Page 1

Estilo e comportamento para Bad Girls e Bad Boys no Second Life Edição 10 - Maio 2008

Arte & artistas

Inspiração!


índice Para ver/saber mais sobre Alyne Dagger e Lucrecia Slade visite os nossos sites: • Flickr - Share Your Photos! www.flickr.com Search: A Lucrecia that is not Borgia Alyne Dagger • O Blog! Bad Girls 4 Evah! bg4e.blogspot.com O que não cabe na revista está lá! • Quer assinar a BG? br.groups.yahoo.com/group/ badgirlsmagazine/ Junte-se ao grupo e receba a revista em PDF, antes de todo mundo!

Textos, edição, editoração, projeto gráfico e tudo mais: Uma parceria das amigas Lucrecia Slade e Alyne Dagger (Lu & Ly para os íntimos).

Editorial Entrevista — Enniv Zarf Em busca da oitava arte AD recomenda — Locais Imperdíveis AD recomenda — Galeria Agenda Good Guy Bad Girl Plastic arts Estilos imbatíveis aMIgos da Alyne A segunda matemática Linden Lag

Contato: Quem quiser colaborar com dicas, espernear, aparecer ou simplesmente dizer “olá”, basta mandar MI para nós.

As opiniões de gente deselegante e mal educada serão investigadas, Fotos: fotografadas sem alarde e zoadas com Lucrecia Slade e Alyne Dagger (depois enorme prazer na próxima edição. :-) do Windlight, ela tomou vergonha e fotografa tb!!!!) ^^ Para anunciar: MI para Alyne Dagger/Lucrecia Slade. Edição 09 - Abril 2008

6 8 16 26 34 40 44 46 50 70 74 76 80 82

A BG Magazine é independente e não publica opiniões conflitantes com o ideal da revista nem por todos os Lindens do mundo. Quando falamos bem, somos ótimas. Quando falamos mal, somos muito melhores!


As pessoas entram e saem de nossas vidas, algumas são Especiais.Quem é especial fica! Você faz papel importante em minha vida e tudo o que desejo é que seu mundo seja surreal e repleto de felicidade! EU te amo! Seu irmão, AlexandreSouza Beck

editorial

Parabens Alyne mesmo q a muito tempo a gente num se ve te desejo felicidades pois gosto de vc beijos e feliz aniversario bjsssssssssss eternoapaixonado Ferraris

Somos amigas há muito tempo e, claro, eu tinha de tomar de assalto a redação com alguns amigos....

Happy Rez Day, Alyne! I have been very fortunate in meeting you and Lucrecia. Thank you so much for your friendship and fun conversations. I hope you have many more Rez Days here in SL. Mimi ^_^

Alyne, apenas te amamos, ok? Feliz Rezz Day! Lucrecia Slade

Garotas Daggers não chutam a bola, mas prometem chutar o balde. Irritando, tirando o sono e a paciência de muita gente. Elas não perdoam e prometem falar a verdade, nua e crua, doa a quem doer. Homens, mulheres, festas, atitudes e comportamento. Muita polêmica no ar. (do blog http://www. garotasdaggers.blogger.com.br/) Isto é Alyne no primeiro ano do resto de nossas (segundas) vidas! Parabéns, parabéns, parabéns! Bersot Balut Alyne parabéns pela data tão especial de sua segunda vida. Desejo sucesso e um virtual cheio de alegria e emoções!!!! beijos Luti Shan

My (not) sweet little sistah!


Alyne!! Tudo que eu disser ou desejar será pouco para o tanto que eu te quero bem! Que você continue desfilando sua simpatia e espalhando a alegria que esse mundo tanto precisa...te desejo mais que tudo SAÚDE na vida, AMOR [e um pouco de SORTE] no coração, ... e PAZ, muita PAZ para todos nós. Deus te guarde minha AMIGONA!!! um beijão COREH PESSOA Alyne, Estou aqui a contragosto pra te dar parabens e feliz rezz day!!!! ahahahah to zuando, baixinha gente fina, a gente se xinga e talz mas tu sabe que a gente é amigo pra kct!!! Por isso segue: Feliz rezz day Alyne!!!! tudibão procê e que tudo se realize... cachaça, mulher, etc... ops, esqueci que tu não é homem... ahahah, por isso q eu gosto de vc, meu brother sem anexo ^^ ;) bjaooooo LPviper Watanabe Ly, sem muita rasgação de seda pra não borrar a maquilagem... seria inútil ficar procurando adjetivos pra te definir porque a enormidade de personalidade te compensa a baixa estatura e te torna a minha tampinha predileta. Meus parabéns e muitos clap claps por esse primeiro ano da tua SL vida. Beijocas da Dada Alyne, Especial, pessoa única. Mais que querida e talvez por muitos invejada, Alyne é astuta e cativante, criativa e inteligente. Apesar dessas suas características e ao meu ver qualidades e caráter, pra outras pessoas, pareça algo peculiar que desperta a curiosidade. Ela é a amiga que amo ter por perto. Tenho sorte, pois desfruto de cada minuto que posso compartilhar minha vida com ela. E posso resumir tudo numa simples palavra: Amizade! Parabéns, Alyne!!! Kyliam Lane Parabéns Lyneeeeee! Vc é uma pessoa carismática, linda e muito

inteligente q conquistou a todos com esse jeitinho meio doidinho e animado d ser... te acho uma pessoa linda, por dentro e por fora! (menos quando ta d cabelo d massinha) ...rs E que venham muitos mais anos aí pela frente! SL não seria o mesmo sem Alyne Dagger! Te desejo uma segunda vida sem lag e com muitos lindens pra gastar sempre! Beijinhos Te adoro! Isabel Roff Pode ser que um dia deixemos de nos falar... Mas, enquanto houver amizade, Faremos as pazes de novo. Pode ser que um dia o tempo passe... Mas, se a amizade permanecer, Um de outro se há-de lembrar. Pode ser que um dia nos afastemos... Mas, se formos amigos de verdade, A amizade nos reaproximará. Pode ser que um dia não mais existamos... Mas, se ainda sobrar amizade, Nasceremos de novo, um para o outro. Pode ser que um dia tudo acabe... Mas, com a amizade construiremos tudo novamente, Cada vez de forma diferente. Sendo único e inesquecível cada momento Que juntos viveremos e nos lembraremos para sempre. Há duas formas para viver a sua vida: Uma é acreditar que não existe milagre. A outra é acreditar que todas as coisas são um milagre. Weber Yiyuan Lyne, minha linda quero te parabenizar, pois desse tempo todo de SL vc é uma das poucas pessoas de carater incrivel e uma personalidade sublime..... Amiga, te adoro, que bom que nosso destino metaverso se cruzou, que muitos mais anos de comemoração estajam por vir. Te amo, toda felicidade do mundo rl e metaverso pra ti .....bjs Khris Giha

[18:12] Strapasson Kidd: vou mandar pelo MI, pra mim é + rápido... [18:12] Strapasson Kidd: Alyne, se a minha alma pudesse enxegar através dos teus olhos... [18:12] Strapasson Kidd: as folhas, ao invés de caírem [18:12] Strapasson Kidd: dançariam suavemente, suspensas nas tardes de outono [18:12] Strapasson Kidd: putz... vou ter q fazer 1 notecard mesmo... [19:55] Mariazinha Silvera: Alyne, eu não queria te lembrar do seu aniversario e que infelizmente está ficando com pelancas e aproveitando para te dar parabéns por mais uma ruga e celulites de vida. Uhauhauah brincadeira amiga, te admiro e gosto muito de você. Parabéns!!! [19:55] Mariazinha Silvera: Agora sim [19:55] Mariazinha Silvera: Lindo, né? [19:56] Mariazinha Silvera: Acho q ela vai chorar de emoção [19:56] Mariazinha Silvera: Uhauhauhauhauha [19:57] Mariazinha Silvera: Mulher, ela me mata! [19:57] Mariazinha Silvera: Uhauhauhauahuha [19:53] Sharana Watanabe: Alyne, minha querida e sempre alegre Alyne. Adoro seu alto-astral. Ele alegra e ilumina qualquer lugar no mundo, seja ele virtual ou real. Te adoro muito!!! Eu fiquei me perguntando se ia colocar “Parabéns pra Alyneee...” Ou “Alyne é uma boa Bad Girl...” Mas a única coisa que me passou pela cabeça é: -- Feliz Mega Fenomenal Níver!!! Pra nossa mais amada e adorada baixinha invocada do SL! E que o tempo apenas aumente sua obssessão por novos cabelos, saltos altos e contra-cultura!!! Fazendo que todos à sua volta curtam a luz alegre que vem de você... e aí? KD o bolo? Tem um cara de sunga que quero colocar no recheio antes da gente cortar... *^.^* Hanakin Saiman


Shakespeare


Bad Girls entrevistam / Eniv Zarf

Apaixonado pelo metaverso Em fevereiro deste ano, um grupo apresentou uma peça de Shakespeare totalmente ao vivo no Second Life, num teatro que reproduz o Globe Theatre de Londres. Essa iniciativa de levar o bardo inglês para o metaverso pode ser creditada principalmente à iniciativa de dois avatares: Ina Centaur e Enniv Zarf, fundadores e diretores do projeto. Usando textos de qualidade indiscutível e os melhores recursos que a realidade virtual pode oferecer, sua companhia tem tido grande sucesso. Enniv falou com exclusividade para a BG Magazine sobre sua experiência não só como diretor da Second Life Shakespeare Company mas também como artista e músico.

BG Magazine: De onde veio a idéia de fazer teatro

dentro do SL? Enniv Zarf: Já havia apresentações de teatro no Second Life antes de nós, assim como todo e qualquer evento ao vivo. Ina decidiu que ela queria fazer teatro e dedicar-se à obra de Shakespeare, que é o foco principal do SLSC. BG Magazine: Quando a companhia se tornou reali-

dade? Foi um começo difícil? Enniv Zarf: Como qualquer coisa que se pretende fazer bem feito, foi muito difícil o começo. Ina construiu uma pequena replica do Globe Theatre aqui no último ano, para mostrar na land criada para o aniversário do Second Life. Por acaso, eu também estava lá, expondo minha construção Kristal Epics, e conheci Ina. Ela me explicou o conceito do teatro no SL e comentou sobre uma montagem completa de Hamlet. Me ofereci para fazer parte do elenco, talvez em um pequeno papel aqui


e ali; mas acabei mesmo como diretor de voz. Ela então seguiu recrutando mais avatares para que fizéssemos testes para cada papel. Foi difícil conseguir manter um fluxo de trabalho no início e ainda hoje ainda estamos aprendendo. Decidimos começar o projeto com pequenas produções. Começamos com uma machimina ano outono do passado (N.R.: no caso, entre setembro e dezembro), para dar um impulso e gerar interesse. Começamos a planejar uma pequena produção para fevereiro deste ano. Havia muito trabalho envolvido no planejamento de como seriam as cenas, então simplesmente deixávamos rolar a cena gravada com a machinima, e foi um longo caminho até aí. Mas quando conseguimos realizar a primeira performance ao vivo, a segunda foi bem mais fácil. BG Magazine: Por que Shakespeare? Enniv Zarf: Bem, há muitas coisas que podemos

escolher no SL, artisticamente, porém, Shakespeare é genial e um grande desafio artístico. Sua linguagem é poderosa o suficiente para ser passada para uma mídia onde basicamente temos que trabalhar a voz. Também tem recursos visuais incríveis para se realizar e assistir, num contraste muito grande de tudo que se vê normalmente no SL. Shakespeare tem ainda um escopo textual bom de se trabalhar, com muita variedade de temas, no que resulta em algo delicioso de se assistir também. E


além de tudo, realizando peças de Shakespeare, podemos levá-las às pessoas que não o conhecem. Queremos criar uma plataforma legítima, com produções de peso, e por isso escolhemos Shakespeare. BG Magazine: As pessoas que fazem parte da com-

panhia são atores na vida real? Como entraram para o grupo? Enniv Zarf: Alguns são atores, outros não. Mas a maioria já fez teatro na vida real em algum momento. Eu mesmo sou ator/diretor na vida real, entre outras coisas. Cada um chegou aqui de um jeito, postamos anúncios em diversos grupos, recrutamos atores de diversas formas. Alguns se interessaram depois de verem nossas produções, ou ainda, conheciam-me, da mesma forma que conheci Ina no aniversário do SL. BG Magazine: Muitas pessoas estão usando o SL

para fazer e mostrar sua arte. Acha que os mundos virtuais podem ser um meio que renove o conceito de arte? Enniv Zarf: Com toda certeza creio que sim, ou não perderia horas de meu tempo e dos outros nesses projetos. Somos muito profissionais na companhia e damos o melhor do nosso trabalho para produzir com qualidade. Sim, ainda é uma mídia nova, então ainda estamos descobrindo como fazer o


melhor aqui. Parte de nossa intenção inicial era redescobrir Shakespeare e trazê-lo à era digital. Também desejávamos criar uma plataforma viva de intercâmbio entre atores de diversas partes do mundo, que funcionasse como uma base para pessoas de todo lugar. BG Magazine: Vocês têm de manter uma estrutura

para a companhia, o teatro e tudo mais envolvido. Como conseguem os recursos necessários para gerenciar tudo isso? Enniv Zarf: Basicamente, foi tudo erguido com recursos privados. Ina conseguiu fundar a companhia com recursos que ela mesma levantou, em parte com companhias de teatro reais como a Bantam. Também tentamos levantar recursos com colaboradores RL, para custear produções que orçamos em dezenas milhares de dólares americanos, não Lindens. Também temos muitas pessoas que nos ajudam doando seu tempo e trabalho, além de pequenas quantias. Praticamente trabalhamos de graça para a companhia porque acreditamos na idéia e em seu significado. Acreditamos que nosso esforço será virtualmente gratificado pelo sucesso. BG Magazine: Vocês têm contato com alguma com-

panhia sheakespeariana da vida real? Enniv Zarf: Algums membros estão em contato com

várias companhias shakespearianas, mas nossa companhia em si é totalmente independente de qualquer outra. BG Magazine: Existem certamente questões técnicas

relativas ao próprio Second Life que podem limitar sua atuação. Não é difícil montar uma peça sabendo que o lag pode estragar tudo? Enniv Zarf: Existem diversos problemas técnicos durante uma produção e o Lag certamente é um deles, mas não o único. Crashes, voice não funcionando, comportamento inadequado na platéia e outras coisas que atrapalham as peças. Mas esse também é um aspecto maravilhoso de se trabalhar ao vivo: estamos pondo realmente à prova nossa habilidade como realizadores. Continuamos o trabalho apesar dos problemas, e, com alguma esperança, um dia o grid será uma plataforma estável para nossas apresentações, estaremos lá para conferir. BG Magazine: Recentemente a Linden Lab anunciou

o advento da sincronização labial dos avatares. Como cada nova ferramenta como essa é incorporada à companhia? E, especificamente sobre essa, quais são as expectativas de vocês? Enniv Zarf: Estamos esperando. Não podemos falar enquanto não conhecemos o recurso ainda. Nossa primeira temporada de 10 sessões teve entre 50 e 100 avatares por apresentação, a segunda,


com 12 apresentações, abriu com mais de 100 na audiência e 20 na produção e bastidores. Enquanto nossas apresentações públicas tem mais de 60 avatares, as privadas e pagas, muito menos. Decidimos cobrar por algumas apresentações para conseguir oferecer ao público presente uma melhor experiência. Nosso teatro está no limite entre 4 SIMs, o que gera algum lag estressante, mas ainda assim, alguns loucos vêm nos assistir. Então, em breve, acreditamos que podemos fazer algo ainda melhor no futuro. BG Magazine: Você acredita que é possível mostrar

emoção, drama e comédia usando avatares atores? Enniv Zarf: É totalmente possível mostrar emoções e tudo de bom através de um avatar. Primeiramente, o trabalho de voz dos atores realmente empresta o drama à história, e entendemos que há limites ainda para o que um avatar pode fazer. Também por ser ao vivo, não há como controlar inteiramente o que a audiência está assistindo. Colocamos um script em cada poltrona para dar a melhor visão possível do palco, então, confiamos na história, na voz, no texto. Mas realmente fazemos marcações usando gestos e animações que os avatares podem usar para incrementar a performance e a história. Achamos que tudo isso se soma ao que se ouve, é tão importante quanto a voz. Isso que faz o SL mais poderoso que ouvir

um CD, ler ou acessar pela internet. A audiência é um lugar cheio de pessoas assistindo ao desdobramento da história com o auxílio de efeitos visuais e do texto de Sheakespeare. BG Magazine: Você acha que os mundos virtuais

podem ser o palco do desenvolvimento de uma “oitava arte”? Enniv Zarf: Acredito que há muito potencial na realidade virtual, mas não me interprete mal. Ainda tenho minhas reservas, acredito que a realidade virtual ainda tem um longo, muito longo caminho pela frente antes de ser realmente viável e aceitável como veículo para o público em geral. A maior parte das pessoas da vida real não está preparada para aceitar e entender a maioria das questões técnicas do SL e não perdoariam os problemas que o lag acarreta e a limitação das expressões faciais do avatar. Mas se pensarmos em outras formas de arte, elas começaram de algum lugar. Um dia, no passado, um videogame era só um par de barras batendo um ponto ao longo da tela. Gravações em áudio já foram cheias de arranhões e ruídos, sintetizadores já foram verdadeiramente ruidosos e falsos, mas algo grande e bom pôde ser feito com tudo isso. Tudo demanda tempo, não sei dizer se será ou não. Quem sabe o futuro? Mas ainda acredito no grande potencial de se tornar uma forma de arte aceita e consagrada.


BG Magazine: Você está envolvido com algum proje-

to no Sl além da companhia? Enniv Zarf: Diversos. Sou músico no SL, além de me

aventurar nas artes visuais. Frequentemente eu me apresento tocando piano . Lancei 2 cds no SL, que podem ser baixados na minha galeria PK Works at Spirit Fens e estou para lançar mais um. Este terceiro foi gravado em uma apresentação na Cellus Gallery em memória às vítimas do Holocausto e provavelmente já terá sido lançado quando a revista for publicada. Todos os meus CDs usam tecnologia SLipod e são distribuídos pela Weasrtunes, que é uma companhia para qual trabalho. Que eu saiba, é a única com tecnologia para viabilizar que diversos avatares na mesma land ouçam diversas streams simultaneamente, usado atualmente em mais de 500 sims de museus e universidades no SL. Minha exposição Nine Tones finalmente tem a tecnologia viável para ser lançada, e acaba de ser lançada: é um set de 15 imagens com 15 músicas que as ilustram. Nós, a Weasrtunes, estamos prestes a lançar nossos serviços para os artistas do SL. Também desenvolvi algumas machiminas e gráficos para diversas companhia como a MH Motors, uma das maiores do Second Life. Ainda construí um ambiente para o meu projeto Kristal Epic, no qual trabalho desde 2007 em vários lugares do SL. Atualmente estou construindo o Klaud 9, uma construção enorme que é parte desse projeto.


Seu perfil RL o apresenta como artista multimídia. Como espera atingir o público com seu trabalho no sl? BG Magazine:

Eu trabalho com multimídia, gosto de explorar tudo. Acredito que como artista tenho essa obrigação. Gosto de tentar, mas não tenho a mínima idéia de como vou afetar as pessoas com meu trabalho, porque essa não é a meta que eu persigo. Não quero atingir ninguém, quero apenas dizer o que tenho a dizer. Afetar outras pessoas é apenas conseqüência disso. Acho que como artista, posso apenas dizer o que preciso, e tentar da melhor maneira enviar a mensagem de forma que ela seja entendida. Não posso calcular como isso afeta os outros, porque não posso controlar esse aspecto do meu trabalho, porque cada pessoa é diferente do meu ponto de vista, com um passado e uma história diferentes. Apenas pergunto às pessoas o que elas acharam de meu trabalho, para ver se elas conseguiram entender o que eu quis dizer. Cada um é livre para amar, odiar, ou mesmo ficar indiferente ao meu trabalho. E se as pessoas encontram no meu trabalho elementos para infuenciar suas vidas, fico lisonjeado. Porque tento achar minhas referências em todos os lugares que passo. Enniv Zarf:


Capa

Em busca da Arte e mĂşsica em movimento no Second Life


a oitava arte

por Alyne Dagger

Andy Warhol, aquele mesmo da frase sobre os quinze minutos de fama no futuro (para nós, provavelmente o presente), disse outra frase bem menos célebre, em que dizia não ter preconceito com o meio que escolhia para expressar a sua arte. Esta frase foi uma resposta às críticas que recebeu ao deixar um pouco de lado a pintura e a serigrafia, que o haviam tornado um artista respeitado, para dedicar-se ao cinema e ao grupo musical “Velvet Underground”, que ele idealizou e formou no meio dos anos 1960. Warhol foi um artista com paixão por meios novos e idéias que incorporassem novas tecnologias como forma de arte que, infelizmente, nos deixou bem antes do advento da realidade virtual, porque temos certeza que ele adoraria o Second Life.


Capa É tremendamente clichê dizer isso, mas o metaverso, com sua mobilidade e relativa facilidade de construção, é uma tela em branco não só para artistas com formação, mas também para pessoas com sensibilidade e senso estético que no resto do seu tempo dedicamse a atividades completamente diferentes. E é esse o grande barato da arte na segunda vida: aqui ela pode deixar o gueto de ser “coisa de pessoa especial” e despertar dentro do burocrata, da dona de casa. Duvida? Dê uma olhada no Flickr e coloque na busca as palavras “second life”: o site de compartilhamento de fotos caiu nas graças dos artistas do mundinho e lá eles andam mostrando como nunca que a arte pode ser do povo e para o povo.

Triplo auto-retrato, de Norman Rockwell

A fotografia (na verdade captura de imagens) é a arte mais popular do Second Life, facilitada cada vez mais pelas ferramentas que o próprio client disponibiliza; captura em alta resolução, windlight para emprestar mais profundidade, realismo e manipulação de ambiente e cor e todos os movimentos de câmera que tornam a captura mais gostosa, fácil e atraente. Existem atualmente, entretanto, duas correntes de fotografia no SL: a mais radical defende as fotos “untouched”, usando exclusivamente os recursos do Second Life; hoje, porém, é mais comum vermos uma grande quantidade de fotógrafos que trabalha fazendo uma pósprodução, usando as capturas como base para trabalhos no Photoshop.


Capa Representante dessa corrente, a fotógrafa Hanakin Saiman (bad girl da nossa edição de outubro de 2007) dá seu depoimento sobre arte no Second Life: “Sou pintora e escultora na vida real, atualmente estou sem proposta artística, mas sou uma ImageMaker, sempre pensando em como a realidade e o irreal se juntam no SL. Existem grandes grupos e artistas no SL, no entanto ainda são poucos brasileiros investindo a sério no metaverso. Aprendi um monte com o pessoal do ArtHole. Minhas dicas sobre lands de arte são http://slurl.com/ secondlife/Kress/169/89/391 e também http:// slurl.com/secondlife/Rezzable%20Create/82/4 6/0 e ainda http://slurl.com/secondlife/Virtual% 20Holland/216/78/22.” A possibilidade de misturar as imagens reais e irreais tem adeptos radicais, como Cerdwin Flanagan e Skycat Ranger, que ilustram a galeria desse mês, e, alguns artistas têm ido ainda mais longe, juntando poesia às imagens geradas no metaverso. É essa corrente que segue a incrível e performática Arys Paillen: “Na vida real eu sou uma artista plástica que trabalha com várias mídias. Crio arte com material reciclável, geralmente para criar esculturas e acessórios. Também escrevo poesias e histórias curtas. No SL, durante a maior parte do tempo eu me considero uma fotógrafa; mas até agora meu trabalho concentrou-se mais em mixar capturas com poesia. Tento captar fotos que tenham a energia daquilo que

Hanakin Saiman

Trabalhos de Arys Paillen


eu escrevo, juntando tudo num tema emocional. O Second Life é um terreno em expansão para novos artistas: em pouco mais de um ano no metaverso, conheci e tive contato com artistas talentosos do mundo todo. Melhor ainda: conheci pessoas que só aqui descobriram seu lado criativo, explorando a arte pela primeira vez. Tudo pode virar expressão artística aqui. Estar por aí no Second Life me trouxe muita inspiração.” E além da arte feita no Second Life, muitos artistas estão achando um campo interessante para mostrar seu talento em galerias abertas no Second Life. É o caso da genial e talentosa indiana Tilla Tobias, que expõe atualmente na galeria Tournicoton (veja os lugares imperdíveis da edição): “Todo trabalho que exponho aqui é produzido na minha vida real: aquarelas, pinturas indianas, temas chineses, não uso nenhum software de edição de imagem, tudo é feito à mão, fotografado e carregado para o SL. Adoraria poder pintar dentro do metaverso! O Second Life é um lugar incrível onde artistas podem encontrar-se, compartilhar técnicas e opiniões. É também um espaço para conhecer pessoas que podem opinar sobre seu trabalho, o que ajuda o artista a se aventurar mais fundo, explorando novas idéias e criatividade. Na vida real, o número de críticos que pode ver seu trabalho é pequeno, limitado, ainda mais para quem está apenas começando sua jornada artística. O que mais amo é a enormidade de pessoas que vêm a galeria conferir e apreciar meu trabalho. Que outro meio me daria a oportunidade de descobrir a semelhança entre

Organica

A galeria da artista Tilla


meus temas populares indianos sobre o sol e a pintura popular indiana? Ou achar um japonês legítimo para corrigir e criticar meu trabalho com arte japonesa? Estou incrementando meu trabalho real por causa do metaverso. Motivação e gratificação é o que expor na minha galeria aqui me trouxe até agora!” E se a arte cruza fronteiras, a expressão também passa por produtos exclusivos do SL, como as incríveis partículas criadas por Nostrum Forden, sempre possíveis de ser apreciadas nas noitadas do Organica, em Happy Clam: suas explosões de cores e movimento combinamse perfeitamente com a música de DJs como Thomtrance O’toole, Emi Halcali, Cataplexia, Veronica Sautreal e, é claro, a diva Qee Nishi, que entrevistamos no último número.

MimiSoleil Dagger

Representante desse tipo de novo artista e designer que cria no metaverso para o metaverso é a genial MimiSoleil Dagger, que fez da sua loja Mimi a Go Go! (confira na sessão de lojas) um lugar onde ela, quando está presente, pilota a stream e banca a DJ alternativa, expõe e ajuda artistas a expor numa linda galeria e vende roupas e acessórios com a marca de sua criatividade. Sobre a arte no Second Life: “Até agora, trabalhei aqui como designer de avatares, acessórios e roupas. Sou artista e designer na vida real e acho que o Second Life é uma mídia nova e incrível aonde expresso o que vai na minha alma. Essa forma de expressão abriu a minha mente e incrementou minha arte na vida real!”


E se a arte achou um campo fértil para crescer e multiplicar-se no Second Life, o que dizer da música? A tecnologia disponível atualmente permite que grandes cantores como Midnight Auer, que canta ao vivo e transmite para o SL direto de um clube em Mineapollis (EUA), ampliem e diversifiquem seu público usando o metaverso como ponto de partida. Até mesmo bandas consagradas como o U2 já fizeram e fazem shows no Second Life, provando que até mesmo grandes artistas POP estão vendo a realidade virtual como algo concreto e presente, que vale até mesmo para quem já tem uma carreira consolidada. Como acontece com as artes plásticas, também na música pessoas que nunca imaginaram ter uma oportunidade de apresentar-se ao vivo descobriram no Second Life uma forma de se fazer ouvir. É o caso de Kitzie Lane, que tem brilhado em shows intimistas em diversos lugares alternativos no Second Life. Inspirada pelo folk e pelo rock, a moça começou tímida e hoje fala sobre sua consolidada carreira como cantora no metaverso: “Amo cantar e tocar piano e violão. Nos últimos anos, tinha muito poucas oportunidades de cantar, mas por não procurá-las. Quando conheci o Second Life e comecei a ouvir performances ao vivo eu pensei: “Uau! Eu posso fazer isso! Posso tocar para as pessoas dentro da minha própria casa, sem ficar nervosa porque tem gente olhando! O SL é ótimo para minhas apresentações: é tranqüilo e nem preciso sair de casa, posso tocar o que eu quiser, além, de haver um grande público

O real e o virtual de Midnight Auer

Kitzie Lane

markk Back


que gosta das mesmas músicas que eu aqui. Só toco “covers”, mas isso funciona muito bem no SL. Tenho até uma versão para “Yesterday” dos Beatles que é uma paródia onde reclamo de computadores. Mudei um pouco a letra e agora uso para reclamar do SL – especialmente do Lag! O pessoal acha muito divertido” Finalmente, não se fala em arte no SL sem falar dos machinimas: softwares que servem para captar vídeos e transformá-los em filmes usando o cenário do Second Life e avatares como atores. Nem sempre dá certo, o lag atrapalha, mas é uma mídia que vem crescendo. Basta procurar no You Tube pelos vídeos de pessoas como Torley Linden e BrunoLisboa Oh. Nosso amigo Markk Back é um videasta do SL que começou sua carreira há pouco tempo, mas já depõe como profissional e artista do ramo: “Faço vídeos de festas e eventos e ainda fantasias diversas junto com minha esposa no Second Life, mas na vida real sou comerciante, tenho uma Lan House. O Second Life me ensinou muito sobre arte, com certeza aqui você pode ir a museus e lugares só vistos em fotos, e, a meu ver o SL na parte de cultura é quase como uma Biblioteca 3D, afinal você pode até ver isso em livros, fotos, revistas, mas aqui você pode se sentir no local, o que é muito legal!” Finalmente, para quem não entendeu nossa escolha de ilustração para o começo da matéria nessa genial ilustração de Norman Rockwell (1984 – 1978), o artista cita outro quadro, do

espanhol Diego Velásquez (1599-1660), em que o artista usa o espelho para contemplar a si mesmo. Como no quadro de Velásquez, o artista se atreve a pintar a cena “do lado de fora” de uma forma em que ela provavelmente sequer aconteceu na vida real. Sem saber, muito antes de ser inventada a palavra “metaverso”, Rockwell e Velásquez já conheciam o conceito que hoje é até batido e chamamos de realidade virtual. O que prova que mesmo na segunda vida vale aquela velha máxima de que a vida é que imita a arte. As Meninas, de Velásquez


Alyne Dagger Recomenda No mês do meu Rezzday, dei-me o presente de passear pelos lugares onde a arte está viva no SL. Três SIMs de arte e três SIMs maravilhosos de música que são lugares para ver, ouvir, sentir. Divirta-se conosco! E na Galeria, duas artistas divinas: Skycat Ranger, que trabalha suas fotos com muitas cores e luzes, criando um mundo novo baseado no Second Life e Cerdwin Flanagan, que tem um trabalho sombrio, dark, cheio de contrastes, como a sua alma divertida e ousada. Apertem os cintos porque nossa viagem pelo mundo da arte vai começar.


AD recomenda - Lugares Imperdíveis

Forma & Ritmo A gente não quer só comida, como diz a Lucrecia, mas eu também não quero só aquelas festas onde todo mundo fica soltando gritinhos no chat. Dessa vez, selecionei seis lugares imperdíveis para quem quer mais do Second Life que tudo que a gente sabe que é mais do mesmo. Divirta-se, delicie-se e aprenda!


AD recomenda - Lugares Imperdíveis

The Artist’s Park Como diz o nome, a proposta do Artist’s Park, administrado pelo fotógrafo Wyatt Benoir, é ser um lugar onde artistas, principalmente os fotógrafos do SL possam fotografar e expor seu trabalho. Há um estúdio montado, gratuito, onde você encontra diversos equipamentos para tirar fotos, tudo de graça e liberado. Por isso mesmo, se for dar uma chegada no local para fotos, não deixe de pingar sua contribuição na caixinha de doações. Um trabalho como esse merece continuar!

http://slurl.com/secondlife/Lacrymosa/169/35/23


Tournicoton Art Gallery Tournicoton é quase a cidade da arte: nesse SIM ÚNICO você pode alugar uma loja e expor no SL sua arte, inclusive trabalhos da RL. Há artistas plásticos de diversas nacionalidades (Tila Tobias e Arys Pallen, que depuseram na matéria de capa estão lá) e que trabalham em diversos tipos de mídia expondo e vendendo. Quer um quadro para sua casa SL? Uma escultura? Uma foto linda? Corra para Tournicoton agora. E, como vocês podem ver, o lugar ainda é lindo.

http://slurl.com/secondlife/Kuai%20hele/195/169/22


Black Swan A proposta desse lugar surreal é ser uma instalação de arte escultórica dentro do SL. O ponto de teleporte é travado na partida para uma experiência visual única no metaverso: seres fantásticos, luzes, cores e esculturas magníficas vão passeando diante do avatar nessa autêntica viagem psicodélica construída unicamente com objetos esculpidos para o Second Life. Para observar e voltar várias vezes.

http://slurl.com/secondlife/Black%20Swan/243/123/39


Jade’s Jazz Island SexyJade Echeglad é um avatar apaixonado por Jazz, por isso criou uma ilha inteira dedicada ao jazz onde você pode dançar num salão romântico, curtir a praia e navegar num pedaço de mar considerável, contanto que esteja afiliado ao grupo da ilha. Todo sábado, show com o grande cantor Midknight Auer, direto de Minesotta.

http://slurl.com/secondlife/Jades%20Jazz%20Island/128/128/24


The Clam and Bean Já cansamos de falar o quanto Happy Clam é um SIM bacana e alto astral, mas faltou lembrar do genial Clam and Beam, a casa de shows ao vivo onde artistas como Kitzie Lane e Montavious Peccable apresentam-se com voz e violão. Muitas vezes também é possível escutar um dos DJs de Happy Clam aventurando-se pelo Rock e ritmos mais alternativos que ficam de fora do Organica, a praça de shows principais de Happy Clam.

http://slurl.com/secondlife/Happy%20Clam%20Island/141/172/25


Dublin Além de ser a casa do U2 no SL, Dublin tem outras atrações, muitas delas ligadas à música. Quem gosta de um som muito alternativo não pode perder o pub irlandês, onde vários artistas dão canja e onde você pode escutar a melhor stream de rock alternativo irlandês. Além de tudo, todas as construções do lugar são lindas!

http://slurl.com/secondlife/Dublin/75/80/25


AD recomenda - Galeria

Skycat Ranger http://www.flickr.com/photos/45509439@N00/ “O Second life despertou o senso artístico, que desde então flui por minha alma.”


AD recomenda - Galeria

Cerdwin Flanagan http://www.flickr.com/photos/cerd “O Second life me dá a oportunidade de explorar minhas fantasias sombrias num universo 3D,criando cenas e editando-as em meus trabalhos artísticos. A tecnologia viável no Second Life é simplesmente incrível – tudo que imaginamos é possível.”


Agenda

más bons amigos!

Garotas

têm

Confira a agenda dos locais e sites que apóiam a BG Mag.

Quer ter a sua agenda divulgada gratuitamente? Torne-se um amigo das Bad Girls: MI para Alyne Dagger ou Lucrecia Slade. De domingo a 5a, de 22h à 1h da manhã, e 6as e sábados, até onde render a balada.


caos comunicação

cineclube alexandria MLBR Copacabana 2 (52, 29, 22)

A Caos Comunicação e a Alt Mídia Alternativa anunciam o lançamento do projeto Ilha Serra Gaúcha Brasil para o final de abril. O empreendimento já tem definidas suas plantas com relevo, pontos turísticos e belezas naturais que serão representadas no universo virtual, exibindo a cultura e as atrações turísticas da região serrana do Rio Grande do Sul para todo o mundo por meio do Second Life, além de projetos especiais para o público do metaverso que incluem cultura, informação e entretenimento.

Entre para o grupo das pessoas descoladas que assistem ao melhor da animação mundial. AGENDA DE FILMES: Continua a temporada só com clipes musicais que têm animação. Queen, Lodger, Cordel do Fogo Encantado, Iron Maiden, Los Hermanos, Gorillaz e muito, muito mais!! E agora com a versão pocket do cine, na ilha de Kallabow (117, 109, 22)!!!!


universidade brasil virtual

rádio web salvador ao vivo

Ilha Vestibular Brasil W (223, 210, 22)

http://www.radiowebsalvador.blogspot.com/

Espaços de arte, cultura, RPG, games, design e muito mais. Foi inaugurado o espaço dedicado ao Design, numa skybox temática com o início dos primeiros cursos.

DJ Vynny e equipe transmitindo hip-hop, dance, romântico e o que mais a galera pedir!

Em breve, será inaugurado um espaço para a música: os amantes do jazz e de boa música poderão curtir uma bela jam session num local muito agradável.

Agora com o novo site, mais moderno, está contratando novos DJs. Aguarde mais novidades em breve!


saint paul pub Sao Paulo Itaim (131, 84, 22) Aberto 24/7 este local ĂŠ aconchegante, descolado e tem muito, mas muito show pra mostrar. Tem palco, salĂŁo de bilhar e dardos, alĂŠm do bar agitado e mesas reservadas para aquele papo a dois.


Good Guy of the Month

DJ is my savior.... DJVynny Andrew DJ e coordenador da RĂĄdio Web de Salvador Namorada: solteirĂŠsimo.... =^.^=


Bad Girl of the Month

City hunter Thereaver Barrymore

Designer, estilista da Designina, membro do staff do SL U2 e muitas outras ocupaçþes criativas! Namorado: solteira


Moda e lojas

Modelos, fotos e style -- tudo por Lucrecia Slade


As artes clássicas são sete: literatura, poesia, música, dança, teatro, e claro, cinema. Os estilistas se utilizam delas para elaborar looks criativos e inéditos.


Avatar de Iron Man -- Boxed Heroes


Literatura tem várias modalidades e os quadrinhos são uma forma moderna de escrever e contar a infinita luta entre o Bem e o Mal — entre outras coisas. Um local para isto é a Boxed Heroes, a loja onde você pode tirar seu lado heróico (ou vil) de dentro... da caixa! XD

BOXED HEROES MAIN SHOP, Plush Epsilon (93, 45, 21)


Bem, finalmente, ela abriu sua loja e é cool, barata e claro, com muito estilo! No Alyne Dagger’s Hippie Market você pode se tornar uma disco diva ou curtir a colorida simplicidade de um jeans florido. O que está esperando? A Era de Aquarius espera por você!

The Alyne Dagger’s Hippie Market, Sled (182, 73, 93)


Corset -- coleção particular de Lucrecia Slade, jeans e bolsa -Hippie Market, skin -- Sugarcube (freebie pack), shape -- Body by Krsna, cabelo -- Calico Creations, olhos -- Sugarcube (freebie pack), óculos -- aC Studios, chapéu -- Perturbation (freebie), colar -- Twinkleberry, sapatos -- Armyst, asas -freebie


SECTOR 13 - CITY OF ABADDON D&D Creative Labs, Merricks Landing 2 (244, 20, 22)

Abbadon Island está em reconstrução e será o local para um novo SIM de combate com DCS. Mas a loja da D&D Creative Lab continua lá, com seus anime avatars, battle suits, mechas e gadgets cibernéticos — como meu novo par de patins in line, com HUD de cor e animação incluídos. O local está aberto a visitantes, então curta a loja e a música. É pura energia!


Top -- Alyne Dagger, short -- Yume Designs, meias -- Primitive Design, skin e shape -- coleção particular de Lucrecia Slade, cabelo -- Analog Dog, olhos -- Eddesign, roller skates -- D&D Creative Lab, fones (freebie) e pulseiras -- Perturbation


Roupa, jet pack e botas -Cyber Bunker, skin, shape e olhos -- Sugarcube (freebie pack), pet-robot -- Mimi a Go Go!


Mostramos a re.act em uma edição passada, mas agora ela conta com um setor de música! Sim, a re.act mp3 store traz para os Residentes a música mais moderna e de vanguarda. Você pode escutar os demos e depois comprar, apra colocar o som em sua casa, loja ou ilha.

!__re.act mainstore__!, REACT (175, 125, 25)


fantaisa de sambista -- Samba Brazil, skin e shape -- The Cat Shapes, cabelo -- Calico Creations, olhos e sapatos -- Eddesign


Animazoo tem danças e AOs feitos por um time profissional na RL, responsável por muitas animações e trabalhos em publicidade. Eles têm hip-hop, tribal, danças do ventre e muito mais! Você pode sugerir novos tipos de dança em seu Forum. E a melhor coisa pra mim: eles fizeram uma animação de dança do ventre que é QUASE samba no pé!

Animazoo, Brightown (221, 69, 30)


Como você leram na entrevista, o Globe Theatre é um local maravilhoso para amantes do teatro. E eles têm uma Gift Shop! Ali você acha HUD de sincronização de fala, skins, shapes, fantasias, tudo relacionado às peças de Shakespeare. Prepare seu ensaio geral e divirta-se com seus amigos!

SL Globe Theatre Gift Shop, Skin City (222, 48, 21)


Roupa de nobre elizabethana -- SL Globe Theatre Gift Shop, skin -Sugarcube (freebie), shape -- Body by Krsna, olhos -- Rac, cabelo -RFyre, sapatos -- Mimi a Go Go!


fantasia de Leeloo -- Casey’s Creations, skin -- Sugarcube (freebie pack), shape -- Body by Krsna, cabelo -- Analog Dog, olhos -- Rac, sapatos -- Haute Couture Designs


Cinema é a sétima arte e fonte de inspiração para muitos Residentes. Uma das lojas é a Casey’s Creations, um local enorme feito para fãs de cinema e de seriados de TV. Quer ser uma estrela??? O local é aqui!

~Casey’s Creations~, Nick Rhodes (171, 138, 21)


Estilos Imbatíveis

Rezzday e Happy Clam Este mês visitamos um novo local onde gente bonita, original e super divertida se reúne — Happy Clam. Um local de americanos, europeus e japoneses, muito colorido e com DJs da mais fina estirpe techno: Qee Nishi e thomtrance Otoole. E daremos uma olhada na festa de rezzday da Alyne, que acaba de completar 1 ano de SL.

Ball dance? Pois é, esta tem um script pra lá de maravilhoso.

*** Comentário censurado *** X-D


O local se chama Organica. Traje mais apropriado, impossível!

Aqui ninguém está interessado em impressionar ninguém. Do chinelo ao cybersuit, o que importa é você estar à vontade e feliz!!

Bad girls, este é thomtrance Otoole, um dos DJs mais paparicados do mundo SL. Mas não é pra menos: ele não é um gato???? =^.^=

Happy Clam só faz sentido com o Windlight ligado. As cores e luzes são uma viagem!!!!


DJane Qee comandando fãs e luzes

Script de patinhas pro furry kitsune!!!

As luzes de Organica

O final da apresentação de thomtrance, uma apoteose de som e luz


A festa de rezzday rolou na casa da Alyne, toda construída por ela, e os amigos compareceram em peso. Ou quase, senão a ilha caía.

Conhecem esta bad girl? É a minha melhor amiga. ^^

Amigas e fim de papo.

Este é o meu presentinho fofo: Croc, o crocodilo que vc pode surfar!!!!


aMIgos da Alyne

Cantada “Alternativa” Sarahh Siemens: ursullappp Abdallah: NUSSA GATA ! IA ADORAR ME ARRANHAR NESSE RABUUUUUU XEIO D ESPINHUS UAUAUAUAUAUAUAUA

Na land do fashion crime Alyne Dagger: Credo! temos que rezar pra São Dior pra fazer o milagre de curar a cafonice desse povo Lucrecia Slade: Meu São Jean Paul Gaultier nunca me desamparou Alyne Dagger: Quando sair daqui vou dar um banho de sal grosso no avatar

Lu leu no Chat Lucrecia Slade: Da série “juro que li no chat”: FuiNhA Blackburn: HOJE NGM ME CEGURAAA Alyne Dagger: vc deveria avisar antes de mandar algo tão HORRRENDDDDDOOOOOO

E eu li ESSA também avatar desconhecido: TODO MUNDO COM MIGO!!!!

A Conferência do Casanova marcelochaves Maximus: boa tarde a tds e a tdas as rainhas e charmozas e elegantes e perfeitas mulheres do sl sem vc o que seria de nos homens amamos vcs de coração nos entregamos de paixão TaisDarkness00 Little: hahahhhaa Priscila Beleza: Uia TaisDarkness00 Little: Ui Jinie Mazi: nossa, amei TaisDarkness00 Little: q fofu Luzia Voom: uau! Que lindo romolo Enzo: =D mandou bem mary Rives: heita Debra DeVinna: uiii Luzia Voom: boa tarde!!! store Clavenham: BOA TARDE TaisDarkness00 Little: kkkkk store Clavenham: =] Lindosss anap2210 Anatra: boa tarde povu lindu mary Rives: ebaaaaaaaaaaaa TaisDarkness00 Little: se eu gostace de homem kasava cm vc agora KKkkkkkkkkkk Paulinha Aichi: Boa tarde romolo Enzo: hehe Jinie Mazi: vixe Alyne Dagger: Mais açúcar e todo mundo na conferência acaba diabético.


Alyne Dagger comenta

A segunda ma

Não queremos subverter as leis da física ou dizer que no mundo virtual a noss m problemas é bem pouco ortodoxo não podemos negar.

O infinito tende a zero “Tá bombando a nossa festa” “Uhuuuu!” “Vamos mandar TP geral!” “Éééééééééééééééééééééé!” “Promoter, quero ver isso aqui cheio de gente!” “E cheio de lag!” “Viva o lag!” “Oba!” “Vamu lá galera... TP geral” “Yahooooo!!!” “Vamos TPzar geral!!” “Não para de chegar gente e...” *Silêncio* “Porque a música parou?” “O DJ caiu. ¬¬” “Aliás... porque eu to travan...” *crash geral*

Já te disseram que você é a maior gata?

Você é mesmo um chimpanzé de batom?

Na verdade sou macho, mas curto um crossdressed, sacou?


temática... atemática convencional não faz sentido... mas que o resultado de certas contas e

100 ghost bots = 1 noobie “Pô, fui num lugar sinistrasso , estranho...” “Como assim? Cenário de filme de terror?” “Não... uma ilha lá, tinha um camp, mas tava lotado. Só que eu puxei assunto e ninguém falou comigo... Fiquei boladão com aquele silêncio.” “Não era gringo não?” “Não, todos os perfis eram em português. “Vem cá... Era todo mundo noobie ? “Pô, como você sabe? Era sim, alguns avatares eram velhos e tinham aparência de noobie...” “Sua anta... você tentou conversar com ghost bots! Avatares de mentira que colocam aí numas ilhas pra aumentar o tráfego.” “Ah ta... mas se é para aumentar o tráfego... porque não tinha ninguém lá além dos ghosts?” “Porque pra eles mais valem 100 ghost bots que uma pessoa de verdade”

Tá dominado... tá tudo dominado... BIIIP!


A matemática dos Roleplayers “Eu somei ponto pra caramba ontem no meu DCS!” “Como?” “Comprei do cara lá...” “Como assim, comprou?” “Ah, bem... o dono da parada lá é meu amigo... eu dei uma grana para ele e ele meteu uns pontinhos lá pra mim de leve direto no DCS!” “Que sacanagem, não tem vergonha não? Isso é desonesto!!” “Pô, eu ia justamente perguntar se você não queria uns pontinhos também...” “Ah, ta, aí demorou. Bora lá que eu também quero!” (Roleplayers, não fiquem zangados comigo... Eu devia a denúncia de que isso aconteceu a um amigo.) Oi, tudo bem? Eu sou o pênis do Godofredo. Se virem meu dono por aí, avisem que eu estou aqui!

Somando problemas ao seu inventário! “Não acho o cabelo que eu comprei semana passada aqui...” “Dá busca!” “Não lembro o nome...” “Quantos itens você tem?” “Não sei. Limpei o cache e tá carregando...” “Como é que você quer achar alguma coisa com o inventário ainda carregando, criatura?” “Assim, tipo... Se de repente tem menos itens fica mais fácil achar as coisas, né não?”

Multiplicando o lag! Imaginem um brasileiro e uma argentina loura, de olhos violetas com blings e campeã de cafonice, conversando: “Mira que ricos estes zapatos, querido!” “Ai meu Deus do céu, nunca vi tanto bling junto...” “Te gustas? Poneré el sombrero que hay comprado en San Pablo!” “Cruzes, de onde saiu isto?” “Mira que belo! Que Brillo! ” “Ô... parece a árvore da Lagoa... mais três iguais a você na mesma ilha e ninguém anda de tanto lag...” “Me dio cuenta que gostaste... Yo tambien te quiero mucho, querido!” “Onde eu fui amarrar meu burro...”


1 + 1= Zero Considerando duas lésbicas L1 e L2 numa land específica do gênero, observe o seguinte diálogo: “Oi... adorei você, sabia?” “Hmm, é mesmo?” “Lindo teu avatar... que pernas, que rosto... esses peitões...” “Peitões? Peraí... você é homem, não é?” “Saco... está tão na cara assim?” “Amigo... mulher que gosta de mulher não fala “que peitões”, né...?” “Pô, você vai me dedurar pra galera da ilha? Sabe, é que eu tenho tanta fantasia com lésbica... esse aqui é meu segundo avatar, um segredinho, sabe?” “Tudo bem, vai fundo... eu não vou atrapalhar não, mas pega umas dicas...” “Opa!” “Fuja das muito gostosonas. Avatar de lésbica que parece a mulher melancia é homem... e aquelas que parecem personagem de desenho animado às vezes são na verdade um adolescente punheteiro. Se der de cara com um avatar que parece uma cavalona cuidado: essas geralmente são barangonas na vida real! Se te pedirem pra falar no voice, conta uma história triste, diz que é muda, que seu microfone quebrou...” “Entendi... pô, valeu, você realmente me aju-

dou... parece que você saca tudo de lesbianismo sl... não vai me denunciar mesmo?” “Uma mão lava a outra, entendeu?” “Ah... entendi... prazer, meu nome é José Carlos.” “Igualmente. Antônio Augusto a seu dispor”.

Que foi? Nunca viu uma lésbica não?


Alyne Dagger

Linden =) Amigos, sempre amigos, simplesmente amigos! Para a plaquinha GENIAL que o simpaticíssimo Ótima Pessoa está distribuindo na sua casa noturna e a amiga Dadá fez questão de exibir por aí eu mando um super linden. Tá é meio tosca, mas não é divertidíssima?

Essa é minha amiga Alessa Glas, amicíssima de RL que está chegando no SL. Vocês já viram avatar de noobie tão lindinha?


Um linden em forma de amizade para o grupo F.R.I.E.N.D.S., que me acolheu como amiga e já faz parte do meu círculo de confiança no SL. Galera: adoro vocês! A festinha de criança foi demais!

Para as queimas de fogos muito incríveis e realistas promovidas pelo sempre genial GeorgeI Writer o linden de efeitos especiais!!! O melhor irmão da segunda vida merece sempre ser lembrado porque também fez um aninho no SL! Beijo enorme para AlexandreSouza Beck, meu maninho, pra lá de good guy!

Não, não estou me dando um linden pelo meu rezzday. A Alyne noobie em confronto com a Alyne atual estão aqui para agradecer a todas as pessoas que ao longo desse um ano (15/05/2007 - 15/05/2008) tornaram a minha segunda vida mais especial. Vocês são tantos que não haveria revista suficiente para falar de cada um. Obrigada a todos e cada um por esse maravilhoso ano!


Alyne Dagger

LAG 8-\ O que é isso?

E eu que achava que MEUS peitos eram grandes... Teste número um: Respostas para a pergunta acima: a- É um botão de Itu costurado na cabeça b- É um parafuso da mesma cidade, atarrachado ao cérebro. c- É falta de gosto mesmo... Vamos torcer para que nesse inverno não faça o frio que a criatura polar e bronzeada da foto ao lado espera. E, Ice Ice baby... esse colar aí saiu de moda em 2005!!!!

Teste número dois: A foto ao lado tem: a- Uma skin freebie manjadíssima b- A fantasia de fada mais velha do SL d - Um E.T. sofrendo um doloroso exame de próstata. e- Uma sandália mal editada f - Todas as acima e, mais ao fundo, uma bota LAMENTÁVEL.


Depois dos avatares de mulher melancia, a moda agora é o shape VAI QUE É TUA, RONALDINHO! Francamente, gastar uma fortuna em skin para usala com esse shape masculinizado??? Está a cara do Paulo Silvino, e de peruca loura ainda por cima. Ah, claro, e não podiam faltar os kilolitros de óleo na skin...

Acredite se quiser: a primeira coisa que a moça acima fez ao chegar com esse figurino adequadíssimo para um passeio na África foi reclamar do assédio masculino com o indefectível: “Sou casada, gente!” e a segunda foi mostrar a linda pose super bem comportada do seu AO.

ACOMPANHE A SEQÜÊNCIA...

O que acontece quando eu falo para o Bexiga vestido de promoter “assim você acaba na revista”? A Giuly adora a idéia, se veste de pinto para acompanhar a fantasia de “que diabo é isso dele” e acabamos tudo com ele desencavando o freebie de Robin sem largar os apetrechos de promoter. Prova de que casal que paga mico unido, permanece unido. XD


BG Magazine #10 - Brasil  

Arte e inspiração no Second Life

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you