Page 1

Revista da Associação Sul Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Aquecimento e Ventilação Edição 28 - Janeiro e Fevereiro de 2018 - Ano VII

Impactos da Reforma Trabalhista no setor Mudanças transformam o cenário, modernizando as relações de trabalho

Entrevista: O que esperar do 11o Mercofrio

Empresas brasileiras na AHR Chicago 2018


Programa ASBRAV de Ensino e Treinamento

PatrocĂ­nio

www.asbrav.org.br


QUEM VOCÊ QUER SER AMANHÃ?

CURSOS TÉCNICOS SENAI EAD E PRESENCIAL + DE 20 FUTUROS À SUA ESPERA.

MANUTENÇÃO DE MÁQUINAS INDUSTRIAIS 5x na semana Módulos de 6 meses TURNO VALOR (mensais) Tarde R$ 295,20 Noite R$ 369,00

Valores promocionais válidos para 2018/1. Verifique valores totais dos módulos no site senairs.org.br/cursotecnico. (51) 3904-2615 • 0800 51 8555

REFRIGERAÇÃO E CLIMATIZAÇÃO 5x na semana Módulos de 6 meses TURNO VALOR (mensais) Tarde R$ 287,20 Noite R$ 359,00


editorial

Uma conquista importante A população vai ser beneficiada pela sanção da lei que torna obrigatória a execução de um Plano de Manutenção, Operação e Controle (PMOC) de sistemas e aparelhos de ar condicionado em edifícios de uso público e coletivo. O projeto tramitava há mais de 15 anos. Esta importante notícia para o setor é resultado da forte atuação do Comitê Nacional de Climatização e Refrigeração, do qual a ASBRAV faz parte. Ficamos muito satisfeitos com a aprovação do projeto, pois é uma luta de todo setor no país e a sociedade está sendo beneficiada com isso, pois obriga que edifícios e prédios públicos mantenham uma manutenção preventiva para os sistemas de climatização destes espaços. A nova lei também se aplica aos ambientes climatizados de uso restrito, como aqueles dos processos produtivos, laboratoriais, hospitalares e outros, que deverão obedecer a regulamentos específicos. Os sistemas de climatização e os respectivos planos de manutenção previstos na lei devem obedecer a parâmetros de qualidade regulamentados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e a normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Salientamos aos proprietários e usuários dos imóveis a importância de se conscientizar que a boa manutenção planejada traz benefícios para seus empreendimentos, com reduções nos custos com uma manutenção planejada, substituição de equipamentos obsoletos no momento adequado, redução dos riscos de incêndios e acidentes pessoais, possibilidade de reduções nos custos dos seguros, redução de custo com energia, e fundamentalmente, melhor qualidade de vida. Presidente da ASBRAV, Eduardo Hugo Müller

04 - Revista ASBRAV

DIRETORIA EXECUTIVA Gestão 2017/2018 Presidente: Eduardo Hugo Müller 1ª Vice-presidente: Paulo Fernando Presotto 2º Vice-presidente: João Carlos Antoniolli 3º Vice-presidente: Mário Alexandre Möller Ferreira Secretário: Anderson Rodrigues Tesoureiro: Adão Webber Lumertz Diretoria de Comunicação e Marketing: Márcio Hoffchneider Diretoria Administrativa Financeira: Luiz Afonso Dias Secretário: Anderson Rodrigues Diretoria Institucional:Sérgio Helffensteller Diretoria de Ensino e Treinamento: Paulo Otto Beyer Diretoria Técnica: Ricardo Albert Diretoria Patrimônio: Adão Lumertz Diretoria Social: Hani Lori Kleber Diretoria Setorial Ar Condicionado: Fernando Pozza Diretoria Setorial Refrigeração: Marcelo Marx Diretoria Escritório Regional SC: Arivan Zanluca Diretoria Escritório Regional PR: Carlos Ribeiro CONSELHO DELIBERATIVO Gestão 2017/2018 Conselheiros Titulares: Bolivar Peres Fagundes Gilmar Luiz Pacheco Roth Luiz Alberto Hansen Madeleine Schein Marcos Kologeski Mario Henrique Canale Mauricio Fernandes Barbosa de Carvalho Rafael Torres Telmo Antonio de Brito Conselheiros Suplentes: João Henrique Schmidt dos Santos Marco Machado Cesa Ricardo Vaz de Souza CONSELHO EDITORIAL REVISTA ASBRAV Coordenadora: Madeleine Schein, Cristiane Paim, Hani Lori Kleber, Luiz Afonso Dias e Márcio José Pereira Hoffchneider, Telma Rosa Jornalista Responsável: Marcelo Matusiak (MTB 10063) Redação PlayPress: Francine Malessa, Mariana da Rosa Tiragem: 400 exemplares impressos e 10 mil contatos eletrônicos Impressão: Gráfica Odisséia

assessoria@asbrav.org.br (51) 3342-2964 / 3342-9467 (51) 9 8634 2416 / 9 8634 2417 SEDE RIO GRANDE DO SUL (PORTO ALEGRE) Rua Arabutan, 324 Bairro Navegantes Porto Alegre/RS CEP 90240-470 ESCRITÓRIO REGIONAL DE SANTA CATARINA E-mail: asbrav.sc@gmail.com ESCRITÓRIO REGIONAL DO PARANÁ E-mail: asbrav.pr@gmail.com

www.asbrav.org.br


índice

06 Entrevista: O que esperar do 11° Mercofrio?

09 ABRAVA cria canal de comunicação para dúvidas sobre a Lei 13.589 do PMOC

16 Modernidade e avanços na lei trabalhista

14 21 24

ASBRAV participa de reunião com entidades do setor mundial de HVAC-R Condicionamento passivo em projetos sustentáveis e eficientes Incerteza da economia e incerteza da política

Revista ASBRAV - 05


entrevista

O que esperar do 11° Mercofrio? Entrevista: Coordenador do Mercofrio 2018, Paulo Presotto

Revista da ASBRAV - Tem algum assunto que será destaque nesta edição do evento? Paulo Presotto - No momento, por exemplo, a questão do PMOC – Plano de Manutenção Operação e Controle, em função da promulgação da Lei 13.589 que tornou o PMOC obrigatório, é um dos assuntos em evidência. Na mesma linha, a revisão da NBR 16.401 sobre instalações centrais de ar condicionado, bem como a revisão da NBR 14.518 sobre ventilação de cozinhas comerciais têm grande interesse para os usuários destes sistemas.

O Mercofrio 2018 - 11° Congresso Internacional de Ar Condicionado, Refrigeração, Aquecimento e Ventilação ocorre entre os dias 25 e 27 de setembro no Centro de Eventos BarraShoppingSul, em Porto Alegre (RS). Presotto adianta como será o evento neste ano.

Revista da ASBRAV - Este ano, o evento ocorre no BarraShoppingSul. Por quê a mudança de endereço?

Paulo Presotto - Após a realização do Mercofrio 2016, fizemos uma pesquisa de satisfação junto ao público participante, como sempre faz. Percebemos que, mais uma vez, foi apontado pelos Revista da ASBRAV - O que o setor pode esperar participantes que gostariam de maior integração entre a parte acadêmica, que são as sessões técdo Mercofrio em 2018? nicas, e a parte da indústria, que são os semináPaulo Presotto - Para esta edição, estamos res- rios técnicos. Indústria aqui no sentido de setor gatando um pouco da primeira edição do Merco- econômico. Outra premissa foi termos mais esfrio, realizado em 1998. O objetivo é termos um paço para o nosso patrocinador ter contato com evento múltiplo e com oportunidades de intera- seu público. Desta forma a comissão organizadogir nas diversas atividades. Teremos seminários ra fui em busca de locais que satisfizessem estas técnicos, sessões técnicas, fóruns de discussão, condições. Então a motivação principal foi esta, palestras de fabricantes, minicursos e espaço de buscar um espaço que propiciasse mais integraconvivência para os patrocinadores. A integração entre indústria, academia e usuários sempre foi uma característica do Mercofrio e, nesta edição, queremos enfatizar ainda mais este propósito. Não podemos esquecer também do relacionamento. O networking faz parte do nosso trabalho, por isso temos uma programação social que faz parte do evento, como a cerimônia e o coquetel de abertura, o jantar da ASHRAE Brasil Chapter e o coquetel de encerramento. Para quem vem de fora do estado, sempre oferecemos opções de passeios locais. Portanto, o Mercofrio é um evento completo.

06 - Revista ASBRAV


Revista da ASBRAV - Na tua opinião, qual o principal benefício de realizar um evento como o Mercofrio a cada 2 anos?

Revista da ASBRAV - Qual o papel do Mercofrio Paulo Presotto - O Mercofrio já é um evento espara a construção de um mercado mais qualifi- perado pelo nosso setor. Dois anos é um prazo adequado dentro de um ciclo de inovação para cado na Região Sul do país? as empresas estarem divulgando novos produPaulo Presotto - Na medida que contribui para tos. O mesmo vale para as produções acadêmia disseminação de conhecimentos e divulgação cas. O nosso calendário bianual também está de tecnologias, o Mercofrio contribui positi- sincronizado com os principais eventos nacionais vamente para a qualificação de toda cadeia de e internacionais do setor. fornecimento do setor. Principalmente por que atingimos o último elo desta cadeia que é o usu- Desta forma, a nossa audiência sempre tem gaário final. É o usuário que nos traz a demanda rantia de vir ao Mercofrio e atualizar seus conhepor conforto, por refrigeração, ventilação, quali- cimentos. Queremos que o nosso público venha dade do ar, eficiência energética e que, por sua ao evento e volte com o saldo positivo de conhevez, justifica os investimentos na busca por ino- cimento, relacionamento e diversão. vações.

2010

2014 2012

2016

Revista ASBRAV - 07

entrevista

ção e o Centro de Eventos BarraShoppingSul tem uma infraestrutura excelente para realizarmos o Mercofrio 2018.


notas e lançamentos

Prevenção contra raios

Inovação em chiller

Segundo o Grupo de Eletricidade Atmosférica (Elat) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o Brasil registrou uma média de 77,8 milhões de raios por ano e 1.792 acidentes fatais ocasionados por eles dos anos 2000 até 2015. O engenheiro eletricista Fábio Amaral, da Engerey Painéis Elétricos, alerta para alguns cuidados a fim de evitar estes acidentes. Dentro de casa, recomenda-se o uso do DPS – Dispositivo de Proteção contra Surtos nos quadros elétricos, que protege as instalações da sobretensão causada por descargas atmosféricas indiretas, ou seja, vindas pela rede de energia elétrica. Ele protege contra acidentes com raios e também evita a queima de eletrodomésticos e eletrônicos.

A Johnson Controls lançou o YORK® YZ, um chiller centrífugo com mancal magnético, o primeiro otimizado para desempenho superior com um fluido refrigerante de baixo potencial de aquecimento global (GWP) de última geração — R-1233zd(E). Este fluido refrigerante foi escolhido pela eficiência, segurança, disponibilidade, baixo impacto e custo ambiental. O produto pode proporcionar economia de energia significativa e menores custos operacionais ao serem utilizados em cargas parciais, onde operam 99% do tempo.

Tecnologia reduz em 97% as emissões de CO2 à natureza A Embraco apresentou, durante a ATMOsphere, edição do Japão – Tóquio, um case para o mercado de refrigeração comercial, principalmente de resfriados e congelados. A solução Plug N’ Cool, adotada pelo supermercado MIG Atacarejo, pode reduzir em mais de 30% o consumo de energia na loja. A rede de supermercados substituiu seu antigo sistema de refrigeração em uma das lojas pela solução Plug n´Cool, unidade selada de refrigeração oferecida pela Embraco com foco em aplicações verticais tanto para mercadorias resfriadas quanto para congeladas.

08 - Revista ASBRAV

Com design modular, o equipamento pode ser usado em diferentes formatos de loja. Outro impacto percebido durante o estudo de caso do supermercado Mig foi a redução de 37% de consumo de energia, pois com a nova solução, o consumo de energia caiu de 425 kWh/dia para 270 kWh/dia e teve aumento de 25% em sua área de exibição. O apelo sustentável e a manutenção e limpeza descomplicadas também são destaques da tecnologia. O Plug N’ Cool usa o refrigerante natural R290 (propano), reduzindo em 97% as emissões de CO2 à natureza, segundo a TEWI (Total Equivalent Warming Impact), que mede as emissões de um equipamento durante a sua vida útil.


Após aprovação da Lei Federal 13.589, referente ao PMOC, sugiram no mercado diversos questionamentos sobre o seu cumprimento que obriga a manutenção de sistemas de ar-condicionado em edifícios de uso coletivo. Preocupada com a forma de entendimento da sociedade, a Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento – ABRAVA desenvolveu uma ação direcionada aos profissionais da área e leigos no assunto, cujo objetivo é o esclarecimento de dúvidas sobre a aplicabilidade da Lei.

serão recebidas e respondidas por profissionais da ABRAVA especializados no assunto. Para Arnaldo Basile, presidente da ABRAVA e também do Comitê Nacional de Climatização e Refrigeração, mais do que falar sobre Plano de Manutenção Operação e Controle, a entidade está engajada em informar e esclarecer o usuário consumidor sobre os benefícios que terá com uma climatização adequada e responsável nos ambientes públicos que frequenta.

Para atender à demanda, foi criado um canal direto de perguntas e respostas, iniciando com as 10 Questões mais frequentes, que estão disponibilizadas no portal da ABRAVA no www.abrava.com.br em um espaço especial dedicado ao assunto. Demais dúvidas poderão ser enviadas para o e-mail pmoc@abrava.com.br; as mesmas

Danfoss participa de uma das maiores obras brasileiras O complexo reúne o edifício comercial mais alto do Brasil, com cinquenta pavimentos, shopping com cerca de sessenta lojas, 673 salas clínicas e comerciais, 160 quartos de hotel 5 estrelas, centro de convenções para seiscentas pessoas, além de hospital de referência nacional. O Órion Business & Health Complex, localizado na cidade de Goiânia, é o maior complexo de negócios e saúde da região Centro-Oeste e um dos maiores do Brasil. A Danfoss foi escolhida em um processo de licitação privada capitaneada pela Diretoria de Suprimentos da FR Incorporadora, através do seu sócio-diretor, engenheiro João Artur Rassi, sócio da SPE Portugal (Órion), incorporadora do empreendimento, a partir de uma avaliação técnica que julgou a companhia dinamarquesa como a melhor empresa capaz de fornecer uma completa linha de produtos dentro do mais alto padrão de qualidade, exigência em edifícios triple A.

Os sistemas de ar condicionado operam no chamado District Cooling, que é baseado no fornecimento de água gelada para cada unidade, a partir de uma central única para todo o complexo. Esse conceito, que é inovador para o mercado goiano, garante mais eficiência e economia de energia ao condomínio. O conjunto de componentes fornecido pela Danfoss inclui mais de 1100 válvulas de balanceamento independente de pressão ABQM, 750 válvulas de balanceamento estático e válvulas borboletas para a Central de Água Gelada, 750 atuadores de válvulas Novocon com Bacnet, que serão aplicados na medição do consumo energético de cada unidade da torre comercial, bem como cinco Sonometer, que são medidores de energia que calculam a energia consumida em cada sub-divisão do complexo, além de variadores de frequência VLT101 HVAC, que serão aplicados nos motores dos ventiladores do sistema de pressurização de escadas.

Revista ASBRAV - 09

notas e lançamentos

ABRAVA cria canal de comunicação para dúvidas sobre a Lei 13.589 do PMOC


capa

Modernidade e avanços na lei trabalhista Saiba como o setor refrigerista fica após a Reforma Trabalhista Em vigência desde novembro de 2017, a Lei 13.467/2017, também conhecida como Reforma Trabalhista, deve proporcionar um novo cenário de modernização das relações de trabalho e adaptação às tecnologias, o que deve incluir ainda mais pessoas no mercado formal de trabalho. Ao todo, 106 dispositivos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) foram alterados. Entre eles destacam-se a flexibilização da negociação entre empregadores e empregados; regularização da atividade autônoma; oficialização de regime home office; partilhamento das férias em até três períodos; fim da obrigatoriedade da contribuição sindical e a rescisão de contrato de trabalho em comum acordo.

Mudanças impactam nas relações de trabalho nas relações de trabalho, visto que a CLT foi elaborada em 1943, quando a organização social era diferente.

Flexibilidade com responsabilidade

Para o setor refrigerista, as mudanças são vistas como um avanço para as relações de trabalho, Oficializado em dezembro de 2017, o Sindicato porém, ainda faz-se necessário um período de das Indústrias de Refrigeração, Aquecimento e Tratamento de Ar do Rio Grande do Sul (Sindraadaptação sobre as novas regras. tar-RS) será o responsável por negociar as con- Tudo é muito novo, tanto para os empresários venções e dissídios coletivos. quanto para os empregados. Porém, vemos esta mudança como uma importante evolução para o desenvolvimento do nosso país, assim como para a Região Sul do Brasil, onde atuamos. Acredito que em breve poderemos observar o impacto econômico da reforma trabalhista, refletindo em índices positivos para o setor – considera o presidente da ASBRAV – Associação Sul Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Aquecimento e Ventilação, Eduardo Müller.

- A reforma trabalhista veio para facilitar o acesso ao trabalho formal, reduzir custos e burocracia, impondo mais responsabilidade às partes e servindo de freio ao ativismo judiciário que todo empresário já enfrentou perante a justiça trabalhista – explica o diretor institucional da ASBRAV e presidente do Sindratar-RS, Sérgio Helfensteller .

Ainda sob a perspectiva da entidade, as alterações eram necessárias pois o sistema trabalhista vigente, até então, não supria as demandas que surgiram com o desenvolvimento de uma sociedade moderna. O cenário que se instalou nas duas primeiras décadas do século 21, com a difusão de tecnologias e uma nova postura de profissionais, passou a exigir algumas mudanças Setor projeta melhorias

10 - Revista ASBRAV


capa

A flexibilidade na relação entre empregadores e empregados, oferecendo liberdade para alterações pela via individual e coletiva com segurança jurídica e cooperação, é vista de forma cautelar pelo sindicato. - Esta maior liberdade deve ser utilizada com prudência e razoabilidade, em especial no período inicial da vigência da nova lei. Orientamos, portanto, que as empresas garantam assessoria jurídica qualificada e fundamentada na implementação de alterações – complementa Helfensteller. As mudanças resultantes da reforma trabalhista também são tema de debates do Sindratar-RS com representantes de unidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco, Bahia e Ceará. Desde o início do ano, ocorrem reuniões periódicas para tratar sobre o assunto, de forma a padronizar as atividades do setor refrigerista.

Trabalhador do setor de refrigeração em ação

O que dizem as empresas As mudanças propostas pela Lei 13.467/2017 foram tema de reunião com todos os funcionários da Chemours, no Brasil, com o objetivo de compartilhar com os empregados as novas regras e oportunizar um momento para esclarecer dúvidas. As adaptações da empresa iniciaram já em 2017, de acordo com a gerente da área de RH da Chemours para a América Latina, Rita Sbragia. Ela afirma que é possível enxergar impactos positivos a curto, médio e longo prazo nas mudanças, tanto para as empresas como para os funcionários. A flexibilidade é o principal aspecto positivo apontado por Rita, como a implementação um programa de horário flexível, no qual líderes e funcionários escolham o que é mais produtivo para alinhar as necessidades da empresa às necessidades individuais. A Dufrio está atenta às mudanças da reforma, mas ainda não realizou nenhuma ação interna, pois, de acordo com a empresa, faltam algumas informações importantes quanto à jurisprudência, aguardando, assim, posicionamento do Tri-

bunal Superior do Trabalho (TST). Mesmo que não tenha colocado em prática com seus empregados, a Dufrio acredita que as mudanças são positivas e que possibilitarão promover a geração de empregos. Para eles, esta legislação deve criar um marco regulatório que aperfeiçoa a segurança no emprego e favoreça a criação de mais oportunidades de trabalho.

Inovações no setor trabalhista

Revista ASBRAV - 11


capa

Principais mudanças da Lei 13.467/2017: * Judicialização: a nova legislação trabalhista significa uma grande oportunidade para os empregadores e empregados negociarem e acertarem diferenças e conflitos, sem a necessidade de judicializar tais questões. Ainda, as convenções coletivas e os acordos coletivos de trabalho têm prevalência sobre a lei. * Autônomo exclusivo, terceirização e intermitente: mesmo que o profissional atue de forma autônoma e seja contratado de forma contínua, a sua relação com a empresa não será considerada vínculo empregatício. Além disso, a empresa poderá terceirizar as suas atividades principais e o home office foi oficializado. Ainda nesta esteira, a nova legislação abarcou a possibilidade do trabalho intermitente, onde a prestação de serviços, com subordinação, não é contínua, ocorrendo com alternância de períodos de prestação de serviços e de inatividade. * Férias: As férias podem ser parceladas em até três períodos e a decisão sobre esta divisão cabe

ao colaborador. Um destes intervalos deve ser de catorze dias enquanto os demais precisam ter, no mínimo, cinco dias. O fracionamento também valerá para menores de idade e maiores de 50 anos. As férias deverão iniciar três dias antes de feriados e finais de semana. * Rescisão: Entra a possibilidade de encerramento do contrato de trabalho em comum acordo, que consiste no ajuste entre empregado e colaborador, mediante o pagamento de 20% de multa sobre o saldo do FGTS enquanto o funcionário recebe 80% do valor do fundo de garantia. * Contribuição sindical: A obrigatoriedade passou a ser opcional. A nova redação afirma que os empregadores só poderão descontar a contribuição sindical dos colabores que tiverem prévia e expressamente autorizado o seu recolhimento. Fonte: Advogado trabalhista Diego Braga

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

12 - Revista ASBRAV


Obras novas ou não, sistemas com mais de 5 TR estão sujeitos à nova legislação Por Seu Paschoal Já faz quase três meses que entrou em vigor a Lei 13.589/2018, que obriga os edifícios públicos e privados de todo o País a manter um Plano de Manutenção, Operação e Controle (PMOC). Na verdade, a exigência foi criada pela portaria 3.523/1998, do Ministério da Saúde, publicada após o então ministro das Comunicações, Sérgio Motta, ter morrido com problemas respiratórios, possivelmente agravados pela presença da bactéria Legionella no ar-condicionado do seu gabinete. Mas agora a determinação virou lei, passando a vigorar desde a sua promulgação, no último dia 4 de janeiro, para as obras novas, e seis meses depois para os prédios já existentes. A intenção do governo com isso tudo é garantir a boa qualidade do ar interior, considerando os padrões ideais de temperatura, umidade, velocidade do ar, taxa de renovação e grau de pureza, com base na Resolução 9/2003, da Anvisa, e suas atualizações, bem como nas normas da ABNT. E nós, refrigeristas, precisamos estar preparados para a demanda que já está aumentando pelos serviços de manutenção preventiva e corretiva, além de orientar nossos clientes sobre os detalhes da novidade. Uma das dúvidas mais frequentes em torno dela é a partir de qual tamanho de instalação o PMOC se torna obrigatório. De acordo com as regulamentações vigentes, a medida vale para sistemas, ou então aparelhos unitários somados, com capacidade superior a 5 TR (60 mil BTU/h). Não deixem, portanto, de repassar esta informação primordial a seus clientes. E fiquem por dentro das últimas novidades do setor acessando meu blog www.seupaschoal.blog.br e minha fan page www.facebook.com/seupaschoal.

Publicidade / #publipost

O que mudou com a Lei do PMOC?

TUDO SOBRE O MUNDO DA REFRIGERAÇÃO COM O SEU PASCHOAL

ACESSE O BLOG E O FACEBOOK PARA CONFERIR MUITAS DICAS E NOVIDADES DO SETOR REFRIGERISTA. seupaschoal.blog.br Revista Asbrav - 13 fb.com/seupaschoal


notícias

ASBRAV participa de reunião com entidades do setor mundial de HVAC-R Além de acompanhar a participação das empresas associadas da ASBRAV na AHR Expo, o vice-presidente da entidade, Paulo Presotto, também esteve presente no encontro da ASHRAE (American Society of Heating, Refrigerating and Air Conditioning Engineers), em Chicago (EUA). - Confirmamos o prestígio da nossa indústria em um mercado cada vez mais globalizado. Já a presença da ASBRAV na ASHRAE nos garante a possibilidade de estarmos em contato com cenários do mundo todo e nos atualizarmos sobre as prinO vice-presidente da ASBRAV aproveitou a oporcipais tendências do setor – disse. tunidade para divulgar o 11° Congresso Internacional de Ar Condicionado, Refrigeração, AqueciUma das novidades apresentadas na reunião foi mento e Ventilação – Mercofrio, que ocorre em o aumento do uso de polímeros em tubulações, setembro, em Porto Alegre. elementos novos de eletrônica e filtragem e difusão do ar.

O NOVO

Gestor de proteção

Proteção profissional de instalações: Monitor de tensão INT69® UY Diagnose Parametrizável → com o app INTspector®

O monitor de tensão INT69 ® UY Diagnose protege e monitoriza

Mais inteligente → com INTspection Memory

componentes elétricos sensíveis e de alta precisão e assegura um funcionamento da instalação seguro e sem falhas. Pode ser

Mais preciso → precisão em relação ao valor nominal ± 2,5 %

completamente conectado em rede e fornece dados preciosos

Mais rápido → detecção de erros a partir de 50 ms

16 - RevistaTELEFONE ASBRAV +55 11 2768 7130

www.kriwan.com ·

para a monitoração da condição.

·

E-MAIL

rosineide.krippner@kriwan.com.br


Expectativa foi US$ 16 milhões gerados em negócios Entre os dias 22 e 24 de janeiro, o Programa ABRAVA Exporta, projeto de parceria entre a Abrava - Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento e a Apex-Brasil – Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos, levou doze empresas para a maior feira do setor HVAC-R, nos Estados Unidos, a AHR Expo Chicado 2018 – feira realizada pela ASHRAE - American Society of Heating, Refrigerating, and Air Conditioning Engineers.

Uma das empresas participantes foi a Globus, Visando o incremento das exportações das em- que esteve pela 11a vez no evento. Para o dipresas dos setores de refrigeração, ar condicio- retor da Globus, Gilberto Rossato de Medeiros, nado, ventilação e aquecimento, estiveram pre- os EUA são um mercado alvo estratégico para a sentes à Feira, as empresas Deltafrio, Elefant, Globus e por ser a maior feira de HVAC das AméElite clima, Frigoking, Globus, Joape, LCPetry, ricas a AHR tem uma grande expressão munMultivac, Novus, Paranapanema, RLX Fluidos dial e uma excelente participação de visitantes. Refrigerantes e Trox. Como resultado da participação na AHR Expo 2018, mais de 600 reuniões - Nossa estratégia sempre foi apresentar solude trabalho, negócios concretizados em US$ 760 çoes customizadas para controle HVAC princimil e uma expectativa de geração de negócios, palmente no setor automotivo. Apesar do foco para os próximos 12 meses, da ordem de US$ 16 principal da feira ser o mercado e predial, nossas soluções automotivas sempre se destacam nesmilhões. sa feira. Hoje os EUA e Canadá são um dos mais importantes mercados para a Globus. Em torno de 30% de nossa produção é dirigida aos EUA. Nossos planos são ambiciosos para esse mercado. Além de já termos um escritório na Flórida, estamos planificando uma operação fabril nos EUA - afirmou. Segundo a gestora do Programa ABRAVA Exporta, Leila Vasconcellos a AHR tem apresentado inúmeras oportunidades comerciais para as empresas expositoras brasileiras com a possibilidade de encontrar novos distribuidores e importadores, contribuindo significativamente para o aumento de suas exportações e internacionalização.

Revista ASBRAV - 15

notícias

Empresas brasileiras presentes na AHR Chicago 2018


notícias

ASBRAV comemora oficialização de sindicato Sindratar-RS é voltado para as empresas prestadoras de serviço do segmento HVAC A possibilidade de tratar interesses em comum a respeito do setor refrigerista gaúcho é a principal vantagem apontada pelo presidente da ASBRAV, Eduardo Müller, após a regularização do Sindratar-RS, no final de 2017. - Acredito que este reconhecimento traz um amparo legal, pois a entidade poderá atuar junto com o instalador. Para nós, é um complemento, aumenta a força do setor. Certamente trabalharemos junto com eles – afirma Müller. A ASBRAV, inclusive, esteve à frente do pleito para a instalação do Sindratar-RS nos últimos anos. A presidência do órgão é exercida pelo di-

FINAL-Anuncio-Mercofrio2018-MeiaPagina.pdf 1 19/12/2017 11:25:36

25, 26 e 27 de setembro de 2018 Centro de Eventos BarraShoppingSul em Porto Alegre/RS Construindo Soluções de HVAC-R para o ambiente do amanhã

retor institucional da associação, Sérgio Helfensteller. - As primeiras medidas serão estruturar o sindicato e buscar entre os associados e parceiros alguns princípios básicos para escrever a primeira convenção coletiva com o sindicato laboral. Estamos dedicando o mês de janeiro para nos organizarmos – comenta. São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco, Bahia e Ceará já contam com a atuação do órgão, com suporte técnico e consultivo no estudo e soluções de demandas relacionadas à categoria.


Sistema oferece benefícios como maior controle da temperatura, gerando mais conforto aos ocupantes do ambiente

ção, mas não aquecendo o ar por onde passa e mantendo uma continua troca térmica entre os objetos do mesmo ambiente. Um exemplo de aquecimento por radiação térmica é a sensação de calor que sentimos quando expostos ao sol em um dia de inverno. Se uma nuvem passa na frente do sol, teremos por um instante uma sensação de frio. Esta sensação é causada pela redução da quantidade de radiação solar recebida, entretanto praticamente não existe nenhuma alteração da temperatura ambiente do ar.

A exigência de um maior nível de conforto térmico associado a soluções de baixo consumo energético traz ao mercado, como alternativa de grande eficiência, um sistema há muito tempo utilizado no mercado europeu: o condicionamento passivo. Ele engloba as vigas frias ativas e passivas e também os tetos e paredes frias ou quentes. O sistema de condicionamento radiante tem uma longa história começando na China Antiga, centenas de anos antes das salas de banho Romanas. Explora a vantagem de atingir baixas velocidades de movimentação de ar, com a transferência de calor por meio da radiação entre o corpo vestido e as superfícies adjacentes. Para a quase totalidade das edificações a superfície interna da envoltória com sua área externa exposta as extremas condições do clima apresenta uma interação de troca radiante entre os ocupantes com forte influencia nas condições de conforto térmico. Os sistemas de forro radiante ou teto frio exploram o conceito de radiação térmica: transmitida na velocidade da luz, viaja em linha reta e eleva ou baixa a temperatura dos objetos por absor-

Tomando a definição de conforto térmico da ASHRAE Standard 55, que a considera uma "condição mental que expressa satisfação com o ambiente térmico", pode-se afirmar que nenhum sistema é completamente satisfatório, se não controlar os três principais fatores de transmissão de calor do corpo humano (radiação, convecção e evaporação), que devem resultar termicamente neutros. Desta forma, o sistema de forros radiantes, com unidades de tratamento de ar exterior tem características de controlar tanto a temperatura do ar ambiente quanto a das superfícies sólidas, utilizando o conceito de temperatura operativa, que tem forte influencia na condição de conforto térmico, podendo a temperatura de o ar ambiente ser mantido de 1 a 2 graus a mais ou a menos (dependendo se for Aquecimento ou refrigeração), gerando uma considerável economia de energia. Há, ainda, outros benefícios no uso do condicionamento passivo, como baixo custo de investimento e manutenção, sustentabilidade e eficiência energética. * Ricardo Albert, diretor técnico da ASBRAV

Revista ASBRAV - 17

artigo técnico

Condicionamento passivo em projetos sustentáveis e eficientes


obra destaque

Eficiência energética na prática Escritório da RAC Engenharia tem certificação LEED Platinum A empresa já trabalhava com construções sustentáveis para seus clientes, buscando melhores resultados e pensando em prédios que pudessem conquistar a certificação LEED. Depois de alguns anos trabalhando com o setor, os diretores da RAC Engenharia perceberam que precisavam colocar na prática os conceitos de sustentabilidade e fizeram um projeto inovador para a própria sede, que fica em Curitiba (PR). A construção começou em agosto de 2016 e foi entregue em abril de 2017. O diretor, Ricardo Cansian, destaca que o objetivo era aplicar todos os conceitos de tecnologia e sustentabilidade que a empresa executava nos diversos trabalhos realizados. - Em conversa da equipe de engenharia da RAC, projetistas e a Petinelli Consultoria em Sustentabilidade, resolvemos desenvolver um projeto onde demonstrasse tudo aquilo que acreditamos que serão as construções do futuro. O resultado é um prédio autossuficiente em água e energia, que trata todo esgoto gerado no prédio, tornando a água de chuva potável e gerando toda a energia que consome – relata.

18 - Revista ASBRAV

Na parte hidrossanitária as águas negras provenientes do esgoto gerado são tratados em uma estação de tratamento local, passando por uma wetland com zona de raízes, que depois deste tratamento é reutilizada nos vasos sanitários do prédio. A água de chuva é coletada e potabilizada através de um sistema de filtros e ozônio que depois de tratada é reutilizada em lavatórios e chuveiros. Toda a energia consumida do prédio é gerada através de painéis fotovoltaicos, localizados na cobertura do prédio. Para viabilizar um prédio autossuficiente em energia, segundo Cansian, é necessário analisar a fundo a eficiência energética do prédio, e também utilizar sensores de monitoramento, aliado a automação inteligente para reduzir o consumo de energia do edifício, sem perder em qualidade na construção e conforto para os usuários da edificação. - Todo o sistema de ar condicionado e renovação do edifício foi minuciosamente estudado na fase de projetos, para atender tanto no verão quanto no inverno rigoroso de Curitiba, sendo todos os sistemas de automação interligados a sensores e uma plataforma de controle que identifica quan-


do a presença ou não nos ambientes de trabalho regulando a função liga e desliga, além do fluxo e da temperatura – ressalta.

Os equipamentos de climatização utilizados foram VRF´s da marca Daikin, sendo a instalação realizada pela empresa Enclimar, que trabalhou com todas as instalações frigorígenas e dutos aparentes.

O diretor da Petinelli, Bruno Martinez, explica que a empresa utilizou o conceito Deep Green Engineering no projeto. - O objetivo da RAC era construir um edifício extremamente eficiente e autossuficientes. Por isso, partimos para uma abordagem de projeto Deep Green Engineering. Os projetos de ar condicionado, iluminação, geração de energia reFicha Técnica:

Construtora: RAC Engenharia

Nome: Sede da RAC Engenharia

Sistema de climatização: VRF Daikin Inova

Uso principal: corporativo

Instalação HVAC: Enclimar

Área total: 976.97m²

Área total de parede: 585m²

Área climatizada: 660m²

Área total de vidro: 138m²

Arquitetura: Gonzalo Serra Arquitetura

Área de estacionamento: 308m²

Climatização: Petinelli

Consumo anual de energia: 21.800 kWn ano

Estrutural: Azteka Investimentos

Geração de energia: 25.000 kWh ano

Elétrico: Eletroengel

Revista ASBRAV - 19

obra destaque

novável, tratamento de esgoto e tratamento de água potável, precisavam ser extremamente eficientes e precisos para atender esses objetivos. Geralmente não executamos projeto, mas além de fornecer a consultoria LEED fornecemos toda a engenharia necessária para atender os mais altos níveis de performance exigidos para esse empreendimento – salienta.


opinião

Incerteza da economia e incerteza da política Partindo de um cenário positivo, a expectativa da economia em 2018 é de recuperação, considerando o desempenho de cada segmento. A inflação é o grande termômetro que inclui os fatores de avaliação de uma política instável e em período em que se tem um processo eleitoral em curso. Economia e política são como um círculo vicioso, um interfere diretamente no outro, e quando se pensa em política, deve-se pensar no macro e no micro. Tanto nas decisões governamentais quanto nas decisões políticas individuais. As decisões individuais do consumidor e do eleitor são motivadas pelo efeito manada: uma tendência que é seguida por muitos. Se há confiança, há uma tendência, uma racionalidade e se não há confiança, há uma volatilidade. Do ponto de vista econômico, o consumidor apresenta índices de confiança ainda céticos, mas com expectativa de melhorias. Espera que haja mais ofertas de empregos e redução de preços, o que os motivaria ao consumo, e a ampliação do consumo, motiva os investimentos. Este é um momento de rupturas, pois há grande incerteza na política. O ano de 2018 pode ser comparado ao ano de 1989 e, como naquela época, o debate econômico é o grande anseio do eleitor.

- Os eleitores de esquerda, que mostram gratidão pelos programas sociais; - Os eleitores de extrema-direita, que são motivados pela moralidade e pelo tema da segurança pública; - Os eleitores que estão em busca de um “salvador da Pátria”, que tenha a capacidade de resolver os principais problemas do país.

O primeiro semestre de 2018 será de muitas incertezas políticas e econômicas. O tempo da O eleitor almeja por estabilidade econômica e política ocorrerá quando a campanha for efetipostos de trabalho. Mas não percebe pré-candivamente deflagrada e os candidatos se apresendatos com potencial político para tanto. O eleitarem, possibilitando avaliações de tendências torado nacional está dividido em quatro grandes mais concretas. grupos: - Os que tendem a se alienar (brancos, nulos e abstenções) em maior número do que eleições anteriores;

20 - Revista ASBRAV

Elis Radmann Cientista social e política e diretora do IPO – Instituto Pesquisas de Opinião


Cód

Fone

DAIKIN MCQUAY AR CONDICIONADO BRASIL LTDA

11

3123.25.25

ACEL

51

3211.45.30

DARLEI CARVALHO - ME FRIO DO VALE NA TEMPERATURA CERTA

51

99606.62.09

ACJ ENERGIA E CLIMATIZAÇÃO LTDA

51

3041.48.45

DEIVI TEIXEIRA HOMEM

51

3446.17.32

ACMASUL SISTEMAS DE VENTILAÇÃO E CONTROLE AMBIENTAL

51

3013.42.89

DELEON DOS REIS VITH

51

3529.50.62

ACUSTIKA SUL ENGENHARIA LTDA

51

3344.11.88

DELTA FRIO INDUSTRIA DE REFRIGERAÇÃO LTDA

51

3536.15.51

ADEMILSON DOS SANTOS XAVIER

51

98575.07.97

DIFUSTHERM INDUSTRIAL DE METAIS LTDA

41

3059.82.00

ADEMIR SILVA

51

3347.70.79

DIMENSIONAR ENGENHARIA SISTEMAS DE CLIMATIZAÇÃO

51

3029.70.75

AERIS QUALIDADE DO AR EIRELI ME

51

99963.51.79

DOCTOR FRIO - GRM AR CONDICIONADO LTDA-EPP

51

3557.83.84

AERODUTO

51

3343.49.83

E W CLIMATIZAÇÃO LTDA - GRUPO E W

47

99948.73.19

AGRAZ REFRIGERAÇÃO LTDA

51

3751.26.91

EDSON M BIONDO & CIA LTDA ME - SUL FRIO REFRIGERAÇÃO

55

3026.21.70

AGST CONTROLES E AUTOMAÇÃO LTDA

51

3343.04.73

EDUARDO GUS BROFMAN

51

3574.50.71

AIR CLEAN - M C PEREIRA & CIA LTDA

51

3426.16.76

EJR ENGENHARIA LTDA

51

3201.37.00

AIR COOL

51

3478.43.23

ELETRO AR SUL LTDA

51

3340.12.47

AIR DATUM ENGENHARIA LTDA

51

3326.19.33

ENCLIMAR ENGENHARIA DE CLIMATIZAÇÃO LTDA

51

3371.28.41

AIR SHOP EQUIP CONFORTO TERMICO LTDA

51

3094.28.88

ENGE REPRESENTAÇÕES TÉCNICAS LTDA - ME

51

3737.77.51

AIRSIDE IND COM DE PRODUTOS PARA CLIMATIZAÇÃO LTDA

51

3473.62.58

ENGEMESTRA

51

3061.39.35

ALBERT ENGENHARIA DE INSTALAÇÕES LTDA

51

3342.39.05

ENGENHAR CLIMATIZAÇAO EIRELI

51

3594.78.30

CARAVAGGIO REFRIGERAÇÃO E SERVIÇOS

55

3421.19.41

ENGETÉRMICA AR CONDICIONADO LTDA

51

3342.54.33

ALEXANDRE TOCCHETTO

51

3357.22.25

EPEX IND COM DE PLÁSTICOS LTDA

47

3334.31.00

ALGEMIRO RIBEIRO ME - AR SPLIT

RS

ESCOLA TÉCNICA PROFISSIONAL LTDA

41

3332.70.25

ALIMAC REPRESENTAÇÕES - EIRELI

51

2112.81.92

EUROCABLE BRASIL IMP E EXP LTDA

51

3375.82.00

AMANDA LAMIM DOS SANTOS EIRELI - EPP

47

3323.32.77

EWARE CLIMATIZAÇÃO LTDA - EWARE SERVICE

51

3475.70.00

AMBIENTALIS ANALISES DE AMBIENTES LTDA

48

3028.30.69

EXXA CONSTRUTORA LTDA

41

3074.11.44

AMILLPASSOS REFRIGERAÇÃO INDL LTDA

51

3581.54.56

FERNANDO DUTRA DEL CASTILLO

53

3235.90.20

ARMACELL BRASIL LTDA

11

3146.20.50

FLÁVIO RIBEIRO TEIXEIRA

51

98424.36.45

ARMANT AR CONDICIONADO LTDA

51

3085.80.50

FLAVIO VANDERLEI ZANCANARO JUNIOR

55

3313.79.19

ARMAX AR CONDICIONADO COM E SERV LTDA

51

3339.29.31

FREDERICO BRUNO SPIER

51

3431.30.40

ARSA CONSULTORIA COM REPRES LTDA

51

3332.18.20

FRIGELAR COMERCIO E INDUSTRIA LTDA

51

3396.59.53

54

3462.15.19

ARSELF AR CONDICIONADO LTDA

51

3337.34.34

FRIZA COMERCIO MATERIAIS ELETRICO E HIDRAULICO LTDA

ARTECH CLIMATIZAÇÃO LTDA ME

51

3033.29.12

FULL GAUGE ELETROCONTROLES

51

3475.33.08

ARTECNICA LTDA - A.R.TECNICA LTDA EPP

51

3212.34.90

GIRELLI REFRIGERAÇÃO LTDA

41

3349.29.64

BARELLA ENGENHARIA LTDA

54

3314.87.55

GLOBUS SISTEMAS ELETRÔNICOS LTDA

51

3374.05.55

BDS AR CONDICIONADO LTDA

51

3337.33.55

GM AR CONDICIONADO LTDA

51

3451.16.00

BERLINERLUFT DO BRASIL LTDA

51

3101.90.01

GOOD SERVIÇOS DE CLIMATIZAÇÃO LTDA

41

3667.20.10

BETO REFRIGERAÇÃO E CLIMAT - LUIZ ROBERTO COSTA DA ROSA

51

3416.09.00

HEATEX BRASIL - ENEXCO SOLUÇÕES

47

3366.27.33

51

3446.25.97

BRY-AIR BRASIL CLIMATIZAÇÃO LTDA

41

3698.22.22

IMARCON PRESTADORA DE SERVIÇOS LTDA ME

CORREA MANUTENÇÃO

51

3273.05.25

INGERSOLL-RAND IND COM SERV DE AR COND AR COMP REFRIG

11

5014.63.00

CERT LTDA

51

3711.78.89

INSTATEC INDÚSTRIA METALÚRGICA LTDA

51

3061.39.68

CEZAR AUGUSTO GORRESE RAYMUNDO

51

99806.30.04

INTERTECH CONSULT

21

2426.30.44

CLEMAR ENGENHARIA LTDA

48

3331.30.00

KOPI INSTALAÇÕES LTDA

51

3465.55.30

CLIMA SHOP QUALIDADE DO AR INTERIOR LTDA

48

3028.28.25

JOAPE IND EQUIPAMENTOS AMBIENTAIS LTDA

51

3205.25.55

CLIMATIZA COMÉRCIO DE PRODUTOS E SERVIÇOS LTDA

51

3059.90.90

JOHNSON CONTROLS-HITACHI AR CONDICIONADO DO BRASIL LTDA

51

2102.62.82

51

99952.96.16 3430.30.02

CLIMAZON INDUSTRIAL LTDA

51

3477.96.87

JOSE ANGELO MOREN DOS SANTOS

CLOVIS FERNANDO VASQUEZ AMARO

51

99164.86.67

JOSE HAROLDO CARVALHO SALENGUE

51

COLD FRIGOR - R & R ENGENHARIA DE SISTEMAS TERMICOS EIRELE

51

3074.99.97

JOSE RENE FREITAS GASSEN

51

3731.11.11

51

98124.08.10

COLDAR ENGENHARIA E COMÉRCIO LTDA

51

3343.33.15

JULIO CEZAR SCHRAMM SCHENKEL

COLDBRAS S/A

51

3303.22.22

JULIO ZIMMERMANN

51

3712.29.41

CONCEITO TECNICO PROJ PLANEJ ASSESSORIA LTDA

51

3221.21.37

KLEBER REPRESENTAÇÕES LTDA

51

3021.67.18

CONFORTARE AR CONDICIONADO LTDA

51

3311.00.00

KLIFT SERVIÇOS DE CLIMATIZAÇÃO LTDA

51

2117.78.55

CONSTARCO ENGENHARIA E COMERCIO LTDA

11

3933.50.00

KLIMASUL - JB & MP COM REPRESENTAÇÃO LTDA

51

4103.05.25

CURTIS CONSULTORIA S/C LTDA

51

3019.37.23

LF WOLMANN

51

3414.54.60

Revista ASBRAV - 21

guia de associados

Razão Social


guia de associados

LG ELECTRONICS DO BRASIL LTDA

SMART SOLUÇÕES LTDA-MERCATO AUTOMAÇÃO

51

3032.17.77

LINDOMAR VIEIRA DA COSTA SILVA

51

3673.15.70

SPM ENGENHARIA S/C LTDA

51

3332.11.88

LUCIANO LOPES SIMÕES

51

3086.40.35

SR REFRIGERAÇÃO E MANUTENÇÃO

51

3261.48.74

LUCIO ALBINO AMARO DA SILVA

51

98496.28.95

SUPERMERCADOS GUANABARA S/A

53

3230.12.00

3338.74.39

TEC AR COMÉRCIO DE AR CONDICIONADO LTDA

51

3032.54.52

48

3240.05.05

M CESA

51

MAGNUS RECUPERADORA DE COMPRESSORES

51

3473.35.40

TECNOLÓGICA CONFORTO AMBIENTAL LTDA

MARCELO GOMES CAJU

51

99304.52.75

TELCO EQUIP REFRIGERAÇÃO LTDA

51

3354.67.97

MARCELO PERES BECHSTEDT ACCURSO

51

99492.86.86

TELEINFORMATICA SUL LTDA

51

3358.65.00

98051.95.51

TEMPCONFORT ENGENHARIA DE CLIMATIZAÇÃO LTDA

51

3362.64.27

MARCOS ANDRE RIBEIRO HORBACH

51

MARCUS VINICIUS SIMIONI

51

3208.29.68

TERMOPROL ZANOTTI DO BRASIL

51

3341.48.05

MARIO CESAR OSORIO

48

99971.64.83

TESTONI INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA

51

3341.44.11

3022.14.93

TIMOTEO FERNANDES DE SOUZA

51

3215.32.49

48

99185.94.94

MAURO CESAR RABUSKI GARCIA

51

MAURO ULLMANN CLIMATIZAÇÃO E REFRIGERAÇÃO

51

3013.51.41

TROMPOWSKY REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS LTDA ME

MEDEIROS ENGENHARIA DE CLIMATIZAÇÃO LTDA

51

3012.76.44

UDO ADOLF

51

99985.32.54

MIGUEL CHAVES CUSTODIO

51

3331.40.07

URANUS AR CONDICIONADO LTDA

51

3222.89.54

51

3118.01.73 3094.33.96

MONOFRIO - HBSR REFRIGERADORES DE LIQUIDOS LTDA-EPP

54

3458.12.22

VERTICON SERVIÇOS E COMERCIO LTDA ME

MONTERMICA REFRIG E AR CONDICIONADO LTDA

51

3435.40.07

VG PETINELLI CONSULTORIA TÉCNICA LTDA

51

MP AUTOMAÇÃO LTDA

51

3465.55.13

VIDALAR PROJETOS E INSTALAÇÕES DE AR CONDICIONADO LTDA

49

3319.93.00

51

98182.75.98

MRI ENGENHARIA LTDA

51

3471.55.32

VINICIUS JOSE NEIS CRUZ

NEOCLIMA - NCLIMA ENGENHARIA DE CLIMATIZAÇÃO LTDA

51

3061.50.40

VOLTYS SOLUÇÕES EM CLIMATIZAÇÃO

54

3435.12.79

NOVUS PRODUTOS ELETRÔNICOS LTDA

51

3323.36.00

VRF ENGENHARIA DE CLIMATIZAÇÃO LTDA ME

51

3073.57.01

OCTO CLIMATIZAÇÃO E REFRIGERAÇÃO LTDA ME - OCTO CLIMA

51

3428.70.65

TIMOTEO FERNANDES DE SOUZA

51

3215.32.49

48

99185.94.94

PALMEIRAS SOLUÇOES EM ENGENHARIA ENERGETICA LTDA ME

41

3257.72.43

TROMPOWSKY REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS LTDA ME

PAULO DE TARSO FONTOURA DA SILVA

55

3221.67.66

UDO ADOLF

51

99985.32.54

PAULO OTTO BEYER

51

3308.39.28

URANUS AR CONDICIONADO LTDA

51

3222.89.54

51

3118.01.73 3094.33.96

PAULO RENATO DOS REIS

54

3028.14.60

VERTICON SERVIÇOS E COMERCIO LTDA ME

PAULO RENATO PEREZ DOS SANTOS

51

3320.35.84

VG PETINELLI CONSULTORIA TÉCNICA LTDA

51

PERFECTIO CONSULTORIA - EIRELI

41

4042.06.00

VIDALAR PROJETOS E INSTALAÇÕES DE AR CONDICIONADO LTDA

49

3319.93.00

51

98182.75.98 3435.12.79

PERTILE AR CONDICIONADO LTDA

51

3464.12.01

VINICIUS JOSE NEIS CRUZ

PLANIDUTO AR CONDICIONADO LTDA

51

3336.26.33

VOLTYS SOLUÇÕES EM CLIMATIZAÇÃO

54

PROJELMEC VENTILAÇÃO INDUSTRIAL LTDA

51

3451.51.00

VRF ENGENHARIA DE CLIMATIZAÇÃO LTDA ME

51

3073.57.01

PROJETOS AVANÇADOS ENGENHARIA LTDA

51

3330.64.00

WELSON DE SOUZA FRANÇA

51

99537.76.42

PROTERMICA CLIMATIZAÇÃO LTDA

48

3342.00.49

VIDALAR PROJETOS E INSTALAÇÕES DE AR CONDICIONADO LTDA

49

3319.93.00

QUADCLIMA QUADRANTE SOLUÇÕES LTDA

51

3086.43.12

VINICIUS JOSE NEIS CRUZ

51

98182.75.98

QUIMITEC QUÍMICA INDUSTRIAL LTDA

41

3668.20.55

VOLTYS SOLUÇÕES EM CLIMATIZAÇÃO

54

3435.12.79

3343.92.54

VRF ENGENHARIA DE CLIMATIZAÇÃO LTDA ME

51

3073.57.01

WELSON DE SOUZA FRANÇA

51

99537.76.42

RECOM RECUPERADORA DE COMPRESSORES LTDA

51

RECOMSERVICE SUL COMP E SIST AR COND REFRIG LTDA

51

3065.67.01

REFRIGERAÇÃO DE CONTO AR CONDICIONADO

51

3336.19.20

REFRIGERAÇÃO DUFRIO COM IMP LTDA

51

3778.75.55

REFRIGERAÇÃO TUDO FRIO-JOELCI VIEIRA DA SILVA -ME

51

3443.88.45

REFRIMAK PEÇAS E SERVIÇOS LTDA

51

3473.63.88

REGENTECH REGENERADORA DE GASES LTDA

51

3341.73.62

RENATO FAGUNDES DE ABREU

51

99246.66.19

ROGER MERG SARAIVA

51

98131.96.04

RONI DE LIMA SANTOS

51

9175.24.61

S & P BRASIL VENTILAÇÃO LTDA - OTAM

51

3349.63.63

SÃO CARLOS AR CONDICIONADO LTDA

51

3473.94.17

SCHEIN GESTÃO EMPRESARIAL

51

3337.11.18

SERRAFF INDUSTRIA DE TROCADORES DE CALOR LTDA

51

3716.14.48

SERVTECH SERVIÇOS E PEÇAS P/AR CONDICIONADO LTDA

51

98298.86.94

SICTELL IND COM PRODUTOS ELETRICOS E METALICOS LTDA

47

3452.30.03

22 - Revista ASBRAV

Seja um anunciante Consulte condições através do email assessoria@asbrav.org.br


Revista ASBRAV, agora 100% digital Amplie o alcance da sua marca com os novos anúncios audiovisuais e interativos Revista ASBRAV é bimensal e está disponível digital para todas as plataformas com acesso à internet

assessoria@asbrav.org.br (51) 3342-2964 / (51) 3342-9467

Revista ASBRAV - janeiro e fevereiro 2018  
Revista ASBRAV - janeiro e fevereiro 2018