__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1


creative creative


Editorial

revista

FOTO CAPA Globo / Estevam Avellar DIRETOR RESPONSÁVEL David Benedetti - MTB: 64.709-SP david@qrevista.com.br DIRETORA EXECUTIVA Danielle Dalcin Benedetti - MTB: 64.708-SP danielle@qrevista.com.br

DANI DALCIN BENEDETTI COM VALENTINA ROSSI FATTORI E DAVID BENEDETTI

JORNALISTA Giovane Almeida - MTB: 0080910/SP redacao@qrevista.com.br

Olá, amigos-leitores! Nesta edição de outubro, trazemos o Especial Educação com conteúdos selecionados que te farão mergulhar neste universo tão vasto do ensino. Procuramos, em cada edição, selecionar aquilo que nossos leitores sentirão prazer em encontrar. Mas, apesar de nossa temática principal, também trazemos novas editorias para que sua leitura seja cada vez mais prazerosa e interessante. Esperamos que gostem! Nossa grande convidada para ilustrar a edição é a atriz Klara Castanho, que tem cada vez mais atraído os olhares dos diretores de televisão por conta do seu talento nato. Iniciou pequenina nas telinhas e já conquista seu espaço como uma promessa teen nas telenovelas. Não deixe de conferir nosso bate-papo. Não podemos também deixar de lembrar que o nosso tão esperado Baile de Máscaras está chegando e estamos acertando os últimos detalhes para uma noite única e especial. Traremos fotos e detalhes dos looks mais atrativos da festa na próxima edição. Esperamos que sua leitura seja tão empolgante quanto foi produzir essa edição aqui em nossa redação.

David, Dani Dalcin Benedetti e Valentina Rossi Fattori

Curta a Q qrevistaoficial

Acompanhe nosso site www.qrevista.com.br Siga a Q Q_Revista

e-mail: contato@qrevista.com.br

Faça parte da Q qrevista

FOTO CAPA Globo / Estevam Avellar COMERCIAL Cauê Rossi • contato@qrevista.com.br AUDITORIA Athros | ASPR auditores independentes TIRAGEM: 10 mil exemplares DISTRIBUIÇÃO: Foco Distribuição AGÊNCIA RESPONSÁVEL Q CREATIVE Rua Benjamin Constant, 433 - Loja 3 Centro - CEP 13250-340 - Itatiba - SP CONTATO Tels.: (11) 4534.0519 (11) 99804-9105 (Dani) / 98149-0634 (Cauê) contato@qrevista.com.br • www.qrevista.com.br ASSESSORIA JURÍDICA Advocacia Bortolossi Mariah Carminatti Campos Leme Bortolossi Tel.: 4524-0804

Uma ótima leitura a todos,

Para anunciar (11) 4534.0519

DESIGNER David Benedetti Bianca Glicério Fernandes • arte@qrevista.com.br

Siga a Q @qrevista

Natália Penteado Sanfins Gaboardi LMN ADVOGADOS ASSOCIADOS (11) 4524-3691 / 4524-8556 / 99787-6646 A Q Revista não se responsabiliza por eventuais mudanças na programações fornecidas, bem como pelas opiniões emitidas nesta edição. O conteúdo dos anúncios publicados na Q Revista é de total responsabilidade dos anunciantes.


creative


SAÚDE

BELEZA

12 Beleza em pauta EDUCAÇÃO

bilíngue: um novo modelo de educação 16 Escola do Anglo Itatiba participam de simulação oficial de encontro da ONU 18 Alunos 20 A Literatura dos vestibulares a procura por cursos de ensino a distância 22 Cresce adolescência 24 Osda desafios afirmam que adolescência vai até os 24 anos 26 Cientistas 28 Why do we have to learn languages?

CAPA

30 KLARA CASTANHO

ESPORTE

Tennis: o novo queridinho do Brasil O feijão com arroz no marketing digital 34 Beach

MARKETING

36 O feijão com arroz no marketing digital

intraoculares são a solução para quem sofre com o mau funcionamento da visão 38 Lentes 40 Toda hora estou doente! é o mês internacional de atenção a gagueira, você sabia? 42 Outubro e Odontologia no tratamento do ronco e Apneia Obstrutiva do Sono (AOS) 44 Fonoaudiologia 46 impacto do eSocial na saúde e do trabalho 48 Osegurança IMA traz tecnologia que aumenta em 90% as chances de diagnósticos precoces de câncer de mama

COACH

50 Motivação para mudar: O que é necessário? TECNOLOGIA

52 O que é I T? o

TURISMO

56 Alambiques atraem turistas para Itatiba PET & CIA

58 Tá na hora do banho

VEÍCULOS

60 O MISTÉRIO DO FUSCA AZUL

GASTRONOMIA

64 pudim de iogurte natural


creative


BELEZA & BEM-ESTAR

BELEZA EM PAUTA

O

mercado da beleza está cada vez mais aquecido no Brasil. A valorização da saúde e da aparência contribuíram para o surgimento de novos nichos de negócios preocupados em potencializar as experiências de compra. Uma das grandes apostas do momento é a personalização do atendimento e dos produtos e serviços. Os profissionais têm trabalhado, também, como consultores de beleza valorizando ainda mais a experiência do cliente. “O Studio Prime é um espaço completo, onde os profissionais competen-

FOTOS: CAUÊ ROSSI / Q REVISTA

O Studio Prime oferece serviços completos para beleza e estética. Vale a pena conhecer!

tes trabalham ativamente para proporcionar o bem-estar dos clientes. Quem nos visita encontra serviços de cabelo masculino, barbearia, cabelo feminino, maquiagem, distintos serviços estéticos, manicure e depilação para homens e mulheres”, é o que conta Adriano das Mercês, proprietário do salão.

salão demora. “Nosso objetivo enquanto empresa é oferecer aos nossos clientes a pontualidade que eles merecem. Vemos que na maioria dos salões isso não acontece e, então, decidimos colocar o horário e o tipo de produto que utilizamos e oferecemos como prioridade no nosso atendimento.

A busca por serviços rápidos também cresceu de forma significante, já que as pessoas estão com o tempo cada vez mais contado. E é por isso que o grande desafio do Studio Prime é quebrar o estereótipo de que tudo em um

Tudo o que temos no salão é de reconhecimento internacional, ou seja; produtos de alta qualidade e que também estão em falta nos demais salões da região”, ressalta Adriano. Já que a beleza está em alta, o Studio Prime se coloca como uma opção moderna e diferenciada na região de Itatiba, para que você, homem ou mulher, possa sentir-se ainda melhor consigo mesmo, sendo cuidado com produtos de primeira linha, pontualidade no atendimento e, mais do que isso, sob os cuidados de profissionais altamente qualificados.

STUDIO PRIME Avenida Santo Bredariol, 650 Giardino d’ Itália - Itatiba/SP studioprimex Contato: (11) 4524-3931 (11) 96863-1089

12

OUTUBRO/NOVEMBRO2018

WWW.QREVISTA.COM.BR revista A informação que fica!


creative


creative


ESPECIAL EDUCAÇÃO

Escola bilíngue:

U

um novo modelo de educação

ma escola bilíngue se organiza, em todos os níveis, para proporcionar aos seus alunos as competências necessárias para usar duas ou mais línguas em situações acadêmicas e sociais. Por isso, ela ensina por meio das línguas e não apenas as línguas, sendo essa a principal diferença em relação a escolas de idiomas. Isso significa que os alunos não têm apenas aulas de Inglês mas têm, principalmente, aulas de diversas matérias em Inglês. Na educação bilíngue, a língua é tanto o objetivo a ser alcançado como a ferramenta para se alcançar esse objetivo. Isso significa que o aluno vai aprender a língua estrangeira ao mesmo tempo em que a usa na busca do aprendizado. Antes de mais nada, é importante diferenciar a escola internacional com a escola bilíngue. Enquanto a primeira utiliza como base o currículo e a proposta pedagógica de outro país, modificando o modo de aprender da criança, a escola bilíngue usa exclusivamente o currículo brasileiro, inserindo conteúdos e carga horária estendida.

16

OUTUBRO/NOVEMBRO2018

Para aprender inglês é preciso tempo, dedicação e metodologia adequada. O recomendável é que pelo menos duas horas por dia sejam dedicadas ao trabalho com uma segunda língua. Por isso as escolas bilíngues funcionam em período semi-integral. O material didático não é o curso. É apenas um recurso para apoiar o aprendizado e deve ser completado com outros materiais: livros de leitura, filmes, jogos, sites, músicas e tudo o que contribuir para que os alunos aprendam os conteúdos curriculares usando as línguas de forma significativa. Além de se aprender naturalmente uma língua estrangeira, a educação bilíngue proporciona vários benefícios, sendo que os principais são: maior capacidade de concentração/organização e melhor desenvolvimento de habilidades cognitivas relacionadas à escrita, à fala e à leitura. Outro fator importante a ser ressaltado refere-se aos professores da escola bilíngue, que devem ter alta proficiência na língua estrangeira, pois essa será sua forma de comunicação com os alunos, além de formação em áreas de licenciatura que assegurará o conhecimen-

to de metodologia e prática de ensino. Pesquisas apontam que quanto mais cedo se inicia a aprender, melhor. Como desde o nascimento o cérebro está programado para aprender atividades básicas, interagir com uma segunda língua ainda criança definitivamente facilita o processo de aprendizado. O consenso entre especialistas é que a infância é o momento ideal para apostar nesse tipo de educação, lembrando que aprendizagem depende do ambiente em que se vive. Atualmente, a ideia de inserir uma nova língua na vida das crianças se tornou um atrativo para os pais que visam oferecer um ensino de qualidade para seus filhos desde a infância. Por isso, a educação bilíngue tem rompido barreiras e conquistado, cada vez mais, a atenção no universo acadêmico. COLÉGIO LITTERATUS Av. Angelo Piovani, 1289 Alto Sta Cruz - Itatiba/SP www.litteratus.com.br F: (11) 9 8496-1004 - 4524-5959 WWW.QREVISTA.COM.BR

revista A informação que fica!


Alunos do Anglo Itatiba participam de simulação oficial de encontro da ONU

E

ntre os dias 2 e 6 de setembro aconteceu, em Campinas, nas instalações da FACAMP, a WIMUN (WFUNA International Model UN), evento para alunos do ensino médio e superior que simula um encontro da ONU entre as nações para debater assuntos de interesse mundial. Sete de nossos alunos compareceram ao encontro representando diversos países em discussões importantes para o futuro da humanidade. Divididos em seus conselhos, os alunos discutiram com outros da região, estados vizinhos e até participantes internacionais, a ajuda humanitária para refugiados e o empoderamento feminino. “O contato com a diferença e a luta por soluções que sejam viáveis e atendam às diversas demandas dos países fez com que tivessem um crescimento geopolítico e histórico impressionante”, disse o professor Maciel Cyrillo, que os acompanhou durante o evento. Na simulação, cada aluno é o representante de um país e deve defender os interesses dele procurando, ao mesmo tempo, encontrar sugestões e resoluções que possam ser levadas adiante e modificar para melhor um cenário

18

OUTUBRO/NOVEMBRO2018

específico de interesse global. Entre os dias de conferência, as discussões e coligações seguem os blocos econômicos e realidades internacionais que de fato interferem nas relações entre os países e nações. A diplomacia e a liderança são habilidades colocadas em prática a todo momento. O professor Paulo Henrique Maciel, já veterano das simulações, ressalta que é importante para a evolução de um país que as pessoas, principalmente os jovens, tenham esse tipo de experiência internacional em que se é obrigado a se colocar no lugar do outro, a aprender a ceder e a lutar por seus ideais. O projeto de Relações Internacionais do Anglo Itatiba, voltado para os alunos entre o 8º ano do ensino fundamental a 2ª série do ensino médio, busca estudar os acontecimentos mundiais e seus reflexos na geopolítica e economia globalizadas, tendo, como ponto alto, a participação na simulação oficial da ONU. Ao contrário dos países, a educação não pode ter fronteiras. Alunos participantes e comitês a que foram delegados: Giovana Ubinha de Carvalho (Afeganistão), Murilo Cé-

sar Borin Silvano (Rússia) e Bruno Baisi (Chile) – Conselho Econômico e Social das Nações Unidas – Reforço da coordenação de emergência de assistência humanitária das Nações Unidas (em inglês). Murilo Tambasco (Venezuela) e Mariane Ciurlionis Candian (Singapura) – Terceiro Comitê Geral – Eliminação do racismo, discriminação racial, xenofobia e intolerância correlata. Guilherme Raposo (Venezuela) e Giovanni Roson (Indonésia) – Segundo Comitê Geral – Mulheres no desenvolvimento. ANGLO ITATIBA Avenida Senador Paulo Abreu, S/N Bairro do Engenho - Itatiba/SP Telefone: (11) 4524-2298 www.angloitatiba.com.br/ AngloItatiba angloitatiba WWW.QREVISTA.COM.BR

revista A informação que fica!

FOTO: ARQUIVO PESSOAL

ESPECIAL EDUCAÇÃO


ESPECIAL EDUCAÇÃO

Eles estão se aproximando repletos de questões sobre os cânones nacionais. Calma. Respira. Ler um livro do século XVIII ou XIX não é a morte. E nem deve ser.

É

comum nos depararmos ao longo do ensino médio, ou nessa fase ansiosa pré-vestibular, com a exigência de inúmeras leituras de obras nacionais. Sim, são os amigos José de Alencar, Álvares de Azevedo, Manuel Antônio de Almeida, Machado de Assis, Maria Firmina dos Reis, Castro Alves, enfim, que nos farão companhia por um bom tempo. Para aqueles que são acostumados a ler grandes séries estrangeiras, adaptar-se a um conteúdo nacional, de enredo nunca vistos anteriormente ou linguagem que cobram mais nossa atenção para compreensão, pode ser uma pequena barreira a se vencer. Acredite: não é o fim do mundo e pode ser uma grande experiência literária. O primeiro passo a se dar é encontrar essas obras. Hoje, com a tecnologia ao nosso redor, temos inúmeros materiais literários digitalizados e em domínio público (www.

20

OUTUBRO/NOVEMBRO2018

dominiopublico.gov.br). Se você é fã de Kindle, estará em suas mãos a um clique, literalmente. Mas, se você prefere o livro físico, algumas editoras como, por exemplo, a Ciranda Cultural, têm investido em edições dos cânones revisadas e com material extra que contém informações adicionais sobre a biografia do autor, período de publicação, recepção do público da época e questões comentadas dos maiores vestibulares nacionais. Com as obras em mãos, o ideal é programar suas leituras. Cada um pode organizá-las como quiser, mas uma ótima sugestão é iniciar por ordem de períodos literários. Essa técnica poderá facilitar sua compreensão. Em seguida, estipule uma quantidade de páginas que deverá ler por dia. Assim, você não se sentirá sobrecarregado e cumprirá uma meta diária. Procure por um lugar confortável e

FOTO: ARQUIVO PESSOAL

A Literatura dos vestibulares GIOVANE ALMEIDA é jornalista especialista em Estratégia em Mídias Sociais pela Universidade de Toronto e em Língua Portuguesa e Literaturas pela Universidade Metodista de São Paulo. Atualmente cursa Letras pela PUC-Campinas. É escritor e autor do livro”Tô Pra Lá do Canadá”. www.giovanealmeida.com

silencioso para cumprir seu objetivo. Dependendo da sua rotina, algumas vezes acabará lendo dentro do ônibus enquanto vai à escola ou durante o intervalo. Para não esquecer dos pontos principais da obra, utilize post-it coloridos para marcar as transições, as personagens, diálogos e passagens que considerar importante. Isso facilitará sua busca quando precisar encontrar alguma informação específica. Quando terminar a leitura de cada livro, é interessante que realize um fichamento, ou seja, unir, com suas próprias palavras, os pontos mais relevantes e ideias fundamentais da obra. Ele possibilita uma boa organização das suas notas e se tornará uma ferramenta bastante útil para você consultar antes da prova. Fichar livros, textos, artigos e conteúdo de disciplinas é a melhor forma de estudar e registrar aquilo que deve estar fresco em sua mente. WWW.QREVISTA.COM.BR

revista A informação que fica!


creative


FOTO: ANCO DE IMAGENS / ILUSTRATIVA

ESPECIAL EDUCAÇÃO

Cresce a procura por cursos de

ensino a distância A educação encontrou seu espaço na tecnologia: brasileiros estão se graduando e pós-graduando sem sair de casa.

H

á algum tempo, o ensino a distância (EAD), que antes era realizado pelo envio de CD-ROMs e apostilas via Correios, chegou às plataformas digitais e foi um grande alvo de críticas por oferecer inúmeros cursos além dos profissionalizantes ou idiomas. Algumas Universidades brasileiras, sem ao menos lhe dar uma chance, criticou sua recente proposta de graduação e pós-graduação a distância devido ao rompimento do contato físico aluno-professor-colegas dentro da sala de aula. Isso ficou para trás. O século XXI, munido de sua tecnologia que tudo cria a aproxima, mostrou que comodidade, conforto e ensino são elementos visionários no rumo da educação. O EAD venceu muito mais do que barreiras físicas. Segundo o Censo da Educação

22

OUTUBRO/NOVEMBRO2018

Superior de 2017 do Ministério da Educação (MEC), o número de matrículas em cursos de graduação, pós-graduação e cursos livres a distância aproximou de 1,5 milhão. O número cresce a cada ano. Segundo estimativas do MEC, em até cinco anos o ensino a distância irá corresponder por metade das matrículas na educação superior brasileira. Entre os principais motivos pela popularização do EAD estão mensalidades de custo reduzido, flexibilidade com horários para estudo – alguns cursos possuem até encontros semanais e outros presenciais a cada quinze dias, melhora no desenvolvimento de habilidades e uso de plataformas – as aulas são transmitidas ao vivo e grande parte das atividades envolvem material digital, interação com professor e alunos – há plataformas

que até permitem trabalho em grupo, pedagogia inovadora multimidiática e, o principal, diploma reconhecido pelo MEC. Sim, o EAD é reconhecido e regulamentado pelo Ministério da Educação. Antes de escolher o curso e a Universidade da qual deseja estudar, é importante o aluno estar atento à grade curricular, documentos exigidos para matrícula e reconhecimento do curso de acordo com o MEC. É clichê pensar que a exigência na formação será menor do que um curso presencial. Pelo contrário: o número de horas a se completar é o mesmo, assim como conteúdo, exigência para atividades avaliativas, prazos e disciplina para estudar. O objetivo do EAD é a comodidade sem fugir da proposta principal: ensino de qualidade. Só que a distância. WWW.QREVISTA.COM.BR

revista A informação que fica!


ESPECIAL EDUCAÇÃO

desafios

O

lá, queridos leitores. É com muita alegria que mais uma vez me encontre diante de vocês para esse exercício, que cada dia eu gosto mais, de trocarmos algumas

uma crescente tendência ao descaso, ao distanciamento e a um esfriamento dos vínculos afetivos. Sei bem que é uma fase complicada para a relação entre pais e filhos, porque estes querem sua independência e a influência dos

ideias. Nesta edição quero propor um tema

pais fica bem diminuída. No entanto, os pais

pra lá de difícil. Pois bem, vamos falar sobre

não podem abdicar do seu papel de autoridade,

como lidar com filhos na adolescência. Ah já

de ser modelo coerente e de estabilidade nas

sei, você acaba de ter um ataque cardíaco!

regras e princípios. Como os pais podem aju-

Está sentindo aquela dorzinha na boca do es-

dá-los nessa fase de grandes transformações

tômago? Pois é, eu também sei bem como são

e decisões? A resposta para essa pergunta

essas sensações. Por quê? Porque tenho uma

poderia ser muito longa, então decidi separar

linda adolescente e um belo pré-adolescente em casa.

Como podem ver, tenho motivos

para me sentir muito à vontade nessa nos-

algumas dicas. 1. Dê total atenção quando seu filho quiser conversar. Reserve o momento para ele.

obediente e companheira dá lugar a um jovem

Não leia, não assista TV e principalmente

que contesta, pede privacidade, pleiteia novos

não mexa no celular enquanto estiverem

espaços e se veste de um jeito nunca imagina-

conversando;

9. Não meça forças. Os pais devem ser firmes com seus filhos, mas cuidado para que não agir de maneira desrespeitosa; 10. Seja claro. Adolescentes precisam saber exatamente o que se espera deles e que rem; 11. Seja coerente. Se você ignorar um erro de seu filho numa semana e castigá-lo na seguinte por um erro parecido, isso poderá

2. Ouça com calma e, mesmo que não concorde, não dê a famosa ‘lição de moral’;

terminar não é mesmo?) em torno dos 18 ou 20 anos.

Psicóloga - CRP: 06/58509-1

confundi-lo;

do. A adolescência é mesmo um período cheio os 10 anos e termina (ou pelo menos deveria

Isabel Bonna Branco

consequência terão quando desobedece-

sa conversa.De repente, a criança pequenina,

de mudanças e atribulações, que se inicia entre

FOTO: CAUÊ ROSSI / Q REVISTA

Os da adolescência

12. Seja razoável. Mostre flexibilidade para conceder a seu filho mais liberdade, con-

3. Evite fazer julgamentos. Você não precisa

forme ele merecer;

concordar com ele, mas tente entendê-lo; É um momento de descobertas em que o jovem experimenta e testa limites. É também

4. Fale com ele de modo educado. Se você

quando se amplia a visão de mundo, de si, do

agir de modo agressivo com ele, seu filho

outro, da sociedade, de tudo a sua volta, ou

achará normal ser assim com outras pes-

seja, agora é a hora que ele questiona tudo o

soas e isso inclui você;

que foi aprendido com os adultos. É nessa fase que nós, seres humanos, temos a oportunidade

5. Abra espaço. Crie momentos para que

de firmar nossa identidade, nossos valores e

seu filho fale sobre suas ideias, trabalho,

nossas crenças. Esse período também é visto

sexo, amor e baladas, assim você saberá

como difícil pelos próprios adolescentes, já que

um pouco mais sobre ele;

há muita oscilação de sentimentos, inseguranças, instabilidade de humor, alto nível de osci-

6. Não insista em conversar na hora da raiva.

lação da autoestima, isso só para citar alguns

Deixe para conversar quando pais e filhos

itens mais corriqueiros. É normal que os ado-

estiverem mais calmo. Aproveite o período

lescentes oscilem entre comportamentos mais

para pensar na atitude que irão tomar;

13. Preocupe-se com o caráter de seu filho. Seu objetivo não é apenas fazer seu filho lhe obedecer, mas ajudá-lo a desenvolver uma consciência saudável; Para finalizar, tente sempre entender antes de criticar. E aí vai uma dica que pode ajudar muito: trate seu filho adolescente da maneira como você gostaria de ser tratado por ele. O respeito é a melhor base para o funcionamento da família. Um abraço e até a próxima edição!

maduros que lembram um adulto e em outros momentos se pareçam mais com crianças bir-

7. Ajude-o a acreditar no seu próprio poten-

rentas e mimadas. Sei que não é nada simples,

cial. Ressalte as características positivas o

mas acredito que está na hora de começarmos

incentive ao esporte, artes, música, dança,

a pensar em maneiras de conseguirmos man-

estudos;

ter os laços afetivos bem apertados nessa fase. 8. Dê bons exemplos. Os adolescentes cosNestes vinte anos atendendo em meu consultório de psicologia, venho percebendo

24

OUTUBRO/NOVEMBRO2018

tumam se espelhar e reproduzir comportamentos;

PARA SABER MAIS: Isabel C. Bona Branco Psicóloga Clínica e Coach de Alta Performance- CRP 06/58509-1 Rua Pedro Elias de Godoy, 66 Jd. Cel. Peroba - Itatiba/SP Contato (11) 9 6184-4653 WWW.QREVISTA.COM.BR

revista A informação que fica!


FOTO: ANCO DE IMAGENS / ILUSTRATIVA

ESPECIAL EDUCAÇÃO

Cientistas afirmam que adolescência vai até os 24 anos

C

Período ganha mais cinco anos no ciclo biológico.

onhecida como uma das fases mais complicadas de se lidar, a adolescência ganhou mais alguns aninhos de vida e existência para a humanidade. Considerada na maioria dos países até os 19 anos, o período se estendeu dos 10, o que antes era 13, aos 24. O motivo? Pesquisadores australianos acreditam que os objetivos planejados estão demorando a se cumprir. A percepção de início da fase adulta tem mudado, segundo os pesquisadores, porque os jovens estão decidindo estudar, por exemplo, por um período mais longo – não só até a graduação universitária o que, em tese, garantiria início de carreira e es-

26

OUTUBRO/NOVEMBRO2018

tabilidade financeira – e o adiamento de compromissos sociais como casamento, maternidade, paternidade e independência dos pais. Ainda segundo o artigo publicado na revista científica Lancet Child & Adolescent Health, a redefinição do período da adolescência também garantiria as leis de direito e proteção aos jovens. No Brasil, acredita-se que a “geração canguru”, nomenclatura dada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) a partir de um estudo datado de 2013 sobre a permanência estendida dos jovens na casa dos pais, os jovens tem criado asas e procurado seu ninho entre os 25 e 34 anos, um período ainda maior do que a fase adolescente mostrada

pelos australianos. Um estudo da Universidade de Kent afirma que é um perigo social a extensão do conceito de adolescência. De acordo com a socióloga Jan Macvarish, essas crianças e jovens estão sendo moldados pelas expectativas que a sociedade impõe sobre eles, o que os tornará cada vez mais imaturos, infantizando fase adulta. Já Russell Viner, presidente da Royal College de pediatria saúde do Reino Unido, diz que aumenar o período da adolescência dá poder aos jovens de reconhecer suas diferenças, contanto que isso seja feito como forma de reconhecimento de seus pontos fortes e incentivo de desenvolvimento pessoal e social. WWW.QREVISTA.COM.BR

revista A informação que fica!


creative

WWW.QREVISTA.COM.BR revista A informação que fica!

OUTUBRO/NOVEMBRO2018

27


ESPECIAL EDUCAÇÃO

Why do we have to learn languages? Aprender una nueva lengua ha dejado de ser un diferencial y se ha convertido en una exigencia del mercado de trabajo. ¿Por qué es tan difícil aprenderlas?

S

e você conseguiu compreender tranquilamente o texto acima, quer dizer que em algum momento da sua vida você teve contato com duas das maiores línguas faladas no mundo: o inglês e o espanhol – mesmo que este último tenha compreendido devido sua similaridade ao português. De acordo com uma pesquisada realizada pelo British Council, uma instituição pública do Reino Unido que visa difundir o conhecimento da língua inglesa no mundo, menos de 5% dos brasileiros conseguem se comunicar em inglês, sendo que apenas 1% deste número pode ser considerado fluente. Em relação ao espanhol, que é o terceiro idioma mais falado do mundo, ficando atrás do inglês e mandarim, o número de falantes é ainda menor e, segundo estimativas do governo brasileiro, o país conta com mais de seis milhões de estudantes. Mas, se são línguas tão populares e que estão à nossa volta diariamente, principalmente nas mídias que consumimos, por que parecem ser tão complicadas de aprendê-las e dominá-las? Essa é uma questão muito comum entre jovens e adultos que precisam investir seu tempo no estudo de línguas para se prepararem para o mercado de trabalho ou aperfeiçoarem o currículo. A resposta é simples: é preciso atenção, vontade, empenho, dedicação e um profissional que saiba envolver o aluno para que o aprendizado não se torne cansativo. Para a professora Mara Célia Ribeiro, que atua no ensino da língua inglesa há 23 anos, uma das maiores dificuldades encontradas pelos alunos durante o ensino é o vocabulário e a audição. “Muitos alunos não conseguem formar frases devido à dificuldade de ouvir e reproduzir o que é falado”, explica a professora. Para Mara, no passado, o ensino de idiomas era mais limitado devido à falta de tecnologia e mídias, mas hoje existem inúmeras alternativas de ensino e aperfeiço-

28

OUTUBRO/NOVEMBRO2018

amento. “Cada método possui uma abordagem diferente, mas no final cada um acaba ensinando de um modo ou outro”. Uma das saídas para quem precisa aprender inglês em pouco tempo é o intercâmbio, mas, se não houver dedicação, também pode ser um grande obstáculo na busca pelo domínio do idioma. O canadense Guy Fogel é professor em Toronto, no Canadá, e afirma que um dos maiores desafios para estudantes brasileiros é a gramática. “Para aprendê-la exige foco, ordem e disciplina”, explica o professor. Guy ressalta que brasileiros aprendem com facilidade porque

dades do ensino é o nível de português dos alunos, porque alguns não sabem diferenciar substantivo, adjetivo, ou seja, são carentes de gramática”, explica. A professora revela que o melhor método de ensino é aquele focado na interação com ênfase em conversação, mas que trabalhe a gramática e também a pronúncia, que é outro desafio. “Em espanhol, a letra /r/ no começo é vibrante e muitos alunos não conseguem pronunciar como, por exemplo, a palavra ROJO. O /l/ também é um caso. Quando está no final das palavras, não tem som de /u/, como no português”. Sara Gonzáles Berrio é natural de Pamplona, na Espanha, e leciona espanhol no Brasil há seis anos. Segundo sua experiência em aulas para universitários, a dificuldade encontrada pelos brasileiros refere-se à escrita. “Na hora de falar, em geral, os brasileiros conseguem se comunicar em interações comunicativas simples. Contudo, a escrita apresenta grandes desafios desde os primeiros estágios da aprendizagem até os níveis mais avançados”, explica. Para Sara, quanto maior contato o aluno tiver com a língua, maior será seu aprendizado. “É bom tentar inserir a língua estrangeira no nosso cotidiano através de podcasts, seriados, músicas, etc.”

são ousados e se arriscam. “Eles se envolvem mais emocionalmente no estudo do que estudantes de outros países. Aí está o progresso”. Se para aprender inglês existem barreiras que podem ser superadas, no espanhol não é diferente. De acordo com Maria Cecília Cyrino Moreira, professora de língua espanhola há 20 anos, o conhecimento básico da língua portuguesa pode ser de grande valia para quem pretende ingressar no espanhol, pois são estruturas parecidas. “Uma das dificul-

É possível perceber que cada idioma tem seus desafios e é preciso saber vencê-los para chegar à fluência. La voluntad y la dedicación son necesarias. Além de aperfeiçoar o currículo, aprender um novo idioma pode trazer muitos benefícios como fortalecer a memória, melhorar o foco e atenção, desenvolver habilidades multitarefa e afastar o risco de desenvolver Alzheimer. These are great reasons to become bilingual, don’t you think? WWW.QREVISTA.COM.BR

revista A informação que fica!


WWW.QREVISTA.COM.BR revista A informação que fica!

OUTUBRO/NOVEMBRO2018

29


CAPA

KLARA CASTANHO “O artista precisa se reinventar constantemente”

Por Michele Marreira

De atriz mirim à cantora e escritora, a adolescente encanta o público em cada apresentação no reality musical ‘PopStar’, da Rede Globo. Ah, ela ainda se tornou estrela de cinema protagonizando o filme ‘Tudo por um Pop Star’.

D

á para acreditar que aquela garotinha chamada Klara Castanho, que encantou o grande público pela veracidade e fofurice em cena, cresceu e se tornou uma jovem que se reinventa a cada novo projeto? Aos 18 anos, a atriz diz que seu foco sempre será os trabalhos na dramaturgia, entre-

tanto, tem a consciência que todo artista precisa se renovar. Pensando assim, aceitou o desafio de se apresentar cantando, dominicalmente, nas tardes da Globo no programa ‘PopStar’. “Romantismo é o estilo que gosto de ouvir”, entrega o ritmo adotado na atração. Sim, Brasil, ela canta. E muuuuito! Além disso, se lançou como escritora em 2017, através do livro ‘Meu Jeito Certo de Fazer Tudo Errado’.

FOTO: GLOBO / PAULO BELOTE

Seu début na TV aconteceu quando tinha apenas oito anos, na série “Mothern”. Em seguida integrou o elenco da novela ‘Revelação’ no SBT. Mas foi na trama ‘Viver a Vida’ no ‘plinplin’ que despontou rumo à fama ao interpretar a “vilãzinha” Rafaela, filha de Giovanna Antonelli na história de Manoel Carlos. De lá para cá foi crescendo junto com suas personagens, participando dos folhetins, ‘Morde & Assopra’, ‘Amor Eterno Amor’, ‘Amor à Vida’ e por último, ‘Além do Tempo’. No cinema atuou em cinco filmes, entre eles ‘É Fada’ e ‘Chocante’.

lação com os pais não mudou em nada. Alguém dúvida que Klara Castanho nasceu para brilhar como e onde quiser? Acompanhe a entrevista que fizemos com a musa teen atual. Q Revista: Como está sendo a experiência de participar do programa “PopStar”? Klara Castanho: Sempre gostei de cantar, estudar música. É um grande desafio. Todo aprendizado é enriquecedor, independente se vou seguir carreira ou praticar por hobbie. Nunca tive a intenção de virar cantora, gosto mesmo é da minha profissão que é atuar. Quando o nervosismo bate de que forma o controla em cada apresentação ao vivo? Não tem jeito, minha mão treme (risos). Há momentos que consigo contro-

30

OUTUBRO/NOVEMBRO2018

FOTO: TV GLOBO-BOB PAULINO

Quanto talento junto. Atua, escreve e canta. Multifacetada, leva suas responsabilidades profissionais com afinco. Não à toa, com intuito de facilitar esse processo artístico e pessoal, foi emancipada em 2016, para que tivesse maior autonomia de ir e vir. Porém, ela garante que sua reWWW.QREVISTA.COM.BR revista A informação que fica!


CAPA

O que o público pode esperar do seu repertório? Romantismo é o estilo que gosto de ouvir. Canções calmas, que dizem algo para mim, sejam mensagens externas ou internas. Já pensou em trabalhar em teatro musical?

preparação para o filme. Hoje, nós três somos grandes amigas. Tem alguma cena do filme que seja especial para você? Gostei muito da nossa cena no Fusca. Quatro garotas na estrada foi uma loucura (risos)! E já conhecia o livro que inspirou o filme? É verdade que foi o primeiro que você leu na vida? Conhecia super! O ‘Tudo Por Um Pop Star’ marcou muito minha passagem de pré-adolescente para adolescente. Foi o

Eu até fiz trabalhos musicados, porém, participar de um musical precisaria de muito preparo. Não aceitaria fazer um agora. Após bastante estudo seria incrível! Você está em cartaz nos cinemas com o longa-metragem ‘Tudo Por um Pop Star’. Já conhecia as outras protagonistas, Maísa Silva e Mel Maia? Já tinha feito uma novela com a Mel Maia. A Maísa conversava pelo Twitter. Fomos nos conhecer pessoalmente na

FOTO: GLOBO / PAULO BELOTE

FOTO: GLOBO / RAPHAEL DIAS-AMORAVIDA

lar o nervosismo. Percebi meu avanço interno nos primeiros programas. Estou aqui para aprender, disposta a ouvir e evoluir. Se eu me esforçar, me empenhar, as coisas funcionarão.

Você estreou na TV ainda criança. Como se deu esse processo de transição para a fase adulta, na dramaturgia e na vida?

primeiro livro que eu li na vida, e foi a Thalita quem me deu. Só por isso o valor emocional que ele tem é inestimável! E além das razões óbvias, eu me identifiquei absurdamente com as personagens, quem não é fã, né? E eu ainda virei a Manu, tem como ser melhor? Vale a pena se reencontrar nesse lugar de apaixonada por um ídolo! O livro é lindo, eu sou suspeita para falar, mas é real! Lidar com críticas é algo difícil? Eu cresci com as pessoas e a imprensa opinando em minha vida, desde pequena. Meus pais sempre me blindaram muito em casa, porém, frequento as redes sociais e leio comentários. Não é fácil ouvir palavras ruins, mas estou no processo de aprendizado. Temos que aprender filtrar. Sendo críticas construtivas, vale à pena levar em consideração. Se for algo destrutivo, deixo para lá. E por falar em redes sociais, é um canal que você interage bastante com os fãs? A rede social nos permite criar um

É difícil essa transição da fase infantil para adolescência e adulta. É um período de descoberta, não nos enxergamos por completo. É a fase que estamos formando nossa personalidade, decidindo nossas escolhas. Momento complicado e conturbado na nossa cabeça. Sempre tive a certeza que gostaria de seguir na televisão como atriz, fazendo arte. É o meu foco. Um grande problema que descobri foi o questionamento das pessoas achando que eu não fazia mais TV... Eu realizei muitos trabalhos na telinha, em teatro, cinema, e me descobri em outras frentes. Você escreveu um livro intitulado ‘Meu Jeito Certo de Fazer Tudo Errado’. Como descreve essa experiência de escritora? Me restabeleci como pessoa ao escrever este livro. Eu tive que aprender a me renovar, não é uma fase fácil, o artista precisa se reinventar constantemente. Meu foco será sempre o trabalho de atriz e não vou desistir independente deste tempo difícil.

vínculo maior com quem te segue, traz humanidade às pessoas. Escolho com cuidado as coisas que compartilho. Há publicações necessárias e outras, nem FOTO: GLOBO / ESTEVAM AVELLAR

tanto. Receber o carinho de quem te ad-

32

FOTO: IVULGAÇÃO

mira é incrível, não tem preço. Sabendo administrar bem, a rede social é um canal bacana. OUTUBRO/NOVEMBRO2018

WWW.QREVISTA.COM.BR revista A informação que fica!


Beach Tennis: o novo queridinho do Brasil

FOTOS: ARQUIVO PESSOAL

ESPORTE

fernando fernandes EMPRESÁRIO O Beach Tennis pode ser disputado em simples ou em dupla e é jogado com raquete e bola padronizadas. As raquetes não possuem corda e são feitas de materiais como kevlar, grafite e carbono. Já a bola parece com a de tênis, porém é despressurizada e pode ser encontrada em algumas lojas de esporte e também pela internet. O jogo é disputado em uma quadra de areia e o objetivo de cada jogador é devolver a bola recebida, sem tocar no chão e com apenas uma raquetada, para o campo adversário. A partida segue a mesma contagem do tênis convencional, mas com o “no-add” (sem vantagem). No desenvolver do jogo, cada jogador saca um game inteiro. O saque difere um pouco do tênis que conhecemos, já que pode ser execu-

Além de ganhar fama pelo país por ser bastante acessível, a modalidade ainda une a melhora do condicionamento físico com momentos de pura diversão

tado de qualquer lugar da quadra e, se raspar

Além de nós brasileiros, o esporte tem

jogados variam dependendo da organização do

atraído adeptos de diferentes culturas, em pa-

torneio. As principais categorias são: simples

íses como Chile, França, Japão, Portugal, Aus-

feminina, simples masculina, dupla feminina,

C

riada a partir do frescobol na década de 80, a modalidade esportiva Beach Tennis (ou Tênis de Praia) ganhou novas regras na região de Ravena, na Itália e, em

2008, chegou ao Brasil. Dez anos depois de sermos apresentados ao esporte, durante as Olimpíadas, conquistamos o bicampeonato no mundial por equipes, em Moscou, na Rússia. A seleção comandada pelo capitão Alex Mingozzi desbancou a Itália, campeã em 2017, por 2 a 0, e levantou novamente o caneco, repetindo o

trália, Espanha e Estados Unidos, o que acaba pulverizando o número de torneios pelo mundo. “A nossa região tem sido bastante beneficiada. Itatiba, Jundiaí, Valinhos e Serra Negra são bons exemplos do crescimento pela busca do esporte que, inclusive, me arrisco a dizer que é um dos que mais está crescendo no país”, comenta Fernando.

na fita e passar para o lado adversário, o ponto continua. As categorias e o número de games

dupla masculina e dupla mista. No Brasil, os torneios geralmente incluem a categoria profissional, categoria A, categoria B, categoria Master +45, categoria iniciante e categoria infantil. Ainda de acordo com Fernando, para quem tem interesse em iniciar no esporte, basta apenas uma boa dose de força de vontade. “Na academia nós disponibilizamos os equipamentos necessários para que os praticantes pos-

título de 2013.

sam jogar sem se preocupar com a compra imediata do material. Fora isso, basta praticar

Segundo Fernando José Fernandes, que é

a modalidade com uma roupa confortável, sem

empresário e professor de tênis, esse é um dos

a necessidade de peças especiais”, diz.

esportes mais democráticos que conhecemos,

Para praticar é só começar!

já que pode ser praticado por crianças e adultos na melhor idade. “Essa é uma modalidade bem família, em que todos, de todas as idades,

PARA SABER MAIS:

podem participar sem medo. É também uma

FERNANDO FERNANDES BEACH TENNIS Estrada Adolpho Pecoreri (32,91 km) 13256-700 - Itatiba/SP (11) 97320-2019 @fernandofernandesbeachtennis @fernandofernandesbeachtennis

atividade bastante lúdica e divertida, já que incentiva a inclusão de todos os participantes, a comunicação e a estratégia entre equipes. A prática desse esporte ainda é benéfico para o estímulo o condicionamento físico, fortalecimento muscular e a agilidade de movimentos ”.

34

OUTUBRO/NOVEMBRO2018

WWW.QREVISTA.COM.BR revista A informação que fica!


WWW.QREVISTA.COM.BR revista A informação que fica!

OUTUBRO/NOVEMBRO2018

35


MARKETING

SITE No primeiro momento pode parecer que uma página no Facebook e no Instagram seja mais importante do que ter um site, porém, para você ser encontrado pelos motores de busca do Google e conseguir gerar leads (possíveis clientes) é preciso ter um site bem estruturado, expondo seus serviços/ produtos com facilidade para que qualquer pessoa consiga abrir o conteúdo até nas condições de internet ruim. O website precisa ser responsivo (que se adapta a qualquer tela) e ter um espaço para publicações de conteúdo, como um blog (falarei mais adiante sobre ele).

tidade de visualizações, cliques e ligações que seu card teve. GOOGLE ADS

GOOGLE MEU NEGÓCIO

É totalmente gratuito, basta ter uma conta Gmail, acessar o Google Meu Negócio, cadastrar sua empresa e pronto, você terá um card com todas as informações de contato do seu estabelecimento. A vantagem é que quando alguém procurar por uma palavra-chave que corresponda a sua empresa, o card irá aparecer junto com outras do mesmo ramo e você terá um painel que poderá visualizar a quan-

36

Patrick Fernandes Publicitário, designer e digital marketer. ele mais utiliza. Hoje em dia o Facebook, Instagram e Twitter são as mais utilizadas, cada uma com suas peculiaridades. Vou focar em dicas que você poderá utilizar em todas elas. Lá vai;

Aqui é preciso investir dinheiro, ter uma conta Gmail, se cadastrar no Google Ads e começar a planejar a sua campanha de anúncios baseada na busca de palavras-chaves. Você irá pagar pelo clique no anúncio e os valores variam de palavra para palavra, mas em média custam R$ 2. A dica aqui é estudar muito bem seu nicho e optar por palavras de cauda longa como, por exemplo, ao invés de anunciar para palavras genéricas como “notebook” opte por descrever mais o seu produto: “notebook 8gb Ram HD 500gb”, isso fará seus anúncios serem mais assertivos e terem custos reduzidos. SEO (SEARCH ENGINE OPTIMIZATION)

GOOGLE “Se não está no Google, não existe”. A frase é clichê, mas é real. Empresas que ocupam a primeira colocação na pesquisa do google chegam a ter 300% mais vendas do que as má colocadas. Existem diversas formas de expor seu negócio no Google. Citemos 3 delas, que variam em: nível de dificuldade, investimento e tempo.

FOTO CAUÊ ROSSI / Q REVISTA

N

ão demorou muito para surgir os termos Inbound Marketing, Content Marketing, Growth Hacking, Social Media, SEO… a lista é imensa, o que só complica para quem quer fazer o marketing digital para o próprio negócio e não sabe por onde começar. Com esses nomes, fica parecendo um bicho de sete cabeças, mas, nessa matéria quero te ajudar a desmistificar isso tudo e se preocupar com o que realmente importa. Vou te ajudar fazer o verdadeiro feijão com arroz no marketing digital e, depois que todos os itens estiverem finalizados e fluindo bem, você pode partir para estratégias mais avançadas e ir adaptando a gosto.

O feijão com arroz no marketing digital

Aqui você vai precisar investir bastante tempo e dedicação na criação de conteúdo e na otimização do seu site para atender todos os requisitos do Google, que está sempre pensando na experiência do usuário. A dica é criar um blog e publicar matérias que realmente resolvam as dúvidas dos seus clientes, além de fornecer uma boa velocidade de navegação. Busque por bons servidores para hospedagem e compacte as imagens, além de fazer uma relação de backlinks, mas isso é tema para outra matéria... Com essas dicas, você pode iniciar a sua jornada no SEO e como um bom trabalho ser recompensado com a primeira colocação no Google sem investir um centavo. REDES SOCIAIS Agora que você já tem um site com boa visibilidade e está recebendo acessos, é hora de interagir e engajar seus clientes. Mas calma, não adianta sair criando uma conta em todas as redes sociais existentes. O primeiro passo é identificar a persona, saber quais são os hábitos do seu cliente e qual rede social

1. Personalize sua página de acordo com sua identidade visual. As redes sociais são uma extensão do seu estabelecimento, por isso é importante a padronização; 2. Crie conteúdo autoral e que interaja com o público. Faça perguntas, busque resolver dúvidas e informar sobre as vantagens do seu serviço/produto colocando-o em situações do dia a dia. Não é hora de criar. Atente-se para não ultrapassar 20% de texto nas imagens. Dessa forma você não reduzirá seu alcance. 3. Mantenha uma periodicidade entre as publicações, mas lembre-se de manter a qualidade dos posts. Publicar por publicar diminui o engajamento da marca. 4. Invista. Seu conteúdo pode ser maravilhoso, recheado de informação, imagens legais, e mesmo assim não alcançar muitas pessoas, é normal, pois as redes sociais são focadas na interação de pessoas com pessoas e diminuem o alcance de publicidade. A dica é separar uma verba para promover suas posts e obter mais resultados. 5. Analise. Cada rede social fornece uma maneira de avaliar suas publicações, público, região e tantos outros dados. Com eles, você descobre qual é o melhor horário para fazer posts, além de verificar se seus anúncios estão chegando para quem realmente compra de você. Transforme toda essa informação em estratégia. E aí? Bora fazer esse feijão com arroz no marketing digital?

PARA SABER MAIS: Q CREATIVE Agência de Publicidade Rua Benjamin Constant, 433 Loja 3 - Centro • Itatiba/SP www.qcreative.com.br @qcreativesp WWW.QREVISTA.COM.BR

OUTUBRO/NOVEMBRO2018 revista A informação que fica!


SAÚDE

LENTES INTRAOCULARES

SÃO A SOLUÇÃO PARA QUEM SOFRE COM O MAU FUNCIONAMENTO DA VISÃO

A

população mundial está cada vez mais velha e, por isso, muito se tem falado sobre a qualidade de vida após os 50 anos. E é a partir dessas discussões que o tema ‘visão’ ganha espaço e novas soluções. Pouca gente fala sobre o assunto, mas fato é que os nossos olhos envelhecem junto conosco. Com o corpo mais frágil, nos tornamos suscetíveis a desenvolver algumas doenças de visão como, por exemplo, a catarata. A catarata é a opacificação do cristalino, a lente natural do olho, associada ao processo natural do envelhecimento. Essa lente, localizada atrás da íris, funciona como a lente de uma câmera fotográfica – foca imagens na retina, as quais são enviadas para o cérebro. Essa opacificação dispersa e desfoca a luz, comprometendo progressivamente a qualidade da visão. A forma de tratá-la é por meio de uma cirurgia para substituir o cristalino por uma lente de alta tecnologia, que restaura a visão e melhora signifi-

38

OUTUBRO/NOVEMBRO2018

cativamente a qualidade de vida. Esse material é chamado de lente intraocular. Antigamente, a cirurgia de catarata tinha o objetivo apenas de restaurar a visão funcional dos pacientes. Hoje em dia, com o novo conceito de cirurgia de catarata refrativa, busca-se corrigir não só a catarata, mas também os erros refrativos (miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia), que afetam a qualidade de visão. Por meio do uso de lentes intraoculares modernas, de tecnologia avançada, é possível eliminar ou diminuir a dependência de óculos ou lentes de contato para todas as distâncias. “Aqui na clínica nós trabalhamos com a lente intraocular AcrySof˚ IQ. Ela é amarelada como o cristalino do olho humano, protegendo os olhos da luz ultravioleta e, também, da luz azul que está presente no nosso dia a dia, no celular, computador e tablete. Além disso, esse produto trata a catarata, astigmatismo, miopia, hipermetropia e a presbiopia (‘vista cansada’), proporcionando ainda mais qualidade de vida para o paciente”, comenta a Dra.

FOTO DANI DALCIN BENEDETTI / Q REVISTA

Especialista fala sobre os benefícios do implante em pacientes com catarata e/ou outros problemas para enxergar

Dra. Junia Kiill Benetti CRM 121.503

Junia Kiill Benetti, que é oftalmologista e cirurgiã da clínica Cohr, em Itatiba. Considerada um dos tratamentos mais eficientes para diferentes doenças, a cirurgia de correção com lentes pode ser a solução para aqueles que sofrem com a perda ou distorção da visão possam voltar a enxergar com conforto e qualidade.

PARA SABER MAIS: COHR OFTALMOLOGIA HUMANIZADA Rua Atílio Lanfranchi, 415 Vila Bela Vista - Itatiba - SP Tel: 4524-6862 / 4524-6687

WWW.QREVISTA.COM.BR revista A informação que fica!


creative creative

WWW.QREVISTA.COM.BR revista A informação que fica!

OUTUBRO/NOVEMBRO2018

39


TODA HORA ESTOU DOENTE!

T

odo mundo já teve ou conhece alguém que vive doente. Ora uma dor de cabeça, ora uma gripe, ora qualquer situação que causa desconforto físico e emocional. Por que isso acontece? Muita gente pergunta o que são doenças psicossomáticas. Lá vai a resposta: PSICO = MENTE e SOMA = CORPO

São transtornos que ocorrem na relação corpo e mente. São somas de pensamentos, sentimentos e consequências de estresse e da ansiedade do dia a dia. É um campo da medicina coligada com a psiquiatria e a neurologia em que se avaliam as interações de fatores sociais, comportamentais, psicológicos e da qualidade de vida da pessoa. Um fator mental pode dar origem a sintomas físicos, que não chega a ser uma doença (ex: dor de cabeça ocasionada por estresse). Então, quais seriam, as causas das doenças psicossomáticas? Acredita-se que nosso cérebro, devido à insultos emocionais, é capaz de prejudicar alguns órgãos

40

OUTUBRO/NOVEMBRO2018

e sistema como, por exemplo, o imunológico. Os fatores genéticos como ansiedade, traumas, fortes emoções, depressão, culpa, trabalho excessivo, estresse e outros, poderiam ser causadores para o surgimento desses problemas. Mulheres acima dos 30 anos são mais suscetíveis as doenças psicossomáticas. Fique atento a estes sinais ou sintomas como falta de ar constante, palpitações, tremores, dores no estômago (queimação ou enjoo), dores de cabeça frequente, manchas pelo corpo, sensação de nó no peito ou na garganta, etc. Gostaria de citar as 10 doenças psicossomáticas mais frequentes:

FOTO: ARQUIVO PESSOAL

FOTO: BANCO DE IMAGENS / FOTO MERAMENTE ILUSTARTIVA

SAÚDE

Dr. santiago

ESPECIALISTA EM em geriatria e psicossomática CRM 83759

algo que pode ou vai acontecer); 6 - Enxaqueca; 7 - Alergias (coceiras ou manchas pelo corpo); 8 - Insônia (grau máximo da ansiedade); 9 - Diarreia; 10 - Sinusite; Se você se identificou ou pensou em alguém que possa estar passando por estes problemas, procure uma ajuda especializada e seja feliz! PARA SABER MAIS:

1 - Depressão (mal do século); 2 - Gripes e resfriados constantes; 3 - Estresse (trabalho, finanças, relacionamentos...); 4 - Herpes; 5 - Ansiedade (sofrer antecipado por

Dr. Carlos Alberto Santiago Rua Senador Lacerda Franco, 495 Centro - Itatiba/SP Tels.: (11) 4487-1627 / 9 9501-0990 WWW.QREVISTA.COM.BR

revista A informação que fica!


WWW.QREVISTA.COM.BR revista A informação que fica!

OUTUBRO/NOVEMBRO2018

41


SAÚDE

OUTUBRO É O MÊS INTERNACIONAL DE ATENÇÃO A GAGUEIRA, VOCÊ SABIA? Aproveitando essa data tão importante, vamos ficar ligados no assunto.

O

que é a gagueira? A gagueira é uma alteração da fala relativa ao tempo de pronúncia dos sons, palavras, sílabas e frases, que acomete a comunicação e a fluência. A fluência refere-se a suavidade e a facilidade com que são produzidos durante o processo da fala.

Em média, 5% da população mundial é acometida pela gagueira durante o desenvolvimento da linguagem. A gagueira crônica atinge aproximadamente 1% da população mundial. Isso se traduz em cerca de 70 milhões de pessoas no mundo, dentre as quais 2 milhões vivem no Brasil. Qual a causa da gagueira? Não existe uma causa comum. Caracterizamos a gagueira como uma patologia multifatorial, ou seja, ela possui vários fatores que favorecem seu surgimento ou seu ‘agravamento’. Alguns deles são: Fatores genéticos: onde estudos científicos comprovam a existência de genes envolvidos no surgimento e na permanência da gagueira; Condições Médicas: pode ser consequência de um Acidente Vascular Cerebral (AVC), de lesões intracrania-

42

OUTUBRO/NOVEMBRO2018

FOTO: ARQUIVO PESSOAL

Qual faixa etária devemos nos preocupar? Ela tem sua origem na infância, podendo persistir, ou não, na vida adulta. Até os cinco anos podemos observar algumas crianças com esta dificuldade da qual chamamos de ‘gagueira do desenvolvimento’. Na maioria das vezes, isso ocorre porque o vocabulário oral da criança se expande rapidamente e a mesma não possui ainda maturidade neurológica para se organizar com essas novas informações. Essa gagueira pode se tornar permanente se não receber a atenção necessária, mas se realizado o estímulo correto, pode desaparecer.

semanas quando criança. É importante destacar que, sem a pré-disposição orgânica, nenhum desses fatores irá influenciar no desenvolvimento da gagueira.

Rafaela Rossi Barbieri fonoaudióloga CRFa 02-17837

nas ou de outros problemas, como, por exemplo, febre reumática; Fator Social: Ocorre quando a criança, dotada de pré-disposição orgânica, está inserida em um ambiente escolar ou familiar propício ao desencadeamento da gagueira. Essa condição está mais propensa a aparecer quando um desses ambientes é muito agitado ou quando nele estão inseridas pessoas que falam muito rápido ou que usam a linguagem com uma complexidade superior àquela adequada à criança. Fator Psicológico: A gagueira não é causada por problemas emocionais. Esse é um mito muito comum. Ao contrário, comprovou-se que a vivência de uma fala gaguejada pode trazer alguns bloqueios para a pessoa, repercutindo em problemas psicológicos para a mesma. Fatores emocionais não podem ser cientificamente entendidos como causadores da gagueira, mas apenas agravantes da mesma. Fatores de risco: São fatores que aumentam os riscos de a gagueira se manifestar: ter histórico de gagueira na família; desenvolvimento infantil atrasado; ser do gênero masculino; gagueira que perdura por oito ou mais

Gagueira tem cura? Gagueira não tem cura. Existem linhas de tratamento atualmente que minimizam os efeitos da gagueira. Nas crianças, a boa notícia é que existe uma melhora espontânea em 75% dos casos, uma vez que o cérebro se organiza e processa melhor as informações. O complicado é que não há como saber quem se tornará gago ou não. O que devo fazer para ajudar? As reações mais úteis para o interlocutor incluem esperar a pessoa que gagueja terminar sua fala, não completar palavras e procurar falar de modo mais lento e articulado. Enfim, respeitar o tempo e a forma de falar do outro. Ouça o que a pessoa tem a dizer e não a forma que ela está dizendo. O profissional habilitado para avaliação da fluência da fala, ou seja, se existem os fatores a desencadear a gagueira ou não, é o fonoaudiólogo, e este se necessário fará os encaminhamentos necessários. Portanto, se você se identificou com algo relacionado a esse conteúdo, procure uma avaliação fonoaudiólogica.

ONDE ENCONTRAR: Ed. Inside Corporate R. Crescêncio da Silveira Pupo, 75 Sala 73 - 7º andar Cep: 13.256-330 Vila Cassaro | Itatiba-SP e-mail: rafaelarfono@gmail.com Tels.: (11) 4538-0007 (11) 99913-2276 www.raquelrossi.com.br rrodontodigital

WWW.QREVISTA.COM.BR revista A informação que fica!


WWW.QREVISTA.COM.BR revista A informação que fica!

OUTUBRO/NOVEMBRO2018

43


SAÚDE

FONOAUDIOLOGIA E ODONTOLOGIA NO

Nesta edição, trago a dentista do sono Dra.Gisele Borghesi para abordarmos a importância do trabalho multidisciplinar no tratamento do ronco e AOS.

FOTO ARQUIVO PESSOAL

Essa obstrução, na maioria das vezes, é causada pela flacidez da língua e partes moles da região oral. Essas estruturas escorregam para trás quando a pessoa deita e fecham as vias aéreas, impedindo a entrada do ar. Entre os episódios de Apneia, as estruturas moles permanecem vibrando, causando assim um ruído incômodo de alta intensidade, que é o ronco.

Dra. Gisele Borghesi

Cirurgiã dentista - CRO 92563 Especialista em Dor e Sono

A

Apneia Obstrutiva do Sono (AOS) é caracterizada pela obstrução total ou parcial das vias aéreas superiores, impedindo que haja a entrada de ar para os pulmões. A pessoa para de respirar por alguns segundos, várias vezes durante o sono, podendo gerar prejuízos para a saúde como obesidade, problemas cardiovasculares, hipertensão, maior risco de AVC, diabetes e dores de inúmeras naturezas como na face, cabeça e pescoço.

44

OUTUBRO/NOVEMBRO2018

O tratamento da AOS depende da gravidade do caso e isso será investigado através de exames que serão solicitados pelo seu médico. Na maioria dos casos, a associação do trabalho fonoaudiológico e odontológico oferecem uma grande melhora tanto no ronco como nos episódios de Apneia. A fonoaudiologia irá reorganizar toda musculatura oral, provendo o fortalecimento da região, evitando assim, o colabamento das estruturas durante o sono. A odontologia irá promover o avanço mandibular, garantindo que as vias aéreas permaneçam abertas durante toda a noite. Fará isso com a confecção de um aparelho intra oral (AIO) feito sob medida,

FOTO CAUÊ ROSSI / Q REVISTA

TRATAMENTO DO RONCO E APNEIA OBSTRUTIVA DO SONO (AOS)

janice lobato

Especialista em Fonoaudiologia Hospitar CRFa 13630 respeitando as individualidades de cada paciente. Nos casos de maior gravidade, o médico poderá ainda, indicar o CPAP, um aparelho de pressão de ar para ser utilizado durante a noite. Muitos são os sinais que nosso corpo dá indicando que há algo errado com nosso sono, como: despertares frequentes durante a noite (idas ao banheiro, pesadelos, acordar com coração acelerado ou com sensação de falta de ar), sonolência diurna excessiva, irritabilidade, falta de memória, dificuldade de concentração, pouco rendimento no trabalho, indisposição ao acordar e, um dos sinais clássicos, o ronco. O diagnóstico e o tratamento devem ser feitos por profissionais capacitados na área de sono. PARA SABER MAIS: JANICE LOBATO - CRFa 13630 Especialista em Fonoaudiologia Hospitar Tel.: (11) 4594-5196 Cel.: (19) 99815-4011 janice.lobato@terra.com.br WWW.QREVISTA.COM.BR

revista A informação que fica!


WWW.QREVISTA.COM.BR revista A informação que fica!

OUTUBRO/NOVEMBRO2018

45


SAÚDE

IMA TRAZ TECNOLOGIA QUE AUMENTA EM 90% AS CHANCES DE DIAGNÓSTICOS PRECOCES DE

CÂNCER DE MAMA

A vantagem da combinação desse exame com a mamografia digital é a possibilidade de detectar 90% mais cânceres de mama do que a mamografia sozinha é capaz. “A tomossíntese tem o diferencial de reconstruir as imagens da mama sob todos os ângulos, com espessura que corresponde a um milímetro, em tecnologia 3D, sendo capaz de identificar tumores pequenos,

NOVO MAMÓGRAFO DIGITAL TEM QUALIDADE EXCEPCIONAL DAS IMAGENS, CONFORTO PARA PACIENTE E REDUÇÃO DE EMISSÃO DE RADIAÇÃO que até então ficavam escondidos. Estamos muito felizes em termos esse mamógrafo na clínica, agregando tecnologia de ponta à saúde da mulher”, destacou o Dr. Gustavo Belluzzo, médico radiologista sócio proprietário do IMA. Além de imagens de altíssima qualidade, que aumentam a confiabilidade do diagnóstico, a tecnologia do novo mamógrafo digital oferece redução de até 30% da dose de radiação necessária para fazer o exame e um design que proporciona mais conforto às pacientes.

ALÉM DA MAMOGRAFIA A TOMOSSÍNTESE TAMBÉM PODE SER FEITA AUMENTANDO CHANCES DE DIAGNÓSTICO PRECOCE DO CÂNCER

Fotos: lustrtivas

A

inda que acreditemos que todo mês é tempo de cuidar da saúde da mulher, aproveitamos este mês do Outubro Rosa para anunciar nossa espera pelo mais novo equipamento adquirido pela clínica e que atenderá essencialmente mulheres. Em breve estará funcionando um mamógrafo digital com alta tecnologia, que também é capaz de realizar tomossíntese, um exame que faz imagens 3D sequenciais de cada seio.

“É importante pontuar que muitas mulheres que fazem controle da doença precisam realizar esses exames com periodicidade e os benefícios do novo mamógrafo impactam positivamente diretamente suas vidas. Hoje, só grandes hospitais de São Paulo oferecem essa análise combinada da mamografia com a tomossíntese e, por isso, estamos felizes em termos um exemplar em Itatiba, aproximando as nossas pacientes do que há de melhor a se oferecer nesta área da saúde”, comentou Belluzzo. Quanto antes, melhor De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de mama é a principal forma da doença em mulheres em todo o mundo, com um alto índice de incidência no Brasil: uma a cada dez é diagnosticada. A estimativa do instituto é de que quase 60 mil mulheres recebam o diagnóstico da doença até o fim deste ano e, apesar dos números serem um tanto assustadores, a boa notícia é de que se o diagnóstico for realizado no primeiro estágio da doença a chance de cura é de quase 90%. PARA SABER MAIS: IMA - REFERÊNCIA EM DIAGNÓSTICOS POR IMAGEM Rua João Bueno de Aguiar, 60 Vila Cassaro - Itatiba/SP Contato (11) 4524-1048 Whatsapp: (11) 93801-3570

46

OUTUBRO/NOVEMBRO2018

WWW.QREVISTA.COM.BR revista A informação que fica!


creative

WWW.QREVISTA.COM.BR revista A informação que fica!

OUTUBRO/NOVEMBRO2018

47


O IMPACTO DO eSOCIAL NA SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHO

O

eSocial é a nova ferramenta de fiscalização do governo federal para as obrigações tributárias, trabalhistas e previdenciárias das empresas brasileiras, sejam elas públicas ou privadas. Ela altera significativamente a rotina dos empresários brasileiros e dos profissionais de segurança e saúde ocupacional, que passarão a enviar eletronicamente (via arquivos .xml) as informações sobre os ambientes de trabalho da sua empresa para o governo federal (MTE, Receita Federal e INSS) antes disponíveis para estes órgãos mediante a visitas e/ou solicitações formais. Também receberão periodicamente informativos sobre os funcionários que possuem direito à insalubridade, periculosidade, aposentadoria especial e suas justificativas técnicas. Devemos ressaltar que o eSocial não altera qualquer legislação de medicina e segurança ocupacional (NR’s - Normas Regulamentadoras), que são vigentes desde 08/06/1978 pela Portaria n° 3.214. Portanto, toda empresa pública ou privada, que possuir funcionário registrado em regime de CLT tem que seguir essas exigências, caso contrário serão multadas pelo não cumprimento da obrigatoriedade. As multas relacionadas a saúde e se-

48

OUTUBRO/NOVEMBRO2018

FOTO: RQUIVO PESSOAL

SAÚDE

Vivian Ceribelli Pacca

(Publicitária, Técnica em Segurança do Trabalho, Ergonomista e Ass. Técnica de Perícia Trabalhista).

gurança do trabalho são as mais caras e exorbitantes.

• PCA (PROGRAMA DE CONSERVAÇÃO AUDITIVA);

A padronização imposta pelo portal do eSocial possibilita uma checagem mais rápida, simples e objetiva desses dados. As documentações exigidas que todas as empresas devem possuir em relação a segurança e saúde ocupacional são:

• PPR (PROGRAMA DE PREVENÇÃO RESPIRATÓRIA);

• PPRA (PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS); • PCMSO (PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO E SAÚDE OCUPACIONAL); • OS (ORDENS DE SERVIÇOS DOS COLABORADORES); • LTCAT (LAUDO TÉCNICO DE CONDIÇÕES AMBIENTAIS DO TRABALHO); • AET (ANÁLISE ERGONÔMICA DO TRABALHO); • ASO (ATESTADO DE SAÚDE OCUPACIONAL); • TREINAMENTOS DE EPI, CIPA, BRIGADA DE INCÊNDIO, TRABALHO EM ALTURA, ESPAÇO CONFINADO, ENTRE OUTROS; • CAT (COMUNICADO DE ACIDENTE DE TRABALHO);

Devido às reais dificuldades que as empresas enfrentam para ajustar seus sistemas e processos ao novo modelo de informação, o governo federal ampliou o prazo de regularização do eSocial. A Clínica Sapia, orienta a todos que regularizem as informações da sua empresa o mais breve possível e se adequem ao novo modo de fiscalização, garantindo aos seus colaboradores maior conforto, saúde e segurança no ambiente de trabalho. A Clínica Sapia está apta para atender todas as demandas solicitadas pelo eSocial, possuímos um software, para a emissão dos arquivos em .xml, consultores especializados e um novo ambiente físico para atendermos com excelência nossos clientes e parceiros. PARA SABER MAIS: CLÍNICA SAPIA Tels: 11 4524 6810 / 4538 0167 E-mail: comercial@clinicasapia.com.br Site: www.clinicasapia.com.br WWW.QREVISTA.COM.BR

revista A informação que fica!


WWW.QREVISTA.COM.BR revista A informação que fica!

OUTUBRO/NOVEMBRO2018

49


FOTOS: ARQUIVO PESSOAL

COACH

Motivação para mudar: O que é

C

necessário?

ontrariando a máxima, apenas querer não é poder. É preciso querer (intenção, vontade, desejo de mudar, às vezes necessidade), mas também é preciso fazer.

Querer + Fazer

Desejo + Ato Intenção + Ação Quem você é: um dinossauro ou um mamífero? Você vive na era da escassez ou da abundância? Os dinossauros, após o evento cataclísmico que lhes causou a extinção, não conseguiram se adaptar aos novos tempos. Já os mamíferos, bem menores, adaptaram-

velha conhecida, como uma calça de moletom

de muita comida, e não encontravam mais. Aliás, antes do cataclismo, havia abundância extrema. Hoje, vivemos nova era de abundância, mas abundância diferente: não mais especificamente de comida, mas de riqueza. Riqueza

um caminho trilhado inúmeras vezes, um prato degustado desde a doce infância. Para essas últimas, a mudança vem apenas pela dor. A dor da perda. A dor do rompimento. A dor física. Emocional. Mental. Espiritual. Dor é o motor do desenvolvimento. Através dela desenvolvemos subterfúgios para uma pretensa vida melhor. Ora, não foi por causa da dor que nossos ancestrais começaram a usar roupas, a cozinhar a comida, a plantá-la, a domesticar animais, a trocar produtos, a viver em sociedade, a produzir chocolate, e sapatos, e bolsas e bolas e aviões? Reafirmo: a dor é o motor do desenvolvimento, da mudança. Analisando as dores próprias e as alheias, descobriu-se, ou inventou-se, a lâmpada elétrica, o telefone, o motor a vapor, a pantufa, o tapete felpudo, a piscina, a lombada, a carroça, a talha, o arado, a guilhotina, o tanque de guerra. Cada invenção dessas responde a alguma dor de alguém (ns).

é bem diferente de ter dinheiro em excesso. Abundância é ter o suficiente para manter seu padrão de vida por tempo indefinido, por exemplo. Motivação para mudar “Em time que está ganhando não se mexe.

A dor é a marca da nossa finitude e nossa maior lembrança: um dia, morreremos. Quando tratamos a dor, adiamos a morte. Mudar é adiar a morte. Mudar para melhor, claro. Pois começar a realizar atos destrutivos apenas a trará mais próxima de você ou do objeto da sua ira.

Mudar para quê? Estou feliz do jeito que sou.

de si mesmo. Algumas, de entes queridos dirigidos a si, e tantas outras de completos des-

na opinião delas, e não necessariamente na sua opinião. Pergunte-se: por que você faz o que outros falam para você fazer e não o que você mesmo quer fazer? Coloque-se em ação. Faça. Realize. Execute. Não basta colocar-se em movimento, é preciso agir com eficácia (fazer o que precisa ser feito) e eficiência (fazer bem feito). Muitas pessoas começam a fazer coisas desvairadamente, sem um plano, e ficam andando em círculos. Não atingem objetivos. Então trace um plano e siga. Obstáculos apenas farão você mudar de sentido, mas não de objetivo. E não confunda mais movimento com ação. Mudar é intimamente ligado com o estabelecimento e o cumprimento de metas e objetivos. Aliás, há uma sutil diferença entre mudança e transformação: Mudança implica que se pode voltar atrás. Já a transformação é irreversível. Água líquida evapora ou se solidifica, e continua sendo água. Já a lagarta, uma vez em processo de pupa e crisálida, gerará uma borboleta, e jamais tornará a ser lagarta novamente.

‘Eu não consigo fazer as coisas’

‘Minha família me bloqueia’

‘Eu não termino nada que começo’

RENATO S. TRETTEL LIFE & EXECUTIVE COACH 11-98338-3341 renatostrettelcoach.wordpress.com @renatostrettelcoach @renatostrettelcoach renatostrettel@gmail.com

mudando: de conceitos, de casas, de carros, de

Seja dono da sua própria história. Assuma

amor, de qualquer coisa. Outra boa parte não

o controle. Não deixe outras pessoas escreve-

deseja a mudança. A zona de conforto é uma

rem sua história. Não fique apenas seguindo o

OUTUBRO/NOVEMBRO2018

falam para você é o que é melhor para você,

PARA SABER MAIS:

conhecidos. Algumas pessoas estão sempre

50

que outras pessoas falam. O que as pessoas

Grandes dores para muita gente:

Quem tem que mudar são os outros” Quem nunca ouviu essas frases? Às vezes,

LIFE & EXECUTIVE COACH

desbotada, um tênis com o formato de seu pé,

-se muito bem aos novos tempos de escassez de alimentos. Os dinossauros necessitavam

RENATO S. TRETTEL

WWW.QREVISTA.COM.BR revista A informação que fica!


TECNOLOGIA

A

Internet das Coisas ou IoT (do inglês Internet of Things) é um conceito no qual todos os dispositivos digitais da vida cotidiana (também chamados de coisas) podem estar conectados por meio da internet. O termo IoT foi criado em 1999 por Kevin Ashton, pesquisador britânico que se tornou empreendedor de alta tecnologia, devido ao sucesso de suas startups, fruto de seus estudos nos laboratórios de Engenharia de Computação do Instituto Tecnológico de Massachusetts (MIT)

IoT pode ser utilizado em monitoramento ambiental, gestão de infraestrutura e desenvolvimento urbano, produção industrial, controle de gastos e produção de energia, sistemas médicos e de cuidados com a saúde, automação e construção civil, sistemas de transporte e logística, produção e automação agrícola, entre muitos outros.

Hoje a internet está presente em praticamente todos os lugares. Ela se torna o meio mais eficiente para a transmissão e coleta de dados. A cada dia mais objetos, dos mais simples como roupas, acessórios pessoais e eletrodomésticos, aos mais complexos como automóveis, máquinas e equipamentos estão sendo conectados.

- Em 2025 IoT deve gerar receita mundial de US$ 11 trilhões

O objetivo é promover a troca de informações, análise e realização de escolhas inteligentes, ou a geração de alertas. Desta forma facilitam nossas atividades diárias, tornando-as mais práticas e eficazes, sempre tendo como objetivo tornar nossas vidas melhores. Esses objetos se tornarão cada vez mais extensões do nosso corpo e da nossa mente.

52

- Até 2020 haverá 50 bilhões de dispositivos conectados a IoT no mundo

IoT no Brasil: O Brasil tem potencial para estar entre os principais players mundiais, porém precisa se preparar para a utilização e o desenvolvimento de sistemas de IoT. Para isso, as empresas e os profissionais de engenharia e TI necessitam se capacitar cada vez mais, participando dos diferentes fóruns internacionais em que se discute a padronização e evolução desta área. No nível governamental é necessário o desenvolvimento de uma Agenda Estratégica de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação associada a um Programa de Trabalho que direcione os investimentos das empresas e das agências de fomento para atender às grandes demandas nacionais. Em 2011, foi criado o Fórum Brasileiro de Internet das Coisas para promover o desenvolvimento técnico e econômico relacionado a IoT no país. Mantém relacionamento com organis-

FOTO ARQUIVO PESSOAL

O QUE É IoT? Gustavo Marques Mostaço Engenheiro Agrícola pela FEAGRI/ UNICAMP Mestre em Engenharia de Sistemas Agrícolas – ESALQ/USP Doutorando em Engenharia de Computação – POLI/USP

mos internacionais e promove eventos nacionais e internacionais no Brasil buscando aproximar empresários, profissionais, entidades de classe, universidades e órgãos governamentais em torno da IoT.

Existem ainda diversos grupos de pesquisa relacionados à IoT sediados em algumas instituições de ensino e pesquisa, como por exemplo no estado de São Paulo a Universidade de São Paulo (USP) e a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

ONDE ENCONTRAR ASSOCIAÇÃO DOS ENGENHEIROS E ARQUITETOS DE ITATIBA www.aeai.com.br /aeaianote89 R. Miguel Hércules, 211 Jd. Tereza - Itatiba/SP contato@aeai.com.br Tel: (11) 4524-4088 www.creasp.org.br Acesse: Fiscalização > Denúncia on-line

WWW.QREVISTA.COM.BR

OUTUBRO/NOVEMBRO2018 revista A informação que fica!


WWW.QREVISTA.COM.BR revista A informação que fica!

OUTUBRO/NOVEMBRO2018

53


FOTO: ARQUIVO PESSOAL / DIVULGAÇÃO

TURISMO

C

ALAMBIQUES ATRAEM TURISTAS PARA ITATIBA

achaça, pinga, cana ou caninha é o nome dado, no Brasil, à aguardente de cana-de-açúcar. A bebida tem grande importância cultural, social e econômica e está relacionada diretamente ao início da colonização portuguesa no país e à atividade açucareira. Para quem é fã de cachaça, o passeio por alambiques de Itatiba reserva momentos de muita história e o encontro com uma produção de qualidade. O ‘Alambique Flaibam’ funciona no sítio Pirapora com a produção artesanal de cachaça, vinho e derivados. Tudo começou em 1984, pelas mãos do patriarca da família. Atualmente, o negócio é comandado pelos filhos e netos, que fabricam branquinhas e amarelinhas com três graduações alcoólicas diferentes. Atualmente são produzidos cerca de seis mil litros por mês com plantio próprio. Na ‘Cachaçaria Franciscon’, locali-

56

OUTUBRO/NOVEMBRO2018

zada no Bairro do Morro Azul e com 60 anos de tradição, se produz uma bebida de excelência e pode ser visitada pelos apreciadores de cachaça. A cana-de-açúcar utilizada é produzida na própria região e não utiliza a queima da palha em seu processo de corte. A cachaça Franciscon comercializa licores, vinho, doces e sucos, que estão disponíveis no quiosque ‘Delícias da Cana’ de propriedade da família. Já a ‘Cachaçaria Dona Carolina’ é o local mais visitado e requisitado por todos que passam pelo hotel de mesmo nome, mas também recebe visitantes não hóspedes em uma charmosa estrutura rústica. No local, o visitante poderá observar todo o processo de produção da bebida e o armazenamento em tonéis de carvalho importados da Escócia. O local também oferece um tour com uma experiência única e valiosa sobre toda a cultura da cachaça, acompanhada por um especialista.

“São locais que merecem ser visitados tanto pela tradição na produção quanto pela qualidade dos produtos. Turistas de toda a região tem incluído nossos alambiques e cachaçarias em seus roteiros de passeio”, comentou o secretário de cultura e turismo, Washington Bortolossi.

COMO CHEGAR: ALAMBIQUE FLAIBAM: Rodovia Romildo Prado, km 12,5, Tapera Grande. (11) 4594-1221 CACHAÇARIA DONA CAROLINA: Estrada Municipal Manoel Stefani, Km 39.5. (11) 4534-9100 CACHAÇARIA FRANCISCON: Estrada Nemésio Dario dos Santos, Chácara 25 - Bairro Moenda (11) 4538-7710 WWW.QREVISTA.COM.BR

revista A informação que fica!


WWW.QREVISTA.COM.BR revista A informação que fica!

OUTUBRO/NOVEMBRO2018

57


PET & CIA

FOTO: BANCO DE IMAGENS / DIVULGAÇÃO

Tá na hora do banho

O cuidado com seus pets vai muito além de amor e carinho. É preciso também se atentar na hora de mandar o amiguinho para debaixo do chuveiro.

O

s cuidados com a higiene animal, assim como a humana, refletem em uma vida saudável e próspera. Rotinas de banho regulares, cortes de unha, boa alimentação, dentre

em pet shops aumenta gradativamente. O ca-

Aline Oliveira, que é dona do Shih-Tzu chamado

lor incomoda os animais e é preciso buscar

Yoshi, leva o pet para tosar a cada dois meses

um profissional competente e atencioso para

e, para tomar banho no pet shop, uma vez ao

realizar não só tosas como banhos regulares.

mês. “Entre esse período também dou banho nele em casa”. E como saber qual o melhor

outras práticas, são essenciais para se manter

De acordo com a tosadora, banhista e es-

pet shop ou profissional para seu pet? Os do-

a saúde corporal. Os animais de estimação, ou

teticista animal Lucimara Stocco, as tosas pos-

nos sabem muito bem. Mayara classifica como

os pets, necessitam de uma atenção maior de

suem diferenças, mesmo que pequenas, mas

bom o profissional que seja atencioso, use

seus donos quando as estações mais quentes,

merecem atenção na hora de escolher qual a

bons produtos e tenha um ambiente seguro,

como primavera e verão, se aproximam. Os pe-

melhor para seu pet. “A tosa bebê é ideal para

limpo e com visibilidade para os clientes. Aline

didos de tosas são frequentes em pet shops

cães com pelagem longa como, por exemplo,

prefere os que possuem shampoos neutros e

e, por vezes, os donos ficam em dúvida sobre

Lhasa Apso, Shih-Tzu e Maltês. Os pelos ficam

produtos hipoalergênicos, pois seu pet possui

qual a melhor a se escolher. A temperatura logo

mais baixos, mas segue entre um a dois dedos

alergia a cheiros. Para a profissional Lucimara,

vai subir. O calor vai se aproximar. Os pets vão

de comprimento”, explica. Lucimara detalha

escolher um bom lugar não é uma tarefa fácil

precisar de cuidado extra para enfrentarem as

que as tosas na máquina e tesoura possuem

e é preciso avaliar muito bem. “É importante

estações. Que tal conhecer um pouco mais so-

grande procura, sendo que em uma as lâminas

garantir que seu animal esteja cercado de toda

bre os cuidados e dicas para seu amigão ficar

variam de acordo com a raça e tipo de tosa, e

estrutura e carinho necessário para a realiza-

ainda mais saudável e feliz?

a outra pode ser feita em qualquer raça, com

ção de um bom serviço”, sugere.

pelagem média a longa, respectivamente. “AinA primavera está logo aí. Depois de um

da temos a tosa higiênica, que pode ser aplica-

Se a primavera é uma prévia do calor

inverno rigoroso, quando a temperatura tende

da em qualquer pet. Ela é feita para realizar a

que está a se enfrentar, o verão, ainda mais

a aumentar, entre o final de setembro e início

limpeza de partes específicas do animal como

o do Brasil, que é considerado um dos mais

de outubro, há uma grande probabilidade do

as regiões genitais, patas e barriga.”, completa

quentes, tende a ter as temperaturas bastante

aumento de alergias nos animais devido à alta

a profissional que acrescenta que a frequên-

elevadas. Em 2018, por exemplo, os brasilei-

presença de fungos e bactérias – e também

cia das tosas depende da raça e do tempo do

ros enfrentaram a estação com temperaturas

ao pólen com o nascimento das flores da es-

crescimento da pelagem.

dentro da média, porém, a mais seca dos úl-

tação. É bom estar atento. Manter seus locais

58

timos 15 anos. Isso impacta muito na saúde

de rotina secos e secar bem a pelagem após

Mayara Maia é dona de duas Yorkshires,

dos pets. Por isso, atenção: observe seu pet

um banho são essenciais para que não haja

Kyra e Zayra, e procura levá-las ao pet shop a

com freqüência e procure sempre por um pro-

formação de odor. Escovar com frequência é

cada 20 dias, optando sempre pela tosa bebê.

fissional para cuidá-lo com carinho e atenção.

uma ótima opção para ventilação da pele. Já

“No verão gosto sempre de manter a tosa em

Deixe que ele aproveite e curta a estação assim

com a chegada do verão, a busca por tosas

dia, pois elas se animam na estação”, conta. Já

como você.

OUTUBRO/NOVEMBRO2018

WWW.QREVISTA.COM.BR revista A informação que fica!


WWW.QREVISTA.COM.BR revista A informação que fica!

OUTUBRO/NOVEMBRO2018

59


VEÍCULOS

O MISTÉRIO DO FOTO: BANCO DE IMAGENS / DIVULGAÇÃO

FUSCA AZUL

O cuidado com seus pets vai muito além de amor e carinho. É preciso também se atentar na hora de mandar o amiguinho para debaixo do chuveiro.

V

ocê nunca se perguntou por que quando um Fusca azul é avistado, por mais distante que esteja, as pessoas ao seu redor automaticamente sentem a necessidade de bater no braço do amigo mais próximo, ou melhor, no seu? Isso é um mistério. Ou era. Uma brincadeira de rua que atravessou gerações ainda faz parte dos costumes de muitos brasileiros que sequer imaginam como ela começou. Não, não foram seus pais que inventaram. Muito menos seus avós. A hora da verdade chegou. Chama a galera para sentar em frente ao portão da sua casa e descubra agora esse mistério. Estados Unidos. Início do século XX. A cor dos carros produzidos na época era somente preta. Não havia necessidade de serem coloridos, o que só aconteceu após o advento da televisão, na primeira metade do século. Um carinha chamado Henry Ford, considerado um dos maiores nomes da indústria automobilística, seguia esse padrão de produção até um de seus funcionários desatentos mexer na pigmentação das cores e produzir quase que uma linha

60

OUTUBRO/NOVEMBRO2018

inteira da cor azul escura. O senhor Ford, é claro, ficou furioso e, ao avistar o responsável pelo erro, resolveu lhe dar um soco no braço em frente a todos os funcionários como forma de correção, fazendo-o virar piada na fábrica. Como não podiam ser vendidos, os veículos dessa cor ficaram restritos ao uso interno da empresa e, toda vez que eram utilizados, os funcionários davam socos uns aos outros, imitando o chefe. Mas, espera lá: o que tem a ver Henry Ford com o Fusca azul, que é da Volkswagen? É agora que o bicho pega. Literalmente. Alemanha. 1948. O Fusca voltou a ser produzido com a missão de ser popular. Sim, ele havia sido lançado oficialmente em 1935 e seu projeto foi desenvolvido a pedido do ditador Adolf Hitler. Como a economia da época estava defasada após a guerra que deixou a Alemanha totalmente quebrada, os alemães precisaram investir em um automóvel de baixo custo. Em 1949, o Fusca chega aos Estados Unidos e

o mercado norte-americano o batiza de Beetle que, traduzido para o português, torna-se “besouro”. O automóvel foi muito ridicularizado na terra do Tio Sam. Devido ao seu formato e ao nome, logo os americanos apelidaram de Bug ou Buggy, que são variações para “inseto”. E é aí que a brincadeira ganha uma nova forma: assim que alguém o avistava pela rua, batia no amigo ao lado “como se estivesse matando um inseto que passava pela rua”. Dá para acreditar? O erro de um funcionário de Henry Ford por pintar carros de azul e a chegada do Fusca aos Estados Unidos como um inseto com rodas fez com que a tradição atravessasse gerações e chegasse ao Brasil no início da década de 80. Como chegou e se manteve até nós ainda é um mistério. Mas, por mais incrível que possa parecer, não somos dono dessa brincadeira que se popularizou de tal forma que é impossível encontrar quem não a conheça. Independente da geração, a dica é uma só: proteja seu braço ao ver um Fusca azul – ou seja mais rápido para dar um soco de leve no amigo mais próximo. WWW.QREVISTA.COM.BR

revista A informação que fica!


WWW.QREVISTA.COM.BR revista A informação que fica!

OUTUBRO/NOVEMBRO2018

61


CLASSIFICADOS

62

OUTUBRO/NOVEMBRO2018

WWW.QREVISTA.COM.BR revista A informação que fica!


WWW.QREVISTA.COM.BR revista A informação que fica!

OUTUBRO/NOVEMBRO2018

63


GASTRONOMIA

64

WWW.QREVISTA.COM.BR

OUTUBRO/NOVEMBRO2018 revista A informação que fica!


WWW.QREVISTA.COM.BR revista A informação que fica!

OUTUBRO/NOVEMBRO2018

65


Profile for Q Revista

Klara Castanho  

A menina cresceu e virou "Popstar"

Klara Castanho  

A menina cresceu e virou "Popstar"

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded