Page 1

junho 2010

Belém - Pará - Brasil

www.paramais.com.br

ISSN 16776968

Edição 103

6,00 3 Rádio Margarida

Rád io M arg arid a

PAC no Pará 1º Líder Norte Feira do Empreendedor O Portal da Transparência


EDIÇÃO 103, JUNHO 2010

07

Empresários reúnem em Belém para o 1º Líder Norte e 51ª Reunião Ordinária da Conaje

Editora Círios SS Ltda CNPJ: 03.890.275/0001-36 Inscrição (Estadual): 15.220.848-8 Rua Timbiras, 1572A - Batista Campos Fone: (91) 3083-0973 Fax: (91) 3223-0799 ISSN: 1677-6968 CEP: 66033-800 Belém-Pará-Brasil www.paramais.com.br revista@paramais.com.br

Feira do Empreendedor

12 atrai 24 mil ao Hangar 14

TCE apresenta Portal da Transparência

18

PAC do Pará terá investimentos de 109 bilhões até 2014

Um bilhão de Árvores 20 foi discutido na Semana do Meio Ambiente

24

DIRETOR e PRODUTOR: Rodrigo Hühn; EDITOR: Ronaldo Gilberto Hühn; COMERCIAL: Alberto Rocha, Augusto Ribeiro, Rodrigo Silva, Rodrigo Hühn; DISTRIBUIÇÃO: Dirigida, Bancas de Revista; REDAÇÃO: Ronaldo G. Hühn; COLABORADORES: Anete Costa Ferreira, Anderson Cavalcante, Benigna Soares, Camillo M. Vianna, Christian Barbosa, Dave Reneke, eduardo Pocetti, José Osvaldo Bozzo, Jussara Kishi, Levi Menezes, Marcelo Gonçalves Mariana Santiago de Matos, Marizete Furbino, Ricardo Jordão Magalhães, Rosely Boschini, Sergio Pandolfo, Valmor Bolan; FOTOGRAFIAS: Arquivo TCE; David Alves, Eliseu Dias, Eunice Pinto/Ag Pa; Cid Oliveira/AbrajetPá; Edivaldo Mendes; Guga Furtado; Júlia Silva; Marta Senter; Ricardo Stuckert/PR DESKTOP: Mequias Pinheiro; EDITORAÇÃO GRÁFICA: Editora Círios OS ARTIGOS ASSINADOS SÃO DE INTEIRA RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES

ANATEC

ASSOCIAÇÃO DE PUBLICAÇÕES

PA-538

Namorados

desta vez, o 30 Virá, sexto caneco?

34

A Festa da Língua Portuguesa

36 Rádio Margarida Amazônia. Caçadores 48 de semente de mogno

GARIDA leva

RÁDIO MAR as do Pará, a Capa: Pelas ru são à população. er div informação e


Inscrições para o Prêmio ANA são prorrogadas até 30 de junho Trabalhos sobre o tema “Água: o Desafio do Desenvolvimento Sustentável” podem se inscrever nas seguintes categorias: Governos, Empresas, ONG, Pesquisa e Inovação Tecnológica, Organismos de Bacia, Ensino e Imprensa

Q

uem ainda não se inscreveu para o Prêmio ANA 2010 terá uma segunda chance. Até 30 de junho, os interessados em participar poderão inscrever trabalhos que se enquadrem no tema “Água: o Desafio do Desenvolvimento Sustentável” em sete categorias: Governo, Empresas, ONG, Pesquisa e Inovação Tecnológica, Organismos de Bacia, Ensino e Imprensa. As iniciativas devem estimular o combate à poluição e ao desperdício e apontar caminhos para assegurar água de boa qualidade e em quantidade suficiente para o desenvolvimento e a qualidade de vida dos brasileiros. A premiação é realizada pela Agência Nacional de Águas e conta com o patrocínio exclusivo da Caixa Econômica Federal e o apoio da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas (Abas). Os interessados poderão enviar seus trabalhos por remessa postal registrada aos cuidados da Comissão Organizadora do Prêmio ANA 2010 no seguinte endereço: SPO, Área 5, Quadra 3, Bloco “M”, Sala 222, Brasília-DF, CEP: 70610200. A data de postagem será considerada como a de entrega. Os concorrentes poderão inscrever mais de uma iniciativa. Além disso, é permitido apresentar trabalhos por indicação de terceiros, desde que acompanhados de declaração assinada pelo indicado, concordando com a inscrição e com o regulamento da premiação. O Prêmio ANA 2010, concedido a cada dois anos, terá uma Comissão Julgadora composta de membros externos à Agência

06

 Comunicação aos finalistas: de 25 a 29 de outubro de 2010;  Cerimônia de premiação: 1º de dezembro de 2010.

Histórico

e com notório saber sobre recursos hídricos ou meio ambiente. Um representante da ANA presidirá o grupo, mas sem direito a voto. Os critérios de avaliação dos trabalhos levarão em consideração os seguintes aspectos: efetividade; potencial de difusão/replicação; aderência social; originalidade; e impactos social, cultural e ambiental. A Comissão Julgadora selecionará três iniciativas finalistas de cada uma das sete categorias e as vencedoras de cada uma delas serão conhecidas em solenidade de premiação marcada para 1º de dezembro de 2010 no teatro da Caixa Cultural de Brasília. Os sete vencedores receberão o Troféu Prêmio ANA, concebido pelo mestre vidreiro italiano Mario Seguso.

Em sua primeira edição, em 2006, o Prêmio ANA teve três temas em disputa: “Gestão de Recursos Hídricos”, “Uso Racional de Recursos Hídricos” e “Água para a Vida”. À época, 284 trabalhos se inscreveram. No segundo Prêmio ANA, em 2008, o tema foi único: “Conservação e Uso Racional da Água”. Na ocasião, participaram 272 iniciativas de seis categorias: governo, empresas, organizações não governamentais, organismos de bacia, imprensa e academia.

Informações Para mais informações acesse o hotsite www.ana.gov.br/premio, envie e-mail para premioana@ana.gov.br ou ligue para (61) 2109-5412. P

Cronograma  Inscrições: até 30 de junho de 2010;  Prazo de julgamento: de 2 de agosto a 10 de setembro e de 4 a 8 de outubro de 2010;

paramais.com.br


Os Jovens Empresários reunidos em Belém

Empresários reúnem em Belém para o 1º Líder Norte e 51ª Reunião Ordinária da Conaje

O

Conselho de Jovens Empresários (Conjove), da Associação Comercial do Pará (ACP), realizou com sucesso o maior encontro de jovens empresários da região norte. O 1º Líder Norte e a 51ª Reunião Ordinária da Confederação Nacional dos Jovens Empresários (Conaje) que ocorreu de 26 a 29 de maio de 2010, em Belém. A programação extensa foi distribuída em momentos destinados a dois públicos: a diretoria da Conaje, no Hotel Hilton, e a realização do Líder Norte, no Hangar. A abertura da 51ª RO da Conaje aconteceu na tarde do dia 26, da qual se seguiu a discussão de uma pauta sobre os desafios e potenciais dos investimentos voltados para a região Norte. Reunidos na capital paraense, os empresários tiveram a oportunidade de trocar experiências, discutir possibilidades de negócios e aprimorar network. A diretoria da Conaje reuniu no Hotel Hilton nos dias 26, 28 e 29 de maio.

por Luciola Romana Fotos: David Alves/Ag Pa

Além da pauta voltada a diretoria, uma palestra ministrada por Luiz Carlos Barboza, na Associação Comercial do Pará, no dia 28, destacou o tema “Mercado e Oportunidade de Negócios para as Micro e Pequenas Empresas (MPE)” seguido de almoço em homenagem a diretoria nacional presente num Estado que tem demonstrado força e profissionalismo no ramo empresarial.

1º Líder Norte marca capacitação de empresários Formar lideranças, discutir questões voltadas para sociedade, formar um grande núcleo de intercâmbio nacional entre os movimentos de jovens empresários estaduais é o objetivo da

A governadora Ana Júlia Carepa e Fabrizio Guaglianone, do Conjove, após a oficialização da Semana do Jovem Empreendedor paramais.com.br

Confederação Nacional de Jovens Empresários (Conaje) pensada já nos idos da década de 90. A partir de 2000 a Confederação se consolidou oficialmente e uma estrutura de núcleos estaduais e municipais foi sendo articulada. Foi à época da congregação das Associações de Jovens Empreendedores (AJEs) municipais. Atualmente esse cenário é consolidado por 24 unidades federativas do Brasil com núcleos ligados à Conaje. Para Eduardo Machado, presidente da Conaje, que esteve em Belém, a realização de eventos como o Líder, que já acontece em diversos estados do Brasil, é uma forma de potencializar o canal de interlocução e defesa da idéia de que os jovens tem que se preparar e iniciar um processo de luta independente e atento ao mercado, a sociedade e os direcionamentos tomados nos diversos cenários, sejam eles políticos, econômicos, sociais, culturais, entre outros. “Acreditamos na possibilidade de 07


Centenas de pessoas participaram da abertura da 1º Líder Norte, no Hangar, evento da Feira do Empreendedor 2010

A governadora e a lei que inclui no calendário oficial do Estado a Semana do Jovem Empreendedor

fomentarmos a prática o empreendedorismo através de três pilares fundamentais que são: relacionamento, capacitação e representatividade. Membros da Conaje de mais de 20 Estados brasileiros estão em Belém para um processo de troca com todo o público local. Será um caminho de mão dupla. Empresas paraenses que objetivam atuarem fora do Estado puderam fazer contatos e viceversa. Outro ponto importante é a rica

Festa Jovem Empresario

fundamental para análise e mudanças no atual cenário. Realizado no dia 27 de maio, pela manhã, na sede da ACP e a tarde no Hangar, o Líder Norte teve participação intensa de estudantes, profissionais, empreendedores dos mais diversos segmentos. Nomes consagrados, tais como, Fernando Dolabella, Roberto da Matta, Jorge Maranhão, o ator Marcos Palmeira, entre outros que fizeram parte

agenda em todos os momentos do evento“, cometa Eduardo Machado. O evento Líder é realizado em várias regiões brasileiras. O Conselho de Jovens Empresários (Conjove), da Associação Comercial do Pará (ACP) em parceria com a Conaje apostou no evento para atender a expectativa local de capacitação. Considerado sucesso absoluto, o Líder Norte consistiu num ciclo de palestras voltadas para o micro e pequeno empresariado da região local. A ideia fundamental do evento foi contribuir para o movimento jovem empresarial, O Instituto Millenium na sede mesclando experiências, da Associação Comercial do Pará agregando uma visão interestadual,

Karina Nobrega, a Jovem Empresária

paramais.com.br


Diretoria Conjove com Fernando Yamada

princípio da liberdade de expressão deve ser protegido pela constituição de uma democracia, impedindo os ramos legislativo e executivo do governo de impor a censura. O debate destacou a importância também dos empresários estarem engajados nos assuntos que podem transformar o futuro da sociedade. Os palestrantes reforçaram a necessidade de construir uma agenda de temas, na qual a capacitação é a base para discutir propostas e traçar metas. “Resistir ao poder é fundamental para qualquer democrata. Mas esse jogo é importante para o empresariado. Por isso, é preciso reunir recursos e ter uma agenda para discutir e ouvir uns aos outros, pois a gente aprende ouvindo experiências diferentes” comentou Roberto da Matta.

das discussões. No balanço de realização do 1º Líder Norte foram mais de 1.500 jovens empresários atendidos com a execução do evento.

1º Líder Norte recebe Instituto Millenium

Com o tema “Democracia e Liberdade de Expressão” o Instituto Millenium realizou em Belém, pela manhã, na sede da Associação Comercial do Pará (ACP), um painel que discutiu a inserção dos empresários no cenário político e junto à imprensa como um todo. Para debater o assunto estiveram em Belém o cientista político Alexandre Barros, o antropólogo Roberto da Matta e o diretor-presidente do Instituto de Cultura de Cidadania – A Voz do Cidadão Jorge Maranhão. De acordo com os palestrantes, a liberdade de expressão, a política e as questões públicas dão suporte vital para qualquer democracia e isso só é possível nos governos democráticos que tem muitas vozes exprimindo idéias e opiniões diferentes e até contrárias. Segundo eles, na democracia um debate livre e aberto é considerado a melhor opção e tem mais probabilidades de evitar erros graves. A democracia depende de uma sociedade civil educada e bem informada cujo

paramais.com.br

Fernando Yamada com a comenda Mérito do Jovem Empreendedor

acesso à informação lhe permite participar tão plenamente quanto possível na vida pública da sua sociedade e criticar funcionários do governo ou políticas insensatas e tirânicas. Os cidadãos e os seus representantes eleitos precisam reconhecer que a democracia depende do acesso mais amplo possível a idéias, dados e opiniões não sujeitos a censura. O

Semana Estadual do Empreendedor vira realidade no Pará A abertura oficial do 1º Líder Norte aconteceu na tarde do dia 27 de maio, no Hangar, tendo início às 14 horas, que integrou a programação da Feira do Empreendedor 2010, realizada pelo Sebrae, em Belém. A mesa oficial foi composta por autoridades locais e nacionais, entre eles, a presença da

09


governadora do estado, Ana Júlia Vasconcelos Carepa, a superintendente do Sebrae-PA, Cleide Tavares, Marcelo Loureiro, vice-presidente do Conjove, Fabrizio Guaglianone, presidente do Conjove, Fábio Yamada, diretor do Conjove, Eduardo Machado, presidente da Conaje, o secretário Maurílio Monteiro, da Secretaria de Desenvolvimento de Ciência e Tecnologia do Estado do Pará (Sedect), o secretário da Fazenda, Vando Vidal e o deputado estadual Domingos Juvenil, presidente daAssembléia Legislativa. Convidada a proferir a palestra “Potencial e Desenvolvimento do Estado”, Ana Júlia Carepa destacou a transformação de uma economia paraense exportadora de matéria prima em estado bruto, para uma economia industrializada, que investiu massivamente em geração de riquezas no nosso Estado. Ela destacou o município de Marabá que com a implantação do projeto Aline haverá aproximação entre a empresa Vale e o Grupo Aço Cearense, que produzirá aço galvanizado a partir do aço laminado pela empresa Alpa, tudo orçado em R$ 1,5 bilhão. Ela apresentou também um pouco dos investimentos em inovação, ciência e tecnologia, por meio dos parques

tecnológicos, redes de transporte intermodal, bem como a instalação dos distritos industriais, que facilitam a integração das regiões e a consolidação do crescimento econômico. Outra boa notícia que a governadora do estado, Ana Júlia Carepa, trouxe aos empresários durante o 1º Líder Norte foi à sanção da lei que institui no calendário oficial do Estado a Semana do Jovem Empreendedor. De autoria do deputado estadual Joaquim Passarinho, o projeto de lei foi aprovado na Assembléia Legislativa e objetiva criar um ciclo de debates e conferências destinadas a estimular o empreendedorismo entre os jovens paraenses de todos os municípios. “Acreditamos que o papel do Estado na economia é criar as condições jurídicas para o desenvolvimento da economia”, afirmou a governadoraAna Júlia Carepa. Na sequencia, ocorreu o talk-business de Fábio Yamada, que levou ao público esclarecimentos sobre a trajetória de sucesso do “Cartão Yamada” considerado uma estratégia de marketing empreendedora. Na ocasião, Fábio Yamada recebeu homenagem da diretoria do Conjove que entregou ao empresário a comenda Mérito do Jovem Empreendedor, título criado para ressaltar

Fabrizio Guaglianone, presidente do CONJOVE

Eduardo Machado, presidente da Confederação Nacional de Jovens Empresários

Durante o 1º Líder Norte

Cleide Tavares, superintendente do Sebrae, na abertura do 1º Líder Norte

10

paramais.com.br


Fernando Yamada cumprimenta a governadora e Joaquim Passarinho, o autor do projeto de lei aprovado pela Assembleia Legislativa, que prevê um cronograma de debates e conferências destinadas a estimular o empreendedorismo entre a juventude

ações positivas no ramo de negócios. A programação do 1º Líder Norte recebeu também dois convidados para seu ciclo de palestras, Fernando Dolabella e Marcos Palmeira. O primeiro palestrante é consultor e professor da área de empreendedorismo no Brasil. Sob o tom de uma conversa Fernando Dolabella elaborou com a platéia conceitos sobre empreendedorismo, oportunidades de negócios, a importância da inovação e o ser empreendedor. Entre muitas dicas, Dolabella apontou caminhos para construir desde jovem uma atitude empreendedora, sendo comparada por ele como a busca pela realização dos sonhos

paramais.com.br

em realidade. O ator Marcos Palmeira encerrou a programação com a palestra “Empreendedorismo Social”. Com auditório lotado, o ator contou um pouco mais de sua experiência à frente da Fazenda Vale das Palmeiras, que tem como base a agricultura orgânica vem revelando resultados extremamente satisfatórios quando o assunto é inclusão social e geração de renda. Marcos Palmeira enfatizou também a importância de criar condições sustentáveis para pequenas famílias agrícolas produzirem seus alimentos de forma sustentável e orgânica, beneficiando pequenos produtores.

História de Sucesso O Conjove completou 22 anos como entidade compromissada com seus associados, por meio de uma participação ativa diante de temas de grande relevância para o cenário econômico, político e social paraense. Sua função tem sido essencial na aglutinação de empresários de todos os segmentos em torno de discussões de âmbito nacional e internacional a partir de temas práticos

que fazem parte do dia-a-dia do jovem empresário. O Feirão do Imposto é realizado anualmente em Belém pelo conselho e tem ampla repercussão local. Os dois eventos (1º Líder Norte e 51ª RO da Conaje) foram uma oportunidade para aprimoramento, discussões e intercâmbio de informações. Foi a primeira vez que uma Reunião Ordinária aconteceu na região Norte. A reunião ocorreu nos dias 26 a 28 de maio, no Hotel Hilton, em Belém, com a presença de Eduardo Machado, presidente da Conaje, e de representantes da juventude empresarial de outros estados da confederação, que discutiram os caminhos do P empreendedorismo no país.

Heloise Redig, Karina Nobrega e Rodrigo Hühn

11


Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas

FEIRA DO EMPREENDEDOR ATRAI 24 MIL AO HANGAR

O

(Foto Luciana Gonçalves)

Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Pará (SEBRAE) realizou no final do último mês a sexta edição da Feira do Empreendedor. Entre os dias 26 e 30 de maio, mais de 24 mil pessoas passaram pelo Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia onde era possível encontrar uma variedade enorme de oportunidades de investimento, capacitação e orientação para quem queria abrir ou desenvolver o seu próprio negócio. Foram mais de 240 expositores em diversos segmentos, 650 oportunidades de negócios, 80 palestras, 70 oficinas e 10 cursos e capacitaram milhares de pessoas. A diretora-superintendente do SEBRAE no Pará, Cleide Tavares, comemora os resultados. “O SEBRAE Pará tem a constatação do sucesso, pois conseguimos atingir todos os nossos objetivos, superar todas as nossas metas e principalmente, conseguimos reunir toda uma diversidade de empreendedores, desde o potencial

Estandes ficaram lotados e público fazia fila para conferir novidade

12

paramais.com.br


www.pa.sebrae.com.br

(Foto Luciana Gonçalves)

responsabilidade sócio-ambiental. Todas, acompanhadas de seus responsáveis, desenvolveram atividades ligadas à preservação, reutilização e reciclagem que ajudaram a suscitar uma consciência responsável nos pequenos”, explica Marcos Wilson, coordenador da ONG No

(Foto Fábio Pina)

Cleide Tavares e Sérgio Vasconcellos, diretoria executiva do SEBRAE com a gevrnadora Ana Júlia Carepa e Maurílio Monteiro (SEDECT)

Olhar, responsável pelo espaço. Esta edição movimentou mais 1,7 milhões de reais e segundo o consultor sênior de Feira do Empreendedor, Luiz Carlos Barbosa, representa um desafio para os outros Estados. “O Pará abriu o circuito 2010 da Feira do Empreendedor com o pé direito, a qualidade foi muito elevada e isso representa um desafio para os outros estados que agora terão de superar ou ao menos equiparar-se ao evento que aqui foi realizado”, afirma. “A Feira do Empreendedor 2010 considerou todos os aspectos do empreendedorismo local, traduzidos a partir do conhecimento, da cultura, do povo, dos sabores, da culinária, das essências, do bem receber, da tecnologia, do meio ambiente e de tudo que contribui para o homem da Amazônia construir perspectivas de novas oportunidade para as micros e pequenas empresas no Pará”, finaliza Cleide Tavares. P

Governadora fez questão de andar pela Feira e parabenizou o SEBRAE pelo evento

(Foto Fábio Pina)

empreendedor, até o empresário já em atividade que, juntos, realmente fizeram a Feira acontecer e para nós isso é uma vitória”. O evento realizado no Pará inaugurou o circuito da Feira em 2010 que ainda passará por 10 estados até o final do ano. Durante os cinco dias de programação, a Feira recebeu várias autoridades como a governadora do Estado, Ana Júlia Carepa; o vice-governador, Odair Corrêa; o secretário de desenvolvimento, ciência e tecnologia (SEDECT), Maurílio Monteiro entre outros. Na programação, destaques para as palestras concorridas como a do ator, Marcos Palmeira, sobre agricultura orgânica, do especialista em blogs Edney Souza que falou sobre o uso de redes e mídias sociais em um empreendimento, do carnavalesco campeão do carnaval carioca em 2010, Paulo Barros (Unidos da Tijuca), além dos empresários Luiz Carlos Barbosa, que também é o consultor sênior da Feira do Empreendedor, e Luís Paulo Luppa, Best-seller em vendas. Espaços como Gestão do Conhecimento, Mundo Digital, Brinquedoteca e Responsabilidade sócio-ambiental tiveram uma procura muito grande dos visitantes da Feira. “Conseguimos contabilizar cerca de 300 a 350 crianças por dia aqui no espaço de

Espaço Empreendedorismo étnico levou cadeias produtivas de povos amazônicos para a Feira do Empreendedor

Mais de 24 mil pessoas passaram pelo Hangar nos cinco dias de Feira (Foto Luciana Gonçalves)

Paulo Barros (Unidos da Tijuca) levou o carnaval pra dentro da Feira.

(Foto Ednaldo Silva)

Pessoas se acomodam no chão para não perder as palestras da Feira

Marcos Palmeira lotou o auditório master e dividiu conhecimento com o público paramais.com.br

REALIZAÇÃO Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Rua Municipalidade, 1461 Fone: (91) 3181.9000 www.pa.sebrae.com.br

13


TCE apresenta Portal da Transparência Corte de Contas disponibiliza para consulta e acompanhamento da sociedade todas as exigências da Lei 131/09, a Lei da Transparência

A

tendendo à exigência da Lei Complementar 131/09, que alterou a Lei de Responsabilidade Fiscal (Lei Complementar 101/00), o Tribunal de Contas do Estado (TCE-PA) disponibiliza, desde o dia 26 de maio, o Portal da Transparência da Corte de Contas. A Lei Complementar 131/09, também chamada de Lei de Transparência, determina que a partir de (27/05/2010), todos os órgãos da administração (direta e indireta) pública federal e estadual, e os municípios com mais de cem mil habitantes, publiquem em tempo real e de forma pormenorizada, as suas respectivas execuções orçamentárias e financeiras(despesa e receita). Como determina a lei no Portal da

Transparência do TCE-PA estão disponibilizadas as três fases da despesa: empenho, liquidação e pagamento. As informações detalhadas referentes à execução orçamentária e financeira também estão dispostas no portal, de forma a oferecer ao cidadão a possibilidade dele acompanhar como o dinheiro público está sendo utilizado. Esta iniciativa faz com que todos passem a ser fiscais da correta aplicação dos recursos públicos. De acordo com a Presidente do TCE-PA, Conselheira Lourdes Lima: “todos que acessarem o Portal da Transparência do TCE-PA podem acompanhar, sobretudo, de que forma os recursos públicos estão sendo aplicados pelo Tribunal, ampliando as condições de controle desse dinheiro, que, por sua vez, é gerado pelo pagamento Conselheira Lourdes Lima, presidente do TCE-PA

de tributos”. Ainda segundo a Presidente, esses serviços e informações são disponibilizados sem exigência de senha de acesso, e, disse: “o objetivo da lei é aumentar a transparência da gestão pública, assegurando a boa e correta aplicação desses recursos públicos”. N o p o r t a l d o T C E - PA (www.tce.pa.gov.br) estão disponíveis consultas às despesas e receitas; informações sobre origem dos dados, controle social, um glossário sobre palavras chaves e termos técnicos, e, ainda, legislação referente à administração pública (leis complementares 101 e 131), “fale conosco” e links para portais de poderes e instituições públicas. P 14

paramais.com.br


Lourdes Lima durante a reunião sobre implantação da Lei de Transparência

TCE promove reunião sobre implantação da Lei de Transparência

C

om o objetivo de definir e estabelecer metas, prazos e procedimentos, bem como debater ações e iniciativas referentes a implantação da Lei da Transparência, o TCE-PA promoveu uma reunião no Auditório Ministro Elmiro Nogueira da instituição com dirigentes de dez instituições estaduais: Secretaria da Fazenda (SEFA), Secretaria de Governo (SEGOV), Defensoria Pública, AGE, PRODEPA, TJE, MPE, MPCE, TCM e MPC/TCM. De acordo com a Presidente do TCE, sendo a Corte de Contas responsável pelo Controle Externo dos recursos públicos paramais.com.br

estaduais, a preocupação com cada dispositivo estabelecido na lei, a discussão sobre a implantação do Portal da Transparência de cada um desses órgãos, além do cumprimento da supracitada lei, justificaram o convite para a reunião. Entre os participantes, estavam a Procuradora geral de Contas do MPCE, Maria Helena Loureiro, o Procurador do MPE, Almerindo Leitão, representante do Procurador Geral da instituição, Geraldo Rocha; a Procuradora Chefe do Ministério Público de Contas junto ao TCM, Elizabeth Salame e a Auditora Geral Adjunta do Estado, Mary Joyce Rocha.

Também comparecem à reunião, representantes desses e dos outros órgãos lotados nas áreas de informática e planejamento. Dirigentes do TCE, dos departamentos de Controle Externo e Interno, Administrativo e Informática, da Secretaria e da CONJUR, também acompanharam a Presidente no evento. P

15


TCE empossa Conselheiro Luís Cunha Fotos: David Alves/Ag Pa

D

esde o último dia 01 de junho, o Tribunal de Contas do Estado do Pará (TCE-PA) conta com um novo Conselheiro em seus quadros. Aos 45 anos, o ex-deputado por cinco legislaturas Luís da Cunha Teixeira foi empossado como novo membro do Egrégio TCE-PA. Luís Cunha foi escolhido por vinte e dois votos dos deputados estaduais para preencher a vaga que estava aberta com a aposentadoria do Conselheiro Fernando Coutinho Jorge, e que cabe ao Poder Legislativo do Estado indicar à Corte de Contas. Em cerimônia presidida pela Conselheira Lourdes Lima, Presidente do TCE-PA, a posse do novo Conselheiro da Corte de Contas foi prestigiada pelas mais importantes autoridades estaduais paraenses. Durante a Sessão Solene, compuseram a Mesa Oficial: a Governadora Ana Júlia Carepa, o Vice-governador Odair Corrêa, o Presidente da Assembleia Legislativa do Estado (Alepa), Deputado Domingos Juvenil, o Presidente do Tribunal de Justiça do Estado (TJE), Desembargador Rômulo Nunes, o Procurador Geral de Justiça do Estado, Geraldo Mendonça da Rocha, a Presidente do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM-PA), Conselheira Rosa Hage e a Procuradora Geral em exercício do Ministério Público de Contas do Estado do Pará, Iracema Braga.

Entre o vice-governador, Odair Corrêa, e a presidente do TCE, Lurdes Lima, a governadora Ana Júlia Carepa integrou a mesa do evento

16

do Egrégio Tribunal de Contas do Estado atende ao rito determinado pelo Regimento Interno da instituição. Nesse sentido, após a abertura da Sessão Solene, os Conselheiros da Corte ingressam em Plenário e foi formada a Mesa Oficial. Egresso e escolhido pela Alepa, a posse do novo Conselheiro Luís Cunha também foi prestigiada por deputados daquela Casa. Foram eles: Adamor Aires, Arnaldo Jordy, O novo conselheiro do TCE, Luis Cunha Teixeira Carlos Bordalo, Carlos Martins, Cássio Andrade, Gabriel Guerreiro, Ítalo Mácola, Joaquim Passarinho, Junior Hage, Manuel Pioneiro, Márcio Miranda, Martinho Carmona e Pio X. Após a composição da Mesa e a entrada em Plenário do novo Conselheiro, houve a execução do Hino Nacional Brasileiro, foram lidos o ato e compromisso de posse, feita a declaração da investidura no cargo, a assinatura do Termo de O ex-deputado Luís Cunha assumiu uma vaga no Tribunal de Contas Posse e a entrega da Toga. O novo do Estado, e agradeceu à governadora pelo apoio a sua indicação Conselheiro foi saudado pelo Conselheiro Corregedor do TCEO Plenário Cons. Emílio Martins, o hall de PA, Ivan Cunha, que fez um resumo da entrada e a biblioteca da instituição trajetória de Luís Cunha e da sua ficaram lotados por convidados de Belém dedicação, desde muito jovem, ao e da antiga base política do novo trabalho e à causa pública. O Deputado Conselheiro. Seus amigos de Augusto Domingos Juvenil também discursou Corrêa, sua terra natal, e de vários ressaltando o compromisso do novo municípios da Zona do Salgado (região Conselheiro com o Pará e a vida pública. Nordeste do Estado) compareceram em Numa homenagem ao novo Conselheiro, peso à sede da Corte de Contas. a cerimônia contou com a apresentação da A cerimônia de posse de um Conselheiro cantora lírica Gabriella Florenzano, Durante a posse de Luís Cunha no TCE

paramais.com.br


(Da esq. para a dir.) Cons. Nelson Chaves, Cons. Ivan Cunha, Ana Julia Carepa, Cons. Luis Cunha, Cons. Presidente Lourdes Lima e Cons. Vice-presidente Cipriano Sabino

Maria de Lourdes Lima, conselheira presidente do TCE

acompanhada pelo grupo Pedreira's Quartet. Os músicos executaram as músicas “Um poema de amor”, de autoria do maestro Wilson Fonseca, e “Por una Cabeza”, composta pelo argentino Carlos Gardel. Depois da apresentação musical, o novo Conselheiro fez um discurso marcado

Domingos Juvenil, presidente da Alepa e a governadora Ana Júlia Carepa, na posse de Luís Cunha paramais.com.br

pela emoção, gratidão e reconhecimento a todos que o apoiaram no seu desejo de ingressar na Corte de Contas para, segundo ele, após quase vinte anos de mandatos legislativos, poder servir ao Estado do Pará na condição de Conselheiro do TCE. Ele fez uma menção especial aos apoios que recebeu da governadora do Estado e dos deputados estaduais que votaram na sua candidatura. Outro agradecimento com forte tom de emoção no pronunciamento do Conselheiro empossado, Ana Júlia Carepa e Luis Cunha Teixeira disse respeito ao exemplos, de acordo com o novo exemplo e influência exercida por seu pai, Conselheiro, do desejo da instituição em João Ribeiro Teixeira, durante sua abrir suas portas para a sociedade. Ele trajetória como homem público. Cunha acrescentou que quer ser um Conselheiro também registrou sua fé em Deus, no qual depositou sua confiança em ida até a atuante e contribuir para uma cada vez Basílica de Nazaré, na manhã que mais esclarecedora postura pedagógica e P orientadora da instituição. antecedeu sua eleição para o Egrégio Tribunal de Contas Para Ana Júlia Carepa, do Estado. o TCE não deve apenas Sobre sua atuação na Corte de punir, mas também para o melhor C o n t a s , o C o n s e l h e i r o orientar caminho a ser seguido, e m p o s s a d o e l o g i o u a s beneficiando a sociedade iniciativas de interação com os poderes constituídos e a sociedade, e citou os encontros TCE-ALEPA, Diálogo como 3º Setor e Conversando com o Controle Interno, e o Fórum TCE-PA e Jurisdicionados, todos 17


PAC do Pará terá investimentos de 109 bilhões até 2014

O

Governo do Estado lançou oficialmente o Programa de Aceleração do Crescimento do Pará PA C d o P a r á , e m cerimônia realizada no Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, em Belém, com a presença da governadora Ana Júlia Carepa e do vice-governador Odair Corrêa, secretários de Estado, deputados federais e estaduais, prefeitos, vereadores e outras autoridades, além de representantes do setor privado. O programa, articulado em consonância com o PAC 2 do governo federal, prevê investimentos de R$ 109 bilhões de reais de 2011 a 2014 para o Pará, provenientes dos tesouros federal (R$ 59,3 bi), estadual (R$ 6 bi) e privado (R$ 40 bi). O secretário de Estado de Ciência,

por Jussara Kishi Fotos: Eliseu Dias/Ag Pa

A governadora Ana Júlia Carepa no lançamento do PAC Pará: "O primeiro passo nós demos. Agora é continuar o desenvolvimento com distribuição de renda"

Desenvolvimento e Tecnologia, Maurílio Monteiro, que integra o Comitê Gestor do PAC do Pará, apresentou o programa, afirmando que "os investimentos que serão realizados vão determinar um salto no desenvolvimento do Estado". Ele destacou o setor de infraestrutura, que

receberá o maior volume de investimentos por parte do Estado: cerca de R$ 3,4 bilhões, a serem aplicados na pavimentação de rodovias, construção de terminais hidroviários, implantação de parques de ciência e tecnologia e mais 600 infocentros em todo o Pará. Estão previstos seis eixos de atuação: "Cidade Melhor", com ações de saneamento e mobilidade urbana, onde está incluído o projeto Ação Metrópole; "Comunidade Cidadã", que prevê a construção de Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), postos de Polícia Comunitária e outros; "Minha Casa Minha Vida", com a construção de 80 mil casas populares; "Água e Luz para Todos", com fornecimento de energia elétrica para 70 mil famílias rurais; "Infraestrutura para o Desenvolvimento";

Durante o lançamento do PAC Pará

18

paramais.com.br


"Sinergia e Indústria", com obras de infraestrutura de energia e empreendimentos industriais. Além das linhas do PAC 2, o governo do Estado acrescentou outros três eixos: "Segurança", com a construção e reforma de delegacias, "Educação", com reforma, ampliação e construção de 1.060 escolas, e "Saúde", com construção e ampliação de diversos hospitais do Estado.

Crescimento com distribuição de renda A governadora Ana Júlia Carepa declarou que o PAC do Pará chega para "resgatar o verdadeiro papel do planejamento no poder público". Segundo ela, o programa só é possível graças ao trabalho realizado pelo governo do Estado nos últimos três anos e meio, que implantou as bases e deu condições para atrair investimentos. Como exemplo, ela destacou a siderúrgica no município de Marabá, afirmando que sua implantação se deve aos investimentos do Estado no Distrito Industrial de Marabá. "Eu não sei quem vai governar o Pará nos próximos quatro anos, mas é a minha obrigação colocar esse Estado no rumo certo para acompanhar o desenvolvimento do Brasil", declarou a governadora, afirmando que a única maneira de mudar o futuro é planejando as ações desde já. E finalizou a cerimônia de

Maurílio Monteiro, secretário do Comitê Gestor do PAC do Pará diz que os investimentos vão determinar um salto no desenvolvimento do Estado

paramais.com.br

Prestigiaram o evento secretários de Estado, deputados, prefeitos, vereadores e outras autoridades, além de representantes do setor privado O Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, estava lotado

lançamento declarando: "O primeiro passo nós já demos. Agora é continuar o crescimento, o desenvolvimento com distribuição derenda". Participaram do evento os secretários de Estado: de Governo (Segov), Edilson Rodrigues; de Segurança Pública (Segup), Geraldo Araújo; de Saúde (Sespa), Silvia Comaru; de Agricultura (Sagri), Cássio Alves Pereira; de Cultura

(Secult), Cincinato Júnior; de Trabalho, Emprego e Renda (Seter), Ivanise Gasparim; de Planejamento, Orçamento e Finanças (Sepof), José Júlio; de Projetos Estratégicos (Sepe), Marcílio Monteiro; de Comunicação (Secom), Paulo Roberto Ferreira; de Meio Ambiente (Sema), Aníbal Picanço; de Desenvolvimento Urbano e Regional (Sedurb), José Rayol, P entre outros.

19


Um Bilhão de Árvores foi discutido na Semana do Meio Ambiente

Crianças participando de ações de educação ambiental

comando e controle no Estado no combate ao desmatamento ilegal. "Quando estive à frente do Ibama, fechamos várias serrarias em dois dias, mas não é em dois dias que conseguimos implantar infraestrutura. Precisamos garantir políticas públicas à população para que haja desenvolvimento social", disse. Ele citou ainda as ações que a Sema encabeça a exemplo do Plano de Prevenção, Controle e Alternativas ao Desmatamento (PPCAD), que prevê 52 ações que incentivam o desenvolvimento responsável no Pará, sem que haja desmatamento ilegal.

P

Fotos: David Alves e Eunice Pinto/Ag Pa

erguntas sobre o Programa 1 Bilhão de Árvores para a Amazônia, do governo do Pará, foram respondidas pelo Secretário de Meio Ambiente do Estado, Aníbal Picanço, durante programação da Semana do Meio Ambiente, realizada na sede do Banco da Amazônia (Basa) em Belém. Depois de listar várias ações realizadas pela Sema para o desenvolvimento sustentável do Pará, o Secretário esclareceu às mais de 100 pessoas presentes no evento, que o 1 Bilhão não objetiva o plantio de árvores pelo próprio Estado. "O programa garante o incentivo a pequenos, médios e grandes produtores no reflorestamento de suas reservas florestais", explicou Picanço.

20

O titular da Sema afirmou ainda que as críticas ao programa, que estaria autorizando o plantio de espécies exóticas em detrimento das nativas, são baseadas em informações incompletas. "As pessoas desconhecem que a plantação de exóticas está prevista no código florestal, e tem crescimento e corte rápidos. Depois de suprimidas, somente as nativas devem ser plantadas na área. Então, ao final de 30 anos, todas as propriedades terão obrigatoriamente seu reflorestamento apenas com espécies nativas", esclareceu. Ainda na mesa redonda, em que estiveram presentes a coordenadora do Pará Rural, da Secretaria de Projetos Estratégicos, e o superintendente regional do Banco da Amazônia, o Secretário da Sema falou da importância de não haver apenas ações de

Lula já plantou suas mudas paramais.com.br


Água

Aníbal Picanço, secretário de Estado de Meio Ambiente, no Parque do Utinga, quando profissionais de contabilidade aderiram ao Programa Um Bilhão de Árvores para a Amazônia, do Governo do Estado

Atividades alusivas ao Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado em 5 de junho, estão sendo realizadas pela Secretaria de Meio Ambiente do Estado desde o dia 27 de maio. Caminhadas ecológicas, distribuição de mudas e outras ações de educação ambiental estão previstas na programação dirigida a toda a sociedade paraense, que se entenderam até o dia 9 de junho.

paramais.com.br

Ainda dentro da programação da Semana do Meio Ambiente, uma das principais fontes não renováveis utilizada pelo homem não poderia ser ignorada: a água. Consciente da importância desse recurso, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) realizou a palestra Outorga dos Recursos Hídricos e a Biodiversidade Amazônica no auditório Waldir Bouhid, da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra). A palestra faz parte da série de eventos realizados na Ufra, dentro do Circuito Regional da Semana do Meio Ambiente, que traz para o debate temas como aquecimento global, licenciamento e educação ambiental. A geóloga da Sema, Aline Meiguins, abordou os múltiplos usos da água, na navegação, pesca, turismo e recreação, por exemplo. Também citou os problemas relacionados ao conceito ambiental de vazão ecológica e a outorga para o uso do líquido. Segundo Aline, a vazão ecológica é uma forma de assegurar a manutenção e conservação dos ecossistemas aquáticos naturais.

Profissionais de contabilidade aderiram ao Programa Um Bilhão de Árvores para a Amazônia, do Governo do Estado, no Parque do Utinga

Da programação participaram mais de 160 universitários, alunos e palestrantes de diversas instituições, como a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). Eles discutiram também as problemáticas relacionadas aos recursos hídricos. Nesta quarta-feira (2), a programação continua com o plantio de mudas em escolas estaduais de Belém. P

21


Belém será sede do congresso de jornalistas de turismo em 2011

B

elém foi eleita pelo conselho da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo (Abrajet) para sediar o congresso nacional da entidade em 2011. O evento deve reunir cerca de 200 jornalistas especializados na capital paraense. O referendo foi realizado durante reunião de 30 membros da entidade no hotel Bourbon, em São Paulo. A reunião aconteceu em paralelo à programação do V Salão do Turismo, que aconteceu recentemente no Parque do Anhembi, também na capital paulista. “Belém tem todas as prerrogativas necessárias para sediar nosso congresso”, afirmou o presidente da Abrajet Nacional, jornalista Cláudio Magnavita. Para ele, o Pará tem se destacado no cenário local, regional e nacional graças ao trabalho da Abrajet Pará, na realização do I Prêmio de

Produtos regionais refletiam o cotidiano e a vida do povo da floresta

por Benigna Soares Fotos: Cid Oliveira - Abrajet Pará

Jornalismo em Turismo “Comendador Marques dos Reis”, em 2006, a 1ª. e a 2ª. Semana de Turismo de Belém, em 2008 e 2009 respectivamente, e o I Encontro Norte de Jornalistas de Turismo em 2009. A Abrajet Pará, que integra o Conselho Municipal de Turismo (Comtur) e Fórum Estadual de Desenvolvimento Turístico do Estado do Pará (Fomentur), também é a única seccional a integrar o Grupo Gestor dos 65 Destinos Indutores do Turismo Internacional, criado pelo Dalva Lobato, gerente de Assunto Nacionais da Paratur, Conceição Silva da Silva, Diretora de Fomento da Paratur, Ministério do Turismo (MTUR). Luiz Souto, presidente da Paratur, com Benigna Soares, No dia 27, o vice-governador do presidente da Abrajet Pará no Salão do Turismo Pará, Odair Correa, participou de um jantar oferecido aos 30 membros da Vista, em São Paulo. Odair se disse feliz Abrajet Nacional pela Confederação com a escolha do Pará. “Não esqueçamos Nacional do Turismo (CNTur) e diretoria que a Amazônia, com seus 25 milhões de do restaurante Vila Távola, no bairro Bela habitantes, remete para o mundo a vida.


O espaço da Amazônia A Amazônia marcou presença mais uma vez no evento com o que tem de melhor na cultura, artesanato, gastronomia e outros produtos oriundos do Acre, Amazonas, Amapá, Amazonas, Rondônia, Roraima, Tocantins e Pará. Este ano chamou atenção a arquitetura do espaço destinado à Região Norte, onde palafitas construídas em madeira, cobertas de palha e muito bem ornamentadas com produtos regionais refletiam o cotidiano e a vida do povo da floresta.

colocaremos a Belemtur à Venho lá do Pará com o objetivo de disposição para apoiar no que for somar com estes deste outro lado do necessário, na medida do possível”, Brasil”, disse. Ele elogiou a atuação da garantiu. imprensa especializada para o Também participaram do jantar o fortalecimento do turismo, assim como presidente da CNTur, Nelson de a criação da CNTur com proposta de Abreu Pinto e o secretário estadual fortalecer ainda mais o turismo no de turismo de Rondônia, José Carlos Brasil. Gadelha, que na oportunidade O coordenador da Belemtur defenderam um olhar mais atendo (Coordenadoria Municipal de para com o turismo na Região Norte. Turismo), Wady Khayat, também A candidatura de Belém será recebeu com muito entusiasmo a notícia oficializada perante os jornalistas da escolha de Belém. “Belém tem especializados em turismo de todo o investido na captação de investimentos Brasil de 30 de junho a 04 de julho, visando atrair mais turistas para nossa cidade, que apresenta as mais diversas Odair Correa, vice-governador do Pará, Nelson de Abreu Pinto presidente quando acontece, no Rio de Janeiro vocações ao turismo cultural, da CNTur, jornalista Cláudio Magnavita, presidente da Abrajet Nacional, e Angra dos Reis o congresso 2010 da Abrajet. A expectativa é de que ecoturismo, turismo náutico, de em sua alocução, e o secretário estadual de turismo de Rondônia, José Carlos Gadelha Belém e outros pólos turísticos do negócios e de eventos, entre outros. Pará ganhem visibilidade através Belém, cidade das mangueiras, nas Ficamos felizes de receber mais este evento que com certeza trará centenas de páginas de diversos jornais e revistas. dos veículos especializados aos quais os P jornalistas especializados e que colocarão Ofereceremos acolhida à Abrajet e duzentos filiados são vinculados.

Parte da comitiva paraense no V Salão de Turismo - Roteiros do Brasil, Anhembi, em São Paulo paramais.com.br

23


Namorados por Mariana Santiago de Matos

O

dia dos namorados gera sentimentos diversos nas pessoas. Quem está namorando geralmente gosta. Compra presentes, sai para jantar fora ou comemora de qualquer outra maneira agradável. Quem está solteiro e curte a solteirice adora. Sente-se livre, feliz por não ter compromisso e por não ter que comprar um presente para ninguém. Os mais animados podem escolher entre as muitas de opções de "noites dos solteiros" que há pelas cidades. Quem está solteiro, mas não gostaria de estar... Bem, estes são os que mais sofrem. E é justamente sobre estas pessoas que falaremos aqui. Passado o dia das mães, tudo parece girar em torno do dia dos namorados. Comerciais de televisão, anúncios em jornais e revistas, programas de televisão e rádio, decoração de lojas... Tudo isso soa

Curta o dia dos namorados

como alfinetadas para quem gostaria de estar namorando. É como se um mundo implicante lembrasse o tempo inteiro: "você não tem namorado (a)". Pior ainda, parece que todos são felizes por terem um relacionamento, menos você. Diante disso, muitos dos "solteiros involuntários" tornam-se avessos à data. Ficam tristes, chateados e até mesmo com raiva. Não podem ouvir falar de dia dos namorados, que todos esses sentimentos vêm à tona. Essas reações, é claro, não são escolhidas por aqueles que as têm. Não sentimos raiva ou tristeza porque queremos, ou quando queremos. Acontece que quem 24

tem toda essa "aversão" ao dia dos namorados acaba, sem perceber, se "recolhendo" de tal maneira, que ter um relacionamento se torna ainda mais difícil. Muitas pessoas acabam deixando de sair nas vésperas e, principalmente, no próprio dia dos namorados, por pensarem que não têm nada a fazer, já que são solteiras. Fazendo isso, é evidente, continuam solteiras. Acabam, assim, colocando a si mesmas em uma espécie de beco sem saída. E como fazer para encontrar a bendita saída? Vamos a algumas dicas que podem ajudar:

Calma e tranqüilidade Em primeiro lugar, é preciso um mínimo de calma e tranquilidade. Sei que é fácil fazer essa sugestão, quando na prática a coisa é mais complicada. Mas é preciso tentar. O excesso de ansiedade costuma funcionar como um "atrapalhador de planos" e geralmente nos faz querer queimar etapas importantes. De nada adianta querer namorar alguém que você mal conheceu ou ainda nem encontrou pessoalmente. De nada adianta falar em namoro no primeiro encontro sem considerar se a outra pessoa está no mesmo ritmo. Fazer tudo isso por pura ansiedade certamente não ajudará em nada. Por isso, repito: tenha um mínimo de calma e tranquilidade. Evite agir como se cada oportunidade fosse a última. E saiba, verdadeirament e, que não é.

Movimente-se! Ficar em casa triste, chateado ou com raiva não vai ajudar em absolutamente nada. Lembre-se de que, no período que antecede o dia dos namorados (e mesmo na própria data), há toda uma "atmosfera" que parece conspirar para os relacionamentos. Tente usar isso em seu favor. Assim como você, há milhares de outras pessoas que também querem começar a namorar antes do dia

dos namorados. Faça o máximo proveito das possibilidades: faça buscas, mande mensagens, converse bastante e, finalmente, marque encontros. Nada de ficar quieto (a) no seu canto!

É só uma data Lembre-se de que o dia dos namorados é apenas uma data. Ok, uma data importante, especialmente para aqueles que estão solteiros, mas não gostariam de estar. Ainda assim, é apenas uma data. Estar sem namorado (a) no dia 12 de junho não é nenhum atestado de incapacidade ou incompetência, muito menos sinal de que você tem algum problema. Não se sinta o (a) único (a) no mundo a não ter alguém. Olhe a seu redor, você verá muitos casais, paramais.com.br


mas também muitas pessoas solteiras em busca de um relacionamento. Lembre-se de que o dia dos namorados não é a última e derradeira possibilidade de estar com alguém. Isso pode acontecer durante o ano inteiro. E pense na melhor parte de ser apenas uma data: ela se repete todos os anos.

cidade. Certamente haverá boas opções! Nada de passar a noite do dia 12 de junho

Curta o dia dos namorados Curtir o dia dos namorados não é algo apenas para os casais. Se a data chegou e você não está namorando, procure saber a programação para os solteiros em sua

paramais.com.br

Feliz dia dos namorados

triste, sem fazer nada. Muitos namoros iniciam justamente no dia dos namorados, sabia? Mas isso só pode acontecer se você estiver disposto a curtir a data, mesmo que esteja solteiro. O dia dos namorados pode ser uma data alegre, animada, triste ou angustiante. Quem define é você. Por isso, desejo a todos, antecipadamente, um feliz dia dos namorados. Que o dia seja proveitoso, esteja você namorando ou não. E lembre-se: não ter alguém no dia dos namorados não é o fim. Pelo contrário, pode ser o começo! P

25


Astrônomo diz que Jesus pode ter nascido em junho Uma pesquisa realizada por um astrônomo australiano sugere que Jesus Cristo teria nascido no dia 17 de junho e não em 25 de dezembro

D

e acordo com Dave Reneke, a "estrela de Natal" que, segundo a Bíblia, teria guiado os Três Reis Magos até a Manjedoura, em Belém, não apenas teria aparecido no céu seis meses mais cedo, como também dois anos antes do que se pensava. Estudos anteriores já haviam levantado a hipótese de que o nascimento teria ocorrido entre os anos 3 a.C e 1 d.C. O astrônomo explica que a conclusão é fruto do mapeamento dos corpos celestes da época em que Jesus nasceu. O rastreamento foi possível a partir de um software que permite rever o posicionamento de estrelas e planetas há milhares de anos. Baseando-se no Evangelho de Mateus, que descreve a aparição de uma "estrela" como sinal do nascimento de Jesus, Reneke identificou a conjunção dos planetas Vênus e Júpiter, que teriam emitido uma forte luz que poderia ter sido confundida com uma estrela. Os registros históricos e simulações em

26

computador dos dias de hoje indicam que houve uma série de agrupamentos raros do planeta, também conhecido como conjunções, durante os 3 anos aC e 2 B.C. Na verdade, este foi um dos períodos mais

notáveis em termos de eventos celestes nos últimos 3000 anos! "Como as peças finais do quebra-cabeça difícil, a nossa baliza fábula bíblica está começando a se revelar", disse David. Em 12 de Agosto, 3 aC, Júpiter e Vênus apareceu muito juntos um pouco antes do nascer do sol, aparecendo como brilhantes estrelas da manhã '. Teria sido visível no céu do amanhecer leste do Oriente Médio a partir de cerca de 3:45 - 5h20. Um toque coroação foi Dez meses depois sobre 17 junho 2BC, pois Vênus e Jupiter juntou até voltar na Constelação de Leo.

Esses resultados podem servir para reforçar a fé, porque mostram que realmente havia um grande objeto brilhante no céu no momento certo

paramais.com.br


O astrônomo australiano Dave Reneke sugere que Jesus Cristo teria nascido no dia 17 de junho e não em 25 de dezembro

Desta vez, os dois planetas eram tão próximos que, sem binóculos, eles teriam olhado como uma única estrela brilhante. Júpiter era conhecido como o "planeta dos Reis" e Saturno como o protetor "dos judeus". Isto poderia facilmente ter sido interpretado como um sinal de que o Messias judeu tinha sido, ou estava prestes a ser, nascido. Além disso, Leo foi pensado para denotar a realeza e poder. A seqüência inteira de eventos poderiam

paramais.com.br

ter sido suficiente para pelo menos três astrólogos para ver isso como sinal no céu, e fazer o seu caminho de Jerusalém para pedir Herodes: "Onde está aquele que é nascido rei dos judeus, pois viemos para adorá-lo ". Esta conjugação se foi sem precedentes. Isso ocorreu durante a noite e teria realmente iluminaram o céu da noite. Foi esta a estrela de Natal fabulosa? Parece que sim. "Agora, isso não significa que a astrologia funciona", disse David. "Nós não descartamos outras possibilidades para a Estrela de Belém, mas ele faz a nossa busca mais gratificante encontrar um interessante evento astronômico que realmente aconteceu durante o tempo mais provável para o Natal." David produziu um E-Book sobre a Estrela de Natal com muito mais detalhes com imagens de vídeo que mostra o alinhamento do real em curso no seu w w w. d a v i d r e n e k e . c o m w e b s i t e . Seja qual for a Estrela de Belém foi, teve mais impacto sobre a humanidade do que qualquer estrela antes ou depois. Também é possível que o mistério da estrela nunca será completamente resolvido. Para muitos de nós, porém, é o próprio mistério que nos leva a encontrar a solução. Para

alguns, porém, eles já têm a resposta. Feliz Natal!."A astronomia é uma ciência tão precisa, que podemos apontar exatamente onde os planetas estavam. E há uma grande probabilidade que esta conjunção possa ser a estrela descrita por Mateus no Evangelho". O australiano diz que a pesquisa não é uma tentativa de contestar a religião. "Quando misturamos ciência e religião há a sempre a chance de chatear as pessoas. Neste caso, esses resultados podem servir para reforçar a fé, porque mostra que realmente havia um grande objeto P brilhante no céu no momento certo".

A estrela de Natal teria aparecido no céu seis meses mais cedo, como também dois anos antes do que se pensava

27


Aprenda a gostar de você! por Marizete Furbino

O

“Ainda que eu falasse a língua dos homens, e falasse a língua dos anjos, sem amor, eu nada seria”.

ser humano deve reconhecer que quando ele próprio se ama, se respeita e se aceita, tudo flui na mais perfeita ordem; logo, aprender a se amar, a se respeitar e se aceitar é fundamental para alcançar o equilíbrio emocional, dando-lhe sustentação para caminhar na trilha da vida . Buscar a melhoria contínua enquanto ser humano é fundamental. Para tanto, nada melhor do que fazer uma auto-análise, olhando para dentro de você e procurando falar para você próprio, com bastante sinceridade, quem você é. Muitas vezes desconhecemos até mesmo quem somos. Coloque no papel os seus pontos fracos, as suas falhas e/ou erros freqüentes, procure com bastante tranqüilidade reconhecê-los e assim, procure provocar mudanças, transformando-os em fortalezas. A maior dádiva do ser humano é saber que tudo pode, você pode mudar, mas, se assim o desejar. Portanto, esforce-se e seja um ser humano melhor. Acerca dessa questão, devemos ter em mente que na vida passamos por inúmeros obstáculos; fazer destes “degraus” para nossa subida é essencial. Seja qual for o obstáculo, não devemos nos abater e sim com os mesmos retirar lições, olhar para frente sempre e procurar desenvolvermos

28

(Renato Russo)

e, com isso, crescermos mais. Para que isso ocorra é necessário que tenhamos muito amor por nós mesmos, caso contrário o caminho fica muito mais

árduo, conduzindo-nos até mesmo ao caos, correndo o risco de ficarmos sem ter “pernas” para caminhar. A rigor, verifica-se que quando você

paramais.com.br


deposita sua felicidade nas mãos do outro e não obtém o resultado esperado, a decepção costuma tomar conta de você e esta “erva daninha” costuma provocar mudanças radicais em seu ser. Ora, não devemos permitir que os outros tenham tanto poder em nossas vidas a ponto de provocar mudanças no mais precioso bem – o seu ser. Urge salientar que você não deve jamais mudar o seu comportamento e suas atitudes em função do que os outros fizeram a você; assim, trate todo dissabor que passar na vida com sabedoria, seja inteligente, não deixe que a angústia, a frieza, a dor, os ressentimentos e as mágoas tomem conta de seu coração. Lembre-se que tudo irá acontecer com você, mas se você assim o permitir; portanto, não permita que sentimentos ruins cheguem próximos e/ou invadam o seu coração. Insta dizer que, o mais importante nesta vida é você próprio, nunca o outro. Assim, como você é um ser humano, é mais do que normal que, ao se decepcionar com o outro, ficar triste. No entanto, convém lembrar que esta tristeza deverá ser por curto período de tempo; não permita que este sentimento fique estagnado em seu ser. Olhe para frente e faça do passado um aprendizado.

paramais.com.br

É indubitável que compartilhar e viver um amor é o que mais lindo possa a vida nos oferecer. Por outro lado, quando este não é devidamente correspondido, lhe causando um mal-estar, o mesmo deverá ser “podado”; por conseguinte, você não poderá permitir que este exerça a função de um ácido, corroendo, além do seu coração, a sua alma. Não permita que isso aconteça. Lembre-se que tudo ocorrerá se você assim o permitir. Atentando para o acima exposto, é de suma importância perceber que nossa vida é muito passageira. Em um piscar de olhos, quando você percebe, já passou o tempo, passou a vida. Assim, procure fazer que cada instante seja realmente significativo, deixe as arestas de lado, siga em frente o seu caminhar, sem olhar para trás, procurando sempre estar de bem com a vida, de bem com todos. Como corolário, devemos lembrar que a angústia, o desamor, e também a frieza, irão ofuscar os nossos olhos, impedindonos não somente de enxergar saídas, mas de enxergar novos horizontes. Goste mais de você, não deixe nada e nem ninguém ter a capacidade de lhe afetar enquanto ser humano. Dessa forma, não deixe que o outro tenha o poder de interferir tanto em sua vida chegando a colocá-lo com baixa autoestima; isso ocorrerá somente se você tiver pouco ou nenhum amor próprio. Quando a gente se ama, não nos permitimos que isso aconteça. Procure apaixonar-se por você próprio, admirar-se, pensar positivo e olhar sempre para frente, respeitando-se, sendo educado, honesto e gentil consigo próprio. Para que ocorra todo esse aprendizado é preciso aprender a confiar em si mesmo. Como mencionado, não deixe que ninguém neutralize e/ou ofusque os seus sonhos; continue cultivando-os, pois para que ocorra o crescimento torna-se essencial sonhar, ter metas e objetivos. A

vida é muito preciosa para vivê-la em vão. Viver só por viver não tem nenhum sentido; por isso, dê sentido e significado à sua vida. Saber o real valor de sua vida é importantíssimo; assim, tome uma decisão em sua vida, pegue você as rédeas de sua vida e lidere-a. Somente você poderá fazer isso com tamanha maestria. Não permita que a sua felicidade dependa mais do outro, não permita que sua vida fique nas mãos do outro. Lembre-se que você deve se amar e muito; por conseguinte, deixe sua luz se transformar em tocha e brilhar muito. Ante o exposto, quando você se contagia de muito amor, muita alegria e muita vontade de fazer acontecer, perceberá que irradiará amor e alegria a todos ao seu redor, e assim, a vida ganhará, além de um colorido, um sabor mais do que especial, e você terá vontade de fato de viver. Decida se amar agora, neste exato momento, e tudo mudará. Lembre - se que tudo dependerá de uma única e exclusiva pessoa: VOCÊ. P (*) Formada em Pedagogia e Administração pela UNILESTE-MG

29


Sérgio PANDOLFO

VIRÁ, DESTA VEZ, O

SEXTO CANECO?

osso sempre querido e jamais esquecido Garrincha, em sua primeira Copa (1958), quando o Brasil sagrou-se campeão e recebeu o tão disputado troféu da FIFA, saiu-se com esta: “Tanto esforço por causa de um caneco?”. Pois é. Desta feita nossa intenção é conquistar o sexto “caneco”! Seguidamente os habitantes deste patropi somos tidos como exagerados: ou apregoamos ser os melhores do mundo em algum aspecto ou, reversamente, nos proclamamos os de mais acentuada negatividade em outros setores. Tudo em função do animus de nossa gente no momento, ou do problema em causa. Este mês de junho, todos sabemos, ocorrerá, na África do Sul, mais uma Copa do Mundo e, como aconteceu em todas as outras, o Brasil estará lá (salvo engano ou exagero somos o único país a disputar, porque

N

“Vuvuzelas prometem tirar a paz dos adversários da África do Sul”. Manchete dum jornal da paulicéia

sempre classificado, todos os torneios) e, a redizer o sempre lembrado e atual Nelson Rodrigues, lá estará “a Pátria de chuteiras”. O brasileiro transporta-se, como num sonho, para onde vão ou estão os craques canarinhos a defender o nome e o prestígio do País. Neste aspecto, não há ponta de dúvida, somos mesmo os melhores do mundo: no assim chamado esporte bretão (?). Somos a única nação a ostentar cinco estrelas na gloriosa camisa “canarinha”. Pentacampeões mundiais de futebol e, consequentemente, único esquadrão que poderá – e é franco favorito para tal proeza! – sagrar-se Hexa. Parece um sonho, mas é real et pour cause o brasileiro há já algum tempo “só pensa naquilo”. Há pelo menos dois meses que o verde e

30

amarelo impera e campeia por todos os lados e ocupa todos os espaços, presentes em itens os mais variados, como camisas, calções, sapatos, lenços, bonés, bandeirolas, chaveiros, bolas, adesivos, tatuagens, tênis, camisetas, pulseiras, apitos, pandeiros, roupas “de baixo”, rótulos de bebidas e até preservativos, ademais da beleza da ornamentação urbana. Todas as ruas, em todos os rincões deste pernil brasílico, sejam centrais ou nos mais alonjados arrabaldes recebem pintura alusiva e alegórica em seus leitos, além dos indefectíveis cordões com fitinhas verdes e amarelas, milhões delas, que são afixadas à custa e exclusivo labor dos moradores dessas vias e vielas, que se esmeram e disputam os melhores efeitos. É uma festa para os olhos e para o coração, que se precisa cuidar para não parar. Sente-se o orgulho e a brasilidade do povão à flor da pele, que a todos nós contagia. Nosso patriotismo, tão duramente posto à prova nestes tempos de CPIs, “Arrudagate”, mensalões, valeriodutos, rebeliões nas penitenciárias e febéns, violência urbana e outros que tais, se acendra e inflama com a perspectiva de mais uma vez sermos campeões mundiais de futebol. Os jogadores convocados, aqui e “no estrangeiro”, são guindados a salvadores da pátria e os cento e noventa e três milhões de técnicos e mais um se esmeram em elogiá-los, compará-los, confrontálos, escalá-los. Nossa onzena não tem outra que se lhe equipare. O técnico oficial (selecionador) é o mais competente! (conquanto sempre haja controvérsias, non e vero, Dunga?). “Hinos” são criados e cantados a cada Copa. Com o brasileiro não há quem possa! E essa onda vai num crescendo avassalador, enquanto o escrete estiver ganhando ou, pelo menos, não perdendo. Os nacionais esquecem suas vicissitudes, suas agruras do diaa-dia, de causas várias, estufam o peito e passam a jogar todas as suas esperanças numa possível vitória final auriverde. Cremos ser esse exagero de brasilidade altamente salutar e compensador. Por força de suas conquistas e da inquestionável – e

paramais.com.br


No Soccer City em Johanesburgo, a abertura e a final da Copa do Mundo de Futebol 2010

inigualável – categoria de seus craques, que por esse fato estão em toda parte, compondo ou dirigindo clubes do mundo inteiro, o Brasil torna-se popular e reconhecido em todos os sítios deste terráqueo planeta. Nossa gente e nossa fama levam a cultura nacional urbi et orbi. Nossa língua, principalmente (muitos têm que enrolar as suas para falar a nossa), mas também nossos hábitos e costumes, música, culinária, indumentária, enfim nosso “jeitinho” brasileiro. Somos reconhecidos, mundo afora, por nossa simplicidade sem afetação, a convivência harmônica e feliz de craques de todos os matizes cutâneos (exemplo para um mundo em que o racismo ainda é uma chaga, em especial para o país-sede da competição)

e todos os sotaques regionais (o “carioquês”, o “parauarês”, o “pampiano”, o “mineirês”), verdadeira “invasão de outras praias”. Durante a fase de concentração pré-campeonato e por ocasião dos jogos oficiais, o nome, as coisas e a gente deste imenso torrão verde e amarelo “e bonito por natureza”, como cantou Simonal, são levados a todos os cantos do mundo, graças às transmissões televisivas, às ondas de rádio e à instantaneidade da Internet. O Brasil cresce e aparece. A alegação de que o País pára nos dias de jogos da Copa não é verdadeira ou absoluta. Milhões de outros afazeres e labores são criados ou ampliados durante a competição oficial. As indústrias produzem a todo vapor nos intervalos para suprirem a demanda aumentada. Inúmeras funções e ofícios são criados. Bares, restaurantes, casas de espetáculos aumentam suas atividades em função da clientela maior, de forma que o somatório disso resultante suplanta, de longe, o que aparentemente cessa ou encolhe. Há democracia, crescimento e repartição de renda. Contudo - e acima de tudo! - a preparação febricitante do brasileiro para a Copa permite demonstrar aos povos deste rotundo Globo “que somos o último país feliz do mundo” como o definiu o cineasta Franco Zeffirelli, cordial, pacífico, engenhoso, além do sabido e cada vez mais evidente demonstrativo de desenvolvimento cultural, científico e social, que nos põe hoje em lugar destacado como uma das maiores e mais importantes nações do planeta. A pretérita aleivosia que nos era imputada desairosamente por países ditos “de primeiro mundo”, de que éramos tão somente o país do carnaval e do futebol tem sido clamorosamente desmentida e todos eles, para usar aqui uma expressão muito apropriada e feliz do Zagalo, “vão ter que nos engolir”. Ah...! Íamos esquecendo: a supradita vuvuzela nada mais é que uma corneta danada de barulhenta, com cerca de um metro de comprimento, tradicionalmente usada por torcedores da pátria de Mandela em jogos de futebol pelo Continente Africano. E outra novidade: a Jabulani (significa celebração em zulu), especialmente concebida e fabricada para este torneio, será a bola oficial adotada pela FIFA para a Copa 2010. (*)

Garrincha, nosso sempre querido e jamais esquecido ...

paramais.com.br

Médico e escritor. SOBRAMES/ABRAMES www.sergiopandolfo.com serpan@amazon.com.br

31


Protagonismo já!

É

por Marcelo Gonçalves

consenso, dentro e fora do País: finalmente chegou a hora de o Brasil assumir um protagonismo sem precedentes no cenário político e econômico mundial. A principal razão para essa, digamos, “força moral”, está na solidez demonstrada durante o enfrentamento da crise econômica mundial, que marcou o período 2008/2009 e estendeu seu impacto a todas as partes do mundo. O fato é que, mesmo nos meses de maior tensão, e não obstante o fato de a crise mundial ter afetado a produção e o emprego locais, o Ibovespa atingiu mais de 100% de ganho durante o ano passado.

Ibovespa atingiu mais de 100% de ganho durante o ano passado

Além disso, o Brasil registra a menor taxa de desemprego em seis anos (6,8% em dezembro de 2009, com níveis crescentes de produtividade industrial), e a IPO do banco Santander, na Bovespa, foi a maior do mundo em 2009.Aoperação, superior a 10 bilhões de reais e com 600 milhões de units, foi um verdadeiro recorde na história brasileira. Esse bom momento atravessado pelo País não pode ser creditado a fatores vagos e pouco palpáveis, como “sorte”, e nem mesmo a uma assertividade momentânea. Os bons frutos que colhemos hoje resultam de um processo de construção de prosperidade que compreende o fortalecimento da democracia, a implantação de uma sólida arquitetura financeira e a busca da equidade socioeconômica por meio de programas sociais amplos e inclusivos, que vêm se 32

sofisticando há mais de uma década. Também m e r e c e m s e r mencionados fatores como o superávit primário nas contas do Governo, a estabilização monetária, iniciada com o Plano Real, definitivamente consolidada, uma política monetária e fiscal impecável, câmbio flutuante e baixo riscopaís, o que nos valeu a conquista do investment grade. Ta m b é m f o i ó t i m o pertencer ao time dos países emergentes. Enquanto as chamadas economias maduras amargam a instabilidade na zona o euro e lidam com altos níveis de desemprego (na Espanha, o índice é de 19,4%), o Brasil, a China e a Índia conseguiram manter bons índices, graças principalmente ao ingresso de uma grande parcela da população no mercado consumidor. Ainda temos, porém, inúmeros gargalos à espera de solução. Precisamos ampliar e aprimorar o acesso da população à educação de qualidade e à saúde, sanar déficits em moradia e saneamento, investir em segurança pública e desenhar uma política de desenvolvimento que equacione de forma sustentável as necessidades humanas e o equilíbrio ambiental. É necessário, ainda, aumentar investimentos em tecnologia e inovação, e, de quebra, aperfeiçoar nossa infraestrutura em todos os campos – das rodovias aos portos e aeroportos, do suprimento de energia ao planejamento urbano, das telecomunicações à defesa das nossas fronteiras. O detalhe é que precisamos fazer tudo isso sem onerar demais o Estado... Temos, assim, muito claramente, uma conjugação de enormes oportunidades – com destaque para as obras necessárias à realização da Copa do Mundo em 2014 e das Olimpíadas no Rio de Janeiro, em

2016 – e enormes desafios. A chance de alavancagem na projeção do Brasil no cenário mundial (cerca de 3 bilhoes devem assistir às transmissões) é única. Não podemos vacilar. Por isso, é preciso que o próximo Presidente da República comprometa-se a trabalhar duro desde o primeiro minuto em que estiver no governo. Não temos tempo a perder. Para esse Brasil que tem pressa, o futuro está distante demais. As coisas boas precisam acontecer aqui e agora. O cenário é favorável, e vontade não falta. Vamos todos à luta! P

Nos valeu a conquista do investment grade (*) Sócio-diretor da BDO, responsável pelo escritório de São José dos Campos

paramais.com.br


Oralis Odontologia Clínica e Geriatria

Vivendo de sorriso aberto A Clínica Oralis alia conforto e qualidade no atendimento odontológico desde a infância até a 3ª idade. O conforto é resultado de suas instalações modernas e amplas possibilitando também acessibilidade a cadeirantes e que incluem ainda centro cirúrgico odontológico completo e laboratório protético. A qualidade está expressa em sua equipe de profissionais capacitados e que abrangem várias especialidades dando ao paciente a comodidade e segurança de realizar seu tratamento odontológico total num só lugar. Outro destaque da clínica é o inovador atendimento domiciliar, hospitalar e centro cirúrgico oferecidos aos pacientes com dificuldade ou impossibilidade de locomoção. Portanto, se você procura odontologia de alto nível aliada a um tratamento ético e confiável você encontra na Clínica Oralis.

Tv. Dom Romualdo de Seixas, 1830 (entre João Balbi e Boaventura da Silva)

Tel: (91) 3224-2662 jkodontogeriatria@yahoo.com.br


Presidente Lula e o Presidente de Portugal, Cavaco Silva

A Festa da Língua Portuguesa

O

por Anete Costa Ferreira Fotos: Ricardo Stuckert / PR

histórico Museu Nacional dos Coches, em Lisboa, foi palco no dia 19 de maio último da cerimônia de entrega do Prêmio

Camões 2009. A solenidade foi prestigiada pelo Presidente da República do Brasil, Luís Inácio (Lula) da Silva que juntamente com o Presidente da República de Portugal, Aníbal Cavaco Silva entregou a insígnia ao vencedor em sessão concorridíssima sendo os discursos de saudação breves, possibilitando a autoridade brasileira comparecer a outros compromissos na capital lusitana no âmbito da X Reunião de Cúpula LusoBrasileira. O Prêmio Camões foi instituído em 1989 por Portugal e pelo Brasil. É considerada a maior láurea de prestígio da língua portuguesa. A sua atribuição é anual, e visa homenagear à literatura portuguesa, recaindo a escolha num escritor cuja obra

34

Presidente Lula e o ministro da Cultura, Juca Ferreira, durante cerimônia de entrega do Prêmio Camões

contribua para a projeção e reconhecimento do idioma português, no mundo. Um dos principais objetivos é estreitar e desenvolver os laços culturais em toda a comunidade lusófona. Na maioridade da sua instituíção já foram galardoados os escritores portugueses: Miguel Torga, Vergílio Ferreira, José Saramago, Eduardo Lourenço, Sophia de

Mello Breyner, Eugénio de Andrade, Maria Velho da Costa, Agustina Bessa Luís e António Lobo Antunes. Na mesma linha, os brasileiros: João Cabral de Mello Neto, Raquel de Queiroz, Jorge Amado, António Cândido, Autran Dourado, Rubem da Fonseca, Lygia Fagundes e João Ubaldo Ribeiro. Pepetela e Luandino Vieira honraram as letras por Angola. José Craverinha foi o premiado por paramais.com.br


Presidente Lula entrega o Prêmio Camões 2009 a Armênio Vieira

Moçambique e por último coube a Armênio Vieira arrebatar o cobiçado troféu em 2009, sendo o 21º contemplado com o Prêmio Camões. Arménio nasceu na cidade da Praia, na Ilha de Santiago, Cabo Verde em 21 de Janeiro de 1941. Como escritor e jornalista tem obras publicadas no “Boletim de Cabo Verde”; “Revista Vértice, Coimbra”; “Raízes”, “ Ponto e Vírgula”, “Fragmentos” e “Sopinha de Alfabeto”, dentre outros periódicos, no mundo. Presidente Lula na chegada à cerimônia de entrega do Prêmio Camões, em Lisboa/Portugal

Armênio Vieira, o vencedor do Prêmio Camões 2009

paramais.com.br

No campo da ficção já editou “Poemas” em 1981, “O Eleito do Sol” e “No Inferno”, romances em 1990 e 1991, respectivamente, e “Mitografias”, no ano de 2006. O encerramento da cerimônia coube à soprano Sandra Medeiros e ao pianista José Brandão que interpretaram composições do século XIX, tais como: “Cuidados, tristes cuidados” de Marcos

Portugal; “Suspiro d'Alma” e “Quem Sabe”, de Carlos Gomes; “Se tu me amasses”, de Arthur Napoleão; “Azulão”, de Jaime Ovalle e o lundum “Esta Noite”, de José Francisco Leal. O recital fechou com chave de ouro a bonita festa da língua portuguesa. P (*) Correspondente da Pará+ em Lisboa – Portugal

35


Rádio Margarida sua história, seus programas, seus projetos... Fotos Arquivo Rádio Margarida

O Centro Artístico Cultural Belém Amazônia, mais conhecido como Rádio Margarida, é uma associação da sociedade civil, sem fins lucrativos, que desde sua fundação, em julho de 1991, trabalha com a educação popular. Suas ações são voltadas para o atendimento das necessidades humanas, principalmente, de crianças e adolescentes. A missão da Rádio Margarida é irradiar arte, cultura e educação popular, para a melhoria da qualidade de vida na Amazônia.

36


E

m suas ações, a Rádio Margarida utiliza o método de educação popular Rádio Ação: linguagens artísticas e meios de comunicação que tem, como base, a equação: comunicação + sentimento = ação transformadora. Assim, a ONG realiza projetos, campanhas, eventos e pesquisas voltadas para a educação, saúde, meio ambiente, cidadania, arte, cultura e comunicação social. Dentre as ferramentas educativas utilizadas, estão peças teatrais, vídeos, músicas, radionovelas e spots, que são finalizados em DVD, CD, CD-ROM, livros, entre outros. A sede da Rádio Margarida localiza-se em Belém-PA, mas suas atividades atingem várias regiões da Amazônia e de outros estados brasileiros, tanto em ações diretas com o público, como também, por meio de produções educativas.

A Rádio Margarida já recebeu premiações nacionais e internacionais. Um reconhecimento as suas importantes iniciativas e projetos realizados, principalmente, em defesa dos direitos da criança e do adolescente!

Método de Educação Popular A Rádio Margarida desenvolve, desde janeiro de 1994, o método de educação popular Rádio-ação, criado em parceria com a Universidade Federal do Pará e coordenado pelo Prof. Dr. Osmar Pancera. A metodologia consiste em utilizar linguagens artísticas e meios de comunicação social, como o teatro, teatro de bonecos, contadores de histórias, palhaços, jogos, brincadeiras, dinâmicas de grupo, rádio-teatro, ao vivo e por transmissão, vídeos, televisão popular, fotografia, artes plásticas, músicas e materiais impressos, para sensibilizar e

37


educar crianças, adolescentes e adultos. O método Rádio-ação organiza-se, com base na práxis da produção artísticocultural, com as seguintes categorias: comunicação, sentimento e ação transformadora. Do diálogo entre a arte, a educação, a cultura e a comunicação, manifesta-se outra categoria: o sentimento. Ele está presente em diversas formas de educação popular, elevando as pessoas à condição de cidadãos, que dialogam entre si e com o mundo. Na categoria “sentimento” se desenvolvem as maneiras de levar e trazer a informação para dentro de cada um de nós, através da sensibilização e da emoção que os meios facilitadores transmitem. As maneiras que a Rádio Margarida encontra de levar informação e conhecimento, sensibilizam e fazem vir à tona sentimentos que colaboraram para uma ação transformadora que, se não puder ser realizada de uma só vez, é partilhada em atos, com união, organização de pessoas, grupos e movimentos sociais.

Criança esperança No ano de 1995, a Rádio Margarida esteve nos bairros da Marambaia, Jurunas, Guamá e Sacramenta com o projeto Criança esperança que contou com a parceria do Fundo das Nações Unidas para a Infância e Adolescência (UNICEF) para difundir os princípios do Estatuto da Criança e doAdolescente. As principais linguagens artísticas utilizadas foram as de teatro, teatro de bonecos e rádio -teatro . Ao todo foram mais de 400 crianças e adolescentes envolvidas diretamente nas oficinas e mais de 2500 pessoas foram

38

Educação é imaginação Totalizando mais de 28 oficinas, o Projeto Educação é imaginação que foi realizado nos anos de 1995 e 1996 com a parceria do Fundo das nações Unidas para a Infância e Adolescência (UNICEF) atendeu diretamente mais de 650 crianças e adolescentes com arte-educação. As crianças e adolescentes tinham entre 10 e 17 anos e por meio do projeto eram levadas a refletirem sobre o Estatuto da

espectadores dos atos shows que aconteciam como resultado das oficinas. Saúde é alegria Apoiados pelo Fundo das Nações Unidas pela Infância e Adolescência (UNICEF), a Rádio Margarida durante três anos atendeu mais de 30 mil pessoas durante as campanhas educativas do projeto Saúde é Alegria. As ações deste projeto se concentravam nos bairros periféricos de Belém e balneários da região metropolitana. Durante esses três anos de atuação, 1995 até 1997, as campanhas educativas falavam sobre a redução da mortalidade materno-infantil, aleitamento materno, vacinação, pré-natal e desidratação, além de abordar também a prevenção da gravidez precoce. Os atos shows não eram destinados somente aos meninos e meninas, pois os pais também deveriam estar informados desses assuntos.

paramais.com.br


Criança e do Adolescente (ECA). Com oficinas de papel artesanal, grafismo em cuia, confecção de instrumentos de percussão, teatro de bonecos, danças folclóricas, pintura mural, fotografia artesanal e jogos e dinâmicas, os artes educadores trabalhavam as artigos do ECA. Nesse projeto mais de 800 meninos e meninas foram envolvidos diretamente pelas oficinas e mais de duas mil pessoas foram espectadores dos espetáculos.

Sorriso: saúde e higiene bucal em família

de 1996 até 1998. Com o lema “ Nosso jogo é esse não tem lero, lero, juventude 10, violência zero. A juventude participou das atividades de gincanas, Nos intervalos das gincanas educativas e nos atos show eram exibidos vídeos educativos que colocavam em diálogo o estatuto da criança e do adolescente, drogas, violência e demais

O projeto levava por meio de linguagens artísticas e da comunicação social a temática da higiene bucal para crianças e adolescentes e público em geral.

As orientações sobre escovação, a utilização do fio dental e higiene foram repassados pelos personagens do teatro de bonecos: Dona Molar, Dentinho, Canino e tártaro, que faziam peças interativas que sensibilizavam não somente as crianças e adolescentes, mas a família no papel de agente participativo desse processo.

Juventudo O projeto Juventudo: “Pra juventude tudo de bom, esporte , cultura e lazer, pra violência nada” que passou por mais de 21 bairros de Belém onde aproximadamente 13 mil crianças e adolescentes foram atendidas. Em parceria com o Fundo das Nações Unidas pela Infância eAdolescência (UNICEF), o projeto foi realizado durante de três anos,

paramais.com.br

39


questões sociais com o papel de cada cidadão nas suas respectivas comunidades. A principal característica do projeto era conciliar uma alternativa de lazer e educação com a divulgação dos direitos das crianças e adolescentes, oportunizando arte, cultura, esporte e lazer visto que nessas comunidades a maioria dos meninos e meninas adolescentes e jovens não tinham acesso a nenhum tipo de entretenimento.

Rádio saúde O projeto Rádio Saúde foi realizado em 1997 com a parceria da Coordenadoria Ecumênica de serviço (CESE) e o Fundo das Nações Unidas pela Infância e adolescência (UNICEF). O Objetivo do projeto foi utilizar o potencial de comunicação da rádio difusão em prevenção em saúde, meio ambiente, direitos e cidadania. Os universitários de comunicação social

da Universidade Federal do Pará (UFPA) foram o publico dessas oficinas junto com técnicos do hospital Universitário Bettina, técnicos da Fundação nacional de saúde e membros de organizações da sociedade civil. O programa resultou na preparação da rádio FM Universitária, a qual era chamada de FM Comuniversitária, pois se tratava de uma proposta de rádio uma universitária e comunitária, além dessas ações, as ações contarão ainda com entradas ao vivo no programa “Pará popular”, veiculado pela Rádio Liberal AM 1330 MHz.

Pará popular Um programa semanal de transmissão ao vivo na Rádio Liberal AM 1330 MHz. Esse era o desafio proposto pelo projeto Pará popular que contou com a parceria do Fundo das Nações Unidas pela Infância e adolescência (UNICEF) UNIVERSIDADE FEDERALDO PARÁ para tratar por meio da linguagem radiofônica assuntos relacionados à infância e adolescência. OS programas veiculados na rádio foram produzidos por alunos de comunicação social e serviço social da Universidade

paramais.com.br


O programa teve duração de dois anos, 1997 e 1998, onde inúmeras pessoas somaram aos já ouvintes da rádio para a promoção dos direitos da criança e dos adolescentes.

Olho vivo

Federal do Pará Os temas principais eram: saúde, meio ambiente, cidadania, Estatuto da Criança e do Adolescente, erradicação do trabalho infantil, violência sexual de crianças e adolescentes. Para um melhor entendimento eram feitas intervenções ao vivo,entrevistaseinteraçãocomosouvintes.

paramais.com.br

Esse projeto contou com a parceria da Associação de Apoio ao Programa Comunidade Solidária ,AAPCS Secretária Especial de Trabalho e Promoção Social (SETEPS) e Universidade Federal do Pará (UFPA). O projeto de capacitação tinha uma carga horária de 720 hs, divididos em três módulos.O primeiro módulo com carga horária de 120 eram para habilidades básicas, onde se tratavam as informações gerais nas áreas de cinegrafia,produção e

41


oficinas de bonecos e brinquedos. A parceria durou três anos (1999-2001), passou por cerca de nove bairros e atingiu um número de mais de 20.500 pessoas, que participaram diretamente ou por meio das oficinas ou como expectadores.

edição, globalização, geração de renda e Estatuto da Criança e Adolescente (ECA), já no segundo módulo eram 480 horas que para aprofundamento nas habilidades específicas em vídeo e as 120 horas restantes foram dedicadas as práticas na produção de vídeos. Capacitados para a produção de vídeos e pra a TV, esse jovens que passaram pela capacitação, tinham um outro olhar, que valorizava os direitos fundamentais das crianças e adolescentes. Durante os dois anos de atuação o projeto recebeu 51 jovens que receberam a qualificação e ficaram aptos ao mercado de trabalho.

Rádio Margarida Realizado em 1999, esse projeto tinha como principal objetivo capacitar jovens para o mercado de rádio difusão e contou com o apoio da Associação de Apoio ao Programa Comunidade Solidaria (AAPCS), Secretária Especial de Trabalho e Promoção Social (SETEPS) e

Ministério Público e a comunidade A parceria como Ministério Público (MP) resultou na criação de um projeto que tinha como objetivo divulgar os serviços, atendimentos e objetivos desse órgão.

Educação ambiental Redução, reutilização e reciclagem, esse é o conceito dos três R aplicado pelo projeto Educação ambiental do Projeto UNA de a Universidade Federal do Pará (UFPA). Ao final do curso foram produzidos vários programas radiofônicos com ensaios e experimentações diversificadas, incluindo as linguagens artísticas e os meios de comunicação. O curso possibilitou a formação de um grupo de profissionais qualificados e com uma visão diferente de mundo, voltadas para os direitos humanos e os interesses da sociedade.

Agentes ambientais

Para isso eram feitos espetáculos de teatro e teatro de bonecos nas comunidades da região metropolitana de Belém. O projeto foi realizado durante dezembro de 1998 a junho de 1999, onde os temas centrais de suas peças eram os direitos humanos e as atribuições do MP, com o enfoque em saneamento básico, saúde, educação, meio ambiente, direito do idoso, direito do consumidor e cidadania. Mais de 1800 pessoas tiveram a oportunidade de participar das ações da Rádio Margarida com o MP que passaram a compreender qual o papel principal objetivo desse órgão de fundamental importância social. 42

Macrodrenagem de Belém, junto a Assessoria de Educação e Ambiental.. Foi realizado em parceria com o Governo do Estado por meio da Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa) e participou O projeto trabalhava em duas vertentes, uma delas era voltada para momentos artísticos onde eram apresentadas peças de teatro e teatro de bonecos todas voltadas para a temática ambiental. O outro momento era com a reciclagem propriamente dita, a partir de então o lixo que iria para as ruas e canais transforma-se em matéria prima para as

Um programa de capacitação que utilizou linguagens artísticas de teatro e teatro de bonecos para ensinar as questões ambientais. Essa foi a proposta do projeto Agentes ambientais que contou com a parceria da Associação de Apoio ao

paramais.com.br


Programa Comunidade Solidária (AAPCS), Secretária Especial de Trabalho e Promoção Social (SETEPS), Universidade Federal do Pará (UFPA) e a Companhia de Saneamento do Pará (COSANPA). Esse trabalho tinha como objetivo fornecer uma profissionalização pra jovens de baixa renda da periferia de Belém, que moravam nas áreas atingidas pelo projeto UNA. Para isso foram usadas linguagens artísticas e questões ambientais, com ênfase no problema do lixo e suas possíveis soluções, dentre elas a reciclagem. Os encontros eram divididos em aulas praticas e expositivas, totalizando 600 horas aulas, iniciando em junho e terminando em outubro. Para esse curso foram selecionados 30 alunos, dos quais, 29 terminaram chegaram ao final.

paramais.com.br

Coleta seletiva de lixo Em parceria com aAlumínio do Brasil S/A (ALBRAS) e a Cooperativa de Serviços Agro-Florestais e Industriais (COOPSAI) a Rádio Margarida promoveu um projeto experimental de educação ambiental, visando a implementação de Coleta seletiva na Vila dos Cabanos. Para isso usou linguagens artísticas e comunicação social para sensibilizar a população. Esse projeto visava capacitar jovens como agentes multiplicadores de informação em coleta seletiva por meio do teatro, teatro de bonecos, programa de rádio, atos-shows, gincanas ambientais e oficinas de arte-educação. O projeto dividia-se em dois momentos. O primeiro de capacitação para agentes multiplicadores e o segundo onde eram

43


feitas as exposições e atos-shows. Durante os dois anos, 2000-2001, foram atingidas mais de 7500 pessoas. Nesse período também o projeto passou por diversas localidades, das quais 75% aderiram à coleta seletiva, assim a população agora sensibilizada podia contribuir com o meio ambiente.

Maria Maria Reverter o quadro de mortalidade de mulheres grávidas e morte por desnutrição de crianças de zero a cinco anos. Esse era o principal objetivo do projeto “Maria, Maria” do Governo do Estado do Pará, por meio do Programa de Proteção Materno Infantil nos anos de 2001 e 2002, que contratou a Rádio Margarida pra divulgar as ações do

Direitos da Infância (ANDI), esse projeto tinha como objetivo produzir CD com radionovelas e spots que abordassem a questão da Criança e Adolescente nas suas diversas vertentes, o projeto contou também com a parceria da Universidade Federal do Pará. O projeto foi destinado a estudantes de serviço social e comunicação da uFPA, onde participaram de oficinas de sensibilização na temática do estatuto da criança e do adolescente, bem como de oficina específica da área de áudio tais como na linguagem de radionovelas e Spots. Do resultado das oficinas foram produzidas nove radionovelas e nove spots, sobre: o Eca, erradicação do trabalho infantil, drogas (licitas e ilícitas), violência sexual (abuso e exploração), violência doméstica e gravidez na adolescência.Foram replicadas mil cópias desses CDs. O material didático-pedagógico e de comunicação social teve distribuição para comunicadores e educadores sociais e foi certificado como tecnologia Social, do prêmio de Tecnologia Social da Fundação do Banco do Brasil, tendo sido produzido no ano de 2003.

Juventudo Transformando Com Arte

programa, bem como realizar campanhas educativas relacionadas a temáticas de aleitamento materno, vacinação,higiene bucal, desnutrição e etc.. Foram várias apresentações de teatro, teatro de bonecos, cinema popular, ato show e rádio-teatro ambulante, que serviram para sensibilizar as comunidades que seriam atendidas pelo projeto. Neste caso foram os municípios de Santa Bárbara, Vigia, Santo Antônio do Tauá e Ananindeua atingindo uma população de mais de 15.500 pessoas

Radionovelas Educativas

Baseado na primeira experiência do Juventudo (1996-1998), a Rádio Margarida, faz nova parceria com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Secretaría Especial de Trabalho e Promoção Social (SETEPS), Fundação Cultural Tancredo Neves, Escola de Música da Universidade Federal do Pará e Associação Amigos da Música, promoveu no ano de 2004 uma nova fase do projeto. O projeto tinha como objetivo oportunizar vivências em arte, educação e cultura para crianças e jovens em situação de risco social, na faixa de 10 à 21 anos, em uma perspectiva de exercício da cidadania com base no Estatuto da Criança e do Adolescente. Foram atendidas em oficinas de pintura mural, confecção de instrumentos de percussão e brinquedos de miriti, FLAUTA teatro e teatro de bonecos cerca de 450 crianças e jovens e mais de 4.500 pessoas por meio dessas atividades de cultura e lazer.

Informarte A partir da aprovação em edital nacional do Ministério da Educação em Parceria com o Centro de Defesa da Criança e do Adolescente (CEDECA/EMAÙS), Universidade Federal do Pará e Rede TXAI de Jovens Protagonistas, a Rádio Margarida capacitou 63 jovens monitores para o combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, no ano de 2005. Inicialmente os jovens participaram de oficina temática sobre violência sexual, para posteriormente participarem de três

Com aprovação em edital nacional realizado pela Agência de notícias dos 44

paramais.com.br


oficinas: jornal, áudio e vídeo que teve como resultados a produção de mil CDs de radionovelas e músicas, 10 mil jornais e mil fitas de vídeos. Esse material foi produzido por alunos de escolas públicas, nas quais atuavam os jovens monitores, com o auxilio de profissionais da comunicação.

Em um período de seis meses, 28 crianças concluíram o curso e aprenderam a tocar flauta, garantindo assim o acesso a arte. As aulas de música eram vistas como momentos de vivência em grupo, nos quais eram também discutidas questões sobre gravidez na adolescência, drogas, sexualidade, cidadania e, especialmente,

Esse projeto foi uma iniciativa independente da equipe da Rádio Margarida, onde os projetos, execução e finalização, foram feitos em nosso núcleo de produção O projeto durou dois anos, 2007 e 2008, onde o primeiro ano foi de elaboração e discussão do roteiro e o segundo ano de

O material serviu de ferramenta didático pedagógico para que os jovens sensibilizassem crianças e adolescentes de Escolas na temática da violência sexual. Este mátrias foram distribuídos a escolas e instituição da rede de proteção a infância e adolescência, dessa forma atingiu e continua atingir um incontável número de pessoas, por meio da arte e comunicação.

o Estatuto da Criança e doAdolescente. Além do trabalho direto com as crianças e adolescentes da escola, o projeto alcançava as famílias por meios de reuniões e palestras educativasVídeos educativos: Trilogia pelos Direitos da Criança e doAdolescente Em parceria com o Ministério da Educação (MEC) do Governo Federal, a Rádio Margarida propôs a produção de três vídeos educativos sobre violência doméstica, violência sexual e trabalho infantil em formato de vídeos aula e um guia de utilização.

produção e finalização do DVD. Foram replicas 10 mil cópias que estão sendo distribuídas gratuitamente para escolas e organizações que trabalhem com a criança e com o adolescente.

Musicarte Em 2005 a Rádio Margarida conseguiu a aprovação em um edital nacional do Instituto Junnia Rabello, com parceria da Escola de Musica da Universidade Federal do Pará .o objetivo do projeto de propiciar o aprofundamento na linguagem musical da flauta como instrumento.

paramais.com.br

45


Radionovelas educativas: em defesa dos direitos da Criança e do adolescente A Rádio Margarida obteve sucesso em um edital para projetos sociais em nível nacional, desta vez foi o Programa Petrobras Fome Zero, que tinha o objetivo de difundir uma cultura de enfrentamento da violência contra as crianças e adolescentes, por meio de tecnologia social certificada de radionovelas educativas. Nesse projeto várias entidades sociais ligadas ao Sistema de Garantia de Direitos de Belém foram parceiras na perspectiva de incentivo ao cumprimento do Estatuto da Criança e do Adolescente. Com esse propósito foram capacitados 110 agentes em temáticas da criança e do adolescente e oficinas de spots e radionovela. Após o fim das oficinas , os agentes que passaram por essa capacitação agora se tornaram multiplicadores. As oficinas resultaram na produção do guia pedagógico, do livro com a sistematização dos resultados, Cd de áudio com quatro músicas, 24 spots, seis radionovelas. Esse material produzido nos levou a capacitação, por meio dos agentes multiplicadores, de mais de 700 pessoas em todo o estado. Com duração de um ano, abril de 2007 a março de 2008, o projeto foi indicado pela

PETROBRAS e obteve o Prêmio TOP SOCIAL 2008 da Associação Brasileira dos dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil.

Projeto popular de educação fiscal O projeto Popular de Educação Fiscal para Cidadania faz parte do Programa Nacional de Educação Fiscal com o objetivo de democratizar informações sobre as finanças públicas, através da educação, possibilitando a construção de conhecimentos sobre os direitos e deveres do cidadão, sensibilizando o cidadão para a função socioeconômica do tributo. A ONG Rádio Margarida participou da realização deste projeto, articulando e mobilizando as escolas, associações comerciais, logradouros públicos e etc., objetivando a divulgação e popularização da educação fiscal, sensibilizando estudantes, professores e público em geral da função socioeconômica do tributo, com ênfase para a importância da educação fiscal, focando no ICMS para todos e IPVAcidadão. Em parceria com a SEFA. Receita Federal do Brasil, SEDURB e SEDUC ,no período de junho a dezembro, a Rádio Margarida desenvolveu o Projeto em 35 escolas, sendo 32 em Belém, atingindo 08 bairros e 03 escolas no Conjunto Júlia

Seffer no município de Ananindeua. Além das escolas, as ações também foram direcionadas para o público em geral, em locais de grande concentração de pessoas, como: shopping, centro de turismo, centro de convenção, ruas, feiras, balneário, praças, logradouros, órgãos públicos e privados, entre outros (vide tabela n° 1). O público total atingido foi de aproximadamente 51.519, deste total, 16.774 foram alunos de escolas da rede pública de ensino. Navegando direitos: em defesa de crianças e adolescentes na Amazônia Difundir a cultura de enfrentamento à violência doméstica e sexual infantil contra crianças e adolescentes e de prevenção ao trabalho infantil, por meio da informação e comunicação áudio visual. Esse era o objetivo do Projeto Navegando direitos: em defesa de crianças e adolescentes na Amazônia, o projeto foi desenhado em parceria com o World Childhood Foundation Brasil (WCF- Brasil). Esse projeto dividiu-se em três etapas, a primeira com inicio em 2008, que foram produzidos seis curtas-metragens e a segunda que se da na criação e promoção deste site, com o objetivo de distribuição dos vídeos e divulgação gratuita por meio do site.

paramais.com.br


Esse projeto é uma ferramenta de promoção social, por meio da tecnologia, que disponibiliza a todos os que podem ter acesso a internet os vídeos e como material didático para as instituições e comunidades que ainda não possuem o acesso a internet.

Campanhas A Rádio Margarida esteve também com variadas Campanhas em vários municípios – Parauapebas, na serra dos CARAJÁS, Igarapé-Miri; Marapanim, P Curuçá e Marudá ...

Projeto Círios Foi realizado em praças, Shopping , Tr a s l a d o B e l é m / A n a n i n d e u a e Trasladação e consistia em criar uma ambientação cênica com a criação de elementos religiosos bastante significativos a comunidade católica, como Berlinda, Santa , barco dos milagres e anjos, agregado a esses elementos com apresentação musical. Antecedendo as apresentações em locais abertos, no período da noite o ônibus som percorria as principais ruas, onde o grupo Romanus através da musica saudava e desejava a todos os paraenses um Bom Círio. A população foi despertada e se encantava

paramais.com.br

pelo espaço cênico móvel/ ônibus e pela músicas que reverenciavam a padroeira, Um fato bem marcante eram as pessoas interromperem suas atividades e esboçando sinais que traduziam a grande fé e devoção pela Virgem de Nazaré.

47


Camillo VIANNA

Amazônia. Caçadores de sementes Mogno (Swietenia macrophylla)

N

os anos 60 quando a Sociedade de Preservação aos Recursos Naturais e Culturais da Amazônia (SOPREN) iniciou suas atividades na Amazônia Clássica não foi nada fácil adquirir sementes de essências florestais nobres como o acapu, jarana, massaranduba e pau amarelo, entre outras, visando a produção e distribuição de mudas para lavradores e interessados em preservar a floresta já ameaçada. Nas chamadas estâncias, situadas na periferia das pequenas e médias cidades da região era vendida a madeira já beneficiada, sem a preocupação com o intenso processo de devastação existente. Em Belém, por exemplo, as toras eram e continuam sendo trazidas pelos ribeirinhos que sequer sabem das suas origens, e muito menos da necessidade de preservar as espécies. Em relação à floresta em pé, praticamente em todos os cantos da Amazônia, em terras do governo, reservas florestais, terras devolutas e reservas indígenas, o IBAMA ou outro órgão equivalente, só dá o ar de sua graça quando as árvores já foram derrubadas e estão no parque de serrarias que nunca apresentam licença para desenvolver esse tipo de atividade. Recentemente, notícia veiculada com estardalhaço pela mídia televisiva, levou ao conhecimento dos telespectadores, que o IBAMA havia apreendido no pátio de grande madeireira pertencente a sulistas, o equivalente a carga de 3.000 caminhões, informando apenas que esse fato ocorreu no território paraense, sem citar especificamente o local desse verdadeiro crime ambiental, o que deve ter contribuído para que fossemos agraciados com título nada honroso de ser o primeiro da lista dos estados devastadores do Brasil.

Sementes de Mogno

No que se refere ao mogno até os especialistas não acreditavam na sua ocorrência na Amazônia, até que botânico maranhense identificou a espécie no alto rio Guamá, no estado do Pará. Com isso teve início verdadeira corrida devastatória sobre essa espécie, originando consequentemente à grande corrupção que perdura até os dias de hoje. A estratégia usada para burlar a frágil fiscalização, praticamente inexistente, era mudar o nome para cedrão, cedro vermelho, entre outros. Para a SOPREN a solução foi procurar fontes que pudessem disponibilizar sementes de mogno o que ocorreu através da parceria com o Museu Emílio Goeldi, cujo diretor, Luiz Miguel Scaff, cientista de renome, membro da SOPREN, que juntamente com o botânico Paulo Cavalcanti e com a colaboração do funcionário Lacordaire resposável pela coleta, muitas vezes acompanhado de integrantes da SOPREN, recolhia sementes oriundas de exemplares plantados por Paul Ledoux e Rosa Lobato, originários de diversas Cartaz “Semanas de Preservação do Mogno” proveniências. A SOPREN identificou em Belém, no antigo Parque da Aeronáutica, pouco mais de 20 árvores produtoras de sementes, possivelmente plantadas no início do século passado. As sementes que caiam na calçada eram varridas por garis da prefeitura e a solução encontrada foi estabelecer entendimento com um dos responsáveis pelo posto de controle de chegada e saída de ônibus que existia no local para proceder a coleta das sementes,

Caçadores de sementes...

48

paramais.com.br


esse simples procedimento perdurou cerca de 3 a 4 anos. Outro centro fornecedor foi o plantio existente em Fordlândia, na região do rio Tapajós, de responsabilidade do Dr. Felisberto Camargo, engenheiro agrônomo, primeiro administrador do espólio da Companhia Ford Industrial do Brasil, experiência fracassada do capitalista Henry Ford no plantio da seringueira (Hevea brasiliensis). Com o propósito de garantir a variabilidade genética do mogno, foram realizadas aquisições de sementes de outras regiões do Brasil, como Brasileia (Acre) e Pimenta Bueno ( Rondônia), sendo que em determinadas ocasiões a SOPREN obteve de empresas especializadas 300 Kg de sementes, ressaltando que cada 100kg desse material botânico equivalem a aproximadamente 1.000 unidades de sementes. Vários colaboradores se empenharam no fornecimento de sementes de mogno para que atividades de preservação fossem desenvolvidas, destacando as ofertas enviadas de Brasília, capital federal, pelo irmão marista Afonso Hauss, assíduo colaborador da SOPREN. Um aspecto interessante pode ser ressaltado: recentemente, árvores provenientes de mudas de mogno originárias do antigo IBDF (atual IBAMA) do município de Castanhal, na Zona Bragantina, e doadas à SOPREN, estão em plena fase de produção de sementes e distribuídas no interior do estado. A realização pela SOPREN da“Semana amazônica de Preservação do Mogno” em vários pontos do estado do Pará, destinadas a lavradores, ribeirinhos, pescadores e pessoas de diferentes atividades e categorias sociais, desencadeou grande estímulo no plantio dessa essência florestal. Durante o evento “Forum Social Mundial” ocorrido em Belém no período de 27/01 a 01 /02/09, a SOPREN distribuiu 500.000 sementes diversas, sendo 80% de mogno. Em outra crônica serão feitas considerações sobre algumas espécies florestais que compõem a exuberante biodiversidade vegetal amazônica.

Mogno (Swietenia macrophylla) (*) *SOPREN/SOBRAMES

paramais.com.br

49


Por que sempre na última hora? por Christian Barbosa

atividades a “tempo presente”, ou seja, se a tarefa deve ser cumprida na quarta-feira, faça-a na segunda-feira. Essa é a forma mais simples e básica de começar a diminuir as urgências. Elas nunca deixarão de existir, mas precisam ser colocadas sobre controle no seu tempo. Adiantar sua vida. É isso que prego e é isso que começa a te dar mais controle sobre a sua vida. A ideia que devemos centralizar é evoluir ao invés de simplesmente agirmos freneticamente. E então, o que você pode fazer para adiantar sua vida e minimizar as urgências? P

M

uitas pessoas reclamam que estão repletas de urgências, que vivem em cima do prazo e suas atividades na empresa são sempre para ontem. A urgência tende a ser um dos principais causadores de infartos, do fim de relacionamentos e dos bons momentos. Tem gente que tem tanta urgência que só vive de “rapidinhas”, e a vida vai correndo e ficando sem graça. Que estamos ocupados e cheios de atividades para fazer, sem dúvida, todos estamos. Agora, a pergunta que fica é: será que você está ocupado com tarefas realmente importantes? Que vão trazer resultados de fato para sua vida, para sua empresa? Ou apenas está correndo atrás de sabe-se lá o que? Pare por um momento e analise as suas urgências. Você vai descobrir que a maioria delas foram esquecimentos,

50

(*) Fundador da Triad PS, empresa multinacional especializada em programas e consultoria na área de produtividade, colaboração e administração do tempo. Ministra treinamentos e palestras para as maiores empresas do país e da Fortune 100. Autor dos livros A Tríade do Tempo e Você, Dona do Seu Tempo, Estou em Reunião e co-autor do Mais Tempo, Mais Dinheiro

afazeres importantes negligenciadas, erros de comunicação, falhas de processo, pessoas que não sabem se planejar e por aí vai. Boa parte do urgente poderia ser evitado, mas nossa mente é focada em resolver urgências, não em previníIR na última hora las. Se não quiser viver com a síndrome do bombeiro por toda a sua vida, aceite que é possível mudar isso. Eu consegui, muitos conseguiram e você também pode fazer. Comece a pensar: como eu posso antecipar minha vida em dois dias? Lembre-se que o bombeiro é um profissional especializado em resolver urgências, este é o objetivo central dele, já o seu, qual é? O que quero dizer com isso é que você deve começar a olhar para a frente e ver tudo aquilo que deve ser feito nos próximos três dias e trazer essas

paramais.com.br


Roupeiro Solteiro

De 310,00 Por 199,00 à vista

Roupeiro Casal

Poltrona Reclinável

De 990,00

De 530,00

Por 690,00

Por 370,00

à vista

à vista

Fotos meramente ilustrativas - Objetos decorativos não fazem parte das ofertas

Móveis e Colchões BARATO é nas lojas SÓ PROMOÇÕES PROMOÇÕES..

Canto Fênix

De 340,00 Por 230,00

De 1.130,00

à vista

Mesa p/ Computador

CADEIRA GIRATÓRIA

De 240,00

De 190,00

Por 169,00

Por 129,00

à vista

à vista

Por 790,00 à vista

Chaise e 2 lugares Comoda 6 gavetas e vídeo

Sofá Cama com Baú

De 570,00

Por 99,00 à vista

Pague e leve

à vista

Por 159,00

à vista

De 190,00

Por 790,00

De 230,00

Por 390,00

Hack Signa

De 1.130,00

à vista

Armario de Aço

De 790,00 Por 549,00 à vista

Fruteira c/ 3 cestas

Tábua p/ passar

Estante

De 140,00

De 190,00

De 200,00

Por 99,00 Tampo branco mármore

à vista

Lojas MÓVEIS E COLCHÕES

Por 129,00 à vista

13 de Maio (esq. Campos Sales) Duque de Caxias, 219a (próx. Dom. Marreiros) Mauriti 1172a (próx. Pedro Miranda) Av. Pedro Alvares Cabral, 258 (próx. Av. Dalva)

Pandin em aço

Por 125,00 à vista Pague e leve

Fone: 3241-1665 Fone: 3236-2509 Fone: 3264-7483 Fone: 3243-0505

Promoção válida enquanto durar o estoque - Pagamento à vista somente em dinheiro - Conserve sua cidade limpa

Estante Celta


Pará+ 103  

PAC no Pará

Advertisement