Page 1

Estilo e comportamento para Bad Girls e Bad Boys no Second Life

Equilíbrio Delicado

Edição 18 - Abril 2009

É possível AMAR no Second Life?


Reboot em Uma das ilhas com maior tráfego na história recente do Second Life ganha um remake caprichado e uma nova programação com atrações de nível internacional e eventos diários de música, além das atrações de arte e lazer da nova sede da BG Magazine


Panorâmica da ilha e a sede da BG, em destaque: espaço para exposições, cinema, com programação de qualidade selecionada por Bersot Balut, velho parceiro das BGs do Cine Alexandria, uma homenagem ao antigo Cais do Porto da Ilha Brasil Porto Alegre, café e muito mais.


E, numa skyland sobre a ilha principal, um espaço romântico idealizado para quem quer curtir longe de tudo: a Deep Forest, uma pequena floresta para curtir com aquela pessoa especial, cheia de lugares secretos e animações muito especiais para os casais apaixonados.


Algumas das atrações da nova City: Artel Brando, DJ Alexfish Kidd, Allister Westland e Edward Kyomoon. Shows ao vivo e seleção musical de primeira para tornar City a ilha mais cosmopolita do SL Brasil.


Visite a ilha e curta as atrações: CityByDbay (127, 158, 23)


Ă­ndice 6

32 74


12 14 20 28 44 52 58 60 66 80 86 88 100 102

Editorial Aconteceu & Acontece Entrevista — Staff do SS Galaxy Amor 2.0 AD Recomenda - Lugares Imperdíveis AD Recomenda - Galeria Bad Girl Good Guy Ridículos Perfil — Biduzão Congrejo aMigos da Alyne Filmes que jamais fizemos Linden Lag

Edição 18 - Abr./Mai. 2009

Editora Chefe: Alyne Dagger Editora de Estilo: Lucrecia Slade Projeto Gráfico: Alyne Dagger e Lucrecia Slade Fotos: Alyne Dagger e Lucrecia Slade (exceto onde creditado) Comercial: Marcello Winston Equipe de apoio: Design Gráfico: Alessa Glas Tradução: Roddrigo Rossi A BG Magazine é independente e não publica opiniões conflitantes com o ideal da revista nem por todos os Lindens do mundo. Quando falamos bem, somos ótimas. Quando falamos mal, somos muito melhores!

Site: www.bgmagazine.com.br Grupo: Bad girls go everywhere Flickr: A Lucrecia that is not Borgia

60

http://www.flickr.com/photos/16115209@N06/

Alyne Dagger http://www.flickr.com/photos/alynedagger/


Editorial “Well the love shack is a little lovely place where we can get together...”* este trecho da música “Love shack” do B-52’s abre nossa edição porque a “cabana do amor” descrita por essa banda é um refúgio, mais ou menos como o SL para muitos casais apaixonados. E não por acaso, a banda kistch, que esteve recentemente no Brasil, foi a inspiração para essa nossa foto, que é uma palhinha do magnífico ensaio de moda (mais um) que a Lucrecia preparou para vocês e clicou no sempre genial ambiente do Freak Show Room. O metaverso tem sido ultimamente o palco de romances reais que podem ser também apenas virtuais, mas fato é que, como mostramos ao longo dessa edição, por ser virtual amor não é menos amor. Tudo nessa edição é dedicado a viver sem culpa o amor no Second Life, seja dançando coladinho, seja espiando cliques românticos na nossa galeria, o importante é que seja eterno enquanto dure, como diria Vinícius. Esperamos que vocês amem. ;)

Aline Dagger Editora de conteúdo e cantora ruim *“Bem, a cabana do amor é um pequeno e adorável lugar onde podemos ficar juntinhos” - “Love Schack” - B-52’s/Cosmic Thing - Reprise Records, 1989


Fernando Pessoa dizia que “todas as cartas de amor são ridículas”. Na verdade, o amor nos faz pagar micos, ficar de cabeça pra baixo, e nos leva audaciosamente aonde nossos avatares jamais estiveram. É onde vamos no nosso editorial de moda deste mês. Também fui testemunha do que o amor pela Arte é capaz de fazer — artistas de vários países se apresentaram num contest de esculturas de gelo, onde originalidade, equilíbrio, cores, formas exóticas se juntaram para deliciar o público. Isso é amor — ser agraciado com o dom da arte para compartilhar a beleza com as pessoas. E se você nos vê tão sorridentes assim, vai rir mais ainda da visão que temos dos filmes que amamos. Como eles seriam se fossem filmados (por nós) no Second Life?  Love, love, love...  Vou por aí cantando apaixonada com os Beatles.....

Lucrecia Slade Editora de estilo e sexy voice


Beleza Gela Um contest de esculturas de gelo aconteceu no Alpine Executive Center, um dos SIMs mais populares do SL, voltado para eventos institucionais, arte e entretenimento de alto nĂ­vel.


ada

Aconteceu e Acontece - Alpine Center


No último dia 03 de maio de 2009, o Alpine Executive Center e a Ice Caverns Gallery promoveram um concurso de esculturas de gelo. O objetivo do concurso foi o de escolher uma obra para decorar o evento de lançamento de um servidor da Unysis, que acontecerá no final do mês de maio no Second Life. Foram inscritas 15 esculturas de gelo de artistas virtuais e escolhidos 12 juízes, todos de variadas nacionalidades. A escultura vencedora chama-se Ice Catleya, do desenhista gráfico brasileiro Hallison Usher (SL), que, além do troféu de gelo, também recebeu um prêmio em lindens.

A obra vencedora é brasileira: Ice Catleya, de Hallison Usher.


TonyEMS Heying é o empresário de visão que comanda a Alpine Executive Center, empresa que desenvolve soluções tecnológicas para reuniões de executivos. Ele considera as reuniões em ambientes virtuais como o próximo passo ao apoio a empresas na RL. Como conseqüência lógica, criou o Alpine Executive Center dentro do ambiente virtual do Second Life. Construída por ele mesmo com alguma ajuda de pessoas criativas no SL, o centro reúne a Real Life e o Second Life quase ininterruptamente. A comunidade SL é bem vinda para visitar e desfrutar das diversões da ilha e muitas empresas e seus empresários na RL podem utilizar as ferramentas disponibilizadas com o objetivo de maximizar a eficácia das suas reuniões, conferências, ações de formação ou investigação.

Susan Quinnel, organizadora e curadora da Mostra

TonyEMS Heying, owner do Alpine Executive Center


Bad Girls entrevistam/ Staff do SS Galaxy


A bordo de um sonho Sonho de consumo de muitos residentes apaixonados, um casamento no SS Galaxy pode chegar à casa dos milhares de Lindens. Por trás desse sonho, uma tripulação de residentes dedicada e apaixonada, que se empenha em transformar um casamento ou jantar romântico virtual numa ocasião inesquecível para a primeira e a segunda vida. Entrevistamos por e-mail DBDigital Episilon, gerente de bordo e Lilian Schumman, diretora de entretenimento para conhecer e entender melhor este sonho apaixonado.


Bad Girls entrevistam/ Staff do SS Galaxy

Quais as suas funções e o que isso significa em termos práticos para a organização do navio?

BG Magazine:

DBDigital Episilon:Basicamente,

eu supervisiono as operações no Galaxy. Tudo, dos eventos ao catering, o shopping e tudo mais. Temos um staff grande, muitas tarefas específicas que necessitam de coordenação. Lilian Schumman: Eu me responsabilizo pelos shows ao vivo do SS Galaxy, isso significa que faço contato com cantores e músicos ou seus empresários, negocio o cachê, a agenda e horários de apresentação, posto os eventos no grupo do SS Galaxy, posto notícias e avisos no grupo e ainda atuo como hostess do evento em si. Sou ainda responsável pelo show das gueixas que acontece duas vezes por mês no nosso restaurante japonês e em alguns eventos eu atuo como DJ. Como se desenvolveu a idéia de ter um centro de entretenimento, luxo, charme e romance que sempre caracterizaram o SS Galaxy?

BG Magazine:

DBDigital Episilon:Bom,

como se sabe, cruzeiros em geral popularizaram o conceito de viver um

Um casal dançando no Zodiac e o gazebo que Lilian menciona

romance a bordo. O SS Galaxy tem tudo que um cruzeiro deve ter: cenários românticos, quartos luxuosos, muitos eventos memoráveis e muito mais que não consigo numerar aqui. Vocês têm costume de “atracar” em portos durante o ano. O atual porto é Barcelona. Como isso funciona em termos turísticos e, claro, de romance? BG Magazine:

DBDigital Episilon:Nossas

estadias em portos diferentes servem para dar aos convidados um cenário novo a cada visitação, dando a sensação de estar num cruzeiro real. Mais atividades acontecem em cada porto dependendo do que o lugar em si pode oferecer, exatamente como na vida real. Isso ainda ajuda a incentivar o turismo e interlúdios românticos dos dois lados.


férias no SS Galaxy quando nos conhecemos; assim como muitos outros. O Moonlight Terrace é a menina dos olhos do SS Galaxy romanticamente falando. Como ele funciona e o que esperar de uma noite no local? BG Magazine:

DBDigital Episilon:Isso

O Galaxy tem uma aura de glamour e romance. Como vocês vêem isso “funcionando”, ou seja, os casais que vão ao navio, se conhecem, flertam e começam um romance?

BG Magazine:

DBDigital Episilon:Algumas

vezes as pessoas visitam o Galaxy, ou comparecem aos nossos eventos e festas, noutras, alugam um dos nossos quartos e ficam a bordo por um tempo. Nesse tempo, acham alguém com afinidades de sentimentos e pensamentos. Como muita coisa na RL, mesmo que você não procure, o Romance pode encontrar você. Lilian Schumman: E

aconteceu com alguns de nós por aqui... DBDigital e Lacey, por exemplo, que trabalham juntos, Pielady, nossa curadora de artes e Rick, um dos artistas que expôs aqui, ou ainda eu e Reyfer, que estava num cruzeiro de

dá aos nossos convidados a oportunidade de um jantar romântico em um dos melhores lugares do tipo no SL. Eles podem experimentar o mais sofisticado jantar possível. Lilian Schumman: Particularmente, meu lugar favorito no Galaxy é outro, o Gazebo sobre o salão de baile Zodíaco. Poucas pessoas conhecem esse esplêndido lugar de onde se avista todo navio, com o mar e a Sagitaria State. Um pôr-do-sol romântico numa dança de casal, longe de tudo, perto das estrelas. Hmmm, que romântico! Existem casos conhecidos de amor que tenham testemunhado por parte dos frequentadores? BG Magazine:

DBDigital Episilon:Sim, alguns. Muitos se conheceram

aqui e depois acabaram casando no Galaxy. Lilian Schumman: Bella e Arkady, do staff, têm uma história fantástica que foi do SL para a RL. Conheceram-se aqui, casaram-se no Galaxy, tempos depois, conheceram-se na RL e ele se mudou para o país dela. Uma linda história.


O deck de recreação

E como vocês, particularmente, encaram o amor no SL?

Noite de gueixas no restaurante japonês e casa de chá.

BG Magazine:

BG Magazine: Há pouco tempo a capela e a parte

DBDigital Episilon:Não

cerimonial sofreram uma reforma significativa, juntamente com a ilha, de um modo geral. Como isso afetou a procura de casamentos por parte dos Residentes? (para mais, para menos...?)

existe diferença entre amor virtual e real, se você tem sentimentos envolvidos. Por muito tempo antes dos computadores as pessoas se correspondiam através de cartas de amor. O amor no SL envolve o mesmo conceito com outro método. Lilian Schumman: Não há diferença entre RL e SL. Vejo o SL como uma comunidade como as que vemos no Orkut, MSN, Skype, etc. É só mais uma forma de se comunicar com outras pessoas. Claro que algumas escondem no SL sua vida real, mas sou a mesma pessoa nos dois mundos. Acho que por isso Rey e eu estamos juntos agora, pensamos da mesma forma, não separamos RL e SL, porque achamos que é impossível separar sentimentos.

DBDigital Episilon:Não

foi bem uma reforma, mas uma reconstrução total. Refizemos mesmo a capela para dar mais arejamento e uma sensação diferente do mais do mesmo tão comum no SL. A resposta a essa renovação foi bem positiva.

O SS Galaxy parece ter uma estrutura de manutenção complicada e cobra preços caros. Há público para jantares de 800L e casamentos que chegam à casa dos 35k? BG Magazine:

DBDigital Episilon: Bem,

esse é o pacote mais caro, mas temos opções mais em conta em


A capela do navio, com salão de recepção

diversos formatos e com preços diferenciados. Nossos quartos podem ser alugados, por exemplo, em valores que vão de 35L até 12.600 por semana. BG Magazine: As pessoas querem ostentar nos

casamentos realizados aqui ou existe sentimento verdadeiro motivando quem quer casar virtualmente com muito luxo? DBDigital Episilon:Sim, as pessoas normalmente

querem o melhor para a pessoa que amam no SL. Porque sai muito mais barato um super evento no SL que na RL, por exemplo. Alguns estão juntos na RL e não puderam ter um casamento real. Outras vezes, encontrar-se na RL é impossível, e, podendo estar juntos apenas no SL, optam pelo melhor que este mundo pode oferecer. BG Magazine: Há alguma estatística sobre a duração

dos casamentos que vocês realizam aqui?

O deck de recepção, com a maquete do navio

DBDigital Episilon:Não

conseguimos ter acesso a nenhuma estatística, mas sei de muitos casamentos feitos aqui que duraram mais de um ano, pelo menos. Lilian Schumman: Bella e Ark estão juntos há quase dois anos, se não me engano, e DB e Lacey há mais de um ano. O lag costuma ser o maior vilão dos casamentos do SL. Falando honestamente: o SS Galaxy consegue escapar à regra? BG Magazine:

DBDigital Episilon:Construir

cuidadosamente e monitorar ao máximo são grande parte do sucesso contra o lag. Quando temos um casamento muito grande, algumas coisas funcionam lentamente, mas você compensa isso trabalhando da melhor forma possível. Você tem que deixar a experiência ao máximo agradável para ter clientes satisfeitos.


Vocês garantem uma cerimônia luxuosa e inesquecível para cada casal que decide fazer seus votos no SS Galaxy. Vocês acreditam que o luxo da cerimônia influi no sucesso do casamento? BG Magazine:

DBDigital Episilon:O luxo é parte dessa experiência,

A tripulação reunida no Natal passado

Lilian Schumman: Temos placas com dicas para

diminuir o lag. E o que eu posso dizer é que me parece que só tem lag quando o seu computador não é tão bom assim...

mas certamente não o principal. Há muitos fatores que contribuem para fazer a “experiência no Galaxy” inesquecível. Como eu disse, há preços populares para quem quer e não pode pagar muito. O que vocês gostariam de dizer aos nossos leitores?

BG Magazine: Quantas pessoas costumam

DBDigital Episilon:Gostaríamos de convidá-los a

trabalhar em cada evento? É possível candidatarse a um emprego aqui?

conhecer o Galaxy. É diferente para cada um, uma experiência que não pode ser descrita, precisa ser vivida.

DBDigital Episilon:Sim, é perfeitamente possível

conseguir emprego no navio. Empregamos aproximadamente 50 pessoas aqui. Lilian Schumman: Uau, 50? Quantos desses eu nem conheço? Bom, temos pelo menos duas pessoas do staff trabalhando durante cada evento; mas normalmente muito mais que isso. O gerente fica presente a maior parte do tempo, como uma espécie de hostess e mesmo que haja só uma pessoa do staff online, o evento acontece.

Lilian Schumman: Eu estou no SS Galaxy desde

meus primeiros dias no SL, e não trocaria isso por nada. Amo esse lugar, que é minha casa no SL e onde muitas pessoas se apaixonaram no SL. E apenas para aproveitar a oportunidade, gostaria de convidar os leitores para o segundo aniversário do SS Galaxy, quando teremos um grandioso evento durando todo fim de semana entre 19 e 21 de junho. Então, esperamos por todos aqui!


Capa


Amor 2.0 Como as peculiaridades do Metaverso podem reinventar o romantismo

Uma mulher se despede de seu namorado virtual por volta de duas da manhã. Ela está no Brasil, ele está em algum lugar da Europa, acordado algumas horas mais cedo que o habitual. Para ela o dia termina, para ele apenas começa, mas eles já estiveram, por duas horas, juntos virtualmente. Jamais se viram, jamais se tocaram, mas acreditam que se amam. Será esse um sentimento real?


Segundo o filósofo grego Platão (Atenas,428/27–

Mas se é o pai do romantismo, Platão, porém, foi

Atenas, 347 a.C.) o amor existia em duas

sendo ao longo dos séculos deturpado em sua

formas: a primeira, chamada de “amor

idéia original, ao ponto de hoje, “amor platônico”

ideal” era pura, imaculada e imortal; não

designar não um “amor puro”, mas aquele que

contaminada pelas paixões cotidianas e

jamais se realiza porque não é correspondido.

a segunda, o “amor vulgar”, necessário,

Este não é o conceito original: o verdadeiro

segundo ele, para o seguimento da raça

amor platônico é aquele que existe num mundo

humana, mas destinada a cair no vazio, como

separado e desconectado da nossa realidade e

tudo do nosso mundo, que, ainda em sua

apenas nesse mundo pode ser realizado.

concepção, era apenas um simulacro de um mundo perfeito onde tudo seria mais, puro, o “mundo ideal” ou “mundo das idéias”.

O Second Life, por suas características, portanto, é uma espécie de mundo ideal neoplatônico onde as pessoas podem mostrar

A filosofia da idealização, ou seja, do

apenas a sua mente, “a idéia de seu eu”, na

conceito que acima da realidade há uma

maioria das vezes, escondida atrás de um

“idéia perfeita” das coisas e do amor

avatar que também tem características de

seria esquecida durante toda Idade

um ser perfeito. E a questão que precisamos

Média, sendo redescoberta apenas depois

responder, portanto, é: este amor ideal é real?

do Renascimento. O “amor ideal” é o

Ele de fato existe?

conceito-chave do amor romântico como o conhecemos nos nossos dias, ressuscitado no século XIX pelos filósofos neoplatônicos. Este “renascimento do amor” foi tornando o relacionamento homem-mulher cada vez mais importante, até chegar aos nossos dias, onde quase todas as canções falam de amor e todo mundo quer amar e ser amado.

É importante frisar que não estamos falando aqui de relacionamento simplesmente, como falamos na edição número 2 da BG Magazine, mas do sentimento que move a pessoa atrás do avatar, o que faz alguém ter cuidado e afeto por alguém que jamais viu, sentiu, conheceu fora do Second Life e que muitas vezes pode estar do outro lado do mundo.


A filosofia de Platão: nosso mundo é imperfeito e apenas reflete o “mundo das idéias”


A pessoa no Second Life, mesmo a mais sincera, procura mostrar apenas seu melhor lado, porém, na maioria das vezes, o ambiente virtual aos poucos nos obriga, por mais que desejemos ocultar nossos defeitos, a revelar quem realmente somos, principalmente àqueles com quem convivemos diariamente. Portanto, o “eu te amo” virtual pode até ser uma brincadeirinha, mas não deveria ser dito levianamente. Quando o Second Life era recente era muito mais comum ver casamentos acontecendo e acabando em questão de semanas. Com o amadurecimento da atitude das pessoas atrás do avatar é cada vez mais freqüente conhecer pessoas com meses e até mesmo anos de relacionamento virtual. É destes relacionamentos consolidados que tiramos a maior parte da nossa pesquisa, mas observamos também aquelas paixões efêmeras e marcantes, muitas vezes traumatizantes, que também acontecem no SL. Na maioria das vezes esquecemos que o Second Life não é simplesmente um jogo, como a maioria dos ambientes virtuais, mas também uma rede de relacionamentos (como Orkut, My Space, etc). Por isso nossos contatos são chamados pela interface do SL de “amigos”, mesmo


aqueles que nem lembramos como foram

no SL, não a possibilidade de torná-lo real. E quem

parar lá. Examinando a sua lista de contatos,

acha que romance no SL só é válido e verdadeiro

provavelmente você verá que tem desde

quando vai também para RL realmente precisa

promoters e contatos comerciais até possíveis

repensar sua visão sobre o amor.

interesses românticos, não há escalonamento possível, mas qualquer pessoa sabe que entre seus contatos há muito mais que apenas amigos.

O amor virtual é real, então? Não há uma resposta definitiva, a não ser para aqueles que o estão vivendo. O importante mesmo é respeitar o

Mas numa lista de “amigos“ os eleitos para

outro, seus limites. Se este limite é manter só no

realmente merecerem esse título são obviamente

SL e você quer RL, então, procure outro parceiro,

poucos, e entre esses poucos, sempre há

por doloroso que seja. RL é RL e SL é SL, todo

alguém com quem a afinidade pode fazer surgir

mundo sabe disso. Se a escolha de um é RL e

um sentimento que algumas pessoas definem

do outro é SL, não vai dar certo, fato. E investir

como inexplicável. O amor virtual não é acontece

pesado em algo que não vai dar certo por pura

por causa do avatar: é fruto das afinidades

teimosia é burrice.

daqueles que estão atrás dos avatares. E o que define a profundidade desse sentimento não é também a possibilidade dele tornar-se algo real, mas o objetivo dos envolvidos.

É menos amor porque não vai acabar numa cama de verdade, ou num casamento? A resposta é NÃO. Não existe uma regra para amar. Você pode, sim, amar uma pessoa de forma

É impossível que uma pessoa que quer algo na

diferente da que amou todas as outras antes,

RL consiga sustentar um romance saudável e

e não querer levar este romance para a real

durável com uma pessoa que está no SL sem

porque ele não funcionaria fora do plano virtual

as mesmas expectativas. Por outro lado, duas

não o condena de forma alguma à morte. O ser

pessoas casadas na RL podem sim, experimentar

humano é um ser social, precisa relacionar-se e

um sentimento profundo e jamais quererem tornar

é por isso que o Second Life parece tão chato

este relacionamento real. São as expectativas

quando nos encontramos nele sozinhos: estamos

comuns que definem a sobrevida de um romance

ali para interagir.


Falando do aspecto sexual, vamos deixar de fora a chatíssima e já exaustivamente debatida questão da fidelidade e vamos nos prender a analisar qual o valor do sexo virtual: muitas pessoas se apressam em condenar os praticantes dizendo que é uma “fuga da realidade”, que é “de mentira”, quando esquecem que o que é abstrato não é necessariamente irreal. É muito mais irreal uma mulher fingir orgasmo na RL só para agradar um parceiro insensível do que ela se auto-estimular junto de um parceiro virtual.


Não estamos com isso pregando a substituição

nenhuma tolhidas, apenas advertidas sobre os

do toque e do carinho na RL, mas falando que

riscos de serem levados pelas falsas expectativas.

cada um deve procurar a felicidade onde pode encontrá-la. Quem vai condenar uma pessoa com limitações físicas que no Second Life encontra os mais diversos prazeres, inclusive o sexual? Há relatos de pessoas debilitadas, obesos mórbidos, deficientes, que acharam no Second Life pessoas que os compreenderam e amaram, inclusive no aspecto sexual. Muitas vezes o sexo virtual serve para dar prazer àquele que precisa se sentir vivo no mundo real. E as mesmas pessoas também podem achar no SL uma forma de driblar a solidão na RL. Claro que pessoas frágeis emocionalmente, doentes ou com necessidades especiais correm maior risco emocional no SL que pessoas com uma RL plena. Por isso mesmo aconselha-se que pessoas nessa situação, passíveis de sofrer preconceitos, não escondam sua condição e comecem sua experiência no metaverso em ilhas seguras como a live2give, com outras pessoas na mesma situação para compreender o que é o Second Life antes de aventurarem-se por outras ilhas. E se tiverem a sorte de encontrarem alguém que os acompanhe virtualmente sem levar como obstáculo suas limitações na RL, não devem ser de forma

Falando nelas, as expectativas equivocadas são a maior causa de ruína de romances virtuais. É preciso clareza de intenções desde o primeiro momento. Quem está aberto ao romance virtual tem que se preparar também para a grande possibilidade de decepção: muitas vezes pessoas experientes e inteligentes esquecem que o avatar não é a pessoa e que mesmo na RL muitos sinais são interpretados de forma errada, imagine então no Second Life. É preciso cautela ao começar um romance virtual, é preciso dar um passo de cada vez: faz parte da cautela contra as falsas expectativas não achar, no dia seguinte após várias horas de chat quentíssimo com aquele avatar magnífico, que achou sua alma gêmea. Um chat é SÓ um chat mesmo quando envolve diálogos picantes e descobertas de coisas e interesses em comum. É difícil racionalizar sentimentos, mas é essencial racionalizar condutas. Se você achou alguém incrível, é legal, mas tenha calma. Não jogue nos ombros da recém-conhecida “alma gêmea” a responsabilidade de ser imediatamente a sua cara-metade virtual.


E é importante lembrar outro tipo de atitude:

dito aqui e reavalie suas próprias experiências

muitas pessoas bem casadas trazem

na RL e no Second Life. Um romance virtual,

seus parceiros para o metaverso, muitas

a experiência de amar alguém sem conhecer

vezes porque se sentem solitárias e não

de cara é de fato algo mais complexo que

querem envolver-se com outras pessoas no

parece: só o tempo dirá se aquelas afinidades

Second Life. Isso é algo legal, mas deve ser

enormes do primeiro chat constituem as

conversado antes. É preciso que o parceiro

bases de um amor. Se você não encontrou

já residente tenha a paciência de explicar ao

alguém que te complete o problema pode

outro a dinâmica do jogo e respeite os seus

não estar em você, mas no que você quer.

limites, dando inclusive ao outro o direito de

Encontre sua verdadeira vontade antes de

detestar o SL ou de não querer viver uma nova

procurar um parceiro.

versão do amor dois no mundo ideal.

Não convém ignorar os riscos: quem

Não force limites, não seja chato e não

se propõe a começar qualquer tipo de

obrigue ninguém a te acompanhar só porque

relacionamento virtual, assim como na vida

você acha que o SL é o máximo. Se o outro

real, está dando um salto no trapézio sem

não gostou, paciência, se gostou e quer

rede de segurança: os riscos de decepções

“estar solteiro” no SL, converse. Não vá você

e desapontamentos não são inexistentes e

ser o mala ciumento depois que chamou

nem mesmo podemos dizer que são menores

seu parceiro para o metaverso. Se os dois

que os da vida real, mas é importante saber

quiserem arejar o casamento de forma virtual,

que na primeira como na segunda vida estar

devem antes conversar muito bem para não

com outro só vai acontecer de forma plena se

embarcar na canoa furada de destruir um

você, em primeiro lugar, estiver em paz com

casamento real achando cabelo em ovo.

sua própria consciência.

E para quem procura e já passou por muitos,

Leia em seguida diversos depoimentos de

muitos romances virtuais e anda desiludido,

residentes, solteiros, casadoe e “vividos”,

um pequeno conselho: pense em tudo que foi

pequenas histórias de romances virtuais.


Depoimentos... Perguntamos para alguns residentes o que é o amor no Second Life, com respostas supreendentes sobre amor e vida a dois no SL. Solteiros e casados soltaram o verbo e concluímos que praticamente todo mundo acredita que sim, pode haver amor no Second Life.

Alahah Himmel Casada no Second Life com Slyborg Slade. Tenho que confessar que escrever essa matéria não foi uma tarefa muito fácil pra mim, pois amor é um assunto delicado e os relacionamentos não são fáceis em nenhum mundo. Até bem pouco tempo namorar no Second Life era pra mim algo sem sentido, uma loucura muito estranha. Puxa vida, são bonequinhos no meu computador. Ridículo imaginar que poderia haver algum sentimento com uma pessoa que eu nunca tive contato, que nem sabia direito como era o seu rosto, mas para minha surpresa, eu me vi numa história “louca muito estranha”. A primeira vez que o vi foi no Orkut, fui sutilmente vendo as coisas que ele fazia, como ele falava, e notei que poderia ser uma pessoa agradável, até que um dia mandei um tímido recado, um comentário sobre algo que


tinha construído. Para minha surpresa ele me respondeu. Trocamos umas outras poucas mensagens tímidas, nos vimos numa festa no SL e nosso assunto sempre amistoso ficava cada vez mais interessante. Um dia ele me convidou para conhecer a casinha que tinha montado, eu sabia que era um lugar bonito, já tinha visto umas fotos. Quando cheguei o meu coração disparou e eu me dei conta que sem ter tocado ou mesmo ter visto o rosto de quem comandava aquele avatar eu estava sentindo algo diferente. Que bobagem, pensei eu, sou uma boba mesmo. Tentei me afastar com medo daquilo que estava acontecendo, mas com o tempo aquele avatar me fazia mais falta, gostava de estar com ele. Era uma pessoa carinhosa, divertida, companheira, quando dei por mim, já estávamos envolvidos, namorando e eu adorando aquilo. O que era uma insanidade agora era a minha felicidade. Como falei no começo, relacionamentos são complicados, e no Second Life é mais delicado ainda. As pessoas têm mais liberdade, estão “protegidas” por seus computadores, todos são lindos, fortes, nós temos cabelos arrumados e peles impecáveis a qualquer hora do dia. O pecado não mora mais ao lado, pois qualquer lugar está a um TP de distância. Essa

facilidade toda faz com que os relacionamentos normalmente sejam frágeis. O segredo é entender que por trás de um avatar há uma pessoa, com sentimentos, medos, maldades, taras, etc. Misturar RL com SL é outra coisa muito complicada e tem que ser tratada caso a caso. Algumas pessoas brincam só no SL e lidam bem com isso, porém outras não consideram a possibilidade de namorar alguém virtualmente sem que tenha um relacionamento idêntico com a mesma pessoa na realidade. Seja como for, descobri que é possível ter um relacionamento intenso e feliz na segunda vida e, que a despeito da distância e das limitações é possível compartilhar sentimentos, ser cúmplices, se divertir muito. Nunca sabemos o quanto durará um relacionamento, seja no Second Life ou na vida real, mas o importante é entender que é possível no meio dessa loucura toda, se der sorte, descobrir o amor.


Tiamat Bingyi Dragonesa, mentora da Linden para língua portuguesa. Casada RL/SL com Anima Raimaker Eu sou casada. e vivo tranquila esse relacionamento. Pra mim o SL não era pra encontrar alguém, mas me deparei com muita gente carente que vivia tentando algo comigo, fossem humanos ou criaturas, homens e mulheres. Eu aceitei o partnership com Anima porque gostava muito dele e pra ver se esse assédio parava. Sim. acredito no amor no SL sim. Amei os dois parceiros que tive no SL, Anima veio me conhecer pessoalmente depois de estarmos apaixonados no virtual e o relacionamento migrou para o Real. Saiu de Joinville para tentar a vida em São Paulo, ficar hospedado provisioriamente em casa, mas hoje ja não é mais provisiório..rsss. Meu primeiro parceiro era americano e uma pessoa solitária. Queria ficar comigo, mas quando estava online, normalmente estávamos separados. depois do casamento em SL ele sumiu, e os nossos amigos sempre falavam que o viam em clubes e locais furry adultos se divertindo com outros e outras, er... me traindo, sendo que nunca tivemos intimidades. Senti-me

como um prêmio, algo valioso para ser mantido por perto, mas nunca desfrutado. o Casamento durou uma semana, gostava muito dele mas me incomodava essa impressão de “traída” e as fofocas dos amigos. Anima era o “irmão de SL” dele e ele sempre acabava me fazendo companhia. Como afetou a RL? Não foi grande coisa pq a própria distância dos países me fazia ir com o pé no chão, só que na RL ainda enfrentava os medos da minha separação. Imagino que foi mais os medos de minha experiência RL é que fizeram tomar cuidado com Anima. ( eheheh sim, diz ele que eu era difícil no começo).


Alexia Ballinger Solteira, festeira, livre Acredito em amor no SL, porque as pessoas se entregam aqui como na RL, querendo ou não sl e rl estão lado a lado. Temos ciumes, ficamos pensando na pessoa até na RL e não vemos a hora de vir para mundo virtual. Me apaixonei aqui e levei para RL, foi muito bom enquanto durou, por quase dois anos. Aí ele não entrava mais, acabou o relacionamento por problemas RL e SL. Ele marcou sim, minha vida e muito, tanto que não quero falar nome dele pois ele voltou a jogar e está com outra. Acabou para mim a história de namoro no SL. Agora quero amor verdadeiro amor só RL: aqui quero ficar solteira e ser feliz assim

MadRico Roux Good Guy do mês, solteiro, RPGista O Amor no SL existe, porque algumas pessoas já encontraram, mas não é meu caso: é possivel se amar aqui sim, mas não é um amor completo sem haver RL, depende muito da carencia da pessoatem gente sofrendo no SL por amor, conheci varios casos. Não vou dizer que gostaria de me apaixonar aqui, não é essa minha principal intenção, mas se acontecer vou investir para levar para RL, mas acho dificil que aconteça comigo...


Meninas más têm bons amigos! a.c. store Glox City (78, 118, 23)

caos comunicação Caos Village, Tsering (187, 34, 94)

cineclube alexandria Paradox Valley (105, 175, 24)

happy clam Happy Clam Island (127, 127, 32)

hippie market Sled (182, 73, 93))

samba brazil RJ City (105, 67, 35)

tribo brasil Tribo Brasil (127, 90, 511)

universidade brasil virtual Vestibular Brasil W (223, 210, 22) Fortes Perez Cultural (212, 125, 31)


Alyne Dagger Recomenda Um dos programas favoritos dos casais apaixonados do SL é dançar coladinho enquanto troca confidências ardentes por MI, e é essa a pedida dos lugares imperdíveis desse mês. Na galeria, os cliques românticos e inspirados de Vick Spitteler e o simbolismo e as cores vibrantes do trabalho da francesa Faustine Pau.


AD recomenda - Lugares Imperdíveis

Dançar a dois

Separamos para nossos leitores uma seleção de seis lugares lindos e românticos para agradar qualquer casal, ao som de músicas românticas que variam, conforme o estilo do lugar, entre standards de Jazz dos anos 50 e tangos de Carlos Gardel, até hits românticos dos anos 80 e 90, passando por música romântica contemporânea. Tudo para encantar e embalar seu amor.


Paixão pelo tango Primeiro clube do SL dedicado exclusivamente ao tango, o ARRABAL foi construído na lindíssima ilha Condensation. Vale a pena conhecer pela arquitetura, pelas animações de dança e pela música. Arrabal Tango Club, Condensation Land (31, 224, 22)


Paso doble EL SACROMONTE é um lugar lindo de morrer onde se pode dançar na melhor tradição espanhola. Uma casa de flamenco, um jardim, uma praia e até mesmo o ambiente subaquático dão banho de construção. EL SACROMONTE - Flamenco & Tapas, Liberation (75, 222, 41)


Piano bar Um lugar de música ao vivo e jazz que pode ser considerado “das antigas” no SL porque existe desde 2006, o BLUE NOTE quando não tem música ao vivo tem a deliciosa radio “Martini in the morning” rolando na stream. Altamente romântico, principalmente a lojinha mega fofa de flores na porta do clube! The Blue Note (239, 184, 21)


I did it my way... Verdadeiro complexo de entretenimento romântico, FRANK’S PLACE tem diversos ambientes com música da melhor qualidade, dependendo do horário, ao vivo. Destacamos também SINATRA FALLS, no mesmo SIM. Franks Place & Galleria Best s, Franks Place (167, 207, 23) Sinatra Falls - Frank’s Secret H, Franks Place 3 (99, 124, 81)


Yeah, yeah, yeah... O TOBY’S JUKE é pequeno e acolhedor, com destaque para o bom humor com que é construído e administrado, além de empregar bons DJs e cantores de Blues, um estilo pouco comum no SL. Toby’s Juke Joint Blues Club, Tobys Juke Joint (185, 177, 29)


Play it again, Sam... A inspiração para o BOGART’S JAZZ CLUB veio dos filmes românticos dos anos 40 e 50. Num SIM inteiro dedicado a ele, o clube conta ainda com um shopping e um espaço privê para casais que queiram ir além da dança... Bogart’s Jazz Club & Shops - Rom, Levy (160, 49, 26)


AD recomenda - Galeria

http://www.flickr.com/photos/lili_berbi/

Vick Spitteler A paixão pela fotografia aconteceu naturalmente, desde os primeiros dias no metaverso, a mais de dois anos. E é uma paixão que eu tenho certeza que nunca vai acabar, onde exercito minha criatividade, uma vez que na RL meu trabalho é totalmente burocrático. Não sou profissional e muito menos artista. Minhas imagens sempre são feitas utilizando os próprios cenários do SL. Sou bem perfeccionista na hora de captar a imagem, então faço poucos retoques e aplico alguns filtros básicos. Ainda tenho muito para aprender, vejo muitos trabalhos magníficos com o photoshop, mas o principal que é despertar emoções nas pessoas e ser reconhecida por isso, penso ter conquistado, e isso me traz muita satisfação.”


AD recomenda - Galeria

http://www.flickr.com/photos/faustine_pau/

Faustine Pau


Bad Girl do mĂŞs

Deusa Maldita Glamourmama Boa Editora-chefe da Slag Magazine


Good Guy do mĂŞs

Highlander Madrico Roux Cavaleiro, vampiro, mago...RPG Player


Editorial de moda

Ridículos O amor nos leva por caminhos inesperados. Nos faz até escrever cartas de amor. Fernando Pessoa tinha sua opinião sobre elas, dizia que eram ridículas. E você? Já se sentiu ridículo no amor?

Fotos e styling: Lucrecia Slade Modelos: Lucrecia Slade e Xhentai Kurka


Skin SWEETEST GOODBYE, shape MADESIGNS, olhos EDDESIGN, cabelo ETD, casaco de pele AOHARU, meias SHEER, brincos EARTH STONES, 贸culos FREESOUL DESIGNS, anel AI JEWELS, sapato STILETTO MOODY


Skin SWEETEST GOODBYE, shape MADESIGNS, olhos EDDESIGN, cabelo INGENUE, tailleur MICHAMI, meias SHEER, colar OPIUM, anel AI JEWELS, sapato FREESOUL DESIGNS


Skin SWEETEST GOODBYE, shape MADESIGNS, olhos EDDESIGN, cabelo NIVEN, unhas CANDY NAIL, top OPIUM, calรงas SURF COUTURE, sapato CUBE SUGAR, tattoo FREEBIE


Skin SWEETEST GOODBYE, shape MADESIGNS, olhos EDDESIGN, cabelo MAITREYA, vestido PUNCH DRUNK, meias SHEER, sapato ZHAO


Skin SWEETEST GOODBYE, shape MADESIGNS, olhos EDDESIGN, cabelo com chapéu BEWITCHED, unhas CANDY NAIL, corset, calcinha de babadinhos e cinta-liga LE BURLESQUE BY OPIUM, meias SHEER, sapato STILETTO MOODY


Skin SWEETEST GOODBYE, shape MADESIGNS, olhos EDDESIGN, cabelo BEWITCHED, vestido DOUX PETIT DAHE, brincos e colar GEMSTONE JEWELLERY, pulseiras ZAARA, chapéu SAVVY SHOPPER, sapato MAITREYA


Skin SWEETEST GOODBYE, shape MADESIGNS, olhos EDDESIGN, cabelo HAIR SALON BETTY, top PUNCH DRUNK, cal莽a GBBERISH, pulseiras AI JEWELS, brinco e colar TWINKLEBERRY, 贸culos THE CAT EYE BOUTIQUE, pirulito THE DROP, sapato 50 FLATS


Perfil/ Biduzão Congrejo

- Como veio parar no SL?

Vim no grande “boom” de quando saiu a matéria no Fantástico falando do SL, vi a matéria e entrei, como muitos outros novatos. Fale sobre seu projeto atual no SL e como a idéia surgiu?

Meu projeto atual é a primeira ilha brasileira com o tema de BDSM. A ilha estava pronta, só que por problemas alheios à minha vontade foi subitamente apagada: era uma land alugada e os donos, Jimmie Clift, Cristtina Parx, Alexandro Alcott, Cris Weatherwax, depois de pedirem o pagamento de tier adiantado, simplesmente deixaram as ilhas My Way (a minha), Brasil Connection, Ponta da Praia e Lost in Love, desaparecerem. Eu pretendo agora apenas retomar meu projeto, sem querer brigas com os culpados, em outra land. A Linden Lab retornou meus objetos – quase perdi mais de 400k de objetos por causa de irresponsabilidade de outros. O demorado vai ser reconstruir tudo em outro lugar. Mas eu tenho paciência. A idéia surgiu quando eu resolvi para de fazer o projetos dos outros para começar a fazer os meus, seguir minhas vontades. Como muita coisa, os brasileiros carecem de opções em nossa língua e BDSM e uma dessas coisas . Só conhecia ilhas americanas e a comunidade que curte BDSM é grande, se você reparar muitas das


ilhas você vê pessoas que curtem mas não tinham onde trocar idéias e conhecer outras pessoas com o mesmo objetivo, e também fiz para mim mesmo para meu amor e para minhas escravas termos nosso cantinho, nossa casa, – essa casa dá trabalho, pois ela nunca termina, cada dia surge uma idéia nova, como a de fazer um labirinto de 3 andares com paredes móveis e armadilhas com uma bela recompensa para quem conseguir passar por ele, mas ainda estamos construindo, e com isso a casa nunca termina. Ama alguém no SL? Há quanto tempo?

Sim tenho um grande amor em minha vida, minha May Vayandar nós nos conhecemos no dia 10 de fevereiro ela começou como minha escrava como minha menina mais cada dia, que passava nosso relacionamento ia ficando mais especial cada dia nos gostávamos mais, com ela eu posso ser eu mesmo, sem ter de esconder as minhas vontades os meus desejos e o que sinto vontade de fazer e ser. Ela é minha cara metade, meu porto seguro que posso sempre procurar. Cada dia que passa nós estamos mais juntos. Como qualquer casal temos nossas brigas nossos desentendimentos, ciúmes, mais sempre resolvemos, sentando e conversando. Como posso não amar uma mulher que me de uma declaração de amor dessas: “AO MEU

DONO S2 BUDUZÃO 10/2 Desejo doar-me.Em minha entrega incondicional pertencer-te. Ser eu mesma, com sementes Suas.Ser eu mesma nos caminhos Seus. Ser eu mesma, com Vossas profundas marcas. Marcada na pele e na alma. Prometo dedicar-Lhe cada dia mais e melhor. Vislumbrarei Seus olhos como pedra preciosa que guia meus passos…Abandonarei minhas mesmices por algo maior, sublime: Suas vontades, Seus desejos, toda perversão de Sua mente. Minha entrega completa a Ti. Seu prazer: meu maior objetivo Seus ouvidos acostumar-seão com meus ‘’sins” Meus “nãos” terão como objetivo não desobedecer-Te. Sairá de ti o meu profundo gozo Meu prazer Lhe pertencerá Minha submissão é SUA,Seu prazer eu dedicarei. Sempre Submissa a ti serei!”(SIC). Como não dar meu coração, minhas vontades e meus desejos a mulher que roubou meu coração que que me faz feliz cada dia mais, que tem comigo muitos projetos e vontades, juntos tanto SL quanto RL? Vou aproveitar este espaço para fazer de vez minha declaração de amor à mulher que desejo e quero ao meu lado todos os dias: “May meu coração pertence a você, minhas vontades são suas vontades, meu destino está junto do seu, meu sonho e cada dia poder lhe fazer mais


feliz ao meu lado, meu desejo e cada dia poder olhar em seus olhos, ver seu sorriso, sentir o seu carinho suas mãos eu meu cabelo seus lábios nos meus, e escutar sua voz, pois o meu desejo e estarmos juntos logo pois eu amo você muito, venha ser feliz ao meu lado, venha me fazer o homem mais feliz da face da terra tendo a mulher que eu amo ao meu lado. O que mais gosta no Second Life?

O que mais gosto aqui no SL é poder fazer amizades com todo tipo de pessoas e elas fazendo o que gostam e sendo o que querem ser, e não importa se é branco amarelo, preto, se é homem ou mulher, sua orientação sexual, pois isso aqui foi feito para cada um fazer o que tem vontade, ser o que deseja, então o que mais gosto é liberdade de ser o que quiser e quem quiser, outra coisa que adoro aqui no SL e poder conhecer vários lugares diferentes, em um piscar de olhos, poder ir à França e logo em seguida a uma ilha japonesa voltar a Copacabana e terminar em algum lugar do espaço, temos várias coisas legais como ilhas de jogos de RPG, adoro lutar poder escolher uma raça e defendê-la, poder curtir e fazer muitos amigos, atualmente estou jogando em JS (Cidade do Medo) na raça dos magos, vejo muitas pessoas interessantes, dentro dessa raça e acho que estão sendo bem

guiados por um bom GM, o Du, tenho muitos amigos também em DF, meu grande amigo JM. As ilhas de RPG hoje em dia atraem muitos brasileiros para elas é um ótimo lugar para se divertir e fazer amizades. Outra coisa que me atrai também são as compras e poder escolher o estilo, mudar de roupa, decorar as coisas sem ter de esperar dias para receber, o sofá novo, a cama e outras coisas, em questão de horas você pode decorar tudo de uma maneira e logo em seguida desfazer tudo e montar em outro estilo. E uma das principais coisas de poder explorar suas taras, pois 70 % do SL é voltado para sexo, e violência, então quem disser que não curte está mentindo, pois é da natureza humana, ainda mais do brasileiro, tudo acaba em sexo e sacanagem. O que no SL é pior que Lag e Crash?

Intrigas, como tudo lugar que tem muita gente sempre tem alguém querendo algo ou a pessoa que está com outra, ou um cargo que está em uma posição melhor, já vi muitas amizades acabarem por disse-me-disse, e no final não era nada alem de alguém querendo derrubar o outro, as pessoas têm de aprender a curtir mais o que têm, pois a vida é muito curta. Outra coisa são os falsos moralistas, que julgam a todos por resolverem fazer o que têm vontade, os que escondem seus desejos


Mestre Biduz達o e uma das suas escravas, Mackendor Woller


e vontades. Já não chega isso na realidade? Aproveitem para se soltarem: sejam o que desejarem, faça o que têm vontade, mas viva, como o nome diz. Tenha sua segunda vida Lands favoritas:

Tempura, uma ilha japonesa linda feita para namorar, dançar e curtir a beleza do lugar, mas vá acompanhado: http://slurl.com/secondlife/tempur a%20island/137/19/53. ]Um outro lugar muito bonito baseado em uma ilha tropical tipo Hawaii, com lugares para se curtir a dois: The Bay http://slurl.com/secondlife/ The%20Bay/37/179/26. Nesta outra ilha onde se passa muito tempo, conversando, jogando e fazendo amizades e uma ilha de RPG baseada em raças: http://slurl. com/secondlife/Ilha%20Jewell/142/123/988. Existem três ilhas de BDSM que gosto muito; a primeira é uma prisão, Rheinland que fica em http://slurl.com/secondlife/Rheinland/94/239/22. Outra é um um shoping a céu aberto com muitos dons e subs. Lá não tem nada, só algumas lojas em volta, mais caiu no gosto do pessoal, o nome é Marine and Alyssa : http:// slurl.com/secondlife/Pak/76/61/105 E, por último, um grande projeto que é o Open Collar, que é um grupo que desenvolve coleiras

e outros objetos de qualidade para escravas sem cobrar nada: http://slurl.com/secondlife/ Fetish%20Network/231/205/22 Claro que eu gostaria que a minha land estivesse disponível agora, mas, infelizmente, pelos problemas relatados, eu vou ter de recomeçar e só então, poderei convida-los a nos conhecer. Os interessados podem me contactar por IM para obterem mais informações. Um recado para os residentes:

Não percam tempo tentando ser o que os outros querem. Seja o que você é, corra atrás de seus sonhos, de suas vontades e seja feliz com o que você quer não com que os outros querem. Seja feliz, pois eu perdi mais de um ano para aprender que ser feliz aqui é fazer o que te faz bem, não o que faz bem aos outros, o tempo não volta, não adianta me arrepender, mas estou mais feliz do que nunca, sendo eu mesmo. Então sejam vocês mesmos, para isso que temos o SL: para libertarmos nossas vontades, sonhos e desejos. Se tiverem vontade de conhecer BDSM ou de apenas trocar uma idéia, podem me procurar terei maior prazer de conversar com todos, e como sempre minha casa está à disposição de todos, sejam bem vindos.


Leu absurdos no chat, recebeu MI sem noção? Mande um MI para a Ly!

aMIgos da aLYne

Homem apaixonado... (resposta de avatar em modo busy) Azufr3 Catteneo (busy response): Durmiendo con la mujer de mis sueños Alyne Dagger: Yay!

A vez dele! (eterno me sacaneando) eternoapaixonado Ferraris: vc num poderia ter feito um convite em portugues, assim eu entenderia Alyne Dagger: desculpa, é a pressa =D eternoapaixonado Ferraris: e a data num foi de ontem Alyne Dagger: não eternoapaixonado Ferraris: april 10th Alyne Dagger: caraca, tá errado! eternoapaixonado Ferraris: vou mandar a lucrecia publicar isto na revista Alyne Dagger: vc acha que quem publica é ela? eternoapaixonado Ferraris: mandar ela fazer esta noticia na revista: alyne dagger manda convite de casamento atrasado para ninguem ir (publiquei, viu?)

E a minha vez! eternoapaixonado Ferraris: PROVOCANTE muita musica boa com Dj Anie Broek e Dj FuriousGirl Bombastic Apartir de 22 h horario de brasilia, sorteio em lindens e muitos premios!! bejus e vem cumigooooooooooooo Alyne Dagger: virou promoter?? (eu disse que quem publicava era eu, não disse????)

Khris filosófica (outro busy response) Khris Giha (busy response): Deixe recado! Os tolos e os fanáticos estão sempre seguros de si, mas os sábios são cheios de dúvidas

Hein? Rogerio Pessoa: Eis que surges emoldurada em beleza e luz... Alyne Dagger: Eu? Rogerio Pessoa: Sim! Alyne Dagger: Eu, hein... cada uma.

Aliás e a propósito... Eu casei. Alyne Dagger: vc vai mesmo me levar no altar? Lucrecia Slade: claro!!!, de terno vermelho e tudo Alyne Dagger: que lindo mico (...) Lucrecia Slade: td mundo comentando que vc n quer


ngm na sua festa: a maioria recebeu com data de dia 10 XD Alyne Dagger: e você como boa amiga disse que eu me enganei, né? Lucrecia Slade: e xhentai perguntando se vai ter festa Alyne Dagger: o melhor é que há pouco tempo atrás eu fiz um vestido de noiva e cobrei 1000L achando que ela não ia querer pagar Alyne Dagger: ela pagou... como ela já está inclusive desquitada sl não vai se importar se eu fizer o segundo aluguel =D Lucrecia Slade: hauheuhuehuhahaa Alyne Dagger: eu ia muito dar 2500 L num vestido ¬¬ Alyne Dagger: estou fazendo a roupa da madrinha aqui: “taylor, qual sua cor favorita?” Alyne Dagger: VERMELHO... quase dei a roupa de pomba gira pra ela Alyne Dagger: eu estou comprando a flor da sua lapela, bestman Lucrecia Slade: combina com vermelho? Lucrecia Slade: ou eu compro um terno dourado? Alyne Dagger: a taylor já vai estar com um vestido vermelhão mesmo Lucrecia Slade: ótimo, vou comprar o terno dourado Lucrecia Slade (busy response): Trabalhando | Working. Alyne Dagger: pega a flor de lapela na sua lixeira!!! porque foi caro!!!!>.<

Em compensação, a Lucrecia... alexlucena Writer: sua boneca é linda, se for linda na rl assim eu caso hein Lucrecia Slade: tenho horror a casamento alexlucena Writer: kkkkk alexlucena Writer: credo

Em busca do avatar perfeito! Hugo Michinaga: ei alyne, tu que é informada de sl, sabe onde vende os melhores olhos ? Alyne Dagger: sim, sei!!! obrigada pelo “informada” (...) Alyne Dagger: mas por que vc quer o olho mais perfeito do mundo? Hugo Michinaga: pq o meu avatar tem que ser o mais bonito do mundo (então tá, né?)

Português avançado... Izza Mayo: olha o assassinato: julie00 Aboma: gente alguem pode me paca a pose que o avatar desce depois sobe e se mexe e bem legal julie00 Aboma: alguem me paca?

E JURO MESMO que li no chat “Como vocêis são incensível...”


Alyne Dagger comenta

Quem nunca imaginou uma outra carreira no Second Life que atire a primeira pedra! Depois de imaginar como seria minha carreira como terapeuta no SL eu decidi juntar Lucrecia e Xhentai, por acaso meus amigos mais insanos, e imaginar como seria a nossa carreira como produtores de cinema no SL. Isso rendeu a foto do tapete vermelho que nunca freqüentamos por conta dos oscars jamais conquistados pelos...

...Filmes que jamais fizemos! Uma produção de pura insanidade escrita, protagonizada, dirigida e produzida por Alyne Dagger, Lucrecia Slade e Xhentai Kurka!

Queria saber

o meu nome s

aparece por ú

Porque você

a incrível idé

de escolher u

nick que com com X!


r porque

Tá, mas quem vai pagar a tier do estúdio?

sempre

último!

teve

éia

um

meça

Sorriam e acenem! Somos chiques, elegantes e internacionais!


Argumento:Rhett ama Scarlett que ama Ashley que ama a doce Mellanie. Começa a guerra dos open spaces e todos tem que salvar a land, fazendo uma vaquinha para pagar a tier. Scarlett então começa a vender roupas e skins piratas e é abandonada por seu grande amor e diz, ao por-de-sol do windlight: “Nem que eu tenha que trair, roubar, matar, mentir, eu juro que nunca mais usarei um copybot novamente!!!!”


Temos um problema de elenco. Não achamos ninguém para fazer a doce Mellanie. Todas as que apareceram para o teste ou eram grandes demais ou pareciam cachorras... Ninguém vai acreditar numa boazinha que balança o popozão... Porque vocês duas não tiram no par ou ímpar? Quem ganhar faz a Scarlett, quem perder, faz a boazinha. Olha bem para nós duas. É mais fácil eu fazer a mãe preta do que a boazinha. E a Alyne diz que a Scarlett é o papel da vida dela. ¬¬

Eu tenho um argumento melhor: vamos dispensar a boazinha, o cara bonzinho, a mãe preta e fazer um filme onde eu sozinho pego vocês duas, que tal?

Melou... melou...


Argumento: O rei Leônidas reúne seus melhores guerreiros e com lanças, escudos, espadas corpos malhados, sarados e cobertos com skins com óleo para lutarem contra a invasão Persa (que chega pela retaguarda).


Posso saber o motivo, prima dona?

Pô, não to gostando dessa história não.

Eu e mais 99 machos. Nesse filme não tem uma mulher não?

Tinha, mas não coube na land. Deu um trabalhão para achar o Xerxes... ele é careca mas tem uma sobrancelha super style para a hora que dá aquela levantadinha quando abraça o Leônidas por trás.

Ai... Brigada, amor! Vocês são mega fofos!!!

Que papo é esse de abraço? Tá bom, o troço lá o maior Lag por causa da Land cheia e ainda vem um macho de três metros me abraçar por trás? Tô fora!

Melou de novo. ¬¬


Argumento: Neo é um cara baixinho, gordinho, careca, feio, pobre e que mora longe. Mas na Matrix ele é um Deus e seu único problema é tomar cuidado com Smith Linden, o agente que quer cassar sua conta porque ele não é premium e tem 18 alts.


Esse filme vai ser um fracasso.

Por quê?

Porque todos os baixinhos, gordinhos, carecas, feios, pobres e que moram longe do SL vão achar que estamos sacaneando eles.

E não estamos?

Temos que parar a produção. A Linden disse que não podemos usar o nome Linden no filme, que isso é violação de direitos. Ou seja: melou mais uma vez...


Argumento: Maria é nova no Second Life e vai trabalhar tomando conta de uma família virtual com seis filhos e um bebê de Prim. Ela tenta ensinálos a cantar, mas o voice sempre dá problema e ninguém consegue colocar oito pessoas para cantar numa stream.


Dó... é pena de alguém, La... é quase igual a Lag, Mi, é assim que eu chamo o amigo, Fa... Esta música está HORRÍVEL Eu sei, mas não vai ser cantada mas escrita no chat. Ninguém vai notar que não rima! Musical já é uma parada ruim, sem música então...

Alyne, não dá para fazer um musical... mudo!

Já sei... melou.

Pois é.


Argumento: Nem se dĂŞ ao trabalho de imaginar. O Xhen se recusa terminantemente a colaborar...


Homofóbico! Nem começa, Alyne! Dessa vez melou só por sua causa!!!

Depois de 200 tentativas... Vamos fazer um filme pornô?

Não, vamos fazer kung fu panda!

E na cena do treinamento te cobrimos de porrada, que tal? Melou, melou...

THE END


Alyne Dagger

Linden Adoro avatares diferentes, e esse porquinho que estava no evento de encerramento do Pornosophy com uma tag inacreditável de BDSM é tudo de fofo!

Para Nando Yip porque ele é o cara! Artista de talento SL e RL mostra isso em fotos como essa, cujo título – “Narciso” – fala por si. Não à toa venceu o concurso do fórum Second News Brasil: http://www.forum.second-news.net.

A alma anda tão leve ultimamente que esse mês essa página vai ser branquinha branquinha, pela paz e o amor... Para o hilário Ena Boa, um português com um humor genial e umas tiradas impagáveis que sempre me fazem rir demais. Beijo, portuga! :P

Um dos DJs mais alto astral de todo grid, thomtrance O’toole achou uma carametade e tanto na zen gatona Ashima Balut, agora parceira oficial. E do Flickr dela eu roubei a fotinho do casal feliz. :)


Jacopo Perenti e Loglady Loon merecem meu linden pelo conjunto de realizações corajosas, como a exposição FreakShowroom e o Pornosophy, evento que deu o que falar. Estamos esperando mais eventos criativos desse incrível e descolado casal! Falando em descolados, descoladérima e realmente fora-desérie é a artista Bunny Brickworks, que está garantindo seu espaço e conquistando fãs com seu trabalho artistico que privilegia o erotismo.

A Slag Magazine realmente é uma das grandes novidades recentes do Issuu: num mundinho em que a cada semana surge uma nova publicação (parece que virou moda fazer revista sobre SL), um grupo corajoso resolveu se dedicar seriamente a um assunto-tabu: o sexo virtual. Com humildade e muitos fotógrafos talentosos criaram uma revista que tem o humor necessário para não ser simplesmente banal nem vulgar, apesar do assunto delicado que aborda. Estamos recomendando!


Alyne Dagger

LAG Jesus amado! Alguém tem que convencer o Philip Linden (ele mesmo, o pai do SL) que esse avatar dele saiu de moda em 2005. Mesmo com tanto incentivo para os designers modelarem shapes, desenharem roupas, criarem skins, o tio linden não faz questão nenhuma de coçar o bolsinho e jogar uns lindinhos na conta de nenhum criador do SL? Por favor, pelo menos um cabelinho Flex, se não quiser aposentar essa versão vintage SL do Gigolô Latino com bigode de motoqueiro selvagem... cabelo de massinha, não dá, Philip!

A moça-melancia aí da foto, por incrível que pareça, não é brasileira, mas uma americana legítima que teve bom gosto para skin e está com um shape e figurino que nem comprometem tanto mas... deu DOIS MIL LINDENS num sapato (não vou dizer a loja, haha) e ainda assim deve ter apanhado um bocado do menu pouco amigável para assim mesmo parecer que enfiou o pé na lama até o tornozelo. Não é triste, isso? O MINISTÉRIO DA SAÚDE ADVERTE: CALCINHA, NÃO SAIA DE CASA SEM ELA! Fiquei me perguntando se devia ou não publicar essa foto, mas acho que é um serviço de utilidade pública mostrar que sim, dá para ver por baixo da sua saia quando você resolve pegar um fresquinho nas partes...


À direita e á esquerda, duas provas vivas de que eu perco amigos mas não perco a piada. O mau exemplo para as crianças é o AndreFB Beck eu seu bizarro figurino de menor infrator, e o de sunguinha do Gabeira é o Xhentai, que me arrastou por mais de duas horas em lojas de skin para concluir que não ia comprar nenhuma porque a que ele tinha estava boa. Grrrrrrr!!!!!

É um pássaro? É um avião??? Não, é a incrível mulher-merengue e seu colete feito de marshmallow cor-de-rosa!

CÉUS!!! QUE CASAL BIZARRO

ELE: com essa terrível combinação de sculpt e scripts usados para o mal que costumamos chamar de bebê uruca no colo (detalhe: e o bebê falando que queria mamar no chat). ELA: usando um estranho gesture que a fazia, de minuto em minuto, fazer essa cara de mulher que viu o tarado do casaco. Ambos: com uma tag de casados bem cafoninha. Sem mais perguntas, meritíssimo!!!


BG Magazine #18 Brasil  

O amor está no ar! As pessoas são capazes de amar no SL? Depoimentos, entrevista com o pessoal do SS Galaxy, um editorial de moda ridículo e...