Page 1

am ra

Sábado e Domingo 260 180

08 E 09 DE FEVEREIRO DE 2014

echos

á gional

ANO XIX - N0 2566 - R$ 1,00

DIRETOR: BENEDITO FRANCISQUINI

www.tribunadovale.com.br

JACAREZINHO

Processo apura compra de carro por ex-reitor da UENP

O reitor interino da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), Rinaldo Bernardelli Junior baixou a portaria 590/2013, determinando a abertura de processo administrativo disciplinar para apurar suposta irregularidade na licitação, compra e registro de um veículo Honda Civic, negócio realizado

pelo ex-reitor da instituição, Eduardo Meneghel Rando, que renunciou ao cargo no final do ano passado. No ato de transmissão do cargo o ex-reitor deveria ter entregado o carro ao vice-reitor, que assumiu interinamente a reitoria. Porém, dias depois, a informação passada aos novos f

dirigentes é que o veículo estava sendo consertado numa oficina de Bandeirantes, onde reside Rando Meneghel. Com o passar dos dias, Rinaldo Bernardelli recebeu o carro, mas para sua surpresa, o veículo estava registrado em nome da empresa Rodoservice, a mesma que havia vencido a licitação.

PÁG. A3

LOCAL

Adolescente é detido com crack e cocaína

ANTÔNIO DE PICOLLI

S A PLATINA

Ponte é reaberta depois de um ano interditada

Antônio de Picolli

Ponte no Jardim Santa Crescência foi reaberta na quinta-feira

Após mais de um ano interditada por causa de um temporal, a ponte de acesso ao Hospital Regional do Norte Pioneiro, em Santo Antônio da Platina, foi reaberta na tarde na Adolescente mais uma vez foi flagrado com drogas pela Polícia Militar quinta-feira, 6, no Jardim Um a d o l e s c e n t e b a s t a n t e c o n h e c i d o n o m e i o d a P l a t i n a . O f l a g r ant e o c or re u p or volt a d a s 2 h or a s , n a Santa Crescência. p o l i c i a l p o r e nv o l v i m e n t o c o m o t r á f i c o d e d r o O p r e f e i t o Pe d r o g a s f o i n o v a m e n t e d e t i d o p e l a Po l í c i a M i l i t a r, n a viela Freit as, na vi la C laro, dep ois de uma camp ana m a d r u g a d a d e s t a s e x t a - f e i r a , 7 , e m S ant o A nt ôn i o mont ad a p or u ma e qu ip e d a R ád io Pat r u l ha . Claro de Oliveira Neto f

PÁG. A4

DESCONTENTAMENTO

f

( DE M ) , ju st i f i c ou o atraso nas obras de reforma explicando que foram realizadas nesse período duas licitações p ar a c ont r at a ç ã o d e empresa para realização dos trabalhos, mas que nos dois processos houve desistência das firmas vencedoras.

PÁG. A8

ECONOMIA

Secretária ameaça suspender repasse ao Samu e reclama de atendimento A secretária municipal de Saúde de Ribeirão Claro, Ana Maria Baggio Molini, disse que o município poderá suspender o repasse mensal no valor de R$ 3 mil, ao Sistema de Atendimento Móvel de Urgência

f

(Samu) por falta de atendimento. A informação foi repassada na tarde de quinta-feira, 6, quando dois pacientes, vítimas de acidentes graves, precisaram ser socorridos.

PÁG. A4

Indústria do Paraná teve o segundo maior crescimento do País, em 2013 f

PÁG. A4

EDITAL NA PÁGINA: A6


A-2 Atas & Editais

“

TRIBUNA DO VALE SĂĄbado e domingo, 08 e 09 de fevereiro de 2014

“

EĆŽĨĂůƚÞĂĆ?Ć?ƾŜƚŽĆ?Ĺ?ĹľĆ‰Ĺ˝ĆŒĆšÄ‚ĹśĆšÄžĆ?Ä‚Ć?ÄžĆŒÄžĹľÄšĹ?Ć?Ä?ĆľĆ&#x;ĚŽĆ?ÄžǀŽƚĂĚŽĆ?Äž que jĂĄ constam hĂĄ tempos das pautas da Câmara e do Senado.â€? Editorial

hžĂÇ€Ĺ?Ĺ?Ĺ˝ĆŒĹ˝Ć?Ä‚ĆšĆŒÄ‚ĹśĆ?Ä¨Ĺ˝ĆŒĹľÄ‚Ä•Ä†Ĺ˝ŜĂĆ?ÄžĆ?Ä?ŽůĂĆ?ĚĞĚƾÄ?ĂĕĆŽ/ŜĨĂŜĆ&#x;ĹŻ Ğ̎Ć?ĂŜŽĆ?Ĺ?ĹśĹ?Ä?Ĺ?Ä‚Ĺ?Ć?ĚŽĹśĆ?Ĺ?ŜŽ&ƾŜĚĂžĞŜƚĂůĹ˝Ä?Ĺ˝ĆŒĆŒÄžĆľŜĂĆ?ĚƾĂĆ? ơůĆ&#x;žĂĆ?ÄšÄ Ä?ĂĚĂĆ?Í&#x; Jacir J. Venturi,

E DITORIAL

Velhos hĂĄbitos Se em tempos “normaisâ€? a produtividade do Congresso Nacional pode ser cl a ss i f i c a d a d e s of r Ă­ve l, p oi s p ou qu Ă­ ss i m o s pro jetos de rele vância p ara o i nt e r e s s e p Ăş b l i c o s ĂŁ o debatidos e efetivamente votados, o ano legislativo de 2014, iniciado na Ăşltima segunda-feira, tende a apresentar um resultado – se isto ĂŠ possĂ­vel! – ainda pior. E x pl i c a - s e : e mb or a o calendĂĄrio gregoriano estabeleça que um ano deva conter 365 dias, o C ongresso trata de suprimir d el e 5 5 d i as a t Ă­tu l o d e re c e ss o, s e m c ons i d e r ar os fins de semana e feriaHORĂ RIO DE FECHAMENTO

22:10

dos. E neste ano devem-se acrescentar a essas folgas as particularidades de um ano eleitoral e a Copa do Mundo. De fato, a C opa do Mundo, que ocorrerĂĄ no Brasil nos meses de junho e julho, serĂĄ motivo para suspender as sessĂľes e/ ou esvaziar o quĂłrum das sessĂľes plenĂĄrias. Mais: no segundo semestre, entre começo de agosto e inĂ­cio de outubro – ou atĂŠ mesmo o final daquele mĂŞs nos casos de pleitos em segundo turno –, ocorre o que se chama de “recesso brancoâ€?. Os parlamentares simplesmente nĂŁo comparecerĂŁo ao trabalho porque estarĂŁo

ocupados em suas bases cuidando de suas prĂłprias e de alheias campanhas. Logo, descontados todos esses perĂ­odos de vacância (no sentido etimolĂłgico, de “fĂŠriasâ€?), os congressist as de dic arĂŁo qu at ro, no mĂĄximo cinco, dos 12 meses que compĂľem o ano ao trabalho propriamente dito. NĂŁ o f a l t a m a s s u n t o s importantes a serem disc ut idos e vot ados e que jĂĄ constam hĂĄ tempos das pautas da Câmara e do Senado. Assim, dificilmente serĂŁo decididas questĂľes tĂŁo relevantes quanto, por exemplo, os projetos que tratam de novo pacto fe-

C HARGE

derativo e que envolve as dívidas de estados e municípios; não se debaterå a reforma tributåria nem se avançarå em outros temas fundamentais, como as reformas trabalhista e pre v i d e n c i år i a e , mu it o menos, a reforma política. Sem contar outras dezenas ou centenas de projetos de leis inf raconstitucionais que adormecem nos escaninhos das duas casas. E s t ar å re d on d am e nte enganado, p orÊm, quem pensar que à redução dos trabalhos legislativos corresponderå a uma proporcional redução das despesas. Não. Os 513 deputados, os 81 chargeonline.com.br

senadores e os milhares de ser vidores efetivos e comissionados do Congresso continuarĂŁo recebendo religiosamente seus proventos – talvez atĂŠ acrescidos de muitos extras em razĂŁo dos deslo camentos, viagens e ajudas de custo que, a tĂ­tulo de cumprimento de “missĂľes oficiaisâ€?, costumam ser pagos. NĂŁ o p or out r a r a z ĂŁ o, qualquer pesquisa aponta o C ong ress o como o c u pante dos mais baixos Ă­ndices nos ran k ings de mensuração do prestĂ­gio das instituiçþes nacionais, extensivos Ă classe polĂ­tica como um todo. Pilar da democracia,

pois Ê nos legislativos que o povo Ê majoritariamente representado, assim agindo o Congresso pouco contribui para o avanço das nossas instituiçþes, o que, em sentido diametralmente contrårio, significa que colabora para o atraso. Um desresp eito às ociedade –eleitores e contribuintes – que na hora de votar Ê conclamada a renovar suas esperanças de que, dali em diante, tudo serå diferente. E sp e r anç a qu e mor re logo no momento seguinte e que chega ao estado agudo como o que, infelizmente, estamos fadados a presenciar neste 2014.

UHSUHVHQWDQWHOHJDOVHQKR

A RTIGO

NESTA EDIĂ‡ĂƒO TEM

Jacir J. Venturi

08 PĂ GINAS CADERNO PRINCIPAL - OPINIĂƒO - POLĂ?TICA - GERAL - CIDADES - COTIDIANO - ESPORTES - AGRONEGĂ“CIO

Vigoroso avanço na educação infantil

A 01 - 08 A 02 A 03 A 04 A 05 A 06 A 07 A 08

PREVISĂƒO PARA HOJE

260 180

SANTO ANTÔNIO DA PLATINA

A RTIGO Dirceu Cardoso

Encampem-se as Guardas Municipais A Guarda Municipal estå presente em mais da metade dos municípios brasileiros com população superior a 100 mil habitantes, sendo 51,7% dos municípios entre 100 mil e 500 mil habitantes e 80,8% daqueles com mais de 500 mil habitantes. Sua origem remonta às primeiras instituiçþes policiais do país, criadas no impÊrio e atÊ no Brasil-Colônia. Extintas pelos governos militares, por absoluta necessidade da segurança pública, foram recriadas sob a Êgide da Constituição de 88 mas, apesar dos relevantes serviços que prestam à comunidade, ainda carecem de regulamentação e melhor definição e reconhecimento de suas atribuiçþes. Tramita, hå 12 anos, na Câmara dos Deputados, a PEC (Proposta de Emenda Constitucional) que altera o artigo 144 da CF, no ítem

da competência dos muncípios para criar e manter suas guardas. A proposta acabou englobando outros projetos nesse sentido, mas enf renta impasses burocråticos que impedem sua votação. É evidente que hå o irresponsåvel desinteresse da maioria dos parlamentares e, principalmente, das forças que controlam aquela Casa. Se estes quisessem, teriam encontrado o caminho e promovido as inadiåveis mudanças. Enquanto não se define claramente qual o pap el da Guarda Municipal, para cumprir sua årdua missão, seus integrantes enfrentam com dificuldades as limintaçþes da lei e, muitas vezes, se valem dos direitos de simples cidadãos, lastreado no Código de Processo Penal (caso do flagrante de delito) para exercerem a sua

TRIBUNA DO VALE

O DiĂĄrio da nossa regiĂŁo - Fundado em agosto de 1995 Editora Jornal Tribuna do Vale LTDA CNPJ 01.037.108/0001-11 Matriz: Rua Tiradentes 425, Centro Santo AntĂ´nio da Platina, PR Fone/Fax: 43 3534 . 4114

Diretor ResponsĂĄvel Benedito Francisquini - MTB 262/PR tribunadovale@tribunadovale.com.br tribunadovale@uol.com.br

função. Podem andar armados, mas não com armas de uso restrito e, ainda, sofrem restriçþes ao porte. Mesmo com todas as dificuldades, prestam inestimåveis serviços à falida e ineficiente segurança pública federal e estadual. Precisam ser oficialmente reconhecidos como políciais, pois a população jå os considera assim, inclusive os bandidos, que reprimem por força do trabalho, e, em represålia, os persegue e atÊ matam, da mesma forma que fazem com os policiais estaduais ou federais. A sociedade Ê dinâmica. Depois de extintas, as guardas municipais foram recriadas pela necessidade de segurança e proteção à sociedade. É preciso dar-lhes agora todos os instrumentos para atuar. Se, por alguma razão que desconhecemos, não

se pretender conferir o poder de polícia à autoridade municipal, que as Guardas Municipais, hoje indispensåveis na segurança pública de todo o Brasil, sejam incorporadas à Polícia Militar do seu Estado, a exemplo do que, no passado, jå foi feito em relação às antigas Guardas Civis, Polícia Rodoviåria, Polícia Marítima e outras. O guarda municipal Ê, hoje, peça-chave da segurana pública. Não pode continuar arriscando sua vida por não ter todas as condiçþes legais e operacionais que a sua função exige. Em razão de sua importância, ele deve ser absorvido pela Polícia Militar, sem demora... Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves - dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo)

Representação: MERCONET Representação de Veículos de Comunicação LTDA Rua Dep. Atílio de A. Barbosa, 76 conj. 03 - Boa Vista - Curitiba PR Fone: 41-3079-4666 Œ Fax: 41-3079-3633 Vendas Assinatura Anual R$ 200,00 Semestral R$ 100,00

ImpressĂŁo: GraďŹ Norte FONE: 43 3420-7777

Uma vigorosa transformação nas escolas de Educação Infantil e dos anos iniciais doEnsino Fundamental ocorreu nas duas Ăşltimas dĂŠcadas. E o melhor, uma expressiva valorização por parte dos pais, enquanto no passado era recorrente a frase: “Ah, meu filho vai para o Jardim sĂł para brincarâ€?. Hoje, dispondo de estatĂ­sticas da UNESCO, 65% das crianças brasileiras frequentam a prĂŠ-escola, belo Ă­ndice, pois ĂŠ similar ao dos paĂ­ses com elevado grau de desempenho educacional. Um estudo da FGV, recentemente divulgado, concluiu que os meninos e meninas que fizeram a Educação Infantil, ao chegarem ao 5.Âş ano se diferenciaram significativamente em conhecimento e capacidade de aprendizagem, especialmente em MatemĂĄtica e PortuguĂŞs. Convicto estou, depois de 43 anos de atividade profissional em todos os nĂ­veis de ensino, que, se somente em uma fase escolar fosse me dada a opção de colocar meu filho em uma instituição de excelĂŞncia, nĂŁo titubearia: nĂŁo seria na Universidade, nem tampouco no Ensino MĂŠdio, mas sim na faixa etĂĄria dos 3 aos 8 anos. Referindo-se Ă aprendizagem, ĂŠ comum ouvir que a criança ĂŠ uma “esponjinhaâ€?, pois absorve e retĂŠm tudo com muita facilidade quando estimulada. É uma das fases de melhor desenvolvimento neuropsicomotor. Aos 5 anos, a meninada deve estar inserida em um ambiente alfabetizador, num alegre convĂ­vio com o mundo das letras. Pais, controlem, no entanto, a ansiedade e evitem comparaçþes: cada menino ou menina tem seu ritmo! Alfabetizar precocemente nĂŁo significa alfabetizar melhor. A alfabetização e o letramento sĂŁo processos, nĂŁo se deve estabelecer uma sĂŠrie como a sĂŠrie da alfabetização e do letramento, mas sim um percurso de enlevo e concomitantemente de estĂ­mulo Ă s prĂĄticas de leitura, escrita e oralidade. Por volta dos 6 ou 7 anos, o nosso Einsteinzinho começa a desenvolver o raciocĂ­nio lĂłgico, que o habilita a participar de jogos e brincadeiras com regras mais elaboradas. É uma atividade lĂşdica e um rito de passagem ao maravilhoso universo da MatemĂĄtica. Em dĂŠcadas passadas, as brincadeiras eram compartilhadas com os irmĂŁos, primos e vizinhos, nos quintais, ruas e parques. Hoje, o filho convive essencialmente com adultos, pequenos animais de estimação, tem acesso a shoppings, games, TVs,tablets. Essa postura sedentĂĄria ea ingestĂŁo sem controle de guloseimas ou excesso de alimentos no âmbito das famĂ­lias sĂŁo as principais justificativas do contingente de 40% de nossas crianças com sobrepeso. No ambiente escolar, os aluninhos passam por experiĂŞncias enriquecedoras: compartilham experiĂŞncias, cooperam entre si, ampliam o vocabulĂĄrio, interagem com os coleguinhas, aprendem as regras de convivĂŞncia no coletivo. E nĂŁo menos importante: sĂŁo iniciados aos valores ĂŠticos eao respeito Ă  diversidade, ao meio ambiente, Ă  hierarquia e aos horĂĄrios, bem como incorporam bons hĂĄbitos alimentares. SĂŁo requisitos indispensĂĄveis para o desenvolvimento da autonomia, do autoconhecimento e da identidade, preparando-os para as fortes exigĂŞncias futuras e contribuindo para a formaçãode adultos com boas relaçþes sociais, familiares e profissionais. Jacir J. Venturi, professor, autor de livros e Presidente das Escolas Particulares do PR (SINEPE/PR). Circulação: AbatiĂĄ ÂŚ AndirĂĄ ÂŚ Arapoti ÂŚ Bandeirantes ÂŚ Barra do JacarĂŠ ÂŚCambarĂĄ ÂŚ CarlĂłpolis ÂŚ Conselheiro Mairink ÂŚ FigueiraÂŚGuapirama ÂŚ Ibaiti ÂŚ ItambaracĂĄ ÂŚ Jaboti ÂŚ Jacarezinho JaguariaĂ­va ÂŚ Japira ÂŚ Joaquim TĂĄvora ÂŚ JundiaĂ­ do Sul ÂŚ PinhalĂŁo ÂŚ QuatiguĂĄ ÂŚ RibeirĂŁo Claro ÂŚ RibeirĂŁo do Pinhal ÂŚ Salto do ItararĂŠ ÂŚSantana do ItararĂŠ ÂŚ Santo AntĂ´nio da Platina ÂŚ SĂŁo JosĂŠ da Boa Vista ÂŚ SengĂŠs ÂŚ Siqueira Campos ÂŚTomazina ÂŚ Wenceslau BrĂĄz

Filiado a Associação dos Jornais Diårio do Interior do Paranå

* Os artigos assinados nĂŁo representam necessariamente a opiniĂŁo do jornal, sendo de exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.

3HUPDQHFHPLQDOWHUDG

DHÂżFLrQFLDHDFRQYH

DWUDYpVGRRÂżFLRQƒ

&ODVVLÂżFDomR 1RPH ƒ 62/$1*($3$5 ƒ 0$5,$-26(52 ƒ (/,$1('()Ăˆ7, ƒ 6,021(&5,67,


A-4 Cidades

TRIBUNA DO VALE Sábado e domingo, 08 e 09 de fevereiro de 2014

Secretária ameaça suspender repasse ao Samu e reclama do atendimento

RIB. CLAROAna Maria Baggio denuncia que equipe se negou a atender ocorrência em que homem tinha se ferido gravemente

Arquivo

Luiz Guilherme Bannwart

A secretária municipal de Saúde de Ribeirão Claro, Ana Maria Baggio Molini, disse que o município poderá suspender o repasse mensal no valor de R$ 3 mil, ao Sistema de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) por falta de atendimento. A informação foi repassada na tarde de quinta-feira, 6, quando dois pacientes, vítimas de acidentes graves, precisaram ser socorridos. Depois de se deslocar com uma equipe médica na ambulância do município para socorrer um motorista preso às ferragens de um caminhão, na PR-151, a secretária foi informada sobre outro acidente em uma obra, no residencial Pontal das Garças, há

pouco mais de dois quilômetros de onde as equipes socorriam o motorista. No entanto, a ambulância já havia deixado o local com a vítima e seguia para o hospital. A secretária então sugeriu que fosse solicitado aos socorristas do Samu - que também estavam na PR-151 para o atendimento ao motorista - que fossem até o residencial para prestarem atendimento ao operário. Porém, segundo a secretária, a equipe recusou o socorro e retornou para a base em Jacarezinho, alegando não ter ordem da central de triagem para atender a ocorrência. A vítima só foi socorrida depois de meia hora, em um carro da secretaria municipal de Saúde, que foi até o local com uma

enfermeira. O operário Nosley Aparecido Reis, 34, morador em Cambará, sofreu uma queda de quatro metros enquanto trabalhava e teve ferimentos graves. A vítima fraturou um dos braços, torceu um dos tornozelos e reclamava de fortes dores na coluna. Reis deu entrada no Pronto Socorro Municipal, aparentemente sem risco de morte. O operário passaria a uma bateria de exames para obter um diagnóstico preciso das lesões. “Esta foi à primeira vez, desde que os trabalhos começaram, que uma ambulância do Samu deixou a base em Jacarezinho para atender uma vítima em Ribeirão Claro. Pagamos rigorosamente em dia pelos serviços e quando precisamos do atendimento, sen-

Esco e lim

RIB. CLARO partir da pró

Diógenes Gon

Serviço do Samu é questionado em Ribeirão Claro

do que a equipe já estava no local, recebemos uma negativa desta forma. Graças a Deus o paciente está bem, mas, e se por ventura ele tivesse entrado em óbito dentro do carro que o socorreu? Isto é ne-

gligência!”, desabafou a secretária. Ana Maria informou que o caso será comunicado ao Executivo para decidir sobre suspensão do repasse ao órgão. A coordenadora regional do

Samu Alessandra Mairucci foi procurada pela reportagem por telefone, mas não pode atender a ligação. Ela disse que entraria em contato, o que não aconteceu até o fechamento desta edição.

TRÁFICO

Adolescente é detido com crack e cocaína em S.A.Platina Luiz Guilherme Bannwart

Um adolescente bastante conhecido no meio policial por envolvimento com o tráfico de drogas foi novamente detido pela Polícia Militar, na madrugada desta sexta-feira, 7, em Santo Antônio da Platina. O flagrante ocorreu por volta das 2 horas, na viela Freitas, na vila Claro, depois de uma campana montada por uma

Antônio de Picolli

equipe da Rádio Patrulha. Os policiais se posicionaram em cima do telhado de uma das casas da viela e deram voz de prisão ao suspeito no momento em que ele vendia drogas a usuários. Ao ver os PMs, o adolescente e os usuários fugiram. No entanto, o menor acabou detido pelos policiais, com apoio da equipe de motociclistas da Rocam, ao entrar na casa onde mora.

Com o suspeito os policiais encontraram duas buchas de cocaína, dez pedras de crack, três aparelhos celular e R$ 964,75 em dinheiro trocado. O adolescente foi conduzido à 38ª Delegacia Regional de Polícia. A PM informou que o irmão do garoto detido com droga está detido no Cense, onde cumpre medida sócio-educativa pelo mesmo ato infracional.

Garoto escondia carck, cocaína e quase R$ 1 mil em dinheiro trocado

S.A.PLATINA

Homem é preso em flagrante por arremessar drogas para dentro da cadeia Divulgação Polícia Civil

Marcos Antônio Vieira foi preso ontem a tarde pela Polícia Civil Da Redação com Assessoria

A Polícia Civil prendeu na tarde desta sexta-feira, 7, Marcos Antônio Viana, 2 0 a n o s , p or t r á f i c o d e drogas, em Santo Antônio da Platina. Viana foi surpreendido por policiais civis e agentes de c ade i a ar re me ss and o duas embalagens com maconha para o interior da carceragem feminina da Delegacia de Polícia. Viana foi avistado subindo o muro de uma empresa vizinha e em seguida caminhando pelo telhado da carceragem feminina,

onde arremessou a droga no pátio. Durante a ação o susp eito fer iu um dos braços na concertina. O investigador da Polícia Civil, Tiago de Souza Silva, da Polícia Civil perseguiu o suspeito e o prendeu na Rua Eduardo Monteiro França, na vila São José. Viana tentou resistir à prisão, mas acabou dominado pelo investigador. A droga, cerca de cinquenta gramas, foi apreendid a no p át io da c arceragem feminina pelo agente Denilson Kuster de Azevedo. O entorpecente e s t a v a e nv o l t a e m u m a

meia e em um preservativo para facilitar o lançamento no interior da unidade. Vi an a p o s s u i a nt e c e dentes por tráfico de drogas e estava desempregado. Ele havia sido preso em 17 de março do ano passado p or t r á f i c o d e d ro g a s e participou da fuga ocorrida no dia 16 de junho, mas se apresentou espontaneamente no mesmo dia. O acusado foi recolhido na cadeia pública de Santo Antônio da Platina, após ter sido autuado em flagrante pelo delegado Tristão Antônio Borborema de Carvalho.

[FRJSYJUFWFFXZSNIFIJX8FSYT& HTRTTXUWrWJVZNXNYTXJFXIJRF


HLWR 0XQLFLSDO GH 5LEHLUmR DV DWULEXLo}HV OHJDLV H QD

&DUJRTXHYLQKDH[HUFHQGR QRPHiORSDUDRFDUJRGH HQWRDSDUWLUGRGLDVHWHGH

48(6( LUmR GR 3LQKDO (VWDGR GR RDQRGRLVPLOHTXDWRU]H

HLWR 0XQLFLSDO GH 5LEHLUmR DV DWULEXLo}HV OHJDLV H QD

SDUDDIXQFLRQiULD3~EOLFD QIRUPH/HL /HL  GLD VHWH GH )HYHUHLUR GR

48(6( LUmR GR 3LQKDO (VWDGR GR RDQRGRLVPLOHTXDWRU]H

HLWR 0XQLFLSDO GH 5LEHLUmR DVDWULEXLo}HVOHJDLVHQD

ž  D IXQFLRQiULD YHLUD *RQoDOYHV WLWXODU GR

48(6( LUmR GR 3LQKDO (VWDGR GR RDQRGRLVPLOHTXDWRU]H

DO'DUWDJQDQ&DOL[WR)UDL] VREQ¾1R

[LOLDUGH6HUYLoRV*HUDLV,, FDomRSDUDDSUHVHQWDURV

EDL[R

  RSUD]ROHJDOLPSOLFDUiQD LWXUD0XQLFLSDOFRQYRFDUR QGRULJRURVDPHQWHjRUGHP

TRIBUNA DO VALE

Processo apura compra de carro por ex-reitor da UENP

ž  D IXQFLRQiULD WLWXODUGR&DUJRGH$X[LOLDU HUHLURGRFRUUHQWHH[HUFtFLR

48(6( LUmR GR 3LQKDO (VWDGR GR RDQRGRLVPLOHTXDWRU]H

HLWR 0XQLFLSDO GH 5LEHLUmR DV DWULEXLo}HV OHJDLV H QD

)ORUHVGR&DUJRTXHYLQKD DH3ODQHMDPHQWRHQRPHi UGRGLDVHWHGH)HYHUHLUR

48(6( LUmR GR 3LQKDO (VWDGR GR RDQRGRLVPLOHTXDWRU]H

WD 3UHIHLWR 0XQLFLSDO GH VDWULEXLo}HVOHJDLV

 D JUDWLÂżFDomR FRQFHGLGD FtFLR GR FDUJR HP IXQomR QFHGLGDDWUDYpVGDSRUWDULD

38%/,48(6( LQDHP

Benedito Francisquini

O reitor interino da Universidade Estadual do Norte do Paranå (UENP), R i n a l d o B e r n ard e l l i Ju nior baixou a portaria 590/2013, determinando a abertura de processo administrativo disciplinar para apurar suposta irreg u l ar i d a d e n a l i c it a ç ã o, compra e registro de um veículo Honda Civic, negócio realizado pelo ex-reitor d a i ns t itu i ç ã o, E du ard o Meneghel Rando, que renunciou ao cargo no final do ano passado. No ato de transmissão do cargo o ex-reitor deveria ter entregado o carro ao vice-reitor, que assu-

DGDWDGHVXDSXEOLFDomR

miu interinamente a reitoria. PorÊm, dias depois, a informação passada aos novos dirigentes Ê que o veículo estava sendo consertado numa oficina de Bandeirantes, onde reside Rando Meneghel. Com o passar dos dias, Rinaldo Bernardelli recebeu o carro, mas para sua surpresa, o veículo estava registrado em nome da e mpre s a R o d o s e r v i c e , a mesma que havia vencido a licitação. Ou seja, o Estado pagou por um bem que estava registrado em nome de uma empresa particular. A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino ( SET I ) , c onsu lt a d o p el a

direção da UENP, negou-se a efetuar o registro do veĂ­culo em razĂŁo das evidĂŞncias de irregularidades em sua aquisição. Por esta razĂŁo, Rinaldo Bernardelli determinou a abertura de pro cess o administ rat ivo para apurar o ato do ex-reitor Eduardo Meneghel Rando. Antes do processo administrativo, a UENP realizou uma sindicância que em seu relatĂłrio, apontou que “o ser vidor Eduardo Meneghel R ando, em janeiro de 2013, determinou o recebimento de um bem mĂłvel em condiçþ es diferentes das estabelecidas no edital de licitação numero 015/2012, frustran-

Honda Civic: Estado pagou por um bem que estava registrado em nome de uma empresa

do o objetivo da licitação ao admitir que a empres a vence dora ent regass e veĂ­culo que nĂŁo p ossuĂ­a as caracterĂ­sticas cadastrais necessĂĄrias para sua transferĂŞncia ao estado do ParanĂĄ, causando com tal conduta lesĂŁo ao patrimĂ´nio pĂşblicoâ€?. O rel atĂłr io diz aind a que Rando Meneghel, na condição de gestor da universidade, “apesar de bem ciente dos impedimentos atinentes a transferĂŞncia,

naco tomou qualquer providência para responsabilizar a contratada pelo descumprimento do contrato�. Desta forma, conforme a sindicância, o ex-reitor , p or su a condut a, ter i a v i ol ad o, e m te s e, o d is posto no artigo 66, artigo 70, da Lei 8.666/1983, e os artigos 117, 118, 122, II e 149, da Lei Estadual15.608/2007. Em razão disto, foram nomeados os s er vidores Valter Foleto Santini, Antônio Carlos de

Souza e VanderlÊia da Silva Oliveira, componentes da comissão responsåvel pelo processo administrativo, que tem prazo de 90 dias para apresentar relatório final das investigaçþes. Enquanto isso, o veículo continua parado numa das garagens do prÊdio da antiga faculdade de Educação Física de Jacarezinho, d e i x a n d o d e at e n d e r a s necessidades de transporte da administração da universidade.

Â?IBGE

Â?JUCEPAR

ParanĂĄ fecha 2013 IndĂşstria do ParanĂĄ teve o segundo com mais de 100 mil maior crescimento do PaĂ­s, em 2013 empresas abertas

AEN

Da AgĂŞncia Estadual

Da AgĂŞncia Estadual

O Paranå fechou o ano de 2013 com mais de 100 mil empresas abertas no Estado. De acordo com números da Junta Comercial do Paranå ( Jucepar), foram abertas 52.436 empresas de natureza jurídica variada, entre os meses de janeiro e dezembro, alta de 1,35% em relação ao mesmo período do ano anterior, que registrou 51.743 processos de abertura. Somado-se a categoria de Micro Empreendedor Individual (MEI), que registrou 51.389 constituiçþes individuais em 2013 - 2% a mais que em 2012 - o número de

“

Estamos ampliando nossa rede no interior do Paranå, que hoje chega a 61 municípios, para garantir mais rapidez nos processos de abertura, alteração e baixa de empresas..�

HIHLWR0XQLFLSDO $

SDUD$YDOLDomRGR3URFHVVR 

Arquivo

JACAREZINHO Â?Honda Civic comprado com dinheiro pĂşblico foi registrado em nome de empresa de Curitiba



HLWR 0XQLFLSDO GH 5LEHLUmR DV DWULEXLo}HV OHJDLV H QD

Geral A-3

SĂĄbado e domingo, 01 e 02 de fevereiro de 2014

novas empresas paranaenses fundadas em 2013 sobe para 103.825, um crescimento de 1,67% em relação ao número de aberturas de empresas do ano anterior. Segundo o presidente da Jucepar, Ardisson Naim Akel, o resultado positivo reflete os esforços do Governo do Estado no estímulo à atividade econômica e ao empreendedorismo. Para atender à crescente procura pelos seus

serviços, a Junta Comercial investe na ampliação da rede de atendimento e em tecnologia. “Estamos ampliando nossa rede no interior do ParanĂĄ, que hoje chega a 61 municĂ­pios, para garantir mais rapidez nos processos de ab er tura, a lteraç ĂŁo e baixa de empresas. TambĂŠm estamos colocando em prĂĄtica açþes que agilizam diversos processos burocrĂĄticos, como a consulta de viabilidade e reserva de nome, que ajuda a diminuir o tempo de abertura da nova empresaâ€?, ressalta. Akel destaca que o site da Junta Comercial passou a disponibilizar uma sĂŠrie de facilidades aos futuros empreendedores. “Com os investimentos em tecnologia, o site da Junta Comercial disponibiliza documentos como a Ficha de Cadastro Nacional (FCN) e o Requerimento de EmpresĂĄrio (RE), alĂŠm do Contrato de NĂşcleo PadrĂŁo, que permite ao contabilista e ao empresĂĄrio a simplificação e a padronização inicial de contratos. Em dezembro, demos inĂ­cio tambĂŠm Ă emissĂŁo de certidĂľes via internetâ€?, complementa. SETORES Entre os setores de maior atividade em 2013, a Junta Comercial constatou a liderança da construção civil, responsĂĄvel pela abertura de mais de 9 mil empresas no ParanĂĄ, com destaque para o ramo de obras de alvenaria, com 5.261 empreendimentos. Ainda de acordo com os dados da Jucepar, os segmentos de beleza e alimentĂ­cio tambĂŠm estĂŁo entre os mais ativos no Estado, com 7.840 e 5.899 instituiçþes, respectivamente.

O setor industrial paranaense apresentou o segundo maior crescimento do PaĂ­s em 2013, conforme indica a Pesquisa Industrial Mensal Regional - Produção FĂ­sica (PIM-PF), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e EstatĂ­stica (IBGE). A produção industrial do Estado evoluiu 5,6% de janeiro a dezembro, contra evolução de apenas 1,2% para a indĂşstria nacional. Foi a segunda maior taxa do paĂ­s neste indicador. Especificamente em dezembro de 2013, o setor industrial paranaense evoluiu 5,4% na comparação com o mesmo mĂŞs de 2012, enquanto que o complexo nacional apresentou retração de 2,3%. Na comparação do Ăşltimo trimestre do ano de 2013 com o mesmo perĂ­odo do ano anterior, a evolução foi de 10,5% - segunda maior taxa do PaĂ­s, enquanto o resultado nacional foi de -0,3%. Conforme a pesquisa IBGE, o Ăşnico indicador negativo foi da passagem de novembro para dezembro, em que o setor industrial paranaense apresentou recuo de 7,3%, frente queda de 3,5% para o Brasil. Onze dos quatorze locais investigados apontaram redução. “As estatĂ­sticas do IBGE revelam consistente recuperação dos nĂ­veis da produção fabril do ParanĂĄ, desde o mĂŞs de abril de 2013, em sentido oposto ao baixo crescimento registrado pela indĂşstria nacionalâ€?, afirma a economista Ana Silvia Martins Franco, do Instituto Paranaense de Desenvolvimento EconĂ´mico e Social (IPARDES). Segundo ela, tal performance vem sendo determinada por diversos fatores, especialmente o agronegĂłcio, fruto da safra recorde e dos preços ainda elevados no mercado internacional, alĂŠm do bom desempenho

Produção industrial evoluiu 5,6%, contra evolução de apenas 1,2% para a indústria nacional

dos setores de quĂ­mica, bens de capital e insumos para a construção civil. “Ressalte-se ainda, a interferĂŞncia positiva dos primeiros efeitos dos investimentos das empresas que se instalaram no Estado desde o inĂ­cio de 2011, atraĂ­das pelo Programa ParanĂĄ Competitivo, com aportes de cerca de R$ 26 bilhĂľes, da vitalidade do mercado de trabalho regional e das obras de infraestrutura, em execução pelo governo estadualâ€?, diz Ana SĂ­lvia. NOVE POSITIVOS O crescimento de 5,6% registrado no acumulado ficou atrĂĄs apenas do Rio Grande do Sul (6,8%). O resultado paranaense foi determinado pelo bom desempenho de nove dos 14 setores pesquisados. As principais contribuiçþes sobre a mĂŠdia global vieram dos setores de veĂ­culos automotores (18,3%), impulsionado, especialmente, pela maior produção dos itens caminhĂľes e caminhĂŁo-trator para reboques e semirreboques; mĂĄquinas e equipamentos (13,7%); mĂĄquinas e aparelhos e materiais elĂŠtricos (8,9%); minerais nĂŁo-metĂĄlicos (7,9%), espe-

cialmente pela maior fabricação de cimentos “Portlandâ€?; produtos quĂ­micos (4,3%); madeira (4,3%); mobiliĂĄrio (3,2%) e alimentos (1,4%), com elevação produção na de carnes e miudezas de aves congeladas. AUMENTO CONSECUTIVO O avanço de 5,4% registrado em dezembro de 2013 sobre o mesmo mĂŞs de 2012 constituiu-se na nona taxa positiva consecutiva nesse tipo de comparação, com dez das quatorze atividades pesquisadas apontando maior produção. Os principais destaques foram observados nos setores de veĂ­culos automotores (48,8%), impulsionado pela maior fabricação de caminhĂľes, automĂłveis e caminhĂŁo-trator para reboques e semirreboques; edição, impressĂŁo e reprodução de gravaçþes (19,0%), com maior produção de livros, brochuras ou impressos didĂĄticos; celulose, papel e produtos de papel (12,8%); com aumento na fabricação de papel-cartĂŁo ou cartolina de outros tipos, papel utilizado na escrita, impressĂŁo e outros

usos grĂĄficos e papel “kraftâ€? para embalagem; minerais nĂŁo metĂĄlicos (7,0%); mĂĄquinas e equipamentos (6,0%); e alimentos (4,7%), devido Ă maior produção de açúcar cristal, carnes e miudezas de aves congeladas, cafĂŠ solĂşvel e preparaçþes utilizadas na alimentação de animais. Em bases trimestrais, o crescimento de 10,5% do setor industrial paranaense teve como principal influĂŞncia a atividade de edição e impressĂŁo, que apresentou maior aumento de ritmo (de 43,8% para 62,0%). PARALISAĂ‡ĂƒO Os ramos que mais contribuĂ­ram para o recuo de 7,3% na produção fĂ­sica industrial em novembro para dezembro foram refino de petrĂłleo e ĂĄlcool, edição e impressĂŁo, veĂ­culos automotores, metal, borracha e plĂĄstico, e alimentos. A economista Ana Silvia menciona, tambĂŠm, a forte influĂŞncia exercida pela paralisação da Refinaria Presidente GetĂşlio Vargas (Repar), da PetrobrĂĄs, em AraucĂĄria, por quase um mĂŞs, por conta de uma explosĂŁo que ocasionou um incĂŞndio na unidade.


A-6 Atas & Editais VENDO CHรCARA &20&$6$0,67$0&20รˆ*8$/8= 7(/()21(72'$085$'$ 9รˆ5,$6รˆ5925(6)587ร‹)(5$6(3$/0,72 0769$/25$&20%,1$5$&(,72 CARRO. FONES 43- 3564-2769 OU 9658- 2630 (TIM)- FALAR COM IRACI - QUATIGUร - PR Edson Kiyoto Nouti, SRUWDGRU GR &3)    WRUQD S~EOLFRTXHUHFHEHXGR,$3D/LFHQoD3UpYLDSDUDDPSOLDomRUHIHUHQWH DDWLYLGDGHGH$YLFXOWXUDGH&RUWHDVHULPSODQWDGDQD)D]HQGDรˆJXD 3UHWDORFDOL]DGDQR%DLUURรˆJXD3UHWDQR0XQLFtSLRGH$QGLUi(VWDGR GR3DUDQi Edson Kiyoto Nouti SRUWDGRU GR &3)    WRUQD S~EOLFRTXHLUiUHTXHUHUDR,$3D/LFHQoDGH,QVWDODomRSDUDDPSOLDomR UHIHUHQWHDDWLYLGDGHGH$YLFXOWXUDGH&RUWHDVHULPSODQWDGDQD)D]HQGD รˆJXD3UHWDORFDOL]DGDQR%DLUURรˆJXD3UHWDQR0XQLFtSLRGH$QGLUi (VWDGRGR3DUDQi

COMPANHIA DE HABITAร‡รƒO DO PARANร

AVISO DE LICITAร‡รƒO EDITAL Nยบ 02/2014 โ€“ CONVITE Processo nยบ: 3 Tipo: Menor Preรงo Objeto: 6HUYLoRV GH &HUFDPHQWR HP รˆUHD GH 3UHVHUYDomR 3HUPDQHnte, com DSUR[LPDGDPHQWH0 9LOD5XUDO0DQJD5RVD CARLร“POLISPR Data de Abertura:  +RUiULRKRUDV Local: Rua Mato Grosso, 7  ยž$QGDU &RUQpOLR3URFySLRPR  ERCP Consulta e Retirada do Edital: 'LVSRQtYHOSDUDFRQVXOWDQD 5XD0DO'HRGRUR Qยž  ยž DQGDU HP &XULWLED35 3RGHUi VHU DFHVVDGR QR site ZZZFRPSUDVSDUDQDSUJRYEU &XULWLEDGHIHYHUHLURGH Luciano Valรฉrio Bello Machado DiretorPresidente em exerFtFLR

EXTRATO DO QUARTO TERMO ADITIVO DO CONTRATO Nยบ 025/2011. TOMADA DE PREร‡OS Nยบ 005/2011. &2175$7$17(0XQLFtSLRGH$EDWLiยฑ35 &2175$7$'20/&DPSRV0( 2%-(72 3URUURJDomR GR SUD]R GD SUHVWDomR GH VHUYLoRV GH DOLPHQWDomRHPDQXWHQomRGRVLWHGRPXQLFtSLR 9$/25 &2175$78$/ 5  VHWH PLO TXDWURFHQWRV H TXDUHQWDUHDLV  9,*ร‡1&,$GHIHYHUHLURGHDGHMDQHLURGH EXTRATO DO QUINTO TERMO ADITIVO DO CONTRATO Nยบ 13/2010. TOMADA DE PREร‡OS Nยบ 004/2010. &2175$7$17(0XQLFtSLRGH$EDWLiยฑ35 &2175$7$'25HQDWR1DYDUUR0DUWLQV&RUQpOLR3URFySLR 2%-(72 3URUURJDomR GR SUD]R GD SUHVWDomR GH VHUYLoRV GH PXVLFDOL]DomR 9$/25&2175$78$/5 YLQWHHXPPLOHVHLVFHQWRV UHDLV  9,*ร‡1&,$GHIHYHUHLURGHDGHMDQHLURGH EXTRATO DO TERCEIRO TERMO ADITIVO DO CONTRATO Nยบ 62/2011 TOMADA DE PREร‡OS Nยบ 004/2011. &2175$7$17(0XQLFtSLRGH$EDWLiยฑ35 &2175$7$'2(PSUHVD$GYLVHQHW7HFQRORJLDHP6LVWHPDV/WGD 2%-(723URUURJDomRGDSUHVWDomRGHOHLWXUDGHGLiULRVRยฟFLDLV 9$/25&2175$78$/5 XPPLOHYLQWHUHDLV  9,*ร‡1&,$D EXTRATO DO PRIMEIRO TERMO ADITIVO DO CONTRATO Nยบ 010/2013. TOMADA DE PREร‡OS Nยบ 002/2013. &2175$7$17(0XQLFtSLRGH$EDWLiยฑ35 &2175$7$'2*HOF\$OFLGHVGRV6DQWRV2OLYHLUD 2%-(723URUURJDomRGDSUHVWDomRGHVHUYLoRVGHQXWULFLRQLVWD 9$/25 &2175$78$/ 5  TXLQ]H PLO TXDWURFHQWRV H RLWHQWDUHDLV  9,*ร‡1&,$D

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARร‰ PORTARIA nยบ 033, de 06 de fevereiro de 2014. SUMULA: Dispรตe sobre nomeaรงรฃo de Cargo Efetivo em Cargo em &RPLVVmRTXHDEDL[RHVSHFLยฟFDHGiRXWUDSURYLGHQFLD EDIMAR DE FREITAS ALBONETI, Prefeito Municipal de Barra do -DFDUp(VWDGRGR3DUDQiQRXVRGHVXDVDWULEXLo}HVOHJDLVHFRQIRUPH DUWHDQH[R9,GR4&&ยฑ4XDGURGH&DUJRVH6DOiULRVGD/HL0XQLFLSDO Qยž 5(62/9( $UWยž120($5DSDUWLUGHGHIHYHUHLURGHR6Uยž'21,=(7( '266$1726SRUWDGRUGHFpGXODGHLGHQWLGDGH5*Qยž6(63 35HLQVFULWRQR&3)0)Qยž&DUJR(IHWLYRGH3HGUHLUR SDUDH[HUFHUQD6HFUHWDULD0XQLFLSDOGH9LDomR2EUDVH6HUYLFRV3~EOLFRV R&DUJRHP&RPLVVmRGH6(&5(7$5,2081,&,3$/'(9,$dยญ22%5$6 (6(59,d2638%/,&266tPEROR&& $UW ยž  (VWD SRUWDULD HQWUD HP YLJRU QD GDWD GH VXD SXEOLFDomR UHYRJDGDVDVGLVSRVLo}HVHPFRQWUiULRVXUWLQGRVHXVHIHLWRVUHWURDWLYRV D 5HJLVWUHVH 3XEOLTXHVHH &XPSUDVH 3UHIHLWXUD0XQLFLSDOGH%DUUDGR-DFDUpGHIHYHUHLURGH EDIMAR DE FREITAS ALBONETI Prefeito Municipal EDITAL DE CONVOCAร‡รƒO DE ASSEMBLร‰IA GERAL ORDINรRIA DA ASSOCIAร‡รƒO DOS MORADORES DA VILA RUBIM โ€“ CAMBARร-PR $$VVRFLDomRGRV0RUDGRUHV'D9LOD5XELP $02%,0 DVVRFLDomR FLYLO GH GLUHLWR SULYDGR VHP ยฟQV OXFUDWLYRV VLWXDGD QD 5XD -RDTXLP $OH[DQGUH 'RPLQJRV &DHWDQR Qยƒ  9LOD 5XELP QR PXQLFtSLR GH &DPEDUi(VWDGRGR3DUDQiDWUDYpVGHVHXSUHVLGHQWHFRQYRFDWRGRV RV DVVRFLDGRV DGLPSOHQWHV FRP VXDV REULJDo}HV HVWDWXWiULDV SDUD SDUWLFLSDUGD$VVHPEOHLD*HUDO2UGLQiULDDVHUUHDOL]DGDQRGLD 'RVH  GH)HYHUHLURGH 'RLVPLOHTXDWRU]H HPVXDVHGHjVKHP SULPHLUD FRQYRFDomR H jV K HP VHJXQGD H ~OWLPD FRQYRFDomR D ยฟPGHVHUHPGHOLEHUDGRVRVVHJXLQWHVLWHQVFRQIRUPHRVLWHQVGRGLD ย‡ 5HDWLYDomR GD $VVRFLDomR GRV 0RUDGRUHV GD %LOD 5XELP $02%,0  ย‡ 3RVVHGDGLUHWRULDGH ย‡ (OHLomRHSRVVHGDQRYDGLUHWRULDH ย‡ 5HIRUPDGRHVWDWXWRDGHTXDQGRRPHVPRDRQRYR&yGLJR&LYLO %UDVLOHLUR &DPEDUiGH)HYHUHLURGH ___________________________ Associaรงรฃo dos Moradores da Vila Rubim AMOBIM Joaquim Lourenรงo Presidente PREFEITURA MUNICIPAL DE ABATIร Decreto nยบ 09, de 31 de janeiro de 2014. 23UHIHLWR0XQLFLSDOGH$EDWLi(VWDGRGR3DUDQiQRXVRGHVXDV DWULEXLo}HVOHJDLVSUHYLVWDVQRDUWLJRGR&yGLJR7ULEXWiULR0XQLFLSDO /HL&RPSOHPHQWDUQยžGHGHPDLRGH  DECRETA: $UWLJR ยž $ &RPLVVmR 0XQLFLSDO GH $YDOLDomR GR  ,PSRVWR GH 7UDQVPLVVmR GH %HQV ,PyYHLV ,7%,  ยฟFD FRQVWLWXtGD SHORV VHJXLQWHV servidores efetivos: 6pUJLR+RVRXPHยฑ5*Qยž $GULDQR0XQL]GH&DUYDOKRยฑ5*Qยž /HRQDUGR&DUORV0DUWLQV-~QLRUยฑ5*Qยž $UWLJRยž$DYDOLDomRGR,PSRVWRGH7UDQVPLVVmRGH%HQV,PyYHLV ,7%, QmRSRGHUiVHULQIHULRUDRYDORUPHQFLRQDGRQDHVFULWXUDS~EOLFD $UWLJR ยž$ &RPLVVmR WRPDUi VXDV GHFLV}HV VHJXLQGR RV FULWpULRV SUHYLVWRV QR &yGLJR 7ULEXWiULR 0XQLFLSDO H QmR HVWi VXERUGLQDGD DR HQWHQGLPHQWR GH RXWUDV DXWRULGDGHV VDOYR TXDQGR KRXYHU UHFXUVR DGPLQLVWUDWLYRLQWHUSRVWRSHODSDUWHLQWHUHVVDGD $UWLJR ยž (VWH 'HFUHWR HQWUD HP YLJRU QHVWD GDWD UHYRJDQGRVH R 'HFUHWRQยžGHGHPDLRGHHGHPDLVGLVSRVLo}HVHPFRQWUiULR *DELQHWHGD3UHIHLWD0XQLFLSDOGH$EDWLiHPGHMDQHLURGH Maria de Lourdes Ferraz Yamagami Prefeita Municipal CONSร“RCIO CASA-LAR - CISLAR PORTARIA N.ยบ 01/2014 7RPD]LQDGHIHYHUHLURGH 1RXVRGHVXDVDWULEXLo}HVSUHYLVWDVQRDUW9H9,GR(VWDWXWRR 3UHVLGHQWHGR&,6/$5QRPHLDR6U/8&,$12('8$5'2'($66,6FRPR 'LUHWRUGR'HSDUWDPHQWR)LQDQFHLUR&RQWiELOHR6U'(0e75,258%(16 '$52&+$-ร’1,25FRPR$VVHVVRU-XUtGLFRH'LUHWRUGR'HSDUWDPHQWR $GPLQLVWUDWLYRGRPHQFLRQDGR&RQVyUFLR,QWHUPXQLFLSDO &XPSUDVHUHJLVWUHVHSXEOLTXHVH GUILHERME CURY SALIBA COSTA PRESIDENTE DO CISLAR PREFEITURA MUNICIPAL DE GUAPIRAMA โ€“ PR LICITAร‡รƒO - MODALIDADE PREGรƒO PRESENCIAL Nยบ. 004/2014 TIPO: MENOR PREร‡O POR LOTE 20XQLFtSLRGH*XDSLUDPD(VWDGRGR3DUDQiWRUQDS~EOLFRTXHIDUi UHDOL]DUOLFLWDomRQDPRGDOLGDGH3UHJmR3UHVHQFLDOTXHWHPSRUREMHWR &2175$7$dยญ2'((035(6$3$5$)251(&,0(172'(2;,*(1,2 0(',&,1$/3$5$+263,7$/081,&,3$/6ยญ2-26e($48,6,dยญ2'( CILINDROS, REGULADORES E UMIDIFICADOR DE AR PARA O ANO '(QRYDORUPi[LPRGH5 VHWHQWDPLOTXLQKHQWRVH TXDUHQWDUHDLV 'HDFRUGRFRPHVSHFLยฟFDo}HVHFRQGLo}HVFRQVWDQWHGR HGLWDOGHOLFLWDomRSUHJmRSUHVHQFLDOHVHXVDQH[RV 'DWDH+RUiULRGD6HVVmR3~EOLFD'()(9(5(,52GH ยฌ6+25$6QDVHGHGD3UHIHLWXUD0XQLFLSDOGH*XDSLUDPDVLWDj 5XD'RLVGH0DUoR 2HGLWDOFRPSOHWRHLQIRUPDo}HVHVWmRGLVSRQtYHLVDRVLQWHUHVVDGRV QD6HFUHWDULD*HUDOGR0XQLFtSLRGH*XDSLUDPDQD5XD'RLVGH0DUoR QRVKRUiULRVGDVjVHjVKRUDV A pasta tรฉcnica, com o inteiro teor do edital e seus respectivos modelos, adendos e anexos poderรฃo ser examinados no endereรงo, acima indicado, QRKRUiULRFRPHUFLDORXSHORHQGHUHoRHOHWU{QLFRZZZJXDSLUDPDSUJRY EU,QIRUPDo}HVDGLFLRQDLVG~YLGDVHSHGLGRVGHHVFODUHFLPHQWRGHYHUmR VHUGLULJLGRVj&RPLVVmRGH/LFLWDomRQRHQGHUHoRDFLPDPHQFLRQDGRยฑ IRQHID[    *XDSLUDPD35GHIHYHUHLURGH WANDERLY DE OLIVEIRA DOS SANTOS - PREGOEIRA PREFEITURA MUNICIPAL DE ABATIร AVISO DE AUDIรŠNCIA PรšBLICA $ 3UHIHLWD 0XQLFLSDO GH$EDWLi QR XVR GH VXDV DWULEXLo}HV OHJDLV FRQYLGD RV PHPEURV GRV FRQVHOKRV PXQLFLSDLV GH UHSUHVHQWDomR GD VRFLHGDGHGRVVLQGLFDWRVGRVSDUWLGRVSROtWLFRVGDVDVVRFLDo}HVHGDV LQVWLWXLo}HVGHHQVLQRS~EOLFRHSDUWLFXODUHVLQVWDODGRVQR0XQLFtSLRHD SRSXODomR$EDWLDHQVHHPJHUDOSDUDUHDOL]DomRGD$XGLrQFLD3~EOLFDGH $35(6(17$dยญ2H',6&866ยญ2GHSURSRVWDVSDUDDOWHUDo}HVGR3ODQR 3OXULDQXDO GDV 'LUHWUL]HV 2UoDPHQWiULDV H GR RUoDPHQWR GR ([HUFtFLR ยฟQDQFHLURGH 'DWD +RUiULR /RFDO&kPDUD0XQLFLSDOGH9HUHDGRUHV$YHQLGD-RmR&DUYDOKRGH 0HOORยฑ$EDWLiยฑ3DUDQi $EDWLi35GHIHYHUHLURGH Maria de Lourdes Ferraz Yamagami - Prefeita Municipal AVISO DE LICITAร‡รƒO Pregรฃo Presencial nยบ. 011/2014.  (QFRQWUDVHDEHUWRQD35()(,785$081,&,3$/'(5,%(,5ยญ2 '23,1+$/ยฑ(67$'2'23$5$1รˆSURFHVVROLFLWDWyULRQDPRGDOLGDGH 3UHJmRGRWLSRPHQRUSUHoRJOREDOSRUORWHFXMRREMHWRpDFRQWUDWDomRGH HPSUHVDHVSHFLDOL]DGDQRIRUQHFLPHQWRGHUHOyJLRVGHSRQWRELRPpWULFRH PLFURFRPSXWDGRUHVSHOR6,67(0$5(*,6752'(35(d26FRQIRUPH VROLFLWDomRGR&KHIHGH*DELQHWH  $ UHDOL]DomR GR SUHJmR SUHVHQFLDO VHUi QR GLD  D SDUWLUGDVKPLQQDVHGHGD3UHIHLWXUD0XQLFLSDOORFDOL]DGDj5XD 3DUDQiQยžยฑ&HQWURHPQRVVR0XQLFtSLR  2 HGLWDO QD tQWHJUD HVWDUi GLVSRQtYHO SDUD FRQVXOWD H UHWLUDGD PHGLDQWH SDJDPHQWR GH WD[D QR HQGHUHoR VXSUD MXQWR DR 6HWRU GH OLFLWDo}HVGHVHJXQGDDVH[WDIHLUDQRKRUiULRGDVKPLQjVKPLQ HGDVKPLQjVKPLQ 5LEHLUmRGR3LQKDOGHIHYHUHLURGH Fayรงal Melhem Chamma Junior - Pregoeiro Municipal

TRIBUNA DO VALE Sรกbado e domingo, 08 e 09de fevereiro de 2014 PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRรƒO DO PINHAL = P O R T A R I A 018/2014= 2 6HQKRU 'DUWDJQDQ &DOL[WR )UDL] 3UHIHLWR 0XQLFLSDO GH 5LEHLUmR GR 3LQKDO (VWDGR GR 3DUDQi QR XVR GH VXDV DWULEXLo}HV OHJDLV H QD IRUPD GD/HL 5(62/9( (;21(5$5R6U0DXUR)UDQFLVFRQGR&DUJRTXHYLQKDH[HUFHQGR GH6HFUHWDULR0XQLFLSDOGH$GPLQLVWUDomRHQRPHiORSDUDRFDUJRGH 6HFUHWDULR0XQLFLSDOGH)D]HQGDH3ODQHMDPHQWRDSDUWLUGRGLDVHWHGH )HYHUHLURGRFRUUHQWHH[HUFtFLR   5(*,675(6( E     38%/,48(6( (GLItFLR GD 3UHIHLWXUD 0XQLFLSDO GH 5LEHLUmR GR 3LQKDO (VWDGR GR 3DUDQiDRVVHWHGLDVGRPrVGH)HYHUHLURGRDQRGRLVPLOHTXDWRU]H  *DELQHWHGR3UHIHLWR Dartagnan Calixto Fraiz Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRรƒO DO PINHAL = P O R T A R I A 014/2014= 2 6HQKRU 'DUWDJQDQ &DOL[WR )UDL] 3UHIHLWR 0XQLFLSDO GH 5LEHLUmR GR 3LQKDO (VWDGR GR 3DUDQi QR XVR GH VXDV DWULEXLo}HV OHJDLV H QD IRUPD GD/HL   5(62/9( &21&('(5/LFHQoD6HP9HQFLPHQWRVSDUDDIXQFLRQiULD3~EOLFD 0XQLFLSDO6UD%UXQDGH2OLYHLUD)UHLWDVFRQIRUPH/HL /HL GR 0DJLVWpULR  FDSLWXOR ,9$UW D SDUWLU GR GLD VHWH GH )HYHUHLUR GR FRUUHQWHH[HUFtFLR   5(*,675(6( E     38%/,48(6( (GLItFLR GD 3UHIHLWXUD 0XQLFLSDO GH 5LEHLUmR GR 3LQKDO (VWDGR GR 3DUDQiDRVVHWHGLDVGRPrVGH)HYHUHLURGRDQRGRLVPLOHTXDWRU]H   *DELQHWHGR3UHIHLWR Dartagnan Calixto Fraiz Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRรƒO DO PINHAL = P O R T A R I A 016/2014= 2 6HQKRU 'DUWDJQDQ &DOL[WR )UDL] 3UHIHLWR 0XQLFLSDO GH 5LEHLUmR GR3LQKDO(VWDGRGR3DUDQiQRXVRGHVXDVDWULEXLo}HVOHJDLVHQD IRUPD GD/HL 5(62/9( (;21(5$5 GH DFRUGR FRP 'HFUHWR 1ยž  D IXQFLRQiULD 3~EOLFD 0XQLFLSDO 6UD +LOGHWK 9LHLUD GH 2OLYHLUD *RQoDOYHV WLWXODU GR Cargo de Professora, a partir do dia sete de Fevereiro do corrente H[HUFtFLR   5(*,675(6( E     38%/,48(6( (GLItFLR GD 3UHIHLWXUD 0XQLFLSDO GH 5LEHLUmR GR 3LQKDO (VWDGR GR 3DUDQiDRVVHWHGLDVGRPrVGH)HYHUHLURGRDQRGRLVPLOHTXDWRU]H  *DELQHWHGR3UHIHLWR Dartagnan Calixto Fraiz Prefeito Municipal EDITAL DE CONVOCAร‡รƒO DE POSSE CONCURSO PรšBLICO Nยบ 002/2009 23UHIHLWR0XQLFLSDOGH5LEHLUmRGR3LQKDO'DUWDJQDQ&DOL[WR)UDL] EUDVLOHLURFDVDGR3UHIHLWRLQVFULWRQR&3)VREQยž1R uso de suas atribuiรงรตes legais, Convoca as candidatas aprovadas no &RQFXUVR3~EOLFRQR&DUJRGH$X[LOLDUGH6HUYLoRV*HUDLV,, VHJXLQGRULJRURVDPHQWHDRUGHPGHFODVVLยฟFDomRSDUDDSUHVHQWDURV documentos exigidos e tomar posse de seu respectivo cargo, atรฉ o dia GH)HYHUHLURGHFRQIRUPHUHODomRDEDL[R $8;,/,$5'(6(59,d26*(5$,6,, &ODVVLI &DQGLGDWR 5*  +HOHQD3RUItULR&RHOKR   6LON-XOO\'D\VH0HVVLDV  2QmRFRPSDUHFLPHQWRQRSUD]ROHJDOLPSOLFDUiQD GHVLVWrQFLDGRFODVVLยฟFDGRSRGHQGRD3UHIHLWXUD0XQLFLSDOFRQYRFDUR FDQGLGDWRLPHGLDWDPHQWHSRVWHULRUREHGHFHQGRULJRURVDPHQWHjRUGHP GHFODVVLยฟFDomR 5LEHLUmRGR3LQKDOGH)HYHUHLURGH DARTAGNAN CALIXTO FRAIZ - Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRรƒO DO PINHAL = P O R T A R I A 015/2014= 2 6HQKRU 'DUWDJQDQ &DOL[WR )UDL] 3UHIHLWR 0XQLFLSDO GH 5LEHLUmR GR 3LQKDO (VWDGR GR 3DUDQi QR XVR GH VXDV DWULEXLo}HV OHJDLV H QD IRUPD GD/HL 5(62/9( (;21(5$5 GH DFRUGR FRP 'HFUHWR 1ยž  D IXQFLRQiULD 3~EOLFD0XQLFLSDO6UD1DLU$SDUHFLGD%DOGLQWLWXODUGR&DUJRGH$X[LOLDU GH6HUYLoRV*HUDLVDSDUWLUGRGLDVHWHGH)HYHUHLURGRFRUUHQWHH[HUFtFLR   5(*,675(6( E     38%/,48(6( (GLItFLR GD 3UHIHLWXUD 0XQLFLSDO GH 5LEHLUmR GR 3LQKDO (VWDGR GR 3DUDQiDRVVHWHGLDVGRPrVGH)HYHUHLURGRDQRGRLVPLOHTXDWRU]H   *DELQHWHGR3UHIHLWR Dartagnan Calixto Fraiz Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBERIรƒO DO PINHAL = P O R T A R I A 017/2014= 2 6HQKRU 'DUWDJQDQ &DOL[WR )UDL] 3UHIHLWR 0XQLFLSDO GH 5LEHLUmR GR 3LQKDO (VWDGR GR 3DUDQi QR XVR GH VXDV DWULEXLo}HV OHJDLV H QD IRUPD GD/HL 5(62/9( (;21(5$5D6UD0DULD,VDEHO'XOFH)ORUHVGR&DUJRTXHYLQKD H[HUFHQGRGH6HFUHWDULD0XQLFLSDOGH)D]HQGDH3ODQHMDPHQWRHQRPHi ODSDUDRFDUJRGH$VVHVVRU&RQWiELODSDUWLUGRGLDVHWHGH)HYHUHLUR GRFRUUHQWHH[HUFtFLR  5(*,675(6( E     38%/,48(6( (GLItFLR GD 3UHIHLWXUD 0XQLFLSDO GH 5LEHLUmR GR 3LQKDO (VWDGR GR 3DUDQiDRVVHWHGLDVGRPrVGH)HYHUHLURGRDQRGRLVPLOHTXDWRU]H  *DELQHWHGR3UHIHLWR Dartagnan Calixto Fraiz Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE TOMAZINA PORTARIA N.ยบ 011/2014 2 VHQKRU *XLOKHUPH &XU\ 6DOLED &RVWD 3UHIHLWR 0XQLFLSDO GH 7RPD]LQD(VWDGRGR3DUDQiQRXVRGHVXDVDWULEXLo}HVOHJDLV 5(62/9( &DQFHODU HP  GH IHYHUHLUR GH  D JUDWLยฟFDomR FRQFHGLGD D VHUYLGRUD$5,$',1( '$ 6,/9$ SHOR H[HUFtFLR GR FDUJR HP IXQomR SHGDJyJLFDQD5HGH0XQLFLSDOGH(QVLQRFRQFHGLGDDWUDYpVGDSRUWDULD Qยž &8035$6(5(*,675(6(38%/,48(6( *DELQHWHGR3UHIHLWR0XQLFLSDOGH7RPD]LQDHP GHIHYHUHLURGH *8,/+(50(&85<6$/,%$&267$3UHIHLWR0XQLFLSDO 35()(,785$081,&,3$/'(720$=,1$ 3257$5,$1ยž A Secretaria Municipal da Educaรงรฃo e Cultura, no uso de suas DWULEXLo}HVTXHOKHFRQIHUH 5(62/9( $UWLJRยž'HVLJQDUHQRPHDUD&RPLVVmRSDUD$YDOLDomRGR3URFHVVR GH6HOHomR6LPSOLยฟFDGRยฑ366(GLWDOQยž ย‡ 0iULR$XJXVWR.D]X\D.RQGR ย‡ ,YDQLOGD0DULD*RXYHLDGH0HOR ย‡ ,GD&RXWR5LEHLUR/HDO ย‡ $WDtGH'HSL]]RO-XQLRU ย‡ 5LFDUGR5HLV9LGDO ย‡ /XL]&DUORVGRV6DQWRV ย‡ 1HLYDGH)iWLPDGR9DOH ย‡ 0DULD&ODXGHWH5LEHLUR $UWLJRยž(VWD3RUWDULDHQWUDHPYLJRUQDGDWDGHVXDSXEOLFDomR UHYRJDGDVDVGLVSRVLo}HVHPFRQWUiULR 7RPD]LQDGHIHYHUHLURGH GUILHERME CURY SALIBA COSTA - Prefeito municipal

Proc comp ex-re

JACAREZINH ยHonda Civic registrado em

Benedito Franci

ยJUCEPAR

Paranรก com ma empres

Da Agรชncia Es


passe nto

cia em que

Cidades A-5

TRIBUNA DO VALE Sábado e domingo, 08 e 09 de fevereiro de 2014

Escolas passam por desinsetização e limpeza de reservatórios de água RIB. CLAROMedidas fazem parte da preparação para o reinício das aulas, que acontece a partir da próxima quarta- feira

Diógenes Gonçalves

Diógenes Gonçalves

Escolas da Rede Pública Municipal e Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) de Ribeirão Claro passaram por processos de

desinsetização e limpeza dos reservatórios de água nos últimos dias. A ação é f r uto de uma parceria entre prefeitura, Ser viço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), Secretaria de

Educação e a empresa Biomaster Saúde Ambiental. As medidas são parte da preparação para o reinício das aulas, que acontece a par tir da próxima quart a-feira (12). Na ú lt ima

Funcionário espalha produto em sala de aula

quinta-feira (6), a secretária de Educação, Cleuza Molini Ormeneze, o diretor do SAAE, Francis co Carlos Molini e o diretor c ome rc i a l d a Bi om a ste r Saúde Ambiental, Eduardo Teixeira Rocha estiveram nos estabelecimentos de ensino para acompanhar o trabalho. O g r up o foi re cebido p e l a d i re t or a d a E s c o l a Municipal Professora Jov i r a C o nt i Né i a , O d e t e Aparecida Molini Nassif.

atina

S egundo o diretor da empresa, o trabalho feito nas escolas municip ais e v it a o su rg i me nto de qualquer tipo de praga, incluindo barata, formiga, escorpião, aranha, traça e roedores. “Com a parceria da Biomaster, prefeitura e SAAE, estamos proporcionando o serviço de desinsetização e limpeza de caixas d’água para manter o ambiente das escolas e creches livres de pragas”, completou.

Rocha comparou os procedimentos e produtos atuais com os antigos. “Antigamente era preciso passar o produto na sexta-feira, depois d o e x p e d i e nte e o l o c a l pre c is ar i a f i c ar fe chad o p or dois dias”, lembrou. “Hoj e , u s am o s u m pro duto inodoro, sem risco à s aú d e e q u e p o d e s e r aplicado com a pessoa no local”, explicou. “É bom, eficiente e não faz mal à saúde”, concluiu.

RIB. CLARO

Prefeitura de Ribeirão Claro adquire três novos sopradores DIVULGAÇÃO

e por o da cadeia

Funcionários já estão utilizando os novos equipamentos Assessoria

A prefeitura de Ribeirão Claro adquiriu mais três sopradores para a limpeza de praças públicas do município. As praças Padre Max Kley e Rui Barbosa já contam com um sistema de

limpeza sistemática, agora melhorada com a aquisição dos equipamentos. Segundo o chefe do Departamento de Praças, Parques e Jardins, Matheus Francisco, a compra de novos sopradores era necessária para substituir

os antigos, com cinco anos de uso. “Os equipamentos com mais uso serão destinados para a limpeza do Centro Municipal de Eventos e o Cemitério Municipal”, explicou. “Os funcionários já estão utilizando os novos equipamentos”, concluiu.

Material didático interativo em um tablet , sem custo

[1] Ladrões tentaram arrombar caixa eletrônico do BB próximo a prefeitura

Disponível ívell para íve para Di Direi Direito reito rei to nharias. nharia nha rias. ria s. e Engenharias. E mais:

NOVOS CURSOS:

• FIES[2]: estude agora e só pague depois de se formar.

• Engenharia de Controle e Automação

• Mais de 40 anos de experiência em mais de 70 unidades em todo o Brasil.

• Engenharia de Produção

Estude na unidade em Ourinhos: Av. Luiz Saldanha Rodrigues, s/nº Quadra C1A – Nova Ourinhos

Confira a lista completa de cursos no site.

VESTIBULAR INSCREVA-SE JÁ

www.estacio.br 0800 282 3231 [1] O tablet será entregue em comodato após a renovação da matrícula para o 2º período a ser cursado em 2014.2, exclusivamente para os novos alunos que ingressarem em 2014.1 para os cursos indicados no regulamento disponível no site www.estacio.br. Para Administração, o tablet será entregue exclusi[FRJSYJUFWFFXZSNIFIJX8FSYT&SIWrJ(TYNF&J]YJSXoTFTXIJRFNXHZWXTXJQTHFQNIFIJXJXYkXTGJXYZIT@B&FRTWYN_FqoTITÁSFSHNFRJSYTX{rUFLFFU{XFHTSHQZXoTITHZWXTIZWFSYJTHZWXTXoTUFLTXXTRJSYJTXOZWTXITÁSFSHNFRJSYT(TSXZQYJFQNXYFITXHZWXTXJZSNIFIJXJQJLv[JNXFT+.*8GJR HTRTTXUWrWJVZNXNYTXJFXIJRFNXHTSINqJXUFWFÁSFSHNFRJSYTSTXNYJ\\\JXYFHNTGWÁJX


Atas & Editais A-7

TRIBUNA DO VALE SĂĄbado e domingo, 08 e 09 de fevereiro de 2014

Ä&#x2022;Ä&#x2020;Ĺ˝/ŜĨÄ&#x201A;ĹśĆ&#x;ĹŻ Ä&#x17E;ƾŜÄ&#x201A;Ć?Ä&#x161;ĆľÄ&#x201A;Ć? Ć?Ä&#x161;Ä Ä?Ä&#x201A;Ä&#x161;Ä&#x201A;Ć?Í&#x; J. Venturi,

nço na fantil

ros e Presidente das Es-

arĂĄ ÂŚ CarlĂłpolis ÂŚ Conselheiro Mairink ÂŚ riaĂ­va ÂŚ Japira ÂŚ Joaquim TĂĄvora ÂŚ JundiaĂ­ ÂŚ Salto do ItararĂŠ ÂŚSantana do ItararĂŠ ÂŚ a Campos ÂŚTomazina ÂŚ Wenceslau BrĂĄz

tigos assinados nĂŁo representam ecessariamente a opiniĂŁo do endo de exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.

Sesi seleciona PROFESSOR(A) DE ENSINO MĂ&#x2030;DIO Local de trabalho: Santo Antonio da Platina | cĂłd. 8814 | Licenciatura em Sociologia NecessĂĄrio: experiĂŞncia em ensino mĂŠdio O processo seletivo destina-se Ă contratação imediata e futuras oportunidades, tendo validade atĂŠ 30/06/2014. A contratação ocorrerĂĄ de acordo com a disponibilidade de vagas, podendo ser por prazo determinado Encaminhar currĂ­culo atĂŠ 12/2 para eleandro.lauro@pr.senai.br SĂ&#x2030;TIMO TERMO ADITIVO AO CONTRATO DE PRESTAĂ&#x2021;Ă&#x192;O DE SERVIĂ&#x2021;OS NÂş 71/2009, CELEBRADO ENTRE O MUNICIPIO DE ABATIĂ -PR E A EMPRESA Ă GILI SOFTWARES PARA Ă REA PĂ&#x161;BLICA LTDA. O MUNICIPIO DE ABATIĂ , ESTADO DO PARANĂ , pessoa jurĂ­dica de direito pĂşblico, inscrito no CNPJ sob n.Âş 75.743.567/0001-57, com sede na Avenida JoĂŁo Carvalho de Mello, nÂş 135, Centro, neste ato representado pela prefeita municipal, senhora Maria de Lourdes Ferraz Yamagami, brasileira, casada, portadora do RG/SSP/ PR nÂş 3.676.524-0 e do CIC nÂş 990.665.649-20, residente e domiciliada neste municĂ­pio, a seguir denominado CONTRATANTE e a Empresa Ă gili Softwares Para Ă rea PĂşblica Ltda, pessoa jurĂ­dica de direito privado, CNPJ/ MF 26.804.377/0003-59, com sede localizada na Avenida Bandeirantes, nÂş 263, EdifĂ­cio Creveland MĂŠd Center, Jardim Ipiranga, cidade de Londrina, Estado do ParanĂĄ, CEP 86.010-020, neste ato representada por sua UHSUHVHQWDQWHOHJDOVHQKRUD(XQLFH8ULDV/RZHEUDVLOHLUDFDVDGDGLUHWRUDÂżQDQFHLUDSRUWDGRUDGDFpGXODGH identidade nÂş 3.396.702-0 e CPF nÂş 405.421.301-49, residente e domiciliada na Av. Aminthas de Barros, 430, apto 401, Jardim Ipanema, Londrina, Estado do ParanĂĄ, a seguir denominada CONTRATADA, vem celebrar o SĂŠtimo Termo Aditivo ao Contrato de Prestação de Serviços nÂş 71/2009, celebrado em 10 de dezembro de 2009, nos termos adiantes ajustados, no que, couber, a sua execução, Ă s normas da Lei n.o 8.666 de 21.06.93, pelos preceitos de direito pĂşblico e princĂ­pios da teoria geral dos contratos e as disposiçþes de direito privado, mediante as clĂĄusulas a seguir descritas: CLĂ USULA PRIMEIRA - DO OBJETO O presente Termo Aditivo tem por objeto a prorrogação da prestação de serviços de locação, instalação e manutenção, suporte tĂŠcnico de programas aplicativos de softwares atĂŠ 31 de dezembro de 2014, conforme solicitação do Diretor de Administração, senhor Dirceu Luiz, parte integrante deste Termo Aditivo. CLĂ USULA SEGUNDA â&#x20AC;&#x201C; DO FUNDAMENTO LEGAL O presente aditivo estĂĄ amparado no disposto do artigo 57, II, da Lei nÂş 8.666/93 e alteraçþes. CLĂ USULA TERCEIRA â&#x20AC;&#x201C; DO PRAZO O prazo do presente termo aditivo ĂŠ a partir do dia 01 de fevereiro de 2014 a 31 de dezembro de 2014. CLĂ USULA QUARTA â&#x20AC;&#x201C; DO VALOR Pelos serviços prestados objeto ora contratado, a CONTRATANTE pagarĂĄ Ă  CONTRATADA o valor de R$ 4.166,00 (quatro mil cento e sessenta e seis reais) mensais, totalizando R$ 45.826,00 (quarenta e cinco mil oitocentos e vinte e seis reais). CLĂ USULA QUINTA â&#x20AC;&#x201C; DA DOTAĂ&#x2021;Ă&#x192;O ORĂ&#x2021;AMENTĂ RIA Para custear a despesa referente ao presente termo aditivo segue a seguinte dotação orçamentĂĄria e fontes de recursos: 03.003.04.123.0307.2.013-3.3.90.39 Fonte 000 CLĂ USULA SEXTA â&#x20AC;&#x201C; DA RATIFICAĂ&#x2021;Ă&#x192;O 3HUPDQHFHPLQDOWHUDGDVDVGHPDLVFOiXVXODVHFRQGLo}HVGRFRQWUDWRRULJLQDOQÂ&#x17E;QmRPRGLÂżFDGD por este instrumento. E por estarem assim justos e acordados, assinam o presente Termo Aditivo em 03 (trĂŞs) vias de igual teor e forma, na presença das testemunhas abaixo. AbatiĂĄ, 24 de janeiro de 2014. MunicĂ­pio de AbatiĂĄ - PR Maria de Lourdes Ferraz Yamagami - Prefeita Municipal CONTRATANTE Empresa Ă gili Softwares Para Ă rea PĂşblica Ltda Eunice Urias Lowe - Representante Legal CONTRATADA TESTEMUNHAS: 1.__________________________________ CPF NÂş 2.__________________________________ CPF N Âş PREFEITURA MUNICIPAL DE ABATIĂ Portaria NÂş 025, de 03 de Fevereiro de 2014. A Prefeita Municipal de AbatiĂĄ, Estado do ParanĂĄ, no uso das atribuiçþes que lhe sĂŁo conferidas por Lei. RESOLVE: I â&#x20AC;&#x201C; Conceder, a partir desta data ao servidor VALDINEI PIMENTA, ocupante do Cargo de Provimento Efetivo de AUXILIAR DE SERVIĂ&#x2021;OS GERAIS deste MunicĂ­pio, as fĂŠrias que sĂŁo de direito, pelo perĂ­odo de trabalho compreendido entre 2012/2013. II â&#x20AC;&#x201C; Conceder, a partir desta data ao servidor RUI TEIXEIRA DE OLIVEIRA, ocupante do Cargo de Provimento Efetivo de OPERĂ RIO BRAĂ&#x2021;AL deste MunicĂ­pio, as fĂŠrias que sĂŁo de direito, pelo perĂ­odo de trabalho compreendido entre 2006/2007. III â&#x20AC;&#x201C; Conceder, a servidora NANCI ROMERO MUNHOZ DO CARMO, ocupante do Cargo de Emprego PĂşblico de AGENTE COMUNITĂ RIO DE SAĂ&#x161;DE, regime C. L. T deste MunicĂ­pio, as fĂŠrias que sĂŁo de direito, pelo perĂ­odo de trabalho compreendido entre 2012/2013, a partir de 04/02/2014. IV â&#x20AC;&#x201C; Revogam-se as disposiçþes em contrĂĄrio. V - Registre-se e publique-se. Gabinete da Prefeita, em 03 de Fevereiro de 2.014. MARIA DE LOURDES FERRAZ YAMAGAMI - Prefeita Municipal EDITAL DE CONVOCAĂ&#x2021;Ă&#x192;O DOS CANDIDATOS APROVADOS NO CONCURSO PĂ&#x161;BLICO REALIZADO DE ACORDO COM O EDITAL DE CONCURSO PĂ&#x161;BLICO NÂş 001/2012. A Prefeita Municipal de AbatiĂĄ â&#x20AC;&#x201C; Estado do ParanĂĄ, no uso de suas atribuiçþes legais, e considerando: - a necessidade de suprir a mĂŁo-de-obra e a continuidade do serviço pĂşblico; DHÂżFLrQFLDHDFRQYHQLrQFLDDGPLQLVWUDWLYD - a necessidade de suprir as vagas de servidores exonerados a pedido; - a solicitação de contratação de servidores feita pela SecretĂĄria Municipal de Educação, Cultura e Esportes, DWUDYpVGRRÂżFLRQÂ&#x192; RESOLVE: convocar as candidatas abaixo aprovadas no Concurso PĂşblico regulamentado pelo Edital nÂş 001/2012 de 20/04/2012, homologado pelo Decreto nÂş 29 de 05/07/2012, para habilitação em exame de saĂşde e capacidade fĂ­sica e posterior posse e nomeação. As candidatas relacionadas deverĂŁo se apresentar no Departamento de Recursos Humanos da Prefeitura Municipal de AbatiĂĄ no perĂ­odo de 10/02/2014 a 14/02/2014. a- Cargo â&#x20AC;&#x201C; Professor &ODVVLÂżFDomR 1RPH Â&#x192; 62/$1*($3$5(&,'$/(,7( Â&#x192; 0$5,$-26(52'5,*8(6&$59$/+2'($66,6 Â&#x192; (/,$1('()Ă&#x2C6;7,0$3(5(,5$*,29$1(//, Â&#x192; 6,021(&5,67,1$'265(,6 AbatiĂĄ - PR, em 07 de Fevereiro de 2014. MARIA DE LOURDES FERRAZ YAMAGAMI Prefeita Municipal EXTRATO DO SEGUNDO TERMO ADITIVO DO CONTRATO NÂş 079/2012. TOMADA DE PREĂ&#x2021;OS NÂş 005/2012. CONTRATANTE: MunicĂ­pio de AbatiĂĄ â&#x20AC;&#x201C; PR. CONTRATADO: Editora Tribuna do Vale Ltda. OBJETO: Prorrogação da prestação de serviços jornalĂ­sticos com circulação diĂĄria. VALOR CONTRATUAL: R$ 60.000,00 (sessenta mil reais). VIGĂ&#x160;NCIA: 01/02/2014 a 31/01/2015. EDITAL DE CLASSIFICAĂ&#x2021;Ă&#x192;O PROCESSO LICITATĂ&#x201C;RIO MODALIDADE INEXIGIBILIDADE NÂş. 001/2014. O Fundo Municipal de SaĂşde de RibeirĂŁo do Pinhal - ParanĂĄ, comunica a quem possa interessar que o processo licitatĂłrio, visando Contratação de laboratĂłrio de anĂĄlises clĂ­nicas para realização de diversos exames no municĂ­pio em quantidade ilimitada, conforme solicitação da Secretaria de SaĂşde, registrado sob nĂşmero 001/2014, e que apĂłs a realização do certame, ficou classificada como vencedora a empresa abaixo especificada: LOTE 01

EMPRESA LABORATĂ&#x201C;RIO DE ANĂ LISES CLĂ?NICAS RAGAZZI LTDA

CNPJ 80.002.561/0001-69

RibeirĂŁo do Pinhal, 04 de fevereiro de 2014. NADRIR SARA M.FRAGA CUNHA GESTORA DO F.M.S.R.P.

 

VR TOTAL 102.000,00

PREFEITURA MUNICIPAL DE ABATIĂ DECRETO NÂş 10, DE 31 DE JANEIRO DE 2014. O Prefeito Municipal de AbatiĂĄ, Estado do ParanĂĄ, no uso de suas atribuiçþes legais previstas no artigo 42, §1Âş da Lei Municipal nÂş 262/2006, de 26 de agosto de 2006. DECRETA: Artigo 1Âş. Fica designado o servidor Paulo CĂŠsar de Lima â&#x20AC;&#x201C; RG 5.783.233-9 â&#x20AC;&#x201C; PR, para desempenhar as seguintes atribuiçþes: - Fiscalizar a execução de obras e construçþes diversas, na forma do CĂłdigo de Obras; - Fiscalizar o cumprimento do CĂłdigo de Posturas Municipal. - Fiscalizar o cumprimento das normas de trânsito e fretamento contĂ­nuo de responsabilidade do MunicĂ­pio. $UWLJRÂ&#x17E;2VHUYLGRUTXDQGRYHULÂżFDUTXDOTXHUDWRTXHSRVVDVHUHQWHQGLGRFRPRLQIUDomRFRPXQLFDUiD autoridade competente para a adoção das medidas cabĂ­veis. Artigo 4Âş. Este Decreto entra em vigor nesta data, revogando-se as disposiçþes em contrĂĄrio. Gabinete da Prefeita Municipal de AbatiĂĄ, em 31 de janeiro de 2014. Maria de Lourdes Ferraz Yamagami Prefeita Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANTĂ&#x201D;NIO DA PLATINA PREGĂ&#x192;O PRESENCIAL NÂş 103/2013 - PROCESSO nÂş 909/2013 - AVISO DE ADJUDICAĂ&#x2021;Ă&#x192;O E HOMOLOGAĂ&#x2021;Ă&#x192;O O Prefeito do MunicĂ­pio de Santo AntĂ´nio da Platina, Estado do ParanĂĄ, torna publico a Adjudicação e Homologação do Procedimento LicitatĂłrio Modalidade PregĂŁo Presencial sob o nÂş 0103/2013 que tem como objeto a Aquisição de Equipamento RodoviĂĄrio composto por 01 (um) Rolo Compressor VibratĂłrio Autopropelido, com potĂŞncia MĂ­nima Efetiva de 75HP; peso operacional homologado mĂ­nimo de 6.700kg - Projeto nÂş 27 - Conv. 05.00.2002.0335-SFM; Ă (s) proponente (s): FORNECEDOR CNPJ/CPF VALOR ROMAC TĂ&#x2030;CNICA DE MAQUINAS E EQUIPAMENTOS LTDA 91.595.678/0001-10 179.400,00 Santo AntĂ´nio da Platina - PR, 07 de fevereiro de 2014. PEDRO CLARO DE OLIVEIRA NETO - Prefeito Municipal

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANTĂ&#x201D;NIO DA PLATINA PREGĂ&#x192;O PRESENCIAL NÂş 107/2013 - PROCESSO nÂş 922/2013 - AVISO DE ADJUDICAĂ&#x2021;Ă&#x192;O E HOMOLOGAĂ&#x2021;Ă&#x192;O O Prefeito do MunicĂ­pio de Santo AntĂ´nio da Platina, Estado do ParanĂĄ, torna publico a Adjudicação e Homologação do Procedimento LicitatĂłrio Modalidade PregĂŁo Presencial sob o nÂş 107/2013 que tem como objeto a Aquisição de Equipamentos RodoviĂĄrios composto por 02 (dois) CaminhĂľes Caçambas Basculantes 6x2 com PotĂŞncia MĂ­nima Efetiva de 218CV, Caçamba Basculante com Capac. de 10,0mÂł; e 01 (Uma) Motoniveladora com PotĂŞncia MĂ­nima Efetiva Liquida de 125HP, Peso Operacional 14.600 Kg; e demais caracterĂ­stica; Ă (s) proponente (s): FORNECEDOR CNPJ/CPF VALOR PARANĂ EQUIPAMENTOS S/A 76.527.951/0003-47 594.800,00 KONRAD PARANĂ COMĂ&#x2030;RCIO DE CAMINHĂ&#x2022;ES LTDA 10.546.678/0002-09 520.000,00 TOTAL Ă&#x17D; 1.114.800,00 Santo AntĂ´nio da Platina - PR, 07 de fevereiro de 2014. PEDRO CLARO DE OLIVEIRA NETO - Prefeito Municipal

PREFEITURA MUNICIPAL DE ABATIĂ DECRETO NÂş 011/2014. SĂşmula: Regulamenta as disposiçþes da Lei nÂş 439, de 16/12/2009 e dĂĄ outras providĂŞncias. A Prefeita do MunicĂ­pio de AbatiĂĄ, no uso de suas atribuiçþes legais, considerando: a) â&#x20AC;&#x201C; A necessidade de sanar interpretaçþes dĂşbias da lei nÂş 439/2009, de 16/12/2009; b) â&#x20AC;&#x201C; Dar efetividade Ă s disposiçþes normativas para propiciar o bom andamento do sistema educacional; c) â&#x20AC;&#x201C; O disposto nos artigos da referida lei nÂş 439/2009: No art. 2Âş: Para os efeitos desta lei, entende-se por: Âł0DJLVWpULR3~EOLFR0XQLFLSDORFRQMXQWRGHSURÂżVVLRQDLVGRPDJLVWpULRWLWXODUHVGRFDUJRGHSURIHVVRUGD rede municipal de ensino, com funçþes de magistĂŠrioâ&#x20AC;? Inciso VI : â&#x20AC;&#x153;Funçþes de magistĂŠrio, as atividades de docĂŞncia e de suporte pedagĂłgico Ă  docĂŞncia, aĂ­ incluĂ­das as de direção ou administração, planejamento, assessoramento, supervisĂŁo, orientação e coordenação educacionais, nas instituiçþes educacionais, na Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esportes e nas unidades a ela vinculadas.â&#x20AC;? d) O disposto no Anexo II, da Lei nÂş 439, de 16/12/2009, do seguinte teor: â&#x20AC;&#x153;Compete ao Professor, no exercĂ­cio de suas funçþes: item 2: Suporte PedagĂłgico; coordenar elaboração e a execução do projeto polĂ­tico pedagĂłgico; coordenar atividades de planejamento, dentre outras. DECRETA: Art. 1Âş. O titular do cargo de professor exerce função de magistĂŠrio, com atividades de docĂŞncia e de suporte pedagĂłgico Ă  docĂŞncia, incluĂ­do as funçþes de magistĂŠrio, as atividades de direção, administração, planejamento, assessoramento, supervisĂŁo, orientação e coordenação educacional, nas instituiçþes educacionais, na Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esportes e nas unidades a ela vinculadas. Art. 2Âş. O desempenho de outras funçþes de magistĂŠrio, na forma do art. 9Âş da Lei 439/2009, de 16/12/2009, QmRpDXWRDSOLFiYHOHQHFHVVLWDGHUHJXODPHQWDomRHVSHFtÂżFDFRQWHQGRDLQGLFDomRGHTXDLVVHULDPDVRXWUDV funçþes de magistĂŠrio, estranhas ao art. 2Âş, VI da referida lei, passĂ­veis de compatibilidade com a docĂŞncia. Art. 3Âş. O exercĂ­cio das funçþes de magistĂŠrio, previstas inciso IV do art. 2Âş da Lei nÂş 439, de 16/12/2009, habilita o professor para exercer qualquer das atividades previstas no inciso VI da mesma lei referida, sem qualquer outra exigĂŞncia ou requisito. Art. 4Âş. Este Decreto entra em vigor nesta data. Gabinete da Prefeita, aos 06 de fevereiro de 2014. Maria de Lourdes Ferraz Yamagami Prefeita Municipal


A-8 Geral

Sábado e domingo, 08 e 09 de fevereiro de 2014

TRIBUNA DO VALE

Obras em rodovias e portos somam R$ 2,5 bi para escoamento da safra

TRANSPORTE R$ 1,7 bilhão está sendo aplicado em obras de duplicações em nove trechos estratégicos da malha rodoviária estadual Da Agência Estadual

A operação safra 2013/14 já começou e o Governo do Paraná se prepara para exportar cerca de 16,4 milhões de toneladas de soja. A expectativa é que essa safra seja recorde do Estado, superando o número recolhido em 2013, que foi de 15,83 milhões de toneladas. Para atender à demanda, o governo estadual está investindo R$ 2,5 bilhões na melhoria de estradas rurais, rodovias estaduais, nos portos e na Ferroeste. O secretário estadual de infraestrutura e Logística, José Richa Filho, explica que as ações e investimentos nos modais são para atender os produtores rurais e cooperativas e também para aumentar e promover a produção paranaense. “Este governo sabe do impacto que a infraestrutura tem no Custo Brasil e, por isso, investe da porteira ao Porto”, disse Richa Filho. Richa Filho explicou que a Secretaria de Infraestrutura trabalha com o conceito de corredores de produção. A primeira ação direta acontece nas áreas produtoras com a readequação de estradas rurais. Hoje, as 30 Patrulhas do Campo já melhoraram mais de 1.200 quilômetros de estradas vicinais, com um investimento anual de R$ 42

milhões. RODOVIAS Para agilizar o transporte dos produtos do campo, os investimentos nas rodovias do Estado chegam a R$ 2,2 bilhões. Deste valor, R$ 1,7 bilhão está sendo aplicado em obras de duplicações em nove trechos estratégicos da malha rodoviária estadual e no Anel de Integração. Esses recursos são do governo estadual, destinados por meio do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) ou em parceria com as concessionárias. As obras somam 118,2 quilômetros de implantação de pistas duplas. Os trechos em obras estão localizados nas rodovias PR 445 (dois trechos), PR 323, BR 376 (dois trechos), BR 369/BR 376, PR 417, PR 317 e BR 277 (quatro trechos). Além disso, em 2013, já foi entregue a duplicação de 14 quilômetros entre Medianeira e Matelândia (BR 277), no Oeste do Estado. E, neste domingo (9), o governo vai liberar os primeiros sete quilômetros do contorno de Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba. Com esta obra, o governo retira o tráfego pesado de Campo Largo e acaba com um gargalo rodoviário no escoamento da safra, facilitando a chegada dos caminhões ao Porto de Paranaguá. Os outros R$ 537 milhões

foram investidos em 2013 para recuperar e conservar quase 12 mil quilômetros de estradas paranaenses. O resultado é que o Paraná tem hoje a terceira melhor malha rodoviária do Brasil. O Estado fica atrás apenas de São Paulo e Rio de Janeiro, de acordo pesquisa da Confederação Nacional de Transporte. “Os investimentos possibilitam um tráfego mais rápido e seguro pelas rodovias paranaenses, o que aumenta a produção e diminui o tempo dos caminhões para chegar até os portos do Estado”, disse Richa Filho. FERROVIAS Para a operação safra 2013/2014, a Ferroeste tem ações em andamento para melhorar o escoamento da produção. A primeira é a operação de carga de grãos feita integralmente pela empresa, entre Cascavel a Guarapuava, o que acelera o transporte dos produtos das regiões Oeste e dos Campos Gerais. A segunda é a ampliação da operação, que no segundo semestre de 2014 chegará até Ponta Grossa. A última ação é referente à compra de duas novas locomotivas que começam a operar ainda neste trimestre. As locomotivas vão possibilitar a ampliação de cerca de 50% da capacidade de transporte para 2014.

AEN

Pr car LOCAL

Adolesce

Obras somam 118,2 quilômetros de implantação de pistas duplas

PORTOS Nos Portos do Paraná, o investimento chegou a R$ 247 milhões em 2013, beneficiando toda a operação safra deste ano. Entre as ações está a consolidação do sistema Carga Online, de gerenciamento do fluxo de caminhões na descarga de grãos no Corredor de Exportação do Porto de Paranaguá. Outra ação foi a assinatura do maior contrato de dragagem, onde mais de R$ 114 milhões foram inves-

tidos, medida que oferece mais segurança e melhores condições operacionais e de manutenção. Também foram adquiridos quatro novos carregadores de navios (shiploaders ) para modernizar e expandir o Corredor de Exportação do Porto de Paranaguá. Esta etapa representará um aumento de 33% da produtividade. Este processo, com valor de R$ 59,5 milhões, encontra-se em execução, com o término

previsto em 2015. Outra ação importante é a revitalização do Porto de Antonina. Depois de 40 anos sem qualquer tipo de investimento na melhoria da infraestrutura, o terminal público do Porto está passando por uma ampla reforma. O prédio administrativo e a guarita de controle já foram revitalizados. Ao todo, foram investidos R$ 614 mil para recuperar os prédios.

S.A.PLATINA

Reaberta ponte que dá acesso ao Hospital Regional

ANTÔNIO DE PICOLLI

DESCONTEN

Secretár ao Samu

Ponte foi reaber na quinta-feira depois de um ano de interdição Luiz Guilherme Bannwart

Após mais de um ano interditada por causa de um temporal, a ponte de acesso ao Hospital Regional do Norte Pioneiro, em Santo Antônio da Platina, foi reab er ta na tarde na quinta-feira, 6, no Jardim Santa Crescência. O prefeito Pedro Claro de Oliveira Neto (DEM), justificou o atraso nas obras de reforma explicando que foram realizadas

nesse período duas licitações para contratação de empres a para re alização dos trabalhos, mas que nos dois processos houve desistência das firmas vencedoras. S egundo ele, p ela lei, o mu n i c ípi o s ó p o d e r i a assumir a obra, após comprovar a realização de duas licitações. Ainda de acordo com o prefeito, com a obra exe c ut ad a com re c urs os próprios, os custos foram bastante reduzidos: Foram

gastos cerca de R$ 36 mil, mas o serviço estava cotado em R$ 75 mil. “Depois de enfrentar uma série de burocracias, conseguimos realizar os ser viços em apenas 45 dias. Agora, o acesso está novamente aberto e liberado para a população”, disse o prefeito salientando que além do projeto original, foram usadas manilhas para suportar maior vazão de água, o que reduz os riscos de novos problemas.

Pdf2566  

TRIBUNA DO VALE - EDIÇÃO Nº 2566

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you