__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

ases da corrida: Veja quais são os melhores tênis para praticar corridas

Conteúdo que acompanha o seu ritmo Ano 5 | Número 31 | 2014 ISSN 2238-7943

brasil olímpico

Preço sugerido: R$15,00

rugby A estreia do Rugby Sevens nas Olímpiadas As seleções brasileiras masculina e feminina já garantiram suas vagas

entrevista A história de superação da judoca

Rafaela Silva

Espelho Fit

Conheça os trabalhos do fotógrafo fitness Pedro Nossol suplementos

bufoni “Eu quero mostrar que as mulheres podem andar de skate e ter uma vida normal, sem preconceito”

Beta-alanina: o suplemento para os exercícios de alta resistência


2

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

3


[ Ano5 | NĂşmero31 ] 2014

4

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

5


6

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

7


8

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

9


Receba a Endorfina em sua casa

3 anos por apenas R$

179,80

Você terá o conteúdo que acompanha o seu ritmo. Acesse: www.revistaendorfina.com.br e preencha o formulário

MAIS ENDORFINADOS E RADICAIS DO QUE NUNCA

A

Revista Endorfina está cada vez mais em ascensão no mercado esportivo e é hoje uma das maiores redes de informação wellness e fitness do país. Presente nas academias, estabelecimentos comerciais, feiras e eventos, a Endorfina vem se consolidando com uma rede de pessoas diferenciadas, já que nosso público é bem abrangente: esportistas amadores e profissionais, empresários do ramo, nutricionistas, médicos e, obviamente, o consumidor final fazem parte do nosso grupo de leitores. Depois de toda a movimentação gerada pela Copa do Mundo no Brasil, a Endorfina volta radical nesta nova edição, trazendo na capa uma das melhores skatistas do país, Letícia Bufoni. Com apenas 21 anos, a brasileira já foi quatro vezes campeã mundial de Street Skate Feminino, e ganhou três medalhas de ouro no X-Games em 2013, além de ser considerada uma das melhores atletas da categoria. Apresentaremos o legado que o maior torneio de futebol do mundo deixou para os brasileiros. Pensando nos Jogos

Olímpicos que ainda estão por vir, conversamos com as seleções masculina e feminina de Rugby, para mostrar um panorama do esporte o país. Além disso, batemos um papo com Rafaela Silva, primeira brasileira da história a conquistar uma medalha de ouro nos Mundiais de Judô. Fizemos uma prévia dos principais eventos fitness que acontecerão nos próximos meses, e as novidades em equipamentos e acessórios do mercado. Conhecemos alguns esportistas cadeirantes adeptos ao Hard Core Sitting, os fisiculturistas da velha guarda e um dos expoentes do Surf na Pororoca. O atual momento do mercado de Crossfit e a busca de Pilates por atletas de diversas modalidades também fazem parte do nosso conteúdo. Mostraremos também como as aulas de lutas podem trazer benefícios à saúde e à mente, tudo sobre as peculiaridades do Ciclismo de Estrada, além de matérias exclusivas sobre Nutrição, Suplementos, Moda, Corrida, entre outras. Boa leitura! Equipe Endorfina

10

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

11


expediente Ano 5 | Número 31| 2014 - Letícia Bufoni

EXPEDIENTE

ases da corrida: Veja quais são os melhores tênis para praticar corridas

Diretor Executivo e Publisher: Michel Kaminski Diretora Administrativa: Caroline C. Kaminski Gestor Comercial: Luis Nascimento Coordenador Executivo: Felipe Corso

Conteúdo que acompanha o seu ritmo Ano 5 | Número 31 | 2014 ISSN 2238-7943

brasil olímpico

EDITORIAL Jornalistas responsáveis pela Redação: Caio Alves e Laís Rodrigues Colaboradores: Alexandre Machado, Henrique Mota, Juliana Salles, Rosângela Andrade, Silvana Chaves, Vanessa Barcellini, Vanesa Dini

ARTE E FOTOGRAFIA Projeto Gráfico e Diagramação: Vitor Gomes www.estudiolia.com.br

CAPA Letícia Bufoni Foto: TNT Energy Drink

CONSELHO EDITORIAL Walter Feldman, Diogo Patroni, Alexandre Machado, Cláudio Pavanelli, Hugo Comparotto Rodolfo Peres, Éder dos Santos Brito

ENDORFINA Rua Dos Lírios, 83 – Mirandópolis São Paulo – SP – CEP: 04047-040 Tel: 3227-9555 ou 3228-8696 www.revistaendorfina.com.br

[ Ano5 | Número31 ] 2014

Disponível para smartphones e tablets nas plataformas Android e IOS

Preço sugerido: R$15,00

rugby A estreiA do rugby sevens nAs olímpiAdAs As seleções brAsileirAs mAsculinA e femininA já gArAntirAm suAs vAgAs

entreVista a história de superação da judoCa

Rafaela Silva

EspElho Fit

Conheça os trabalhos do fotógrafo fitness pedro nossol

Fale conosco

suplEmEntos

bufoni Para sugestões, críticas ou elogios:

redacao@revistaendorfina.com.br

“eu quero mostrarAOS que as mulheres podem andar de AGRADECEMOS skate e ter uma vida normal, sem preConCeito” A Revista Endorfina é uma publicação PROFISSIONAIS DE SAÚDE E especial e bimestral da Kaminski EDUCAÇÃO FÍSICA QUE NOS Editora e Publicidade. Distribuição e comercialização em academias, clínicas AJUDARAM NESTA EDIÇÃO:

A equipe de jornalismo da Revista Endorfina agradece a todos os profissionais das diversas áreas de conhecimento que nos ajudam a construir o conteúdo desta publicação. Enfatizamos que as declarações emitidas por entrevistados e os artigos assinados não representam necessariamente a opinião da Revista.

acesse:

www.revistaendorfina.com.br

o portal referência no segmento Fitness e wellness CURTA A REVISTA ENDORFINA NO

beta-alanina: o suplemento para os exerCíCios de alta resistênCia

FACEBOOK, NOS SIGA NO

TWITTER

de nutrição e fisiologia, clínicas de fisioterapia e de pilates, clubes esportivos, hotéis e spas, condomínios e flats com academias, universidades, escolas, cursos técnicos, associações e eventos esportivos, estabelecimentos comerciais direcionados ao segmento esportivo, lojas de suplementos e de produtos naturais, lojas de equipamentos, roupas e acessórios fitness, federações e confederações esportivas, principais construtoras e administradoras do setor imobiliário. Praça: Nacional. A redação da Endorfina não se responsabiliza por conceitos emitidos em artigos assinados ou por qualquer conteúdo publicitário e comercial, sendo este último de inteira responsabilidade dos anunciantes.


www.revistaendorfina.com.br

13


índice

SAÚDE E NUTRIÇÃO

18

a importância da nutrição esportiva para o ganho de massa muscular

22 referência do skate feminino no Brasil, Letícia Bufoni fala sobre sua carreira e a situação do esporte no país

34 ENTREVISTA

82

Rafaela Silva, uma das maiores lutadoras do Judô feminino brasileiro atual.

88 ADRENALINA

Conheça mais sobre o Surf na Pororoca

Os praticantes do Hard Core Sitting

104

[ Ano5 | Número31 ] 2014

nocaute Saiba quais são os benefícios oferecidos pelas lutas

38 brasil Olímpico

AQUÁTICOS

116

Beta-alamina, a substância indicada para as atividades intensas.

CAPA

ACONTECE FITNESS Veja as expectativas dos próximos grandes eventos fitness do país

suplementos

A nova modalidade Olímpica: Rugby Sevens

112 NA ACADEMIA

132

Perdendo calorias com a Zumba

CURTAS: 16 | ESPELHO FIT: 28 | ASES DA CORRIDA: 48 | ESPAÇO GESTÃO: 52 | ESPAÇO TREINO: 54 | BRASNUTRI: 56 | ABRAPEFE: 58 EQUIPAMENTOS E ACESSÓRIOS: 60 | CROSSFIT: 76 | BRASIL 2014: 94 | DUAS RODAS: 98 | PILATES: 122 | ARNOLD: 128 TREINO: 138 | CLUBE DOS ENDORFINADOS: 142 | FITNESS SHOP: 144 | COMPORTAMENTO: 146 www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

15


Curtas Por Caio Alves

CURTAS

[ Ano5 | Número31 ] 2014

PROJETO DE LEI VISA A REGULAMENTAÇÃO DE SUPLEMENTOS NUTRICIONAIS NO BRASIL

16

A Brasnutri apresentou a primeira Proposta de Lei de suplementos alimentares e nutricionais, de autoria do Senador Cícero Lucena (PSDBPB), no Senado Federal, em Brasília (DF). O projeto consiste na defesa e proteção da saúde individual e coletiva e para garantir uma ação sistêmica no processo de regulamentação de políticas voltadas para o setor. Segundo o presidente da Brasnutri, Synésio Costa, o Projeto tem o intuito de valorizar as boas práticas de fabricação e inibir práticas inadequadas e desleais na comercialização e consumo de produtos fabricados no País, ou importados por pessoas físicas ou jurídicas. “Precisamos estimular às empresas e criar normas que regulamentem a prática de industrialização e importação de suplementos no Brasil. Isso envolve nosso posicionamento de realizar este tipo de inovação, com regras claras e para todos”, salienta.

16ª RIO SPORTS SHOW REUNIU EXPOSITORES DE 17 ESTADOS PARA APRESENTAR LANÇAMENTOS DO SEGMENTO FITNESS A 16ª edição da feira de negócios Rio Sports Show terminou no dia 27 de julho somando R$ 45 milhões em negócios, um crescimento de 18% em relação à última edição. Ao todo, mais de 10 mil pessoas circularam pelo Centro de Convenções Sul-América, no Rio de Janeiro, nos três dias de evento. O público conferiu novidades trazidas por expositores de 17 estados brasileiros, com destaque para empresas de Minas Gerais, Espírito Santo e do Distrito Federal. Expositores do nordeste e do norte brasileiro também participaram.“Montamos um evento exclusivo para profissionais do setor, onde os compradores puderam analisar os produtos com calma e conforto. O retorno superou as nossas expectativas. Ano que vem estaremos com mais lançamentos, já que este é um mercado em crescimento” explica Ana Paula Graziano, idealizadora e organizadora do evento.

www.revistaendorfina.com.br

ITALIANO QUEBRA RECORDE E FATURA O TOUR DE FRANCE O italiano Vincenzo Nibali é o campeão do Tour de France 2014. O atleta se tornou o terceiro homem a vencer as três principais voltas ciclísticas do mundo: o Tour, a Volta da Espanha e o Giro D’Itália. Nibali chegou ao Champs-Elysées, fim do trajeto da 22ª e última etapa do Tour, com 7min52s de diferença para o francês Jean-Christophe Peraud na soma dos tempos de todos os trechos, estabelecendo a maior a vantagem de um campeão do Tour sobre o segundo colocado desde 1997. Na época o alemão Jan Ullrich ganhou com 9min09 de vantagem sobre outro francês, Richard Virenque. Com o título, o italiano entrou para o seleto grupo de atletas que venceram as principais voltas ciclísticas (Tour de France, Giro d’Itália e Volta da Espanha): o belga Eddy Merckx, os franceses Bernard Hinault, Jacques Anquetil, o espanhol Alberto Contador e o italiano Felice Gimondi.


JOVENS DA ZONA LESTE DE SP REPRESENTARÃO O PAÍS NO CAMPEONATO MUNDIAL DE KICKBOXING Três atletas do time A2F Arena Osasco garantiram vaga para o Campeonato Mundial WAKO de Kickboxing – Cadets e Juniores, que será realizado na Itália, entre os dias 06 e 14 de setembro. O grupo, que possui lutadores de Kickboxing e MMA de diferentes idades, é treinado pelo mestre Gerson Rosário e conta com 200 integrantes. O time é formado por alunos do colégio Paineira, localizado na zona leste de São Paulo, e do projeto Dinamite, que recebe apoio da Coordenadoria Mundial da Juventude (CMJ). A equipe é patrocinada pela A2F, empresa de TI. O projeto tem a intenção de contribuir para a educação e a inclusão de jovens por meio do esporte.

WEBSÉRIE ESTIMULA A PRÁTICA DE ATIVIDADES FÍSICAS A Integralmédica lançou a nova temporada do projeto editorial “#MUSCLEMINUTE”, uma websérie com treinos exclusivos, preparados por personalidades da Educação Física. A ideia é estimular a prática de exercícios e ensinar o consumo correto da suplementação, de acordo com o foco e rotina de cada atleta. Com aproximadamente 150.000 views, a primeira temporada obteve um alto índice de audiência entre os profissionais de saúde, atletas e praticantes de atividade física. Para a segunda fase, o “#MUSCLEMINUTE” traz o foco na execução de cada exercício, com detalhes precisos sobre o que está sendo treinado e esclarecimentos técnicos dos produtos. Foram gravados mais sete vídeos que serão veiculados mensalmente, no canal da Integralmédica no YouTube.

MICK FANNING VENCE COMPATRIOTA E CONQUISTA SEXTA ETAPA DO WCT J-BAY Com ondas perfeitas de 6-10 pés em Supertubes, os australianos não deram chances aos concorrentes e dominaram amplamente as baterias de Jeffrey’s Bay, Kouga, na África do Sul. O atual campeão mundial Mick Fanning derrotou seu conterrâneo Joel Parkinson e ganhou o título da sexta etapa do Circuito Mundial (WCT), subindo da oitava para a terceira posição do ranking, com 32.650 pontos. Parko somou 34.400 e saltou do quinto para o segundo lugar. O Brasileiro Gabriel Medina acabou perdendo nas quartas de final para o também australiano Owen Wright, mas segue firme no topo do surfe mundial, com 36.150. A próxima etapa do WCT será em Teahupo’o, no Taiti, de 15 a 26 de agosto.

BRASILEIRO FAZ HISTÓRIA E VENCE MUNDIAL DE BMX-DIRT O atleta GT Bicycles Leandro Overall conquistou o Campeonato Mundial de BMXDirt, disputado na Alemanha. Com uma volta impecável no circuito Zoobrücke, localizado em Cologne, o piloto despachou grandes nomes da categoria. Ele ressalta a importância do resultado e as dificuldades enfrentadas no torneio. “Estou muito contente. Enfrentei os melhores BMXers do mundo e conquistei esse título inédito para o nosso país”, comemora o brasileiro, campeão da edição de aniversário de 30 anos do BMX Cologne, uma das provas mais importantes da categoria. A competição contou com a participação de 16 esportistas e teve a presença de mais de 1000 torcedores. Outros atletas que subiram no pódio junto com Overall foram o australiano Brandon Loupos e a grande estrela alemã Michael Meisel, um dos grandes candidatos ao título e preferido do público, por estar em casa. “É claro que adorei ganhar na Alemanha uma semana depois deles serem campeões no Brasil. Sou fã de futebol e essa foi a nossa revanche. Agradeço a todos que estavam na torcida por mim”, comemora atleta de 27 anos.

www.revistaendorfina.com.br

17


saúde e nutrição

Alimentação X ganho de massa

muscular Por Laís Rodrigues

[ Ano5 | Número31 ] 2014

Saiba os benefícios que a alimentação adequada pode trazer para quem pratica musculação e busca resultados efetivos e duradouros.

18

A

alimentação apropriada e voltada para os praticantes de musculação traz ganhos tão importantes quanto o programa de treinamento ou o uso de suplemento nutricional no processo de hipertrofia. Fazer as melhores escolhas alimentares, como suprir as necessidades proteicas para construir novos tecidos musculares, garantir carboidratos

complexos para fornecer energia nos treinamentos e até mesmo gorduras, vitaminas, sais minerais e fibras fazem a diferença para o bom funcionamento de todo o organismo, promovendo o ganho de massa muscular de maneira mais completa. A alimentação varia de acordo com o tipo de treino e a frequência dele, mas se o objetivo é

www.revistaendorfina.com.br

pegar pesado na musculação e, consequentemente, aumentar a massa muscular e diminuir ao máximo a gordura corporal, é preciso ingerir as quantidades corretas de macronutrientes - proteínas, carboidratos e lipídios - e micronutrientes - vitaminas e sais mineiras contidos nas frutas, verduras e legumes - para que o plano de treino realmente funcione. Ou seja, é fundamental que a dieta esteja completa. Claro que fatores como o treinamento, o descanso, a alimentação e uma suplementação nutricional adequada (se necessário) devem seguir em parceria para a tão sonhada hipertrofia, mas muitas vezes a questão nutricional é deixada de lado. Mas, segundo o nutricionista esportivo Rodolfo Peres, estima-se que em torno de 60-70% do sucesso em um programa de treinamento dependa da alimentação. “Para proporcionar um adequado ganho de massa muscular, deve-se ingerir em torno de 500 calorias acima do gasto energético por dia. Ou seja, se o indivíduo possui um gasto energético de 3000 calorias/dia, necessita ingerir pelo menos em torno de 3500 calorias para obter um processo anabólico. Cada indivíduo possui suas características metabólicas, ou seja, pessoas do mesmo sexo, idade e rotina de treinamento, podem apresentar metabolismos diferentes. Por isso a necessidade do acompanhamento com um pro-


fissional. Apenas após minuciosa análise, é possível determinar como será a melhor proposta dietética para cada tipo de treinamento e objetivos”, explica Rodolfo. Para que o ganho de massa muscular seja potencializado, é necessário otimizar os fatores que aumentem a síntese proteica, já que a hipertrofia só acontece quando a sua síntese é maior do que sua perda resultante do exercício físico intenso. Assim, a ausência de uma alimentação adequada mantém a síntese proteica negativa, prejudicando a meta de ganho muscular. Além disso, a nutrição adequada pode melhorar o desempenho e reduzir o cansaço de quem treina intensivamente, por exemplo, quem pratica musculação e complementa os treinos com a luta, seja por prazer e/ou aumentar o gasto de calorias.

Alguns alimentos que passam despercebidos também merecem atenção dos buscadores da hipertrofia. Os alimentos funcionais são aqueles que produzem benefícios para além da nutrição básica

Alguns alimentos que passam despercebidos também merecem atenção dos buscadores da hipertrofia. Os alimentos funcionais são aqueles que produzem benefícios para além da nutrição básica. De acordo com a Secretaria da Vigilância do Ministério da Saúde do Brasil, o alimento funcional “produz efeitos metabólicos e/ou fisiológicos e/ou efeitos benéficos à saúde”. Esses alimentos – como vinho tinto, chá verde, molho natural de tomate, alho, oleaginosas, cebola, temperos naturais (manjericão, alecrim, orégano), linhaça e cereais integrais - têm propriedades funcionais de importância significativa, pois possuem ação antioxidante, diminuindo a produção de radicais livres decorrentes do exercício físico,

principalmente nas atividades esportivas de longa duração. Rodrigo Biason Valerio, que segue as instruções de seu nutricionista esportivo a risca, garante que os benefícios valem a pena, e que é possível atingir seus objetivos, mas com muita dedicação e disciplina. “Iniciei meus treinamentos há 14 anos, com peso corporal de 64kg e 22% de gordura corporal. Não muito satisfeito, procurei o acompanhamento com um nutricionista esportivo no ano de 2005, e minha dieta foi seguida corretamente desde então. Saí da rotina alimentar em alguns momentos muito raros e só por motivos especiais. Meu treinamento desde o ano de 2000 é de musculação e exercícios ae-

róbios, como segue até hoje, e consegui chegar na minha melhor forma depois de 9 anos com o acompanhamento do meu nutricionista, com peso de 104kg e 7% de gordura corporal”, conta.

não basta saber o que, mas também como Além da ingestão de alimentos adequados, a forma que eles são consumidos também é importante. Para o também nutricionista esportivo Guilherme Gorini, “é fundamental que a distribuição dos nutrientes esteja fracionada ao longo do dia. Realizar uma refeição a cada três horas, em média, é uma regra básica para qualquer que seja o objetivo corporal. A divisão dos nutrientes ao longo do dia deve ser ajustada conforme a demanda, disponibilizando proteínas, carboidratos e gorduras conforme as necessidades individuais defronte seus propósitos, sejam eles aumento de massa magra, redução de gordura corporal ou performance.”

19


saúde e nutrição

Conheça alguns dos melhores alimentos para praticantes de musculação, recomendados pelo nutricionista Rodolfo Peres Brócolis Apresenta grande concentração de vitaminas, sais minerais e fibras, e possui poucas calorias, sendo que o preparo no vapor garante menor perda de nutrientes.

Frutas frescas

[ Ano5 | Número31 ] 2014

Fontes de fibras, vitaminas, minerais e substâncias bioativas, geralmente não possuem uma grande reputação entre os praticantes avançados de musculação devido a seu conteúdo de carboidratos (frutose). Mas com exceção das últimas semanas anteriores a uma competição (no caso de um atleta de bodybuilding), três ou quatro porções de frutas deveriam ser incluídas diariamente na dieta.

Leguminosas As leguminosas (feijão, lentilhas, grão de bico, soja) são fontes de proteínas dentre os vegetais.

Ovos Cada ovo inteiro contém cerca de seis gramas de proteínas de alto valor biológico. Os ovos possuem uma má reputação devido a gema ser rica em colesterol. No entanto, a maior parte do teor de gordura dos ovos é do tipo insaturado. Estudos recentes demonstram que é muito mais importante o controle da ingestão de gorduras saturadas do que de colesterol alimentar para o controle dos níveis de colesterol sanguíneo. Para controlar a ingestão calórica, uma opção seria desprezar algumas gemas, ingerindo-se apenas as claras, como no preparo de um omelete, por exemplo.


www.revistaendorfina.com.br

21


suplementos

O suplemento da explosão:

Beta-alanina Conheça os benefícios e efeitos colaterais gerados pela substância, muito utilizada pelos atletas de endurance.

[ Ano5 | Número31 ] 2014

Por Caio Alves

22

www.revistaendorfina.com.br

A

s substâncias ergogênicas estão sendo consumidas cada vez mais por atletas e praticantes de atividade física, pois seus benefícios contribuem para aumentar e potencializar a performance dos aderentes. Um dos suplementos que possuem essa característica é a Beta-alanina. Muitos esportistas vêm utilizando esse tipo de aminoácido nas dietas alimentares. Sua suplementação é essencial para aqueles que desejam elevar a resistência ao exercício, desacelerando o surgimento da fadiga muscular e melhorando a recuperação pós-treino. Para o nutricionista Hugo Comparotto, o produto é voltado para aqueles que praticam atividades de pequena duração, mas que necessitam de muita potência. “A beta alanina é fundamental para produção de carnosina que tem a capacidade de diminuir a acidez intracelular, uma das grandes causadoras de fadiga e limitante da intensidade do treino, parece milagroso, porém com a suplementação de beta alanina, estudos têm demonstrado o aumento do rendimento, performance, tempo e/ou intensidade do treino, principalmente nos que são curtos, de explosão e força, como lutas e musculação”, ressalta.


retas ao usuário, Comparatto aconselha aos adeptos do suplemento a criarem uma rotina de exercícios em longo prazo. “Primeiramente gerar uma demanda em treinos que necessite do auxilio de beta alanina, ou seja, ter um tempo bom de treinamento, de 8 a 12 meses levado a sério”. O nutricionista ainda ressalta a importância de manter sempre uma refeição regrada. “é essencial ter uma alimentação bem estruturada e equilibrada, para que a beta alanina, assim como os outros suplementos, venha somente potencializar o efeito do que já está ótimo. Assim teremos saúde com performance” salienta. É de suma importância ficar atento aos efeitos colaterais provocados pela a Beta-alanina. A sensação de formiga-

Muitos estudos têm comprovado que os resultados da Beta-alanina podem ser dilatados ainda mais com a adição de outro aminoácido na dieta alimentar: a Creatina. As duas substâncias agregadas são capazes de promover benefícios para pessoas que buscam treinos mais pesados e com grande veemência. “Uma pode potencializar e auxiliar o efeito da outra, principalmente em exercícios que usam o metabolismo anaeróbio, que é mais requerido em exercícios robustos, explosão e curta duração, por serem executados em alta intensidade. A creatina aumenta a velocidade de recuperação e geração de energia, promovendo mais força, detonação e consequentemente possibilitando o aumento do vigor do exercício, tudo isso promove maior pro-

dução de acido dentro da célula, se houver uma maior quantidade de carnosina (beta alanina), para diminuir essa acidez, a dor muscular durante o treino será retardada, demorará mais para aparecer, possibilitando o individuo manter a intensidade, força, explosão no treino, por um tempo maior”, explica Comparotto. A utilização da Beta-alanina deve ser contínua, e a porção dependerá da orientação de um nutricionista, porém sua variação de consumo é de 800 a 2 gramas ao dia. Outro ponto fundamental no método de utilização do produto é que seus efeitos serão alcançados por meio de treinos e dietas rigorosas e sistemáticas. Além do acompanhamento de um profissional para monitorar o processo e recomendar as diretrizes cor-

www.revistaendorfina.com.br

A utilização da Beta-alanina deve ser contínua, e a porção dependerá da orientação de um nutricionista, porém sua variação de consumo é de 800 a 2 gramas ao dia mento e coceira são as mais comuns geradas pela substância. Para evitar esses efeitos, é primordial seguir a orientação de um especialista. “Para amenizar ou não promover essa coceira, o ideal é dividir a dose recomendada pelo nutricionista em tomadas de 800mg a cada 3 a 4 horas”, orienta Comparatto. A Beta-alanina é indicada para atletas de explosão como lutadores de artes marciais de diversas modali-

23


suplementos

[ Ano5 | Número31 ] 2014

“Desde quando passei a utilizar a beta alanina em quatro semanas pude perceber uma grande melhora na intensidade dos meus treinos

24

dades, nadadores de 100, 200m, bodybuilders, praticantes de musculação e crossfit, entre outros. Mari Ane Wrublewski é fisiculturista e faz parte do grupo que aderiu à Beta-alanina como nutriente na rotina alimentar. Ela revela os benefícios que o suplemento proporcionou para seu desempenho físico e, consequentemente, profissional. “Desde quando passei a utilizar a beta alanina em quatro semanas pude perceber uma grande melhora

www.revistaendorfina.com.br

na intensidade dos meus treinos, com maior explosão e menor fadiga muscular, conseguindo manter uma maior resistência nos exercícios”. A Bodybuilder ainda explica o processo de antes e depois, gerado pela substância. “Como eu estava em dieta muito restrita, sentia uma fadiga muscular muito rápida, e com o uso da Beta-alanina isso praticamente desapareceu, e ainda me auxiliou no ganho de massa muscular, resultado percebido através do acompanhamento periódico que faço com avaliações físicas e acompanhamento nutricional”, conta Mari Ane. Praticantes de musculação também vêm utilizando consideravelmente a Beta-alanina, com o intuito de obterem excelentes desempenhos durante as atividades físicas. E este é o caso de Evandro Arruda, que pratica exercícios com frequência e obteve ótimos resultados com o aminoácido. “Com o uso de Beta-alanina foi possível sentir um aumento de força muscular e um excelente atraso na fadiga muscular, conseguindo executar com melhor qualidade as séries dos exercícios, ganhar massa muscular e,


Fabricamos pesos e acabamentos para o seu equipamento

Aceitamos os cartões:

Mais de 500 itens à sua disposição

www.emar.com.br www.revistaendorfina.com.br (17) 3269-9990

Referência em Qualidade 25


suplementos principalmente, uma resistência incrível nas atividades físicas”, salienta. Arruda exalta os ganhos que conseguiu logo de início com a utilização suplemento. “Os resultados foram excelentes”. “Seguindo as orientações corretas é possível perceber a diferença logo de cara. Os efeitos da Beta-Alanina aparecem poucos minutos após a sua ingestão, ainda mais fazendo o seu uso juntamente com outros aminoácidos”.

Beta-alanina no mercado mais com a demanda de suplementos. O lojista Thiago Giacomini afirma que produto está começando a ser comercializado com maior frequência nas lojas de suplementos e, apesar do aminoácido ainda não ser predominante na dieta dos atletas de endurance, eles são os que mais procuram pela substância atualmente. “Os ciclistas e corredores amadores e profissionais são os maiores

[ Ano5 | Número31 ] 2014

O mercado de nutrientes vem crescendo anualmente no Brasil. De acordo com a consultoria internacional Euromonitor, o setor de suplementação no país movimenta cerca de R$ 1 bilhão por ano, tudo em função do aumento das práticas de exercícios físicos dos brasileiros, com o objetivo de melhorar a estética e a qualidade de vida. Com ascensão de consumidores da Beta-alanina, os estabelecimentos estão lucrando cada vez

26

www.revistaendorfina.com.br

consumidores desse tipo de suplemento.”, destaca. Ele acredita que o produto poderá crescer muito mais no mercado, devido aos seus benefícios. “Sem dúvidas que essa substância ainda foi pouco explorada e pouco usada, mas estamos a recomendando muito para nossos clientes em função dos ganhos proporcionados por ela, como por exemplo, gerar o aumento da performance”, finaliza.


AVALIAÇÃO FÍSICA E PRESCRIÇÃO SOFTWARE

ESTADIÔMETRO PHYSICAL

de liderança e mais de 25 mil clientes no mundo.

Imagens meramente ilustrativas

Que o Physical Test há 20 anos é o mais vendido e querido no Brasil todos já sabem. Agora venha conhecer as novidades da nova versão 8 e participe de sorteios em: www.terrazul.com.br

ADIPÔMETRO PRIME NeO II

KITS DE AvALIAçãO FÍSICA

www.terrazul.com.br/loja (11) 3542-4588 3542-4533 3272-9305

BANCO DE WELLS PHYSICAL PORTÁTIL


espelho fit

corpo e a

fotografia As lentes de Pedro Nossol capturam a beleza, sensualidade e elegância dos corpos modelados pela musculação

N

Por Laís Rodrigues

ascido na pequena cidade de Rio Negrinho, em Santa Catarina, Pedro Nossol é referência em fotografia fitness. Cheio de atitude e frases polêmicas, o artista é autêntico e seguro de seu próprio trabalho, que inclui fotos de motocicletas e automóveis de coleção, de atletas de fisiculturismo e trabalhos publicitários para grandes marcas de

suplementos do país. Formado em Design de Produto pela Universidade Federal do Paraná e fotógrafo autodidata, Nossol tem interesse em captar corpos esculturais. “Antes mesmo de tornar-me fotógrafo, sempre tive como referência os grandes fotógrafos de moda e nu artístico. Felizmente tive a sorte de já no início da minha carreira fazer uso de uma luz que valoriza as formas e os músculos.

Marcos Lima

[ Ano5 | Número31 ] 2014

Carol Crozeta

28

www.revistaendorfina.com.br

Aliado a isso, a minha formação como designer influencia as produções sempre originais. Além disso, tenho esposa e amigas com corpos bonitos, o que possibilitou a minha entrada nesse meio. A partir dos felizes primeiros resultados, fui tornando-me conhecido”. Com um estilo irreverente e peculiar, suas fotos contêm altas doses de sensualidade e elegância, e agradam o


Mari Carvalho, Francielli Cabral, Renata Muggiati, Nicole Eccel, PatrĂ­cia Spezia

Carlos Tomaiolo

Angela Borges

www.revistaendorfina.com.br

Alessandra Barata Pinheiro

29


espelho fit

Francilli Cabral, Waldemar GuimarĂŁes, Taise Spolti

[ Ano5 | NĂşmero31 ] 2014

Camila Costa

30

www.revistaendorfina.com.br


publico feminino e masculino. “Me orgulho de, como fotógrafo, estar ajudando a desmistificar um novo padrão de beleza que assusta e incomoda muita gente. Confesso que fico muito satisfeito quando uma foto minha gera polêmica.” Seus trabalhos são reconhecidos na América Central e Estados Unidos, mas seu interesse pelo assunto vem de longa data. Pratica musculação e o estilo de vida saudável desde os 15 anos. “Optar por esse tipo de fotografia é uma justa homenagem a todos que compartilham com essa mesma preocupação em ter uma vida saudável”, conta. Por diversas vezes seu trabalho causou estranheza, já que trabalha com um tipo físico criticado por alguns. Sobre isso, o fotógrafo dá o seu recado: “quando surge alguém com uma beleza fora dos padrões, a reação dos pobres de espirito é criticar, num misto de inveja e limitação. Felizmente minha fotografia

e meus modelos não são destinados a esse tipo de gente.” Totalmente imerso no mundo fitness, Nossol ainda dá uma dica para quem quer alcançar a sonhada boa forma:

“para atingir um corpo perfeito, acredito em 80% de treino e alimentação. Os 20% restantes você usa como quiser, mas sugiro 10% em treino e 10% em alimentação!”. Angela Borges

www.revistaendorfina.com.br

31


[ Ano5 | NĂşmero31 ] 2014

32

Conheça nossos produtos:

sportsnutrition.com.br www.revistaendorfina.com.br


A LINHA SPORTS NUTRITION

NÃO PARA DE CRESCER!

NÓS TE DAMOS AQUELA FORÇA PARA IR ALÉM.

ENTRE EM CONTATO COM NOSSA CENTRAL DE ATENDIMENTO AO CLIENTE E VEJA ONDE ADQUIRIR OS PRODUTOS SPORTS NUTRITION EM SUA CIDADE:

CURTA NOSSA PÁGINA E FIQUE POR DENTRO DAS NOSSAS PROMOÇÕES, DICAS E LANÇAMENTOS.

PABX: 11 4331-5630 vendas@sportsnutrition.com.br

SPORTSNUTRITIONTECNOLOGIADEALIMENTOS www.revistaendorfina.com.br

33


Acontece fitness

Programe-se Quatro eventos acontecem nos próximos meses e a Endorfina conta tudo para quem deseja participar Por Laís Rodrigues

O

[ Ano5 | Número31 ] 2014

calendário wellness dos próximos meses está movimentado, com eventos por todo o país. O que mais chama a atenção é a completude dos eventos, que contam com cursos, palestras e workshops para profissionais de diversas áreas, como educadores físicos, fisioterapeutas, nutricionistas, empresários, academias, clubes, investidores, fabricantes e áreas afins, garantindo a promoção e divulgação do esporte de alto nível. Além dos convidados de destaque do mundo fitness, esses eventos trazem as principais novidades em

34

equipamentos e acessórios para um mercado que está cada vez mais movimentado e aquecido. Na indústria do “bem-estar”, o Brasil conta com mais de 17 mil estabelecimentos e cerca de 80 milhões de praticantes de alguma atividade física. O segmento gerou mais de R$ 2 bilhões em 2010, segundo dados da IHRSA, e os números não param de subir, conferindo ainda maior importância a toda movimentação motivada por esses eventos. Confira a seguir maiores detalhes de cada um dos eventos e reserve as datas na sua agenda fitness!

ENAF O Encontro Nacional de Atividade Física (ENAF) já contou com quatro edições em 2014, e mais três estão para acontecer. O próximo encontro será em Belo Horizonte/MG entre os dias 15 e 17 de agosto, seguido do encontro em Guarapari/ES nos dias 5 a 7 de setembro e, por último, de volta à Minas, em Poços de Caldas entre 9 e 12 de outubro, cidade que sediará o evento pela 57ª vez. O foco do encontro de BH será no profissional de Educação Física. Segundo o presidente do ENAF, Sebastião J. Paulino, “estima-se que o mercado necessitará de mais de 70 mil profissionais de Educação Física para atender à demanda de eventos como a Copa do Mundo e as Olímpiadas de 2016. Estes profissionais precisam começar a se preparar desde já. Além disso, com tal visibilidade, o Brasil se torna uma referência de saúde e bem estar para todo o mundo”. Durante os três dias do ENAF de Belo Horizonte estima-se a participação de 3 mil profissionais da área de saúde nos mais de 30 cursos e workshops, que contam com mais de 40 palestrantes

“estima-se que o mercado necessitará de mais de 70 mil profissionais de Educação Física para atender à demanda de eventos como a Copa do Mundo e as Olímpiadas de 2016...”

ENAF

www.revistaendorfina.com.br


convenção fitness e saúde

Nos dias 15, 16 e 17 de agosto de 2014, em Fortaleza/ CE, acontece a 2ª Convenção Fitness & Saúde, que é nova nos eventos do país

e professores nas áreas de Academia, Sport Medicine, Dança e arte, Acqua Fitness, Ciclismo, Nutrição, Saúde e Bem estar, Recreação e escola, Fitness e Business e Fisioterapia. O evento conta também com a EXPO ENAF, feira de lançamentos de produtos e serviços para Sport & Fitness, com linhas de artigos esportivos, vestuários, softwares, materiais, equipa-

mentos, aparelhos, livros e suplementos alimentares, que receberá mais de 5 mil visitantes por dia.

Convenção Fitness & Saúde Nos dias 15, 16 e 17 de agosto de 2014, em Fortaleza/CE, acontece a 2ª Convenção Fitness & Saúde, que é nova nos eventos do país, mas já tem planos para

BCF

o futuro. Segundo Andersson Teixeira, idealizador e organizador do evento, há grandes expectativas não só para o evento de 2014, mas ele já está mirando o ano que vem. Teixeira acredita que em agosto “será possível sentir a maturação do evento, que tem expectativa de dobrar o público do ano passado. Além disso, investimos na presença de atletas de ponta, além da feira, dos cursos e da participação de academias, projetando o mercado fitness não só da região nordeste, mas no norte também”. Na sua segunda edição, a Convenção Fitness & Saúde vai contar com 26 cursos especializados, jornadas para apresentação de trabalhos científicos e acadêmicos no Seminário de Nutrição Esportiva, o torneio II Open de Culturismo e Fitness, aberto para atletas e profissionais, e a Expo Sports Nutrition Nordeste, uma feira de nutrição e suplementação.

Brasília Capital Fitness Em sua 19ª edição, a BCF terá 90 cursos e palestras que serão ministrados aos profissionais e estudantes de educação física, nutrição e fisioterapia. Em

www.revistaendorfina.com.br

35


Acontece fitness

[ Ano5 | Número31 ] 2014

ihrsa

36

2013, mais de 5 mil pessoas se inscreveram nos cursos, sendo que mais de 2 mil vieram de fora de Brasília, provenientes de todo o Brasil, segundo o organizador do evento, Fábio Padilha. “Este será o 19ª ano do evento consecutivo e todos os anos o evento cresce em media 15 % de um ano pra o outro”, conta. Além disso, o evento terá também uma feira de esportes, que estima receber mais de 70 mil pessoas em 4 dias. A feira conta com diversas atrações: campeonato nacional de pole dance, uma arena MMA com atletas nacionais e internacionais, um campeonato aberto de fisiculturismo, corrida in door em 20 esteiras, um festival com mais de 40 academias e mais de 8 mil pessoas malhando em dois dias, uma arena funcional, com diversas aulas gratuitas para a população, uma campanha que arrecada tênis usados para distribuir para atletas carentes da cidade, um seminário sobre carreira na educação física e muito mais. “Nosso objetivo é fomentar toda a cadeia produtiva do mercado de fitness, desde os fabricantes até os vendedores, lojistas, academias, empresários e principalmente os praticantes. Acreditamos que um evento como o nosso tem a

grandeza de estimular a pratica de atividades físicas na sociedade, gerando novos praticantes a cada dia e assim ajudar todo o mercado a crescer e se desenvolver”, acrescenta Padilha.

IHRSA A 15th IHRSA FITNESS BRASIL Latin America Conference & Trade Show é um dos maiores eventos do segmento de

gestores de bem-estar da América Latina e do mundo, e acontece de 28 a 30 de agosto, em São Paulo. Mais de 125 representantes da indústria estarão reunidos para mostrar grandes lançamentos e as maiores tendências do mercado fitness. O evento é destinado a empresários, coordenadores de academias, SPAs, clubes, condomínios e hotéis, além de investidores, fabricantes de acessórios e equipamentos esportivos. O fundador e presidente da Fitness Brasil, Waldyr Soares, um dos grandes responsáveis pelo desenvolvimento do setor de fitness e wellness no país, apresentou para a Endorfina suas expectativas para o evento: “queremos reunir os maiores players do mercado nacional e internacional e promover discussões que possam fortalecer o crescimento sustentável de nossa indústria e prestadores de serviço, além de apresentar novos modelos de negócio, de produtos e serviços que devem auxiliar nas soluções para investidores, empresário, gestores e profissionais do setor. Também queremos promover debates com os donos das maiores redes de academias do país com o intuito de apresentar as dificuldades e soluções que esses empresários podem expor aos investidores e legisladores”.

ihrsa

www.revistaendorfina.com.br


capa

Por Henrique Mota

Letícia [ Ano5 | Número31 ] 2014

Bufoni

38

Quatro vezes campeã mundial de Street Skate Feminino, ela é embaixadora do esporte no Brasil Fotos - Divulgação

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

39


capa

S

e aos 10 anos de idade era umas das pouquíssimas meninas que andavam de skate no bairro da Vila Matilde, hoje ela é a número um do skate feminino brasileiro e mundial, se tornando referência para muitas garotas do país. Essa é Letícia Bufoni, que hoje com apenas 21 anos já conquistou quatro vezes o mundial de Street Skate Feminino.

“Ganhei meu primeiro skate quando era criança, por volta dos 10 anos”. “No meu bairro tinha muito menino, eu gostava de jogar futebol e comecei arriscar manobras radicais com o skate”, afirma Letícia.

[ Ano5 | Número31 ] 2014

E de pensar que, ainda criança, em um bairro cheio de garotos, Letícia era destaque no futebol e no skate. Aos nove anos, ganhou o primeiro skate de sua avó e começou a praticar manobras radicais. Nesse período, ainda jogava futebol e recebeu um convite importante para participar do time feminino do Juventus,

40

tradicional equipe do bairro da Mooca, em São Paulo, mas acabou recusando, pois não teria mais tempo para andar de skate, sua grande paixão. Se passasse no teste, treinaria todos os dias, das 13h às 18h. Teria que desistir do skate, e, por isso, não foi. Depois de assistir muitos vídeos de homens e mulheres praticando a modalidade, Bufoni recusou o convite do futebol e percebeu que a “modinha do skate” poderia continuar fazendo parte da sua vida. A família decidiu apoiar sua opção e ela começou a ganhar torneios no Brasil. É a única da família a praticar esporte. Tem duas irmãs, uma formada em Direito e outra em Química. O irmão mais novo ainda está na escola.

“Quando decidi me dedicar ao skate muita gente já me olhou torto. Essa visão geral de que skate é um esporte masculino atrapalha demais a formação de novos talentos”, fala a atleta. Aos 11 anos venceu de cara o primeiro campeonato que disputou na sua carreira e começou a conquistar o apoio dos pais. Aos 12, foi vista em um campeonato no Brasil e conseguiu um patrocínio. Com 13 anos, uma observadora de uma fundação americana a viu correndo em um dos poucos torneios femininos que havia no Brasil e resolveu levar a jovem garota para morar em Los Angeles, nos Estados Unidos. Letícia aceitou o convite, morou com skatistas brasileiras mais experientes e ficou treinando e participando de competições importantes. O grande salto em sua carreira foi em 2007, quando participou do X-Games, principal campeonato de esportes radicais do mundo, com apenas 14 anos. A falta de grandes competições no Brasil levou Letícia para os Estados Unidos. Lá, superadas as dificuldades de adaptação ao novo país, ela elevou o nível das suas manobras e tornou-se

www.revistaendorfina.com.br

destaque mundial. “Tudo aconteceu de maneira muito rápida”, lembra. Com apenas 17 anos, em 2010, a jovem ganhou o primeiro lugar no Maloof Money Cup, um dos campeonatos de skate mais respeitáveis do mundo. Na época, conquistou um dos maiores prêmios em uma competição do skate feminino e recebeu U$25 mil (aproximadamente R$ 50 mil) pelo título. Todo esse reconhecimento surgiu naturalmente, pois ela jamais imaginou ser uma atleta profissional. Atualmente morando na Califórnia, ela consegue viver somente do skate, sem precisar trabalhar por fora ou ter atividades extras. Graças à bolsa-atleta internacional e aos diversos patrocínios, como o apoio que recebe da Keep a Breast, fundação de prevenção ao câncer de mama, além de ser atleta do Team TNT. Letícia vive do skate e leva a vida que sempre sonhou.


atacado e varejo

Av. Indian贸polis, 3293 S茫o Paulo, SP 11 5581-4939 / 7860-9601

xtremenutrition.com.br


capa

“Sim. Felizmente hoje consigo viver do skate, conto com o patrocínio de marcas como o TNT Energy Drink que me ajudam a manter o meu foco total no skate”, explica. Além da parte técnica apurada cada vez mais nos treinos e competições, a skatista mantém a parte física com a alimentação. Tudo isso ajuda a manter o ritmo forte nos treinos.

gunda mulher no mundo a receber essa homenagem. A marca carrega o nome Letícia Bufoni e alguns elementos do símbolo do Corinthians, seu time de coração. Com o status de musa do skate, a atleta também é vaidosa. “Gosto de usar roupas femininas, gosto de maquiagem e quero mostrar que isso é possível no skate”, garante.

“Eu quero mostrar que as mulheres podem andar de skate e ter uma vida normal, sem preconceito. As mulheres “Cuido da minha alimentação podem e devem correr atrás e saúde para poder competir dos seus sonhos. Essa visão em alto nível, mas nada geral de que skate é um muito exagerado”. esporte masculino atrapalha Além de todas as conquistas no espor- demais a formação de novos te, Letícia Bufoni ainda evidencia outro talentos”, afirma. Nas competições está sempre de bandana, e por isso acabou sendo chama-

[ Ano5 | Número31 ] 2014

momento de grande destaque em sua carreira: a criação de uma linha de tênis com seu nome, sob a tutela de uma grande marca internacional. Ela foi à se-

42

www.revistaendorfina.com.br

da pelos amigos de Axl Rose, vocalista da banda Guns N’Roses. Além disso, ela tem uma tatuagem na perna com o rosto do roqueiro e mais outros sete desenhos espalhadas pelo corpo. Sua motivação é treinar, cair, levantar e querer aprender sempre. Seus ídolos são os skatistas Andrew Reynolds e Bob Burnquist, além de Elissa Steamer, que Letícia considera a rainha entre todas as skatistas. A atleta tem um grande objetivo: contribuir para dar mais visibilidade ao skate feminino no Brasil.


Linha PROGRESS MAX. Este é só o aquecimento. A linha PROGRESS® MAX possui, além destes, mais 34 aparelhos especialmente desenvolvidos para oferecer suporte à reabilitação física, fisioterapia e atividades físicas. Seu diferencial está na facilidade de ajustes para o usuário, design moderno e estrutura robusta, garantindo resultados altamente satisfatórios.

EXTENSORA

LEG PRESS 45º

VOADOR PEITORAL/DORSAL

MÁQUINA SUPINO R/I E DESENVOLVIMENTO

Rua Bernardino José de Oliveira, 1113. Blumenau/SC

47 3334.1003 . www.trgfitness.com.br

www.revistaendorfina.com.br

43


capa

O Brasil possui muitos homens skatistas importantes no cenário mundial, muitas referências no esporte para os mais jovens. Bufoni fala sobre a dificuldade na formação de novas meninas atletas no país.

“A visão de o skate ser um esporte masculino atrapalha demais na formação novos talentos do skate feminino. Um dos meus objetivos é tentar mudar isso e ajudar a transformar esse cenário, divulgando que essa também é uma modalidade que pode e deve ser praticada por mulheres. Eu quero mostrar que as mulheres podem andar de skate e ter uma vida normal, sem esse tipo de preconceito contra o esporte”.

4 vezes campeã mundial de Skate Street Feminino 3 medalhas de ouro no X-Games em 2013: Real Women e Skate Street (Los Angeles e Foz do Iguaçu) 3º lugar no Ranking Feminino Mundial em 2008 1º lugar no Maloof Money Cup em 2009 1º lugar no Supergirl Pro-Am Jam 2º lugar no X-Games (2010) 3º lugar no X-Games (2011) 2º lugar X-Games em (2012) 1º lugar no World Cup of Skateboarding 2012

[ Ano5 | Número31 ] 2014

Para finalizar, a jovem atleta deixa seu recado às meninas brasileiras que têm o sonho de ser tornar skatista e ter sucesso no esporte. “As mulheres precisam acreditar e devem correr atrás dos seus sonhos”.

Destaques na carreira:

www.revistaendorfina.com.br


[ Ano5 | NĂşmero31 ] 2014

46

www.revistaendorfina.com.br


ASES DA CORRIDA

O [ Ano5 | Número31 ] 2014

tênis é o principal equipamento para a prática da corrida de rua e a tecnologia empregada nos modelos não para de evoluir, e tudo isso com um único objetivo: correr mais rápido e mais longe. Hoje temos duas tendências de tênis no mercado, os com alto amortecimento e os minimalistas (simulam a sensação de correr descalço). Mas qual é o passo certo em direção à compra do tênis ideal? Esta é a principal pergunta que os corredores se fazem na hora de correr até uma loja. É muito comum que as compras dos tênis sejam estimuladas pela propaganda e pelo visual do tênis, são poucos os corredores que buscam a funcionalidade antes de qualquer outra característica. O tênis tem duas funções especificas,

48

www.revistaendorfina.com.br


O AMIGO PARA TODA

Conheça as características de cada calçado e faça a sua escolha Por: Alexandre Machado

sendo elas: 1º - proteger o aparelho locomotor (controle da sobrecarga e estabilização da articulação) e 2º - otimizar o rendimento (retorno de energia acumulada e diminuir o gasto energético). A cada passada, e com o aumento da velocidade, as forças de impacto aumentam de 2 a 3 vezes o peso corporal, gerando fadiga precoce e perda da técnica do movimento. Com a perda da técnica perde-se a capacidade de estabilização das articulações, gerando uma onda de choque de baixo para cima, o que pode ocasionar as lesões por sobrecarga. Os tênis de corrida chegam a reduzir aproximadamente 40% das ondas de choque, quando comparadas ao caminhar com os pés descalços. Os solados mais macios proporcionam maior amortecimento, embora também proporcio-

A cada passada, e com o aumento da velocidade, as forças de impacto aumentam de 2 a 3 vezes o peso corporal, gerando fadiga precoce

Então qual seria o melhor tênis: com mais ou com menos amortecimento? A escolha do tênis correto depende de uma série de fatores que levam em consideração: nível de condicionamento, frequência de treino, peso corporal, tipo de pisada e tipo de prova. A dica é: primeiro conheça a sua necessidade para a corrida e, entre os modelos que atendem a essa necessidade, quais são os mais confortáveis, e por último, qual deles cabe no seu bolso. Boas compras e bom treino!

Categorias dos tênis de corrida nem maior instabilidade, o que pode gerar uma fadiga precoce e/ou uma lesão em indivíduos que não dominam a técnica da corrida.

www.revistaendorfina.com.br

Estabilidade: Oferece boa combinação de amortecimento, suporte e durabilidade. Você deve preferir este tipo de tênis caso: seja um corredor com

49


ASES DA CORRIDA

do pé gerando uma sobrecarga maior nas articulações. Corrida com tênis minimalista (drop abaixo de 4 mm): A pisada é mais natural, e o pé praticamente toca o solo por

[ Ano5 | Número31 ] 2014

peso médio que não tenha problemas severos de controle de movimento do pé e quer um tênis com um algum suporte e boa durabilidade. Minha indicação o PUMA 500. Amortecimento: Drop alto, maior amortecimento e menor suporte. Usualmente são construídos com solado curvo ou semi-curvo para estimular o movimento do pé. Você deve preferir este tipo de tênis para treinos longos. Minha indicação o PUMA 600. Performance: Leve, drop baixo é indicado para competições ou treinos de tiro ou ritmo e com excelente estabilidade. Você deve ter um tênis deste tipo se: for um corredor experiente e quiser uma resposta rápida da passada. Minha indicação o PUMA 100R. Corrida com tênis de alto amortecimento (drop acima de 10 mm): O calcanhar toca o solo antes da planta

50

www.revistaendorfina.com.br

completo e com isso a sobrecarga é distribuída sem gerar lesões. * DROP – É a diferença milímetros (mm) entre a altura da sola do tênis entre o calcanhar e parte frontal do pé.


Não contém Glúten; Fornece 420mg de cafeína; Não substitui uma alimentação equilibrada; Isento de registro.

DAY FORMULA Caffeine Time Release + Curcubita pepo L.

NIGHT SYSTEM Chromo + Citrus aurantium

Venda Online:

Maiores informações www.midwaylabs.com.br • facebook.com/midwaylabs


Espaço gestão

Academia de

Resultados

[ Ano5 | Número31 ] 2014

E

52

stamos acostumados com a expressão acima, principalmente no contexto de resultados para o cliente ou aluno, mas hoje quero falar de outro resultado, o do proprietário, do investidor ou do empreendedor. Qual é o resultado que um empreendedor ou investidor deve esperar de sua academia? Quais os parâmetros que mostram se você está tendo um resultado fantástico, medíocre ou negativo? A academia é um mercado relativamente recente, sendo que, em mercados novos, é comum não ter parâmetros de referência para o empreendedor comparar quais são os resultados ideais para o índice de ocupação, margem bruta, ticket médio por cliente, taxa de conversão de visitantes em matrículas etc. Obviamente, o gestor acompanha de diversas formas o fluxo de caixa, tanto o que sobra ou o que falta. Esse é um parâmetro válido, em que é aconselhável que seja anual, mas não pode ser o único. Por isso, abaixo abordo três parâmetros relevantes para que todo gestor de academia mantenha sobre controle. O primeiro é a taxa de conversão, calculada pela divisão entre o número de visitas espontâneas recebidas e sua conversão em vendas (matrículas). Pode-se sofisticar este parâmetro classificando as visitas entre as espontâneas, clientes inativos há mais de três meses e qualquer outra que seja relevante, para tomada de

decisões sobre comunicação e abordagem (vendas). Este parâmetro é importante para verificar se existem oportunidades de crescimento de vendas não aproveitadas. O segundo é o ticket médio anual por cliente, e existem várias maneiras de calculá-lo, mas a forma mais simples é somar todas as matriculas realizadas nos 12 meses anteriores, mais o número de clientes ativos no primeiro mês, do período medido (sempre um ano) e, logo após, dividir o faturamento bruto anual pelo número encontrado. Este parâmetro, apesar de grosseiro, permite avaliar o valor médio da receita bruta de cada cliente e permite tomar decisões de investimento por cliente. O terceiro é o índice de desperdício, que é encontrado dividindo a capacidade total de clientes pela utilização média de sua academia. Este último da uma boa ideia do potencial de crescimento que o seu negócio pode atingir, comparado com o rendimento real.

As referências de parâmetros para academias sem estrutura comercial são: Taxa de conversão: 40% ou menos. Ticket médio anual: Valor igual ou menor que 4,5 mensalidades. Índice de Desperdício: Igual ou maior que 40% Já a referência das academias com estrutura comercial profissional têm parâmetros totalmente diferentes, como mostrados abaixo: Taxa de conversão: 65% Ticket médio anual: Valor igual ou maior que nove mensalidades. Índice de Desperdício: Menor que 25% (parâmetros médios entre agosto de 2010 e julho de 2013, em 73 academias, na cidade de São Paulo). Se seus números estão mais próximos do primeiro grupo de academias, não se desespere, o primeiro passo para qualquer melhoria é saber onde você está e onde pode chegar. Até a próxima!

LUIS PERDOMO Administrador, palestrante e especialista em Gestão de Empresas, Gestão Estratégica e Marketing. Formação em Administração, Marketing e Engenharia. Master Practitioner em PNL (Programação Neurolinguística) e Coaching, certificado pela International Coaching Community. Criador do Acade, modelo de Gestão para Academias.

www.revistaendorfina.com.br


Espaço treino

Praticantes de corrida de rua e os cuidados com a postura

[ Ano5 | Número31 ] 2014

A

54

corrida de rua é considerada uma das modalidades mais antigas, de baixo custo e que mais cresce no mundo, por ser um exercício democrático, pois pode ser praticado em qualquer lugar. Assim, a corrida de rua torna-se uma excelente estratégia para a prevenção e controle de doenças crônico-degenerativas (hipertensão, diabetes, depressão, problemas cardíacos, etc.). Dentro do campo da biomecânica, ela é classificada como uma postura dinâmica, pelo fato de exigir ações constantes de ossos, músculos, articulações, tendões e ligamentos, na qual diversos sistemas estão atuando e buscando se coordenar no momento da corrida: cardiorrespiratório, osteomuscular, digestivo e etc. Se pararmos para pensar, é extremamente necessário que seus praticantes tenham uma boa postura para que estes sistemas, no momento de sua execução, estejam em pleno funcionamento e permitam executar com qualidade as solicitações (velocidade, respiração, coordenação motora e força muscular), o que irá trazer economia de esforço físico, redução da tensão e fadiga muscular, minimizando os problemas musculoesqueléticos. Mas como podemos classificar esta boa postura? Aqui vão algumas orientações que a meu ver são essenciais para o desenvolvimento de sua prática:

a corrida de rua tornase uma excelente estratégia para à prevenção e controle doenças crônicodegenerativas (hipertensão, diabetes, depressão, problemas cardíacos, etc.) • Cabeça – olhar a frente para o horizonte com o pescoço estendido, conforme o plano de Frankfurt, procurando flexioná-la para os lados (direito e esquerdo) quando necessários, devido aos percursos que possuem curva, pois é ela quem dá direção; • Coluna – procurar mantê-la o mais estendida possível com uma pequena inclinação à frente, o que favorece no deslocamento, facilitando assim as respirações (diafragmática e abdominal) e na movimentação da articulação dos ombros e braços; • Braços – utilizar movimentos suaves, descontraídos e coordenados procurando movimentá-los lateralmente em relação ao tronco, buscando trazer os polegares em direção ao tórax, ficando com a palma da mão voltada para dentro;

www.revistaendorfina.com.br

• Quadril – descontraídos para facilitar o deslocamento, assim como, bom funcionamento da articulação coxo-femural; • Joelhos – sempre elevados procurando formar um ângulo entre 30 a 45 graus para ter melhor deslocamento e propulsão no momento da corrida; • Pés – dar passadas firmes e de rápido contato com o solo, afim de maior deslocamento e propulsão, o que minimiza o trabalho da articulação do tornozelo e dá qualidade ao movimento humano. E lembrem-se, outro fator importante para se ter sucesso efetivo na prática da corrida de rua é levar em consideração, a idade, pois ela interfere e muito no rendimento físico de cada praticante.

Josenei Braga dos Santos Mestre em Ergonomia – UFSC Profissional de Educação Física – FURB Coordenador da Rede de Estudo da Postura Humana – REPH


IMAGEM: iStock.

TUDO QUE VOCÊ PRECISA EM UM SÓ LUGAR

0800 095 6991 www.acessoriofitness.com.br

Preço especial para revenda, consulte! (24) 3355-8168


brasnutri

UM NOVO CENÁRIO PARA O MERCADO DE

SUPLEMENTOS

[ Ano5 | Número31 ] 2014

C

56

onsciente de que toda e qualquer mudança se faz através de uma iniciativa, e que ações efetivas representam um importante passo na construção de um novo contexto, a Associação Brasileira dos Fabricantes de Suplementos Nutricionais e Alimentos para Fins Especiais, reúne pessoas comprometidas com os mesmos objetivos, o de atuar na mobilização e no desenvolvimento de ações em favor da ampliação do mercado nacional, a formalização das relações comerciais e o respeito a um ambiente sadio entre os produtos e as empresas. Para contribuir com o enfretamento de desafios, como a dificuldade no acesso a informações e ou até mesmo a burocracia, a Associação encontra, através de suas comissões e parcerias, meios de viabilizar a criação e concretização de novos projetos que são indispensáveis para o desenvolvimento desta sociedade. Segundo o presidente, Synésio Costa, o cenário nacional se encontra em plena expansão. “Com o avanço de estrutura e organização do setor de suplementos, temos a oportunidade de juntos, aumentar a participação das nossas empresas, com o objetivo de crescimento de nossa sociedade e da valorização de nossa categoria. Hoje, se requer de todos nós coragem e inovação, para que possamos continuar impulsionando cada vez mais nossa indústria e comércio, com responsabilidade, credibilidade e respeito”, declara. “O Brasil apresenta inúmeros projetos

“Com o avanço de estrutura e organização do setor de suplementos, temos a oportunidade de juntos, aumentar a participação das nossas empresas de naturezas diversas que puderam se desenvolver graças à ativa participação de associações dedicadas a estes fins. O compromisso de gestão da Brasnutri é de ter uma atenção e cuidado especial para o setor de suplementos, com um trabalho sério, que envolve a união do segmento, com o intuito de assegurar a viabilidade de nossas empresas e lutar pela uniformidade de sistemas e metodologias de qualificação perante as au-

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS FABRICANTES DE SUPLEMENTOS NUTRICIONAIS E ALIMENTOS PARA FINS ESPECIAIS

CMYK

Pantone

C 88 C4

M39 M29

Y97 Y89

K36 K0

7409 C 357 C

www.revistaendorfina.com.br

toridades e sobre tudo o que se refere a nossa atividade empresarial”, afirma o presidente. Outro desafio é o de acompanhar, nos últimos anos, o crescimento do setor no que diz respeito a fabricação de produtos de qualidade, eficazes, seguros, competitivos e reconhecidos no mercado nacional. Com esta finalidade, a Brasnutri coordena diversos trabalhos para que o segmento tenha propostas e diretrizes que deem suporte às questões governamentais relacionadas à metrologia e à vigilância sanitária. Um dos trabalhos, em andamento e já apresentado ao Senado Federal, é o primeiro projeto de lei do país sobre os suplementos alimentares e nutricionais, que tem como foco permitir a fabricação de produtos, como uma demanda crescente do mercado consumidor, aproximando a regulação nacional da regulação adotada em outros países, permitindo a comercialização legal de produtos seguros, a inovação na indústria e a proteção dos consumidores e, ao mesmo tempo, respeitando as peculiaridades nacionais.

Brasnutri Fundada em 2012, a Brasnutri contribui para o interesse comum das indústrias nacionais em impulsionar o crescimento da sociedade, a valorização da categoria e a comercialização dos produtos.


ABRAPEFE

PELA VALORIZAÇÃO DO PROFISSIONAL DE

EDUCAÇÃO FÍSICA

[ Ano5 | Número31 ] 2014

P

58

assada toda a euforia com a Copa do Mundo, o que mais ouvimos falar é que enfim o país vai funcionar ou que o ano terá seu início agora. Mas esta realidade é bem diferente para o profissional de Educação Física. Pode-se afirmar que esta é uma das poucas profissões onde a demanda de trabalho existe durante todo o ano e, praticamente 24h por dia. E, em um mercado tão competitivo, o profissional de Educação Física deve estar sempre atento a uma constante atualização profissional e aos avanços do mercado de trabalho, tarefa que na prática não é nada fácil. No sentido de auxiliar estes profissionais e qualificar ainda mais o mercado de trabalho, desde 2010 um grupo de profissionais do desporto teve a iniciativa de formar uma instituição, sem fins lucrativos de direito privado, com o objetivo de valorizar o profissional de Educação Física e Esporte. Tal instituição é a Abrapefe – Associação Brasileira dos Profissionais de Educação Física e Esporte. Sediada em São Paulo, a Abrapefe tem como missão integrar, influenciar, desenvolver e aperfeiçoar os profissionais de educação física e esportes, oferecendo a estes o apoio e os subsídios relevantes aos que desejam se desenvolver na profissão. Para tanto, a Abrapefe disponibiliza ao mercado e aos seus associados diferentes benefícios. Entre eles, alguns listados abaixo:

Sediada em São Paulo, a Abrapefe tem como missão integrar, influenciar, desenvolver e aperfeiçoar os profissionais de educação física e esportes

RHi – Programa de orientação, colocação e recolocação profissional, criação de uma rede de conectividade entre profissionais, estudantes e empregadores, qualificando os profissionais através de cursos online, atualizações sobre as novas tendências do mercado e estudos de pisos salariais no país, facilitando desta forma o ingresso destes profissionais no mercado e criando um rede de segurança nas contratações aos empregadores; Chancela Abrapefe – uma forma de garantir um padrão de qualidade aos serviços profissionais prestados à sociedade, através da chancela de cursos de extensão e capacitação em todo o país; Programa Nacional de Qualidade

www.revistaendorfina.com.br

(PNQ) – uma forma que a Abrapefe criou para avaliar a qualidade e credenciar empresas que oferecem programas de condicionamento físico, valorizando a utilização de metodologias de treinamento com bases científicas. Além destes programas, a Abrapefe também disponibiliza aos seus associados a vantagem de se filiarem ao Clube +, um clube de benefícios que reúne descontos especiais em editoras, programas de treinamentos exclusivos, cursos, acadêmicas, equipamentos e vestuário. Descubra mais sobre os benefícios e valorização do profissional de Educação Física em www.abrapefe.org.br.

Associação Brasileira de Profissionais de Educação Física e Esportes – Abrapefe Foi fundada em 2010 em São Paulo e é uma organização sem fins lucrativos de direto privado e tem como objetivo que os profissionais de educação física sejam reconhecidos e valorizados pela sociedade e que nossa profissão seja uma categoria forte e com representatividade no Brasil.


Email: promofitnessrepresentacao@gmail.com | Tel.: (28) 3520-1019/4299 Email: promofitnessrepresentacao@gmail.com | Tel.: (28) 3520-1019/4299 Email: promofitnessrepresentacao@gmail.com | Tel.: (28) 3520-1019/4299


Equipamentos e acessórios

Conheça as

novidades em equipamentos e acessórios do mercado brasileiro A Endorfina teve acesso às novidades lançadas por algumas das principais empresas do mercado fitness do país. Confira! Por Laís Rodrigues

[ Ano5 | Número31 ] 2014

J

60

Fotos - Divulgação

á há algum tempo é sabido que o mercado fitness do Brasil é um dos maiores do mundo. De acordo com uma pesquisa do Instituto Data Popular, em 10 anos o número de academias aumentou 21 vezes. Segundo a Associação Brasileira de Academias (ACAD Brasil), o mercado brasileiro de fitness passou de quatro mil academias em 2000 para mais de 22 mil em 2012. Hoje, o setor atende mais de seis milhões de pessoas, movimentando economicamente US$ 2,3 bilhões. Com esses números, o país fica como segundo colocado de maior mercado mundial de academias, atrás apenas dos Estados Unidos. Colocar o país na segunda posição do mundo em número de academias de ginástica não aconteceu “do nada”. De acordo com a mesma pesquisa, cerca de 7,7 milhões de brasileiros (82%) da classe C acreditam que é importante estar em forma e 4,2 milhões (52%) praticam atividades físicas em uma academia de ginástica. A classe emergente representa mais da metade dos brasileiros que praticam

atividades físicas pelo menos uma vez por semana. O aumento da renda da população e do interesse em cuidar da saúde e do bem-estar físico aquecem o mercado, que envolve também os fabricantes de roupas, equipamentos e serviços, e as empresas brasileiras não medem esforços para acompanhar esse ritmo. A Endorfina foi conferir o que vem por aí, aproveitando que muitos desses lançamentos serão

apresentados nas feiras fitness que acontecem nos próximos meses.

TRG Fitness A TRG Fitness preparou duas novidades que serão lançadas oficialmente na IHRSA deste ano. São equipamentos Premium, destinados aos consumidores com alto grau de exigência e performance, já que aliam designe e tecnologia de

TRG Fitness

www.revistaendorfina.com.br


ponta. São elas: a linha de bicicletas e elíptico cardiovasculares Spirit série 800 que se diferencia pela tecnologia de monitoramento e recursos além da capacidade de utilização acima de 200 kg, e a nova linha Evoque de equipamentos para musculação, que tem como destaque as torres baixas (1,50m), com colunas de peso padrão com revestimento em alumínio anodizado e fechamento em acrílico, além de alguns diferenciais, como o gatilho rápido para ajustes e estofamentos estilizados. As colunas têm espaço para porta garrafas e objetos integrados. O conceito soft de estofamentos aliado aos recursos de regulagem rápida e intuitiva agregam conforto ao usuário.

SUPERTECH A Supertech Fitness lança a linha Mogno, que une tecnologia de ponta e design diferenciado. A estrutura arrojada demostra toda a resistência dos materiais que compõem as esteiras Mirage e Mirage I e as Bicicletas Vertical e Horizontal. A cor dos equipamentos é mais uma inovação, pois traz beleza e um toque “colonial” exclusivo do Mogno, fazendo com que sejam peças que remetem personalidade e estilo a qualquer ambiente. A tecnologia está em todos os detalhes, inclusive no painel touch screen que vem aliado ao baixo consumo de energia.

não deixa o treino cair na rotina. “Como é um programa de treinamento de força e condicionamento geral para alto nível, decidimos investir em equipamentos que forçam a resistência cardiorrespiratória, resistência muscular, força e flexibilidade”, diz Ricardo Moreno, diretor da empresa. O Kit da Slade Fitness é composto por: um par de anilhas (5 Kg), um par de anilhas (10 Kg), um par de anilhas (15 Kg), um par de anilhas (20 Kg), um par de anilhas (25 Kg) e uma barra olímpica 2,20m (20Kg)

KIKO’S

slade fitness SLADE FITNESS Pensando na sensação do momento, que é febre nas academias do Brasil, a Slade Fitness desenvolveu o Kit para treinamento de Crossfit. A maior preocupação, ao escolher o conjunto de materiais, foi seguir a risca o treinamento que trabalha com a mistura de movimentos funcionais - atividades simples do dia a dia, como agachar ou empurrar – a alta intensidade de aulas e a constante mudança das séries, que

supertech

A Kiko’s apresenta alguns lançamentos para quem está mais interessado em fazer exercícios fora da academia, seja em casa ou na rua. São opções de equipamentos e acessórios para fazer exercícios sozinho ou acompanhado, no lugar que mais se sentir disposto à prática esportiva. Academia de Porta Kikos - Com possibilidade de realizar até 200 exercícios e resistência de 90 kg, ela é ideal para quem deseja realizar atividades físicas no conforto da sua casa. Basta instalar em qualquer porta da sua casa e iniciar já o seu desenvolvimento.

kiko’s

www.revistaendorfina.com.br

61


Equipamentos e acessórios

Paraquedas Para Resistência em Corridas - Confeccionado em material resistente, o paraquedas tem o objetivo de treinar a aceleração do atleta, bem como manter a constância da sua velocidade final. Slackline Kiko’s - Similar a uma corda bamba, o Slackilne tornou-se um esporte praticado em todo o mundo. Nele é possível desenvolver o equilíbrio e a concentração, e algumas pessoas até arriscam realizar algumas acrobacias sobre ele. Escada de Treinamento – Leve e resistente, a escada de treinamento proporciona uma gama de atividades e variações de exercícios voltados ao desenvolvimento da agilidade do praticante. Além de auxiliar na correção e precisão das passadas. Corda de Treino de Força Kiko’s - O treinamento com a corda de treino de força é um exercício intensivo, porém é simples e muito eficaz. Possui pegadas para as mãos, proporcionando mais conforto ao usuário.

trutura, facilitando o seu uso e valorizando o conceito visual dos equipamentos. A linha apresenta um conceito visual mais moderno e prático, valorizando muito mais o espaço da sala. Composta por 19 equipamentos com torres de peso medindo 1,45m de altura e carenagens em policarbonato na cor fumê, deixando o ambiente muito mais leve, mas sem perder o toque de robustez dos equipamentos, facilitando a integração na academia. Não se esquecendo de sua principal função, a nova linha R-FIT traz diferenciais em ergonomia, biomecânica e segurança.

[ Ano5 | Número31 ] 2014

RIGHETTO

62

pronado PRONADO Inserida no ramo de equipamentos esportivos aquáticos, tem suas atenções voltadas para o mercado da natação competitiva e academias. Seus produtos estão voltados para praticantes de natação, alunos de academias, cursos de natação e academias de hidroginástica, sócios de clubes esportivos, pacientes de terapias e fisioterapias aquáticas, atletas, técnicos, instrutores e profissionais de educação física.

kurtyr

RIGHETTO A Righetto apresenta a linha R-FIT, criada para atender as necessidades atuais de uma sala de musculação, propicia à academia um diferencial de conforto e exclusividade. Todos os equipamentos da linha R-FIT têm em sua concepção porta objeto, porta garrafa e porta ficha. Esses itens estão discretamente inseridos em sua es-

sistência, pode ajustar peso para trabalho Colete funcional - para tração/corrida, trabalha força e resistência, em várias posições. Corda funcional - corda para trabalho funcional, desenvolve força, resistência isométrica em treinamento específico.

KURTYR A empresa é especializada em produtos para pessoas que buscam exercitar-se no conforto de sua residência, apresentando uma grande linha de acessórios para ginástica. As novidades apresentadas para a Endorfina são: Sand bag - bolsa com várias alças para treinamento de peso, trabalha força e re-

www.revistaendorfina.com.br

fisiomaq


FISIOMAQ A novidade da empresa é o lançamento de uma linha com dimensões reduzidas, com a mesma biomecânica das outras já premiadas linhas da empresa. Ou seja, maior eficiência em se tratando de organizar layout na academia. A empresa também promete, além do diferencial do pouco espaço utilizado, ter a melhor relação custo benefício do mercado chegando a custar 1/3 das demais linhas da empresa.

MOVEMENT A Movement, anuncia o lançamento da linha RT de seus produtos na versão Black. Voltada ao trabalho cardiovascular, a linha passou por uma reestilização e ganhou estilo mais moderno e esportivo. As mudanças foram adaptadas após estudo de posicionamento da marca, que identificou a preferência do público por treinar com equipamentos rústicos

como pneus ou caixas de madeira. Destaque para a durabilidade e coloração mais porosa, em um contexto “navy” que remete às tendências militares e rústicas. Com recursos mais modernos, a linha RT oferece novas soluções para mais de 10 diferentes tipos de treinamento com comandos de fácil acesso. O módulo em LDC é interativo e de fácil visualização, e a questão da segurança ganhou mais um reforço: além da chave de segurança e do botão de emergência, as esteiras possuem o Shock Absorber Control – SAC como opcional. Trata-se de um sistema de controle de impacto que permite alinhar o treino com o nível de absorção de impacto ideal para o peso. Outro opcional é o módulo touch screen de 10” widescreen. O moderno sistema permite ter acesso a uma série de treinamentos por meio de um simples toque. As bicicletas são mais silenciosas, graças ao sistema de carga eletromagnético,

www.revistaendorfina.com.br

movement tem assento em ergogel, tecnologia que permite ampliar o tempo de exercício e minimizar impactos. A linha conta ainda com suporte para o antebraço que possibilita diferentes posições de pedalada. Os novos modelos têm display multifuncional em LCD com backlight que oferece monitoramento completo do exercício, inclusive dos batimentos cardíacos.

63


[ Ano5 | NĂşmero31 ] 2014

64

www.revistaendorfina.com.br


Righetto Fitness Equipment A evolução em aparelhos para condicionamento físico.

[ Ano5 | Número31 ] 2014

Beleza, Design Ergonômico e alta performance. Pequenos detalhes, grande diferença.

66

www.revistaendorfina.com.br


Superando expectativas: Bem estar para seu aluno, segurança para você.

i

F I T N E SS E Q U I P M E N T

Fábrica: Rua Itacuruçá, 568 • Jd. Aeroporto • Campinas/SP • 13056-094 • Fone: 19 3766-7600 • www.righetto.com.br www.revistaendorfina.com.br

67


[ Ano5 | NĂşmero31 ] 2014

68

www.revistaendorfina.com.br


[ Ano5 | NĂşmero31 ] 2014

70

www.revistaendorfina.com.br


[ Ano5 | NĂşmero31 ] 2014

72

www.revistaendorfina.com.br


[ Ano5 | NĂşmero31 ] 2014

74

www.revistaendorfina.com.br


crossfit

D

ros boxes”, afirmou. Indio explicou que, a princípio, a ideia era trazer para o país equipamentos oficias de levantamento de peso, inexistentes até então. “A proposta de começar a montar esses boxes veio a partir de conversas e reuniões entre amigos e colegas de profissão formados no curso

[ Ano5 | Número31 ] 2014

esenvolvido pelo ginasta norte-americano Greg Glassman na década de 1970, o Crossfit faz um mix com técnicas de treinamento eficientes de várias práticas esportivas. O mercado fitness brasileiro está em dia com a tendência e junto com os Estados Unidos e Canadá, é um dos países onde o Crossfit mais tem ganhado adeptos: atualmente, cerca de 100 espaços credenciados estão a pleno vapor no país, reunindo milhares de alunos semanalmente. O diretor da Fortify Equipamentos e graduado em Esporte pela USP, Everson Indio, foi um dos que viu a expansão do mercado de Crossfit no país. Há sete anos, ele auxiliou seu colega Joel Friedman na criação do primeiro boxe brasileiro de Crossfit, com sua empresa, e daí nasceu a CrossFit Brasil. “Posso dizer que somos pioneiros no Crossfit, por termos sido responsáveis por equipar os primei-

76

www.revistaendorfina.com.br

de bacharelado em Esporte da Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo (EEFEUSP). Nessa época, em 2006, eles não existiam no mercado brasileiro. CrossFit e Fortify começaram pequenos e crescem juntos”. Porém, de 2007 para cá, ele revela que o mercado mudou muito. “O


Por Silvana Chaves

Fotos - Divulgação

A ascensão do

Crossfit no mercado fitness brasileiro

Inspirado em treinamentos preparatórios do exército norte-americano e de grupos de operações táticas, a prática se consolidou como a nova aposta das academias tupiniquins.

Crossfit foi bastante criticado em seu início, mas no decorrer deste tempo se consolidou, e vem mostrando resultados. Depois de trabalhar nos bastidores do Crossfit desde 2007 somente agora entro como protagonista no cenário com a abertura do meu boxe, a Rústica Crossfit, no Morumbi.”

“A procura é gradativa. Quando nós lançamos os produtos para Crossfit sabíamos que era um esporte desconhecido por aqui, praticado por um público seleto”

www.revistaendorfina.com.br

Expansão e praticantes O crescimento do Crossfit no Brasil tem sido visto a olhos vistos pelo proprietário da Fortify: “Comemoramos seis anos de vida com mais de 100 toneladas de equipamentos vendidos. Estamos em mais de 80 centros de treinamentos de alto nível de Crossfit no país”. Para Ricardo Moreno, diretor da Slade Fitness, empresa fabricante e importadora de equipamentos de boxes para a modalidade e para outras práticas esportivas, o crescimento da modalidade é a nova tendência. “A procura é gradativa. Quando nós lançamos os produtos para Crossfit sabíamos que era um esporte desconhecido por aqui, praticado por um público seleto. Ultimamente nossos equipamentos têm sido mais procurados por lojistas e pelo consumidor final”. Com relação à expansão do esporte no Brasil, os dois empresários são categóricos em afirmar que o número de praticantes de Crossfit cresce a olhos vistos. “O maior público concentra-se na região metropolitana de São Paulo. Em outras regiões do país eu vejo grande cres-

77


[ Ano5 | Número31 ] 2014

crossfit

78

cimento no sul e nordeste. Apesar disso, além de São Paulo e Rio de Janeiro, o Paraná, Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Bahia, Ceará, Amazonas, Roraima, Mato Grosso do Sul, Goiás, e Santa Catarina têm comprado muitos boxes também”, afirma Indio. “São Paulo e Rio de Janeiro têm sido os que mais inauguram boxes equipados”, contou Moreno. Felipe Okada faz parte do grupo de pessoas que pratica o Crossfit. Ele revela que a nova prática de atividades físicas acabou se tornando um método alternativo de exercícios, já que frequentar a academia na ocasião não estava satisfazendo suas necessidades. “Eu comecei a fazer Crossfit há três anos. Na época em que eu comecei, eu treinava corrida na faculdade, mas pelo meu volume de treino, eu acabei lesionando meu joelho e por causa disso, o médico aconselhou que eu fizesse musculação. Entrei numa academia regular, mas em um mês, estava bem entediado da rotina da academia. Procurei métodos alternativos, e achei algumas definições de treinamento funcional e havia uma academia de Crossfit a cinco minutos da minha

www.revistaendorfina.com.br

“O Crossfit me deixou preparado para fazer qualquer tipo de atividade física, desde uma corrida, nadar, escalar uma montanha” casa. Naquele momento era a primeira e a única academia de Crossfit no Brasil (Crossfit Brasil) e resolvi tentar. Já na primeira semana já sabia que era aquilo que eu procurava” diz ele. Okada afirma que os ganhos proporcionados pelo programa de treinamento não foram apenas físicos. “O Crossfit me deixou preparado para fazer qualquer tipo de atividade física, desde uma corrida, nadar, escalar uma montanha. Além disso, não apenas na parte do treino, ele tem uma filosofia na qual a alimentação e descanso são essenciais a fim de obter um resultado esperado”, ressalta.


Beleza e forรงa: tudo em seu devido lugar.

Ivi Pizzott - DNA Team

Linha

FEME

www.dna.ind.br | 35 3729.2900 www.revistaendorfina.com.br

79


crossfit

Futuro

motora, daí o surgiu o conceito LPI, o levantamento de peso integrado. Em meus cursos já passaram mais de 500 profissionais”. “A tendência é vermos um crescimento exponencial do Crossfit por aqui. Vejo

[ Ano5 | Número31 ] 2014

E como todo esporte que está se tornando popular, o Crossfit também é uma tendência. De acordo com Ricardo Moreno, ela veio para ficar. “Muitos profissionais vêm se aprimorando e adaptando o método ao estilo brasileiro. Por acreditamos que se tornará a menina dos olhos do mercado Fitness e que poderá ganhar muito mais espaço”. Já Everson Indio diz que a procura tem sido grande por parte dos profissionais de Educação Física pelos cursos de certificação, que os habilitam a dar aulas de Crossfit em todo o país. “Sou pioneiro no Brasil em realizar cursos de levantamento de peso com certificado nível um, nível dois e nível três com uso de equipamentos oficiais. Nestes cursos eu abordo sobre o levantamento de peso integrado com o Crossfit, a preparação física esportiva e a reabilitação

80

www.revistaendorfina.com.br

uma grande procura dos profissionais da para fazer o curso nível um da Crossfit e assim, conquistar o credenciamento para abrir o seu boxe. O Crossfit não é um mero modismo, é uma tendência”, finalizou Everson Indio.


www.revistaendorfina.com.br

81


Entrevista

De enche

olhos

Com apenas 17 anos, Rafaela Silva chegou à seleção brasileira e quatro anos mais tarde, se tornaria a primeira mulher a conquistar o título mundial. Por: Vanessa Barcellini

[ Ano5 | Número31 ] 2014

A

82

história do judô mudou quando Rafaela Lopes Silva, de 22 anos, tornou-se a primeira brasileira campeã Mundial de Judô. Nascida dentro da Cidade de Deus, comunidade no Rio de Janeiro/ RJ, ela logo se encantou pelo futebol, porém, seu destino a levaria para outro tipo de esporte: o judô. Seu pai, Luiz Carlos do Rosário Silva, decidiu colocar suas duas filhas, Rafaela e Raquel, no projeto social dirigido pelo ex-técnico da seleção brasileira, Geraldo Bernardes. Alguns anos mais tarde, a escola passou a se chamar Instituto Reação. O talento das irmãs logo foi percebido e assim começaram a treinar. Aos 17 anos, Rafaela, chegava à seleção brasileira como principal atleta. Quatro anos mais tarde, essa dedica-

ção a tornaria campeã mundial brasileira, sendo a primeira mulher a conquistar esse título. Conheça um pouco da história da judoca mais conhecida do país. Revista Endorfina: Como começou a sua história com o judô? Rafaela Silva: Em 2008, quando ganhei o brasileiro júnior. Na época, a menina que tinha ganhado a seletiva rompeu o ligamento do joelho e quem ganhasse o brasileiro no leve, estaria automaticamente classificado para o Mundial júnior. E eu consegui ganhar. Fui para o Mundial e pensei em fazer o que eu realmente sabia, e não tinha pressão nenhuma, pois como não era minha classe, eu não tinha obrigação de ganhar. Acho que esse pensamento me ajudou a ser

www.revistaendorfina.com.br

campeã mundial. Depois disso comecei a levar mais a sério. Logo que voltei para o Brasil, já tinha a seletiva para seleção principal, consegui a vaga. Aí as coisas começaram a ficar sérias. Fiquei encantada com o judô e decidi que era o que eu queria para a minha vida. Comecei a praticar o esporte em 2000, no Judô Comunitário Geraldo Bernardes Body Planet, uma academia que cedia o espaço para gente treinar, ficava bem próximo da minha casa, em um dos acessos à Cidade de Deus. Revista Endorfina: Como funciona o Instituto Reação? Rafaela Silva: Em 2003, o Flávio Canto se juntou com o Geraldo. Hoje são cinco polos do Reação, acho isso muito bom.


Foto - Marcio Rodrigues/MPIX

er

s

www.revistaendorfina.com.br

83


Entrevista

Foto - Leandra Benjamim/MPIX

Revista Endorfina: Como você definiria Geraldo Bernardes na sua vida? Rafaela Silva: Foi uma pessoa fundamental na minha vida. Comecei com o judô em um projeto social idealizado por ele. Nunca pensei que eu fosse sair do meu estado, imagina do meu país. Graças a Deus e a pessoas maravilhosas como o Geraldo, consegui realizar todos os sonhos. Ele sempre me falava, “não se preocupe que eu vou pagar do meu dinheiro para você viajar”. E ele realmente pagava. Se não fosse ele, não sei como iria seguir com o judô. Revista Endorfina: Você comentou do Flávio Canto, ele sempre se emociona com as suas lutas. O que ele significa para você? Rafaela Silva: É muito bom ter pessoas como ele e o Geraldo por perto. Saber que um ex-atleta é medalhista olímpico e se emociona com uma luta minha, uma jovem que está chegando agora, é muito bom. Revista Endorfina: Em relação ao Mundial, como foi entrar para lutar a final? Rafaela Silva: Quando eu estava esperando pra entrar, percebi que minha adversária fazia as mesmas coisas que eu. Se eu ficava parada, ela parava, se eu me mexia para aquecer, ela também se me-

xia. Senti que ela estava um pouco preocupada, principalmente com o Maracanãzinho lotado. Quando anunciaram os nomes, ela entrou e ninguém falou nada, quando eu entrei, todo mundo gritou, levantou e percebi que ela sentiu a pressão da torcida e recuou antes de entrar no tatame. A torcida foi fundamental. Já sabia como lutar com a adversária, tinha certeza que ela ia querer segurar nas minhas duas mãos e bater ashi, quando eu abrisse e tentasse tirar a pegada, ela ia se jogar na minha frente para ser punida. Então deixei que segurasse minha mão e segurei em cima, esperei ela bater de ashi e entrei o quadril. Ela botou a perna na frente e foi a hora que eu consegui entrar com o golpe.

Revista Endorfina: Qual é sua técnica preferida? Rafaela Silva: Uchi-mata Revista Endorfina: A equipe feminina fez bonito nesse Mundial. O que acha disso? Rafaela Silva: Acho que é uma união. Entrei na equipe um ano depois das Olímpiadas de Pequim, houve muita renovação e fomos conquistando esse espírito de equipe. Antes disso, nós chegávamos no campeonato Pan-Americano, por exemplo, e as cubanas debochavam da gente, pois nunca ganhávamos dela. Agora temos na equipe, várias campeãs pan-americanas, campeã mundial, campeã olímpica. O pessoal já olha a equipe feminina diferente e a gente tenta sempre se manter unida.

[ Ano5 | Número31 ] 2014

Revista Endorfina: Você acredita ser uma motivação para quem quer começar a treinar? Rafaela Silva: Sim. Quando lutei no Rio, senti uma energia positiva, imagina quem estava de fora, assistindo.

84

Revista Endorfina: E qual a motivação em especial para as crianças que estão chegando no Instituto Reação? Rafaela Silva: O Geraldo sempre fala que, se as pessoas treinam no mesmo tatame, tem as mesmas horas Foto - Marcelo Regua/MPIX

www.revistaendorfina.com.br


Entrevista Foto - Marcio Rodrigues/MPIX

res foram me animando.

de treino e o mesmo professor, de onde saiu um, podem sair mais. O pessoal me chama mais para treinar, tira dúvidas, e eu estou sempre disposta a ajudar. Minha irmã também é da seleção e ajuda, além da Jéssica Pereira, vice-campeã mundial júnior, e o Matheus Garcia, que foi vice-campeão mundial juvenil em 2009. Acho que estão saindo grandes atletas do Instituto Reação.

amigos, mas não tinha mais vontade de treinar. Minhas amigas ficavam brincando comigo dizendo pra colocar o quimono que elas iam me bater. Isso acabou me animando de novo. Quando eu perco alguma competição, minha mãe faz minha comida preferida. Meus amigos e familia-

[ Ano5 | Número31 ] 2014

Revista Endorfina: No Mundial, você teve que superar alguns momentos difíceis para chegar ao título, especialmente a eliminação em Londres. O que pensou em relação a isso? Rafaela Silva: Logo depois das Olímpiadas, pensei em parar o judô. Cheguei na Vila e falei que não queria mais. Quase fui medalhista, era meu sonho, mas não consegui. Eu não tinha mais vontade de pisar no tatame, nem treinar. Eu ia para academia para ver os

Revista Endorfina: Teve algum outro momento difícil na sua vida? Rafaela Silva: Foi quando meu professor de jiu-jitsu, Sylvestre Neto, também piloto de helicóptero, morreu. Ele me incentivava muito. Sempre conversava com o meu pai e dizia que era pra puxar o meu pé, que eu tinha talento e não podia desperdiçar.

86

www.revistaendorfina.com.br

Revista Endorfina: Você está cursando psicologia, certo? O que está achando? Rafaela Silva: Optei pela psicologia porque quero fazer algo relacionado ao esporte. Pretendo ajudar os atletas, assim como me ajudaram a realizar o sonho de ser campeã mundial. Sei que cabeça é muito importante. O melhor da faculdade é conhecer pessoas novas, que não são do judô.


Chegaram as barras TRIO NUTS. Pedaços INTEIROS de Nozes, Castanhas, Amendoim e Amêndoas.

O intervalo mais gostoso do seu dia. 87


brasil olímpico

Rugby

Sevens estreia nos palcos olímpicos em 2016 Por: Vanessa Dini

Com vaga garantida, nossos atletas treinam forte em busca de medalhas Fotos - João Neto/Fotojump-CBRu

[ Ano5 | Número31 ] 2014

E 88

m 2016, será a primeira vez que o Rugby Sevens participará de uma Olimpíada. O esporte foi escolhido para entrar no programa em 2009, pelo Comitê Olímpico Internacional. Antes disso, o Rugby XV esteve presente em quatro dos sete primeiros Jogos Olímpicos: Paris – 1900 (ouro para a França), Londres – 1908 (ouro para a Australásia – equipe formada por jogadores da Austrália, Nova Zelândia, Nova Guiné e ilhas menores da Indonésia), Antuérpia – 1920 e Paris

-1924, onde os Estados Unidos conquistaram medalhas de ouro consecutivas. Diferente do Rugby XV, que conta com 15 jogadores e dois tempos de 40 minutos, o Rugby Sevens tem equipes de 7 jogadores e dois tempos de 7 minutos. O campo é retangular gramado, com dois postes e um travessão em formato “H”. O objetivo do jogo é levar a bola até a linha de gol do adversário, com passes feitos com as mãos para companheiros que se encontram atrás da linha da bola. Quando o jogador

www.revistaendorfina.com.br

apoia a bola no solo após a linha de gol acontece um “try” – principal forma de pontuação, com valor 5. Tanto a seleção brasileira masculina quanto a feminina conquistaram a vaga para a Olímpiada por serem do País sede. A confirmação veio após anúncio da IRB Sevens World (Federação Internacional de Rugby de Sete) e do COI, no dia 6 de fevereiro deste ano. Ambas as seleções estão participando de um programa de centralização com treinamentos diários, em busca de bons resultados no Jogos do Rio-2016.


Por Vanessa Dini

www.revistaendorfina.com.br

89


brasil olímpico

Panorama masculino

“Passamos a existir entre as modalidades esportivas reconhecidas no Brasil. A procura por informações sobre o Rugby aumentou, a Confederação Brasileira se organizou profissionalmente e os investidores começaram a acreditar e incentivar o esporte. Hoje a CBRu oferece boa estrutura para as suas seleções. Esta não é a mesma realidade dos clubes, que ainda penam um pouco para se estruturarem, principalmente por falta de recursos fi-

[ Ano5 | Número31 ] 2014

Fernando Henrique Jungers Portugal é capitão da seleção brasileira masculina de Rugby Sevens desde 2007. Com 33 anos de idade e muita experiência na bagagem, ele falou sobre seu esporte, as mudanças pelas quais ele passa no País e suas expectativas para a Olimpíada de 2016. “Jogo na seleção de Sevens desde 1999. No início, éramos uns sonhadores com pouca possibilidade de resultados. Pagávamos nossos próprios gastos para jogar na seleção. Mas depois da inclusão da modalidade nos Jogos Olímpicos, tudo vem mudando muito. Temos melhor estrutura em todos os sentidos, desde os uniformes até o corpo técnico, com psicólogas, nutricionistas, fisioterapeutas, médicos, preparadores físicos e treinadores extremamente qualificados”, conta Fernando. Fernando jogou na Itália durante duas temporadas, entre 2005 e 2007, desiludido com a condição precária de seu esporte no país. Hoje, no bem estruturado São José, equipe do interior de São Paulo, ele vê com bons olhos a evolução, ainda que a passos lentos, da modalidade.

90

www.revistaendorfina.com.br

nanceiros e espaços físicos para a prática. Em São José vivemos um luxo, que não é facilmente encontrado nos demais clubes. Temos incentivo da Prefeitura e de empresas locais, além de possuirmos boa estrutura física com campos de treinos e jogos”, acrescenta o atleta. Os jogadores da seleção se encontram todos os dias para treinos físicos, técnicos e táticos, centralizados nas cidades de São José dos Campos e São Paulo. A medida foi tomada por questões de logística, para permitir uma frequência maior de atividades com acompanhamento efetivo dos preparadores físicos, fisioterapeutas e principalmente do novo treinador da seleção, o argentino Andrés Romagnoli. “Apenas este ano soubemos da vaga assegurada para a Olimpíada, o que mudou completamente o cenário. A princípio não estávamos entre as prioridades da Confederação, mas o compromisso de representar o Brasil entre as melhores seleções do mundo e em casa, fez com que recebêssemos mais incentivo. Temos um calendário cheio de competições pelo mundo todo. Jogamos em Roma e vamos passar por Uruguai, Singapura, Austrália e Dubai ainda em 2014. Estas vivências em torneios internacionais eram o que nos faltava para evoluirmos competitivamente”, o capitão explica.


e S u e s

o l i t s eĂŠ viver , m e b

u e s stiloĂŠ

e

tiva stra

eram

ns m

ge ima

illu ente

www.kikos.com.br

VISITE O SITE


brasil olímpico

Mesmo com adversários fortes como Nova Zelândia, Fiji, África do Sul e Reino Unido, Fernando acredita que o Brasil tem condições de competir em alto nível nos Jogos de 2016. “É uma competição muito forte, mas o sistema de jogo dos Sevens permite que equipes com menos tradição possam vencer equipes mais tradicionais no cenário mundial”.

Seleção Feminina

[ Ano5 | Número31 ] 2014

Decacampeã Sul-Americana, sem nunca ter perdido uma partida oficial para rivais da América do Sul, com nível técnico semelhante às equipes da Holanda, Irlanda e EUA, potências do esporte, a seleção feminina de Rugby também treina forte para os Jogos Olímpicos. Edna Santini é uma das principais atletas da equipe. Com apenas 22 anos de idade, 12 dedicados ao esporte, ela já ganhou destaque inclusive no site do Con-

selho Internacional de Rugby, entidade máxima da modalidade. A atleta começou a jogar com os meninos da categoria de base de sua idade, porque o número de meninas era insuficiente para uma equipe. Hoje, no São José, ela se prepara para sua primeira Olimpíada. “O Brasil vem se preparando muito bem, estamos centralizadas em São Paulo e treinamos todos os dias para evoluir em conjunto e chegar bem tanto em 2016 como nos compromissos que antecedem a competição. Espero que o Brasil possa levar suas melhores atletas e que estejamos prontas para fazer bons jogos”, ressalta Edna. Sobre os grandes desafios da competição, Edna não se intimida. “Teremos grandes adversários pela frente, todas as seleções do mundo estão se preparando para 2016 e cada oponente será importante e trará um grande desafio. Temos

92

www.revistaendorfina.com.br

que estar prontas para enfrentar qualquer equipe. O Rugby retorna às Olimpíadas em 2016 e nada melhor que participar dessa volta com a chance de jogar em casa e mostrar para todo o Brasil que existe Rugby no País e que existe uma boa seleção. Será emocionante jogar com a torcida a favor, nos apoiando”.


A MAIOR FEIRA DE NEGÓCIOS DO FITNESS DA AMÉRICA LATINA CHEGA AO SEU 15º ANIVERSÁRIO NA MAIOR EDIÇÃO DA HISTÓRIA 3 dias de evento • Mais de 130 expositores • 20.000 m² de feira • 1,8 mil conferencistas • Cerca de 70 palestras • Mais de 20 mil visitantes • Mais de R$ 100 milhões em negócios gerados •

Entrada franca

28 e 29 de agosto das 12h às 21h 30 de agosto das 12h às 20h Endereço Transamérica Expo Center Av. Dr. Mário Villas Boas Rodrigues, nº 387 Santo Amaro – São Paulo

www.fitnessbrasil.com.br


brasil olímpico Fotos - Portal da Copa e Felipe Atra

Copa Por: Vanessa Barcellini

Obras atrasadas, estádios e aeroportos sem finalizar e manifestações na rua. Apesar de todos os acontecimentos “pré-Copa”, o evento deu um show no País do Futebol.

[ Ano5 | Número31 ] 2014

A

94

votação foi feita. A Copa do Mundo foi no Brasil. E o resultado? Foi um sucesso! Apesar de todas as críticas e da falta de estrutura do país, o evento foi considerado um dos melhores até hoje. Com o jeitinho brasileiro, estádios finalizados em datas limites, aeroportos prontos em cima da hora e muitas manifestações contra a Copa. E aconteceu o que muitos duvidavam, a Copa superou as expectativas. O “pátria amada, salve, salve”, cantado à capela em todos os estádios antes dos jogos do Brasil, vai ficar para sempre marcado na memória. Porém, antes do evento, a discussão era apenas uma: Vai ter Copa? Para o jornalista Felipe Andreoli, quando optaram pelo país do futebol como sede, ele achou um erro. “Sinceramente, seria um caos, mal organizado e estádios superfaturados em lugares sem tradição no futebol, mas no final, a Copa foi um sucesso”. O evento surpreendeu mui-

ta gente. Já para a jornalista Ana Beatriz Paulichenco Tavares, que atuou na Copa como Venue Information Assistant, assim que soube, ficou surpresa. “Não sei se foi por causa desse nosso “complexo de vira-lata”, mas achei que não fosse dar

www.revistaendorfina.com.br


certo e o projeto teria que mudar de país. Também tem a questão da nossa infraestrutura. Muito foi feito nas cidades-sede e roteiros turísticos, mas o restante do território ainda carece e muito de questões voltadas à saúde e vigilância sanitária - questões básicas de sobrevivência, para não entrar no mérito da educação e desenvolvimento social”. Quase um mês antes do aguardado 12 de junho, Ana esteve no estádio Arena São Paulo e tudo ainda estava em construção. Ao invés de ouvir “olé olé”, o som era apenas das furadeiras e caminhões, além dos ambientes de convivência estarem sem piso. “Fomos recomendados a usar tênis esportivos por causa da irregularidade do piso e do barro. Logo após

a abertura, parecia que o Itaquerão tinha entrado nos conformes, mas a sinalização era improvisada e faltavam recursos básicos. Mesmo com tudo isso, a estrutura supriu as necessidades do evento”, diz a jornalista. Como já estava em cima da hora, eles foram obrigados a inaugurar. “Tivemos estádios bacanas e bem bonitos, mas claramente, assim como os aeroportos e outras facilidades, tinha coisa incompleta, como fios aparentes. Isso foi muito comum”, completa Andreoli. Porém, nem tudo são elogios, pois para ele um grande problema foi a construção de estádios em lugares sem tradição no futebol. “Acho um absurdo termos estádios daquela magnitude em Cuiabá, Manaus, Brasília e Natal. Menos sedes, mas em estados

www.revistaendorfina.com.br

95


[ Ano5 | Número31 ] 2014

brasil olímpico

96

com tradição no futebol teriam deixado o mundial ainda melhor”, desabafa. Outro ponto que deve ser levado em consideração e reconhecido como algo fundamental foi o transporte público, muitos criados especialmente para chegar aos jogos. O Expresso da Copa, em São Paulo, foi um dos principais transportes dos torcedores e funcionou muito bem. Todas as cidades se adaptaram da melhor forma possível. Além de tudo isso, os protagonistas da “Copa das Copas” foram os brasileiros. Responsáveis por darem um show de simpatia e hospedagem com os turistas, que também não fizeram feio e entraram no clima de Carnaval fora de época. “O mais impressionante foi a boa vontade dos gringos em se adaptarem e quererem conhecer o Brasil. Ouvi estrangeiro dizendo o quanto gostavam da comida e da cidade”, afirma Ana. Pode-se dizer que os brasileiros conquistaram os estrangeiros. Não teve jeito, a emoção tomou conta de quase todas as pessoas, apaixonadas ou não pelo esporte. Os problemas foram deixados de lado e o patriotismo apareceu durante os 32 dias. A Vila Madalena, bairro localizado na capital paulista, ficou conhecido internacionalmente pelas festas durante os

jogos. O tradicional bairro boêmio foi contagiado pelos brasileiros e estrangeiros que iam atrás de festas e diversão. O bar Central da Vila, localizado em um ponto estratégico, foi um dos locais com maior número de torcedores, entre eles alemães, belgas, colombianos, franceses, mexicanos, argentinos, entre outros. Todas as culturas se encontravam em apenas um local da cidade. Segundo o proprietário do bar, Abílio Tufano, foi um momento fantástico, em um momento muito difícil do País. “Dentro do crono-

www.revistaendorfina.com.br

grama proposto para os dias de jogos, principalmente do Brasil, tudo funcionou muito bem. Mas nesses dias, era necessário algo mais divertido para aumentar o fluxo de pessoas nas ruas”, completa. O bar recebeu aproximadamente 1.500 pessoas por dia, e durante os jogos da seleção brasileira, o movimento aumentava muito mais. Para ele, um dos principais desafios, foi qualificar a equipe para atender em língua inglesa. “Adaptamos o cardápio e elaboramos pratos rápidos, que representavam um pouco da culinária brasileira. Esses pratos precisavam ser servidos de forma ágil, para conseguir atender a todos”, comenta. Ele também aproveita para comentar a postura dos brasileiros nas ruas do bairro. “Souberam receber todos os estrangeiros de forma espetacular. Foram muito solícitos e festeiros”, comenta Tufano. Milhares de jovens frequentavam as ruas, que foram fechadas por telões. A fotógrafa Flávia Borba, esteve presente em quatro jogos do Brasil, na Vila Madalena e diz que o clima era de carnaval. “O esquema era muito legal. Conseguíamos ver os jogos e aproveitar a festa”. E por falar em festa, a FIFA Fan Fest™ foi uma ótima opção para quem queria ver o jogo em clima de diversão. Quem não conseguiu ingresso para assistir aos jogos – missão muito difícil, pois a procura estava muito grande – pode participar. O evento gratuito era uma oportunidade para fãs de futebol e festeiros se aproximarem e conhecerem novas culturas. Aconteceu em 12 cidades e tinha diversas programações. Para Andreoli, o que fez da Copa um sucesso foi o engajamento do país com o evento. Os estádios, lotados em praticamente todos os jogos, deram a dimensão da vontade do público em estar e participar do evento. Enquanto Ana aproveita para completar: “Tirando a derrota da nossa seleção, a Copa sem dúvida, foi um sucesso. Foi a Copa das surpresas e superações. Vai ficar pra história”, completa Ana.


duas rodas Fotos - Team Mogi/Asw/Summ e Divulgação Tour de France

[ Ano5 | Número31 ] 2014

Saiba mais sobre os benefícios do Speed, uma das disciplinas mais antigas do ciclismo

98

T

radição, resistência física, espírito de equipe, táticas, velocidade, lazer. Atributos que envolvem o ciclismo de estrada ou Speed, modalidade integrante do programa olímpico desde 1896 e esporte praticado em vias do mundo inteiro desde o final do século 19. No Brasil, quinto maior consumidor de bicicletas no mundo, a prática invade metrópoles, rodovias e rotas cicloturísticas.

Para especializar-se em ciclismo, Henrique estudou treinamento esportivo na Universidade de Estrasburgo (França) e atuou como co-treinador do Team Remy Meder

www.revistaendorfina.com.br

“O ciclismo se diferencia de outros esportes pela possibilidade de se ter uma frequência e volume semanais maiores. Saúde cardiovascular, maior funcionalidade cardiorrespiratória causada pelo aumento de VO2 (capacidade máxima de consumo de oxigênio pelo corpo humano), controle de peso, baixo risco de problemas articulares por conta de pouco impacto nas articulações e bem-estar em geral são alguns dos benefícios proporcionados por esse esporte”, enumera o treinador Henrique Machert. Ciclista desde os 11 anos, Machert uniu a paixão pelo esporte com o desejo de se profissionalizar na área: “Percebi que existiam muitas lacunas no treina-


Pela

trada

es

Por Juliana Salles

mento dos ciclistas”, relata o treinador. Para especializar-se em ciclismo, Henrique estudou treinamento esportivo na Universidade de Estrasburgo (França) e atuou como co-treinador do Team Remy Meder, equipe de ciclismo de estrada da primeira divisão nacional francesa. Machert voltou ao Brasil em 2012 e criou o Pedal Coaching, sistema de treinamento especializado para ciclistas e mountain bikers. A paixão pelo ciclismo de estrada extrapola o universo das competições de elite e universidades e chega ao dia a dia. A rotina acelerada e distribuída entre vida profissional, acadêmica, pessoal e esportiva não é desculpa para não começar ou até mesmo largar o ciclismo. É o caso do técnico em mecatrônica Alberto Marvin. Os dois empregos e a faculdade de engenharia deixam o cotidiano de Marvin com poucos espaços para a bike: “É uma tarefa árdua, que corta o coração, mas não deixo de saborear este prazer que é praticar ou andar de bicicleta”, ressalta o estudante, federado pela equipe

Sesla Indaiatuba (SP). Bombeiro militar, ciclista e estudante de jornalismo. Marcel Di Beo se organiza para cumprir todas as tarefas e buscar a realização de um sonho: ser campeão brasileiro na prova de contra-relógio. “Atualmente estou trabalhando principalmente meu fortalecimento, então dedico minhas horas de treino na academia. Os estudos ficam para a noite”, conta Di Beo. O ciclista criou ainda a Gazeta Bike, fan page no Facebook sobre o ciclismo. Para quem mora em metrópoles, o ciclismo de estrada também é uma boa opção de prática esportiva. Não é raro encontrar pelotões dentro das cidades. Para quem prefere estradas mais calmas, a opção é sair dos centros urbanos nos finais de semana. Andar de bike na estrada também exige cuidados com a se-

www.revistaendorfina.com.br

gurança: “A educação do motorista no Brasil ainda está levando de 7 a 1, em comparação com outros países como a Alemanha, por exemplo”, declara Henrique Marchet. Ciclistas também recomendam que os treinamentos sejam realizados em grupo, o que minimiza os riscos de assaltos. O ciclismo de estrada pode melhorar o desempenho do atleta em outras modalidades. Marchet explica que a modalidade auxilia no condicionamento cardiorrespiratório, percepção do esforço e controle energético. É possível ainda obter melhoras musculares específicas relacionadas por conta da contração muscular concêntrica, a principal realizada no ciclismo. Pedalar de forma adequada pode otimizar os resultados em esportes como escalada, corrida de rua, patinação e remo.

99


duas rodas

lução e profissionalização no Brasil. Existem agora também Centros de Excelência, nos quais o trabalho de treinamento é voltado para os jovens. Ainda estamos muito longe de um ideal para podermos medir forças com as nações mais fortes. Não será em 2016 que veremos esse trabalho”, opina.

Quer começar?

[ Ano5 | Número31 ] 2014

De olho no pódio

100

Parte integrante do Programa Olímpico há mais de 100 anos, o ciclismo de estrada está evoluindo no Brasil. Dos nove ciclistas brasileiros em Londres (2012), seis pertenciam à disciplina. Na ocasião, Cremilda Fernandes, Ricardo Fischer e Magno Nazaré obtiveram os melhores resultados. Rafael Andriato é uma das principais promessas para os Jogos Olímpicos do Rio. O atleta venceu duas categorias da Volta da Itália pela equipe Vini Fantini, em 2013. Até hoje, o Brasil nunca ganhou uma medalha olímpica na modalidade. A atenção dada às categorias de base é um dos destaques da preparação brasileira para o ciclismo de estrada em 2016. Ana Paula Casseta, André Gohr, Renata Lopes e Rodrigo Quirino participaram de um intercâmbio na Suíça, com treinos supervisionados pela equipe multidisciplinar da União Ciclística Internacional (UCI) no Centro Mundial de Ciclismo

(CMC). A atividade teve o objetivo de preparar os atletas para os Jogos Olimpícos da Juventude deste ano. O treinador Henrique Machert não acredita que os primeiros frutos desse trabalho serão colhidos daqui a dois anos: “o ciclismo está em constante evo-

www.revistaendorfina.com.br

Você se interessou pelo ciclismo de estrada? Machert dá algumas dicas para quem deseja praticar a modalidade: “É muito importante procurar o prazer da atividade, buscando sempre aconselhamento profissional, tentando treinar acompanhado (a). Para a busca desse prazer, o investimento em equipamento adequado é muito importante, pois se você tiver uma bicicleta que não te dá boas sensações, a interrupção será certeira”, recomenda Machert. Escolher bons locais para treinar também é uma boa ajuda no início. A compra de uma bike para a prática do Speed é um dos maiores dilemas de um ciclista iniciante. Para ajudar os ciclistas, foi criado um grupo no Facebook para compra e venda de equipamentos de ciclismo seminovos e usados, o Classificados Bike (link pode ser publi-


www.revistaendorfina.com.br

101


duas rodas

cado em formato de QR Code: https:// www.facebook.com/groups/classificad osbike/?ref=ts&fref=ts). Com mais de 9 mil membros, o grupo conta com dezenas de anúncios diários Marcel Di Beo e Alberto Marvin contam que as dificuldades para atletas iniciantes são comuns. “O ciclismo é um esporte caro que requer equipamentos geralmente importados não tão acessíveis à grande maioria iniciante no esporte, principalmente aos mais jovens”, afirma Di Beo. Marvin também coloca o custo da modalidade como um dos primeiros obstáculos aos principiantes. O ciclismo de estrada também é uma boa pedida para quem já é adepto do mountain bike (MTB). No caso de Alberto, as recomendações dos amigos para que ele experimentasse o Speed foram válidas: “Tudo era novidade: vestimenta

“O ciclismo é um esporte caro que requer equipamentos geralmente importados não tão acessíveis à grande maioria nova, acostumar com a geometria totalmente diferente, o que me deu novas dores no corpo, algo normal. Meu primeiro treino foi especial, pois senti a bike se fundir ao seu corpo e sentir uma nova paisagem de carros, caminhões e estrada, um espaço novo a desvendar. Meus primeiros 100 quilômetros foram razoáveis,

mas na segunda vez realmente senti o que é o ciclismo”, conta. Apesar de algumas semelhanças, MTB e Speed exigem treinos específicos para que haja total rendimento nas disciplinas do ciclismo. “Do ponto de vista técnico de pilotagem, no ciclismo de estrada é muito importante saber ‘grudar de roda’, fazer curvas em alta velocidade e ‘sprintar’ corretamente. No mountain bike, o mais importante é saber dominar a bicicleta para transpor todos os tipos de obstáculos, saber sentir e ler o terreno, tomar decisões rapidamente e ter muito equilíbrio”, pondera Henrique Marchet. “Volte a ser criança, desfrute desta engenharia projetada que te leva a lugares deslumbrantes, sinta seus limites, usufrua de seus sentidos e sempre respeite o meio ambiente”, recomenda Alberto Marvin.

[ Ano5 | Número31 ] 2014

Confira o tamanho da bicicleta adequada para você

102

Estatura do ciclista (metros) 1.50 - 1.60 1.60 - 1.70 1.70 - 1.80 1.8 - 1.90 1.90

Tamanho do quadro Mountain Bike (Polegadas) 15 16 - 17 18 - 20 21 - 22 22

Tamanho do quadro Bike de ciclismo (centimetros) 48 50 - 52 - 54 54 - 55 - 56 57 - 58 60 - 62

Antes de comprar: Converse com ciclistas mais experientes e sempre leve em consideração a opinião de mais de uma pessoa; Sentir-se bem é fundamental: escolha o equipamento mais adequado para você; Faça pesquisa de preços e pechinche.

www.revistaendorfina.com.br


Saiba onde praticar ciclismo em sua cidade: http://www.webrun.com.br/ondepraticar/ Equipamentos essenciais: • Bike; • Uniforme; • Capacete leve; • Luvas sem dedos; • Óculos; • Sapatos; • Bomba; • Bolsa de selim; • Suporte e garrafa.


aquáticos

surf na

poror Mais longas ondas do mundo são cenário de manobras radicais, diversão e projetos sociais Fotos - SNS/Divulgação e Fábio Paradise.

[ Ano5 | Número31 ] 2014

Por: Juliana Salles

104

www.revistaendorfina.com.br


roca www.revistaendorfina.com.br

105


aquáticos

[ Ano5 | Número31 ] 2014

P

106

ororoca, derivada da palavra em tupi Porórka, significa “estrondar” ou “algo que causa estrondo”, e este fenômeno natural é justamente conhecido por altas e violentas ondas formadas quando há o encontro entre a água do mar e do rio. A pororoca pode durar até 40 minutos, percorrendo cerca de 30 km, com velocidade de aproximadamente 20 km/h e altura de 3 a 6 metros. Por estas razões, ela atrai aventureiros e surfistas dispostos a atingir recordes e curtir a adrenalina proporcionada pelo esporte sobre as fortes ondas. No Brasil, as pororocas são mais comuns no litoral norte, principalmente na região amazônica. Uma das mais famosas ficava no rio Araguari, próximo à cidade de Cutias, no Amapá, só que, infelizmente, ela foi extinta por ações humanas, com as criações de búfalos e a construção de novas hidrelétricas em seu entorno.

O desbravador Falar de pororocas e não pensar em Serginho Laus não faria sentido. Criador da equipe Surfando na Selva e autor do livro Pororoca – Surfando na Selva, ele é surfista, jornalista, escritor, produtor e principalmente, um aventureiro. Confira agora histórias de sua dedicação ao mar. “Meu contato com o esporte vem desde o pensamento dos meus pais! A família da minha mãe é de São Paulo e dedicada ao tênis, já meu pai é de Santa Catarina, sempre próximo da praia e do

mar. Entrei pro surf com 6 anos, no bodyboard, e aos 10 com a prancha de surf de fibra. De lá pra cá a fissura só aumentou! Em 1996 comecei a competir no circuito amador paranaense e em 2000 larguei as competições e fui atrás da pororoca, na Amazônia brasileira. Até então pouquíssimas pessoas tinham encarado este incrível fenômeno da natureza. Fui para o Amapá ficar uma semana e acabei ficando 3 semanas, alucinado com o que vi e vivi”. Depois de três anos no norte do Brasil, Serginho fez pesquisas e descobriu pororocas internacionais. Em 2004, ele passou a rodar o mundo pelo esporte. “Primeiro fui para a França, em 2008 e 2009 para a China, 2010 pra Inglaterra, 2011 pra China novamente, 2013 e 2014 para Indonésia e 2014 para o Alasca. Ainda falta a Malásia, Canadá e mais uma ou duas “Tidal Bores” que estou procurando pelo Índico e Ásia, com apoio de aplicativos. Até 2013 o ranking mundial que criei tinha o Brasil na primeira colocação, China em segundo e Indonésia em terceiro. Mas, com o assoreamento da foz do rio Araguari este ano, perdemos o Havaí das pororocas e caímos para a quarta posição no ranking das ondas de marés”, ele conta. E as diferenças entre as ondas? Serginho explica que a formação é basicamente a mesma, o que as difere é a própria cultura, clima e paisagem de cada local. “No Brasil estamos na Amazônia, habitat selvagem e hostil, na China surfamos num rio com margens concretadas e pontes enormes, pois o fenôme-

“Meu contato com o esporte vem desde o pensamento dos meus pais! A família da minha mãe é de São Paulo e dedicada ao tênis, já meu pai é de Santa Catarina, sempre próximo da praia e do mar

www.revistaendorfina.com.br


Inovando conceitos

AdIpômetro CientífiCo Digital inteligente Aprove seu Adip Ite ôme usado va tro ÚnIco IntelIgente com funções progrAmáveIs. le R$ 00 1. Calcula média ou mediana de três dobras cutâneas. na troca p 2. leitura direta e fácil com dígitos grandes. or um dgi 3. BiP sonoro avisa que o valor da dobra está congelado no visor.

300,

mais preciso e muito mais fácil aplicação. imagens meramente ilustrativas

Disponível em 2 cores: Branco e Cinza

4. Incrível: Calcula automaticamente o tempo para estabilização da dobra cutânea, observando o movimento das hastes sobre a dobra e congelando o valor no visor.

PHisiCal test 8 software de avaliação física e Prescrição

aDiPÔMetro PriMe neo ii

Kit Profissional De avaliação físiCa

Ligue: (11) 3271-6394 / 3207-6266 rua teodureto souto, 348 - Cambuci - CeP 01539-000 - são Paulo-sP

estaDiÔMetro PriMe Profissioanl

www.primemed.com.br


aquáticos

e produzindo fotos, nunca pensei que iria tão longe com uma prancha 5’6’’ fish quadriquilha, modelo retro. Mas os desafios não param. Quero achar uma onda com potencial e buscar outro recorde, além de gerar conteúdos exclusivos”. Todo esse conteúdo exclusivo é feito juntamente à equipe Surfando na Selva, desenvolvida para atender turistas, produtoras e imprensa. Participam dela pilotos, práticos, cozinheiros, fotógrafos, cinegrafistas, surfistas capacitados e experientes em pororocas. Além da parte de produção, a equipe possui vários projetos sociais e ambientais e tenta lidar

108

com a falta de incentivos à preservação das ondas e regiões adjacentes. “O surf no rio Araguari foi referência mundial! A melhor pororoca do mundo foi assassinada... Com ela morreu o sonho de ribeirinhos e foi interrompida a rota de peixes importantes como o pirarucu, botos cor de rosa e outras espécies que dependiam do equilíbrio do ecossistema da região. Além disso, o turismo de observação e aventura com maior perspectiva no estado do Amapá também perde. O ranking atual das pororocas mundiais já é uma realidade do impacto desse desastre ambiental.

“O surf no rio Araguari foi referência mundial! A melhor pororoca do mundo foi assassinada... Com ela morreu o sonho de ribeirinhos e foi interrompida a rota de peixes importantes

[ Ano5 | Número31 ] 2014

no acontece numa cidade de 7 milhões de habitantes. No Alasca a água é congelante e cheia de riscos glaciares, na Indonésia o rio é cheio de crocodilos”. Por essas e outras, como em qualquer esporte de aventura, o surf nas pororocas apresenta riscos e é necessária toda uma preparação antes de entrar na água. “A prática no passar dos anos e com vivências em diversas situações te dá autoconfiança, mas você precisa administrar isso, pois ali mora o perigo de dar um vacilo pequeno que pode ser fatal. Na Amazônia já puxei bastante os limites e fui aprendendo também. Em 2003 fraturei a apófise lateral direita da L5, muito próximo do que o Neymar sofreu na Copa. Fui atropelado por uma pororoca de 3 metros de altura fechando 3 km de margem do rio Araguari, era um Tsunami”. Serginho entrou para o Guinness Book, pois obteve, entre 2005 e 2010, o recorde mundial surfando sem parar na onda mais longa existente. “Em 2011 fiz uma super marca, mas não oficial, surfei 23 km em 1h10. Estava apenas treinando

www.revistaendorfina.com.br


aquáticos

São imensuráveis as divisas que perdemos sem a pororoca do rio Araguari”, Serginho comenta. Para evitar novas situações desse tipo, ao menos os membros do Surfando na Selva fazem a sua parte. “Como temos uma relação muito íntima com as populações ribeirinhas, passou a ser uma missão para nós sermos representantes dos povos da Amazônia nos grandes centros. Sempre fazemos doações de

roupas, alimentos e ações de saúde em parceria com outras instituições, que entram dentro do plano “Pororoca Solidária”. Já levamos a saúde bucal com a ABO Amapá (Associação Brasileira de Odontologia do Amapá), levamos filtros de água com a ONG Waves 4 Water (W4W), entre outros. Na selva, somos uma grande família, um ajuda o outro, um vai precisar do outro quando menos esperar”.

[ Ano5 | Número31 ] 2014

Pelo futuro

110

Com o fim da pororoca do rio Araguari, a equipe da ABRASPO (Associação Brasileira de Surf na Pororoca) está em busca de novos locais para a prática do esporte em solo brasileiro, além, é claro, do interesse na preservação dos que ainda existem. Eles realizam expedições pelo litoral e já testaram a pororoca rio Sucuriju e do Livramento, no arquipélago do Bailique, ambas no Amapá. O arquipélago foi sede da última edição do Campeonato Brasileiro de Surf na Pororoca, realizado em junho, e teve ondas de até dois metros de altura.

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

129


adrenalina

Vício em Adrenalina Por Juliana Salles

Esporte radical para cadeirantes ganha novos adeptos no Brasil

O

impulso com o pescoço inicia a aventura. O atleta começa a subir a rampa. A cadeira de rodas é puxada com o braço e ele faz um giro inverso de 360º. A boa aterrissagem no backflip (mortal para trás) dependerá da quantidade de treinamentos, experiência e um pouco de sorte. Nada menos do que um dos maiores desafios em qualquer esporte radical. Nada mais do que uma das manobras do WheelchairMX (WCMX) ou HardCore Sitting (HCS), conjunto de esportes radicais para quem usa cadeira de rodas. A modalidade nasceu nos Estados Unidos, mas não demorou muito para aparecer no Brasil. Em 2006, o psicólogo esportivo Pablo Moya assistiu a um vídeo que mostrava as manobras radicais do atleta americano Aaron Fotheringham: “Eu pude não apenas ver uma façanha inacreditável, mas também um esporte com um potencial olímpico. Não seria apenas um espetáculo de marketing, mas sim uma forma de inclusão social esportiva radical e, principalmente, a quebra de tabu social sobre a pessoa que utiliza uma cadeira de rodas diariamente e suas reais potencialidades”, enfatiza o precursor do HardCore Sitting no Brasil. Uma aposta entre amigos foi o impulso para o nascimento do HCS no Brasil. “Ninguém tinha coragem para descer as ram-

112

pas. Então, foi feita uma aposta entre amigos. Eu desci as rampas com a cadeira de cada atleta para certificar que estava tudo certo para eles descerem”, relata Moya. Pablo já foi consultor esportivo da equipe de basquete em cadeira de rodas de São José dos Campos. Atualmente, ele trabalha com esportes adaptados extremos. Em março de 2013, o HardCore Sitting atingiu o auge no país. Pedro Henrique Amorim realizou o primeiro backflip brasileiro, em uma pista pública de Caraguatatuba, litoral norte de São Paulo. Para atingir o objetivo, Pedro treinou durante um ano e quatro meses. O período foi marcado por oito cadeiras de rodas quebradas e pelo desenvolvimento de um equipamento especial

www.revistaendorfina.com.br

para a manobra. A cadeira utilizada por Pedrinho pesava seis quilos, tinha rodas reforçadas, sistema frontal de amortecimento, cinto de velcro para o assento e os pés, além de travas que impediam qualquer dano ao equipamento e aumentavam a segurança de quem executa o backflip. Aos 32 anos, Pedro Henrique sofreu um acidente de carro e não voltou mais a andar. O atleta conheceu o HCS por meio de uma amiga, Micheli Castilho. Atualmente, Pedrinho tem patrocínio, é treinado por Pablo Moya e possui uma dieta balanceada para a obtenção de maior rendimento em atividades de explosão. Na parte psicológica, o foco é o controle da ansiedade.


Fotos - Arquivo pessoal e SESC Consolação

hnny usava uma cadeira de escritório para se locomover. “Praticar HCS traz uma sensação única de liberdade para mim, além de aliviar minhas dores”, conta Johnny, que se considera o único praticante da modalidade em Conchal e conta com a companhia da irmã nos treinamentos. Além do Jumper Team, o HardCore Sitting Brasil conta com 270 membros em um grupo da rede social Facebook. A modalidade também tem um site oficial. Os vídeos de Aaron Fotheringham inspiraram Pablo, Johnny e diversos outros atletas do Jumper Team. O analista de TI Atilla Junior foi um deles: “Logo de cara me apaixonei. Comecei aos poucos. Pesquisei sobre o esporte e vi que tinha um

Diversões e Superações

Endorfina, adrenalina, autoestima e inclusão social são alguns dos benefícios que a mistura de BMX Freestyle com skate pode oferecer. “A prática do HardCore Sitting traz hipertrofia muscular, trabalha o sistema cardiovascular, regula o sistema endócrino, ativa a circulação, alivia a raiva e a ansiedade, melhora o autocontrole, auxilia na criação de foco e da autoestima, além de ser um estilo de vida: uma forma de pensar, de atuar e ser dentro de uma sociedade descrente e ignorante de informações”, enumera Pablo Moya.

Quinze atletas ligados pela prática esportiva e vício em adrenalina. O Jumper Team é uma das iniciativas de Pablo Moya para o crescimento da modalidade no Brasil. São realizados encontros semestrais com os praticantes brasileiros de HCS, com treino e oficina para os iniciantes. “Não temos competições ainda, pois não temos parceiros que nos ajudem com premiação e na formação do evento”, ressalta o psicólogo. As namoradas dos atletas de HardCore Sitting também entram na pista. “Elas são andantes, mas sabem muito bem andar em uma cadeira de rodas e gostam também de uma pitada de adrenalina”. Um dos integrantes mais novos do Jumper Team é Johnny Moraes. Desde os 23 anos, Moraes tem um deslocamento no osso da virilha e não consegue andar. Dois anos depois do surgimento da anomalia, Johnny foi à Jumper Equipamentos comprar uma cadeira de rodas sob medida. Uma doação de 4 mil reais feita por adeptos de uma igreja católica de Conchal, no Centro Oeste do Estado de São Paulo, viabilizou a realização do sonho de Johnny. A cadeira de rodas foi entregue em junho na casa de Moraes por Pablo Moya e Pedro Henrique. Até então, Jo-

www.revistaendorfina.com.br

Um dos integrantes mais novos do Jumper Team é Johnny Moraes. Desde os 23 anos, Moraes tem um deslocamento no osso da virilha e não consegue andar

pessoal aqui no Brasil que já praticava a modalidade. Consegui conversar com os membros do HardCore Sitting Brasil na Feira Reatech, em 2010. Ali comecei a realizar meu sonho”, relembra Junior, que treina em São Paulo e em Cotia (SP). Atilla nasceu com hidrocefalia (doença causada pelo acúmulo de líquido céfalo-radiano - líquor - nos ventrículos do cérebro) e mielomeningocele (defeito congênito em que a coluna espinhal não fecha de forma adequada).

113


adrenalina

Próximas manobras Ao longo dos oito anos de HardCore Sitting no Brasil, Pablo Moya realizou diversos cursos para auxiliar os atletas na prática da modalidade. Tecnologia assistiva, adequação postural, metalurgia, Fisiologia do Esporte e Psicologia Esportiva foram algumas das especializações feitas por Moya. O investimento em cadeiras de rodas adequadas para o HCS também integra o projeto de expansão dos esportes radicais adaptados. Entre os frutos desse trabalho, estão a inauguração da WCMX Adapt Skate Park, primeira pista adaptada do Brasil, em São José dos Campos (SP), a construção de uma pista adaptada em Rio Claro (SP) e o aumento das modalidades adaptadas no país. Além do HardCore Sitting, já é possível praticar Parkour sob rodas, Free-running sob rodas e surf adaptado. “Batalho muito pela modalidade, um esporte ainda não visto como tal, ainda reconhecido por ser uma prática perigo-

sa e não prazerosa. Temos muito a melhorar. Precisamos de profissionais capacitados, entidades focadas em esportes de ação, patrocinadores… Somos um bebê, ainda temos muito que aprender e desenvolver”, avalia Moya. O HardCore Sitting poderia ser um esporte paraolímpico? O psicólogo

responde a pergunta e deixa o recado: “Para 2016 não vai dar, mas estamos na briga pelo espaço. O skate tornou-se um esporte olímpico após décadas de tentativas e reconhecimento. Nós estamos aí e praticamos também o skate, mas em cadeira de rodas. Aguardem-nos!”, finaliza Pablo.

HardCore Sitting

[ Ano5 | Número31 ] 2014

Mensagens de incentivo:

114

Confira os recados da turma do HardCore Sitting para quem deseja começar a manobrar com cadeira de rodas: • “Acredite sempre, pois a mudança está dentro de você. Quero ver sua atitude !” (Pablo Moya) • “Não deixe o medo te dominar. Faça tudo o que você tem vontade. Você é capaz de coisas que até você não tem noção que é. Não desista nunca, tenha foco e vá atrás dos seus sonhos. O não nós já temos de cara. Vamos sempre atrás do sim, o não nunca existirá. Esporte é vida!” (Atilla Junior) • “Você não pode evitar que a dificuldade bata à sua porta, mas não há necessidade de oferecer-lhe uma cadeira. Dificuldades sempre aparecem vez ou outra,

mas ao invés de deixá-las tomar conta da nossa vida, devemos lutar e mandá-las embora. O HardCore Sitting nos oferece isso: força para lutar e enfrentar as dificuldades.” (Johnny Moraes)

Inspirações O HCS foi criado em formato de demonstração show por Aaron “Wheels” Fotheringham. O atleta nasceu com Espinha Bífida (Spina Bifida), doença causada pelo fechamento incompleto do tubo neural, tecido embrionário que origina a coluna vertebral. Fotheringham usa cadeira de rodas em período integral desde os oito anos de idade. Acompanhante fiel do irmão Brian Fotheringham nas idas à pista de BMX, Aaron começou a experimentar mano-

bras mais ousadas aos 14 anos. O convite do irmão para dropar a rampa foi o salto inicial para o nascimento desse esporte radical. Entre manobras cada vez mais difíceis, Aaron começou a praticar giros de 180º em 2005. Um ano e depois de dezenas de tentativas depois, o atleta fez seu primeiro backflip em 2006. Assim como em outros esportes, o HardCore Sitting também traz riscos de lesões aos praticantes. Fotheringham, por exemplo, já chegou a quebrar o cotovelo.

Segurança Capacete, cotoveleiras, joelheiras, cintos de segurança, luvas, coletes cervicais e cadeiras de rodas adequadas. A segurança é prioridade na hora de realizar manobras radicais em cadeiras de rodas.

Sites: http://www.hardcoresitting.com.br/ - https://www.facebook.com/groups/wcmxbrasil/?fref=ts

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

115


aventura nocaute

Descubra como a prática das lutas pode melhorar a qualidade de vida

artes

marcia

[ Ano5 | Número31 ] 2014

P 116

raticar artes marciais hoje não se restringe apenas aos atos de defesa e combate. Inúmeros são os benefícios que as lutas podem proporcionar aos adeptos, como otimizar a qualidade de vida, perder até mil calorias, fortalecer a musculatura e até mesmo relaxar a mente. Não à toa a demanda pelas artes marciais nas academias vem aumentando cada vez mais. Outra questão importante inserida no contexto das lutas é o aspecto disciplinar, tendo em vista a necessidade do respeito dos praticantes às regras e aos res-

pectivos oponentes. Para o fisiologista Claudio Pavanelli, as aulas de lutas possibilitam que as pessoas descarreguem a tensão gerada pelo cotidiano. “A prática regular das artes marciais tem sido cada vez mais incentivada e executada na busca de seus benefícios para a saúde e como uma alternativa para extravasar as emoções e driblar o estresse do dia a dia”, explica Pavanelli. Opções com diversas modalidades de artes marciais não faltam nas academias atualmente: Caratê, Kick Boxing, Jiu-Jitsu, Muay Thai e Boxe são algumas das cate-

www.revistaendorfina.com.br


ais

do bemestar

gorias mais populares e disponíveis para os interessados, todas com características específicas. Um sistema de luta que está em evidencia nos últimos anos é o Krav Magá. O treinamento consiste num método de duelo corporal, onde o intuito principal é desenvolver e aprimorar a defesa pessoal. Gerson Madlener, professor da Federação Sul-Americana de Krav Magá, ressalta os pontos positivos da luta. “Além de contribuir para a parte física, ajuda muito a melhorar o estresse. As pessoas chegam nervosas e saem relaxadas. A luta faz com que você tenha um

Por Caio Alves

equilíbrio emocional, preparando assim sua mente para o dia a dia”. Conciliar a rotina do trabalho, os estudos e os problemas particulares é uma tarefa árdua para a maioria das pessoas. A soma de todos esses empecilhos acaba ocasionando com frequência um desgaste mental. E a prática das artes marciais pode contribuir para aliviar o psicológico. De acordo com o presidente da Associação Paulista da Psicologia do Esporte, João Ricardo Cozac, os ganhos das aulas de lutas vão muito mais além do que melhorar o físico e a coordenação mo-

www.revistaendorfina.com.br

tora. “Os benefícios psicológicos e emocionais são diversos, como o aumento da autoconfiança, autoestima, concentração, a redução nos níveis de ansiedade e, especialmente, a possibilidade de canalizar adequadamente a agressividade e os estados de estresse, comuns à rotina do ser humano”, afirma o psicólogo. Para praticar qualquer tipo de luta não há restrição de idade ou sexo, desde que haja orientações de profissionais na hora das aulas, para não gerar complicações maiores à saúde e, consequentemente, garantir o desenvolvimento físico

117


nocaute aventura

e muscular, entre outros ganhos possibilitados pela arte. “A luta é um esporte democrático, podendo ser praticada por homens ou mulheres, em qualquer nível de condicionamento físico, de todos os pesos e faixa etária. Não existe idade certa para começar a praticar, e seus benefícios se manifestam desde a infância”, salienta Pavanelli, preparador físico do lutador de MMA Rodrigo Minotauro. O Jiu-Jitsu é umas das artes marciais que possuem mais adeptos no mundo atualmente. A luta é fundamentada na defesa pessoal e não utiliza golpes traumáticos. Durante o combate, os atletas buscam a submissão do adversário por meio de golpes com a chave de perna e braço. Assim como em algumas modalidades, os praticantes podem se cadastrar nas federações e participar de várias competições da categoria. Caio Magliano trabalha com Engenharia Mecânica e é um adepto do Jiu-Jitsu. Ele defende a importância da luta para o desenvolvimento mental dos indivíduos. “Ao contrário do que muitas pessoas pensam, é uma arte marcial que exercita muito o raciocínio, pois ao longo “dos rolas”, nós, atletas, somos submetidos a diversas situações em que é necessário pensar rápido e de maneira eficiente, pois precisamos neutralizar o adversário

118

As pessoas se identificam e se acostumam tanto com as aulas, que quando estão ausentes dos treinos, têm dificuldades para relaxar a ‘cabeça’ durante a correria do cotidiano sem nos expor”. Ele também revela que a aula o ajuda demais na rotina corporativa. “As aulas de Jiu Jitsu proporcionam muitos benefícios ao meu físico e à minha mente, pois mantém meu corpo ativo e exercita minha mente, desenvolvendo meu raciocínio e me ajudando na tomada de decisões até mesmo no trabalho”, completa. As pessoas se identificam e se acostumam tanto com as aulas, que quando estão ausentes dos treinos, têm dificuldades para relaxar a ‘cabeça’ durante a correria do cotidiano. E com Magliano não é diferente. “Parece que está faltando um pedaço de mim. Me sinto mais estressado, porque o Jiu Jitsu por muitas vezes serve como uma “válvula de escape” para as demais atividades estressantes do dia a dia, e quando não faço as aulas parece que todo o estresse vai se acumulando e ficando maior”, ratifica.

www.revistaendorfina.com.br

Outra luta que faz muito sucesso no meio das artes marciais nos dias atuais é o Boxe. O esporte, que já teve Maguila e Popô como representantes do país, é muito procurado e praticado nas academias. Uma das atletas mais famosas que lutaram Boxe no Brasil é a servia-brasileira Duda Yankovic. Hoje, ela também atua como professora e conta os benefícios proporcionados pela arte marcial. “Ajuda melhorar o sistema cardiovascular, gera ganhos de massa magra, além de desenvolver a autoconfiança em crianças e no público feminino. O Boxe também funciona como fator antiestresse na vida das pessoas diante das responsabilidades e da correria. A luta é uma válvula de escape, pois durante a atividade de alta intensidade como Boxe, a gente libera muita endorfina, e tem uma sensação de bem estar geral”, ressalta a professora-atleta. Indagada sobre a convivência com os alunos durante as aulas, Duda é enfática sobre os resultados ocasionados pela arte marcial. “Após as aulas de Boxe, os alunos passam uma impressão de tranquilidade, de satisfação e dever cumprido”, finaliza a professora. Apesar de vários benefícios oferecidos pelas lutas, o ideal é não estabelecer metas de emagrecimento ou de ganho de massa muscular, pois isso pode até prejudicar o desempenho dos praticantes durante as aulas. “Não exija demais de você. Tente evitar essa exigência de querer resultados rápidos, como adquirir um ótimo condicionamento físico. Isso é consequência. Quanto mais tranquilo você for praticar a luta, melhor será sem desempenho e, consequentemente, os ganhos para o bem-estar serão maiores”, aconselha Madlener.


ABASTEÇA SEU CORPO POR MAIS TEMPO. ALL NEW

LYOTO MACHIDA

“THE DRAGON” UFC FIGHTER ATLETA GT NUTRITION USA

O treino de um campeão de MMA não é uma atividade como as outras. Um lutador de artes marciais precisa transformar seu corpo em uma verdadeira rocha, submetendo-o às provas mais rigorosas para suportar cada assalto. Quem vive de combate conhece o papel que o descanso desempenha em qualquer atividade física, principalmente para o ganho de massa magra, recuperação e construção muscular, e é por isso que eles escolhem CASEIN+. O CASEIN+ é absorvido lentamente pelo organismo, agindo durante o jejum noturno e fornecendo os nutrientes derivados da pura caseína micelar, obtida através de um processo de microfiltração e diafiltração que mantém seu elevado valor nutritivo. Além disso, o CASEIN+ é enriquecido com proteína hidrolisada (peptídeos de glutamina), que potencializa o aumento de massa muscular, fortalece o sistema imunológico, previne o catabolismo corporal e auxilia na melhora do rendimento físico. Treinos intensos, alimentação balanceada e descanso. Este é o ciclo que forma um campeão. Este é o ciclo de Lyoto Machida. GT Nutrition USA suplementando os melhores atletas nos Estados Unidos e agora também no Brasil.


nocaute aventura

Modalidades Conheça as características das principais lutas praticadas atualmente:

Caratê

Características: arte marcial que utiliza os pés, as mãos, os cotovelos e os joelhos para a defesa pessoa; Indicações: alivia o estresse mental e propicia controle e preparação para a vida profissional e familiar; Duração de aula: 1 hora; Grupos musculares mais trabalhados: todos; Resultados: emagrece, fortalece as pernas e os braços, melhora a agilidade e traz equilíbrio emocional para o cotidiano; Cuidados necessários: alimentar-se bem e dormir;

Kick Boxing

Características: luta de contato que une chutes do Caratê às técnicas de soco do Boxe; Indicações: indicado a homens, mulheres e até crianças de todas as idades; Duração de aula: 1 hora; Grupos musculares mais trabalhados: glúteos, coxa e perna; Resultados: eleva o tônus muscular, otimiza o condicionamento cardiovascular/ respiratório e perda de gordura; Cuidados necessários: respeitar a evolução gradativa no decorrer das aulas e a individualidade de cada um.

120

Jiu-Jitsu

Características: tem o intuito de buscar a submissão do adversário por meio de golpes como a chave de braço e de perna Indicações: indicado para quem pretende perder peso, ganhar condicionamento físico e trabalhar a disciplina e a autoestima Duração de aula: 1h30 Grupos musculares mais trabalhados: todos; Resultados: auxilia no emagrecimento e melhora o tônus muscular; Cuidados necessários: devem-se ter cuidados coma higiene pessoal, pois se trata de uma luta de muito contato. Boa alimentação antes e depois das aulas também é fundamental.

Muay Thai

Características: arte marcial onde os punhos, cotovelos e joelhos são usados para golpear. Também treina a técnica de chutes desferidos com a canela; Indicações: indicado para pessoas de todas as idades, que procuram elevada queima calórica, técnicas de defesa pessoal, concentração e beneficia a autoestima; Duração de aula: 1h30 Grupos musculares mais trabalhados: todos os grupos musculares; Resultados: alta queima de gordura, fortalecimento muscular, alongamento e concentração; Cuidados necessários: utilizar equipamentos adequados à luta e procurar profissionais qualificados;

www.revistaendorfina.com.br

Boxe

Características: esporte de combate que usa os punhos, com técnicas de ataque e defesa. As aulas desenvolvem preparo físico e rapidez, além de possibilitar grande gasto calórico e alívio para o estresse do dia a dia. Indicações: indicado para homens, mulheres e adolescentes a partir de 12 anos; Duração de aula: 1 hora; Grupos musculares mais trabalhados: superiores (braços e ombros) e inferiores ( pernas) Resultados: físico torneado, queima de gordura e ganho muscular, aumento da capacidade cardiorrespiratório, aumento da força muscular e resistência. Cuidados necessários: treinar no seu ritmo, respeitando sempre o limite.

Krav Magá

Características: é um sistema de defesa pessoal desenvolvido para lidar com situações de violência moderna. Indicações: é indicado para qualquer indivíduo, independentemente de sexo, tamanho e força; Duração de aula: 1 hora; Grupos musculares mais trabalhados: todos; Resultados: Emagrece, define os músculos e proporciona equilíbrio emocional Cuidados necessários: Não exigir demais do corpo.


pila pilates

Pilates para

Atletas O Pilates tem beneficiado muitos praticantes e atletas justamente por integrar os componentes necessários para uma prática bem-sucedida dos esportes

Por Laís Rodrigues

J

á é sabido que Joseph Pilates, nascido em 1883 na Alemanha, foi quem criou as técnicas e os aparelhos para a prática de exercícios que ele mesmo inventou, com o objetivo inicial de ajudar a si mesmo, em função de vários problemas de saúde que sofria na época, como o raquitismo e asma. Entre as suas influências na criação dos exercícios terapêuticos, estão a musculação, o yoga, as artes marciais e o próprio ambiente familiar, já que seu pai era um ginasta premiado e sua mãe era naturopata. Pilates foi boxeador profissional, artista de circo e treinador de defesa pessoal da Scotland Yard, na Inglaterra. Durante a primeira guerra mundial, com o intuito de ajudar na recuperação dos soldados, desenvolveu as práticas e os artefatos (com os materiais presentes no hospital, como molas), transformando-os em equipamentos de exercícios, crian-

122

do as bases para o Cadillac e o Reformer, também inventados por Pilates posteriormente. Nos Estados Unidos, seu primeiro estúdio foi frequentado por bailarinas e atletas de elite, e a partir de então seu método se populari-

Há alguns anos o Pilates cresceu muito no Brasil, e o número de estúdios proliferou país a fora, expandindo a prática que é hoje procurada por todo o tipo de gente

www.revistaendorfina.com.br

zou cada vez mais. Há alguns anos o Pilates cresceu muito no Brasil, e o número de estúdios proliferou país a fora, expandindo a prática que é hoje procurada por todo o tipo de gente: tanto por aqueles que procuram melhora na vida diária quanto os que procuram uma atividade auxiliar aos treinos pesados, como os praticados pelos atletas. Seguindo essa tendência, o mundo do esporte no país começou a se benefi-


ates Fotos - Laís Rodrigues e Natalia Lerones

ciar desses exercícios. O treinamento de Pilates pode ser adaptado às características de cada modalidade e necessidade dos adeptos, atuando como auxiliar importante na melhora do desempenho e das capacidades físicas específicas de cada modalidade esportiva. Além disso, o Pilates valoriza muito a interação do corpo e da mente proporcionando saúde e bem-estar para quem costuma treinar pesado. Segundo Rafael Iazpeck, da empresa de equipamentos Equipilates, “seja amador ou atleta profissional, quem pratica essas atividades tem se dado conta de que o preparo físico e mental são fundamentais para a melhora da performance e na prevenção de lesões. O Pilates tem beneficiado muitos praticantes e atletas justamente por integrar os componentes necessários para uma prática bem-sucedida dos esportes radicais”.

“seja amador ou atleta profissional, quem pratica essas atividades tem se dado conta de que o preparo físico e mental são fundamentais para a melhora da performance e na prevenção de lesões”

PILATES PARA TODOS

Os esportes radicais ou de aventura exigem um alto grau de risco físico, devido às condições extremas de velocidade, altura, limite físico ou psicoló-

“a prática do Pilates ajuda no equilíbrio e na força necessárias para a prática da luta, além de aliviar as dores e ajudar na cura das lesões”

gico, exigindo maiores esforços físicos e controle mental. Seja amador ou atleta profissional, quem pratica essas atividades vem percebendo que o preparo físico e mental são fundamentais para a melhora do desempenho e na prevenção de lesões. Seja qual for à modalidade, radical ou não, qualquer tipo de exercício físico que exige muitas horas de treino pode se beneficiar muito com o Pilates. O engenheiro e surfista Emanuel Rodolfo, que costuma praticar o esporte todos os finais de semana, vai ao estúdio de Pilates durante a semana para não sentir dores quando vai ao mar. “Treino Pilates duas vezes por semana já que moro em

www.revistaendorfina.com.br

São Paulo e não consigo ir ao mar todo dia. Isso me ajudou a ficar mais tempo remando sem cansar e sem sentir dores nas costas”, conta Emanuel. Diego Martins Lopes, lutador e professor de Jiu Jitsu na Associação Kihon, praticante também de Rugby e

123


pilates

[ Ano5 | Número31 ] 2014

A bailarina brasileira Veronica Barros, que mora na Rússia e está de passagem pelo país, frequenta as aulas de Pilates para não perder os movimentos e a flexibilidade necessária

124

membro do time Templários Rugby Clube da segunda divisão paulista, acredita que “a prática do Pilates ajuda no equilíbrio e na força necessárias para a prática da luta, além de aliviar as dores e ajudar na cura das lesões resultantes dos esportes que pratico”. A bailarina brasileira Veronica Barros, que mora na Rússia e está de passagem pelo país, frequenta as aulas de Pilates para não perder os movimentos e a flexibilidade necessária ao treinamento intensivo que pratica. “Estou de férias dos treinos na Rússia e para não perder o ritmo estou mantendo com o Pilates”, afirma.

Para Natalia Lerones, professora e proprietária do estúdio Pura Vida, “o Pilates pode ser uma atividade complementar a muitas modalidades pela sua versatilidade e por todos os seus princípios, como a respiração, alinhamento da coluna e estabilidade articular, por isso pode ser aplicado a essas diversas modalidades, assim favorecendo o gesto esportivo e aumentando o rendimento do atleta”. Segundo Iazpeck, os aparelhos mais utilizados - o Reformer, o Step Chair, o Cadillac e a Ladder Barrel - considerados os quatro principais para se montar um estúdio de Pilates, trabalham com

www.revistaendorfina.com.br

uma grande variedade de pessoas sendo elas atletas ou não, mostrando como a prática básica do Pilates oferece os benefícios necessários no auxílio do treinamento dos atletas. “Hoje o Pilates está sendo usado para praticantes de todos os treinamentos de esporte, devido aos excelentes benefícios em que o método possibilita até mesmo para os esportes radicais, em que existe um alto grau de risco físico e mental”.


pilates

O Pilates vem ajudando os atletas da seguinte forma: Redução de lesões articulares e musculares; Aperfeiçoamento na realização dos movimentos; Restauração da postura natural e o alinhamento do corpo; Desenvolvimento do equilíbrio muscular; Aperfeiçoamento da resistência através de técnicas de respiração correta; Fortalecimento da parte superior do corpo sem acrescentar volume; Desenvolve a eficiência dos movimentos. Augusto Bayard, coordenador do Estúdio Ipanema Pilates e acostumado a atender diversos atletas, também acredita que a versatilidade do Pilates permite adaptar os exercícios conforme a modalidade esportiva. “No meu estúdio eu utilizo o Pilates Funcional, partin-

do do principio que o Pilates busca o 100% da performance do movimento e que essa é a mesma busca dos nossos atletas em suas manobras, por isso criei um estilo de aula que une o treinamento funcional e a técnica de Pilates, no qual simulamos diversas situações

Alongue seu orçamento.

[ Ano5 | Número31 ] 2014

Seja um revendedor dos acessórios Equipilates. /equipilates www.equipilates.com.br Rua Alice Duarte de Barros nº111 Bairro Elite, Resende - RJ 0800-095-6991 (21) 3734-8900 / (21) 3734-6900 (24) 3354-3265 / (24) 3355-4923

126

www.revistaendorfina.com.br

para o corpo resolver e se adaptar ao estimulo, com isso o repertório motor é elevado e o movimento é melhor interpretado pela musculatura, gerando melhores manobras e notas mais altas, nos campeonatos de surf e body board, por exemplo”.


#felicidade é entrar numa calça jeans que estava apertada

EXTREME ENERGY IN CAPS www.midwaylabs.com.br • facebook.com/midwaylabs


arnold Fotos - Arquivo pessoal

Mudança de

hábitos no fisiculturismo

Atleta, treinador e nutricionista falam sobre algumas modificações no esporte; alimentação equilibrada é grande aliada Por Vanessa Dini

[ Ano5 | Número31 ] 2014

A

128

prática do fisiculturismo surgiu junto à ideia de strongman – ou homem mais forte do mundo, aquele que se destacava por sua força e resistência em demonstrações públicas. A primeira competição da modalidade aconteceu na Inglaterra, produzida por Eugen Sandow, um dos responsáveis por sua popularização. Mas a “idade de ouro” do esporte aconteceu na década de 70, com Arnold Schwarzenegger, Franco Columbu, Lou Ferrigno e Frank Zane, que dominavam o pódio do Mr. Olympia. A competição ainda existe e leva em conta a hipertrofia muscular, a definição muscular, a proporção entre as diversas partes do corpo e a sequência de poses. Esses atletas se tornaram inspiração para brasileiros que também passaram a esculpir seus corpos, a base de muito treinamento e dedicação.

Atleta mais premiada do Brasil Duas vezes vice campeã sul-americana, campeã do mundo juvenil, 30 vezes campeã carioca, 27 vezes campeã brasileira, décima segunda melhor do mundo competindo com 47 atletas da mesma categoria (média, na ocasião), campeã de duplas carioca e brasileira, além de fazer parte da terceira melhor dupla do mundo. Esta é Danusa Ruiz Marques, carioca de 47 anos que domina os palcos em competições de fisicul-

turismo pelo país. “Meu primeiro contato com o esporte foi pela televisão, com o programa Fantástico, da Rede Globo. Eles mostraram mulheres que tinham corpos musculosos e quando vi achei lindo. Fazia ballet clássico e resolvi, aos 14 anos, começar a treinar para mudar o corpo de uma menina magra bailarina para uma mulher sarada com músculos”, ela conta. A grande inspiração de Danusa foi a americana Cory Everson. “Ela era muito bonita, definida, mas sem grande

“Meu primeiro contato com o esporte foi pela televisão, com o programa Fantástico, da Rede Globo. Eles mostraram mulheres que tinham corpos musculosos e quando vi achei lindo”

www.revistaendorfina.com.br


“O único e maior sacrifício que fiz até hoje, e não me arrependo, é de não ter tido uma vida social. Não saia a noite, não bebia, não frequentava barzinhos

volume muscular, aliás, naquela época as mulheres não eram enormes, eram bem definidas com pernas torneadas”. A atleta passou então a treinar durante 3 a 4 horas diárias, com uma alimentação baseada em proteínas, carboidratos e saladas. “O único e maior sacrifício que fiz até hoje, e não me arrependo, é de não ter tido uma vida social. Não saia a noite, não bebia, não frequentava barzinhos, festas, aniversários, casamentos, tudo para manter o foco dos treinamentos”. Danusa acredita que as mudanças da época em que começou no fisiculturismo para os dias atuais foram grandes, algumas positivas e outras nem tanto. “Investiu-se muito em categorias inventadas ao longo dos anos, talvez nos Estados Unidos, para aumentar o número de praticantes ou as verbas e patrocínios. Começou com Welness até a “mulher mais gostosona”, depois o Body Shape, para um físico mais definido e trabalhado e o Women’s Physique, que se encaixa entre o Body Shape e o fisiculturismo feminino, visto que esta modalidade no Brasil se extinguiu (minha antiga categoria). Mas, hoje, temos uma gama muito grande de suplementos, bons nutricionistas e um mercado que aceita mais os famosos bodybuilders, bem diferente de quando eu comecei”.

Treinador e fisiculturista O educador físico e personal trainer Fernando Felix, instrutor de musculação na academia Gift Club, no Rio de Janeiro, também é fisiculturista. Aos 31 anos, ele conta mais sobre as mudanças no treinamento com o passar dos anos, novas tecnologias e descobertas. “A maior diferença dos fisiculturistas da velha guarda para os atletas atuais são os recursos ergogênicos (suplementação) e equipamentos de treino. A forma de treinamento e a exe-

www.revistaendorfina.com.br

cução dos movimentos são os mesmos do passado. Já a suplementação e suas variedades substituíram os anabolizantes sintéticos, proporcionando os mesmos resultados, mas sem agredir o corpo”. Para Fernando, que já conquistou bons resultados no esporte, como o 3º lugar no campeonato Estreantes, categoria Body Muscle, 3º lugar no IFBB Champions e o 2º Lugar no Mister Rio, a grande dificuldade para iniciar no fisiculturismo, tanto antigamente como hoje em dia, ainda é o patrocínio. “A prática

129


arnold do esporte demanda um elevado gasto com alimentação e suplementação de qualidade. Poucos atletas são patrocinados, só os que já têm o nome consolidado, os demais têm que arcar com seus gastos por conta própria. Mas, mesmo assim, o número de atletas aumentou, principalmente devido à criação de outras categorias, a difusão da vida ligada ao universo fitness e o culto ao corpo, que vem aumentando a cada dia”.

Dieta dos atletas Quando se preparam para um campeonato, os atletas passam por um treinamento mais intenso tanto física como mentalmente, aliado a uma rígida disciplina alimentar. “Cerca de 20 semanas antes de um campeonato iniciamos uma fase denominada cutting, que consiste na diminuição dos carboidratos de alto índice glicêmico, aumento das proteínas e controle do sódio e das gorduras, sempre lembrando que os carboidratos não são cortados, eles são divididos em ciclos semanais”, conta Fernando. “A alimentação é responsável por 70% dos resultados alcançados por um atleta, os outros 30% vêm com um treino sério e focado”.

[ Ano5 | Número31 ] 2014

“20 semanas antes de um campeonato iniciamos uma fase denominada cutting, que consiste na diminuição dos carboidratos de alto índice glicêmico, aumento das proteínas e controle do sódio e das gorduras”

130

Outras descobertas também fizeram da alimentação a grande aliada dos atletas que buscam a rápida definição muscular. A nutricionista Vanessa Lobato explica. “Suplementação existe há muito tempo. Os básicos sempre estiveram no mercado, o que aconteceu foi o aparecimento de uma variedade maior. Exemplo são os pré-treinos, que nem todo fisiculturista usa pois não precisam de um “estímulo” para treinar, e os antioxidantes que ajudam na recuperação do estresse dos treinos. Uma grande diferen-

ça de antigamente para hoje é presença de lipídeos na dieta, tanto na forma de alimentos, como o azeite, como na forma de suplementação de ômegas, preferencialmente o 3, e a adição dos MCT - Triacilglicerídeos de Cadeia Média, que antes eram vistos como ‘vilões’ e hoje, com a difusão da informação, são muito utilizados”. No cardápio dos atletas também estão a beta-alanina e o whey. “A beta-alanina veio para ajudar na performance, pois atrasa a dor e aumenta a resistência. Já o

www.revistaendorfina.com.br

whey sofreu mudanças quanto à sua purificação. Antes, era comum o tipo concentrado, que causava inchaço e desconforto gastrointestinal. Então passaram a vender o whey protein isolado, mas como o método de isolamento era por troca iônica, ainda causava um pouco de retenção. A solução veio com o hidrolisamento, que ajudou muito na refinação da dieta dos atletas”. Para Vanessa, os resultados agora se tornam visíveis mais rapidamente, graças a mudanças em alguns hábitos. “Antes visava-se mais volume. Os fisiculturistas faziam um Off-Season (treinamento fora de temporada) mais “sujo”. Comiam muito e a queda de gordura era mais difícil e demorada. Atualmente não! Eles têm que manter o shape bom o ano todo, evitando excessos no consumo e facilitando assim a redução do percentual de gordura”.


www.revistaendorfina.com.br

131


na academia

Zumba Fitness Por: Vanessa Dini

A rápida queima de calorias e outros diversos benefícios atraem cada dia mais adeptos à modalidade [ Ano5 | Número31 ] 2014

Fotos - Divulgação Zumba

132

www.revistaendorfina.com.br


Corda p/ Treinamento Força

Barra c/ elástico

Balance Pod

Cone

Tatami

Luva Bate Saco

Dumbell

Sand bag /15kg/20kg/ 25kg/30kg.

Balance Dome Power Band

A

Zumba, modalidade que faz enorme sucesso nas academias ao redor do mundo, surgiu de um jeito inusitado, na cidade de Cali, na Colômbia, em meados da década de 1990. Alberto Perez, instrutor aeróbico e coreógrafo de celebridades, estava a caminho de uma aula em sua academia, mas percebeu que havia esquecido as músicas separadas para a turma em casa. Para não cancelar os exercícios, ele pegou algumas fitas que estavam em sua mochila e continuou

INTENSIDADE MÉDIA cod. EP029 INTENSIDADE FORTE cod. EP029E

com o planejamento. As músicas eram basicamente de ritmos latinos, como a salsa e o merengue, e fizeram sucesso entre os alunos. A partir daí, o professor se especializou na aliança entre danças típicas e exercícios aeróbicos, princípios básicos da Zumba Fitness. Segundo o site Zumba Brasil, 14 milhões de pessoas praticam a modalidade em mais de 140 mil locais, de 150 países. Por esse sucesso mundial, novos ritmos se tornaram parte das aulas, como o Samba, Pop, a Cumbia, o Reggaeton,

www.revistaendorfina.com.br

INTENSIDADE EXTRA FORTE cod. EP029

Halter Cromado Faixa elástica Kit composto p/ 01 par de 01 até 10 kg + estante Tudo que você precisa em um único lugar

NOVO SITE

Compre, e pague pelo Pagseguro até 18 X (juros calculado na hora da compra)todos os cartões, entrega em todo Brasil. www.SLADEFITNESS.COM.BR 11 4413-5722 4413-4996 4412-5621 4412-6358

133


na academia

[ Ano5 | Número31 ] 2014

“Precisava praticar uma atividade física, mas eu odiava fazer qualquer esporte. A Zumba me fez viciar em ginástica, porque além de queimar muitas calorias, dançar é uma terapia

134

Flamenco, Dança do Ventre, Hip Hop e até mesmo o Tango. Para a instrutora Amanda Costa dos Santos, de 32 anos, o sucesso da Zumba no Brasil tem muito a ver com a nossa cultura. “É uma modalidade divertida, como os brasileiros, sem rotinas ou monotonia. A variedade de ritmos e coreografias é grande, fácil de aprender e nenhuma aula é igual à outra”.

Benefícios e Especificidades A Zumba é um treino intermitente, porque utiliza exercícios aeróbicos, musculares e intervalados. Entre seus diversos benefícios estão a tonificação de múscu-

www.revistaendorfina.com.br

los, a melhora do equilíbrio e da postura, o aumento da flexibilidade e amplitude dos movimentos, o controle da pressão arterial e dos níveis de oxigênios e a queima de cerca de 500 a 1.000 calorias em uma hora de aula, de acordo com a intensidade do treino. Outros fatores positivos são a melhora da disposição e a diminuição do estresse. “Na primeira aula o praticante já nota uma mudança positiva, com o aumento de sua disposição. Resultados mais específicos podem ser vistos após o primeiro mês, quando a pessoa perde peso e diminui medidas”, Amanda explica. A paulistana Mônica Nascimento Nader, por exemplo, começou na Zumba por recomendação médica, mas logo se tornou fã do exercício. “Precisava praticar uma atividade física, mas eu odiava fazer qualquer esporte. A Zumba me fez viciar em ginástica, porque além de queimar muitas calorias, dançar é uma terapia. Com a modalidade ganhei fôlego e acabei fazendo outras aulas”, ela conta. Pessoas de todas as idades podem praticar a Zumba, e justamente por isso existem diversas modalidades dentro do esporte. A Zumba Gold é voltada aos idosos, a Zumba Toning é para aqueles que buscam esculpir seus corpos de uma maneira saudável, com a queima de


www.revistaendorfina.com.br

135


na academia maior diferença entre as plataformas utilizadas em casa e as aulas na academia é o clima. “As aulas em grupo têm clima de festa”, ela comenta.

Xô Sedentarismo A Zumba, assim como outras atividades de academia, busca livrar as pessoas do sedentarismo e incluir hábitos saudáveis em seu dia a dia. “Os perigos do sedentarismo são diversos: o indivíduo gasta poucas calorias por dia, o que contribui para o risco de adquirir doenças como obesidade, diabetes, hipertensão, ansiedade, colesterol alto, etc., além de provocar o desuso de sistemas funcionais, como o aparelho locomotor. A Zumba é recomendada já que trabalha o corpo todo. Além de queimar muitas calorias, define a musculatura e possui aqueles vários outros benefícios citados acima”, Amanda finaliza.

136

O público masculino e a Zumba Fábio dos Santos Silva tem 29 anos e é instrutor de Zumba há 15 meses. Ele nos conta agora como a modalidade também é positiva para o público masculino, que ainda é minoria nas aulas. Por que você se tornou instrutor de Zumba? R: Decidi me tornar instrutor porque vi que era uma atividade física diferenciada, que mistura dança com fitness, e como eu gosto de dançar, foi um primeiro encontro que deu certo. Percebi que na aula era possível trabalhar com ritmos do mundo todo e o melhor, os passos eram fáceis de pegar e os alunos não tinham dificuldade de acompanhar. Você acha que ainda existe certo preconceito por parte dos homens a respeito da prática da modalidade? R: Acredito que não exista o preconceito, mas sim o receio de estar em uma aula onde o público é praticamente todo de mulheres. Normalmente, a maior parte dos homens pratica musculação e atividades voltadas para força, enquanto as mulheres preferem as modalidades de ginástica. Quando temos um homem fazendo aula de Zumba Fitness ele acaba se destacando dentro daquele público. Por isso, apesar de gostarem da modalidade, muitos evitam a aula preocupados com o que os amigos vão falar. Mas eu já vi casos de homens que fizeram uma aula e não saíram mais. E os homens podem ficar tranquilos, pois não é preciso seguir as coreografias com exatidão, cada um faz no seu tempo e dentro das suas possibilidades. Não há pressão para acertar o tempo todo.

[ Ano5 | Número31 ] 2014

calorias alinhada ao ganho de massa muscular. A Aqua Zumba mistura todos os elementos de dança, exercícios e diversão na piscina. E há também a Zumba Kids, para crianças entre 4 e 12 anos, com coreografias próprias para os baixinhos e foco na melhora da concentração, autoestima e a coordenação motora. O público pode encontrar aulas de Zumba em todo o país e, para garantir uma aula de qualidade, oferecida por um profissional especializado, basta entrar no site www.zumba.com. Lá é possível digitar o nome do instrutor e descobrir se ele é realmente licenciado no programa. Além disso, para quem não tem tempo ou tem preguiça de frequentar uma academia, existem diversos DVDs e games com aulas de Zumba. O acesso ao esporte está cada dia mais fácil. Para Amanda, que é instrutora há dois anos, a

www.revistaendorfina.com.br


treino

UM SHOW DE

BELEZA

Com muita personalidade e determinação, Priscilla Carvalho revela aqui os cuidados e planejamento que a levaram a conquistar o título de Garota Fitness Brasil e mostra que ter um corpo bonito e saudável está ao alcance de qualquer pessoa. Por Rosângela Andrade

[ Ano5 | Número31 ] 2014

O

138

futuro com a faixa de Garota Fitness Brasil era promissor, o potencial já havia sido percebido pelo seu personal trainer e os incentivos também não faltaram por meio dos familiares e amigos. Priscilla havia então concordado em participar da competição, e os relatou: “Meu treinador já acompanhava o concurso há um tempo, ele viu que eu enquadrava no perfil, foi aí que iniciamos um planejamento mais específico de treino e dieta, para melhorar o que tinha que ser melhorado no meu corpo e realçar as qualidades musculares”. Nascida em Alfenas, Minas Gerais, a jovem de 22 anos teve que conciliar a nova rotina de treinos, com a faculdade de Publicidade e Propaganda, onde estuda na Capital Paulista e os trabalhos como modelo. O assunto tornou-se então um fator importante que exigia disciplina e determinação. “Eu treino a seis anos, mas foi importante a ajuda de um profissional da área, para saber onde eu tinha que desenvolver, melhorar e ressaltar no meu corpo para o concurso. Com isso, tivemos uma periodização de treinos, onde trabalhamos todo um processo

Fotos - Arquivo pessoal

de treinamento de força, hipertrofia e resistência muscular. Nos treinos meu personal trainer, Davis Magalhães e eu, estruturamos de acordo com as necessidades mensais ou semanais de minha agenda, que é agitada. Os treinos então mudaram de intensidade, sempre num

www.revistaendorfina.com.br

trabalho mais personalizado para o meu corpo, junto a isso a alimentação também mudou, a cada fase, conforme o corpo vinha apresentando as mudanças, até porque é importante manter a feminilidade. O Concurso Garota Fitness não visa somente um julgamento de físico,


não é um concurso de fisiculturismo e muitas pessoas se enganam nisso, é um concurso que visa a boa forma física, presa o corpo feminino, a saúde, beleza, simpatia e bem-estar, então é um conjunto de fatores que está sendo julgado. Foram nove meses de preparação, passando por cada fase e vencendo cada etapa. Fui eleita em três concursos consecutivos: Garota Fitness Cidade de São Paulo, Garota Fitness Estado de São Paulo e Garota Fitness Brasil’. A questão de intensificar a atividade física, para muitas pessoas é que, na hora de manter uma nova rotina de exercícios e de alimentação, surgem os primeiros obstáculos na mudança dos hábitos, que precisam ser superados. “Os desafios começaram quando fui aprovada na seleção para participar do concurso, depois daí, foram desafios diários, me superar a cada dia foi o maior desafio pra mim. A conquista pessoal é inexplicável e impagável, só quem já passou por isso pode dizer, me conhecer e ver minha dedicação sendo reconhecida não tem preço. Sempre fui magra, mas com um trabalho sério de treinamento consegui chegar no meu melhor shape, e busco sempre mais”.

TREINO E DIETAS DE PONTA A beleza, cheia de alto-astral e realçada pelas proporções equilibradas, bem distribuídas em seu 1,72 metro de altura, deixou Priscilla mais segura em relação ao seu corpo, para conquistar o primeiro lugar e o consagrado título nacional. “Sempre amei treinar, mas nunca passou pela minha cabeça participar de um concurso fitness, muito menos ser eleita”, diz. “A musculação pra mim antes era um hobby, hoje é o esporte que me move. Como meus exercícios variam muito, até mesmo para dar estímulos aos músculos, fui orientada a trabalhar meus treinos da seguinte maneira:

Treino A: Agachamento livre 5x15; Agachamento sumô 5x15; Leg press 5x15; Cadeira extensora 5x15; Abdução 4x12; Adução 4x12; Panturrilha no Leg 4x até a falha Abdominal. Treino B: Elevação lateral 4x20; Elevação frontal 4x20; Tríceps pulley corda 4x15; Tríceps barra W 4x15; Pull over 4x15; Crucifixo máquina 4x15; Glúteo 4 apoios normal 5x15; Glúteo 4 apoios estendido 5x15; Elevação de quadril com peso 4x15. Treino C: Remada pegada aberta 4x20; Puxada alta 4x15; Rosca martelo 4x20; Rosca scott 4x20; 20 minutos de elíptico. Treino D: Agachamento sumô 5x15; Flexora 5x15; Stiff 5x15; Leg press 5x15; Avanço 4x20 passos; Panturrilha no Leg 5x até a falha Panturrilha sentada 4x até a falha Abdominal. Treino E: 20 minutos de elíptico; Glúteo 4 apoios normal 5x até a falha; Glúteo 4 apoios estendido 5x até a falha; Glúteo na máquina 4x15; Elevação de quadril com peso 4x10 Abdominal”.

Para conquistar e manter as curvas no lugar, segundo o médico nutrólogo Dr. Rogério Padovan, que atua na especialidade da Medicina Esportiva e Nutrologia, esclarece que “o corpo perfeito, além do bem-estar mental, é atingido quando associamos uma série de fatores”. Ele menciona que a orientação profissional é primordial para se ter êxito desejado. “O tratamento mais procurado no meu consultório médico, para quem se espelha na Garota Fitness, é a busca da queda do percentual de gordura corporal, no qual envolve a troca a perda de gordura corporal em ganho de massa magra. Isso envolve em primeiro lugar uma dedicação específica na atividade física orienta-

www.revistaendorfina.com.br

139


treino

seguiu como regra para turbinar sua qualidade de vida, “minha alimentação é rica em verduras, legumes, grelhados de peixe e frango” conta Priscilla. “No cardápio incluímos purês de batata doce e inhame, aveia com iogurtes naturais, omelete de clara de ovos, nozes, castanhas e nada de frituras e refrigerantes”. Ela reforça que, outro item importante inserido na sua rotina de cuidados com o corpo é a suplementação. “Com direcionamento e orientação de profissionais da área, devidamente credenciados, eu nunca deixo faltar whey protein, glutamina, bcaa, termogênico a base de cafeína, antioxidantes, e multivitamínicos” revela a detentora do título fitness mais cobiçado do país.

[ Ano5 | Número31 ] 2014

HORA E VEZ DA TRANSFORMAÇÃO!

140

da, sempre buscando a associação da musculação, com atividade aeróbica na frequência cardíaca alvo para cada indivíduo”, comenta. “A alimentação adequada, regrando horários específicos durante as 24 horas do dia, suplementação alimentar pré, durante e pós treino, além de tratamentos estéticos, se possível”, afirma. “A pirâmide básica do bem-estar e culto ao corpo envolve em primeiro lugar a atividade física orientada”, ressalta o Dr. Rogério. “Em segundo a mudança do hábito alimentar, comendo de três em três

horas e cortando o carboidrato à noite, em terceiro a dietoterapia que oferece os nutrientes adequados ao organismo e em quarto lugar a suplementação alimentar. Todos esses itens em conjunto ajudam na preparação de quem procura a boa forma física”, afirma o médico que atende em sua clínica personalidades e candidatas que já foram finalistas do concurso como Lia Khey, Gisele Maritan, Francile Terres, entre outras. No caso da nossa estrela do fitness, que encarou os cuidados com o corpo como parte do seu trabalho diário, a orientação

www.revistaendorfina.com.br

Muitas mulheres que desejam ter um shape escultural e torneado como o da Garota Fitness Brasil, ainda acham que é impossível, mas segundo a declaração do Dr. Rogério Padovan, “para iniciarmos uma atividade física, buscarmos o bem-estar e o corpo perfeito, em primeiro lugar temos que saber que nunca é tarde e não tem idade para começarmos uma mudança no estilo de vida”. Para seus fãs e adeptos à atividade física, a nova musa do fitness no Brasil revela, “quando tudo começou, meu personal e mestre Davis Magalhães me disse uma coisa que nunca vou esquecer e que me motivou muito: ‘Foco e bora... No pain, no gain! Escreva sua história pelas suas próprias mãos, suor e dores! Quando os obstáculos vierem, imediatamente procure soluções, modifique seu plano de ação e saiba que nada é possível sem trabalho duro. Acorde todos os dias com um sorriso e ataque os seus objetivos, quando um obstáculo vier, sorria... porque você sabe que tem a capacidade de enfrentá-lo dentro de você!’ Faço dele, a minha motivação para vocês.


CLUBE DOS ENDORFINADOS

Quer ser um de nossos parceiros? Você já conhece o Clube dos Endorfinados e seus benefícios?

[ Ano5 | Número31 ] 2014

P

142

or meio do Clube dos Endorfinados, você terá a chance de aumentar o número de visitantes e clientes do seu estabelecimento, já que os seguidores da Revista Endorfina vêm crescendo gradativamente. Não perca mais tempo. Seja um Endorfinado! Veja as outras vantagens de fazer parte da maior rede de informações fitness e wellness do país! Os estabelecimentos que fizerem parte do nosso time poderão divulgar sua marca no nosso portal, que é visualizado por mais de cinco mil pessoas por mês! Basta o cliente fazer uma busca de loja de suplemento alimentar ou de uma academia na região de seu interesse e seu estabelecimento aparecerá. Os internautas Endorfinados terão acesso a uma área restrita do site, que contará com conteúdos wellness e fitness exclusivos Endorfina, ofertas somente dos nossos parceiros. Isso garante a sua presença no portal, Facebook, Instagram e na revista impressa como um estabelecimento associado em todas as edições enquanto fizer parte do nosso clube. Além disso, você poderá oferecer aos leitores promoções exclusivas e aumentar a visibilidade de sua loja ou academia. E tem mais! Você terá descontos e condições especiais para anúncios no encarte

impresso dos Endorfinados distribuído nos principais eventos fitness do país. Apenas os estabelecimentos credenciados serão autorizados a revender produtos Endorfina e com preços especiais. Coqueteleira, com dois compartimentos, Shaker personalizado, Camiseta DryFit e GymBag são os itens que fazem parte do nosso clube.

Conheça alguns dos Endorfinados: São Paulo • Academia Boa Forma Tel. (11) 4447-3577 • Academia Central Park Tel. (11) 3361-1154 • Academia Novaerobic Tel. (11) 2071-3763 • Academia Number One Tel. (11) 2361-8478 • Academia Up (11) 2372-1737 Rio de Janeiro • Academia Life Healthy Tel. (21) 2682-6918 • Academia da Praia Tel: (24) 3369-3900 • Centro de Qualidade de Vida

Tel: (22) 3055-5030 • FFW Suplementos Tel. (21) 333-34535 • Gladiadores Fight Team • Ipanema Pilates Tel. (21) 3285-0532 Tel. (21) 7809-5000 • Natural Fit Comércio de Suplementos Tel. (21) 2762-2468

• Bodybuilding Sport & Nutrition Tel. (61) 3081-1252 Pernambuco • Mega Vitaminas Tel. (81) 3033-2233

Santa Catarina • Auravita Farmácia Natural Tel. (47) 3348-8413

Paraná • SOBS Academia de Sobrevivência Urbana Tel. (41) 3039-3767 • X-port Suplementos e Nutrição Esportiva Tel. (44) 3056-6888

Brasília • Academia Corpus Bellus Tel. (61) 3485-9745

Goiás • Muscle Training Tel. (62) 3214-129

Para mais informações sobre as academias e lojas de suplemento acesse o campo Estabelecimentos Credenciados no site da Revista Endorfina.

www.revistaendorfina.com.br


www.revistaendorfina.com.br

143


fitness shop: endorfina indica ChocoSport O ChocoSport, da Nutrawell, é composto por 1 grama de BCAA (isoleucina, leucina e valina) e 1 grama de óleo de coco e oferece todos os benefícios do chocolate amargo por apresentar 54% de cacau. O chocolate foi desenvolvido pensando naqueles que praticam atividade física e querem uma opção prática e saborosa para consumir antes e depois do treino. Além disso, o ChocoSport é 0% glúten, lactose, açúcar, sódio e gordura trans. Preço sugerido: R$ 5,70 cada barra. Mais informações: www.nutrawell.com.br

Whey Protein Advanced Series

Itgreenfoods – Linha Detox A Itgreenfoods é especializada em sucos de frutas e vegetais ricos em vitaminas, minerais e enzimas. A proposta da marca é proporcionar bem estar e saúde através de um programa de detox que propõe a substituição de alimentos sólidos pelos sucos, que pode ser feito em um ou dois dias. A linha Detox é composta por seis sucos prensados a frio, uma tecnologia que preserva de três a cinco vezes mais os nutrientes. Além disso, os sucos da Itgreenfoods não contêm conservantes nem açúcar. Para comprar os sucos, é preciso acessar o site da marca www.itgreenfoods.com.br. O preço é de R$ 110,00.

O Whey Protein Advanced Series, da New Millen, é composto por Whey Protein Concentrated com alta concentração de BCAA – aminoácidos essenciais de cadeia ramificada leucina, valina e isoleucina –, e indicado para o ganho de massa muscular porque estimula a síntese e regeneração do músculo, força e resistência durante o treino. O suplemento pode ser consumido logo após o treino como forma de garantir que o processo regenerativo do músculo tenha início. Disponível nos sabores baunilha, chocolate, morango, banana e morango com banana. Mais informações: www.newmillen.com.br

Biomassa de Banana Verde da La Pianezza A Biomassa de Banana Verde da La Pianezza funciona como um otimizador metabólico natural devido à ação do amido resistente, um tipo de fibra, que colabora para a saúde do intestino e potencializa a absorção de todos os nutrientes ingeridos pela alimentação. Esse nutriente ainda aumenta a sensação de saciedade, favorecendo a perda de peso. Além disso, o amido resistente dificulta a absorção do colesterol e do açúcar, colaborando para diminuição da gordura corporal e controle do pico glicêmico. Está disponível em duas versões, Polpa e Integral. Preço sugerido: R$ 19,90. Mais informações: www.lapianezza.com.br

[ Ano5 | Número31 ] 2014

Vegetais em cápsulas da Maxvegg®

144

O consumo de vegetais é de vital importância para a manutenção da saúde. Mas, nem sempre a ingestão diária atende as necessidades nutricionais, seja pela vida corrida, seja pelo paladar, que bane do cardápio alimentos como brócolis, cenoura e couve. Para sanar esta deficiência entra em ação o Maxvegg® Complement da Global Nutrition, suplemento alimentar rico em nutrientes essenciais para a saúde, como vitaminas A, C, B1, B2, B6, cálcio, magnésio e ferro. As fontes vegetais usadas na produção são isentas de agrotóxicos e a fórmula não contém corantes artificiais, oferecendo um produto com ótimas propriedades nutricionais e segurança para o consumo. Mais informações: www.globalsports.net.br

www.revistaendorfina.com.br


craw fitness A Craw Fitness trouxe a inovação com os protetores palmares feitos em borracha injetável e sem emendas, extremamente aderente, anatômico, lavável, sem falar nas 23 opções de cores que trazem estilo para seu treino. Ideal para evitar calos e o contato da transpiração das mãos com os aparelhos. Além disso, seu preço é bem acessível: R$25,00. Mais informações: http://www.crawfitness.com.br

Suplemento de cafeína da Pro Stim ProStim® é um termogênico criado para atletas e bodybuilders profissionais que precisam ficar magros em tempo recorde, antes de subirem ao palco em suas competições, ou seja, é uma fórmula para perda de gordura. Todo o corpo tem de estar totalmente livre de gordura para que os músculos pareçam mais sólidos e o foco do ProStim® é queimar essas gorduras indesejadas, pois contém uma seleção de ingredientes estudados para a queima de gordura e o aumento de energia e garante resultados supreendentes, com o valor de R$199,00. Mais informações: sac@americandistribuidor.com.br

Óleo de Oriza Sativa Muscle Taut O Muscle Taut® tem como principal componente o gamaorizanol, que é utilizado como um potente recurso ergogênico por atletas que praticam atividades de alta intensidade. A importância do uso do óleo de Oriza Sativa (gamaorizanol) está na ampla quantidade de compostos considerados nutracêuticos, como tocoferóis e tocotrienóis, componentes da família da vitamina E. São vários os estudos que destacam esse óleo como fonte de antioxidantes naturais, que são responsáveis por combater o envelhecimento precoce da pele e formação de radicais livres. O custo é de R$32,00 e o frasco contém 60 cápsulas. Mais informações: www.midwaylabs.com.br

Pulseira para monitoramento físico da Oregon Scientific A Oregon Scientific lança a pulseira SSMart Dynamo, que aponta quantas calorias tem em cada alimento que você consume e ainda mostra o volume de atividade física que você deve fazer para gastar todas essas calorias. Por meio de um aplicativo para smartphones, que possibilita a conexão via Bluetooth Smart (4.0), você consegue fazer um acompanhamento de todas as atividades físicas, passos dados, distância percorrida, performance em gráficos, calorias ingeridas e gastas e acesso a uma tabela calórica que contém alimentos já pré-cadastrados, além de monitorar a qualidade de seu sono. O aplicativo permite também o compartilhamento nas redes sociais. Preço SSmart Dynamo: R$299 Onde encontrar: www.magazineluiza.com.br

Relógio de pulso completo para corredores O relógio Suunto Ambit2 R fornece leituras de velocidade e distância graças a FusedSpeedTM, uma combinação única de GPS e dados do acelerômetro de seu pulso. O Suunto Ambit2 R também mede a cadência de corrida, ajudando a planejar seus próprios movimentos e permite baixar programas de treinamento completo de Movescount.com. O relógio lembra suas metas diárias, as faixas de conclusão previstas e fornece orientação de velocidade e intensidade enquanto você corre. A função ‘trilha de volta’ e oferece liberdade para explorar novos caminhos, sem se perder. Baixe rotas do Movescount. com ou simplesmente selecione Track-back a qualquer momento durante uma corrida. Preço Sugerido: R$ 1.199,00. Mais informações: www.suunto.com

www.revistaendorfina.com.br

145


comportamento

O novo mercado Fitness no

Brasil

[ Ano5 | Número31 ] 2014

V

146

ivemos esse ano uma experiência fantástica com a realização da Copa do Mundo de futebol em nosso país. Quem teve a oportunidade de vivenciar algum jogo nos novos estádios deve ter percebido que o modelo do esporte se transformou. O futebol mostrou que pode ser muito mais do que um jogo dentro do campo. O show começa antes do apito do juiz. A divulgação nas mídias, o transporte até aos locais, as promoções das marcas nos momentos que antecedem aos jogos, a proximidade da plateia com o campo, tudo isso mudou o esporte. Temos que aprender com essa experiência. Estamos vivendo um novo modelo cultural, assim como diz o premiado escritor peruano Mário Vargas Llosa no seu livro “A Civilização do Espetáculo”. Um novo modelo que avança sobre a cultura tradicional e, sustentado pelas novas tecnologias, desenvolve uma nova forma de criar, promover e registrar as manifestações populares da arte, dos esportes e do conhecimento. Há claramente um novo mercado sem fronteiras, uma cultura global resultante das revoluções científicas e tecnológicas que oferecem ao público informações permanentemente em transformação. É nesse novo mundo que a Fitness Brasil está inserida. Do bodybuilding ao bem estar, foram anos de transformações, sempre antecipando tendências e buscando novidades. A história da empresa mostra essa contínua evolução. Tudo começou há 30 anos com o Campeonato Aeróbica Brasil. Com o

apoio científico de um Consultivo Fitness formado por grandes nomes da Educação Física e da Medicina dos Esportes, a modalidade nasceu com o apoio da ciência esportiva. Com esse conselho surgiu a 1a Convenção Fitness Brasil, dentro das dependências da Escola de Educação Física da USP, com 365 inscritos. Hoje a Fitness Brasil já atendeu mais de 120 mil profissionais nos seus 25 anos de eventos na cidade de Santos e 10 anos em Salvador. Quem já participou pode sentir que as informações científicas e tecnológicas neles veiculadas sempre tiveram a preocupação de quebra de paradigmas no processo e no método de aprendizagem. Os velhos modelos não encontram respaldo nesse novo mercado em transformação constante e instantânea e por isso os eventos Fitness Brasil são considerados modelos em nosso país e por visitantes estrangeiros. A IIhrsa Fitness Brasil completa 15 anos de existência nesse ano de 2014. Focada na indústria do fitness e na gestão dos negócios do setor do fitness e bem estar, ela se transformou em um dos principais eventos do setor no mundo.

Quem hoje participa dos cursos de gestão, pode aprender através das modernas técnicas da gameficação presencial e outros métodos pedagógicos inovadores. Nas dependências do Transamérica Expo Center os 130 expositores mostram as suas novidades em 20 mil m2 e vão gerar mais de R$ 100 milhões em negócios. Envolver o setor exige o compromisso de realizar o evento de maneira correta em todas as suas instâncias. No preparo cuidadoso de sua programação pedagógica, no estabelecimento de formas diferenciadas de debates, na escolha criteriosa dos palestrantes e no estudo de maneiras econômicas que favoreçam cada nível de participante. Ouvir e estudar as sugestões dos clientes e parceiros tem permitido que a Ihrsa & Fitness Brasil cresça atendendo a expectativa desse mercado que cresce a despeito das dificuldades econômicas do país. As novidades em 2014 vão mover ainda mais o mercado brasileiro, que há 8 anos cresce a uma média de 25% ao ano. A Fitness Business Tour passa a atender outras capitais brasileiras. Recife, Curitiba, Porto Alegre e Belo Horizonte entram no radar da Fitness Brasil através de encontros de negócios onde a indústria, o mercado investidor e os profissionais de gestão estão se reciclando e buscando novos e inteligentes modelos de negócio. Nessa nossa “Civilização do Espetáculo” a Fitness Brasil fez, do bodybuilding ao bem estar, um caminho permeado permanentemente de inovação com prioridade na ética de no respeito dos valores educacionais.

Waldyr Soares Fundador e presidente da Fitness Brasil e do Instituto Fitness Brasil, vencedor do President’s Award 2011 da IHRSA, em San Francisco – Califórnia, por suas quase 3 décadas de liderança e contribuição ao mercado fitness no Brasil e no mundo; ministra palestras sobre saúde e bem-estar em todo o Brasil; co-autor do livro Ser Mais Saudável, que compartilha os caminhos para viver mais e melhor.

www.revistaendorfina.com.br


Profile for Revista Endorfina

Revista Endorfina - Edição 31 - Letícia Bufoni  

A Endorfina apresenta a musa e skatista Letícia Bufoni em entrevista exclusiva, além de uma conversa com a judoca Rafaela Silva. Falamos tam...

Revista Endorfina - Edição 31 - Letícia Bufoni  

A Endorfina apresenta a musa e skatista Letícia Bufoni em entrevista exclusiva, além de uma conversa com a judoca Rafaela Silva. Falamos tam...

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded