Page 1

cmyb

Quinta-feira

16 DE FEVEREIRO DE 2017

DIRETOR: BENEDITO FRANCISQUINI

ANO XXII - N0 3299 - R$ 1,00

www.tribunadovale.com.br

NORTE PIONEIRO

Operação da Polícia Federal mira Frigorífico do Peixe em Pinhalão Antônio de Picolli

O Frigorífico do Peixe em Pinhalão – anunciado pelo governo federal em 2013, e atualmente com as obras paralisadas – pode ser objeto de investigação do Ministério Público Federal no Paraná e da Controladoria Geral da União (CGU) em consequência da Operação Betsaida, deflagrada na manhã de ontem (15) pela Polícia Federal em três estados para apurar crimes de fraude em licitações e desvio de recursos públicos em um convênio firmado entre o extinto Ministério da Pesca e Agricultura e a prefeitura de Itauçu (GO). A ação deflagrada por determinação do Ministério Público Federal em Goiás (MPF-GO) da CGU tem como objetivo coletar provas da participação de empresários e agentes públicos nas irregularidades. No Norte Pioneiro, mandados foram cumpridos em Joaquim Távora e Pinhalão, onde os agentes federais conduziram, coercitivamente, o empresário Gussmann Lincol Walker – proprietário da Fex do Brasil, e o engenheiro civil Carlos Avelino da Silva, respectivamente. Eles foram ouvidos na delegacia na condição de testemunha, e liberados. Computadores, celulares e documentos também foram apreendidos pela PF nos endereços.

Polícia Federal cumpriu ontem pela manhã mandados de busca e condução coercitiva em Joaquim Távora e Pinhalão

JACAREZINHO

Fórum de Cidades Digitais reúne hoje gestores de 30 municípios

PÁG. A5

S.A. PLATINA

Agência local da Caixa tem sete mil contas inativas do FGTS

Antônio de Picolli

Jacarezinho sedia hoje (16) o 1º Fórum de Cidades Digitais do Norte Pioneiro, promovido pela Rede Cidade Digital (RCD) em parceria com a Prefeitura de Jacarezinho. Representantes de cerca de 30 localidades estão inscritos para o encontro que acontece no Senac, a partir das 8h30. Na pauta do encontro, que irá reunir prefeitos, gestores, vereadores e empresários, o uso da tecnologia como ferramenta para melhorar a eficiência do atendimento ao cidadão e a aplicação de recursos municipais. 

PÁG. A4

ECONOMIA

Fique atento: Horário de Verão termina neste fim de semana

Antônio de Picolli

CEF está sendo preparada para atender a demanda de trabalhadores em busca de informações sobre contas

De acordo com levantamento da Caixa Econômica Federal, somente em Santo Antônio da Platina há, aproximadamente, cerca de 7 mil contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), o que não significa que esse seja o número de trabalhadores que têm direito ao benefício e sim ao de contas. Para esclarecer as pessoas com dúvidas sobre seus direitos, 1.891 agências de todo o Brasil, inclusive a de Santo Antônio da Platina, estão trabalhando em horário estendido – das 8 às 10 horas, desde ontem, 15, até amanhã, 17. O serviço já está disponível. 

PÁG. A3

À zero hora de domingo, os relógios de dez estados devem ser atrasados em uma hora

O Horário de Verão termina neste fim de semana, fazendo com que o PARANÁ sábado (18) tenha duas meias-noites. À zero hora de domingo, os relógios de dez estados das regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e do Distrito Federal devem ser atrasados em uma hora, voltando a marcar 23 horas. No sistema elétrico operado pela Copel no Paraná, os quatro meses de vigência do Horário de Verão registraram uma redução média de 4,5% na demanda de Pelo quinto ano consecutivo, a Fundação Ulysses Guimarães do Paraná energia nos fins de tarde, retirando do sistema elétrico 200 MW (megawatts) está no topo do ranking das filiais que mais formou alunos no Brasil! Sode potência entre 19 e 22 horas. Tal alívio equivale a desligar, no horário de mente nos últimos doze meses, a FUG formou 4 mil alunos, em mais de 60 ponta, uma cidade como Maringá, de 391 mil habitantes. turmas espalhadas pelo Estado.

Fundação Ulysses Guimarães está entre as mais atuantes do Brasil

PÁG. A6

PÁG. A8

cyan magenta yellow black


A-2 Opinião

TRIBUNA DO VALE

O que a Lava Jato tem feito é um bem. Revela o que estava escondido, traz luz sobre o que se fazia nas sombras. ” Editorial

Quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Há anos o TSE usa (e, para alguns, abusa) o direito de regulamentar as leis eleitorais, aprovando resoluções. A possibilidade consta expressamente do Código Eleitoral, mas jamais poderia se prestar a criar novas obrigações, sanções ou ritos.” Fernando Neisser

A RTIGO

E DITORIAL

Fernando Neisser

Reformas do processo penal A dimensão do escândalo de corrupção revelado pela Operação Lava Jato já deixou claro que é preciso buscar meios de aprimorar tanto o combate à corrupção quanto o processo penal. Essa necessidade é tão evidente que a classe política já iniciou por aqui o mesmo processo visto na Itália pós-Operação Mãos Limpas, com a tentativa de aprovar projetos de lei que facilitem a impunidade, sem falar dos ataques à própria Lava Jato e sua força-tarefa – o deputado Wadih Damous, por exemplo, chegou a comparar a época da ditadura com a realidade democrática atual ao associar as delações premiadas a um tipo de “tortura institucionalizada”. Além de realizar o trabalho de investigação e acusação no âmbito da Lava Jato, membros da força-tarefa têm defendido reformas que, em sua visão, melhorarão o processo penal e dificultarão a impunidade. Tais propostas têm sido lançadas pela via legislativa, como as Dez Medidas Contra a Corrupção, ou em publicações e entrevistas, não sem críticas dos que temem ameaças à democracia e aos direitos dos réus. As próprias Dez Medidas – desfiguradas pelos deputados e, agora, num limbo legislativo após decisão liminar do ministro do STF Luiz Fux – têm sido descritas como uma tentativa de atacar as

liberdades individuais. Para além do endosso de 2 milhões de brasileiros e diversos tribunais e associações de juízes e promotores, é preciso lembrar que a iniciativa do Ministério Público Federal se baseou em experiências de países democráticos e com história de proteção dos direitos fundamentos do cidadão. Naturalmente, cabe ao Congresso discutir as Dez Medidas e aperfeiçoá-las – a própria Gazeta do Povo já demonstrou reservas quanto a algumas das propostas originais. Mas é inegável que, no seu conjunto, são razoáveis e foram pensadas para lançar luzes sobre um grande problema nacional: um sistema jurídico estapafúrdio, anômalo, incomum, em que uma ação penal contra pessoas abastadas se arrasta por 15 anos ou mais, sendo fulminada pela prescrição. A função inibidora da lei acaba aniquilada, fazendo a corrupção compensar. Não é necessário ir longe. A maior parte do esquema de desvios da Assembleia Legislativa do Paraná, denunciado pela Gazeta do Povo e pela RPCTV, ainda percorre os labirintos dos tribunais. É nesse sentido que se deve entender a defesa de um “garantismo integral” em oposição ao “garantismo hiperbólico monocular”, feita por Deltan Dallagnol

em recente entrevista ao jornal O Estado de S.Paulo. O procurador defende, por exemplo, um debate sobre o papel das provas e o nível de convicção necessário para que um julgamento termine em absolvição ou condenação: a dúvida favorece o réu, e isso não se questiona; mas a partir de que ponto se pode dizer que estão excluídas as dúvidas a respeito da culpabilidade de um acusado? Essa discussão, que envolve conceitos como o de “certeza moral” e “dúvida razoável”, é instigante, meritória e parte da experiência de países de tradição democrática mais sólida que a brasileira; não se vê por que ela não deveria ocorrer por aqui. O grau sem precedentes de transparência dos processos da Lava Jato permite constatar de modo concreto – e não por mera conjectura – que as denúncias têm base em amplas provas. As acusações e sentenças jamais se lastreiam apenas na versão dos colaboradores e vêm sendo endossadas, em sua grande maioria, pelas cortes superiores. Se perigo há de abuso ou arbitrariedade, dificilmente ocorreria nesse big brother que é a Lava Jato. Ainda que os órgãos de persecução fossem tiranos como se tem tentado retratá-los, sua ação é direcionada a um Judiciário independente, garantidor dos direitos civi-

lizatórios. A Justiça não se resume a um juiz de Curitiba. Recursos têm sido aviados à exaustão pelas defesas em três instâncias, que têm confirmado mais de 95% dos atos e decisões. Assim, independentemente de como membros da força-tarefa considerem que deveria ser o processo penal, não há dúvidas de que eles vêm agindo em estrito respeito à lei atual brasileira. O que a Lava Jato tem feito é um bem. Revela o que estava escondido, traz luz s obre o que s e fazia nas sombras. Há quase três anos, tínhamos não apenas uma Petrobras impregnada de corrupção, mas um país sem esperança de mudança. Imperava a impunidade e o completo desrespeito à sociedade. Uma simples poda da árvore da corrupção, para evitar maior desgaste, pode fazê-la produzir mais frutos no futuro. A sociedade quer estabilidade e o país precisa dela, mas ela não virá enquanto o trabalho não for feito por inteiro. As propostas levantadas pelos procuradores, seja pelas Dez Medidas, seja em publicações ou entrevistas, merecem discussão na academia e no parlamento. Descartá-las de antemão sob a alegação de autoritarismo é, ainda que inadvertidamente, fazer o jogo dos que apostam na impunidade.

A RTIGO Maíslson da Nóbrega

Equívocos do conteúdo local mínimo A política de conteúdo local mínimo (PCL) na exploração do petróleo foi ampliada nos governos do PT. O objetivo era fortalecer a indústria nacional, mas acabou acarretando custos mais altos para a Petrobras e outras empresas. Relatór io contundente do Tribunal de Contas (TCU) realçou seus inúmeros defeitos: complexidade, rigidez e desconexão com a realidade da indústria. A PLC “gera, efetivamente, custos adicionais relevantes ao setor de produção de petróleo e gás”. Na parte relativa à indústria naval, a mais significativa, tudo “é muito mais caro do que em outros estaleiros internacionais”. Políticas equivocadas, mesmo que bem-intencionadas, causam danos. Foi assim na política industrial do governo Geisel, adotada em reação ao choque do petróleo de 1973. Dobrou-se a aposta na substituição de importações -estratégia que se esgotava- de bens de capital e insumos básicos. O Brasil perdeu muito. Foi assim tamb ém na

Constituição de 1988. Sob influência de corporações e sem enxergar as mudanças no mundo, enfatizou-se a estatização, a intervenção n a e c on om i a e m a i ore s gastos s o ci ais que eram justificáveis, mas insustentáveis. Continuamos a pagar o preço dos equívocos. C om e ç a m o s a mu d a r ainda nos anos 1980, com o i n í c i o d a ab e r tu r a d a economia, as reformas nas finanças federais e o apoio da sociedade à privatização. O processo se acelerou nos anos 1990 com Collor e, depois, com o Plano Real. O Brasil se livrava da “Era Vargas” e ascendia com a modernização de Fernando Henrique Cardoso. A evolução continuou com Lula, mas foi revertida a partir de 2006. Voltamos ao passado. A crise financeira mundial foi a inspiração para ressus citar o nacional-desenvolvimentismo. No final do governo Lula surgiu a Nova Matriz Econômica, que muito contribuiu para a pior das recessões.

TRIBUNA DO VALE

O Diário da nossa região - Fundado em agosto de 1995 Editora Tribuna do Vale LTDA CNPJ 01.037.108/0001-11 Matriz: Mário Marcondes Marques 38, Vila Claro - Santo Antônio da Platina, PR Fone/Fax: 43 3534 . 4114

Diretor Responsável Benedito Francisquini - MTB 262/PR tribunadovale@tribunadovale.com.br tribunadovale@uol.com.br

A nova lei do petróleo (2010) substituiu o modelo de concessão, que dava cer to aqui e no mundo, pelo de partilha, típico de países subdesenvolvidos de instituições frágeis. As regras da PLC foram alteradas para pior. A i d e ol o g i a g u i ou a s reser vas de mercado e o prot e c i on i s m o e x a g e r a do. Foram desprezadas as te nd ê nc i a s d a i ndú st r i a no mundo analisadas por Richard Baldwin no livro “The Great Convergence” (Harvard University Press, 2016). A nova globalização iniciada nos anos 1990, afirma ele, foi impulsionada pela revolução nos transportes, nas comunicações e na tecnologia de informação A maior potência dos computadores, a robotização e a queda nos custos de comunicação habilitaram empresas multinacionais a gerir processos mais complexos. A produção, fatiada em componentes, acontece em vários países, a custos mais baixos. Surgiu a rede glo-

bal de suprimentos (ou de valor). Os preços caíram e perto de 1 bilhão de pessoas saíram da pobreza nos mercados emergentes. Baldwin identifica seis países que se beneficiaram da nova realidade: China, Coreia do Sul, Índia, Indonésia, Tailândia e Polônia. A característica comum entre eles é a abertura ao comércio internacional. Nenhum latino-americano está na lista. O Brasil, fechado, “não tem efetivamente participado da nova internacionalização da produção”, diz ele. A saída está, pois, em reformas para integrar o país à rede global de suprimento, e não em reservas de mercado. Há que preparar o Brasil para o novo mundo, não sucumbir aos lobbies que resistem à revisão das regras de conteúdo local mínimo. Liguemo-nos no futuro, abandonando o que não deu certo. MAÍLSON DA NÓBREGA, economista, é sócio-diretor da consultoria Tendências. Foi ministro da Fazenda (governo José Sarney)

Representação: MERCONET Representação de Veículos de Comunicação LTDA Rua Dep. Atílio de A. Barbosa, 76 conj. 03 - Boa Vista - Curitiba PR Fone: 41-3079-4666 ¦ Fax: 41-3079-3633 Vendas Assinatura Anual R$ 200,00 Semestral R$ 100,00

Impressão e Fotolito: Editora Tribuna do Vale Fone/Fax : 43 3534 . 4114

O sino sem badalo Na contramão do que defendi em texto publicado no jornal Folha de S.Paulo, a Câmara dos Deputados aprovou o regime de urgência na tramitação de projeto de lei que amplia a autonomia dos partidos, restringindo os poderes de fiscalização do TSE. A questão merece algumas ponderações. Há anos o TSE usa (e, para alguns, abusa) o direito de regulamentar as leis eleitorais, aprovando resoluções. A possibilidade consta expressamente do Código Eleitoral, mas jamais poderia se prestar a criar novas obrigações, sanções ou ritos. Em diversas ocasiões esses limites não foram observados, assumindo o TSE a missão de moralizar o cenário político e invadindo competência exclusiva do Congresso Nacional. Assim se viu no caso da infidelidade partidária e na redução do número de vereadores das câmaras municipais, para mencionar duas situações claras. Em 2016, contudo, o TSE avançou naquilo que considero o nó górdio da questão: os limites da autonomia partidária. Assim, interpretando o Código Eleitoral, compreendeu que as comissões provisórias dos partidos têm prazo certo de validade. Ultrapassado este prazo, elas deixam de existir, e em nenhuma hipótese podem lançar candidatos nas eleições. Além disso, decidiu-se pela aplicação de sanções aos diretórios e comissões provisórias com contas consideradas não prestadas pela Justiça Eleitoral, tornando algo mais real o faz-de-conta que vigorava. As alterações atingiram o coração do caciquismo – uma breve explanação: chamo de caciquismo o modelo de organização partidária que permite o controle do poder de cima para baixo, invertendo a lógica ideal dos partidos, que seriam organizados a partir de suas bases de filiados. Os diretórios são órgãos eleitos, com mandato definido, cuja destituição somente pode ocorrer com atenção ao devido processo, respeitadas as regras estatutárias e garantido o direito de defesa. Por outro lado, havendo apenas comissão provisória no município, por exemplo, o presidente do diretório estadual pode destituí-la a qualquer momento, sem maiores formalidades. Isso permite o total controle das decisões municipais pelo cacique estadual. Caso ele divirja da política local de alianças, basta trocar os membros da comissão provisória por outro grupo que atenda aos seus comandos. Para que o esquema siga funcionando, é essencial que as comissões provisórias tenham rigorosamente os mesmos poderes e direitos que os diretórios; o mais importante, o de lançar candidatos nas eleições. Daí o golpe mortal dado pelo TSE ao afirmar que comissão provisória só deve existir com a finalidade de instituir diretório onde esse não existe e, concluída essa missão, dissolve-se naturalmente. Com isso, não se justifica que possa lançar candidatos ou se perpetuar. O desmonte dessa perna do caciquismo agrava-se com o reconhecimento, também pelo TSE, de que as contas partidárias consideradas não prestadas implicam na impossibilidade de lançamento de candidaturas. Exige-se, com isso, que as comissões provisórias ou diretórios sejam mais que meros órgãos fantoches, prestando suas contas devidamente, sob risco de perderem a razão de sua existência. A reação da Câmara dos Deputados foi rápida e dura, como sói ocorrer quando a liberdade dos partidos é colocada em debate. O verdadeiro problema reside, portanto, em saber qual o limite da autonomia conferida pela Constituição Federal, na interpretação cabível nos dias de hoje, aos partidos políticos. Como disse no artigo mencionado, em 1988 vínhamos de décadas de restrição à liberdade partidária, o que tornava compreensível a demanda por um espaço de respiro maior aos partidos políticos. No meu entendimento, tal receio não se justifica do mesmo modo nos dias de hoje. Conquanto não se possa cogitar de uma interferência material da Justiça Eleitoral sobre os partidos – dizendo o que eles podem ou não defender, por exemplo –, nada obsta que deles se exija a adoção de padrões mínimos de auto-organização, compatíveis com as demais normas e princípios constitucionais. Assim, garantir a democracia nas instâncias partidárias e a necessária accountability dos recursos recebidos e dispendidos me parece obrigação plenamente atribuível aos partidos, mantendo incólume o coração da autonomia constitucional que, em meu sentir, deve hoje ser lida na chave de uma autonomia material, não formal. Naturalmente que a Câmara dos Deputados expressou pensar, maciçamente, de modo oposto. Não apenas quer tolher do TSE o poder de regulamentar a legislação, como busca impedir que sejam aplicadas aos partidos sanções pelo descumprimento das regras. Ora, deixando entrever minha verve positivista, me alinho ao que dizia, no fim do século 19, o jurista alemão Karl Binding: “a lei sem pena é um sino sem badalo”. Cabe, por fim, lembrar a expressão popular “salvo pelo gongo”, tradução torta do inglês “saved by the bell” ou “salvo pelo sino”. Diz-se que na Inglaterra antiga, com suas cidades apinhadas, havia pouco espaço para os cemitérios. Assim, de tempos em tempos os coveiros abriam os caixões para deles retirar os ossos e transportá-los para os ossuários. Em alguns casos, contudo, encontravam marcas na parte interna dos caixões, demonstrando que os pobres sujeitos haviam sido enterrados com vida. Para evitar esse risco, passou-se a colocar um sino acima do caixão, com uma corda que ia até seu interior. Caso o suposto defunto discordasse dessa condição, bastava tocar para ser salvo. Sem o badalo, corremos o risco de nossa democracia não conseguir nos alertar que ainda tem algum ar nos pulmões. Fernando Neisser, mestre e doutorando em Direito Penal, é presidente da Comissão de Direito Político e Eleitoral do Iasp e membro fundador da Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Político (Abradep). Circulação: Abatiá ¦ Andirá ¦ Arapoti ¦ Bandeirantes ¦ Barra do Jacaré ¦Cambará ¦ Carlópolis ¦ Conselheiro Mairink ¦ Figueira¦Guapirama ¦ Ibaiti ¦ Itambaracá ¦ Jaboti ¦ Jacarezinho Jaguariaíva ¦ Japira ¦ Joaquim Távora ¦ Jundiaí do Sul ¦ Pinhalão ¦ Quatiguá ¦ Ribeirão Claro ¦ Ribeirão do Pinhal ¦ Salto do Itararé ¦Santana do Itararé ¦ Santo Antônio da Platina ¦ São José da Boa Vista ¦ Sengés ¦ Siqueira Campos ¦Tomazina ¦ Wenceslau Bráz

Filiado a Associação dos Jornais Diário do Interior do Paraná

* Os artigos assinados não representam necessariamente a opinião do jornal, sendo de exclusiva responsabilidade de seus respectivos autores.


Cidades A-3

TRIBUNA DO VALE

Quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Agência local da Caixa tem sete mil contas inativas do FGTS

FUNDO DE GARANTIAAgência da CEF em Santo Antônio da Platina vai abrir mais cedo e atender aos sábados Da Redação/assessoria da CEF

De acordo com levantamento da Caixa Econômica Federal, somente em Santo Antônio da Platina há, aproximadamente, cerca de 7 mil contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), o que não significa que esse seja o número de trabalhadores que têm direito ao benefício e sim ao de contas. Para esclarecer as pessoas com dúvidas sobre seus direitos, 1.891 agências de todo o Brasil, inclusive a de Santo Antônio da Platina, estão trabalhando em horário estendido – das 8 às 10 horas, desde ontem, 15, até amanhã, 17. O serviço já está disponível. As agências selecionadastambém abrirão um sábado por mês para atender aos interessados. Neste sábado, 18, a agência de Santo Antônio da Platina ficará aberta das 9h às 15 horas. Em março, no sábado, 11, das 09h às 15h, em maio, sábado 13, das 9h às 15h, em junho, no sábado 17, das 9h às 15h e em julho, no sábado 15, 09h às 15h. A Caixa tambémcriou um serviço exclusivo em seu site (www.caixa.gov.br/contasinativas) para facilitar o atendimento ao trabalhador que tem direito ao pagamento de conta inativa. Na página, é possível visualizar se a pessoa possui contas contempladas pela MP 763, o valor que tem a receber, a data do saque e os canais disponíveis para realização do pagamento. Outra opção de atendimento aos trabalhadores é pelo telesserviço 0800 726 2017. No telesserviço será possível saber se a conta vinculada está apta para

recebimento do valor disponível para saque, além de informações sobre os canais de pagamento. Para realizar a consulta do saldo no 0800 ou no site, o trabalhador deve informar seu número de CPF e PIS/PASEP (NIS). Paraná De acordo com levantamento realizado pela Caixa, cerca de 2,4 milhões de trabalhadores terão direito ao saque das contas inativas no estado. O saldo total disponível nas contas é de aproximadamente R$3,1 bilhões. A rede de atendimento da CAIXA na região Norte do Paraná é composta por 36 agências, 06 postos de atendimento, 146casas lotéricas, 17 correspondentes CAIXA Aqui e 4 pontos de autoatendimento, com 863 equipamentos. Direitos No Brasil, mais de 30 milhões de trabalhadores têm direito ao saque do saldo das contas inativas do Fundo. O Governo Federal e a Caixa divulgaram na terça-feira, 14, a sistemática e o calendário de pagamento das contas inativas. Conforme a Medida Provisória 763/2016, tem direto ao pagamento de conta inativa o trabalhador que pediu demissão ou foi demitido por justa causa até 31 de dezembro de 2015. A medida engloba 49,6 milhões de contas, com saldo de R$ 43,6 bilhões, beneficiando 30,2 milhões de trabalhadores. A previsão é que a medida injete mais de R$ 30 bilhões na economia brasileira. O pagamento das contas inativas será realizado a partir de 10 de março e vai até o dia 31 de julho deste ano, seguindo as regras de pagamento definidas pela CAIXA, na qualidade de Agente Operador do FGTS.

Antônio de Picolli

Caixa Econômica Federal abre em horário especial até sexta-feira e terá atendimento no sábado

A sistemática leva em conta o mês de aniversário do trabalhador. Quem pode sacar De acordo com a MP 763, o trabalhador que pediu demissão ou foi demitido por justa causa até 31 de dezembro de 2015 pode sacar o saldo da conta vinculada, estando ou não fora do regime do FGTS. Antes da publicação da MP, o trabalhador somente poderia sacar caso permanecesse três anos fora do Regime do FGTS ou em caso de aposentadoria, utilização para moradia ou determinadas doenças previstas em lei. As demais regras de saque das contas ativas não sofreram modificação, ou seja, o saque de contrato de trabalho vigente só pode ocorrer nos casos de demissão sem justa causa, moradia própria ou aposentadoria, por

exemplo. Pagamentos das contas Para os clientes da Caixa que têm conta poupança individual, o crédito será realizado automaticamente, conforme calendário. O valor estará disponível na conta no dia da abertura do calendário mensal. Essa medida deve beneficiar cerca de 10 milhões de trabalhadores. Os correntistas da Caixa poderão optar em receber o crédito em sua conta corrente, pelo site do banco (www.caixa.gov.br/contasinativas), ou pelo Telesserviço (0800 726 2017). A partir de 10 de março, as contas inativas com saldo até R$ 1,5 mil poderão ser sacadas no autoatendimento da Caixa apenas com senha do Cartão do Cidadão (sem a necessidade do plástico). Já para valores entre R$ 1,5 mil e R$3 mil será necessário

que o trabalhador possua o Cartão do Cidadão e senha para pagamentos no autoatendimento. Outra opção para saque são os canais parceiros (Correspondentes Caixa Aqui e Unidades Lotéricas), onde são permitidos saques de até R$ 3 mil, apresentando o documento de identificação do trabalhador, Cartão do Cidadão e a respectiva senha. Valores acima de R$ 3 mil serão sacados exclusivamente nas agências da Caixa. Para valores superiores a R$ 10 mil será necessária a apresentação da carteira de

trabalho ou documento que comprove a extinção do vínculo do trabalho. A Caixa orienta que os trabalhadores consultem o site www. caixa.gov.br/contasinativas ou o 0800 726 2017 para serem direcionados à melhor opção de pagamento, antes de se dirigirem a um dos canais oferecidos. A Caixarecomenda que para os clientes que necessariamente serão atendidos nas agências, além dos documentos pessoais, seja apresentada carteira de trabalho para agilizar o atendimento em caso de dúvidas, independentemente do valor.

SENAC

Feira de Profissões recebe mais de 200 visitantes em Santo Antônio Antônio de Picolli

Dayse Miranda, especial para Tribuna do Vale

As unidades do S er viço Nacional do Comércio (Senac), em Jacarezinho e Santo Antônio da Platina promoveram ontem, 15, sua edição anual da Feira de Prof iss õ es. Nas duas unidades, o evento foi marcado por workshops, palestras, of icinas e diversos ser viços. Somente em Santo Antônio da Platina foram mais de 200 visitantes. A programa ç ã o g r atu it a foi u ma opção para quem está em busca de um emprego ou pretende abrir o próprio negó cio. O S enac tem por objetivo demonstrar o quanto uma formação de qualidade faz a diferença, além de apresentar aos visit antes os c urs os que cada unidade dispõe. De acordo com o gerente executivo do S enac na reg ião, Antenor de Mat o s P i n h e i ro a Fe i r a de Profissões acontece para que os alunos tenham uma noção do que cada c urs o oferece para atuar no mercado de trabalho. As áreas de beleza e gastronomia são os cursos mais procurados.

atendimento ao público como aferição de pressão ar te r i a l, te ste d e g l i c e mia, unha e maquiagem. Como novidade, através da Educação a D ist ânci a ( EA D ), s erã o ofer tadas gratuitamente duas oficinas entre os dias 15 a 20 de fevereiro: Cu linár i a lig ht e diet e

“ Visitantes participam da Feira de Profissões oferecida pelo Senac

“São áreas de retorno rápido e que possibilitam o profissional a ser um empreendedor individual. In c l u s i v e , t e m o s v á r i o s alunos que montaram salão de beleza e buffet”, revela. São aproximadamente

20 cursos oferecidos em cada unidade do Senac do Norte Pioneiro, com duração média de 18 meses. “O e ve nt o foi re a l i z a d o em 30 cidades e recebeu aproximadamente 20 mil pessoas. Em todo Paraná, o S enac oferta em média

800 cursos de diversas áreas e possibilita a capacitação com preços acessíveis”, explicou. Em Santo Antônio da Platina, foram ofertadas atividades diversificadas, tais como palestras sobre enfermagem em

home care, marketing pessoal, dicas para falar em público, além dos work shops s obre p enteados básicos, tranças e primeiros socorros e demonstração de culinária japonesa. Também foram prestados serviços de

O evento foi realizado em 30 cidades e recebeu aproximadamente 20 mil pessoas. Em todo Paraná, o Senac oferta em média 800 cursos de diversas áreas e possibilita a capacitação com preços acessíveis” C omo criar um blog no WordPress. Para mais informações sobre a Feira de Profissões e cursos profissionalizantes, bast a a c e s s a r o s i t e w w w. pr.senac.br/profissoes.


A-4 Região

TRIBUNA DO VALE

Quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Fórum de Cidades Digitais reúne hoje gestores de 30 cidades

Antônio de Picolli

JACAREZINHOEvento que tem o objetivo de estimular investimentos em tecnologia para melhorar os serviços públicos Da Assessoria

Jacarezinho sedia hoje (16) o 1º Fórum de Cidades Digitais do Norte Pioneiro, promovido pela Rede Cidade Digital (RCD) em parceria com a Prefeitura de Jacarezinho. Representantes de cerca de 30 localidades estão inscritos para o encontro que acontece no Senac, a partir das 8h30. Na pauta do encontro, que irá reunir prefeitos, gestores, vereadores e empresários, o uso da tecnologia como ferramenta para melhorar a eficiência do atendimento ao cidadão e a aplicação de recursos municipais. A programação completa está disponível pelo forum.redecidadedigital.com.

br/foruns/jacarezinho/. Além da cidade sede, os municípios de Bauru, Ribeirão Claro, Santo Antônio e Piraquara apresentam iniciativas. Participam também o coordenador de Ciência e Tecnologia do Paraná, Evandro Razzoto, e o coordenador Estadual da área de Comunicação da Emater, Nelson Harger. O diretor da RCD, José Marinho, destaca a importância das Tecnologias da Informação e Comunicação no planejamento municipal, visando redução de custos, aumento de arrecadação e, principalmente, as inúmeras facilidades que uma cidade conectada propicia à população e empresas. “As cidades digitais e inteligen-

Jacarezinho sedia hoje 1º Fórum Cidades Digitais do Norte Pioneiro

tes estão tomando a frente do processo de desenvolvimento econômico e social e os gestores que não se atentarem para isso ficarão para trás”, frisa. “O Fórum facilita a troca de

 IBAITI

experiências e estimula todo esse processo de inovação nas cidades”, completa Marinho. O I Fórum de Cidades Digitais do Norte Pioneiro tem o patrocínio máster da Printer

do Brasil/Kyocera, ouro da Exati Tecnologia e bronze da Transcend e Nick Network. A iniciativa é apoiada pela Associação dos Municípios do Norte Pioneiro (Amunorpi),

Associação Brasileira de Internet (Abranet), Associação dos Municípios do Médio Paranapanema (Amepar) e União de Vereadores do Paraná (Uvepar).

 S. A. PLATINA

Secretário participa do Encontro Número de sepultamentos de Gestores Municipais da Saúde aumentam 14% em 2016

Antônio de Picolli

Secretário Estadual Michele Caputo Neto recepcionou prefeitos e secretários Da Assessoria

O secretário municipal de Saúde de Ibaiti Wilha Galdino Alves participou esta semana, do Encontro Paranaense dos Gestores Municipais da Saúde, ocorrido na Expo Unimed em Curitiba. Wilha Galdinorepresentou o prefeito Antonely de Carvalho. O evento reuniu gestores da 19ª Regional de Saúde de Jacarezinho e contou com a

presença do secretário estadual da Saúde Michele Caputo Neto. A reunião foi promovida pela Secretaria de Estado da Saúde e apresentou aos prefeitos e secretários municipaisos programas estratégicos e ações desenvolvidas pelo Governo no setor. Cerca de 800pessoas estiveram presentes. O encontro foi encerrado ontem, 15. O governador Beto Richa prestigiou a abertura do

evento. Durante dois dias, os gestores puderam esclarecer dúvidas quanto às formas de financiamento, as contrapartidas previstas e os canais disponíveis para ampliar o acesso da população à saúde pública. Na programação, constaram palestras e painéis sobre gestão do sistema de saúde e exposições do governo de ações desenvolvidas por equipes municipais.

Cemitério São João Batista já registrou mais de 30 mil sepultamentos Dayse Miranda, especial para Tribuna do Vale

O número de sepultamentos feitos nos dois cemitérios de Santo Antônio da Platina aumentou 14% em 2016 se comparado c om o an o ant e r i or. O s números fazem parte de um levantamento feito pela reportagem da Tribuna do Vale que analisou o registro de enterros nos dois cemitérios da cidade. Os dados são do setor administrativo do cemitério São João Batista e do cemitério Parque das Oliveiras. De acordo com o levantamento, em 2015 foram sepultados 174 homens e 146 mulheres, além de 14 crianças, um total de 334 mortos. Já em 2016 foram 198 homens, 165 mulheres e 17 crianças, totalizando 380 mortes, 14% . Outro le vant amento nos cemitérios, mostra que em dez anos – entre 2006/2016 – o número de crianças que faleceu ainda recém nascidas caiu 41%. Em 2006 foram 29 registros de crianças e

em 2016 caiu para 17. C onforme o administrador dos cemitérios Romilson Rebelo Ferreira no registro dos sepultamentos

O São João Batista está completamente lotado, a família que tem o terreno tem a opção de levantar até três andares, ou então fazer o uso de gaveta”

não é especificado a natureza de cada morte, somente quem leva o atestado de óbito para o registro. Portanto, ele adiantou que a maioria dos sepultamentos é de idosos por problemas de saúde, acidentes

de trânsito e assassinatos. “São as três principais causas que registramos aqui. A média é de 300 a 350 s e pu lt am e nt o s p or an o. Ressalvo de crianças, que num período de dez anos apresentou uma redução significativa”, comentou. Em novembro de 2016 foi o ú lt imo prazo p ara transferência de jazigos de uma família para a outra no cemitério São João Batista, não há mais vagas a venda. Quem tiver interesse em fazer aquisição de um terreno, estará disponível somente no Parque das Oliveiras pelo valor de R$ 1.256 com a metragem do terreno de 2 metros por 2,80 metros. O cemitério São João Batista teve o primeiro registro em 1933 e até ontem, 14, t i n h a re g i s t r a d o 3 0 . 6 8 5 sepultados. Já o Parque das Oliveiras que iniciou em 1994 está com 2.100 sepultados. “O São João Batista está completamente lotado, a família que tem o terreno tem a opção de levantar até três andares, ou então fazer o uso de gaveta”, explicou.


Cidades A-5

TRIBUNA DO VALE

Quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Operação da PF mira Frigorífico do Peixe

Antônio de Picolli

PINHALÃOEmpresário e engenheiro civil do Norte Pioneiro são alvos de investigação deflagrada em Goiás

Frigorífico do Peixe consumiu recursos de mais de R$ 15 milhões mas nunca foi concluído

-GO, as primeiras investigações foram feitas pelo órgão com apoio da CGU, que constataram problemas maiores do que os relatados pelos vereadores. Entre eles,a existência de um projeto sem estudo ou comprovação de viabilidade econômica da fábrica de farinha, além do direcionamento de licitações. Também foram constatadas irregularidades na execução dos serviços sem contrato e em desacordo com o projeto aprovado, superfaturamento e pagamento por serviços não realizados que deveriam ter sido feitos no dia útil seguinte às eleições municipais, no valor de R$ 843 mil. No Paraná, os mandados foram cumpridos em Joaquim Távora e Pinhalão, onde os agentes federais conduziram, coercitivamente, o empresário Gussmann Lincol Walker – proprietário da Fex do Brasil, e o engenheiro civil Carlos Avelino da Silva, respectivamente. Eles foram ouvidos na delegacia dos municípios na condição de testemunha, e liberados. Computadores, celulares e documentos também foram apreendidos pela PF nos endereços.

 REIVINDICAÇÕES

 ELEIÇÃO SUPLEMENTAR

Luiz Guilherme Bannwart especial para Tribuna do Vale

O Frigorífico do Peixe de Pinhalão – anunciado pelo governo federal em 2013, e atualmente com as obras paralisadas – pode ser objeto de investigação do Ministério Público Federal no Paraná e da Controladoria Geral da União (CGU) em consequência da Operação Betsaida, deflagrada na manhã de ontem (15) pela Polícia Federal em três estados para apurar

crimes de fraude em licitações e desvio de recursos públicos em um convênio firmado entre o extinto Ministério da Pesca e Agricultura e a prefeitura de Itauçu (GO). A ação deflagrada por determinação do Ministério Público Federal em Goiás (MPF-GO) da CGU tem como objetivo coletar provas da participação de empresários e agentes públicos nas irregularidades. De acordo com o MPF-

-GO, as fraudes ocorreram em uma parceria firmada entre a prefeitura de Itauçue o Ministério da Pesca para a construção de fábrica de farinha e ração para peixes. As investigações tiveram início em 2015, a partir de representação feita ao órgão por um grupo de vereadores da cidade, que revelaram irregularidades na execução do convênio, no valor de R$ 14,7 milhões. Ainda segundo o MPFAntônio de Picolli

Viaturas da Polícia Federal chamaram a atenção da população

A defesa do empresário Gussmann Lincol Walker informou que ainda não teve acesso aos autos. No entanto, disse que seu cliente está colaborando com as investigações. O engenheiro civil Carlos Avelino da Silva, que à época trabalhava para a prefeitura de Pinhalão – beneficiada por um projeto parecido ao da prefeitura de Itauçu (GO), não foi localizado pela reportagem, bem como seu advogado. As investigações apontaram irregularidades semelhantes praticadas em projetos idênticos em outros estados, tendo em comum o fato de terem sido objetos de convênios do Ministério da Pesca e contratado a mesma empresa para fornecer os equipamentos, embora cada

município tivesse realizado sua própria licitação. Ao todo, foram cumpridas 26 mandados judiciais em Goiás, Paraná, Santa Catarina e Brasília. A operação mobilizou 60 policiais federais e 11 auditores da Controladoria Geral da União em Goiás (CGU-GO). Betsaida O nome da operação é uma referência à cidade de Betsaida, geograficamente localizada ao norte do mar da Galileia, onde, segundo o Evangelho, Jesus Cristo realizou o milagre da multiplicação dos peixes, em alusão à magnitude do empreendimento, cuja capacidade de processamento de peixes excede em muito toda a atual produção de pescado do Estado.

Romanelli e prefeitos discutem Começam as convenções projetos para o Norte Pioneiro partidárias em Quatiguá Da Redação

Deputado Romanelli e secretário Rossoni recebem prefeito Sérgio Kronéis, de São José da Boa Vista Da Assessoria

Prefeitos de oito municípios da região do Norte Pioneiro estiveram na terça (14), na Casa Civil do Governo do Paraná, em Curitiba. As audiências, individuais, foram organizadas pelo líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB), com a presença do secretário da Casa Civil, Valdir Rossoni. Durante os encontros, os prefeitos puderam solicitar obras e serviços prioritários nas mais diversas áreas de atendimento à população. A saúde é a principal demanda da população, seguida por

obras de infraestrutura. A Casa Civil é a secretaria responsável pela coordenação de todos os projetos do governo estadual. “É a primeira vez que isso acontece, mas já temos outras audiência program a d a s p a r a a s próx i m a semana. É fundamental essa conversa frente a frente com os prefeitos, pois eles são a ponta da administração pública que recebe as demandas diretamente da população”, disse o deputado Romanelli. Para o prefeito Sérgio Kronéis, de São Jos é da Boa Vista, a parceria com o governo do estado é fundamental no início dos man-

datos. “Com o início do ano em um ano de crise, queda na arrecadação e início de mandato, mesmo no caso de prefeitos reeleitos como eu, é fundamental manter parcerias para obras e serviços funcionarem bem”, destacou. A l é m d e S é rg i o, p articiparam os prefeitos Edimar Santos (Santa Cecília do Pavão), Carlinhos Tamu r a ( Ur aí ) , D arl e ne do Prado Moreira (R anc h o A l e g r e ) , Z é Va r e t a (Prefeito em exercício de Quatiguá), Alexandre Basso (Nova América da C olina), Acácio S ecci (Assaí) e Gimerson de Jesus (Sapopema).

Marcada para o dia 2 de abril, a eleição suplementar em Quatiguá começa a movimentar o meio político. Até sexta-feira, os partidos têm que realizar suas convenções para que na próxima semana, registrem no Cartório Eleitoral, a chapa contendo os candidatos a prefeitos e vices. A coligação que reúne o PMDB, PTB, PSB, PDT, PNB, PV, PR, PMN, e PTN, e que tem o apoio do candidato a prefeito que teve o registro impugnado, Efraim Bueno de Moraes (PMDB), foi marcada para a noite de hoje, na Câmara Municipal de Vereadores. Já a coligação que tem o ex-prefeito Fernando Dolenz (PSDB) como pré-candidato a prefeito assumido, está marcada para sexta-feira, mas ainda não tem local de-

finido. A coligação reúne os partidos PSDB, DEM, PROS, PTS, PSD, PSC, PFL, PSDC, e PR. Especulações na cidade afirmam que Efraim Bueno deve lançar sua filha Adelita, mas também devem disputar a vaga para prefeito o vereador Chrystian Coser, o prefeito interino, Josué Pádua Melo, o Zé Vareta, e Carlinhos Tramontin, candidato a vice de Efraim nas eleições de outubro de 2016. Já na chapa do ex-prefeito, Fernando Dolenz, a maior discussão fica por conta do candidato a vice. O meio político aponta o nome da vereadora Leila Salvi, que inclusive já foi presidente da Câmara na época em que Dolenz foi afastado pela Justiça. Leila foi uma das responsáveis pelas denúncias contra o então prefeito e as-

sumiu o seu lugar durante o afastamento. Ainda não estão descartadas outras dobradinhas, como a de Dolenz com o ex-candidato Ariovaldo Robles, o Arião, e com o ex-funcionário da Secretaria Estadual da Saúde, Esmael Carvalho. Segundo informações não oficiais, Fernando Dolenz conseguiu levar para o seu grupo a maioria dos candidatos a prefeito das eleições do ano passado. Até o momento, o único consenso é o nome dele para prefeito. Tudo indica que a confusão vai ficar para a escolha do vice. A reportagem da Tribuna do Vale tentou uma versão oficial através de Chrystian Coser e do ex-prefeito Fernando Dolenz, mas nenhum confirmou as informações. Ambos disseram que tudo depende do resultado das convenções.


A-6 Geral

TRIBUNA DO VALE

Quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Segunda parcela do IPVA 2017 vence na semana antes do Carnaval

Antônio de Picolli

VEÍCULOS Quem não pagar o imposto nos prazos definidos pela legislação terão multa de até 10% Da Agência Estadual

A Secretaria da Fazenda do Paraná alerta que a segunda parcela do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) vence na semana que antecede o Carnaval, entre 20 e 24 de fevereiro, de acordo com o último número da placa. Na correspondência enviada pela S ecretaria da Fazenda já consta o boleto para o pagamento da segunda parcela em qualquer instituição bancária. Uma nova correspondência será enviada nos próximos dias com os dados da terceira parcela, que deve ser quitada entre 20 e 24 de março. Os contribuintes que não pagaram a primeira parcela do IPVA e estão inadimplentes devem obter o bo-

leto com os valores atualizados no site da Secretaria da Fazenda (www.fazenda. pr.gov.br). Na consulta é preciso informar o número do Renavam do veículo. O pagamento poderá ser feito usando somente o número do Renavam, nos bancos credenciados - Banco do Brasil, Bancoob, Bradesco, Itaú, Rendimento e Sicredi. Outra opção restrita aos bancos conveniados é a GR-PR (Guia de Recolhimento do Estado do Paraná), que está disponível no endereço www.fazenda.pr.gov.br. Contribuintes que possuam pendências relativas a o p a g a m e nt o d e I P VA serão inscritos no Cadin (Cadastro Informativo Estadual) e terão restrições no relacionamento com o governo, o que inclui o não recebimento de créditos e

Arrecadação do IPVA é dividida entre o Estado (50%) e o município de registro do veículo (50%).

prêmios do Programa Nota Paraná. Os que não pagarem o imposto nos prazos definidos pela legislação terão multa de até 10% e os valores sofrerão acréscimo de juros. Os veículos que estiverem com débitos do IPVA não receberão o licenciamento anual emitido p elo D et ran/PR e f ic am

impedidos de transitar nas vias públicas, sob risco de re te nç ã o e apl i c a ç ã o d e multas pelas autoridades de trânsito. A inadimplência também impede a transferência de propriedade do veículo e insere o contribuinte na condição de de ve dor de tributos, restringindo a obtenção de Certidão Negativa

de Débitos Tributários. Metade para os municípios O IPVA é de competência estadual, mas toda a arrecadação desse imposto é dividida entre o Estado (50%) e o município de registro do veículo (50%). No Estado, os recursos são aplicados prioritariamente nas áreas de educação, saúde e

segurança pública. O Paraná p ossui 4,36 milhões de veículos tributados e 2,48 milhões não tributados. A frota de veículos tributada no Estado em 2017 teve redução de 0,55%, enquanto a de não tributados teve crescimento de 10,41%, em razão de ano de fabricação ou de isenções legais.

ECONOMIA

IPARDES

Horário de Verão termina neste fim de semana

No Paraná, cresce número de empresas exportadoras

Antônio de Picolli

Divulgação

À zero hora de domingo, os relógios de dez estados devem ser atrasados em uma hora Da Agência Estadual

O Horário de Verão termina neste fim de semana, fazendo com que o sábado (18) tenha duas meias-noites. À zero hora de domingo, os relógios de dez estados das regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e do Distrito Federal devem ser atrasados em uma hora, voltando a marcar 23 horas. No sistema elétrico operado pela Copel no Paraná, os quatro meses de vigência do Horário de Verão registraram uma redução média de 4,5% na demanda de energia nos fins de tarde, retirando do sistema elétrico 200 MW (megawatts) de potência entre 19 e 22 horas. Tal alívio equivale a desligar, no

horário de ponta, uma cidade como Maringá, de 391 mil habitantes. Amenizado Os dias mais longos do verão possibilitam antecipar a rotina da população – adiantando seus relógios em uma hora – nas regiões do País com grande diferença de luminosidade diurna entre os meses mais quentes e os mais frios. Assim, deixa de coincidir com o consumo da indústria, do comércio e das residências o acionamento automático da iluminação pública. Este descolamento alivia, assim, as condições de operação do sistema elétrico em um dos períodos de maior demanda, entre 18 e 21 horas. “Ao evitar a sobreposição

da demanda máxima das diferentes categorias de usuários, esse artifício ameniza a exigência sobre instalações como usinas, subestações e linhas de transmissão em momentos de grande demanda simultânea, garantindo mais segurança operacional e confiabilidade ao funcionamento de todo o sistema elétrico”, esclarece o engenheiro Nelson Cuquel, do Centro de Operação do Sistema Elétrico da Copel. Além do alívio para a operação do sistema elétrico no fim do dia, o menor consumo simultâneo de energia no horário também evita o acionamento de usinas térmicas emergenciais, de operação cara e poluente, para garantir o suprimento de energia no horário.

Danniel Salomão, diretor e fundador da Novelty: exportações podem chegar a 40% Da Agência Estadual

Com a recessão no Brasil, as empresas se voltaram para o mercado externo em 2016. O número de companhias exportadoras somou 2.323 no Paraná, 5,8% mais do que das 2.196 registradas em 2015. Os dados são d e u m l e v ant ame nto d o Inst ituto Par ana e ns e d e Desenvolvimento Econômico Social (Ipardes) com base nos dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio. O movimento foi puxado pelos pequenos e pelos grandes exportadores. O número de empresas com vendas acima de US$ 100 milhões teve crescimento de 21%, passou de 33 para 40. As comp an hi as com embarques de até US$ 1 milhão passaram de 1.575 p ara 1.704 ent re 2015 e 2016, avanço de 8,2%. Com o dólar mais favorável e a recessão interna, a saída das empresas foi

a b r i r m e r c a d o e x t e r n o, de acordo com Julio Suzuki Júnior, presidente do Ipardes. “É um movimento tanto das pequenas quanto d a s g r an d e s e mpre s a s e de todos os setores. Um dado importante é que as pequenas exportadoras também são as que geram, proporcionalmente, mais empregos. Ou seja, as exportações ajudaram também a amenizar os efeitos da crise sobre o mercado de trabalho”, diz. Pequenos O número de exportadores de p e queno p or te vêm aumentando no Paraná nos últimos anos. O volume de empresas com exportações de até US$ 1 milhão cresceu 25,5% entre 2010 e 2016, passando de 1.358 para 1.704. Fabricante de adesivos p ar a e mb a l age ns p ar a a i n dú s t r i a , c om s e d e e m Curitiba, a Novelty Partners é um exemplo dessa tendência. “A solução para contornar a retração no Brasil tem sido buscar o

mercado externo. Já exportamos para Argentina, Paraguai e Uruguai e agora nos prep aramos p ara e nt r ar n a E s p an h a e n a França”, diz Danniel Salomão, diretor e fundador da empresa. A Novelty produz um adesivo antiderrapante para embalagens da indústria. Com as fábricas reduzindo a produção na crise, a empresa sentiu a queda nas encomendas dos seus produtos. “Hoje 25% do nosso f atu r ame nto j á ve m d as exportações. É uma forma de reduzir a dependência do mercado interno e se sair melhor em períodos de crise”, diz Salomão. A empresa acaba de contratar um financiame nto ju nto à Fome nto Paraná para ap oiar suas novas ações no mercado externo. Com uma produção de cerca de 20 toneladas de adesivos por mês, a Novelty esp era que as exportações representem, dentro de alguns anos, até 40% do faturamento.


TRIBUNA DO VALE

Quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ EDITAL nº 033/2017 CONCURSO PÚBLICO EDITAL 01/2015 O Senhor ADALBERTO DE FREITAS AGUIAR, Prefeito Municipal de Barra do Jacaré – Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais e tendo em vista o dispositivo no artigo 37, inciso II da Constituição Federal. RESOLVE: TORNAR PÚBLICO a Ampliação de Vagas para o preenchimento de cargos do Concurso Público Edital 01/2015, para suprimento das vagas abaixo discriminadas, de acordo com a Lei Municipal 564/2015 em seu anexo I. Cargo Vagas Remuneração Carga Escolaridade Horária Professor Anexo III – Quadro de Promoção Vertical – Tabela de Nível médio ou equivalente 01 Vencimentos da Lei 374/2010. 20 com habilitação em magistério, e ou curso superior em pedagogia. Obs.: a ampliação de vaga cargo Professor se faz necessária devido o pedido de exoneração de um Professor do Quadro do Magistério. Município de Barra do Jacaré, 14 de fevereiro de 2017. ADALBERTO DE FREITAS AGUIAR - Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ PORTARIA Nº. 065, de 15 de fevereiro de 2017. SUMULA: Dispõe sobre convocação para exercício da função de JORNADA SUPLEMENTAR que abaixo especifica e dá outra providencias. O Prefeito Municipal de Barra do Jacaré, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais e conforme o art. 40§1º e 2º da Lei Municipal nº 374 de 06/10/2010, Plano de Carreira e Remuneração do Magistério Público Municipal de Barra do Jacaré: RESOLVE: Art. 1º - CONVOCAR a partir de 15/02/2017, a servidora, professora do Quadro Próprio do Magistério Municipal, Srª SONIA APARECIDA GALAN CARPANEJI, para prestar serviço em JORNADA SUPLEMENTAR, período da tarde (Pré III “A”) na Escola Municipal PIO XII, cumprindo as atribuições da função de docência estabelecidas no anexo I da Lei Municipal nº 374 de 06/10/2010. Art. 2º - Conceder a remuneração da ampliação da jornada, conforme art. 40§1º da Lei Municipal nº 374 de 06/10/2010. Art. 3º - A jornada suplementar acima referenciada, extingue-se automaticamente pelo decurso de seu prazo de exercício, tendo em vista sua natureza excepcional e quando cessada a razão determinante da convocação, conf. art. 41 e 42 I,II,III e IV. Art. 4º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Prefeitura Municipal de Barra do Jacaré, 15 de fevereiro de 2017. ADALBERTO DE FREITAS AGUIAR - Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ PORTARIA Nº. 066, de 15 de fevereiro de 2017. SUMULA: Dispõe sobre convocação para exercício da função de JORNADA SUPLEMENTAR que abaixo especifica e dá outra providencias. O Prefeito Municipal de Barra do Jacaré, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais e conforme o art. 40§1º e 2º da Lei Municipal nº 374 de 06/10/2010, Plano de Carreira e Remuneração do Magistério Público Municipal de Barra do Jacaré: RESOLVE: Art. 1º - CONVOCAR a partir de 15/02/2017, a servidora, professora do Quadro Próprio do Magistério Municipal, Srª LEONOR DE FREITAS AGUIAR DUTRA, para prestar serviço em JORNADA SUPLEMENTAR, período da tarde (Berçário/CMEI) no CMEI – Centro Municipal de Educação Infantil, cumprindo as atribuições da função de docência estabelecidas no anexo I da Lei Municipal nº 374 de 06/10/2010. Art. 2º - Conceder a remuneração da ampliação da jornada, conforme art. 40§1º da Lei Municipal nº 374 de 06/10/2010. Art. 3º - A jornada suplementar acima referenciada, extingue-se automaticamente pelo decurso de seu prazo de exercício, tendo em vista sua natureza excepcional e quando cessada a razão determinante da convocação, conf. art. 41 e 42 I,II,III e IV. Art. 4º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Prefeitura Municipal de Barra do Jacaré, 15 de fevereiro de 2017. ADALBERTO DE FREITAS AGUIAR Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ PORTARIA Nº. 067, de 15 de fevereiro de 2017. SUMULA: Dispõe sobre convocação para exercício da função de JORNADA SUPLEMENTAR que abaixo especifica e dá outra providencias. O Prefeito Municipal de Barra do Jacaré, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais e conforme o art. 40§1º e 2º da Lei Municipal nº 374 de 06/10/2010, Plano de Carreira e Remuneração do Magistério Público Municipal de Barra do Jacaré: RESOLVE: Art. 1º - CONVOCAR a partir de 15/02/2017, a servidora, professora do Quadro Próprio do Magistério Municipal, Srª ELZA APARECIDA PEREIRA DOS SANTOS, para prestar serviço em JORNADA SUPLEMENTAR, período da tarde (Pré II “A”) na Escola Municipal PIO XII, cumprindo as atribuições da função de docência estabelecidas no anexo I da Lei Municipal nº 374 de 06/10/2010. Art. 2º - Conceder a remuneração da ampliação da jornada, conforme art. 40§1º da Lei Municipal nº 374 de 06/10/2010. Art. 3º - A jornada suplementar acima referenciada, extingue-se automaticamente pelo decurso de seu prazo de exercício, tendo em vista sua natureza excepcional e quando cessada a razão determinante da convocação, conf. art. 41 e 42 I,II,III e IV. Art. 4º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Prefeitura Municipal de Barra do Jacaré, 15 de fevereiro de 2017. ADALBERTO DE FREITAS AGUIAR - Prefeito Municipal

Atas & Editais A-7 SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMÉRCIO DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA EDITAL REFERENTE À CONTRIBUIÇÃO SINDICAL A FEDERAÇÃO DOS EMPREGADOS NO COMÉRCIO DO ESTADO DO PARANÁ e o SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMÉRCIO DE SANTO ANTÔNIO DA PLATINA comunicam aos senhores empresários do comércio das cidades de, Abatiá, Conselheiro Mairinck, Curiúva, Figueira, Guapirama, Ibaiti, Jaboti, Japira, Joaquim Távora, Jundiaí do Sul, Pinhalão, Quatiguá, Ribeirão do Pinhal, Salto do Itararé, Santana do Itararé, Santo Antônio da Platina, São José da Boa Vista, Sapopema, Siqueira Campos, Tomazina e Wenceslau Braz. a obrigação de descontar da folha de pagamento de seus empregados relativa ao mês de MARÇO de 2017 a CONTRIBUIÇÃO SINDICAL devida pelos empregados, correspondente a um dia da respectiva remuneração, e recolhê-la em estabelecimento bancário, em conta específica do Sindicato obreiro, até o dia 28 de abril de 2017, conforme o disposto nos artigos 578 a 610 da Consolidação das Leis do Trabalho. Para maior esclarecimento, permanecemos à disposição. Atenciosamente Milton de Souza Coelho - Presidente CÂMARA MUNICIPAL DE JACAREZINHO AVISO DE LICITAÇÃO Nº 2/2017 Em cumprimento ao artigo 21 da Lei nº 8.666/93: Objeto: Constitui objeto da presente Licitação a contratação de emissora de rádio para transmissão das atividades institucionais do Poder Legislativo de Jacarezinho, em especial a transmissão das sessões ordinárias, divulgação de audiências públicas e informações de caráter oficial, educativo, informativo e de orientação social, nas condições fixadas neste instrumento convocatório, conforme especificado no Anexo I da Carta Convite. Modalidade: Convite nº 1/2017 – Processo Licitatório 13/2017. Cadastro Prévio: Até às 16h30min do dia 21 de fevereiro de 2017. Entrega dos Envelopes: Até às 8h30min do dia 22 de fevereiro de 2017. Abertura dos Envelopes: A partir das 8h45 do dia 22 de fevereiro de 2017. Local: Câmara Municipal de Jacarezinho – Rua Coronel Baptista, 335, 1º andar – Centro, Jacarezinho PR. Informações Complementares: Demais informações encontram-se à disposição dos interessados junto à Comissão Permanente de Licitações, na Secretaria da Câmara Municipal, no site http://www.jacarezinho.pr.leg. br/ e também poderá ser solicitado por meio do telefone (43) 3527 1919 ou pelo e-mail compras.licitacao@ cmj.pr.gov.br. Jacarezinho/PR, 15 de fevereiro de 2017. RODOLFO VENÂNCIO DA SILVA - Presidente da Comissão Permanente de Licitações SÚMULA DE RECEBIMENTO DE LICENÇA PRÉVIA E REQUERIMENTO DE LICENÇA DE INSTALAÇÃO AJBM COMÉRCIO DE COMBUSTÍVEL EIRELI, inscrita no CNPJ 24.930.233/0001-51, torna público que recebeu do IAP (Instituto Ambiental do Paraná) a Licença Prévia nº 41.493, válida até 01/08/2018 e requer a Licença de Instalação, para a atividade de comércio de combustível, localizado na Av. Gov. Paulo Cruz Pimentel, 1310 Centro, no município de Ibaiti/PR. Ibaiti, 15 de fevereiro de 2017 PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ – ESTADO DO PARANÁ AVISO DE LICITAÇÃO MODALIDADE:TOMADA DE PREÇOS 03/2017, menor preço por item. SÍNTESE DO OBJETO: AQUISIÇÃO DE DOIS VEÍCULOS ONIBUS RODOVIARIOS USADOS, conforme especificações contidas no anexo I, deste edital. VALOR MÁXIMO: O valor total máximo da licitação é de R$. 103.132,00 (CENTO E TRÊS MIL E CENTO E TRINTA E DOIS REAIS) DATA DE ABERTURA DO EDITAL: 15/02/2017. DATA DE APRESENTAÇÃO DOS ENVELOPES:07/03/2017. DATA DA SESSÃO DE JULGAMENTO: 07/03/2017 às 14h00min O edital e seus anexos poderão ser retirados no setor de licitações da Prefeitura Municipal de Barra do Jacaré, sito a Rua Rui Barbosa, nº 96, Bairro Centro, no site da Prefeitura Municipal de Barra do Jacaré www. barradojacare.pr.gov.br ou através do email pmbj@uol.com.br, mais informações pelo Fone/Fax (43) 3537-1212. Prefeitura Municipal de Barra do Jacaré, em 15 de fevereiro de 2017. Helder Henrique Ferreira Moreno PRESIDENTE/Portaria016/2017 Sindicato Rural de Ribeirão do Pinhal

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ

EDITAL DE RESULTADO DE ELEIÇÃO

PORTARIA Nº 068 DE 15 DE FEVEREIRO DE 2017 SÚMULA: Cede a servidora Pública CLAUDIMARI BUENO DE GODOI MOURA a APAE do município de Andirá - PR. ADABLBERTO DE FREITAS AGUIAR, Prefeito Municipal de Barra do Jacaré, Estado do Paraná, no uso das atribuições que lhe são conferidas por Lei, e CONSIDERANDO ofício nº 006/2017 de 09/01/2017 da Sr Antonio Roberto da Cunha, Presidente da APAE - Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – Escola Raio de Luz (Educação Infantil e Ensino Fundamental, na Modalidade Educação Especial) do município de Andirá – PR. RESOLVE: Art. 1º - Fica cedida a Servidora Pública Municipal Srª CLAUDIMARI BUENO DE GODOI MOURA, ocupante do cargo de Professora, pertencente ao Quadro Permanente do Magistério Público desta municipalidade, nascida em 01/03/1971, portadora de cédula de identidade RG nº 4.344.991-5 SSP/PR e inscrita no CPF nº 808.229.759-04, para a referida APAE do município de Andirá – PR, a partir de 15 de fevereiro de 2017. Art. 2º - A obrigação pelo pagamento da remuneração da servidora cedida será da Prefeitura Municipal de Barra do Jacaré – PR. Art. 3º - A presente cessão durará enquanto permanecer a referida servidora vinculada a APE de Andirá PR, prestando serviços aquela instituição, devendo ser comprovado anualmente, a cada início de exercício, a manutenção do efetivo vínculo ensejador da presente cessão, mediante ofício a ser encaminhado pelo responsável, sob pena de revogação desta. Art. 4º - A presente portaria entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário Prefeitura Municipal de Barra do Jacaré, em 15 de fevereiro de 2017. ADALBERTO DE FREITAS AGUIAR

Em eleição realizada no dia 10/02/2017, este Sindicato Rural, em conformidade com o artigo 532 – Parágrafo 2o da CLT e com o estatuto desta entidade, elegeu a chapa abaixo descrita, a qual dirigirá o Sindicato no período de 16/03/2017 a 15/03/2020.

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ PORTARIA Nº. 069, de 15 de fevereiro de 2017. SUMULA: Dispõe sobre convocação para exercício da função de JORNADA SUPLEMENTAR que abaixo especifica e dá outra providencias. O Prefeito Municipal de Barra do Jacaré, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais e conforme o art. 40§1º e 2º da Lei Municipal nº 374 de 06/10/2010, Plano de Carreira e Remuneração do Magistério Público Municipal de Barra do Jacaré: RESOLVE: Art. 1º - CONVOCAR a partir de 15/02/2017, o servidor, professor do Quadro Próprio do Magistério Municipal, Sr FABIO HENRIQUE FERRARI GAIOTO, para prestar serviço em JORNADA SUPLEMENTAR, período da tarde (durante o Ano Letivo de 15/02/2017à22/12/2017) na Escola Municipal PIO XII, cumprindo as atribuições da função de docência estabelecidas no anexo I da Lei Municipal nº 374 de 06/10/2010. Art. 2º - Conceder a remuneração da ampliação da jornada, conforme art. 40§1º da Lei Municipal nº 374 de 06/10/2010. Art. 3º - A jornada suplementar acima referenciada, extingue-se automaticamente pelo decurso de seu prazo de exercício, tendo em vista sua natureza excepcional e quando cessada a razão determinante da convocação, conf. art. 41 e 42 I,II,III e IV. Art. 4º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Prefeitura Municipal de Barra do Jacaré, 15 de fevereiro de 2017. ADALBERTO DE FREITAS AGUIAR - Prefeito Municipal PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ TERMO DE POSSE CONCURSO PÚBLICO EDITAL 01/2015 Aos quinze dias do mês de fevereiro de 2017, compareceu à este Departamento de Administração, da Prefeitura Municipal de Barra do Jacaré - PR, para tomar posse, a Srª. FABIANA LOPES DA SILVA, portadora de cédula de identidade RG nº 7.763.300-6 SESP/PR, nomeada nos termos da Portaria nº. 064 de 14/02/2017 publicada no jornal Tribuna do Vale/Edição 3298 de 15/02/2017 pág Atas&Editais A7, em virtude de aprovação (15ª colocada – Cargo de Professora) em Concurso Público, nos termos do Edital nº. 01/2015 de 06/10/2015, Homologado conforme Edital nº. 11/2016 de 12/02/2016, para exercer o Cargo de PROFESSORA, em jornada de trabalho de 40 horas semanais, convocada através do Edital nº 032/2017 de 06/02/2017. Declarou estar em dia com as exigências legais necessárias para assumir as responsabilidades do cargo, que não sofreu penalidades administrativas em outras funções públicas e de boa conduta. Prometeu ser fiel à causa pública, cumprir, fazer cumprir e observar as leis e regulamentos em vigor e a ser exata no cumprimento dos deveres do cargo que hoje assume. E, para constar, eu Valdir Garcia Gebim, lavrei o presente termo que vai assinado por mim, pelo Srº Prefeito Municipal e pela empossada. Barra do Jacaré, em 15 de fevereiro de 2017. ADALBERTO DE FREITAS AGUIAR - Prefeito Municipal Valdir Garcia Gebim Cargo Escriturário – Resp Deptº RH FABIANA LOPES DA SILVA - Servidora PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ DECRETO nº. 1052, DE 15 DE FEVEREIRO DE 2017. SÚMULA: Exonera Cargo em Comissão e dá outras providencias. O Prefeito Municipal de Barra do Jacaré, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais. RESOLVE: Art. 1º EXONERAR, a partir de 16/02/2017, o Sr MARCOS CESAR CAETANO PIMENTA, Cargo Comissionados (Assessor Jurídico), nomeado pela portaria nº 008 de 02/01/2017. Art. 2º - Este Decreto entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Prefeitura Municipal de Barra do Jacaré, 15 de janeiro de 2017. ADALBERTO DE FREITAS AGUIAR - Prefeito Municipal

Cargo Presidente 1° vice presidente 2º vice presidente Secretário Tesoureiro Suplentes de Diretoria

Nome do candidato Ciro Tadeu Alcântara CandidatoAntonio da Silveira Pinto Benedito Adenir Cândido Garcia Gilberto de Almeida Silva Francisco Wanderley Corrales Leonil Rodrigues de Oliveira André Ricardo Gatti Paiva Ayres Antoninho Gallina Ernesto Hauer Neto Antonio Cruz Cristina Maria Rego Hauer Conselho Fiscal Darci Amaro dos Santos João Antonio Gonçalves de Oliveira Luiz Rafael Guerra Suplentes de Conselho Fiscal Arealdo Martins Aroldo Karison Bordin Arthur Henrique Mezuran Santos Delegado Representante Ciro Tadeu Alcântara Suplentes de Delegado Representante Benedito Antonio da Silveira Pinto Adenir Cândido Garcia A contar da data da presente publicação fica aberto o prazo de 15 (quinze) dias para interposição de recurso Ribeirão do Pinhal, 14 fevereiro de 2017. _____________________ Ciro Tadeu Alcântara Presidente do Sindicato Rural de Ribeirão do Pinhal

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO PARANÁ. CARTÓRIO DA VARA CÍVEL E ANEXOS DA COMARCA DE RIBEIRÃO DO PINHAL. EDITAL DE CITAÇÃO. Prazo de 30 (trinta) dias. O Excelentíssimo Senhor Doutor Julio Cezar Vicentini, MM. Juiz de Direito desta Única Vara Cível da Comarca de Ribeirão do Pinhal, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais, etc... FAZ SABER a todos quantos este edital de citação, expedido nos autos de AÇÃO DE EXECUÇAO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL, autuados neste Juízo sob nº 000082551.2015.8.16.0145, em que figura como exequente COOPERATIVA DE CRÉDITO DE LIVRE ADMISSÃO PARANAPANEMA e como executados RAFAEL CUSTODIO LUIZ, inscrito no CPF nº 033.655.169-05 e R C LUIZ LANCHONETE ME, pessoa jurídica inscrita no CNPJ nº 13.305.094/0001-59, ambos atualmente em lugar incerto e não sabido, virem ou dele tomarem conhecimento, que pelo presente CITA os executados R C LUIZ LANCHONETE ME na pessoa de seu representante legal e RAFAEL CUSTODIO LUIZ, de todos os termos do processo, e para que no prazo de 03 (três) dias efetue o pagamento do débito exequendo (art. 652 CPC), no valor de R$ 23.691,55 (vinte e três mil, seiscentos e noventa e um reais e cinquenta e cinco centavos), e também para, querendo, opor embargos em 15 (quinze dias) (art. 738 CPC). Fixados honorários advocatícios a serem pagos pelo executado em 10% do valor da dívida (art. 652-A do CPC). Em caso de integral pagamento do débito executado no prazo acima assinalado, averba honorária ficará reduzida pela metade (art. 652-A, parágrafo único CPC). Não efetuado o pagamento no prazo acima indicado, como primeira medida serão bloqueados e penhorados ativos financeiros em favor do executado, através do sistema BacenJud. Não sendo localizados ativos bastantes à satisfação do débito, como segunda medida será procedida a penhora de tantos bens quantos bastem para a garantia do débito. E para que chegue ao conhecimento de todos os interessados e ninguém possa alegar ignorância expediu-se o presente edital, que será publicado na forma da Lei e afixado no átrio do Fórum, nesta cidade e Comarca de Ribeirão do Pinhal 09 de janeiro de 2017. Eu Estela Cristina dos Santos – Escrevente Autorizada pela Portaria 21/2016, que o digitei e subscrevo. Julio Cezar Vicentini. Juiz de Direito.


cmyb

A-8 Cidades

TRIBUNA DO VALE

Quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Fundação presidida por Requião Filho está entre as mais atuantes do Brasil

Divulgação

PARANÁCursos gratuitos formaram mais de quatro mil alunos, em 2016 Da Assessoria

Pelo quinto ano consecutivo, a Fundação Ulysses Guimarães do Paraná está no topo do ranking das filiais que mais formou alunos no Brasil! Somente nos últimos doze meses, a FUG formou 4 mil alunos, em mais de 60 turmas espalhadas pelo Estado. Para Requião Filho, isto é muito representativo. “Conseguimos uma atuação abrangente e importante, em todas as regiões. Também está disponível aqui para Santo Antônio da Platina. É um trabalho que me enche de orgulho, aberto a todos, com cursos gratuitos de formação política, dicção e oratória, captação de recursos públicos e até módulos específicos voltados para Gestores Públicos Municipais”. No comando da FUG no Paraná, desde o início de 2015, Requião Filho tem se destacado pela gestão dinâmica e pela ampliação na oferta e realização de cursos pelo Estado. Em entrevista esta semana, o deputado falou sobre este trabalho e ressaltou alguns pontos importantes. Os cursos são voltados apenas para políticos, filiados e militantes? Quem pode participar dos cursos?

Requião Filho: Os cursos são voltados para toda a população, respeitando a finalidade legal da fundação. Está aberto a todos, mas em especial, é importante que os gestores públicos, prefeitos, vereadores, assessores em geral, também frequentem os cursos. Toda atualização é importante, principalmente para a sociedade que passa a ter administradores e parlamentares mais qualificados e preparados. Conhecimento fundamental inclusive para o cidadão, aproximando-o de temas políticos e administrativos que ele não encontra em qualquer escola. É aquela informação essencial, que permite ao eleitor estar munido de conhecimento para cobrar o político eleito por ele. O fato do vereador ou do prefeito ser de outro partido traz algum impedimento? Requião Filho: Independentemente de qualquer vinculação partidária, para participar basta apenas se inscrever e aproveitar os conteúdos ofertados. De início, percebemos certa timidez por parte de alguns gestores, mas logo todos descobrem os inúmeros benefícios que podem ser alcançados. Muitos fecham grupos grandes de funcionários e assessores de prefeitu-

ras, por exemplo, o que traz resultados efetivos à gestão administrativa como um todo. As consequências são sempre positivas e imediatas! Que resultados você destacaria? Requião Filho: São vários, desde um funcionário que aprende a se expressar melhor em seu setor, depois do treinamento de dicção e oratória, ou ainda um gestor que aprende de fato como captar recursos públicos federais. Tudo isso traz resultados efetivos e a população está cansada de esperar. Muitas vezes, os prefeitos têm boas ideias, mas os recursos não chegam aos municípios por falta de conhecimento na formulação dos projetos. Quais os cursos disponíveis? Requião Filho: Neste momento, há destaque para o curso voltado aos Gestores Municipais, pois os novos prefeitos, vereadores e secretários precisam de todo apoio para iniciar seus mandatos. Mas são vários os cursos ofertados e a população pode e deve participar também, até porque é preciso entender a dinâmica e o trabalho de seus representantes, para poder cobrar depois o resultado do que foi prometido nas eleições.

O curso está aberto a todos! E são cursos reconhecidos? Requião Filho: Sim, são certificados pelo Ministério da Educação e contam como horas-aula extracurriculares, o que contribui em muito para a formação do estudante paranaense, que por ventura queira complementar seu aprendizado acadêmico. Ao final de cada curso, o aluno recebe um certificado com todas as informações necessárias para agregar ao currículo profissional. São todos presenciais? Requião Filho: No Paraná, além dos cursos tradicionais à distância oferecidos pela FUG Nacional, nossa equipe prima ofertar também cursos presenciais. Há disponibilização de material didático impresso. Em relação aos jovens, o senhor percebe o distanciamento da juventude da política? Como a Fundação lida com isto? Requião Filho: Fazer o jovem pensar a política é um grande desafio! Porém, não devemos subestima-los. Eles têm interesse, querem participar e devemos integrá-los desde cedo. Os jovens têm uma visão, muitas vezes, criativa e ideias ótimas para melhorar a situação da comunidade onde vivem. Mas

Requião Filho é presidente da Fundação Ulysses Guimarães

nem sempre são ouvidos. E não é isso o que queremos! Por isso, estamos oferendo formação de qualidade gratuita para todos. É preciso incentivar a argumentação e oferecer um conteúdo sério, dinâmico e responsável para que todos participem mais ativamente. E, por fim, como fazer para realizar as inscrições? Requião Filho: Os interessados, aqui de Santo Antônio da

Platina e dos municípios vizinhos, devem entrar em contato com nossos facilitadores. É só escrever um e-mail para fundacaoulyssespr@gmail.com e sugerir a formação de uma turma no município. Todos estão convidados! A lista completa de cursos e as informações sobre nossa atuação no Paraná estão no meu site – requiaofilho.com. br/fugpr. Você pode fazer a diferença. Participe!

W.BRAZ

Com mais professores e novo sistema de ensino, 1,9 mil alunos voltam às aulas Divulgação

Da Assessoria

Cerca de 1,9 mil alunos da Rede Municipal de Ensino de Wenceslau Braz voltaram às aulas ontem, 15, nas 10 escolas e creches da cidade. O início do ano letivo na cidade começa com algumas novidades importantes. Uma delas é a parceria com o sistema Positivo de ensino por meio da Editora Positivo. A outra, é a contratação de professores por meio do Processo Seletivo Simplificado. As mudanças têm como objetivo melhorar a qualidade da educação na rede municipal, já que a nota doÍndice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de Wenceslau Braz no ano passado foi uma das piores de toda a região. Através da parceria com o Positivo, os alunos da rede municipal terão acesso a apostilas e um completo material didático da editora, fornecido sem custo algum às crianças. Já o PSS teve a finalidade de contratar os profissionais mais qualificados, além de atender a demanda de pro-

Alunos se divertiram com apresentação do Palhaço Siricotico

fessores que a rede municipal necessitava. Foram selecionados 115 novos professores, que se juntaram aos que já atuavam com a missão de dar a oportunidade de um futuro melhor

aos estudantes do município. “A proposta desta gestão é de fazer uma revolução na nossa educação, e nós conseguiremos isso, contando com o apoio incondicional da prefeitura, das nossas equipes

pedagógicas e dos os alunos e seus familiares”, afirmou o secretário municipal de Educação, Juliano Monteiro. Diretores aprovam mudanças “Estou muito feliz, muito

satisfeita, porque pudemos aumentar nosso número de professores com o PSS e o sistema Positivo vão facilitar nossa vida. O material diversificado cativa as crianças”, comemora Sueli Rodrigues

Pinto, diretora da Escola Municipal Anselma Maluf Dabul, que tem aproximadamente 300 alunos divididos em 15 turmas. “O processo seletivo selecionou os professores mais capacitados, que têm pós-graduação e outros cursos, e conseqüentemente vai melhorar a qualidade do nosso ensino. O material desse ano é excelente e além disso ainda temos a reforma do espaço físico. Então são muitas melhorias para 2017”, destaca Aline Adriana do Prado, diretora da Escola Municipal Professora Cecília Meireles, atualmente com 405 alunos matriculados em 20 turmas. Roseli Pawak, diretora da Escola Municipal José R icha, p ens a d a mesma forma. “Eu estou impressionada com a dedicação dos professores. Os contratados pelo PSS estão mostrando um empenho muito grande e o material disponível é dos melhores. Acredito que será um ano de melhorias enormes na nossa rede municipal de ensino”, afirma a diretora. A Escola José Richa tem cerca de 200 alunos divididos em 12 turmas.

cyan magenta yellow black

3299  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you