__MAIN_TEXT__

Page 1

MTU Prémio Estação Imagem 06jun Disciplina 2019 Coimbra MTU 07jun Stabat Mater EXPOSIÇÃO ATÉ 31jun Dar a Volta ao Sol MTU 11jun Criação CINEMA FAM. Curtas de Animação CINEMA FAM. 04mai 01jun Belleville Rendez-Vous de Jiří Trnka CINEMA MÚSICA 03jun Poesia 04mai CINEMA 03jun O Tempo Reencontrado CINEMA 03jun Burning DRAMATURGIA CINEMA 04jun Clube de Leitura Teatral 06mai Dumbo CINEMA CINEMA 17jun Hotel Império 06mai Roma CINEMA CINEMA The Beach Bum: 06mai Diamantino 17jun POESIA A Vida Numa Boa 09mai declAMAR Poesia CINEMA MAGIA 17jun Foxtrot 10–11mai Mário Daniel CINEMA PERFORMANCE 13mai A Pereira Brava 19jun CINEMA 13mai O Mar das Árvores DRAMATURGIA 14mai Clube de Leitura Teatral MÚSICA The Gift 17mai Primavera/Verão 2019 CINEMA 20mai Lilith CINEMA Agradar, Amar 20mai e Correr Depressa MÚSICA Entre Paredes CINEMA 21jun 20mai Não Me Toques A Música de Carlos Paredes CINEMA CINEMA Sessões do Carvão 24jun Nostalgia 22mai – O Cinema Falado CINEMA 24jun Leto TEATRO PERFORMANCE 23-24mai 27jun O Desenho Como Potência CIN/VÍD/PERF 28-29jun Afroeuropeans CINEMA 01–22jul Cinema à Segunda DRAMATURGIA CINEMA 02jul Clube de Leitura Teatral 27mai Paris, Texas CINEMA CINEMA 03jul IndieLisboa 27mai As Asas do Desejo CINEMA HUMOR Eduardo Madeira 27mai Buena Vista Social Club 11jul e Manuel Marques HUMOR O Pior Espetáculo DRAMATURGIA 29mai do Mundo 18jul declAMAR Poesia TEATRO Ifigenia en Áulide TEATRO 19jul 28mai–11jun Skaenika Teatro (ES) CINEMA MTU a 24jul 27 Curtas de Vila do Conde 28mai Apresentação MTU’19 MTU Alba. E Nela é Que 30mai Espelhou o Céu MTU De Lá Para Cá: DANÇA 05jun 26jul Cantando e Andando MTU Citemor 06jun Estado de Presença EXPOSIÇÃO ATÉ 21jun

Anna St. Louis

Rúptil | na Era dos Castigos Incorpóreos

O Limbo Empático

MTU’19

La Otra Línea


MTU Prémio Estação Imagem 06jun Disciplina 2019 Coimbra MTU 07jun Stabat Mater EXPOSIÇÃO ATÉ 31jun Dar a Volta ao Sol MTU 11jun Criação CINEMA FAM. Curtas de Animação CINEMA FAM. 04mai 01jun Belleville Rendez-Vous de Jiří Trnka CINEMA MÚSICA 03jun Poesia 04mai CINEMA 03jun O Tempo Reencontrado CINEMA 03jun Burning DRAMATURGIA CINEMA 04jun Clube de Leitura Teatral 06mai Dumbo CINEMA CINEMA 17jun Hotel Império 06mai Roma CINEMA CINEMA The Beach Bum: 06mai Diamantino 17jun POESIA A Vida Numa Boa 09mai declAMAR Poesia CINEMA MAGIA 17jun Foxtrot 10–11mai Mário Daniel CINEMA PERFORMANCE 13mai A Pereira Brava 19jun CINEMA 13mai O Mar das Árvores DRAMATURGIA 14mai Clube de Leitura Teatral MÚSICA The Gift 17mai Primavera/Verão 2019 CINEMA 20mai Lilith CINEMA Agradar, Amar 20mai e Correr Depressa MÚSICA Entre Paredes CINEMA 21jun 20mai Não Me Toques A Música de Carlos Paredes CINEMA CINEMA Sessões do Carvão 24jun Nostalgia 22mai – O Cinema Falado CINEMA 24jun Leto TEATRO PERFORMANCE 23-24mai 27jun O Desenho Como Potência CIN/VÍD/PERF 28-29jun Afroeuropeans CINEMA 01–22jul Cinema à Segunda DRAMATURGIA CINEMA 02jul Clube de Leitura Teatral 27mai Paris, Texas CINEMA CINEMA 03jul IndieLisboa 27mai As Asas do Desejo CINEMA HUMOR Eduardo Madeira 27mai Buena Vista Social Club 11jul e Manuel Marques HUMOR O Pior Espetáculo DRAMATURGIA 29mai do Mundo 18jul declAMAR Poesia TEATRO Ifigenia en Áulide TEATRO 19jul 28mai–11jun Skaenika Teatro (ES) CINEMA MTU a 24jul 27 Curtas de Vila do Conde 28mai Apresentação MTU’19 MTU Alba. E Nela é Que 30mai Espelhou o Céu MTU De Lá Para Cá: DANÇA 05jun 26jul Cantando e Andando MTU Citemor 06jun Estado de Presença EXPOSIÇÃO ATÉ 21jun

Anna St. Louis

Rúptil | na Era dos Castigos Incorpóreos

O Limbo Empático

MTU’19

La Otra Línea


“O Desenho como Potência” é o título da performance que Vanda Madureira apresenta no dia 27 de junho no palco do Teatro Académico de Gil Vicente (TAGV), no âmbito de uma residência associada a um projeto de investigação que desenvolve no Colégio das Artes da Universidade de Coimbra. A energia que emana deste título atravessa formas de expressão e pretende questionar o modo como as instituições tendem a apresentar (e a sacralizar) a criação artística como conjunto de obras, hoje instaladas nos espaços que celebram, a cada dia, a sua condição monumental. No espaço aberto de um teatro do nosso tempo importa este caminho: gerar processos de interrogação, produzir experiências diferenciadoras e ampliar a evidência das práticas artísticas. Na mesma rubrica, com “Rúptil | na Era dos Castigos Incorpóreos”, Flávio Rodrigues testa as fronteiras entre as artes e faz do atravessamento de géneros, corpos e espetadores o motivo para o nomadismo conceptual e experiencial da própria contemporaneidade. Em ambos os casos, estamos perante criadores interessados no diálogo entre criação e reflexão, na linha que faz da arte uma forma de conhecimento. Entre maio e julho, multiplicam-se encontros e experiências no TAGV, desde logo no convite que fazemos para uma visita a duas exposições que aqui passam: “Belcanto” integra fotografias de António Pedro Ferreira, desocultando

pela imagem o quotidiano de um teatro de ópera, proposta Prémio Estação Imagem 2019 Coimbra, Festival Internacional de Fotojornalismo. “Dar a Volta ao Sol”, do Colégio das Artes da Universidade de Coimbra, prossegue igualmente até final da temporada, no Café TAGV.

coletivo de cinco leitores de poesia (Catarina Matos, Lurdes Telmo, Olga Coval, Rui Amado e Vanda Ecm) apresenta no Café TAGV duas sessões, uma das quais dedicada aos Animais na Poesia, mergulho na longa e densa genealogia que sustenta o Bestiário poético.

Sendo um fio condutor no labirinto de um teatro, a música terá, entre outras manifestações, dois momentos luminosos que destacamos. Anna St. Louis (EUA) traz ao TAGV temas do novo álbum "If Only There Was A River", em registo indie folk. Por outro lado, após o percalço da última data prevista, os portugueses The Gift estão agora dispostos a cumprir a promessa e fazer valer cada troca de bilhetes, com o álbum Primavera/Verão 2019.

A programação de cinema promove agora sessões triplas a cada segunda-feira, em condições ótimas de projeção, com ocasiões especiais, como a que junta, em filme e debate, na apresentação de “Não Me Toques”, com o qual Adina Pintilie venceu o Urso de Ouro na 68ª edição do Festival de Cinema de Berlim. A ter em conta, entre ficção e realidade, que o filme se propõe discorrer duplamente sobre: o modo como a intimidade se pode encontrar da forma mais inesperada; como poderemos amar o outro sem nos afastarmos de nós próprios.

Encontros mediados pela palavra são marca do Clube de Leitura Teatral, em três sessões que completam o convite feito, no ciclo desta temporada, a criadores, atores e encenadores nacionais. De maio a julho receberemos, no TAGV e no TCSB, textos de Regina Guimarães e Saguenail, uma dupla de criadores que são parte integrante do teatro que se faz em Portugal deste 1974. Elmano Sancho propõe a leitura de textos pertencentes a criações recentes, nomeadamente “A Última Estação” e “I Can´t Breathe”, cabendo a Igor Lebreaud, ator d’A Escola da Noite, fechar este ciclo, muito a propósito, com “Aqui, onde acaba a estrada”, um texto seu inédito. O projeto declAMAR Poesia, dinamizado por um

Além das extensões do IndieLisboa, da 27º edição do Curtas Vila do Conde, e da sessão dedicada ao Dia Mundial da Criança, passarão pelo TAGV, mais de três dezenas de filmes, entre estreias, reposições, criações nacionais e internacionais. A companhia marionet repõe, para mais duas sessões, um projeto do qual o TAGV foi coprodutor. “O Limbo Empático” integra uma experiência sobre os limites da comunicação e da intimidade, no espaço imediato e infinito que define a experiência num período


Prémio Estação Imagem 2019 Coimbra / Dar a Volta ao Sol / Curtas de Animação de Jiří Trnka / Anna St. Louis / Dumbo / Roma /  Diamantino / declAMAR Poesia / Mário Daniel /  A Pereira Brava / O Mar das Árvores / Clube de Leitura Teatral / The Gift Primavera–Verão 2019 / Lilith / Agradar, Amar e Correr Depressa / Não Me Toques / Sessões do Carvão –O Cinema Falado / O Limbo Empático / Paris, Texas /  As Asas do Desejo / Buena Vista Social Club /  O Pior Espetáculo do Mundo / MTU’19 / Apresentação MTU’19 / Alba. E Nela é Que Espelhou o Céu /  De Lá Para Cá: Cantando e Andando / Estado de Presença / Disciplina / Stabat Mater / Criação / Belleville Rendez-Vous / Poesia / O Tempo Já em pleno verão, o teatro persiste sob a forma de Reencontrado / Burning / Clube de acolhimento no TAGV, com as apresentações de “Ifigenia Leitura Teatral / Hotel Império /  en Áulide” pelo Skaenika The Beach Bum: A Vida Numa Boa /  Teatro (ES), no contexto do XXI FESTEA – Festival Foxtrot / Rúptil | na Era dos Castigos Internacional de Teatro de Incorpóreos / Entre Paredes  Tema Clássico, e um projeto de Iván Haidar para o Citemor A Música de Carlos Paredes /  e, entre vídeo e performance, Nostalgia / Leto / O Desenho Como com uma visita intensa ao portefólio dos cinco criadores Potência / Afroeuropeans / Cinema selecionados para residência à Segunda / Clube de Leitura de criação no âmbito do projeto “Afroeuropeans – À Margem Teatral / IndieLisboa / Eduardo do Cinema Português”. Madeira e Manuel Marques /  Matos Oliveira declAMAR Poesia / Ifigenia en Áulide Fernando Diretor Skaenika Teatro (ES) / 27 a Curtas de Vila do Conde / La Otra Línea Citemor de intensificação tecno-científica. Como vem sucedendo desde 2012, no final do ano letivo regressa também a Mostra de Teatro Universitário, para dar a conhecer as novas criações dos grupos universitários de Coimbra e de grupos universitários internacionais. A MTU pretende contribuir para a criação de um espaço comum de reflexão e de apresentação de projetos nascidos em contexto universitário. Trata-se de uma co-organização com CITAC, GEFAC e TEUC, que, nesta edição, tem ainda a participação do TUP/ Porto, e de uma oficina coordenada por Júnior Lima.


©Antonio Pedro Ferreira

EXPOSIÇÃO SEG-SEX • 14-22H00 SÁB • 17-22H00 ATÉ

21

04 MAI

M6 • FAMÍLIAS 3,5€/5€*

Curtas de Animação de Jiří Trnka — Cinema de Animação

JUN

ENTRADA LIVRE

Prémio Estação Imagem 2019 Coimbra Belcanto de António Pedro Ferreira Exposição de fotografia de António Pedro Ferreira integrada no Prémio Estação Imagem 2019 Coimbra, Festival Internacional de Fotojornalismo. Colhidas num teatro de ópera, as imagens de “Belcanto” não fixam instantâneos de espetáculos nem ilustram poses. Não apresentam, representam. Pelo luxo elitista e a exuberância decorativa dos salões, nos bastidores desenfeitados, utilitários, onde a admirável vitalidade de elementos humanos e objetuais criam o que o público fruirá à vista, o artista espreita a surpresa e transmuta a evidência em desocultação. Exposição de fotografia de António Pedro Ferreira Comissário Luís Vasconcelos Integrada no Prémio Estação Imagem 2019 Coimbra, Festival Internacional de Fotojornalismo Júri edição de 2019 Stéphane Arnaud (Editor-chefe de Fotografia Internacional da AFP), Véronique de Viguerie (Vencedora do Visa d’Or 2018), George Steinmetz (Fotógrafo da National Geographic e Geo) Michael Kamber (Diretor do Bronx Documentary Center) Local Sala Branca TAGV

EXPOSIÇÃO SEG-QUA • 11-01H00 QUI-SÁB • 11-02H00

Cineasta, ilustrador e artesão de marionetas checo, Jiří Trnka (1912-1969) foi um dos grandes vultos do cinema de animação, uma tradição quase centenária na República Checa que teve o seu período áureo entre as décadas de 1950 e 1980. As animações de Jiří Trnka não se baseiam em desenhos, como é habitual, mas na técnica de stop-motion, através da qual modelos físicos, como marionetas, são meticulosamente posicionados e fotografados, compondo uma sequência de imagens fixas que, uma vez montadas, criam a Local auditório TAGV * 5€ Famílias 1 bilhete é ilusão de movimento. válido para 1 adulto + 1 criança até aos 12 anos

A Mão 00h18

Narra a história de um escultor que é perseguido por uma mão gigante.

O Circo Animado 00H14

Uma sequência animada de animais, artistas e malabaristas de circo.

A Canção da Pradaria

ATÉ

00H21

31

No Faroeste americano, uma bonita donzela é salva das garras de um bandido malvado por um cowboy-cantor de cabelos loiros.

JUN

ENTRADA LIVRE

Dar a Volta ao Sol — Um projeto do Colégio das Artes

da Universidade de Coimbra

Projeto do Colégio das Artes da Universidade de Coimbra, iniciado na Cafetaria do Museu da Ciência, e que irá ser concluído no Café do Teatro Académico de Gil Vicente. Com base numa única fotografia e num excerto de um texto, esta exposição dará origem a uma edição em livro com o conjunto de 12 fotografias e 12 textos completos.

6

CINEMA EM FAMÍLIA SÁB • 11H30

Local Café TAGV

Paixão 00H09

Uma comédia burlesca que denuncia a paixão pela velocidade no nosso mundo contemporâneo.


Originária de Kansas City, Anna St. Louis não renega a Voz, guitarra Anna St. Louis forte influência da folk tradicional nas suas composições. Produção Lugar Comum Local auditório TAGV Cada uma delas é habitada pela sua destreza técnica e por (lotação limitada) um pendor narrativo, reminescente do midwest americano. < 25, estudante, > 65, comunidade No primeiro álbum, pela mão de Kevin UC, grupo ≥ 10, desempregado, parcerias MÚSICA Morby, as canções são resgatadas para SÁB • 21H30 a modernidade, aproximando-a de Sharon Van Etten 04 MAI ou Marissa Nadler. Integrada na sua primeira digressão 1H00 • M6 europeia, Anna St. Louis traz ao Teatro Académico de Gil 10€/8€ Vicente as composições de “If Only There Was a River”, interpretadas a solo, num registo de proximidade e compromisso com o público que, certamente, demonstrará estarmos perante uma das mais entusiasmantes propostas da indie folk contemporânea. *

*

Anna St. Louis Novo Álbum

©@chantal anderson

7


CINEMA SEG • 15H00

CINEMA SEG • 18H30

06 MAI

06

1H52 • M6 3,5€

2H15 • M14 5€/3,5€*

MAI

Dumbo

Roma

De Tim Burton — Cinema à Segunda “Dumbo”, personagem criada por Helen Aberson e Harold Pearl, regressa agora aos ecrãs 78 anos depois, novamente pelos estúdios de Walt Disney, desta vez com realização do veterano Tim Burton (“Eduardo Mãos de Com Eva Green, Colin Farrell, Tesoura”, “Alice no País das Michael Keaton, Danny DeVito Maravilhas”, “Charlie e a (falado em inglês, legendado Fábrica de Chocolate”) num em português) filme em live-action. Local auditório TAGV CINEMA SEG • 21H30

06

De Alfonso Cuarón — Cinema à Segunda Uma história que narra a vida de uma família, na Cidade do México, no início da década de 70. Um filme autobiográfico de Alfonso Cuáron, que aqui o criou, inspirando-se na sua própria infância e desenhando um retrato emotivo da vida doméstica e da hierarquia pessoal e social no seio do tumulto político daquela década. Com o filme "Roma", Alfonso Cuarón foi distinguido como Melhor Realizador, Melhor Filme de Língua Estrangeira e Melhor Fotografia/Óscares 2019 e Recebeu o Leão de Ouro na 75.ª edição do Festival de Cinema de Veneza, acumulando a responsabilidade do argumento, fotografia e Com Yalitza Aparicio, Marina montagem. Uma produção de Tavira, Diego Cortina Netflix que chega às Autrey, Marco Graf salas de cinema. Origem México, 2018 (falado em espanhol, legendado em português) Local auditório TAGV

MAI

1H40 • M14 5€/3,5€*

Diamantino

POESIA QUI • 22H00

De Gabriel Abrantes, Daniel Schmidt — Cinema à Segunda “Diamantino, exímio jogador de futebol, é uma estrela mundial conhecida não só pelo seu talento, mas também por dois ingredientes que se misturam em doses iguais: ingenuidade e ignorância. Um dia, depois de um episódio que o deixa profundamente abalado, perde a desenvoltura em campo e vê a sua carreira terminar abruptamente. É assim que, em busca de um novo propósito para a vida, se depara com assuntos sobre os quais nunca antes tinha refletido – entre eles, a crise dos refugiados, o neofascismo e a manipulação genética. Estreado no Festival de Cinema de Cannes, onde arrecadou o Grande Prémio da Semana da Crítica e o Palm Dog Award (melhor atuação canina num filme), uma comédia dramática com a assinatura de Gabriel Abrantes e Daniel Schmidt, Com Carloto Cotta, a dupla também responsável Cleo Tavares, Anabela Moreira, por “A History of Mutual Margarida Moreira, Respect” (2010) e “Palácios Filipe Vargas de Pena” (2011). Origem Portugal, 2018 — Público Local auditório TAGV MAGIA SEX • 21H30 SÁB • 21H30

10   11 MAI

1H30 • M6 16€(Plateia) 13€*(Balcão)

8

09 MAI

1H00 ENTRADA LIVRE

declAMAR Poesia Bestiário — Animais na Poesia

O declAMAR Poesia, evento dinamizado por um coletivo de cinco leitores de poesia (Catarina Matos, Lurdes Telmo, Olga Coval, Rui Amado e Vanda Ecm), sempre realizado numa quinta-feira à noite. Para cada sessão é definido um tema e apresentado um alinham- ento inicial de poetas e poemas. Segue-se um período de microfone aberto ao público para quem queira ler poemas próprios ou alheios. Local Café TAGV

Mário Daniel

Minutos Mágicos — O Espetáculo

Mário Daniel está de volta. O consagrado mágico com o maior share de audiências de televisão portuguesa da última década está de regresso aos palcos de Portugal com um espetáculo novo e interativo criado para toda a família, e que desafia o espetador e os seus sentidos. Mário Daniel mantém o seu característico sentido de humor e descontração, levando toda a plateia por uma viagem (sem clichés) ao mundo da magia. Local auditório

TAGV


CINEMA SEG • 15H00/21H30

CINEMA SEG • 18H30

13 MAI

13

3H15 • M14 5€/3,5€*

1H45 5€/3,5€*

A Pereira Brava

O Mar das Árvores

MAI

De Nuri Bilge Ceylan — Cinema à Segunda

De Gus Van Sant

— Cinema à Segunda

Sinan, um jovem autor em ascensão, regressa da faculdade para seguir a sua paixão pela literatura, mas depara-se com uma complicada dinâmica familiar causada pelo vício do jogo do seu pai, que deixa a mãe e irmã desesperadas. Enquanto tenta reorientar-se no drama familiar, Sinan tenta também lidar com esta nova fase da sua vida. A sua busca de sentido e direção torna-se Com Dogu Demirkol, Murat a fonte das conversas que Cemcir, Bennu Yildirimlar formam a estrutura emocional Origem Turquia, 2018 e intelectual do filme.

Na floresta de Aokigahara no sopé do Monte Fugi, também conhecida como "Sea of Trees", o americano Arthur Brennan decide pôr fim à sua vida, como muitos outros fizeram nesse local. Quando encontra um sítio que parece ideal, depara-se com um japonês ferido e perdido. Invadido por um sentimento de humanidade irreprimível, Arthur decide ajudáCom Matthew McConaughey, lo. Embora estivesse determinado Ken Watanabe, Naomi Watts a morrer, Arthur terá que ajudar Origem EUA, 2015 (falado um homem a sobreviver. Ambos em inglês, legendado em iniciam uma viagem de reflexão e português) sobrevivência, juntos na floresta. Local auditório TAGV

(falado em turco, legendado em português) Local auditório TAGV

MÚSICA SEX • 21H30

17 MAI

1H30 • M6 15€/12€*

The Gift Primavera/Verão 2019

DRAMATURGIA TER • 18H30

14

Neste verão o preto e branco da "Primavera" dá lugar ao azul escuro. Neste verão o preto e branco da ausência de cor dá lugar ao vazio de uma sala de estar com luz do sol, ameno, sossegado, impulsivo. Dá lugar ao calor visto desde dentro. Inspira a reflexão. Neste Verão corre apenas uma brisa. Uma suave brisa. É o novo disco que traz ecos de uma "Primavera" bem vivida e de uma passagem inspiradora por um "Altar" emblemático. “Verão” marca também o Voz Sónia Tavares regresso da colaboração entre Teclados Nuno Gonçalves The Gift e o reconhecido produtor Guitarra Miguel Ribeiro Brian Eno, que construíram Baixo e teclas John juntos este novo disco. Gonçalves

MAI

1H30 ENTRADA LIVRE

Clube de Leitura Teatral

— Leitura com Regina Guimarães e Saguenail

Bateria Mário Barreiros Guitarra Paulo Praça Guitarra Israel Pereira Local auditório TAGV * < 25, estudante, > 65, comunidade UC, grupo ≥ 10, desempregado, parcerias

©Aidan Kless

Regina Guimarães dirige o Clube de Leitura Teatral com Saguenail, com quem partilha em co-autoria de grande parte da sua obra dramática. São os convidados do Clube de Leitura Teatral, iniciativa que junta o Teatro Académico de Gil Vicente e A Escola da Noite, coordenada respetivamente por Ricardo Correia e por António Augusto Barros. Acontece mensalmente, com Textos “Curto-Circuito” (2006), leituras informais “Os Limbos” (inédita, 2015) dedicadas a textos Coordenação Ricardo Correia, António de um dramaturgo/ Augusto Barros escritor. O objetivo Coprodução TAGV, A Escola da Noite é a divul- gação, o Local Teatro da Cerca de São Bernardo conhecimento e inscrições para leitores a promoção clube.leitura.teatral@gmail.com da dramaturgia.

9


CINEMA SEG • 18H30

20 MAI

CINEMA SEG • 15H00

20 MAI

1H55 3,5€

Lilith

De Robert Rossen — Cinema à Segunda Lugar comum? Lugar único? Pouco importa, dou-lhes razão: "Lilith" é "o mais belo filme de todos os tempos". [...] em que lugar colocar esta obra que Robert Rossen nos deixa, três anos antes de morrer? Se houve filme em que a candura se fechou sobre si própria para assim permanecer sem mácula foi em ‘Lilith’. A Lilith de Jean não pode ser deste mundo em que tudo o que a toca a não entende. Só o cinema lhe deu espaço e tempo e a ele veio para aprender que a palavra, ao contrário do que aparenta, pode ser de facto a grande distância, o sinal que verifica a impossibilidade do amor. E quem tiver em pouca conta Warren Beatty como ator, que se desengane quando o vir ficar tão só naquele fim tão perdido, tão a preto e branco, tão lá fora na rua. É que Lilith fecha-se em si, na sua palavra, no Com Warren Beatty, Jean cinema, e Beatty fica aqui Seberg e Peter Fonda na terra, bem dentro de nós. Origem EUA, 1964 Destino dela ou dele? (falado em inglês, Ou nosso? legendado em português) Local auditório TAGV

2H15 5€/3,5€*

Agradar, Amar e Correr Depressa De Christophe Honoré — Cinema à Segunda

Arthur tem 20 anos e é estudante em Rennes. A sua vida muda quando conhece Jacques, um escritor que vive em Paris com o seu jovem filho. Durante um Verão, Arthur e Jacques vão amar-se e divertir-se. Mas Jacques sabe que este amor tem de ser vivido rapidamente. Vivo e incisivo, entre a leveza e a graça e uma enorme profundidade emocional, este é considerado o mais belo filme de Honoré desde “Canções de Amor”, um filme que funde na perfeição as tradições de que o seu cinema é herdeiro, entre os polos Com Vincent Lacoste, Pierre Godard-Fassbinder e Deldonchamps, Denis Podalydès, Truffaut-Demy. Adèle Wismes Origem França, 2017 (falado em francês, legendado em português) Local auditório TAGV

CINEMA QUA • 20H30

22

— Cinemateca Portuguesa CINEMA SEG • 21H30

20

MAI

2H00 • M12 ENTRADA LIVRE

Sessões do Carvão — O Cinema Falado

MAI

2H05 • M18 5€/3,5€*

Não Me Toques De Adina Pintilie — Cinema à Segunda

Na fronteira entre realidade e ficção, o filme segue as jornadas emocionais de Laura, Tómas e Christian. Ansiando por intimidade mas dela profundamente receosos, o trio une-se para superar velhos padrões, mecanismos de defesa e tabus, tentando finalmente ser livres. “Não Me Toques”/”Touch Me Not” interroga o modo como a intimidade se pode encontrar da forma mais inesperada e como amar o Com Laura Benson, outro sem nos Tómas Lemarquis, Christian Bayerlein afastarmos de Origem Roménia, 2018 (falado em inglês nós próprios. e alemão, legendado em português) Local auditório TAGV

10

Embora esteja quase esquecido, “A Batalha de Argel”/“La Battaglia di Algeri” deu o que falar quando foi realizado. Trata-se de uma encomenda oficial do governo da Argélia, três anos depois da independência do país (ao cabo de uma guerra de oito anos), cujo princípio “A Batalha de Argel” de base foi o de não /“La Battaglia di Algeri” utilizar nenhuma De Gillo Pontecorvo imagem de arquivo: Com Yacef Saadi, Brahim Haggiag, tudo é encenado. A Jean Martin ideia é mostrar que a Origem Argélia/Itália, 1966 violência estava dos Conversa pós-filme com Érica Faleiro dois lados do conflito Rodrigues (Birkbeck, Universidade e que a guerra não de Londres/IHC) Coordenação Sessões do deixa nenhum dos Carvão Sérgio Dias Branco, Luísa Lopes seus participantes Produção Faculdade de Letras da UC ileso e "limpo". (Curso de Estudos Artísticos — Cinemateca Portuguesa

e Laboratório de Investigação e Práticas Artísticas/LIPA), TAGV Local Sala do Carvão — Casa das Caldeiras


Nesta peça coincidimos num local-momento do espaço-tempo com três pessoas que constituem um sistema aberto. Apoiados nas suas dúvidas e certezas, refletimos sobre a existência, a privacidade, a empatia, a necessidade e o valor, num instante do mundo em que a comunicação entre seres humanos se transformou de modo avassalador. Uma das características que define um sistema são os seus limites. Nesta peça caminhamos sobre um conjunto de fios delicados no limite do que é ser humano.

TEATRO QUI-SEX • 21H30

23 MAI

24 MAI

1H10 • M12 7€/5€*

O Limbo Empático marionet

©Francisca Moreira

Discussão e ideias Carolina Santos, Filipe Eusébio, Francisca Moreira, Laetitia Morais, Marcelo dos Reis, Mário Montenegro, Pedro An- drade, Sílvia Santos Texto e encenação Mário Montenegro Interpretação Júlia | Carolina Santos, Aristo | Filipe Eusébio, Mark | Mário Montenegro, Paula | Sílvia Santos Cenografia, figurinos, adereços Pedro Andrade Iluminação e direcção técnica Rui Simão Vídeo Laetitia Morais Banda sonora original e sonoplastia Marcelo dos Reis Imagem Pedro Andrade e João Sarnadas Produção Executiva e fotografia de cena Francisca Moreira Consultoria Científica Carlos Fiolhais Penteados Carlos Gago – Ilídio Design Filmes projetados Excertos de “Man With a Movie Camera”, Dziga Vertov; “The Immigrant”, Charles Chaplin, “The Cabinet of Dr. Caligari”, Robert Wiene Coprodução marionet Parceria Ler+ Ciência Financiamento República Portuguesa – Cultura / Direcção-Geral das Artes, Câmara Municipal de Coimbra Apoios Ilídio Design Cabeleireiros, MAFIA – Federação Cultural de Coimbra, RUC Agradecimentos Edmundo Balsemão Pires, João Silva, Paulo Marques Local auditório TAGV * < 25, estudante, > 65, comunidade UC, grupo ≥ 10, desempregado, parcerias

11


CINEMA SEG • 15H00

CINEMA SEG • 18H30

27 MAI

27

2H25 • M12 5€/3,5€*

2H25 • M12 3,5€

Paris, Texas

As Asas do Desejo

MAI

De Wim Wenders — Cinema à Segunda

Travis Henderson, desaparecido durante quatro anos, reaparece no deserto dos EUA, exausto e amnésico. Aos poucos, vai-se recordando da sua vida, sendo acolhido pelo seu irmão Walt, responsável por Hunter, filho de Travis. Como totais estranhos, Travis e Hunter começam a construir uma amizade e a conspirar para encontrar Jane, ex-mulher de Travis, e trazê-la de volta para formar uma verdadeira família.

De Wim Wenders

— Cinema à Segunda Na Berlim pós-guerra, Damiel e Cassiel são dois anjos que deambulam pela cidade. Invisíveis aos mortais, leem os seus pensamentos e tentam confortar as almas que encontram. Entretanto, um dos anjos apaixona-se por uma trapezista, Com Bruno Ganz, Peter Falk, e deseja tornar-se humano Solveig Dommartin para experimentar as alegrias e Origem Alemanha, tristezas de cada dia. França, 1987 (falado em inglês e alemão, legendado em português) Local auditório TAGV

Com Harry Dean Stanton, Nastassja Kinski, Dean Stockwell Origem EUA, 1984 (falado em inglês e espanhol, legendado em português) Local auditório TAGV

CINEMA SEG • 21H30

27 MAI

1H45 • M6 5€/3,5€*

Buena Vista Social Club De Wim Wenders — Cinema à Segunda

Com uma pequena equipa, Wim Wenders acompanha o seu amigo Ry Cooder, responsável pela banda sonora de “Paris,Texas”, numa viagem a Havana. Cooder pretende gravar material para o primeiro álbum de Ibrahim Ferrer a solo, após ter gravado “Buena Vista Social Club” (que ainda não tinha sido editado naquela altura). Wenders faz uma imersão na música cubana e ao longo de vários meses observa e acompanha os músicos – primeiro em Havana e semanas mais tarde, numa viagem a Amesterdão, para a primeira atuação pública da banda (que nunca tinha tocado junta fora de um estúdio). Em julho de 1998, acontece o concerto no Carnegie Hall, em Origem Cuba, EUA, 1999 Nova Iorque, e Wim Wenders (falado em inglês e continua a acompanhar a espanhol, legendado banda, que passa de esquecida em português) a mundialmente famosa em Local auditório TAGV apenas alguns meses.

12

HUMOR QUA • 21H30

29 MAI

1H30 • M12 20€/18€*

O Pior Espetáculo do Mundo A improvisação está de volta com Carlos Cunha, César Mourão e Gustavo Miranda. Local auditório TAGV * < 25, estudante, > 65, comunidade UC, grupo ≥ 10, desempregado, parcerias


TEATRO TER-TER

CONVERSA TER • 18H00

28

28

MAI

MAI

2H00 ENTRADA LIVRE

11 JUN

MTU’19 Mostra de Teatro Universitário

A Mostra de Teatro Universitário começou em 2012 para dar a conhecer as novas criações dos grupos universitários de Coimbra e de grupos universitários internacionais, num diálogo crítico e histórico que a Academia de Coimbra mantém com o teatro universitário. MTU pretende contribuir para a criação de um espaço comum de reflexão e de apresentação de projetos com origem na Universidade de Coimbra com as participações do CITAC, GEFAC, TEUC e, nesta edição, a participação do grupo convidado, TUP – Teatro Universitário do Porto, e a apresentação pública da Oficina dirigida por Júnior Lima (BR). Produção TAGV MTU QUA • 21H30

05 JUN

1H15 • M6 2€

De Lá Para Cá: Cantando e Andando GEFAC Espetáculo dedicado às Polifonias Populares Portuguesas e aos ofícios e vidas das pessoas que lhes dão voz. Várias vozes que se sobrepõem e se complementam, vêm e levam-nos para longe, cruzando também os ofícios, as estórias e os saberes que as moldam. O espetáculo, que integra diferentes vertentes artísticas, dedica-se particularmente às mulheres que, tal como a etnografia nos demonstra, trilharam de especial e reconhecível modo os caminhos das polifonias e da transmissão oral da Cultura Popular Portuguesa. Local auditório TAGV

Apresentação MTU’19 Uma conversa com os grupos participantes na Mostra de Teatro Universitário 2019 sobre o(s) processo(s) de trabalho do espetáculo que apresentam na MTU’19. Local Café TAGV

MTU QUI • 21H30

30 MAI

1H00 • M12 2€

Alba. E Nela é Que Espelhou o Céu Encenação de Matilde Javier Ciria CITAC

No crepúsculo da noite, a penumbra mostra a fragilidade do nosso temor" Alba faz-nos sucumbir numa inevitável viagem ao desconhecido. A viagem que todos nós enfrentamos em algum momento da nossa vida, a viagem que ainda sonhamos enfrentar. Depois de seis meses de formação, o Curso de Iniciação 2018/19 apresenta o seu Exercício Final com direção de Matilde Javier Ciria. Um trabalho em que o grupo tem oportunidade de desenvolver e explorar todas as ferramentas adquiridas, aplicando-as no processo de pesquisa coletiva. A criação coletiva é uma das características do CITAC e tem o intuito de trabalhar o projeto com o conciliar das várias ideias que surgem dos elementos do grupo, compostas e trabalhadas com a visão do diretor.

Cocriação e encenação Matilde Javier Ciria Interpretação e textos originais Alexandra Balau, Ana Luísa Filomeno, Ana Rita B. Silva, Brum, Camila Costa, Christina Cunha, Danielle Baracho, Elara Miller, Iara Lopes, Ivo Santos, Letícia Boaventura, Luíz Felipe Amorim, Mariana Oliveira, Oreste Affatato, Sabrina Carilo. Desenho de luz Guilherme Pompeu Operação de luz Lucas Fidalgo, Guilherme Pompeu Sonoplastia Diogo Figueiredo, João Valério, Afonso Viegas Produção executiva Ana Rita B. Silva, Leticia Boaventura, Letícia Moro, Mariana Oliveira, Oreste Affatato, Ricardo Batista Cenografia Danielle Baracho, Mariana Brum, Sabrina Carilo Figurinos Alexandra Balau, Sabrina Carilo Apoio técnico à sonoplastia Camila Costa, Christina Cunha, Iara Lopes, Ivo Santos Design gráfico Luíz Sá Registo fotográfico e vídeo Carlos João Santos Produção CITAC para a 21a Semana Cultural da Universidade de Coimbra Local auditório TAGV

13


MTU QUI • 18H30

MTU QUI • 21H30

06

06

1H00 • M12 ENTRADA LIVRE

0H50 • M12 ENTRADA GRATUITA

JUN

Estado de Presença Apresentação pública da Oficina “O Corpo em Estado de Presença e Escuta” De Júnior Lima

Num mundo de presenças fragmentadas e contaminado pela ilusão das realidades virtuais, é preciso proclamar os afetos. É preciso despertar os sentidos em busca de autoconhecimento, voltar a olhar para o próximo sem a mediação das telas e sem a falsa perceção da presença, alterada pelas novas tecnologias. Esse trabalho é uma ode ao corpo presente. O exercício cénico nasce de um processo colaborativo interdisciplinar, numa pesquisa que pretende unir o teatro, a dança, a performance e a música, através da “Oficina Estado de Presença” orientada por Júnior Lima e Júlia Anastácia, em parceria com o TAGV. — Júnior Lima Direção Júnior Lima Codireção Júlia Anastácia Textos Criação coletiva e fragmentos de Peter Handke, Mário Montenegro Música Criação coletiva Interpretação Ádria Souza, Ana Fonseca, Ana Mendes, Beatriz Souza, Beatriz Laschi, Camila Dias, Carlos João Santos, Catarina Santos, Charlotte Saenger, Claudia Bonina, Cristina Lopes, Euridice Muniz, Fátima Salvador, Inês Belo, Inês Sampaio, Isabela Canto, Jorge Teixeira, Julia Martini, Katharina Baab, Larissa Alves, Leticia Moro, Marco Tulio, Maria Beatriz, Michelle Dietz, Naomi Machado, Pedro Campos, Rita Gonçalves, Rodrigo Santos, Susana Gonçalves, Victor Severo Apresentação pública da Oficina “O Corpo em Estado de Presença e Escuta” Local Colégio das Artes da UC

JUN

Disciplina

TUP – Teatro Universitário do Porto Descoberta do corpo como objecto e alvo de poder. Seria fácil encontrar sinais desta grande atenção que era então dada ao corpo - ao corpo que se manipula, que se modela, que se subjuga, que obedece, que responde, que se torna hábil ou cujas forças se multiplicam. – Foucault, Vigiar e Punir Direção artística, produção Daniela Araújo Braga Cocriação Orlando Gilberto-Castro Interpretação António Pacheco, Bruno André Moreira, Fernando Pimenta, Francisco Aguiar, Francisco Vaz, Orlando Gilberto-Castro Sonoplastia João Tito Apoio à produção António Pacheco, Sara Sá Jones Apoio técnico Eduardo Brandão Agradecimento Fátima Vieira, Guilherme Blanc, Alexandre Afonso, Marco Gabriel, Mariana Costa, Alexandre Novo Local Sala do Carvão – Casa das Caldeiras * Lotação limitada a grupos de 50 pessoas

MTU SEX • 21H30

07 JUN

1H40 • M12 2€

Stabat Mater

Encenação de Ana Teresa Santos TEUC Estava esta mãe Maria, Meri, Marí, mulher dura, do povo, ignorante mas conhecedora da crueza das leis da rua, em busca do próprio filho que, por fatalidade, lhe nasceu inteligente e se enredou nas malhas/“tralhas” da política, tendo sido preso e levado não se sabe bem para onde. Maria espera e desespera sem notícias do filho, espezinhada pela burocracia, atormentada apenas pelas memórias dos que a poderiam ajudar mas a abandonaram à sua sorte, cruelmente, sem piedade. Incapaz de compreender os ideais políticos aos quais o filho se entregou, esgotada e entregue à dor, acaba por ceder à resignação, própria da sobrevivência. Criação TEUC 2019 Encenação Ana Teresa Santos Interpretação Carolina Moreira, Cristiana Pereira, Daniela Proença, Gabriel Lucerna, Inês Gonçalves, Mariana Marçal, Pedro Oliveira, Rita Dias Texto Antonio Tarantino Tradução Tereza Bento Desenho de luz Vera Silva Operação de luz Diogo Lobo Sonoplastia Sónia Tigre

14


MTU TER • 21H30

CINEMA EM FAMÍLIA SÁB • 11H30

11 JUN

01

1H00 • M6 ENTRADA LIVRE

1H20 • M6 3,5€/5€*

Criação

Belleville Rendez-Vous

JUN

Leituras Encenadas de Teatro Popular Mirandês + debate GEFAC O obsoletismo morre quando lhe descobrimos novas formas de vida. É o que pretendemos. É esse o desafio, o nosso e o vosso. Não se acanhem, portanto. E não se culpem, seja lá o que isso for. “Criação” é simultaneamente o título e a forma, para o estado de reinterpretação do acervo popular dramatúrgico, em que nos encontramos. É um ponto de passagem e reflexão – um processo em curso. Não sendo um espetáculo também não deixa de o ser. Chamamos-lhe leitura encenada, por nos parecer mais verosímil. Somos todos filhos de Adão e Eva – é assim que consta em muitos textos de cariz popular levados a cena. Porém, em que medida e forma somos contaminados e disseminadores, deste e doutros tramas, enraizados no imaginário coletivo? Estamos na ponta do icebergue, onde vos convidamos a sentar connosco, para logo de seguida mergulharmos juntos nas águas imprevistas do diálogo procurando o pulsar reverberante dessa viagem, na contemporaneidade de cada um. O público está, assim, amplamente convocado para “Criação”.

Local Sala de ensaios do GEFAC (Piso 0 do edifício AAC) * Lotação limitada a 30 pessoas

Operação de som Rafael Santos Produção executiva TEUC Assistência de produção Elisa Santos Fotografia Amândio Bastos Grafismo Maria Beatriz Laschi, Clarissa Cosenza Apoios UC, TAGV, CITAC, IPDJ, Câmara Municipal de Coimbra, Máfia, RUC, A Escola da Noite Agradecimento Colégio do Carmo, O Teatrão, Sofia Lobo, Catarina Pires Local auditório TAGV

De Sylvain Chomet

— Cinema de Animação A história do pequeno e melancólico Champion, que é educado pela avó, Madame Souza, para vir a ser um grande ciclista. Anos mais tarde, Champion, que está a participar no celebérrimo Tour de France, é raptado por dois misteriosos homens vestidos de negro. A avó e o fiel cão Bruno partem então à sua procura, numa viagem que os leva ao outro lado do oceano, até Belleville, onde encontram as triplettes, excêntricas estrelas Local auditório TAGV do music-hall dos anos 30 que * €5 Famílias 1 bilhete é decidem ajudar Madame Souza válido para 1 adulto + 1 e o seu cão. criança até aos 12 anos

CINEMA SEG • 15H00

03 JUN

2H20 • M14 3,5€

Poesia

De Lee Chang-Dong — Cinema à Segunda

O drama do veterano sul-coreano Lee Chang-Dong ("Oásis" e "Secret Sunshine") venceu o prémio de melhor argumento na edição de 2010 do Festival de Cannes. Uma avó, com um neto problemático a seu cargo, é desafiada, pela primeira vez na vida, a escrever um poema. E, enquanto tenta encontrar a beleza presente no seu quotidiano, enfrenta a realidade nua e crua que existe, muito além da sua imaginação, apercebendo-se de que a vida talvez não seja tão bela como supunha.

Com Yun Junghee, An Naesang, Kim Hira, Lee David Origem Coreia do Sul, 2018 (falado em coreano, legendado em português) Local auditório TAGV

15


CINEMA SEG • 18H30

CINEMA SEG • 21H30

03

03

2H40 • M12 5€/3,5€*

2H30 • M14 5€/3,5€*

O Tempo Reencontado

Burning

JUN

De Raúl Ruiz

— Cinema à Segunda Durante muitos anos considerado um empreendimento impossível de levar a cabo, Raúl Ruiz adaptou, com sucesso, a sétima e última parte de “À Procura do Tempo Perdido” (1999), a obra-prima de Proust. Em “O Tempo Reencontrado” Ruiz filma com agilidade narrativa o “caráter inexorável do tempo” do romance de Proust, numa “sentida homenagem” à sua escrita. O filme, selecionado para o festival de Cannes, em Competição, faz agora 20 anos.

JUN

De Lee Chang-Dong — Cinema à Segunda Durante um dia normal de trabalho como estafeta, Jong-soo reencontra Hae-mi, uma antiga amiga que vivia no mesmo bairro que ele. A jovem está com uma viagem marcada para o exterior e pede a Jong-soo para cuidar do seu gato de estimação enquanto está longe. Hae-mi regressa de viagem na companhia de Ben, um jovem misterioso que conheceu em África. No entanto, o estranho tem um passatempo peculiar, que será brevemente revelado aos amigos.

Com Catherine Deneuve, Emmanuelle Beart, Vincent Perez Origem Itália, França, Portugal, 1999 (cópia digital restaurada) (falado em francês/ legendado em português) Local auditório TAGV

Com Ah-in Yoo, Steven Yeun, Jong-seo Jun Origem Coreia do Sul, França, 2010 (falado em inglês e coreano, legendado em português) Local auditório TAGV

16


DRAMARTUGIA TER • 18H30

CINEMA SEG • 15H00

04

17

1H30 ENTRADA LIVRE

1H20 3,5€

Clube de Leitura Teatral

Hotel Império

JUN

Leitura Teatral Leitura com Elmano Sancho

Elmano Sancho formou-se na Escola Superior de Teatro e Cinema, na Real Escuela Superior de Arte Dramático de Madrid e no Conservatoire National d’Art Dramatique de Paris. Em 2014 foi estudar para Nova Iorque como bolseiro da Fundação Gulbenkian. Nesse ano assinou a sua primeira encenação: “Misterman”, que lhe valeu o prémio de melhor ator pela Sociedade Portuguesa de autores. No ano seguinte, “I can´t breathe” valeu-lhe uma menção Especial da Associação Portuguesa de Críticos de Teatro. É o convidado do Clube de Leitura Teatral, iniciativa que junta o Teatro Académico de Gil Vicente e A Escola da Noite, coordenada respetivamente por Ricardo Correia e António Augusto Barros. Acontece mensalmente, com leituras informais Textos “A Última Estação”, dedicadas a textos de um “I can´t breathe” dramaturgo/escritor. O Coordenação Ricardo Correia, objetivo é a divulgação, António Augusto Barros o conhecimento e a Coprodução TAGV, promoção da dramaturgia.

JUN

De Ivo Ferreira — Cinema à Segunda

“Hotel Império” conta a história de Maria, cuja casa sempre foi o Empire Hotel, nos bairros tradicionais de Macau, onde as roupas são estendidas entre os néons e uma rede de fios elétricos entrelaçados toma as ruas inundadas de vapor. Com o pai idoso, o fardo de manter o decrépito hotel cai sobre os seus ombros. Canta o fado num casino onde o jogo e a prostituição andam de mãos dadas, mas o dinheiro é escasso e os especuladores imobiliários tornamse insistentes. É a este cenário que chega Chu, um jovem que deixou Macau há duas décadas e que agora regressa, decidido a vingar-se e a recuperar a fortuna da sua mãe: metade do hotel.

A Escola da Noite Local Sala do Carvão — Casa das Caldeiras inscrições para leitores clube.leitura.teatral@gmail.com

Com Margarida Vila-Nova, Rhydian Vaughan, Kwok-Leung Gan Origem 2018 (falado em português) Local auditório TAGV

©Cláudia Morais

17


CINEMA SEG • 18H30

CINEMA SEG • 21H30

17

17

1H35 5€/3,5€*

1H50 5€/3,5€*

JUN

The Beach Bum: A Vida Numa Boa De Harmony Korine

— Cinema à Segunda A nova comédia do realizador Harmony Korine foi apresentada em antestreia na sessão de abertura do IndieLisboa 2019, e acompanha as aventuras escandalosas de Moondog, um falhado rebelde que só sabe viver consoante as suas próprias regras. Com um elenco de estrelas que inclui Snoop Dogg, Isla Fisher, Zac Efron, Jimmy Buffett, Martin Lawrence e Jonah Hill, “The Beach Bum: A Vida Numa Boa” é a mais recente comédia original e subversiva do argumentista e realizador de “Spring Breakers: Viagem de Finalistas”. Com Matthew McConaughey, Snoop Dogg, Isla Fisher Origem EUA, 2018 (falado em inglês/legendado em português) Local auditório TAGV

18

JUN

Foxtrot

De Samuel Maoz — Cinema à Segunda Um mero bater à porta leva um homem e a sua mulher a um sofrimento incomensurável, surpreendidos com a notícia da morte do seu filho, um soldado. “Foxtrot” é um filme do israelita Samuel Maoz e foi selecionado para o Óscar de melhor filme estrangeiro em 2018. Com Lior Ashkenazi, Sarah Adler,

Yonaton Shiray, Shira Haas, Dekel Adin Origem Israel, Suíça, Alemanha, França, 2017 (falado em hebraico/legendado em português) Local auditório TAGV


PERFORMANCE QUA • 21H30

19 JUN

2H00 • M6 7€/5€*

Rúptil | na Era dos Castigos Incorpóreos

©Flávio Rodrigues

De Flávio Rodrigues — Performance, Agora!

“Rúptil | na Era dos Castigos Incorpóreos” é um projeto multidisciplinar e de caráter experimental. É estudado com o propósito de ser apresentado em espaços não convencionais, Criação, interpretação Flávio Rodrigues site-specific e capazes de proporcionar relações Apoio e intérprete no processo Bruno Senune variáveis e opcionais entre a obra, o perfomer e Vídeo Eva Ângelo Residências artísticas e estruturas o público. “Transeunte”, “contínuo”, “frequência”, associadas Arte Total (Braga, PT), Balleteatro (Porto, PT), Ilke Studio “acumulação”, “processo” e “criação” são algumas (Berlim, DE), Teatro Municipal do Porto/Festival DDD - Dias da dança das palavras e ideias-chave que, em si, dão lugar à (Porto, PT), Teatro Académico de Gil Vicente (Coimbra, PT), ação base e primordial deste projeto, o caminhar. Península/BRONZE (Porto Alegre, BR), Circolando (Porto, PT), DEVIR CAPA O performer é tempo, ação e espaço. É transeunte. (Algarve, PT), Câmara Municipal da Moita/Centro de Experimentação É compositor e maestro. É minucioso, silencioso Artística (Vale da Amoreira) Apoio na gestão financeira Bactéria e, arbitrariamente, o nada (o vazio como Coprodução Teatro Municipal do Porto/ Festival DDD-Dias da dança (Porto), superação e como desejo). É água (mar). Arte Total (Braga) Apoio à criação Fundação GDA “Rúptil | na era dos castigos incorpóreos” é um Local auditório TAGV < 25, estudante, > 65, comunidade UC, projeto processual, nómada e recoletor. grupo ≥ 10, desempregado, parcerias Lotação limitada/espetáculo com Uma ode à beleza do caos que é a existência. público em pé * *

19


MÚSICA SEX • 18H30

CINEMA SEG • 15H00

21

24

1H10 • M6

2H05 • M16 3,5€*

JUN

JUN

Entre Paredes A Música de Carlos Paredes Bernardo Moreira Sexteto — Sons da Cidade

O contrabaixista Bernardo Moreira regressa à música de Carlos Paredes. O novo espetáculo “Entre Paredes – A Música de Carlos Paredes” surge 15 anos depois de ter editado o disco Concerto integrado “Ao Paredes Confesso”. no programa Sons da

Nostalgia De Andrei Tarkovsky

— Cinema à Segunda

Um poeta russo, sentindo-se aprisionado pela fama e por um casamento infeliz, parte à procura do seu passado cultural em Itália. Um encontro com Domenico, um velho Com Oleg Yankovskiy, Erland aparentemente lunático, acaba Josephson, Domiziana Giordano por permitir ao escritor Origem Federação Russa, 1983 compreender o segredo da sua (falado em russo/legendado própria nostalgia. em português) Local auditório TAGV

Cidade - Por Coimbra Património Mundial Local auditório TAGV

CINEMA SEG • 18H30

24 JUN

2H05 5€/3,5€*

Leto

De Kirill Serebrennikov — Cinema à Segunda No verão de 1981, o rock underground chegava à Rússia, mais precisamente a Leningrado (hoje São Petersburgo). Sob a influência de artistas internacionais, como Led Zeppelin e David Bowie, o rock vibrava na cidade, marcando o nascimento de uma nova geração de artistas independentes. Neste biopic recorda-se a história do jovem Viktor Tsoi que ganhou fama internacional e se tornou o primeiro grande representante russo do género. Além da música, ele também ficou conhecido pelas polémicas relacionadas com a sua vida pessoal, como o triângulo amoroso que viveu entre o seu mentor musical, Mike, Com Teo Yoo, Irina e a sua esposa. Starshenbaum,

Roman Bilyk Origem 2018 (falado em inglês e russo/legendado em português) Local auditório TAGV

CINEMA SEG • 21H30

24 JUN

5€/3,5€*

Cinema à Segunda Local auditório TAGV

20


O Desenho Como Potência De e com Vanda Madureira Performance, Agora!

PERFORMANCE QUI • 21H00

27 JUN

ENTRADA GRATUITA

Instalação vídeo/Tríptico de Desenho de Ação Adumbratio Vivus + Tribuo + Adumbratio Intimus Local Sala Branca TAGV (até 12 de julho) Performance/Desenho de Ação Desenho Ecuménico

Aqui exploro a natureza efémera, intangível e precária da Arte da Performance, contrapondo-as, simultânea e reversamente, com a sua perenidade, tangibilidade e posteridade através da fixação em vídeo e em fotografia, não enquanto e apenas registos documentais, mas como forma de alargar o âmbito definidor e alcance conceptual da ação performativa (e do próprio desenho, porque é do desenho e enquanto desenho que a minha performance/ação brota e se incorpora). Virando a página e desejando ultrapassar o zeitgeist (espírito do tempo) em que, muitas vezes, as performances eram encaradas como negações-antíteses do objeto artístico, procurarei o que está para além das idiossincrasias consensuais da Arte da Performance. Como? Performatizando ao mesmo tempo que alguém fotografa e filma, quebrando, em tempo real, a descontinuidade do fluxo da obra de arte no aqui e agora congénito e altamente sacralizado da ação performativa.

Eu desenho de ti, tu desenho de mim Nós, etéreo esboço - Desenho, talvez te quisesse tomar para mim, mas se tu já me tomas... E tomar? näo será sorver, em vez de possuir? Possuir sem ter posse Estar possuído por ti e livre de nós. Enlear e ser saber enleado Unirmo-nos de nós numa multiplicidade de linhas. O verso do uno, o multireverso. Criação Vanda Madureira Imagem, edição Sérgio Gomes Fotografia Jorge das Neves Escultura Antónia Labaredas, Vanda Madureira Flores de papel Libánia Música Et si tu n'existais pas Riscos e rabiscos, com a participação especial de Argentina Feijão, Electra das Neves, Maria Feijão Conversa Metabolismos da Performance no Espaço AQcadémico Com Carlos Gordilho, Nelson Guerreiro, Verónica Metello Moderação Fernando Matos Oliveira Local auditório TAGV

21


Afroeuropeans

CINEMA • VÍDEO PERFORMANCE SEX • 21H30 SÁB • 21H30

28 JUN

Sessão pública de apresentação de trabalhos e portfolio dos artistas participantes da Residência Artística. 5 apresentações no âmbito da residência "Afroeuropeans" (projeto "À Margem do Cinema Português" Ceis20/ Fundação Calouste Gulbenkian).

29 JUN

3H00 ENTRADA LIVRE

Produção Lipa, Ceis20 Local auditório TAGV e Sala B/LIPA

CINEMA QUA • 21H30

03 JUL

CINEMA SEG • 15H00 18H30/21H30

01 JUL

08 JUL

3,5€*

IndieLisboa Um poeta russo, sentindo-se aprisionado pela fama e por um casamento infeliz, parte à procura do seu passado cultural em Itália. Um encontro com Domenico, um velho aparentemente lunático, acaba por permitir ao escritor compreender o segredo da sua própria nostalgia. Local auditório TAGV

15 JUL

22 JUL

5€/3,5€*

Cinema à Segunda Local auditório TAGV

22


DRAMATURGIA TER • 18H30

POESIA QUI • 22H00

02 JUL

18

1H30 ENTRADA LIVRE

1H30 ENTRADA LIVRE

Clube de Leitura Teatral

declAMAR Poesia

Leitura com Igor Lebreaud

Igor Lebreaud nasceu em Pombal, em 1985. Iniciou o seu percurso teatral no Teatro Amador de Pombal. Após a conclusão da Licenciatura em Estudos Artísticos da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, realizou um estágio de atuação n’A Escola da Noite, integrando o elenco dos espetáculos “Este Oeste Éden” (encenação de Sílvia Brito) e “Atravessando as palavras há restos de luz” (enc. António Augusto Barros), ambos em 2009. Ainda na companhia, integrou os elencos de “1.José”, “2.Rubem”, “3.Fonseca” (2010, enc. António Augusto Barros); “Noite de amores efémeros” (2010, enc. Sofia Lobo); “Teatro Menor” (2011, enc. António Augusto Barros); “Santíssima Apunhalada”, que codirigiu com Miguel Magalhães (2012); “Novas diretrizes em tempos de paz” (2013, enc. António Augusto Barros); “As Orações de Mansata” (2013, enc. António Augusto Barros), “Auto dos Físicos” (2014, enc. António Augusto Barros), “Da sensação de elasticidade quando se marcha sobre cadáveres” (2014, enc. António Augusto Barros), “A Canoa” (2015, enc. Cándido Pazó), “Embarcação do Inferno” (2016, enc. António Augusto Barros e José Russo), “TOMEO Histórias Perversas” (2017, enc. António Augusto Barros) e “Cinzas…” (2018, enc. Rogério de Carvalho). Em 2011, foi assistente de encenação em “Animais Nocturnos”, de Juan Mayorga, dirigido por António Augusto Barros. “Aqui, onde acaba a estrada” é a sua primeira peça de teatro e será o texto para esta sessão do Clube de Leitura. É o convidado do Clube de Leitura Teatral, iniciativa que junta o Teatro Académico de Gil Vicente e A Escola da Noite, coordenada respetivamente por Ricardo Correia e por António Augusto Barros. Acontece mensalmente, com leituras informais dedicadas a textos de um dramaturgo/ escritor. O objetivo é a divulgação, o conhecimento e Texto “Aqui, onde acaba a a promoção da dramaturgia. estrada” (inédito, 2019)

©Cláudia Morais

Coordenação Ricardo Correia, António Augusto Barros Coprodução TAGV, A Escola da Noite Local Teatro da Cerca de São Bernardo inscrições para leitores clube.leitura.teatral@gmail.com

JUL

O declAMAR Poesia, evento dinamizado por um coletivo de cinco leitores de poesia (Catarina Matos, Lurdes Telmo, Olga Coval, Rui Amado e Vanda Ecm), sempre realizado numa quinta-feira à noite. Para cada sessão é definido um tema e apresentado um alinhamento inicial de poetas e poemas. Segue-se um período de microfone aberto ao público para quem queira ler poemas próprios ou alheios. Local café TAGV

HUMOR QUI • 21H30

11 JUL

1H10 • M12 15€/12€*

Eduardo Madeira e Manuel Marques Neverending Tour

Os humoristas Eduardo Madeira e Manuel Marques sobem ao palco para um surpreendente número de faquires acrobatas e prestidigitação com marmotas. Ou isso ou comédia com música à mistura. Diz quem viu que é “de mudar a vida duma pessoa”. A sociedade, a política e o desporto vão ser debatidos e analisados de forma pouco séria e nada isenta. A trabalhar juntos há vários anos, estão, Texto, letras, música atualmente, em filmagens para uma Eduardo Madeira nova série da RTP — Patrulha da Interpretação Eduardo Noite. O novo conteúdo tem estreia Madeira, Manuel Marques prevista para Maio de 2019. Produção Show Bees Local auditório TAGV < 25, estudante, > 65, comunidade UC, grupo ≥ 10, desempregado, parcerias

©Hugo Macedo

23


TEATRO SEX • 21H30

CUNEMA EM FAMÍLIA SÁB • 11H30

19 JUL

13

1H20 7€/5€*

1H00 5€/3,5€*

Ifigenia en Áulide Skaenika Teatro (ES)

Cinema de Animação

XXI FESTEA – Festival Internacional de Teatro de Tema Clássico

JUL

Local auditório TAGV Famílias 1 bilhete é válido para 1 adulto + 1 criança até aos 12 anos *

Encontramo-nos num acampamento militar, são os anos quarenta do século XX, os deuses da antiga Grécia ainda existem e está a ponto de rebentar o maior conflito bélico do século. Agamémnon, general do exército heleno, é instado a sacrificar a sua filha Ifigénia para obter ventos favoráveis e recuperar Helena. Agamémnon debate-se entre a vida da sua filha e a honra das suas tropas numa trama adaptada que se concentra no lado mais humano da mítica guerra de Tróia. O fanatismo, a religiosidade, o medo, a honra e a família açoitam o general: qual será a sua decisão?

CINEMA QUA • 18H30/21H30

24 JUL

5€/3,5€*

27 a Curtas de Vila do Conde Como habitualmente, o Festival conta com uma edição forte e, mais uma vez em Coimbra, a convite do Teatro Académico de Gil Vicente, o Curtas Vila do Conde apresenta em extensão, através de dois programas, uma seleção dos melhores filmes desta edição do Festival. O “Best Of Curtas Vila do Conde” exibirá os premiados das competições Nacional e Internacional, com o melhor da produção cinematográfica dos últimos tempos. Produção Curtas Vila do Conde

Local auditório TAGV

Texto Eurípides Tradução para espanhol Carlos García Gual Dramaturgia Santiago Guijarro Cano Encenação, produção Santiago Guijarro Cano, Sandra Suárez García Interpretação María Adrio, Moisés Alonso Valladares, Alejandro Carmona, José López Cózar, Nicolás Losilla, Celia Lozano, Sandra Suárez García Cenografia Skaenika Teatro Desenho de luz Carlos A. Jesus Espetáculo integrado no XXI FESTEA – Festival Internacional de Teatro de Tema Clássico Local auditório TAGV Conversa pós-espetáculo com Carolina Hernán Suárez (Universidade de Granada/Espanha) * < 25, estudante, > 65, comunidade UC, grupo ≥ 10, desempregado, parcerias

24


DANÇA SEX • 21H30

26 JUL

10€/7,50€/5€ 1H00

La Otra Línea

De e Com Iván Haidar (ar) CITEMOR

Criação, interpretação Iván Haidar Assistência à criação Carolina Campos, João Fiadeiro Produção CITEMOR Local auditório TAGV

Projeto iniciado em 2016 a partir de uma residência artística na Real Atelier, em Lisboa, juntamente com a artista brasileira Carolina Campos e o coreógrafo português João Fiadeiro, precisamente no espaço onde Fiadeiro desenvolve a sua Investigação em Tempo Real. 25


Apoio à divulgação

Apoio à divulgação

Parceria

Parceria cinema à segunda Cinema à segunda

Temporada 2018/19 mai

jul

Diretor Fernando Matos Oliveira Diretora adjunta Luísa Lopes

Teatro Académico de Gil Vicente Praça da República 3000-342 Coimbra, Portugal

Mecenas para a reabilitação

Mecenas reabilitação

Apoio para a reabilitação

Parcerias

Apoio reabilitação Parcerias

teatro@tagv.uc.pt +351 239 855 630

Receção segunda a sexta 239 855 630 teatro@tagv.uc.pt

14h00 às 19h00

Bilheteira segunda a sábado 17h00 às 22h00 239 855 636 bilheteira@tagv.uc.pt, tagv.bol.pt e FNAC Em espetáculos a realizar fora do horário de funcionamento, a bilheteira abre 1h00 antes dos mesmos, encerrando 30 minutos após o seu início.

Apoios institucionais

Apoios institucionais

O TAGV é membro

O TAGV é membro

Descontos para os espetáculos assinalados aplicam-se a menores de 25 anos, estudantes, comunidade Universidade de Coimbra, maiores de 65 anos, grupo ≥ 10, desempregados e parcerias TAGV. Os bilhetes reservados devem ser levantados até 3 dias após a reserva, e até 3 dias antes da data do espetáculo. Café TAGV seg a qua 11h00 às 01h00 qui a sáb 11h00 às 02h00 dom encerrado 239 052 563 10% desconto mediante apresentação de bilhete TAGV do evento do dia. Os lugares A23 e A24 situados ao lado da zona PMR (pessoas de Mobilidade Reduzida) são reservados, até 3 dias antes do dia do evento, para acompanhantes PMR e deverão ser solicitados na bilheteira local através do endereço bilheteira@tagv.uc.pt ou pelo telefone 239 855 630 (14h00 às 19h00) e bilheteira 239 855 636 (17h00 às 22h00).

TAGV é uma estrutura da Universidade de Coimbra

Administração António Patrício Comunicação Coordenação Marisa Santos Fotografia, Centro de Dramaturgia Contemporânea Cláudia Morais Apoio à divulgação Vicente Paredes Documentação/Arquivo André Heitor Produção Coordenação Elisabete Cardoso Cláudia Morais Direção técnica José Martins Equipa técnica Luz Celestino Gomes, João Conceição Audiovisual José Balsinha Som Mário Henriques Projeção João Silva Carpintaria cénica Laurindo Fonseca Maquinaria de cena João Silva, Laurindo Fonseca Auxiliar técnico Rui Ventura Frente de casa Rosa Maria Marques Estágio Instituto Superior Miguel Torga Cláudia Alexandre Bilheteira Catherine Carvalho, Inês Patrício, Vicente Paredes Acolhimento ao público André Gomes, Andreia Silva, Catherine Carvalho, Fábio Costa, Hélder Rodrigues, Inês Patrício, João Correia, Joana Amado, Joana Pereira, João António Rico, Lurian Klein, Pedro Vaz, Raquel Couto, Rita Neves, Marcelo Couto, Vicente Paredes Limpeza Coordenação Antónia Mimoso, Ana Moniz Design gráfico Bürocratik Edição e Revisão Marisa Santos, Cláudia Morais Papel GF Smith Aqua 130grs Fedrigoni Arcoprint Milk 70grs Impressão e acabamento Lusoimpress Depósito Legal Tiragem 4000 exemplares Este programa pode ser alterado por motivos imprevistos. Informação atualizada em www.tagv.pt


Apoio à divulgação

Apoio à divulgação

Parceria

Parceria cinema à segunda Cinema à segunda

Temporada 2018/19 mai

jul

Diretor Fernando Matos Oliveira Diretora adjunta Luísa Lopes

Teatro Académico de Gil Vicente Praça da República 3000-342 Coimbra, Portugal

Mecenas para a reabilitação

Mecenas reabilitação

Apoio para a reabilitação

Parcerias

Apoio reabilitação Parcerias

teatro@tagv.uc.pt +351 239 855 630

Receção segunda a sexta 239 855 630 teatro@tagv.uc.pt

14h00 às 19h00

Bilheteira segunda a sábado 17h00 às 22h00 239 855 636 bilheteira@tagv.uc.pt, tagv.bol.pt e FNAC Em espetáculos a realizar fora do horário de funcionamento, a bilheteira abre 1h00 antes dos mesmos, encerrando 30 minutos após o seu início.

Apoios institucionais

Apoios institucionais

O TAGV é membro

O TAGV é membro

Descontos para os espetáculos assinalados aplicam-se a menores de 25 anos, estudantes, comunidade Universidade de Coimbra, maiores de 65 anos, grupo ≥ 10, desempregados e parcerias TAGV. Os bilhetes reservados devem ser levantados até 3 dias após a reserva, e até 3 dias antes da data do espetáculo. Café TAGV seg a qua 11h00 às 01h00 qui a sáb 11h00 às 02h00 dom encerrado 239 052 563 10% desconto mediante apresentação de bilhete TAGV do evento do dia. Os lugares A23 e A24 situados ao lado da zona PMR (pessoas de Mobilidade Reduzida) são reservados, até 3 dias antes do dia do evento, para acompanhantes PMR e deverão ser solicitados na bilheteira local através do endereço bilheteira@tagv.uc.pt ou pelo telefone 239 855 630 (14h00 às 19h00) e bilheteira 239 855 636 (17h00 às 22h00).

TAGV é uma estrutura da Universidade de Coimbra

Administração António Patrício Comunicação Coordenação Marisa Santos Fotografia, Centro de Dramaturgia Contemporânea Cláudia Morais Apoio à divulgação Vicente Paredes Documentação/Arquivo André Heitor Produção Coordenação Elisabete Cardoso Cláudia Morais Direção técnica José Martins Equipa técnica Luz Celestino Gomes, João Conceição Audiovisual José Balsinha Som Mário Henriques Projeção João Silva Carpintaria cénica Laurindo Fonseca Maquinaria de cena João Silva, Laurindo Fonseca Auxiliar técnico Rui Ventura Frente de casa Rosa Maria Marques Estágio Instituto Superior Miguel Torga Cláudia Alexandre Bilheteira Catherine Carvalho, Inês Patrício, Vicente Paredes Acolhimento ao público André Gomes, Andreia Silva, Catherine Carvalho, Fábio Costa, Hélder Rodrigues, Inês Patrício, João Correia, Joana Amado, Joana Pereira, João António Rico, Lurian Klein, Pedro Vaz, Raquel Couto, Rita Neves, Marcelo Couto, Vicente Paredes Limpeza Coordenação Antónia Mimoso, Ana Moniz Design gráfico Bürocratik Edição e Revisão Marisa Santos, Cláudia Morais Papel GF Smith Aqua 130grs Fedrigoni Arcoprint Milk 70grs Impressão e acabamento Lusoimpress Depósito Legal Tiragem 4000 exemplares Este programa pode ser alterado por motivos imprevistos. Informação atualizada em www.tagv.pt

Profile for TAGV

TAGV mai-jul — Temporada 18/19  

TAGV mai-jul — Temporada 18/19  

Advertisement