Page 1

– Ano XVIII – Nº 213 – Junho de 2013

JUN/2013 - Nº 213 - R$15,00

Revista

SAÚDE Muito cuidado! A seca já chegou!

CORPO A nova mania dos exercícios funcionais

NOVA LEI Mudanças com a lei dos empregados domésticos CIRCULAÇÃO NACIONAL

EMPRESAS Motivação: uma arma para a sua empresa

MUNDO VIRTUAL Invadimos o mundo das blogueiras

COMPORTAMENTO Brasília, uma cidade, vários estilos

Emirados Árabes Unidos

Luxo e tradição se encontram em Dubai


A Deus toda a honra e toda a glória pela realização desta revista

T

Tenha sempre boas maneiras. Em seu maravilhoso livro Watching the English, Kete Fox comenta que, em

qualquer pequena transação, como a compra de um jornal, se ouvirá três vezes “por favor” e duas vezes “obrigado” – no mínimo. Sim, os ingleses (assim como alguns outros povos) são incrivelmente educados. Mas o que há de errado nisso? Temos de interagir com inúmeras pessoas todos os dias e um pouco de educação é ótimo. O jogador que segue as regras conserva as boas maneiras em qualquer ocasião. E se você não tem ideia do que sejam boas maneiras, então temos um problema sério. Você provavelmente acredita que já tem boas maneiras. A maioria de nós pensa assim. Entretanto, quanto maiores sua pressa e seu nível de estresse, mais tenderá a deixar de lado a boa educação. Por mais que você esteja com pressa ou exausto, sempre deve se esforçar para manter as boas maneiras. Vamos, agora, às matérias do mês: TURISMO: Mara Amaral comenta sobre Dubai. PEDRO GORDILHO: Uma viagem por Provins, sudeste de Paris. MODA: Uma volta com as it bags. ESPORTE: Opções para os pequenos. SAÚDE: Cuidados com o tempo seco. GASTRONOMIA: A tendência da finger food. NINA ROCHA: As confrarias de vinho estão cada vez mais comuns pela cidade. Já pensou em começar a sua? NOVA LEI: O que você precisa saber sobre os direitos das empregadas domésticas. ALIMENTAÇÃO: Para evitar o desperdício. PIQUENIQUE: Uma outra maneira para reunir amigos. LASER: A tecnologia a favor das pessoas. URGÊNCIA: Serão os smartphones e as novas tecnologias responsáveis pela vida acelerada que levamos? COMPORTAMENTO: Os variados estilos de Brasília. CORPO: A nova mania do treino funcional. Não importa quantas vezes por dia você tenha pequenas interações com outras pessoas, não deixe de lado as boas maneiras. Elas não custam nada, podem gerar boa vontade e tornar a vida de todo mundo mais agradável. Não esqueçam de beijar e presentear seus pais pelo seu dia, agora em agosto. Boas férias

editorial

e até o próximo mês.

8


Diretora-Presidente

Consuêlo Badra

consuelo@revistafoco.com.br Diretor de Arte

Rodrigo Augusto

redacao@revistafoco.com.br

Colaboradores Aluizio Torrecillas, Aristóteles Drummond, Carlos Brickmann, Carlos Chagas, Cláudia Pereira, Juliana Albuquerque, Dulce Alcântara, Florian Madruga, Gilberto Amaral, José Alberto Maciel, Luís Turiba, Paulo Castelo Branco, Pedro Abelha, Pedro Gordilho, Ran­gel Ca­val­c an­t e, Mara Amaral e Pomona Politis Reportagem Consuêlo Badra, Nathália Cardim e Camila Bocchino Reportagem Colaboradores Clausem Bonifácio, Fernanda Caixeta, Flávia Landim, Márcia Casali, Marcelo Solmucci e Wemerson Santos

expediente

Conselho Editorial Consuêlo Badra, Anna Paola Pimenta da Veiga, Aristóteles Drummond, Carlos Chagas, Florian Madruga, José Alberto Maciel, Paulo Castelo Branco, Pedro Gordilho e Ran­gel Ca­val­c an­t e

34. Mara Amaral Dubai espetacular

16

Em primeira mão

Fotografia Clausem Bonifácio, João Telles Sá, Paulo Lima e Ricardo Padue

Assistente Comercial Eduardo Mota comercial@revistafoco.com.br

Fotografia Colaboradores Alexandre Alves, Beto Silva, Célio Costa, César Rebouças, Júlio César Dutra e Kazuo Okubo

Assistente de Redação Vera Barbara verabarbara@revistafoco.com.br Editor de Arte Anderson Lima criacao@revistafoco.com.br Design Gráfico João Paulo de Lima anunciofoco@gmail.com Projeto Gráfico Boibumbá Design

Impressão RR Donneley Contabilidade Pró-Contábil Dep. Administrativo e Financeiro Tânia Luíza de Souza tania@revistafoco.com.br Clayton Martins Coimbra financeiro@revistafoco.com.br

Contato SH/Sul Quadra 06, Conjunto “A”, Bloco “E”, Sala 809 Edifício Business Center I - CEP: 70.322-915 – Brasília-DF (61) 3248-7868 / 3532-4436

CAPA: Shutterstock

foco não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos assinados. A revista foco é uma publicação da Magazine Foco Editora Ltda, de circulação personalizada, via mala-direta e venda em bancas. Acesse www.revistafoco.com.br

28 Gerente Comercial Valéria Garcia valeriagarcia@revistafoco.com.br

Consuêlo Badra Aristóteles Drummond O exemplo argentino

29

Florian Madruga Cuidado com a comida

30

Carlos Chagas As raízes profundas dos protestos

31

José Alberto Couto Maciel Retrato de Brasília

32

Paulo Castelo Branco Reencontro

38

Pedro Gordilho La rose de Provins

42

Ambientes Lá fora é melhor

46

Comportamento A invasão das blogueiras!

58

Etiqueta Respostas aos leitores

66

Alimentação Diga não ao desperdício

70

Nova lei Arrumando a casa

72

Comportamento Espelho, espelho meu

10


80

Boas e Novas Novidades da capital

82

Gente em Foco Destaques de Brasília

84

Agenda Cultural Veja, ouça, visite e divirta-se

86

Literatura Biblioteca Foco

88

Nina Rocha Must Know

100

50. Gastronomia

Laser

Na onda do finger food

A tecnologia a favor das pessoas

106

Empresas Por um trabalho bem feito

114

76. Corpo Já virou mania

Rangel Cavalcante Histórias miúdas

116

Saúde Cuidado redobrado

118

Urgência Admirável mundo louco

120

Renato Riella De A a Z

122

Workshop Compulsão alimentar

124

Gilberto Amaral A corte candanga

130

Cenas em Foco Flashes

96. Esporte

Habilidades sem violência

92. High Tech Liberdade vigiada

110. Piquenique

Vamos “piquinicar”?

62. Entrevista

Com a palavra, o Deputado Wasny de Roure 11


FATOS e FOTOS

Casais apaixonados da cidade compareceram em peso à campanha “Espalhe Amor”, promovida por Fabiani Christine da Dot Paper. Os convidados assitiram ao vídeo Douro Moura, emocionados. A noite foi um sucesso.

Carol Dudson e Fabiani Christine

CONSUÊLO BADRA

Denise Barbosa participou no Luxo de Festa com maravilhosas roupas e presenças de muitas clientes e amigas. Denise Barbosa e Fernanda Tessuti

Karin Keller desfilando lindo vestido vermelho 12

Luana Oliveira e Isadora Campos

Claudia Matarazzo lançou seu livro Gafes no Palácio no Teatro do Brasil XXI, com presença de ilustres personalidades que foram abraçá-la. Claudia Matarazzo ladeada por Alexandre Garcia e Magda Pereira

Julio de La Guardia e sua Kátia Cubel ao lado de Mário Ameni


A empresária Alecsandra Angelim abriu mais uma filial da sua loja de sapatos, a LOGGIA, recentemente na Asa Sul, 205 Comercial. Amigos e familiares disseram “presente”. Alecsandra Angelim e Carlos Alberto

Laura Vaz e Edilaine Bonato

Benigna Venâncio e Lenir Fonseca

Lilian Carla e Lannemberg Pires

Acabam de retornar do Rio de Janeiro, onde possuem belíssimo apartamento em Niterói, o querido casal Ana Helena e Alédio Rangel. Final de agosto embarcam para Madri e em seguida Portugal, onde passarão dias comemorando o aniversário do colunista social Marcelo Chaves

CONSUÊLO BADRA

A escritora Clotilde Chaparro recebeu em sua residência, no Lago Norte, muitas amigas para celebrar seus bem vividos 67 anos com delicioso almoço. A aniversariante Clotilde cercada por Ivelise Longhi e Lúcia Itapary

13


O Botequim Informal, localizado na 410 Sul comercial, comemorou o aniversário de um dos empresários, Pedro Neiva, com deliciosa feijoada, muito chope gelado e cercado de amigos. Carlos Eduardo, Abdon Ghazal, Pedro Neiva e Nabil Lobo

CONSUÊLO BADRA

Lucas Gontijo e Ana Monteiro

14

Mariza de Macedo-Soares, funcionária do Senado Federal, promete voltar a escrever sobre moda para a nossa Foco

Um querido casal: Regina e Josélio Moura

Lígia Azevedo comemorou sua nova idade com almoço no restaurante Fred, acompanhada dos amigos Antônio Rodrigues, Jacira Abrantes e Palmerinda Donato


Adriana Colela e Consuêlo Badra na inauguração do Rubaiyat em nossa Brasília

Desembargadora Eliene Bastos, a procuradora-geral de Justiça e mãe da noiva, Eunice Carvalhido, a homenageada Deborah e Soraia Debs (mãe do noivo)

Salma Farah abriu sua residência, no Lago Sul, para um chá de panela em torno da noivinha Tarcila Ibiapina, que se casará no próximo mês de julho. Casal Gilvan e Salma Farah com a noivinha Tarcila e a mãe

Família Baldoni: Nathanry, Francesca, Mônica, Thamis e Terezinha (em pé), Gracia e Zita Baldoni (sentadas)

CONSUÊLO BADRA

Deborah Carvalhido com as irmãs Carolina e Juliana Amorim

15


suficiente na nossa democracia para instituir o voto aberto em todas as votações, até porque entendo que o parlamentar deve estar preparado para sofrer todo tipo de pressão”.

80 ANOS No dia 8 de julho, o embaixador Paulo de Tarso Flecha de Lima comemora 80 anos. A comemoração será dia 13.

SOHO O Restaurante Soho realiza dia 4 de agosto sua segunda corrida anual de 5km e 10km. A corrida Capital Run by Soho está na sua segunda edição, com reunião no Pontão do Lago Sul. A largada acontece às 8h. Na chegada, lounges e DJs receberão os participantes.

QUANDO SETEMBRO VIER

A aniversariante Valeska Tonet de Camargo e a anfitriã do delicioso almoço, Stella Guerra. Tarde agradabilíssima.

Passada a Copa das Confederações, a Seleção Brasileira fará dois amistosos em setembro. Dia 6, o adversário deverá ser a Austrália, caso o time se classifique para a Copa de 2014. No dia 10, o Brasil enfrenta Portugal, em Boston, nos Estados Unidos.

PROMOÇÃO Quero parabenizar o querido amigo Rodrigo do Amaral por sua promoção a embaixador. Ele e sua Laís passarão 15 dias percorrendo Portugal e Espanha, aproveitando as férias do filho Thiago.

CASAMENTO Maria Helena e José Portela Ibiapina convidam para o casamento de sua filha Tarcila com Armando, filho do casal Maria Digna Pessoa de Mello e Armando de Queiroz Monteiro Neto, dia 26 de julho, na Capela Nossa Senhora Aparecida, no Recanto das Águas, às 20h30. A cerimônia será seguida de recepção.

NOVA MANSÃO

consuêlo badra

O comentário nas rodas sociais de Brasília é o poderio da nova mansão que o empresário José Celso Gontijo está terminando no Lago Sul, que tem até elevador. Ana Maria, pelo que se sabe, pretende mudar-se em setembro, para que no Natal ela possa reunir toda a família no mais belo e rico ambiente.

16

CRÍTICA O senador Rodrigo Rollemberg, provável candidato a governador do Distrito Federal na eleição do próximo ano, pelo PSB, é um defensor intransigente do voto aberto no Parlamento em quaisquer situações. Rollemberg critica o voto secreto e argumenta: “Eu entendo que nós já evoluímos o suficiente, já avançamos o

A aniversariante do dia 4 de julho, Carla de Carli.

DEZEMBRO Eduardo Paes e Bill Clinton anunciaram que a reunião da Clinton Global Initiative será em dezembro, no Rio de Janeiro.

CONCILIADOR NATO A aniversariante do dia 2 de julho, Eunicia Guimarães.

LUZ AMARELA A luz amarela acendeu no quartel do PT, em São Paulo, após a divulgação da pesquisa Datafolha que aponta a reeleição do governador Geraldo Alckmin, do PSDB, mesmo que o candidato petista seja o ex-presidente Lula. Alckmin teria 42% das intenções de votos, enquanto Lula ficaria com 26%. Dirigentes petistas querem antecipar a escolha do candidato a governador agora em julho, para colocar a campanha na rua. O preferido da cúpula do PT é o ministro da saúde, Alexandre Padilha, que na pesquisa fica em 4º lugar, atrás de Alckmin, Paulo Skaf e Gilberto Kassab.

Considerado uma das melhores cabeças do governo, o vice-governador Michel Temer, líder maior do PMDB, é um conciliador nato e tem sido, cada vez mais, ouvido pela presidente Dilma Rousseff. É ainda oráculo permanente dos peemedebistas, principalmente daqueles que têm arestas com o Planalto. Temer considera que houve precipitação em antecipar-se à campanha presidencial faltando mais de ano para a eleição. “Lamentavelmente, antecipou-se muito a eleição presidencial, o que causou a antecipação das eleições estaduais”, diz Michel Temer.

CINDERELA Para ficar perfumada até a pontinha dos pés, a loja Drops of Joy (CLSW 103 – Sudoeste) trouxe uma novidade: o aro-


Deus é fiel. Tudo posso naquele que me fortalece matizador para sapatos. Imagina encontrar os calçados com cheirinho bom logo pela manhã? O produto é composto de duas espécies de “bolas” aromatizadas que são introduzidas dentro do sapato, que é colocado em um saco especial e fechado. Além disso, ele faz parte da linha fresh, famosa por suas fragrâncias refrescantes e cheias de energia, com inspiração nas brisas marítimas.

ra, onde poderá ficar até janeiro de 2017, caso se reeleija.

RÉ MENOR DE RICE Dia 3 de novembro, em São Paulo, o maestro João Carlos Martins comanda um espetáculo que terá uma atração especial. No piano, estará a americana Condoleezza Rice, que foi a toda-poderosa secretária de Estado de Bush. Em 2002, ela tocou uma sonata de Brahms, no Constitution Hall, em Washington.

vez, ano que vem, em plena campanha eleitoral. Ele começou a minar o PT da presidente Dilma Rousseff justamente num estado que deu grande votação à presidente em 2010, convidando a exprefeita de Fortaleza, Luizianne Lins, do PT, para se filiar ao PSB e candidatar-se a governadora do Ceará. Um golpe nos irmãos Gomes, Ciro e Cid, este atual governador, que são do partido de Eduardo Campos, mas que preferem ter ao lado o capeta e não a ex-prefeita.

MUDANÇA Cesar Canhedo Azevedo e sua mulher Claudia acabam de deixar a casa da Península dos Ministros para belíssima residência na QL-14 do Lago Sul.

BUSCA PELO PASSADO Filme de Alex Heller, O relógio do meu avô, sobre sobreviventes do Holocausto no Brasil, será exibido pelo Canal Brasil no fim do ano.

FLORES NA VIDA

O aniversariante do dia 13 de julho, Ronaldo Junqueira.

LIMPEZA A estátua do Cristo Redentor vai receber uma limpeza especial para a Jornada Mundial da Juventude. A Unileve assinou um acordo com a Arquidiocese do Rio para manutenção do monumento. A imagem do Cristo será usada no lançamento do limpador Cif.

PEREGRINAÇÃO DE 130KM A Jornada da Juventude é no Rio. Mas veja como ela atrai eventos religiosos em todo o país. Na véspera, de 12 a 20 de julho, uns dois mil jovens de colégios jesuítas (Congregação do Papa Francisco) de 50 países vão se reunir em Salvador. Um grupo caminhará cerca de 130km a pé no interior baiano, entre Tanquinho e Capim Grosso, para conhecer o projeto Conviver com Seca, dos padres Xavier e Henrique.

PROCESSO DE DESGASTE O presidente da Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves, do PMDB, que tem sido muito elogiado por sua postura no comando da Casa, está sendo pressionado por correligionários do seu estado, o Rio Grande do Norte, a candidatar-se ao governo estadual no próximo ano. A governadora Rosalba Ciarlini, do DEM, está em pleno processo de desgaste político, principalmente depois de romper com o vice-governador Robinson Faria. Henrique Eduardo Alves, no entanto, está gostando da presidência da Câma-

NAS NUVENS A aniversariante do dia 6 de julho, Márcia Zardo.

VAI SER PAI O governador Eduardo Campos, do PSD de Pernambuco, e provável candidato ao Planalto em 2014, será pai pela quinta

O administrador do Cristo Redentor, padre Omar Raposo, disse não estar frustrado com o anúncio de que o Papa Francisco fará apenas um sobrevoo no monumento, em julho, quando estará no Rio de Janeiro. “Acontece”, afirma. Ele acha que o pontífice vai gostar do passeio. “A vista lá do alto é linda”.

consuêlo badra

A aniversariante do dia 16 de julho, Maria José Santana.

O homenageado deste ano no 8º Congresso Internacional de Jornalismo investigativo, no Rio de Janeiro, em outubro, será o colega Marcos Sá Corrêa. Merece. Ano passado, em São Paulo, foram homenageados Tim Lopes e Jânio de Freitas.

17


período de 18 de setembro a 29 de outubro. O local escolhido é a antiga sede do Jornal de Brasília, no SIG.

VOLTA Após alguns anos morando na Califórnia, Carolina Monte Rosa e o marido Rafael Oliveira estão se mudando de vez para Brasília. O casal ocupará um amplo apartamento na Asa Sul. Parabéns ao embaixador Rodrigo Amaral, na foto ao lado de sua esposa Laís Amaral e da aniversariante do mês de junho Cécila Borges.

TRÍPLICE COROADA A cantora Fafá de Belém deverá ser a única a ser tríplice coroada com a vinda do Papa Francisco ao Brasil. Ela, que já cantou para os Papas João Paulo II e Bento XVI, também irá interpretar para o Papa Francisco Ave Maria, de Schubert. Para Bento XVI, ela cantou no 5º Encontro Mundial das Famílias, realizado em Valência, na Espanha.

A BÊNÇÃO DO PAPA O Papa Francisco vai receber pessoalmente e abraçar, um a um, os políticos, empresários e personalidades que ajudaram na organização da Jornada Mundial da Juventude, em julho.

NIVER Rita Márcia Machado fechou o restaurante Soho, no Pontão, segunda, dia 24, para comemoração de sua nova idade. Tarde de mulheres lindas e elegantes. Na próxima revista, faremos cobertura completa.

PROCURA-SE UM HELICÓPTERO A organização da Jornada Mundial da Juventude está em busca de um helicóptero UTI para ficar à disposição do Papa Francisco em sua estada no Rio de Janeiro. Os modelos usados em resgates aéreos na cidade não têm as especificações exigidas para atendê-lo. O governo da Bahia ofereceu o seu, mas a organização da Jornada não o considerou suficientemente equipado.

Aniversariante do dia 20/06, Dr. Eduardo Johnson voltou de uma semana de descanso em Dubai para inauguração da nova sede ampla e moderna e novíssima filial. É a Oncotek em constante crescimento, para alegria dos pacientes do DF.

DESPEJO Já que estou no assunto, todos os voos ligando Buenos Aires ao Rio de Janeiro estarão lotados na semana que antecede a Jornada Mundial da Juventude, com o anúncio de que o Papa virá somente ao Brasil. Espera-se a chegada de mais de três mil peregrinos argentinos, que virão de ônibus e carro.

À BEIRA DO RIO VERMELHO

consuêlo badra

CASA COR

18

Contagem regressiva para a edição 2013 da Casa Cor Brasília, que este ano completa 22 anos de sucesso. Na última quinta, o trio de empresárias responsáveis pela mostra no DF, Eliane Martins, Moema Leão e Sheila Podestá, realizou encontro técnico com profissionais da arquitetura e do design de interiores, que estarão presentes na exposição. O encontro foi para apresentar o espaço que abrigará a mostra, marcada para o

que comporão comissão especial para encontrar o Papa Francisco na Jornada Mundial da Juventude. Comandada pelo presidente Renan Calheiros, a comissão terá a presença dos três senadores do Distrito Federal: Gim Argello, Rodrigo Rollemberg e Cristovam Buarque. Segundo este, “estamos mais orientados para a ideia da riqueza para todos, o que é uma demagogia, do que para um mundo cristão, onde o amor ao próximo prevaleça, onde o bem-estar prevaleça sobre a ideia de progresso”.

ENTORNO NOTA 10

Pirenópolis e Goiás Velho, onde nasceu a poetisa Cora Coralina, são candidatas a locação para as primeiras cenas da novela de Manoel Carlos, sucessora de Amor à Vida, às 21 horas. No final do mês corrente, Jayme Monjardim e Leonardo Nogueira, que continua na direção de Flor do Caribe, visitarão as cidades

O secretário Gilvan Máximo (foto acima) tem feito um grande trabalho diante da sua pasta. A violência caiu 48% e o homicídio 83%. E está lutando para melhorar o transporte. Parabéns pela atuação, secretário.

Avaliação da parte da WTorre no Shopping JK: R$1,2 bilhão. Há quem jure que tem gente querendo comprar.

RENAN COMANDA

ALFINETANDO

Já passa de dez o número de senadores

SHOP SHOPPING

O senador Aécio Neves, recém-eleito


Deus é fiel. Tudo posso naquele que me fortalece presidente do PSDB e provável candidato ao Planalto em 2014, não perde oportunidade para alfinetar o PT, principalmente depois que a pesquisa Datafolha aponta queda substancial na aprovação do governo Dilma Rousseff. Para Aécio “o Brasil não anda porque o governo é paquidérmico e não tem foco”. E para arrematar, Aécio dispara: “O governo PT parece se contentar com a administração da pobreza”.

Abadia Teixeira, Mércia Crema, Márcia Lima e esta jornalista durante almoço na residência de Stella Guerra para Valeska Tonet de Camargo.

SOLENIDADE Advogado Bruno Colela Maciel tomou posse no último dia 24 como membro do Instituto dos Advogados do DF. A solenidade da presidência de Carlos Mario Veloso Filho aconteceu na OAB-DF.

UPP É CULTURA Oito escritores estrangeiros que participam em julho da Flip, em Paraty, estarão também na Flupp – a Festa Literária das UPPs. Entre eles, John Banville e Geoff Dyer. A Flupp será na Arena Dicró, na Penha, dia 8 e 9 de julho.

GRANDE ESFINGE O ex-governador José Serra tem se comportado como uma grande esfinge, quando afirma que já teve muitos cargos e espera ainda ter mais, sem explicar se será candidato novamente a presidente da República, governador ou senador. Especula-se que ele pretende deixar o PSDB para poder disputar o Planalto outra vez. No entanto, não diz sim ou não. Caso Serra se decida a concorrer ao Senado, até os adversários admitem que tem tudo para ser um candidato imbatível. Como um bom tucano, por enquanto, Serra permanece em cima do muro.

ta com a participação especial do artista plástico brasiliense Lucio Piantino. O ambiente intimista e cheio de estilo é composto por quatro quadros da coleção dele. Para Kely, é uma honra contar com as obras de Piantino em seu espaço da mostra. Ele, que vem de família de artistas plásticos, possui síndrome de Down e destaca-se no meio pela qualidade dos seus trabalhos. O seu trabalho se torna cada vez mais conhecido em Brasília e é retratado em documentário que será exibido no 5º Festival Internacional de Filmes sobre deficiência. Com 24 obras ao todo, a mostra será exibida em Brasília de 3 a 15 de setembro, após passar pelo Rio de Janeiro e antes de seguir para São Paulo. Rodado ao longo de 2012, o filme sobre Lucio será inscrito no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro.

O HERÓI DISCRETO O selo Alfaguara acaba de fechar acordo para lançar em outubro no Brasil, em simultâneo com a Espanha e com o Peru, o novo romance de Mário Vargas Llosa. Chama-se O herói discreto.

TOMANDO FORMA Ainda não está oficializada, mas a candidatura do senador Aécio Neves à Presidência da República, ano que vem, cada dia toma mais forma. Tanto nos programas de televisão, quanto nas suas declarações, o senador mineiro fala como candidato. Até em São Paulo, reduto de Serra, FHC e Geraldo Alckmin, o presidente do PSDB já escolheu o coordenador da sua campanha em 2014. Deverá ser o vereador tucano Andrea Matarazzo, amicíssimo de José Serra.

A aniversariante do dia 28 de julho, Lucinha Itapary.

HAITI

SANGALO SOCIAL Ivete Sangalo terá instituto para chamar de seu. A cantora coloca em prática, até o fim do ano, o sonho de abrir um local para repasse de verbas a projetos sociais. “Nós, que temos imagem pública, podemos ser catalisadores de coisas boas”.

A aniversariante do dia 28 de julho, Katia Cubel.

LUCIO PIANTINO O espaço Home Biblioteca do Colecionador, da designer de interiores Kely Carvalho, na mostra Decora Líder, con-

NA PONTA DA LÍNGUA A biografia da banda Kiss será lançada no Brasil em novembro pela editora Saraiva. Kiss – Nothin’ to Lose foi escrita pelo jornalista Ken Sharp com a colaboração de Genne Simmons e Paul Stanley, dois integrantes do grupo.

consuêlo badra

O Sinicon, de construção pesada, se aliou ao governo para empregar imigrantes haitianos no Brasil. Hoje, há 2.300 trabalhadores no Acre e no Amazonas. Grandes obras como Jirau (RO) e o estaleiro nuclear de Itaguaí (RJ) já empregam 500.

19


CASA NOVA O casal Francisco Caputo e Janaína Toscano confiou aos cuidados do arquiteto e decorador Nardim Júnior o projeto de reforma e decoração da parte íntima de sua casa. O local, que fica no Lago Sul, ganhará toques modernos inspirados na arquitetura dos anos 90. Nardim fará um mix das peças do acervo do casal com novidades.

e Rússia, integrarão a mostra. Vídeos e retratos de Basquiat e de seus trabalhos feitos por Andy Warhol também estarão na exposição, que terá um braço musical. Michael Holman, que ao lado de Basquiat e do ator Vincent Gallo formou a banda Gray, também fará um show. DJs brasileiros vão completar a programação. O projeto é orçado em R$13 milhões.

COMERCIAL A Odebrecht Realizações Imobiliárias e a Brasal Incorporações vão construir complexo empresarial em nossa Brasília. Terá 1.289 salas comerciais e vai gerar R$700 milhões em vendas. Deve ficar pronto em 2018.

CONDE NEGRO O aniversariante do dia 17 de julho, Gilberto Amaral.

VIDA REAL A realidade, às vezes, imita a ficção. Veja só: The never list, de Khoeti Zan, conta a história de quatro meninas que são aprisionadas durante dez anos por um professor, num enredo muito parecido com o das três meninas resgatadas em Ohio. O livro sai aqui no segundo semestre, editado pela Paralela, selo da Companhia das Letras.

Black Count, de Tom Reiss, que ganhou o prêmio Pulitzer de biografias, vai ser lançado no Brasil pela Objetiva. Ele conta a história do verdadeiro Conde de Monte Cristo, imortalizado no romance de Alexandre Dumas. O negócio já foi fechado pela agência Riff. O aniversariante do dia 31 de julho, José Alberto couto Maciel.

ROCK A Blue Man lança linha de produtos licenciados do Rock in Rio em julho. Terá biquíni, sunga e canga entre as peças. Prevê vender 50% mais.

HOSTEL A Che Lagarto, rede latino-americana de hotéis, inaugurou a 1ª filial na versão suítes, em São Paulo, dia 20 de maio. Projeto de R$4,4 milhões, está na Vila Mariana. Com 14 hostels no Brasil, a rede abrirá seis este ano. Prevê faturar R$7,5 milhões no país em 2013, 14% acima de 2012.

SAVE THE DATE Será no dia 24 de agosto deste ano o casamento da bonita Ana Beatriz Lins Albuquerque com o jovem Eduardo Lobo, no Recanto das Águas.

consuêlo badra

PARA 2014

20

Chico Buarque aceitou participar, ano que vem, das comemorações pelo centenário de nascimento de Dorival Caymmi. Até lá, deve ficar em casa, sem participar de outros eventos. Motivo? O novo livro que está escrevendo.

INTENÇÃO A sofisticada editora Taschen pensa em fincar o pé no Brasil. Procura loja em São Paulo.

LUZ QUE NUNCA SE APAGA A aniversariante do dia 17 de julho, Miranda Castro.

BASQUIAT NO RIO Uma grande exposição do artista e grafiteiro Jean Michel Basquiat vai aportar no Centro Cultural Banco do Brasil do Rio, em agosto de 2014. Cerca de 70 telas do americano, vindas de coleções particulares de países como EUA, Alemanha

A biografia da lendária banda The Smiths, feita por Tony Fletcher, vai ser lançada aqui pelo selo Best Seller, da Record. Ainda sem título em português (Uma luz que nunca se apaga), conta a história da banda inglesa que fez o maior sucesso nos anos de 1980 e influenciou, por exemplo, Renato Russo e Legião Urbana.

NO TEMPO DAS ANFETAMINAS A Editora Cabogó, de Isabel Diegues, vai


Deus é fiel. Tudo posso naquele que me fortalece lançar no Brasil o livro Popismo – anos sessenta segundo Warhol. Nele, Andy Warhol, o grande artista americano que transformou lata de sopa em obra de arte, divaga sobre aqueles tempos conturbados, movidos a muitas anfetaminas.

do Engenhão para realizar também as adaptações e ampliações exigidas para as Olimpíadas de 2016. O estádio, como se sabe, será palco de provas de atletismo.

liações dos alunos. Os dados vão ser depois publicados no portal Observatório da Educação Brasileira, que será lançado no fim do ano, aqui em nossa Brasília.

AVATAR NO BRASIL Zoe Saldana, que interpretou Neytiri, a princesa Na’vi, em Avatar, deve participar do filme O peregrino, sobre nosso Paulo Coelho.

APETITE A Domino’s Pizza vai abrir 16 unidades no país até setembro. Passará a ter 81 lojas. Aporte de R$9 milhões deve ampliar em 50% as receitas da rede. Já a Koni Store inaugura oito filiais em três meses, incluindo a primeira no Piauí. Hoje, tem 60.

CORAÇÃO NO BOLSO O brasileiro é solidário, aponta relatório anual da ActionAid, organização internacional que luta contra a pobreza no mundo. A arrecadação da instituição no Brasil cresceu 58% em 2012, em comparação com o ano anterior. O aniversariante do dia 14 de julho, Fabiano Cunha Campos.

O LIVRO DE EIKE

DRAMA DO ALCOOLISMO

O tropeço de Eike Batista nos negócios deve cancelar o projeto de uma biografia sobre sua trajetória, encomendada ao famoso jornalista Alan Riding, brasileiro, filho de ingleses, que cobriu a vida cultural europeia por 12 anos para o New York Times. Ele já tinha recebido 50 mil dólares adiantados.

O engenheiro carioca Vicente Britto Pereira, que reside há dez anos em Porto Alegre com sua companheira, a escritora Lya Luft, acaba de lançar pela Record o livro Ensaios sobre a embriaguez. Aborda o drama do alcoolismo.

EXPEDIÇÃO MUSICAL

HAJA OBRA Eduardo Paes deve aproveitar os 18 meses necessários ao conserto da cobertura

ADIANTAMENTO O Comitê Organizador da Copa do Mundo pagou adiantado ao Ecad os direitos autorais de todas as músicas – de Lulu Santos a Skank – que serão executadas nos estádios da Copa das Confederações. O aniversariante do dia 2 de julho, João Pimenta da Veiga.

CADERNO ESPECIAL As melhores experiências nas escolas públicas brasileiras vão ser estudadas e catalogadas pela Comissão de Educação da Câmara dos Deputados. A ideia é que um grupo de parlamentares viaje pelo país e visite aquelas que conseguiram apresentar os maiores avanços nas ava-

LUTANDO PARA REVERTER O novo presidente da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais – Unale, deputado estadual Venâncio Fonseca, do PP de Sergipe, eleito no Congresso da entidade em Recife, mês passado, pretende cobrar do Governo Federal aumento no repasse para a saúde, uma vez que os estados são obrigados a investir 12% de suas receitas, e os municípios, 15%.

consuêlo badra

O pianista Arthur Moreira Lima vai desbravar a Amazônia fazendo apresentações em capitais, cidades ribeirinhas e localidades indígenas a partir de julho. Pianista e o seu piano farão um percurso, planejado pelo Exército Brasileiro, de 10.435km por terra e 9.025 pelo rio. Muitas vezes, o piano será transportado por balsa. A ideia é realizar 45 concertos ao todo. No repertório, Moreira Lima vai apresentar composições de Bach, Beethoven, Liszt, Ernesto Nazareth, Villa-Lobos e Pixinguinha. Bis.

A aniversariante do dia 31 de julho, Suely Nakao.

21


Já a União, o quanto quiser. “Isso é desigual, é injusto, afirma o presidente da Unale, que pretende lutar para reverter essa situação.

Unidos, em outubro, quando será recebida pelo presidente Barack Obama e pelo Congresso norte-americano.

RICO EM DETALHES

O aniversariante do dia 10 de julho, empresário Gilvam Farah.

NA BAHIA Além de São Paulo e Rio de Janeiro, a Bahia provavelmente terá uma sucessão estadual emocional ano que vem. Em São Paulo as pesquisas apontam para a reeleição do governador Geraldo Alckmin, que venceria até mesmo o ex-presidente Lula. No Rio de Janeiro, a polarização será entre PT e PMDB, leia-se Pezão, vicegovernador de Sérgio Cabral, e o senador Lindberg Farias. Será uma luta de titãs. Na Bahia, o prefeito de Salvador, ACM Neto, lidera folgadamente as pesquisas. Mas ele não será candidato. A disputa deverá ser entre Geddel Vieira Lima, PMDB, e Walter Pinheiro, PT.

consuêlo badra

PARA OUTUBRO

22

Profunda conhecedora da América Latina, falando fluentemente o português e o espanhol, a futura embaixadora dos Estados Unidos no Brasil, Liliana Ayalde, está pronta para assumir o posto, em substituição ao atual embaixador, Thomas Shannon, tão logo tenha seu nome aprovado pelo Congresso norte-americano. A diplomata Liliana Ayalde terá como primeira missão preparar a visita que a presidente Dilma Rousseff fará aos Estados

Cheio de personalidade, estilo e rico em detalhes únicos: será assim o casamento de Maria Camilla Arnez Coelho, filha de Cristina e Ricardo Coelho, e Luiz Felipe Leal, de Fernando e Patrícia Leal, marcado para o dia 6 de julho, e que já promete ficar na história como um dos mais belos e elegantes já vistos na cidade. A mãe da noiva, Cristina, conhecida pelo seu olhar apurado e bom-gosto, assina o décor das bodas que acontecerão às margens do Lago Paranoá, em um terreno de propriedade da família da noiva, na ML. A cerimônia religiosa, comandada pelo padre Abdon, será ao ar livre, e a recepção terá lustres de cristal Bacarat do antiquário paulista Began, flores pouco conhecidas, como a peônia, e peças do acervo da família vão compor a decoração composta por mesas, lounges e bares, estes com drinques personalizados para a festa. Detalhes como as almofadas em veludo bordadas com o monograma dos noivos e cadeiras forradas com shantung de seda são alguns dos pontos que prometem encher os olhos dos 400 convidados vindos do Rio de Janeiro, São Paulo, Estados Unidos e África.

NO CAPÍTULO A noiva, que usará um modelo assinado por Sandro Barros criado a quatro mãos por ela e o estilista, e o noivo escolheram como padrinhos 14 amigos que participaram da história de amor do casal. Maria Camilla e Luiz Felipe passam a lua de mel no Four Seasons de Bora Bora, no Taiti. Antes os noivos passam alguns dias em Los Angeles, onde se hospedam no SLS Hotel.

MAL PASSADO, POR FAVOR Inaugura ainda este ano a primeira filial carioca do L’Entrecote de Paris. O restaurante, que faz sucesso em São Paulo, serve um único prato: bife de contra-filé com batatas fritas.

É MUITO ÔNIBUS Mais de 25 mil ônibus irão ao Rio de

Janeiro durante a Jornada da Juventude, em julho. Eles terão de parar em bloqueios montados na Baixada e em Itaboraí, onde receberão adesivos de identificação na lataria para estacionar em bolsões criados em Guaratiba, no Recreio e em Paciência.

NOVA COLEÇÃO A designer de joias Vânia Ladeira (foto acima) recebeu, no último dia 07/06, em sua loja na 213 Norte, várias vips para o lançamento da sua nova coleção. As peças foram inspiradas no Dia dos Namorados. A coleção tem muitos corações, pérolas e diamantes. As convidadas foram recebidas com uma tacinha de espumante e receberam uma deliciosa massagem nas mãos oferecida pela clínica da amiga Cristiane Rech, dona da Duohaus. No evento também foram arrecadados cobertores que serão doados a acompanhantes de pacientes internados em hospitais da rede pública.

UM LUXO Edward Norton, de O incrível Hulk, deve vir ao Brasil em outubro para a feira 1.618, que faz sucesso na França. Trazida pelo Instituto-E, é um mix de mostra de arte com feira ecológica e bem-estar, e tem como tema “Sustentabilidade é o novo luxo”. O nome do evento tem motivo “cabeça”: o número vem do resultado de uma razão matemática que define a harmonia entre homem e natureza.


recordar é

viver Fotos: Henrique Guillen, Celio Costa, Rodolfo Stuckert e Emivaldo Silva

Consuêlo Badra e Lucy Geisel

recordar é viver

Cristiano Cola, Rosana Ribeiro, Chico Recarey, Helô Pinheiro, Sonia e Arthur Rezende, Consuêlo Badra (1986)

24

Zely Ornellas, Dulce Figueiredo e Maria Beltrão (sentadas) e Consuêlo Badra (em pé)

Eliana Baleeiro, Ema Magalhães e Deolinda Leite (1988)


Jornalistas Ana Luiza Pinheiro, Rafael Navarrete e Consuêlo Badra (1986)

Jorge Costa Neves, Alain Belda, senador José Sarney e Nemércio Nogueira

Guida Nogueira e Fátima Freitas de Castro (1987)

Ulysses Guimarães e José Aparecido de Oliveira

Gleno Rossi e Consuêlo Badra (1986)

recordar é viver

Romílio Vegar, Sônia Maria e Pedro Facchini (1988)

25


Luciana Leone Ramos, Márcia Eris, Silvana Monte Rosa e Wilma Pereira (1988)

Casal Hélio e Antonia de Lima (1986)

recordar é viver

Abreu Sodré e o professor Moniz Bandeira

26

Homero Terra Sanchez, Fernando Barbosa e Maria Chagas Freitas, no Regine’s (1987)

Casal Deliane e Marco Aurélio Costa, Albano Franco e Antonio Bessa


Sebastião Valladares, Onísio Ludovico e Oswaldo Garcia

Maria do Carmo e Eduardo Calmon com Claudete Parenti (1989)

Heitor Reis e Joaquim Roriz (1990)

Zely Ornellas de Souza e Rhéa Sylvia Valente (1985)

Flávio Cavalcanti Jr. e Roberto Veloso (1982)

recordar é viver

Sonia Sebba, Maria do Carmo Rezende, Miriam Rosana Meireles, Emilse Calaça (1989)

27


Aristóteles Drummond

O exemplo argentino

ARTIGOS

J

28

ustificar o que se passa na Argentina já não é aceitável de forma alguma. Há dias, o Prêmio Nobel Mario Vargas Llosa, o mais lúcido intelectual latino-americano vivo, escreveu artigo definitivo sobre o drama da grande e outrora tão civilizada nação. A corrupção comandada pela Casa Rosada nem é mais contestada pelo governo. As fortunas obtidas pelos próximos do regime são públicas e notórias. A farsa dos números da economia já é oficialmente ignorada pelo FMI. O dólar americano chega a 100% no mercado paralelo. E nada deve reverter esse quadro. O racionamento de produtos essenciais é previsto para logo após as eleições de outubro. A perseguição aos jornais de oposição ou independentes, inclusive os dois principais, o Clarín e o La Nacíon, estarrece as elites e impressiona a fraca reação da sociedade, que sustenta, não se sabe até quando, um governo impopular, mas com ativa tropa de choque nas ruas. A Justiça enfrenta dificuldades e passou a sofrer influência política desavergonhada. A maioria parlamentar afronta o razoável, no melhor estilo “bolivariano”. A Argentina tem uma agricultura poderosa, referência na soja, no trigo, na fruticultura, na pecuária leiteira, na carne de prestígio mundial. Mas o abastecimento anda ameaçado e mais ainda agora com a retração das empresas brasileiras que vendiam e deixaram de fazê-lo por falta de pagamento. Nossos caminhões frigoríficos já não fazem filas quilométricas nas fronteiras. A produção local deve cair este ano. Até recentemente, o petróleo atendia ao mercado interno e sobrava algum para exportar, inclusive para nós. Hoje, impor-

ta, e o sistema elétrico está sucateado, deixando a economia fragilizada pela falta de infraestrutura. As lojas internacionais já fecharam as portas em Buenos Aires. Os hotéis de luxo só recebem em divisas, o que a qualquer momento deve provocar atritos com o governo. As reservas, avaliadas em 40 bilhões de dólares, já despertam desconfianças nos mercados e os mecanismos internacionais de financiamento não valem para a Argentina. As restrições ao turismo externo são draconianas, para pesar dos gaúchos e catarinenses, habituados a receberem centenas de milhares de argentinos por ano. A estabilidade política e social não vai durar muitos meses. Inclusive pela velocidade imprimida nos rumos do país para o populismo corrupto que marcou o continente por décadas. Agora, com a gravidade de o país possuir uma classe média expressiva, informada e revoltada, haverá, certamente, uma reação. Apesar dos carinhos e das visitas da Presidenta Dilma e, semana passada, do ex-presidente Lula. Temos de ficar atentos à defesa do interesse nacional. Nenhuma afinidade política pode servir de pretexto para financiamentos, empréstimos, fornecimento de alimentos, quando nós também enfrentamos dificuldades para fazer face aos nossos projetos. E mais: a proximidade com um regime podre moral e economicamente só servirá para agravar as restrições que passamos a sofrer nos mercados mais tradicionais e importantes, como a União Europeia e os EUA. O mais prudente é acompanhar a distância. E tomar muito cuidado.


Florian Madruga

D

efinitivamente, à medida que se aproximam as datas dos grandes eventos que o país vai sediar, nos próximos três anos – a Copa das Confederações, realizada agora, a Jornada Mundial da Juventude, com a presença do papa Francisco, a Copa do Mundo ano que vem e as Olimpíadas, no Rio de Janeiro, em 2016 – haverá uma multidão enorme de turistas, do mundo inteiro, visitando esta terra do Felipão. Nas cidades que vão sediar esses grandes eventos, já se vive o clima de euforia, principalmente por parte da turma que gosta de faturar uma grana farta e fácil. O negócio, para esse pessoal, é pegar, ao máximo, as “verdinhas” que os gringos vão trazer. Deve ser por isso que os preços estão subindo mais que balão em festa junina. Do táxi ao hotel, passando pelo jantar no restaurante, ou no cachorro-quente com refri, tudo aumentou de preço. Não tem PROCON que dê jeito. O preço das diárias nos hotéis, mesmo aqueles com serviços de má qualidade, está mais caro que os europeus. Dizem que é o padrão Fifa, que aumentou o valor do ingresso nas arenas na mesma proporção que encolheu o futebol da nossa seleção. Como o número de turistas é muito grande e o de leitos nos hotéis é bem menor, tem gente procurando motel para se hospedar, principalmente no Rio de Janeiro. Deve ser por isso que fiscais da saúde pública deram uma

batida em vários motéis da Cidade Maravilhosa e encontraram mais de uma centena de quilos de comida estragada. Dentre os alimentos impróprios para consumo, tinha uma razoável quantidade de bacalhau estragado, que exalava mau cheiro nas suítes dos motéis misturado com outros odores fortes. Dos cardápios encontrados, constavam lagostas, também estragadas, diversos tipos de carne, molhos e massas, tudo com prazo de validade vencido. Um dos itens que mais chamou a atenção dos fiscais foi o dos queijos, que, como o bacalhau, estavam fétidos, o que deixava o ar quase insuportável com o fedor. Quando dei a notícia à Klarabel, a manicura e pedicura que frequenta a pastelaria da Rodoviária, e ao Brittinho, o anão sergipano que só toma meio caldo de cana e come meio pastel, ficaram surpresos com o ocorrido e chegaram mesmo a comentar que não imaginavam que nesses estabelecimentos servisse comida estragada. Deve ter sido por isso que a Klarabel, com um certo ar malicioso, virou-se para o anãozinho e disparou: – Brittinho, quando for ao motel, cuidado com o que vai comer. E ele, mais malicioso que a loura, no mesmo tom, respondeu: – Minha cara, desde pequeno, quando morava em Estância, sempre comi carne de primeira. Filé. E saiu andando, atrás da Klarabel, mirando seu derrière. DE SÃO JERÔNIMO PARA CRÉDULOS E INCRÉDULOS: “Trabalhe em algo para que o diabo o encontre sempre ocupado”.

ARTIGOS

Cuidado com a comida

29


Carlos Chagas

As raízes profundas dos protestos

ARTIGOS

A

30

cima e além dos protestos contra o aumento de 20 centavos nas tarifas dos transportes coletivos, as manifestações nas ruas de São Paulo, Rio e outras capitais exprimem a frustração da juventude. Porque dificilmente se tem visto algum cidadão com mais de trinta anos desfilando pelas ruas. Fora aquele percentual mínimo de baderneiros empenhados em depredar vitrinas e em destruir e emporcalhar patrimônio público e privado, a grande maioria dos manifestantes parece provir da classe média. Os 20 centavos exprimem um símbolo, mas, na realidade, os jovens insurgem-se contra o modelo político, econômico e social que assola o país. Não se vê, nessas passeatas explosivas, representantes das classes menos favorecidas, fregueses do Bolsa-família ou mesmo trabalhadores egressos da miséria, hoje felizes por haverem mudado de patamar, tornando-se consumidores. Nem os pimpolhos das elites privilegiadas. Os governos de Dilma, de Geraldo Alckmin, de Sérgio Cabral e outros estão recebendo um recado, ainda que ninguém grite “abaixo o PT”, “abaixo o PSDB” ou “abaixo o PMDB”. Parte da população insurge-se contra as precárias estruturas da educação, da saúde, da habitação, claro que dos transportes coletivos também, mas, em especial, contra a falta de meios para enfrentar e modificar o futuro. Quem assistiu a reação da juventude nos idos de 1968 percebe a diferença de situações. Milhares de estudantes, em perfeita ordem, quase unida, marcharam pelas avenidas gritando “abaixo a ditadura”. Lá, como cá, a polícia fazia horrores, mas

como estamos na democracia, anula-se o denominador comum que unia os manifestantes. Hoje, o protesto não se limita aos 20 centavos de aumento no preço das passagens de ônibus e metrô. Deve-se à carência de melhores condições de vida dos moços. Por certo que entram na equação outros fatores, como a vontade de participação no processo político e a inclinação pelo inusitado. Não são rebeldes sem causa. Sentem-se oprimidos como seus pais se sentiam, não mais pelo regime militar, hoje, mas por uma sociedade igualmente perversa para com a classe média. Baderneiros infiltrados no movimento distorcem seu sentido que seria justo se não fosse prejudicial à ordem pública. É preciso prestar atenção. Haverá desdobramentos. Fica ridículo assistir a união dos contrários, tucanos como o governador Alckmin e companheiros como o prefeito Haddad, atribuindo tudo à irresponsabilidade dos jovens ou à orquestração encenada por adversários radicais. O fenômeno das duas últimas semanas tem raízes bem mais profundas. Poderá esvaziar-se, como é natural em toda explosão, principalmente se a polícia recolher-se apenas à guarda de propriedades públicas e privadas.

APARECE, LULA É inequívoca a liderança que o Lula exerce no país e, especialmente, em São Paulo. Seria hora de ele aparecer, senão no meio das passeatas, ao menos através de uma palavra capaz de orientar as massas. A omissão constitui pecado superior a qualquer excesso ou exagero.


José Alberto Couto Maciel

Retrato de Brasília Deputados e senadores, que faz pouco brigavam nos pratos re-

fica corado. Os Ministérios, esverdeados, se apagam e

dondos do Congresso, sentam-se às mesas e aguardam as com-

a bandeira tremula no mastro de forma desajeitada.

panheiras, se forem do PT, ou amigas, se pertencerem a outros

Os carros correm apressados, levando para casa a

rotina de mais um dia que passa, e lá, a mulher espera o funcionário, ansiosa, ou sem graça. Os juízes, após fazer justiça, ou consagrar a injustiça, despem as togas e voltam a ser homens normais. Mas alguns não conseguem, pois tal é o poder daquela toga que os invade por dentro que é como se o poder fosse intrínseco e não do cargo.

partidos, discutindo o que já discutiram, mas agora tudo com ironia, porque regado a um bom vinho. E nesses encontros da tarde surgem as ideias, mais tarde, ao anoitecer e após o quarto uísque, as quais certamente vão estruturar nosso país. E então vemos a Catedral com suas pontas de concreto dirigindo-se ao criador.

Mas foi feita a Justiça? A Justiça existe? O que é? O que significa

É como se o homem fizesse o cimento apontar para a eter-

o direito? O direito de um é a inexistência do direito do outro,

nidade e como se o espírito de Niemeyer prevalecesse sobre o

então, o que é o direito?

espírito de Deus.

Os ministros fingem que são liberais e chegam a conversar

E os funcionários mais simples seguem para suas casas.

com os cabineiros e seus motoristas. Alguns pedem para o carro

Casas na Ceilândia, Recanto das Emas, Paranoá, perto da Pa-

estacionar em frente ao Piantella, ou em outro bar, e lá encon-

puda, residências no Entorno, enfim, após um trabalho árduo

tram seus companheiros de uísque, ou assessores que vão rir de

deverão chegar em suas residências duas horas depois, pois a

suas piadas idiotas.

cidade feita para não ter trânsito foi invadida por um volume de

Os mais próximos da presidente são os mais cercados e

carros igual ao número de pessoas, pois se trata da cidade em

tudo que dizem denota uma cultura e um humor fora do

que o homem se divide em cabeça, membros e rodas, mas, atual-

comum naquele grupo. Tudo isso acaba com o tempo e, re-

mente, rodas empenadas para os que moram longe.

pentinamente, o tempo passou, o mandato passou e eles

E todos vão ingressando na vida noturna de Brasília, na vida

não são mais nada. Até seus nomes são riscados das listas

das casas, dos bares, dos restaurantes, das ruas sem vida e das

de convites especiais.

noites vazias. E amanhã começará tudo de novo.

aritgos

S

ão dezoito horas, e o céu, atrás do Congresso Nacional,

31


Paulo Castelo Branco

Reencontro

Artigos

E

32

stavam na mesma fila de idosos para receber atendimento prioritário. No balcão, 16 funcionários ágeis engoliam a fila de pessoas comuns. O atendente da fila deles deveria ter sido contratado num programa de incentivo ao trabalho da melhor idade; ele não aparentava ter mais do que 70 anos, mas parecia não ter tido o treinamento adequado e, ainda por cima, era morador da região há mais de 60 anos e conhecia todas as pessoas da fila. Fazia perguntas sobre amigos que já se foram, sobre os netinhos e os bisnetinhos. É claro que era o preferido da vizinhança, mas a fila quase não andava. Waldir estava na segunda etapa da fila quando a viu. O cabelo tingido de loiro não escondia a fisionomia que, durante anos, ficara guardada no fundo da memória já fraca. Ela mantinha o porte altivo e a tez acobreada, resultado dos longos dias de sol quando expunha o corpo esguio nas areias brancas das praias de Parnaíba. A fila se movimentou no corredor de fitas que delimita o espaço de cada um. Ela ficou a dois passos dele. Examinava, sem levantar os olhos, uns boletos bancários e contas de água e luz. Agora ficariam lado a lado como se estivessem sentados na velha cadeira “namoradeira” que marcara a juventude de ambos. Finalmente seus olhares se cruzaram. — Lívia? Perguntou fingindo surpresa. — Ela, ao contrário, não o reconheceu. Colocou os óculos, olhou-o firmemente como se buscasse no fundo da memória a fisionomia daquele homem que falava com ela. A voz não era estranha, mas o rosto barbado e as rugas não a lembravam ninguém. — Sou Waldir, seu colega de ginásio! — Waldir, sim, desculpeme o lapso de memória. A fila andou e os outros clientes, impa-

cientes, reclamaram da conversa dos dois. Waldir andou e Lívia ficou para trás. A senectude havia atingido de forma dura o casal de outrora. Lívia forçou a lembrança dos tempos e recordou com nostalgia o namoro que se desfez, quando seus pais foram transferidos para o sul. Era uma época de despreocupação e alegria. Veio nítida a última festa em que dançaram. Foi uma valsa no aniversário de... o nome da amiga não acompanhou o pensamento. O nome fugiu como se o fato fosse pura imaginação. Waldir, apesar dos sulcos na face, possuía uma memória mais preservada em virtude dos exercícios que nunca deixou de praticar. Além disso, jogava xadrez com um parceiro mais jovem e inteligente, o que exigia muita atenção no tabuleiro. Toda semana participava de almoço com amigos. Diariamente passava uma hora lendo e outra assistindo a filmes. De Lívia, sentia o perfume da lavanda juvenil que realçava a sua beleza. Lembrava-se do nome dos filmes que assistiram juntos. As músicas que preferiam, os livros que trocavam e as mãos dadas, disfarçadamente, na presença lúcida de D. Júlia, avó de Lívia. A fila andou e Lívia ficou novamente à sua frente. — Como era mesmo o nome da nossa colega que fazia aniversário na nossa última valsa? — Adélia! Lembro-me bem, você estava com um vestido azul e uma fita nos cabelos. Estava linda! No final da fila, alguém falou mais alto. — E aí, gente boa, vamos andar que atrás tem gente! Lugar de namoro é no restaurante do outro lado da rua. A fila andou. Na volta seguinte, só trocaram olhares e sorrisos. Finalmente chegou a vez de Waldir. O caixa, gentil, perguntou — E aí companheiro, reencontrou o amor da sua vida? Waldir sorriu, e a fila andou.


Burj Khalifa, a maior torre do mundo

Burj Al Arab, localizado numa pequena ilha artificial construída especialmente para o hotel

DUBAI ESPETACULAR

mara amaral

O

34

s Emirados Árabes Unidos, abreviados como EAU, são uma confederação de estados de grande autonomia. Fazem fronteira com Omã e com a Arábia Saudita. Os sete emirados são Abu Dhabi, Dubai, Sharjah, Ajman, Umm al-Quwain, Ras al-Khaimah e Fujairah. A capital e segunda maior cidade dos Emirados Árabes Unidos é Abu Dhabi. Dubai é uma cidade litorânea na costa do Golfo Pérsico. Apesar de ter praias lindas, elas não são o seu principal atrativo, já que os prédios estilosos e modernos próximos ao mar acabam roubando todas as atenções. A cidade também é o centro de atividades políticas, industriais e culturais. O Islamismo é a religião oficial e o idioma árabe, a língua oficial. Mas os turistas não encontrarão dificuldade, pois a maioria

Emirados Árabes Unidos

das pessoas fala inglês. Os Emirados Árabes Unidos têm a sexta maior reserva de petróleo do mundo e possuem uma das mais desenvolvidas economias do Oriente Médio.

DUBAI Era um pequeno centro de pesca e de caçadores de pérolas, hoje é a cidade mais moderna do mundo. Dubai é um dos sete emirados e a cidade mais populosa, com aproximadamente 2.262.000 habitantes. Dubai é conhecida mundialmente por ser extremamente moderna, futurista, com enormes arranha-­ céus e largas avenidas. Existem registros da existência da cidade de pelo menos 150 anos antes da formação dos EAU.


No centro a sensacional Infinity Tower, com uma estrutura contorcida que gira 90º em relação a sua base

Lado antigo da cidade

O projeto The Palms que só é visto dessa forma de helicóptero

DUBAI MALL Esse é o maior shopping do mundo, reúne 1.500 lojas, entre elas 120 restaurantes, distribuídos por quatro andares, incluindo praticamente todas as grifes internacionais. Entre as âncoras, a americana Bloomingdale’s e a francesa Galeries Lafayette. Mesmo com tantas lojas, os consumidores não se perdem dentro do complexo. Além de bem sinalizado, quiosques oferecem folhetos com mapas dos andares. Uma pista de patinação no gelo, de tamanho olímpico, e uma área

reproduzindo um souk de ouro, com 248 joalherias, são outros pontos altos na visita ao Dubai Mall. Um dos maiores atrativos é um aquário gigante, com uma infinidade de peixes e até tubarões, que deixam as crianças e adultos encantados. Com 30 metros de extensão e oito de altura, uma das laterais do aquário se tornou a maior parede transparente do mundo. Ela está voltada para um grande corredor de lojas e alcança a altura de dois pavimentos do shopping. Impossível não reservar um tempo para contemplação. Quem tiver mais curiosidade, pode

mara amaral

O Creek – é um braço do mar que divide a cidade no meio. Uma visita ao calçadão que beira o Creek oferece um panorama geral desta região histórica, mostrando um mix de prédios modernos lado a lado com construções históricas recém-restauradas. Al Bastakia – Um dos bairros residenciais mais antigos de Dubai. Museu Dubai – Um ótimo lugar para entrar em contato com a cultura local é esse museu, que dá uma rápida ideia da história do emirado. Fica em um forte de 1787 e é tido como a construção mais antiga da cidade. O muro usa conchas em sua estrutura. Foi todo construído com óleo de baleia e areia da praia. Exposições internas mostram os costumes do povo, o cultivo da pérola, o óleo de baleia, a confecção de vestimentas e as diferentes atividades. Fica localizado no Al Fahidi Fort. Travessia de ABRA – Pegar um abra e cruzar o Creek de um lado para o outro é uma boa maneira de apreciar o lado antigo. Um abra é um barco tradicional de madeira usado nos Emirados Árabes para o transporte de pessoas. Souk de especiarias e ouro e tecidos são encontrados no lado antigo.

35


comprar ingresso para atravessar o túnel de vidro sob o aquário que abriga 33 mil animais marinhos.

HOTEL BURJ AL ARAB O principal cartão postal da cidade. Sua imagem é referência no mundo inteiro quando o assunto é Dubai. O edifício construído em forma de vela tem 320 metros de altura e está localizado numa pequena ilha artificial a 300 metros da costa, construída especialmente para abrigá-lo. O Burj é conhecido como um hotel “7 estrelas”, devido ao seu alto nível de excelência, mas oficialmente ele é um hotel “5 estrelas” de luxo. Cada andar tem sua própria recepção. Todos os 202 quartos possuem dois andares, decoração luxuosa e vista panorâmica para o Golfo Pérsico e para a cidade de Dubai. Todos os hóspedes têm direito a um translado de helicóptero aeroporto-­ hotel-aeroporto. O heliporto, localizado no alto do edifício, chama bastante atenção. Ele já foi utilizado em muitas campanhas e ações promocionais, como uma em que os tenistas André Agasi e Federer disputaram uma partida de tênis no local. A decoração do hotel divide opiniões. Enquanto uns o consideram muito chique, sofisticado e luxuoso, há quem diga que apesar de ter uma bela estrutura externa, o interior do hotel é brega e exagerado, devido à grande mistura de estilos, cores e materiais. Acho que me encaixo na primeira categoria. O esquema de segurança para entrar no Burj é bem rigoroso. O acesso é permitido apenas para os hóspedes. Os turistas que não estiverem hospedados lá só podem conhecer o hotel caso tenham feito reserva em alguns dos seus seis restaurantes.

GASTRONOMIA

mara amaral

A boa culinária do Oriente Médio não poderia faltar em Dubai, assim como a internacional.

36

TRANSPORTE

O MAIOR METRÔ AUTOMATIZADO DO MUNDO

O novo sistema de transporte do Emirado, inaugurado recentemente, é composto por 40 estações e tem 80 quilômetros de extensão, sendo que 90% do trajeto é em superfície. Mas Dubai não faria um

É inacreditável a cidade construida no deserto! sistema de metrô qualquer. Além das modernas instalações, as composições circulam sem condutores, totalmente automatizadas. Com isso, o primeiro e o último vagões dos trens têm janelas panorâmicas no lugar antes reservado para a cabine do operador. Oferece conforto aos usuários, com escadas rolantes e elevadores em todas as estações. Na plataforma, os passageiros sabem o horário exato da chegada da composição, pois relógios informam os minutos que faltam. O maior metrô automatizado do mundo foi criado para resolver um grave problema enfrentado por quem vive em Dubai: os engarrafamentos diários até nas vias expressas, usadas por quem se desloca entre emirados próximos. Na verdade, a área urbana de Dubai, cheia de arranha-céus, shopping centers e hotéis, foi projetada para bater recordes, mas sem levar em conta a existência de pedestres. Praticamente não se caminha por Dubai. Primeiro, por causa do sol forte, que no verão faz os termômetros ultrapassarem a barreira dos 50 graus. Em segundo, porque as longas avenidas e ruas não oferecem longos trechos de calçadas. Dubai

se prepara para em breve facilitar os deslocamentos de carro e bater novo recorde mundial, construindo 15 viadutos que vão se sobrepor.

HOTÉIS O Hotel Armani no prédio Burj Khalifa, o mais alto do mundo. Jumeirah Beach. Hotel Atlantis – The Palm.

E POR NADA NO MUNDO PERCA Safari com jantar no deserto. Fazer um passeio de helicóptero para admirar a The Palms. Jantar no Athmosfere, no topo do Burj Khalifa, o maior prédio do mundo. Visitar o Gold Souk e o Spice Souk. Visitar o bairro Bastakiya. Passear pela marina de Dubai, passando por vários bairros e restaurantes. Ir ao shopping Dubai, onde verá a maior cascata, o maior aquário do mundo e as pistas de ski. Visitar a capital Abu Dhabi, que fica apenas a uma hora de distância de Dubai. Ski Dubai (Shopping Emirates). Email: maraamaral2002@hotmail.com


EM PROVINS SUDESTE DE PARIS pedro gordilho

Para Sylvianne Segrais de Bem

38

B

em de longe já se avistam as silhuetas da Torre César e da cúpula de São Quiriace. Anunciam a cidade medieval rodeada de muralhas. Seu símbolo é a rosa vermelha. De acordo com a tradição, Thibault IV, o cancioneiro, conde de Brie e de Champagne importa e desenvolve em Provins roseiras provenientes da Síria. Edmond de Lancastre (1245 – 1296), irmão do rei da Inglaterra, tendo casado com Blanche d’Artois, foi durante alguns anos suzerano de Provins e introduz em suas armas a rosa vermelha. A rosa de Provins

(rosa gallica officinalis) é a ancestral de todas as variedades de rosas cultivadas na França e em muitos países do ocidente. Ela se tornou bastante conhecida graça às feiras de Provins, sendo bastante procurada quer pelo seu perfume, quer marcadamente pelas suas virtudes médicas, a saber, ela facilita a digestão, suaviza as dores de garganta e purifica a pele. Desde o século X, a bela cidade medieval tornou-se uma das principais capitais econômicas de toda região de Champagne, em razão de suas duas feiras anuais que, ao lado daquelas da cidade medieval de Troyes (pronuncia-se como o número 3 em francês, trois), incluíam-se entre as mais importantes de toda


aquela região florescente. Mercadores do norte e da região mediterrânea ali se reuniam para trocar mercadorias, sedas, ervas e temperos do oriente e vinhos, fazendo daqueles dois centros principais um grande mundo de negócios. As feiras foram muito prosperas até o começo do século XIX. Daí em diante, a posição política e econômica de Paris acaba por eclipsar a Champagne. A cidade está protegida pelas suas muralhas e é reputada por uma explícita atmosfera medieval. Em 2001 todo o conjunto urbano foi inscrito no patrimônio mundial da Unesco e conta com 58 monumentos protegidos. A bela Porta St-Jean, edificada no século XIII, é a entrada da cidade. As mu-

ralhas que impressionam pela robustez foram construídas nos séculos XII e XIII sobre uma linha de defesa que já existia. Constituem o mais vigoroso exemplo da arquitetura militar medieval. A parte mais bem conservada se estende entre a porta St-Jean e a porta Jouy e a Torre dos engenhos religa os dois espaços. Da Torre a vista se estende sobre a cidade e todo o campo da região de Brie, também famosa pelo queijo. A impressionante igreja St-Quiriace foi construída por volta do século XII, o transepto e a nave só no século XIII e o Dôme data do século XVII. Sobre a extensa praça, uma cruz marca a inserção do portal real.

Os queijos da região não são práticos para o transporte. Mas a sua elevada qualidade faz da cidade um destino incontornável para aqueles que vêm apreciar as especialidades fromagères da região da Ile-de-France. Primeiramente o Brie, cuja reputação já foi estabelecida desde o século XIII, constituindo-se, como se diz por lá, um queijo mítico. Progressivamente, independentemente da manutenção das características comunais (preparação a partir do leite cru parcialmente cremoso, a pasta delicada amarelo-claro, proporção de matérias gordurosas de cerca de 45% afinagem, ou seja, afinação, acabamento, rápida, não excedendo a sete semanas) são peculiares ou individualizadas diversas variedades de queijo Brie em função do terroir. Os queijos de Brie se encontram nos mercados e nas boas casas especializadas e deverão ser conservados sempre frescos, de preferência numa cave. Aconselha-se que jamais se coloque esse queijo na geladeira.

Provins no passado

Seteira medieval

pedro gordilho

Ponte Saint-Jean

39


Marchê

pedro gordilho

LaTour de César

40

Hoje não tem mais a fama do passado, mas nos séculos XVII e XVIII os vinhos da região de Ile-de-France (Argenteuil, Suresnes e St-Cloud) eram considerados como os melhores crus do país. A vinha da região era a maior da França e a plantação de uva fazia parte da sua paisagem até o começo do século XX, quando a praga phylloxéra e a concorrência dos vinhos do sul fizeram desaparecer a vinicultura e a produção vinícola. Atualmente a região contabiliza uma centena de vinhas – marcadamente em Seine-St-Denis – e 30 plantações diferentes, tinto, branco, rosé e espumante. O restaurante La Table de Saint-Jean vale a viagem. Na cidade alta, em meio a casario marcadamente colombage – ele próprio sediado numa casa no estilo que data seguramente do século XII – é um monumento de bom gosto e de boa mesa. A entrada escolhida foi Les Bignets (uma fritura leve) de Brie, em homenagem ao queijo sedutor da região, e que permaneceu indelével. E o Dos de Bar Rôti, Fleur de Sel (espinhaço de um primo do robalo assado na flor do sal), pela sua simplicidade, que fez ressaltar a excelência do sabor, perdura e assinala a necessidade de retornar.

Colombage em profusão

Restaurante La Table Saint Jean O vinho escolhido foi um Cotes Rôtie que muito bem embalou os doze graus ensolarados da temperatura externa. O Noyau de Poissy, cuja receita data de 1698, é um digestivo para ser degustado ao fim de uma refeição. É um licor fabri-

cado à base de cognac e da infusão de semente de damasco. Inoubliable! Referência bibliográfica: • Michelin. Île-de-France Chartres Chantilly Senlis, Le Guide Vert, Parition 2006.


Ambientes

LĂĄ fora ĂŠ m

42


é melhor

N

os projetos modernos de arquitetura e design de interiores, a varanda ganha cada vez mais status de espaço nobre da casa. Nesta matéria veremos três exemplos de como áreas gourmet, churrasqueiras e até piscinas se integram ao restante da casa por meio da varanda, transformando tudo em uma área comum de convívio.

Ambientes

Texto e fotos: Clausem Bonifácio

43


aprovEitamEnto máximo A design Marcia Mustafaga aproveitou ao máximo o espaço desse terreno para criar uma área externa com várias possibilidades. Piscina, churrasqueira, salão de jogos e até um home foram integrados em um espaço único. Um dos detalhes que chama a atenção é a sauna com saída direta para piscina. Marcia ainda aproveitou a parte superior da área externa e estendeu a varanda dos quartos, criando uma área reservada para confraternizações.

ExtEnsão da sala dE Estar

Ambientes

Para esse projeto a arquiteta Beta Polis criou um espaço onde varanda, área gourmet, SPA e piscina integram-se, formando uma agradável e espaçosa área de lazer. A varanda tornou-se uma extensão da sala de estar, com ambientes aconchegantes e confortáveis. A praticidade da proximidade entre a cozinha e a área gourmet convida a receber os amigos. Os destaques ficam por conta do balcão da área gourmet, que é em granito preto absoluto com detalhes em aço inox e madeira freijó. Churrasqueira revestida em mármore travertino com detalhes em granito preto próximo ao fogo, harmonizando com o conjunto.

44


A arquiteta Carolina Mendonça, a pedido do cliente, criou uma área externa inspirada no clima das fazendas mineiras. Churrasqueira com fogão a lenha e revestida com azulejos hidráulicos e uma mesa centenária, trazida de Tiradentes, ajudam a criar esse clima de roça. O espaço conta ainda com um estar com paredes de vidro que avançam no jardim, deixando o verde fazer parte da decoração. Essa área integra a casa à academia, sauna e a área da piscina.

Ambientes

nos tEmpos da fazEnda

45


46

Foto: Rodrigo Augusto

comportamento

A INVASテグ DAS

B


BLOGUEIRAS! Elas são referência no mundo virtual. Moda, beleza, estilo, maternidade, filhos, enfim, cada uma com o seu perfil, elas transformaram suas paixões em trabalho. E informam muito bem uma legião de seguidores no Brasil e exterior Por Flávia Landim – Fotos: Divulgação

A

blogueira Denise Gebrim, formada em moda, comanda, desde 2008, o blog Diário de Acessórios. Ela é a única representante de Brasília entre as blogueiras badaladas do F Hits, uma rede de blogs que reúne os mais populares da internet. Para ela, o blog é um instrumento de trabalho que torna viável mostrar todo o seu conhecimento em moda. Denise está sempre em algum canto do mundo para se atualizar sobre o tema, mas admite que, apesar do prazer, é uma correria louca essa vida de it girl. São muitos posts, contratos com clientes diversos. Além disso, tem a vida pessoal vigiada por admiradoras que querem saber tudo sobre o que faz ou deixa de fazer. Mas Denise se diverte e conta alegre que dia desses, estava em Nova Iorque e foi abordada dentro de uma loja por uma leitora super fofa que a havia reconhecido por conta do blog, daí ela queria tirar uma foto com Denise, mas foi interrompida pela vendedora que a proibiu de tirar fotos no interior da loja, foi aí que Denise parou as compras e foi com a leitora entusiasmada para fora para finalmente levar a recordação com a moça da moda de Brasília! A blogueira está super bem cotada, são em média 15 mil visitas diárias no www.diariodeacessorios.com.br. A blogueira Tainah Cavalcanti Araujo Gontijo Nóbrega é administradora e comanda, desde agosto de 2009, o blog Nasci pra ser mãe. A ideia surgiu por conta dos inúmeros e-mails que recebia de amigas perguntando sobre o mundo materno-infantil, pois ela era a referência, e estava prestes a dar a luz ao terceiro de cinco filhos. “Para facilitar minha vida, coloquei tudo que sei em um blog”, conta. O objetivo é sempre ajudar aquelas mães que precisam, pois quando Tainah engravidou do seu primeiro filho, não tinha essas facilidades on-line como hoje. O número de acessos já está em 207.350. “Atualizo de acordo com meu tempo livre, minha prioridade sempre é a família, mas geralmente faço dois posts por semana”, acrescenta. O que foi criado como um auxílio para as amigas, virou um blog de referência para milhares de desconhecidos. Tainah dá dicas sobre todo o universo infantil, listas de enxoval, como arrumar mala e como viajar com crianças. “Uma vez recebi um e-mail de uma leitora brigando comigo porque ela estava entrando todo dia no blog www.nasciprasermae. com querendo ver novas informações e só fazia atualizações uma vez por semana. Ela ficava ansiosa para ver as futuras dicas. Morri de rir e me senti muito honrada. Mas expliquei que minha prioridade não é o blog e sim meus filhos”, conclui.

comportamento

S

47


A blogueira Dariane de Sousa Vale é administradora e desde agosto de 2010 está à frente do Blog Fashion and Management – Moda e Gestão, informando seus leitores sobre Moda, Tendências e Gestão de Pessoas. A ideia surgiu ainda na faculdade, Dariane era líder de turma, levando sempre novidades da área de Gestão; ao mesmo tempo, precisava usar looks que saíam do trabalho para a faculdade. “Uni a Moda e a Gestão de Pessoas num meio virtual”, explica. O objetivo inicial do blog era postar os looks diários de quem precisa ir do trabalho à faculdade e escrever sobre o que estava aprendendo no curso de administração. “Depois de formada, continuei com os looks, tendências, eventos de Brasília, além dos artigos sobre Gestão de Pessoas e a vida no meio empresarial”, completa. Hoje o blog www.fashionandmanagement.com conta com o total de 180.000 acessos, com a média mensal de 15.000 pageviews mensais. “Acho engraçado quando perguntam: ‘O que você faz?’ Já fico preparada para passar horas conversando sobre esse universo tão amplo que é o mundo de blogs, que a cada dia mostra as suas particularidades, mas as pessoas ainda não estão acostumadas a ver alguém com a profissão blogueira”, conclui.

comportamento

A blogueira Ana Carolina Siqueira Hudson é administradora e comanda o Blog Estilo, no ar há um ano. “Meu blog é o reflexo de tudo que eu gosto: viagens, restaurantes, moda, filmes, enfim, eu adoro seguir os blogs e sempre brincava que criaria o meu. Durante uma viagem a Paris, comecei a tirar fotos dos pratos, escrever dicas e comentava com meu marido e amigos que estavam conosco que iria tirar fotos para o meu blog, chegando de viagem, criei o Blog da Carol Hudson. Fui tomando gosto, compartilhei com as amigas, que começaram a interagir”, informa. Em maio de 2012, contratou a ISI Tecnologia que criou o Blog Estilo. Carol Hudson faz em média dois posts diários. Dentre muitas, a blogueira tem uma história interessante, conta que tem uma amiga apaixonada por sapatos, então combinou de ir a casa dela para fotografar os sapatos importados para um post no www.blogestilo.com.br. “Eu sabia que ela tinha sapatos lindos, mas achava que o número não passaria de uns 15 pares. Quando ela abriu a porta de casa, quase capotei, ela tinha organizado os sapatos por marca, em três salas, acreditem! Um mais lindo que o outro! Chanel, Gucci, YSL e por aí vai... O que me deixou triste é que ela não calça o mesmo número que eu”, diverte-se.

48

A blogueira Ana Luiza Favato é psicóloga de formação, mas sua paixão desde 2010 é o Blog da Ana! Super badalado, ele é referência de Moda e Lifestyle. Tudo começou quando Ana precisava de algo para ocupar seu dia a dia depois que parou de atender seus pacientes por conta da filha pequena. “Sempre curti muito moda e já tinha trabalhado na área por vários anos, então, pensei em criar um blog. Inicialmente, a ideia era dividir as informações com as amigas, mas tudo aconteceu muito rápido”, conta. De repente, o negócio cresceu e tomou outra dimensão. Várias marcas começaram a procurar o espaço para anunciar no www.analuizafavato.com.br, então, ela teve de se profissionalizar. “Criei uma equipe e hoje me dedico integralmente ao blog, que conta com seis mil acessos diários”, diverte-se. Favato conta que logo no início do blog, estava em uma loja em Miami e uma vendedora perguntou se ela era a Ana do blog. “Na época, eu nem imaginava o alcance da internet, nem imaginava que eu já tinha leitoras fora do Brasil. A rapidez com que as coisas acontecem no mundo virtual é impressionante. Quando você menos espera, dez mil pessoas a estão acompanhando!”, ressalta.


50

gastronomia

Na onda do fing

Foto: AndrĂŠ Rodrigo Pacheco


C

omer com as mãos. Esse é o princípio básico do finger food, expressão que, reza a lenda, surgiu quando a atriz inglesa Joan Collins foi a um restaurante e pediu um petisco que pudesse ser comido dessa forma. O famoso finger food é algo prático e informal, porém em grande estilo e que permite que os convidados comam de pé, sem usar pratos ou talheres. Mas atenção: para utilizar essa expressão é importante que a porção individual possa ser degustada em uma única mordida. Depois do fast food e do slow food, agora é a vez do finger food, uma dessas modinhas que veio pra ficar. Conceitual e com uma proposta de ser uma explosão de sabores em uma única porção, ele é hoje o diferencial dos eventos. Para alguns veio para substituir a entrada, para outros, apenas uma nova roupagem para os petiscos. Receber com finger food é perfeito para festas dançantes e encontros em que não é possível todos os convidados sentarem à mesa. E o grande segredo de uma recepção como essa é apostar em um cardápio variado e caprichar na arrumação da mesa. Essa maneira de servir, que dispensa talheres, quando é adotada numa festa, permite que as pessoas comam em pé, dançando, circulando, e não necessariamente sentadas. Quem diria que tal frescura poderia dar origem a um hábito tão prático e elegante? Se fossemos traduzir ao pé da letra, esbarraríamos em algo como alimentos que são comidos com os dedos mesmo. Ao pensar nisso, lembrei da minha infância, do tempo em que comia com as mãos sem preconceito e sem medo de ser feliz! Jogue a primeira pedra quem nunca comeu com as mãos no lugar de talheres? Tem coisa melhor do que meter o dedão numa cobertura de bolo? Além disso me lembrei com saudosismo das festinhas, nas quais eram servidos coxinhas, croquetes, canapés, torradinhas com patê, barquetes e não usávamos qualquer talher pra isso, mas as mãos. Ou seja, fazemos uso do finger food há tempos. Aqui em Brasília vários buffets já usam e abusam da proposta. Até restaurantes já oferecem petiscos nesse formato, como as espetadinhas criadas por Jorge Santos, chef do Café com

gastronomia

nger food

Por Adriana Nasser – Fotos: Divulgação

51


Vinil (413 Norte), ideal para compartilhar com os amigos. Algumas casas servem diferentes minissobremesas para serem degustadas em um único pedido. E se você quiser servir de uma maneira rápida, descomplicada e muito charmosa, aposte nesses petiscos que valem por uma refeição e que podem ser servidos em colherzinhas, palitinhos e copinhos. Basta dar asas à imaginação e deixar a criatividade fluir. E o melhor de tudo: menos louça esperando para

ser lavada no final de festa! Tudo de bom. Dá pra fazer mini risoto, stick de mignon, mini escondidinho de carne seca, mini penne com molho pesto, canapés, cones com patê de foie com pistache, tomatinho cereja no palito com mussarela de búfala e manjericão, palitinho de linguiça com batata, etc. Para a sobremesa, abuse dos brigadeiros de colher. Podem ser com maracujá, preto e branco, com crocante, com café e com frutas vermelhas.

Dicas para servir FiNger FooDs No palito Eles fazem sempre muito sucesso. Você pode abusar das combinações. No copo Utilize taças e copinhos para servir pequenas porções de saladas, massas, risotos, cogumelos refogados, escondidinhos. Lembrese de oferecer tudo já temperado e com garfinho de sobremesa.

gastronomia

Nos legumes Faça recheios cremosos para eles. No tomate-cereja, coloque cream cheese ou patê de atum. Endívias ficam ótimas com queijo brie e castanhade-caju. E nas uvas, damascos e morangos, pedacinhos de gorgonzola. E para quem quiser preparar uma bela recepção em casa, anote aí algumas dicas: uma porção ideal gira em torno de 300 gramas. Com essa quantidade os convidados poderão experimentar diferentes miniporções. O ideal é calcular uma média de 8 a 9 diferentes porções por pessoa.

52


Dicas:

Foto: Tereza Nery Sá

Brasilia acaba de ganhar uma casa que já chega conquistando a cidade: o Baby Beef Rubaiyat. O cardápio daqui é o mesmo da casa paulistana, com os consagrados cortes produzidos pela Fazenda que fazem do Baby Beef Rubaiyat um dos mais prestigiados restaurantes de carnes do Brasil. Na adega serão 700 rótulos, cerca de 8 mil garrafas. O próximo passo deve ser levar o Rubaiyat, ainda neste ano, para o México.

Para comemorar 13 anos, a santa Pizza traz sabores que prometem surpreender o paladar brasiliense. Uma delas é a pizza “Cabra da Peste”, com muçarela de búfala, queijo boursin de cabra, abobrinha, pimenta de cheiro e pimenta dedo de moça. Tem também a “Cabra Forte” feita com muçarela, queijo de cabra e presunto parma, e a “Itália”, com muçarela, molho pesto e tomate em tiras. Tem novidades também na sobremesa e na carta de vinhos.

A cada seis meses o Taypá renova seu cardápio e desta vez incluiu mais pratos da cozinha Nikkei à sua premiada carta. Para esta temporada, que marca os três anos de sua criação, o restaurante investiu na fusão das cozinhas peruana e japonesa. O chef Marco Espinoza criou, com o compatriota Giancarlo Tamashiro Arakaki, um menu que pretende proporcionar novas experiências e ir ao encontro da tendência da cozinha mundial: comer bem e de forma saudável.

gastronomia

O McDonald’s trouxe uma novidade para os consumidores brasileiros: o chicken McBites. Sucesso mundial, os pedacinhos de peito de frango empanados prometem conquistar o público brasileiro. Em três tamanhos diferentes, eles estão disponíveis nas embalagens Petisco, Individual e Jumbo, com os novos molhos Creamy Ranch e Spicy Buffalo.

Foto: Fabrício Rodrigues

Já tem prato 2013 do Boa lembrança no Oliver. Este é o 4º ano que o restaurante participa do grupo. Ao pedir o prato, o cliente leva para casa uma obra de arte: um prato pintado pela artista gramadense Margot Rost. A receita escolhida para este ano é a do Steak a Fiorentina.

53


nas novidades Por Consuêlo Badra – Fotos: Divulgação

PEÇA DE DESTAQUE São indicadas para vinho branco as taças Melissa Pantog, da Rojemac Presentes. Feito de cristal, o jogo é formado por seis peças. www.rojemac.com.br

ÚLTIMOS APONTAMENTOS

1. Para você colorir seus cabelos em casa, a Olia de Garnier renova sua expressão transformando em um momento de prazer você colorir seus próprios cabelos. Os laboratórios Garnier conseguiram uma coloração permanente sem amoníaco, graças a um sistema rico em azeites, que proporcionam uma cor maravilhosa. 2. Já a Kérastase lança o primeiro sérum da marca com células nativas vegetais, que atuam no nascimento de seu cabelo para que cresça forte, brilhante e bonito. Este concentrado protege o retorno das células nativas para otimizar a produção do material capilar desde a raiz e reforçar a resistência da fibra.

novidades

ESMALTES DA TEMPORADA

54

Efeitos especiais com o mais novo esmalte pérolas de caviar de Ciaté, encontrado no Sephora. 1. Depois vem o Esmeralda, na cor verde, da Maybeline. 2. Em seguida o Ciruela, elegante e sofisticado no negro de Tom Ford. 3. Seguinte, o Nude, uma cor sofisticada falsamente natural, verniz Nude 413 da Dior. 4. Depois, o Fucsia na tendência pop. Nail Lacquer da M.A.C. 5. Temos ainda o Púrpura, que proporciona um acabamento elegante. So Laque ultra Shine de Bourjois e por último o 6. Vermelho Coral Love da Lancôme 134.


CROCODILO

Colar crocodilo da coleção Cartier em ouro, diamantes, esmeraldas e rubis. Edição especial da Cartier.

DESIGN DE LUXO

LÁBIOS

Com a tonalidade vermelha da Lancôme conseguirá uns lábios de cor brilhante, ultrafemininos e sedutores.

Da sofisticada marca francesa Christofle, o bule de prata para café, modelo Albi, tem alça de latão e desenho clássico. www.christofle.com

CLÁSSICO E REQUINTADO

BELEZA DIA A DIA

O novo Capture Totale Multi-Perfection da Dior oferece uma experiência sensorial única graças a tratamentos espertos cujos aditivos atuam no mais profundo da sua pele, para uma beleza radiante e uma ação de juventude global.

novidades

O aparelho de jantar Gran Corea, da marca italiana Richard Gionori, é composto por pratos fundos, rasos e de sobremesa e xícaras de chá e de café. À venda na Daslu Casa, as peças têm preço individual. www.daslu.com.br

55


O FRASCO JOIA

ACESSÓRIOS

novidades

Colar Dries Van Noten, brinco Missoni e anel superdiferente de Lara Bohinc.

56

SAPATOS

Inspirado na silhueta de uma mulher que sabe vestir suas toilettes de noite mais sofisticadas, transmite esse brilho especial de quem se sente bela e admirada. Glam Star Custo Barcelona é o nome do perfume.

Nada como um sapato para definir uma mulher sexy e irresistível! Suba nas alturas e... Pimp! 1. Em verniz, da Zara. 2. Em camurça, de Elizabetta Franchi. 3. Em veludo bordado e couro, Mango Touch. 4. Em camurça, da Prada. 5. Em couro, Zilian. 6. Em couro, de Yves Saint Laurent. 7. Em camurça e tachas metálicas, da Miu Miu 8. Em couro e tachas, de Sergio Rossi. 9. Em couro e tachas, de Christian Louboutin. 10. Em veludo, couro envernizado, penas e strass, da grife Louis Vuitton. 11. Em camurça, da Guess. 12. Em couro, da Prada.


ARMANI

As novas carteiras do Empório Armani com cores vibrantes são o atual must.

SANDÁLIAS COM PEDRARIAS

PRENSADO A FRIO

O óleo de gergelim é a novidade da Vital Âtman, indicado para o preparo de pratos da cozinha oriental e para finalizar entradas e saladas. Ele também auxilia na prevenção da aterosclerose e pode apresentar benefícios no emagrecimento. www.vitalaatman.com.br

Coleção nova de Nina Ricci, sandália com plataforma e salto grosso, com pedrarias e na cor bege, é o que propõe para a mulher chique.

novidades

Tendências de cabelos:

57


ETIQUETA Por Consuêlo Badra

etiqueta

1

58

Como chego a um restaurante? Quem vai à frente, eu ou o meu noivo? À chegada de um casal ao restaurante, o homem vai à frente e abre a porta, se não houver porteiro. Em casa de certo nível, aguarda-se na recepção que nos seja indicada a mesa, mesmo havendo mesas vagas. Quem convida precede seus amigos ao entrar. A recepção é mais atenciosa se houve reserva por telefone. Ao dispor de lugares à mesa, se forem casais, não ficam os homens de um lado e as mulheres de outro, sinal de preconceito – mulher só tem assunto com mulher. Eles ficam intercalados, e não necessariamente o marido ao lado da mulher. Se há um casal mais importante ou o homenageado do jantar, ele deve ficar de frente para a entrada. Quando a mesa é encostada à parede e for retangular, havendo duas mulheres e um homem, as duas sentam-se lado a lado e ele fica só, em frente. Em mesinha quadrada, é o homem que fica sentado junto ao corredor de passagem e as duas frente a frente. Tratando-se de dois casais, as mulheres ficam no lado de dentro, perto da parede.


de todos em risco. Sob pretexto algum segure o elevador num andar. Essa atitude indica grande incivilidade, falta de espírito de coletividade. É um atestado de incompetência para viver num condomínio, junto com outras pessoas.

4

Quando eu engravidar, tenho de comunicar aos outros? Quando engravidar, determine uma data para comunicar aos amigos e à família. Não deixe que uns saibam pelos outros. E quando o seu filho nascer, comunique à família e aos amigos por telefone ou com um comunicado de nascimento (onde poderá descrever o local e a hora de nascimento, assim como o peso, o comprimento e o nome da criança. Será muito simpático colocar uma foto do bebê). Nunca ignore um comunicado de nascimento. Felicite os pais. Quando nascer um bebê de alguém conhecido, visite-o e leve um presente.

3

Como se comportar em um elevador? O homem sempre segura a porta para que entre a mulher. Qualquer pessoa sempre segura a porta do elevador para dar entrada ao mais idoso. Quando duas pessoas descem no mesmo andar, o homem, ou a pessoa mais jovem, abre a porta e a segura para que a mulher ou o mais idoso possam descer. No elevador comercial, o homem entra depois da mulher e dá passagem para que ela saia primeiro, desde que isso não signifique transtorno para muitas pessoas. Quando o elevador estiver muito cheio e essa delicadeza for transtornar a saída de todos, o homem pede licença e sai à frente. Aquele que entra num elevador deve cumprimentar os que já estão dentro dele. Evite conversar dentro do elevador, exceto se estiver só com um acompanhante. Nos elevadores, o fumo é proibido. Portar cigarro aceso, da mesma forma, é proibido. É descortês para com os demais colocar a segurança

5

Meu bebê nasceu, é lindo e vou fazer o batizado. Chamo quem e faço o que? Seu bebê nasceu e a família inteira espera que a mãe o apresente em uma vestimenta de rendas para ser batizado tão logo se sinta recuperada do parto. É o que acontece em geral e a mãe recém-­ saída da maternidade acaba se sentindo pressionada a organizar uma comemoração. Calma. Não há a menor pressa. Se a criança for batizada em uma cerimônia muito íntima apenas com os avós e padrinhos, não há necessidade de se afobar. Qualquer hora é hora e todos são de casa. Mas, se você quiser convidar alguns amigos além desse círculo restrito, espere algum tempo para estar mais disposta e, principalmente, para que seu bebê não fique logo tão exposto. Quatro ou cinco meses podem ser um bom tempo, assim ele já terá tomado as principais vacinas, seus horários serão mais regulares e ele sofrerá menos quando todos começarem a disputá-lo repetindo “que gracinha!”

6

Em uma reunião da empresa, devo desligar o celular? Claro. A menos que você esteja esperando uma ligação de emergência, como, por exemplo, se a sua esposa estiver para ter neném a qualquer momento, desligue o celular ou coloque-o em modo vibratório. Se você atender a alguma ligação, peça licença e saia da sala. Uma mulher, ao apresentar a pessoa que ia falar, atendeu o celular e ficou conversando normalmente ao telefone. Ela terminou a conversa telefônica e continuou a reunião. Isso não é certo.

etiqueta

2

No caso de um brinde, o que a etiqueta recomenda? Saudação utilizada em momentos de confraternização e homenagens é normalmente acompanhada de palavras que evocam bons desejos. Quem propõe o brinde geralmente é o anfitrião. A pessoa que fará o brinde deve ficar de pé, voltado para quem recebe a homenagem, elevar a taça ou copo até a altura da boca e pronunciar breves palavras de elogio do tipo: ao sucesso, pela sua brilhante atuação, saúde, felicidades etc. Os demais participantes do ato também devem levantar-se e proceder da mesma forma que o anfitrião e, em seguida, ingerir um pouco da bebida. Ao fazer o brinde, não se recomenda tocar os copos uns nos outros, pois os cristais mais delicados podem trincar; mas, se houver o contato, que seja um ato bastante delicado.

59


além de transmitir uma imagem negativa dele, é constrangedor para quem convidou. Termine dizendo como você se sente mal e se ofereça para ajudá-lo.

10

7

Desde que meu filho nasceu, meus fins de semana são só dele. Nem atendo ligações da amiga solteira, que nunca topa nada em outro dia. Isso nos afastará? Querer ficar pertinho do seu filho nessa fase é um desejo natural e positivo. Mas não esqueça que a vida envolve outras relações, e elas devem ser cultivadas. Só não se martirize. É natural que pessoas em fases diferentes da vida se afastem, o que não significa que a amizade acabou ou acabará. Ainda assim, ela sugere ações para que vocês não se distanciem demais. Sempre que tiver uma brecha durante a semana, proponha programas simples e possíveis para ambas, como um almoço rápido ou um café. E coloque essa amizade acima de qualquer chateação – gerada, por exemplo, por uma recusa dela a um convite seu.

etiqueta

8

60

Vou de férias agora em julho me hospedar na casa de amigos, preciso levar presentes? Não dá para chegar de mãos vazias. Na verdade, não precisa levar nada tão complicado. O que vale é o gesto. Leve um presente para os filhos do casal, algum quitute diferente para sair da rotina ou até um docinho típico da sua região. Atualmente, é muito comum que as pessoas combinem, antes de viajar, o que cada pessoa tem de levar, para que as despesas não fiquem apenas a cargo dos anfitriões. Leve o que lhe foi atribuído e mais alguma coisa, para não correr o risco de faltar justamente aquilo que era justamente sua obrigação. Se você gosta de alguma coisa difícil de encontrar, leve de sua casa. Se não nem pense em comentar com o anfitrião. Ele vai ficar enlouquecido tentando satisfazer seus desejos. Faça como um amigo meu, no Réveillon que passou em casa. Ele adora tomar café com creme e apareceu com seu aparelho

de fazer chantili. E ainda trouxe canela e um chocolate especial para tomar com um café exclusivo que só é encontrado em uma importadora de São Paulo. Além de não incomodar ninguém para satisfazer seus hábitos, todos nós ficávamos esperando ansiosamente cada cafezinho que ele preparava com o maior capricho.

9

Meu namorado não liga para a aparência e não se veste de forma apropriada. Já foi de jeans e tênis a um casamento! Indiretas não adiantam, mas ele odeia ser criticado. Talvez você precise ser mais direta. Eu sugiro uma conversa franca. Tente explicar a ele, sem criticá-lo, que códigos de conduta existem para que as pessoas convivam de forma cordial e agradável – e vestir-se de modo adequado para diferentes situações é um deles. Portanto, isso é essencial e educado. Recorra ao exemplo do casamento, alertando que, nesse caso, ser desleixado com o visual,

Vou me divorciar e gostaria de alguns conselhos. Não estou tendo apoio dos familiares e de alguns amigos, que acham que a crise pode ser passageira. Divórcio acontece nas melhores famílias. Tente superar-se em matéria de etiqueta. Lembre-se de que tem filhos (como conta na carta) e quem paga a fatura mais pesada são eles. Por isso, deixe de chatices. Se depois de inúmeros conselhos, seu casamento falhou, não se desespere. O importante é manter a compostura. Tal como o fez para o casamento, envie aos familiares e amigos mais íntimos um discreto comunicado de divórcio. Não fale mal do(a) seu(sua) ex para todo mundo. É lamentável. Se existem filhos em comum, poupe-os das disputas e não os use como moeda de troca. Não rasgue todas as fotos do casamento. Deixe algumas para seu filho. É importante para eles. Seja civilizado na resolução das questões financeiras. Evite devolver todas as joias. Ele dará a outra.

11

Há comidas que não necessitam de faca. Como procedo? É verdade! Há comidas que não necessitam de corte (risotos, massas etc.), então você pode usar apenas o garfo na mão direita e a faca fica sobre a mesa. Leve o alimento à boca, mantendo os dentes do garfo para cima, pois pela posição do braço direito ao comer, não há perigo de ferir a boca.

12

O que é escargot e como se come? Meu noivo disse que vamos a Paris e que ele adora escargot. Estou apavorada porque não sei o que é e nem como se come. O escargot é um molusco da terra. É servido quente, como entrada, em sua concha espiralada ou em uma reprodução em porcelana refratária. Come-se com a ajuda de pinça especial, com a qual se fixa a concha, usando a mão esquerda, e com a direita, retira-se o escargot usando o garfinho. Costuma-se saboreá-lo com pedaços de pão embebidos ao molho.


Com a palavra, o Deputado Wasny de Roure Eleito presidente da Câmara Legislativa do DF para o biênio 2013/2014 no último dia da sessão legislativa de 2012, tendo tomado posse com os demais integrantes da Mesa Diretora no dia 1º de janeiro deste ano, o deputado Wasny de Roure concedeu uma entrevista à Revista Foco, para que todos possam conhecer o trabalho que ele vem realizando

O

Entrevista

deputado tem 118 leis distritais aprovadas, que beneficiam milhares de pessoas no DF e Entorno. No exercício desses mandatos, Wasny tem demonstrado ser um defensor intransigente das lutas da classe trabalhadora. Exerce o mandato de deputado defendendo a democracia, a justiça, a cidadania e a ética na política. Confira agora sua entrevista.

62

Deputado, passado, os primeiros meses da sua presidência, o que mudou na Câmara Legislativa do DF? Estou dando continuidade à gestão do deputado Patrício, até por ser um colega do partido e alguém que me ajudou na eleição, embora cada um tenha o seu estilo de trabalhar. Na minha trajetória sindical, o diálogo sempre foi um instrumento de trabalho extremamente rico, pois cada um tem uma contribuição a dar e resgatar, e isso é uma tarefa da política. Fui líder do governo e com isso me aproximei muito dos colegas parlamentares. Eles passaram a conhecer a minha maneira de trabalhar e construímos inúmeras soluções para a cidade. Sendo assim, quem negociou temas muito mais importantes do ponto de vista da cidade não iria ter condições de conduzir e debater os problemas internos da casa? Nós passamos a dar um tratamento de maior presença da Câmara, nos espaços em que cabe a representação política da cidade, como também passamos a, gradativamente, ampliar os contatos com outros cenários.


“Nós passamos a dar um tratamento de maior presença da Câmara nos espaços em que cabe a representação política da cidade, como também passamos a, gradativamente, ampliar os contatos com outros cenários” Como tem sido discutido pelos deputados distritais os graves problemas da população brasiliense, como saúde, educação, segurança e mobilidade? A Câmara tem uma dinâmica de audiências, entrevistas e visitas extremamente acentuada dentro da Casa. Nós fizemos isso com a questão do estádio, com a ocasião da chegada da Copa; fizemos isso em

A questão da terra no Distrito Federal, que é um problema sério, está sendo encarada pela Câmara? Esse é um dos assuntos mais difíceis que temos para tratar. Recentemente houve um simpósio junto ao Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) com entidades religiosas e en-

Entrevista

O que a Câmara Legislativa tem feito para se aproximar mais ainda do cidadão? Começamos a participar das negociações de trabalhadores enquanto Câmara Legislativa; a trabalhar a questão da aproximação com as representações internacionais; a tentar construir uma agenda cultural para a Casa; e a construir várias iniciativas. A Câmara será palco de alguns eventos, até de âmbito internacional, já acertado com a Confederação Parlamentar das Américas para o segundo semestre deste ano, como também um evento de arquitetos para 2014. Estamos nos aproximando das universidades, que é outro sonho nosso para estreitar os laços, e devemos implantar nas próximas semanas um programa de estágio para nível superior e nível médio. Passamos também a nos aproximar um pouco mais da sociedade civil, temos uma dívida com a cidade muito grande, que é poder estabelecer uma linguagem compreensível para ambos os lados, tanto para nós da parte deles, como da nossa parte para a cidade.

relação a hospitais; temos feito isso com várias escolas; e também têm sido feitas audiências e até exposições de ribeirões que demostram como os parlamentares estão preocupados com a questão da natureza ambiental. Também tivemos vários debates circunscritos a cidadania e políticas públicas, além das matérias de regularização fundiária e questões de acessibilidade para deficientes físicos. Fizemos também recentemente uma exposição patrocinada por um deputado sobre a questão da adoção. Para o segundo semestre, estamos fazendo uma programação baseada em apresentação de orquestras dentro da Câmara, como uma forma de melhor utilização do nosso espaço e abrindo o nosso auditório para recepcionar eventos da sociedade civil. Com tudo isso, a nossa maior preocupação é acertar e resgatar todos os temas que permeiam a cidade. Em relação à segurança, nós temos uma agenda com o diretor da Polícia Civil, com o comandante do Corpo de Bombeiros e com o secretário de Segurança Pública, Sandro Avelar, para aprofundar uma série de preocupações sobre a segurança do Distrito Federal junto à Câmara. Esse processo está muito associado às particularidades de cada cidade, existindo aquilo que é comum a todos e o que é específico de cada uma. Uma das ações que estamos programando para o próximo semestre é o encontro com os conselhos de segurança, pois o fortalecimento desses conselhos é uma tarefa que nos estimula a saber quais as maiores fragilidades e suas necessidades. Paralelamente a isso, temos também a retomada da iluminação pública com o processo de franca recuperação da CEB e a entrega dos novos terminais de ônibus e dos novos veículos para o transporte coletivo, tão importante para a qualidade de vida da população da nossa cidade.

63


“Nesse sentido, não há como simplesmente passar de um governo para outro sem que sofra problemas de interrupção. Tudo isso é uma demonstração de que o Estado está preocupado em funcionar adequadamente”

Entrevista

tidades sociais que contou com a presença de desembargadores, promotores do Ministério Público e outras autoridades, além da ampla presença da comunidade, que lotou o auditório do MPDFT com uma composição de diferentes matizes religiosas e sociais. O propósito do simpósio foi discutir as ações já realizadas, bem como propor soluções a esse tão relevante tema para a população do DF, o MPDFT e a Câmara Legislativa do Distrito Federal sobre a regularização de áreas públicas ocupadas por entidades religiosas e de assistência social no DF. O grande objetivo é aproximar o Ministério Público e a Casa Legislativa daquele que é o destinatário máximo de suas ações: o cidadão. Estamos trabalhando também a proposta de uma procuradoria de assuntos fundiários. Nós já temos a UDA, que é a nossa unidade que trabalha com a matéria do planejamento urbano, mas ainda não temos o contencioso fundiário. Queremos abrir esse espaço aqui na Casa.

64

A base parlamentar do Buriti tem dado tranquilidade ao governador Agnelo Queiroz? Do ponto de vista de como é a relação, posso dizer que de vez em quando é tranquila, mas às vezes é tumultuada. Isso é próprio da política. Agora, posso dizer que o governador Agnelo tem procurado prestigiar os parlamentares, acolher demandas de partidos de parlamentares que estejam em sintonia com os interesses públicos e que ao mesmo tempo têm criado uma re-

lação de negociação, vetos, emendas e proposições. Ainda assim, existem também os momentos de embate. Isso é próprio da política e nós não podemos dizer que não vai acontecer. Temos que entender que se ele acontecer, que sejam respeitados os princípios de convivência. A sucessão da presidente Dilma Roussef já está na rua. E a do governador Agnelo? Ele vai concorrer à reeleição? O que tem me parecido é que o governador Agnelo Queiroz deve ir para a reeleição. Ele tem dado demonstrações, principalmente nos projetos feitos nas áreas de transporte e saúde pública, que são matérias que exigem continuidade. Hoje o Distrito Federal tem quatro grandes projetos de hospitais para a cidade e um amplo projeto para a melhoria da mobilidade urbana, com a construção da via expressa, com o BRT, as novas estações do metrô, as adequações e integrações. Nesse sentido, não há como simplesmente passar de um governo para outro sem que sofra problemas de interrupção. Tudo isso é uma demonstração de

que o Estado está preocupado em funcionar adequadamente. O PT definiu quem será seu candidato ao Senado em 2014, quando será disputada apenas uma vaga? O PT tem sim pretensões de ter um nome para a candidatura ao Senado, mas tem também a clareza de que isso faz parte de um tabuleiro de negociações com todos os partidos políticos que comporão a base de apoio à candidatura de Agnelo Queiroz, se de fato ela se confirmar, e tudo leva a crer nisso. É muito preocupante se os partidos de esquerda saírem divididos e isso sem dúvidas traz prejuízo político, assim como não dar continuidade à aliança com o PMDB. Essas questões estando equacionadas, o nome de candidato ao senado pelo PT vai aparecer, não há dúvidas. Não podemos desconhecer que o PT tem pretensões e nomes, mas também tem a responsabilidade de ouvir quais as pretensões de outros partidos e suas condições. É necessário conciliar pretensões com condições.


Oficina da Associação Comunidade Sustentável para mulheres

Diga não ao desperdício. Alimento é vida! O desconhecimento dos princípios nutritivos do alimento, bem como o seu não aproveitamento, ocasiona o desperdício de toneladas de recursos alimentares. Aprenda como evitar o desperdício! Por Nathália Cardim – Fotos: Divulgação

AlimentAção

A 66

limentação é a base da vida e dela depende o estado de saúde do ser humano. O desperdício é um sério problema a ser resolvido na produção e distribuição de alimentos. O crescimento da população mundial, mesmo que amparado pelos rápidos avanços da tecnologia, nos faz crer que o desperdício de alimentos é uma atitude injustificável. Por isso, não podemos mais desperdiçar. Estudos mostram que 30% da produção mundial de alimentos é desperdiçada em razão da falha no cultivo, na colheita, no transporte, no armazenamento e na comercialização. No Brasil, toneladas de alimentos que poderiam ser aproveitadas por famílias carentes são jogadas fora todos os dias. A falta de conhecimento da população sobre as propriedades nutricionais dos alimentos é um dos fatores que levam ao desperdício.

Para conscientizar a população sobre o desperdício dos alimentos, conversamos com Christina Pedra – Presidente da Associação Comunidade Sustentável, que nos explicou sobre o trabalho que vem realizando na cidade e nos concedeu uma entrevista. “Através de uma parceria com o Centro Universitário de Brasília – Faculdade de Nutrição, realizamos uma Campanha de Segurança Alimentar e Combate ao Desperdício, com objetivo de ensinar o reaproveitamento de alimentos antes jogados fora em uma alimentação nutritiva. O resultado foi animador e nos motivou a organizar, com parceiros de trabalho e amigos, a Associação Comunidade Sustentável, com o objetivo principal de contribuir com o bem-estar social, restabelecendo a consciência de cidadania em áreas que se encontrem em vulnerabilidade social, por meio de ações educacionais e projetos autossustentáveis que favoreçam o desenvolvimento social da população carente. Este tem sido nosso desafio!”, esclareceu Christina.


Como surgiu a ideia do curso de educação alimentar? A Associação vem trabalhando desde 2012 com turmas do Projeto Ecoclasse e a minha formação de educadora contribuiu para o desenvolvimento desse método, no qual ensinamos o aproveitamento de materiais descartados, transformados em artesanato para despertar a consciência da sustentabilidade. Observamos nas alunas que o conceito passado de “aproveitar tudo e não desperdiçar nada” seria valioso para aplicação no preparo das refeições, com o esclarecimento de que não se precisa gastar muito para ter uma alimentação correta, na verdade se observa a grande quantidade de alimentos desperdiçados que acabam indo para o lixo. Com base no dia 16 de outubro, instituído pela ONU como Dia Mundial da Alimentação, fiquei muito animada para lançar a nossa 1ª Campanha de Segurança Alimentar e Combate ao Desperdício, no qual criamos um curso objetivando alguns ensinamentos básicos para nossas alunas. Na primeira campanha, tivemos o precioso apoio do UniCEUB, que sempre nos apoiou em causas como esta, numa parceria com a Faculdade de Nutrição em 2012. Em mar-

ço de 2013, numa parceria com a Universidade Católica de Brasília, promovemos um curso de alimentação saudável para idosos e familiares, com o mesmo conceito de reaproveitar com enfoque no valor nutricional. Sempre que procuramos, tivemos um ótimo apoio acadêmico. O que eu espero é que todo este nosso trabalho sirva de incentivo para que o governo crie políticas públicas efetivas no combate ao desperdício e uma alimentação mais saudável. O que foi preciso para torná-lo possível? Quais profissionais estão por trás da iniciativa? Fizemos inicialmente boas parcerias, e hoje temos a professora nutricionista Xênia Versiani coordenando a área nutricional, e a psicóloga Jaqueline Araújo coordenando a área motivacional, que têm atuado voluntariamente. Quais são os ensinamentos do curso? Priorizamos a questão da higiene, tanto do manipulador, bem como a do próprio alimento, pois consideramos ser fundamental a prevenção de doenças provenientes da falta destes cuidados. Tudo isso colabora para uma boa economia. Conforme afirma a nutricionista e profª. Xênia Versiani: “A orientação e capacitação dos

alunos sobre a higiene pessoal e os cuidados com a manipulação dos alimentos promovem uma alimentação segura sob o ponto de vista biológico, enquanto que as aulas sobre aproveitamento integral dos alimentos garantem ao público reduzir o custo das preparações, contribuir para diminuição do desperdício alimentar, au-

Christina Pedra - Presidente da Associação

AlimentAção

Confira agora a entrevista feita com ela:

67


COMO EVITAR O DESPERDÍCIO COMPRAR BEM: preferir legumes, hortaliças e frutas da época. CONSERVAR BEM: armazenar em locais limpos e em temperaturas adequadas a cada tipo de alimento. PREPARAR BEM: lavar bem os alimentos, não retirar cascas grossas e preparar apenas a quantidade necessária para a refeição de sua família.

Aproveitar sobras e aparas, desde que mantidas em condições seguras até o preparo: • Carne assada: croquete, omelete, tortas, recheios etc.; • Carne moída: croquete, recheio de panqueca e bolo salgado;

Alimentos que podem ser aproveitados integralmente: • Folhas de: cenoura, beterraba, batata doce, nabo, couveflor, abóbora, mostarda, hortelã e rabanete;

• Arroz: bolinho, arroz de forno, risotos;

• Cascas de: batata inglesa, banana, tangerina, laranja, mamão, pepino, maçã, abacaxi, berinjela, beterraba, melão, maracujá, goiaba, manga, abóbora;

• Macarrão: salada ou misturado com ovos batidos;

• Talos de: couve-flor, brócolis, beterraba;

• Hortaliças: farofa, panquecas, sopas, purês;

• Entrecascas de: melancia, maracujá;

• Peixes e frango: suflê, risoto, bolo salgado; • Aparas de carne: molhos, sopas, croquetes e recheios; • Feijão: tutu, feijão tropeiro, virado e bolinhos; • Pão: pudim, torradas, farinha de rosca, rabanada; • Frutas maduras: doces, bolo, sucos, vitaminas, geleia; • Leite talhado: doce de leite.

• Sementes de: abóbora, melão, jaca; • Nata; • Pão amanhecido; • Pés e pescoço de galinha; • Tutano de boi.

acesso aos alunos das comunidades. Eventualmente temos parceiros que abrem suas portas para ministrarmos os cursos, também. Qual é a importância do curso para as pessoas? É extremamente esclarecedor e rico de informações sobre o valor nutricional do que normalmente é descartado, pois com atitudes simples conseguimos levar para a mesa uma refeição com mais qualidade e economia.

AlimentAção

A presidente ensina para suas alunas sobre segurança alimentar e como combater o desperdício

68

mentar o valor nutricional e tornar possível a elaboração de novas preparações”. Qual o público que está sendo atingido? Onde são ministradas as oficinas? Nosso público são mulheres carentes, necessitadas de uma inclusão so-

cial, mulheres em tratamento precisando ser ressocializadas, mulheres grávidas ou com filhos recém-nascidos, em situação de pobreza e idosas. Os cursos e palestras têm sido ministrados em áreas cedidas como auditórios e escolas, que proporcionam fácil

Quais são as expectativas da Comunidade Sustentável para o segundo semestre de 2013 e os novos projetos? Estamos com ótimas projeções para o segundo semestre de 2013. Ainda teremos muito trabalho para desenvolver, pois infelizmente cada vez mais aumenta o número de pessoas que necessitam de ajuda.


ArrumAndo

A cAsA

Garantia de salário nunca inferior ao mínimo, hora extra 50% acima da hora normal, reconhecimento dos acordos coletivos de trabalho, seguro-desemprego, FGTS e adicional por trabalho noturno. E mais... Conheça alguns tópicos importantes sobre a lei dos empregados domésticos Por Wemerson Santos – Fotos: Ricardo Padue

NOVA LEI

C

70

omo uma celebridade que se apronta para uma coletiva de imprensa, Romero Jucá, senador pelo PMDB-RR, ajeitou seu penteado, alinhou o paletó e sorriu para as câmeras. Acabara de gravar seu nome na história brasileira como o relator do projeto de emenda constitucional que amplia os direitos dos empregados domésticos. Afirmando-se preocupado em garantir que os direitos trabalhistas recém-adquiridos pelos trabalhadores domésticos se adaptem à realidade do empregador, que, como ele ressalta, “não é uma empresa”, Jucá esclareceu um dos pontos mais questionados do projeto – o pagamento de horas extras. Segundo ele, serão cobradas dos patrões as primeiras 40 horas mensais que excedam o horário de trabalho. Ou seja, quando o empregado trabalhar dez horas em um dia, essas duas horas restantes deverão ser pagas em dinheiro. A terceira hora extra diária entra no banco de horas, que passou a chamar “compensação de horas”, a pedido das centrais sindicais. Uma mudança de última hora, feita também a pedido das centrais. Antes, conforme previsto na emenda, todo o tempo que excedesse oito horas de trabalho diário seria revertido para um banco de horas. No entanto, essa é apenas uma das reclamações recorrentes de quem precisa contratar serviços domésticos. A jornada de trabalho de oito horas diárias e 44 horas semanais e o pagamento de horas extras previstos na nova lei vêm preocupando


Em sentido anti-horário, Iracema de Siqueira Paes, seus filhos e a trabalhadora doméstica Maria Antônia

Mudança social nos lares Enquanto alguns analistas, patrões e trabalhadores, em função da nova lei, apontam as dificuldades para contratação, a escritora e advogada Clotilde Chaparro Rocha, 67 anos, argumenta que, em breve, haverá uma mudança social nos lares brasileiros. “Entendo que a promulgação dessa legislação estava no tempo de acontecer. Prevejo que teremos empregados domésticos de melhor qualidade e patrões mais adaptados a uma nova fase em suas casas. No exterior, principalmente nos Estados Unidos, já é comum a colabora- Clotilde Chaparro: “Prevejo diminuição do ção de todos os membros da família nos número de domésticas” serviços de casa. Aqui, talvez, haja uma milhões de mulheres e 504 mil horesistência no início, entretanto, aos pou- mens no país, o que nos coloca como cos, todos se adaptarão aos novos tempos”. a maior população de trabalhadores E será, de fato, uma grande adap- domésticos do mundo em números tação nos lares brasileiros e, princi- absolutos, segundo estudo feito em 117 palmente, no segmento de serviços países e divulgado pela Organização domésticos – terreno onde o Brasil é lí- Internacional do Trabalho (OIT). Mader como nenhuma outra nação. Hoje, ria Antônia Fernandes, 27 anos, faz para se ter uma ideia, há 7,2 milhões parte desse universo de trabalhadores de empregados domésticos, sendo 6,7 agora com direitos previstos em lei.

“Gostei da nova lei do emprego doméstico, porque havia muitas empregadas sendo exploradas por seus patrões, e não havia como a categoria exigir o cumprimento de seus direitos. Mas achei a lei um pouco burocrática, difícil de entender, tanto para os patrões quanto para as empregadas domésticas”, diz. Sobre o impacto das novas medidas, ela acredita que poderá gerar demissões. “Acho que algumas pessoas que já estavam trabalhando ficarão sem emprego, e para quem está desempregada vai ficar difícil encontrar emprego, por causa do aumento dos gastos dos patrões para cumprir a nova lei”, diz. Justamente o que a advogada Clotilde Chaparro explica: “Tanto patrões como empregados domésticos terão mais burocracia. São as consequências das evoluções sociais”. Mas, segundo ela destaca, a sociedade conseguirá se adaptar. “Tenho dois empregados: uma cozinheira que está comigo há 21 anos e um caseiro que está há 16 anos. Estou aplicando a nova lei desde o primeiro dia vigente, inclusive com assinatura de folha de ponto. Eu tive que explicar a eles cada detalhe. No começo houve dúvidas, mas agora já se adaptaram”, completa. ServiçoS: Senado Federal – www12.senado.gov.br oiT – www.oitbrasil.org.br

NOVA LEI

o patronato. Para o casal de servidores públicos Iracema de Siqueira Paes e Honney Cordeiro, a lei veio para atrapalhar, onerar o bolso dos patrões e conceder à classe alguns direitos que, na prática, são difíceis de serem praticados. Por exemplo: “Nem sempre estamos presentes em casa, e existem, em nosso caso específico, duas crianças que podem necessitar da atenção e cuidados da funcionária na hora do almoço, momento em que ela deveria estar em sua pausa de almoço. O que fazer no caso de haver necessidade de exceder esse limite?”, questionam. Nesse caso, segundo a letra fria da lei, é hora extra com a remuneração prevista na Constituição de, no mínimo, 50% a mais da hora normal. Como não há forma de driblar a lei, o jeito mais simples para economizar é controlar a jornada de trabalho para o cálculo de possíveis horas extras. A primeira recomendação é que essa jornada esteja especificada no contrato de trabalho. Para fazer o controle, advogados trabalhistas e o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) orientam que o patrão elabore uma folha de ponto.

71


Espelho, espelho meu

comportamento

Por Wemerson Santos – Fotos Ricardo Padue

72

– Flávia, qual sua amiga mais estilosa e que representa bem o estilo brasiliense? – A Luísa! Ela é linda, se veste super bem e tem um blog onde comenta sobre moda e tendências. Arrasa! Assim, por uma mensagem no what’sapp (aplicativo para smartphone), descobrimos Luísa Peleja. Logo na sequência, ainda pelo aplicativo, entramos em contato com ela e marcamos uma conversa para o dia seguinte, num restaurante da cidade. De regatinha com detalhes em paetê, saia de couro marrom, cinto apache vermelho, bota de cano alto e bolsa Louis Vuitton, ela apareceu. Todo mundo olhava. “Meu estilo, o modo como me visto e me porto contribuem para que isso aconteça”, diz Peleja. E a blogueira brasiliense tem razão. Seu estilo ousado e moderno na medida certa ajuda a criar uma identidade que a difere das demais mulheres. “Gosto de me arrumar e sei que, vez ou outra, uso algumas peças que incitam olhares: um chapéu, uma bota diferente, bolsa, um bom batom”. Seria esse um estilo que define a mulher brasiliense? “Creio que sim; eu sempre es-

Existe um lugar no país capaz de reunir estilos tão variados quanto Brasília? Provavelmente, não. Mas, afinal, você sabe qual a tendência dos brasilienses? FOCO conversou com três craques da moda para descobrir e aprendeu uma lição: o rosto pode até definir quem somos, mas o estilo define muito mais


Luisa Peleja de casual chic para um dia de trabalho. “É o básico arrumadinho que atende bem ao clima da cidade”

Marco Antônio Vieira: “Para construir um estilo próprio, entre outros fatores, é preciso bom-senso”

sejam as mais exclusivas e, portanto, mais caras que as já muito caras para o público médio brasileiro”, afirma. Ele acredita que o ideal para construir um estilo próprio é levar em conta “o tipo físico, o contexto social e profissional, idade, roupa, maquiagem, penteado, acessórios, disponibilidade financeira e bom senso”. O comentário do profissional de moda, que se confessa um amante do tema, ganha ainda mais força quando posto em paralelo com os números da última pesquisa sobre consumo realizada pelo IPC Maps. No levantamento, Brasília aparece como campeã nacional de consumo. O motivo: altos salários e renda per capita elevada, com consumo anual de R$ 23.842 por habitante, o maior do país. Mas nem sempre boa capacidade financeira significa ter estilo. “É preciso ter discernimento, compreender o valor da harmonização de cores, formas, comprimento, assim como investir em peças-chave, como bons óculos, sapatos, bolsas, pastas e peças-coringa de alfaiataria para homens e também para mulheres”, argumenta Marco Antônio.

comportamento

colho peças que me deixam confortável e bem vestida para frequentar qualquer lugar da cidade – descontraído ou formal”. Em seu blog (leiaysk.com), atualizado diariamente com dicas de moda que vão do modelo de sapato ideal para festa ou trabalho, maquiagem e composição de peças, Peleja mostra e ensina que não é preciso gastar muito para se vestir bem. “Embora o brasiliense seja bem sucedido financeiramente e se vista bem, sobretudo no estilo casual e chique, falta uma ‘licença poética’ ao pessoal de Brasília na hora de escolher o look certo. E isso não quer dizer gastar mais em roupas – e sim ousar mais na escolha”. Por rota semelhante segue o comentário do professor de moda Marco Antônio Vieira, espécie de guru do estilo na Capital. Para ele, em Brasília, quando o assunto é se vestir bem, o que se busca é ser mais um entre os “iguais” e não ser “diferente” ou “único”. “O estilo do brasiliense precisa ser pensado dentro de diferentes grupos que procuram reconhecimento por meio da aquisição de produtos. Entre as mulheres da elite local, por exemplo, ter bolsas caras não basta, é preciso que as bolsas

73


comportamento

Daniela Lorenzi Kniggendorf: “Na moda, seu autoconhecimento mostra que você sabe o que quer e aonde quer chegar”

74

“Menos é Mais” E quem recita a frase acima é uma das consultoras de estilo e imagem mais aclamadas de Brasília, Daniela Lorenzi Kniggendorf, sócia da In Due, empresa que presta assessoria masculina, feminina e empresarial. Na leitura da profissional, a ampla presença do funcionalismo público confere um estilo mais formal aos brasilienses. Mas não apenas isso. Ela avalia que, além da cultura, as mídias sociais e o amplo acesso à informação ajudam a trazer um charme a mais ao estilo do moradores da Capital. Como? Ela explica. “Pela própria história da fundação da Capital e a globalização atual, o estilo do brasiliense é marcado pela influência de

várias culturas, não só de outros estados, mas do mundo todo. Além disso, as mídias sociais, o amplo acesso à informação e a velocidade com a qual as tendências viajam o mundo estão criando uma nova era em que todos influenciam e são influenciados simultaneamente”. Se você, isso mesmo, você que lê essa reportagem começou a se questionar sobre seu estilo, se ele está favorecendo ou desfavorecendo sua imagem, Daniela Lorenzi tem um recado que pode lhe ser útil. “Ao invés de estar no último grito da moda, preocupe-se em pescar da moda aquilo que lhe favorece e que compõe com as peças que você tem em casa. Saber usar suas roupas com versatilidade

mostra seu autoconhecimento, mostra que você sabe o que quer e aonde quer chegar”. E a profissional vai adiante: “É sempre melhor estar de acordo com a ocasião do que estar usando o último lançamento e correr o risco de investir em peças que não têm o seu perfil e nem o valorizam. Principalmente em ambientes profissionais e ocasiões sociais é importante não passar dos limites. Aqui, vale uma máxima: menos é mais”. SERVIÇOS: IPC Maps – (11) 2219-0321 In Due – (61) 8199-0607 Marco Antônio Vieira, Consultoria em Moda (61) 8189-3164 www.leiaysk.com


Profissionais do Curso de Especialização em Implantodontia Vitório Campos da Silva, CD MS-PHD Especialista em Periodontia Especialista em Implantodontia Pós-graduação pela Universidade de Chicago, IL-USA Mestre em Implantodontia Doutor em Patologia Molecular Pós-doutorando em Biologia Celular e Molecular Coordenador

Dos 12 alunos do curso, em destaque os que acompanharam o Dr. Vitório em sua apresentação na AO – Academy of Osseointegration, Flórida-EUA, março de 2013.

Drs. Manoel Messias, Denise e Janir

3223-8878 8257-7302 3377-4061

Drs. Eduardo, Luiz Fellipe, Clarice e Gilberto 3223-9303 3387-6989 9330-9377 8251-7041

SCS Quadra 07 Bloco A Sala 519 - Pátio Brasil Shopping Fone: (61) 3322-6830 | vitoriodentistry@gmail.com Brasilia - DF


JÁ VIROU

MANIA

corpo

Entenda por que o treino funcional virou febre entre quem busca curvas definidas. A modalidade é considerada uma das mais eficazes quando o assunto é definição dos músculos

76


Ú

ltima tendência nas academias de ginástica do Brasil, o treinamento funcional vem se destacando também no Distrito Federal. Benefícios como fortalecimento da musculatura corporal de uma maneira global, trabalhando força, equilíbrio, agilidade e consciência corporal e ainda a redução do risco de lesões são promessas do treinamento funcional. Cada vez mais adeptos da musculação têm se rendido a essa prática, que foca o trabalho muscular em exercícios globais. O treinamento funcional é uma atividade física inteligente que não utiliza máquinas para trabalhar o músculo isoladamente, mas poucos acessórios, visando à movimentação de todo o corpo de forma intensa – desenvolvendo não só o físico, mas também a mente. Os maiores benefícios dos “funcionais” envolvem a grande variedade de exercícios. Em Brasília, a academia Clubecoat tem investido pesado na modalidade e adquiriu, neste último mês, uma gaiola funcional e o TRX (treinamento suspenso), última tendência mundial na prática de exercícios funcionais. Segundo o coordenador de musculação da Clubecoat Fitness, Leonardo Barros, o equipamento garante grande eficácia: “No treinamento funcional e no uso do TRX, é possível realizar todos os tipos de exercícios, alcançando diversos grupos musculares, como glúteo, perna, peito, costas, bíceps, tríceps, ombro, abdômen e lombar”, disse. Leonardo explica que, com a prática de exercícios funcionais, o corpo passa a se movimentar melhor. “O exercício funcional prepara o corpo para movimentos mais próximos daqueles que usamos no dia a dia. A ideia é focar nos padrões fundamentais do movimento humano, como empurrar, puxar, agachar, girar”.

Exercícios Funcionais na Clubecoat Fitness

O coordenador da academia Clubecoat acrescenta: “O treino funcional tem ainda a importante proposta de reduzir muito o risco de lesões, muito comuns na prática da musculação”. TODOS PODEM FAZER Para o gerente de ginástica da Companhia Athletica, professor Marco Rodrigo Vieria Silva, a modalidade surgiu como uma nova vertente do treinamento esportivo de alto rendimento no começo dos anos 90. No início era um apanhado de técnicas oriundas da reabilitação, atletismo, levantamento de peso, ginástica olímpica e estratégias de condicionamento encontradas nas mais diversas atividades esportivas. Hoje evoluiu para um conceito de treino mais amplo e abrangente que se destina não só ao atleta, mas principalmente ao indivíduo comum, que encontra nessa forma não convencional de treinar uma alternativa para ganhar massa muscular, perder peso, sentir-se mais disposto e melhorar a performance nas atividades que realiza de forma mais específica, motivadora e eficiente. “Dentro do treinamento funcional, não existe como fixar exercícios, pois para cada praticante existe uma necessidade, e para tanto é desenvolvido um programa de treino baseado em suas potencialidades e também em diminuir suas limitações. Mas o princípio e a base de tudo é o CORE, que quer dizer centro. No corpo humano, CORE é o centro de produção de força, de geração de estabilidade, aceleração e desaceleração de movimento e manutenção de alinhamento. Nosso corpo realiza tarefas multiplanares, o que significa movimentos que transpõem todos os planos de movimento e produzem estímulos de todas as capacidades físicas. Sendo assim, um treinamento funcional eficiente alinha a proposta de um sistema de treino global, específico e não convencional”, diz o professor da Companhia Athletica Marco.

Aluno da FIT 30min, em horário de treino

corpo

Por Nathália Cardim – Fotos: Divulgação

77


A acrobata Ana Sofia Lamas com sua aluna da modalidade FIT FLY

corpo

Guilherme Pontes, especialista em fisiologia do exercício, à frente da FIT 30min, complementa dizendo que o treinamento funcional é uma excelente porta de entrada para quem quer iniciar ou reiniciar a prática sistemática de exercícios físicos e, quem sabe, vir a se tornar um atleta de alto rendimento. “A modalidade produz resultados que podem ser rapidamente percebidos nas atividades cotidianas, o que determina aderência. Sua prática não requer equipamentos específicos e dispendiosos, basta o próprio corpo, alguns acessórios como corda, elásticos, bolas e a criatividade de um bom profissional de educação física”, relatou Guilherme.

78

ENVOLVIMENTO CORPORAL Os exercícios funcionais são descritos como movimentos capazes de recrutar as fibras musculares de vários segmentos corporais no mesmo espaço de tempo e também envolvem diferentes ações musculares, como as reações concêntricas (músculo quando contrai), excêntrica (músculo quando relaxa) e isométrica (músculo tensionado, mas sem movimento contra uma resistência). Cristina Queiroz Mazzini Calegaro, Presidente do CREF 7 (Conselho Regional de Educação Física), diz que: “Por possuir as características de ser uma prática

flexível e ilimitada, a maior utilização dos planos corporais exigem que estes sofram com movimentos que resultem em aceleração, desaceleração e estabilização dinâmica. Enquanto um é utilizado para a produção da força, os outros grupamentos envolvidos passam a ter uma função estabilizadora, garantindo um maior envolvimento corporal. Todas essas características têm como objetivo principal o foco na melhoria das aptidões físicas relacionadas à saúde, como resistência aeróbica, resistência anaeróbica, força e flexibilidade”. FIT FLY Nesse ano, Ana Sofia Lamas criou a atividade FIT FLY, uma modalidade única e exclusiva em Brasília. Essa técnica inclui todos os conhecimentos e pesquisas que a profissional vem desenvolvendo ao longo dos anos. O objetivo é oferecer às pessoas aulas individuais e personalizadas, que trabalhem a respiração, alongamento e o condicionamento físico com o auxílio de técnicas circenses e da arte. Ana é acrobata profissional e ministra aulas de técnicas aéreas há 12 anos. O que é FIT FLY? “Treino Aéreo Funcional de aulas artísticas com equipamentos aéreos de circo. Utilizando tecidos suspensos, trabalhamos o alongamento e condicionamento físico, oferecendo aos

Cristina Queiroz Mazzini Calegaro, presidente do CREF7

participantes uma experiência única de exercícios artísticos com técnicas circenses para a reabilitação e combatendo a monotonia dos padrões cenestésicos limitados do cotidiano”, explica a acrobata. A ausência de peso fornecido pelo tecido ajuda a remover a compressão da coluna vertebral, dando ao praticante maior conforto e liberdade de movimento, proporcionando alinhamento postural com fluidez. De maneira dinâmica e lúdica, os equipamentos especializados desenvolvem leveza e sensação de flexibilidade. As aulas dão ênfase na respiração como elemento entre o consciente e inconsciente, acrescentando força e versatilidade para a vida do individuo. De acordo com Ana Sofia Lamas, o treinamento aéreo funcional irá trazer contribuições, como a melhora da flexibilidade, o emagrecimento, a otimização da coordenação motora, o ganho de equilíbrio e o condicionamento cardiorrespiratório. “As aulas são individuais e personalizadas, conforme a necessidade física de cada aluno. A consciência corporal desenvolve a sensibilidade para movimentos nos quais descobrimos a sutileza da força e o equilíbrio dinâmico da nossa organização funcional”, finaliza Ana. Para saber mais: www.fitfly.blogspot. com.br e conheça essa nova atividade.


e CLIDIP Hospital-Dia Comandado pela médica infectologista Eliana Bicudo, o CLIDIP Hospital-Dia atua em um segmento com crescente demanda: a assistência a pacientes que necessitam de tratamento medicamentoso que dispensa internação em hospital convencional. Resultado da evolução da medicina, o modelo de administração de medicação em sistema ambulatorial oferece ao paciente redução do risco de infecção hospitalar, conforto e resolutividade. O CLIDIP HospitalDia está instalado no moderno complexo Via Brasil. No mesmo local estão reunidos Ambulatório de Infectologia, Área de Medicação, Clínica de Vacinas e Departamento de Pesquisa. Graças à atuação de uma equipe multidisciplinar altamente qualificada e ao criterioso modelo de gestão, o CLIDIP Hospital-Dia é referência regional.

Legítimo croissant Agora na Pães e Vinhos Gastronomia você encontra o croissant feito nos mesmos moldes da legítima receita francesa. Em visita à melhor escola de gastronomia do mundo, a Lenôtre, o diretor da panificadora aprendeu passo a passo como se faz um legítimo croissant francês. Os clientes poderão se deliciar diariamente com esse pão de massa folhada famoso em todo o mundo. A padaria, que está sempre preocupada em oferecer produtos deliciosos, com qualidade e atendimento que faz o cliente sentir-se único, recebeu, em 2012, o prêmio BAKER TOP, que é o mais reconhecido e prestigiado, significando para as padarias a consagração do trabalho bem realizado e dos produtos fabricados e comercializados dentro de rigorosas normas de qualidade.

Tel.: (61) 3963-3450

Mudança em curso O RM Hotel Fazenda está mudando suas atividades de turismo, lazer e convenções para se tornar uma das melhores clínicas de tratamento especializado em dependência química do Brasil. Com toda a qualidade, paz e beleza reconhecidas nacionalmente, o RM se torna uma clínica completa, conforme exigências e normas aprovadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa, mantendo sua tradicional rusticidade de uma verdadeira fazenda com decoração rural para que você se sinta junto à natureza. O RM Clínica contará com uma equipe especializada de médicos, psiquiatras, psicólogos e terapeutas de experiência profissional reconhecida para que você realmente tenha o melhor tratamento.

Tel.: (61) 3034-3434 / 3485-3739 80


Premiadas carnes O restaurante de carnes Baby Beef Rubaiyat chega à cidade de Brasília abrindo suas portas ao público no dia 13 de junho. No Brasil, é a primeira casa do Grupo Rubaiyat inaugurada fora de São Paulo, onde o restaurante nasceu em 1957 – fundado pelo imigrante espanhol Belarmino Fernandez Iglesias – e que hoje abriga duas unidades do Baby Beef Rubaiyat, além do A Figueira Rubaiyat. O Rubaiyat brasiliense – que tem como sócio o empresário Guilherme Cunha Costa – está localizado às margens do Lago Paranoá. O cardápio de Brasília será o mesmo da casa paulistana, com os consagrados cortes – como a Picanha Summus, o Baby Beef e o Master Beef – que fazem do Baby Beef Rubaiyat um dos mais prestigiados restaurantes de carnes do Brasil.

Tel.: (61) 3443-5000

Sabores de Parma O Spoleto resgata em suas origens alguns dos mais famosos sabores da gastronomia italiana. Desta vez, a rede explora a herança italiana, introduzindo no dia a dia do brasileiro o menu “Sabores de Parma”, com receitas inspiradas na cidade italiana conhecida como uma região onde se “mangia bene”, com produtos típicos de enlouquecer qualquer gourmet de plantão. Parma é a terra do presunto cru (prosciutto), entre tantas outras especialidades, que chega agora aos pratos do Spoleto. O menu Sabores de Parma, assinado pelo chef legítimo italiano Gianni Carboni, traz três sugestões de pratos, que podem ser complementados ainda com porção extra da estrela do cardápio, o presunto cru.

Terceira unidade Unique Fitness Fundada em 2010, a papelaria de produtos finos Papermint, especialista em papelaria, embalagens, festas e tudo de mais delicado no segmento, expande e se firma no mercado de festas e produtos personalizados. A Papermint tem focado em festas, principalmente para o público infantil, que hoje é o seu maior público consumidor. São kits de festa personalizados, abordando temas escolhidos pelas famílias, além de cartões, convites, tags para docinhos e cupcakes e lembrancinhas em geral. “Hoje 99% dos nossos serviços são voltados para festas infantis”, revela a proprietária Lara Trigueiro de Carvalho. A montagem de produtos com a cara e o desejo dos clientes faz da marca uma referência no ramo.

Tel.: (61) 3343-2002

81


BEATLE MANIA Hoje a banda Let It Beatles é considerada uma das melhores bandas cover dos Beatles do Brasil. Formada por Denis Oliveira (voz/guitarra), Rodrigo Karashima (guitarra/ voz), Igor Karashima (bateria/voz), Dado Nunes (baixo/voz) e Pedro Moris (teclados), a banda se destacou de imediato desde o seu surgimento, em junho do ano 2000. Em 2010, para comemorar o décimo aniversário de formação da banda, o Let It Beatles subiu a um dos palcos mais conhecidos do mundo: o Cavern Club, em Liverpool, cidade natal dos Beatles. Foi lá que John Lennon, George Harrison, Paul McCartney e Ringo Starr deram seus primeiros passos para se tornarem o maior fenômeno pop de todos os tempos.

ALTA GASTRONOMIA Nascido na cidade de Aix-en-Provence, ao sul da França, Lionel Ortega, instalado em Brasília desde outubro de 2010, é considerado um dos melhores chefs da alta gastronomia na Capital Federal. Com um serviço diferenciado, ele propõe temas que podem ser adaptados de acordo com as preferências e gostos de cada cliente. Formado em gastronomia pela Ecole Bonneveine em Marseille, Ortega trabalhou em vários restaurantes e hotéis, além de atuar como subchef da embaixada da França, em Londres, e como chef exclusivo de uma família tradicional da Inglaterra. No Brasil, ele concretizou o desejo de abrir o próprio estabelecimento, o restaurante L’Atelier du Chef, que alia a culinária francesa ao viés brasileiro.

TRADIÇÃO FAMILIAR Rogério Zambonato é filho do renomado odontólogo Dr. José Alberto de Souza Freitas, co-fundador do Centrinho da USP, referência mundial na área de reabilitação de deformidades faciais. Zambonato estudou na USP, onde fez residência no Centrinho. Mais tarde concluiu seu mestrado pela Unesp de Araçatuba e partiu para os Estados Unidos, onde contribuiu como professor convidado na Northwestern University, em Chicago, e depois, Rogério seguiu para a Baylor University, em Dallas, no Texas, onde adquiriu o título de PostDoctoral Fellowship, sendo considerado o mais jovem a adquirir a titulação. Em 1999, Zambonato retornou ao Brasil, vindo para Brasília. Em 2002, inaugurou a clínica Integrado Odontologia Humanizada. Agora, à frente da RZ Odontologia Cirúrgica, Rogério se prepara para mais uma fase de sua brilhante carreira. 82


PENSANDO NO MELHOR PARA O CLIENTE Paulistano, casado e pai de duas filhas, o novo diretor regional da Vivo no Centro-Oeste já acostumou a sua família a mudanças. Antes, Maurício R. Santos foi diretor de Amazonas e Roraima, diretor territorial do Norte e também diretor regional do Norte. O executivo iniciou sua trajetória na operadora em 1999, ainda no start up da operação da Vivo na Região Norte e, antes disso, Maurício atuou na empresa Souza Cruz por 11 anos. Com a Vivo na Região Norte ele realizou uma de suas maiores conquistas profissionais, tornar a operadora líder de mercado na região e rentável em todos os segmentos. Para ele, o desafio para a Vivo é prestar o melhor serviço aos seus clientes, estar à frente liderando o mercado de telefonia e continuar crescendo de forma sustentável diante desse cenário, e ele pretende ajudar nisso enquanto puder.

GOSTO PELO SERTANEJO Borges nasceu em Uruaçu (GO) e Fernando em Brasília (DF), e desde pequenos os dois são apaixonados por música. Foi através do irmão do Fernando que eles se conheceram. No início eles estavam na onda do rock nacional e do reggae, mas um belo dia o tio do Fernando pediu para ele tirar algumas músicas de um artista sertanejo para tocar em reuniões de família, após isso Fernando começou a tomar gosto pela música sertaneja. Foi no mesmo momento do estouro do sertanejo universitário, e apesar da origem roqueira de Borges, os dois se uniram e formaram a dupla Borges e Fernando, que hoje, assessorada pelo empresário de sucesso Sérgio Maran, virou sucesso em Brasília e já está viajando o Brasil fazendo shows afora. Apesar de jovens, no palco são carismáticos e animados.

OLHAR EMPREENDEDOR A Cohari é uma loja de multimarcas importadas que garimpa as tendências dos novos formadores de opinião mundiais para fornecer às suas clientes o que há de mais novo no universo da moda. Além da loja, localizada na 213 Norte, a Cohari também atua no comércio virtual desde julho de 2012 e mantém o acesso de 4 mil visitas por dia. O empresário Gabriel Borges acredita que as compras on-line são o futuro do comércio no Brasil e, por isso, investe fortemente no ramo. O site acaba de passar por uma mudança de layout que conta com maior inovação tecnológica, e as clientes que possuem conta no Facebook podem comprar e fazer o pagamento dentro da rede social.

83


Veja, ouça, visite e divirta-se Foto Cristina Granato

Paramore Um dos maiores fenômenos musicais da atualidade, a banda norteamericana Paramore, com sua nova formação, sem os irmãos Farro, volta a Brasília no dia 28 de julho, na Arena Iguatemi, dentro da plataforma Live Music Rocks. O Paramore começou na Internet e, de repente, tornou-se uma febre mundial. Com um som que desafia as definições, o grupo formado em 2004 no estado norte-americano do Tenessee está em seu quarto album de estúdio, já vendeu milhões de cópias em todo o mundo, emplacou singles em paradas de todo o planeta. Com classificação de 12 anos, o show acontece na Arena Iguatemi (Estacionamento do Shopping Iguatemi) no dia 28 de julho, às 19h30. Os ingressos variam de R$100 (meia, Pista) a R$250 (meia, Vip Zone) e estão à venda pelo site ingressorapido.com e na Central do Ingresso, no Brasília Shopping.

2º Festival do Japão Embalado pelos encantos da cultura nipônica, o 2º Festival do Japão acontece no Autódromo Internacional de Brasília, nos dia 6 e 7 de julho. Uma iniciativa da FEANBRA (Federação das Associações Nipo-Brasileiras), do Distrito Federal, com apoio institucional da Embaixada do Japão e JICA (Japan International Cooperation Agency). Durante os dois dias de evento, que pretende reunir 25 mil pessoas, serão oferecidas atividades culturais gratuitas ao público, com destaque para a arte do Origami, Shodo (caligrafia japonesa), entre outras manifestações artísticas. O Palco Principal traz diversas apresentações: danças típicas e folclóricas da cultura japonesa, além dos quatro grupos de Taikô (tambores japoneses) do Distrito Federal.

agenda cultural

Brasil: Uma História de Exclusões e Inclusões

84

Um conjunto de aproximadamente 175 peças, entre documentos, objetos e reproduções de obras de arte, conta a história do voto no país desde 1532, quando aconteceu a primeira eleição, até o ano de 2013. Raridades revelam os excluídos das urnas ao longo dos séculos. A exposição é realizada pelo Museu de Arte Brasileira da FAAP e pelo Museu do TSE. A exposição vai até o dia 19 de dezembro e conta com entrada franca e censura livre. Visitação de segunda a sexta, das 12h às 19h. Há visitas guiadas, com agendamento antecipado, pelo telefone (61) 3030-9281.


Pipocando poesia Uma combinação de deliciosos temperos: pipoca e poesia. Assim é o projeto Pipocando Poesia, que passa a integrar a programação do Centro Cultural Banco do Brasil. Trata-se de um sarau ambulante e interativo, no qual os “pipoqueiros-poetas”, que são também atores, interagem com as pessoas que passam pelos espaços, propondo uma troca bastante inesperada: quanto custa a pipoca? Somente um versinho! Com sabores inéditos que levam nomes de poetas brasileiros, a brincadeira aguça a curiosidade do público, que é pego de surpresa pela proposta e se esforça para lembrar um poema ou, em alguns casos, surpreende com poemas longos e complexos – e até autorais – feitos na hora. O projeto acontece nos dias 27 e 28 de julho, 24 e 25 de agosto e 12 e 13 de outubro, com participação de diversos artistas. Entrada franca, no CCBB.

Corteo Corteo, que significa “cortejo” em italiano, é uma procissão alegre, uma parada festiva imaginada por um palhaço. Este espetáculo reúne a paixão do ator com a graça e a força do acrobata, para transportar o público a um mundo teatral de prazer, comédia e espontaneidade situado num espaço misterioso entre o céu e a terra. O palhaço imagina o seu próprio funeral, numa atmosfera de festa e observado por amáveis anjos. Contrastando o grande e o pequeno, ridículo e o trágico, a magia da perfeição e o charme da imperfeição, o Cirque Du Solei traz a Brasília mais um maravilhoso espetáculo que evidencia a força e a fragilidade do palhaço, mas também a sua sabedoria e ternura, para ilustrar o aspecto humano de cada um de nós. Corteo toma cena entre 2 e 18 de agosto na área externa do Ginásio Nilson Nelson.

Foto Adla Marques

Jogo de Cena - Férias Para aproveitar as férias de julho, o Jogo de Cena oferece no Teatro da Caixa uma ótima opção para a diversão e o enriquecimento cultural do público brasiliense, mostrando o melhor da produção artística da cidade. Música, cinema, teatro, dança, artes plásticas, performance, literatura, todas as linguagens artísticas e todos os estilos, sem discriminação, na defesa da diversidade cultural! Dia 16 de julho, terça-feira, a partir das 20h, a apresentação e as brincadeiras com a plateia estarão sob o comando da dupla Welder Rodrigues e Ricardo Pipo (integrantes da Cia de Comédia Os Melhores do Mundo). Ingressos: R$ 20,00 e 10,00 (meia-entrada para estudantes, pessoas com 60 anos ou mais, empregados da Caixa e doadores de 1kg de alimento).

O Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília, será palco de mais uma edição da Conferência Global, congresso anual organizado pela Comunidade das Nações. Entre os dias 23 e 27 de julho, grandes nomes da cena cristã mundial se reunirão para um circuito intenso de palestras e muita música. O tema da conferência deste ano é “A esperança de um dia perfeito”. Durante os cinco dias da Conferência Global, palestras serão proferidas. A música gospel também é um marcante da Conferência Global. Em 2013 estão confirmados Thalles Roberto, Aline Barros e toda a equipe de louvor da Comunidade das Nações, entre outros. As inscrições podem ser feitas pelo site www.conferenciaglobal. com.br e na sede da Comunidade das Nações. O passaporte para os cinco dias de eventos custa R$55. As vagas são limitadas!

agenda cultural

Conferência global

85


Mustknow Inverno combina com vinho, mas para apreciar essa bebida de maneira correta é necessário um mínimo de conhecimento. As confrarias estão cada vez mais comuns pela cidade. Já pensou em começar a sua?

Nina rocha

T

88

into, branco, rosé... Quem nunca se rendeu aos encantos de um bom vinho? A bebida tem ganhado, cada vez mais, o público jovem, seja em uma tarde ensolarada às margens do Lago Paranoá ou em uma noite de baixas temperaturas. São tantas uvas, safras, regiões que o assunto acaba virando mesmo motivo de estudo. A sugestão? Fazer uma confraria! Foi o que eu e alguns amigos decidimos fazer. O objetivo é conseguir escolher o vinho adequado para cada ocasião e, claro, harmonizar com o menu escolhido. Tudo de um jeito muito divertido e leve. O primeiro passo foi definir um local e um professor. Decidimos que, para o nosso grupo, o Emerson Mantovani, do Trio Gastronomia, era a melhor opção. Os encontros são mensais, sempre acompanhados de uma degustação e harmonização com pratos escolhidos pelo próprio Emerson, tudo no espaço do Trio, que é ideal para as “aulas”. Outra coisa que achamos interessante é que ele vai nos ensinar quais os vinhos que não combinam com uma comida específica, como uma “desarmonização”. Uma confraria consegue reunir o útil ao agradável e, na companhia de amigos queridos, as reuniões se tornam ainda mais divertidas. Ah, é importante escolher um nome para a sua, de preferência algo que seja a identidade do grupo. Para os que são antenados nos aplicativos de celular, mais uma dica: baixe o Vivino e compartilhe as suas experiências com outros apaixonados pela bebida. E lembre-se de que, acima de tudo, o importante é se divertir. “Save water and drink wine”!

Confraria reunida!

A entradinha da primeira Confraria

A sobremesa também foi harmonizada

Um dos vinhos degustados


Profile

Bruno Soares Nome completo: Bruno Soares Pessoa Idade: 25 anos Profissão: Arquiteto Para agitar no fim de semana: Com boas companhias, qualquer lugar vale! Para ir a dois: Toujours Bistrot e Daniel Briand Para beber uns bons drinks: Adoro o Cosmopolitan do Dudu Bar, mas Genaro Jazz Burguer, Kojima, Bottarga e BalcoNY também são excelentes opções! Destino preferido nas férias: Adoro Miami, mas no momento Paris não sai da minha cabeça! Quem vem a Brasília não pode deixar de: Visitar o Palácio do Itamaraty, obra arquitetônica incrível do Oscar Niemeyer, com um perfeito acervo de obras de arte e um jardim suspenso do paisagista Burle Marx.


gran cursos

N

90

Jovens são um fator positivo para o serviço público

os últimos dias, me chamou a atenção a polê- duas décadas na preparação de candidatos para concursos mica sobre o ingresso supostamente prematuro públicos. A origem dele está na Constituição de 1988, que dos jovens no serviço público. Esses rapazes e veio consolidar o processo de redemocratização do país, moças estariam assumindo postos no governo após 21 anos de severo regime militar. Ao instituir o consem a necessária experiência na atividade escolhida, logo curso de provas ou de provas e títulos como regra para o depois de concluírem o curso superior. O “problema” foi preenchimento dos cargos e empregos públicos em todos os tema de matéria do jornal Correio Braziliense, intitulada “Di- Poderes da República, a Constituição Cidadã abriu as porreto da escola para o governo”. A reportagem anuncia: “Em tas do serviço público aos jovens prestes a ingressar num uma década, a idade média dos servidores diminui 10 anos” curso superior ou recém-egressos dele. e “Especialistas alertam para risco de serviços ruins e de Além disso, a afirmação de “especialistas” de que a excesescassez de mão de obra em áreas estratégicas”. siva juventude dos novos servidores é prejudicial à qualidaO jornal ainda informa que, na “última década, o perfil de do serviço público não corresponde à realidade. Ao condos servidores públicos mudou, sobretudo porque houve trário, o que se observa é um funcionalismo cada vez mais uma considerável procura por profissionais com menos de bem-preparado para exercer as suas funções. Basta lembrar 30 anos no setor”. O que me causou espanto, desde logo, é que esses jovens servidores, quando optaram pelo concurso que, ao lado do texto da reportagem, público, se submeteram a estudos inhá em destaque um dado que contra“EU não tenho uma razão tensivos e específicos para a carreira diz todas as informações que constam escolheram. Toda essa preparação EXTRAORDINÁRIA para que da matéria. O dado é o seguinte: garante que os concursados já ingrespassar em CONCURSO Idade média dos servidores sem nos quadros públicos com uma 2003......................................46 anos base teórica que eles levariam muito PÚBLICO, MAS tenho uma 2013.......................................56 anos tempo para adquirir se não tivessem razão SUFICIENTEMENTE passado pelos bancos dos cursinhos. Creio que a incoerência flagrada na reportagem seja um daqueles “laPor um lado, reconheço que seria deBOA: quero SERVIR ao meu sejável, mentáveis equívocos” que a imprensa em algumas áreas que exigem PAÍS, ao meu POVO, com comete de vez em quando. Ora, se o maior embasamento cultural e expejornal afirma que, “em uma década, a ESTABILIDADE financeira” riência profissional, que se definisse idade média de servidores diminuiu 10 idade mínima para o ingresso na caranos”, como ela passou de 46 anos, em 2003, para 56 anos, reira. É o caso da Magistratura, do Ministério Público e até em 2013? O certo não seria o contrário? Deixo a pergunta mesmo da carreira de delegado de polícia, seja federal, seja para o autor da matéria responder. De qualquer modo, acho estadual. Essas funções, dada a responsabilidade e a gravique temos elementos suficientes para debater o assunto, dade das decisões que seus titulares devem tomar, certacom argumentos tanto a favor como contra a tese defendida mente exigem um tipo de amadurecimento que só vem com pelo periódico. E isso, posso garantir, não significa ficar em o tempo. Nesses casos, concordo com quem defende a idade cima do muro. mínima de 35 anos para ingresso na carreira, compatível Para começar, também disponho de alguns dados sobre a com o cargo a ser ocupado. evolução do preenchimento de postos no serviço público, e Por outro lado, não vejo como um sério problema para o eles não batem com os do jornal. Segundo meus registros, serviço público, de modo geral, o fato de pessoas cada vez na última década, 40% das pessoas que ingressaram no ser- mais jovens ingressarem nas carreiras do setor. Pelo conviço público tinham entre 18 e 30 anos, 40% entre 30 e 50 trário, considero essa renovação salutar. Mais uma vez graanos, 20% entre 50 e 70 anos. Portanto, há equilíbrio entre ças ao texto da Constituição de 1988, a substituição de seras faixas etárias, e não disparidade, como afirma o jornal. vidores aposentados, falecidos ou que deixaram o cargo por Vale ressaltar que o fenômeno apontado na reportagem é outros motivos é feita com vantagem para a Administração. bastante conhecido de quem trabalha, como eu, há mais de Afinal, os jovens que vêm ocupar essas vagas terão tempo


“O TEMPO de dificuldade e angústia que está à nossa frente EXIGIRÁ uma FÉ que possa suportar o cansaço, a demora, as reprovações, a falta de recursos financeiros, o desânimo e a vontade de desistir. Uma fé que não desanime, ainda que severamente testada, DEVEREI PRESERVAR. A VITÓRIA – a aprovação e a desejada classificação – virá, porque EU MEREÇO e fiz o melhor de MIM”

Realmente acredito que a opção pelo serviço público é uma das melhores decisões que um rapaz ou uma moça podem tomar, diante do que talvez seja a garantia de um futuro melhor para si e a família. Não é uma decisão fácil: “O TEMPO de dificuldade e angústia que está à nossa frente EXIGIRÁ uma FÉ que possa suportar o cansaço, a demora, as reprovações, a falta de recursos financeiros, o desânimo e a vontade de desistir. Uma fé que não desanime, ainda que severamente testada, DEVEREI PRESERVAR. A VITÓRIA – a aprovação e a desejada classificação – virá, porque EU MEREÇO e fiz o melhor de MIM.” Estudar para concurso público é, sem dúvida, uma opção de vida, um escolha que será recompensada quando chegar a hora de ocupar o seu FELIZ

CARGO NOVO! J. W. GRANJEIRO Diretor-Presidente do Gran Cursos Coordenador do Movimento pela Moralização dos Concursos - MMC. www.professorgranjeiro.com http://twitter.com/jwgranjeiro http://facebook.com/josewilsongranjeiro

gran cursos

para estudar e participar de inúmeros cursos de aperfeiçoamento. Tudo leva a crer que o tempo em atividade desses jovens servidores será mais produtivo do que o de muitos dos antigos. É preciso, ainda, considerar que não se pode impedir alguém, sobretudo um jovem que deseje progredir na vida, de ascender a um cargo público, que lhe proporcionará uma carreira segura, estável e, na maioria das vezes, bem-remunerada. Isso sem contar as oportunidades de ascensão profissional, melhores do que as encontradas na iniciativa privada. Em média, a carreira pública paga 2,5 vezes o que paga a carreira privada e não faz discriminação de gênero ou de idade nem exige – em regra – experiência ou boa aparência. Por tudo isso, acho razoável a opção que os jovens vêm fazendo pelos concursos públicos, um mercado que hoje, em todo o país, movimenta milhões de pessoas que se preparam para concorrer às vagas nas diversas áreas das carreiras estatais. São talentos que querem servir ao seu país e ao seu povo.

91


high tech

Liberdade

92


vigiada

Com um toque na tela do celular ou um clique no mouse do computador, você poderá trancar uma porta cuja chave é uma senha, disparar alarmes, ter uma panorâmica de todos os ambientes da sua casa e até controlar quem entra e quem sai da sua residência. Não é excesso de tecnologia, são exemplos evidentes de um novo conceito residencial: a arquitetura da segurança – ou do medo

afirma que o morador de Brasília é o que mais gasta com segurança residencial no Brasil. “Ele gasta 2,5 vezes mais com equestro relâmpago, latrocínio, roubo, furto. Pa- segurança residencial e têm três vezes mais equipamentos de lavras nada digeríveis, mas que nos últimos anos o segurança em suas casas do que a média nacional”. O perfil de brasiliense se acostumou a ler, ouvir, falar e princi- consumidor, segundo o empresário: pessoas em busca de propalmente a temer. Não por menos, com uma taxa de teção para suas casas, pais que desejam saber como estão os fihomicídios de 121 mortos para cada 100 mil habitan- lhos, moradores de apartamento que querem dar uma senha e não as chaves de casa para os tes (nacionalmente a média empregados. “Além de gente é de 94 para cada 100 mil), a preocupada com a segurancapital está se tornando um ça, há pessoas que desejam dos lugares mais perigosos uma casa inteligente, onde do país. Como a população eles podem controlar luzes, reage ao quadro desanimaar condicionado ou fechadudor? Optando por condoras a distância”, diz. mínios fechados, centros Mesmo que pouco conhede lazer privativos, muros cido por imensa parcela gigantes com arame farpados brasileiros, o segmento do, câmera de vigilância e de automação residencial é a maneira mais moderna, um dos que mais crescem a automação residencial – no país. Nos últimos quatro um sistema tecnológico que anos, o serviço cresceu 300% permite controlar câmeras, nacionalmente, segundo a alarmes e fechaduras pelo Aureside, a associação bracomputador e até pelo celusileira do setor. Hoje, já são lar. O custo de um projeto do pouco mais de 250 empregênero varia entre R$10 mil Bruno Ayres - O morador de Brasília é o que mais gasta com segurança sas em território nacional. e R$30 mil. Nele é o cliente residencial no Brasil. quem escolhe quais serviços terá à disposição, se eles serão in- Juntas, no ano passado, 2012, ajudaram o segmento a faturar R$4 bilhões. Para este ano, 2013, as estimativas são de um crestegrados e como serão controlados a distância. Bruno Ayres, diretor executivo da ArgusControl e um dos cimento superior a 30%. E os bons ventos não param por aí. responsáveis por levar a tecnologia para os lares da capital, O mercado mostra um grande potencial de expansão para o sePor Wemerson Santos – Foto: César Rebouças

high tech

S

93


high tech

tor, ao estimar que 1,8 milhão de residências brasileiras estejam aptas a receber o sistema de automação. Mas, afinal, o que sustenta a força do segmento e a elevação dos números relativos à aquisição de aparelhos eletrônicos para segurança? “Medo. A sociedade está acuada pela violência e a aquisição destes equipamentos e sistemas é uma forma que as pessoas encontram para reduzir os riscos e se sentirem mais protegidas”, diz o empresário. E completa afirmando que os tempos mudaram, infelizmente, para pior. “Quando eu era jovem, costumava ficar conversando em frente à porta da minha casa, agora não dá mais. O medo mudou os hábitos de todos e a comunidade perde muito com isso. Vizinhos se relacionam pouco, crianças descem menos pra brincar. Hoje, as ruas estão mais vazias e, portanto, mais perigosas”.

94

Como funciona Para quem pensou que tal tecnologia ficaria restrita apenas aos filmes da franquia Missão Impossível, se enganou. Graças à tecnologia de automação residencial, com um toque na tela do smartphone ou um clique no mouse do computador, é possível girar uma câmera em movimentos de 270 e 170 graus, abrir ou fechar portas e portões e liberar determinados cômodos da residência para as pessoas que você autorize. Tudo isso com o auxílio de imagens nítidas de todo o ambiente. Indo ainda mais longe no quesito inovação, recentemente, três jovens cariocas estudantes de Sistemas e Ciências da Computação criaram um projeto de automação que permite ligar e desligar televisores ou lâmpadas a partir do envio de tuítes pela rede social. Algo como: “ligar todas luzes da casa, agora”. Também seria possível pedir para adiantar a lavagem de roupas na máquina de lavar ou ligar a televisão e o rádio. O que seria o bastante para assustar eventuais ladrões – e até seus amigos nas redes sociais. A praticidade da tecnologia, que em aspectos lembra um episódio do desenho futurista “The Jetsons”, é o que vem encantando os consumidores. Questionado se a grande procura por tais aparelhos é paranoia ou medo por parte do público, Bruno Aires respon-

Para Arthur Otávio, a tecnologia tem aumentando a segurança das residências.

de de modo enfático com dados sobre a violência dentro e fora de Brasília. “Não é paranoia, infelizmente. Em cidades como Valparaíso de Goiás e Águas Lindas, entorno do Distrito Federal, a taxa de homicídios por 100 mil habitantes é escandalosa – mais de 70 assassinatos/100 mil habitantes. Essa taxa é equivalente à de regiões em guerra civil, como Honduras e El Salvador, que estão entre as mais violentas do planeta. Um triste contraste com a capital do país, que possui o dobro da renda média nacional”.

Comentário semelhante parte do empresário do setor de tecnologia e proprietário da Arte em Cinema, Arthur Otávio. Para ele, a violência que toma conta das ruas da cidade, entre outros fatores, é fruto do crescimento desordenado do Distrito Federal. “O ser humano tem por instinto proteger as pessoas que ama. A tecnologia tem ajudado muito nesse sentido, aumentando a segurança de casas com recursos inteligentes, que permitem ao proprietário saber, caso algo de errado aconteça, permitindo a tomada de providencias o mais rápido possível, mas principalmente inibindo a ação de pessoas mal intencionadas”. E não são apenas as famílias que estão adotando o conceito de casa inteligente, as construtoras já estão de olho nessa tendência. “Com a disseminação das residências inteligentes, muitos construtores têm buscado soluções para seus empreendimentos, sabendo que hoje é importante oferecer soluções confiáveis. Já temos, por exemplo, projetos em desenvolvimento para que todos os apartamentos de um empreendimento já sejam entregues automatizados”, arremata o proprietário da Arte em Cinema. Serviço: ArgusControl – www.arguscontrol.com.br Aureside – www.aureside.org.br Arte em Cinema – www.arteemcinema.com.br


Habilidades sem violência Com metodologia lúdica, as artes marciais ganham a confiança dos pais

Por Márcia Casali – Fotos: Ricardo Padue e Cinara Moura

ESPORTE

A

96

rtes marciais, uma prática comum no mundo, vèm ganhando destaque entre as crianças. Recomendadas por médicos e especialistas, os benefícios físicos e psicológicos são fundamentais para uma vida em harmonia com a sociedade, além de contribuir com a educação e coordenação motora. Na infância, o esporte deve acontecer de forma lúdica, além de descarregar a adrenalina, fala do respeito ao próximo, obediência aos pais e incentivo aos estudos, valores importantes e necessários na infância. Muitos pais observam logo nos primeiros meses de treino que a criança desenvolveu habilidades para trabalhar em equipe, autoestima e autoconfiança. Com tantos afazeres no dia a dia, muitos pais dispõem de pouco tempo ao lado dos filhos. Muitas crianças passam horas diante da televisão ou no computador. A prática de artes marciais é eficaz para o condicionamento físico, funciona como método de disciplina, além de uma excelente atividade para tirar crianças e adolescentes do sedentarismo do mundo moderno.


Federal e da Liga Brasileira de Muay Muay Thai A arte marcial tailandesa desenvol- Thai Tradicional, o mestre resolveu ve um ótimo condicionamento físico e investir no esporte. Para ele, o Muay mental, concentração e autoconfiança, Thai, quando iniciado na infância, o que auxilia no poder de concentração pode ser totalmente benéfico ou desdas crianças e adolescentes. No passa- trutivo. Tudo vai depender do grau de do, um atleta que fez história é Apidej formação do professor, pois muitos são Sit-Hirun, com histórico de aproxima- autoformados e imbuídos de violêndamente 400 lutas. Na atualidade, quem cia. “É preciso pesquisar onde colocar se destaca na especialidade da arte mar- a criança. No lugar certo, ela será imcial é Anderson Silva e José Aldo, nomes buída de caráter, disciplina e valências que servem de inspiração para uma tur- físicas que os jovens de hoje estão perdendo”, explica. Mestre Sandro destaca minha cheia de estilo e opinião. O gosto pelas artes marciais têm mu- ainda que a arte marcial é feita para dado gradativamente, tanto que é possí- aprender a luta, não para lutar de forvel encontrar famílias inteiras treinan- ma gladiadora. do nas academias da cidade. Para os pais, vale destacar que o objetivo não é competição, e sim um treinamento. Mesmo em momentos de simulação de combate, são utilizados equipamentos de proteção, além da supervisão do professor. Praticante de artes marciais há 28 anos, o mestre Sandro Luiz é graduado na Tailândia como prajied prata de Muay Thay, 6º Dan de Hapkido, e faixa roxa de Jiu-Jitsu, além de graduações em outras modalidades. Presidente da Federação de Muay Thai do Distrito Professor Pedro Galiza atento ao treino do João Gabriel, faixa cinza, e Davi, faixa amarela

Jiu-Jitsu De origem japonesa, a palavra Jiu-Jitsu significa “arte suave”. Apesar do nome, a arte marcial define lutas com finalizações surpreendentes. De acordo com historiadores, o esporte teve início na Índia, antes de Cristo, como proteção dos monges, que não podiam se defender dos bandidos usando armas. Então eles criaram um método, baseando-se nos conhecimentos dos pontos vitais

ESPORTE

Mestre Sandro Luiz e Akemi. A menina encontrou no esporte equilíbrio em situações de conflito

“No trabalho com as crianças, jamais incentivo a lutar, e sim a competir de outras formas. Não acredito na competição de combate para crianças, mas no ensinamento de competitividade, trabalhos em equipe e de ajuda mútua”, comenta o mestre, que vê na sua atividade não apenas uma função de professor, mas também de educador. Vale lembrar que dentre os objetivos do esporte estão o conhecer-se a si mesmo; adquirir hábitos de disciplina; abandonar o egoísmo e o individualismo; desenvolver atitude de confiança, além do espírito de grupo. Professor e aluno do mestre Sandro, Bruno Souza, 32 anos, fã de filmes de luta, conheceu o Kung Fu aos sete. Na adolescência, começou a treinar Kickboxing, até chegar ao Muay Thai, esporte que pratica há 13 anos. Com vasta experiência no treinamento infantil, Bruno incentiva a prática de esporte a partir dos cinco anos de idade, tanto para o desenvolvimento das habilidades físicas e motoras, quanto para a solidificação dos valores, sem esquecer os benefícios psíquicos. “A luta para crianças é pautada na filosofia da arte marcial. As aulas trazem maior bagagem lúdica, com instruções que aumentam a segurança e autoestima. Mas os ensinamentos de combate são introduzidos posteriormente”, diz o professor. O aluno aprende que fora da academia, na cultura marcial, não são admitidas brigas. É fundamentado o objetivo do uso da luta como defesa e prática desportiva. O respeito ao próximo é fundamental, além da hierarquia e disciplina vigentes em todas as artes marciais.

97


ESPORTE 98

do corpo, como as articulações, e nos princípios de equilíbrio. De acordo com os estudiosos de artes marciais, um nome que marcou a história do esporte, com aproximadamente duas mil vitórias, é Esai Moeda Koma, conhecido como Conde Koma, um mestre que deixou o Japão para espalhar o esporte pelo mundo. Na Capital Federal, quem se destaca no esporte é Pedro Galiza de Oliveira, faixa preta 3º grau de Jiu-Jitsu e lutador de MMA, com cartel de cinco vitórias, sendo um nocaute, duas finalizações e duas decisões dos juízes. Ele conta que aos 15 anos começou a treinar, pois era a luta que despontava, devido à eficiência, além, é claro, da inspiração na família Gracie. Um exemplo de determinação, Pedro serve de inspiração para os alunos que sonham em chegar ao nível de competição. Um conselho do professor, além do foco, é treinar de quatro a cinco horas por dia. Mas no caso de um aluno convencional, o treino Caio em aula experimental com o professor Bruno Souza, TUFF Team Guará três vezes na semana é o ideal. Como o esporte é ótimo para canalizar limites do próprio corpo. Cheios de a energia da garotada, o professor tam- energia, muitas vezes os pais não sabem bém defende a inicialização logo cedo. como encontrar as vias adequadas para Ele orienta a prática com a finalidade de descarregá-los. Muitas crianças vivem mostrar limites às crianças, bem como em ambientes que não oferecem espaço valores como respeito, cooperação e dis- para as brincadeiras. E como a rua deiciplina, fundamentais para uma vida xou de ser um lugar seguro para brinmais harmônica com a sociedade. Pedro car, uma boa opção são as academias. reforça que, além dos benefícios físicos, a Muitos pais, às vezes por falta de infordisciplina é desenvolvida, pois o profes- mação, temem colocar o filho para prasor não só ensina as técnicas, como ajuda ticar alguma arte marcial. Na verdade, na formação do caráter. “As crianças ga- o esporte incentiva a meninada no donham coordenação motora, consciência mínio de seus impulsos e a expressar-se corporal, além do ganho de massa mus- de forma consciente. cular e flexibilidade”, diz. Nas academias Há um ano treinando Muay Thai, o proé possível encontrar não apenas meninos, gramador Felipe Mataveli incentiva os somas também muitas meninas treinando. brinhos na prática do esporte. De acordo Pedro reforça que a diferença entre um com ele, merece destaque, pela dedicação treino de criança e um treino para adultos e história de vida, nomes como Kru Laem, é a presença de brincadeiras lúdicas, as- Orono Por.Muang Ubon e Buakaw Por. sim como uma menor abordagem de téc- Pramuk. Tio do pequeno Caio, 7 anos, foi nicas, de forma que a criança fique à von- em uma aula experimental que o menino tade, mas sempre respeitando os limites. revelou que nasceu com aptidão para as artes marciais. Algo que chamou a atenção do professor Bruno Souza. Muito ativo, Crianças no tatame É importante a criança conhecer os Caio parece não cansar. “Vi na prática do

Muay Thai uma atividade em que o Caio se encaixa. Desde pequeno, percebemos que ele é forte e corajoso, acredito que ele tenha um futuro promissor”, observa o tio. A professora do ensino fundamental Mishele Gomes Lima conta que há três anos começou a treinar Muay Thai com o objetivo de perder peso e melhorar o condicionamento físico. Durante os treinos, a filha Akemy, 9 anos, observava a mãe e repetia os golpes em casa. Atento ao interesse da menina, o professor sugeriu que ela fizesse uma aula experimental. Akemi treina há quase dois anos. Fã de grandes lutadores locais, como José Mailson Sama, campeão sul-americano, a pequena atleta admira o estilo de luta do Anderson Silva. “Ela sempre comenta sobre os lutadores profissionais que falam sobre a importância da atividade física e da prática da não violência”, lembra Mishele. A mãe observa que a filha está mais paciente e procura resolver conflitos por meio da conversa. Akemi não apenas melhorou nos estudos, como auxilia os pais a procurar uma alimentação mais balanceada e saudável. De acordo com o Corretor de imóveis Wanduir Lima, há quatro anos no Jiu-Jitsu, o interesse do filho João Gabriel, três anos, também surgiu durante os treinos. Orgulhoso, o pai conta que João trocou o Karatê pelo Jiu-Jitsu. De acordo com Wanduir, o filho desenvolveu habilidades para trabalhar em equipe, autoconfiança e ainda aprimorou a coordenação motora, além de mudanças no comportamento na escola. “Pedimos opinião do pediatra, que incentivou a prática de algum esporte, pois ele tem muita energia. Percebo que ele melhorou na escola, pois parou de brigar com os colegas, além de estar se alimentando melhor”, comemora o pai. Admirador do MMA, Wanduir vê em Pedro Galiza um grande lutador e ótimo disciplinador, um exemplo para a nova geração de atletas ou apenas admiradores das artes marciais. Agradecimentos: TUFF Team Guará: 3568-6736 Five Rounds: 8176-7638


A tecnologia

laser

a favor das pessoas

100

Lasers são capazes de tratar diversos tipos de problemas na pele, como varizes, remoção de tatuagens, queda de cabelo, tratamento da visão e até mesmo de hemorroidas

Por Fernanda Caixeta – Fotos: Júlio Dutra e Divulgação

A

indústria da beleza se aperfeiçoa cada vez mais e cria equipamentos e produtos de alta tecnologia, que trazem excelentes resultados para quem busca uma aparência mais bonita, jovem e saudável. E entre os equipamentos que estão no mercado, os lasers estão entre os melhores para tratar manchas, sinais de expressão, verrugas, acne, cicatrizes, queda de cabelo, tratamento da visão e até hemorroidas. Em Brasília, o laser Joule, único na capital, é a mais nova tecnologia para tratamentos de beleza. Encontrado apenas no SPA Cynthia Dias, este laser é indicado para diversos tipos de tratamento e seu principal diferencial é o fato de ser indolor e rápido, o que não atrapalha a rotina de quem se submete ao procedimento. “Hoje, as pessoas estão preferindo tratamentos indolores e, principalmente, que não modifiquem suas atividades pessoais e profis-


laser

sionais e, com este laser, pode-se chegar a um resultado rápido e positivo em apenas três sessões e sem o uso de medicação oral”, explica a Dra. Cynthia Dias. Mesmo sendo uma plataforma multifuncional, que realiza diversos tipos de tratamentos, um deles deve ser ressaltado, por ter adquirido grande importância nos últimos anos, a micose de unhas e o seu fortalecimento. Com o boom de uso de esmaltes diferenciados e novos modelos de unhas que fogem dos tradicionais, as mulheres se tornaram mais vulneráveis a infecções causadas por fungos e bactérias, as temíveis micoses de unha. O que antes tinha um tratamento difícil, com este laser pode ser solucionado em duas ou três sessões com o laser Joule. Para este caso, por exemplo, o tratamento funciona com a aplicação de uma onda de 1064nm que atravessa a lâmina da A novidade é o uso do laser ou radiofrequência fracionada em sessões semanais para a queda de cabelo. unha e atinge o seu leito, resultando em um aquecimento do material fúngico, o laser de CO² ser fracionado, ou seja, o a melhoria de rugas, envelhecimento faque inibe o crescimento, ocasionando feixe do laser é separado em vários micro- cial, fotoenvelhecimento, rugosidade fina a morte celular dos fungos. “Além de feixes de luz, como se fosse um chuveiro. da pele, aspereza da pele, cicatrizes de muito mais eficaz, neste método de tra- “Dessa maneira, o laser atinge micropon- acne fibróticas, estrias, queloides, mantamento não há contato da ponteira do tos da pele, deixando áreas intactas que chas provocadas pelo sol, sardas e até allaser, que no caso é a nd: YAG, com a ajudam na cicatrização das áreas afetadas guns tumores benignos que compromeunha ou a pele, o que resulta num proce- pelo laser, e isso possibilita ao paciente tem a estética facial. O dermatologista Erasmo Tokarski, dimento limpo, simples e de acordo com uma rápida recuperação e retorno às suas atividades habituais em, aproximada- da Unipele, é um vanguardista no uso as normas sanitárias”, ressalta. De acordo com a Dra. Cynthia, 80% da mente, três dias a uma semana”, explica. do laser para a saúde e estética da pele. população apresenta quadros de infec- O laser de CO² fracionado é utilizado para Segundo ele é uma poderosa ferramenta para diferentes procedimentos, com ções nas unhas, o que impede, prinevolução constante para melhores cipalmente, as mulheres de usar resultados. “Nos últimos tempos, determinados tipos de esmaltes e o laser se tornou ainda mais eficaz até mesmo de fazer as unhas. E com nos diversos tratamentos médicos e este tratamento, os benefícios para estéticos. Hoje em dia existem equia saúde e também para a aparência pamentos que, com poucas sessões e podem ser solucionados, já que as com uma recuperação bastante rámãos são importantíssimas para a pida e sem grandes ou até nenhuma saúde de todo o corpo. privação, atinge resultados bastante Utilizado há mais de uma décasatisfatórios”, conta. da como um dos tratamentos mais O Spectra Laser Toning é para eficientes para o rejuvenescimento aqueles que enfrentam problemas cutâneo e retirada de manchas da de melasma, aquelas indesejáveis pele, o laser de CO², que apresenta manchas acastanhadas na face. Até uma recuperação demorada, sendo então, o problema era tratado apeconsiderado um laser ablativo (elinas com medicamentos tópicos, que mina as estruturas da pele que connormalmente precisam ser utilizatêm água), passa a ser substituído, dos por toda a vida. O Active FX é o em alguns casos, pelo laser fracioaparelho de Laser CO2 fracionado nado de CO², também chamado de erbium fracionado. para rejuvenescimento da pele da A Dra. Cynthia Dias conta que a “Com poucas sessões e com uma recuperação bastante rápida face, manchas, rugas finas, acne, novidade tecnológica está no fato de e sem privações, atinge bons resultados”, diz Tokarski.

101


laser

pescoço, mão e colo. O Nd Yag é o laser indicado para tratar microvasos da face, pequenas varizes e olheiras. Já o Fraxel Thulium elimina rugas finas, manchas, cicatrizes de acne, melhora o colágeno. O laser de rubi e Yag Laser atuam na remoção de tatuagens, agindo com um feixe de luz focalizado que “quebra” em partículas minúsculas a tinta da tatuagem, facilitando a remoção. Para o cirurgião geral e angiologista Baelon Alves, a evolução do laser também contribuiu para quem enfrentava problemas vasculares, que atrapalhavam a saúde e a autoestima. “O laser tem sido meu grande aliado, tanto que uso o endolaser no tratamento de varizes com ótimos resultados. Ele age sem deixar O Excimer Laser é usado para a correção de miopia, dor ou cicatrizes e a recuperação hipermetropia e astigmatismo. é imediata. O HeLP é minha nova ferramenta para tratar as temidas hemor- tre eles a oleosidade nos fios e a substâncias roidas, que têm como uma das grandes químicas usadas em salões de beleza”, afirvantagens ser um procedimento ambula- ma a dermatologista Bárbara Moura. torial sem repouso pós-operatório. O meu O tratamento vai variar conforme a paciente não precisa sair da rotina por causa. Mas de maneira abrangente os causa do tratamento”, informa Dr. Baelon. dermatologistas associam medicamentos de uso local no couro cabeludo, suplementação vitamínica e medicamentos Queda de cabelo feminino Comenta-se muito a respeito da calví- alopáticos. O uso de anticoncepcionais cie masculina, mas sabemos pouco sobre contendo ciproterona, espironolactona a queda de cabelo das mulheres. Existem ou finasterida, devido ação antiandroalguns tipos de queda, as de início súbito gênica, também pode ser usado. “Reacom duração transitória, e outras que re- lizamos tratamentos que, combinados duzem permanentemente a quantidade com a medicação domiciliar, podem dos cabelos. “Atribuo esse aumento às ten- acelerar os resultados, como sessões de sões do dia a dia, ansiedade, hormônios e a LED, mesoterapia capilar (aplicações fatores externos a que estão expostas, en- intradérmicas com substâncias que es-

102

“O laser Joule, único na capital, é a nova tecnologia para tratamentos de beleza”, afirma Cynthia Dias.

timulam o crescimento dos fios). A grande novidade é o uso do laser ou radiofrequência fracionada em sessões semanais na região da alopécia, associado ou não ao uso de fatores de crescimento e vitaminas no local, técnica chamada de drug delivery. O mais importante é uma investigação correta para que o tratamento e medidas preventivas sejam feitas o mais rápido possível”, diz a Dra. Bárbara Moura. Os tipos mais comuns de calvície ou alopécia androgenética acontecem geralmente nos homens, tem causa genética e evolução lenta. Nas mulheres a queda surge após a menopausa, mas pode ocorrer por outras causas, devido a alterações hormonais. Outro tipo de queda, a alopécia areata, é desencadeada em pessoas geneticamente predispostas. A queda dos cabelos ocorre formando peladas no couro cabeludo. Oftamologia Os problemas oculares ganharam um grande aliado com o advento do laser. As cirurgias mais simples, as delicadas e também as complexas contam com o auxílio desse método. Tecnologia de última geração, o Excimer Laser é usado para a correção das ametropias, ou seja, miopia, hipermetropia e astigmatismo. Existem duas técnicas utilizadas nas cirurgias convencionais e personalizadas: o Lasik e o PRK. O oftalmologista Sérgio Saraiva, especialista em córnea e cirurgia refrativa, explica que antes de fazer a cirurgia personalizada o paciente precisa passar pelo aberrômetro, exame que verifica as alterações da qualidade da visão e que permite ao médico utilizar o laser com maior precisão na correção de cada uma dessas imperfeições. Para ele, o grande progresso é o caráter personalizado que o laser atribui às cirurgias. “Com o Excimer podemos fazer uma cirurgia personalizada, que tratará os problemas de um determinado indivíduo melhorando sua qualidade de visão”, explica Dr. Sérgio. Serviço: Cynthia Dias SPA & Health: (61) 3245-1001 / Clínica Tez – Bárbara Moura Dermatologia: (61) 3327-1194 / Unipele: (61) 3242-2070 / Oftalmed: (61) 2191-9191.


Vida cultural e social da cidade Últimos eventos de que participamos

Donato poeta, escritor e nosso maior músico e cantor das festas juninas.

Esta linda menina é Giovana, sobrinhaneta e afilhada de Helena e Áureo Mello.

Na festa de posse de Adirson Vasconcelos na Academia Brasiliense de Letras, o poeta Serra Azul e o Senador Áureo Mello.

Silvio Breckenfeld e Marcelo Antônio na festa dos Pioneiros

O historiador de Brasília Adirson Vasconcelos tomou posse na Academia Brasiliense de Letras, sendo cumprimentado pelo Casal Serra Azul.

Serra Azul e seus padrinhos: Wilon Wander – do Jornal Satélite – Raimundinha, sua esposa e Gustavo Dourado, presidente da Academia Taguatinguense de Letras

Serra azul

Sentados: Serra Azul, Áureo Mello e Helena. Em pé: Cariné, João Batista Campelo, sua esposa, Amélia, dois familiares seus e Raimundinha.

104

Moema São Thiago recebe a medalha de Cidadã Honorária Brasileira das mãos de Raimundinha.

O casal Serra Azul e o senador Áureo Mello tendo ao centro o delegado-chefe da PF, Campelo, em magnífica festa dos Pioneiros.

O procurador da República Marcelo Antônio, Amélia Campelo e Raimundinha em festa espetacular dos Pioneiros de Brasília.

O senador Rodrigo Rolemberg ladeado de Cariné, Raimundinha e do procurador da República Marcelo Antônio, na festa dos pioneiros.

Filho, pai e mãe: Marcelo Antônio, Serra Azul e Raimundinha em festa do Correio Braziliense.


Excelência em panificação

Pães e Vinhos Sudoeste - (61) 3963-3450 Lago Norte - (61) 3468-2382

comportamento

A

Pães e Vinhos está em festa! A padaria comemora o sucesso que vem fazendo na capital, ao longo dos anos, com o recebimento do prêmio Baker Top e a indicação para o prêmio Veja Brasília Comer e Beber 2013, como a melhor padaria da cidade. A Pães e Vinhos recebeu em 2012 o prêmio Baker Top. A premiação existe desde 1997 e foi criada pela revista Padaria 2000 com o intuito de premiar a excelência e a qualidade dos produtos e serviços no setor de panificação e confeitaria. O Prêmio Baker Top é o mais reconhecido e prestigiado do segmento, significando para as padarias do Brasil a consagração do trabalho bem realizado e dos produtos fabricados e comercializados dentro de rigorosas normas de qualidade. Empresários da panificação e confeitaria aguardam ansiosamente a divulgação dos premiados todos os meses de novembro e aqueles que foram agraciados com o prêmio comparecem à cidade de São Paulo, de todos os estados do Brasil para receber seu tão merecido reconhecimento. Para o diretor da Pães e Vinhos, o mérito do prêmio e a indicação para a revista Veja se deve à dedicação de seus funcionários: “Nada disso seria possível sem o esforço deles e o trabalho em equipe que eles desempenham. Devemos isso a nossa busca sempre por oferecer produtos deliciosos, com qualidade e atendimento que fazem o cliente sentir-se único. Dedicamos esse prêmio a vocês. Muito obrigado!”, ressaltou o proprietário. Parabéns à Pães e Vinhos pelos diferenciais que fazem da Padaria uma empresa única!

105


Por um trabalho bem feito Motivação estimula os funcionários a serem mais eficientes e, assim, melhorar o trabalho em equipe dentro da empresa

Por Camila Bocchino

Empresas

U

106

ma empresa que preza pelo bem-estar de seus funcionários tem uma vantagem sobre as outras: quem trabalha nela realiza as suas funções com prazer e fica feliz de poder ajudar no melhoramento do desempenho em seu local de trabalho. Capacitar a sua equipe para que ela desenvolva com eficiência seu trabalho de um modo satisfatório envolve muito mais que treinamentos e padrões de conduta. Motivação é algo que deve ser constantemente aplicado e reciclado no ambiente de trabalho. Pode parecer pouca coisa, mas um funcionário que não é estimulado e não se sente reconhecido pode levar para baixo toda uma equipe e, com isso, prejudicar um trabalho que um dia foi eficiente. Essa não é uma tarefa fácil e que acaba caindo sobre os ombros de chefes e, principalmente, do Setor de Recursos Humanos (RH).

Saber se todos estão sendo bem atendidos e se sentem motivados a fazer seu trabalho é uma das tarefas mais difíceis em qualquer ambiente de trabalho. Os Laboratórios Sabin fazem parte de um seleto grupo premiado por suas condições positivas de trabalho. Este ano eles ganharam o concorrido primeiro lugar no ranking das Melhores Empresas para Trabalhar na América Latina. Concorriam organizações com um número de colaboradores acima de 500. O prêmio do Great Place to Work Institute, concorrido por 2.200 empresas, foi entregue às executivas Janete Ribeiro Vaz e Sandra Soares Costa, que comandam a empresa. O segredo desse sucesso? Motivação e um ótimo trabalho em equipe. “Orientamos o profissional em seu desenvolvimento e oferecemos participação nos resultados. A felicidade no ambiente de trabalho tem forte impacto na produtividade. Trabalhamos a motivação das pessoas para “Para desempenharem um bom trabalho, profissionais devem estar motivados”, presidente do IBC, José Roberto Marques


“Trabalhamos a motivação das pessoas para manter a chama sempre acesa, além de investirmos em uma política atrativa de benefícios e meritocracia”, Marly Vidal, gerente de RH

segredo do sucesso”, confirma Marly. Para o Instituto Brasileiro de Coaching (IBC), um funcionário bem motivado é um funcionário satisfeito com o trabalho que realiza e seus resultados. “Para desempenharem um bom trabalho, profissionais devem estar motivados. Isso significa que devem ter um bom motivo para saírem de

Como estimular a motivação na sua empresa: 1 - Criar um ambiente confortável; 2 - Dê feedbacks: saiba dar feedbacks construtivos, é importante que profissionais saibam os resultados de seu trabalho. Elogie e ressalte suas qualidades, quando possível, faça isso em público; 3 - Dê a cada um responsabilidades: faça com que cada um, dentro de suas competências, sinta-se parte do projeto; 4 - Proponha desafios: estimule-os a darem o melhore de si, provoque-os a ir além; 5 - Mostre o lado positivo das mudanças; 6 - Planeje: faça e apresente planejamento, mostre, de maneira clara, onde estão e aonde querem chegar, e apresente o caminho; 7 - Relacione-se: crie um ambiente onde as pessoas possam se relacionar entre si e confiar nos colegas de trabalho; 8 - Organize e administre o tempo: conduza cada um a focar em seu trabalho, e dentro das horas de trabalho consiga desempenhar as ações propostas, cumprindo os prazos dentro do planejamento; 9 - Comunique-se: fale de forma clara, porém o ser humano tem a necessidade de ser ouvido, então esteja sempre aberto a ouvir seu colaborador; 10 - Celebração: celebre, junto a seus colaboradores e equipe, a conclusão de algum projeto. Celebrar dará uma motivação a mais para iniciarem um novo.

casa, todos os dias, para irem ao trabalho”, comenta o presidente do IBC, José Roberto Marques. “Como passamos grande parte do nosso dia no trabalho, precisamos fazer algo que nos dê prazer, que nos de retorno profissional e pessoal”, continua o presidente. No IBC, motivação é classificada como o equilíbrio que o profissional encontra entre a realização do trabalho e satisfação profissional e pessoal. “Existem vários tipos de opções de atividades que podem auxiliar na motivação, bem como treinamentos, cursos, dinâmicas, palestras, workshops, entre outros”, explica José Roberto. “O que a empresa deve fazer é uma avaliação comportamental e de personalidade, para que tenha conhecimento específico do perfil de cada colaborador e cada equipe, para que possa escolher a melhor opção de atividade. Ou seja, respeitará o perfil de cada um para apontar a solução mais adequada e personalizada para cada um”, conclui o presidente. É importante lembrar que a motivação é uma obrigação e um exercício diário de líderes e gestores, ou seja, esses profissionais precisam ter habilidades de motivação bem desenvolvidas. Cada empresa possui um objetivo, assim como seus funcionários e colaboradores, portanto, é preciso analisar caso a caso para decidir qual a melhor estratégia de abordagem da equipe. Apesar de ser um processo trabalhoso, a motivação garante um resultado satisfatório quando bem intencionada e bem executada. Já é possível perceber que ninguém trabalha bem se não estiver bem, sem nem ao menos a necessidade de uma pesquisa que comprove isso.

Empresas

manter a chama sempre acesa, além de investirmos em uma política atrativa de benefícios e meritocracia”, explica Marly Vidal, gerente de RH dos Laboratórios Sabin. A eficiência dessas políticas adotadas pelo Sabin é atestada em pesquisas que indicam que 96% dos seus profissionais confiam na capacidade de liderança da diretoria, enquanto 91% acreditam que as práticas de RH da empresa contribuem para um ambiente de trabalho positivo e rico em produtividade. Um colaborador satisfeito e com a menor quantidade de problemas pessoais possível, consegue retribuir com mais produtividade e qualidade no trabalho. A motivação no ambiente de trabalho também reduz os índices de faltas e de rotatividade. “Atender às expectativas das pessoas é um grande desafio. Identificar potenciais, desenvolvê-los, desafiá-los, reconhecer e recompensar: esse é o grande

107


Programação romântica

N

o mês, dois eventos “amorosos” marcaram a agenda do ParkShopping. O primeiro deles foi a pré-estreia do filme O Grande Gatsby. Com combos de pipoca e refrigerante nas mãos, 500 convidados lotaram duas salas do cinema Kinoplex. Eles se emocionaram com a história de amor baseada na obra de F. Scott Fitzgerald, que se passa na Nova Iorque dos anos 1920

Amanda Guerra e Sandro Covre

Ingrid Caetano e Diogo Couto

PARKSHOPPING

Marcus Maia e Gabriela Miziara

108

Ramiro Barroso e Débora Carvalho

e tem Leonardo Di Caprio no papel principal. Já no dia 12, uma programação especial cheia de surpresas encantou os casais que escolheram o Espaço Gourmet para comemorar o Dia dos Namorados. Brigadeiros Joaquina Gourmet, cones com pétalas de rosas, impressão de fotos apaixonadas e um show com o cantor Thales Júnior estiveram no “menu” daquela noite especial.

André Etrusco e Denise Gebrim

André Rolim e Mirley Diniz

Jackson Araújo e a gerente de Marketing do ParkShopping, Natália Vaz

Matheus Belin e Ravella Machado

Thales Júnior

Manuel Pires e Natividade Pires

Pedro Abdalla e as modelos da Unique com vestidos Cenci Quevedo e produção Equipe HelioDiff

Stefânia Barbosa e Marcelo de Mari


Vamos

“piquinicar”?

Tradicional em outros países, a prática do piquenique aparece em Brasília como uma forma de se aproximar dos amigos e descobrir outros lugares da cidade Por Camila Bocchino – Fotos: Ana Lucena

Piquenique

N

110

a França é comum encontrar famílias que tiram um dia do final de semana para arrumar um tanto de comida, pegar uma toalha de mesa e sair de carro por aí, em busca daquele local perfeito para lanchar e passar a tarde com a família e amigos. Essa prática é tão recorrente que chegou a virar verbo na língua francesa, que poderia ser traduzido como “piquenicar”. Em outros países, essa prática pode ter um ar mais romântico e ser destinada a casais mais “fofinhos” para sair da rotina e se curtir um pouco. Outros preferem levar o lanche para o parque para que as crianças gastem bem a energia subindo e descendo ladeiras e barrancos a tarde toda. Pode ser para encontrar amigos de longa data que você raramente encontra em outras oportunidades, pode ser para reunir a família, comemorar um aniversário ou até mesmo ver o tempo passar. Não importa, o fato é que o piquenique, embora não tenha nascido aqui, é uma

atividade divertida e está caindo no gosto do brasiliense. Com vários parques e áreas verdes à disposição de quem está passando, basta pegar uma toalha de mesa, uma canga, um lençol que seja, esticá-lo, arrumar as comidinhas em cima e curtir uma conversa leve e descontraída enquanto aproveitam os quitutes do lanche. “Foi meio por acaso que começamos com isso. Sempre achei interessante, mas faltava arrumar um grupo de amigos que topassem chegar e lanchar comigo assim”, conta Natália Araújo. A estudante da Universidade de Brasília (UnB) gostou da ideia quando ouviu dizer que estavam fazendo isso no Centro Cultural Branco do Brasil (CCBB), em Brasília. “Achei legal que o pessoal estava aproveitando os gramados do CCBB para fazer um piquenique enquanto aproveitavam os shows gratuitos lá”, explica Natália. Para ela essa prática tem tudo para dar certo na capital. “Acho que tem tudo a ver com Brasília. Aqui temos


muitos espaços abertos e dá pra aproveitar bem”, conclui a estudante. Piquenicar é uma atividade tão prazerosa que acabou dando nome estiliza-

do a um evento que visa a juntar várias pessoas de diferentes locais da cidade em um só lugar para aproveitar tudo o que aqui é oferecido. Há cerca de três anos nascia o Picnik, uma ideia do então agitador cultural Miguelitos de juntar as pessoas interessantes da cidade em uma plataforma diferente, que tivesse uma boa música e belo cenário como pano de fundo e que não acontecesse, necessariamente, à noite. Piqueniques sempre carregam em si uma imagem positiva envolvendo o acontecimento, o que seria o impulso ideal para o evento. Em 2012 eles conseguiram chegar ao lugar perfeito. “Após conversas com a Administração de Brasília, nossa sócia Juliana Neto chegou ao Calçadão da Asa Norte. Na época, nos aproximamos da sócia Carol Monteiro,

que desenvolvia bazar de sucesso no Sudoeste (com o nome Ao Desapego), para trazermos feira mix descolada que iria viabilizar o encontro”, conta Miguel Galvão, conhecido como Miguelitos. Quando a ideia começou a tomar corpo, os sócios perceberam que seria uma boa oportunidade de valorizar também os pequenos produtores e artistas que abastecem a economia criativa local e que têm dificuldade de distribuição. “O projeto tomou corpo de vez quando a também sócia Priscila Araújo apresentou peça de divulgação (a arte Padrão do Picnik), que sintetizava perfeitamente a proposta expansiva e adequada ao padrão estético de Brasília”, comenta Miguel. Sempre antenados às tendências da capital, os organizadores do Picnik procuram um tema bastante atual e em sin-

Piquenique

Fotos de uma das edições do evento Picnick, que aconteceu no calçadão da Asa Norte

111


tonia com a cidade. “Cada edição tem decoração alinhada com o tema da vez, geralmente de acordo com a data em que ocorre. Já passeamos pelo aniversário de Brasília, inverno, verão, Natal, Dia das Crianças, entre outros”, comenta Miguelitos. “Recebemos convite para fazer edição bônus/extra no CCBB em maio deste ano, onde estendemos o conceito de cultura “made in Bsb” também para as atrações sonoras”, finaliza Miguel. Na ocasião, o público foi brindado com programação recheada por artistas locais que fazem música autoral de qualidade, montando um minifestival de indie-rock-folk-low-fi com a Ponte JK de fundo. Não importa o seu objetivo, se é comemorar um aniversário, assistir a um festival ou só lanchar sob o belíssimo céu de Brasília, “piquenicar” é uma tendência gostosa e que parece que veio para ficar.

Foto Divulgação

Foto Divulgação

Receitinhas para o seu piquenique

Cookies de chocolate

Suco de melancia e abacaxi

150g de farinha de trigo;

Ingredientes

1 fatia pequena de abacaxi;

Piquenique

1 fatia média de meia melancia;

112

Gelo a gosto.

Modo de preparo

Corte as frutas em pedaços pequenos (não é preciso retirar as sementes da melancia), depois, junte os ingredientes no copo do liquidificador, bata por aproximadamente 30 segundos. Coe em uma peneira e sirva.

Ingredientes

125g de chocolate amargo 50% cacau; 30g de cacau triturado de boa qualidade; 1 colher (sobremesa) de bicarbonato de sódio; 100g de manteiga; 75g de açúcar mascavo; 75g de açúcar refinado; 1 colher (chá) de essência de baunilha; 1 ovo gelado; 125g de chocolate 75% cacau; Uma pitada sal marinho.

Modo de preparo

Pré-aqueça o forno a 170 graus e, enquanto isso, derreta o chocolate amargo no microondas. Numa tigela, misture a farinha, o cacau, o bicarbonato e o sal. Reserve. Em outra tigela, bata a manteiga, o açúcar mascavo e o açúcar comum. Em seguida, junte o chocolate derretido e misture bem. Acrescente a baunilha, o ovo gelado e misture. Junte os ingredientes secos, o chocolate 70% picado e misture. A massa deve ficar mole, mas não escorrer. Leve ao forno por 18 minutos e faça o teste com um palito para saber se está pronta: enfie um palito e, se sair da massa limpo, está no ponto certo.


rangelcavalcante@uol.com.br

O chef de Kioto O jornalista Wilson Ibiapina, um dos melhores profissionais da televisão brasileira, nos brinda com uma história vivida pelo seu colega Marbo Giannaccini, durante uma cobertura jornalística no Japão. Conta ele que numa noite o Giannaccini foi levado por alguns colegas japoneses para conhecer um restaurante em Kioto que, segundo eles, se gabava de servir o melhor sushi da cidade. O ambiente era simples, mas acolhedor, muito limpo e bem decorado. Logo o grupo estava se deliciando com a famosa iguaria nipônica, que, como dizia um dos presentes, se dissolvia na boca. Terminado o jantar, a turma quis conhecer o chef da casa, responsável pela alta qualidade da comida, de cujo preparo ele cuidava pessoalmente. Logo aparece um japonesinho, gordinho, baixo, com um lenço na testa, que cumprimentou a todos com uma reverência. Foi aí que o Marbo resolveu perguntar, em português, como era o nome dele. Qual não foi a surpresa diante da resposta: – Severino. O grande chefe japonês era nada menos do que um ex-marinheiro brasileiro, cearense, nascido na Serra Grande, que abandonara o navio há alguns anos em Kioto, quando se apaixonou por uma japonesa com quem se casou.

Doido, não João Suassuna governou a Paraíba nos anos 1924 a 1928. Foi assassinado dois anos depois, envolvido nas renhidas lutas políticas do seu estado, quando o filho, o genial Ariano Suassuna, tinha apenas três anos de idade. E foi o próprio Ariano quem contou, numa conferência no Recife, algumas das muitas histórias das quais o pai foi personagem ou testemunha. Uma delas dá conta de que o governador João mandou construir em João Pessoa o que na época era o maior e mais moderno hospital psiquiátrico do Nordeste. No dia da inauguração, promoveu uma grande festa, reunindo o que de mais expressivo havia na sociedade paraibana, especialmente da classe médica. Do programa de inauguração constava um desfile de internos – naquele tempo eram chamados simplesmente de doidos –, todos devidamente uniformizados, cada um conduzindo um carrinho de mão vazio e uma vassoura no ombro, simbolizando a terapia ocupacional usada nos tratamentos. Destoando de todos na formação, um dos internos conduzia o carrinho virado, de cabeça para baixo. Ao passar pelo governador, este gentilmente se dirigiu a ele dizendo que aquela não era a forma de conduzir carrinho. Devia fazê-lo da mesma forma que os outros, virado para cima. O “doido” não se fez de rogado e saiu-se com essa: – Doutor, se eu virar o carrinho para a posição certa “vão encher ele de pedras!”

rangel cavalcante

A bandeira

114

Sidney Antunes de Oliveira foi uma das maiores lideranças do interior paranaense na segunda metade do século passado. Advogado e professor, teve atuação política como vice-prefeito e duas vezes prefeito de Morretes, marcando suas administrações no município com grandes realizações, principalmente nos campos da educação e da saúde. Morreu em janeiro deste ano. Dele se contam muitas histórias e estórias. Certa feita, no seu segundo mandato, decidiu promover uma grande festa para comemorar a passagem do “Dia da Independência”, o Sete de Setembro. Mandou decorar toda a praça Rocha Pombo, em frente à estação rodoviária, com faixas e bandeirinhas, enchendo tudo de verde e amarelo. Programou desfiles de estudantes e de policiais, bandas de música e um palanque todo embandeirado para as autoridades. Pouco antes de começar a festa, o prefeito notou que faltavam no palanque as bandeiras nacional, do estado e do município. Chamou o Dionísio, um dos seus mais fiéis auxiliares, uma espécie de faz-tudo, e deu ordem para que fosse à Prefeitura apanhar as bandeiras nacional, do município e do estado, que estavam em seu gabinete. Já nos 45 do segundo tempo, regressa o Dionísio, vermelho e suado, e vai logo se explicando: – Senhor prefeito, o senhor me desculpe. Aqui estão as bandeiras de Morretes e do Paraná. Procurei por todo canto e não encontrei a bandeira nacional. Para quebrar o galho, trouxe esta, do Brasil!


“El novio” Quando de uma da muitas graves crises políticas na Argentina, durante o governo de Isabelita Perón, que o herdara do marido, o líder dos descamisados, Juan Perón, o país estava agitado com greves e intensos movimentos das centrais sindicais que transformavam Buenos Aires numa verdadeira praça de guerra. Com a saúde debilitada e dominada por profunda depressão, a presidente decidiu isolar-se por uns dias num hotel de descanso em Ascochinga, um lugarejo de 900 habitantes, nas montanhas de Córdoba, A área próxima ao hotel estava interditada por militares e o acesso ao refúgio de Isabelita era exclusivo para poucas pessoas. Jornalistas não podiam chegar nem perto. Tudo guardado pelos homens da Gendarmería Nacional, do Exército e da Força Aérea, fortemente armados. O repórter Alexandre Garcia era correspondente do Jornal do Brasil na Argentina e conhecia muito bem a região de Córdoba, onde já estivera várias vezes. Já visitara o hotel refúgio de Isabelita e sabia de alguns caminhos alternativos que pudessem levá-lo até lá. Voou para Córdoba e do aeroporto seguiu de táxi para Ascochinga. Conseguiu chegar até o portão do hotel onde estava a presidente. Mal parou o táxi, foi saudado por um oficial, que lhe prestou uma bela continência e indicou um local para estacionar. Um tenente fez sinal para que entrasse no hotel. Alexandre, surpreso, não entendia aquele tratamento, aquela deferência toda. Logo veio um coronel da Gendarmería, que lhe prestou nova continência e pediu que o acompanhasse. Enquanto caminhava por um longo corredor, o nosso Garcia pensava: “A Condessa, dona do jornal, deve ser amiga da presidente e telefonou pedindo que ela me concedesse uma entrevista”. Numa luxuosa antessala, o coronel pediu que esperasse. Logo voltou sorridente: – A senhora o espera. Apanhado de surpresa, Alexandre quis desvendar o mistério: – A senhora me espera? Como me espera? Gentilmente, o coronel adiantou: – Sim. Como não? O senhor não é o noivo? – Noivo? Noivo de quem? – Noivo da senhora – explicou o coronel, já sem jeito. E foi aí que a ficha caiu. O jornalista fora confundido com um namorado da presidente e estava a uma porta de se defrontar com ela. Só havia duas saídas: manter a farsa e encarar Isabelita, que por certo poria a boca no trombone e ele seria preso e logo, quem sabe, apenas um cadáver abandonado num desfiladeiro. A outra era contar a verdade. Decidiu não correr o risco: – Coronel, não sou noivo de ninguém. Sou apenas um jornalista, correspondente do Jornal do Brasil. O coronel quase tem um ataque. Ficou vermelho, tossiu, engasgou-se e só pôde gritar: – Ah, sim, não. Você não esteve aqui na quarta? Imediatamente chamou os guardas que agarraram e revistaram o repórter, reviraram a sua maleta, vasculharam o táxi, conferiram a identidade e, constatado que não se tratava de um terrorista, o expulsaram aos empurrões. O coronel o jogou para dentro do táxi e só fazia gritar; – Ponha-se daqui para fora. Para fora! Fora! E o Alexandre Garcia se mandou, suando às bicas, tremendo por conta do susto pelo qual passou como suposto noivo da presidente argentina e feliz por ter saído dele com vida.


Cuidado redobrado A época da seca faz com que os brasilienses passem a prestar mais atenção aos cuidados com a saúde Por Camila Bocchino – Fotos: Alexandre Alves

Saúde

T 116

osse, gripe, falta de ar, nariz escorrendo ou sangrando… A lista de transtornos é grande e tende a crescer conforme os dias passam e a escassez de chuva se torna cada dia maior. A seca é um fenômeno natural que atinge a nossa região todos os anos e faz, em combinação com o inverno, com que os dias comecem frios, esquentem por volta do meio dia e a temperatura caia bruscamente no fim de tarde para noite. Depois de tantos anos e tantas temporadas com o mesmo problema, era de se esperar que “ficássemos espertos” e nos preparássemos melhor. Muita gente já sabe o que a seca traz e se prepara, mas a maioria da população é pega “de surpresa” pelo clima nada amigável dessa época do ano. “O clima seco leva à

irritação das mucosas e com o sistema respiratório não é diferente”, explica o pneumologista Jefferson Fontinele. “Neste período, há uma perda maior e insensível de líquidos, e, mesmo com a hidratação adequada, as vias aéreas sofrem o processo de ressecamento e desidratação, tornando-se mais suscetíveis a inflamarem-se”, continua o especialista. “O clima seco também propicia um aumento das partículas no ar, algumas delas causadoras de fenômenos alérgicos, tais como poeira e ácaros. Por fim, o ar seco ao chegar ao pulmão, por suas características, aumenta o trabalho do sistema respiratório, dando a sensação de falta de ar experimentada por algumas pessoas”, comenta o médico. As reclamações e idas ao hospital aumentam nessa época do ano devido ao aumento de casos de crises respiratórias, entre outros problemas. As alergias fazem parte do grande hall de doenças desencadeadas pelo


tempo seco e são uma das principais causas das repetidas idas ao pronto-socorro. “A baixa umidade do ar também dificulta a dispersão dos poluentes, intensificando a poluição atmosférica. Quando associada a baixas temperaturas, a seca causa ainda mais danos, pois as pessoas naturalmente se aglomeram em ambientes fechados, facilitando, assim, a transmissão dos vírus e bactérias”, diz a alergista e imunologista Fernanda Casares Marcelino. “Além disso, os casacos e cobertores que ficaram guardados durante todo o ano e provavelmente estão repletos de poeira e ácaros são retirados dos armários e muitas vezes utilizados sem lavagem prévia, contribuindo para essas doenças”, alerta a doutora. Asma, rinite alérgica, rinofaringites, bronquites, sinusite e faringite são as doenças respiratórias mais frequentes nesta época de seca, mas qualquer parte do trato respiratório pode ser afetada. “Com relação às rinofaringites, é comum a apresentação de tosse seca, coriza e obstrução nasal, bem como dor, desconforto e sensação de coceira na garganta, dor na

“O clima seco também propicia um aumento das partículas no ar, algumas delas causadoras de fenômenos alérgicos, tais como poeira e ácaros”, Jefferson Fontinele, pneumologista

face, espirros e mal estar. Já nas bronquites, além da tosse, outros sintomas podem ocorrer, como chiado no peito, falta de ar e sensação de aperto no peito. A presença de febre e calafrios pode apontar para uma infecção”, explica o Dr. Jefferson. “O paciente asmático pode entrar em crise e apresentar tosse, cansaço, aperto e chiado no peito, causados pela exposição a alérgenos, poluição etc. A rinite alérgica é a inflamação da mucosa do nariz e pode gerar espirros frequentes, coriza, coceira e entupimento no nariz”, comenta a Dra. Fernanda. “A sinusite é uma das complicações mais comuns do resfriado ou da rinite. O paciente apresenta tosse, secreção esverdeada do nariz por mais de 10 a 14 dias, podendo ter também febre, mal estar e dor de cabeça. A faringite se apresenta com dor ao engolir, ardência na garganta e às vezes tosse e febre”, continua a alergista. Todo cuidado é pouco quando se trata da nossa saúde e dos nossos entes queridos, por isso, não podemos descansar nessa época do ano. Um peque-

no problema respiratório pode levar a outro ainda maior. Portanto, devemos ficar atentos aos sintomas. Ficar doente nunca é bom, mas se nos cuidarmos podemos escapar desses transtornos. “Devemos ter cuidado em manter uma hidratação adequada, com umidificação dos ambientes e uso de soluções fisiológicas para irrigação ocular e nasal. É importante também evitar atividade física ao ar livre, principalmente no período entre as 10 e 16 horas”, alerta o pneumologista Jefferson Fontinele. “Beber bastante água, pois a hidratação é fundamental. Fazer refeições mais leves, com muitas frutas e verduras. A umidificação do ambiente com umidificador, toalhas úmidas, bacias com água, é importante, mas os umidificadores devem ser utilizados por curtos períodos, para que não haja proliferação de fungos e ácaros. Umidificar as narinas com soro fisiológico. No escritório ou em casa, evitar o ar condicionado, que deixa o ar mais seco”: essas são as dicas da alergista e imunologista Fernanda Casares Marcelino.

Saúde

“Quando associada a baixas temperaturas, a seca causa ainda mais danos”, Fernanda Marcelino, alergista e imunologista

117


Será que nos tornamos pessoas mais aceleradas, que precisam de respostas imediatas para um simples e-mail e se impacientam com uma “leitura longa”? Será que os responsáveis são os smartphones e a internet nos aparelhinhos, que permitem que sejamos facilmente encontrados e que nos fazem gerar e querer respostas curtas, rápidas... aceleradas? A reportagem da FOCO foi em busca de respostas e ficou a mil por hora com o que ouviu Por Wemerson Santos – Foto: Alexandre Alves

URGÊNCIA

“S

118

woosh”... O som é neutro e lembra o efeito sonoro de um desenho animado que sai de cena sem alarmar. Mas, num smartphone municiado de what’sapp (aplicativo dos mais populares para “bater-tecla” via celular), ele cumpre a função de avisar ao remetente que uma mensagem fora enviada. Assim, sozinho, o swoosh é inofensivo. O problema está na celeridade da resposta que vem do outro lado. Você já deve ter sentido os efeitos desse fenômeno. Pense na última vez que enviou uma mensagem a um amigo. E nos segundos que esperou para que a resposta chegasse, amaldiçoando a velocidade da internet, do provedor, do celular ou computador e principalmente da pessoa que lhe deve uma resposta. “Esses incompetentes que nos obrigam a esperar insuportáveis segundos para receber... uma simples resposta”. Caso você tenha se reconhecido na cena, saiba: seu tempo está se acelerando, e sem tanto motivo. Afinal, um dia continua tendo 24 horas, uma hora vale 60 minutos e, aleluia, cada minuto ainda tem 60 segundos – nem tudo está perdido. Mas há uma sensação generalizada de que não conseguimos fazer tudo que

queremos dentro desse tempo. Cada minuto é intenso e queremos que o próximo entenda nossa celeridade. Por qual motivo? Pela avaliação da psicóloga Esly Regina Souza de Carvalho, porque, com as novas tecnologias, é mais fácil localizar as pessoas e cobrar rapidez. “A tentação de resolver alguma coisa “agora” só porque o celular está na mão é bem maior. E por que algo é urgente para quem envia, não significa que seja urgente para quem recebe. Lidar com limites faz parte da saúde humana”, diz. O resultado dessa avidez para “ganhar” tempo é que estamos cada vez mais com a sensação de perdê-lo. Pesquisadores afirmam que uma pessoa hoje sente que ele passa mais rápido do que para alguém que viveu há cem anos. “Vivemos na era da facilidade de comunicação, por isso temos a impressão da pressa. Mas pressa é um movimento interno... a gente adere se quiser à pressa externa”, afirma Esly Regina. E ela dá um recado para os apressadinhos de plantão, aqueles que ao enviar um e-mail ou mensagem, por exemplo, chegam a sentir a angústia da resposta não vir de imediato. “Precisam fazer terapia. Por que a pessoa não pode esperar? O que significa essa resposta esperada que tem tanto peso para quem espera? Essas tecnologias têm poder de vício e a compulsividade em qualquer área tem de ser tratada”.


mo. Quem pergunta quer resposta e se Efeito Pressa. Ansiedade. E a sensação de que a pergunta já chegou ao destinatário, a nunca é possível fazer tudo – além da cer- resposta deve vir imediatamente. É um teza de que sua vida está passando rápido controle que causa muita ansiedade”. Não bastasse a ansiedade, a urgência demais. Essas são as principais consequências de vivermos num mundo em que injustificada pode prejudicá-lo em dipara tudo vale a regra do “quanto mais rápido, melhor”. Psiquiatras já discutem a existência de um distúrbio conhecido como “doença da pressa”, cujos sintomas seriam a alta ansiedade, dificuldade para relaxar e, em casos mais graves, problemas de saúde e de relacionamento. Não é o caso da Relações Públicas Luiza Gorgatti, mas ela concorda: a resposta não vir de modo imediato “causa uma ansiedade enorme”. “Com o enorme uso dos smartphones, não temos mais “desculpas” para não responder imediatamente. Sempre que recebo um novo e-mail, o celular me alerta. Isso quando as mensagens não são trocadas por what’sapp, que inclusive nos informa a hora que a pessoa viu sua mensagem”, diz Gorgatti. Questionada sobre o novo sentido da urgência, ela responde: “Até um “bom dia” pode ser urgente. A relevância do conteúdo está dando lugar ao imediatis- Segundo Esly Regina, na foto acima, tecnologias podem ter poder de vício

ferentes campos da vida. Nas relações com a família, namorados e amigos, por estar muito apressado ou distraído para se envolver profundamente com outras pessoas. Na profissão, você pode aos poucos ver suas ideias se esvaindo, por dar à mente poucas chances de funcionar num modo mais suave, característico de quando relaxamos. E o mais chocante, deixar de ter prazer com a comida, sexo e hobbies por realizar atividades rápido demais. Portanto, vá relaxando. A psicóloga Esly Regina lhe dá uma dica: “faça o que gosta, o que lhe traz prazer e satisfação. Investir na família, que é um dos “grandes bens” e que nem sempre valorizamos o suficiente e que muitos se arrependem de não tê-lo feito no final da vida. Curtir o silêncio para que a nossa alma possa ser ouvida”, diz. Já Luiza Gorgatti lhe dá um exemplo: “quando viajo, faço um esforço enorme para me desconectar totalmente, poucas vezes consigo. O celular costuma ficar ligado, no caso de alguém precisar me encontrar. Se recebo e-mail de trabalho, respondo apenas quando volto de viagem. Precisamos estipular alguns limites, é saudável”, completa.

URGÊNCIA

Luiza Gorgatti: “a resposta não vir de modo imediato causa uma ansiedade enorme”

119


De A a Z AGACIEL MAIA consolida-se como deputado distrital bastante atuante, agora na vice-presidência da Câmara Legislativa, uma Casa que nitidamente está mais organizada e com melhores resultados. Há quem fale que, nas eleições de 2014, Agaciel pode disputar uma cadeira de deputado federal. DÉBORA MORAIS é uma estilista de noivas experiente, que fez sucesso em junho com o desfile da coleção J’adore, no Unique Palace. Há mais de 12 anos seu trabalho é conhecido no DF, tendo participado do Fashion Noivas, no Taguatinga Shopping, de 2007 a 2011, onde foi responsável pelo vestido da noiva símbolo no ano de 2010, entre outros eventos. DIMITRI ALEXANDRAKIS, embaixador da Grécia, é um dos diplomatas estrangeiros mais presentes na vida de Brasília, prestigiando os acontecimentos da cidade. Pouca gente sabe, mas a mulher dele, Aglaia Balta, é a embaixadora da Grécia no Chile. Com isso, constantemente Dimitri vai a Santiago, assim como ela vem de vez em quando ao Brasil.

renato Riella

DILMA ROUSSEFF, presidente do Brasil, teve experiência amarga na abertura da Copa das Confederações, ao aparecer em público ladeada pelo presidente da Fifa, Joseph Blatter, e pelo presidente da Confederação Brasileira de Futebol, José Maria Marin, ambos portadores de péssima imagem. Espera-se que, depois disso, a presidente passe longe dos dois cartolas do futebol.

120

LUISA FARANI passou por Londres, Milão, Paris, Nova York e até Xangai a serviço da moda, como coordenadora criativa na grife Issa London e diretora de marketing na Beach Couture, em São Paulo. Com toda essa experiência, criou em Brasília o site Modismo. Ela é filha do novo presidente da Organização Mundial do Comércio (OMC), Roberto Azevedo.

MARINA SILVA, ex-senadora, atingiu a marca de 500 mil assinaturas de eleitores, em todo o Brasil, para a criação do seu partido, o Rede, pelo qual pretende disputar a eleição para presidente da República. No Distrito Federal, Marina obtém os mais elevados índices nas pesquisas de opinião, aproximando-se da presidente Dilma, que lidera esses números. OTÁVIO NEVES, secretário de Turismo do DF, além de participar dos preparativos para a Copa do Mundo, está entusiasmado com obras que poderão valorizar o Centro de Convenções de Brasília. Uma delas é o túnel que ligará esse espaço ao estacionamento do Estádio Mané Garrincha, obra que deve ser realizada nos próximos meses. RODRIGO DO AMARAL, diplomata bastante integrado à vida de Brasília, acaba de ser promovido ao posto de embaixador, o mais elevado da carreira. Resta saber para qual embaixada no exterior será designado. Casado com Laís, os dois têm profunda ligação com Pirenópolis, para onde costumam levar amigos brasilienses, mostrando as belezas dessa cidade. RÔMULO MENDONÇA, empresário conceituado da área de eventos no DF, está à frente de um empreendimento de destaque nessa área. Trata-se do Hípica Hall, espaço da Multiplus Empreendimentos e Eventos, voltado para a realização de eventos corporativos, além de festas de casamento, bodas, quinze anos e formatura. É um investimento de mais R$7 milhões. THOMAS SHANNON, embaixador dos EUA, recebeu o título de Cidadão Honorário de Brasília na Câmara Legislativa. Na sessão, confirmou-se que o presidente Barack Obama nomeou Liliana Ayalde, diplomata da USAID, para substituí-lo ainda este ano. Shannon é profundamente ligado a Brasília, onde nasceram seus dois filhos na década de 80.


COMPULSÃO ALIMENTAR É TEMA DO WORKSHOP Os especialistas Jaime Barbosa e Mônica Veras estiveram em Brasília para tratar sobre compulsão alimentar, um problema que tem a obesidade como a principal consequência  Por Narjara Carvalho – Foto: Camila Medeiros

workshop

O

122

Ministério da Saúde fez recentemente um alerta. De acordo uma pesquisa divulgada no ano passado, a proporção de pessoas acima do peso avançou de 42,7%, em 2006, para 48,5%, em 2011. No mesmo período, o percentual de obesos subiu de 11,4% para 15,8%. Os números são preocupantes já que a obesidade traz uma série de problemas à saúde com risco de vida para o paciente, como a hipertensão e doenças cardiovasculares. Além das condições genéticas e uma vida sedentária, outros fatores podem levar à obesidade, e um deles é a chamada compulsão alimentar. O transtorno foi tema de um workshop realizado no início de junho, no Centro Terapêutico Maximo Ravenna, em Brasília. Um dos participantes do evento foi o Doutor Jaime Barbosa, graduado em Medicina pela Universidade Federal do Paraná (UFPR); mestre em farmacologia e psiquiatra, especializado em psicologia analítica. Para explicar o que é a compulsão alimentar, como se dá o diagnóstico e o tratamento da doença, o médico trouxe para o público alguns tópicos relacionados à patologia. O transtorno de compulsão alimentar periódica é um diagnóstico ainda que pouco especificado. De acordo o médico Jaime Barbosa, um dos principais sintomas da compulsão alimentar é a ingestão de uma grande quantidade de alimentos em um curto espaço de tempo, “num período de até duas horas, geralmente. Esses episódios ocorrem pelo menos dois dias por semana num prazo de seis meses”, observa. Segundo ele, essa atitude vem seguida de um enorme sentimento de culpa e sensação de descontrole. Na maioria das vezes, essa ingestão de comida acontece independentemente da sensação de fome ou da necessidade física, ou seja, a pessoa que tem episódios

Doutor Jaime Barbosa

de compulsão alimentar não necessariamente está com muita fome ou está há muito tempo sem comer. Segundo a Associação Americana de Psiquiatria, a compulsão alimentar atinge 4% da população geral e 6% dos obesos – podendo alcançar metade dos indivíduos mórbidos. Geralmente, o problema está relacionado a sentimentos de ansiedade e depressão. O tratamento deve envolver uma mudança de comportamento, estilo de vida, reeducação alimentar e prática de exercícios, sempre com acompanhamento de profissionais especializados. Vencer o transtorno requer acompanhamento Mônica Veras é psicanalista e psicóloga. Em tratamento no Centro Terapêutico Maximo Ravenna, ela conta que chegou a pesar 140 quilos. Apesar de já

ter perdido bastante peso, ela diz que o tratamento contra a compulsão alimentar não pode ser interrompido e trata-se de uma batalha diária. Ela diz que tentou milhares de fórmulas “mágicas” para emagrecer, incluindo uma série de dietas que não garantiam um resultado duradouro. “As coisas começaram mesmo a mudar depois que conheci o método Ravenna e passei a trabalhar direto contra a compulsão alimentar”, conta. Para ela, o tratamento do Centro Terapêutico Ravenna é inovador e envolve uma série de etapas que devem ser levadas a sério pelos pacientes. “A diferença desse tratamento também é a multidisciplinaridade, já que envolve médicos, preparador físico, psicólogos e nutricionista. É completo e entende a dificuldade que a pessoa enfrenta, tanto os problemas físicos como os psicológicos. O tratamento do Ravenna é surpreendente porque trabalha a questão do suporte emocional individualizado. A pessoa se sente acolhida, participa de grupos e sente que não está sozinha. Esses grupos fazem toda a diferença. A gente faz amizade, se sente parte de um todo. A tônica geral do tratamento é o conforto e posso dizer que foi a dieta menos sofrida que já fiz na minha vida. O método mostra que a gente pode ter o controle da situação. Por exemplo, não existe pânico se eu ganho um quilo porque sei como trabalhar para perdê-lo. E a gente tem a consciência de que a obesidade é uma questão crônica. Uma vez gordo, existe sempre o risco de engordar novamente”, conta. Mônica perdeu 70 quilos e continua em tratamento e, hoje, ajuda pessoas que enfrentam o mesmo problema. Serviço: Centro Terapêutico Maximo Ravenna Segundas e quartas – das 7h às 22h Terças e quintas – 8h às 22h Sextas – 8h às 20h Sábados e domingos – 8h às 13h Setor Hoteleiro Sul, quadra 6, conjunto A, bloco E, loja 4 (61) 3030-6350 / 3039-8839 / 3039-8840


Sarney e Lobão na LBV de NY O

presidente José Sarney esteve na LBV de Nova York com a missão de inaugurar a foto do ministro Edison Lobão na galeria de personalidades que colaboram em todo o mundo pela causa benemérita comandada por José de Paiva Netto.

Fotos de Gilberto Amaral

José Roberto Azevedo, Danilo Parmegiani, José Sarney, embaixador Seixas Corrêa, este colunista e Gito Chammas

N

Reinaugurando

a ocasião, este colunista proporcionou uma surpresa a Sarney, reinaugurando sua foto, o que havia ocorrido no ano passado, estando ausente o senador. O ato inaugural novamente ocorreu pelas mãos do nosso cônsul geral, embaixador Seixas Corrêa.

Na LBV

E

stavam presentes o presidente do Moinho São Jorge, Jorge Chammas Neto (Gito); José Roberto Azevedo, diretor executivo da Câmara do Comércio Brasil-EUA; o conselheiro Bernard Klingl; o editor-chefe do jornal The Brasilians, Edilberto Mendes; as simpatizantes da LBV, Irena Krawtchuk e Ruthe Phillips; o vice-cônsul Dario Campos; a senhora Laura Bianchi, conselheira de um programa do governo uruguaio; além do administrador da LBV dos Estados Unidos, Danilo Parmegiani, e dos membros da diretoria da LBV do Brasil, Eugênio Natalino e Sidemar Almeida.

gilberto Amaral

Ao vivo

124

Seixas Corrêa reinaugura foto de Sarney na LBV de NY

Palavras de Emoção Após a solenidade, o presidente Sarney declarou: “Agradeço esta homenagem porque a LBV é uma instituição que tem prestado grandes e relevantes serviços ao Brasil, na área social e educacional. O Paiva Netto tem sido um homem extraordinário”.

O embaixador Seixas Corrêa, que lamentavelmente está deixando o seu cargo em Nova York, elogiou o trabalho da LBV dos Estados Unidos, que ele viu “in loco”, na visita que fez ao Centro Comunitário da instituição durante atividades humanitárias permanentemente realizadas no local.

Depois de ser descerrada a foto do ministro Lobão, este colunista leu a mensagem de agradecimento a Paiva Netto

F

Carta de Lobão

ui o portador do cartão enviado pelo ministro Lobão ao presidente Paiva Netto: “Sinto-me profundamente honrado por esta homenagem (...). Tenho orgulho de ser amigo da LBV, e seu amigo pessoal, além de ser um grande entusiasta da obra magnífica que V. Sa. realiza, como líder e guia dessa instituição que, há mais de 60 anos, atua na formação integral do ser humano”.


Presidente Sarney e dona Marly ladeando o “Homem do Ano”, Luciano Coutinho, presidente do BNDES

Lolly e Gito Chammas

Personalidades do Ano 2013 em Nova York

F

Nicole e Jeffrey Fratarcangeli, Conselheiro Financeiro da Merrill Lynch

Carmen Vieira e sua linda filha Flávia

Embaixador Santos Neves, sua mulher, Mary, e a filha Caroline, que é chef de cozinha em NY

Carlos Geraldo Langoni e sua bela Cristiana

Renata Chammas e dona Marly Sarney

gilberto Amaral

No Homem do Ano, em Nova York, Pedro com seu pai, o todo poderoso Carlos Jereissati, este colunista, os representantes da LBV, Eugênio Natalino e Sidemar Almeida, e Otávio Azevedo, presidente do Conselho de Administração da Telemar Participações

altou charme e glamour na festa do Homem do Ano de 2013. A presença feminina foi pequena, sendo que a maioria era de banqueiros e devedores do BNDES. Os discursos de ambos não agradaram, principalmente o do homenageado americano que, em certa parte, criticou o presidente Obama. Quanto à decoração, à bebida e à comida.... nota 10! A presença mais ilustre do acontecimento foi a do ex-presidente da República José Sarney e a dos embaixadores Mauro Vieira, Seixas Correa e Maria Luiza Viotti, ela arrumando as malas para trocar a Big Apple por Berlim. Entre os empresários mais cumprimentados estavam Carlos Jereissati e seu filho Pedro, que logo após o jantar, tomaram o jato de volta para o Brasil; o presidente da Andrade Gutierrez, Otávio Azevedo; o ex-presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, hoje presidente do Banco Original; a ex-ministra Zélia Cardoso de Melo; o presidente do Banco das America, Jeffrey Fratarcangeli – conselheiro financeiro da Merrill Lynch; e Carlos Alberto Vieira, presidente do Banco Safra.

125


Prontas par

gente fina

Com sua possante máquina fotográfica, Cesar Rebouças registrou as elegantes durante o desfile organizado pela Maison Ana Paula. Socialites chegaram e arrasaram com sua beleza e elegância. Vejamos:

126

Denise Gebrim

Luciana Cunha Campos

Fernanda Queiroz

Cleire Paniago


Juliana Estrela

Anita Maia

Luana Roriz

Susana Nasr

gente fina

ara brilhar

127


15 anos Clarice Coiffeur

Motivos para comemorações não faltam. Foram 15 anos de muito trabalho, dedicação, desafios e amor pela profissão. Hoje brindamos com nossa equipe e parceiros, pois todos foram essenciais nessa longa jornada. Afinal, o sucesso é de todos aqueles que participam do dia a dia da empresa.

Equipe

Parceiros do Clarice Coiffeur presentes no evento: Zaika Capita, Clarice Santiago, Juliano Santiago, Andreia Barreto e Leda Saraiva

CLARICE

Em 15 anos foram muitas conquistas, dentre as maiores uma linda família Clarice Santiago, Juliano Santiago e Pedro Henrique Santiago

128

Distribuidora de moveis e cosméticos para salão de beleza 61 3352-6874

Clarice Santiago e sua irmã Elielma Santos

Clarice Santiago

Nossa parceria de todos os momentos, Zaika Capita, Clarice Santiago e Juliano Santiago

Zaika Capita

61 3234-3400 61 3274-4778 / 3272-2934


cenas em

Fotos: Paulo Lima, Telmo Ximenes, Lincoln Iff, Cléo Passos, Cesar Rebouças

Tiago Correia organizou delicioso e prestigiadíssimo almoço de Teresa Peres Tours no restaurante Grand Cru. Foi uma tarde elegante e concorrida.

Colunista Marcelo Chaves Tiago Correia cercado por Solange Pukaro, Taisa Amaral e Jiovana Alves

Janine Brito, Mônica Fonseca e Valeska Tonet de Camargo

Sentadas: Vania Carvalho, Simonetta Santelli e Moema Leão. Em pé: Valéria Leão, Tiago Correia e Iracema Torres

Ana Helena Rangel, Consuêlo Badra e Tiago Correia

flashes

Vera Coimbra, Maria José Santana, Della Henry e Heloisa Hargreaves

130

Sentadas: Maria Helena Gomide, Maria Inês Nogueira e Leinha Soares. Em pé: Sônia Ghisi e Eliane Pimentel

Wander Azevedo (administrador do Lago Sul), Paulo Edler e Wilson

Granjeiro


A Data Nacional da Itália repleta de pessoas de altíssimo nível. O casal, embaixador Rafaelle Trombetta e Victória, que há tão pouco tempo está em nossa Brasília, já conquistou a todos. O casal anfitrião ladeado pelo casal Valeska e Paulo Tonet de Carvalho

Deputada Cida Borghetti e Ricardo Barros

Embaixador da Grécia, Dimitri Alexandrakis, e Horácio Borja

Márcia Lima e Renato Riella

Desembargador Carlos Fernando Mathias e Maria Luiza ao lado do casal Elizabet e Adilson Campos

Luiz e Vera Coimbra ao lado de Bertha Pelegrino

flashes

Consuêlo Badra e Silvestre Gorgulho

131


A filha Patrícia Pimentel

A aniversariante com o marido, ministro Marcelo Pimentel

Eliana Pimentel promoveu no Espaço Renata La Porta uma agradável noite para comemorar com muita alegria seu aniversário, reunindo suas amigas.

Thamis Peres, Adriana Colela e Vânia Carvalho Simone Novaes, Gracia Cantanhede e Cláudia Galdina

flashes

Wânia Frederico, Heloisa Hargreaves, Rita Márcia Machado e Terezinha Falcão

132

Miranda Castro, Cleucy de Oliveira e Laís do Amaral

Vera Coimbra, Ilza Peliz, Marly Galego e Yara Curi Kátia Kouzak, Iara Castro e Lilian Gurgulino


Laís do Amaral abriu seu bem decorado apartamento para Maria Josina Cunha Campos.

Ana Maria, Liliana, Maria Josina Cunha Campos, a anfitriã Laís, Ana Luisa e Luciana Cunha Campos

homenagear o aniversário da querida

Leila Chagas, a aniversariante, Consuêlo Badra e a anfitriã

Sônia Sebba, Cleucy de Oliveira e Cosete Gebrim

Adriana Cunha Costa, Regina Rocha e Sheila Borges

Lucinha Itapary resolveu comemorar o aniversário da jornalista Consuêlo Badra, reunindo um pequeno grupo no Coco Bambu para almoço.

Marinês Nogueira, Jane Godoy e Moema Leão

flashes

Lucia Itapary, Consuêlo Badra, Marisa Junqueira, Benigna Venâncio e Carmem Minuzzi

Carminha Antoni com a neta Carolina e a filha Dani Carlinhos Beauty e Valdete Drummond

133


EstEnio CampElo

Para comemorar mais um aniversário de fundação da CAMPELO BEZERRA ADVOGADOS ASSOCIADOS, o seu fundador, o advogado ESTENIO CAMPELO e equipe receberam, na noite do dia 6 de junho do fluente ano, na sede da empresa, convidados de diversos segmentos da sociedade local e de outros Estados da Federação, em animado e descontraído coquetel.

134

Estenio e Guilherme Campelo ladeando o primo advogado Ramalho Campelo (RS)

Estenio Campelo, o casal Comandante da Aeronáutica Tenente Brigadeiro-do-Ar Juniti Saito, Vera e Guilherme Campelo

O Anfitrião com o casal Eliane e o Ministro Presidente do TST, Carlos Alberto Reis de Paula

Estenio Campelo com os filhos e o genro advogados Marcelo, Andréa e Guilherme Campelo

Estenio entre o Comandante da Aeronáutica Tenente Brigadeiro-do-Ar Juniti Saito e o advogado carioca Jorge Pinto

Ministro Carlos Alberto Presidente do TST, e o casal Ministro Brito Pereira (TST) e Leila Rejane

Ministro Brito Pereira (TST), advogado Estenio Campelo, Ministro Carlos Alberto Marques Soares (STM) e o Desembargador George Lopes Leite (TJDF)

As Advogadas da empresa Viviane Ferreira, Andréa Campelo e Luciana Bezerra


Jornalista Bernadete Amaral entrevistando o casal Ana Cristina e Estenio Campelo

Advogado Marcelo Feitosa, Desembargador Lecir da Luz, os advogados Estenio Campelo,Paulo Aragão (CE) e Jorge Pinto (RJ)

O casal Major Brigadeiro-do-Ar Nilson Carminati e Nazaré ladeado pelos empresários paulistas Sérgio Acquesta e Sérgio Martins

Estenio entre os empresários paulistas Sérgio Martins e Sérgio Acquesta

Estenio Campelo com os gerentes da CEF Aline Faria Batista e Celso Eloy de Sousa Cavalheiro

José Carlos de Souza Neto, Wanderval Calaça e Celso Kaufman

O casal empresário de Uberaba, Joaquim Gomes e Márcia Beatriz, com o anfitrião

Os advogados Guilherme e Estenio Campelo com os Procuradores da Previdência Lígia Azevedo e Antônio Fernandes (Presidente da ANPREV) e Izabel Almeida

Guilherme Campelo e o casal Marco Antônio e Narcisa Anna Campanella

EstEnio CampElo

Os casais Guilherme e Carol, Marcelo e Andréa Feitosa, Ana Cristina e Estenio Campelo, a advogada Teresa Campelo, Alice e Ricardo Figueiredo

135


o gia, Endoscopia e Cirurgia Digestiva do Distrit Organizado pelas Sociedades de Gastroenterolo NGRESSO BRASIL CENTRAL DO APARELHO CO II o ho, jun de 22 a 20 de e, u-s lizo rea l, Federa tando com palestrantes e conferencistas con , sília Bra de ica Méd ção ocia Ass da e sed na DIGESTIVO, ão). Após a cerimônia de abertura, a Jap e dos Uni s ado (Est rior exte do e dos esta locais, de outros ernizaram-se numa cantina na Asa Sul. comissão organizadora e palestrantes confrat

Sociedade Gastro, Columbano Junqueira (DF) - presidente da ente da presid Silvano Barbalho (RJ) - coordenador do Projeto Jovem (DF) en Carm a nizadora do Congresso, Adeli rologia oente de Gastroenterologia de Brasília e da Comissão Orga Gastr de leira Brasi ação Feder da ente - presid Comissão Científica e José Roberto de Almeida (PE)

flashes Rita

do Ronaldo Cuenca (DF) - presidente do capítulo local Gurki rd Richa tiva, Diges gia Cirur de leiro Brasi io Colég (PR), Victor Arantes (MG) e Flavio Ejima (DF)

136

Heinrich Seidler (DF), Julio Veloso (DF), Honório Taramoto (RJ), Prof. Tatsuyki Kawano (Japão), Sussumu Hyrako (DF) e Columbano Junqueira (DF)

Justiniano Barbosa (MS), Vera Andrade (MG), Américo Silvério (GO) e Jofre Rezende (GO)

ado, Francisco Machado da Silva (DF), Rita Marcia Mach eira Junqu bano Colum e eira Rita de Cássia Junqu


A Federação Nacional das Empresas de Serviços e Limpeza Ambiental (Febrac) comemorou os 30 anos de fundação da entidade, com jantar na Villa Rizza, aqui em Brasília. O senador Eunício Lopes de Oliveira e os deputados Laércio Oliveira, Roberto Santiago e Alex Canziani foram homenageados com o Troféu “Amigo do Setor”. Eunício Oliveira e Ricardo Garcia

Eduardo Amorim, Laércio Oliveira e Alexandre Porto

Djalma Malta e Carlos Roberto Coutinho

Manuel Dias e Altemir Gregolin

Edson Schuler e Ivan Zamardo

Daniel e Anelise Felício

flashes

Gil Fiuffo e Alex Canziani

137


O embaixador da Argentina, Luis Maria Kreckler, e sua bela mulher, Natal ia Lloret, receberam amigos e convidados ilustres para jantar na residência oficial do país em Brasí lia. Na ocasião, houve apresentação de tango argentino com Rodolfo Mederos. Uma noite e tanto .

flashes

Embaixador Luis Maria Kreckler e sua Natália

138

Keyla e Juan Soldano

Lúcia e Aldir Passarinho

Ana Maria e José Celso Gontijo

Maximiliano Alariz e Ana Rito

Márcia Lima e Renato Riella

Rodolfo Mederos


A festa de inauguração do Luxo de Festa foi, como diz o próprio nome do evento, um verdadeiro luxo. O empresário César Serra abriu as portas do evento em cerimônia oficial com a presença de seletos convidados e imprensa em clima de festa, com direito a apre sentação de fogos e farto buffet.

Maria Yvonne Leão, Cesar Serra e Maristela Borelo

Lúcia Garófalo

Ivonete Granjeiro, Cosete Gebrim e Rita Maria Machado Denise e Alessandra Barbosa

Stella Guerra

flashes

Pedro Calmon e Patrícia Viçosa

Marcelo Pimenta André Alf e Mauro Carvalho

139


A Fazendinha da Ludmila

a festa de um aninho da No dia 20 de abril, os pais da Ludmila Brandão Sabino receberam ília. filha na casa da família localizada no Condomínio Solar de Bras a na Fazendinha da O aniversário, que teve como tema “A Galinha Pintadinha e sua turm de todos os convidados. Ludmila”, estava um verdadeiro sonho e arrancou muitos elogios Ludmila, que contou com A responsável pela decoração da fazendinha personalizada da onalizadas. Os vídeos a presença de ilustres animaizinhos, foi a Ploc Party Festas Pers ficou por conta do e fotos foram de Hobby Vídeo Filmagens e Renato Vaz. A animação Grupo Ciranda, que fez toda a criançada brincar muito. de Adriano Pizzas e Os convites foram da Poesia Visual e as delícias ficaram a cargo dito. doces, e o bolo da Marina Bolos, com lembrancinhas do Tio Espe

Igor Sabino e Paula Brandão Sabino com a aniversariante

Os avós Eustáquio e Maria Brandão

Aniversário

Titios: Victor Brandão, Fernanda e Diogo Brandão e Jean Rodrigues

140

As mamães com os bebês Miguel, Ludmila e Ana Luiza na hora do show

Pequena Ludmila

Os pais e os bizavós da Ludmila

Titia Elaine e Mayara Sabino

Igor Sabino e Ludmila

Danielle e Ricardo Duarte com os pequenos Marcelo e Murilo


Aconteceu recentemente no prédio da FIBRA, no SAI, o lançamento da Agenda Legislativa da Indústria do DF, com a presença de várias autoridades políticas da cidade. O presidente Antônio Rocha fez discurso e recebeu seus convidados com primor.

Antônio Rocha, Eliana Pedrosa e Mitri Moufarrege

Cléber Pires e Gutemberg Uchôa

Luiz Pitman, Celina Leão e Junior Hosano

Paulo Domingues, Antônio Mathias e José Carlos Ulhôa

flashes

Ruy Coutinho e José Luiz Dias

Athayde Passos da Hora e Renato Simplício

Edson Pereira, Francisco de Assis, Paulo Victor e Clayton Aguiar

141


Márcia Lima e Mércia Crema

Odaíza Rodrigues e Pompeia Addario

flashes

Adriana Colela e Lisbeth França

142

Carmem Minuzzi e Elizabet Campos

A pioneira e querida goiana Mércia Crema comemorou nova idade recebendo homenagem de Márcia Lima em sua bela residência.

Maura Mendes, Valéria Leão e Alice Bittar

Regina Moura e Gláucia Benevides

Maria José Santana e Moema Leão


A bela Denise Gebrim abriu as portas da residência de seus pais, Hassan e Cosete Gebrim, na Asa Sul, para comemorar o “Dia dos Namorados”, com degustação de champagne Perrier Jouët. Os pombinhos convidados compareceram em peso.

André Etrusco e Denise Gebrim

Pedro Henrique Valadares e Nathália Abi-Ackel

Tatiana Mares Guia, Ivonete Granjeiro e Aline Galvão

Paulo Zuba e Hassan Gebrim

Regina e Silvestre Gorgulho

Rodrigo e Laís do Amaral

flashes

Márcia e George Zardo

143


Uma das boas anfitriãs de nossa Brasília, Gitana Lira abriu as portas de sua bela mansão às margens do Lago Sul para comemorar, com animado happy-hour, mais um feliz anive rsário.

A aniversariante cercada do carinho da família: Rogério, Isabela e Eduardo, além do marido

Ana Cristina e Marizalva Campelo, Eliana Pimentel e Jacira Abrantes

Raimundo Lira

Maria Helena Gomide, Marinês Nogueira, Leinha Soares, Marly Nogueira e Marizalva Campelo

Laís do Amaral e Carla D’Carli

flashes

Leda Napoleão, Elizabet Campos e Rita Lins

144

Conceição Pinheiro entre Ana Luiza e Maria Luiza Mathias

Alda Corrêa, Zélia Leite Chaves, Terezinha Kalume e Regina Benevides


escancarada para o Lago O Baby Beef Rubaiyat de Brasília abriu suas portas, com vista que fizeram questão de Paranoá, com presenças de autoridades, sociedade e pessoas s da Casa do Ceará. estar lá porque toda a renda destinou-se à Casa dos Velhinho

Henrique Hargreaves e Heloisa ao lado do casal Maria José e Adelmir

Santana

Ilza e governador Agnelo Queiroz com o casal Ana e Belarmino Filho

Consuêlo Badra com a família Cunha Costa

Flávia e deputado Robério Negreiros. Mariana e deputado Cristiano

Araújo

Senador Gim Argello

Clotilde Cunha Costa e sua filha Adriana cercam Consuêlo Badra

flashes

Renata e seu marido Belarmino Iglesias, o vice-governador Tadeu Filippelli, Ana Lúcia e Belarmino Filho

145


Em elegante cerimônia religiosa realizada na Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo do Socorro foi realizado o casamento de Alice e Rodrigo. Os noivos receberam os familiares e convidados em uma bonita festa no Espaço da Corte.

José Silvestre e Regina Gorgulho(pais do noivo), Rodrigo e Alice, Marilene Cardoso e Cairo Sarkis Simão(pais da noiva)

Carlos Monforte, Cristina Serra e Orlando Brito

flashes

Solon e Katharina Kouzak

Henrique e Heloisa Hargreaves, Rosany e Marcelo Ribeiro

Isaura, Vitória e Flávio Lara Resende Sandra e Dep. Luiz Pitiman

146

Monya Jarjour e Geraldo Felipe


Foco junho 213  

Foco Junho 2013

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you