Page 1

www.jornalterceiravia.com.br CAMPOS DOS GOYTACAZES, RIO DE JANEIRO • 18 A 24 DE JUNHO DE 2017

Nas bancas por R$ 1,50

NÚMERO 39

Bêbados e perigosos

Trânsito em Campos é um dos mais violentos do país e álcool potencializa o perigo Prefeitos da região revelam o que estão fazendo para sair da crise

Uma comunidade em área nobre é exemplo de superação

Fátima Pacheco e Carla Machado respectivamente prefeitas de Quissamã e de São João da Barra, falam como estão se virando para se livrar dos problemas deixados pelos antecessores. Em Macaé, o prefeito Aluízio, reeleito não produziu problemas para ele, mas eles acabaram aparecendo de qualquer maneira. Os gestores apelam para a criatividade e medidas polêmicas.

O Projeto Universidade Bairro começou com a intenção de unir a teoria, apresentada aos estudantes no interior das salas de aula, com a prática, vivenciada corpo-a-corpo, extramuros, de forma a conhecer problemas reais e encontrar soluções possíveis. A idealizadora, Beth Landim, tinha um desafio: instruir os alunos e, ao mesmo tempo, proporcionar melhor qualidade de vida.

Club Terceira Via

03

PÁGINA 05

06

Pintando um grande escultor

CANDIDÍASE: Como a alimentação pode combater ou prevenir? PÁGINA 4

Marcos Vinycios recebeu um elogio que mudou a sua vida

Com uma dívida de R$ 46 milhões o SESC do Rio jogou a toalha e demitiu 900 funcionários. A pergunta que vale a metade deste rombo é a seguinte : como fica o SESC de Campos? Coluna do Balbi

CAPA

O empresário Ronaldo Sobral, proprietário da livraria mais antiga do país, que na semana passada completou 173 anos, fala como tem virado as páginas de sua vida aos 70 mantendo a boa forma. 07

A Associação Vida e Amor, que se dedica a recuperação de dependentes químicos em Campos, trabalha com um corpo de voluntários em diversas áreas como esporte, terapia ocupacional e tratamento médico. 08


Anúncio_29cm_X_52cm_by_Wagner_Cortezini.pdf 1 07/06/2017 21:09:55

l a n o i c a N o i c r ó s n o C

a d n Ho

! o h n o s u e s o r a z i l a e r a ê c o v o d n a d u Aj

PLANO MASTER Previsão de até 7 contemplações mensais. Lance fixo de 15% em todos os planos. 72 MESES 80 MESES

LX MT

R$

588 ,48

R$

909 ,48

R$

492 ,06

60 MESES

LX AT

R$

1.395 ,63

60 MESES

EXL AT

R$

1.687 ,73

60 MESES

LX MT

R$

1.616 ,39

60 MESES

SPORT AT

R$

1.920 ,42

A Honda te ajuda a planejar com tranquilidade!!!

+

Planejando a troca do seu veículo usado: Seu usado

= Carta de Crédito

+

Planejando o primeiro carro do seu filho: Adolescente

Honda 0 Km

= Carta de Crédito

1º Honda

Minha escolha faz a diferença no trânsito www.planetah.com.br

/planetahcarros

Campos dos Goytacazes/RJ (22) 2739-6300 Avenida do Contorno

/planetahcarros

WhatsApp (22) 9 9844-3263

Planeta H Carros

* Imagens meramente ilustrativas. Condições referentes à tabela do Plano Master do Consórcio Nacional Honda. FIT LX MT, valor do bem base R$ 63.335,00 à vista ou em até 80 meses de R$ 492,06, referente ao crédito de 50% do valor do bem (R$ 31.668,00), 72 meses de R$ 588,48, referente ao crédito de 55% do valor do bem (R$ 34.834,00) e 72 meses de R$ 909,48, referente ao crédito de 85% do valor do bem (R$ 53.835,00). CITY LX AT, valor do bem base R$ 70.238,00 à vista . WR-V EXL AT, valor do bem base R$ 84.938,00 à vista. HR-V LX MT, valor do bem base R$ 81.345,00 à vista. CIVIC SPORT AT, valor do bem base R$ 96.645,00 à vista. Previsão de até sete contemplações desde que haja saldo no fundo comum de cada grupo. Taxa de administração de até 17%, fundo de reserva de 1,5%, seguro de vida prestamista e quebra de garantia inclusos. Condições e preços válidos para todos os Estados, vigente a partir de 21/03/2017. O valor das parcelas poderá ser reajustado sem aviso prévio, com base no valor do bem sugerido pela montadora. Para informações adicionais, procure um profissional de vendas na concessionária, ou acesse www.consorcionacionalhonda.com.br CAC (11) 2172-7007 / SAC 0800 722 2340


PÁGINA

03

18 A 24 DE JUNHO DE 2017

Política

Municípios estão se virando

O que os gestores estão fazendo para enfrentar os problemas deixados por seus antecessores Marcos Curvello Medidas adotadas nos últimos dias pelo prefeito de Campos, Rafael Diniz (PPS), como o reajuste da passagem social de R$ 1 para R$ 2, suspensão do Cheque Cidadão por 90 dias e fechamento do Restaurante Popular, geraram polêmica entre moradores da cidade. Mas, serviram, também, para lembrar que a crise que assola o país, e mais especialmente os municípios produtores de petróleo, ainda não acabou. Apesar do espasmo registrado pela economia nacional em abril, as contas de prefeituras de toda a região vêm precisando de ajustes para serem saneadas diante de quadros como o fechamento de postos de trabalho, diminuição na arrecadação própria e queda nos royalties e participações especiais. Como Campos, as Prefeituras de Macaé, Quissamã e São João da Barra optaram por cortar despesas de custeio, enxugar a estrutura e estender a mão à iniciativa privada para reduzir gastos, manter investimentos e gerar empregos. Macaé trabalha com R$ 500 milhões a menos em seus caixas. O orçamento, que era de R$ 2,4 bilhão em 2013, caiu para R$ 1,9 bilhão em 2017. Diante disso, o município, comandado pelo reeleito Dr. Aluízio (PMDB), “foca em otimizar recursos e pessoas”, garante a Prefeitura. “As ações de austeridade foram iniciadas em 2013, com a revisão de contratos e auditoria interna, extinção de cargos comissionados, adoção de biometria para efetivo controle da folha, entre outras (iniciativas). A aquisição de produto ou contratação de serviço para atender com eficiência sua finalidade e com o menor preço, a redução de salários e de espaços alugados, garantiram fôlego à máquina governamental para poder investir em obras para toda a população”, afirma nota enviada a O Jornal Terceira Via pela Secretaria Adjunta de Comunicação do município. Novas ações foram implementadas no final de 2016, quando “o Governo Municipal realizou uma reforma administrativa para enxugar a máquina governamental, mantendo investimentos em infraestrutura e os salários dos servidores em dia”. A exemplo de Campos, cuja situação é agravada pelos problemas constatados nas auditorias conduzidas pelas Comissões Especiais de Gestão Governamental e de Transparência nas contas do Governo Rosinha, a Prefeitura de São João da Barra afirma arcar com “inúmeras dívidas deixadas pela gestão anterior”, naquilo que qualifica, em nota, como “uma severa crise”. Entre as medidas adotadas pela prefeita Carla Machado (PP), “estão a redução em até 51,2% no quantitativo de contratos, cargos de comissionados e funções gratificadas e em aproximadamente 70% o custo com aluguéis”. Já Quissamã, “sofre as consequências de não ter se estruturado ao longo do tempo”. De acordo com contas da gestão da prefeita Fátima Pacheco (PTN), passaram pelos cofres do município mais de R$ 2,5 bilhões nos últimos 15 anos. Mas, sem um planejamento para tempos de arrecadação mais escassa, a cidade acumula uma dívida de R$ 95 milhões. Para contornar a crise, a Prefeitura de Quissamã tomou algumas medidas: “a renegociação de contratos existentes, parcelamento de dívidas, redução de 15% nos salários dos secretários, coordenadores e assessores, inclusive da prefeita e vice, adesão ao jornal oficial online – economia de R$700 mil reais/ano –, redução das horas extras e recadastramento de servidores que utilizam vale-transporte, sendo concedido somente a quem reside numa distância até 100 quilômetros”. INICIATIVA PRIVADA Nos três municípios, a iniciativa privada surgiu

de diferentes maneiras, como um parceiro para o momento da crise. E não apenas na abertura de novos postos de trabalho, mas também no custeio de eventos de grande porte, como em São João da Barra. De acordo com a prefeitura do município, a “experiência bem sucedida no verão e carnaval” viabilizou a criação de uma programação “capaz de atender os anseios do comércio formal e informal em seus diferentes segmentos, gerar empregos diretos e indiretos, movimentar setores como o imobiliário e de transportes e agradar o público de uma forma geral”. A economia, afirma a nota, chegou a “86% em relação a 2016”. Outro exemplo apontado pela prefeitura foi o “Festival Gastronômico”, que aconteceu em abril e movimentou “em quatro dias R$ 650 mil”. Em Quissamã, a prefeitura firmou uma parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) que “garante mais qualificação profissional para a população. O galpão que abrigou o polo de confecções, na entrada da cidade, está sendo adaptado para receber inúmeros cursos. A previsão é que sejam formados mais de 600 alunos em dois anos”. Macaé, por sua vez, optou por facilitar a vida de empresas e diminuir a burocracia para facilitar a abertura de postos de trabalho no município. A Comissão de Licenciamento Municipal foi instituída em maio desse ano, por meio da portaria 1.244/2017, para “dar agilidade aos processos de legalização das empresas no município. O objetivo é buscar condições para gerar emprego e, consequentemente, renda para a população. O grupo está buscando celeridade e eficiência nos processos de regulamentação das empresas, respeitando todas as normas legais”. Segundo a prefeitura, a Comissão conseguiu reduzir para até 60 dias o prazo de legalização de empreendimentos que ofereçam, no mínimo, 100 vagas de emprego no que se refere a questões ligadas à administração municipal. RESULTADOS Embora não seja possível dizer que a crise econômica é passado e que os municípios produtores de petróleo vivem um período de estabilidade, o cinto apertado começa a gerar frutos, garantem as Prefeituras, possibilitando renegociação de dívidas, retomadas de projetos e programas e manutenção da infraestrutura da rede pública municipal de Saúde e Educação. Macaé afirma já ter inaugurado “18 novas unidades de ensino desde 2013”. Outras conquistas são “a manutenção desde 2013 da passagem a R$ 1, investimento na universalização da atenção básica, com novas unidades da Estratégia Saúde da Família (ESF) e infraestrutura das escolas, com reformas”. São João da Barra afirma que “as medidas de contenção vêm dando resultados” e aponta o pagamento de parte das dívidas do município, incluindo salários atrasados de servidores, “como pagamento da segunda parcela do décimo terceiro salário e do mês de dezembro, referentes a 2016, o pagamento da primeira parcela do décimo terceiro de 2017, em 16 de junho, e pagamento da dívida de 2016 com o Fundo Próprio de Previdência”. A prefeitura destaca, ainda, ações na área da saúde, “que hoje dispõe, entre outros, dos serviços de maternidade e de cirurgias”. Por fim, a Prefeitura de Quissamã elenca a recuperação da frota guarda municipal e da Saúde, manutenção da rede de saneamento, abertura de oficinas culturais e reabertura do Destacamento de Policiamento Ostensivo (DPO) de Barra do Furado em parceria com o Governo do Estado. Destaca, ainda, a retomada de programas sociais, como de Renda Mínima e de Atendimento ao Idoso, “que estavam suspensos desde meados de 2016”, renegociação de dívida de mais de R$ 3 milhões com universidades, possibilitando o reingresso de alunos, e atenção aos pequenos produtores rurais, com a patrulha mecanizada e disponibilização de sementes e a manutenção de estradas vicinais.

Aluízio de Macaé não criou problemas para ele mesmo, mas acabaram aparecendo novos

Fátima prefeita de Quissamã e Carla Machado de São João da Barra com medidas criativas


PÁGINA

04

Opinião

18 A 24 DE JUNHO DE 2017

|Por um trânsito lúcido

Editorial Há uma semana a horrenda mistura de velocidade, imprudência, irresponsabilidade, ou seja, um coquetel que ainda por cima é potencializado pelo álcool, tirou a vida de uma jovem publicitária em uma das avenidas urbanas de Campos. Esse coquetel letal tem tingido o asfalto e as páginas dos jornais de vermelho, o que, como acontece nos cruzamentos do trânsito, deveria indicar um sinal de que é o momento de parar. Diante deste drama recorrente factual, repórteres do Terceira Via, com a veloci-

dade do bem, buscaram desenhar esse perigoso quadro e descobriram que Campos é uma das cidades brasileiras com o trânsito mais violento, onde mais se mata e por consequência onde mais se morre. Quando não deixa sequelas eternas. Há 10 anos um estudo acadêmico mostrou que Campos estava entre as 20 cidades brasileiras com maior índice de mortes no trânsito. E um dado salta aos olhos: era a única cidade não capital. Será que a situação melhorou ou piorou em uma década? Tudo leva a crer que pio-

No ralo

A semana deve começar com um grande alvoroço nos meios políticos. O epicentro seria o senador afastado Aécio Neves. O homem, ou melhor, o neto do homem, que poderia um dia presidir o país está indo para o ralo.

rou, pois a frota aumentou assim como o consumo de álcool. Ao mesmo tempo em que a fiscalização como os radares, câmaras e pardais, ferramentas inibidoras foram reduzidas na cidade. Mesmo com a Lei Seca, que joga pesado, motoristas, principalmente jovens, misturam álcool com velocidade e acabam adicionando sangue neste coquetel amargo. Algo tem que ser feito para frear tudo isso. Não bastasse o fato de Campos já figurar como a 19ª cidade mais violenta do mun-

Mudança de tom

Carnavalizou

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, decidiu reduzir a subvenção do carnaval carioca e comprou um barulho de bateria de escola de samba. Gastar dinheiro com carnaval em tempos bicudos é algo errado e desta forma acerta o gestor público. Mas o carnaval carioca é lucrativo, uma verdadeira indústria. Então, andam dizendo por aí que Crivella é ruim da cabeça ou doente do pé. De samba ele não gosta mesmo.

Lama branca

Existe uma argila em Campos a chamada argila branca que é disputada por fabricantes de cosméticos para as famosas máscaras de lama. Uma visita técnica foi feita em uma área da Baixada por gente que representa uma grande fábrica de cosméticos. Pode rolar um bom negócio.

Hand spinner

Das mais diversas cores e tamanhos, os hand spinner já chegou a Campos e são a nova sensação do público infantil — e não apenas dele. De crianças a idosos, o brinquedo que permite que o usuário faça diferentes movimentos é sucesso no mundo todo, e garante reduzir ansiedade, stress e até mesmo a melhorar a concentração. Apesar disso, um levantamento realizado pelo Inmetro identificou acidentes de consumo em outros países, envolvendo o produto. A recomendação do instituto é que o uso do brinquedo seja supervisionado por um adulto.

Moreno Fotobiografia

Chico Buarque será homenageado com uma fotobiografia. O compositor já deu o sinal verde para o livro, uma iniciativa do jornalista Augusto Lins em parceria com João Chipp. A obra deve trazer textos de Maria Bethânia e de Gal Costa. Fotógrafas como Cristina Granato, Thereza Eugênia e Vera Donato já estão sendo contatadas para colaborar com o projeto.

Já é saudade o jornalista Jorge Bastos Moreno, um dos últimos românticos gozadores das redações dos jornais brasileiros. Era uma figura extremamente carinhosa; amigo de todos. Um dos seus principais era o cantor e compositor Caetano Veloso, que tem um filho chamado exatamente Moreno, embora uma coisa nada tenha a ver com a outra. Segue bem Moreno.

Quebrou

Com uma dívida de R$ 46 milhões o SESC do Rio jogou a toalha e demitiu 900 funcionários. A pergunta que vale a metade deste rombo é a seguinte : como fica o SESC de Campos?

Razões para a volta do Monitor

Vitor Menezes Jornalista

O conceito de riqueza está associado à abundância. Entretanto, vivemos um cenário muito difícil de concentração de riquezas, aumento da miséria e eliminação de direitos. A raiz de nossos problemas precisa ser encarada com vigor. Um fato interessante na vida cotidiana do cidadão comum é sua relação com sua cidade. Usufruir dos equipamentos públicos, ter um sistema que faça fluir o transporte público e evite engarrafamentos, aproveitar os espaços culturais e as áreas de convivência e encontrar as pessoas amigas torna o dia a dia mais valoroso. Neste contexto, foi impactante a matéria de Gabeira na Globonews mostrando as mazelas do modelo extrativista das cidades petroleiras (hoje) falidas economicamente, financeiramente e o

www.jornalterceiravia.com.br

aparato de segurança incapaz de abafar o aprofundamento da crise sócia latentel. Nesse início de inverno de 2017, as cidades petroleiras do norte fluminense vivem tempos de brusca redução da oferta de serviços públicos oriunda de uma crise financeira e fiscal profunda. Isso exigirá um novo entendimento entre poder público e os moradores, tanto no meio urbano, quanto rural. A grande preocupação é, diante do conflito pela captura do escasso orçamento público, os segmentos mais vulneráveis e desorganizados paguem a conta do ajuste. Pensando especificamente a questão em Campos, um polo regional com meio milhão de habitantes, as contas fiscais do primeiro quadrimestre do ano revelam que os pontos mais vulneráveis da nova gestão na capital do açúcar e do

\ jornalterceiravia

Sistema de Comunicação Terceira Via CNPJ 15.205.202/0001-47

do em homicídios talvez, se fosse adicionada à estatística dos homicídios no trânsito, ela subisse vergonhosamente alguns degraus neste triste ranking. É um quadro desesperador que deveria ser debatido por toda sociedade, que está vulnerável em todos os aspectos. É preciso punir exemplarmente esse tipo de crime, pois quem bebe e dirige assume o risco de se tornar um homicida. Essa cidade de motoristas bêbados, velozes e perigosos precisa estar lúcida para debater esse problema.

petróleo estão (1) na baixíssima capacidade de financiar obras estruturais, ou até terminar as obras paralisadas com a necessária rapidez; (2)no contencioso com a Caixa Econômica em relação a "venda do futuro" e finalmente, (3) na conta de pessoal dos 20 mil servidores ativos da cidade que custaram 313,4 milhões até abril, ou seja, 62,4 por cento da receita corrente líquida, quando o limite constitucional é 54 por cento. Nesse contexto, os programas sociais estão sendo interrompidos, sem nenhuma reação dos vereadores, mas com grande mal estra na sociedade. Só um intenso debate com a sociedade organizada pode reverter essa situação que trava a atuação do poder público e limita a retomada do crescimento da atividade produtiva na cidade do norte fluminense.

Ranulfo Vidigal economista.

Os jornais impressos estão em declínio. O Monitor era uma empresa privada, sujeita às regras ferozes da concorrência. Os proprietários disseram que o jornal era economicamente inviável. O poder público, em tempos de escassez de recursos, tem prioridades muito mais urgentes. Então, por conta de que ainda são mobilizados esforços pelo retorno da publicação? Justamente por estar em declínio a circulação de jornais impressos, o Monitor Campista se tornaria cada vez mais raro. Quando a sua publicação foi “descontinuada”, em 2009, o jornal ocupava a condição de terceiro mais antigo do Brasil em circulação (desde 1834, quando Campos não tinha passado de Vila a Cidade). Estava atrás apenas do Diário de Pernambuco e do Jornal do Commercio. Atualmente, se voltar, o Monitor ocupará a segunda colocação, pois o Jornal do Commercio não mais existe. E está em nossas mãos fazer isso acontecer. Além de um serviço jornalístico atual, dinâmico em todas as plataformas, prestador de serviço para a sociedade, o jornal seria hoje a memória viva do processo de fazer um impresso, uma espécie de museu em movimento que teria potencial até turístico. Qualquer atividade que assume proteção histórica, tornando-se um patrimônio de uma determinada coletividade em uma época, deixa de ter status apenas privado. Ganha caráter público e justifica o aporte de recursos da esfera que o protege. No caso, o poder público municipal. Imaginemos (por uma terrível e ainda bem que nem de perto aventada hipótese) os proprietários da Livraria Ao Livro Verde, a mais antiga livraria do Brasil, decidisse fechá-la. Não é razoável acreditar que uma cidade do porte de Campos dos Goytacazes, orgulhosa desse patrimônio, poderia assumi-la? Seja pela articulação de um grupo privado, seja pelo envolvimento direto do poder público, ou seja por ambos? Somente um burocrata, sem o menor zelo com a memória local e com a preservação do patrimônio histórico, responderia que não, que o capitalismo é assim mesmo, empresas nascem, empresas morrem, independentemente do tempo que durem. Com o Monitor Campista essa supremacia da preservação sobre a tese da vulnerabilidade dos negócios também se aplica. Claro que nada é para sempre. Em condições severas, de tragédias ambientais, conflitos armados, anomia extrema, tudo pode virar pó. Países inteiros podem desaparecer. Mas, por mais que atravessemos uma recessão econômica, estamos longe, muito longe mesmo, de algo grave assim. Há plenas condições - e não muito dispendiosas, diga-se – de reparar o erro brutal do município que foi ter deixado o jornal interromper a sua circulação em 2009. Além disso, o jornal continuará a ter potencial publicitário, poderá ter receita, ser autossustentável ou até mesmo gerar lucro. É controversa a argumentação dos antigos donos, dos Diários Associados, de que o jornal não era viável economicamente. Não é o que diziam os gestores locais, que informalmente contavam até o oposto: mesmo após ter sido privado da publicação do Diário Oficial – o que fazia por cerca de um século -, o jornal se pagava, mas sua receita entrava em um bolo maior e se perdia para cobrir prejuízos de outras das inúmeras publicações do grupo País afora. Compreende-se a urgência de outros temas, as necessidades mais essenciais da população, a gravidade do momento. Mas me recuso a acreditar que Campos não tenha capital social para assumir também essa frente. No próximo artigo vou abordar como isso pode ser feito por meio de parcerias institucionais que garantam o funcionamento, a sustentabilidade e a independência editorial do jornal.

Expediente: Fundador Herbert Sidney Neves - Direção Executiva Martha Henriques - Diretor Geral Fábio Paes Diretor de Jornalismo Aloysio Balbi Chefes de Reportagem Girlane Rodrigues e Roberta Barcelos - Projeto Gráfico Estúdio Ideia Diagramação Liberato Verdile Jr. - Departamento Comercial (22) 2738-2700 Rua Gov. Theotonio Ferreira de Araújo, 36 - Centro - Campos dos Goytacazes - RJ


PÁGINA

05

18 A 24 DE JUNHO DE 2017

Especial

Com Alzheimer, pai do médico José Roberto Isaías Júnior, ainda não sabe que o filho morreu; mãe pressentiu o acidente

Colisão violenta aconteceu no último sábado na Arthur Bernardes

Um crime em trânsito O retrato cruel da irresponsabilidade que mata pessoas, desfigura famílias, deixa sequelas e assusta a cidade Laila Nunes/Patricia Barreto/Thiago Gomes “Quero que ele pague também na justiça dos homens, porque, da justiça divina, ninguém escapa. Que este acidente sirva de aprendizado para que este cidadão, na próxima vez, lembre da Marcelle quando for dirigir um carro após ter bebido”. O desabafo é de José Augusto Manhães Ferreira, pai da publicitária Marcelle Costa Ferreira, 28 anos, morta em um acidente de carro, no dia 10 de junho. O Sandero que Marcele dirigia, no qual estava seu filho de nove anos, foi atingido no cruzamento da Avenida Arthur Bernardes com Marcílio Martins, no bairro Alphaville pela caminhonete Hillux guiada pelo supervisor de produção Jhon Peter Aleixo Ferreira, de 30 anos. Mas não é de hoje que a violência faz parte do trânsito de Campos: uma pesquisa da Confederação Nacional de Municípios (CNI), divulgada ainda em dezembro de 2009, colocava a cidade entre as 12 do Brasil com o maior número de óbitos no trânsito. Neste ranking, se fossem consideradas somente as cidades que não são capitais, Campos assumiria a vice-liderança, perdendo só para Guarulhos, em São Paulo. O estudo técnico usou como base dados dos Departamentos Estaduais de Trânsito (Detran), Ministério da Saúde, seguro DPVAT e outros mecanismos ligados ao trânsito. As análises deste estudo mostram que a maior parte das vítimas fatais do trânsito no Brasil era de homens jovens. “Ainda é muito forte no Brasil uma cultura entre os homens jovens de conduzirem veículos sob o efeito de álcool e drogas, e em alta velocidade”, concluiu o estudo. De acordo com dados do Instituto de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro (ISP-RJ), de janeiro a abril de 2017, ocorreram 12 homicídios culposos (sem intenção) no trânsito de Campos, sendo nove registrados na 146ª Delegacia Legal (Guarus) e três na 134ª Delegacia Legal (Centro). Os dados de maio e junho ainda não haviam sido inseridos no sistema do órgão estadual até o fechamento desta matéria. Já em 2016, foram 91 homicídios culposos ocorridos no trânsito das ruas, avenidas e estradas que cortam Campos, sendo 45 na área e Guarus e 46 na do Centro. O psicólogo clínico do Sest-Senat, Sharlys Jardim, explica que, ao contrário do que a maioria pensa, o álcool não é uma droga estimulante, mas depressora. Na hora da ingestão das primeiras doses, há a sensação de bem-estar, prazer e até autoconfiança. No entanto, logo depois começam os outros efeitos: dificuldade de raciocínio, perda considerável dos reflexos, baixa na visão, sonolência e outros sintomas que transformam quem está ao volante em um potencial homicida. Para o profissional, que trabalha diariamente com motoristas, o álcool é um dos responsáveis por tornar o trânsito mais violento. “Não há dúvidas de que a combinação de álcool, drogas e direção aumenta as estatísticas de mortes no trânsito brasileiro”, pontuou o psicólogo. Relatos de um pai Para o pai da publicitária Marcelle, restou lidar com a dor da ausência e a preocupação com o neto Davi Ferreira de Oliveira, que continua internado no Hospital Dr. Beda. “Ela era uma ótima filha, mãe e profissional, agora nos resta cuidar dos que ficaram, como o meu neto de nove anos que estava no carro no momento do acidente”, disse José Augusto Ma-

nhães Ferreira. Segundo boletim médico, divulgado no último dia 13, Davi sofreu fratura em um dos braços e a equipe médica avaliava a possibilidade de uma cirurgia. Já no boletim de ocorrência do acidente, registrado na 134ª Delegacia Legal (Centro), policiais militares relataram que Jhon passou por exame de alcoolemia, que constatou 0,32 miligrama de álcool por litro de sangue (mg/l). No entanto, de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, só a partir de 0,34 mg/l que configura crime de embriaguez ao volante. Até o momento, Jhon está respondendo por homicídio culposo (sem intenção) pela morte de Marcelle e lesão corporal culposa (sem intenção) pelos ferimentos causados a Davi. O pressentimento de uma mãe O futuro promissor do menino pobre de Guarus, que tirou o primeiro lugar em uma das universidades mais conceituadas do Rio de Janeiro, acabou na BR-356 (Campos/São João da Barra). O apoio – financeiro e emocional – aos pais que sempre criaram os cinco filhos com muito sacrifício, também encerrou em meio às peças do carro que restaram da colisão. José Roberto Izaias foi vítima de um trânsito violento endossado pelo álcool. Segundo a Polícia, o segundo motorista envolvido no acidente estava embriagado. Em 2005, ele se envolveu no mesmo tipo de crime, também alcoolizado. Mas, não sofreu as penalidades diante da lentidão da Justiça. Dessa vez, a família de José Roberto Izaias Junior afirma que a justiça não vai deixar o suspeito impune. Em fevereiro de 2016, o médico oncologista morreu depois que um carro conduzido por um motorista embriagado invadiu a pista contrária. As irmãs Eveline e Érica também estavam no veículo com mais duas crianças. Entre elas, um bebê de um mês. José Roberto morava no Rio de Janeiro, desde 2004, quando foi aprovado para o curso de Medicina. Dona Nilza lembra com carinho do filho que “sempre trabalhou para dar o melhor para os pais”. “No dia do acidente, eu não sabia que o José Roberto estava em Campos. Mas, ele costumava chegar e ir direto para a casa da irmã (Eveline), por isso não estranhei. Passei de ônibus e o avistei com aquele sorriso largo, bonito, só que eu não senti alegria. Senti uma sensação ruim e fiquei assim o resto do dia. Já em casa, conversando com Deus, me perguntava por que estava sentindo aquilo, por que queriam tirar meu filho de mim e só conseguia pensar: ‘eu não aceito’. Eu não conseguia entender o porquê daquele sentimento ruim”, relata dona Nilza. No domingo de manhã, a notícia do acidente levou 'Quitute' — apelido carinhoso que José Roberto deu à mãe — para o pronto socorro. “Foi uma dor tão grande no peito que eu achava que remédio ia fazer passar. Mas, até hoje não passou. Faço exames com regularidade. Me cuido. Mas, essa dor no peito não passa desde aquele dia 20 de fevereiro”. O pai, o aposentado José Roberto, tem 95 anos, já sofreu quatro Acidentes Vasculares Cerebrais (AVC) e tem Alzheimer. “Ele não sabe da morte do filho, que apesar de ser o mais novo, foi o que recebeu o mesmo nome do pai. Eles tinham uma ligação forte. Ele pergunta pelo José Roberto

e digo que está trabalhando. Deixa ele pensar assim. Melhor do que morrer apaixonado”, afirma dona Nilza, que aponta o motorista alcoolizado envolvido no acidente como culpado. “Minhas filhas estavam no carro e afirmam que José Roberto não estava correndo. E eu cansei de viajar com ele e sei que era muito prudente. Eu acredito que terminou o tempo do meu filho na Terra. Mas, eu culpo o outro motorista, sim. Quero que a Justiça seja feita para que outra família, outra mãe, não sinta a dor que estou sentindo. Se a pessoa vê que não tem condições de dirigir, por que pega o carro? Para destruir vidas preciosas e cheias de sonho como foi o caso do meu filho?”, questiona. As irmãs Eveline e Érica sofreram ferimentos no abdome e fratura no fêmur, respectivamente No próximo dia 27 acontece a primeira audiência sobre o acidente. “Queremos Justiça. A morte do meu irmão não vai passar impune”, afirmaram as irmãs do médico.

Operação Lei Seca O número de motoristas que dirigem sob efeito do álcool ainda é elevado no Estado do Rio de Janeiro, mas esta estatística diminuiu desde a criação da Operação Lei Seca, há oito anos. Segundo dados do órgão, em todos estes anos, houve uma diminuição de 43% dos motoristas flagrados alcoolizados em blitze. De março de 2009 a março de 2017, mais de 2,4 milhões de motoristas foram abordados nas mais de 17 mil operações em todo o Estado. Destes, cerca de 167 mil apresentavam sinais de embriaguez e tiveram suas carteiras de habilitação recolhidas. O número de mortos no trânsito diminuiu 28% para cada 100 mil habitantes. Segundo divulgou a Procuradoria Geral da República, em maio de 2017, o Tribunal de Justiça autorizou a punição para motoristas que se recusam a fazer o teste de bafômetro. Com a decisão, os condutores não poderão alegar violação do direito. fundamental à não autoincriminação. Segundo a legislação de trânsito, quem é flagrado dirigindo sob a influência de álcool terá a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa por um ano e recolhida pagará multa de R$ 2.934,70, terá retenção do veículo até a apresentação de um condutor habilitado. Caso seja flagrado novamente, no período de até 12 meses, a multa será aplicada em dobro. De acordo com o Artigo 277 do Código de Trânsito Brasileiro, “todo condutor de veículo automotor, envolvido em acidente de trânsito ou que for alvo de fiscalização de trânsito, sob suspeita de dirigir sob a influência de álcool, será submetido a testes de alcoolemia, exames clínicos, perícia ou outro exame que, por meios técnicos ou científicos, em aparelhos homologados pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran)”.


PÁGINA PÁGINA

08 06

Saúde

18 A 24 DE JUNHO DE 2017

A fé no tratamento do câncer

Especialista avalia a influência da espiritualidade na qualidade de vida de pacientes oncológicos Fotos: Silvana Rust

Letícia Nunes O câncer é uma das principais causas de morte em todo o mundo. Trata-se de um conjunto de mais de 100 doenças com o crescimento desordenado de células agressivas que invadem os tecidos e órgãos e podem se espalhar para outras regiões do corpo. Por causa da rápida expansão, há a formação de tumores malignos. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a cada ano 8,2 milhões de pessoas morrem devido ao câncer e outros 32 milhões de pacientes convivem com ele. O tratamento dessas doenças é complexo e exaustivo e as chances de cura variam de acordo com o caso. Porém, há algo ao qual muitos indivíduos se sustentam ao descobrir que estão com câncer: a fé. Nessas horas, todo e qualquer apoio espiritual pode fazer a diferença. O oncologista, Daniel Matsuda, explica que além de ter a necessidade de tratar a doença ainda existem outras questões que envolvem o cuidado: a psicológica, a espiritual, a parte do humor e os medos do paciente, mas já existem estudos mostrando que há um impacto positivo na qualidade de vida de indivíduos que têm uma espiritualidade e que estão abertos para falar desse assunto com médico. O câncer ainda causa um impacto social na família, além de conflitos físicos e econômicos. É uma doença agressiva e em boa parte das vezes, os pacientes já estão em uma fase incurável. “A maioria das pessoas chega com dois tipos de sentimento: ansiedade e uma tendência à depressão, por conta do impacto que a notícia causa. A nossa função é entender quais são as demandas do paciente, porque existem diversos tipos de comportamento. Esses estudos, a maioria deles feitos nos Estados Unidos, avaliam que o conceito de fé se encaixa em duas partes: a religiosidade e a espiritualidade. A primeira está dentro da segunda. A pessoa que é espiritual, ela pode ser ou não religiosa e vice-versa. Já a espiritualidade, que é algo individual, tem muito a ver com a questão de transcendência, a visão que pessoa tem do mundo, do significado da vida e morte, do papel dela no mundo e o seu sentido. Isso pode ser ou não baseado em alguma religião, que é uma prática de crença em que a pessoa tem baseada em alguma comunidade. No caso do tratamento de doenças complexas, como o câncer, essa abordagem é chamada de cuidado espiritual", ressalta. Cuidado espiritual No cuidado espiritual, é preciso que o tratamento seja centralizado no paciente. Segundo o especialista, nesses casos a relação médico-paciente deve ser bem estabelecida, além de haver confiança entre ambos. Os resultados aparecem em forma de dedicação, bom humor, além de sensações físicas atenuadas. "A fé e a religião podem ter um impacto positivo. A pessoa

Daniel Matsuda defende o tratamento médico científico aliado a fé como fator importante para ajudar na cura

passa a ter esperança, a querer superar as dificuldades e se dedicar. Ela tolera melhor o tratamento e se compromete mais. Há uma mudança de humor e de estado de espírito. O paciente tem esperança e capacidade de entender e conversar sobre questões mais críticas e isso está relacionado com a qualidade vida. Ele se relaciona melhor com a família e a equipe médica. Há uma tendência de ser uma pessoa tranquila, menos questionadora e revoltada", acrescenta. O oncologista afirma que esse processo é construído a partir das necessidades do paciente. O médico vai orientar o tratamento, analisando o caso e oferecendo o ideal àquele indivíduo. Mas, essa qualidade de vida vai depender muito de questões particulares de cada pessoa. O lado

espiritual e o orgânico devem estar juntos, mas a dificuldade é haver uma abertura, que não costuma acontecer, devido à separação já estabelecida entre espiritualidade e medicina. "Existem casos que doenças metastáticas que são curadas, mas não são comuns. Quando o paciente tem fé, mas enfrenta a doença como um castigo, geralmente o tratamento é mais complicado. Enquanto isso, existem pessoas que tratam o câncer de forma equilibrada. Alguns não gostam de falar sobre o assunto, dizem que não acreditam, mas outros que estão mais abertos. Cada um tem uma forma de lidar com o problema, por isso a gente sempre tem que lembrar da palavra respeito e em segundo lugar, bom senso e sensibilidade", diz.

Recomeço Em Campos, o projeto Recomeço, do grupo IMNE, desde 2012 apoia pacientes com câncer de mama, oferecendo orientações em um ambiente mais agradável para o diálogo e a troca de experiências, com o objetivo principal de melhorar a autoestima dessas pessoas, trazendo benefícios ainda maiores para o tratamento da doença. Os encontros são semanais com reflexões, autoconhecimento, aconselhamento emocional, resgate da vontade de viver, reinserindo as pacientes no meio social. Coordenado pela psicóloga Ludmila Lang, o grupo Recomeço propicia acolhimento, confiança e respeito com a paciente oncológica através da troca de experiências e do compartilhamento de emoções e vivências.

Tania Gomes Pereira Moreira testemunha viva de que a fé pode vencer a morte "Acreditar confiando" Em 2011, a aposentada Tania Gomes Pereira Moreira, de 67 anos, descobriu que tinha um mixoma no átrio esquerdo, um tumor dentro do coração. Ela conta que em nenhum momento desanimou e que acreditava na possibilidade de cura, mesmo sendo remota. "Eu leio muito e já tinha visto algo relacionado àqueles pacientes que tem algum tipo de amparo espiritual. Eles suportavam melhor aquele momento difícil, crendo que nada é definitivo e que podem melhorar de alguma forma. O meu tumor tinha 7 centímetros e os médicos disseram que não tinham visto algo parecido, de alguém sobreviver depois de uma cirurgia daquelas, mas eu tive e até hoje tenho um amparo espiritual. Depois da intervenção cirúrgica, eu nunca mais senti nada", comenta. Dona Tania acredita que as pessoas colhem tudo aquilo que plantam e que o apoio dos médicos também foi importante para mantê-la tranquila. "Eu só não quis avisar a toda minha família, só os meus filhos sabiam do tumor. Meu receio de acontecer algo comigo era somente por causa dos meus netos, porque eu acho que eles ainda precisam de mim. Ainda sim, eu confiava que ia dar certo e o pensamento positivo é um grande aliado para a gente reestabelecer a cura. Acreditar confiando. A gente tem que acreditar que não estamos sós e que a fé muda a nossa vida", finaliza.


PÁGINA

07

18 A 24 DE JUNHO DE 2017

Empresário

Ronaldo Sobral

Sempre virando páginas

Ronaldo Sobral fala das dificuldades e do prazer de manter a livraria mais antiga do pais com 173 anos

Aloysio Balbi

Também falou sobre a relação da livraria com José Candido de Carvalho e também do encontro de intelectuais que batem ponto quase que diariamente no “Café João Sobral”. Afirma que a livraria não é dele e sim um patrimônio cultural dos campistas, lembrando que o jornalista Roberto Marinho escreveu que ela deveria ser tratada como um patrimônio do país, sendo um exemplo de resistência.

Fotos: Silvana Rust

Ele, segundo os amigos de infância, tinha tudo para dar errado. Quem apostou no improvável ganhou. Ronaldo Sobral um jovem rebelde como todos de sua geração se transformou em um empresário com a missão de cuidar de “Ao Livro Verde”, a livraria mais antiga do país, que no último dia 13, completou 173 anos. Nesta entrevista ele falou sobre a dedicação ao trabalho, a aventura de ter morado em um saveiro no Rio Paraíba e de como chegar bem fisicamente aos 70 anos.

O que o campista tem que entender é que a livraria não é minha. A livraria é de Campos, é um patrimônio cultural de Campos. Manter essa loja aberta com funcionários aqui com mais de 50 anos de casa não é uma tarefa fácil.

Apoiamos integralmente os escritores de Campos. Temos uma parte da livraria somente com títulos de escritores campistas. Achamos isso da maior importância.

Sua livraria acaba de receber mais uma homenagem pelos 173 anos, desta vez pela Câmara dos Vereadores de Campos. Você está colecionando homenagens? Primeiramente não sou eu que as mereço e sim a livraria pelo fato de ser a mais antiga do país. Mas posso dizer que a gente se sente muito honrado com isso. No mês passado houve homenagem também na Academia Brasileira de Letras, não? Não foi bem uma homenagem. A filha de José Candido de Carvalho lançou um livro inédito e eu tinha um postal do próprio escritor enviado de Lisboa para o meu pai, João Sobral, falando deste livro que ele não editou em vida. Estive na ABL e levei o postal no dia do lançamento do livro e houve um reconhecimento de todos. Mas antes teve outra? Há quase 10 anos, durante um Chá dos Imortais. Na verdade a gente queria homenagear a Academia pelos seus 100 anos e percebemos que a livraria era mais antiga do que a própria ABL. O resultado é que os papéis foram invertidos e a ABL acabou homenageando a livraria. E essa história de que a princesa Isabel assinou a Lei Áurea com uma pena comprada em “Ao Livro Verde?” É verdade isso? Isso foi um maluco gozador que, pelo fato de José do Patrocínio ser de Campos e ligado à princesa, inventou essa história. Quando eu falo para esse doido sobre isso ele me diz na maior cara de pau “Quem vai desmentir?”. Mas é uma brincadeira. A Livraria passou a ser ponto de encontro de intelectuais de Campos. Isso aconteceu naturalmente? Sim. Começou aos sábados e depois acabou ganhando os outros dias da semana. Era uma coisa natural principalmente depois que criamos o “Café João Sobral”. As pessoas iam comprar livros e se encontravam.

E quem são, os de carteirinha? São muitos e não gostaria de omitir nomes, mas vou citar dois que pode representar bem os demais: o juiz aposentado Edmundo Machado e nosso eterno imortal Fernando da Silveira. Tomam café e contam histórias? Essa combinação mesma. Tudo é muito engraçado. Eles comentam os fatos de outra maneira com um outro olhar, com a inteligência de cada um. O bom humor realmente impera nesses encontros.

É fato que já quiseram fazer um sistema de franquia da livraria? Sim. Um grupo de São Paulo. Não é uma ideia que foi sepultada, mas tenho que admitir que está parada. Isso não deixa de ser um orgulho pra gente.

Falando um pouco de Ronaldo Sobral. Você continua um atleta? Não olímpico (rsrs). Mas diariamente faço, ou quase sempre, o chamado zerão, do Paraíba, passando pela ponte da Lapa e pela General Dutra caminhando. E, quando posso, nado dois mil metros por dia. Não cheRonaldo, dizem que você foi um jovem que tinha ga a ser coisa de atleta. tudo para dar errado, mas acabou dando certo? Soube que você sente uma certa tristeza quando não Rsrs... A minha geração se notabilizou pela rebeldia, mas os tempos mudam, a vida muda e as pes- vê oficialmente a livraria no roteiro oficial da cidade? soas mudam. Existe muito exagero nisso. Assim como Parece que este problema foi resolvido, mas estávaa gente exagera com os outros. Posso resumir que hoje mos de fora até pouco tempo. O que o campista tem sou pai, avó. Creio que cheguei bem aos 70 anos e me que entender é que a livraria não é minha. A livraria é de Campos, é um patrimônio cultural de Campos. Mandedico integralmente à livraria. ter essa loja aberta com funcionários aqui com mais de Você chegou a morar em um saveiro no Rio Paraíba? 50 anos de casa não é uma tarefa fácil, principalmente Sim. Eu sempre gostei de náutica. Comprei esse saveiro neste momento de crise. e nele eu ia para Atafona e voltava. Como era um barco confortável com cozinha, quarto, acabei morando um Mas, pelo tempo que tem, a livraria viu todas as cripouco nele. Hoje prefiro o conforto, embora modesto, ses passar? Sim. Viu crises, viu guerras, tragédias, viu de tudo nesses 173 do meu apartamento. anos. Exatamente por isso que acho que é um patrimônio cultural forte de Campos, embora seja uma empresa privaE os escritores de Campos? Você sabe que temos uma preocupação imensa com da. Há quem diga que é um patrimônio cultural do país. isso. Apoiamos integralmente os escritores de Campos. Temos uma parte da livraria somente com títulos Quem disse, por exemplo? de escritores campistas. Achamos isso da maior im- O jornalista Roberto Marinho escreveu um editoportância. Duas coisas projetaram muito a livraria: a rial na primeira página do “O Globo” falando que idade, obviamente, e o fato do maior escritor de Cam- “Ao livro Verde”, que na época completava 150 pos, José Candido de Carvalho, ter ambientalizado o anos, era um exemplo de resistência. Esse artigo seu principal romance “O Coronel e o Lobisomem” na está aqui na parede, pendurado. Acho que define tudo. livraria, onde o coronel tinha o seu escritório.


PÁGINA

08

Campos

18 A 24 DE JUNHO DE 2017

Um vício pela vida e pelo amor

Associação que trata de dependentes químicos passa por dificuldades financeiras e pede ajuda à comunidade Taysa Assis

Fotos: Silvana Rust

Com 32 anos de atendimento a dependentes químicos na cidade, a Associação Vida e Amor pede a ajuda da população. Com um trabalho de fé e boa vontade, o local foi a primeira Instituição do município de Campos dos Goytacazes a tratar pessoas com vícios. Com três alqueires de terra e mais da metade do terreno abandonado, o local oferece pouca estrutura. Existem apenas dois alojamentos, escritório, refeitório, banheiros, cozinha e um anfiteatro para os vinte assistidos, além de não receber nenhuma verba dos governos Municipal, Estadual e Federal, o Vida e Amor se mantém com a ajuda de voluntários. “A nossa luta não é fácil, preciso de toda uma estrutura para manter este local que é tão especial. Eu acredito em milagres e para mim esta casa é um milagre de Deus. Hoje, na nossa cidade, não há um local totalmente apropriado para reabilitação. Nenhum oferece estrutura boa e condições perfeitas. Nós não temos profissionais qualificados e material humano suficiente para trabalhar. Seguimos com a ajuda de igrejas e a sociedade civil, com doação de alimentos, produtos de higiene e limpeza. Além de algumas famílias dos nossos inseridos, que por mês ajudam com o valor simbólico de R$ 300. – relata o coordenador do Vida e Amor, Claudio da Silva. Quando um dependente químico é inserido na associação, após uma triagem, ele permanece no local por um período de nove meses. Porém, Claudio deixa claro que a instituição não é uma prisão. As pessoas têm que querer estar. Ele ainda reforça que a Casa Vida e Amor, hoje, só recebe pessoas de sexo masculino, maiores de idade e com acompanhamento da família, que é a responsável. Para ajudar no tratamento dos dependentes químicos, a Associação conta também com a ajuda dos CAPS da nossa cidade (Centro de Atendimento Psicosocial), pela prefeitura. O trabalho feito nos centros de atendimento auxilia na recuperação dos internos. Além de profissionais de diversas áreas da saúde que amparam a Casa Vida e Amor com ações voluntárias de médicos, dentistas, oftalmo, entre outros. Os assistidos passam o dia praticando atividades como academia, fabricação de tijolos, jiu jitsu, palestras no templo, futebol e plantações. Quatro desses dependentes também participam do curso de qualificação para a comunidade, oferecido pelo Instituto Federal Fluminense (IFF). São oferecidos dois tipos de Claudio da Silva mescla espiritualidade e esporte para resgatar vidas cursos, os de eletricista e informática básica.

O coordenador, que está à frente da Associação há oito anos, conta o que o motiva a não fechar as portas da instituição. “Quando me apareceu esta oportunidade não sabia nada sobre dependente químico. Eu conheci um garoto que era viciado e ele me disse que eu não conhecia o poder das drogas. Fiquei abalado com aquela informação e percebi que deveria fazer a diferença. Senti uma voz falar ao meu coração dizendo do poder que transforma vidas, a partir daí eu passei a me dedicar ao Vida e Amor e percebi que era possível a salvação quando um dependente químico quer e tem vontade de ter uma nova vida. Este é o primeiro passo. Esta casa é o meu lar e não consigo me ver fazendo outra coisa a não ser ajudar essas pessoas. A nossa casa está aberta a doações. Sempre precisamos da mobilização de toda sociedade e do poder público para seguirmos em frente, a luta não é fácil, pelo contrário, a cada dia fica mais difícil, mas temos um Deus poderoso que nos ajuda, e isso nos faz seguir em frente”, declara o Coordenador da Associação Vida e Amor, Claudio da Silva.

Isabel Direito voluntária em um projeto inspirador Eu conheci o “Vida e Amor” através de uma mensagem de ajuda pelas redes sociais. Interessei-me e fui até o local e fiquei apavorada com a situação. Faltava muita coisa. Resolvi ajudar. Começamos pela cozinha e assim foram surgindo novas oportunidades, orientando com palavras, trazendo lanches. Estou na Associação todas as terças-feiras. Aqui, como diz a palavra, é amar ao próximo. E é dessa maneira, ajudando trazendo amor e carinho e, principalmente, uma palavra amiga. Eles falam que contam os dias para a minha chegada, mas quem sai satisfeita de lá sou eu. Eles que estão me ajudando a ver e compreender o mundo lá fora que não é tão complicado como a gente imagina. /// No Vida e Amor a gente sai transformada e o que eu quero é que eles sejam transformados”, relata a voluntária Isabel Direito.

Abrindo o Portal para transparência Novo serviço começou na semana passada na prefeitura Girlane Rodrigues A Prefeitura de Campos lançou, na última quarta-feira (14), o novo Portal da Transparência hospedado no site oficial do município e que pode ser acessado por qualquer cidadão. O objetivo é garantir fácil acesso às informações da gestão pública. A reforma do portal foi uma proposta de governo do prefeito Rafael Diniz que, quando vereador, criticava o antigo site. Segundo a prefeitura, o novo portal possui informações claras, precisas e atualizadas sobre as ações, parcerias e gestão dos recursos do município. Com um layout intuitivo, as informações são detalhadas, a linguagem é clara e de fácil acesso. Além disso, há links para auxilio na navegação que contribuem para o empoderamento dos cidadãos, além de oferecer dados abertos e acessibilidade para pessoas com necessidades especiais. Segundo o prefeito Rafael Diniz, “oferecer informações de relevância que municiem a atuação positiva da sociedade no desenvolvimento das estratégias e políticas públicas para o município é um compromisso do governo. Consta no novo Portal da Transparência, por exemplo, que a Companhia de Desenvolvimento do Município de Campos (Codemca) gastou R$751.853 com amplição e manutenção de cemitérios públicos e R$ mais de R$839 mil com apoio administrativo e gastos com pessoal também na Codenmca.

O secretário da Transparência e Controle, Felipe Quintanilha, explica que, além dos itens que atendem às exigências legais da Transparência, como relatório de despesas, receitas, servidores e execução orçamentária e gestão fiscal, o novo Portal da Transparência apresenta diversos outros dados como: PPA, LDO e LOA dos últimos 5 anos, diárias e passagens aéreas, programas sociais, apresentando seus objetivos e a lista atualizada de beneficiários mês a mês, balanços contábeis, termos de parcerias, arquivos na íntegra dos editais de licitação e contratos e todos os relatórios de auditoria elaborados pela Controladoria e Auditoria do município. Além disso, foi criado um canal de interação e compartilhamento com a sociedade, a Biblioteca Institucional. Ele lembra que também estão disponíveis links dos programas nacionais e internacionais voltados para a Transparência e o Controle Social, aderidos pelo município junto ao Governo Federal, Ministério Publico e Nações Unidas. “A Transparência Ativa do Município estará em constante desenvolvimento ao longo dos quatro anos de governo do prefeito Rafael Diniz. Buscaremos novas alternativas que estimulem e capacitem a população para a plena participação junto à administração pública , de forma proativa e propositiva”, afirma Felipe Quintanilha.

Rafael Diniz ao lado de Felipe Quintanilha deu o start no novo site


INSTITUTO MUNICIPAL DE TRANSITO E TRANSPORTE - IMTT EDITAL DE NOTIFICAÇÃO E LEILÃO O Instituto Municipal de Transito Transporte, através de seu Presidente, no exercício de suas atribuições legais, e com base na Lei Federal nº. 6575/78, que dispõe sobre o depósito e venda de veículos removidos, apreendidos e retidos, através dos serviços da MHA DOS SANTOS PARQUEAMENTO E REMOÇÕES DE VEÍCULOS LTDA – PÁTIO NORTE, empresa devidamente contratada para tais fins, FAZ SABER a todos que o presente Edital de Notificação e Leilão virem, ou dele conhecimento tiverem, especialmente aos proprietários e/ou possuidores a qualquer título dos veículos abaixo mencionados e que se encontram nos depósitos da referida empresa, localizados na Rua Dr. João Maria ou em Ururaí, que a falta de pagamento dos débitos relativos à IPVA’s e multas, no prazo de 30 dias, resultará na alienação, em público leilão no dia 27/07/2017 às 10 horas, na CDL- CÂMARA DE DIRIGENTES LOJISTAS DE CAMPOS DOS GOYTACAZES, Av. Sete de Setembro 274/280, Centro – Campos dos Goytacazes/RJ, pelo Leiloeiro Público Marco Aurélio Cândido, dos veículos automotivos abaixo relacionados, para pagamentos desses débitos, bem como ressarcimento das despesas de reboque, diárias (de estadia) e outros encargos, sendo o saldo restante do produto arrecadado, se houver, depositado em conta a favor do ex-proprietário, na forma da Lei e conforme Portaria PRES DETRAN nº 3.502/5, RESOLUÇÃO n° 331/09 do CONTRAN e RESOLUÇÕES 1.444 e 1.764 da SMTR. Caso os veículos não alcancem o valor da avaliação estipulada para venda em leilão, serão vendidos pelo maior lance alcançado. Os veículos que forem considerados irrecuperáveis serão vendidos como sucata e a respectiva baixa junto à Repartição de Trânsito será requerida logo após o leilão, conforme Decreto nº. 1305/94, que regulamenta a Lei Federal nº. 8.722/93. Ficando também aditado, para a mesma data, horário e local acima mencionado, todos os veículos constantes nos Editais publicados anteriormente no D.O.M., no Jornal O DIARIO e no Jornal FOLHA DA MANHÃ sendo novamente leiloados aqueles veículos não arrematados nas datas publicadas. As informações de cada lote seguem a ordem: placa, marca, ano de fabricação/modelo, número de chassis, município de emplacamento e proprietário, conforme determina a portaria do CONTRAN N° 331/09 de 14/08/09. 1-KZV2590, HONDA, 2005/2006, 9C2KC08106R026419, RIO DE JANEIRO/RJ, LUCAS DA ROSA PINTO; 2-MCA6141, REB-FACCHINI, 2002/2002, 9EL11GR032V006645, ARARUAMA/RJ, CONSTRUMEC DE SAQUAREMA MAT DE CONSTRUCAO LTDA ME; 3-KVN8474, VW, 2011/2011, 9532882WXBR167350, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, MUNIC DE CAMPOS DOS GOYTACAZES; 4-LLZ2739, VW, 2013/2014, 9532E82W2ER401901, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, MUNIC DE CAMPOS DOS GOYTACAZES; 5-LPH4945, HONDA, 2008/2008, 9C2KC08108R291195, SAO JOAO DA BARRA/RJ, MATEUS AZEVEDO MONTEIRO; 6-KZY6409, HONDA, 2006/2007, 9C2KC08107R013291, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, JOAO CARLOS PEREIRA BERNARDES; 7-KNT4114, YAMAHA, 2008/2008, 9C6KG026080003288, RIO DE JANEIRO/RJ, BANCO BRADESCO FINANCIAMENTOS S A; 8-KWO5105, YAMAHA, 2013/2014, 9C6KG0210E0062430, SAO FIDELIS/RJ, EDILSON MOTA GOMES, FIEL PADUA ADM DE CONSORCIO; 9-LKS5541, HONDA, 2008/2008, 9C2JC30708R665561, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, KLEBER DOS SANTOS ROSA; 10-LQL7884, BASHAN, 2011/2012, LHJXCBCD2C0303012, MACAE/RJ, CARMEN ZILDA AMARANTE DANIN; 11KRS0116, HONDA, 2004/2005, 9C2KC08105R008165, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, ALESSANDRO VICHI PESSANHA, RAFAEL SOUZA DA SILVA; 12-KYE1230, HONDA, 2008/2008, 9C2KC08108R108061, MACAE/RJ, PAULO CESAR DE OLIVEIRA; 13-KUN7412, HONDA, 2006/2006, 9C2KC08206R824409, RIO DE JANEIRO/RJ, JOSE ORLANDO FERREIRA; 14-LPF9733, HONDA, 2008/2008, 9C2JA04208R116941, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, ROSANA CANDIANO RANGEL; 15-HNV1772, HONDA, 2011/2011, 9C2JC4110BR438121, SAO JOAO NEPOMUCENO/MG, TARLEY LOPES DE FARIA REZENDE, BANCO BRADESCO FINANCIAMENTOS S/A; 16-MOY6004, HONDA, 1996/1996, 9C2JC250TTR031073, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, KEFERSON MOCO CAETANO, LUIS FERNANDO DE SOUZA CEREJA; 17-S.INF., DAFRA, 2013/2013, 95VJK3C8DDM003557, S.INF., SUPER VEICULOS LTDA; 18-LPD9782, YAMAHA, 2007/2008, 9C6KE090080027022, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, RODRIGO RANGEL AZEREDO, LIDIANE NASCIMENTO MACIEL; 19-LPR1073, HONDA, 2005/2005, 9C2KC08105R091174, RIO DE JANEIRO/RJ, SIDNEI INACIO DOS ANJOS, MARILEIDE DA SILVA OLIVEIRA; 20-LPF4520, HONDA, 2008/2008, 9C2KC08108R202531, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, PAN ARRENDAMENTO MERCANTIL S A, MARCO ANTONIO JULIAO BARRETO; 21-KNT7039, SUZUKI, 2008/2008, 9CDNF41LJ8M245849, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, BANCO FINASA BMC S A, BANCO BRADESCO FINANCIAMENTOS S A; 22-KRL1133, HONDA, 2008/2008, 9C2KC08508R066385, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, EVALDO PINHEIRO, ISAQUE DA SILVA CONSTANTINO; 23-S.INF., CHARMING, 2011/2012, LTEXCBLB2C3007792, S.INF., PRM ELETROMOVEIS LTDA; 24-LKK7806, HONDA, 2007/2007, 9C2JA04207R089825, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, LENY MAGO MILILA; 25-S.INF., SHINERAY, 2013/2014, LXYXCBL0XE0523562, S.INF., PRM ELETROMOVEIS LTDA; 26-LOZ4434, YAMAHA, 2007/2007, 9C6KE092070115333, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, ALEXSANDER GARANGAU RIBEIRO, LEO DE ASSIS FIGUEIREDO; 27-KWU2371, YAMAHA, 2009/2010, 9C6KE1220A0101531, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, ELSON DA SILVA PINTO JUNIOR; 28-S.INF., DAFRA, 2013/2014, 95VJK4F8DEM002748, S.INF., 2A MOTOS LTDA ME; 29-KRR0151, HONDA, 2005/2005, 9C2JC30705R059864, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, OSEIAS DEMENJOUR MENDES; 30-KYU0454, SUZUKI, 2006/2007, 9CDNF41LJ7M045376, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, BANCO FINASA S A; 31-KUS8448, GM, 1988/1988, 9BGTE11UJJC146853, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, ANA LUCIA MENDONCA VIANA, ZENILDO DO AMARAL COUTINHO; 32-MSH2672, VW, 2008/2009, 9BWAA05WX9P061171, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, BANCO BRADESCO FINANC SA, FABRICIO VIANA ALVES, MATHEUS RIBEIRO DE SOUZA; 33-LQE7514, KIA, 2011/2012, KNAJT814AC7364366, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, CATIANE FELIZARDO DA SILVA; 34-NJN4483, VW, 2010/2010, 9BWAA05U2AT237074, CAMPOS DOS GOYTACAZES/ RJ, JESSICA NEVES CAMACHO; 35-KQI3478, FIAT, 1996/1997, 9BD178016T0090940, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, ROBSON DE OLIVEIRA FERREIRA; 36-LJE6404, VW, 1990/1990, 9BWZZZ30ZLT076806, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, MARIA DA CONCEICAO ANGELO; 37-CPC2960, VW, 1999/1999, 9BWZZZ373XT061073, RIO DAS OSTRAS/RJ, JAIR DE ALBUQUERQUE SANTOS, BCO ITAUCARD SA; 38-KSB5935, VW, 1966/1966, B6323436, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, ELIZEU FERREIRA DE AZEREDO; 39-LAT9175, GM, 1995/1995, 9BGSE08XSSC677821, RIO DE JANEIRO/RJ, WANDICK LOBO NETO; 40-KST4466, FORD, 1990/1990, 9BFZZZ54ZLB101500, RIO DAS OSTRAS/RJ, LEIZI FARIA DE SOUZA, CRICIANO RANGEL RIBEIRO; 41-LAR6313, FIAT, 1989/1989, 9BD146000K3449797, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, LUIZ ALBERTO RIBEIRO DA SILVA, VERONICA GOMES DA CRUZ; 42-LNZ2397, FIAT, 2002/2002, 9BD18221422037702, PRESIDENTE KENNEDY/ES, VALBER BEYRUTH DE SOUZA; 43-HZF4335, GM, 1994/1995, 9BGJK69RSRB004925, CARIACICA/ES, BCO ITAULEASING SA; 44-LNI5586, GM, 2001/2001, 9BGJL19Y01B176657, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, PAULO OTAVIO MORAES FERREIRA, GABRIEL DA SILVA SILVEIRA AZEVEDO; 45-JDT8713, VW, 1994/1994, 9BWZZZ30ZRT015158, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, ADILSON GOUVEIA FERRAO; 46-KUM3398, FORD, 1984/1984, 9BFBXXLBABEC54615, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, ARNON BENSE SOARES; 47-KNR6775, VW, 1999/2000, 9BWZZZ373YT098919, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, ROSIMERE GOMES MANHAES RANGEL, CARLOS JORGE ERNESTO; 48-LHC7825, GM, 1985/1986, 9BG5TE11UGC124594, RIO DE JANEIRO/RJ, ABEL ESTEVES; 49-MQX4109, HONDA, 2006/2007, 93HGD38807Z103288, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, JACQUELINE CHAGAS; 50-KQO2966, FIAT, 1996/1996, 9BD146107T5801325, PINHEIRAL/RJ, CARLOS AUGUSTO GONCALVES, RODRIGO KOZLOWASKI; 51-LSP3596, VW, 2010/2011, 9BWAA05W8BP065578, RIO DAS OSTRAS/RJ, CARMEN LUCIA CONCEICAO DO NASCIMENTO; 52-KWQ8010, TOYOTA, 2014/2015, 9BRBD3HE1F0248810, PIRAUBA/MG, GUSTAVO DE ALMEIDA BARBOSA; 53-KZA0763, HYUNDAI, 2007/2007, KMHJN81BP7U713812, RIO DE JANEIRO/RJ, BV FINANCEIRA S A C F I, DARIO DA SILVA NETO, HYUNDAI CAOA DO BRASIL LTDA; 54-KPA0771, GM, 1983/1983, 5C08JCC134353, SAO FIDELIS/RJ, JAIR ANDRADE MENEZES; 55-CPX0504, GM, 1997/1997, 9BGJK19BVVB597337, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, SONIA REGINA DE SOUZA; 56-LBN0353, FIAT, 1997/1997, 9BD146048V5891215, RIO BONITO/RJ, CARLOS ALBERTO PLESSIM FILHO, BANCO BMC S A; 57-MSP4060, VW, 2001/2002, 9BWCA05Y72T038776, CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM/ES, CACHOEIRO VEICULOS LTDA; 58-KNN4953, VW, 1996/1997, 9BWZZZ377TT219804, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, EDIVALDO MACHADO, BV FINANCEIRA S A C F I; 59-KNY9945, HONDA, 2010/2010, 9C2HB0210AR121911, SAO PEDRO DA ALDEIA/RJ, SAO JERONIMO LOCACAO DE VEICULOS EIRELI ME, MAGNO COUTO VIEIRA; 60-BZX3310, HONDA, 2008/2008, 9C2MC35008R127694, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, GABRIEL DE OLIVEIRA SILVA; 61-LRA0656, HONDA, 2001/2001, 9C2JC30201R048946, SANTO ANTONIO DE PADUA/RJ, EBIO ALVARENGA, ANGELO MARCOS PEREIRA BUGIN; 62LPG3285, DAFRA, 2008/2008, 95VCA1F288M015464, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, MARTA SUELI DA CONCEICAO RIBEIRO PEREIRA; 63-KVJ0641, HONDA, 1982/1982, CG125BR1230701, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, RONALDO DE OLIVEIRA CRUZ; 64-LUJ0545, YAMAHA, 2004/2004, 9C6KE044040068473, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, PAN ARRENDAMENTO MERCANTIL S A, ALEXSANDRA MARIA DA SILVA; 65-MQB7058, HONDA, 2004/2005, 9C2KC08505R001938, SAO PAULO/SP, LUIZ ANTONIO NUNES FERREIRA, ITAU SEGUROS DE AUTO E RESIDENCIA S A; 66-KYD3677, HONDA, 2009/2009, 9C2JC41209R081594, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, MARCELOS DUTRA SOARES, NICHOLAS RIBEIRO CARVALHO; 67-KNW4636, HONDA, 2009/2009, 9C2KC16309R001430, MACAE/RJ, PAULO HENRIQUE KLEN SOARES FERREIRA; 68-S.INF., HONDA, 2001/2001, 9C2HA07101R229828, S.INF., GUANDU MOTOS LTDA; 69-LPK0609, HONDA, 2004/2004, 9C2KC08504R032138, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, ROSANGELA CARDOSO SALES, ERENY RANGEL CORDEIRO; 70-LKQ7063, SUZUKI, 2008/2008, 9CDNF41LJ8M208303, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, PATRICIA CARNEIRO DOS SANTOS MATTOS; 71LTA0351, YAMAHA, 2003/2003, 9C6KE042030016362, RIO DE JANEIRO/RJ, VANDA DA SILVA ROSA; 72-LTS0541, HONDA, 2004/2004, 9C2KC08204R007553, CONCEICAO DE MACABU/RJ, THIAGO DA CONCEICAO DOS SANTOS; 73-KXT1254, HONDA, 2007/2008, 9C2KC08608R003580, MACAE/RJ, PAULO SERGIO PINHEIRO MONTEIRO, BCO FINASA SA; 74-KPA1148, HONDA, 1996/1996, 9C2JC250TTR049092, SAO FIDELIS/RJ, ROGER VIEIRA MAIA; 75-LSV1037, HONDA, 2004/2005, 9C2KC08205R025154, MACAE/RJ, JOAO PEDRO DOS SANTOS; 76-S.INF., HONDA, 2013/2013, 9C2JF2500DR309569, S.INF., ESTRELA H MOTOS CAMPOS LTDA, BV FINANCEIRA S A C F I; 77-LSC0324, HONDA, 2003/2003, 9C2JC30203R127697, ITAPERUNA/RJ, RODRIGO TINOCO ROSA; 78-HFQ8077, HONDA, 2007/2007, 9C2MC35007R034647, MURIAE/MG, FARES EUGENIO DOS SANTOS; 79-KUY8559, SUZUKI, 2008/2008, 9CDNF41LJ8M215551, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, EDIVAN MORAES MARTINS; 80-HSK5795, HONDA, 2004/2004, 9C2HA07004R023362, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, JAMILTON DA SILVA CABRAL, EUNICE RIBEIRO TAVARES; 81-S.INF., DAFRA, 2009/2009, 95VAC1C899M004937, S.INF., MOTOS E PNEUS EME COMERCIO E SERVIÇOS LTDA, BV FINANCEIRA S A C F I; 82-LPT2771, HONDA, 2009/2010, 9C2KC1610AR007133, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, SEBASTIAO DE SOUZA PINTO; 83-LPV6836, HONDA, 2011/2011, 9C2JC4810BR002292, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, MONICA DE SOUZA NICOLAU, ANDRE LUIZ SARDINHA GOMES; 84-KXJ2484, HONDA, 2008/2008, 9C2JA04108R027706, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, BANCO FINASA S/A., ANDRE LUIZ DOS SANTOS RIBEIRO; 85-LUC0220, HONDA, 2002/2003, 9C2JC30103R144794, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, SERGIO JUNIO SANTOS DE OLIVEIRA, CLEYTON DE ALMEIDA ROSA AZEREDO; 86-LNR2258, HONDA, 2001/2002, 9C2MC35002R002970, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, SEBASTIAO FRANCISCO SANTOS GOMES; 87-OKP4266, HONDA, 2012/2012, 9C2HB0210CR490545, TEIXEIRA DE FREITAS/BA, ELIANO DOS ANJOS SANTOS; 88-LAH9481, HONDA, 2007/2007, 9C2KC08507R083166, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, DOMINGOS MARCOS GOMES; 89-KOW6711, YAMAHA, 2012/2012, 9C6KE1560C0012793, SAO FIDELIS/RJ, VERA LUCIA GUIDA DA SILVA, CARLOS HENRIQUE PERDONO CASTRO; 90-S.INF., CHARMING, 2011/2012, LTEXCBLB5C3008256, S.INF., PRM ELETROMOVEIS LTDA; 91-LTT2421, HONDA, 2008/2008, 9C2KC08108R273601, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, FABIO ANTONIO DE SOUZA; 92-KUO3021, HONDA, 2005/2005, 9C2JC30705R072296, QUISSAMA/RJ, JOSE AUGUSTO BERNARDO CARVALHO, SELMA HELENA CARLOS RIBEIRO SANTANNA; 93LNY6785, HONDA, 2002/2002, 9C2JC30102R153871, SAO FRANCISCO DE ITABAPOANA/RJ, ARIVALDO OLIVEIRA DA SILVA, ROBERT DIAS SEABRA; 94-KRV8540, TRAXX, 2014/2014, 951AXKBE6EB006292, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, MARILIA DOS SANTOS GOMES; 95-KXE3180, HONDA, 2011/2011, 9C2JC4820BR007889, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, DANIELLE DE AZEVEDO MARTINS, BV FINANCEIRA S A C F I; 96-LQZ5704, HONDA, 2013/2013, 9C2JC4110DR802660, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, BV FINANCEIRA S A C F I, FABIANO SANTANA DE OLIVEIRA; 97-S.INF., YAMAHA, 2005/2005, 9C6KE084050013623, S.INF., NERI MENDES COMERCIO DE MOTOS E ARTIGOS NAUTICOS LTDA ; 98-MPD6500, HONDA, 1996/1996, 9C2JC250TTR094198, SANTA MARIA DE JETIBA/ES, DARCI REINHOLZ; 99-LPF5814, HONDA, 2008/2008, 9C2JC30708R621361, RIO DAS OSTRAS/RJ, JAILSON DA SILVA CRUZ, EDMAR DA SILVA JUNIOR; 100-LNO6911, HONDA, 2001/2001, 9C2HA07101R243265, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, ANTONIO CARLOS INACIO DAS CHAGAS; 101-LPQ1844, HONDA, 2009/2009, 9C2JC41109R541710, SAO FIDELIS/RJ, MARCOS GERMANO SANTOS; 102-LOZ9036, HONDA, 2007/2007, 9C2JC30707R151335, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, BANCO FINASA S A; 103-LNO3337, HONDA, 2001/2001, 9C2JC30201R089237, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, KATIA CORREA BARBOSA, JOSIVANE PESSANHA GOMES; 104-LLM8577, HONDA, 2010/2010, 9C2JC4110AR094932, ITALVA/RJ, SEBASTIAO COSME DA SILVA CUSTODIO, JOSE RAFAEL DOS SANTOS MELO; 105-S.INF., SHINERAY, 2013/2013, LXYXCBL01D0438091, S.INF., SPEED MOTOS COML LTDA ME; 106-KXT0776, HONDA, 2007/2007, 9C2JC30707R153218, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, JOSE LIDINALDO GOMES DA SILVA; 107-KNS4642, SUNDOWN, 2007/2007, 94J2XDCE77M018107, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, FABIA MUSSER MENDONCA, JANE PINHEIRO DE AZEVEDO; 108-KPA2848, HONDA, 2008/2008, 9C2KC08508R042141, RIO DE JANEIRO/RJ, MANUELA DA SILVA CRAVO DOS SANTOS, RICKSON PEREIRA LAGE; 109-LPY4333, HONDA, 2011/2011, 9C2JC4110BR725076, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, CARLOS JULIO VIANA DE FREITAS; 110-LLO7091, HONDA, 2011/2011, 9C2KC1670BR621746, SANTO ANTONIO DE PADUA/RJ, ERENY RANGEL CORDEIRO, CAIO JOSE DE ANDRADE MACHARETTE; 111-MTL5009, HONDA, 2000/2000, 9C2JC3010YR011430, SÃO FRANCISCO DE ITABAPOANA/RJ, VITOR SARLO FONSECA; 112-LQM0359, HONDA, 2004/2004, 9C2MC35004R012482, SAO FIDELIS/RJ, ANDERSON MUNIZ LIMA DOS SANTOS; 113-MSU4277, HONDA, 2009/2009, 9C2JC41209R098327, BOM JESUS DO NORTE/ES, EDILSON CRESPO CHAVES JUNIOR, COOP CRED SUL ESP SANTO SICOOB SUL; 114-HCX2566, HONDA, 2005/2006, 9C2KC08106R008761, BELO HORIZONTE/MG, BRUNO MENDES DE ALMEIDA, MARIA EMILIA LIQUER; 115-PPC4303, HONDA, 2014/2015, 9C2JC4110FR806749, VILA VELHA/ES, TRAMPPO CONFECCOES LTDA ME; 116-LKY4504, HONDA, 2009/2009, 9C2JC41109R021708, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, BANCO FINASA BMC S A, BANCO BRADESCO FINANCIAMENTOS S A; 117-KXD1107, HONDA, 2007/2008, 9C2JC30708R020706, RIO DAS OSTRAS/RJ, PAN ARRENDAMENTO MERCANTIL S A; 118-LMI6037, HONDA, 2016/2016, 9C2MC4400GR009815, SAO JOAO DA BARRA/RJ, JESSICA DE OLIVEIRA SALVADOR, ADM DE CONS NAC. HONDA LTDA; 119-MRC5148, HONDA, 2007/2007, 9C2JC30707R130904, CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM/ES, VAGNER ANTONIO DE OLIVEIRA MANZOLI; 120-LCP5877, HONDA, 2004/2004, 9C2KC08104R031693, RIO DE JANEIRO/RJ, PAN ARRENDAMENTO MERCANTIL S A, DAIANA GOMES PAES; 121-GYY5048, HONDA, 2000/2000, 9C2JC3020YR028070, SAO FIDELIS/RJ, SILVANE DE SOUZA BARCELOS, LEONARDO RIBEIRO DA SILVA; 122-MPS7612, HONDA, 2004/2004, 9C2KC08104R093143, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, EDSON SARDINHA BARRETO JUNIOR; 123-LKM7890, SUNDOWN, 2007/2007, 94J2XMJG77M020798, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, BANCO FINASA S A; 124-LMJ9943, SHINERAY, 2016/2017, 99HJT2050HS001080, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, PAULO VITOR DOS SANTOS COSTA AMARO; 125-LTJ0872, HONDA, 2005/2005, 9C2JC30705R022195, MACAE/RJ, MATHEUS RANGEL SIMAO, ALICE DE ALMEIDA; 126-KUT8593, HONDA, 2007/2008, 9C2KC08108R006069, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, JOAO PAULO DA SILVA SOUZA; 127-KZV7879, HONDA, 2006/2007, 9C2KC08507R009352, RIO DE JANEIRO/RJ, CARLOS BRUNO BARBOSA DA SILVA , BANCO FINASA SA; 128-LOL4798, HONDA, 2002/2002, 9C2MC35002R049599, DUQUE DE CAXIAS/RJ, ELIZABETH CRISTINA EMILIO DE FREITAS, PAN ARRENDAMENTO MERCANTIL S A; 129-S.INF., SHINERAY , 2011/2012, LXYXCBL0XC0209293, S. INF., VIA RIO MOTOS LTDA ME; 130-LPD5876, HONDA, 2008/2008, 9C2KC08108R131358, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, BV FINANCEIRA S A C F I, PAULO EDUARDO ROSA DOS SANTOS; 131-SEM PLACA, SHINERAY, 2011/2012, LXYXCBL02C0521947, S.INF., VIA RIO MOTOS LTDA ME; 132-KWK3137, HONDA, 2010/2010, 9C2NC4310AR063241, SAO JOSE DE UBA/RJ, J M BARBOSA COM DE VEICULOS EIRELI ME, CLAUDIO MAGNO CORREA SOUZA; 133-KRL9443, TRAXX, 2015/2015, 951AXKBE6FB005662, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, DEBORA DA SILVA PEREIRA; 134-MTF9029, HONDA, 1999/2000, 9C2HA0700YR009189, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, KAMILA TOLEDO BARBOZA RAMOS, CLAUDINEIA DOS SANTOS AZEVEDO; 135-OCW9747, HONDA, 2011/2011, 9C2KC1670BR567634, ALEGRE/ES, JULIO CESAR MARTINS DOS SANTOS, BANCO PANAMERICANO SA; 136-LVC7862, HONDA, 2006/2006, 9C2JA04306R801903, SAO FIDELIS/RJ, JOODRICK FABIANN ARAUJO TRINDADE; 137-LUZ1556, YAMAHA, 2005/2006, 9C6KG017060000543, MIRACEMA/RJ, JOAQUIM ANTONIO DE BARROS LIGIERO; 138-S.INF., HONDA, 2011/2011, 9C2KC1670BR513314, S.INF., BV FINANCEIRA S A C F I, ESTRELA H MOTOS CAMPOS LTDA; 139-MSD4519, HONDA, 1999/2000, 9C2HA0700YR004175, ICONHA/ES, JOSE DAMACENA FILHO, V. VELHA ADM. CONS. SC LTDA; 140-LNL4954, HONDA, 2001/2001, 9C2JC30201R057820, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, EVALDO ALVES DOS REIS, EUGENIO NOEL MONTEIRO LOPES; 141LVC6390, HONDA, 2006/2006, 9C2JA04206R827572, CABO FRIO/RJ, BRUNO ALVARENGA DA SILVA, DAMIAO CANDIDO BATISTA; 142-KRM1898, HONDA, 1999/1999, 9C2JC2500XR106323, SAO FRANCISCO DE ITABAPOANA/RJ, ITACAR MOTOS CAMPOS LTDA, GEFERSON BRANDAO MARQUES, LUCIENE GONCALVES DIAS; 143-S.INF., DAFRA, 2011/2011, 95VJJ1E8BBM005259, S.INF., 2A MOTOS LTDA ME; 144-LVB3092, HONDA, 2005/2005, 9C2KC08505R045017, SAO GONCALO/RJ, JOSE ANTONIO SANTANA DE ALMEIDA; 145-KWA0198, HONDA, 1991/1991, 9C2KD0101MR119015, PORCIUNCULA/RJ, CARLOS ANTONIO DE FREITAS; 146-KNS9519, HONDA, 2008/2008, 9C2KC08108R283210, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, UELINTON RANGEL DE SOUZA, EDECILDO BARROS DA HORA; 147-KUK5251, HONDA, 2004/2005, 9C2KC08105R037368, SAO JOAO DA BARRA/RJ, FLAVIO LUIZ DIAS MACHADO, V S MENDES MOTOPECAS ME; 148-LOH4831, HONDA, 2002/2003, 9C2JC30303R000464, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELEGRAFOS; 149-LKP9836, HONDA, 2004/2005, 9C2HA07105R002097, QUISSAMA/RJ, ELIDILSON OLIVEIRA DA SILVA; 150-KUS0116, HONDA, 1988/1988, 9C2JC1801JR131240, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, ALEXANDRE LOUREIRO PAIVA NETO; 151-LTU0276, HONDA, 2004/2004, 9C2KC08104R004699, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, LUIS FELLIPE FERNANDES DA SILVA, ERIVELTON GONCALVES SILVA; 152-KPR0879, SUNDOWN, 2008/2008, 94J1XFBB88M066095, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, MARIO JUNIO DE OLIVEIRA FONTES; 153-LOH4827, HONDA, 2002/2003, 9C2JC30303R000523, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS; 154-KYR2475, HONDA, 2009/2009, 9C2JC41209R002606, QUEIMADOS/ RJ, VAGNER DA SILVA EUGENIO, MAXIMILLE FRANCISCO DA SILVA; 155-KNB7005, HONDA, 2007/2008, 9C2JA04108R004692, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, LUAN CAMPISTA DE SOUZA, JANAINA DE ALMEIDA MOCO; 156-S.INF., SHINERAY, 2013/2013, LXYXCBL00D0431584, S.INF., VIA RIO MOTOS LTDA ME; 157-KZU9652, HONDA, 2006/2007, 9C2JA04107R005075, SAO JOAO DA BARRA/RJ, BANCO FINASA S A; 158-KOH8529, HONDA, 1998/1999, 9C2HA070XWR022976, MAGE/RJ, PAULO RICARDO FLAUSINO, MARCIO MENDONCA DE ARAUJO BARBOSA; 159-LLN7382, HONDA, 2011/2011, 9C2JC4820BR077945, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, BV FINANCEIRA S A C F I, MAGNO EDUARDO DIAS NOGUEIRA; 160-KYG0030, HONDA, 2004/2004, 9C2KC08104R020221, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, BANCO FINASA SA, WELITO JOSE BORGES NETO; 161-LQF2212, HONDA, 2007/2008, 9C2JA04208R048811, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, BANCO FINASA S A; 162-KXT2125, HONDA, 2008/2008, 9C2KC08508R107479, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, BANCO BMC S A, BANCO BRADESCO FINANCIAMENTOS S A, EDIMAR JERONIMO DE SOUZA; 163-LOH8166, HONDA, 2000/2000, 9C2HA0710YR239789, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, ELIAS FERREIRA DA SILVA, MAGNO DOS SANTOS TEIXEIRA; 164-KPR0865, HONDA, 2008/2008, 9C2KC08208R051866, CARDOSO MOREIRA/RJ, NATANIELSON DOS SANTOS FERREIRA JUNIOR; 165-LSR1684, HONDA, 2006/2006, 9C2JA04106R820275, SAO JOAO DA BARRA/RJ, RONALDO AMOY COELHO, JOSE ROBERTO SOARES NUNES; 166-LRQ0319, HONDA, 2000/2000, 9C2HA0700YR025639, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, JANETH JANE DA SILVA TEIXEIRA, ANA PAULA DA SILVA DE OLIVEIRA; 167-KVA6932, HONDA, 2008/2008, 9C2KC08508R134133, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, EDUARDO FRANCA BARBOSA, GENILSON ROBES DE SOUZA JUNIOR; 168-LRB2371, HONDA, 2008/2008, 9C2JC30708R649772, RIO DE JANEIRO/RJ, PAN ARRENDAMENTO MERCANTIL S A; 169-LRE2981, HONDA, 2013/2014, 9C2HC1420ER005684, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, BV FINANCEIRA S A C F I, FRANCISCO CARLOS GOMES CONCEICAO; 170-KXO7370, HONDA, 2011/2012, 9C2KC1670CR423491, SAO GONCALO/RJ, DIEGO DA SILVA BAIENSE, AYMORE CRED FIN INV S/A; 171-KVM7188, HONDA, 2011/2011, 9C2NC4310BR266154, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, GILBERTO ANDRADE VARELO; 172KOS0576, HONDA, 2000/2000, 9C2JC3020YR031765, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, NELSON MOREIRA FILHO; 173-S.INF., DAFRA, 2010/2011, 95VJJ1M8ABM007182, S.INF., RECON ADM DE CONS LTDA, MOTOS E PNEUS EME COMERCIO E SERVIÇOS LTDA; 174-LUV0284, FIAT, 2004/2004, 9BD15802544563545, NITEROI/RJ, CARLOS ALBERTO COSTA DA SILVA, MANOEL JAYME APARICIO; 175-CSR5772, VW, 1988/1989, 9BWZZZ32ZJP249847, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, JOCILIO DA FONSECA; 176-LAX7057, FORD, 1995/1995, 9BFZZZ54ZSB759303, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, MARIA DE JESUS SOUZA SIGMARINGA, CINTIA ALVES DE ALMEIDA DE OLIVEIRA; 177-KMT0137, GM, 1992/1993, 9BGTB11NPNC100117, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, CARLOS MAGNO VIDEIRA LEANDRO; 178-LBK7795, VW, 1996/1997, 9BWZZZ377TP565167, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, DILMA DE SOUZA GOMES; 179KQM3331, VW, 1996/1996, 9BWZZZ377TP533139, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, ERICO BARRETO; 180-CMT0558, FIAT, 1994/1995, ZFA160000R5052782, SAO PAULO/SP, JOAO BATISTA DE SOUZA, ROQUE DE ARAUJO LIMA; 181-MQV0115, FIAT, 1999/1999, 8AP178535X4114565, CAMPOS DOS GOYTACAZES/ RJ, ROMARIO RODRIGUES CARNEIRO; 182-KMO3139, FORD, 1998/1999, 9BFZZZFHAWB239313, SAO JOSE DO CALCADO/ES, THIAGO DE SOUSA VAILLANT, NELSON DE ALMEIDA FERNANDES JUNIOR; 183-KMI5127, GM, 1998/1999, 9BGSC68ZXWC671447, BELFORD ROXO/RJ, CLAUDIO PIRES LIMA; 184LJA4997, GM, 1992/1992, 9BGKT08GNNC341699, BELFORD ROXO/RJ, ISAC SILVA DA CRUZ; 185-LNC4204, GM, 2000/2000, 9BGSC68Z0YC206401, SAO GONÇALO/RJ, ANGELA DOS SANTOS MACHADO, BANCO FINASA SA; 186-LVA1862, VW, 2005/2005, 9BWCA05X55T149306, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, CREVELANDO VALERIO DA SILVA; 187-MTV2215, FORD, 2010/2011, 8AFUZZFHCBJ380268, VITORIA/ES, AYMORE CRED FIN INV S/A, NERY ANNY COSTA; 188-LAZ4810, FIAT, 1996/1996, 9BD146107T5819950, RIO DE JANEIRO/RJ, JIUNEIDE PASSOS DA SILVA; 189-LLG4174, TOYOTA, 2010/2010, 8AJFR22GXA4544861, MACAÉ/RJ, ROBSON MIGUEL; 190-LOD2880, FORD, 2002/2003, 9BFZF10B038014571, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, JORGE MARCOS FERREIRA, CLARICE SILVANO DE SOUZA, BV FINANCEIRA S A C F I; 191-PYU9636, NISSAN, 2016/2017, 3N8CP5HE9HL471766, RIO DE JANEIRO/RJ, CYRO MOREIRA FABRICIO; 192-FBA0680, HONDA, 2012/2013, 93HFB2630DZ207437, MARICA/RJ, VINICIUS BARCELOS DOS SANTOS; 193-LOG1475, HONDA, 2002/2003, 9C2HA07203R000900, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, CARLOS EDUARDO RISCADO MACHADO; 194-LPT7597, HONDA, 2010/2011, 9C2KC1670BR304284, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, DEYVID CESAR MACEDO MATIAS, BV FINANCEIRA S A C F I; 195-LOQ4419, HONDA, 2003/2003, 9C2JC30213R639374, SAO JOAO DA BARRA/RJ, AMARO JOZINEU DA SILVA ALVARENGA, ESTRELA H MOTOS CAMPOS LTDA; 196-LPE4463, HONDA, 2008/2008, 9C2JA04208R093099, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, KATIA REGINA NASCIMENTO DA SILVA BRASIL; 197-KQI9864, GM, 1998/1999, 9BGSC08ZXWC683196, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, MIRENE LEANDRO DA SILVA; 198-OVB2862, FORD, 2014/2014, 8AFAR22F5EJ207808, JEQUIE/BA, ANTONIO SOUZA DA HORA; 199-KMU1526, VW, 1994/1994, 8AWZZZ30ZRJ068203, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, JOSE CLAUDIO MARTINS PINHEIRO, DJALMA PEREIRA VIEIRA; 200-KQR8586, HYUNDAI, 2014/2015, 9BHBG41DAFP308706, SAO JOAO DO MERITI/RJ, BV FINANCEIRA S A C F I, JORDAN SEBASTIAN TARCIZO DOS SANTOS CARVALHOSA; 201-GMC4484, VW, 19921993, 9BWZZZ30ZNT141092, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, EREDINA GOMES PEREIRA ABILIO, MAURO DA SILVA TEIXEIRA, BANCO DAYCOVAL SA; 202-KSC2620, VW, 1966/1966, B6330475, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, MARTA RANGEL QUEIROZ; 203-KSA1960, VW, 1972/1972, BS300392, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, MARCO ANTONIO HEITOR PEREIRA; 204-KMU8904, FIAT, 1985/1985, 9BD14600003017645, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, NIVALDO ESTEVAO; 205-LBM1605, FIAT, 1996/1997, 9BD146028T5887422, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, HUGO LISBOA DAS DORES; 206-KWV0019, HONDA, 1989/1989, 9C2JC1801KR416485, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, MARILENE DA SILVA RANGEL; 207-KYN5789, HONDA, 2011/2011, 9C2JC4830BR006799, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, MARLON NASCIMENTO CARVALHO; 208-LCH6266, VW, 1998/1999, 9BWZZZ373WT097041, RIO DE JANEIRO/RJ, OMNI S/A CFI, GUSTAVO DOS SANTOS LOPES; 209-LCE8528, GM, 1998/1998, 9BGSC08ZWWC705356, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, IDINEIA TEIXEIRA SILVA, EUGENIO NOEL MONTEIRO LOPES; 210-KMU8468, GM, 1995/1995, 9BGKZ35GSSB432337, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, BANCO PANAMERICANO S A, EDIVALDO SOUZA MOTA; 211-OCX5691, KIA, 2011/2012, KNAJT814AC7735912, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, LUIS CLAUDIO DE SOUZA RANGEL, KATRIANE ANDRADE DE SOUZA; 212-OMB5946, VW, 2012/2013, 9BWAA05Z7D4073413, JUIZ DE FORA/MG, BANCO VOLKSWAGEN S/A, GABRIEL DA SILVEIRA GOMES; 213-ODP0092, HYUNDAI, 2012/2013, 9BHBG51CADP026633, SAO GONCALO/RJ, AYMORE CRED FIN INV S/A, FELIPE DA SILVA CAMILO; 214-LAC1329, VW, 1994/1994, 9BWZZZ30ZRT068690, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, CRISTIANO CARDOSO DA SILVA; 215-KSE2460, VW, 1988/1989, 9BWZZZ30ZJT121439, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, NEUZA BORGES; 216-LCJ7588, FIAT, 1998/1999, 9BD158068W4001542, NOVA IGUACU/RJ, LEONARDO BETCHER LOPEZ, EUNICE OLIVEIRA ROCHA DA SILVA; 217-LOR4932, VW, 2003/2003, 9BWAC03X03P016060, CAMPOS DOS GOYTACAZES/ RJ, CARLOS CARNEIRO NETO, JUAN CARLOS GONCALVES DE AZEREDO; 218-LMF5123, CHEVROLET, 2015/2015, 9BGKS48R0FG335623 , RIO BONITO/RJ, BV FINANCEIRA S A C F I, ELIAS SIQUEIRA BORGES; 219-LQZ0204, VW, 2003/2004, 9BWCB05X34P049287, MACAE/RJ, BRENNER CAESAR GRACA MOREIRA; 220-KZF0076, HONDA, 2004/2005, 9C2KC08505R002283, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, VALDEA DAS GRACAS GOMES DA SILVA; 221-KVJ2788, HONDA, 2008/2008, 9C2KC08108R180266, MACAE/RJ, CARLOS MARINS FRANCA; 222-KYZ2899, HONDA, 2009/2010, 9C2JC4220AR004656, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, JEFFERSON LORRANYS SOUSA PESSANHA, TANIA MARIA GOMES FERREIRA; 223-KZT4111, HONDA, 2006/2006, 9C2KD03306R026743, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, CARLOS JUNIOR JUNQUEIRA DE OLIVEIRA, WESLLEY BENTO DA SILVA; 224-LPT6783, YAMAHA, 2010/2010, 9C6KG0390A0003458, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, ITAMAR PARAVIDINO DE MEDEIROS; 225-CJB8021, HYUNDAI, 1997/1997, KMHJF31MPVU493551, RIO DE JANEIRO/RJ, THALES ROBERTO OLIVEIRA BEZERRA, TRIBUNAL: TJSP; 226-KQI6932, VW, 1998/1998, 9BWZZZ377WP515773, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, FABRICIO DE MELO SANTOS, REAL LEASING SA ARRENDAMENTO MERCANTIL, SANTANDER LEASING SA ARREND MERCANTIL; 227-KRB0014, VW, 1992/1992, 9BWZZZ30ZNT113680, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, CARLOS HENRIQUE DE SOUZA AZEVEDO; 228-HBL1701, VW, 2004/2004, 9BWCA05X84T082635, PRESIDENTE KENNEDY/ES, JOSE DA SILVA QUEIROZ; 229-LBN4620, VW, 1997/1997, 9BWZZZ377VT019605, RIO DE JANEIRO/RJ, CRISTIANO ARAUJO GOMES; 230-LPF8413, HONDA, 2008/2008, 9C2KC08508R097268, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, GILLIARD RIBEIRO MENDONCA, BV FINANCEIRA S A C F I; 231-LOG0608, VW, 2002/2003, 9BWCA05Y43T023766, NOVA FRIBURGO/RJ, MIRIANI MILIOSI DA CUNHA, JEAN FIGUEREDO BARRETO; 232-KRB0227, GM, 1986/1987, 9BGJK11VHGB019036, NOVA FRIBURGO/RJ, ANTONIO JOSE COUTO TEIXEIRA; 233-MRF1574, FIAT, 1994/1994, 9BD146000R5179345, CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM/ES, BCO GENERAL MOTORS S/A, ANGELA DE PAULA BARBOZA, IZAULINA DA SILVA GOMES; 234-MQC5733, FIAT, 1994/1994, 9BD146000R5176882, VITORIA/ES, ANA LUCIA SILVA DA COSTA; 235-LPG2708, SUNDOWN, 2008/2008, 94J2XSBC88M010079, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, JEFERSON PAES DE OLIVEIRA MARTINS; 236-KXF1298, HONDA, 2007/2008, 9C2JC30708R104318, DUQUE DE CAXIAS/RJ, PAN ARRENDAMENTO MERCANTIL S A; 237-KNN2517, GM, 1995/1995, 9BGSC08WSSC690071, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, LUIS ALBERTO RIBEIRO DE ALMEIDA, BANCO ABN AMRO REAL SA; 238-ODK7605, HONDA, 2013/2013, 9C2JC4830DR016393, GUARAPARI/ES, BANCO ITAUCARD SA, MARCIO JUNIOR BATISTA MIRANDA; 239-CGF2397, VW, 1996/1996, 8AWZZZ377TA825555, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, JOSE VAGNER RIBEIRO MENDONCA; 240KUD1724, VW, 1984/1984, 9BWZZZ30ZET435439, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, RUBINEI DA HORA CRUZ; 241-ODL5372, FORD, 2012/2013, 9BFZF55A6D8415583, SERRA/ES, NEIDIMAR DA PENHA FERREIRA; 242-LLU9787, CITROEN, 2013/2013, 935SUNFNYDB544935, RIO DAS OSTRAS/RJ, BRADESCO AUTO RE CIA DE SEGUROS, VALERIA FRANCISCA FERREIRA VIEIRA; 243-CRZ9000, GM, 1995/1996, 9BG124CRTSC904173, RIO DE JANEIRO/RJ, MARCELLO MALAGUTI MONTEIRO CORREA; 244-KQO4312, RENAULT, 2009/2009, 93YLSR8AH9J266162, SÃO GONÇALO/RJ, FABIO NUNES BRAGA; 245-OYF2223, HYUNDAI, 2014/2014, 9BHBG41DBEP255351, SERRA/ES, LOGADUANEIRA ASSESSORIA LOGISTICA LTDA; 246-KPN8420, RENAULT, 2013/2014, 93YHSR6R3EJ772098, SÃO GONÇALO/RJ, ANTONIO CLAUDIO DIAS LIMA; 247-KYM3883, CHEVROLET, 2012/2013, 9BGJB75Z0DB220228, MACAÉ/RJ, ANDERSON ENCARNAÇÃO NEVES, BRADESCO AUTO/RE CIA DE SEGUROS; 248-LBP5792, GM, 1997/1997, 9BGSC08ZVVC696329, MARATAÍZES/ES, RAQUEL ALVES RANGEL, JOSELIA RAMOS DE OLIVEIRA; 249-PWF5823, RENAULT, 2015/2016, 93YHSRAF5GJ894560, BELO HORIZONTE/MG, LOCALIZA RENT A CAR SA; 250-KQI8915, FIAT, 1998/1999, 9BD158068W4002491, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, ANTONIO ARTHUR CUNHA DA SILVA; 251-GUK3440, FIAT, 1998/1999, 9BD158068W4005134, IPATINGA/MG, MARIA APARECIDA DE SOUZA SILVA; 252-LAJ7721, VW, 1996/1996, 9BWZZZ377TP544801, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, JEFERSON GAMA LINO; 253-MCY9806, HONDA, 2004/2005, 9C2KC08105R003717, JOINVILLE/SC, BANCO PANAMERICANO S A, CLAUDIO ROBERTO DE AGUIAR JUNIOR; 254-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de WUYANG, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 255MRL4091, KASINSKI, 2007/2007, 93FST12577M001314, BOM JESUS DO NORTE/ES, WALLACE JACINTO DO NASCIMENTO, PANAMERICANO ARRENDAMENTO MERCANTIL S A; 256-LLG7890, YAMAHA, 2010/2010, 9C6KG0390A0003370, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, BV FINANCEIRA S A C F I, ELENA PINTO VALENTIM; 257-LPF8413, HONDA, 2008/2008, 9C2KC08508R097268, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, GILLIARD RIBEIRO MENDONCA, BV FINANCEIRA S A C F I; 258-KQA8391, VW, 1994/1995, 9BWZZZ30ZRP304984, NITERÓI/RJ, AMPLA ENERGIA E SERV SA; 259-KNZ1709, M.BENZ, 2010/2011, 9BM384067BB768728, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, TRF002 - 01VF-CA, EMPRESA S SALVADOR LTDA EPP; 260-KYD5058, HONDA, 2009/2010, 9C2JC4130AR001078, SÃO JOÃO DA BARRA/RJ, TJRJ - CG01VFAM, RONALDO MARCUS DE AZEVEDO NOGUEIRA, BANCO ITAUCARD S/A; 261-LCD2950, HONDA, 1997/1998, 9C2JC250WVR080174, RIO DE JANEIRO/RJ, FINAUSTRIA ARREND MERCANTIL SA; 262-KNN5482, HONDA, 1997/1997, 9C2JC250VVR093209, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, MARCELO DOS SANTOS CHAGAS; 263-HHC6204, HONDA, 2007/2008, 9C2JC30708R103472, JUIZ DE FORA/MG, DANIEL PEIXOTO, BRUNO MENDES DE ALMEIDA; 264-DOI0029, HONDA, 2006/2006, 9C2KC08106R936637, SÃO PAULO/SP, ROBERTO LUIZ BARBOSA ; 265-KZX4695, SUNDOWN, 2006/2006, 94J1XPBE66M002531, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, PAN ARRENDAMENTO MERCANTIL S A; 266-KYZ1467, HONDA, 2008/2008, 9C2JC30708R630810, ARARUAMA/RJ, PAN ARRENDAMENTO MERCANTIL S A; 267-MSZ0094, DAFRA, 2009/2010, 95VCA2E59AM004749, LINHARES/ES, JOAO DANIEL CABIDELLI; 268-DED3521, GM, 2001/2001, 9BGSC68N01C270390, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, BCO ITAULEASING SA, COSME DA SILVA AZEVEDO SOUZA; 269-KOH1017, VW, 1998/1999, 9BWZZZ373WT166635, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, DIEGO ANDRADE VASQUES, ALEX FERREIRA TERRA ; 270-LJL7402, FIAT, 1990/1990, 9BD146000L3546675, MACAE/RJ, ALCENIR DA SILVA SIQUEIRA MATOS; 271-GWV0327, VW, 2004/2004, 9BWAC03XX4P003429, SAO PEDRO DA ALDEIA/RJ, AYMORE CRED FIN INV S/A, ADAILTON FERREIRA DA COSTA; 272-MRD8089, VW, 2007/2007, 9BWCA05W17P094629, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, FABIO JUNIO PEREIRA DA SILVA, BANCO BRADESCO FINANC SA; 273-KMS7036, FORD, 1995/1995, 8AFZZZ54ZSJ031474, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, CESAR ALVES; 274-LJX4352, GM, 1988/1989, 9BGTC11JKJC126598, SAO JOAO DA BARRA/RJ, CLAUDINEY MARTINS DE ALMEIDA, LUAN DE SOUZA QUINTINO; 275-LOV7305, FIAT, 2003/2003, 9BD17146232331723, DUQUE DE CAXIAS/RJ, BANCO FINASA SA; 276-KUV2022, FORD, 1992/1992, 9BFZZZ33ZMP021252, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, CONTINENTAL BANCO S.A, WALTER CEZAR COBALCHINI; 277-KUH7193, VW, 1988/1988, 9BWZZZ30ZJT019290, S. INF., S. INF.; 278-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de HONDA, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 279-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de HONDA, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 280-S.INF., HONDA, 2004/2005, 9C2HA07105R001076, S.INF., MOTO CLASSE MOTOS LTDA; 281-KQN0643, M.BENZ, 1996/1996, 9BM384087TB094804, SANTA BÁRBARA DO MONTE VERDE/MG, HELOISA SILVA RODRIGUES; 282-KSU8410, M.BENZ, 1986/1986, 9BM308304GB711423, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, SEBASTIAO FURTADO; 283-GVZ4382, HONDA, 1996/1996, 9C2JC250TTR003529, CARANGOLA/MG, DECIO DE SOUZA MIRANDA, TLMG - VARA DE FAZENDA PÚBLICA DA COMARCA DE ESPERA FELIZ-MG, CONS. NAC. LIDER S/C; 284-KNI5523, VW, 1997/1997, 9BWZZZ377VT044770, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, RONALDO DA SILVA CHAGAS; 285-KZZ4394, SUNDOWN, 2005/2006, 94J1XFBL56M017931, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, OUTSIDE PROPAGANDA LTDA, TRT01: VT01CG; 286-LAU8681, VW, 1996/1996, 9BWZZZ377TP557283, MACAÉ/RJ, TRT02 - 29A VT-SP, TRT15 - VT CAMPINAS, TRT17 - 14VITORIA, TRT05 - 27A VARA SSA, TRANSPEV TRANSP VALORES E SEGURANÇA LTDA, TRANSPORT OURIQUE LTDA, TRT02 - 35A VT-SP, TRT02 - 36A VT-SP, TRT02 - 64A VT-SP, TRT02 - 69A VT-SP, TRT01 - VT64RJ, TRT03 - VARABH6, TRT15 - VT RIBEIRÃO PRETO, TRT02 - 03VFEF, TRT02 - 22A VT-SP, TRT02 - 15A VT-SP, TRT12 - 7 VT FLORIANOPOLIS, TRT03 - VARABH39, TRT01 - VT70RJ, TRT01 - VT46RJ, TRT01 - VT71RJ, TRT15 - VT SAO JOSE DO RIO PRETO, TRF02 - 05VFEF; 287-KRH4040, VW, 2014/2015, 9532G82W0FR512667, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, EMPRESA S SALVADOR LTDA EPP, TRF02: 01VF-CA, TRT01: VT01CG; 288-LKQ2856, M.BENZ, 2008/2008, 9BM3840788B587622, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, TRT01- VT01CG, TRT01- VT04CG, EMPRESA S SALVADOR LTDA EPP, TRF02 - 01VF-CA; 289-LBZ6604, M.BENZ, 2006/2006, 9BM3840676B478198, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, ROGIL TRANSP ROD LTDA EPP; 290-LPU9297, M.BENZ, 2010/2011, 9BM384067BB769224, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, TRF02 - 01VF-CA, EMPRESA S SALVADOR LTDA EPP; 291-KXT5261, YAMAHA, 2010/2010, 9C6KE1210A0039956, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, TRIBUNAL: TJRJ, DENIS FERREIRA CARLOS; 292-MQG2399, HONDA, 1998/1998, 9C2PC210WWR002596, VITÓRIA/ES, TJES - VARA DE EXECUCOES FISCAIS DE VITORIA, ALCIRIO JOSE MARTINS, TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 17ª REGIÃO; 293-KVN9912, GM, 2011/2012, 9BGTS75J0CC160493, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, AYMORE CRED FIN INV S/A, ALEX SANDRA GOMES FIGUEIREDO, TJRJ - CG03VC; 294-GUM7030, GM, 2000/2000, 9BGJL19Y0YB177731, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, TRT01 - VT03CG, CAMACHO E CAMACHO COMERCIO DE VEICULOS LTDA ME; 295-DJC6067, M.BENZ, 2004/2005, 9BM9580345B408800, OSASCO/SP, TRT02: 02A VT-BARUERI, TRANSPORTES TBN EIRELI, TRT15: VT ASSIS 1A; 296-LOG4269, HONDA, 2001/2002, 9C2MC35002R013267, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, 5ª VARA CÍVIL DA COMARCA DE CAMPOS DOS GOYTACAZES, BANCO ABN AMRO REAL SA, GILSON THIAGO TAVARES VELASCO, ULISSES AZEREDO CARDOSO; 297-KMZ0547, HONDA, 1995/1995, 9C2JA0101SRS83135, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, TRF02: 02VF-CA, TRT01: VT01CG, VASA VEICULOS E ACESSORIOS LTDA; 298-MPM7324, HONDA, 2004/2004, 9C2JC30104R091617, CARIACICA/ES, LOCADORA DE BILHARES OLIVEIRA LTDA ME, TRT17: 13ª VARA DO TRABALHO DE VITORIA/ES; 299-KNZ2822, RENAULT, 2011/2011, 93YLSR7UHBJ769296, RIO DE JANEIRO/RJ, BANCO PAN S.A, TRIBUNAL: TRT01, AURELICE SANTOS ALEXANDRINO; 300-IVU5910, HYUNDAI, 2014/2015, 9BHBH41DAFP308851, RIO GRANDE/RS, SARA REGINA KREMER, AYMORE CREDITO FINANC E INVESTIMENTO SA; 301-KNL9562, GM, 1998/1999, 9BGSE35NXWC626610, ITAPERUNA/RJ, BRAZAO VEICULOS E PECAS LTDA, BANCO ITAUCARD S/A; 302-LPK6564, FORD, 2008/2009, 8AFPZZFHA9J221867, MACAE/RJ, GLEIMICH SERVICOS E TRANSPORTES LTDA, BANCO BRADESCO S A, TRIBUNAL: TRT01; 303-KZZ0859, HONDA, 2005/2005, 9C2JC30705R083566, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, MARCOS ANTONIO SILVA FERREIRA, TRIBUNAL: TRF02; 304-MRQ8402, HONDA, 2007/2008, 9C2KC08508R021069, CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ, CARLOS HENRIQUE RODRIGUES NUNES, TRIBUNAL: TJRJ; 305-KOH9590, PEUGEOT, 1999/1999, VF32ANFZ9XW005058, RIO DE JANEIRO/RJ, LUIZ CLAUDIO PONTES, LUIZ CARLOS SAYAO PEGADO JUNIOR, BANCO FINASA SA; 306-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de HONDA, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 307-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de FIAT, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 308-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de VW, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 309-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de VOLVO, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 310-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de CALOI, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 311-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de BASHAN, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 312-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de WUYANG, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 313-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de M. BENZ, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 314-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de NISSAN, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 315-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de TOYOTA, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 316-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de RENAULT, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 317-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de HYUNDAI, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 318-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de CITROEN, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 319-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de AGRALE, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 320-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de SEAT, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 321-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de SHINERAY, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 322-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de DITALLY, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 323-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de VESPA, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 324-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de ASIA, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 325-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de DAEWOO, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 326-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de LIFAN, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 327-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de LONCIN, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 328-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de LANGSHEN, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 329-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de BRAMONT, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 330-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de TRAXX, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 331-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de KASINSKI, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 332-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de AVA, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 333-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de MVK, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 334-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de CTM, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 335-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de S. INF., S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 336-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de GM, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 337-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de FORD, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 338-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de YAMAHA, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 339-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de SUZUKI, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 340-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de SUNDOWN, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 341-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de DAFRA, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 342-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de PEUGEOT, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 343-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de KIA, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 344-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de DUCATI, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 345-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de FOX, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 346-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de MRX, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 347-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de DAELIM, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 348-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de HERO, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 349-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de JONNY, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 350-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de DERBI, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 351-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de DAYANG, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 352-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de BRANDY, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 353-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de HAOBAO, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 354-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de AUDI, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 355-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de CHERY, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.; 356-S. INF., QUILOS APROXIMADOS DE SUCATA NÃO IDENTIFICADA de EFFA, S. INF., S. INF., S. INF., S. INF.. E para que chegue ao conhecimento de todos os interessados foi expedido o presente, que será afixado nas dependências do Instituto Municipal de Transito e Transporte - IMTT, ficando os devedores NOTIFICADOS para as providências aqui contidas. Cientes que o prazo para pagamento dos débitos e retirada do veículo se estende até a data do Leilão. Pagamento dos débitos (IPVAs / multas) no Banco Itaú S/A. Retirada, pagamento das diárias e demais encargos na Rua Dr. João Maria 165/167 – Pq. João Maria, Campos dos Goytacazes/RJ. Ficam cientes os interessados/arrematantes de que o débito de IPVA corresponde ao ano em curso e os DUDAS necessários para transferência, 2o via, baixa de sucata e outros serão por conta dos arrematantes. Informações: (22) 2725-9602 – Para Informações de Dias e Horários de visitação acesse: www.brbid.com. Os casos omissos ou situações não previstas neste edital serão decididos pela autoridade pública competente do IMTT, para esta finalidade. DAS MULTAS: Não pagamento - Ao ser declarado vencedor de um lote, o usuário que em 03 (dois) dias úteis não efetuar o pagamento, terá o título protestado referente a 20% (vinte por cento) do valor do lance vencedor, acrescido do valor referente à comissão e taxas devidas. Desistência - Ao efetuar o pagamento, o arrematante pode em até 10 (dez) dias após o pregão solicitar formalmente a desistência da compra. Caso o faça, será ressarcido o valor do arremate, descontados 20% (vinte por cento) a título de multa, mais o valor de comissões e taxas. Não retirada - Se após 15 (quinze) dias do pagamento do arremate, o arrematante não retirar o lote, e não comunicar formalmente sua desistência perderá o valor integral pago (lance + comissões + taxas). 

RENATO CÉSAR ARÊAS SIQUEIRA PRESIDENTE ERRATA Referente ao Edital de Notificação e Leilão publicado no Jornal O Diário nos dias 21/02/2017 e 22/02/2017, onde no item 192 se lê “192-S. INF., SHINERAY, 2013/2013, LXYXCBL06DO435915, S. INF., PRM ELETROMOVEIS LTDA;”, leia-se “192-S. INF., SHINERAY, 2013/2013, LXYXCBL06D0435915, S. INF., PRM ELETROMOVEIS LTDA;”. RENATO CÉSAR ARÊAS SIQUEIRA PRESIDENTE


PÁGINA

10

18 A 24 DE JUNHO DE 2017

Campos

Nota 10 para a Vila Tamarindo Comunidade cercada de áreas nobres serve de exemplo quando o assunto é a superação pela educação Ulli Marques Fotos: Silvana Rust

"No meu tempo era diferente. A gente era sozinho, cada um por si, e tudo era mais difícil. Hoje, a realidade dos nossos filhos e netos é muito melhor do que foi a nossa. Eles têm oportunidade de mudar de vida, coisa que nós não tivemos. É uma benção! Só nos resta agradecer". Esse é o depoimento da dona de casa Neucina Ferreira, de 63 anos, nascida e criada na comunidade Vila Tamarindo. Há oito anos ela viu aquilo que viria ser o estopim da transformação social naquele lugar começar do zero: em 2009 a antiga "Favela do Tamarindo" tornou-se um polo de solidariedade, cuidado, ensino, aprendizagem, promoção de saúde e desenvolvimento da autonomia daquela população que vive ali. Como isso aconteceu? Com a iniciativa de quem tinha os recursos e a vontade de promover o bem. O Projeto Universidade Bairro, do Instituto Superior de Ensino do Centro Educação Nossa Senhora Auxiliadora (Isecensa), começou com a intenção de unir a teoria, apresentada aos estudantes no interior das salas de aula, com a prática, vivenciada corpo-a-corpo, extramuros, de forma a conhecer problemas reais e encontrar soluções possíveis. A idealizadora, Beth Landim, tinha um desafio: instruir os alunos e, ao mesmo tempo, proporcionar melhor qualidade de vida para os moradores da Vila Tamarindo. Tarefa árdua que, para alegria dos envolvidos, já apresenta bons resultados. O trabalho começou com um mapeamento e censo demográfico que apontou as necessidades no que se refere à educação e à saúde coletiva. Recentemente, o diagnóstico situacional foi refeito e o que se pode constatar foi que, embora essa seja uma medida de efeitos a longo prazo, nove anos já foram o suficiente para colher os frutos. O índice de evasão e reprovação escolar reduziu consideravelmente; enfermidades como verminose e pediculose, que eram muito comuns entre as crianças, foram controladas; e dois moradores da Vila Tamarindo já têm ensino superior completo e muitos outros caminham para o mesmo futuro. "É gratificante perceber que esse trabalho de formiguinha faz a diferença na vida de tantas pessoas, tanto dos estudantes e professores, quanto da população da Tamarindo. Aliás, esse é o papel da universidade: estabelecer o diálogo com a comunidade e aplicar ali os conhecimentos obtidos na academia. De que vale saber se esse conhecimento não promove a transformação social? É indescritível a emoção de estarmos ajudando a construir e escrever a história junto com os moradores da Vila Tamarindo. Cada conquista tem o suor de cada profissional e morador daquele lugar", declarou Beth. Universidade Bairro O projeto foi iniciado em 2009, com o curso de Administração, em que alunos e professores foram os responsáveis por levantar o censo socioeconômico e demográfico e fazer o diagnóstico situacional da comunidade. Assim foi possível conhecer cada família e as respectivas demandas. Atualmente, o Isecensa está presente com todos os cursos — Pedagogia; Fisioterapia; Educação Física; Engenharia Mecânica, Civil e de Produção; Arquitetura; Administração e Enfermagem — e todos os estudantes matriculados na instituição atuam na Vila Tamarindo. Coordenados por professores, esses alunos dão suporte diário e semanal, seja com aulas de reforço escolar; atividades lúdicas e educativas; campanhas de conscientização e orientação quanto à higiene pessoal, doenças sexualmente transmissíveis, gravidez na adolescência, etc; atendimento de fisioterapia e psicologia; encaminhamento médico; cadastro de enfermidades para facilitar o socorro; prática de esportes; até a construção de casas mobiliadas para os moradores. Na sede do projeto foi montado um acervo na biblioteca com mais de 400 títulos de livros e 200 revistas de educação para pesquisa, contação de histórias e trabalhos pedagógicos com as crianças; um consultório para realizar atendimento de fisioterapia, psicologia e enfermagem; e um centro com cinco computadores com acesso à internet e softwares educacionais. Fábrica de Vassouras Dentro da Vila Tamarindo existe ainda uma Fábrica de Vassouras, inaugurada em agosto de 2013 e administrada pelo curso de Engenharia de Produção, onde mulheres da Vila confeccionam vassouras ecológicas com garrafas pet. Essa iniciativa foi premiada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj) em 2012 e pelo Banco Santander, como Universidade Solidária, em 2011. Todo recurso obtido com a venda das vassouras é destinado à própria comunidade e, hoje, duas moradoras já estão cadastradas como Microempreendedoras Individuais. "A Fábrica de Vassouras define todas as vertentes do projeto Universidade Bairro: responsabilidade social, com a capacitação dos moradores para geração de renda; consciência ambiental, reciclando o que seria lixo, e, ainda, o desenvolvimento científico dos nossos alunos, na pesquisa e implantação dos projetos", avaliou Beth Landim. Experiência Única Segundo a coordenadora do curso de Enfermagem, Aline Marques, a ideia da Universidade Bairro é fazer ações voltadas para todos os ciclos de vida — desde o pré-natal até a qualidade de vida dos idosos. "Sabemos que os moradores de comunidades têm dificuldade de acesso aos serviços públicos e uma das nossas prioridades e fazer essa ponte, introduzindo estratégias para que eles tenham as mesmas condições de quaisquer pessoas. Esse é um trabalho difícil, como todos desse porte são, então, a nossa missão é estabelecer um vínculo de confiança com a população e contribuir para que eles tenham autonomia", afirmou. A professora da disciplina de Psicologia da Enfermagem, Vanessa Pio Bertoza, comentou sobre as barreiras que precisaram ser quebradas nesse processo. "Ensinamos na sala de aula sobre a importância de promover a integralidade em saúde coletiva, pensar criticamente, alias teoria à prática. No entanto, a verdade é que os estudos dão base, mas somente a prática é capaz de tornar o aluno e o profissional agentes de mudança. Porque é ali que estão os problemas de fato e, como se trata da vida real, é preciso encontrar soluções. Essa é uma oportunidade que os alunos têm de refletir sobre o papel deles na sociedade", destacou. Para a estudante do 6º período de Enfermagem, Danielle Menezes, de 22 anos, a experiência mudou a forma de encarar a profissão e a realidade a sua volta. "Não dá para ficar alheio ao que acontece dentro da comunidade porque nós já fazemos parte dela. Esse projeto é tão importante para a minha formação profissional e cidadã que o meu Trabalho de Conclusão de Curso é sobre as estratégias de intervenção na Tamarindo. Eu não consigo imaginar como seria me formar enfermeira esse contato que tenho hoje", concluiu.

Atendimento acontece diariamente nas bases do programa instalado na comunidade Vila Tamarindo

Crianças integram os projetos como parte principal Censo socioeconômico e demográfico foi feito em 2009

Crianças desenvolvem as habilidades por meio de aulas que integram o currículo extraescolar

Aposentada Geciléia Ricardo da Silva é adepta aos programas

Assistência é muito maior que uma aula de campo

Vila Tamarindo

Desde a década de 1950 a Favela do Tamarindo, como era conhecida, já contava com alguns moradores e, por isso, é considerada a mais antiga do município de Campos. Situada na Rua Tenente Cel. Cardoso (Rua Formosa), nº 890, no bairro central da cidade, a Tamarindo possui, atualmente, 52 casas e 254 moradores. Por ter um contingente populacional e número de domicílios inferior à classificação do Instituto Brasileiro de Georgrafia e Estatística (IBGE), a denominação "favela" não pode ser aplicada, sendo chamada a partir de 1991 de "Vila Ta-

marindo". Embora seja a única comunidade de Campos beneficiada por esse trabalho social, essas atividades não impediram a atuação do tráfico de drogas ali, que ainda é forte. De acordo com a aposentada Geciléia Ricardo da Silva, de 76 anos, ainda há muito a ser feito para que a Vila Tamarindo se torne o lugar que a população sonha, mas parte do caminho já foi percorrido. "Seguir sozinhos é difícil, mas com apoio, carinho e amor, a gente consegue chegar lá. E isso nós já temos", concluiu.


PÁGINA

11

18 A 24 DE JUNHO DE 2017

Esporte

Levanta que ele põe no chão

Corta, bloqueia, levanta, saca, largadinha, amortece e todos os demais fundamentos do bom voleibol Patrícia Barreto

Seleção sub-18 Após 15 anos de jejum, equipe carioca conquistou o título de campeão brasileiro na categoria Ele saiu de casa aos 14 anos de idade para morar em uma cidade completamente diferente da sua por causa do voleibol. De Campos para o Rio de Janeiro incentivado principalmente pelo pai, Luan Wagner, levantador de apenas 17 anos, já acumula títulos. O mais recente foi a conquista do título de campeão brasileiro de seleções sub-18. Além disso, recebeu o prêmio de destaque do Torneio Início de 2017 – competição de fomento à modalidade no Estado – das mãos do maior incentivador, Aníbal Wagner: ex-técnico de vôlei, professor da Fundação Municipal de Esportes (FME) de Campos e diretor técnico da Federação de Voleibol do Rio de Janeiro. Há 15 anos que a seleção do Rio de Janeiro não ganhava este campeonato. A partida aconteceu em maio na arena Sabiá, em Uberlândia, Minas Gerais. A equipe fluminense venceu a mineira por 3 sets a 1. Segundo o técnico, Walner Santos, os jogos foram equilibrados, a equipe toda seguiu as orientações técnicas, permitindo que conquistasse invicta o título. O terceiro lugar ficou com a equipe de São Paulo. Apesar da pouca idade, o jovem atleta acumula alguns títulos: campeão brasileiro Mirim em 2013, Campeão Brasileiro Infantil em 2015 e Infanto 2017. Agora, o desafio será o Juvenil ano que vem. “O trabalho é árduo, mas com dedicação e muito empenho sonho em um dia fazer parte da seleção brasileira” destacou o campista. Há cinco anos Luan desembarcou na Gávea como um "empréstimo" para jogar a Taça Paraná de Voleibol. O convite foi feito pelo técnico do Flamengo, Alexandre Rosenberg, o mesmo que chamou Luan para ficar em definitivo no Rubro-Negro. O incentivo para a modalidade, no entanto, veio de dentro de casa. Inspirado pelo pai, que foi treinador de vôlei, Luan passava os dias assistindo aos treinos da equipe comandada pelo patriarca da família, além de assistirem a muitos jogos juntos. "Como toda criança, pratiquei muitas modalidades esportivas na infância. Joguei futsal, basquete, handebol e judô. Mas larguei tudo para jogar vôlei. Sempre amei esportes. A predileção pelo voleibol foi por causa do meu pai, porque é o es-

porte que ele ama e eu aprendi a amar também. O que mais me chama a atenção na modalidade é sua beleza. Um esporte diferenciado de todos os outros, de muita coletividade, sem contato físico com o adversário, de muita precisão e perfeição", ressalta Luan. Sobre suas inspirações no esporte e na vida, o menino não conseguiu decidir um só nome que o melhor represente em quadra. No entanto, fora dela, uma pessoa foi unânime. "Tenho várias inspirações no Vôlei. Uma mistura de alguns jogadores. O William, o Bruninho e o Ricardinho são três levantadores sensacionais com características diferentes. Mas minha inspiração na vida é meu pai", afirma o jovem atleta. E sobre o futuro, apesar da pouca idade, ele já parece saber muito bem onde quer chegar. "Meu maior objetivo é usar o esporte como plataforma para bolsas de estudos e oportunidades de crescimento pessoal, caso não me torne um jogador profissional. Sobre a faculdade, quero fazer sim, mas ainda estou em dúvidas sobre qual curso. Penso em Educação Física, Direito, Fisioterapia ou Psicologia". Sonho em defender equipe campista Luan lamenta a falta de apoio ao esporte, no país, de um modo geral. “Campos tem estrutura para ter uma equipe de alto nível no vôlei nacional seja na categoria de base ou no profissional. Os campistas respiram esporte. Porém, a falta de incentivo público leva os atletas promissores a desistirem de seguir em frente. Ainda sonho em, um dia, poder voltar para minha cidade e jogar em um time de alto nível. Vou unir o útil ao agradável: estarei perto da minha família e dos amigos”. Casa do Vôlei De acordo com Aníbal Wagner, Campos sempre teve uma vocação para o vôlei, tanto que a Prefeitura de Campos criou a Casa do Vôlei, voltada para treinar os melhores atletas do município e prepará-los para representar o município. “Escolinhas de vôlei foram implantadas nas Vilas Olímpicas e em praças públicas visando estimular a prática do esporte. Hoje, temos mais de 60 alunos matriculados”, informou Aníbal.

Aníbal Wagner a maior inspiração da vida de Luan Wagner


PÁGINA

01

Club Terceira Via

Fotos: Arquivo pessoal

18 A 24 DE JUNHO DE 2017

Roberta Barcelos

Pintando um grande escultor

Ele tem apenas 24 anos, é o filho caçula de uma família que mora em Conceição de Macabu, município vizinho de Campos. O auxiliar administrativo de um supermercado, Marcos Vinycios da Silva Santos, é dono de um talento que poucos têm e que ainda não foi descoberto pelos grandes mestres das artes. Vinycios já tinha aptidão para arte e gostava de desenhar, fez apenas um único curso de pintura quando adolescente. Em 2013, resolveu encarar a aventura de sair do interior para se divertir numa edição do maior festival de música do Brasil, o Rock In Rio. Saiu daqui com uma prima levando uma faixa pintada com a imagem da cantora Beyoncé e antes do show começar, um dançarino da equipe dela, viu a faixa, e demonstrou ter gostado da obra de arte. Segundo Marcos, quando o show começou, Beyonce já entrou no palco procurando a faixa, apontou pra ela e por coincidência ou não, ela estava com a mesma roupa pintada por ele, na faixa. “Foi uma emoção muito grande, naquela hora eu entendi que precisava valorizar e investir mais no meu trabalho e lapidar o dom que até então nem eu mesmo reconhecia”, contou Marcos que sempre achou que a arte de uma forma geral só é valorizada quando o artista morre. O empurrãozinho que faltava foi dado pela cantora internacional através do elogio ao seu trabalho. Depois do show ele comprou um material

conhecido como Clay (argila), e começou a investir em técnicas para esculturas. “Eu senti a necessidade de evoluir como artista e a evolução natural é a escultura.” Mas o tempo de Marcos é curto e ele tem apenas aos domingos para se dedicar a arte de esculpir. O trabalho já foi reconhecido na cidade de Macabu. Marcos foi convidado para expor suas peças, mas, ainda não conseguiu terminar nenhuma das esculturas e o motivo é que o material, o clay, não é barato e custa em média quarenta e cinco reais o quilo. Uma escultura completa deve gastar em torno de 45Kg de material. Na edição do Rock in Rio em 2015, lá foi Marcos também com uma faixa pintada, mas dessa vez para a cantora Rihanna, com uma imagem dela. No aniversário da artista, Marcos postou a foto da faixa em uma rede social, e um perfil oficial da cantora, curtiu a foto. Depois disso, ela fez vídeos com a faixa e postou numa rede social. Mas não foram só elogios internacionais que Marcos já recebeu. Em 2013 também no Rock in Rio, a cantora baiana Ivete Sangalo teceu elogios as obras de arte de Marcos. A família de Marcos Vinycios , também o apóia muito e dá força para que o sonho dele se realize. Ele pretende montar um acervo das peças e conseguir viver da arte expondo pelo Brasil e, quem sabe, fora daqui também. Talento esse jovem já provou que tem de sobra.


@crisales__

É COOL:

MEIAS EXIBIDAS! Há algum tempo, a ordem era esconder as meias, usar cores que a deixassem imperceptíveis na hora de criar os looks. Algumas pessoas achavam desagradável deixá-las aparente. Mas a moda é feita de mudanças inesperadas (e não faltam exemplos!). E, hoje, o que não falta é versões inspiradoras para usá-las com sandálias, flats, tênis, e etc. As meias estão entre as grandes tendências da atualidade, uma constante nos looks de streetstyle! Que tal subir as meias e deixá-las aparecer, dando um toque mais descolado e fofo para o look? Adote um visual descolado com meias de lurex, que fazem referência aos anos 80, vista meias coloridas com sapatos transparentes, misture tênis esportivos com meias sociais... enfim, divirta-se! Por mais ousado que possa parecer, meias à mostra garantem altas doses de personalidade ao look.

VÁ DE

Cachecol!

Use e abuse dos cachecóis, você pode usá-los como sobreposição de peças mais neutras ou aproveitar para criar um mix'n match com outras roupas também estampadas.

CRM:52530660

Dra. Ana Maria Pellegrini DICAS DA PELLE Skinboosters: Ao longo dos anos perdemos colágeno, fibras elásticas e outras substancias, especialmente ácido hialurônico, responsáveis pela firmeza, elasticidade e hidratação da pele. Com esta redução surgem linhas finas, rugas e uma pele sem viço. Para tratarmos todos estes sinais de envelhecimento existem cremes e procedimentos médicos. No entanto, os cremes anti anging apresentam um limite de penetração já que não atingem as camadas mais profundas da pele .Assim, nem sempre o aspecto cansado e envelhecido da pele, especialmente ao redor dos olhos, pescoço, colo e mãos, melhora com o uso diário deles. Por vezes, é necessária uma hidratação de dentro para fora com produtos à base de ácido hialurônico, chamados skinboosters. Estes foram especialmente desenvolvidos para a hidratação e são diferentes do ácido hialurônico presente nos preenchedores, uma vez que os skinboosters não aumentam o volume e nem preenchem sulcos. O objetivo principal é devolver o brilho, maciez, hidratação, além de consequentemente suavizar as linhas finas em um processo natural. O skin booster é um tratamento feito com injeção e anestesia local, é prático, rápido e seguro, e tem uma vantagem de apresentar efeitos rápidos, entre eles a devolução do brilho e da elasticidade facial. O procedimento pode ser realizado na face, ao redor dos olhos, no colo, pescoço e nas māos. Sāo necessárias 3 sessōes mensais, e manutençāo semestral ou anual. O Restylane Vital foi o primeiro hidratante injetável a base de ácido hialurônico, Outro produto bastante utilizado é o Juvederm Hydrate. Esse tratamento é indicado para pacientes de qualquer idade. O resultado é muito natural. Este tipo de tratamento  pode ser associado com outros métodos para obtermos melhor resultado, como: peeling, laser e luz pulsada. Agora é a época do ano ideal para recuperar a qualidade geral da pele prejudicada pelo verão, e prepará-la para o inverno 

E difício Medical Center - Rua 13 de Maio nº 286/512 Sala 12 Tel: 2733 4211


PÁGINA

04

18 A 24 DE JUNHO DE 2017

@nataliamuniznutri

nataliamuniznutri@gmail.com

CANDIDÍASE: Como a alimentação pode combater ou prevenir? Que mulher nunca teve candidíase? A doença é um dos problemas femininos mais comuns e que, infelizmente, cada uma de nós terá ao menos uma vez na vida. A Candida Albicans é o principal fungo causador de infecção vaginal, que quando associado à baixa imunidade e calor causa infecção. Provoca geralmente coceira nas partes íntimas, acompanhadas de ardor e corrimento esbranquiçado. Desconforto e incomodo na certa! Mas o que muita gente não sabe é que outros sintomas não tão específicos podem estar relacionados a um aumento na proliferação de Candida pertinho dali, no seu intestino, como falta de energia, baixa imunidade, alta produção de gases intestinais, alternância na consistência das fezes, acne no adulto, fungos nas unhas e coceiras de pele. Esses sintomas aparecem quando o fungo (que habita normalmente nossa flora intestinal) se prolifera em alta quantidade, atacando nossos tecidos e comprometendo principalmente nossa imunidade e energia corporal. Não se desespere se você identificou-se com os sintomas, pois a desordem normalmente se manifesta quando estamos com a alimentação e os hábitos de vida desregrados, dormindo pouco, estressando-se muito e comendo alimentos que comprometem a saúde do nosso intestino. Para ficar longe da candidíase algumas mudanças na alimentação são necessárias, muita gente não sabe, mas a má nutrição desequilibra a flora intestinal e favorece o aparecimento da inimiga, tanto causando infecções vaginais como oportunistas, podendo inclusive tornar o problema frequente, as chamadas “cândidas de repetição”. Sabendo que o que você come pode influenciar muito nessa doença, nada mais justo que cuidar de si e tirar do cardápio o que pode aumentar a proliferação dos fungos.

Conheça os Tratamentos Caseiros para evitar os quadros repetidos de infecção e o aumento de cândida no seu organismo: 1 – Fique longe dos doces: Não tem jeito, para ficar longe da candidíase é preciso restringir os doces. Fungos e bactérias patogênicas alimentam-se de açúcar, além de alterar o ph intestinal e vaginal favorecendo a proliferação de fungos. Quanto mais proliferação de fungos você tiver no organismo mais vontade por doces vai sentir, pois os “espertinhos” liberam substâncias durante a digestão para garantir a sobrevivência deles. Portanto,pra quem apresenta o quadro de repetição da doença precisa ficar longe de açúcar, farinhas refinadas, mel, melado, refrigerantes, balas, doces em geral e industrializados adoçados. 2 – Nem fruta esta liberada As frutas, se consumidas em excesso, podem ser prejudiciais por conterem uma grande quantidade de frutose, que eleva a glicemia e pode piorar o problema. Os sucos (sendo naturais ou não) contém grande quantidade de frutose e devem ser evitados, assim como caldo de cana e xarope de milho, presentes em muitos produtos industrializados. Frutas secas e oleaginosas também devem ser evitadas, o modo de armazenamento da maioria delas favorece a proliferação de fungos. Isso não quer dizer que você deve riscar frutas do cardápio, muito pelo contrário, elas serão importantes para fornecer vitaminas e minerais adequados para melhora do sistema imune. A regra aqui é: Prefira as frutas frescas e inteiras! Consuma cerca de 3 a 5 porções ao dia para garantir a ingestão adequada de nutrientes, e preferencialmente distribuídas ao longo do dia. 3- Fique longe dos fermentados Alimentos e bebidas que são fermentadas pela ação de fungos, como o fermento biológico, estimulam o crescimento fúngico e desequilibram os microrganismos que vivem naturalmente em nosso intestino. Portanto durante os episódios de cândida você deve evitar pães e massas, vinhos, vinagres, cervejas, queijo gorgonzola, produtos embutidos e todos os tipos de cogumelos. 4 – Ingira alimentos antifúngicos Alguns alimentos possuem ação antifúngica e podem contribuir para a diminuição desses microrganismos no seu corpo, como o alho, orégano, alecrim, tomilho e sementes de abóbora (use e abuse nas preparações do seu dia a dia). Outros grandes aliados são os óleos extra virgens, particularmente o óleo de coco (beba puro ou inclua em suas preparações) e o óleo de orégano (encontra em farmácia de manipulação para tomar puro). Canela é outra especiaria que aparece com frequência nos artigos científicos com ação antifúngica significativa. Você pode experimentar fazer chá de Canela. Para cada xic de água fervida, utilize um pau de canela. Após a fervura, coa e beba. Faça 2x ao dia. Você precisará fazer uso diário desses alimentos para garantir a ação desejada, portanto abuse dos temperos acima, consuma as sementes de abóbora no lanche da manhã e inclua até duas colheres dos óleos citados nas saladas. Lembre-se que seu sistema imunológico também precisa estar reforçado e cuidados com o intestino serão essenciais, portanto procure um nutricionista que possa lhe ajudar a cuidar desse órgão. O profissional também poderá lhe prescrever probióticos e fitoterápicos específicos que diminuem a proliferação de fungos e melhoram esse sistema. Tratar o problema com medicação frequente pode acabar com o sintoma no momento, mas não trata a causa do problema, podendo ainda prejudicar ainda mais a saúde do seu intestino e seu sistema imunológico. A terapia conjunta com alimentação pode ser a mudança necessária que seu corpo precisa para acabar com o sofrimento. Não deixe a candidíase estragar o seu humor e saúde, melhore suas escolhas e pare hoje de alimentar essa inimiga!


@priscylabezerra

USE JÁ

As transparências estão no topo das tendências mais usadas pelas blogueiras, formadoras de opiniao e pessoas que curtem e entendem de moda pelo mundo a fora. Conseguimos ver este hit nas ruas em vestidos fluidos, camisetas com soutien a mostra e muito charme e sensualidade de forma pretenciosa.Se joga !

Mais uma dose

Na hora de combinar os acessórios não tenha medo de pecar pelo excesso. Aumente a dose e arrisque nos anéis, pulseiras e brilho.

Dermatite Seborreica A dermatite seborreica é uma inflamação na pele que causa principalmente descamação e vermelhidão em algumas áreas da face, couro cabeludo, dorso e colo. É uma doença crônica, com períodos de melhora e piora dos sintomas. A causa não é totalmente conhecida, podendo ter origem genética ou ser desencadeada por agentes externos, como alergias, situações de fadiga ou estresse emocional, tempo frio, excesso de oleosidade. A presença de um fungo, o P. ovale, também pode provocar dermatite seborreica. É uma doença não contagiosa e não é causada por falta de higiene. De forma geral, os sintomas da dermatite seborreica são: • oleosidade na pele e no couro cabeludo; • escamas branca-amareladas que descamam – caspa;• "Coceira", que pode piorar caso a área seja infectada pelo ato de manipular a pele• leve vermelhidão na área;• possível perda de cabelo. O diagnóstico é feito clinicamente por um dermatologista, que irá se basear na localização das lesões e no relato do paciente. O dermatologista poderá necessitar de alguns exames clínicos. O tratamento envolve lavagens mais frequentes; interrupção do uso de sprays, pomadas e géis para o cabelo; evitar uso de chapéus ou bonés, shampoos que contenham ácido salicílico, alcatrão, selênio, enxofre, zinco e anti fúngicos; cremes/pomadas também com anti fúngicos e eventualmente com corticosteróide, dentre outros especificados pelo dermatologista; bem como alterar alguns hábitos e eliminar os fatores reguladores, como estresse, má alimentação, tabagismo e consumo de bebida alcóolica.

Dra Paula Marsicano Dermatologista CRM 52-815861

Atendimento

Clínica Perisse: Rua Salvador Corrêa 24 Tel 2738-2650 Clínica Pró-vida - Rua Barão de Miracema 167 / 22 2736 9800 Campos dos oytacazes.RJ Clínica Renova - Av Pelinca 330 Tel 2733 9694

É

FIT

Sabe aquela vontade enlouquecida de comer um docinho, mas você consciente (e inteligente, eu diria)não quer sair da dieta por nada ?!! Uma boa saída é ter sempre frutas e uma boa pasta de amendoim em casa para te salvar nestes momentos. Me escuta que vai dar certo.


PÁGINA

06

18 A 24 DE JUNHO DE 2017

herminiasepulveda@yahoo.com.br “Seja como o sol. Não espere elogios, prêmios ou tapinhas nas costas. Simplesmente brilhe.”

DOMINGOS MARTINS Carol Aguiar com um grupo de amigas passou este feriado prolongado em Domingos Martins, que é um lugar super charmoso e delicioso com aquele tradicional friozinho da serra. DOCE ESPERA Silvana e Ricardo Naked estão curtindo muito a novidade de que serão vovós de novo. Giselle e Haroldo Freire Pereira estão na doce espera de um baby que virá fazer companhia ao pequeno Daniel. Quem está curtindo muito também é o bisavô Ernani Azevedo. COMEMORANDO VAVÁ Cicinha e Edvar Chagas receberam no feriado a família e os amigos mais chegados, para um gostoso Cozido, por conta do aniversário dele. Foi uma tarde/noite extremamente agradável. DE VOLTA PARA O ACONCHEGO Ana Márcia Alves e Maurício Gomes estão viajando hoje para Boquira a cidade em que ela nasceu e fica no interior da Bahia. Irão ficar por lá uns 10 dias para curtir os familiares dela e também as grandes Festas Juninas de lá. PELA PRIMEIRA VEZ EM CAMPOS DOS GOYTACAZES A bonita Graziella Aquino Cruz no seu aniversário O Maestro do cantor Roberto Carlos se apresenta pela primeira vez em Campos dos Goytacazes. O maestro Eduardo Lage vem em comemoração aos 19 anos do Teatro Municipal Trianon, no dia 27 de julho às 21h, com o show “Tocando e Cantando Músicas do Rei”. Participação especial da cantora Rosemary.

A querida Marlene Maciel Nogueira no seu prestigiado Aniversário

ALERTA AOS PAIS Está muito difícil hoje em dia os pais controlarem o que os filhos estão assistindo. Pasmem vocês, uma menina de uns 07 anos mais ou menos, se arrumou toda, colocou suas roupas na mochila e na lancheira do colégio e com sua boneca também nos braços resolveu fugir da Presenças festejadas: Beth Ferreira Allemand Manhães, Duas divas: Marilute Miguel Dumas e sua casa de madrugada com as ruas desertas, porque Aída Siqueira e Zezé Manhães Onecy Pinto Netto de Barros assistiu na novela Carinha de Anjo a menina da trama fazer isso. Só não aconteceu o pior, porque a mãe ouviu um barulho no portão e foi ver. A filha já estava na calçada. Que perigo!

Irmãos Boeschenstein: Karina, Ralff, Karla e Kátia

FELICIDADE EM DOSE DUPLA’ Beatriz Corrêa Mansur está feliz da vida com a aprovação do filhão Augusto Alexandre Correa Mansur Telhada em duas faculdades de Medicina. A família comemorando duplamente já que a noiva dele Mariana Bastos Riscado Guerra está grávida do mais novo xodó da família que se chamará Bento. FERIADO Búzios bombou nesse feriado de Corpus Christi. Estão por lá Ana e Cláudio César Soares, Mary e Maron El Kik, Ana Os belos noivos Luisa Lima Lopes e Deilton Luiza e Almir Quitete, Ariuza Kury Izar com os filhos Rena- Duarte no ensaio pré-wedding ta, Carlos e Alexandre, Valéria e Luiz Alberto Pupe, etc. NIVER Os parabéns de hoje vão para Faride Aiex Abdu Neme Maciel, Isadora Sardenberg Pessanha, Lenna Vasconcellos, Axel Guimarães Schott, Lidiane Rocha, Fernando Luiz G. M. Leduc, Eucleres Bello de Campos Junior, Valéria Longobardi, Viviane Moreira, Bruna Vianna, Yago Alexandre, Mauricio Wagner Areas, Leonardo Araújo Guimarães, Thiago Prudêncio e Lilia Fernandes. Amanhã para Leila Félix, Wady Kury Neto, Penha Alvarenga, Pillar Pinto, Amanda Santos, Letícia Guimarães, Christyani Nogueira e Bruna Lisboa Fernandes. Terça-feira para Claudio Sedano, Guto Barreto, José Cunha Filho, Edmar Teixeira, Camila Rodrigues, Renata Laluna, Almir Porto de Oliveira, o ator Carlos Eduardo Moliterno, Cel. Almir Porto e Luna Alves. Quarta-feira para Bianca Biagi, José Maria Mattar, Marco Antônio G. V. de Carvalho, Orávio de Campos Soares, Eliane Ribeiro Gomes, Carmen Célia Seixas Paes e A linda grávida Nivea Ribeiro na doce espera de Bernardo Foto Verônica Ribeiro Roberto Barbosa. Quinta-feira para Luciana Noremberg, Maria Cristina Torres Lima, Luiz Eduardo Castro de Oliveira, Sara Velemen, Elayne Gomes Ribeiro, Márcio Almeida da Silva, Edivaldo Azevedo, Roberta Póvoa, Ângela Regina Rodrigues Vieira, Marcio Rangel, Luiz Cláudio Barbosa, Charles Guerreiro Rodrigues, Rodrigo Terra, Carla Abreu Soares e Victor Almeida. Sexta-feira para Milena Siqueira Pessanha, Lílian Márcia F. V. Brito, Manoel Azeredo Monteiro, Wesley Machado e Laedina Bastos. Sábado para a sobrinha desta colunista Heloisinha Beshara, Fábio Abud, Silvia Lúcia Goulart Garcia, Laura Pereira Pinto, Carlos Alberto Leite, Heloísa do Espírito Santo Barros, Goreti Maia, Marcela Dantas Francisco, Ricardo Lopes, Marquinhos da Ótica e Jú Siqueira Batista. Da coluna os votos de muita saúde e felicidades para todos. Carlos Noremberg e sua Luciana

O aniversariante Fredy Beshara com sua amada Karine Carneiro

A Miss Nina Julia Machado modelando Foto Simone Alves

Paulinho Machado com a sua amada Solange Lamônica aniversariante da semana

O cantor Pedro Maia em ação

Pillar Sardenberg e Bruno Pessanha com os filhos Thalita, Bernardo e Isadora que faz 2 anos hoje

Jorge Abourjeili e Sandra Nassar Abou Rejeili aproveitando as delícias do Líbano


PÁGINA

08

18 A 24 DE JUNHO DE 2017

COLUNA PET INTOXICAÇÃO POR CARBAMATOS

Assistência Veterinária

As intoxicações em animais de estimação são bastante comuns, sejam elas acidentais ou criminosas. O veneno mais frequente envolvido nesses casos é o "chumbinho", um poderoso tóxico que é comercializado ilegalmente, também conhecido em algumas regiões como "raticida Japan". Exageros à parte, realmente o "chumbinho" possui o mais tóxico dos venenos de sua categoria (carbamatos), porém, sua eficácia no combate às colônias de ratos é discutível. Isso porque na hierarquia dos roedores, quem come primeiro o veneno irá morrer antes de conseguir chegar na colônia e “passar” o veneno. Então, ponto para os ratos !!!

CHUMBINHO O "chumbinho" leva esse nome pela sua cor (cinza escuro) e formato (granulado), não tendo então, nenhuma relação com o metal chumbo. Sua composição tem como princípio ativo o aldicarb, um inseticida usado na agricultura para o controle de pragas. Desviado de seu uso original, o aldicarb é vendido ilegalmente à granel, com o nome de "chumbinho" para o combate de roedores. No entanto, a venda descontrolada e a falta de conhecimento sobre o poder tóxico do produto causa envenenamento em animais de estimação, adultos e crianças. Muitas pessoas e animais já morreram por causa do "chumbinho", devido ao seu poder tóxico ao ser ingerido ou absorvido pela pele quando diluído em água. Carbamatos e organofosforados são agentes anticolinesterásicos, bastante lipossolúveis e sua absorção pode ocorrer por toda superfície corpórea, trato gastrointestinal, pele, pulmões e olhos. Por ser lipossolúvel, a gordura facilita sua absorção, sendo contra-indicada a administração de leite ao animal que ingerir este tipo de veneno, uma vez que a gordura do mesmo facilitará a absorção. INTOXICAÇÃO O grau de intoxicação varia com o tipo de composto e a quantidade do mesmo na composição. O efeito do "chumbinho" em animais é bem rápido, aparecendo 5 a 10 minutos após a ingestão. Os gatos estão entre as vítimas fatais do "chumbinho", pois muitos deles saem para passear à noite, ingerem iscas com o veneno e são encontrados mortos pela manhã. Quem coloca propositadamente iscas com "chumbinho" (ou qualquer outro veneno) para matar o cão ou gato do vizinho não sabe que pode ser preso, pois infringe a Lei Ambiental, além dele próprio estar correndo riscos pela manipulação e estocagem do produto. Os sinais de intoxicação podem ser vários: salivação, vômitos, diarreia, convulsão, inquietação ou prostração, incoordenação, tremores, falta de ar, hemorragia oral ou nasal, fraqueza e pupilas contraídas. O veneno ainda causa lesões nos pulmões, fígado e rins. Também pode ocorrer um quadro de neuropatia periférica tardia, o qual pode suceder em 7 a 21 dias ou até meses após exposição. Trata-se de uma síndrome ainda não totalmente esclarecida, semelhante à miastenia grave, apresentando fraqueza muscular, tremores, ventroflexão do pescoço, ataxia e deficiência de propriocepção. Seu tratamento é sintomático. O diagnóstico é feito através do histórico, sinais clínicos e alterações post mortem. O tratamento é emergencial e o proprietário deve procurar o mais rápido possível por atendimento veterinário de qualidade. Somente um profissional da área pode realizar procedimentos que visem salvar a vida do animal, como a lavagem gástrica, a administração de medicamentos que impedem uma maior ação da toxina ou que aumentem a sua excreção, soroterapia, oxigenioterapia e o tratamento de sintomas específicos, como as convulsões. Alguns animais irão necessitar de uma internação mais prolongada. A indução do vômito no animal consciente, administrando-se água oxigenada ou uma solução de água com sal, pode ajudar a reduzir a quantidade de veneno presente no estômago, porém o tempo dispendido pelo proprietário nesta ação pode diminuir as chances de reversão da intoxicação, visto que com certeza,  apenas a indução do vômito não salvará a vida do animal. Não há "receita caseira" que reverta a intoxicação por "chumbinho"!!!!!!!

"Navios não afundam por causa da água ao redor deles. Navios afundam por causa da água dentro deles. Não deixe o que está acontecendo em torno de você invadr o seu interior e afunda-lo"

Mariana e Kate no chamego

Tobias de Carol e Victor Montalvão

ORIENTAÇÕES GERAIS Por se tratar de um produto clandestino, o “chumbinho” não possui rótulo com orientações quanto ao manuseio e segurança, informações médicas, telefones de emergência, descrição do ingrediente ativo e antídotos que devem ser utilizados em casos de envenenamento. Em junho de 2012, a ANVISA cancelou o informe de avaliação toxicológica dos agrotóxicos a base de aldicarb. No mês de outubro deste ano, o produto Temik 150 foi retirado do mercado brasileiro devido ao alto índice de intoxicação humana e envenenamento de animais, sendo seu uso  enquadrado como atividade ilícita e criminosa. A ANVISA estima que este seja responsável por 60% dos oito mil casos de intoxicação por “chumbinho” no país. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento publicou o cancelamento do registro do Temik 150, com isso, está proibida no Brasil a produção, a comercialização e o uso de qualquer agrotóxico à base de aldicarb.

John John de Joana Cabral passeando

Luis Felipe de boa relaxando


ALIMENTOS PARA EVITAR O APARECIMENTO DE ESTRIAS.

Franciane Almeida

Um grande medo das mulheres e posso dizer que também é uma preocupação para alguns homens é o aparecimento de estrias, uma alimentação balanceada, poderá evitar ou minimizar esse mal.

Joana Abreu Ana Maria Pelegrine

A vitamina A

A vitamina A ajuda a proteger a saúde de sua pele e promove a formação adequada de novas células da pele, ajudando a evitar estrias. Alimentos Fonte: laranja, como melão, damasco e manga e legumes, como cenoura, batata doce e abóbora.

A vitamina E

Inclua vitamina E em sua dieta, vai melhorar a saúde e a reparação de sua pele. É um excelente antioxidante que oferece benefícios de proteção contra poluentes ambientais e radicais livres. Alimentos Fonte: nozes, sementes, abacate, manteiga de amendoim, germe de trigo, tomate e farelo de aveia.

Dani Freitas

A vitamina C

A vitamina C desempenha um papel importante na proteção e manutenção das células da pele e ajuda o organismo a fazer novas células da pele, além de melhorar a elasticidade da pele. Alimentos Fonte: laranja, tangerina, kiwi, melão, pimentão e brócolis.

Humberto Santana

Zinco

Rodrigo Tavares

Comer alimentos que são ricos em zinco promove a adequada formação de colágeno, que desempenha um papel importante na saúde da sua pele. Alimentos Fonte: carne magra, passas, feijão, lentilhas, ostras e bananas.

Nic crespo

Água

A ingestão de líquidos, especialmente água e chás de ervas ajudam a manter a pele hidratada e flexível, se recomenda cerca de 2 à 3  litros de água diariamente.

Alimentação + Atividade Física esse é o segredo "Se você traçar metas absurdamente altas e falhar, seu fracasso será muito melhor que o sucesso de todos" – James Cameron, cineasta Diego Motta Nutricionista 99777-6869

Diana Areas


PÁGINA

09

18 A 24 DE JUNHO DE 2017

QUIXOTESCAMENTE

(Eros Lopes Raphael Júnior)

Cavalgando um trote instável Avisto o tal moinho Me desafia, sozinho Ao embate inevitável Tenho lança, escudo e espada Tenho um amigo de pança Tenho até a contradança E essa luz que me afaga

Jackie Diel e Marcus Belletti Guzzo em clima de amor e Santo Antonio!

Flávia de Aquino Lorga na doce espera!

Roncinante é que me guia Momentos sutis vibrantes Memórias de meus Cervantes Indiferente utopia Não temo mais o moinho Pois que a ele me lancei E vencerei hoje eu sei Das pedras desse caminho. Amigos de sempre! Scheila Siqueira e Paulo Ferreira. Sabrina Carvalho e Thiago Seixas por Gilmar Ramos fotografia.

Um foco no estilo de Marina Rocha.

Mariana Gama em bela viagem!

Leticia Maria em foto de 15 anos por Ariane Costa.

Iracy Quintanilha prontíssima!


10

18 A 24 DE JUNHO DE 2017

candinhovasconcellos@gmail.com

CANDINHO VASCONCELLOS

PÁGINA

Loura e Marcinho Cordeiro com os netos Eduardo e João

Rosália Mendes emoldurada pelas filhas: Glaucia, Loura, Gayle e Glayce

Pia Batismal Cerimônia de batismo é sempre emocionante. A de João, filho de Xayna e Bruno Cordeiro, acontecida no sábado, na Igreja matriz de São Sebastião, não fugiu a regra. Os avós, Loura e Marcinho Cordeiro prepararam mais uma festa para a ocasião. Padre Murialdo celebrou. Rico Carneiro e Swany Paes na condição de padrinhos de batismo. Assim que deixaram a igreja, todos se dirigiram para a Cerâmica Santa Fé, de propriedade dos avós paternos. Lá, os familiares e amigos se confraternizaram em almoço supimpa. Deus te abençoe João! Corajosa Intolerável o ataque verbal sofrido pela jornalista Míriam Leitão, colunista da Globonews e do jornal O Globo, por parte de delegados do PT durante um voo, de Brasília para o Rio de Janeiro, da companhia Avianca. Segundo a jornalista, ela foi ameaçada, xingada e chamada de “terrorista” durante a viagem por cerca de 20 passageiros. E segue... É preocupante esse tipo de manifestação de intolerância em relação à atividade jornalística. Revela autoritarismo, obscurantismo e um lamentável comportamento violento. Infelizmente o acirramento de posições políticas tem levado à proliferação de situações como essa, seja em aviões, restaurantes, redes sociais e mesmo nas ruas O dissenso é saudável para uma democracia, e o embate civilizado de ideias é o melhor caminho para a construção de uma sociedade mais justa. A violência, a intolerância e a incompreensão do papel da liberdade de expressão, ao contrário, podem ferir de morte o regime democrático. Xeque-mate Na terça-feira 6, Wesley Batista reuniu representantes de 13 bancos, inclusive estrangeiros, na sede da JBS, em São Paulo. Sem meias palavras, disse que não tem como pagar os R$ 22 bilhões em dívidas de curto prazo do grupo e pediu prorrogação dos vencimentos por, pelo menos, um ano. O empresário acrescentou um alerta: se a relação da empresa com bancos americanos se deteriorar, diante de entraves que possam bloquear o acordo de leniência que lá está sendo negociado, a situação vai piorar. Muito. Honra ao mérito A Câmara de São João da Barra promoveu neste sábado, a cerimônia de entrega da Medalha Barão de Barcelos ao ex-vereador, Antônio de Azevedo Viana, que legislou o município por 30 anos. O evento aconteceu no Cine Teatro São João, onde também foi entregue a outorga de 36 títulos de cidadania a pessoas com relevantes serviços prestados à cidade.

Padre Murialdo consagrando João a Nossa Senhora

Para virar a página Na última semana de junho entra em operação um sistema que visa coibir fraudes na comercialização, prescrição e uso de dispositivos médicos implantáveis no País. A parceria da Anvisa com a Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia envolve seis hospitais — três de São Paulo, dois de Curitiba e um de Porto Alegre. O foco inicial recai sobre stents cardiológicos e próteses de quadril e de joelho. O SUS e as operadoras de seguro-saúde terão certeza da qualidade técnica do material utilizado, que passa a ter registro na Anvisa. Além do benefício aos pacientes, que receberão equipamentos 100% confiáveis, mais adiante será possível cadastrar o preço pago, evitando cobranças “extras” a hospitais e profissionais de saúde.

Xayna e Bruno Mendes com o filho João e seus padrinhos Rico Carneiro e Swany Paes

Das ruas para os estádios Dos 25 atletas convocados para representar o Brasil no Campeonato Mundial de Paratletismo, em Londres, no mês que vem, 12 subiram ao pódio nos Jogos Paralímpicos Rio 2016. Outro dado curioso é que dois membros da nossa delegação são policiais militares (reformados) feridos em combate. O carioca Jonas Licurgo foi atingido durante um confronto com bandidos em Madureira, Zona Norte carioca, em 2000. Já o paulista Andre Rocha caiu de um muro durante uma perseguição policial, em 2005. Boa sorte a todos!

É hora de serenidade Entra crise, sai crise, e o Brasil continua sendo maior que o buraco. Então, por que mudar o que está errado na política, na economia, no governo e no setor privado se, no final, dá-se um jeitinho e tudo continua igual, com privilégios para poucos e sacrifícios para muitos? Essa estranha lógica dos conformistas precisa mudar. É preciso defender o avanço gradual da sociedade brasileira em qualquer tempo, em qualquer governo, em qualquer ambiente e em todas as esferas, públicas e privadas. Não se deixa, de uma hora para outra, o status de País mais corrupto e com o pior ambiente para se fazer negócios em todo o planeta. Mas é preciso seguir adiante com as reformas estruturais e dar um passo de cada vez, reconhecendo a necessidade de implementar mudanças profundas que terão impacto positivo no longo prazo, em benefício de todos. Nesse sentido, assim como a Lava Jato não pode parar, a agenda de reformas do Governo Temer não pode ser jogada fora diante de uma nova crise política, detonada pela delação de Joesley Batista, do Grupo J&F.

Uma feijoada supimpa foi o prato principal para festejar Martha Pecly. Família reunida em torno da mesa: Hebia Ferreira, Karla Pecly, Marthinha Pecly, Sidnei Guzo, Patricia Brotas, Aparecida Glória, Celi e Herval Glória. Viva Marthinha!


Prevérbios 22,6 ¨Educa a criança no caminho em que de andar: e até quando envelhecer não ser desviará dele.¨

Arthur e Sophia Paes

Bernardo e Sofia Barros

Letícia Peixoto Rangel

Marcos Vinícius Gonçalves

O quinteto :Luiza, Davi, Duda, Maria e Maria Clara Juliana Paes Oliveira

O gostoso Conrado Duarte Seabra

A princesinha Liz P. Faquer

O gatinho Henry Sepúlveda Duarte

Miguel Nunes de Oliveira com a sua Maia

i tou 6 anos fo Quem comple ueira Siq Enzo Thierre

O galâ E

manuel

Rodrigue s

É campeãããããããããã, Parabéns turma 702!!!!! Colégio Pro Uni

Paulino


PÁGINA

12

18 A 24 DE JUNHO DE 2017

@ju_ribeiros

Minhas raposas: Larissa e Janine Raposo. Ah, tem o Zequinha também!

A esportista da Authen, Camila Varella, que marcou presença na loja Carioca Fitness.

A amiga da vida toda, Fernanda Britto curtindo um break no Chile.

Priscila Brunelli e Ana Maria Pellegrini se aprimorando no Congresso Brasileiro de Cirurgja Dermatológica.

A princesa Yasmin Hirano matando a mulherada de inveja..

A linda proprietária da loja Carioca Fitness, Débora Velasco e seu marido Ralph.

1 2

Elisa Peralva curtindo Mendonza.

Nos dias 23, 24 e 25 de junho vai rolar um super festival de cerveja artesanal, o Art & Bier, na pracinha do Liceu. Bacana ver esse cenário ganhando cada vez mais espaço

Daniela Lannes curtindo dias maravilhosos de férias na Ásia ao lado do gato, Marcos Galvão.

Av. Alberto Lamego,973 - Parque Califórnia Campos dos Goytacazes - RJ (22) 2722 5922

Edição 39  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you