REVISTA ACIC - EDIÇÃO OUTUBRO 2021

Page 1



As possibilidades do Portal Social Existem instrumentos, ferramentas e caminhos para aqueles que desejam, de forma convicta, auxiliar programas sociais e instituições beneficentes. Um deles é o Portal Social criado em 2020 pela ACIC para divulgar essas possibilidades e, ao mesmo tempo, orientar contribuintes/doadores de um lado e entidades em busca de patrocinadores, de outro. O Portal informa sobre os mecanismos de incentivo fiscal estabelecidos por legislação federal, através da qual contribuintes (pessoas físicas ou jurídicas) podem destinar parte do Imposto de Renda para projetos sociais. Além disso, disponibiliza plataformas para a comunicação dos projetos. Em parceria com a FIESC e o SINDICONT, a ACIC tem atuado para aproximar os atores desse cenário, pois Chapecó tem uma capacidade potencial de destinar – portanto, manter no município – cerca de 32 milhões de reais por ano, sendo 20 milhões de empresas tributadas pelo lucro real e 12 milhões por parte das pessoas físicas, mas utiliza menos de 1% desse estoque. Empresas tributadas pelo regime de lucro real podem destinar até 9% do Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) para projetos nas áreas de saúde, esporte, cultura, idoso e infância e adolescência. Pessoas físicas que fazem a declaração no modelo completo também podem redirecionar até 8% do imposto de renda devido.

O uso dos incentivos fiscais para os projetos cadastrados no Fundo Social e no Portal Social está amparado pela legislação federal que estabeleceu o Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência (PRONAS), o Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica (PRONON), a Lei de Incentivo ao Esporte, a Lei de Incentivo à Cultura, a Lei do Audiovisual, o Fundo do Idoso e o Fundo da Infância e da Adolescência (FIA). Os esforços da ACIC também estão emparceirados com o Fundo Social, programa do Sistema FIESC cujo objetivo é conectar empresas e pessoas a causas sociais, fomentando a cultura do uso dos incentivos fiscais. É cogente criar uma cultura de uso dos incentivos fiscais no interesse social, pois as condições legais e fiscais estão estabelecidas. Basta exercê-las. Mas, para isso, é necessário intensificar a conscientização dos contribuintes em geral e dos empresários, em particular. Onde há boa vontade, haverá um caminho. A lei criou as possibilidades, o Portal Social mostra o caminho. Chapecó, outubro de 2021. NELSON EIJI AKIMOTO Presidente


Conversa com especialista

Atendimento eficaz ao público Uma nova visão

Os períodos difíceis ocorrem para nos desafiar, para nos impulsionar a traçarmos novas possibilidade de crescimento pessoal e profissional, seja qual for o segmento onde atuamos. Investimentos em espaço físico, em novas tecnologias, na prospecção de novos clientes, são importantes, mas não sustentam um negócio. Padrões de atendimento, ferramentas que auxiliem na conquista de clientes são amplamente discutidos durante eventos, sendo cobrados dos colaboradores. O ser humano aprende ouvindo, lendo, falando e principalmente no compartilhamento da vivência adquirida; na busca de novas soluções; na análise de informações recebidas. Através de treinamentos que demonstrem a necessidade das mudanças, que instiguem o profissional à uma autoanálise, que auxiliem na busca de um propósito do seu trabalho, a pessoa aprende. Esse novo olhar sobre o atendimento ao público nos faz refletir a respeito dos últimos dois anos, quando todos, indistintamente, precisamos conviver com medos e incertezas, buscando alternativas para sobrevivência pessoal e profissional. A lição que trazemos é que sem o interesse sincero pelas pessoas, nenhum negócio prospera e que o centro de tudo é o ser humano! Através do estudo das competências relacionadas às ferramentas e técnicas, direcionadas para o atendimento ao cliente, os profissionais adquirem segurança para solucionarem quaisquer dificuldades, interagindo com os diferentes perfis de clientes. Você contribui verdadeiramente quando seu trabalho faz alguma diferença na vida das pessoas.

Por: Rita C. Venturini, graduada em Administração, especialista em Gestão de Pessoas, proprietária e consultora da Venturini Treinamento e Desenvolvimento Profissional e Gerencial. Atua na área de treinamentos há mais de 20 anos, desenvolvendo cursos próprios nas áreas comercial, industrial e de saúde, direcionados para atendimento ao público, vendas e liderança de equipes. Pioneira em treinamentos de humanização.


sicoob.com.br/sicoobmaxicredito /sicoobmaxicredito


Portal Social proporciona visibilidade a projetos sociais

Promover a divulgação de projetos sociais e culturais, aproximando empresas, entidades e profissionais que elaboram as propostas. Esse é o objetivo do Portal Social da ACIC, lançado em 2020. Na plataforma, são cadastradas iniciativas do terceiro setor de Chapecó e região. A intenção é ser um meio de articulação e estímulo às empresas para que usem as leis de incentivos fiscais federais, destinando parte do Imposto de Renda devido para projetos. A iniciativa tem apoio dos contadores de Chapecó e é importante para esclarecer que o uso das leis de incentivo fiscal contribui para o desenvolvimento local. “Nossa intenção é promover a divulgação e o incentivo a projetos sociais e culturais para empresas e pessoas físicas. O imposto vai para um grande arrecadador que é o governo federal. Depois, geralmente, quem tem projetos sociais terá que buscar patrocínios. O que estamos fazendo é encurtar esse caminho, ou seja, em vez desse dinheiro ser recolhido e ir para Brasília, com a destinação aos projetos que estão inscritos no portal, pode ficar na cidade ou na região. Queremos popularizar mais esse tipo de ação”, enfatiza o diretor financeiro da ACIC, Dalvair Anghében. Até o último dia útil de cada ano as empresas que tenham como regime de tributação o Lucro Real podem redirecionar até 9% do Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) para projetos incentivados das áreas de saúde, esporte, cultura, idoso e infância e adolescência. As pessoas físicas podem contribuir com até 8% do Imposto de Renda quando a declaração for feita na modalidade completa. Para cada lei de incentivo fiscal pode ser direcionado um percentual específico e quem faz a doação pode dividir o valor entre diferentes projetos.

LEIS DE INCENTIVO Os valores podem ser destinados para propostas inscritas na Lei de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet e Lei do Audiovisual), no Fundos da Infância e Adolescência (FIA), no Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica (Pronon), no Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência (Pronas), na Lei de Incentivo ao Esporte e no Fundos do Idoso. Para a Lei de Incentivo à Cultura as empresas podem destinar até 4% do imposto devido. Para as demais o percentual é de até 1%. Também há empresas, em Santa Catarina, com tratamento tributário diferenciado e que são obrigadas a fazer a destinação para o Fundo da Infância e da Adolescência e para o Fundo do Idoso. O Portal Social tem como patrocinadores institucionais a Aurora Alimentos, o BRDE, a Eko’7, o Sicoob MaxiCrédito, o Sicredi, a Unicred e a Unimed Chapecó, apoio da Saphir, da Scolari Soluções Criativas e do Sindicont. Conheça a plataforma: https://portalsocialacic.com.br/ .


Conheça projetos cadastrados no Portal Social O Portal Social também tem objetivo de disseminar a cultura da destinação de parte do Imposto de Renda devido para projetos sociais aprovados pelas leis federais de incentivo fiscal. Atualmente há 29 propostas cadastradas na plataforma que estão captando recursos. Os incentivos fiscais são uma oportunidade tangível de fazer os recursos ficarem na região.

Rainha Leona Um dos projetos cadastrados no site é o “Rainha Leona em: O mistério da floresta azul”, proposto pelo Reino Bambini, por meio da Lei de Incentivo à Cultura. O objetivo é produzir e publicar um livro infantil e realizar um filme curta-metragem de animação mothion graphic 2D de 2 minutos sobre as aventuras da Rainha Leona na floresta de mirtilos, inspirado no livro. Os produtos retratam as aventuras da Rainha Leona, uma heroína agricultora que já está presente em duas obras literárias publicadas: “A Jornada de Leona” e Rainha Leona: A origem”. O livro é destinado para crianças de 7 a 11 anos. A proposta também propõe uma ação cultural para 100 crianças e professores da rede pública de Itá, com distribuição gratuita dos produtos e experiência sensorial na plantação de mirtilos.

Projeto Esporte Comunitário Proposto pelo Instituto Unimed Santa Catarina, filial Chapecó, o Projeto Esporte Comunitário foi aprovado pela Lei de Incentivo ao Esporte. Tem como objetivo desenvolver em 200 alunos de 8 a 14 anos de quatro escolas municipais habilidades físicas, psicomotoras e sociais, oportunizandolhes o acesso ao esporte e ao desenvolvimento de cidadania, por meio de exercícios lúdicos e ações socioeducativas. Além de promover o desenvolvimento através do esporte, o projeto dissemina práticas de cooperação e de promoção da saúde por meio de atividades educativas, culturais e de lazer. A execução das atividades do projeto fundamenta-se na prática e desenvolvimento das modalidades do handebol e do basquetebol, com as modificações necessárias, de acordo com as individualidades dos alunos. Mais informações sobre as propostas no Portal Social da ACIC: https://portalsocialacic.com.br/.



Finanças Embutidas: saiba como empresas de diferentes ramos podem oferecer serviços financeiros

A evolução do sistema financeiro brasileiro vem criando uma série de novas oportunidades para empresas de todos os segmentos. O Open Banking, a Lei da Liberdade Econômica e os pagamentos instantâneos são alguns exemplos de como o Banco Central e o ambiente regulatório no Brasil têm se movimentado para atender as demandas do mercado. Entre essas inovações, destaca-se o sistema de Embedded Finance, ou Finanças Embutidas. O sistema de Embedded Finance consiste na inclusão de serviços financeiros no portfólio de empresas de outros segmentos da economia, como agronegócio, varejo e tecnologia, entre outros. Entre esses serviços estão a concessão de empréstimos, seguros, créditos, contas e carteiras digitais. Projeção para os EUA da Bain Capital Ventures prevê que o mercado potencial do Embedded Finance para empreendedores, investidores, fintechs e titulares pode chegar a US$ 3,6 trilhões em 10 anos. PRINCIPAIS VANTAGENS DO EMBEDDED FINANCE Para a empresa, a vantagem está na própria expansão do negócio, atendendo seus clientes além dos serviços já oferecidos antes. Com isso, é possível garantir ainda a fidelização do consumidor, que agora terá processos financeiros otimizados. Além disso, o sistema oferece autonomia à empresa, que oferece o serviço de forma independente de bancos, gerando uma nova fonte de receita. CINCO CARACTERÍSTICAS DO EMBEDDED FINANCE • Aumento de serviços oferecidos pela empresa: a empresa vai além do modelo tradicional de atuação e começa a atuar na vida financeira dos clientes; • Transformação de “empresa” para “fintech”: com a mudança, é possível oferecer soluções financeiras por meio do site e/ou aplicativo da própria empresa, disponibilizando, assim, novos produtos ao usuário; • Cultura baseada em dados: quando o processo é adicionado ao planejamento de uma empresa, a cultura baseada em dados se torna imprescindível para que as soluções e serviços sejam úteis aos clientes; • Soluções personalizadas aos clientes: a partir da adesão ao serviço, é possível personalizar a experiência do usuário com base nas preferências e no comportamento do público-alvo; • Conexão com provedores de serviços Banking as a Service: com o serviço, bancos e instituições perderão parte dos clientes que agora conseguirão fazer todo processo em contato com uma única empresa. Porém, esta mesma empresa precisará do suporte que será feito por uma instituição do setor financeiro. Com isso, projeta-se um aumento de fusões e a criação de um ambiente plural e competitivo.

Os especialistas do Martinelli Advogados prepararam um e-book exclusivo com mais informações sobre as vantagens do Embedded Finance para a sua empresa. Acesse pelo QR Code ou pelo link https://bit.ly/martinelli-embedded-finance.




Matéria da Capa

Mais de R$ 30 milhões em impostos podem ficar em Chapecó Com o intuito de estimular o uso dos mecanismos de incentivos fiscais federais pelas empresas que tenham como regime de tributação o Lucro Real, a ACIC lançou, em novembro de 2020, o Portal Social. O objetivo da iniciativa é promover a divulgação de projetos sociais e culturais, aproximando as empresas e os contribuintes às entidades e profissionais que elaboram os projetos e as propostas. Assim, é possível fortalecer a cultura de doação de parte do Imposto de Renda, tanto de empresas quanto de pessoas físicas. O potencial de captação em Chapecó gira na ordem de R$ 20 milhões por ano por parte das Pessoas Jurídicas tributadas pelo Lucro Real e R$ 12 milhões por ano por parte das pessoas físicas. A plataforma criada pela ACIC ( https://portalsocialacic.com.br/ ) permite que sejam cadastrados projetos do terceiro setor nas áreas da cultura, educação, esportes e saúde. Nela estão cadastrados projetos de Chapecó e região. Tanto os proponentes quanto empresas interessadas em investir e a comunidade em geral podem acompanhar cada proposta, seus objetivos, etapas, arrecadação, conferir como fazer doações, entre outras possibilidades. A plataforma é alimentada constantemente e atualizada conforme surgem demandas. Nesta entrevista, o diretor financeiro da ACIC, Dalvair Jacinto Anghében, explana sobre o Portal Social e a importância dos projetos para melhorar a vida social em vários setores da atividade humana.

Qual o objetivo do engajamento da ACIC na promoção do Portal Social e do Fundo Social? Um dos principais aspectos é o de servir de elo entre a entidade que necessita captar recursos, para dar vazão aos seus projetos, e a empresa que possa destinar parte do seu Imposto de Renda devido. Para isso o Portal Social tem sido muito bem visto pela sociedade como um todo, também pelo fato de sermos uma das maiores entidades do nosso Estado.

Por que é relativamente baixo o número de empresas que destinam parte de seus tributos aos programas sociais credenciados para receber os recursos das leis federais de incentivo? Em grande parte, acredito que seja pela falta de conhecimento da legislação que rege essa matéria. Existem alguns “tabus” a serem quebrados por parte da sociedade. Muitas vezes os empresários não têm segurança em fazer as destinações, mas ao mesmo tempo temos percebido que com ampla divulgação isso tende a ficar mais claro e posso garantir que não há risco nenhum em fazer estas destinações. Claro que temos alguns aspectos de ordem legal a serem observados (legislação).

Qual é o potencial de captação de recursos (em milhões de reais) de Chapecó para que parcela do valor do Imposto de Renda devido fique no Município, viabilizando projetos sociais de real interesse coletivo? Chapecó, por ser um polo econômico, tem um potencial muito significativo, a nossa capacidade de captar gira na


ordem de R$ 20 milhões por ano por parte das Pessoas Jurídicas tributadas pelo Lucro Real e R$ 12 milhões por ano por parte das pessoas físicas.

As entidades sociais estão atentas para a aprovação de projetos idôneos e essenciais para a sociedade e a consequente captação dos recursos de incentivos fiscais? Sim, os órgãos de controle têm sido bem atuantes em fiscalizar a correta aplicação dos recursos aprovados via projetos, os critérios para ter um projeto aprovado são bem rigorosos e envolvem várias etapas. Finalizada a aprovação abre-se o caminho da divulgação e, para isto, a ferramenta Portal Social da ACIC acolhe esses projetos para que assim possam ser divulgados a toda a nossa rede de associados.

Quais as principais dúvidas sobre os mecanismos de incentivo fiscal que os empresários têm? Diria que a principal dificuldade é entender o “passo a passo” para fazer essa destinação, mas com a disseminação do engajamento de fazer doações/destinações as dificuldades vão diminuindo. A própria Receita Federal do Brasil é uma das grandes divulgadoras das modalidades de destinações, isso nos dá um respaldo muito significativo.

Quais os principais resultados obtidos com o Portal Social e, em especial, com as plataformas para a comunicação dos projetos? O Portal Social é relativamente novo, são vários projetos inscritos, alguns deles já foram finalizados atingindo o seu objetivo em termos de captação, é isso é muito gratificante para a ACIC.

A ACIC está atingindo o objetivo de conectar empresas e pessoas a causas sociais para fomentar a cultura do uso dos incentivos fiscais? Sim, é uma das premissas da ACIC apoiar e incentivar para que os recursos aqui gerados, aqui também sejam aplicados; mas cabe ressaltar que todos nós, enquanto contribuintes e cidadãos, temos o dever em auxiliar o próximo. Muitas vezes não nos damos conta que aquela entidade que está muito próxima de nós e faz um belo trabalho social está necessitando de ajuda, vejo nas leis de incentivos fiscais a nossa grande oportunidade.

O papel dos contadores é vital na orientação e assessoramento dos empresários para ampliar a captação de recursos para projetos de interesse social? Com toda a certeza o profissional contábil é quem poderá dar esse suporte para que não haja dúvidas por parte do empresário. A ACIC já fez encontros com esses profissionais para que também se insiram neste processo.



Dicas dos Nucleados Núcleo de Comércio Exterior e Logística Internacional

Oportunidades no mercado externo Já estamos no último trimestre de 2021 e apesar das incertezas que nos acompanharam desde o início deste ano devido aos impactos gerados pela crise sanitária internacional, os resultados do comércio exterior brasileiro são positivos. De acordo com dados atualizados pelo Ministério da Economia em outubro/2021, a balança comercial apresenta crescimento e superávit no ano corrente. Temos enfrentado alguns desafios com a logística internacional, envolvendo falta de equipamentos, aumentos expressivos nos valores de frete, sem falar na instabilidade cambial e política, aumento dos custos e, até mesmo, a falta de matéria-prima a níveis mundiais. Todos esses aspectos determinam que o consumidor final observará aumento nos preços dos produtos. Por outro lado, há uma boa expectativa no desenvolvimento de negócios internacionais, devido a demanda reprimida que é real nos dias de hoje devido a mesma situação. Logo, esse cenário demonstra que as empresas que estiverem preparadas poderão escalar grandes oportunidades nos próximos períodos.

Aline Pires Alchieri Apacomex Assessoria em Negócios Internacionais

Núcleo das Cooperativas

Diferenciais para investimentos As cooperativas de crédito são uma excelente opção para investirmos nosso dinheiro, elas oferecem segurança, solidez e bons resultados aos cooperados. Não possuem viés comercial e ofertam investimentos com possibilidades de diversificação que vão de produtos de renda fixa, previdência privada até opções de renda variável, com atendimento de profissionais capacitados, tendo por único objetivo oferecer o melhor produto a cada cooperado. Elas ainda reinvestem os valores captados nas regiões de atuação fortalecendo a economia local e distribuindo sobras de acordo com a participação de cada cooperado. São fiscalizadas pelo Banco Central e seus cooperados dispõe da garantia do Fundo Garantidor do Cooperativismo de Crédito, para seus investimentos.

Doglas Zanesco Unicred

Núcleo de Gestores e Pessoas

Retenção de talentos A retenção de talentos tem se mostrado um desafio para as empresas, sendo uma queixa comum dos profissionais de recursos humanos a necessidade de alternativas para que os profissionais permaneçam na organização. Atualmente o salário não é o principal atrativo, mas sim o rol de benefícios que a empresa oferece ao seu colaborador, a exemplo de vale-alimentação, plano de saúde, meritocracia, plano de cargos e salários, entre outros. Além disso, o profissional de hoje busca trabalhar com um propósito que está intimamente ligado às relações humanas, troca de experiências, ética e respeito, por isso a empresa deve (re)pensar a sua visão, missão e valores.

Jamille R. Martinazzo Alves Machado, Martinazzo & Advogados Associados

Núcleo de Automecânicas

IVG: Chapecó é destaque estadual Com 347 revisões realizadas em veículos durante o mês de setembro, o Núcleo de Automecânicas da ACIC se destaca no Estado no número de checklists realizados durante a Inspeção Veicular Gratuita (IVG). Itens básicos como filtro do óleo, óleo do motor, filtro de ar e de combustível, líquido de arrefecimento, filtro de ar condicionado e fluído de freio foram alguns dos que mais apresentaram problemas durante as inspeções. No total, 103 empresas de 20 núcleos participaram e foram avaliados aproximadamente 3,2 mil veículos em todo o Estado. O objetivo da IVG é conscientizar sobre a importância da manutenção veicular preventiva. Os proprietários dos veículos inspecionados receberam um diagnóstico gratuito, a partir da verificação de mais de 90 itens feito pelos profissionais das empresas que participaram da iniciativa. A ação foi promovida em parceria com o Núcleo Estadual das Automecânicas NEA/ARVESC.

Rafael Simioni Mecânica São Cristóvão


Núcleo de Academias

Semana do Profissional da Educação Física Destaque para profissionais que atuam como promotores de qualidade de vida e saúde à sociedade. Cada vez mais jovens, adultos e até mesmo pessoas da melhor idade buscam por atividades físicas, afim de levar uma vida mais saudável, ativa e feliz. Exercícios físicos podem partir dos primeiros movimentos que fazemos logo ao acordar pela manhã, simples fato de começar a movimentar-se ainda deitado, dobrando a perna, levando o joelho em direção ao peito por 30 segundos e depois trocar. Ao levantar, girar o pescoço de um lado para o outro, espreguiçar-se movimenta os músculos e ativa a circulação sanguínea para mais um dia. Parabéns e obrigado a este profissional que nos motiva e incentiva aos hábitos saudáveis.

Vinicius Bareta Academia Evogen Fitness Premium

Núcleo dos Centros de Formação de Condutores

Trânsito mais seguro Com o objetivo de conscientizar para uma vivência mais segura nos nossos deslocamentos, o CTB (Lei 9053/97) instituiu a Semana Nacional de Trânsito, que acontece anualmente em setembro. Nesta oportunidade visa-se promover, por meio da conscientização de condutores, pedestres e ciclistas, um trânsito mais seguro. O tema deste ano foi “Respeito e Responsabilidade. Pratique no Trânsito”. Todos nós somos responsáveis por um trânsito melhor. Embora não possamos mudá-lo completamente em nossa cidade, podemos fazê-lo melhor por onde a gente passa, independentemente se estamos embarcados ou a pé, através de nossas pequenas atitudes diárias. “Respeito e Responsabilidade. Pratique no Trânsito”.

Vanderlei Smaniotto CFC Dalla Vecchia

Núcleo de Gestão pela Excelência

O comprometimento da alta gestão na inovação para a cultura da excelência O autoconhecimento da empresa, de sua gestão e dos processos que nela acontecem são fatores que impactam na forma como ela evolui. Liderar estes processos e o negócio funcionam como coautores e promotores no estímulo, orientação e compromisso na busca da melhoria contínua pelo desenvolvimento da excelência. Sob esta ótica cabe salientar que a alta gestão da empresa deve propiciar um ambiente favorável à criatividade e à implementação de novas ideias que traduzam um diferencial possível de incorporar em seus processos, produtos, serviços e público com o qual se relacionam e, assim, desenvolver a cultura da excelência por todos os níveis da empresa.

Elisete Aparecida Ferreira Stenger Administradora

Núcleo de Tecnologia da Informação e Comunicação

Dificuldades fomentam a inovação A tecnologia tem se mostrado ferramenta-chave durante crises e adversidades do mercado global. O cenário atual é extremamente complicado para empresas dos mais diversos setores, mas principalmente para as manufaturas, onde além dos problemas já vivenciados no cotidiano tem que lidar agora com a dificuldade logística, a falta de componentes, a alta no preço da matéria-prima e o próprio custo operacional elevado. Um exemplo é o frete marítimo, custando de três a quatro vezes o valor anterior à pandemia e o seu tempo de entrega elevado na mesma proporção. Chegou o momento das empresas e companhias olharem com mais carinho para os setores de P&D e com a ajuda da inovação superar mais esse momento difícil.

Everton Carneiro Tectru S.A


Núcleo das Indústrias Gráficas

A inovação na comunicação com o cliente A pandemia teve grande influência em todos os setores comerciais do mundo, no setor gráfico brasileiro chegou a atingir o ápice de 50% a 91% de redução das demandas. Após esse cenário de crise, com todas as mudanças de cotidiano que interferem direta ou indiretamente a forma de consumo, é importante ter uma boa gestão administrativa, que possa trazer inovação a esse novo mercado e esse novo público, inovação em equipamentos, tecnologias e, também, até mais importante, inovação na forma de se comunicar, tanto internamente quanto externamente. A inovação de uma boa comunicação pode ter o poder de abraçar a nova rotina que vivemos. Foi criada a necessidade ainda maior de viver no on-line, ver produtos, consultar preços, enviar e receber arquivos e realizar a compra fazendo o pedido ali mesmo, ou seja, todo processo que antes era feito presencialmente, hoje se faz até mesmo pelo WhatsApp no caso de não ter um site. Para continuarmos, a boa gestão precisa existir, a tecnologia precisa ser inserida e os colaboradores precisam estar atualizados para esse cenário.

Douglas Citron Vedana Pegepel Impressões

Núcleo Multissetorial

Organização societária visando proteção e sucessão patrimonial Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cerca de 90% das empresas possuem perfil familiar e, por ser um assunto pouco difundido, é natural que não exista um plano de sucessão empresarial visando a proteção do patrimônio da empresa e nem mesmo a perpetuação do negócio familiar. A pandemia que assola o país evidenciou ainda mais a necessidade das empresas entenderem a importância do planejamento sucessório. Nos dias atuais, é indispensável uma estrutura societária organizada por meio de uma Pessoa Jurídica. As estratégias usadas podem evitar conflitos na família e nos negócios. Portanto, além da busca pela redução dos tributos o objetivo é proteger a história de uma família e dar perpetuidade ao negócio.

Édipo Minch Martinelli Advogados

Núcleo de Assessorias e Consultorias

Vender em tempos adversos! É fato que vender é a “arte” mais antiga do mundo. Mesmo que você não trabalhe efetivamente na função “vendedor”, não tenho medo de afirmar que você vende. Vende seu tempo, seu esforço, sua capacidade, seu conhecimento. Façamos um questionamento simples: qual produto ou serviço não precisa de uma “força de vendas”? Pensando assim, a famosa arte de vender saiu daquela ideia que vendedor era um cidadão que não deu certo em nenhuma profissão e foi à luta oferecendo algo a alguém. Eles ainda existem, mas duram pouco tempo no mercado ou não têm sucesso e acabam crucificando essa bela arte. Tenho certeza de que um negócio de sucesso ou ainda um profissional de vendas bem-sucedido investe em relacionamento com seus clientes. Sendo breve: compramos de quem confiamos, e confiança se adquire com sucessivas atitudes de caráter, honestidade e transparência. Como está sua força de vendas? Eles estão preparados para o “novo normal” que não é tão novo assim? Eles investem em relacionamentos duráveis ou apenas querem a venda e saem correndo?

Vagner Elsner Ótimo Negócio Solução e Gestão Comercial Ltda

Núcleo de Sustentabilidade

Compliance e LGPD Prevenção é a melhor atitude se tratando de saúde. O mesmo é válido para a gestão empresarial, por isso a aplicação dos conceitos de governança corporativa visa a transparência, ética e sustentabilidade. Isso é efetivado quando se está em compliance, ou seja, em conformidade com diretrizes, normas e regulamentações. Exemplo disso é a adequação à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), em vigor desde setembro de 2020, a qual estabelece que os dados pessoais devem ser tratados de maneira adequada a fim de proteger os direitos fundamentais de liberdade e privacidade. Nesse contexto, se faz necessário aplicar medidas técnicas e administrativas para o tratamento, evitando utilização indevida dos dados.

Josiane Brighenti Unimed Chapecó


Anuncie na revista

ACIC CHAPECÓ


Novos Associados da ACIC AÇÃO Z PUBLICIDADE DIGITAL LTDA Rua Graciliano Ramos, 223-D, Jardim América, Chapecó CLÍNICA MARI DIDEA SAÚDE E BEM-ESTAR Avenida Porto Alegre, 427-D, Centro, Chapecó FARMÁCIA BIOCENTER Rua Corruíra, 44-D, Efapi, Chapecó JACK REX STORE Rua Condá, 1200-E, Presidente Médici, Chapecó LLCA COMÉRCIO DE ALIMENTOS LTDA Avenida Fernando Machado, 1561, Centro, Chapecó MENEGAZZO ENGENHARIA E CONSTRUÇÕES LTDA Rua Londres, 838, Presidente Médici, Chapecó MERCADO PORTELLA Avenida Deputado Federal Ernesto De Marco, 77-D, Efapi, Chapecó MESTRE DO CACAU CHOCOLATES Rua Marechal Bormann, Sala 04, 241-D, Centro, Chapecó

OMA INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ALIMENTOS LTDA Rua Pará, 111-D, Maria Goretti, Chapecó PERFIL ESTOFARIA E TAPEÇARIA Rua Ines Batiston, Sala 2, 10-D, Líder, Chapecó SABOR NA BRASA Rua Rio de Janeiro, 255-D, Centro, Chapecó SÃO JOÃO FARMÁCIAS Avenida Getúlio Vargas, 1251-N, Centro, Chapecó SICOOB ADVOCACIA Avenida Marechal Castelo Branco, 65, Campinas, São José SUPERMERCADO CRISTO REI – SEMINÁRIO Avenida Nereu Ramos, 3160-D, Seminário, Chapecó THE BEST AÇAÍ CHAPECÓ Avenida Fernando Machado, 180-E, Centro, Chapecó


ACONTECEU A ACIC e o BRDE promoveram, em outubro, o webinar “Oportunidades de financiamento à inovação”, com apoio da Finep Inovação e Pesquisa, do Pollen Parque Científico e Tecnológico de Chapecó e do Núcleo das Assessorias e Consultorias da ACIC. Foram apresentadas oportunidades de financiamentos, vantagens e facilidades.

O presidente do Conselho Deliberativo da ACIC, empresário chapecoense Gelson Dalla Costa, da APTI Alimentos, recebeu em outubro, em Florianópolis, a Ordem do Mérito Industrial de Santa Catarina. A comenda, dos anos de 2020 e 2021, foi entregue pela Federação das Indústrias (FIESC).

A Sociedade de Garantia de Crédito (SGC GaranteOeste-SC) inaugurou sua nova sede em Chapecó, em outubro. A entidade passa a atender na rua Porto Alegre, 723-D, no centro da cidade. O local, com 140 metros quadrados, possibilita maior comodidade aos colaboradores e aos clientes.

A importância da participação na sociedade em busca de melhorias. Esse tema foi abordado pelo presidente da ACIC, Nelson Eiji Akimoto, no “Painel 1 – E Agora, Pacato Cidadão?” do 12º Encontro Catarinense de Observatórios Sociais (ECOS), que aconteceu no formato on-line em outubro.

Os núcleos empresariais da ACIC cresceram em 2021. Entre janeiro e outubro, o número de empresas nucleadas passou de 272 para 325, um saldo positivo de 52 organizações. O número de nucleados também aumentou, passando de 320 para 392, uma evolução de 72 novos integrantes. Os dados foram apresentados em reunião do Conselho de Núcleos, em outubro.

O Sebrae/SC e a Facisc, em parceria com as Associações Comerciais e Industriais (ACIs), promoveram, em novembro, o 8º Workshop para Coordenadores de Núcleos do Programa Empreender, em Chapecó. Participaram 65 coordenadores, vice-coordenadores e consultores de núcleos da região oeste.

A ACIC, a FIESC e o Sindicont promoveram, em novembro, reunião virtual para disseminar a empresas a cultura da destinação de parte do Imposto de Renda devido para projetos sociais aprovados pelas leis federais de incentivo fiscal. No encontro, foram apresentados aos empreendedores o Portal Social e o Fundo Social.

Vinte e uma empresas integrantes do Núcleo de Automecânicas da ACIC iniciaram, em novembro, curso sobre osciloscópio automotivo. A capacitação é viabilizada por meio do Programa de Aceleração de Núcleos Empresariais (PAN), uma iniciativa da Facisc, em parceria com o Sebrae/SC.


Diretas dos Associados Medicina Preventiva Promover hábitos de vida saudáveis por meio do equilíbrio entre a saúde do corpo e da mente. Este é o objetivo do programa Viver Bem: Saudável, promovido pela Medicina Preventiva da Unimed Chapecó. O projeto visa estimular colaboradores e beneficiários na conquista pela saúde física e mental através da instrução de um educador físico, uma psicóloga e uma nutricionista. Devido à pandemia, os encontros com cada profissional acontecem de forma individual, mas a academia do Espaço Viver Bem é aberta para exercícios três vezes por semana. A turma piloto foi formada com colaboradores da cooperativa médica, e os melhores colocados após seis meses de muito esforço receberam certificados simbólicos como demonstração de seu bom desempenho.

AGENDA ACIC 16/11 17 e 18/11 26/11

Palestra presencial “Como vender com segurança” ACIC | 19h às 20h30

17/11

Reunião Virtual Portal Social "Destinaçãodo imposto de renda" ACIC | 08h30

Curso presencial “8 passos para implantar a LGPD nas empresas” ACIC | 19h às 21h

18/11

Workshop presencial “Desenvolvendo equipes de alto desempenho” ACIC | 19h às 22h

Evento Empresário do Ano

Diretoria Executiva Gestão 2020/2021

Av. Getúlio Vargas, 1748N CEP: 89805-000 - Chapecó/SC Fone/Fax: 49 3321-2800 E-mail: acic@acichapeco.com.br facebook.com/acic.chapeco @acichapeco www.acichapeco.com.br

MISSÃO ACIC Representar os segmentos econômicos de Chapecó, estimulando a livre iniciativa e trabalhando como agente de mudanças. Atender com eficiência e eficácia as necessidades dos associados correspondendo às suas expectativas. Ser a indutora de ações para o fortalecimento da classe empresarial, oportunizando condições para o surgimento de novos mercados de trabalho e ampliação dos já existentes.

Diretor Presidente Diretor 1° Vice Presidente Diretor 2° Vice Presidente Diretor Administrativo Diretor Administrativo Adjunto Diretor Financeiro Diretor Financeiro Adjunto Diretor de Desenvolvimento Comercial Diretor de Desenvolvimento de Serviços Diretor do Agronegócio Diretor de Micro e Pequenas Empresas Diretora de Núcleos Empresariais Diretor de Eventos e Mercoagro Diretor de Assuntos Econômicos e Tributários Diretor de Tecnologia, Inovação e Empreendedorismo Diretor de ResponsabilidadeSocial e Ambiental Diretor de Relações Internacionais e Comex Diretor de Relações Institucionais Diretor de Relações Governamentais Diretor de Relações com Instituições de Crédito Diretor de Relações com Associados Diretora de Capacitações Empresariais Diretor de Desenvolvimento Industrial

Nelson Akimoto Lenoir Antonio Broch Helon Rebelatto Leandra Merisio Luiza Utzig Modesti Dalvair Anghében Carlos Martinelli Emerson Luiz Angonese Carlos Roberto Klaus Fernando Prezzotto Daniel Bet Cleunice Zanella Cidnei Luiz Barozzi Valdir Lucatelli Sidimar Carniel Odair Balen Inocência Dal Bosco Robert Otto Sergio Migliorini Sergio Perondi Genuino Simioni Magna Anzolin Gonçalo Coelho

TODOS OS DIRETORES DA ACIC COLABORAM DE FORMA VOLUNTÁRIA, SEM REMUNERAÇÃO

ESTRUTURA ORGNIZACIONAL Conselho Deliberativo: Presidente: Gelson Dalla Costa Vice-Presidente: Paulo Benites Secretária: Daniela de Marco Rigon Conselho Consultivo: Itacyr Centenaro Diretor Executivo: Fabio Luis Magro

Jornalista Responsável: Marcos Antônio Bedin (M.T.B.: SC-0085 JP) | Edição: Lisiane Kerbes | Redação: Marcos Antônio Bedin, Alessandra Cristina Favretto, Lisiane Kerbes, Marciane Páz Mendes e Silvania Cuochinski | Projeto Gráfico: Dustin O. Hoffmann | Edição Especial On-line | Fechamento da Edição: 12/11/2021


Martinelli Advogados de casa nova em Chapecó TRIBUTÁRIO

LGPD

DIREITO DIGITAL

TRABALHISTA

INTERNACIONAL

CÍVEL E CONTRATOS

SOCIETÁRIO

COMPLIANCE

AGRONEGÓCIO E COOPERATIVAS

AMBIENTAL

Banca

+800

16

+5000

full-service

escritórios, presente em seis estados e no Distrito Federal

colaboradores constroem uma equipe multidisciplinar

clientes nos mais diversos setores de atuação

APONTE A CÂMERA DO SEU CELULAR E ACESSE NOSSOS LINKS

RUA DUQUE DE CAXIAS, 141 IL CENTENÁRIO, SALAS 1604/1605/1606 89802-420 - CHAPECÓ/SC


Issuu converts static files into: digital portfolios, online yearbooks, online catalogs, digital photo albums and more. Sign up and create your flipbook.