Issuu on Google+

cmyb

Sabado e Domingo 220 100

DIRETOR: BENEDITO FRANCISQUINI

15 E 16 JUNHO DE 2013

ANO XVII - N0 2411 R$ 1,00

www.tribunadovale.com.br

S.A.PLATINA

Presos três integrantes de quadrilha acusada de assaltos

Luiz Guilherme Brandani

A Polícia Militar prendeu ontem, 14, em Santo Antônio da Platina, três integrantes da quadrilha acusada de ter cometido dois assaltos na noite de terça-feira: Jhonatan Henrique Alfredo Domingues, o Johnny, Wellington Rodrigo da Silva, o Neguinho do Osso, e Diego Aparecido Matias. Um quarto integrante da quadrilha, José Henrique da Silva, o Budinha, morador de Andirá, também está preso. Ele se apresentou no início da manhã de ontem no complexo penal de Piraquara, onde cumpre pena por tráfico de drogas junto com Wellington Rodrigo da Silva. Os assaltos foram praticados na noite de terça-feira com intervalo de 20 minutos entre um e outro. O primeiro aconteceu no Distrito Monte Real e o segundo na rua Frei Cassimiro, onde uma família foi feita refém e passou por momentos de grande tensão.  PÁG. A6

S.A.PLATINA

Sindicato quer lei para funcionamento dos mercados  PÁG. A5

PEC-37

André Vargas se reúne com Sindicato da Polícia  PÁG. A3

Jhonatan Henrique Alfredo Domingues é um dos acusados de integrar quadrilha de assaltantes

QUATIGUÁ

Casas são entregues sem água e esgoto

Maurício Reale

PAM

Carlópolis recebe R$ 350 mil para obras

O governador Beto Richa liberou R$ 350 mil para Carlópolis através Há mais de três meses, 57 casas do conjunto ha- do Plano de Apoio ao Desenvolvibitacional Nair Bueno em Quatiguá (Minha Casa mento dos Municípios (PAM). Em Minha Vida) foi entregue aos moradores, porém, audiência pública com representan40 residências ainda estão sem ligações de água e esgoto. Tomar banho, lavar roupas, cozinhar e ir ao banheiro se tornou um problema para os moradores, que precisam improvisar.  PÁG. A5

tes da população, dos poderes executivo e legislativo, ficou decidido aplicar a verba na pavimentação pública e na construção de velório municipal.  PÁG. A4

cyan magenta yellow black


A-2 Opinião

TRIBUNA DO VALE

O Brasil é o segundo maior exportador de produtos agrícolas do mundo, atrás somente dos Estados Unidos” Marina Dall Anese

Sabado e domingo, 15 e 16 de junho de 2013

Em vez de lutarem pelas suas ideias, esses militantes fogem e abrem uma porta ou lado”

A RTIGO

E DITORIAL

Para que servem os partidos O Congresso Nacional deverá ocupar-se, nas próximas semanas, com a discussão do projeto de lei que dificulta a criação de novos partidos, tido como instrumento da base aliada do governo para favorecer a reeleição da presidente Dilma Rousseff. O cenário está preparado para uma casuística batalha política. Mas os parlamentares e a sociedade deveriam estar mais preocupados com a vida orgânica dos partidos já existentes do que com a possível criação de novos partidos ou, ainda, a sua influência sobre as próximas eleições. Banidos no regime autoritário – que concedeu apenas o bipartidarismo complacente – e ressurgidos na redemocratização, atualmente, os partidos brasileiros nada mais são do que cartórios dedicados ao registro de HORÁRIO DE FECHAMENTO

22:10

candidaturas – exigência da lei eleitoral, que não admite candidato sem partido – e balcões de negócios para o nefasto processo de constituição das bases de sustentação aos governos. Seus votos nas casas legislativas não atendem ao clamor dos eleitores e da sociedade, mas aos interesses de seus próprios integrantes, premiados com cargos e outras benesses da administração pública. Quem pensa em ideologia ou compromissos com o eleitor, se decepciona ao conhecer a atividade político-partidária. Diferente das grandes democracias, onde o militante passa a vida toda dentro de um só partido, no Brasil o que regula o setor são os interesses. É comum facções ou lideranças de um partido “racharem” com a direção e, não tendo condições ou cora-

gem de enfrentá-la, partirem para a montagem de um novo partido. Em vez de lutarem pelas suas ideias, esses militantes fogem e abrem uma porta ou lado. Isso enfraquece as agremiações que, pela própria natureza, deveriam comportar o debate que, ao final, pode trazer as luzes e a sua contribuição para a solução dos problemas da comunidade. Como o que move a classe é o interesse próprio, as próximas eleições ou os cargos trocados por votos, é mais fácil, em vez de lutar, montar uma nova sigla, mesmo que nanica. Os congressistas não deveriam se preocupar com a formação de novos partidos. O crucial está na forma de manutenção dos partidos. Como hoje é feito, destinando-lhes verbas do Fundo Partidário, horário de rádio

C HARGE

Antonio Luiz Rios*

e TV e outros recursos públicos, fica muito fácil e até conveniente criar um novo partido. Tanto que já temos 30 registrados, a maioria deles sem qualquer expressão, mas recebendo a ajuda oficial. O ideal seria que as agremiações vivessem por conta própria, sustentadas pela contribuição dos seus filiados que, pagando mensalidade ou anuidade, certamente se interessariam pelo seu correto funcionamento. As verbas públicas deveriam ser reservadas para a realização das eleições, inclusive o financiamento das campanhas. Mas nunca para sustentar administrativamente os partidos, pois, mesmo recebendo recursos, eles praticamente não existem como agremiação de representatividade popular.

chargeonline.com.br

NESTA EDIÇÃO TEM

22 PÁGINAS CADERNO PRINCIPAL - OPINIÃO - POLÍTICA - GERAL - CIDADES - COTIDIANO - ESPORTES - AGRONEGÓCIO

Editorial

A 01 - 08 A 02 A 03 A 04 A 05 A 06 A 07 A 08

PREVISÃO PARA HOJE

22º 10º

SANTO ANTÔNIO DA PLATINA

O novo capítulo do livro didático

Em 9 de agosto de 2013, quando estiver plenamente concluído o processo de inscrição, no Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), das obras para o Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) para o ano letivo de 2015, o Brasil começará a escrever um novo e importante capítulo na história desse projeto e nas metas relativas à democratização do conhecimento e à melhoria da qualidade do ensino. Refiro-me ao fato de, pela primeira vez, as editoras poderem apresentar obras multimídia, que contemplem o livro impresso e o digital. Esse é um significativo avanço, pois também representa a inclusão digital de milhões de alunos das escolas públicas, muitos deles ainda distantes dos tablets e computadores, equipamentos nos quais podem ser lidos os e-books. A novidade beneficia igualmente os professores, considerando que eles também recebem as obras. Esse avanço da educação brasileira representa um desafio para o mercado editorial, que tem a responsabilidade de responder à altura às mudanças positivas introduzidas pelo poder público. A versão digital, segundo o Ministério da Educação, deverá ter o mesmo conteúdo do material impresso e incluir objetos educacionais digitais, como vídeos, animações, simuladores, imagens, jogos e textos, dentre outros recursos capazes de auxiliar na aprendizagem. Embora o regulamento do PNLD 2015 ainda permita a apresentação de obras somente na versão impressa, de maneira a viabilizar a participação das editoras que ainda não dominam as novas tecnologias, é muito desejável que as empresas aproveitem da maneira mais ampla possível essa oportunidade de modernização e ampliação das mídias à disposição dos alunos brasileiros. Mais do que uma alternativa comercial, esse avanço deve ser visto sob a perspectiva de um novo patamar de qualidade do ensino nacional, objetivo a ser cada vez mais compartilhado pela sociedade. Afinal, estamos falando de uma previsão inicial de aquisição de aproximadamente 80 milhões de exemplares, para atender a mais de 7 milhões de alunos, de 20 mil escolas do Ensino Médio em todo o Brasil. É um contingente expressivo de jovens que poderão ganhar um novo e eficaz canal de aprendizado. É bom para eles e para o País! Acompanhando a introdução do e-book, há outra novidade interessante no PNLD 2015. Trata-se da inclusão dos livros de arte, além dos componentes curriculares já atendidos na última edição do programa relativo ao Ensino Médio: Português, Matemática, Geografia, História, Física, Química, Biologia, Inglês, Espanhol, Filosofia e Sociologia.É pertinente iniciar a trajetória do e-book no Ensino Médio, cujos alunos, a maioria adolescentes, já têm mais familiaridade com as linguagens digitais, para, depois, ir se disseminando nas demais faixas de idade. O PNLD é executado em ciclos trienais alternados. Desse modo, a cada ano são adquiridos e distribuídos livros para todos os alunos de um segmento, que pode ser os anos iniciais ou finais do Ensino Fundamental ou o Ensino Médio. Paulatinamente, nosso país caminha no sentido de estabelecer novos referenciais de aprendizado para os estudantes das escolas públicas. *Antonio Luiz Rios, economista, é o Diretor-superintendente da Editora FTD.

A RTIGO Marina Dall Anese*

Os impactos das mudanças climáticas na economia brasileira As mudanças climáticas já impactam de diferentes formas todos os países d o mu nd o, p ois c aus am a lteraçõ es no reg ime de chuvas, no uso dos solos e na d isp on ibi l i d a d e d e alimentos. No Brasil, as características da economia fazem com que seja um exercício imediato traçar um paralelo entre as consequências ambientais, sociais e econômicas d o a qu e c i m e nt o g l o b a l , uma vez que nossa matriz energética é diretamente dependente da disponibilidade de recursos hídricos e disso depende toda a produção econômica agrícola e industrial. C erca de 45% da matriz energética brasileira é renovável, ou seja, com-

posta por processos que n ã o e nv o l v e m o u s o d e matéria-prima não renovável, como os combustíveis fósseis. Em países desenvolvidos, a proporção média da matriz energética renovável é de 13%, o que faz do Brasil o país com a matriz energética das mais renováveis do mundo. No ent anto, em um cenár io de alterações climáticas, esses números nos colocam como um dos países mais vulneráveis, com impacto direto nos setores industrial e agropecuário - maiores consumidores de energia no Brasil. O investimento necess ár i o p ar a a ge r a ç ã o d e energia através de usinas hidrelétricas é menor do q u e o i nv e s t i m e n t o e m

TRIBUNA DO VALE

O Diário da nossa região - Fundado em agosto de 1995 Editora Jornal Tribuna do Vale LTDA CNPJ 01.037.108/0001-11 Matriz: Rua Tiradentes 425, Centro Santo Antônio da Platina, PR Fone/Fax: 43 3534 . 4114

Diretor Responsável Benedito Francisquini - MTB 262/PR tribunadovale@tribunadovale.com.br tribunadovale@uol.com.br

usinas eólicas ou solares, podendo esse valor chegar a um terço em relação às demais possibilidades. O setor agropecuário representa mais de 22% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, ao mesmo tempo em que se destaca pela vulnerabilidade às consequências do aquecimento global, uma vez que nossas culturas estão localizadas em regiões com temperaturas elevadas - que deverão aumentar ainda mais - reduzindo a produtividade e a renda agrícola e, consequentemente, impactando negativamente no desenvolvimento econômico do país. Estima-se também o aumento dos níveis de pobreza, migrações, alteração da geografia das cultivos

no país - com migração de regiões tradicionais para novos centros - e, potenc i a l me nte, el e v a ç ã o d o s preços dos itens básicos da alimentação. O Brasi l é o s egundo maior exportador de produtos agrícolas do mundo, atrás somente dos Estados Un i d o s , p o r t a nt o, a l t e rações na produtividade bras i leira ir ão imp ac t ar o preço e o suprimento de alimentos ao redor do mundo. Internamente, a s a lte r a ç õ e s cl i m át i c a s trarão impactos a toda a cadeia relacionada à produção agropecuária. Estima-se que as perdas atuais no setor agrícola devido às mudanças climáticas já estejam em R$ 5 bilhões por ano, cerca de 1% do PIB

Representação: MERCONET Representação de Veículos de Comunicação LTDA Rua Dep. Atílio de A. Barbosa, 76 conj. 03 - Boa Vista - Curitiba PR Fone: 41-3079-4666 ¦ Fax: 41-3079-3633 Vendas Assinatura Anual R$ 200,00 Semestral R$ 100,00

Impressão e Fotolito: Editora Jornal Tribuna do Vale Fone/Fax : 43 3534 . 4114

Agrícola nacional, e deverá atingir R$ 7,5 bilhões ao ano já em 2020. Diversos investimentos têm sido realizados com o o bj e t i v o d e au m e nt a r a produtividade agrícola e p o d e m e v it ar mai ore s perdas futuras. Estes estão relacionados ao desenvolvimento e aplicação de novas tecnologias ou técnicas de plantio - como o plantio direto, em que h á m e n or re v o l v i m e nt o do solo, menor demanda p or fer t i lizantes, menor emissão de gases de efeito estufa,e assim por diante. Além disso, é menos intensiva em capital, podendo promover a distribuição de renda e produção apenas pela capacitação e investimentos menores.

Em um cenário majoritariamente de monocultura, como a soja, a cana-de-açúcar, feijão, café entre outros, a retomada do cultivo de produtos tradicionais e a capacitação por meio de técnicas produtivas com baixo impacto re l at i v o a o au m e nt o d a produtividade, são exemplos de ações que visam a adaptação às alterações climáticas previstas, buscando o melhor cenário para reduzir os impactos que o aquecimento global poderá causar, tanto econômicos quanto sociais. Marina Dall Anese, gestora ambiental pela USP, analista de negócios da www.neutralilzecarbono.com.br e consultora da www.greendomus.com.br

Circulação: Abatiá ¦ Andirá ¦ Arapoti ¦ Bandeirantes ¦ Barra do Jacaré ¦Cambará ¦ Carlópolis ¦ Conselheiro Mairink ¦ Figueira¦Guapirama ¦ Ibaiti ¦ Itambaracá ¦ Jaboti ¦ Jacarezinho Jaguariaíva ¦ Japira ¦ Joaquim Távora ¦ Jundiaí do Sul ¦ Pinhalão ¦ Quatiguá ¦ Ribeirão Claro ¦ Ribeirão do Pinhal ¦ Salto do Itararé ¦Santana do Itararé ¦ Santo Antônio da Platina ¦ São José da Boa Vista ¦ Sengés ¦ Siqueira Campos ¦Tomazina ¦ Wenceslau Bráz

Filiado a Associação dos Jornais Diário do Interior do Paraná

* Os artigos assinados não representam necessariamente a opinião do jornal, sendo de exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.


Política A-3

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 15 e 16 de junho de 2013

A RTIGO Giselle Gomes Bezerra

O pedido de acesso à informação pública e o município No último dia 16 de maio, a Lei de Acesso à Informação Pública – Lei Federal nº 12.527/11 – completou seu primeiro ano de vida. Nesse curto espaço de tempo, essa lei já provocou profundas transformações na gestão documental pública, instrumentalizando o acesso às informações públicas tanto ao ampliar o conteúdo do portal – o que chamamos “transparência ativa” –, quanto ao promover o direito dos cidadãos de ter acesso aos documentos públicos – atividade conhecida como “transparência passiva”. Os avanços obtidos com a implementação da Lei de Acesso à Informação Pública no Brasil são notórios, principalmente se atentarmos para a grande quantidade de municípios do Brasil – mais de 5.500 –, e a enorme variação populacional entre eles. O município de São Paulo, por exemplo, contava com 11.253.503 habitantes segundo o Censo Demográfico do IBGE de 2010; enquanto que Borá, município também localizado no Estado de São Paulo, contava, na mesma época, com apenas 805 habitantes. E o tamanho da população é extremamente relevante para a implementação da Lei de Acesso à Informação em âmbito municipal. Isso porque a própria lei exime municípios com menos de 10 mil habitantes da prática da “transparência ativa”, observadas as disposições contidas na Lei de Transparência – Lei Complementar nº 131/09 –, cujo último dispositivo entrou em vigor no dia 27 de maio. Já o dever de fornecer informações públicas solicitadas por meio de pedidos protocolados na administração – a “transparência passiva” – é obrigatório a todos os municípios brasileiros, tenham eles mais ou menos de 10 mil habitantes. Portanto, qualquer pessoa – física, jurídica, nacional ou estrangeira – tem o direito de ter seu pedido recebido pela Administração Pública Municipal por qualquer meio – físico, telefônico ou virtual – e vê-lo apreciado num prazo máximo de 20 dias, prorrogável, desde que justificado, por mais 10 dias. Nosso primeiro desafio é conseguir implantar em todos os municípios brasileiros a Lei de Acesso à Informação, visto que a capacidade de organização local é variável e que ainda existem muitas resistências pontuais, de natureza burocrática, à implantação da lei. Foi constatado, por exemplo, casos em que o requerente é obrigado a fazer constar no pedido de informação o número do título de eleitor, o CPF, ou mesmo a assinar um Termo de Responsabilidade para todo e qualquer recebimento de informação pública, algo expressamente vedado pela Lei. Outra questão importante é a qualidade das respostas concedidas pela Administração Pública. Recentemente a ONG “Artigo 19 América do Sul” publicou relatório indicando que, dos 140 pedidos de acesso realizados e acompanhados, menos da metade tiveram resposta satisfatória. O problema é grave e sua solução não é tão simples. Operacionalmente, a dificuldade maior encontrada pela Administração Pública Municipal decorre da histórica má gestão documental e da sua falta de capacidade tecnológica em adaptar-se com rapidez aos ditames da lei. Trata-se de um obstáculo considerável, mas que pode ser superado. No tocante ao gerenciamento dos pedidos de acesso à informação, a Conam (Consultoria em Administração Municipal), procurando atender ao espírito da lei, propôs aos seus clientes minuta que prevê a criação de um Núcleo de Gerenciamento do Acesso à Informação Pública para classificar as informações e realizar a gestão da documentação, além de ter sugerido graus de recursos bastante simples. O adequado gerenciamento do tratamento dado aos pedidos de acesso é fundamental para garantir a satisfação com os atendimentos feitos, dando-lhes respostas claras e não-evasivas e, quando for o caso, fundamentando explicitamente as restrições existentes. A respeito da qualidade do pedido, entendemos que existem as seguintes hipóteses: a) atendido – quando o objeto do pedido realizado foi atendido no prazo legal; b) parcialmente atendido – diante da impossibilidade legal ou material de fornecimento, seja por restrição advinda da natureza da informação solicitada, seja por não deter toda a informação e redirecioná-la; ou c) não atendido – quando a informação solicitada não pode ser atendida por haver restrição legal ou por sua indisponibilidade. A luta pelo aprimoramento das ferramentas para o devido acesso à informação pública é e será permanente, não havendo, de fato, mais espaço para a disponibilização de informações em formato fechado, ou mesmo para a limitação do acesso por meio da exigência de dados específicos do requisitante, tal como a indicação de certo documento de identificação. A Lei de Acesso à Informação Pública busca uma mudança cultural de procedimento do poder público brasileiro, um salto do sigilo à transparência – algo que o grande jurista Norberto Bobbio denominou “fim da opacidade do poder”. Uma transformação tão profunda demandará tempo e requererá, entre outras coisas, uma grande reorganização, ajustes e padronização do gerenciamento documental. O tempo fará com que o administrador tenha plena ciência de que as informações que constam nos arquivos públicos sob sua guarda não são de sua propriedade, mas sim do Poder Público, sendo sua missão, ao receber um pedido de acesso, analisá-lo e, sempre que possível, atendê-lo, posto ser um dos desdobramentos do direito à informação; direito garantido pela Constituição Cidadã de 1988 (artigos 5º, XXXIII, e 216, § 2º). * Giselle Gomes Bezerra é advogada e consultora-técnica da área de Direito Público da Conam ‒ Consultoria em Administração Municipal

Sindicato dos policiais do PR debate PEC 37 com André Vargas POLÊMICAPara polícia, Proposta é inconstitucional e MP nunca teve prerrogativa para fazer investigação criminal Da Assessoria

Nesta semana a categoria dos policiais do Paraná esteve representada nas discussões em torno da PEC 37 (Proposta de Emenda Constitucional), que tiraria o direito de investigação criminal por porte do Ministério Público. O presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia do Paraná (Sidepol), Jairo Estorilio, esteve em Brasília e afirmou que a matéria em análise por comissão especial é inconstitucional. “A PEC 37 é polêmica pelas inverdades que o Ministério Público (MP), vem trazendo à comunidade”, disparou. Para Estorilio, o MP nunca teve prerrogativa para fazer investigação criminal no país, e a sua condução é ilegal. “Eles se utilizam da máxima ‘se eu posso mais, posso menos’. Logo, não terão perda”, esclarece. Para Estorílio, outra inverdade colocada pelo MP é de que a medida em análise retira o poder de investigação de órgãos governamentais como as CPIS (Comissão Parlamentar

Vargas recebeu os policiais e está acompanhando as discussões

de Inquérito), Banco Central e outros. “Não há necessidade alguma do MP na fase de investigação para reduzir a criminalidade”, disse. Já o vice-presidente da instituição, Claudio Marques, contestou a tese de que o poder do MP serve para investigar poderosos, desqualificando a categoria policial. “Os representantes do povo pelo voto

direto têm prazos fixos de exercício de mandato e não são poderosos, diferente daqueles que exercem cargo vitalício e que não são investigados por nenhuma outra instituição, como no caso do MP”, desabafa. Marques é favorável à instalação de uma CPI no Congresso Nacional para investigar a atuação do MP, “O órgão

não é investigado e não temos seu o raio-x moral”. Os representantes dos policiais foram recebidos pelo primeiro vice-presidente da Câmara, André Vargas (PT-PR), que tem analisado e acompanhado as discussões da matéria". Vargas também recebeu recentemente proposta dos procuradores, onde se flexibiliza o texto em discussão.

DESENVOLVIMENTO

Prefeituras do Paraná terão apoio técnico para projetos e planos diretor AEN

A partir de julho deste ano, as prefeituras do Paraná poderão contar com apoio técnico e projetos m o d e l o, d e a c ord o c om as prioridades de suas respectivas populações. O avanço é resultado de convênio que deve ser assinado nos próximos dias entre

a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e o Lactec – Instituto de Tecnologia para o Desenvolvimento. O documento também vai garantir que o Paraná se torne o primeiro Estado do Brasil a implement a r o P l a n o D i re t or e m todos os seus 399 municípios até o final de 2014.

Os detalhes do convênio foram discutidos n e s t a qu i nt a - fe i r a ( 1 3 ) , em Curitiba, em reunião entre o secretário de Des e nv o l v i m e n t o Ur b a n o, R at i n h o Jú n i o r, e o d i retor superintendente do Lactec, Omar Sabbag F i l h o, a c omp a n h a d o d e técnicos de sua equipe. O acordo entre os ór-

gãos já está quase concluí d o e t r ar á b e ne f í c i o s à população de todo o Estado, inclusive com avanços te c nol ó g i c o s p ar a to d as as regiões. “Um convênio inédito que vai valorizar e garantir melhor qualidade de vida à gente do Paraná de maneira igualitária”, disse o secretário Ratinho Junior.

BANDEIRANTES

Deputado João Arruda visita Norte Pioneiro e Noroeste do Paraná

Deputado João Arruda está na região desde quinta-feira Da Assessoria

O deputado federal João Arruda vai cumprir uma extensa agenda de visitas e reuniões em Bandeirantes e mais seis municípios do Norte Pioneiro e Noroeste do Paraná. A programação teve início na quinta-feira (13), por Santa Amélia, e vai até sábado (15), em Paranavaí. "Vou aproveitar estes três

dias para rever muitos amigos e autoridades que sempre nos recebem com bastante cordialidade", disse João Arruda. O deputado lembra que neste contato direto é possível identificar as necessidades da população e as demandas dos municípios. Em Santa Amélia, Arruda visitou o prefeito Jarbas Carnelossi e colaboradores da prefeitura municipal. Depois

seguiu para Bandeirantes onde participou, ao lado do prefeito Celso Silva, da abertura da Festa Junina Municipal. Ontem, João Arruda esteve em Porto Rico, para entrega equipamentos (motoniveladora e retroescavadeira), e na sequência, o deputado seguiu para Nova Londrina, para entrega de equipamentos e reuniu com lideranças

políticas. Hohe, em Guairaçá, o deputado vai entregar, às 15h, um trator. Da cidade João Arruda segue para Paranavaí, onde encontra lideranças políticas e sociais e conversa com profissionais da imprensa. A tarde, João Arruda entrega para o prefeito Rogério Lorenzetti, o empenho para obras no Ginásio Noroestão, em Paranavaí.


A-4 Geral

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 15 e 16 de junho de 2013

Governo do Estado libera R$350 mil para obras em Carlópolis RECURSOS Dinheiro do PAM será destinado para pavimentação, construção de velório municipal e aparelhos para hospital Aline Damásio/Assessoria

A prefeitura de Carlópolis receberá do governo do Estado R$350 mil a fundo perdido através do Plano de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios (PAM), programa do

governo do Paraná, que entrou em vigor em abril deste ano. A autorização do repasse foi feita no início desta semana pelo gover nador B eto R icha, junto à Secretaria de Estado do Planejamento e Coordenação Geral. A utilização dos recursos foi decidida entre a população e representantes do executivo e legislativo em audiência pública feita no mês passado na Câmara de Vereadores. As verbas serão aplicadas na construção de uma capela mortuária e também na aquisição de equipamentos para o P r o n t o At e n d i m e n t o Municipal. A pavimentação de cinco quadras no b air ro Jardim Pai nei ras t amb é m e s t á pre v i s t a e deve ser a primeira obra ser iniciada. A construção do velório

De acordo com o prefeito Marcos Antonio David, obras terão início nos próximos dias

mu n i c ip a l s e r á fe it a n o cemitério da cidade e tem previsão de investimento de R$200 mil. Atualmente os velórios são feitos nas

 INFRAESTRUTURA

próprias residências ou em funerárias particulares. O prefeito Marcos Antonio David (Pezão), destacou a utilização dos re-

cursos conforme a decisão da so ciedade. “Ouvimos as necessidades da população, ação fundamental para a administração que

agradece por esse investimento, que vem ao encontro às necessidades e aos desejos de todos”, afirmou. PA M — O P l a n o d e Ap oi o a o D e s e nv o l v i m e n t o d o s Mu n i c í p i o s (PAM) tem como objetivo a transferência voluntária de recursos aos municípios para a implantação de ações estratégicas de apoio, a fim de satisfazer a demanda de ser viços básicos e bens públicos, visando a melhoria da qualidade de vida da população. Para at ing ir ess e obj e t i v o, o P l a n o ap oi a o investimento em infraestrutura básica e social, seja na construção, ampliação, re abi lit aç ão ou refor ma de espaços e equipamentos públicos e, ainda, na aquisição de bens móveis e imóveis.

 SOLUÇÃO

Sedu destina R$200 mil para Prefeitura de Jacarezinho inicia pavimentação de Japira apreensão de animais soltos AEN/Redação

A secretaria de Estado e Desenvolvimento Urbano do Paraná (SEDU) anunciou esta semana a destinação de R$199 mil para obras de pavimentação em Japira. O anúncio de homologação foi feito pelo secretário da SEDU Ratinho Junior, que recebeu em seu gabinete esta semana, vários prefeitos acompanhados de deputados e vereadores de diversas regiões do Paraná. “É nosso compromisso buscar a solução às demandas das populações de todos os municípios do Paraná”, destacou Ratinho Junior.

Em Japira, com os recursos provenientes do Programa de Auxílio aos Municípios serão pavimentados um total de 4,2 mil metros quadrados de ruas e mais quase dois mil metros quadrados de calçadas. O secretário enfatiza o trabalho incansável do governo do Estado em atender a todos os prefeitos. “O Governo do Estado e os gestores públicos têm consciência de que há uma cidade inteira esperando que os problemas sejam resolvidos. Com isto, a população ganha a realização das obras, desenvolvimento social e urbano”, argumenta Ratinho Junior. O prefeito de Japira, Wil-

Jivago França

son Ronaldo Rony de Oliveira Santos, o Rony, (PSDB), destacou a agilidade com que os recursos são liberados para os municípios. “Com esta verba autorizada pela SEDU, uma das mais importantes obras para a população poderão ser entregues em breve. O município melhora a sua infraestrutura e a população tem melhor qualidade de vida”, afirma. O secretário da SEDU ainda atendeu as demandas dos prefeitos dos municípios de Abatiá, Iracema do Oeste, Boa Vista da Aparecida, Carambeí, Tapejara, Tapira, e os ex-prefeitos de Colorado e de Toledo.

 JACAREZINHO

Os motoristas precisam ficar atentos ao encontrarem animais soltos

Centro da Juventude já atende a comunidade

Da Assessoria

A empresa contratada pela Prefeitura de Jacarezinho para a apreensão de animais de grande porte soltos pelas ruas da cidade já está trabalhando. A solução do problema vinha sendo estudada pelo prefeito Sérgio Emýdio Faria (DEM), desde o início de sua gestão. Segundo Valdecir José de Araújo, responsável pela empresa, as duas primeiras semanas foram de conscientização. “Iniciamos um trabalho de conversa com os donos dos

animais. A partir desta semana já estamos apreendendo e levando para uma chácara para cuidados”, explica. As despesas com o serviço de apreensão serão cobradas dos donos. Para o Secretário Municipal de Administração, Conrado Segalla, o problema é gravíssimo, pois os animais soltos colocam em risco o trânsito, os pedestres e a saúde pública. Por isso, o proprietário dos animais será responsabilizado, tanto criminal como civilmente, arcando com as despesas de remoção e estadia. “Após a apreensão,

uma veterinária irá fazer uma inspeção para saber as condições do animal. Todo este custo, inclusive com o transporte, será de responsabilidade dos proprietários”, afirmou Conrado. O secretário também alerta aos motoristas que, ao se depararem com animais na pista, não buzinem nem sinalizem com faróis, para não assustá-los. O conselho é para fechar os vidros do veículo, passar lentamente pelo local e avisar imediatamente a empresa responsável pelo telefone (43) 9115-7015.

ECONOMIA Dr. Sérgio também participou das atividades durante uma aula de violão Da Assessoria

O Centro da Juventude José Richa localizado no bairro Aeroporto em Jacarezinho, já está atendendo a comunidade. Em apenas um mês de funcionamento já foram feitas 145 inscrições para várias modalidades desenvolvidas no local. Também foi realizada uma parceria com o SESC e SENAC para oferecer mais modalidades esportivas e cursos profissionalizantes. No momento acontecem atividades de futsal para adolescentes de 11 a 17 anos em parceria com a Secretaria de Educação. Além de aula de

informática para adolescentes e curso de manicure. O prefeito Sérgio Eduardo de Faria (DEM), o Dr. Sérgio, participou recentemente das aulas de violão com os adolescentes. Centro da Juventude Inaugurado no dia 25 de abril deste ano, com a presença do governador Beto Richa, o projeto foi orçado em aproximadamente R$ 2,2 milhões, tendo como objetivo atender adolescentes e jovens que poderão usufruir da estrutura para realizar atividades culturais, lazer, formação e de cidadania. Beto Richa ficou emocionado com a homenagem pres-

tada ao seu pai José Rich, que emprestou o nome ao Centro da Juventude. “É com muita emoção que venho a esta região, tenho carinho por esta terra e fico emocionado com esta homenagem ao meu pai”, declarou Beto Richa. No projeto arquitetônico elaborado pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedu), tem equipamentos como laboratório de informática, biblioteca, auditório, salas multiuso, bloco para atividades esportivas, contando com praça, teatro de arena, pista de skate e ginásio poliesportivo para a prática de esportes e de lazer.

Produtos e comidas típicas de Festa Junina podem pesar no bolso Da Assessoria

O mês de junho já começou trazendo algumas das festividades mais aguardadas pelos brasileiros. As tradicionais festas juninas devem movimentar vários setores da economia e atrair muitos consumidores ao comércio. Os preços dos produtos típicos desta época podem sofrer variações de um lugar para o outro, por isso, segundo os economistas da Serasa Experian, o consumidor precisa planejar bem os gastos para aproveitar as comemorações sem prejudicar o orçamento doméstico. Alguns alimentos não po-

dem faltar nas festas juninas. De acordo com os economistas da Serasa Experian, pesquisar preços em vários estabelecimentos antes de fazer a compra pode ajudar o consumidor a economizar parte do dinheiro. Além disso, é preciso avaliar as condições de pagamento porque os juros estão mais altos. A mesma dica vale também para as bebidas, roupas, artigos típicos etc. Substituir alguns produtos por outros mais baratos também pode valer a pena na hora do pagamento. Para quem pensa em fazer festas em casa, condomínio ou até mesmo na rua com familiares e amigos, a

orientação é dividir as despesas entre os participantes. O rateio é uma das formas de baratear uma celebração e é muito bem vindo em época de inflação, dizem os economistas. Quem for viajar para curtir as festas juninas de outras cidades, a dica é pesquisar em vários lugares os preços de pacotes, hotéis e passagens. A internet pode ajudar na hora de fazer as cotações. Outra opção é ir de carro, caso a distância seja curta. No entanto, segundo os economistas da Serasa Experian, o consumidor que estiver endividado, deve evitar os passeios para não comprometer ainda mais a renda.


Cidades A-5

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 15 e 16 de junho de 2013

Casas são entregues sem água e esgoto em Quatiguá

Maurício Reale

DEMORA Prefeitura ainda precisa instalar seis poços de visitas para que Sanepar conclua as obras e efetue as ligações

Feira de Profissões reúne interessados Da Assessoria

A Feira de Orientação Profissional e Serviços (FOPS) que aconteceu no último final de semana no Centro de Estudos Avançados (CEA) em Santo Antônio da Platina e reuniu cerca de 300 pessoas para conferir as palestras e exposições.

Maurício Reale

Os moradores de um conjunto habitacional do bairro Nair Bueno, em Quatiguá , estão há mais de três meses sem água e esgoto. Das 57 casas recém construídas por meio do programa federal Minha Casa, Minha Vida, 40 ainda não recebem água. Segundo os moradores, as casas começaram a ser entregues em março deste ano com a promessa da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) de que as ligações de água e esgoto seriam realizadas em poucos dias. A estudante Érica Cristina de Camargo, 16 anos, mora com os pais e os irmãos

S.A.PLATINA

Érica espera por água encanada desde março

desde março numa das casas que fica na rua Nair Bueno. “Minha mãe já falou com o pessoal da Sanepar várias vezes, mas até agora estamos sem água”, lamenta. Com a falta de água, os moradores improvisam para lavar roupas, louças e tomar banho. Érica diz que um vizinho encheu uma caixa d’água que resolve o problema por algum tempo, mas muitos moradores chegam a tomar banho de caneca e precisam encher baldes para lavar rou-

pas e louças. A reportagem foi ao escritório da Sanepar em Quatiguá, mas havia um cartaz na porta avisando que não haveria atendimento na sexta-feira devido a serviços realizados externamente, mas a assessoria da empresa informou que já foram concluídas 17 obras na quinta-feira, 15 e que o restante será feito tão logo a prefeitura providencie os seis poços de visitas (tubulações). Ela também informou que apenas

SESI

4 proprietários das 17 casas aptas a receber água foram pedir a ligação. Na prefeitura, o chefe de gabinete Álvaro Simonetti, o Neno, afirmou que toda a infraestrutura de água e esgoto está pronta e que os seis poços de visita serão instalados em poucos dias. A demora também adia a mudança de alguns moradores que realizam pequenas reformas e adaptações nas casas enquanto esperam pela resolução do problema.

Gostaria de agradecer a presença de todas as pessoas que por aqui passaram, dos mais de 30 palestrantes que voluntariamente estiveram conosco e das instituições que foram nossas parceiras”

Diversos profissionais de várias áreas, falaram sobre suas funções e mercado de trabalho. Os alunos do Ensino Médio, que compareceram à Feira, lotaram as salas e prestigiaram os palestrantes. Faculdades, universidades e instituições ligadas ao ensino profissionalizante também marcaram presença no evento, entre elas Unicentro (Guara-

puava), Fanorpi, Senai e CIN - Programa de Estágio (Santo Antônio da Platina), IFPR (Jacarezinho), UENP (Jacarezinho e Bandeirantes), Fatec e Estácio de Sá (Ourinhos). A Unifil e a PUC, ambas de Londrina, não puderam comparecer, mas enviaram materiais explicativos e brindes para serem sorteados. Também estiveram presentes no evento a escola de inglês CEA People e a equipe do Rotaract. A diretora Andrea Vaz ressaltou a importância da FOPS 2013. “O evento mais uma vez superou as expectativas. A FOPS dá oportunidade aos pré-vestibulandos de conhecerem um pouco mais sobre as diversas profissões, além dos variados cursos (superior, técnico e profissionalizante) tanto em instituições particulares quanto públicas. Gostaria de agradecer a presença de todas as pessoas que por aqui passaram, dos mais de 30 palestrantes que voluntariamente estiveram conosco e das instituições que foram nossas parceiras”. O próximo evento do Centro de Estudos Avançados é a Prova de Bolsas, que premia alunos com descontos consideráveis no pré-vestibular. Qualquer aluno que esteja cursando ou já tenha concluído o Ensino Médio pode participar, basta se inscrever pelo portal www.cursocea. com.br. A prova é gratuita. Para maiores informações acesse www.cursocea.com.br, ou ligue (43) 35343349.

S.A.PLATINA

Circuito Cultural traz show Sindicato pede abertura de de Ana Cascardo para Santo supermercados aos feriados Antonio da Platina e Cambará Da Assessoria

Na próxima s emana o Circuito Cultural S esi passa pelo Norte Pioneiro trazendo show As Vozes das Cantoras Brasileiras, da cantora Ana Cascardo. Na região as apresentações acontecerão em Santo Antonio da Platina, no dia 21 de junho, e também em Cambará no dia 22. Outras apresentações acontecerão t a m b é m e m Ap u c a r a n a (dia 18), Londrina (19) e Ibiporã (20). No show A Vozes das Cantoras Brasileiras, a cantora e professora Ana C as c ard o prop õ e a l go a mais para a apresentação. A artista leva para a plateia uma aula-show em que o público é convidado a conhecer um pouco mais sobre a versatilidade da voz. Além de entretenimento, o projeto traz informações

sobre a história da MPB, e s t é t i c a e t é c n i c a vo c a l para o canto popular, com

Trago algo diferente para o público. A ideia é mostrar o quanto é possível mudar o timbre da voz deixando um show leve e descontraído”

muita música e um bate papo descontraído. O repertório é conhecido

de todos: entram sucessos de Carmen Miranda, Rita Lee, Marisa Monte, Maria Rita, entre outros. “Trago algo diferente para o público. A ideia é mostrar o quanto é possível mudar o timbre da voz deixando um show leve e descontraído”, conta Ana Cascardo. O show faz parte do Circuito Cultural Sesi, uma ação do Sesi Cultura que tem como objetivo levar espetáculos culturais a todas as regiões do estado do Paraná e que está em sua segunda etapa na região neste ano. Durante os meses de maio e junho, trinta cidades pertencentes às regiões: Metropolitana de Curitiba, Campos Gerais, Norte, Noroeste, Oeste e Sudoeste receberam shows musicais e peças de teatro. Mais informações podem ser obtidas no site www.sesipr.org.br/cultura.

Sindicato pedirá regulamentação para supermercados abrirem até ás 21h e aos feriados Aline Damásio

O Sindicato dos Empregados no Comércio de Santo Antonio da Platina entrará com um ofício na próxima semana junto à prefeitura e à Câmara de Vereadores para regulamentar o horário de funcionamento dos supermercados da cidade. Além da regulamentação, a categoria pretende legalizar a abertura aos feriados e estender o horário de funcionamento até às 21h. De acordo com o presidente do sindicato José Alex Gonçalves, a proposta é legalizar os horários e dias de funcionamento dos supermercados. “É um pedido antigo dos empresários por não termos nenhum respaldo legal para que os supermercados abram aos feriados. Santo Antonio da Platina precisa de um horário diferenciado de atendimento do comércio em geral e vamos buscar isso legalmente”, afirmou.

Atualmente, os horários de atendimento dos supermercados são baseados em antigos acordos coletivos de trabalho e a maioria mantém as lojas fechadas aos feriados. Com a regulamentação, empregados e empresários estarão respaldo de lei municipal. Segundo Alex, este é um pedido antigo dos empresários. “Já foram enviados vários ofícios, além de pedidos particulares ao executivo. Esperamos desta vez ser atendidos tanto pelo prefeito quanto pelos vereadores”, disse. Com o aumento de supermercados na cidade a intenção é que além da regulamentação dos feriados, também seja criada uma lei autorizando o funcionamento até às 21h. Atualmente o atendimento é feito até às 20h. Gerente da rede de supermercados Avenida, Fábio Tomaz Mendonça é a favor da abertura das lojas em alguns

feriados. “Não são todos os feriados, mas em dias estratégicos como o que acontece este ano, em que vários feriados caem aos sábados, dia de maior movimento. Acredito que um calendário anual tenha de ser estabelecido, pois a abertura é vantajosa para nós empresários e para os clientes”, opinou. O assunto também gera controvérsias. Segundo o gerente do supermercado Bom Preço, se a lei realmente for criada ele irá aderir, mas em sua opinião a abertura aos feriados não é necessária. “Acredito numa decisão que seja melhor para todos, mas abrir aos feriados prejudica muito os funcionários que já trabalham todos os fins de semana. Se houver aprovação iremos aderir, pois há a concorrência comercial, mas é necessário avaliar a viabilidade comercial e principalmente levar em conta as folgas dos funcionários”, afirmou.


A-6 Cotidiano

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 15 e 16 de junho de 2013

PM prende três integrantes de quadrilha acusada de assaltos

S.A.PLATINAAssaltantes roubaram um carro no Monte Real e uma casa no Jardim Bela Vista; comparsa de Andirá se entregou na RMC

Luiz Guilherme Brandani

Luiz Guilherme Brandani e Celso Felizardo

Três integrantes de uma quadrilha acusada de praticar dois assaltos na noite de terça-feira (11), em Santo Antônio da Platina, foram presos pela Polícia Militar na manhã de ontem durante uma operação que teve início no começo da madrugada, após uma denúncia anônima através do 190. Jhonatan Henrique Alfredo Domingues, o Johnny, e Wellington Rodrigo da Silva, o Neguinho do Osso, foram presos em suas casas, no Jardim São João e no bairro Aparecidinho 2, respectivamente. O terceiro envolvido, Diego Aparecido Matias, foi preso na delegacia no momento em que os dois acusados presos pela PM eram apresentados ao delegado. Ele havia ido até a DP para denunciar a Polícia Militar de ter invadido a sua casa. Diego tem passagens pela polícia, inclusive por participação do assalto na casa da família do ex-vereador Carlos Tramontim, em maio do ano passado, em Quatiguá. De acordo com o comandante do 2º Batalhão da Polícia Militar, tenente-coronel Antônio Carlos de Morais, as investigações começaram logo após o atendimento às ocorrências. “Pouco depois dos crimes recebemos uma denúncia

de que um dos envolvidos, que depois descobrimos ser o Neguinho do Osso, havia se acidentado com uma das motos utilizadas nos roubos, e que havia sofrido fraturas”, contou. “Fomos até o Pronto Socorro, onde foi confirmado o atendimento a uma vítima de acidente, no entanto, na ocasião não encontramos o acusado. Agora ele foi preso com 77 gramas de crack”, detalhou o comandante. Além da droga, objetos também foram recuperados e todos os acusados foram reconhecidos pelas vítimas. O quarto integrante da quadrilha, José Henrique da Silva, o Budinha, morador de Andirá, se apresentou no início da manhã de ontem no complexo penal de Piraquara, onde cumpre pena por tráfico de drogas junto com Wellington Rodrigo da Silva. Ambos aproveitaram o indulto de feriado para visitar os familiares e praticar os crimes. Uma das motos utilizada pela quadrilha, uma Honda Tornado, também foi apreendida. Todos os envolvidos e os objetos recuperados foram encaminhados para a 38ª Delegacia Regional de Polícia. Relembre os casos Os crimes foram praticados pela quadrilha num

Os três acusados de integrar quadrilha de assaltos; polícia prendeu trio na manhã de ontem

intervalo de 20 minutos um do outro. Na primeira ocorrência, o motorista Wesley de Freitas contou que passava em frente ao Sítio Itatiaia e parou após os dois rapazes que empurravam a moto Honda CG pedirem ajuda. Ele foi surpreendido pela dupla e mais dois homens que saíram da mata. Armados e com capacete para dificultar a identificação, os criminosos levaram R$ 600,00 e o carro da vítima. Assim que a

quadrilha fugiu, ele acionou a Polícia Militar passando a característica do veículo. No meio do trajeto até o distrito, os PMs se depararam com o carro deixando o Bairro Aparecidinho 3. Ao ver a viatura, os ocupantes seguiram pela PR-092 rumo ao trevo da BR-153, abandonaram o carro no acostamento e conseguiram fugir se embrenhando pela mata. O Prisma recuperado foi levado até a 38ª Delegacia Regional

de Polícia onde foi devolvido para o dono. Freitas relatou que várias peças de roupas que estavam no banco traseiro também foram levadas. A outra chamada, cerca de 20 minutos depois, era da família que viveu momentos de tensão na Rua Frei Cassimiro. A dona da casa contou que o filho havia chegado do serviço havia poucos minutos com o dinheiro da cobrança feita no dia. Ao estacionar o carro na garagem, foi dominado por quatro

homens armados. Eles estavam com capacetes e chegaram em duas motos. Os assaltantes entraram na casa e obrigaram os moradores a abrirem o cofre da casa. De lá, eles roubaram quase R$ 1,3 mil e várias fichas de cobrança em nome de Diva Cosméticos. A vítima não soube passar as características dos assaltantes aos policiais, mas lembrou-se que um deles chamou o marido pelo nome.

SIQUEIRA CAMPOS

DROGAS

Mensagem de texto leva à prisão de dois ladrões

Traficante de Santo Antônio é preso em Ribeirão Pinhal

Renato de Souza da Veiga foi preso em casa e confessou o furto Luiz Guilherme Brandani e Celso Felizardo

Uma moradora de Siqueira Campos viveu momentos de terror na manhã de quinta-feira, depois que bandidos invadiram a casa dela, no bairro Ribeirão da Fartura, próximo ao Jardim Oriente, em Siqueira Campos. Ela ainda estava deitada na cama quando es c utou b ar u l ho dos ladrões dentro da casa. Para não chamar a atenção dos criminosos, ela fingiu que e s t av a d or m i n d o e , p or baixo da coberta, enviou uma mensagem de texto pelo celular avisando o pai

do que estava acontecendo enquanto os ladrões reviravam a casa. O pai da vítima, desesperado, acionou a Polícia Militar que foi para o local indicado com várias equipes. Quando chegaram na casa, os policiais perceberam que a porta da cozinha estava aberta e que não havia mais ninguém no local. Os PMs entraram na casa e encontraram a moradora no quar to em estado de choque. Ela precisou ser levada para a Santa Casa de Siqueira Campos para receber atendimento médico. Em seguida, a Polícia

Militar iniciou as investigações e, no final da tarde, chegou até Renato de Souza da Veiga, que estava em sua casa e tentou fugir. Ele confessou o crime e a participação de um adolescente de 17 anos. Os dois foram detidos. O adolescente também confessou a participação no crime. Ele levou a polícia até uma mata onde havia escondido os objetos furtados. A dupla foi levada para a delegacia, onde foram autuados por furto qualificado. Todos os objetos furtados foram recuperados e devolvidos à vítima.

Alecsandro Soares é acusado de traficar em Ribeirão do Pinhal há pelo menos dois meses Luiz Guilherme Brandani

Poli ci ais m i lit are s d e Ribeirão do Pinhal prenderam na tarde desta quinta- fei ra, na Ru a Ve re a d or Lucas Car valho, na Vila Hermínia, Alecsandro Soares, o Negão, pelo crime de tráfico de drogas. De acordo com a PM, Negão, que s egundo informações é morador de Santo Antônio da Platina, traficava no bairro em que foi preso há pelo menos

dois meses. A prisão ocorreu depois que os policiais abordaram u m u s u á r i o c o mp r a n d o droga de uma mulher identificada como Luiza Gorda, a qual já cumpriu pena por t r á f i c o d e d ro g a s . C om ela, os PMs encontram 13 pedras de crack e R$ 40 em dinheiro. Enquanto recebia voz de prisão, Negão, que estava dentro da casa, dispensou um pacote e tentou fugir pelos fundos do quintal,

mas foi alçando e detido pelas equipes. Ele estava com uma pedra de crack e R$ 45 em dinheiro. Um homem que estava com Negão dentro da casa também foi detido. Ele contou que é usuário e que havia ido até o local para fumar uma pedra de crack que o traficante iria lhe dar. O usuário admitiu o t r áf i c o d e d ro g a s p or Negão no bairro. Todos os envolvidos foram encaminhados para a delegacia.


TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 15 e 16 de junho de 2013

VENDO CHÁCARA COM CASA MISTA - 120M2, COM ÁGUA, LUZ, TELEFONE - TODA MURADA. VÁRIAS ÁRVORES FRUTÍFERAS E PALMITO4000 MTS2- VALOR A COMBINAR- ACEITO CARRO. FONES 43- 3564-2769 OU 9658- 2630 (TIM)- FALAR COM IRACI - QUATIGUÁ - PR

APARTAMENTO EM CURITIBA Procura-se para locação, localizado no AHU OU CABRAL Informações:(43) 9685-5585

VENDE-SE SIBORG ALINHADOR - 20 TONELADAS (NOVO). SOLDA ELETRICA - MIG 200-240 VOLTS COM UM ROLO DE ALUMÍNIO. FONES 43- 3564-2769 OU 9658- 2630 (TIM)FALAR COM IRACI - QUATIGUÁ - PR

Concessionária Toyopar CONTRATA: CONSULTOR(A) DE VENDAS EXTERNAS Possuir 2º grau completo, CNH B e carro próprio. Necessária experiência na função.

Interessados enviar Currículo com pretensão salarial para o e-mail: rh@toyopar.com.br ou encaminhar para o endereço: Av. Tiradentes, 2.473 – Londrina/PR. PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ PORTARIA nº. 161/2013. DATA: 14 de junho de 2013. SÚMULA: Dispõe sobre término de Licença Maternidade que abaixo especifica e dá outra providencias. O Prefeito Municipal de Barra do Jacaré, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais: RESOLVE: Art. 1º - EFETUAR a partir de 11/06/2013, o término da Licença Maternidade efetuada a servidora da Divisão de Educação, Adrieli Pocci Zanatta Mazzaro, DETERMINANDO que a mesma retorne a sua função (cargo de professora-20 hrs). Art. 2º- Fica os efeitos desta portaria retroativos a 11/06/2013. Revoga-se a portaria nº: 252 de 13/11/2012. Prefeitura Municipal de Barra do Jacaré, em 14 de junho de 2013. Edimar de Freitas Alboneti Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ PORTARIA nº. 162/2013. DATA: 14 de junho de 2013. SÚMULA: Dispõe sobre interrupção de Jornada Suplementar que abaixo especifica e dá outra providencias. O Prefeito Municipal de Barra do Jacaré, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais e conforme o art. 41 e 42 da Lei Municipal nº. 374 de 06/10/010, Plano de Carreira e Remuneração do Magistério Público Municipal de Barra do Jacaré – Paraná: RESOLVE: Art. 1º - EFETUAR a partir de 11/06/2013, o cancelamento da ampliação da jornada suplementar efetuada a servidora da Divisão de Educação Cultura e Esportes, Maria Aparecida de Souza Cruz, DETERMINANDO que a mesma retorne a sua função (cargo de professora-20 hrs). Art. 2º- Fica os efeitos desta portaria retroativos a 11/06/2013. Revoga-se a portaria nº: 047 de 13/02/2013. Prefeitura Municipal de Barra do Jacaré, em 14 de junho de 2013. Edimar de Freitas Alboneti Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARÁ DECRETO Nº. 1.371, DE 14 DE JUNHO DE 2013 O Prefeito Municipal de Cambará-Estado do Paraná, no uso de suas atribuições que lhe confere a Lei Orgânica do Município e autorização contida na Lei Municipal nº. 1.538, de 13 de junho de 2013, em consonância com a Lei 4.320/64, DECRETA: Art. 1º - Fica aberto no Orçamento Programa, para o exercício de 2013, aprovado pela Lei nº 1509/2012, de 12/12/2012, um Crédito Adicional Especial no valor de R$ 30.000,00 (Trinta Mil Reais), assim discriminado: 05 – Secretaria Municipal de Educação e Cultura 05.001 – Departamento de Educação 12.361.1202.2085 – Indenizações e Restituições - Fundeb 3.1.90.94.00.00.00 – Indenizações e Restituições Trabalhistas FR.101 R$ - 7.500,00 FR.102 R$ - 7.500,00 07 – Secretaria Municipal de Saúde 07.001 – Departamento de Saúde 10.301.2290.2045 – Indenizações e Restituições - Saúde 3.1.90.94.00.00.00 – Indenizações e Restituições Trabalhistas FR.303 R$ - 7.500,00 FR.495 R$ - 7.500,00 Total......................................... R$ - 30.000,00 Art. 2º - Para dar cobertura ao crédito aberto no artigo anterior, será feita a redução nas seguintes dotações orçamentárias: 05 – Secretaria Municipal de Educação e Cultura 05.001 – Departamento de Educação 12.361.1202.2090 – Manutenção Ensino Fundamental Fundeb 3.1.90.11.00.00.00 – Vencimentos e Vantagens Fixas – Pessoal Civil FR.101 R$ - 7.500,00 FR.102 R$ - 7.500,00 07 – Secretaria Municipal de Saúde 07.001 – Departamento de Saúde 10.301.2290.2040 – Manutenção Departamento da Saúde 3.1.90.11.00.00.00 – Vencimentos e Vantagens Fixas – Pessoal Civil FR.303 R$ - 7.500,00 FR.495 R$ - 7.500,00 Total......................................... R$ - 30.000,00 Art. 3º - Altera os anexos da Lei nº 1502/2013 (LDO) e da Lei 1429/2009 (PPA), incluindo as ações 2085 – Indenizações e Restituições – Fundeb e 2045 – Indenizações e Restituições – Saúde. Art. 4º - Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Cambará-Pr, 14 de junho de 2013. João Mattar Olivato Prefeito Municipal

Atas & Editais A-7 PREFEITURA MUNICIPAL DE ABATIÁ Portaria Nº 158, de 07 de junho de 2013. A Prefeita Municipal de Abatiá, Estado do Paraná, no uso das atribuições que lhe são conferidas por Lei. RESOLVE: I – REVOGAR a Portaria nº 154 de 03 de junho de 2013. II – CONSTITUIR as seguintes comissões recebimento de equipamentos, bens materiais e serviços em geral, objeto de licitação nas modalidades de carta convite, tomada de preços, concorrência pública e pregão: 1. composta pelos servidores ALIANDERSAN ALVES BARBOSA, portadora da cédula de identidade nº 7.576.051-5 SSP/PR e CPF nº 037.487.429-83, BENEDITA DA COSTA CARVALHO RIBEIRO portadora da cédula de identidade nº 3.553.084-3 SSP/PR e CPF nº 505.603.369-34 e MARIA APARECIDA ESCARABER DE LIMA portadora da cédula de identidade nº 7.956.540-7 SSP/PR e CPF nº 566.410.369-87, sob a presidência da primeira, junto a SECRETARIA DE EDUCAÇÃO; 2. composta pelos servidores MARLENE MENEGONI, portadora da cédula de Identidade nº 6.787.639-3 SSP/PR e CPF Nº 037.634.419-99, MARCELA FERNANDA APARECIDA ALVES DOS SANTOS MUNIZ portadora da cédula de Identidade nº 7.867.949-2 SSP/PR e CPF nº 037.774.339-93 e ELISANGELA APARECIDA ANACLETO portadora da cédula de Identidade nº 8.266.177-8 SSP/PR e CPF nº 064.043.229-86, sob a presidência da primeira, junto a SECRETARIA DE SAÚDE; 3. composta pelos servidores JOSÉ BENEDITO CONTIJO portador da cédula de Identidade nº 3.616.235-0 SSP/PR e CPF nº 546.991.189-68, ODAIR RIBEIRO portador da cédula de Identidade nº 3.491.859-7 e CPF nº 475.298.499-72 e JULIANO HENRIQUE PEDROSO portador da cédula de Identidade nº 7.653.285-0 e CPF nº 037.524.119-10, sob a presidência do primeiro, junto a SECRETARIA DE OBRAS PÚBLICAS, VIAÇÃO E URBANISMO; 4. composta pelos servidores DIRCEU LUIZ portador da cédula de Identidade nº 956.610 SSP/PR e CPF nº 061.951.999-15, MARCOS ANTONIO MUNIZ DE CARVALHO portador da cédula de Identidade nº 3.214.933-2 SSP/ PR e CPF nº 482.936.449-15 e MELISSA FELIX LOURENÇO portadora da cédula de Identidade nº 11.088.138-0 SSP/PR e CPF nº 084.178.029-32 sob a presidência do primeiro, junto ao DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO. 5. Composta pelos servidores MARCIA LILIAN DE BRITO SOUZA, portadora da cédula de Identidade nº 4.206.553-6 SSP/PR e CPF nº 007.910.389-8, SUELI FERREIRA LEITE, portadora da cédula de Identidade nº 36.548.538-X SSP/SP e CPF nº 298.798.638-60, DANIELLY CRISTINE BUENO , portadora da cédula de Identidade nº 6.894.357-4 SSP/PR e CPF nº 038.063.769-30 sob a presidência do primeiro, junto a SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL. III – Revoga-se as disposições em contrário. IV – Registre-se Gabinete da Prefeita, aos 07dias do mês de junho do ano de 2013. MARIA LOURDES FERRAZ YAMAGAMI Prefeita Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE ABATIÁ Portaria Nº 157, de 07 de Junho de 2013. A Prefeita Municipal de Abatiá, Estado do Paraná, no uso das atribuições que lhe são conferidas por Lei RESOLVE: I – CONCEDER, ao servidor JOSÉ DOMINGOS LUZ, ocupante do Cargo de Provimento Efetivo de OPERADOR DE MÁQUINAS LEVES deste Município, a Licença Prêmio por Assiduidade de 03 (três) meses, de acordo com o Artigo 113 da Lei Municipal n°12/93 (Estatuto dos Servidores do Município de Abatiá), a partir desta data. II - Revogam-se as disposições em contrário. III - Registre-se e Publique-se. Gabinete da Prefeita, em 07 de Junho de 2.013. MARIA DE LOURDES FERRAZ YAMAGAMI - Prefeita Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ - PARANÁ TERMO DE RATIFICAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO DO PROCESSO DE INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO 005/2013. Em razão dos pareceres emitidos e a contratação amoldar-se ao previsto no Art. 25, III, da Lei 8.666/93 c/c a Lei 9.648 de 27 de maio de 1998, RATIFICO o parecer, ora apresentado, e HOMOLOGO a referida inexigibilidade de licitação, para contratação da empresa COPEL TELECOMUNICAÇÕES S.A a qual fornecerá LINK DE INTERNET COM VELOCIDADE DE 5 MB POR REDES DE FIBRAS ÓPTICAS PARA O PLANO ESTADUAL DE BANDA LARGA COM AS SEGUINTES CAACTERÍSTICAS: I- LINK DE INTERNET DE ALTA VELOCIDADE (FULL); II – FIBRA ÓPTICA ENTRE CONVERTIDA COM RJ-45, no valor de R$ 766,66 (setecentos sessenta e seis reais e sessenta seis centavos) mensais no período de 12 meses, mais uma taxa única de serviço de R$ 580,00 (quinhentos e oitenta reais), nos termos do artigo 26 da Lei 8.666/93, para que produza seus jurídicos e legais efeitos. Barra do Jacaré – PR, dia 13 de junho de 2013 EDIMAR DE FREITAS ALBONETI - PREFEITO MUNICIPAL PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARÁ DECRETO Nº 1.369 DE 14 DE JUNHO DE 2013 Institui a Unidade Gestora de Transferência para avaliação e Controle da Execução dos Convênios celebrados entre a Administração Pública Direta do Município de Cambará e Entidades Públicas e Privadas, e indica 03 (três) servidores do Município para compor a UGT. O Prefeito Municipal de Cambará, Estado do Paraná, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo artigo 66, inciso V, da Lei Orgânica do Município, com observância ao disposto no art. 116 da Lei nº. 8.666, de 21 de junho de 1993, na Resolução nº. 03/2006 do Tribunal de Contas do Estado do Paraná, DECRETA: Art. 1º - Fica instituída a Unidade Gestora de Transferência – UGT, que terá como atribuições: I - Avaliação do cumprimento de metas pactuadas com a entidade repassadora; II - Controle da aplicação dos recursos; encaminhamento da prestação de contas das transferências ao Tribunal de Contas; III - Observância das normas e demais atos normativos do Poder Público aplicáveis. Art. 2º - A comissão de Acompanhamento e Fiscalização das atividades será composta pelos seguintes servidores: Edson Jackson Yera Oliveira – RG 8.319.289 SSP/SP Dion Augusto dos Santos – RG 41.954.775-7 SSP/SP Alexandre Latoelis – RG 8.110.785-8 SSP/PR Art. 3º - Este Decreto entrará em vigor na data de sua publicação, ficando revogadas disposições em contrário. Cambará, Estado do Paraná, em 14 de junho de 2013. JOÃO MATTAR OLIVATO Prefeito de Cambará PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ - PARANÁ EXTRATO DE CONTRATO Nº. 096/2013 Partes: MUNICÍPIO DE BARRA DO JACARÉ E A EMPRESA COMÉRCIO DE TOYOPAR COMBUSTÍVEL BARRA DO JACARÉ LTDA, CNPJ- 79.713.020/0001- 60. Av. Tiradentes, 2473, 86071-000 Objeto:Londrina, Combustíveis para manutenção de veículos e máquinas da frota Paraná, Brasil municipal Valor: R$ > 592.000,00 (quinhentos e noventa e dois mil reais). T 43 3294-1144 Duração: 12(doze) meses, a contar na data de 16.07.2013. Data da Assinatura: 06/06/2013. Foro: Comarca de Andirá – PR EDIMAR DE FREITAS ALBONETI Prefeito Municipal CÂMARA MUNICIPAL DE JOAQUIM TÁVORA - PR EXTRATO DE CONTRATO Contrato número: 01/2013 Data do contrato: 10/06/2013 Vigência: 07 meses, iniciando-se em 10/06/2012 com término em 10/01/2014. Contratado: GOVERNANÇA BRASIL S/A TECNOLOGIA E GESTÃO EM SERVIÇOS – CNPJ 00.165.960/0001-01. Objeto: Locação de software de recursos humanos, tesouraria, licitações e transparência pública. Licitação: Inexigibilidade 01/2013 Preço inicial: Preço final: R$ 10.700,00 (dez mil e setecentos reais). Aditamento ao objeto: não se aplica. Valor do acréscimo/redução: não se aplica. Forma de pagamento: R$ 3.000,00 (três mil reais) a vista, referente a treinamentos necessários para a ativação e correta utilização dos softwares e R$ 1.100,00 (um mil e cem reais) em 07 (sete) parcelas mensais. CÂMARA MUNICIPAL DE JOAQUIM TÁVORA - PR EXTRATO DE ADITIVO DE CONTRATO Contrato número: 02/2012 Data do aditivo: 29/05/2013 Vigência: 07 (sete) meses, iniciando-se em 01/06/2012 com término em 31/12/2012. Contratado: GOVERNANÇA BRASIL S/A TECNOLOGIA E GESTÃO EM SERVIÇOS – CNPJ 00.165.960/0001-01. Objeto: Locação de software para o controle do patrimônio (inventário, depreciação etc.). Preço Final: R$ 2.450,00 (dos mil quatrocentos e cinquenta reais). Forma de pagamento: 07 (sete) parcelas mensais de R$ 350,00 (trezentos e cinquenta reais).

DECRETO Nº 1.370, DE 14 DE JUNHO DE 2013. REGULAMENTA A APRESENTAÇÃO DE ATESTADOS MÉDICOS PARA JUSTIFICAR AUSÊNCIA NO SERVIÇO, BEM COMO PARA CONCESSÃO DE LICENÇA PARA TRATAMENTO DE SAÚDE AOS SERVIDORES E EMPREGADOS PÚBLICOS DO MUNICIPIO DE CAMBARÁ-PR O Prefeito Municipal de Cambará, Estado do Paraná, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo artigo 66, inciso V, da Lei Orgânica do Município, e de conformidade com o disposto nos artigos 97 e 115 da Lei Municipal nº 1.191 de 2001, nos artigos 18 a 20 da Lei Municipal nº 1.316 de 2006, no artigo 7º, inciso XIX da Constituição Federal de 1988, bem como no artigo 10, §1º do ADCT, DECRETA: Art. 1º A impossibilidade de comparecimento ao serviço por problemas de saúde do servidor/empregado público, deverá ser justificada pela apresentação de atestado médico, diretamente ao Departamento de Recursos Humanos, que declare a incapacidade laborativa, no prazo de 24 (vinte e quatro) horas úteis a partir do início da ausência. I – No momento da apresentação do atestado, o Departamento de Recursos Humanos designará Médico do Município para realização de perícia, que ocorrerá no prazo de 24 (vinte e quatro) horas; II – o Departamento de Recursos Humanos encaminhará o atestado médico apresentado pelo servidor, diretamente ao Médico designado para realização da perícia; III – realizada a perícia, na mesma data, o Médico devolverá o atestado original e o atestado administrativo por ele emitido ao Departamento de Recursos Humanos para que este proceda ao registro e ao arquivamento na pasta funcional do servidor/empregado público, além de informar sua chefia imediata; IV - em caso de atestado administrativo, emitido pelo Médico perito, contrário ao atestado apresentado pelo servidor/empregado público, o Departamento de Recursos Humanos lançará as faltas injustificadas do servidor/empregado público, se este for o caso, diretamente em folha de pagamento. V - o servidor/empregado público deverá retornar imediatamente ao serviço, caso o atestado administrativo assim estabeleça. VI – a chefia imediata notificará ao Departamento de Recursos Humanos a data em que o servidor/empregado público efetivamente retornou ao serviço. § 1º - Os atestados médicos deverão ser emitidos obrigatoriamente por profissional médico, sendo que nos atestados deve constar de forma legível: I - nome completo do servidor/empregado público; II - número de dias de afastamento (numérico e por extenso); III - data do atestado; IV - carimbo profissional contendo nome e número do registro do conselho de classe do profissional que efetuou o atendimento (CRM - Conselho Regional de Medicina); V - local do atendimento; VI - assinatura do emitente; e VII - número do Código Internacional de Doenças - CID. § 2º Declarações de consultas não serão aceitas como atestados médicos para justificativa de faltas ao trabalho, sendo aceitas apenas para fins de justificativa de atraso no início do período da jornada de trabalho ou saídas antecipadas. § 3º No atestado médico, cujo afastamento se dê por 24 horas ou mais, será considerada a data da emissão do atestado. §4 º No caso de atestado administrativo emitido pelo médico perito confirmar o atestado apresentado pelo servidor/empregado público, nova perícia será automaticamente agendada pelo Médico perito a ser realizada no 15º (décimo quinto) dia a ser contado do início da ausência. Art. 2º O servidor/empregado público afastado pela apresentação de atestado médico fica obrigado, sob pena de computar-se como faltas injustificadas ao trabalho, à submeter-se a exame, tratamento e processo de reabilitação profissional, proporcionados pelo Município, exceto o tratamento cirúrgico e transfusão sanguínea, que são facultativos. Art. 3º Para a habilitação à perícia médica, o servidor/empregado público deverá se apresentar junto à unidade de inspeção e perícia médica do município, com os seguintes documentos: I - exames, laudos, receitas médicas e medicação, bem como parecer do médico assistente que comprovem tratamento de saúde; II - documento de identificação oficial (Cédula de Identidade ou crachá). Art. 4 º A perícia médica será realizada na “sede da unidade de inspeção e perícia médica” do Município e em casos de internamento, no estabelecimento hospitalar onde se encontrar internado o servidor. Parágrafo Único - Em casos de internamento, deverá ser apresentado à unidade de inspeção e perícia médica do Município, por membro da família ou pessoa responsável, no prazo de até 48 (quarenta e oito) horas úteis, do início da ausência, além de atestado médico, declaração do estabelecimento hospitalar onde se encontra internado o servidor, a fim de que sejam tomadas as medidas necessárias para a realização da perícia médica. Art. 5º Nos casos de tratamento programado, em que o servidor/ empregado público terá que se deslocar para fora do Município, o mesmo deverá requerer prorrogação de prazo para perícia médica, antes do início de sua ausência ao trabalho e apresentar-se à sede de inspeção e perícia médica no prazo de 24 (vinte e quatro) horas úteis de seu retorno ao Município. Art. 6º A validade do atestado médico será sustada quando: I – o servidor/empregado público, não comparecer a perícia médica agendada, salvo motivo devidamente justificado e acatado pela administração; II - o servidor, comprovadamente, não se submeter ao tratamento indispensável à sua recuperação; III - for comprovado o exercício de alguma atividade laborativa e/ou incompatível com o seu estado de saúde no decurso de validade do atestado médico; IV - não for comprovada a patologia que originou o afastamento; e V - quando constatado em perícia médica que o pedido de afastamento não justifique a ausência do trabalho podendo ser conciliado o tratamento com o exercício das atividades laborativas. Art. 7º A critério da perícia médica oficial do município, os servidores que apresentarem número de atestados médicos superior a 15 (quinze) dias no prazo de um ano, poderão ser convocados para comparecimento à perícia médica quando da necessidade de novos afastamentos por problemas de saúde, e nesses casos deverão apresentar padrão de quesitos, preenchido pelo profissional assistente, o que dará subsídios para melhor acompanhamento do tratamento e recuperação, bem como à realização de perícia médica. Art. 8º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Art. 9º Ficam revogadas as disposições em contrário. Cambará, Estado do Paraná, em 14 de junho de 2013. João Mattar Olivato Prefeito Municipal Clorivaldo Paes Paschoalino Secretário Municipal da Administração CÂMARA MUNICIPAL DE JOAQUIM TÁVORA - PR EXTRATO DE ADITIVO DE CONTRATO Contrato número: 01/2012 Data do aditivo: 29/05/2013 Vigência: 07 (sete) meses, iniciando-se em 01/06/2012 com término em 31/12/2012. Contratado: GOVERNANÇA BRASIL S/A TECNOLOGIA E GESTÃO EM SERVIÇOS – CNPJ 00.165.960/0001-01. Objeto: Locação de software para o processamento dos serviços de contabilidade da Câmara Municipal de Joaquim Távora. Preço Final: R$ 4.506,60 (quatro mil quinhentos e seis reais e sessenta centavos). Forma de pagamento: 07 (sete) parcelas mensais de R$ 643,80 (seiscentos e quarenta e três reais e oitenta centavos).

PREFEITURA MUNICIPAL DE ABATIÁ PORTARIA Nº 159, de 10 de junho de 2013. Maria de Lourdes Ferraz Yamagami, Prefeita Municipal de Abatiá, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais, RESOLVE: I – DECLARAR a vacância, a partir desta data, do cargo de PEDREIRO, por motivo de falecimento o Senhor ROBERVAL CARVALHO, CPF/MF n° 918.470.799-20 e do RG nº 6.224.222-1 SSP/ PR. II – Esta Portaria entra em vigor nesta data, revogando todas as disposições em contrário. III – Registre-se e publique-se. Gabinete da Prefeita Municipal de Abatiá, aos 10 dias do mês de junho de 2013. Maria de Lourdes Ferraz Yamagami Prefeita Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE ABATIÁ EXTRATO DA INEXIGIBILIDADE Nº. 002/2013. EMPRESA: MAN LATIN AMÉRICA INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE VEÍCULOS LTDA OBJETO: ÔNIBUS RURAL ESCOLAR ORE2 COM PLATAFORMA ELEVATÓRIA VEICULAR. VALOR R$ 237.780,00 (DUZENTOS E TRINTA E SETE MIL SETECENTOS E OITENTA REAIS). ABATIÁ - PR, 14 DE JUNHO DE 2013.


cmyb

A-8

TRIBUNA DO VALE

Sabado Sabadoe edomingo, domingo,1520e e1621dedejunho abril de 2013

“Partil”

Goró Não existe cerveja sem álcool. A Quarta Turma do STJ julga pedido do Ministério Público contra o que seria propaganda enganosa a frase “sem álcool” nos rótulos das cevas apresentadas ao distinto público como não alcoólica. Os promotores se embasam em uma perícia atestando que não há cerveja totalmente sem álcool. Não é nada, não é nada, não é nada mesmo!

O pessoal do Facebook queima pestana pra tentar estancar a enorme fuga dos internautas. A sangria se explica pelas banalidades de gente que não tem o que fazer e nem assunto pra preencher a falta de ocupação. Ai rola coisas estúpidas do tipo; “academia...fuuuiii!”, ou então; “to com soninho...a cama me espera”. Sem falar no famigerado “partil pra faculdade”, “partiL beber cerveja”. Isso mesmo, com “L” em vez de “U”. Francamente, é pra detonar o Facebook!

Baader e Meinhof Sofro, choro, peço, quero, dói. Cedo, medo, dores, rói. Invado, barganho, perco, só. Luto, vivo, me mexo, saio do nó.

Promessa cumprida O deputado André Vargas (PT) cumpriu a promessa que fez. O Congresso Nacional, presidido por ele, promulgou na semana passada a criação de quatro novos tribunais regionais federais (TRFs), incluindo aí o do Paraná. Tá certo que não foi de todo um desprazer contrariar o ministro Joaquim Barbosa, mas havia também no próprio governo contrários a criação dos tribunais. A justiça fica mais próxima do povo. E nós, mais uma vez, pagamos a conta.

Feriado Os apreciadores de longos feriados já fizeram as contas e abandonaram o calendário, feriado agora só em 15 de novembro, Dia da Proclamação da República, uma sexta-feira. Antes tem 7 de setembro, N.S. Senhora Aparecida e Finados, mas todos caem no sábado.

Pra pensar É triste pensar que a natureza fala e que o gênero humano não a ouve.

Mordaça “O problema começa desde o horário eleitoral e o modelo de debate eleitoral, que engessam e limitam o debate político. Agora, estamos censurando e colocando uma mordaça na boca de jornalistas e blogueiros”. Do deputado federal João Arruda, autor de projeto de lei que anistia jornalistas, editores de blogs e comunicadores sociais em relação às multas aplicadas pela Justiça Eleitoral por crimes eleitorais.

18 ou 16 A redução da maioridade penal é aprovada por 92,7% da população brasileira. Ou seja, quase unanimidade. E já que Nelson Rodrigues dizia que toda unanimidade era burra...

Quem venham os cubanos Não é só nas pequenas cidades que faltam médicos. Só no Hospital do Câncer de Barretos, por exemplo, há necessidade de 70 médicos e não há especialistas na praça. O diretor do hospital, Henrique Prata, disse que “está mais fácil achar ouro do que encontrar médico especialista”. Ele apoia a importação de médicos.

Preste atenção Cuidado para não chamar de inteligentes apenas aqueles que pensam como você.

cyan magenta yellow black


Pdf2411