Page 1

Quarta-feira 330 180

27 DE NOVEMBRO DE 2013

ANO XVII - N0 2524 R$ 1,00

DIRETOR: BENEDITO FRANCISQUINI

www.tribunadovale.com.br

SANTO ANTÔNIO DA PLATINA

Criança de dois anos desaparece de casa e mãe cai em contradição Antônio de Picolli

JUSTIÇA

Novo leilão da Casquel termina sem compradores O leilão realizado na manhã de ont e m à s 9 h or a s n a sede da Associação Comercial e Industrial de Jacarezinho (Acija),terminou s em ar remate p ara a compra da Usina de Açúcar e Álcool Casquel, localizada em Cambará e av a l i a da em R$ 80 milhões. Esta foi a quarta tentativa para vender a empresa desde o anúncio da falência em 2010. Polícia Federal investiga fraude em leilões anteriores. f

PÁG. A4

HOMICÍDIO

Mulher mata companheiro a facada em Quatiguá f

PÁG. A5

B. DO JACARÉ

Edão diz que jamais deixou de realizar sepultamentos f

PÁG. A4

A mãe do garoto, Graciele Marcolino, aguarda na entrada da propriedade onde mora a ação de cão farejador que procura pistas do paradeiro de seu filho

O desaparecimento de uma criança de dois anos e dez meses em uma propriedade rural à margem da PR092 em Santo Antônio da Platina, está sendo investigado pela Polícia Civil. O sumiço foi percebido por volta das 11 horas da manhã de segunda-feira, 25, quando o pai da criança, o caseiro Amarildo Soares, 34, chegou para almoçar e não encontrou o filho na casa da família. Equipes do Corpo de Bombeiros, da Polícia Civil iniciaram as buscas pouco depois do registro do desaparecimento, mas a criança não foi encontrada. Na manhã de ontem, 26, o delegado Tristão Borborema de Carvalho ouviu os pais do garoto Cristiano Soares na 38ª Delegacia Regional de Polícia, e em seguida foi até a casa da família, em um sítio no quilômetro 332 da PR-092, entre Santo Antônio da Platina e Joaquim Távora, onde a criança estava quando desapareceu. Um cão farejador do 5º Batalhão da Polícia Militar, sediado em Londrina foi usado nos trabalhos da polícia no segundo dia de buscas, mas sem sucesso. Em depoimento, a mãe da criança caiu em contradição. f

RUAS DA CIDADE

CAMBARÁ

PÁG. A5 Carlos Roberto Francisquini

Obras desrespeitam pedestres Homem ameaça saltar de torre de telefonia Antônio de Picolli

Construções e reformas já fazem parte do cenário cotidiano de Santo Antônio da Platina. Em um ponto, essas obras podem significar crescimento, desenvolvimento da cidade e até melhoria do poder aquisitivo dos moradores, porém, poucas obedecem as normas municipais para a realização dos serviços. O mais comum é encontrar pilhas de tijolos, areia, terra nas calçadas e entulhos no meio-fio. Com isso, os pedestres perdem espaço das calçadas e são obrigados a caminhar em plena rua, correndo sérios riscos de atropelamento. f

PÁG. A8

Uma tentativa de suicídio na tarde de segunda-feira, 25, mobilizou equipes do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Guarda Municipal p or mais de cinco horas em Cambará. Um homem subiu em uma torre de telefonia no centro da cidade e, bastante alterado, a mais de 40 metros de altura, dizia insistentemente que iria saltar. Convencido a desistir, o homem desistiu de saltar, sendo atendido por uma equipe médica. f

PÁG. A5

Francisco Salvino ameaça saltar de torre e mobilizou PM e Corpo de Bombeiros


Pdf2524  

TRIBUNA DO VALE - EDIÇÃO Nº 2524

Advertisement