Page 1

cmyb

Sexta-feira

14 DE JULHO DE 2017

DIRETOR: BENEDITO FRANCISQUINI

ANO XXII - N0 3397 - R$ 1,00

www.tribunadovale.com.br

REGIÃO

Quase 20 mil alunos da região entraram em férias na segunda Mais de 19 mil alunos de escolas estaduais atendidas pelo Núcleo Regional da Educação - com sede em Jacarezinho – entram em férias nesta segunda-feira, 17, e só retornam dia 25. Os estudantes estão distribuídos em 50 estabelecimentos escolares de 12 municípios. Ao todo, as escolas reúnem 1.653 profes-

SEGURANÇA

Novas viaturas da PM seguem para municípios de todas as regiões

A Polícia Militar recebeu ontem(13) mais 170 novas viaturas, que seguirão para os comandos regionais e para batalhões especiais da corporação. Ao entregar os veículos, o governador Beto Richa destacou que o envio de viaturas para todas as regiões demonstra a preocupação do Estado em garantir mais segurança à população paranaense. Esta foi a terceira grande entrega de viaturas policiais feita pelo Governo do Estado. Em um período de 15 dias, o governador repassou 843 veículos para as polícias Militar, Civil e Científica e para a Coordenadoria de Proteção e Defesa Civil. 

PÁG. A5

sores concursados e 400 contratados. Em Santo Antônio da Platina, a rede municipal d e E ns i n o te m u m calendário diferente. Os cerca de cinco mil estudantes distribuídos nas 13 Escolas de Ensino Fundamental e 13 Centros Municipais de Educação Infantil (creches) entraram em férias no dia 10.

PÁG. A6

POLÍTICA

Requião Filho visita Norte Pioneiro durante recesso da Assembleia 

PÁG. A3

RELIGIÃO

Voluntários se reúnem e reformam Morro do Bim 

PÁG. A8

cyan magenta yellow black


A-2 Opinião

TRIBUNA DO VALE

Alguns segmentos, como o automobilístico, o têxtil e o de calçados, têm recorrido com algum sucesso ao comércio exterior para melhorar seu desempenho.” Editorial

Sexta-feira, 14 de julho de 2017

Em uma tentativa de mudar esse cenário, foi estabelecido em 2010 a Política Nacional de Resíduos Sólidos, que determinava que os municípios oferecessem serviços de coleta seletiva para a população e o fechamento dos lixões até 2014.” Marcello Richa

E DITORIAL

O consumidor e a insegurança Os consumidores se mostraram em maio mais animados que um ano antes, mas ainda muito cautelosos, com orçamentos bem apertados e pouca ou nenhuma disposição de assumir novas dívidas. Seus humores pioraram em junho, de acordo com as sondagens divulgadas até agora. A principal explicação dos pesquisadores tem sido o aumento da incerteza política a partir das denúncias contra o presidente Michel Temer, divulgadas na segunda quinzena de maio. Nesse mês, no entanto, a nova crise pouco ou nada afetou as vendas do comércio. Até aí, o consumo parou de piorar, estabilizou-se e mais uma vez superou em volume o resultado de um ano antes, segundo o novo relatório mensal do Insti-

tuto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). As vendas no varejo restrito foram 0,1% menores que as de abril e 2,4% superiores às de maio de 2016, puxadas pelo bom desempenho dos supermercados. As do comércio ampliado – com inclusão de veículos, suas peças e materiais de construção – diminuíram 0,7% em maio, mas ultrapassaram por 4,5% as de igual período do ano anterior. O mês de maio deste ano teve um dia útil a mais que o de 2016 e isso afetou a comparação anual. Além disso, as vendas no ano passado foram muito ruins, porque o País ainda estava no fundo da recessão iniciada em 2014. Depois disso o desemprego continuou a aumentar e na

passagem para 2017 mais de 14 milhões de pessoas estavam desocupadas. O desemprego cedeu ligeiramente, mas ainda supera 13% da força de trabalho e afeta mais de 13 milhões de indivíduos. Freado pela desocupação, o consumo elevou-se lentamente neste ano, até mais devagar que a atividade industrial. Mas essa recuperação, embora vagarosa, é um dos sinais positivos acumulados desde o primeiro trimestre. Os mais notáveis têm sido os do agronegócio, favorecido por uma safra recorde de grãos e oleaginosas e pela recuperação dos preços de alguns produtos. A indústria, embora operando em níveis muito baixos, também tem reagido. Em maio, a produção industrial cresceu em 10 das 14

áreas pesquisadas pelo IBGE. O volume total foi 0,8% maior que o de abril e 4% superior ao de um ano antes. No ano, ficou 0,5% acima do nível de janeiro a maio de 2016. Será preciso vencer um longo percurso para retomar os níveis observados 12 meses antes, tanto no caso da indústria como no do comércio varejista. Nesse período a produção industrial diminuiu 2,4% e as vendas do varejo ampliado, 5,2%. Mas há claros sinais de reativação e um dos indícios mais animadores tem sido a oferta de empregos industriais. Esses empregos ainda são, de modo geral, os melhores do mercado, pela combinação de salários, formalização e benefícios adicionais, como assistência à saúde.

Alguns segmentos, como o automobilístico, o têxtil e o de calçados, têm recorrido com algum sucesso ao comércio exterior para melhorar seu desempenho. Retomar o nível de atividade perdido em 12 meses será, no entanto, apenas uma primeira e difícil etapa da recuperação. Depois disso ainda será preciso recobrar os padrões de 2013 e, em seguida, retomar o caminho perdido do crescimento. O rumo ascendente dependerá de grandes investimentos para fortalecer a capacidade produtiva. Será indispensável um esforço simultâneo de aplicação de capitais em obras de infraestrutura, com liderança do setor público, e de ampliação e modernização do estoque

de máquinas, equipamentos e instalações empresariais. Empresários e consumidores mostraram maior insegurança em junho, com o aumento da incerteza política. Uma pesquisa da Associação Comercial de São Paulo apontou uma aparente exceção – um pouco mais de otimismo dos consumidores paulistas com relação à economia local. Mas o risco de perdas predomina. A maior insegurança quanto ao recuo continuado da inflação, à agenda de reformas e às condições de emprego pode prejudicar seriamente a recuperação. Decisões desastradas em Brasília podem custar muito ao resto do País – o mundo real da produção e do desenvolvimento.

A RTIGO

A RTIGO

Marcello Richa

José Serra

O puma, os piratas e outros bichos

O que o Puma, o Animais e o Piratas têm em comum? Os três constam entre os 61 partidos em processo de registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Se o Puma (Partido Universal do Meio Ambiente) e o Animais conseguirem registro definitivo, competirão com o Pdeco (Partido dos Defensores da Ecologia), num ecossistema congestionado, pois dois dos partidos atuais já se dedicam à luta ecológica. A criação em série de partidos, no Brasil, não visa a preencher novos espaços doutrinários: trata-se de abocanhar recursos do Fundo Partidário, subvencionado pelo Orçamento federal, e, sobretudo, tirar proveito do tempo gratuito de TV. Temos 35 partidos, 26 com assento na Câmara dos Deputados. Nenhum desses 26 alcança ao menos 15% das cadeiras existentes, o que impede a formação de maiorias consistentes. O Índice de Hirschman-Herfindahl (IHH) é um indicador da fragmentação partidária. O IHH igual a 1 indica que um partido detém todas as cadeiras. No polo oposto, se os 513 deputados tivessem cada um seu partido, o resultado seria muito próximo de zero, indicando “perfeita dispersão”. Um IHH de 0,5 indicaria que dois partidos dividem igualmente as cadeiras. Na situação atual de distribuição de deputados federais por partidos, o IHH brasileiro é de 0,08, uma quase completa pulverização. O inverso desse índice seria indicador do número de “partidos efetivos” – são hoje aproximadamente 12 no Brasil. No Reino Unido são apenas 2,5. Na Espanha, ap e s ar d a f r ag me nt a ç ã o regional, há apenas quatro

partidos efetivos. Precisamos, mais do que nunca, combater a crescente diversidade partidária, que traz grandes prejuízos ao nosso desenvolvimento político. Primeiro, estabelecendo “cláusulas de barreira” nas eleições para os Legislativos, que excluem os partidos que não obtiverem um porcentual mínimo de votos da representação nas Câmaras e Assembleias. Também devemos proibir coligações partidárias nessas eleições. Elas são o fator principal da fragmentação, talvez até mais do que a inexistência de cláusu las de bar reira. A coligação de partidos eleva o cacife de cada um deles para obter e ultrapassar o quociente eleitoral, que é definido em cada Estado pela razão entre o número de eleitores que votam e o total de vagas para deput a d o s . E m S ã o Pau l o, onde o quociente eleitoral para deputados federais é próximo de 300 mil, um partido cujos candidatos a deputado federal obtivessem, somados, 250 mil votos não elegeria nenhum parlamentar. Mas a coligação desse partido com outros que acrescentassem apenas 50 mil votos à lista d e fe d e r ai s g ar ant i r i a a eleição de pelo menos um representante em Brasília. Ademais, a proliferação de partidos também se deve aos benefícios potenciais do registro partidário, por exemplo, os chamados direitos de antena e as cotas do Fundo Partidário. Em 2017 a dotação orçamentária destinada a esse fundo ultrapassou R$ 600 milhões. Q u a nt o a o t e mp o d e propaganda partidária “gratuit a”, a Re ceit a Fe dera l

TRIBUNA DO VALE

O Diário da nossa região - Fundado em agosto de 1995 Editora Tribuna do Vale LTDA CNPJ 01.037.108/0001-11 Matriz: Mário Marcondes Marques, 38, Vila Claro - Santo Antônio da Platina, PR Fone/Fax: 43 3534 . 4114

Diretor Responsável Benedito Francisquini - MTB 262/PR tribunadovale@tribunadovale.com.br tribunadovale@uol.com.br

estima que, neste ano, a União abrirá mão de R$ 319 milhões em impostos, a título de compensação às emissoras de rádio e televisão. Em 2017 cada eleitor desembolsará mais de R$ 6 somente para a manutenção dos partidos políticos registrados no TSE. Vale lembrar que em anos de eleições a despesa é ainda muito maior, diante do maior tempo dedicado à propaganda eleitoral. Temos uma boa chance d e promove r e ss as du as mud anç as – cl áusu l a de barreira e interdição de coligações – ainda neste ano. O Senado já aprovou proposta de emenda à Constituição dos senadores Ricardo Ferraço e Aécio Neves que contempla ambas as medidas, a serem implantadas de forma gradual. O projeto está na Câmara para ser analisado e votado. Outro fator da fragmentação do sistema partidário, talvez até de maior peso, é o sistema político e eleitoral: presid enci a lismo e voto proporcional para a escolha de deputados. Vale sublinhar que hoje os Estados funcionam como imens os dist r itos. No caso de São Paulo, mais de mil candidatos disputam o voto de 33 milhões de eleitores; no cas o do Pará, os candidatos buscam eleitores numa área equivalente a duas Franças. Os custos são explosivos, o compromisso com o eleitor é tênue ou inexistente, as corporações e os grupos de interesse se sobrepõem a propostas programáticas. Já no sistema distrital misto o eleitor registra seu voto em duas cédulas: uma para a eleição no distrito, outra para um partido: metade das cadeiras é obtida nos distritos

pela maioria, metade segundo a preferência partidária. Isso garante a diversidade da expressão política, cria maiores laços e compromissos entre o eleitorado e os eleitos e facilita a governabilidade, ao incentivar a formação de maiorias programáticas, enquanto, hoje, as maiorias parlamentares são incapazes de implementar programas majoritários, embora mantenham elevado poder de veto. Por fim, o sistema dist r it a l m isto p e r m ite d i minuir em pelo menos cinco vezes os custos de campanhas parlamentares, que, no atual sistema proporcional, têm consequências devastadoras sobre a qualidade da vida pública brasileira. A instituição do voto distrital misto não requer emendas à C onstituição, basta um projeto de lei. E já existe um pré-acordo entre os dirigentes do Congresso para aprovar o projeto até o começo de outubro deste ano, entrando em vigência na eleição de 2022. O novo sistema eleitoral serviria também à mudança do sistema de governo, do presidencialismo para o parlamentarismo, o que obriga a uma relação mais cooperativa com o Executivo. A maioria governamental é forçada a evitar impasses ou baixa popularidade do Executivo, pois podem provo c ar novas eleiçõ es gerais. Por último, quando necessário, as mudanças de governo no parlamentarismo representam solução para as crises. No presidencialismo, provocam ou ampliam consideravelmente o tamanho das crises.

José Serra é senador (PSDB-SP)

Representação: MERCONET Representação de Veículos de Comunicação LTDA Rua Dep. Atílio de A. Barbosa, 76 conj. 03 - Boa Vista - Curitiba PR Fone: 41-3079-4666 ¦ Fax: 41-3079-3633 Vendas Assinatura Anual R$ 200,00 Semestral R$ 100,00

Impressão e Fotolito: Editora Tribuna do Vale Fone/Fax : 43 3534 . 4114

Reciclagem e reaproveitamento

A destinação, reciclagem e reaproveitamento de resíduos sólidos é um dos principais desafios da gestão pública no Brasil, que infelizmente vive uma realidade marcada pelo desperdício. Produzimos lixo em volume comparáveis a países de primeiro mundo, mas o descarte está longe dessa realidade, com nossa economia perdendo uma estimativa de R$ 120 bilhões em produtos que poderiam ser reciclados. Pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) aponta que produzimos cerca de 160 mil toneladas de resíduos sólidos urbanos por ano. Destes, 40% poderiam ser reaproveitados ou reciclados, porém apenas 13% recebem a destinação correta. Em uma tentativa de mudar esse cenário, foi estabelecido em 2010 a Política Nacional de Resíduos Sólidos, que determinava que os municípios oferecessem serviços de coleta seletiva para a população e o fechamento dos lixões até 2014. Os anos passaram e ainda encontramos 82% dos municípios brasileiros sem programas de coleta seletiva, conforme dados da entidade Compromisso Empresarial para Reciclagem (Cempre). A enorme concentração regional em relação aos serviços de coleta seletiva também é algo que impressiona e demonstra a discrepância de realidade no país. Cerca de 41% dos municípios brasileiros que oferecem esse serviço ficam na região sudeste, 40% no sul, 10% no nordeste, 8% no Centro-Oeste e apenas 1% no norte. O fato é que ainda estamos muito longe de conseguir encontrar um equilíbrio entre o lixo que produzimos e o reaproveitamento do que descartamos. É difícil sequer imaginar uma possibilidade de reverter esse cenário enquanto os municípios não realizarem ou encontrarem condições de implantar a coleta seletiva em suas comunidades, uma vez que atualmente esse serviço atende apenas 15% dos brasileiros. Também é importante criar novos instrumentos econômicos que viabilizem e estimulem o reaproveitamento do lixo, como o projeto de Lei 5192/16, do senador Paulo Bauer (PSDB-SC), que concede dedução do Imposto de Renda (IR) de valores doados a projetos de reciclagem. Além disso, é imprescindível rever a questão da tributação para produtos reciclados, para torná-los competitivos no mercado e estimular a adesão de empresas e novos empreendedores nesse processo. Além da ação do poder público, a sustentabilidade depende do esforço coletivo de uma sociedade, que precisa participar ativamente. A partir do exemplo e de campanhas institucionais que estimulem o descarte de maneira correta, trabalhamos para que novas gerações façam disso uma parte integral do seu cotidiano, construindo uma cultura que irá se perpetuar ao longo dos anos favorecendo o meio ambiente, criando oportunidade de negócios e evitando o desperdício. Marcello Richa é presidente do Instituto Teotônio Vilela do Paraná(ITV-PR) Circulação: Abatiá ¦ Andirá ¦ Arapoti ¦ Bandeirantes ¦ Barra do Jacaré ¦Cambará ¦ Carlópolis ¦ Conselheiro Mairink ¦ Figueira¦Guapirama ¦ Ibaiti ¦ Itambaracá ¦ Jaboti ¦ Jacarezinho Jaguariaíva ¦ Japira ¦ Joaquim Távora ¦ Jundiaí do Sul ¦ Pinhalão ¦ Quatiguá ¦ Ribeirão Claro ¦ Ribeirão do Pinhal ¦ Salto do Itararé ¦Santana do Itararé ¦ Santo Antônio da Platina ¦ São José da Boa Vista ¦ Sengés ¦ Siqueira Campos ¦Tomazina ¦ Wenceslau Bráz

Filiado a Associação dos Jornais Diário do Interior do Paraná

* Os artigos assinados não representam necessariamente a opinião do jornal, sendo de exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.


Geral A-3

TRIBUNA DO VALE

Sexta-feira, 14 de julho de 2017

Requião Filho visita Norte Pioneiro durante recesso da Assembleia POLÍTICADeputado será recebido por lideranças essa manhã em Santo Antônio da Platina Da Assessoria

Durante o recesso parlamentar na Ass embleia Legislativa do Paraná, o deputado Requião Filho deve pegar a estrada e visitar prefeitos e lideranças de diferentes regionais paranaenses. Logo na primeira semana, 20 cidades estão previstas no roteiro, dos Campos Gerais ao Norte Pioneiro. “Queremos reforçar nosso apoio aos municípios, sentir dos paranaenses as dificuldades e trazer novas ideias para solucionar os desafios que assolam o Estado. Vivemos uma gestão de grande arrocho fiscal e pouco apoio aos cidadãos. Queremos pensar juntos possíveis saídas para mudar essa realidade”, destacou o deputado. Requião Filho vai conversar também com micro e p equenos empresários para pedir apoio ao projeto 112/2015, em trâmite na Assembleia, que prevê auxílio na isenção de impostos e geração de empregos. As atividades em plenário na Assembleia Legislativa retornam no dia 2 de agosto. Menos impostos Em dois anos e meio de mandato, o Deputado

Requião Filho tem sido o grande defensor dos micro e pequenos empresár ios, prop ondo projetos que diminuem os impostos e promovem a geração de empregos no Paraná. Requião Filho não tem poupado esforços na luta pela garantia dos direitos dos trabalhadores portuários e na geração de empregos do litoral. Todo escoamento da safra paranaense passa pelo Porto, que vive sob a ameaça de privatização pelo atual governo estadual e sofre com a falta de transparência administrativa, acumulando denúncias e suspeitas de corrupção. Tamanho empenho para que a economia paranaense seja priorizada, ao invés de interesses de terceiros. Troco integral Na Comissão de Defesa do Consumidor tem defendido a garantia dos direitos da população, apoiando projetos que beneficiam os consumidores. A Lei que obriga a devolução do troco integral no comércio, em cédulas de dinheiro ou moedas, é de autoria do Deputado. Policiamento Na Segurança Pública, Requião Filho defende os policiais, cobrando soluções em todas as instâncias para que trabalhem seguros

Divulgação

Deputado estadual Requião Filho visita neste fim de semana o Norte Pioneiro

e bem equipados. Falta de estrutura, coletes vencidos e escassez de viaturas são casos corriqueiros e amplamente denunciados pelo parlamentar em sua gestão. Escritores valorizados Na Educação, o projeto que institui a Semana da Literatura Paranaense também é de autoria de Requião Filho, e deve promover um período

IBAITI

de atividades diferenciado nas escolas públicas, de modo a valorizar os autores paranaenses que se consagraram no país e no mundo. Coragem O ut ro s e t or q u e t e m sofrido com os escândalos de corrupção no atual governo estadual, é o da Educação. Em defesa do funcionalismo público e dos

professores, Requião Filho não mediu esforços para tentar garantir o pagamento integral de seus direitos. O episódio do massacre em 29 de abril de 2015 ficou para sempre marcado na história do Paraná e os que defenderam os trabalhadores nunca serão esquecidos! Transparência Requião Filho é exemplo

de renovação e de posicionamentos firmes na defesa do Paraná. Tem tomado a frente em grandes denúncias de escândalos de desvios de dinheiro envolvendo o atual governo. Representa o espírito jovem que busca fazer um bom trabalho, com coragem, honestidade e a esperança de quem quer transformar o mundo através da política!

FISCALIZAÇÃO

Cautelar suspende pregão do Estado Produtores participaram do 16º Encontro da Pecuária para a compra de merenda escolar de Corte em Ribeirão Claro Da Assessoria

O Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE) notificou, na manhã desta quinta-feira (13 de julho), a Secretaria de Estado da Administração e da Previdência para que suspenda possível contratação decorrente de pregão eletrônico destinado à compra de alimentos para o Programa Estadual de Alimentação Escolar da Secretaria de Estado da Educação. O ato teve como base medida cautelar emitida pelo conselheiro Nestor Baptista e homologada na sessão do Pleno do TCE-PR, às 14 horas desta quinta. O conselheiro acatou representação com base na

Lei de Licitações (8.666/93), feita por um dos participantes: P2 Indústria e Comércio de Gêneros Alimentícios. A empresa denunciou que duas concorrentes – Casa da Merenda e Nutri House – fazem parte do mesmo grupo econômico e estiveram sob a mesma direção. Na interpretação de Baptista, a situação “descaracterizaria o caráter competitivo almejado em procedimentos licitatórios”. Além disso, a Casa da Merenda teria participado indevidamente de lote destinado única e exclusivamente para microempresas ou empresas de pequeno porte. Para isso, ela teria utilizado declaração falsa de que cumpre a condição, impedindo a represen-

tante de exercer o direito de efetuar lance de desempate. Além disso, Baptista destacou que as duas empresas foram desclassificadas do pregão eletrônico nº 64/ SME/2015 promovido pelo Município de São Paulo, “tratando-se de relevante indício de impropriedades havidas nas empresas em questão”. O relator destacou ainda que o endereço eletrônico www.nutrilandia.com. br possui a logomarca das duas empresas. O pregão teria sido realizado nesta quarta-feira (12). A Secretaria da Administração tem prazo de 15 dias para apresentar defesa. O mérito da representação será julgado posteriormente.

SUS

Produtores participaram de encontro sobre Pecuária de Corte Da Assessoria

A Secretaria Municipal de Agricultura de Ibaiti em parceria com a Emater Paraná realizou uma excursão de produtores rurais do município para o 16º Encontro da Pecuária de Corte no recinto de eventos da Fescafé

na cidade de Ribeirão Claro, na última sexta-feira (7). Os temas do evento for am: Mane j o d e c e rc a elétrica, ministrada pelo veterinário Ernesto Coser e manejo reprodutivo, ministrado pelo veterinário Dr. Marcelo Alves da Silva. A participação dos

produtores ibaitienses no evento foi coordenada pelo secretário da Agricultura Hudson Junior Gonçalves e busca despertar o interesse dos produtores para os temas e com isso trazer mais conhecimento técnico e melhorando o lucro final em suas atividades.

Saúde libera R$ 1,7 bi para ampliar atendimento em todo o país Da Assessoria

O Ministério da Saúde investirá R$ 1,7 bilhão para qualificar e ampliar o atendimento à população em todo o país. A medida é resultado da economia obtida nesta gestão, que tem possibilitado reverter os recursos integralmente aos usuários do SUS. Essa ação possibilitará o custeio de novos serviços e ações na Atenção Básica, que inclui equipes de saúde da família, consultórios na rua, agentes comunitários de saúde e equipes de saúde bucal. Parte da verba também será destinada à aquisição de novos veículos para transporte de pacientes eletivos e em atendimento de urgência e emergência. O anúncio aconteceu

durante evento para apresentação do balanço de gestão do ministério, nesta quinta-feira (13), no Palácio do Planalto, em Brasília. Para o presidente Michel Temer esses recursos possibilitarão levar mais serviços para os municípios, melhorando a qualidade da assistência. “O que se faz hoje é uma festa cívica para a saúde. Provamos com o trabalho do ministro Ricardo Barros, em parceria com os municípios, a responsabilidade fiscal e social que está acontecendo no Ministério da Saúde. É uma gestão eficiente do dinheiro público aplicando mais recursos para área social. Um estado voltado, de verdade, para a promoção do bem-estar social”, ressaltou. O ministro da Saúde, Ricardo Barros, celebra o fato da pasta

está podendo garantir o funcionamento de serviços existentes, além da habilitação de novos. “Hoje colocamos em dia todas as portarias da atenção básica que estavam represadas desde 2014. Estamos absolutamente em dia com todos os compromissos de coparticipação do Ministério da Saúde com os estados e ainda estamos fazendo um grande trabalho no transporte solidário com mais me mil vans para levar pacientes que precisam de atendimento. Trabalhamos para a entrega de ambulâncias e, neste governo, vamos renovar 57% da frota do SAMU 192. Estamos garantindo segurança para os usuários com essas medidas”, destacou o ministro.


A-4 Geral

TRIBUNA DO VALE

Sexta-feira, 14 de julho de 2017

Escola Estadual de Bandeirantes terá infraestrutura reformada

REGIÃOConquista foi uma articulação dos deputados Luiz Claudio Romanelli e Pedro Lupion Da Assessoria

A Escola Estadual Juvenal Mesquita, no município de Bandeirantes, receberá uma verba no valor de R$ 273 mil para reformas em sua infraestrutura. A conquista foi uma articulação dos deputados estaduais Luiz Claudio Romanelli (PSB), líder do governo na Assembleia Legislativa, e do deputado Pedro Lupion (DEM), a pedido da comunidade escolar, do atual prefeito Lino Martins e do ex-prefeito Celso Silva. De acordo com Romanelli, investimentos como este são fundamentais para que os alunos efuncionários da escolatenham mais conforto e bem-estar no aprendizado. “Eu e o deputado Lupion acreditamos que os ensinos Fundamental e Médio são a base necessária para a educação de toda a população.

Proporcionar uma escola bem equipada e segura, é um dever e o governo está cumprindo o que prometeu”, disse. Ainda segundo o líder, a escola contará com um espaço revitalizado, com nova cobertura, paredes, pisos, pintura e novas redes elétrica e hidráulica. “Um bom ambiente escolar é fundamental para a equipe de funcionários e p ar a o apre nd i z a d o d o s alunos. Sabemos disso. O governo pretende priorizar as refor mas em es col as, pois não é só ofertar vagas, temos que ter estruturas adequadas para uma boa educação”, explicou. Segundo o deputado Pedro Lupion, o investimento é mais um caso para s e comemorar. “Ao lado do deputado Romanelli e nosso prefeito Lino Martins comemoramos mais essa escola municipal que

Pedro Lupion, Lino Martins e Romanelli comemoram reforma de escola

será reformada, através de recursos viabilizados pelo governo do Paraná. Estamos s empre bus c ando e encontrando respaldo nas solicitações que levamos

SOLIDARIEDADE

ao governador Beto Richa”, disse. “Investir na qualidade da educação dos alunos é u m c omprom i s s o d e s d e o primeiro dia do go-

verno estadual. A escola Juvenal Mes quita é uma tradicional instituição de ensino. Assim que o chefe d o e xe c ut i vo mu n i c ip a l nos trouxe a necessidade

da reforma intercedemos, ju nt o à s e c re t a r i a e s t a d u a l d e e d u c a ç ã o, p a r a b u s c a r m o s e s s a i m p o rtante conquista”, concluiu Lupion.

BIOMETRIA

Campanha Prato Cheio do Provopar Médico tem que parar de fingir que continuadistribuindoalimentosprontos trabalha , diz ministro da Saúde

Barros:“Vamos parar de fingir que pagamos o médico e o médico tem que parar de fingir que trabalha” Das Agências

Primeira-dama Flaviana Fadel ajuda na distribuição da comida Da Assessoria

A primeira-dama e presidente do Provopar, Flaviana Fadel de Carvalho distribuiu mais de 180 refeições quentes na noite desta segunda-feira (10), para moradores dos bairros Bom Pastor e Sub 50.

A ação faz parte da Campanha “Prato Cheio”, do Provopar de Ibaiti já distribuiu mais de quinhentas refeições desde o início do inverno, no dia 21 de junho. A equipe de voluntários do Provopar percorreu as ruas dos bairros distribuindo as refeições preparadas na

cozinha do Centro de Apoio à Juventude de Ibaiti – CAJI. A Campanha “Prato Cheio”, organizada pelo Provopar distribui arroz com frango preparado com legumes e temperos. Os alimentos são arrecadados através de doações da sociedade e comércio local.

JORNALISTAS

RTVE do Paraná tem seis meses para realizar concurso público suspenso Da Assessoria do TCE-PR

A Rádio e Televisão Educativa do Paraná (RTVE) tem 180 dias para realizar concurso público destinado à contratação de pessoal. A determinação, que passou a valer em 30 de junho, foi feita pelo Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR), ao julgar irregulares as contas de 2015 da emissora estadual. Se pagas em julho, as quatro multas aplicadas ao diretor-presidente da autarquia, Sergio Akio Kobayashi, somam R$ 15.456,00. Após a Primeira Inspetoria de Controle Externo do TCE-PR (1ª ICE) apontar impropriedades na gestão de pessoal da emissora, a RTVE instaurou, em 2015, processo para a realização de concurso

público. Em medida cautelar, no entanto, o Pleno do Tribunal de Contas suspendeu o certame, por irregularidades no conteúdo do edital e no quadro de cargos da autarquia, que é ligada à Secretaria de Estado da Comunicação Social. A cautelar do TCE-PR foi revogada em fevereiro deste ano, após a RTVE comprovar a anulação do edital. Por considerar que a entidade tem demonstrado iniciativa em regularizar a contratação de seu pessoal, o relator do processo de prestação de contas de 2015, conselheiro Artagão de Mattos Leão, ressalvou o apontamento feito pela 1ª ICE e determinou que sejam adotadas medidas para que, no prazo de 180 dias, a emissora realize concurso público.

Irregularidade das contas Além das falhas na gestão de pessoal, a 1ª ICE – unidade técnica do TCE-PR atualmente responsável pela fiscalização da Secretaria de Comunicação Social – apontou outras seis impropriedades no exercício de 2015 da RTVE. Duas delas foram convertidas em ressalva e as outras quatro macularam as contas daquele ano. O primeiro apontamento diz respeito ao pagamento de despesas com aluguel de imóvel sem a devida cobertura contratual. O segundo, pelas multas e juros pagos por atrasos nas contas de água, telefonia, correio e energia elétrica. E o terceiro pela realização de gastos sem prévio empenho. A entidade não apresentou justificativas capazes de sanar as falhas.

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, defendeu ontem (13) a adoção de biometria em todas as unidades de saúde e de um “padrão de produtividade” para fiscalizar o trabalho de profissionais que atuam no SUS, em especial os médicos. “Vamos parar de fingir que pagamos o médico e o médico tem que parar de fingir que trabalha”, disse.”A biometria do funcionário vai permitir que essas pessoas cumpram o contrato que fizeram com o poder público”, afirmou. Segundo o ministro, é preciso também estabelecer metas de desempenho para que as prefeituras possam fiscalizar o trabalho dos médicos, como tempo destinado às consultas, por exemplo. “Vamos estabelecer metas, e quem estiver abaixo do seu desempenho, vai ser chamado a aumentar sua produtividade.” Ele cita como exemplo o parâmetro da OMS (Organização Mundial de Saúde), que prevê cada consulta dure cerca de 15 minutos. “Hoje o médico vai lá, faz quatro horas de concurso e marca 16 consultas. Ele faz cinco minutos de consulta e vai embora. Queremos o médico no tempo que concursou”, disse.Em uma declaração polêmica, Barros afirmou ainda que muitos pacientes buscam diretamente o pronto-socorro dos hospitais porque médicos não cumprem a carga horária contratada nas unidades básicas de saúde, que deveriam responder pelo primeiro

atendimento. “O grande problema de saúde é que não conseguimos fazer com que o médico fique quatro horas na unidade de saúde. A pessoa que tem problema vai diretamente no hospital, porque lá ele sabe que vai estar o médico”, disse.De acordo com Barros, cerca de 50% dos médicos que trabalham em municípios onde há biometria pedem demissão. “Tenho 100 horas contratadas, eles fazem 30. Se metade for embora e a outra metade cumprir as quatro horas, estamos aumentando a disponibilidade de médicos para a população”, disse, citando o fato de que a maioria têm mais de um emprego e, com isso, não consegue cumprir a jornada. Ainda segundo o ministro, o governo já publicou um credenciamento para selecionar empresas de informática para informatizar e ter a oferta de biometria nas unidades de saúde até 2018. O custo deve ser dividido entre União e municípios. Essa não é a primeira crítica do ministro ao trabalho dos médicos. Nos últimos meses, o ministro entrou em atrito com entidades como o CFM (Conselho Federal de Medicina) após afirmar que os médicos brasileiros não mostram disposição para o trabalho. Na época, o conselho reagiu afirmando que o ministro demonstra “desconhecimento da dedicação dos médicos brasileiros na assistência à população” e “ignora os esforços despendidos por estes profissionais.”

Repasses A declaração ocorreu durante evento para anunciar o repasse de R$ 1,7 bilhão a municípios para ações na atenção básica em saúde e oferta de transporte para pacientes. Segundo Barros, o valor tem base na economia de recursos gerados no último ano, de R$ 3,5 bilhões. Do total, R$ 771,2 milhões devem ser destinados a programas da atenção básica, como equipes do programa Saúde na Família e agentes comunitários de saúde. O restante deve ser destinado à renovação de 57% da frota do Samu e compra de 6.500 novas ambulâncias e mil vans para fazer o transporte de pacientes nos municípios. No anúncio, Barros apresentou um balanço da gestão à frente da pasta e repetiu anúncios já divulgados, em uma tentativa de reforçar uma agenda positiva em meio à crise que atinge o governo do presidente Michel Temer. “Quero saudar nosso presidente Michel Temer e agradecer por ter optado pelo reconhecimento e não pela popularidade. O Brasil vai te agradecer”, afirmou no início da cerimônia, ao citar a recente aprovação da reforma trabalhista no Senado. Durante o evento, Barros também voltou a fazer críticas à judicialização da saúde e à Constituição, que afirma que a saúde é direito de todos e dever do Estado. Para o ministro, é preciso definir a capacidade do poder público em atender às demandas judiciais. “O SUS é tudo que está disponível no SUS para todos”, afirmou.


Cidades A-5

TRIBUNA DO VALE

Sexta-feira, 14 de julho de 2017

170 novas viaturas da PM seguem para municípios de todas as regiões

Divulgação

SEGURANÇAEsta foi a terceira grande entrega de viaturas policiais feita pelo Governo do Estado Da Agência Estadual

A Polícia Militar recebeu ontem(13) mais 170 novas viaturas, que seguirão para os comandos regionais e para batalhões especiais da corporação. Ao entregar os veículos, o governador Beto Richa destacou que o envio de viaturas para todas as regiões demonstra a preocupação do Estado em garantir mais segurança à população paranaense. Esta foi a terceira grande entrega de viaturas policiais feita pelo Governo do Estado. Em um período de 15 dias, o governador repassou 843 veículos para as polícias Militar, Civil e Científica e para a Coordenadoria de Proteção e Defesa Civil. “Estamos vendo na prática o resultado do nosso ajuste fiscal. Estamos enviando viaturas a todos os 399 municípios paranaenses”, afirmou Richa. Richa explicou que a distribuição dos veículos leva em conta critérios técnicos dos comandos das polícias, que determinam para onde as viaturas devem seguir. O lote é parte dos 1.100 novos veículos que estão sendo adquiridos pelo governo estadual. O investimento é de R$ 112,3 milhões. De 2011 para cá, 3 mil novas viaturas foram incorporadas à frota da Segurança Pública.

Círculo virtuoso A renovação da frota, disse o secretário de Segurança Pública e Administração Penitenciária, Wagner Mesquita, garante mais presença das polícias nas cidades e também gera economia ao Estado, pois não há necessidades de manutenção constante nos veículos. “O que economizamos em manutenção das viaturas conseguiremos investir em outros equipamentos de segurança. É um círculo virtuoso que garante mais segurança ao Paraná”, declarou. O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Maurício Tortato, explicou que as novas viaturas são personalizadas para cada município, o que amplia o poder de mobilidade da PM e o contato com o cidadão. “Isso aumenta o vínculo da gestão da frota e facilita a interação da sociedade no processo de fiscalização”, disse ele. Comandos e batalhões Das novas viaturas, 15 ficam na capital (1º Comando Regional da PM), 28 para a Região Metropolitana de Curitiba e Litoral (6º CRPM), 21 para o Norte e Norte Pioneiro (2º CRPM), 21 para o Noroeste (3º CRPM), 24 para os Campos Gerais e região Sul (4º CRPM) e 24 para o Oeste/ Sudoeste (5º CRPM).

Reforço da frota de viaturas faz parte das ações do Paraná Seguro

Também receberão os batalhões especiais de Polícia Ambiental Força Verde, Patrulha Escola Comunitária, Polícia Rodoviária Estadual, Batalhão de Operações Especiais (Bope) e Ação Integrada de Fiscalização Urbana (AIFU). Paraná Seguro O reforço da frota de viaturas faz parte das ações do Paraná Seguro, primeiro programa de investimentos planejado específico para a área da segurança pública já feito no Estado, lançado em 2011. As ações incluem a contratação

CAMBARÁ

Polícia Militar prende traficante após denúncia anônima

Divulgação PM

de cerca de 11 mil policiais, compra de equipamentos, investimentos em inteligência e operações sistemáticas para combate ao tráfego e prisão de criminosos. Presenças Acompanharam a entrega das novas viaturas o presidente da Assembleia Legislativa, Ademar Traiano; o chefe da Casa Civil, Valdir Rossoni; os secretários estaduais da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa; da Infraestrutura e Logística, José Richa Filho; os deputados

estaduais Luiz Cláudio Romanelli, Mauro Moraes, Nelson Justus, Plauto Miró, Paulo Litro, Guto Silva, Alexandre Guimarães, Alexandre Curi, José Schiavinato, Mara Lima, Cristina Silvestri, Pedro Lupion, Ricardo Arruda, Wilmar Reichembach, Hussein Bakri e Élio Rusch. Prefeitos reforçam importância da iniciativa O prefeito de Tamboara (Noroeste), Antônio Cauneto, disse que ficou surpreso com a notícia de que seu município, de pouco mais de cinco mil

habitantes, também receberia uma das viaturas. “Imaginávamos que a prioridade seria para os grandes centros, mas o Governo do Estado prova que é municipalista, que dá atenção aos pequenos, como Tamboara. Teremos muito mais segurança”, afirmou. A situação é semelhante em São Carlos do Ivaí. Segundo o prefeito José Luiz Santos, a cidade aguardava nova viatura há muito tempo. “Agora recebeu uma personalizada, com o nome do município. É uma grande conquista”, disse.

SIQUEIRA CAMPOS

Assassino abandona bolsa com meio quilo de maconha durante cerco policial Divulgação PM

Droga abandonada pelo criminoso durante o cerco policial Luiz Guilherme Bannwart

Após denúncia anônima, um homem de 24 anos foi preso em flagrante na noite de quarta-feira, 12, pelo crime de tráfico de droga, no Conjunto Habitacional Bairro Ignez Hamze, em Cambará. De acordo com a Polícia Militar, a prisão aconteceu

por voltas das 20h40, na rua Antônio Frutuoso. Policias da Rotam/Canil abordaram o suspeito em sua casa, onde, com a ajuda de cães farejadores, encontraram 74 pedras de crack prontas para o comércio, além de uma porção maior da droga que renderia aproximadamente mais 130 porções do entorpecente ao traficante.

O suspeito já era conhecido no meio policial em função de várias denúncias sobre seu envolvimento com o narcotráfico, e na noite de quarta-feira os PMs receberam uma denúncia relatando que, naquele momento, ele estava vendendo drogas em frente à sua casa. O acusado foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil de Cambará. Droga abandonada pelo criminoso durante o cerco policial Da Redação

Um homem procurado pelo crime de homicídio abandonou uma mochila com mais de meio quilo de maconha durante um cerco policial no fim da tarde de terça-feira, 11, em Siqueira Campos. O caso aconteceu na rua

Equador, no Jardim Novo Horizonte. Durante a abordagem no endereço, o foragido escapou da PM pulando vários telhados de imóveis vizinhos, onde em uma das coberturas deixou cair a bolsa em que transportavaa droga. A moradora da casa onde o foragido estava escondido

foi presa em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e corrupção de menores, pois durante a abordagem no endereço, um adolescente de 17 anos que estava na residência tentou impedir a prisão do criminoso, e no local os policiais também encontraram droga.


A-6 Cidades

TRIBUNA DO VALE

Sexta-feira, 14 de julho de 2017

Quase 20 mil alunos da região entram em férias nesta segunda-feira EDUCAÇÃOAo todo, as escolas reúnem 1.653 professores concursados e 400 contratados; o NRE promove Semana Pedagógica nos dias 24 e 25. Da Redação

Mais de 19 mil alunos de escolas estaduais atendidas pelo Núcleo Regional da Educação- com sede em Jacarezinho – entram em férias nesta segunda-feira, 17, e só retornam dia 25. Os estudantes estão distribuídos em 50 estabelecimentos escolares de 12 municípios:Abatiá, Andirá, Barra do Jacaré, Cambará, C arlóp olis, Jacare zin ho, Joaquim Távora, Jundiaí do Sul, Quatiguá, Ribeirão Claro, Ribeirão do Pinhal e Santo Antônio da Platina. Ao todo, as escolas reúnem 1.653 professores concursados e 400 contratados. O NRE realiza aSemana Pedagógica nos dias 24 e 25. Em Santo Antônio da Platina, a rede municipal de Ensino tem um calendário diferente. Os cerca

de cinco mi l estudantes distribuídos nas 13 Escolas de Ensino Fundamental e 13 Centros Municipais de Educação Infantil(creches) entraram em férias no dia 10. O retorno está marcado para o dia 25. No dia 24, os professores farão curso de Formação Continuada. Durante o recesso, duas creches – a Gente Miúda, na Vila São José, e a Tereza Rennó, no centro – mantêm o funcionamento para atender filhos de pais que trabalham fora e não têm onde deixar as crianças. Em agosto, entrará em funcionamento, o Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Laura Baena, localizado no bairro Vitória Régia, em Santo Antônio da Platina. O imóvel foi construído e inaugurado no final da gestão do prefeito Pedro Claro de Oliveira Neto.

Hoje é o último dia de aula para alunos da rede estadual

Segundo o atual prefeito, José da Silva Coelho Neto, finalmente, a creche passará a atender as crianças no dia 26 de julho. Ao todo são 80 vagas em período integral (para crianças de 0 a 3 anos

EXPERIÊNCIAS

e 11 meses). O imóvel custou aproximadamente R$ 700 mil, investimentos feitos com recursos provenientes do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação

(FNDE) e dispõe de mais de 500 metros quadrados de área construída. Com mobiliários novos e quase tudo pronto, a secretária de Educação Adriane Cavatoni Vicário comemora o funcio-

namento do prédio nos próximos dias. Ela explica que a prefeitura fez o possível para contratação de 38 professores desde janeiro para atender a demanda da pasta para cumprir hora atividade.

PRAZOS

Paraná é destaque em Congresso Presidente do TRF diz que caso de Nacional de Secretarias de Saúde Lula será julgado antes da eleição Da Assessoria

Secretaria da Saúde organizou um estande para expor os principais programas e projetos do Estado Da Agência Estadual

O trabalho do Governo do Paraná na área de saúde está sendo apresentado no Congresso do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems). O evento, que já está em sua 33ª edição, acontece de 12 a 15 de julho em Brasília. Durante esses dias, a Secretaria da Saúde organizou um estande para expor os principais programas e projetos do Estado e compartilhar experiências da gestão. Estão sendo apresentados programas como a Rede Mãe Paranaense, a Rede Paraná Urgência, as ações que permitiram reduzir a mortalidade infantil aos menores índices da história do Estado, o serviço aeromédico, que já fez mais de sete mil atendimentos; a organização do sistema estadual de transplantes, a expansão da rede de unidades de saúde nos municípios, o programa de apoio aos hospitais públicos e filantrópicos que atendem pelo SUS e o reforço na frota de ambulâncias, vans e veículos usados para atendimento à saúde nos municípios. “Completamos mais de sete anos de trabalho com grandes resultados que colocaram o Paraná em uma posição de destaque no país. Essas experiências precisam ser compartilhadas e, quem sabe,

sirvam de modelo para outros gestores”, diz o secretário de Estado da Saúde, Michele Caputo Neto. Para esta edição do Congresso Nacional são esperados cerca de cinco mil participantes. São gestores municipais, estaduais e federais, trabalhadores e usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) reunidos em oficinas, seminários, mesas-redondas e rodas de conversas sobre diversos assuntos da área. “Este é o maior encontro do SUS. É o momento que temos para ouvir os secretários municipais e para discutir grandes temas importantes para todo o país, como a regionalização e os recursos, por exemplo. São discussões como essas que vão impactar no cenário do dia a dia das secretarias municipais de saúde”, explica o presidente do Conasems, Mauro Junqueira. Exemplo A programação de 2017 inclui temas como atenção básica, gestão de custos, educação em saúde, ações de combate ao Aedes, entre outros. O secretário de Saúde do município de Jandaia, em Goiás, Douglas Alves de Oliveira, foi direto ao estande do Paraná quando chegou ao congresso. Pelo site, viu que o Estado tem um projeto que ele pretende adotar em sua cidade.

“Quero tirar algumas dúvidas da área de assistência farmacêutica sobre funcionamento, estatuto, se é viável ou não, os custos, quanto um município pode economizar, sobre a parte legal, tributária. Percebi que o que é feito no Paraná é modelo para o Brasil e todos deveriam adotar. Quero agendar uma visita e conhecer ainda mais de perto, pois quero o mesmo para a nossa cidade”, diz Oliveira. O gestor do estado de Goiás ainda acrescenta: “Quando me inscrevi no evento, tinha exatamente a intenção de conhecer experiências exitosas de outras regiões, ver o que está funcionando em outros locais e o que pode ser adequado para o nosso município”, fala. Auxílio O assessor de gestão do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde da Paraíba (Cosems/PB), Nelson Calzavara, também buscou o espaço do Paraná no Conasems para falar sobre regulação. “Na Paraíba, temos uma dificuldade muito grande em implantar esse serviço e isso está gerando cada vez mais demandas judiciais e problemas com o Ministério Público. Estamos com uma necessidade urgente de organizar essa parte da assistência”, comenta.

O presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, Carlos Thompson Flores, disse na quarta-feira (13) que os processos da Lava Jato na corte, incluindo o do ex-presidente Lula, devem ser julgados antes da eleição de 2018. Os prazos no Tribunal Regional têm importância crucial para a campanha do próximo ano, já que Lula pode ter a candidatura a presidente barrada se a sentença que o condenou no primeira grau for confirmada em uma instância superior. “Aqui é uma especulação minha, acredito que esse processo,

ali por agosto, mais tardar em setembro, já está no tribunal. E até agosto do ano que vem, nós temos calendário eleitoral, deve estar julgado ou pautado para julgamento”, disse Thompson Flores, em entrevista à rádio “Bandnews”. E reafirmou: “Até antes da eleição, eu posso lhe afirmar que todos esses processos serão julgados.” O presidente da corte, que tem sede em Porto Alegre, disse, porém, que não haverá nenhum privilégio no trâmite da ação penal de Lula. “É algo natural do processo.”. As defesas ainda podem encaminhar embargos ao juiz Sergio Moro, ainda na primeira

instância. A sentença que condenou Lula a 9 anos e 6 meses de prisão foi expedida nesta quarta (12). Histórico Caso se cumpra o prometido por Thompson Flores, a apelação de Lula seria julgada mais rapidamente do que a média. O histórico de julgamentos dos casos da Lava Jato na segunda instância aponta que os prazos de análise são mais extensos. Em média, a corte demora um ano e quartro meses, após as sentenças de Moro, para dar sua decisão. Dessa maneira, o julgamento de Lula se estenderia até novembro do próximo ano.

Projeto Cidade Limpa no Aparecidinho2 Os trabalhos de limpeza pública feitos pela prefeitura de Santo Antônio da Platina e pela empresa terceirizada Sanetran foram realizados esta semana no Conjunto Habitacional Vereador Augusto de Oliveira – Aparecidinho2 (foto). Para deixar as ruas limpas, foi utilizada a equipe de multitarefas, que retira entulhos, galhadas, faz a roçagem de terrenos públicos, manutenção das praças e até pinta o meio.A Sanetran tem um cronograma de limpeza, que durante o mês atende todos os bairros da cidade. A parte central recebe atenção diária.


Geral A-7

TRIBUNA DO VALE

Sexta-feira, 14 de julho de 2017

Reduzir fóruns eleitorais do Paraná é retrocesso, afirma deputada Yared REZONEAMENTONo Paraná devem ser fechadas 82 zonas eleitorais Da Assessoria

O pre s i d e nt e d o Tr i bunal Regional Eleitoral do Paraná, desembargador Adalberto Jorge Xisto Pereira, esteve com a deputada federal Christiane Yared (PR-PR) na noite de quarta- fe i r a ( 12) e m bus c a d e apoio contra a resolução do

Tribunal Superior Eleitoral que trata do rezoneamento dos cartórios eleitorais, inclusive os do Paraná. O encontro ocorreu no gabinete da parlamentar, na Câmara dos Deputados, em Brasília. Na prática, serão fechadas 82 Zonas Eleitorais paranaenses, o que, segundo o magistrado, prejudicará

o pleito eleitoral do Estado. Ele cita, por exemplo, os invest imentos já realizados pelo TRE como a construção, equipagem e modernização dos fóruns. O desembargador ressaltou ainda a preocupação com a medida nacional, já que ela pode enfraquecer a Justiça Eleitoral, o que dificultaria

POLÍTICA

Prefeito vai à Brasília por mais investimentos

Flávio Zanrosso (à direita) participa de audiência no Ministério da integração Nacional Da Assessoria

O p r e f e i t o d e To m a zina, Flávio Z anross o, esteve na quarta-feira 12, em Brasília partici-

pando de uma série de encontros nos ministérios em busca de novos recursos. A primeira reunião foi no Ministério da

SÚMULA DE LICENÇA DE OPERAÇÃO A Empresa Sinus Harmannus Loman & Cia Ltda. - CNPJ: 10.967.757/0001-02 torna público que irá requerer do IAP, a Licença de Operação para fins de Armazenamento de Agrotóxicos e tratamento de sementes, a ser implantada na Rodovia Pr 239 KM 14, s/n, zona rural na Cidade de Arapoti, Estado do Paraná. CÂMARA MUNICIPAL DE GUAPIRAMA PREGÃO 001/2013 EXTRATO DO 4º TERMO ADITIVO DE CONTRATO PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 10/2017 DATA DE ASSINATURA: 11 de julho de 2017. CONTRATANTE: Câmara Municipal de Guapirama. CONTRATADA: CIM – Contabilidade e Informática Municipal S/C Ltda. VALOR: R$ 36.252,00 (trinta e seis mil, duzentos e cinquenta e dois reais), sendo R$ 3.021,00 (três mil e vinte e um reais) mensais por um período de 12 (doze) meses. OBJETO: Locação de Software para controle de Contabilidade Pública, Compras, Licitações, Patrimônio Público, Gestão de Pessoal, Folha de Pagamento, Planejamento e Orçamento, Transparência Pública e Tesouraria. Valdir Folerini Presidente da Câmara Municipal de Guapirama Súmula de recebimento da licença prévia e requerimento da licença de instalação. Lucilena Benites torna público que recebeu do IAP, a licença prévia de ampliação válida até 11/07/2018 para atividade de avicultura de postura na rodovia PR 436, km 65, Abatia, PR. Lucilena Benites torna público que requereu ao IAP, a licença de instalação para atividade avícola na rodovia PR 436, km 65. Não foi determinado estudo de impacto ambiental.

Integração Nacional, mais precisamente na S e c r e t a r i a Na c i o n a l d e Defesa Civil, e tratou da substituição das pontes de madeira da região do norte pioneiro por pontes de concreto. S egundo o p r e f e i t o, a t r o c a s e r i a benéfica pois reduziria os custos de manutenção aumentando t amb é m a du r a bi l i d a d e d o s r e p a r o s . Ta m b é m foi sugerido um trabalho de prevenção e combate às enchentes n a r e g i ã o. O d e p u t a d o federal João Arruda (PMDB-PR), que vem aju d and o o p ovo d e To mazina na hora de reivindicar investimentos no âmbito federal, p ar t i c ip ou d o e n c ont ro j u nt o d o m i n i s t r o He l d e r B a r b a l h o. Em seguida, o pref e i t o d e To m a z i n a f o i até o Ministério das Cidades e em parceria com o também deputado federal Reinhold Stephanes (PSD-PR) cobrou atenção especial na resolução de alguns investimentos que ainda estão travados na pasta. S e g u n d o F l áv i o Z an , “o s e n c o n t r o s f o r a m p r o v e i t o s o s p a r a To mazina. O contato direto com o poder legislativo e executivo federal é o jeito mais eficiente de conseguir verbas e assim melhor a v i d a d o n o s s o p o v o”. O prefeito acrescenta que participação do d e p u t a d o Jo ã o A r r u d a e do deputado Stephanes foram essenciais p ar a o su c e ss o d a s c on versas.

a fiscalização e o combate aos ilícitos eleitorais praticados durante as eleições. Após a explanação do presidente do TRE-PR, a deputada Christiane Yared se comprometeu com o magistrado a aderir à campanha contra a resolução do TSE. “Em todo território nacional, o Paraná é o único estado

com um fórum eleitoral em cada município. Realmente seria um retrocesso enorme fechar parte dessa estrutura”, afirmou a parlamentar. Rezoneamento O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou no dia 1o de junho deste ano a resolução que amplia o remanejamento e a extinção

de zonas eleitorais para o interior dos estados em todo o país. Conforme o critério adotado pela resolução, o município do interior de cada estado que tiver mais de uma zona eleitoral só poderá manter as duas unidades caso o quantitativo de eleitores da cidade seja maior que 70 mil por zona eleitoral.

A RTIGO Wellington Rodgério

Como as empresas podem ajudar na redistribuição de renda? De acordo com o Fórum Econômico Mundial de 2017, realizado em janeiro, na Suíça, a desigualdade na distribuição de renda é o maior risco para a economia global já neste ano. Para se ter uma ideia da importância dos debates sobre o tema, os oito homens mais r icos do mundo acumulam uma riqueza equivalente à dos 3,6 bilhões mais pobres, segundo levantamento divulgado recentemente pela ONG Oxfam, confederação com 20 organizações em 94 países que luta pelo fim da pobreza e desigualdade. Durante o evento, a diretora do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, destacou que, quando há crise econômica em um país, a principal e a mais óbvia medida a ser tomada para reduzir a desigualdade é a redistribuição de renda. Porém, eu acredito que a responsabilidade de reverter esse quadro vá muito além dos governantes. As empresas podem e devem contribuir! Mas quais são as atribuições das companhias para ajudar no combate à desigualdade? Elas precisam ter

um olhar transversal para toda a cadeia de valor, o que significa que devem pensar em toda a pirâmide – ou seja, aliar os aspectos econômicos à responsabilidade

Esse conceito consiste em um ciclo de desenvolvimento positivo contínuo que preserva e aprimora o capital natural, otimiza a produção de recursos e minimiza riscos sistêmicos com administração de estoques finitos e fluxos renováveis."

social e ambiental. Um caminho a ser observado para repensarmos o progresso é a economia circular, que busca reconstruir capital, seja ele financeiro, manufaturado, humano, social ou

natural, para garantir fluxos aprimorados de bens e serviços. Esse conceito consiste em um ciclo de desenvolvimento positivo contínuo que preserva e aprimora o capital natural, otimiza a produção de recursos e minimiza riscos sistêmicos com administração de estoques finitos e fluxos renováveis. Ela funciona de forma eficaz em qualquer escala e garante um futuro próspero e sustentável. Para permitir a inclusão socioeconômica em todos os elos, os avanços tecnológicos não podem estar desassociados da responsabilidade social e ambiental. A inovação deve ser equilibrada com a geração de emprego e renda, e toda companhia deve compreender quão importante ela é nesse contexto. Isso é fundamental para que, em um futuro próximo, o mundo tenha uma distribuição mais equilibrada dos recursos financeiros. *Wellington Rodgério é diretor financeiro do Grupo Sabará, empresa especializada no desenvolvimento de tecnologias, soluções e matérias-primas de alta performance, voltadas aos mercados de tratamento de águas, cosméticos, nutrição e saúde animal e à indústria de alimentos e bebidas.

EDITAL DE CONVOCAÇÃO ASSOCIAÇÃO CASA DE ACOLHIMENTO RENASCER – ACAR Ficam os senhores colaboradores e voluntários, na pessoa do diretor presidente André Solla, convocados a participarem da Assembleia Geral Extraordinária da Associação Casa de Acolhimento Renascer - ACAR, CNPJ nº 25.302.518/0001-00, a realizar-se nas dependencias do Colégio Tia Ana Maria - CETAM em sua sede social à Rua Treze de Maio, 990 – Centro, na cidade de Santo Antônio da Platina.PR., no dia 31 de julho de 2017, às 19:30 horas, em primeira convocação, com metade mais um dos colaboradores e voluntários, e às 20:00 horas, em segunda convocação com qualquer quantidade presente para deliberarem sobre a seguinte ordem do dia: a) Eleição por aclamação da nova diretoria executiva; b) Outros Assuntos de Interesse. Santo Antônio da Platina, PR, 12 de julho de 2017 –André Solla– Presidente. SÚMULA DE RECEBIMENTO DE RENOVAÇÃO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO MOSLEI NOGUEIRA – ME , inscrita no CNPJ 81.426.975/0001-88 torna público que recebeu do IAP (Instituto Ambiental do Paraná) a Renovação de Licença de Operação nº 34220, válida até 21/06/2021, para a atividade extração de argila, localizado na Estância Santa Rita, no bairro Vitópolis, no município Congonhinhas/ PR.Congonhinhas, 13 de julho de 2017. SÚMULA DE RECEBIMENTO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO E REQUEBIMENTO DE RENOVAÇÃO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO POSTO FAROL DE COMBUSTÍVEIS LTDA empresa inscrita no CNPJ 05.957.943/0001-20, torna público que recebeu do IAP (Instituto Ambiental do Paraná) a Licença de Operação nº 29649, válida até 17/09/2017, e requer a Renovação de Licença de Operação, para a atividade de posto de abastecimento e serviços, localizada na PR 092, KM 324, no município de Quatiguá/PR. Quatiguá 13 de julho de 2017. SÚMULA DE REQUERIMENTO DE LICENÇA SIMPLIFICADA RAFAEL RODRIGUES DA SILVA portador do CPF 900.095.929-20 , torna público que requer do IAP (Instituto Ambiental do Paraná) a Licença Simplificada para a atividade de unidade de processamento de peixes, localizado na Fazenda Jaboticabal, no bairro Ponte Preta, no município de Conselheiro Mairinck/PR. Conselheiro Mairinck, 13 de julho de 2017. SÚMULA DE REQUERIMENTO DE LICENÇA DE INSTALAÇÃO. AGROPECUÁRIA D.LAURA LTDA – ME empresa inscrita no CNPJ 80.603.418/0001-22, torna público que irá querer ao IAP (Instituto Ambiental do Paraná) a Licença de Instalação para a atividade de extração de cascalho, localizada na Fazenda Santa Cecília, no bairro da Palmeira, no município de Santo Antonio da Platina/PR. Santo Antonio da Platina, 13 de julho de 2017 SÚMULA DE REQUERIMENTO DE LICENÇA SIMPLIFICADA PAULO ROBERTO PEREIRA portador do CPF 637.851.456-91 , torna público que requer do IAP (Instituto Ambiental do Paraná) a Licença Simplificada para a atividade de compostagem orgânico, localizado na Estância São Miguel, no bairro Água da Pedreira, no município de Siqueira Campos/PR. Siqueira Campos 13 de julho de 2017. SÚMULA DE RECEBIMENTO DE RENOVAÇÃO DE LICENÇA DE OPERAÇÃO POSTO MAIALE DE COMBUSTÍVEIS LTDA empresa inscrita no CNPJ 009.135.83/0001-41, torna público que recebeu do IAP (Instituto Ambiental do Paraná) a Renovação de Licença de Operação n° 21580, válida até 26/04/2020, para a atividade de comércio varejista de combustíveis, localizada na Av. Dr. João Pessoa, n° 690, Centro, no município Quatiguá/PR. Quatiguá, 13 de julho de 2017.


cmyb

A-8 Local

TRIBUNA DO VALE

Sexta-feira, 14 de julho de 2017

Voluntários se unem e reformam o Morro do Bim LOCALVoluntárias recuperaram espaço para transformá-lo em local de oração e paz

Divulgação

Capela do Morro do Bim foi completamente restaurada Da Redação

Um d o s c ar t õ e s p o s tais de Santo Antônio da Platina, o Morro do Bim,

est á de cara nova. Tudo l i mp o, p i nt a d o e mu i t o bem cuidado para receber os visitantes. O trabalho realizado de forma voluntária foi desenvolvido pelo Grupo de Intercessão Nossa S enhora R ainha da Paz e Jesus Misericordios o, que opt aram

É intenção é criar a possibilidade de todos adorarem ao Deus criador, respeitando os regulamentos de cada igreja. Essa é a missão do Papa e com certeza é a nossa também”

em transformar o Morro do Bim em um lugar de oração e paz. Há 24 anos o grupo busca recuperar as estruturas do morro e f ina lmente cons eguiram c h e g a r a o o b j e t i v o. N a reforma em parceria com algumas empresas, foi incluída a recuperação d a p e q u e n a C ap e l a q u e fica instalada embaixo do Cristo Redentor. O grupo é composto por quatro senhoras que veneram o morro do Bim: Lázara Ribeiro Petreche, 74, Vanilza do Carmo de Oliveira, 56, Valdete Biond e D e t o n i , 6 3 , e Ne i d e d e Fát i m a Mo r e i r a , 5 4 . Juntas, tiveram a ideia de recuperar suas estruturas com a intenção t amb ém de valorizar a cidade com o turismo religioso – que já estão preparando para o fim do ano. Aos poucos, o grupo vem conseguindo ajuda de várias pessoas da comunidade que comungam do mesmo desejo em possuir um lugar que as pessoas possam se sentir bem. Com o apoio e licença do prefeito José da Silva Coelho Neto, o Zezão, para reformar a Capelinha

agora está pronta para re c e b e r o s f i é i s . L á z a r a comentou que o objetivo do grupo agora conseguir uma verba através do d e put a d o fe d e r a l D i e g o Garcia para a construção de uma concha ac úst ic a para a unificação das igrejas. “É intenção é c r i ar a p o ss ibi l i d a d e d e todos adorarem ao Deus c r i a d o r, r e s p e i t a n d o o s regulamentos de cada igreja. Essa é a missão do Pap a e c o m c e r t e z a é a nossa também”, enalteceu. Lázara deixa o convite para os fiéis prestigiarem as belezas do cartão postal da cidade, agradecendo a todos os voluntários e comunidade que contribuíram de alguma forma para que o sonho do grupo se tornasse realidade. “Venham visitá-la e verão que Deus derramará sobre você as graças que necessita para sua vida. Queremos agradecer todos que nos ajudaram na reforma da mesma e pedimos a Deus que dê tudo em dobro a sua ajuda. Moacir D a l Bianco, Marcelo e toda sua equipe que trabalharam na reforma da Capela o nosso Deus lhe pague por toda sua dedicação e empenho em fazer tudo com muito carinho e amor. D e us l he p ag u e p or tu d o.”, ag r a d e c e r am as senhoras do grupo nas redes sociais. Restauração do Cristo Redentor Em abril de 2016, o artista plástico platinense Marcos Almeida liderou uma ação voluntária Marcos Almeida, 37, em parceria com as empresas HG Tintas, Auto Posto Caetê e o e mpre s ár i o Wi l l i am Pau l o d e C a s t i l h o, pro prietário da Mania de Limpeza. O voluntário tem o mesmo objetivo que o g r up o em pres ervar o ponto turístico da c i d a d e, prop orc i on an d o melhorias no local que por várias vezes foi alvo de vandalismo e do abandono.

cyan magenta yellow black

3397  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you