Page 1

5

Ceará em Brasília Jornal Casa do Ceará

www.casadoceará.org.br

DEVOLUÇÃO GARANTIDA

CORREIOS

Ano XXIX - Ed. 317 de Novembro de 2018

Fotos: Sue Mendes

6º Natal Feliz, na Casa do Ceará em 2018, foi um sucesso, com atendimento gratuito à comunidade carente do Distrito Federal e entorno. Leia mais na pág. 10

Francisco Evandro Meneses AQQB, Diretor de Obras Carlos Euler Currlin, fazendo entrega de uma bolsa de estudos para o curso de massagem na Ematec.

Distribuição de almoço para comunidade carente

Diretor de Educação e Cultura Vicente Nunes Magalhães fazendo entrega de cestas básicas para comunidade carente.

Em memória da Sra. Ivete Magalhães Alves de Melo. Leia mais na pág. 18

Leia nesta edição

Fotos: Sue Mendes

Editorial, pág. 2 Expediente, pág. 2 Espaço Luciano Barreira, pág. 2 Samburá - pág 4 TJCE inaugurou novas varas em Sobral e ampliou acesso à Justiça, pág. 4 Vestas confirmou sua segunda fábrica de aerogeradores no Ceará, pág. 4 M. Dias Branco recebeu Troféu Transparência da Anefac, pág. 4 Anúncio de José Lírio de Aguiar, pág. 4 Geraldo Luciano trocará de posição em M. Dias Branco, pág. 14 Festa de confraternização da CDL em homenagem a Cid Carvalho, pág. 5 Anuncio do Uniceub, pág. 5 Leituras I - artigo de Fernando Milfont, pág. 6 Nos últimos 10 anos, Fortaleza teve a maior aprovação no ITA por oito vezes, pág. 6 Duas em cada três transações são por apps, pág. 6 D. Aldenise entrega diploma a dom Marcony Ferreira, pág. 6 Leituras II - artigo de Wilson Ibiapina, pág. 7 Pesquisa revela as crenças religiosa dos cearenses, pág. 7 Leituras III - artigo de Gonzaga Mota, pág. 8 Porto de Roterdã e Governo do Estado oficializam gestão compartilhada, pág. 8 Eleição e convocação de suplentes alteram composição da CMFor, pág. 8 Leituras IV - artigo de JB Serra e Gurgel, pág. 9 Deputados aprovam reforma da Previdência do Ceará, pág. 9 Anúncio de M. Dias Branco, pag. 11 Leituras V - artigo de Manuel Bandeira, pág. 12 Perfil dos Municípios Brasileiros/ 48,6% dos municípios do país foram afetados por secas nos últimos 4 anos, pág. 12 Leituras VI - artigo de Joao Soares Neto, pág. 13 Perfil dos Municípios Brasileiros - Região Nordeste tem 82,6% dos municípios afetados pela seca, pág. 13 Leituras VII - artigo de Allan Aguiar, pág. 14 Aeroporto de Juazeiro do Nore será privatizado pág. 14 Juíza Ana Cristina Esmeraldo vai dirigir Fórum Clóvis Beviláqua, pág. 14 Leituras VII - artigo de Macário Batista, pág. 15 Fortaleza é a 3ª Capital em número de divórcios, pág. 15 Dezessete cursos da Unifor ficam em 1º lugar nas regiões Norte e Nordeste, pág.16 Anúncio da Nacional Gás, pág. 16 Momentos Marcantes na vida do comendador Francisco Albery Mariano, pág. 17 Leitura VIII - Artigo de Edmilson Caminha, pag. 18 Ana Miranda recebe titulo de Doutra Honoris Causa da UFC, pág. 18 Em memória da Sra. Ivete Magalhaes Alves de Melo, pág. 18 Leituras IX - Humor Negro e Branco Humor, pág. 19 Os Cearenses na Cozinha de Brasília, pág. 19 A posse de Manuel Arcanjo na ALB, pág. 20 Anúncio do Beach Park, pág. 20

Diretora de Promoção Social Maria Djanira Gonçalves, Gerente do Sesc da unidade 913 sul Eduardo Vieira, Presidente Osmar Alves de Melo e Superintendente Antônia Lúcia Guimarães

Diretor de Obras Carlos Euler Currlin, Presidente Osmar Alves de Melo, Superintendente Antônia Lúcia Guimarães, Diretora de Promoção Social Maria Djanira Gonçalves, Francisco Evandro Meneses AQQB e Diretor Administrativo e Financeiro José Sampaio de Lacerda Júnior.

Presidente Osmar Alves de Melo distribuindo cestas básicas para comunidade carente.

Doutor Raimundo Aguiar prestando serviços de assessoria jurídica.

Papai Noel e Mamãe Noel distribuindo brinquedos para as crianças carentes.

Presidente do Conselho Fiscal Evandro Pedro Pinto e Diretor Administrativo e Financeiro José Sampaio de Lacerda Júnior, fazendo a entrega de uma bolsa de estudos para o curso de design de sobrancelha na Casa do Ceará.

Casa do Ceará reabriu Curso de Confeitaria e formou a 1ª; turma. Leia mais na pág. 20


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Edi t o r i a l

As eleições se realizaram em clima de ódio entre os dois grupos políticos que disputaram o segundo turno. As franjas, nos extremos, extrapolaram dos dois lados e não houve como haver conciliação. Os nervos ficaram expostos a flor da pele bem como as fraturas provocadas por xingamentos e agressões. Já se escreveu e se debateu demais pois o sentimento anti petista que varreu o PT em todas as regiões do país, menos no Nordeste, onde elegeu quatro governadores. O PT elegeu a maior bancada da Câmara, mas ficou longe de ter condições para liderar a oposição e a minoria. A atitude do ex-governador e senador Cid Gomes calou fundo na alma do Partido. Por outro lado, o Brasil rico elegeu o Presidente da República, Cabe esperar por medidas estruturais que tire o pais do buraco em que foi enfiado; Uma deles que diz espeito ao Nordeste é relativa ao bolsa família. Urge um pente fino para expurgar ricos remediados que estariam com famílias inteiras penduradas no bolsa família. Isto possibilitaria ampliar o programa e pagar um pouco melhor aos que dele necessitam para sobreviver. O Ceará, apesar da crise, está vencendo importantes desafios com as parcerias do Pecém. do Aeroporto de Fortalezas, e das industrias da energia eólica. Imploramos a Deus para que em 1919 não vivamos mais um ano de seca. O sétimo. Inacio de Almeida (Baturité), Diretor Expediente

Fundada em 15 de outubro de 1963 Fundadores – Chrysantho Moreira da Rocha (Fortaleza) e Álvaro Lins Cavalcante (Pedra Branca) Diretoria Presidente - Osmar Alves de Melo (Iguatu): Estênio Campelo Bezerra (Crateús) 1º vice; Adirson Vasconcellos (Santana do Acaraú), 2º vice; José Sampaio de Lacerda Júnior (Fortaleza), Administração e Finanças; José Aldemir Holanda (Baixio) Vicente Magalhães (Aurora), diretor de Educação e Cultura; Francisco Machado da Silva (Pedra Branca), Saúde; JB Serra e Gurgel (Acopiara), Comunicação Social, Carlos Euler Currlin Perpétuo (Joinville/SC) Maria Djanira Gonçalves Brito (Aurora), Promoção Social, e João Rodrigues Neto (Independência), Jurídico. Conselho Fiscal Membros efetivos: Evandro Pedro Pinto (Fortaleza) presidente, José Ribamar Oliveira Madeira (Uruburetama), José Colombo de Souza Filho (Fortaleza) ( Itapipoca); Membros suplentes: José Aldemir Holanda (Baixio). Maria Aurea Assunção Magalhães (Fortaleza) e Lúcia Maria Percy Bastos (Matias Olimpio/PI) Jornal da Casa do Ceará Fundador e Editor Emérito - Lúciano Barreira (Quixadá) Conselho Editorial Adyrson Vasconcellos (Santana do Acaraú), Ary Cunha (Fortaleza), Carlos Pontes (Nova Russas), Edmilson Caminha (Fortaleza), Egidio Serpa (Fortaleza), Frota Neto (Ipueiras) Geraldo Vasconcelos (Tianguá), Gervásio de Paula (Fortaleza), Haroldo Hollanda (Fortaleza), Jorge Cartaxo (Crato), J. Alcides (Juazeiro do Norte), José Jézer de Oliveira (Crato), Luís Joca (Fortaleza), Marcondes Sampaio (Uruburetama), Milano Lopes (Fortaleza), Narcélio Lima Verde (Fortaleza), Paulo Cabral Jr. (Fortaleza), Raimunda Ceará Serra Azul (Uruburetama), Roberto Aurélio Lustosa da Costa (Sobral) e Tarcisio Hollanda (Fortaleza). Diretor Inácio de Almeida (Baturité) Editores JB Serra e Gurgel (Acopiara) e Wilson Ibiapina (Ibiapina) serraegurgel@gmail.com / zewilsonibiapina@gmail.com Editoração Eletrônica: Vanessa Gonçalves Campos Distribuição: Antônia Lúcia Guimarães Circulação: apoio da ANASPS O jornal não se responsabiliza por textos assinados. Banco de dados com apoio da ANASPS - Brasília – DF SGAN Quadra 910 Conjunto F - Asa Norte | Brasília-DF CEP 70.790-100 | Fone: 3533 3800 Email: casadoceará@casdoCeará.org.br / www.casadoceará.org.br

Novembro/18

2

Espaço Lúciano Barreira Do motorista da Uber

Bolsonaro será um bom presidente, pois tivemos um presidente sem dedo e foi um bosta, uma sem cérebro e foi uma bosta. O Bolsonaro sem intestino não vai fazer merda Bolsonaro é o mais economista do mundo !! Tirou o PT do vermelho. É tanta a acusação contra Bolsonaro que só faltou dizer que ele roubou o dedo do Lula, a paciência do Ciro e a beleza de Marina Silva. O fake tá tão em alta que até o candidato petista é falso, o verdadeiro tá preso. Ou você deixa Bolsonaro ensinar seu fiho a dar tido ou deixa o Haddad a ensinar o seu filho a dar a bunda... (kit gay) A escolha é sua Hoje vi um carroceiro com duas bandeiras nas mãos, uma do Bolsonaro e outra do PT, Perguntei porque as duas bandeiras, - Vivemos num pais democrático. Eu sou o Bolsonaro e o burro é o PT.

Sumiço

Digitei 45 no micro-ondas, sumiu a merenda. Ai digitei 13 e sumiu o micro-ondas.

Depois das eleições

Quando terminaram as eleições muita gente fez festa pra recuperar as amizades perdidas e brigas familiares. Quem votou no Ciro levou cerveja Quem votou em Bolsonaro levou carne Quem votou em Alkimin levou refrigerante Quem votou em Amoedo levou sobremesa. Quem votou no PT não foi chamado.

Promoção de vinhos portugueses.

Na compra de Periquita e Anus você leva Rola, de graça

Dilmês

Eu não perdi. Apenas não ganhei a eleição. Dilma Roussef. Se o Bolsonaro ganhar no primeiro turno não haverá o segundo turno”, Dilma Rousseff Mais uma: a Dilma queria fica em segundo. Ficou em quatro. Dobrou a meta. Caso Dilma fosse eleita, o Estado passaria a se chama Mulas Gerais e a capaital se chamaria Belo Horizonta.

Que é esposa?

E aquela pessoa amiga e companheira que está sempre ali a seu lado para ajuda-lo a resolver os grandes problemas que você não os teria se fosse solteiro.

A origem dos maridos

Quando criava os maridos, Deus prometeu às mulheres que os maridos, bons, obedientes, mão aberta, bonitos, inteligentes, carinhosos, compreensíveis, fieis e ideais, seriam encontrados em todos os cantos do mundo. E então.... Ele fez a terra redonda!

Qual a diferença entre: - garota de programa, - namorada, - esposa, -Traveco?

A classe toda ficou em silencio até o Joãozinho levantou a mão e respondeu: - garota de programa é pré-paga - esposa é pós-paga - namorada é plano-controle - traveco é gato net

Conversando com o Leitor + A Casa do Ceará não cansa de agradecer ao Francisco Hubner Carneiro e ao Miguel Gonçalves, ambos de Sobral, da Só Reparos, pelo apoio que dão à Casa. Agora mesmo, substituíram o toldo do Pavilhão Central que leva o nome do ex-Presidente Fernando César Mesquita. São empresários que não cansam de nos ajudar, realçando a cearensidade. + Recebemos e agradecemos o Manual de Redação Profissional da Academia Cearense de Literatura e Jornalismo, com o Glossário de Expressões Cearenses. Embora não esteja assinado até os habitantes de Cabo Verde e de Acopiara sabem que o livro foi feito por Reginaldo Vasconcelos, o presidente da Academia; + Alias, Reginaldo Vasconcelos nos mandou seu ultimo livro, Eutimia, O Segredo da Felicidade Essencial, com orelha de apresentação assinada pelo ex Governador e ex senador Lúcio Alcântara, presidente do Instituto Histórico Geográfico e Antropológico do Ceará. + O nosso Portal www.casadoceara,org.br bateu os 364.950 visitas o que nos qualifica com elevada audiência numa época em que e declinante a audiência de muitos sites tradicionais, substituídos pelo FaceBook, que é informativo e interativo.. + Audiência do FaceBook em Outubro: Ações na página, 11; Visualizações da página, 381; Alcance, 4.694;

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

Envolvimentos, 1.678, Vídeos, 29; Curtidas. 87; Seguidores, 88, Recomendações, 21 e Previas de Página, 52; + O nosso site www,Brasília50anosdeceará, relativo aos 50 anos de Brasília continua com uma audiência acumulada de 145.968 acessos ou visitas, o que é muito bom. + O nosso outro site: www.50anosdacasadoceara. Relativo aos nossos 50 anos, estamos hoje com 55, segue sua lenta e persistente trajetória com 16.025 acessos. + Como vocês sabem os dois sites 50 contem biografias de 300 cearenses que foram pioneiros em Brasília ou que aqui chegaram e construíram suas vidas. Contém também textos históricos sobre a presença dos cearenses em Brasília. Em todos os setores de atividades+ +Recebemos o Binóculo de Agosto com artigos de Dias da Silva Batista de Lima, Sânzio de Azevedo Januário Bezerra, Jacob Fortes, Francilda Costa, poesias de Clauder Arcanjo, Francisco Carvalho (in memorian), Nonato Soares de Castro e Gilda de Freitas, Cordel de Benedito TR. De Sousa, Trova Daqui e dali Matéria +Recebemos o Binóculo de Setembro com artigos de Dias da Silva Batista de Lima, Dimas Macedo, Januário Bezerra, Jacob Fortes, Maria Lúcia Silveira Rangel, poesias de Clauder Arcanjo, Francisco Carvalho (in memoriam) e Waldir Rodrigues, Cordel de Benedito B. Sousa e Trova Daqui e Dali.

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

SAMBURÁ - Avenida Beira Mar Academia Cearense de Direito

Os advogados Waldir Xavier Filho e Carlos Airton Uchoa tomaram posse como membros efetivos da Academia Cearense de Direito. O ato foi presidido por Roberto Victor, que comanda a entidade. Na mesma ocasião, a secretária da Justiça e Cidadania do Estado, Socorro França, e o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Fortaleza, Assis Cavalcante, tomaram posse como membros honorários da entidade. 4º mandato O deputado Zezinho Albuquerque não esconde de ninguém que quer um 4º mandato como presidente da Assembleia Legislativa. Aguarda, na sombra, a disputa entre seus adversários José Sarto, Evandro Leitão, Tin Gomes e Sérgio Aguiar. Zezinho é discreto e leal. Substituto A Casa do Ceará convocou Antônio Assunção Oliveira (Iguatu) para membro suplente do Conselho Fiscal da Casa. Nas alturas Juazeiro do Norte, a partir de 27,11, terá o edifício residencial do Ceará, capital e interior, com 100 metros de altura. É o primeiro do País com biblioteca e terá um espaço gourmet perto do céu do sertão uma vista inigualável da Chapada do Araripe e do Cariri. A ideia de construir um condomínio diferencial em Juazeiro do Norte partiu do sócio proprietário da ABM Empreendimentos, o ex-governador do Ceará Adauto Bezerra. Foi assim que encontrou a A&B Engenharia, de Aristarco Sobreira, e o projeto saiu do papel. Recondução de desembargador O Pleno do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), por unanimidade, aprovou a recondução do desembargador Inácio de Alencar Cortez Neto para membro suplente do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE), na vaga reservada a desembargador. O Tribunal Eleitoral no Ceará é composto por sete membros, sendo dois desembargadores estaduais (presidente e vice); dois juízes estaduais, escolhidos pelo Tribunal de Justiça; um juiz federal, escolhido pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região; e dois juristas, além do procurador regional eleitoral. J. Macedo O Grupo J. Macedo definiu para o primeiro semestre de 2019 a entrega de dois novos projetos: a fábrica de massas, em maio, e a expansão de sua fábrica de biscoitos, em junho. Tudo na cidade de Simões Filho, interior baiano, revelou em Fortaleza o diretor de Novos Negócios, Daniel Lustosa.

Ceará em Brasília

Dom Aloísio Lorscheider O desembargador Fernando Ximenes falou na sede do Instituto do Ceará, sobre o tema “Dom Aloísio Lorscheider e os Direitos Humanos”. O evento também fez parte do projeto Outubro Cultural, da entidade, que está em sua quarta edição. Em sua palestra, Ximenes discutiu a importância de Dom Aloísio na história política do Ceará, tratou sobre a atuação dele nas lutas em defesa das causas indígenas e dos sem terra e do papel na formação de uma consciência social através da religião e de suas ações em prol dos direitos humanos. “Os últimos anos da história cearense não podem ser contados sem ressaltar a importância de dom Aloísio Lorscheider”, afirma o desembargador.

ANM O jovem advogado Tomás Figueiredo Filho foi nomeado pelo presidente Temer e para o cargo de conselheiro da Agência Nacional de Mineração. A agência marcará o fim do antigo DNPM. Tomás Figueiredo Filho terá a missão de comandar a fiscalização e autorizar tudo referente ao subsolo em se tratando de minerais. Da água ao mármore, do ouro ao urânio. Há quem sugira, em Brasília, uma olhadela nos indicados para a ANM. Há muitos interesses em jogo. Veja que até hoje não houve solução para a catástrofe de Mariana e o Rio Doce. Eutimia Reginaldo Vasconcelos lançou “Eutimia”, o Segredo da Felicidade Essencial, com prefácio do Arnaldo Santos,Reginaldo preside a Academia Cearense de Literatura e Jornalismo. Uma das orelhas do livro foi escrita por Lúcio Alcântara, ex governador, ex-senador. Presidente do Instituto Histórico Geográfico e Antropológico do Ceará. Academia cearense A Academia Cearenses de Cieciasm Letrasm e Artes do Rio de janeiro se reuniu para ouvir o acadêmico Cláudio Aguiar falar sobre “Alencar e Chateaubriand”, Foi lançado o livro da poetisa Lydia Simonato, Ditos por não Ditos!”, Secretaria da Academia de Escritores e Jornalistas do Brasil, e foram homenageados os aniversariantes do mês, Eduardo André Chaves Nedehf, Luiz Osair Medeiros e Maria Arair Pinto Paiva, “Ditos por Não Ditos”. Fausto Nilo O nosso Fausto Nilo, patrimônio do urbanismo e da música, passou por Brasília e reapareceu na noite no Feitiço Mineiro e no Clube do Choro, espaços que já conhecia, para relembrar os tempos que não voltam mais. Na plateia, os casais Carlos Euler Curlin Pepetuo (Calela) e Angela e José Sampaio de Lacerda Junior e Andrea. Fausto e Sra. foram hóspedes Carlos Euler e Angela, diretores da Casa do Ceará em Brasília, na cjurta temporada brasilense.

Centro Integrado de Inteligência O Centro Integrado de Inteligência do Nordeste vai entrar em operações Foi o que garantiu, o ministro da Secretaria da Segurança Pública, Camilo, Jungmann e André Costa. Raul Jungmann, ao governador Camilo Santana. Foi durante audiência em Brasília, na qual participou também o secretário da Segurança Pública e Defesa Social do Estado, André Costa. O Centro de Inteligência no Nordeste reunirá organismos de todas as polícias do Nordeste juntamente com a Polícia Federal, a Polícia Rodoviária Federal, a Abin (Agência Brasileira de Inteligência) e a Senasp (Secretaria Nacional de Segurança Pública). O investimento da União é de R$ 2 milhões em equipamentos. O governador Camilo Santana já disponibilizou um prédio para a sede. Banco do Estado do Ceará O Senado aprovou em 30.10 o projeto de resolução (PRS) 46/2018, que exclui os títulos da dívida pública do antigo Banco do Estado do Ceará (BEC) dos ativos destinados a amortizar o saldo devedor resultante das operações de refinanciamento de crédito rural feitas pelo banco em 1996. Os títulos, no valor de R$ 204 milhões, estão depositados no Bradesco, para quem o BEC foi vendido em 2005, depois de ter sido federalizado em 1999. Com a aprovação do projeto de resolução, do senador Eunício Oliveira (MDB-CE), os títulos deixam de ser destinados ao pagamento da obrigação com a União. O mesmo processo já foi feito com outros títulos vinculados ao mesmo contrato, em 2003, e a contratos de outros estados com a União. As Loucuras do ENEN Maria Inês Fini, a presidente do ENEN, disse> “No ano em que completa 20 anos de criação, o Enem confirma sua história de sucesso. As provas do primeiro dia e o tema da redação falam diretamente com a realidade dos participantes. Esperamos que eles manifestem suas crenças e valores no texto.” Mas ela não leu a prova do ENEN. Uma provocação depois das eleições que mudaram o Brasil. O prof. Marco Antônio Vila, da Jovem Pan, gravou um vídeo que viralizou nas redes sociais. mostrando as aberrações da prova, com base no “kit gay”. A voz de Cid Gomes “O PT tem é que botar o rabo entre as pernas. Pedir desculpa. Pedir perdão ao povo brasileiro. Isso, se quiser continuar partido e não como uma seita.” Senador Cid Gomes para a Rádio Gaúcha de Porto Alegre. Ele que profetizou o fim do mundo nas barbas do profeta.

Veja a TV Casa do Ceará - acesse: tvcasadoceara/youtube

3

Novembro/18


acesse o site: www.casadoceara.org.br

TJCE inaugurou novas varas em Vestas confirma sua 2a fábrica M. Dias Branco recebeu Troféu Sobral e ampliou acesso à Justiça de aerogeradores no Ceará Transparência da Anefac

A Comarca de Sobral (Região Norte do Estado) ganhará duas novas unidades judiciárias, ampliando e facilitando o acesso do cidadão aos serviços do Judiciário estadual. A primeira ação foi a inauguração da 2ª Vara de Família e Sucessões, no Fórum Dr. José Saboya de Albuquerque, localizado na av. Monsenhor Aloísio Pinto, 1300. Logo em seguida,foi instalada a Vara da Infância e da Juventude, que funcionará no Centro Universitário Instituto Superior de Teologia Aplicada (Uninta). Em seguida, houve a inauguração da nova sede do Juizado Especial Cível e Criminal (JECC), na Faculdade Luciano, onde disponibilizará todo o atendimento ao cidadão. Antes, o JECC possuía um Anexo na referida instituição de ensino. Com as duas novas estruturas, Sobral passa a ter nove varas (três Cíveis, duas de Família e Sucessões, uma da Infância e da Juventude e três Criminais) e um JECC. Pertencente à Entrância Final (classificação das comarcas de grande porte), a Princesa do Norte possui mais de 206 mil habitantes, conforme previsão do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A nova fábrica da Vestas produzirá aerogeradores de 4.2 MW de potência, o que exigirá torres com até 110 metros de altura. Será um investimento de R$ 100 milhões. A multinacional dinamarquesa Vestas -maior fabricante mundial de equipamentos para a geração de energia eólica – comunicou oficialmente ao Governo do Ceará que decidiu construir no município de Aquiraz, onde já tem uma unidade fabricante de pás eólicas, sua fábrica brasileira de aerogeradores. O dirigente da Vestas – que chegou a chamar o Ceará de “nossa segunda casa” – fez o anúncio. Ele não disse, mas estima-se que se trata de um investimento da ordem de R$ 100 milhões. A nova fábrica produzirá aerogeradores do novo modelo V150 com 4.2 MW de potência, o que exigirá torres com até 110 metros de altura e pás que terão 75 metros de raio. Foi uma solenidade simples, realizada com a presença dos dirigentes da Vestas e testemunhada pelos secretários de Desenvolvimento Econômico (SDE), César Ribeiro, da Infraestrutura (Seinfra), Lúcio Gomes, e da Casa Civil, Nelson Martins. O Chefe do Gabinete do governador, sociólogo Élcio Martins, e o sub-secretaria de Energia da Seinfra, engenheiro Adão Linhares, também estiveram presentes.

A companhia cearense M. Dias Branco recebeu em São Paulo o Troféu Transparência 2018, concedido pela Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (ANEFAC), após a análise de mais de duas mil demonstrações. A companhia cearense M. Dias Branco recebeu em São Paulo o Troféu Transparência 2018, concedido pela Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (ANEFAC), após a análise de mais de duas mil demonstrações financeiras. M. Dias Branco foi premiado indicado na categoria companhias com receita líquida acima de R$ 5 bilhões. A entrega do prêmio ocorreu no auditório do Maksoud Plaza Hotel, na capital paulista. Conhecido como o Oscar da Contabilidade, o Troféu, que está na 22ª edição, representa uma iniciativa da ANEFAC, em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras (FIPECAFI) e a Serasa Experian. O objetivo é a promoção da transparência e das boas práticas empresariais. A avaliação das empresas vencedoras é realizada pelos alunos dos cursos de mestrado e doutorado da FEA/ USP/FIPECAFI. São inúmeras as análises técnicas para a escolha das empresas mais transparentes do Brasil.

Há 46 anos

Novembro/18

4

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

Geraldo Luciano trocará de posição em M. Dias Branco

Ele deixará a vice-presidência de Investimentos e Controladoria mas permanecerá na empresa, cujos acionistas controladores o indicarão para compor o Conselho de Administração, Geraldo Luciano, que é estrela do Partido Novo no Ceará, tem um sonho. Em Comunicado ao Mercado assinado pelo próprio, a M. Dias Branco anunciou nesta quinta-feira, 1º de novembro, que seu vice-presidente de Investimentos e Controladoria, Geraldo Luciano Matos Júnior (foto), deixará essa posição no segundo trimestre do próximo ano. Mas ele não se desligará da empresa, pois seus acionistas controladores já acertaram que o indicarão para compor o seu Conselho de Administração. O comunicado surpreendeu o mercado, mas não a diretoria da companhia. Este blog pode revelar que Geraldo Luciano tem um sonho, que não tem ligação com a iniciativa privada. Ele é uma das estrelas cearenses do Partido Novo. Eis, na íntegra, o Comunicado ao Mercado de M. Dias Branco: “A M. DIAS BRANCO S.A. INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ALIMENTOS (“M. Dias Branco” ou “Companhia”), por seu Diretor de Relações com Investidores, comunica aos seus acionistas e ao mercado em geral o início do processo que culminará com a sucessão do Vice-Presidente

de Investimentos e Controladoria e Diretor de Relações com Investidores, Sr. Geraldo Luciano Mattos Júnior. “Esclarece-se que, até a conclusão desse processo, prevista para o segundo trimestre de 2019, a liderança da Vice-Presidência de Investimentos e Controladoria e da Diretoria de Relações com Investidores continuará a cargo do Sr. Geraldo Luciano Mattos Júnior, assegurando que o processo transcorra de forma planejada e gradual. “Adicionalmente, informa que os acionistas controladores da M. Dias Branco indicarão o Sr. Geraldo Luciano Mattos Júnior para compor o Conselho de Administração da Companhia. Nesse contexto e ao longo do referido processo de sucessão, a companhia realizará uma redefinição de atribuições das atuais vice-presidências. “O Sr. Geraldo Luciano Mattos Júnior ingressou na M. Dias Branco no ano 2000, exercendo a função de Assessor da Diretoria, cargo que ocupou até 2003, quando foi nomeado Diretor de Finanças, e desde 2006 ocupa a posição de Vice-Presidente de Investimentos e Controladoria e de Diretor de Relações com Investidores. “A Administração da Companhia manterá o mercado informado sobre o andamento deste processo sucessório, na forma da lei e da regulação aplicável” Por Egídio Serpa

A grande festa da imprensa cearense promovida pelo setor varejista, o Prêmio CDL de Comunicação 2018, em 30.11, quando será entregue o Troféu Imprensa José de Alencar ao radialista, jornalista, advogado e ex-senador da República, Cid Sabóia de Carvalho (foto). Cearense de Fortaleza, graduado em direito pela UFC (Universidade Federal do Ceará) em 1967, foi professor dos cursos de Direito e de Comunicação, escreveu mais de 30 livros e foi eleito senador constituinte, com 950.231 votos, em 1986. Após deixar o Senado em janeiro de 1995, Cid Carvalho continuou a dedicar-se à advocacia e às aulas de comunicação na universidade, além de apresentar o programa político diário Antenas e rotativas, na Rádio Cidade, da qual também foi diretor. No rádio, exerceu ainda atividades de cronista desportivo na Rádio Uirapuru,

de apresentador na Rádio Assunção e de âncora do programa Rádio Notícia Verdes Mares, na Verdinha. O presidente da CDL de Fortaleza, Assis Cavalcante, ressalta a relevante contribuição de Cid Carvalho ao desenvolvimento da imprensa cearense. “O professor Cid Carvalho reconheceu desde cedo sua importância social e assumiu para si essa missão de ser uma das vozes daquela geração. A imprensa tem um papel muito importante em tudo que nós vivemos no Brasil de conquista de democracia”, salienta. Cid Carvalho também é membro da Academia Cearense de Letras e da Academia Centrista de Letras, além de ter presidido a Associação de Profissionais da Crônica Desportiva e ter sido conselheiro da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) — seccional do Ceará. Por Egídio Serpa,

ALIMENTE OS SEUS SONHOS

Festa de confraternização da CDL em homenagem a Cid Carvalho

Ceará em Brasília

AGORA O CEUB TEM UMA NOVA MODALIDADE DE PROCESSO SELETIVO: O VESTIBULAR AGENDADO! ACESSE WWW.UNICEUB.BR, FAÇA SUA INSCRIÇÃO E NÓS AGENDAMOS A SUA PROVA.

Veja a TV Casa do Ceará - acesse: tvcasadoceara/youtube

5

Novembro/18


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Leituras I

Coisas de Meliantes

Fernando Milfont (*) Sempre que posso e sendo oportuno, recomendo que é muito importante ter-se cuidado com o uso das palavras. Depois de soltas no ar, sendo ofensivas, não há desculpas ou pedido de perdão que conserte o erro. Faço a recomendação com a experiência de quem já mordeu a língua, por incontinência verbal. Isso faz parte das minhas idiossincrasias (urgh!) Além do “recado”, o que pretendo, também, é referir-me a termos usados por alguns pernósticos que se exibem em público com discursos empolados. São de arrepiar, até fazem lembrar um certo falante, com discurso de exaltação, ao terminar, um dos ouvintes pergunta ao amigo: entendeu? E ele: “Não, mas achei muito bonito.” Um desses empolados era o ex-presidente Jânio Quadros, um chato. Outro, Não menos chato e verborrágico, era o já ido doutor Eneas. Em discurso na Câmara, tascou “apropinquar”, palavra que sempre me perseguiu, já que consta de quase todas as gramáticas, como exemplo do uso do trema, hoje caído em desgraça por obra e graça dos imortais da ABL. Sempre adiei ir ao dicionário para saber o significado. Julgava ser termo ligado à neurociência reveladora das entranhas dos neurônios, à astrofísica ou a algo relacionado com os mistérios do Universo. Apropinquar, diz o dicionário, deriva do Latim, significa aproximar. Que decepção para minha doce ignorância. Outro termo, este de uso quase exclusivo do pessoal das delegacias de polícia, é Meliante. Cabe ao infeliz apanhado em flagrante de delito, apresentado à autoridade como indivíduo meliante – tradução do espanhol para vagabundo, velhaco, patife, biltre. Biltre!!! Ladrão chinfrim, sem eira nem beira tratado de modo infamante é descer ao mais baixo nível da escala social. É termo que não pode nem deve ser aplicado a deputado, senador, ministro de Estrado, doutor ou governador e até mesmo presidente ou vice, que não merecem tal alcunha. Indivíduo meliante? Grave ofensa. Não é que tais figuras, do mais elevado nível social, não roubem, façam negociatas, ou recebam propina, palavra delicada para sofisticar a ladroagem. E como fazem! Uma dessas figuras execráveis, aquele tal cidadão de olho baixo, confessou haver recebido 43 milhões de dólares ao participar da aquisição de dois navios-tanques para a Petrobras. Isso não é propina, é sorte de ganhador de megassena ou de herdeiro de parente bilionário. O tipo faceiro era insaciável. São muitos, os dessa categoria, cujos nomes e malfeitos estão na mídia. Ex-governador do Rio, já preso, com mais de 10 processos na Justiça é acusado de haver embolsado mais de 100 milhões, não sei se de dólares ou de real, é sempre uma bolada excitante para a desculpa de “sobra de campanha.”(Quanto cinismo!) Eufemismo para justificar a quem ia aos cofres públicos com excitante volúpia. ups! Gosto desta palavra, faz lembrar nome de dona de bordel. “Madame Volúpia pode atender?” Ao fim e ao cabo, são todos refinados ladrões, meliantes ordinários que solaparam estatais sem a menor cerimônia. Todos negam, juram ser “inocentes”, se dizem perseguidos pela Procuradoria Geral da República, enquanto as denúncias continuam, o que tem sido revelado é de estarrecer. Que gentalha soez - “genérico” para vil, torpe, reles, os filhos dessas madames. Qualquer que seja o termo - meliante, ladrão ou biltre, serve bem, cai como uma luva nas mãos desses energúmenos que surrupiaram dinheiro público. Alguns já estão pagando, repousando em “resort” de Bangu 1, alimentando-se à custa do Estado, ou seja, do contribuinte lesado. Estão comendo a “quentinha” coberta de gordura, alimento notável para colesterol de meliante chinfrim, que envergonha a nação com seus malfeitos. Tenho dito!... E é pouco, para o que possa representar o nojo que sentimos por essa corja de... praticantes de chinfrinação!. MELIANTES! (*) Fernando Milton (jornalista e escritor) (milfont90@ gmail.com) é jornalista, sociólogo, membro da ACCARJ.

Novembro/18

6

Nos últimos 10 anos, Fortaleza teve a maior aprovação no ITA por oito vezes

O mais impressionante é a quantidade de mulheres que disputam com os homens as vagas no ITA. Nos últimos 10 anos, Fortaleza teve a maior aprovação no ITA por oito vezes 6. 370 homens e 1.544 mulheres Em 2018, a Capital cearense ficou novamente em primeiro lugar, colocando 45 alunos no Instituto Tecnológico de Aeronáutica; uma taxa de aprovação de 40,91%. Em 2016, os cearenses foram mais da metade dos alunos aprovados no ITA Foto: Enilton Kirchhof. A presença do Ceará no ITA instituto Tecnológico da Aeronáutica nos últimos 10 anos tornou-se acachapante. Somente em três anos, 2009, 2011 e 2017, o Ceará perdeu para São José dos Campos/SP, o primeiro lugar na aprovação de candidatos. Foram sete primeiros lugares. Só há uma explicação: o domínio absoluto dos cearenses na instituição criada por um dos mais ilustres cearenses, brigadeiro Casimiro Montenegro.

Ao passo que o Nordeste segue sendo atacado por comentários e ações xenófobas, não só na internet, mas na vida real, Fortaleza tem rebatido o preconceito com bons resultados, em um dos vestibulares mais difíceis do Brasil. Entre 2009 e 2018, o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) recebeu centenas de alunos oriundos de Fortaleza — 438, mais especificamente. Dentro desse período, a Capital cearense apareceu em primeiro lugar na quantidade de

Duas em cada três transações bancárias são por apps, internet banking ou call centers As operações realizadas pela internet contabilizaram 20 bilhões, de acordo com o Banco Central. Os aplicativos e o sistema de internet banking já tem participação considerável nas transações bancárias realizadas no País. De acordo com dados do Relatório Cidanadia Financeira, divulgado pelo Banco Central, duas em cada três dessas operações (66%) no Brasil são realizadas por meio de apps, do internet banking ou ainda por meio de call centers. Assim, apenas um terço dessas transações é realizada em pontos físicos dos bancos. Em 2017, foram registradas quase 25 milhões de transações bancárias, sendo que as operações por telefones móveis representam 35%. As operações remotas cresceram 21% em 2016 e 2017. O internet banking ocupa a segunda posição das transações remotas. As operações realizadas pela internet contabilizaram 20 bilhões, de acordo com a autoridade monetária. O atendimento preferencial não apresentou, entrando, queda. Apesar do ritmo menor, as transações presenciais cresceram 7% no ano passado. O resultado sucede uma queda de 5% observada em 2016.

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

aprovação em oito dos dez vestibulares. Na última edição do processo seletivo, Fortaleza mais uma vez apareceu em primeiro lugar. Foram 45 alunos convocados (uma taxa de aprovação de 40,9%). Os candidatos de gênero masculino ainda apresentam uma larga vantagem em relação ao gênero feminino: em 2018, foram 43 homens e apenas duas mulheres. Apenas nos anos de 2009 e 2017, São José dos Campos (SP) — cidade onde o ITA se localiza — obteve resultado melhor que o fortalezense. As duas cidades travam uma disputa saudável na quantidade de aprovação, revezando o primeiro e segundo lugar no resultado dos processos seletivos. Em relação à taxa de aprovação, Fortaleza atingiu um pico em 2016, quando computou 55,45% do total de convocados. Foram 61 cearenses selecionados, dentro de um total de 140 vagas ofertadas. Já em relação à quantidade de aprovados, 2014 apresenta o maior número: 71 convocados. Mestrado Devido à quantidade de cearenses aprovados no ITA, em 2015, o instituto paulista firmou uma parceria para dar início ao primeiro curso realizado fora de São José dos Campos: o Mestrado Profissional em Segurança de Aviação e Aeronavegabilidade Continuada do Instituto Tecnológico da Aeronáutica (MP-Safety). A parceria também conta com apoio do Governo Estadual do Ceará. Em 2016, foram abertas inscrições para a turma 2 da especialização, e no ano passado, ocorreu o processo seletivo para a turma 3. À época do lançamento do mestrado, o reitor do ITA, Fernando Sakane, comentou com irreverência os bons resultados dos cearenses no processo seletivo. “Antes diziam que para entrar no ITA era preciso expulsar os japoneses. Hoje os cearenses expulsaram os japoneses e as pessoas brincam que para entrar no ITA é preciso expulsar os cearenses”, brincou o regente

D. aldenise entrega diploma da Casa do Ceará a dom Marcony

d. Aldensise Pereira entregou a d Marcony Pereira o titulo de Sócio Emérito da Casa do Ceará com que foi agraciado.

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

Leituras II

Hotel Nacional

Por Wilson Ibiapina (*) Primeiro de setembro de 2007, um sábado, fui acordado pelo telefone. Era o querido jornalista Rodolfo Espínola avisando que estava sendo despejado do Hotel Nacional. Ele e mais uns 300 hóspedes foram avisados do despejo por meio de um papel deixado embaixo da porta pela gerência do hotel. Surpreendidos com o aviso, todos tiveram que arrumar a malas e deixar o local. Um monte de hóspédes desceram e ficaram igual a mãe de São Pedro, perdidos. Quando cheguei ao hotel, Rodolfo estava no meio da rua. Um outro cearense ilustre, o ex-governador Gonzaga Mota, na mesma situação, já havia deixado o local em busca de novo abrigo. Depois ficamos sabendo que o Nacional foi obrigado a retirar seus hóspedes por decisão da Justiça, que dava reintegração de posse à empresa dona do terreno, o Banco Rural, aquele que foi tragado pelo mensalão. O grupo Canhedo, do empresário Wagner Canhedo (que ganhou a Vasp a preço de banana levou a falência) não pagava a taxa de administração do imóvel há mais de três anos. Divida de mais de 30 milhões de reais. No mesmo dia, à tarde, o Grupo Canhedo conseguiu cassar a liminar de despejo e o hotel voltou a funcionar normalmente, mas a imprensa foi proibida de entrar no local. Apenas alguns hóspedes voltaram ao hotel. Era o declínio daquele hotel de luxo intimamente ligado à história política do país. Agora, o hotel está sendo vendido para pagar dividas. Parece que foi ontem que o Nacional era o centro do poder social da capital. O jornalista José Luiz Silva lembra que a história de Brasília passava por ali. Enquanto esteve nas mãos de seu fundador, o empresário

José Tjurs, dono da rede de hoteis Horsa, foi um sucesso. Desenhado pelo arquiteto Nauro Jorge Esteves, o hotel com dez andares e 347 apartamentos tem uma suite presidencial com quatro quartos; quatro closets, mesa de reuniões, bar e sala de jantar. Inaugurado em 1961, hospedou a Rainha Elizabeth e o duque Phillip, o frances Charles de Gaulle, os americanos Jimmy Carter e Ronald Regan, e,muitos outros políticos, diplomatas e celebridades como Roman Polanski, John Travolta e Roberto Carlos. As suas galerias, na parte térrea eram ocupadas por lojas de artesanatos, roupas, livrarias, empresas de aviação, agências de viagens, imobiliárias e lanchonetes que atraiam os brasilienses. O movimento em frente a entrada principal do hotel, com feérica içuminação, lembrava a rua Guilherme Rocha, em Fortaleza. Justamente o trecho da casa Parente, loja Vox, livraria do Edésio, onde a moçada se postava, jogando conversa fora, cubando o movimento. Foi na calçada do hotel, batendo papo, que conheci os jornalistas Roberto Macedo e Hélio Doyle no inicio dos anos 70. O movimento aumentava quando do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. Artistas como Paulo José, Dina Sfat, Darlene Glória, Ítala Nadi, Leila Diniz e Arduíno Colasanti, galã do cinema novo, que foi casado com a atriz e escritora cearense Ana Miranda, se exibiam na piscina do hotel observados por jornalistas, hospedes e fãs. A sauna era local procurado pelos brasilienses. Lembro que um dia juntamos um grupo de colegas da Rede Globo e fomos pegar uma sauna. Estava lotada e se não fosse o Arnaldo Artilheiro o programa não teria acontecido. Artilheiro confiado em seus dois metros de altura e no seu possante físico foi lá e aumentou a temperatura da sauna. Em poucos minutos não ficou ninguém. E ele, na porta,

argumentando que ocorrera um problema. Quando todos foram embora, ele normalizou a temperatura e nós fomos nos divertir. Nas décadas de 60 e 70, o hotel era o local de happy hour de políticos e jornalistas. Mesas de baralho, uisque, paqueras e conversas que varavam a noite, começavam no restaurante principal, com maitre e garçons vindos do Rio de Janeiro e São Paulo e geralmente passavam pela boate Tendinha ou pelo restaurante Tabu. No Bar, os políticos, senadores, embaixadores, ministros, deputados se revezavam no telefone, caçados pelas telefonistas para atender os chamados dos amigos e contar os bastidores. A feijoada, aos sábados, reunia fina flor dos Ponte Preta. Era no Nacional que a cidade promovia festas de debutantes e bailes de carnaval e de passagem de ano. Lembro que no baile em comemoração aos 15 anos de Brasília a Globo flagrou a presença da menina Brasília, a primeira a nascer na nova capital. Embora estivesse também completando 15 anos não lembraram de convidála. Ela viu tudo do jardim em frente ao salão de festa, no sereno, esquecida. Hoje, o Nacional, com novo dono, pode até se reabilitar, mas jamais será o mesmo. A cidade ganhou outros pontos que estão na moda. Os frequentadores da noite são outros. A cidade tem novos hoteis. O Nacional com seus quartos, salões cercados de madeira, não perdeu seu glamour, continua pronto para receber seus hospedes, sob nova direção. Mas aí a história será outra (*) Wilson Ibiapina (Ibiapina), jornalista, cronista, diretor do Sistema Verdes Mares em Brasília, pioneiro da Rede Globo em Brasília

Pesquisa revela as crenças religiosas dos cearenses Com maioria católica, o Estado tem como principal santo de devoção São Francisco, que tem em Canindé, o segundo maior movimento de romarias em sua homenagem. Peregrinos vão a Canindé para pagar promessas e agradecer ao santo Foto: Thiago Gadelha. O Ceará é de muitas crenças. É da fé em Deus, do culto a Jesus Cristo, das oferendas a Iemanjá, da doutrina espírita e também da negação da existência de divindades. Essa multiplicidade está expressa na inédita Pesquisa sobre Religiosidade no Ceará, elaborada pelo Instituto Opnus em janeiro deste ano. A partir de 2.100 entrevistas, realizadas em todas as regiões do território cearense, o levantamento traz o panorama atual da religiosidade no Estado. Ainda que o catolicismo se mantenha predominante, sendo adotado por 66% dos entrevistados, o espaço para as demais crenças tem aumentado. A religião evangélica representou 21% das pessoas ouvidas. Já 6% dos entrevistados se consideraram ateus e 4% afirmaram ser religiosos, mas não seguem religiões específicas. Outras religiões, como as afro-brasileiras, as orientais e a espírita, alcançaram 2% do total. Em uma análise dos dados por região, a comunidade católica se faz mais presente em regiões que concentram grandes polos religiosos. Na área central do Estado, onde está situado o Município de Canindé, reconhecido pela devoção a São Francisco, o percentual de entrevistados católicos chegou a 70%. No Cariri, terra de Padre Cícero, e no Centro Sul, 4 em cada 5 pessoas ouvidas afirmou seguir o catolicismo. A população católica, equivalente a 80% do total, foi a maior dentre as regiões cearenses. “A concentração de católicos nessas regiões se deve, sem dúvida, à influência do catolicismo popular e à proximidade geográfica a centros simbólicos importantes, aos quais aportam romarias de longa tradição no Estado”, explica George Paulino, professor e pesquisador de Antropologia, do

Ceará em Brasília

Departamento de Ciências Sociais da Universidade Federal do Ceará (UFC). Nos grandes centros urbanos, contudo, a religião evangélica, introduzida no Ceará no início do século XX, tem, nos últimos anos, encontrado brechas e feito cada vez mais fiéis.

Enquanto no Interior o percentual de católicos ultrapassa os 70%; em Fortaleza, esse total só chega a 54%. “O fenômeno da religiosidade se mistura com a realidade social. Temos visto, de algumas décadas para cá, o movimento pentecostal entrando com força nas periferias das grandes cidades”, diz o cientista político Pedro Barbosa, coordenador da pesquisa do Instituto. Identificação O sentimento de identificação de evangélicos com a religião ajuda a explicar, conforme mostra a pesquisa, que eles costumam frequentar mais seus templos do que católicos. Ao todo, 79% dos entrevistados que seguem o evangelicalismo afirmaram ir a cultos, pelo menos, uma vez por semana. Entre os católicos, a presença semanal à Igreja cai para 42%. “Justamente pelo Brasil ser um País de maioria católica, muitas pessoas se entendem católicas por tradição, porque vêm de famílias católicas, mas não têm vivência na religião. Evangélicos, como são de uma cultura mais recente, tendem a ser mais próximos dessa religiosidade”. Na contramão, a pesquisa revela que o Estado também presencia um movimento de distanciamento de religiões, em geral. Dos entrevistados, 4% afirmaram ser religiosos, mas sem religião específica, e 6% se consideraram ateus. Para a professora da UFC, Ercília de Olinda, ambos os posicionamentos têm se alastrado no País em consequência da insatisfação da população perante instituições religiosas. “Muitas das pessoas que creem em Deus, por exemplo, não aceitam os usos políticos e para enriquecimento pessoal ou conquista de poder postos em prática na atualidade. Há também uma grande dificuldade em aceitar normas de conduta e a disciplina exigida na vida comunitária” Por Vanessa Madeira, vanessa.madeira@diariodonordeste.com.br

Veja a TV Casa do Ceará - acesse: tvcasadoceara/youtube

7

Novembro/18


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Leituras III Verdade Por Gonzaga Mota (*) Os sentimentos de solidariedade e amor com vista à busca da felicidade e ao propósito da vida são muito importantes. Por outro lado, o ódio, a falsidade, a inveja e a ambição, dentre outros, são comportamentos incompatíveis com uma existência saudável. Ademais, é mediante a oração e a meditação que se encontram estados mentais positivos e se afastam os negativos. O que alcançamos decorre de nossa fé em Deus e da força da esperança. Madre Teresa de Calcutá dizia: “O fruto do silêncio é a prece; o fruto da prece é a fé; o fruto da fé é o amor; o fruto do amor é o serviço e o fruto do serviço é a paz”. A verdade foi o princípio básico da vida exemplar de Madre Teresa, sem dúvida, abençoada por Deus. São Francisco de Assis é outro exemplo importante. Com certeza, Francisco analisou e debateu a religião, a civilização e a sociedade, observando os valores espirituais. Invariavelmente, valorizou o diálogo, mediante as palavras simples, o amor, a caridade, a cautela nos julgamentos, a firmeza nas resoluções, a fidelidade nas obrigações, a humildade e a sabedoria. Como seria bom se nos dias de hoje os líderes mundiais e as pessoas que decidem e formam opinião seguissem o pensamento de São Francisco. Sem dúvida, poderíamos afirmar que os direitos individuais se baseariam no princípio da liberdade, enquanto os direitos sociais seriam alicerçados na igualdade de oportunidades. A violência em todas suas formas- como o desemprego, a fome, o analfabetismo, a discriminação, a indiferençaleva a sociedade a um clima de perplexidade e apatia, motivando mais violência, mais injustiça e mais supervalorização dos bens materiais, o que conduz à constituição de famílias desajustadas nas quais a admiração e o respeito foram substituídos muitas vezes pela falta de amizade, de carinho e de compreensão.

Comportamento Não adianta a adoção de teses ortodoxas ou heterodoxas, os exemplos de “apartheid” social persistem ao longo do tempo e continuarão, caso não surjam, modificações no pensamento da humanidade relacionadas, do ponto de vista coletivo, com a paz, a justiça e a liberdade, como também, do individual, com o amor, a solidariedade e a humildade. Não podemos entender que, na época da alta e sofisticada tecnologia, representada por microprocessadores, fibras óticas, velocidade de informações medida em trilhões de “bits”, conexões entre satélites, circuitos de imagem digital, existem, no mundo, dois bilhões de pessoas em extrema pobreza (dos quais três quartos são mulheres e crianças), 20% de miseráveis (cada pessoa sobrevive com menos de um dólar diário), a cada dia um quinto da população não tem o que comer, 25% dos adultos são analfabetos, enquanto mais de um trilhão de dólares (equivalentes à renda da metade da população mundial) são gastos por ano em programas militares. Estes contrastes mostram os desencontros comportamentais existentes. Diante deste quadro, é difícil compreender as propostas de filósofos e teólogos, analisadas e debatidas desde a Antiguidade até os dias de hoje. Respeitando o ecumenismo, gostaríamos de salientar nossa admiração às idéias e sentimentos de Santo Agostinho (filosofia Patrística) e de Santo Tomás de Aquino (filosofia Escolástica), inspirados nos ensinamentos de Cristo e de São Paulo e nas mensagens filosóficas de Platão e Aristóteles, mostram a importância da Fé e da Razão, bem como o Cristianismo pode nos encaminhar para uma solução integral. Eis o Evangelho de João (14, 6): “Eu sou o caminho, a verdade e a vida”. (*) Gonzaga Mota (Fortaleza) Professor aposentado da UFC,ex-governador, ex-deputado

Novembro/18

8

Porto de Roterdã e Governo do Estado oficializam gestão compartilhada

O equipamento holandês fará parte do controle conjunto das decisões estratégicas e terá posições na Diretoria Executiva, no Conselho Fiscal e no nível gerencial das operações. O Porto de Roterdã, na Holanda, passa oficialmente a compartilhar a gestão do Porto do Pecém Governo do Estado e o Porto de Roterdã celebraram a parceria no Palácio da Abolição com a assinatura de contrato. “Trata-se de um marco para o desenvolvimento do complexo, bem como para o desenvolvimento do Estado”, diz nota do Governo do Estado. O Porto de Roterdã fará parte do controle conjunto das decisões estratégicas e terá posições na Diretoria Executiva, no Conselho Fiscal e no nível gerencial das operações. O Estado segue como acionista majoritário na CIPP S.A. “A operação não envolve a venda de ativos e o Estado manterá o controle e propriedade ou posse de todos os seus ativos”, diz ainda o governo, em nota. Para o governador Camilo Santana, a parceria possibilitará futuros investimentos em infraestrutura. “Nós consolidamos um projeto que é uma realidade para os cearenses, que é a trinca de hub de telecomunicações, com os cabos de fibra ótica da Angola Cables conectando o Ceará ao mundo via digital; o hub aéreo da Air France/KLM/Gol, que tornou o Estado a porta de entrada do Brasil; e agora o hub portuário; trazendo uma expertise de 600 anos em logística e negócios do Porto de Roterdã para o CIPP”. O empresário Alexandre Pereira, que responde pela presidência da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec) em razão da viagem do titular, Beto Srtudart, aos EUA, vai representou a entidade,na solenidade de assinatura do

acordo comercial entre o Governo do Ceará e o Porto de Roterdã, da Holanda. O acordo, entre o porto holandês e o Complexo Industrial e Portuário do Pecém (Cipp S.A), situado em São Gonçalo do Amarante (RMF), prevê um investimento do Porto de Roterdã de aproximadamente 75 milhões de euros – cerca de R$ 364 milhões, o que garante aos holandeses a participação acionária de 30% do Complexo e o controle conjunto de decisões estratégicas e posições na diretoria executiva, conselho fiscal e nivel gerencial. *“O setor portuário brasileiro ainda tem um enorme potencial a ser explorado, e este acordo com o Porto de Roterdã representa um marco que irá impactar significativamente o setor produtivo do País, tendo o Ceará e suas indústrias como protagonistas neste novo cenário, que não poderia ser mais oportuno, já que o país necessita fortalecer o comércio, com o objetivo de superar a crise econômica. O nosso porto já é uma grande realidade para o Norte e Nordeste e também para todo o Brasil. Com essa potencialização de Roterdã e sua posição geográfica, destacando a proximidade com o Canal do Panamá, certamente teremos um HUB internacional, um grande potencial de crescimento para o nosso Estado, com geração de emprego e renda e impulsionamento da cadeia produtiva”, destacou o presidente Alexandre Pereira. O Porto de Pecém movimenta principalmente combustíveis, minerais, produtos siderúrgicos, contêineres e granéis sólidos. Em 2017, o porto movimentou 15,8 milhões de toneladas e a projeção é de que chegue a 45 milhões de toneladas até 2030.

Com quatro vereadores eleitos para outras casas legislativas, novos nomes serão efetivados na Câmara Municipal. A maior parte já tem experiência na Casa, com metade tendo assumido em algum momento nesta legislatura. A eleição do atual presidente da Câmara, Salmito Filho (PDT), abre uma das vagas. Com a eleição de quatro vereadores para outros cargos eletivos na disputa deste ano, a composição da Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor) também será alterada a partir de 2019. Suplentes serão efetivados, parlamentares experientes retornarão à Casa Legislativa e um novato fará sua estreia. Caso que chama atenção é o de Libânia Holanda (PR), que assumirá o posto de Célio Studart (PV), eleito deputado federal. Em 2016, ela teve 4,1 mil votos. A parlamentar já havia tentando conquistar a vaga, mas de maneira menos diplomática: ela acionou a Justiça Eleitoral contra Studart. Isso porque o vereador foi eleito pelo SD, mas foi para o PV antes da eleição. O Ministério Público Eleitoral entendeu que ela não tinha legitimidade para apresentar pedido. O caso ainda aguarda deliberação do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE). As eleições também marcam a volta de um veterano. Com a eleição de Acrísio Sena (PT) para a Assembleia Legislativa, retorna Ronivaldo Maia (PT), eleito na legislatura passada, o que não se repetiu quatro anos depois. Seu desempenho caiu de 8,8 mil votos em 2012 para 4,6

mil em 2016. À época, o vereador chegou a liderar a oposição ao prefeito Roberto Cláudio (PDT). Agora, evita o assunto. “Só vou definir isso após o fim da eleição”, diz. O PT conta com o PDT no segundo turno. Outro veterano que ganha assento na Casa definitivamente é Eron Moreira (PP), que já ocupa gabinete, mas como suplente em razão da licença de Antônio Henrique (PDT), atual titular da Secretaria Regional III. Agora, ele - que teve oito mil votos em 2016, mais do que 27 dos 43 vereadores eleitos -, será efetivado na vaga aberta pela eleição do presidente da Casa, Salmito Filho (PDT), para a Assembleia. Novato Dos que assumem cargos na Casa, apenas um ainda não tem experiência no Parlamento: Sargento Reginauro (PROS), que ocupará a vaga aberta pelo correligionário Soldado Noélio, eleito deputado estadual. Com 4,1 mil votos em 2016, ele também é suplente do senador eleito Eduardo Girão (PROS). Em 2014, o pleito também abriu espaços para novos vereadores. Capitão Wagner (PROS), Walter Cavalcante (MDB) e Vitor Valim (PROS) deixaram a Câmara após os dois primeiros serem eleitos deputados estaduais e o terceiro, federal. Isso permitiu a efetivação de Luciram Girão (PDT), Ruthmar Xavier (PR) e Marcus Teixeira (PDT) Por Renato Sousa

Eleição e convocação de suplentes alteram composição da CMFor

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

Leituras IV

Iguatu já não faz parte da Grande Acopiara

Por JB Serra e Gurgel (*) Quando me perguntam onde nasci. Respondo de imediato, em Acopiara. Insistem: onde fica Acopiara?. Respondo: no Ceará, e acrescento, o centro do mundo. Logo amplio a dimensão de minha cidade: Acopiara é tão grande que Iguatu está dentro dela, talvez como o melhor bairro. Tem gente que acredita e não vamos discutir o tamanho da ousadia! Afinal pretensão e água benta não fazem mal a ninguém. Só que no decorrer dos anos a ficha foi caindo e hoje já acredito que Iguatu não faz parte da Grande Acopiara. O contrário é real, mas dói. Adquiriu luz própria e ficamos com lampião a gás, na época da energia do sol e dos ventos. Iguatu disparou em tudo. Nós adotamos o princípio do avestruz: enfiar o bico na terra ou nas pedras. Monteiro Lobato disse que um país se faz com homens e livros. Meia verdade: temos os homens mas não temos os livros! O Brasil, Acopiara tá no bolo, tem um dos mais baixos níveis de leitura de livros, jornais e revistas do mundo. Como temos índices de Desenvolvimento Humano críticos em vários quesitos. E como se faz uma cidade? Acredito que a resposta mais adequada é: com a sua população residente. Com os que não largam a terra natal. Enterram o umbigo onde nasceram, não arredam o pé e teimam em viver e sobreviver em um ambiente inóspito e hostil enfrentando mil adversidades, com o peito em

festa e o coração a gargalhar. É a população vivente ou sobrevivente. Estes fazem a sua cidade, sua cara, seu habitat, definem os padrões de sua felicidade. E de sua razão de viver. Com sacrifícios pessoais dão sentido às suas vidas. Mesmo com os escassos recursos disponíveis administram a severa escassez. Os mais aptos tocam a vida e se tornam gurus, guias, líderes e referências. Os demais levam vida de gado. Os que arredaram o pé, vão para outros cantos e só param quando encontram condições seguras de sobrevivência. Acopiara há muito que mandou pra fora seus filhos, primeiro por causa da escola. Hoje, por causa da escola e do emprego. Penso que cinco gerações se mandaram de Acopiara para outros territórios. Poucos retornaram. Em Fortaleza, o povo de Acopiara chegou a ocupar o Parque Araxá e Otávio Bonfim. Muitos dos Gurgel trabalharam na Siqueira Gurgel, que acabou. Nenhum amealhou fortuna capaz de empreender um retorno e ajudar os que ficaram. Disto tenho certeza. Não temos em Acopiara comércio, indústria, agricultura e pecuária, temos economia fraca, temos um setor terciário também fraco e serviços públicos de água, esgoto, educação, saúde e transportes, ruins. As comunicações cobrem a cidade, a energia elétrica é perene e as rodovias correm por trás, nas pontas do Crato e de Fortaleza. Há seis anos que não chove, vivemos atrás de carros pipas e irrigação é um sonho tão distante quanto a chegada do homem à Marte.

A receita da Prefeitura é constituída basicamente por transferências obrigatórias da União e do Estado e a renda é formada pelos pagamentos dos benefícios sociais e assistenciais. A massa salarial é baixa, como são a receita tributária própria e dos rendimentos dos serviços. É uma situação complexa e de difícil solução. Não temos lideranças políticas de prestígio. Deputados estaduais e federais e senadores compram votos a preço de banana e dão banana pra nós!. Paramos no tempo e no espaço. Quem nos defende em Fortaleza ou em Brasília? Os que nasceram aqui e mandamos para Fortaleza não se impuseram, foram parar no “baixo clero” e não tiveram voz ativa para em nosso destino mandar. Iguatu, de quem fomos o distrito de Lages cresceu muito em todos os segmentos, nos deixando na poeira e na saudade, ligando-nos pela rodovia Humberto Teixeira. Gostaria muito que a situação fosse diferente, mas estou enganando a mim mesmo, contemporizando com um mundo real que é cruel. Acopiara não mais um arraial ou uma vila. Perdeu sua característica de cidade pacífica em que o povo ficava nas calçadas até de madrugada. É uma cidadezinha aparentemente arrumada, estruturada, com sinais de transito (imagina!) e até com os sinais perturbadores do desenvolvimento, uma violência típica de narcotraficantes e milícias. (*) JB Serra e Gurgel (Acopiara), jornalista e escritor. serraegurgel@gmail.com.

Deputados aprovam Reforma da Previdência do Ceará

Foram 30 votos a favor e três contrários. Os deputados Renato Roseno, Capitão Wagner e Fernanda Pessoa discordaram das matérias Deputados estaduais no Plenário da Assembleia Legislativa. Foto: José Leomar Por 30 votos favoráveis e três contrários, a Assembleia Legislativa aprovou, no início da tarde de 08.11, três projetos oriundos do Poder Executivo que modificam a Previdência do funcionalismo do Estado. Somente os deputados Capitão Wagner (PROS), Renato Roseno (PSOL) e Fernanda Pessoa (PSDB) se posicionaram contra as propostas. Os deputados também votaram matérias que tratam sobre adequações no Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) e no Ministério Público Estadual (MPE). Além das modificações feitas na Previdência do Ceará, as propostas criam duas fundações para gerir a aposentadoria dos servidores públicos estaduais. Uma delas é a Fundação Social do Estado (Cearaprev), que ficará responsável pelo regime próprio de previdência dos atuais funcionários públicos civis e militares. De acordo com o Governo do Estado, as mudanças no sistema previdenciário não afetarão os que hoje fazem parte do funcionalismo. Outra matéria prevê a criação da Fundação de Previdência Complementar do Estado (CE-Prevcom) para os novos servidores que ingressarem no serviço público, após a promulgação da lei, e tiverem salários superiores ao teto geral do INSS, hoje, estipulado em R$ 5.645,80. Para o servidor que aderir ao plano de previdência complementar e quiser se aposentar com o rendimento que

Ceará em Brasília

tem, o Estado bancará apenas o teto e o servidor terá que pagar uma nova alíquota de 8,5% - atualmente ele paga uma contribuição de 13% - sobre o excedente. Nova Previdência do Ceará vai afetar os futuros servidores públicos As mudanças na Previdência Social do Estado foram

aprovadas, ontem, no Plenário da Assembleia Legislativa As mudanças aprovadas na Previdência Social do Estado, ontem, pelos deputados da Assembleia Legislativa, vão afetar todos os servidores públicos contratados pelo Governo Estadual a partir da publicação da Lei. Quem entrar no serviço público do Ceará vai ter garantia de recebimento de aposentadoria até o teto do INSS, atualmente de R$ 5.645,80. Aqueles interessados em ter um rendimento maior terão que, obrigatoriamente, aderir à previdência pública complementar. A proposta foi aprovada com a adesão de

quase todos os parlamentares presentes no Plenário 13 de Maio, tendo 30 votos favoráveis e apenas três contrários. Os deputados que votaram desfavoráveis às matérias foram Capitão Wagner (PROS), Fernanda Pessoa (PSDB) e Renato Roseno (PSOL). Wagner justificou voto contrário alegando que a matéria tira direito dos trabalhadores, uma vez que limita a aposentadoria ao teto do INSS. Já Renato Roseno destacou que foi contrário à matéria semelhante em nível federal, acusando ainda que a Previdência complementar vai abrir brechas para capitalização. “Os futuros servidores não devem pagar por erros de gerações passadas”. O Artigo que criava até 55 cargos para administração das duas fundações instituídas para gerar os recursos oriundos da contribuição previdenciária foi retirado a pedido da bancada de oposição. No entanto, o líder do Governo, Evandro Leitão (PDT), garantiu que essas atribuições podem ser criadas a partir do próximo ano. Déficit Atualmente o Ceará possui um quadro de 140 mil servidores, sendo 60 mil na ativa e 80 mil inativos e pensionistas. O déficit da Previdência previsto para este ano é de R$ 1,7 bilhão, podendo chegar a R$ 3,2 bilhões em quatro anos. De acordo com o deputado Elmano de Freitas (PT), o regime de Previdência complementar para novos servidores auxiliará o Estado a ajustar suas contas, e dessa forma realizar investimentos em áreas cruciais para a gestão. “A grande garantia é que os atuais servidores não terão nenhum prejuízo. Todos artigos que afetavam algum direito do servidor foram retirados do projeto”, afirmou o petista. Por Miguel Martins e Flávio Rovere

Veja a TV Casa do Ceará - acesse: tvcasadoceara/youtube

9

Novembro/18


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Sucesso total

Fotos: Sue Mendes

6º Natal Feliz, na Casa do Ceará em 2018, foi um sucesso, com atendimento gratuito à comunidade carente do Distrito Federal e entorno

Mamãe Noel e Papai Noel juntamente com a Diretoria da Casa do Ceará fazendo entrega de presentes para crianças carentes.

Diretor de Educação e Cultura Vicente Nunes de Magalhães e Mamãe Noel, fazendo entrega de presentes para as crianças carentes.

Doutor Tunay Tales Almeida fazendo atendimento na odontoclinica.

A Casa do Ceará em Brasília, a Associação dos que Querem Bem a Sobral e ao Distrito Federal -AQQB, a Associação dos Filhos e Amigos de Aurora-AFA e o SESC/DF promoveram em 24.11, na sede social da Casa, na 910 Norte, o 6º Natal Feliz na Casa do Ceará. Mesmo debaixo de uma forte chuva, as pessoas selecionadas pelo Serviço Social da Casa foram recepcionadas pela manhã, com um lanche e lhes servido almoço ao meio dia, preparados pela equipe da Casa do Ceará. Para a criançada teve distribuição de algodão doce. O evento foi organizado por Osmar Alves de Melo, presidente da Casa do Ceará; Maria Djanira Gonçalves – diretora de promoção social da Casa do Ceará, José Sampaio de Lacerda Júnior- Administrativo-Financeiro, da Casa do Ceará; Manoel Macedo- presidente da AFA, Vicente Nunes de Magalhães- diretor de Educação e Cultura da Casa, Agapito Vasconcelos –presidente da AQQB, Ladir Aguiar- presidente de honra AQQB; Carlos Aguiar- presidente de honra da AQQB, Antônia Guimarães, Superintendente da Casa e Ivete Simonette, Assistente Social da e com a colaboração especial de todos os funcionários da entidade. Para o presidente da Casa do Ceará Osmar Alves de Melo a colaboração dos mais de 150 voluntários que se

dispuseram a contribuir com a realização do 6º Natal Feliz, com prestação de serviços gratuitos em diversas áreas foi fundamental para a realização do evento. Osmar, ressaltou, ainda, a importância da realização do Natal Feliz, oportunidade em que a Casa do Ceará abre suas portas para atender aos anseios da comunidade carente do Distrito Federal e Entorno e proporcionar um Natal melhor às famílias que são atendidas. Mais uma vez a FECOMERCIO/DF e o SESC/DF deram total apoio à Casa para a realização do 6º. Natal Feliz, nas pessoas dos srs. Adelmir Santana presidente da Fecomércio; João Vicente Feijão – Superintendente da Fecomércio; José Roberto Sfair diretor regional do SESC; e Eduardo Vieira – gerente do SESC 913 sul. Durante o evento foram sorteadas três bolsas de estudo nos cursos oferecidos pela Casa, sendo uma no curso de cabeleireiro, uma no curso de massagem e uma no curso de design de sobrancelhas. Os sorteados poderão iniciar o curso no primeiro semestre de 2019. A bolsa do curso de massagem custa R$ 1.400,00, a de cabeleireiro custa R$ 1.140,00 e a de design de sobrancelha custa R$ 420,00. A Casa agradeceu aos que colaboraram, com doações para o sucesso do evento: pessoas físicas - Osmar Alves

de Melo, J.S. Lacerda Junior, Andreia Carusa, Francisco Machado, Albery Mariano, Ladir Aguiar, José Maria Tormin, Estenio Campelo, João Rodrigues Neto, Carlos Euler (Calela), Luiz Vasconcelos, Agapito Vasconcelos, Edimar Parente, Antônio Assunção, José Anchieta, Raimundo Aguiar e pessoas jurídicas, Só Reparos, Amazonas Alimentos, Dinâmica Motor, Rezende Materiais de construção, Natural Carnes Ltda, Supermercado Veneza, Rações Alipan, Sindisuper – Presidente Antônio Peron. Sindimac – Presidente Carlos Aguiar Lojas KSA, Finocorte, Drogaria Messias, Arroz Brilhante, Faculdade LS, Lojas Madesol, Prodal e Araujo e Queiroz. Além da prestação de serviço, doação de cestas básicas e brinquedos, o Natal Feliz contou com a participação especial do palhaço Shokito que fez a alegria da criançada. Equipe do Sesc/DF : Eduardo Vieira – gerente do SESC 913 sul, Lucy Vania Paes, auxiliar de enfermagem e Janne Keila Dias Borges, Professora de Educação Física. Equipe da Fundação Regional de Assistência Oftalmológica-FRAO: responsável Lúciano Jorge da Silva Advogados que prestaram assessoria jurídica: Dr. Raimundo Aguiar e Dra. Cerli Nunes Magalhães Profissionais da Policlínica da Casa: Dr. Eilton Oliveira(clinico geral) Dr. Aldemir Holanda (psicólogo) Dra. Maria Célia Padilha (ginecologista ) Dr. José Eduardo Fatori (acupunturista) Dra.Marli Lacerda Silva (pediatra)

Casa do Ceará reabriu Curso de Confeitaria e formou a 1ª turma

Senhora Adenilda Pereira, Senhora Cláudia Maria de Jesus, Senhora Dalva de Sousa, Senhora Maria Vanderly da Silva, Professora Shirley Freire, Senhora Antônia de Maria Martins e Professora Isabel Maria de Jesus.

Professora Shirley Freire e Senhora Antônia Maria Martins

Em 03.10 foi o encerramento da 1ª turma do novo Curso de Confeitaria da Casa do Ceará instituição que inclui na sua plataforma de assistência social a formação e capacitação de profissionais de diversas categorias. A volta do curso que já foi referencia na Casa, como os cursos de Culinária. Cozinheiro, assistente de cozinheiro e garçom, é uma identificação com a necessidades do mercado. O Ceará em Brasília há um ano publica em sua edição mensal uma página sobre a presença dos cearenses na Cozinha de Brasília. Na solenidade de entrega dos certificados o Diretor de Educação e Cultura, Vicente Magalhães (Aurora), a

Novembro/18

10

Superintendente Antônia Lúcia Guimarães, Diretor de Educação e Cultura Vicente Magalhães, Senhora Adenilda Pereira, Professora Isabel Maria de Jesus e Professora Shirley Freire.

Superintendente Antônia Lúcia Guimarães,(Riachinho/ MG) as Professoras Isabel Maria de Jesus e Shirley Freire. Alunos que concluíram o curso de Confeitaria: Maria Vanderly da Silva Antônia de Maria Martins Dalva de Sousa Claudia Maria de Jesus Adenilda Pereira Ana Lusia de Oliveira Jumai Jorge Grimello Os cursos de culinária, panificação, merendeira e

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

Diretor de Educação e Cultura Vicente Magalhães, Senhora Dalva de Sousa, Professora Shirley Freire e Professora Isabel Maria de Jesus.

confeitaria ministrados nas dependências da Casa do Ceará, tem como objetivo principal oferecer às pessoas iniciantes na arte os conhecimentos desde o básico até aprimoramento no preparo de refeições, bolos, pães e torta, oferecendo aos alunos melhores condições de trabalho, especialmente na função de confeiteiro (a), salgadeiro (a), cozinheiro (a) e merendeiro (a). O curso tem a parte prática e são dados aos aprendizes as noções básicas de higiene, segurança do trabalho, manuseio dos alimentos, uso adequado dos equipamentos e até a melhoria nos relacionamentos interpessoais.

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br ANC_MDBCasa_doCeará.pdf

1

15/02/2018

09:07

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

Ceará em Brasília

Veja a TV Casa do Ceará - acesse: tvcasadoceara/youtube

11

Novembro/18


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Leituras V Saudades de Quixeramobim Manuel Bandeira (*) O cabeçalho desta crônica mais parece título de alguma valsinha. Aliás, se eu tivesse bossa para a música, gostaria de compor três valsinhas – Saudades de campanha, Saudades de Teresópolis e Saudades de Quixeramobim. Poria num chinelo a Antenógenes Silva com as suas Saudades de Ouro Preto e Saudades de Uberaba, essas duas delícias. Creio que as saudades de Quixeramobim não são as que mais doem. Como me doem as de Paris. Porque a verdade é que não estive em Paris: estive durante três dias num quarto de hotel na Rua Balzac. Do mesmo modo, não estive em Quixeramobim: estive durante uns meses num sobradão da praça principal da cidade, em frente à velha matriz, e se estou batendo esta crônica de saudade é porque vi no “Cruzeiro” de umas semanas atrás uma fotografia do templo, não como é agora, desfigurado pela restauração, mas como era ainda em 1908. Os dois veteranos pardieiros, a igreja e o meu sobrado, pareciam as duas personagens de um apólogo dialogal. Dois fantasmas. A casa dava fundos para o rio, de sorte que, logo que eu cheguei, fui à janela ver o rio. Foi uma grande lição de geografias: não havia rio nenhum. O Quixeramobim estava seco, seco; o que eu vi foi um areal, branco como uma praia, sobre o qual se arqueava a enorme ponte de estrada de ferro. E nesse areal várias cacimbas. O sobrado, que tinha um ar de mal-assombrado, era de tantas e tão espaçosas peças que a matuta que levei para lá como cozinheira se perdia nele e um dia me disse, atarantada, que não sabia navegar naquela casa, não! Eu vivia encantoado na sala da frente, que ia de um oitão a outro, com várias sacadas para o largo, mobiliada ( atenção, revisor: não ponha “mobilada”, que é uma palavra que eu detesto! ) com uma cama-de-vento, uma cadeira e um lavatoriozinho de ferro. De vez em quando morria um cidadão de Quixeramobim e o sino grande da matriz entrava a dobrar. Era formidável. Sino de Quixeramobim, baterás por mim? Dizia eu comigo pressagamente. Quantas vezes, a horas diversas, chegava eu a uma das sacadas de frente e ficava a olhar a velha igreja! Onde nunca entrei e hoje tenho pena. Tudo isso virou saudade e sinto grandemente não ter bossa para escrever a valsinha que a exprimisse bem no estilo amolescente de Antenógenes Silva. (*) A crônica Saudades de Quixeramobim, de Manuel Bandeira( 1886/1968), foi publicada no Jornal do Brasil, em 29 de agosto de 1956. Republicamos por sugestão de Edmilson Caminha.

Novembro/18

12

Perfil dos Municipios Brasileiros 48,6% dos municípios do país foram afetados por secas nos últimos 4 anos Entre 2013 e 2017, dos 5.570 municípios brasileiros, 2.706 (48,6%) foram afetados por secas, 1.726 (31,0%) por alagamentos, 1.515 (27,2%) por enxurradas, 1.093 (19,6%) por processos erosivos acelerados e 833 (15,0%) por deslizamentos. No entanto, em 2017, 59,0% dos municípios brasileiros não apresentavam nenhum instrumento voltado à prevenção de desastres, e apenas 14,7% (821 municípios) tinham Plano de Contingência e/ou Prevenção para a seca. Política agropecuparia Verificou-se que a maioria dos municípios (92,7%) tinham órgão gestor para política agropecuária e que os Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural estavam presentes em 63,7% dos municípios. Além disso, 66,6% dos municípios tinham programas de acesso a insumos agropecuários, com destaque para o acesso a mudas e sementes, presentes em 66,9% e 66,6% dos municípios com esse tipo de ação ou programa. Área ambiental Em 2017, 93,4% dos municípios tinham algum tipo de estrutura na área ambiental (secretaria, setor ou órgão de administração indireta) contra 88,5%, em 2012. A presença de Fundos de Meio Ambiente aumentou de 37,2%, em 2012, para 50,3%, em 2017. Em 67,0% dos municípios existia algum tipo de legislação ambiental ou instrumento de gestão ambiental, com destaque para as que tratam de saneamento básico (47,1%), coleta seletiva de resíduos sólidos domésticos (41,9%) e área e/ou zona de proteção ou controle ambiental (32,2%). Área habitacional Em relação à habitação, 3.890 (69,8%) municípios tinham, em 2017, algum tipo de estrutura responsável pelas políticas habitacionais. Além disso, 3.319 municípios (59,6%) têm Conselho Municipal de Habitação, mas pouco mais da metade (1.680) havia se reunido ao menos uma vez no período de 12 meses. Entre as situações relacionadas à precariedade nas condições de habitação, a mais comum foi a presença de “loteamentos irregulares e/ou clandestinos”, registrada em 3.374 municípios (60,6%). Política de transportes Já em relação à política de transportes, 1.418 (25,5%) municípios não tinham nenhum órgão para gestão das políticas de transporte e apenas 534 municípios (9,6%) tinham Conselho Municipal de Transporte. Os ônibus intramunicipais circulavam em 1.679 (30,1%) municípios, sendo que 662 (39,4%) não tinham frota com acessibilidade. Entre os 3.891 municípios sem serviço de transporte coletivo por ônibus intramunicipal, 1.222 eram atendidos por serviço de transporte coletivo por ônibus intermunicipal. Além disso, 4.109 municípios (73,8%) tinham táxis, 2.983 (53,6%) tinham vans, e 2.560 (46,0%) tinham mototáxi. Um conjunto de 162 municípios não tinha nenhum dos tipos de serviço de transporte rodoviário de passageiros e o transporte por barcos ocorria em 426 municípios. Em 2017, 4.908 prefeituras eram ocupadas por homens, e 662, por mulheres, ou seja, as prefeitas representavam 11,9% do total. Esse percentual caiu em relação a 2013 (12,1%), porém, quase dobrou em relação a 2001 (6,0%). Além disso, 6.327.808 pessoas estavam ocupadas na administração direta e indireta municipal, o equivalente a 4,2% da população de 18 anos ou mais. Em relação a 2015, esse total caiu 3,4%. Perfil dos gestores municipais: 11,9% dos municípios tinham prefeitas Em 2017, 4.908 prefeituras eram ocupadas por homens,

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

e 662, por mulheres, ou seja, as prefeitas representavam 11,9% do total. Foi a primeira vez que o número de prefeitas caiu em relação ao período anterior: em 2013, esse percentual era de 12,1%. Porém, em relação a 2001, quando era de 6,0%, o percentual de prefeitas quase dobrou. Em 2017, Roraima (33,3%) e Rio Grande do Norte (28,1%) tinham os maiores percentuais de municípios com prefeitas, e Espírito Santo (5,1%) e Rio Grande do Sul (6,8%), os menores. Além disso, 7,2% da população vivia em municípios administrados por mulheres, e nenhum dos municípios com mais de 500 mil habitantes tinha gestor do sexo feminino. Em relação à escolaridade, 54,4% dos prefeitos tinham curso superior completo. Entre os gestores homens, essa proporção era de 52,0% e, entre as gestoras mulheres, 72,4%. Recursos humanos: total de funcionários das administrações municipais cai 3,4% Em 2017, 6.327.808 pessoas estavam ocupadas na administração direta e indireta municipal, o equivalente a 4,2% da população de 18 anos ou mais. Em relação a 2015, esse total caiu 3,4%. Nas administrações diretas, eram 6.010.109 pessoas ocupadas, sendo 65,7% delas estatutárias, 8,2% celetistas, 8,2% comissionadas, 2,3% estagiários e 15,6% sem vínculo permanente. Em relação a 2015, o total de estatutários cresceu 1,8%. Entre 2015 e 2017, o número de municípios que tinham administração indireta cresceu 10,4%, passando de 1.010 para 1.125. Por outro lado, o total de pessoas ocupadas na administração indireta caiu 2,3% (7.617 pessoas), chegando a 317.699 pessoas. Destas, 45,0% eram estatutários, 36,0% eram celetistas, 7,0% somente comissionados, 2,6% estagiários e 9,4% sem vínculo permanente. Destaca-se, na administração direta, o aumento da participação dos estatutários, de 41,1% em 2015 para 45,0% em 2017, e a diminuição da participação dos celetistas, de 38,7% em 2015 para 36,0% em 2017. Em relação a 2011, com exceção da regularização fundiária, houve redução da atuação das prefeituras em todos os tipos de ações realizadas, com destaque para a aquisição de unidades habitacionais, melhoria de unidades habitacionais e Dois terços dos municípios facilitam o acesso dos produtores a insumos No que se refere a programas ou ações de gestão, dois terços dos municípios brasileiros (66,6%) tinham alguma ação ou programa para facilitar acesso de produtores agropecuários a insumos, com destaque para as regiões Sul (82,5%) e Nordeste (71,4%). O Centro-Oeste apresentou o índice mais baixo (52,3%). Dentre os diferentes insumos agropecuários levantados, destacaram-se as mudas e sementes, presentes em 66,9% e 66,6% dos municípios com ação ou programa para facilitar acesso, respectivamente. Quanto à forma de acesso aos insumos, a distribuição gratuita de sementes ocorreu em 75,0% deles. O índice de municípios que disponibilizaram maquinários agrícolas aos produtores agropecuários, através de programas ou ações, foi de 84,8%, sendo que em municípios com até 5 mil habitantes esse percentual chegou a 90,6%. As regiões Sul e Centro-Oeste, muito importantes na produção de grãos, em lavouras com grande necessidade de mecanização, detinham as maiores proporções (95,1% e 90,4%, respectivamente).

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

Leituras VI

O Diário de Dona Hilma

João Soares Neto (*) Os concludentes da pioneira turma de Administração do Ceará tinham uma fixação. Fazer uma viagem de estudos pela Europa. A metade não topou. Os demais, mesmo depois de formados, amealharam o que puderam, fizeram correspondências para algumas universidades, empresas e órgãos sobre visitas/intercâmbios. Enfim, decidiram viajar no outono, quando as passagens eram mais baratas. A colega Eloísa Barros Leal queria ir, mas o seu vigilante pai, Amadeu, condicionou a autorização à ida no tal grupo de uma pessoa séria, responsável e vigilante. Foi assim, que Dona Maria Hilma Correia Montenegro, viajou como “dama de companhia”. Éramos quase todos muito jovens, exceto os que fizeram a faculdade para obter reclassificação em seus empregos públicos. Deu-se, então, a entronização da gentil professora de História que, ao longo da viagem, soube ser mãe de meu colega de Direito, na UFC, Seridião Correia Montenegro. Ela era irmã de José Figueiredo Correia, cordial amigo do meu pai, Francisco Bezerra de Oliveira. Dona Hilma passou a ser a chefe informal de todos nós. Estávamos sedentos para o embarque, através da TAP, via Recife, em 24 de setembro de 1965. As passagens econômicas eram apenas de ida e volta. Em Portugal, ávidos, fizemos o circuito natural a todo turista letrado. Museus, monumentos, casas de fado, restaurantes, universidades e, especialmente, visita programada e guiada no Instituto Calouste Gulbekian, fundado em 1961, cheirando a novo, em seus amplos jardins e centrado na Ciência e Tecnologia, já referência àquele tempo. Foi uma oportunidade rica e incrível. Quando da visita à Gulbekian descobri que Dona Hilma tomava nota de tudo. Lembre-se que o Marechal Humberto de Alencar Castelo Branco era o primeiro governante brasileiro, pós 1964. Seria uma agente infiltrada? Ouvi comentários e calei. Portugal ainda era gerido pelo ditador Antônio de Oliveira Salazar, autointitulado Presidente do Conselho de Ministros. Murmúrios. Enfim, havíamos de seguir em frente. Depois de muitos contatos e de pechinchar, alugamos um ônibus e nos mandamos em direção à Espanha. Revezamo-nos como navegadores do simpático e exímio motorista, o senhor Manuel. “Pois. Pois”. Vimos tudo. O e o não permitido à época do também ditador Francisco Franco. O roteiro era semi-livre, mas tinha rumo. Maravilhados com os encantos de Madri onde não deixamos de ver o Museu do Prado, com Velásquez et caterva, vinhos na Gran Via e, naturalmente, a corrida de touros, em que o herói é o maldito matador do já cansado e flechado animal com “banderillas”. Fomos a Toledo, cidade histórica, cenário do filme(1961) “El Cid”, estrelado por Charlton Heston e Sophia Loren. O enredo narra uma união de cristãos e mouros no século XI. Na volta para Madri, Dona Hilma escrevia. Depois, vimos Barcelona e as obras famosas de Gaudí, inclusive, a bela e inacabada igreja. Ainda não acontecera a Olimpíada que mudou a face das Ramblas e deu status de metrópole e briguenta a essa capital dos Bascos. As anotações continuavam. Tínhamos um compromisso profissional marcado na pequena e bonita cidade de Ivrea (hoje patrimônio tombado pela Unesco), no Piemonte, Itália, sede do então famoso grupo Olivetti, da família do mesmo nome. Fomos recebidos ´pelos diretores que nos trataram como aprendizes e era isso mesmo que queríamos saber. Concluído o estudo, seguimos pela Auto Estrada do Sol, em direção a Roma. Eu vira a Dona Hilma guardando um bloco de anotações, de forma discreta. Era tempo do Concílio Vaticano II e eu contava com o apoio cordato de Dom José Terceiro para visitar as entranhas de tão definitivo conclave a mudar a face da Igreja Católica, abolir a reza das missas em Latim, as batinas e as tonsuras dos padres. A Constituição “Gaudes et Spes” era a mais comentada. O conservador Papa Paulo VI, pela morte de João XXIII, foi quem firmou, junto com cardeais e bispos, os muitos documentos ali gerados. Lembro-me do espanto da católica praticante, Dona Hilma, com as riquezas do Museu do Vaticano. Ali, mais do que em outros lugares, ela escrevia sofregamente. Por pedido de D. José Terceiro, levamos de carona, até Paris, três bispos cearenses. Iriam descansar um pouco da faina do pesado trabalho. Nomes? Todos já faleceram. Entramos na França, terra dos pais do nosso colega Gerard Boris que ali agregara uma prima à nossa turma. Gerard passou, nesse período a ser o “condottiere”. Não deixamos de ver a Riviera Francesa, Cannes e Nice, mas o nosso objetivo era a École Nationale d’Administration, em Paris, berço da moderna gestão europeia, bem principiada, como sabíamos, por Henri Fayol. Na ENA, éramos esperados. Fomos bem recebidos e nos mostraram por que alguns dos ministros da área econômica e financeira do então presidente, Charles De Gaulle eram dela originários. (*) João Soares Neto (Fortaleza) Escritor, empresário, membro da Academia Cearense de Letras.

Ceará em Brasília

Perfil dos Municípios Brasileiros

Região Nordeste tem 82,6% dos municípios afetados pela seca

Nos últimos 4 anos cobertos pela pesquisa, episódios de seca atingiram 2.706 municípios (48,6%). O Nordeste teve a maior proporção de municípios afetados (82,6%) e o Sul, a menor (10,7%). Roraima teve 14 dos 15 municípios atingidos. Apenas 14,7% (821 municípios) informaram ter Plano de Contingência e/ou Prevenção para a seca. Os alagamentos atingiram 1.729 municípios (31,0%), com maior concentração na região Sul (53,9%) e menor, no Nordeste (13,2%). Quanto maior a classe de tamanho da população dos municípios, maior a proporção destes atingidos por alagamentos: 92,9% dos com mais de 500 mil habitantes contra 18,8% dos com até 5 mil habitantes. Em 1.093 municípios (19,6%) ocorreram processos erosivos acelerados, com a maior concentração naqueles com mais de 500 mil habitantes, 54,8%, contra 13,9% naqueles com até 5 mil. As enchentes ou inundações graduais atingiram 1.515 municípios (27,2%) nos últimos quatro anos, com maior concentração na região Sul (50,7%) e menor no Nordeste (7,2%). O maior percentual de municípios atingidos ocorreu no Amazonas (90,3%). As enxurradas ou inundações bruscas, provocadas por chuvas intensas, que fazem os canais naturais de drenagem transbordarem de forma rápida e imprevisível, atingiram 1.590 municípios, com maior concentração na região Sul Gestão de risco e resposta a desastres: prevenção de enchentes é a principal ação dos municípios Dentre os instrumentos de planejamento e de gestão de risco pesquisados, os mais presentes eram: Plano Diretor que contemple a prevenção de enchentes ou inundações graduais, ou enxurradas ou inundações bruscas (25,3%) e a Lei de Uso e Ocupação do Solo que contemple a prevenção de enchentes ou inundações graduais, ou enxurradas ou inundações bruscas (23,1%). Em 2013, esses índices eram, respectivamente, de 17,2% e 14,8%. Cabe destacar que, em 2017, 59% dos municípios brasileiros não apresentavam nenhum instrumento voltado à prevenção de desastres. (55,3%) e nos municípios com mais de 100 mil a 500 mil (61,9%). O estado menos afetado foi o Ceará (1,3%). Escorregamento e deslizamento ocorreram em 833 municípios (15,0%), tendo como causa principal a infiltração de água das chuvas combinada com mudanças nas condições naturais do relevo, como cortes para construção de moradias, rodovias, aterros e outras obras. As regiões Sudeste (21,2%) e Sul (24,8%) foram as que apresentaram a maior concentração de municípios atingidos por escorregamento ou deslizamento de encostas, e a menor, a Centro-

-Oeste (3,2%). O maior percentual ocorreu nos municípios com mais de 500 mil habitantes (61,9%), contra 9,9% naqueles com mais de 5 mil até 10 mil habitantes (9,9%). 40,5%. Ações ou programas de prevenção contra problemas climáticos para o setor agropecuário ocorrem em 46,4% dos municípios As ações ou programas de prevenção contra problemas climáticos para o setor agropecuário ocorreram em 46,4% dos municípios do país, com maior proporção na região Nordeste (59,9%), onde se destaca o problema histórico das secas. A legislação municipal que trate do parcelamento e do zoneamento ou uso e ocupação do solo é de grande importância para a proteção do solo, água, relevo e cobertura vegetal. Contudo, dos 5.570 municípios brasileiros, 4.106 (73,7%) ainda não promoveram legislação do parcelamento do solo e 3.833 municípios (68,8%) não possuíam leis para zoneamento ou uso e ocupação do solo. Em 35,9% dos municípios a prefeitura tinha conhecimento da existência de extração vegetal no seu território, com maior proporção na região Norte (55,6%), com destaque para os estados do Amazonas e o Acre, onde existem muitas comunidades tradicionais, com índices superiores a 80,0% dos municípios. Programas ou ações para agricultura familiar existem em 82,6% dos municípios A Munic levantou dados sobre atividades geralmente relacionadas a pequenos produtores: agricultura orgânica, agricultura familiar, aquicultura, pesca e produção de hortas comunitárias. Do total de municípios brasileiros, 4.826 (86,6%) desenvolveram pelo menos um programa ou ação em alguma dessas áreas, com a maior proporção na região Sul (94,4%), seguida por Norte (90,0%). A agricultura familiar recebia maior adesão dos municípios, presente em 4.599 prefeituras (82,6%), seguida pela agricultura orgânica (36,5%), hortas comunitárias (35,7%), aquicultura (25,9%) e pesca (18,6%). Em relação à saúde dos animais, 31,1% dos municípios (1.732) tinham programa ou ação para vacinação de rebanho. Os Serviços de Inspeção Sanitária de Produtos de Origem Animal (SIM) estavam implementados em 43,6% dos municípios, com maiores proporções nas regiões Sul (69,4%) e Norte (52,7%). Os abatedouros municipais, fundamentais para o pequeno pecuarista, estavam presentes em 20,1% dos municípios.

Boletos vencidos poderão ser pagos em qualquer banco

A partir do 10.11, será possível pagar boletos vencidos em qualquer banco e não apenas na instituição financeira em que eles foram emitidos, como funciona hoje em dia. A medida servirá para os pagamentos de todos os valores e estima-se que vai afetar quatro bilhões de boletos por ano. A mudança é parte da última fase da implementação da Nova Plataforma de Cobrança (NPC), sistema desenvolvido em uma parceria entre a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e os próprios bancos com o objetivo de modernizar o sistema de cobranças no País. De acordo com a Febraban, o NPC torna o processo de pagamento mais seguro e diminui o risco de fraudes. Outra mudança diz respeito ao comprovante de pagamento, que será mais completo, apresentando todos os detalhes do boleto, como juros, multa e desconto, por

exemplo, e as informações do beneficiário e pagador. Para as empresas, os benefícios estão relacionados à melhor gestão dos recebimentos e maior transparência dos procedimentos. O projeto da Nova Plataforma de Cobrança começou há cerca de quatro anos. Desde 2016 ele vem incorporando na sua base de dados os boletos de pagamentos já dentro das normas exigidas pelo Banco Central, ou seja, com informações do CPF ou CNPJ do emissor, data de vencimento e valor, além do nome e número do CPF ou CNPJ do pagador. Essas informações são importantes para checar a veracidade dos documentos na hora de fazer o pagamento. Caso os dados do boleto a ser pago não coincidam com aqueles registrados na base da Nova Plataforma, ele é recusado, pois o boleto pode ser falso.

Veja a TV Casa do Ceará - acesse: tvcasadoceara/youtube

13

Novembro/18


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Leituras VII Turismo no Ceará Allan Aguiar (*) Quem investiu quer vender, apurar e repatriar o capital investido em empreendimentos turísticos/ hoteleiros nos tempos das vacas gordas. Os estrangeiros estão arrependidos dos investimentos feitos na outrora interessante Terra da Luz e esse desinteresse guarda relação direta com os baixíssimos retornos que esses investimentos vem proporcionando aos seus sócios controladores. Pequenos, médios e grandes investidores internacionais que alocaram grandes somas no turismo do Estado estão procurando compradores para seus negócios que não param de gerar prejuízos e frustrar as taxas de retorno projetadas em seus Planos de Negócios. Portugueses, espanhóis, alemães, finlandeses e italianos estão sofrendo para converter seus ativos turísticos situados aqui no Ceará em ativos financeiros. O arrependimento é grande e, curiosamente, cresceu muito depois da constatação de que o HUB Aéreo ainda não produziu melhoras na circulação e ocupação de gringos nos meios de hospedagem do Estado. O danado é que sequer estão conseguindo compradores, como é o caso dos Italianos do então espetacular Boa Vista Resort, fechado em Camocim/CE há mais de quatro anos. No caso foram destruídos 94 empregos diretos na Região e cerca de 300 indiretos. O símbolo maior da derrocada dos investimentos turístico do Ceará foi o bombástico anuncio da sociedade empresária controladora do sofisticado Resort Dom Pedro Laguna, que é a grande âncora e único Resort do complexo turístico/hoteleiro/ imobiliário Aquiraz Riviera, de vender o empreendimento. O Governo do Estado, depois de enterrar no referido empreendimento mais de 120 milhões de reais em infraestruturas, assiste à revoada dos portugueses que lideraram a implantação do equipamento que é o único a contar com um premiado campo de golfe de padrão internacional. Depois de uma década de prejuízos, aguardando e pleiteando uma agenda capaz de viabilizar o salto de patamar do turismo cearense, decidiram vender tudo e atravessar do Atlântico Sul para o Atlântico Norte e apostar na terra em que o Turismo só cresce: a deles mesmo, Portugal. Assim, vamos ficando para trás com nosso Turismo “Gabriela – Eu nasci assim/eu cresci assim/ eu sou mesmo assim/vou ser sempre assim”, agravado pelo o ambiente de investimento no Estado cada vez mais hostil ao capital, tanto pelo retorno quando pela complexidade e burocracia. Sem falar na fama, em consolidação, de Destino Turístico Inseguro. (*) Allan Aguiar (fortaleza) ex-secretário do Turismo do Ceará

Novembro/18

14

Aeroporto de Juazeiro do Norte será privatizado, junto com outros 11 em três regiões do País Aeroportos que serão concedidos estão no Nordeste, Centro-Oeste e Sudeste. O governo federal vai conceder 12 aeroportos para a iniciativa privada. A decisão está publicada no Diário Oficial da União de 05.11 e foi tomada pelo Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos da Presidência da República. De acordo com a resolução que autoriza a concessão, os empreendimentos serão licitados em três blocos: Nordeste, Centro-Oeste e Sudeste. O prazo de concessão será de 30 anos para todos os blocos e aeroportos. Esse modelo de concessão é interessante para o País porque gera investimentos, empregos e melhora os serviços prestados para os consumidores nos terminais de passageiros. Além disso, o governo recebe um valor por cada aeroporto. Confira a lista de aeroportos que serão concedidos Bloco Nordeste • Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes – Gilberto Freyre • Aeroporto de Maceió/Zumbi dos Palmares • Aeroporto Santa Maria – Aracaju • Aeroporto Presidente Castro Pinto – João Pessoa

• Aeroporto de Juazeiro do Norte – Orlando Bezerra de Menezes • Aeroporto Presidente João Suassuna – Campina Grande Bloco Centro-Oeste • Aeroporto Marechal Rondon – Cuiabá • Aeroporto Maestro Marinho Franco – Rondonópolis • Aeroporto Piloto Osvaldo Marques Dias – Alta Floresta • Aeroporto Presidente João Batista Figueiredo – Sinop Bloco Sudeste • Aeroporto de Vitória – Eurico de Aguiar Salles • Aeroporto de Macaé (SBME) PPI O Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) foi criado em 2016 com o objetivo de melhorar os serviços e a infraestrutura do País por meio de parcerias entre o governo federal e a iniciativa privada. No caso dos aeroportos, as concessões foram iniciadas em 2011, aumentando a qualidade a partir de padrões internacionais, previstos nos contratos de concessão fiscalizados pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Juíza Ana Cristina Esmeraldo vai dirigir Fórum Clóvis Beviláqua A juíza Ana Cristina de Pontes Lima Esmeraldo foi convidada para comandar o Fórum Clóvis Beviláqua (FCB), durante o biênio fevereiro 2019/janeiro 2021. O convite é do presidente eleito do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), desembargador Washington Luis Bezerra de Araújo, atual vice-presidente, Atualmente diretora do Fórum das Turmas Recursais Professor Dolor Barreira, Ana Cristina Esmeraldo terá o desafio de administrar o FCB, considerado o maior prédio público horizontal da América Latina. Na Comarca de Fortaleza, existem 125 varas distribuídas em 15 especialidades. Também possui 20 Juizados Especiais Cíveis, quatro Juizados Criminais e um Juizado da Mulher. O atual diretor do FCB é o juiz José Ricardo Vidal Patrocínio, que fica na função até janeiro de 2019. Ele foi indicado pelo presidente do TJCE, desembargador Gladyson Pontes, no cargo desde janeiro de 2017. Perfil Ana Cristina Esmeraldo tem graduação em Direito, pela Universidade Federal do Ceará (UFC), e especialização pela mesma Universidade, além de Curso de Aperfeiçoamento em Administração Judiciária, pela Escola Superior da Magistratura do Ceará (Esmec), credenciado

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

pela Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam). Ingressou na magistratura cearense em 1994, na Comarca de Aracoiaba. No ano de 1997, foi promovida para o Juizado Especial do Crato. Em 2005, permutou para 2ª Vara de Pacajus e, em 2009, foi promovida para Comarca de Fortaleza, inicialmente como juíza auxiliar. Depois, teve aprovada remoção para titularidade da 12ª Vara de Execução Fiscal. Desde setembro de 2016, por transformação da referida unidade judiciária, assumiu a titularidade da 3ª Turma Recursal. Com atividades cumulativas, integrou e coordenou o Grupo de Auxílio para Redução do Congestionamento de Processos Judiciais; integrou o Grupo de Trabalho de Sistemas de Gestão Processual de 1º Grau, compondo o Grupo Permanente de Magistrados; foi juíza auxiliar da Vice-Presidência do Tribunal de Justiça e, ainda, designada membro da Comissão Interinstitucional Permanente para o Processo Eletrônico no Estado do Ceará. Atuou, na gestão 2013/2015, como juíza distribuidora do Fórum Clóvis Beviláqua e, atualmente, é diretora do Fórum das Turmas Recursais. Atualmente, integra a primeira turma do curso de MBA em Direito: Gestão Pública, na Esmec.

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

Leituras VIII O silencio Macário Batista (*) Um fazendeiro descobriu que tinah perdido no celeiro, um relógio muito valiosoo e de grande valor sentimental. Após extensa procura em vão,recorreu à ajuda de um grupo de crianças e prometeu uma valiosa recokensa para quem encontrasse o seu relogio.Quando o fazendeiro estava prestes a desistir, um menino lhe pediu uma chance pra tentar, já que todos os outros não conseguiram. Por que não? Seria uma tentativa a mais. Então o fazendeiro autorizou o menino a entrar no coleiro.Depois de um tempo o menino saiu com o relpogio na mão. Espantnado, o fazendeiro perguntou como ele conseguiu encontrar. O menino respondeu:: Eu não fiz nada a não ser ficar sentado no chão.No silencio escutei o tique-taque do relogio e apenas olhei na direção certa. Já ouviu seu silencio hoje?

Armadas

Quase ninguém desarmou as tendas de campanha. Algumas pessoas se armaram em nome de uma guerra de gênero, onde homem e mulher não querem se entender

Puxa faca

A qualquer tropeço de alguém, um grupo de arma e parte pra guerra, muitas vezes pra aparecer, outras vezes pra tirar proveito e, na maioria, por não ter o que fazer.

O fim da picada

Quem, como nós jornalistas vive de notícias, depois que inventaram esse negócio de face, fake,tuiters e quetais, recebemos centenas, milhares de informações por dia

Nobel?!!

A última, entre as centenas sobre o assunto foi essa:”Indicado ao Prêmio Nobel Melhor Estimulante de 2017”. Tentativa de vender substituto pro Viagra e o ovo de codorna.

O trilho é dele

Notável o esforço de Bonner e Renata em tentar “normalizar” Bolsonaro. Deram-lhe todas as chances. Ele dispenseu algumas: insistiu com a fake news do kit gay e ameaçou a Folha de S. Paulo.

Comigo ou contramigo

De novo Bolsonaro diz que usará verbas públicas - públicas - para “punir” imprensa que divulgue informações que ele considere “mentirosas”..

Desligada

O HGF-Hospital Geral de Fortaleza,desligou de seus quadros a dra. Mayra Pinheiro, ex futura senadora da república, candidata que foi no Ceará.

Motivos quais?

A dra.Mayra, segundo relatos do HGF teria publicado vídeo mostrando os corredores do hospital com macas pelos corredores e super lotação,com motivação política.. (*) Macário Batista (Sobral), jornalista, blogueiro, multimídia, colunista.

Ceará em Brasília

Fortaleza é a 3ª Capital em número de divórcios Dados são do Registro Civil 2017, divulgados pelo IBGE e incluem informações sobre casamentos, nascimentos, óbitos naturais e de causas externa. Relacionar-se é caminhar na neblina sem a certeza de nada. A frase foi escrita por Zygmunt Bauman, em “Amor Líquido”, livro no qual alerta para a crescente fragilização das relações sociais e afetivas no mundo moderno. Em um ano, entre 2016 e 2017, no Ceará, o número de divórcios aumentou e de casamentos diminuiu, assim como sua duração, o que reverbera a teoria do sociólogo. Fortaleza é a terceira capital brasileira no total de separações legais. Entre 2016 e 2017, houve um aumento de 7%, passando de 5.619 para 6.016. Enquanto isso, em igual período, os casamentos recuaram 12% no Ceará: Em 2017, 38,8 mil casais, seja homem/ mulher ou do mesmo sexo, formalizaram união no Estado. Em 2016, foram 44,1 mil. Na Capital cearense, a redução foi menor, de 5,9%, sendo 14.036 no ano passado e 14.912, em 2016. Os dados fazem parte das estatísticas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgadas ontem (31). Em 2017, aponta o Instituto, o Brasil registrou 373,2 mil divórcios, um aumento de 8,3% em relação a 2016 (344,5 mil). A taxa geral (número em relação à população de 20 anos ou mais de idade) aumentou de 2,38 divórcios para cada mil pessoas, em 2016, para 2,48%, em 2017. A Região Sudeste apresentou a maior taxa geral de divórcio (2,99%). Entre as capitais, São Paulo lidera com 20,7 mil, seguida pelo Rio Janeiro, que somou 10,6 mil. Em quarto lugar ficou Salvador, com 4,5 mil dissoluções do matrimônio. Entre os estados, o Ceará foi o segundo do Nordeste, com 13.419 separações. A Bahia contabilizou 17,2 mil em igual período. As idades médias na data do divórcio era de 43 anos para os homens e 40 anos para as mulheres. Entre 2007 e 2017, o tempo médio entre a data do casamento e a data da sentença ou escritura do divórcio caiu de 17 para 14 anos. Analisando a variação entre as unidades da Federação, no ano de 2007, esse tempo médio variou entre 16 e 21 anos. Para 2017, o intervalo observado variou entre 11 e 18 anos de duração. Arranjo familiar De acordo com o tipo de arranjo familiar, a maior proporção dos divórcios se deu entre famílias somente com filhos menores de idade (45,8%). O percentual de divórcios com guarda compartilhada dos filhos teve aumento

significativo, passando de 16,9%, em 2016, para 20,9% em 2017, com o maior percentual na região Sul (24,2%). Em 2014, essa proporção nacional era de 7,5%. As mulheres ainda predominam na responsabilidade da guarda dos filhos menores: em 2017, o índice ficou em 69,4%. Em 2016, o percentual era de 74,4%. Casamentos Mesmo com a queda no número de casamentos, o Ceará é o terceiro do Nordeste com o maior número de uniões registradas no ano passado: 16% do total. Bahia lidera o ranking da região, com 64.578 (26,76%) matrimônios realizados, seguida de Pernambuco, com 47.864 (19,83%). No Brasil, foram pouco mais de um milhão. A tendência de redução foi constatada em todo o País que teve 2,3% de diminuição em relação a 2016. O IBGE também informa sobre as uniões entre pessoas do mesmo sexo. Entre mulheres, o Ceará lidera o Norte/Nordeste, sendo o sétimo do Brasil, com 125 uniões homoafetivas. São Paulo encabeça, com 1.495 formalizações, seguido por Rio de Janeiro, com 299; Minas Gerais, com 250; Paraná, com 135 e Rio Grande do Sul, com 128. Em todo o Brasil foram 3,3 mil. O Ceará também lidera as uniões homoafetivas no Norte e Nordeste, com 92 casamentos realizados no ano passado. No Brasil, foram 2,5 mil. São Paulo somou 1.002; Rio Grande do Sul, 121; Santa Catarina, 215; Rio de Janeiro, 109 e Minas Gerais, 197. Para a coordenadora do Núcleo de Estudos de Gênero Idade e Família, da Universidade Federal do Ceará (UFC), Maria Dolores de Brito Mota, existe sim uma crise nas relações familiares, atingindo principalmente os casamentos formais. “Como mesmo diz Bauman, as fragilidades dessas relações estão cada vez mais em evidência. É fácil casar, é mais fácil ainda se separar por motivos muitas vezes superficiais. Sem falar que o empoderamento feminino e a aceitação social de que a mulher não precisa mais casar obrigatoriamente indicam novos conceitos”. Nascimentos Em relação aos nascimentos, o Ceará registrou pequeno aumento de 0,5% na comparação com 2016, quando teve 124.801 nascidos vivos. No ano passado foram 125.437 pessoas. Conforme o IBGE, o País também assinalou alta de 2,3%, com 2,8 milhões de nascimentos registrados oficialmente. A Bahia lidera no Nordeste, com 208 mil e São Paulo, no Brasil, com 615,6 mil. Por Lêda Gonçalves, gonçalvesleda.gonçalves@diariodonordeste.com.br

Veja a TV Casa do Ceará - acesse: tvcasadoceara/youtube

15

Novembro/18


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Dezessete cursos da Unifor ficam em 1º lugar nas regiões Norte e Nordeste Enfermagem, Psicologia, Educação Física, Farmácia, Medicina, Nutrição, Engenharia e Controle e Automação e Engenharia Elétrica tiveram excelente desempenho no Brasil. O curso de Direito da Unifor é o 1º lugar entre as universidade particulares do Ceará e do Nordeste (Foto: Natinho Rodrigues). Além de conquistar pelo sétimo ano consecutivo o título de melhor Universidade Privada do Norte e Nordeste do Brasil pelo Ranking Universitário Folha (RUF) 2018, dezessete cursos da Unifor também se destacaram individualmente: ficaram em 1º lugar nas duas regiões. No que se refere ao ranking nacional, oito cursos da instituição se destacaram entre as universidades privadas do Brasil. O RUF é uma avaliação anual do ensino superior do Brasil feita pela Folha desde 2012. Na edição de 2018, há dois produtos principais: o Ranking de Universidades e o Ranking de Cursos. No ranking de universidades estão classificadas as 196 universidades brasileiras, públicas e privadas, a partir de cinco indicadores: Pesquisa, Internacionalização, Inovação, Ensino e Mercado. Na Unifor, 21 cursos estão em 1º lugar no Ceará entre as instituições privadas, destes, 17 ocupam a primeira colocação no Norte e Nordeste. No âmbito nacional, oito cursos da Unifor tiveram destacado desempenho entre seus concorrentes privados: Medicina (3º), Enfermagem (6º), Nutrição (8º), Educação Física (8º), Engenharia de Controle e Automação (9º) e Psicologia (9º), Farmácia (10º) e Engenharia Elétrica (10º) A coordenadora do curso de Medicina, professora Silvia de Melo, ressalta o reconhecimento do RUF e a satisfação

Novembro/18

16

com a posição do curso no ranking. “O resultado do RUF 2018 nos alegra por ver reconhecido o trabalho de todos nós, docentes, colaboradores e gestores do curso. Reafirma nosso compromisso com a formação médica de excelência pautada em três eixos que norteiam o currículo do curso: o técnico-científico, o assistencial-comunitário e o profissional-humanístico”, destaca. Segundo ela, o curso de Medicina tem por objetivo formar médicos comprometidos com a sua educação con-

tinuada, com práticas baseadas nas melhores evidências científicas e sensíveis às necessidades dos pacientes e da comunidade. “Acreditamos que a prática da Medicina transcende à questão técnica. Enfatizamos a relevância da formação ética e humanística para que a excelência técnica seja aplicada em práticas transformadoras”, ressalta a professora Sílvia Melo. Já o curso de Nutrição da Unifor foi pelo 2º ano consecutivo reconhecido como o melhor curso de Nutrição entre as instituições privadas do N/NE, tendo a preferên-

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

cia no mercado de trabalho, além disso é o 8º melhor do país. A professora Andreza Penaforte, coordenadora do curso, salienta que os diferenciais do curso o levaram a ser novamente destaque no ranking. “Esse reconhecimento é muito importante para todos nós que fazemos a Unifor, pois evidencia a nossa excelência no processo de ensino-aprendizagem”, salienta. Para a professora Andreza, essa excelência é resultado de um projeto pedagógico inovador, atento às tendências do mercado e baseado em um currículo por competências onde o aluno é o ator principal no seu processo de formação. “Na Unifor, o aluno é capacitado a desenvolver suas habilidades em ambientes de práticas multiprofissionais desde os primeiros semestres do curso, dispondo de uma infraestrutura única, além de professores, doutores e mestres, atuantes e aprimoramento em ações de extensão. Estes são diferenciais para a formação de um profissional nutricionista crítico e consciente de sua atuação na sociedade de forma competente e responsável”, explica ela. Para Monique Stefanny, aluna do 5º semestre do curso de Ciências Contábeis, o desempenho da graduação da Unifor no Ranking da Folha, 1º lugar no Ceará e Nordeste, é resultado da qualidade dos docentes e da infraestrutura. “Eu gosto muito do meu curso. A grade curricular contempla tanto a teoria como a prática. Além disso, os professores estão diretamente atuantes no mercado e transmitem grande experiência aos alunos. A qualidade do ensino é maravilhosa e o curso possui uma ótima estrutura de ensino, e isso conta muito para quem ainda não tem experiência de mercado”.

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

Momentos Marcantes na vida do Comendador Albery Mariano Comendador Dr. Albery, o Poeta das Rimas Melosiosas

O Dia do Poeta é comemorado anualmente em 20 de outubro. Esta data celebra o profissional, que pode (e deve) ser reconhecido como artista escritor, que usa de sua criatividade, imaginação e sensibilidade para escrever, em versos, as poesias que faz. Como um bom poeta, o comendador Dr. Albery Mariano, conhecido como o “Poeta das Ri-

mas Melodiosas”, descreve o que a poesia representa para si. “Sou um malabarista: suavizo as palavras, burilo os sons e transmito com harmonia a beleza da arte na “rima”. Ela é a pureza da alma na elevação da poesia. Com suavidade e bom senso, transformo a natureza das coisas, para elevação do belo. Sou um poeta apaixonado,

P Esprojeto eci s ais

procuro dignificar o Amor com a fantasia da vida. Sou feliz, quando estou amando. Só o verdadeiro amor constroi, purificando o espirito da nossa natureza. DEUS, é o amor maior, autor de tudo e nos conduz com verdadeira plenitude na vida. No dia do Poeta, transmito, com sutileza, o Poema que fiz para minha amada Cleuza Luíza – “SOU FELIZ”.

SOU FELIZ porque tenho uma esposa que amo, sem restrições e sem limites SOU FELIZ porque sou ciumento e vivo contente com este intensivo amor; SOU FELIZ porque, o que importa é que sou extremamente tranquilo, e por isso reflete-me a verdadeira paz interior; SOU FELIZ porque amá-la dá me coragem, ânimo, saúde e esperança; SOU FELIZ porque minha felicidade faz parte da sua vida; SOU FELIZ porque a constância de viver brota em mim, quando a vejo feliz. SOU FELIZ porque você é a rosa perfumada que defronta no meu caminho; SOU FELIZ porque você é o beija-flor que me alegra e me seduz; SOU FELIZ porque você me faz dormir sossegado e sonhar alegremente; SOU FELIZ porque você torna os meus dias radiantes e desejosos de progredir; SOU FELIZ porque você me faz pensar, amar, ser bom e fiel; SOU FELIZ porque você me abre o apetite de saborear as frutas deliciosas do Nordeste atas, coco s,sapotis,abacates,seriguelas e graviolas; SOU FELIZ porque tomo agua de coco ao seu lado; SOU FELIZ porque você me ajuda a rezar, deixando –me mais sereno;

SOU FELIZ porque você me fez me aproximar mais de Deus e da Mãe Peregrina; SOU FELIZ porque você me faz plantar coqueiros e as palmeiras imperiais no nosso quintal; SOU FELIZ porque você como cantanhas de caju comigo; SOU FELIZ porque cgupo picolé de coco ao seu lado; SOU FELIZ porque você me deu uma filha abençoada e obediente a Deus.; SOU FELIZ porque você me faz amar mais o meu neto e gostar do meu genro; SOU FELIZ porque você me faz implantar o nosso Santuário lar; SOU FELIZ porque você me faz ficar com o coração dócil e tratar bem os “saguis” que aparecem no quintal; SOU FELIZ porque você me fez tratar bem os pássaros livres e sem gaiolas; SOU FELIZ porue você me faz prosperar, progredir, investir, crescer e amar, amar e amar, sonhar e sorrir; SOU FELIZ porque você me faz chorar e sentir o amor com intensidade e falar bem alto que te amo muito; SOU FELIZ porque me utilizo da sombra do cajueiro, plantado e incentivado por você;

SOU FELIZ porque, nos momentos de folga, viajamos para a saudável cidade de Caldas Novas –GO, pra deliciarmos-nos das águas quentes no “pocinho” da Pousada do Rio Quente e desfrutar do conforto do “Residencial Paineras” que você, com zelo, carinho e afeição decorou para nós; SOU FELIZ porque são belos e prazerosos todos os meus dias; quando ao acordar estou sempre ao lado da minha princesa”Cleuza”, que eu tanto a amo com ternura, paciência e gratidão; SOU FELIZ porque o quintal da nossa casa, com a sua ajuda, se tornou harmonioso com muitas flores, com muitas frutas,com mais sol, com mais pássaros, com mais paz,com mais união e com mais amor; CLEUZA, casar com você me faz tão bem que, se eu fosse morrer hoje, eu morreria satisfeito, por ter passado vários anos de felicidade ao seu lado. Essas são palavras que brotaram do meu coração e para dizer a você e a todos que me conhecem que eu te amo, te amo, te amo. Tudo isso, graças a Mãe Peregrina, que incenticada por você, entrou em nosso lar com o menino Jesus e nos trouxe a verdadeira felicidade, que bem graciosamente de Deus e de sua mãe Maria. Seu verdadeiro amor, Dr. Albery Mariano Fonte: Jornal Especial E+, Goiás 25 de outubro de 2018, Jornalista : Alinne Rezende

Homenagem Especial Por ocasião do Dia do Professor, o Informativo do Sindicato dos Professores do Distrito Federal : Folha do Professor, tem a honra de homenagear o Professor Albery, aposentado, como modelo para os demais colegas do Magistério. Merecidamente recebeu o Prêmio e o Diploma de Mérito Educacional e, não se limitou apenas às aulas comuns profissionalizantes, mas preparou seus alunos para a cidadania. Com o Credenciamento da Faculdade de Teologia de Brasília, para lecionar Ensino Religioso (Religião Católica), não se descuidou dos bons exemplos e conselhos, deixando 60 imagens peregrinas da “Mãe Três Vezes Admirável” no Centro Educacional Elefante Branco, para visitação, não só aos alunos e suas famílias, mas para o Corpo docente e servidores. Enriqueceu o ensino do Distrito Federal, com a publicação de Manuais de Datilografia, Escritório Modelo e com a elaboração da Programação de

Ceará em Brasília

Currículos do Núcleo de Profissionalização da Fundação Educacional do DF., hoje, Secretaria de Educação do Estado. A Casa do Ceará, em seu Jornal “Ceará em Brasília”, de agosto deste ano, destaca e elogia o querido professor Albery como um filho ilustre de sua terra natal- Santana do Acaraú, Ceará. E nós, com algum atraso, agradecemos, a este valente nordestino, o exemplo de vida e a alegria da convivência entre nós no Centro Educacional Elefante Branco, onde também já foi aluno. Em nome da Secretária dos Aposentados, o parabenizamos pela merecida aposentadoria. Valeu Professor Albery. Receba o reconhecimento de todos nós. Seus colegas professores. Ao Professor Francisco Albery Mariano.

Fonte: Informativo do Sindicato dos Professores do Distrito Federal : Folha do Professor.

Veja a TV Casa do Ceará - acesse: tvcasadoceara/youtube

17

Novembro/18


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Leituras IX

Clauder Arcanjo na Academia de Letras do Brasil

Edmilson Caminha (*) O escritor Clauder Arcanjo filia-se a uma brilhante linhagem da literatura brasileira, a que pertencem os nomes de Euclides da Cunha, Joaquim Cardozo e Samuel Rawet. Destaca-se como ensaísta, a exemplo do autor de Os Sertões; é poeta, como o pernambucano parceiro de Lúcio Costa e Niemeyer na construção de Brasília; e escreve contos, com o talento do imigrante polonês que viveu e morreu nesta cidade. Mas também porque é suficientemente grande para que nele caibam a vocação literária e o gosto pelo cálculo estrutural, pela mecânica dos fluidos, pela resistência dos materiais, pois que, como os três ilustres citados, formou-se em engenharia. São quatro belas provas de que, diferentemente do que muitos creem, as ciências ditas exatas não negam as humanas, os números não representam o oposto da criação artística: há matemática em um noturno de Chopin, na composição de um desenho de Escher, na musicalidade de um soneto de Vinicius, na proporção do Moisés de Michelangelo. Tenho, assim, o privilégio e a honra de saudar, em nome da Academia de Letras do Brasil, o intelectual Clauder Arcanjo, novo titular da Cadeira número XXXI, que tem por patrono o carioca Marques Rebelo e por último ocupante o norte-rio-grandense Renard Perez. Não por acaso, vem sucedê-lo um cearense de Santana do Acaraú que adotou o Rio Grande do Norte, particularmente a cidade de Mossoró, como berço, com o que poderia fazer suas as palavras do jornalista português José Carlos de Vasconcelos: “Freamunde é a minha terra onde nasci, e Póvoa de Varzim é a minha terra onde não nasci”. Porque o lugar de que somos filhos é não só aquele em que viemos ao mundo, mas todos que elegemos como porto onde lançar âncoras, refúgio dos perigos e pousada das canseiras, quando nos conquistam para sempre o coração. Assim é, para Arcanjo, a lendária Mossoró, “cidade de quatro torres”, como a definiu Lampião, quando foi posto para correr a bala pela resistência que o surpreendeu, em 1927. Engenheiro de petróleo sênior da Petrobras desde 1985, nosso novo confrade é gerente setorial da Plataforma P-25, no Campo de Albacora, a 190 quilômetros, oceano adentro, de Macaé, no litoral fluminense. Com a grandeza humana e o amor ao próximo que lhe são característicos, criou, por entre computadores e perfuratrizes, uma biblioteca e um programa de incentivo à leitura. Quinze dias por mês, isola-se no gigante de ferro que, milagre da ciência e da tecnologia, flutua sobre as profundezas do Atlântico, a conviver com pessoas de quem ouve histórias que se transformarão, no silêncio da noite, em páginas de contos, capítulos de romances, temas de crônicas. Note-se, porém, que parte dessas horas de sossego destina-se à leitura, de que Clauder Arcanjo é dependente como outros o são de drogas. Não surpreende, assim, que desse leitor insaciável e onívoro haja nascido um grande escritor, cuja produção literária admira pelo tamanho e pela qualidade. Iniciou-se em 2007 com Licânia, título que remete à cidade imaginária onde o contista ambienta personagens e enredos, como a Yoknapatawpha, de Faulkner, a Duas Pontes, de Autran Dourado, a Macondo, de García Márquez. Seguiram-se Lápis nas veias (minicontos, 2009); Novenário de espinhos (poemas, 2011); Uma garça no asfalto (crônicas, 2014); Pílulas para o silêncio (aforismos, 2014, em edição bilíngue português‒espanhol); Cambono (romance‒folhetim, 2016) e Separação (contos, 2017). (*) Edmilson Caminha (Fortaleza) jornalista, escritor, membro da Associação Nacional de Escritores, da Academia Brasiliense de Letras e da Academia de Letras do Brasil. Parte da saudação que fez a Clauder Arcanjo na posse dele na Academia de Letras do Brasil

Novembro/18

18

Em memória da Sra. Ivete Magalhães Alves de Melo

A missa em memoria da sra. Ivete Maglhães Alves de Melo foi celebrada pelo cardeal dom Raimundo Damasceno em 31.10, na igreja de Nossa Senhora do Lago, com a presença de |Osmar Alves de Melo, presidente da Casa do Ceará, suas filhas, netos, genros, irmãos, cunhadas, diretores da Casa do Ceará, companheiros do Instituto Histórico e Geográfico de Brasília, amigos. Na oportunidade sua filha, Alba, leu o texto: “ A doce menina de sorriso nos olhos nasceu em Manaus, no dia 29 de junho de 1937. Ivete era a mais velha de outros três irmãos: Júlio César, Maria Hermínia e Césarina… Seus amorosos pais eram Valério e Alba. A menina séria cresceu entre várias cidades do Norte do Brasil, como Rio Branco e Belém, onde bacharelou-se em História pela Universidade Federal do Pará. Mudou-se para o Rio de Janeiro e depois veio para o planalto Central em 1963, acompanhando a família, já que seu pai era deputado federal. Aqui, no cerrado da nova capital do Brasil, conheceu aquele que se tornaria seu marido por 53 anos, Osmar Alves de Melo. Casaram-se no dia primeiro de maio de 1965. Ela trabalhava no Ministério da Justiça, onde se aposentou como Secretária de Documentação e Informática. Logo vieram as filhas: Alba, nascida em 1966, Ana, em 1968, e por fim Adriana, em 1972. Ergueram uma casa que era um recanto de acolhimento e diversão para a numerosa família: num Lago Norte em 1976, quando nem asfalto havia nas ruas. Ivete frequentava as primeiras missas da paróquia Nossa Senhora do Lago, que eram realizadas na casa do Padre Gustavo, na QI 2. Era devota de Nossa Senhora de Nazaré. Ivete sempre foi o laço de união de todos. Quem não se lembra dos almoços na “casa da Tia Ivete? ” Em 1989, Ivete e Osmar conheceram pela primeira vez a emoção da chegada de um neto: Rafael, filho de Alba. Depois nasceram Clara e Helena, filhas de Ana, e Arthur e Léo, filhos da Dri. E têm ainda a Zahra, neta do coração. Os genros Bruno e Fred também entraram no seu círculo de amor. Carinho, acolhimento, ternura, sorriso, amor e bondade são palavras que sintetizam a vida de Ivete, mais do que todo o resumo de sua vida. Não existe uma pessoa que teve a bênção de sua convivência que diga o contrário. No dia 25 de outubro de 2018, depois de uma luta de semanas no hospital, seu doce coração parou de bater. Ela estava acompanhada de seus familiares e amigos, que puderam se despedir dela com o alimento que sempre espalhou: amor. Agora Ivete brilha acima de nós. Tivemos a bênção do convívio diário e do carinho acolhedor. Tudo isso persiste, agora em outro plano, onde ela vai colher os frutos do que semeou a vida toda com amor e dedicação.

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

UFC entrega titulo de Doutora Honris Causa a Ana Miranda

A premiada e mundialmente renomada escritora cearense Ana Miranda receberá da Universidade Federal do Ceará o título de Doutora Honoris Causa. A solenidade de entrega ocorrerá no dia 8 de novembro, às 19h, no auditório da Reitoria (Av. da Universidade, 2853, Benfica). A homenagem, aprovada pelo Conselho Universitário (CONSUNI), resulta de indicação do Curso de Letras da UFC, através dos departamentos de Letras Estrangeiras, de Letras Vernáculas e de Literatura, a partir de proposta feita pelos docentes Inês Cardoso, Tércia Montenegro e Cid Ottoni Bylaardt. Cearense de nascimento, Ana Miranda deixou o Estado muito cedo, tendo residido com sua família no Rio de Janeiro, em Brasília e em São Paulo até voltar a Fortaleza, há 10 anos. Com uma sólida carreira literária de mais de 30 anos, é autora de nove romances, três livros de poemas, duas novelas, uma coletânea de crônicas, uma antologia de contos e obras infantojuvenis. Seu romance de estreia, Boca do Inferno, lançado em 1989, foi incluído no cânon dos 100 maiores romances em língua portuguesa do século XX por estudiosos da literatura no Brasil e em Portugal. Sua interação com o universo da academia no Brasil e exterior se traduz não apenas pelas diversas monografias, dissertações e teses nas áreas de letras e história inspiradas em suas obras. Ana Miranda se notabiliza também por ter sido escritora visitante em universidades estrangeiras (Stanford, Berkeley, Yale e Dartmouth, nos Estados Unidos, e Tor Vergata, na Itália). Seus livros têm sido indicados para diversos concursos vestibulares. Na UFC, a obra Dias & Dias foi um deles. Ainda na Instituição, Ana Miranda é presença importante em seminários e encontros. Por sua valiosa colaboração, foi homenageada na 10ª edição do Festival UFC de Cultura. De acordo com os professores que propuseram a homenagem, com uma narrativa literária embasada em profunda pesquisa histórica, Ana Miranda “revisita a história do País através de tramas e de personagens que a marcaram”, como é o caso do poeta Gregório de Matos, na Bahia setecentista. Contemporânea, Ana, com suas crônicas, resenhas e ensaios publicados em jornais, “revela aspectos originais de nossa arte, de nossa literatura, de nossa língua, da cidade e sua memória, aliás, da preservação do nosso patrimônio histórico e cultural, seja material, seja imaterial”. PRÊMIOS – Na proposta de indicação encaminhada ao CONSUNI, os três professores signatários ressaltam que Ana Miranda tem recebido prêmios e distinções literárias por sua obra no Brasil e exterior. Citam entre eles o Jabuti (em 1990, por Boca do Inferno; em 2003, por Dias e Dias), o Prêmio da Academia Brasileira de Letras (em 2003, por Dias e Dias) e o internacional Green Prize of the Americas (em 2010, por Yuxin). Pelo conjunto de sua obra, Ana Miranda foi homenageada em 2009 com o Troféu Sereia de Ouro, um dos maiores prêmios do Ceará.

Ceará em Brasília


acesse o site: www.casadoceara50anos.com.br

Leituras X

Culinária

Marido pega na bunda da esposa e diz Se essa bunda fosse durinha não precisava de calcinha,,, Pega nos peitos e diz: Se esse éitos fossem durinhos não precisavam de sutiuá A mulher, irritada, pega no pinto dele e diz Se esse pinto fosse durinho eu não precisava do vizinho.. Edle reage - saporra doida. Sabe nem brincar...

Bar dos Cunhados Pedro Prado e Paulo Prado Donos (Hidrolândia). Garçons: Raimundo Vieira(Viçosa do Ceará), Edmilson Bezerra, (Poranga), Johnson de Souza (Santa Quitéria). CLN 115 BL B lj 21- Asa Norte 70772-520Tel(61) 3274-7805. Bar dos Cunhados no Tênis do Iate Clube Damázio Prado (Hidrolândia) arrendatário – 337988763 Setor de Clubes Esportivos Norte Trecho 2Conj 4 -70800-120 Bar dos Cunhados Veleiro no Iate Clube Antônio Prado (Hidrolandia) arrendatário 3329 8761 e 3323 4207 Bartolomeu SHCS Quadra 409 bloco C loja 06 Asa Sul 70257-180-3442 1169 - Chefe de Cozinha: Maitre Wellington (Ipu), Maitre e sommelier: José Felismino(Cintra Netro) (Fortaleza), Cozinheiros: Francisco Leonardo Nascimento (Bela Cruz) e José Alex Facundo de Almeida (Boa Viagem) Beirute Sul Proprietário Francisco Marinho(Ipu) SCLS109 Bloco”A” Loja 2/4 – Asa Sul /3244 1717 Bloco C CLS 211 Bloco C Loja 17., CEP 70.272.530 Reservas 3363 30 62 e 3245 3463 Gerente Edison Carlos Vidal (Russas) Chefe de Cozinha Francisco Lopes (Quixadá) Beirute Norte Maitre Bartolomeu Marinho (f.cearense, Brasília) Coco Bambu – Frutos do Mar Gerente Geral EilsonStudart (Fortaleza) Diretores: Beto Pinheiro (Fortaleza), Daniel Sherrabe e Hegel Barreira (Fortaleza) Gerentes Fábio Pereira de Sousa( Viçosa)-CE e Raimundo Auzivan Pinheiro ( Milhã) - SCES Trecho 02, Conjunto 36, Parte CÍcone Parque - 70200-002 Tel. 3224 5585 Brasília Shopping Endereço: Setor Comercial Norte Q 5 Bloco A Brasília shopping Lojas 2w, 3w, 4w - Asa Norte, Brasília - DF, 70297-400 Telefone:(61) 3038-1818 Coco Bambu Aguas Claras Localizado em: DF Century Plaza Endereço: Rua Copaíba, 1 - Águas Claras, Brasília - DF, 72010110 - Telefone:(61) 3262-0559 Baby Beef Rubaiyat - Brasília Maitres: José Itamar Ferreira Gomes (Acaraú), Silva (Ubajara) e Manoel Adilson Rodrigues (Jijoca), Garçons: Luis Neto Alves Sobrinho (Acopiara) e Antenor Neto Rodriges (Ibiapina), bar-men: Doniseti Ferreira Chaves (Ibiapina), Hernandes Freitas (Jijoca) e Gleison Ferreira da Silva (São Benedito), Recepcionista Viviane Bezerra da Silva (Ipueiras). SCES – Setor de Clubes Esportivos Sul, Trecho 1, lote - 1 A - Asa Sul - Tel 61. 3443.5000 Dom Francisco SCS 402 Bloco B Loja 09, 3224 1634 3226 1816 Gerente: Wilton Melo (Ipu); maitre : Valdemir Alves Souza (Sobral); garçon: Evandro Magalhães (Santa Quitéria) Dom Francisco ASBAC SCES Trecho 02 Conj 3226 2005 3224 8429 3223 5679 Garçons: Iran Matos (Independência), Antônio Melo (Independência) Antônio José Barbosa (Monsenhor Tabosa). Elisimar Barbosa Oliveira (Monsenhor Tabosa); barman Francisco Ricardo Ferreira Gomes (Nova Russas); cozinheiros: Romário Vieira Barreto (Tauá) e Francisco Dermival dos Santos (Nova Russsas). Dona Graça Maitre – Carlos Ângelo Veras (Viçosa do Ceará) casa 15 Vila Planalto -Tel 3032 1062 - 70804-270 Feitiço Mineiro Garçons: Robero Rodrigues Araujo (Tamboril), Paulo César Lima da Silva (Tamboril). Antônio Fernandes Neto (Tamboril). João Batista (Ubajara), Edson Lima (Ubajara) e Leonardo Biano, filha de mãe cearense. SHCN CL Q da. 306 Bloco B Lojas 03,45 e 41 3272-3032 / 3347 5751 / 99983 4852 Forneria Parole Maitre Antônio Carlos de Souza (Guaraciaba do Norte) ;garçon: José Gerardo de Azevedo (Guaraciaba do Norte); cozinheiros, pizzaioloSinobilinoBezerra Neto (Tauá) QI 9/10 Comércio Local Loja 39 Lago Norte - 3368 3337 Gero Gerente: Célio Freitas (Hidrolândia) Maitre:Alexandro Araújo Nascimento (Itarema) cozinheiro: João Moura Rodrigues (Ita-

O Humor Negro e o Branco Humor

Pai, tô indo na festa. Ce vai beber? Não Vai fumar? Não Vai namorar ? N]ão Então, fica em casa carai Filho: pai posso pegar a filha da vizinha? Pai:não. Filho. Eu pulei a cercaA filha da vizinha é sua irmã. A mãe grita la da zoinha: Pode, sim, filho, esse aí não é seu pai... Sabe de nada, é inocente TU é linda! - obrigada! Tá solteira? Tô! Tem filho? Tenho! Tuquer me comer ou me cadastrar no Bolsa Familia. Ah, raparida bruta! Oi, amor, fazendo o que? Ôi amor, tô cansadão Vou ficar em casa e você Tô na balada, bem atrás de você, filho da pestea Avimaria, me lasquei! Um repórter perguntou a Cristiano Ronaldo por que ele não tem tatuagens como o Neymar Cristiano responde: Voce já viu ferraricom adesivos! A professora pergunta: AQuanatos anos vive uma perereca? Joãozinho levanta a mão, a professora gela.] - Em média, 12 a 13 anos. Aliviada, a professora emenda: Como voce chegou a esssa conclusão É que depois disso nasce cabelo, vira buceta e dai pra frente o pau come... Perguntaram a um velhinho apsentado _ Muitos me perguntam : o que fazerm as pdessoas depois que se aposentam? Bom, eu tenho, a sorte de ser graduado em enganharia química e um das coisas que mais agradar fazer é transformar cervejas, vinhos e outras bebidas aloolkicas em urina,][E estrou indo muito bem

Ceará em Brasília

Os Cearenses nas Cozinhas de Brasília

rema) - SHIN C04 Lote A Loja 22 Térreo Iguatemi 3577 5522 8110 0209 Galeteria Beira Lago Proprietário João Miranda Lima (Ipueiras) Gerente José Afonso Miranda Lima (Ipueiras). Maitre: Raimundo, Chaves de Carvalho (Nova Russas) garçons: Hélio Martins de Melo (Nova Russas) e Antono Alcimario (Pereiro (churrasqueiro: Valdemar Araújo de Souza; serviços gerais: Joaquim Rodrigues Ferreira (Nova Russas) - SCES Trecho. 02 conjunto 33, ao lado do PIER 21 Ki Filé Maitre – Maitre,Roberto Cavalcante (f.Cearense), Chefe de Cozinha, RaimundoCavalcante (Sobral). GerenteEduardo Vasconcelos (f.Cearense), garçons: Francisco Souza (Sobral) e Raimundo Mourão (Nova Russas), cozinheiro: Francisco Ferrreira (Granja) 405 Norte, bloco A - lojas 55/65/69 - (61)3274-6363 Le Palace Proprietário: Edilson Aguiar (Sobral); Cozinha: Marilza / Regina (Camocim); Garçom: Zé Vanildo (Sobral) - Especialidade: Picanha na chapa; Pratos da terrinha: Carne de sol, baião de dois, panelada, rabada, sarapatel, peixada; Q-04 Conjunto J Lote 60 Planaltina-DF (em frente à Feira de Confecções de Planaltina) - 33897000 Libanus Proprietário Narciso Marinho (Ipu) SCLS 206, Bloco “C”,loja 36 – Asa Sul / 3244 9795 Endereço: Vitrinni Shopping - Rua 14 Norte, 135 - Águas Claras, Brasília - DF, 71910-000 Telefone: (61) 3382-0444 Moqueca do Chefe 404 Norte, Bloco B, Loja 2 3201 5204 - Dono e Maitre – Francisco Holanda (Cascavel) Garçonete Maria Pereira (Beberibe) Moranguim Chefe de Cozinha Francisco da Silva (Icó) SHIN QI2, Área Especial, Quiosque 14, Lago Norte/21947641 Em frente a loja do Pão de Açucar. New Koto (comida japonesa) SQS 212 loja 20 - 3346 9668 - Garçons: Francisco Olavo Aprigio, Francisco Antônio Souza, Gelinaldo Brito e Genildo Brito, todos de Guaraciaba do Norte, José Wilson (Boa Viagem), cozinheiro José Aurélio (Sobral), sushiman Joao Carlos Nascimento e o ajudante dele, Eridam Lopes e o ajudante de cozinha Francisco Alan, todos de Guaraciaba do Norte Oxente Carne de Sol: Q 04, Conjunto J ite, Vila Buritis, Planaltina DF, 3389, 4005 - Copeiro Francisco das Chagas Aguiar (Sobral Pizzaria Primu’s Grill Dono: Chico Élcio (Sobral) Quadra 4. Conj, A Lt 60 – 9627 6430 - Planaltina - 73.300-000; Praliné SCLS 205 Bloco A – Loja 03 – ASA Sul 70.235-510 – 3443 7490, 3443 7090 - Garçons – Raimundo Viana (Crateús), José Osmar Gabalia (Sobral), Caixa: Eliane Paiva (Groaíras) Recanto do Norte Donos: Eudes Braga Mesquita e Antônia (Toinha) Celeste, Jorge Mesquita (Santa Quitéria). 409 Norte, Bloco B, Loja 65 – Tel 3271 8722 Restaurante Central Proprietário: José Maria Aguiar (Sobral); Churrasqueiro e especialista em pratos e tira gostos especiais: Titico (Sobral). Especialidades: Self service, caldo de mocotó, sarapatel; Aos Sábados: Feijoada. Praça de Alimentação da Feira de Confecções de Planaltina-DF 96313335 (Vivo) 92322855 (Claro) Restaurante Nordestino Dono: Francisco Valdenir Machado Elias (Independência); Gerente Thiago Machado (f.cearense) cozinheiro. João Batista Souza Sampaio (Sobral) - 3ª Avenida Área Espcial S/N - Mercado do Núcleo Bandeirante boxes 13/15/17 71710-350 - 98147 0585 3021 4577 Santana Dono: Adonias Santana (Independencia) Manuel Messias Lima da Silva (Ipu) cozinheiro; Marco de Oliveira (Nova Russas) cozinheiro CNA 03 Lote 08 Lojas 01 e 02 Taguatinga Norte – 72110 035 Tel 3563 4674 Silvio’s Bar e Restaurante CLN 114 Bloco D Loja 56 Tel 33495650 Maitre e proprietário: Silvio Ronaldo (Boa Viagem) Taperas Restaurante Maitre – Francisco Tadeu de Oliveira (Iguatu) Sobreloja do Garvey Palace Hotel - Tel 33 28 4265

Veja a TV Casa do Ceará - acesse: tvcasadoceara/youtube

19

Novembro/18


acesse o site: www.casadoceara.org.br

Posse de Clauder Arcanjo na Academia de Letras do Brasil

acadêmicos José Maria Leitão, Lina Tâmega Peixoto, Flávio Kothe, Napoleão Valadares, Anderson Braga Horta, Fábio Coutinho, Clauder Arcanjo, Vera Lúcia de Araújo e Edmílson Caminha

O escritor cearense Clauder Arcanjo (Santana do Acaraú) tomou posse na Academia de Letras do Brasil no dia 31.10, na cadeira que trem como Patrono o escritor carioca Marques Rebelo e que foi ocupada pelo escritor potiguar Renard Perez, sendo recebido pelo acadêmico Edmilson Caminha (Fortaleza). Na plateia os diretores da Casa do Ceará Adirson Vasconcelos (Santana do Acaraú) José Sampaio de Lacerda Junior (Fortaleza) e J B Serra e Gurgel, o escritor José Maria Leitao (Fortaleza) e o jornalista Inácio de Almeida.(Baturité), acadêmicos e amigos vindos de Mossoró. Clauder nasceu em Santana do Acaraú, que na sua literatura se transformou em Licânia, estudou no Colégio Cearense em

20

Novembro/1812324.30.2_ANUNCIO_BP_25x15cm.indd 1

escritores Fábio Coutinho, Flávio Kothe, Napoleão Valadares, Danilo Gomes, Clauder Arcanjo e Roberto Nogueira.

Fortaleza foi professor de Física no Colégio Farias Brito, fez o Curso de Engenharia na UFC, concurso para a Petrobrás, passou por Salvador, Rio de Janeiro, fixou-se em Mossoró/ RN, que considera sua segunda terra natal, trabalhando hoje

acesse o site: www.facebook.com/casadoceara

numa plataforma da Petrobrás, em Macaé/RJ, no regime de 15 dias no mar e 15 em terra. Clauder Iniciou-se na Literatura em 2007 com Licânia, título que remete à cidade imaginária onde o contista ambienta personagens e enredos, como a Yoknapatawpha, de Faulkner, a Duas Pontes, de Autran Dourado, a Macondo, de García Márquez. Seguiram-se Lápis nas veias (minicontos, 2009); Novenário de espinhos (poemas, 2011); Uma garça no asfalto (crônicas, 2014); Pílulas para o silêncio (aforismos, 2014, em edição bilíngue português‒espanhol); Cambono (romance‒folhetim, 2016) e Separação (contos, 2017).

Ceará em Brasília

2/5/18 12:09 PM

Profile for shadown shadown

Jornal de Novembro da Casa do Ceará  

Jornal da Casa do Ceará

Jornal de Novembro da Casa do Ceará  

Jornal da Casa do Ceará

Profile for shadown21
Advertisement