Page 1

editorasermais.com.br 1


2 editorasermais.com.br


editorasermais.com.br 3


índice

Expediente A revista Ser Mais é uma publicação mensal. Ano 5 | Nº 56 Diretor Editorial: Mauricio Sita Diretora Executiva: Julyana Rosa Diretora de Operações: Alessandra Ksenhuck Gerente de Projetos: Gleide Santos Projeto Gráfico: Henrique Melo Editor Gráfico: Danilo Bianchini Direção de Arte: Estúdio Mulata (www.estudiomulata.com.br) Relacionamento com o cliente: Claudia Pires Serviço ao Assinante: [11] 2659-0964 e [11] 2659-0968 assinaturas@revistasermais.com.br Cartas para a redação: Rua Antônio Augusto Covello, 472 São Paulo - CEP 01550-060 redacao@revistasermais.com.br Orientamos para que as cartas com a opinião e crítica do leitor estejam assinadas e contenham nome e endereço completos, telefone e e-mail. A Ser Mais reserva-se o direito de selecionar e editar aquelas que poderão ser publicadas. O pedido de edições anteriores poderá ser feito através de qualquer uma das informações de contato supracitadas (carta, fax, telefone ou e-mail); e será atendido desde que haja disponibilidade de estoque. Central do Anunciante: publicidade@revistasermais.com.br [11] 2691-6706 Representante Comercial – Região Sul: Beth Meger Rua Cândido de Abreu, 140 - 5º andar / Cj. 509 Curitiba – Paraná – CEP: 80.530-901 [41] 7812-2898 Ser Mais é a revista oficial da AAPSA (Associação Paulista de Recursos Humanos e Gestores de Pessoas). Distribuição Exclusiva: Fernando Chinaglia Comercial e Distribuidora S/A Cadastre-se no site www.revistasermais.com.br para receber nossa newsletter. Impressão e Acabamento: Gráfica Pallotti O conteúdo de artigos produzidos pelos especialistas são de inteira responsabilidade dos próprios autores. É proibida a reprodução total ou parcial de informações sem autorização e os devidos créditos.

6 8 10 12 14 16 18 23 24 26 27 28 40 42 43 46 48 50 52 55 56 60 62 64 66

Editorial Inteligência relacional - Eduque sua mente e se relacione melhor Reprogramação mental - PNL Física Quântica - O poder de influência em sua vida e nas relações humanas Orientação de carreira Up 2 date Entregue o valor correto a seu cliente e venda mais Cidadão 21 Marketing pessoal em tempos de redes sociais Moda, Beleza e Estilo 2.0 Autoestima: aprendendo a gostar de si Informativo AAPSA Planejamento estratégico de gestão de pessoas MANUAL DO SUCESSO Super mães profissionais Neuromarketing nas empresas Diferenciação pela dramatização Gestão e coaching Fun Learning Constelações sistêmicas organizacionais No alvo Vitrine de sucessos Mauricio responde +Expressão – Como apresentar e aprovar um projeto

Visitem nossa página no facebook: www.facebook.com/edit.sermais

Especialistas nesta edição Adriano César Rosa da Costa

Andréa Aguiar

Marcelo Marli 4 editorasermais.com.br Ortega

Arruda

André Percia

Dalmir Sant’Anna Edson De Paula Eduardo Gomes de Matos

Maurício Sita

Nelson Vieira

Renata Burgo

Fernando Oliveira

Reinaldo Polito

Flávia Vasconcelos

Tatiane Carra

Jean Oliveira

Leila Navarro

Vera Lucia Oliveira Vinicius Caldini de Almeida


treinamentos

comportamentais

20 22 30 36

44

www.revistasermais.com.br

22 20

36

Promoção da mudança pelos treinamentos comportamentais. O que pode ser feito?

Qual a sensação de ficar na fila esperando?

30

CAPA - Mulheres vencedoras planejam mais!

44

Faça do medo um trampolim de realizações

Jogo Rápido Roger Moreira

editorasermais.com.br 5


EDITORIAL Vamos começar 2015 com a corda toda? Espante já a preguiça, arregace as mangas e arregale os olhos, este ano você irá colocar em prática tudo o que sempre planejou! Nossa, Julyana, mas como é que eu vou fazer isso? Quem irá me ajudar? O palestrante Edson De Paula. Tudo bem, o texto dele é voltado ao público feminino e tem esta intenção mesmo, para você, menino, ficar muito curioso e ler tudo também. Brincadeiras à parte, a matéria de capa escrita pelo nosso parceiro pode sim ajudar ambos os sexos, pois contém dicas infalíveis de coaching para você colocar sua vida e seus objetivos no trilho. Como não poderia deixar de ser, o autor é muito bem humorado e traz de uma forma leve o que é preciso fazer para alcançar metas. Recomendo fortemente a leitura e aproveito para deixar a ele e sua família um grande abraço. Obrigada por compartilhar conosco todo o seu conhecimento. Para quem ainda não sabe, Edson é escritor da casa e tem dois livros já publicados pela Editora Ser Mais, o “Torcendo por você”, que faz uma analogia entre futebol e liderança e o mais recente “A mulher é um show”, que vem 6 editorasermais.com.br

com um conteúdo fantástico de coaching para todas as mulheres que desejam ser cada dia mais poderosas, tanto no ambiente profissional como na vida pessoal. Sei que o texto central desta edição despertará bastante curiosidade em todos que o lerem, mas quero fazer outras indicações de artigos fantásticos em nossas próximas páginas. Outro tema bastante próximo à realização de objetivos é o abordado por Reinaldo Polito sobre “Como apresentar e aprovar um projeto”. O artigo aborda questões relacionadas à correta comunicação com o público e, também, como criar empatia no momento de uma apresentação, fazendo que não só a atenção seja voltada a você, mas o seu projeto seja escolhido. No mais, temos muitos outros textos interessantes, como o artigo sobre Constelações Sistêmicas Organizacionais, escrito pela coach e psicóloga Tatiane Carra, e o interessantíssimo “Neuromarketing nas empresas”, do especialista em comportamento do consumidor, Jean Oliveira. Espero que faça uma ótima leitura e aproveite bastante as páginas seguintes. Um forte abraço e até a próxima!

Danilo Scarpa

Querido leitor,

Julyana Rosa Diretora executiva Editora Ser Mais julyana@editorasermais.com.br


editorasermais.com.br 7


ARTIGO Nelson Vieira

Inteligência relacional

Eduque sua mente e Se relacione melhor

C

ompreendemos Inteligência Relacional como a capacidade de lidar bem consigo mesmo e com os outros, reconhecendo suas potencialidades e limitações, aceitando-as e respeitando-as de modo incondicional. Até aqui nenhum problema, vamos para a prática: Normalmente, quando se fala em relacionamento, as pessoas são “induzidas” a pensar apenas no relacionamento com o outro, esquecendo-se que todo processo de construção, crescimento e evolução começam, na realidade, de dentro para fora, sendo assim, é impossível querer me relacionar bem com o outro, amando-o e o respeitando quando eu não me relaciono bem comigo mesmo. Neste tipo de relação, inevitavelmente, falta confiança, respeito, liberdade, compreensão, amor incondicional e sobram manipulação, ciúme, inveja, dependência sócio-afetiva e tolerância (no sentido de simplesmente atuar o outro sem amá-lo).

8 editorasermais.com.br

Logo, como diria Timothy Gallwey: “a consciência é curativa!”. Sendo assim, o primeiro passo para atingir um nível de inteligência para um bom relacionamento com as demais pessoas e com o mundo a sua volta é conhecer a si mesmo! E esse autoconhecimento pode ser mais doloroso e complexo do que se imagina. Doloroso porque não é nada fácil defrontarmo-nos com o que nos causa dor, que são, justamente, as nossas imperfeições. É muito mais fácil enxergar somente nossas virtudes, potenciais e grandes feitos. Porém, é necessário um olhar mais cuidadoso sobre elas (nossas imperfeições) uma vez que são elas que nos sabotam e nos impedem de seguir adiante cultivando bons relacionamentos, mais saudáveis e maduros. Um bom caminho, é seguir o exercício abaixo, mas para obter um bom resultado atente para as seguintes recomendações: • Reserve um lugar tranquilo e seguro; • Evite possíveis interrupções (campainha, telefone, chat, e-mail, computador, internet, filhos, cônjuge, empregados); • Feche os olhos por alguns minutos e procure acalmar seus pensamentos, se preferir pode usar uma música relaxante ou sons da natureza; • Alimente um sentimento de paz e de tranquilidade antes de iniciar as respostas atentando apenas para a sua respiração; • Ao responder ao questionário, pro-

cure descrever a primeira coisa que vier à mente de forma intuitiva; • Elimine qualquer tipo de racionalização, ela só atrapalha e o impede de entrar em contato com a sua essência. • E, por fim, e talvez o mais importante, essa reflexão é apenas sua, você não precisa compartilhá-la com absolutamente ninguém, a menos que queira e se sinta à vontade pra isso. Preparado? 1) Descreva um pensamento que o identifica. Em que momento você a ouviu pela primeira vez? O que sentia naquele momento? Que impacto ele tem na sua vida? 2) O que você considera como sendo seus pontos fortes? Quais as suas maiores virtudes, potenciais e talentos que o projetam e elevam a sua autoestima? 3) O que você considera, em si mesmo, como sendo fatores críticos de desenvolvimento? Quais as suas limitações, pensamentos, sentimentos e/ ou comportamentos que o põem pra baixo, atrapalham e o impedem de ser você mesmo e de se relacionar melhor com o mundo a sua volta? 4) Quais são as coisas pelas quais tem profunda gratidão em sua vida?

5) Quais os maiores erros cometidos por você, que carrega como um peso e que se perdoados, tornarão a sua caminhada mais leve? O que o impede de se perdoar?


6) O que você mais teme ao relacionar-se com o outro ao estabelecer vínculos de amizade, afeto ou simplesmente ao fazer networking? 7) Que expectativas os outros têm de você que normalmente atende? Quem?

Área da vida

Qual expectativa?

Como atende?

8) Que expectativas os outros têm de você que não atende? Quem?

Área da vida

Qual expectativa?

Por que não atende?

9) O que você desejaria receber do outro que não recebe? Quem?

Área da vida

O que gostaria de receber?

Como se sente?

Estratégia para suprir

10) Que pessoas o fazem lembrar de relacionamentos difíceis? Por quê? Quem?

Área da vida

Estratégia para superar

11) Quais são as cinco pessoas com as quais você passa boa parte do seu tempo e que não agregam valor ao seu desenvolvimento pessoal/profissional? Quem?

Área da vida

Por quê?

12) Quais são as cinco pessoas com as quais você deveria investir mais tempo para agregar um maior desenvolvimento pessoal e profissional? Quem?

Nelson Vieira Master coach e palestrante comportamental. Escritor do livro Manual Completo de Coaching pela Editora Ser Mais. contato@nelsonvieira.com.br

Área da vida

É impossível passar pela vida sem se relacionar com outras pessoas, porém, a qualidade dessa interação é preponderante para o sucesso e felicidade na vida pessoal e profissional, desse modo, é impossível se relacionar bem com os demais sem se conhecer, sem se compreender e, principalmente, sem se aceitar. Por este motivo, muitas relações são conflituosas. Portanto lembre-se,

Por quê?

todo grande movimento começa dentro de você, depois ele se expande e provoca sentimentos e sensações poderosas que se refletem na sua postura e no seu comportamento e, consequentemente, contagiam as pessoas ao seu redor com toda essa energia positiva. Afinal, é muito melhor estar ao lado de pessoas positivas, felizes, autoconfiantes e resolvidas. Concorda?

editorasermais.com.br 9


ARTIGO Vera Lucia Oliveira de Almeida

Reprogramação

Mental - PNL

S

“Minha vida é a história de um inconsciente que se realizou. Tudo o que repousa, aspira e torna-se acontecimento.” (G. G. Jung)

omos aquilo que pensamos e queremos ser, o condicionamento de crenças, hábitos e valores, que norteiam a nossa vida, são paradigmas aprendidos que moldam o comportamento humano e que muitas vezes incomodam e precisam ser mudados. O que até então era confortável, agora gera inquietação, provocando a ansiedade e o stress. Sabemos que o novo assusta, causa insegurança, mas às vezes é preciso rever valores para melhor nos posicionarmos no mundo em que vivemos. Sentimentos e emoções propiciam as escolhas necessárias para mudar conceitos limitantes ou negativos e é preciso tê-los bem definidos: O que eu quero? Por quê? Será bom para mim? Fará bem ou mal a quem está a minha volta? Tudo isto definido, então é hora de sair da área de conforto e iniciar a “varredura”, a limpeza, desfazer-se de tudo que não mais interessa, para que a mente fique livre e surja espaço para o novo. Diversas são as técnicas de Programação Neurolinguística que

10 editorasermais.com.br

poderão auxiliar no processo, pois atuam na mente subconsciente, emocional trazendo para mente consciente, intelectual, que pensa e processa a linguagem e a comunicação entre os pares. Programação Neurolinguística: A PNL se dá via sistema nervoso, usando técnicas e processos, modelos e premissas, que permitem à pessoa acessar recursos da mente inconsciente, para atingir seus objetivos, alcançar metas e realizar mudanças, podendo ainda aumentar o poder de comunicação com consigo mesmo e com o outro, o autoconhecimento, que auxilia a visão do outro e facilita o entendimento. Para realizar a comunicação é preciso conhecer o modelo de mundo do outro e quanto mais se conhece, mais fácil se torna lidar com as diferenças, enviar e receber mensagens. No sistema de comunicação entrarão mensagens verbais e não verbais, ditas, não ditas e interditas, sendo necessário o reforço de acordo com feedbacks e o rapport, que é o ponto de convergência das ideias A neurociência admite que as emoções movem os neuropeptídios ao

longo do corpo pelo sistema nervoso e determina as reações e ações humanas, além de influenciar o estado físico e mental, podendo causar doenças ou preservar a saúde. Uma das técnicas é o: MODELO S.C.O.R.E

SINTOMAS | CAUSAS | OBJETIVO RECURSOS | EFEITO

Sintomas - aspectos óbvios e conscientes do problema ou do estado atual que se apresenta. Causas - elementos responsáveis pelo aparecimento e manutenção do sintoma; Objetivo - é a meta ou estado desejado que se quer chegar. Recursos - são ferramentas utilizadas em PNL para alcançar a excelência no comportamento desejado. Efeito – resultados positivos ou negativos. A força da palavra Já pararam para observar que não pensamos em palavras, mas sim em imagens? Mesmo assim a força da palavra é indiscutível, seus campos semântico, sintagmático e paradigmático expandem o significado e revelam


o ser, suas intenções, perceptíveis até mesmo no olhar, na maneira de se conduzir, de se portar.. A palavra dita ou não dita aciona lembranças e aflora sentimentos, transportando o passado para o presente, fazendo reviver momentos bons ou ruins, revelados no estado emocional, aparente através do semblante, da sudorese, de um tremor, da fala arrastada, da gagueira e outras manifestações. Vejam a seguir a representação e a importância da palavra no poema: O poder das palavras Surgem da mente como sementes, Doces, amargas, ásperas, quentes, Ainda sem significados, signos; Macias, meigas, escuras, claras, são elas. Sem elas não poderíamos, Sem elas, não saberíamos, Sem elas não compartilharíamos, E o mundo, sem elas, não se comunicaria. Ocultas, aparentes, ditas, não ditas, interditas, Faladas, escritas, utilizadas, publicadas, Da langue ou da parole, prezadas, Pertencentes ao Código, nacionalizadas.

Brancas como a neve, geladas,. Brilhantes como o sol, iluminadas, Como pétalas, róseas, delicadas, Como espinhos pontiagudos, doloridas. Falando de amor, são bonitas, Falando de dor, são sofridas, As chegadas, alegres, gostosas, Se na partida, tristes, desditosas. Nos livros, cultura, conhecimento, sabedoria. Nas festas, nas músicas, compasso, fantasia. Nos funerais, saudade, partida, melancolia, Nos jornais e revistas, informativas, denotativas. Amiga dos poetas, que com elas brincam, Dos historiadores que tecem a história, Que como eu as pinço, pesco, seguro, Minhas amigas, meu porto seguro. Com elas falo do presente, do passado, Com elas me expresso, antevendo o futuro, Com elas, amigas, confidentes, Opacas ou transparentes.

Juntam-se, enroscam-se, espalham-se, Pequenas ou grandes, gigantes, Significativas, simples, num contexto, Que tecidas montam os textos.

Com elas sinto desejo, De me revelar, descortinar, realizar, Satisfazer, o prazer dos prazeres, O prazer de escrever. Palavras!

A palavra dita ou não dita aciona lembranças e aflora sentimentos, transportando o passado para o presente, fazendo reviver momentos bons ou ruins, revelados no estado emocional.

Vera Lucia Oliveira de Almeida Advogada, conciliadora com atuação no Juizado Federal Especial de Pequenas Causas no Espírito Santo. Master practitioner em PNL. Escritora do livro Manual Completo de PNL pela Editora Ser Mais.

editorasermais.com.br 11


ARTIGO Fernando Oliveira

FÍSICA QUÂNTICA

H

“O PODER DE INFLUÊNCIA em SUA VIDA E NAS RELAÇÕES HUMANAS”

á menos de duas décadas a maioria das coisas acontecia presencialmente, hoje muitas delas são virtuais. A interação do homem com os computadores trouxe uma significativa mudança de comportamento na forma de relacionamento entre pessoas. Independente de onde estamos, acabamos por teclar, postar recados em sites e blogs, tirar “selfie” enquanto realizamos nossas tarefas.

Daniel Goleman, psicólogo doutorado pela Harvard e autor de “Inteligência Emocional” diz que QE, quociente emocional, também chamado de inteligência emocional, é tão ou mais importante que o QI, quociente de inteligência. Antes se acreditava que para uma pessoa ser inteligente era necessário que se revelassem habilidades matemáticas, físicas ou facilidades com leis. Hoje se descobriu que uma pessoa pode ter inteligências diferentes, dentre elas a inteligência emocional.

É difícil imaginar um trabalho sem interação social, pois a comunicação está presente em tudo que fazemos. A integração entre áreas, departamentos e empresas constrói o alicerce para esse cenário. As pessoas com melhor relacionamento interpessoal, na maioria das vezes, são donas de uma carreira invejável.

O ser humano é gregário e se estrutura em sociedade. O isolamento é perturbador ao ser humano, necessitamos de contato, o que é atualmente muito demonstrado pela utilização de computadores, celulares e diversos tipos de mídias por toda a sociedade. Nas empresas, esse contato também é necessário, pois

12 editorasermais.com.br

a produtividade aumenta quando compartilhamos nossas ideias, o que torna as competências: relacionamento interpessoal e trabalho em equipe tão necessários aos profissionais. Para melhorar essas competências contamos com alguns passos importantes: 1. Conheça suas emoções Conheça a si mesmo Precisamos entrar em contato com nossos próprios sentimentos, fazer adequações de acordo com o momento. A pessoa que consegue compreender suas emoções com clareza, consegue também dirigir melhor a sua própria vida. É importante entender como as emoções interferem nas ações. A partir do momento que identificamos nossas emoções, podemos começar a administrá-las melhor.


Ter consciência da sua personalidade ajuda na adaptação com o outro. Por exemplo, se você é muito objetivo e direto precisa ter cautela com pessoas mais detalhistas e metódicas para que não haja conflitos.

nos dá motivo para agir. Fique atento!

2. Administre suas emoções A partir do momento que você já entrou em contato com suas emoções, o autocontrole é a palavra de ordem. Saber controlar suas emoções para não causar desconfortos é imprescindível. Pessoas que se desequilibram com facilidade revelam dificuldade na concentração e imaturidade. É muito importante ter paciência e equilíbrio emocional para conseguir controlar as situações.

4. Reconheça as emoções nos outros Um fator admirável nessa fase é a empatia, que significa manter o foco na visão do outro, aceitar a percepção do outro sem julgamento, mesmo quando ela é diferente da sua. Saber ouvir é um talento especial e muito apropriado para ajudar a nos colocar no lugar do outro, ampliar a nossa percepção e ver além do nosso próprio umbigo. Demonstrar empatia não significa estar de acordo com o outro ou deixar de lado as próprias convicções. É possível estar em completo desacordo com alguém, sem deixar de ser empático e respeitar sua posição.

3. Pratique sua automotivação Nem sempre conseguimos ter algo externo que nos motive, então devemos buscar em nós mesmos o motivo para atuar. Ter capacidade de automotivação significa colocar as emoções a serviço de uma meta. Nossas responsabilidades podem ser executadas com harmonia, sem que nos tirem toda nossa energia. Trabalhar de forma prazerosa nos revigora e

5. Saiba lidar com relacionamentos A arte dos relacionamentos é, em grande parte, a capacidade de lidar de forma adequada com as emoções e interagir bem com os outros. Para obtermos relacionamentos saudáveis é preciso mais que ouvir, é preciso participar, falar, expressar nossas dificuldades, nossos desejos, vontades e ponto de vista. Trate as pessoas de forma gentil e

ética, demonstrando simpatia. Pequenos atos como segurar a porta do elevador, utilizar palavras como: “bom dia”, “muito obrigado” e “por favor” fazem toda a diferença. Afinal de contas, a boa educação nunca caiu de moda e sempre foi bem-vinda. Mesmo com a existência de diferentes tipos de personalidades e culturas, somos únicos e podemos desenvolver a cordialidade e a sutileza para manter um bom relacionamento. O cuidado com a comunicação desencadeia a leveza nas relações, transformando-as em duradouras e alegres. Cuidar dos nossos relacionamentos e trabalhar bem em equipe melhora o clima organizacional e nos beneficia. Ter bons relacionamentos nos faz mais felizes e, por consequência, nos torna mais produtivos. Experimente prestar mais atenção nas suas emoções, nas emoções do próximo e a melhorar a administração dos relacionamentos. Tente e irá perceber que ultrapassará com facilidade esse desafio. Boa sorte!

Fernando Oliveira Master Trainer em PNL e Coaching. CEO da Four Training Consulting. Pesquisador e estudioso da Física Quântica. Escritor do livro Master Coaches pela Editora Ser Mais.

editorasermais.com.br 13


´ ARTIGO FlAvia Vasconcelos

Orientação

de Carreira “Não somos apenas o que pensamos ser. Somos mais: Somos também o que lembramos e aquilo de que nos esquecemos; Somos as palavras que trocamos, os enganos que cometemos, os impulsos a que cedemos sem querer”. (Sigmund Freud)

V

ocê já se sentiu perdido em sua carreira? Já sentiu a angústia de não ter a certeza de ter feito a escolha certa? E aquele conflito interno que pede para você mudar de rumo, mas não tem a mínima ideia de como recomeçar e que direção tomar? E o novo desafio como líder de uma nova equipe? Como agir? Como fazer da equipe o seu time? Trilhar uma carreira de sucesso, cheia de recompensas positivas ou mesmo escolher uma profissão, é uma missão que exige foco, dedicação e, muitas vezes, uma orientação de carreira. A chegada intensa da tecnologia não só transformou processos, como criou eficazes canais de oportunidades, além de alterar todo o sistema de produção, exigindo mais

14 editorasermais.com.br

qualidade técnica e comportamental dos recursos humanos existentes. Existem indicadores que são complicadores e causam desconforto ao trilhar uma carreira: escolher o sucesso ou a fama; prazer; satisfação pessoal, qualidade de vida ou sucesso financeiro. O meio social em que vivemos também tem a sua parcela de culpa em nossas indecisões ou insucessos. Quase sempre tomamos decisões baseadas em valores dos grupos sociais nos quais convivemos e esquecemos os nossos próprios. Com o objetivo de sanar estas dúvidas e angústias que causam estresse e muitas frustrações, o processo de orientação de carreira propõe uma série de ferramentas e metodologias que auxiliam o profissional a encontrar dentro de si mesmo as suas melhores respostas e o caminho que o fará


feliz e realizado profissionalmente. A orientação de carreira é um processo que ocorre em dez sessões de uma hora e meia. Estas sessões podem acontecer presencialmente ou via Skype, no caso de profissionais que estejam em outras regiões fora de São Paulo. O ideal é que as sessões ocorram semanalmente e nos intervalos entre uma sessão e outra será realizado um acompanhamento via e-mail para verificação de tarefas técnicas e comportamentais propostas durante o processo. Na impossibilidade das sessões semanais, adotamos a frequência quinzenal. Para chegarmos às melhores respostas e soluções para cada indivíduo, utilizamos ferramentas e metodologias da Psicologia Organizacional e do Coaching de Carreira. Demandas comuns para a orientação de carreira: - Primeiro emprego; - Mudança/desenvolvimento de carreira; - Insegurança na carreira; - Pós-perda de emprego; - Pré-aposentadoria/aposentadoria; - Crenças limitantes; - Influências externas; - Espera do sucesso; - Atitudes incorretas; - Incertezas futuras; - Valores e princípios agredidos; - Mudanças organizacionais; - Desconhecimento da realidade.

Etapas do processo: 1) Apresentação do processo e rapport. 2) Alinhamento de objetivos. 3) Identificação, análise de talentos e competências a serem desenvolvidas alinhadas aos objetivos. 4) Identificação, análise e interpretação de valores e crenças limitantes. 5) Missão de vida. 6) Orientação de mercado, possíveis oportunidades e ameaças. 7) Elaboração ou reformulação de curriculum. 8) Orientação de postura e posicionamento em entrevistas e processos seletivos. 9) Orientação de utilização de ferramentas para recolocação no mercado de trabalho. 10) Desenvolvimento de competências para realização profissional. 11) Preparação para o encaminhamento da carreira. Benefícios da orientação de carreira O cliente: - Torna-se mais produtivo; - Atinge, consistentemente, um desempenho mais alto em tudo que faz; - Aumenta sua confiança e habilidade; - Aprende mais e vence os bloqueios para aprender melhor; - Esclarece o que quer e o que pode dar nos seus relacionamentos; - Os seus relacionamentos profissionais tornam-se melhores; - Recebe estímulo intelectual ao discutir ideias importantes;

- Obtém clareza de objetivos e valores; - Adquire melhor panorama a curto, médio e longo prazo; - Busca as melhores tomadas de decisão; - Propicia o potencial para o avanço no seu trabalho e melhores perspectivas de vida; - Proporciona um melhor trabalho em equipe; - Atinge nível de excelência na melhor pessoa que pode ser; - Encontra as respostas e os caminhos que talvez, nunca havia pensado. É importante salientar que este processo não visa encontrar uma vaga para o cliente e sim prepará-lo para novas oportunidades e novos desafios. O orientador de carreira, neste processo, funciona como um facilitador para que o cliente encontre a sua direção. O cliente da orientação de carreira deve estar 100% comprometido com seu objetivo, desenvolvimento e com a sua busca. Em um universo onde a falta de comprometimento e engajamento é a principal estatística para as demissões, é preciso se conscientizar que há apenas uma forma de envolver as pessoas em seu trabalho: fazer com que o trabalho faça sentido para o indivíduo e isso acontecerá uma vez que ele puder exercer o seu talento, a sua essência e a sua missão de vida a maior parte do seu dia e da sua existência.

Flávia Vasconcelos Psicóloga, Especialista em Gestão de Pessoas, Master Coach e sócia da Consultoria THAI RH. Consultora de RH e Coach focada na identificação e desenvolvimento de talentos. flavia@thairh.com.br www.thairh.com.br

editorasermais.com.br 15


^ SE ATUALIZAR UP 2 DATE NOVIDADES PARA VOCE

1

2

3

1 - Cubo mágico com leds

O famoso cubo mágico ganhou uma versão para lá de moderna. O Rubik’s Interactive LED Futuro Cube é mais do que apenas um brinquedo de lógica, mas também toca sons e tem outros recursos que permitem jogar games variados. Lembra do jogo da minhoquinha, presente na maioria dos primeiros celulares? O cubo também vem com ele, além de propor desafios diferentes como o game Piano, em que o jogador precisa decorar o som reproduzido por cada lado e repetir. São seis sequências ao todo e o fabricante frisa não ser assim tão fácil completá-las. O acessório ainda permite jogar em grupo, seu recurso wi-fi oferece conectividade com demais cubos. $99.99. Disponível no site: www.thinkgeek.com 16 editorasermais.com.br

2 - Mouse virtual

Chega de cabos de periféricos para todos os lados, com o evoMouse - Virtual Mouse, você irá se livrar da bagunça de fios e ainda terá um gadget prático para utilizar no lugar do mouse convencional. O acessório responde aos movimentos da sua mão e funciona em qualquer superfície plana. Ele também funciona como multi-touch e é uma boa alternativa para pessoas com LER (Lesão do Esforço Repetitivo), pois não força os dedos e as mãos ao clicar, arrastar e controlar o cursor. O aparelho funciona conectado à porta USB de computadores e tablets. $49. 99. Encontre em: www.thinkgeek.com

3 - Pantufa eletrônica

Descanse e ainda aqueça os pés em casa com a Narwhal USB Heated Plush Slippers. A pantufa de pelúcia vem com cabo usb para ser conectada em computadores enquanto esquenta. Você pode usá-la enquanto estiver plugada e se precisar andar, basta desconectá-la que permanecerá quente por um tempo. A novidade por enquanto somente vem no formato da baleia narval. $24.99. Compre em: www.thinkgeek.com


5 4

6

4 - Carregue o celular enquanto cozinha

Esta seria uma tarefa no mínimo comum quando alguém chega em casa com o celular descarregado, pluga o aparelho na tomada e, enquanto isso, prepara algo para comer. Mas não é exatamente esta a cena ao utilizar o PowerPot Thermoelectric Generator. Pense na praticidade de um gadget pensado para quem gosta de acampar e não teria como carregar seus aparelhos. O acessório carrega baterias por meio da energia termoelétrica, basta conectá-lo à panela que vem com o cabo usb e cozinhar, automaticamente o celular começará a ser alimentado. $ 149.99. À venda no site: www.thinkgeek.com

5 - Robô controlado por bluetooth

O Bero - Be the Robot é um daqueles brinquedos eletrônicos que diverte adultos e crianças. O gadget é controlado via bluetooth e tem compatibilidade com a maior parte dos smartphones e tablets. Com ele, é possível reproduzir músicas e até iluminar ambientes graças às suas seis lâmpadas em LED. O robô obedece a todos os comandos a partir de um aplicativo que permite fazê-lo dançar, levantar os braços, e até reagir a notificações dos telefones e dispositivos conectados. Algumas atividades já vêm programadas, mas o acessório conta com entrada para cartão SD, o que possibilita outros tipos de programação. Mais informações em: www.thinkgeek.com

6 - Ligue e desligue eletrônicos a distância

Que o controle remoto é uma praticidade do dia a dia atual ninguém duvida e até riria muito em pensar numa vida sem ele. Agora, imagine que por meio do seu smartphone você possa inclusive desligar aparelhos cortando a energia enviada para eles a distância. A Pivot Power Genius - Wink App Enabled Power Supply é uma régua aparentemente normal, mas que permite realizar esta atividade a partir do seu celular. Basta instalar um aplicativo no telefone e comandá-la por meio da conexão wi-fi. Para ativar a função ligar e desligar é simples, o usuário encosta o celular no espaço destinado à tomada e habilita a régua, feito isso é só controlar a alimentação aos eletrônicos de onde estiver. $54.99. Disponível no site: www.thinkgeek.com editorasermais.com.br 17


ARTIGO Vinicius Caldini

Entregue o valor

correto

a seu cliente e venda mais!

O

cliente é a parte mais importante de seu negocio. É ele que vai direcionar o caminho que deve percorrer. Então, primeiro de tudo, precisamos conhecer nosso cliente. Quem é nosso cliente? Quem é nosso público-alvo? Definir o público-alvo é primeiro passo para conseguir entregar o valor correto a seu cliente. Ou seja, entregar o benefício que espera de seu produto ou serviço. Identificado seu público-alvo, conhecerá os atributos aos quais precisamos gerar valor a estes clientes. É fundamental para a vantagem estratégica de uma organização. Quanto mais a empresa consegue identificar tais atributos e utiliza na estratégia de geração de valor, mais aumenta sua capacidade de vendas. Pois seu cliente conseguirá identificar os valores que deseja em seus produtos e serviços. Passos para entender seu público-alvo Pesquisa de mercado Primeiro de tudo, faz-se necessária a pesquisa de

18 editorasermais.com.br

mercado, conhecer quem quer comprar seu produto ou necessita de seu serviço, é fundamental. O cliente é aquele que compra seu produto e usa seu serviço. Muitas empresas colocam seus produtos à venda sem conhecê-lo ou acham que conhecem. Devemos evitar a confusão do que desejamos com o que seu cliente deseja. Direcionando a uma faixa de público Não devemos nunca estabelecer uma faixa de público muito extensa. Quanto maior seu público, maior vai ser o esforço em conhecê-lo, ficando mais difícil gerar valor e montar uma estratégia eficiente e eficaz. Esta delimitação de faixa é chama de segmentação de mercado. Atribuindo valor a seu produto e serviço Com a segmentação de mercado, podemos identificar com mais facilidade as características comuns, conseguindo montar uma estratégica para gerar o valor e satisfazer os atributos esperados pelo seu cliente. Estratégia de segmentação de mercado Um dos primeiros modelos de segmentação ocorreu com a General Motors, que segmentou o mer-


cado automobilístico dos Estados Unidos, conseguindo implantar um sistema de preços em função dos segmentos de público. O cliente que compra um carro da faixa de preço mais baixo procura praticidade e economia de combustível. Já o que compra um carro na faixa de preço mais alta, procura conforto e status. Devemos evidenciar estes atributos para que cada público identifique os benefícios esperados pelos segmentos. As modalidades de segmentação podem ser por região, demográfica, socioeconômica, padrões de consumo, benefícios procurados, estilos de vida. Definindo o público-alvo Definindo seu segmento de mercado fica mais fácil conhecer seu público-alvo e identificar os benefícios esperados nos segmentos. Assim podemos entregar o valor esperado por este público. O valor atribuído ao produto/ serviço passa a ser óbvio ao longo do tempo O valor que hoje é percebido pelo seu cliente, sendo um fator de diferenciação do mercado, tronar-se-á óbvio, podendo ser utilizado pelo seu concorrente. Sendo assim, devemos identificar novas oportunidades para colocar novos atributos nos produtos/ serviços.

Vinicius Caldini Professor universitário, palestrante, consultor de marketing digital e vendas pela internet. Escritor do livro Marketing aplicado aos relacionamentos pela Editora Ser Mais. vinicius.caldini@hotmail.com

Definir o público-alvo é o primeiro passo para conseguir entregar o valor correto a seu cliente.

Analisando oportunidades É importante analisar oportunidades, pois elas dependem do cenário em que a organização está inserida; entender seu ambiente interno e externo. A análise SWOT* é uma ferramenta que permite verificar como está este cenário. É importante que as empresas observem constantemente o cenário mercadológico para promoverem a adaptação em um ambiente em constante mutação. Podemos fazer uma comparação à frase do Charles Darwin, que diz: “Não são as espécies mais fortes que sobrevivem nem as mais inteligentes, e sim as mais suscetíveis a mudanças.” As organizações que sabem se adaptar as mudanças sobreviverão e continuarão a maximizar suas vendas. Será sempre necessário atribuirmos mais valor a nosso produto/serviço, para diferenciá-lo dos concorrentes e torná-lo mais atrativo a seu público. Outra forma para gerar valor é o posicionamento Posicionamento é o que se faz na mente do cliente em perspectiva. “Não é o que se faz com o produto, mas como ele é colocado na mente do comprador em potencial.” Al Ries e Jack Trout Desta forma será o lugar que o produto/ serviço ocupa na mente dos consumidores em relação aos produtos concorrentes. Pode posicionar conforme exemplos: “o mais saudável!”, “o melhor

vinho para se tomar frio”, “a melhor loja para esportistas!”, “nossos japoneses são melhores do que os dos concorrentes”. Agregar valor a seu produto/ serviço Identificando o cliente, oportunidades e conhecendo a concorrência, podemos agregar valor a produtos/ serviços. Temos que agradar ao máximo o cliente para maximizar as vendas e os lucros. Uma forma de agregar valor é a inovação. Empresas inovadoras têm mais chance de se diferenciarem dos concorrentes. Mais benefício entregue se torna mais atrativo a seu cliente. Conclusão Para as empresas se adaptarem às mudanças constantes no cenário atual e conseguirem maximizar suas vendas, deverão ser inovadoras. Acrescentando valor/benefícios as seus produtos e serviços, que antes não eram percebidos e que podem ser explorados. As empresas e pessoas não vão deixar de comprar, comprarão quando perceberem mais valor/ benefícios. Se sua organização conseguir inovar, pode maximizar as vendas. *Swot (Strengths, Weaknesses, Opportunities e Threats) pontos fortes, pontos fracos, oportunidades e ameaças. Os pontos fracos e fortes são fatores internos da empresa. Oportunidades e ameaças são fatores externos.

editorasermais.com.br 19


ARTIGO Eduardo Gomes de Matos

Promoção da mudança pelos

treinamentos

comportamentais

O que pode ser feito?

A

revista Exame completou em 2014 40 anos desde que elaborou pela primeira vez sua famosa lista das 500 Empresas Maiores & Melhores. Das listadas em 1974 como sendo as referências em gestao, 67% já não existem mais ou foram adquiridas. O que aconteceu? O que pode ser feito? É muito fácil culparmos grandes eventos externos como a última crise financeira de 2008, o que às vezes acontece de fato. Mas aprofundando nossa análise, podemos perceber que estes insucessos têm suas causas internas, 83% dos fracassos empresariais estão relacionados à gestão interna das organizações. O que normalmente acontece é que diante de um ambiente extremamente volátil e competitivo de mudancas, as vítimas não conseguiram adaptar-se. Como os treinamentos comportamentais podem contribuir com a promoção

20 editorasermais.com.br

de mudanças e tornar as empresas mais competitivas e duradouras? Ao longo dos últimos 25 anos, com a pesquisa e trabalho diário de consultor com empresários e executivos mostram que a ausência de mudancas e a inércia podem incubar várias doencas fatais. John Wells identificou três tipos de inércia - estratégica, estrutural e humana. A inércia estratégica é quando a empresa falha em alterar suas estratégias em tempo hábil. A estrutural, quando a organização sabe que precisa realizar mudanças, mas é impedida pela sua estrutura. E a humana reflete a relutância dos indivíduos e dos grupos às alterações. Como podemos constatar, as três estão diretamente relacionadas à promoção de mudancas.  Para obter desempenho superior ao da concorrência e consolidar sua vantagem competitiva, as empresas devem continuamente estar preparadas para se adaptarem e se rea-


treinamentos

compor-

daptarem para aumentar sua longevidade. E isto requer - capacidade para mudar. E quem faz as mudanças acontecerem e eliminam a inércia organizacional? Se você pensou em pessoas, está absolutamente certo. Entretanto, nós seres humanos temos alguns comportamentos que prejudicam sobremaneira esta postura para a mudança. Primeiro, somos complacentes. Acostumamo-nos com o que não nos satisfaz totalmente. Temos dificuldade de sair da nossa zona de conforto. O pensamento preguiçoso prevalece, porque mudar dá trabalho. Segundo, somos procrastinadores.  Temos uma enorme capacidade em deixar para depois o que temos que fazer, apesar de sabermos que isso pode nos prejudicar. Sabendo disso, os líderes empresariais devem investir continuamente em treinamentos comportamentais. 

tamentais

No livro Treinamentos comportamentais da Editora Ser Mais escrevi sobre o assunto detalhando a minha visão sobre: Mudar comportamentos é possível? Tenho a convicção que mudar o comportamento dos outros

Eduardo Gomes de Matos Presidente da Gomes de Matos Consultores Associados, escritor, palestrante e Mentor da Endeavor. Escritor do livro Treinamentos comportamentais pela Editora Ser Mais.

não é possivel, somente nós temos a chave para a mudança interna. Mas podemos influenciar a mudança do comportamento do outro, de uma equipe, de uma empresa ou até mesmo de uma nação. É aí que entram os treinamentos comportamentais como um excelente método para promover mudanças. Os líderes empresariais erram quando primeiro realizam treinamentos técnicos ao invés de inicialmente influenciar a mudança de comportamento. O aprendizado somente acontece quando o ser humano tem consciência. Temos que primeiro treinar a consciência, os comportamentos, para só então treinarmos as competências.  Portanto, para conseguirmos ter empresas competitivas e duradouras, devemos contratar pessoas responsáveis, orientadas à obtenção de resultados e apaixonadas pela melhoria contínua delas mesmas, o que Carol Dweck chama de mentalidade de crescimento. Pessoas estão dispostas a aprender e mudar continuamente, pois elas gerarão as mudanças, o impacto e resultados desejados para todos terem sucesso.

treinamentos

comportamentais editorasermais.com.br 21


ARTIGO Dalmir Sant’Anna

QUAL A SENSAÇÃO DE FICAR NA FILA

ESPERANDO?

V

amos juntos fazer o seguinte exercício mental. Imagine que sua empresa instalará uma câmera para filmar o comportamento dos clientes na fila de espera. Quais reações as câmeras estariam revelando? Seriam agradáveis ou semblantes de desconten-

tamento? O que os clientes estariam fazendo enquanto aguardavam na fila para efetuar o pagamento? Partindo das primícias de que cada cliente pode ser um promotor da divulgação positiva ou negativa da sua campanha promocional e do atendimento que recebe, elaborei duas sugestões para ajudar você e sua empresa a reduzirem o tempo de permanência do cliente em uma fila e, consequentemente, o desconforto ao permanecer em pé aguardando atendimento. Cadeiras e sofás – Se há espaço na sua empresa, estruture um layout que permita oferecer aos mais diversos clientes aguardar o atendimento sentado. Se possível, coloque um televisor e avalie a possibilidade de colocar em uma mesa algo para o cliente comer e beber. Pode ser água, suco, chá, bolacha. O importante é gerar um diferencial diante dos seus principais concorrentes. Senhas – Se a sua empresa mantém um único ponto de atendimento para receber o pagamento, ofereça aos seus clientes uma ordem cronológica. Esta prática está sendo adotada inclusive por alguns bancos, que anteriormente recebiam inúmeras reclamações. Coloque senhas e um visor de fácil visualização para os clientes permanecerem mais tempo circulando nos corre-

22 editorasermais.com.br

dores, ou ainda, realizando outras atividades, ao contrário de ficarem parados em uma fila. Pense na quantidade de vezes que foi ao cinema e permaneceu em pé na fila para comprar o ingresso? Depois, fila para comprar a pipoca, fila para entrar na sala de cinema, fila para pagar o estacionamento, fila para sair do shopping. Incrível é constatar empresários, líderes, gestores e gerentes de equipes, investindo alto em publicidade e propaganda, mas não levantando da cadeira para realizar o exercício de segurar uma sacola de compras, em pé, parados em uma fila, aguardando para serem atendidos ou para realizarem o pagamento das compras. A rapidez no atendimento é um importante diferencial competitivo. Assim como os seus clientes, você também não tem tempo a perder! Invista na capacitação da sua equipe, realize reuniões para ouvir as experiências vivenciadas por seus colaboradores (funcionários) e procure usar a empatia com aquelas pessoas que aguardam para receber atendimento na sua empresa.

Dalmir Sant’Anna

Mestre em administração de empresas. Palestrante, professor e autor de livros na área comportamental. Autor do livro Oportunidades pela Editora Ser Mais. www.dalmir.com.br


´ Por um planeta sustentAvel

Estufa portátil A Electrolux Hydrosphere é uma pequena estufa portátil que poderá abrigar a sua própria horta dentro da cozinha. Pequenos temperos e ervas crescem confortavelmente dentro da esfera e são alimentados pela água e luz central, capaz de gerar energia suficiente para a fotossíntese. O gadget foi desenvolvido pelo designer Kleber Puchask durante o concurso Electrolux Design Lab.

Carregue baterias enquanto caminha

Relógio “solar”

Relógio do bem O SmileSolar watch é relógio que tem sua bateria interna alimentada pela energia do sol. Basta expô-lo durante uma hora aos raios e o acessório terá três meses de bateria. Sustentável e descolado. Produzido pela empresa japonesa Q&Q. Disponível no site: http://www.smile-qq.com/

Com apenas 15 anos, Angelo Casimiro é um dos finalistas do prêmio de ciências do Google de 2014 nas Filipinas. O adolescente criou um dispositivo capaz de carregar a bateria de celulares e gadgets ao caminhar. A novidade é uma palmilha que vem com um dispositivo próprio para captar a energia gerada no contato dos pés com seu material. A ideia do inventor é ir além da energia sustentável, mas também propiciar o acesso à eletricidade a populações que vivem em áreas remotas e não teriam condições de carregar eletrônicos.

Computador sustentável A reutilização de materiais para a produção de computadores já é uma realidade e está bem acessível ao consumidor. Periféricos e máquinas completas são encontradas nos mais diversos materiais, até em madeira, empregada na produção do Iameco V.3. A máquina é do modelo PC All in One, que engloba todas as partes do pc em somente uma peça. Além de ser prático, ter a carcaça e componentes internos em material reaproveitado, economiza de 30 a 40% de energia graças à tela em LED. Mais informações sobre o item em: iameco.com/

editorasermais.com.br 23


ARTIGO Marli Arruda

Marketing Pessoal

em tempos de redes sociais

M

arketing pessoal eficaz tem que ser pessoalmente! Nos tempos de redes sociais, cria-se uma inércia, ou até mesmo pouco interesse para aproximar-se do outro. Tudo fica muito frio e irrealista, através do contato olho no olho, aperto de mão, interesse pela escuta, constrói-se uma relação de confiança nas relações. Nas redes sociais é permitido que você não seja si mesmo, e a tendência ao êxito é mais fácil. Observam-se comportamentos contraditórios entre a vida virtual e a vida real. 24 editorasermais.com.br


É absolutamente importante que as pessoas consigam fazer um equilíbrio e saber usar as redes sociais a seu favor, não desprezando os contatos sociais, participar de eventos e interagir com os demais durante os encontros. As redes sociais são ferramentas excepcionais de informações, mas não necessariamente de integrações. Podem ser uma ameaça ou oportunidade, dependendo do comportamento exposto virtualmente. Mas vale lembrar, leitor, as relações humanas se estabelecem por meio dos cinco sentidos:

Paladar

(saborear um café acompanhado)

Olfato

(o cheiro da pessoa diz algo sobre ela)

Visão

(o brilho dos olhos revela sensibilidades)

Audição

(escutar a voz da pessoa sem ruídos)

Tato

(aperto de mão, beijo e abraço só pessoalmente)

Marketing pessoal é isso, ser visto para ser lembrado. Pense nisso e bons eventos!

Marli Arruda Psicóloga, coach e palestrante. Assessora empresas em projetos de gestão de pessoas. Membro do grupo BNI (Business International Networking). Escritora dos livros Os segredos do sucesso pessoal e profissional e Marketing aplicado aos relacionamentos pela Editora Ser Mais.

Nas redes sociais é permitido que você não seja si mesmo, e a tendência ao êxito é mais fácil. editorasermais.com.br 25


MODA, BELEZA E ESTILO

Perfume chega ao Brasil com serviço de personalização A Burberry acaba de trazer ao Brasil o perfume “My Burberry”. Como ação promocional, a marca está oferecendo aos clientes um serviço de personalização exclusivo, em que poderão gravar até três iniciais no frasco. A fragrância contém notas de bergamota, ervilha de cheiro, rosa centifólio, rosa damascena, marmelo, folha de gerânio e patchouli.

Prontos para o verão A Sundown lançou recentemente uma loção spray que permite a exposição ao sol com bronzeamento e proteção. A novidade é a Sundown Gold Loção Spray FPS 15 e 30, um aerossol com ingredientes naturais que auxiliam no bronzeamento, como o Urucum e o Buriti. Além de prometer um belo bronzeado de forma segura, o produto também conta com emolientes e vitamina E, que hidratam a pele e previnem a descamação. Preço médio FPS 15 – R$ 30 FPS 30 – R$ 38.

Tratamento completo para os cabelos A linha Inoar Absolut DayMois cuida dos cabelos do córtex à cutícula dos fios graças ao ativo DayMoist CLR™, que age na parte interna dos fios até a camada superior. Sua fórmula contém amido de milho e extrato de beterraba e age de forma profunda, aumentando a elasticidade e a resistência ao calor. Os produtos ainda hidratam, melhoram o condicionamento e brilho nas primeiras aplicações. O shampoo e condicionador ajudam a reter a queratina, protegem das agressões diárias, preservam a cor e ainda preparam os cabelos para outros procedimentos. Já a máscara repara cabelos danificados ou quimicamente tratados. Valor médio dos itens R$ 23.

Make colorida na estação mais quente do ano As cores estão em alta e vão das roupas às maquiagens. A marca francesa MAKE UP FOR EVER lançou uma linha de sombras em formato de lápis Aquamatic em tonalidades fortes e vibrantes. Além de práticas para aplicar, são à prova d’água, resistem à umidade e suor.

26 editorasermais.com.br


NOVIDADES DO MUNDO DA WEB

Google lança drive com armazenamento

ilimitado para educação O Google lançou recentemente um drive ilimitado para os usuários do Google Apps for Education. O espaço de armazenamento é linkado a um e-mail, agenda e documentos gratuitos para estudar de modo colaborativo a qualquer momento, em qualquer lugar. As ferramentas disponibilizadas ficam nas nuvens, e ainda permitem que os usuários criem sites até com conteúdos gravados e hospedados na própria plataforma. É possível montar “centros de aprendizagem” que servem como salas de aula e podem servir de base para um portfolio online. Mais informações em: http://www.google.com/enterprise/apps/education/

Aplicativo transforma celular em carteira digital

A plataforma de pagamentos online MercadoPago acaba de lançar um aplicativo capaz de transformar o seu smartphone em uma carteira digital. A novidade permite ao usuário finalizar pagamentos pelo telefone de qualquer compra realizada em sites que aceitem o MercadoPago. O programa ainda oferece a possibilidade de os usuários transferirem de maneira gratuita dinheiro entre si. Quaisquer pessoas que tenham conta podem utilizá-lo para solicitar um pagamento ou enviar valores. Disponível para Android e iOS.

Aplicativo permite projetar

toldos e coberturas

Western Union A marca Stobag trouxe ao mercado um aplicativo voltado a quem está construindo ou reformando. O app Stobag SA é uma mão na roda para projetar toldos e coberturas em projetos arquitetônicos, pois oferece uma simulação dos materiais diretamente no local em que se planeja fazer a instalação. Para utilizá-lo, fotografe o ambiente e selecione o produto para ajustá-lo à fotografia. Após este passo, experimente tecidos e cores. E, ao final, salve a composição no celular ou compartilhe no Facebook e na Galeria Online. Disponível para Android e iOS.

lança aplicativo para

clientes de câmbio A empresa de serviços globais de pagamento traz ao mercado o app WU Câmbio para as plataformas iOS e Android. Com apenas um toque, é possível acessar a conta pelo celular ou tablet e obter informações e serviços úteis em qualquer lugar. Como facilidades, a ferramenta oferece carga e recarga de cartão pré-pago, consulta de saldo e extrato, além da opção de compra para novos usuários.

editorasermais.com.br 27


Danilo Scarpa

´ PERCIA COACHING ANDRE

AUTOESTIMA: APRENDENDO A GOSTAR DE SI!

P

“O sucesso de uma pessoa jamais será maior que sua autoestima!”

ara o Dr. Lair Ribeiro existem três fatores que, quando conjugados, geram um efeito de melhora da autoestima: 1 - Melhorar o diálogo interno, o que dizemos para nós. Devemos dizer coisas melhores para nós mesmos todos os dias. 2 - Visualizar-se criativamente, ativa e intensamente vivendo melhor! 3 - Colocarmo-nos numa postura como se um gancho nos mantivesse com a cabeça erguida e os ombros relaxados O dicionário Aurélio nos descreve autoestima como: valorização de si mesmo, amor próprio.

28 editorasermais.com.br

Autoestima pode ser estimulada e treinada! Podemos aprender a prestar atenção no valor que temos e praticar processos que nos ajudarão a gostar mais de nós mesmos. Paul Mackenna, famoso autor que foi treinado em PNL pessoalmente por Richard Bandler, pai da PNL nos dá algumas sugestões para que possamos praticar autoestima. Entrando dentro de seu “eu ideal” (Exercício inspirado em Paul Mackenna) Pense em alguém que considere ter bastante harmonia pessoal, bastante atrativo, confiante e feliz consigo, com seu corpo, mente e estilo de vida...

1 – Fique em pé, feche seus olhos e imagine a pessoa diante de você. 2 – Analise cuidadosamente como essa pessoa é, o que ela diz, como é a postura, a respiração… O que ela emana e comunica? 3 – Dê um passo adiante imaginando-se entrando dentro daquele corpo e reproduzindo em detalhes tudo o que foi percebido anteriormente... 4 – Preste atenção, onde estão no seu corpo as sensações mais fortes enquanto está no lugar desta pessoa?


5 – Dê uma cor  e uma forma a essas boas sensações que tenta em vão experimentar em si... 6 – Espalhe essa cor por todo o seu corpo, dos dedos dos pés ao alto da cabeça, até que se sature dessa sensação. 7 – Imagine sua rotina e dia a dia em que vai experimentando essa sensação em todos os momentos de sua vida. Crie uma rotina ou dia típico num filme mental parecendo atraente e confiante com aquela sensação boa a todo o momento. Respire e sinta. Quanto mais repetir, mais facilmente vai gerar essa sensação boa. No mínimo trinta repetições! Elogio Faça esse exercício ao menos uma vez ao dia por um período de 21 a 30 dias para o mesmo objetivo. Faça-o diante de um espelho, preferencialmente em um que permita a visão de todo o corpo. Olhe para sua imagem no espelho e feche os olhos.  Recorde-se de um momento no qual tenha recebido um elogio sincero e verdadeiro de alguém. Quero que escolha uma experiência na qual a pessoa realmente acreditava no que estava lhe dizendo. Traga a experiência de volta e perceba como seu corpo reage a ela, onde a sensação se manifesta fisicamen-

te, e deixe que a mesma se espalhe por você. Abra os olhos então e identifique onde em você este elogio está presente em seu corpo, seu olhar e sua expressão. Encontre em si o elogio! Em seguida, faça uma foto mental de si com essas qualidades e simplesmente espalhe-a pelas dimensões de seu ser! Vibrando Amor Diante de um espelho, identifique em sua imagem aquilo o que ainda não está bom em você ou na sua vida.  Feche os olhos e vibre para si o que está refletido no espelho, todo o amor e carinho possível, mentalmente dizendo, mostrando e fazendo sentir o que existe de melhor… Em seguida veja, ouça e sinta o que todas essas emoções recebidas fazem já lá por você. Se quiser, fale, expresse de todas as formas esse afeto e seu suporte pleno. Perceba como já lá há repercussões significativas. Entre nesse “eu” dentro do espelho que, lá mesmo, vai recebendo amor de si... Entre lá, veja ouça e sinta como é estar vivenciando tudo isso. Perceba no seu corpo onde isso se manifesta, a sua direção, intensidade, e depois aumente até se espalhar por ele. Abra seus olhos e veja o resultado desse amor transformando o seu ser!

André Percia Psicólogo clínico e hipnoterapeuta com formação internacional em Coaching. Coordenador de livros da Editora Ser Mais. youtube.com/Andrepercia apercia@terra.com.br

editorasermais.com.br 29


CAPA EDSON DE PAULA

Mulheres

vencedoras

planejam

D

icas importantes para você sonhar ainda mais alto em 2015 e aprender como idealizar seus objetivos pessoais e profissionais Quero chamar sua atenção para a leitura deste texto. Você que é uma mulher linda, maravilhosa e poderosa mas que, provavelmente, já fez algumas escolhas para sua vida que ainda não foram cumpridas, saiba que uma das prinpipais diferenças das mulheres vencedoras é que elas planejam mais e, por isso, conquistam seus objetivos. Por algum motivo temos a tendência de desistir de algumas escolhas que fazemos, exatamente por não

30 editorasermais.com.br

mais! termos detalhadas estas escolhas transformando-as em objetivos a serem conquistados. Neste momento eu quero fazer uma pergunta: Você já planejou seus objetivos para 2015? Você já possui um plano de ação detalhado para seus objetivos? Seus objetivos estão escritos e bem descritos, com metas definidas, prazos e até planos de contingência caso algo dê errado? Se deu um branco total, se ficou perdida ou se, simplesmente, não conseguiu responder prontamente estas perguntas é porque talvez esteja precisando do auxílio de um coach, e é para isso que estou aqui, vou auxiliá-la a compreender alguns pontos importantes


de como sonhar ainda mais alto e aprender como idealizar seus objetivos pessoais e profissionais. “Não tenha pressa, tenha objetivos” Entenda: definir um objetivo clara e detalhadamente não é uma tarefa tão simples, pois depende de uma série de fatores como motivação, planejamento, organização e principalmente superação pessoal. No meu livro “Torcendo por você!” eu digo que “Nada é tão distante que não possa ser conquistado” e, portanto, não ter um objetivo bem definido é ficar vagando pelo mundo sem um propósito, sem direção. Fique atenta, pois você poderá descobrir tarde demais que o sucesso depende da sua ação, da sua atitude, muito mais que ter uma simples intenção. É importante entender que não basta apenas ter um objetivo definido, mas também ter uma visão positiva, intensa e detalhada deste objetivo. É preciso enxergar claramente todos os ganhos e perdas, pontos fortes e fracos, ameaças e oportunidades que farão parte na sua caminhada rumo ao objetivo. A economista Sheryl Sandberg, diretora de operações do Facebook e uma das mulheres mais poderosas do mundo, defende que o feito é melhor que o perfeito e que uma boa formulação de objetivos é essencial para o sucesso de qualquer organização. Entenda que estas mulheres vencedoras aprenderam a seguir seus objetivos na vida pelo do uso da disciplina e da força de vontade. São mulheres motivadas para o sucesso e, portanto, mulheres vencedoras planejam mais! Uma pergunta importante a se fazer antes de definir um objetivo é “O que me motiva a fazer isso?” e, outra a ser feita após esta definição é “Quanto estou motivada para fazer isso?”. Veja que está inserida na pergunta o conceito da “motivação” que é, sem dúvida, a verdadeira essência de um objetivo, pois motivação é um motivo para você agir. Aproveite também ago-

Definir um objetivo clara e detalhadamente não é uma tarefa tão simples, pois depende de uma série de fatores como motivação, planejamento, organização e principalmente superação pessoal.“

editorasermais.com.br 31


CAPA

ra para fazer uma reflexão sobre tudo o que você fez ou deixou de fazer em 2014. Será que ainda existem projetos inacabados na sua vida? Você pode realizar tudo aquilo que planeja, desde que tenha disciplina e coragem, portanto, não fique parada, procure agir, foque nos seus objetivos. Não espere tocar aquela musiquinha “Adeus ano velho, feliz ano novo” para começar a se sentir motivada. Pode ser que, exatamente, naquele trecho que diz “Que tudo se realize no ano que vai nascer”, você venha a sentir um vazio a ser preenchido, um sentimento de falta de propósito e de comprometimento. Ou mesmo tenha que esperar mais um ano para realizar aquilo que quer. Sabe qual é o motivo disto? Falta um objetivo, que é um bom motivo para você agir. E daí você poderá se lembrar deste texto que eu escrevi e, eu estarei à sua disposição, pois quando você tem uma visão positiva, intensa e detalhada do seu futuro, você obtém a motivação necessária para criar a vida que deseja! Então, eu vou pedir para você separar um bloco de anotações e uma caneta, ou até o seu tablet se preferir, encontrar um lugar tranquilo onde possa se sentar

32 editorasermais.com.br

e refletir sobre sua vida e o que quer realizar ou deseja obter. Inicialmente, pense em todas as melhorias que você gostaria de fazer na sua vida em um sentido mais amplo, como por exemplo “obter mais qualidade de vida”, ou “fazer uma viagem internacional”, não precisa especificar muito, apenas deixe sua mente levá-la para estados de excelência, vou pedir para que você sonhe com os olhos abertos. Não se limite, não seja tão exigente consigo mesma, neste momento é importante deixar seu papel de sonhadora agir ao invés da crítica. Algumas perguntas podem auxiliar você na intenção de fazer um rascunho dos seus objetivos: “O que eu devo fazer para melhorar ainda mais minha qualidade de vida?” “O que eu posso fazer para ser uma mulher de sucesso?” “Como posso ser mais feliz e me sentir realizada pessoal e profissionalmente?” “O que eu posso fazer para aumentar meu rol de relacionamentos?” Primeiramente, foque no “Eu”, ou seja, foque apenas em objetivos que você deseja realizar. Neste ponto é importante que você não pense em objetivos para realizar com outras pessoas ou que dependam dos outros.


Isso reforça sua autoestima, pois é bom ter a consciência de que você determina suas ações, que é independente. É claro que irá trabalhar com objetivos que dependam ou incluam outras pessoas, mas neste momento foque apenas em você. Faça isso com calma, sem pressa. Vá preenchendo sua lista de sonhos, não economize nas possibilidades, eu vou pedir para que você coloque nesta lista aproximadamente vinte ou mais objetivos, não se assuste e nem menospreze sua habilidade de sonhar com os olhos abertos, deixe sua imaginação trabalhar por você.

Sinalize os mais importantes

Feito isso, olhe para sua lista e vá ticando, marcando aqueles objetivos que considera mais importantes para você. Diferente da dica anterior que eu pedi para ter calma, agora eu vou pedir para que você não demore muito na escolha: seja rápida! Se você pensar muito irá aflorar o seu lado crítico com pensamentos do tipo “Isto é demais para mim” ou até o fatídico “Ah! Eu não mereço isto, está longe do meu alcance”. Deixe que seus olhos brilhem, que os objetivos saltem para fora do papel, compreende?

Desafie-se!

Escolha os objetivos que tragam um certo desafio, não se acomode nas suas escolhas e, mais uma vez, confie no seu poder interior, na sua essência feminina de cuidar e proteger aquilo que deseja para sua vida. Você tem agora uma lista com os prováveis objetivos a serem detalhados, coloque-os em ordem de prioridade. Qual será o seu primeiro objetivo a ser alcançado? Qual será o segundo? E assim por diante. Escreva-os em uma nova lista e neste ponto vou pedir para você fazer uma pequena pausa e refletir: “Quais são os pequenos hábitos negativos que possuo que possam me impedir

de conquistar estes objetivos?”. Isso quebrou suas pernas? Não fique chateada comigo… “Poxa, Edson! Você me pede para sonhar, me pede para escrever os meus sonhos e agora me pergunta quais são os hábitos negativos que me impedem de conquistar meus objetivos?” Sim, é isso mesmo! Eu peço para que - do mesmo jeito que sonhou com os olhos abertos - faça uma reflexão sobre tudo que possa impedir você de conquistar seus objetivos mas, principalmente, quais são os pensamentos que dirigem estes impedimentos. Impedimentos são pensamentos que repetidos várias vezes se transformam em hábitos negativos como por exemplo “Eu costumo não cumprir com as tarefas que proponho a mim mesma” ou “Eu quase sempre me atraso” ou “Eu acabo desanimando ou desistindo no meio do caminho”. É importante que você descreva seus impedimentos para tomar consciência daquilo que pode afetar negativamente o alcance dos seus objetivos e, ao mesmo tempo, refletir sobre as possíveis mudanças de pensamento e hábito. O objetivo agora é transformar estes impedimentos em desafios a serem superados. Formule algo como “Eu assumo me desafiar a cumprir com as tarefas que proponho a mim mesma” e descreva também os benefícios que este novo pensamento pode lhe oferecer, como por exemplo: “Se eu cumprir com as tarefas que proponho a mim mesma, terei o benefício de ser responsável por aquilo que escolho e isso me dá autoconfiança”.

Coloque no papel o que deseja! Agora vem a parte boa desta formulação dos objetivos: da mesma maneira que você refletiu e descreveu os impedimentos, vou solicitar que você escreva tudo aquilo que possa auxiliá-la a conquistar seus objetivos como por exemplo: “Eu sou organizada” ou “Eu sempre consigo convencer as pessoas a me ajudarem

editorasermais.com.br 33


CAPA

naquilo que preciso”. Faça uma lista de tudo aquilo que possa auxiliá-la, não economize. É importante termos esta noção de que os hábitos negativos mesmo que pequenos podem se transformar em grandes dificultadores quando não tratados. É preciso ser realista e ir ajustando os seus objetivos com tudo aquilo que pode impedir ou auxiliar você a obtê-los, deste modo tem um panorama geral do seu estado atual e isso a auxiliará a construir sua ponte ao futuro. Olhe novamente para os seus principais objetivos em 2015 e responda “Quanto você está motivada a conquistá-los?”. Eu me recordo de uma das minhas clientes que desejava muito escrever um livro e não sabia por onde começar. Começou exatamente por este ponto, ou seja, colocando no papel seu principal objetivo. Eu a auxiliei a detalhar e se motivar a cada vez que olhava para sua intenção em escrever o livro. O resultado? Em menos de 12 meses o livro estava impresso. Eu chamo isso de comprometimento e motivação somados ao resultado. Entenda que, se o seu comprometimento e motivação estiverem abaixo da média, é necessário rever os impedimentos procurando diminuí-los e, ao mesmo tempo, procurar aumentar a potencialidade de tudo aquilo que possa auxiliar você.

Elabore cada etapa do caminho a seguir Feito isso e agora realmente com-

34 editorasermais.com.br

prometida, comece a dividir cada um dos seus objetivos em ações menores, é o que chamamos de metas. As metas são os pequenos passos que você dá rumo ao seu objetivo. Lembre-se de colocar uma data, um prazo para cada meta e, com isso, irá criar um plano de ação. A intenção não é fazer uma pequena lista com grandes objetivos, mas sim detalhar estes objetivos com pequenas metas. Cada meta é uma ação concreta, uma tarefa que você terá que realizar. A cada meta, uma ação, a cada ação, uma tarefa, a cada tarefa realizada, um passo mais próximo da conquista do seu objetivo.

Compartilhe objetivos e ganhe apoio extra

Ao final, chame suas melhores amigas para apresentar sua lista de objetivos e peça o apoio delas para incentivá-la, pois elas irão apoiá-la se por um acaso você der uma “escorregada” ou desanimar no meio do caminho. Como disse em meu livro “A mulher é um show!”, “Não permita que pensamentos negativos voltem a habitar sua mente, não permita que pessoas negativas se aproximem de você, se afaste de pessoas que queiram puxar você e se alie a pessoas que possam alavancá-la, impulsioná-la, dar um salto na sua qualidade de vida”. Para que você se lembre dos seus objetivos, mas principalmente das metas que são tarefas, você pode


A cada meta, uma ação, a cada ação, uma tarefa, a cada tarefa realizada, um passo mais próximo da conquista do seu objetivo.” também criar “pistas visuais” em sua casa ou no trabalho, enviando um e-mail para si mesma com suas tarefas semanais, ou até colocando “post-its” em locais estratégicos como no espelho ou na geladeira, você pode inclusive colocar fotos que representem os objetivos para ilustrar ainda mais a sua visão.

Concentre-se e mantenha o foco!

Para finalizar, mantenha sempre em mente tudo aquilo que visualiza obter na sua vida pessoal e profissional e, principalmente, não tenha medo de ir adicionando novas metas ou tarefas ao longo do ano.

Celebre as conquistas

Ah! E quando você conquistar seu objetivo, comemore, comemore muito! Lembra-se daquela minha cliente? Aquela que escreveu um livro? Nem preciso dizer que ela fez um super lançamento, comemorou muito com seus amigos, brindando as taças de champanhe pela conquista. Afinal, você não precisa esperar para estourar uma champanhe e brindar suas conquistas apenas o final do ano, não é mesmo?

Edson De Paula Palestrante comportamental, master coach e escritor. www.edsondepaula.com.br contato@edsondepaula. com.br editorasermais.com.br 35


}

JO GO RÁ PI DO 36 editorasermais.com.br

Roger Moreira

Ele é considerado uma pessoa muito inteligente, não somente pelo seu QI elevado, mas pelo talento ao compor, tocar e cantar. Na banda Ultraje a Rigor, Roger Moreira pode mostrar um rock diferente, com letras bem-humoradas, capazes de criticar a política e a sociedade de uma maneira divertida. Confira a rápida entrevista com o idealizador do grupo e saiba mais sobre seus projetos e carreira. por Julyana Rosa 1 - Você é o único integrante da formação original do Ultraje. Outros nomes passaram por ela, e hoje são de outros grupos conhecidos. A banda sempre foi um grande projeto seu e, por isso, como todo empreendedor, continuou a buscar novos músicos e canais para a divulgação? Como lidou com essas mudanças na equipe e manteve a ideia original, o compromisso de fazer música com conteúdo ao invés de se preocupar tanto com a estética?  Com a estética? Você deve ter se confundido nessa palavra. A música e a diversão sempre foram o mais importante. Estética nunca foi nem uma questão. Sim, manter o grupo é uma tarefa complicada. No entanto, tenho mantido essa formação de agora já há cinco anos com o Marcos Kleine e onze com o resto do pessoal.  


Foto: Dantas Jr.

2 - Como era fazer e divulgar música à época da ditadura?  Apesar de haver censura àquele tempo, hoje há mais neuras e preocupações com letras ou mensagens de músicas? O que difere?  Hoje em dia é muito pior com essa ditadura do politicamente correto, que não passa de um artifício da esquerda. Não peguei o tempo da censura brava. No meu tempo, ainda que houvesse uma censura em gravar ou tocar no rádio, não havia mais censura em shows. E, claro, redes sociais não existiam.   3 - Há algum projeto novo para shows ou CD da banda?  Sim, queremos lançar um CD instrumental assim que possível.   4 - A ida para a Tv influenciou de alguma forma a música de vocês? Como surgiu a oportunidade para participar de programas? Como tem sido a experiência no The Noite? Melhorou muito nossa interação, que já era boa. Estamos mais entrosados musicalmente. Estamos melhores. É bem mais divertido e estimulante poder tocar diversas músicas em vez de sempre o mesmo repertório. A oportunidade surgiu com um convite do Danilo, há quatro anos. Tem sido ótimo.   5 - Além da carreira musical, pensou em seguir alguma outra? Bem, eu era professor e estudei arquitetura. Mas sempre tive preferência pela música.

editorasermais.com.br 37


38 editorasermais.com.br


editorasermais.com.br 39


Informativo - AAPSA

gestão de pessoas no IV Fórum de CEO’s da AAPSA

Dudalina, Infi, Across rh, Volvo, Proxi Contact Center e Sanitas Internacional Brazil expõem seus olhares estratégicos “Olhares estratégicos para a gestão de pessoas na visão dos CEO’s.”

T

ema do IV Fórum de CEOs da Associação Paulista de Recursos Humanos e de Gestores de Pessoas (AAPSA) atraiu 150 participantes que conferiram de perto as apresentações e reflexões dos CEOs Kiko Campos (Across RH), Luis Rezende (Volvo), Jimmy Cygler (Proxi Contact Center), Daniel Coudry (Sanitas Internactional Brazil), Sonia Hess (Dudalina) e do diretor geral do Instituto Febraban de Educação - INFI, Fábio Moraes. O Fórum de CEOs é um dos mais relevantes eventos anuais da AAPSA tanto pelos temas debatidos quanto pelos convidados. Realizado no dia 18 de setembro de 2014 em parceria

40 editorasermais.com.br

com o INFI, o IV Fórum de CEOs foi considerado pelos palestrantes como assertivo e em consonância com a pauta dos executivos. Fábio Moraes, diretor do INFI – Instituto Febraban de Educação, abriu o evento alertando para a sustentabilidade, projetou um cenário econômico para 2015 - quando o PIB deverá ser de 1,04% e inflação na casa dos 6,40% - e chamou a atenção para a crise de recursos ambientais que impactam na produtividade. Refletiu sobre o Brasil ocupar a 56ª posição em competitividade e a 6ª em emissões de carbono do mundo por sua atividade pecuária. “Nosso desafio daqui para frente será a variável ambiental”. Sobre o modelo de Gestão por Com-

petências em vigência na maioria das organizações, Moraes o rotulou como “engessado, antigo e apartado do core business do negócio das empresas”. Explicou que as companhias não mensuram o valor do RH, o que é um erro, pois trata-se de uma área estratégica. Sobre o IV Fórum de CEOs, o rotulou de “surpreendente” pela qualidade dos debates e pelos cases práticos e de fácil aplicabilidade que foram apresentados. O CEO da Across RH Kiko Campos palestrou sobre o uso do Big Data no processo de seleção e atração de talentos e de como as empresas estão gerando valor com seu uso. “A AAPSA acertou neste tema relevante, o qual o mercado precisa


de respostas”. Segundo Campos, o evento gerou troca de ideias com resultados. Com palestra sobre retenção de talentos e planos de sucessão, o CEO da Volvo Luis Rezende apresentou a política de gestão de pessoas e que apontou em pesquisa de satisfação com colaboradores os seguintes resultados: 97% têm orgulho de trabalhar na empresa; 92% atuam como embaixadores da marca e 95% amam o que fazem. “Temos um RH comprometido como negócio da Volvo, a empresa estabelece metas claras e espera que o funcionário faça sua parte”. Questionado sobre a relevância do Rh para a Volvo, Rezende disse que o departamento está sempre presente nas reuniões estratégicas e tem voz ativa. Jimmy Cygler, CEO da Proxi Contact Center, comandou uma palestra com tom mais provocativo: “Eu não consigo entender, por que chamamos de recursos humanos? Lidamos com pessoas, pessoas são talentos, e não recursos. Vamos todos voltar para nossas empresas e brigar para mudar esse nome?”. Ele explicou que na Proxi não existe RH, e sim, TH, Talentos Humanos.

“Uma empresa existe só para gerar lucros? Se essa é sua razão de ser é uma empresa sem alma”, disse. E segue com outra reflexão: “O planeta é um stakeholder e um dia ele não permitirá que estejamos mais aqui”. Daniel Coudry, CEO da Sanitas Internacional Brazil, abordou case de abandono de cultura familiar e implementação de RH estratégico e envolvido com o negócio da empresa. Além disso, ressaltou como experiência positiva a implementação de área de comunicação social para melhor relacionamento com stakeholders. Sônia Hess, CEO da marca brasileira internacional Dudalina encerrou o evento com apresentação da história de empreendedorismo da mãe, Adelina – morta em 2008 -quem começou o negócio nos anos 50 e que fecha 2014 com 105 lojas (72 próprias, 31 franquias, 2 franquias internacionais em Milão e Panamá), 2.550 colaboradores, 6 unidades fabris, R$ 525 milhões de faturamento em 2013 e política de participação de lucros que “faz toda a diferença” na gestão de pessoas, afirma Sônia. “Depois que passou a receber participação nos lucros nos-

sa responsável pela limpeza passou a ver a empresa com outros olhos”, conta a CEO da Dudalina. “O IV Fórum de CEOs foi uma troca de experiência, é importante conhecermos o que cada um faz, como construíram sua história, estamos sempre aprendendo”, diz Sônia. “Gestão de pessoas é um assunto estratégico na condução dos negócios e neste fórum a AAPSA e os CEOs mostraram e realidade do mercado, confirmando a preocupação dos executivos com as pessoas. O Instituto Febraban de Educação parabeniza a AAPSA pela qualidade das palestras e estamos muito satisfeitos em ser seu parceiro”, diz o gerente de negócios do INFI Danilo Villalva. “Encerramos a quarta edição do Fórum de CEOs oferecendo aos participantes o que as organizações vêm realizando em suas organizações, os modelos adotados, as tendências e como os executivos estão valorizado mais o RH. Os CEOs precisam ser o exemplo de gestão, o modelo a ser seguido dentro de suas organizações”, finaliza o presidente da AAPSA, Waldir Mattos.

editorasermais.com.br 41


ARTIGO Adriano Cesar Rosa da Costa

Planejamento Estratégico

De Gestão de Pessoas

E

stamos no final do ano; momento mais que propício para tratarmos de planejamento estratégico, em geral, e de gestão de pessoas, em particular. Os desafios recorrentes (estruturantes) que circundam cronicamente esta ou qualquer outra área da empresa somente podem ser tratados e resolvidos numa perspectiva de longo prazo, de modo que o momento do planejamento estratégico é sempre composto por uma aura de esperança e de entusiasmo, quando bem conduzido. Sempre costumo afirmar que uma área somente pode se credenciar ou se autoafirmar como estratégica na medida exata e precisa em que contribui, por meio dos seus processos, para que a organização alcance os objetivos inicialmente delineados por ocasião do planejamento estratégico. As áreas que assim não se comportarem estarão fadadas, cedo ou tarde, ao processo de terceirização. Precisamente, gerir estrategicamente pessoas consiste na arte de conciliar os interesses organizacionais com os interesses dos colaboradores. Missão nada fácil, pois se desenvolve em meio a uma naturalmente tensa relação trabalhista. De toda sorte, compete à área de gestão de pessoas, em sua mais nobre missão, educar as lideranças, pois é no microambiente de cada recanto organizacional que a gestão de pessoas se dá, não em meio às paredes e ao ar-condicionado que favorece a estruturação das diretrizes, políticas e normas concebidas pelo staff da área de gestão de pessoas.

Planejar estrategicamente essa área implica, inicialmente, em conhecer os negócios e alinhar os processos para a concretização das estratégias fins. Em termos práticos, requer o desenho e a operacionalização de processos, projetos, programas e serviços internos que potencializem as competências profissionais de cada colaborador para o alcance dos resultados desejados, expressos em acordo de resultados, metas, indicadores corporativos etc. Lamentável e paradoxalmente, as organizações ao mesmo tempo em que vêm se especializando em refinar os processos seletivos na perspectiva de captarem para si os melhores talentos disponíveis para o mercado, também vêm se especializando em subaproveitar esses mesmos talentos e/ou não estruturarem programas de retenção, a despeito desta ser um dos maiores desafios da contemporaneidade, pois o mar está mais favorável para os peixes do que para os pescadores. Por fim, e a partir da minha experiência há 15 anos na área, seja como gestor ou consultor organizacional, aponto, a seguir, alguns daqueles que considero desafios que certamente comporão a pauta dos planejamentos estratégicos das organizações de médio e de grande porte no Brasil nos próximos anos: Mapear competências técnicas e comportamentais, aplicá-las e desenvolvê-las não somente nas atividades funcionais atuais, mas, também, em projetos e atividades complementares que estimulem o potencial criativo e de ideias inovadoras que beneficiem os clientes, os colaboradores e demais stakeholders;

Proporcionar ambientes de aprendizagem e de inovação, sob pena de gerar desmotivação coletiva e perda de talentos para a concorrência e/ou para as iniciativas empreendedoras individuais; Intensificar o uso de ferramentas de desenvolvimento humano internamente como coaching, mentoring, laboratório de ideias; gameficação; Melhorar significantemente o nível de comunicação interna entre as áreas/gestores, de modo que as estratégias sejam compartilhadas e o dia a dia tenha cada vez mais sentido; Conferir ao cliente interno o padrão de atenção, respeito e cordialidade almejado para o cliente externo; Cultivar a cultura da meritocracia por meio da utilização de critérios claros, explícitos que valorizem e reconheçam formalmente o grau de contribuição de cada colaborador; Criar mecanismos que estimulem muito mais a cooperação e o senso de coletividade do que a competição interna entre as pessoas e as áreas; dentre outros.

Adriano Cesar Rosa da Costa

CEO, consultor organizacional e palestrante da FATORH Consultoria. Escritor do livro Ser+ em Gestão do Tempo e Produtividade pela Editora Ser Mais. www.fatorhconsultoria.com.br

42 editorasermais.com.br


editorasermais.com.br 43


LEILA NAVARRO

Comportamento

Faça do medo um

trampolim de realizações

O

que gera uma angústia e gela o seu estômago? O medo é algo que o impulsiona ou paralisa a sua vida? Há algum tempo, entre uma decolagem e outra nas diversas cidades do Brasil, eu tive a ideia de promover uma enquete no meu Facebook para saber quais são os principais medos que afligem as pessoas. O resultado foi bem interessante e quero compartilhar essa questão com você nesse momento tão especial do ano, que representa o final de um ciclo anual e preparação para um novo tempo em 2015! Entre os medos citados, chamaram-me a atenção:

1. Não concretizar os sonhos 2. Não encontrar uma direção na vida 3. Não encontrar a real vocação 4. Não encontrar a felicidade 5. Não ter vivido plenamente Esse assunto rendeu! Quando vi o resultado tive um insight muito especial e diferente do que eu mesma já havia pensado sobre essa questão. Acompanhe o meu raciocínio: “o medo é o outro extremo do desejo”. Quando uma pessoa tem medo de não encontrar a felicidade é porque o seu desejo é ser feliz. Quando alguém tem medo de perder um relacionamento é porque ama tanto a pessoa que não quer

44 editorasermais.com.br

44


Comportamento

se distanciar dela. Quando se tem medo de ficar desempregado é porque o trabalho é algo importante e necessário. Há muita gente por aí paralisada por causa do medo, mas é importante pensarmos no outro lado para gerar um novo entendimento sobre esse sentimento. O medo nada mais é que um mecanismo de autopreservação. E uma das coisas que ele faz é nos colocar em estado de alerta. Então, quando ele surge devemos entendê-lo como um aviso. O medo aponta quais os reais desejos de uma pessoa. Numa ocasião um conhecido revelou que seu maior medo era ficar desempregado e ele já estava nessa condição há seis meses. Tinha consciência de que a empresa onde trabalhava havia dado sinais de mudanças, mas ele não quis arriscar. Teve medo e isso o impediu de buscar novas possibilidades ou desempenhar outra função. O tempo passou, as mudanças aconteceram e ele foi desligado. Desde que soube o que poderia acontecer ele não saiu do lugar! O medo do novo o paralisou e o impediu de se capacitar, de investir na adequação do seu currículo. Além disso, o fez acreditar que era bom o suficiente para encontrar uma oportunidade se-

melhante. Eu sei que ninguém gosta de sentir aquele aperto no estômago, aquele calafrio que o medo dá. Mas se sentir medo é inevitável, então é melhor que ele seja um aliado e transformá-lo em impulsionador para sair da acomodação. Assim, se você quer transformar o seu medo em energia positiva para fazer novas e incríveis realizações em 2015, siga os passos seguintes: 1. Identifique o seu medo. Pergunte para você mesmo: “Eu tenho medo de quê?” 2. Procure entender qual é a origem desse medo. 3. O que você pode fazer para superá-lo? Quando reconhecemos nossos medos, temos melhores condições de enfrentá-los. O autoconhecimento é fator importantíssimo para vencer essa barreira. O que não pode é ficar com medo do medo e tentar evitá-lo, porque com isso você perde uma grande oportunidade de se superar. Para você vencer o medo é necessário se conhecer melhor, então deixo aqui um presentinho de final de ano. Mande um e-mail para leila@leilanavarro.com.br e solicite gratuitamente o e-book “Autocoaching da Assertividade”. Aproveite a oportunidade e compartilhe essa ideia com seus amigos!

Leila Navarro Palestrante motivacional, autora de 14 livros, entre eles, “Talento para ser Feliz”, “Talento à prova de crise” , “O poder da superação”, “Obrigado, equipe” e “Autocoaching de Carreira & de Vida”, pela Editora Ser Mais. leilanavarro.com.br

editorasermais.com.br 45

45


Renata Burgo

carreira

Super mães

profissionais

Conciliar o trabalho com a maternidade ainda é um dos principais de-

safios enfrentados por nós, mulheres, mas, com algumas atitudes pontuais e simples, é possível buscar esse equilíbrio. É verdade que ganhamos um bom espaço no mercado de trabalho nos últimos anos e que mostramos uma competência peculiar ao darmos conta das duplas e, às vezes, triplas jornadas diárias; tornamo-nos super mulheres e fazemos muito mais coisas que, um dia, imaginaríamos realizar; mas é verdade, também, que ainda enfrentamos questões antigas relacionadas ao papel de mãe e de profissional. Parece-me que o sentimento de culpa, que aflora em cada mãe, é inevitável. Mesmo com tanta responsabilidade e sobrecarga de trabalho, mães, que trabalham fora, se sentem culpadas por pressentirem ser apenas coadjuvante da vida dos seus pequenos, enquanto que, mães que trabalham muito em casa, sen-

tem culpa por não terem dado continuidade às suas carreiras e, agora, com os filhos maiores, julgam estar perdidas e desatualizadas. Também sou mãe e confesso que, por algumas vezes, passei por esses intrigantes dilemas da vida moderna. Claro que o equilíbrio é saudável, mas acredito que não exista uma resposta ideal para essas questões, já que as pessoas e crianças possuem necessidades diferentes; no entanto, sugiro que, antes de você mãe e profissional, tomar qualquer decisão, ouça o seu coração, ele sabe o que é melhor para você e para a sua família. Trabalho sem culpa Agora, para as mães que trabalham fora e sentem culpa por isso, tenho

46 editorasermais.com.br

46

uma boa notícia: uma pesquisa realizada no Brasil, pela psicóloga Cecília Russo Troiano, com 500 crianças e jovens, aponta que os pequenos se adaptam muito bem às duas realidades; isso quer dizer, se for uma opção sua e você está feliz com a decisão, trabalhando fora, ou em casa, seu filho se adequará aos fatos e o desenvolvimento dele não será prejudicado. Outra pesquisa realizada pela Universidade da Carolina do Norte, com 1.364 mães, concluiu que as progenitoras que trabalham fora de casa apresentam menos episódios de depressão e problemas de saúde. Planejar é preciso Para você que deseja ter uma car-


carreira

ciso ter uma conversa franca com ele, para dividir as tarefas. Encontre, também, pessoas de sua confiança que possam facilitar a sua vida e ajudá-la nesse trabalho.

reira bem-sucedida e, também, ser uma mãe dedicada, é importante planejar os próximos passos profissionais e a maternidade, para que consiga se estruturar de maneira prática e curtir cada fase da vida. Não permita que os acontecimentos dominem você, trace esses estágios. E, se precisar de ajuda, saiba que existem profissionais especializados em coaching que podem assessorá-la.

4) Dê autonomia para seus filhos Criança deve receber muito amor, mas não pode ser totalmente dependente da mãe, isso é prejudicial. Dê autonomia ao seu filho, ensine-o e o incentive a fazer pequenas tarefas sozinho. É importante para ele se desenvolver e para você não se sobrecarregar.

Mães e profissionais Mães que trabalham fora, geralmente, precisam encontrar formas criativas de equilibrar a vida profissional e familiar. Acompanhe algumas dicas interessantes que podem ajudar a administrar esses dois importantes papéis:

5) Cuide-se Para desempenhar o papel de mãe, profissional, esposa e amiga você precisa estar bem com si mesma; então, alimente-se bem, cuide da aparência e reserve um tempinho na sua agenda só para você. De vez em quando, faça algo que lhe dê muito prazer: encontro com as amigas, ter um hobby, dançar, passear.

1) Organize sua agenda semanal Depois do nascimento dos filhos, as tarefas se multiplicam e para, você, ter o controle da situação, crie uma lista com as atividades que precisa realizar ao longo da semana, tanto em casa como no trabalho, definindo os dias e horários para cumpri-las. Escreva-as em uma agenda, celular ou computador, isso lhe dará mais segurança e organização na rotina.

6) Nada de substituir a ausência Muitas mães, que se sentem culpadas por trabalhar fora, tentam ‘compensar’ seus filhos com presentes, ou ‘omitem sua autoridade’ na hora de educá-los. Isso não faz bem para a criança, ter todas as suas vontades atendidas, ela precisa de limites e você precisa aprender a dizer não. Para construir um vínculo afetivo e saudável entre vocês, mostre sempre para o seu filho o quanto o ama, assim também contribuirá para o desenvolvimento, a autoconfiança e autoestima do pequeno.

2) Preocupe-se com a qualidade e não quantidade Depois de um dia exaustivo de trabalho, chegue em casa e privilegie o convívio com seus filhos. Seja presente, reservando um período na sua agenda para brincar e curti-los intensamente. Saiba que a qualidade é mais importante do que a quantidade na relação entre mãe e filho. Mostre para seu filho que o trabalho é importante para você e sempre voltará para ficar com ele.

E não se esqueça de impor limites, esta também é uma forma importante de dar amor. Simplifique sua vida!

3) Descentralize as responsabilidades Hoje, muitos pais assumem o cuidado com as crianças de forma natural. Independentemente, se você mora, ou não, com o pai do seu filho, é pre-

Renata Burgo Empresária, palestrante, comentarista e dirige a Potens Desenvolvimento Pessoal e Profissional. Escritora do livro Coaching – A Solução pela Editora Ser Mais. contato@potens.com.br

editorasermais.com.br 47

47


Jean Oliveira

marketing

Neuromarketing

nas empresas

E

A marca deve, depois, exercer um papel fundamental para o consumidor, mas não é ela que deve estar à frente em uma comunicação, é a soma da emoção com a atenção! As marcas de refrigerantes não vendem produtos, elas expõem felicidade, amizades, superação, e por aí vai, a marca fica como mensagem subliminar que associa todos estes prazeres a ela. Tecnicamente, neuromarketing é a união da ciência com o estudo do comportamento do consumidor, a neurociência estuda que área do cérebro é acionada quando sujeito a determinados estímulos que estão em uma campanha ou uma propaganda ajudando no processo de tomada de decisão. Tudo é influência, desde a ambientação do PDV até a textura e cor da embalagem. Por meio de equipamentos como eletro-

sse tal de neurromarketing está revolucionando a forma de pensar estrategicamente nas empresas. De maneira direta, o maior objetivo do marketing é deixar gravada a marca ou produto na lembrança dos consumidores e mais de 90% das empresas não conseguem isso. Como tenho certeza disso? É simples! Pense na enxurrada de informações e posts a que estamos expostos todo dia, ok? Agora me diga de quantas campanhas foram mais eficientes para fazê-lo lembrar? Então vem a segunda parte; nem toda lembrança irá fazê-lo comprar, a campanha até pode ter sido divertida mas não se converteu em vendas por não despertar sensações na mente do consumidor.

48 editorasermais.com.br

48


marketing

encefalograma e ressonância magnética podemos decifrar a essência da decisão e alinhá-la a nossa oferta, encurtando o caminho da mensagem para o cérebro, trata-se de “tirar a roupa” das respostas dadas em pesquisas de mercado, visto que nós não dizemos exatamente o que sentimos. A maior contribuição da neurociência para o marketing foi a descoberta de que mais de 90% das decisões são tomadas pela parte inconsciente de nosso cérebro (aquela que responde de maneira urgente aos estímulos sensoriais, associações, intuição e à necessidade básica e primitiva de sobrevivência). Nós não somos seres racionais que sentimos, nós somos seres emocionais que pensamos, nós compramos pela emoção e justificamos pela razão, antes de tomarmos uma decisão “consciente” nosso cérebro reptiliano já decidiu por nós antes mesmo de pensarmos, utilizamos depois o nosso raciocínio para explicar nossa escolha. Existem também outras tecnologias como o Eye Tracking que faz um mapeamento de onde olhamos em determinada campanha e também o método neurocientífico PACS que mensura o nível de atenção e foi utilizado pela Brain House - empresa espanhola contratada pelos organizadores do

Festival Internacional de Cinema Clássico para descobrir qual seria o melhor rosto para a sua campanha de divulgação. Os testes apontaram que Ava Gardner, atriz falecida há mais de 24 anos ainda seria a melhor escolha, pois causava um índice de atração e atenção maior que as atrizes de nosso tempo como Julia Roberts, Scarlett Johansson e Penélope Cruz. Nos Estados Unidos e Europa, o neuromarketing já é bastante difundido e aqui no Brasil vem se tornado imprescindível para o crescimento das empresas, hoje não se trata mais de gerir um departamento de marketing e sim gerir a memória do shopper. Por meio dessas informações que as organizações irão tornar-se mais eficientes em suas apresentações. É muito complicado decidir pelo produto A ou B atualmente. Em minha época de criança era fácil escolher um tênis para o uso escolar porque basicamente existiam o conga e o kichute, não havia opções ou alta concorrência, o componente emocional já existia, mas não era percebido. Sugira um desses a seu filho hoje e veja o que acontece! Podemos ainda lembrar da oferta de carros na década de 1990, havia quatro marcas no país, quantas temos hoje? Como fazer para que meu modelo seja lembrado e escolhido sem entrar na guerra de preço?

Como é o cérebro reptiliano que decide, os estímulos aos sentidos tato, audição, paladar, visão e olfato devem estar evidenciados na apresentação, bem como apertar os gatilhos mentais como escassez e afetividade, que são atalhos utilizados pelo nosso cérebro para tomar determinadas ações, eles são extremamente poderosos e influenciam qualquer pessoa. Neuromarketing vai muito além de precificar com R$ 19,99 para se ter a sensação de um custo menor ou de pintar as paredes de uma lanchonete de vermelho para causar excitação e pressa para agilizar o consumo e dar vez ao próximo cliente, é criar uma identidade e um vínculo, isto explica o fato de uma imagem de um pulmão doente exposto numa carteira de cigarros ter menores resultados ao de uma mãe e filho vendo o pai em estado terminal num leito de hospital. Neste segundo exemplo nos transportamos para a situação e imaginamos o sofrimento e a falta que podemos causar à nossa família. A neurociência mostra qual a melhor maneira de usar uma celebridade em campanhas, como obter mais resultados positivos em redes sociais e a importância dos hormônios oxitocina e dopamina no processo comercial, mas isso não caberia neste artigo, até breve!

Jean Oliveira Consultor e palestrante em Comportamento do Consumidor, vendas, estratégias de negócios e neurobusiness. Diretor da Qualidade de Venda Neurobusiness. www.jeanoliveira.net

editorasermais.com.br 49

49


MARCELO ORTEGA

VENDAS

Diferenciação pela

Dramatização

I

Tenha uma caixa de ferramentas de vendas

deias!!! Sem ideias ninguém sobrevive no mundo das vendas. O vendedor precisa ser surpreendente, criativo, diferente a cada cliente. E é nesta questão que eu peço reflexão: como vendedor(a), você consegue surpreender positivamente seus ativos ou prospectivos clientes, na hora de apresentar-se? Certa vez, fui visitar um amigo, dono de uma loja de notebooks e tablets num dos shoppings mais caros de São Paulo. Quando entrei na loja, um vendedor que demonstrava um equipamento, o deixa cair escada abaixo. Eu fiquei pasmo com a situação, e imediatamente quando o dono veio me receber, este meu amigo, eu disse: “caramba, o que fazer... seu vendedor foi muito descuidado, deixou cair o equipamento... perdeu

a venda?!”. E ele me respondeu: “Imagina, ele está fazendo uma demonstração da durabilidade deste notebook. O fabricante informa que este equipamento, pode cair de uma altura de 1,20m e não se quebra. É feito de fibra de magnésio, com estrutura reforçada e com protetores de disco, tela e processador!”. Fiquei encantado, achei bem diferente e ousado, acabei eu comprando aquele modelo. Falar de durabilidade é uma coisa, demonstrar é outra bem diferente, não? Conheci muitos vendedores em meus treinamentos e palestras. Muita gente me conta coisas que podem parecer absurdas, malucas, mas se ajudam a surpreender o cliente, são de bom gosto e aderentes para a apresentação do produto ou serviço, são extremamente válidas.

50 editorasermais.com.br

50


VENDAS

produto, tablet com apresentação em 3D, catálogos, tudo isso é comum. Mas ter algo mais, um diferencial, é só para os mais criativos, os que vendem mais. Pense em aprimorar suas ferramentas de vendas melhorando seus materiais, tudo que compõe sua caixa de ferramentas. Quer aprender a vender com dramatização, acesse www.marceloortega. com.br/ead e seja parte do grupo seleto de vendedores que participam do curso Sucesso em Vendas. Muitas técnicas como esta são ensinadas com profundidade neste que é o meu maior método de treinamento.

Há mais de dez anos, tinha um vendedor na minha equipe que atendia grandes contas. Ele sempre andava com uma nota de 100 reais no bolso do paletó. Quando o cliente pediu algum desconto na proposta, ele respondia a objeção e dramatizava ao final pegando a nota e rasgando-a na frente do cliente, com o seguinte argumento: “eu não quero que o senhor faça isso com o dinheiro de sua empresa. É exatamente isso que fará comprando soluções mais baratas, que duram menos e não têm o mesmo resultado que o nosso!”. O cliente ficava boquiaberto, até que ele dizia: “relaxe, eu descobri que se rasgar bem no meio, o banco troca!” Parece maluco? E é mesmo, mas as pessoas se lembram e preferem os malucos, os que são mais marcantes, memoráveis, que não ficam no campo da venda convencional. Um vendedor de carros deu ao meu filho um HotWheels, aqueles carrinhos de ferro que a criançada adora. Meu filho repetia insistentemente: “papai, vamos embora!!!” pois ele não queria mais ficar vendo carros para comprar. Mas o vendedor, ao dar esse carrinho a ele, ganhou mais meia hora para fechar a venda. Isso é o que chamo de bons exemplos de caixa de ferramentas em vendas. Tudo que usamos para vender e negociar, é parte de nossa caixa de ferramentas. Seu folder, um cartão de vistas, calculadora, amostra do

Algumas dicas para começar já a remodelar suas técnicas: Dramatize suas apresentações de vendas! Não precisa exagerar para dramatizar na hora de mostrar o que vende. Bons vendedores usam as regras que ensino no método de treinamento Sucesso em Vendas: Toda apresentação deve ser marcante. O vendedor precisa se sentir confortável com a dramatização que fará. A dramatização deve ser de bom gosto, relevante para a venda. Você precisa causar uma boa impressão, ter uma reação positiva do cliente. O que fará será lembrado por mais tempo que o normal. Muito sucesso e até a próxima!

Marcelo Ortega Vendedor, treinador, palestrante e fundador do Instituto Marcelo Ortega. Autor dos bestsellers: Sucesso em Vendas e Inteligência em Vendas – Ed. Saraiva www.institutomarceloortega.com.br - Formando Treinadores e Líderes Educadores. www.marceloortega.com.br editorasermais.com.br 51

51


~ gestao

´ Aguiar Andrea

Gestão e Coaching “Você não consegue o melhor das pessoas acendendo o fogo embaixo delas.

U

Você consegue o melhor das pessoas construindo uma fogueira dentro delas.”

ma série de mudanças significativas, no mundo do trabalho, ocorreu no final do século XX graças à globalização e à abertura das fronteiras econômicas e tecnológicas. O mundo corporativo tornou-se mais complexo e, tanto as empresas como os colaboradores foram expostos a um cenário de maior concorrência; prazos menores; demanda por maior qualidade de bens e serviços; a necessidade de redução de custos; necessidade de inovação e de aprender a aprender continuamente. Em decorrência dessas novas contingências, as organizações tiveram que mudar em vários aspectos. Hoje, para garantir vantagens com-

(Bob Nelson) petitivas, são necessárias ao mundo corporativo transformações permanentes e profissionais diferenciados com comportamentos, capacidades, habilidades, crenças que agreguem valor ao mundo dos negócios. Além das mudanças acima citadas, uma grande transformação nas lideranças vem acontecendo nos últimos tempos. Quando o mercado se torna maduro, quando a concorrência aumenta e se globaliza, apenas o líder mais assertivo se sobressai. O líder assertivo é aquele que identifica o potencial de seus liderados e assume o seu papel no desenvolvimento dos mesmos. Desse modo, faz-se necessário, para a efetividade organizacional, a implantação de programas de líderes desenvolvendo líderes e, no momento, os me-

52 editorasermais.com.br

52

lhores programas trabalham dentro da abordagem do coaching. Para o líder assertivo é fundamental ser um líder coach - desenvolver pessoas, conhecer os gaps que cada um tem e como trabalhar esses gaps são suas atribuições. O coaching surge como acontecimento mundial e crescente, capaz de conectar as necessidades da equipe de trabalho com o desempenho empresarial sendo um atributo essencial da liderança e não mais uma área exclusiva dos especialistas de recursos humanos ou de coaches profissionais. Mais que um treinamento, o coaching é entendido como uma disciplina, um procedimento, uma técnica e, também, um estilo de liderança e de gerenciamento. É um convite à


~ gestao

mudança, ao novo, a pensar e sentir de forma diferente, a revisar nossos modelos que estimulam a reflexão, para que os próprios colaboradores tracem seus planos de desenvolvimento. Segundo GOLDSMITH & LYONS, na obra intitulada Coaching: o exercício da liderança, os autores afirmam que a liderança está substituindo a gestão e o aprendizado está substituindo a instrução e, por isso, o coaching está surgindo como face acessível da estratégia. Uma nova cultura, que privilegia a ação sensata e a adaptabilidade apropriada, está desafiando e também complementando os planos estratégicos escritos, pois atualmente a vantagem competitiva das organizações não vai ser encontrada apenas nos planos escritos. O sucesso corporativo agora está intimamente relacionado à maneira que os executivos pensam, sentem, agem e interagem continuamente entre si e com seus colaboradores. Os executivos bem-sucedidos de hoje devem abraçar o autodesenvolvimento e o aprendizado. Desse modo, o papel do líder se alterna entre o coach – que gera desenvolvimento e traz à tona o melhor de cada integrante de sua equipe; e mestre – e o que ensina quais são os comportamentos, as habilidades e as crenças responsáveis para um melhor desempenho e formação de uma equipe de alta performance. Sua função é capacitar seus liderados por meio de múltiplas ferramentas, para que se convertam em melhores observadores de si mesmos e dos outros, a fim de que possam obter o máximo de rendimento de suas com-

petências e habilidades. Isso porque, hoje, as mudanças nas organizações não perduram se não estiverem ancoradas nas pessoas que a compõem, nos seus sistemas de crenças, nos seus valores, nas suas competências comportamentais, em seus modos de perceber o mundo, na maneira que se relacionam e na forma que assumem responsabilidade. Para você atingir os desafios de negócios, os resultados que as empresas precisam, não basta que as pessoas estejam na empresa. Elas precisam estar engajadas, porque às vezes você tem que mudar a estratégia, precisa fazer coisas muito rápidas que você só consegue fazer se as pessoas estiverem juntas, engajadas. Quando as pessoas encontram no seu trabalho significado (sentido/valor) e propósito (intenção/razão) elas se sentem melhores, mais felizes, são mais produtivas, os clientes ficam mais satisfeitos e os resultados organizacionais melhoram. O nome disso é engajamento. O líder que consegue ter um ótimo balanço entre gestão de pessoas e gestão de resultados, e consegue dar significado ao trabalho das pessoas promove engajamento. Tal líder identifica necessidades e sonhos de pessoas e grupos. Sua ação transforma os objetivos organizacionais em uma ideia a ser perseguida e almejada por aqueles que nela atuam. Ele desenvolve os planos, as etapas, as metas e envolve as pessoas na execução. Promover engajamento é papel do líder coach.

Andréa Aguiar Sócia Diretora do Instituto Virtue de Treinamento e Desenvolvimento. Escritora do livro Master Coaches pela Editora Ser Mais. andrea@institutovirtue.com.br

editorasermais.com.br 53

53


Raciocínio:

Musica de Anísio Silva Grupo cômico norte-americano em atividade desde 1922 até 1970, mais conhecido por seus numerosos curta-metragens. Nos EUA eram “The Three Stooges”e em Portugal, “Os Três Estarolas”. 8

Ivan Lins

______ de Carvalho

Inglês

Filme O Tigre e __ ____

T A

A

L

P

E

O D I

L

A

I

R

R O

SO L T

A

B A G

M O

D

O

M

G

R

A

A

U

N E G

E RI G

S E

G

O

A

S A

D

T

R

U

A

S

G

A

A

R

O

C ES E V ON D

54 editorasermais.com.br

A

_____ Smith

Nome adotado no Brasil pelo grupo Rhône-Poulenc, baseado na França e com negócios no Brasil desde 1919.

N

Pai da economia moderna, e é considerado o mais importante teórico do liberalismo econômico. Autor de “Uma investigação sobre a natureza e a causa da riqueza das nações”.

A

Indústria brasileira do ramo de calçados e vestuário. Faz parte do conglomerado Camargo Corrêa.

M

5

Via pública para circulação urbana.

A

25 de dezembro.

Cruzadas

6 Abreviatura de negocios.

5 6 7 8 9

Respostas

___ Slam. 9

Tipo musical e uma dança a par. Segundo Discépolo, “é um pensamento triste que se pode dançar”.

2 3 4

T

Diz-se de pessoa caduca.

4

1

R

3

No tênis, ganhá-lo significa vencer os 4 torneios em 7 uma temporada (Roland-Garros, Wimbledon, US Open e Australian Open).

T

Sua capital é a cidade de Maceió.

Vidas ____

L

Ave da América do Sul. Apesar de possuir grandes asas, não voa. Usa as asas para se equilibrar e mudar de direção na corrida.

Emitir a voz do leão.

E

Fazer uso de; servir-se de; empregar.

8

P

Estrada.

Obra é inspirada em muitas histórias que Graciliano acompanhou na infância sobre a vida de retirantes.

U

Maior e o mais pesado órgão do corpo humano.

Queijo da região de Brie, na França.

A

2

A H T AG R

1

Telenovela brasileira escrita por Dias Gomes, produzida pela Rede Globo e levada ao ar em 1973. Inspirada numa peça teatral do próprio autor, foi a primeira novela produzida em cores na televisão brasileira. Famosa por personagens como o prefeito Odorico Paraguaçu, pelo secretário gago, Dirceu Borboleta, irmãs Cajazeiras e Zeca Diabo, um pistoleiro redimido, que recebe a missão de matar alguém para a inauguração do cemitério, construido pelo prefeito mas nunca utilizado, pois ninguem morria na cidade.

A

____ Out

Jogo (de azar e cálculo) de tábulas e dados, entre dois parceiros.

D

Neste instante, neste momento, nesta hora.

Charada

A

Vender tudo, liquidar. Esgotado.

No _____ tempo/ apesar dos castigos/ Estamos crescidos, estamos atentos, estamos mais vivos/Pra nos socorrer, pra nos socorrer.

S

Tradução Inglês

1. Alguns quadrantes da cruzada estão numerados. 2. Coloque as letras desses quadrantes na charada e encontre a resposta.

Onde estás agora/Meu coração chora Quero estar contigo/Quero dar-te um beijo, matar meu desejo, Estar perto de ti/ Seguir os meus passos, Contigo em meus braços, feliz nesta hora!/Pelo nosso amor, pela minha dor, Onde estás agora!

Charada Empresa de equipamentos esportivos, fundada em 1948 pelo empresário Rudolf Dassler, com sede em Herzogenaurach, Alemanha.

E

B A M

O A

M

O D


Aqui você aprende inglês e se diverte. A cada edição são novas piadinhas e vocabulários diferentes para enriquecer o seu outro idioma.

PARKING PLACE Jim Rankin was driving down the street in a sweat because he had an important meeting and couldn’t find a parking place. Looking up toward heaven, he said, “Lord, take pity on me. If you find me a parking place I will go to church every Sunday for the rest of my life and give up beer.” Just then a parking place miraculously appeared! Jim looked up again and said, “Never mind. I found one!”

VOCABULARY HELP

• driving down the street - dirigindo rua abaixo • sweat - com pressa (suando) • meeting - encontro, reunião • parking place - vaga para estacionar • heaven - céu • take pity on me - tenha pena de mim • find (find, found, found) - encontrar • church - igreja • give up - abandonar, desistir • never mind - não se importe, deixa para lá

A GREAT JOB A guy came home to his wife and said, “Guess what? I’ve found a great job. A 10 a.m. start, 2 p.m. finish, no overtime, no weekends and it pays $600 a week!” “That’s great,” his wife said. “Yeah, I thought so too,” he agreed. “You start Monday.”

VOCABULARY HELP

• guy - um cara • wife - esposa • say (say, said, said) - dizer, falar • guess what - adivinhe • find (find, found, found) - encontrar • great job - ótimo emprego • finish - fim • overtime - hora extra • weekend - final de semana • think (think, thought, thought) - pensar • so too - também • agree – concordar

editorasermais.com.br 55


ARTIGO Tatiane Carra

Constelações

Sistêmicas Organizacionais

C

onstelação sistêmica é uma ferramenta para ajudar os gestores e organizaçoes a perceberem e, por com consequência, resolverem de modo simples problemas complexos. Há momentos na vida das empresas com dificuldades, seja no mercado, nas relações interpessoais, nas equipes, em determinados serviços ou produtos e por vezes parece que não vemos a saída para eles. Há outros momentos, não necessariamente de conflitos, mas de preparação e decisão, como por exemplo: negociações, compra, venda ou fusão, contratações, promoções, entre outras

56 editorasermais.com.br

que também temos dúvidas de qual a melhor decisão tomar. Em todos esses momentos, a constelação sistêmica organizacional pode contribuir significativamente ao diagnóstico total da situação, bem como à visualização de possíveis caminhos a serem tomados. Na maioria das vezes, a constelaçao simplifica essas situações e nos dá informações que uma análise racional jamais poderia nos fornecer, pois nos dá uma visão total da situação. A constelaçao sistêmica mostra o elo perdido das questões e, por isso, é tão difundida na Europa e amplamente utlizada, com êxito, por grandes empresa como BMW, a IBM, entre outras. A essa altura você deve estar se per-


guntando, mas como isso é possível? Primeiramente, porque a contelação sistêmica permite a percepção do todo e não apenas de elementos isolados de uma situação, ou seja, ela considera os sistemas. Entenda por sistema “um conjunto de elementos que estão interligados entre si numa contínua relação de mudança”. O que em uma organização jamais poderia deixar de ser observado, afinal toda organizaçao é um sistema que interfere e interferido por outros de modo dinâmico o tempo todo. Acompanhe comigo, somos seres socias e temos como primeiro sistema, ao qual pertencemos, a nossa família, nós a influenciamos e somos influenciados por ela e dessa forma levamos para o resto de nossas vidas esse aprendizado. Depois disso, passamos a participar de outros sistemas, entre eles a escola, e desta forma vamos formando nossa habilidade de nos movimentarmos, influenciarmos e sermos influenciados pelos sistemas aos quais pertencemos, mas na maioria das vezes essa dinâmica nao é clara ou consciente para nós. Quando entramos em uma empresa, passamos a integrar com um departamento ou uma equipe, que tem seu próprio sistema de funcionamento, essa equipe ou departamento se relaciona com

Tatiane Carra Benedito Milioni

outras equipes e departamentos, que têm seus próprios sistemas de funcionamento e todos esses fazem parte de um todo maior que é o sistema da empresa. A forma como esses sistemas (individuais, departamentais, setoriais) se relacionam determina o que chamamos de cultura da empresa. E, ainda, esse todo chamado empresa, se relaciona com outros sistemas que são os clientes, os fornedores, os tercerizados, a cidade, o estado e o país em que está inserido e que tem seus próprios sistemas de funcionamento, ou seja, é impossível dentro da complexidade das empreas fazermos uma análise adequada das situações, sejam elas problemas ou decisões, sem considerarmos a forma como ela influencia e é influenciada por todos os sistemas com ela envolvidos ou nela contidos e a constelação sistêmica permite essa análise, de modo intuitivo e científico. Segundo, as constelações sistêmicas respeitam os princípios gerais dos sistemas que são: * pertencimento, precisamos nos sentir fazendo parte dos sistemas em que estamos inseridos. * equilíbrio entre dar e receber, é preciso que exista entre as trocas. * ordens de precedência, certas prioridades devem ser observadas e respeitadas. Com base nestes conceitos sistêmicos, surge a constelação, que é a ferramenta que permite diagnosticar as situações e os caminhos possíveis para as mesmas. A simplificação desta complexidade está na técnica que, de modo geral, define a situação/problema junto aos gestores, diretores ou responsáveis pela busca da solução e monta, por meio de re-

presentantes (pessoal estranho à situação) o sistema ao seu redor que estão influenciando e sendo influenciados por aquela situação. Os representantes desses sistemas ligados à situação são colocados, pelo cliente, em local adequado, de modo intuitivo e a partir disso estes representantes vão descrevendo seus sentimentos naquele lugar e se movendo de acordo como sentem-se melhores ou mais adequados e, desta forma, é feito o diagnóstico da situação. Ainda na mesma sessão, com a ajuda do constelador, o cliente pode ir mudando os representantes de lugar e perceber o impacto daquela ação na situação e visualizar os caminhos possíveis para restaurar o equilíbrio e a harmonia naquele caso. Por fim, o cliente fica com uma imagem da situação atual, da eventual solução e dos caminhos que tem que percorrer para alcançá-la e desta forma qualquer pessoa numa posição de responsabilidade e a própria organização podem benificiar-se dessa metodologia e encontrar soluções em pouco tempo. Outra vantagem da constelação é que o processo é feito de modo confidencial, por essência, e também porque o constelador precisa de poucos dados para definir a situação problema e montar a constelação, já os representantes escolhidos nem precisam saber do que se trata, devem apenas ser capazes de descrever sentimentos durante o processo e, ainda, se a situação exige total confidencialidade, os representantes podem ser substituídos por objetos. Vale ressaltar que essa metodologia é muito eficaz e rápida e pode ser utilizada isoladamente ou de modo complemetar a outras formas de apoio, como consultorias.

Psicóloga-coach, Diretora executiva do Instituto Carra - Gestão Integrada de Pessoas. Escritora do livro Treinamentos Comportamentais pela Editora Ser Mais. tatiane.carra@gmail.com

editorasermais.com.br 57


58 editorasermais.com.br


editorasermais.com.br 59


Marca é mais lembrada do que promoções Um estudo inédito realizado pela agência Hello Research confirmou que os consumidores estão lembrando mais das marcas do que de suas promoções. A pesquisa mostrou, entre os bens de consumo que estavam em oferta, que a marca OMO foi a mais lembrada pelos brasileiros entrevistados. Já na segunda posição apareceram Sadia, Coca-Cola e Nestlé, fechando na terceira posição Colgate e Guaraná Antártica. Quando questionados sobre os segmentos que fazem as promoções mais atrativas, o mais lembrado foi o setor de alimentos, com 34% dos participantes, seguido pelo de bebidas não-alcóolicas (22%), limpeza (19%), congelados e resfriados (14%), higiene, saúde e beleza (12%) e bebidas alcóolicas. No ranking nacional das melhores promoções ficaram: Coca-Cola e Omo (1º lugar); Sadia e Nestlé (2º lugar); Skol, Danone, Ypê, Brahma e Guaraná Antárctica (3º lugar).

Jornal insere realidade virtual em notícias O jornal The Des Moines Register, do estado americano de Iowa e pertencente ao grupo Gannett, começou a utilizar a realidade virtual para melhorar a interatividade dos leitores com as notícias que publica. Inicialmente, o recurso foi empregado para mostrar as mudanças rurais ocorridas nas fazendas locais e o novo projeto recebeu o nome de “Colheita da mudança”. A ideia é fazer as pessoas se sentirem como se estivessem dentro das situações da própria notícia, caminhando pelo cenário em 3D e com acesso a dados complementares como infográficos. Conheça mais o projeto: http://www.desmoinesregister.com/ pages/interactives/harvest-of-change/

Plataforma de cursos online é lançada pelo Facebook O Facebook anunciou recentemente uma nova plataforma de cursos online para auxiliar empresas que utilizam a rede social. Os vídeos terão até 15min e irão solucionar dúvidas sobre anúncios, faturamento, forma de pagamento, entre outros. O primeiro vídeo disponibilizado tem o tema “Pelo que eu fui cobrado?” e explora a história do comerciante Geraldo e de seu negócio para entender o faturamento dos anúncios. Saiba mais sobre a novidade em: http://www.facebookcursos.com.br/User/Requisitos/Index

60 editorasermais.com.br


Dança das cadeiras Nova diretoria em Câmara da ABIMAQ

Reinaldo Sarquez é o novo presidente da Câmara Setorial de Motores e Grupos Geradores da ABIMAQ (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos). As câmaras, segundo o presidente da ABIMAQ, têm

papel fundamental na associação, pois atuam fortemente no seu desenvolvimento. Como vice-presidentes, a câmara terá Wagner Setti, Jerson Dotti, Suellen Thomé Gaeta e Maurício Niel.

Executivo à frente de nova SAP Brasil anuncia diretor unidade de negócios da financeiro Philips Healthcare A SAP Brasil tem um novo diretor especializada em consultoria financeiro (CFO ou Chief Financial O presidente da companhia farmacêutica

Presidente da Takeda no Brasil assume operação na América Latina

Takeda no Brasil, Ricardo Marek, acaba de assumir a posição de Head Latam da companhia. A mudança faz parte do processo de reestruturação global que agrega o Brasil e a América Latina como uma única região. Nesse contexto, o executivo será responsável por liderar sete países: Argentina, Brasil, Colômbia, Equador, México, Peru e Venezuela. O objetivo da companhia em ter o Brasil e a América Latina como uma única região, é torná-la maior e mais robusta dentro da estrutura de mercados emergentes. São Paulo passa a ser a sede dessa nova região, que faturou US$ 789 milhões no ano fiscal de 2013.

A Philips do Brasil anuncia a chegada de Roderick Wilson ao time de Healthcare. O executivo é sócio-diretor da nova unidade de negócios da Philips Healthcare para a América Latina, especializada em consultoria e soluções para o sistema da saúde, abrangendo os setores público e privado, incluindo planos de saúde, hospitais, centros médicos e clínicas. Dentre suas atribuições, estará o desafio de contribuir com os gestores do setor de saúde, médicos e autoridades para o desenvolvimento de soluções analíticas e a integração de informação do setor.

Officer). Paulo Mendes assume a posição após atuar por 12 anos na área financeira da própria empresa. Com mais de 15 anos de experiência em finanças, o executivo ocupou anteriormente na SAP Brasil o cargo de diretor de Controladoria, além de outras posições, como Líder de Controladorias para o Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Paraguai, Peru e Uruguai (antiga região denominada SoLA – Southern Latin America - pela empresa). Fonte: assessorias de imprensa das empresas. editorasermais.com.br 61


The Mary Kay Way - o Estilo de Liderança de Uma Das Maiores Empreendedoras Norte-americanas Em 23 capítulos, com linguagem muito clara e direta, a autora mostra os princípios e a filosofia empresarial que são a base das operações, do crescimento e da reputação mundial da empresa que fundou e que leva seu nome, tendo se tornado uma das líderes em vendas diretas do mundo nos segmentos de cuidados com a pele e maquiagem. Mary Kay Ash Editora: CLA R$ 29,90

Desperte o milionário que há em você O autor faz parte do grupo daqueles que souberam transformar seus sonhos em realidade. Para ele, ser rico e ter tudo o que se deseja não é questão de sorte ou acaso, mas algo possível a todos, e começa com uma mudança de postura mental, que vai determinar uma nova maneira de pensar, acreditar e agir. Neste livro, ele mostra o método, os conceitos e os princípios que utilizou para criar um empreendimento bilionário a partir do zero a Multi Holding, composta pelas empresas Wizard, Yázigi, Skill, Alps, Quatrum, Microlins, SOS Computadores, People, Bit Company e Smartz e também para ajudar a formar mais de uma centena de novos milionários no Brasil nos últimos anos. Carlos Wizard Editora Gente R$ 14,90

62 editorasermais.com.br

#VQD – Vai que dá!

A lógica do consumo

O livro reúne a origem de dez empreendedores que estão transformando o Brasil com o impacto dos seus negócios. Suas histórias, comentadas por mentores que acompanharam de perto seus desafios, mostram que não há um trilho definido para o sucesso que possa ser explicado por teorias e manuais. As trajetórias de cada um deles seguem um caminho próprio, que se cruzam apenas no brilho nos olhos com que cada um fala de sua jornada e de sua capacidade para resolver problemas da sociedade. O exemplo desses empreendedores tem o enorme poder de inspirar e motivar aqueles que querem encontrar os seus próprios caminhos no mundo do empreendedorismo.

Estudos revelam que é preciso menos de dois segundos e meio para que um consumidor tome a decisão de comprar. As empresas sabem que têm menos de dois segundos para atrair seus olhos, capturá-lo e torná-lo um cliente. Em A lógica do consumo, o autor leva o leitor aos bastidores das pesquisas que explicam por que determinado produto vende e mostra como o nosso cérebro responde aos muitos estímulos da propaganda. Num texto leve, apresenta casos reais de estudos de neuromarketing para desfazer mitos como, por exemplo, o impacto do sexo na mente do consumidor.

Joaquim Castanheira Portfólio Penguin R$ 29,90

Martin Lindstrom Nova Fronteira R$ 34,00

*Fonte: assessorias de imprensa das editoras.

vitrine de sucessos


Sugestão de Sucesso

Processo decisório Ao nos depararmos com uma decisão, acreditamos que estamos pesando os fatos objetivamente e tomando decisões racionais, ponderadas. Na verdade, a ciência nos diz que, em situações de julgamento cuidadoso, cada indivíduo, de certa forma, é influenciado por seus próprios vieses. Baseada na pesquisa mais recente sobre decisão comportamental, a oitava edição deste livro examina o julgamento em uma série de contextos gerenciais, oferecendo percepções importantes, que podem ajudá-lo a tomar melhores decisões gerenciais. Bastante reconhecida por profissionais e acadêmicos nos campos desde finanças comportamentais até política pública, psicologia e economia, esta oitava edição do best-seller: Discute as influências motivacionais e emocionais que afetam o processo decisório; Aprofunda-se na justiça e na ética envolvidas no processo decisório; Integra diversos exercícios práticos sobre decisão e exemplos que ajudarão os leitores a melhorar a qualidade de seu julgamento gerencial; Oferece dicas e técnicas sobre como tomar decisões racionais durante as negociações; Apresenta sete estratégias críticas para aprimorar a tomada de decisões. Para o psicólogo, o livro esboça uma estrutura sistemática para usar as descobertas psicológicas a fim de melhorar o julgamento. Para o economista, o livro sugere uma crítica ao modelo econômico clássico da tomada de decisões. Porém, mais do que tudo, para cada gerente ou tomador de decisões financeiras, este livro oferece um caminho claro para tomar melhores decisões. Esta oitava edição do best-seller traz todos os exemplos atualizados, usando problemas recentes do mundo dos

negócios; contém um capítulo extra sobre “excesso de confiança”; aprofunda-se na questão ética e de justiça envolvidas no processo decisório; integra diversos exercícios práticos sobre decisão e exemplos que ajudarão os leitores a melhorar a qualidade de seu julgamento gerencial; oferece dicas e técnicas sobre como tomar decisões racionais durante as negociações.

Max H. Bazerman e Don Moore Editora:Elsevier R$ 95,90

Todo mês, uma escolha para você ampliar seu conhecimento e Ser Mais! editorasermais.com.br 63


Mauricio responde

Sua pergunta...

A seu ver, quem está fora do mercado deve aceitar propostas não alinhadas aos seus objetivos de carreira e/ou cujo salário seja inferior ao seu último salário? Reginaldo Farias

...Mauricio

responde

Qualquer profissional tem de sobreviver. Isso é entendido e respeitado pelo mercado. O ideal é que sinceridade e honestidade estejam sempre balizando a vida dos profissionais. Para as duas perguntas, a resposta é praticamente a mesma. Deve dizer ao entrevistador que em razão das suas competências, objetiva retomar sua carreira e ser bem-sucedido nela. Entretanto, por razões conjunturais, está se candidatando a um trabalho diferente, eventualmente com um salário mais baixo. Se for contratado irá mostrar seu talento para a nova empresa. Diga que vai dar o melhor de si, e que conta com a possibilidade de ser reconhecido e de crescer. Caso a estrutura organizacional da empresa não tenha espaço para sua especialidade, deve dizer que dará o melhor de si, mas continuará atento a outras oportunidades. O profissional que está o entrevistando, e mesmo que seja o dono da empresa, saberá ponderar se deve ou não contratá-lo. É provável que sua garra e sinceridade ajudem na decisão da empresa. Mauricio Sita Mestre em Psicanálise Clínica, jornalista e presidente da Editora Ser Mais. Mais de 20 anos em cargos executivos de empresas nacionais e multinacionais.

Você também procura respostas? sermais@revistasermais.com.br 64 editorasermais.com.br


A seção de anúncios mágicos da Ser Mais

editorasermais.com.br 65


~

EXPRESSAO Reinaldo Polito

Danilo Bianchini

Como apresentar e aprovar um

P

ara apresentar e aprovar um projeto você precisa considerar as características e anseios das pessoas responsáveis pela avaliação. Ao se preparar para defender um projeto, o primeiro passo é descobrir que vantagens poderiam interessar aos responsáveis pela sua aprovação e elaborar a exposição nesse sentido. Observe que estou me referindo às vantagens que poderiam interessar aos responsáveis pela aprovação, pois de nada adiantaria ser uma vantagem se o ouvinte não estivesse tão interessado nela. Vamos supor que o projeto seja destinado à área industrial, e que os diretores estejam interessados em acabar com as paralisações da linha de produção por causa dos frequentes gargalos no acabamento. Nessa circunstância, a introdução que serviria como chave de ouro para abrir o apetite dos ouvintes seria esclarecer logo nas primeiras palavras que a sua proposta visa o rápido escoamento da produção. Entretanto, se o interesse dos ouvintes fosse diferente, como, por exemplo, conquistar num prazo mais curto maior fatia do mercado pelo aprimoramento da qualidade do produto, ao revelar que essa será a grande finalida-

PROJETO de do projeto, suas palavras soariam como música aos ouvidos da plateia. Fica claro que para fisgar o interesse dos ouvintes na apresentação de um projeto e deixá-los atentos até o final, você deve usar as primeiras palavras para mostrar que as vantagens da implementação da sua proposta vão ao encontro das expectativas deles. Por isso, empenhe-se em descobrir quais os benefícios que irão interessar mais aos ouvintes e inicie falando sobre eles para que as pessoas fiquem mais receptivas desde o princípio. Polito, quer dizer que vale até enganar um pouquinho? Em nenhuma hipótese. Tenha muito cuidado. Você só poderá fazer promessas sobre as vantagens do projeto se elas forem verdadeiras. Caso contrário, além de frustrar as expectativas dos ouvintes e criar resistências às suas ideias, correrá sério risco de comprometer sua reputação. Além disso, durante toda a exposição você deverá lançar mão de argumentos que comprovem a veracidade da existência das vantagens prometidas desde o início. Pode ser também que as suas sugestões firam os interesses de algumas pessoas. O que não é tão incomum no mundo corporativo. Neste caso, não tente fazer com que sua opinião prevaleça logo no princípio.

Por mais divergentes que sejam as opiniões, com certeza você irá encontrar vários pontos coincidentes entre sua forma de pensar e a dos ouvintes. Em momentos como esse, comece falando sobre esses pontos comuns até que as pessoas sejam levadas a deduzir que vocês pensam da mesma maneira. A partir daí elas se desarmarão, passarão a ouvi-lo sem resistências e você terá muito mais chances de conquistá-las. Só depois de ter construído esse campo de neutralidade é que poderá dizer o que realmente deseja. Também nesse caso, não concorde com os ouvintes apenas por concordar. Por mais opostas que sejam suas trincheiras, sempre existirão pontos de convergência verdadeiros. Tomando esses cuidados suas chances de ver seu projeto aprovado serão maiores.

Reinaldo Polito Mestre em Ciências da Comunicação, palestrante, professor de expressão verbal e autor consagrado. www.polito.com.br

66 editorasermais.com.br


editorasermais.com.br 67


68 editorasermais.com.br


Sermais edicao 56  
Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you