Page 1

cmyb

Sabado e Domingo 220 110

ANO XVII - N0 2383 R$ 1,00

DIRETOR: BENEDITO FRANCISQUINI

04 E 05 DE MAIO DE 2013

www.tribunadovale.com.br

SEGURANÇA

Carlópolis e Ribeirão do Pinhal pleiteiam delegados

Os prefeitos de Carlópolis e de Ribeirão do Pinhal estão de olho no teste seletivo que será aplicado amanhã para preenchimento de 26 vagas para delegados em cidades ainda não definidas. Os dois municípios, sedes de comarcas, estão sem delegados e esperam que o problema seja resolvido com as novas contratações.  PÁG. A6

INDUSTRIALIZAÇÃO

Pedro Claro quer criar polo têxtil em Santo Antônio Mauricio Reale

Pedro Claro também convidou vereadores e alguns prefeitos da região para a reunião com Sylvio Napoli

A localização geográfica, a proximidade com o Estado de São Paulo, a existência de confecções, inclusive de reconhecimento nacional, como a fábrica Rouprin, a unidade do Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) são alguns fatores que contribuem para a criação de um polo têxtil em Santo Antônio da Platina, que beneficiaria toda a região com a geração de empregos. Os argumentos foram citados ontem, pelo prefeito Pedro Claro de Oliveira Neto (DEM), durante reunião com o gerente de tecnologia e inovação da Associação Brasileira da Indústria Têxtil (Abit), Sylvio Napoli, que visitou alguns locais e apontou critérios para a viabilização do polo.  PÁG. A3

RECURSOS

Prefeito Maurício vai investir em galerias pluviais  PÁG. A3 Assessoria

TURISMO

Ribeirão Claro pode entrar na rota do balonismo

RAIO-X

Governo entrega equipamentos de Saúde na região

O governador Beto Richa e o deputado estadual Hermas Brandão Júnior (PSB) entregam nesta segunda-feira, 6, em Curitiba, um aparelho de raio-X

para o Hospital Municipal de Cambará, e um aparelho de ultrassonografia completo para uma das unidades de saúde de Siqueira Campos.  PÁG. A4

INDÚSTRIA

Ribeirão Claro já é conhecida na região pelas belezas naturais e também pela prática de esportes radicais, como os voos com paraglider e canoísmo. Agora, o prefeito Geraldo Maurício Araújo (PV) quer incentivar a prática do balonismo. O objetivo é criar uma estrutura para prática e ensino do esporte, já que a cidade conta com locais propícios para pousos e decolagens. Uma empresa de Ribeirão Preto – SP, será convidada para oferecer voos e treinamento para os interessados em investir na atividade.  PÁG. A5

SUBSTITUTOS

Ministério Público recebe novos promotores

O Ministério Público do Paraná irá empossar, no dia 6 de maio, segunda-feira, 46 novos promotores substitutos. A solenidade será realizada às 19h30, no auditório Poty Lazarotto, do Museu Oscar Niemeyer (Rua Marechal Hermes, 999, Centro Cívico), em Curitiba.  PÁG. A4

S.A.PLATINA

Fusca invade preferencial e colide com moto  PÁG. A6

Senai promove 5º Workshop em Santo Antônio  PÁG. A5 DROGAS

Proposta aumenta pena mínima para traficantes  PÁG. A6

EDITAL NA PÁGINA: B2

REGIÃO

Maioria das pedreiras não tem licença ambiental Antônio de Picolli

Em Santo Antônio, a prefeitura só pode usar as pedras que caem naturalmente da pedreira existente no bairro Álvaro de Abreu

A falta de licença ambiental para extração de cascalhos nas pedreiras da região tem refletido diretamente na conservação das estradas rurais. Sem matéria prima, as prefeituras não conseguem fazer a manutenção das vias, mesmo tendo conseguido equipamentos novos do governo estadual através dos consórcios intermunicipais.  PÁG. B1

cyan magenta yellow black


A-2 Opinião

TRIBUNA DO VALE

É importante considerar que a proibição do uso de celular em sala de aula desperta ainda mais o desejo de usá-lo. “Tudo que é proibido é mais gostoso”.” Ana Paula Barros de Paiva

Sabado e domingo, 04 e 05 de maio de 2013

Os gibis eram talvez a única maneira que tínhamos para fazer contato com o mundo da fantasia, com o novo e com o conhecimento. Sim, conhecimento, porque nas histórias em quadrinhos tínhamos a chance de desenvolver a leitura e a escrita.” Antonio Marques

E DITORIAL Praticamente sepultada a infeliz tentativa de, por meio da PEC 33, arrebatar do Supremo Tribunal Federal (STF) suas amplas prerrogativas de julgar a constitucionalidade das leis, o PT volta à carga com outra proposta praticamente com o mesmo objetivo, embora de forma mais branda e restrita na comparação com a anterior. O autor da nova iniciativa é o ex-presidente da Câmara Marco Maia, que em passado muito recente já demonstrava arroubos por “resistir” contra a então provável decisão do STF de cassar de imediato os mandatos de parlamentares condenados por sua participação no esquema do mensalão. Neste momento, Maia recolhe assinaturas para apresentar uma nova proposta de emenda à Constituição (PEC) para impedir que o Supremo possa suspender liminarmente projeto de lei ou emenda constitucional por decisão monocrática – isto é, por apenas um dos 11 ministros que compõem a corte – nas ações diretas de inconstitucionalidade ou declaratórias de constitucionalidade. A iniciativa em tudo se parece com uma retaliação a uma recente decisão monocrática, tomada pelo ministro Gilmar Mendes, que determinou ao Congresso que suspenda a tramitação do projeto de lei que dificulta a vida de novos partidos ao impedir que deputados que aderissem às novas legendas levassem consigo tempo de televisão e recursos do Fundo Partidário. HORÁRIO DE FECHAMENTO

22:10

Mais um ataque

O ex-metalúrgico gaúcho Marco Maia pode não entender de Constituição; pode não conhecer o princípio da independência dos poderes; pode não saber que decisões liminares, monocráticas, são provisórias e que, obrigatoriamente, serão depois submetidas ao colegiado do STF. Talvez também não saiba que, em razão do princípio do periculum in mora – expressão latina que obriga os juízes a tomar decisões rápidas quando o perigo é iminente –, é justo e necessário que, no seu papel de guardião da Constituição, o Supremo se manifeste de forma monocrática. Entretanto, bom petista que é, Marco Maia sabe que a decisão monocrática do ministro Gilmar Mendes atentou contra um projeto de seu partido e do governo que apoia – algo que, na visão estreita própria dos autoritários, é inadmissível. Essa visão, já claramente insinuada, é a de que não convém ao PT e ao governo que novos partidos se organizem, especialmente se estes constituírem provável ameaça de agitar os mares tranquilos da reeleição de Dilma Rousseff e da perpetuação do PT como partido hegemônico. Nasce provavelmente dessa visão a PEC intentada pelo deputado Marco Maia. Se o que propõe não é tão absurdo quanto submeter matérias constitucionais até mesmo a plebiscitos populares (como prevê a PEC 33), mantém em

C HARGE

chargeonline.com.br

seu núcleo o mesmo defeito de cercear o papel intocável do Poder Judiciário, castrando-lhe uma prerrogativa inscrita como cláusula pétrea da Constituição Federal. No DNA da proposta do parlamentar gaúcho encontram-se os genes que dão cara à canhestra “ideologia” bolivariana gestada por Hugo Chávez, que pôs de joelhos e a seu serviço o Poder Judiciário da Venezuela. O deputado precisa recolher pelo menos 171 assinaturas para que a matéria seja apresentada à Mesa da Câmara, que por sua vez pode encaminhá-la à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Se aprovada pela CCJ, seguem-se trâmites internos para que, enfim, chegue à votação em dois turnos pelo plenário. Depois, ainda, vai para o Senado, para seguir o mesmo rito. Só então, se acolhida pelas duas Casas do Congresso, a emenda pode ser promulgada para tornar-se parte integrante da Constituição. Logo, ainda que se possa responsabilizar o deputado Marco Maia pela estupidez da ideia, ela não prosperará se prevalecer o bom senso e o respeito aos poderes constituídos da República entre a maioria dos parlamentares que compõem a Câmara e o Senado. Cabe, pois, aos demais a tarefa de barrar a iniciativa já no seu nascedouro. É o que pede a maioria consciente da sociedade brasileira, para a qual o bem maior a ser defendido é a própria democracia.

A RTIGO

NESTA EDIÇÃO TEM

Antonio Marques *

22 PÁGINAS CADERNO PRINCIPAL - OPINIÃO - POLÍTICA - GERAL - CIDADES - COTIDIANO - ESPORTES - AGRONEGÓCIO

A 01 - 08 A 02 A 03 A 04 A 05 A 06 A 07 A 08

2ª CADERNO - AGRONEGÓCIO - ATAS & EDITAIS - SOCIAL

B 01 - 08 B 01 B 02 - 07 B 08

3º CADERNO - ATAS & EDITAIS

C 01 - 06 C 01 - 06

Geração Gibi

PREVISÃO PARA HOJE

22º 11º

SANTO ANTÔNIO DA PLATINA

A RTIGO Ana Paula Barros de Paiva *

Valorizar a utilização dos recursos tecnológicos nas salas de aula, de forma a favorecer o aprendizado e tornar o processo de ensino e aprendizagem mais significativo para crianças e adolescentes, faz com que os alunos utilizem ferramentas que já fazem parte do seu dia a dia. O celular, neste caso, pode ser visto como mais um recurso para que os professores desenvolvam suas aulas e projetos, dado que, atualmente, é difícil ver quem não o utilize. A introdução do celular na sala de aula não é algo que acontece de um dia para o outro, considerando que a escola e alguns professores ainda têm características tradicionais de ensino. O uso de celulares nas salas de aula exige mudanças, e mudar não é tão simples, pois o ser humano resiste às mudanças. Aqueles professores que ainda não têm habilidade com as tecnologias precisam estar dispostos a aprender e, assim, incorporar gradativamente o uso da tecnologia em seus conteúdos, possibilitando aulas mais atrativas e desafiadoras. Não precisa solicitar, o aluno já leva este objeto para a sala. Quer queira ou não, o celular faz parte do seu dia a dia, como as redes sociais fazem parte do

Celular dentro da escola? Sim! cotidiano de vários alunos. A dimensão dessa junção “Aula, Conteúdo e Celular” estimula os alunos a participar mais das aulas, afinal, muitas crianças dão “show” ao usar seus celulares. É importante considerar que a proibição do uso de celular em sala de aula desperta ainda mais o desejo de usá-lo. “Tudo que é proibido é mais gostoso”. Mas, infelizmente, a escola tem buscado formas de proibir a entrada deste objeto em suas dependências. Contudo, façamos a análise: O professor fica sem o seu celular? Fica aí uma pergunta para reflexão. Por outro lado, se o celular for colocado como objeto de estudo e pesquisas, poderá apoiar o desenvolvimento das habilidades sociais do século XXI. Conteúdos e habilidades podem ser trabalhados e até otimizados com o uso do celular no desenvolvimento de Projetos. Por exemplo, num projeto em que o objetivo é explorar a cultura, os recursos do celular podem ser úteis para captar informações nos bairros, cidade e até mesmo em várias regiões do Brasil. Se um projeto tiver a intenção de fazer com que os alunos conheçam os valores através dos

TRIBUNA DO VALE

O Diário da nossa região - Fundado em agosto de 1995 Editora Jornal Tribuna do Vale LTDA CNPJ 01.037.108/0001-11 Matriz: Rua Tiradentes 425, Centro Santo Antônio da Platina, PR Fone/Fax: 43 3534 . 4114

Diretor Responsável Benedito Francisquini - MTB 262/PR tribunadovale@tribunadovale.com.br tribunadovale@uol.com.br

tempos, é possível entrevistar funcionários da própria escola ou parentes, utilizando recursos próprios do aparelho como Filmagens, Imagens, Entrevistas, Gravações, Comunicação, além de envio de mensagens com dúvidas, avaliações e dicas diversas relacionadas às disciplinas. Qualquer conteúdo pode ser trabalhado usando o celular, contudo, é fundamental o planejamento do professor para que os objetivos ao usar esta ferramenta sejam alcançados. O potencial do celular dentro de uma sala é o estímulo que ele causa nos alunos e a independência e autonomia que desenvolve, colocando-os como coautores do próprio conhecimento. Alunos que se deparam com objetos que já vivenciam fora da escola sentem-se mais seguros e independentes dentro do ambiente escolar e na construção do seu conhecimento, devido à facilidade que têm ao manusear a ferramenta. O fato de usar o celular na sala de aula não é simples, é necessário um planejamento, uma proposta pedagógica alinhada à tecnologia. Há, é verdade, algumas leis de proibição, mas, comprovando-se o objetivo pedagógico e o avanço dos alunos, quem sabe isso pode mudar.

A utilização do celular promove o desenvolvimento intelectual, social e cognitivo de maneira conjunta, pois ele é um estímulo para auxiliar na assimilação dos conteúdos pedagógicos. Quando são propostos novos caminhos para aprender, o desenvolvimento intelectual acontece de forma natural, pois há exercício da capacidade de pensar. A informação se transforma em conhecimento. Para quem deseja realizar este trabalho com os alunos, pode começar fazendo uma pesquisa de aplicativos pedagógicos. Existe uma grande variedade disponível no mercado para utilização gratuita. Essa é uma tarefa do Educador, que precisa avaliar a potencialidade desses aplicativos para atingir, especificamente, os objetivos traçados no planejamento das aulas. Pense bem antes de utilizar qualquer recurso, prepare sua aula com muita dedicação, para que, no final, você seja mais um exemplo de sucesso com o uso de recursos digitais na educação. *Ana Paula Barros de Paiva é Orientadora Educacional na área de Informática Educacional na empresa Planeta Educação.

Representação: MERCONET Representação de Veículos de Comunicação LTDA Rua Dep. Atílio de A. Barbosa, 76 conj. 03 - Boa Vista - Curitiba PR Fone: 41-3079-4666 ¦ Fax: 41-3079-3633 Vendas Assinatura Anual R$ 200,00 Semestral R$ 100,00

Impressão e Fotolito: Editora Jornal Tribuna do Vale Fone/Fax : 43 3534 . 4114

Anos 80. Para muitos foi a década da boa música. Também acho que foi um tempo em que se fazia música de qualidade. Mais do que qualquer coisa, para mim os anos 80 ficaram marcados como a Geração Gibi, ou seja, a geração que curtia as histórias em quadrinhos. Nos anos 90 com a chegada da nova geração, os gibis foram perdendo força ou magia, não sei ao certo que termo usar, mas sei que não era mais como no meu tempo de criança e adolescente. Os gibis eram talvez a única maneira que tínhamos para fazer contato com o mundo da fantasia, com o novo e com o conhecimento. Sim, conhecimento, porque nas histórias em quadrinhos tínhamos a chance de desenvolver a leitura e a escrita. Pergunte a uma pessoa que tem mais de 30 anos e ela concordará que nos gibis melhorou sua leitura. Televisores eram poucos. Os que tinham se contentavam em assistir tudo em preto e branco, porque TV à cores era coisa de rico. Em nossa casa, o primeiro aparelho de televisão chegou quando eu tinha uns 14 ou 15 anos. Era preto e branco. Antes disso eu e meus irmãos assistíamos televisão nas casas dos vizinhos. Quando queríamos ver algo colorido esperávamos chegar o domingo para ir a um bar ou lanchonete e assistir Thundercats ou Super Mouse. Aí quando a TV chegou a nossa casa ficamos viciados no Xou (Xou com X mesmo) da Xuxa, não por causa dela, mas sim para ver as aventuras da Caverna do Dragão, os Smurfs e tantos outros. Se na televisão era dificultoso ter acesso ao entretenimento, nos gibis era a coisa mais fácil do mundo. Isso porque havia um rodízio, uma troca de revistinhas. Quando um “moleque” lia um gibi, passava para o outro e assim acontecia sucessivamente. Em resumo, o que um lia, outros também liam. Era a Geração Gibi acontecendo. Em seus últimos dias ela chegou a seus momentos mais intensos. Aqueles garotos que se divertiam com Chico Bento e demais personagens da Turma da Mônica, Donald, Mickey e dezenas de outros personagens de Walt Disney, passando pelos personagens de Hanna-Barbera e tantos outros, agora queriam experimentar algo mais intenso, pois afinal estavam deixando de ser garotinhos sonhadores e entrando para a adolescência. Queriam aventuras e esse desejo foi atendido. Foi nesse período que eu comecei a ler os X- Men, Homem Aranha; Conan, o Bárbaro e Tex. Não poderia esquecer do Zagor. “Caramba y carambita!”, dizia seu fiel escudeiro Chico. Estava intenso demais, mas a Geração Gibi estava com o seu fim selado. Não sei se foi porque todos ou quase todos passaram a ter um aparelho de televisão em casa naquela época ou se foi pela facilidade em comprar um vídeo cassete para assistir filmes e desenhos ou se foi pelo surgimento do DVD algum tempo depois ou com a chegada da internet nos últimos dez anos, mas algo aconteceu para dar fim à Geração Gibi. Como todo sonhador e saudosista desta época, ainda penso que ela possa voltar. Quem sabe. Mas posso afirmar com orgulho que muito do que aprendi, muito do que sonhei, aconteceu por eu ter feito parte desta geração inesquecível! * Jornalista e Escritor. Autor do livro Memórias do Quintal e Outras Histórias ‒ www.antoniomarques.com.br Circulação: Abatiá ¦ Andirá ¦ Arapoti ¦ Bandeirantes ¦ Barra do Jacaré ¦Cambará ¦ Carlópolis ¦ Conselheiro Mairink ¦ Figueira¦Guapirama ¦ Ibaiti ¦ Itambaracá ¦ Jaboti ¦ Jacarezinho Jaguariaíva ¦ Japira ¦ Joaquim Távora ¦ Jundiaí do Sul ¦ Pinhalão ¦ Quatiguá ¦ Ribeirão Claro ¦ Ribeirão do Pinhal ¦ Salto do Itararé ¦Santana do Itararé ¦ Santo Antônio da Platina ¦ São José da Boa Vista ¦ Sengés ¦ Siqueira Campos ¦Tomazina ¦ Wenceslau Bráz

Filiado a Associação dos Jornais Diário do Interior do Paraná

* Os artigos assinados não representam necessariamente a opinião do jornal, sendo de exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.


Política A-3

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 04 e 05 de maio de 2013

O fato de esta indústria fabricar roupas profissionais conta muito para o apoio da Abit”” Sylvio Napoli

A RTIGO Antonio Marques *

Educação e reeducação. Dívidas sociais... A educação e a reeducação são duas grandes dívidas dos sucessivos governos para com a população. Instituída no nascimento do Império, pela Constituição de 1824, outorgada por Pedro I, a educação pública e gratuita nunca produziu o suficiente. Sua primeira lei, de 1827, ordenava a criação de "escolas de Primeiras Letras em todas as cidades, vilas e lugares mais populosos do Império", e de "escolas de meninas nas cidades e vilas mais populosas". Aos meninos deviam ensinar "ler, escrever, as quatro operações de aritmética, prática de quebrados, decimais e proporções, as noções mais gerais de geometria, a gramática da língua nacional, e os princípios de moral cristã e da doutrina da religião católica e apostólica romana, proporcionais à compreensão dos meninos; preferindo para as leituras à constituição do Império e à História do Brasil". Para as meninas, suprimia a geometria e a aritmética, restando as quatro operações, e acrescentados ensinamentos sobre prendas da economia doméstica. Estados e municípios – então denominados províncias e vilas – tinham a tarefa de instalar e manter as escolas. Com a República, o Estado tornou-se laico, mas permaneceram as obrigações de manutenção da escola pública e gratuita, embora as particulares não fossem proibidas. A escassez de recursos, tanto financeiros quanto profissionais, sempre existiu. Ao sabor das mudanças políticas, administrativas e de costumes, as escolas se mantiveram, mas nunca atingiram generalizadamente o nível desejado. As famílias com condições financeiras enviaram seus filhos a escolas particulares e pagas, a não ser nas exceções que hoje formam os centros públicos de excelência, onde o pobre vindo da escola pública não tem nível para entrar. Críticos dizem que nas últimas décadas se produziu quantidade, abrindo-se mão da qualidade na formação. Hoje a escola pública segue abaixo da expectativa, com professores mal remunerados e insatisfeitos. É difícil viver com aquilo que ali se ensina. A outra divida social está na reeducação dos detentos, muitos deles apenados por falta de preparo e oportunidades. Apesar de todos os discursos e até de iniciativas nesse sentido, é muito pouco o que se dá de educação e preparo para a liberdade. O tempo da pena é perdido pois, em vez de regenerado, o apenado, ocioso, é cooptado por outros criminosos e sai da cadeia com novas “especialidades” no crime. É preciso encontrar um meio de aproveitar construtivamente o período da pena para sua recuperação! Por incrível que pareça, a solução para esses dois graves problemas pode estar no próprio país, abaixo de nossos narizes, e ninguém vê. As Escolas Senai, criadas e mantidas pela Indústria, constituem um importante ponto de formação de jovens e treinamento de profissionais. Há anos, além do currículo tradicional, passaram a oferecer cursos e treinamentos voltados às necessidades de mão-de-obra das localidades onde estão instaladas. Essa ligação escola-indústria-comunidade é a garantia de emprego e colocação para seus alunos. O modelo, com as devidas adaptações, se adotado, pode conferir a finalidade até hoje não atingida pela escola pública e, também, preparar os detentos para a volta à vida social útil e produtiva. Questão de iniciativa... Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves ‒ dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo) aspomilpm@terra.com.br

Prefeito Pedro Claro pretende criar polo têxtil no município

INDUSTRIALIZAÇÃOGerente de tecnologia e inovação da Abit visita município e estabelece critérios para apoio da instituição

Mauricio Reale

Maurício Reale

O prefeito Pedro Claro de Oliveira Neto (DEM) recebeu no gabinete da prefeitura de Santo Antônio da Platina, na manhã de ontem o gerente de tecnologia e inovação da Associação Brasileira da Indústria Têxtil (Abit), Sylvio Napoli, para pedir o apoio da instituição na instalação de indústrias têxteis na região. O gerente foi convidado a conhecer a cidade pelo superintendente federal de Pesca e Aquicultura do Paraná, José Antônio de Brito, que é platinense e conversou com os vereadores a respeito do assunto. Ele deixou claro que o convite nada tem a ver com seu cargo na superintendência da Pesca, mas aproveitou a aproximação com o gerente para fazer o convite. Durante a reunião – que também contou com as presenças do prefeito de Ribeirão Claro, Geraldo Maurício Araújo (PV), do deputado estadual Edson Praczyk (PRB) e dos vereadores Sebastião Santinho Vitral dos Santos (PMDB), Valdir Domingos de Souza, o Valdir do Foto (PSB) e Dionísio da Luz Sobaransky (DEM) – o gerente afirmou que, antes de qualquer deci-

Napoli diz que região tem potencial para desenvolvimento do setor têxtil

são, é necessário levantar o número de empresas do setor já instaladas, o número de funcionários empregados e o tipo de produção gerado. Ele também ressaltou a importância da atuação dos sindicatos – patronal e dos empregados – e também das associações comerciais e industriais da região. Sobre os critérios exigidos para o apoio da instituição à iniciativa estão a quantidade de trabalhadores

que já atuam no setor, para Napoli o ideal seria em torno de dois mil e a formação de parcerias com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). Prefeitos e vereadores destacaram a localização geográfica como um dos fatores que favorecem a instalação de empresas na região, já que a distância para os portos de Santos e Paranaguá fica em torno de 500 quilômetros. A proximidade com o

estado de São Paulo também privilegia a região. Napoli conheceu as instalações do Senai e também a fábrica de confecções Rouprin, que segundo o vereador Valdir do Foto, está entre as quatro maiores do Brasil. “O fato de esta indústria fabricar roupas profissionais conta muito para o apoio da Abit”, revelou o gerente. “Vamos regar esta ideia para que a coisa prospere”, afirmou o prefeito Pedro Claro.

RIBEIRÃO CLARO

Prefeito consegue R$ 650 mil para instalação de galerias pluviais Da Assessoria

Para controlar o fluxo de água acumulado durante os períodos chuvosos, a prefeitura de Ribeirão Claro conseguiu uma verba de R$ 650 mil para a instalação de galerias pluviais no perímetro urbano. A verba foi obtida junto ao governo estadual, na Secretaria do Desenvolvimento Urbano (SEDU), durante reunião do secretário Ratinho Junior e o prefeito Geraldo Maurício Araújo (PV), na última semana segunda-feira (29) em viagem oficial a Curitiba. Maurício foi acompanhado pelo vereador Marcelo Baggio Molini (DEM). A ideia inicial era implantar um novo programa de recapeamento das ruas do perímetro urbano, no valor total de R$ 650 mil. Uma equipe de engenheiros do SEDU esteve em Ribeirão Claro para um estudo e recomendaram investir os recursos na instalação de galerias

Maurício e Molini se reuniram com secretário Ratinho Júnior

pluviais. O objetivo é canalizar de maneira eficaz a água que desce pela área central durante a chuva, diminuir o acúmulo nas partes baixas da cidade e preservar melhor o asfalto. Ratinho Junior também

acenou com a possibilidade de investimentos a curto prazo em iluminação, calçamento, recape asfáltico, sinalização viária e financiamento de caminhões com juro zero. Segundo Maurício, a instalação de galerias

era uma necessidade antiga que não foi atendida durante as gestões anteriores. “As galerias são fundamentais para conservar o asfalto e acabar com as enxurradas e acúmulo de água no fundo de vale”, finalizou.

ALEP

Flávio Arns apresentará balanço das ações do governo na área da Educação Da Assessoria

O vice-governador Flávio Arns, Secretário de Estado da Educação, apresentará na segunda-feira (6), durante o horário do Grande Expediente da sessão plenária da Assembleia Legislativa, um relatório das ações realizadas pelo Go-

verno do Estado na área da Educação. A sessão terá início, regimentalmente, às 14h30. Em seu pronunciamento, o secretário pretende destacar ações que têm o objetivo de melhor atender as escolas, pais e alunos, bem como valorizar os profissionais da área. Deve ainda abordar

importantes projetos que já foram debatidos e aprovados pelos deputados neste ano. Um deles garante a ampliação da hora-atividade para os professores e, o outro, incorpora no Plano de Cargos e Salários dos Funcionários das escolas da rede estadual o direito a progressões. Além

disso, desde janeiro de 2011, foram contratados pelo Governo 17.261 servidores por meio de concurso público na área da educação. Os novos professores, pedagogos e agentes educacionais passaram a atender 2,2 mil escolas nos 32 Núcleos Regionais da Educação.


A-4 Geral

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 04 e 05 de maio de 2013

Cambará e Siqueira Campos vão receber equipamentos

POSSE

MP-PR recebe 46 novos promotores substitutos Das Agências

SAÚDE Outros 37 municípios serão beneficiados com equipamentos para a área da Saúde

Assessoria

O governador Beto Richa e o deputado estadual Hermas Brandão Júnior (PSB) entregam nesta segunda-feira, 6, em Curitiba, um aparelho de raio-X para o Hospital Municipal de Cambará, e um aparelho de ultrassonografia completo para uma das unidades de saúde de Siqueira Campos. O anúncio da entrega foi feito ontem, 3, pelo gabinete do deputado estadual. Outros 37 municípios de várias regiões do Paraná também serão contemplados com a entrega dos equipamentos. A entrega acontece às 17 horas no Departamento de Logística da Secretaria de Saúde do Paraná (Dels/Sesa). A cerimônia, que acontece nesta segunda-feira, também contará com a presença dos

O deputado Hermas Brandão Júnior conseguiu equipamentos para unidades de saúde do Norte Pioneiro

prefeitos de Cambara, João Mattar (PSDB), e de Siqueira Campos, Fabiano “Bi” Lopes Bueno (PSB), que vão receber os equipamentos. O d e p u t a d o He r m a s Brandão Júnior comemorou a liberação dos equipamentos, uma antiga reivindicação da população das duas cidades. O parlamentar tem se destacado na liberação de recursos, equipamentos e insumos para unidades de

saúde de todo o Paraná. Somente no ano passado Hermas Júnior conseguiu aparelhos de raio-X para hospitais de Ribeirão do Pinhal e Bandeirantes, além de ter conseguido a liberação de ambulâncias para o Hospital Regional do Norte Pioneiro, em Santo Antônio da Platina, assim como a garantia de leitos de UTI para a Santa Casa de Bandeirantes. O deputado pretende

acompanhar a entrega dos equipamentos também nas unidades de saúde em Cambará e Siqueira Campos. “Pretendo estar presente para poder dizer à comunidade que estou cumprindo com os compromissos que assumi”. “É uma satisfação ver que hospitais, mesmo aqueles pequenos, que estavam esquecidos do apoio do poder público agora estão sendo beneficiados com equipamentos novos”, completou.

Mercado Agropecuário

Indicadores Econômicos BOVESPA

03/05/13

CÂMBIO

03/05/13

DÓLAR COMERCIAL

INDICE BOVESPA Alta: 0,30%

55.488 pontos

Volume negociado: R$ 9,94 bilhões 54.963 54.252 54.887 55.910 55.321 55.488

EURO

Baixa: 0,02% Compra Venda

Alta: 0,34% Compra Venda

Var. maio: +0,37% R$ 2,0085 R$ 2,0095

DÓLAR PTAX (Banco Central) Baixa: 0,01% Compra Venda

Alta: 0,36% Compra Venda

DÓLAR PARALELO

25/04 26/04 29/04 30/04 02/05 03/05

Ações Petrobrás PN Vale PNA BMFBovespa ON ItauUnibanco PN Bradesco PN Oi ON MMX Mineração ON B2W Varejo ON

% -1,24 +1,42 +1,70 +1,38 +0,61 -5,36 -3,18 +3,17

R$ 20,00 32,20 14,40 33,70 32,95 5,30 2,13 12,05

14.973,96 6.521,46 8.122,29 3.912,95

+0,96 +0,94 +2,02 +1,40

BOLSAS NO MUNDO Dow Jones Londres Frankfurt Paris

%

OURO - BM&F 03/05

var. dia R$ 94,50 /grama

IR

-1,56%

MAIO

BASE (R$) Até 1.710,78 De 1.710,79 até 2.563,91 De 2.563,92 até 3.418,59 De 3.418,60 até 4.271,59 Acima de 4.271,59

Alíquota % isento 7,5 15 22,5 27,5

Parc. a deduzir 128,31 320,60 577,00 790,58

Deduções: a) Assalariados: 1-R$ 171,97 por dependente; 2 - pensão alimentícia; 3 - contribuição à Prev. Social; 4 - R$ 1.710,78 por aposentado a partir de 65 anos; 5 - contribuições à previdência privada e aos Fapi pagas pelo contribuinte; b) Carne Leão: itens de 1 a 3 mais as despesas escrituradas no livro-caixa.

SELIC/IR IR 2013 - A segunda parcela do Imposto de Renda decla-

rado em 2013 irá vencer em 31/05. Para pagamento até o vencimento há juros Selic de 1,00% MÊS Fev/12 Mar/12

TAXA SELIC 0,49% 0,55%

MÊS Abr/12 *Mai/12

TAXA SELIC 0,61% 1,00%

*No mês corrente a Selic é sempre 1,00% Indicadores Econômicos: elaboração da agência Dossiê:Dinheiro. Fone: (41) 3205-5378

Var. maio: +0,36% R$ 2,57 R$ 2,77

OUTRAS MOEDAS X REAL

Var. maio: 0,00% R$ 1,96 R$ 2,14

Iene Libra esterlina Peso argentino

DÓLAR TURISMO Estável Compra Venda

Var. maio: -0,06% R$ 2,6339 R$ 2,6348

EURO TURISMO

Var. maio: +0,38% R$ 2,0088 R$ 2,0093

Estável Compra Venda

R$ 0,0203 R$ 3,13 R$ 0,39

US$ 1 É IGUAL A:

Var. maio: 0,00% R$ 1,950 R$ 2,110

Iene Libra esterlina Euro

99,11 0,6426 0,7626

ÍNDICES DE INFLAÇÃO Índices em % INPC (IBGE) IPCA (IBGE) IPCA-15 (IBGE) IPC (FIPE) IPC (IPARDES) IGP-M (FGV) IGP-DI (FGV) IPA-DI (FGV) IPC-DI (FGV) INCC-DI (FGV)

nov 0,54 0,60 0,54 0,68 0,94 -0,03 0,25 0,16 0,45 0,33

dez 0,74 0,79 0,69 0,78 0,40 0,68 0,66 0,74 0,66 0,16

jan 0,92 0,86 0,88 1,15 0,79 0,34 0,31 0,00 1,01 0,65

REAJUSTE ALUGUÉIS Índice INPC (IBGE) IPCA (IBGE) IGP-M (FGV) IGP-DI (FGV)

mar 1,0677 1,0631 1,0829 1,0824

abr 1,0722 1,0659 1,0806 1,0797

O Ministério Público do Paraná irá empossar, no dia 6 de maio, segunda-feira, 46 novos promotores substitutos. A solenidade será realizada às 19h30, no auditório Poty Lazarotto, do Museu Oscar Niemeyer (Rua Marechal Hermes, 999, Centro Cívico), em Curitiba. O resultado do concurso para ingresso na carreira do MP-PR foi homologado No dia 30 de abril. Dos mais de dois mil participantes, foram aprovados, ao final, 52 candidatos. Tomam posse, no dia 6, os 46 primeiros colocados. Confira a lista dos promotores que serão empossados e as comarcas em que deverão atuar: Thiago Saldanha Macorati – Guaratuba; Juliano Marcondes Paganini - Rio Branco Do Sul; Heric Stilben – Antonina; Roberta de Almeida Said – Jacarezinho; Paulo Augusto Koslovski – Irati; Gabriela Cunha Melo Prados – Lapa; Rafael de Sampaio Cavichioli – Corbélia; Willian Rafael Scholz – Chopinzinho; Bruno Monteiro de Castro Brandão - São Mateus Do Sul; Lincoln Luiz Pereira – Castro; Nicole Pilagallo da Silva Mader Gonçalves – Irati; Carlos Henrique Soares Monteiro - Jandaia Do Sul; Daniel Pedro Lourenço - Cornélio Procópio; Bruno Rodrigues da Silva – Jaguariaíva; Alexandre Ribas Paiva – Prudentópolis; Alfredo Andreazza Dal Lago

- Dois Vizinhos; Laryssa Camargo Honorato Santos - Telêmaco Borba; Marcelo Salomão Czelusniak - Telêmaco Borba; Guilherme Gomes Pedrosa Schimin – Ibaiti; Dúnia Serpa Rampazzo – Astorga; André Luiz de Araújo – Medianeira; Cláudia Luíza da Rosa Tomelin - Wenceslau Braz; Ana Cristina Teixeira de Araujo – Peabiru; Eduardo Garcia Branco - Marechal Cândido Rondon; José Júlio de Araujo Cleto Neto – Assaí; Diogo de Assis Russo – Loanda; Élder Teodorovicz – Pitanga; Diego André Coqueiro Barros - Santo Antonio Da Platina; Jose Augusto Marcondes Bernardes Gil – Bandeirantes; Letícia Alves - Assis Chateaubriand; Ana Claudia Luvizotto Bergo - Cornélio Procópio; Raphael da Silva Duarte - Santo Antonio Do Sudoeste; Rosangela Rodrigues de Oliveira – Iporã; Francisco Ilidio Hernandes Lopes – Porecatu; Ramires Hoffmann Lolli – Colorado; Daniel Eulálio Caram Farah – Guaíra; Thiago Kruppa Miara – Andirá; Juliana Schasiepen - Laranjeiras Do Sul; Felipe Lisboa Barcelos – Palmas; Hugo Napole Leone Cunha – Ivaiporã; Jackson Xavier Ribeiro – Realeza; Renato dos Santos Sant´Anna - Cruzeiro Do Oeste; Pedro Marco Brandão Carvalho – Goioerê; Mariana Gomes Ribeiro – Loanda; Oseas Vogler - Laranjeiras Do Sul; Bruno Ishimoto - Bela Vista Do Paraíso.

mai 1,0730 -

* Correção anual. Multiplique valor pelo fator acima

fev 0,52 0,60 0,68 0,22 0,46 0,29 0,20 0,09 0,33 0,60

mar 0,60 0,47 0,49 -0,17 0,52 0,21 0,31 0,12 0,72 0,50

abr 0,55 0,28 0,15 -

ano 2,05 1,94 2,58 1,47 1,78 0,98 0,81 0,21 2,07 1,76

12m 7,22 6,59 6,51 5,37 7,30 7,97 8,78 6,16 7,18

OUTROS INDICADORES mar BTN + TR 1,570040 TJLP (%) 5,00 Sal. mínimo 678,00 FGTS (%) 0,2466 TAXA SELIC ANUAL: 7,50%

PREVIDÊNCIA

abr 1,570040 5,00 678,00 0,2466

mai 1,570040 5,00 678,00 -

COMPETÊNCIA ABRIL

Vencimento: empresas 20/5 e pessoas físicas 15/5. Após multas de 4% a 100% e juros (Selic)

Empresário/empregador

Facultativo

Contribui com 11% sobre o pró-labore, entre R$ 678,00 (R$ 74,58) e R$ 4.159,00 (R$ 457,49), através de GPS.

Contribui com 20% sobre qualquer valor entre R$ 678,00 (R$ 135,60) e R$ 4.159,00 (R$ 831,80), através de carnê.

Autônomo

Assalariados

1) Quem só recebe de pessoas físicas: recolhe por carnê 20% sobre os limites de R$ 678,00 (R$ 135,60) a R$ 4.159,00 (R$ 831,80). 2) Quem só recebe de pessoas jurídicas: a empresa recolhe 11% sobre o máximo de R$ 4.159,00 (R$ 457,49) e desconta do autônomo. 3) Quem recebe de jurídicas e físicas: desconto de 11% sobre as jurídicas, até R$ 4.159,00 (R$ 457,49). Se não atingir este teto, recolhe 20%, via carnê, sobre a diferença até R$ 4.159,00. 4) Aut. especial: sobre R$ 678,00, recolhe 5% (donas de casa, Lei 12.470/2011) ou 11% (demais especiais), mas a aposentadoria é por idade.

Salários até 1.247,70 de 1.247,71 até 2.079,50 de 2.079,51 até 4.159,00

8,00% 9,00% 11,00%

Empregados domésticos Empregado Empregador Total

Alíquota % 8 a 11 12 20 a 23

R$ mín 54,24 81,36 135,60

R$ máx 457,49 499,08 956,57

SALÁRIO FAMÍLIA - MAIO/2013 Salário de até R$ 646,55 Salário de R$ 646,55 a 971,78

R$ 33,16 R$ 23,36

POUPANÇA, TR

LOTES - ATACADO

Poupança antiga: depósitos até 03/05/12 Nova poupança: dep. a partir de 04/05/12

POUP. ANTIGA

% 0,50 0,50

Abril/13 Maio/13

NOVA POUP. Índice

fev mar 0,4134 0,4134

TR MÊS

% 0,00 0,00

Abril/13 Maio/13 Período 27/3 a 27/4 28/3 a 28/4 1/4 a 1/5 2/4 a 2/5 3/4 a 3/5 4/4 a 4/5 5/4 a 5/5 6/4 a 6/5 7/4 a 7/5 8/4 a 8/5 9/4 a 9/5 10/4 a 10/5 11/4 a 11/5 12/4 a 12/5 13/4 a 13/5 14/4 a 14/5 15/4 a 15/5 16/4 a 16/5 17/4 a 17/5 18/4 a 18/5 19/4 a 19/5 20/4 a 20/5 21/4 a 21/5 22/4 a 22/5 23/4 a 23/5 24/4 a 24/5 25/4 a 25/5 26/4 a 26/5 27/4 a 27/5 28/4 a 28/5 1/5 a 1/6 2/5 a 2/6

POUP ANTIGA 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000 0,5000

ano 2,02 2,53

SOJA - saca 60kg 12 m 6,25 6,20

abr mai 0,4134 0,4273 ano 0,00 0,00

POUP NOVA 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4134 0,4273 0,4273 0,4273 0,4273 0,4273 0,4273 0,4273 0,4273 0,4273 0,4273 0,4273 0,4273 0,4273

12 m 0,07 0,02 TR 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000 0,0000

CUB PARANÁ Fonte: Sinduscon/PR e Sinduscons regionais R$/m2 MAR ABR %m %ano %12m Paraná 1.083,96 1.086,25 0,21 1,03 8,42 Norte 1.018,86 1.013,26 -0,55 -1,23 3,64 Noroeste 1.058,44 1.060,80 0,22 1,07 7,26 Oeste 1.075,44 - 0,47 0,77 7,47

SAL. MÍNIMO - PARANÁ Grupo 1 R$ 882,59 Trab.s na agricultura. Grupo 2 R$ 914,82 Serviços administrativos, domésticos e gerais, vendedores e trab. de reparação.

03/05/13

Grupo 3 R$ 949,53 Trab. produção de bens e serviços industriais Grupo 4 R$ 1.018,94 Técnicos nível médio. *Valores válidos de maio/2013 a abril/2014

PRAÇA Paranaguá Ponta Grossa Maringá Cascavel Sudoeste Guarapuava

TRIGO - saca 60kg R$ 58,50 56,00 54,50 54,50 55,00 54,50

SEM -1,7% 0,9% -0,9% 0,0% 0,0% -0,9%

30 d. 0,0% 1,8% 0,9% 0,9% 1,9% 0,9%

26,30 22,00 21,00 23,00 22,50 22,50

5,2% 0,0% 2,4% 7,0% 2,3% 0,0%

6,5% -4,3% -4,5% -2,1% 0,0% 2,3%

MILHO - saca 60kg Paranaguá Sudoeste Cascavel Maringá Ponta Grossa Guarapuava

PRAÇA Curitiba Ponta Grossa Maringá Cascavel

R$ 45,30 45,00 45,00 44,50

SEM 4,1% 4,2% 4,2% 3,5%

30 d. -0,4% 0,0% 0,0% 0,0%

INDICADORES CEPEA/ESALQ PRODUTO Bezerro (1) Boi gordo (2) Café (3) Algodão (4)

R$ 785,35 98,76 303,14 200,75

DIA 0,08% -1,00% 0,34% -0,92%

MÊS 0,13% -0,51% 3,71% -0,66%

1- preço médio no MS, unidade de 8 a 12 meses; 2 -média à vista da arroba no Estado de SP; 3 - valor à vista saca 60kg posto SP Capital, arábica, bica corrida, tipo 6; 4 - em pluma, cent/R$ por libra peso (453 gr), posto SP Capital.

Soja, milho e trigo: fonte Dossiê:Dinheiro; Cepea/Esalq: mais informações em www.cepea.esalq.usp.br

PREÇO AO PRODUTOR Produto

03/05/13

unidade

média var. var. var. PR - R$ diária 7 dias 30 dias SOJA saca 60 kg 51,27 0,5% -0,1% -1,1% MILHO saca 60 kg 19,41 -0,3% -0,5% -4,1% TRIGO saca 60 kg 39,08 0,4% 0,4% -2,3% FEIJÃO CAR. saca 60 kg 223,06 0,0% 4,9% 15,3% BOI GORDO arroba, em pé 97,55 0,0% -0,4% -0,4% SUÍNO kg, vivo 2,60 0,0% -3,0% -11,0% FRANGO kg, vivo 1,86 -1,1% -3,6% -11,0% CAFÉ BEN. beb. dura, 60kg 275,55 0,1% -0,7% -0,5% CAFÉ kg, em coco 4,41 0,2% -1,1% 0,2% Fonte: Sima/Deral/Seab. Os preços nas praças referem-se aos valores “mais comuns” apurados

C.Proc. R$ 50,50 19,00 38,00 99,00 2,50 270,00 4,35

Jacar. R$ 50,50 19,00 94,00 2,30 1,90 280,00 4,30

MERCADO FUTURO BOLSA DE CHICAGO (CBOT) SOJA Cont. mai/13 jul/13

03/05/13 MILHO

- US$cents por bushel (27,216 kg)

FECH. 1.455,00 1.387,25

*DIF. 1 SEM. 14,00 1,7% 15,00 0,5%

1 MÊS 5,4% 2,2%

417,80 406,50

-0,80 0,30

Cont. mai/13 jul/13

FECH. 699,50 661,25

*DIF. 1 SEM. 2,00 8,6% -0,75 6,7%

1 MÊS 9,0% 4,9%

TRIGO - US$cents por bushel (25,4 kg)

FARELO - US$ por tonelada curta (907,2kg) mai/13 jul/13

- US$cents por bushel (25,4 kg)

0,0% 0,4%

5,0% 3,0%

mai/13 jul/13

711,25 721,00

-7,50 -7,50

3,3% 4,1%

2,1% 2,8%

*Diferença sobre dia anterior. 1,00 ponto = US$ 0,01 na soja, milho e trigo e US$ 1,00 no farelo

BOLSA DE NOVA YORK (NYBOT) CAFÉ Cont. mai/13 jul/13

- US$cents/libra peso (0,453 kg)

FECH. 140,30 140,90

*DIF. 1 SEM. 1,35 4,8% 1,45 5,2%

1 MÊS 0,6% -0,8%

03/05/13 ALGODÃO

- US$cents/libra peso (0,453 kg)

Cont. mai/13 jul/13

FECH. 84,72 86,43

*DIF. 1 SEM. 0,89 3,0% 0,75 2,6%

1 MÊS -5,0% -4,7%

*Diferença s/ dia anterior. 1,00 ponto = US$ 0,01 no café e algodão.

BOLSA DE MERCADORIAS DE SÃO PAULO (BM&F) SOJA FINANCEIRO - US$ saca 60 kg Cont. jul/13 nov/13

FECH. 30,18 27,09

MÊS *DIF. 1 SEM. -0,04 1,8% -4,1% 0,00

BOI GORDO - R$/arroba mai/13 jun/13

97,01 96,75

03/05/13

MILHO - R$/saca 60 kg Cont. mai/13 jul/13

FECH. 25,50 25,40

*DIF. 1 SEM. MÊS -0,06 5,2% 0,4% 0,02 5,3% -0,4%

CAFÉ - US$/saca 60 kg (arábica) -0,03 -0,11

0,5% -0,1% 0,7% -0,7%

mai/13 jul/13

163,70 172,00

1,05 1,90

5,6% 5,3%

-0,5% 3,2%


Cidades A-5

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 04 e 05 de maio de 2013

Maurício quer Ribeirão Claro na rota do balonismo

TURISMOEmpresa especializada esteve na Cavalgada Ecológica dos Três Corações; prefeitura disponibilizará novos voos ainda em 2013

Assessoria

Equipe apronta balão minutos antes da decolagem

O prefeito de Ribeirão Claro, Geraldo Maurício Araújo (PV) quer incentivar a prática do balonismo no município. No dia 28 de abril, uma empresa realizou vários voos pela cidade com um balão para dois tripulantes. Um novo voo está sendo planejado para o final de semana próximo ao aniversário do município, no dia 13 de maio, ou para a Fescafé, que acontece entre os dias 4 e 7 de julho. O objetivo é colocar Ribeirão Claro na rota do balonismo brasileiro e no futuro oferecer uma nova opção de lazer e entretenimento. O objetivo é criar uma estrutura para prática e ensino do balonismo em Ribeirão Claro, município com vocação turística, ótimas condições de

Prefeito Maurício acompanhou os preparativos e participou de um dos voos

infraestrutura, belas paisagens e locais propícios para pousos e decolagens. Uma empresa de Ribeirão Preto – SP, há mais d e 1 0 ano s trabalhando no setor será convidada para oferecer voos e treinamento para os interessados em investir na atividade. Segundo o Jon at h a n Padulla, proprietário de uma empresa especializada em voos com balões e cursos de balonismo, o passeio aéreo é seguro desde que feito com pessoas prepa-

radas. “Fazemos uma média de 30 voos por mês, entre passeios tripulados e ações de propaganda”, disse. Além da competência do piloto, as condições climáticas são importantes para um voo tranquilo. “É preciso céu aberto, vento de 4 a 15 quilômetros por hora e ausência de nuvens”, contou. O investimento inicial para um balão pequeno é de cerca de R$ 85mil mais o veículo para o transporte do equipamento.

É uma alternativa fantástica e nossa ideia é criar toda a estrutura necessária para o balonismo no município”

O valor inclui o balão (R$ 60 mil) e os custos para obtenção do brevê (habilitação para pilotar aeronaves). Para quem gosta de competições, a Confederação Brasileira de Balonismo (CBB) promove os campeonatos Brasileiro, Paulista, Sul Brasileiro, Copa do Brasil e festivais. O prefeito Maurício aprovou a novidade e adiantou que outros eventos organizados pela prefeitura contarão com essa opção. “É uma alternativa fantástica e nossa ideia é criar toda a estrutura necessária para o balonismo no município”, afirmou. “Estamos vendo alguns detalhes e certamente disponibilizaremos voos de balão em outros eventos da prefeitura em 2013”, concluiu.

SAÚDE

INDÚSTRIA

Paraná atinge meta de vacinação contra gripe

Senai promove 5º Workshop em Santo Antônio da Platina

AEN

Da Redação

O Paraná atingiu a meta de vacinação contra a gripe. Na tarde desta sexta-feira (3) foi alcançado o número de 1,7 milhões de pessoas imunizadas, o que representa 80% do público alvo da campanha nacional. A vacinação, que começou há 19 dias, segue até a próxima sexta-feira (10) em todas as 2,5 mil unidades básicas de saúde do Estado. O secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto, comemorou a marca alcançada e agradeceu o empenho dos cerca de 20 mil profissionais integrados na campanha nos 399 municípios paranaenses. “Já atingiram a meta de 80% do público alvo 254 cidades. Agora vamos intensificar o trabalho nas outras 145 que estão com baixas coberturas vacinais”, explicou. Caputo Neto também destacou que cerca de 800 mil paranaenses com direito à vacina ainda não buscaram a imunização, incluindo doentes crônicos que não fazem parte da meta do Ministério da Saúde. “Os grupos das gestantes e dos trabalhadores de saúde estão com índices aquém do esperado. É importante ressaltar que a vacina é segura e gratuita no SUS para

A unidade do Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) de Santo Antônio da Platina vai sediar no dia 15 deste mês, o 5º Workshop Tecnológico de Eletromecânica e Automação Industrial. A abertura está marcada para às 19 horas. Haverá a tradicional exposição de produtos e serviços do segmento elétrico, eletroeletrônico, mecânico, pneumático, hidráulico, usinagem e automação industrial, além de palestras técnicas que serão ministradas por especialistas da área. Nessa quinta edição, o evento terá duas novidades: a 1ª Semana Científica, na qual os alunos do 4º módulo do curso técnico em Eletromecânica participarão expondo os trabalhos de conclusão de curso, por meio de banners e protótipos; e a 1ª Oficina de Formação para o Mercado de Trabalho, onde os coordenadores abordarão temas

A vacinação começou há 20 dias e termina dia 10

esses grupos”, alertou o secretário. Até agora apenas 77 mil gestantes foram imunizadas, 67% do público estimado para o Paraná. VÍRUS - A vacina disponível na rede pública de saúde protege contra os três tipos de vírus da gripe mais circulantes no Brasil: Influenza A (H3N2), Influenza A (H1N1) e influenza tipo B. Com a chegada das temperaturas mais frias, a tendência é que a circulação dos vírus se intensifique na Região Sul e o risco de infecção seja maior. Somente neste ano já foram identificados 52 casos de gripe no Estado. A maioria foi de Influenza A (H3N2), com 25 ocorrências. PREVENÇÃO - Segundo o superintendente de Vigilância em Saúde, Sezifredo Paz, além da vacina, outra forma

bastante eficaz de se proteger contra a gripe é a higiene das mãos. “Lavar as mãos constantemente protege contra a gripe e outras doenças”, orientou. Manter os ambientes bem arejados e com as superfícies sempre limpas ajuda a evitar a transmissão da doença. Outra estratégia importante para evitar casos graves e mortes pela doença é o tratamento precoce. A Secretaria da Saúde recomenda que pessoas que apresentarem sintomas de gripe procurem imediatamente um serviço de saúde. Os profissionais de saúde do Paraná estão orientados a tratar os casos suspeitos de síndrome gripal com o antiviral oseltamivir, eficaz, principalmente se administrado nas primeiras 48 horas após o início dos sintomas.

UAB

Da Assessoria

O pólo de Jacarezinho da Universidade Aberta do Brasil (UAB) está com inscrições abertas para os processos seletivos de bolsista E-TEC para atuação no curso técnico em agente comunitário e para o

ingresso no curso técnico de agente comunitário de saúde. As inscrições para bolsista do E-TEC serão até o dia 15 de maio com apenas uma vaga. Já para o ingresso no curso técnico agente comunitário de saúde são 40 vagas e as inscrições se encerram dia 10 de maio. As

aulas acontecem à noite uma vez na semana durante dois anos. Mais informações e dúvidas, o interessado deve procurar o pólo da UAB na cidade ou através do site: ead.ifpr.edu.br ou nos telefones: (43) 3911 3148 / 3525 8700 e 0800-643-0007 + Opção 5 – Gestão de Pólos.

cios setoriais do Senai no Paraná; José Roberto Altizani, coordenador da Federação da Indústrias do Estado do Paraná e secretário de indústria e comércio de Bandeirantes; Tamotu Oda, presidente do sindicato da indústria de reparação de veículos e acessórios de Bandeirantes; Pedro Claro de Oliveira Neto, prefeito de Santo Antônio da Platina; Marlene Procópio, secretária de Indústria e Comércio de Santo Antônio da Platina; Santiago Garcia Neto, presidente da Associação Comercial e Industrial de Santo Antônio da Platina; Valter Orsi, presidente do Sindimental Londrina; Alexandre Lourenço, gerente do Senai Londrina. Eles serão recepcionados pela nova gerente do Sesi/Senai/Iel em Santo Antônio da Platina, Elizandra Lauro Estefanuto. Expositores já confirmados para o 5º Workshop: Ropel; Celso Ferramentas; Electroman; Rolemax, Consuseg; Leão Energia; Mitutoyo.

EDUCAÇÃO

Alunos de Jacarezinho irão realizar Provinha Brasil Da assessoria

Abertas inscrições para curso de Agente Comunitário

essenciais como a tecnologia e o mercado de trabalho, para os cinco cursos técnicos ofertados na unidade de Santo Antônio da Platina: Automação Industrial, Eletromecânica, Informática, Logística e Segurança do Trabalho. Po d e m p ar t i c ip ar d o workshop, profissionais e empresários que atuam no segmento, alunos do ensino médio, cursos técnicos, cursos de graduação e de pós graduação, e toda comunidade do Norte Pioneiro. A entrada é gratuita. O 5º Workshop Tecnológico E letromecânica e Autom a ç ã o i n du s t r i a l é realizado p elo S enai em Santo Antônio da Platina e Sindimetal Londrina, com o apoio do Sebrae, Associação Comercial e Industrial de Santo Antônio da Platina e da Prefeitura Municipal. Autoridades já confirmadas para o evento: Marco Secco, diretor do Senai no Paraná; Almir Gaspar Schenfeld, gerente de negó-

Os a lu n o s d o E ns i n o Fundamental de Jacarezinho irão realizar na próxima semana a “Provinha Brasil”. A avaliação acontecerá entre os dias 6 e 10 de maio e os estabelecimentos de ensino já receberam o material e cada local estabelecerá o dia da aplicação da provinha de leitura e outro dia de matemática. A Provinha Brasil é uma avaliação diagnóstica do

nível de alfabetização das crianças matriculadas no segundo ano de escolarização das escolas públicas brasileiras. Essa avaliação acontece em duas etapas, uma no início e a outra ao término do ano letivo. A aplicação em períodos dist intos p ossibi lit a aos professores e gestores educacionais a realização de um diagnóstico mais preciso que permite conhecer o que foi agregado na aprendizagem das crianças, em

termos de habilidades de leitura dentro do período avaliado. A partir das informações obtidas pela avaliação, os gestores e professores têm condições de inter vir de forma mais eficaz no processo de alfabetização aumentando as chances de que todas as crianças, até os oito anos de idade, saibam ler e escrever, conforme uma das metas previstas pelo Plano de Metas Compromisso Todos pela Educação.


A-6 Cotidiano

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 04 e 05 de maio de 2013

Carlópolis e Ribeirão do Pinhal pleiteiam delegado após concurso POLÍCIA CIVILTeste seletivo aplicado amanhã tem 18 mil candidatos na disputa por 26 vagas destinadas a cidades ainda não definidas Celso Felizardo

As autoridades de Carlópolis e Ribeirão do Pinhal estão de olho no concurso público que pretende recompor o defasado quadro de delegados da Polícia Civil do Paraná. Os dois municípios, sedes de comarcas, estão sem delegados e esperam que o problema seja resolvido com as contratações. As provas de conhecimentos gerais, com 100 questões objetivas, serão aplicadas amanhã (5) em Londrina, Curitiba e Cascavel. Ao todo, serão 18.132 candidatos disputando 26 vagas, o que corresponde a concorrência de 697 candidatos por vaga. A assessoria da Polícia Civil, porém, não confirmou se Carlópolis e Ribeirão do Pinhal serão

beneficiados já na primeira leva de 26 delegados, que vão passar por treinamento e começar a trabalhar até, no máximo, janeiro do ano que vem. A intenção da Secretaria Estadual de Segurança Pública é contratar os 26 de imediato e, em seguida, formar um cadastro de reserva de pelo menos 70 aprovados, que serão chamados conforme as possibilidades. Carlópolis, por estar localizada na divisa com São Paulo e ser banhada pela Represa de Xavantes, atraindo milhares de turistas no verão, é considerada ponto estratégico para a Segurança Pública, porém está há mais de três anos sem delegado. Quem responde, cumulativamente, pelo município de 13,7 mil habitantes é o delegado

David relata dificuldades em conseguir delegado para Carlópolis

Rubens José Perez, responsável pela chefia da Polícia Civil em Joaquim Távora, Quatiguá e Guapirama. O prefeito Marcos Antônio David (PPL) ressalta que tem se empenhado em conseguir um delegado exclusivo para o município, mas relata dificuldade. “Carlópolis que carrega na

Carlópolis que carrega na letra do hino a denominação de Sentinela do Paraná e não pode ficar sem um delegado, os serviços de investigações de crimes e administrativos da Polícia Civil ficam prejudicados”

letra do hino a denominação de Sentinela do Paraná e não pode ficar sem um delegado, os serviços de investigações de crimes e administrativos da Polícia Civil ficam prejudicados”, expõe. Em Ribeirão do Pinhal, o problema é mais recente, começou com a transferência do delegado Tristão Borborema de Carvalho para Santo Antônio da Platina, há 23 dias. Ele estava na cidade havia três anos e se destacou com operações de combate, principalmente, ao tráfico de drogas.

O prefeito Dartagnan Calixto Fraiz (PSD) mostrou-se descontente com a transferência de Tristão, que segundo ele, “fazia um excelente trabalho na cidade”. Fraiz criticou a decisão: “Descobriram um santo para cobrir outro. Já passou da hora de se tomar uma medida efetiva para corrigir os problemas de Segurança Pública. Nosso município não pode ficar sem delegado por muito tempo”, adverte. Tristão Borborema ainda responde cumulativamente por Ribeirão do Pinhal, porém como o índice de criminalidade na cidade é alto, com o tráfico alastrado, há necessidade de um delegado exclusivo pela comarca, que abrange ainda Jundiaí do Sul e Abatiá. A assessoria da Polícia Civil informou que o presidente da Comissão de Concurso da Polícia Civil é o delegado-chefe da Divisão Policial do Interior (DPI), Júlio Cezar dos Reis, que conhece a fundo as demandas de cada município do Estado. A Polícia Civil adiantou que a prioridade será definida por análise técnica. Das 26 vagas a serem preenchidas, 21 são ampla concorrência, três para afrodescendentes e duas para pessoas com deficiência, além da formação de banco de reserva. A remuneração inicial para o cargo é de R$ 13.831,10. Participam do concurso bacharéis em Direito. O processo seletivo é organizado pela Coordenadoria de Processos Seletivos (Cops) da Universidade Estadual de Londrina (UEL). O concurso tem validade de dois anos, a contar da data da homologação do resultado final no Diário Oficial Executivo, podendo ser prorrogado por mais dois anos.

Dartagnan Fraiz criticou transferência de delegado de Rib. do Pinhal

Cadeia está interditada há quatro anos Outro problema crônico é situação caótica do sistema carcerário na comarca de Ribeirão do Pinhal. A cadeia da cidade foi interditada há quatro anos pelo Ministério Público (MP). A carceragem da cadeia de Abatiá, também foi desativada no ano passado. A única em funcionamento, em Jundiaí do Sul, que abriga todos os presos da comarca, também foi considerada sem condições de segurança pelo MP. O prédio está localizado em um terreno afastado, próximo de sítios nas redondezas da cidade. As tentativas de fugas são constantes. Em 2012, o Ministério Público, por meio da Promotoria de Ribeirão do Pinhal, propôs ação civil pública com pedido

de liminar contra o Estado para a construção de uma cadeia na comarca. A liminar foi deferida pela Justiça local, que determinou que as obras deveriam começar em 30 dias, com multa diária de R$ 5 mil, a ser paga pessoalmente pelo governador do Estado em caso de atraso, porém, a ação foi suspensa em instância superior. Em quatro anos, vários projetos para uma nova delegacia em Ribeirão do Pinhal foram anunciados. O município chegou a doar terrenos, mas a construção não saiu do papel. “Quatro anos é tempo demais, enquanto isso temos que conviver com criminosos se organizando e a Polícia Civil engessada, cuidando de presos”, reclama.

DEPENDÊNCIA QUÍMICA

ACIDENTE

Proposta aumenta pena mínima para traficantes

Fusca fura preferencial e deixa motociclista ferida

Agência O Globo

O governo federal formalizou ontem um projeto que amplia a pena mínima a traficantes de drogas ligados a grupos criminosos. O texto vai ao encontro do projeto de lei 7.633/2010, do deputado federal Osmar Terra (PMDB-RS), que trata ainda de internações involuntárias de usuários de drogas e do financiamento de comunidades terapêuticas mantidas por grupos religiosos. Segundo Terra, o projeto foi discutido com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, na terça-feira, e com a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, e secretários dos ministérios da Justiça e da Saúde, na semana passada. “O governo mudou sua posição da área técnica e a ministra [Gleisi] apoiou a essência do projeto”, afirmou Terra. O deputado afirmou que o projeto deverá ser colocado em votação na próxima quarta-feira. Apesar de ainda não ser ponto consensual, o aumento da pena mínima para traficantes, que hoje é de cinco anos, foi discutido nas duas reuniões. A proposta é ampliá-la para oito anos. A punição seria aplicada a qualquer traficante, mas deverá ser atenuada. “Seria correto elevar a pena de traficantes que

fazem parte de organizações criminosas. Assim, satisfaz o ministério“, disse Cardozo. Terra, porém, discorda dessa proposta. “Não está tipificado no Código Penal o que é uma organização criminosa, por isso esse tipo de medida pode ser inócua. O pequeno traficante é tão perigoso quanto o grande. Ele, para se sustentar, vicia 20, 30 crianças em um ano”, argumenta. Outros pontos polêmicos já foram fechados com o governo, por meio da Casa Civil. “Ela [Gleisi] disse que o governo é a favor da internação involuntária e das comunidades terapêuticas.” O governo concordou, por exemplo, com a previsão legal das internações involuntárias e sugeriu inicialmente um prazo máximo de 60 dias. Mas, por acordo, deverá ficar em 90 dias, e não em 180 dias, como previsto inicialmente. Além disso, apenas servidores públicos da saúde e da assistência social poderão intermediar essas internações, impedindo que policiais – sozinhos – removam dependentes de crack das ruas. O campo de atuação das comunidades terapêuticas, que passarão a receber financiamento do Fundo Nacional Antidrogas (Funad), também foi objeto de intervenção do governo. Essas unidades só poderão receber

internações voluntárias e não deverão ofertar tratamento de saúde, mas apenas acolhimento de dependentes. O Sistema Único de Saúde (SUS) entraria apenas nos casos de internações involuntárias em hospitais e clínicas especializadas. Críticas Presidente da Associação Brasileira de Saúde Mental (Abrasme), Paulo Amarante mostrou-se contrário ao projeto do deputado Osmar Terra e afirmou que os atenuantes negociados pelo governo federal não tornam o projeto mais eficiente no combate às drogas. “Os países mais desenvolvidos estão voltados para repensar a política de aumento de criminalização [das drogas]. O proibicionismo [em relação às drogas] aumenta a criminalidade e não diminui o tráfico.” Amarante, que também é coordenador do Laboratório de Estudos e Pesquisas em Saúde Mental e Atenção Psicossocial (Laps), da FioCruz, critica a internação involuntária e o financiamento de comunidades terapêuticas religiosas. “A escolha dessas comunidades demonstra o surgimento de um mercado religioso, no qual as pessoas serão submetidas a abordagens por vezes com denúncias de graves agressões aos direitos humanos”.

Luiz Guilherme Brandani

A motociclista Suelen Fuganholi sofreu fratura no braço esquerdo Luiz Guilherme Brandani

Uma motociclista ficou ferida depois de se envolv e r e m u m a c i d e nt e n o final da tarde de quinta-feira, no cruzamento entre a rua José Bonifácio e a Avenida Oliveira Motta, no centro de Santo Antônio da Platina. Su e l e n Fu g an h ol i, d e 19 anos, subia a avenida quando foi atingida p or VW Fusca, placas de Ibai-

ti, que não obedeceu a sinalização e furou a preferencial. C om me do d a re aç ão das pessoas que presenciaram a batida, o motorista não parou para prestar socorro à vítima e só se apresentou quando a polícia chegou. Ele disse que teve a visão atrapalhada por outro veículo que estava à sua frente e que teria freado. Ao desviar, acabou atingindo a moto.

A vítima foi socorrida pelos bombeiros e encaminhada ao Pronto Socorro com fratura no braço esquerdo, contusão na coluna e escoriações pelo corpo. O acidente foi o terceiro registrado no cruzamento nos últimos 20 dias. Para o sargento dos bombeiros Luiz Souza, a falta de atenção é a principal causa nas ocorrências. “A visibilidade no local é boa. É preciso mais atenção”.


TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 04 e 05 de maio de 2013 PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARA TERMO DE POSSE Ao segundo dia do mês de maio do ano dois mil e treze, presente o Sr. Clorivaldo Paes Paschoalino, Diretor do Departamento de Recursos humanos, compareceu a Sra. TASSIA GUTZLAFF, brasileira, residente e domiciliada em Jacarezinho, Estado do Paraná, nomeada pela Portaria nº 172/2013, para exercer o cargo de PSICOLOGO, nos Empregos Públicos, que declarou sua vontade de tomar posse do referido cargo nesta data, tendo o Sr. João Mattar Olivato deferido a posse pedida, razão por que foi dada a posse a ela, que se comprometeu a exercer com probidade e a cumprir fielmente os deveres, atribuições e responsabilidades do cargo, do qual entra em exercício nesta data. Eu Clorivaldo Paes Paschoalino ______, lavrei o presente termo que vai assinado pela autoridade competente e pelo funcionário empossado. JOÃO MATTAR OLIVATO Prefeito Municipal TASSIA GUTZLAFF Servidor PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARÁ, ESTADO DO PARANÁ DECRETO Nº. 1.355, DE 03 DE MAIO DE 2013. JOÃO MATTAR OLIVATO, Prefeito Municipal de Cambará, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais, considerando o Concurso Público realizado pelo Edital de abertura nº 01/2012 e Decretos de Homologação do Concurso Público nº. 1.267/2012 de 03/05/2012 e nº. 1.271/2012 de 17/05/2012. DECRETA: Fica acrescido o número de vagas para convocação de candidato aprovado que se encontra no cadastro de reserva do seguinte cargo: Quantidade Cargo 01 Fiscal Cambará, 03 de maio de 2.013. João Mattar Olivato Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARÁ PORTARIA No 171/2013 O Excelentíssimo Senhor João Mattar Olivato, Prefeito Municipal de Cambará, Estado do Paraná, usando de suas atribuições, que lhe são conferidas por lei, considerando a realização de Concurso Público Municipal em conformidade com o Edital 01/2012, considerando rigorosamente a ordem de classificação final, homologado pelo Decreto nº 1267/2012 de 03 de Maio de 2012. RESOLVE Art. 1º- Nomear, face habilitação em Concurso Público, a partir de 02 de Maio de 2013, para exercer o cargo de PSICOLOGO, a candidata, DENISE SAYURI ABE, portadora do RG nº 43.585.541-4 SSP/SP, com lotação no Departamento Municipal de Ação Social. Art. 2º- A presente portaria entra em vigor na data de sua publicação. Publique-se, Notifique-se, Cumpra-se. Gabinete do Prefeito Municipal de Cambará, Estado do Paraná, em 03 de Maio de 2013. JOÃO MATTAR OLIVATO PREFEITO MUNICIPAL DE CAMBARÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARÁ PORTARIA No 172/2013 O Excelentíssimo Senhor João Mattar Olivato, Prefeito Municipal de Cambará, Estado do Paraná, usando de suas atribuições, que lhe são conferidas por lei, considerando a realização de Concurso Público Municipal em conformidade com o Edital 01/2012, considerando rigorosamente a ordem de classificação final, homologado pelo Decreto nº 1267/2012 de 03 de Maio de 2012. RESOLVE Art. 1º- Nomear, face habilitação em Concurso Público, a partir de 02 de Maio de 2013, para exercer o cargo de PSICOLOGO, a candidata, TASSIA GUTZLAFF, portadora do RG nº 8.903.477-9 SSP/PR, com lotação no Departamento Municipal de Ação Social. Art. 2º- A presente portaria entra em vigor na data de sua publicação. Publique-se, Notifique-se, Cumpra-se. Gabinete do Prefeito Municipal de Cambará, Estado do Paraná, em 03 de Maio de 2013. JOÃO MATTAR OLIVATO PREFEITO MUNICIPAL DE CAMBARÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARÁ PORTARIA No 173/2013 O Excelentíssimo Senhor João Mattar Olivato, Prefeito Municipal de Cambará, Estado do Paraná, usando de suas atribuições, que lhe são conferidas por lei, considerando a realização de Concurso Público Municipal em conformidade com o Edital 01/2012, considerando rigorosamente a ordem de classificação final, homologado pelo Decreto nº 1267/2012 de 03 de Maio de 2012. RESOLVE Art. 1º- Nomear, face habilitação em Concurso Público, a partir de 02 de Maio de 2013, para exercer o cargo de ASSISTENTE ADMINISTRATIVO I, a candidata, LIVIA JARDIM COELHO KOGA, portadora do RG nº 39.659.924-2 SSP/SP, com lotação no Departamento Municipal de Educação. Art. 2º- A presente portaria entra em vigor na data de sua publicação. Publique-se, Notifique-se, Cumpra-se. Gabinete do Prefeito Municipal de Cambará, Estado do Paraná, em 03 de Maio de 2013. JOÃO MATTAR OLIVATO PREFEITO MUNICIPAL DE CAMBARÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARÁ PORTARIA No 174/2013 O Excelentíssimo Senhor João Mattar Olivato, Prefeito Municipal de Cambará, Estado do Paraná, usando de suas atribuições, que lhe são conferidas por lei, RESOLVE Nomear ROGERIO DI CREDO GILIOLI, portador da CI-RG nº 6.714.358-2, SSP/PR, para o cargo em comissão de Diretor do Departamento de Planejamento símbolo CC-02/A, nos termos das Leis Municipais nºs 1.081 e 1.082/97 e da Lei Complementar nº 027/2011. O presente ato, retroagindo os seus efeitos ao segundo dia do presente mês e ano, entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrario. Publique-se, Notifique-se, Cumpra-se. Gabinete do Prefeito Municipal de Cambará, Estado do Paraná, em 03 de Maio de 2013. JOÃO MATTAR OLIVATO PREFEITO MUNICIPAL DE CAMBARÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARA TERMO DE POSSE Ao segundo dia do mês de maio do ano dois mil e treze, presente o Sr. Clorivaldo Paes Paschoalino, Diretor do Departamento de Recursos humanos, compareceu a Sra. DENISE SAYURI ABE, brasileira, residente e domiciliada em Assis, Estado de São Paulo, nomeada pela Portaria nº 171/2013, para exercer o cargo de PSICOLOGO, nos Empregos Públicos, que declarou sua vontade de tomar posse do referido cargo nesta data, tendo o Sr. João Mattar Olivato deferido a posse pedida, razão por que foi dada a posse a ela, que se comprometeu a exercer com probidade e a cumprir fielmente os deveres, atribuições e responsabilidades do cargo, do qual entra em exercício nesta data. Eu Clorivaldo Paes Paschoalino ______, lavrei o presente termo que vai assinado pela autoridade competente e pelo funcionário empossado. JOÃO MATTAR OLIVATO Prefeito Municipal DENISE SAYURI ABE Servidor

Atas & Editais A-7 PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBARÁ TERMO DE POSSE Ao segundo dia do mês de maio do ano dois mil e treze, presente o Sr. Clorivaldo Paes Paschoalino, Diretor do Departamento de Recursos humanos, compareceu a Sra. LIVIA JARDIM COELHO KOGA, brasileira, residente e domiciliada em Cambará, Estado do Paraná, nomeada pela Portaria nº 173/2013, para exercer o cargo de ASSISTENTE ADMINISTRATIVO I, nos Empregos Públicos, que declarou sua vontade de tomar posse do referido cargo nesta data, tendo o Sr. João Mattar Olivato deferido a posse pedida, razão por que foi dada a posse a ela, que se comprometeu a exercer com probidade e a cumprir fielmente os deveres, atribuições e responsabilidades do cargo, do qual entra em exercício nesta data. Eu Clorivaldo Paes Paschoalino ______, lavrei o presente termo que vai assinado pela autoridade competente e pelo funcionário empossado. JOÃO MATTAR OLIVATO Prefeito Municipal LIVIA JARDIM COELHO KOGA Servidor PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ-ESTADO DO PARANÁ LICITAÇÃO MODALIDADE PREGÃO PRESENCIAL Nº 10/2013SRP AVISO DE HOMOLOGAÇÃO E ADJUDICAÇÃO Expirado o prazo recursal torna-se pública a homologação do procedimento licitatório em epígrafe e adjudicação do objeto à empresa abaixo relacionada: Objeto: registro de preços visando à contratação de empresa especializada na prestação de exames de eletrocardiograma com laudo (aparelho cedido em sistema de concessão de uso-comodato), em atendimento às necessidades da Secretaria Municipal de Saúde e Saneamento. Empresa: Telesaúde Serviços de Telemedicina Avançada Ltda-ME Item nº 01 – valor unitário: R$ 14,50 (quatorze reais e cinqüenta centavos) Valor total: R$ 8.700,00 (oito mil e setecentos reais). Quatiguá-PR, em 03 de maio de 2013. LUIS FERNANDO DOLENZ Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ-ESTADO DO PARANÁ AVISO DE CHAMADA PÚBLICA Nº 01/2013 A Prefeitura Municipal de Quatiguá, Estado do Paraná, torna público para conhecimento dos interessados a realização de Chamada Pública para aquisição de Gêneros Alimentícios, diretamente da Agricultura Familiar Rural ou suas organizações, destinado ao Programa Nacional de Alimentação Escolar – PNAE, considerando o disposto no artigo 21 da Lei Federal nº 11.947/2009 e alterações e na Resolução CD/FNDE nº 38/2009. O Edital estabelecendo as condições e demais informações necessárias à participação poderá ser retirado na Sede da Prefeitura Municipal de Quatiguá, Sala de Licitações, situada na Avenida Doutor João Pessoa, nº 1.300, Centro, CEP: 86.450-000, e os envelopes contendo a documentação de habilitação e o Projeto de Venda deverão ser entregues até as 09h00min do dia 29 de maio de 2013, no mesmo endereço supracitado. Quatiguá–PR, em 03 de maio de 2013. LUIS FERNANDO DOLENZ Prefeito Municipal GILVAN DE OLIVEIRA Presidente da CPL PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ-ESTADO DO PARANÁ LICITAÇÃO MODALIDADE PREGÃO PRESENCIAL Nº 10/2013SRP CONVOCAÇÃO O Secretário Municipal de Gestão Administrativa, Finanças e Planejamento, Senhor Álvaro Simonetti Fonseca Filho, no uso de suas atribuições CONVOCA, os representas legais da empresas abaixo relacionadas, a comparecer na sede da Prefeitura Municipal de Quatiguá, situada na Avenida Dr. João Pessoa, nº 1.300, Centro, para assinatura da Ata de Registro de Preços, no prazo máximo de 05 (cinco) dias úteis. EMPRESA: TELESAÚDE SERVIÇOS DE TELEMEDICINA AVANÇADA LTDA-ME. Quatiguá-PR, em 03 de maio de 2013. ÁLVARO SIMONETTI FONSECA FILHO Secretário Municipal de Gestão Administrativa, Finanças e Planejamento PREFEITURA MUNICIPAL DE TOMAZINA AVISO DE PREGÃO PRESENCIAL Nº 021/2013 Objeto: Aquisição de Toners e Cartuchos para os Departamentos do Município de Tomazina - PR. A Prefeitura Municipal de Tomazina, através da comissão de Licitações, torna público para conhecimento dos interessados que realizará a licitação referente ao PREGÃO PRESENCIAL n.º 021/2013. Abertura da Licitação: 08:30 horas do dia 17/05/2013. Local da Abertura: Prefeitura Municipal de Tomazina – Rod. Avelino Antonio Vieira, 117 – Tomazina – PR. A cópia do Edital, bem como maiores esclarecimentos estarão à disposição dos interessados de segunda à sexta-feira, das 8h às 11h30min., até vinte e quatro horas antes do certame, e pelo email:licitação_tomazina@hotmail.com. Tomazina, 02 de abril de 2013. PREGOEIRO OFICIAL PREFEITURA MUNICIPAL DE TOMAZINA AVISO DE PREGÃO PRESENCIAL Nº 022/2013 Objeto: Prestação de Serviços de Manutenção em equipamentos de Informatica e Rede(LAN), configuração de Servidores , rede local para os Departamentos do Município de Tomazina - PR. A Prefeitura Municipal de Tomazina, através da comissão de Licitações, torna público para conhecimento dos interessados que realizará a licitação referente ao PREGÃO PRESENCIAL n.º 022/2013. Abertura da Licitação: 10:30 horas do dia 17/05/2013. Local da Abertura: Prefeitura Municipal de Tomazina – Rod. Avelino Antonio Vieira, 117 – Tomazina – PR. A cópia do Edital, bem como maiores esclarecimentos estarão à disposição dos interessados de segunda à sexta-feira, das 8h às 11h30min., até vinte e quatro horas antes do certame, e pelo email:licitação_tomazina@hotmail.com. Tomazina, 02 de maio de 2013. PREGOEIRO OFICIAL PREFEITURA MUNICIPAL DE TOMAZINA AVISO DE PREGÃO PRESENCIAL Nº 023/2013 Objeto: Prestação de Serviços de Acesso a internet através do sistema provedor de banda larga para os Departamentos do Município de Tomazina - PR. A Prefeitura Municipal de Tomazina, através da comissão de Licitações, torna público para conhecimento dos interessados que realizará a licitação referente ao PREGÃO PRESENCIAL n.º 023/2013. Abertura da Licitação: 13:30 horas do dia 17/05/2013. Local da Abertura: Prefeitura Municipal de Tomazina – Rod. Avelino Antonio Vieira, 117 – Tomazina – PR. A cópia do Edital, bem como maiores esclarecimentos estarão à disposição dos interessados de segunda à sexta-feira, das 8h às 11h30min., até vinte e quatro horas antes do certame, e pelo email:licitação_tomazina@hotmail.com. Tomazina, 02 de maio de 2013. PREGOEIRO OFICIAL PREFEITURA MUNICIPAL DE TOMAZINA AVISO DE PREGÃO PRESENCIAL Nº 024/2013 Objeto: Aquisição de Brinquedos para Parque Infantil para Casa Lar do Município de Tomazina - PR. A Prefeitura Municipal de Tomazina, através da comissão de Licitações, torna público para conhecimento dos interessados que realizará a licitação referente ao PREGÃO PRESENCIAL n.º 024/2013. Abertura da Licitação: 15:00 horas do dia 17/05/2013. Local da Abertura: Prefeitura Municipal de Tomazina – Rod. Avelino Antonio Vieira, 117 – Tomazina – PR. A cópia do Edital, bem como maiores esclarecimentos estarão à disposição dos interessados de segunda à sexta-feira, das 8h às 11h30min., até vinte e quatro horas antes do certame, e pelo email:licitação_tomazina@hotmail.com. Tomazina, 02 de maio de 2013. PREGOEIRO OFICIAL

PREFEITURA MUNICIPAL DE TOMAZINA AVISO DE PREGÃO PRESENCIAL Nº 025/2013 Objeto: Aquisição de Equipamentos de Informática para os Departamentos do Município de Tomazina - PR. A Prefeitura Municipal de Tomazina, através da comissão de Licitações, torna público para conhecimento dos interessados que realizará a licitação referente ao PREGÃO PRESENCIAL n.º 025/2013. Abertura da Licitação: 15:00 horas do dia 20/05/2013. Local da Abertura: Prefeitura Municipal de Tomazina – Rod. Avelino Antonio Vieira, 117 – Tomazina – PR. A cópia do Edital, bem como maiores esclarecimentos estarão à disposição dos interessados de segunda à sexta-feira, das 8h às 11h30min., até vinte e quatro horas antes do certame, e pelo email:licitação_tomazina@hotmail.com. Tomazina, 02 de maio de 2013. PREGOEIRO OFICIAL PREFEITURA MUNICIPAL DE JOAQUIM TAVORA - PARANA EXTRATO DO 1º TERMO ADITIVO REFERENTE AO CONTRATO 139/2012 - PMJT INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO N.º 006/2012 – PMJT PARTES: MUNICIPIO DE JOAQUIM TAVORA e MAFRA DIAGNÓSTICO POR IMAGEM LTDA. OBJETO: De conformidade com as especificações e quantidades de serviços constantes na Inexigibilidade de Licitação n.º 006/12 e contrato firmado em 18/10/2012, documentação que passa a fazer parte integrante deste contrato, como se nele estivesse integral e expressamente reproduzida. DO VALOR: De comum e tempestivo acordo, nos termos do Artigo 65, § 1º da Lei 8.666/93, por força deste Aditivo Contratual de Valor, fica aditivado em 25% (vinte e cinco por cento) o valor inicial do Contrato, ao valor inicial, ficando mantidas as demais condições. FORO: Comarca de Joaquim Távora, Estado do Paraná. Joaquim Távora, 26 de Abril de 2013. PREFEITURA MUNICIPAL DE JOAQUIM TAVORA - PARANA EXTRATO DO 1º TERMO ADITIVO REFERENTE AO CONTRATO 086/2012 - PMJT PREGÃO PRESENCIAL N.º 028/2012 – PMJT PARTES: MUNICIPIO DE JOAQUIM TAVORA e SCHEID & CASTRO DIST. PROD. FARMACEUTICOS LTDA. OBJETO: De conformidade com as especificações e quantidades de serviços constantes no PREGÃO PRESENCIAL N.º 028/12 e contrato firmado em 25 de maio de 2012, documentação que passa a fazer parte integrante deste contrato, como se nele estivesse integral e expressamente reproduzida. DO VALOR: De comum e tempestivo acordo, nos termos do Artigo 65, § 1º da Lei 8.666/93, por força deste Aditivo Contratual de Valor, fica aditivado em 25% (vinte e cinco por cento) o valor inicial do Contrato, ficando mantidas as demais condições. FORO: Comarca de Joaquim Távora, Estado do Paraná. Joaquim Távora, 20 de Fevereiro de 2013. PREFEITURA MUNICIPAL DE JOAQUIM TAVORA - PARANA EXTRATO DO 1º TERMO ADITIVO REFERENTE AO CONTRATO 085/2012 - PMJT PREGÃO PRESENCIAL N.º 028/2012 – PMJT PARTES: MUNICIPIO DE JOAQUIM TAVORA e PROMISSE COM. MAT. MEDICO HOSPITALARES LTDA. OBJETO: De conformidade com as especificações e quantidades de serviços constantes no PREGÃO PRESENCIAL N.º 028/12 e contrato firmado em 25 de maio de 2012, documentação que passa a fazer parte integrante deste contrato, como se nele estivesse integral e expressamente reproduzida. DO VALOR: De comum e tempestivo acordo, nos termos do Artigo 65, § 1º da Lei 8.666/93, por força deste Aditivo Contratual de Valor, fica aditivado em 25% (vinte e cinco por cento) o valor inicial do Contrato, ficando mantidas as demais condições. FORO: Comarca de Joaquim Távora, Estado do Paraná. Joaquim Távora, 16 de Abril de 2013.


cmyb

A-8

TRIBUNA DO VALE

Sabado Sabadoeedomingo, domingo,04 20ee05 21de demaio abril de 2013

Orçamento alto Tudo muito bonito, tudo muito bacana, mas essa história de câmara devolver dinheiro para prefeitura fazer isso ou aquilo não é economia. Esse dinheiro que sobra significa que o legislativo está recebendo bem mais do que precisa. Se os nobres vereadores quiserem realmente mostrar seriedade basta reduzir o orçamento, assim como o repasse. Não há segredo, nem mágica.

Ele está de volta Engana-se quem pensa que Roberto Requião disputará o governo com a missão de descer o sarrafo em Beto Richa. Quem conhece Bob Reck sabe que ele não entra em eleição para fazer figuração. Gleisi Hoffmann, Dilma e toda a tropa petista pode preparar o lombo que o ‘home’ vem com sangue no ‘zoio’.

Banalizaram o lead Há alguns anos, talvez 10 ou no máximo 15, o lead de uma reportagem (para os jornalistas matéria) era o mais importante em um texto. Não era simplesmente “o primeiro parágrafo”. Mais importante até que o título. Nesse tempo, quem dominava o lead de seus textos, era aquele repórter/redator que “ganhava” sempre as melhores pautas, as mais importantes, as grandes entrevistas eram sempre feitas por ele, porque o editor confiava e sabia que não só o texto viria redondo, mas o lead seria a grande isca para prender os leitores. Hoje o lead foi banalizado. São poucos os jornalistas que priorizam e que ainda conseguem dar algum charme para o início de um bom texto. A culpa é de quem? Bem, na minha opinião, o grande problema é que com as novas marés digitais da informação qualquer um se veste da capa de jornalista e faz – e escreve – o que quer em qualquer lugar. Qualquer pessoa pode ter acesso ao ritual de alquimia transcendental na fermentação das palavras, dos dados e das opiniões. Não há mais aura na obra de arte, técnica e linguagem que dourava o jornalismo. Agora meus queridos leitores, somos todos iguais, somos uniformes, máquinas, que escrevem – e repetem – aquilo que qualquer pessoa julgue ser digna do noticiário. Ficou mais fácil para quem não tem talento. Mais difícil para quem faz da profissão a sua vida. Hoje qualquer um pode comprar a capa de jornalista na lojinha da esquina.

Pindaíba E o Atlético-PR pode ser campeão paranaense com um time B, formado por garotos. Pobre futebol paranaense. E tem gente que se orgulha disso.

Sem alarde A demissão do diretor do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Norte Pioneiro (Cisnorpi), Alfredo Ayub não teve a repercussão que deveria. O executivo estava no cargo há vários anos e era considerado um especialista na gestão do consórcio tendo, inclusive, presidido a entidade que congrega todos os consórcios de saúde do Paraná. Pouca gente deu a notícia, além dessa Tribuna.

Rusga Sei não, mas parece que a eleição em Jacarezinho ainda não terminou!

Mais louco que o Lobão Não sei o que está acontecendo com o Lobão. Vira e mexe ele cai nas armadilhas que ele mesmo arma na necessidade desesperada por holofote. Desta vez foi essa entrevista concedida à Folha de S. Paulo a propósito de seu novo livro, Manifesto do Nada na Terra do Nunca, talvez uma mistura pop-filosófica do existencialismo sartreano, em que destila seu veneno contra tudo e contra todos. Concordo plenamente que as pessoas tenham opiniões divergentes, principalmente das minhas, mas divergir é diferente de delirar ou falar idiotices para vender livro. A melhor resposta a Lobão veio do rapper Mano Brown: “O Lobão está sendo leviano e desinformado. Não entendo a postura dele agora. Ele que pregava a ética e rebeldia, age como uma puta para vender livro”.

cyan magenta yellow black


cmyb

TRIBUNA DO VALE Sabado e domingo, 04 e 05 de maio de 2013

Região

B-1

www.tribunadovale.com.br

Falta de pedreiras licenciadas prejudica recuperação de estradas RURAISMunicípios recebem máquinas, mas ficam impedidos de trabalhar por não terem licença ambiental para retirada de cascalhos Aline Damásio

S ecretarias de Obras, Agricultura e Meio Ambien-

te da região têm enfrentado problemas para fazer a recuperação de estradas rurais de seus municípios. Faltam

pedreiras licenciadas para extração de cascalho. A interdição ambiental de grandes pedreiras que abasteciam

as prefeituras na região tem impedido o trabalho de conservação das estradas rurais, que sem pedras chegam a fi-

car intransitáveis. Em alguns municípios nem há previsão de recuperação delas. A situação veio à tona após 16 municípios serem beneficiados com máquinas e caminhões novos através do programa estadual Patrulha do Campo, equipamentos entregues na semana passada pelo governador Beto Richa ao consórcio G5, que reúne os municípios de Carlópolis, Guapirama, Jacarezinho, Joaquim Távora e Ribeirão Claro, Consorcio Intermunicipal Vale do Rio das Cinzas (CIVARC) que integra Japira, Ibaiti, Pinhalão, Jaboti, Tomazina, Conselheiro Mairinck e Jundiaí do Sul e o Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Regional D iv is a Norte do Paraná (CODREN) formado por Salto do Itararé, Santana d o It ar aré, S ã o Jo s é da Boa Vista, Siqueira Campos e Wenceslau Braz. Mesmo com máquinas novas, os municípios não tem matéria prima para trabalhar, como é o caso de Ibaiti, que era abastecida por uma grande pedreira localiza na divida com Japira, de onde eram retirados mais de duzentos metros cúbicos de pedra por dia “Estamos trabalhando apenas com pequenas propriedades que cedem material para cascalhamento e apenas em alguns pontos críticos. Com isso, a recuperação total das estradas fica prejudicado”, afirma o secretário municipal de obras Antonio Gindengi. A situação é semelhante em Santo Antonio da Platina, conforme explica a secretária de Agricultura e Meio Ambiente Eliane Simões. “Temos três pedreiras que dependem de levantamento ambiental

para serem licenciadas para o uso. Há algum tempo se usava pedras até de fontes clandestinas, mas atualmente dependemos do material que cai naturalmente de uma pedreira no bairro Álvaro de Abreu”, afirmou. Para a extração legal de cascalho de morro e encostas é necessários licenciamento ambiental da área, que é feito pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP). A liberação depende de vários documentos e avaliações do local, além de um plano de recuperação após a escavação de pedras. Alguns municípios têm encontrado soluções aleatórias para resolver a falta de matéria prima. Em Jundiaí do Sul, a secretaria municipal de Agricultura e Meio Ambiente tem negociado a extração de pedras em propriedades rurais dentro do próprio município. “Mesmo a quantidade de pedras sendo pequena, providenciamos todos os documentos para garantirmos nosso abastecimento de forma legal, com contratos de curto prazo, de aproximadamente um ano, e uma negociação diretamente com o proprietário”, explica a secretária Vilmara Caetano. Em Ribeirão Claro, a prefeitura providenciou a desapropriação de uma área para fazer a extração de pedras em no máximo 60 dias. “Estamos negociando esta área para garantir pelo menos a quantidade suficiente para o reparo de trechos das estradas rurais. Não é um local que se pode tirar uma grande quantia, mas irá suprir nossa necessidade”, avalia o secretário de Meio Ambiente Lisandro José Baggio.

Estamos trabalhando apenas com pequenas propriedades que cedem material para cascalhamento e apenas em alguns pontos críticos.”

Arquivo

Pedreiras legais para extração são raras na região

cyan magenta yellow black


B-2 Atas&Editais

VENDO CHÁCARA COM CASA MISTA - 120M2, COM ÁGUA, LUZ, TELEFONE - TODA MURADA. VÁRIAS ÁRVORES FRUTÍFERAS E PALMITO4000 MTS2- VALOR A COMBINAR- ACEITO CARRO. FONES 43- 3564-2769 OU 9658- 2630 (TIM)- FALAR COM IRACI - QUATIGUÁ - PR SÚMULA DE RENOVAÇÃO DE LICENÇADE OPERAÇÃO Frangos Pioneiro Indústria e Comércio de Alimentos Ltda, torna público que requereu ao IAP, a Renovação de Licença de Operação da Fabrica de Farinha Orgânica situada na Rodovia Parigot de Souza, PR 092, KM 302,8, na cidade de Joaquim Távora, Estado do Paraná SÚMULA DE PEDIDO DE LICENÇA DE INSTALAÇÃO _ LI Frangos Pioneiro Indústria e Comércio de Alimentos Ltda,torna público que requereu ao IAP, a Licença de Instalação -LIpara tratamento de Resíduos Orgânicos Agroindustrial Classe II a ser instalada no Sitio das Oliveiras, Bairro Viaduto, no Município de Joaquim Távora-PR. SÚMULA A empresa SIRLEI O. CIRELLI-ME, localizada na Rod. Rib. Claro/ Carlópolis, km 04 – Chácara São Mateus – Bairro Barro Preto, em Ribeirão Claro/PR, inscrita no CNPJ nº 05.689.924/0001-60, torna-se pública a Licença de Operação nº 12784, com validade até 26/04/2017, fornecida pelo Instituto Ambiental do Paraná – IAP. Ribeirão Claro/PR, 02 de maio de 2013. GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DE ESTADO DA JUSTIÇA, CIDADANIA E DIREITOS HUMANOS – SEJU CPL/ SEJU CONCORRÊNCIA PÚBLICA N° 009/2012 Objeto: Prestação de serviços de monitoramento e rastreamento de 1.000 (mil) sentenciados com locação de solução composta por: mão de obra especializada, equipamentos (hardware/firmware), softwares de gerenciamento, controle e monitoramento de sentenciados e fornecimento de dispositivos de rastreamento, mobiliário e equipamentos de vídeo monitoramento, comunicação de dados, bem como licenças, garantia, assistência, treinamento e suporte técnico, respeitadas as especificações técnicas, quantidades, condições de fornecimento, acordo de níveis de serviços descritos no edital e seus anexos pelo período de 48 (quarenta e oito) meses. ANULADA em 26 de abril de 2013 pela Exma Senhora Secretária de Estado da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos. Curitiba, 02 de maio de 2013.

MUNICÍPIO DE SANTO ANTONIO DA PLATINA – PARANÁ AVISO DE HOMOLOGAÇÃO Torna publica a Homologação do Processo Licitatório Modalidade Pregão Presencial nº 033/2013, que tinha como objeto a Contratação de empresa especializada para prestação de serviços de Arbitragem Oficial para Jogos e Competições Municipais de várias faixas etárias, conforme a necessidade e calendário anual, neste exercício, o qual foi considerado FRUSTRADO. Santo Antônio da Platina, 03 de maio de 2013. PEDRO CLARO DE OLIVEIRA NETO - Prefeito Municipal MUNICÍPIO DE SANTO ANTONIO DA PLATINA – PARANÁ AVISO DE LICITAÇÃO - EDITAL PREGÃO PRESENCIAL RP Nº 038/2013 - PROCESSO nº 385/2013 OBJETO: Aquisição de Gêneros alimentícios, Cestas básicas, Marmitex e Coffe Break, para diversas Secretarias, Departamentos e Divisões Municipais; a serem adquiridos conforme a necessidade, no Sistema de Registro de Preços, pelo período de 12 meses. VALOR MÁXIMO ADMITIDO: R$ 361.815,35 (trezentos e sessenta e um mil oitocentos e quinze reais e trinta e cinco centavos). ENCERRAMENTO: Protocolo até as 09:00, do dia 20/05/2013. ABERTURA: 20/05/2013, às 09:30 na Prefeitura Municipal de Santo Antônio da Platina, na Praça N. S. Aparecida, s/nº. INFORMAÇÕES: A cópia do Edital e demais informações e elementos, encontram-se à disposição dos interessados no endereço acima citado, no horário comercial, das 08h30min às 11h00min e da 13h00min às 17h00min, telefone (43) 3534-8700 - 3534-8702 Fax: (43) 3558-1615 – e-mail: licitacao@santoantoniodaplatina.pr.gov.br Santo Antônio da Platina, 03 de maio de 2013. PEDRO CLARO DE OLIVEIRA NETO - Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ PORTARIA nº. 116/2013. Edimar de Freitas Alboneti, Prefeito Municipal de Barra do Jacaré, no uso de suas atribuições legais RESOLVE: I – DETERMINAR, a partir de 02/05/2013, que o Srº BENEDITO DE PAULA PROCOPIO, investido no Cargo efetivo de Motorista, nomeado através da Portaria nº 144 de 29/07/2011, para que preste serviços no Deptº de Viação e Serviços Rodoviários – 40 hrs semanais. II – Conceder a partir de 02/05/2013, Adicional Insalubre (caminhão lixo), (grau máximo 40%). Registre, Certifique-se e Cumpra-se. Prefeitura Municipal de Barra do Jacaré, 30 de abril de 2013. Edimar de Freitas Alboneti Prefeito Municipal PORTARIA nº. 117/2013. Edimar de Freitas Alboneti, Prefeito Municipal de Barra do Jacaré, no uso de suas atribuições legais: RESOLVE: I – DETERMINAR, a partir de 02/05/2013, que o Srº EDIMAR DOS SANTOS, investido no Cargo efetivo de Motorista, nomeado através da Portaria nº 144 de 29/07/2011, para que preste serviços de Motorista no Deptº Mun de Educação – 40 hrs semanais. II – Conceder a partir de 02/05/2013, Adicional Insalubre (ônibus escolar), (grau 20%). Revoga-se a portaria nº 007 de 15/01/2013. Registre, Certifique-se e Cumpra-se. Prefeitura Municipal de Barra do Jacaré, 30 de abril de 2013. Edimar de Freitas Alboneti Prefeito Municipal PORTARIA nº. 118/2013. Edimar de Freitas Alboneti, Prefeito Municipal de Barra do Jacaré, no uso de suas atribuições legais: RESOLVE: I – REVOGAR na portaria nº 111 de 30/04/2013, a Licença Prêmio concedida ao Srº ALEXSANDER AUGUSTO DO NASCIMENTO. II – Registre,Certifique-se e Cumpra-se. Prefeitura Municipal de Barra do Jacaré, 02 de maio de 2013. Edimar de Freitas Alboneti Prefeito Municipal

PREFEITURA MUNICIPAL DE GUAPIRAMA DECRETO nº 724/2013 SÚMULA: Dispõe sobre homologação de licitação. PEDRO DE OLIVEIRA, Prefeito do Município de Guapirama, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais, tendo em vista o parecer, julgamento e adjudicação promovidos pela Pregoeira, com referência ao Pregão Presencial sob nº 010/2013, que tem por objeto a CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA MANUTENÇÃODE REDE E CONTROLE DE DADOS. D/E/C/R/E/T/A/ Artigo 1º: Fica homologada a licitação de modalidade Pregão Presencial sob nº 010/2013, que tem por objeto a CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA MANUTENÇÃO DE REDE E CONTROLE DE DADOS. Artigo 2º: Em face da homologação estabelecida pelo artigo anterior, fica declarada vencedoras do certame licitatório a seguinte empresa: E. B. VILELA INFORMATICA ME pelo valor de R$ 12.000,00 (doze mil reais). Artigo 3º: Em consequência, fica convocada a proponente para a assinatura do instrumento de contrato, nos termos do artigo 64, caput, da Lei 8.666/93, sob pena de decair o direito à contratação, sem prejuízo das sanções previstas no artigo 81. Artigo 4º: Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Guapirama (PR), 29 de abril de 2013 PEDRO DE OLIVEIRA Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO DO PINHAL ERRATA 1) Na “PORTARIA 031/2013” de DESIGNAÇÃO, publicado na data de 30 de Abril de 2013, no Jornal Tribuna do Vale de Santo Antônio da Platina. Onde se lê: “DESIGNAR, o servidor Público Municipal, Sr. Fernando Sabchuck Moreira – RG 10.229.177-8 SSPPR, como Coordenador do Departamento da Cultura...” Leia-se: “DESIGNAR, o servidor Público Municipal, Sr. Fernando Sabchuck Moreira – RG 10.229.177-8 SSPPR, como Assessor Pedagógico na Secretaria Municipal de Educação...” Ribeirão do Pinhal, 03 de Maio de 2013. DARTAGNAN CALIXTO FRAIZ - Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA DECRETO Nº 203/13 “Outorga de Permissão de Uso a Título Gratuito e Precário, à ASSOCIAÇÃO DE ESTUDANTES DE SANTO ANTONIO DA PLATINA À OURINHOS - AESAPO, de bem móvel de propriedade do Município de Santo Antônio da Platina.” O Prefeito Municipal de Santo Antônio da Platina, Estado do Paraná, usando das atribuições que lhe são conferidas por Lei e, CONSIDERANDO o requerimento protocolado sob o nº. 2013/04/005695; CONSIDERANDO que já estão sendo tomadas as providências para o envio do Projeto de Lei à Câmara Municipal dispondo sobre a outorga de permissão de uso dos ônibus às Associações de Estudantes; CONSIDERANDO, ainda, o disposto no artigo 17, § 3º da Lei Orgânica Municipal; DECRETA: Art. 1º - Fica outorgada à ASSOCIAÇÃO DE ESTUDANTES DE SANTO ANTONIO DA PLATINA À OURINHOS - AESAPO, inscrita no CNPJ sob o nº. 17.658.439/0001-09, com sede na Rua Afonso Pena, 995, Vila São José, neste Município de Santo Antônio da Platina – Paraná, a permissão de uso, a título gratuito e precário do bem abaixo relacionado: ONIBUS MARCA/MODELO SCANIA K112 33s, COMBUSTÍVEL DIESEL, RENAVAN Nº 52.114842-1, ANO/MODELO 1987/1987, CHASSIS Nº 9BSKC4X2BH3455308, PLACA AHU-9050– PATRIMÔNIO Nº 16441. Art. 2º - A presente permissão destina-se, única e exclusivamente, ao transporte de estudantes de Santo Antônio da Platina à cidade de Ourinhos – Estado de São Paulo. Art. 3º - O prazo de vigência desta permissão é até 10 de julho de 2013. Art. 4º - A Permissionária se responsabiliza por todos os impostos incidentes sobre o respectivo veículo inclusive o IPVA, seguro obrigatório, licenciamento, multas e demais taxas do DETRAN, bem como se compromete a efetuar o pagamento de todas e quaisquer despesas de manutenção, pneus, troca de óleo, seguro dos passageiros e seguro contra terceiros, os quais deverão ser apresentados devidamente regularizados junto ao Departamento de Patrimônio do Município. Art. 5º. - A presente Permissão será imediatamente cancelada em caso de qualquer notificação ou comunicação recebida pelo Município, logo após a constatação de que a Permissionária não está dando o uso prometido, desviando a finalidade da presente permissão, sendo revertida com a entrega dos veículos junto ao Patrimônio do Município, devendo ser responsabilizada pelos danos a que der causa. Art. 6º. - As despesas com referência à devida manutenção, condução do veículo (motorista), com seus encargos trabalhistas e outras incidentes sobre os cuidados pertinentes ao veículo, correrão por conta exclusiva da Permissionária, não se responsabilizando em hipótese alguma o Município, pelo não cumprimento pela Permissionária das regras estabelecidas neste decreto. Art. 7º. – A Permissionária, deverá no fim da vigência da presente permissão, encaminhar uma prestação de contas sobre manutenção do veículo, bem como comprovar pagamentos de salários, seguros, encargos e impostos incidentes sobre o veículo a qual foi concedido. Art. 8º - O descumprimento da finalidade ou da responsabilidade assumida através deste decreto acarretará automaticamente a revogação da Permissão. § 1º – A presente Permissão de Uso não gera privilégios nem direitos sobre o bem ora permitido, a qual ficará condicionada às possibilidades de revogação a qualquer tempo, e a faculdade do Poder Público resolvê-la sem qualquer indenização à Permissionária, independente de ter realizado manutenções e adequações no bem. § 2º – Revogada a Permissão de Uso, a qualquer tempo, ficará a Permissionária obrigada a restituir o bem permitido a título precário, nas condições em que foi entregue, ressalvado o desgaste natural pelo tempo de uso, sem direito a ressarcimento de manutenções e adequações, realizadas às suas expensas. Art. 9º - Este Decreto entra em vigor na data da sua publicação. GABINETE DO PREFEITO MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA /ESTADO DO PARANÁ /PAÇO MUNICIPAL DR. ALICIO DIAS DOS REIS, aos 22 de abril de 2013. PEDRO CLARO DE OLIVEIRA NETO Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA DECRETO Nº 218/13 O Prefeito Municipal de Santo Antônio da Platina, Estado do Paraná, no uso das atribuições que lhe são conferidas por Lei, considerando a realização do concurso Público de Provas e Provas e Títulos, realizado em 28 de março de 2010, regulamentado pelo Edital nº 01/2010-PMSAP, autorizado pela Lei nº 876, de 27 de novembro de 2009; CONSIDERANDO o disposto na Lei nº 02/93, de 02/02/93, que dispõe sobre o Regime Jurídico dos Servidores Públicos deste Município, e Lei nº 412/05, de 17 de março de 2005, que dispõe sobre a Estrutura do Plano de Cargos e o Sistema de Carreira no Serviço Público, e Decreto 356/12 de 12/07/2012; CONSIDERANDO o disposto nos Incisos I a XIV, artigo 138 do Edital nº 001/2010-PMSAP; CONSIDERANDO, finalmente, o teor do Decreto nº 139/10, DE 12/05/10, que Homologa o Resultado do Concurso Público, Decreta: Art.1º - Fica NOMEADO em caráter efetivo, de acordo com a Lei nº 02/93, artigo 13, I, a partir de 03 de maio de 2013, para exercer cargo público criado pela Lei nº 876, de 27 de novembro de 2009, neste Município, as pessoas abaixo relacionadas, com vencimento correspondente ao valor inicial da respectiva referência, tabela de cargos e valores – Anexo A, da referida Lei, como segue: CARGO: Auxiliar Administrativo I – Referência 11 – Grau “Piso” Vencimento R$ 834,26 Nome Classificação 1.DANILO ISAC DE PAULA 47º Art.2º - As Pessoas nomeadas no art. 1º deste decreto deverão obedecer ao estabelecido no artigo 16 da Lei nº 412/05. Art. 3º - Revogam-se as disposições em contrário. GABINETE DO PREFEITO MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA / ESTADO DO PARANÁ / PAÇO MUNICIPAL DR. ALÍCIO DIAS DOS REIS, aos 02 de maio de 2013. – PEDRO CLARO DE OLIVEIRA NETO Prefeito Municipal

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 04 e 05 de maio de 2013 PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ - PARANÁ EDITAL DE AVISO DE LICITAÇÃO MODALIDADE Tomada de preços Nº 14/2013. 1.0. DO OBJETO 1.1. AQUISIÇÃO DE 01 VEÍCULO AUTOMÓVEL SEDAN, 0Km, 04 PORTAS ANO DE FABRICAÇÃO 2013, COR PRETA. (Conforme especificações no anexo I do Edital) 1.2 Valor máximo da licitação: R$ 54.000,00 (Cinqüenta e Quatro Mil Reais) 2.0. DA ABERTURA E RECEBIMENTO DAS PROPOSTAS 2.1. A data da abertura das propostas será no dia 20/05/2013, às 14:00 horas, na sala de reuniões da Comissão de Licitação, da Prefeitura Municipal de Barra do Jacaré/PR, na Rua Rui Barbosa n.º 96, Centro. 2.2. O prazo máximo para apresentação das propostas pelos interessados será até o inicio da abertura do certame. 3.0. DO JULGAMENTO DAS PROPOSTAS 3.1. Será considerado vencedor o licitante que oferecer a proposta de Menor Preço. 4.0. DO FORNECIMENTO DO EDITAL 4.1. Estarão disponíveis aos interessados o texto integral do Edital de Licitação Tomada de preços 14/2013, no site pmbarradojacare.pr.gov. br, podendo ser solicitado através do pmbj@uol.com.br ou na sede da Prefeitura Municipal de Barra do Jacaré/PR. Informações pelo fone/Fax (43) 3537-1212, conforme Parágrafo 1º do art. 21 da lei 8.666/93. Paço Municipal José Galdino Pereira - Barra do Jacaré - Paraná, em 03/05/2013. ADENILSON SILVA Presidente da CPL PREFEITURA MUNICIPAL DE GUAPIRAMA – PR LICITAÇÃO - MODALIDADE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 012/2013 TIPO: MENOR PREÇO POR LOTE O Município de Guapirama, Estado do Paraná, torna público que fará realizar licitação, na modalidade Pregão Presencial, que tem por objeto a seleção de proposta visando à AQUISIÇÃO DE MANILHAS DE CONCRETO para a rede de galeria de aguas pluviais em ruas diversas do Conjunto Habitacional Jose Neves Florêncio neste Municipio de Guapirama, tendo como valor máximo de R$ 55.000,00 (cinquenta e cinco mil reais) . De acordo com especificações e condições constantes do edital de licitação pregão presencial 012/2013 e seus anexos. Data e Horário da Sessão Pública: 16 DE MAIO DE 2013 ÀS 09:00 HORAS, na sede da Prefeitura Municipal de Guapirama, sita à Rua Dois de Março, 460. O edital completo e informações estão disponíveis aos interessados na Secretaria Geral do Município de Guapirama, na Rua Dois de Março, 460, nos horários das 08:00 às 11:00 e 13:00 às 16:00 horas. A pasta técnica, com o inteiro teor do edital e seus respectivos modelos, adendos e anexos poderão ser examinados no endereço, acima indicado, no horário comercial, ou pelo endereço eletrônico www.guapirama.pr.gov.br. Informações adicionais, dúvidas e pedidos de esclarecimento deverão ser dirigidos à Comissão de Licitação no endereço acima mencionado – fone/fax: (0**43) 3573-1122. Guapirama - PR, 03 de maio de 2013. ANGELA SOARES DE OLIVEIRA PREGOEIRA PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA LEI Nº. 1.199/2013 Autoriza a abertura de crédito adicional especial no Orçamento Programa vigente, bem como a compatibilização de ação correspondente no PPA 2010-2013 e na LDO 2013. A Câmara Municipal de Santo Antônio da Platina, Estado do Paraná, aprovou e eu, Prefeito Municipal, sanciono a seguinte Lei: Art. 1. º - Fica o Poder Executivo Municipal autorizado a abrir ao Orçamento-Programa do Município, para o corrente exercício, crédito adicional especial até o limite de R$. 317.703,26 (trezentos e dezessete mil, setecentos e três reais e vinte e seis centavos), para devolução de recursos restantes do Contrato de Repasse nº. 0186695-13/2005/ MINISTÉRIO DO TURISMO/CAIXA, assim discriminado: 04.001 – 04.123.0030.2.059 – Gabinete do Secretário Municipal da Fazenda 3390.93.00.00 Indenizações e Restituições - FR 747 R $ . 12.585,46 3390.93.00.00 Indenizações e Restituições - FR 3747 R$. 305.117,80 TOTAL R$. 317.703,26 Art. 2. º - Para dar cobertura ao crédito autorizado no Artigo 1.º, serão utilizados recursos provenientes de: a – excesso de arrecadação relativo ao rendimento financeiro da Fonte 747 Ministério do Turismo – Construção Centro de Eventos, na forma do disposto no Art. 43, § 1º., inciso II da Lei Federal nº. 4.320/64 R$. 12.585,46 b - superávit financeiro da Fonte 747 Ministério do Turismo – Construção Centro de Eventos, na forma do disposto no Art. 43, § 1º., inciso I da Lei Federal nº. 4.320/64............. R$. 305.117,80 TOTAL R$. 317.703,26 Art. 3.º - Ficam alterados nos Anexos I da Lei Municipal nº. 887, de 16 de dezembro de 2009 e II da Lei Municipal nº 1.187, de 20 de dezembro de 2012, de conformidade com o que dispõem os artigos 1º e 2º da presente Lei. Art. 4º. - Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. GABINETE DO PREFEITO MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA / ESTADO DO PARANÁ / Paço Municipal Dr. Alicio Dias dos Reis, aos 03 de maio de 2013. PEDRO CLARO DE OLIVEIRA NETO Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE QUATIGUÁ DECRETO Nº. 60/2013. O Prefeito do Município de Quatiguá, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais D E C R E T A: Art. 1º - Fica empossado na função de Gestor do Fundo Municipal de Saúde de Quatiguá, CNPJ/MF 09.229.133/0001-09, o senhor Marco Aurélio de Souza, portador da cédula de identidade nº. 7.211.991-6/SESP-PR Art. 2º - Continua exercendo a função de tesoureiro do Fundo Municipal de Saúde o senhor Olivelto Pereira da Silva, portador da cédula de identidade nº. 4.496.739-1/PR. Art. 3º - Os recursos financeiros do Fundo Municipal de Saúde serão movimentados em agência bancária oficial, devendo os cheques conter no mínimo assinaturas do Gestor e do Tesoureiro do Fundo Municipal de Saúde. Art. 4º - Este Decreto entrará em vigor na data de sua publicação, revogandose as disposições em contrário. Registre-se, publique-se e cumpra-se. Quatiguá, em 02 de maio de 2013. Luis Fernando Dolenz - Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ TERMO DE POSSE Aos dois dias do mês de maio do ano de 2013, compareceu à este Departamento de Administração, da Prefeitura Municipal de Barra do Jacaré - PR, para tomar posse, a Srª. JOCIMARA MUNIZ DONHA DE OLIVEIRA, portadora de cédula de identidade RG nº 6.293.446-8 SESP/PR, nomeada nos termos da Portaria nº. 112 de 30/04/2013, publicada no Jornal Tribuna do Vale Edição nº 2381 em 01/05/2013 pg.A-7, em virtude de aprovação (21ª colocada – Cargo de Professor) em Concurso Público, nos termos do Edital nº. 01.01/2011, Homologado conforme Edital nº. 08.01/2011 de 20/06/2011, publicado no Jornal Tribuna do Vale Edição nº 1.921 em 21/06/2011, para exercer o Cargo de PROFESSOR, em jornada de trabalho de 20 horas semanais, convocada através do Edital nº 37.01/2013 de 16/04/2013. Declarou estar em dia com as exigências legais necessárias para assumir as responsabilidades do cargo, que não sofreu penalidades administrativas em outras funções públicas e de boa conduta. Prometeu ser fiel à causa pública, cumprir, fazer cumprir e observar as leis e regulamentos em vigor e a ser exata no cumprimento dos deveres do cargo que hoje assume. E, para constar, eu Valdir Garcia Gebim, lavrei o presente termo que vai assinado por mim, pelo Srº Prefeito Municipal e pela empossada. Barra do Jacaré, em 02 de maio de 2013. Edimar de Freitas Alboneti - Prefeito Municipal Valdir Garcia Gebim Cargo Escriturário – Resp Deptº RH Jocimara Muniz Donha de Oliveira - Servidora


TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 04 e 05 de maio de 2013 PREFEITURA MUNICIPAL DE ABATIÁ DECRETO Nº 026/2013. Súmula: Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no artigo 15 da Lei Federal nº 8.666, de 21 de junho de 1993, e no artigo 11 da Lei Federal nº 10.520, de 17 de julho de 2002 e dá outras providências correlatas. A PREFEITA MUNICIPAL DE ABATIÁ, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais, DECRETA: Art. 1º. O Sistema de Registro de Preços, visando à aquisição de bens e a prestação de serviços aos órgãos e entidades da Administração direta e entidades da Administração indireta do Município de Abatia, obedecerá às normas estabelecidas neste Decreto. Art. 2º. Para os efeitos deste Decreto, são adotadas as seguintes definições: I. Sistema de Registro de Preços – SRP: conjunto de procedimentos para registro formal de preços relativos à prestação de serviços e aquisição de bens, para contratações futuras; II. Ata de Registro de Preços – ARP: documento de caráter obrigatório, em que são averbados os órgãos participantes, os preços, os fornecedores de bens ou prestadores de serviços e as quantidades e condições a serem observadas nas futuras contratações; III. Órgão Gerenciador: órgão responsável pelo gerenciamento do SRP, inclusive a condução da licitação; IV. Órgão Participante: órgão da Administração direta, que participa dos procedimentos iniciais do SRP e integra a ARP; V. Entidade Participante: entidade da Administração indireta que participa dos procedimentos iniciais do SRP e integra a ARP. Art. 3º. Será adotado, preferencialmente, o SRP nas seguintes hipóteses: I. Quando, pelas características do bem ou serviço, houver necessidade de contratações freqüentes; II. Quando for mais conveniente a aquisição de bens com previsão de entregas parceladas ou contratação de serviços necessários à Administração para o desempenho de suas atribuições; III. Quando for conveniente a aquisição de b e n s o u contratação de serviços para atendimento a mais de um órgão ou entidade, ou a programas de governo; IV. Quando pela natureza do objeto não for possível definir previamente o quantitativo a ser demandado pela Administração. Parágrafo Único. Poderá ser realizado registro de preços para contratação de bens e serviços de informática, obedecida à legislação vigente, desde que devidamente justificada e caracterizada a vantagem econômica. Art. 4º. A licitação para registro de preços será realizada na modalidade de concorrência ou de pregão, do tipo menor preço, nos termos das Leis 8.666, de 21 de junho de 1993 e 10.520, de 17 de julho de 2002, e será precedida de ampla pesquisa de mercado. Parágrafo Único. Excepcionalmente, poderá ser adotado, na modalidade de concorrência, o tipo técnica e preço, a critério do órgão gerenciador e mediante despacho devidamente fundamentado da autoridade máxima do órgão ou entidade. Art. 5º. Caberá ao órgão gerenciador a prática de todos os atos de controle e administração do SRP, e ainda o seguinte: I. Convidar os órgãos e entidades para participarem do registro de preços; II. Consolidar todas as informações relativas à estimativa individual e total de consumo, promovendo a adequação dos respectivos projetos básicos encaminhados para atender aos requisitos de padronização e racionalização; III. Padronizar as descrições dos pedidos de produtos para efeitos de aquisição; IV. Realizar ampla pesquisa de mercado visando aferir os preços efetivamente praticados antes da realização do certame e após, trimestralmente, para aferir a compatibilidade dos preços registrados com os efetivamente praticados; V. Obter a concordância dos órgãos participantes em relação às especificações e aos quantitativos do objeto a ser licitado ou o projeto básico, quando for o caso; VI. Realizar o procedimento licitatório pertinente, bem como os atos dele decorrentes; VII. I n d i c a r o s f o r n e c e d o r e s , s e m p r e q u e s o l i c i t a d o , obedecendo à ordem de classificação e os quantitativos de contratação definidos pelos órgãos participantes do SRP; VIII. Conduzir os procedimentos relativos à revisão dos preços registrados e à aplicação de penalidades, observado o disposto neste Decreto. Art. 6º. Caberá ao Órgão Participante: I. Manifestar interesse em participar do SRP, informando ao Órgão Gerenciador a sua estimativa de consumo, o cronograma de contratação e suas pretensões quanto às especificações técnicas ou quanto ao projeto básico, adequado ao registro de preços do qual pretende fazer parte. II. Assegurar que todos os atos para sua inclusão no SRP estejam devidamente formalizados e aprovados pela autoridade competente; III. Manifestar, junto ao Órgão Gerenciador sua concordância com o objeto a ser licitado, antes da realização do procedimento licitatório; IV. Manter-se informado sobre o andamento do SRP, inclusive em relação às alterações porventura ocorridas, com o objetivo de dar correto cumprimento às suas disposições; V. Indicar o gestor do contrato; VI. Conduzir os procedimentos relativos à aplicação de penalidades decorrentes do descumprimento de cláusulas contratuais, observadas as disposições deste Decreto, mantendo o órgão gerenciador informado a respeito, sobretudo quanto ao resultado dos referidos procedimentos. Art. 7º. Além das atribuições previstas no artigo 67 da Lei Federal nº 8.666, de 21 de junho de 1993, caberá ao Gestor do Contrato: I. Promover consulta prévia junto ao Órgão Gerenciador, quando da necessidade de contratação, a fim de obter a indicação do fornecedor ou prestador de serviços, os respectivos quantitativos e os valores a serem praticados, encaminhando, posteriormente, as informações sobre a contratação efetivamente realizada; II. Assegurar-se quando do uso da ARP, que a contratação a ser procedida atenda aos seus interesses, sobretudo quanto aos valores praticados, informando ao Órgão Gerenciador eventual desvantagem, quanto à sua utilização; III. Zelar, após receber a indicação do fornecedor ou prestador de serviços, pelos demais atos relativos ao cumprimento das obrigações contratualmente assumidas, e também, em coordenação com o Órgão Gerenciador, pela aplicação de eventuais penalidades decorrentes do descumprimento de cláusulas contratuais; e IV. Informar ao Órgão Gerenciador, quando de sua ocorrência, a recusa do fornecedor ou prestador de serviços em atender às condições estabelecidas no edital, firmadas na ARP, as divergências relativas à entrega, às características e à origem dos bens licitados e a recusa do mesmo em assinar contrato para fornecimento ou prestação de serviços. Art. 8º. O edital de licitação para registro de preços observará, no que couber, as disposições do artigo 40 da Lei Federal nº 8.666, de 21 de junho de 1993 e do artigo 4º, inciso I da Lei Federal nº 10.520 de 17 de julho de 2002 e sua regulamentação e indicará: I. A estimativa de quantidades a serem contratadas no prazo de validade do registro; II. O prazo de validade do registro de preços, observado o disposto neste Decreto; III. Os órgãos e entidades participantes do respectivo registro de preços; IV. Os locais e prazos de entrega e de execução do objeto; V. Os modelos de planilha de custo, quando cabíveis, e as respectivas minutas de contratos, no caso de prestação de serviços; VI. As penalidades a serem aplicadas por descumprimento das condições estabelecidas. Parágrafo Único. O edital poderá admitir, como critério de adjudicação, a oferta de desconto sobre a tabela de preços praticados no mercado, nos casos de peças de veículos, medicamentos, passagens aéreas, manutenções e outros similares. Art. 9º. A Administração, quando da aquisição de bens ou contratação de serviços, poderá subdividir a quantidade total do

Atas&Editais B-3 item em lotes, sempre que for técnica e economicamente viável, de forma a possibilitar maior competitividade, observado, neste caso, dentre outros, a quantidade mínima, o prazo e o local de entrega ou de prestação dos serviços. Parágrafo Único. No caso de serviços, a subdivisão se dará em função da unidade de medida adotada para aferição dos produtos e resultados esperados, e será observada a demanda específica de cada órgão ou entidade participante do certame. Nestes casos, deverá ser evitada a contratação, num mesmo órgão e entidade, de mais de uma empresa para a execução de um mesmo serviço em uma mesma localidade, com vistas a assegurar a responsabilidade contratual e o princípio da padronização. Art. 10 O prazo máximo de validade da Ata de Registro de Preços será de 12 (doze) meses, contados a partir da data da sua publicação. § 1º. A ARP poderá sofrer alterações, obedecidas às disposições contidas no artigo 65 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993. § 2º. As contratações decorrentes do SRP terão sua vigência estabelecida conforme as disposições contidas nos editais e respectivos instrumentos de contrato, observado o disposto no artigo 57 da Lei Federal nº 8.666 de 21 de junho de 1993. Art.11 Ao preço do primeiro colocado, serão registrados tantos fornecedores de bens ou prestadores de serviços quantos concordarem, respeitadas as quantidades oferecidas em cada proposta. § 1º. Para efeito de registro, a classificação obedecerá à ordem crescente dos preços ofertados nas respectivas propostas, decidindose eventual empate nos moldes estabelecidos na Lei Federal nº 8.666 de 21 de junho de 1993. § 2º. Excepcionalmente, a critério do Órgão Gerenciador, quando a quantidade do primeiro colocado não for suficiente para as demandas estimadas, desde que se trate de objetos de qualidade ou desempenho superior, devidamente justificada e comprovada a vantagem, e as ofertas sejam em valor inferior ao máximo admitido, poderão ser registrados outros preços. Art. 12 Homologado o resultado da licitação, o Órgão Gerenciador elaborará a Ata de Registro de Preços, na qual serão registrados os Órgãos Participantes, os preços e os fornecedores de bens ou prestadores de serviços, com observância da ordem de classificação, das quantidades e das condições a serem consideradas nas futuras contratações. Parágrafo Único. Após a homologação, a ARP deverá ser publicada no Jornal Oficial do Município e por meios eletrônicos, momento em que terá iniciada sua vigência. Art. 13 Os fornecedores de bens ou prestadores de serviços, incluídos no registro de preços, estarão obrigados a celebrar os contratos que poderão advir, nas condições estabelecidas no ato convocatório, nos respectivos anexos e na própria ata. § 1º. Na aquisição de bens o Termo do Contrato no SRP será substituído pela Nota de Empenho, conforme dispõe o § 4º do artigo 62 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, neste caso, a celebração contratual se dará no momento do recebimento da Nota de Empenho pelo fornecedor. § 2º. Na prestação de serviços, o Termo de Contrato poderá ser substituído pela Nota de Empenho, nas situações das quais não resultem obrigações futuras, ou seja, compromissos além daqueles de execução e recebimento imediato. § 3º. A vigência dos contratos transcorre de forma independente da vigência da Ata de Registro de Preços. § 4º. A formalização dos contratos deve ser efetuada durante a vigência da Ata de Registro de Preços. Art. 14 As Notas de Empenho substitutivas dos contratos deverão ser emitidas contendo: I. O objeto e seus elementos característicos, inclusive quantidades; II. A forma e o prazo de fornecimento de bens ou prestação dos serviços; III. O preço unitário registrado na Ata; IV. Dotação Orçamentária e fonte de recursos; V. A indicação do respectivo processo licitatório. Art. 15 O prazo máximo de validade da Ata de Registro de Preços será de 12 (doze) meses, contados a partir da data da sua publicação. Parágrafo Único. Os contratos celebrados pelo SRP terão sua vigência estabelecida conforme as disposições contidas nos editais e respectivos instrumentos de contrato, observado o disposto no artigo 57 da Lei Federal nº 8.666, de 21 de junho de 1993. Art. 16 A existência de preços registrados não obriga a Administração a firmar as contratações que deles poderão advir, ficando-lhe facultada a utilização de outros meios, respeitada a legislação relativa às licitações, sendo assegurada, ao beneficiário do registro, a preferência de contratação em igualdade de condições. Art. 17 Quando o preço registrado tornar-se superior ao praticado no mercado, o Órgão Gerenciador deverá: I. Convocar o fornecedor do bem ou prestador do serviço, visando à negociação para a redução de preços e sua adequação ao mercado; II. Liberar o fornecedor do bem ou prestador do serviço do compromisso assumido, e cancelar o seu registro, quando frustrada a negociação, respeitados os contratos já firmados; III. Convocar os demais fornecedores ou prestadores de serviços, visando à igual oportunidade de negociação. Parágrafo Único. Não havendo êxito nas negociações, o Órgão Gerenciador cancelará o preço do bem ou do serviço registrado. Art. 18 O fornecedor do bem ou prestador do serviço terá seu preço registrado cancelado, quando: I. Descumprir as condições da Ata de Registro de Preços; II. Recusar-se a celebrar o contrato ou não retirar a Nota de Empenho, no prazo estabelecido pela Administração, sem justificativa aceitável; III. Não aceitar reduzir o seu preço registrado, na hipótese deste se tornar superior àqueles praticados no mercado; IV. For declarado inidôneo para licitar ou contratar com a Administração nos termos do artigo 87, inciso IV, da Lei Federal nº 8.666, de 21 de junho de 1993; V. For impedido de licitar e contratar com a Administração nos termos do artigo 7º da Lei Federal nº 10.520, de 17 de julho de 2002. Parágrafo Único. O cancelamento do preço registrado, assegurados o contraditório e a ampla defesa, será formalizado por decisão da autoridade competente do Órgão Gerenciador e publicado no Jornal Oficial do Município e por meios eletrônicos. Art. 19 O fornecedor do bem ou prestador do serviço poderá solicitar o cancelamento do seu preço registrado na ocorrência de fato superveniente que venha comprometer a perfeita execução contratual, decorrente de caso fortuito ou de força maior, devidamente comprovados. Art. 20 Aplicam-se ao SRP e às contratações dele decorrentes as penalidades previstas nas Leis Federais nº 8.666, de 21 de junho de 1993 e nº 10.520, de 17 de julho de 2002, conforme o caso. § 1º. Os procedimentos, para aplicação de penalidades de advertência e multa relativas ao inadimplemento de obrigações contratuais, serão conduzidos no âmbito do Órgão Contratante e as penalidades serão aplicadas por autoridade competente do mesmo Órgão. § 2º. Os procedimentos para aplicação das demais penalidades não indicadas no parágrafo anterior serão conduzidos no âmbito do Órgão Gerenciador e as penalidades serão aplicadas por autoridade competente de regulamentação específica. Art. 21 As alterações nas Atas, em razão de revisão de preços, ou da ordem classificatória, deverá ser efetuadas através de Ata Complementar, seqüencialmente numeradas, tendo validade a partir da sua publicação. Art. 22 O SRP poderá ser realizado com a utilização de recursos de tecnologia da informação, na operacionalização das disposições de que trata este Decreto, bem assim na automatização dos procedimentos inerentes aos controles e atribuições do Órgão Gerenciador e dos Órgãos e Entidades Participantes. Art. 23 O disposto neste Decreto aplica-se, também, das Autarquias Municipais e às demais entidades vinculadas à administração direta ou indireta. Art. 24 Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação, ficando revogadas as disposições em contrário. Gabinete da Prefeita Municipal de Abatiá-PR, em 03 de maio de 2013. Maria de Lourdes Ferraz Yamagami Prefeita Municipal

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA DECRETO Nº. 220/2013 Dispõe sobre a abertura de crédito Adicional Especial. O Prefeito Municipal de Santo Antônio da Platina, Estado do Paraná, usando das atribuições que lhe são conferidas pela Lei Municipal nº. 1.198/13, de 03 de maio de 2013, decreta: Art. 1º - Fica aberto ao Orçamento Geral do Município, um crédito adicional especial no valor de R$. 438.290,00 (quatrocentos e trinta e oito mil, duzentos e noventa reais), assim discriminado: 09.005 – 18.122.0460.2.241 – PROJETO FUNASA 4.4.90.52.00.00.00 Equipamentos e Material Permanente - FR 000 R$. 58.290,00 4.4.90.52.00.00.00 Equipamentos e Material Permanente - FR 333.... R$. 380.000,00 TOTAL R$. 438.290,00 Art. 2º - Para dar cobertura ao crédito aberto no Artigo 1.º, serão utilizados recursos provenientes do: a - cancelamento parcial da seguinte dotação do Orçamento vigente; 10.013 – 26.451.0575.1.172 –Pavimentação de Vias Urbanas 4.4.90.51.00.00 Obras e Instalações - FR 000 R $ . 58.290,00 B – superávit financeiro da Fonte de Recurso 333 Aquisição de Veículos e Equipamentos do Aterro Sanitário – FUNASA R $ . 380.000,00 TOTAL R$. 438.290,00 Art. 3.º - Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. GABINETE DO PREFEITO MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA / ESTADO DO PARANÁ / Paço Municipal Dr. Alicio Dias dos Reis, aos 03 de maio de 2013. PEDRO CLARO DE OLIVEIRA NETO Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA Lei nº 1.197/13 de 03 de maio de 2013 Autoriza o Poder Executivo Municipal a criar o Programa Municipal de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva da Aquicultura Familiar, bem como utilizar recursos na promoção de ações de apoio e incentivo à atividade. Art. 1º - Fica o Poder Executivo Municipal autorizado a criar o Programa Municipal de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva da Aquicultura Familiar, bem como utilizar recursos da Secretaria Municipal da Agricultura para promover ações de apoio e incentivo a atividade da piscicultura na fase de implantação (construção e readequação de tanques), visando aumentar a produção e agregar renda às famílias rurais mediante a projetos específicos respeitando a legislação ambiental vigente. Art. 2°- Os recursos utilizados deverão ser ressarcidos ao município pelos produtores na forma de óleo diesel, após o primeiro ciclo de produção. Art. 3° - Esses valores retornarão aos cofres públicos em conta específica e formarão um fundo para utilização de outros produtores na continuidade do pro-grama. Art. 4º - O valor utilizado pelos produtores terá um custo (juros) de 0,5 % (meio por cento) ao mês. Art. 5º - Os beneficiários do programa deverão ser produtores proprietários ou arrendatários de estabelecimentos rurais, assentamentos, pescadores, localizados no Município de Santo Antônio da Platina/PR. Art. 6º - Os agricultores que desejarem participar do programa devem se enquadrar nos parâmetros de classificação do Programa Nacional de Agricultura Familiar (PRONAF) do Governo Federal. Art. 7° - Para construção e adequação dos tanques cada produtor terá direito a até 150 (cento e cinquenta) horas de máquinas, sendo utilizados os equipamentos da prefeitura adquiridos para tal fim. Parágrafo único: A construção e adequação de que trata o caput será realizada de acordo com projeto técnico de viabilidade fornecido pela Secretaria Munici-pal de Agricultura em parceira com a Emater. Art. 8º - Os valores cobrados serão estipulados através do preço do óleo diesel no mercado, considerando um consumo médio de 10 (dez) litros por hora. Parágrafo primeiro – Os valores estipulados no artigo 7º poderão sofrer alteração conforme o valor de mercado dos produtos utilizados para implantação ou adequação da atividade. Parágrafo segundo – O valor cobrado corresponderá somente ao óleo diesel utilizado no serviço, não sendo computado o tempo utilizado de horas/máquina. (Observar artigo 4°) Art. 9º - Os produtores inscritos no programa passarão por uma seleção onde um comitê gestor municipal, de forma isonômica, definirá quais famílias serão beneficiadas, e também avaliará se o referido serviço não causará danos ao meio ambiente. Parágrafo único - O comitê gestor municipal será constituído pelo Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural, Prefeitura Municipal e entidade de extensão rural, e entidades representativas do setor. Art. 10 - Os recursos que comporão o programa serão oriundos do projeto de atividade de desenvolvimento da piscicultura do município, previsto no Orçamento Municipal e de recursos conveniados com outros entes federados. Parágrafo único - O número de produtores beneficiados será es-tipulado conforme disponibilidade de recursos que comporão o programa. Art. 11 - Como forma de incentivo aos produtores, a Prefeitura Municipal oferecerá um curso profissionalizante na área da piscicultura e aqueles que tiverem sua presença confirmada através de certificado com frequência mínima de 90% (noventa por cento), terão um desconto de 10% (dez por cento) na subvenção dos custos de implantação ou adequação do projeto, na devolução do recurso utilizado. Art. 12 - Esta lei entrará em vigor na data de sua publicação. GABINETE DO PREFEITO MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA / ESTADO DO PARANÁ / PAÇO MUNICIPAL DR. ALÍCIO DIAS DOS REIS, aos 03 de maio de 2013. PEDRO CLARO DE OLIVEIRA NETO Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA LEI Nº. 1.198/2013 Autoriza a abertura de crédito adicional especial no Orçamento Programa vigente. A Câmara Municipal de Santo Antônio da Platina, Estado do Paraná, aprovou e eu, Prefeito Municipal, sanciono a seguinte Lei: Art. 1º - Fica o Poder Executivo autorizado a abrir ao Orçamento Geral do Município, um crédito adicional especial até o limite de R$. 438.290,00 (quatrocentos e trinta e oito mil, duzentos e noventa reais), assim discriminado: 09.005 – 18.122.0460.2.241 – PROJETO FUNASA 4.4.90.52.00.00.00 Equipamentos e Material Permanente - FR 000 R$. 58.290,00 4.4.90.52.00.00.00 Equipamentos e Material Permanente - FR 333.... R$. 380.000,00 TOTAL R$. 438.290,00 Art. 2º - Para dar cobertura ao crédito autorizado no Artigo 1.º, serão utilizados recursos provenientes do: a - cancelamento parcial da seguinte dotação do Orçamento vigente; 10.013 – 26.451.0575.1.172 –Pavimentação de Vias Urbanas 4.4.90.51.00.00 Obras e Instalações - FR 000 R $ . 58.290,00 B – superávit financeiro da Fonte de Recurso 333 Aquisição de Veículos e Equipamentos do Aterro Sanitário – FUNASA R $ . 380.000,00 TOTAL R$. 438.290,00 Art. 3.º - Ficam alterados nos Anexos I da Lei Municipal nº. 887, de 16 de dezembro de 2009 e II da Lei Municipal nº 1.187, de 20 de dezembro de 2012, de conformidade com o que dispõem os artigos 1º e 2º da presente Lei. Art. 4. º - Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. GABINETE DO PREFEITO MUNICIPAL DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA / ESTADO DO PARANÁ / Paço Municipal Dr. Alicio Dias dos Reis, aos 03 de maio de 2013. PEDRO CLARO DE OLIVEIRA NETO Prefeito Municipal


cmyb

TRIBUNA DO VALE

Sabado e domingo, 27 e 28 de abril de 2013

Social

E-mail: social@tribunadovale.com.br Foto Digital Stúdio

80 anos Muitas felicidades à Renita Botareli de Negreiros Cesar, que no último dia 27 completou 80 anos de idade. Junto com os filhos, noras, genros, netos, bisnetos e demais familiares a aniversariante comemorou a data na AABB, em Jacarezinho. Os parabéns a ela vêm de todos, em especial dos nove filhos: Tarcísio (Tato), Maria Auxiliadora (Dodó), Roberto Magno (Beto), Alexandre Augusto (Xandy), Huberto Luiz (Digo), José Vicente (Ieiê), Maria Valéria (Léia), Maria Mônica e Maria Paula. Feliz Aniversário!

Reflexão

Arquivo Pessoal

E quem um dia irá dizer que não existe razão nas coisas feitas pelo coração (Legião Urbana)

Calça Vinho A calça colorida chegou para ficar. Seja com cores mais fortes ou mais fáceis de combinar, elas vieram animar o guarda-roupa e ajudar quem quer fugir do jeans tradicional. Uma das mais aprovadas é a calça vinho. No outono-inverno, ela promete dominar os looks e é superfácil de combinar.

Parabéns Pouca gente sabe quem é Jeferson Aparecido de Souza, mas quando o identificamos como Tetê já vem a lembrança de uma das figuras mais amadas de Santo Antonio da Platina. Uma alma nobilíssima. Pessoa batalhadora, que cumpre seu papel com dignidade, respeito e dedicação exercendo seu trabalho de entrega de panfletos pelas ruas da cidade. Tetê faz aniversario na próxima segunda feira dia 06, e esta homenagem é o reconhecimento a esta pessoa fantástica. Parabéns de seus pais Jandira e Jovenino, irmãos, sobrinhos e em especial de toda a equipe Tribuna do Vale. Felicidades Tetê!

Sapatos Aquela botinha caubói de outrora está com tudo nessa estação. Se ela tiver adornos típicos, como franjas, apliques ou costuras, melhor ainda. Use com vestidos bem femininos ou com short + meia-calça. Vai apostar no escarpim estilo western? Excelente ideia para deixar a roupa de noite, ou de trabalho, na moda.

Festa O Caravela Show Bar de Carlópolis está de volta! Neste sábado, dia 4, tem grande festa com a Revolution Band Show a partir das 23 horas. Ingressos antecipados nos pontos de venda e Clube Caravela. Informações (43) 3534-1340.

H ORÓSCOPO PARA HOJE Áries Escute as palavras de um amigo, que por vezes pode cutucar você. Mas agora diz coisa com coisa, e apela para a razão, mais do que para os impulsos. Assim é que você cresce e aparece, se faz notar num contexto maior, retomando controle do seu destino e de suas ações.

Gêmeos Um dia mais ameno, bom para curtir os contatos sociais e as atividades com outras pessoas, pois está aberto para aprender e trocar. Apesar disso, lembre que o cenário de fundo continua cheio de obstáculos para empreendimentos de longo prazo. No amor, cumplicidade a dois.

Leão A onda boa para curtir os seres amados, os amigos, as pessoas em geral continua firme hoje! Ótimo encontrar o pessoal depois do trabalho, mas é bom se certificar de que não há ciumentos rondando seus passos. Um toque de graça e romantismo afastam duvidas e inseguranças.

Libra Encerre as atividades de trabalho mais cedo, e não force as situações; será preciso esperar mais uns dias para ter aquela resposta! Se você conhecer uma pessoa nova nestes dias, ela poderá ser muito importante para ajuda-lo a modificar aspectos de sua vida que merecem revisão.

Sagitário As ondas astrais permitem mais contatos sociais, e Júpiter, seu regente, recebe excelentes aspectos da Lua, pela manhã. Esperança, reuniões produtivas, muita animação. Mas depois, explique que é preciso ter paciência para que as ideias se realizem. No amor, uma surpresa boa.

Aquário Mercúrio, Júpiter e Lua melhoram seu humor e disposição, pois há ou houve sinais de afeto e aceitação pelos quais há muito esperava. As conexões certas estão sendo formadas. Confie na direção que tomou. Energia e boa disposição até o fim do dia. Amor em alta.

Touro Esta em curso alguma modificação nas suas relações com chefes e superiores pode ser uma novidade que vem chegando, de mudança de controle da empresa, ou uma despedida importante. Seja o que for, fique ligado, reaja com alegria, saiba receber essas novidades.

Câncer Altos e baixos emocionais chegam neste fim de semana. Esvazie a cabeça de problemas e aproveite o tempo para liberar espaço em seu casa, doando e arrumando as coisas por lá. Contatos com familiares podem ser estressantes, mas basta observar mais para não ser afetado.

Virgem Para ir no embalo certo da vibe astral, chegou a hora de rever as funções dos empregados e subalternos; a conclusão por uma dispensa deve ser obvia, e pode ser feita sem choro e ranger de dentes. Momentos de avaliação impõem flexibilidade e um olhar tranquilo para o cotidiano.

Escorpião O clima astral favorece o dialogo, a apreciação racional dos problemas sociais, políticos, e você pode sim dar sua contribuição promovendo relações equilibradas no ambiente de trabalho. Para uso pessoal, há que dar o braço a torcer num assunto domestico. Respeite o jeito alheio de viver.

Capricórnio Amigos de longa data são apoios nestes tempos difíceis, em que está sendo testado e suas ideias e concepções também. Sintomas físicos podem ter tudo a ver com um período de dúvidas, inseguranças etc. Um chefe pouco amigável, mas os amigos seguram sua onda.

Peixes Mercúrio em Touro é o pensamento firme no que é concreto, o que pode ser uma camisa de força num dia em que é pedido urbanidade, abertura para o novo, o surpreendente. Lua e Vênus indicam disparidade entre o impulso de amar e de cuidar. Interferência de papeis.

cyan magenta yellow black

TRIBUNA DO VALE - EDIÇÃO Nº 2383  

04 DE MAIO DE 2013