00

Limite prudencial (? unico, art. 22 da LRF)

406.031,92

51,30

Jan a Abr (c-a)

(27.114,24)

(30.009,51)

DISCRIMINACAO DA META FISCAL

VALOR CORRENTE

META DE RESULTADO NOMINAL FIXADA NO ANEXO DE METAS FISCAIS DA LDO PARA O EXERCICIO DE REFERENCIA DIVIDA

VALOR

Divida consolidada liquida

(14.165,17)

(1,79)

Limite definido por resolucao do senado federal

949.782,28

120,00

GARANTIAS DE VALORES

VALOR

OPERACOES DE CREDITO

C:\PUBLICACAO 1o BIM\DEMONSTRATIVO DOS RESTOS A PAGAR.HTM

% SOBRE A RCL

Total das garantias de valores Limite definido por resolucao do senado federal

0,00

% SOBRE A RCL

0,00

0,00

174.126,75

22,00

VALOR

% SOBRE A RCL

Operacoes de credito internas e externas

0,00

0,00

Operacoes de credito por antecipacao da receita

0,00

0,00

55.403,97

7,00

GLAUCIO CORREA CONTADOR

Limite definido pelo senado federal para operacoes de credito internas e externas 126.637,64 16,00 file://C:\Users\USUARIO2\AppData\Local\Temp\Rar$EXa0.425\DEMONSTRATIVO S... 29/06/2012 Limite definido pelo senado federal para operacoes de credito por antecipacao da receita

Página 1 de 1

JOAO RENATO CUSTODIO PRESIDENTE

CIVARC- CONSORCIO INTERMUNICIPAL VALE DO RIO CINZAS RESTOS A PAGAR

INSCRICAO EM RESTOS A PAGAR NAO PROCESSADOS

Valor apurado nos demonstrativos respectivos

RELATORIO DE GESTAO FISCAL

SUFICIENCIA ANTES DA INSCRICAO EM RESTOS A PAGAR NAO PROCESSADOS

89.883,72

DEMONSTRATIVO DOS RESTOS A PAGAR

411.103,92

ORCAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL

JANEIRO A FEVEREIRO DE 2012 D... 29/06/2012 file://C:\Users\USUARIO2\AppData\Local\Temp\Rar$EXa0.735\DEMONSTRATIVO

C:\PUBLICACAO 2o BIM\DEMONSTRATIVO DAS GARANTIAS E CONTRAGA... Página 1 de 1

LRF, art. 55, Inciso III, alinea "b" - Anexo VI

<<<<< RELATORIO PARA SIMPLES CONFERENCIA >>>>> RESTOS A PAGAR INSCRITOS

GLAUCIO CORREA CONTADOR

ORGAO

JOAO RENATO CUSTODIO PRESIDENTE

Liquidados e nao pagos

Empenhados e nao Liquidados

(Processados)

(Nao Processados)

De exercicios

CIVARC- CONSORCIO INTERMUNICIPAL VALE DO RIO CINZAS

anteriores

RELATORIO DE GESTAO FISCAL

Do exercicio

De exercicios anteriores

Do exercicio

EMPENHOS CANCELADOS E NAO INSCRITOS POR INSUFICIENCIA FINANCEIRA

ADMINISTRACAO DIRETA

DEMONSTRATIVO DAS GARANTIAS E CONTRAGARANTIAS DE VALORES ORCAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL MARCO A ABRIL DE 2012

ADMINISTRACAO INDIRETA CIVARC- Consorcio Intermunicipal Vale do Rio Cinzas

<<<<< RELATORIO PARA SIMPLES CONFERENCIA >>>>>

LRF, art. 55, inciso I, alinea "c" e art. 40, ? 1o - Anexo III GARANTIAS CONCEDIDAS EXTERNAS (I) Aval ou fianca em operacoes de credito Outras Garantias nos termos da LRF INTERNAS (II) Aval ou fianca em operacoes de credito Outras Garantias nos termos da LRF TOTAL DAS GARANTIAS (I + II) RECEITA CORRENTE LIQUIDA - RCL % do TOTAL DAS GARANTIAS sobre a RCL

LIMITE DEFINIDO POR RESOLUCAO DO SENADO FEDERAL - (%)

CONTRAGARANTIAS RECEBIDAS GARANTIAS EXTERNAS (I) Aval ou fianca em operacao de credito Outras Garantias nos termos da LRF GARANTIAS INTERNAS (II) Aval ou fianca em operacao de credito

SALDO EXERCICIO ANTERIOR

SALDO DO EXERCICIO DE 2012

TOTAL

ate o 1o Quadrimestre ate o 2o Quadrimestre ate o 3o Quadrimestre

0,00

0,00

-

-

0,00

0,00

-

-

-

-

-

-

0,00

0,00

-

-

0,00

0,00

-

-

-

-

-

-

0,00

0,00

-

-

868.404,96

819.827,60

-

-

0,00

0,00

-

-

22,00

22,00

-

-

55,00

107.000,00

(41.500,00)

131.383,72

-

55,00

107.000,00

(41.500,00)

131.383,72

-

SUFICIENCIA ANTES DA INSCRICAO EM RESTOS A PAGAR NAO PROCESSADOS (Apurado no anexo V - Demonstrativo da disponibilidade de caixa)

411.103,92

RESTOS A PAGAR INSCRITOS Empenhados e nao Liquidados

Liquidados e nao pagos (Processados)

FONTE DE RECURSOS

De exercicios anteriores 000 - Recursos Ordinarios (Livres)

SALDO DO EXERCICIO DE 2012

55,00

(Nao Processados)

Do exercicio

De exercicios anteriores

0,00

(4.000,00)

Do exercicio

EMPENHOS CANCELADOS E NAO INSCRITOS POR INSUFICIENCIA FINANCEIRA

924,00

-

495 - Atencao Basica

0,00

0,00

(37.500,00)

11.929,72

-

0,00

0,00

-

-

761 - CONVENIOS:MDA-490020100003

0,00

107.000,00

0,00

118.530,00

-

0,00

0,00

-

-

TOTAL

55,00

107.000,00

(41.500,00)

131.383,72

-

-

-

-

-

0,00

0,00

-

-

0,00

0,00

-

-

0,00

0,00

-

-

SALDO EXERCICIO ANTERIOR

ate o 1o Quadrimestre ate o 2o Quadrimestre ate o 3o Quadrimestre

Outras Garantias nos termos da LRF file://C:\Users\USUARIO2\AppData\Local\Temp\Rar$EXa0.604\DEMONSTRATIVO 29/06/2012 S... TOTAL CONTRAGARANTIAS (I + II)

file://C:\Users\USUARIO2\AppData\Local\Temp\Rar$EXa0.888\DEMONSTRATIVO D... 29/06/2012

GLAUCIO CORREA CONTADOR

JOAO RENATO CUSTODIO PRESIDENTE

GLAUCIO CORREA CONTADOR

JOAO RENATO CUSTODIO PRESIDENTE


C:\PUBLICACAO 2o BIM\DEMONSTRATIVO DA RECEITA CORRENTE LIQUI... ITBI

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

IRRF

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Outras receitas tributarias

Pรกgina 1 de 1 0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Previdenciaria

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Outras contribuicoes

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

1.794,50

1.792,71

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Receita de contribuicoes

TRIBUNA DO VALE Receita patrimonial

Receita agropecuaria

Sabado e domingo, 30 de junho e 01 de julho0,00 de 2012 Receita industrial Receita de servicos

0,00

0,00

48.000,00

70.000,00

Cota parte do FPM

0,00

0,00

Cota parte do ICMS

0,00

0,00

0,00

Cota parte do IPVA

0,00

0,00

0,00

Cota parte do ITR

0,00

0,00

0,00

Transferencias correntes

0,00 CIVARC- 0,00 0,00 CONSORCIO0,00 INTERMUNICIPAL

Transferencias da LC 87/1996

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Transferencias do FUNDEF ESPECIFICACAO Outras transferencias correntes RECEITAS CORRENTES (I) Outras receitas correntes

0,00

0,00

0,00

0,00 CINZAS

0,00

0,00

IPTU (II) DEDUCOES

ISS plano previdencia servidor Contrib.

0,00

0,00

0,00

0,00

48.000,00

0,00

0,00

0,00

0,00

3.587,21

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

118.000,00

0,00

697.100,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

DEMONSTRATIVO DA RECEITA CORRENTE LIQUIDA ORCAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL 0,00 0,00 0,00 0,00 MARCO A ABRIL DE 2012 0,00

0,00

0,00

0,00

0,00 0,00 PARA SIMPLES 0,00CONFERENCIA 0,00>>>>> <<<<< RELATORIO

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

EVOLUCAO REALIZADA NOS0,00 ULTIMOS 12 MESES 0,00DA RECEITA 0,00 0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

03/2012 48.000,00

04/2012 70.000,00

05/20120,00

06/20120,00

49.794,50 0,00

71.792,71 0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

07/20120,00

08/20120,00

09/20120,00

10/20120,00

0,00

0,00

0,00

0,00

11/20120,00

12/20120,00

01/20130,00

02/20130,00

C:\PUBLICACAO 1o BIM\DEMONSTRATIVO DA RECEITA CORRENTE LIQUI... Receita tributaria (-) Renuncias/restituicoes/descontos

0,00

Atas&Editais C-5

RIO 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 RELATORIO RESUMIDO DA EXECUCAO ORCAMENTARIA

0,00

da LC LRF, Art Transferencias 53, inciso I - Anexo III61/1989

VALE0,00 DO

0,00 0,00

0,00 Previsao0,00 TOTAL 2012 118.000,00 atualizada 697.100,00 121.587,21 0,00

745.100,00 0,00

Pรกgina 1 de 1 0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

ITBI Servidor

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

IRRF Patronal

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00 0,00

Outras receitas tributarias Compensacao financ. entre regimes previd.

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Receita de Deducao dacontribuicoes receita para formacao do FUNDEF

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Previdenciaria Acordao TCE/PR 1509/06 e 870/07 - IN 56/2011

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00 49.794,50

0,00 71.792,71

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00 121.587,21

0,00 745.100,00

1.794,50

1.792,71

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

3.587,21

48.000,00

Receita agropecuaria

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Receita industrial

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Outras contribuicoes RECEITA CORRENTE LIQUIDA (I-II) Receita patrimonial

Receita de servicos

0,00

0,00

0,00

48.000,00

70.000,00

0,00

Cota parte do FPM

0,00

0,00

0,00

Cota parte do ICMS

0,00

0,00

0,00

Cota parte do IPVA

0,00

0,00

0,00

Cota parte do ITR

0,00

0,00

0,00

Transferencias correntes

CIVARC-0,00 CONSORCIO0,00 INTERMUNICIPAL VALE0,00 DO RIO CINZAS 0,00 0,00 RELATORIO RESUMIDO DA EXECUCAO ORCAMENTARIA 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 DA RECEITA 0,00 CORRENTE 0,00 LIQUIDA0,00 DEMONSTRATIVO 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 ORCAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 JANEIRO A FEVEREIRO DE 2012 0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00 118.000,00

0,00 697.100,00

Transferencias da LC 87/1996

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Transferencias da LC 61/1989

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

LRF, Art 53, inciso I - Anexo III

Transferencias do FUNDEF

0,00

ESPECIFICACAO

01/2012

Outras transferencias correntes

48.000,00

RECEITAS CORRENTES (I)

4.464,76

Outras receitas correntes

0,00

Receita tributaria (-) Renuncias/restituicoes/descontos DEDUCOES IPTU (II) Contrib. ISS plano previdencia servidor LRF, Art 53, inciso I - Anexo III Servidor

<<<<< RELATORIO PARA SIMPLES CONFERENCIA >>>>>

EVOLUCAO DA RECEITA REALIZADA NOS ULTIMOS 12 MESES

CONSORCIO0,00 INTERMUNICIPAL 0,00 CIVARC- 0,00 0,00

0,00

02/2012

70.000,00

VALE0,00 DO RIO CINZAS 0,00 07/2012 08/2012 RELATORIO RESUMIDO DA EXECUCAO ORCAMENTARIA 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

03/2012

04/2012

0,00

49.023,47

0,00

0,00

0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

05/2012

0,00

06/2012

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00 0,00DA RECEITA 0,00 CORRENTE 0,00 LIQUIDA 0,00 DEMONSTRATIVO

0,00

09/2012

0,00

0,00

0,00

10/2012

0,00

0,00

0,00

11/2012

0,00

0,00

12/2012

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00 03/20120,00 0,00

0,00 04/2012 0,00 0,00

0,00 05/2012 0,00 0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Patronal

IRRF

ESPECIFICACAO Compensacao financ. entre regimes previd.

Outras receitas tributarias

0,00

Deducao da receita para formacao do FUNDEF

Receita contribuicoes Acordaode TCE/PR 1509/06 e 870/07 - IN 56/2011 Previdenciaria RECEITA CORRENTE LIQUIDA (I-II) Outras contribuicoes Receita patrimonial

0,00

0,00

745.100,00

0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 <<<<< RELATORIO PARA SIMPLES CONFERENCIA >>>>> 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 EVOLUCAO 0,00 0,00 0,00 0,00 DA RECEITA REALIZADA NOS ULTIMOS 12 MESES 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 06/2012 0,00 07/2012 0,00 08/2012 0,00 09/2012 0,00 10/2012 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00

0,00

0,00 0,00SOCIAL 0,00 0,00 0,00 DA0,00 SEGURIDADE

E 0,00 0,00 0,00 A ABRIL 0,00 MARCO DE 2012

0,00 0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00 11/2012 0,00 0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00 12/2012 0,00 0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00 01/2013 0,00 0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00 02/2013 0,00 0,00

0,00

0,00

0,00

697.100,00

0,00

0,00 0,00

0,00

53.488,23

0,00

0,00 0,00 0,00 0,00 ORCAMENTOS FISCAL

0,00

118.000,00

Previsao 0,00 atualizada 2012

0,00

C:\PUBLICACAO 1o BIM\DEMONSTRATIVO DA RECEITA CORRENTE LIQUI... ITBI

0,00

TOTAL

0,00

0,00 0,00

Pรกgina 1 de 1 0,00

0,00

Previsao0,00 0,00 TOTAL 0,00 atualizada 2012 0,00 0,00 0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 49.794,50

0,00 71.792,71

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 0,00

0,00 121.587,21

0,00 745.100,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

3.588,23

48.000,00

0,00 0,00 JOAO RENATO CUSTODIO PRESIDENTE

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

1.664,76

1.923,47

0,00

Receita agropecuaria

0,00

0,00

0,00

Receita industrial

0,00

0,00

0,00

Receita de servicos

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00 GLAUCIO CORREA CONTADOR

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00 697.100,00

2.800,00

47.100,00

CONSORCIO0,00 INTERMUNICIPAL 0,00 CIVARC- 0,00 0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

49.900,00

Cota parte do FPM

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Cota parte do ICMS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Cota parte do IPVA

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00 09/2012 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 11/2012 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

0,00 10/2012 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 12/2012 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

0,00 11/2012 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 01/2013 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

0,00 12/2012 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 02/2013 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

Transferencias correntes

Cota parte do ITR Transferencias da LC 87/1996 LRF, Art Transferencias 53, inciso I - Anexo da LCIII61/1989 Transferencias do FUNDEF ESPECIFICACAO Outras transferencias correntes RECEITAS CORRENTES (I) Outras receitas correntes LRF, Art 53, inciso I - Anexo III Receita tributaria (-) Renuncias/restituicoes/descontos IPTU DEDUCOES (II)ESPECIFICACAO ISS Contrib. plano previdencia servidor ITBI Servidor IRRF Patronal Outras receitas tributarias Compensacao financ. entre regimes previd. Receita de contribuicoes Deducao da receita para formacao do FUNDEF Previdenciaria Acordao TCE/PR 1509/06 e 870/07 - IN 56/2011 Outras contribuicoes RECEITA CORRENTE LIQUIDA (I-II) Receita patrimonial

VALE0,00 DO RIO CINZAS 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 RELATORIO RESUMIDO DA EXECUCAO ORCAMENTARIA 0,00 0,00DA DEMONSTRATIVO

0,00 RECEITA

0,00 CORRENTE

LIQUIDA 0,00

0,00 0,00 0,00 SOCIAL 0,00 ORCAMENTOS FISCAL E DA0,00 SEGURIDADE 0,00 0,00 0,00 A FEVEREIRO 0,00 0,00 0,00 JANEIRO 2012 CIVARC- CONSORCIO INTERMUNICIPAL DE VALE DO RIO CINZAS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00 01/2012 2.800,00 4.464,76 0,00 0,00 0,00 0,00 03/20120,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 4.464,76 1.664,76

0,00 02/2012 47.100,00 49.023,47 0,00 0,00 0,00 0,00 04/2012 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 49.023,47 1.923,47

0,00 03/2012 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 05/2012 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 RELATORIO RESUMIDO DA EXECUCAO ORCAMENTARIA <<<<< RELATORIO 0,00 0,00 PARA SIMPLES 0,00CONFERENCIA 0,00>>>>> 0,00

DEMONSTRATIVO DA RECEITA CORRENTE LIQUIDA

EVOLUCAO DA RECEITA REALIZADA NOS ULTIMOS 12 MESES 0,00 0,00 0,00SOCIAL 0,00 ORCAMENTOS FISCAL E DA0,00 SEGURIDADE 04/2012 05/2012 06/2012 07/2012 08/2012 0,00 0,00 A ABRIL 0,00 0,00 MARCO DE 2012 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 <<<<< RELATORIO PARA SIMPLES CONFERENCIA >>>>> 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 EVOLUCAO 0,00 0,00 0,00 DA RECEITA REALIZADA NOS 0,00 ULTIMOS 12 MESES 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 06/2012 0,00 07/2012 0,00 08/2012 0,00 09/2012 0,00 10/2012 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 GLAUCIO CORREA JOAO RENATO CUSTODIO CONTADOR 0,00 0,00 0,00 0,00PRESIDENTE 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00

Previsao0,00 0,00 TOTAL atualizada 2012 49.900,00 697.100,00 53.488,23 745.100,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Previsao 0,00 0,00 TOTAL 0,00 atualizada 2012 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 53.488,23 745.100,00 3.588,23 48.000,00

Receita agropecuaria

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Receita industrial

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Receita de servicos

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Transferencias correntes

2.800,00

47.100,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

49.900,00

697.100,00

Cota parte do FPM

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Cota parte do ICMS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Cota parte do IPVA

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00 0,00

Cota parte do ITR

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Transferencias da LC 87/1996

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Transferencias da LC 61/1989

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

CIVARC- CONSORCIO INTERMUNICIPAL VALE DO RIO CINZAS file://C:\Users\USUARIO2\AppData\Local\Temp\Rar$EXa0.746\DEMONSTRATIVO D... 29/06/2012 Transferencias do FUNDEF

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

2.800,00

47.100,00

0,00

0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 RELATORIO RESUMIDO DA EXECUCAO ORCAMENTARIA

0,00

0,00

0,00

0,00

49.900,00

697.100,00

Outras receitas correntes

0,00

0,00

0,00

(-) Renuncias/restituicoes/descontos

0,00

0,00

0,00

0,00 0,00 0,00 0,00 DEMONSTRATIVO DA RECEITA CORRENTE LIQUIDA 0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Outras transferencias correntes

DEDUCOES (II) Contrib. plano previdencia servidor LRF, Art Servidor 53, inciso I - Anexo III Patronal ESPECIFICACAO Compensacao financ. entre regimes previd.

0,00 01/20120,00

0,00 02/20120,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

ORCAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL 0,00 0,00 0,00 0,00 JANEIRO A FEVEREIRO DE 2012 <<<<< RELATORIO 0,00 0,00 PARA SIMPLES 0,00CONFERENCIA 0,00>>>>>

0,00 03/20120,00

0,00 04/20120,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00 09/20120,00

0,00 10/20120,00

0,00 11/20120,00

0,00 12/20120,00

EVOLUCAO REALIZADA NOS0,00 ULTIMOS 12 MESES 0,00DA RECEITA 0,00 0,00 05/20120,00 06/20120,00 07/20120,00 08/20120,00

0,00 Previsao0,00 TOTAL 0,00 atualizada 2012 0,00

Deducao da receita para formacao do FUNDEF

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Acordao TCE/PR 1509/06 e 870/07 - IN 56/2011

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

4.464,76

49.023,47

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

53.488,23

745.100,00

RECEITA CORRENTE LIQUIDA (I-II)

C:\PUBLICACAO 1o BIM\DEMONSTRATIVO DA DESPESA COM PESSOAL.HTM Pรกgina 1 de 1

JOAO RENATO CUSTODIO PRESIDENTE

GLAUCIO CORREA CONTADOR CIVARC- CONSORCIO INTERMUNICIPAL VALE DO RIO CINZAS RELATORIO DE GESTAO FISCAL DEMONSTRATIVO DA DESPESA COM PESSOAL ORCAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL

file://C:\Users\USUARIO2\AppData\Local\Temp\Rar$EXa0.746\DEMONSTRATIVO D... 29/06/2012 JANEIRO A FEVEREIRO DE 2012

<<<<< RELATORIO PARA SIMPLES CONFERENCIA >>>>>

LRF, Art 55, inciso I, alinea "a" - Anexo I

DESPESA COM PESSOAL

DESPESA EMPENHADA

DESPESA BRUTA COM PESSOAL (I)

2.200,00

2.200,00 CIVARC- CONSORCIO INTERMUNICIPAL VALE DO RIO CINZAS 0,00 RELATORIO RESUMIDO DA EXECUCAO ORCAMENTARIA 0,00

Pessoal Ativo Pessoal Inativo e Pensionistas Outras Despesas De Pessoal Decorrentes De Contratos De Terceirizacao (art. 18, ?1o da LRF)

0,00RECEITA CORRENTE LIQUIDA DEMONSTRATIVO DA

(-)DESPESAS NAO COMPUTADAS (art. 19, ?1o da LRF) (II) Indenizacoes por Demissao e Incentivos a Demissao Voluntaria

0,00

ORCAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL 0,00 0,00FEVEREIRO DE 2012 JANEIRO A

Decorrentes de Decisao Judicial Despesas de Exercicios Anteriores Inativos e Pensionistas com Recursos Vinculados

0,00

Despesas com Recursos Vinculados - Acordao TCE/PR 1509/06

0,00

<<<<< RELATORIO PARA SIMPLES CONFERENCIA >>>>>

LRF, Art 53, inciso I - Anexo III

EVOLUCAO DA0,00 RECEITA REALIZADA NOS ULTIMOS 12 MESES

Instrucao Normativa TCE/PR 56/2011 Pensionistas

ESPECIFICACAO

01/2012

02/2012

03/2012

04/2012

IRRF

05/2012

0,00 06/2012

07/2012

08/2012

0,00

TOTAL DA DESPESA COM PESSOAL PARA FINS DE APURACAO DO LIMITE - TDP (III) = (I - II)

2.200,00

RECEITA CORRENTE LIQUIDA - RCL (IV)

53.488,23

% do TOTAL DA DESPESA COM PESSOAL PARA FINS DE APURACAO DO LIMITE - TDP sobre a RCL (II / IV * 100)

4,11

LIMITE MAXIMO (incisos I, II e III, art. 20 da LRF) - 54%

28.883,64

LIMITE PRUDENCIAL (?unico, art. 22 da LRF) - 51,3%

27.439,46

GLAUCIO CORREA CONTADOR

GLAUCIO CORREA CONTADOR

JOAO RENATO CUSTODIO PRESIDENTE

JOAO RENATO CUSTODIO PRESIDENTE

09/2012

10/2012

11/2012

12/2012

TOTAL

Previsao atualizada 2012


C:\PUBLICACAO 1o BIM\BALANCO ORCAMENTARIO - DESPESA.HTM DESPESAS INTRA-ORCAMENTARIAS (IX)

0,00

SUBTOTAL DAS DESPESAS (X) = (VIII + IX)

0,00

1.316.560,00

AMORTIZACAO DA DIVIDA - REFINANCIAMENTO (XI)

0,00

0,00

1.316.560,00

0,00

0,00

0,00

0,00

52.566,02

52.566,02

13.688,52

13.688,52

Página 1 de 1 0,00

1,04

0,00

1.302.871,48

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Divida Mobiliaria

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Outras Dividas

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Divida Mobiliaria

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Outras Dividas

0,00

0,00

0,00

0,00

Amortizacao da Divida Interna

C-6 Atas&Editais Amortizacao da Divida Externa

SUBTOTAL COM REFINANCIAMENTO (XII) = (X + XI)

1.316.560,00 CIVARCCONSORCIO

SUPERAVIT (XIII)

0,00 1.316.560,00 INTERMUNICIPAL VALE

DO

RIO 52.566,02 CINZAS

0,00 RESUMIDO DA EXECUCAO0,00 922,21 RELATORIO ORCAMENTARIA

TOTAL (XIV) = (XII + XIII)

1.316.560,00 BALANCO

0,00 1.316.560,00 ORCAMENTARIO - DESPESA

53.488,23

TRIBUNA DO VALE 0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

52.566,02

13.688,52

13.688,52

1,04

Sabado e domingo, 30 de junho e 01 de julho de 2012 0,00 1.302.871,48

922,21

39.799,71

39.799,71

0,00

(39.799,71)

53.488,23

53.488,23

53.488,23

4,06

1.263.071,77

ORCAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JANEIRO A FEVEREIRO DE 2012 <<<<< RELATORIO PARA SIMPLES CONFERENCIA >>>>>

LRF, Atr. 52, inciso I, alineas "a" e "b" do inciso II e ? 1o - Anexo I

Dotacao inicial (d)

DESPESAS DESPESAS (EXCETO INTRA-ORCAMENTARIAS) (VIII)

Creditos adicionais (e)

Dotacao atualizada (f)=(d+e)

DESPESAS EMPENHADAS No bimestre (g)

DESPESAS LIQUIDADAS

Ate bimestre (h)

No bimestre (i)

Ate bimestre (j)

% (j/f)

Saldo a liquidar (f-j)

1.316.560,00

0,00

1.316.560,00

52.566,02

52.566,02

13.688,52

13.688,52

1,04

1.302.871,48

647.000,00

0,00

647.000,00

52.566,02

52.566,02

13.688,52

13.688,52

2,12

633.311,48

20.000,00

0,00

20.000,00

2.200,00

2.200,00

1.100,00

1.100,00

5,50

18.900,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

627.000,00

0,00

627.000,00

50.366,02

50.366,02

12.588,52

12.588,52

2,01

614.411,48

DESPESAS DE CAPITAL

669.560,00

0,00

669.560,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

669.560,00

INVESTIMENTOS

669.560,00

0,00

669.560,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

669.560,00

INVERSOES FINANCEIRAS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

AMORTIZACAO DA DIVIDA

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

RESERVA DE CONTINGENCIA

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

RESERVA DO RPPS

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

DESPESAS INTRA-ORCAMENTARIAS (IX)

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

52.566,02

52.566,02

13.688,52

13.688,52

1,04

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

ORCAMENTOS FISCAL SOCIAL 0,00 0,00 0,00E DA SEGURIDADE 0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 <<<<< RELATORIO PARA SIMPLES CONFERENCIA >>>>> 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Dotacao inicial Creditos Dotacao atualizada DESPESAS EMPENHADAS (d) adicionais (e) (f)=(d+e) 1.316.560,00 0,00 1.316.560,00 52.566,02 52.566,02 No bimestre (g) Ate bimestre (h) 0,00 0,00 922,21 922,21

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00 0,00 DESPESAS LIQUIDADAS 13.688,52 13.688,52 No bimestre (i) Ate bimestre (j) 39.799,71 39.799,71

0,00

DESPESAS CORRENTES PESSOAL E ENCARGOS SOCIAIS JUROS E ENCARGOS DA DIVIDA OUTRAS DESPESAS CORRENTES

SUBTOTAL DAS DESPESAS (X) = (VIII + IX)

1.316.560,00

0,00

1.316.560,00

CIVARC- CONSORCIO INTERMUNICIPAL VALE 0,00 0,00 0,00 DO RIO CINZAS 0,00

AMORTIZACAO DA DIVIDA - REFINANCIAMENTO (XI)

RELATORIO DA EXECUCAO0,00 ORCAMENTARIA 0,00 RESUMIDO 0,00 0,00

Amortizacao da Divida Interna

BALANCO ORCAMENTARIO - DESPESA 0,00 0,00 0,00

Divida Mobiliaria Outras Dividas Amortizacao da Divida Externa

JANEIRO A 0,00 FEVEREIRO DE0,00 2012

0,00

Divida Mobiliaria LRF, Atr. 52, inciso I, alineas "a" e "b" do inciso II e ? 1o - Anexo I Outras Dividas

0,00

C:\PUBLICACAO 2o BIM\DEMONSTRATIVO DO RESULTADO PRIMARIO.HTM Página 1 de 2 SUBTOTAL COM REFINANCIAMENTO (XII) = (X + XI) DESPESAS SUPERAVIT (XIII) TOTAL (XIV) = (XII + XIII)

1.316.560,00

0,00

1.316.560,00

GLAUCIO CORREA CONTADOR

53.488,23

53.488,23

(39.799,71) 1.263.071,77

Heroína tem que sair do convento , diz Fernanda Montenegro

DEMONSTRATIVO DO RESULTADO PRIMARIO ORCAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JANEIRO A ABRIL DE 2012 <<<<< RELATORIO PARA SIMPLES CONFERENCIA >>>>> RECEITAS REALIZADAS

PREVISAO ATUALIZADA

No Bimestre

Jan a Abr 2012

Jan a Abr 2011

convento”, analisa. Fernanda, que reluta CIVARC- CONSORCIO INTERMUNICIPAL VALE 0,00 0,00 0,00DO RIO CINZAS 0,00 Fernanda Montenegro e m f a z e r n o v e l a s p o r RELATORIO0,00 RESUMIDO DA0,00 EXECUCAO ORCAMENTARIA 0,00 0,00 é Mary no episódio “Ma- que considera o processo BALANCO ORCAMENTARIO - DESPESA 0,00 0,00 0,00 0,00 ria do Brasil” da série “As todo cansativo, disse que ORCAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL 0,00 0,00 0,00 0,00 Brasileiras” (25/6/12) “e m a l g u m m o m e n t o” JANEIRO A FEVEREIRO DE 2012 A atriz Fernanda Mon- vai acabar fazendo uma 0,00 0,00 0,00 0,00 t e n e g ro, q u e e n c e r r a a novela de João Emanuel 0,00 0,00 0,00 >>>>> 0,00 <<<<< RELATORIO PARA SIMPLES CONFERENCIA Dotacao inicial 0,00 Creditos Dotacao atualizada0,00 DESPESAS0,00 EMPENHADAS Saldo a liquidar temporada DESPESAS de “As LIQUIDADAS Brasi- Carneiro. 0,00 (d) adicionais (e) (f)=(d+e) (f-j) No bimestre (g) Ate bimestre (h) No bimestre (i) Ate bimestre (j) % (j/f) leiras” nesta quinta (28), 0,00 0,00 0,00 0,00 “Eu já fiz ‘Central do é uma das telespectadoras Brasil´, cujo roteiro foi 0,00 0,00 0,00 0,00 célebres da novela “Aveni- escrito por ele, então acho 0,00 0,00 0,00 0,00 da Brasil”. Em entrevista que qualquer hora eu faço 0,00 0,00 0,00 0,00 ao UOL, ela diz que assiste algum trabalho dele nova48.000,00 7.175,44 7.175,44 2.402,80 à novela sempre, elogia a mente. Mas só de assistir a 48.000,00 7.175,44 7.175,44 2.402,80 performance de Adriana novela dá pra imaginar o GLAUCIO CORREA0,00 JOAO 0,00 0,00 RENATO CUSTODIO 0,00 CONTADOR PRESIDENTE Esteves e de Débora Fa- quanto aquele elenco está 697.100,00 167.900,00 167.900,00 221.250,00 labella e diz que caminho cansado”, pondera a atriz. 0,00 0,00 0,00 0,00 traçado pela personagem As Brasileiras 0,00 0,00 0,00 0,00 Nina está certo. Ainda nesta quinta, 40.000,00 0,00 0,00 0,00 “O c a m i n h o q u e e l a Fernanda Montengro es657.100,00 167.900,00 167.900,00 221.250,00 e s c o l h e u d a v i n g a n ç a trela o episódio final da 0,00 0,00 0,00 0,00 e s t á c e r t o . Q u a n d o a série “As Brasileiras”. Inti0,00 0,00 0,00 0,00 p e s s o a q u e r s e v i n g a r tulado “Maria do Brasil, o 0,00 0,00 0,00 0,00 tem que se valer de mé- episódio retrata uma atriz 0,00 0,00 0,00 0,00 to dos nem s empre lou- que “não deu muito certo”. 571.460,00 0,00 0,00 0,00 váveis. Gostei muito de Segundo Fernanda, o epi0,00 0,00 0,00 0,00 o João [Emanuel Carnei- sódio é uma homenagem 0,00 0,00 0,00 0,00 ro, autor] ter feito essa à mãe do direitor Daniel 0,00 0,00 0,00 0,00 p ers onagem que parece Filho (morta há uma se571.460,00 0,00 0,00 0,00 malvada. Para se vingar, m a n a ) e a s e u m a r i d o 571.460,00 0,00 0,00 0,00 a heroína tem que sair do Fernando Torres. 0,00 0,00 0,00 0,00

RECEITAS PRIMARIAS CORRENTES (I) Receita tributaria IPTU ISS ITBI IRRF Outras receitas tributarias (-)Deducoes da receita LRF, Atr. 52, inciso I, alineas "a" etributaria "b" do inciso II e ? 1o - Anexo I Receita de contribuicao DESPESAS

Receita previdenciaria

4,06

NOVELA

RELATORIO RESUMIDO DA EXECUCAO ORCAMENTARIA

RECEITAS PRIMARIAS

53.488,23

0,00 Saldo a liquidar (f-j) 1.302.871,48

JOAO RENATO CUSTODIO PRESIDENTE

CIVARC- CONSORCIO INTERMUNICIPAL VALE DO RIO CINZAS

LRF, Art.53, inciso III - Anexo VII

53.488,23

1,04 % (j/f) 0,00

0,00 1.302.871,48

Outras receitas de contribuicoes (-)Deducoes da receita de contribuicoes Receita patrimonial liquida Receita patrimonial (-)Aplicacoes financeiras (-)Deducoes da receita patrimonial Transferencias correntes FPM ICMS

697.100,00

167.900,00

167.900,00

221.250,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Divulgação/TV Globo

file://C:\Users\USUARIO2\AppData\Local\Temp\Rar$EXa0.921\BALANÇO ORÇAME... 29/06/2012 Convenios

Outras transferencias correntes

Demais receitas correntes Divida ativa

Diversas receitas correntes (-)Deducoes das demais receitas correntes RECEITAS DE CAPITAL (II) Operacoes de credito (III) Amortizacoes de emprestimos (IV) Alienacao de ativos (V) Transferencias de capital Convenios Outras transferencias de capital Outras receitas de capital

0,00

RECEITAS PRIMARIAS DE CAPITAL (VI)=(II-III-IV-V) RECEITA PRIMARIA TOTAL (VII)=(I+VI)

DESPESAS CORRENTES (VIII) Pessoal e encargos sociais Juros e encargos da divida (IX)

0,00

0,00

571.460,00

0,00

0,00

0,00

1.268.560,00

167.900,00

167.900,00

221.250,00

DESPESAS EMPENHADAS

PREVISAO ATUALIZADA

DESPESAS PRIMARIAS

0,00

No Bimestre

Jan a Abr 2012

Jan a Abr 2011

647.000,00

107.580,30

107.580,30

184.006,91

20.000,00

2.662,00

2.662,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00

627.000,00

104.918,30

104.918,30

184.006,91

647.000,00

107.580,30

107.580,30

184.006,91

C:\PUBLICACAO 2o BIM\DEMONSTRATIVO DO RESULTADO PRIMARIO.HTM Página 2 de 2

Outras despesas correntes

DESPESAS PRIMARIAS CORRENTES (X)=(VIII-IX) DESPESAS DE CAPITAL (XI)

669.560,00

118.530,00

118.530,00

519,00

669.560,00

118.530,00

118.530,00

519,00

0,00

0,00

0,00

0,00

Concessao de emprestimos (XII)

0,00

0,00

0,00

0,00

Aquisicao de titulo de capital ja integralizado (XIII)

0,00

0,00

0,00

0,00

Demais inversoes financeiras

0,00

0,00

0,00

0,00

Investimentos Inversoes financeiras

file://C:\Users\USUARIO2\AppData\Local\Temp\Rar$EXa0.921\BALANÇO ORÇAME... 29/06/2012 Amortizacao da divida (XIV) DESPESAS PRIMARIAS DE CAPITAL FISCAIS (XV)=(XI-XII-XIII-XIV) RESERVA DE CONTINGENCIA (XVI) RESERVA DO RPPS (XVII) DESPESA PRIMARIA TOTAL (XVIII)=(X+XV+XVI+XVII) RESULTADO PRIMARIO (VII-XVIII)

0,00

0,00

0,00

118.530,00

118.530,00

519,00

0,00

0,00

0,00

0,00

0,00 CIVARC- CONSORCIO INTERMUNICIPAL VALE DO RIO CINZAS 1.316.560,00 RELATORIO RESUMIDO DA EXECUCAO ORCAMENTARIA

0,00

0,00

0,00

226.110,30

226.110,30

184.525,91

DEMONSTRATIVO DO RESULTADO PRIMARIO (48.000,00) ORCAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL

(58.210,30)

(58.210,30)

36.724,09

JANEIRO A ABRIL DE 2012

SALDOS DE EXERCICIOS ANTERIORES LRF, Art.53, inciso III - Anexo VII

0,00 669.560,00

-

<<<<< RELATORIO PARA SIMPLES CONFERENCIA >>>>>

DESCRIMINACAO DA META FISCAL

META DE RESULTADO PRIMARIO FIXADA NO ANEXO DE METAS FISCAIS DA LDO PARA O EXERCICIO DE REFERENCIA

GLAUCIO CORREA CONTADOR

-

0,00

VALOR 0,00

JOAO RENATO CUSTODIO PRESIDENTE

file://C:\Users\USUARIO2\AppData\Local\Temp\Rar$EXa0.866\DEMONSTRATIVO D... 29/06/2012


TRIBUNA DO VALE - EDIÇÂO Nº 2175