Page 1

Revista da Associação Sul Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Aquecimento e Ventilação Edição 32 - Setembro e Outubro de 2018 - Ano VII

Mercofrio 2018 mostra novos desafios Mudanças legais e evoluções tecnológicas estão presentes cada vez mais entre profissionais e empresas do segmento HVAC&R


Programa ASBRAV de Ensino e Treinamento

PatrocĂ­nio

www.asbrav.org.br


editorial

A evolução presente em nosso dia a dia Ao final de mais uma edição do Congresso Mercofrio o sentimento foi de extrema satisfação pelo retorno positivo que recebemos do público e dos palestrantes. Foram três dias marcantes com intensos debates de pautas atuais e importantes para o nosso segmento. O que ouvimos é que foi o melhor de todos os eventos já realizado não só pelo local que escolhemos, mas também pela vasta opção de palestras que foram oferecidas. Ouvir palavras de apoio nos motivam a já pensar no próximo Mercofrio. As inovações tecnológicas chamaram bastante a atenção. Inovação é algo que existe, e mesmo não sendo de um dia para outra são diferenciais que vão agregando a qualidade dos produtos e serviços, sempre com foco na eficiência energética. Faço uma comparação, que muitos anos atrás o carro que todos desejavam era um Galaxie. Naquele tempo, a gente costumava brincar que se alguém esquecesse o motor ligado depois de abastecer não conseguia mais andar uma quadra sequer, tamanho era o consumo de combustível. Hoje os automóveis são eficientes e de baixíssimo consumo de combustível. Foi mais ou menos isso que aconteceu no mercado de ar condicionado. Há cerca de 20 anos, por exemplo, um ar condicionado de janela, fabricado no Brasil e voltado para o mercado nacional com 7000 BTUs, consumia 1.200 watts de potência. O mesmo 7000 BTUs que era destinado a exportação com compressor mais eficientes gastava 600 watts, ou seja, a metade. Então a tecnologia é fundamental. Estamos caminhando nessa direção, para um mercado cada vez mais moderno, eficiente e sustentável. Eduardo Hugo Müller - Presidente da ASBRAV

04- Revista ASBRAV

DIRETORIA EXECUTIVA Gestão 2017/2018 Presidente: Eduardo Hugo Müller 1ª Vice-presidente: Paulo Fernando Presotto 2º Vice-presidente: João Carlos Antoniolli 3º Vice-presidente: Mário Alexandre Möller Ferreira Secretário: Anderson Rodrigues Tesoureiro: Adão Webber Lumertz Diretoria de Comunicação e Marketing: Márcio Hoffchneider Diretoria Administrativa Financeira: Luiz Afonso Dias Secretário: Anderson Rodrigues Diretoria Institucional:Sérgio Helffensteller Diretoria de Ensino e Treinamento: Paulo Otto Beyer Diretoria Técnica: Ricardo Albert Diretoria Patrimônio: Adão Lumertz iretoria Social: Hani Lori Kleber Diretoria Setorial Ar Condicionado: Fernando Pozza Diretoria Setorial Refrigeração: Marcelo Marx Diretoria Escritório Regional SC: Arivan Zanluca Diretoria Escritório Regional PR: Carlos Ribeiro CONSELHO DELIBERATIVO Gestão 2017/2018 Conselheiros Titulares: Bolivar Peres Fagundes Gilmar Luiz Pacheco Roth Luiz Alberto Hansen Madeleine Schein Marcos Kologeski Mario Henrique Canale Mauricio Fernandes Barbosa de Carvalho Rafael Torres Telmo Antonio de Brito Conselheiros Suplentes: João Henrique Schmidt dos Santos Marco Machado Cesa Ricardo Vaz de Souza CONSELHO EDITORIAL REVISTA ASBRAV Coordenadora: Madeleine Schein Cristiane Paim, Márcio, Mario Henrique Canale, Rafael Torres, Luiz Afonso Dias e Ricardo Albert Jornalista Responsável: Marcelo Matusiak (MTB 10063) Redação PlayPress: Francine Malessa, Mariana da Rosa Tiragem: 800 exemplares impressos e 13 mil contatos eletrônicos Impressão: Gráfica Odisséia

assessoria@asbrav.org.br (51) 3342-2964 / 3342-9467 (51) 9 8634 2416 / 9 8634 2417 SEDE RIO GRANDE DO SUL (PORTO ALEGRE) Rua Arabutan, 324 Bairro Navegantes Porto Alegre/RS CEP 90240-470 ESCRITÓRIO REGIONAL DE SANTA CATARINA E-mail: asbrav.sc@gmail.com ESCRITÓRIO REGIONAL DO PARANÁ E-mail: asbrav.pr@gmail.com

www.asbrav.org.br


índice

06 Um novo tempo para a Cogeração Entrevista membro da ASHRAE, Edison Tito Guimarães

15 Diversificação e inovação marcam futuro energético em climatização

11

Mudanças legais e evoluções tecnológicas desafiam profissionais e empresas

10 13 17

Sindratar-RS projeta ações do setor de climatização e refrigeração Mesmo em recessão aumento por demanda de energia no Brasil preocupa e-social: Evolução com impactos!

Revista ASBRAV - 05


entrevista

Um novo tempo para a Cogeração Entrevista membro da ASHRAE, Edison Tito Guimarães Revista ASBRAV - Como funcionam os projetos de Cogeração e o que precisa para desenvolver mais essa tecnologia no Brasil? Edison Tito Guimarães - A Cogeração andou muito de 1991 até 2005. Depois disso, os custos de gás natural dispararam e o tema foi para gaveta. Os sinais que recebemos do mercado é que volta a ter um interesse por dois motivos: um deles é que o custo de energia elétrica subiu muito e o outro é que o preço do gás começou a ser reduzido. A Cogeração é definida como um processo de produção e utilização combinada de calor e eletricidade proporcionando o aproveitamento de mais de 70% da energia térmica proveniente dos combustíveis utilizados nesse processo. Na última década, foi considerada quase inviável por conta do elevado preço do gás natural e pela falta de investimentos no setor, mas a tecnologia volta a ser cogitada como uma alternativa ao país, que carece de uma melhor distribuição de matriz energética. Conversamos sobre o assunto com o especialista no assunto e membro da ASHRAE, Edison Tito Guimarães.

06- Revista ASBRAV

A Sulgás, por exemplo, no Sul, está com valores muito competitivos. Há, portanto, uma diferença bem significativa se compararmos com o cenário de três anos atrás. Se me questionasse naquela ocasião, eu diria que nem me envolveria com qualquer estudo de Cogeração porque era inviável. Agora, há um renascimento e volta-se a acreditar no projeto. O problema disso tudo é que perdemos um tempo grande e até mesmo oportunidades porque haviam fabricantes pensando em montar fábricas de absorção no Brasil.


Edison Tito Guimarães - A intenção era, não fabricar totalmente, mas ter o primeiro estágio para uma fabricação posterior. Quando veio o acordo com a Bolívia e o preço do gás disparou, os fabricantes fizeram as malas e foram embora do Brasil.

Edison Tito Guimarães - O Brasil investiu pouco e investiu mal. Eu não condeno tecnologias como a eólica e a solar, mas não há uma garantia de suprimento permanente. Elas param quando não tem sol ou quando não tem vento. As usinas de cogeração garantiriam um um suprimento de energia dentro do cliente final. Com isso se tira a carga da rede. Se você faz uma usina eólica no Ceará, como ela chega aos grandes centros? Através de centenas de quilômetros de linhas.

Então, perdemos pelo menos uns 13 ou 14 anos, infelizmente. O gás natural é o combustível mais importante que tem no planeta hoje e o Brasil Diferentemente disso, a cogeração a gás natural aplicou esse gás com uma eficiência muito baixa está gerando energia dentro do hospital, do hoem centrais térmicas a gás. É um retrocesso fan- tel, do prédio, da indústria e do shopping center, tástico porque a cogeração dá o dobro da efici- diminuindo consideravelmente a carga na rede. ência de uma central térmica de ciclo aberto no Vemos, por exemplo, uma iniciativa do Canadá gás natural. Temos que retomar esse rumo por- que investiu em uma universidade para que eles passassem a gerar a própria energia. A univerque o país precisa da eficiência energética. sidade ganhou US$ 5,5 milhões do governo caRevista ASBRAV - O quadro na parte de geração nadense para fazer a usina de cogeração. Com de energia do Brasil continua preocupante e só isso eles diminuem a carga em cima das redes de distribuição. É um plano inteligente, o que falta não é pior por conta da crise? aqui no Brasil.

Revista ASBRAV - 07

entrevista

Revista ASBRAV - Como se daria esse processo?


notas e lançamentos

Compromisso com o meio ambiente

Responsabilidade Corporativa em destaque

A Ingersoll Rand publicou seu décimo primeiro suplemento anual de sustentabilidade. O documento é projetado para fornecer uma atualização abrangente sobre o progresso da empresa em questões ambientais, sociais e de governança e como a empresa transforma a vida cotidiana das pessoas. O vice-presidente sênio de Inovação e Chief Technology Officer(CTO), Paul Camuti, afirma que a sustentabilidade, em todas as suas formas, empresarial, social e ambiental, é fundamental para a estratégia da Ingersoll Rand, abordando importantes tendências globais como a mudança climática, a urbanização e a escassez de recursos que afetam cada vez mais a maneira como vivemos, nos movemos e trabalhamos. O relatório segue as Normas da Global Reporting Initiative (GRI).

A Chemours anunciou, no fim de outubro, a publicação de seu primeiro Relatório de Compromisso de Responsabilidade Corporativa (CRC). O documentário expressa o comprometimento corporativo como uma extensão da estratégia de crescimento da empresa - definido em dez ambiciosos objetivos para serem concluídos até 2030.

Para mais informações sobre a GRI, visite www. globalreporting.org. A Ingersoll Rand assegura dados ambientais, da saúde e segurança selecionados com um provedor terceirizado.

Os objetivos compreendem oito áreas: excelência em segurança, comunidades vibrantes, funcionários capacitados, clima, qualidade da água, resíduos, ofertas sustentáveis e uma cadeia de suprimentos sustentável.Como parte dessa iniciativa de responsabilidade social, a Chemours assinou o Pacto Global das Nações Unidas, o maior pacto voluntário de cidadania corporativa e sustentabilidade do mundo. O presidente e CEO da empresa, Mark Vergnano destacou que a organização é impulsionada pelo desempenho, dedicada a tornar a química tão responsável quanto essencial à vida cotidiana.

Trane vence Prêmio Kaizen Lean 2017 levando em conta as práticas da corporação na integração e promoção da melhoria dos processos. O diretor geral da Trane no Brasil, Luiz Moura, enfatizou que esta é a segunda vez, em três anos, que a empresa ganha na categoria principal. Ele afirmou que o projeto dá continuidade ao plano inicial, referente à excelência operacional na fábrica.

O sucesso na implantação do projeto “Transformação Lean para crescimento de vendas” garantiu à Trane o Prêmio Kaizen Lean 2017. O grupo foi premiado como o melhor case do Brasil na nova categoria “Excelência na Estratégia de Crescimento”. A premiação, realizada no dia 11 de setembro, valoriza o compromisso com a melhoria contínua e a gestão voltada para a excelência,

08- Revista ASBRAV


Mercado internacional em alta A Full Gauge Controls, fabricante gaúcha de instrumentos para o setor de refrigeração, climatização e aquecimento, atende atualmente a clientes em mais de 63 países. Para isso, a marca faz questão de estar presente como expositora nas mais importantes feiras do segmento ao redor do mundo. A empresa finalizou seu calendário anual de eventos com a participação na Chillventa, evento realizado na cidade de Nürnberg, na Alemanha.

O inversor de frequência VLT® HVAC Drive FC 102 da Danfoss é uma das tecnologias que foi endossada pela Aliança Mundial para Soluções Eficientes como uma Solução Eficiente de Impulso Solar. O modelo alcançou a pontuação máxima de 4.0, avaliado pelos critérios de viabilidade, capacidade de implantação e sustentabilidade. Este exclusivo inversor de frequência é projetado para otimizar a eficiência em sistemas de aquecimento, ventilação e ar condicionado.

Para o gerente de exportação da Full Gauge Controls, Rodnei Peres, o encontro é referência no segmento e foi uma ótima oportunidade para fechar importantes negócios com multinacionais do setor. A empresa, que direciona mais de 50% da sua produção para atender à demanda do mercado externo, já garantiu sua presença em dez feiras e exposições, nacionais e internacionais, para o ano que vem e a tendência é ampliar esse número ainda durante os próximos meses.

O endosso reconhece que, ao implantar inversores de frequência - que controlam a velocidade dos motores alterando a frequência da alimentação elétrica - e outras medidas de eficiência em todo o sistema, é possível reduzir o consumo de energia em até 40%. Como resultado, os sistemas movidos a motor com eficiência energética podem poupar à Europa mais de 100 milhões de toneladas de emissões de gás de efeito estufa por ano.

Revista ASBRAV - 09

notas e lançamentos

Selo Soluções Eficientes da Aliança Mundial


Sindratar-RS

Sindratar-RS projeta ações do setor de climatização e refrigeração Processo eletivo da entidade também foi tratado durante reunião

Diretores e associados projetaram futuro da entidade

Em encontro realizado na terça-feira (11/09), diretores e associados do Sindicato das Empresas Prestadoras de Serviço no Segmento de Refrigeração, Aquecimento, Climatização e Ventilação do Estado do Rio Grande do Sul – Sindratar-RS projetaram as próximas ações da entidade. Na ocasião, o presidente Sérgio Helfensteller, que também é diretor da ASBRAV - Associação Sul Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Aquecimento e Ventilação, também apresentou um balanço das iniciativas promovidas até o momento.

Palestra esclarece implantação do eSocial Evento foi dirigido a empresários e profissionais do segmento

O objetivo central do eSocial é unificar o envio das informações, por parte das empresas. O Sistema de Escrituração Digital das Obrigações FisO projeto do eSocial que entrou em vigor em ja- cais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSocial) é um neiro de 2018 trouxe muitas dúvidas sobre pro- projeto do Governo Federal em conjunto com dicessos internos, documentos, envios, multas, versos órgãos e entidades (Secretaria da Receita inconsistências e prazos. A alteração provocou Federal do Brasil, Caixa Econômica Federal, Insmudança nas rotinas diárias de profissionais dos tituto Nacional do Seguro Social e Ministério do departamentos financeiro e contábil. Com o ob- Trabalho) jetivo de esclarecer empresários do segmento, o o Sindratar-RS, Sindicato das Empresas Presta- O evento contou com apoio da ASBRAV - Assodoras de Serviço no Segmento de Refrigeração, ciação Sul Brasileira de Refrigeração, Ar CondiAquecimento, Climatização e Ventilação do Esta- cionado, Aquecimento e Ventilação. do do Rio Grande do Sul, promoveu no dia 8 de novembro uma palestra voltada para empresários e profissionais do setor. - Os pontos críticos nas empresas são admissões, desligamentos e pagamentos de férias retroativos, despesas de convênios médicos, saúde e segurança do trabalho, estagiários, aprendiz, qualificação cadastral, tributação e ponto. Em todos esses processos é preciso estar muito atento às mudanças – explicou o palestrante, pós-graduado em Gestão Financeira, Adilson Santos de Vargas.

10- Revista ASBRAV

Adilson Santos de Vargas explicou detalhes que as empresas devem observar a partir de agora


Especialistas do segmento que reúne empresas de refrigeração, ar condicionado, aquecimento e ventilação estiveram reunidos durante três dias no Congresso Mercofrio 2018

Abertura do Mercofrio 2018 Durante os três dias do evento, promovido pela ASBRAV – Associação Sul Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Aquecimento e Ventilação, profissionais do Brasil e do exterior puderam compartilhar conhecimento e aprendizado sobre inovações tecnológicas, questões técnicas e de legislação do setor. O presidente da ASBRAV, Eduardo Hugo Müller, ficou satisfeito com o retorno positivo do público tanto pela qualidade como pela variedade dos temas debatidos nas palestras.

ros, foi possível compreender a temática do Plano de Manutenção, Operação e Controle de Ar Condicionado (PMOC). A lei, sancionada pelo presidente Michel Temer em janeiro, exige a execução de um PMOC de sistemas e aparelhos de ar condicionado em edifícios de uso público e coletivo, com o objetivo de eliminar ou minimizar riscos potenciais à saúde dos ocupantes. A penalidade pode variar de RS 2 mil até R$ 1,5 milhão para quem descumprir a legislação, que é destinada para locais comerciais ou industriais que tenham soma total de 60 mil BTUs instalados ou mais. - As partículas que causam danos são invisíveis aos nossos olhos. Então a avaliação visual que fazemos não é suficiente para saber se o ambiente é insalubre ou não. A prevenção primária é fundamental, ou seja, criar condições para que o ambiente fique saudável. Nós, na área médica, temos o papel de detectar com precocidade os problemas de saúde - afirmou o médico pneumologista, Carlos Nunes Tietboehel Filho. O engenheiro mecânico e conselheiro do Sindicato das Empresas Prestadoras de Serviço no Segmento de Refrigeração, Aquecimento, Climatização e Ventilação do Estado do Rio Grande

- Ficamos gratificados com o resultado e aproveito para renovar o agradecimento aos patrocinadores e organizadores. Há uma inovação muito grande no setor. Claro que nada ocorre de um dia para o outro, mas aos poucos a indústria vai agregando cada vez mais melhorias sempre olhando a eficiência energética como tema central – comentou. A programação do último dia do Congresso Mercofrio trouxe, entre os debates, um dos temas mais importantes da atualidade para o setor. Com a participação de um médico e engenhei- Coordenador Geral do Mercofrio, Paulo Presotto

Revista ASBRAV - 11

capa

Mudanças legais e evoluções tecnológicas desafiam profissionais e empresas


capa

Após, o conselheiro da ASBRAV, Mario Henrique Canale, discorreu sobre os efeitos que são comuns em ambientes nos quais não há uma adequada preocupação com o tema. - Quando há baixa qualidade do ar em um escritório, por exemplo, aumenta a chance de absenteísmo. Por consequência isso reduz a produtividade e aumenta as custas médicas para a empresa - comentou. Médico Carlos Nunes Tietboehl Filho

Durante a manhã da quinta-feira (27/09), a grade trouxe o debate sobre boas práticas em Comisdo Sul - Sindratar-RS, Gilsomar Gabriel da Silva, sionamento, que é o processo de assegurar que apresentou aspectos técnicos da legislação. os sistemas e componentes de uma edificação estejam projetados, instalados, testados, opera- Quando falamos em ambientes de uso públi- dos e mantidos de acordo com as necessidades. co coletivo, escritórios, hospitais e laboratórios, Outro debate foi sobre a sustentabilidade. Tamhá a necessidade de adequação. Muitas vezes as bém foram abordadas estratégias de renovação empresas se preocupam com uma série de fa- e reposição de ar. O evento recebeu, ainda, o tores, mas esquecem a renovação de ar, apenas Encontro de Estudantes e Jovens Engenheiros, para dar um exemplo - alertou. organizado pela ASHRAE.

12 - Revista ASBRAV


Durante três dias, profissionais e empresas do segmento estão reunidos no Mercofrio que acontece no BarraShoppingSul em Porto Alegre (RS) até quinta-feira (27/09)

Edison Tito Guimarães alertou para o cenário atual na produção de energia

- Estamos perigosamente voltando ao quadro que vivemos no início dos anos 2000 com o racionamento. Curiosamente, se olharmos os níveis de reservatórios, vemos que só não estamos pior por causa da crise econômica. Nossa base é 75% hídrica e na época culparam São Pedro, mas não tem nada a ver. Há roubo de dinheiro público e falta de investimentos – alertou. Uma das temáticas durante a manhã foi o isolamento térmico, parte fundamental de qualquer processo de climatização. As tecnologias existem para que, através de elementos específicos colocados entre materiais, reduzam o fluxo de calor. Ainda que esse índice nunca seja zerado, segundo o palestrante, é possível obter ganhos significativos.

- Não adianta ter uma cadeia quase toda sustentável. O elo fraco, vai romper. Por isso alertamos para que tenhamos sempre a atenção devida com o isolamento térmico, porque se não todo o restante do investimento é desperdiçado –explicou o palestrante Lineu Holzmann, que apresentou o tema “Tecnologias Inovadoras em Sistemas - É uma situação que acontece mundialmente, de Isolamento Térmico”. mas que pelas questões estruturais do Brasil fica ainda mais acentuada – afirmou o palestrante Em uma das sessões, foram apresentados detaCarlos Eduardo B. Ribeiro, que apresentou o pai- lhes de uma nova versão do método de avaliação nel “Inovações e Eficiência Energética em Siste- para etiquetagem de edificações que está em processo de consulta pública. O modelo proposmas de Água Gelada. to é baseado em redes neurais a partir de miApesar de não haver uma explicação única, po- lhões de simulações. dem ser considerados fatores como falhas de planejamento e falta de uma política de eficiên- - Um dos conceitos importantes é dar uma incia energética consistente, que consideraria mo- formação de consumo de energia baseado em dernização de infraestrutura a programas para um dado de referência. Além disso, informa a geração de energia renovável, emissão de CO2 e redução de desperdício. traz outras informações complementares como A mesma preocupação foi manifestada pelo pa- consumo específico em sistema de iluminação, lestrante Edison Tito Guimarães, membro da sistema de ar condicionado e sistemas em geral ASHRAE que fez a apresentação de Casos em Co- – explicou o palestrante Antonio César Silveira Baptista da Silva. geração. Qualquer melhora no PIB provoca um aumento de demanda por energia em proporções ainda maiores. A estimativa é que essa relação esteja próxima do dobro, ou seja, a cada 1% de aumento no PIB, há um acréscimo de 1,8% na demanda de energia.

Revista ASBRAV - 13

capa

Mesmo em recessão aumento por demanda de energia no Brasil preocupa


capa

A programação de quarta-feira (26/09) teve pela manhã, ainda, sessões técnicas e debates que envolveram temas como o uso de Gás Natural, climatização em data centers e simulação do escoamento do ar. Um dos destaques nas palestras da tarde foi o debate sobre a purificação do ar. O representante da Dannenge, Ricardo Charem, comentou o papel da indústria no desenvolvimento de novas tecnologias que ajudam a combater o problema.

- A Vigilância Sanitária não consegue conter e na epidemiologia percebemos doenças que estavam distantes, retornando ao nosso meio como a Tuberculose. Então, não precisamos esperar pelo setor público e, sim, buscar soluções – afirmou. Em sua abordagem, o palestrante falou sobre a poluição causada pelos COV (Compostos Orgânicos Voláteis) que afetam qualidade do ar e são potencialmente nocivos para a saúde pública.

Prêmio ANPRAC reconhece melhores trabalhos técnicos

Categoria Refrigeração "ID 45 - AVALIAÇÃO DA DISTRIBUIÇÃO DE AR E TEMPERATURA EM UMA CÂMARA FRIA ATRAVÉS DA DINÂMICA DOS FLUIDOS COMPUTACIONAL (CFD) Rafael Koelling Radtke; Leonardo Brito Kothe; Tanit Daniel Jodar Vecina; José Leandro Rosales Luz" (na foto, prêmio entregue ao Coordenador Geral do Mercofrio, Paulo Presotto)

Vencedores dos trabalhos juntamente com a comissão organizadora

14 - Revista ASBRAV

Destaque Inovação "ID 65 - COMPÓSITOS POLIMÉRICOS DE PLA/ ZEÓLITA/TiO2 PARA ELIMINAÇÃO DE BUTANOL POR FOTO-OXIDAÇÃO CATALÍTICA Luciana Gampert Miranda; Suzana Friguetto Ferrarini; Marçal José Rodrigues Pires"

Categoria Ar Condicionado "ID 73 -ANÁLISE DE CLIMATIZAÇÃO PASSIVA PARA HABITAÇÃO PRÉ FABRICADA DE BALANÇO ENERGÉTICO NULO EM BRASÍLIA Vitor de Castro Nobre; Larissa Olivier Sudbrack; Claudia Naves David Amorim; João Manoel Dias Pimenta"


Profissionais do segmento de HVAC&R estiveram reunidos no Centro de Eventos BarraShoppingSul

Solenidade de abertura do encontro A busca por fontes energéticas alternativas e as inovações tecnológicas no segmento foram destaques no primeiro dia de atividades do 11o Congresso Mercofrio, promovido pela ASBRAV – Associação Sul Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Aquecimento e Ventilação. Durante a solenidade de abertura do encontro, os presentes destacaram os desafios que o setor enfrenta e os avanços necessários para o desenvolvimento. Para o presidente da ASBRAV, Eduardo Hugo Müller, o ano de 2018 tem sido de desafios e superação para todos. - O segmento enfrenta, de um lado, a economia estagnada nos últimos anos que impôs enormes dificuldades para todos. Ao mesmo tempo, o mercado competitivo e cheio de inovações obriga as empresas a buscarem qualificação e investimento no conhecimento de novas tecnologias e processos que ajudam a aumentar a eficiência. É nesse cenário que se destaca a importância do Congresso Mercofrio – afirmou o presidente da ASBRAV, Eduardo Hugo Müller. O coordenador geral do Congresso Mercofrio, Paulo Presotto, ressaltou a importância do encontro parabenizando a todos os organizadores.

Em nome da Comissão Científica do evento, o professor João Pimenta destacou a excelência dos trabalhos técnicos que foram apresentados. Já o presidente da ABRAVA, Arnaldo Basile, lembrou que o mercado HVAC&R é ávido por soluções modernas e já está inserido em um contexto da indústria 4.0. - Isso já faz parte de várias estratégias de empresas brasileiras e trata-se de uma tendência irreversível. Porém, para que as coisas aconteçam dependemos da intelectualidade técnica, experiência e conhecimento específico que só os profissionais tem. É dessa maneira que vamos contribuir para evolução do Brasil – afirmou. O presidente do Sindicato das Empresas Prestadoras de Serviço no Segmento de Refrigeração, Aquecimento, Climatização e Ventilação do Estado do Rio Grande do Sul – Sindratar-RS, Sérgio Helfensteller, relatou os avanços importantes que a entidade tem tido especialmente no debate do PMOC. Já o presidente do comitê de ar condicionado da Associação Brasileira de Engenharia e Ciências Mecânicas (ABCM), Ênio Bandarra, lembrou que completam-se vinte anos da primeira edição do Mercofrio sendo uma grande oportunidade para que estudantes aproveitem a cooperação e interação com profissionais do segmento. O presidente da Associação Nacional

Presidente da ASBRAV, Eduardo Hugo Müller

Revista ASBRAV - 15

capa

Diversificação e inovação marcam futuro energético em climatização


capa Hino nacional na abertura do Mercofrio promovido pela ASBRAV dos Profissionais de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento (ANPRAC), Luiz Emilson Leiria, destacou avanços importantes que o setor vem conquistando. - Conhecimento, treinamento e pesquisa. Com esse tripé levaremos o desenvolvimento para o setor e para economia do nosso país – disse.

A programação iniciou pela manhã com o tema da Internet das Coisas, apresentado por João Pimenta. De forma simultânea, o diretor de ensino e treinamento da ASBRAV, professor Paulo Otto Beyer, falou sobre o Energy Plus, programa de simulação energética em edificações.

Convidado internacional, o presidente da ASHRAE, Darryl Boyce, apresentou números da entidade internacional ressaltando a intensa participação de estudantes brasileiros. Na palestra, o especialista que é vice-diretor adjunto da Carleton University, Darryl Boyce, falou sobre o engajamento atual em programas voltados para o tema de produção de energia Outro destaque do dia, foi o painel Fontes de Energia no Brasil - Realidade e o Caminho para o Futuro. O tema foi debatido pelos especialistas Paulo Milano, Arno Krenzinger, Francisco Dantas, Edison Tito Guimarães, Márcio Pires de Paiva e Debate sobre o futuro energético Adriane Petry.

16- Revista ASBRAV


opinião

e-social: Evolução com impactos! O e-social, módulo integrante do SPED, iniciou sua implantação em janeiro de 2018, onde Grandes Empresas (empresas com faturamento anual maior que R$ 78 milhões) começaram a enviar o Cadastro do empregador e tabelas iniciais. Em 16 de julho iniciou o envio da Fase 1 das demais empresas, aquelas com faturamento inferior a R$ 78 milhões, sendo que essas têm o prazo até setembro para implantação. Mas, e o que muda com a implantação do Portal? E quais são os impactos? Devemos deixar claro que o e-Social não altera a legislação trabalhista, mas, sim, fará cumpri-las de forma centralizada, pois o objetivo do e-Social é unificar as obrigações acessórias, ou seja, poderá substituir até 15 obrigações, como DIRF, RAIS, CAGED, SEFIP, entre outros. Entretanto, a nova forma de cumprir as obrigações trabalhistas gerará alguns impactos para os empresários. Como a plataforma é online e centralizada, a fiscalização ficará muito mais fácil e ágil, desta forma, escritórios contábeis (ou setor de RH) e empresários deverão trabalhar de forma sincronizada para que as informações sejam geradas de forma correta e tempestivamente. Pois, caso isso não ocorra A parceria entre o profissional contábil e poderá acontecer multas. empresários é essencial para cumprir as Para exemplificar, cito a admissão de um novo obrigações dentro dos prazos estabelecidos, colaborador, que deverá estar cadastrado no pois os fatos pertinentes ao setor de Recursos Portal e-Social com todas as informações (ASO, Humanos deverão chegar em tempo hábil para dados pessoais e profissionais) um dia antes de que a informação seja enviada tempestivamente, iniciar suas atividades na empresa, porém, se de ou seja, a responsabilidade é conjunta. fato isso não acontecer, a multa será de acordo com o artigo 47 da CLT, que varia de R$ 3.000,00 a R$ 6.000,00, em caso de reincidência, e de R$ 800,00 para Micro e Pequenas Empresas, por funcionário. Portanto, as leis trabalhistas deverão, mais do que nunca, serem cumpridas e controladas de forma eficaz, pois caso contrário a fiscalização apontará os equívocos e os penalizará.

Para maiores informações procure seu contador, ele poderá lhe esclarecer suas dúvidas, e para acompanhar mais noticias sobre a nova forma de cumprir as obrigações trabalhistas acesse o portal do E-Social: http://portal.esocial.gov.br/ noticias. Conselheiro do Conselho Contabilidade do RS, Vinicius Rheinheimer Dinél

Regional

de

Revista ASBRAV - 17


artigo técnico

Comparativo de sistemas de ventilação forçada em galpões

Os sistemas de ventilação proporcionam a circulação e a renovação do ar nos ambientes, sendo fundamentais para o conforto térmico e higiene, especialmente, nas edificações em climas quentes, úmidos e temperados. Um nível adequado de renovação de ar nos ambientes é fundamental para dissipação de calor, desconcentração de vapores, gases, pó e demais poluentes contidos no ar interno. Além da diluição de gás carbônico, a ventilação deve atender à desconcentração de gases que causam odores, evitando o desconforto na inalação. Tanto o homem quanto os animais são organismos que produzem calor (energia), resultado das reações químicas, através do metabolismo dos alimentos. A dissipação de calor desses organismos depende da massa corporal, da atividade desenvolvida e das condições climáticas do meio, sendo que o processo de ventilação artificial pode acelerar o resfriamento do corpo. A ventilação pode ser produzida por meios naturais, por ação dos ventos, por efeito chaminé, ou forçada por ventiladores. O critério fundamental para a ventilação de ambientes deve contemplar os requisitos básicos exigidos pelos seres vivos ocupantes do ambiente, sendo que este estudo tem como foco os galpões de Compost Barns (celeiros de compostagem), para vacas em lactação.

18 - Revista ASBRAV

O meio ambiente térmico não pode ser descrito, somente, considerando as temperaturas de bulbo seco e úmido. Num país de clima tropical e/ou sub-tropical, é fundamental incluir que o calor radiante seja a soma final das fontes de calor que compõem o balanço térmico. Especialmente nos galpões com sistema compost barn, além do calor latente dissipado pelas vacas, devese também incluir o calor radiante do telhado e o calor gerado pela atividade bacteriológica em atividade na cama de compostagem. A mensuração das trocas térmicas radiantes não é exatamente simples. As constantes variações nas cargas tornam quase impossível desenvolver uma formulação em um modelo matemático. A transferência de calor entre uma superfície e um fluido só acontece se houver diferença de temperaturas entre ambos, assim como a transferência de massa também depende do diferencial dos índices de umidades. Para uma eficiente transferência de calor e massa, a velocidade do fluxo de ar na superfície da cama é fator determinante para que o processo se realize. A análise comparativa dos fluxos gerados pelos ventiladores HVLS (High Volum Low Speed) e LVHS (Low Volum High Speed) demonstra informações visuais que permitem a avaliação para a determinação de melhor homogeneidade de fluxo. No presente estudo, verificou-se que os resultados estáticos indicam uma melhor homogeneidade no galpão com ventiladores HVLS, comparativamente às duas geometrias analisadas, pois observa-se que o fluxo de ar gerado pelos ventiladores HVLS apresenta menor área com velocidade próxima a zero e um menor consumo energético. Autor: Esp. Bolivar Peres Fagundes. Coautores: Esp. Heraldo José Lopes de Souza, Me. Alexandre Fernandes Santos


Salas de cirurgia atendidas por condicionadores independentes, de expansão direta (VRF) que possibilitaram a montagem compacta e com boa eficiência energética, permitindo o controle da temperatura e umidade dentro da faixa admissível para áreas de nível de risco 02 conforme ABNT NBR 7256.

Voltado para cirurgias de média e baixa complexidade, o Blanc Medplex Hospital, inaugurado em junho de 2018, em Porto Alegre, apresentou um grande desafio para os profissionais de climatização. A principal dificuldade para elaboração do projeto foi o prédio. A instituição de saúde foi instalada em áreas destinadas a lojas e com restrições de pé direito, espaços físicos para instalação dos equipamentos, disponibilidade de energia elétrica na subestação do condomínio e níveis de ruído interno e externo.

Hospital voltado para cirurgias de média e baixa complexidade foi descartada diante a demanda do cliente de baixo custo de implantação, manutenção e operação.

O segundo cenário, sistema híbrido, era a opção natural, mas os espaços disponíveis para instalação, níveis de ruído e falta de disponibilidade de energia na subestação do condomínio impediam este caminho. A terceira - Sempre deixamos claro para médicos alternativa era a mais arriscada e complicada, e investidores as particularidades de um pois o controle de umidade e temperatura estabelecimento de assistência e saúde quanto em sistemas de VRF são novidade e precisam as vazões de ar exterior e das áreas classificadas de ajustes e atenção no projeto quanto aos (salas de cirurgia, esterilização e pós-operatório), algoritmos de controle, bem como auxílio da controle de temperatura, umidade, filtragem engenharia de aplicação do fornecedor do (particulado) e velocidade terminal do ar nos sistema de VRF, incluindo as filtragens nos ambientes e automação com controles precisos equipamentos e altas vazões de ar pertinentes – e individualizados sala por sala – relata o diretor complementa Rodrigues. da Artécnica Ltda., responsável pelo projeto conceitual, Eng. Anderson Rodrigues. As analises dos fornecedores existentes no mercado de VRF com solicitações especificas de Após a modelagem e simulação, foram temperaturas de evaporação fixas na faixa de apontadas três opções: todo o sistema com +/- 3°C, pressões disponíveis nos ventiladores expansão indireta (água gelada); sistema híbrido para atender a filtragem e capacidade de com expansão indireta (água gelada) e expansão trabalhar com um sistema de reaquecimento direta (VRF) e todo sistema com expansão direta elétrico controlado reguladores de potência (VRF). tiristorizados, foram alguns dos desafios e cuidados deste projeto. A primeira teve um custo muito alto, pois sistema de expansão indireta para pequenos O diretor da EJR Engenharia, responsável pelo empreendimentos são sempre elevados. A opção projeto executivo, Eng. Rafael Buratto, também

Revista ASBRAV - 19

obra destaque

Projeto de climatização de hospital na capital gaúcha desafia profissionais


Os equipamentos VRF, fornecidos pelo fabricante Daikin, utilizam módulos adicionais na automação embarcada. Estes módulos foram utilizados para comandar os ventiladores de ar exterior, as resistências de reaquecimento e outros dispositivos. A operação da climatização é automática, mas o médico tem a possibilidade de escolha da temperatura utilizando a interface do climatizador na sala de cirurgia. Ele também pode desligar o sistema de climatização se este for o procedimento adequado para o tipo de

Wesley Santos

obra destaque

destacou o esforço em sair da zona de conforto cirurgia que ele irá executar – complementa que era projetar um sistema com água gelada e Buratto. automação predial para desenvolver um sistema com uso de VRF e automação embarcada. Ao total, são nove salas de cirurgia contempladas com a tecnologia destacada pelo engenheiro. - O sistema projetado atende as exigências da Além disso, o hospital oferece trinta leitos de vigilância sanitária para climatização em locais recuperação, quatro quartos e duas salas de UTI. médico-assistenciais. As salas de cirurgia são A execução da obra de climatização feita pelo atendidas por condicionadores independentes e engenheiro João Ullmann, também diretor da equipados com “fanfilters” para filtragem do ar EJR Engenharia. HEPA. O sistema opera com cascata de pressão de ar tendo as salas de cirurgia uma pressão positiva em relação ao entorno. O mesmo cuidado acontece na sala de recuperação. Já os demais ambientes são climatizados para conforto – explica Buratto.

20 - Revista ASBRAV

Projeto de climatização do Blanc Hospital

Clique aqui e confira a Ficha Técnica completa do projeto


Filtros exigem cuidado especial

Formação deve ser repetida no próximo ano com foco na vigilância sanitária

Limpeza de filtro do ar condicionado dura apenas dez minutos e pode evitar problemas

Com o objetivo de auxiliar as empresas do segmento de ar condicionado, ventilação e refrigeração a se adaptarem ao Plano de Manutenção, Operação e Controle de Ar Condicionado (PMOC), foi realizado um curso de qualificação no dia 27 de outubro, no Auditório FIESC, em Florianópolis (SC). A iniciativa foi do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Florianópolis (SIMMMEF) com o apoio da ASBRAV - Associação Sul Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Aquecimento e Ventilação.

Tirar o filtro do ar condicionado, passar embaixo da torneira tirando a sujeira, secar e colocar novamente no equipamento. O processo de limpeza não dura mais do que dez minutos e é essencial para a prevenção de doenças e para que o equipamento tenha uma vida útil maior, como reforça o engenheiro mecânico e conselheiro da ASBRAV - Associação Sul Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Aquecimento e Ventilação, Ricardo Vaz de Souza.

- Foi uma oportunidade boa para frisar como funciona o processo de implementação do PMOC, requisitos legais e também para mostrar qual é o posicionamento do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de SC (CREA-SC) com respeito a responsabilidade técnica – comenta o palestrante e representante da ASBRAV, engenheiro Gilsomar Gabriel da Silva.

Outro problema destacado pelo especialista é a diminuição da qualidade do ar. O acúmulo de sujeira promove o aumento de ácaros e bactérias no interior do equipamento.

A formação contou com 35 participantes entre instaladores, engenheiros mecânicos e clientes finais. No próximo ano, o objetivo é repetir o treinamento com foco na vigilância sanitária.

Formação ocorreu em 27 de outubro

Revista ASBRAV - 21

notícias

Curso capacita profissionais em SC


notícias

Noite do Clima enaltece avanços e conquistas para o setor HVAC&R Evento no Restaurante Panorama reuniu empresários e profissionais do segmento A noite de sexta-feira (23/11) foi de celebração para o setor que é considerado um dos mais importantes no cenário econômico e é cada vez mais valorizado em edificações. A climatização e refrigeração estão presentes na indústria, comércio e residências assumindo um papel protagonista na busca por projetos de alta eficiência energética e ecologicamente corretos. A Noite do Clima contou com a presença de aproximadamente duzentas pessoas dos segmentos que integram a ASBRAV - Associação Sul Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Aquecimento e Ventilação. - O saldo do ano de 2018 foi positivo. Aprovamos a lei do PMOC há muitos anos esperada pelo nosso setor, e que certamente irá aquecer o

mercado trazendo novas oportunidades para os profissionais – afirmou o presidente da ASBRAV, Eduardo Hugo Müller. A Lei exige a execução de um Plano de Manutenção, Operação e Controle de Ar Condicionado (PMOC) de sistemas e aparelhos de ar condicionado em edifícios de uso público e coletivo, com o objetivo de eliminar ou minimizar riscos potenciais à saúde dos ocupantes. Durante o encontro, realizado na noite de 23 de novembro, no Restaurante Panorama da PUCRS, em Porto Alegre (RS), o presidente da entidade recordou momentos marcantes do ano de 2018. - Realizamos nossos habituais cursos e eventos da entidade. E ainda foi ano da 11º edição do Congresso Mercofrio, e o sentimento foi de extrema satisfação pelo retorno positivo que

Noite de gala reuniu profissionais da área em um jantar comemorativo

22 - Revista ASBRAV


notícias Presidente da ASBRAV, Eduardo Hugo Müller, falou para o público presente no encontro recebemos do público e dos palestrantes. Foram três dias marcantes com intensos debates de pautas atuais e relevantes para o nosso segmento. Ouvir palavras de apoio nos motiva a pensar no próximo Mercofrio em 2020– completou. O evento contou com o apoio das empresas Airside, Daikin, Dannenge, Deltafrio, Escola Técnica Profissionak, Foran Arkema, IMI, Isover, Johnson Controls Hitachi, LG, Mercato, Midea Carrier, Mipal, Pertile, Planalto Têxtil, Projelmec, Toque e Clima, Trane e Trox. Participaram do encontro entidades como o Sindratar-RS, Sinduscon-RS, Abemec-RS, ABRAVA representada pelo presidente, Arnaldo Basile e Escola Senai Visconde de Mauá. Também particopou o diretor do escritório regional da ASBRAV Santa Catarina, Arivan Sampaio Zanluca.

Clique aqui e confira o álbum de fotos do evento

Música animou a Noite do Clima

Revista ASBRAV - 23


guia de associados

Razão Social

Cód

Fone

CONFORTARE AR CONDICIONADO LTDA

51

3311.00.00

ACEL

51

3211.45.30

CONSTARCO ENGENHARIA E COMERCIO LTDA

11

3933.50.00

ACJ ENERGIA E CLIMATIZAÇÃO LTDA

51

3041.48.45

CORREA MANUTENÇÃO

51

3273.05.25

ACMASUL SISTEMAS DE VENTILAÇÃO E CONTROLE AMBIENTAL

51

3013.42.89

CURTIS CONSULTORIA S/C LTDA

51

3019.37.23

ACUSTIKA SUL ENGENHARIA LTDA

51

3344.11.88

DAIKIN MCQUAY AR CONDICIONADO BRASIL LTDA

11

3123.25.25

ADEMILSON DOS SANTOS XAVIER

51

98575.07.97

DANIEL MELLO FERNANDES DE CASTRO

41

3243.76.57

ADEMIR SILVA

51

3347.70.79

DARLEI CARVALHO - ME FRIO DO VALE NA TEMPERATURA CERTA

51

99606.62.09

ADRIANO DA SILVA MACHADO - THERMO COOLING

51

3102.85.00

DEIVI TEIXEIRA HOMEM

51

3446.17.32

AERIS QUALIDADE DO AR EIRELI ME

51

99963.51.79

DELEON DOS REIS VITH

51

3529.50.62

AERODUTO

51

3343.49.83

DELTA FRIO INDUSTRIA DE REFRIGERAÇÃO LTDA

51

3536.15.51

AGRAZ REFRIGERAÇÃO LTDA

51

3751.26.91

DIFUSTHERM INDUSTRIAL DE METAIS LTDA

41

3059.82.00

AGST CONTROLES E AUTOMAÇÃO LTDA

51

3343.04.73

DIMENSIONAR ENGENHARIA SISTEMAS DE CLIMATIZAÇÃO

51

3029.70.75

AIR CLEAN - M C PEREIRA & CIA LTDA

51

3426.16.76

DOCTOR FRIO - GRM AR CONDICIONADO LTDA-EPP

51

3557.83.84

AIR COOL

51

3478.43.23

EDSON M BIONDO & CIA LTDA ME - SUL FRIO REFRIGERAÇÃO

55

3026.21.70

AIR DATUM ENGENHARIA LTDA

51

3326.19.33

EDUARDO GUS BROFMAN

51

3574.50.71

AIR SHOP EQUIP CONFORTO TERMICO LTDA

51

3094.28.88

EDUARDO HUGO MÜLLER

51

99324.90.05

AIRSIDE IND COM DE PRODUTOS PARA CLIMATIZAÇÃO LTDA

51

3473.62.58

EJR ENGENHARIA LTDA

51

3201.37.00

AIRTEK COM MANUT INST DE MAQUINAS LTDA EPP

51

3590.61.77

ELETRO AR SUL LTDA

51

3340.12.47

ALBERT ENGENHARIA DE INSTALAÇÕES LTDA

51

3342.39.05

ELTON ALOISIO THOME

51

99277.55.02

ALBERTO TOGNI

51

99702.71.26

ELTON DE FREITAS

51

3524.77.29

ALEXANDRE TOCCHETTO

51

3357.22.25

ENCLIMAR ENGENHARIA DE CLIMATIZAÇÃO LTDA

51

3371.28.41

ALIMAC REPRESENTAÇÕES - EIRELI

51

2112.81.92

ENGE REPRESENTAÇÕES TÉCNICAS LTDA - ME

51

3737.77.51

AMBIENTALIS ANALISES DE AMBIENTES LTDA

48

3028.30.69

ENGEMESTRA

51

3061.39.35

AMILLPASSOS REFRIGERAÇÃO INDL LTDA

51

3581.54.56

ENGENHAR CLIMATIZAÇAO EIRELI

51

3594.78.30

ANTONIO CARLOS DA ROSA DA COSTA-ME NIVEL A CLIMATIZAÇÃO

51

99868.50.78

ENGETÉRMICA AR CONDICIONADO LTDA

51

3342.54.33

ARMACELL BRASIL LTDA

11

3146.20.50

EPEX IND COM DE PLÁSTICOS LTDA

47

3334.31.00

ARMANT AR CONDICIONADO LTDA

51

3085.80.50

ESCOLA TÉCNICA PROFISSIONAL LTDA

41

3332.70.25

ARMAX AR CONDICIONADO COM E SERV LTDA

51

3339.29.31

EUROCABLE BRASIL IMP E EXP LTDA

51

3375.82.00

ARSA CONSULTORIA COM REPRES LTDA

51

3332.18.20

EWARE CLIMATIZAÇÃO LTDA - EWARE SERVICE

51

3475.70.00

ARSELF AR CONDICIONADO LTDA

51

3337.34.34

EXXA CONSTRUTORA LTDA

41

3074.11.44

ARTECH CLIMATIZAÇÃO LTDA ME

51

3033.29.12

FÁBIO HENRIQUE DA SILVA MARÇAL

51

3466.03.49

ARTECNICA LTDA - A.R.TECNICA LTDA EPP

51

3212.34.90

FERNANDO DUTRA DEL CASTILLO

53

3235.90.20

BARELLA ENGENHARIA LTDA

54

3314.87.55

FLÁVIO RIBEIRO TEIXEIRA

51

98424.36.45

BDS AR CONDICIONADO LTDA

51

3337.33.55

FLAVIO VANDERLEI ZANCANARO JUNIOR

55

3313.79.19

BERLINERLUFT DO BRASIL LTDA

51

3101.90.01

FRIGELAR COMERCIO E INDUSTRIA LTDA

51

3396.59.53

BETO REFRIGERAÇÃO E CLIMATIZAÇAÕ - LUIZ ROBERTO COSTA DA

51

3416.09.00

FRIZA COMERCIO MATERIAIS ELETRICO E HIDRAULICO LTDA

54

3462.15.19

FULL GAUGE ELETROCONTROLES

51

3475.33.08

ROSA

20 - Revista ASBRAV

BRY-AIR BRASIL CLIMATIZAÇÃO LTDA

41

3698.22.22

GHS INDUSTRIA E SERVIÇOS LTDA

21

2471.59.60

CARAVAGGIO REFRIGERAÇÃO E SERVIÇOS

55

3421.19.41

GLOBUS SISTEMAS ELETRÔNICOS LTDA

51

3374.05.55

CBS AR CONDICIONADO CLIMATIZAÇÃO DE AMBIENTES REFRIG INDL

51

3452.30.65

GM AR CONDICIONADO LTDA

51

3451.16.00

CERT LTDA

51

3711.78.89

GOOD SERVIÇOS DE CLIMATIZAÇÃO LTDA

41

3667.20.10

CEZAR AUGUSTO GORRESE RAYMUNDO

51

99806.30.04

HEATEX BRASIL - ENEXCO SOLUÇÕES

47

3366.27.33

CHARLES VALENTIM DOMINGUES

21

99989.53.86

HVCA BRASIL EIRELI - BLUMETAL

47

3323.32.77

CLEMAR ENGENHARIA LTDA

48

3331.30.00

IMARCON PRESTADORA DE SERVIÇOS LTDA ME

51

3446.25.97

CLIMA SHOP QUALIDADE DO AR INTERIOR LTDA

48

3028.28.25

INGERSOLL-RAND IND COM SERV DE AR COND AR COMP REFRIG

11

5014.63.00

CLIMAZON INDUSTRIAL LTDA

51

3477.96.87

LTDA - TRANE

CLOVIS FERNANDO VASQUEZ AMARO

51

99164.86.67

JOAPE IND EQUIPAMENTOS AMBIENTAIS LTDA

51

3205.25.55

COLD FRIGOR - R & R ENGENHARIA DE SISTEMAS TERMICOS EIRELE

51

3074.99.97

JOHNSON CONTROLS-HITACHI AR CONDICIONADO DO BRASIL LTDA

51

2102.62.82

JOSE ANGELO MOREN DOS SANTOS

51

99952.96.16

COLDBRAS S/A

51

3303.22.22

JOSE HAROLDO CARVALHO SALENGUE

51

3430.30.02

CONCEITO TECNICO PROJ PLANEJ ASSESSORIA LTDA

51

3221.21.37

JOSE RENE FREITAS GASSEN

51

3731.11.11

-ME

24- Revista ASBRAV


51

98430.00.57

REFRIGERAÇÃO DUFRIO COM IMP LTDA

51

3778.75.55

JULIO CEZAR SCHRAMM SCHENKEL

51

98124.08.10

REFRIGERAÇÃO TUDO FRIO-JOELCI VIEIRA DA SILVA -ME

51

3443.88.45

JULIO ZIMMERMANN

51

3712.29.41

REFRIMAK PEÇAS E SERVIÇOS LTDA

51

3473.63.88

KETZER E SOUTO REFRIG MANUT INDL LTDA - ME - THERMAQ

51

3568.05.94

REGENTECH REGENERADORA DE GASES LTDA

51

3341.73.62

KLEBER REPRESENTAÇÕES LTDA

51

3021.67.18

RL SILVA & CIA LTDA EPP

51

98145.98.28

KLIFT SERVIÇOS DE CLIMATIZAÇÃO LTDA

51

2117.78.55

RM COSTA EIRELE - INSTATEC

51

3061.39.68

51

98131.96.04

KLIMA COLD REFRIGERAÇÃO LTDA

51

3726.33.09

ROGER MERG SARAIVA

KLIMASUL - JB & MP COM REPRESENTAÇÃO LTDA

51

4103.05.25

S & P BRASIL VENTILAÇÃO LTDA - OTAM

51

3349.63.63

KOPI INSTALAÇÕES LTDA - ISOTERM

51

3465.55.30

SÃO CARLOS AR CONDICIONADO LTDA

51

3473.94.17

51

3337.11.18

LF WOLMANN

51

3414.54.60

SCHEIN GESTÃO EMPRESARIAL

LG ELECTRONICS DO BRASIL LTDA

51

3206.02.10

SERRAFF INDUSTRIA DE TROCADORES DE CALOR LTDA

51

3716.14.48

LINDOMAR VIEIRA DA COSTA SILVA

51

3673.15.70

SICTELL IND COM PRODUTOS ELETRICOS E METALICOS LTDA

47

3452.30.03

LUCIANO LOPES SIMÕES

51

3086.40.35

SMART SOLUÇÕES LTDA-MERCATO AUTOMAÇÃO

51

3032.17.77

51

3332.11.88

LUCIO ALBINO AMARO DA SILVA

51

98496.28.95

SPM ENGENHARIA S/C LTDA

M CESA

51

3338.74.39

SR REFRIGERAÇÃO E MANUTENÇÃO

51

3261.48.74

MAGNUS RECUPERADORA DE COMPRESSORES

51

3473.35.40

SUPERMERCADOS GUANABARA S/A

53

3230.12.00

51

3032.54.52

MARCELO GOMES CAJU

51

99304.52.75

TEC AR COMÉRCIO DE AR CONDICIONADO LTDA

MARCELO PERES BECHSTEDT ACCURSO

51

99492.86.86

TECNOLÓGICA CONFORTO AMBIENTAL LTDA

48

3240.05.05

MARCOS ANDRE RIBEIRO HORBACH

51

98051.95.51

TELCO EQUIP REFRIGERAÇÃO LTDA

51

3354.67.97

MARCOS WINTER

51

3312.30.09

TELEINFORMATICA SUL LTDA

51

3358.65.00

MARIO CESAR OSORIO

48

99971.64.83

TEMPCONFORT ENGENHARIA DE CLIMATIZAÇÃO LTDA

51

3362.64.27

MATEUS ANTOINI ABEDALA

48

3035.76.26

TERMOPROL ZANOTTI DO BRASIL

51

3341.48.05

MAURO ULLMANN CLIMATIZAÇÃO E REFRIGERAÇÃO

51

3013.51.41

TESTONI INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA

51

3341.44.11

51

3215.32.49

MIGUEL CHAVES CUSTODIO

51

3331.40.07

TIMOTEO FERNANDES DE SOUZA

MONOFRIO - HBSR REFRIGERADORES DE LIQUIDOS LTDA-EPP

54

3458.12.22

TROMPOWSKY REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS LTDA ME

48

99185.94.94

MONTERMICA REFRIG E AR CONDICIONADO LTDA

51

3435.40.07

UDO ADOLF

51

99985.32.54

3465.55.13

URANUS AR CONDICIONADO LTDA

51

3222.89.54

MP AUTOMAÇÃO LTDA

51

MRI ENGENHARIA LTDA

51

3471.55.32

VERTICON SERVIÇOS E COMERCIO LTDA ME

51

3118.01.73

NATALIA BRONDANI BORGES

51

99664.66.63

VG PETINELLI CONSULTORIA TÉCNICA LTDA

51

3094.33.96

NEOCLIMA - NCLIMA ENGENHARIA DE CLIMATIZAÇÃO LTDA

51

3061.50.40

VIDALAR PROJETOS E INSTALAÇÕES DE AR CONDICIONADO LTDA

49

3319.93.00

55

99715.65.91

NOVUS PRODUTOS ELETRÔNICOS LTDA

51

3323.36.00

VINICIUS FISCHER GONÇALVES

OCTO CLIMATIZAÇÃO E REFRIGERAÇÃO LTDA ME - OCTO CLIMA

51

3428.70.65

VINICIUS POLAWSKI DE MELLO - ME ELETRIZA BRASIL

49

3565.13.13

OLMAC SISTEMAS AQUECIMENTO E CLIMATIZAÇÃO LTDA-THER-

51

3051.37.37

VINICIUS JOSE NEIS CRUZ

51

98182.75.98

VITOR REFRIGERAÇÃO LTDA

51

3561.25.34

MOSUL PALMEIRAS SOLUÇOES EM ENGENHARIA ENERGETICA LTDA ME

41

3257.72.43

VOLTYS SOLUÇÕES EM CLIMATIZAÇÃO

54

3435.12.79

PATRICK AZEVEDO SPANHE

51

99818.99.38

VRF ENGENHARIA DE CLIMATIZAÇÃO LTDA ME

51

3073.57.01

PAULO DE TARSO FONTOURA DA SILVA

55

3221.67.66

PAULO OTTO BEYER

51

3308.39.28

PAULO RENATO DOS REIS

54

3028.14.60

PAULO RENATO PEREZ DOS SANTOS

51

3320.35.84

PERFECTIO CONSULTORIA - EIRELI

41

4042.06.00

PERTILE AR CONDICIONADO LTDA

51

3464.12.01

PLANIDUTO AR CONDICIONADO LTDA

51

3336.26.33

PROJELMEC VENTILAÇÃO INDUSTRIAL LTDA

51

3451.51.00

PROJETOS AVANÇADOS ENGENHARIA LTDA

51

3330.64.00

PROTERMICA CLIMATIZAÇÃO LTDA

48

3342.00.49

QUADCLIMA QUADRANTE SOLUÇÕES LTDA

51

3086.43.12

QUIMITEC QUÍMICA INDUSTRIAL LTDA

41

3668.20.55

RECOM RECUPERADORA DE COMPRESSORES LTDA

51

3343.92.54

RECOMSERVICE SUL COMP E SIST AR COND REFRIG LTDA

51

3065.67.01

REFRIGERAÇÃO DE CONTO AR CONDICIONADO

51

3336.19.20

Seja um anunciante Consulte condições através do email assessoria@asbrav.org.br

Revista ASBRAV - 25

guia de associados

JOSEFA NARA REIS DA SILVA EIRELI-ME


Profile for PlayPress Assessoria e Conteúdo

Revista ASBRAV Set-Out  

Revista ASBRAV Set-Out  

Profile for playpress
Advertisement