Page 1

Edição nº 1.394 - Ano 27 | 16 a 22 de outubro de 2019 | R$ 11,00 | www.panrotas.com.br

Em nossa edição anual sobre seguro viagem, confira as tendências, lançamentos e o que as empresas oferecem aos agentes de viagens e seus clientes

Capa.indd 1

10/10/2019 20:19


Untitled-1 1

11/10/19 13:04


Untitled-1 1

10/10/19 13:51


PRESIDENTE

José Guillermo Condomí Alcorta

ÍNDICE

nº 1.394 | 16 a 22 de outubro de 2019 | www.panrotas.com.br

CHIEF EXECUTIVE OFFICER (CEO) José Guilherme Condomí Alcorta (guilherme@panrotas.com.br)

DIRETORA DE MARKETING E EVENTOS Heloisa Prass

CHIEF TECHNOLOGY OFFICER (CTO) Ricardo Jun Iti Tsugawa

REDAÇÃO (redacao@panrotas.com.br)

EDITOR-CHEFE E CHIEF COMMUNICATION OFFICER: Artur Luiz Andrade

(artur@panrotas.com.br) Coordenador de Redação: Rodrigo Vieira (rodrigo@panrotas.com.br) Coordenador Web: Danilo Alves (danilo@panrotas.com.br) Pancorp/Viagens Corporativas: Beatrice Teizen Conteúdo para marcas: Thelma Lavagnoli, Vinicius Novaes e Beatriz Contelli (estagiária) Reportagem: Filip Calixto, Marcel Buono, Marcos Martins, Isabella Tagliapietra (estagiária-SP), Juliana Monaco (estagiária-SP) e Thalita Almeida (estagiária-RJ) Fotógrafos: Emerson de Souza (São Paulo) e Marluce Balbino (Rio de Janeiro) MARKETING Analista: Erica Venturim (erica@panrotas.com.br) CRIAÇÃO Aline Monteiro (aline@panrotas.com.br) Fernanda Souza (fernanda@panrotas.com.br) Pedro Moreno (pedro@panrotas.com.br) COMERCIAL Gerente: Ricardo Sidaras (rsidaras@panrotas.com.br) Executivos: Flávio Sica (sica@panrotas.com.br) João Felipe Santana (joaosantana@panrotas.com.br) Renato Sousa (rsousa@panrotas.com.br) Rene Amorim (rene@panrotas.com.br) Sônia Fonseca (sonia@panrotas.com.br) Big Data: Igor Vianna (igorvianna@panrotas.com.br) Jéssica Andrade (jessica@panrotas.com.br)

SEÇÕES 05 Editorial

Esse bicho estranho chamado confiança

06 Check-in

Valores da Wyndham e outras notícias da indústria

12 Infográfico

Os primeiros resorts do Brasil

49 LGBTravel

O Airbnb do público LGBT

56 Memória

Há dez anos Amadeus apontava tendências de consumo

60 Follow

Latam Airlines nas redes sociais

REPORTAGENS 14 a 48 Especial Seguro Viagem

Assistentes: Ítalo Henrique (italo@panrotas.com.br) Rafaela Aragão (rafaela@panrotas.com.br)

50 Os GDSs e a preparação para o NDC

FALE CONOSCO Matriz: Avenida Jabaquara, 1.761 – Saúde São Paulo - Cep: 04045-901 Tel.: (11) 2764-4800 Brasília: Flavio Trombieri (flavio@panrotas.com.br) Tel: (61) 3224-9565 Rio de Janeiro: Simone Lara (simone@panrotas.com.br) Tel: (21) 2529-2415/98873-2415 Estados Unidos: Helene Chalvire (helene@panrotas.com.br)

58 A Argentina para observação de baleias

ASSINATURAS Chefe de Assinaturas: Valderez Wallner Para assinar, ligue no (11) 2764-4816 ou acesse o site www.panrotas.com.br Assinatura anual: R$ 468 Impresso na Referência Gráfica (São Paulo/SP)

50 Especial Visit Florida, com as novidades do Aventura Mall, St. Pete/Clearwater e outros destinos do Estado

Quer ler a revista PANROTAS pelo celular? Manda um WhatsApp pra gente (11 95609-1507) ou use o QR Code ao lado. Media Partner

Associações

Parceria Estratégica

4.indd 2

10/10/2019 20:43


Editorial

CONFIANÇA, QUE MOEDA É ESSA?

N

o Turismo, já ouvimos muito falar na época em que negócios eram fechados no fio do bigode, na confiança, com um aperto de mãos. Há até pouco tempo era assim que se começava uma franquia, que se pedia um empréstimo a outra empresa, que se iniciava um negócio junto com um amigo ou alguém conhecido da indústria. E há até pouco tempo tomava-se calote e ficava-se ou calado ou sem ter o que fazer. Sim, de vez em quando um grupo se juntava e boicotava um ou outro fornecedor, mas se você não é (ou era) uma consolidadora, tinha de engolir a seco mesmo (o prejuízo). Grandes grupos também passaram a calcular riscos: essa empresa está quebrando, mas enquanto não quebra, se me der tanto de incentivo e eu vender tantos bilhetes ou pacotes, quando quebrar o prejuízo vai ser aquele menos o que ganhei durante o período turbulento e terei ganhado, e não perdido. Nossas entidades têm visto empresas quebrarem e fazem o possível para apagar incêndios (passageiros no chão), mas pouco negociam para que seus associados estejam mais amparados na hora desses verdadeiros perrengues. Confiança virou matemática e análise de risco em nosso setor. Profissionais por muitas vezes picados por cobras que

quase os mataram (e levaram alguns de seus concorrentes) estão evitando até comer linguiça, salsicha e afins... Mas e o consumidor? E quem está sempre buscando promoções na internet e se depara com preços sedutores, condições nunca antes vistas no País? Em quem confiar? Além do bom senso, em marcas, reviews, amigos e na fidelidade. E saber usar o seu poder de escolha, que não pode sempre depender de preço. Ou ao menos do menor preço. Do lado das marcas, ganhar a confiança do consumidor e dos distribuidores passa por mudar alguns paradigmas e formas antigas de se fazer negócio. Ou a justiça continuará tendo muito trabalho e não vai adiantar reclamar dos danos morais, materiais e imateriais que terão de ser reparados. A confiança mudou em seu conceito, em sua complexidade, mas continua sendo a base para a tomada de decisões. O que vale também para nós, veículos de comunicação, que não podemos somente reproduzir a versão oficial e temos a obrigação de contestar fake news e ajudar a alertar nossos leitores. Não podemos ficar em cima do muro (consumidores, distribuidores, mídia), mas cuidado na hora de pular. Um lado do fosso pode estar repleto de jacarés com dentes afiados. Ou linguiças que picam e matam.n

Artur Luiz Andrade Editor-chefe e Chief Communication Officer da PANROTAS artur@panrotas.com.br

16 a 22 de outubro de 2019 — PANROTAS

5.indd 5

5

10/10/19 20:25


Check-in

Mercado

+Lidas da semana Portal PANROTAS 1 Para onde vão as turistas da América Latina que viajam sozinhas?

2 Com Itaú, Latam Pass cria cartão

com pontos qualificáveis; entenda

3 Avião Star Wars da Latam pousa em Guarulhos; veja

4 CNT reúne principais aéreas em comemoração de 18 anos

5 Azul lança stopover de até 3 dias em São Paulo

6 Acordo entre Delta e Latam foi

intermediado por uma 3º pessoa

7 Como lidar com a depressão no Turismo? Leia no blog

8 Cobrança de RAV fica mais fácil com YuPaid Mercado

9 Flytour Gapnet tem novo diretor comercial; saiba mais

10 Presidente da Azul diz que é

Na Star

A Star Alliance apresenta uma nova equipe de executivos para representar as empresas membros no Brasil, mercado estratégico onde está baseada há 22 anos, mesmo no momento não tendo uma companhia brasileira no rol de associados. A nova coordenadora da Aliança é Flávia Romani Guerra (foto), com 24 anos de trajetória na indústria do Turismo. O conselho da aliança no País também conta com novas lideranças, com Emerson Sanglard, gerente geral da Copa Airlines no Brasil, como o novo chairman. Vera Buecker, gerente de Contas Corporativas da Tap Air Portugal, atua como vice–­chair. Annette Taeuber (Lufthansa) e Gleyson Ranieri (Air Canada) completam o time, exercendo as funções de coordenadoria comercial e financeira, respectivamente. n

positivo o negócio da Delta e Latam

Fonte: Portal PANROTAS

Mulheres que viajam sozinhas

Pesquisa da Booking.com, feita em março com quatro mil respondentes de Brasil, México, Colômbia e Argentina, sendo mil por país, com homens e mulheres de 18 a 60 anos que já realizaram pelo menos duas viagens internacionais, tentou entender para onde vão as turistas latino-americanas que decidem viajar sem companhia. Os destinos fora da América Latina são os preferidos das brasileiras (32%) e mexicanas (28%) que viajam por conta própria, enquanto argentinas (36%) e colombianas (35%) viajam mais para países dentro da América Latina. Fazendo um recorte dentro do continente, Argentina (62%), Chile (54%) e Uruguai (41%) são os países preferidos das mulheres brasileiras que viajam sozinhas. Para essas brasileiras que já viajaram para fora do país por conta própria, o principal motivo listado é a liberdade para fazer o que quiser (35%). Em seguida, elas citam a falta de companhia (22%) e oportunidades de conexão interior (18%). n

6 6 a 9.indd 6

Na Flytour Gapnet

A consolidadora Flytour Gapnet agora tem novo diretor comercial. O executivo Rodrigo Fritsche, que estava há sete anos na empresa como gerente regional Sul, foi promovido ao cargo. "Ele é uma referência pelo seu dinamismo e transmite muita credibilidade para a equipe, somando a mim e Vanessa Oliveira", comenta o diretor executivo da Flytour Gapnet, Marvio Mansur. "Este é um momento de grande alegria e satisfação. Participei de fusão e organização das estruturas e agora assumo o desafio de aumentar a produtividade, além do portfólio de produtos, com bastante consistência e resultados", adianta Fritsche. Ele responde pelo e-mail: rodrigo.fritsche@ftgp.com.br

Marvio Mansur e Rodrigo Fritzche

PANROTAS — 16 a 22 de outubro de 2019

11/10/19 12:47


Hotelaria

Valores Wyndham Céu azul, temperatura em torno dos 35ºC e umidade relativa do ar beirando um dígito receberam em Las Vegas, na primeira semana do outono nos Estados Unidos, cerca de sete mil participantes da Wyndham Global Conference. Durante três dias, a empresa americana Wyndham Hotels & Resorts apresentou seus planos para inovar e agregar valor às marcas, gerando melhor experiência para os hóspedes, mais lucros para os investidores e crescimento global. A WHR é hoje a maior rede de franquias hoteleiras e fornecedor líder de serviços de gestão de hotelaria em todo o mundo. Seu portfólio reúne 20 marcas, a maioria nos segmentos midscale e econômico, com cerca de 9,2 mil hotéis em 80 países (Brasil incluído) de seis continentes, em um total aproximado de 817 mil quartos. A companhia realiza sua convenção mundial a cada 18 meses, quando reúne os maiores executivos globais da rede, incluindo o presidente e CEO, Geoff Ballotti; hoteleiros, entre gerentes gerais e proprietários; investidores, já que cerca de 95% dos hotéis da WHR são franquias; e fornecedores de produtos da área de hospitalidade, os principais patrocinadores do evento. Desta vez o cenário foi o Mandalay Bay Resort & Casino, do grupo MGM Resorts, no extremo sul da Strip, como é conhecido o trepidante Las Vegas Boulevard. “O slogan ‘We make hotel travel possible for all’ (em tradução livre,‘nós fazemos com que todos possam se hospedar em um hotel’) é também um objetivo”, diz Ballotti. “Queremos ser o fornecedor líder com a melhor relação custo x benefício para proprietários e investiGeoff Ballotti dores, e para os hóspedes. Estamos inovando nas áreas de qualidade e design, gerando eficiência e melhores experiências. Com isso, crescem os franqueados e cresce a Wyndham”, diz o CEO. Dentro do plano de democratizar a hospedagem em hotéis, marcas econômicas tiveram áreas comuns e

Por Carla Lencastre, especial para a PANROTAS – Las Vegas (EUA)

quartos redesenhados, como Super8, Howard Johnson (uma das mais fortes da empresa, lançada em 1954) e Days Inn, e, também a midscale Wyndham Garden, com três unidades no Estado de São Paulo. A mudança mais significativa é na Days Inn, marca que completa 50 anos em 2020 e está em mais de 1,8 mil hotéis, a maioria nos Estados Unidos. No Brasil, há uma unidade no Rio de Janeiro, no centro da cidade. A nova paleta de cores é mais clara, luminosa e vibrante, inspirada no sol nascente que faz parte do logotipo. Para o hóspede, a ideia é melhorar a experiência mantendo o preço acessível. Para os investidores, segundo a empresa, os novos projetos diminuem os custos de construção e aumentam a eficiência. De um modo geral, a Wyndham está priorizando construção de novos hotéis, e não conversões, para facilitar a adoção dos padrões atualizados de design. “Novas construções são oportunidade de levar a marca ao lugar em que ela precisa estar, do jeito que a gente quer”, diz o vice-presidente executivo e diretor de Desenvolvimento para a América do Norte, Chip Ohlsson. “O investidor economiza. Construímos dezenas de hotéis. Sabemos evitar erros que custam caro e entregamos um produto consistente”. BRASIL Já no Brasil, a realidade é um pouco diferente e há projetos de adaptação a caminho. “Trabalhamos com 50% de novos projetos e 50% de conversões”, diz o presidente e diretor geral de América Latina e Caribe, Alejandro Moreno. “Ainda temos oportunidades no Brasil de converter hotéis para as nossas marcas e não vamos abrir mão destas possibilidades”. O redesenho é também de nome dos produtos. Todas as 20 marcas da rede agora estão associadas à Wyndham, em uma das maiores operações mundiais de alteração de nome. Ramada, por exemplo, uma marca forte em todo o mundo e presente em oito cidades brasileiras, incluindo São Paulo e Rio de Janeiro, agora é Ramada by Wyndham. Tryp, com duas unidades no Estado de São Paulo e uma em Belo Horizonte, é Tryp by Wyndham. Os hoteleiros são estimulados a ter um novo letreiro com o nome seguido do sobrenome Wyndham. “O endosso com o nome Wyndham vai fortalecer as marcas e gerar mais retorno para os investidores”,

Alejandro Moreno

16 a 22 de outubro de 2019 — PANROTAS

6 a 9.indd 7

7

11/10/19 12:47


afirma a vice-presidente executiva e diretora de Marketing da rede, Lisa Checchio. A área digital é outra a passar por mudanças. Para o viajante hoje, internet rápida é tão importante Lisa Checchio quanto água quente. A Wyndham lançou na convenção mundial um novo serviço, o Wyndham Wi-Fi: “Estamos anunciando novas soluções de internet com os menores custos do mercado e encorajamos os franqueados a adotá-lo o quanto antes”, conta Lisa Checchio. “Oferecemos soluções para todos os problemas de internet que podem surgir em um hotel. Ter todas as franquias assinando este serviço de qualidade é um desafio que vai mudar o jogo”, destaca o vice-presidente executivo e diretor de Comunicação, Scott Strickland. MOBILE A Wyndham apresentou também o design do novo aplicativo de reservas para celular. O app, no momento em fase de testes, deve ser lançado em meados de 2020. “Com o aplicativo, vamos transformar a experiência do hóspede e esperamos aumento significativo da quantidade de reservas”, adianta Jessica Davidson, vice-presidente sênior para a área digital. “O app vai funcionar como chave para o quarto, englobando esta tendência na hotelaria. Como a maioria dos projetos é em novas construções, será fácil implementar quartos sem chave”. “O app será mais uma maneira de fidelizar nossos clientes e vai facilitar o resgate de pontos”, ressalta o vice-presidente sênior de Fidelidade Global e Parcerias, Eliot Hamlisch. FIDELIDADE O premiado Wyndham Rewards tem hoje o expressivo número de 77 milhões de membros em todo o mundo. Lisa Checchio destacou o crescimento do programa de fidelidade, modificado recentemente: “Nos últimos cinco meses, recebemos 20 milhões de novos membros e a taxa de ocupação dos hotéis na América do Norte cresceu 40%. E pretendemos crescer mais”.

8 6 a 9.indd 8

A Wyndham é também a líder de franquias na Grande China, que engloba Hong Kong e Taiwan. Esta região é o grande destaque como mercado em expansão. Leo Liu, presidente e diretor geral para a China, detalha os planos ambiciosos para os próximos três anos: “Pretendemos abrir mais 500 hotéis no país. O objetivo é chegar a duas mil unidades até o final de 2022. A China se tornou o principal mercado para a Wyndham fora dos EUA. Temos a maior rede Ramada fora dos Estados Unidos. Em 2020, será aberto o maior Ramada Encore do mundo em Chongli, perto de Pequim, sede dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2022. Temos uma classe média crescendo e o potencial doméstico é imenso”, diz Leo Liu. Leo Liu A Wyndham está se expandindo rapidamente no Sudeste Asiático e na região do Pacífico Sul. Ainda este ano, serão abertos três hotéis na Tailândia, hoje com 11 propriedades, e o objetivo é dobrar o portfólio. A Coreia do Sul ultrapassou recentemente os 40 hotéis, com três novos Ramada, a marca mais forte da Wyndham. Joon Aui Ooi, presidente e diretor de Sudeste da Ásia e Pacífico, conta que o portfólio regional mais do que dobrou: “Estamos com 150 hotéis e há oportunidades para outras marcas. No Vietnã, com apenas dois hotéis da rede, há projetos que vão totalizar mais de dez mil novos quartos. Na Austrália e na Noza Zelândia estamos hoje com 40 hotéis e vamos dobrar o número. Este ano tivemos a estreia da Wyndham Garden na Austrália e Days Inn na Nova Zelândia”, diz Joon Aui Ooi. Na América Latina e no Caribe, os planos também são de crescimento: “Fecharemos o ano com 250 hotéis, diz Alejandro Moreno. “Para 2020, vamos a 300”. Os hotéis da região receberam diversos prêmios de desenvolvimento durante o evento. Um dos reconhecidos foi o Wyndham Gramado Termas Resort & Spa, sociedade do GR Group e do Gramado Parks, que ganhou o prêmio de melhor projeto do ano no segmento upscale. n A PANROTAS viajou a convite da Wyndham Hotels & Resorts, com proteção GTA

PANROTAS — 16 a 22 de outubro de 2019

10/10/2019 20:12


Corporativo

+Lidas Pancorp 1 Conheça as 10 tendências do

Travel Leaders no Brasil A Avipam lançou oficialmente a sua parceria global com a Travel Leaders, durante evento no Palácio Tangará, em São Paulo. Agora a TMC passa a ser franqueada do grupo no Brasil. A Travel Leaders está presente em 93 países com 52 mil consultores de viagens. “Temos a honra de sermos agora franqueados da Travel Leaders no Brasil. Já participamos de dois eventos em Washington, para conhecer os produtos, e também acabamos de chegar de Cancun, onde aconteceu a reunião latinoamericana do grupo”, comenta o presidente da Avipam, Antonio Fernando Slomp. “Há uma sinergia entre as duas empresas. O que nos atraiu muito foi a

valorização do serviço, pois a Travel Leaders é focada no atendimento. Além disso, há tecnologias mais amigáveis e simples, com plataforma de última geração.” Durante o evento, foi adiantado que a intenção é trazer também a parte de lazer e TMCs ao Brasil. “Para nós é um marco na história da Avipam e um marco para o atual momento da empresa. Estamos muito felizes”, ressalta o diretor corporativo, Peterson Prado. n

novo viajante de negócios

2 Setor de viagens corporativas

atinge R$ 4,5 bilhões em julho

3 Lufthansa Group e Voom

anunciam parceria no Brasil

4 Avipam comemora acordo

global com a Travel Leaders

5 Como ir além da

sustentabilidade na realização de eventos

6 Tour House altera estrutura de atendimento; veja como fica

7 O que empresas e

pessoas buscam na era da experiência?

8 Avipam realiza evento para

lançar parceria com a Travel Leaders

9 Executivos da Matcher participam de feiras internacionais

10 Gestores e empresas têm de se adaptar a novo cenário global

Peterson Prado, Fernando Slomp, Carina Fernandez e Angeles Yugdar

Fonte: PANCORP

Latam Pass e Itaú

O programa Latam Pass (substituto do Multiplus) lançou um novo produto direcionado a clientes do banco Itaú. O cartão Latam Pass – que unifica a base de clientes do Multiplus Itaucard e do Latam Itaucard – além de fazer as funções tradicionais de um cartão de crédito, concede acesso a salas Vip, cupons de upgrade de classe em voos internacionais e possibilidade de anuidade grátis. "Entre as inúmeras entregas que a Latam tem realizado aos seus clientes durante 2019, desen-

volvemos o novo cartão com o Itaú, conectado à nova proposta do Latam Pass, agora muito focado no resgate aéreo e na simplicidade", diz o diretor do Latam Pass no Brasil, Fabricio Angelin. "Nele, a principal novidade é a que uma parte do valor da fatura será convertido para pontos qualificáveis, responsáveis pelo upgrade de categoria aérea. Com o cartão também, o upgrade acontece já no processamento dos pontos ao se atingir a meta, independentemente da época do ano", completa. n

Fernando Amaral, do Itaú, e Fabrício Angelin, do Latam Pass

16 a 22 de outubro de 2019 — PANROTAS

6 a 9.indd 9

9

10/10/2019 20:12


Foto: flickr.com/ elvert barnes

Um dos murais de Kobra em NY: 21st Street com 8th Avenue

KOBRA, VAN GOGH E CIA: AS OBRAS DE ARTE EM NOVA YORK Engana-se quem acredita que as obras de arte em Nova York estão guardadas apenas nos museus ou nas principais galerias. Isso porque durante um simples passeio pela metrópole – melhor ainda se for a pé – é possível ver o trabalho de alguns nomes do street art do mundo, por exemplo. Um deles é o de Eduardo Kobra, um paulistano de traços inconfundíveis, que foi eleito uma das personalidades de 2018 pelo guia cultural Time Out. A United Airlines, inclusive, ajudou a viabilizar o projeto de galeria a céu aberto devido a uma parceria realizada com o artista. Kobra tem sua arte impressa em mais de 15 endereços da cidade e uma das mais famosas talvez seja a homenagem feita aos bombeiros que trabalharam no resgate às vítimas do atentado de 11 de setembro às torres gêmeas. Chamada de The Braves of 9/11, a pintura traz um bombeiro de cabeça baixa, ajoelhado, e é inspirada em uma fotografia. Ela fica em um prédio da 49th St., perto da 3rd Avenue. A parceria do artista com a United Airlines teve início com a criação de uma obra em homenagem aos 25 anos da companhia no Brasil, que foi doada para o GRAACC, e posteriormente leiloada para arrecadar fundos para a instituição. Outra obra famosa de Kobra coloca frente a frente Madre Teresa de Calcutá e Mahatma Gandhi em um mural no Chelsea Square Market. Michael Jackson também foi personagem do mural batizado de Black or White, que registra duas fases da vida do astro da música: jovem e negro e mais velho e branco. Banksy, Buff Monster, Beau Stanton e os brasileiros Gustavo e Otávio Pandolfo, conhecido como Os Gêmeos, também possuem seus trabalhos em 10 publi-united.indd 10

alguns dos muros de Nova York. Agora, quando se fala em museu, o destaque é o MoMA (Museu de Arte Moderna), que não pode ficar de fora da lista de quem procura arte pela metrópole. O espaço abriga obras de Pablo Picasso, Vincent van Gogh, Paul Gauguin, Salvador Dalí, Miró, August Rodin, entre outros grandes nomes – destaque para os quadros Noite Estrelada, Les Demoiselles d’Avignon, Noite e a Terra e A Persistência da Memória. Por si só o museu já vale uma visita, mas outro fato que você deverá levar muito em conta é que o MoMA reabre em outubro depois de ter ficado fechado por quatro meses para reforma. Ou seja: se você já o visitou no passado, vale um retorno. Isso porque o espaço foi ampliado e, agora, conta com mais de 3,7 mil metros quadrados para exposições. O projeto de reforma foi além de criar galerias e espaços para apresentações e eventos: o novo MoMA quer promover o diálogo entre as diferentes formas de artes visuais, pinturas, escultura, fotografia, design e arquitetura. Além disso, um inovador laboratório de criatividade convida os visitantes a se conectarem com a arte que explora novas ideias sobre o presente, passado e futuro. Também foram construídas galerias no nível da rua, que conectam o museu às avenidas do centro de Manhattan. E, falando nas ruas de Manhattan, a outra dica para quem gosta de artes mais ousadas fica no Hudson Yard, um complexo com escritórios, shoppings, restaurantes, residências. Trata-se de The Vessel, obra assinada pelo arquiteto inglês Thomas Heatherwick.

PANROTAS — 16 a 22 de outubro de 2019

10/10/19 20:24


PATROCINADO

Arte de Corinne Antonelli no Boeing 757 traz imagens icônicas Nova York e Nova Jersey

Feito em concreto e aço, o prédio possui 154 lances de escadas interconectadas, mais de dois mil degraus e 46 metros de altura, o equivalente a um prédio de 15 andares. Sim, a subida é um grande exercício. Mas no final a bela vista para o rio Hudson e para a cidade compensa. O padrão na estrutura da obra de Heatherwick faz uma alusão aos desenhos do artista gráfico holandês Escher, apesar de cada pessoa ver algo diferente no seu formato atípico: um favo de mel, uma estrutura de escalada ou o que mais conseguir imaginar. ARTE NAS ALTURAS E para homenagear a região de Nova York e Nova Jersey, a United Airlines apresentou recentemente a nova pintura de uma de suas aeronaves. Feita pela artista Corinne Antonelli em um Boeing 757, a arte traz imagens icônicas dos dois Estados, incluindo o histórico Red Mill, em Nova Jersey, o horizonte da cidade de Nova York e a Estátua da Liberdade, além de um globo sinalizando a conectividade mundial da companhia. O projeto da artista foi escolhido durante o Her Art Here, concurso promovido pela empresa que deu às artistas mulheres da região a chance de usar uma aeronave como tela. n

Cabine Premium Plus

MAIS CONFORTO ENTRE SÃO PAULO E NOVA YORK A maior aeronave da United Airlines estará na rota entre o aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, e Nova York/Newark entre os dias 3 de dezembro e 27 de março de 2020 com seu voo diário e direto entre as duas cidades. Além do aumento na oferta de assentos, o Boeing 777-300 conta ainda com a nova cabine United Premium Plus, com disponibilidade de 24 assentos. A novidade oferecerá experiência gastronômica de alto nível, servidas em louça personalizada com talheres e guardanapo de pano. De acompanhamento, bebidas alcoólicas e refrigerantes gratuitos. Já os assentos ficam mais perto da parte dianteira da aeronave e são mais amplos e confortáveis, feitos de material acolchoado. Manta e travesseiro da Saks Fifth Avenue também serão oferecidos. Além disso, passageiros que viajarem na cabine United Premium Plus terão embarque prioritário e Premier Access check-in. O Boeing 777-300 também conta com a cabine United Polaris, que apresenta uma experiência premium de verdade em classe executiva. Seus assentos foram ergonomicamente desenvolvidos, possuem acesso direto ao corredor e se convertem em uma cama com inclinação 180 graus de até 2.01 metros. A equipe da United redefiniu o conceito da experiência de refeição a bordo, desenvolvendo criações normalmente encontradas em restaurantes premiados. A cabine ainda oferece amenity kits Sunday Riley e roupa de cama da Saks Fifth Avenue. O conceito da United Polaris é oferecer um novo nível de qualidade em cada aspecto da viagem – do lounge ao pouso. Por falar em lounge, a companhia também disponibiliza o lounge United Polaris, refúgios para os clientes em cabines premium em voos internacionais de longa duração. Os espaços foram criados para oferecer a melhor experiência de viagem, com poltronas confortáveis, áreas reservadas para relaxamento, instalações de banho, excelência de serviço e conveniências personalizadas, que ajudam os passageiros a relaxarem antes ou depois de um voo longo. O lounge United Polaris está localizado no Terminal C do aeroporto de Newark.

Classe executiva United Polaris

16 a 22 de outubro de 2019 — PANROTAS

publi-united.indd 11

11

10/10/19 20:24


Infográfico

Os primeiros

resorts do País 1940

GRANDE HOTEL SÃO PEDRO

1944

GRANDE HOTEL CAMPOS DO JORDÃO

1944

TROPICAL ARAXÁ SPA & RESORT EXPERIENCE

1958

TROPICAL DAS CATARATAS ECO RESORT & EXPERIENCE

1968

TERMAS DE JUREMA RESORT

1972

PLAZA ITAPEMA RESORT

1973

THE ROYAL PALM PLAZA

1973

BOURBON RESORT & CONVENTION

1974

CASA GRANDE HOTEL RESORT & SPA

1976

TROPICAL EXPERIENCE

1977

RIO QUENTE RESORTS

1979

CLUB MÉDITERRANÉE ITAPARICA

1979

JATIÚCA RESORT

1980

12 12 e 13.indd 12

Confira levantamento da Resorts Brasil, com as primeiras inaugurações do setor (somente associados)

AGUATIVA RESORTS

PANROTAS — 16 a 22 de outubro de 2019

10/10/19 20:23


1981

RESORT & SPA PLAZA CALDAS DA IMPERATRIZ

1984

VACANCE RESORT

1985

PRAIA DO FORTE ECO-RESORT

1987

PORTOBELLO RESORT SAFÁRI

1989

TRANSAMÉRICA COMANDATUBA

1989

VENTACLUB PRATAGY

1989

CLUB MÉDITERRANÉE RIO DAS PEDRAS

1989 COSTÃO DO SANTINHO RESORT 1990

ARRAIAL D’AJUDA ECO RESORT

1990 CANA BRAVA RESORT 1990 OÁSIS ATLÂNTICO PRAIA DAS FONTES 1992 VENTACLUB SERRAMBI 1996 BEACH PARK SUITE RESORT

1996

MABU THERMAS & RESORTS

1997

BLUE TREE PARK CABO

2000 COSTA DO SAUÍPE 2001

PESTANA NATAL BEACH RESORT Fonte: Resorts Brasil

16 a 22 de outubro de 2019 — PANROTAS

12 e 13.indd 13

13

10/10/19 20:23


Especial Seguro Viagem Marcel Buono

O VALOR DA TRANQUILIDADE Em média, um seguro viagem equivale a cerca de 2% ou 3% do orçamento de um viajante dentro dos seus planos de férias. E se dizem que tranquilidade não tem preço, no Turismo ela não só tem, como é bastante acessível. Mesmo assim, muitos turistas ainda viajam sem este produto na bagagem, seja por falta de conhecimento, seja por uma ilusória falta de necessidade. Afinal, ninguém acha que algo coisa ruim acontecerá durante seus tão aguardados e planejados momentos de lazer. Porém, todos sabemos que a vida real não funciona baseada em achismos, e acidentes ou enfermidades podem acontecer para qualquer um, em qualquer lugar e a qualquer hora. Então por que tanta gente ainda demonstra resistência em contratar o serviço? A PANROTAS conversou com gerentes, diretores e presidentes das principais empresas de seguro viagem do Brasil para entender qual a visão deles sobre o segmento. Quais as tendências do mercado? O que buscam os clientes? Quais as obrigações da seguradora? Como lidar com grávidas? Esportistas radicais? Motociclistas? A telemedicina e os seguros para pets vieram para ficar? Qual a abordagem ideal que um agente de viagens deve ter ao oferecer o produto? Qual o custo-benefício de contratar a assistência? Valéria Pereira (Affinity), Cláudia Brito (April Brasil), Alexandre Camargo (Assist Card), Marcelo Cohen (Belvitur), Celso Guelfi (GTA), Eduardo Aoki (Intermac), Ana Carolina Carvalho (Seleto), Renato Dassan (Travel Ace) e Rafael Turra (Vital Card) responderam a estas questões, deram dicas e ainda compararam este mercado repleto de oportunidades atualmente e em outros tempos. Para conferir o que cada um deles pensa e todas as dicas, mergulhe nas páginas a seguir.

14 abre.indd 14

PANROTAS — 16 a 22 de outubro de 2019

10/10/2019 20:13


Tendências do mercado

AFFINITY – Valéria Pereira, gerente de Produtos É um mercado que está em um fluxo constante de ajustes. O objetivo é ter um passageiro muito mais consciente e informado na hora de adquirir o seguro viagem. Além disso, existe hoje uma grande preocupação com a venda direcionada de acordo com o destino e o tipo da viagem.

APRIL – Claudia Brito, diretora comercial O viajante quer ter cada vez menos trabalho para planejar a sua viagem, mas visa a uma experiência muito mais completa durante as suas férias. Por isso, é necessário conhecer a fundo o comportamento do consumidor para apresentar soluções personalizadas que atendam às demandas individuais e que sejam de fácil contratação. A praticidade está no topo da prioridade dos passageiros e, por isso, não só a contratação deve ser simples, mas também a forma como ele pode contatar o seguro. Ao mesmo tempo, a tecnologia tem que fazer parte de todas as etapas, porque é assim que as pessoas descobrem e querem usar os produtos. É preciso estar onde o consumidor mais marca presença, oferecendo soluções inteligentes para ganhar espaço.

ASSIST CARD – Alexandre Camargo, country manager Eu destacaria três tendências importantes: a primeira é a conscientização do brasileiro sobre a importância de viajar segurado. A segunda é a facilidade para comprar, uma vez que adquirir um seguro viagem será cada vez mais fácil. As integrações de webservice estão permitindo uma profunda revolução no modelo de compras, com o passageiro já podendo adquirir o seguro em uma agência tradicional ou on-line, corretora, ou por meio do seu programa de milhas, plano de saúde e até pelo aplicativo do seu banco. Já a terceira está relacionada com o uso em si. Nossos investimentos em tecnologia e serviços digitais vão além da assistência médica. Quem baixa nosso aplicativo tem acesso ao Loop, um sistema que permite ao passageiro apontar o celular para um monumento e receber imediatamente informações sobre aquele ponto turístico. Esta tendência de ter o seguro na palma da mão veio para ficar.

BELVITUR – Marcelo Cohen, diretor Considero uma tendência o atendimento por telemedicina, que é um serviço de assistência médica remota que permite fazer uma chamada de vídeo com um médico ou pediatra de qualquer lugar e a qualquer momento. De tal modo, o profissional atende à chamada como uma consulta médica tradicional, fornecendo um diagnóstico para oferecer ao passageiro a melhor solução em relação à ocorrência médica.

16 a 22 de outubro de 2019 — PANROTAS

abre.indd 15

15

10/10/2019 20:13


GTA – Celso Guelfi, presidente A tendência é o brasileiro criar a cultura de colocar no seu pacote o produto seguro viagem e os planos se moldarem às novas exigências. Hoje, temos apenas 35% dos brasileiros viajando com a proteção de um seguro viagem, o que indica um grande potencial de vendas para o Brasil.

INTERMAC – Eduardo Aoki, CEO As principais tendências do seguro viagem são exatamente o que a Intermac em co-gestão com a CHUBB vem fazendo. Precificar de acordo com destino e faixa de idade, além de ter diferenciais no atendimento, como a telemedicina e serviços especiais, como atendimento especial a idosos.

SELETO (FLYTOUR) – Ana Carolina Carvalho, gestora de Produtos Existem alguns fatores determinantes para a alavancagem do produto no mercado, assegurando um incremento na taxa de conversão: inovação tecnológica e flexibilização de processos. A inovação tecnológica tem seu papel para a prestação de serviço e o atendimento de alta qualidade ao segurado, enquanto a flexibilidade e o dinamismo valem para a criação de produtos mediante o perfil de cada cliente ou segmento de mercado.

TRAVEL ACE – Renato Dassan, gerente nacional A principal tendência é a personalização dos produtos, tendo em vista destino, faixa etária, perfil da viagem, se é de lazer ou corporativa, além da duração.

16 abre.indd 16

VITAL CARD – Rafael Turra, diretor Transformar a experiência do usuário em algo mais fácil e amigável, com uso de novas tecnologias e se adaptando ao que as pessoas utilizam. Na prática, o segurado não quer mais acionar o seguro pelo telefone, mas sim pelo WhatsApp. Ele também não quer mais enviar documentos para reembolso por correio, mas fazer todo o processo pelo celular e da forma mais fácil possível. Acreditamos que, cada vez mais, o agente de viagens deve conhecer o produto e estar preparado para orientar e esclarecer dúvidas, pois o cliente tem acesso a infinitas informações pela internet. Cabe ao agente de viagens orientar quais são as informações certas e acrescentar outras baseadas na experiência adquirida profissionalmente, assim, passa segurança ao passageiro na hora de escolher o produto mais adequado ao perfil.

PANROTAS — 16 a 22 de outubro de 2019

10/10/2019 20:13


O que buscam os clientes? AFFINITY – Valéria Pereira, gerente de Produtos A tranquilidade de realizar a viagem planejada, sem aborrecimentos, com a certeza da proteção da empresa escolhida. APRIL – Claudia Brito, diretora comercial O principal motivo para a contratação do seguro viagem ainda são as despesas médicas e hospitalares. O viajante acredita que qualquer eventualidade com a sua saúde ou de sua família durante uma viagem ao Exterior pode sair muito cara. ASSIST CARD – Alexandre Camargo, country manager Quem acha que o viajante busca apenas preço está enganado. Obviamente o preço é um item importante, mas ao estar mais consciente da importância do seguro, o brasileiro já busca por produtos com coberturas mais elevadas. Ou seja, ele não se importa de pagar um pouco mais caro para ter uma cobertura melhor. Se você entrar em nossa página na internet, perceberá que já não vendemos mais o produto básico, com cobertura de US$ 35 mil. A menor cobertura oferecida atualmente é de US$ 60 mil, sendo que a mais vendida é de US$ 150 mil. BELVITUR – Marcelo Cohen, diretor A maior procura é por assistência médica hospitalar com acesso a redes de atendimento da seguradora e cobertura para extravio e danos às bagagens. Em geral, esta também é a cobertura mais acionada.

TRAVEL ACE – Renato Dassan, gerente nacional Procuram uma empresa que ofereça segurança e tranquilidade na hora de uma situação adversa, e a Travel Ace, por meio de sua rede própria, consegue atender ao viajante da melhor maneira possível. VITAL CARD – Rafael Turra, diretor Além das coberturas convencionais do seguro viagem, as pessoas buscam confiança, praticidade, facilidade, qualidade no serviço e empatia. Ninguém quer ser pego de surpresa e descobrir que não tinha determinada cobertura apenas quando precisar usar. Ou ainda, ter de estudar muito um produto para saber como funciona. Os turistas desejam que o processo seja fácil, sem surpresas e que quando precisarem utilizar o seguro, do outro lado da linha tenha uma pessoa empática com sua situação e que faça tudo para solucionar o imprevisto. Somado a isso, eles querem que a utilização se dê por meio de tecnologias presentes no dia a dia, como o WhatsApp. Tudo isso pode ser encontrado na Vital Card.

Quais as obrigações da seguradora?

GTA – Celso Guelfi, presidente Ao comprar um seguro viagem, o cliente pensa primeiro na sua saúde em caso de acidente ou enfermidade. A maioria dos passageiros sabe que os custos para um atendimento médico no Exterior são muito altos, por este motivo, em primeiro lugar, consideram a cobertura médica por acidente e enfermidade.

AFFINITY – Valéria Pereira, gerente de Produtos Existem as coberturas obrigatórias pela Susep, que são as despesas médicas, hospitalares e odontológicas em casos de urgências e emergências, o traslado médico, a repatriação sanitária, o traslado de corpo, a morte acidental e a invalidez permanente ocorrida durante o período contratado.

INTERMAC – Eduardo Aoki, CEO Quando busca um seguro viagem o passageiro quer um custo-benefício dentro do produto, uma boa tarifa com um bom serviço, além de uma seguradora de renome, que possa garantir o atendimento no Exterior e os reembolsos.

APRIL – Claudia Brito, diretora comercial De acordo com as regras da Susep, o seguro viagem deve obrigatoriamente oferecer coberturas para despesas médicas, hospitalares e odontológicas, repatriações, seguro por morte e invalidez permanente.

SELETO (FLYTOUR) – Ana Carolina Carvalho, gestora de Produtos Os passageiros buscam por preço, na maioria das vezes por desconhecerem a necessidade ou por não pensarem que possa acontecer algo inesperado na viagem. Neste cenário, trabalhamos para ofertar uma venda consultiva, garantindo um produto de qualidade, com segurança e preços competitivos.

ASSIST CARD – Alexandre Camargo, country manager A Susep determina como obrigatórias as coberturas médicas de traslados e repatriações. Mas no nosso entendimento, vamos além. Temos que trabalhar pela satisfação dos nossos clientes, mesmo quando algumas coberturas não dependem apenas dos nossos esforços. Extravio de bagagem, por exemplo. Esta não é uma cobertura obrigatória, mas todos oferecem. O ponto é: o que as empresas de assistência fazem na

16 a 22 de outubro de 2019 — PANROTAS

abre.indd 17

17

11/10/19 12:49


prática para ajudar a encontrar uma mala perdida? A Assist Card não se limita a dar a desculpa de que o rastreio é obrigação da companhia aérea. Nós assinamos contrato com uma empresa americana especializada em rastreio de bagagens e nos comprometemos a encontrar e devolver as extraviadas em até 96 horas. Em alguns países, onde a regulamentação nos permite, como a Argentina, indenizamos o passageiro em até US$ 2 mil caso a bagagem não seja encontrada durante o período. BELVITUR – Marcelo Cohen, diretor De acordo com as normas da Susep, os planos de seguro viagem devem ofertar pelo menos uma das seguintes coberturas básicas: despesas médicas, hospitalares e odontológicas, traslado de corpo, regresso sanitário, traslado médico, morte em viagem, morte acidental em viagem e invalidez permanente total ou parcial por acidente em viagem. No caso de viagem ao Exterior, é obrigatória a contratação das coberturas despesas médicas, hospitalares e odontológicas, traslado de corpo, regresso sanitário e traslado médico. GTA – Celso Guelfi, presidente A normativa 315 da Susep estabelece as seguintes coberturas como sendo obrigatórias para o atendimento de urgência e emergência: despesas médicas, hospitalares e/ou odontológicas; traslado do corpo; regresso sanitário; e cobertura de doenças pré-existentes. Para garantir uma maior cobertura, as empresas incluem vários benefícios que são facultativos em relação à normativa 315, como casos de cancelamento de viagem, despesas com funeral, seguro bagagem, regresso antecipado, entre outros. INTERMAC – Eduardo Aoki, CEO Seguir as normas e diretrizes da Susep, com padrões internacionais. Hoje as empresas do setor têm que possuir parcerias com seguradoras de ponta, além de demonstrar solidez e credibilidade SELETO (FLYTOUR) – Ana Carolina Carvalho, gestora de Produtos O Seleto criou produtos para dar cobertura a seus passageiros seguindo as normas e diretrizes da regulação da Susep. Todos os passageiros estão cobertos de acordo com a CNSP 315. TRAVEL ACE – Renato Dassan, gerente nacional De acordo com a Susep, é obrigatória a cobertura de despesas médicas e hospitalares, translado e repatriação. Contudo, pensamos no bem-estar dos clientes e oferecemos outros benefícios, como proteção contra extravio e danos de bagagens, despesas farmacêuticas, entre outras coberturas.

18 abre.indd 18

VITAL CARD – Rafael Turra, diretor O seguro viagem internacional deve, obrigatoriamente, cobrir despesas médicas e hospitalares, traslado de corpo, regresso sanitário e traslado médico, enquanto o nacional deve cobrir pelo menos uma das seguintes coberturas: despesas médicas e hospitalares, traslado de corpo, regresso sanitário e traslado médico, morte em viagem, morte acidental em viagem e invalidez permanente total ou parcial. As despesas médicas e hospitalares cobrirão apenas doenças ou acidentes ocorridos na viagem em caráter súbito e agudo, cobrindo a estabilização de quadros de urgência e emergência para episódios de crise ocasionados por doença preexistente ou crônica.

Telemedicina? Seguro para pets? Como avaliar essas novidades? AFFINITY – Valéria Pereira, gerente de Produtos A telemedicina é uma evolução no atendimento, principalmente para os Estados Unidos. Ela consegue agilizar a resposta ao passageiro, que poderá ser atendido durante o seu passeio sem perder tempo, aguardando o médico no hotel ou no hospital. APRIL – Claudia Brito, diretora comercial Analisamos bem a cobertura para pets que incluímos no nosso produto VIP. Essa cobertura é somente por reembolso, válida para cães e gatos, visto que nem todos os passageiros demandam esse tipo de benefício. Também verificamos ser importante essa oferta complementar, pois temos cada vez mais casos de pessoas que viajam com seus animais de estimação. Em relação à telemedicina, acredito ser um benefício excelente após a aprovação de todos os órgãos brasileiros, principalmente para a área médica. ASSIST CARD – Alexandre Camargo, country manager Em 2017, quando ninguém falava em telemedicina, fomos os primeiros a lançar atendimento médico por vídeoconferência. Hoje já vemos muitas empresas começando a seguir os nossos passos. Não tenho dúvidas que é uma tendência que vem para ficar. Sobre o produto para pets, lançamos há dois meses na Argentina e estamos preparando uma proposta para submeter à Susep no Brasil.

PANROTAS — 16 a 22 de outubro de 2019

11/10/19 12:49


BELVITUR – Marcelo Cohen, diretor Os produtos que incluem a cobertura de telemedicina têm sido uma boa alternativa para os passageiros que possuem uma eventualidade mais branda e podem ter esse tipo de atendimento. Temos boas experiências com nossos clientes que já acionaram o produto. Seguro para pets ainda não são usuais, mas acreditamos ser um nicho para abrangência de mercado. GTA – Celso Guelfi, presidente A telemedicina surgiu para simplificar o atendimento de muitos turistas que estão com uma enfermidade simples e que não exige o deslocamento para uma clínica ou hospital. Isso garante agilidade ao falar com um profissional que poderá recomendar a medicação correta para o turista não perder seu tempo de lazer. Já a assistência para pets conta com mais de três mil apólices vendidas desde o seu lançamento na GTA. Em uma matéria publicada pela Gazeta do Povo, o Brasil fechou o ano de 2018 como o segundo maior mercado pet do mundo, registrando um faturamento de R$ 20 bilhões. Sinal de que os animais de estimação precisam de cuidado. INTERMAC – Eduardo Aoki, CEO O Intermac possui um serviço de telemedicina um pouco diferente dos demais players. Temos acordo com empresas nos cinco continentes e não somente com uma companhia. Isso facilita o atendimento na hora da prescrição de receitas médicas, que variam de um país para o outro. Quanto à assistência Pet, fomos os pioneiros a lançar esse serviço há dez anos. SELETO (FLYTOUR) – Ana Carolina Carvalho, gestora de Produtos São tendências provenientes do mercado de saúde e entendemos que, em um determinado prazo, todos se adequarão a essa necessidade dos clientes. O Seleto apoia as iniciativas e iremos implementá-las em breve aos nossos serviços. TRAVEL ACE – Renato Dassan, gerente nacional A telemedicina vem para acompanhar o avanço tecnológico e dar cada vez mais conforto e segurança ao cliente na hora de utilizar nossos serviços. Em relação ao serviço pet, ainda não é algo visto como uma cobertura principal pelo público de viagens. VITAL CARD – Rafael Turra, diretor A telemedicina já é uma realidade em vários lugares do mundo, como Estados Unidos e Europa. Nossos segurados já podem solicitar o serviço no âmbito internacional, a depender da situação. A solução está sendo muito bem aceita, uma vez que não precisa ter nenhum aplicativo previamente instalado. O cliente apenas receberá um link para acesso à sala virtual. Hoje, o viajante busca essa facilidade de ter acesso ao serviço na palma da mão em poucos minutos, sem sair

do hotel. Claro que o serviço é só uma opção dada ao cliente e ele poderá optar pelo atendimento médico presencial ou pelo deslocamento até clínicas e hospitais. Quanto ao seguro para pets, anos atrás produtos foram lançados e saíram da prateleira por baixíssima demanda. Hoje, a demanda ainda é muito incipiente, com poucos dados para se formatar um produto de qualidade e que ofereça rede credenciada mundialmente. Existem opções no mercado, mas que se limitam a oferecer apenas um reembolso para um gasto, com cobertura baixíssima. Acreditamos que ainda é necessário amadurecimento de mercado e demanda para um produto que atenda às reais necessidade do passageiro com seu animal de estimação.

Qual a abordagem ideal pelo agente de viagens? AFFINITY – Valéria Pereira, gerente de Produtos Deve-se abordar a prevenção dos riscos e conscientizar o turista em relação à importância do seguro para uma viagem, principalmente por conta dos custos envolvidos. APRIL – Claudia Brito, diretora comercial Primeiramente, o agente de viagens deve entender a necessidade do seu passageiro. Para isso, é importante que o profissional verifique o perfil do viajante e combine isso ao destino. Assim, poderá indicar o produto mais adequado para aquela viagem. É fundamental argumentar sobre como o item pode preservar a integridade financeira do passageiro, pois auxilia não só em urgência e emergência médica, mas em diferentes tipos de imprevistos, como extravio de bagagens, interrupção de viagem, cancelamento de voo, entre outros. ASSIST CARD – Alexandre Camargo, country manager Recentemente identificamos uma queda acentuada no nível de conversões telefônicas e passamos a realizar uma série de chamadas como cliente oculto. Em quase 90% das ligações o vendedor não fazia perguntas de identificação de perfil e já presumia que nós queríamos o produto mais barato. Estava clara que a abordagem estava errada e decidimos contratar um consultor de vendas telefônicas para treinar nossos vendedores. As ativações mudaram drasticamente, por isso entender o que o seu cliente procura é o ponto de partida para tudo. Há clientes que estão buscando proteção ampla e completa, como existem clientes que buscam o melhor custo benefício. Se o agente conseguir identificar o perfil correto terá muito mais chances de fechar uma venda.

16 a 22 de outubro de 2019 — PANROTAS

abre.indd 19

19

10/10/2019 20:13


BELVITUR – Marcelo Cohen, diretor Entender e especular a viagem do cliente! Verificar o perfil da sua viagem, se o cliente irá praticar esportes, qual tipo de esporte; verificar se o cliente corre risco de cancelar a viagem devido a algum concurso que está aguardando retorno ou outro motivo; verificar se possui alguma doença pré-existente; verificar a idade do cliente; verificar se está gestante e de quantas semanas, enfim, abordar todos os detalhes para direcionar o seguro de acordo com as necessidades. GTA – Celso Guelfi, presidente Primeiramente, recomendamos que o agente saiba sobre a motivação da viagem de seu cliente para oferecer o produto adequado. Ou seja, não basta apenas vender um seguro viagem, é preciso oferecer uma consultoria e apresentar o produto certo. O agente deve cuidar de todos os detalhes da viagem do seu cliente, incluindo voos, hospedagens, transportes, atividades, alimentação, passeios, guias etc. Portanto, o agente de viagens não pode esquecer de pensar no bem-estar do cliente. É neste momento que é tão importante falar do seguro. O profissional deve abordar que, ao comprar um seguro viagem, o cliente estará levando em seu bolso uma proteção que funcionará 24 horas por dia, sete dias por semana, caso algum imprevisto ocorrer. INTERMAC – Eduardo Aoki, CEO O mercado está mudando. Na nossa opinião, a abordagem que o agente de viagens deve ter para vender o produto é o respaldo que a seguradora possa garantir ao passageiro. Hoje é muito importante verificar a posição de cada empresa no Reclame Aqui e a seguradora que garante o risco da assistência. SELETO (FLYTOUR) – Ana Carolina Carvalho, gestora de Produtos Deve ser uma abordagem simples e segura. O agente de viagens deve oferecer um produto completo, amplo e com informações claras sobre o que está sendo coberto. TRAVEL ACE – Renato Dassan, gerente nacional Os fatores segurança e tranquilidade devem ser colocados em primeiro plano. No caso da Travel Ace, nossa rede própria de atendimento é um diferencial fundamental. VITAL CARD – Rafael Turra, diretor Os agentes devem alertar para o risco de um problema médico sério no Exterior, o que pode custar muito caro. Lembrar que o passageiro estará em um local desconhecido, sem falar o idioma local ou dominar termos médicos também é importante. Isso deixará tudo mais difícil sem a assistência de um seguro. Em nosso site, temos diversos vídeos de depoimentos sobre casos reais que ilustram várias situações de forma prática e que podem ser utilizados pelo agente de viagens como material de apoio e conscientização.

20 abre.indd 20

Custo-benefício AFFINITY – Valéria Pereira, gerente de Produtos Atualmente, pode-se dizer que nossos planos equivalem a menos de 5% do custo total de uma viagem. APRIL – Claudia Brito, diretora comercial O valor médio do seguro equivale a cerca de 3% do custo total da viagem, um percentual muito baixo comparado ao que o passageiro pode economizar com um imprevisto durante a viagem. ASSIST CARD – Alexandre Camargo, country manager Nos treinamentos e palestras que faço pelo Brasil, comparo o seguro viagem com o Uber. Veja que interessante: o Uber se transformou em sinônimo de transporte fácil e econômico, e qualquer passageiro quando começa a planejar sua viagem busca informações sobre os serviços no aeroporto e no país de destino. Muito bem, uma corrida de Uber do JFK até Times Square, em Nova York, ida e volta, custa US$ 140, em média. Ou seja, duas pessoas viajando juntas e rachando a conta gastariam US$ 70 cada. Já um seguro de US$ 60 mil para dez dias nos Estados Unidos custa US$ 52. Portanto o seguro viagem é mais econômico que um Uber. BELVITUR – Marcelo Cohen, diretor O custo médio de um seguro na comparação com o total de uma viagem varia de acordo com o valor da cobertura médica hospitalar e das coberturas inclusas. Digamos que, em média, gasta-se de R$ 250 a R$ 500 para uma viagem de 15 dias. Ou seja, é muito pouco. GTA – Celso Guelfi, presidente Normalmente o seguro viagem representa um investimento na ordem de apenas 2% ou 3% do valor total do pacote. INTERMAC – Eduardo Aoki, CEO O custo médio de um seguro chega a ser de 5% a 10% do valor total de uma viagem no Intermac. Um detalhe importante é que no nosso DNA não vendemos preço e sim qualidade. SELETO (FLYTOUR) – Ana Carolina Carvalho, gestora de Produtos O custo médio de um seguro na comparação com o total de uma viagem gira entre 1% e 3%. É um valor baixíssimo em relação aos inconvenientes que podem ocorrer em uma viagem, seja ela a lazer ou a negócios. Vender seguro é vender segurança, conveniência e tranquilidade. TRAVEL ACE – Renato Dassan, gerente nacional O seguro representa, em média, 1% do custo total de uma viagem e, ao mesmo tempo, é 100% para manter o sono dos viajantes em dia. No momento que há a necessidade de acionar o seguro, o turista tem toda a certeza de que fez um ótimo investimento.

PANROTAS — 16 a 22 de outubro de 2019

10/10/2019 20:13


VITAL CARD – Rafael Turra, diretor Temos algumas variáveis como o padrão de viagem do segurado e a escolha da cobertura médica, mas o custo médio de um seguro na comparação com o total de uma viagem gira em torno de 1% a 3%.

Passado x atualidade AFFINITY – Valéria Pereira, gerente de Produtos A venda do seguro viagem passou a ser mais simples, uma vez que os passageiros já estão mais conscientes da necessidade da compra do produto. Antigamente, quando se falava em seguro de viagem, o passageiro achava que era mais uma forma do agente de viagens ganhar sobre a viagem dele. APRIL – Claudia Brito, diretora comercial Atualmente, vivemos uma nova era na comercialização do seguro viagem, que passou a ser um produto muito mais conhecido pelo passageiro, que se preocupa com os imprevistos durante a viagem. Também tivemos a regulamentação da Susep, em 2016, que passou a proporcionar muito mais segurança aos viajantes, deixando o produto ainda mais atrativo. Podemos observar esses resultados no crescimento constante do mercado. ASSIST CARD – Alexandre Camargo, country manager Se pensarmos o segmento de viagens como um filme, eu diria que o seguro viagem já deixou de ser um figurante perdido no meio da multidão e passou a ser um ator coadjuvante importante. O viajante que no passado mal sabia que o seguro estava incluído no seu pacote de viagens, hoje vai a uma agência ou navega pela internet buscando conscientemente o melhor produto. O ator principal ainda é a companhia aérea, mas o seguro já tem um papel muito mais importante. No passado, o agente de viagens entregava um cartão com um número de telefone para você ligar em caso de emergência. Hoje, você baixa um aplicativo no seu celular e está totalmente conectado com a Assist Card. Se precisar de assistência médica, pode solicitar um médico no hotel ou fazer uma consulta por telemedicina. Ou seja, você pode fazer sua autogestão sem precisar ligar para uma central telefônica. BELVITUR – Marcelo Cohen, diretor A venda de seguro viagem antes da entrada da Resolução 315 da Susep, em 2014, era muito solta e sem regulamentação. Cada seguradora entregava o que achava importante em sua cobertura e não havia coberturas obrigatórias. Eram comercializados como assistência de saúde, e não seguro. Com a entrada da lei citada, o mercado está se profissionalizando cada vez mais,

sendo muito melhor para o assegurado, afinal, ele conta com um órgão que regula e fiscaliza as coberturas, além de incluir obrigatoriedades. Em relação às vendas do seguro, o mercado tem crescido e ainda tem muito mais a crescer, principalmente com a conscientização cada vez maior dos passageiros e com a exigência do seguro por alguns países. GTA – Celso Guelfi, presidente Após a implementação da normativa 315 da Susep, em março de 2016, novos players entraram no mercado e o produto passou a ser promovido e comercializado em diversos canais de distribuição, o que é bom para o mercado. Se analisarmos as vendas de janeiro a setembro de 2018 e compararmos com o mesmo período de 2019, a GTA apresentou um crescimento na ordem de 7%. INTERMAC – Eduardo Aoki, CEO Depois da resolução 315 da Susep o mercado mudou muito. No caso do Intermac, além de sermos uma multinacional presente em 14 países da América Latina, por meio de escritórios próprios e representantes, temos 20 anos de mercado, além da parceria com a CHUBB, uma das maiores seguradoras do mundo. Detalhe. Temos uma co-gestão com eles, o que nos proporciona a criação de produtos exclusivos e tecnologia de ponta no atendimento de nossos passageiros. SELETO (FLYTOUR) – Ana Carolina Carvalho, gestora de Produtos Com a evolução dos meios digitais, melhorias no processo de venda foram promovidas, assim como facilidades no atendimento do agente de viagens e do cliente final. Por sermos uma nova empresa, buscamos uma distribuição 100% on-line e automatizada, com o uso de chatbots e aplicativos desenvolvidos para o consumidor. TRAVEL ACE – Renato Dassan, gerente nacional No passado os produtos eram mais “enlatados”, ou seja, não tínhamos uma análise minuciosa do perfil do cliente. Hoje, com o advento de novas tecnologias e da facilidade de transmitir informações, conseguimos adequar os produtos a necessidades reais de cada cliente. VITAL CARD – Rafael Turra, diretor Cada vez mais o agente de viagens e o passageiro estão conscientes da importância do seguro. Com isso, torna-se mais comum a contratação das importâncias seguradas mais altas. Isso mostra um grande amadurecimento, em geral, para a aquisição do seguro viagem. A exigência por produtos com novas tecnologias alinhadas com os hábitos dos turistas de hoje também é cada vez maior. Esse é o norte para a Vital Card: facilitar e modernizar o seguro viagem para o agente de viagens e seu passageiro, transformando o seguro viagem em um produto mais completo e fácil de ser escolhido e utilizado. n

16 a 22 de outubro de 2019 — PANROTAS

abre.indd 21

21

10/10/2019 20:13


Empresa: AFFINITY SEGURO VIAGEM Site: www.affinityseguro.com.br e www.blogdoaffinity.com.br E-mail: contato@affinityseguro.com.br Telefone: (21) 2531-1115 Contato para trade: emissao@affinityseguro.com.br Tempo de mercado: 6 anos Seguradora: Sancor Seguros Número de funcionários: 70 Matriz: Rio de Janeiro Filiais: São Paulo (capital), Salvador, Fortaleza, Brasília, Belo Horizonte, Curitiba, Recife, Porto Alegre, Florianópolis, Campinas, Ribeirão Preto e São José dos Campos. Centrais de atendimento suporte (locais e telefones) Alagoas: emisaoal@affinityseguro.com.br – (82) 99921-3824 Amapá: emissaoap@affinityseguro.com.br – (92) 98123-9895 Amazonas: emissaoam@affinityseguro.com.br – (92) 98123-9895 Bahia/Sergipe: emissaossa@affinityseguro.com.br – (71) 3014-6761/3017-7015 Ceará/Maranhão/Piauí: emissaoce@affinityseguro.com.br – (85) 3016-3026/3016-2496 Distrito Federal: emissaodf@affinityseguro.com.br – (61) 3326-7673/3326-6368 Espírito Santo: emissaoes@affinityseguro.com.br – (27) 99229-4554 Goiás: emisaogo@affinityseguro.com.br – (62) 99611-0942/98146-1158 Minas Gerais: emissaomg@affinityseguro.com.br – (31) 3047-3272/3047-3270

22 22 e 24.indd 22

Pará: emissaopa@affinityseguro.com.br – (92) 98123-9895 Paraná: emissaopr@affinityseguro.com.br – (41) 3027-0869/3078-0869 Pernambuco/Paraíba: emissaope@affinityseguro.com.br – (81) 3465-9770 Rio de Janeiro: emissao@affinityseguro.com.br – (21) 2531-1115 Rio Grande do Sul 1: emissaopoa@affinityseguro.com.br – (51) 3085-2377 Rio Grande do Sul 2: atendimentopoa@affinityseguro.com.br – (51) 3332-2117 Santa Catarina: emissaosc@affinityseguro.com.br – (48) 3206-3706/3206-3579 São Paulo (capital): emissaosp@affinityseguro.com.br – (11) 3122-9800 Bauru: gelder@affinityseguro.com.br – (14) 99121-3153/99793-3153 Campinas: emissaocpq@affinityseguro.com.br – (19) 3368-7615 Ribeirão Preto: emissaorao@affinityseguro.com.br – (16) 3610-1032/3610-0165 São José dos Campos: emissaosjk@affinityseguro.com.br – (12) 3942-2319 Tocantins: emissaoto@affinityseguro.com.br – (62) 98146-1158 Diretoria José Carlos Menezes – Diretor Geral – jcarlos@affinityseguro.com.br Carlos Gevaerd – Diretor de Operações – carlosgevaerd@affinityseguro.com.br Alexandre Lança – Diretor de Marketing & Eventos – marketing@affinityseguro.com.br Principais produtos: Disponibilizamos planos para todos os tipos de viagem: Lazer e Negócios, Intercâmbio, Corporativo, Multitrip, Esportes e Longa Estada. Desta forma, o passageiro pode adquirir o plano que mais se enquadra no seu tipo de viagem.

PANROTAS — 16 a 22 de outubro de 2019

11/10/19 12:52


Untitled-1 1

10/10/19 13:51


REVISTA PANROTAS — Qual a importância de viajar protegido? AFFINITY — É tão gostoso planejar uma viagem, escolher o destino, os hotéis, os passeios... A diversão realmente começa neste momento. Então, pensando de uma forma simples: por que colocaríamos em risco tudo aquilo que imaginamos para nossa viagem? É neste momento que entra a importância do seguro viagem, aquele item que irá garantir que os “imprevistos” sejam resolvidos por quem entende do assunto, em uma linguagem simples, com atendimento em português, 24 horas por dia, em qualquer parte do mundo. Eventos como uma dor de cabeça ou uma internação inesperada poderão ser resolvidos com uma simples chamada para a Central de Atendimento, que hoje em dia pode ser iniciada até pelo WhatsApp. RP — Como o agente pode se capacitar sobre seguros viagens? AFFINITY — Somos a única empresa no setor que possui um canal direto de treinamentos e capacitação ao agente de viagens: a Affinity TV. Trouxemos esta novidade em meados de 2018 e o feedback tem sido um verdadeiro sucesso, inclusive com alcance internacional. Além de tratar do seguro viagem e seu universo, procuramos abordar assuntos pertinentes aos destinos e de interesse do agente de viagens. Além disso, temos uma equipe de vendas que promove diariamente nossos produtos em todo o Brasil, com treinamentos e capacitações a todos do setor. Somado a isso, temos investido na comunicação, seja com o Blog do Affinity ou por meio da nossa mídia impressa. RP — A cobertura de um seguro viagem tem se ampliado muito. O que vocês oferecem? AFFINITY — Oferecemos planos interacionais com coberturas que variam de US$ 15 mil a US$ 500 mil e planos nacionais de R$ 18 mil a R$ 30 mil de cobertura. RP — Quais os diferenciais de sua empresa quanto aos produtos, benefícios e coberturas no Brasil? AFFINITY — É importante orientar o passageiro que o seguro viagem no Brasil possui

24 22 e 24.indd 24

inúmeras coberturas e não somente aquelas destinadas ao atendimento médico emergencial. Ele terá direito ao seguro por extravio de bagagem, medicamentos, se precisar de um traslado médico, um regresso antecipado e em alguns casos até o seguro de cancelamento de viagem, fundamental para aqueles cancelamentos inesperados, nos quais o passageiro teria que arcar com as multas de hospedagens ou transportes decorrentes do cancelamento. Cancelar uma viagem poderá ser muito frustrante, mas quando isso é agravado por um prejuízo financeiro, a frustação se torna ainda maior. Neste caso, o seguro viagem poderá ressarci-lo de um possível prejuízo, são 31 motivos que amparam este benefício. RP — O que vem por aí? AFFINITY — Temos algumas novidades para tornar a venda mais intuitiva, a ideia é cada vez mais direcionar a escolha correta do plano na hora da compra, sempre de acordo com o destino. Mesmo que algumas localidades no mundo ainda não tenham a exigência de cobertura mínima, como já acontece na Europa com o Tratado de Shengen, não podemos deixar de orientar nossos passageiros corretamente, para que não tenham as famosas “surpresas desagradáveis”. Os Estados Unidos, por exemplo, não possuem um sistema público de saúde e qualquer atendimento médico, por mais simples que seja, é extremamente caro em relação aos demais destinos, entre outras particularidades. A ideia é que o passageiro viaje muito bem informado e com o plano adequado ao seu destino. RP — Sua empresa tem produtos e coberturas especiais? AFFINITY — Quando idealizamos o Affinity, pensamos em planos completos, com coberturas essenciais para uma viagem, em que não fossem necessários complementos ou adicionais para compor o seguro viagem ideal, então, ao adquirir nossos produtos, independentemente do destino, os passageiros contarão com um produto completo, com mais de 20 itens de cobertura, sobre possíveis situações que possam ocorrer durante o período da viagem. n

PANROTAS — 16 a 22 de outubro de 2019

10/10/2019 20:15


Empresa: APRIL BRASIL SEGURO VIAGEM Site: www.aprilbrasil.com.br E-mail: contato@aprilbrasil.com.br Telefone: (11) 3236-9696 Contato para trade: executivos de Norte a Sul do País. Para saber o da sua região entre em contato com a nossa matriz. Tempo de mercado: 31 anos Seguradora: AXA Seguros Número de funcionários: 120 Matriz: São Paulo (SP) Filiais: Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Rio de Janeiro (RJ), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Ribeirão Preto (SP), Salvador (BA) e Vitória (ES).

REVISTA PANROTAS — Qual a importância de viajar protegido? APRIL — Muitos imaginam que o seguro viagem é apenas um gasto a mais no orçamento. Porém, é muito importante avaliar todos os benefícios oferecidos por esse item, que tem um custo médio de 3% comparado ao total da viagem. Assim como na sua rotina diária, o passageiro pode sofrer com imprevistos durante a viagem, como uma simples contusão em um passeio de aventura ou até mesmo uma apendicite. Aqueles que contratam o seguro adequado para o perfil da viagem têm a garantia de atendimento médico, hospitalar e odontológico. Caso não esteja devidamente segurado, o viajante terá que arcar com os altos custos de saúde praticados no Exterior. Nos Estados Unidos, por exemplo, uma cirurgia

Diretoria Diretora comercial: Claudia Brito – Cel.: +55 (11) 99247-8583 claudia.brito@aprilbrasil.com.br Linkedin: https://www.linkedin.com/in/claudia-brito-286b7558/?originalSubdomain=br Gerentes comerciais: Celso Andrade - Cel.: +55 (11) 99257-2023 celso.andrade@aprilbrasil.com.br Fábio Emilio - Cel.: +55 (31) 98317-7159 fabio.lima@aprilbrasil.com.br André Silva - Cel.: +55 (21) 99682-4308 andre.silva@aprilbrasil.com.br Carlos Silva - Cel.: +55 (21) 99003-1481 carlos.silva@aprilbrasil.com.br Principais produtos: Plano Basic, Plano Max e Plano VIP, além de garantias adicionais de cobertura, como seguro para despesas com pets, seguro para laptops e smartphones, aumento para coberturas de extravio de bagagem, cancelamento de viagem, morte natural em viagem, morte acidental em viagem e danos à mala.

para retirada do apêndice pode custar até US$ 50 mil. A April ainda oferece 100% de cobertura para doenças preexistentes, proporcionando ainda mais tranquilidade aos viajantes. Além disso, o seguro viagem pode garantir outras indenizações e assistências para extravio de bagagens, cancelamento de viagem ou repatriações. RP — Como o agente pode se capacitar sobre seguros viagens? APRIL — Anualmente, investimos em diversas ações de capacitação e treinamentos com os agentes de viagens por todo o Brasil, para reforçar as opções e benefícios da April e estreitar o relacionamento com nossos parceiros. Este ano, já estivemos em cidades como Santos, Campinas, Ribeirão Preto e Salvador. A expectativa é ainda promover 16 a 22 de outubro de 2019 — PANROTAS

25 e 26.indd 25

25

11/10/19 12:55


um roadshow pelas cidades de Goiânia, Belo Horizonte, Balneário Camboriú, João Pessoa, Toledo, Foz do Iguaçu, São Paulo e Rio de Janeiro. RP — A cobertura de um seguro viagem tem se ampliado muito. O que vocês oferecem? APRIL — Atualizamos o nosso portfólio e, atualmente, oferecemos três planos: Basic, Max e VIP, com coberturas de 30 mil a 1 milhão, que podem ser dólares, euros ou reais, a depender do destino. Plano Basic: oferece coberturas médicas, hospitalares e odontológicas, que já incluem eventos por preexistência, prática de esportes e gestantes de até 45 anos e até a 32ª semana. Este plano ainda possui repatriações, indenizações para bagagem extraviada, seguros de vida (morte acidental e invalidez permanente total ou parcial) e assistências, como auxílio na localização de bagagem e jurídica por acidente de trânsito. Plano Max: além de contar com todos os benefícios do plano anterior, este produto ainda proporciona auxílios como acompanhamento ao usuário hospitalizado, hospedagem em hotel após alta hospitalar, retorno garantido, entre outros. As indenizações também incluem compensação por atraso de bagagem, reembolso por atraso ou cancelamento de voo e cancelamento e interrupção da viagem. Plano VIP: nosso produto mais completo foi lançado em 1º de setembro e já alcançou 20% do total das vendas, já que oferece muito mais benefícios ao passageiro. Contempla todos os itens dos demais planos e ainda inclui indenizações por danos à mala e seguro para despesas com pets (cães e gatos). Esta cobertura protege os animais que viajam com seus donos e funciona por meio de reembolso para consultas veterinárias e atendimentos clínicos hospitalares emergenciais, e também para despesas com medicamentos prescritos nestas consultas. A novidade é válida para cães e gatos e é possível contratar um upgrade da cobertura de até US$ 1.000. RP — Quais os diferenciais de sua empresa quanto aos produtos, benefícios e coberturas no Brasil? APRIL — A April Brasil Seguro Viagem possui uma Central de Assistência própria, localizada em nossa matriz em São Paulo, que funciona 24 horas por dia, todos os dias do ano, independentemente de datas comemorativas e feriados. Isso garante não apenas um atendimento em português por brasileiros aos pas-

26 25 e 26.indd 26

sageiros, mas também um maior controle da qualidade da assistência prestada pelos nossos colaboradores. Nossos produtos são completos e foram desenvolvidos para se adequar a qualquer perfil de viajante. Desde o plano mais básico até o mais completo, podemos garantir tranquilidade aos nossos passageiros no momento que eles mais precisam durante a viagem. Também temos as garantias adicionais, que são seguros ou aumento de coberturas para itens já existentes nos planos. Isso resulta em um produto ainda mais personalizado para o passageiro. RP — O que vem por aí? APRIL — Estamos investindo com força total em estreitar as relações com os nossos parceiros agentes de viagens. São eles a principal chave para o sucesso de nossas vendas e, por isso, nosso foco é manter esse relacionamento próximo, promovendo capacitações e treinamentos constantes para repassar as novidades e tendências do mercado. Nossa previsão é aumentar o número de campanhas de incentivo para potencializar cada vez mais a participação desses profissionais. Também estamos atualizando constantemente o nosso portfólio de produtos, com base na nossa percepção de mercado e no comportamento de nossos passageiros, para oferecer cada vez mais produtos exclusivos para cada necessidade. RP — Sua empresa tem produtos e coberturas especiais? APRIL — Além de produtos completos como Plano Basic, Plano Max e Plano VIP, temos as Garantias Adicionais, comercializadas à parte: Seguro para despesas com pets com cobertura de até US$ 1.000; Seguro para laptops e smartphones com cobertura para roubos e furtos qualificados de até US$ 5.000; Aumento da cobertura para extravio de bagagem para até US$ 5.000; Aumento da cobertura para danos à mala para até US$ 500; Aumento da cobertura para Cancelamento/ Interrupção da viagem para até US$ 5.000; Aumento da cobertura para morte natural em viagem para até R$ 300.000; Aumento da cobertura para morte acidental em viagem para até R$ 300.000.

PANROTAS — 16 a 22 de outubro de 2019

11/10/19 12:56


Untitled-1 1

10/10/19 16:30


Empresa: ASSIST CARD DO BRASIL Site: https://www.assistcard.com/br E-mail: diretoria.brasil@assistcard.com.br Telefone: (11) 3146-8700 Contato para trade: 0800-770-0085 Tempo de mercado: 45 anos Seguradora: Starr International Brasil Seguradora SA Número de funcionários: 1.200 colaboradores mundialmente na Assist Card e 150 colaboradores no Brasil. Matriz: Av. Paulista,1.079 –16º andar, CJ.161-A, Bela Vista, São Paulo, SP Filiais: GRU Airpot Rodovia Hélio Shmidt - Cumbica, Guarulhos - SP – 07190-100 Tel.: (11) 2445-3194 Belo Horizonte – MG Rua Paraíbuna, 966 – loja 1B – 30130-141 Tel.: (31) 32270169 – 31 3227 0471 Rio de Janeiro – RJ Rua Rodrigo Silva, 08 - 6º andar – sala 602 – 20011-040 Tel.: (21) 2220-2354/3197-5386/3197-6475/3197-6194 Curitiba – PR Rua Carlos de Carvalho, 555, sala 32 – 80410-180 Tel.: (41)-3233-3211 Natal – RN Leonardo Lima (leonardo.lima@assistcard.com) – (84) 98115-7194 Recife – PE Bruno Lapenda (bruno.lapenda@assistcard.com ) – (81) 98149-6480 Vitória – ES Aline Iori (aline.iori@assistcard.com) – 27 99797-2028 Florianópolis – SC Rodrigo Guimarães (rodrigo.guimarães@assistcard.com) – (48) 99178-1501

28 28 e 30.indd 28

Salvador – BA Sérgio Botelho (sergio.botelho@assistcard.com) – (71) 99974-1178 Ribeirão Preto – SP Ana Delgado (ana.delgado@assistcard.com) – (16) 99714-7709 Interior SP Marcel Henrique Vitor (marcel.vitor@assistcard.com) – (19) 99767-6891 Londrina – PR Luiz Elio Guarnier (luizguarnier@assistcard.com) – (43) 99184-3806 Porto Alegre – RS Guilherme Sperb (guilherme.sperb@assistcard.com) – (51) 99249-0605 Campo Grande – MS Paulo Henrique (comercial@viajehoteldo.com) – (67) 9228-0724 Atendimento Suporte Comercial centralizado em SP – 0800-770-0085 Atendimento Assistência Brasil – 0800-176-133 Diretoria Country manager – Alexandre Camargo Celular: (11) 99822-0220 alexandre.camargo@assistcard.com Diretor Comercial Trade SP, Interior SP, RIO, NE – Cleiton Feijó Celular: (11) 99589-1860 – cleiton.feijo@assistcard.com Diretor Comercial Trade PR, MG, DF, ES, SC e RS – Marcelo Turek Celular: (41) 9214-2783 – marcelo.turek@assistcard.com Head Nacional Corporativo – Kassiano Massuchin Kreusch Celular: (11) 99912-6196 kassiano.kreusch@assistcard.com Negócios On Line – Fabricio Rodrigues Celular: (19) 99675-5626 fabricio.rodrigues@assistcard.com

PANROTAS — 16 a 22 de outubro de 2019

11/10/19 12:59


Untitled-1 1

10/10/19 13:52


REVISTA PANROTAS — Como o agente pode se capacitar sobre seguro viagens? ASSIST CARD — Como qualquer coisa na vida, a capacitação é fundamental. Mas vender seguro não é um bicho de sete cabeças. Vender um hotel, por exemplo, é muito mais complicado, porque o agente precisa saber se a localização é adequada, se tem café da manhã incluído, se os quartos são de frente para o mar, se são laterais ou de fundo, se têm carpete, se são camas de solteiro, de casal, se são queen ou king, se o hotel é novo ou velho, se é de rede o independente e por aí vai. O seguro obviamente requer algum conhecimento sobre as principais coberturas, orientação sobre como solicitar assistência e entender um pouco sobre as condições gerais. Mas com um bom treinamento isso se resolve rápido. A ASSIST CARD, além de contar com uma equipe de vendas de 30 profissionais espalhados pelo Brasil, visitando e capacitando as agências de viagens, também, oferece vídeos de capacitação que estão disponíveis em seu sistema, exclusivos para as mesmas agências, chamado de ACNET. RP — Quais as obrigações da seguradora? ASSIST CARD — A Susep determina como obrigatórias as coberturas médicas de traslados e repatriações. Mas no nosso entendimento, vamos além. Temos que trabalhar pela satisfação dos nossos clientes, mesmo quando algumas coberturas não dependem apenas dos nossos esforços. Extravio de bagagem, por exemplo. Esta não é uma cobertura obrigatória, mas todos oferecem. O ponto é: o que as empresas de assistência fazem na prática para ajudar a encontrar uma mala perdida? A Assist Card não se limita a dar a desculpa de que o rastreio é obrigação da companhia aérea. Nós assinamos contrato com uma empresa americana especializada em rastreio de bagagens e nos comprometemos a encontrar e devolver as extraviadas em até 96 horas. Em alguns países, onde a regulamentação nos permite,

30 28 e 30.indd 30

como a Argentina, indenizamos o passageiro em até US$ 2 mil, caso a bagagem não seja encontrada durante o período. RP — Qual o share de venda de seguro nacional x internacional? ASSIST CARD — O seguro internacional ainda detém o maior share, mas a procura por seguros nacionais cresce mais percentualmente. Entendemos que grande parte disso se deve ao contexto econômico do País, que está levando muitas empresas a trocaram o benefício de planos de saúde nacionais por planos regionais. Com isso, ao realizar viagens para fora de sua cidade, o passageiro nacional acaba optando por um seguro viagem doméstico. RP — Qual a cobertura máxima? E a mais básica? ASSIST CARD — As nossas coberturas vão de US$ 35 mil a US$ 1 milhão. Mas os custos variam conforme o destino e o segmento. É fundamental que o agente de viagens entenda e explique ao passageiro que o produto que ele está adquirindo é composto por dois serviços: a parte de seguros e a parte de assistências. O valor monetário definido em cada cobertura é a parte do seguro e, portanto, é de responsabilidade da nossa seguradora (Starr). A utilização da rede de prestadores médicos, assim como toda a coordenação para acessar esta rede, marcar consultas e exames é a parte de assistência, que fica sob responsabilidade da Assist Card. Desta forma, ao comprar um produto de US$ 60 mil, por exemplo, o passageiro está contratando uma garantia dada pela seguradora que as despesas médicas serão cobertas até este limite. Se as despesas ultrapassarem este valor, a responsabilidade financeira pelo excedente é do passageiro. Nós seguimos apoiando o cliente em todos os trâmites locais com o hospital, ajudando na negociação e, em muitos casos, colaborando no “repricing”, que é uma prática bastante comum nos Estados Unidos para renegociar faturas médicas. n

PANROTAS — 16 a 22 de outubro de 2019

10/10/2019 20:17


Empresa: BELVITUR VIAGENS Site: www.belvitur.com.br E-mail: belvitur@belvitur.com.br Contato para trade: (31) 3290-9090 Tempo de mercado: 56 anos Seguradoras: A Belvitur trabalha com as principais seguradoras do mercado Número de funcionários: 400 Matriz em Belo Horizonte e filiais em São Paulo e Rio de Janeiro Centrais de atendimento e suporte (11) 4240-9090 (31) 3290-9090 Diretores: Marcelo Cohen e David Cohen Principais produtos: Passagens aéreas, pacotes de viagem, câmbio e seguro viagem

REVISTA PANROTAS — O que os seguros viagem têm a obrigação de cobrir? BELVITUR — De acordo com as normas da Superintendência de Seguros Privados (Susep), os planos de seguro viagem devem ofertar pelo menos uma das seguintes coberturas básicas: despesas médicas, hospitalares e odontológicas, traslado de corpo,

regresso sanitário, traslado médico, morte em viagem, morte acidental em viagem e invalidez permanente total ou parcial por acidente em viagem. No caso de viagem ao Exterior, é obrigatória a contratação das coberturas de despesas médicas, hospitalares e odontológicas, traslado de corpo, regresso sanitário e traslado médico.

16 a 22 de outubro de 2019 — PANROTAS

31 e 32.indd 31

31

10/10/2019 20:18


RP — Como a empresa trabalha diferentes públicos e produtos? Exemplos: gravidez, esportes radicais, camping, viagens de moto. BELVITUR — Trabalhamos por meio de muitos conteúdos com nossos parceiros que produzem posts nos blogs de viagem, esclarecendo as informações sobre as coberturas dos seguros. Além desses conteúdos compartilhados, nós contamos com uma equipe de atendimento que entra em contato com nossos clientes e buscamos entender o perfil da viagem e orientar o seguro que mais se encaixa ao perfil do cliente. RP — Qual a importância de capacitar agentes de viagens em relação aos seguros? BELVITUR — Necessária e imprescindível. O agente de viagens tem que ser capacitado a entender sobre as coberturas do seguro que está oferecendo, entender o perfil da viagem que o passageiro irá fazer, saber do cliente as particularidades e do que necessita, até mesmo alinhar as expectativas do que o seguro cobre e do que não cobre,

32 31 e 32.indd 32

para não gerar insatisfação caso o viajante necessite usar o produto. RP — Qual o custo médio de um seguro na comparação com o total de uma viagem? BELVITUR — Varia de acordo com o valor da cobertura médica hospitalar e as coberturas inclusas. Digamos que uma média de R$ 250 a R$ 500 para uma viagem de 15 dias RP — Há muita diferença entre a procura por seguros em viagens nacionais e internacionais? BELVITUR — Sim, no primeiro semestre de 2019 apenas 8% das apólices geradas foram para o destino Brasil. RP — Qual a cobertura máxima da sua empresa e quanto a mais custa em comparação com o plano mais básico? BELVITUR — A maior cobertura de seguro que oferecemos é de US$ 330.000. Em relação ao produto de US$ 15.000, que é o nosso plano de menor custo, a diferença de valor é de cerca de 92%.

PANROTAS — 16 a 22 de outubro de 2019

10/10/2019 20:18


Untitled-1 1

10/10/19 13:52


Empresa: GTA - GLOBAL TRAVEL ASSISTANCE Site: www.gtaassist.com.br E-mail: vendas@gtaassist.com.br Telefone: (11) 99024-0181 Contato para trade: (11) 3150-4511 Tempo de mercado: 29 anos Seguradora: Sancor Seguros Número de funcionários: 160 Matriz: São Paulo Filiais: Acre: Filipe Ferraz – (81) 99927-0817 Amazonas: Filipe Ferraz – (81) 99927-0817 Aracaju: Novo Foco – (71) 3334-8322 Belém: Optur – (91) 98159-0208 Bauru: Bertoni Representações – (19) 3238-8885 Belo Horizonte: New Life – (31) 2510-1937 Brasília: JBS Tur – (61) 3340-5464 Campinas: Bertoni Representações – (19) 3238-8885 Campo Grande: Thiago Andrade Asato Instrutoria e Turismo – (67) 99912-8656 Cuiabá: West Central – (65) 3027-0800 Curitiba: Aerocondor – (41) 3099-6900 Florianópolis: Apogeu – (48) 99189-7280, (48) 99155-1392 e (48) 3225-7725 Fortaleza: Pierretur – (85) 3262-9219 Goiás: Vanilson Freitas – (62) 98496-5131 João Pessoa: GP Assessoria – (81) 99994-3323, (81) 3034-6323 e (81) 99519-9432 Londrina: Aerocondor – (43) 9989-0561 e 0800 600 9012 Macapá: Optur – (91) 98159-0208

34 34 e 36.indd 34

Maranhão: Filipe Ferraz – (81) 99927-0817 Palmas: TOP VIAGENS – (63) 3224-3500 Porto Alegre: Vernett – (51) 3336-7328 Recife: GP Assessoria – (81) 99519-9432, (81) 3034-6323 e (81) 99994-3323 Ribeirão Preto: Bertoni Representações – (16) 4003-9043 Rio de Janeiro: Novo Rio – (21) 2240-3348, (21) 96556-5427 e (21) 98649 -0340 Rio Grande do Norte: Filipe Ferraz – (81) 99927-0817 Rondônia: Filipe Ferraz – (81) 99927-0817 Roraima: Filipe Ferraz – (81) 99927-0817 Salvador: Novo Foco – (71) 3334-8322 Santos: Moscatiello– (13) 3029-7676 e (13) 98111-3308 São José do Rio Preto: Bertoni Representações – (17) 4003-9043 Teresina: Pierretur – (85) 8793-0329 Triangulo Mineiro: Vanilson Freitas – (34) 99904-8383 Vale do Paraíba: Bertoni Representações – (11) 4003-9043 Vitória: Ylha Bella – (27) 3225-6510 Diretoria Celso Guelfi, presidente: celso@gtaassist.com.br Maria Helena Vanti Guelfi, diretora financeira: financeiro@gtaassist.com.br Gelson Popazoglo, diretor comercial: gelson@gtaassist.com.br Principais produtos: Planos internacionais Full, Global, Planet, Bronze, Rubi, Prata, Euro Assist e Diamante. O Euro Max é o carro-chefe da empresa, por oferecer cobertura para todos os continentes e ainda atender às exigências do Tratado de Schengen. Para as viagens nacionais, a GTA ofere o Nacional 30.000, Nacional 18.000 e o Nacional 6.000. Também conta os planos esportivos para quem gosta de esportes radicais ou mais leves. O Bronze Marítimo está com desconto de 30% até o dia 31 de outubro para os cruzeiristas de plantão. Além disso, conta com sete opções de planos para estudantes e mais oito para viagens corporativas.

PANROTAS — 16 a 22 de outubro de 2019

10/10/19 20:27


Untitled-1 1

10/10/19 13:53


REVISTA PANROTAS — Qual a importância de viajar protegido? GTA — Ao viajar pelo Brasil ou para o Exterior, o turista precisa levar em sua bagagem um seguro viagem. Imprevistos podem ocorrer e o seguro tem o papel de proteger o viajante. Oferecemos assistência ao passageiro durante sua permanência no destino e retorno ao Brasil. Nossas coberturas são flexíveis e atendem a todos os perfis de viajantes e tipos de destinos. O seguro pode, além de assegurar o custeio de despesas médicas, viabilizar assistência para diárias em hotel por conta de atraso de voo, perda, roubo ou avaria de bagagem, entre outros imprevistos. Além disso, o viajante também conta com uma central operativa, que funciona 24 horas/7 dias na semana, com atendimento em português e total apoio ao cliente RP — Como o agente pode se capacitar sobre seguros viagens? GTA — A GTA é uma das empresas que mais investem em capacitação presencial de agentes de viagem no Brasil. Nosso objetivo para 2019 é treinar dez mil profissionais. Recomendamos aos agentes que entrem em contato com nossa equipe de vendas para participar dos nossos treinamentos, que podem ocorrer in house, no auditório da GTA e nos principais hotéis e resorts do Brasil. Compartilhar conhecimento é um dos valores da GTA RP — A cobertura de um seguro viagem tem se ampliado muito. O que vocês oferecem? GTA — Nosso portfólio de produtos foi criado com base nas necessidades dos viajantes. Por esse motivo, temos um plano para cada nicho de mercado: Viagens a Lazer; Viagens Corporativas; Cruzeiros Marítimos; Incentivo; Esportivo; Planos Multiviagens; Intercâmbio; Receptivo e Nacionais. O valor da cobertura médica é bastante flexível, a partir de US$ 12 mil até US$ 300 mil para viagens internacionais.

36 34 e 36.indd 36

RP — Quais os diferenciais de sua empresa quanto aos produtos, benefícios e coberturas no Brasil? GTA — Inserirmos em nossos planos internacionais Global e Planet a assistência pet, com o objetivo de oferecer proteção aos animais de estimação enquanto seus donos estão viajando. Somos a primeira empresa de seguro viagem do mercado a oferecer esse benefício. Também temos opções para viagens nacionais, com coberturas de R$ 6.000 a R$ 30.000, e para viagens internacionais, no valor de US$ 12.000 a US$ 300.000. Todas possuem cobertura para doenças pré-existentes e por evento. Nossos planos contemplam mais de 30 itens, desde a cobertura médica por acidente ou enfermidade, para doenças pré-existentes, compra de medicamentos, seguro bagagem, traslado médico, repatriação sanitária, reembolso por cancelamento de viagem, entre outros. Em resumo, o nosso seguro viagem é um combo de benefícios. RP — O que vem por aí? GTA — Neste ano fizemos upgrade na nossa cobertura médica de todos os nossos planos. Do Bronze, que subiu de US$ 10 mil para US$ 12 mil, ao Planet, de US$ 275 mil para US$ 300 mil, todos os planos tiveram upgrade nas coberturas médicas. E aumentamos o parcelamento de seis para 12 vezes sem juros. Estamos negociando com a Sancor Seguros, nossa seguradora parceira, mais itens e benefícios para incluirmos em nosso carrinho de compras. Em breve teremos novidades. RP — Sua empresa tem produtos e coberturas especiais? GTA — Em nosso carrinho de compras, o agente de viagens pode adicionar coberturas complementares, em caso de cancelamento de viagem do passageiro. Os valores variam de US$ 1.000 a US$ 10.000. A cobertura de cancelamento abrange 31 situações imprevistas, passíveis de ocorrer e que podem causar o cancelamento de uma viagem.

PANROTAS — 16 a 22 de outubro de 2019

10/10/19 20:27


Empresa: INTERMAC BRASIL SEGURO VIAGEM Site: www.intermacseguros.com E-mail: assistência@macassistencia.com.br Telefone: (21) 2240-3293 Contato para trade: (11) 3258-3610 Tempo de mercado: 20 anos Seguradora: Seguradora Chubb Número de funcionários: 200 Matriz: Rio de Janeiro Filiais: São Paulo, Campinas, Ribeirão Preto e Brasília

REVISTA PANROTAS — Qual a importância de viajar protegido? INTERMAC — Viajar com um seguro viagem INTERMAC/CHUBB é sinônimo de proteção. Garantimos que o viajante estará amparado em qualquer adversidade que possa sofrer no decorrer da viagem.

América Latina: Buenos Aires, Assunção, Santa Cruz de la Sierra, Lima, Quito, Bogotá, Santiago, San Salvador e Cidade do México Diretoria Eduardo Aoki – CEO: Eduardo@macassistencia.com.br Wellington Morato – vice-presidente: wellington@macassistencia.com.br Alexandre Santos– diretor de Operações: alexandre.rj@macassistencia.com.br Principais produtos: Coberturas de até US$ 1 milhão para atendimento médico/hospitalar, além de um serviço exclusivo de atendimento ao idoso. A CHUBB SEGUROS possui parceria com mais de 2 mil clínicas geriátricas em todo o mundo e o idoso que viaja com o seguro Intermac é encaminhado preferencialmente para um geriatra especializado, além de ter um atendimento exclusivo na esteira da nossa plataforma.

RP — Como o agente pode se capacitar sobre seguros viagens? INTERMAC — Estamos criando em parceria com a CHUBB SEGUROS a UNIVERSIDADE INTERMAC-CHUBB, que se trata de uma capacitação ao sub-representante de seguro viagem. Além do curso, iremos emitir

16 a 22 de outubro de 2019 — PANROTAS

37 e 38.indd 37

37

11/10/19 13:00


certificados, ou seja, uma chancela de agente autorizado CHUBB/INTERMAC para a venda de seguro viagem. RP — A cobertura de um seguro viagem tem se ampliado muito. O que vocês oferecem? INTERMAC — Seguros para Lazer; Estudantes; Corporativo; Prática de Esportes; Atendimento de Gravidez; Cancelamento de Viagem, cobrindo Europa, Estados Unidos, América Latina, resto do mundo e Brasil. RP — Quais os diferenciais de sua empresa quanto aos produtos, benefícios e coberturas no Brasil? INTERMAC — O diferencial da Intermac é a nossa tarifa dinâmica — nossos preços são definidos por idade e destino, por exemplo. Assim, de forma justa, um passageiro que viaja para a Argentina paga até 30% menos que um passageiro que viaja para os Estados Unidos. Como também passageiro que viaja para a Europa paga muito menos que um passageiro que viaja ao Canadá. Passageiros

38 37 e 38.indd 38

jovens também têm tarifas inferiores às de passageiros idosos (que contam com atendimento geriátrico exclusivo e especial). Somos orgulhosamente a primeira empresa no setor a mudar a precificação para uma forma mais justa para o consumidor. RP — O que vem por aí? INTERMAC — A Intermac hoje é uma empresa multinacional presente em 14 países da América Latina e Estados Unidos. Nossa holding pretende ampliar as fronteiras para África, Ásia e Pacífico. RP — Sua empresa tem produtos e coberturas especiais? INTERMAC — Temos produtos exclusivos com atendimento especial para idosos, cancelamento de viagem e micro seguros. Além de termos uma co-gestão com seguradora CHUBB, que é a maior seguradora especializada em Travel Insurance no mundo. Sem sombra de dúvidas, atualmente, a Intermac é a empresa mais inovadora do setor de seguro viagem no Brasil.

PANROTAS — 16 a 22 de outubro de 2019

10/10/19 20:28


Untitled-1 1

10/10/19 13:53


Empresa: SELETO SEGURO VIAGEM Site: www.seletoseguroviagem.com.br E-mail: contato@seletoseguroviagem.com.br Telefone: (11) 4706-7706 Contato para trade: (11) 4706-7706 Tempo de mercado: lançado em setembro deste ano Seguradora: OMINT Número de funcionários: 20 Matriz: São Paulo Suporte: 0800-727-5006 Diretora: Ana Carolina Carvalho ana.carvalho@seletoseguroviagem.com.br Principais produtos: lazer e negócios, multiviagem e esportes

REVISTA PANROTAS — Qual a importância de viajar protegido? SELETO — Evita riscos e ônus de atendimento hospitalar, despesas de urgência e emergência. RP — Como o agente pode se capacitar sobre seguros viagens? SELETO — Com o Seleto, o agente de viagens cadastrado em nossa base

40 40 e 42.indd 40

(via site Seleto) pode se capacitar por meios on-line, presencial e campanhas de incentivos. RP —A cobertura de um seguro viagem tem se ampliado muito. O que vocês oferecem? SELETO — Além de produtos ofertados no mercado, o Seleto oferece diferenciais em coberturas e servi-

PANROTAS — 16 a 22 de outubro de 2019

10/10/2019 20:28


Untitled-1 1

10/10/19 13:53


ços, como limite diferenciado de idade e cobertura de bagagens. RP — Quais os diferenciais de sua empresa quanto aos produtos, benefícios e coberturas no Brasil?? SELETO — Criamos produtos baseados nas dificuldades de vendas dos agentes de viagens, melhorando assim o processo de venda e oferecendo produtos e amplas coberturas que nos diferenciam dos demais concorrentes. RP — O que vem por aí? SELETO — Além de novas campanhas de incentivos para os agentes de viagens e novos produtos, estamos investindo fortemente na capacitação, divulgação e distribuição do produto em outros nichos do mercado B2B. RP — A empresa tem produtos e coberturas especiais?? SELETO — Sim, confira nossos diferenciais no site www.seletoseguroviagem.com.br. RP — Como são as vendas dos seguros nacionais e internacionais? SELETO — No nacional a demanda ainda é diferenciada do internacional, pois os viajantes normalmente possuem plano de saúde e acabam descartando a contratação do seguro. Outros contratam o seguro para acrescentar coberturas e proteção

42 40 e 42.indd 42

contra extravio de bagagem, por exemplo. Já para viagens internacionais, o interesse é significativamente maior, porém, ainda existe uma procura por seguro de cartões no mercado corporativo e estamos trabalhando para que o passageiro entenda no detalhe a diferença entre os planos ofertados. A complementariedade do cartão é um dos nossos maiores diferenciais. RP — Qual a cobertura máxima? E a mais básica? SELETO — A cobertura internacional máxima oferecida nesse momento de lançamento é de US$ 250 mil, enquanto a mínima é de US$ 20 mil, com uma diferença de preço entre os planos de aproximadamente 18%. Já em relação aos produtos nacionais, possuímos planos com diferença de 10% entre o mais básico e o mais completo. RP — E se passar do valor da cobertura? SELETO — O Seleto foi criado com capitais de coberturas baseadas em estudos médicos para que efetivamente o viajante não tenha o seu limite esgotado quando tiver um quadro de urgência e emergência. Dessa forma, a capacitação é extremamente importante para que a venda seja consultiva e o agente oferte o plano adequado ao perfil do cliente.

PANROTAS — 16 a 22 de outubro de 2019

10/10/2019 20:28


Empresa: TRAVEL ACE ASSISTANCE Site: www.travelace.com.br E-mail: travelace@travelace.com.br Telefone: (11) 2107-0300 Contato para trade: travelace@travelace.com.br Tempo de mercado: 40 anos Seguradora: Sompo Seguros Número de funcionários: 112 Matriz: São Paulo (Avenida Ipiranga, 353 – Centro) Filiais: Região Centro-Oeste e Minas Gerais Rua Pernambuco, 1.002 - 3°andar, sala 306 - Funcionários - CEP 30130-151 Belo Horizonte - MG Tel.: (31) 3261 2111 Região Norte e Nordeste Av. Domingos Ferreira, 2.391 - 7°andar, sala 703 - CEP 51020-031 Boa Viagem - Recife - PE Tel.: (81) 3327 8414 Região Sul Av. Carlos Gomes, 700, - sala 830 - CEP 90480-000 Porto Alegre - RS Tel.: (51) 2139-5808 Diretoria Presidente: Federico Siri, federico.siri@travelace.com.br VP Brasil: Roberto Roman, roberto.roman@travelace.com.br Diretor comercial: Roberto Oliveira, roberto.oliveira@travelace.com.br Principais produtos: Todos os produtos que comercializamos têm sua ótima penetração de acordo com os destinos das viagens. No entanto, devido ao alto custo médico fora do País, orientamos nossos clientes a sempre trabalharem com coberturas de DMH (Despesas Médicas Hospitalares) na faixa de US$ 100.000,00.

16 a 22 de outubro de 2019 — PANROTAS

43 e 44.indd 43

43

10/10/2019 20:28


REVISTA PANROTAS — Qual a importância de viajar protegido? TRAVEL ACE — A única emoção que o viajante deve sentir é a experiência inesquecível que uma viagem lhe proporciona, através de novos lugares e sensações que lhe serão oferecidos. Contudo, imprevistos acontecem e para que a viagem continue tranquila, contar com seguro viagem é fundamental, pois as despesas financeiras por um atendimento médico ou outro item como extravio de bagagem, em sua maioria podem causar um prejuízo inimaginável, além dos transtornos para cuidar de todos estes atendimentos pessoalmente, muitas vezes sem conhecer o destino e o idioma local, fazendo com que a viagem dos sonhos se torne um pesadelo. É neste momento que uma empresa como a Travel Ace mostra todo seu diferencial e o valor investido pelo passageiro se torna irrisório por todo atendimento e conforto que lhe será proporcionado.

44 43 e 44.indd 44

de certa forma nos impõem. Buscando este entendimento, liberamos recentemente o serviço de Telemedicina, serviço este que já estava à disposição em outros países. Oferecemos também novos produtos/benefícios como Responsabilidade Civil, Bolsa Protegida para contratos estruturados e Cancelamento de Viagem. RP — Quais os diferenciais de sua empresa quanto aos produtos, benefícios e coberturas no Brasil? TRAVEL ACE — Cobertura de Preexistência alinhada com a cobertura de DMH, sem sublimites; Compra Protegida; Cancelamento de Viagem e Estrutura de Atendimento e Rede Credenciada próprias.

RP — Como o agente pode se capacitar sobre seguros viagens? TRAVEL ACE — A Travel Ace sempre tratou este tema como prioridade, realizando inúmeras capacitações no dia a dia com os clientes (ponto a ponto), pois entendemos que ainda seja a melhor forma de orientar e sanar as dúvidas. Além deste compromisso da nossa equipe comercial no dia a dia, reformamos nossa estrutura em São Paulo para seguir capacitando os agentes de viagens locais e em breve lançaremos um EAD para capacitação on-line.

RP — O que vem por aí? TRAVEL ACE — Estamos trabalhando muito e em breve apresentaremos o resultado de todo este trabalho ao mercado. Mas, podemos citar alguns itens que já são realidade: o Sistema Impulse – ferramenta desenvolvida pela Cover More, que garante crescimento significativo de vendas para as operações digitais; maior abrangência da Rede de atendimento, com o fato de hoje o passageiro Travel Ace dispor não somente da nossa rede, mas também da rede de atendimento das empresas do grupo ZURICH/COVER MORE. Com isso conseguimos estar cada vez mais próximos de nossos clientes no momento de sua necessidade; e novas sinergias de negócios com o Grupo ZURICH/COVER MORE.

RP — A cobertura de um seguro viagem tem se ampliado muito. O que vocês oferecem? TRAVEL ACE — O posicionamento da Travel Ace está sempre voltado a entender as necessidades dos viajantes, e também as situações que os destinos

RP — Sua empresa tem produtos e coberturas especiais? TRAVEL ACE — Sim, hoje oferecemos ao mercado novos produtos/benefícios como Telemedicina, Responsabilidade Civil, Bolsa Protegida para contratos estruturados e Cancelamento de Viagem.

PANROTAS — 16 a 22 de outubro de 2019

10/10/2019 20:28


Untitled-1 1

10/10/19 13:54


Empresa: VITAL CARD SEGURO VIAGEM Site: www.vitalcard.com.br E-mail: suporte@vitalcard.com.br Telefones/Whatsapp: 0800-600-5058 , (41) 2109-6777 e (41) 2109-6750 (WhatsApp) Contato para trade: Rafael Turra rafael@vitalcard.com.br – (41) 98808-4646 Tempo de mercado: 19 anos Seguradora: American Life Companhia de Seguros Número de funcionários: 140 colaboradores em todas as unidades de negócios da empresa Matriz: Curitiba Filiais próprias: São Paulo, Campinas (SP), Santos, Caxias do Sul (RS), Porto Alegre e Niterói (RJ) Filial internacional: Lisboa Central Comercial – Brasil: 0800-600-5058; (41) 2109-6777 WhatsApp: (41) 2109-6750 suporte@vitalcard.com.br Central de Assistência ao Viajante: WhatsApp: + 54 91139478804 Email: acionamento@vitalcard.com.br Tolls Free pelo mundo: Brasil: 0800-591-0436; EUA: +1 855-4194727; Argentina: 0800-444-6219; Portugal:

46 46 e 48.indd 46

800-502-384; Espanha: 910-603-924; França: 1789-00375; Reino Unido: 208-089-3694; Demais países: +1 786 209-1533 (a ligação pode ser feita a cobrar) Diretoria Rafael Turra – Diretor Operacional e de Produtos: rafael@vitalcard.com.br e (41) 98808-4646 Luciano Bonfim – Diretor comercial: luciano@vitalcard.com.br e (41) 98818-7105 Principais produtos: O grande diferencial da Vital Card é que o cliente só precisa escolher a cobertura médica (30.000/60.000/120.000). Todas as outras coberturas já estão inseridas em qualquer opção de plano. Independentemente se o cliente optar por uma cobertura de EUR 30.000 ou EUR 120.000, ele sempre terá a cobertura de cancelamento de viagem de EUR 1.500, extravio de bagagem de EUR 1.000, e mais outras 24 coberturas e serviços disponíveis. No mercado, ainda é muito comum um plano mais básico com cobertura de EUR 30.000 não possuir determinadas coberturas (cancelamento de viagem e extravio de bagagem, por exemplo). Essas coberturas podem estar disponíveis apenas nos planos mais caros. O agente de viagens e o passageiro perdem muito tempo comparando o que está ou não incluído, e às vezes o cliente acaba descobrindo que faltava uma cobertura somente quando precisa utilizar. Nós criamos a solução, e nesse novo formato que apresentamos e já se mostrou um sucesso, não tem como errar. Todos os planos incluem as principais e melhores coberturas existentes, sem risco de deixar o passageiro desamparado.

PANROTAS — 16 a 22 de outubro de 2019

10/10/2019 20:19


Untitled-1 1

10/10/19 13:54


REVISTA PANROTAS — Qual a importância de viajar protegido? VITAL CARD — Quando viajamos, fugimos da nossa rotina de horários, do clima com o qual estamos acostumados, e da alimentação que habitualmente temos. Todos esses pontos são agravantes que poderão contribuir com uma necessidade médica, e que podem ter um peso financeiro significativo. Temos também a questão de não estarmos familiarizados com o nosso destino e não falarmos o idioma local. Todos esses problemas juntos, acabam com qualquer viagem, certo? Não se o viajante tiver contratado o seguro viagem, que ajudará a solucionar esses problemas não só financeiramente, mas também com todo o suporte de uma rede médica credenciada e com o idioma local. Existem, também, diversas coberturas para diferentes situações, que auxiliarão o passageiro. Como a cobertura de cancelamento de viagem, em que o passageiro protege o investimento em uma viagem, caso não possa embarcar por motivos médicos, por exemplo. São diversas as proteções e vantagens de estar protegido com o seguro viagem, desde a parte médica até as bagagens do passageiro. RP — Como o agente pode se capacitar sobre seguros viagens? VITAL CARD — É importante que o agente esteja atento aos diferenciais que o mercado tem a oferecer. Na Vital Card, buscamos facilitar o acesso à informação, simplificando a oferta e disponibilizando conteúdo de capacitação pela nossa ferramenta web, otimizando o tempo do agente e permitindo que entendam a diferença existente em cada produto. RP — A cobertura de um seguro viagem tem se ampliado muito. O que vocês oferecem? VITAL CARD — Nossos produtos são os mais completos do mercado, sem que o cliente necessite ficar contratando opcionais ou pagar por franquias. Tudo já está incluído no produto. O cliente só precisa escolher a cobertura médica, e todas as demais coberturas já estão inclusas, inclusive para gestantes, prática esportiva, cancelamento de viagem, despesas por atraso de voo e atraso de bagagem. Na Vital Card, a agência e o passageiro não erram na escolha e sempre terão as principais coberturas dentro de todos os planos, sem surpresas. Mas além de coberturas, hoje temos muitos diferenciais de serviço. Oferecemos acionamento por diversos canais, principalmente pelo WhatsApp. A telemedicina já pode ser utilizada para atendimentos fora do Brasil, sem necessidade de instalar nenhum aplicativo antes. Em caso de reembolsos, de gastos com medicamento, por exemplo, nossos passageiros podem solicitar tudo pelo celular, acessando o site e tirando foto das notas,

48 46 e 48.indd 48

logo após efetuarem a compra. Há grandes chances de antes mesmo deles voltarem para o Brasil já tenham recebido o reembolso em conta. Acreditamos muito na empatia que a Central de Assistência deve ter com os imprevistos dos passageiros, e assim possamos ir além das expectativas deles. RP — Quais os diferenciais de sua empresa quanto aos produtos, benefícios e coberturas no Brasil? VITAL CARD — Os mesmos benefícios dos planos internacionais estão disponíveis no portfólio nacional também. Sendo um plano internacional ou nacional, nosso passageiro contará com um plano completo, sem precisar incluir opcionais, pois tudo estará incluído no produto. Em nível de serviço, ele poderá utilizar as mesmas ferramentas, como WhatsApp e o sistema de reembolso online. Somente a telemedicina que não estará disponível, por falta de regulamentação no Brasil. RP — O que vem por aí? VITAL CARD — Acabamos de lançar a nova versão do nosso aplicativo, onde o cliente levará seus bilhetes de seguro na palma da mão. Também poderá fazer o acionamento por geolocalização, conversar com nossa Central de Assistência, solicitar o reembolso de forma digital e fazer o acompanhamento dele. RP — Sua empresa tem produtos e coberturas especiais? VITAL CARD — Sim, e incluídas em todos os planos. Algumas delas são: despesas médicas para gestantes, despesas médicas para práticas esportivas amadoras, despesas pelo cancelamento antecipado da viagem, despesas por atraso de voo e despesas por atraso de bagagem. Pensando no corporativo, temos também incluída a cobertura de envio de executivo substituto, para casos em que o segurado tenha uma intercorrência médica e não possa comparecer a seus compromissos previamente agendados. Outro ponto importante é para a perda de bagagem. Existem coberturas no mercado que prometem, por exemplo $ 1.000 de indenização. Mas se o passageiro receber os $ 1.000 da própria companhia, não receberá nada do seguro. Isso seria uma indenização complementar. Na Vital Card, a indenização é suplementar ao da companhia aérea. Quer dizer, independentemente do que ele já tenha recebido da companhia a título de indenização, pagaremos nossa cobertura a ele. E claro, as coberturas médicas são por evento. A cada nova intercorrência, a cobertura médica se reintegra novamente.

PANROTAS — 16 a 22 de outubro de 2019

10/10/2019 20:19


LGBTravel

NOVA PLATAFORMA A comunidade LGBT acaba de ganhar uma plataforma exclusiva para reservas de hospedagem, chamada FabStayz, com propriedades do mundo inteiro. Estão listados no site apenas anfitriões mais experientes, que acumulam no mínimo sete meses de participação em outra grande plataforma e pelo menos dez avaliações de ótimo a excelente. Os hosts também concordam com a política de diversidade e inclusão. “Viajar significa se divertir e explorar, mas sair para algo estranho não é a melhor maneira. No nosso caso, o hóspede não precisa procurar por pistas para saber se o anfitrião é acolhedor”, explica o fundador e CEO do FabStayz, Robert Geller, que também é um host do Airbnb. A plataforma estreou

Marcos Martins

há apenas algumas semanas com 100 hosts e agora o número já ultrapassa 500 listagens. No portfólio há opções de casas em Portland e trailer vintage em Los Angeles, nos Estados Unidos, castelo na França, e mais unidades em condomínios de praia e suítes. Mais informações em: fabstayz.com. n

RESULTADO DO PRECONCEITO Relatores da Organização das Nações Unidas alertam que a discriminação, que pode começar em casa e acontecer também nos ambientes de ensino, aumenta o risco de LGBTs serem excluídos e viverem nas ruas. Um estudo recente revela que quase dois terços dos jovens LGBT em situação de rua já tiveram problemas de saúde mental, além das chances maiores de relatar casos de depressão, transtorno bipolar e tentativas de suicídio. “Como resultado da intolerância religiosa e cultural, que pode incluir violência sexual e de outras formas, as jovens lésbicas, os jovens gays, bissexuais, trans e de gênero diverso em todo o mundo enfrentam exclusão socioeconômica”, argumentam Victor Madrigal-Borloz e Leilani Farha.n

• O filho de Mauricio de Sousa, Mauro Sousa, e o namorado vão trabalhar em conteúdo de diversidade para a Turma da Mônica • A Justiça Federal determinou que a Ancine retome edital que sofreu censura pelo seu conteúdo LGBT • A terceira edição do Casamento Coletivo Igualitário de SP acontecerá na primeira quinzena de novembron

16 a 22 de outubro de 2019 — PANROTAS

49.indd 49

49

10/10/19 20:39


Distribuição Rodrigo Vieira

NIVELADOS POR CIMA Ano após ano, cresce a fatia dos produtos e serviços auxiliares na receita das companhias aéreas. Para as que levam o assunto a sério os resultados já são mais do que visíveis, são essenciais na construção no incremento de receita, como é o caso das norte-americanas — na American Airlines, os ancillaries já representam 16% da receita anual; na United, 14%, e, na Delta, mais de 12%. Muito desta tendência se deu por inspiração das transportadoras de baixo custo, que vendem assentos a tarifas bem abaixo da média e fragmentam outras comodidades, e aí entra a velha discussão de despacho de bagagem, se é ou não o mínimo que se pode ou deve oferecer. Internet no voo, refeições e bebidas decididas no ato da reserva, posição de assento, viagem com pet, rastreamento de bagagem, upgrade, menu de entretenimento, duty free a bordo, despacho de armas e outros produtos sensíveis ou controlados... O consumidor exige ser o senhor de suas escolhas, aceita pagar a mais por isso (ou menos, caso só queira viajar sem nenhum conforto e esteja com o orçamento baixo), e o universo da aviação comercial começa a entender e entregar as demandas de millennials, centennials, geração Y, férias, trabalho, das viagens multigeracionais... Acontece que, diferentemente dos assentos, que basicamente são os mesmos ativos em todas as aéreas, a oferta de produtos auxiliares é muito mais ampla. As companhias podem usar a criatividade para agregar valor à viagem de seu cliente e consequentemente ampliar a receita do que poderia ser um simples assento. Uma mudança simples de explicar ao viajante, mas que dá calafrios no distribuidor de viagem que também quer fazer parte e sair ganhando com toda essa transformação. "Todas as aéreas já vendem ancillaries? Como saber a oferta de cada uma? E a política de cada uma? Vou ganhar comissão em cima da venda? Em que momento da reserva devo selecionar o uísque premium 50 50 a 54.indd 50

que meu cliente deseja?" Nem tudo ainda consegue ser respondido, mas o New Distribution Capability (NDC) veio para tentar resolver a vida dos agentes de viagens e dos fornecedores. O NDC é um código criado pela Iata com intuito de padronizar e facilitar a venda de ancillaries pelas aéreas e de personalizar as ofertas. As empresas do board da Iata se comprometeram a vender, até o fim do ano que vem, 20% do volume de seus serviços auxiliares por meio de APIs compatíveis com o NDC. E se as aéreas estão dispostas a distribuir produtos na nova codificação, praticamente não se fala de outra coisa entre os três principais players de GDSs do mundo: Amadeus, Sabre e Travelport. No Fórum PANROTAS deste ano, a maior especialista do Sabre a respeito deste assunto, Kathy Morgan, vice-presidente de NDC do GDS de cor vermelha, levantou diversos itens essenciais a respeito da nova padronização de ancillaries. Um deles é que o NDC não substitui o GDS, na verdade eles coexistem, já que o NDC atua hibridamente em mais de uma plataforma. Ela também ressaltou o quanto as aéreas ainda estão longe do ideal, sendo uma pequena parte das companhias que trabalham com o NDC. "Estar certificado para atuar com o padrão NDC não significa que a companhia já trabalha (no novo padrão). Há um longo caminho da certificação até a atuação com NDC", explicou Kathy, na realização do fórum, em março. A Gol, por exemplo, já tem certificação, mas ainda não demonstra um trabalho forte de vender seu wi-fi por NDC. Mais adiante, no Travelport Executive Forum, em setembro, o diretor global de New Distribution Capability da companhia, Ian Heywood, foi a Mendoza, na Argentina, para falar ao público latino sobre o tema. O recado claro que ele passa para as agências, principalmente corporativas, é: o tempo de procrastinação está definitivamente terminado. "Até o momento, sentar e esperar para ver o que

PANROTAS — 16 a 22 de outubro de 2019

11/10/19 12:42


Paulo Rezende, da Amadeus

Elisa Carneiro, da Sabre

16 a 22 de outubro de 2019 — PANROTAS

50 a 54.indd 51

51

11/10/19 12:42


Luís Vargas, da Travelport

Kathy Morgan da Sabre

52 50 a 54.indd 52

PANROTAS — 16 a 22 de outubro de 2019

11/10/19 12:42


acontece com o NDC pode ter sido uma política sensata para a maioria das agências, mas agora não é mais", afirma Heywood. "Para ser claro, é hora de se certificar de que você pode se beneficiar do que o NDC oferece ou se arriscar a perder para concorrentes mais bem preparados. O NDC não é nenhum monstro de sete cabeças, tampouco um vilão", completa o especialista. Segundo Heywood, um bom ponto de partida para as agências entrarem no jogo é primeiramente entender as novas regras de engajamento, uma vez que as margens com a venda de assentos estão cada dia menores. "Como as reservas agora são feitas nos sistemas de companhias aéreas, e as próprias aéreas serão responsáveis por criar ofertas aos clientes, o papel do agente está mudando. É importante que ele se aprofunde ainda mais sobre o perfil do cliente para saber o que oferecer", indica Heywood. "Há também novas regras em relação a seu relacionamento com os fornecedores. A maneira com a qual se acessa o conteúdo e como os clientes farão reservas também muda, e é preciso entender tudo isso para ser capaz de se adaptar a elas." O gerente de Relacionamento da Iata com a Indústria no Brasil, Jefferson Simões, exemplifica que para o ambiente corporativo, essa é a possibilidade de integrar programas de viagens específicos de empresas no sistema certificado NDC. Assim, na hora da compra ou comparação de passagens de diferentes companhias aéreas, já pode-se incluir adequações às políticas de viagens corporativas de qualquer empresa. "Se dentro de um programa de uma companhia está determinado que viagens com mais de seis horas de duração devem ser realizadas na classe executiva, por exemplo, isso já acontece automaticamente na hora da procura por meio do sistema padronizado em NDC. O perfil da empresa e dos

viajantes frequentes fica salvo, não importa em qual companhia você pesquise, demonstrando mais uma vez a efetividade que um sistema padrão para todas as aéreas pode ter", afirmou. Portanto, desenvolver e fortalecer as parcerias com os fornecedores, no caso, as companhias aéreas e os próprios GDSs, é essencial. "Com o NDC, as agências podem perder a igualdade de condições para competir com as aéreas. As companhias poderão favorecer agências que priorizam as vendas de tarifas e serviços auxiliares de difícil comercialização. É uma relação mútua", concluiu Ian Heywood. A CORRIDA DO GDS Ao que parece, as três principais empresas de GDS estão emparelhadas na corrida de quem entrega o NDC aos agentes. Atingiram o nível 3 de certificação da Iata como agregadores e provedores tecnológicos. A questão não está mais na velocidade da entrega da novidade nos sistemas de distribuição, mas sim a qualidade e a parceria com os fornecedores. A Amadeus dá a entender justamente isso quando aponta que está investindo constantemente para disponibilizar a seus clientes uma solução utilizando o NDC no menor tempo possível. Para ilustrar, a companhia conta que a American Airlines e a Amex GBT anunciaram recentemente a realização das primeiras reservas por meio de seu GDS. “Este certamente foi um marco na implementação do New Distribution Capability Foi muito importante, mas apenas um passo nesta direção”, afirma o líder de Varejo para América Latina da empresa, Paulo Rezende. De acordo com ele, a Amadeus está no caminho e avançando rapidamente com clientes, mas atingir, por meio do NDC, o mesmo nível de serviço que os participantes da ca-

Jefferson Simões, da IATA

16 a 22 de outubro de 2019 — PANROTAS

50 a 54.indd 53

53

11/10/19 12:42


deia de viagens prestam atualmente, em termos de performance, capacidade de massificação do processo e com a cobertura do fluxo do começo ao fim de uma reserva, incluindo cancelamentos, alterações e serviços auxiliares, ainda demandará bastante esforço. Falando especificamente de Brasil, a Amadeus está trabalhando para disponibilizar em suas aplicações a realização de reservas utilizando o protocolo NDC no primeiro trimestre de 2020. “Este é o lado técnico da mudança. Eventuais discussões sobre alterações do modelo econômico da relação entre companhias aéreas e intermediários podem acelerar ou atrasar o processo”, diz. A solução piloto da plataforma alinhada ao NDC já está sendo usada por algumas TMCs, como a BCD Travel na Europa e a CWT, além da Travix, uma OTA europeia. Essas empresas já estão começando a fazer reservas com o novo padrão e algumas companhias aéreas, como a Qantas e a American, já estão ofertando conteúdo nela. Pelo lado do Sabre, a empresa se vê como um player prioritário para o desenvolvimento de NDC no mundo. "Tem sido fundamental o alinhamento entre o Sabre e outros líderes da indústria que estão comprometidos em viabilizar a adoção do NDC em toda a cadeia de valor. Estamos colaborando e influenciando no design, teste e implementação do padrão NDC, inovando com soluções que vão muito além dos padrões básicos da indústria", aponta a diretora do Sabre no Brasil, Elisa Carneiro. "Colocar o NDC em prática exige um compromisso em todo o sistema. O novo padrão NDC não tem a ver com o cumprimento de regras. Trata-se de capacitação. Existe uma oportunidade inexplorada no aproveitamento de dados para criar um entendimento abrangente do viajante e, deste modo, enriquecer a oferta." No Brasil e em toda a América Latina, mercados atrasados em relação à média mundial com o NDC, o papel que o Sabre se dispõe a fazer é atuar ao lado de toda a cadeia de valor para criar oportunidades de incremento de receita. "Tanto para companhias aéreas quanto para os compradores de viagens", explica Elisa. "Na América Latina, além de continuar melhorando cada vez mais a experiência no uso de nossas soluções, temos auxiliado os agentes de viagens e parceiros, seja no nível executivo ou de usuário final. Capacitá-los a entender as novas dinâmicas de mercado garante que estejamos sempre trabalhando para adicionar valor a todos os protagonistas da cadeia." O tom dado pela Travelport mantém a sensação do

54 50 a 54.indd 54

"empate" no qual os GDSs se encontram no atual momento. "Estamos nos comunicando ativamente com a comunidade de agências de viagens e com a Iata para resolver quaisquer preocupações que possam surgir. Embora o NDC seja uma iniciativa global, ainda estamos trabalhando com as operadoras da América Latina para aferir com que rapidez as companhias aéreas querem seguir adiante. Já temos certificação de nível 3. O processo está em andamento, mas pode ser mais lento, já que entram na pauta outras questões", avalia o diretor regional da Travelport para América Latina, Luís Carlos Vargas. "O NDC é uma realidade. Os mercados latinos podem adotar um ritmo diferente que, digamos, a Europa, porém estamos 100% comprometidos e prontos para trabalhar com a região e ajudá-la a seguir adiante." AGÊNCIAS DE TODOS OS PORTES O executivo afirma que a Travelport concluiu sua primeira reserva via NDC pelo GDS há um ano, e que o compromisso é que o novo padrão seja usado por agências de todas as categorias e todos os portes. "O NDC nada mais é do que uma nova roupagem para aquilo que sempre fizemos: dar escolhas aos clientes por meio de conteúdo relevante e passível de reserva, seja qual for o método de distribuição", afirma Vargas. Para a Amadeus, o trabalho do agente de viagens com o NDC se torna mais complexo, mas isso é algo natural não só desta, mas de todas as outras profissões em um mundo tão pautado em novas tecnologias. "Seja para escolha da melhor opção de voos, de hotéis, atrações, locação de carros, transfers etc.", pondera Paulo Rezende. “E o objetivo da Amadeus é facilitar a vida do agente, disponibilizando todo este conteúdo ou, ao menos, grande parte dele, em uma mesma fonte. No caso das informações de aéreo, dentro da nossa ferramenta o agente terá acesso a todo o conteúdo, seja por meio da conexão GDS tradicional, NDC ou de outros agregadores.” Elisa Carneiro, do Sabre, realça que "as agências de viagens de todos os portes têm que trabalhar em parceria com os distribuidores de tecnologia para garantir que as ofertas estejam sendo estendidas para os viajantes de maneira completa". "Na verdade, é importante que cada distribuidor tenha uma estratégia definida que esteja em alinhamento com os novos modelos de distribuição. Além disso, é necessário um plano claro de desenvolvimento tecnológico, alocando os investimentos necessários."

PANROTAS — 16 a 22 de outubro de 2019

11/10/19 12:42


PATROCINADO

MOBILITY DEBATE TENDÊNCIAS DA MOBILIDADE URBANA EM VIAGEM À ALEMANHA A Alemanha foi o destino da edição deste ano da jornada internacional promovida pela Mobility Turismo, que levou representantes das cinco agências que mais se destacaram em vendas ao longo da campanha Futuro Rent a Car, além de executivos da companhia. A experiência, que teve início no dia 29 de setembro, abordou as expectativas em torno da mobilidade nos próximos anos. No país, que é berço da indústria automobilística, os convidados visitaram os museus e as fábricas da Audi, Mercedes-Benz e BMW, onde tiveram a oportunidade de conhecer de perto os avanços do setor e as curiosidades sobre as histórias das montadoras. Em encontro com o grupo, o vice-presidente da BMW, Alejandro Vukotich, falou sobre o trabalho de desenvolvimento de carros autônomos e equipamentos de assistência ao condutor, que envolve mais de 1.500 engenheiros. Além do passeio pela história do automobilismo alemão, o grupo do Futuro Rent a Car também visitou a incubadora de startups AZO, e conversou com os executivos da plataforma Ubeeqo, uma frente de negócios da Europcar que trabalha com o compartilhamento de veículos por meio de aplicativo. Além disso, os participantes da jornada promovida pela Mobility Turismo ainda tiveram a oportunidade de se encontrarem com o presidente da Fundação Mahle, Jürgen SchweiB-Ertl, que apoia projetos nas áreas de saúde, agricultura e educação em prol do desenvolvimento humano. Dentre as frentes de atuação da fundação, está a Indústria Mahle, que tem concentrado seu trabalho na transformação de motores à combustão para elétricos.

Essa foi a segunda viagem promovida pela Mobility com o projeto Futuro Rent a Car, que ano passado levou os participantes ao Vale do Silício nos Estados Unidos. “Mais que o aumento de vendas, a campanha tem o propósito de incentivar agentes de viagens a buscarem mais conhecimento acerca do mercado de mobilidade e auxiliar na formação de profissionais cada vez mais capacitados”, afirmou o presidente da Mobility Turismo, Oswaldo Melantonio Filho. Além disso, os participantes do Futuro Rent a Car ainda conheceram alguns dos principais pontos turísticos do país, tais como a Oktoberfest, em Munique, e a cidade de Stuttgart.n 16 a 22 de outubro de 2019 — PANROTAS

55.indd 55

55

10/10/19 20:37


Memória

Danilo Alves

RUMO À TECNOLOGIA MÓVEL

A Amadeus constatou, em 2009, por meio de uma pesquisa, a chegada de um novo viajante de lazer no cenário internacional. Chamado de Viajante Amador-Especialista, esse turista já adorava tecnologia e apostava cada vez mais no uso de ferramentas móveis. Há exatos dez anos, a PhocusWright já apontava a tecnologia móvel como a próxima plataforma de viagem. E ela, mais uma vez, não estava errada. Henry Harteveldt, da Forrester Research, afirmava que a ligação entre a internet móvel e o conteúdo gerado por usuários seria extremamente importante. “A viagem é um tipo de negócio que atrai a geração de conteúdo de usuários e o compartilhamento de ideias, opiniões e sugestões. Um grande fator por detrás disso tudo será o crescimento e a evolução dos aparelhos móveis que têm um foco maior em dados do que em chamadas de voz. Isso viabilizará trocas de mensagens entre grupos e pessoas que podem 56 56.indd 56

ser escritas, faladas, por SMS ou qualquer outro dados”.. No mesmo estudo, a Amadeus constatou que a internet não era considerada uma concorrente dos agentes de viagens, já que 75% dos entrevistados da pesquisa acreditavam que as reservas on-line não substituiriam totalmente o mundo off-line. Além disso, a grande maioria dos respondentes já esperavam ver uma mudança significativa no nível de serviço que os viajantes exigiriam. “Isto é parcialmente uma função da corrida do serviço na qual as empresas de viagens competem para oferecer um melhor atendimento ao cliente, o que por sua vez gera uma maior expectativa por parte destes consumidores”, explicava André Fróes, gerente de Marketing da Amadeus em 2009. A matéria e a pesquisa completa foi pauta do PANROTAS Corporativo da edição 887, que circulou entre os dias 24 e 30 de novembro de 2009.

PANROTAS — 16 a 22 de outubro de 2019

10/10/2019 20:13


Untitled-1 1

10/10/19 13:51


ARGENTINA: PARA QUEM QUER VER BALEIAS Na província de Chubut, localizada no sul da Argentina, um acidente geográfico na costa do Atlântico constitui um cenário perfeito com um dos mais belos ecossistemas do mundo. Ali, diversas espécies de vidas marinhas e de pássaros formam um espetáculo que atrai, por ano, milhares de viajantes de todos os lugares do planeta. O objetivo é um só: avistar as baleias franca austral. Um dos maiores animais do mundo, as baleias chegam à península Valdés em busca da tranquilidade necessária para se reproduzirem. De acordo com dados do Programa Baleia Franca Austral, no ano passado, a presença desses animais pelas águas da região foi um recorde, contabilizando mais de 865 exemplares da espécie, incluindo 365 filhotes que deixaram uma marca histórica desde o início dos estudos, há mais de 50 anos. E pelas águas da costa sul da argentina as baleias não são os únicos animais: lobos e elefantes marinhos, pinguins, gaivotas e outras espécies de animais deram ao país o World Travel Awards 2019, na categoria ‘Principal destino para avistar baleias na América do Sul’. O prêmio é um reconhecimento pelo esforço dos profissionais da região, que lutam para que a península Valdés seja uma referência internacional para ob-

58 58 e 59.indd 58

servação de baleias. Um exemplo é o caso do ex-ministro do Turismo da Argentina, Antonio Torrejón, que, em 1966, conseguiu que a Sociedade de Zoologia de Nova York contribuísse com a mesma tecnologia oferecida à Califórnia para investigar a aparição das baleias na região. Torrejón destaca hoje que o lugar já recebeu “mais de um milhão de excursões e nunca foi registrado um problema e os visitantes sempre vão embora para casa felizes por terem participado de uma experiência única”. Por outro lado, o diretor de Turismo de Chubut, Nestor García, ressalta que “a cada temporada, crescem os pontos de trabalho e, consequentemente, a renda para diferentes segmentos da indústria, incluindo hotéis, transportes, restaurantes, entre outros”. Além disso, García ainda comentou o papel da comunidade científica para o cuidado e conservação do território classificado por ele como valioso. Também é importante mencionar que as saídas para o mar acontecem em barcos com a presença constante de um guia especializado. A melhor época do ano para avistar as baleias vai de junho a dezembro, muito embora os melhores meses para tal vão de setembro a novembro.n

PANROTAS — 16 a 22 de outubro de 2019

10/10/2019 20:25


PaĂ­s foi reconhecido pelo World Travel Awards como um dos melhores lugares para se avistarem baleias na AmĂŠrica do Sul

58 e 59.indd 59

10/10/2019 20:25


Follow

LATAM AIRLINES Danilo Alves

A Latam Airlines tem perfis em praticamente todas as redes sociais. O grupo mantém um contato direto com os clientes por meio de conteúdos especiais produzidos para o Facebook, Instagram, Youtube e Twitter. Os conteúdos se misturam, ora publicados em espanhol, dedicados ao mercado chileno e das subsidiárias do grupo na Argentina, Colômbia, Equador e Peru, ora em português, dedicado aos clientes da Latam Airlines Brasil. Atualizados constantemente, os canais trazem informações institucionais da empresa, destinos onde opera, fotos de aeronaves em aeroportos do mundo todo e ações promocionais.

No Facebook, a estratégia da companhia é um pouco diferente. A Latam acaba priorizando mais vídeos de destinos e de ações promocionais – muito bem produzidos, por sinal. Nesta rede, dedicada exclusivamente à Latam Airlines Brasil, a interação com os clientes acaba sendo ainda maior e a companhia responde dúvidas, sugestões e reclamações dos usuários.

No Youtube, além dos vídeos publicados também no Facebook, a companhia separa as produções em playlists: aviação, qual seu próximo voo, Latam (com entrevistas, informações institucionais, vídeos de segurança, entre outros), Dicas Latam e Destinos (com vídeos de em média um minuto e meio de duração)

Nos destaques do Instagram, a Latam possui muitas informações sobre os destinos em que opera. Estes conteúdos trazem dicas de onde comer e beber, sugestão de passeios, curiosidades culturais e, é claro, links que direcionam o usuário diretamente para o site da companhia.

youtube.com/user/tam 143 mil inscritos

60 60.indd 60

facebook.com/LATAMBrasil/ 11,8 milhões curtidas

Instagram: @latamairlines 1,6 milhões de seguidores

PANROTAS — 16 a 22 de outubro de 2019

10/10/2019 20:14


62. Os melhores lugares para camping e motorhome 64. Praticidade e diversĂŁo no Aventura Mall, o principal shopping de Miami 66. O sabor das cervejas artesanais de St. Pete / Clearwater

16 16 aa 22 22 de de outubro outubro de 2019 — PANROTAS

61.indd 61

61

10/10/19 20:14


PATROCINADO

Fort De Soto County Park: vista para o Golfo do México

UM JEITO DIFERENTE DE CURTIR AS PRAIAS DA FLÓRIDA Praias de areia branca e águas cristalinas, gastronomia, parques temáticos e compras são as atividades preferidas dos brasileiros na Flórida. O que muita gente não sabe, no entanto, é que é possível adicionar uma pitada de aventura nas viagens ao Estado norte-americano: seja em uma barraca ou um motorhome. Em toda a Flórida, são mais de 900 áreas de acampamento, a maioria muito próximas à praia. Alguns desses acampamentos, inclusive, ainda permitem a entrada de animais de estimação, bem como o acesso facilitado para deficientes. Para quem gosta ou sonha em viajar em motorhomes, os parques que aceitam esse tipo de veículo são inúmeros e bem fáceis de serem encontrados, incluindo próximos a cavernas e no Disney’s Fort Wilderness Resort, em Orlando, que tem acesso fácil ao Magic Kingdom. Veja a lista de algumas praias para acampar na Flórida: Sul da Flórida e Florida Keys Long Key State Park Curry Hammock State Park Bahia Honda State Park Biscayne National Park Litoral atlântico central e setentrional Sebastian Inlet State Park Canaveral National Seashore Gamble Rogers Memorial State Recreation Area North Beach Camp Resort 62

Costa do golfo central e do sudoeste da Flórida Fort De Soto County Park Cayo Costa Island State Park (La Costa Island) Red Coconut RV Resort Noroeste da Flórida Gulf Islands National Seashore Big Lagoon State Park Fort Pickens St. George Island State Park Destin West RV Resort Camp Gulf em Destin Emerald Beach RV Park Grayton Beach State Park Outros acampamentos na costa do Atlântico Fort Clinch State Park (Fernandina Beach) Anastasia State Park (St. Augustine) Little Talbot Island State Park (Jacksonville) Os 10 melhores parques para motorhomes 1. Florida Caverns State Park, Marianna 2. Topsail Hill Preserve State Park, Santa Rosa Beach 3. Anastasia State Park, St. Augustine 4. Fort Pickens Campground, Pensacola 5. St. George Island State Park 6. Juniper Springs National Recreation Area, Ocala 7. Disney’s Fort Wilderness Resort, Orlando 8. Fort De Soto Park, St. Petersburg 9. Lion Country Sakari KOA, Loxahatchee 10. Bahia Honda State Park, Florida Keys n

PANROTAS — 16 a 22 de outubro de 2019

publi-visit-florida.indd 62

10/10/19 20:20


Untitled-1 1

10/10/19 13:55


PATROCINADO

Divulgação/ Leo Diaz

AVENTURA MALL REÚNE COMPRAS, GASTRONOMIA E CULTURA Considerado um ponto de referência em Miami, o Aventura Mall é uma parada obrigatória tanto para quem mora como para quem pretende visitar o sul da Flórida. O shopping reúne lojas das principais marcas, diversas opções gastronômicas, além de uma arquitetura vanguardista. Recentemente, o mall inaugurou uma ala de três andares com vista panorâmica para a cidade, desenhada pelo arquiteto Carlos Zapata. O Aventura Mall é um dos shoppings mais visitados dos Estados Unidos e conta com lojas como Gucci, Louis Vuitton, Cartier, Fendi, Givenchy, Burberry, Tiffany & Co., Rolex, entre outras. Além disso, o empreendimento também possui lojas de departamento, incluindo Nordstrom, Bloomingdale’s e Macy’s. Isso sem falar nas mais de 300 lojas de marcas como Adidas, Anthropologie, H&M, Microsoft, Sephora e uma Zara de dois andares. A presidente e diretora-executiva da Turnberry – proprietária, promotora e gestora do Aventura Mall –, Jackie Soffer, garante que a inovação é uma característica de tudo que existe no shopping. “De um design excepcional a uma seleção única de lojas, acreditamos em oferecer aos nossos visitantes uma experiência incomparável e culturalmente rica”. Inspirada no espírito de receptividade de Miami, por exemplo, a loja de dois andares da Apple elimina a diferença entre design interno e externo, combinando um espaço verde com um exuberante arvoredo e displays com o que há de mais moderno 64 64-publi.indd 64

em tecnologia. Os visitantes podem encontrar a ajuda que precisam no Arvoredo dos Gênios, se divertir com os gadgets mais modernos em um jardim, aprender algo no imponente anfiteatro e se aprimorar em um dos vários eventos gratuitos da Apple. Ainda neste ano, o Aventura Mall receberá novas lojas, como Madewell, Farm Rio, Messika, entre outras, e uma expansão da boutique da Carolina Herrera, que passará a incluir peças masculinas e infantis. Além disso, marcas que ficaram famosas na internet como Good American, Warby Parker e Fabletics sairão do mundo digital e ganharão boutiques físicas no shopping. Em relação às experiências gastronômicas, o Aventura Mall oferece oportunidades de o visitante experimentar a culinária de quase todos os países. CVI.CHE 105, Pubbelly Sushi, Genuine Pizza, Tap 42 Craft Kitchen + Bar, Serafina Miami, Le Pain Quotidien e The Cheesecake Factory são algumas das opções. Mas o shopping não se resume apenas a compras e à gastronomia. O programa de artes do Aventura Mall, que inclui trabalhos de Louise Bourgeois, Ugo Rondinone, Julian Opie e Jorge Pardo, recentemente adicionou uma obra icônica à coleção: a escultura intitulada Love, de autoria de Robert Indiana, umas das figuras de maior destaque na arte pop norte-americana. Idealizada em 1966 e concretizadas 32 anos depois, em 1998, Love pode ser encontrada na área externa do andar superior.

PANROTAS — 16 a 22 de outubro de 2019

10/10/19 20:20


Untitled-1 1

10/10/19 13:52


PATROCINADO

Bares têm ambiente familiar, atrações para crianças e música ao vivo de quinta a sábado

CERVEJARIAS ARTESANAIS GANHAM FORÇA NA COSTA OESTE DA FLÓRIDA Com algumas das praias mais bonitas da Flórida e sol na maior parte do ano, a região de St. Pete/ Clearwater oferece 56 quilômetros de litoral com uma série de atrações para os mais diferentes estilos de turistas. E, hora ou outra, quase todos os turistas se encontram para brindar as férias com uma boa cerveja artesanal produzida nesse pedacinho dos Estados Unidos, na costa Oeste da Flórida, entre o Golfo do México e a Baía de Tampa, a 90 minutos de Orlando. A trilha de St. Pete/Clearwater, que celebra a bebida, vai de Tarpon Springs até Gulfport: uma viagem de uma hora, de ponta a ponta. Dizem que é a resposta da Flórida aos vinhedos da Califórnia. E o turista não precisa ser um grande entendedor para curtir o passeio – mas, se for um autêntico cervejeiro, provavelmente vai dedicar ainda mais tempo a explorar cada cantinho da rota. Independentemente do perfil, o que não pode deixar de ser feito é experimentar a Florida Weisse, uma cerveja artesanal no estilo Berliner Weisse (ácida, de baixo teor alcoólico e altamente carbonatada). Para dar mais personalidade à bebida, durante o processo de fermentação, são adicionadas frutas frescas, como lima, framboesa, manga, pitaia, abacaxi e maracujá. Um dos endereços que merecem destaque é a 3 Daughter’s Brewing, que funciona em um antigo edifício de fornecimento industrial à beira do Warehouse Arts District e do Grand Central District, em St. Pete. Além dos rótulos próprios de primeira, feitos com ingredientes frescos, o lugar tem ambiente familiar, com pingue-pongue, dardos e outros jogos divertidos; e música ao vivo nas noites de quinta, sexta e sábado. 66

1.Two Frogs Brewing Company 2. Silverking Brewing Co 3. Unrefined Brewing 4. de Bine Brewing Company 5. Stilt House Brewery 6. Palm Harbor Brewery 7. Lagerhaus Brewery 8. AntiBrewery 9. 7venth Sun Brewery 10. Cueni Brewing 11. Woodwright Brewing Co. 12. Soggy Bottom Brewing Co. 13. Dunedin House of Beer 14. Dunedin Brewery 15. Caledonia Brewing 16. Sea Dog Brewing Co. 17. Clearwater Brewing Company 18. Clearwater Social Brewing Company 19. GrindHaus Brew Lab 20. Crooked Thumb Brewery 21. Southern Lights Brewing Company 22. Troubled Waters Brewing 23. Arkane Aleworks 24. Big Storm Brewing Co. 25. Rapp Brewing Company 26. Pair O’Dice Brewing Company 27. Mad Beach Brewing Company 28. Dissent Craft Brewing Company 29. Pesky Pelican Brew Pub 30. Flying Boat Brewing Company 31. Right Around the Corner 32. Avid Brewing 33. Green Bench Brewing Co. 34. Overflow Brewing Company 35. St. Pete Brewing Co. 36. If I Brewed the World 37. Cage Brewing 38. 3 Daughters Brewing 39. Pinellas Ale works 40. Mastry’s Brewing Co.

PANROTAS — 16 a 22 de outubro de 2019

publi-st-peteindd.indd 66

10/10/19 20:21


Untitled-1 1

10/10/19 13:57


Untitled-1 1

10/10/19 13:54

Profile for PANROTAS Editora

PANROTAS 1.394 - Especial Seguro Viagem  

Em nossa edição anual sobre seguro viagem, confira as tendências, lançamentos e o que as empresas oferecem aos agentes de viagens e seus cli...

PANROTAS 1.394 - Especial Seguro Viagem  

Em nossa edição anual sobre seguro viagem, confira as tendências, lançamentos e o que as empresas oferecem aos agentes de viagens e seus cli...

Profile for panrotas