Page 1

IMPRESSO Boletim Informativo - Colégio Evangélico Alberto Torres - Lajeado/RS - Ano 16 - Nº 61 – AGOSTO/2016

Escola: Espaço de convivência Relações saudáveis e de qualidade são fundamentais para o aprendizado. .

CEAT filia-se à feira internacional que incentiva o desenvolvimento de projetos científicos Alunos criam instalações de arte a partir de jogo eletrônico CEAT faz investimento permanente na formação de seus profissionais


Editorial

Comunicar: tornar comum, fazer saber, pôr em contato ou relação, ligar, unir, transmitir, difundir... essas são algumas das denominações dadas pelo dicionário a uma ação tão constante no dia a dia da humanidade. Regularmente recebemos e repassamos informações sobre os mais variados assuntos. Além do contato pessoal, nos informamos por meio do telefone, da internet, de veículos de comunicação, etc. Levando em conta esse contexto, a escola é um seleiro de informações a serem compartilhadas, pois envolvem o célebre cotidiano da construção de cidadãos. É nela que se aprende o A, B, C, as contas, a história de nosso país e muito mais. A escola também é local de fazer amigos, tocar música e descobrir o artista que vive em nós. Essa “mágica” de mudar vidas é encantadora e é justo que seja contata a quem está lá fora. Ver, ouvir e ler notícias do colégio em sites, redes sociais, jornais e rádios vai muito além da divulgação e da consolidação de uma marca: é uma maneira de fazer chegar à comunidade de nossa região e de nosso estado um pouco do resultado alcançado a cada dia de aula, frutos de uma escola bem estruturada, cheia de professores dedicados e pra lá de criativos que provocam os alunos a buscarem as respostas para suas perguntas.

Expressão é o boletim informativo do Colégio Evangélico Alberto Torres – CEAT - CEAT Lajeado - Rua Alberto Torres, 219 – CEP 95900-000 – Lajeado/RS - Telefone: (51) 3748-7000 CEAT Região Alta – Avenida General Daltro Filho, 996 - CEP 95735-000 – Roca Sales/RS - Telefone :(51) 3753-2211

As 20 páginas deste jornal são dedicadas a valorizar e compartilhar a filosofia desta escola de desenvolver e formar cidadãos com múltiplas inteligências. Boa leitura! Você também pode acompanhar o dia a dia do CEAT em nosso site – www.ceat.net – no Facebook - www.facebook.com/ColegioEvangelicoAlbertoTorres – e no Twitter @portalceat.

Josiane Martini Assessora de Comunicação

ATENÇÃO PAIS! As eleições para a nova diretoria da Associação de Pais, Professores e Amigos (APPA) do CEAT Lajeado serão realizadas no dia 31 de agosto. E-mail: imprensa@ceat.net - Diretor geral: Rodrigo Maurício Ulrich - Redação: Josiane Martini - Revisão: Lilian Jung Spohr Editoração: GPS Propaganda - Tiragem: 2,5 mil exemplares Impressão: Gráfica Lajeadense

www.ceat.net – www.facebook.com/ColegioEvangelicoAlbertoTorres

2 | Jornal


Institucional

CEAT sedia Encontro Regional de Equipes Pedagógicas Equipes pedagógicas de escolas da Rede Sinodal de Educação das regiões Centro e Meridional se reuniram no CEAT Lajeado no dia 24 de junho para um encontro regional.A atividade de formação continuada contou com a palestra "Comunica + Ação = Excelência na Escola", com a especialista em Administração e Marketing e em Comunicação com o Mercado, professora Luciana Severo. Além disso, ocorreu o painel "A importância do processo de comunicação no ambiente escolar", com representantes dos colégios Alfredo Simon, de Pelotas, Salvador, de Porto Alegre, e do CEAT. O Encontro também contou com café compartilhado, momento em que os participantes puderam refletir e debater sobre o tema da atividade que o norteou. Os estudantes do CEAT participaram com apresentações musicais.

Palestra de Mario Sérgio Cortella reúne cerca de 900 pessoas O filósofo, escritor e educador Dr. Mario Sérgio Cortella ministrou a palestra “Educação: compromisso e responsabilidades” no dia 23 de abril, ação promovida pelo CEAT em parceria com a Associação de Pais, Professores e Amigos (APPA). Cerca de 900 pessoas lotaram o Centro Comuniwww.ceat.net – www.facebook.com/ColegioEvangelicoAlbertoTorres tário Evangélico para ouvir a fala do autor que já publicou 25 livros. Essa palestra foi a escolhida para o Seminário de Pais do CEAT. O evento, no entanto, reuniu também professores e pessoas da comunidade em geral, incluindo visitantes de outras regiões do estado. Durante cerca de duas horas, Cortella prendeu a atenção do público abordando de maneira bem humorada diversas questões como a diferença entre a educação e a escolarização, a necessidade de um mutirão entre família e escola para que haja qualidade no aprendizado das novas gerações e o papel da educação na emancipação das crianças e dos jovens. O filósofo também defendeu a convivência nas famílias, a existência de hábitos, o uso de limites e a necessidade de paciência.

3 | Jornal


Institucional

CEAT faz investimento permanente na formação de seus profissionais Ao longo de todo o ano, o CEAT contribui na qualificação de seus colaboradores por meio do Programa de Formação Continuada e do apoio em atividades realizadas em outros municípios e até em outros estados. Confira alguns registros feitos ao longo do primeiro semestre.

Eventos promovidos pela Rede Sinodal de Educação - Curso de Química, Física, Biologia e Ciências Naturais, em Ijuí. - 1ª etapa do Curso de Geografia, História e Sociologia, em Rio do Sul, Santa Catarina. - Encontro de Professores de Língua Estrangeira, em Curitiba, Paraná. - Encontro de Professores de Ensino Religioso e Filosofia, em Porto Alegre.

Formação continuada oferecida pelo CEAT - Palestra para docentes de Língua Inglesa sobre ensino com tecnologia, com o professor Silvio Campos, da Pearson Education. - Atividades com a professora da UFRGS, Roselane Costella. - Formação com o professor da PUCRS, Dr. Maurivan Ramos sobre a importância de valorizar as perguntas na aprendizagem. - Atividade com a personal consulting Joice Liz sobre “a gestão eficiente do tempo”. - Formação sobre “mediação de conflitos” com a orientadora educacional do CEAT, Laura Elter. - Encontros de formação para auxiliares e monitoras.

Outras atividades - Workshop com a diretora musical do grupo Mawaca, em Caxias do Sul. - 10º Curso de Gestão Integrada - Formação de Gestores Educacionais realizado pelo Sinepe. - 13º Congresso do Ensino Privado Gaúcho.

4 | Jornal


Institucional

CEAT filia-se à feira internacional que incentiva o desenvolvimento de projetos científicos O CEAT é uma das instituições aceitas como afiliadas à Mostratec, feira internacional que tem como objetivo incentivar jovens estudantes desenvolverem projetos, utilizando métodos científicos. Um dos trabalhos que serão apresentados no Aluno Pesquisador deste ano será o representante do CEAT na 31ª edição da Mostratec, em 2016. A feira de ciências e tecnologia conta com a participação de 350 projetos de pesquisa de todo o Brasil e de diversos outros países, além de contar com eventos integrados. A Mostratec é realizada anualmente pela Fundação Liberato, em Novo Hamburgo.

A coordenadora da Mostratec, Ereci Teresinha Vianna Druzzian, visitou o CEAT em maio.

Aluno Pesquisador: Projetos de 2015 têm viés sustentável A 3ª edição do projeto Aluno Pesquisador já está sendo desenvolvida pelos alunos de ambas as unidades do CEAT. Neste ano, o tema central é “Ideias e inovações para uma vida sustentável”. O projeto envolve os estudantes de ambas as unidades do CEAT desde o Berçário até a 2ª série do Ensino Médio. O objetivo é incentivar os alunos a desenvolverem trabalhos científicos. A iniciativa tem atividades programadas de acordo com os níveis de ensino ao longo de todo o ano letivo. A apresentação dos projetos ocorrerá em setembro no CEAT Lajeado e em outubro no CEAT Região Alta.

5 | Jornal


Institucional

Projeto Autor Presente traz quatro escritores para o CEAT Viviane Junguero, Gustavo Finkler, Caio Riter e Tabajara Ruas são os autores que integram o projeto Autor Presente 2015 e estarão no CEAT nos meses de agosto e setembro para falar sobre suas obras. O projeto já está em andamento com a leitura dos livros escolhidos.

Viviane Juguero

Turmas: Berçário Livro: Jogos de inventar, cantar e dançar Turmas: Nível 2 Livro: O macaco bacana

Gustavo Finkler

Turmas: Nível 3 à 2ª série do Ensino Fundamental Livro: A Família Sujo

Caio Riter

Turmas: 3ª e 4ª série do Ensino Fundamental Livro: Sete Patinhos na Lagoa Turmas: 5ª à 7ª série do Ensino Fundamental Livro: Duas Vezes na Floresta Escura Turmas: 8ª e 9ª série do Ensino Fundamental Livro: Meu Pai Não Mora Mais Aqui

Tabajara Ruas

Turmas: 1ª série do Ensino Médio Livro: Minuano Turmas: 2ª e 3ª séries do Ensino Médio Livro: O Amor de Pedro por João

6 | Jornal


Institucional

Estudantes assistem à peça teatral baseada em livro de Tabajara Ruas Os alunos do Ensino Médio de ambas as unidades do CEAT assistiram em junho à peça teatral “O amor de Pedro por João”, baseada no livro homônimo de Tabajara Ruas. A obra é uma das leituras obrigatórias para o vestibular da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) e também foi a escolhida para o projeto Autor Presente. A peça foi apresentada pelo Teatro Vestiba, de Porto Alegre, e comentada pelo professor de Literatura do Unificado, Guilherme Suman.

Alunos da Educação Infantil e das séries inicias recebem Sacola Literária No Dia Mundial do Livro, o CEAT iniciou a distribuição da Sacola Literária. Todos os alunos do nível 2 à 5ª série receberam a sacola. A leitura é fonte de cultura, de conhecimentos e de valores e o CEAT reconhece essa importância no desenvolvimento das pessoas e na sua aprendizagem. A Sacola Literária auxilia no transporte dos livros, passando a fazer parte do material de aula.

7 | Jornal


Educação Infantil

Educação Infantil do CEAT incentiva o aprendizado através do brincar O brincar ou a brincadeira é atividade principal da criança. Por isso na Educação Infantil do CEAT nosso objetivo principal é o brincar. Os benefícios da brincadeira são enormes e vão muito além do desenvolvimento de habilidades e o aprendizado de conceitos. A brincadeira oferece oportunidades únicas para as crianças e elas fazem descobertas que talvez jamais fariam de outra forma. Elas resolvem problemas, tomam decisões e, assim, descobrem quais são seus interesses, que favorecem a construção da autonomia. Para que as crianças tenham essa possibilidade de interação, acreditamos que a construção do espaço, do ambiente, favoreça a brincadeira. Nossas salas são organizadas em áreas e recantos temáticos, onde existem brinquedos e diversos materiais que oferecem a possibilidade de a criança realizar variadas criações. As crianças, ao interagirem neste meio e com os outros, aprendem pela própria interação e imitação, envolvidos em brincadeiras de construção e/ou faz de conta. Assim acreditamos que, quanto mais este espaço for desafiador e promover atividades conjuntas entre parceiros, quanto mais permitir que as crianças se descentrem da figura do adulto, mais fortemente se constituirá como propulsor de novas e significativas aprendizagens. Jane Possamai Ritt Karine Trevisol Christ Coordenadoras da Educação Infantil do CEAT Lajeado

8 | Jornal


Educação Infantil

Olhares e questionamentos que geram pesquisa As turmas da Educação Infantil também estão envolvidas com o projeto Aluno Pesquisador. Já dizia Albert Einstein, “brincar é a mais elevada forma de pesquisa”! E é através das brincadeiras, explorando diferentes materiais, que nossos alunos vão conhecendo, investigando e realizando descobertas sobre o nosso mundo. Oportunizando situações de aprendizagens através de experiências lúdicas a criança descobre e examina o que está ao seu redor. Envolvida em variadas explorações, ela usa seus sentidos para conhecer e tirar suas próprias conclusões, ampliando seus conhecimentos, seja sobre as pessoas ou sobre os objetos, por meio do toque, do paladar, do olfato, da visão, da audição. Ao estar diante de uma problematização, a criança tem a oportunidade de dialogar, argumentar, construir hipóteses e investigar, mostrando-se corresponsável pela construção da aprendizagem coletiva. Neste processo, surgem as perguntas, sejam as do professor ou aquelas que partem das crianças. Queremos salientar que o olhar atento e observador do professor, em relação a todas as reações vindas dessa interação é de fundamental importância nessa construção. Muito curiosos e questionadores, querem saber sobre tudo e fazem diferentes observações. As crianças, são instigadas a perguntar e a lançar suas hipóteses sobre conhecimentos que já possuem, para que problematizem e avancem com novas descobertas. Assim, as nossas crianças, desde o berçário, estão fazendo diferentes investigações e avançando em suas descobertas. Em meio a um ambiente lúdico e desafiador que instiga a pesquisa, a criança poderá agir sobre ele e na relação com os colegas, fazendo muitas descobertas. Vejam nas fotos a baixo algumas pesquisas que já andam acontecendo na Educação Infantil, envolvendo diferentes projetos. Esses projetos explorados na turma partem de seus interesse e necessidades, tornando-as autoras de muitos dos temas trabalhados. Jane Possamai Ritt Karine Trevisol Christ Coordenadoras da Educação Infantil do CEAT Lajeado

9 | Jornal


PRINCIPAL

Escola: Espaço de convivência

Relações saudáveis e de qualidade são fundamentais para o aprendizado A descoberta, a construção e a consolidação do conhecimento são princípios que estão intrínsecos na missão de uma escola, e o espaço social possibilitado por ela é fundamental para esses resultados. O CEAT acredita que a convivência contribui para que o aluno use positivamente e com propriedade o conteúdo aprendido ao longo da vida escolar. O diretor geral, Rodrigo Ulrich, destaca que “o CEAT tem em seu DNA um trabalho que busca oportunizar aos seus estudantes um variado grupo de experiências e atividades que contemplam uma quantidade ampla de inteligências, permitindo o desenvolvimento e a aprendizagem de habilidades e competências em áreas como artes, esportes, pesquisa e ações sociais, além do currículo obrigatório da educação básica”. Sabendo da importância da convivência saudável e de qualidade nesse processo, o colégio atua atento e propositivamente nas questões atitudinais, nas relações e na convivência da comunidade escolar. A orientadora educacional, Laura Oppermann Elter, lembra que “cada dia no cotidiano escolar oferece diversas oportunidades de novos encontros e, assim, novas vivências”. De acordo com ela, “aprender em um ambiente que propicia e valoriza o coletivo, as atitudes éticas e solidárias faz toda a diferença, além de auxiliar no processo de desenvolvimento de habilidades cognitivas. Sabe-se que quando um individuo sente-se à vontade para expressar suas ideias e afetos é capaz de melhorar seu desempenho e sua abertura para o novo”. 10 | Jornal

Reconhecendo a importância da convivência e que a escola é espaço para isso, o CEAT oferece uma série de atividades que fortalecem os laços de amizade, respeito, integração e autoconhecimento, como práticas esportivas, viagens de estudo, atividades optativas, horas cívicas, gincanas, assembléias de turma, meditações, os projetos Recreio, o Aluno Pesquisador, o Até Logo, etc. Ampliando ainda mais a visão sobre o convívio, a partir deste ano, os alunos de ambas as unidades podem participar do CEAT Social, destinado a práticas voluntárias envolvendo instituições de cunho social de municípios da região. Além disso, o CEAT também reconhece e oferece espaço de convívio entre seus colaboradores, por meio de ações como o seminário institucional e encontros de formação continuada. . Projeto Aluno Pesquisador

Piqueniques

Projeto Até Logo


PRINCIPAL

Escola: Espaço de convivência Integração entre Turmas CEAT Social

Viagens de Estudo

Seminário Institucional

Gincanas

Meditações

Hora Cívica

Gincanas

Intercâmbio

Atividades propostas pelos professores

Líderes de turma

Atividades propostas pelos professores

11 | Jornal


Ensino Fundamental

Alunos criam instalação de arte a partir de jogo eletrônico “É difícil explicar o ‘Minecraft’ como um simples jogo. Ele se tornou um verdadeiro fenômeno cultural. Suas aplicações são tantas que, a todo momento, surgem novas formas de jogá-lo. Quem compra o jogo pela primeira vez aparece na forma do personagem Steve num mundo aberto com quilômetros de distância. O visual é semelhante ao de um mundo feito com blocos de montar Lego, brinquedo dinamarquês de sucesso, criado nos anos 1930. O cenário tem montanhas, rios, árvores, bichos e cavernas. É possível interagir com tudo. E com este objetivo de criar e recriar os alunos começaram a desenvolver o seu mundo ‘Minecraft’.” Professora Cristiane Schneider Inspirados no jogo “Minecraft” os estudantes da 5ª série do CEAT Lajeado desenvolveram a instalação que ficou exposta em junho no hall de entrada do Bloco 1. O trabalho desenvolvido pela professora de Artes Visuais, Cristiane Schneider, iniciou com a ida ao Laboratório de Informática, onde os alunos jogaram o “Minecraft”. Em um segundo momento, os estudantes construíram blocos de montar com o auxílio de um programa utilizado para compor lógica matemática. As esculturas foram recriadas em caixas de papelão e com as cores que estavam sendo trabalhadas nas aulas de Artes Visuais, compondo o mundo "Minecraft" das turmas da 5ª série. A professora conta que "foram criadas armadurase um mundo cheio de descobertas e possibilidades

para quem se aventurou a entrar e visitar” e destaca que as turmas ficaram muito felizes, “pois a cada dia, após a instalação, nosso mundo recebeu muitos visitantes que puderam recriar a instalação a todo momento”. .

Alunos criam jogos interativos em Oficina de Design Thinking e Gamificação Estudantes da 9ª série do CEAT Lajeado criaram, projetaram e fizeram protótipos de jogos interativos durante os quatro encontros da Oficina de Design Thinking e Gamificação. A proposta constitui em ensinar aos alunos conceitos relacionados ao nome da oficina e incentivar o exercício da empatia, a problematização a partir de situações do cotidiano e a busca por soluções. O resultado foi a criação de três jogos interativos. A oficina encerrou com um bate-papo com o PhD em psicologia pela Universidade de Harvard e professor da Universidade do Texas, Pierre Ming Tsan Lu. Via internet, os estudantes mostraram suas criações ao pesquisador e trocaram ideias sobre os projetos. Os trabalhos ainda podem continuar sendo desenvolvidos para o projeto Aluno Pesquisador.

12 | Jornal

A oficina de Design Thinking e Gamificação foi desenvolvida pelos representantes da Idealiza Tools & Methods: Caroline Bücker, mestre em educação e especialista em Design Thinking; Carlos Idiart, presidente da Associação de Desenvolvimento de Jogos Digitais do Rio Grande do Sul; e Lúcia Rathmann, pedagoga e pesquisadora da área de criatividade.


Ensino Fundamental e Médio

Blog divulga textos de estudantes do CEAT Desde o primeiro semestre, o CEAT conta com o blog Além das Palavras, onde são publicados textos produzidos pelos estudantes de ambas as unidades do colégio. Como o trabalho é interdisciplinar, produções textuais em qualquer componente curricular podem ser encaminhadas para publicação.. Esta iniciativa tem o objetivo de promover a interação entre os alunos-escritores e o provável público leitor, estimulando, assim, a produção textual dos estudantes. Desse modo, proporcionam-se aos alunos e aos professores situações de escrita que aperfeiçoam o sistema literário: autor - texto – leitor. Além disso, o leitor dos textos não é apenas o professor, o que contribui muito para a cultura de escrita na escola. O blog pode ser acessado em http://www.ceat.net/blog-alem-das-palavras.

Blog reúne trabalhos de alunos da 5ª série do CEAT Lajeado As turmas da 5ª série do CEAT Lajeado estão usando a internet como meio para publicar os trabalhos realizados em sala de aula. Todos os alunos participam do blog Outros Olhares... Novas Aprendizagens… Na página os estudantes têm autonomia para fazer as postagens dos trabalhos e comentários. Antes de iniciar o blog, os alunos foram orientados pelas professoras sobre os cuidados necessários nas publicações e aprenderam sobre as leis vigentes relacionadas às publicações online. A criação do blog também está fundamentada na conscientização da preservação do meio ambiente, uma vez que as publicações virtuais evitam o uso de papel em todas as atividades. O blog pode ser acessado em http://outrosolharesnovasaprendizagens.blogspot.com.br.

13 | Jornal


Ensino Fundamental e Médio

CEAT é uma das três escolas gaúchas que participam de projeto piloto de editora As turmas da 7ª e 8ª séries do CEAT Lajeado estão participando de um projeto piloto da Editora Wwlivros, de Porto Alegre. O objetivo é produzir um livro com narrativas feitas pelos estudantes sobre a cidade sede de cada escola participante. Fazem parte do projeto apenas três escolas do Rio Grande do Sul, sendo o CEAT a única do Vale do Taquari. No primeiro semestre os alunos participaram da Oficina de Escrita Criativa e do lançamento do concurso de narrativas, com o escritor Marcelo Spalding. Os estudantes começaram, então, a fazer as entrevistas para produzir as narrativas não ficcionais sobre Lajeado. Os melhores textos farão parte do livro. Também serão publicadas fotos e ilustrações feitas pelos alunos. O trabalho é desenvolvido no componente curricular de Português com a professora Martiele Jung.

Miniempresa formada por estudantes reutiliza pneus para produzir puffs Os alunos da 2ª série do Ensino Médio do CEAT Lajeado que integram o programa Miniempresa da Junior Achievement levaram em conta a sustentabilidade para escolher o produto comercializado nesta edição do projeto. O grupo reciclou pneus para produzir puffs. A diretora de produção, Vitória Guaragni Goergen, conta que “quando foi lançada a ideia de fazer um produto sustentável, logo pensamos em coisas que poderiam ser reutilizadas, daí a ideia dos pneus, que seriam descartados e queimados”. Os pneus foram fornecidos por empresas de Boqueirão do Leão. A Miniempresa Pnuff S.A/E iniciou suas atividades no fim de março e encerrou em junho, com 14 alunos voluntários. Ao todo, foram 15 encontros destinados à criação, confecção e comercialização dos produtos. O programa Miniempresa é organizado pela ONG Junior Achievement em parceria com as escolas. O objetivo é incentivar o empreendedorismo a partir da criação de empresas estudantis. A primeira Miniempresa foi criada em 1919 nos Estados Unidos. No Rio Grande do Sul o programa existe desde 1994. 14 | Jornal


Ensino Médio

ENEM é tema de palestra com professora da UFRGS Os estudantes do Ensino Médio de ambas as unidades do CEAT participaram da palestra “Reconhecendo ENEM”, em junho. A atividade foi ministrada pela professora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) Roselane Costella. Ela falou sobre as possibilidades de ingresso no Ensino Superior a partir do ENEM e deu dicas sobre conteúdos que costumam ser abordados nas provas. Roselane desenvolveu uma pesquisa com os 100 estudantes de todo o país mais bem colocados nas provas do ENEM entre os anos de 2009 e 2012. A partir do cruzamento das respostas de mais de 90% desses estudantes, ela elencou as informações apresentadas aos alunos do CEAT. Em 2014, o CEAT permaneceu tendo o melhor desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) entre as escolas públicas e privadas do Vale do Taquari.

Pré-retiro promove a integração de alunos da 3ª série do Ensino Médio Os estudantes de ambas as unidades do colégio que estão no último ano do Ensino Médio participaram em julho do pré-retiro, atividade que integra o Programa Até Logo. Durante a atividade os alunos produziram obras de arte utilizando mosaico, no CEAT Lajeado, e grafite, no CEAT Região Alta. O Programa Até Logo conta com ações durante todo o último ano do Ensino Médio com o objetivo de marcar positivamente a despedida da educação básica. Entre as atividades já realizadas neste ano estão o Café das Terceiras Séries, palestras e o Prossifional por um dia.

15 | Jornal


Institucional

Festa de Inverno 2015 é coroada com o tradicional Desfile das Lanternas A Festa de Inverno aqueceu e animou a comunidade escolar de ambas as unidades do CEAT. Uma das atrações do evento foi o Desfile das Lanternas, realizado no colégio há quase 50 anos. As lanternas foram confeccionas pelos alunos de 2ª à 5ª série, que também fizeram a apresentação. Além disso, a Festa de Inverno contou com a apresentação da quadrilha pelos alunos da 3ª série do Ensino Médio, brincadeiras e gastronomia típica.

O Desfile das Lanternas, tradicional na Festa de Inverno do CEAT, iniciou em 1967 com a professora alemã Amelie Herr em alusão a tradição de seu país de crianças desfilarem com lanternas na noite de São Martin.

16 | Jornal


Esporte

CEAT incentiva a prática de esportes de diversas modalidades Basquete, vôlei, futebol e atletismo são algumas das modalidades esportivas ensinadas e estimuladas no CEAT. Desde a Educação Infantil até o Ensino Médio, os estudantes têm contato com as práticas esportivas. A escola, no primeiro semestre, sediou o Troféu Lajeado de Atletismo que contou com a participação de mais de 300 crianças e adolescentes de todo o estado, o Encontro de Mini Vôlei com a participação de 150 atletas de quatro municípios e os treinos da Seleção Gaúcha de Basquete. Além disso, os alunos também são incentivados a participarem de competições fora do colégio, como a Copa Claudio Braga, quando a equipe mirim de vôlei foi campeã da série Ouro e a infantil alcançou o vice-campeonato a categoria Prata. Também é frequente a convocação de atletas do CEAT/BIRA para integrar seleções de basquete do estado.

Estudantes do CEAT chegam ao pódio no Torneio Estudantil de Xadrez Quatro alunos do CEAT Lajeado ficaram entre os mais bem colocados no Torneio Estudantil de Xadrez, realizado em Estrela. Vicente Mallmann Grabin foi o vencedor na categoria Juvenil e Hélio Jungkenn Ibrahin alcançou a 4ª colocação na mesma categoria. Já na categoria Infantil, os estudantes Mateus de Oliveira Paludo e João Pedro Muller Lima ficaram em 4º e 5º lugar, respectivamente. Aproximadamente 40 alunos do CEAT participaram do Torneio. O grupo foi acompanhado pela professora Rosane Koefender.

Crédito: Xadrez Escolar Gaúcho

17 | Jornal


Idiomas

Concurso de Leitura em Língua Alemã reúne representantes de 16 escolas no CEAT A Unidade Lajeado sediou em maio o Vorlesewettbewerb (Concurso de Leitura em Língua Alemã) da região Centro do Rio Grande do Sul. Mais de 50 alunos de 16 escolas participaram. Quatro estudantes do CEAT ficaram entre os dez classificados para a etapa estadual do concurso. A leitura dos textos foi dividida em três categorias: Fremdsprache (alemão como língua estrangeira), Zweitsprache (alemão como segunda língua) e Dialekt (dialeto) para alunos do Ensino Fundamental e Médio. Na etapa estadual do Concurso de Leitura em Língua Alemã, a aluna da Unidade Lajeado Sophia Schneider alcançou o 2º lugar na categoria Deutsch als Zweitsprache – Ensino Médio. A estudante da Região Alta Laura Barzotto Klafki alcançou o 3º lugar na categoria Deutsch als Fremdsprache – Ensino Fundamental. Já os estudantes do CEAT Lajeado Laura Nyland Jost e Nicolas Schneider ficaram em terceiro lugar nas categorias Deutsch als Fremdsprache – Ensino Médio e Deutsch als Zweitsprache – Ensino Fundamental, respectivamente.

Crédito: Associação Riograndense de Professores de Alemão

18 | Jornal

CEAT promove entrega de certificados e diplomas de proficiência em Língua Alemã Os alunos do CEAT Lajeado que cursaram a 5ª série do Ensino Fundamental e a 1ª e 3ª séries do Ensino Médio em 2014 e que foram aprovados na proficiência em Língua Alemã receberam seus diplomas e certificados em cerimônia realizada em maio. O documento que atesta o nível de conhecimento em Língua Alemã é emitido pelo Ministério da Cultura da Alemanha. O governo do país europeu esteve representado no evento pela coordenadora de Ensino de Língua Alemã no Sul do Brasil, Gabriele Metz-Klein. Nove estudantes, a maioria já formada no Ensino Médio, receberam diplomas atestando o nível de conhecimento B1 na língua estrangeira. Outros 11 alunos que estavam na 1ª série do Ensino Médio em 2013 receberam certificado A2. Também foram entregues 52 certificados de proficiência em nível A1 para alunos que estavam na 5ª série e participaram de um projeto piloto que prepara os jovens para prestar provas nos demais níveis de conhecimento na Língua Alemã. O evento também contou com exposição dos cartazes usados pelos alunos nas provas orais de proficiência, apresentações de música feitas por integrantes do conjunto instrumental e encenação de uma peça de teatro em alemão preparada pelos alunos do Ensino Médio e com estudantes da 7ª série como atores coadjuvantes.


Institucional

Com a palavra o Professor Denise Wildner Theves Formação: Cursando Pós-Graduação – Doutorado: Ensino de Geografia/UFRGS

O que a profissão representa pra você? Ser professora de Geografia e História foi uma escolha que fiz dentre outras possibilidades profissionais existentes. Acredito que também fui escolhida pela docência, pois não me vejo tendo outra atividade profissional. Gosto demais dos estudantes com os quais trabalho e tenho um “caso de amor” com a Geografia e as Ciências Sociais. O que a incentiva a continuar se aperfeiçoando? Carrego comigo uma bagagem de experiências e conhecimentos que foram sendo construídos ao longo de minha vida pessoal e profissional. O conteúdo dessa bagagem formou e transformou a minha maneira de aprender, de ensinar e de ver o mundo. Em meu percurso de professora é impossível aquietar-me. Eu quero fazer a diferença na vida dos meus alunos, quero considerá-los como sujeitos e buscar uma prática pedagógica em que os alunos possam dialogar, duvidar, discutir, questionar e compartilhar saberes. Impossível fazê-lo sem estudo! Acredito que a escola ainda gira em torno dos professores, do seu ofício, de sua qualificação e profissionalismo, pois são eles que a fazem e a reinventam. Assim o aperfeiçoamento e a reflexão sobre a docência são fundamentais. Fale um pouco sobre o seu projeto de pesquisa Acredito que um projeto de pesquisa parte da busca por compreender as razões internas que motivam essa pesquisa. Nesse sentido, o meu projeto de pesquisa faz com que revisite a própria trajetória de vida, de atuação e formação profissional refletindo sobre a experiência

de professora no Ensino Fundamental e os saberes que foram sendo constituídos nesse percurso. Com a pesquisa, que está em estágio inicial, busco refletir e criar possibilidades de trabalho com as noções da Geografia e das Ciências Sociais nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental. Você participa de grupos de estudos fora do colégio? Participo de eventos que envolvem reflexões e estudos sobre a Educação e o ensino de Geografia. Além disso, faço parte de um grupo de estudos sobre Geografia nos Anos Iniciais. Participam desse grupo professores do Ensino Superior e Educação Básica de vários estados do Brasil. Realizamos encontros de estudos presenciais a cada dois anos e reflexões virtuais sistemáticas. Como você vê o futuro da educação? O futuro da Educação é o que dela fizermos - famílias, professores, instituições de ensino e as diversas instâncias da sociedade! Afinal, aprende-se com todos! Alguma pessoa a inspirou a ser professora? Concluí o Ensino Fundamental no CEAT, em 1982 e, nesse ano, conheci o professor de Geografia que me marcou profundamente com seu jeito diferente de trabalhar e de ser, o Sr. Ardy Storck. Com histórias, leituras, conversas e atividades que exigiam muito pensamento e não decoreba, esse professor foi fazendo “outra” Geografia. Considero que ele foi um revolucionário desse tempo. Com muita gratidão afirmo que ele foi o responsável por me tornar professora de Geografia. Além dele, cito o professor Nestor André Kaercher, que foi meu professor no curso de Licenciatura em Estudos Sociais e Geografia, na UNISC. Com ele aprendi que a Geografia está no cotidiano e que o cotidiano é a Geografia! Aprendi que posso (e devo), pesquisar sobre minha docência que é carregada de razão e emoção! Não é “por acaso”, que ele é o orientador da pesquisa do doutorado. Deixe uma mensagem para os alunos Aproveitem o “tempo” de escola para cultivar amizades, interagir com as diferenças, aprender com os outros e com o mundo! Utilizem “lentes” variadas para ler o mundo e, através de sua ação, criem possibilidades de uma vida melhor para TODOS! 19 | Jornal


Jornal Expressão - Agosto/2015