Page 1

REVISTA DA ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E INDUSTRIAL DE CHAPECÓ Agosto 2017

SOLUÇÕES EMPRESARIAIS - 5 ACIC oferece ferramenta para vender com segurança

ENTREVISTA - 11 Luciano Buligon projeta Chapecó do futuro

NÚCLEOS- 19 Novas empresas aderem aos grupos empresariais


100 Anos:

uma história e muitos atores O município de Chapecó atinge seu primeiro centenário na condição de uma comunidade progressista, pluralista, amante da liberdade e vocacionada para o trabalho e para a superação das dificuldades. Polarizando uma vasta região do oeste de Santa Catarina, do sudoeste do Paraná e do noroeste do Rio Grande do Sul, Chapecó tornou-se um centro econômico, educacional, de saúde e de comunicação reconhecido no Brasil e no exterior. Sua história foi moldada pelos valores das etnias que colonizaram essa região, inóspita nos primórdios do século passado, e que aqui instalaram um singular processo de produção. Longe dos grandes centros políticos do País, Chapecó se impôs pela perseverança de sua gente. A economia diversificou-se, evoluiu do ciclo extrativista para uma agricultura sustentável e uma agroindústria avançada. O processo de modernização atingiu os setores primário, secundário e terciário, de forma que ostenta, hodiernamente, um comércio vibrante e um centro de serviços especializados que tem, entre seus expoentes, a área médica e hospitalar, a formação profissional e a educação superior. É, também, consistente a predisposição para a exploração turística de eventos em face da crescente rede hoteleira, centros de convenções e serviços de suporte, aeroporto e linhas aéreas e demais agregados do trade turístico. O Município também enfrenta os desafios de um crescimento acelerado cujas demandas – saneamento, geração de empregos, creches, escolas, postos de saúde, habitação popular etc. – são muitas vezes superiores a capacidade de atendimento pelo poder público. O otimismo e a confiança no futuro, a crença nos valores de liberdade de iniciativa e de igualdade de oportunidades e a fé nos princípios do Estado democrático de direito foram sempre exercitados nesses 100 anos de Chapecó. Sua história e seus atores – entre eles empresários e trabalhadores – fizeram de Chapecó um paradigma internacional de sucesso. Um orgulho para as atuais e futuras gerações! Josias Mascarello - Presidente Chapecó, agosto de 2017 MISSÃO ACIC Representar os segmentos econômicos de Chapecó, estimulando a livre iniciativa e trabalhando como agente de mudanças. Atender com eficiência e eficácia as necessidades dos associados correspondendo às suas expectativas. Ser a indutora de Av. Getúlio Vargas, 1748N CEP: 89805-000 - Chapecó/SC Fone/Fax: 49 3321-2800 E-mail: acic@acichapeco.com.br facebook.com/acic.chapeco

ações para o fortalecimento da classe empresarial, oportunizando condições para o surgimento de novos mercados de trabalho e ampliação dos já existentes.

AGENDA AGOSTO 10 Workshop “Google: máquina de vendas” 14, 15, 16 e 17 Capacitação para consultores internos de RH 17 Workshop “Equipes Cooperativas” 18 e 19 Enfauto – Canasvieiras – Núcleo de Automecânicas da ACIC 21 Palestra “A Relação da Indústria Local com o Comércio Exterior” – Núcleo de Comércio Exterior e Logística Internacional. Escola Básica Municipal Maria Bordignon Destri 21 Palestra “Câmbio Automático” – Forta/Motul – Núcleo de Automecânicas 29, 30 e 31 Capacitação “Reforma Trabalhista - como fica” 29 Workshop “Como Vender sua Marca”

Divulgue sua empresa A ACIC está disponibilizando novos canais de divulgação das empresas associadas. Para isso, basta acessar o site da entidade e atualizar os dados. É possível, por exemplo, adicionar a localização da empresa no mapa e o logotipo. O cadastro ficará visível para mais de 10 mil pessoas todos os meses. No link acichapeco.com.br/links/acesso-area-restrita você encontra um passo a passo sobre como fazer e atualizar o cadastro.

Diretoria Executiva Gestão 2016/2017 Diretor Presidente Josias Antonio Mascarello Diretor 1° Vice Presidente e do Micro Empreendimento Cidnei Luiz Barozzi Diretor 2° Vice Presidente Gilson Carlos Confortin Diretor Administrativo Lenoir Antonio Broch Diretor Administrativo Adjunto Lenoir Carminatti Diretor Financeiro Sergio Perondi Diretor Financeiro Adjunto Jefferson Garcez da Luz Diretora de Desenvolvimento de Núcleos Carla de Almeida Martins Basso Diretora de Responsabilidade Social Márcia Berticelli Diretora de Relações Internacionais e Comércio Exterior André João Telocken Diretor de Feiras e Eventos Bento Zanoni Diretor de Desenvolvimento Industrial, Comercial e Inovação Francis Marcel Post Diretor de Assuntos Econômicos e Tributários Dalvair Jacinto Anghében Diretor de Projetos Especiais Marcia Damo Diretor de Relações Institucionais Nelson Eiji Akimoto Diretor de Agronegócio Vincenzo Francesco Mastrogiacomo Diretor de Gestão Ambiental Djalma Aquino Azevedo

TODOS OS DIRETORES DA ACIC COLABORAM DE FORMA VOLUNTÁRIA, SEM REMUNERAÇÃO ESTRUTURA ORGNIZACIONAL Conselho Deliberativo: Presidente: Marcos Moschetta Vice-Presidente: Leandro Sorgato Secretária: Leandra Merisio Conselho Consultivo: Mauricio Zolet Diretor Executivo: Fabio Luis Magro Gerente de Núcleos: Taisa Bonassi Brassanini

Jornalista Responsável: Marcos Antônio Bedin (M.T.B.: SC-0085 JP) Edição: Lisiane Kerbes | Redação: Marcos Antônio Bedin, Lisiane Kerbes, Izabel Guzzon, Silvana Cuochinski e Caroline Figueiredo Projeto Gráfico: Rodrigo Felchilcher | Impressão: Gráfica Arcus | Tiragem: 2.000 unidades | Fechamento da Edição: 07/08/2017


Associados têm condições especiais

para contratação do plano odontológico Uniodonto Para comemorar os 100 anos de Chapecó, a Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC), por meio do convênio com a Uniodonto, oferece condições especiais na contratação de planos odontológicos. O desconto é de até 80% no custo de inscrição. Podem aderir proprietários e colaboradores das empresas e instituições associadas à ACIC, seus cônjuges e dependentes diretos. O período de adesão é entre os dias 1º e 31 de agosto deste ano. A carência inicial é de 24 horas para atendimentos de urgência e emergência e para os demais procedimentos eletivos de 15 dias. A mensalidade é a partir de R$ 9,80 por beneficiário inscrito, com coparticipação de 50%, e no mínimo dez pessoas inscritas. O Sistema Nacional Uniodonto oferece serviços em todas as áreas da odontologia, como diagnóstico, tratamento de urgências e emergências, dentística, endodontia, prevenção em saúde bucal, periodontia, radiologia e prótese. Mais informações no site www. uniodontosc.coop.br. Essa é uma das soluções empresariais oferecidas pela ACIC aos associados. Para contratar o plano

odontológico, é preciso entrar em contato com a entidade pelo telefone (49) 3321-2800 ou pelos e-mails comercial@acichapeco.com.br e servicos@acichapeco.com.br.

3 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br


Economia:

do extrativismo à pluralidade de setores

A marca da economia nestes cem anos é a pluralidade dos setores que juntos constroem, diariamente, a nossa Chapecó.

Bruna Furlanetto, economista

Conhecida como a capital do agronegócio por concentrar os maiores frigoríficos e cooperativas agrícolas do País e principal polo de desenvolvimento econômico da região oeste catarinense, Chapecó chega ao seu centenário com um cenário promissor. De uma economia baseada na extração da madeira, utilizando o rio Uruguai como meio de transporte, passou a ser um forte polo econômico em diversos setores. O município é hoje a sétima economia do Estado, com um PIB de R$ 7,7 bilhões. Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de 2015 mostram que o número de empregos gerados foi de 77.813 vagas. Neste ano, apesar da retração econômica, o saldo de vagas no município entre janeiro e junho é de 1.445. De acordo com a economista e professora do curso de Ciências Econômicas da Unochapecó, Bruna Furlanetto, todo ciclo econômico é importante. “Nos primeiros anos do município a exploração da madeira e a extração da erva-mate foram as principais atividades econômicas e o motivo de disputas entre o Brasil e a Argentina e, posteriormente, com o Paraná. Também foi importante para abrir campos para produção agrícola”. Com o surgimento das agroindústrias que trouxeram mais emprego e renda para região, veio um arranjo produtivo local que girou e ainda gira em torno do atendimento desse setor, levando Chapecó a ser conhecida em nível mundial por meio das exportações. “As agroindústrias trouxeram uma nova característica para o município. Especialistas apontam que elas geram um emprego direto e sete indiretos”, relatou Bruna. Para atender as necessidades das agroindústrias, outros setores se desenvolveram, como comércio, serviços, construção civil, tecnologia, comércio exterior, atraindo investimentos também na educação, 4 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br

saúde, turismo e lazer, entre outros. Um segmento que está se destacando é o de tecnologia da informação e comunicação (TIC). “A tecnologia e a inovação são essenciais para o crescimento e as perspectivas são ótimas, ainda mais com a efetivação do Parque Científico e Tecnológico Chapecó@, onde a universidade, com as pesquisas, poderá auxiliar as empresas em suas demandas, além de contribuir com o governo municipal na busca de soluções para problemas existentes, bem como para reter talentos e buscar alternativas de melhorias da qualidade de vida da população”, expôs a economista. Outro projeto em andamento é o do Condomínio Tecnológico, da Associação Polo Tecnológico do Oeste Catarinense (Deatec), que reunirá empresas de tecnologia e inovação em um mesmo espaço. A área para construção já está definida e possui 204 mil metros quadrados. Com a obra, Chapecó dará um grande salto no setor, atraindo empresas e gerando mais empregos. Diante dos avanços e mudanças culturais e tecnológicas, as empresas estão inovando para se manter no mercado. Porém, de acordo com Bruna, ainda é preciso evoluir. “Competimos com outros países devido a interligação do mercado e a globalização, sendo assim, as empresas têm que estar em constante movimento de melhorias”, enfatizou. Para os próximos anos, ela ressaltou que o desafio é entrar em um processo ainda mais focado no desenvolvimento econômico, ou seja, crescer com melhorias nos indicadores sociais, aumentando a renda per capita e diminuindo as desigualdades, proporcionando à população cada vez mais acesso à cultura, lazer, educação, saúde etc. “A marca da economia nestes cem anos é a pluralidade dos setores que juntos constroem, diariamente, a nossa Chapecó”, finalizou Bruna.


Tudo o que você precisa saber para vender com segurança

facilitando a localização dos clientes. Com o ACERTA é possível saber o potencial de compra dos consumidores, avaliar o risco de crédito, visualizar a recomendação sobre o negócio, a sugestão de limite da parcela de crédito, dados cadastrais, além de informações analíticas como renda estimada do consumidor e o comportamento de crédito da pessoa física no mercado.

Diante do atual cenário econômico e do aumento da inadimplência, é imprescindível análises de crédito inteligentes e robustas para tornar as vendas mais assertivas. Para isso, a Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) está com uma novidade para o serviço de consultas de Pessoa Física: todas as opções apresentam o score de crédito (probabilidade da inadimplência). Denominada ACERTA, a ferramenta oferece consultas com baixo custo (iniciam com R$ 3,59) e é oferecida em parceria com a Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), através da Facisc. As informações cadastrais ajudam a conhecer quem negocia com a empresa, reduzindo o risco de fraudes e

BENEFÍCIOS Vendas ágeis e seguras: ajuda para realizar a análise de crédito, com base nos dados da Boa Vista ASPC, sendo sugerido se o negócio pode ser concluído ou não. A decisão final é sempre da empresa; Maior tranquilidade: com informações mais completas e detalhadas há mais chances de evitar vendas para consumidores com alta probabilidade de se tornarem inadimplentes; Melhores resultados: é sugerido o valor mais adequado de crédito para cada cliente, ampliando significativamente a probabilidade de pagamento; Redução de custos: evita futuros gastos com ações de cobrança e falta de pagamento de produtos e serviços.

Maílson da Nóbrega fará palestra em Chapecó

Economista estará em Chapecó no dia 18 de agosto

O economista e ex-ministro da Fazenda Maílson da Nóbrega fará uma palestra em Chapecó durante o Troféu Desbravador 2017, no dia 18 de agosto, às 19 horas, no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nes. Membro do conselho de sete empresas no

Brasil e exterior, Nóbrega abordará temáticas relacionadas à situação econômica atual do País. Os ingressos para o evento, com a palestra, jantar e solenidade de entrega das homenagens pode ser adquirido na ACIC, CDL ou SICOM e entidades empresariais do Conselho Empresarial Chapecó (CEC) pelo valor de R$ 100,00. O evento é realizado pela prefeitura de Chapecó com apoio do CEC. O Troféu Desbravador, edição 2017, reconhece os empreendedores que são destaque econômico em Chapecó no ano do seu centenário. Além da palestra, traz como novidade um novo layout e um cerimonial reorganizado, com inserções tecnológicas. As homenagens acontecerão de maneira digital e o troféu será entregue aos primeiros três colocados de cada categoria. A intenção é reduzir o tempo de duração da solenidade e proporcionar um momento para conhecimento, confraternização e interação entre os empresários. 5 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br


20ª edição da Efapi reunirá 400 expositores

Solenidade de lançamento contou com autoridades municipais e estaduais

Faltando pouco mais de 50 dias para a 20ª Exposição-feira Agropecuária, Industrial e Comercial de Chapecó (EFAPI 2017 50 anos), o público conheceu o papel histórico da expo-feira no desenvolvimento econômico do município, os eventos pecuários, a lista oficial dos shows nacionais e o valor dos ingressos. A EFAPI está programada para o período de 06 a 15 de outubro, no Parque de Exposições Tancredo de Almeida Neves, em Chapecó. O lançamento oficial ocorreu no dia 1º de agosto com a presença da Comissão Central Organizadora (CCO), parceiros, expositores e imprensa. Promovida pela prefeitura de Chapecó, a expo-feira contará com 400 expositores e os negócios fechados e prospectados devem atingir R$ 150 milhões. A expectativa de público é de 400 mil pessoas nos dez dias de feira e de geração de aproximadamente 3.500 empregos diretos temporários. Durante a solenidade de lançamento, o prefeito de Chapecó, Luciano Buligon, valorizou as parcerias para a concretização da Efapi 50 anos e destacou a comemoração da emancipação política e administra-

tiva de Chapecó que comemora 100 anos no dia 25 de agosto. O coordenador geral da feira, Marcio Ernani Sander, enfatizou que a Efapi 2017 possui grandes e importantes parceiros na organização da feira que promete ser a maior de todos os tempos. “Temos pouco mais de 50 dias pela frente para a concretização de uma expo-feira que ficará na história de Chapecó”. O presidente da Comissão Central Organizadora e da ACIC, Josias Antônio Mascarello, resgatou a história dos 50 anos da Efapi e ressaltou a importante contribuição da Sociedade Amigos de Chapecó (SAC) e do ex-prefeito de Chapecó Sadi José de Marco para a consolidação do sucesso que a expo-feira representa no Estado. “É uma das poucas feiras multissetoriais do País que mantém, há cinco décadas, o sentido de integração e de promoção da vasta região polarizada em Chapecó”. Os ingressos podem ser adquiridos no site www. ingressonacional.com.br e nos pontos de venda.

Josias Mascarello, Luciano Buligon, Marcio Sander e Élio Cella

Maurício Zolet é eleito vice-presidente Regional Oeste da Facisc Durante reunião plenária Regional Oeste da Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc), realizada em Xanxerê, no mês de julho, o presidente do Conselho Consultivo da ACIC, Maurício Zolet, foi eleito e tomou posse como vice-presidente Regional Oeste para o mandato 2017/2019. Ele assumiu no lugar de Joice Ternus Wathier, de São Carlos. Participaram da plenária o presidente da Facisc, Ernesto João Reck, da ACIC, Josias Mascarello, e demais presidentes das Associações Comerciais da região. Zolet foi indicado ao cargo pela ACIC e eleito por aclamação. “Vamos fortalecer o trabalho das Associações Comerciais do Oeste, atuando em conjunto para atender as necessidades da região, como obras infraestruturais que garantirão a competitivida6 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br

de das empresas e dos produtos no mercado nacional e internacional, e aos pleitos das entidades, sendo um elo entre as Associações e a diretoria da Facisc”, salientou Zolet.

Maurício Zolet foi indicado ao cargo pela ACIC


Com os financiamentos do BRDE, o setor de Comércio e Serviços do Sul do Brasil transforma seus projetos em realidade. Aqui, você conta sempre com a orientação de uma equipe técnica especializada, que encontra a solução mais adequada para cada necessidade, além de diversas linhas de crédito que ajudam a promover o crescimento de seus negócios. BRDE. O banco que liga você ao desenvolvimento.

CONHEÇA AS LINHAS DE CRÉDITO PARA COMÉRCIO E SERVIÇOS. www.brde.com.br

7 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br

Ouvidoria DDG 0800 600 1020

ONDE O BRDE ESTÁ PRESENTE, O DESENVOLVIMENTO ACONTECE.


Inviolável Chapecó inova e apresenta

dois novos serviços de proteção à vida e ao patrimônio A Inviolável Chapecó, uma das empresas do Grupo GV, disponibiliza aos clientes serviços diferenciados, visando sempre o bem-estar. A instituição implementou em seu portfólio dois novos serviços para atender necessidades diárias e oferecer ainda mais proteção e tranquilidade aos clientes. Esses novos serviços compreendem o monitoramento de emergência médica e o monitoramento de incêndio. O diretor do Grupo GV e de unidades Inviolável em Santa Catarina, Gilson Vivian, destaca a modernização dos serviços oferecidos

Veja quais são:

O serviço de emergência médica, exclusivo da Inviolável Chapecó, contribui com a segurança do cliente também em momentos críticos que precisam de socorro médico imediato. Através de botões, como a função pânico, localizados na residência, o cliente aciona quando for preciso e, então, o centro de operações da Inviolável é comunicado e imediatamente entra em contato com a operadora do plano de saúde ou com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Esse monitoramento é ideal para idosos que moram sozinhos ou portadores de doenças crônicas que necessitem desse serviço. Porém, está aberto para o público em geral.

Outra novidade apresentada pela Inviolável Chapecó é o monitoramento de incêndio, onde as empresas ou residências também podem ter a proteção contra incêndio, um serviço fundamental que minimiza os riscos a que estão sujeitos a estrutura física, as pessoas, o estoque e os produtos. Por meio do monitoramento de incêndio, o Corpo de Bombeiros é avisado, o que agiliza as operações 8 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br

em caso de acidente. Em caso de incêndio o alarme é acionado automaticamente ou pelo cliente. Quando acionado, o alarme avisa o centro de operações da Inviolável, que envia atendentes táticos treinados para fazer o primeiro combate e de imediato aciona os bombeiros. Conforme o diretor do Grupo GV e de unidades Inviolável em Santa Catarina, Gilson Vivian, a empresa busca sempre a atualização para oferecer uma solução completa ao cliente. ‘’Investimos constantemente em treinamentos de nossos profissionais, muitos deles realizados em parceria com o Centro Inviolável de Treinamento (CIT) e também com empresas parceiras. Nosso foco é estar sempre à frente tecnologicamente oferecendo serviços de qualidade e referência para todo o Estado’’, destaca.

A função pânico, utilizada nos dois serviços, tem acionamento discreto, por comando digitado no painel ou através de botões de alarme. Ela dispara alarme silencioso diretamente no centro de operações da Inviolável. Em caso de emergência, assalto ou arrombamento, são tomados os procedimentos de segurança, deslocando os agentes de segurança da Inviolável treinados e comunicando imediatamente a polícia ou o Corpo de Bombeiros.


9 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br


Reforma Trabalhista e adequações Autora: Márcia Paula Bonamigo, assessora jurídica da ACIC (OAB/SC 37.443A)

O ano de 2017 com certeza será muito lembrado. Notadamente um dos grandiosos motivos é a comemoração dos 100 anos da cidade de Chapecó, que muito tem a crescer e prosperar com seus cidadãos trabalhadores e empreendedores. Para tanto, Chapecó, como todo o Brasil, precisa se adequar às novas realidades. Outro motivo de lembrança se dará pelas profundas e significantes alterações legislativas, dentre elas a mais necessária se trata da Lei 13.467/2017, a tão alardeada Lei da Reforma Trabalhista. Existem divergências extremas entre os que festejam a reforma e os que chegam a afirmar ter sido a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) revogada em sua essência. Há publicações com imagem da CLT em uma lápide, aduzindo nascimento em 01/05/1943 e falecimento em 11/07/2017, o que é completo exagero. Talvez tamanho descompasso deva-se a pouca discussão da proposta de reforma, que soa como redução de direitos. No cenário atual, na prática da advocacia percebe-se em muitas oportunidades o empresário tentando formas de cumprir a legislação trabalhista, consulta seu advogado de confiança e após análise, passa a orientação, sendo que ao final o causídico alerta ser aquele o melhor caminho a ser indicado. Contudo, não se pode atribuir integral segurança diante da notória possibilidade de alteração, por todos os princípios protetivos que revestem o trabalhador. Veja-se que não se está a tratar de adequações fora do campo da legalidade, mas esclarecendo que mesmo cumprindo a legislação pode-se estar criando um passivo trabalhista decorrente dos diversos entendimentos judiciais acerca de um único tema. 10 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br

Eis que surge a alteração legislativa que traz às relações de trabalho uma dose de realidade ao cenário de 14 milhões de desempregados e economia estagnada. Mudanças são necessárias e não há mais como tratar as novas realidades com as mesmas medidas. Sem a finalidade de esgotar o tema em exíguas linhas, dentre as principais alterações ganhou força o legislado sobre o negociado, que outorgou aos sindicatos um status de maior responsabilidade e importância, pois as negociações coletivas terão sim força de lei. A Justiça do Trabalho, quando analisar acordos e convenções coletivas de trabalho, somente poderá observar requisitos de legalidade, se pode ou não dispor através de negociação acerca daquele ponto. Diversamente do aplicado hoje, o sócio retirante da empresa passa a contar com critérios objetivos de sua responsabilidade, ou seja, deixa de ter responsabilidade ad eternum por débitos que sequer foram contraídos durante o período em que figurou como sócio. A maior flexibilização da jornada de trabalho, inclusive com possibilidade do regime de compensação por acordo individual, tácito ou escrito, para compensação no mesmo mês. O trabalho intermitente supre a informalidade de atividades que não possuem prestação de serviços contínua, ocorrendo alternância de períodos de labor e inatividade, com determinação em horas, dias ou meses. Há possibilidade de fracionamento das férias em até três vezes e redução do intervalo. Regulamentação do teletrabalho que já se trata de uma realidade em muitos setores da economia e que pendiam

de regramento. A ajuda de custo, auxílio-alimentação (desde que não seja pago em dinheiro), diárias para viagens, prêmios e abonos não terão natureza salarial, não incidindo encargos trabalhistas e previdenciários. O tempo de deslocamento (horas in itinere) do empregado entre sua residência e local de trabalho não será considerado tempo à disposição do empregador. Dos apontamentos citados constatamos que não há supressão de direitos, apenas possibilidade de adequação mediante negociação. Até a conclusão deste artigo não havia publicação de Medida Provisória alterando a Lei 13.467/2017, conforme divulgado pelo Governo Federal para fim de obter a aprovação do Projeto de Lei junto à Câmara e Senado Federal. A nova legislação se apresenta como um novo momento das relações de trabalho. O empresário possui um novo leque bastante favorável à reestruturação de seu quadro de colaboradores que lhe possibilita melhor adequação à realidade vivenciada com mais segurança. Demonstra-se imprescindível que haja avaliação e adequações em conjunto com assessoria jurídica com a finalidade de poder aproveitar na íntegra essa nova ferramenta posta à disposição da sociedade.


Chapecó do futuro: uma cidade referência em inovação e tecnologia

O nosso segundo século com certeza terá uma participação definitiva da inovação, da ciência e da tecnologia Luciano Buligon, prefeito de Chapecó

Após um período econômico baseado na extração da madeira e erva-mate, avançando para a industrialização da proteína animal, com forte atuação de cooperativas, Chapecó passa a viver um novo momento: o da tecnologia e inovação. É assim que o prefeito Luciano Buligon projeta o município. Nesta entrevista, ele fala sobre o centenário e os próximos anos de Chapecó. O que fazer para Chapecó continuar liderando o desenvolvimento regional e atraindo investimentos? Precisamos internacionalizar o aeroporto e diminuir a distância das regiões produtoras de milho e soja. Se tivesse que escolher um gargalo seria a infraestrutura tanto aeroportuária, como rodoviária e ferroviária. Essa é nossa maior dificuldade. Sob o ponto de vista econômico, o setor de produção de proteína animal continua sendo o principal. Mais de 93% do movimento econômico do interior do município é do agronegócio, mas temos atuação importante também no setor educacional que cresceu muito. Há 40 anos tínhamos uma instituição de ensino superior, atualmente são mais de 20. Outro setor que tem recebido destaque nos últimos anos é o de turismo

de eventos. Passamos de 1.400 leitos de hotel que tínhamos, há 12 anos, para mais de 3.500, atualmente. O segmento do futuro é inovação e tecnologia. Temos uma produção de commodities e precisamos agregar valor a esse setor. O nosso segundo século com certeza terá uma participação definitiva da inovação, da ciência e da tecnologia. Quais são os desafios para o próximo centenário? Chapecó é a única cidade de Santa Catarina que, ao completar 100 anos, tem população superior a 200 mil habitantes. Esse número traz um desafio: continuar sendo grande sob o ponto de vista gerencial, de protagonismo regional e driblar todos os problemas que as cidades grandes enfrentam. Precisamos de uma mobilidade exemplar, fomentar a ciência, inovação e tecnologia, aproveitar e

manter na cidade a mão de obra e o conhecimento produzidos pelas universidades e desenvolver vertentes importantes como o turismo de eventos. Além disso, temos o desafio de abrigar um aeroporto que possa atender cada vez mais a população e ser um vetor de crescimento da região. Investir em infraestrutura, no contorno viário e na mobilidade urbana. Como o senhor imagina a Chapecó do futuro? Uma cidade referência em inovação e tecnologia. A Chapecó do futuro vai ser moderna, brilhante e com conhecimento. A nossa produção ainda é de commodities, ou seja, produto com pouco valor agregado. O futuro de Chapecó possuirá produtos de qualidade como temos, mas com muito valor agregado, com ambientes modernos. Uma cidade sem limites para sonhar. 11 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br


Chapecó:

uma cidade de oportunidades O desafio, agora, é mudar as matrizes econômicas para gerar cada vez mais valor agregado às matérias-primas e facilitar que elas estejam disponíveis a custos competitivos.” André Telöcken, diretor de Relações Internacionais da ACIC

Ao completar 100 anos, Chapecó apresenta um cenário que mostra plena sintonia entre o desenvolvimento econômico e social, oferecendo melhor qualidade de vida às pessoas. Em sua trajetória, o município se consolidou como centro econômico, político e cultural de uma extensa região formada pelo oeste de Santa Catarina, sudoeste do Paraná e noroeste do Rio Grande do Sul. A pujança econômica reside em uma agricultura moderna, um avançado parque agroindustrial, uma sólida indústria metalúrgica e consolidação do segmento de empresas de base tecnológica. Nas últimas duas décadas, Chapecó encontrou uma nova vocação: constituir-se em centro de serviços de, praticamente, todas as áreas da atividade humana. Sua importância política pode ser medida pela representação nos poderes constituídos e nos órgãos de governo instalados. Desde sua fundação, em 1917, Chapecó não deixou de criar oportunidades para quem quisesse empreender. A característica de cidade empreendedora, na opinião do diretor de Relações Internacionais da ACIC, André Tolöcken, é influenciada pelo fator geográfico e pelas pessoas. “As cidades maiores estão há mais de 300 Km, porém, no passado quando a agroindústria iniciou suas atividades, na década de 60, foi o ponto de partida que se consolidou como centro de desenvolvimento regional. Mais recentemente, o desenvolvimento continuou devido à pujança 12 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br

dos habitantes que não desistem, não se entregam diante das dificuldades. É um povo lutador, que não se conforma em desistir diante dos desafios que se apresentam”, expôs. Telöcken enfatizou que, sendo um centro, o município é um catalizador das oportunidades de negócios. “O aeroporto e as entidades atuantes, sempre atentas às demandas, mantêm a atividade econômica ativa e em expansão. O principal setor é a agroindústria que com sua grande demanda aciona diversos setores ao seu redor, como transportes, indústria metalmecânica, serviços de manutenção e, por consequência, os setores de comércio que decorrem da população que aqui atua e visita”. Além da geração de empregos e uma ampla gama de instituições de ensino, o que atrai as pessoas para investir e morar em Chapecó é a qualidade de vida. “Temos uma boa conexão com os demais Estados e com outros países que permite ter uma qualidade de vida como em outros grandes centros e a diversificação de atividades, como

convívio comunitário, esportes, lazer e cultura proporcionam um ambiente que cativa muito as pessoas a viver aqui”, realçou o dirigente. Para Telöcken, o empresário é o motor do desenvolvimento. É ele que investe assumindo riscos, seja aqui ou em qualquer outra região. “A contribuição diferencial é que o nosso empresário investiu aqui, muitas vezes, sem as condições básicas para tal e, com isso, causou transformações que retro-alimentaram o desenvolvimento. Ao meu ver, uma característica do povo de nossa região é que nós mesmos fazemos, não precisamos trazer de fora. É pela classe empresarial que se desenvolveu as feiras, como a Mercoagro, e demais eventos como seminários da avicultura, pecuária e outras atividades regionais. A organização das empresas em entidades fortes, como a ACIC, tem proporcionado a união de forças e busca de satisfação de necessidades da região, com eficiência”, enfatizou.


Chapecó se constitui em um centro de serviços de praticamente todos as áreas

ESTRUTURA Diversos setores contribuem para que Chapecó seja o maior, melhor e mais preparado centro urbano regional. Além de empreendedores que não desistem frente às dificuldades, ao longo dos anos a união de forças da iniciativa privada e poder público forneceu uma estrutura que coloca o município no mesmo patamar de grandes centros. Um dos fatores que sustentam a liderança regional é o Aeroporto Municipal Engenheiro Serafim Enoss Bertaso. A operação comercial regular de grandes companhias aéreas, o emprego de aeronaves de grande porte e as opções de destinos fazem do aeródromo um dos mais movimentados do interior do País. A estrutura inclui lanchonete, táxis, sala de embarque e desembarque, balcões para aluguéis de carros e compra de passagens aéreas e estacionamento gratuito com segurança 24 horas. Calcula-se que 50% dos quase meio milhão de passageiros/

ano procedem de outros municípios e aproveitam para comprar no comércio local, impactando diretamente na movimentação econômica. Foi desenvolvida uma série de atividades para atender aos turistas, seja os que vem a negócios ou a lazer. Atualmente, Chapecó possui uma ampla rede hoteleira, restaurantes, bares e demais prestadores de serviços. Também possui o Parque de Exposições Tancredo Neves que recebe feiras, a exemplo da Efapi e da Mercoagro, o Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nes que comporta grandes eventos de negócios e culturais, e a Arena Condá, ponto de encontro dos torcedores da Chapecoense. Além disso, Chapecó é uma grande referência na área da saúde. Destacam-se o Hospital Regional do Oeste (HRO), o Hospital Unimed, Hospital da Criança e a instalação de cursos de Medicina na Unochapecó e na Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS). Os serviços de saúde

contemplam baixa, média e alta complexidade com Pronto Socorro/Urgência/Emergência 24 horas; radioterapia e quimioterapia; UTI geral e neonatal; captação e transplante de órgãos e tecidos; banco de olhos; neurocirurgia; entre outros. DESAFIOS Nestes 100 anos o município atraiu muitos investimentos, mas para continuar nesse caminho precisa de algumas melhorias. Uma delas se refere aos acessos logísticos à região oeste. Os dois principais corredores rodoviários do oeste ao litoral, as BRs 282 e 470, estão estranguladas. “Esse é um fator determinante para continuarmos gerando negócios para o Brasil e para mundo”, frisou o diretor da ACIC. “No primeiro centenário se desenvolveu bem as atividades de transformação primária. O desafio, agora, é mudar as matrizes econômicas para gerar cada vez mais valor agregado às matérias-primas e facilitar que elas estejam disponíveis a custos competitivos”, finalizou. 13 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br


Junho Vermelho ACIC contribui para aumento do estoque de sangue do Hemosc

A adesão das empresas à campanha Junho Vermelho, desenvolvida pela ACIC, por meio do Conselho de Núcleos e da Diretoria de Responsabilidade Social, em parceria com o Hemocentro Regional de Chapecó (Hemosc), foi positiva. A avaliação é da coordenadora de Captação de Doações do Hemosc,

Eliana Ribicki. “Novas empresas com novos doadores vieram até o Hemocentro. Esse envolvimento vem crescendo a cada ano, mostrando a disponibilidade das empresas em abraçar a causa”, realçou. A diretora de Responsabilidade Social da ACIC, Márcia Berticelli, lembrou que as empresas que participaram da campanha receberam o selo virtual Empresa Solidária que pode ser utilizado em documentos impressos e eletrônicos pelo período de um ano, proporcionando visibilidade à organização e, acima de tudo, despertando o espírito de solidariedade entre todos os envolvidos. “As empresas que mantêm a cultura da responsabilidade social incorporada no seu dia a dia ganham em diferenciais competitivos. Participar da campanha Junho Vermelho é uma maneira de inserir-se na comunidade e, principalmente, fazer o bem”, finalizou. O selo integra o Projeto Empresa Solidária, idealizado para estimular o aumento das doações, e é complementar ao Certificado Empresa Solidária. As organizações que participaram da campanha Junho Vermelho deste ano receberão o certificado em evento que será promovido na ACIC no dia 04 de setembro. Mais informações pelo telefone (49) 33212800 ou pelo e-mail nucleos@acichapeco.com.br.

Nilo Tozzo

20 anos de estrada - você faz parte Neste mês de agosto a Nilo Tozzo Distribuidora brinda seus 20 anos de estrada. Essa data é um marco de extrema importância para a empresa, já que reflete uma trajetória de luta, a concretização do sonho de um empreendedor a frente do seu tempo. Com uma visão sonhadora, o Sr. Nilo Tozzo viu oportunidades em campos vazios, coragem em momentos de incerteza e força em cada pequena conquista. Foi com a ajuda de pessoas que acreditaram em seus objetivos, que se desenvolveu uma empresa forte, que une famílias e contribui para toda a comunidade. Hoje a Nilo Tozzo Distribuidora é uma potência em seu segmento, está presente em Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná e Mato Grosso do Sul, possuindo um dos 14 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br

mais modernos centros de distribuição, além de uma logística planejada e organizada, pensada para levar um grande mix de produtos que garantem novas possibilidades a todo comércio que busca o desenvolvimento.

Temos certeza de que cada pessoa foi importante para essa história, seja colaborador, cliente ou consumidor, trabalhamos para evoluir juntos. Por isso, queremos agradecer a peça fundamental de nosso crescimento, você.


Acadêmicos vivenciam na prática a realidade das empresas Aproximar os estudantes da realidade empresarial. Esse foi o objetivo de projeto realizado pelo curso de Administração da Unochapecó em parceria com os núcleos da ACIC. Acadêmicos do 3º, 4º e 5º períodos participaram de estudos de caso com os temas Gestão de Materiais, Plano de Marketing e Análise Organizacional. De acordo com a coordenadora do curso, Cleunice Zanella, os projetos proporcionaram aos alunos a vivência prática das empresas, os desafios e oportunidades que, diariamente, os gestores enfrentam. Também puderam perceber e aplicar a teoria da prática organizacional. “A iniciativa proporcionou um rico aprendizado aos estudantes. Além da responsabilidade pela execução de um trabalho para uma empresa ‘real’, evidenciaram a importância da teoria, dos conceitos e técnicas estudados em sala de aula para a melhoria dos processos das organizações”, salientou. Cleunice frisou que o apoio de uma entidade forte como a ACIC também fortalece o curso, pois auxilia na formação de bacharéis melhores preparados para o mercado de trabalho. “Realizar esses estudos de

Projetos proporcionaram aos alunos a vivência prática das empresas

casos possibilita aos acadêmicos contato com a realidade empresarial. Acreditamos que para as empresas nucleadas que participaram conosco o projeto foi relevante na medida em que apresentou, no final, um resultado, ou seja, um relatório”, observou. O empresário e proprietário da Wave Esporte e Saúde, Julio Franco, participou do estudo de caso de Plano de Marketing. Após uma conversa com estudantes sobre a empresa, acompanhou uma aula onde foi exposto o projeto desenvolvido. “Algumas coisas eu já fazia. Os acadêmicos deram ótimas dicas para o futuro. Pretendo colocar em prática”, avaliou.

15 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br


Núcleo de Academias

Musculação:

o exercício que nunca sai de moda

A musculação é uma das melhores opções para quem quer perder peso. O gasto calórico pode ser bem mais alto do que qualquer atividade aeróbica.

Claudio Bissolotti

Os benefícios oferecidos fazem a musculação perdurar. A atividade é antiga, mas continua sendo bastante praticada, justamente pelos resultados que proporciona. Trata-se de um exercício que emagrece, define o corpo e melhora a saúde da pessoa, por isso nunca sai de moda. A procura dos alunos pela musculação faz as academias investirem pesado nesta modalidade. “É o carro chefe das academias há muitos anos”. A musculação é fundamental para a preparação em muitos esportes, inclusive os coletivos. Alguns fatores facilitam a sua prática. Ela está entre as atividades físicas mais seguras. Se a pessoa tem um problema no joelho, por exemplo, pode fazer a parte superior, ou o contrário. Outra vantagem é que pode ser feita individualmente. A musculação também previne muitas lesões e é um exercício fundamental para os idosos. A musculação é uma das melhores opções para quem quer perder peso. O gasto calórico pode ser bem mais alto do que qualquer atividade aeróbica. Em uma corrida se gasta de 500 a 600 calorias, dependendo da pessoa e da intensidade, mas na musculação pode passar de mil calorias em um treino de uma hora. No fator estético, também é muito importante porque depois que estiver preparado, o aluno pode adaptar o treino para desenhar o corpo como ele gosta. Assim como em todas as atividades, a musculação requer a orientação de um instrutor profissional devidamente preparado. Autor: Claudio Bissolotti 16 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br


Núcleo de Gestores de Pessoas

Profissionais aprimoram conhecimentos em congresso

Núcleo busca novos conhecimentos e fortalecimento do relacionamento

Refletir sobre os motivos que levam as pessoas a se movimentar e transformar a si mesmos, as organizações e o mundo foi objetivo do Congresso Catarinense de Recursos Humanos (Concarh 2017), promovido pela Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH-SC), em julho, em Florianópolis. Integrantes do Núcleo de Gestores de Pessoas da ACIC participaram do evento. De acordo com a vice-coordenadora do núcleo, Tatiane Farina, isso demonstra que os profissionais de Chapecó estão preocupados com as atualizações do momento e com o aprimoramento de conhecimentos. O Concarh apresentou novidades e tendências

Como está a Gestão de Documentos da sua empresa?

em diversas áreas, entre elas a tecnologia e suas influências e ideias de boas práticas de recursos humanos para tornar a empresa mais atrativa. “Outro tema abordado foi no âmbito de trabalhar fora dos ‘padrões’, ou seja, criar climas internos ajustados com a participação dos colaboradores nas decisões das melhores práticas de RH. Trabalhou-se muito no tema ‘O que move as pessoas?’ e nos fez refletir a cada instante qual o nosso ideal/missão e o que fazemos por ele e para a melhoria contínua dos processos e das pessoas”, relatou Tatiane. REUNIÃO Para estimular a troca de experiências e fortalecer o relacionamento, o núcleo promove reuniões nas empresas nucleadas. Em julho, o encontro ocorreu na Ogochi Menswear, em São Carlos. De acordo com a coordenadora, Rosalba Martins, o maior objetivo é ser um núcleo de excelência em práticas de gestão de pessoas. “Uma das formas encontradas para isso foi sair um pouco da sala de reuniões da ACIC e ir às instituições e empresas para realizar as reuniões. O núcleo considera de fundamental importância realizar essas visitas, além do conhecimento geramos uma maior interação, melhoria no relacionamento, aproximação das pessoas e suas necessidades, aumenta o vínculo de confiança, comprometimento e respeito”, salientou Rosalba.

Serviços e softwares completos para a segurança do seu negócio

Organização de Arquivos Digitalização de Documentos

Chegou a Chapecó a empresa que é líder nacional em gestão documental

Guarda de Documentos

Microfilmagem

Consultoria

Arquivar Chapecó Arquivo de segurança

(49) 3331-4135 chapeco@arquivar.com 17 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br


Núcleo de Academias

A importância do profissional

que cuida do condicionamento físico das pessoas

Prática de exercícios deve ser acompanhada por um profissional de educação física

Incentivar a prática de exercícios regulares e ajudar na busca pelo equilíbrio entre saúde e bem-estar, contribuindo para evitar o sedentarismo e seus males. Essa é uma das funções do profissional de Educação Física que, cada vez mais, tem se tornado fundamental no dia a dia das pessoas para uma melhor qualidade de vida. No dia 1º de setembro é comemorado o Dia do Profissional de Educação Física. A data foi escolhida porque em 1º de setembro de 1998 a profissão foi regulamentada pela Lei nº 9696. Desde então a data passou a ser lembrada. O coordenador do Núcleo de Academias da ACIC, Vitor Goulart, enfatiza que ter o acompanhamento de um profissional de educação física na prática de exercícios é fundamental por ser o único profissional habilitado e capacitado a planejar, prescrever, orientar, executar e avaliar atividades físicas. Seu acompanhamento permite segurança ao praticante aliando a manutenção da saúde ao desenvolvimento do corpo. As pessoas que recebem orientação devem se certificar que seu professor tem formação universitária e registro profissional no devido Conselho Profissional. É importante que a prática de atividade física seja sempre orientada. Nas academias, deve ser feita por um bacharel em Educação Física e devidamente habilitado junto ao Conselho Profissional. “Ele é o responsável pelo planejamento da atividade, indicando a carga apropriada, a intensidade, o volume, o intervalo de repouso, os cuidados com a alimentação e fará as correções necessárias para a obtenção do melhor resultado, sem colocar em risco a saúde”, salienta Goulart. A prática de exercícios pode ser estimulada des18 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br

de cedo. Para isso, a Educação Física também é uma disciplina obrigatória dos currículos escolares e deve ser orientada por professores habilitados em cursos de licenciatura. Segundo o coordenador do núcleo, as aulas devem levar os estudantes a tomar gosto pela prática, promover a iniciação nas diversas modalidades esportivas e desenvolver nos alunos o hábito da manutenção da saúde por meio do movimento. “Sua importância está relacionada ao fato de que na escola podem ser revelados futuros campeões no esporte ou na saúde. Sua prática cria um hábito saudável e reduz a manifestação de doenças relacionadas ao sedentarismo como o diabetes, a obesidade e a hipertensão, ao uso de substâncias ilegais e também as atividades de contravenção entre os jovens, contribuindo para a sociedade em geral”, realça. NÚCLEO DE ACADEMIAS O Núcleo de Academias da ACIC tem a finalidade de promover ações que oportunizem o desenvolvimento e o fortalecimento das empresas do setor, por meio da troca de experiências, promoção de cursos de qualificação visando atualização e compartilhamento de informações. É formado por dez academias que tem por premissa atender com qualidade, ética e segurança a população, mantendo em seus quadros exclusivamente profissionais formados em Educação Física e com registro no Conselho Profissional. Tem como objetivo estimular a população a praticar atividades físicas que levem a promoção da saúde e qualidade de vida, valorizar e distinguir as empresas que mantém conduta ética e profissional, bem como promover o desenvolvimento empresarial.


ACIC estimula o associativismo e o desenvolvimento empresarial Uma oportunidade para o desenvolvimento empresarial. Essa foi a proposta da Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) ao promover a palestra “Associativismo e Desenvolvimento Empresarial”, em julho. Durante o encontro foram apresentados os objetivos dos núcleos empresariais para empresários interessados em ingressar nos grupos. A diretora de Desenvolvimento de Núcleos da ACIC, Carla de Almeida Martins Basso, esclareceu que os objetivos dos núcleos são proporcionar reflexão, network, desenvolvimento empresarial e movimentar o segmento. “Quando conhecemos o nosso setor de atuação, percebemos que as empresas possuem as mesmas necessidades. Nos grupos empresariais, debatemos e desenvolvemos soluções em conjunto. O trabalho é colaborativo e beneficia a todos”, frisou. O consultor regional Oeste do Programa Empreender do Sebrae/Facisc, Osvaldo Antonio Mota, salientou que os núcleos promovem o associativismo. A finalidade é conseguir benefícios comuns para os nucleados por meio de ações coletivas, constituin-

do-se em alternativas que viabilizam as atividades econômicas e um caminho efetivo para participar do mercado em melhores condições de concorrência.

Foram apresentados objetivos dos núcleos empresariais

19 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br


Núcleo de Assessorias e Consultorias

Por que gerenciar qualidade na sua empresa? O diferencial de uma empresa para atingir seus objetivos e metas é determinar uma política específica de gestão de qualidade, além de definir ferramentas e mecanismos mais adequados para alcançar resultados satisfatórios e, ainda, proporcionar um ambiente de trabalho melhor para os seus colaboradores. Uma organização que pretende entregar produtos e serviços aos seus clientes precisa que todos os seus departamentos e áreas funcionais excedam seu desempenho. Sendo assim, é necessário integrar as diversas ações nos mais variados setores, como administrativo, marketing, comercial, financeiro, pessoal, produção, entre outros, para que estes conduzam a empresa à competitividade duradoura. Outra coisa a ser considerada é a boa relação com os stakeholders e as parcerias com fornecedores, conecta-

dos com os objetivos estratégicos da empresa, não se restringindo somente ao relacionamento com o cliente. A Gestão da Qualidade deve ser encarada como uma ferramenta para a melhoria dos resultados empresariais. Rapidez e complexidade exigem das organizações a capacidade de antecipar as necessidades futuras de seus clientes, o que confere um caráter totalmente estratégico às atividades relacionadas à obtenção da qualidade para produto, processo e serviço. É de extrema importância estabelecer características de qualidade, necessárias para toda cadeia de negócio da empresa. E para controlar deve ser feito um planejamento, que inclui metas e procedimentos de melhorias e ou inovações. O enfoque gerencial de qualidade deve ser construído em função de cinco pilares: produto, processo, organização, sistema de liderança e comprometimento. Além disso, é preciso ter a consciência que a implantação e implementação da gestão da qualidade requer tratamento dentro da cultura organizacional da empresa, lembrando que o comprometimento da alta e média gerência é vital; e estes devem aplicar uma gestão integrada de qualidade sem deixar de lado os requisitos do mercado ou segmentos específicos da área de atuação. Autora: Eliana Aparecida Cansian

20 20--Empresa EmpresaForte Fortewww.acichapeco.com.br www.acichapeco.com.br


Núcleo de Automecânicas

Antecipando o futuro

O Núcleo de Automecânicas da ACIC de Chapecó participará, nos dias 18 e 19 de agosto, na cidade de Florianópolis, do Encontro Nacional e Feira do Conhecimento da Reparação Automotiva (Enfauto). O evento é realizado pelo Núcleo Estadual de Automecânicas (NEA) e Associação de Reparadores Veiculares de Santa Catarina (Arvesc) e tem como objetivo reunir empresários do setor de reparação automotiva para refletir sobre a evolução e os desafios que as

empresas terão no futuro. Serão apresentados na programação temas e ferramentas relacionadas ao dia a dia. O evento conta com a participação de caravanas de São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Mato Grosso e Amapá. As inscrições estão abertas a empresários de todos os setores, pois os temas abordados dizem respeito a gerenciamento de negócios. Ao término acontecerá o “De-

safio Técnico”, quando colaboradores de automecânicas de todo Estado que responderam a questionários técnicos e obtiveram melhor pontuação, incluindo dois chapecoenses, participarão de um desafio prático concorrendo a prêmios. O primeiro lugar receberá R$ 15 mil, o 2º R$ 10 mil e o 3º colocado R$ 5 mil. Fazem parte do Núcleo de Automecânicas de Chapecó as seguintes empresas: Automecânica Ari, Auto Tork Mecânica Automotiva, Automecânica Barriga, Automecânica Daiana, Mecânica Marea, Mecânica Newcar, Mecânica Samar, Auto Service, Centro Automotivo III Milênio, Mecânica Buiu Car, Mecânica Formosa, Mecânica Irmãos Tolotti, Moratelli Auto 10, Mecânica São Cristóvão, Nenê Auto-Serviço, Oficina Mecânica Onghero, Auto Mecânica Polo, Tecnocars, Rosa Autocenter Comércio de Pneus, AMD, Oda Auto Center, Mecânica Shammah, Mecânica Auto Giro e Mecânica Spece Car. Autor: Márcio Leandro Tres

NEA promove reunião em Chapecó

Aprimorando conhecimentos

O Núcleo Estadual de Automecânicas (NEA) e a Associação dos Reparadores Veiculares de Santa Catarina (Arvesc) promoveram, em Chapecó, em julho, reunião do Conselho NEA-Arvesc. O presidente Roberto Turatti coordenou o encontro que contou com a participação de consultores, coordenadores, parceiros e empresários que debateram ferramentas e estratégias para melhorar o desempenho do setor no Estado. Também foi desenvolvido o Programa Oficina + com um treinamento sobre gestão. De acordo com o coordenador da Região Oeste do NEA e nucleado da ACIC, Genuino Simioni, os principais objetivos foram aproximar a diretoria dos nucleados e organizar a caravana para participação no Encontro Nacional e Feira do Conhecimento da Reparação Automotiva (Enfauto) que ocorre dias 18 e 19 de agosto, em Florianópolis.

Transmissão automática, módulo eletrônico e hidráulico foi o tema de curso promovido pelo Núcleo das Automecânicas da ACIC em julho. O instrutor, Anderson Marchi, frisou que até 2020 cerca de 40% da frota de automóveis será automatizada. “É uma área em pleno desenvolvimento e os profissionais precisam estar preparados para atender as demandas que surgem com esses veículos. Se o mecânico não estiver pronto para fazer a manutenção, ficará fora do mercado”. O coordenador do núcleo, Alexandre Rosa, ressaltou que os carros estão com um nível de tecnologia cada vez mais avançado e os profissionais precisam se preparar para esse novo mercado. “Por meio do núcleo conseguimos viabilizar capacitações acessíveis a todos os nucleados”, salientou. 21 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br


Núcleo da Saúde e Bem-Estar

Alimentação Saudável e qualidade de vida

A busca pela qualidade de vida é crescente, fundamental e está relacionada com alimentação saudável, equilibrada e em quantidade suficiente de calorias e nutrientes essenciais ao correto funcionamento do organismo e prevenção de doenças. Não esquecendo que a boa alimentação deve estar associada com hábitos saudáveis como prática de atividade física e gerenciamento do estresse, peso e tóxicos. Segundo a Organização Internacional do Trabalho (IOT), empresas que incentivam a alimentação saudável obterão vantagens tanto para o empregador quanto para os colaboradores. O principal objetivo de qualquer empresa, seja ela de pequeno, médio ou de grande porte, é o crescimento. Para alcançar esse objetivo, as pessoas são peças fundamentais. Portanto, a saúde de todos é fundamental para o sucesso do negócio. Paras as empresas, são inúmeros os benefícios da alimentação saudável do colaborador: melhora da disposição, aumentando a produtividade; prevenção de doenças e redução de faltas excessivas por motivo de doença; melhora do humor; redução do cansaço. Por outro lado, os maus hábitos são capazes de causar graves danos à saúde: cansaço e falta de ânimo; mau humor; falta de criatividade e concentração; sono excessivo; sobrepeso e muitas vezes casos graves de obesidade e alto risco de desenvolver doenças crônicas não-transmissíveis. NUCLEADOS As empresas que integram o Núcleo da Saúde e Bem-Estar são: Farmácia Rocha Farma; Nutricionista Noeli Salete Cararo; Prevenção Vacinas; Espaço Saúde Fisioterapia, Estética e Pilates; Academia Corpo e Forma; Universidade Federal da Fronteira Sul; Perfil Avaliação Psicológica e Agemed Planos de Saúde. Autora: Noeli Cararo 22 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br


Núcleo de Eventos

Profissionais se qualificam em gestão financeira

Ferramentas de gestão com enfoque no setor financeiro foi o tema abordado em palestra promovida pelo Núcleo de Eventos, em julho. O consultor Lauri Pinheiro explanou sobre controle eficiente de caixa, orçamento, indicadores e metas, avaliação de resultados, entre outros. “O gerenciamento e controle financeiro são fundamentais para todas as empresas.

A intenção foi fortalecer o setor nessa área”, frisou. De acordo com o coordenador do Núcleo, Nilvanio Faller, o assunto foi uma das necessidades apontadas no planejamento do grupo empresarial. “Temos muitas micro e pequenas empresas que assinalaram a necessidade de aprimoramento nessa área. Outras prioridades foram sobre a Lei da Terceirização, já explanada em uma reunião, e o próximo tema que abordaremos será sobre marketing”, informou. O Núcleo de Eventos foi constituído neste ano e tem como visão se tornar referência na região Sul do Brasil pela inovação, eficácia das ações e representatividade como grupo. Os nucleados atuam para promover troca de informações e experiências, capacitar mão de obra e também os gestores das empresas, contribuindo para o fortalecimento e crescimento do setor.

Núcleo das Cervejarias

Junior Achievement

Empresários fortalecem relacionamento

Estudantes aprendem sobre o mundo do trabalho

Temas explanados nas reuniões foram definidos no planejamento do núcleo

A intenção é que todos os nucleados conheçam as empresas dos colegas

Para integrar e fortalecer o relacionamento entre as empresas, o Núcleo das Cervejarias da ACIC está realizando visitas em empresas da região oeste. Em julho, as cervejarias Buffalo Beer, de Maravilha, Big Jhon, de São Miguel do Oeste, Fritz Bier, de São João do Oeste, e Lassberg, de Itapiranga, receberam os empresários. O coordenador do núcleo, Braulio Dalla Vechia, frisou que a intenção é que todos os nucleados conheçam as empresas dos colegas para aproximar relações entre as indústrias. “Assim, trocamos experiências, criando um laço de companheirismo, fazendo com que o trabalho de todos possam ser somados para fortalecer todo o setor no oeste catarinense, tornando a região referência na produção de cerveja de qualidade”, salientou.

Com a missão de inspirar jovens a empreender, a Junior Achievement SC, com apoio da ACIC e de entidades e empresas, iniciou o desenvolvimento de diversos programas em Chapecó no primeiro semestre. Um deles é o Miniempresa, desenvolvido em parceria com a Unochapecó, sendo uma turma em Chapecó, na Escola Tancredo Neves, e duas em São Lourenço do Oeste, nas escolas Soror Angélica e Rui Barbosa. A coordenadora do curso de Administração da universidade, Cleunice Zanella, frisou que os projetos estão em fase inicial, quando os alunos fazem pesquisa de mercado para escolher o produto que será produzido ao longo da atividade. “Estamos trabalhando com outros dois programas da Junior Achievement, além do Miniempresa: Meu Dinheiro, Meu Negócio e Habilidades para o Sucesso. O programa Habilidades para o Sucesso já foi aplicado na escola Lara Ribas. No segundo semestre teremos mais inserções nas escolas de Chapecó”, expôs. Os apoiadores locais do projeto são: Frutas Real, Inviolável, Núcleo das Assessorias e Consultorias da ACIC, Núcleo das Indústrias Gráficas da ACIC, Mércur Embalagens e Etiquetas, Sitran, Dimensão, Comercial Celeiro Center e Plásticos Pasquali.

23 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br


24 - Empresa Forte www.acichapeco.com.br

Revista Empresa Forte - Agosto 2017  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you