Issuu on Google+

À moda dos pés - Os lançamentos da Couromoda 2011

Conteúdo que acompanha o seu ritmo Ano 2 | 11ª Edição

destaque:

falcão Conheça a trajetória do rei do futsal

Reinaldo Colucci fala sobre os desafios do triathlon

Saiba como tratar os fios após o

verão

Leve e nutritivo

Encontre o seu

Você conhece o

Parkour?

Hora de escolher

Relógios que podem melhorar o seu treino

m o c a iv s u l c x e a t is v e r t En ícone do mma

Minotauro

brasileiro


[ Ano2 | NĂşmero11 ] 2011

2

www.portalendorfina.com


www.portalendorfina.com

3


[ Ano2 | NĂşmero11 ] 2011

4

www.portalendorfina.com


www.portalendorfina.com

5


Receba a Endorfina em sua

casa!

1 ano por apenas R$ 48,90

Você terá o conteúdo que acompanha o seu ritmo. Acesse: www.portalendorfina.com e preencha o formulário

Ano novo,

vida nova

E

ssa máxima, tão anunciada nas comemorações de fim de ano, chegou também à Endorfina. A edição que você tem em mãos traz mais páginas, um novo formato e novas ideias para acompanhar ainda mais o seu ritmo em 2011. E se essa é nossa missão, como não falar da modalidade que mais cresce no país? Lançamos uma seção voltada exclusivamente ao MMA e, para começar, entrevistamos um dos seus maiores representantes atuais: Rodrigo Minotauro. O lutador passa por um período de preparação nos EUA, mas atendeu a nossa equipe e o resultado você confere nas próximas páginas. Cada vez mais praticados no país são, também, os esportes RADICAIS. Nessa edição, falamos da modalidade com origem na França e que tem como principal objetivo transpor obstáculos, dos mais simples aos mais complexos: o Parkour. Os amantes das corridas e provas de resistência irão se encontrar na seção MARATONA, que nessa estreia fala sobre o Ironman e traz uma entrevista com o campeão Reinaldo Colucci. Abrimos espaço aos profissionais da área médica e de educação física para que abordem temas variados e tirem as dúvidas do nosso leitor sobre a prática de atividade física e esportiva. Esse é o conceito das seções ENDORFINA SAÚ-

DE e ESPAÇO TREINO. Envie suas dúvidas e sugestões para redacao@revistaendorfina.com.br. Elas serão respondidas por profissionais especializados. Além disso, as boas e velhas seções que acompanham a sua atividade física continuam aqui. O nosso entrevistado da vez é o melhor jogador de futsal do planeta. Em um bate-papo exclusivo, Falcão revela um pouco da sua trajetória. Boas histórias ouvimos, também, de pessoas que mudaram a sua vida com o uso da bicicleta e participamos do Endurance Bike, uma das principais provas de ciclismo do país. Pensando no seu visual, fomos atrás de um hair stylist e indicamos produtos para você cuidar dos cabelos após o verão. Estivemos, ainda, na 38ª edição da Couromoda, a maior feira de calçados da América Latina, e trouxemos as principais novidades entre os modelos esportivos. Para completar, ouvimos uma estilista que traz um preview da moda fitness para o inverno. Mudar sem perder a identidade e o compromisso com o nosso leitor. Pensando nisso, trouxemos todas essas novidades na primeira edição de 2011. Esperamos que vocês gostem do resultado e continuem acompanhando de perto o nosso trabalho. A revista é sua. Boa leitura! Gabriel Nicolatti Diretor de Redação

www.portalendorfina.com


www.portalendorfina.com

7


www.portalendorfina.com

[ Ano2 | NĂşmero11 ] 2011


www.portalendorfina.com


expediente Endorfina #11 - Minotauro

EXPEDIENTE Diretor Executivo e Publisher: Michel Kaminski Diretora de Publicidade e Marketing: Ivete Gramm Executiva de negócios: Ana Luiza Vilhena Atendimento: Lucas Moura Circulação: Natália Esteves

EDITORIAL Diretor de Redação e Jornalista Responsável: Gabriel Nicolatti - MTb 55.998 Revisão e Edição de Texto: Gabriel Nicolatti e Sofia Mikrute Colaboradores: Adriane Schultz, Danielle Berti, Diogo Patroni, Erica Brito, Liege Soldano e Sofia Mikrute Editor de conteúdo WEB: Diogo Patroni

ARTE E FOTOGRAFIA Projeto Gráfico e Diagramação: Vitor Gomes - Filipe Dias www.estudiolia.com.br Imagens: Divulgação

CAPA Minotauro Foto: Minotauro Sports

CONSELHO EDITORIAL Walter Feldman Thiago Lobo

ENDORFINA

[ Ano2 | Número11 ] 2011

Av. Ipiranga, 1097. 9º Andar -93 CEP 01039-000. São Paulo - SP Tel. 3227 9555 ou 3228 8696 redacao@revistaendorfina.com.br www.revistaendorfina.com.br

10

À moda dos pés - os lançamEntos da couromoda 2011

Conteúdo que acompanha o seu ritmo Ano 2 | 11ª Edição

dEstaquE:

falcão

Reinaldo Colucci fala sobre os desafios do triathlon

conhEça a trajEtória do rEi do futsal

saiba como tratar os fios após o

verão

Leve e nutritivo

Encontre o seu

hora dE EscolhEr

Relógios que podem melhorar o seu treino

rkour? pa Fale conosco você conhEcE o

Para sugestões, críticas ou elogios:

a com redacao@revistaendorfina.com.br trEvista Exclusiv En íconE do mma

minotauro

AGRADECEMOS AOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE E EDUCAÇÃO FÍSICA QUE NOS AJUDARAM NESTA EDIÇÃO: A equipe de jornalismo da Revista Endorfina agradece a todos os profissionais das diversas áreas de conhecimento que nos ajudam a construir o conteúdo desta publicação. Enfatizamos que as declarações emitidas por entrevistados e os artigos assinados não representam necessariamente a opinião da Revista

acesse:

www.portalendorfina.com o portal referência no segmento Fitness e wellness www.portalendorfina.com

brasilEiro

A Revista Endorfina é uma publicação especial e bimestral da Kaminski Editora e Publicidade. Distribuição em academias, clínicas de nutrição e fisiologia, clínicas de fisioterapia e de pilates, clubes esportivos, hotéis e spas, condomínios e flats com academias, universidades, escolas, cursos técnicos, associações e eventos esportivos, estabelecimentos comerciais direcionados ao segmento esportivo, lojas de suplementos e de produtos naturais, lojas de equipamentos, roupas e acessórios fitness, federações e confederações esportivas, principais construtoras e administradoras do setor imobiliário. Praça: Nacional. Tiragem: 20.000 exemplares. A redação da Endorfina não se responsabiliza por conceitos emitidos em artigos assinados ou por qualquer conteúdo publicitário e comercial, sendo este último de inteira responsabilidade dos anunciantes.


www.portalendorfina.com

11


índice

COMA BEM Nutritivos, os iogurtes podem ser uma ótima opção para a sua alimentação

16

20 O campeão Reinaldo Colucci conta como superou a principal prova do triathlon: o Ironman

22

26 NOCAUTE

ENTREVISTA

32

Respondemos as dúvidas mais frequentes sobre a suplementação alimentar

MARATONA

BELEZA PURA Wanderley Nunes ensina a tratar os cabelos após o verão

SUPLEMENTOS

Falcão: o rei do futsal chegou à Vila Belmiro

38

NA MODA

TENDÊNCIA FIT

Confira a cobertura da Couromoda, a maior feira de calçados da América Latina

Estilista Juliana Ikeda traz um preview da moda fitness no inverno

48

Minotauro, um dos maiores lutadores do Brasil, fala sobre o crescimento do MMA no país

58

[ Março - Abril ] 2010

ACONTECE FITNESS

12

72

Endorfina esteve na Copa Endurance Bike, uma das principais competições de ciclismo do Brasil

PILATES

82

Equipamento ensina os movimentos do Golfe

14 CURTAS | 46 EQUIPADOS | 60 RADICAIS | 64 NA ACADEMIA | 68 VIDA SAUDÁVEL | 76 ESPAÇO TREINO 80 ENDORFINA SAÚDE | 84 FISIOSHOP

www.portalendorfina.com


www.portalendorfina.com

13


CURTAS A SAPUCAÍ É LOGO ALI: NA SUA ACADEMIA!

CAFÉ COM FITNESS São Paulo recebeu, no final de fevereiro, a VIII edição do Café com Fitness – encontro semestral que reúne empresários e profissionais do mercado fitness e wellness. “Foi-se o tempo em que as academias eram gerenciadas com base apenas no feeling de apaixonados por exercícios. O mercado cresceu assustadoramente e, com isso, surgiu a clara necessidade de qualificação daqueles que estão à frente destas empresas. Nosso compromisso é veto-

rizar e catalisar informações para estes profissionais interessados no crescimento próprio e no desenvolvimento do setor”, declara Cida Conti, uma das organizadoras do evento. Nesta edição, foram realizadas palestras sobre o poder das mídias sociais nas academias, um programa infantil inédito chamado de Radkidz, a importância da nutrição nos resultados de uma empresa e a gestão de vendas no mercado das academias.

Os amantes do samba e da atividade física puderam curtir uma programação especial de exercícios na rede de academias Bio Ritmo. Durante o carnaval, foi desenvolvido o programa Bio Samba Show, com aulas itinerantes e ritmo carnavalesco. Com duração de 60 minutos, a rainha Simone Sampaio ensinou todos os truques e dicas para requebrar o quadril e dançar a noite toda sem perder o molejo. Fôlego, disposição e alegria foram os únicos requisitos exigidos para participar dessa festa, afirmou o diretor técnico da Bio Ritmo, Saturno de Souza. “A aula é democrática e para entrar na dança bastava deixar o corpo embalar com a música. Os passos essenciais para quem resolveu sambar trabalham abdômen, glúteos, coxas e panturrilha”. As atividades foram realizadas de 27 de janeiro a 01 de março em 06 unidades da Bio Ritmo.

Academia Runner, em sua unidade Moema...

[ Ano2 | Número11 ] 2011

 RUNN ER FECHA PARCERIA COM ESCOLA DE FUTEBOL DO SPFC

14

A unidade Butantã-Club da rede de academias Runner acaba de fechar uma parceria com a Escola de Futebol Oficial do São Paulo Futebol Clube (SPFC). Desde fevereiro, crianças e adolescentes com idade entre 05 e 16 anos tem a oportunidade de ter aulas da modalidade com a metodologia da escola do SPFC. Os treinos variam de acordo com a faixa etária das crianças: de 05 a 07 anos a programação é voltada para a recreação; de 08 a 10 anos o foco é a iniciação no futebol; de 11 a 13 anos explora-se o aprimoramento da modalidade e de 14 a 16 anos os alunos têm especialização em futebol.

No mês de março a Rede de Academias Runner, em sua unidade Moema, faz uma adaptação da aula que foi sucesso na década de 90, o Tae Bo. Desenvolvido pelo especialista em artes marciais Billy Blanc, a aula é uma combinação da ginástica aeróbica com artes marciais como o Tae Kwondo, o Karatê e o Boxe Tailandês. O Tae Bo melhora o sistema cardiovascular e devido aos socos e pontapés no ar, típico das lutas marciais, também melhora a agilidade, o ritmo, a coordenação motora, a flexibilidade e a resistência muscular. “O método é uma ótima arma contra as gordurinhas, já que em uma aula o aluno gasta em média 800 calorias”, comenta o coordenador técnico da unidade Moema, Alvaro Junior. O método ainda proporciona outros benefícios como a produção de endorfina, que alivia o stress, melhora o funcionamento do coração e o transporte de oxigênio para as células e ajuda a baixar as gorduras no sangue, como triglicerídeos. www.portalendorfina.com


www.portalendorfina.com

15


coma bem

SABOROSA LEVEZA

Endorfina convida você a conhecer a história e os benefícios do iogurte Por Danielle Berti

M

anhê, quero iogurte!”. Esta frase pode ser facilmente ouvida nos corredores dos grandes supermercados e reflete o espaço que este alimento possui na vida das crianças, independente da faixa etária. Porém, o iogurte há muito tempo ocupa também um lugar cativo no carrinho e na geladeira dos adultos. Em versões tradicionais, desnatadas, orgânicas, premiums, funcionais, com frutas, o iogurte possui um mercado extremamente variado. Mas onde e quando surgiu o iogurte? Há quanto tempo que ele faz parte do cotidiano do brasileiro? Respostas para estas e outras dúvidas sobre esse saboroso alimento estão nas próximas páginas.

UM POUCO DE HISTÓRIA

[ Ano2 | Número11 ] 2011

O iogurte propriamente dito só foi conhecido na Europa em meados do século XVI, por volta de 1542, proveniente do Império Otomano. Na Turquia, o leite fresco era guardado em sacos feitos de pele de cabra e transportados por camelos. Estes recipientes, em contato com o calor do corpo do animal, favoreciam a produção de bactérias ácidas e transformavam o leite em iogurte. A própria palavra iogurte tem etimologia turca que provém da palavra yoghurma que tem o significado “engrossar”. A nutricionista Patricia Ramos explica que naquela época o iogurte foi considerado medicinal, pois é de fácil digestão e benéfico para a flora intestinal. “As proteínas

16

do leite, que têm um alto valor biológico, são parcialmente pré-digeridas por ação das bactérias lácticas, o que permite uma melhor digestão. Além disso, a acidez do iogurte confere uma proteção natural contra as infecções, inibindo os diferentes tipos de bactérias patogênicas. Por outro lado, o acido láctico dissolve o cálcio presente no iogurte e favorece a sua assimilação”, explica.

COTIDIANO SABOROSO Além do sabor, os iogurtes proporcionam alguns benefícios ao nosso corpo. A nutricionista confirma que os dois principais nutrientes presentes no iogurte são

O iogurte é uma excelente fonte de cálcio e uma ótima opção para aqueles que não gostam do leite www.portalendorfina.com

proteína e cálcio. As proteínas são nutrientes necessários na construção e reparação de tecidos do corpo, enquanto que o cálcio é fundamental para a formação e manutenção dos ossos e dentes. “O iogurte também é uma ótima opção para aqueles que não gostam do leite”, afirma. Outro benefício do iogurte é o fato de conter um baixo teor de lactose. Esta é parcialmente transformada em ácido láctico durante o percurso da fermentação e isto facilita a assimilação do alimento em pessoas com intolerância à lactose, e que por isso tem problemas em assimilar os nutrientes do leite. (Ver box)

COMO CONSUMIR? Patricia Ramos afirma que as necessidades de cálcio do adulto em média são 1.200 mg. Um copo de iogurte de 200 ml


tem cerca de 240 mg. “O ideal é consumir a recomendação de cálcio diária e isto pode ser feito por meio do iogurte, leite e outros laticínios, de preferência os desnatados”, diz.

Os bacilos usados nesses iogurtes melhoram o funcionamento do intestino A nutricionista afirma que os mais completos são os iogurtes chamados de “funcionais”, que são aqueles enriquecidos com fibras e probióticos. Estes, além dos benefícios já citados anteriormente,

têm a ação de reguladores intestinais. Os bacilos usados nesses iogurtes melhoram o funcionamento do intestino, porque equilibram a flora intestinal (as bactérias responsáveis pela digestão). Já as fibras são grandes reguladores naturais porque aumentam a absorção de nutrientes, facilitando a eliminação dos excessos. Patricia também orienta evitar o consumo de iogurte, leite e outros laticínios junto com alimentos ricos em ferro (carne vermelha, feijão, couve), pois o cálcio e o ferro formam um complexo e ambos acabam não sendo absorvidos pelo organismo. “Não há especificamente um iogurte para cada faixa etária. O que se recomenda é que o aleitamento materno seja exclusivo nos primeiros 6 meses de vida, portanto, nada de iogurtes antes dos 6 meses do bebê”, conclui.

BENEFÍCIOS DO IOGURTE P roteólise e digestão: as proteínas do leite, que tem um alto valor biológico, são parcialmente pré-digeridas por ação das bactérias lácticas, o que permite uma melhor digestão. Minerais: O iogurte apresenta uma ampla variedade de minerais, destacando-se com maior importância o cálcio, que para além do mais apresenta uma elevada biodisponibilidade. Vitamina A (que tem papel fundamental na visão e pele) e de vitaminas do complexo B (necessárias para a formação de energia).

PRATELEIRA: O QUE O MERCADO OFERECE Molico Totalcálcio Light Batido com Mel 850g Suave combinação do iogurte natural e mel, sem adição de açúcar, indicado para quem está preocupado em consumir produtos saudáveis, que ajudam a manter a boa forma física, mas sem abrir mão do sabor.

 NESTLÉ Molico TotalCálcio Light Pedaços Frutas Vermelhas Deliciosa e suave combinação de iogurte desnatado com pedaços de frutas. 0% de gordura.

 DANONE Activia Disponível nas versões polpa, líquido e natural, Activia é a mais perfeita combina��ão de sabor e eficácia para ajudar a manter o intestino no ritmo. Actimel Actimel contém um fermento exclusivo e específico: o Lactobacillus Casei Defensis, que atua no equilíbrio da flora intestinal e pode trazer benefícios à saúde do corpo.

Danoninho Marca de nutrição infantil. Os produtos da linha são enriquecidos com Calcio, Ferro, Zinco, Fosforo e Vitaminas para complementar a alimentação das crianças de idade pré- escolares.

www.portalendorfina.com

17


coma bem Chocoleco Fonte de cálcio, contém vitaminas E, C, B6, B3. B2 e A. Na versão Chocolate e agora também Chocolate Branco.

 VIGOR / LINHA INFANTIL Leite Fermentado Vig Turma Possui lactobacilos vivos que reforçam as defesas naturais do organismo e equilibram a flora intestinal; derivado do leite é uma fonte natural de cálcio

Iogurte Mix Vigor Fonte de cálcio, possui ótima combinação de um produto cremoso, com cereais de milho e chocolate, fortificados com vitaminas, nutrientes e minerais.

 VIGOR / LINHA ADULTO Iogurtes Naturais Vigor Fonte de cálcio, possui 7 versões no total, sendo 3 com consistência firme: Natural, Desnatado e Coalhada, e 4 com consistência cremosa, nos sabores: Mel; Ameixa; Laranja, Cenoura e Mel; e Mamão.

[ Ano2 | Número11 ] 2011

Iogurte Vigor 200g Fonte de cálcio, contribui para o bom funcionamento do organismo e manutenção de uma vida saudável. Possui 6 sabores, como sugestão a versão de Açaí com Guaraná, sabor refrescante, é saudável, além de ser energético.

18

www.portalendorfina.com


www.portalendorfina.com

19


suplementos

SUPLEMENTAÇÃO SEM MEDO Muitas vezes vistos com desconfiança pelos iniciantes de prática esportiva, os suplementos nutricionais são uma poderosa ferramenta para se obter resultados satisfatórios, sem abrir mão da saúde

Suplementos nutricionais são produtos alimentícios que complementam a alimentação através do fornecimento de nutrientes específicos

É

crescente a procura por produtos que auxiliem na busca pelos resultados esportivos e estéticos. Da mesma forma, é crescente a variedade de produtos nas prateleiras das farmácias, supermercados e lojas especializadas em suplementos ou produtos naturais. O fato é que, se utilizados produtos de qualidade e de maneira correta, podemos nos surpreender com os resultados atingidos. Seguem abaixo respostas de algumas perguntas mais comuns sobre o tema.

[ Ano2 | Número11 ] 2011

1. Quais as diferenças entre suplemento nutricional e anabolizante?  Suplementos nutricionais são produtos alimentícios que complementam a alimentação através do fornecimento de nutrientes específicos. Desta forma, conseguem melhorar a performance e a estética corporal por via natural, sem efeitos colaterais em indivíduos saudáveis nas quantidades recomendadas. Já os anabolizantes, também conhecidos como “bombas”, são drogas, muitas vezes à base de hormônios, proibidas pelos comitês anti-doppings esportivos. Também têm finalidade de melhora de performance ou estética, porém por meios que podem resultar em sérios efeitos colaterais.

20

2. Quem pode tomar?  Todos os indivíduos saudáveis podem consumir suplementos nutricionais. O objetivo esperado, a atividade física, a alimentação e o estado nutricional de cada indivíduo definem os suplementos nutricionais indicados. 3. Quais são os principais suplementos esportivos e quais são os resultados esperados?

São os suplementos a base de proteínas para ganho de massa muscular, os suplementos termogênicos para redução de peso corporal, os aminoácidos de cadeia ramificada (BCAA) para redução de fadiga física e mental decorrente da atividade física e a creatina para aumento de força e energia para os treinos intensos. 4. Em quanto tempo pode-se notar os resultados?  Cada suplemento tem um mecanismo de ação no organismo e por isso, o tempo mínimo para se perceber os resultados varia de acordo com o produto, quantidade consumida, qualidade do produto, além da alimentação e atividade física praticada. 5. Precisam de prescrição médica ou nutricional?  Por serem alimentos, não necessitam de receita médica ou nutricional para o consumo. É preferencial o acompanhamento de nutricionista na adequação do plano alimentar em conjunto com a suplementação. 6. Por quanto tempo podem ser tomados?  Podem ser consumidos sem restrição de tempo de acordo com as necessidades nutricionais. 7. Quais os suplementos esportivos mais indicados para quem está iniciando uma atividade física?  Se o objetivo for ganho de massa muscular, é importante o consumo de produtos a base de carboidratos e proteínas, principalmente logo após os treinos. Se o objetivo for emagrecimento, os suplementos termogênicos são os mais usuais, devido à capacidade de acelerar o metabolismo, aumentando o gasto calórico total. Dra. Miriam Loiola Nutricionista especialista em Bioquímica, Fisiologia, Treinamento e Nutrição Desportiva (UNICAMP) e em Nutrição Clínica Funcional (UNICSUL) e responsável pelo Departamento Técnico de Nutrição da empresa NeoNutri Suplementos Nutricionais.

www.portalendorfina.com


www.portalendorfina.com

21


beleza pura

E agora, o que fazer com os fios? Os cabelos acabam sendo os mais prejudicados durante as férias. Saiba como tratá-los depois de ter encarado as praias, piscinas e o sol do verão Por Erica Brito | Colaborou Gabriel Nicolatti

A

s férias acabaram e depois de aproveitar bastante as praias, a piscina e pegar aquele solzinho, todos retornam suas atividades com as energias renovadas. Mas se por um lado o período de descanso nos rende um belo bronzeado e uma boa disposição, por outro lado trazem algumas preocupações para nossas cabeças. É isso mesmo, os cabelos são os que mais sofrem com o pós-férias. O sal do mar, o cloro da piscina e o sol forte são inimigos dos fios deixando-os ressecados, opacos, embaraçados e sem vida. Os quimicamente tratados são os

que mais sofrem nestas situações, mas vale lembrar que todos os outros tipos de cabelos também necessitam de cuidados. Se você é mais um daqueles que na hora de arrumar as malas para a viagem acabou esquecendo-se dos cabelos, nem tudo está perdido, a Endorfina foi atrás de soluções que possam reverter à situação. AS DICAS DE QUEM ENTENDE

DO ASSUNTO Wanderley Nunes é o idealizador e proprietário do Studio W, que hoje conta com quatro unidades (3 em São Paulo e uma na cidade de Campinas). Hair stylist renomado, Wanderley vai ao Rio de Janeiro uma vez por semana, para atender artistas da Rede Globo, como Cláudia Raia, Claudia Abreu e Edson Celulari. Mesmo com a agenda corrida, o hair stylist atendeu à redação da Revista Endorfina, dando dicas para o nosso leitor cuidar melhor dos cabelos. Segundo ele, o ressecamento é o problema mais comum no período pós-verão. “As escamas dos fios quando expostas as ações do sol, do mar e do cloro ficam abertas, porosas e frágeis. O efeito que as escamas abertas deixam é de um cabelo com frizz, pois elas repelem um fio do ou-

Eu sempre digo para as minhas clientes que uma manutenção feita regularmente e direcionada para o cabelo evita um maior desgaste dos fios Wanderley Nunes e Bono VOx, Vocalista do U2

22

www.portalendorfina.com

tro. E não tem nada pior para estragar o visual”, diz. Além disso, o especialista explica que o excesso de cloro da piscina causa alteração de cor nos fios. “Eles ficam esverdeados por causa dos produtos químicos usados para tratar a água. Já o excesso de sol e o sal do mar queimam os cabelos deixando um tom alaranjado”, afirma. Nunes apresenta, então, algumas soluções. “Quando o cabelo está quebradiço, com frizz e arrepiado, o tratamento correto é o reconstrutor - que irá reconstruir todo o fio deixando-o novamente saudável. Se o cabelo está ressecado, poroso e áspero eu recomendo fazer uma hidratação. Já para aquele cabelo que sofreu alteração de cor o ideal é fazer um tratamento de limpeza profunda e usar uma vez por semana um xampu antiresíduos. Até o cabelo ficar saudável novamente leva um tempo, não existe mágica”, revela. Ele afirma, ainda, que o importante é cuidar dos cabelos antes, durante e depois do verão. “Eu sempre digo para as minhas clientes que uma manutenção feita regularmente e direcionada para o cabelo evita um maior desgaste dos fios”, defende. Para encerrar, Wanderley deixa o recado de como tratar os cabelos constantemente. “Cortar as pontas a cada quarenta dias é importante para manter os fios bonitos, saudáveis. Além disso, é fundamental usar um xampu e um condicionar ideais para o seu tipo de cabelo”.


A ENDORFINA INDICA A escolha do xampu e do condicionador ideais é fundamental no tratamento dos fios. Pensando nisso, Endorfina foi atrás dos principais produtos disponíveis no mercado.

Confira!

 LSÈVE SOLAR E ELSÈVE REPARAÇÃO TOTAL 5 1. E (L’ORÉAL PARIS) As duas linhas foram desenvolvidos pela L’Oréal Paris como uma alternativa para proteger e recuperação os cabelos danificados. O Elsève Solar possuiu uma formula exclusiva, composta pelo ativo Hydralium® e filtro UV, que agem formando uma película isolante capaz de evitar o ressecamento do cabelo. E para quem já está com os fios comprometidos, o ideal é a linha Elsève Reparação Total 5, considerada o produto capilar mais completo da marca, pois oferece um tratamento profundo e duradouro capaz de combater todos os sinais de uma só vez.

2. ROMÃ E PROTEÍNA DO TRIGO E CHÁ VERDE E EXTRATO HIPÉRICO (ECOLOGIE COSMÉTICOS) Conhecida por unir ingredientes naturais e tecnologia, a marca possui uma gama de produtos que servem de aliados do cabelo durante o verão. A linha Romã e Proteína do Trigo são ideais para cabelos coloridos ou com mechas tratando a porosidade, opacidade e o aspecto seco dos fios. Já para os cabelos finos e oleosos o mais indicado é o condicionador instantâneo da linha Chá Verde e Extrato de Hipérico, que hidrata suavemente sem deixar resíduo, realçando o brilho e balanço dos cabelos finos, diminuindo a oleosidade nos fios.

3. NIELY GOLD ANTI-STRESS A linha traz desde o xampu até o creme para pentear que auxiliam na revitalização dos fios, resgatando a força vital dos cabelos e promovendo crescimento saudável, equilíbrio e hidratação máxima. Além disso, os produtos da linha Niely Gold Anti-stress, como o próprio nome sugere, reduzem o stress causado pelo sol, mar, piscina e poluição. Em apenas cinco aplicações dos produtos é possível reparar e manter os cabelos saudáveis por até um ano.

4. LINHA REPARAÇÃO PODEROSA (NEUTROX) Indicada para o cuidado diário a linha oferece recondicionamento total para os cabelos. A fórmula que traz 0% de sal e um exclusivo mix de aminoácido permite acabar com os fios ressecados ou danificados e recuperar o brilho, sedosidade e maciez em pouco tempo. A Gerente da marca Neutrox, Lucia Rolla, alerta sobre a necessidade de tratar os cabelos que sofreram exposições. “Após a temporada de verão é necessário hidratar e reestruturar os fios. O exclusivo mix de aminoácidos da linha reparação Poderosa faz exatamente essa revitalização, tão necessária antes da próxima estação“, diz.

www.portalendorfina.com

23


beleza pura

5. DOVE RECONSTRUÇÃO COMPLETA (UNILEVER) Em apenas sete dias é possível reconstruir completamente os fios que foram maltratados pelas altas temperaturas. Disponível em xampu sem sal, condicionador, condicionador intensivo com dupla ação, creme para pentear, máscara de tratamento nutritivo, creme de tratamento noturno e ampolas de tratamento reconstrutor, a linha traz o suporte suficiente para tratar dos cabelos sem precisar sair de casa.

6. SEDA SOS RECONSTRUÇÃO ESTRUTURAL (UNILEVER) A linha é uma forte aliada daqueles que querem aproveitar os dias de descanso sem precisar se preocupar com os danos que isso pode causar aos seus cabelos. Com uma formula exclusiva e inovadora de nano technology, possui partículas tão pequenas que preenchem e reparam as fissuras dos fios como nenhuma outra. E para tirar melhor proveito dos produtos a Seda ensina um passo a passo para proteger os cabelos do verão:

[ Ano2 | Número11 ] 2011

7. L  INHAS OX TUTANO VEGETAL E OX PLANTS+PLANTS

24

A máscara OX Tutano Vegetal tratamento hidratante é um dos produtos da Ox que ajudam a hidratar e restaurar o equilíbrio e a força dos fios. “Enriquecido com Tutano Vegetal e Complexo Amino Restore, a máscara atua na reposição de aminoácidos e nutrientes, hidratando profundamente os cabelos, proporcionando maciez, brilho e melhorando a sua textura”, explica a gerente da marca, Adriana Nannini. Já a linha Plants+Plants além das mascaras de hidratação traz também a opção de cremes para pentear. Usando ingredientes como proteínas cereais e mel, oliva e bambu, cravo branco e gerânio, prímula e aloe e karité e óleo de canola a linha é o “resultado da combinação do melhor da natureza e alta tecnologia”, afirma a gerente.

www.portalendorfina.com

 º Limpar e preparar: usando o xampu sem sal que 1 elimina os resíduos sem agredir o coro cabeludo; 2º Condicionar: usando o condicionador que ajuda a desembaraçar os fios auxiliando na manutenção diária; 3º Restaurar: usando os saches de cremes de tratamento que possibilitam um cuidado mais intenso; 4º Finalizar e cuidar: usando os cremes para pentear que hidratam e modelam os fios, proporcionando um efeito de longa duração.


www.portalendorfina.com

25


maratona

HOMENS DE FERRO Saiba mais sobre o Ironman e conheça Reinaldo Colucci, o brasileiro que sabe o segredo para vencer essa verdadeira maratona

N Por Erica Brito

o ano de 1977, lá no Hawaii, o Triathlon teve seus primeiros indícios, quando o então comandante da Marinha Americana John Collins criou uma prova de resistência que denominou de Ironman. Nela, os participantes teriam de nadar, pedalar e correr consecutivamente. Alguns atletas se arriscaram a encarar o desafio, mas nem todos conseguiram completá-lo. Apesar da ideia parecer loucura, não demorou para que a moda pegasse em outras partes do mundo. Em 1983 o triathlon chegava ao Brasil, consolidando-se anos mais tarde, em 1991, com a fundação da Confederação Brasileira de Triathlon (CBTri). Inicialmente a CBTri contou com as federações de Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia, mas hoje já possui 20 federações e 2460 atletas filiados, o que mostra que o Triathlon ganha adeptos a cada dia. O diretor técnico da CBTri, Marco Antônio La Porta Júnior, acredita que esta prática se destaca entre as outras provas de maratonas. “Sem dúvida alguma, o fato de englobar três modalidades (natação, ciclismo e corrida) faz do triathlon um esporte único e com uma exigência física muito maior, tendo em vista que trabalha diferentes grupos musculares - da parte superior e da parte inferior do corpo humano”.

 R  ESISTÊNCIA, CONCENTRAÇÃO, OU AGILIDADE? Sabemos que o triathlon se caracteriza por ser um esporte que exige variadas qualidades físicas dos atletas, afinal, são três modalidades em uma. Mas o que será que conta mais na hora de executar uma prova? O técnico de triathlon, professor Cali, se

26

www.portalendorfina.com


O Ironman é uma prova em que se corre metade com o corpo e a outra metade com a mente. Não importa o quanto você esteja bem fisicamente, em algum momento você vai ter que ser forte, também, psicologicamente dedica ao esporte há 14 anos. Ele já foi treinador da Seleção Brasileira de Triathlon e atualmente é o técnico da equipe SESI-SP, além de treinar o atleta Reinaldo Colucci - que acaba de ser vice-campeão no Iron Man disputado no Chile (em Janeiro). Cali dá a receita de como se sair bem. “Coloque em um liquidificador, resistência, controle emocional, atitude, disciplina, treino adequado, alimentação correta, hidratação, determinação e junte a tudo isso uma dose importante de descanso e cuidados com o seu equipamento (tênis, bicicleta, equipamento para nado)”.

 NO BRASIL Tecnicamente o esporte é algo novo no Brasil, já que a própria CBTri ainda vai

completar 20 anos. Mas o fato é que a modalidade vem se desenvolvendo cada vez mais no país. “O número de praticantes vem crescendo significativamente, pois é um esporte atrativo em função da busca de superação do limite individual e da beleza dos locais para a prática e para a competição”, afirma o diretor técnico Marco Antônio La Porta Júnior. Segundo ele, uma boa oportunidade para que o triathlon ganhe ainda mais visibilidade será a disputa dos Jogos Olímpicos no Rio, em 2016. Porém ele faz um alerta. “Em termos de olimpíadas, o triathlon possui apenas três participações, portanto os estudos ainda são escassos em comparação com outras modalidades e o esporte ainda busca um “modelo” de treinamento”,

www.portalendorfina.com

27


maratona afirma. O professor também acredita que o esporte ainda não atingiu o destaque merecido por ser considerado uma prática “de elite”.

 R  EINALDO COLUCCI, O HOMEM DE FERRO BRASILEIRO No último dia 16 de janeiro o Chile foi palco de uma grande competição de triathlon: o Ironman 70.3 de Pucon. Entre os triatletas que subiram no pódio estava

o brasileiro Reinaldo Colucci, que atualmente integra a equipe permanente brasileira, representando o país no circuito mundial. A Endorfina foi atrás do jovem natural de Descalvado, cidade do interior de São Paulo, para saber qual o segredo para se tornar um “homem de ferro”. Colucci, como geralmente é chamado, começou a praticar esportes desde cedo. Aos 5 anos de idade já praticava natação e aos 13 depois de começar na corrida, iniciou sua carreia no triathlon. Ele confessa que já se aventurou, inclusive, em outras modalidades. “Pratiquei de tudo quando era criança, futebol, basquete, vôlei, mas nunca tive muita intimidade com nenhuma bola”, lembra. Para ele, o fato de sempre ter sido um atleta agressivo no ciclismo foi fundamental para despertar o interesse no triathlon (o ciclismo é a modalidade de maior duração nas provas de Ironman). Com uma média de 16 séries de treinos por semana, o que equivale de dois a três treinos por dia, é necessário ter muita disciplina. Colucci alerta para o fato de o triathlon ser uma modalidade

Colucci alerta para o fato de o triathlon ser uma modalidade mista em todos os sentidos

mista em todos os sentidos. “Acho que o Ironman é uma prova que se corre metade com o corpo e a outra metade com a mente. Por ser uma maratona de duração tão longa, não importa o quanto você esteja bem fisicamente, em algum momento você vai ter que ser forte, também, psicologicamente, para manter o foco e continuar em frente.” Depois de ter garantido o segundo lugar em Pucon (esse foi o 5º pódio conquistado pelo triatleta na etapa do circuito de Ironman 70.3) os planos do jovem para os próximos anos são focar nas provas de distancia olímpica e de meio Ironman, visando se preparar para o Rio 2016. E para quem está pensando em aderir ao esporte Colucci dá o recado. “Tenha paciência para obter melhores resultados. O triathlon reúne tres modalidades, então o processo de melhora é lento e o importante é curtir cada momento”.

CONFIRA O CALENDÁRIO NACIONAL DE PROVAS DO IRONMAN EM 2011 26/03/2011 17/04/2011 08/05/2011 14/05/2011 22/05/2011 04/06/2011 07/08/2011 22/10/2011 30/10/2011 06/11/2011

28

www.portalendorfina.com

Brasileiro de Longa - Fortaleza 1ª Etapa - Copa Brasil Sprint – Cuiabá Brasileiro de Duathlon - Curitiba Brasileiro de Aquathlon - João Pessoa 2ª Etapa Copa Brasil Sprint - Manaus 1ª Etapa Brasileiro Olímpico - Ilhéus 3ª Etapa Copa Brasil Sprint - Tocantins Brasileiro Infantil e Infanto Juvenil - Florianópolis 4ª Etapa Copa Brasil Sprint - Salvador 2ª Etapa Brasileiro Olímpico - Vitória


www.portalendorfina.com

29


maratona OS MAIS INDICADOS Um dos cuidados necessários para praticar o triathlon é a escolha de um bom tênis para a realização das provas de corrida e ciclismo. Conforto, qualidade e resistência são algumas das características desejáveis. Confira algumas marcas e modelos indicados para maratonistas profissionais e amadores.

ASICS Procurando seguir as tendências do mercado de running a ASICS está sempre atenta às necessidades do seu público e, ao longo dos últimos anos, tem percebido que a performance está acima de tudo. Baseada neste conceito a marca desenvolveu o modelo Speedstar 5, um tênis leve com estrutura mínima que oferece uma solução sobre medida para os corredores.

GEL-SPEEDSTAR 5

[ Ano2 | Número11 ] 2011

 otalmente livre de qualquer material T de sobreposição sintético, o calçado não possui costuras e pesa 252,3gr (masc) e 207gr (fem). Com sistema de amortecimento em gel e tecnologias que visam guiar o movimento natural do pé, proporciona flexibilidade do calcanhar até a ponta do dedão. Possui nova construção de cabedal que minimiza a compressão e irritação sofrida nos pés. Fabricado em material com barras rígidas, tem a função de reduzir o peso do solado e proporcionar estabilidade torsional. $ Preço Sugerido: R$299,90

30

SAUCONY É uma marca que está sempre em busca de tecnologias que ajudem no desempenho de atletas profissionais e

amadores. A Saucony trás dois modelos indicados para competições de todas as distâncias e para treinos de velocidade e intensidade:

GRID FASTWITCH 4 9 gramas mais leve que a versão anterior (Fastwitch 3) - 198gr (masc) e 170gr (fem); O tecido mesh do cabedal também esta mais leve, proporcionando maior conforto, respiração e maior controle de umidade. As camadas internas próximas à área do ante-pé foram remodeladas para um maior suporte e menos irritação caso o corredor queira utilizá-lo sem meia. Mais flexível na parte dianteira devido à sola ser desenvolvida com a nova combinação de EVA+. Maiores camadas de borracha expandida de carbono XT900, para oferecer melhor aderência e resistência à abrasão. A sola oferece um sistema drenante que elimina a água, permitindo que o corredor não tenha nenhum desconforto. $ Preço Sugerido: R$ 429,90.

PROGRID KINVARA  om tecido tecnológico que elimina a C umidade e o suor dos pés, trazendo a vantagem adicional de um tratamento bactericida; Palmilha Moldada em EVA antimicrobial e amortecimento superior; Absorve impacto, amortece e estabiliza preparando o pé para uma transição suave na passada; Possui a mais avançada combinação de EVA que reduz o peso do calçado (217 gr (Masc) e 190gr (fem); Material da sola produzido em borracha de carbono, leve, durável e com melhores propriedades de tração; $ Preço sugerido: R$ 499,90.

www.portalendorfina.com

TRACK&FIELD E NEWTON RUNNING A grife de moda esportiva Track&Field em parceria com a Newton Running trás um novo conceito em tênis, desenvolvidos por atletas e especialistas. Os modelos são baseados nos princípios da terceira lei de Newton (ação e reação).

ISAAC  alha PET respirável e 100% reciclada; M Logo refletivo para corridas noturnas; Entressola com densidade de alta repercussão EVA; Tecnologia de “ação e reação”; Sola com borracha de carbono de alto de desgaste e tração na pisada; $ Preço sugerido: R$ 399,00

GRAVITY  ênis com material respirável e secaT gem rápida; Ação Newton/Tecnologia de Reação® no antepé e calcanhar; ETC anti-fricção e palmilha anti-bacteriana; Sola de borracha com alta densidade, oferecendo área mínima de contato com a superfície; $ Preço sugerido: R$ 399,00


www.portalendorfina.com

31


[ Ano2 | Número11 ] 2011

entrevista

32

Particularmente, eu prefiro ficar com a bola nos pés. Isso não acontece com tanta frequência no campo, onde você passa grande parte do tempo sem a bola www.portalendorfina.com


O REI DO SALÃO

Em entrevista exclusiva, Falcão – o melhor jogador de futsal do planeta – revela os detalhes de sua carreira, passagem pelos campos e a chegada à Vila Belmiro Por Gabriel Nicolatti

A

cidade de Santos acaba de ganhar um novo rei. Depois de Pelé se consagrar com a camisa do peixe nos gramados da Vila Belmiro, chegou a vez de Alessandro Rosa Vieira exibir toda a sua categoria nas quadras do clube. Com 31 anos, Falcão acaba de iniciar uma nova etapa na carreira. Eleito melhor jogador de futsal do mundo em 2004 e conhecido em todo o planeta, ele agora defende as cores do Santos F.C. Realidade bem diferente da do garoto de 12 anos, que morava na zona norte de São Paulo e ganhou o apelido de Falcãozinho, graça ao seu maior incentivador – o seu pai. “Eu cresci jogando futebol nas quadras dos colégios e das ruas. Os mais próximos chamavam o meu pai de Falcão, pela semelhança dele com o ex-jogador de futebol (do Internacional e da Seleção Brasileira). Ele sempre foi o meu maior incentivador e eu acabei me tornando o Falcãozinho para, mais tarde, ser conhecido como Falcão”, conta.

 O INÍCIO Em 1989, Falcão deu os seus primeiros dribles com a camisa do Guapira – clube da zona norte de São Paulo. Pouco tempo depois, já tinha o seu talento reconhecido por uma grande equipe paulista. “Eu sempre joguei com garotos mais velhos do que eu. Quando estava na primeira série jogava com o pessoal da terceira série, e assim por diante. Quando me destaquei no Guapira, fui convidado para jogar na equipe do Corinthians”, revela Falcão que, na época, tinha apenas 13 anos. No Corinthians, o garoto permaneceu por 5 anos e foi no clube do Parque São Jorge que surgiu o primeiro convite para o Falcão bater asas também nos gramados. “Foram vários convites para eu atuar nas equipes de base e eu cheguei a atuar 6 ou 7 vezes no time de campo. Mas, acabava voltando sempre para o salão”. Depois

www.portalendorfina.com

33


entrevista

disso o jovem, já com 18 anos, defendeu a equipe da G.M/Chevrolet por dois anos, mudou-se para Minas Gerais para jogar pelo Atlético/Pax de Minas e passou pelo Rio de Janeiro, onde atuou na equipe Rio de Janeiro/Miécimo. Em 2000, Falcão retornou à sua cidade para ter sua primeira passagem pelo São Paulo F.C./Osasco. Foi por pouco tempo. No mesmo ano ele se transferiu para o Esporte Clube Banespa e, três anos depois, teve a sua primeira passagem pelo Malwee, de Santa Catarina. Finalmente, em 2004, Falcão retornava ao São Paulo, já como o melhor jogador de futsal do mundo, mas com um novo objetivo: o de levar a sua genialidade ao gramado do Morumbi.

[ Ano2 | Número11 ] 2011

 CAMPO X SALÃO

34

O convite do então presidente tricolor, Marcelo Portugal Gouveia, fez com que Falcão repensasse a sua preferência pelo futsal. Em 2004, ele deixou as quadras e passou a defender a equipe principal de campo do São Paulo Futebol Clube. “No dia seguinte à premiação da FIFA (melhor do mundo) fui procurado pelo São Paulo, que me apresentou um planejamento fantástico. Seria um desafio e eu acabei aceitando. Infelizmente, não deu muito certo. O treinador da equipe não colaborou, mas essa história todo mundo conhece”, diz, referindo-se aos problemas que teve com o técnico Leão. “Porém, não me arrependo de nada. Essa passagem acabou valorizando o meu retorno ao futsal”, completa. Definitivamente, Falcão nasceu para jogar futsal. Quando perguntado sobre as

diferenças entre as duas modalidades, ele tem a explicação na ponta da língua. “Particularmente, eu prefiro ficar com a bola nos pés. Isso não acontece com tanta freqüência no campo, onde você passa grande parte do tempo sem a bola. Além disso, existem algumas diferenças mais técnicas, como do piso e do clima. Enquanto no salão você sabe em que terreno irá atuar, no futebol de campo isso não acontece e as chuvas e o tipo do gramado acabam influenciando demais na partida”, diz. Bom para o futsal que, em 2005, tinha o seu principal artista de volta às quadras, mais uma vez em Santa Catarina.

 O FENÔMENO “FUTSAL” E A CHEGADA DO NOVO REI À VILA Falcão voltou para o futsal em 2005, atuando pela segunda vez com a camisa do Malwee. Lá, ele se consagrou definitivamente, ganhando todos os títulos possíveis pelo clube e pela seleção brasileira. Segundo o próprio jogador, é um período inesquecível em sua trajetória. “A conquista do título mundial em 2008 foi o momento mais marcante da minha carreira. Mesmo tendo sido escolhido o melhor do mundo, era um título individual. Faltava um coletivo e que representasse algo maior para o futsal brasileiro. O torneio foi disputado dentro do país e trouxe um retorno de valor incalculável ao futebol de salão no Brasil”, opina. Para ele, o mais importante é que a modalidade continue caminhando com as próprias pernas, sem depender do seu irmão de campo. “Temos os nossos pró-

www.portalendorfina.com

prios patrocinadores e um ótimo retorno de público e mídia. Para se ter uma idéia desse crescimento, as Ligas de Basquete e Vôlei contam com 8 ou 10 equipes, enquanto a de futsal já possui 24 equipes registradas”. O momento fez com que o rei das quadras aceitasse um novo desafio – o de assumir um trono na Vila Belmiro. “Estou vivendo o auge da minha carreira aqui no Santos. Temos um projeto incrível e é impossível o marketing não associar o rei do futebol ao melhor do mundo nas quadras. É uma parceria que, com certeza, irá render frutos nos próximos anos. A minha vinda para cá representa o despertar do interesse dos grandes clubes pelo futsal”, acredita o craque.

 E O ALESSANDRO? Atleta profissional e com uma rotina de atividades intensa – Falcão treina durante dois períodos, todos os dias – o craque revela que, em Santos, precisará arrumar um tempinho para outra paixão: as praias. “Vou precisar arrumar um tempinho para o futvôlei. Sempre gostei muito de praia e espero conseguir curtir um pouco mais agora”, afirma. Além disso, revela um vício nos momentos de lazer. “Sou viciado em televisão. Gosto de estar sempre antenado e assisto a quase todos os jornais e programa esportivos. Também adoro um bom filme e ficar em


casa ao lado dos filhos”, revela. Os dois filhos de Falcão (Enzo e Luiz) já dão os primeiros passos para seguir a carreira do pai. “O Enzo já vem se programando para atuar nas categorias de base do futsal há alguns anos. É canhoto e bem parecido comigo, inclusive na maneira de andar (risos). O Luiz é destro, mas também possui muita facilidade com a bola” revela o pai coruja, ou melhor, Falcão.

FICHA Nome: Alessandro Rosa Vieira Nascimento: 08/06/1977 Local: São Paulo SP Altura: 1,77m Peso: 74 kg Calçado: 41 Signo: Gêmeos Estado Civil: Casado (tem dois filhos)

CLUBES 2010 - Malwee Futsal (SC) 2009 - Malwee Futsal (SC) 2008 - Malwee Futsal (SC) 2007 - Malwee Futsal (SC) 2006 - Malwee Futsal (SC) 2005 - Malwee Futsal (SC) 2005 - São Paulo F.C. (SP) Futebol de Campo 2004 - Malwee Futsal (SC) 2003 - Malwee Futsal (SC) 2002 - E.C. Banespa (SP) 2001 - E.C. Banespa (SP) 2000 - E.C.Banespa (SP) 2000 - São Paulo F.C./Osasco (SP) 1999 - Rio de Janeiro/Miécimo (RJ) 1999 - C.A.Atlético/Pax de Minas (MG) 1998 - G.M./Chevrolet (SP) 1997 - G.M./Chevrolet (SP) 1996 - S.C. Corinthians Paulista (SP) 1995 - S.C. Corinthians Paulista (SP) 1994 - S.C. Corinthians Paulista (SP) 1993 - S.C. Corinthians Paulista (SP)

www.portalendorfina.com

1992 - S.C. Corinthians Paulista (SP) 1991 - C.C.A.A. Guapira (SP)

PRINCIPAIS TÍTULOS Clubes 1995 - Estadual de São Paulo S.C.Corinthians (SP) 2001 - Sul-Americano - E.C.Banespa (SP) 2003 e 2004 - Taça Brasil de Clubes Malwee/Jaraguá (SC) 2005 - Liga Futsal - Malwee/Jaraguá (SC) 2009 - Campeão da Libertadores da América (edição 2008) - Malwee/Jaraguá (SC) 2009 - Campeão Sul-Americano de Clubes (edição 2008) - Malwee/Jaraguá (SC) 2009 - Campeão da Superliga - Malwee/ Jaraguá (SC) Seleção 2000 - Sul-Americano 2005 a 2009 - Grand Prix de Futsal 2007 - Medalha de Ouro - Jogos Pan-americanos 2008 - Campeonato Mundial de Futsal

35


[ Ano2 | NĂşmero11 ] 2011

36

www.portalendorfina.com


www.portalendorfina.com

37


nocaute

O PAÍS DO MMA Endorfina lança seção para falar do esporte que mais cresce no Brasil. Para começar, um pouco de história e um bate-papo com Rodrigo Minotauro – um dos principais lutadores do país

[ Ano2 | Número11 ] 2011

Por Diogo Patroni / Fotos: Pedro Piva e Josh Hedges/divulgação UFC

38

U

m dos esportes que mais cresce em popularidade mundo a fora, principalmente no Brasil, o MMA (Mixed Martial Arts, ou Artes Marciais Mistas) reúne modalidades de luta como: Boxe, Muay-Thai, Jiu-Jitsu, Luta Olímpica, Judô, Caratê, Taekwondo, Wrestling, entre outras. O MMA é uma re-adaptação do Vale-tudo, porém com regras mais específicas, na qual as lutas podem ser vencidas por nocaute, imobilização e desistência do adversário.

O esporte é genuinamente brasileiro, já que é derivado do jiu-jitsu brasileiro, desenvolvido no país por Hélio Gracie durante a década de 30. A modalidade utilizava técnicas de diversas artes-marciais e não tinha qualquer regra, ou regulamento específico. Entretanto, com a conseqüente expansão, o “vale-tudo” chegou aos Estados Unidos e em 1993 outro membro da família Gracie, Rorion, criou um torneio de vale-tudo com oito participantes. O campeão seria aquele que vencesse três

www.portalendorfina.com

lutas no mesmo dia. O torneio vencido por Royce Gracie foi então chamado de UFC (Ultimate Fighting Championship). Hoje o UFC é uma das principais franquias de MMA no mundo, cujo valor estimado gira em torno de 1,5 bilhão de dólares. Apesar do sucesso nos canais pay-per-view, o esporte enfrentou um período de decadência, pois foi considerado violento pelas autoridades norte-americanas. Desta forma, mudanças emergenciais foram implementadas como regras


mais detalhadas e divisão de categorias. As lutas tornaram-se verdadeiros espetáculos, uma vez que os lutadores passaram a fazer apenas uma luta por dia. O MMA cresceu e atualmente o esporte possui diversas franquias como: UFC, Strikeforce, Dream, WEC, entre outras.

CONFIRA ABAIXO AS PRINCIPAIS CATEGORIAS DO UFC: Galo até 61 kg Pena até 66 kg Leve até 70 kg Meio-médio até 77 Kg Médio até 84 kg Meio pesado até 93 kg Pesado até 120 kg

RODRIGO MINOTAURO Para desvendar um pouco mais desse esporte que vem conquistando cada vez mais adeptos, Endorfina bateu um papo com um dos principais nomes do MMA da atualidade. Antonio Rodrigo “Minotauro” Nogueira, baiano de Vitória da Conquista é conhecido por possuir o “queixo de pedra”. Ou seja, ele recebe muitos golpes mas continua em pé. Com 33 vitórias (sendo 21 por finalização) e seis derrotas, Minotauro sagrou-se o primeiro campeão dos pesados no PRIDE (franquia disputada no Japão, mas que foi comprada pelo UFC) em 2001 e conquistou o cinturão interino do UFC em fevereiro de 2008. Atualmente ele se recupera de cirurgia no quadril, com sessões diárias de fisioterapia, e pretende voltar ao octógono no segundo semestre de 2011, no UFC do Rio de Janeiro. O lutador estava em San Diego e em meio aos assuntos abordados afirmou que vai terminar sua recuperação no Brasil, e que ainda acredita na retomada do cinturão dos pesados. “Estou em San Diego-EUA, me tratando e me recuperando. Vou terminar minha fisioterapia no Brasil e em março pretendo voltar a treinar no Rio de Janeiro”, esclarece Minotauro. O atleta diz que pretende voltar zerado e que vai pra cima dos adversários em busca da

finalização. “Sem contusões vou dar o meu 100% e quero terminar a luta com finalização”. O “queixo de pedra” garante que ao entrar no octógono seu único pensamento é saber conduzir a luta, e não permitir que o adversário faça isso. “Quando estamos cara a cara é importante saber levar a luta no seu ritmo. Tudo faz parte de uma estratégia montada, por isso o “time” e a concentração

www.portalendorfina.com

são importantes”, afirma. Para que tudo ocorra conforme o planejado Minotauro possui uma dieta balanceada com muita proteína, aminoácidos e toma o chamado fish oil (óleo de peixe). Ele tem feito ainda duas horas diárias de fisioterapia, além de natação, musculação e treinos específicos de pilates, para manter o equilíbrio muscular. O próximo passo da recuperação vai

39


nocaute focar nos trabalhos de agilidade, no levantamento olímpico e nos treinos de MMA.

“LUTAS” DO SÉCULO

“O Brasil vive um momento bom para o MMA, mas nós precisamos popularizar cada vez mais. Hoje o esporte é mais profissional e, nos Estados Unidos, o UFC bate o futebol Americano e a NBA. Se antes dos combates você andar aqui em Los Angeles, na Sunset Boulevard sempre

40

verá cartaz dos lutadores”, garante Rodrigo Minotauro. As comparações com o boxe são inevitáveis, em função de o MMA ter tomado o espaço nas TV´s que antes pertencia ao pugilismo. “O MMA é mais emocionante porque é menos previsível. Na mesma luta você tem soco, chute, joelhada e finalização, enquanto no boxe é apenas soco. O MMA é mais radical”, defende o lutador. Em cima desta onda de expansão, os irmãos Nogueira (Rodrigo e Rogério – Minotauro e Minotouro) lançaram recentemente um game para que os fãs de MMA pudessem acompanhar como é a

O Brasil vive um momento bom para o MMA, mas nós precisamos popularizar cada vez mais

[ Ano2 | Número11 ] 2011

O último combate válido pelo UFC 126 entre Anderson Silva x Viltor Belfort foi chamado pela mídia especializada do mundo inteiro de a “luta do século”. A nomenclatura faz parte da estratégia de marketing promovida pelo presidente do UFC, Dana White, para divulgar o esporte. No Brasil o efeito foi positivo, pois a audiência da luta no pay per view foi maior do que a do clássico Fla x Flu no Campeonato Brasileiro de Futebol. Para Minotauro o combate entre o “Fenômeno” Viltor Belfort e o “Aranha” Anderson Silva não pode ser chamado de luta do século. “Luta do século que durou três minutos?”, brinca. “Foi uma grande luta, mas ainda podem acontecer outras lutas do século. Eu gosto muito do estilo do Anderson Silva, do Junior dos Santos (Cigano) e do Georges St. Pierre”, destaca. Para ele, os grandes combates seriam entre: Anderson Silva x Georges St. Pierre; Junior dos Santos x Cain Velasquez; Rogério Minotouro x Maurício Shogun e, finalmente, Rodrigo Minotauro x Brock Lesnar

www.portalendorfina.com


www.portalendorfina.com

41


nocaute rotina de um lutador profissional. Nele o jogador poderá criar seu próprio personagem, treinar diversas modalidades e participar de confrontos online com outros jogadores. Os resultados poderão ser disponibilizados por meio das redes sociais. Para saber mais acesse: www. mmallstars.com.br/game

auxiliar no desenvolvimento de novos valores e também auxiliar na formação cidadã dos jovens. A equipe conta com 25 lutadores profissionais e o projeto social - situado no Recreio dos Bandeirantes no Rio de Janeiro, auxilia 60 crianças

MMA SOCIAL

[ Ano2 | Número11 ] 2011

Desde os quatro anos de idade Antonio Rodrigo Nogueira, o Minotauro, já praticava esportes. A modalidade escolhida foi o judô e depois passou por treinamentos de boxe com o técnico Luis Carlos Dória (o mesmo de Acelino Popó Freitas). Com o passar dos anos Minotauro migrou para outras artes-marciais, como o jiu-jitsu. Assim, a luta sempre esteve atrelada ao seu estilo de vida e o fez crescer não só como atleta, mas também como pessoa. Exatamente por essa razão, criou o Team Nogueira, em parceria com seu irmão Minotouro. O intuito principal é

42

www.portalendorfina.com

da comunidade do Terreirão, com aulas de judô, boxe, muay-thai e levantamento olímpico. A idéia de criar uma equipe de treinamento, em conjunto com a ação social que surgiu após a saída de Minotauro da


www.portalendorfina.com

43


nocaute

Quero o Cain Velasquez. A derrota ainda está entalada e vou buscar a revanche com finalização FICHA Nome: Antonio Rodrigo Nogueira Apelido: Minotauro Data de nascimento: 02/06/1976 Local: Vitória da Conquista – BA Altura: 1,91 m Peso: 104 Kg Estilo: Jiu-jitsu, wrestling, muay thai, boxe e vale-tudo Lutas: 41 Vitórias: 33 - Nocautes: 2 Finalização: 21 Decisão: 10 Derrotas: 6 Empate: 1 Sem resultado: 1

[ Ano2 | Número11 ] 2011

BTT Team, conforme ele mesmo explica. “Sempre busquei investir em treinamentos e quando saí da BTT, em 2005, me juntei com o Anderson Silva, com o Rafael Feijão e com o Fábio Maldonado para criarmos o maior time de MMA do Mundo”, relata. Ao fim da entrevista o lutador salienta que a vontade, a garra e a paixão pela luta sempre o fazem buscar o melhor. “Meu objetivo é estar entre os tops do MMA mundial. Por isso, vou lutar para recuperar o cinturão”, revela. Ao ser perguntado sobre quem ele gostaria de enfrentar no octógono, Minotauro não titubeia e responde: “Quero o Cain Velasquez. A derrota ainda está entalada e vou buscar a revanche com finalização”, promete. É esperar para ver. O MMA chegou para ficar.

44

www.portalendorfina.com


www.portalendorfina.com

45


equipados

COMPUTADORES DE pulso Os relógios não servem apenas para ver as horas. Quem pratica esporte, pode usufruir de novas tecnologias para se localizar pela bússola e até descobrir a pressão atmosférica Por Sofia Mikrute

I

nicialmente, cucos e grandes carrilhões instalados na sala de casa informavam apenas as horas – de acordar, almoçar e dormir. Os tempos mudaram, os relógios se modernizaram e agora, conferir as horas é apenas mais uma das funções desses “pequenos computadores”. Principalmente para quem pratica esporte, o relógio de pulso passou a se tornar um acessório útil de localização, medidor de frequência cardíaca e até do tamanho das ondas do mar, sem deixar de lado, é claro, o estilo e influência sobre a moda.

[ Ano2 | Número11 ] 2011

A bússola do meu relógio já me salvou, quando estava em uma corrida de aventura no litoral norte de São Paulo

46

Grandes, pequenos e específicos, cada modelo tem a sua singularidade e o seu preço, voltados para diferentes modalidades esportivas como o surf, mergulho, alpinismo, corrida, automobilismo, aeromodelismo, caminhadas, pedaladas, etc. “A bússola do meu relógio já me salvou, quando estava em uma corrida de aventura no litoral norte de São Paulo”, conta Sérgio Zolino, presidente da Adventure Camp e que acabou perdendo a sua bússola de mão durante uma prova. Zolino participa de caminhadas outdoor, escaladas e é fã dos esportes radicais, portanto, o seu relógio é sempre o melhor companheiro de aventuras, indicando a altitude, pressão atmosférica, e até mesmo as coordenadas pelo GPS.

Para quem pratica corrida e exercícios aeróbicos, uma boa pedida são os relógios com frequencímetro e cronômetro para controlar o tempo. Essas funções podem ser conferidas em modelos mais simples mas, para os mais exigentes, o mercado já oferece modelos que “sugerem” o treino ideal ao esportista, de acordo com os batimentos cardíacos registrados. Além disso, é possível passar todas as informações para um computador, registrando e acompanhando a sua evolução. A personal e assessora esportiva, Lúcia Rios, dá a dica para quem treina exercícios aeróbicos: “Indico os frequencímetros de pulso, principalmente, entre os mais velhos e aqueles com problemas de hipertensão e de coração. Esses relógios permitem que eles acompanhem os batimentos cardíacos e, o mais importante, não abusem na hora da corrida, spinning e outras aulas aeróbicas”. Ela completa, dizendo que o aparelho dá ao esportista uma mar-

www.portalendorfina.com

gem de segurança, e que há quatro anos começou a usar esses equipamentos em corridas esporádicas, e dessa forma, sabia o limite para não abusar das passadas.

UM ÁS NA PROFISSÃO Engana-se quem pensa que esses “computadores de pulso” tornaram-se úteis apenas entre os esportistas. Para o comandante da Gol-Varig, Claudio Ribeiro, o seu Suunto® é uma “mão na roda” na hora de decidir as coordenadas de pouso. “A bússola me indica qual pista do aeroporto eu posso usar. Basta procurar o rumo”. O comandante revela que um dos motivos que o fez aderir ao equipamento foi a possibilidade de juntar tantas funções em um objeto só. “Com o barômetro, também consigo fazer uma previsão do tempo pela medida da pressão do ar – se ela está baixa, significa que vem frente fria e quando está alta, a previsão é de tempo bom. Isso é muito útil para um piloto”, explica.


Escolha o relógio perfeito para praticar o seu esporte ou, por que não, ganhar um aliado na hora do trabalho Endorfina sugere alguns modelos com funções diferenciadas entre esportistas tradicionais e àqueles mais “aventureiros” POLAR – FT 7 Preço sugerido R$ 399

O diferencial deste Polar é que as informações captadas durante o treino são compatíveis com computadores Intel e MAC OS X 10.5, ou mais novos. Além disso, o relógio tem um indicador de energia, que informa se o principal efeito do treinamento é o aperfeiçoamento de sua condição física ou a queima de gordura.

POLAR – CS400 Preço sugerido R$899

TIMEX – TÁBUA DE MARÉ TI49705 Preço sugerido R$ 500

Surfistas e mergulhadores devem investir nesse equipamento, que ultrapassa as obrigações de um relógio. Este modelo fornece as informações sobre os movimentos das marés. Ele é equipado com escala de ajuste de declinação, sensor de temperatura em Cº e Fº, indicador de mares, mostra horas para a próxima maré (alta e baixa), e tem resistência à água até 10 ATM.

TIMEX – FREQUENCÍMETRO COM GPS Preço sugerido R$2.912

QUIKSILVER – DEEP X Preço sugerido R$1.350

Perfeito para quem surfa ou mergulha, este modelo oferece as datas e fases da lua, informação completa das marés, antes, durante e depois do dia requerido, além das horas precisas do nascer e pôr-do-sol, com direito à customização de praias. O pacote inclui um DVD com 2000 praias pré-programadas, com fotos, latitude e longitude, vídeos da Quiksilver e informação das melhores condições para o surf (direção do swell, vento e maré) O relógio conta, também, com transmissão dos dados sem fio para o computador e quatro idiomas: inglês, francês, português e espanhol.

QUIKSILVER – ADDITIV Preço sugerido R$710

Modelo sugerido para os ciclistas. Este relógio mostra a declinação e inclinação da viagem, além de conter altímetro e temperatura. O acessório também confere a caloria gasta e avalia o seu condicionamento com o Fit Test, indicando treinos intervalados por BPM e velocidade.

Para os profissionais da corrida, ciclismo ou natação esse relógio acompanha a cinta e o GPS para o melhor desempenho da atividade. Através do monitor de performance, são transmitidos em tempo real o desempenho sobre a atividade, velocidade, distância, monitoramento cardíaco e navegação. Além disso, o relógio é resistente a água até 50m.

www.portalendorfina.com

Não tão completo como o Deep X, este tábua de maré foi vencedor do prêmio Deep Tide System Technology. Possui máquina digital com dupla hora, duplo alarme, data e luz, e a memória de 200 praias do mundo, pré-programadas para 15 anos e função de customização.

47


na moda

Leonardo Frigeri, gerente de Marketing da Skechers

48

www.portalendorfina.com


FUNCIONAIS E DESCOLADOS Grandes marcas lançam seus “esportivos” durante a 38ª Couromoda. Endorfina esteve na feira e conta o que viu de melhor Por Diogo Patroni

E

m janeiro a cidade de São Paulo sediou a 38ª edição da Couromoda, a mais importante feira de calçados e acessórios de moda da América Latina. Mais de 89 mil pessoas compareceram durante os quatro dias de evento para conferir os lançamentos da indústria calçadista para o ano de 2011. O setor movimenta mais de US$ 4 bilhões e possui um PIB (Produto Interno Bruto) de aproximadamente R$ 50 bilhões. Ao todo, duas mil marcas expuseram seus produtos e a Endorfina esteve por lá para conferir qual será a tendência dos tênis esportivos para este ano. Grifes como Olympikus, Reebook, Cromic, West Coast, Bout’s, Mormaii, Evelast, Red Nose, Skechers e Erke marcaram presença. As novidades vão desde o aperfeiçoamento do sistema de amortecimento com bolhas de ar, com molas, ou até a tecnologia semelhante à utilizada nas turbinas de aviões. A maioria dos produtos é composta de materiais sustentáveis, uma vez que a preocupação com o meio-ambiente é notória. A tecnologia Tube desenvolvida pela Olympikus está entre as três melhores do mundo para corrida. Durante três anos a empresa realizou pesquisas em laboratório, até chegar ao que considera a “tecnologia ideal”. “Todos os produtos da Olympikus, principalmente os de performance, são testados de diversas maneiras antes de serem lançados no mercado. “Em 2010, nosso tênis de corrida Prona 1, recebeu a melhor avaliação geral e de amortecimento em comparação com as cinco importantes concorrentes”, avalia o gerente de marketing, Márcio Callage. O sistema TubeTech de absorção de impacto em TPE, garante total maciez e

Para garantir tudo isso, a Olympikus desenvolve pesquisas de mercado, realiza testes de produto e certifica todos os seus tênis no IBTeC conforto para os usuários. A Olympikus também trabalha com os modelos e tecnologias Tube Jet (tubos de amortecimento inspirados nas turbinas de avião), Zomax (torres de silicone fixadas no calcanhar), Tube Ox (com canais de ventilação laterais e na sola) e Tube Xtra (com bolhas de silicone). “Para garantir tudo isso, a Olympikus desenvolve pesquisas de mercado, realiza testes de produto e certifica todos os seus tênis no IBTeC (Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro, Calçados e Artefatos)”, ressalta Callage.  SUSTENTÁVEIS A chinesa e recém chegada ao Brasil, Erke é uma das marcas que utilizam o desenvolvimento sustentável na fabricação de seus tênis e demais produtos. Os modelos Erke Outdoor são compostos

de solado em EVA, cola a base d’ água, palmilha interna com amortecimento, tecidos sustentáveis e adesivos biodegradáveis. Já a linha Erke Light, indicada para treinamentos, não possui costura. Ou seja, não faz bolhas no pé. Todos os produtos da marca passam por um rigoroso teste de qualidade, conforme explica o diretor e representante da marca no Brasil, Alexandre Canton. “Os produtos Erke atendem aos mais rigorosos padrões internacionais. Nós somos membro da SGI (Sporting Goods Industry), que tem como valor a sustentabilidade ambiental. A Erke produz também tecidos inteligentes (feitos a partir da fibra de bambu), que além de serem ecologicamente corretos garantem praticidade e conforto aos seus usuários”, descreve.

Modelo Erke Light da Erke

www.portalendorfina.com

49


na moda A empresa realiza testes no laboratório RSscan International, na Bélgica, um dos mais renomados em biomecânica, tecnologia e design de calçados esportivos. “Nossos tênis são submetidos a rigorosos testes de qualidade e os principais produtos são enviados ao laboratório. Lá eles passam por testes de resistência, qualidade, peso, absorção de impacto, entre outros”, afirma Canton. Na mesma tomada a Crômic mantém parceria com a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), para empregar novas tecnologias aos seus modelos (Total Air, Crômic Light , TW-S e Crômic Aerobase). Os modelos da linha Crômic Aerobase foram totalmente desenvolvidos por especialistas da UFMG, pois a intenção é criar e aperfeiçoar o sistema Crômic de amortecimento.

de ar no solado, promove estabilidade e tonifica os músculos da coxa e glúteos. O modelo Easy Tone (para mulheres) foi o pioneiro a utilizar essa tecnologia de absorção de impacto e que tonificam os músculos. Por essa razão a Reebok lança no mercado o Run Tone, tanto para homens como para mulheres. As seis bolsas de ar no solado trabalham mais a musculatura da perna e os efeitos são os mesmos de uma corrida na areia. Já o Train Tone é indicado para os freqüentadores de academias e, a exemplo do Easy Tone, possui duas bolsas na parte inferior. Além dos sistemas de amortecimento Zig e Tone, a Reebok também desenvolve a tecnologia Full DMX, com 13 câmaras de ar no solado e a Tecnologia Shear, que propicia amortecimento vertical e horizontal. Segundo a Coordenadora de Marketing da Reebok, Renata Barcellos, “a primeira garante estabilidade nas passadas, enquanto a segunda é indicada para corridas leves e treinos”.

As seis bolsas de ar no solado trabalham mais a musculatura da perna e os efeitos são os mesmos de uma corrida na areia

Modelo Cromic Aerobase da Cromic

[ Ano2 | Número11 ] 2011

“O amortecedor do tênis foi criado por uma equipe multidisciplinar da universidade. Profissionais, como fisioterapeutas, engenheiros mecânicos e engenheiros de produção fizeram parte do processo de desenvolvimento do modelo”, relata o diretor comercial da Crômic, Moacir Silva. As principais características do modelo Aerobase são: tecidos com trama especial para maior circulação de ar durante o exercício, palmilha removível com EVA forrado e soleta em borracha termoplástica. Já o TW-S possui 12 molas amortecedoras para diminuir o impacto entre os pés e o solo durante a passada, enquanto o Crômic Light utiliza tecnologia que o deixa mais leve e confortável.  FUNCIONAIS “Desenvolver tecnologias que melhoram o desempenho dos atletas com maior segurança e conforto” é a grande preocupação da Reebok. Para isso a empresa emprega tecnologia e funcionalidade aos seus calçados esportivos. Os modelos Zig Tech reforçam o ganho de energia horizontal, conforme a passada. Já a Linha Tone (Run Tone e Easy Tone) utiliza bolhas Modelos ZigTech da Reebok

50

www.portalendorfina.com


www.portalendorfina.com

51


na moda Áureo Breier, gestor de criação da Tip-Toe

[ Ano2 | Número11 ] 2011

A principal tecnologia usada em nossos produtos e que nos diferenciam das demais marcas são as molas waves

Os tênis produzidos pela marca Bout’s podem ser utilizados tanto para a prática de atividades físicas, como para o dia a dia. Dentre os principais destacam-se os modelos das linhas: Machine, Impulse, Pression, Horizon e Trimax. O último é dotado de um sistema triplo de amortecimento. A linha Pression possui sistema anti-impacto constituído por duas tecnologias associadas. A primeira é composta de molas suíças de aço inoxidável sobre placas antirruído, a segunda possui amortecedor em TPU, que absorve os impactos e protege os pés, oferecendo mais conforto a cada pisada. Segundo o gestor de criação da Tip-Toe (empresa responsável pela marca Bout’s), Áureo Breier, o diferencial está justamente no sistema de amortecimento. “A principal tecnologia usada em nossos produtos, e que nos diferencia das demais marcas, é a mola wave. Elas têm papel fundamental no sucesso de nossos sistemas de amortecimento”, afirma. A americana Skechers traz ao mercado brasileiro os modelos funcionais Tone-ups, indicado para os amantes de caminhada e fitness. O calçado simula movimentos das bolas de pilates e é uma boa alternativa para quem deseja enrijecer e tonificar a musculatura da panturilha, das coxas e dos glúteos.

 ADVENTURE Conhecida por apostar na linha “adventure”. A West Coast traz ao mercado nacional os modelos da linha Alaska, voltados exclusivamente para os amantes de trilhas e escaladas. Os calçados, fabricados em 100% couro, possuem borracha natural no solado, o que promove mais resistência e aderência ao solo e, consequentemente, mais flexibilidade ao usuário. A entressola de EVA, assim como a palmilha, garante leveza e conforto ao caminhar, enquanto na parte interna os forros são feitos de tecidos acolchoados e transpiráveis. A lingüeta de nylon especial protege a parte superior do pé. A Braddock utiliza em seus modelos para tracking a tecnologia “Dumping System”, com: amortecimento de cápsula em gel, cavidade especial que transforma impacto em impulso e palmilha em EVA. Os modelos confeccionados em couro e com solado de borracha possuem língua fechada a fim de evitar a entrada de detritos como pedriscos, durante a caminhada.

 TÊNIS PARA SKATE O Skate é um dos esportes que exercem forte influência sob o mercado de calçados no Brasil. Grandes grifes como Mormaii e Red Nose apostam nesse nicho. A Mormaii, Geraldo Bastos, representante comercial da West Coast

52

www.portalendorfina.com


Wagner Camargo, gerente comercial da Mormaii

conhecida por desenvolver acessórios voltados para esportes radicais apresenta modelos inspirados no skate, e que fazem a linha lifestyle. De acordo com o gerente comercial da Mormaii, Wagner Camargo a marca sempre

exerceu forte influência sobre os esportes radicais, e ao investir no mercado de calçados busca suprir a necessidade de seu público consumidor. “Na verdade faltava um trabalho consistente da marca em relação a calçados em geral, então ouvimos diversas solicitações e indicações de atletas e campeonatos para chegarmos aos modelos”, relata. Um dos diferencias dos tênis Mormaii está na utilização de uma cápsula de nitrogênio injetado na entressola, a tecnologia garante mais maciez e conforto para o usuário. A Red Nose também aposta nessa linha skate street wear, com modelos vulcanizados e design vintage, com cores chamativas. O solado plano garante mais aderência ao solo, enquanto a biqueira reforçada evita o desgaste do tecido com a lixa do skate. Além disso, o tecido sintético facilita a circulação de ar.

A principal tecnologia usada em nossos produtos, e que nos diferencia das demais marcas, é a mola wave

Tininha de Moraes, gerente de marketing da Mega Group International (Everlast)

www.portalendorfina.com

 TÊNIS PARA BOXE A Everlast sempre teve sua imagem atrelada ao boxe, por isso durante a 38ª Couromoda a empresa apresentou as linhas Perfomance e Street. Todos os modelos são voltados para o público masculino e feminino. Na linha performance, os calçados são aqueles destinados aos praticantes de lutas.As principais características dos modelos são: Botas com amarração anti-torção, entressola com absorção de impacto, e sistema de ventilação Ever Cool (evita o superaquecimento dos pés). Enquanto isso, a linha Street apresenta modelos inspirados nas tendências do dia a dia. O diferencial dos modelos produzidos está nos sistemas de amortecimento como o Ever Helium (utiliza uma cápsula com gás Helio); Ever Gel (dispersa a pressão durante o impacto) Ever Gel Max (potencializa o impulso) e Ever Core (A combinação do sistema de amortecimento Ever Gel com o sistema de ventilação Ever Cool.)

53


na moda CONFIRA OS PRINCIPAIS MODELOS BOUT’S LINHA PRESSION O que possui? Sistema anti-impacto constituído por duas tecnologias associadas: Molas suíças de aço inoxidável sobre placas antirruído, e amortecedor em TPU que absorve os impactos e protege os pés.

WEST COAST LINHA ALASKA O que possui? Botas em couro com ganchos especiais para amarração. O Solado em borracha permite mais aderência ao solo e flexibilidade ao usuário. A entressola e palmilha de EVA moldado garantem leveza e conforto.

ERKE ERKE LIGHT O que possui? Solado em EVA, palmilha com amortecimento, cola à base d’água, tecido de fibra de bambu. Não tem costura no acabamento.

OLYMPIKUS JET XTRA O que possui? Com design insipirado nas turbinas de jatos e aviões, os modelos oferecem duas opções de amortecimento: traseiro ou duplo. A tecnologia “Supporter” (em TPU) garante mais estabilidade durante a passada, uma vez que a abertura no solado oferece mais mobilidade e se adapta ao formato dos pés.

REEBOOK LINHA TONE O que possui? Tênis funcional com bolhas de ar que tonificam a musculatura da panturilha, coxa e glúteos . Os modelos possuem a tecnologia “Smooth Fit”, que elimina as costuras internas e proporciona maior conforto para o usuário. [ Ano2 | Número11 ] 2011

EVERLAST LINHA PERFORMANCE-MIKE HIGH

54

O que possui? Nos calçados de cana alto a amarração anti-torção garante mais estabilidade aos lutadores. Sistema de ventilação Ever Cool e entressola de gel para absorver impactos.

www.portalendorfina.com


www.portalendorfina.com

55


[ Ano2 | NĂşmero11 ] 2011

56

www.portalendorfina.com


www.portalendorfina.com

57


tendência fit Bolero Flap Pink

AQUEÇA-SE NESTE INVERNO E NÃO PERCA O RITMO!

[ Ano2 | Número11 ] 2011

A

58

s temperaturas começam a cair e é preciso muita determinação para continuar motivado nos treinos e atividades físicas. Para esquentar a estação é importante que o esportista esteja vestido e equipado adequadamente. Hoje, há uma “exigência” de estarmos antenados não somente no visual, com bonitas combinações de cores e recortes diferenciados, mas funcionalmente, ou seja, com peças voltadas para cada necessidade de determinada modalidade esportiva. Nessas épocas de frio é comum ver em academias e parques pessoas com roupas pesadas e que, ao longo do treino, tiram as peças ou ficam completamente encharcadas de suor, com o vestuário “colado” ao corpo, provocando efeito úmido/colante que, além de causar calafrios, prejudica o desempenho do atleta que gasta muita energia para elevar a temperatura do corpo. A primeira dica é o uso de peças leves e ao mesmo tempo charmosas, que garantam o aquecimento na medida certa. O Bolero Flap da SKARP, por exemplo, é uma ótima pedida para estas situações. Confeccionado com tecido em microfibra de poliamida e com uma pequena porcentagem de fios elásticos, ele promove leveza e conforto ao corpo, além de ser funcional e versátil, podendo ser usado no treino para a adaptação do corpo em ambientes mais frescos, como nas primeiras horas do dia e/ou na chegada-saída da academia.

Se a temperatura continuar a cair e os treinos forem ao ar livre, é hora de apostar em golas especiais para atividades físicas

Se a temperatura continuar a cair e os treinos forem ao ar livre, é hora de apostar em golas especiais para atividades físicas como a Gola Gorro Pinna da SKARP que protege o pescoço e a cabeça em uma única peça, dependendo da sua necessidade de proteção e em faixas, como a Faixa Pinna, revestida de tecido felpado. Assim você mantém as orelhas bem aquecidas. O Manguito Haai também é um acessório descolado e (o melhor!) que protege os braços e parte das mãos por sua modelagem especial, com encaixe no dedo. Ele forma uma camada de proteção ao frio por ser desenvolvido com um tecido de extrema aderência ao corpo formando uma segunda pele. Para compor um look mais clean e imponente para este inverno o Casaco Vestido Flap é a peça-chave. Uma peça híbrida que pode ser usada, em situações

www.portalendorfina.com

Gola Pinna Rubro Manguito HAAI

mais casuais, como um singular vestido com gola alta ou aberta ou como um casaco sobretudo para chegar a academia. Essas são algumas dicas da SKARP para que você fique aquecido, motivado e confirmando sua marca registrada do esporte!

Juliana Ikeda é esportista, engenheira química e diretora da SKARP, empresa que atua no mercado de vestuário e acessórios esportivos. A marca oferece produtos com funcionalidade, tecnologia têxtil e design, apoiando atletas como a corredora Ana Luiza dos Anjos Garcez, conhecida como Animal; os corredores Luis Ambrósio e Caio Canário; o ultramaratonista, Alexei Caio; e os triatletas Thelma Filipovitch e Marcos Vilas Bôas. Mais informações em www.skarp.com.br


www.portalendorfina.com

59


radicais

Parkour: arte pelas ruas Conheça o parkour, esporte que vem crescendo cada vez mais no país e que é uma verdadeira filosofia de vida para muitos praticantes Por Adriane Schultz

[ Ano2 | Número11 ] 2011

M

60

ovimentar-se livremente, pular obstáculos, correr e se desafiar são algumas das artes do parkour, esporte que já foi praticado por, em média, 70 mil pessoas, segundo a ABPK (Associação Brasileira de Parkour). Estima-se ainda que São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília são os locais em que se tem a maior quantidade de esportistas, com cerca de 20 mil praticantes ativos, e mais de mil praticantes com um bom nível técnico. Além de superar obstáculos, a filosofia do parkour é desenvolver as técnicas de maneira natural, rápida e eficiente, buscando sempre a superação de limites. As mulheres que praticam o esporte são conhecidas como “traceuse” e os homens como “traceur”. Criado na França por David Belle, o termo deriva de “parcours du combattant”, um percurso de obstáculos desenvolvido pelo francês Georges Hébert em seu Método Natural de Educação Física. Belle e seu amigo Sébastien Foucan começaram a desenvolver movimentos inspirados pelas técnicas de fuga criadas na guerra do Vietnã e no método de salvamento de bombeiros. Depois, o filme “Os Samurais dos Tempos Modernos” colaborou para a popularização do esporte.

O traceur Jean Wainer pratica o esporte há quase sete anos. O esportista, que já praticava escalada, circo e artes marciais, estava no auge da prática de esportes quando conheceu o parkour. “Estava em um momento de querer me sentir mais forte, resistente, útil. Quando conheci a verdadeira filosofia por trás do parkour, me identifiquei completamente”, conta. Para Jean, o esporte trouxe mudanças significativas em sua vida e o transformou como pessoa. “Você começa a ver desafios e a querer enfrentá-los. Ao ver um muro, ao invés de dar a volta, você luta para transpô-lo. Ao pensar em uma dificuldade, ao invés de desanimar, você procura enfrentá-la, seja na vida pessoal, profissional ou amorosa”. Em relação à saúde, Jean afirma ter ganhado maior condicionamento físico. “O condicionamento que um verdadeiro treino de parkour dá é muito alto. E condicionamen-

to é qualidade de vida, é ter forças para aguentar seu corpo em várias situações do dia a dia”, revela. Envolvido em projetos como o grupo Geração Tracer, que reúne grandes praticantes de todo o Brasil e foca em especial no desenvolvimento, treinos, aulas abertas e oficinas, Jean também organiza workshops independentes, atualiza sites e blogs, além de ser atuante da ABPK (Associação Brasileira de Parkour). “O objetivo é unir as pessoas de diferentes locais do Brasil e começar a organizar a prática, de forma a oferecer maior suporte aos interessados, e defender os ideais dos praticantes”, explica.

 ESTRELA DE FILME Foi um vídeo na internet que motivou o professor de Educação Física, Ezequiel Corrêa de Araújo, mais conhecido como Zico, a conhecer o parkour mais de perto. “Percebi que sou capaz de enfrentar

Ao ver um muro, ao invés de dar a volta, você luta para transpô-lo. Ao pensar em uma dificuldade, ao invés de desanimar, você procura enfrentá-la, seja na vida pessoal, profissional ou amorosa”

www.portalendorfina.com


qualquer obstáculo, isso me deu muita confiança em outras áreas da minha vida”, diz. O praticante também assume que, apesar de ser muito consciente e seguro em relação aos movimentos, já passou por uma situação que sentiu medo. “Medo tive depois de me machucar e perder o que tinha construído com meu treino, mas também descobri que, enquanto eu estiver vivo, a oportunidade de recomeçar sempre vai existir”, conta. O esportista, que pratica parkour quase todos os dias, também foi estrela do documentário “Samparkour”, um dos curta metragens sobre a cidade de São Paulo desenvolvidos com o apoio da Secretaria de Cultura. O diretor do filme, Willand Pinsdorf, optou por mostrar a cidade pela perspectiva do esporte. “Acabei sendo protagonista do filme e desempenhando cenas que me motivaram bastante para serem executadas depois”, revela Zico.

 REVOLUÇÃO NA INTERNET Em 2004, o primeiro blog (www.leparkourbrasil.blogger.com.br) sobre parkour no Brasil foi criado por Leonard Ribeiro, mais conhecido como Leonard Akira. Alguns anos depois, o esportista inaugurou um portal de informações (www.parkourbrazil.com) sobre a prática. Com as páginas no ar, Akira começou a ensinar o parkour pelo interior de São Paulo, para amigos e praticantes de artes marciais, o que fez com que se tornasse cada vez mais conhecido. No final de 2007, o traceur montou um grupo para a prática de parkour, chamado Parkour Brazil Team. Assim como vários praticantes, Akira começou a praticar parkour quando viu um vídeo na internet e se interessou em reproduzir aqueles movimentos. Porém, no começo não foi tão fácil. “Na época, não havia ninguém que pudesse me ajudar, pois o esporte era praticamente

www.portalendorfina.com

A grande maioria não perde tempo em querer saber o que é o parkour. Minha mãe, por exemplo, nunca foi ver um treino meu porque morre de medo desconhecido. Tive que aprender as técnicas sozinho e demorei cerca de três anos para aprender um movimento que hoje um aluno meu aprende em três meses”, comenta.

 MOVIDOS POR SONHOS Apesar da resistência da família, Marcelo Zacharias, morador da região do ABC, não desistiu do parkour, esporte que vem praticando há quatro anos. “Quando vi um treino pela primeira vez, fiquei fascinado com o jeito como as

61


radicais

[ Ano2 | Número11 ] 2011

A ideia é ter 70 anos e ainda conseguir fazer algum movimento

62

pessoas se movimenta- do parkour, me esforçar para evoluir cada vez mais em cada vam, eram tão rápidos treino e conquistar uma qualidade de vida melhor e fluentes que o meu interesse por chegar em um alto nível cantes a entender a ideologia do parkour, para muita gente”, comenta. foi maior”, diz. Gabriel, que começou a treinar no Paralém de auxiliar quem está começando Para o traceur, o grande problema é os primeiros treinos. Recentemente, que do Ibirapuera com amigos, pretende que as pessoas não entendem a filosofia também foi convidado para fazer parte continuar fiel ao esporte, com treinos do parkour porque não têm o mínimo da diretoria da ABPK (Associação Brasi- frequentes e cada vez mais ajudando a interesse em conhecer o esporte. “A leira de Parkour). divulgar o esporte pelo Brasil. ”A ideia é grande maioria não perde tempo em Gabriel Pipolo, 21 anos, também é ter 70 anos e ainda conseguir fazer algum querer saber o que é o parkour. Minha atuante no esporte. O editor de fil- movimento do parkour, me esforçar para mãe, por exemplo, nunca foi ver um mes mantém um trabalho em uma evoluir cada vez mais em cada treino e treino meu porque morre de medo, produtora, mas não deixa de dedicar conquistar uma qualidade de vida meacha que eu pulo de prédios diariamentempo ao parkour. “Faço parte de um lhor. Também me sinto responsável por te”, conta. grupo chamado Geração Tracer, com propagar o parkour de forma correta, Após abandonar o antigo trabalho por membros espalhados por todo o país. pretendo ajudar no que for possível para não aguentar mais viver sentado em Durante os últimos dois anos foram manter a arte viva”. O traceur Marceum escritório fechado, Marcelo trabalha realizados treinos quinzenais gratuitos lo Zacharias possui plano semelhante. duro na PKABC (Associação de Parkour a todos que quisessem conhecer o pa- “Meu sonho é ser uma espécie de mondo Grande ABC), composta por mais de rkour, o que serviu de porta de entrada ge shaolin, só que do parkour”. 90 associados e que vem ajudando prati-

www.portalendorfina.com


www.portalendorfina.com

63


na academia

Forte, sarado, magro: tudo isso em de treino por dia O treinamento executivo ajuda os alunos com pouco tempo livre a conquistar os objetivos na academia

F

[ Ano2 | Número11 ] 2011

Por Liege Soldano

64

oi-se o tempo em que ficar duas horas na academia era sinônimo de treinamento pesado. A era dos treinamentos longos e demorados ficou para trás e agora é possível alcançar resultados mais satisfatórios com menos tempo. Dá para acreditar? Pois é. Hoje é assim: basta dedicar 30 minutos do seu dia, durante quatro vezes na semana para atingir sua meta. Este é o chamado treinamento executivo. O nome surgiu em função dos empresários que precisavam do resultado da malhação, mas despendiam de pouco tempo para ficar dentro da academia. Para os “ratos de academia” esta filosofia pode parecer ir na contramão de tudo aquilo que ele sempre acreditou e ouviu dizer, porém, profissionais do segmento sustentam a tese de que é possível, sim, ganhar força, massa muscular ou mesmo emagrecer treinando apenas 30 minutos. “O treinamento se adapta a necessidade do aluno. Não existe mágica, tem que ter método de treinamento”, explica o educador físico Gleifer Ambrósio. Com a vida corrida e agitada dos dias atuais, as academias foram obrigadas a se reinventar e oferecer aos clientes muito mais do que conforto. Foi preciso dar um passo adiante e proporcionar agilidade, dinamismo, eficiência e, claro, resultado. O treinamento rápido é uma alternativa para quem gosta de musculação e não abre mão de ter um corpo sarado. Como este tipo de treino é mais intenso, mais objetivo, os alunos se sentem motivado para

voltar no dia seguinte. “O cliente percebe que não há perda de tempo e dedica porque sabe que são apenas 20, 30 minutos de atividade”, ressalta Gleifer, que também é pós graduado em performance humana. Para ter sucesso neste tipo de treinamento, Gleifer salienta os três quesitos fundamentais: dedicação do aluno, ter um bom professor e uma excelente alimentação. “É claro que o treinamento se adapta para quem quer emagrecer, ganhar massa ou

ter qualidade de vida, mas é preciso determinação”, fala. Fabrício Bisetto é exemplo disso. O professor de química do ensino médio e preparatório para o vestibular de um colégio de Campinas, interior de São Paulo, quase não tem tempo para treinar e, por isso, optou pelo treinamento executivo. “Procurava um treinamento no qual eu ficasse pouco tempo na academia, mas que ao mesmo tempo fosse eficiente”, explica Bisetto.

O treino se adapta a necessidade do aluno. Não existe mágica, tem que ter método de treinamento

www.portalendorfina.com


www.portalendorfina.com

65


na academia Há 3 meses o professor de dedica a este tipo de treinamento. O objetivo dele é a diminuição do percentual de gordura e definição muscular. Apesar de já ter um bom preparo físico, Fabrício diz que o treino é puxado e que muitas vezes terminava esgotado. “Este treino requer um pouco de força de vontade e disciplina. Procuro trabalhar todos os grupos musculares com a mesma intensidade. Mesmo não sendo fácil, trás ótimos resultados”, ressalta. Aumentar a intensidade e diminuir o volume é a essência do treinamento. Os exercícios de musculação são mais concentrados e com menos tempo de intervalo. Mesmo para quem não gosta muito de “puxar ferro” é possível montar uma série onde os exercícios são adequados a personalidade da pessoa. “Para os mais extrovertidos montamos um circuito e para os mais introvertidos deixamos a pessoa mais tempo no mesMEMBROS SUPERIORES SÉRIA A Supino Reto (peito) 1x15 / 1x12 / 1x10 / 1x8 / 1x6 / 1x4 / 1x2 Crucifixo pecfly (peito) 2x15 Puxada pulley (costas) 1x15 / 1x12 / 1x10 / 1x8 / 1x6 / 1x4 / 1x2 Barra fixa (costas) 2x15 Rosca direta (bíceps) 1x15 / 1x12 / 1x10 / 1x8 / 1x6 / 1x4 / 1x2 Tríceps corda polia alta 3x15 SÉRIA B Elevação lateral (ombro) 1x15 / 1x12 / 1x10 / 1x8 / 1x6 / 1x4 / 1x2

[ Ano2 | Número11 ] 2011

Desenvolvimento posterior (ombro) 2x15

66

Leg 45º 1x15 / 1x12 / 1x10 / 1x8 / 1x6 / 1x4 / 1x2 Agachamento 2x15 Abdominal superior 1x15 / 1x12 / 1x10 / 1x8 / 1x6 / 1x4 / 1x2

mo exercício. Lógico que isso vai do conhecimento e percepção do professor”, comenta Gleifer. O professor Gleifer Ambrósio montou especialmente para os leitores da Endorfina dois tipos de treinamento: o primeiro para quem quer dar ênfase nos membros superiores e outro para os membros inferiores. Os dois treinos foram elaborados com 2 séries (A e B). É importante executar cada série durante três semanas seguidas e só depois partir para a próxima. O equilíbrio entre treino, alimentação e descanso pode fazer toda a diferença na hora do resultado. Então, vamos lá: MEMBROS INFERIORES SÉRIE A Abdutor 2x15 Adutor 2x15 Agachamento 1x15 / 1x12 / 1x10 / 1x8 / 1x6 / 1x4 / 1x2 Cadeira flexora 1x15 / 1x12 / 1x10 / 1x8 / 1x6 / 1x4 / 1x2 Remada baixa 1x15 / 1x12 / 1x10 / 1x8 / 1x6 1x4 / 1x2 Rosca bíceps no cross 2x15 Abdominal inferior 3x15 SÉRIA B Panturrilha máquina vertical 2x15 Cadeira extensora 1x15 / 1x12 / 1x10 / 1x8 / 1x6 / 1x4 / 1x2 Leg horizontal 1x15 / 1x12 / 1x10 / 1x8 / 1x6 / 1x4 / 1x2 Glúteo máquina 2x15 Peitoral no cross (pegada alta) 2x15 Tríceps testa 1x15 / 1x12 / 1x10 / 1x8 / 1x6 / 1x4 / 1x2 Abdominal superior 1x15 / 1x12 / 1x10 / 1x8 / 1x6 / 1x4 / 1x2

www.portalendorfina.com

ATENÇÃO

1 2 3 4

o descanso entre os 3 primeiros exercícios é de 5 segundos e depois 10 segundos. comece com o peso bem leve e termine com o mais pesado que conseguir o intervalo de uma série para outra é de 1 a 4 minutos

fazer 3 semanas o treino para membros superiores, alternando a série A com a B, e depois mais 3 semanas o treino para membros inferiores alternando as séries também

Aumentar a intensidade e diminuir o volume é a essência do treinamento


www.portalendorfina.com

67


vida saudavel

AMIGOS DA MAGRELA Conheça grupos de pessoas que se encontram todas as semanas para andar de bicicleta e histórias de ciclistas apaixonados pelo esporte Por Adriane Schultz

A

os finais de semana, é comum observar ciclovias, ciclofaixas e parques dominados por famílias, casais ou grupos de amigos. Seja como um meio de lazer ou de transporte, as estatísticas apontam que o uso de bicicleta está aumentando cada vez mais no Brasil, principalmente entre os cicloturistas (pessoas que usam a bicicleta como forma de passeio). Segundo a FPC (Federação Paulista de Ciclismo), existem, em média, 500 mil cicloturistas no estado de São Paulo, número que só tende a aumentar. Na década de 80, surgiram diversos grupos de ciclismo no país, formados por pessoas interessadas no esporte como qualidade de vida. Renata Falzoni e Tereza D’Áprile são algumas das líderes que organizaram grupos de ciclistas que vêm conquistando cada vez mais simpatizantes.

carro por uma bicicleta. “É muito mais confortável, eficiente e rápido que um carro parado no trânsito, além de ser um esporte prazeroso e que não polui, nem é caro”, revela. Logo aos 20 anos de idade, Renata passou a usar a bicicleta como meio de transporte, inclusive para sair com amigos. Foi na época, em 1989, que surgiu o Night Bikers, como consequência de um grupo de amigos que saíam à noite para bares e baladas e se locomoviam através de bicicletas. O grupo, que existe há mais de 15 anos, cresceu e serviu de inspiração para a formação de outros grupos. Para a cicloativista, ainda falta uma política pública que garanta a segurança dos ciclistas nas ruas e o entendimento de que a rua deve ser de todos, tanto de motoristas, como de ciclistas e pedestres. “A preocupação das autoridades é muito mais com a fluidez do trânsito e com a segurança dos motoristas. Enquanto não tiver uma polícia que cobre respeito dos motoristas pelos ciclistas, nada vai melhorar”, explica Renata.

[ Ano2 | Número11 ] 2011

É muito mais confortável, eficiente e rápido que um carro parado no trânsito, além de ser um esporte prazeroso e que não polui

68

 NIGHT BIKERS Às seis da tarde, São Paulo ferve em meio ao trânsito caótico. O congestionamento de carros, buzinas e a confusão se repete todos os dias, não só na capital paulistana como em outras cidades do Brasil. Este foi um dos motivos que fizeram com que a cicloativista e repórter da ESPN Brasil, Renata Falzoni, trocasse seu

www.portalendorfina.com

 SAIA NA NOITE Imagine um grupo de mulheres que pedalam por grandes ruas e avenidas de São Paulo. Mulheres de todas as idades, desde as mais novinhas com 18 anos até as mais velhas, como Tereza D’Áprile, de 62 anos, ciclista há 25 anos e uma das fundadoras do grupo “Saia na Noite”. Inspirado no Night Bikers, de Renata Falzoni, o grupo surgiu logo após Tereza se divorciar do marido. “A primeira coisa que fiz após minha separação foi comprar uma bicicleta, minha vida mudou completamente depois deste dia”, conta. Tereza não só passou a usar a bicicleta como meio de transporte, como também vendeu seu carro. Em relação à falta de respeito dos motoristas, Tereza afirma já estar acostumada, mas que sabe reverter a situação. “Um belo sorriso sempre ajuda. Pedir ‘por favor’ e ser educada faz muita diferença no trânsito”, revela. Ela ainda aproveita para contar algumas dicas de segurança que costuma dar às ciclistas: “Precisamos sempre ficar à direita das avenidas e


www.portalendorfina.com

69


+

vida saudavel relação ao esporte. “Antes não havia nem espaço para guardar a bicicleta. Depois de um tempo, meu chefe liberou a construção de uma estrutura para guardar bicicletas e vários funcionários apostaram na ideia de pedalar até o trabalho”, conta.

[ Ano2 | Número11 ] 2011

sinalizar com o braço para pedir passagem ao motorista. Dar preferência aos pedestres, principalmente quando precisamos andar nas calçadas, manter distância do ciclista que está à frente e ficar atenta à guia do passeio”, explica. Apaixonada pelo esporte, Tereza não pretende largar a bicicleta tão cedo: “Enquanto eu aguentar vou continuar pedalando. Sinto uma paixão enorme e é uma forma de terapia também. Quando você senta na garupa, esquece de todos os problemas”.

70

 SAMPA BIKERS O desejo de criar um grupo de ciclistas surgiu quando o carioca Paulo de Tarso Martins, que havia acabado de chegar do Rio de Janeiro, passou a noite em um carro na região de Jardins, em São Paulo, e viu um grupo enorme de ciclistas pedalando pelas ruas, todos uniformizados e de capacete. O grupo se chamava Night Bikers, comandado pela cicloativista Renata Falzoni. Depois daquele dia, Paulo formou um grupo de oito pessoas que saíam para pedalar a cada 15 dias para alguma cidade do interior como na Serra da Mantiqueira, em Minas Gerais. O grupo passou também a fazer passeios noturnos na região de Aldeia da Serra e Alphaville. Com o boom do Ecoturismo em 1994 e a procura cada vez maior das pessoas por passeios alternativos esportivos, o grupo cresceu ainda mais e Paulo decidiu trocar sua profissão de arquiteto pelo trabalho

como presidente do Sampa Bikers. “O grupo cresceu muito e resolvi deixar a arquitetura para assumir o grupo como negócio. Hoje, ganho muito menos, mas tenho uma qualidade de vida bem melhor”, comenta.  CAB (CLUBE DOS AMIGOS DA BIKE) Tudo começou como uma brincadeira de crianças que pedalavam desde a década de 70. A molecada cresceu, alguns abandonaram a bike e se casaram, enquanto outros a transformaram em qualidade de vida. Sérgio Affonso, presidente do grupo CAB e professor de Educação Física, foi um deles. Amante do esporte, guarda mais de 100 bicicletas em sua casa, que empresta para amigos que precisem de uma delas para pedalar. O ciclista, que trabalha na área de tecnologia, percebeu o crescimento do grupo quando criou um site. “Foram surgindo novos ciclistas que se interessaram em fazer parte do grupo, e hoje contamos com mais de 25 mil pessoas inscritas”, revela. Além dos passeios semanais, às terças e quintas, há também trilhas com mais de 60 quilômetros para nível avançado, além de passeios mais tranquilos para os iniciantes. Sérgio também assume que anda de bicicleta no dia a dia, inclusive para ir ao trabalho. “Evito andar de bike em avenidas muito movimentadas para não me estressar. Costumo fazer caminhos alternativos em ruas mais calmas, longe do trânsito agressivo”, explica. No própria empresa em que trabalha, ele foi o responsável pelas mudanças em

 ASCIBIKERS (ASSOCIAÇÃO DE CICLISTAS DA GRANDE SÃO PAULO) “Meu sonho é poder montar uma escolinha para ensinar crianças a andar de bicicleta”, afirma João Carlos Lamin, presidente da Ascibikers. Apaixonado pelo esporte desde criança, João foi um dos pioneiros a organizar competições de ciclismo no bairro de Santo Amaro. “Com a elevação da taxa para fazer competições nas ruas, hoje fazemos apenas passeios realizados em parceria com a Subprefeitura Capela do Socorro”, diz. Os passeios costumam acontecer em alguns domingos do ano em datas comemorativas como o Dia Internacional da Mulher e a Proclamação da República. ”Desde 1985, tivemos ciclistas que se revelaram e que são campeões paulistas e brasileiros. Hoje, a bicicleta é uma realidade”.

  World Bike Tour No dia 25 de janeiro, aniversário da cidade de São Paulo, 7 mil pessoas se vestiram de vermelho e, acompanhadas de suas bicicletas personalizadas, ocuparam a Ponte Estaiada, além de um trecho da Marginal Pinheiros, próximo à estação Berrini. Esta foi a terceira edição do mega evento, intitulado World Bike Tour, que agitou o domingo ensolarado dos paulistanos e foi pauta recorrente nos principais veículos de comunicação do país. A vendedora Waldenize Ramos foi uma das participantes do passeio.“Já tinha tentado participar em 2009 e foi uma decepção não conseguir. Foi a primeira vez que participei e me apaixonei pelo passeio”, revela. Para Rodolfo, seu marido, o evento é uma oportunidade para as pessoas se exercitarem: “O Bike Tour motiva pessoas sedentárias a saírem de casa e participarem do passeio. No ano que vem, quero levar minhas filhas para o passeio infantil”, conta.

www.portalendorfina.com

+


Musculação Personal Training Treinamento Funcional Pilates & Ballness Saúde e Bem Estar Recreação & Escola Ciclismo em Academia Fitness Business Futebol & Corrida Acqua Fitness Sport Medicine e muito mais

Educação Física Fisioterapia Nutrição Festa de Aniversário Venha festejar conosco!

www.enaf.com.br

(35) 3222-2344 www.portalendorfina.com

71


acontece fitness

PEDALADA RADICAL

Uma mistura de paixão, competição e desafio, reuniu cerca de 400 pessoas em uma Copa de Endurance de Moutain Bike, no interior de São Paulo Por Liege Soldano / Fotos: Lucas Selvati e divulgação/Bike Amparo

[ Ano2 | Número11 ] 2011

O

72

fim do horário de verão e o sol escaldante, digno da estação, já anunciavam que seria preciso ter muita disposição para concluir o percurso. A sexta edição da Copa Endurance de Mountain Bike (MTB) aconteceu em Itatiba, município localizado a 80 km da capital paulista, e reuniu cerca de 450 atletas. Organizada pelo ciclista Sandro Montico e pelo administrador Carlos Felthez, a prova é dividida nas categorias Pró (45km) e Sporte (30km). O domingo apenas começava e o Parque da Juventude, local da largada, já estava lotado. Famílias inteiras prestigiaram o evento e davam apoio aos participantes. Os atletas chegavam de todos os cantos:

São Paulo, Jarinú, Valinhos, Vinhedo, Campo Limpo, Cabreúva, Itupeva, Americana, Hortolândia etc. Era possível perceber a empolgação e a ansiedade nos olhares de muitos competidores. Muitos estavam ali apenas para participar, mas também havia os que estavam em busca do melhor tempo e claro, um lugar no pódio. Aos 23 anos, Orlando Alves da Silva perdeu a conta de quantas vezes foi campeão desta Copa. “Participo da Endurance Bike desde que começou. Devo ter ganho umas 10 etapas”, fala. Há 8 anos Orlando se dedica ao ciclismo. Para este ano, uma das metas é participar do Mundial de Maratona, na Itália, no mês de junho – prova que tem um percurso de 150 km e dura, em média, 7 horas. Para isso, o atleta trei-

www.portalendorfina.com

Pedras, muita lama, passagens estreitas por meio de árvores, subidas intermináveis e descidas na cerca de 22 horas por semana e pedala 600 km. “Treino todos os dias e gosto muito do que faço”, fala. Sem saber, Orlando está na mira de um rapaz de 14 anos. “Quero chegar até a Elite e competir com o Orlando”, ressalta Lucas Palladino Alves Barbosa. Esta é a sétima prova de Lucas e ele já pensa em fazer carreira no ciclismo. As subidas, os trechos difíceis e as descidas fortes não assustam o ciclista. Suar a camisa e ficar sujo de barro


é uma grande diversão. “O percurso é pesado, mas muito bom”, revela. A largada foi atrasada em alguns minutos para que um atleta pudesse trocar o pneu de sua bike. Em seguida, Sandro Montico, um dos organizadores, pediu atenção e homenageou Neno Pedras, um ciclista que fazia parte do staff da prova e faleceu na semana anterior ao evento. Todos a postos, antes da buzina soar, os competidores se cumprimentaram, deram as mãos e soltaram as pernas. Pedras, muita lama, passagens estreitas por meio de árvores, subidas intermináveis e descidas, digamos assim, um tanto quanto perigosas (mas bem sinalizadas), fizeram parte do percurso. Aos 35 anos, Patrícia Franco é uma apaixonada pela bike. Desde 2001 pratica este esporte e diz que foi a modalidade que mais se identificou com o estilo dela. “Moro em Valinhos, mas em Vinhedo tem uma equipe de corrida. Participo das provas e dos treinos com eles”, explica. E esta não é a primeira vez que ela participa desta Copa. Em 2007 ela participou e com orgulho diz que foi vice-campeã. “O segredo é saber trocar a marcha na hora certa, aproveitar as desci-

O segredo é saber trocar a marcha na hora certa e aproveitar as descidas para subir num ritmo só das para subir num ritmo só. Tem que ter perna, ou seja, força”, comenta. O professor de educação física, André Luiz da Cruz, concorda. Ele tem a mesma idade que Patrícia e diz que é preciso ter um certo preparo físico para aguentar um percurso como o da Copa. “É um percurso técnico, mas muito bom e, mesmo tendo preparo, não foi fácil”, diz. André não é novato em competições. O professor já participou de provas do Big Biker, subida de Campos do Jordão e Claro 100 km. Na contramão do professor está o mecânico de manutenção, José Rafael Sartorato, de 29 anos. Ele e os amigos pedalam todos os finais de semana, mas esta foi a primeira vez que participou de uma competição. Como Rafael mora em Itatiba e

www.portalendorfina.com


[ Ano2 | Número11 ] 2011

acontece fitness

74

conhece o percurso, resolveu vestir a camisa da Copa Endurance Bike. “Adorei o trajeto porque a gente passou por lugares que eu não conhecia. Gostei muito e irei fazer as outras etapas”, diz. Lucimara Wogel pegou carona no entusiasmo do marido e formou a dupla. Este é o terceiro ano que a empresária participa da Copa. “Este esporte é tudo: contato com a natureza, aventura, adrenalina e ainda dá pra participar com o marido”, salienta. Há 6 anos o casal comprou as bikes e começou a pedalar de forma despretensiosa. Agora os dois já colocaram na agenda as outras duas etapas da Copa. “Não vamos perder por nada”, comenta. Ao todo, 40 pessoas trabalharam na organização do evento para que não faltasse água ou qualquer suporte necessário. Com o intenso calor, uma das principais recomendações foi à importância da hidratação. Além dos postos de abastecimento era necessário levar suas próprias garrafinhas. O recado seguinte vinha num tom ecológico: entregar os copos e as embalagens de gel de proteína aos staffs que estavam espalhados pelo percurso. “Se algum animal comer um plástico ele pode morrer, além do que um copo plástico demora 50 anos para se decompor na natureza e uma garrafa chega a um século inteiro”, fala Sandro Montico. “A ideia do Endurance surgiu devido à falta de eventos, passeios e provas voltados à

grande maioria dos bikers. Ela convida os amadores e entusiastas, que são aqueles que usam a bike para se divertir e passear, a sentir o “friozinho na barriga” de participar de uma competição entre amigos, sem o compromisso com resultados expressivos”, finaliza Montico. A segunda etapa está prevista para acontecer dia 17 abril em Morungaba e a terceira, dia 26 de junho, em Jarinú.

RESULTADOS DA COPA ENDURANCE  Elite Masculina Colocação Nome 1º Orlando Alves Silva 2º Leandro Donizete dos Santos 3º Adriano Cheregatti  Feminina Pro Colocação Nome 1º Tatiani Lobo 2º Susan Zorzetto 3º Roseli de Souza  Veterano Pro Colocação Nome 1º Jarbas Lopes Cardel 2º Fernando Ariel Alves 3º Luiz Roberto De Souza  Veterano Sporte Colocação Nome 1º Gilmar Oliveira Duarte 2º Luiz Roberto Scaranello 3º Ludovico Melotti  Junior Sporte Colocação Nome 1º Paulo Ribeiro dos Reis 2º Alef Alexandre Marachini 3º Rodolfo Matheus Thompson

www.portalendorfina.com

Tempo 1h35:44 1h41:07 1h43:46 Tempo 2h10:29 2h12:45 2h18:48 Tempo 2h10:26 2h17:03 2h34:44 Tempo 1h37:00 1h47:24 1:47:29 Tempo 1h16:38 1h19:28 1h20:09


www.portalendorfina.com

75


espaço treino

O PRIMEIRO TREINO

P

ara muitos, começar um programa de exercícios é um drama, já que imediatamente pensam na dor e na insegurança na realização do mesmo. Mas, se respeitamos algumas regrinhas, tudo pode mudar. Não se esqueça de fazer um exame médico e uma avaliação física antes de qualquer coisa. Aqui estão algumas regras que devem ser respeitadas no caso de iniciantes: AQUECIMENTO X ALONGAMENTO Muitos ainda alongam antes dos exercícios pensando que vão evitar lesões e esquecem-se do aquecimento. Use o primeiro exercício como supino/pulley de membros superiores ou leg press para membros inferiores, com pouca carga e umas 30 repetições para aquecer e lubrificar as articulações, deixando os alongamentos para o final.

Ele pode servir como relaxamento ou, se preferir, pode ser feito no dia seguinte para melhorar a flexibilidade. EXERCÍCIOS E ORDEM PARA PRATICÁ-LOS Para começar, os exercícios acompanhados por equipamentos devem ser escolhidos preferencialmente por serem mais simples e de fácil coordenação. Sugere-se o método alternado por segmento, realizando um exercício para membros superiores e em seguida um exercício para membros inferiores ou vice-versa. Estes devem ser, sempre, dos grandes para os pequenos grupos musculares. VOLUME, INTENSIDADE DE TREINO E REPETIÇÕES No início do treinamento deve-se respeitar um volume baixo de exercícios e séries, pois nesta fase o

objetivo é o preparo. Já a intensidade tem tudo a ver com a carga e o intervalo de treino. No caso das repetições, recomendamos 15 para força de resistência (na musculatura), 6 para ganho de força e 10 repetições para força hipertrófica. FREQUÊNCIA DE TREINO Dê preferência a treinos gerais, para que o corpo se adapte da melhor forma possível. Treine um dia e no outro realize exercícios cardiovasculares, buscando uma adaptação do sistema cardiovascular e a recuperação da força muscular. Paciência é a alma do negócio! Respeitando essas pequenas regras você terá um primeiro e bom treino, sem aqueles famosos desconfortos e dará os passos para se tornar um praticante permanente. Procure um professor de educação física para te orientar da melhor maneira possível e tenha um ótimo treino!

EXEMPLO DE UMA SÉRIE PARA INICIANTES NA MUSCULAÇÃO: Exercícios 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

Séries Repetições Intervalo Supino máquina 2a3 10 Leg press máquina 2a3 10 Remada máquina 2a3 10 Cadeira extensora 2a3 10 Triceps paralela máquina 2a3 10 Cadeira flexora 2a3 10 Pulley frente supinada 2a3 10 Gêmeos máquina 2a3 10 Abdominal crunch máquina 2a3 15 Dorsal hiperextensão 2a3 10 Profº Ricardo Pereira de Oliveira Graduado em Ed. Física e Pós Graduado em Pilates, trabalha há 10 anos com musculação e há 4 anos com pilates . Faz parte do programa Care da Fórmula/Body Tech academia e atende desde iniciantes, que nunca freqüentaram uma academia, a pessoas com dores na coluna e atletas avançados, que se preocupam com uma melhora da coordenação e postura. Contato: ricardo.personal.trainer@hotmail.com

76

www.portalendorfina.com

45 Segundos 45 Segundos 45 Segundos 45 Segundos 45 Segundos 45 Segundos 45 Segundos 45 Segundos 45 Segundos 45 Segundos


www.portalendorfina.com

77


[ Ano2 | NĂşmero11 ] 2011

78

www.portalendorfina.com


www.portalendorfina.com

79


saúde

Escolhendo seu exercício físico sem lesões

E

[ Ano2 | Número11 ] 2011

m um momento de auge na prática de exercícios físicos, todos estão preocupados em ter um corpo dentro dos critérios que julga ideal - como forte, musculoso, definido, seco, sem gorduras localizadas. Muitos escolhem seu tipo de exercício favorito ou o que imaginam o melhor deles para o seu objetivo. Em meio a esta prática, vale alertar sobre uma situação que assombra qualquer adepto envolvido neste compromisso pessoal: os riscos de lesão. Primeiramente vamos entender que a lesão esta sempre associada a algum tipo de sobrecarga, particularmente quando ultrapassamos limites fisiológicos de um indivíduo e suas estruturas físicas. A situação de sobrecarga é imaginada em qualquer tipo de exercício, não somente em situações onde colocamos pesos como sobrecarga de trabalho para desenvolvimento muscular, como acontece na musculação. Sobrecarga acontece principalmente nas situações onde o exercício escolhido for de contato físico, jogos recreativos envolvendo bolas ou corridas. Nestas situações fica praticamente impossível controlar as variáveis de forças externas que expõem a riscos de lesão como tração, compres-

80

Faça musculação como uma forma de acrescentar mais desempenho ao seu exercício favorito

são, torção e impacto. Porém, uma simples caminhada, para quem não possui a musculatura preparada e forte, pode acarretar em sobrecargas nos joelhos e tornozelos, sendo bastante comum a queixa de dores nestas regiões em quase todos aqueles praticantes que pensam estar fazendo o mais suave e seguro exercício.

Músculos mais fortes protegem as articulações de processos degenerativos Nesta situação o indivíduo não esta suportando nem mesmo o peso do próprio corpo, o que já é uma sobrecarga. Cuidado! Ao contrário do que muitos pensam o treinamento com pesos pode ser facilmente ajustado a situações bastante particulares respeitando bem a condição física, a aptidão e a restrição de cada um, pois somente nesta modalidade as variáveis que expõem a riscos de lesão - como tração, compressão, torção e impacto - são totalmente controláveis. Assim podemos afirmar que a musculação, desde que respeitando estas condições, é o melhor e mais seguro exercício para a reabilitação de vários tipos de doenças ou traumas, devolvendo função muscular e independência às atividades da vida diária, pois na maioria dos casos as incapacidades e deficiências seguem

www.portalendorfina.com

a partir da perda de força muscular, característica das lesões e pós traumas e da imobilização ou desuso prolongado. Músculos mais fortes protegem as articulações de processos degenerativos, pois conferem a elas mais estabilidade durante movimentos. Portanto a forma mais segura de iniciar e se manter em um programa de exercícios físicos é treinando musculação, mesmo que você goste ou prefira outras modalidades. Faça musculação como uma forma de acrescentar mais desempenho ao seu exercício favorito além de usufruir de um ganho significativo na saúde musculoesquelética, ou seja, você vai envelhecer de forma saudável. Carlos Tomaiolo é Personal Trainer graduado em Fisioterapia e pós-graduado em Fisiologia do Exercício e Treinamento Resistido pela Faculdade de Medicina da USP. É especialista na aplicação do treinamento resistido na presença de doenças, lesões e ou debilidades e gerente de produtos da Integralmédica.


www.portalendorfina.com

81


pilates

Tacada certa

Conheça o equipamento que acaba de chegar ao mercado e promete ser muito útil aos atletas e praticantes do golfe Por Danielle Berti

Além de auxiliar na melhora do condicionamento físico, o equipamento pode reduzir as dores causadas em função dos esforços repetitivos

[ Ano2 | Número11 ] 2011

O

82

golfe, inspirado num jogo romano chamado Paganica, consiste em arremessar, com ajuda de um taco, uma pequena bolinha ao longo de um percurso que termina num buraco. O esporte é jogado em campos de relva, em parques apropriados, com um ou mais percursos delimitados. O objetivo do jogo é colocar a bolinha nesse buraco com o mínimo de tacadas possível. Para dificultar a tarefa, o trajeto até o buraco pode incluir pequenos lagos, poços de areia, árvores e locais com relva mais alta. (Fonte: Wikipédia) Unir técnicas de pilates a um esporte como o golfe seria possível? A D&D Pilates comprova que sim, com o lançamento do “Swing Pilates”, equipamento exclusivo voltado para atletas e praticantes deste esporte. A finalidade é fazer com que a pessoa desenvolva uma nova memória muscular, um controle correto no plano do swing (movimento especí-

fico do golfe), ganho de amplitude para o movimento e um melhor condicionamento físico, contribuindo eficazmente para o correto deslocamento e retorno do taco dentro do mesmo plano, utilizando os já conhecidos conceitos do método de pilates. O sócio-diretor da D&D Pilates, Eduardo Fraga, explica que a idéia de elaborar algo para este público surgiu quando ele trabalhou com Fisioterapia Desportiva, desenvolvendo trabalhos sobre o gestual desportivo e seus exercícios específicos. Fraga atuou fora do Brasil e praticou este esporte. “Busquei nos equipamentos de pilates meios de adaptar o gesto do Swing. Como o gesto é muito específico, consegui vislumbrar a possibilidade, adaptando um antigo conceito aos equipamentos que produzia”, completa. Fraga comenta que o conceito para o trabalho do plano de Swing no golfe foi criado há mais de 70 anos, exatamente

www.portalendorfina.com

na mesma época do desenvolvimento do Método Pilates. Segundo ele, o método foi elaborado por Ben Hogan, um jogador profissional muito conhecido. Hogan também criou alguns aparatos para esse trabalho, de acordo com os aspectos técnicos que envolviam o gesto do “swing”. “Ao longo do tempo, diversos equipamentos foram produzidos para guiar o movimento dentro do plano correto do Swing, mas nunca havia sido desenvolvido um equipamento que juntasse esse propósito a proposta do conceito de Pilates, que utiliza, como nos equipamentos originais desenvolvidos por Joseph Pilates, molas e alças para gerar resistência aos movimentos”, explica Fraga.

PILATES, GOLFE E BENEFÍCIOS Mas, na prática, como funciona o Swing Pilates? O aparelho propicia a reprodução fiel do gesto específico do esporte, inclusive utilizando os tacos próprios do jogador, com um sistema de fixação de molas para fases específicas desse gesto. Além disso, durante a execução, o atleta ou praticante é orientado a seguir os preceitos do método pilates, conciliando assim os aspectos fundamentais da técnica, como estabilização da parte central do corpo (Core - Power House), postura, precisão, respiração, fluidez e excelência


O conceito e os exercícios desenvolvidos podem ser aplicados a todas as idades dos movimentos. Existe uma variação e adaptação destes conforme a análise do profissional da D&D e a necessidade do próprio indivíduo. Além de auxiliar na melhora do condicionamento físico, o equipamento pode reduzir as dores causadas em função dos esforços repetitivos. “Por ser um equipamento leve e de fácil montagem, os praticantes de golfe podem adquirir o Swing Pilates para treinar em sua residência, melhorando suas jogadas e obtendo mais flexibilidade”, conta Eduardo Fraga Ele comenta que o equipamento é muito procurado por homens entre 35 e 50 anos. Porém, o crescimento da prática deste esporte, cada vez mais divulgado entre as mulheres e jovens, faz com que esses também se interessem pelo equipamento. “Nosso foco está nos jovens atletas, com vistas às Olimpíadas de 2016, onde após mais de 100 anos o golfe retorna como esporte Olímpico, e isso acontecerá aqui no Brasil”, diz.

Por se tratar de um equipamento que reproduz um gesto específico, existe uma variação para utilização com crianças. O equipamento é confeccionado em medidas proporcionalmente menores. “O conceito e os exercícios desenvolvidos podem ser aplicados em todas as idades”, pontua. Para ele, não há contra indicação do Swing Pilates, como no próprio método pilates, e sim, um bom senso do profissional na escolha do programa e dos exercícios a serem orientados. O sócio-diretor da D&D Pilates afirma que o equipamento anda sendo muito utilizado também em outras áreas. “Temos studios que atendem portadores de necessidades especiais e cadeirantes, por exemplo. Eles utilizam o Swing Pilates no treinamento funcional na própria cadeira, reproduzindo gestos funcionais e aproveitando as molas nos diversos vetores de fixação do equipamento”, declara. Para mais informações sobre o Swing Pilates, acesse o site da empresa: www. dedpilates.com.br

www.portalendorfina.com

83


Fisioshop

Fisioshop CORPO LISINHO 2

 PROTETOR SOLAR 1 COM VITAMINA Há tempos que o protetor solar deixou de ser um item opcional dentre tantos no universo da beleza. Hoje em dia, proteger a pele dos danos solares virou questão de saúde e o uso deste tipo de produto se faz necessário não só no verão, durante o período de férias, viagens, sol, mar e etc., mas também em todas as estações do ano. Com isso, o protetor solar teve que ser atualizado. O VitiProtector oferece máxima proteção contra os raios solares UVB/UVA e conta com uma textura leve, livre de óleo, que se adapta facilmente a todos os tipos de pele. A fórmula também contém Vitamina E, que age como um antioxidante, retardando o envelhecimento cutâneo

O Laser Quantum foi especialmente desenvolvido para atender de maneira plena o desejo feminino de uma pela lisinha, mas sem sofrimento. Tudo isso acontece graças à técnica inovadora de alimentar a célula pela energia da luz. A estria é conseqüência da ruptura do tecido da pele e o laser é uma técnica bastante eficiente na regeneração do local atingido. Assim, além de ativar os processos químicos que induzem a cura, a célula doente envolvida no processo se recupera, promovendo um restabelecimento rápido e duradouro.

1

Ecco Fibras (19) 3256-7749

2

Sauad Farmacêutica (62) 3236-0700 sac@sauad.com.br www.saud.com.br Preço sugerido: R$ 39,00

endorfina indica

3

[ Ano2 | Número11 ] 2011

VAIDADE MASCULINA 3 

84

Foi-se o tempo em que apenas as mulheres cuidavam dos cabelos. Hoje em dia é comum ver homens vaidosos a procura de produtos que tratem a pele e os cabelos. A linha Homem Tricofort foi feita com itens que higienizam, tonificam e estilizam os fios. Esses produtos também podem ser usados por aqueles que sofrem de caspa. Ela tem como principal apelo, o fator energizante, pois contém glicogênio marinho - uma fonte de energia para a pele e os cabelos, proveniente dos polissacarídeos, açúcares. Entre os ativos selecionados para compor as formulações, estão um complexo vegetal vitamínico e de aminoácidos, vitamina B5, ésteres de ácidos de frutas, vitamina F e esteróis de soja, extrato de aloe, lanolina, alantoína, óleo de flor de camelina, entre outros. A coleção é composta por: xampu cremoso energizante capilar, xampu anticaspa e mousse estilizante.

Tricofort Cosméticos (41) 3562-1008 www.tricofort.com.br

www.portalendorfina.com

3


www.portalendorfina.com


Fisioshop   MAGRECER SEM MALHAR, É POSSÍVEL? 5 E

 PELE LIMPA E 4 HIDRATADA Com uma fórmula que trata a pele e ao mesmo tempo aumenta à luminosidade, Clean to Sublime é um demaquilante indicado para mulheres que gostam de refrescar e retocar a maquiagem ao longo do dia. A limpeza completa é garantida por uma dupla de gomas naturais selecionadas por sua capacidade de remover pigmentos de maquiagem da pele, eliminados por um derivado de açúcar natural, que remove impurezas e células mortas, deixando a aparência da pele impecavelmente limpa. Clean to Sublime, da Givenchy, é enriquecido com óleos que hidratam e nutrem a pele.

4

Desenvolvido de acordo com a rotina diária da mulher moderna que tem um estilo de vida que, muitas vezes, não permite que ela despenda tempo com exercícios físicos regrados, o termogênico Lean Diet Caps, da Probiótica, é um nutricosmético que permite a perda de gorduras extras sem a prática esportiva. A cafeína reduz a quantidade de gordura corporal sem a prática de exercícios físicos. O processo de termogênese consiste na geração de calor que transforma as calorias dos alimentos em energia. O metabolismo sofre um processo de aceleração resultando em um maior gasto energético e grande parte dessa energia provém da degradação de gorduras acumuladas no corpo. Em formato de cápsula dietética, Lean Diet Caps é composto por nutrientes como óleo de soja, gelatina e glaceante cera de abelhas. SAC: 0800-105242 www.probiotica.com.br

5

SAC 0800-170506 Preço sugerido: R$ 125,00

[ Ano2 | Número11 ] 2011

 ÓLEO DE LINHAÇA COM SABOR DE MORANGO E BANANA 6

86

A Barlean´s, empresa especializada na produção de óleos nutricionais orgânicos, apresenta a versão orgânica do óleo de linhaça. Ômega Swirl é produzido sem agrotóxicos e rico em lignanas, que são fitonutrientes que possuem importantes propriedades nutricionais ligadas às funções cardíacas e ao metabolismo hormonal tanto do estrogênio quanto da testosterona. O óleo de linhaça com sabor de morango e banana é reconhecido como uma das fontes mais ricas da natureza em ômega 3, sendo um excelente aliado para uma alimentação saudável. Os ácidos graxos essenciais ômegas – 3 são reconhecidos principalmente por seus efeitos sobre a estrutura e função do sistema cardiovascular e por auxiliar no controle dos níveis de colesterol e triglicerídeos no sangue. A nutricionista da Barlean´s, Marina Rosalem, recomenda o consumo de uma a duas colheres de sopa ao dia para se obter os benefícios do óleo. Ele pode ser misturado a sucos, iogurte, batidas ou vitaminas. Informações: Marina Rosalem Email: marina@carduz.com Telefone: (13) 3227-1226 Preço sugerido: R$ 100,00

www.portalendorfina.com

6 6


www.portalendorfina.com

87


[ Ano2 | NĂşmero11 ] 2011

88

www.portalendorfina.com


Endorfina #11