Issuu on Google+

cmyb

Sexta-feira

02 DE DEZEMBRO DE 2016

DIRETOR: BENEDITO FRANCISQUINI

ANO XXII - N0 3250 - R$ 1,00

www.tribunadovale.com.br

WENCESLAU BRAZ

Companhia da PM sofre atentado durante tentativa de roubo a banco Divulgação

Uma quadrilha fortemente armada provocou pânico nos moradores de Wenceslau Braz na madrugada de ontem (1º) durante uma ação mal sucedida dos criminosos na tentativa de roubar a agência da Caixa Econômica Federal, no centro da cidade. A população foi acordada com vários disparos de fuzil efetuados contra a 2ª Companhia da Polícia Militar para impedir qualquer reação dos três policiais que atendiam o plantão. De acordo com informações, os bandidos chegaram ao local por volta das 3h30 em um GM Astra de cor preta e em um VW Space Fox de cor prata. Primeiro os criminosos tentaram explodir os caixas eletrônicos, mas não conseguiram. Em seguida, a quadrilha tentou então decidiu arrombar os terminais, porém, mais uma vez não deu certo. O bando fugiu sem levar nada. 

XAVANTES

COTIDIANO

Agência desenvolve projeto de preservação Terminais de auto-atendimento da agência da Caixa ficaram destruídos na ação do bando

PÁG. A4

PÁG. A5

Acusado homicídio foge de cerco policial PÁG. A6

cyan magenta yellow black


A-2 Opinião

TRIBUNA DO VALE

Desejamos e protestamos pela prisão dos que tungam o erário porém assistimos, ansiosos pela novela, o massacre diário nas favelas do Rio” Julio Gavinho

Sexta-feira, 02 de dezembro de 2016

Não podemos viver num infindável clima de disputa eleitoral exacerbada.”

A RTIGO

E DITORIAL

Amadeu Garrido de Paula

O protesto fora de hora e lugar Apeados do poder pelo impeachment e respingado pelas ações da Lava Jato, especialmente no que se refere ao ex-presidente Lula e aos beneficiários da sangria à Petrobras e outras estatais, o PT e seus satélites fazem de tudo para salvar o que puderem de poder e prestígio. Todas as ações do governo do presidente Michel Temer – que governa com a legitimidade dos votos conquistados do PT e seus aliados nas eleições de 2014 – é motivo de manifestação contrária e atos de protesto. Nesse domingo, eles foram à Av. Paulista, protestar contra a PEC do Teto de Despesas e a anistia ao caixa 2, que já estava desmistificada pelo presidente através de declarações do meio

da semana e sepultada pela entrevista conjunta de Temer e os presidentes da Câmara e Senado Federal. Os mesmos sustentaram a desmascarada tese do “golpe”, agora berram “Fora Temer” e “eleição já”. Seus partidos vão propor o impeachment, mesmo sabendo da inviablidade. Querem antecipar o pleito de 2018, pouco se importando com o que isso possa representar ao país. Já passou da hora das ditas esquerdas terem um pouco de recato e autocrítica. Aceitarem que, do jeito que estava, o PT não podia continuar no governo e o substituto legal de Dilma é Temer, gostemos ou não gostemos dele dele. Mergulhado na crise que a política petista causou, o Brasil

C HARGE

carece de medidas de ajuste para poder continuar existindo, trabalhando e cumprindo seus compromissos tanto para com a população quanto para com a comunidade internacional. Partidos e instituições que se oponham às medidas propostas têm apenas um lugar para tentar barrá-las: o Congresso Nacional. Cabe ao governo propor e aos parlamentares, como representantes do povo e da sociedade, aprová-las ou não. A prática de sair às ruas deveria ser reservada para questões maiores e, na medida do possível, em dias e horas que não prejudicassem a vida dos que trabalham. Não podemos viver num infindável clima de disputa eleitoral exacerbada.

Todos têm de aceitar que não estamos num momento de campanha eleitoral, onde os ânimos e as paixões costumam aflorar. O momento é de trabalho propositivo e sincero para tirar o país da crise. Em 1º de janeiro teremos a posse dos prefeitos e vereadores eleitos em outubro. Os governos federal – agora sob Michel Temer – e estaduais, entrarão no segundo biênio, e o melhor é que tenham condições de cumprir suas metas de trabalho para, no primeiro dia de 2019, poderem entregar regularmente o poder àqueles que emergirem de eleições livres e democráticas em 2018. O momento exige inteligência, equilíbrio, racionalidade e, até, patriotismo...

chargeonline.com.br

A RTIGO Julio Gavinho

Brasil: o País do nem tanto No Brasil ninguém se assume de direita, mas somos quase todos de centro esquerda. Aqueles educados que se assumem de esquerda, acrescentam o “mas nem tanto.” Queremos construir um país de estrutura moral sólida, curtindo as leis à risca, “mas nem tanto”. Desejamos e protestamos pela prisão dos que tungam o erário porém assistimos, ansiosos pela novela, o massacre diário nas favelas do Rio. Vamos as passeatas, gritamos e dançamos juntos por um país melhor; desejamos uma revolução, “mas nem tanto.” Queremos justiça na maioria das vezes, mas furamos a fila do supermercado, estacionamos em local reservado para idoso ou deficiente físico sem pudor e vivemos no país do Gerson, aquele que leva vantagem em tudo. Não observamos que a corrupção se dá em níveis menores, todos os dias e não só nos grandes escalões, na operação lava-jato ou no mensalão da vida. Quando deixamos de emitir ou pedir uma nota fiscal estamos agindo a favor da corrupção. Quando falsificamos

a carteirinha de estudante ou quando compramos produtos falsificados também. Furando fila, não denunciando o gato do vizinho para roubar energia elétrica ou TV a cabo, quando tentamos subornar o guarda para evitar uma multa de trânsito ou circulamos nossos pontos na carta de motorista da prima que sequer dirige, estamos voluntariamente contribuindo para um País pior, com menos qualidade de vida e respeito em todos os níveis. Veja, estamos chocados com a tragédia da barragem em Minas, mas nem tanto. É incrível a posição de refugiados da população da grande Mariana. Embora vítimas do maior desastre ambiental da história do Brasil, os habitantes da região advogam pela volta da Samarco a plena operação, pois estão desempregados e necessitados. Os prefeitos e vereadores regurgitam os royalties reduzidos dramaticamente. Como resultado, queremos a punição exemplar a Samarco e da Vale, mas nem tanto. Quebrar a empresa ou impedir seu funcionamento, joga a população local na lama,

TRIBUNA DO VALE

O Diário da nossa região - Fundado em agosto de 1995 Editora Jornal Tribuna do Vale LTDA CNPJ 01.037.108/0001-11 Matriz: Mário Marcondes Marques, 38, Vila claro Santo Antônio da Platina, PR Fone/Fax: 43 3534 . 4114

Editorial

Diretor Responsável Benedito Francisquini - MTB 262/PR tribunadovale@tribunadovale.com.br tribunadovale@uol.com.br

se me desculpe o trocadilho enlameado. Vibramos com os novos indiciados das incontáveis operações da PF e do MPF, mas não temos a menor ideia do que vem a seguir. Nossa novela judiciária terá novos capítulos em breve, e com raras exceções, continuamos apaixonados pelos mesmos personagens tal qual um “Show de Truman” às avessas, com uns poucos controlando o destino de todos nós, sem que ao menos percebamos. Se não viu o filme, eu recomendo. Quem é o suplente do Dudu Cunha? Porque o Paulo Roberto devolveu sua lustrosa tornozeleira? Quem vai administrar o espaço comprimido entre o Oiapoque e o Arrio do Chuí? Queremos mudar o Brasil, mas nem tanto. Não queremos sujar as mãos da tinta eleitoral, como se abstenção lhe garantisse um alvará de soltura prévio pelo crime de omissão à pátria que você acaba de cometer. Queremos mudar o Brasil, mas nem tanto. Por favor ponha o despertador para amanhã cedo e acorde, brasileirinho. Vivemos em uma democracia monetarista: se você

tem bastante do vil metal, tem escola boa, tem plano de saúde, tem segurança privada e carro blindado, escolhe não votar por que nenhum candidato lhe representa, certo? Entendi. Mas se por outro lado, se você não tem suficiente din-din para estudar, cuidar da saúde família, sofre com o genocídio diário das periferias e seu Mercedes é aquele de 78 lugares, você vota porque é sua obrigação. E vota naquele que comunica com você, amém irmão? Entendeu ou quer que eu desenhe? Precisamos atentar mais e mais para a agenda política de cada um de nós como indivíduos, alternando nossos post diários nas redes sociais com e-mails para nossos representantes. Sim, representantes. Aquele em quem você votou da última vez, lembra? Você tem esta obrigação com seu voto. Aquele que vota ou se manifesta sem agenda política, está a serviço da agenda política de alguém. Julio Gavinho é executivo da área de hotelaria com 30 anos de experiência, fundador da doispontozero Hotéis, criador da marca ZiiHotel, sócio e CEO da Orion Hoteis e Resorts .

Representação: MERCONET Representação de Veículos de Comunicação LTDA Rua Dep. Atílio de A. Barbosa, 76 conj. 03 - Boa Vista - Curitiba PR Fone: 41-3079-4666 ¦ Fax: 41-3079-3633 Vendas Assinatura Anual R$ 200,00 Semestral R$ 100,00

Impressão e Fotolito: Editora Jornal Tribuna do Vale Fone/Fax : 43 3534 . 4114

Tutela de evidência nos recursos Vivemos por décadas sob a vigência de um Código de Processo Civil vindo à luz sob o regime político de exceção. Um código padrasto, em que não só a par te sof redora de dano em seu direito subjetivo, como também o juiz, tinham ciência e consciência de que a integridade do direito deveria ser realizada imediatamente. Mas havia que aguardar-se o esgotamento das formas. Enquanto isso, o direito, que aflora ao limiar das consciências justas, permanece em estado latente. A consequência é uma frustração de seu titular, durante o período de espera. A frustração é uma agressão extremamente negativa ao estado psíquico das pessoas. Chamaram-me atenção, ao percorrer estradas da Escócia, avisos às margens das estradas com o seguinte teor : “Cuidado. A frustração pode gerar acidentes graves”. Os alquimistas diziam que Deus, ao punir os “culpados” no inferno, não os imergia em caldeiras ardentes; simplesmente deixava as almas esperando... A maior virtude de nosso novo Código de Processo Civil é a efetiva democratização do processo. O fenômeno está presente na maioria dos dispositivos que não tem correspondentes no código revogado. Para se ter uma ideia do sentido opressivo do código anterior, não foram poucos os casos em que recursos não foram conhecidos, por desertos, porquanto a guia de recolhimento se apresentava inferior ao valor devido, por um real ou até mesmo centavos, sem oportunizar-se ao recorrente prazo para complementá-la (TST AIRR 356-58-2012.5.05.0018, Min. Luiz Philippe Vieira de Mello Filho, 7a. Turma, 11/11/2016, julgado sob a égide do CPC de 1973). No âmbito do TST, vários outros precedentes anteriores confirmam, de modo ainda mais específico, a esdruxularia antes narrada, precisamente sob jurisdição em que o princípio da instrumentalidade das formas deveria ter maior colorido. No âmbito do C. STJ, a jurisprudência se firmou no sentido da possibilidade de complementação, porém desde que a guia juntada apresentasse transparência e legibilidade manifesta. Enfim, confirmava-se inteiramente o repto de Liebman (“A forma é necessária, o formalismo deforma”). A opressão formalista foi superada pelo atual código democrático e da cidadania. Neste comento, como prediz seu título, enfocamos a novel tutela de evidência nos recursos. Trata-se, como é de curial sabença, de amparo incontinenti, independentemente de “periculum in mora”; basta que o direito salte aos olhos, grite dos autos. Se houver equívoco do magistrado, a reversibilidade produzirá seus efeitos saneadores, quando da sentença de mérito, como é comum do sistema das liminares “ab initio” e “inaudita altera pars”. O pedido é dirigido ao Relator, desembargador ou ministro. Os autos, em geral, já estão fartos do necessário, alegações dialógicas, documentos, pronunciamentos interlocutórios, razões finais e a sentença. Esta, por sua vez, deve ter evidenciada a necessidade de reforma. Suponha-se a hipótese da declaração de nulidade de um ato jurídico, seu desfazimento, no principal, porém mantidos íntegros seus efeitos secundários. A reforma é mero ponto de lógica, considerada a eficácia “ex tunc” da decisão declaratória, diversamente da decisão constitutiva na hipótese de simples anulabilidade e eficácia “ex nunc”. Trata-se, para Kelsen, de anulabilidade “extrema”, de efeitos retroativos. Nosso direito é elementar ao distinguir ambas as hipóteses. A declaração de nulidade significa que o ato foi “nenhum” (na linguagem das ordenações reinóis); em outros termos, “inexistente”, em ordem tal que as coisas devem ser integralmente repostas ao “status quo ante”. Segundo o novo CPC (art. 932, II), ao contemplar pedido de tutela endereçado ao relator, nos recursos ou processos de competência originária do Tribunal, conclui-se que ela é plenamente admissível e realiza o ideal da celeridade da Justiça, previsto na Emenda Constitucional nº 45/2004 e cristalizado no elenco dos direitos e garantias individuais (CF, art. 5º). O exame dos pressupostos da tutela faz-se mais seguro no pórtico dos recursos do que no limiar da causa, dada sua maturação. Trata-se de importantíssima inovação, densificadora de preceito constitucional, entronizada em nosso ordenamento jurídico pelo Código de Processo Civil de 2015.

Amadeu Roberto Garrido de Paula, é advogado e membro da Academia Latino-Americana de Ciências Humanas. Circulação: Abatiá ¦ Andirá ¦ Arapoti ¦ Bandeirantes ¦ Barra do Jacaré ¦Cambará ¦ Carlópolis ¦ Conselheiro Mairink ¦ Figueira¦Guapirama ¦ Ibaiti ¦ Itambaracá ¦ Jaboti ¦ Jacarezinho Jaguariaíva ¦ Japira ¦ Joaquim Távora ¦ Jundiaí do Sul ¦ Pinhalão ¦ Quatiguá ¦ Ribeirão Claro ¦ Ribeirão do Pinhal ¦ Salto do Itararé ¦Santana do Itararé ¦ Santo Antônio da Platina ¦ São José da Boa Vista ¦ Sengés ¦ Siqueira Campos ¦Tomazina ¦ Wenceslau Bráz

Filiado a Associação dos Jornais Diário do Interior do Paraná

* Os artigos assinados não representam necessariamente a opinião do jornal, sendo de exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.


Geral A-3

TRIBUNA DO VALE

Sexta-feira, 02 de dezembro de 2016

Encontro abre nova etapa de cooperação entre Estado e municípios

NOVOS PREFEITOSGoverno vai apoiar no planejamento dos primeiros dias de administração e apresentar programas previdência, além da revisão das vinculações de receitas. A atual estrutura de gastos é uma catástrofe anunciada. Por isso, as reformas são urgentes e exigem muita coragem”, afirmou. O Paraná, disse Richa, também sofre os efeitos da recessão econômica, mas o Estado soube se preparar. Ele ressaltou as primeiras

medidas fiscais e de redução de despesas, tomadas há dois anos, e afirmou que el as foram impres cindíveis. “Vemos a situação de muitos outros estados, com salários atrasados ou parcelados, falta de recursos para pagar o 13º e para manter em funcionamento serviços básicos de saúde, educação e segurança pública. O Pa-

raná, ao contrário, depositou ontem não só o salário de novembro dos seus servidores, como antecipou o pagamento de metade do 13º salário. Uma injeção de R$ 2,4 bilhões na economia paranaense, somadas as duas folhas. Isso tudo acontece num momento em que os nossos investimentos estão em crescimento”.

Menos equilíbrio Beto Richa: “Passadas as disputas eleitorais, é hora de somar forças em torno dos objetivos” Da Agência estadual

O Encontro de Prefeitas e Prefeitos Eleitos, que acontece em Foz do Iguaçu e reúne 1.800 pessoas, inicia mais uma nova etapa de trabalho, parceria e cooperação entre o Estado e os 399 municípios. A afirmação foi pelo governador Beto Richa, ao abrir, ontem (1º) os trabalhos técnicos d o e vento. “Pass a d as as disputas eleitorais, é hora de somar forças em torno dos objetivos a que todos nos propusemos, que é trabalhar a favor do Paraná”, disse Richa. “Os municípios paranaenses têm no Governo do Estado um parceiro fiel e estratégico. Tenham certeza e segurança de que a relação entre o Estado e as prefeituras é e continuará sendo movida e inspirada pelo diálogo e pelo respeito, acima de quaisquer diferenças políticas ou partidárias”, ressaltou ele aos prefeitos

eleitos, gestores e profissionais dos municípios, de diversas áreas. Os ministros da Saúde, Ricardo Barros, e das Cidades, Bruno Araújo, participam deste segundo dia do encontro – que começou quarta-feira e segue até esta sexta. Promovido pelo Governo do Estado e o Sebrae-PR, o evento faz parte do Programa de Estudos Avançados para Líderes Públicos, é organizado pela Casa Civil e tem o objetivo de apoiar os prefeitos no planejamento dos primeiros dias de administração e apresentar programas do Estado que podem ser implementados n o s mu n i c ípi o s . “No ss a equipe de governo está presente para responder a todas as perguntas, mostrar os programas, anunciar ações, apresentar os financiamentos e os recursos disponíveis aos municípios”, explicou Richa. O governador lembrou que no seu primeiro mandato percorreu todos os 399

municípios para conhecer a realidade de cada um. “Isso foi muito importante para as ações e investimentos que pudemos levar adiante. Nos últimos seis anos, realizamos um conjunto de investimentos que beneficiou, sem exceção, todos os municípios paranaenses. Esse é o maior legado que o nosso governo construiu ao longo do tempo”. Reforma estrutural Ao falar sobre a crise nacional, principalmente a situação de quase todos os estados, o governador defendeu uma reavaliação de toda a estrutura de funcionamento do poder público, o que inclui a União, os Estados, empresas públicas e os municípios. “Não vivemos apenas uma crise de conjuntura, provocada pela recessão que atinge o País. É um grave problema estrutural, que só será sanado com uma reforma racional da composição de gastos do poder público com funcionalismo, encargos sociais e

FOZ DO IGUACU

Os avanços do Paraná também foram ressaltados pelo governador. Ele lembrou que o Estado recompôs a sua capacidade e é o único no País que elevou os investimentos em 2016, na comparação com o ano passado. “São R$ 5 bilhões aplicados neste ano em obras, ações sociais e programas de governo, incluídas as empresas estatais”, disse ele. Em 2015, o Paraná tornou-se a terceira maior indústria de transformação do País. Houve descentralização da economia, antes muito focada na região de

Curitiba. “As regiões do Estado ganharam mais dinamismo econômico com a instalação de novas empresas e a ampliação de outras. O nível de emprego cresceu nos últimos anos, o padrão de consumo das famílias do interior do Estado é superior ao verificado na Região Metropolitana de Curitiba. Isso significa uma efetiva redução dos desequilíbrios regionais. O Paraná está crescendo de forma mais homogênea.” Richa mencionou que de 2011 para 2014 o Paraná elevou em 3,8% o seu

IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), com evolução bem acima da média nacional. Dados do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), do governo federal, também apontam o Paraná como um dos Estados que mais reduziram a miséria nos últimos anos. O número de pessoas extremamente pobres no Estado caiu de 374 mil, em 2009, para 159 mil em 2014, uma queda de 57%. Além disso, foram reduzidos de forma significativa os índices de mortalidade materna e infantil.

Para os municípios Com todas as adversidades, afirmou Richa, o Governo do Estado manteve o fluxo de transferências aos municípios, o que foi fundamental para que algumas prefeituras se conservassem solventes. Em 2016, o Estado já repassou R$ 6,8 bilhões aos municípios - R$ 5,2 bilhões em ICMS e R$ 1,6 bilhão em IPVA. R i c h a i n for m ou qu e o governo estadual está

finalizando a negociação para a contratação de 150 milhões de dólares junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), para a implantação do programa Paraná Urbano 3, que irá assegurar aos municípios uma nova e importante fonte de financiamento para as suas obras. “São cerca de R$ 500 milhões, que vão se somar aos recursos já existentes e disponíveis para

os municípios.” Também está encaminhada a contratação de um empréstimo de 300 milhões de d ól are s ( c e rc a d e R $ 1 bilhão) para investimentos nas rodovias, em obras de restauração, conservação, terceiras faixas e duplicações. “O equilíbrio fiscal conquistado pelo Paraná nos garante novo aumento no volume de investimentos com recursos próprios em 2017”, afirmou.

BRASIL

Rossoni pede que prefeitos façam Expectativa de vida da mulher ajustes e trabalhem com austeridade é de 79 anos e do homem, de 71 Das Agências

O secretário chefe da Casa Civil, Valdir Rossoni Da Assessoria

O chefe da Casa Civil Valdir Rossoni cobrou austeridade dos prefeitos que assumem os mandatos em 2017. Segundo ele, o início da gestão é o melhor momento para fazer os ajustes necessários na máquina pública, principalmente neste momento de crise e de falta de recursos. “A lua de mel termina dia 1 de janeiro”, alertou. O secretário afirmou que o recado da sociedade é que não quer gestor incompetente e que não é possível se iludir de

que está tudo uma maravilha. “O povo não quer mais governante ‘frouxo’. Quer comandante determinado, que possa dizer ‘não’ com a mesma tranquilidade com que diz sim”, afirmou. “Tem que trabalhar com uma estrutura competente, dinâmica e enxuta”. Entrada Rossoni explicou aos futuros gestores dos municípios que a porta de entrada das demandas locais é a Casa Civil, e que os processos devem ser acompanhados por deputados estaduais indicados

pelos próprios prefeitos. “Não se preocupem com o partido. Preocupem-se em ser bom gestor para que o Estado possa ser seu parceiro”. Ele ressaltou que o governo está em condições de fazer boas parcerias porque “fez a lição de casa”. “O governador Beto Richa fez sacrifício político para hoje poder falar que tem recursos para investir”, afirmou. Ele alertou que as prefeituras também devem preparar as finanças para dar uma contrapartida aos recursos que receberão do Estado.

Os homens conseguiram aumentar mais a sua expectativa de vida do que as mulheres em 2015, mas ainda vivem sete anos a menos do que elas. A esperança de vida ao nascer no Brasil alcançou 75 anos, 5 meses e 26 dias, um aumento de 3 meses e 14 dias em relação a 2014 (75,2 anos). Os dados foram divulgados ontem (1.º) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nas Tábuas Completas de Mortalidade do Brasil de 2015. Para a população masculina, o aumento foi de 3 meses e 22 dias: de 71 anos e seis anos para 71 anos e nove anos. Já para as mulheres, o ganho foi de 3 meses e 4 dias: de 78 anos e 8 meses para 79 anos e

1 mês. O resultado equivale a uma diferença de 18 dias entre no avanço computado entre os gêneros. A taxa de mortalidade infantil (até 1 ano de idade) ficou em 13,8 para cada mil nascidos vivos, enquanto a taxa de mortalidade na infância (até 5 anos) foi de 16,1 por mil em 2015. A Unidade da Federação com a maior expectativa de vida ao nascer foi Santa Catariana, de 78 anos e 7 meses, com a mais elevada esperança de vida tanto para os homens (75 anos e 4 meses) e quanto para as mulheres (82 anos e 1 mês). No outro extremo, o Maranhão teve a menor expectativa de vida ao nascer para ambos os sexos, de 70 anos e 3 meses.

A mais baixa esperança de vida para os homens foi a de Alagoas, de 66 anos e 5 meses. Roraima teve a menor expectativa de vida para as mulheres, de 74 anos. A maior diferença entre as expectativas de vida de homens e mulheres foi registrada em Alagoas, onde elas vivem 9,5 anos a mais do que os homens, seguido por Bahia (9 anos e 1 mês) e Sergipe (8 anos e 4 meses). O IBGE informou ainda que, de 1940 a 2015, a esperança de vida ao nascer para ambos os sexos passou de 45,5 anos para 75,5 anos, um aumento de 30 anos. No mesmo período, a taxa de mortalidade infantil caiu de 146,6 óbitos por mil nascidos vivos para 13,8 óbitos por mil, uma redução de 90,6%.


A-4 Geral

TRIBUNA DO VALE

Sexta-feira, 02 de dezembro de 2016

Quadrilha de roubo a bancos ataca agência da Caixa em Wenceslau Braz

Divulgação WhatsApp

PÂNICO Moradores foram acordados com tiros de fuzil disparados contra o destacamento da PM Luiz Guilherme Bannwart

Uma quadrilha fortemente armada provocou pânico nos moradores de Wenceslau Braz na madrugada de ontem (1º) durante uma ação mal sucedida dos criminosos na tentativa de roubar a agência da Caixa Econômica Federal, no centro da cidade. A população foi acordada com vários disparos de fuzil efetuados contra a 2ª Companhia da Polícia Militar para impedir qualquer reação dos três policiais que atendiam o plantão. De acordo com informações, os bandidos chegaram ao local por volta das 3h30 em um GM Astra de cor preta e em um VW Space Fox de cor prata. Primeiro

os criminosos tentaram explodir os caixas eletrônicos, mas não conseguiram. Em seguida, a quadrilha tentou e nt ã o d e c i d iu ar romb ar os terminais, porém, mais uma vez não deu certo, e os bandidos fugiram sem levar nada. A ação durou aproximadamente 15 minutos, mas para os moradores, conforme relatou um internauta em uma rede social, “o tempo parecia não passar”. O resultado do roubo frustrado pode ser acompanhado quase que em tempo real por meio de fotografias e vídeos publicados na internet. A agência bancária ficou destruída, e as paredes e vidros do destacamento da PM e as viaturas perfuradas

Agência bancária da Caixa Econômica Federal ficou destruída

pelos tiros de grosso calibre. Testemunhas informaram à Polícia Militar que a qua-

FOZ DO IGUAÇU

drilha fugiu sentido a Santana do Itararé. Equipes com policiais da cidade e de mu-

nicípios vizinhos cercaram a região, mas nenhum suspeito foi preso até o momento.

O caso está sendo investigado pela Polícia Federal. Ninguém se feriu.

TOMAZINA

Deputado Pedro Lupion participa Rossoni recebe do Encontro de Prefeitos Eleitos Flávio Zan na Casa Civil Divulgação

Beto Richa e Pedro Lupion com participantes do Encontro de Prefeitas e Prefeitos Eleitos Da Redação

O deputado estadual Pedro Lupion (D em), participou ontem, 1º, da abertura do Encontro de Prefeitas e Prefeitos Eleitos, que aconteceu em Foz do Iguaçu e reuniu 1.800 pessoas. O governador Beto Richa abriu o evento, que segundo ele, dá início a mais uma nova etapa de

trabalho, parceria e cooperação entre o Estado e os 399 municípios. “Passadas as d isput as el e itor ais , é hora de somar forças em torno dos objetivos a que todos nos propusemos, que é trabalhar a favor do Paraná”, disse Richa. O deputado Pedro Lupionexplicou que o encontro em Foz do Iguaçu foi promovido pelo governo do Paraná e que

teve o objetivo de estreitar a parceria entre o Estado e os municípios. “O propósito é de trabalharmos todos em favor do Paraná. A maioria dos nossos prefeitos eleitos participa do evento e está tendo a opor tunidade de conhecer os programas e ações promovidas pelo governo Beto Richa em benefício dos paranaenses”, disse.

Rossoni recebe prefeito eleito Flavio Zan e deputado Alexandre Cury Fábio Carvalho

Na manhã de segunda-feira (28), o prefeito eleito de Tomazina, Flávio Zan (PSD), foi recebido pelo Chefe da Casa Civil do Estado do Paraná, Valdir Rossoni (PSDB), em Curitiba. Em sua primeira reunião com o tucano, Zan apresentou a necessidade da liberação de antigas verbas estaduais solicitadas para a área

da saúde. De acordo com o prefeito eleito, no próximo ano, alguns recursos devem ser destravados e direcionados para a saúde municipal. “Com o suporte do governo, pretendemos alavancar a saúde de Tomazina. Vamos garantir a ampliação do atendimento nos bairros, especialmente na zona rural e ampliar o número de médicos e especialidades para a população”, explicou

Flávio. O deputado estadual Alexandre Curi (PSB), parceiro político de Flávio, que intercedeu o encontro, acompanhou a reunião. Ele reafirmou seu compromisso na defesa dos interesses de Tomazina junto ao Governo do Estado e na viabilização de recursos e novos programas para os tomasinenses também em outras áreas.

PROTEÇÃO

Defesa Civil deve ser estruturada nos primeiros dias de gestão Da Agência Estadual

O s ecretário Nacional de Proteção e Defesa C i v i l , R e n a t o R a m l o w, orientou os prefeitos paranaenses a estruturarem os núcleos municipais desta área já nos primeiros dias de gestão, a f i m d e e v i t a r s u r pre s a s c om p o ss íve i s d e s a st re s ambientais. Ramlow participou ontem (1º) do E n c ont ro d e Pre fe it a s e Prefeitos Eleitos – Gestão 2017/2020, promovido pelo Governo do Estado e Sebrae Paraná, em Foz do Iguaçu. Ele falou sobre

A Defesa Civil e o Município. No Paraná, a C oordenadoria Estadual de Prote ç ã o e D e fe s a C iv i l i r á prom ove r, n o i n í c i o de janeiro, a formação dos agentes municipais para atuarem no setor. “Com os cursos de capacitação, os municípios terão o técnico ideal para ser o agente de defesa civil em seu município. Isso é importante para que as prefeituras recebam os recursos necessários para re sp ond e r a o s d e s ast re s de forma rápida e eficiente”, explicou Ramlow. “A

A Defesa Civil do Paraná é uma das melhores da América Latina. Os municípios precisam aproveitar essa expertise para também montarem uma estrutura forte”

Defesa Civil trabalha com prazos. Quanto mais cedo as informações chegarem à S ecretaria Nacional, mais cedo os municípios r e c e b e m o s r e c u r s o s ”, disse. O s e c re t ár i o af i r m ou que eventos como o encontro desta semana fortalecem a integração entre os estados e municípios. “A Defesa Civil do Paraná é uma das melhores da América Latina. Os municípios precisam aproveitar essa expertise para também montarem uma estrutura forte”, ressaltou.

Formação A C o ordenador i a E stadual está concluindo o desenvolvimento de uma p l at a f o r m a d e e n s i n o a distância para que os 399 municípios participem d a f o r m a ç ã o . “Ap ó s a s capacitações a distância, vamos reunir os agentes nos núcleos regionais para que eles recebam um treinamento para operar o sistema de Defesa Civil d o E s t a d o”, e x p l i c o u o coordenador Estadual de Proteção e Defesa Civil, coronel Adílson Castilho Casitas. D e acordo com o co-

ronel C astilho, com a mudança nas prefeituras, a maioria dos agentes de Defesa Civil também deve r á s e r re nov a d a . “Por isso é importante que façamos este treinamento o q u a nt o a nt e s , p o r q u e o desastre não tem data m a r c a d a p a r a o c o r r e r ”, salientou. “S e acontecer, as pessoas precisam e st ar pre p ar a d as p ar a o preenchimento da documentação, fazer o enf rent amento e adot ar as medidas necessárias para minimizar seus efeitos e o sofrimento das pessoas atingidas”, explicou.


Geral A-5

TRIBUNA DO VALE

Sexta-feira, 02 de dezembro de 2016

Agência de turismo desenvolve projeto para preservação da represa de Xavantes RIB. CLAROPrefeito Geraldo Maúricio aprovou iniciativa e parabenizou a empresa pela conquista DIÓGENES GONÇALVES

Diógenes Gonçalves especial para Tribuna do Vale

A Eco Bio Agência de Turismo, Aventura e Eventos elaborou um projeto para a preservação e uso sustentável da represa Xavantes e mananciais de água de Ribeirão Claro. Entre as recomendações para os pontos turísticos estão a coleta seletiva de lixo, compostagem do material orgânico descartado, recuperação de nascentes e construção de sanitários ecológicos com fossas sépticas. O próximo passo é apresentar o projeto em uma reunião com representantes dos pontos turísticos instalados no município. Uma campanha de conscientização será desenvolvida nas escolas e com os visitantes que passarem pelos empreendimentos turísticos, com informações sobre uso sustentável dos atrativos naturais. Na ú lt i ma s e mana , o projeto foi finalista do Prêmio Sesi ODS 2016, promovido em parceria com o

Prioridade do projeto é preservar recursos re represa de Xavantes

Instituto das Nações Unidas para Formação e Pesquisa (Unitar), Cifal, UM Global C o mp a c t e o P ro g r a m a das Nações Unidas para o

Desenvolvimento (PNUD). Junto com certificado, o município recebeu o reconhecimento das Nações Unidas pelo projeto deim-

ECOCATARATAS

pl ant aç ão de s eis dos 16 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) no turismo local. O projeto foi apresen-

tado ao prefeito Geraldo Maurício Araújo (PV), que aprovou a iniciativa e parabenizou a empresa pela conquista.

O prefeito de Ribeirão Claro, Geraldo Maurício A r aúj o ( P V ) , e l o g i ou o trabalho feito voluntariamente pela bióloga Carine Gonçalves, proprietária da empresa. “É uma pessoa qu a l i f i c a d a qu e fe z u m grande trabalho”, elogiou. “Todo e qualquer cuidado com a preservação do meio ambiente é extremamente importante e válido, e sp e c i a l me nte p ar a nó s que vivemos numa cidade turística, rica em recursos naturais”, completou. De acordo com a autora do projeto, a importância do tema tratado no documento e o reconhecimento pela conquista do prêmio ajudam a des envolver o turismo sustentável. “Agradeço pelo apoio do prefeito Maurício, que sempre l e v ant ou a b an d e i r a d a sustentabilidade e da preservação do meio ambiente”, agradeceu.“Espero que as recomendações tenham uma boa recepção junto aos donos dos empreendimentos turísticos do município”, concluiu.

EDUCAÇÃO

Concessionária será investigada por Governo libera mais R$ 2,5 milhões cobrar pedágio acima do valor devido para escolas da rede estadual Da Assessoria do TCE-PR

O Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) vai promover uma tomada de contas na empresa de pedágio Ecocataratas – Rodovia das Cataratas S/A, após auditoria do órgão ter constatado uma diferença no valor das tarifas de até 34,9%. O processo, que teve como relator o conselheiro Nestor Baptista, determinou ainda que a Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Infraestrutura do Paraná (Agepar) passe a controlar o fluxo de veículos nas praças de pedágio, além de examinar o equilíbrio econômico-financeiro das tarifas que estão sendo praticadas. A tomada de contas é um processo que visa identificar danos ao erário, bem como os responsáveis por esses danos. Nos próximos dias, o TCE-PR deve designar uma equipe de

advogados, analistas, contabilistas e administradores para realizar o processo de tomada de contas dentro dos próximos dias. Futuros Ao mesmo tempo, o relatório aprovado nesta quinta-feira (1º de dezembro), na sessão plenária do Tribunal de Contas, determinou diretrizes para o acompanhamento de futuros contratos de concessões de rodovias no Paraná. Segundo o relator, será necessária a confecção de um instrumento adequado à definição de direitos e deveres dos contratantes, um detalhamento mais preciso dos quantitativos das obras e serviços a serem prestados pela concessionária, a adoção de um critério para definir o vencedor da licitação que, por meio da disputa entre os concorrentes, possibilite a redução das tarifas a serem

praticadas. E ainda: maior representação dos usuários na licitação e na execução do contrato, adoção de medidas que façam com que eventual melhora na economia do país e na saúde financeira da concessão repercutam também, e principalmente, em proveito dos usuários das rodovias; e a previsão expressa do método de reequilíbrio econômico financeiro do contrato. “Existe a necessidade de acompanhamento da execução contratual e, especialmente, de eventual reequilíbrio econômico financeiro dos contratos. Desse modo, o Tribunal de Contas deseja que seja acompanhada a estrutura de fiscalização da concessão, especialmente do pessoal especializado encarregado da fiscalização da concessão,” afirmou o conselheiro Nestor Baptita.

TRÂNSITO

Contran suspende exigência de cadeirinhas em veículos escolares G-1 Paraná

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) decidiu suspender a obrigatoriedade do us o de cadeirinhas para crianças de até 7 anos e meio em veículos de transporte escolar. A resolução foi publicada na edição do “Diário Oficial da União” de ontem (1º). A decisão inicial do Contran, publicada em julho do ano passado, previa que, a partir de fevereiro 2016, os veículos de transp or te e s c ol ar te r i am d e disponibilizar cadeirinhas para crianças de até 7 anos e meio. A exigência provocou prote s to s d e m otor i s t a s

de transp or tes escolares em diversos estados, como Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Cat ar ina e no Dist r ito Federal. Nas manifestações, os motoristas reclamavam que as cadeirinhas não são práticas. No final de 2015, a fiscalização já havia sido adiada fiscalização para 1º de janeiro de 2017. O órgão justificou que a decisão de suspenderr a exigência foi tomada em razão de dificuldades técnicas, econômicas e sociais para a adaptação dos veículos escolares em circulação, além da baixa oferta no mercado de cadeirinhas

com cinto de segurança do tipo sub-abdominal. Outro motivo apontado pelo Contran foi a necess i d a d e d e re a l i z a ç ã o d e estudos complementares para a avaliar a efetividade das cadeirinhas. O uso das cadeirinhas foi considerado obrigatório em 2015. Desde 2010, a legislação obriga que crianças de até 1 ano sejam t r a n s p or t a d a s n o b e b ê -conforto e as que têm entre 1 e 4 anos, em cadeirinhas com encosto e cinto próprio em carros de passeio. As cadeirinhas devem ter o assento elevado, fechos de travamento e opção de ajuste do cinto de segurança.

AEN

Com os recursos, escolas podem completar a alimentação escolar e também podem repor os estoques Da Agência Estadual

O Governo do Paraná depositou ontem (1º), diretamente na conta das escolas, mais uma cota extra de recursos do programa Fundo Rotativo, da Secretaria de Estado da Educação. Os R$ 2,5 milhões depositados correspondem à terceira parcela liberada para as escolas estaduais neste ano para complemento da merenda escolar. Os três repasses somam R$ 8 milhões. Com os recursos as

escolas podem complementar a alimentação escolar e também podem repor os estoques de alimentos até o recebimento das próximas remessas feitas periodicamente pela Secretaria da Educação. Somente este ano o Governo do Estado já transferiu mais de R$ 64 milhões via Fundo Rotativo às escolas da rede estadual. Foram depositadas nove parcelas, que somam mais de R$ 35 milhões para despesas com a compra de itens de materiais de limpeza

e expediente. Para despesas de serviço, que são usadas pelas escolas para pequenas reformas e reparos emergenciais, foram repassados cerca de R$ 16 milhões, divididos em quatro parcelas. A Secretaria da Educação também liberou mais de R$ 5 milhões em cotas extras para atendimento de diversos serviços, aquisição de materiais permanentes e consumo, solicitados pelos estabelecimentos de ensino.


A-6 Cotidiano

TRIBUNA DO VALE

Sexta-feira, 02 de dezembro de 2016

Acusado homicídio no Conjunto Júnior Afonso foge de cerco policial

Divulgação da PC

S.A.PLATINA  Mateus Ramos, o Cowboy , é apontado como autor no assassinato de Isaías Duarte

“Cowboy” é apontado pela Polícia Civil como autor na morte de Isaías Duarte

abrigo para marginais, na Vi l a R ib eiro. C om iss o, as diligências de campo chegaram à identidade de Ramos, que teria matado Isaías por vingança pelo fato dele ter furtado a droga que seria de sua propr ie d ade. “C ow b oy”, como é conhecido no meio policial, já foi indiciado por homicídio. Apresentadas as provas à Justiça através de repres e nt a ç ã o d a aut or i d a d e policial foram expedidos três mandados, sendo dois de busca e apreensão e um d e pr i s ã o. As c a s a s s ã o apontadas por moradores vizinhos como ponto de comercialização de drogas. Na m a n h ã d e o nt e m (1º), a equipe de policiais civis de Santo Antônio da Platina e da 12ª Subdivisão de Jacarezinho deram cumprimento aos mandados, todos na Vila Ribeiro. Com ajuda de comparsas qu e f a z i am a v i g i l ânc i a externa da sua casa, “Cowboy” conseguiu fugir por um matagal ao avistar as

CULTURA

TRÂNSITO

Luiz Guilherme Bannwart

A Po l í c i a C i v i l s o lu cionou o ass assinato do auxiliar de serviços gerais Is a í a s d e Je s u s D u a r t e , de 26 anos, morto a tiros quando caminhava nas proximidades de sua casa na madrugada do dia 22

d e n o v e m b r o, n o C o n junto Júnior Afonso, em Santo Antônio da Platina. Mateus Henrique Teixeira R am o s , o “C ow b oy ”, d e 19 anos, é apontado pelas investigações como autor d o h om i c í d i o m ot i v a d o por acerto de drogas. Na manhã de ontem (1º), ele

fugiu de um cerco da Polícia Civil na Vila Ribeiro, e é considerado foragido. De acordo com a Polícia Civil, as investigações chegaram ao nome de um adolescente que confirmou que Duarte teria furtado p edras de crack de uma re s i d ê nc i a qu e s e r ve d e Divulgação da PC

Objetos sem procedência apreendidos pela PC

viaturas da Polícia Civil se dirigindo até sua residência. Os comparsas, no entanto, responderão pelo c r i me d e f avore c i me nto pessoal. As casas foram vasc ulhadas p elos p oliciais c i v i s , q u e e n c o nt r a r a m aparelhos celulares, vídeo game, módulo de som veicular e DVDs suspeitos de serem furtados e entregues aos traficantes. Também

foram encontrados alguns adolescentes na residência, e o Conselho Tutelar foi comunicado. A Po l í c i a C i v i l p e d e ajuda à população através de denúncias que possam c h e g a r a o p a r a d e i ro d e Mateus R amos, o “C owboy”. As informações podem ser repassadas anonimamente à Polícia Militar (190) ou à própria Polícia Civil (3534-8900).

UENP promove II Mostra de Arte Afro-brasileira

Detran apresenta projetos na área de trânsito para prefeitos eleitos

Entre os dias 5 e 23 de de zembro a Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) promove a 2ª Mostra de Arte Afro-brasileira no Museu Dom Ernesto de Paula. A iniciativa surgiu da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PROEC), com apoio da UNIMED Norte Pioneiro, Paulo Desing, Queiroz Faixas, Biblioteca Lydia Frayze

Os programas e ações estaduais na área de trânsito e mobilidade são apresentados aos gestores mun i c ip ais qu e p ar t i c ip am do Encontro de Prefeitas e Pre f e it o s E l e it o s , qu e acontece hoje (2), em Foz do Iguaçu. O encontro é promovido pelo Governo do Estado e Sebrae Paraná. O Depart am e nto d e Tr âns ito d o Paraná (Detran) oferece uma série de convênios e parcerias para auxiliar as prefeituras na organização do tráfego urbano e na prom o ç ã o d a s e g u r an ç a viária. “Sabemos das dificuldades que os prefeitos enfrentam na administração dos municípios na área de trânsito, que exige equipes de engenharia, fiscalizaç ã o, e d u c a ç ã o, a l é m d e atualização constante para acompanhar o crescimento dos bairros e atender as necessidades da população. A intenção é trabalhar e m p arc e r i a e aju d a - l o s na prestação de ser viços de qualidade”, explica o diretor-geral do Detran, Marcos Traad. Municipalização Pa r a at e n d e r a s d i f i culdades dos municípios, principalmente os de pequeno porte, o Detran Paraná oferece uma nova modalidade de municipalização. Uma parceria capaz de viabilizar o funcionamento e permitir a organização

Dayse Miranda com Assessoria

e CAHIS/UENP. Serão expostas obras de vários artistas de Jacarezinho e mais um convidado de Ourinhos (SP). As atividades começarão a partir das 9 horas e a participação é gratuita. A oficina de pintura que será realizada às 19h30 no dia 5, no prédio do PDE, possui uma taxa de R$10 que deverá ser paga diretamente ao artista Edmilson Donizetti Do Nascimento. Haverá certificação para os que se fi-

zerem presentes na abertura e na oficina.A programação para o dia da abertura será da s eguinte for ma: X irê dos Orixás (acadêmicos da UENP) às 9h30; Contação de Histórias na Biblioteca FAMA em Ourinhos “Narrativas afro-brasileiras” (10 horas); Visita Mediada: Jucelino Biagini e José Nilton (10h30); Prosa com o artista: “CACosta”, de Ourinhos (11 horas); Oficina de Pintura (19h30).

Serviços de Encomendas da Emp. Princesa do Norte

As encomendas transportadas em ônibus não aguardam lotação e seguem no primeiro horário, Inúmeras viagens cobrem diariamente mais de 150 cidades nos Estados de São Paulo, Paraná,Minas Gerais, Goiás, Sta Catarina e Distrito Federal .

Curitiba – PR :

Rua Jackson Figueiredo, 72 - Parolim (garagem) Fone: (41) 3332-1244 / 3332- 5526 /3030-1078

Londrina -PR :

R. Antônio Mano, 1065 Jd. Pacaembu ( garagem da Til ) Fone: (43) 3329-0630

São Paulo -SP :

Av. Comendador Martinelli, 276 – Água Branca ( garagem) Central: 3333-7900

Brasília -DF :

S.G.C.V. Sul lote 18 (garagem ) Fone: (61) 3362-9651

Uberlândia -MG :

Av. Estrela do Sul, 758 Martins ( garagem ) Fone: (34)3235-4585

Avaré -SP :

Av. Pará,791 Terminal Rodoviário Fone: (14) 3733-5090

EMPRESA PRINCESA DO NORTE S/A. Matriz: Rua 24 de Maio, 253-A - Vila Claro CEP: 86.430-000 - Santo Antônio da Platina - PR Fone: (43) 3534-8400 - Fax (43) 3534-1616 Informações: (43) 3534- 1826 site: www.princesadonorte.com.br

QUALIDADE, SEGURANÇA E EFICIÊNCIA COM SUAS ENCOMENDAS

Da Agência Estadual

de um cronograma para que os custos da prefeitura sejam programados e permitam a implantação total com maior tranquilidade. Por u m pr a z o m í n i mo de 60 meses, o Departa-

ção de agentes da autoridade de trânsito nas cidades conveniadas. O objetivo é garantir maior segurança e diminuir a impunidade, já que a fiscalização feita pelos municípios aumenta o controle e melhora as qu e s t õ e s re l a c i on a d a s à circ ulação, parada e estacionamento de veículos”, destaca Traad. Os agentes recebem formação em legislação, e n g e n h ar i a d e t r ân s i to, operação, psicologia aplicada, segurança no trânsito, meio ambiente, noções de primeiros socorros, além de aulas práticas de fiscalização. O treinamento tem carga de 140 horas/aula e é realizado pela Escola Pública de Trânsito do Detran, em parceria com a Escola de Governo. “Esse apoio do Detran é essencial para meu município, p ois sof remos uma deficiência muito grande em nossa cidade. Nossa cidade cresceu sem planejamento, então as ruas não têm muito espaço e vamos ter que fazer uma readequação delas”, conta o prefeito eleito de Cantagalo, Jair Rocha. Sinalização Para auxiliar o prefeito e sua equipe na sinalização das vias, o Detran propõe aos municípios um convênio em que fornece suporte técnico, de projeto, consultoria e cursos de introdução à engenharia de trânsito.

Sabemos das dificuldades que os prefeitos enfrentam na administração dos municípios na área de trânsito, que exige equipes de engenharia, fiscalização, educação, além de atualização constante para acompanhar o crescimento dos bairros e atender as necessidades da população.A intenção é trabalhar em parceria e ajudalos na prestação de serviços de qualidade”

mento assume par te das atribuiçõ es inerentes ao município. “Disponibilizamos, também, cursos de forma-


Geral A-7

TRIBUNA DO VALE

Sexta-feira, 02 de dezembro de 2016

Saúde recebe dois veículos novos para transporte de pacientes Divulgação

RIBEIRÃO CLAROOs veículos foram adquiridos pelo Programa de Qualificação da Atenção Primária à Saúde (Apsus), no valor aproximado de R$ 110 mil Da Assessoria

A prefeitura de Ribeirão Claro receb eu na última quarta-feira (30), mais dois carros zero quilômetro para o transporte de pacientes. Os veículos modelo Siena, foram adquiridos com recursos do Programa de Qualificação da Atenção Primária à Saúde (Apsus), do governo do estado, no valor total de aproximadamente R$ 110 mil. A compra dos carros faz parte do programa de renovação da frota municipal, implementado pelo prefeito Geraldo Maurício Araújo (PV). Os dois carros foram recebidos pelo prefeito e pela secretária de Saúde, Ana Maria Baggio Molini. Eles começam a ser utilizados nos próximos dias, assim que os processos de emplacamento e seguro forem

concluídos. Entre os destinos mais comuns, centros médicos localizados em Londrina, Maringá, Arapongas e quando necessário em Curitiba, esta última em caso de pacientes que não conseguem utilizar os ônibus da Linha da Saúde. De acordo com a secretária de Saúde, Ana Maria Baggio Araújo, os veículos s ão completos e cont am com ar condicionado, air bags e todos os opcionais. “O prefeito Maurício e eu entendemos que apesar de estar no fim do mandato a p opu l a ç ã o m e re c e s e r transportada com conforto e segurança, como sempre foram na atual administração”, declarou. O prefeito Maurício destacou o bom momento vivido pela Saúde no município, considerada referência na região. “Conseguimos

Prefeito e secretária receberam veículos nessa quarta-feira (30)

várias conquistas, contamos com uma frota nova e extensa para um município de 11 mil habitantes”, frisou. “Somos exemplo para muitas cidades da região, com uma Saúde que é referência e uma Santa Casa

cada vez mais equipada e com atendimento cada vez mais satisfatório”, completou. O segredo, segundo o chefe do executivo municipal, são as parcerias com o governo do estado e um grupo forte de parlamen-

tares que deram suporte à sua administração. “Ao longo desses anos tivemos um bom relacionamento com o secretário de saúde e deput ados est aduais e federais, a quem agradecemos muito”, afirmou. “Não

podemos nos esquecer dos profissionais de saúde, da secretária Ana, ser vidores da secretaria de Saúde e f uncionár ios da Sant a C a s a , e nv o l v i d o s n e s s a área que é tão necessária”, concluiu.

SEBRAE

S.A.PLATINA

Cidade promove mutirão de Escola capacita lideranças de combate ao Aedes neste sábado associações empresariais Da Assessoria

Mutirão nos bairros será feito neste sábado Da Redação

Atendendo as recomendações do Ministério da Saúde, o departamento de Epidemiologia da Secretaria Municipal de Cultura de Santo Antônio da Platina vai promover no sábado, 3, um mutirão de limpeza em alguns bairros da cidade como forma de prevenir o surgimento de novos focos do mosquito Aedes Aegypti com a chegada do verão. A diretora do Departamento, Tânia Bardal explicou que o índice de infestação do mosquito em Santo Antônio

da Platina, atualmente, é baixo – 0,74%. O Ministério da Saúde considera entre 1 e 2, índices toleráveis. “Estamos abaixo do tolerável, mas isso não pode servir de desculpas para cruzarmos os braços e deixar a vigilância de lado. Temos que manter os cuidados de sempre para que o mosquito não volte a ser um problema na cidade3”, disse. Tânia aconselha as famílias a escolher um membro para dedicar 10 minutos por semana na vistoria da casa e quintal. “É preciso limpar os quintais e tirar do tempo tudo o que pode se

transformar em criadouro do mosquito. Dentro de casa também há recipientes que podem juntar água e acabar sendo criadouros. Não é um trabalho difícil se ser realizado, mas precisa ser feito semanalmente. Somente assim conseguiremos manter o Aedes sob controle e afastar os riscos da dengue, zika e chikungunya”, alertou. A programação do mutirão ainda não foi divulgada pelo departamento, que está agendando a entrega dos sacos de lixo aos moradores e depois a coleta, feita por caminhões, dos materiais que serão descartados.

SÚMULA DE RECEBIMENTO DE LICENÇA PRÉVIA Satoru Savio Noto sob CPF nº 633.543.659-00, torna público que recebeu do IAP a Licença Prévia, para a atividade de avicultura de corte a ser implantada no Sítio Oriental, Bairro Colônia Japonesa, Município de Guapirama-Paraná. SÚMULA DE REQUERIMENTO DE LICENÇA DE INSTALAÇÃO Satoru Savio Noto sob CPF nº 633.543.659-00, torna público que irá requerer ao IAP a Licença de Instalação para a atividade de avicultura de corte a ser implantada no Sítio Oriental, Bairro Colônia Japonesa, Município de Guapirama-Paraná. Súmula de requerimento de renovação da licença de operação A empresa Adriano do Amaral –me inscrita no cnpj 04760944/0001-18 torna público que recebeu do IAP,a licença de operação para a Indústria de Saneantes instalada na Avenida Alice Pereira goulart ,nº 1162,Pq Industrial de Ibaiti-pr,cep 84900-000,válida até 01/11/2018.

A Escola de Desenvolvimento de Líderes, uma iniciativa do Sebrae/PR, concluiu, em 22 de novembro, a capacitação de 15 presidentes e diretores de associações comerciais do Norte Pioneiro. O curso, que começou em 9 de setembro, foi ministrado no escritório do Sebrae em Jacarezinho. No período, os grupos de participantes aprenderam sobre cultura da liderança e liderança estratégica e também receberam consultoria individual. O consultor do Sebrae em Jacarezinho Matheus Honório Poleto explicou que, ao final da capacitação, foram apresentados projetos com a proposta de ações pensadas durante o treinamento. “Lideranças e pessoas de influência das cidades do Norte Pioneiro, que podem contribuir para a concretização dos projetos elaborados durante o curso, participaram da apresentação”, contou. Segundo o consultor, representantes de seis associações comerciais da região concluíram o treinamento. Entre elas está a presidente da Associação Comercial e Empresarial de Joaquim Távora (Acejota), Alzira Inamine Shimizo. Na avaliação dela, o curso foi bastante dinâmico e muito proveitoso, já que foi voltado especificamente para lideranças de associações empresariais. O projeto final, apresentado pelo grupo de Alzira, foi trabalhar para que a Acejota atue como agente de transformação local e faça a intermediação entre o poder municipal e pequenas empresas para que estas comecem a participar das compras públicas. “Queremos informar e esclarecer os empresários e acabar com o mito de que a prefeitura não paga ou que é difícil participar de licitações”, afirmou. Já o grupo da presidente da Associação Comercial e Empresarial de Andirá (Acead),

Silvia Flores, desenvolveu um projeto para a implantação da Sala do Empreendedor e de uma agência regional da Junta Comercial do Paraná no município. “Tivemos um crescimento de 15% nos MEIs em relação ao ano passado, mas estes microempreendedores não estão sendo assistidos. Para ter acesso à Jucepar, os empresários de Andirá precisam viajar 60 quilômetros para cidades vizinhas. Queremos otimizar o tempo

Sentimos a necessidade de os nossos empresários terem um contato maior com a entidade, participar de cursos e se aprimorarem, como fizemos aqui"

deles”, justificou. Para o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Siqueira Campos (Acisc), Anderson Adalton da Silva, o que mais marcou no curso foi a importância do trabalho em equipe. O grupo de trabalho da Acisc criou um projeto para levar ao município de Siqueira Campos um Ponto de Atendimento do Sebrae. “Sentimos a necessidade de os nossos empresários terem um contato maior com a entidade, participar de cursos e se aprimorarem, como fizemos aqui”, argumentou. Segundo ele, o Sebrae mais próximo é o de Jacarezinho, que fica a cerca de 80 quilômetros. O Programa Sebrae de Liderança busca despertar e aprimorar

aptidões, além de contribuir para a formação de uma geração de líderes capazes de promover a transformação na sociedade. Os estudos sobre o papel e as características dos líderes, a cultura e liderança estratégica ajudam na formação de lideranças atuantes e comprometidas com suas comunidades. Projetos A Associação Comercial e Empresarial de Cambará (Acec) apresentou um projeto para a realização de um feirão do comércio no município. Já a Associação Comercial e Empresarial de Ibaiti (Aceib) propôs uma pesquisa de campo para o direcionamento dos novos projetos da própria entidade. Por último, a Associação Empresarial de Ribeirão Claro (Aerc) sugeriu ações voltadas à viabilidade e desenvolvimento para a implantação da Carta Fiança (SGC) e da Certificação Digital, por exemplo. Sobre o Sebrae/PR O Sebrae/PR – Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Paraná é, para quem já é ou quer ser empresário, a melhor opção para obter informação e conhecimento. Criado na década de 1970, o Sebrae é a instituição que mais entende de pequenos negócios, no campo e na cidade, e possui a maior rede de atendimento do País. No Paraná, conta com 6 regionais e 13 escritórios. A instituição chega aos 399 municípios por meio de Pontos de Atendimento, Salas do Empreendedor e parceiros locais, como associações, sindicatos, cooperativas, órgãos públicos e privados. O Sebrae/PR oferece palestras, orientações, capacitações, treinamentos, projetos e programas, soluções com foco em ambiente de negócios; educação empreendedora; empreendedorismo e gestão; empresas de alto potencial e potencialização; liderança; e startups.


cmyb

A-8 Local

TRIBUNA DO VALE

Sexta-feira, 02 de dezembro de 2016

Reinauguração da Casa da Cultura acontece na próxima quinta PROGRAMAÇÃOEvento recebe atrações como Coral da Copel, Orquestra do Festival da Música de Londrina e convidados Dayse Miranda com Assessoria

O prédio com mais de 50 anos de história será reinaugurado na próxima quinta-feira, 8, às 20 horas, com um concerto de Natal que ficará na lembrança da cidade e região. A Casa da Cultura Platinense faz parte da história de Santo Antônio da Platina e estava

fe chada há aproximadamente 10 anos. O prédio foi completamente restaura d o e e st á pronto p ara ser palco de muitas atrações. A reforma do espaço durou dois anos e custou aproximadamente R$680 mil, sendo a maior parte dos recursos oriundos do próprio município e R$300 mil custeados pela União.

A ab er tura do e vento será realizada pelo Coral Missionários da Luz, de Santo Antônio da Platina. A atração principal da noite ficará sob responsabilidade do Coral da Copel e a Orquestra do Festival de Músic a de L ondr ina, que junto com convidados prometem uma noite de festa e cheia de emoções.

Divulgação da Copel

Coral da Copel trás Orquestra do Festival da Música de Londrina para reinauguração da Casa da Cultura

A entrada é franca. No repertório, clássicos deste período do ano darão o clima festivo que a ocasião merece, já que há

Preparamos com muito carinho este repertório em conjunto, pensando o concerto para uma ocasião tão especial”

cerca de dez anos o espaço não recebia atividades abertas ao público. A preparação para o Natal será o mote da apresentação, e não faltarão peças populares e muito conhecidas, como “Noite feliz” e “Jingle bells”. A Orquestra do Festival

BON S M O M E N TO S PA SSA M R Á P ID O.

MAS NÃO PRECISA CORRER PARA CHEGAR ATÉ ELES.

de Música terá a regência do violinista Flávio Collins Costa, que também assina o s a r r a nj o s p r e p a r a d o s esp e ci a lmente p ara e ste c onc e r to. Já o C or a l d a Copel canta acompanhado de colegas do coral Palestrina, de Cambé, sob a regência do maestro Erico Engelmann. Ele espera surpreender o público plat inens e, com uma formação que reúne mais de 50 vozes: “Preparamos com muito car in ho este rep er tório em conjunto, pensando o concerto para uma ocasião tão especial”, explica Engelmann. Para a equipe do Departamento de Cultura, a rest auração do pré dio é uma conquista para a comunidade e a história da cidade. A Casa da Cultura foi construída na década d e 1 9 5 0 e é p at r i môn i o

tombado pelo município. Com capacidade para 560 pessoas vai sediar a partir de agora vár ios e ventos c u ltu r ai s e v a l or i z ar o s artistas regionais. Para o diretor do departamento A nt ô n i o A l t v at e r, a e s trutura não será utilizada apenas para apresentação de espetáculos, mas também para a execução de oficinas formativas abertas ao público. A abertura do evento, que tem início às 20h, ficará a cargo do Coral Missionários da Luz. Os ingressos poderão ser retirados gratuitamente a p ar tir de s egunda-feira, nas instituições parceiras. O concerto natalino é uma promoção do Departament o d e C u l t u r a d e S a nt o Antônio da Platina, com apoio da Copel, Festival de Música de Londrina e Sicredi.

S.A.PLATINA

Me emociono em devolver a Casa da Cultura ao povo platinense , desabafa prefeito Divulgação

Durante vistoria à obra, prefeito aprecia o projetor de filmes Da Redação

Com a reinauguração da Casa da Cultura marcada para a próxima quinta-feira, 8, o prefeito Pedro Claro de Oliveira Neto disse ontem, que até o final de seu mandato, no dia 31 deste

“ Tem sempre alguém te esperando. Quem dirige com atenção volta para casa com muito mais segurança. Não ingira bebidas alcoólicas, mesmo em pequenas quantidades, sinalize quando for mudar de faixa e lembre-se de sempre ligar os faróis. Assim fica mais fácil encontrar o melhor destino de toda viagem: o abraço de quem você ama.

CONCER | TRIUNFO CONCEPA | TRIUNFO ECONORTE TRIUNFO CONCEBRA | TRIUNFO TRANSBRASILIANA

Dirija com atenção.

Não vejo essa obra como as demais, ou seja, escolas, postos de saúde etc. Tudo isso é importante demais, mas a Casa da Cultura é um patrimônio. Eu a vejo com o coração”

mês, ainda tem várias obras para serem entregues, mas que a Casa da Cultura Platinense é especial, porque devolve ao povo o que sempre foi dele. “Há anos fechada, com sérios problemas estruturais, a Casa da Cultura é um

patrimônio dos platinenses, que estavam impedidos de usufruí-lo. Essa reforma foi uma obra árdua, desde a aprovação do seu projeto até a sua execução, mas que valeu a pena porque devolvemos aos moradores o direito à cultura e a toda educação que vem com ela. Daqui para frente, podemos receber peças teatrais, musicais, apresentações de danças, desenvolvimento de projetos voltados às artes e proporcionar diversão também, porque ela é importante no dia a dia das pessoas”, comentou. Pedro Claro disse, ainda, que fez questão de que a obra respeitasse os padrões arquitetônicos do imóvel construído na década de 1950. “Entreguei uma foto antiga do prédio e pedi que a obra não fugisse do projeto arquitetônico original, não apenas porque o prédio é tombado pelo patrimônio municipal, mas porque faz parte de nossa história. É importante que suas características sejam preservadas”, disse complementando que a reforma foi mais que um investimento. “Não vejo essa obra como as demais, ou seja, escolas, postos de saúde etc. Tudo isso é importante demais, mas a Casa da Cultura é um patrimônio. Eu a vejo com o coração”, concluiu.

cyan magenta yellow black


Pdf3260