__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1


creative


creative


revista

EDITORIAL Olá, seguidores da nossa querida Q Revista. Como vocês estão? Espero que estejam bem. Tudo anda tão diferente que levamos um certo tempo para nos adaptar, mas está tudo certo, esse é o novo normal. Nessa edição, trouxemos temas bem atuais relacionados a nova vida com a pandemia do cononavírus, como manter as finanças em dia, como se manter produtivo, cuidados com o cabelo em casa e muito mais. Nossa capa é a maravilhosa Adriana Esteves. Quem não se lembra da diabólica Carminha de Avenida Brasil? Matéria exclusiva para a Q Revista! Temos mais uma novidade! Nessa edição todas as nossa matérias são adaptadas para o mobile, ou seja, para o celular. Quer entrar em contato com algum entrevistado? Basta clicar na matéria! Todas estão com links de acesso direto para as mídias sociais, WhatsApp e YouTube. Faça o teste e nos conte o que achou. Também queremos saber o que estão achando da nossa revista online. A opinião de vocês é muito importante para nós! Acesse nosso (11) 99804.9105 e também fique a vontade para sugerir novos temas. A Q sempre pertinho de você, no off e agora no online. Fiquem com Deus até a próxima edição!

David e Dani Dalcin Benedetti PARA ANUNCIAR (11) 4534.0519

CURTA A Q @qrevistaoficial

FOTO CAPA Globo / João Cotta

DIRETOR / JORNALISTA RESPONSÁVEL David Benedetti - MTB: 64.709-SP david@qrevista.com.br DIRETORA EXECUTIVA Danielle Dalcin Benedetti - MTB: 64.708-SP danielle@qrevista.com.br PROJETO GRÁFICO/DESIGNER David Benedetti • arte@qrevista.com.br COLABORADORES Nayara Fernandes e Alexandre Padovani. AGÊNCIA RESPONSÁVEL Q CREATIVE Rua Benjamin Constant, 433 - Loja 3 Centro - CEP 13250-340 - Itatiba - SP www.qcreative.com.br - (11) 4534-0519 CONTATO Tels.: (11) 4534.0519 (11) 99804-9105 (Dani) contato@qrevista.com.br www.qrevista.com.br ASSESSORIA JURÍDICA Advocacia Bortolossi Mariah Carminatti Campos Leme Bortolossi Tel.: 4524-0804 A Q Revista não se responsabiliza por eventuais mudanças na programações fornecidas, bem como pelas opiniões emitidas nesta edição. O conteúdo dos anúncios publicados na Q Revista é de total responsabilidade dos anunciantes.

ACOMPANHE NOSSO SITE www.qrevista.com.br

SIGA A Q Q_Revista

E-MAIL contato@qrevista.com.br

FAÇA PARTE DA Q qrevista

SIGA A Q @qrevista


10 - JURÍDICO

12 - CONSTRUÇÃO

SAIBA COMO AS TECNOLOGIAS PODEM AJUDAR O TRABALHO HOME OFFICE

REPRESENTANTE COMERCIAL E O VÍNCULO EMPREGATÍCIO

A CONSTRUÇÃO CIVIL E A PANDEMIA DA COVID-19 ANTES, DURANTE E DEPOIS

14 - BEM-ESTAR

40 - MARKETING

32 - CAPA

FAÇA O POSSÍVEL!

CONHEÇA O PODER DO MARKETING DIGITAL

18 - BELEZA

24 - FINANÇAS

QUER DAR UM UP NA AUTOESTIMA? CONFIRA ESSE BATE-PAPO SOBRE MAQUIAGEM!

APRENDA A PLANEJAR SUA VIDA E AS FINANÇAS PESSOAIS

26 - COUCH

28 - CULTURA

É POSSÍVEL SER PRODUTIVO DURANTE A QUARENTENA?

MÁGICA E TECNOLOGIA COMBINAM?

32 - CONTÁBIL

34 - NUTRIÇÃO

EFEITOS DA PANDEMIA DO CORONAVÍRUS NAS EMPRESAS

VOCÊ ESTÁ CUIDANDO DA SUA ALIMENTAÇÃO DURANTE A QUARENTENA?

36 - SAÚDE

38 - TURISMO

SUMÁRI

08 - TECNOLOGIA

MICROFISIOTERAPIA: SAÚDE E VITALIDADE PARA O CORPO E A MENTE

O TURISMO PÓS COVID-19

ADRIANA ESTEVES


FOTO: DIVULGAÇÃO

FOTO: ARQUIVO PESSOAL

SAIBA COMO AS TECNOLOGIAS PODEM AJUDAR O TRABALHO HOME OFFICE

FOTO: ARQUIVO PESSOAL

TECNOLOGIA

P

ara conter a disseminação do novo coronavírus, muitas empresas adotaram o sistema home office a fim de garantir a segurança de seus colaboradores. O novo formato de trabalho apresenta muitos pontos positivos, como a flexibilidade de horários, não ter que enfrentar o trânsito para chegar no trabalho, poder cuidar melhor da alimentação, estar mais próximo da família e, claro, diminuir as saídas de casa e manter o distanciamento. Por outro lado, a maioria das pessoas não dispõe de um ambiente adequado para o trabalho remoto e não fazem uso das tecnologias certas para aumentar a produtividade e melhorar a comunicação, seja com os colegas de trabalho, clientes, fornecedores ou parceiros. 8

Segundo Fabrício Florêncio, empresário da área de telefonia e colaboração, que há mais de 15 anos ajuda empresas e aumentar a produtividade e reduzir custos, existem ferramentas que podem ser utilizadas tanto dentro do escritório quanto no home office. “As soluções de telefonia IP e videoconferência mantêm suas funcionalidades no trabalho remoto também, o que ajuda muito todos os trabalhadores. Com a telefonia IP, você consegue direcionar as ligações que sua empresa recebe para qualquer dispositivo conectado na internet, sem custo adicional, podendo até mesmo ser seu próprio celular. Desta maneira, você não perde os contatos de possíveis clientes”, diz. Outra solução que está muito presente no dia a dia do trabalho home office é a videoconferência. Devido ao distanciamento, cada vez mais as reuniões estão sendo feitas através de salas de reuniões virtuais, que possibilitam uma melhor interação e produtividade dos trabalhadores. Segundo Fabrício, ter uma solução profissional de vídeo demonstra que a empresa está preocupada com a qualidade do atendimento ao cliente e com a rela-

ção de trabalho de seus colaboradores. “Com uma boa solução de videoconferência, fazemos com que as informações sejam passadas de forma rápida e efetiva. Podemos criar salas de reuniões virtuais, convidar os participantes, compartilhar tela, gravar as reuniões e desfrutar de muitos outros benefícios, além da redução de custos com deslocamentos, hospedagens, manutenção de carro e outros gastos extras”, afirma. Além disso, para conseguir ter uma boa produtividade no home office, Fabrício lembra de algumas dicas essenciais. “Escolha o ambiente mais calmo da casa para trabalhar, sem muita poluição visual e que as outras pessoas da casa não te atrapalhem. Mantenha o ambiente bem iluminado para não forçar a vista e escolha uma cadeira confortável, que mantenha a coluna alinhada e os pés no chão. Se possível, invista em um headset que possua um bom conforto de uso e acústico, ele fará com que os ruídos externos não atrapalhem as reuniões”, diz. E lembre-se, crie uma nova rotina de trabalho que atenda todas as suas necessidades. Organizar e definir os horários para que o trabalho seja produtivo e o momento de descanso seja bem aproveitado é a melhor coisa a se fazer. PARA SABER MAIS: Tel.: (19) 3199-9692 @bridgecolaboracao

contato@bridgecolaboracao.com.br

bridgecolaboracao.com.br WWW.QREVISTA.COM.BR


WWW.QREVISTA.COM.BR

9


JURÍDICO

D

e acordo com o artigo 1º da Lei 4.886/65, o representante comercial poderá ser pessoa jurídica ou pessoa física, sem relação de emprego, que desempenha, em caráter não eventual por conta de uma ou mais pessoas, a mediação para a realização de negócios mercantis, agenciando propostas ou pedidos, para, transmiti-los aos representados, praticando ou não atos relacionados com a execução dos negócios. Contudo, a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) estabelece que o empregado é toda pessoa física que prestar serviços de natureza não eventual ao empregador, sob a dependência deste e mediante salário. Tem sido muito comum ações que buscam no judiciário a descaracterização do representante comercial e, consequentemente, o conhecimento do vínculo de emprego com a representada. No entanto, o grande cerne que se impõe para a relação empresarial é como evitar esta confusão jurídica. O erro está em interpretar o art. 1⁰ da Lei 4.886/65

10

como se a atividade de representação comercial fosse incompatível com a relação de emprego. Na verdade, o texto legal informa simplesmente que a pessoa física pode ser representante comercial mesmo que não haja relação de emprego, ou seja, para caracterizar o representante comercial é necessário que não se caracterize a relação de emprego. Logo, não se pode excluir o vínculo de emprego simplesmente pelo nome no contrato ou função. Ressalta-se que não é o uso de uma nomenclatura que estabelecerá o tipo da relação jurídica havida, mas sim todas as características vivenciadas no dia a dia. O Representante comercial, seja na pessoa jurídica ou por meio da contratação de uma pessoa física, não terá o vínculo de emprego reconhecido desde que o exercício de sua atividade não preencha os requisitos legais de emprego, de acordo com o artigo 3⁰ da CLT, quais sejam, pessoalidade, habitualidade, subordinação e onerosidade. Dentre esses requisitos, os que se destacam para a configura-

FOTO: ARQUIVO PESSOAL

REPRESENTANTE COMERCIAL E O VÍNCULO EMPREGATÍCIO GUSTAVO LENON ADVOGADO

ção do vínculo de emprego são os três primeiros. Importante esclarecer que qualquer relação contratual que envolva a prestação de um serviço, haverá uma subordinação jurídica. No entanto, a relação jurídica destes contratos, em regra, submete ao serviço prestado e não ao prestador de serviço. O Tribunal de Justiça tem verificado algumas características que norteiam o tipo de relação jurídica, se de emprego ou de representação comercial, ou seja, se há configuração do vínculo de emprego ou somente prestação de serviço. Vejamos abaixo alguns deles: a) A habitualidade - o prestador tem uma frequência assídua e regular à disposição da representada, inclusive, com exigência de comparecimento presencial e/ou realização de viagens ou visitas específicas. Ainda, no caso

WWW.QREVISTA.COM.BR


FOTO: BANCO DE IMAGENS

de pessoa jurídica, se as notas fiscais emitidas foram somente para uma representada; b) Subordinação estratégica - o prestador não é livre para escolher seu método e condições de trabalho, sendo as visitas diárias pré-definidas pela representada, bem como o roteiro de visitas aos clientes; c) Subordinação jurídica e pessoalidade – O prestador de serviços fica sujeito as mesmas condições e regulamentos dos trabalhadores celetistas; Por outro lado, há também os elementos que excluem o vínculo de emprego, caracterizando o trabalho autônomo ou de representação comercial. Vejamos abaixo alguns deles: A) O prestador contrata prepostos para auxiliá-lo em suas atividades do dia a dia; WWW.QREVISTA.COM.BR

B) Tem para si a responsabilidade com alimentação, custos de viagens, veículo próprio, combustível, pedágios etc;

contratantes seja preservada sem esbarrar no vínculo de emprego.

C) Tem liberdade no método de trabalho; liberdade para vender para outros clientes, desde que não seja concorrente uma da outra e flexibilidade no dia e horário de trabalho. Claro que os elementos citados acima são apenas exemplificativos, pois será necessária uma avaliação mais detalhada em cada contrato de trabalho e a forma de desenvolvimento de cada atividade. Por fim, é recomendável que a representada tenha uma boa assessoria jurídica para avaliar a situação atual e elaborar um contrato de representação formal e prático, ou seja, não apenas o instrumento particular em si, mas também uma orientação de todo o trabalho do dia a dia de forma que a intenção dos

PARA SABER MAIS:

(11) 97267-4943 gustavo.lenonadvocacia gustavolenonadvocacia gustavo-lenon-3129aa66

contato@gustavolenonadvocacia.com.br

gustavolenonadvocacia.com.br

11


FOTOS: ARQUIVO PESSOAL

CONSTRUÇÃO

A CONSTRUÇÃO CIVIL E A PANDEMIA DA COVID-19 ANTES, DURANTE E DEPOIS

A

ntes da chegada da pandemia o setor da construção civil vinha obtendo resultados crescentes comparado a anos anteriores, com novos lançamentos e criando novas tecnologias. Chegou a Covid-19, e arrefeceu suas atividades e investimentos, assim como fez em outros setores da economia. Mas a atividade de construção civil é essencial e não parou durante a pandemia, pois sem ela leitos hospitalares não são disponibilizados nem o setor público consegue manter seus serviços como a manutenção de sistemas de saneamento básico, sistema elétrico e de comunicações, realizadas por meio das atividades de engenharia e construção.

colaboradores do setor o Sinduscon-SP, Sindicato da Indústria da Construção, lançou uma cartilha com procedimentos específicos e cuidados especiais para o combate à transmissão da doença, baseado na regra do uso dos equipamentos de proteção aos trabalhadores, como uniformes completos para proteção individual-EPI e dispositivos de proteção coletiva -EPC. Vale lembrar que EPIs como luvas, botas, óculos, máscaras de proteção e capacetes já são o padrão na constru-

ção civil e obrigatórios para a execução dos trabalhos. Considerando que a construção civil não sofreu grandes interrupções, é importante manter o ânimo e a organização do setor para poder suportar a retomada das demais atividades. Com todo potencial que tem, a construção civil poderá ser uma das principais alavancas para a retomada do ritmo econômico do país após a pandemia.

Como foi necessário continuar, para proteger e aumentar a segurança dos

12

WWW.QREVISTA.COM.BR


Estamos numa guerra contra o vírus e, após uma guerra, sempre há a reconstrução. É um setor com grande poder de multiplicação e capilaridade para movimentar os demais segmentos da economia no pós-pandemia. Segundo estudos do CBIC – Câmara Brasileira da Indústria da Construção, a construção civil impacta diretamente mais de 60 setores das áreas industrial e comercial e quase 40 setores de serviço. São praticamente 100 segmentos que são movimentados. Especialistas avaliam que a falta de crédito pode ser o único gargalo que venha a impedir a construção civil de se tornar um dos principais, ou o principal, agente da retomada da economia e que o grande impulso para isto virá das obras de infraestrutura, através de investimentos públicos. Um aumento do aporte do setor público deverá gerar confiança e desencadear novos aportes do setor privado, através de recursos próprios ou de financiamentos, sejam eles nacionais ou internacionais. O momento ainda é de grandes incertezas, que geram ansiedade e expectativa para toda a economia. A

perda de emprego, renda, dificuldades na indústria e no comércio, refletem negativamente em todos os setores e na construção civil não é diferente. É necessário se reinventar e buscar novos caminhos, novas formas de fazer e de se movimentar. Aprender a viver o novo normal. A engenharia e a arquitetura, que lidam naturalmente com a tecnologia, estão à disposição para auxiliar nesta árdua tarefa da mudança. Na dificuldade torna-se mais presente a necessidade de se contar com profissionais habilitados para projetar, planejar e executar as obras ajudando a preservar os investimentos, que neste momento estão escassos.

Se você tem intenção de reformar ou construir, não desanime, aproveite este momento de reflexão para iniciar seus projetos e fazer um bom planejamento das suas obras. Pois em breve tudo isto irá passar, e a necessidade de mais habitações, prédios comerciais, industriais, logísticos e de obras de infraestrutura vai continuar.

Engº Civil Nelson J. Mostaço Presidente da AEAI Membro Instituto de Engenharia de SP Diretor da Construdesign Engenharia

PARA SABER MAIS: ASSOCIAÇÃO DOS ENGENHEIROS E ARQUITETOS DE ITATIBA www.aeai.com.br aeaitatiba

aeaitatiba R. Miguel Hércules, 211 Jd. Tereza - Itatiba/SP contato@aeai.com.br Tel: (11) 4524-4088 www.creasp.org.br Acesse: Fiscalização > Denúncia on-line

WWW.QREVISTA.COM.BR

13


BEM-ESTAR

FAÇA O POSSÍVEL!

E

Nos primeiros dias todos estavam dispostos a ficar em casa, tivemos aquela sensação de férias coletivas, então rapidamente organizamos nossa mente, organizamos nossos planos, não parecia tão difícil assim ficar em casa e praticar o tal distanciamento social por uma semana ou quinze ou vinte dias. Ficar sem ir à casa dos avós, sem ir para as escolas, sem sair com os amigos, sem ir ao comércio, ou frequentar aquele restaurante, aquela festa... Não parecia ser tarefa tão difícil de realizar, não é mesmo? Só que os dias foram passando, as tarefas sendo realizadas, as chamadas de vídeo tornaram-se boa opção, a cozinha virou o centro da casa, onde todos membros da família podiam mostrar suas habilidades. Os dias foram passando ainda mais e as notícias não ficaram melhores, o vírus não “passou” tão rápido como havíamos imaginado. Então lá vamos nós, entender melhor a situação, rever nossos conceitos e nos reorganizar para mais alguns dias em casa de isolamento social. Bom, agora a cozinha já não é tão legal, os livros já estão 14

PSICÓLOGA CRP: 06/58509-1

sabe bem que não é nada fácil lidar com as crises de ansiedade, sabe muito bem que quando ela pega, parece que o mundo está acabando, parece tudo vai se esvair e que não vai sobrar nada de você não é mesmo?

de repente nossa vida mudou! Essa é a sensação que a grande maioria está vivenciando, não é mesmo?

Parece que da noite para o dia tudo o que a gente adorava fazer mudou, desejávamos estar em casa para realizar inúmeras tarefas que nunca tínhamos tempo para fazer, desejávamos acompanhar mais de perto a formação escolar de nossos filhos, desejávamos trabalhar menos. Enfim, o desejo era ter mais tempo disponível. Pois bem, parece que nossos desejos foram atendidos. Só que não é bem assim.

ISABEL BONNA BRANCO

em dia, o guarda roupas já está limpo e organizado, brinquedos, roupas e calçados doados, já não sabemos bem quando é domingo ou quando é quarta feira, as escolas decidiram enviar lições online, as faculdades também seguem esse mesmo estilo, os trabalhos que podem serem feitos de casa já ocupam o dia todo e até algumas horas além do horário normal de trabalho e os efeitos colaterais do distanciamento social agora começam a pesar em nossas vidas. A saudade mostra sua cara, aparece bem na nossa frente com toda sua força e vigor. E assim, começamos a dar espaço para uma velha e conhecida parceira dos brasileiros: a ansiedade. Pronto, ela chegou para a maioria dos brasileiros, pois o Brasil já tinha antes do coronavírus mais de 18 milhões de ansiosos! E agora, como lidar com isso? É claro que não existe uma receita pronta que atenda todas as nossas necessidades, pois esse transtorno tem características muito específicas de acordo com os históricos emocionais e ambientais de cada pessoa. Mas a internet está cheia de sugestões, tem tanta dica de como vencer a ansiedade que até faz parecer fácil essa tarefa. Mas quem realmente vive com esse transtorno

Pois bem, são para essas pessoas que eu gostaria de fazer um pedido. Por favor, FAÇA SOMENTE O POSSÍVEL. Sim, o possível! Não fique se cobrando de fazer tudo, se cobrando de cumprir com todas as dicas, de realizar tudo com perfeição. Estamos enfrentando uma situação nunca vista, então ACEITE O POSSÍVEL, ou seja, comemore tudo, simplesmente tudo o que você fizer e entenda que você fez o melhor que era possível. Estamos vivendo momentos emocionais muito difíceis, então vamos fazer o que for possível para dar tudo certo. E cabe a cada um de nós procurar identificar o seu possível. Não tem como copiar isso de ninguém, não tem dicas para serem seguidas, não tem atalhos e esse caminho é solitário, porque somente você é capaz de encontrar e entender o seu possível. Então, lembre-se de ser generoso e carinhoso com você mesmo durante essa busca, pois já sabe que você é único e incrível. Vai lá, FAÇA O SEU POSSÍVEL E ACEITE O POSSÍVEL DOS OUTROS. Em breve tudo estará muito melhor. Um abraço, até a próxima.

PARA SABER MAIS: ISABEL C. BONA BRANCO Psicóloga Clínica Cognitivo Comportamental - CRP 06/58509-1 Rua Pedro Elias de Godoy, 123 Jd. Cel. Peroba - Itatiba/SP

(11) 9 6184-4653 WWW.QREVISTA.COM.BR


FOTO: Q REVISTA

BEM-ESTAR

MARKETING

VERA MARIA REZENDE DE PAULA PSICÓLOGA CRP: 06/12010-3

(11) 9 9902-9996

U

se a tecnologia a seu favor, consulte um psicólogo online. A terapia online é a modalidade de atendimento que mais cresce no Brasil. Sua prática é autorizada pelo Conselho Federal de Psicologia, sem restrições ao limite de sessões. A psicóloga Vera de Paula, terapeuta cognitivo comportamental, continua atendendo seus pacientes online e se coloca à disposição para novos clientes. “Ir a um consultório nesse momento de pandemia se torna inviável. O serviço de terapia através das novas tecnologias, já estava presente na minha rotina de trabalho para o atendimento de clientes que residiam em outros estados ou fora do país. E hoje, essa modalidade de atendimento se estendeu a clientes que residem aqui mesmo em Itatiba”, afirma. Segundo Vera, a terapia online fornece acessibilidade às pessoas com deficiências físicas ou domésticas. “Além disso, a mobilidade 16

pode ser um grande problema quando se trata de acessar cuidados de saúde mental e psicoterapia. Indivíduos que não podem sair de casa por vários motivos, como doenças física ou mental, como por exemplo: síndrome do pânico e transtorno de estresse pós-traumático. Pessoas limitadas por cadeiras de rodas, acamadas, que passam por tratamentos em leitos de hospitais e também aqueles que convivem com a obesidade mórbida, podem encontrar na terapia online uma alternativa útil aos contextos tradicionais de psicoterapia”, esclarece.

As técnicas utilizadas pela psicóloga Vera de Paula são TCC – Terapia Cognitivo Comportamental –, EMDR – Reprocessamento e Dessensibilização Através de Movimentos Oculares –, Brainspotting e Bioalinhamento focadas na cura de traumas psicológicos e dores crônicas, buscando tratar as causas das patologias. Ao agendar a primeira consulta, o cliente será informado sobre as técnicas acima citadas e, junto com a psicóloga, decidir sobre suas necessidades imediatas. WWW.QREVISTA.COM.BR


MARKETING

CONHEÇA O PODER DO MARKETING DIGITAL DAVID BENEDETTI CEO DA Q REVISTA (11) 99884-7570 @davidbenedetti_

david@qrevista.com.br

V

ocê sabia que o uso correto do marketing digital pode melhorar a imagem do seu negócio, gerar mais visibilidade e alavancar as vendas? Sabe aquele velho ditado “Quem não é visto não é lembrado”? E se eu te disser que é verdade? Se a sua empresa ainda não é digital, o que está esperando? Enquanto você pensa, outras empresas já estão um, dois ou até mais passos à sua frente. 2020 tinha tudo para ser o ano da transformação di18

tal? Ele pode ter sido crucial. Como os clientes vão comprar se muitos comércios estão fechados? Como ter um canal de fácil acesso ao público? Como ser encontrado? Cada vez mais as pessoas buscam por atendimento personalizado, buscam pela qualidade, mas também pelo mais acessível e confiável. gital, o ano em que as empresas e pessoas enxergariam a necessidade de estar presente nas redes sociais, de ter um site completo e que atendesse todas as necessidades do público-alvo, da importância dos aplicativos, da criação de conteúdo e de muitas outras coisas que envolvem comunicação e, consequentemente, o marketing. E então, veio a pandemia do coronavírus... Com ela, ser digital passou a ser essencial! E sabe aquele tempo que você ficou pensando se investia ou não no marketing digi-

Por isso, construa uma relação com o seu público-alvo. Esteja presente no mundo online e não dependa somente do físico para existir. Crie uma cultura digital dentro de sua empresa, seja encontrado nas redes sociais, nos mecanismos de busca, por telefone, WhatsApp e nos meios de comunicação que forem necessários para o seu negócio! Não fique para trás, mudanças são importantes, principalmente na situação que estamos vivendo. Por isso, use a tecnologia e o marketing digital a seu favor! WWW.QREVISTA.COM.BR


BELEZA

FOTO: ARQUIVO PESSOAL

QUER DAR UM UP NA AUTOESTIMA? CONFIRA ESSE BATE-PAPO SOBRE MAQUIAGEM!

Q

ue a maquiagem tem um grande poder sob a autoestima das mulheres nós sabemos. Quem não gosta de se sentir ainda mais bonita, não é mesmo? Além disso, a forma como nos maquiamos mostra como nós queremos nos apresentar para o mundo. Já pensou nisso? Existem mulheres que gostam de maquiagem mais básica, só para dar aquele ar de saúde, sabe? Existem aquelas que gostam de um belo batom vermelho, um olho mais marcado… Também existem aquelas que se apaixonaram por maquiagem a pouco tempo e aquelas que gostam desde criança. Gabriela Orioli, maquiadora profissional e influenciadora digital, é uma dessas pessoas apaixonadas por maquiagem desde pequena. Confira nosso bate-papo e anote todas as dicas para melhorar ainda mais a sua auto make! - Como a maquiagem virou sua profissão? R: Eu sempre fui vaidosa, desde pequena via mi-

20

GABI ORIOLI MAQUIADORA PROFISSIONAL E INFLUENCIADORA DIGITAL

nha mãe trabalhando no salão dela. Eu aproveitava para brincar com as maquiagens e aos poucos essa brincadeira foi se tornando uma paixão. Comecei a aprender, e me interessar cada vez mais. Via

muitos vídeos na internet, treinava em mim e nas minhas amigas, até que quando me senti segura com o resultado das minhas maquiagens, dei início a alguns cursos profissionalizantes. E a partir disso

WWW.QREVISTA.COM.BR


comecei marcar clientes e a atender de forma profissional. - O que você mais ama no seu trabalho? R: A alegria no olhar das minhas clientes e alunas, quando veem o resultado final no espelho e falam “Uau,, estou me sentindo linda!” Isso pra mim é muito gratificante. - Como a maquiagem pode ajudar na autoestima das mulheres? R: De diversas formas! Desde fazer com que a mulher se sinta mais poderosa, confiante, e até mesmo na própria aceitação. A maquiagem já passou por diversas transformações, é uma tendência que vai, a outra que vem... Mas algo que podemos notar é que cada vez mais a maquiagem tem sido mais natural. O que está em alta hoje, é uma make bem feita, porém leve, em que realça a beleza natural da mulher. Hoje vemos mulheres muito mais confiantes em mostrar suas sardas, sobrancelhas grossas, ou sem fazer, nariz mais largo ou mais fino e até manchinhas na pele. Elas se WWW.QREVISTA.COM.BR

orgulham em evidenciar isso. É incrível e muito importante essa inclusão que o mundo da moda vem trazendo nesta nova geração de mulheres empoderadas! - Essa é para ajudar as mulheres. Quais os produtos essenciais que devemos ter no estojo de maquiagem? R: Creme hidratante facial, base, corretivo, pó compacto ou solto, máscara de cílios, delineador, sombra cintilante, batom, pincel blush e esponja para base. Com esses itens já dá pra fazer uma make linda!

mais. Se você não tem muita habilidade com maquiagem ou ainda se sente insegura com o delineado gatinho, por exemplo, aposte em uma make clean, uma pele bem feita, com uma máscara de cílios que valorize o olhar e um batom marcante. Ficará tão lindo quanto o tão desejado delineado gatinho. Enquanto isso, treine e ganhe prática. E quando se sentir segura faça o seu delineado baphonico. Por fim, já que é para arrasar, já aposte naquele batom vermelho de dar inveja!

- Como devemos preparar a pele antes de receber a maquiagem? R: Primeiramente com uma boa limpeza. Ela pode ser feita com um tônico ou água micelar. Depois é necessário hidratar com um hidratante apropriado para o seu tipo de pele e, por fim, utilizar um primer para maior aderência da maquiagem. - Quais dicas de auto make você acha importantes? R: Pra mim o menos é

PARA SABER MAIS: GABI ORIOLI

(19) 99978-7877

@gabiorioli

gabi.orioli@gmail.com 21


APRENDA A MANTER O CABELO BONITO DURANTE A QUARENTENA

E

Para te ajudar, separei algumas dicas para você cuidar de seus cabelos em casa. Vamos lá! Na minha opinião, os primeiros da lista são os óleos de tratamento para os cabelos. Em especial, o Luxe Oil da Wella (o meu preferido, rs). Ele tem uma mistura de óleos que ajuda na reestruturação dos cabelos. O óleo de argan é ideal para os cabelos danificados, o óleo de jojoba apresenta uma absorção perfeita para os cabelos mais secos, o óleo de amêndoa é ideal para hidratar e o de camélia para nutrir os fios e levar mais brilho. Vale fazer algumas recomendações antes! Lembre-se que o óleo nunca deverá ser colocado nas raízes dos cabelos. Use sempre com modera22

ANA CANDIDA GAVA EMPRESÁRIA @anagava Ana Candida Gava

Preserve a raiz dos cabelos, aplique essa mistura no comprimento dos fios e enluve bem. Deixe agir por 5 a 10 minutos, dependendo do seu tempo e ressecamento dos cabelos e enxague muito bem.

stamos todos revendo nossas ideias e conceitos nesta quarentena, não é mesmo? E seus cabelos? Como eles estão? Conseguiria descrever como estão os fios com tanta mudança de hábitos e misto de sentimentos, como estresse, ansiedade e outros? Muitas clientes comentam que quanto mais tempo em casa, mais sentem falta dos tratamentos que faziam no salão e do cuidado que tinham com o cabelo, já que a ida ao cabeleireiro está mais espaçada.

FOTO: ARQUIVO PESSOAL

BELEZA

ção, se seus cabelos apresentam tendência a oleosidade. Os shampoos e máscaras que utilizar, deverão ser os indicados ao seu tipo de cabelo, seja seco, oleoso ou quebradiço. Abaixo, confira um tratamento intensivo para os fios! Ao menos uma hora antes de lavar ou na noite anterior a lavagem, aplique uma quantidade generosa de óleos no comprimento dos fios, dê atenção a parte que está mais sensível ou mais ressecada. Se for deitar, espere o óleo absorver, ok? Na manhã seguinte, lave bem seus cabelos com seu shampoo ideal. Repita o shampoo e enxague bem. Você já vai sentir seus cabelos diferentes! Retire o excesso da água com uma toalha. Agora você colocará em sua mão a máscara para os fios e um ou dois pumps de óleo junto a ela. Misture bem e aplique nos cabelos. Lembre-se de usar a máscara ideal para o seu tipo de cabelo também.

Antes de secar você pode aplicar um pouquinho do óleo para proteger os fios. Depois dessa hidratação intensa você verá o maravilhoso resultado: cabelos brilhantes e macios. Para manter, o ideal é que esse procedimento seja feito ao menos uma vez por semana. Tenho certeza que você vai amar! Depois conta o que achou do resultado lá nas redes sociais do salão! Lembra do meu queridinho que falei lá em cima? Nós temos o kit dele disponível para venda, que na compra do shampoo e máscara, você ganha o óleo. Vale muito a pena! PARA SABER MAIS: Wandda’s Fashion Hair Aproveite nossas promoções seguindo Salão Wanddas nas redes sociais. Siga através do Instagram:

@salao.wanddas @wanddas.baroneza

@wanddasfashionhair Av. Pref. José Maurício de Camargo, 320 - Itatiba Mall Loja D12 - JD. N.S. das Graças

wanddas.com.br wanddas@vmaxnet.com.br

(11) 98531-4549 Tel.: (11) 4894-8014 WWW.QREVISTA.COM.BR


WWW.QREVISTA.COM.BR

23


VOCÊ SABE O QUE É MAQUIAGEM DE EFEITOS ESPECIAIS?

FOTOS: ARQUIVO PESSOAL

BELEZA

URSULA DOMINGOS

MAQUIADORA PROFISSIONAL ESPECIALIZADA EM EFEITOS ESPECIAIS

@ursulasousa_makeup (11) 93346-6755

A

maquiagem é uma forma de nos expressarmos, de transmitir a nossa personalidade as outras pessoas, mas também é uma arte que pode criar personagens, como monstros, palhaços, super-heróis e muitos outros. Você conhece a maquiagem de efeitos especiais? São as técnicas desse tipo de make que são usadas para a criação de padrões que fogem do tradicional, como cortes, cicatrizes, manchas, ferimentos, além de caracterizações específicas. Ursula Domingos, maquiadora profissional especializada em efeitos especiais, conta como ingressou na carreira. “Eu comecei a trabalhar com maquiagem devido ao desemprego. Na época eu não entendia nada sobre o assunto e os produtos para execução. Fui atrás de vídeos tutoriais na internet e iniciei fazendo maquiagem social. Mas um dia eu resolvi misturar alguns ingredientes caseiros para fazer um machucado igual eu via nos filmes e foi aí que surgiu o amor em fazer maquiagem de efeitos especiais”, afirma. 24

Fazer maquiagem de efeitos especiais demanda técnica e os materiais certos. Produto para envelhecer o cabelo, látex líquido para envelhecer a pele, massa para fazer machucados e muitos outros materiais que ajudam a deixar o personagem exatamente do jeito que tem que ser. Ursula aprimorou seus conhecimentos, se especializou e, desde então, trabalha com esse tipo de maquiagem. Entretanto, enfrenta muitos desafios. “Eu econtro desafios todos os dias. Desde dificuldade em achar alguns produtos em Itatiba e ter que recorrer à compra online, até a falta de conhecimento das pessoas em acharem que esse tipo de maquiagem é usada somente em época de halloween, o que não é verdade”, diz.

Segundo a maquiadora, o trabalho mais desafiador que fez foi em um parque de diversões que teve que usar a criatividade e o curto tempo para execução dos efeitos especiais. “Experiência define. Foi um grande salto de aprendizagem e graças ao meu diretor aprendi a ser mais profissional e exigente na entrega dos meus trabalhos. Se eu pudesse dar uma dica para quem quer começar a fazer maquiagem de efeitos especiais, eu diria para não desistir. Seja criativo, esforçado, tenha paciência e persista para alcançar seus objetivos.” WWW.QREVISTA.COM.BR


WWW.QREVISTA.COM.BR

25


FINANÇAS

APRENDA A PLANEJAR

SUA VIDA E AS FINANÇAS PESSOAIS FOTO: ARQUIVO PESSOAL

P

ara saber o que é essencial você vai precisar de clareza + controle + priorização. Na minha metodologia de Planejamento de Vida e Finanças Pessoais eu desenvolvo muito as “Técnicas de Priorização”. Se souber priorizar suas ações, seus gastos e suas decisões de forma clara, vai ajudar muito não só nesses momentos de crise, mas para a vida toda. Para quem nunca fez pode ser um pouco dolorido, talvez algumas coisas precisem de melhoria e não vai sair da noite para o dia, mas é o melhor caminho. Outra parte é desenvolver o conceito correto de orçamento. Frase clássica da administração: “você não gerencia o que não controla”. Controle e clareza são importantes para saber classificar o essencial, o supérfluo e o desperdício. Nós achamos que só fazer controle de gastos e receitas é o suficiente, mas não é. Boas decisões vão levar a saber o que fazer no momento e suportar a carga psicológica que toda escolha de dinheiro traz. Mas afinal, como diminuir os gastos na quarentena? Uma ideia que dou é come-

26

EDUARDO LIMA PLANEJADOR DE VIDA E FINANÇAS PESSOAIS

çar classificando seus gastos pelo critério de ação/ comportamento. Funciona assim: Os gastos de valor aberto são aqueles que vão sendo formados ao longo do mês. Ex: supermercado, lazer, delivery etc. O valor desses gastos depende de sua ação ou comportamento.

Já os gastos de valor fechado são os gastos com seu valor já conhecido no mês. Ex: aluguel, escola, condomínio, assinaturas etc. São gastos que os valores deles independem de ação ou comportamento, é aquele que você contratou e, uma vez contratado, não há nada que possa fazer para mudar

WWW.QREVISTA.COM.BR


o valor do boleto no mês atual. Também faça uma gestão de crises para parar a “espiral” negativa. Filtre informações demasiadas e desnecessárias nesta quarentena. Busque influências positivas e focadas na solução. Necessário em primeiro lugar, o possível vem depois! Tomar decisões é um processo que deveria ser mais respeitado pois é bem mais complexo do que parece. Diminuir padrão de vida também é muito difícil para o ser humano, envolve questões profundas. Vou mencionar 3 reflexões que devem ser feitas durante a quarentena: - Teste de desapego e desperdício: existe uma tese que em geral temos muito dinheiro entulhado em casa na forma de coisas que não usamos, compramos por impulso ou caiu em desuso. - Economia doméstica: essa é uma coisa que recomendo você acompanhar WWW.QREVISTA.COM.BR

e aprender pela internet. Tem muitos detalhes do dia a dia (saber aproveitar alimentos, produtos de limpeza, métodos de cozinha, higiene etc.) e do nosso conforto que podem ser aprimorados. - Saber analisar crédito caso precise: vivemos uma sociedade de crédito fácil, o que pode levar a armadilhas. Vale a pena consultar um profissional isento, pegar uma segunda opinião, avaliar bem para não sair mais caro. Para as pessoas que iam fazer um grande investimento agora, como exemplo, comprar uma casa ou um carro, é muito importante entender que nossa relação com o dinheiro demanda muito cuidado e autoconhecimento. Por exemplo, você não chega numa concessionária com 80 mil reais e fala “Qual carro eu compro com 80 mil?” Você avalia o preço e uma série de fatores como a cor, capacidade, conforto, consumo, valor do seguro etc. Tendemos a fazer a pergunta: “O que eu faço com 80 mil?”

E isso é um risco enorme! Sem ter um planejamento que te ajude a levantar todos os detalhes e necessidades, é muito arriscado responder essa pergunta. Além disso existem limitantes comportamentais, vieses, herança cultural da família, compras por emoção que precisam ser avaliados. E lembre-se: a patrimonialização do seu dinheiro tem que estar de acordo com seus objetivos e necessidades. Fatores emocionais e más influências podem causar desequilíbrio nessa visão. Ganancia + Medo + Impaciência = Prejuízo. Por isso, não tente prever o futuro e haja com cautela se puder reservar dinheiro. Grande abraço! PARA SABER MAIS:

EDUARDO LIMA

Planejador de Vida e Finanças Pessoais

(11) 9575-39310 @fiquebemdevida @fiquebemdevida edulimaplanejador

eduardo@fiquebemdevida.com.br

fiquebemdevida.com.br

27


COUCH

É POSSÍVEL SER PRODUTIVO DURANTE A QUARENTENA? FOTO: ARQUIVO PESSOAL

M

uita coisa mudou devido à pandemia do coronavírus. Os hábitos mudaram, a rotina mudou e a forma de trabalho também. Muitas empresas adotaram o home office para proteger seus colaboradores e ajudar a minimizar a disseminação da Covid-19. Mas com essas mudanças, também apareceram novos desafios e a dificuldade de se manter produtivo diante tantas incertezas. Mas afinal, o que significa produtividade? Produtividade está relacionada a você produzir os resultados mais importantes, muito mais do que se manter fazendo algo. Isso significa que uma pessoa pode trabalhar o dia inteiro e não ser produtiva ou pode trabalhar apenas uma hora e ser altamente produtiva. Então, ser produtivo é saber aplicar suas energias para as tarefas certas e, consequentemente, produzir o que realmente faz diferença. Carlos Hoyos, coach executivo e consultor empresarial especializado em alta performance, liderança e inteligência emocional, diz que o grande desafio é sa-

28

CARLOS HOYOS É EMPRESÁRIO, EMPREENDEDOR, COACH EXECUTIVO & CONSULTOR EMPRESARIAL, ESPECIALIZADO EM ALTA PERFORMANCE, LIDERANÇA E INTELIGÊNCIA EMOCIONAL.

ber identificar quais são os resultados mais importantes para poder investir a

energia de forma assertiva e explica o Princípio de Pareto. “Uma informação mui-

WWW.QREVISTA.COM.BR


to conhecida no ambiente corporativo e industrial é o Princípio de Pareto em que 20% da energia produz 80% dos resultados. Para exemplificar, 20% das máquinas produzem 80% da produção, 20% dos clientes produzem 80% do faturamento. É uma lei praticamente universal, que às vezes pode variar um pouco a porcentagem. Mas o que eu quero dizer com isso, é que as pessoas confundem o estar ocupado com o estar produtivo. Por isso, é possível sim ser produtivo diante tantas incertezas”, esclarece. Para quem não está conseguindo manter uma boa concentração, Carlos afirma que existe uma série de dicas para melhorar os resultados. “A primeira coisa a se fazer é cuidar muito bem da saúde. Dormir direito, descansar, se hidratar muito bem, ter uma alimentação balanceada, evitar bebidas alcoólicas ou produtos com excesso de cafeína, se exercitar e criar costumes saudáveis. Concentração é uma habilidade mental cognitiva mental, que significa eliminar as distrações e focar no que é importante. E sem uma boa saúde, o nosso cérebro também não está bem. Por isso, é de extrema importância cuidar da saúde. Outra dica é fazer meditação, uma vez que essa prática ajuda a aumentar o foco e a concentração. Por fim, faça uma lista do que é realmente importante e se prenda até executar todas as tarefas”, diz. Para as pessoas que estão em home office, crie um ambiente de trabalho dentro de casa, com mesa, computador e todas as ferWWW.QREVISTA.COM.BR

ramentas necessárias. E lembre-se: estipule horários para não ficar refém do trabalho ou perder a produtividade. É de extre-

ma importância saber diferenciar o momento de trabalho e o momento de descanso e, assim, criar uma rotina.

Carlos finaliza com uma mensagem.

NÓS ESTAMOS COM UMA OPORTUNIDADE MARAVILHOSA DE NOS ENCONTRARMOS COM NÓS MESMOS, DE REFLETIRMOS DE COMO ESTÁ NOSSA VIDA. CONSEGUIMOS DESACELERAR E OLHAR UM POUCO MAIS PARA DENTRO DE NÓS E ENTENDER O QUE É IMPORTANTE EM NOSSA VIDA. É TEMPO DE MEDITAÇÃO, DE REFLEXÃO, POR ISSO, VAMOS TENTAR SAIR DISSO MELHORES DO QUE QUANDO ENTRAMOS. FIQUE BEM, TUDO VAI PASSAR”. PARA SABER MAIS: carloshoyos.com/sobre-carlos/

29


CULTURA

THIAGO BARROS

MÁGICO ILUSIONISTA thi.sbarros@hotmail.com

(11) 99812-0953

Quando você pensa em mágica, o que vem em sua cabeça? Aqueles velhos truques do coelho na cartola e das cartas de baralho escolhidas corretamente? Com a tecnologia, muita coisa mudou e na mágica não seria diferente. Celular, tablet, realidade aumentada, holograma, drone e muitas outras possibilidades que estão presentes na mágica. A mágica não está somente nos aniversários, como antigamente. Hoje, o mundo corporativo usa o ilusionismo para promover a sua marca, seu produto ou fazer lançamentos. “Através da mágica conseguimos potencializar e levar mais visibilidade para um determinado produto, para uma determinada marca. O mundo corporativo gosta muito de utilizar a mágica em feiras, lançamentos e diversos eventos. Por se tratar de algo pouco acessível, conseguimos transmitir sensações que ou30

tros tipos de entretenimento não conseguem”, diz Thiago Barros, mágico ilusionista. Um show de mágica pode ser feito para todas as faixas etárias, além de ser bem visto, por se tratar de um entretenimento diferenciado, descontraído e que tira sorrisos e sensações das pessoas presentes. Quem não gosta de uma boa mágica, não é mesmo? Ainda mais quando envolve aparelhos que estamos habituados, como smartpho-

“Hoje em dia a tecnologia está cada vez mais acessível e presente, na mágica não é diferente, tiramos cartas assinadas da tela de um smartphone toda dobradinha, materializamos bolinhas de espuma da tela, agregamos mágica com objetos junto ao celular… São muitas surpresas para quem assiste nossos shows”, afirma Thiago Barros, mágico ilusionista. Thiago já realizou eventos para grandes marcas, como Ceratti, Kopenhagen, Dello, entre outras, e afirma que a mágica tem o poder de fazer “o impossível acontecer”. FOTOS: ARQUIVO PESSOAL

MÁGICA E TECNOLOGIA COMBINAM?

nes e tablets. Ficamos prestando muita atenção para entender como o truque foi feito, mas mágica é mágica, que graça teria se o segredo fosse revelado?

WWW.QREVISTA.COM.BR


WWW.QREVISTA.COM.BR

31


CONHEÇA O LIVRO OYÁ E OS ESCOLHIDOS

E

scrito por uma itatibense, o livro Oyá e os Escolhidos foi desenvolvido através de experiências como artista e professora atuante entre jovens que apresentam contato direto com preconceitos. Os julgamentos eram tão grandes que prejudicavam a formação dos adolescentes e pré-adolescentes como cidadãos éticos e os impediam de se identificarem a cultura a qual pertenciam. Sophia Aloha, autora da obra, em um bate-papo com a equipe da Q Revista, contou um pouco mais sobre a ideia e desenvolvimento do livro, além de outras curiosidades. Confira!

Essa é sua primeira obra?

AUTORA DA OBRA OYÁ E OS ESCOLHIDOS sophia.aloha@gmail.com (11) 98584-5582

Quanto tempo demorou para ser produzido?

De onde surgiu a ideia do livro?

32

SOPHIA ALOHA

pre a europeia. A ocidental e a africana ou até mesmo indígena são muito difíceis de encontrar. Além das dificuldades de edição e dos erros de iniciante né?

R.: Sim, minha primeira obra. Apesar de ter participado de muitas antologias poéticas só me considero escritora a partir deste livro.

R.: A ideia do livro surgiu quando dei aula sobre diversidade étnica, religiosa e cultural na APAMI em Itatiba, por volta de 2014/2015. Eu tentava estimular a leitura e a cultura diversa nos alunos e ao apresentar-lhes a mitologia iorubana percebi a carência de material e a sede de conhecimento destes meus alunos. Apresentei-lhes deuses pretos, poderosos, reis e rainhas africanas e eles queriam saber mais, mas tinham pouco costume de leitura e eu não tinha material adequado disponível. Mesmo que a lei 10.639/03 estivesse em vigor, ainda tínhamos grandes dificuldades quanto a treinamento de professores e material. Assim, decidi que meus alunos precisavam decolonizar seu imaginário, precisavam ter histórias de

FOTO: ARQUIVO PESSOAL

CULTURA

aventura e ficção baseadas em nossa cultura ancestral africana e foi isso que fiz. Como foi escrevê-lo? R.: Foi trabalhoso! tem sido trabalhoso na verdade, porque agora estou criando a continuidade, o segundo livro da série. Apesar de imensamente prazeroso, eu queria ter uma boa base da mitologia e muita convivência com as histórias mitológicas antes de escrever. A mitologia iorubá está viva nos sacerdotes e terreiros e, muito embora o livro não tenha nenhum aspecto religioso, foi ali que encontrei minha melhor fonte de pesquisa já que a história e a cultura a que temos acesso com mais facilidade é sem-

R.: Bem, a ideia surgiu entre 2014/2015 mas ele só ficou pronto em 2017. Há um tempo grande entre maturar ideias e pesquisar, antes de escrever qualquer palavra. Lli muita coisa, pesquisei muito, depois criei cada personagem com o máximo de detalhes e por último fiz um esqueleto do roteiro. Só então me pus a escrever de fato. Essa escrita durou uns 3 meses, nos quais eu estava desempregada e apenas me dedicava a isso, rs. Esse segundo já dura muito mais. Onde podemos encontrar mais detalhes do seu livro? R.: As pessoas podem acessar meu site para conhecer um pouco mais sobre a obra e também para fazer seu pedido. É só acessar https://sophiaaloha.wixsite.com/oyaeosescolhidos WWW.QREVISTA.COM.BR


WWW.QREVISTA.COM.BR

33


FOTO: Q REVISTA

CONTÁBIL

EFEITOS DA PANDEMIA DO CORONAVÍRUS NAS EMPRESAS

T

odo empresário brasileiro tinha uma enorme expectativa com relação aos seus negócios para 2020. Isso porque, em 2020, apesar de toda dificuldade, os negócios estavam progredindo. Começamos o ano com a mesma expectativa do final de 2019. Entretanto, algo inesperado aconteceu: veio o coronavírus e foi decretada a pandemia. Esta pandemia veio e cortou a receita da maioria das empresas por diversos motivos, seja devido ao comércio que não pode abrir suas lojas, aos clientes estão de quarentena e não consomem mais como antes, por contenção de despesas e outros. O governo, por sua vez, teve que adotar algumas medidas para ajudar as empresas a se manterem financeiramente neste momento, para não dispensar seus funcionários e honrar com seus compromissos. Foi aprovada medidas provisórias, portarias, instruções normativas e outras, para minimizar os impactos nas empresas. Confira as principais medidas: - Redução de jornada e 34

salários dos funcionários; - Suspensão do contrato de trabalho; - Crédito para pagamento da folha de pagamentos; - Prorrogação do vencimentos de alguns impostos. Lembrando que não foi dada a isenção dos impostos. Portanto, todo empresário deve controlar os impostos prorrogados e os financiamentos, uma vez que deverão ser pagos em datas futuras. Além do empresário utilizar estas medidas para aliviar o fluxo de caixa, seria interessante também readequar a empresa para os novos cenários que a pandemia nos deixará. Por isso, separamos algumas dicas que podem fazer total diferença em sua empresa. Confira! - Negociar redução dos valores nos contrato com fornecedores; - Verificar com os bancos sobre as novas linhas de créditos; - Nesta quarentena, manter o contato com os clientes é fundamental

MILTON YASUYUKI MORIHIRO EMPRESÁRIO

para quando tudo acabar, retomar o seu negócio; - Disponibilizar novo canais de venda para seus clientes; - Oferecer novos serviços para seus clientes; - Criar promoções de seus produtos; - Capacitar a si mesmo e seus colaboradores. - Ter um boa assessoria para ajudar a ter acesso aos benefícios que estão disponível no mercado. A Alta Contábil fornece todo o suporte aos empresários e autônomos que querem se adaptar à situação que estamos vivendo e melhorar o seu negócio. Entre em contato conosco! PARA SABER MAIS:

Ed. Comercial Inside Corporate Rua Crescêncio da Silveira Pupo, 75 Salas 41 e 42 - Villa Cassaro - Itatiba/SP

Tel: (11) 4487-6460 altacontabil.com.br WWW.QREVISTA.COM.BR


WWW.QREVISTA.COM.BR

35


NUTRIÇÃO

VOCÊ ESTÁ CUIDANDO DA SUA ALIMENTAÇÃO

DURANTE A QUARENTENA?

FOTO: ARQUIVO PESSOAL

E

star em casa por mais tempo é uma ótima oportunidade para cuidar melhor da alimentação. Podemos nos programar melhor e fazer comidas mais saudáveis. Entretanto, sabemos que não é bem assim que funciona. Sentimos falta de sair para comer em nosso restaurante favorito, de comer um fast food e nos perdemos nos deliciosos vídeos de comida que circulam pelas redes sociais. As receitas de pão e bolo nunca foram tão acessadas como agora e com isso, em muitos casos, a boa alimentação se perde. Segundo Jessica de Souza Minutti, nutricionista especializada em transtornos alimentares pelo IPq – HCFMUSP, é muito comum, principalmente no cenário atual, as pessoas comerem além do necessário por questões emocionais. “A fome emocional é quando a comida é usada como uma resposta a emoção, podendo ser por ansiedade, tristeza, alegria, medo, decepção, entre outras. O problema é que essas refeições são fei-

36

JESSICA DE SOUZA MINUTTI

NUTRICIONISTA COM ESPECIALIZAÇÃO EM TRANSTORNOS ALIMENTARES PELO IPQ - HCFMUSP CRN: 51115 tas sem planejamento, de forma voraz e geralmente associadas a uma sensação de descontrole seguidas de culpa ou remorso. O ideal é identificar o que te levou a ter este sentimento e resol-

vê-lo. Se necessário, com a ajuda de um profissional que trabalhe com comportamento alimentar. Outra questão importante é respeitar os sinais físicos de fome e saciedade.”, afirma Jessica.

WWW.QREVISTA.COM.BR


Por outro lado, você já parou para pensar como uma alimentação saudável impacta em nossa imunidade? Por mais que não exista nenhum alimento milagroso para combater a pandemia que estamos vivendo, uma boa alimentação desempenha um papel importante em nosso sistema imunológico.

dos, além de alimentos ricos em fibras, como cereais integrais, pães cereais, lentilhas, nozes e sementes.”, diz.

“A alimentação tem um papel indispensável como suporte ao sistema imunológico. É fundamental consumir variedade de cores em alimentos conhecidos como reguladores, como frutas, verduras e legumes. Eles são alimentos que regulam as funções do organismo e atuam no sistema imunológico por serem ricos em vitaminas e minerais. Além disso, manter uma boa saúde intestinal também é importante. Um intestino saudável, hospedando uma ampla diversidade de bactérias, desempenha um importante papel na saúde imunológica. Para isso vale consumir probióticos encontrados em iogurte, kefir e alimentos fermenta-

- Faça uma lista com o que precisa comprar antes de ir ao mercado, isso evita compras impulsionadas pela oferta de alimentos.

WWW.QREVISTA.COM.BR

Para ajudar a criar uma rotina de alimentação saudável e, consequentemente, manter o sistema imunológico em ordem, a nutricionista separou algumas dicas para os nossos leitores. Confira!

- Evite dietas restritivas, isso atrapalha a percepção de sinais físicos de fome e pode gerar episódios de compulsão alimentar diante da restrição. - Ao comprar doces em geral, prefira porções individuais, para quando for consumi-lo não o faça de forma exagerada. - Mantenha a estrutura de cada refeição, evite tomar café da manhã no almoço, por exemplo, estipule uma rotina alimentar. Isso

te ajudará a não ficar beliscando várias vezes ao dia. - Tenha uma rotina com horário para acordar, fazer as refeições, trabalhar e ter o seu lazer. A falta de rotina pode trazer a sensação de perda de controle e ansiedade, fazendo com que você coma por estímulos emocionais e não por fome fisiológica. Por fim, Jessica ressalta a importância de ter um acompanhamento nutricional. “O nutricionista tem o papel de acolher e entender as dores do paciente em relação a comida. Nesse momento tão delicado, é fundamental o suporte de um profissional para que o alimento não se torne um fardo e sim um aliado a saúde. Busque sempre profissionais que considerem a demanda individual de cada um e use técnicas que contribuam para bons hábitos alimentares a longo prazo”, finaliza. PARA SABER MAIS: (19) 99978-7877 37


SAÚDE

MICROFISIOTERAPIA:

SAÚDE E VITALIDADE PARA O CORPO E A MENTE

V

ocê já ouviu falar de microfisioterapia? Essa técnica francesa criada pelos fisioterapeutas Patrice Benini e Daniel Grosjean tem como base a embriologia e consiste em identificar a causa primária de uma doença ou sintoma e estimular o processo de eliminação e autocura do organismo. Eficiente no tratamento de dores, ansiedade, depressão, fibromialgia ou até mesmo traumas emocionais causados por perdas, rejeição e outros. Segundo a fisioterapeuta Vitória Falcomer, especializada em microfisioterapia, não há restrição de idade ou qualquer contraindicação, pelo contrário, essa técnica é indicada para todos que apresentam doenças físicas ou emocionais, podendo tratar refluxo em bebês ou até dores articu38

“Conseguimos identificar os bloqueios que vieram de traumas físicos, tóxicos ou emocionais. Por meio de toques a terapia estimula pontos específicos do corpo para que ele se reequilibre, aliviando os sintomas relatados pelos pacientes. As sessões são iguais, independente da patologia, eu faço a leitura biológica, investigando todos os mapas. É como descascar uma cebola por camadas, sendo que numa próxima sessão será tratada uma camada mais profunda. Quando o paciente chega é feito a avaliação clínica, chamamos de Anamnese e em seguida explico um pouco sobre a microfisioterapia e inicio a sessão. No final o paciente será capaz de entender o processo da doença e/ou sintomas e, consequentemente, o processo de cura dele”, afirma Vitória. A microfisioterapia ajuda a restabelecer a vitalidade do corpo e da mente, eliminando as memórias ruins, bem como a memória tecidual, chamada de cicatriz patológica, que causa dor ou sintoma. Lembrando que todo o processo é feito com toques sutis.

FOTO: ARQUIVO PESSOAL

lares em idosos.

DR VITORIA A

FALCOMER FISIOTERAPEUTA ESPECIALIZADA EM MICROFISIOTERAPIA CREFITO 3: 101626-F

vitoriafalcomer@hotmail.com

(11) 97185-0271

se você procura restabelecer a saúde e vitalidade do seu corpo e da sua mente, procure por um especialista.

Essa técnica pode ser realizada como prevenção ou tratamento complementar de diversas patologias. Por isso, WWW.QREVISTA.COM.BR


WWW.QREVISTA.COM.BR

39


TURISMO

O TURISMO

PÓS COVID-19

O

coronavírus não mudou tudo, mas mudou muito a maneira de como conduzimos nossas vidas. É verdade que surgiram novos hábitos, novas necessidades e novos comportamentos a partir da pandemia. O turismo pós Covid-19 certamente exigirá reinvenção de alguns negócios, novas ofertas, serviços e protocolos de segurança. É preciso entender qual será o papel do turismo neste “novo momento” para a criação de novas estratégias. Que tipo de serviço turístico será mais demandado e o que tende a sumir? Que tipo de destino os viajantes vão buscar? Ninguém sabe exatamente quando, mas sabemos que voltaremos a viajar assim que a pandemia estiver controlada e nos sentirmos seguros. Especialistas preveem a recuperação em três etapas: inicialmente por destinos próximos, com carro próprio e total autonomia para decidirmos quando ir, voltar e onde ficar. No segundo momento, viajaremos para destinos um pouco mais longes. E quando a pandemia estiver controlada, 40

também para outros países e continentes. O isolamento social, o medo do contágio e principalmente as incertezas na saúde e economia mudaram o nosso comportamento e não sabemos como será quando tudo isso acabar. Voltaremos a nos cumprimentar com beijos, abraços e apertos de mão? Ficaremos a um metro de distância da pessoa na fila do supermercado? Vamos comprar as mesmas coisas que antes? Ainda não sabemos como a sociedade se comportará, mas podemos prever algumas mudanças no padrão de consumo do turismo pós Covid-19. É de se esperar que o turista pós pandemia tenha as seguintes características: mais conectado, com consumo consciente, aversão a aglomerações, renda reduzida e apreço a custo benefício, valorização de pequenas empresas e negócios locais, preferencias por relacionamento on-line, preferência por compra de empresas que ofereçam mais flexibilidade para alterações e cancelamentos, preocupação com medidas de higiene e segurança sanitária dos equipamentos e serviços, preferência por ati-

vidades de natureza e espaços ao ar livre, passeios e atividades realizadas em grupos pequenos e, por fim, valorização da produção local. A recuperação do turismo pós Covid-19 dependerá de muitos fatores, como a reabertura das fronteiras, reativação das linhas aéreas e, principalmente, a sensação de segurança dos turistas sobre os diferentes destinos, de acordo com a incidência da pandemia. Segundo OMT – Organização Mundial do Turismo –, após Covid-19 teremos em alta os seguintes segmentos: turismo rural, valorizando a natureza e o bem-estar, ecoturismo e aventura. Considerando Itatiba, pertencente ao Circuito das Frutas, as características interioranas e a proximidade da grande São Paulo, estima-se que as condições sejam favoráveis para a retomada pós pandemia. Dessa forma, caberá aos empresários entenderem o momento e se prepararem para essa nova realidade. Conselho Municipal de Turismo de Itatiba WWW.QREVISTA.COM.BR


CAPA

AMOR DE MÃE JÁ TEM PREVISÃO DE RETORNO, COM

ADRIANA ESTEVES E GRANDE ELENCO

A

Por Michele Marreira

trama Amor de Mãe estava no ápice de sua história, quando precisou ser interrompida por conta da pandemia causada pelo novo coronavírus, em março deste ano.

À época, Thelma, uma das protagonistas do folhetim, interpretada pela atriz Adriana Esteves, descobre que o filho adotivo Danilo (Chay Suede), na verdade é Domênico, o jovem que sua melhor amiga, Lurdes (Regina Casé) tanto procura, desde que foi vendido pelo próprio pai no interior nordestino.

Até então, Adriana Esteves vinha dando um show de interpretação no horário nobre, na pele de uma mãe capaz de tudo para manter o filho em sua redoma, tamanha obsessão.

42

FOTO: GLOBO/JOÃO COTTA

Pausada por longos meses, a obra escrita por Manuela Dias, ao que tudo indica, assim informado pela imprensa de entretenimento, voltará à tela da Globo dia 3 de agosto com todas as precauções devidas para impedir a proliferação da Covid-19.

WWW.QREVISTA.COM.BR


FOTO: GLOBO/ESTEVAM AVELLAR

CAPA

“É bom desfrutar do grande ator que ele é”, derreteu-se, ao falar do amado. O romance entre os dois começou em 2004, desde então, nunca mais se desgrudaram. Ao casar-se com o intérprete do ambientalista Davi, a artista já era mãe de Felipe, quando no final do mesmo ano em que oficializaram os laços matrimoniais, nasceu Vicente, fruto dessa união. O mais bonito disso tudo foi Esteves adotar de coração a enteada Agnes, que havia perdido a mãe, vítima de câncer.

holofotes desde que fez sua estreia na telinha, no posto de apresentadora da atração Evidência, exibida pela Rede Bandeirantes, na década de 1980. Ficou conhecida ao vencer o concurso Estrela por um Dia no dominical Domingão do Faustão. Foi seu passaporte para fama, ao conquistar um papel em Top Model, dando vida a Patrícia de Meu Bem, Meu Mal. Dona de voz suave e personalidade tranquila, a atriz está longe de se intitular uma celebridade. Ao contrário. Prefere encarar a profis-

são com seriedade e se cobra para obter um trabalho de excelência, embora reconheça que não há perfeição na arte. A explosão em sua trajetória artística aconteceu há oito anos, ao interpretar a maquiavélica Carminha, de Avenida Brasil. Antes da quarentena, batemos um papo sincero e especial com a diva da teledramaturgia brasileira. A Thelma é tida como uma mãe que extrapola alguns limites. E a Adriana, como se define nesse posto? Adriana Esteves: Sou uma

FOTO: GLOBO-DIVULGAÇÃO

“A Thelma passa da barreira, eu procuro não passar”, pontuou a atriz, explicando ser uma mãe bem diferente, em entrevista sobre a personagem. No projeto das 21h, ela tem a felicidade de trabalhar novamente com o marido, Vladimir Brichta, ambos chegaram a contracenar no início da história.

No auge de seus 50 anos, ela já está acostumada aos 43 WWW.QREVISTA.COM.BR

43 WWW.QREVISTA.COM.BR


CAPA

FOTO: TV GLOBO/ JOÃO COTTA

cio, na arte não existe perfeição. Sou responsável e dedicada. Tenho verdadeira paixão, imenso prazer pelo que faço e não me contento com pouco. Ao longo da minha trajetória profissional fiz aliança com várias pessoas que me orgulho bastante. Não existe fórmula para o sucesso. O que me move aceitar um trabalho é a afinidade artística, o respeito e a admiração. Você começou na TV no Domingão do Faustão, certo? Sim. Apresentei um quadro quando eu era bem menina. Já se passaram mais de 30 anos e muita história aconteceu. Quais são seus segredinhos de beleza e a fórmula de um bronzeado perfeito?

mãe absolutamente comum como todas as mães. A gente se une e se solidariza. Apaixonada, que protege, quer o melhor para os filhos, que luta por educação, acredita que educação é o melhor caminho, tento promover isso o tempo todo para eles. Eu sou protetora, super não sei. Não sei se excede o normal, de invasão de liberdade do próximo. Eu procuro não invadir a liberdade do crescimento deles. A Thelma passa da barreira, eu procuro não passar. Quando você interpreta vilãs em diferentes novelas, fica com receio de o público compará-las e acharem parecidas? Não me preocupo com essa comparação, mas acho que é inevitável. Não trabalho com medo e sim coragem, alegria e criatividade. São sempre histórias completamente diferentes. O grande barato

dos personagens que fazemos é lembrarmos que o ser humano é único. Apenas é a mesma intérprete. Qual o sentimento de trabalhar na mesma novela que seu marido, o ator Vladimir Brichta? É o auge do prazer, em todos os sentidos. Conversamos sobre tudo que nos inspira para a novela. A gente troca muito palpite. É bom desfrutar do grande ator que ele é. Tem sido bom estarmos com as mesmas pessoas, nos mesmos lugares. Estou com ele há 16 anos, é uma sensação gostosa estarmos juntos nesse processo criativo. Com 30 anos de carreira como define o sentimento por seu oficio? Embora eu goste de fazer meu trabalho sempre bem feito, porque amo meu ofí-

Não tem segredo. Claro que conto com uma dermatologista bárbara, um cabeleireiro maravilhoso e faço exercício físico. Gosto e preciso do sol. Faço caminhada na praia sempre usando protetor solar. Se eu morasse num lugar sem sol, seria uma pessoa melancólica. Em tempos de tecnologia o que te levou a se manter distante das redes sociais? Os meus três filhos têm, mas eu não tenho nada. Eles usam de maneira legal, não fazem disso um diário. Eu acho um barato os memes (risos). Os amigos passam pelo WhatsApp. Talvez, por gostar tanto, não tenho rede social. Imagina não cuidar dos filhos, não trabalhar para ficar conectada o dia inteiro? Dessa forma estou me protegendo. Mas... Quem sabe eu não acorde dia desses com um Instagram.


Profile for Q Revista

Adriana Esteves  

Q Revista

Adriana Esteves  

Q Revista

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded