Page 1

cmyb

Terça-Feira

05 DE DEZEMBRO DE 2017

DIRETOR: BENEDITO FRANCISQUINI

ANO XXII - N0 3490 R$ 1,00

www.tribunadovale.com.br

VIOLÊNCIA

Mulher é assassinada a marretadas em Carlópolis

Um crime brutal ocorrido na madrugada desta segunda-feira (4) chocou os moradores de Carlópolis. Osvaldo Teixeira, 41, assassinou a golpes de marreta a própria mulher, Maria Duarte Bento, 47, na localidade conhecida

por Estrada do Monge, no bairro CTG. De acordo com a Polícia Civil, o homem apontado como autor do homicídio foi denunciado pelo próprio irmão, Nivaldo Teixeira, que disse na Delegacia que o acusado teria confessado „

o crime a sua mãe pouco depois de cometer a barbárie. Após ouvir a confissão do irmão, Nivaldo foi até a casa onde teria ocorrido o assassinato e encontrou o corpo da cunhada sobre a cama do casal.

PÁG. A5

RADICAL

Japira sedia final do campeonato paranaense de parapente Japira sediou a etapa final do Campeonato Paranaense de Parapente nos dias 2 e 3 de dezembro. O evento contou com a parceria da prefeitura de Japira (por meio das Secretarias municipais de Esportes, Cultura e Turismo), e da Federação Paranaense de

Voo Livre.O Pico Agudo de Japira foi palco do evento esportivo que vem se tornando tradição na cidade, e sempre atrai um público de toda a região, inclusive de outros estados. A prefeitura de Japira se empenhou com toda sua equipe para proporcionar uma „

PÁG. A8

ANDIRÁ

Aeroporto obtêm renovação da ANAC para mais 10 anos de operação

Desde o início do ano, a prefeitura de Andirá está realizando trabalhos para solucionar as diversas demandas necessárias para manter o aeroporto da cidade - O Aeródromo Público João Galdino - em funcionamento. A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), avaliou os processos documentais e concedeu a renovação de autorização para mais 10 anos. A publicação da portaria 3.631 foi divulgada em diário oficial. „

PÁG. A8

estrutura adequada com comodidade e segurança para receber os pilotos e visitantes que vieram prestigiar o evento.Foram dois dias de um espetáculo único na região, com voos radicais de várias modalidades, que coloriram o céu da cidade.

ANDIRÁ

Presos agrediram agente de cadeia durante tentativa de fuga que resultou em morte

Hélio Galvão

Imagens gravadas por câmeras de segurança da Cadeia Pública de Cambará revelam que durante a tentativa de fuga registrada na unidade na tarde de domingo (3), os presos tentaram render e agrediram o agente de cadeia que atendia o plantão.De acordo com a Polícia Civil, o servidor foi surpreendido por um grupo de detentos no momento em que ele entregava água ao preso Paulo Ricardo Pinheiro da Silva. O investigador de plantão percebeu o tumulto através das câmeras de monitoramento da carceragem, e efetuou disparos de advertência na tentativa de conter a ação. „

PÁG. A5

cyan magenta yellow black


A-2 Opinião

TRIBUNA DO VALE

E ainda mais: acabariam os antros do crime que hoje ocupam esses imóveis abandonados e perturbam a população..” Editorial

Terça-feira, 05 de dezembro de 2017

Todos compreendemos que investimentos nas políticas básicas como infraestrutura, saúde e educação são a base para a volta do crescimento do País.” João Marchesan

A RTIGO

E DITORIAL

João Marchesan

Os prédios públicos abandonados

Na maioria dos municípios brasileiros, existem prédios públicos desocupados e, paradoxalmente, as prefeituras, os estados e até o governo federal pagam aluguéis para instalar suas repartições. A mudança do perfil tecnológico permitiu que os serviços sejam executados em espaço menor que antes e, assim, sobraram os imóveis. Tarefas antes exec ut adas p or máquinas pesadas migraram para dentro do computador e os arquivos de papel foram absor vidos pela microfilmagem e escaneamento que colocam dentro de uma simples g av e t a o c ont e ú d o d e muitas prateleiras e pastas dos arquivos convencionais. Nas localidades servidas por estrada de ferro, a desativação do trem de passageiros e o

arrendamento dos cargueiros para empresas de logística jogaram na ociosidade estações, armazéns e grandes of icinas. A maioria desse patrimônio está, hoje, abandonada. Levando-se em consideração que a máquina pública – federal, estadual e municipal – opera com dificuldades financeiras, seria importante dar uma destinação econômica para esse vasto rol de propriedades. No tocante à ferrovia, em parte dos municípios, as estações foram cedidas à Prefeitura e o mesmo ocorreu com alguns armazéns e barracões. Mas a i n d a e x i s t e m mu it o s pré d i o s b e m l o c a l i z a dos que, pelo abandono, tor nar am - s e l o c ais d e prostituição e consumo de drogas. Também existem prédios do INSS e de

C HARGE

dezenas de outros órgãos que, com a modernização do processo, deixaram de ocupar grandes espaços. Q u an d o u m i m óve l público deixa de ser ocupado para a finalidade que foi const r uído ou adaptado, ele começa a gerar despesas de manutenção sem produzir nada em troca. E, quando é abandonado, o prejuízo é ainda maior porque é vandalizado e tem furtadas suas peças hidráulicas e elétricas. Ao mesmo tempo que milhares de metros quadrados estão na ociosidade, repartições pagam aluguel, muitas vezes em condições que colocam os contratos sob suspeita. Os governos federal e estaduais deveriam ter em efetivo funcionamento um órgão para administrar a des o cu-

pação dos imóveis sob sua jurisdição, com autonomia para destiná-los a outras f inalidades. Muitos municípios carecem de instalações para o funcionamento de creches e es colas e até mesmo para abrigar suas repartições. Ficaria menos oneroso que, em vez de construir ou alugar, fizessem apenas as adaptações dos prédios já existentes. É preciso dar uma finalidade ao vasto patrimônio público que, infelizmente, tem sido e n c a r a d o c o m o “p r o priedade de ninguém”. O dinheiro que se gasta com aluguéis ou construção de novas instalações sobraria para atender a outras necessidades. E ainda mais: acabariam os antros do crime que hoje o c up am ess es imóveis abandonados e perturbam a população.

chargeonline.com.br

A RTIGO João Arruda

Sem preferências pessoais: análise das eleições no Paraná Sei que é difícil de acreditar, mas vou tentar. Apesar de ser deputado e ter as minhas preferências pessoais, vou procurar fazer uma análise fria e narrar os fatos como se eu fosse um estrangeiro, sem filiação e opinião sobre a eleição para governador no Paraná. São cinco lideranças que terão peso na eleição: Ratinho, Osmar, Cida, Requião e Beto Richa. Álvaro optou pela Presidência da República e sonha com o apoio

de todos (mas, sobre isso, a gente vai falar em outro post). Nas últimas semanas o quadro mudou, assim como vai mudar mais, e vai mudar muito até o início da campanha e o dia da eleição.Beto será candidato ao Senado e trocou alianças com o ministro Ricardo Barros durante a sua tradicional festa de aniversário em Maringá. Cida será governadora, candidata a governadora, e cresce muito no jogo. Requiao toma café

TRIBUNA DO VALE

O Diário da nossa região - Fundado em agosto de 1995 TV Editora e Gráfica - Eireli - ME CNPJ 28.454.259/0001-21 Matriz: Gilberto Madureira, 111, Jardim Oliveira Reis - Santo Antônio da Platina, PR - Fone/Fax: 43 3534 . 4114

Diretor Responsável Benedito Francisquini - MTB 262/PR tribunadovale@tribunadovale.com.br tribunadovale@uol.com.br

com Osmar e sinaliza que no almoço entre os dois, não vão pedir o mesmo prato, para não ter briga. Osmar se consolida como candidato ao governo e começa a construir uma aliança com tempo de TV e base. Ratinho enfraquece, enquanto Cida se fortalece – com o noivado de Ricardo com Beto, obriga-se a mudar de estratégia, passa a pensar em alternativas, e contraria o governo no debate sobre

o aumento de impostos das pequenas empresas. Todos são candidatos a governador, só o governador que não, porque a legislação não permite. Do contrário, se colocaria como candidato e ainda diria que o melhor está por vir. Minha opinião é de que serão dois candidatos a governador em dois campos: situação e oposição ao governo estadual.

Não pretendemos aqui reeditar os velhos jargões como ‘não há crise que resista ao trabalho’ ou ‘em toda a crise há uma oportunidade’ e outros no gênero. O que pretendemos verdadeiramente é propor um movimento dotado de ações para o desenvolvimento, onde todos possamos trilhar o mesmo caminho – o do retorno ao crescimento. É claro que não depende apenas das nossas ações, mas creio que um movimento voltado para a positividade e o crescimento, sem tanto pessimismo, possa ajudar. Por exemplo, todos sabemos do potencial do Brasil, todos temos certeza que vivemos em um País sem terremoto, tsunamis ou qualquer outra grande catástrofe ambiental. As nossas tempestades são de outra natureza e, como tudo na vida, vão passar. E nós todos sabemos todos os esforços que temos envidado no sentido de pelo menos minimizar os efeitos da tempestade política no nosso setor, criando uma Frente Parlamentar e tendo uma ação direta e incisiva em todas as frentes governamentais, especialmente as ligadas ao poder de alterar certas medidas capazes de melhorar o nosso status quo. No entanto, conhecemos também que o nosso setor tem muitos problemas da porta da fábrica para dentro, para isso desenvolvemos várias parcerias para ajudar na capacitação das nossas empresas e respectivas lideranças e isso pode se tornar uma poderosa ferramenta para o crescimento. Uma certeza temos, não adianta se desesperar e tomar atitudes impensadas para tentar resolver os problemas de agora sem pensar no futuro. Precisamos nos concentrar minimamente em estudos que possam indicar tendências como os que temos feito na área de competitividade, porque s e s oub ermos mais ou menos o que vai acontecer podemos traçar planos para quando a crise acabar e certamente sairemos dessa mais forte. De outro lado, sabemos que ações visando o desenvolvimento para gerar efetivo crescimento nessa altura do camp eonato p o dem vir de duas f rentes: expor tações de manufaturados e/ou investimentos públicos. Sabemos que grande parte do nosso setor de máquinas e equipamentos já exporta, mas a ampliação da estratégia baseada no mercado externo demoraria mais a se consolidar, enquanto que a elevação dos investimentos públicos exerceria impactos mais imediatos. O impulso de demanda gerado por estes investimentos alavancaria o nível de renda do setor privado. Vale dizer que além de importantes injeções de demanda no curto-prazo, a melhora na infraestrutura também conferiria ganhos de competitividade à produção doméstica no médio/longo prazo. Todos compreendemos que investimentos nas políticas básicas como infraestrutura, saúde e educação são a base para a volta do crescimento do País. Obviamente, além da sugestão de investimentos, continuaremos insistindo na nossa agenda de competitividade para o País, pedindo um câmbio previsível, juros menores e uma redução sensível da carga tributária, não nos esquecendo que com toda a crise, tem muitas possibilidades para a indústria de máquinas e equipamentos e o foco do nosso trabalho junto ao governo deve ser desenvolver o setor industrial, principalmente levando em consideração o grande mercado consumidor que existe no Brasil. Nesse sentido podemos trabalhar a favor do crescimento e tentar analisar as tendências sem se descuidar do dia a dia das nossas empresas, tomando atitudes sempre com atenção aos nossos planos de negócios, ao fluxo de caixa e às nossas efetivas possibilidades de crescimento. João Carlos Marchesan é administrador, empresário e presidente do Conselho de Administração ABIMAQ/SINDIMAQ

*João Arruda é deputado federal pelo PMDB-PR

Representação: MERCONET Representação de Veículos de Comunicação LTDA Rua Dep. Atílio de A. Barbosa, 76 conj. 03 - Boa Vista - Curitiba PR Fone: 41-3079-4666 ¦ Fax: 41-3079-3633 Vendas Assinatura Anual R$ 200,00 Semestral R$ 100,00

Posicionamento para o crescimento

Impressão e Fotolito: Editora Tribuna do Vale Fone/Fax : 43 3534 . 4114

Circulação: Abatiá ¦ Andirá ¦ Arapoti ¦ Bandeirantes ¦ Barra do Jacaré ¦Cambará ¦ Carlópolis ¦ Conselheiro Mairink ¦ Figueira¦Guapirama ¦ Ibaiti ¦ Itambaracá ¦ Jaboti ¦ Jacarezinho Jaguariaíva ¦ Japira ¦ Joaquim Távora ¦ Jundiaí do Sul ¦ Pinhalão ¦ Quatiguá ¦ Ribeirão Claro ¦ Ribeirão do Pinhal ¦ Salto do Itararé ¦Santana do Itararé¦ Santo Antônio da Platina ¦ São José da Boa Vista ¦ Sengés ¦ Siqueira Campos ¦Tomazina ¦ Wenceslau Bráz

Filiado a Associação dos Jornais Diário do Interior do Paraná

* Os artigos assinados não representam necessariamente a opinião do jornal, sendo de exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.


Cidades A-3

TRIBUNA DO VALE

Terça-feira, 05 de dezembro de 2017

Prefeito nega irregularidades e diz é que vítima de perseguição política

JAPIRA Câmara pressiona prefeito, inclusive afastando presidente da Casa, mas Walmir diz que vai reverter a situação com documentos que comprometem a gestão anterior Gladys Santoro

O pre fe it o d e Japi r a , Wa l m i r We l l i n g t o n d a Silva disse na manhã de ont e m à re p or t a ge m d a Tribuna do Vale, que está sendo vítima de perseguição p olít ic a e que já está juntando provas para sua defesa. Segundo ele, as mesmas provas ser virão para mostrar que as irregularidades das quais está sendo acusado agora, na verdade, ocorreram na gestão passada. O prefeito disse que está fazendo um levantamento de notas fiscais de aquisiçõ es feit as na su a gestão, e o uso dos materiais este ano, e na gestão passada. “No mesmo per í o d o, a ge st ã o p a ss a d a gastou o dobro em compras e não houve obras na cidade nos últimos quatro ano s . E m c omp e ns a ç ã o, onde você andar aqui verá que a cidade toda está em obras. Em um ano fizemos o que eles não fizeram em quatro”, afirmou. O presidente da Câmara Municipal de Vereadores, Lauro Aparecido de Carv a l h o, q u e f o i a f a s t a d o para “não atrapalhar” as investigações disse à reportagem que os vereadores

que hoje estão acusando o prefeito, fizeram parte da administração anterior. “Estamos fazendo uma documentação detalhada das duas gestões e além de nos defendermos ainda vamos provar que as irregularidades ocorreram na gestão passada”, afirmou dizendo que assim que os do c umentos estiverem prontos, serão apresentados na Câmara Municipal e também public ados na imprens a regional. As denúncias contra o prefeito Walmir foram publicadas no Informe Policial, - site de Ibaiti – que cobre toda aquela região. De acordo com o site, a Câmara Municipal instaurou duas CPIs para investigar compras supostamente irregulares feitas pelo prefeito Walmir. Uma delas – a de portaria nº 07/2017 investiga a aquisição de materiais de construção no período de janeiro de 2017 a setembro de 2017. “Segundo o presidente da CPI, o vereador Thiago Augusto Mendes Abucarub, o prefeito adquiriu os materiais para serem usados em obras no município. Os pagamentos a o s for n e c e d ore s for am efetuados com notas fis-

Antônio de Picolli

Prefeito Walmir Wellington da Silva nega irregularidades

cais, porém os materiais não foram recebidos pelo secretário de Obras, Benedito Reimão”, diz o texto do Informe Policial, que esclarece que os materiais deveriam ter sido usados na reforma da Capela Mortuária do município, mas que vistorias realizadas no local concluíram que foi realizada apenas a troca de alguns caibros e do forro. “O secretario foi ouvido

pela Comissão na semana passada e negou que tenha recebido os materiais. O secretário pediu exoneração do cargo no último dia 30”, afirma o site. A outa CPI contra Walmir investiga a compra de pneus e peças de maquinário para o pátio de obras e medicamentos. Pe rs e g u i ç ã o – Par a o p r e f e i t o Wa l m i r S i l v a , tudo começou com um desentendimento com uma

funcionária, que acabou sendo exonerada. “Ela ficou magoada e levou à Câmara sua versão dos fatos em relação às obras e materiais. O fato é que a administração anterior deixou rastros incontestáveis, inclusive no Portal da Transparência, de irregularidades. Toda essa documentação vai para as mãos da promotora de Justiça Coordenadora do Núcleo Regional de Trabalho de

Prote ç ã o a o Pat r i môn i o Público do Norte Pioneiro, Kele Cristiani Diogo Bahena. Estou tranquilo qu ant o a e s s a s C P S s . A oposição é que deve ficar preocupada, porque vou provar as irregularidades deles por meio de documentos”, avisou. O prefeito também admitiu que o secretário municipal de Obras pediu exoneração, mas por problemas de ordem pessoal.

»JAGUARIAÍVA

Ex-prefeito e servidores devem restituir R$ 2,8 milhões TCE

O Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) deu provimento à Tomada de Contas Extraordinária instaurada no município de Jaguariaíva (Campos Gerais) para apurar irregularidades apontadas pelos técnicos do Tribunal em relatório de inspeção. Em razão da decisão, o ex-prefeito Paulo Homero da Costa Nanni (gestão 20052008) terá que devolver ao cofre municipal R$ 2.804.828,49, solidariamente com servidores do Executivo na sua gestão. Os valores devem ser atualizados após o trânsito em julgado do processo. Sanções - Os responsáveis condenados à devolução solidária de valores que fazem parte do montante total a ser restituído são: o irmão do ex-prefeito e diretor do Departamento de Saúde à época, Eduardo César da Costa Nanni (R$ 1.071.076,74); o então diretor do Departamento de Finanças, Adolfo Foltas Sobrinho (R$ 1.223,247,99); o diretor do Departamento de Administração e Recursos Humanos daquela gestão, Paulo Sérgio Fernandes da Costa (R$ 952.056,87); o presidente da Comissão de Licitação do município à época, Amauri Camargo (R$ 11.305,00); o então diretor de Planejamento, Roberto Ângelo da Silva (R$ 32.440,00); e o servidor

municipal Alcides Santos (R$ 45.380,46). O Tribunal ainda aplicou ao ex-prefeito oito multas proporcionais ao dano, de 30% sobre R$ 564.600,74 a serem restituídos, e sete multas administrativas que somam R$ 8.705,86. Seu irmão recebeu duas multas, que somam 30% sobre o valor de devolução de R$ 16.546,67, e outra de R$ 725,48. Adolfo Sobrinho foi multado sete vezes: seis multas de 30% sobre R$ 46.164,17 e sobre um terço do valor pago à empresa Valor Humano Gestão de Recursos Humanos Ltda; e uma de R$ 725,48. Amauri Camargo recebeu uma multa de 30% sobre a restituição de R$ 5.652,50 e duas de R$ 725,48, que somam R$ 1.450,96. Roberto da Silva foi multado em 30% sobre metade do valor que terá que devolver solidariamente com o ex-prefeito (R$ 16.220,00) e em R$ 725,48. Paulo Costa recebeu duas multas proporcionais ao dano, de 30% sobre um terço do valor de sua devolução solidária (R$ 2.600,00) e sobre um terço do valor pago à empresa Valor Humano Gestão de Recursos Humanos Ltda; e uma administrativa de R$ 725,48. E Alcides Santos foi multado em R$ 725,48. As servidoras municipais que eram membros da Comissão de Licitação do município à época, Patrícia de Souza Set-

Paulo Homero Nanni e alguns servidores terão que restituir dinheiro aos cofres públicos

ter e Silvana Aparecida Lopes Valengo Kojo, também foram multadas. Patrícia recebeu duas multas de R$ 725,48, que somam R$ 1.450,96; e Silvana, três multas desse mesmo valor, que totalizam R$ 2.176,44. Relatório de Inspeção O processo foi instaurado pelo TCE-PR em função da constatação de 28 achados no relatório de inspeção realizada pela Coordenadoria de Fiscalização Municipal (Cofim) do Tribunal para verificar a regularidade de atos de gestão, principalmente os relativos a compras e contratações realizadas entre 2005 e 2006. A unidade técnica apontou falhas no controle interno do município e irregularidades nas licitações para compra de cestas básicas, caminhão,

medicamentos, material hospitalar, material odontológico, equipamentos, materiais, bandeiras e equipamentos de laboratório. A Cofim também constatou irregularidades na contratação de mão de obra, de empresa para elaboração de projetos, de empresa de recursos humanos, de empreiteira e de motoristas. Também houve impropriedades nos contratos de serviços de transporte escolar, de reforma da Feira do Produtor e de reforma do Condomínio Matarazzo. Além disso, foram detectadas impropriedades relativas à terceirização dos serviços de Saúde ao Conselho Comunitário Doutor Santos, à renumeração de empenhos, à concessão irregular de adiantamentos a servidores, à concessão ilegal

de imóveis públicos a particulares, à realização de despesas desnecessárias, à falta de contabilização de notas fiscais e à existência de dezenas de ações trabalhistas ajuizadas contra o município. A Cofim, responsável pela instrução do processo, opinou pela irregularidade dos 28 achados. O Ministério Público de Contas (MPC) também opinou pelo provimento da tomada de contas, com aplicação de sanções. O órgão ressaltou que o Executivo municipal fraudou a maioria das licitações realizadas durante o período referente à inspeção. Decisão O relator do processo, conselheiro Fernando Guimarães, acatou as manifestações da Cofim e do MPC. Ele destacou que a maioria das irregulari-

dades gerou danos ao erário e que devem responder por isso não apenas o ordenador de despesas, mas todos os responsáveis pelas perdas, extravios e fraudes. O relator afirmou que autorizações de pagamento sem a assinatura do prefeito, sem o atestado de realização de despesa e sem qualquer rubrica nos recibos de pagamento ou empenhos, além da abertura de licitação sem cotação prévia ou manifestação dos secretários municipais, demonstram a fragilidade do controle interno do município. Guimarães destacou que foram realizadas licitações sem a elaboração prévia de parecer jurídico que aprovasse os editais ou realização de cotação de preços, além da falta de assinatura de membros da Comissão de Licitação nas atas de sessão e da ausência de publicação de resumos de contrato. Ele afirmou que empenhos foram emitidos antes das notas fiscais, mercadorias deixaram de ser entregues e produtos foram recebidos por terceiros, que não eram servidores municipais. O conselheiro constatou que houve simulações fraudulentas em licitações com o intuito de lesar o erário, envolvendo empresas inexistentes e notas fiscais fraudadas; além de compras diretas realizadas irregularmente.

Adiantamento de pagamento e cessão de imóveis públicos Em seu voto, o relator também destacou que houve falhas em adiantamentos pagos a servidores e na cessão de imóveis públicos a particulares sem a devida formalização; e que houve a realização de despesas contrárias ao interesse público. Ele também citou que houve renumeração de empenhos e contratação irregular de pessoal, por meio de licitação, envolvendo profissionais que nem mesmo prestaram os serviços ao mu-

nicípio, caracterizando simulação com o objetivo de desviar patrimônio público. Guimarães ressaltou que o município transferiu a maior parte das verbas de Saúde para o Conselho Comunitário Doutor Santos, terceirizando a prestação dos serviços em quase sua totalidade, o que representou afronta à regra do concurso público, disposta no artigo 37, II, da Constituição Federal.

Assim, o relator aplicou aos responsáveis as sanções previstas nos artigos 85, 87 e 89 da Lei Complementar nº 113/2005 (Lei Orgânica do TCE-PR).Os conselheiros acompanharam o seu voto por unanimidade na sessão da Primeira Câmara de 31 de outubro. Os prazos para recursos passaram a contar no primeiro dia útil após a publicação do acórdão nº 4540/17, na edição nº 1.715 do Diário Eletrônico do TCE-PR, veiculada em 14 de novembro.


A-4 Região

TRIBUNA DO VALE

Terça-feira, 05 de dezembro de 2017

Tomazina e Ibaiti esperam arrecadar mais de R$ 148 mil em leilão online

VEÍCULOS »Tomazina e Ibaiti colocam à venda carros, ônibus, caminhões e equipamentos agrícolas com lances iniciais que variam entre R$ 50 e R$ 12,5 mil Da Assessoria

As Prefeituras Municipais Ibaiti e Tomazina, PR, realizam leilões de carros, ônibus, caminhões e equipamentos agrícolas até os dias 14 e 15 de dezembro. Os produtos possuem lances iniciais de R$ 50 e R$ 12,5 mil. O objetivo é arrecadar mais de R$ 148 mil para os cofres públicos. O pregão de Tomazina tem encerramento no dia 14 de dezembro. Nele, está sendo ofertado um Toyota B and e i r ante, c om pre ç o

inicial de R$ 12,5 mil. Também podem ser adquiridos um Fiat Mille Fire 1.0, com oferta inicial de R$ 500 e um lote com aproximadamente 40 unidades de madeira de demolição com lance inicial de R$ 50. A Prefeitura de Ibaiti realiza a venda dos ativos até o dia 15 de dezembro. Como destaque, está sendo ofertado um Volkswagen Gol 1.6 Power, com preço inicial de R$ 8 mil. Um ônibus Mercedes Benz 1113, com oferta inicial de R$ 4 mil, e duas sucatas, uma de

ônibus Mercedes Benz LP 1113 e outra Ford Royale 2.0 (1992), com valores iniciais de R$ 100 cada, também compõem o pregão. Todos os lances já podem ser realizados por meio do portal Superbid (www.superbid.net <http://www.imcgrupo.com/link.php?code=bDpodHRwJTNBJTJGJTJGd3d3LnN1cGVyYmlkLm5ldCUyRjoyMzUzMjU2NjQ5 OnRyaWJ1bmFkb3ZhbGVAdW9sLmNvbS5icjoxYmNjZj JhOTFlMmU4NGI4YTg3NjI2NDkyYjdlZmQ1Nzdm> ), plataforma online de leilões,

presente em cinco países da América Latina. Também é possível realizar lances presenciais na sede da companhia, em São Paulo, na Avenida Engenheiro Luís Carlos Berrini, 105 <http://www. imcgr up o.com/link.php?code=bDpodHRwJTNBJTJGJTJGbWFwcy5nb29nbGUuY29tJTJGJTNGcSUzR EF2ZW5pZGElMkJFbmdlbmhlaXJvJTJCTHUlMjVDMy UyNUFEcyUyQkNhcmxvcy UyQkJlcnJpbmklMkMlMkIxMDUlMjZlbnRyeSUzRGdtYWlsJTI2c291cmNlJTNEZzoyMzUzMjU2NjQ5On-

RyaWJ1bmFkb3ZhbGVAd W 9 s L m Nv b S 5 i c j oy Z T Y 4 NG M z NG Iz N GEyOTg0ZGRlZGJkODRjOTM3YWJiNT Vm> , Edifício Berrini One - 4º Andar. Mais informações pelo telefone (11) 4950-9400. Ser viço: L e i l ã o Tom a z i n a ( P R ) Data e horário: 14 de dezembro, às 10h - L i n k : w w w. s u p e r b i d . net/leilao/lista/ofertas. htm?auction_id=62486 < h t t p : / / w w w. i m c g r u p o. com/link.php?code=bD p o dHRwJTN BJ T-

JGJTJGd3d3LnN1cGVyYm l k L m 5 l d C Uy R m x l a W x hbyUyRmxpc3R hJTJG b2ZlcnRhcy5odG0lM0 Z h d W N 0 a W 9 u X 2 l k J TNENjI0ODY6MjM1M zI1NjY0OTp0cmlidW5hZ G 9 2 Y W x l Q H Vv b C 5 j b 2 0 u Yn I 6 M z l l M W Yy O D A x Z G E x N z J j Ym E 1MDYwMDY4NTExY2E1OTM0MA==> Leilão Ibaiti (PR) Data e horário: 15 de dezembro, às 10h - Link: h t t p : / / w w w. s u p e r b i d . net/leilao/lista/ofertas. htm?auction_id=62615

»NOTA PARANÁ

»INOVAÇÃO

No Paraná, 105 mil motoristas PrefeituradeAndirá,Sebraeeescolas seunempelainovaçãoedesenvolvimento pagarão menos IPVA em 2018

Equipe do Sebrae com representantes da prefeitura e de escolas de Andirá Da Assessoria

O desenvolvimento de uma comunidade passa principalmente pela educação e pelas oportunidades de formação. Esta é a meta do debate do Sebrae junto com a Prefeitura de Andirá e escolas municipais e estaduais da cidade. A mobilização está acontecendo com o intuito de ampliar o debate entre os estudantes sobre inovação, novas tecnologias, empreendedorismo, desenvolvimento de habilidades, autonomia e consciência cidadã. Nas escolas municipais, através do projeto Jovens Empreendedores Primeiros Passos – Jepp, os trabalhos, em Andirá, estão alcançando importantes resultados, intervindo nos conteúdos programáticos pedagógicos, com alternativas de ações que estão dinamizando o processo de ensino – aprendizagem. Este ano a cidade de Andirá passou a integrar um grupo de cinco municípios que irão prospectar inovação. Eles integram o Sistema Regional de Inovação (SRI), do Norte Pio-

neiro, com a missão de intensificar atividades que instiguem na comunidade – principalmente nas crianças e jovens – o gosto pelo desenvolvimento de ideias que possam fazer a diferença no cenário social onde vivem. Um dos projetos são as Trilhas (nome dado a uma série de programações, com o intuito de trabalhar inovação). Recentemente, um encontro entre os consultores do Sebrae e diretores das escolas estaduais de Andirá trataram do tema e de uma mobilização para o desenvolvimento. Há, inclusive, uma prospecção para que a cidade volte a ter um curso técnico, que há três anos não existe por falta de interessados. Há uma projeção, por meio de parceria com a direção da Escola Estadual Stella Maris, para que a partir do próximo ano, possa existir na comunidade um curso técnico de Informática ou outros. O diretor e professor André Rossato tem mantido o contato com o Núcleo Regional de Ensino e a Secretaria Estadual, para que se efetive a prospecção.

No encontro, que aconteceu na sede da secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo e contou com a participação do diretor do Colégio Estadual Dur val Ramos Filho, Professor Paulo Alves e a diretora do Colégio Estadual Barbosa Ferraz, Marissol Felix, foram debatidos as programações e ideias para o próximo ano, nesta vertente pedagógica. O consultor do Sebrae/ PR, Odemir Capello, uma das mais importantes lideranças regionais no Sebrae, enalteceu a importância destas parcerias, consolidando uma estratégia de desenvolvimento local. A secretária de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Sueli Nardoni, também falou durante a reunião, sobre a importância de parcerias, para que o desenvolvimento se efetive. “A construção do desenvolvimento da cidade só acontece quando estamos dispostos a dar as mãos e unir forças, ideias, ações, para que consigamos romper os desafios e promover progresso”.

O valor transferido do Nota Paraná para o pagamento do IPVA de 2018 somou R$ 13.216.803,21 AEN

O IPVA vai ser menor em 2018 para 104.870 contribuintes do Estado. Eles aproveitaram a oportunidade oferecida pelo Governo do Estado, em novembro, e usaram os créditos acumulados no Programa Nota Paraná para abater o valor integral ou parcial do imposto. O prazo para fazer a operação terminou na quinta-feira (30). O valor transferido do Nota Paraná para o pagamento do IPVA de 2018 somou R$ 13.216.803,21 - uma média de R$ 126,00 por pessoa. Caso o contribuinte não tenha abati-

do valor suficiente para quitar o tributo, ele receberá um boleto da Secretaria da Fazenda com a diferença para que o pagamento seja complementado em 2018. ADESÃO MAIOR - A adesão este ano foi 169% maior que a registrada em 2016, quando 38.968 proprietários de veículos emplacados no Estado pagaram menos IPVA porque pediram “CPF na Nota” em compras realizadas no varejo e destinaram os créditos acumulados para reduzir o valor do imposto. No ano passado foram destinados R$ 6,1 milhões em créditos do programa para o pagamento

do IPVA e, em 2017, o incremento foi de 116%. Quem perdeu o prazo não poderá mais usar o crédito do Nota Paraná para ter desconto no IPVA de 2018. Mas os créditos acumulados pelos participantes do programa continuam tendo validade de um ano. “O Nota Paraná faz parte do ajuste fiscal do Estado e, quem pede documento fiscal nas compras que realiza, ajuda a combater a sonegação. Em troca, vai pagar menos IPVA. Ganha o Estado e ganha o contribuinte”, diz o secretário da Fazenda, Mauro Ricardo Costa.

»SUBIU

Petrobras anuncia sexto aumento seguido no preço do gás de cozinha Folhapress

A Petrobras anunciou na segunda (4) o sexto aumento consecutivo no preço do gás de cozinha vendido em botijões de 13 quilos. Desta vez, a alta será de 8,9%, em média, valendo a partir desta terça. Desde que a Petrobras iniciou o ciclo de alta, em agosto, o reajuste acumulado no preço do gás vendido em botijões de 13 quilos chega a 67,8%. Desde 2003, a estatal pratica dois preços para o gás liquefeito de petróleo (GLP, o gás de cozinha): um para os botijões menores e outro para grandes vasilhames ou a granel, mais usado por indústria e comércio. Este último teve reajuste de 5,3% anunciado na semana passada.

Este é o sexto aumento consecutivo do gás

De acordo com a Petrobras, se o repasse do reajuste desta segunda for integral, o preço do botijão nas revendas subirá 4%, ou R$ 2,53. “O reajuste foi causado principalmente pela alta das cotações do produto nos mercados internacionais”, disse a empresa, em comunicado. De acordo com o Sindigás (Sindicato das Empresas Distribuidoras de GLP), o pre-

ço praticado pela estatal está hoje 1,3% abaixo das cotações internacionais do produto. Instituída em junho, a nova política de preços da companhia para o GLP considera as cotações internacionais, a taxa de câmbio e a margem de lucro. No caso do produto vendido para o mercado industrial, a conta inclui ainda o custo de importação.


Cidades A-5

TRIBUNA DO VALE

Terça-feira, 05 de dezembro de 2017

Mulher é assassinada a marretadas em Carlópolis VIOLÊNCIA»Maria Duarte Bento foi morta em casa pelo próprio companheiro após discussão na madrugada desta segunda-feira Da Redação

Um crime brutal ocorrido na madrugada desta segunda-feira (4) chocou os moradores de Carlópolis. Osvaldo Teixeira, 41, assassinou a golpes de marreta a própria mulher, Maria Duarte Bento, 47, na localidade conhecida por Estrada do Monge, no bairro CTG. De acordo com a Polícia Civil, o homem apontado como autor do homicídio foi denunciado pelo próprio irmão, Nivaldo Teixeira, que disse na Delegacia que o acusado teria confessado

o crime a sua mãe pouco depois de cometer a barbárie. Após ouvir a confissão do irmão, Nivaldo foi até a casa onde teria ocorrido o assassinato e encontrou o corpo da cunhada sobre a cama do casal. Equipes da Polícia Militar de Carlópolis, Ribeirão C l aro e Jo aquim Távora foram até no local, onde se depararam com um grupo de p ess oas exaltado que ameaçava linchar o autor do homicídio, que segundo informações, estaria na varanda da casa. O acusado foi identifica-

do e detido pelos policiais, que localizaram o corpo da vítima no interior da residência. O local foi isolado para os trabalhos da perícia e o recolhimento do cadáver ao Instituto Médico Legal (IML) de Jacarezinho. C onfor me a delegad a Silmara Revoredo Pereira, titular da unidade policial de Carlópolis, Osvaldo Teixeira confessou a autoria do crime. Segundo, ele, o homicídio teria sido motivado por um desentendimento com a mulher durante a madrugada. “Ele (Teixeira) diss e que amb os inger i-

»CAMBARÁ

Presos agrediram agente de cadeia durante tentativa de fuga que resultou em morte

Imagens gravadas por câmeras de segurança da Cadeia Pública de Cambará revelam que durante a tentativa de fuga registrada na unidade na tarde de domingo (3), os presos tentaram render e agrediram o agente de cadeia que atendia o plantão. De acordo com a Polícia Civil, o servidor foi surpreendido por um grupo de detentos no momento em que ele entregava água ao preso Paulo Ricardo Pinheiro

da Silva. O investigador de plantão percebeu o tumulto através das câmeras de monitoramento da carceragem, e efetuou disparos de advertência na tentativa de conter a ação. Mesmo assim, os detentos insistiram em arrastar o agente de cadeia para o interior das celas. Agindo em legítima defesa e a de terceiros, o policial efetuou mais disparos, que atingiram dois presos. Maicon Rodrigo dos Santos Torres – com passagens por tráfico, desacato e ame-

Sepultado corpo de vendedor vítima de acidente na PR-092

aças – morreu no local. Paulo Ricardo Pinheiro da Silva foi socorrido e encaminhado à Santa Casa de Misericórdia de Jacarezinho, onde recebeu atendimento médico e retornou para a Cadeia Pública de Cambará. Durante a contagem dos presos, os policiais descobriram que os presos haviam serrado as grades da porta da cela para terem acesso ao agente de cadeia. Um inquérito policial foi instaurado para investigar o caso.

Brasil registra mais de 1300 acidentes de origem elétrica em 2016, quase 600 fatais Portaria 51 elaborada pelo INMETRO prevê “Requisitos de Avaliação da Conformidade para Instalações Elétricas de Baixa Tensão”, mas certificação ainda é voluntária.São Paulo, 4 de dezembro de 2017 - Por definição, instalação elétrica é o conjunto de partes elétricas e não elétricas associadas e com características coordenadas entre si, que são necessárias ao funcionamento de uma parte determinada de um sistema elétrico. Em teoria, a instalação deve levar a eletricidade gerada em um determinado local até o ponto de consumo desta energia de forma eficiente, qualificada e, sobretudo, segura. No Brasil, as instalações elétricas devem ser construídas, reformadas, verificadas

e consertadas com base nas normas técnicas publicadas pela ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas, como por exemplo, as normas ABNT NBR 5410/2004 – Instalações Elétricas em Baixa Tensão, ou ABNT NBR 14039/2005 – Instalações Elétricas em Média Tensão. Contudo a realidade é que parte destas instalações, principalmente as prediais, não seguem as normas e podem oferecer riscos aos seus usuários. Uma pesquisa realizada pela Abracopel (Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade) e pelo Procobre (Instituto Brasileiro do Cobre), realizada em 1100 domicílios, entre 2013 e 2016, demonstra que ao menos um item não atende à norma técnica. Outro dado é em relação ao uso do Dispositivo Diferencial

Hélio Galvão

REPRODUÇÃO

»ROdOVIAs

Agência Brasil

Delegada Silmara Pereira disse que o acusado confessou o crime

»s.A.PLATINA

Câmeras registraram o momento em que os presos renderam e agrediram o agente de cadeia Da Redação

ram bebida alcoólica, e que após uma discussão com a companheira ele pegou uma marreta e a golpeou na cabeça. Um machado com vestígios de sangue também foi apreendido no local e será encaminhado para perícia. Há indícios de que a ferramenta também foi usada no crime, suspeita, porém, que o autor nega”, disse a delegada. Com a prisão do assassino em flagrante e a confissão do crime a Polícia Civil encerrou o caso, que será remetido ao Ministério Público.

Antônio de Picolli

Residual, que atua para garantir segurança quando houver uma possibilidade de choque elétrico em tomadas, encontrado somente em 21% das casas. A Associação e o Instituto utilizaram dados parciais, coletados via sistema de alertas da internet e redes sociais e chegaram a computar desta forma 1319 acidentes de origem elétrica no Brasil, no ano passado, sendo 599 destes, fatais. “A situação em empresas é melhor, em geral, há uma maior preocupação com a segurança, mas isso representa pouco no universo de instalações elétricas brasileiras, tendo em vista o enorme número de residências com instalações comprometidas”, comenta Sergio Massao, responsável por desenvolvimento de negócios para a área de fios e cabos da UL na América Latina.

Uno que Mota dirigia ficou completamente destruído Da Redação

Foi sepultado na manhã desta segunda-feira (4), no Cemitério São João Batista, em Santo Antônio da Platina, o corpo do vendedor Felipe Fernandes Mota, 25, vítima de um grave acidente automobilístico no fim da madrugada de domingo (3), no quilômetro 318 da PR092, no trecho entre Joaquim Távora e Santo Antônio da Platina. Mota retornava de Siqueira Campos em um Fiat Uno, com placas de Carlópolis, que por volta das 5 horas colidiu frontalmente com um Fiat Strada, placas de Santo Antônio da Platina, conduzido por Manoel Eduardo de Oliveira Marques, 31, que ficou gravemente ferido, porém, sem risco de morte. A notícia da morte do vendedor chocou parentes e amigos, principalmente os que trabalhavam com ele e o aguardavam para a festa de confraternização de fim de ano da empresa, marcada para ocorrer justamente no domingo. A Polícia Civil instaurou inquérito para investigar o acidente.

Arquivo Pessoal

Corpo de Felipe Mota foi sepultado na manhã desta segunda-feira


A-6 Região

TRIBUNA DO VALE

Terça-feira, 05 de dezembro de 2017

Figueira e Cohapar avançam em projeto de 100 casas populares

MORADIA »Os projetos elaborados pelo município em parceria com a iniciativa privada e o governo estadual foram selecionados dentro do programa Minha Casa Minha Vida

Ab NotíciAs pArANá

70 ANOS É A MÉDIA

A expectativa de vida do paranaense ao nascer em 2016 foi de 77,1 anos segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No ano anterior, a expectativa de vida ao nascer no estado era, em média, de 76,8 anos. A pesquisa aponta que no Paraná as mulheres vivem, em média, 6,8 anos a mais do que os homens. A expectativa de vida ao nascer para as mulheres em 2016 foi de 80,5 anos, a sexta maior do país. ELEIÇÕES 2018 O Tribunal Superior Eleitoral lançou o E-título, documento digital que pode substituir no dia da eleição o título de eleitor. A novidade já valerá na eleição do ano que vem para qualquer eleitor. Os eleitores podem acessar o Etítulo diretamente em um aplicativo que pode ser baixado gratuitamente por smartphone ou tablet. Por enquanto, somente os celulares ou tablets que rodam o sistema Android podem baixar o aplicativo do TSE. LINGUAGEM DE SINAIS A Universidade Federal do Paraná recebe até o dia 11, inscrições para o processo seletivo que via contratar quatro técnicos especializados em tradução e interpretação de Linguagem de Sinais (Libras). A remuneração inicial prevista no edital é de R$ 4.180,66, mais R$ 458,00 de auxílio alimentação. Os aprovados irão atender estudantes e servidores surdos ligados à Universidade.

Prefeito de Figueira Valdir Garcia com presidente e da Cohapar Lupion e equipe Da Assessoria

Com o objetivo de dar continuidade aos projetos de habitação popular para o município, o prefeito de Figueira, Valdir Garcia, visitou a sede da Cohapar, em Curitiba, nesta sexta-feira (1). Em reunião com o presidente da empresa, Abelardo Lupion, eles conversaram sobre a recente liberação de recursos da União para a construção de 100 casas populares. Os projetos elaborados pelo município em parceria com a iniciativa privada e o

governo estadual foram selecionados dentro do programa Minha Casa Minha Vida, cujos investimentos giram em torno de R$ 6 milhões. Serão atendidas famílias com renda de até R$ 1.800 mensais, que pagarão prestão que vão de R$ 80 a R$ 270 ao mês durante dez anos. Família Paranaense – No encontro, também foram tratados aspectos técnicos e documentos necessários para a participação da Prefeitura de Figueira no segundo chamamento público que foi aberto pela Secretaria da Família

e Desenvolvimento Social (SEDS) para a construção de casas populares. “A secretária da Família, Fernanda Richa, está empenhada em arranjar novos recursos para atender os municípios que não foram contemplados no primeiro chamamento por pendências documentais”, afirma Lupion. “Para que o projeto tenha mais oportunidade de ser acatado, a Cohapar designou a equipe para assessorar os municípios com os ajustes necessários”, destaca o presidente.

O programa conta com uma rede de serviços para as famílias em vulnerabilidade social. Elas recebem apoio nas áreas de habitação, agricultura e abastecimento, assistência social, ciência e tecnologia, desenvolvimento urbano e meio ambiente, esporte, lazer e cultura, saneamento e energia elétrica, segurança alimentar, segurança pública, entre outras. A reunião foi acompanhada pelo superintendente de Relações Institucionais, João Naime Neto, e equipe municipal.

»SAÚDE

54% dos jovens brasileiros e 48% dos curitibanos têm HPV Das Agências

Considerada a mais difundida Doença Sexualmente Transmissível e a principal causa do câncer de colo de útero, vagina e vulva, o HPV atinge mais de 600 milhões de pessoas no mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Na última segunda-feira (27), o Ministério da Saúde divulgou dados preliminares de um estudo que apontam uma prevalência de 54,6% de casos de HPV entre a população brasileira de 16 a 25 anos, sendo que 38,4% são de tipos de alto risco para o desenvolvimento de câncer. Em Curitiba, a pesquisa revela que 48% dos jovens de 16 a 25 anos estão infectados. Para o médico infectologista da Unimed Curitiba, Jaime Rocha, os dados são alarmantes. “A vacinação contra o HPV ainda está muito abaixo do esperado e isso é preocupante. Embora não substitua outros métodos de prevenção nem permita o abandono do uso de preservativos, a vacina é mais uma arma contra a doença, já que se trata de um vírus altamente contagioso.” A vacina já foi incorporada ao Sistema Único de Saúde (SUS), mas ainda atende a uma faixa etária restrita. Na rede particular também é possível encontrar a vacina. A Unimed Laboratório apli-

VAGAS ABERTAS Foz do Iguaçu está com processo seletivo aberto para a contratação de 13 profissionais da área de saúde. As vagas são para o Centro Especializado de Reabilitação do Jardim Ipê. O salário é de R$ 3.584,54 com contrato de um ano, podendo ser prorrogado pelo mesmo período. O cadastro preenchido deve ser entregue pessoalmente no Protocolo Geral do Município, na prefeitura, de segunda a sexta, das 8h às 17h. MEU CAMPINHO Já está em funcionamento o espaço Meu Campinho no Colégio Estadual Guaraituba, em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba. Está é a primeira mini arena dentro de uma escola estadual. O Meu Campinho é uma quadra multiuso com grama sintética, iluminação e segurança para a prática de esportes. ESPETÁCULO DE DANÇA Curitiba recebe de 7 a 10 de dezembro, na Casa Hoffmann, a 14a edição do LAB, um núcleo de pesquisa em dança que se concentra no estudo do movimento. Neste ano, haverá a participação de 14 artistas de diversas áreas como teatro, dança, performance, música e artes plásticas. Durante 4 dias, os artistas apresentarão os resultados de suas pesquisas, com entrada franca. MOBILIDADE NA CAPITAL A Prefeitura de Curitiba abriu um novo edital de licitação para concluir as obras do Terminal Santa Cândida. A obra, que começou em 2012, era uma das promessas para a Copa de 2014 e até agora não foi terminada. A conclusão das obras vai permitir que as lojas que ficam no subsolo do terminal possam ser usadas.

As vacinas contra o HPV são administradas em três doses

ca a vacina contra HPV em mulheres de 9 a 45 anos e em homens de 9 a 26 anos. Pessoas fora dessa faixa etária devem se vacinar apenas com recomendação médica. Rocha explica que a doença é transmitida desde o início da vida sexual. “A maioria das pessoas adquire o HPV nos primeiros três anos em que passam a ter relações sexuais, por isso a importância da vacinação a partir dos 9 anos tanto para as meninas, quanto para os meninos”, afirma. “Embora elas sejam indicadas para a faixa etária que vai dos 9 aos 26 anos, a vacina têm excelente eficácia em pessoas com mais idade. Além disso, os homens também estão

relacionados às doenças que podem aparecer em forma de verrugas genitais, câncer de ânus, câncer de laringe e câncer de pênis. Portanto, também devem se preocupar com a prevenção”, explica o infectologista. As vacinas contra o HPV são administradas em três doses. A primeira é dada na data escolhida, a segunda com intervalo de 30 a 60 dias (dependendo da vacina utilizada – bivalente ou quadrivalente) e a terceira com 6 meses de intervalo da primeira dose. Resultados dos estudos clínicos demonstraram eficácia de 99% para câncer de colo de útero, 100% de proteção para lesões de alto grau de vagina e

vulva e 99% para lesões genitais externas. Transmissão do HPV As relações sexuais são a principal forma de transmissão do vírus, mas ele também pode ser disseminado pelo sangue, por roupas ou objetos contaminados (como toalhas, roupas íntimas ou sabonetes), pelo beijo e durante o parto. Sintomas A doença causa feridas principalmente na região genital, mas também em outras partes do corpo, como pernas e braços. O maior perigo está nas verrugas que aparecem internamente, perto do útero, que não são visíveis e, sem tratamento, podem levar ao câncer.

PARQUE HISTÓRICO Acervos de tratores e máquinas agrícolas contam um pouco da história do desenvolvimento no campo no nosso estado do Paraná. O museu dos tratores e implementos agrícolas do Parque Histórico de Carambeí, nos Campos Gerais do Paraná, tem máquinas centenárias que resgatam a tradição da colônia holandesa, uma ótima oportunidade para quem deseja conhecer um pouco mais da história do Paraná. MORADIA EM PAUTA Chaves de 24 novas moradias rurais foram entregues a famílias de pequenos produtores dos municípios de Boa Ventura de São Roque e Prudentópolis, na região de Guarapuava. As obras receberam R$ 684 mil em recursos. Os agricultores pagarão apenas 4% do valor da moradia, dividido em quatro prestações anuais de R$ 285. DIAGNÓSTICO DA AIDS O Paraná registrou queda de 13,3% no número de casos notificados de Aids nos últimos anos, segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde. De acordo com os registros do Ministério, no Paraná, em 2015, foram 2.120 casos de Aids notificados. Em 2016, os casos da doença caíram para 1.837. Neste ano, até o mês de junho, 829 pacientes foram diagnosticados com Aids.


Geral A-7

TRIBUNA DO VALE

Terça-feira, 05 de dezembro de 2017

Venda antecipada de soja cai pelo segundo ano seguido

AGRICULTURA » O ciclo 2017/18 mal começou e parte do roteiro da temporada anterior volta a se repetir

FAEP

O ciclo 2017/18 mal começou e parte do roteiro da temporada anterior volta a se repetir. Com preços abaixo do que os produtores desejam, mais uma vez a comercialização antecipada

da soja da safra nova está travada. A única diferença até agora é que o ritmo está ainda mais lento que o constatado em 2016/17. Se no período passado, nessa época, 13% da produção a ser colhida no ano seguinte já estavam vendidos, esse ano esse per-

centual caiu para 11% (ver gráfico na página seguinte). Luiz Fernando Gutierrez Roque, consultor da Safras e Mercados, explica que o comportamento atual da commodity é um reflexo do que acontece desde o ano passado nos negócios. “Foi

»PROTESTO

Quase 60% dos brasileiros são favoráveisaoabortoemcasodeestupro

um movimento que passou da safra antiga para a nova. Além das produções elevadas terem segurado as cotações, também tivemos a queda no dólar que fez a composição de preço cair no mercado interno”, aponta. Roque lembra ainda que

a B ols a d e C h ic ago não deslanchou a ponto de fazer as cotações reagirem de maneira significativa nos últimos meses. “O produtor chegou a vender a safra a níveis recordes [em 2015], acaba que ele fica com aquele número ‘mágico’ na cabe-

ça. Como a saca veio praticamente só perdendo valor, ele foi se retraindo cada vez mais esperando que fosse melhorar. Agora, no fim de 2017, veio novamente uma safra recorde nos EUA e isso impediu melhoras nas cotações”, avalia.

MISERICÓRDIA DE JACAREZINHO CNPJ 78.209.558/0001-79

Certificado de fins Filantrópicos pelo Conselho Nacional de Assistência Social - Registro Nº 18084/38 Processo Nº 28987.011312-94-56 Declarada de Utilidade Pública Federal pelo Decreto Nº 71987 de 26.03.73 Declarada de Utilidade Pública Estadual pela Lei Nº 5565 de 05.06.67 Declarada de Utilidade Pública Municipal pela Lei Nº 91 de 24.10.51

Avenida Getúlio Vargas, 1248 - Fone - Fax (043) 3527-1022

CEP 86400-000

JACAREZINHO

PARANÁ

Edital A Misericórdia de Jacarezinho – PR, mais conhecida como Santa Casa de Jacarezinho, torna

publico que se encontra aberto nesta unidade, no período compreendido entre os dias 05/12/2017 a 11/12/2017, a Cotação Previa, objetivando a aquisição de Equipamentos e Materiais Permanentes

relacionadas aos convenio 808191/2014 e convenio 837156/2016, firmado entre esta Entidade e o

Ministério da Saúde. O edital completo poderá ser adquirido no horário de expediente, na Santa Casa de Misericórdia de Jacarezinho- Avenida Getúlio Vargas, 1248, - Centro. KEN TOKUMOTO Presidente

Mulheres protestam contra PEC 181 que pode criminalizar o aborto, na Avenida Paulista Agência Brasil

Uma pesquisa lançada na segunda-feira (4) aponta em quais casos o brasileiro é favorável ao aborto, ao ser confrontado com diferentes situações concretas vivenciadas pelas mulheres. Entre os entrevistados, 81% dos participantes da consulta afirmaram que concordavam com a interrupção em, ao menos, um dessas situações: em caso de uma gravidez não planejada; falta de condições para criar; no caso de meninas com até 14 anos; se o feto for diagnosticado com alguma doença grave ou incurável; se a mulher correr risco de vida ou caso ela tenha ficado grávida após ser vítima de um estupro. Tendo em vista cada uma das situações, o maior índice de apoio à interrupção se dá quando a gravidez resulta de um estupro: 59% dos entrevistados se dizem “totalmente a favor”. Se a mulher correr risco de morte na gestação e/ou no parto, o índice passa para 48%. O número chega a 41% quando o feto for diagnostica-

do com alguma doença grave e incurável, como quando a mulher contrai zika durante a gestação, comprometendo o desenvolvimento neurológico do bebê. Os percentuais de apoio diminuem nas situações em que se trata de meninas com até 14 anos grávidas (27%); se a família não tiver condições de criar (19%) e em caso de uma gravidez não planejada (11%). O maior índice de rejeição à interrupção é exatamente neste último caso: 66% se dizem “totalmente contra” o aborto quando a gravidez não é planejada. Intitulada “Percepções sobre o aborto no Brasil”, a pesquisa foi realizada pelo Instituto Locomotiva e pela Agência Instituto Patrícia Galvão, em 12 regiões metropolitanas do Brasil, entre os dias 27 de outubro e 6 de novembro. Foram ouvidas 1.600 pessoas, entre homens e mulheres com 16 anos ou mais. O estudo indica que, quando as situações não são explicitadas, a maior parte das pessoas se diz contra o

aborto. Questionados sobre “o quanto é a favor ou contra que as mulheres possam decidir por interromper a gravidez”, 62% dos participantes se disseram contrários; 26%, a favor; 10%, nem contra, nem a favor; e 2% não sabiam ou não responderam. Contradições O estudo revela que, entre aqueles que se disseram contrários ao aborto de uma forma geral, 75% são favoráveis a que a mulher possa interromper a gravidez em ao menos uma das situações listadas. A aparente contradição é, na opinião da diretora-executiva da Agência Patrícia Galvão, Jacira Melo, uma consequência da forma como o tema é tratado no Brasil. “Quando você coloca o aborto em determinadas situações muito reais e concretas, você vê que as respostas caminham para o lado da racionalidade, da realidade. A população demonstra mais flexibilidade, um olhar mais atencioso para o problema, que é um problema de saúde pública”, afirma.

Serviços de Encomendas da Emp. Princesa do Norte

As encomendas transportadas em ônibus não aguardam lotação e seguem no primeiro horário, Inúmeras viagens cobrem diariamente mais de 150 cidades nos Estados de São Paulo, Paraná,Minas Gerais, Goiás, Sta Catarina e Distrito Federal .

Curitiba – PR :

Rua Jackson Figueiredo, 72 - Parolim (garagem) Fone: (41) 3332-1244 / 3332- 5526 /3030-1078

Londrina -PR :

R. Antônio Mano, 1065 Jd. Pacaembu ( garagem da Til ) Fone: (43) 3329-0630

São Paulo -SP :

Av. Comendador Martinelli, 276 – Água Branca ( garagem) Central: 3333-7900

Brasília -DF :

S.G.C.V. Sul lote 18 (garagem ) Fone: (61) 3362-9651

Uberlândia -MG :

Av. Estrela do Sul, 758 Martins ( garagem ) Fone: (34)3235-4585

Avaré -SP :

Av. Pará,791 Terminal Rodoviário Fone: (14) 3733-5090

EMPRESA PRINCESA DO NORTE S/A. Matriz: Rua 24 de Maio, 253-A - Vila Claro CEP: 86.430-000 - Santo Antônio da Platina - PR Fone: (43) 3534-8400 - Fax (43) 3534-1616 Informações: (43) 3534- 1826 site: www.princesadonorte.com.br

QUALIDADE, SEGURANÇA E EFICIÊNCIA COM SUAS ENCOMENDAS


cmyb

A-8 Região

TRIBUNA DO VALE

Terça-feira, 05 de dezembro de 2017

Aeroporto obtêm renovação da ANAC para mais 10 anos de operações

ANDIRÁ»Desde abril deste ano, a prefeita Ione Abib vem atuando para cumprir as exigências da Agência Nacional de Aviação Civil

Assessoria

Prefeita Ione e a secretária de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Sueli Nardoni visitaram o aeroporto Da Assessoria

Desde o início do ano, a prefeitura de Andirá está realizando trabalhos para solucionar as diversas demandas necessárias para manter o aeroporto da cidade - O Aeródromo Público João Galdino - em funcionamento. A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), avaliou os processos

documentais e concedeu a renovação de autorização para mais 10 anos. A publicação da portaria 3.631 foi divulgada em diário oficial. Na última semana a prefeita Ione Abib, juntamente com a secretária de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Sueli Nardoni, estiveram visitando as instalações do aeródromo, conversaram com

empresários, que apontaram as necessidades de melhorias que serão realizadas; entre elas, a ampliação da pista de pouso, infraestrutura em segurança (com a instalação de câmaras) e modernização do ambiente. A meta, segundo a prefeita, é fazer com que o aeroporto de Andirá seja uma referência com atividades diversas, possibilitando caminhos para

geração de emprego e renda. Segundo a prefeita, o Aeródromo Público João Galdino é um dos melhores da região. Políticos e empresários já destacaram a importância dele para agilizar os trabalhos de locomoção. No mês de abril, a prefeitura de Andirá, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo ampliou os contatos com a

Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), realizando os trabalhos de levantamentos de documentação e buscando soluções de demandas. A secretária contou que foram muitos meses de articulação e encaminhamentos de análises situacionais. “Atendemos todas as solicitações da Anac e ajustes na estrutura do aeródromo. A Prefeita nos

pediu um trabalho dedicado a esta questão pois havia até mesmo a possibilidade de perder a autorização do aeroporto. Então, corremos atrás para realizar todas as adequações. Temos grandes planos para o desenvolvimento econômico do nosso município e o aeroporto faz parte da infraestrutura que precisamos ofertar para os empresários”, destacou.

»RADICAL

Japira sedia final do campeonato paranaense de parapente

Divulgação

Divulgação

Equipes que participaram do campeonato de Parapente em Japira Da Assessoria

Japira sediou a etapa final do Campeonato Paranaense de Parapente nos dias 2 e 3 de dezembro. O evento contou com a parceria da prefeitura de Japira (por meio das Secretarias municipais de

Esportes, Cultura e Turismo), e da Federação Paranaense de Voo Livre. O Pico Agudo de Japira foi palco do evento esportivo que vem se tornando tradição na cidade, e sempre atrai um público de toda a região, inclusive de outros estados.

A prefeitura de Japira se empenhou com toda sua equipe para proporcionar uma estrutura adequada com comodidade e segurança para receber os pilotos e visitantes que vieram prestigiar o evento. Foram dois dias de um

Campeonato foi realizado no Pico Agudo de Japira

espetáculo único na região, com voos radicais de várias modalidades, que coloriram o céu da cidade. O Prefeito de Japira Walmir Wellignton da Silva participou efetivamente do show e no domingo durante a premiação dos pilotos ressaltou

que apesar de poucos recursos destinados ao evento, procurou junto proporcionar a melhor estrutura para todos. Também disse que está se empenhando em conseguir mais recursos junto aos órgãos competentes do

estado, para que no próximo ano consiga investir mais em estrutura, e se possível, além das etapas paranaense, também sediar o campeonato Sul Brasileiro de parapente. Walmir finalizou agradecendo a todos que colaboraram para o sucesso campeonato.

»CAMBARÁ

Atleta vai representar o Brasil nos Jogos Sul-Americanos Escolas na Bolívia Graça Maria com informações dos Jogos Sul-Americanos Escolares

Embarcou neste domingo, 3 de dezembro, rumo a Bolívia, a atleta Vanessa Porto da Silva, de 14 anos, estudante do Colégio Estadual Angelina Ricci Vezozzo, de Cambará. Ela será uma das atletas brasileiras a representar o País, na 23ª Edição dos Jogos Sul-Americanos Escolares, iniciados ontem em Cochabamba, com término previsto para 10 de dezembro. Vanessa vai competir na modalidade Pentatlo, que reúne as provas em barreira, salto em

altura, arremesso de peso, salto em distância e corrida em 800 metros rasos. A carreira da jovem atleta começou ainda este ano. Segundo ela, o professor de Educação Física do Colégio, Ben-Hur Lima, a convidou para um teste de velocidade. Com a impulsão que apresentou no teste, foi levada a participar de treinamento na modalidade Atletismo, coordenada pelo professor de Educação Física do Colégio Estadual Professor Silvio Tavares, Elias Panichi “Cafu”, em parceria com a prefeitura de Cambará.

Durante a realização da Fase Regional dos 64º Jogos Escolares do Paraná em Cambará, veio o primeiro lugar no mês de junho. A partir desse momento, Vanessa passou a contabilizar pódios: 2º lugar na fase Macrorregional em Arapoti; 1º lugar em Cambé e Maringá; 2º lugar na final do paranaense em Curitiba; e 3º lugar na final do brasileiro em Fortaleza. A atleta, que está cursando o 8º ano do Ensino Fundamental, sempre morou no Conjunto Habitacional São José 1, mas iniciou os primeiros anos escolares na Escola Municipal Ignez

Panichi Hamzé, por passar o dia na casa de uma tia residente no bairro, enquanto a mãe trabalhava. Somente no 3º ano passou a estudar na Escola Municipal Caetano Vezozzo, e hoje é aluna do Angelina Ricci Vezozzo. Neste domingo, Vanessa acompanhada dos pais Lisandra Porto e Clodoaldo Alves da Silva, e do diretor do Angelina Ricci, João Antonio Tinelli, viajou até Londrina, onde uma técnica desportiva do Paraná a aguardava. No aeroporto de Guarulhos, São Paulo, se integrou a equipe brasileira para a viagem a Bolívia.

Na 23ª edição dos Jogos Sul-Americanos Escolares, dez diferentes modalidades representarão o Brasil, com atletas de 15 estados do país. Atletismo; Atletismo DI (atletas com deficiência intelectual); Natação; Xadrez; Tênis de Mesa; Handebol; Voleibol; Basquetebol; Futsal e Futebol. 11 países estarão representados no evento, com a participação de mais de mil atletas, na faixa etária de 12 a 14 anos. A Confederação Brasileira do Desporto Escolar – DBDE - é a entidade responsável pela delegação brasileira, que será

composta por mais de 200 participantes, entre atletas, técnicos e comissão. Na última vez em que esteve na competição, em 2015, o Brasil encerrou sua participação como campeão geral, saindo dos Jogos como grande potência desportiva escolar. Em 2016, o país não participou do evento realizado em Medelim, na Colômbia. Em 2017, o Brasil volta a participar da competição, após convênio assinado entre a CBDE e o Ministério dos Esportes, que garantiu a participação dos atletas brasileiros escolares na competição

cyan magenta yellow black

3490 pdf  
3490 pdf  
Advertisement