Issuu on Google+

– Ano XVIII – Nº 211 – Abril de 2013

ABR/2013 - Nº 211 - R$15,00

Revista

SAÚDE Inimigo nada oculto

VIAGEM PELA ESCÓCIA Conheça Edinburgh

MAQUIAGEM Saiba quais pincéis comprar CIRCULAÇÃO NACIONAL

IMAGINA NA COPA Torcedores ansiosos para ver a Seleção na capital FISICULTURISMO FEMININO Atletas persistem, apesar da falta de investimento

Dia das Mães

CAPITAL FASHION WEEK 14ª edição do evento de moda no CCBB

Ser grato pelo dom da vida é um dever diário, mas o Dia das Mães merece um agrado especial


editorial

E

14

A Deus toda a honra e toda a glória pela realização desta revista

steja sempre ao lado de seus amigos quando eles precisarem de você. Você estará presente quando eles estiverem em dificuldades, e não apenas nos bons momentos. Você estará presente quando precisarem de sua ajuda no meio da madrugada, nos dias ruins, nos momentos difíceis e estressantes. Você vai segurar a mão deles, deixar que chorem no seu ombro, emprestar um lenço, dar tapinha nas costas deles e preparar inúmeras xícaras de chá. Você vai lhes dizer que se animem, que não se preocupem, que não sejam bobos ou qualquer coisa que os faça se sentirem melhor. Às vezes você lhes dará bons conselhos. Em outras ocasiões, vai apenas ouvi-los. Você estará presente quando não tiver vontade. Você estará presente quando todos os outros amigos os tiverem abandonado. Você estará presente não importa o que aconteça. Isso é ser um bom amigo. Anote. Bem, vamos às matérias do mês: MODA: Capital Fashion Week apresenta as novidades do setor. Márcia Lima de parabéns. ARTE DE BRASÍLIA: Eduardo Vergara clicou Las Vegas, Chicago e Nova Iorque, mas foi com imagens de Brasília que o fotógrafo brasiliense mostrou que aquele clichê sobre a imagem e as mil palavras faz todo o sentido. Matéria escrita pelo jornalista Wemerson Santos. PEDRO GORDILHO: Escreve sobre Troyes, a cidade das mil cores. CULTURA: A jornalista Gabriela Moll comenta sobre a diversidade artística na capital. O formato pioneiro e a inovação de um programa de auditório que viabilizou a democratização das artes de Brasília. COMPORTAMENTO: A jornalista Márcia Casali comenta que, vencendo o preconceito, a cada dia, as mulheres se mostram mais talentosas e, com profissionalismo, conquistam um espaço na execução de tatuagens, há até pouco tempo considerado dos homens. ESTILO: Já Fernanda Caixeta escreve sobre as consultorias de imagem que chegam a Brasília. A primeira impressão é a que fica e essas empresas se especializaram em ensinar como se vestir e se portar no ambiente profissional. MARA AMARAL: A capital da Escócia – Edinburgh – se destaca em qualquer roteiro turístico, por vários motivos. SAÚDE: Inimigo nada oculto em se tratando de Lúpus, Psoríase, Rosácea e Vitiligo. Matéria escrita por Dr. Plinio Brant. GASTRONOMIA: Adriana Nasser focaliza as mães com lembranças e sabores no universo da paixão pela cozinha. NINA ROCHA: Brasília, três, quatro, cinco horas da manhã. Quando a balada começa a esvaziar, sempre tem alguém que não quer ir para casa. A opção? Ela conta. ESPORTE: Fisiculturismo feminino: elas reconhecem que a maior dificuldade é a falta de apoio aos atletas, talvez pelas diferenças relacionadas à ditadura da beleza. Matéria escrita pela jornalista Marcia Casali. JOIAS: A jornalista Mariana de Ávila aconselha e apresenta como fazer para o brilho de suas joias não acabar. MÃOS ABENÇOADAS II: Mais dos melhores joalheiros da cidade que dão força para a expansão do mercado de joias na capital. DIA DAS MÃES: Confira a vitrine de presentes que a Revista Foco preparou para presentear as mamães mais charmosas de Brasília. VEGETARIANISMO: Trata-se de um sabor que nutre a essência. A jornalista Gabriela Moll comenta que em Brasília existem muitos vegetarianos e veganos. Será que o mercado acompanha o crescimento desse público? BRASÍLIA: As obras que mudaram a rotina do Eixo Rodoviário Sul de nossa Brasília, além de trazer mais mobilidade à vida dos brasilienses, tiveram um efeito colateral pouco notado, mas muito simbólico: cara nova para a paisagem local. Matéria de Wemerson Santos. Para terminar este nosso bate-papo, certa vez alguém disse que um amigo de verdade é uma pessoa com quem você está tendo uma conversa, até que ela entra num avião, vocês não se veem por dez anos e, quando ela volta, continuam a conversar como se não tivesse passado nem um minuto. É exatamente o que acontece com bons amigos. Ainda temos muitas outras matérias interessantes. Até o próximo mês.


Diretora-Presidente

Consuêlo Badra

consuelo@revistafoco.com.br Diretor de Arte

Rodrigo Augusto

redacao@revistafoco.com.br

Colaboradores Aluizio Torrecillas, Aristóteles Drummond, Carlos Brickmann, Carlos Chagas, Cláudia Pereira, Juliana Albuquerque, Dulce Alcântara, Florian Madruga, Gilberto Amaral, José Alberto Maciel, Luís Turiba, Márcio Cotrim, Paulo Castelo Branco, Pedro Abelha, Pedro Gordilho, Ran­gel Ca­val­c an­t e, Mara Amaral e Pomona Politis Reportagem Consuêlo Badra, Nathália Cardim, Camila Bocchino e Gabriela Moll Reportagem Colaboradores Clausem Bonifácio, Fernanda Caixeta, Flávia Landim, Márcia Casali, Marcelo Solmucci e Wemerson Santos

expediente

Conselho Editorial Consuêlo Badra, Anna Paola Pimenta da Veiga, Aristóteles Drummond, Carlos Chagas, Florian Madruga, José Alberto Maciel, Paulo Castelo Branco, Pedro Gordilho e Ran­gel Ca­val­c an­t e

58. Joias

Mãos abençoadas II 22

Em primeira mão

Assistente Comercial Eduardo Mota comercial@revistafoco.com.br Assistente de Redação Vera Barbara verabarbara@revistafoco.com.br Editor de Arte Anderson Lima criacao@revistafoco.com.br Design Gráfico Matheus Andrade anunciofoco@gmail.com

Projeto Gráfico Boibumbá Design Fotografia Clausem Bonifácio, João Telles Sá, Paulo Lima e Ricardo Padue Fotografia Colaboradores Alexandre Alves, Célio Costa, César Rebouças, Júlio César Dutra e Kazuo Okubo Impressão RR Donneley Contabilidade Pró-Contábil Dep. Administrativo Tânia Luíza de Souza tania@revistafoco.com.br

foco não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos assinados. A revista foco é uma publicação da Magazine Foco Editora Ltda, de circulação personalizada, via mala-direta e venda em bancas. Acesse www.revistafoco.com.br

34 Gerente Comercial Valéria Garcia valeriagarcia@revistafoco.com.br

Consuêlo Badra Florian Madruga Qual dos dois você usa?

36

Márcio Cotrim Bocaoca

38

Carlos Chagas Dirceu e Tiradentes

40

José Alberto Couto Maciel Histórias de algumas invenções

42

Paulo Castelo Branco Beleza pura

54

Copa Imagina na Copa

Contato SH/Sul Quadra 06, Conjunto “A”, Bloco “E”, Sala 809 Edifício Business Center I - CEP: 70.322-915 – Brasília-DF (61) 3248-7868 / 3532-4436

CAPA: shutterstock

62

Cuidado Para o brilho não acabar

74

Brasília Cara de paisagem

84

Gastronomia Mães, lembranças, sabores...

90

Novidades Foco nas novidades

94

Etiqueta Respostas aos leitores

100

Moda CFW

16


102

Estilo E agora? Qual o meu estilo?

108

Boas e Novas Novidades da Capital

110

Gente em Foco Destaques de Brasília

112

Agenda Cultural Veja, ouça, visite e divirta-se

116

Nina Rocha Must Know

118

50. Pedro Gordilho

Make

Troyes – A cidade das mil cores

A magia dos pincéis

124

Cultura Diversidade Artística na Capital

128

150. Vegetarianismo Sabor que nutre a essência

Rangel Cavalcante Histórias miúdas

132

Lúpus Não escolhe hora nem lugar

136

Saúde Inimigo nada oculto

140

Tattoo Elas são as donas da tinta

146

Terapia O fim dos traumas é possível?

156

Gilberto Amaral A corte candanga

164

Cenas em Foco Flashes

64. Esporte

Fisiculturismo feminino

140. Tattoo

Elas são as donas das tintas

68. Dia das Mães Elas merecem

44. Mara Amaral Escócia – Edinburgh

17


FATOS e FOTOS

O destaque do mês vai para as socialites que movimentam e dão glamour às festas de nossa Brasília, como:

Mara e Bernadete Amaral

Maria Inês Nogueira e Adriana Colela

CONSUÊLO BADRA

Ana Helena Rangel e Ivonete Granjeiro

Ana Maria Gontijo 18

Janete Vaz, Consuêlo Badra e Odaisa Soares

Renata La Porta

Claúdia Villas Boas e Valéria Leão Bittar


Mércia Crema e Moema Leão

Pompeia Addario e Ivanilde Almeida

Isabela e Stella Guerra

Vera Coimbra e Cosete Gebrim

Andrá Lemos, Lilia Gourgulino e Marcia Matos

CONSUÊLO BADRA

Alice e Márcia Bittar

19


Heloisa Hargreaves e Denise Barbosa

Cláudia Salomão e Cleucy de Oliveira

CONSUÊLO BADRA

Cleuza Ferreira e sua filha Juana

Leinha Soares e Márcia Lima

Karina Curi Rosso e Hedwiges Siqueira 20

Kátia Kouzak e Carmen Minuzzi


Joyce Cardoso

Laís do Amaral

Yara Curi

Benigna Venâncio

CONSUÊLO BADRA

Melissa Gontijo

Fabiani Christine

Rosany Ribeiro e Lisane Bufquim

Estefânia Viveiros 21


CASAMENTO

FEIRA DE FRANKFURT

Tudo marcado para o casamento da filha do ministro Luiz Fux, do STF, Marianna, com Hercílio José Binato, no Copacabana Palace, quando outubro chegar.

Sobre os gastos previstos com a Feira de Livros de Frankfurt, em outubro próximo, o Ministério da Cultura esclarece que o valor de R$28 milhões ainda não é definitivo, e que o cachê, orçado em R$380 mil, para um show de Gal Costa, inclui os custos de produção. Aliás, a assessoria diz que a cantora descarta a ideia de se apresentar lá.

GRANDE ATRAÇÃO Com previsão de inauguração em Brasília na segunda quinzena de maio, no Complexo Brasil 21, a HOG Club contará com show da cantora Juliana Barbosa no evento de abertura. O grande empresário Gilvan Máximo, que é candidato a deputado pelo estado de Goiás, ao lado de Miranda Castro

NOVIDADE Tem novidade na cidade quando maio chegar. Será a abertura do Bar do Alemão. O local, no Setor de Clubes Norte, terá heliporto e deck para lanchas com garçons exclusivos para os barcos.

COMEMORAÇÃO Regina Moura irá comemorar com happy-hour seu aniversário, dia 10 de maio, sexta-feira, às 19 horas, em sua residência da QL-08, no Lago Sul. As socialites dirão “presente”.

CLUBE DE VINHOS NA INTERNET O mais premiado dos bufês de Brasília lançou em abril um novo negócio: um Clube de Vinhos na Internet, batizado de Gourmet Butler. O novo projeto terá como principal objetivo “proporcionar às pessoas o melhor do mundo dos vinhos e da alta gastronomia, através de uma cuidadosa curadoria, descobrindo novidades, possibilitando novas experiências e compartilhando informações”, informa Luiz Augusto Jabour, segunda geração da família fundadora da Sweet Cake.

ATRAÇÃO O arquiteto badalado da nossa Brasília, George Zardo, será uma das atrações na edição deste ano da mostra Sierra by Mainline. A exposição de decoração entra em cartaz dia 14 de maio, no Casa Park.

GRINALDA Para o dia 10 de agosto, está marcado o casamento de Júlia Cabral com o advogado Carlos Alberto Guimarães. A cerimônia seguida de recepção acontecerá no Park Way. Os pais de Júlia são amigos queridos de longa data: Affonso e Margareth Cabral.

consuêlo badra 22

ANOTEM O Secretário de Segurança do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, vai falar na Câmara dos Deputados dia 7 de maio, sobre o combate à corrupção policial. Imperdível.

GENESIS Sebastião Salgado, o grande fotógrafo, chega ao Rio de Janeiro para inaugurar, dia 28 de maio, sua nova mostra, Genesis, no Museu do Meio Ambiente, do Jardim Botânico. Mas fica pouco tempo. Em seguida, ele zarpa para a Amazônia, ao lado do cineasta alemão Wim Wenders, que realiza o documentário A sombra e a luz, sobre o brasileiro.

PÉROLA No Brasil, onde realiza um documentário, Céline Cousteau, neta do oceanógrafo Jaques Cousteau, convidou o designer de joias Pablo Lozano para fazer uma coleção de peças inspiradas nos oceanos. O resultado fará parte de uma exposição que deve chegar ao país em 2015.

Foto: Erivelton Viana

ENLACE Alice, filha de Marilene Cardoso Ferreira e Cairo Sarkis Simão, casa-se com Rodrigo, filho do querido casal Regina Célia e José Silvestre Gorgulho, dia 17 de maio, às 20h30, na Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, no Lago Sul. Após a cerimônia, os noivos receberão os convidados no Espaço da Corte.

As aniversariantes Pompeia Addario (do dia 3 de maio) e Adriana Colela (do dia 15 de maio) ao lado de Ana Maria Gontijo

Clube de Vinhos — Gabriela e Luiz Augusto Jabour

PALAVRA FINAL Em junho, os procuradores do Trabalho votam em lista tríplice para escolher seu novo procurador-geral. A palavra final será do procurador-geral da República, a ser escolhido por Dilma. Luiz Antônio Camargo de Melo deixa o posto sem sair do anonimato.

EDNEY INTERNACIONAL O jornalista Edney Silvestre será o primeiro autor brasileiro a participar do festival literário Hay, na Inglaterra, que inspirou Liz Calder a criar a Flip no Brasil. Será dia 25 de maio. Se eu fechar os olhos agora, o livro de Edney, além da Grã-Bretanha, sai na França e na Itália no primeiro semestre.


BIENAL TRICOLOR O Fluminense vai ter um estande na Bienal do Livro, em agosto, no Rio de Janeiro. Dois livros já estão garantidos: Guerreiros desde 1902 e Fluminense tetracampeão. A ideia é convidar um escritor tricolor por dia para dar autógrafos e conversar com tricolores.

Odebrecht e passou a ter o direito de dar o seu nome ao recém-concluído estádio da Fonte Nova, em Salvador, que será rebatizado de Itaipava Arena Fonte Nova. Pagará dez milhões de reais por ano, num contrato que vai vigorar até 2023. E está negociando um acordo nos mesmos moldes para a Arena Recife.

CLUBE DO MILHÃO Vai dar certo, de Mauricio Farias, com Fábio Porchat e Gregório Duvivier, alcançou em dez dias mais de um milhão de espectadores. A previsão é que o filme supere a marca dos três milhões.

Um avião cargueiro trará no início de julho dois carros tipo “papamóvel”, um principal e outro reserva. Com um deles, Papa Francisco vai percorrer a praia de Copacabana durante a Jornada Mundial da Juventude. Blindado, o carro anda a 20km/h e permite que as pessoas fiquem a cerca de um metro do Sumo Pontífice durante o cortejo.

A Rússia quer aproveitar a Copa no Brasil para realizar alguns eventos de promoção do Mundial 2018, que será lá.

MODA BRASILEIRA EM PARIS

SALVE, EDSON Depois de entrar em Portugal, Edson de Godoy Bueno, o comandante chefe da Amil, negocia agora a compra de um grupo de saúde na Turquia.

Já se falou muito sobre orgasmo feminino, mas Kayt Sukel, jornalista americana especializada em ciências, inovou. No livro Sexo na cabeça, que a editora Zahar lança em julho, ela não só explica como o cérebro influencia a maneira como amamos como se prestou a uma experiência, digamos, excêntrica: seu cérebro foi escaneado durante um orgasmo.

PAPA SOBRE RODAS

COPA

Moda brasileira marca primavera de Paris. Até 22 de junho, Le Bon Marché Rive Gauche abre espaço para cerca de 120 marcas de roupas, cosméticos, decoração e comida. Entre elas: Melissa, Havaianas, Osklen, Gloria Coelho, Reinaldo Lourenço, Pedro Lourenço, Alexandre Herchcovitch e Cavalera.

CÉREBRO DO ORGASMO

GRADUAÇÃO

A aniversariante do dia 4 de maio, Gitana Lira

A Universidade Mackenzie está em preparação para abrir as portas em Brasília. A unidade da capital ficará na L2 Sul e a previsão é que inicie suas atividades na cidade em 2014.

NO CAPÍTULO Como a Ambev já patrocina a seleção, o futebol da Globo e várias ações de marketing em clubes, ao menos em Salvador e Recife as marcas se misturarão – mesmo que a contragosto.

A FORÇA DA BOLA Aliás, o primeiro trimestre foi uma espécie de água no chope das cervejarias. A aposta agora é que a recuperação venha no fim do segundo trimestre, com a Copa das Confederações. Uma bênção para o setor em pleno inverno.

A aniversariante do dia 11 de maio, Cláudia Pereira, ao lado de sua mãe Vilma Pereira

DUAS CERVEJAS A Itaipava botou o pé nos gramados brasileiros, onde a Ambev reina sozinha há anos. Assinou um contrato com a

Faroeste Caboclo, filme baseado na música do Legião Urbana, terá estreia para convidados dia 13 de maio, nos cinemas do ParkShopping. Kátia Turra organizando tudo.

TELA QUENTE A Globo iniciou conversas com Carlos Slim para uma parceria na compra de emissoras de televisão em vários países da América Latina.

A aniversariante do dia 16 de maio, Valeska Tonet de Camargo

ALTAR Isabelle Jabour e Fernando Monteiro sobem ao altar no próximo dia 4 de maio, em Recife, cidade natal do noivo. O local do “sim” será o charmoso Instituto Ricardo Brennand.

consuêlo badra

FILME

23


CASA CONTÊINER O arquiteto Helio Pellegrino inaugura agora em maio a primeira fábrica de casas de contêiner do Rio de Janeiro. Fica em Guaratiba e vai produzir préfabricadas com a assinatura de prestígio do arquiteto. “É a casa do futuro, feita de material sustentável”, diz. “Não destrói a natureza e o cliente recebe a casa pronta, sem estresse”.

O ESCOLHIDO Luíz Filíp acaba de ser efetivado na Filarmônica de Berlim – como primeiroviolinista. Até hoje, nenhum brasileiro havia conseguido entrar na respeitada orquestra.

Camargo e Luan Santana colocarão seus animais entre os 200 que serão leiloados no evento. A expectativa é de que a arrecadação total seja de 50 milhões de reais.

NOVO HOTEL ALVORADA Sempre trazendo novidades e diferenciais em seus empreendimentos, a JC Gontijo de José Celso Gontijo inova ao assinar contrato com a administradora hoteleira nacional GJP Hotels & Resorts, de Guilherme Jesus Paulus. O novo Hotel Alvorada terá 264 apartamentos e unirá o luxo e a modernidade, que já são marcas registradas da construtora, com a expertise da GJP, que chega a Brasília com seu 20° empreendimento.

RESULTADO POSITIVO O aniversariante do dia 6 de maio Voriques Oliveira

TECLADO Os pianistas Nelson Freire, Wagner Tiso, Cristóvão Bastos, Leandro Braga, Gilson Peranzzetta e João Carlos Courinho estarão reunidos para celebrar Tom Jobim no 24º Prêmio da Música Brasileira, que ocorre no dia 12 de junho, no Theatro Municipal do Rio. Eles tocarão algumas obras do maestro.

Mércia Crema começou com os funcionários da MS Turismo um programa de emagrecimento com a Sra. Denise Pacelli, que foi durante muito tempo gerente do programa Vigilantes do Peso e que há alguns anos criou o seu próprio programa, chamado Resultado Positivo. A reunião semanal é feita na própria empresa, onde ela dá uma palestra sobre nutrição, autoconfiança e determinação e verifica o peso dos funcionários. O resultado está sendo maravilhoso!

BEIJA-MÃO

LEMBRANÇA

A lista de autoridades de Norte a Sul do país que pede uma audiência com o Papa Francisco é de assombrar. São centenas, do baixo ao alto escalão. Para atender à demanda, foi sugerida uma missa especial para os VIPs na Igreja da Candelária, no Rio de Janeiro.

Dia 25 de maio, os Estados Unidos celebrarão o Memorial Day, em honra aos mortos nas guerras travadas pelo país e seus combatentes.

APLAUSOS O embaixador Eduardo dos Santos, novo secretário geral do Itamaraty, conquistou, rapidamente, a simpatia e respeito de todos da Casa de Rio Branco.

consuêlo badra

ÀS COMPRAS

24

Guilherme Jesus Paulus e José Celso Gontijo

A Apex-Brasil estima em R$25 milhões o total de transações em mil rodadas de negócios de compradores estrangeiros na APAS 2013. O evento é em maio. Virão 70 gringos.

EVENTOS A Água Schin, da Brasil Karin, registrou alta de 8% nas vendas no 1º trimestre deste ano. Até dezembro, a marca patrocina 80 eventos esportivos, entre eles a Corrida de São Silvestre, em São Paulo.

É COMÉRCIO Denise Pacelli e Mércia Crema, aniversariante do dia 23 de maio

ESTRELAS DO GADO Marcada para maio em Uberaba, a Expozebu 2013 será um verdadeiro desfile de celebridades faturando com a venda de gado. Gugu Liberato, Zezé de

O Distrito Federal leiloará 93 mil metros quadrados ao lado da Ponte JK. A área era reservada a uma marina. A regra foi alterada para permitir a construção de um shopping center. O lance inicial: R$106 milhões.

ÚLTIMA DESPEDIDA? Pela terceira vez, Charles Aznavour


MAMA ÁFRICA

anuncia a última turnê de sua carreira. Ninguém acredita, mas corre para ver o astro, de 88 anos, da romântica música francesa. No Brasil, os shows em maio serão no Rio (13 e 15, no Teatro Municipal), em São Paulo (16, Espaço das Américas), em Porto Alegre (22, Oi Araújo Vianna) e no Recife (25, Chevrolet Hall). Brasília fica de fora?

NO FUNDO DO MAR Quatro meses após zarpar do Japão, em volta ao mundo, o mais completo navio de pesquisas do planeta – o Yokosuka – atracará dia 6 de maio no píer carioca da Praça Mauá. Pode-se visitá-lo. A sensação a bordo é o submersível (Shinkai). Nele, pesquisadores, inclusive brasileiros, irão a três mil quilômetros de profundidade estudar a Elevação do Rio Grande – a mil quilômetros da costa do Rio de Janeiro.

ACOLHIDA APROVADOS O Colégio Maristão recebeu com festa os seus futuros universitários (foto abaixo). Os estudantes foram recepcionados por toda a equipe Marista para comemorar a aprovação nos vestibulares. O evento contou com a presença de ex-alunos aprovados em instituições de ensino em todo o país. A acolhida já é tradição na escola.

PRATA DA CASA No ano em que completa 30 anos, o ParkShopping resolveu homenagear brasilienses que, por meio de sua profissão, levam o nome da nossa cidade para outras partes do Brasil e para o exterior. No Dia das Mães não será diferente. O shopping escolheu a estilista Juliana Lima (foto acima), que há oito anos é uma das estilistas do grupo de Giorgio Armani, na Itália, para ser a cara da campanha de mães que o centro de compras está preparando.

A última edição do Hair Brasil, que aconteceu na primeira quinzena do mês de abril, teve pela primeira vez um talk show com alguns dos maiores cabeleireiros do Brasil: Wanderley Nunes, da rede Studio W (SP); Viktor I, da rede Vimax Art Hair Beauty (PR); Hugo Moser, da rede Hugo Beauty (RS); e Klaus Peter Ochs, da rede KPOchs Perfectly Hair, da Alemanha/França. Nosso querido Hélio Nakanishi, da rede HelioDiff (DF), foi o quinto convidado desse grupo seleto.

RUBAIYAT EM BRASÍLIA Com inauguração prevista para junho, o Rubaiyat de Brasília será a primeira casa Baby Beef Rubaiyat fora de São Paulo. Numa etapa seguinte, serão abertas casas fora do país: em Santiago, Bogotá e outra no México, num investimento da família que fundou o negócio e dos sócios espanhóis da Mer Capital, que hoje possuem 70% do capital.

BOA! Acabou a paz dos prefeitos de cidades do interior. O administrador que não criar um portal da transparência indicando onde gastou os recursos orçamentários até o dia 27 de maio terá as transferências voluntárias, realizadas pelo Governo Federal, bloqueadas.

A INFÂNCIA DE NERUDA A LeYa lança em maio O sonhador, da escritora Pam Muñoz Ryan. O livro é inspirado na infância do poeta chileno Pablo Neruda (1904-1973). A obra, já premiada pela The Americas Award e pela Distinguished Lyrical Fictionalized Biography, mistura ficção e realidade.

Hélio aparece com Lilian e sua colaboradora Márcia Rocha

ADOLESCÊNCIA Confissões de adolescente, de Daniel Filho, será lançado no fim do ano junto com um documentário dirigido por Maria Mariana, autora da peça que definiu a adolescência dos anos 90. Ela misturará imagens de making of e entrevistas com atrizes que fizeram o espetáculo e o seriado. A ideia é discutir a adolescência hoje e há 20 anos. Ambos são produções da Lereby.

VIVO OPEN AIR Depois de oito anos, Brasília voltará a receber o Vivo Open Air, evento que reúne cinema, música e gastronomia no mesmo espaço. O encontro será de 8 a 19 de maio, de quarta a domingo, no Pontão do Lago Sul. Entre as atrações confirmadas estão as pré-estreias dos filmes Terapia de Risco e O casamento do ano, além da exibição de clássicos da sétima arte, como E.T. e Taxi Driver.

consuêlo badra

Formado por jogadores, técnicos e dirigentes, um conselho gestor está sendo criado junto à Confederação Brasileira de Vôlei. O objetivo é dar transparência total à Superliga, o mais importante torneio nacional do esporte, que começa dia 15 de outubro.

O SEGREDO DO SUCESSO

Foto: Bento Viana

DEMOCRACIA NO VÔLEI

O grande jornalista Paulo Cesar de Oliveira comentando que a UFMG vai inaugurar o Centro de Estudos Africanos no dia 5 de junho.

25


TALENTO BRASILIENSE O cabeleireiro e maquiador Ricardo Maia foi escolhido pela Louis Vuitton para ser o consultor regional de estilo da marca. Na foto abaixo, ele aparece com Juliana de Souza, a gerente da grife francesa no Distrito Federal. O look de todo o staff da Vuitton em Brasília é produzido e supervisionado por Maia, um talento reconhecido em todo o país e nas mecas internacionais da beleza.

ção mais rápida e prática, mas que não abrem mão do sabor, tampouco de produtos de primeiríssima qualidade.

JEANS LEVI´S O tradicional jeans da Levi´s comemora 140 anos em 2013. Para celebrar a data, a marca vai presentear os amantes dos produtos Levi´s com uma novidade fashion: a coleção de inverno 2013 traz uma edição limitada em cinco cores da calça jeans 501®, ícone mundial da moda, conhecida pela versão não denim.

ATUALIZAÇÃO O oftalmologista Edmar Cordeiro, do Hospital Pacini, segue para a Bahia, onde acontece o VII Congresso Brasileiro de Catarata e Cirurgia Refrativa. No programa, simpósios e palestras sobre os avanços científicos e discussão de casos clínicos.

PIZZA CÉSAR A rede Pizza César inaugurou mais uma casa, desta vez na Asa Sul. A unidade da 404 Sul já está funcionado a todo vapor com pizzas a la carte e no sistema de rodízio. Entre as redondas especiais, destaque para as de bacalhau com brócolis, de roast beef e para as doces, preparadas com a consultoria de chefs da Nestlé.

NOVIDADE Mais um nome de peso integra o time do Golden SPA. Dra. Vanessa Lima, dermatologista, já está atendendo no Centro de Longevidade dos irmãos Raquel e Leandro Vaz.

consuêlo badra 26

SANDUÍCHES GOURMET O famoso pão recheado com algo mais ganha ares chiques e chega em quatro versões diferentes no restaurante Antiquarius Grill, do Espaço Gourmet do ParkShopping. Bifana, Prego, Francesinha e Sanduíche da Vovó são as opções para aqueles que buscam uma refei-

AVANÇOS A dermatologista Cristiane Dal Magro acaba de chegar dos Estados Unidos. Ela e o marido, o também dermatologista Francisco Leite, participaram do encontro anual da American Society for Laser Medicine and Surgery (ASLMS). No concorrido evento foram apresentadas novas técnicas para manejo de cicatrizes cirúrgicas e das resultantes de traumas e queimaduras, aliando laser e medicamentos.

BOA ESCOLHA Brasília recebeu os estilistas Juan Sasso e Fabio Caro, da marca italiana Leitmotiv. A convite do Centro de Câncer de Brasília (Cettro), a dupla apresentou à imprensa a camiseta da campanha “Sem Tabaco, 100% Fashion”, que alcança seu 10º aniversário. A partir de 28 de maio, a T-shirt será vendida na Avanzzo, com 100% da arrecadação destinada a uma entidade que atende pacientes oncológicos carentes.

ODEIO O DIA DOS NAMORADOS Heloísa Perissé, Daniel Boaventura e Danielle Winits são as estrelas do elenco da comédia Odeio o Dia dos Namorados, filme nacional dirigido por Roberto Santucci que tem estreia prevista para 7 de junho. O longa conta a história de uma publicitária que precisa criar uma campanha romântica no Dia dos Namorados. O problema é que ela não é nada sentimental e seu ex-namorado é o cliente. Risadas garantidas.

A aniversariante do dia 7 de maio, Renata La Porta

Maria Inez Nogueira ao lado da aniversariante do dia 18 de maio Maria Josina Campos e Laís do Amaral

RECONHECIMENTO A Amil promoveu jantar para neurocirurgiões que compõem a rede credenciada em Brasília. Comandado pela diretora médica Susany Sudério, o evento foi em torno do Dr. Kunio Suzuki, um dos mais respeitados especialistas.

NOVO PRESIDENTE Miranda Castro prestigia os amigos durante solenidade de posse do Des. Dácio Vieira para Presidente do TJDFT, juntamente com sua esposa Ângela Vieira.

EDIÇÃO 2013 LUXO DE FESTA A mostra vem com novidades para festas, moda, shows, celebridades e estilistas consagrados na passarela. Com


decoração inspirada em palácios europeus, projeto de Maurício Cortês, o Luxo de Festa, evento comandado por César Serra, que será realizado de 23 a 26 de maio, no Clube do Exército, abrigará em sua terceira edição sala de desfiles com 800 lugares e painel de projeção LED de 4x5 metros de comprimento, além de estandes das empresas participantes.

CONGRESSO NA FILÁDÉLFIA Entre os dias 4 e 7 de maio ocorre a 113ª edição do encontro anual da Associação Americana de Ortodontistas (AAO — American Association of Orthodontists), que desta vez será realizado na cidade da Filadélfia, Estados Unidos, e a ABOR – Associação Brasileira de Ortodontia e Ortopedia Facial, com sede em Brasília, estará presente, representada pelo presidente da entidade, Dr. Ricardo Machado Cruz.

(vinho, espumante, água, refrigerante, sucos e coquetel sem álcool) e ainda do prato principal, um delicioso casoulet.

ALMOÇO ESPECIAL Para tornar o almoço do Dia das Mães ainda mais especial, o restaurante Sushi Way preparou um prato especial: um barco de sushi e sashimi, bem como de pratos quentes que poderá ser entregue nas principais áreas de Brasília. Um ótimo presente para as mães na hora do almoço ou do jantar. A aniversariante do dia 13 de maio, senador Aloízio Mercadante

NO FORNO A dupla Zé Marco e Miguel, grande destaque da música sertaneja, está a mil com os preparativos para a gravação do mais novo DVD da dupla, que contará com músicas inéditas e grandes participações.

O aniversariante do dia 20 de maio, Carlos Chagas

ORNARE NA ARTEFACTO Com espaços assinados pelas arquitetas Karla Amaral e Ana Maria Arsky, a Ornare estará presente no novo showroom da Artefacto, com previsão de inauguração para maio, em novo endereço – na QI 21 do Lago Sul – e, agora, sob a chancelaria de Denise Zuba. O ambiente projetado por Karla é o Café da Artefacto. Já o de Ana é um quarto criado para uma mulher moderna, cosmopolita e antenada às novas tecnologias.

DO MOMA PARA BRASÍLIA Com obras em espaços internacionais consagrados como o MoMA, de Nova York, Malba, de Buenos Aires, e em coleções em Paris, Tóquio, Los Angeles e Lisboa, a dupla brasileira Daniela Scorza e Caio Medeiros, do Estudio Manus, confeccionou artesanalmente, uma a uma, as 16 bonecas-esculturas que compõem a vitrine-instalação em cartaz na Hill House, no CasaPark.

A KindyROO – Academia para bebês e crianças, em parceria com a FisioteRAPe, Serviço de Fisioterapia em Reabilitação do Assoalho Pélvico, irá realizar um ciclo de palestras em comemoração ao mês das Mães. Sempre aos sábados, das 16h às 18h, as palestras abordarão temas como a ginástica íntima, o desfralde, primeiros socorros, Shantala, como usar o sling, psicomotricidade, higiene do sono e fases do desenvolvimento. Tudo isso com um delicioso coffee break nos intervalos.

O aniversariante do dia 9 de maio, Paulo Castelo Branco

ANIVERSÁRIO BENEFICENTE A escritora Clotilde Chaparro Rocha está a mil com os preparativos de sua festa, em comemoração aos seus 67 anos, no dia 3 de junho, às 12h, em sua residência, no Lago Norte. A festança contará com 100 convidados que, com uma adesão de R$120, poderão usufruir um maravilhoso bufê de saladas, salgados, frutas, bebidas

ELAS COMANDAM Duas mulheres de prestígio e muita influência se uniram para produzir uma programação de alto nível para Brasília. A presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministra Carmen Lúcia, e a presidente do Conselho de Curadores da FAAP, Celita Procopio de Carvalho, estão à frente da exposição “Voto no Brasil: Uma História de Exclusões e Inclusões”, que está em cartaz no Museu do TSE.

consuêlo badra

PALESTRAS ESPECIAIS

27


O pioneiro Hely Walter Couto Reportagem de FOCO conversou com o proprietário da Pioneira da Borracha, empresário que como poucos lutou e luta pelo crescimento comercial da W3 Sul. Conheça o homem que ajudou a construir a história de Brasília

brasília 28

O empresário e a W3 Sul, o antigo coração de Brasília Contando sua história, inclusive como l��der da associação comercial de Brasília, Hely Walter Couto relembra que a ave-

Foto: Alexandre Alves

F

az parte da rotina de Hely Walter Couto, empresário que um dia foi presidente do Sindivarejista, comodoro do Iate Clube de Brasília e vice-presidente da Federação do Comércio, ser reconhecido onde quer que vá por admiradores que veem no proprietário da Pioneira da Borracha um símbolo para a avenida W3 Sul. Pudera, Hely, como é carinhosamente conhecido, à frente de importantes cargos na cidade, proporcionou à Capital Federal alguns momentos que entraram para história da cidade. Entre eles, a realização das festas de carnaval mais cobiçadas da cidade, no Iate Clube de Brasília. “Tive a honra de receber a Lucy Geisel, filha do presidente Geisel, em um dos carnavais do Iate Clube. Trouxe do Rio de Janeiro as mulatas do Sargentelli e o decorador do Canecão. Foram carnavais espetaculares, que ficarão para sempre registrados na história do Iate”, diz, Além disso, a última passagem de Juscelino Kubitschek pelo Iate Clube foi recepcionada pela diretoria do clube e por Hely, no papel de comodoro do Iate. “Eu tive a honra de recebê-lo pela última vez. Após algum tempo no Iate, cumprimentando o pessoal, ele me pediu um lugar para descansar seus pés. Fomos, então, a uma sala. Puxei duas cadeiras, ele tirou os sapatos, as meias e descansou os pés. Fiquei com ele uns 15 minutos. Até hoje lamento não ter chamado um fotógrafo para registrar o beijo que eu daria em seus pés, como forma de gratidão por ele ter construído Brasília, tirando a Capital do litoral e trazendo para o coração do Brasil”, relembra.

nida W3 Sul já foi ponto de encontro da sociedade brasiliense, recebendo desfiles de carnavais e outras festas populares que movimentavam parte o comércio. Mas hoje, a realidade é outra, ele diz. “Nosso comércio está em decadência devido à falta de apoio das autoridades. São mais de 40 lojas fechadas, deixando de gerar empregos e impostos”. Pela sua avaliação, a questão poderia ser resolvida com a criação de uma fonte luminosa na praça central (próxima ao cartório da 504 Sul), com restaurantes, praça de esportes e quiosques. Ele explica que isso geraria vida nova à avenida e valorizaria as empresas. “Seria um local para diversão dos moradores e visitantes. E com intuito de apoiar o governo a fazer essa e outras obras, cada empresário da W3 Sul poderia ajudar

doando recursos financeiros”, argumenta. A iniciativa é incentivada por um empresário que viu a avenida W3 próspera e teme vê-la sem pontos comerciais.  “A avenida W3 já foi o principal ponto comercial de Brasília, mas hoje, o retrato é de empresários tristes, tendo que demitir grande parte dos funcionários. As lojas estão pichadas, calçadas precisam ser reformadas”, afirma o empresário. E ele completa com um pedido: “Agnelo, pense em nossa tradicional avenida, que é única. A Copa do Mundo está chegando e a W3 é o ponto de referência para o turista visitante. Tenho certeza que se vossa excelência pensar na nossa avenida, será a consagração do governo de vossa Excelência e do nosso vice-governador Tadeu Filippelli”.


recordar é

viver Fotos: Henrique Guillen, Celio Costa, Rodolfo Stuckert e Emivaldo Silva

Vick Tavares (1988)

recordar é viver

Xuxa e Consuêlo Badra com amigos

30

D. Marly e Senador José Sarney (1988)

Juiz Pedro de Aurélio

Silvana Monte Rosa e Márcia Eris


Elcy Meireles, Marita Martins e Consuêlo Badra Roseana Sarney (1988)

Lindberg Aziz Cury e Marta (1988)

Francisco Martins (1988)

Rosana Beni e Claudia Fittipaldi Salomão (1986)

recordar é viver

Casal Rui Diniz (1989)

31


Embaixador Paulo de Tarso Flecha de Lima e Lúcia

Pedro Rogério Moreira, Gilberto Salomão e Roberto Macedo

recordar é viver

Cacau e Soninha Abrantes (1988)

32

Glenio Rossi e Consuêlo Badra (1988)

Celso Machado e Maria Inês Pinheiro

Casal Geraldo e Elizabeth Amorim (1988)


Marcelo Amaral, Lino Fructuoso e Wlanir Santana (1988)

Suely Mautoni, Ruth Lucena e Celia Câmara (1988)

Elvira Barney (1989)

Marcília Ferreira Lopes (1979)

Dr. Renault Mattos Ribeiro e Rosely (1988)

recordar é viver

Ana Veloso e Margarida Lofego (1987)

33


Florian Madruga

ARTIGOS

Qual dos dois você usa?

34

A notícia foi impactante. Estava lá, em destaque, na página do jornal: “População tem mais acesso a celular que a banheiro”. Pensei que fosse alguma pegadinha, ou mesmo matéria paga, talvez falta de assunto para preencher espaço vago no jornal. Nada disso, cara-pálida. A coisa é séria. Estudo da Organização das Nações Unidas, a velha ONU, conclui que dos sete bilhões de habitantes do mundo, seis bilhões têm telefone celular, e só 4,5 bilhões possuem banheiro em casa. A primeira impressão é que tem mais gente com o telefone no ouvido do que sentada no trono fazendo cocô. E o mais grave: há um bilhão e cem milhões de criaturas na Terra fazendo o número 1 e o número 2 em lugares abertos, ou seja, no fundo do quintal, atrás do cemitério, em volta da bananeira, ou, quem sabe, na primeira moita que encontra pela frente. A crise é tão séria que o vice-secretário geral da ONU, Jan Eliasson, adverte: — Eu chamo todos os atores, governos, sociedade civil, empresas e organizações internacionais a mobilizarem recursos para o rápido aumento do acesso ao saneamento básico. Quer dizer, é preciso ensinar às pessoas o caminho da latrina. No Brasil o negócio é bastante sério. Aqui, nesta terra cabralina, existem 260 milhões de celulares para 190 milhões de tupiniquins, sendo que desse total, 13 milhões não têm a menor ideia do que seja um vaso sanitário. Tem muita gente se aliviando debaixo da ponte, ou do viaduto, ou atrás do poste. Num país de tantas campanhas publicitárias como o nosso, está na hora de começar mais uma: “Minha Privada, Minha Vida”. E, a partir daí, construir 13 milhões de WC para os sem teto de privadas.

Pode-se também, através de algumas ONGs, organizar passeatas, com faixas e palavras de ordem: “Pelo direito de fazer sentado, queremos mais sentinas”, ou “Celular go home”, para os mais exaltados. Há a possibilidade de se criar mais uma bolsa. Como seria chamada? Bolsa-trono ou bolsa-casinha? Quem a usar diariamente ganha, como bônus, o papel higiênico. Enfim, são várias as formas de se incentivar o uso do dejetório. Só se deve evitar que se vá ao reservado usando o celular ao mesmo tempo. Pode haver um curto-circuito entre o usuário e o telefone, e um dos dois descarregar: provavelmente o celular. Decidi consultar meus amigos da pastelaria da Rodoviária, mas só encontrei o Brittinho, o anão sergipano que confessou ter dois aparelhos celulares, “um exclusivo para falar com minha gatinha de Estância, no meu Sergipe, e o outro para atender meus clientes no estacionamento do Setor Comercial Sul”. E confessou, após pedir meio caldo de cana e meio pastel, “não tenho aparelho latrinário em meu barraco. Uso o meio-fio da rua, mas somente à noite”. A Klarabel, que é manicura e pedicura e preside a Associação das Mulheres Oxigenadas, está de férias em Caldas Novas. E o Dagoberto, catador no lixão da Estrutural, bem como o Moacyr, guardador de carros, estão em retiro espiritual desde a Quaresma, acompanhados por duas passistas de uma escola de samba de Luziânia, em busca da purificação dos pecados do Carnaval. Vamos, pois, fazer uma grande corrente para que todos tenham direito à latrina, principalmente após saborear uma suculenta feijoada ou uma rabada com agrião. DE MIGUEL ARCANJO BATISTA, GRÁFICO, LINOTIPISTA E AUTODIDATA: “Não há nada pior que abraçar alguém com arame farpado na alma”.


Márcio Cotrim

Bocaoca

ARTIGOS

O

36

blá blá blá continua. No campo militar, há uma função cujo nome não se consegue entender com clareza. É o Ajudante de Ordens. Que quer dizer exatamente isso? É quem repete a ordem feito papagaio? Ou é preciso ajuda, mesmo na rígida hierarquia castrense, para uma ordem ser cumprida? Será que não basta a voz de comando do chefe? No terreno policial, afim do militar, uma palavra-chave designa todos os seres humanos: elemento. O elemento chegou. Prendemos o elemento na esquina. O elemento foi flagrado fumando maconha. O elemento é boa gente. O elemento fugiu. O elemento acaba de passar desta para a melhor. Não é engraçado esse tratamento elementar do justo cidadão ao mais feroz dos meliantes? E os elementos continuam por aí, escapando da polícia, enquanto ela não se cansa de procurar elemento. Muita gente hipoteca solidariedade a outras pessoas. Mas hipoteca, meu irmão? Por que não dizer, em português claro, que presta ou oferece a mesmíssima solidariedade? Por que apelar para uma palavra do reino das coisas jurídicas? Duvida? Então pergunte a quem está a seu lado se sabe explicar, exatamente, o que é hipoteca. Dou um doce se a maioria acertar. Outros se esmeram em concluir suas palavras com frases do tipo: É hora de pensar no Brasil (como patriotas não devemos fazê-lo sempre, e não apenas em horas especiais?). Ou: É hora de trabalhar (e quando é a hora de vagabundar, excluídas as de Ascêncio Ferreira?). Ou: É hora de somar (e quando é hora de subtrair?). Esses comentaristas também gostam muito de propor, em suas intervenções, a seguinte sugestão: Vamos aguardar. E continuamos a aguardar.

Os políticos são useiros e vezeiros ao falarem em fase de transição, ótima e fácil escapatória para discursos ocos e balofos – como se a vida não fosse uma permanente transição. Os nordestinos têm o hábito de adotar a semana de oito dias. A todo momento, quando se referem, por exemplo, a viagens, dizem que vão de hoje a oito, querendo afirmar que partem daqui a uma semana. E que tal a absurda expressão nós éramos em seis? Por que esse ridículo “em”? Não é muito mais fácil dizer simplesmente que éramos seis? E a menina que é de menor? Se tirar esse dispensabilíssimo “de” fica mais lógico e correto dizer que a menina é menor de idade e estamos conversados, não é mesmo? Quanto a “menas” verdade para significar mentira, nem merece comentário – embora se fale em todo canto por aí. Ah, desgosto! Fulaninho tem quatro anos de idade. Se não fosse idade, de que seria? De Almirantado? Basta dizer que o menino tem quatro anos e todo mundo entende na hora. Da mesma forma, fala-­ se com a maior desfaçatez em há dez anos atrás. Não sei como seria há dez anos à frente... Outros dizem que vão de encontro à vontade do chefe, esquecidos que, nesse caso, estarão trombando de frente com seu superior. Na verdade, eles gostariam mesmo de ir ao encontro da vontade do chefe, que ficará, aliás, muito mais satisfeito... E quem vai de a pé a algum lugar, não é estranho? Talvez pense, por analogia, que é na mesma linha que ir de avião ou de trem, quem sabe? Outra coisa: você já reparou como os médicos sempre se impressionam com a resistência dos doentes terminais? Pode ser até um afago final, um consolo para a família, mas é uma coincidência que, cientificamente, não tem explicação. Também é muito comum a hipocrisia de falar em beleza num desfile de misses. Beleza na passarela há, inegavelmente, mas o principal, sejamos sinceros, é o tesão da galera, embasbacada com as suculentas carnes femininas expostas como num açougue. E por falar em mulher, muito cuidado, minha amiga, com uma frase comum que tem, sutilmente escondida, um duplo e perigoso sentido. Quando a mãe, preocupada com os calores do namoro do filho, recomendar que o menino precisa colocar a cabeça no lugar, mal sabe ela que talvez esteja apressando o próprio casamento do garoto... É isso aí, cara leitora. A humanidade continua falando a esmo, sem refletir no que está dizendo. Oca é a boca das criaturas.


Carlos Chagas

Dirceu e Tiradentes

J

osé Dirceu já estava arcabuzado, quer dizer, não conseguiria evitar sua prisão, por mais embargos e recursos que seus advogados podessem produzir no Supremo Tribunal Federal. Muito pior agora, depois da entrevista em que denunciou o ministro Luís Fux como tendo prometido absolvê-lo e depois voltado atrás. Na mais alta corte nacional de justiça é ampla a solidariedade para com o colega. Prejudicados, pelo menos em teoria, estão os demais condenados no julgamento do mensalão. Já não esperavam grande coisa dessa fase final do processo, mas depois da intervenção de Dirceu, nem pensar. A hora é de começarem a escolher os livros que levarão para a cadeia. O ex-chefe da Casa Civil está mais para Tiradentes, que depois de enforcado foi esquartejado, mas com a certeza de que nunca se transformaria em herói da independência. Sua entrevista careceu de estratégia. Com todo o respeito, foi burra. Admitia-se para hoje a conclusão do acórdão que ensejará os embargos, com prazo limitado para apresentação, de cinco dias úteis depois de publicado o texto no Diário da Justiça. São 25 os condenados, imaginando-se ao menos 25 embargos que o plenário do Supremo examinará. Tarefa para algumas semanas. Depois, cadeia.

ARTIGOS

DENÚNCIA NECESSÁRIA

38

O Procurador Geral da República denunciou o deputado Marco Feliciano junto ao Supremo Tribunal Federal por crime de injúria. O parlamentar já responde a outro processo, por estelionato. No próprio Congresso, muita gente concorda em que, não agindo, o Legislativo deve ser ultrapassado pelo Judiciário. Na Justiça Eleitoral, é comum essa ocupação de espaços vazios, agora também estendendo-se para a área penal. Tivesse a Câmara tomado a iniciativa de afastar o deputado-pastor da pre-

sidência da Comissão de Direitos Humanos, pela abertura de processo no Conselho de Ética, talvez Roberto Gurgel não se desse ao trabalho da denúncia.

ATÉ QUANDO? Até quando Marco Feliciano abusará da paciência não só de seus colegas parlamentares, mas da nação inteira? Não dá para aceitar que em todas as sessões da Comissão de Direitos Humanos o deputado-pastor suspenda os trabalhos por conta da baderna criada por seus adversários e por seus asseclas. É ele, ou melhor, são suas opiniões, a causa de tudo. Diante da perspectiva de nada se modificar pelas próximas semanas ou meses, melhor ele faria se renunciasse à função que exerce.

PARTIDOS, ADEUS Sumiram os partidos, nas sessões do Senado em que se debateu a nova distribuição de recursos para os estados. Uniram-se geograficamente adversários antes inconciliáveis, como dividiram-se aliados históricos. Representantes de estados pobres reivindicavam mais dinheiro e indignavam-se com a possibilidade de perda do que recebem. Os senadores dos estados ricos manifestavam-se da mesma forma. Resultado: Norte e Nordeste contra Sul e Sudeste. O Centro-Oeste dividiu-se...

VAI ESQUECER O ex-presidente Lula prometeu a um importante líder do PT que não vai mais sugerir a criação de uma Assembleia Constituinte Exclusiva. Pelo menos este ano esquecerá a proposta, que recebe o repúdio geral no Congresso. Seria o fim tirar mais poder de deputados e senadores já tão enfraquecidos, ainda mais em favor de políticos que não conseguiram eleger-se para a Câmara e o Senado, pois esses serão os candidatos à “exclusiva”.


José Alberto Couto Maciel

História de algumas invenções, inventadas por mim CHARUTO Quem inventou o charuto? O charuto foi inventado em 1873, por um cubano de nome Hernandes Y Hernandes. Diziam seus companheiros da época, e ficou registrado em uma biografia feita por Ramirez Y Ramirez, que Hernandes adorava fumar seus cigarros de palha, pequenos e finos, mas não tinha controle para apagá-los, tendo ficado com os lábios todos queimados e a boca ferida. Em determinado dia, pensou em uma solução que lhe pareceu válida, já que seus cigarros acabavam rápido e o queimavam. Fez um cigarro bem maior, com mais fumo e de circunferência três vezes maior que a dos cigarros convencionais, chamando a esse novo cigarro de charuto. Ao experimentar o novo invento, como ainda não tinha controle, queimou a boca inteira, perdendo, inclusive, a língua, sendo certo que, por motivos óbvios, não se viciou com a nova invenção.

aritgos

LIVRO

40

Segundo consta das velhas escrituras, o primeiro livro foi feito por um primo de Noé, quando o mundo se aproximava do dilúvio. Era preciso que Noé colocasse na arca um par de cada animal e, por mais que ele contasse, não conseguia concluir de forma certa todos que partiriam na estranha nau. Sibilo, entretanto, seu primo, disse de forma até meio grosseira: – Noé, porra, vou escrever relatando um por um dos casais que estão aí dentro. Trata-se de uma ideia que tive há pouco, quando riscava esse carvão na pedra. Será o primeiro

catálogo feito no mundo e quem sabe poderá ser considerado um livro. Disse então Noé ao efebo: – Sibilo, o número de pedras que vai ser preciso riscar para colocar todos os nomes será tão grande que afundará a arca antes mesmo do dilúvio. – É verdade, disse Sibilo, mas usarei então das cascas dessas árvores que usastes na preparação da nau para escrever tudo que precisamos, e, juntando os pedaços, fez propriamente o primeiro catálogo existente no mundo, que foi, realmente, o primeiro livro de que teve conhecimento a humanidade. Dizem que a nau, por ter sido raspada as cascas dos troncos que a estruturavam, também não teve vida longa.

TELEFONE CELULAR O telefone comum já foi uma das piores invenções existentes no mundo. Além de desempregar todos os garotos de recados, possibilitou que as mulheres falassem sem parar com as amigas, bem como que os executivos fossem encontrados em outros lugares, que não seus escritórios. Mas a invenção do telefone celular, realizada por um pentelho desses americanos que estudam desde os dois anos em cima de um computador, chamado John Mole, foi a pior coisa que já houve nesse nosso chamado progresso. De início porque você é encontrado em todo o lugar que não quer, até no banheiro. Depois porque acabou com a distração de seu jantar a dois, pois, no mínimo, entre a salada e a sobremesa, telefonam três filhos, uma secretária e um amigo, ocupando a mesa para falar de coisas que poderiam conversar no outro dia. Quando então, no outro dia, você os encontra, ninguém conversa nada.


Paulo Castelo Branco

Beleza pura

Artigos

D

42

urante mais de trinta anos mantive o meu escritório de advocacia no Setor Comercial Sul. Quando lá cheguei, a área era o centro econômico e financeiro da capital, e os profissionais liberais, especialmente os advogados, preferiam ficar onde estão os negócios e seus conflitos. Há cinco anos, cansado do trânsito caótico, do barulho e da desorganização urbana que atingiu o centro de Brasília, decidi transferir a minha atividade para próximo da minha residência. Buscava tranquilidade, melhor qualidade de vida e oferecer aos meus clientes e amigos estacionamento amplo, segurança e ambiente agradável. Foi assim que cheguei à Comercial da QI 11, no Lago Sul. À época, o comércio ainda oferecia lojas de material de construção, consertos de geladeiras e fogões, sapateiro, mecânica de automóveis, entre outros serviços. De uns tempos para cá, houve um incremento nas atividades de embelezamento corporal que nos trouxe um ar de Ipanema ou Leblon. Basta passar nas calçadas das lanchonetes para encontrar velhos amigos e muita gente bonita e bem vestida. No Deck Brasil, as mesas protegidas do sol e da chuva formam um corredor glamoroso durante as 24 horas do dia. As boutiques se multiplicam, e lojas de presentes mostram em suas vitrines as novidades. O que mais chama a atenção do consumidor são os salões de beleza, clínicas de estética, studio de Pilates e academias de ginástica. A cada dia, a região se torna referência quando se quer obter serviços de alta qualidade nos tratos do corpo. Sem constrangimentos, homens jovens ou velhos são vistos saindo das clínicas em suas vestimentas de ginásticas. Saem com os corpos depilados, cabelos tonalizados e aparados. O comércio possui duas farmácias sempre lotadas de clien-

tes em busca dos melhores cremes, complementos vitamínicos ou xampus. Dois bancos mantêm seus caixas abertos, facilitando o acesso dos clientes na retirada de dinheiro para os gastos do dia a dia. Vários restaurantes atendem aos profissionais de todos os ramos de atividade. Por aqui, também, estão excelentes escritórios de arquitetura e decoração de ambientes. A maioria desses estabelecimentos é conduzida por mulheres; é raro encontrar homens trabalhando nos escritórios ou lojas. Eu mesmo, no meu escritório, sou o único, só advogadas formam a minha equipe. O andar em que estou estabelecido é tomado por médicas, dentistas, arquitetas e um ou outro varão para confirmar as exceções. O som de salto alto e o perfume sofisticado são a marca registrada da QI 11. A beleza, no entanto, não é só dos homens e mulheres, também os cães e gatos possuem o seu canto. Dois Pets se destacam na paisagem com os latidos e miados dos seus fregueses. Eles saem com seus donos, de cabeça erguida, cabelos e laços renovados e andar dengoso. Entram nos carros e, com a janela aberta, cumprimentam os passantes com breves e quase imperceptíveis grunhidos. Há, também, óticas e loja de material fotográfico, além da loteria para garantir o reforço de caixa com uma premiação da Mega Sena. O comércio da QI 11 é seguro. Na vizinhança estão Administração Regional, a Polícia Militar, a Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros. Aliás, não é rara a presença de elegantes policiais protegendo a área. A QI 11 é a minha aldeia, pois como disse Fernando Pessoa: “Porque eu sou do tamanho do que vejo/E não do tamanho da minha altura...”


Escócia – Edinburgh

No alto o Castelo de Edinburgh, situado no topo de um rochedo. Ele é o próprio símbolo da nação escocesa

mara amaral

A

44

capital da Escócia se destaca em qualquer roteiro turístico por vários motivos. Conhecida como Cidade dos Festivais, ela é uma mistura única de arte, música e beleza visual. Esquecendo o conceito tradicional que se tem de uma cidade, esse é um lugar onde quase todas as construções foram erguidas com pedras de cor cinza, castelo no topo da colina, como se estivesse vigiando a cidade abaixo. Seus prédios lembram mansões góticas e a história de séculos passados parecem nos espreitar em cada esquina. O povo é alegre, orgulhoso de suas tradições. Os homens usam as saias kilt xadrez e as crianças aprendem a tocar gaita de fole desde cedo. Um lugar de clima frio mas com um povo receptivo. Edinburgh é uma cidade grande e as principais atrações turísticas estão na região central e podem ser visitadas a pé. As ruas Princess Street e Royal Mille são o principal eixo da cidade. A Princess Street, principal rua da cidade, centraliza o comércio formado pelas principais lojas de departamento. É onde está o monumento em homenagem a Sir Walter Scott, um dos maiores escritores escoceses. Costuma estar lotada de gente e veículos durante todo o dia. É daqui que partem tours de uma ou duas horas de duração pelos principais pontos turísticos, o que é uma excelente opção para quem tem pouco tempo e quer ter uma visão geral da cidade. O maior shopping da cidade, o St.

James, fica na esquina de Princess com a Leith Street. Para assimilar um pouco da cultura local, alguns pontos recomendados são o House Museum, o Edimburgh Crystal Visitor Center, a Georgian House, a National Gallery of Scotland e o Craigmilar Castle, cada um mostrando diferentes aspectos da cidade e seu povo. A rua Royal Mille, na parte mais antiga da cidade, tem construções de pedra e é um lugar ideal para começar seu tour. Ela tem dois quilômetros, ligando o castelo ao Palácio Holyroodhouse, residência oficial da Rainha Elizabeth, e fica perto do centro. Sua construção começou em 1128 e tinha como utilidade principal servir como mosteiro, mas acabou servindo como residência de inúmeros reis e rainhas, incluindo a famosa Mary, Queen of Scots, entre 1561 e 1567. Como o castelo desempenha funções oficiais, geralmente a visita só pode ser feita na parte externa. O roteiro cultural de Edinburgh tem seu ponto alto na National Gallery of Modern Art (75 Bedford Road), prédio construído em 1820, e na tradicional Royal Scottish Academy (The Mound). Não deixe de conhecer a St. Giles Cathedral, principal catedral, construída em 1120. Os tecidos Tartan são a marca registrada de cada tradicional família escocesa, tão importantes quanto seu próprio nome. O padrão e as cores do tecido quadriculado mostram a todos qual é o clã, a ascendência familiar de quem usa. Existem dezenas


Grandes atrações da cidade

National Galleries of Scotland

A Catedral de St. Gilles

de tartans diferentes, como os da família Gordon, Buchanan, Macbeth, Urquhart, MacDonald, Wallace, Douglas etc. A lista é enorme, e eles podem ser encontrados nas diversas lojas de artigos escoceses do centro. O whisky escocês é um dos mais famosos produtos do país, como todo mundo sabe. Se você tem a curiosidade em saber mais sobre o assunto, visite o Scotch Whisky Heritage Center no centro da cidade. Lá você poderá saborear deliciosos chocolates recheados com whisky e passear num trem que conta os 300 anos

de história dessa bebida. Outra opção é visitar uma das destilarias de whisky, que existem às dezenas nessa região, quase todas abertas à visitação. Edimburgh tem muitas áreas verdes, como o Princess Street Gardens e o Queen Street Gardens.

Clima Devido à localização próxima em relação ao Polo Norte, Edinburgh é uma cidade fria. No inverno, a temperatura não passa de 6° C e pode atingir com frequên-

cia os 0° C, principalmente em janeiro e fevereiro, os meses mais frios do ano. No verão, a temperatura é morna ao dia e fria à noite, dificilmente supera os 20° C, mas não cai para baixo de 10° C. A temperatura média anual da cidade é 8,3° C. Não há um período seco e um período chuvoso, chove aproximadamente a mesma quantidade em todos os meses. A diferença da quantidade de mm de chuva no mês mais seco (abril, 41mm) em relação ao mês mais chuvoso (setembro, 66mm) é pequena.

mara amaral

Royal Botanic Gardens

45


Palácio de Holyrood

Exposição “Mary Queen of Scots”

Royal Yacht Britania

mara amaral

E por nada no mundo perca...

46

Fazer compras na maior e mais antiga loja da cidade, a Clan Tartan Center. Endereço: Bangor Road 70, Leith. O Castelo de Edimburgh. Royal Botanic Gardens, fundado em 1670, é considerado um dos mais bonitos jardins do mundo. Uma visita ao Jardim Zoológico – Com mais de 1.000 espécies de animais, incluindo pandas gigantes e pinguins. Diversão garantida para toda a família. Fica em uma colina um pouco afastada do centro da cidade, Corslorphine. National Galleries of Scotland – São quatro galerias que contêm o melhor dos artistas escoceses e internacionais do mundo. São mais de 65.000 obras de arte, de Rembrandt a Picasso. A Terra Dinâmica – Faça uma fascinante jornada através do tempo e espaço nessa atração, que conta a história do planeta, indo até o futuro. A Galeria do Mercado de Frutas – Antigo mercado de frutas e vegetais, é

O famoso whisky escocês hoje um dos espaços mais conhecidos de arte contemporânea. Fica atrás da Waverley Station. Museu Nacional da Aviação – Testemunha a história da aviação. End.: East Lothian. A Catedral de St. Gilles – Localizada na Royal Mile. Palácio de Holyrood – Ele tem sido usado como residência oficial de reis e rainhas da Escócia desde o século XV. Hoje em dia ele é ocupado pela rainha Elizabeth II, como residência de verão durante uma semana todos os anos. Zoológico de Edinburgh. Scotch Whisky Heritage Center – É um centro cultural localizado em um prédio que é um belíssimo exemplar da arquitetura escocesa. Ele oferece um tour onde poderá aprender sobre a história do whisky e sobre como é feita a mundialmente famosa bebida escocesa. Royal Yacht Britania – Não deixe de visitar o Royal Yacht Britannia, uma das embarcações mais famosas do mundo.

Abrindo em 28 de junho de 2013 até novembro de 2013, “Mary Queen of Scots” é uma exibição feita pelo Museu Nacional da Escócia. Criado especialmente para esse museu, ela será exibida apenas em Edinburgh. Maria, Rainha da Escócia, é sem dúvida uma das figuras mais enigmáticas da história escocesa. Sua história desperta fortes emoções: ela foi traída por aqueles em que confiava, condenada a morrer como uma mártir católica, ou era ela uma adúltera assassina com o sangue de seu marido em suas mãos? A exposição será uma oportunidade para rever muito do que tem sido escrito e especulado sobre Maria, uma das monarcas mais carismáticas de todos os tempos. Joias, tecidos, móveis, documentos, retratos e relíquias estarão em exposição, para relembrar a dramática história de Maria e desse período fascinante da história da Escócia. Durante o passeio, é possível visitar o quarto que era usado pela rainha e pela princesa Diana e o príncipe Charles durante a sua lua de mel a bordo do navio. A viagem de trem de Edinburgh a Londres dura apenas quartro horas e meia, e lhe dará a oportunidade de conhecer mais o Reino Unido e de ver as belas paisagens do país no conforto de um trem. Email: maraamaral2002@hotmail.com


TROYES

A CIDADE DAS MIL CORES

pedro gordilho

V 50

erde, rosa, amarelo, azul e vermelho são algumas das cores que produzirão a mais forte impressão aos olhos dos visitantes maravilhados. Troyes (pronuncia-se como o número três em francês, ou seja, trois) é uma obra-prima em preto e branco completamente colorida, deixando impressões que não se esquecem. O décor ideal para um cineasta que deseja encontrar um cenário autêntico, vivo, movimentado numa atmosfera de ruas medievais fidedignas. Sem renunciar à herança da Idade Média, a cidade, em sua fisionomia atual, data do período da Renascença, do período que se chama de Le Beau XVI Siécle. Tanto que a cidade se desabrochou durante essa época de revolução artística e cultural. Quinhentos anos mais tarde, Troyes vive um segundo Renascimento. Nos anos sessenta, a primeira restauração de uma casa (1963 – 1964), a casa do padeiro, marcou sua data. O movimento de renovação se acelera no meio dos anos 1990, com a introdução de pincéis de época e com a utilização de pigmentos

naturais, de acabamentos pintados sobre as fachadas, de janelas esculpidas e trabalhadas. Após a aprovação, em 2003, de um plano de revitalização do centro antigo, a cidade é tomada por um frenesi de alegria e se deixa levar por uma exuberância de cores, um verdadeiro fogo de artifício para celebrar a passagem do novo milênio. No centro histórico, as casas à colombages são quase sempre assimétricas e tortuosas e suas ruas medievais são tão estreitas que se podem passar objetos de uma casa a outra, de um lado ao outro lado da rua. Ela é também uma cidade de arte, com seus palácios particulares, seus museus e suas dez igrejas classificadas, embelezadas com vitrais que vão do século XII ao século XX. De sua tradição de fabricação de malhas e meias, a cidade ficou famosa também pelas suas famosas lojas de fábrica. Construída no local de uma fortaleza gaulesa, a cidade foi evangelizada no século III. O mais eminente dos seus bispos, Saint Loup, ocupou a sede episcopal durante 53 anos. No ano 451,


Átila e os Hunos invadiram a Galia, roubando e destruindo tudo que encontravam pela frente. Depois de ter queimado Metz, dirige-se em direção de Reims, Troyes, Sens e, finalmente, Paris. Em Orleans, o exército dos Hunos bate em retirada diante do exército do romano Aetius, composto principalmente de contingentes germânicos. Átila deve ainda enfrentar a batalha de junho de 451 sobre os campos catalúnicos, cuja localização exata permanece um enigma. Quando se aproxima de Troyes, Saint Loup se apresenta diante do invasor, oferecendo-se como refém para salvar sua cidade. Esse gesto virtuoso impressiona o bárbaro chefe dos Hunos, que aceita desviar-se de Troyes. Troyes possui uma zona central que tem a forma de uma rolha de champanhe, limitada por um cinto de boulevards: normalmente localizam-se endereços e fazem-se referências relacionando-os ao corpo e à cabeça. A cidade é cercada de faubourgs e de zonas industriais. Na Idade Média, Troyes contava com dois bairros distintos. A cidade, na cabeça da rolha, era o centro aristocrático e eclesiástico em torno da catedral. O Burgo, no corpo da rolha, era o bairro burguês, onde se realizavam as feiras da região de Champagne. No coração histórico está a Praça Alexandre – Israël. A grande praça, com muitos cafés, é dominada pela fachada Luís XIII do prédio da Prefeitura, onde se lê, sobre o pórtico de

entrada, a divisa revolucionária escrita sob a forma inicial: “liberdade, igualdade, fraternidade ou a morte”. Sua arquitetura inesquecível assemelha-se com a arquitetura comumente localizada em muitas regiões do interior da França. Mas a reconstrução, a recuperação cuidadosa, permite que se compreenda como era a vida cinco séculos atrás na região. Depois do grande incêndio de 1524, os habitantes viviam numa fase de abundância e reconstruíram suas casas com mais luxo, como se pode ver percorrendo o coração histórico. A construção à colombage estilo renascimento (século XVI) se compõe de um arcabouço com vigas lavradas de carvalho francês, entre as quais é intercalada a massa, mistura de terra e de palha. Os andares magnificamente compostos repousam frequentemente sobre espécies de peanhas esculpidas. As mais elegantes são construídas de pedra, material mais dispendioso, fazendo-as distintas das demais. Na ruela dos gatos tem-se uma aula completa do estilo que predomina na região. Suas casas à pignons (as duas peças inclinadas das A bela Catedral de São Pedro — São Paulo

pedro gordilho

Estilo à colombage por toda a parte

tesouras do telhado que vão do frechal à cumeeira) são tão próximas umas das outras que um gato pode facilmente saltar de um telhado a outro do outro lado da rua. A catedral São Pedro e São Paulo, construída do século XIII ao século XVII, é uma construção impressionante pelas suas dimensões, riqueza de sua decoração e beleza de sua nave. Muito trabalhada, a fachada, do começo do século XVI, é obra que se deve a Martin Chambiges, construtor do transepto da catedral de Beauvais, que trabalhou também na catedral de Sens. É ornamentada por uma bela rosácea flamboyant (flamejante). Esculturas e estátuas foram destruídas pela revolução. Duas torres eram previstas, mas somente a torre da esquerda, com altura de 66 metros, foi concluída no século XVII. Na sua base, uma placa significativa ressalta a passagem de Joana D’arc em Troyes, no dia 10 de julho de 1429. O portal do transepto norte (que data do século XIII), pela sua beleza, recebeu o nome de Beau Portail. A parte superior é verdadeiramente impressionante: uma imensa rosácea, que inscreve

51


pedro gordilho 52

seus doze raios em ogivas num quadrado. O interior confere uma impressão de leveza. A elegância da arquitetura, a harmonia das proporções e a excelência dos vitrais assinalam admirável perspectiva da nave e do coro. Outra maravilha de Troyes é a igreja de Santa Madalena, a mais antiga igreja da cidade. A igreja primitiva foi restaurada no século XVI e recebe um novo abside (cor- Restaurante Jardin Gourmand redor semicircular na parte lateral e posterior do altar mor), de 1498 a 1501. Na nave gótica, reconstruída na segunda metade do século XIX, um Triforium é colocado sob janelas geminadas, mas toda atenção é lançada para a impressionante Tribuna de Pedra. De estilo flamboyant, a Tribuna foi executada de 1508 a 1517. A igreja é ornamentada por grandes vidraças estilo Renascença com colorido brilhante, vendo-se da esquerda para a direita a vida de São Luis (1057) e a criação do mundo (1500), em que as primeiras cenas na parte baixa à esquerda evocam a separação das águas. São representações quase abstratas, impensáveis naqueles tempos longevos, como se vê ainda ao retratar a Lenda de Santo Eloi (1506), a Árvore de Jesse (1510), A paixão (1494), finalmente a vida de Santa Madalena (1506) e o Triunfo da Cruz. O Museu de Arte Moderna da cidade compreende coleções únicas que permitem redescobrir a época utilizam o mesmo procedimento fauve: fauve. Essa designação de fauve foi dada a cor pura é estendida em largos, imensos no Salão de 1905. Alguns pintores que traços uniformes e seus retratos mundanos. Relativamente ao período anterior aos faziam bramir a cor. Formas estranhas e quase sempre ausência de perspecti- fauves, prestigia-se nas primeiras salas va, de profundidade, lhes valeram tam- dois pequenos Courbet, um belo quadro bém o sobrenome de invertebrados. O duplo de Degas, um esplêndido Seurat e Museu de Arte Moderna contempla 388 as insólitas representações das fábricas pinturas (que vão do fim do século XIX de Vuillard. Entre as obras mais recentes, estão ao começo do século XX), bem como 1277 desenhos, 104 esculturas, peças de arte quadros de Robert Delaunay, antes de africana e da Oceania. Mas ela é, como seu período abstrato, Seurat, Modigliani, dito, particularmente rica em obras dos Soutine, Balthus e de várias telas de André pintores fauves. As telas de Derain ex- Derain, posteriores ao seu período fauve. Além das indústrias de malhas de lã e plodem de cores nas representações de Londres, assim como aquelas de Vla- lojas de fábrica, a cidade é famosa pelos minck, de Braque e Van Dongen, que seus andouillettes (chouriço). Esses famo-

sos embutidos da região se comem assados, ao natural ou fritos no óleo, no qual se colocam fines herbes e um dente de alho. Normalmente se degustam as andouillettes com mostarda ao vinho de champagne ou mostarda de Meaux. Um purê de batata, de feijão vermelho ou rodelas de cebolas fritas, passadas no leite ou na cerveja, depois na farinha, acompanham muito bem os chouriços da região. E a restauração também é magnífica e marcante em Troyes. São mencionados os magníficos Le Bistroquet, com sua decoração bistrô e lustres retrô, um décor estilo brasserie parisiense da Belle Epoque, que se harmoniza perfeitamente com o tipo de cozinha lá proposto. O Valentine, também outra preciosidade. Mas o ponto alto é o restaurante Jardin Gourmand, situado no coração da vieux Troyes. Oferece uma cozinha du Terroir, valorizando ao máximo a região, sem prejuízo da criatividade e da renovação. Tem uma excelente carta de vinhos. A salada de oeuf poché e o filet de turbot sauce champagne deixaram reminiscências inapagáveis. E o vinho, já conhecido sur place, foi o Irancy, de Anita, JeanPierre, Stéphanie, um bougogne de rica memória, experimentado com Auxerre. Cidade de arte e história que surpreende a cada passo, Troyes saberá seduzir e encantar, ideal para flaner, ela soube resguardar sua longa história, seu longo passado para melhor receber o futuro. Hoje, suas ruas estreitas e pitorescas restituem uma ambientação medieval onde se sucedem as riquezas de seu patrimônio inestimável. Referências bibliográficas • Michelin, Champagnes Ardennes, Guide de Tourisme, Nouvelle edition, s/d. • Michelin, Champagnes Ardenne, Le Guide Vert, Ed. 2010. • Reims en Champagne – Ardenne, Guide de Tourisme, Office Universitaire d’Edition, Strasbourg, Jean-Facques Schott, editeur. • Guia da Folha de São Paulo, Champagne, Troyes.


Copa 54

Está ansioso pelo início dos jogos da Copa do Mundo 2014 na Capital Federal? Organizou torcida? Garantiu os ingressos? E a camiseta canarinho? FOCO conversou com alguns torcedores que, mesmo discordando sobre a escalação ideal para a seleção brasileira, concordam em um tema: “Brasília vai ferver”


Por Wemerson Santos — Fotos: Divulgação

N

a rádio do carro a caminho do Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha, a repórter de fala acelerada anuncia em seu programa matinal de notícias uma série de eventos esportivos que o estádio receberá nos próximos meses. “Bom dia, ouvinte. Quem está ansioso para a Copa do Mundo 2014 tem motivos para comemorar”. Não bastasse, num sinal próximo ao estádio, estampada na capa de um jornal distribuído gratuitamente na cidade, mais Copa do Mundo, desta vez com a manchete: “A abertura da Copa pode passar para Brasília”. Restando pouco menos de 12 meses para o pontapé inicial da Copa, é esse o clima que se vê, se lê e se ouve na Capital Federal. Afinal, vem aí um dos eventos esportivos mais populares do mundo. Uma “festa” que, na avaliação da publicitária Dora Maria Severo, deixará um legado de benfeitorias para a cidade. “Brasília começou a ter o seu reconhecimento como Capital Federal. Estamos recebendo muitas melhorias, grandes desenvolvimentos na área de infraestrutura, lazer, transportes e tecnologias, além, é claro, do desenvolvimento profissional relacionado à área de hotelaria e gastronomia”, afirma. Na leitura da publici-

tária, a Copa das Confederações e a Copa do Mundo serão apenas pontos de partida para o intenso processo de crescimento que a cidade contará nos próximos anos. Ela comenta ainda que “ambos os eventos deixarão uma série de conquistas para a cultura, o lazer, o turismo e principalmente para os negócios”. E ela pode ter razão. Em pouco menos de dois anos o Governo do Distrito Federal injetou verbas bilionárias no preparo da cidade para recepcionar os eventos esportivos que acontecerão este ano, 2013, e no ano seguinte, 2014. Apenas o Estádio Mané Garrincha, com atual capacidade para 72 mil torcedores, contou com um aporte de R$1,015 bilhão. Já o Aeroporto JK, um montante de R$ 749 milhões em investimentos. A meta do GDF: passar de 14 milhões de passageiros ao ano para 24 milhões até dezembro de 2013, seis meses antes da Copa. Otimista, Dora Maria Severo avalia que a herança do dinheiro depositado nas obras “será deixada para nós, os habitantes. Brasília e os brasilienses têm muito a ganhar”, ela completa. Mesmo com o clima de festa entorno do evento, o estudante universitário Dyego Barroz prefere ser mais comedido quando fala sobre o “legado da Copa para o país”. Sua preocupação de primeira hora é quanto ao efeito elefante branco (estádios cujo custo – em especial o de manutenção – é desproporcional à sua

Copa

estádio nacional

55


Foto: Ricardo Padue

estádio nacional

Dora Maria Severo e Dyego Barros: “vai dar Brasil. Vai dar Brasília”

Copa

utilidade ou valor), um exemplo do que aconteceu na África do Sul. “Não podemos esquecer que Copa do Mundo dura um único mês, e que o tal legado prometido quase sempre é esquecido pouco depois. Espero que a ideia de, posteriormente ao evento, promover jogos de campeonatos nacionais saia do papel e que tenhamos ingressos acessíveis também para a camada mais pobre da sociedade”.

56

Pra cima deles... Embora de um lado a imprensa nacional e internacional aponte que os países

favoritos ao título são, na ordem, Espanha, Alemanha e Argentina, do outro, craques como o ex-meia francês Zinédine Zidane tem outra aposta para o título mundial em 2014. Para o três vezes melhor do mundo, a seleção brasileira será campeã em casa, apoiada por seus jovens valores. Aposta e comentário semelhantes à opinião do estudante universitário Dyego Barroz. Consciente do descrédito da atual seleção, ele comenta que “apesar de não mais representarmos o melhor futebol do planeta, ainda possuímos bons valores individuais e teremos

a torcida atuando a favor da seleção”. Ele lembra aos descrentes: “A camisa amarela ostenta cinco títulos mundiais em seu escudo e isso faz muita diferença”. “Tudo bem que as equipes apontadas como favoritas estão mais estruturadas e sabem impor seus modelos de jogo ao adversário. Mas, correndo pela margem, temos Brasil, Holanda e Itália. Acredito que o título ficará entre as três”. Para vitaminar o ritmo e se destacar sobre os nomes favoritos, de acordo com ele, a seleção brasileira precisa mesclar experiência e juventude. Nesse sentido, jogadores como Neymar e Oscar são apostas importantes. Além deles, o estudante aponta Kaká e Ronaldinho Gaúcho como nomes fundamentais para o elenco. “Até mesmo no banco, eles podem passar tranquilidade para a garotada ao longo da competição, por isso eu os convocaria”, diz. E quanto mais concreta é a chegada dos eventos que prometem sacolejar as estruturas da cidade, mais concreta ainda é o grito de torcida de Dora Maria e Dyego Barroz. A publicitária seguirá uma linha mais família durante os jogos. “No estádio, minha torcida será formada por meu marido e eu; agora, em casa, nossa torcida será muito maior, com a presença dos nossos amigos, filhos e familiares. Será uma festa, com certeza”, afirma. Já o estudante universitário, este prefere torcer do modo mais “profissional”, com sua torcida organizada. “Por integrar a Gaviões da Fiel, que pretende desenvolver algumas atividades durante o período da Copa do Mundo, a fim de transmitir aos turistas que virão de outros países o jeito brasileiro de se torcer na arquibancada, estarei inserido neste projeto”. Mesmo com opiniões e estilos distintos sobre a escalação ideal para seleção e o estilo de incentivar a seleção, sobre a Copa, ambos concordam em um aspecto: Brasília ganhará em diferentes aspectos – econômicos, sociais ou comerciais. Em resumo: Brasília vai ferver durante os eventos esportivos marcados para acontecer na Capital. E quem ganha, segundo Dyego Barros e Dora Maria Severo, são os brasilienses.


joias

Mãos abençoadas II!

58

A Revista Foco entrevistou mais alguns dos melhores profissionais na cidade que dão força para a expansão do mercado

Por Fernanda Caixeta — Fotos: Divulgação

O

mercado de joias na Capital Federal continua em expansão, sendo o terceiro do país, ficando atrás apenas de São Paulo e Rio de Janeiro. Além de pedras preciosas, do ouro e da prata, os brasilienses têm interesse especial pelo design. Os consumidores estão sempre atentos às tendências e, principalmente, ao nome do artista que assina as peças.


Tricia Milaneze Essa designer faz joias inovadoras. São peças artesanais, feitas com crochê e fios de ouro, cores vibrantes e designs artesanais combinados com vintage e influências modernas. A brasileira Tricia Milaneze fundou a Lavish (www.lavishjewelry.us) em 2005, e hoje já está comercializando seus produtos nos Estados Unidos, Europa, Oriente Médio e Japão. Esse “luxo acessível”, junto com o design inovador, tem agradado o mundo todo. Milaneze se considera uma designer, não uma artista. “Eu vejo as coisas por meio de um ponto de vista comercial”, diz. “A chave é unir design com a comercialização”. Milaneze inicialmente testou seus instintos comerciais por meio da importação de roupas do Brasil. Ela logo percebeu que o negócio não era competitivo no mercado americano, então se voltou para o mercado de joalheria. De 2006 a 2008, Milaneze desenvolveu a Lavish enquanto trabalhava em tempo integral em um escritório de advocacia de Miami e cuidava de seus filhos. Em 2009, o primeiro ano em que se dedicou quase em tempo integral à Lavish, a receita da empresa aumentou 400%. A designer produz todas as peças no Brasil sob a supervisão de Gervasio Milaneze Jr., sócio e irmão de Tricia. O produto é enviado do Brasil para os Estados Unidos e distribuído a partir da sede mundial da Lavish em Fort Lauderdale, Flórida, para todo o mundo. Além de administrar uma empresa em rápido crescimento, Tricia Milaneze desenha cada peça e viaja extensivamente para feiras internacionais. Este ano, Lavish expandiu as vendas para o Brasil com vitrines de luxo nas lojas Victor Hugo, em Brasília, e também na Morena Rosa do Parkshopping terá espaço Lavish by Tricia Milaneze. Tricia financiou sua própria empresa desde o início, que conseguiu crescer graças às suas habilidades em gestão de negócios e seu natural instinto para as artes e estilo sofisticado. “Eu me considero sortuda”, diz a empresária.

Marco anTônio aTTie

joias

O joalheiro Marco Antônio Attie, 49 anos, começou sua carreira trabalhando com pedras preciosas e semipreciosas. Com a evolução do negócio familiar, iniciado na década dos anos 50 pelos seus pais, se tornou designer de joias da Pedrart, que já est�� no mercado há mais de 30 anos. A empresa tem uma vasta experiência em gemas brasileiras autênticas, além de possuir relógios, joias para formandos, noivos, reposição de pedras, polimento e conserto de joias e fabricação própria. “Hoje percebo que muitas joalheiras trabalham o varejo sem a preocupação de ter um produto que passa de geração a geração, que é a nossa proposta na Pedrart. Claro que minha equipe está atenta às inovações e sempre observamos as tendências nacionais e internacionais, participando de, no mínimo, seis eventos anuais, como feiras setoriais de gemas e joias, entre elas Hong Kong Jewellery Show, Basel World Watch and Jewellery”, diz Marco. Os materiais mais utilizados são o ouro amarelo, ouro branco, platina, diamantes e pedras preciosas autênticas. Já as mais comercializadas são as joias em pedras naturais em ouro amarelo com diamantes.

59


Benigna Venâncio Benigna Venâncio Reis, 42 anos, nascida no Ceará, começou sua carreira na joalheria da família e tornou-se designer de joias com a motivação de sua avó, que também era joalheira. Há 20 anos sua vocação é criar joias, transformando metais nobres e pedras preciosas em belíssimos adornos para embelezar ainda mais seus clientes. As suas criações são realizadas por meio do desenho, no qual ela cria e manda executar por especialista em São Paulo. As peças mais vendidas são o Espírito Santo, Anjo da guarda, Inspiração divina, por serem joias exclusivas Benigna Venâncio. Suas famosas joias já se tornaram conhecidas inclusive no exterior, considerando o bom gosto e qualidade presentes em cada peça, feita com carinho e criatividade. Resumem-se na expressão da arte aliada à exclusividade. “O meu diferencial é a qualidade nas peças, o atendimento personalizado e o amor em tudo que crio. Tudo o que é feito com amor e carinho floresce”, adverte.

joias

Vânia ladeira

60

A mineira Vânia Ladeira, 47 anos, começou sua carreira fazendo um curso de ourives na bancada, depois designer de joias e curso superior de Artes Plásticas na Universidade de Brasília. Como já gostava de fazer trabalhos manuais, se apaixonou por ourivesaria e logo tornou-se designer de joias. Vânia pesquisa e estuda os materiais e conceitos, depois parte para a concepção artística e a ergonomia das peças, posteriormente acompanha o processo de confecção que o ourives executa, pois nessa etapa é essencial o seu conhecimento e apreciação. A designer tem algumas peças que são verdadeiros ícones da marca Vânia Ladeira Design, como as mandalas e as alianças “Mil Aros”. “O que diferencia o meu trabalho é a minha formação em Artes Plásticas, pois faço tudo a mão, baseado em pesquisa e conceitos fundamentais da linguagem visual como composição de formas e cores. Ela utiliza ouro em todas as suas cores, a prata, as gemas coradas, as pérolas e os corais. Não usa materiais perecíveis como sementes, pois acredita no conceito que as joias podem ser modernas, mas não devem deixar de ser tradicionais no sentido de serem eternas. Vânia conta que tem um trabalho exclusivo para noivos, no qual cria e desenha as alianças junto com eles, participando todos do processo de confecção no ateliê, desde a fundição do metal até o polimento, registrando tudo em vídeo ou fotografia.


Para o brilho não acabar cuidado

Por Mariana de Ávila – Fotos: Divulgação

62

N

a maior parte dos casos, as joias são usadas em ocasiões especiais. Enquanto não estão sendo usadas, precisam ficar bem guardadas. O problema é quando elas ficam mal guardadas e acabam se deteriorando. Por isso é importante guardar e cuidar bem das joias.


Esmeralda: Para lavar, basta um sabão neutro e água fria. É importante ter cuidado na hora de secá-la. Uma dica é não esfregar. Na hora de guardar, prefira locais arejados e não as coloque dentro de sacos plásticos. Diamante: O diamante é super-resistente, por isso é importante não deixá-lo em contato com outras joias, para que não corra o risco de arranhá-las. A oleosidade pode prejudicar o diamante; portanto, não é recomendando aplicar cremes e perfumes enquanto a joia está sendo usada. Ouro: Na hora da limpeza, é importante utilizar sabão de coco e água corrente, e quando for secar, optar por uma flanela seca. Uma dica para não deixar a joia opaca é lembrar de retirá-la na hora do banho.

Prata: É recomendado o uso de sabão neutro e escova macia. Lembrar de retirar as joias de prata quando for manusear produtos de limpeza. Não é recomendado entrar na piscina nem no mar, pois água com cloro e água do mar podem danificar a joia. Pérola: As pérolas são as mais difíceis de cuidar. Para limpar, o recomendado é fazê-lo cuidadosamente com uma flanela seca. Quando for usar uma joia de pérola, só a coloque no corpo depois que terminar de fazer a maquiagem. Quando for guardar, não a deixe em uma caixa fechada. Ela precisa respirar. Por isso prefira embrulhá-la em um papel de seda e guardá-la numa gaveta.

cuidado

Veja algumas dicas de como mantê-las em bom estado.

63


Fisiculturismo Elas reconhecem que a maior dificuldade é a falta de apoio aos atletas, talvez pelas diferenças relacionadas à ditadura da beleza Por Márcia Casali — Foto: Alexandre Alves e arquivo

EsportE

D

64

entre as características irreversíveis na beleza da mulher, está a feminilidade. De acordo com a atriz australiana Anne Lambert, a beleza feminina não deve ser avaliada pelas proporções do corpo, mas pelo efeito que estas produzem. Corpo saudável, pernas torneadas, barriga sequinha e músculos bem definidos são os objetivos alcançados nas academias por mulheres corajosas e determinadas, que venceram não apenas o preconceito, mas a barreira da “ditadura da beleza”. Ditadura essa criada pelo sistema capitalista, o qual também tenta manipular o que vestir, como se comportar e cuidar da aparência. Na capital do Brasil, mulheres com atitude saíram dos padrões definidos pela mídia e fazem parte de uma nova estética feminina, com a prática do fisiculturismo. O esporte, em inglês chamado de bodybuilding, atraiu o público feminino na década de 1960, em campeonatos de Miss Physique e Miss Americana. Apesar das opiniões divergentes, o objetivo não é competir com os atletas masculinos, que são julgados pela simetria e muscularidade. Elas malham forte para conquistar músculos definidos e um padrão de beleza ideal para cada atleta. No que diz respeito a uma mudança radical, apesar de

Aliny Marchiori conquistou títulos nos campeonatos Goiano, Brasileiro, Sul-Americano e Mundial


Personal trainer A sociedade mudou os conceitos dos cuidados com a saúde, tendo em vista que o sedentarismo é a causa de muitas mortes pelo mundo. No caso do fisiculturismo, a ciência proporciona condições para que metas sejam atingidas, já que na maioria das vezes as atletas precisam de substâncias que estimulem e potencializem os resultados. Vale destacar que uma grande parte dessas substâncias tem como finalidade aumentar a testosterona, um hormônio de grande proporção no corpo dos homens e, em proporções bem menores, no das mulheres. Conhecido como o “personal das celebridades”, Kleber Caramello, graduando em Nutrição, explica que o atleta de culturismo idealiza, com o passar dos anos, ficar maior e mais simétrico, o que significa estar proporcional em todos os grupos musculares. E grande parte recorre ao uso de recursos ergogênicos, tais como a testosterona, hormônio do

Para o personal trainer Kleber Caramello, a diferença entre remédio e veneno é a quantidade

crescimento, insulina e outros. Mas ele destaca que, sem treinamento e dieta, não há resultado. “Não existe fórmula mágica, existe, sim, trabalho duro como em qualquer esporte ou trabalho de ascensão profissional”, alerta. Quanto aos riscos dos anabolizantes para a saúde, Caramello lembra que a palavra anabolizante está ligada a toda e qualquer substância que promova o anabolismo, ou seja, o crescimento, o que, por exemplo, pode ser encontrado no arroz e feijão. Quanto ao uso de esteroides anabólicos e testosteronas, ele afirma que existem alguns riscos envolvidos no uso prolongado ou em doses muito altas. Segundo o personal, não há estudo científico que prove o óbito de alguém por causa do uso. E que os casos de pessoas e atletas que morreram deram-se devido à utilização de insulina, não de testosterona. “Existem no Brasil bons endocrinologistas que, depois de colherem exames, receitam esteroides anabólicos aos seus pacientes”, diz. Ele alerta sobre os cuidados na hora da compra, pois com a proibição, fica aberta uma porta para o mercado negro, que oferece produtos de procedência duvidosa. Um perigo, por falta de assepsia, subdosagens e mal armazenagem. Quanto aos suplementos alimentares, ele lembra que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é o órgão responsável pela liberação e registro dos produtos. Os suplementos são fórmulas de macronutrientes com proteínas, carboidratos e lipídios, acrescidos de vitaminas e minerais. endocrinologista Quem também reforça sobre os cuidados com a compra de suplementos é a endocrinologista Alessandra Fonseca, uma parceira do Grupo Acreditar. Ela destaca os artigos publicados que descrevem alterações em enzimas hepáticas com o uso de suplementos nutricionais. “É importante citar que, por falta de regulação adequada, infelizmente, são encontrados para compra muitos suplementos que não têm um perfil de segu-

A endocrinologista Alessandra Fonseca trabalha respeitando os limites do atleta

rança bem definido e contêm substâncias proibidas que não constam no rótulo”, comenta. Segundo Alessandra, é comum atender pessoas que desejam resultados rápidos para o tão sonhado corpo ideal. Ela orienta que alguns limites devem ser respeitados, pois não existe um padrão estético no qual a pessoa deve se encaixar. Quanto ao uso de anabolizantes, a especialista alerta que a medicina utiliza o uso de testosterona ou hormônio do crescimento para pacientes que apresentam alguma doença, lembrando que a prescrição deve ser realizada por profissionais habilitados, não apenas pelo grau de experiência, mas pelo risco de efeitos colaterais. Ela destaca os perigos relacionados aos anabolizantes mais utilizados, que são os de ação androgênica, ou seja, ligada ao hormônio masculino testosterona. Os principais efeitos colaterais são: o aumento do colesterol ruim, a queda do colesterol bom e o aumento dos glóbulos vermelhos no sangue, que causa a trombose. “Também foram descritos em mulheres o surgimento de acne, aumento dos pelos, queda de cabelo, aumento do clitóris, distúrbios da menstruação e alteração da voz, que é irreversível”, finaliza.

EsportE

muitas vezes serem criticadas por perderem a feminilidade, além da polêmica sobre a utilização de esteroides, elas têm autoestima e reconhecem que não perderam a beleza e a sensualidade.

65


ciso respeitar a individualidade da pessoa, pois cada organismo possui suas peculiaridades, por isso a importância de ser acompanhado por um endócrino, nutricionista, além do profissional de educação física.

EsportE

Polliana Silva deixou a ginástica olímpica para colecionar prêmios no fisiculturismo

66

disciplina e prêmios Chegar ao nível competitivo é complexo, pois requer conhecimento em várias áreas, como anatomia, nutrição e até mesmo na psicologia. A vida da atleta não está resumida apenas aos treinos. Elas estudam, trabalham, investem em suplementos e alimentação balanceada. Para a advogada e estudante de Educação Física Aliny Kristina Marchiori, 23 anos, o desejo pelo fisiculturismo teve início após um campeonato em Goiânia. Para ela, a prática do culturismo se tornou um estilo de vida, sendo que o atleta literalmente “carrega o esporte no corpo”. A jovem conta que no começo a família não deu apoio, o que é natural devido à alimentação restrita e o alto investimento com profissionais capacitados e suplementos. “As pessoas têm acesso a muitas informações, que nem sempre são reais e saudáveis. Querem evitar gastos e copiam a receitinha do amigo. Mas a famosa proposta de milagre não existe”, garante a atleta, que encontrou no esporte foco para alcançar o que deseja. Disciplinada, Aliny conquistou vários títulos logo no primeiro ano de competição e destaca o 1° lugar no Miss Toned

I, acima de 1,63m do VII Campeonato Goiano de Musculação; 2° lugar do II NABBA Sudamerica OPEN e 7° lugar Miss Toned Figure (categoria única) do 64° NABBA Universe. Segundo a atleta, para conquistar o corpo desejado, é pre-

Aliny Marchiori afirma que no fisiculturismo o atleta deve amar o que faz, pois os desafios são grandes

determinação E quando o assunto é andar na contramão da opinião pública, as atletas de fisiculturismo precisam ter coragem para romper com todo e qualquer tipo de preconceito. Há quatro anos, a professora de educação física e tatuadora Polliana Cristina Silva, 29 anos, aceitou o desafio de deixar a ginástica olímpica para se tornar fisiculturista. Colecionadora de títulos, entre eles um internacional, ela se considera uma pessoa que não se importa com a opinião alheia, pois sempre fará o que gosta. “Percebo que as pessoas me olham de forma preconceituosa, principalmente quando estou treinando para os campeonatos, pois fico magra e definida”, lamenta a atleta, que já recebeu críticas ao postar fotos nas redes sociais. Polliana afirma que encontrou no culturismo uma melhor qualidade de vida e autoestima, além da satisfação de ver o resultado desejado, algo fascinante que a motiva a não desistir. Ela reconhece que o esporte é cercado de preconceitos, mas com o tempo isso pode acabar, devido ao crescimento na divulgação dos eventos. Movida a desafios, ela reconhece a importância de respeitar os limites do corpo, lembrando que o descanso é tão importante quanto os treinos, além dos cuidados para prevenir as temidas lesões. Vale destacar a importância do acompanhamento de um profissional habilitado, o que garante excelentes resultados e, sobretudo, preserva e assegura a saúde. “Com disciplina e força de vontade, é possível alcançar o físico desejável. E a vitória não é só minha, pois conto com pessoas que me apoiam e patrocinam, algo difícil de conseguir no fisiculturismo”, diz. Agradecimentos: Kleber Caramello: 3361-7542/ 9627-9668 Grupo Acreditar: 3363-5252


68

dia das m達es


Elas merecem Confira as dicas de presentes da vitrine da Revista Foco para o Dia das Mães e presenteie com carinho e amor essa mulher que é tão importante na sua vida. Parabéns, mamães!

Espumante Quinta Don Bonifacio Rose Brut – Barolo Vinhos – Preço sugerido: R$ 35,00

Anel ouriço em ouro 18K e pérola branca – Vânia Ladeira – Preço sob consulta.

dia das mães

Confeccionados com fibras de poliéster e revestidos com tecido duplo de algodão, os travesseiros são anti-alérgicos e possuem estampas suaves. Disponíveis em diversas cores e ervas naturais, nos tamanhos: Infantil, Médio e Adulto. À venda na Essencial Farmácia de Manipulação – Preço sugerido para o tamanho adulto: R$ 64,00.

69


Cafeteira Kmix – Kenwood para Cook & Coffee – Preço Sugerido: R$ 638,00

Kit Romy e Rogy by Dot Paper com sais de banho, hidratante, sabonete líquido, difusor de ambiente, creme para mãos, gel esfoliante e toalha Coffee – Preço Sugerido: R$ 534,00

Camisa Chiffon Heavy Basic Collection Preço sugerido: R$ 229,90

Campanha Pátio Brasil – Show especial Dia das Mães. Dê um show do Fábio Jr. de presente pra sua mãe. Dia: 29 de maio de 2013, no Ópera Hall, às 21h. Ingressos: ganhe um ingresso para o show a partir de R$ 250,00 em compras no shopping entre os dias 25 de abril e 15 de maio. Clientes BRB ganham um ingresso a mais.

dia das mães

Coleção Cápsula da Arezzo para o Dia das Mães, que chegará nas lojas 15 dias antes da data. São poucas unidades por modelo por tempo limitado, só até o Dia das Mães – Preço sob consulta.

70

Turmalina Paraíba na Miranda Castro, Preço sob consulta


Porta-retrato de osso trabalhado – Nardim Júnior Home – Preço Sugerido: R$ 110

Presente Natura Una – Composto por um deo parfum Natura Una, um pó iluminador e um pincel para pó e blush exclusivos. Os produtos vêm em uma caixa de presente – Preço sugerido: R$ 169,00

Kit com cinco peças para banho de porcelana – Nardim Júnior Home – Preço Sugerido: R$ 500

Rádio Vintage – Nardim Júnior Home – Preço Sugerido: R$ R$ 150

A campanha bareMinerals de Dia das Mães presenteará com um mimo especial quem comprar dois produtos da marca na boutique em Brasília no ParkShopping, entre 18 de abril e 12 de maio.

dia das mães

Camisão com Regata Ki Graça – Preço sugerido: R$ 220,00 (tamanho 44 ao 54)

71


Kit banho Drops of Joy com sabonete líquido Harmony, hidratante Harmony, touca e esponja de flor, cesta inclusa – Preço sugerido: R$ 190

KIT II Clínica Duohaus – Cestinha de madeira com duas toalhinhas, três sabonetes perfumados, um voucher de tratamento R$200 que dá direito a: massagem relaxante com esfoliação facial + máscara de ouro OU esfoliação facial + massagem tuiná + máscara de chocolate ou argila OU peeling de cristal ou diamante + máscara de chocolate. Preço sugerido: R$ 250

dia das mães

Estojo Anni O Boticário. Dimensão 340 x 230 x 88 mm - 1 Desodorante Colônia 100 ml, 1 Loção Hidratante 110g, 1 Sabonete Perfumado 90g e 1 Nécessaire – Preço Sugerido: R$ 110

72

Best Present com opções no site www.bestpresent.com.br – Best Box análise de estilo pessoal em domicilio – R$ 210; Best Box curso de automaquiagem em domicílio – 2 horas – 130; Best Box aulas de dança do ventre – 4 aulas – R$ 80.

Brincos “Nuvem” em ouro 18K e quartzos jateados – Vânia Ladeira – Preço sob consulta.

Fanes Joias Contemporâneas – Preço sob consulta.


CARA DE PAISAGEM As obras que mudaram a rotina do Eixo Rodoviário Sul de Brasília, além de trazer mais mobilidade à vida dos brasilienses, tiveram um efeito colateral pouco notado, mas muito simbólico: cara nova para a paisagem local. Agora, a avenida W3 Sul espera sua vez de ganhar um novo visual

Por Wemerson Santos – Fotos: Mary Leal (Reprodução GDF)

M

brasília

uitos sonham. Alguns falam. Poucos realizam. Ao longo dos últimos meses o Governo do Distrito Federal e a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) têm demonstrado pertencer a esta última categoria. Para comprovar a tese: as construções que tomaram conta do Eixo Rodoviário Sul, principal ponto de acesso à Brasília. Iniciadas em agosto do ano passado, 2012, a “nova cara” da via – que custou cerca de R$2 milhões – gerou novos acessos diretos aos eixos W e L e uma redução de 500 metros de percurso para quem trafega

74

diariamente dos comércios locais para o Eixo, ou vice-versa. Conhecidas como agulinhas, os novos acessos ajudarão a evitar o congestionamento das tesourinhas e a reduzir o tempo de viagem pelo local. Foi justamente o que David de Matos, secretário de Obras do Governo do Distrito Federal, ressaltou em entrevista recente concedida à Agência Brasília. Para ele, “as agulhinhas vão melhorar o fluxo de automóveis entre o Eixão e os Eixinhos, além de gerar economia de combustível e de tempo para os motoristas. Além disso, a abreviação do caminho a ser percorrido pelos veículos proporciona redução da emissão de gases tóxicos na atmosfera”, diz.


Novos acessos geram mais agilidade ao trânsito do Eixo

Agulhinhas liberadas para o trânsito Projeto do arquiteto Lúcio costa As já famosas agulhinhas fazem parte do projeto original do arquiteto Lúcio Costa para Brasília. Em resumo, são acessos diretos ao Eixo Rodoviário a partir das tesourinhas dos Eixinhos e vice-versa.  Com os novos acessos os motoristas ganham redução de 500 metros de percurso, menos congestionamento na área das tesourinhas e maior fluidez do tráfego nos Eixinhos. Também em entrevista à Agência Brasília, o vicegovernador Tadeu Filippelli enfatiza que, graças aos novos acessos, “daremos maior fluidez ao trânsito no acesso e na saída do Eixão”. 

um novo Look Para W3 suL Não muito longe dos renovados Eixos Sul e Norte, está um dos ícones da Capital Federal: a avenida W3 Sul, detentora de uma imagem oposta aos novos tons adquiridos pelas principais avenidas da capital. A realidade da avenida segue ofuscada por uma sensação de abandono, lojas fechadas e boa parte da via comercial pichada. A percepção, para quem frequenta diariamente o local ou mesmo está de passagem, é de medo, devido à pouca segurança, e de desconforto, por conta das calçadas estreitas, da fraca iluminação e do baixo número de estacionamentos.

Para por fim à atual situação fantasmagórica do local,  membros da Secretaria de Habitação, Regularização e Desenvolvimento Urbano (Sedhab) do governo do DF preparam um plano para revitalizar a avenida. O projeto aborda mudanças necessárias para dar cara nova à avenida, tramita na Câmara Legislativa e deve ser votado até o fim deste ano.   Nos destaques do documento que prevê uma nova paisagem para W3 Sul estão a reforma da pavimentação do mobiliário urbano, a criação de novas faixas de serviço, nova sinalização e iluminação, calçada com Faixa Livre destinada à livre circulação de pedestres, a ampliação da calçada entre a avenida e o estacionamento, o aumento da área de calçadas e a organização de áreas de estacionamento em ambos os lados da extensão da via W2 Sul, entre outros. Um projeto audacioso, que, segundo o próprio documento que prega a revitalização da via, está “estruturado em intervenções sobre o espaço público, em diretrizes para a requalificação das edificações, na revisão das normas de uso do solo e na implantação do sistema de transporte coletivo, buscando parcerias entre investimentos públicos e privados”. ServiçoS: imprensa – Governo do Distrito Federal (61) 3961-1557 Sedhab www.sedhab.df.gov.br 

brasília

Construção da agulhinha da Asa Norte

75


Mais que Mil palavras

Eduardo Vergara clicou Las Vegas, Chicago e Nova Iorque, mas foi com imagens de Brasília que o fotógrafo brasiliense mostrou que aquele clichê sobre a imagem e as mil palavras faz todo o sentido. Conheça o trabalho de quem vem mostrando que é possível, sim, fazer arte da própria arte Por Wemerson Santos – Fotos: Eduardo Vergara

76

Foto: Ricardo Padue

arte de brasília

U

m minuto após a foto tirada, o iPhone tremelicou no bolso de Stephanie Graf, uma norte-americana jovem, pequena, de face rosada e olhos azuis intensos. Acabaram de surgir os primeiros comentários da foto que fizera pelo Instagram. Ela deslizou o dedo pela tela e leu: “amazing, girl”, “wonderful photo”, “where are you?”. Steph, como prefere ser chamada, natural do estado norte-americano da Pensilvânia e de passagem por Brasília, foi mais uma das inúmeras pessoas que passaram, pararam, gostaram e clicaram a mostra do publicitário e fotógrafo Eduardo Vergara e da artesã Renata Cassiano, exposta recentemente num shopping de Brasília. O trabalho do casal? Capturar imagens da Capital por ângulos pra lá de originais e convertê-las para o formato 3D.


Catedral

Beira do Lago

Torre Digital

arte de brasília

Em resumo, fazer arte pela arte. O resultado da mistura, segundo a própria Steph resume à reportagem da Revista FOCO presente à mostra: “Very beautiful. Incredible”. Em tradução livre, se bem que quase não precisa: “Muito lindo. Incrível”. O que ela não sabia, porém, é que a inspiração para o trabalho que acabara de compartilhar na rede surgiu graças a uma viagem de Eduardo Vergara aos Estados Unidos. “Foi lá que veio a inspiração. Mas foi no Brasil que eu decidi estudar a técnica do 3D analógico e apresentá-la à Renata”, afirma. O passo seguinte, de acordo com o fotógrafo, foi ir à cata dos melhores materiais para a produção das obras. E não para por aí. O trabalho é mais árduo do que parece. Requer olhar treinado do fotógrafo, corte e colagem milimétrica por parte do artesão. “Faço muitos cliques até conseguir a fotografia perfeita. O mesmo processo acontece com a Renata na hora da montagem. Há detalhes que não podem passar despercebidos”, ele diz. E não passam mesmo. No livro fotográfico que Vergara acaba de finalizar com imagens exclusivas de Brasília, por exemplo, estão impressos mais do que fotografias, está ali o esforço do fotógrafo para criar algo único. Nesse particular, cabe destacar o clique feito por Vergara num final de tarde, em frente ao Palácio da Justiça, com o sol lançando os últimos raios sobre cada Ministério até chegar à fonte palaciana. “Foi um clique único, numa época única do ano. O resultado: uma fotografia única”, diz Vergara, orgulhoso do trabalho que fizera. Tão orgulhoso que seu próximo passo, garante, é levar seu trabalho para todo o Brasil e o mundo, e o mais breve possível. O pontapé inicial nesse sentido já foi dado. No destaque de sua agenda está clicar os estados de São Paulo e Rio de Janeiro. Seu objetivo, ele afirma, é fazer arte com o que é bonito por natureza. Em Brasília, por exemplo, sua ideia com a produção das imagens em terceira dimensão foi fazer com que as pessoas passassem a ver a cidade com um olhar artístico. “Foi essa a ideia de Juscelino Kubitschek, Oscar Niemeyer e Lúcio Costa. Eles criaram uma cidade para causar impacto visual. E Brasília é isso. É uma cidade artística”, argumenta Vergara.

Águas Claras 77


Esplanada

Pontão

arte de brasília

Asa Sul

78

Tribunal Superior Eleitoral

Congresso

É a nossa forma de fazer arte Compartilhar experiências e emoções é a mola propulsora da arte pela fotografia 3D, garante a artesã Renata Cassiano. É exatamente essa a filosofia seguida por ela quando o tema é a criação de seus quadros. “Essas peças, como nenhuma outra obra de arte, desenvolvem muita curiosidade no público. Eles olham uma vez e tentam entender a arte diante deles. Isso não acontece com qualquer quadro ou escultura. É a nossa forma de fazer parte do dia do nosso público”, diz a artesã. E continua: “Perceber que as pessoas admiram nosso trabalho, mesmo sem dizerem uma palavra sobre ele, é saber que estamos no caminho certo”, confidencia. E ao que tudo indica, estão. As vozes que ajudam a encorpar

Igrejinha

essa afirmação vêm do próprio público. Durante os dias em que a reportagem de FOCO acompanhou a mostra dos artistas brasilienses, a maioria reinante dos comentários apontou para a qualidade das obras do casal. Renata garante que isso é resultado do amor que ambos sentem ao fazer cada obra. Já Eduardo afirma que o público reconhece a qualidade do trabalho devido às excelentes matrizes artísticas nas quais as obras são produzidas. “É um trabalho que tem grande futuro em nível nacional e mundial. Esse é o pensamento, nos expandir para o Brasil e o mundo e contar com uma equipe de artistas atuando em nome do estúdio Vergara Vector Creative Store”, completa o fotógrafo.  Serviço: www.vergaravector.com


Homenagem a Consuêlo

Homenagem

No último mês, a querida Kátia Cubel ofereceu, no Restaurante Barolo Cucina e Vino, um almoço para mais de 40 personalidades femininas de Brasília para celebrar o mês em que se comemora o Dia da Mulher. Na ocasião, Kátia me escolheu como homenageada, para representar as mulheres da capital.

80

Consuêlo Badra, professora Eda Machado e Kátia Cubel

Miranda Castro, Consuêlo Badra e Kátia Cubel

Cris Cavalli, Odaísa Rodrigues, Gracia Cantanhede e Laís do Amaral

Vandira Peixoto, Christina Queiroz e Adriana Colela

Suely Nakao, Consuêlo Badra e Ana Karen Quental

Samanta Sallum, Consuêlo Badra e Kátia Cubel


Kátia Cubel, Consuêlo Badra e Yara Curi

Lygia Leite de Camargo, Miranda Castro e Eunícia Guimarães

Cleucy de Oliveira, Consuêlo Badra e Moema Leão

Ana Karen Quental e Cristina Biondi

Cosete Gebrim, Yara Curi e Márcia Lima

Maria José Santana, Pompeia Addario e Sandra Costa

Janine Britto, Consuêlo Badra e Marcelo Chaves

Homenagem

Samanta Sallum, Daniele Moreira e Hellen Szervinsk

81


Homenagem 82

Eliane Martins, Consuêlo Badra, Sheila Podestá, Mércia Crema e Lygia Azevedo

Sentadas: Sandra Costa, Moema Leão e Sheila Podestá. Em pé: Eliane Martins e Mércia Crema

Cris Cavalli, Odaísa Rodrigues, Consuêlo Badra, Gracia Cantanhede e Cristina Biondi

Stefania Viveiros, Paula Ávila, Consuêlo Badra e Alexandra Latapi

Alexandra Latapi, Rose Melo e Eda Machado

Paula Ávila e Ana Lúcia Rodrigues

Consuêlo Badra, Maria José Santana e Kátia Cubel

Os proprietários do Restaurante Barolo Cucina e Vino, Rogério Aguiar e Evadro Alves


gastronomia

Foto Rafael Facundo

Mรฃes, leMbranรง a

Chef Wiliam Chen 84


ç as, sabores...

Chef Isadora Marar

gastronomia

T

em gente que se lembra dela debruçada sobre o fogão preparando a comida do dia a dia. Outros lembram dela preparando sobremesas especiais. Mas é quase unânime entre os que cozinham profissionalmente a influência das mães — e algumas vezes das avós — na iniciação desse universo de sabores e da paixão pela cozinha. Foi observando e cozinhando com a família que o chef e cozinheiro viajante William Chen começou a tomar gosto pela culinária. Ele diz que é da cultura dos chineses se reunir em volta da mesa. Para eles, cozinhar, muitas vezes, é atividade familiar. Nos finais de semana era comum juntar as famílias pra isso. Os homens preparavam a massa do guiozá, e as mulheres, o recheio. Depois todos ajudavam a montar os pastéis. “Na minha casa, a cozinha era o recinto por onde todos passavam para entrar ou sair”. Ele lembra que a primeira receita que fez foi uma pizza. “Minha mãe tinha uma panela especial para fazer pizza direto na chama do fogão, e foram aí minhas primeiras aventuras”. Só mais tarde é que aprendeu o ofício de cozinheiro de restaurante chinês, e só depois de casar é que sua cozinha deu uma guinada para o ocidente. Todo chef que na infância ajudou a preparar uma massa, cortar um biscoito ou mexer o molho guarda como um tesouro as receitas de família. Esse é o caso de Isadora Marar, nutricionista por formação, mas que já trabalhou como chefe de cozinha e atualmente dá consultoria para restaurantes. A paixão pela cozinha surgiu na infância, vendo os pais cozinharem. Eles moravam em uma casa grande e os dois sempre convidavam amigos para almoços. Pai e mãe cozinhavam juntos. “Meu pai não servia uma comida sem que minha mãe experimentasse antes”, relembra. Ela conta que eram momentos sempre de muita alegria, conversas felizes, música boa e comidas deliciosas. “Minha mãe sempre me apoiou e continua, ainda hoje, a estimular minha relação emocional e profissional com a comida”, conta. Quem também teve participação nessa história foi Dorinha, que nessa época trabalhava na casa de Isadora. “Quando ela assava bolo, eu estava lá. Fazia perguntas, queria saber tudo”. Mas assim que a forma ia ao forno, a menina ficava quieta. Colocava um banquinho em frente ao forno e assistia, quase sem piscar, a mágica da transformação da massa em bolo, que crescia e perfumava a casa. Evandro Viana, chef e proprietário do Bodega Piauíndia Cult & Tropical, instalado no Condomínio Solar da Serra, também descobriu o gosto pela cozinha ainda criança, quando ia comprar os ingredientes dos bolos e tortas que a mãe fazia. Era tudo manual, as claras eram batidas à mão e o forno era à lenha. “Lembro que minha mãe deixava eu mexer o doce no tacho para não pregar o fundo”, conta. “Os frutos colhidos no quintal iam direto pro velho tacho, eu era o primeiro a provar. O leite de coco babaçu era extraído em um grande pilão de madeira, às vezes nessa tarefa minha mãe me pedia ajuda. A carne de caça, trazida pelo pai, quando não era frita, era cozida com esse leite de coco. Confesso que até hoje não me lembro de cheiro e sabor melhores”, diz o Chef.

Foto Marcos Dutra

Por Adriana Nasser – Fotos: Divulgação

Chef Evandro Viana 85


Panelas, acessórios e outros itens para mães que amam cozinhar! Depois do Natal, o Dia das Mães é a data que mais movimenta o com��rcio e o setor de restaurantes no Brasil. Mãe é mãe e por isso ninguém mede esforços na hora de querer agradar a sua. Preparamos uma lista de dicas e sugestões de presentes gourmet para todos os tipos de mães. Se sua mãe tem uma veia gourmet, aproveite, já que, para elas, ganhar uma panela não é uma brincadeira irônica, e sim um objeto de desejo conquistado. A seguir, uma lista de sugestões para tornar as empreitadas dela na cozinha ainda mais divertidas — com acessórios, vinhos, cursos e, claro, a boa e nova panela.

As mães que curtem chá e café vão adorar essas canecas de uma das marcas mais desejadas pelos gourmets: Le Creuset.

Outro sonho de consumo é esta panela, também da Le Creuset, que está à venda na Belini por R$ 629,90, com capacidade para 3,5l.

Para as que não abrem mão de um bom vinho e de manter o bar sempre equipado, que tal cadastrar sua mãe como sócia do Gourmetbutler.com.br? O site oferece duas seleções de vinhos: a Premium e a Royal, e você recebe em casa, todo mês, de 2 a 6 garrafas de vinhos especiais.

gastronomia

Para as cyber’s mães, que tal esse Choco Mouse da loja Enquanto o sono não vem?

86

Para as mães chocólatras, as trufas da Cacahuá estão disponíveis em diversos sabores. Cada um mais delicioso que o outro.


Hotéis Dorchester Col

Paisagem do Hotel Le Richemond, em Genebra

Hotelaria

N

88

o último mês estiveram presentes em São Paulo, para um Press Lunch no Restaurante La Tambouille, o Diretor de Operações da Dorchester Collection, François Delahaye, a Diretora de Comunicação, Julia Record, e o Diretor Regional da Dorchester Collection Reino Unido, Roland Fasel. Na ocasião, ofereceram um almoço à imprensa, para apresentação e atualização das novidades dos hotéis. A Dorchester Collection é um portfólio dos mais luxuosos hotéis do mundo, atuando principalmente na Europa e nos EUA, onde as propriedades refletem a distinta cultura de cada destino. Ao aplicar a sua incomparável experiência e capacidade de possuir e de operar alguns dos maiores hotéis-ícones mundiais, a missão da empresa é desenvolver um portfólio impecável dos melhores hotéis

Para comemorar a data de inauguração do Hotel Plaza Athénée, em Paris, que em 2013 comemorou 100 anos, uma agradável surpresa aguardou os clientes no jardim do pátio, onde mais de cem balões brilhantemente coloridos foram liberados e os hóspedes puderam partilhar de um gigante bolo de aniversário!


The Dorchester, em Londres. Harlequin suite sitting room

Collection

Hotel Principe di Savoia, em Milão. Piscina particular da Suite Presidencial

glamour do cinema e da música. Outro ponto importante para a empresa no ano de 2013 está sendo a celebração de 100 anos de história do Hotel Plaza Athénée Paris. Desde que inaugurado, o Plaza Athénée, tem permanecido como um dos símbolos da hospitalidade francesa tradicional, gastronomia fina e glamour parisiense, defendendo as tra-

dições de hotéis de luxo que são tão atemporais como são contemporâneos. Atualmente, além da ênfase visual dos últimos 100 anos e as surpresas planejadas para o hotel ao longo deste ano, o Plaza Athénée está organizando alguns eventos importantes para celebrar este aniversário — e preparar o caminho para os próximos 100 anos. Parabéns!

Hotelaria

por meio da aquisição, bem como gestão subsidiária integral e parcial e da celebração de contratos de gestão. O portfólio atual inclui os seguintes hotéis (em ordem de adição ao grupo): The Dorchester, em Londres; The Beverly Hills Hotel, em Beverly Hills; Le Meurice, em Paris; Hotel Plaza Athénée, em Paris; Hotel Principe di Savoia, em Milão; Hotel Bel-Air, em Los Angeles, Coworth Park, em Ascot, Reino Unido; 45 Park Lane, em Londres; e Le Richemond, em Genebra. A Dorchester Collection permite aos hóspedes refazerem os passos das estrelas, caminhando através de lobbies, reclinando em piscinas, admirando as vistas e hospedando-se em suítes que estão associadas a algumas das cenas mais emblemáticas de filmes e lendas de Hollywood. Com um interesse cada vez maior pelo mundo mágico do hotel, os hotéis da Dorchester Collection são o cenário para o

89


nas novidades Por Consuêlo Badra – Fotos: Divulgação

MOTO À MODA ANTIGA

Uma viagem aos anos 1920. Inspirada nas motocicletas do início do século passado, a nova Halcyon 50 é uma criação contemporânea para brindar a simplicidade. Apaixonados por máquinas com design antigo e especialistas em customização de motos, os americanos Devin Biek e Richard Worsham fundaram, em 2012, a oficina Janus Motorcycle, em Goshen, em Indiana (EUA). Os negócios vão bem. Preço: a partir de US$ 5,3 mil.

novidades

DA NIGHT PARA CASA

90

O Brasil é o primeiro país da América Latina a receber Chivas Regal 12 Night Bottle, uma edição especial do uísque premium. A bebida vem em uma garrafa de 1,5 litro, envolta em uma capa prateada e espelhada com detalhes bordô. A garrafa será vendida exclusivamente em bares e casas noturnas selecionadas, com valor sob consulta. SAC: Pernod Ricard: 0800-0142011

TABLET PARA GAMERS

Os amantes de jogos de computadores agora têm um bom motivo para comprar um tablet. Razer Edge Pro é voltado especialmente para eles. Lançado durante a CES 2013, a novidade ganhou o prêmio de melhor da feira. A honra não é por menos: o aparelho conta com a terceira geração do processador Core i7, da Intel, placa de vídeo NVIDIA GeForce e roda sistema operacional Windows 8, o que permite que qualquer jogo de PC funcione sem imprevistos. US$ 1.299,99. www.razerzone.com


TAMANHO CERTO

Duas grandes paixões – dirigir e viajar – agora juntas. A McLaren se inspirou na paixão pela direção para lançar uma linha completa de acessórios de viagem. Entre eles, o conjunto de três malas foi feito para caber no bagageiro do modelo MP4-12C da marca. O jogo é elaborado em fibra de carbono e possui acabamento com costura cinza ou laranja. As peças foram desenhadas pelo estúdio McLaren Automotive e produzidas pela Neiman Marcus. Custa 3.950 libras, somente pela loja online www.mclarenstone.com

FEBRE OCULAR

Elaborados em silicone de alta qualidade, inquebrável e colorido, os óculos ALeRO viraram uma verdadeira febre na Europa. Completamente versáteis, as peças vêm acompanhadas de dois pares de lentes Carl Zeiss (espelhadas e fumês) facilmente trocáveis devido à armação de silicone. As peças chegam ao Brasil pela ATG Import no modelo Drop, com 27 opções de cores. R$ 600 a peça. www.alerodesign.com

A TENTAÇÃO DA SERPENTE

COMPARTILHAMENTO HIGH DEFINITION

O poder de um Smartphone com a qualidade de imagem de uma câmara digital: Samsung Galaxy Camera permite tirar fotos com resolução de 16.3 megapixels e zoom de 21 vezes. Some tudo isto ao sistema operacional Android 4.1 e à conectividade Wi-Fi e 3G, que permite compartilhamento imediato de imagens, além de acesso às lojas Google Play e Samsung Apps. Aplicativos como Instagram estão disponíveis, proporcionando efeitos em imagens que podem ser impressas. R$ 2.199. www.samsung.com.br

novidades

A Maison italiana Bulgari volta a investir na intrigante figura para produzir um relógio-pulseira que reafirma a história da marca. Desde 1940, a Bulgari adotou a figura da serpente para simbolizar sua pulseira tubogas, uma intrincada peça que se ajusta sozinha ao pulso. Mais de 70 anos depois, a Maison italiana volta a destacar a serpente em sua nova versão de relógios, que também usam a técnica da pulseira. Feita em ouro rosa e com “escamas” revestidas de jades negras, a peça leva ainda 90 diamantes incrustrados no corpo e outros 38 na cabeça da serpente. Uma preciosidade avaliada em R$ 211,11 mil, em breve na loja da grife no shopping JK Iguatemi, em São Paulo.

91


PRECIOSIDADE

O exclusivo conhaque L’Or de Jean Martell ganha roupa nova: uma garrafa e case assinados pelo designer francês Eric Gizard, que tem como clientes a companhia aérea Air France, a rede de hotéis Accor e a loja de departamentos Printemps. Jean Martell foi convidado para uma missão quase impossível: tornar o conhaque L’Or ainda mais precioso. A bebida da destilaria francesa, com quase 300 anos de história, é uma unanimidade entre os connoisseurs, elogiada pelo seu tom âmbar intenso e pelo paladar equilibrado, fruto da combinação das mais puras eaux-de-vie.

PERFUME DE UMA NOTA SÓ

A Cartier já é conhecida por apresentar fragrâncias excepcionais. Seu mais novo lançamento tem seu aroma assinado pela perfumista Mathilde Laurent, que se inspirou na sensualidade e inocência feminina. Cartier Baiser Volé tem seus acordes aromáticos extraídos de uma única flor, o lírio, o que combina com o frasco de linhas simples, com transparências e detalhes metálicos. Os frascos de 50 e 100 ml custam R$371 e R$540, respectivamente. www.cartier.com

ZARA E SALVATORE FERRAGAMO

O cinto elástico com peça metálica para fechar, super chique, e os óculos de sol da grife Salvatore Ferragamo com strass, muito lindo.

UM BRINDE À DELICADEZA

novidades

H&M

92

Bolsa bandolera tricolor com alça de couro com corrente na Europa, ao preço de 59,95 euros.

Para quem é fã das caveiras e da atitude rock’n roll da marca de Alexander McQueen – estilista morto em 2010 –, a nova clutch da grife é um paradoxo. Batizada de Embroidered Apple & Hummingbird Skull Knucklebox (ufa!), é revestida de seda com bordados coloridos de pássaros e flores, tem acabamento dourado e, na alça, traz um beija-flor dourado sugando uma maçã mordida, toda decorada com cristais Swarovski. À venda por US$ 2,84 mil.


ETIQUETA Por Consuêlo Badra

1

Sou viciada em brigadeiro. Quando chego a uma festa de aniversário, já vou logo comendo. Pega mal? Com toda certeza! Afinal, na maioria das festinhas, o ataque aos doces é liberado somente depois dos parabéns. Daqui para frente, quando chegar a um aniversário, acalme sua gula tomando um suco, comendo um salgadinho, jogando conversa fora com os demais convidados... Se a vontade de devorar brigadeiros for incontrolável (e se a aniversariante for muito sua amiga), peça permissão a ela para pegar um doce antes da hora H. E nada de largar a forminha sobre a mesa, hein? Jogue-a no lixo.

etiqueta

2

94

Posso mandar um telegrama ou não fica bem em certos casos? Nada substitui a eficiência e – por que não dizer? – o charme de um telegrama em determinadas situações. Anote alguns casos em que eles são recomendados. Aniversário de casamento de pessoas com as quais você não tenha muita intimidade.

Festas nas quais você não pôde estar presente, apesar de convidada. Aniversário de alguma pessoa íntima, seguido de telefonema, visita, festa etc. Aqui, o telegrama é apenas um complemento para que a pessoa se sinta mais especial. Condolências: não é o ideal, mas é melhor do que deixar passar em branco.

3

Minha antiga gerente sempre chorava quando era criticada. Os diretores acabaram botando-a de lado como resultado disso. Como lido com a crítica? Se você pedir a opinião de alguém, pode acabar ouvindo alguma crítica. Uma habilidade importante para a empregabilidade é aprender a lidar com as críticas com elegância e humor. Não fique na defensiva. Quando estiver ouvindo críticas negativas e for ficando chateado, mantenha a calma. Não rebata acaloradamente cada frase que está sendo dita. Simplesmente ouça, respire fundo. Você pode explicar que gostaria de ter algum tempo para considerar aquela opinião e que preferiria falar sobre isso depois. Também não reaja com lágrimas. Isso


4

Vou comemorar meus 40 anos com um almoço. Quais são as regras para acertar no sabor, no tamanho e na decoração do bolo? Ele dispensa sobremesa? Como a festa é sua, você pode optar por seu sabor predileto. Se está na dúvida, aposte em um bolo de chocolate ou de doce de leite, dois curingas que sempre agradam. O cálculo do tamanho deve ser feito de acordo com o número de convidados: 100 gramas por cabeça para festas com até 100 pessoas. Se o evento for maior, calcule 50 gramas. E, sim, ofereça uma sobremesa extra. Se o bolo tiver sabor intenso, frutas e nozes são boas opções para acompanhar. Ao enfeitá-lo, a dica é ser discreta, já que a celebração será um almoço. Escolha duas cores neutras, como branco e bege. Sobre a base, adicione um charme. Flores comestíveis na superfície do bolo sempre o deixam lindo. Outra ideia é apostar em uma estampa já presente na decoração da festa.

5

Depois de três anos fora do país, há um voltei a morar com minha mãe. Sonho em ter minha casa, mas ela diz que se sentirá abandonada se eu sair. Pais e mães costumam usar esse tipo de recurso, que chamamos de chantagem emocional, quando querem os filhos por perto. Eles, em geral, têm medo de se sentirem sozinhos ou de não conseguir resolver questões cotidianas, como as relacionadas à saúde. É preciso mostrar à mãe que a vontade de manter a independência e o ato de sair de casa não significam abandono ou desinteresse. Estar longe fisicamente é diferente de se afastar afetivamente. Mas é interessante verificar a rede de relacionamentos da sua mãe, pois esse é um apoio importante nas situações em que os filhos se distanciam. Se ela está isolada, é bom estimulá-la a rever amigos, frequentar grupos da idade dela, se dedicar a uma atividade que lhe dê prazer e promova vínculos sociais.

Não se deve fazer do pãozinho do couvert um sanduíche. Se não comer todo o pãozinho, a sobra não será devolvida à cesta de pães, mas ao prato individual do couvert ou, quando este não existir, direto sobre a toalha, à esquerda do prato.

6

Não gostei de uma blusa que ganhei no meu aniversário e perdi o prazo de troca. Posso oferecê-la de presente para uma amiga? Eu acho que isso só vale se a roupa tiver a cara da sua amiga. Mas a peça precisa estar em perfeito estado e com a etiqueta. Não se esqueça de fazer uma embalagem nova – vai que a amiga encontra um cartão no meio do embrulho endereçado a você? Seria um vexame, não acha? Importante: antes de preparar o pacote, esteja certa de que a pessoa que a presenteou e a que será presenteada não frequentam a mesma rodinha de amigos.

7

Gostaria de saber qual é o percentual razoável para eu dar a um garçom? O tradicional, quando a gorjeta não está incluída na despesa, é dez a quinze por cento. Se o serviço for excelente, recomenda-se que seja de maior vulto, não esquecendo que a gorjeta é uma questão pessoal.

8

Quando eu estou em um jantar fino, como corto o pãozinho? Você não corta com a faquinha, mas parte com os dedos, um pedaço de cada vez, para untá-lo com manteiga ou patê.

9

No aniversário da minha filha, gostaria que os convidados a presenteassem com dinheiro para uma viagem à Disney. Como escrevo isso no convite? Não há como fazer isso sem ser deselegante. Tradicionalmente, a função do convite é informar o horário e o local da festa a um convidado. Pedir um presente específico pode soar como imposição e deixar a pessoa desconfortável. Em outras situações, como festas empresariais, abre-se uma exceção para pedir dinheiro quando o destino é a caridade. Uma alternativa é recorrer a uma prática recente em casamentos: a lista de presentes online. Em sites como PagPresente e Loja dos Noivos, o casal monta uma seleção de desejos, que podem variar de torradeira a jantar em Paris, e os amigos contribuem com a quantia em dinheiro. Mesmo assim, é melhor deixar a divulgação da lista no boca a boca. Não fique chateada se nem todos aderirem.

etiqueta

não é profissional. Se acontecer, force-se a continuar falando ou peça licença por alguns instantes, vá ao banheiro, se recomponha e só então volte para a reunião. Tenha a mente aberta. Você pode não gostar de ouvir o que o seu chefe tem a dizer, mas você pode precisar ouvir. Ainda que a princípio possa ser desagradável, obter esse tipo de retorno pode ajudá-lo a aumentar o seu quociente de empregabilidade e acabar ajudando-o a ser promovido.

95


seu guardanapo. Depois desloque a tigela um pouco acima do seu prato, à esquerda. Só então será oferecida a sobremesa.

14

Como se procede diante de um guardanapo artisticamente dobrado? Não tenha medo de desmanchar um gracioso barquinho ou uma flor. Abra-o e deixe-o dobrado apenas ao meio para não cair do colo tão facilmente.

15

10

Meu filho de quatro anos quis saber onde meu namorado dormiu na primeira noite em casa. Respondemos: “No corredor”. Agimos certo? Nessa idade, as crianças entendem o papel de cada um nas relações. A própria pergunta mostra que o menino sabe onde seu namorado dormiu e só quer uma confirmação. Responda apenas o que ele perguntou. Desconversar ou mentir, como ocorreu, confunde o pequeno. Desfaça a mentira sem trauma. Seu namorado pode dizer, por exemplo: “Está ruim dormir no corredor. Sorte que a mamãe me deixou ficar no quarto dela”. Se o menor perguntar o que é namorar, diga que é quando dois adultos se amam tanto que trocam beijos e dormem juntos. É um direito dele ficar com raiva, mas logo passará.

etiqueta

11

96

Minha melhor amiga sempre leva o namorado aos nossos encontros. Não me sinto à vontade para conversar sobre alguns assuntos na presença dele. Como digo isso? Crie uma situação para ficar sozinha com sua amiga e explique que você não se importa em sair com o casal, e até curte, mas quer ter a chance de às vezes conversar só com ela. Afinal, você não se sente à vontade para abrir certos assuntos, pois não tem intimidade com ele. A amiga precisa entender que há diferentes níveis de amizade e é natural que as pessoas sejam mais próximas de umas do que de outras. E tanto grude pode até ser nocivo para a relação. Casais que ficam juntos o tempo todo enfraquecem as amizades anteriores ao namoro. Isso acaba afetando a vida dos envolvidos como um todo. Para não melindrar sua amiga, a abordagem deve ser cuidadosa. Deixe claro que

você não tem nada contra o namorado. Uma dica para iniciar conversas difíceis é ressaltar um ponto positivo. Então diga: vejo que ele é muito legal e você está feliz. Assim será mais fácil pedir um tempo só para vocês duas – e ser ouvida.

12

Mulher permanece de chapéu numa mesa de restaurante? No inverno usa-se chapéu em função do frio. Enquanto o homem tira sempre o chapéu ao entrar num restaurante, a mulher o conserva. Já no verão, não se deve ficar de chapéu. Não tem o menor sentido. O boné usado por um homem em restaurantes bem descontraídos é tirado sempre como sinal de boa educação.

13

O que se faz afinal com a lavanda? Mergulhe a ponta dos dedos na pequena tigela com água e enxugue as mãos com

Pode-se pedir para repetir a sobremesa? Se a mesa não for íntima, não. O que se faz sutilmente é elogiá-la, e anfitriões espertos entenderão a indireta. Se você desejar um brinde, esse é o momento: antes de começar a comer o doce. Também é a ocasião para saudar um homenageado.

16

O que faço se um pedaço de alface ficar preso nos dentes? Todo cuidado para não cuspir longe o pedaço da alface. Coloque o guardanapo na boca e procure retirar com a língua e que ninguém perceba. Procure não passar suas unhas entre os dentes. É uma grande falta de educação. Vá ao toilette e use fio dental.


Um terror que tem cura As varizes acometem mais de 40% da população economicamente ativa, mas com o tratamento certo ela pode ser sanada

Esquerda para direita: Dr. Gustavo Dias, Dr. Cristiano Nunes, Dra. Germana Gabriela, Dra. Mônica Lidia, Dr. MarceL Bonetti e Dr. Antonio Henrique

iAb

U

98

m problema que não escolhe hora para chegar e pode prejudicar cada pessoa de maneiras diferentes, as varizes atingem, na proporção de três mulheres para cada homem acometido, mais de 40% da população economicamente ativa. Mesmo podendo aparecer nas pernas de qualquer um, as varizes mexem muito com a autoestima feminina, o que causa o crescimento da procura por um tratamento eficaz. As veias possuem pequenas válvulas em seu interior a fim de direcionar o fluxo sanguíneo em um único sentido através delas. As varizes se desenvolvem quando essas válvulas não funcionam adequadamente, permitindo que o sangue reflua e fique armazenado nas veias. Com isso elas dilatam e suas válvulas se deterioram ainda mais. Quando isso ocorre, algumas pessoas podem não apresentar sintomas, mas aquelas que apresentam podem sentir sensação de peso, dor, edema,

queimação, cãibras ou cansaço nas pernas. Em casos graves, o paciente pode ter a descoloração da pele, inflamação ou úlceras (feridas). Apesar dos avanços tecnológicos, um dos tratamentos mais conhecidos é a realização de esclerose química, através das aplicações de medicação com uso de seringas e agulhas. Muito doloroso e demorado, esse tratamento ainda é bastante utilizado. Outra alternativa era a realização de cirurgias que exigiam repouso prolongado e causavam cicatrizes indesejadas, além de também causarem dor nos pacientes. Felizmente hoje a tecnologia trabalha a favor do conforto do paciente e foram desenvolvidas novas técnicas mais rápidas, que causam menos dor, não deixam cicatrizes e a recuperação é muito mais rápida. Atentos ao que é melhor para seus pacientes, Dr. Antônio Henrique e sua equipe do Instituto de Angiologia Brasília (IAB) sempre investiram em novas tecnologias que


Evidencia equipamento de laser de Nd YAG 1064 NN utilizado para relizar aplicação em microvarizes

Evidencia equipamento com câmera infravermelho para exames de veias mais profundas na pele

priorizassem a eficiência no tratamento de varizes e o conforto de seus pacientes. Hoje sua equipe é formada por seis médicos especialistas e a sua gama de tratamentos é extensa. Com aparelhos próprios, o IAB oferece alta tecnologia desde o diagnóstico até o fim do tratamento. A detecção das varizes vai além de uma breve observação das veias que aparecem a olho nu. Com um equipamento que emite luz infravermelha, os médicos podem ver através da pele as veias que causam as varizes mais aparentes, podendo assim indicar o melhor tratamento para cada paciente. Entre os tratamentos estão o Esclersose Física com Uso de Laser de Yag 1064nn, uma técnica na qual o laser, que é um feixe de luz, é utilizado para eliminar as

microvarizes, conhecidas como “araninhas”. Este é considerado hoje um método extremante eficiente, pois a dor da sua aplicação pode ser bem controlada e os resultados são surpreendentes. Em comparação com a técnica tradicional, em vários estudos internacionais e inclusive de importantes instituições nacionais, esse tipo de laser mostrou resultados considerados superiores. Outro método é a Cirurgia de Varizes com Uso de Laser de Diodo 1470nn, cujo equipamento é utilizado durante a cirurgia para tratar veias de grande calibre, tais como a Safena, evitando a realização de cortes extensos e maiores agressões. Com o uso desse tipo de laser, o pós operatório é menos doloroso e a recuperação é muito mais rápida. O paciente

pode voltar em pouco à realização das atividade cotidianas, inclusive para prática desportivas. Também muito eficiente e mais rápido que os tratamentos tradicionais, a Escleroterapia com Espuma envolve a mistura de um produto químico com o ar ou outro gás para produzir uma espuma densa, que é injetada na veia afetada utilizando imagem de ultrassom doppler colorido para monitorizar o seu progresso. O tratamento provoca uma cicatrização no interior da veia, de modo que ela se torne bloqueada, e é indicado para pacientes com doença venosa crônica em fase avançada e que possuem úlceras relacionadas à presença de varizes de grosso calibre e também em casos de insuficiência das veias safenas. Cada tipo de paciente pode receber uma indicação de diferentes tratamentos, dependendo do tipo de problema que apresenta. Esses novos métodos proporcionam mais conforto para quem busca uma cura para as varizes, pois foram desenvolvidos em associação a novas tecnologias pensando no bem estar dos pacientes. O IAB oferece os mais avançados métodos e possui equipamentos próprios, proporcionando a seus pacientes que há de melhor no mercado hoje em dia. Serviço: iAB – instituto de Angiologia Brasília SHLN 516, Bl F – ed. Primo Crosara – 5° andar Telefone: (61) 3349-3400 / 33402515

iAb

Evidencia equipamento de laser de Diodo 1470 nn e Ecodoppler Portatil utilizados em sala de cirurgia

99


CFW sucesso da 14ª edição movimenta o CCBB

Moda

Nem mesmo a forte chuva que caiu durante toda a tarde de quarta-feira impediu o público de conferir a 14ª edição do Capital Fashion Week no CCBB. O Pavilhão de Vidro, onde foi montada a sala de desfiles, ficou com a lotação esgotada. Na passarela, os estilistas do CFW Anna Paula Osório, Luciana Machado, Lúbia duCa, Rafael Siqueira, Sandra Lima e Fernanda Ferrugem apresentaram suas coleções de inverno. Na fila A, a primeira-dama do Distrito Federal, Dra. Ilza Queiroz, o secretário de Turismo, Luiz Octavio Neves, a deputada Liliane Roriz, as embaixatrizes da França e da Suíça, além de vips e empresários da cidade. A noite terminou com discursos de agradecimento da diretora-executiva do evento, Márcia Lima, e da diretora do CCBB, Paula Sayão.

100


Rafael Siqueira

Luciana Machado

L煤bia duCa

Sandra Lima

Fernanda Ferrugem

L煤bia duCa

Anna Paula Os贸rio

Fashion Teen

Fernanda Ferrugem

Rafael Siqueira

Luciana Machado

Anna Paula Os贸rio

Fashion Teen

Moda

Sandra Lima

101


estilo

E agora? Qual o meu estilo?

102

Ter estilo é conseguir manter a mesma ideia do começo ao fim. É com base na aparência de uma pessoa que, ao primeiro olhar, cria-se uma impressão sobre ela em vários aspectos como: idade, situação financeira, profissão, estado civil, escolaridade e outros. Empresas se especializam em ensinar como se vestir e se portar no ambiente profissional

Por Fernanda Caixeta – Fotos: Lula Lopes e divulgação

A

boa aparência não compensa a falta de conhecimento e competência no mercado de trabalho, mas apresentar-se, vestir-se e portar-se de acordo com a cultura da empresa ou área de atuação conta pontos para o profissional. O traje adequado pode passar mais credibilidade e causa melhor impressão aos colegas de trabalho e gestores. Assim, empresas especializadas em dress code (código de vestimenta) surgem com o intuito de ajudar um profissional a distinguir o que pode ou não ser usado dentro do ambiente organizacional. Segundo Clarissa Ludovico, à frente da In Due Consulto-


“Adequamos o estilo ao perfil e objetivos pretendidos. Alinhar seu closet à imagem que deseja projetar traz impactos positivos que vão muito além do seu guarda-roupa”, afirmam Clarissa e Daniela

influência da moda no estilo das pessoas. “Nosso papel é extrair dela somente os aspectos favoráveis ao estilo, personalidade, biótipo e objetivos de cada um”, informa. Para isso, foram desenvolvidos serviços, como a Consultoria de imagem e estilo feminina, que consiste na avaliação do modo de vida, estilo, tipo físico e coloração da cliente e é composta pelas seguintes fases: entrevista, descarte, personal shopper e montagem de looks. “Com o resultado em mãos, adequamos

Paula Moulin não muda o estilo da pessoa, apenas tira dela a sensação desagradável de inadequação e isso a revigora

seu estilo ao perfil e objetivos pretendidos. Alinhar seu closet à imagem que deseja projetar, tanto na vida profissional quanto na pessoal, traz impactos positivos que vão muito além do seu guardaroupa. Ao final, a cliente recebe um book com todas as informações a seu respeito e dicas de como projetar a imagem correta. E tudo isso também vale para a consultoria de imagem e estilo masculina, pois os homens também precisam saber se vestir”, afirma, Daniela. A equipe é o cartão de visita da empresa. Clarissa conta que também orienta os funcionários de maneira clara e detalhada por meio de palestras e workshops de curta duração. Etiqueta social, regras no vestir, dicas de produção, incluindo maquiagem, corte de cabelo e estilo pessoal. Tudo de acordo com os critérios e valores da sua empresa. Ainda tem os serviços de arrumação de mala, com a definição dos looks a serem usados, consultoria de estilo dentro das lojas para incrementar as vendas, organização de closets, treinamento de equipes de venda, consultoria de tendências de moda e compras para lojistas. A empresária Paula Moulin, consultora de imagem, rela-

estilo

ria de Imagem e Estilo, trabalhar com o dress code formal é mais difícil por parecer sempre um uniforme. É o caso de quem trabalha em banco, no mercado financeiro ou no poder judiciário. “Todos acabam por escolher o pretinho básico, o que torna a rotina muito monótona, mas poucos sabem que o uso de cores neutras traz a mesma sensação de seriedade que o preto, como o bege, o cinza, o marinho, o vinho e o verde”, diz. Uma pesquisa feita pela Catho Online, com 46 mil participantes, mostrou que aparência não é o principal fator a ser avaliado em uma entrevista, mas não o menos importante. “Escolher o traje ideal é valorizado e soma pontos ao profissional”, explica Luciene Oliveira, consultora de Recursos Humanos da Catho Online. Nesse sentido, Clarissa argumenta que dar importância à aparência pode ser supérfluo, mas ninguém quer ser conhecido como “aquele que anda mal arrumado” “a descabelada” e assim por diante. “Menos ainda, ser lembrado pelo corpo malhado, decotes profundos. O quesito em questão deve ser a competência”, reforça. De acordo com Daniela Kniggendorf, também à frente da In Due Consultoria de Imagem e Estilo, uma roupa certa usada na hora certa aumenta a autoestima, a confiança, a credibilidade, resultando inclusive em crescimento profissional. Ao mesmo tempo, é impossível negar a

103


“Cada pessoa tem as cores certas que a valorizam. Utilizo o método de análise sazonal expandida, ponderando os tons de pele frios, quentes ou neutros”, diz Doró

ta que trabalhar nessa área significa ajudar as pessoas a terem uma imagem que verdadeiramente represente o que há de melhor em cada pessoa e como comunicar isso aos outros. Segundo ela, a consultoria de imagem é um processo que leva a um autoconhecimento e que, com orientação e as ferramentas necessárias, pode-se abrir portas tanto na vida pessoal, quanto na profissional. “Uma adequada consultoria simplifica a vida e o orçamento de uma pessoa, além de economizar tempo e eliminar frustrações com a compra de roupas e acessórios que entram em desacordo com o estilo em questão”, ressalta. Dessa maneira, as roupas e o estilo de vestir se tornam códigos capazes de mostrar a respeito da personalidade de uma pessoa. Assim, ao se vestir adequadamente, o cliente projeta a imagem de segurança, o que é uma arma poderosa de comunicação, uma vez que faz com que os outros notem e, prontamente, ouçam o que se tem a dizer, seguindo a máxima de que o visual fala mais alto do que a palavra que se venha a dizer. Porém, não se pode chegar à conclusão de que a roupa pode e deve mudar a personalidade de uma pessoa. Paula es-

clarece que a vestimenta precisa sempre se adequar ao perfil do quem a veste. E como resultado, afirma que a consultoria de imagem proporciona maior segurança e autoestima. “Não mudo o estilo da pessoa, apenas tiro dela a sensação desagradável de inadequação e isso a revigora”, explica Paula Moulin, que tem como dica fatal o conhecimento preciso do corpo, exatamente como ele é, e a partir de então ir à procura do que é melhor para o biótipo da pessoa. Cor para cada tipo de pele — Na hora de se arrumar, as cores afetam a aparência dos indivíduos, por isso, sua análise é fundamental. A consultora de imagem e estilo Dorotéa Mendonça emprega materiais de tecidos coloridos variados nos clientes, feitos especificamente para o teste sobre o ombro da pessoa, e avalia o efeito visual provocado. Ao final do teste, é definida qual cartela de cores é apropriada. Cada uma tem 60 tonalidades, que servem de referência para maquiagem, roupas, acessórios e até para coloração dos cabelos. “Utilizo o método de análise sazonal expandida, ponderando os tons de pele frios, quentes ou neutros”, coloca Doró. Existem efeitos positivos e negativos das nuances, que iluminam, rejuvenes-

cem, deixam o rosto corado e o afinam, suavizam a textura da pele, apagam ou trazem sombra ao rosto, tornam a aparência cansada, envelhecem, amarelam a pele. Enfim, o profissional da área tem condições de avaliar o que melhor combina com cada pessoa e, depois do trabalho finalizado, o cliente percebe nitidamente em seu dia a dia a mudança. Há cinco anos trabalhando na área, Doró relata que o trabalho de um consultor de imagem se baseia na análise pessoal. “É necessário atenção para saber o que pode ser mudado e o que pode ser valorizado, analiso a linguagem não verbal – como se porta, como se veste –, e a verbal – o que diz, o que pensa, o que gosta”, descreve. Por ser um trabalho primoroso, a consultora de imagens diz que a maior dificuldade desse trabalho é a aceitação, já que é algo recente. “Muitas pessoas sabem que precisam mudar, mas têm medo, o que não sabem é que as principais mudanças não são visuais, já que, com a consultoria, se sentem mais seguras”, conclui. Onde encontrar? Indue: (61) 8122-7115 e 8199-0607 / Consultora de imagem Paula Moulin: (61) 9968-7102 e Consultora de imagem Doró: (61) 9977-0202.


Moda pa r A

andrea vasques

Andrea Vasques Plus é a mais nova e completa vitrine de moda plus size de Brasília. Você encontra coleções atualizadas seguindo as principais tendências da moda. Tudo o que você vê aqui é resultado de uma seleção criteriosa na escolha das marcas e produtos. Houve um tempo em que a moda plus size era feia, incômoda e sem graça, e a mulher tinha que se conformar com o que o mercado oferecia. Hoje em dia não precisamos mais nos sujeitar a isso, temos peças que visam o conforto, sem deixar a beleza e a sensualidade feminina de lado. O nosso principal objetivo é montar looks completos para você não ter nenhuma dúvida na hora de escolher roupas e acessórios que combinem com seu estilo. O destaque de nossas mercadorias está na alta qualidade, conforto, beleza e design arrojado, sempre tomando cuidado de levar a você o que existe de mais moderno em tecidos, estampas, cores e tendências. São peças de tirar o fôlego que aumentam a sensualidade num perfeito equilíbrio entre tecnologia, conforto e suavidade. Oferecemos roupas casuais e de festa, jeans, lingeries e moda praia nos tamanhos de 44 a 60. Caso seja necessário, ajustamos

106


a ra todas

as peças ao seu corpo para dar o toque final à sua escolha. Fazemos vendas separadamente para que nossa cliente possa escolher numerações diferenciadas para as partes superiores e inferiores de nossos biquínis e lingeries. No segmento de lingerie, oferecemos calcinhas, soutiens, espartilhos, camisolas, persex e meias 7/8. As peças vão do básico ao sensual. E o melhor: podemos organizar o seu chá de lingerie. Todas as mulheres podem e merecem ser mimadas e adornadas. Como mulheres, acreditamos que o bom gosto é um traço marcante de nossa personalidade e que a sedução é um desafio, principalmente na escolha de peças que valorizem nossas curvas. Conheça nossos produtos e nosso jeito personalizado de atendimento.

andrea vasques

Serviço: estamos na CLN 113 Norte, bloco C, loja 19 – de segunda a sexta das 10h às 19h, e no sábado das 9h às 13h. Telefone: (61) 3037-2905 www.andreavasques.com.br

107


e Doçuras sem fim A Empório Maraschin é a mais nova brigaderia gourmet da cidade. Desenvolvida para atender aos mais exigentes paladares da capital, lá você encontra tudo o que se refere ao doce mais querido do Brasil. Sempre pensando em inovar tanto na qualidade, como no sabor, a chef Janaína Maraschin cria fontes únicas de brigadeiros que trazem novas sensações ao seu paladar. A Empório se destaca pela sofisticação e pelos ingredientes diferenciados, traduzidos em novos sabores, aromas e texturas de seus produtos. Para isso os quitutes trazem um toque especial de requinte, proporcionando, assim, uma sensação única. Entre os sabores mais procurados estão os tradicional, limão siciliano, chocolate branco, pistache, noir 70%, Romeu e Julieta e creme bruleé. Além disso, também oferecem bolachas decoradas, palha italiana, bolinho de fubá, entre outros.

Tel.: (61) 8162-2584

Foto: Rômulo Juracy

Vai uma indicação aí? Conhecidos da faculdade e graduados em Desenvolvimento de Sistemas para Internet, Rafael Torquato e Rafael Lôbo firmaram parceria com a criação do site www.indique.me. Com objetivo de transformar o Indique.me em um grande negócio digital, após algum tempo, entraram para a equipe os sócios e co-fundadores da Sabiá Agência Interativa, Márcio Rosa e Bruno Oliveira. Muitas ideias foram discutidas e algumas mudanças foram necessárias, sendo a principal delas a alteração do nome de Indique.me para Onddy – Busca Social por Indicação. O resultado foi um aplicativo mobile de buscas social por indicações de estabelecimentos gastronômicos, onde o usuário solicita uma indicação através do aplicativo e o sistema é responsável em localizar na rede os melhores formadores de opinião para que eles possam responder com maior precisão e qualidade a essa solicitação.

Saúde e bem-estar A GYMNASTICUS tem como objetivo levar para empresas saúde e bem-estar aos seus funcionários através de ginástica e massagem laboral. A Ginástica Laboral analisa a importância da reeducação postural, alívio do estresse e tem como finalidade promover a saúde e prevenir lesões relacionadas ao trabalho. A massagem traz vários benefícios para o organismo, relaxamento dos músculos, alívio da dor, melhora da circulação, além de ser um instrumento importante no combate ao estresse. No Studio GYMNASTICUS e em domicílio, os profissionais atendem: massagem relaxante, terapêutica, com bambu, pedras quentes, drenagem linfática e aplicação de kinésio tapping para alívio de dor e tensões musculares. O Studio, localizado na quadra 707 da Asa Norte, funciona de segunda a sábado com horários pré-agendados.

Tel.: (61) 9624-5665 / 9685-5058 108


Escritório Virtual Virtual Prime – Escritório Virtual é uma empresa inovadora, que tem como foco o desenvolvimento de atividades de apoio empresarial com alto padrão de qualidade, excelente ambiente de trabalho, com excepcional apoio tecnológico. Os serviços estão disponíveis para todos os tipos de empresas, profissionais liberais e outros profissionais que necessitem de um endereço privilegiado. Você paga somente pelo que utilizar, podendo estabelecer seu escritório em tempo real, sem burocracia, com custo baixo, em um ambiente executivo, reduzindo assim seu custo e minimizando seu risco de implantação. www.virtualprime.com.br.

Tel.: (61) 3032-5000

Ambiente praiano e comida renomada! Brasília recebe mais um delicioso empreendimento, o restaurante Esquina Gourmet. Localizado na Vila Planalto, o Esquina Gourmet é uma “versão atualizada” do antigo Esquina da Vila. Desse modo, a ideia do proprietário do restaurante, Marcelo Pandolfi, foi revitalizar não só a cozinha e os pratos, mas também o ambiente. Com capacidade para comportar 150 pessoas, o lugar conta com um ambiente praiano e um menu especializado em frutos do mar, com uma grande variedade de peixes tanto de rio como de mar – com destaque para a traíra sem espinha, o tucunaré na chapa e a paella valenciana – e outras variedades de carnes e preparos. O Esquina Gourmet nasceu de um sonho e, principalmente, de uma visão empreendedora sobre a Vila Planalto. Funciona de terça a sexta-feira, das 11h30 às 16h, e sábados e domingos, das 11h30 às 17h30.

Tel.: (61) 3081-0404

Delícia de sushi O Sushiloko vem crescendo a cada dia, encantando mais e mais clientes e apresenta a sua mais nova loja na Capital. Grande sucesso em Brasília, a marca agrega ao seu time a unidade do Pátio Brasil Shopping e oferece aos clientes de forma rápida e prática deliciosos pratos, entre eles os combos — os famosos combinados de peças de sushi com preços atrativos —, sempre apresentando sua característica moderna, descontraída, divertida e envolvente. A rede Sushiloko passará, com a unidade do Pátio, a contar com 16 unidades no Distrito Federal, estando presente em vários estados com mais onze lojas (RJ, GO, MG, CE, SE, TO, ES). Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 10h às 22h; domingos e feriados, das 12h às 22h.

Tel.: (61) 3468-4842

109


SUCESSO SÓLIDO Desde 2003 atuando no mercado de incorporação no DF, o Sócio-Diretor da construtora Faenge, Mario Orlando Figueiredo Jr, é um dos responsáveis pelo sucesso da empresa no ramo. Mário é formado em vários cursos, interessado em paisagismo e já atuou em muitos mercados de trabalho, até que com seu sócio, Leonardo Ávila, colocou a Faenge para atuar no mercado com o lançamento do primeiro edifício, em Águas Claras. No início faziam de tudo, e atualmente dispõem de um competente quadro de funcionários, o que lhes permite dedicação integral a tarefas mais específicas e estratégicas. Hoje contam com diversos empreendimentos pela cidade, além de muitos lançamentos previstos.

PAIXÃO PELO QUE FAZ

Fo to:

Te lm oX

Renata Monnerat é publicitária de formação, mas acabou se apaixonando pelo segmento varejista ainda em seus tempos de agência. Essa paixão a fez chegar ao cargo de gerente de marketing do Taguatinga Shopping, que recebe cerca de 1,7 milhão de visitantes todo mês. O trabalho exige bastante, são necessárias tomadas rápidas de decisão, estratégias simples e arrojadas, mas Renata aprendeu a lidar com isso ainda no início de sua carreira quando trabalhou em uma grande rede de supermercados e depois para uma montadora de veículos. Mas foi no segmento de Shoppings Centers que ela encontrou a sua verdadeira vocação. Casada e com uma filha de 1 ano e 4 meses, a gerente de marketing reserva um pedaço de seu tempo para passar em família, seja brincando com sua pequena ou saindo para dançar com o marido. im en es

ENSINO DESDE O NASCIMENTO A professora de Educação Física Leilah Manfrin atua recentemente na KindyROO, academia para crianças e bebês, e é responsável pelas turmas de psicomotricidade para bebês de seis semanas até crianças de cinco anos. Leilah graduou-se em 1995, pela Escola Superior de Educação Física de Goiás, em Goiânia. É pós-graduada em Atividades Aquáticas e Personal Training pela Universidade Católica de Goiás, onde obteve título de especialista em atividades para bebês. Vem atuando desde 1997 na área de atividades aquáticas e terrestres, tem vasta experiência em natação e estimulação psicomotora em solo e meio aquático para tal público. É palestrante em cursos de convenções e conferências de Educação Física, sobre natação para bebês e massagem Shantala. Além da paixão pela profissão e por pequenos, um de seus hobbies é estar com a família, inclusive, curtir seu casal de gêmeos de três anos. 110


ALEGRIA AOS BRASILIENSES Nascido em abril de 2006, o grupo Raízes do Sertão surgiu da ideia de alguns amigos que frequentavam as casas de forró de Brasília. Tendo em sua primeira formação violão, viola caipira, zabumba, triângulo e contrabaixo, foram ingressando no cenário do forró em Brasília. No ano de 2008 veio a segunda formação. Entrando no ano de 2009, foi o ano de grandes mudanças e das maiores conquistas para o grupo. Na nova formação, o que conhecemos hoje como Raízes do Sertão traz sanfona, triângulo, zabumba e bandolim. Entre festivais e turnês levantando a bandeira do forró pé-de-serra, a banda já foi a trabalho em diversas cidades de Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia, entre outras. Desde o final de 2012, o grupo adquiriu uma roupagem nova, com a qual pretende gravar seu primeiro CD autoral e sair em sua primeira turnê para fora do país.

COMO MÁGICA Carlos Steiner é conhecido por seus espetáculos inovadores em que a técnica mais apurada se mistura com o artista dinâmico, espontâneo e bem humorado, proporcionando, assim, momentos únicos de magia e diversão. Criador de grande parte de seus números, Steiner renova seu show a cada mês para apresentar grandes novidades. Elabora um script que se adapta à ocasião, em sintonia com o público do evento. Por ser proprietário da Steiner Magic Shop, especializada em venda de artigos para mágicos, mantém-se permanentemente atualizado com as novidades do ilusionismo internacional. Fo to :

Va l

D

et

ar o

REVELAÇÃO SERTANEJA Nascidos em Goiás, desde pequenos Rick e Bruno já gostavam muito de música e sempre tiveram apoio de suas famílias para que seguissem a carreira de cantor. Então, cada um seguiu seu caminho dentro da música. O Rick fez parte de outra dupla sertaneja e o Bruno cantou com seu pai durante seis anos antes de fazer carreira solo. Depois de muitos altos e baixos e várias experiências, o destino fez com que os dois se encontrassem e, então, decidiram formar uma dupla sertaneja. Rick e Bruno são compositores e já têm músicas gravadas com artistas renomados, como Fernando & Sorocaba, Eduado Melo, João Neto & Frederico e George Henrique & Rodrigo. Apesar de estarem juntos há pouco tempo, os dois mostram talento e muita experiência em cima do palco em shows por todo o Distrito Federal. A dupla já tem um público fiel e pretende ainda este ano fazer shows por todo o Brasil. 111


Veja, ouça, visite e divirta-se Foto Cristina Granato

“Carta de Amor” Maria Bethânia vem a Brasília com o show Carta de Amor. O título se refere à faixa do disco e a todo tipo de amor que ela canta no show: o amor maduro, o amor inconstante, o amor traído, o amor eterno, o passageiro, o triste e o alegre. A cantora voltou aos palcos com a turnê em março e traz no repertório sucessos de sua carreira, músicas do novo CD Oásis de Bethânia e canções inéditas em sua voz. O show em Brasília será no dia 5 de maio (domingo), às 20h, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. Os ingressos do 1º lote custam R$ 150 a Poltrona Superior (meia), R$ 200 a Especial Lateral (meia), R$ 250 a Poltrona Especial (meia), R$ 250 a Vip Lateral (meia) e R$ 300 a Poltrona Vip (meia). Os ingressos podem ser adquiridos na Central de Ingressos no Brasília Shopping ou pelo site www.bilheteriadigital.com

Com mais de 30 anos de carreira e dezenas de sucessos lançados, Roupa Nova é um fenômeno da música brasileira. A banda se apresenta em Brasília, no dia 10 de maio (sexta-feira), às 22h, no Ópera Hall, com a turnê Cruzeiro Roupa Nova. O show é especial para o Dia das Mães comemorado este ano em 12 de maio (domingo). O grupo vai apresentar seu novo trabalho, o DVD “Cruzeiro Roupa Nova”, gravado dentro de um super transatlântico. No repertório, canções novas e, claro, os grandes sucessos da banda como Coração Pirata, Dona, Whisky a go go, Linda demais, Volta pra mim, entre outras. Os ingressos custam R$ 60 (meia) a Pista, R$ 90 (meia) a Área VIP (Open Bar de água, cerveja, vodka e refrigerante) e R$ 650 (meia) a Mesa com 4 lugares (Open Bar Água, cerveja, vodka, whisky e refrigerante).

Foto Ique Esteves

Show especial para o Dia das Mães

agenda cultural

10ª Volta do Lago Caixa

112

No ano de 2013, a Volta do Lago Caixa chega à sua 10ª edição. Referência nacional, uma das corridas de rua mais aguardadas do ano no Brasil desembarca nas ruas de Brasília, no dia 9 de junho (domingo). São nada mais, nada menos que 100km a serem percorridos, individualmente, ou em equipes de 2, 3, 4, 6 e 8 corredores. O desafio está lançado para grupos de corrida e ultramaratonistas de 60 e 100km. Largada e chegada: Eixão Sul, na altura do Cine Centro São Francisco. Inscrições por atleta: de 1° de maio a 26: R$77; de 27 de maio a 3 de junho: R$82. Telefone: 35325169. Inscrições pelo site: www.voltadolagocaixa.com.br. Informações: info@voltadolago.com.br.


Foto Ismael Monticelli

Nada Se Move A Ocupação Artística Espaço Entre — projeto multidisciplinar do Coletivo Irmãos Guimarães que envolve teatro, dança, cinema, filosofia, literatura, artes visuais e performance —, que ocupa a Galeria III do CCBB Brasília desde novembro de 2012, apresenta, neste mês, Nada se Move. Trata-se de videoinstalação que discute a narrativa através da relação entre palavra e imagem. Nada Se Move, em cartaz até 26 de maio, dá continuidade à investigação realizada pelos Irmãos Guimarães, a partir de uma imaginária intersecção entre Samuel Beckett e Manoel de Barros; a inelutável presença do quase ausente, do ínfimo e do desimportante como matéria poética. A videoinstalação tem o intuito de investigar a imagem como o lugar das microscopias do movimento. De terça a domingo, das 9h às 21h. Entrada franca.

A História da Tigresa Sucesso de público e crítica em sua primeira temporada, o espetáculo A História da Tigresa volta aos palcos até 19 de maio, no Teatro Eva Herz (Livraria Cultura – Iguatemi). O espetáculo, com direção de Humberto Pedrancini, é uma livre adaptação bem humorada da peça homônima A História da Tigresa, do autor italiano Dario Fo (Nobel de Literatura em 1997). A atuação fica por conta dos atores Henrique Cabral e Roustang Carrilho. A história é narrada por dois operários de um teatro. Ao distanciar-se de sua tropa, um soldado chinês, por diversos motivos alheios a sua vontade, vê-se totalmente abandonado à sorte. Depois de muito sofrer as intempéries do tempo e do espaço, encontra abrigo em uma caverna, na qual está uma enorme tigresa e seu filhote. Horário: sextas e sábados às 21h, domingos às 19h. Ingressos: R$40 (inteira) e R$ 20 (meia). Informações: 2109-2700.

Todos os sons A temporada de shows ao ar livre no CCBB abre a série Todos os Sons, em grande estilo, com o cantor, compositor e percussionista pernambucano Otto, que lança The Moon 1111 no dia 26 de maio, após as apresentações de Uliana Dias e Fábio Miranda. O disco possui dez faixas inéditas e se inspira no bombeiro Guy Montag, protagonista do filme Fahrenheit 451, de François Truffaut, adaptação do romance homônimo de Ray Bradbury. O álbum tem produção e participação do baterista Pupilo (Nação Zumbi) e conta com as participações de nomes como o guitarrista Fernando Catatau e do produtor Kassin no baixo. Começa ás 17 horas. Entrada franca e classificação livre.

Após percorrer mais de cinco estados brasileiros participando de mostras e festivais, o espetáculo brasiliense Malva Rosa volta a ficar em cartaz na capital. O espetáculo narra a história de um casal do Nordeste profundo e traz à tona o debate sobre a homoafetividade, com contação de histórias, muita música e poesia. Malva Rosa é um convite a uma reflexão de valores em um Brasil esquecido. Texto de Newton Moreno (Prêmio Shell); direção: Alice Stefânia; músicos: Lucas Muniz, Káshi Melo, Maria Schramm e Naira Carneiro, e apresentação: Caio Lins, Eros Bittencourt, Diego Borges, Micheli Santini, Ramayana Régis e Rita Cruz. De 02 a 12/05 (quinta, sexta e sábado), às 20h30 e (domingo), às 20h no Teatro SESC Paulo Autran – Taguatinga. Ingressos: R$20 e R$10. Informações: 81325205. Classificação 16 anos.

agenda cultural

Malva Rosa

113


Foto: Lula Lopes

Secretário Extraordinário da Copa, Claudio Monteiro, governador Agnelo Queiroz e a coordenadora de Comunicação para a Copa, Samanta Sallum, no lançamento do Portal Brasília na Copa

Brasília lança portal para a Copa do Mundo

GDF

A

114

população e a imprensa contam, a partir de agora, com mais uma fonte de informações sobre a capital do país e a preparação para a Copa das Confederações da FIFA 2013 e a Copa do Mundo da FIFA 2014. O governador Agnelo Queiroz lançou, no dia 8 de abril, no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha, o Portal Brasília na Copa. O site já está disponível ao público e pode ser acessado no endereço eletrônico www.copa2014.df.gov.br. A página, produzida pela Coordenadoria de Comunicação para a Copa (ComCopa), contou com a participação de diversos secretários de Estado. Além de notícias e serviços relacionados à Ecoarena e aos preparativos para os Mundiais, o site traz informações sobre a capital e o legado dos eventos, com conteúdos em inglês e espanhol. Brasília receberá, em 15 de junho, a partida entre Brasil e Japão pela abertura da Copa das Confederações, e sediará o número máximo de jogos da Copa do Mundo – sete ao todo. O governador garantiu que o palco dos torneios será inau-

gurado no dia 18 de maio, com a final do campeonato brasiliense de futebol, o Candangão. “Essa arena sustentável e multiuso será um instrumento de desenvolvimento socioeconômico, que vai atrair eventos nacionais e internacionais para Brasília e gerar oportunidades”, ressaltou Agnelo Queiroz. As obras estão 96% concluídas. Segundo o secretário Extraordinário da Copa 2014, Claudio Monteiro, “a realização da Copa do Mundo em Brasília potencializa o crescimento do DF, com grandes investimentos em curto prazo”. Legado O objetivo estratégico dos megaeventos, de acordo com o governador, é a promoção do desenvolvimento socioeconômico do Distrito Federal. Agnelo Queiroz destaca os investimentos em áreas como Mobilidade Urbana, Saúde, Infraestrutura e Qualificação. Além do potencial de centro esportivo, cultural e comercial do estádio – que possibilitará a atração de eventos nacionais e internacionais para a cidade –, vários pro-

jetos estão sendo executados para melhorar a qualidade de vida da população. PortaL BrasíLia na CoPa O lançamento do site foi acompanhado por jornalistas da Associação Brasiliense de Correspondentes Internacionais e imprensa local. “O Portal Brasília na Copa é uma plataforma feita principalmente para vocês, jornalistas, pois reúne dados de todas as áreas envolvidas nos projetos para a Copa do Mundo. Além disso, disponibiliza informações sobre transparência, com o acompanhamento da obra e os investimentos”, explicou a coordenadora-chefe da ComCopa, Samanta Sallum. Também participaram do evento de lançamento os secretários de Turismo, Luis Otávio Neves; de Transporte, José Walter Vázquez; de Governo, Gustavo Ponce; de Planejamento e Orçamento, Luiz Paulo Barreto; e de Transparência e Controle, Vânia Lúcia Ribeiro; o presidente da Terracap, Antonio Carlos Lins; e a diretora de Obras Especiais da Novacap, Maruska Lima, entre outras autoridades e convidados.


VHR Arte Fotografica

Mustknow Brasília, três, quatro, cinco horas da manhã. Quando a balada começa a esvaziar, sempre tem alguém que não quer ir pra casa. A opção? Fazer um lanchinho e aproveitar para comentar tudo o que rolou na noite! A cidade está cheia de opções para a madrugada, quer saber algumas? Koni Store As lojas da Asa Sul e do Lago Sul são as eleitas dos festeiros, isso porque ficam abertas até 5h e 6h da manhã, respectivamente, nos fins de semana. A opção começou a fazer sucesso por ser uma alternativa mais leve aos lanchinhos da madrugada. Mas os mais animados até pedem um temaki acompanhado de sakê. Posto 314 Norte Sanduíches, massas ou crepes. No Posto BR da 314 Norte qualquer uma das opções é possível. Quem chega ao fim da noite sabe que vai encontrar muita gente encerrando a sua balada por lá. O motivo? Subway, Spoleto e Crepe de Paris possuem corner no local. E o melhor, são 24 horas!

Nina rocha

Molho de Tomate Boa e barata. Essa é a definição da pizza da Molho de Tomate. Localizada nas Asa Sul e Norte, é servida no balcão mesmo, em fatias, com sabores doces e salgados. Os preços começam a partir de R$1,00. Como fica aberta até as 5h da manhã, acaba sendo destino certo entre os baladeiros.

116

Fran’s Café Apesar de estar espalhada por toda a cidade, a casa mais famosa para uma refeição pós-night é a do Deck Brasil, no Lago Sul. Parece que lá todo mundo se encontra, mesmo sem ter saído para o mesmo lugar, e faz o after render por horas e mais horas. O Strogonoff servido no pão acompanhado de batata palha é um dos preferidos, assim como as quiches com salada e os waffles. Por toda a cidade, tem muito mais Para aqueles que adoram um hambúrguer, os clássicos Mc Donald’s e Giraffa’s funcionam também aos fins de semana, até altas horas da madrugada. Já os que preferem fugir do tradicional, o Sky’s é outro ponto de encontro da capital. No Sudoeste, a atração é o Hajimê, restaurante japonês com buffet que funciona 24 horas. Com tantas opções, fica até difícil escolher!


Profile

Felipe Ewerton Nome completo: Felipe Ewerton Cezar da Silva. Idade: 25 anos. Profissão: Empresário e piloto de Rally. Para agitar no fim de semana: Gosto de começar a noite tomando uns drinks no Duetto e terminar na Mokai. Para ir a dois: A Bela Sintra e Gazebo. Para beber uns bons drinks: Duetto. Destino preferido nas férias: No verão, ou vou para minha casa em Miami, ou curto com os amigos em Ibiza. Quem vem a Brasília não pode deixar de: Curtir um dia de lancha no Lago Paranoá.


A magia dos pincéis Eles têm formatos, tamanhos e tipos de cerdas diferentes. Dúvida cruel: quais pincéis você precisa comprar? Por Nathália Cardim – Fotos: Divulgação

make

V 118

ocê é uma daquelas mulheres apaixonadas por maquiagem e que cada vez que entra em uma loja de beleza tem vontade de comprar todos os pincéis para usar na hora da produção, mas não sabe muito bem para que serve cada um deles? Passe a entender agora! O maquiador oficial da Natura, Marcos Costa, conversou com a Revista Foco e esclareceu tudo sobre a utilidade deles. A primeira regra é: nem sempre os mais caros são os melhores. Existem pincéis comprados a preços bastante acessíveis que funcionam bem. A economia pode ser maior ainda: alguns pincéis são multiuso. E lembre-se: acessórios de maquiagem são como instrumentos de manicure — cada um deve ter o seu.


119

make


Para criar um make perfeito é necessário utilizar pincéis específicos para cada tipo de produto e área do rosto? Os pincéis dão maior precisão à aplicação dos produtos e garantem uma maquiagem bem finalizada. Para quem não tem muita prática, os pincéis também ajudam no make. Na hora de aplicar a base, eu sou super a favor de usar os dedos mesmo, você consegue sentir melhor a pele com a lateral dos dedos e ainda faz uma drenagem gostosa na pele. Mas um bom pincel de base, por exemplo, é ótimo para corrigir a quantidade de produto, deixar o acabamento mais natural etc.

make

O resultado do make muda aplicando os produtos com os pincéis corretos? Sim, com certeza. Se você for comprar o pincel, eu aconselho a comprar produtos multifuncionais, que de um lado têm esponjinha e do outro, cerdas, pois é mais prático. Acho que a mulher deve ter poucos e bons pincéis.

120

Qual a diferença entre cada um dos pin-

céis, qual a diferença nas cerdas (base, pó, blush, sombra, esfumar sombra, finalizar make e para os lábios)? Cada um deles tem formatos e funções específicas e uma boa maquiagem não dispensa aplicadores de base, pó, blush, sombras e batom. O pincel para base tem cerdas longas, retas e arredondadas na borda. Ele espalha muito bem o produto, garantindo sutileza. Já o pincel para pó é grosso e maleável tem cerdas bem arredondadas nas pontas. Quanto maior o pincel, maior sua capacidade de espalhar o pó. Use-o com movimentos leves nas bochechas, no queixo e no nariz. Também levemente arredondado, o pincel de blush tem um tamanho proporcional em relação às maçãs do rosto. O formato chanfrado facilita a aplicação. Para passar blush, posicione-o sobre o osso da maçã com leveza e depois o arraste em direção às têmporas. Os pincéis de sombra oferecem várias possibilidades de formatos, cada um indicado para criar um efeito diferente. Os

chanfrados, com cerdas retas, firmes e cortadas em diagonal, são ideais para corrigir as sobrancelhas ou fazer delineados. Para esfumar a sombra na pálpebra móvel, opte por um pincel mais cheio, com cerdas arredondadas. Para garantir a cobertura e realçar o efeito da sombra, use a esponja. Para os lábios, o pincel de cerdas firmes e com a ponta mais estreita é ideal para fazer o contorno ou aplicar batons de cores escuras. Ele faz com que a cor fique mais vibrante e dure mais. Qual a maneira correta de limpar os pincéis? A higienização deve ser feita uma vez por mês, para garantir a saúde da sua pele e a conservação dos pincéis. Coloque uma gotinha de xampu ou sabonete neutro na palma das mãos e esfregue delicadamente o pincel já molhado até fazer espuma. Enxague bem e deixe-os secarem na sombra, deitados sobre uma superfície plana para que as cerdas não estraguem. E atenção: eles só devem ser guardados quando estiverem absolutamente secos!


Não deixe de ter também no seu estojo:

Pincel para pó

Pincel para Blush

Pincel para base

Esponja: tenha sempre duas esponjas grandes e redondas à mão: uma para a base outra para o pó. Cotonete: serve para corrigir a máscara que borrou, o batom que está fora do lugar, a sombra que caiu na pálpebra inferior, ou pode ser usado para dar acabamento como, por exemplo, esfumar o lápis e a sombra ou aplicar pequenas quantidades de iluminador nos cantos internos dos olhos. Deixe sempre ao alcance das mãos. Algodão: embora o algodão em chumaço seja bastante macio, já existem à venda práticos pacotes de algodão em formato quadrado ou redondo que são ótimos para tirar o make. Lenço de papel: para limpar o pincel enquanto você faz o make e retirar o excesso de produtos do rosto. Escolhas os macios e sem perfume. Curvador de cílios: parece instrumento de tortura, mas existe há anos. Tanto os modelos de plástico, quanto os de metal são bons. A cada uso, verifique se a borracha encaixada na haste móvel não está deslocada ou gasta. O atrito do metal contra o metal pode cortar tufos de seus cílios. Os cílios muito retos exigem calor para modelar e curvar. O curvador à pilha aquece na medida exata, sem perigo de queimar. Cílios postiços: se você quer dar um up no visual ou tem cílios ralos, os postiços são a solução. Podem ser comprados em tufos e colocados para preencher os espaços ou comprados inteiros, no formato do olho, para misturar aos naturais.

Escovinha

Pincel de sombra 1

Apontador: prefira os específicos para esse fim (os outros destroem o produto).

CONHEÇA OS PINCÉIS: Escovinha: Ela serve para pentear sobrancelhas. Pincel Chanfrado: Em diagonal, é perfeito para preencher sobrancelhas falhadas ou pra aplicar a sombra rente aos cílios.

Pincel de boca

Pincel para pó: Esse é o mais robusto. Pode ser usado para aplicar e tirar o excesso de pó. Esse modelo é desenhado para ajudar a espalhar o pó e dar acabamento à maquiagem. A dica é utilizá-lo em movimentos circulares para dar o efeito desejado. A esponja pode fazer a mesma função. Pincel para base: Ótimo para espalhar a base e deixar o visual natural. O formato do pincel permite passar a maquiagem perto dos olhos. Pincel para Blush: O pincel para usar o blush é um pouco menor que o de pó e serve para compreender toda a maçã do rosto. A aplicação deve ser leve, em movimentos simples.

Pincel de sombra 1: O modelo é especifico para esfumaçar as sombras escuras. Seu formato se encaixa perfeitamente às curvas dos olhos. Este tem cerdas arredondadas nas pontas e cerca de um centímetro de espessura. Pincel de sombra 2: Os pincéis com espumas nas extremidades são eficientes: um dos lados para aplicar a sombra clara e o outro, a escura.

make

Pincel de sombra 2

Pincel Chanfrado

Pincel de boca: Como já diz o nome, esse pincel é desenhado para maquiar os lábios. Tem a ponta arredondada e é mais fino. As cerdas podem ser firmes, mas jamais duras.

121


Abril, mês da moda no Parkshopping

PARKSHOPPING

A

122

moda esteve em pauta no mês de abril no ParkShopping. No último dia 18 aconteceu o lançamento da e-magalog (mix revista/catálogo digital) que chega à sua da 6ª edição e que tem como tema o “Retrô Glamour”. A imprensa pôde conferir em primeira mão o conteúdo da publicação em um almoço exclusivo no restaurante Antiquarius Grill, do Espaço Gourmet. Já nos dias 19, 20 e 21, foi a vez de o PKS Fashion Days tomar conta da Praça Central do Shopping. O local se transformou em um grande espaço multiuso com estúdios fotográfico e de maquiagem, além de uma passarela para desfiles. Com visão de 360 graus, o público pôde conferir bem de pertinho as novidades das coleções Outono-Inverno 2013 do mall. A participação do designer Jean Matos no desfile de encerramento do dia 21 de abril emocionou o público. Para homenagear a cidade e seus 53 anos, o artista criou, a pedido do ParkShopping, ornamentos para a cabeça dos modelos a partir de simples pedaços de papel branco. As peças foram inspiradas nas obras de Lúcio Costa, Athos Bulcão e Oscar Niemeyer. Tudo ficou ainda mais lindo e poético com a trilha sonora criada pelo sound stylist e diretor criativo do evento, Jackson Araujo, que misturou músicas 100% made in Brasília, como Tempo Perdido, Índios e Faroeste Caboclo, da Legião Urbana, com as Bachianas Brasileiras, de Heitor Villa-Lobos. Poemas sintetizados do poeta Nicolas Behr também fizeram parte da homenagem.

Modelo entrando na passarela do PKS Fashion Days

Jackson Araujo e Natália Vaz

Marcelo Sathi e equipe preparando uma modelo

Reginaldo Fonseca e Marcelo Martins

DJ Sandro Biondo, da Festa Mimosa, tocou no PKS

Jean Matos e modelos

Júnior Passarinho, Carmen Sakuma e Anderson Coelho

Marina Sakamoto, Alessandro Elo e Emanuele Belfort


DiversiDaDe artística na capital O formato pioneiro e a inovação de um programa de auditório que viabilizou a democratização das artes de Brasília Por: Gabriela Moll — Fotos: Divulgação

Cultura

P

124

reocupados com a falta de espaço para apresentações de produções e com a ausência de incentivos para a área artística da capital, um grupo de atores, produtores e pensadores culturais decidiu criar um evento que permitisse a participação democrática de toda a classe artística da cidade. Genuinamente brasiliense, o Jogo de Cena nasceu em agosto de 1985 e este ano completa 28 anos de resistência cultural. O projeto tem como principal objetivo divulgar a arte produzida em Brasília. Seguindo o modelo de programa de auditório e dividido em quadros, o evento é aberto a apresentações das mais diversas manifestações e estilos artísticos, o que faz com que cada edição seja única e de roteiro inovador, de forma que podemos observar a grande diversidade de estilos e gêneros. “O Jogo de Cena tem três características muito importantes. A principal é que ele serve

como um espaço de divulgação dos espetáculos em cartaz na cidade. Nele os artistas também têm um ponto de encontro para trocarem ideias. Nossos bastidores ficam repletos de artistas de várias áreas, que têm a oportunidade de comungarem ideias. E nosso palco democrático é um espaço aberto onde, além dos artistas, o público pode se expressar, tendo a oportunidade de ser artista por uma noite.”, diz James Fensterseifer, que participa da equipe de coordenação do Jogo de Cena desde o ano de criação do programa. O programa é formado a partir das inscrições colhidas para os diversos quadros e também pelo intermédio de convite a artistas já consagrados. Os quadros são divididos em: Cometas Cenas (apresentação de teatro), Sua Pessoa Dança (apresentação de dança), Cia de Comédia Setebelos no TV Fora do Ar (cinema, Jogo de Cena de 2006 TV e vídeo), Pintor da Noite (artistas plásticos), Se Toque (apresentação musical), Fale Pessoa (entrevistas), Cometa Bala (esquetes rápidos) e Forma e Ato (performances artísticas e esportivas). A participação do público é outro ponto alto do


Entusiastas do humor Diversos grupos brasilienses já passaram pelos programas, um deles é a Cia. de Comédia Setebelos, que surgiu da união de sete amigos encantados pela arte de fazer humor. A primeira peça do grupo, Cinta-Liga da Justiça, estreou em setembro de 2005 quase como uma apresentação de brincadeira para os amigos, mas a resposta calorosa do público superou a expectativa de todos. “Foi o golpe definitivo para escolhermos o rumo que queríamos para as nossas vidas”, complementam. Depois do primeiro sucesso, surgiu o segundo espetáculo, A Fabulosa Comédia sobre Vovós e Lobos. Logo em seguida, agora com um integrante a menos, lançaram a obra O Segredo para o Sucesso, baseada em muitas pesquisas em livros de autoajuda. Na sequência, vieram Terror – A Comédia – a primeira peça de comédia do Brasil com som 3D de cinema, e o Stand up ao Quadrado, um

espetáculo com texto de todo o grupo e apresentado pelos atores Saulo Pinheiro e Daniel Villas Bôas. Outro diferencial do grupo é o projeto Setebelos Convida, que já vai para seu terceiro ano consecutivo e trata-se do mais tradicional encontro de humoristas do estilo stand up comedy em Brasília, sempre com convidados. E para completar, no sétimo ano de Setebelos, criaram a sétima obra, Amor de Ahh a Zzz, que conta histórias relacionadas ao amor desde espermatozoides até casais modernos e programas de namoro na TV.

Foto: Adla Marques

programa, pois quem vai assistir ao espetáculo tem a oportunidade de participar das brincadeiras e ainda receber prémios. Os responsáveis pela condução do evento e pela animação da plateia são velhos conhecidos do cenário do humor brasiliense: Welder Rodrigues e Ricardo Pipo, integrantes da Cia de Comédia Os Melhores do Mundo.

James Fensterseifer, coordenador do Jogo de Cena

Muita história para contar Passadas mais de duas décadas, o Jogo de Cena, que já ocupou os teatros mais importantes da capital, continua sendo um espaço de sucesso tanto para a classe artística quanto para o público. Podemos lembrar que Cassia Eller se divertiu nos palcos do Jogo de Cena em duas oportunidades: em 1985, interpretando uma filha que retorna ao lar depois de anos ausente, e, em 1987, interpretando uma miss baiana muito doida. Outro momento marcante foi, em 1989, a banda Raimundos, ainda em início de carreira, tendo dificuldades em agradar o público com seu som eclético. “Muitas coisas aconteceram nessas quatro décadas, temos o registro de parte da história das artes de Brasília. Nosso principal objetivo é continuar divulgando os artistas brasilienses e seus trabalhos, sendo uma vitrine cultural onde o público pode ficar sabendo do que está acontecendo na cidade. Porém, manter uma tradição em Brasília, cidade que é tão jovem, é um desafio.” O programa sem dúvidas é patrimônio da cidade, servindo de palco não apenas fisicamente, mas também para produtores venderem o resultado dos seus trabalhos e privilegiar as montagens locais. Além disso, o público brasiliense, que era acostumado com uma cidade onde havia pouco para se fazer, passou a ter um endereço certo e periódico de diversão.

Cultura

Foto: Adla Marques

Os apresentadores Welder Rodrigues e Ricardo Pipo

No ano seguinte da estreia do primeiro espetáculo, a Cia. participou de uma das vitrines culturais do Jogo de Cena, e a repercussão do público mais uma vez foi de aprovação. “O grupo Setebelos fez sua primeira aparição nos palcos do Jogo de Cena em junho de 2006, com um trecho de seu maior sucesso, Cinta-Liga da Justiça. De lá para cá, fizeram várias aparições em nosso palco democrático. Desde o princípio, eles foram sempre muito inventivos e apresentavam em seus trabalhos uma linguagem ágil que cativou nosso público. O sucesso foi tanto que em setembro de 2009 convidamos os integrantes do grupo, Daniel Villas Bôas e Saulo Pinheiro, para apresentar uma edição do programa.”, relembra Fensterseifer.

125


Vício e tradição em Brasília Hummm... Que delícia de pastel com caldo de cana! revendedores no DF e Entorno. Muito em breve, uma loja será inaugurada também em Niquelândia – Goiás. Hoje a marca é também responsável por participar de centenas de eventos, como festas juninas de paróquias e clubes, Petencostes, shows sertanejos e de axé, feiras, entre outros. Além disso, a Pastelaria oferece o serviço “nós fazemos a sua festa”, onde a Viçosa vai até você e leva toda a infraestrutura de equipamento e pessoal para atender a uma simples comemoração em casa ou em escritórios e repartições públicas ou em um grande evento, seja ele particular ou público. Para comemorar o aniversário de Brasília em grande estilo, a Viçosa vai lançar o novo sabor Burle Marx. Não deixe de experimentar! Visite a Pastelaria que está sempre pronta para lhe atender com grande alegria e satisfação.

pastelaria viçosa

A

126

Pastelaria Viçosa, prestes a completar seus 50 anos, comemora mais um aniversário de grandes realizações na capital. A empresa, fundada por Sebastião Gomes da Silva, mais conhecido como Tião Padeiro, é genuinamente brasiliense e está no mercado desde a década de 60. A Viçosa, que serve a dupla pastel e caldo de cana mais famosa da cidade e que conquistou a massa brasiliense ao longo de todos esses anos, passou por várias transformações para melhor atender aos seus clientes. Por trás da empresa está a filha de Tião, Patrícia Rosa, que sempre esteve ao lado de seus pais acompanhando a história da pastelaria e que, por conta disso, resolveu se formar em Administração e fez pósgraduação em Marketing: “Percebemos a necessidade de um conhecimento e preparo acadêmico por trás dos negócios. Esse casamento foi importante para que tudo desse certo dentro da empresa até hoje”, revela Patrícia.

Manter a tradição e qualidade dos produtos Viçosa é o que impulsiona o dia a dia da pastelaria que hoje é também pizzaria e bar. “De acordo com a demanda e as mudanças no perfil dos consumidores, a empresa ampliou o leque de sabores e produtos, contando com mais de 40 variedades e ainda a opção de monte o seu próprio recheio, aumentou a estrutura física de linha de produção para atender revendas e agregou o conforto ao cardápio, abrindo uma pizzaria, lanchonete e bar. E mais, para garantir a pureza do saboroso caldo de cana, tem seu próprio canavial”, explicou a empresária. As delícias da Viçosa podem ser saboreadas em uma de suas três lojas (duas na Rodoviária do Plano Piloto e uma na 704 Norte), nas seis pastelarias parceiras que garantem a qualidade dos produtos Viçosa, localizadas no Guará, Núcleo Bandeirante, Lúcio Costa, Valparaíso, Feira dos Importados e 408 Norte, ou ainda em algum bar, lanchonete ou restaurante de um de seus mais de 1.000 clientes

Serviço: Asa Norte SHCGN 704/705 Bloco D Loja 02 Asa Norte Para encomendar seus pedidos - (61) 3347-2001 Para Delivery (61) 3340-6668 Para Aniversários e Confraternizações, faça sua Reserva: (61) 3340-6668 Rodoviária Terminal Rodoviário do Plano Piloto - Plataforma Oeste - Lojas 32/33 Térreo Terminal Rodoviário do Plano Piloto - Plataforma Leste - Lojas 11/12 Térreo - Aberta 24 Horas


rangelcavalcante@uol.com.br

Coelho de Peso Vicente Fialho era ministro da Irrigação e estava em visita a Petrolina, Pernambuco, na região do Vale do São Francisco, reduto da família Coelho e o maior pólo de agricultura irrigada do Nordeste. Com ele o então Secretário Nacional de Irrigação, Ribamar Simas, e seu chefe de gabinete, Marcos Ligorki. A família Coelho é famosa pela estatura física dos seus integrantes, todos pesando mais de 120 quilos. Na hora do almoço, o deputado Oswaldo Coelho, um dos caciques do clã, descrevia as maravilhas da irrigação e do solo da região. — Temos aqui melancias de 50 quilos, abóboras de 25 quilos, abacaxis de 10 quilos, mandiocas com mais de um metro, e assim por diante, jactava-se o opulento Coelho. Notando o ar incrédulo de Ligorki, que franzia a testa, como que duvidando do que ouvia, o deputado irritou-se e o interpelou, perguntando se ele não acreditava na sua palavra. — Deputado – explicou rápido –, numa terra que tem Coelhos de 120 quilos, eu não posso duvidar de nada. Todo mundo riu.

O Livro Quando presidente da República, José Sarney foi a Portugal. Como sempre, percorreu as livrarias e numa delas pediu um exemplar da A Velhice do Padre Eterno, de Guerra Junqueiro. O proprietário, muito solícito, informou que no momento não tinha o livro, mas que iria providenciar junto à editora. — Então virei buscar depois. Vocês fecham no sábado?, perguntou o presidente. — Não. Não fechamos aos sábados, Excelência, informou o vendedor. — Então sábado pela manhã virei apanhar o livro, disse Sarney. — Mas no sábado estaremos fechados, senhor Presidente, E Sarney, surpreso: — Mas o senhor não disse que não fechava aos sábados? — Mas é claro que não fechamos. Se não abrimos, como iremos fechar?, encerrou o livreiro.

rangel cavalcante

Milagre

128

Padre Ponciano Stenzel, deputado federal pelo Espírito Santo, estava em campanha pela reeleição no interior do Estado. Era a década de 50. Homem pobre, bom orador, viajava sozinho, dirigindo um velho jipe. Viagens difíceis naqueles tempos de estradas de terra. Certa manhã, descia ele uma serra para visitar algumas fazendas no fundo de um vale escassamente habitado. Ao passar defronte de uma porteira, deparou-se com um rapazola que, solícito, lhe fazia sinais. Entrou e convidou o garoto para que sentasse ao seu lado, tocando o jipe na direção do curral ao lado da seda da fazenda. Ali estava o dono da propriedade, juntamente com alguns empregados e familiares. O candidato foi logo dizendo: — Bom dia, gente boa, Sou o padre Ponciano e estou pedindo votos para a minha reeleição. Seu filho, disse, dirigindo-se ao fazendeiro, abriu-me a porteira e veio conversando comigo até aqui. Menino inteligente. Precisa continuar estudando. Ele vai longe. Meio desconfiado, raspando o pigarro e cofiando o bigode, o dono da fazenda respondeu: — Bom dia, sim, “seu” padre. Mas estou achando que além de deputado o senhor também faz milagre, pois esse meu filho é surdo e mudo desde o dia em que nasceu.


Mãe concurseira, uma história de sucesso

D

iariamente, recebo em minha caixa de e-mails e em minha fan page mensagens com relatos de alunos e ex-alunos sobre suas experiências bem sucedidas como concurseiros. Muitas vezes, essas mensagens manifestam gratidão pela ajuda e incentivo que ofereço em artigos, palestras e programas de rádio, nos quais procuro demonstrar que depende apenas de cada um de nós transformar em realidade um sonho como a aprovação em concurso. Em alguns casos, sou tocado pela mais profunda emoção ao ler histórias de pessoas que se entregaram de corpo e alma à busca de seu lugar ao sol, que abdicaram de muita coisa importante – até mesmo do sagrado convívio familiar – para mergulhar nos estudos por meses a fio, e, no fim, colheram os louros da aprovação e saborearam o doce néctar da vitória com a conquista do cargo público. Nos últimos dias, entre tantos casos que me chegaram, um em particular me tocou o fundo do coração. Vou reproduzi-lo aqui, sem citar nomes, por se tratar de correspondência particular, como forma de incentivo para milhares de candidatas que possam estar vivendo situação parecida com a da ex-aluna que me escreveu. Pessoas nessas circunstâncias precisam, mais do que ninguém, de uma injeção de ânimo para continuar a difícil jornada de superação e autoafirmação por trás da preparação para prestar concurso. Aí vai o relato, com as devidas adaptações, do que foi a bem-sucedida aventura de uma mulher guerreira no mundo dos concursos públicos. “Boa tarde, Professor. Quero hoje contar para o senhor um pouco da minha história. Posso até não chegar a conhecer o senhor pessoalmente, mas você faz parte da minha superação e principalmente da minha APROVAÇÃO. Fui aprovada em oitavo lugar no concurso do Ministério da Cultura para o cargo de nível médio, mas até essa aprovação passei por momentos de tristeza, outros de confiança; mui-

tas vezes chorei em cima dos livros e apostilas. E era nesses momentos de falta de confiança que eu lia seus artigos e me apegava às suas palavras de incentivo. Decidi voltar a estudar depois de oito anos sem nem pegar em um livro, quando meu esposo foi demitido de um emprego em que ele já trabalhava havia onze anos. Meu nome é M.G.S., 27 anos, mãe de duas meninas lindas, K., de 5 anos, e V., de 3 anos. Há exatamente um ano e oito meses comecei a estudar. No início, estudava só quatro horas por dia, mas vi que não era suficiente e então passei a estudar oito horas todos os dias. Sentia-me tão culpada porque eu só estudava e não cuidava da casa, não cuidava das minhas filhas direito e todas as minhas outras obrigações eu fazia pela metade, mas não abria mão de estudar as oito horas diárias. Quando saiu o concurso do Ministério da Fazenda, uma amiga minha falou para mim que acreditava tanto na minha aprovação que ela pagou o cursinho para mim na Ceilândia. Mas infelizmente não fui aprovada. Então, como não tinha dinheiro para fazer outro cursinho nem para comprar os livros que eu precisava, meu irmão começou a me ajudar. Ele me dava cem reais todo mês para custear meus estudos e em troca eu arrumava a casa e lavava a roupa dele. E foi assim, nessa luta, que eu consegui essa primeira aprovação. Como eu estou feliz e me sentindo realizada! E, se Deus quiser, quando eu for nomeada e começar a trabalhar, vou ter dinheiro para fazer um outro cursinho e passar em outros concursos. Muito obrigada, Professor. Desculpe-me se tem erro de ortografia e outros mais. Ainda não aprendi a fazer redação. Sempre estudei em escola pública e no meu tempo os professores não ensinavam a fazer redação.” Diante de relatos como o dessa jovem mãe concurseira, é difícil conter a emoção. São casos como esse que me fazem sentir plenamente realizado em minha missão de professor dedica-

gran cursos

“Histórias assim revigoram minhas forças e meu interesse por ajudar as pessoas a alcançar o objetivo de se tornar servidor público e garantir uma vida melhor, mais digna e tranquila para toda a família”

130


do aos concursos públicos já por mais de duas décadas. Histórias assim revigoram minhas forças e meu interesse por ajudar as pessoas a alcançar o objetivo de se tornar servidor público e garantir uma vida melhor, mais digna e tranquila para toda a família. Quando soar a sirene que dará início à prova, lá estarão milhares de mulheres semelhantes à personagem do meu artigo desta semana. São jovens mães de família que se tornaram concurseiras por absoluta necessidade de sobrevivência ou porque veem no serviço público uma opção profissional que lhes proporcione qualidade de vida bem melhor do que a atual. Em comum, todas elas tiveram de deixar de lado durante algum tempo prioridades anteriores, para lutar de igual para igual com milhares de concorrentes e sair vitoriosas. Tenho escrito muito sobre o fato de as mulheres já dominarem a área de concursos públicos, numa proporção de 60% contra 40% de homens. Por consequência, elas também ocupam cada vez mais cargos preenchidos por concurso público, que antes eram de predominância masculina nas mais diversas áreas do Executivo, do Legislativo e do Judiciário. Isso apesar de a maioria delas ainda ter de cumprir dupla jornada de trabalho, no lar e no ambiente profissional, o que não é o caso dos homens em nossa sociedade. Há, portanto, uma desvantagem evidente para elas, transposta graças à inteligência, à garra e à capacidade de superação inerentes ao sexo feminino. Em outro artigo narrei história exemplar de sucesso, a do juiz Pedro Santos, que aos 25 anos se tornou o mais jovem membro da magistratura federal do Brasil, isso depois de ser aprovado em outros dificílimos concursos públicos da área jurídica, alguns deles em primeiro lugar. Vejo semelhanças entre o caso dele e o da mãe concurseira que me inspirou o artigo desta semana. Em ambas as situações, foi necessário muita determinação, ou melhor, uma férrea vontade de vencer os obstáculos interpostos no caminho rumo aos objetivos de nossos heróis. Sem essa determinação de maratonista, nem Pedro Santos, nem M.G.S. jamais teriam alcançado a linha de chegada da aprovação

nos concursos a que se submeteram. Espero que o exemplo desses dois guerreiros sirva para todos os concurseiros que me leem. Em especial, espero que inspire as mulheres, que encontram em uma dessas histórias o comovente retrato de uma mulher modesta, mas determinada, que fez da aprovação em concurso público a sua meta e já alcançou a primeira vitória. Estou certo de que a experiência foi tão gratificante que ela, em breve, terá para nos contar mais aprovações, conforme prevê em sua carta. Para mim, nada é mais gratificante do que saborear o triunfo de meus alunos e ex-alunos. No fim das contas, é o que vale para um veterano professor se considerar bem-sucedido na vida. Afinal, sempre haverá alguém para contar histórias como essas, em algum órgão público de algum lugar do Brasil. Quando o personagem principal dessas histórias é do sexo feminino, o exemplo ganha ainda mais relevo, por tudo aquilo que as mulheres precisam enfrentar para vencer a dura competição que envolve o concurso público. A propósito, em meu artigo sobre o Dia Internacional da Mulher, comemorado em 8 de março, citei uma frase da escritora Martha Medeiros para ilustrar o momento de ascensão feminina no mundo moderno. Volto a recorrer aos brilhantes pensamentos de Martha, como corolário do meu texto desta semana, e em homenagem a todas as mulheres, concurseiras ou não, que me leem neste momento, para sintetizar o novo papel que elas desempenham na sociedade: “Ser livre é fazer as próprias escolhas. Muitos dos nossos medos são herdados dos nossos pais. Quando vamos ver, somos mais audaciosas do que pensávamos.” Tenho certeza de que, com a liberdade de fazer as próprias escolhas e a audácia que supera os velhos medos hereditários, vocês, queridas amigas e concurseiras, estarão a caminho de conquistar, até mais depressa do que esperam, o seu FELIZ CARGO NOVO! J. W. GRANJEIRO Diretor-Presidente do Gran Cursos Coordenador do Movimento pela Moralização dos Concursos - MMC. www.professorgranjeiro.com http://twitter.com/jwgranjeiro http://facebook.com/josewilsongranjeiro

gran cursos

“Em ambas as situações, foi necessário muita determinação, ou melhor, uma férrea vontade de vencer os obstáculos interpostos no caminho rumo aos objetivos de nossos heróis”

131


132

lupus


Não escolhe hora nem lugar O Lúpus é uma doença mais conhecida de nome do que de especificações médicas. Mas é bom tomar cuidado, pois ela ainda tem causas desconhecidas te pessoas com predisposição genética que se expõem a fatores desencadeantes como: infecções; fatores ambientais adversos e oje são poucas as doenças que têm as suas cau- fatores emocionais”, explica a Dra. Sandra Andrade, reumatosas desconhecidas, principalmente aquelas sobre logista do Hospital Santa Lúcia. “Acomete, primordialmente, a as quais há mais pesquisas e estudos. O Lúpus é pele e as articulações. A manifestação de pele caracteriza-se por uma dessas doenças. Ele não escolhe hora, lugar, lesões avermelhadas com aspecto descamativo, ou não, em áreas gênero ou idade para se desenvolver, e o seu tempo de desen- do corpo expostas ao sol ou que pioram com a exposição solar”, continua a especialista. volvimento varia de caso para caso. Os sintomas mais comuns depenBasta uma pessoa ter uma preposidem da forma da doença, que varia ção genética para a doença para ela muito de paciente para paciente. Mas entrar no grupo de risco. alguns sinais e sintomas como febre, O tipo mais comum da doença é o emagrecimento, manchas vermelhas Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES) na pele após exposição ao sol, queda ou simplesmente Lúpus. “Ela é uma de cabelo, dores e inchaço nas artidoença inflamatória sistêmica de culações e nos membros, anemia e cunho imunológico de causas ainfalta de ar são muito frequentes nas da desconhecidas que acomete diapresentações iniciais da doença. “As versos órgãos e estruturas do corpo, queixas articulares relacionam-se a como pele, articulações, rins, puldores ou ao aparecimento de aumenmões, células sanguíneas, sistema to de volume, calor e rubor, notadanervoso central, nervos periféricos, mente nas articulações das mãos, pés, músculos e outras estruturas. Acopunhos, cotovelos e joelhos, podendo mete predominantemente mulheres acometer os ombros e os quadris”, cojovens entre 20 e 45 anos”, explica o menta a Dra. Sandra Andrade. As doreumatologista da Clínica Prosaude, res articulares, normalmente, estão Dr. David Lima Pedrosa. associadas a uma sensação de enrijeEle pode se apresentar de maneira cer das articulações e dificuldade de lenta e progressiva, em um período se mobilizar pela manhã e que perde meses e em alguns casos com evosiste por mais de 30 minutos, quando lução rápida em semanas. “O Lúpus é apresenta uma melhora. uma doença autoimune, logo, acome- “ O Lúpus acomete, predominatemente, mulheres jovens entre 20 aos 45 anos”, Dr. David Lima Pedrosa Por Camila Bocchino – Fotos: Alexandre Alves

lúpus

H

133


“A forma mais comum, a cutâneo articular, responsável por aproximadamente 80% dos casos, limita-se praticamente às manifestações de pele e articulações, poupando órgãos mais nobres como rins, pulmões, coração, cérebro”, explica o Dr. David Lima Pedrosa. Outros tipos são o Lúpus Sub Agudo, restrito à pele e às articulações, e o Lúpus Discóide, quando as lesões de pele apresentam-se com formas cicatriciais. Alguns estudos estimavam que para cada nove mulheres acometidas, apenas um homem apresentaria a doença, e isso ainda em parte é verdade. Mas com o avanço no campo da medicina diagnóstica, cada vez mais homens são diagnosticados com a doença, o que torna essa proporção um pouco menor, mas sem deixar de apresentar uma ampla prevalência entre as mulheres. “O hormônio feminino, estrogênio, está relacionado a essa proporção. Assim, o LES é mais frequente em mulheres entre a primeira menstruação e menopausa, sendo muito rara antes e após esse período”, explica a Dra. Sandra Andrade. O acompanhamento de um especialista e o diagnóstico ajudam muito no tratamento da doença. O reumatologista deve ser consultado para esclarecimento do diagnóstico, quando os sintomas de lesão de pele e articulares persistirem por mais de seis semanas e não se associarem a quadro infeccioso. “O Lúpus Eritematoso Sistêmico é uma doença potencialmente grave e que mimetiza outras doenças, principalmente, doenças infecciosas”, alerta a Dra. Sandra. “Pacientes jovens, principalmente do sexo feminino, com lesões de pele em áreas expostas ao sol, artrite, sinais de cansaço, febre mal definida, perda de peso, anemia ou alguma outra deficiência de céluas sanguíneas, deveriam passar por uma avaliação criteriosa de um reumatologista”, aconselha o Dr. David. Sendo uma doença autoimune, o tratamento do Lúpus deve ser iniciado o quanto antes e ter o acompanhamento rigoroso de um especialista. “Como o Lúpus é uma doença autoimune o tratamento visa ao controle e à modulação de resposta imunológica com drogas específicas. Associa-se o combate à in-

“Como o Lúpus é uma doença auto-imune o tratamento visa o controle e a modulação de resposta imunológica”, Dra. Sandra Andrade

flamação com drogas hormonais e não hormonais”, explica a Dra. Sandra. “Os tratamentos disponíveis até o momento baseiam-se em esquemas que inibem o sistema imunológico, alguns focando na diminuição da produção de anticorpos, outros visando redução no número e função de células produtoras de anticorpos e alguns mediadores da inflamação, levando a um controle da doença”, acrescenta o reumatologista Davi. Em alguns casos é necessária a troca ou associação entre esses tratamentos para uma melhor resposta. Sem uma causa específica, é difícil dizer quando procurar um especialista ou qual tratamento seguir. Por isso é sempre bom estar atento aos sinais e sintomas que o corpo apresenta, além de visitar o seu médico periodicamente. A Sociedade Brasileira de Reumatologia disponibiliza em seu site cartilhas específicas sobre os tipos de Lúpus e outras doenças. Essas cartilhas explicam bem os sintomas e alguns possíveis tratamentos, mas lembrando que todos necessitam de acompanhamento médico. Serviço: Sociedade Brasileira de Reumatologia www.reumatologia.com.br


136

saĂşde


Por Dr. Plínio Brant– Fotos: Divulgação

A

pesar da rosácea da psoríase, do lúpus e do vitiligo ainda não terem sido 100% desvendados, os cientistas já sabem que essas doenças de pele não são contagiosas e atacam preferencialmente as mulheres, caso da cantora Lady Gaga, da atriz Renée Zellweger e da modelo Kim Kardashian. Olha só o que mais eles descobriram...

PSORÍASE O QUE É: Tudo leva a crer que a hereditariedade tem um papel importante no desenvolvimento da doença, pois cerca de 30% das pacientes têm antecedentes familiares – em julho passado, durante o reality show que mostra o dia a dia da sua família, a modelo norteamericana Kim Kardashian culpou a mãe pelo aparecimento do sintoma. Por enquanto, certo mesmo é que o estresse, os machucados da pele e alguns medicamentos, como o lítio e os betabloqueadores, podem desencadear ou piorar o quadro. PRINCIPAIS SINTOMAS: Placas avermelhadas, descamativas e grosseiras que se instalam no couro cabeludo, nas costas, nos joelhos e nos cotovelos. COMO TRATAR: Enquanto a cura não é descoberta, os especialistas aconselham não sair de casa sem aplicar o filtro solar, abusar dos cremes hidratantes, evitar se expor ao sol e controlar o nível de estresse e ansiedade. Também costumam prescrever pomadas à base de corticoides e ácido acetilsalicílico ou betametasona e calcipotriol, para controlar a inflamação e facilitar a descamação da pele. Dependendo da gravidade, o dermatologista indica ainda duas sessões de laser semanais, durante cinco semanas, para reduzir o processo inflamatório, ou ainda medicamentos desenvolvidos

saúde

ROSÁCEA O QUE É: A causa dessa doença inflamatória ainda é desconhecida, mas sabe-se que a exposição ao sol, vento, frio, álcool, estresse e alimentos quentes ou condimentados costumam agravar os sintomas que aparecem principalmente em mulheres de pele clara, entre 30 e 40 anos – um exemplo é a atriz vencedora do Oscar, Renée Zellweger. PRINCIPAIS SINTOMAS: Inchaço, vermelhidão, calor local e aparecimento de pequenos vasos na região do nariz, maçãs do rosto, testa e queixo. É comum surgirem também nódulos e pontos de pus, conjuntivite e inflamações na córnea ou na pálpebra. COMO TRATAR: Apesar de ainda não existir cura, há medicamentos capazes de controlar os sintomas. É o caso dos géis de uso diário à base de metronidazol, ácido azelaico ou polifenois de chá verde, que combatem a inflamação e a vermelhidão; os antibióticos orais derivados de tetraciclina, que eliminam as bactérias; e as águas termais, que acalmam a pele. Outra que reduz a vermelhidão e os vasinhos é a luz intensa pulsada. Em média, são necessárias entre três e seis sessões, sendo uma por mês. Nos casos mais graves, o médico pode prescrever também a isotretinoína oral, que diminui o tamanho das lesões e das glândulas sebáceas. O problema é que essa substância pode provocar alterações no fígado e aumentar os triglicerídeos, por isso só pode ser usada por oito meses e com intervalos mínimos de dois anos.

137


a partir de células humanas ou de animais, que atacam as células ou as substâncias que levam à psoríase. LÚPUS O QUE É: A doença que recentemente atingiu a cantora Lady Gaga é desencadeada quando o sistema imunológico se volta contra os próprios tecidos, como a pele, os rins, o fígado e os pulmões. Os especialistas ainda não desvendaram o motivo, mas há vários suspeitos, entre eles a genética, o uso de anticoncepcionais ou remédios que estimulam a formação de anticorpos, o estresse, o cigarro, o excesso de exposição ao sol, algumas infecções virais e até a gravidez. PRINCIPAIS SINTOMAS: Manchas avermelhadas, queda acentuada de cabelo, intolerância ao sol, úlceras na boca e dores nas articulações, principalmente nos ombros, cotovelos, punhos e dedos das mãos. COMO TRATAR: O lúpus também não tem cura, mas os sintomas podem ser controlados com protetor solar, cloroquina oral (caso a pessoa tenha sensibilidade ao sol) e corticoides orais ou injetáveis – as versões modernas combatem inflamações sem elevar a pressão arterial ou provocar inchaço. A substân-

cia micofenolato mofetil, normalmente utilizada para evitar a rejeição de transplantes, está sendo usada com sucesso no lugar da cortisona para controlar as afecções renais. VITILIGO O QUE É: Ela é instalada quando há uma diminuição na produção da melanina, que é o pigmento que dá cor à pele. Mas os motivos que levam a essa queda ainda não estão esclarecidos. São duas as hipóteses: os melanócitos, que são as células que produzem a melanina, são destruídos ou inibidos pelos radicais livres ou pelo próprio sistema imunológico. Certeza mesmo é que o vitiligo pode ser desencadeado ou agravado por estresse ou traumas emocionais importantes, como, por exemplo, a perda de uma pessoa querida. PRINCIPAIS SINTOMAS: Manchas esbranquiçadas, simétricas e bem delimitadas que aparecem especialmente no rosto, nos cotovelos, nas mãos, nos órgãos genitais, nos joelhos e nos pés. COMO TRATAR: Regra geral, as lesões menores e pouco expostas ao sol são tratadas com pomadas à base de corticoides. Já as localizadas no rosto e nas mãos são combatidas com substâncias imunomoduladoras, como pimecrolimus e tacrolimus. Assim como os corticoides, elas impedem que os melanócitos sejam destruídos pelo sistema imunológico, com a vantagem de não atrofiar a pele nem aumentar a quantidade de pelos no corpo, engordar ou provocar vasinhos e estrias. Outra opção para quem apresenta um quadro estável de vitiligo, tem poucas manchas e não teve sucesso com o tratamento clínico é o transplante de pele. A transferência de melanócitos e queratinócitos de uma área saudável para outra afetada melhora em cerca de 60% a repigmentação. Agora, quando o vitiligo afeta grandes áreas do corpo, o mais recomendado é a fototerapia, que consiste na exposição controlada à radiação UVB, de duas a três vezes por semana, para estimular a produção da melanina.


140

Tattoo


Elas são as donas da tinta Por Márcia Casali — Fotos: Alexandre Alves, Nonato Costa e arquivo

C

om estilos e significados diversos, que variam de acordo com a individualidade de cada pessoa, a tatuagem pode ser considerada uma forma de expressão, estilo de vida ou uma obra de arte viva. Conhecida e cultuada mundialmente, de acordo com arqueólogos, a prática surgiu no Egito entre 4000 e 2000 a.C. em rituais religiosos. E apesar do preconceito, pois a tatuagem durante anos estava relacionada a maus elementos, a moda caiu nas graças da po-

pulação, que começa a entender que a pigmentação na pele não define caráter. Na capital, a figura feminina conquistou um espaço antes dominado por homens e se destaca pelo carisma, domínio de estilo e sensibilidade para traços delicados – um diferencial para o artista. Para estar integrado ao mundo das tattoos, ao contrário do que muitos pensam, não basta apenas conhecer técnicas e teorias sobre o funcionamento das máquinas, a qualidade das tintas e espessuras de agulhas, é preciso aptidão para desenho e amor à arte.

tatttoo

Vencendo o preconceito, a cada dia, elas se mostram mais talentosas e, com profissionalismo, conquistam um espaço há até pouco tempo considerado dos homens

141


cobrir cicatrizes decorrentes de queimaduras e marcas de cirurgias, como a de mastectomia, que é a remoção completa da mama. “A tattoo pode mudar a autoestima das pessoas. Após a quimioterapia o cabelo cai, então é possível fazer uma sobrancelha, corrigir calvície e até mesmo tatuar um mamilo”, afirma a profissional, que é voluntária no Hospital Regional da Asa Norte, no setor de queimados, e no Hospital de Base, na oncologia.

tattoo

Pioneira na área, Medusa é inspiração para as colegas de profissão

142

anos, Medusa se mantém atualizada Medusa Tattoo Pioneira na área, a goiana Hosani Fi- com reciclagens e modernização de seu nodelli, conhecida como Medusa, se des- estúdio. Ela destaca que fora do país tacou no mundo da tatuagem após uma a profissão de tatuador é valorizada. experiência traumática. Ela conta que, “Os profissionais organizam convenapós cirurgias no coração, uma cica- ções com atrações variadas, para mostriz, na região da costela, a incomodava trar seus talentos, trocar experiências, bastante. Foi quando decidiu fazer uma apresentar novas tecnologias em protatuagem no local. Para evitar constran- dutos e materiais, não só para tatuagimentos, procurou por uma profissio- gens, mas também para bodypiercing, nal. Na ocasião, um tatuador foi irônico e além de eventos paralelos ligados a afirmou que ela jamais encontraria mu- moda, design, concursos, exposições e lheres no mercado da tattoo. Então, Me- workshops”, afirma a tatuadora. Ela obdusa se tornou a primeira tatuadora no serva que os eventos geram emprego e país e reconhece que contribuiu na con- renda, pois é necessário alugar stands, quista por respeito e oportunidade para contratar técnicos de som, espaço para que profissionais extremamente compe- alimentação e venda de produtos. Ligada às causas sociais, Medusa refortentes mostrem o seu trabalho. “No início enfrentei muito preconcei- ça que as técnicas podem ser usadas não to e, por incrível que pareça, até mesmo apenas como adorno, mas também para entre mulheres. Hoje recebo convites para fazer parte de concursos de tatuagens como jurada, e recebi várias homenagens, troféus e prêmios de honra pelo meu trabalho”, comemora a tatuadora, que possui 400 tattoos pelo corpo. Ela diz que para ser uma profissional de sucesso é necessário dedicação e disposição para aprender, pois não existe apenas o dom, mas o gostar do que se faz. No ramo há mais de 30 Téssia Araújo encontrou na tatuagem uma profissão de sucesso

Ateliê Tattoo Para a tatuadora Téssia de Araújo Galvão, natural de Patos, um município no estado da Paraíba, cada tatuagem tem sua particularidade, que parte do desejo do cliente até o momento de ser expressado pelo artista escolhido. Tendo o desenho como algo presente em toda sua vida, ela viu na tattoo uma oportunidade profissional. Aos 21 anos, e com uma filha para criar, ela iniciou a carreira com um curso de micropigmentação, também conhecido como maquiagem definitiva. Na época, amigos em comum a apresentaram a Medusa, que, ao ver os seus trabalhos, a incentivou a tatuar. “Ela falou que temos poucas tatuadoras e que era preciso mudar essa realidade. Então comecei a trabalhar na recepção de um estúdio, e também tatuando, para adquirir conhecimento e equipamentos. Em 2009, passei a atender em meu próprio estúdio”, comenta. Téssia lamenta que alguns profissionais da área são fechados em relação a orientar ou tirar dúvidas. Foram muitas informações erradas, mas com a prática, ela foi adquirindo técnicas e conquistando o seu espaço. O que, segundo a tatuadora, é algo inesquecível. “Depois de muita luta para conquistar o meu reconhecimento, em um meio no qual mulheres ainda são discriminadas, é uma grande vitória”, afirma a tatuadora, que também realiza trabalhos fora da cidade. Segundo Téssia, toda tatuagem é uma modificação corporal e foi criada pelo desejo do ser humano de se expressar, pigmentando


Anninha, de estilista em desenvolvimento de produtos a tatuadora

Hot Machines Tattoo

Hot Machines Tattoo Aos 28 anos, a designer têxtil Ana Paula de Brito Silveira deixou o trabalho como estilista em desenvolvimento de produtos para tornar-se a Anninha Tatuadora. Casada com o tatuador e body piercer Toddy, há cinco anos ela vem conquistando o seu espaço na cidade. Com apenas 17 anos, Anninha começou a trabalhar na área de criação, até que um amigo comentou que suas estampas ficariam perfeitas na pele. “Foi o pontapé inicial para que eu começasse a passar mais tempo visitando estúdios de amigos, fazer uma pergunta aqui e ali e conseguir um aprendizado”, comenta ela, que resume a tatuagem como a melhor forma de se expressar para o mundo, ou mesmo representar na pele os sentimentos, sonhos e conquistas. Anninha conta que no trabalho vive experiências incríveis, pois ajuda a pessoa na materialização do momento que está vivendo. Às vezes curando feridas, pois convive com histórias tristes de pessoas que, ao ver o desenho pronto, choram, pois não é apenas um desenho qualquer, é a representação de alguém que partiu, de um momento conturbado da vida, ou mesmo lágrimas de felicidade. “Me sinto honrada quando sou escolhida para transformar um sonho, uma memória, uma frase querida, ou mesmo um símbolo em realidade. Uma marca que essa pessoa vai ter consigo para sempre”, comemora. Quanto aos cuidados necessários e respeito pela saúde do cliente, ela diz que antes de escolher um estúdio, a pessoa deve observar o estilo de cada profissional, os certificados, assim como observar as licenças sanitárias. Cuidados fundamentais para que a pessoa saiba que está entrando em um ambiente onde os profissionais são qualificados, treinados e seguem todas as normas de biossegurança. “No estúdio só utilizamos materiais descartáveis. Isso significa que nosso custo com materiais é alto,

Polliana vê a tatuagem como uma arte estampada na pele

porém, é uma forma de garantir a segurança de nossos clientes”, afirma. Skin Diamond Tattoo Formada em educação física, Polliana Cristina Silva, 29 anos, lembra que, quando criança, passava horas no quarto desenhando. Apesar da habilidade com os desenhos, ela nunca imaginou que seria tatuadora, o que só aconteceu há seis anos, quando conheceu Brunno, com quem se casou e faz parte da equipe do Skin Diamond Tattoo Company. Vaidosa, Polliana ganhou destaque na mídia ao participar do programa Hipertensão em 2011, onde encarou o desafio com determinação e simpatia, além de superar os próprios limites. Como tatuadora, ela revela que a prática rendeu uma melhora significativa na concentração e coordenação, o que refletiu em suas demais atividades. Quanto ao preconceito, citado pela maioria das tatuadoras, Polliana afirma que nunca sofreu com esse problema, e de modo geral sempre foi muito respeitada pelos colegas e clientes. É perceptível que as mulheres estão cada vez mais adeptas às tatuagens, de estilos e tamanhos diferentes. Se no passado a tatuagem era mal vista, hoje ela pode indicar coragem e sensualidade, tudo depende apenas da escolha, se a opção será pelas delicadas ou as mais radicais. Algumas tattoos possuem um certo grau de dificuldade, não apenas pelo tamanho, mas também pelos detalhes. Para Polliana, basta realizar um bom planejamento,

Tattoo

temporariamente ou definidamente a pele. Depois de tanta discriminação exacerbada, a tattoo ganhou espaço, tanto pelo belo trabalho dos profissionais, quanto pela propagação da mídia, o que desperta a curiosidade e leva à sua aceitação. “Por ser algo permanente, é preciso estar preparado para o procedimento e ter certeza sobre a escolha do desenho, além de alguns cuidados que precisam ser observados, antes e após a realização da pigmentação, como higienização, hidratação com óleo mineral, além de evitar tirar a casquinha que cria no local”, explica.

143


Punho de Luana Karina

Seguindo o estilo da mãe, Sara Janieli está na sexta tattoo

tendo em vista que o trabalho pode ser moroso e dispendioso. “Tatuei um dragão em uma cliente que pegava de um ombro ao outro e descia pela coxa. A dificuldade não era apenas pelo tamanho do desenho, mas também pela falta de tempo dela. Ao todo foram dez sessões”, lembra Polliana, que visualiza a pele como uma tela e a tattoo como a arte estampada.

tattoo

Admiradoras da arte Há quem acredite que a tatuagem se torne um vício, isso porque muitos acabam de sair do estúdio com a tatuagem fresquinha e já pensando na próxima.

144

Luana Karina

Segundo pesquisas, o corpo libera uma grande quantidade de endorfina durante as sessões de tatuagem. Verdade ou não, as sensações e significados variam de pessoa para pessoa, e a grande maioria se sente mais atraente e notada socialmente. Quem concorda com o assunto é Sara Janieli, profissional de marketing, que aos 28 anos, acaba de fazer a sexta tatuagem. No ensino médio, ela era a única da sala a ter uma tattoo, e se achava a mais adulta da turma. Com o apoio dos pais, a jovem pediu indicação para os amigos. Foi quando conheceu a Medusa. “Na época, eu acreditava que, por ser mi-

Hot Machines Tattoo

nha primeira, deveria ser feita com uma pessoa indicada, e confesso que me senti à vontade por ser mulher. Quando a vi, toda cheia de tatuagens bem marcantes e bonitas, me encantei e acabei fazendo várias ao longo dos anos”, lembra. Outra admiradora da arte é a assistente administrativo Luana Karina da Silva, 24 anos, que, após fazer cinco tattos, já planeja as demais. Descontraída, Luana fala que a mãe sempre foi contra, mas isso não a impediu de fazer a primeira aos 19 anos. Por meio de um site de compras coletivas, Luana e o marido Bruno conheceram Anninha Tatuadora, uma pessoa que, segundo o casal, é encantadora e uma nova amiga. “A amizade com Anninha e o Toddy surgiu após a primeira visita ao estúdio. Temos em comum a ideia da tatuagem como arte. Uma forma de homenagear e eternizar pessoas, coisas e situações vividas”, finaliza.


O fim dos traumas é possível? Método terapêutico auxilia de forma eficaz na superação de problemas como traumas e medos

Por Flávia Landim – Fotos: Divulgação

terapia

A

146

cura de traumas, sequelas, transtornos, dentre outros, para quem passa por isso, parece, às vezes, impossível. Porém, um tratamento terapêutico pode auxiliar no processo da superação do problema. Um exemplo é o Dessensibilização e Reprocessamento por meio dos Movimentos Oculares (EMDR), uma ferramenta psicoterápica que se utiliza de movimentos oculares e/ou estimulação bilateral. Isso permite o reprocessamento de lembranças difíceis e dolorosas por meio da integração do conteúdo neural em diferentes hemisférios cerebrais. O método, além de tratar sequelas provocadas por Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT), serve para quadros resultantes de ansiedade, fobias, síndrome de pânico, depressões. Os resultados são impressionantes. E não precisa ser uma fatalidade. Todas as pessoas carregam sequelas de traumas grandes ou pequenos. Por exemplo, um paciente se queixa que todos os dias durante a infância e adolescência seu pai criticava sua forma de comer à mesa: porque derrubava a bebida, o garfo, sua conversa era boba, enfim. Hoje, esse paciente reclama que tem dificuldades de sair com amigos para tomar um chope ou jantar. Isso para ele jamais é diversão, é um momento de estresse, ou seja, essas lembranças difíceis atrapalham o seu dia a dia. A psicoterapeuta Esly Carvalho utiliza o EMDR em seus tratamentos. “Entendendo que traumas e lembranças dolorosas são armazenados de forma mal adaptativa, o EMDR é capaz de processar os medos, fobias, terrores e ansiedades vinculadas às lem-

branças difíceis, que mantêm suas vítimas presas aos fantasmas do passado, por meio da integração da informação que se encontra separada nos dois hemisférios cerebrais”, afirma Esly. Um levantamento conduzido pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) com 300 pacientes mostrou que o assalto é a situação mais comum associada ao diagnóstico de TEPT nas capitais do país. Os tratamentos, que consistem no uso de ansiolíticos, antidepressivos e em sessões de psicoterapia, curam uma minoria. “A cada 100 doentes, apenas vinte se veem livres dos sintomas definitivamente”, diz o psiquiatra Marcelo Feijó de Mello, da Unifesp. O objetivo da terapia é fazer com que o paciente passe a conviver com os sintomas, de forma que eles atrapalhem o mínimo possível a sua rotina. A grande dificuldade terapêutica está no diagnóstico. “A doença dá sinais que podem ser facilmente confundidos com crises passageiras de ansiedade”, explica Feijó. Em comparação, de forma acelerada e adaptativa, o EMDR imita o que acontece com as pessoas durante a etapa do sono – movimento rápido ocular (REM – Rapid Eye Movement) –, quando o cérebro processa informação diária e arquiva adaptativamente ao passado e permite uma resolução definitiva dos traumas. São criadas novas conexões cerebrais que permitem o surgimento de informações e transformam as lembranças traumáticas em percepções resolutivas. Esly reforça que, ao contrário de terapias tradicionais, não há exigência de que o paciente fale muito, pois a técnica reproduz uma ação orgânica natural. Uma médica foi assaltada e, por várias horas, sofreu ameaças de morte. Ela ficou muito tempo afastada do trabalho,


desenvolvem dentro de nós, qual a função que cumprem em nossas vidas e algumas formas de curar aquelas personagens feridas que nos impedem de viver plenamente”, afirma. A psicoterapeuta explica no livro o que é o trauma e como as lembranças dolorosas do passado impactam a vida das pessoas. Cheio de exemplos de casos tratados em diversos países durante sua longa trajetória, o livro é informativo e repleto de histórias compartilhadas sobre ruptura e reparação. No enredo, Carvalho ressalta a importância de se consultar a Galera Interna. “Todos têm em maior ou menor grau uma sabedoria interna alcançada por experiência no decorrer da vida”, afirma. Descartar papéis que não servem mais é outro aspecto da recuperação emocional. “À medida que os membros da nossa Galera Interna vão sarando, podemos nos desfazer dos que não servem. Assim, podemos jogar o que não presta na lata de lixo da vida”, reforça. Há outras obras sobre o tema, como EMDR: Princípios Básicos, Protocolos e Procedimentos, o livro-texto de Francine Shapiro, para a formação em EMDR e leitura obrigatória para os cursos de treinamento; Dia Ruim... Vá Embora!, um livro para crianças sobre EMDR e Trauma, escrito por Ana M. Gomez, que explica como funciona o EMDR numa linguagem que crianças (e adultos!) podem entender, com a história de Rex e Lulu, dois cachorrinhos que passaram por uma experiência que chamam de Dia Ruim; e Cura Emocional em Velocidade Máxima: o Poder do EMDR, do Dr. David Grand. Esly ressalta que, ao lidar com essas questões, surge a possibilidade

A técnica de EMDR imita o que acontece com as pessoas durante o sono – movimento rápido ocular. Dessa forma, são criadas novas conexões cerebrais que permitem o surgimento de informações e transformam as lembranças traumáticas em percepções resolutivas

de se adquirir novos papéis, que trazem adequação e funcionalidade à vida. “Em vez de ficar brigando pelo que preciso, posso aprender o papel de Pessoa Bem Educada, que pede o que precisa de forma assertiva”, diz Esly. Para ela, um dos melhores papéis é o da gratidão. “Como tudo muda quando somos capazes de agradecer pelo que temos em vez de reclamar pelo que nos falta”, coloca. O passado não muda, mas a percepção do indivíduo pode modificar. Os membros da Galera Interna podem aprender a ter novas perspectivas sobre o fato ocorrido. Ao invés de pensar que será marcado pela tragédia, vergonha ou terror, é possível ter outra perspectiva, de tal forma que o passado não possa ferir. O EMDR baseia-se nas novas descobertas da neurociência, para as quais o cérebro também tem um sistema de autorregulação. O significado da palavra trauma, em grego, é ferida. Da mesma forma que em nosso corpo uma ferida mal curada esconde um processo doloroso que pode envenenar o organismo inteiro, uma situação traumática mal resolvida nos deixa presos naquele momento ruim. Essas lembranças negativas acabam também por envenenar nossa relação com o mundo, relacionamentos pessoais, trabalho e afetividade. De acordo com Esly Carvalho, quando o problema é bem resolvido/ reprocessado, conseguimos processar o acontecido de forma saudável, fica apenas a lembrança de que algo desagradável ocorreu e conseguimos seguir com a vida de maneira equilibrada. O temor de ser vítima de bandidos mudou os hábitos dos brasileiros de todas as capitais do país. Em Brasília, 63% dos moradores já evitam sair de casa à noite. Em São Paulo, 60% da população só usa os caixas eletrônicos e vai ao banco em último caso. No Rio de Janeiro, 80% dos cariocas deixaram de ir às ruas levando muito dinheiro ou objetos de valor. Em Curitiba, 17% dos habitantes instalaram alarmes eletrônicos em casa, e 10% dos moradores de Fortaleza pagam vigias armados para proteger suas ruas ou prédios. O crime está ditando o comportamento dos brasileiros. Serviço: EMDR Treinamento & Consultoria Nacional (61) 3443-8447.

terapia

devido ao TEPT. Depois de cinco sessões de EMDR, a médica disse que a lembrança era história para happy hour, e voltou a trabalhar normalmente. A terapia tem mais de 20 anos e foi descoberta, por acaso, pela psicóloga americana Francine Shapiro. Enquanto fazia uma caminhada, Francine meditava sobre seus problemas e percebeu que as emoções desagradáveis que sentia diminuíam após a movimentação rápida e espontânea dos olhos. A partir daí, ela começou a pesquisar a prática com foco no estímulo externo – a estimulação bilateral – e, ao mesmo tempo, em que a causa de determinada angústia fosse acessada internamente. Os resultados deram origem ao EMDR. Atualmente, essa abordagem conta com mais de 200 pesquisas publicadas em revistas indexadas (journals) internacionalmente. O EMDR recebeu o maior selo de aprovação como Psicoterapia Baseada em Evidência pelo National Registry of Evidence-based Psychotherapy and Practice (NREPP), e, ainda, há três teses de doutorado defendidas por brasileiros sobre o tema, demonstrando que essa é uma abordagem científica. Existe uma boa literatura também sobre o tema. A psicoterapeuta Dra. Esly Regina de Carvalho lançou o livro Curando a Galera que Mora Lá Dentro, no intuito de identificar e esclarecer a existência da Galera Interna, papéis internos que dirigem suas vidas, tais como a Medrosinha, o Adolescente em Crise, a Criança Emburrada, o Mentiroso, dentre outros. “Nele, vemos como esses papéis nascem e

147


Vegetarianismo 150

Sabor que nutre a essĂŞ n


Bolo de chocolate com ganache e recheio de nozes do Café Corbucci

Em Brasília existem muitos vegetarianos e veganos. Será que o mercado acompanha o crescimento desse público? Por Gabriela Moll – Fotos: Mel Portela

Sanduíche Seitan Solano, do Café Corbucci

ê ncia

Vegetarianismo

O

vegetarianismo é uma prática dietética que consiste em alimentar-se exclusivamente de alimentos de origem vegetal: grãos, cereais, verduras, frutas, legumes, sementes, brotos e muito mais. É uma dieta adequada para satisfazer as necessidades humanas de proteínas, carboidratos, vitaminas e minerais e pode ser praticado em todas as fases da vida. Um estudo realizado pelo IBOPE em 2012 revelou que 8% da população do país se declara vegetariana. No Distrito Federal, o número é de 10%. Mas será que o mercado é preparado para atender esse público que só cresce? A psicóloga Ana Carolina Boquadi é adepta do vegetarianismo há seis anos e acredita que um dos maiores problemas dos estabelecimentos que oferecem opções vegetarianas é a falta de inovação nas receitas, “Uma coisa complicada é que quando as pessoas querem fazer algo vegetariano, ficam somente no alface e tomate ou soja, que aliás não é um alimento tão bom assim. Brotos são bem vindos e investir nos temperos de pratos sem carnes também”, ressalta. Apesar das dificuldades para comer fora de casa, existem lugares interessantes para os adeptos da alimentação livre de sofrimento animal. No Green’s Restaurante Natural, encontramos buffet com opções vegetarianas, sopas e caldos, cafés, sobremesas sem lactose, loja de produtos naturais, açaís, sucos, saladas e sanduíches especiais. Segundo Rogério Mazer, proprietário, o Green’s é um restaurante natural porque as receitas e preparações de alimentos são executadas com produtos preferencialmente integrais, orgânicos, não industrializados e não refinados. “Não utilizamos nos pro-

151


Sanduíche Indiano do Green’s

Café Mocha do Corbucci: espresso, leite vaporizado (de soja ou amêndoas) e calda de chocolate

Vegetarianismo

Creme de abóbora com feijão branco servido com molho de azeitona preta do Café Corbucci

152

dutos de fabricação própria nenhum tipo de conservante, corante ou qualquer outro tipo de aditivo químico”, afirma. Já para os veganos, comer fora de casa é um desafio ainda maior. O veganismo vai além da conduta alimentar, é a parte prática dos direitos animais, é deixar de usar os animais em todas as instâncias, incluindo a alimentação. O vegano boicota produtos testados em animais, eventos nos quais são usados animais, como rodeios, corridas com animais e circos com animais. O veganismo é uma ação direta, uma modificação no cenário de exploração e não apenas um meio de reduzir o sofrimento dos animais. É uma ação simples e diária, mas com pouca divulgação no Brasil. Pioneirismo e ativismo Percebendo a carência do público ve-

gano brasiliense, a chef vegana Marina Corbucci, juntamente com dois amigos e sócios, decidiu abrir o Café Corbucci. O café foi inaugurado em abril de 2011 e é pioneiro na cidade como o único estabelecimento 100% vegano. “A necessidade de ter um lugar vegano em Brasília já era palpável há muito tempo. Poderíamos ter aberto um lugar menor para começar, mas a necessidade pediu um lugar maior”, ressalta a proprietária. Ao descobrir como viviam e morriam os animais de produção, Marina, que sempre teve um contato diferenciado com os animais, percebeu que não fazia mais sentido consumir alimentos provenientes desse sofrimento. O Café Corbucci é inovador não apenas por ser o único em sua categoria, mas também pela qualidade do produto oferecido e pela criatividade da chef.

O cardápio conta com cafés, cappuccinos e chocolate quente, todos com opções de leite de soja orgânico ou leite de amêndoas. Também há uma variedade de tapiocas, pastéis, salgados, quiches e sopas do dia, além de bolos, mousses e sanduíches. “O vegano pode ter um lugar para comer com tranquilidade, sem ter que consultar os ingredientes, mas o café existe também para o público onívoro conhecer e isso influenciar uma mudança de hábito, o que é uma coisa muito importante”, diz Marina. A chef ressalta a importância de existir um lugar estritamente vegano na cidade, principalmente como forma de ativismo “Quando o estabelecimento é 100% vegano, quem sentar aqui não vai ter opção de comer outra coisa. Dessa forma, faz-se perceber que a culinária vegana é possível, viável, gostosa, enfim, que é possível viver assim. Muita gente não abandona os hábitos porque vê muita dificuldade em tudo”, afirma. Quando questionada sobre o preparo do mercado para o veganismo, Marina afirma que é um processo que acontece lentamente. Segundo ela, dar a cara a tapa e criar um estabelecimento vegano onde não há nenhum outro é extremamente difícil. Além do conhecimento técnico, tem que ter muita coragem.


Mousse de Maracujá do Corbucci Mais opções Outro estabelecimento que atende aos vegetarianos e veganos é o Restaurante Girassol, que oferece uma alimentação natural e saudável, com alimentos orgânicos e produzidos localmente através da agricultura familiar. Os serviços incluem buffet vegetariano no almoço, com diversas opções veganas, e no jantar servem caldos vegetarianos e saladas. Contam ainda com um cardápio de sucos, vitaminas, salgados e sobremesas, todos produzidos de modo a preservar

ao máximo a energia vital dos alimentos com o intuito de prevenir e curar doenças. O restaurante também administra um empório de produtos naturais e orgânicos que promovem o enriquecimento da alimentação. Em lojas como a Vita Zen e o Empório Bem-estar podemos encontrar produtos sem lactose, sem açúcar e sem glúten, além de leites vegetais e guloseimas livres de proteína animal. Mais uma descoberta sobre onde encontrar opções veganas é o Ômega 3 Bistrô, que oferece

opções de montagem de sanduíches veganos, com pastas vegetais, cogumelos e saladas. Ainda conta com sucos feitos com grãos germinados, castanhas, frutas, açaís e vitaminas. A principal motivação que leva à adoção do vegetarianismo e do veganismo é a ética. Além disso, muitos são os benefícios dessas correntes dietéticas. Estudos mostram que o vegetarianismo e o veganismo estão relacionados a uma melhor qualidade de vida e longevidade. Adeptos costumam sofrer menos de doenças como reumatismo, hipertensão, osteoporose, anemias, doenças renais, cardíacas e respiratórias, derrame, alguns tipos de cânceres e obesidade, principais causas de morte no mundo atual. Hábitos alimentares que não consomem produtos de origem animal também têm como consequência a redução do consumo de água, erosão do solo e produção de metano e outros poluentes. Ou seja, é bom para o planeta, para o corpo e para a mente. Serviços: Restaurante Girassol (61) 3242-1542 / Green’s Restaurante Natural (61) 3321-5039 / Café Corbucci (61) 3201-1316 / Vita Zen (61) 3273-0000 / Empório Bem-Estar (61) 3274-0717 / Ômega 3 Bistrô (61) 3964-1675

Vegetarianismo

Hambúrguer de feijão preto do Café Corbucci

153


renato riella

De A a Z

154

CHICO VIGILANTE, fazendo jus à origem, apresentou projeto de lei que estabelece que todos os estacionamentos pagos do DF terão de aprovar um plano de segurança. Isso aconteceu depois do sequestro (seguido de morte) da professora Christiane Silva Mattos no estacionamento caríssimo de um shopping. A automação dessas garagens não nos dá nenhuma garantia.

LILIANE RORIZ marcou posição na Câmara Legislativa ao lutar para impedir que apagassem o nome de Garrincha no novo estádio de Brasília. Uns e outros tinham esperança de “vender” a arena de 72 mil lugares para uma marca tipo Coca-Cola, mas nenhuma grande empresa quer passar pelo desgaste de eliminar o Garrincha, marchando contra o povo.

ESTEFÂNIA VIVEIROS lançou pela editora Gazeta Jurídica o livro Os limites do juiz para correção do erro material, que já está à venda em Brasília. Ela é professora universitária de elevado conceito e foi presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – DF. Portanto, sabe o que diz e o que escreve.

REGUFFE é o deputado federal de melhor imagem no Brasil. Ele apareceu na propaganda partidária do PDT defendendo seu projeto que isenta de impostos os medicamentos. Nos próximos meses, se a presidente Dilma tiver de adotar esse remédio para controlar a inflação, Reguffe vai se dar bem. E os brasileiros também.

GERALDO MAGELA, secretário de Habitação do DF, teve de reassumir sua cadeira na Câmara Federal, pois seu suplente, o até então deputado Augusto Carvalho (PPS), começou a bater no governo Agnelo Queiroz. Assim, as coisas vão se rearrumando na política de Brasília antes das eleições de 2014, que serão quentes.

RÔNEY NEMER, deputado distrital pelo PMDB, decidiu ser candidato a federal. Ele é citado no processo da Caixa de Pandora, mas como não apareceu em nenhuma gravação de Durval Barbosa, afirma estar tranquilo e sem medo de problemas na Justiça. As peças da eleição vão se montando e Rôney abre uma vaga na Câmara Legislativa.

GUTEMBERG UCHOA, o novo secretário de Desenvolvimento Econômico do DF, tem o perfil que o governador Agnelo Queiroz quer imprimir nessa área, depois que contratou uma consultoria de Cingapura para repensar a economia de Brasília. Gutemberg é consultor de alto nível, oriundo da Apex-Brasil, e sabe como lidar com os grandes investidores.

SAMANTA SALLUM, agora à frente da área de comunicação da Copa do Mundo (no DF, é claro), lançou o portal Brasília na Copa. O site está disponível ao público e pode ser acessado no endereço eletrônico www.copa2014. df.gov.br. A página traz notícias, informações turísticas, roteiros para os visitantes, os preparativos para os mundiais e o legado dos eventos.

JANE GODOY, influente colunista do Correio Braziliense, teve a coragem de publicar que, junto com o marido (Jair), foi vítima da dengue e sofreu muito. É preciso fazer sempre assim, pois dengue é uma vergonha nacional. Não dá mais para convocar Oswaldo Cruz, mas deve haver alguém competente para enfrentar esse problema no Brasil.

VALÉRIA VELASCO, dirigindo o programa Pró-Vítima, da Secretaria de Justiça do DF, abriu uma campanha contra as armas de brinquedo. Graças a ela, o governador Agnelo Queiroz enviou projeto de lei à Câmara Legislativa proibindo a venda desse produto. Está na hora de eliminar o incentivo à violência na origem.


Fotos de Paulo Lima e Dinah Feitoza O embaixador Pompeu Andreucci e a sua talentosa, na beleza e na voz, Della Henry, receberam para homenagear o novo secretário de Desenvolvimento Econômico do DF, Gutemberg Uchôa, na foto com sua bonita e elegante Catherine. Entre os casais, Júlio Gurgel. Noite de mulheres loiras e morenas, lindas e charmosas

Aduana I

O cantor Gabriel O Pensador, embaixador do Dream Football no Brasil, com os meninos vencedores da etapa realizada no Vidigal. Três deles passaram pela escolinha de base da Inter de Milão

A Receita Federal mostrou o trabalho das alfândegas brasileiras a representantes das administrações tributárias de 12 países. O próprio secretário da Receita Federal, Carlos Alberto Barreto (foto), coordenou mais uma edição do projeto “A Receita Federal convida: conheça a nossa Aduana”, nas dependências da Alfândega do Aeroporto JK de Brasília.

Furnas social Criado pelo jogador português Luís Figo, o projeto Dream Football busca revelar novos talentos do futebol entre as crianças carentes. Em sua terceira fase no Brasil, o projeto está recebendo o apoio fundamental da pujante Furnas, sempre participativa em importantes projetos sociais. Bola branca para o presidente Flávio Decat.

GILBERTO AMARAL

Aduana II

156

Esta iniciativa faz parte da política de transparência da Receita Federal e tem o objetivo de mostrar o papel que o Ministério da Fazenda, por meio do órgão, tem prestado para proteger a economia e a sociedade.

Aduana III Presenças das delegações de México, El Salvador, Costa Rica, Honduras, Guatemala, Peru, Chile, Bolívia, Equador, Uruguai, Paraguai e Espanha.

A família Jabour, fundadora da Sweet Cake – o mais premiado dos bufês de Brasília –, lançou um novo negócio: um Clube de Vinhos na Internet, batizado de Gourmet Butler. No evento, o patriarca Celso com os filhos Luiza, Gabriela e Luiz Augusto, que entraram de vez para os saborosos negócios gastronômicos da família

Bruno Moreira festejou seu aniversário entre seus entes queridos: Cesar e Lara Moreira


Que Brasil é este?

O

ministro Aldir Passarinho (foto) se aposentou no Supremo Tribunal Federal quando atingiu os 70 anos, em 22 de abril de 1991. Para sua vaga foi nomeado Ilmar Galvão (foto), que

também cumpriu esta Lei imbecil, deixando o cargo aos 70 anos, aposentado por decreto em 3 de maio de 2003. Depois foi a vez de ser indicado para a vaga Ayres Britto (foto), o ministro-poeta, que

em plena forma também se aposentou em 16 de novembro de 2012. E, agora, aguardamos o quarto nome para a vaga (foto em branco). Este é o país milionário em que vivemos.

?

Ativos e advogando Aldir, Ilmar, já beirando ou com mais de 80, estão em plena atividade intelectual, advogando em seus escritórios. Ayres espera a quarentena. Como perguntar não ofende: por que o Congresso não aprova a lei de aposentaria aos 75 anos? A Previdência está quebrada e é esse um dos motivos. Coerência é bom e eu gosto.

Não é primavera, mas foi um dia florido Floridas como as minhas gravatas, feitas e inspiradas pelo famoso Leonard, de Paris, as estampas dos estilistas Peter Pilotto e Christopher Des Von deixaram deslumbradas as convidadas de Cleuza Ferreira durante brunch, na Magrella.

Os estilistas Christopher Des Von, Peter Pilotto e a anfitriã Juana Ferreira

Cláudia Pereira e Moema Leão

As elegâncias de Cleucy e Eucy Meirelles

gilberto Amaral

Maravilhosas e cheirosas Por toda a elegante loja do Lago Sul, as manecas estavam mais floridas do que nunca, e as araras também. Cleucy Oliveira, recém-chegada de Aspen e já preparando as malas rumo ao Rio para o casamento de sua irmã, apreciava a linda coleção. Ana Maria Gontijo, que gosta de tudo que é belo, ficou encantada com os vestidos e a decoração, assinada pela competente Maria Tereza Cavalcanti. Cleuza, Juana e Fabrício atentos e cordiais para com seus convidados.

157


Prontas Par

gente fina

O que é ser elegante? É saber dosar nas cores, no traje de acordo com sua silhueta, nos acessórios, no volume de joias que carrega. Tem gente que exagera para mostrar que tem muitos $$$. Com silhuetas próximas ao corpo e romantismo, a roupa valoriza a simplicidade das formas. Os sapatos cheios de atitude traduzem os coturnos em modelos com saltos e trazem mais sensualidade ao look. Paulo Lima vem observando as elegantes da nossa sociedade e fotografando.

158

Deborah Toni

Lenir Fonseca

Isabela Melo

Betânia Venâncio


ara brilhar

Wania Frederico

Ana LĂşcia Rezende

Karina Curi Rosso

Gabriela Ibiapina

gente fina

Fotos: Paulo Lima

159


Barriguinha de mamãe Está incomodada com a barriga pós-parto? Pois saiba que é possível conquistar um abdômen definido sem cirurgia, mesmo que o parto tenha sido feito há muito tempo

Patrícia Farago

O

160

aumento do volume abdominal durante a gravidez provoca, após o parto, um efeito indesejável: a diástase abdominal, mais conhecida como “barriguinha de mamãe”. Diástase significa separação dos músculos retos do abdômen. O tecido conectivo, que une os músculos, é estendido para os lados, ficando cada vez mais fino e fraco. O problema é causado pelo aumento da pressão intra-abdominal e pode ocorrer não só por causa da gravidez, mas também por má postura e exercícios abdominais feitos de maneira incorreta. Além do impacto na autoestima, a diástase abdominal pode provocar dores nas costas, desvios na postura, hérnia ou até mesmo projetar o umbigo para fora. Mãe de dois filhos, a educadora física

Anna Patrícia Farago procurou um método não cirúrgico para perder a sua “barriguinha de mamãe”. Nessa busca, ela encontrou a Técnica Tupler™, que consiste na combinação de exercícios e o uso de uma faixa abdominal. Essa técnica foi desenvolvida pela americana Julie Tupler e hoje é sucesso em vários países. Depois de comprovar a eficiência e os resultados surpreendentes do tratamento, Anna Patrícia resolveu se especializar na Técnica Tupler™. Como educadora física, ela também alia outras técnicas para otimizar os resultados. A duração do tratamento tem em média quatro encontros, mas depende muito da disciplina e do comprometimento com os processos, além, é claro, das peculiaridades individuais, já que cada organismo responde aos estímulos num ritmo.

A partir do 2° encontro, já é possível verificar os inúmeros benefícios: barriga mais reta e tonificada, cintura mais fina, proteção muscular, postura mais adequada, redução ou fim de dores nas costas e um ganho incrível na autoestima. “Se pudesse resumir em apenas uma palavra, eu diria surpreendente! A Técnica Tupler aumentou minha consciência corporal e principalmente minha autoestima”, diz Patrícia Pedrosa, de 34 anos, mãe de dois filhos. O tratamento não possui restrição etária e pode ser realizado a qualquer momento. “Sinto que meu abdômen voltou pra um lugar de onde nunca deveria ter saído! Perder mais de 12cm em medidas, com a minha idade e sem cirurgia, só com disciplina e muita força de vontade! Estou com outro ânimo, muito feliz e vaidosa”, relata Maria*, de 63 anos, mãe de três filhos, todos com mais de 30 anos. *Nome fictício. A paciente prefere não se identificar. Serviço: Telefone: (61) 8436-9552 www.patriciafarago.com.br/


Vida cultural e social da cidade Últimos eventos de que participamos

Homenagem póstuma a Lelia Carmen Suñer Raimunda, Cariné, Marcelo Antônio e Caddah da Casa do Poeta, Serra Azul na entrega do Troféu Mulher faleceu em 20/02/2013

O casal Serra Azul com Hanashiro Takamoto e Sônia, da Academia Internacional de Cultura

Palmerinda Donato com Moema São Thiago e s embaixadoras agraciadas pelo Troféu Mulher

Serra azul

A delegada Cariné com o casal Serra Azul em evento da OAB

162

O casal Serra Azul com seu filho João Henrique em evento na Embaixada do Panamá

O casal Serra Azul e Antônia no evento da entrega do Troféu Mulher

A Dra. Silvana Helena, superintendente da Polícia Federal, recebendo o Troféu Mulher de Raimunda Serra Azul

Ministro Joaquim Barbosa, Moema São Thiago e amigas

João Henrique com Cariné e o casal Serra Azul no evento em que Cariné recebe o diploma “Mulheres que Brilham”

Na mesa: Marcelo Antônio, Serra Azul e o casal Tatiana e Marcos

O casal Angelita e o juiz Hanibal com Raimunda Serra Azul


cenas em Fotos: Paulo Lima, Telmo Ximenes, Lincoln Iff, Cléo Passos, Cesar Rebouças

H. Stern movimentou sua loja no ParkShopping para o lançamento da coleção de joias Roberto Burle Marx. Vera Gambogi, Rafael Ming e Isabela Barbosa

Caroline Linhares, Amanda Aragão e Audrey Brants

flashes

Ana Helena Rangel e Mary Quintiliano

164

Ana Mariah Di Giacomet, o embaixador da grife, Christian Hallot, e Maria

Elina

Paula e Eridan Pimentel com Dardja Rubem

Jaqueline Soares, Flávia Branco e Márcia Nabut

Tiago Correia entre Roberta e Flávia Santos


y hour na residência de Leila e Lucinha Itapary, querida da nossa sociedade, ganhou happ ília. Lucinha está residindo Arnaldo Chagas, por ocasião de sua visita aos amigos de Bras atualmente no Rio de Janeiro.

dini

Carmen Bocorny, Heloisa Hargreaves, Lenir Fonseca e Carminha Manfre

Joselito Soares e Patrícia Garrote

Lúcia Garófalo e Divanda Pereira

Cosete Gebrim e Vera Coimbra

Aurinete Leite e Jacira Abrantes

Flávia Landim, Danielle Antoni, Lúcia Itapary, Carminha Manfredini

e Fernanda Caixeta

flashes

Marisa Junqueira, Lúcia Itapary, Leila Chagas e Valdete Drummond

165


O aniversariante com os pais, Raphael e Carolina Matias

Carolina e Raphael Matias prepararam megafesta na Fun House para comemorar o aniversário de um aninho do filho, Arthur Dutra Matias. A decoração foi uma réplica de Posto de Gasolina da Rede Gasol, em homenagem ao avô, o empresário Antônio Matias.

Os avós Paulo Batista e Sandra Dutra com Iza e Antônio Matias Daniele Lyra, Juana Ferreira e Fernanda Adriano

flashes

Yarinha e Phelipe Matias

166

Isabella, Fernando e Felipe Faria

Leonardo Rocha e Natália Marinho

Olívia com os avós, senador Gim e Cristina Argello ao lado do casal Luciana e Marcos Lombardi


Márcia Lima abriu as portas de sua bela residência no Lago Sul para comemorar, somente entre amigos, o aniversário de seu marido, Renato Riella. Renato Riella ao lado de Sandra e deputado Luiz Pitiman

Bia Koffes, Consuêlo Badra e Cláudia Canhedo Clayton e Gláucia Aguiar com Mônica Nóbrega

Cristina Velloso e deputado Joe Valle

Karla Carvalhal, Márcia Lima, Valéria Velasco e Beth Flamínio

flashes

Weber Magalhães, Marcelo Pinto e Ricardo Marques

Casal Márcia e Renato Riella com o casal Marisa e Ronaldo Junqueira

167


As empresárias Sarah e Patrícia Skaf promoveram, em sua loja Skaf, no Lago Sul, uma noite de lançamento da coleção de inverno/2013. Patrícia Bermatine entre Patrícia e Sarah Skaf

Lúcia Itapary, Zely Ornellas e Elza Nardelli elaboraram um almoço com deliciosa paella na Igreja Luterana da 405 Sul, com a presença de mais de 100 pessoas. A renda foi destinada para as obras da escolinha do Paranoá e do Projeto Vida.

Zely Ornellas, Elza Nardelli, Lúcia Itapari e Carminha Antoni

flashes

July Benevides, Elaine Caldas e Maria Lúcia Moricone

168

Luciene, Carlos Henrique, Núbia e Paulo Guimarães

Aurinete Leite, Jacira Abrantes, Irene Maia e Maria Tereza

Leila e Arnaldo Chagas com Márcia Coelho

Fernando Brites, Divanda Pereira, Rita Márcia e Francisco Machado


Abertura da exposição Sounds of the City – Sons da cidade – Belfast, no Espaço Cultural Contemporâneo (ECCO), reuniu várias autoridades de diversos países, além de artistas e a sociedade que prestigiaram o evento.

Embaixador Alan Charlton, Karla Osório e o embaixador Wilfried Grolig

Regina Lacerda, deputado Joe Valle e Nathanry Osório

Rita Sheridan, Victoria Trombetta e Michele Robach

Gabriela Lacerda Wanzenir Edler, Lúcia Garófalo e Cosete Gebrim

Aloyzio, Sofia, Estela, Valeska e Aloyzio Campos da Paz

Katharina Braumer, Kátia e Solon Kouzak

flashes

da Paz, seus pais, Para comemorar os 12 anos da bonita Sofia Kouzak Campos lia no Lago Norte. Aloyzio e Valeska, fizeram uma bonita festa na casa da famí

169


A Academia Internacional de Cultura, através de sua presidente, a escritora Palmerinda Donato, homenageou várias personalidades com o Troféu Mulher 2013, em solenidade no Clube das Nações. Clotilde Chaparro e Cleide Bianchi

Palmerinda Donato cercada por Silvana Borges e Lúcia Itapary

Maria Tereza Vieira e Marli Vianna

Joselito Soares e Patricia Garrote

Chá de Fraldas de Valentina, no Lago Sul, oferecido por Cláudia Lira para sua neta.

flashes

Mauro, Carla, Cláudia, Marina, Arimar, Ana e Robson

170

Daniella Resende e Rodrigo Albuquerque Lourdes e Carlos Sobral com Mônica Cunha


A embaixadora da Áustria, Marianne Feldmann, organizou uma bela noite, em sua residência oficial, homenageando a vice-prefeita de Viena, Renate Brauner.

Embaixador Thomas Shannon e a esposa Quisela

Thalita Vasconcelos e Gabriela Massa

Senador Luiz Henrique, Fabiane e Cláudio Cohen

Cleire Paniago e Maurício Gomes

William O’Dwyer, José Alejandro Hidalgo e o prefeito de Anápolis, Antônio Roberto Gomide

Ministro Luiz Carlos Madeira, ministra Cristina Peduzzi, desembargadora Sandra e ministro Marco Aurélio de Mello

flashes

Embaixadora Marianne Feldmann, José Alejandro Hidalgo, prefeita Renate Brauner e o casal governador Agnelo QueirozaeviceIlza

171


ral da OAB, no Centro de Convenções Prestigiadíssima a posse da nova diretoria do Conselho Fede dos poderes Judiciário, Legislativo e Ulysses Guimarães. Contou com a presença de autoridades brasileiros. Executivo, além de advogados e advogadas de vários estados

Componentes da Mesa

Luzineide e Ibaneis Rocha

Júlio César e ministra Assusete ao lado do casal Carolina Magalhães e Estenio Campelo

flashes

Júlio Magalhães, Elizabeth Rocha e Helga Jucá

172

Ministro Eduardo Cardoso

Deputada Iracema Portella Guilherme Campelo, Marcelo Feitosa e Ferdinando Coutinho


tica em sala de cinema do Isa Mozatto comemorou seu aniversário com criativa festa temá , as convidadas Casa Park. Após exibição de filme com homenagens afetuosas a”. receberam uma réplica da estatueta “Oscar de melhor amig

Iara Castro, Rita Márcia Machado, Maria Luiza Mathias, Maria Lúcia Mariconi, Portiga Maria Luiza e o Loureir Fabíola s, Martin Cecília Elaine Caldas, Maria

Elaine Scio, Glair Simão, Marli Farias e Isa Mozatto

Ana Souza, Isa Mozatto e Ana Araújo

Regina Moura, Brunilde Morais, Isa Mozatto e Conceição Pinheiro

Vera Coimbra, Jane Carol Azevedo e Yara Curi

Iara Castro, Odete Frotta, Isa Mozatto e Simonetta Santelli

flashes

Isa Mozatto e seus netinhos: Maria Fernanda, Maria Sophia, Fernando Antônio, Bárbara e Ana Carolina

173


Fernando Antônio, Fernanda Holzbach, Isa Mozatto e Alice Jarjour

Carmem Fonseca, Iara Castro e Eunicia Guimaraes

Ana Souza e Isa Mozatto

Leslie Molen, Isa Mozatto e Sheila Machado

Hospital Santa Marta inaugura sua nova UTI Adulto e solen emente presta homenagem às mulheres no dia Internacional da Mulher. A primeira edição do evento, Preciosas Mulheres, deslumbrou e encantou convidados!

flashes

Os sócios-diretores Dr. Ronaldo, Dr. Diniz e Dr. Maluf homenageiam e celebram a brilhante administração da diretora executiva do Santa Marta, a Sra. Luci Emídio

174

Dra. Simone Simeão; a Sra. Elza Menezes; a Sra. Mafisa Jales; a diretor administrativa, Selma Moraes; Dra. Érika Simeão; a diretora finance a ira, Ingrid Borges; Maria; a diretora executiva, a Sra. Luci Emídio; a gerente de Relacionamento, Lenyra Paulino; Dra. Elenita Maluf; a Sra. Eunice Bissonoto; a diretora de Qualidade e Marketing, Kátia Carvalho; Dra. Laurinete Diniz; Dra. Susana Diniz; Dra. Patrícia Diniz; e Dra. Andrea Diniz

Os sócios-diretores posaram orgulhosos ao lado de suas esposas após entrega dos troféus. Dra Suely Simeão e Dr. Ronaldo Simeão, Dra Laurine te Diniz e Dr. Marcos Diniz, Dra. Elenita Maluf e Dr. Sebastião Maluf

Dra. Simone Simeão, Dra. Elenita Maluf, Dra. Suely Simeão, Isabela seu noivo, Dr. Fernando Maluf, Dra. Patrícia Diniz, Dra. Érika Simeão, eDra. Susana Diniz e Dra. Andrea Diniz, gerente de Qualidade e Marketing, responsável pela brilhante execução e organização da solenidade


nch de lançamento da Coleção Resort A Magrella recebeu inúmeros convidados para o bru Christopher De Vos. 2013, com a presença dos estilistas Peter Pilotto e

Peter Pilotto, Cleuza Ferreira, Juana Ferreira e Cristopher De Vos

Fabrício Ferreira de Carvalho

flashes

Cláudia e Wilma Pereira ao lado de Vanda Ricciopo

176

Iná Silveira, Rafaela Giavoni e Armanda Pinheiro

Lúcia Restelli, Peter Pilotto, Ana Maria Gontijo e Christopher De Vos

a

Luciana Cunha Campos, Melissa Gontijo e Rosângela Lacerd

Bruna Slavieiro, Lilian Lima e Vanda Ricciopo

Cleucy de Oliveira e a mãe Elcy, ao lado de Janine Britto


Miranda Castro homenageou com um delicioso almoço, no restaurante Gero, a primeira-dama de Goiás, Valéria Perillo. Reuniu diver sas amigas queridas numa tarde alegre e de muitas recordações.

Liliane Roriz, Valéria Perillo, Jaqueline Roriz e Miranda Castro

Yara Curi e Lais do Amaral

Bruna Castro

flashes

Cleucy Oliveira e Suely Nakao

Suely Nakao, Valéria Perillo, Ana Maria Gontijo, Miranda Castro, Wilma Pereira, Marcia Lima e Moema Leão

Valéria Perillo e Miranda Castro

178

Gilvan Máximo



Foco Abril 211