Page 1

Wenceslau e água

Sábado e Domingo 260 180

11 E 12 DE JANEIRO DE 2014

ANO XIX - N0 2543 - R$ 1,00

DIRETOR: BENEDITO FRANCISQUINI

www.tribunadovale.com.br

ÁGUA

Sanepar atua em seis cidades para evitar desabastecimento Antônio de Picolli

Altas temperaturas e pouco volume de chuva somado a um fluxo maior de pessoas por causa das festas de final de ano e férias de janeiro estão fazendo a Sanepar – Unidade de Santo Antônio da Platina - que atende 19 municípios da região, voltar maior atenção aos municípios de Santana do Itararé, Salto do Itararé, Guapirama, Vila Rural de Jundiaí do Sul, Siqueira Campos e Wenceslau Braz. As seis cidades apresentam problemas de abastecimento uniforme, e para que parte da população não fique sem água ou que seja necessário apelar para o racionamento, a empresa está trabalhando em cada uma delas, conforme as dificuldades apresentadas. Em Guapirama, por exemplo, já foram perfurados três poços, mas somente um pode ser usado, por conta da qualidade da água. Em alguns municípios, carros pipa estão sendo utilizados para abastecer reservatórios. Para que não falte água, o gerente regional da Sanepar, Gandy Ney de Camargo pede à população que use a água com racionalidade e evite os desperdícios.

Enquanto algumas cidades sofrem com a falta de água, o desperdício é grande em outras

f

INTERIOR

R$ 1 bilhão em obras

PÁG. A8

ACIDENTE AEN

maiores m 2013

Entregador fica ferido em colisão entre moto e carro

Luiz Guilherme Bannwart

Beto Richa e o secretário Ratinho Junior

O governador Beto Richa e o secretário de Desenvolvimento Urbano, Ratinho Júnior, conseguiram em pouco tempo colocar em curso um conjunto de obras, sem precedentes, que atende principalmente às pequenas cidades do Paraná. Os investimentos ultrapassam a R$ 1 bilhão. Na pavimentação, por exemplo, são R$ 568 milhões para 1.567 quilômetros de asfalto e melhorias em ruas, avenidas e estradas paranaenses. “Fazemos um governo municipalista, temos uma grande parceria com os prefeitos e os resultados são muito positivos. Os investimentos atendem desde o asfalto nas ruas, patrulhas do campo, readequação das estradas, construção de escolas, postos de saúde, praças, entre outras obras. Essa parceria vai continuar em 2014”, anuncia Beto Richa.

f

PÁG. A3

Um acidente entre um carro e uma moto deixou uma pessoa ferida na tarde de ontem, 10, em Santo Antônio da Platina. A batida foi registrada pouco depois das 16h30, na avenida Frei Guilherme Maria, e envolveu uma Honda Titan - pertencente a uma distribuidora de água mineral - e um GM Cruze. De acordo com a vítima, Diego Alves Jacob, 24, que conduzia a motocicleta sentido centro, o carro estava estacionado na mesma via, em frente a uma clínica médica, quando o motorista efetuou uma conversão que teria provocado o acidente.

f

PÁG. A5


A-2 OpiniĂŁo

“

TRIBUNA DO VALE SĂĄbado e domingo, 11 e 12 de janeiro de 2014

ƉŽůĹ&#x;Ć&#x;Ä?Ä‚ÄžÄ?ŽŜƀžĹ?Ä?Ä‚ƚĞžĚĞĆ?ÄžĆŒÄ¨Ä‚Ç€Ĺ˝ĆŒÄ„Ç€ÄžĹŻÄžĹ?ĹśÄ?ĞŜĆ&#x;Ç€Ä‚ÄšĹ˝ĆŒÄ‚ăžĂͲ ŜƾƚĞŜĕĆŽĚŽĆ?ŜĞĹ?ĹżÄ?Ĺ?Ĺ˝Ć?͘Ä¨Ĺ˝ĆŒĹľÄ‚Ä•Ä†Ĺ˝ĚĞžĆŽͲĚĞͲŽÄ?ĆŒÄ‚ͲÄŽŜĂŜÄ?Ĺ?ĂĚĂ ƉĞůŽĆ?ƾĂĚŽÄšĹ?ŜŚĞĹ?ĆŒĹ˝ĚŽÄ?Ĺ˝ĹśĆšĆŒĹ?Ä?ĆľĹ?ŜƚĞͲŜĆŽƉŽĚĞĆšÄžĆŒĆ‰Ĺ˝ĆŒĹ˝Ä?ĹŠÄžĆ&#x;ǀŽ Ä‚žĂůĹ?Ĺ?ŜĂĹ˝Ć?ƚĞŜƚĂĕĆŽĹ?Ĺ˝Ç€ÄžĆŒĹśÄ‚ĹľÄžĹśĆšÄ‚ĹŻŽƾĚĞĹ?ĆŒĆľĆ‰Ĺ˝Ć?ƉŽůĹ&#x;Ć&#x;Ä?Ĺ˝Ć?Í&#x; Editorial

“

Ć?ÄžĹśÄ‚ÄšĹ˝ĆŒÄ‚'ĹŻÄžĹ?Ć?Ĺ?,ŽčžĂŜŜ͕Ć?ÄžĹ?ƾŜĚŽÄ‚Ć?ƉĞĆ?Ć‹ĆľĹ?Ć?Ä‚Ć?Í•Ć?Ä‚Ĺ?ĞžĆ?ĞͲ Ĺ?ƾŜĚŽŜĂÄšĹ?Ć?ƉƾƚĂ͕ĚĞĹ?džĂŜĚŽÄ?ŽžZĹ?Ä?ŚĂÄ‚ƉŽŜƚĞĹ?ĆŒÄ‚Í˜DÄ‚Ć?Ĺ?Ć?Ć?Ĺ˝ƉŽĚĞ Ć?ÄžĆŒĆŒÄžÇ€ÄžĆŒĆ&#x;ÄšĹ˝Í˜Í&#x;

A RTIGO

E DITORIAL

MĂĄrio EugĂŞnio Saturno

As manifestaçþes e a omissĂŁo oďŹ cial

A desobediência civil tornou-se status em nosso país. Desde que aqui se implantou a cultura dos direitos sem os correspondentes deveres, grupos muitas vezes apoiados e regiamente financiados por segmentos políticos e sociais, passaram a invadir imóveis, depredar bens públicos e particulares e, mais recentemente, a incendiar ônibus e interditar vias de grande movimento, como forma de protesto. E as autoridades (seriam realmente autoridades?) pouco ou nada fazem para evitar esses crimes flagrantes. Seus praticantes fazem tudo na frente de policiais, previamente tolhidos por governos que, por algumas razþes – ideológicas e eleitoreiras, principalmente - não querem enfrentar o problema e, quando podem, o utilizam contra seus adversårios. Os contumazes invasores e depredadores nem fazem mais questão de esconder a cara, pois sabem que, mesmo quando presos, logo sairão pela porta da frente, protegidos pela legislação leniente e pela falta de vontade das autoridades, mais comprometidas com as próximas eleiçþes do que com o impÊrio da lei e a ordem pública. Assim, logo depois de um distúrbio, jå estão prontos para outro. Seria interessante verificar algumas vertentes do problema, principalmente qual o meio de subsistência dos ativistas, que não têm trabalho definido mas são sempre presentes na tarefa de inflamar o povo, transformando os incautos em massa de manobra e de interesses sabe-se lå de quem. HORà RIO DE FECHAMENTO 22:10

Erraram os governos de anos, atÊ dÊcadas atrås, ao fazer vistas grossas às ocupaçþes irregulares de encostas, vårzeas e åreas públicas ou de preservação. Erram os atuais ao alimentar a esperança dos ocupantes irregulares quanto à permanência nesses locais depois que a Justiça determina a reintegração. Governadores, prefeitos e seus representantes têm de ser firmes ao cumprir as determinaçþes judiciais e só prometer aquilo que podem cumprir. Não devem criar expectativas para os errantes, a não ser o cumprimento da lei. E se o fizerem, devem ser punidos. A sociedade e o povo têm sofrido muito com a ação dos contestadores sociais que agem livremente, ao arrepio da lei, e não sofrem as sançþes cabíveis. Muitos brasileiros têm sido impedidos de chegar ao seu destino, de viajar no transporte coletivo ou simplesmente de sair de casa, porque os baderneiros agem no seu caminho e não são contidos conforme determina a lei. Cada dia mais, somos vitimas dessa gente. Agora lamentamos a menina morta e os feridos, vitimas do ônibus incendiado no Maranhão. Os governantes precisam atentar para suas responsabilidades. Desde o dia que assumiram seus cargos, cabe-lhes manter a segurança pública. Se não o fazem, precisam ser afastados por prevaricação. Quem se candidatou, se elegeu e tomou posse, tem o dever de governar. Se não o fizer, precisa ser afastado imediatamente e ceder o lugar a alguÊm disposto a cumprir a liturgia do cargo... Chega de omissão!!!

C HARGE

chargeonline.com.br

NESTA EDIĂ‡ĂƒO TEM

08 PĂ GINAS CADERNO PRINCIPAL - OPINIĂƒO - POLĂ?TICA - GERAL - CIDADES - COTIDIANO - ESPORTES - AGRONEGĂ“CIO

Ayrton Baptista

A 01 - 08 A 02 A 03 A 04 A 05 A 06 A 07 A 08

PREVISĂƒO PARA HOJE

260 180

SANTO ANTÔNIO DA PLATINA

Mais MĂŠdi... das erradas Com muito surpresa soube de uma pesquisa que demonstra que bebĂŞs tĂŞm senso moral. VĂĄrias dĂŠcadas de pesquisa do psicĂłlogo canadense Paul Bloom e sua colega e esposa Karen Wynn, da Universidade de Yale, estĂŁo no livro “Just Babiesâ€?. Em um experimento com marionetes, bebĂŞs de apenas trĂŞs meses jĂĄ mostram sua aparente preferĂŞncia pelo personagem bonzinho, e bebĂŞs de apenas um ano Ă s vezes decidem fazer justiça com as prĂłprias mĂŁos deu um peteleco na cabeça do personagem “malvadoâ€?. Pois ĂŠ, atĂŠ os bebĂŞs nascem com senso de justiça e quando vemos a presidente Dilma fazer o que faz ĂŠ de ficar ainda mais estarrecido. Veja-se que ela faz uma propaganda danada do programa “Mais MĂŠdicosâ€?. Um programa cuja prioridade ĂŠ levar atendimento Ă s periferias das mĂŠdias e das grandes cidades, aos municĂ­pios das regiĂľes Norte e Nordeste, aos distritos indĂ­genas e Ă s populaçþes quilombolas. Informou que o programa jĂĄ levou quase 6.660 mĂŠdicos a cerca de 2.200 municĂ­pios, atendendo 23 milhĂľes de pessoas. Se fizer as contas, veremos que foi um atendimento rapidinho, embora isso tambĂŠm seja bom, nĂŁo ĂŠ a solução como a propaganda nos faz crer, principalmente porque esses doentes nĂŁo tĂŞm dinheiro para comprar remĂŠdios. A presidenta afirma que o “Mais MĂŠdicosâ€? ĂŠ uma resposta Ă s necessidades da população, que sempre reivindicou a melhoria da saĂşde em nosso PaĂ­s. O governo federal estĂĄ ouvindo esses pleitos e melhorando o atendimento de saĂşde do Brasil para quem mais precisa... SĂł que ela esquece que precisa preservar as Santas Casas que estĂŁo falindo, criar mais leitos, distribuir mais remĂŠdios... PorĂŠm a pior foi a expropriação de salĂĄrios promovida atravĂŠs da correção da Tabela do Imposto de Renda, corrigida em 4,5%, inferior Ă  inflação e Ă  correção do salĂĄrio. E por esse dispositivo nefasto, muitos pobres pagarĂŁo imposto. E a “presidentaâ€? nem corada fica! E, mais, nos Ăşltimos 18 anos, o governo corrigiu a tabela do IR abaixo da inflação, acumulando perda de 66%. Isso explica porque a carga tributĂĄria no Brasil jĂĄ representa, segundo o Fisco, cerca de 35,85% do Produto Interno Bruto (PIB), uma das mais elevadas do mundo. CadĂŞ os deputados e senadores para pressionar a revisĂŁo da correção da tabela? E ĂŠ claro que o governo pode abrir mĂŁo desse recurso. Veja-se que a presidente Dilma andou perdoando dĂ­vida de ditaduras caloteiras, corruptas e genocidas como Congo, GabĂŁo e GuinĂŠ, totalizando quase dois bilhĂľes de reais, e Cuba que recebeu do BNDES 682 milhĂľes de dĂłlares para o Porto Mariel, duplamente danoso ao Brasil, que precisa de investimentos em infraestrutura e porque Cuba jĂĄ deu calote em paĂ­ses como o nosso, por exemplo, o MĂŠxico. Outro gasto fabuloso, a “presidentaâ€? resolveu socorrer o regime chavista da Venezuela, que sofre grave crise de abastecimento, e o paĂ­s corre o risco de calote dos importadores venezuelanos. E, ainda, uma auditoria da Controladoria-Geral da UniĂŁo (CGU) mostrou que os desvios e o mau uso de recursos pĂşblicos destinados ao pagamento do Bolsa FamĂ­lia sĂŁo uma prĂĄtica generalizada. Mario Eugenio Saturno (cienciacuriosa.blog.com) ĂŠ Tecnologista SĂŞnior do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e congregado mariano.

3HOR SUHVHQWH ¿FDP SUR¿VVLRQDO ',)(5(1&,$ 0HUFDGRULDVHP*HUDO´FRP

-DERWL-DFDUH]LQKR-DSLUD

,WDUDUp6HQJpV6LTXHLUD&

5XD$OPLUDQWH%DUURVR GLVFXWLUVREUHDDOWHUDomRGH

HQWLGDGHÂżODQWUySLFDLQVFULWD

UHJLVWURQƒQR& LQVWLWXtGRSHOD3RUWDULD6$6Q

UHVROYHPÂżUPDUDFRUGRTXH

(TXLSH7pFQLFDGH(QIHUPDJ GH 3URWHomR ,QGLYLGXDO GH 0HGLFDPHQWRV,QHUHQWHVDR $OLPHQWDomR&RQWDVGHĂˆJX

UHFHLWXiULR GR PpGLFR GR DW HOHLQGLFDQGRDLQWHUQDomR VHJXQGDDVH[WDIHLUDSRUP

A RTIGO Marli Gonçalves

VocĂŞ grita ou engole? TambĂŠm poderia chamar algo como “HistĂłrias e as normas internasâ€?. VocĂŞs tambĂŠm devem passar - ou passarĂŁo por situaçþes como essas, literalmente inacreditĂĄveis e constrangedoras. Todos os dias ouço relatos parecidos. Eu grito, e alto, mas jĂĄ estou cansada de tanto pelejar sozinha. E vocĂŞ? Engole? Sabia que uma tal “norma internaâ€?, baixada por algum chispito do poder, faz com que essa gente se sobreponha Ă s leis federais? Pois ĂŠ. Primeira segunda-feira do ano. Vou ao Banco do Brasil arrastando meu pai de 96 anos para revalidar a senha do INSS, dar prova de vida, e poder receber o salĂĄrio mĂ­nimo que o humilha mensalmente, jĂĄ que trabalhou dos 9 aos 90 anos. Levo-o Ă  agĂŞncia mais prĂłxima, na avenida Nove de Julho, em SĂŁo Paulo, e jĂĄ preparada para uma guerra que, mal sabia eu, nĂŁo seria a que enfrentaria e que relato a seguir, indignada. AliĂĄs, toda a cena deste relato ĂŠ acompanhada por dois seguranças olhando torto. O que fazem: olham torto e pĂľem a mĂŁo na algibeira, como ameaça. A tal agĂŞncia do tal Banco do Brasil fica numa casa de trĂŞs andares dos Jardins e nĂŁo tem elevador, num bairro onde predominantemente vivem idosos, bem idosos mesmo. Para chegar ao caixa ĂŠ necessĂĄrio subir dois grandes lances de escada. O drama geral jĂĄ começa na porta giratĂłria - grossa, pesada, descalibrada, praticamente empurra a pessoa quando gira, principalmente os mais velhos. Entrei atrĂĄs de meu pai, segurando bem a porta para que ele tivesse tempo de dar os passos. É uma coisa inacreditĂĄvel, gente! Todo ano a situação se repete. Claro que ninguĂŠm nem ĂŠ doido de sugerir que o meu pai suba - jĂĄ chego preparada para reagir. Mas tem gente lĂĄ que, ou vai sozinho, ou ĂŠ tĂŁo simples que nĂŁo tem a menor ideia dos direitos que tem. Vou descrever o horror do que vi nesse dia: uma senhora muito velha e muito alquebrada e com muita dificuldade de locomoção, jĂĄ descendo com todas as dificuldades do mundo esse lances da escada, e ninguĂŠm nem perto para auxiliar. Ela estava acompanhada de uma outra senhora bem simples, certamente sua cuidadora. NĂŁo sei ficar quieta e estrilei gostoso com os gerentes que confortavelmente se instalam no tĂŠrreo, e que parecem mais um grupo de autistas do que de profissionais. Foi aĂ­ começou o meu drama: os caras nĂŁo gostaram nada de eu ter chamado a atenção para o problema e o meu pai nĂŁo estava com o RG original, tinha sumido. O que eu levei, no entanto, por favor, anotem: cĂłpia autenticada do RG, o prĂłprio pai, ao vivo e em cores, a certidĂŁo de nascimento dele, original, CIC e carta de motorista (que, no tempo dele, ainda nĂŁo tinha foto). A cĂłpia autenticada, inclusive, integrava um documento jurĂ­dico, inventĂĄrio, totalmente legal, pĂĄgina por pĂĄgina. Fora isso eu estava com todos os meus documentos originais onde consta a filiação - e o nome completo do pai. Acreditem: nĂŁo aceitaram, impondo um constrangimento e humilhação indescritĂ­veis ao meu pai e a mim. Ou

TRIBUNA DO VALE O DiĂĄrio da nossa regiĂŁo - Fundado em agosto de 1995 Editora Jornal Tribuna do Vale LTDA CNPJ 01.037.108/0001-11 Matriz: Rua Tiradentes 425, Centro Santo AntĂ´nio da Platina, PR Fone/Fax: 43 3534 . 4114

Diretor ResponsĂĄvel Benedito Francisquini - MTB 262/PR tribunadovale@tribunadovale.com.br tribunadovale@uol.com.br

seja, no fundo nos acusavam de estar tentando roubar ou enganar um banco, como se eu tivesse pego um velhinho qualquer no meio da rua. Meus nervos nĂŁo sĂŁo de aço e o forrobodĂł correu solto. Nessa hora, meu lado negro da força se manifesta e ele ĂŠ muito feio. Normas, normas internas, ouvi. Perguntei vĂĄrias vezes onde estavam descritas. Nada. Enfim, no outro dia achei o RG e garbosos fomos lĂĄ esfregar na cara desses pequenos e podres poderes. Claro que busquei a Ouvidoria do banco. Na segunda, Dia de Reis, nĂŁo tinha ninguĂŠm. Na terça consegui registrar a reclamação (nĂşmero 29267474). JĂĄ recebi dois telefonemas que me fizeram contar toda a histĂłria de novo. Para, enfim, me darem - nĂŁo por escrito - a resposta oficial do tal Banco do Brasil: normas internas. SĂŁo maiores que as leis do paĂ­s onde documentos autenticados valem como originais. Ah, vocĂŞ quer outra histĂłria? Pois bem: hĂĄ dois meses acionei a Claro para mudança de planos porque a conta estava abusiva. Cortei isso, aquilo. MĂŞs seguinte a conta tinha triplicado! Foram horas para corrigir o erro deles. Agora, segundo mĂŞs , quase tenho um ataque ao abrir a conta: 800 reais e lĂĄ vai pedrada. Tudo errado. Liguei, pronta a levar mais algumas horas e qual nĂŁo foi minha surpresa? A atendente pediu um tempinho e retornou dizendo que jĂĄ ia “estar mandandoâ€? a nova fatura para meu email: 211 reais. Ei, peraĂ­, mas e o que aconteceu? Resposta: “Ah, houve um problema e vĂĄrios clientes tiveram cobrados todos os seus procedimentos isoladamenteâ€?. “Ah, e nĂŁo podem avisar?â€?, “Ah, e nĂŁo tem pedido de desculpas?â€?, “Ah, porque estamos tĂŁo desprotegidos cada vez mais, minha gente?â€? EntĂŁo, se vocĂŞ ĂŠ um dos babacas que confiam em dĂŠbito automĂĄtico, fique esperto! VocĂŞ certamente estĂĄ sendo roubado nesse paĂ­s onde ĂŠ mais fĂĄcil ser ladrĂŁo do que honesto. Por isso, tambĂŠm, entre outras, andam fazendo tanta questĂŁo de sĂł mandar as contas por e-mail ou que vocĂŞzinho pegue na internet. Eles economizam. VocĂŞ? Ah! Quem ĂŠ vocĂŞ? Grita ou engole? Foram essas duas as minhas histĂłrias de hoje. A da NET nem vou contar para nĂŁo me estressar ainda mais lembrando. Mas tenho certeza de que vocĂŞ tambĂŠm deve ter algumas saborosas. Teve de lidar com atendentes ignorantes terceirizados, com o descaso, com o “sistemaâ€? e, agora, com mais um monstro: as normas internas do banquinho. Esse ĂŠ o Brasil que estamos construindo. NĂŁo ĂŠ BB. É BBB, BurocrĂĄtico, Burro e Baleado. SĂŁo Paulo, o centro disso tudo. Imagine em outro lugar. Imagina na Copa. E nas OlimpĂ­adas. 2014 Marli Gonçalves ĂŠ jornalista

Representação: MERCONET Representação de Veículos de Comunicação LTDA Rua Dep. Atílio de A. Barbosa, 76 conj. 03 - Boa Vista - Curitiba PR Fone: 41-3079-4666 Œ Fax: 41-3079-3633 Vendas Assinatura Anual R$ 200,00 Semestral R$ 100,00

ImpressĂŁo: GraďŹ Norte FONE: 43 3420-7777

Circulação: Abatiå Œ Andirå Œ Arapoti Œ Bandeirantes Œ Barra do JacarÊ ŒCambarå Œ Carlópolis Œ Conselheiro Mairink Œ FigueiraŒGuapirama Œ Ibaiti Œ Itambaracå Œ Jaboti Œ Jacarezinho Jaguariaíva Œ Japira Œ Joaquim Tåvora Œ Jundiaí do Sul Œ Pinhalão Œ Quatiguå Œ Ribeirão Claro Œ Ribeirão do Pinhal Œ Salto do ItararÊ ŒSantana do ItararÊ Œ Santo Antônio da Platina Œ São JosÊ da Boa Vista Œ SengÊs Œ Siqueira Campos ŒTomazina Œ Wenceslau Bråz

Filiado a Associação dos Jornais Diårio do Interior do Paranå

* Os artigos assinados nĂŁo representam necessariamente a opiniĂŁo do jornal, sendo de exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.

VHLVPLOUHDLV GXUDQWHRSHU

'LVSRQLELOL]DU UHIHUrQFLD

VHUYLoRVGHWUDQVSRUWHQDiUH FRP D QHFHVVLGDGH GR SDF HPHUJrQFLDFRPRWDPEpPH

2VUHFXUVRVÂżQDQFHLURVV

SDUDRH[HUFtFLRGH$

HPVHXDUWLJRž/HL

,QWHJUDPHVWHFRQYrQLRR SHODOHJLVODomR

LQWHJUDO FXPSULPHQWR GD SUHVHQWH HP  WUrV  YLD


A-4 Geral

TRIBUNA DO VALE Sábado e domingo, 11 e 12 de janeiro de 2014

R$ 1 bilhão em obras

AEN

DESENVOLVIMENTO No Paraná, pequenas cidades são atendidas com R$ 1 bilhão em obras AEN

O governador Beto Richa e o secretário de Desenvolvimento Urbano, Ratinho Júnior, conseguiram em pouco tempo colocar em curso um conjunto de obras, sem precedentes, que atende principalmente às pequenas cidades do Paraná. Os investimentos ultrapassam a R$ 1 bilhão. Na pavimentação, por exemplo, são R$ 568 milhões para 1.567 quilômetros de asfalto e melhorias em ruas, avenidas e estradas paranaenses. “Fazemos um governo municipalista, temos uma grande parceria com os prefeitos e os resultados são muito positivos. Os investimentos atendem desde o asfalto nas ruas, patrulhas do campo, readequação das estradas, construção de escolas, postos de saúde, praças, entre outras obras. Essa parceria vai continuar em 2014”, anuncia Beto Richa. De 1º de janeiro de 2011 até 15 de outubro de 2013, foram 1.532 ações em 369 cidades num investimento que chegou a R$ 1,06 bilhão. As ações foram coordenadas pela Sedu através de diversos programas, entre eles, o Recap, Programa de Apoio à Aquisição de Máquinas e Equipamentos Rodoviários, Plano de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios, Paraná Urbano,

JUSTIÇAB concedeu a direito de p de fim de a familiares

através do Sistema de Financiamentos aos Municípios – SFM. E também o Programa Calçadas do Paraná, uma iniciativa inédita no País. Municipalista - “Foram programas criados, especialmente, para as pequenas cidades. O repasse desses recursos, é a principal receita para obras, compra de equipamentos e execução de outros serviços. É preciso reiterar que o governador Beto Richa sempre teve este estilo municipalista. Ele já foi prefeito e sabe das dificuldades de administrar um município, ainda mais na atual situação, em que ocorreu uma queda brutal do repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), de responsabilidade do governo federal”, destaca Ratinho Junior. Além da pavimentação, no conjunto de obras se destacam a construção de 38 centros de referência de assistência social, 96 postos de saúde, 28 centros de juventude, 12 sedes de bombeiros comunitários, 17 barracões industriais, 10 ginásios de esporte, cinco creches, 39 escolas, quatro hospitais, cinco quadra de esportes, 13 praças, dois teatros, cinco terminais de ônibus, três câmaras de vereadores, oito prefeituras e 31 edifícios públicos. Ratinho Júnior ainda destaca o programa, recém criado,

Da Agência E

Beto Richa e Ratinho Júnior atendendo reivindicações municipais

Calçadas do Paraná. Neste programa, as ruas pavimentadas ganham calçadas nas duas laterais das vias, meio-fio, quadras completas e rampas de acesso para garantir segurança aos moradores das cidades. Em uma primeira etapa foram priorizadas 31 cidades que receberam R$ 9,3 milhões, à fundo perdido. “Há municípios que já zeraram o seu déficit de calçadas. E além das calçadas, as ruas agora têm iluminação pública e rampas de acesso”, destaca ratinho Júnior. Parceria Nos últimos três anos, o Paraná estreitou a relação com os prefeitos das pequenas e médias cidades com os programas desenvolvidos pela Sedu. “Colocamos toda a estrutura para ajudar as prefeituras se

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARÁ DECRETO Nº1459, DE 10 DE JANEIRO DE 2014. Atualiza os valores das Diárias estabelecidas nas Leis no 1.478/2011 e 1.488/2012 JOÃO MATTAR OLIVATO, Prefeito Municipal de Cambará, Estado do Paraná, no uso das atribuições legais, com fundamento no artigo 2º da Lei 1.478/2011, DECRETA: Art. 1º. Ficam corrigidos os valores das Diárias estabelecidos na Lei 1.478 de 30 de setembro de 2011, no percentual de 13,698842, baseado no índice INPC, considerado o período acumulado entre 30 de setembro de 2011 à 01 de janeiro de 2014; Art. 2º. Ficam corrigidos os valores das Diárias estabelecidos na Lei 1.488 de 28 de fevereiro de 2012, no percentual de 11,132902, baseado no índice INPC, considerado o período acumulado entre 28 de fevereiro de 2012 à 01 de janeiro de 2014; Art. 3º. Os novos valores, encontram-se descritos na seguinte tabela: TABELA DE DIÁRIAS

Viagens para o Interior do Estado

Diárias estabelecidas na Lei 1.478 de 30 de setembro de 2011.

Diárias estabelecidas na Lei 1.488 de 28 de fevereiro de 2012.

Diárias estabelecidas na Lei 1.478 de 30 de setembro de 2011.

Diárias estabelecidas na Lei 1.488 de 28 de fevereiro de 2012.

Prefeito e VicePrefeito Secretários e Diretores Professores Motoristas Demais servidores, inclusive os membros do Conselho Tutelar

Prefeito e VicePrefeito Secretários e Diretores Professores Motoristas Demais servidores, inclusive os membros do Conselho Tutelar

24 horas com pernoite

De 12 a 24 horas sem Pernoite

De 06 a 12 horas sem Pernoite

341,10

227,40

113,70

176,23

136,44

54,58

176,23 108,01

136,44 62,53

54,48 32,97

105,58

61,12

32,23

24 horas com pernoite

De 12 a 24 horas sem Pernoite

De 06 a 12 horas sem Pernoite

568,49

454,80

227,40

272,88

216,03

96,64

272,88 159,18

216,03 113,70

96,64 51,16

155,59

111,13

50,01

Viagens para Capital de Outros Estados

Diárias estabelecidas na Lei 1.478 de 30 de setembro de 2011.

Diárias estabelecidas na Lei 1.488 de 28 de fevereiro de 2012.

Prefeito e VicePrefeito Secretários e Diretores Professores Motoristas Demais servidores, inclusive os membros do Conselho Tutelar

95,7 liber

24 horas com pernoite

De 12 a 24 horas sem Pernoite

De 06 a 12 horas sem Pernoite

909,59

682,19

341,10

454,80

341,10

170,55

284,25 170,55

227,40 136,44

113,70 56,85

166,70

133,36

133,36

Art. 3º - Este decreto entra em vigor na data de sua publicação. DÊ-SE CIÊNCIA; PUBLIQUE-SE REGISTRE-SE E CUMPRA-SE. Edifício da Prefeitura Municipal de Cambará, Estado do Paraná, em 10 de janeiro de 2014. JOÃO MATTAR OLIVATO Prefeito de Cambará

adequarem aos programas que incluem financiamentos e recursos à fundo perdido. Com isso, ampliamos os benefícios e hoje 92% das cidades podem participar dos programas em ação na Sedu”, disse o secretário de Desenvolvimento Urbano, Ratinho Júnior. Os programas, adianta Ratinho Júnior, agilizam as ações e garantem mais capacidade de investimento e autonomia das prefeituras em relação aos projetos e obras executadas. Essa garantia é um dos pontos fortes dessa política para o prefeito de Tomazina, Guilherme Cury Saliba Costa “Mais importante, do que o recurso a fundo perdido, é o prefeito e a população terem a liberdade de destinar esses recursos da melhor forma definida pela própria população do município”. A prefeita de Tibagi, Ângela Mercer, residente da Associação dos Municípios dos Campos Gerais, lembra que o dinheiro é usado principalmente nas “necessidades da população”. “Para os municípios de pequeno

porte há carência de estradas e creches, por exemplo. Na minha região, 50% dos municípios têm baixo Índice de Desenvolvimento Humano e esse dinheiro ajuda muito”. Obras Há um grande equilíbrio nos repasses dos recursos gerenciados pela Sedu ás cidades em todas as regiões do Paraná. “Os moradores das cidades se mobilizaram e debateram as prioridades. Todas as solicitações foram discutidas profundamente e o resultado é esse: um governo presente em todo o estado”, disse o secretário de Desenvolvimento Urbano, ratinho Júnior. Através das associações regionais se identifica o volume de recursos por regiões. As cidades da Amsop, no Sudoeste, receberam R$ 97,8 milhões em mais de 150 obras que incluem hospitais, escolas, postos de saúde, centros da juventude. A região da Assomec, das cidades metropolitanas de Curitiba, recebeu mais de R$ 245,9 milhões. “É uma região crítica com demandas urgentes que necessitam da ação direta do

governo estadual”, disse Ratinho Júnior. Na Amop, no Oeste do Paraná, foram mais R$ 154,1 milhões. Na AMCG, nos Campos Gerais - foram R$ 78,7 milhões, e a Amusep – que tem Maringá como cidade pólo, recebeu R$ 68,8 milhões. A distribuição segue ainda nas cidades da Amepar –do Médio Paranapanema, com R$ 49,2 milhões; a Amerios, região de Entre Rios (R$ 44,7 milhões), a Amunpar no Noroeste (R$ 37,6 milhões) a Comcam da região de Campo Mourão, com R$ 33,4 milhões; a Amsulpar no sul do estado, com R$ 29,9 milhões; a Amuvi no Vale do Ivaí e a Cantuquiriguaçu, Médio Centro Oeste, ambas receberam R$ 28 milhões. E ainda, as cidades Amocentro, no centro do estado – receberam R$ 26 milhões, a Amlipa do Litoral – R$ 24,5 milhões; a Amcespar do Centro Sul, R$ 20,6 milhões; a Amunop do Norte, R$ 17,6 milhões. A Amsulep das cidades do Suleste – R$ 17 milhões e a Amunorpi, cidades do Norte Pioneiro, com R$ 12,9 milhões.

ACIDENTE

Colisão deixa e

Luiz Guilherme Ban

ENSINO SUPERIOR

Uenp abre concursos para professores e agentes Da Redação

A Universidade Estadual do Norte do Paraná (Uenp) abre na próxima segunda-feira (13) inscrições para concurso público para preencher cargos de professor não titular no campus Luiz Meneghel, na cidade de Bandeirantes. Já estão abertas as inscrições para concurso de Agente Universitário de Nível Superior, Agente Universitário de Nível Médio e Agente Universitário

de Nível Operacional para o mesmo campus. Para professor, são 33 vagas nas áreas de Ciências Biológicas (6), Enfermagem (8), Sistema de Informação e Ciência da Computação (7), Medicina Veterinária (11) e Agronomia (1). As inscrições permanecem abertas até 24 de fevereiro. Para o concurso dos agentes as inscrições já estão abertas e serão encerradas em 14 de fevereiro. A prova escrita para os candidatos a um dos cargos de pro-

fessor será em 21 de março, no campus de Cornélio Procópio da Uenp. O resultado será divulgado no dia 25 e as provas didáticas serão nos dias 10 e 11 de abril. O concurso para agente administrativo, cuja prova será realizada em 18 de março em Cornélio Procópio, oferece vagas para contador, bibliotecário, técnico em laboratório, técnico administrativo, motorista, auxiliar operacional, zeladoria, agente de segurança interna e telefonista.

LICITAÇÃO MODALIDADE “PREGÃO PRESENCIAL Nº 045/2013”. PREFEITURA DO MUNICIPIO DE ABATIÁ – PR RESULTADO DE HOMOLOGAÇÃO E ADJUDICAÇÃO O Município de Abatiá – Estado do Paraná torna público a homologação do procedimento licitatório em epigrafe e adjudicação do objeto, sendo “AQUISIÇÃO DE 278 (DUZENTOS E SETENTA E OITO) BOTIJÕES DE GÁS DE COZINHA DE 13KG E 160 (CENTO E SESSENTA) GALÕES DE ÁGUA MINERAL DE 20 LITROS, PARA O EXERCÍCIO DE 2014, ATRAVÉS DA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, CULTURA E ESPORTES, CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTENCIA SOCIAL - CRAS, PROGRAMA DE ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL - PETI, DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO, SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE E SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS PÚBLICAS, VIAÇÃO E URBANISMO”, tendo como vencedora a empresa MORAIS DE PONTES BELASQUE, inscrita no CNPJ sob nº 75.354.696/0001-53, sediada na Avenida Manoel José Pereira, 107, Residencial Carvalho de Mello, Cidade Abatiá, Estado do Paraná, com valor de R$ 12.342,00 (doze mil trezentos e quarenta e dois reais). Abatia – Paraná, aos oito dias do mês de janeiro do ano de 2014. MARIA DE LOURDES FERRAZ YAMAGAMI PREFEITA MUNICIPAL PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ABATIÁ ESTADO DO PARANÁ AVISO DE CANCELAMENTO O MUNICÍPIO DE ABATIÁ – ESTADO DO PARANÁ, TORNA PÚBLICO O CANCELAMENTO DA LICITAÇÃO NA MODALIDADE PREGÃO PRESENCIAL Nº 041/2013, QUE TEM POR OBJETO “AQUISIÇÃO DE 65000 (SESSENTA E CINCO MIL) FRALDAS DESCARTÁVEIS PARA O CENTRO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL ANJO DA GUARDA E SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL DO MUNICÍPIO, PARA O EXERCÍCIO DE 2014”. EDIFÍCIO DA PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ABATIA, EM 10.01.2014. MARIA DE LOURDES FERRAZ YAMAGAMI PREFEITA SÉRGIO HOSOUME PREGOEIRO

VANDALISM

Adolesc depred escola n

Luiz Guilherme Ba


TRIBUNA DO VALE

Política A-3

Sábado e domingo, 11 e 12 de janeiro de 2014

Emenda de Lupion garante tanques resfriadores de leite para a região

AGRONEGÓCIOTambém para o Norte Pioneiro, está sendo executada emenda do deputado Abelardo Lupion, com a captação de recursos no valor de R$ 599 mil Da redação/ AEN

Uma emenda no valor de R$ 3 milhões em recursos do Ministério da Agricultura, do deputado federal Abelardo Lupion, vai beneficiar 24 municípios do Norte Pioneiro com a compra de 25 tanques resfriadores de leite e outros equipamentos para modernização da atividade leiteira na região. O governo do Estado está dando contrapartida no valor de R$ 615 mil nessa emenda. Os equipamentos serão distribuídos para 24 municípios do Norte Pioneiro, como Abatiá, Barra do Jacaré, Cambará, Carlópolis, Conselheiro Mairinck, Cornélio Procópio, Curiúva, Figueira, Guapirama, Ibaiti, Jaboti, Jacarezinho, Japira, Joaquim Távora, Jundiaí do Sul, Pinhalão, Quatiguá, Ribeiro Claro, Salto do Itararé, Santo Antonio da Platina, São José da Boa Vista, Siqueira Campos, Tomazina e Wenceslau Braz. Para a mesma região e municípios, também está sendo executada emenda do deputado Abelardo Lupion, com a captação de recursos no valor de R$ 599 mil que serão aplicados no treinamento de técnicos e produtores para a modernização da cadeia do leite. Desse total, R$ 479 mil estão sendo repassados pelo

Fotos: Antônio de Picolli

Emenda parlamentar do deputado Abelardo Lupion beneficiará região

Equipamentos serão distribuídos para 24 municípios

Ministério da Agricultura e R$ 120 mil correspondem à contrapartida do governo do Paraná. Ainda para a região do Norte Pioneiro, o governador Beto Richa autorizou investimentos complementares, do Tesouro do Estado, no valor de R$ 600 mil para instalação de unidades demonstrativas de práticas modernas de irrigação

se vê estimulado a colocar um produto de melhor qualidade. A recepção do leite é precedida de testes para assegurar a qualidade do produto, através de pesquisas de acidez. Isso garante, num primeiro momento, que o leite resfriado tenha qualidade. Os produtores que tiverem tanques instalados em suas propriedades receberão treinamento apropriado para

de pastagens e manejo do rebanho leiteiro. Os tanques resfriadores que estão sendo adquiridos pela Seab serão de uso comunitário e o principal objetivo é acabar com a entrega de leite na porta da propriedade que muitas vezes fica o dia inteiro à espera do caminhão que faz a coleta. Com os equipamentos, o leite é resfriado à 4ºC e

CAMBARÁ

Prefeitura libera recursos para Santa Casa

fica armazenado à espera do caminhão coletor. O resfriamento rápido do leite após a ordenha garante a qualidade por mais tempo, permitindo ao produtor vender seu produto a um preço melhor nas usinas. Na verdade, esse sistema é um provocador de novas tecnologias na propriedade pois o produtor ao participar do uso comunitário

a realização desses testes e outros procedimentos. Juntamente com a assistência técnica, os produtores serão orientados a investir na sanidade e em melhorias da estratégia alimentar dos rebanhos leiteiros com foco em ganhos de qualidade, volume e competitividade com inclusão dos pequenos produtores rurais no mercado formal.

JACAREZINHO

Divulgação

Dr. Sérgio se reúne com agentes comunitários do PSF

Divulgação

Provedor Paulo Leal com prefeito João Mattar: \assinatura de convênio  Da Assessoria

O prefeito de Cambará João Mattar Olivato (PSB), assinou na quinta-feira (09) os convênios para a liberação de recurso para a Associação dos Estudantes do Ensino Superior do município e também para Associação Beneficente Casa de Misericórdia – Santa Casa, da cidade. O provedor Paulo Leal classificou o acordo como uma avanço importante para a saúde pública municipal e disse que quem ganha com a iniciativa é a população, sobretudo, as mais carentes. O convênio tem como objetivo a prestação de serviços médicos hospitalares no geral, tais como; internações, clínica médica, 55 leitos a disposição, equipe médica e também de enfermeiros, medicamentos entre outros.

De acordo com Paulo Leal, o convênio assinado vigora por cinco meses com a expectativa de que seja renovado a partir de seu vencimento. Leal informou que neste primeiro convênio prefeitura e Santa Casa têm como objetivo melhorar o atendimento clínico médico hospitalar a população cambaraense. “Este primeiro convênio é uma somatória de esforços para melhorar a qualidade dos serviços clínicos médicos de nosso município. A prefeitura faz os repasses a Santa Casa para arcar com despesa com energia elétrica, água, remédio entre outros e em troca disto a Santa Casa vai fornecer clínica médica para atender os necessitados de Cambará” contou o provedor. Otimista, o prefeito João Mattar disse que este é o primeiro passo para a transfor-

mação do que considera ser um serviço de atendimento a saúde pública de qualidade. “A Santa Casa de Cambará dispõe de estrutura hospitalar impecável, seus leitos e centro cirúrgico são de primeira, tínhamos que oferecer este tipo de atendimento para a nossa população” contou o prefeito. Após a assinatura do convenio, João recordou que sempre sonhou com aquele momento. “Sempre tive em mente que se um dia eu fosse prefeito, faria o que fosse necessário para aproximar a Santa Casa da prefeitura municipal, para que o cidadão carente pudesse ter acesso àquela estrutura hospitalar e desta forma oportunizar dignidade a suas famílias” comentou o prefeito. “Este é só o primeiro passo, ainda temos muito para avançar e assim o faremos” concluiu.

Reunião entre prefeito e agentes definiu questões salariais Da Assessoria

O prefeito de Jacarezinho, Sérgio Eduardo de Faria, o Dr. Sérgio (DEM) se reuniu no fim da tarde de quarta-feira (8) com uma comissão de aproximadamente 10 agentes comunitárias do Programa Saúde da Família (PSF), que representaram todas as unidades de saúde do municipio. O encontro, que teve participação dos secretários municipais de gabinete, Américo Alves Pereira, Administração, Fernando Faleiros e do diretor municipal do departamento de tesouraria, Paulo Rogério

Amâncio, teve duração de pouco mais de uma hora. Antes no período da manhã, já havia acontecido uma reunião com todos os agentes comunitários do município na sala de reuniões na prefeitura, onde os secretários municipais de gabinete, administração e saúde (Geraldo Romão), além do médico do trabalho, Giovanni Ferrão Piccinini expuseram para os agentes as questões salariais da categoria, como o prefeito Dr. Sérgio havia pedido. Já no período da tarde, o prefeito Dr. Sérgio convocou a comissão dos agentes co-

munitários e decretou que a questão da insalubridade e do incentivo extra seriam pagos conforme seus direitos. “Vai permanecer como está. Tudo será pago conforte os direitos dos trabalhadores”, destacou o prefeito. No encontro ainda foram definidos outros fatores sobre os agentes do PSF na cidade e o prefeito aproveitou para falar sobre planejamentos que estão em andamento na área da saúde. Ao final da reunião, os agentes se mostraram contentes com a decisão tomada pelo prefeito para que o salário deles não fosse alterado.


TRIBUNA DO VALE

A-6 Atas & Editais

Sábado e domingo, 11 e 12 de janeiro de 2014

PREFEITURA MUNICIPAL DE ABATIÁ EXTRATO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 01/2014. PREGÃO PRESENCIAL Nº 38/2013. ÓRGÃO GERENCIADOR: Município de Abatiá – PR. FORNECEDOR: SUPER CAP Recauchutadora de Pneus Ltda. OBJETO: Registro de Preços para futura e eventual aquisição de serviços de ressolagem de pneus. Anexo I, lote I, sendo: 12 Unid. Ressolagem de pneu 14.00.24 (moto niveladora) 950,00 04 Unid. Ressolagem de pneu 18.4.30 (traseiro trator 283) 1.500,00 04 Unid. Ressolagem de pneu 12.4.24 (dianteiro trator 283) 580,00 08 Unid. Ressolagem de pneu 17.5.25 (pá carregadeira) 1.250,00 04 Unid. Ressolagem de pneu 14.9.24 (dianteiro trator 292) 820,00 04 Unid. Ressolagem de pneu 18.4.34 (traseiro trator 292) 1.480,00 04 Unid. Ressolagem de pneu 14.9.28 (dianteiro trator 7630) 850,00 04 Unid. Ressolagem de pneu 23.1.30 (traseiro trator 7630) 2.280,00 02 Unid. Ressolagem de pneu 19.5L-24 (traseiro retro escavadeira JCB) 2012 1.300,00 02 Unid. Ressolagem de pneu 14.00.24 (traseiro retro escavadeira 950,00 JCB)

11.400,00 6.000,00 2.320,00 10.000,00 3.280,00 5.920,00 3.400,00 9.120,00 2.600,00 1.900,00

Lote II, sendo: 04 Unid. Ressolagem de pneu 18.4.30 (traseiro trator 275) 04 Unid. Ressolagem de pneu 14.9.28 (traseiro trator 65x) VIGÊNCIA: 12 (doze) meses. Abatiá, 10 de janeiro de 2014.

1.500,00 850,00

PREFEITURA MUNICIPAL DE ABATIÁ EXTRATO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 02/2014. PREGÃO PRESENCIAL Nº 43/2013. ÓRGÃO GERENCIADOR: Município de Abatiá – PR. FORNECEDOR: DUOMED Produtos Médicos e Hospitalares Ltda - EPP. OBJETO: Registro de Preços para futura e eventual aquisição de materiais odontológicos. Anexo I, lote I, sendo: Agente de união multiuso, com flúor fotopolimerizável Agente de união multiuso, com flúor fotopolimerizável monocomponente com 4 ml 04 Unid. 15 15 05 05 20 20 50 50 15 15 10 10

Caixa

Caixa Pacote Pacote Unid. Unid. Pacote Pacote Rolo Rolo Unid. Unid.

Agulha curta 30g c/100 Agulha para sutura tipo Gr 15 ½ 0,6x20 com 12 uni Álcool 70% 1 litro Algodão (rolinho) c/ 100 unidade Algodão hidrófilo 500g Anestésico tópico 12gr

6.000,00 3.400,00

17,05 19,75 19,75 11,22 11,22 4,05 4,05 1,79 1,79 13,47 13,47 7,05 7,05

68,20 296,25

296,25 56,10 56,10 81,00 81,00 89,50 89,50 202,05 202,05 70,50 70,50

06

Unid.

Aplicador de descartável fine com 100

9,40

56,40

03

Unid. Unid.

Aplicador dycal com calcador simples

22,44

67,32

10 20 20

Banda para matriz de aço inox 0,05x5 mmx0,5

1,88

18,80

Unid. Unid.

Broca carbide cirúrgica FG 28mm

28,36 28,36

567,20 567,20

15

Unid.

Broca ponta diamantada p/ alta FG 1012

3,41

51,15

15

15

Unid.

Broca ponta diamantada p/ alta FG 1013

3,41

3,41

51,15

15

Unid.

3,41

51,15

15

Unid.

3,41

51,15

3,41

17,05

3,41

17,05

15 15

Unid. Unid.

Broca ponta diamantada p/ alta FG 1014

3,41

Unid.

Broca ponta diamantada p/ alta FG 1016

05

05

nid. Unid.

Broca ponta diamantada p/ alta FG 1032

05

Unid.

05 05 05 05 05

Unid. Unid. Unid. Unid. Unid.

Broca ponta diamantada p/ alta FG 1036

Broca ponta diamantada p/ alta FG 1112f

3,41 3,41 3,41 3,41 3,41

05 05

Unid.

Broca ponta diamantada p/ alta FG 2096 Broca ponta diamantada p/ alta FG 3100

3,41 3,41

Broca ponta diamantada p/ alta FG 1092

3,41 3,41

51,15 51,15 51,15 17,05 17,05

17,05

17,05 17,05

17,05 17,05 17,05

Unid. 10

Unid.

Broca ponta diamantada p/ alta FG 3118f

3,41

34,10

10 10

Unid. Unid.

Broca ponta diamantada p/ alta FG 3195f Brocas diamantada p/ alta FG1190f

3,41 3,41

34,10 34,10

01

Unid.

658,00

Caixa

37,40

1.870,00

10 500 02 100 500 06 10 10 05 01 02 05 10 01 10

Unid. Unid. Unid. Unid. Unid. Unid. Unid. Vidro Unid. Unid. Unid. Pacote Unid. Unid. Unid.

Caneta de alta rotação turbina extra torque P.BUTTON Cloridrato de lidocaína sem vaso construtor 2% 20mg/ml com 50 cápsulas Condicionador de esmalte dental na concen. 37% clorhexedine 2,5 ml Creme deltal / com flúor Dappen Escova de robinson (plana) cor preta Escova dental macia / infantil Espelho odontológico Fio dental 125 metros Fio preto - algodão p/sutura c/ 5 m Fluor gel 2% 200 ml Forceps de aço inoxidável nº 151 Forceps de aço inoxidável nº 69 Gaze com 500 Hidroxido de calcio branco 2 grs Hidróxido de cálcio P.A 10 GR Ionômero de vidro ( líquido) para forração

658,00

50

1,98 1,65 2,35 1.36 0,61 2,10 5,54 6,58 5,17 40,40 42,30 17,95 32,90 5,17 11,28

19,80 825,00 4,70 136,00 305,00 12,60 55,40 65,80 25,85 40,40 84,60 89,75 329,00 5,17 112,80

10 01

Unid. Caixa

39,48 26,32

394,80 26,32

20

Caixa

126,90

2.538,00

20

Caixa

135,30

2.706,00

02 02 10 15 07 07 03 10 05 01 02

Caixa Vidro Caixa Caixa Vidro Vidro Caixa Unid. Unid. Unid. Unid.

10,30 22,50 16,92 17,85 37,60 21,62 56,40 26,32 6,58 7,52 15,04

20,60 45,00 169,20 267,75 263,20 151,34 169,20 263,20 32,90 7,52 30,08

04

Vidro

Ionômero de vidro pó para restauração Lamina de bisturi nº 15 c/ 100 Limalha de prata com alto teor de cobre, cápsula de 1 porção c/ 50 Limalha de prata com alto teor de cobre, cápsulas de 2 porção c/50 Lixa de polimento e acabamento Dental com 150unidade para resina Lubrificante spray alto e baixa rotaçao 200 Luva cirúrgica M com 50 pares Luva cirúrgica PP com 50 pares Material restaurador intermediário pó 38 gramas Material restaurador intermediário liquido 15 ml Moldeiras em plástico para flúor com 100 unidade Pasta de polimento dental Pasta profilática 90gr Placa de vidro para restauração Porta amálgama inox adulto Removedor ácido desincrustante de 500 ml para instrumentais cirúrgicos

27,26

109,04

Unid.

Resina fotopolimerizável A 2,0 para dentes anteriores e posteriores. Com carga inorgânica de zircôniasílica. Possui efeito camaleão.

56,40

451,20

Unid.

Resina fotopolimerizável A 3,0 para dentes anteriores e posteriores. Com carga inorgânica de zircôniasílica. Possui efeito camaleão.

56,40

451,20

Unidade

Resina fotopolimerizável A 3,5 para dentes anteriores e posteriores. Com carga inorgânica de zircôniasílica. Possui efeito camaleão.

56,40

451,20

08

08

08

08 08 10

Unid. Kit Cx

Resina fotopolimerizável B 2 para dentes anteriores e posteriores. Com carga inorgânica de zircôniasílica. Possui efeito camaleão. Selante para fóssula e fissura 5 gramas/ foto Sugador de saliva 40 unidade coloridos

02 Unid. Tesoura reta 11,5 cm 01 Pacote Touca /gorro descartável c/ 100 01 Unid. Verniz cavitário 10 ml VIGÊNCIA: 12 (doze) meses. Abatiá, 10 de janeiro de 2014.

56,40 21,62 3,15

451,20 172,96 31,50

56,40 7,99 11,28

112,80 7,99 11,28

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ Portaria nº 002/2014, de 10 de janeiro de 2014. SUMULA: Dispõe sobre composição de comissão especial para teste seletivo de estagiários do setor de administração. O Prefeito Municipal de Barra do Jacaré, no uso de suas atribuições, e considerando a necessidade de estabelecer as competências dos entes responsáveis pela elaboração do teste seletivo para estagiários do Município de Barra do jacaré, instituído pela Lei nº 501/2013, de 19 de novembro de 2013. RESOLVE: Art.1º Compor a Comissão Especial para organização do Teste Seletivo para contratação de Estagiários. Art.2º A Comissão será constituída pela Secretária Municipal de Educação, a quem caberá a coordenação, e um servidor público efetivo do município, notadamente professores e servidores cuja a formação seja compatível com o curso frequentado pelo estagiário que se pretenda contratar. I – Servidor com formação em informática: Ednalberto Goulart e Maria das Graças Pereira Oliveira II – Servidor com formação em administração: Pedro Luiz Branco e Jamil Zanatta. Art.3º A Comissão tem as seguintes atribuições: I – Elaborar o edital do teste seletivo; II – Coordenar as inscrições; III – Coordenar os editais; IV – Coordenar a aplicação e correção das provas objetivas; 9±&RRUGHQDU¿[DomRGHUHVXOWDGRV VI – Coordenar a análise de recursos; 9,,±&RRUGHQDUD¿[DomRGHHGLWDLVGH¿QLWLYRVGHUHVXOWDGRV Art.4º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Prefeitura Municipal de Barra do Jacaré, 10 de janeiro de 2014. Edimar de Freitas Alboneti Prefeito Municipal

Eme resfr

AGRONEGÓ deputado A

Da redaçã

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ Portaria nº 003/2014, de 10 de janeiro de 2014. SUMULA: Dispõe sobre composição de comissão especial para teste seletivo de estagiários do setor de engenharia. O Prefeito Municipal de Barra do Jacaré, no uso de suas atribuições, e considerando a necessidade de estabelecer as competências dos entes responsáveis pela elaboração do teste seletivo para estagiários do Município de Barra do jacaré, instituído pela Lei nº 501/2013, de 19 de novembro de 2013. RESOLVE: Art.1º Compor a Comissão Especial para organização do Teste Seletivo para contratação de Estagiários. Art.2º A Comissão será constituída pela Secretária Municipal de Educação, a quem caberá a coordenação, e um servidor público efetivo do município, notadamente professores e servidores cuja a formação seja compatível com o curso frequentado pelo estagiário que se pretenda contratar. I – Servidor com formação em Engenharia/ Arquitetura: Waldo Antunes Ribeiro Filho e Jean Carlos Inferdes. II – Servidor com experiência em informática: Ednalberto Goulart e Pedro Luiz Branco. Art.3º A Comissão tem as seguintes atribuições: I – Elaborar o edital do teste seletivo; II – Coordenar as inscrições; III – Coordenar os editais; IV – Coordenar a aplicação e correção das provas objetivas; 9±&RRUGHQDU¿[DomRGHUHVXOWDGRV VI – Coordenar a análise de recursos; 9,,±&RRUGHQDUD¿[DomRGHHGLWDLVGH¿QLWLYRVGHUHVXOWDGRV Art.4º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Prefeitura Municipal de Barra do Jacaré, 10 de janeiro de 2014. Edimar de Freitas Alboneti Prefeito municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ Portaria nº 004/2014, de 10 de janeiro de 2014. SUMULA: Dispõe sobre composição de comissão especial para teste seletivo de estagiários do setor de assistência social. O Prefeito Municipal de Barra do Jacaré, no uso de suas atribuições, e considerando a necessidade de estabelecer as competências dos entes responsáveis pela elaboração do teste seletivo para estagiários do Município de Barra do jacaré, instituído pela Lei nº 501/2013, de 19 de novembro de 2013. RESOLVE: Art.1º Compor a Comissão Especial para organização do Teste Seletivo para contratação de Estagiários. Art.2º A Comissão será constituída pela Secretária Municipal de Educação, a quem caberá a coordenação, e um servidor público efetivo do município, notadamente professores e servidores cuja a formação seja compatível com o curso freqüentado pelo estagiário que se pretenda contratar. I – Servidores com formação em serviço social : Silvânia Cristina Dutra Silva e Alda Maria Aguiar Cruz. II - Servidor com experiência em Informática: Jean Carlos Inferdes e Maria das Graças Pereira Oliveira. Art.3º A Comissão tem as seguintes atribuições: I – Elaborar o edital do teste seletivo; II – Coordenar as inscrições; III – Coordenar os editais; IV – Coordenar a aplicação e correção das provas objetivas; 9±&RRUGHQDU¿[DomRGHUHVXOWDGRV VI – Coordenar a análise de recursos; 9,,±&RRUGHQDUD¿[DomRGHHGLWDLVGH¿QLWLYRVGHUHVXOWDGRV Art.4º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Prefeitura Municipal de Barra do Jacaré, 10 de janeiro de 2014. Edimar de Freitas Alboneti Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ Portaria nº 005/2014, de 10 de janeiro de 2014. SUMULA: Dispõe sobre composição de comissão especial para teste seletivo de estagiários do setor de saúde. O Prefeito Municipal de Barra do Jacaré, no uso de suas atribuições, e considerando a necessidade de estabelecer as competências dos entes responsáveis pela elaboração do teste seletivo para estagiários do Município de Barra do jacaré, instituído pela Lei nº 501/2013, de 19 de novembro de 2013. RESOLVE: Art.1º Compor a Comissão Especial para organização do Teste Seletivo para contratação de Estagiários. Art.2º A Comissão será constituída pela Secretária Municipal de Educação, a quem caberá a coordenação, e um servidor público efetivo do município, notadamente professores e servidores cuja a formação seja compatível com o curso freqüentado pelo estagiário que se pretenda contratar. I – Servidores com formação na área da saúde: Ilma de Fátima Galego e Claudiele Pocci Zanatta. II – Servidor com experiência em informática: Gustavo Calixto Silva e Lincon Calixto Silva. Art.3º A Comissão tem as seguintes atribuições: I – Elaborar o edital do teste seletivo; II – Coordenar as inscrições; III – Coordenar os editais; IV – Coordenar a aplicação e correção das provas objetivas; 9±&RRUGHQDU¿[DomRGHUHVXOWDGRV VI – Coordenar a análise de recursos; 9,,±&RRUGHQDUD¿[DomRGHHGLWDLVGH¿QLWLYRVGHUHVXOWDGRV Art.4º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Prefeitura Municipal de Barra do Jacaré, 10 de janeiro de 2014. Edimar de Freitas Alboneti Prefeito Municipal

COLÉGIO SESI | ÁREA DE COORDENAÇÃO Atuará nos processos: pedagógico, administrativo e financeiro, bem como, na coordenação de equipes. Necessário: Superior completo, preferencialmente, na área de Educação, com Especialização/Pósgraduação. Conhecimento nas áreas: administrativa, financeira, planejamento, educação e gestão de pessoas. Disponibilidade para viagens e CNH Local de Trabalho: Santo Antonio da Platina Mais informações e inscrição pelo site www.sistemafiep.org.br através do link Trabalhe Conosco, código 5826

CAMBARÁ

Prefeitu recurso

Da Ass


gentes

procedimento licitatório em TENTA E OITO) BOTIJÕES A MINERAL DE 20 LITROS, EDUCAÇÃO, CULTURA E GRAMA DE ERRADICAÇÃO CRETARIA MUNICIPAL DA MO”, tendo como vencedora 0001-53, sediada na Avenida do Paraná, com valor de R$

ELAMENTO DA LICITAÇÃO TO “AQUISIÇÃO DE 65000 UNICIPAL DE EDUCAÇÃO CIAL DO MUNICÍPIO, PARA

Cotidiano A-5

TRIBUNA DO VALE Sábado e domingo, 11 e 12 de janeiro de 2014

95,7% dos presos que ganharam liberdade temporária retornaram

Divulgação

JUSTIÇABenefício concedeu aos detentos o direito de passar as festas de fim de ano junto aos familiares Da Agência Estadual

A Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos do Paraná informou nesta sexta-feira (10) que 2.581 dos 2.697 presos de regime semiaberto que ganharam liberdade temporária para as festas de Natal e Ano Novo retornaram aos respectivos estabelecimentos penais. Até o final da tarde desta quinta-feira (09/01), prazo final dado pelo Poder Judiciário para o retorno dos presos, 118 deles não voltaram e passam a ser considerados foragidos. O número corresponde a 4,3% dos detentos que ganharam liberdade temporária, porcentagem menor do que nos anos anteriores. De 2012 para 2013, o número de presos

evadidos foi de 5,7%, e de 2011 para 2012, a evasão foi de 5,2%, informa Cezinando Paredes, diretor do Departamento de Execução Penal do Paraná (Depen). Os presos, cuja liberdade foi autorizada pelo Poder Judiciário, são de 14 unidades penitenciárias do Estado. Cinco delas registraram taxa zero de fuga. “Retornaram todos os 146 presos do Centro de Reintegração Social de Londrina (Creslon), os 36 do Centro de Reintegração Social Feminino de Foz do Iguaçu (Cresf), os 34 da Cadeia Pública Laudemir Neves de Foz do Iguaçu (CPLN), os 21 da Penitenciária Estadual de Cruzeiro do Oeste (Peco) e os dois da Penitenciária Estadual de Londrina II

2.697 presos de regime semiaberto ganharam a liberdade temporária

(PEL 2)”, afirma Cezinando. As liberações variaram de 3 a 12 dias, de acordo com a situação de cada detento, e iniciaram entre os dias 15 e 30 de dezembro. Os presos que tiveram maior tempo de liberdade

ACIDENTE

deveriam ter retornado em 09 de janeiro. A partir desta sexta-feira (1), cada diretor de estabelecimento penal informará oficialmente os nomes dos presos foragidos à Secretaria

de Segurança Pública e ao juiz da respectiva Vara de Execução Penal para que sejam tomadas as providências. O mais comum nesses casos que é seja expedido novo mandado de prisão. O preso

que não tiver uma boa justificativa para não ter retornado à unidade no prazo definido estará sujeito a sanções, como a regressão de pena para o regime fechado, explica o diretor do Depen.

FLAGRANTE

Colisão entre moto e carro Justiça combate Jogo do Bicho em Cambará deixa entregador ferido Luiz Guilherme Bannwart

Luiz Guilherme Bannnwart

Um acidente entre um carro e uma moto deixou uma pessoa ferida na tarde de ontem, 10, em Santo Antônio da Platina. A batida foi registrada pouco depois das 16h30, na avenida Frei Guilherme Maria, e envolveu uma Honda Titan - pertencente a uma distribuidora de água mineral - e um GM Cruze. De acordo com a vítima, o entregador Diego Alves Jacob, 24, que conduzia a motocicleta sentido centro, o carro estava estacionado na mesma via, em frente a uma clínica médica, quando o motorista efetuou uma conversão que teria provocado o acidente. Já o condutor do carro, o taxista Júlio Garcia da Silva informou ter olhado no retrovisor antes de realizar a manobra, e que não teria visto o motociclista, que segundo ele, se aproximou em alta velocidade e não teve tempo de desviar do veículo ou frear a moto, que ficou com a frente destruída. O motociclista foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e encaminhado com várias escoriações ao Pronto Socorro Municipal. Segundo

Diego Jacob sofreu escoriações na perna e no tórax

os socorristas, a vítima não apresentava sinais de fratura, mas passaria por exames para

descartar qualquer suspeita. O motorista do carro não se feriu.

VANDALISMO

Adolescentes depredam e furtam escola no jardim Colorado Luiz Guilherme Bannwart

Três adolescentes foram flagrados cometendo atos de vandalismo e furto na tarde de quinta-feira, 9, na escola Ercílio Custódio, no jardim Colorado, em Santo Antônio da Platina. A ação foi flagrada por

volta das 15h30 por moradores, que acionaram a Polícia Militar. Ao perceberem a presença da polícia, três adolescentes fugiram pelos fundos da escola, mas o local foi cercado e um deles acabou detido. De acordo com a PM, o trio arrebentou a porta de um

depósito da escola e revirou o que viu pela frente. No caminho por onde os menores correram para fugir, os policiais encontraram bolas e outros objetos furtados. O adolescente apreendido foi encaminhado para a 38ª Delegacia Regional de Polícia.

Jivago França

A Polícia Militar do 2°Batalhão de Jacarezinho cumpriu na manhã de quinta-feira, (09), dezessete mandados de busca e apreensão contra suspeitos de envolvimento com o Jogo do Bicho, em vários endereços na cidade de Cambará. A operação contou com 17 viaturas e 51 PMs. Os policiais localizaram em 13 estabelecimentos maquinas eletrônicas de processamento do jogo dinheiro, cheques, entre outros objetos ligados a contravenção A contravenção é uma infração penal considerada como “crime menor” com pena de prisão simples ou multa, ou ainda ambas. O combate à contravenção tem como objetivo barrar a lavagem de dinheiro, tráfico de drogas e de armas. Locais e objetos apreendidos: Empório do Eduardo. Rua Francisco Francisca, Conj. Ignes P. Hanzé: Uma Máquina utilizada para fazer apostas do jogo do bicho; dois blocos para realizar jogo do bicho manual; vinte e um blocos de extratos de resultado jogo. Bar Dois Irmãos. Rua Genaro Resende, Centro: uma máquina utilizada para realizar jogo do bicho; R$ 236,00; uma bolsa preta; uma revista de guia de sonhos referente ao jogo do bicho. Residência do Mario Bosco. Rua Padre Osnir, Vila Santana: sete extratos de apostas realizadas; 57 comandas de apostas realizadas; um pacote de elástico; seis bobinas; uma calculadora Sharp El-1750 V; cem blocos de apostas; uma máquina utilizada para realizar jogo do bicho. Barbearia: Rua Genaro Resende, Centro: 18 bobinas de papel para impressão de resultado do jogo do bicho; um livro contendo informações sobre o jogo do bicho; três cadernos pequenos contendo anotações sobre o jogo do bicho; um recibo de aluguel manuscrito refe-

Jivago França

Parte dos objetos apreendidos na operação

rente ao ponto utilizado para o jogo do bicho; 11 papeletas com resultado de apostas feitas nas maquinas apreendidas; uma máquina utilizada para realizar jogo do bicho; uma fonte de alimentação de maquina de jogo do bicho; um envelope contendo quatro papeletas com apostas realizadas a prazo; 12 vales para realizar apostas a prazo; R$ 5.644,76 em Cheques de vários valores; RS 331,80 em moedas. Bar do “Seu Mauro”. Rua João Manoel dos Santos, Centro: uma máquina utilizada para realizar jogo do bicho; uma base de carregador de maquina de jogo do bicho; 12 bobinas de papel; uma agenda de cor preta; R$ 819,00 em moedas. Residência de Luiz Carlos. Travessa da Rua Genaro Resende, Vila Rubim: uma caderneta de resultado do jogo do bicho do dia 21/12/2013 até o dia 08/01/2014; um talão de jogo do bicho para fazer aposta manual, contendo uma aposta feita. Bar e Mercearia Santo Antônio. Av Jose Afonso, Jd Pinheiro: uma máquina utilizada para realizar jogo do bicho; R$ 87,95 em moeda; R$ 711,00 em notas; R$ 75,00 cheque; 12 extratos de Apostas Realizadas; duas notas descritas a mão com números do jogo do bicho. Açougue São Roque. Av Tsuneto Matsuba, Conj. São Jose II: R$ 256,60 em dinheiro; Talonários para realizar jogo do bicho manual; 13 unidades de

maço de cigarro. Loja de Roupas e Presentes ao lado da “Antiga Rodoviária.” Rua Major Barbosa, Centro: dois talonários de jogo do bicho manual; uma caderneta de anotações; R$ 30,00 em dinheiro. Bar Cambará. Av Brasil, Bairro Estação: uma máquina utilizada para realizar jogo do bicho; um Talonário de jogo do bicho manual; 27 extratos de Apostas Realizadas; R$ 77,10 em dinheiro; um comprovante de pagamento do jogo do bicho no valor de R$ 29,00. Vídeo locadora do Guaita e Residência. Rua Marechal Floriano, Vila Santa Rita: uma máquina utilizada para realizar jogo do bicho; um talonário de jogo do bicho manual; 96 extratos de resultado do jogo do bicho. Loja Carla Presentes. Rua Major Barbosa, Centro: uma pequena tabela(folheto) com o alfabeto manual de surdos e mudos; 16 pequenos blocos confeccionados manualmente, aparentemente em papel A4, na cor branca, contendo resultado de jogos, a princípio da loteria federal e amarelinha; R$ 1.155,00 em notas. Residência Márcio César. Rua Marechal Deodoro da Fonseca, Centro: uma máquina utilizada para realizar jogo do bicho; uma bateria para maquina de jogo do bicho; um carregador de maquina de jogo do bicho.


TRIBUNA DO VALE SĂĄbado e domingo, 11 e 12 de janeiro de 2014

ĹľĆ?ĞͲ ƉŽĚĞ ÄšĹ˝Í˜Í&#x;

tista

s erradas

blog.com) ĂŠ Tecnologisquisas Espaciais (INPE) e

arĂĄ ÂŚ CarlĂłpolis ÂŚ Conselheiro Mairink ÂŚ riaĂ­va ÂŚ Japira ÂŚ Joaquim TĂĄvora ÂŚ JundiaĂ­ ÂŚ Salto do ItararĂŠ ÂŚSantana do ItararĂŠ ÂŚ a Campos ÂŚTomazina ÂŚ Wenceslau BrĂĄz

tigos assinados nĂŁo representam cessariamente a opiniĂŁo do endo de exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.

VENDO CHĂ CARA COM CASA MISTA - 120M2, COM Ă GUA, LUZ, TELEFONE - TODA MURADA. VĂ RIAS Ă RVORES FRUTĂ?FERAS E PALMITO4000 MTS2- VALOR A COMBINAR- ACEITO CARRO. FONES 43- 3564-2769 OU 9658- 2630 (TIM)- FALAR COM IRACI - QUATIGUĂ - PR

VENDE-SE ESTERCO DE GRANJA CONTATO: (043)9606-0708 FALAR: ROMEU SĂšMULA DE RECEBIMENTO DE RENOVAĂ‡ĂƒO LICENÇA DE OPERAĂ‡ĂƒO O Sr. Johannes Bosch,torna pĂşblico que recebeu do IAP, Licença de Operação n°97700184, com validade 20/05/2014 para Suinocultura implantado na ChĂĄcara El Dorado, Estrada municipal, 4° lomba, Arapoti/Pr. SĂšMULA DE SOLICITAĂ‡ĂƒO DE RENOVAĂ‡ĂƒO LICENÇA DE OPERAĂ‡ĂƒO O Sr. Johannes Bosch,torna pĂşblico que irĂĄ requerer ao IAP, Renovação Licença de Operação para Suinocultura implantado na ChĂĄcara El Dorado, Estrada municipal, 4° lomba, Arapoti/Pr. SUMULA DE PEDIDO DE LICENÇA AMBIENTAL SIMPLIFICADA-LAS A EMPRESA VINIMAR ALIMENTOS LTDA-ME, INSCRITA NO CADASTRO NACIONAL DE PESSOA JURIDICA NÂş 75.726.000/0001-72, TORNA PUBLICO QUE REQUEREU JUNTO AO INSTITUTO AMBIENTAL DO PARANĂ -Ă?AP, A LICENÇA AMBIENTAL SIMPLIFICADA PARA A ATIVIDADE DE FABRICAĂ‡ĂƒO DE FARINHA DE MILHO, SITUADA NA AV DEPUTADO JOSÉ AFONSO NÂş 435, DISTRITO INDUSTRIAL NA CIDADE DE CAMBARĂ -PR-CEP-86.390-000. Edital de Convocação para AssemblĂŠia Geral ExtraordinĂĄria de Alteração de Endereço do Sindicato dos Trabalhadores no ComĂŠrcio Armazenador e dos Trabalhadores na Movimentação de Mercadorias em Geral de Jacarezinho/Pr. 3HOR SUHVHQWH ÂżFDP FRQYRFDGRV WRGRV RV PHPEURV GD FDWHJRULD SURÂżVVLRQDO ',)(5(1&,$'$ GRV Âł7UDEDOKDGRUHV QD 0RYLPHQWDomR GH 0HUFDGRULDVHP*HUDO´FRPYLQFXORHPSUHJDWtFLRHDYXOVRVGRVPXQLFtSLRV de: AbatiĂĄ, Arapoti, Barra do JacarĂŠ, CarlĂłpolis, Conselheiro Mairinck, Ibaiti, -DERWL-DFDUH]LQKR-DSLUD-RDTXLP7iYRUD3LQKDOmR4XDWLJXi5LEHLUmR Claro, RibeirĂŁo do Pinhal, Salto do ItararĂŠ, Santa AmĂŠlia, Santana do ,WDUDUp6HQJpV6LTXHLUD&DPSRV7RPD]LQDH:HQFHVODX%UiVWRGRVQR Estado do ParanĂĄ, para participarem da AssemblĂŠia Geral ExtraordinĂĄria, a ser realizada no dia 31/01/2014 Ă s 17:00 horas, em 1ÂŞ convocação, na 5XD$OPLUDQWH%DUURVRÂą-DFDUH]LQKRÂą3DUDQiDÂżPGHGHOLEHUDUH GLVFXWLUVREUHDDOWHUDomRGHHQGHUHoRSDUDD5XD9LGDO1HJUHLURVÂą9LOD Setti – Jacarezinho. Jacarezinho – ParanĂĄ, 10 de janeiro de 2014. Nilson Caetano de Moraes – Presidente. PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARĂ CONVĂŠNIO N Âş 003/2014 CONVĂŠNIO QUE ENTRE SI FAZEM A ASSOCIAĂ‡ĂƒO BENEFICENTE CASA DE MISERICĂ“RDIA DE CAMBARĂ , E A PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARĂ , VISANDO A PRESTAĂ‡ĂƒO DE SERVIÇOS MÉDICOHOSPITALARES. AASSOCIAĂ‡ĂƒO BENEFICENTE CASA DE MISERICĂ“RDIA DE CAMBARĂ , HQWLGDGHÂżODQWUySLFDLQVFULWDQR&13-6RERQžVLWXDGD na Rua Monsenhor JoĂŁo Belchior n Âş 1.163, Centro - CambarĂĄ - ParanĂĄ, CEP.86.390.000, neste ato representada por PAULO SÉRGIO DE MARCO LEAL, brasileiro, casado, portador do RG.5.924.069, SESP- PR, CPF.738.749.908UHJLVWURQƒQR&DGDVWUR1DFLRQDOGH(VWDEHOHFLPHQWRVGH6D~GH LQVWLWXtGRSHOD3RUWDULD6$6QƒGHGHRXWXEURGHHSHOD3RUWDULD6$6 n° 511 de 2000, doravante denominada TOMADOR e a PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARĂ , com sua Sede instalada Ă  Avenida Brasil nÂş1.082, na cidade de CambarĂĄ-Estado do ParanĂĄ, CEP.86.390.000, neste ato representado por seu Prefeito Municipal, JOĂƒO MATTAR OLIVATO, brasileiro, casado, portador do RG. 3.171.434-6 CPF. 474.967.709-49 doravante denominada CONCEDENTE, UHVROYHPÂżUPDUDFRUGRTXHVHUiUHJLGRSHODVFOiXVXODVVHJXLQWHV CLĂ USULA PRIMEIRA I - O presente convĂŞnio tem por objetivo a PRESTAĂ‡ĂƒO DE SERVIÇOS MÉDICO-HOSPITALARES, como; Internaçþes Hospitalares, Clinica MĂŠdica, todos os Leitos cadastrados pelo SUS 55 (cinqĂźenta e cinco), Equipe MĂŠdica, (TXLSH7pFQLFDGH(QIHUPDJHP6HUYLoRVGH$SRLRH$GPLQLVWUDWLYR0DWHULDLV GH 3URWHomR ,QGLYLGXDO GH XVR GH HQIHUPDJHP H VHJXUDQoD 0DWHULDLV H 0HGLFDPHQWRV,QHUHQWHVDR6HUYLoR0DWHULDLVGH+LJLHQHHOLPSH]D5RXSDULD $OLPHQWDomR&RQWDVGHĂˆJXD(QHUJLD(OpWULFDH7HOHIRQH6HUYLoRGH5DLR; na internação, SerĂĄ mantida uma reserva de 10 (dez) leitos, para atendimento de pacientes particulares e ConvĂŞnios pelos quais seja credenciada, como exames complementares e que todas as internaçþes somente serĂŁo liberadas mediante UHFHLWXiULR GR PpGLFR GR DWHQGLPHQWR GH RULJHP GHYLGDPHQWH SUHVFULWR SRU HOHLQGLFDQGRDLQWHUQDomRFOtQLFDQRVKRUiULRVGDVjVKRUDVGH VHJXQGDDVH[WDIHLUDSRUPHLRGHWUDQVIHUrQFLDVGHYHUEDVGD6(&5(7$5,$ MUNICIPAL DE SAĂšDE as quais serĂŁo efetuadas pela PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARà – PR. II – Faturamento de 25 AIHs (Autorização de Internaçþes Hospitalares SUS) mensalmente. CLAUSULA SEGUNDA Este convĂŞnio terĂĄ validade de 05 (CINCO), meses, tendo por data inicial 02 de janeiro de 2014 e tĂŠrmino em 31 de maio de 2014. CLĂ USULA TERCEIRA O repasse serĂĄ efetuado mensalmente no valor de R$ 36.000,00 (Trinta e VHLVPLOUHDLV GXUDQWHRSHUtRGRGHYLJrQFLDGRFRQYrQLRWRWDOL]DQGRXPYDORU anual de R$ 180.000,00 (Cento e oitenta mil reais). 'LVSRQLELOL]DU UHIHUrQFLDV H FRQWUDUHIHUrQFLDV GR PXQLFtSLR SDUD H[DPHV complementares de alta complexidade jĂĄ realizados, manter transporte em ambulâncias para transferĂŞncias intermunicipais, bem como quaisquer tipos de VHUYLoRVGHWUDQVSRUWHQDiUHDGHVD~GHFRPHTXLSHPXOWLGLVFLSOLQDUFRPSDWtYHO FRP D QHFHVVLGDGH GR SDFLHQWH WUDQVSRUWDGR WDQWR HP FDVR GH XUJrQFLD HPHUJrQFLDFRPRWDPEpPHPFDVRVHOHWLYRV CLAUSULA QUARTA – DOTAĂ‡ĂƒO ORÇAMENTĂ RIA – e – PRESTAĂ‡ĂƒO DE CONTAS 2VUHFXUVRVÂżQDQFHLURVVHUmRUHSDVVDGRVSHOD6(&5(7$5,$081,&,3$/'( SAĂšDE – FUNDO MUNICIPAL DE SAĂšDE - Dotação OrçamentĂĄria de n Âş. 07.00 2.10.301.1006.2012.339030000000 e 339039000000 - Fonte: 303, 1000 e 1495 PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARà – PR e estĂŁo previstos no orçamento SDUDRH[HUFtFLRGH$3UHVWDomRGH&RQWDVGHYHUiVHUUHJLVWUDGDQR6,7 junto ao Tribunal de Contas do Estado do ParanĂĄ, atĂŠ 28 de Fevereiro de 2015. CLĂ USULA QUINTA – DOS REQUISITOS LEGAIS Este ConvĂŞnio estĂĄ amparado na Lei n Âş 1.562/2013 de 20 de Dezembro de HPVHXDUWLJRž/HLQƒDUWLJRHGD5HVROXomRQƒ Resolução n° 28/2011 e Instrução Normativa n° 61/2011 do Tribunal de Contas do Estado do ParanĂĄ. ,QWHJUDPHVWHFRQYrQLRR3ODQRGH7UDEDOKRHRVGHPDLVGRFXPHQWRVH[LJLGRV SHODOHJLVODomR Por estarem justas e acertadas, as partes comprometem-se ao LQWHJUDO FXPSULPHQWR GDV FOiXVXODV RUD HVWDEHOHFLGDV H DVVLQDP R SUHVHQWH HP  WUrV  YLDV GH LJXDO WHRU H IRUPD QD SUHVHQoD GH  (duas) testemunhas. CambarĂĄ - Pr, 02 de Janeiro de 2014. PAULO SÉRGIO DE MARCO LEAL CPF: 738.749.908-00 RG: 5.924.069 SSP-PR PRESIDENTE JOĂƒO MATTAR OLIVATO PREFEITO MUNICIPAL TESTEMUNHAS 1. _______________________________ CPF: NOME: 2. _______________________________ CPF: NOME:

Atas & Editais A-7 PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARĂ CONVĂŠNIO N Âş 001/2014 CONVĂŠNIO QUE ENTRE SI FAZEM O ASILO SĂƒO VICENTE DE PAULO DE CAMBARĂ , E A PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARĂ , VISANDO TRANSFERENCIAS DE VERBAS MENSAIS REPASSADAS PELO FUNDO MUNICIPAL DE ASSISTĂŠNCIA SOCIAL VIABILIZANDO O FUNCIONAMENTO DO MESMO. O ASILO SĂƒO VICENTE DE PAULO DE CAMBARĂ atividades de Associaçþes de defesa de Direitos da Pessoa Idosa, inscrita no CNPJ. Sob RQžFRPVXD6HGHLQVWDODGDi5XD'RPLQJRV9LODQ Âş 1034, em CambarĂĄ - ParanĂĄ, CEP: 86.390.000, neste ato representada por ANTĂ”NIO CARLOS MICHELATO, brasileiro, casado, portador do RG. 404.463.0 SSP - PR, CPF: 004.547.379-04, e a PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARĂ , com sua Sede instalada Ă  Avenida Brasil nÂş. 1.082, na cidade de CambarĂĄ-Estado do ParanĂĄ, CEP.86.390.000, neste ato representado por seu Prefeito Municipal, JOĂƒO MATTAR OLIVATO GRUDYDQWHGHQRPLQDGD&21&('(17(UHVROYHPÂżUPDUDFRUGRTXHVHUi UHJLGRSHODVFOiXVXODVVHJXLQWHV CLĂ USULA PRIMEIRA O presente convĂŞnio tem por objetivo viabilizar, o desenvolvimento pleno das atividades realizadas pelo ASILO SĂƒO VICENTE DE PAULO DE CAMBARĂ por meio de transferĂŞncias de verbas do FUNDO MUNICIPAL DE ASSISTĂŠNCIA SOCIAL, as quais serĂŁo efetuadas pela Prefeitura Municipal de CambarĂĄ – Pr. CLAUSULA SEGUNDA Este convĂŞnio terĂĄ validade de 12 (doze), meses, tendo por termo LQLFLDODGDWDGHGHMDQHLURGHWpUPLQRÂżQDOGHGHGH]HPEUR de 2014. CLĂ USULA TERCEIRA O repasse serĂĄ efetuado mensalmente, de acordo com o MDSMinistĂŠrio do Desenvolvimento Social e Combate a Fome no valor de R$ 1.858,50 (Um mil oitocentos e cinquenta e oito reais e cinquenta centavos), GXUDQWH R SHUtRGR GH YLJrQFLD GR FRQYrQLR VHQGR TXH R YDORU PHQVDO nĂŁo ultrapassarĂĄ o montante, de R$ 3.000,00 (TrĂŞs mil reais), incluso o repasse n° 12/2013 para aplicação em aquisição de material de consumo, VHUYLoRVGHWHUFHLURV3HVVRD)tVLFDH3HVVRD-XUtGLFD CLAUSULA QUARTA – DOTAĂ‡ĂƒO ORÇAMENTĂ RIA – e – PRESTAĂ‡ĂƒO DE CONTAS 2VUHFXUVRVÂżQDQFHLURVVHUmRUHSDVVDGRVSHOR)XQGR0XQLFLSDOGH AssistĂŞncia Social para a Prefeitura Municipal de CambarĂĄ – Pr e estĂŁo SUHYLVWRVQRRUoDPHQWRSDUDRH[HUFtFLRGH$3UHVWDomRGH&RQWDV GRH[HUFtFLRÂżQDQFHLURDQWHULRUGHYHUiVHUSUHVWDGDDWpDGDWDGHGH fevereiro do ano subseqĂźente, junto ao Tribunal de Contas do Estado do ParanĂĄ. CLĂ USULA QUINTA – DOS REQUISITOS LEGAIS Este ConvĂŞnio estĂĄ amparado na Lei n Âş 1.562/2013 de 20 de 'H]HPEURGHHPVHXDUWLJRž/HLQƒDUWLJRHGD Resolução n° 3/2006, Resolução n° 28/2011 e Instrução Normativa n° 61/2011 do Tribunal de Contas do Estado do ParanĂĄ. ,QWHJUDPHVWH&RQYrQLRR3ODQRGH7UDEDOKRHRVGHPDLVGRFXPHQWRV H[LJLGRVSHODOHJLVODomR 3RUHVWDUHPMXVWDVHDFHUWDGDVDVSDUWHVFRPSURPHWHPVHDRLQWHJUDO cumprimento das clĂĄusulas ora estabelecidas e assinam o presente em 03 WUrV YLDVGHLJXDOWHRUHIRUPDQDSUHVHQoDGH GXDV WHVWHPXQKDV CambarĂĄ - Pr, 02 de janeiro de 2014. ANTĂ”NIO CARLOS MICHELATO CPF: 004.547.379-04 RG: 404.463.-0 SSP-PR PRESIDENTE JOĂƒO MATTAR OLIVATO PREFEITO MUNICIPAL TESTEMUNHAS 1. _______________________________ CPF: NOME: 2. _______________________________ CPF: NOME:

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARĂ CONVĂŠNIO N Âş 002/2014 CONVĂŠNIO QUE ENTRE SI FAZEM O ASILO SĂƒO VICENTE DE PAULO DE CAMBARĂ , E A PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARĂ , VISANDO TRANSFERENCIAS DE VERBAS MENSAIS REPASSADAS PELA SECRETĂ RIA DE ASSISTĂŠNCIA SOCIAL VIABILIZANDO O FUNCIONAMENTO DO MESMO. O ASILO SĂƒO VICENTE DE PAULO DE CAMBARĂ atividades de Associaçþes de defesa de Direitos da Pessoa Idosa, inscrita no CNPJ. Sob o n Âş 75.441.717/0001-78, com sua Sede instalada i 5XD 'RPLQJRV 9LOD Q ž  HP &DPEDUi  3DUDQi &(3 86.390.000, neste ato representada por ANTĂ”NIO CARLOS MICHELATO, brasileiro, casado, portador do RG. 404.463.0 SSP - PR, CPF: 004.547.379-04, e a PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARĂ , com sua Sede instalada Ă  Avenida Brasil nÂş. 1.082, na cidade de CambarĂĄ-Estado do ParanĂĄ, CEP.86.390.000, neste ato representado por seu Prefeito Municipal, JOĂƒO MATTAR OLIVATO doravante denominada CONCEDENTE, resolvem firmar acordo, que VHUiUHJLGRSHODVFOiXVXODVVHJXLQWHV CLĂ USULA PRIMEIRA O presente convĂŞnio tem por objetivo viabilizar, o desenvolvimento pleno das atividades realizadas pelo ASILO SĂƒO VICENTE DE PAULO DE CAMBARĂ por meio de transferĂŞncias de verbas do SECRETARIA DE ASSISTĂŠNCIA SOCIAL, as quais serĂŁo efetuadas pela Prefeitura Municipal de CambarĂĄ – Pr. CLAUSULA SEGUNDA Este convĂŞnio terĂĄ validade de 12 (doze), meses, tendo por termo inicial a data de 02 de janeiro de 2014 tĂŠrmino final de 31 de dezembro de 2014. CLĂ USULA TERCEIRA O repasse serĂĄ efetuado mensalmente, no valor de R$ 5.000,00 &LQFRPLOUHDLV GXUDQWHRSHUtRGRGHYLJrQFLDGRFRQYrQLRSDUD aquisição de material de consumo e serviços de terceiros Pessoa -XUtGLFD CLAUSULA QUARTA – DOTAĂ‡ĂƒO ORÇAMENTĂ RIA – e – PRESTAĂ‡ĂƒO DE CONTAS Os recursos financeiros serĂŁo repassados pela Secretaria de AssistĂŞncia Social da Prefeitura Municipal de CambarĂĄ – Pr, sob a VHJXLQWH GRWDomR RUoDPHQWiULD  HHVWmRSUHYLVWRVQRRUoDPHQWRSDUDRH[HUFtFLRGH $3UHVWDomRGH&RQWDVGRH[HUFtFLRILQDQFHLURDQWHULRUGHYHUiVHU prestada atĂŠ a data de 28 de fevereiro do ano subseqĂźente, junto ao Tribunal de Contas do Estado do ParanĂĄ. CLĂ USULA QUINTA – DOS REQUISITOS LEGAIS Este ConvĂŞnio estĂĄ amparado na Lei n Âş 1.562/2013 de 20 de 'H]HPEURGHHPVHXDUWLJRž/HLQƒDUWLJRH da Resolução n° 3/2006, Resolução n° 28/2011 e Instrução Normativa n° 61/2011 do Tribunal de Contas do Estado do ParanĂĄ. ,QWHJUDP HVWH &RQYrQLR R 3ODQR GH 7UDEDOKR H RV GHPDLV GRFXPHQWRVH[LJLGRVSHODOHJLVODomR Por estarem justas e acertadas, as partes comprometem-se ao LQWHJUDOFXPSULPHQWRGDVFOiXVXODVRUDHVWDEHOHFLGDVHDVVLQDPR SUHVHQWHHP WUrV YLDVGHLJXDOWHRUHIRUPDQDSUHVHQoDGH (duas) testemunhas. CambarĂĄ - Pr, 02 de janeiro de 2014. ANTĂ”NIO CARLOS MICHELATO CPF: 004.547.379-04 RG: 404.463.-0 SSP-PR PRESIDENTE JOĂƒO MATTAR OLIVATO PREFEITO MUNICIPAL TESTEMUNHAS 1. _______________________________ CPF: NOME: 2. _______________________________ CPF: NOME:

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARĂ CONVĂ&#x160;NIO N Âş 004/2014 CONVĂ&#x160;NIO QUE ENTRE SI FAZEM A AEESC â&#x20AC;&#x201C; ASSOCIAĂ&#x2021;Ă&#x192;O DOS ESTUDANTES DO ENSINO SUPERIOR DE CAMBARĂ , E A P RE F E I T URA MUNI CI PA L DE CA MBA RĂ , V I SA NDO TRANSFERENCIAS DE VERBAS MENSAIS REPASSADAS PARA AQUISIĂ&#x2021;Ă&#x192;O DE COMBUSTĂ?VEIS VIABILIZANDO ASSIM O FUNCIONAMENTO DA MESMA. A AEESC â&#x20AC;&#x201C; ASSOCIAĂ&#x2021;Ă&#x192;O DOS ESTUDANTES DO ENSINO 683(5,25 '( &$0%$5Ă&#x2C6; SHVVRD MXUtGLFD GH GLUHLWR SULYDGR VHP ÂżQV OXFUDWLYRV GHQRPLQDGR 720$'25 LQVFULWD QR &13- 6RE R Q Â&#x17E; 07.220.474/0001-98, com sua Sede instalada ĂĄ Rua Major Barbosa n° 755, sala 1 Centro na cidade de CambarĂĄ - ParanĂĄ, CEP.86.390.000, neste ato representada por ALINE DA FONSECA brasileira, casada, estudante, portadora do RG.10.982.383-0 SESP - PR, CPF.090.406.069-19, e a PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARĂ , com sua Sede instalada Ă  Avenida Brasil nÂş1.082, na cidade de CambarĂĄEstado do ParanĂĄ, CEP.86.390.000, neste ato representado por seu Prefeito Municipal, JOĂ&#x192;O MATTAR OLIVATO doravante denominada &21&('(17(UHVROYHPÂżUPDUDFRUGRTXHVHUiUHJLGRSHODVFOiXVXODV VHJXLQWHV CLĂ USULA PRIMEIRA O presente convĂŞnio tem por objetivo viabilizar, o desenvolvimento pleno das atividades realizadas pela AEESC â&#x20AC;&#x201C; ASSOCIAĂ&#x2021;Ă&#x192;O DOS ESTUDANTES DO ENSINO SUPERIOR DE CAMBARĂ por meio de transferĂŞncias de verbas provenientes da PRFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARĂ â&#x20AC;&#x201C;PR. CLAUSULA SEGUNDA Este convĂŞnio terĂĄ validade de 12 (doze), meses, tendo por termo LQLFLDODGDWDGHGH-DQHLURGHWpUPLQRÂżQDOGHGH'H]HPEUR de 2014. CLĂ USULA TERCEIRA O repasse serĂĄ efetuado mensalmente, de acordo com o PLANO DE 75$%$/+2QRYDORUGH5 'H]PLOUHDLV GXUDQWHRSHUtRGR GHYLJrQFLDGRFRQYrQLRVHQGRTXHRYDORUPHQVDOQmRXOWUDSDVVDUiR montante, de R$ 10.000,00 ( Dez mil reais ), para aplicação em aquisição GHPDWHULDOGHFRQVXPRÂą&RPEXVWtYHLV CLAUSULA QUARTA â&#x20AC;&#x201C; DOTAĂ&#x2021;Ă&#x192;O ORĂ&#x2021;AMENTĂ RIA â&#x20AC;&#x201C; e â&#x20AC;&#x201C; PRESTAĂ&#x2021;Ă&#x192;O DE CONTAS 2VUHFXUVRVÂżQDQFHLURVVHUmRUHSDVVDGRVSHOD3UHIHLWXUD0XQLFLSDO de CambarĂĄ â&#x20AC;&#x201C; Pr, atravĂŠs de Recursos Livres e estĂŁo previstos no RUoDPHQWRSDUDRH[HUFtFLRGHVREGRWDomRRUoDPHQWiULD 1.12.364.2010.2105.339030000000 A Prestação de Contas do referido FRQYrQLR GHYHUi VHU SUHVWDGD QR ÂżQDO GD YLJrQFLD GHVWH QR SUD]R mĂĄximo de 60 dias junto ao SIT do Tribunal de Contas do Estado do ParanĂĄ. CLĂ USULA QUINTA â&#x20AC;&#x201C; DOS REQUISITOS LEGAIS Este ConvĂŞnio estĂĄ amparado na Lei n Âş 1.562/2013 de 20 de 'H]HPEURGHHPVHXDUWLJRÂ&#x17E;/HLQÂ&#x192;DUWLJRHGD Resolução n° 3/2006, Resolução n° 28/2011 e Instrução Normativa n° 61/2011 do Tribunal de Contas do Estado do ParanĂĄ. ,QWHJUDPHVWHFRQYrQLRR3ODQRGH7UDEDOKRHRVGHPDLVGRFXPHQWRV H[LJLGRVSHODOHJLVODomR Por estarem justas e acertadas, as partes comprometem-se ao LQWHJUDO FXPSULPHQWR GDV FOiXVXODV RUD HVWDEHOHFLGDV H DVVLQDP R SUHVHQWHHP WUrV YLDVGHLJXDOWHRUHIRUPDQDSUHVHQoDGH (duas) testemunhas. CambarĂĄ - Pr, 02 de Janeiro de 2013. ALINE DA FONSECA RG.10.982.383-0 CPF.090.406.069-19 PRESIDENTE JOĂ&#x192;O MATTAR OLIVATO PREFEITO MUNICIPAL TESTEMUNHAS 1. _______________________________ CPF: NOME: 2. _______________________________ CPF: NOME: PREFEITURA MUNICIPAL DE ABATIĂ ERRATA Na publicação do Extrato dos Contratos nÂş 73/2013 e 74/2013, no -RUQDO7ULEXQDGR9DOH(GLomRQÂ&#x17E;SiJLQD$GRGLDGHMDQHLUR de 2014, onde se lĂŞ: VIGĂ&#x160;NCIA: 23/12/2013 A 23/12/2014, LEIA-SE: VIGĂ&#x160;NCIA: 01/01/2014 A 31/12/2014. 0DULDGH/RXUGHV)HUUD]<DPDJDPL Prefeita Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE ABATIĂ EXTRATO DO CONTRATO NÂş 01/2014. PREGĂ&#x192;O PRESENCIAL NÂş 040/2013. &2175$7$17(0XQLFtSLRGH$EDWLiÂą35 &2175$7$'2 352923$5 Âą $omR 6RFLDO Âą 3URJUDPD GR Voluntariado Paranaense â&#x20AC;&#x201C; Unidade de AbatiĂĄ. 2%-(72)RUQHFLPHQWRGH3DHV)UDQFHV$VVDGRVSDUDRH[HUFtFLR de 2014. VALOR: R$ 101.592,90 (cento e um mil quinhentos e noventa e dois reais e noventa centavos). VIGĂ&#x160;NCIA: 07/01/2014 a 31/12/2014. (;75$72'2&2175$721Â&#x17E; PREGĂ&#x192;O PRESENCIAL NÂş 042/2013. &2175$7$17(0XQLFtSLRGH$EDWLiÂą35 CONTRATADO: Produtos LĂĄcteos Nova Aurora Ltda 2%-(72)RUQHFLPHQWRGHOHLWHSDVWHXUL]DGRLQWHJUDO VALOR: R$ 23.674,00 (vinte e trĂŞs mil seiscentos e setenta e quatro reais). VIGĂ&#x160;NCIA: 08/01/2014 a 31/12/2014.

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARĂ&#x2030; Portaria nÂş001/2014, de 10 de janeiro de 2014. SUMULA: DispĂľe sobre composição de comissĂŁo especial SDUDWHVWHVHOHWLYRGHHVWDJLiULRVGRVHWRUGHHGXFDomR O Prefeito Municipal de Barra do JacarĂŠ, no uso de suas atribuiçþes, e considerando a necessidade de estabelecer as competĂŞncias dos entes responsĂĄveis pela elaboração do teste VHOHWLYR SDUD HVWDJLiULRV GR 0XQLFtSLR GH %DUUD GR -DFDUp LQVWLWXtGRSHOD/HLQÂ&#x17E;GHGHQRYHPEURGH RESOLVE: $UWÂ&#x17E;&RPSRUD&RPLVVmR(VSHFLDOSDUDRUJDQL]DomRGR 7HVWH6HOHWLYRSDUDFRQWUDWDomRGH(VWDJLiULRV $UWÂ&#x17E;  $ &RPLVVmR VHUi FRQVWLWXtGD SHOD 6HFUHWiULD Municipal de Educação, a quem caberĂĄ a coordenação, e um VHUYLGRUS~EOLFRHIHWLYRGRPXQLFtSLRQRWDGDPHQWHSURIHVVRUHV H VHUYLGRUHV FXMD D IRUPDomR VHMD FRPSDWtYHO FRP R FXUVR IUHTXHQWDGRSHORHVWDJLiULRTXHVHSUHWHQGDFRQWUDWDU , Âą 3URIHVVRU FRP IRUPDomR HP 3HGDJRJLD (QVLQR Fundamental : Leidiane Paula Dini Gaioto Calixto e Neuza Aparecida Pereira Dutra. II â&#x20AC;&#x201C; Professor com formação em Educação Infantil: Diva Pineiro da Silva Rizera e Elza Aparecida Pereira dos Santos. $UWÂ&#x17E;$&RPLVVmRWHPDVVHJXLQWHVDWULEXLo}HV I â&#x20AC;&#x201C; Elaborar o edital do teste seletivo; II â&#x20AC;&#x201C; Coordenar as inscriçþes; III â&#x20AC;&#x201C; Coordenar os editais; IV â&#x20AC;&#x201C; Coordenar a aplicação e correção das provas objetivas; V â&#x20AC;&#x201C; Coordenar fixação de resultados; VI â&#x20AC;&#x201C; Coordenar a anĂĄlise de recursos; VII â&#x20AC;&#x201C; Coordenar a fixação de editais definitivos de resultados. $UWÂ&#x17E; (VWD 3RUWDULD HQWUD HP YLJRU QD GDWD GH VXD publicação. Prefeitura Municipal de Barra do JacarĂŠ, 10 de janeiro de 2014. Edimar de Freitas Alboneti Prefeito Municipal


A-8 Especial

Sábado e domingo, 11 e 12 de janeiro de 2014

TRIBUNA DO VALE

Sanepar atua em seis cidades para evitar desabastecimento

ÁGUA Santana do Itararé, Salto do Itararé, Guapirama, Vila Rural de Jundiaí do Sul, Wenceslau Braz e Siqueira Campos são os municípios com maior problema de abastecimento de água Gladys Santoro

Altas temperaturas e pouco volume de chuva somados a um fluxo maior de pessoas por causa das festas de final de ano e férias de janeiro estão fazendo a Sanepar – Unidade de Santo Antônio da Platina que atende 19 municípios da região, a voltar maior atenção aos municípios de Santana do Itararé, Salto do Itararé, Guapirama, Vila Rural de Jundiaí do Sul, Siqueira Campos e Wenceslau Braz. As seis cidades apresentam problemas de abastecimento uniforme, e para que parte da população não fique sem água ou que seja necessário apelar para o racionamento, a Sanepar está trabalhando em cada uma delas, conforme as dificuldades apresentadas. Em Santana e Salto do Itararé, por exemplo, a empresa precisou separar as cidades por setores, ou seja, realizou uma delimitação de zona de abastecimento, com instalações de registros e interligações de redes. Segundo o gerente regional da Sanepar, Gandy Ney de Camargo, dessa forma a distribuição de água, em locais baixos e altos, fica igualada. “As temperaturas estão altas demais e fazem com que as pessoas utilizem mais água. Além do mais, o volume de chuva está baixo, o que impede que os reservatórios

Antônio de Picolli

se mantenham cheios”, disse. Em Salto do Itararé foi preciso perfurar um novo poço, que ainda está em fase de testes. Já em Guapirama, foram perfurados três poços, mas apenas um está reforçando o abastecimento. “A água dos outros dois não tinha qualidade. Quando isso acontece, não podemos utilizá-los”, explicou. Em Siqueira Campos o problema de desabastecimento é antigo e segundo o gerente regional, além da abertura de poços, também há outras obras em andamento. “Estamos construindo mais dois reservatórios e aumentando o diâmetro dos encanamentos da rede para favorecer um maior fluxo de água. Essas obras estão em fase de conclusão”, disse. Em alguns locais, a Sanepar ainda se utiliza de caminhão pipa para encher os reservatórios. “É uma forma de manter o abastecimento e de ganhar tempo para a realização de obras mais complexas para solucionar problemas crônicos”, explicou. Dicas para o uso racional da água Além dos problemas que esses municípios já enfrentam, há também a questão do uso racional da água, independente se a cidade tem ou não dificuldades com o abastecimento. A Sanepar está divulgando

San par

Nesta época do ano, é preciso evitar lavar calçadas, carros e quintais

dicas para a população economizar água. “É preciso utilizar o produto de forma racional e consciente O que sobra para alguns pode faltar para outros”, alertou o gerente. Torneiras - Elas não precisam ficar abertas enquanto você ensaboa as mãos, faz a barba, escova os dentes, lava roupas e louças. Feche as torneiras e volte a abrir apenas na

hora de enxaguar. Vasos sanitários - Diminua as descargas. Regule periodicamente a válvula hidra ou a caixa de descarga. Nunca jogue cigarros, absorventes ou papéis dentro do vaso. Além de favorecer o entupimento das redes, serão necessárias mais descargas. Chuveiros -Diminua o fluxo de água do chuveiro. Você pode mantê-lo fechado

enquanto se ensaboa. Lavadora de roupa- Sempre que possível, reutilize a água da máquina de lavar roupa para limpar o quintal, calçadas e pisos ou para lavar tapetes, tênis e panos de chão. Reaproveite a água do último enxágue. E mais -Quando for viajar, desligue o registro do cavalete de entrada de água, para evitar qualquer desperdício durante a

ausência. Evite lavar calçadas e carros e irrigar os jardins várias vezes por semana. Jamais use a água da mangueira para “varrer” a sujeira. Antes de lavar a calçada, use vassoura. O carro pode ser lavado com o uso de baldes, e não a mangueira. Fique atento! Os maiores ladrões de água são vazamentos, torneira pingando e descarga desregulada. Faça manutenção regularmente.

ECONOMIA

Tomate fica fora das dez maiores altas dos alimentos em 2013 Antônio de Picolli

Tomate foi o vilão dos preços no ano passado Agência Estado

Vilão da inflação no começo do ano passado, quando acumulou alta de 51,6% até fevereiro e virou piada, o tomate ficou fora das dez maiores altas dos alimentos em 2013. Passou perto: o tomate subiu 14,74% em 2013 e ficou com o 11º lugar, atrás do pão francês. Comer e beber ficou mais caro em 2013, principalmente fora de casa. A alta do grupo Alimentação e Bebidas foi o principal destaque no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), com elevação de 8,48% e impacto de 2,03 pontos porcentuais no índice geral, que ficou em 5,91% em 2013, ante 5,84% em 2012. Do lanche ao cafezinho, comer e beber em locais como

restaurantes, bares, padarias e lanchonetes ficou em média 10,07% mais caro em 2013, acima do índice de 9,51% registrado em 2012. Somente para os alimentos e bebidas consumidos em casa, a alta foi menor, de 7,64% em 2013 contra 10,04% em 2012. O chá, a farinha de trigo, a farinha de mandioca, a batata inglesa e o feijão-preto são os cinco itens que mais subiram em 2013. Fora de casa. “A refeição em restaurantes agrega o aumento dos alimentos”, afirmou a coordenadora de Índices de Preços do IBGE, Eulina Nunes dos Santos. Segundo ela, os preços também são pressionados pelo aumento da demanda por comida fora de casa. Já no preço dos alimentos, eventos climáticos em diversos

países explicam a alta de 2013, mesmo em ano de supersafra, afirmou Eulina. Com quebras de safras de commodities internacionais, os preços sobem mesmo no mercado interno. “Apesar da safra ter sido maior em quantidade, os alimentos vêm, nos últimos anos, subindo de forma sistemática. Os preços vêm sofrendo alterações por causa do clima”, disse Eulina, citando as recentes chuvas no Espírito Santo, e secas nos EUA, na Argentina e na Rússia. Em 10 anos. No acumulado de 10 anos, a alimentação fora de casa subiu bem mais que a alimentação dentro de casa, segundo o IBGE. Nesse período, os preços da alimentação fora de casa avançaram 133,71%, pelo IPCA. Já a alimentação no domicílio subiu 78,70%.

INTERIOR

R$ 1 bil


Pdf2547  

TRIBUNA DO VALE - EDIÇÃO Nº 2547

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you