Page 1

CORRUPÇÃO... Político é representante do POVO Recebe SALÁRIO (SUBSÍDIO) do POVO Ele foi ELEITO pelo POVO Para representar o POVO E não seu próprio INTERESSE. As ELEIÇÕES estão chegando... pense nisso... VOTE CERTO!!!

Edição 93 - 10 a 25 de maio de 2014 - DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

Festival Gastronômico de Peruíbe está com inscrições abertas. Estão abertas as inscrições para a 7ª edição do Festival Gastronômico – Show e Sabor Peruíbe. Os restaurantes da Cidade interessados em participar com seus pratos especiais têm até 20 de maio para se inscreverem. O cadastro é feito de segunda a sexta-feira, das 9 às 22 horas, na sede da Etec (Av. São João, 545, no Centro). Já a fase de degustação das iguarias será de 15 de junho a 31 de julho nos restaurantes participantes. A ideia é fomentar o turismo na Cidade durante a temporada de inverno e aproveitar o período da Copa do Mundo de Futebol, quando turistas de diversos países estarão na região.

facebook.com/jornaloreporter

Vereadores aprovam lei que obriga farmácias a funcionarem 24h.

www.jornalbemtevi.com.br

Lei de autoria do vereador Ivo Eletricista faz com que as farmácias e drogarias da cidade de Peruíbe abram 24h., em forma de rodízio e diariamente. Para entrar em vigor, a Lei ainda terá de ser sancionada pela Prefeitura.

PERUÍBE - PÁGINA 03

INTERNET

MENOS SEGURANÇA

Há alguns meses tem crescido a sensação de insegurança entre os moradores de Peruíbe. É comum se ouvir relatos de furtos, roubos, invasão de residências, manutenção de famílias como refém em assaltos. Muitas vezes as estatísticas policiais não refletem a realidade que acontecem nas ruas da cidade, isso porque a população não registra, em muitos casos, os boletins de ocorrência. Mas a criminalidade é hoje um dos problemas mais graves no município de Peruíbe. Preocupados com isso, Legislativo e Executivo se uniram para exigir ações do Governo do Estado de São Paulo. PERUÍBE - PÁGINA 03


02 Peruíbe REPRODUÇÃO/ORKUT

O Repórter

Edição 93 - 10 a 25 de maio de 2014

Morre “Xuxa dos panfletos”

Regional

Personagem conhecida na cidade por entregar panfletos em comércios e residências, já foi vedete e atriz de cinema e televisão. Após a sua morte, a verdadeira história da sua vida veio à tona.

Faleceu no último dia 08 em Peruíbe, Lara Braido, de 76 anos, conhecida popularmente no município como Xuxa. Segundo a certidão de óbito, Lara morreu de pneumonia, problemas cardíacos e desnutrição. O jornal O Repórter Regional entrou em contato com sua filha, Linda Baido. Questionada sobre os boatos sobre a morte da mãe no Facebook, ela afirmou que não sabe. “Na minha opinião, ela levou o final de sua vida se martirizando.” Segundo o seu perfil na rede social, ela recebeu uma mensagem, dizendo que sua mãe foi agredida entre o dia 1º e o dia 02

de Almeida. De acordo com sua filha, ‘seu grande amor pra toda vida’. Ele era dono da fábrica de palmitos ‘Gostoso’ e

“O governo tomou suas propriedades que eram legais e documentadas, para criar a reserva ecológica da Juréia. A indenização ARQUIVO PESSOAL

e estava ‘entubada’, respirando por aparelhos e com água nos pulmões. Após a notícia, familiares se mobilizaram para visitá-la na cidade, mas ela não resistiu. Depois do fato, que ganhou grande repercussão na internet, os moradores de Peruíbe foram surpreendidos ao saber do passado de Xuxa, que era conhecida por entregar panfletos na cidade. De acordo com a polícia, não foi feito nenhum boletim de ocorrência sobre esta morte. Linda contou que sua mãe nasceu em Bologna, na Itália, falava espanhol, português e italiano, foi vedete (mulher que canta e dança em musicais), atriz de teatro e atuou em três filmes nacionais, entre eles “Pequeno por fora” em 1960. Foi eleita em 1958 ‘miss super’ no Supercampeonato do clube Vasco da Gama (RJ) e princesa Koleston também em 1958. Atuou em vários programas da TV brasileira, sempre como atriz e vedete. Mudou para Peruíbe, se casou com o Dr. Othoniel

No auge da sua carreira como vedete e atriz. do ‘Sitio Casqueiro’ onde hoje é a reserva da Jureia.

devida nunca foi paga pelo governo e em 1987 e

Othoniel foi assassinado”, conta. Ela diz que desde então, Lara Baido nunca mais foi a mesma. “A tristeza e a amargura tomou conta. E ela quis viver o resto da vida nas terras de seu grande amor até o fim de sua vida”, desabafa. Deixou duas filhas: Linda Baido Cavalcanti e Tulla Baido Doherty e netos. “Ela talvez tenha sido a mulher que mais amou Peruíbe em toda a história da cidade.” Lara nunca aceitou ir embora de Peruíbe, nem à pedido de sua filha, que vive atualmente em Camaçari, Salvador (BA). Antes de conhecer Othoniel de Almeida, ela conta que sua mãe teve um relacionamento no Rio de Janeiro com o oficial do exército, Manoel Pereira Oliveira Cavalcanti, e deste relacionamento ela nasceu. Depois disso, ela foi para São Paulo com o Dr. Othoniel de Almeida e deste relacionamento nasceu outra filha: Tulla Baido de Almeida, sete anos mais nova que Linda. “Um relacionamento de, amor e

ódio, de idas e vindas. E aos poucos, de tanta paixão foi perdendo a noção da realidade.” As duas filha passavam todas as férias escolares em Peruíbe devido aos negócios de Almeida aqui. “E após a trágica morte dele, assassinado, minha mãe entrou em um mundo ilusório e imaginativo. Não querendo aceitar a realidade e acreditando que ele estava vivo e voltariam a ficar juntos e felizes aqui em Peruíbe.” Linda conta que sua mãe morou por um tempo com a outra filha em São Paulo, depois morou com ela em Peruíbe e por mais que tentaram, não conseguiram levá-la com elas. Ela preferiu entregar sua vida a este amor que ela denominava ser a missão de sua vida. Na minha opinião, ela se martirizou e hoje eles se encontraram naquela noite da sua passagem onde todos os raios e os ventos anunciaram que estava concluída sua missão. Esta é uma história verdadeira, bonita e triste.


Peruíbe 03

Edição 93 - 10 a 25 de maio de 2014

Regional

Câmara aprova projeto, de autoria do vereador Ivo Eletricista, que obriga rodízio de farmácias 24 ho-

CHOK NELES

Peruíbe deverá ter farmácia 24 horas a partir dos próximos dias. Isso porque o projeto de lei apresentado no dia 07 de agosto do ano passado pelo vereador Ivo Eletricista (PTB), foi aprovado por 10, dos 15 vereadores, recentemente em sessão ordinária, na Câmara de Peruíbe. O projeto de lei 19/2013 institui plantão de atendimento 24 horas para farmácias e drogarias no município de Peruíbe e diz que os estabelecimentos ficam autoriza-

dos ao funcionamento ininterrupto, inclusive em fins de semana e feriados. Enquanto não houver farmácias ou drogarias funcionando ininterruptamente na cidade, a prefeitura designará órgão competente para organizar uma Escala de Rodízio de Plantão de Atendimento 24 horas. Para cumprir a Escala de Rodízio de Plantão 24 horas, as farmácias e drogarias observarão a alternância de funcionamento para o período de 22h às 8h do dia subsequente, bem como para os fins de semana e feriados. E no período estabelecido, o plantão deverá ter a participação simultânea de no mínimo duas farmácias. As de manipulação, alopáticas e homeopáticas não estão incluídas no serviço de plantão. A escala deverá ser afixada em local de fácil visualização das unidades

ASSESSORIA

Peruíbe é única cidade da Baixada que tem destino inadequado para lixo

Peruíbe continua sendo a única cidade da Baixada Santista que apresenta índice de qualidade de resíduos (IQR) inadequado. Esse índice serve, basicamente, para medir como a cidade trata a destinação final do lixo que produz. Os dados fazem parte do Inventário Estadual de Resíduos Sólidos Urbanos, divulgado ontem pela Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb), ligada à Secretaria do Meio Ambiente do Estado. De acordo com o gerente da Cetesb na região, César Eduardo Padovan Valente, o principal problema, é que Santos é a única cidade que recebe resíduos de todos os outros municípios da Baixada. Com exceção de Peruíbe, que possui aterro sanitário, e Itanhaém, que encaminha o material para Mauá, na região do ABC. Segundo a prefeitura, a cidade terá um

novo espaço para despejo e adequação do lixo recolhido diariamente. O novo espaço atende as determinações da Cetesb (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental) para o descarte de resíduos sólidos. De acordo com a prefeitura, a área disponibilizada permitirá que o lixo seja devidamente destinado pelos próximos dois anos e meio. Em média, são arrecadadas 70 toneladas de lixo por dia, chegando a 200 toneladas nos períodos de alta temporada. A apropriação do local tem um custo estimado de R$ 1 milhão. A prefeitura contratou uma empresa para a criação do projeto da nova área de aterro sanitário e está elaborando o Estudo e Relatório de Impacto Ambiental, que visa analisar a alteração das propriedades físicas, químicas e biológicas do meio ambiente.

de saúde do município e caberá aos proprietários dos estabelecimentos confeccionarem placas indicativas informando a escala na região e fixá-las no lado externo do estabelecimento, de forma bem visível, quando ela estiver fechada. Por medida de segurança, o atendimento de 22h às 8h poderá ser feito através de campainha, janela de fácil acesso ao consumidor, ou outro meio mais seguro para quem for trabalhar à noite. A prefeitura terá de regulamentar e designará órgão competente para a fiscalização do cumprimento desta lei, aplicando-se aos infratores a penalidade de, primeiramente advertência; depois multa; e por fim, suspensão de alvará de funcionamento. Segundo a justificativa do projeto, a lei federal 5.991, de 17 de dezembro de 1973, no seu artigo 56, diz que as far-

mácias e drogarias são obrigadas a plantão, pelo sistema de rodízio, para atendimento ininterrupto à comunidade, consoante normas a serem baixadas pelos estados, distrito federal, territórios e municípios. Votaram a favor do projeto, os vereadores Loro (Pros), Ricardo Corrêa (PT), André de Paula (PMDB), Mohai (PSDC), Cabra Bom (PTB), Ivo Eletricista (PTB), França (PTB), Rafael (PMDB), Biga (PPS) e Drª. Laila (PCdoB). O vereador Zeca da Firenze (PV) não pode votar por ser o presidente da Câmara, mas se mostrou favorável ao projeto. Agora, para que a lei entre em vigor, é preciso aguardar a assinatura da prefeita para que seja sancionada e publicada no B.O.M. (Boletim Oficial do Município).

Juíza manda retirar propaganda da prefeitura em postes de Peruíbe DIVULGAÇÃO

DIVULGAÇÃO

Placas foram retiradas após decisão judicial. A juíza Letícia de Assis Brüning decidiu, em caráter liminar, que a prefeita de Peruíbe, Ana Preto (PTB), retirasse os cartazes da Administração Municipal afixados nos postes de iluminação pública, no prazo de 48 horas, sob pena de multa diária no valor de R$ 1 mil. Na última edição (92), O Repórter noticiou que os vereadores André de Paula (PMDB), Bahia (PSB), Dr. Luiz Mauricio (PSDB) e Nilsão (PSB) protocolaram no último dia 02, no Fórum de Peruíbe, uma ação popular contra a prefeita Ana Preto (PTB). Na ação, os vereadores pediam a imediata retirada das propagandas dos postes de iluminação da cidade, considerando

que a prática é proibida conforme lei municipal. Além disso, eles citam a responsabilização da prefeita municipal pela contratação desse serviço e pedem o ressarcimento do dinheiro público. Segundo o vereador Dr. Luiz Mauricio, o pedido de liminar deve ser analisado em poucos dias. “O cumprimento da lei é dever de todos.”, afirma. Conforme lembra a ação, essa mesma “estratégia de marketing” foi usada recentemente, quando a prefeitura contratou, por valores “estratosféricos”, a cantora Ivete Sangalo para se apresentar na cidade. Foram instalados 540 placas em postes na cidade por um valor de R$ 90 cada.

Câmara e Prefeitura pedem ao Estado mais segurança DIVULGAÇÃO

O Repórter

Autoridades do poder Legislativo e do Poder Executivo procuraram lideranças estaduais em duas reuniões para solicitar mais policiamento. Representantes da Câmara e da Prefeitura de Peruíbe pediram a autoridades da área no Estado, mais segurança para a cidade nas últimas semanas. Inicialmente, o deputado estadual Samuel Moreira, conseguiu o agendamento com o delegado-geral de polícia do Estado de São Paulo, Dr. Luiz Maurício Souza Blazeck e autoridades do município. Compareceram ainda na reunião, os vereadores Dr. Luiz Mauricio (PSDB), André de Paula (PMDB), Nilsão (PSB), Loro (Pros), Cabra Bom (PTB) e Rafael(PMDB, o diretor da Defesa Social Eduardo Teles, representando a prefeita e os assessores do deputado, Dú Pires e Mário Sérgio. Segundo o vereador Dr. Luiz Mauricio, eles receberam a promessa de uma resposta rápida sobre as questões levantadas. “Elaborei um ofício e todos os vereadores presentes assinaram, onde solicitamos ao delegado-geral, o aumento do número de escrivães, investigadores, policiais militares e delegados de policia, a aquisição de equipamentos, aquisição de viaturas e móveis para as polícias Civil e Militar, a otimização do sistema de comunicação (190), os investimentos na área de inteligência e monitoramento e a inclusão do município no Programa Diária Especial por Jornada Extraordinária (Dejem)”, informou. Segunda reunião Após esta reunião, os vereadores Cabra Bom, Rafael, França, Biga, Ricardo Corrêa, Loro e Ivo Eletricista, além da equipe do executivo, chefiada pela prefeita Ana Preto, com o major Sebastião e o diretor da Defesa Social Eduardo Teles,a prefeita Ana Preto esteve reunida com o secretário-adjunto de Segurança Pública do Estado de São Paulo, Antonio Carlos da Ponte. Com uma resposta positiva, o secretário-adjunto garantiu que o Estado será parceiro de Peruíbe e fará ações conjuntas para devolver a sensação de segurança aos moradores. “Estou acionando o delegado Aldo Galiano e o coronel Ricardo, respectivamente delegado geral da Baixada Santista e comandante geral da PM, para fazerem um diagnóstico urgente da Cidade e um plano de ação”, apontou Pontes. A prefeita reiterou o empenho do delegado titular da Cidade Francisco Wenceslau e apoio do comandante da companhia, o tenente Dutra.


04 Entrevista Especial

“A pior administração O REPÓRTER REGIONAL

Esta foi a avaliação do vereador Dr. Luiz Mauricio, do PSDB, em entrevista exclusiva ao jornal O primeiro mandato no legislativo municipal, o advogado se colocou

RR: Como foi ser candidato a vice-prefeito em 2008? Foi uma candidatura de última hora. Eu não pensava em ser candidato a nada em 2008. E aí o PSDB precisou lançar um nome. O Zeca da Firenze se dispôs a ser candidato à prefeito pelo partido e ele precisava de um vice. Como não houve coligação, então, ele sugeriu o meu nome, de alguém que não seria candidato a vereador para não prejudicar a chapa proporcional. RR: Você e o Zeca tiveram o apoio do PSDB na campanha de 2008? Lógico! É difícil falar que o PSDB não apoiou. Eu tenho certeza que apoiou sim. A gente tinha a perspectiva de uma coligação, de uma situação que acabou não acontecendo. Então tivemos de ‘sair’ sozinhos, com uma estrutura de campanha pequena. Isso, às vezes, pode parecer que acabou não tendo o respaldo, o apoio do partido, mas não tenho dúvidas que teve sim. RR: O que você faria de diferente em 2008? Na verdade, eu não participei tão ativamente. Eu fui candidato de última hora. É diferente de quando você se

prepara. Em 2012, para eu me eleger vereador, eu me preparei. Fiquei três meses fora do meu escritório de advocacia. Naquela época, em 2008, eu não tinha essa condição. Então, eu tive de conciliar campanha, com minha atividade profissional e pessoal. A um mês e meio das convenções, o PSDB iria indicar o vice da Julieta Omuro. De repente teve uma reviravolta e acabamos sozinhos. RR: Como você vê o PSDB em Peruíbe? O PSDB, na verdade, tem uma história bonita na cidade. O Dr. Alberto já foi prefeito, o partido sempre teve boas votações. Em eleições para governador e presidente sempre ganhou em Peruíbe. O partido tem nomes históricos como o Dr. Cezar, Eduardo Ribas, Elias Abdala e Sérgio Guerreiro. Essas pessoas são tradicionais, antes mesmo da existência do PSDB. Eles são identificados como tucanos e faziam parte do grupo do PMDB. Ganharam a eleição com o Mário Omuro, em 1988. Com a fundação do PSDB, eles deixaram o PMDB e formaram o PSDB local. Ganharam a Prefeitura em 1996 com o Dr. Alberto, perderam a reeleição, e estavam

construindo uma candidatura para 2004. Não participamos da gestão do Gilson, entre 2000 e 2004, mas tínhamos dois vereadores, o Osvaldo Kabacch e o Roberto Gaiofatto. Um ano antes da eleição, que a Apolônia foi candidata, em 2004, o Roberto foi para o PT. Ele era o nosso candidato a prefeito, porque era vereador e já foi presidente da Câmara. Além disso, na última semana dos prazos de filiação para quem quisesse ser candidato, nós perdemos grande parte da nossa chapa de vereadores para o PDT e o PTB e nesta movimentação ficamos sem uns cinco ou seis candidatos fortes do partido, que seriam candidatos a vereança e acabamos ficando enfraquecidos. De última hora lançamos a Apolônia para prefeita e não elegemos vereador. Ficamos totalmente fora do cenário de 2005 a 2007. Foi quando chegou, em 2007, o Zeca veio para o partido e conseguimos fazer um trabalho de fortalecimento novamente. Mas o que eu vejo? O partido hoje, com o Dr. Cezar, do Dr. Sergio, do Ribas, do Abdala, eles têm uma identidade muito forte com o PSDB e são reconhecidos pelas pessoas mais antigas da cidade como os mandatários do partido. São pessoas de notória competência e honestidade. Mas hoje, o partido está renovado. O presidente é o Washington, a vice-presidente é a Aninha Bitar, o secretário é o Dr. Abude, temos o Helinho e o Fabinho – que trabalham comigo –então teve uma renovação total, forte, grande. Se você ‘pegar’ os candidatos de 2012, são novos, como o Sussumu, a Cintia, o Abude que foram pela primeira vez candidatos. Cada um fez a sua história dentro do PSDB. RR: De que forma o PSDB participou do governo passado? De forma partidária.

O que aconteceu: em 2008, perdemos a eleição majoritária, mas elegemos um vereador, que foi o Dr. Cezar. Começou uma aproximação da Milena com o PSDB. Houve o convite de participação no governo e implantação de projetos. Nós colocamos essa decisão dentro do partido, para o diretório votar e foi aprovado. Inicialmente, o Eduardo Ribas assumiu um cargo dentro do Planejamento e depois na Prodep. Ele teve papel importante nas questões referentes ao aterro municipal e nos projetos da área do Turismo. Mais tarde teve a Luciane, que foi para o Turismo, e o José Rubens, ajudando na Tesouraria. Posteriormente, em agosto de 2010, eu assumi a Procuradoria e o Dr. Cezar a saúde. E nessa conversa a gente vinha já num projeto partidário de que a gente iria participar da administração, ‘brigar’ para lançar a candidatura à vice, com a Milena. Então o nosso projeto era esse. Com uma chapa de vereadores forte, para eleger vereadores. A nossa ideia era aumentar a representatividade na Câmara, para depois prosseguir com um projeto político do partido. RR: Como foi sua experiência na prefeitura? Eu acho que essencial para o desempenho do meu mandato hoje. Me formei em 2001. Comecei a advogar em 2002. O nosso escritório tem muitas ações contra a prefeitura. Então, querendo ou não, de certa forma, já trabalhava em algumas questões na área jurídica afeta a prefeitura. Em 2006 eu fui trabalhar no sindicato do servidor público [Sintrape]. Eu fiquei quatro anos respondendo pelo jurídico do Sintrape. E isso também me fez ter uma experiência na questão do funcionalismo. Saí em janeiro de 2010 do sindicato e em agosto de

2010 eu fui para Procuradoria. E aí eu conheci a ‘máquina’ como ela é realmente. Porque a gente pensa que é uma coisa e chega lá é outra totalmente diferente. Eu vejo assim: isso me deu uma bagagem enorme para o mandato. Hoje às vezes chegam os projetos, as discussões e eu já consigo enxergar lá na ‘frente’ porque eu tive essa experiência de participar da gestão. RR: Qual foi a sua participação dentro do governo Milena? Existia a figura de um secretário jurídico. Era ele quem dava a assessoria jurídica para a prefeita. Eu ficava no gerenciamento da PGM [Procuradoria Geral do Município]. Contratos e licitações também não passavam por mim. Em resumo, eu chefiava a defesa da prefeitura em processos já ajuizados. Isso eu até brinco às vezes, porque você não vai achar nada meu em licitação, porque eu não participava desses procedimentos. Por algumas vezes eu já desafiei em discussões: ‘Então acha aí alguma assinatura’. Porque não vai achar. Nunca assinei uma homologação de licitação. RR: Como você vê críticas à administração da Milena, em relação à qualidade das obras, ao Parque da Cidade? Um ponto é a empresa, a Termaq, responsável por várias obras na gestão passada.A gente percebe que não foi só em Peruíbe que teve problemas. Em Itanhaém tem histórico, Guarujá, Praia Grande, São Vicente. O Junior Bozzella que é o vereador lá do PSDB e é pré-candidato a deputado estadual, eles montaram uma comissão, como foi montada aqui, onde eles investigam as obras paradas no município. Então a gente percebe que não foi só Peruíbe que foi a ‘premiada’ por essa empresa. Qualidade de obra eu não tenho conhecimento

técnico para avaliar. A gente tem uma comissão formada na Câmara que está avaliando isso. O André de Paula, que é engenheiro,é o presidente, eu sou o relator e fazem parte também o Zeca, o Nilsão e o Bahia. E a gente vai chegar num ponto,que apontará responsabilidade. Mas o que eu vejo: a crítica que vale para a gestão passada também serve para essa e é com relação ao uso dos recursos.

“Eu penso em ser to, mas eu penso e prefeito pelo PSDB gosto, que eu semp acredito, que gover Paulo. Não tenho d preparado para adm Vereador Dr. Luiz M Da inversão de prioridades. Então a gente pega, por exemplo, da mesma forma que se critica hoje o Parque da Cidade, investimento de R$ 4 milhões, vai ser criticada depois a orla da praia, que essa administração quer gastar R$ 4 milhões para revitalizar. Ou nas duas avenidas que ‘fizeram’ agora ou por várias decisões que vêm tendo. Eu vejo assim: o Parque da Cidade já está lá. Já está


Entrevista Especial 05

o que Peruíbe já teve”

O Repórter Regional, sobre o desempenho da atual gestão da cidade. Aos 35 anos de idade e no seu à disposição do partido para ser pré-candidato à prefeito em 2016.

O REPÓRTER REGIONAL

construído. Agora não é mais hora de discutir se teria que ser construído ou não. Tem que fazer funcionar, não adianta ficar ‘chorando o leite derramado’. Se tivesse que ter feito alguma coisa, tinha que ter sido feito lá atrás. É um equipamento público importante, que pode servir a população que vive no Bairro dos Prados, Vila Erminda, Pérola Negra, Somar e etc. Não adianta ficar reclamando de

candidato à prefeiem ser candidato à B. É o partido que eu pre militei, que eu rna o estado de São dúvidas de que estou ministrar a cidade”. Mauricio uma coisa que já foi feita, que já foi investido dinheiro público e que está se deteriorando. Recentemente eu fui lá de novo, está um caos aquilo e não se vê atitude. Isso é um problema. RR: Por que você decidiu ‘sair’ candidato a vereador? Em 2008 - quando surgiu minha candidatura a vice-prefeito - eu sempre tive envolvimento partidário, sabia que um dia iria acabar sendo

candidato a alguma coisa, mas estava conquistando antes a minha estabilidade profissional e até econômica, antes de partir para a política. Então, em 2008 terminou a campanha, e tive a certeza que poderia contribuir com a cidade. Aí eu já estava no sindicato, teve a situação de participar da prefeitura. Acho que faço parte de uma geração na cidade que precisa ocupar esse espaço. A cidade, se você olhar os últimos 20 anos, foram praticamente os mesmos nomes que estão disputando as eleições. Eu tenho 35 anos, sempre morei aqui. Estou vendo uma sucessão de governos e sem a mudança na forma de administrar. As novas lideranças de cada mandato acabaram ficando pelo caminho. Teve o Alex, teve o Kiko, teve o próprio Zeca que são novos, mas que acabaram não ocupando o espaço como eu vejo que poderiam ocupar. Estou estabilizado profissionalmente e acho que posso contribuir. Sou preparado para exercer a função. RR: Como está o seu trabalho na Câmara? É uma luta a cada dia. Eu, o Nilsão, o Bahia e o André, a gente tem conversado muito, tentamos afinar os anseios de cada um, a vontade política de cada um, dentro de um objetivo. A nossa atuação é em bloco, desta forma somos mais fortes do que se cada um corresse para um lado. Muitas vezes eu cedo, o André cede, o Nilsão cede, o Bahia cede, mas para que realmente a gente consiga atuar em conjunto. Nós temos várias ações judiciais, como a do IPTU, das placas de publicidade, a representação no Ministério Público com relação à Plural, à Intersul. Agora, nós também protocolamos na Cetesb e no Gaema[Grupo de Atuação Especial do Meio Ambiente]denúncias relativas ao aterro sanitário. As nossas ar-

ticulações também são em bloco, porque temos de encarar uma base governista com 10, 11 vereadores, é complicado. Mas estou gostando muito. Tenho uma satisfação enorme em representar a população na Câmara. RR: Você acha o número de vereadores, elevado? Eu era amplamente favorável a quinze vereadores. Mas nós vamos apresentar um projeto, no fim do ano, para reduzir. A proposta inicial é do vereador Osvaldo do Posto. Ele já tem as assinaturas necessárias para apresentar o projeto e eu apoio totalmente. Eu acho que precisa realmente reduzir para 10. Vamos reduzir despesas. O argumento que se usa é que precisa ampliar o processo democrático, a representatividade da população, mas a gente acaba vendo na prática que não é bem assim. RR: Como você vê hoje a administração em Peruíbe? A pior administração que Peruíbe já teve. Sem liderança, sem planejamento e sem competência. É um verdadeiro caos. Toda hora invertendo prioridades. E sem representação política na cidade. Uma coisa é a nossa briga local. Mas ficam com picuinhas. Eu, o Nilsão, o André e o Bahia, nós somos vistos por eles como inimigos. Só porque nós criticamos. Só porque apontamos os erros. Infelizmente eles não têm competência e não têm maturidade política para estar gerindo a prefeitura. As propostas que foram feitas pelo governo ficaram todas no papel. Muitos gastos e nenhuma redução de despesas. Eu tenho o levantamento de gastos com a limpeza urbana, por exemplo. Na administração passada, gastava-se em torno de R$ 5 milhões no ano. A atual, em 2013, ‘fechou’ em R$ 8 milhões, R$ 3 milhões a mais. E esse ano, até

abril já estava em R$ 6 milhões. É a pior administração que Peruíbe já teve. Sem planejamento e não tem projeto. RR: O que você diz da tentativa de acordo da atual administração com os Bargieri? Houve muito comentário a respeito disso. Eu vou lhe falar que não participei de nenhuma reunião com eles juntos. RR: O PSDB foi chamado? Foi chamado. Mas de uma maneira diferente. RR:Vocês foram chamados para fazer parte do governo? Fomos chamados em setembro do ano passado. Mas o que eu percebo? A iniciativa de chamar o PSDB era para resolver um ‘problema’ na Câmara. E fugia totalmente do que eu acredito. Se é para participar ativamente e se mudar a forma como as coisas são conduzidas na atual administração, eu sou o primeiro a levantar a mão e dizer: ‘Vamos lá’. Mas o que eles estavam querendo é que a gente avalizasse esses ‘desmandos’ que eles estão fazendo. Esse ‘desgoverno’ que está havendo na cidade. E aí eu não posso concordar. RR: Mas a participação foi no sentido de ocupar cargos? Exatamente. Esquece de se falar de projeto. Eu dou o cargo tal e o cargo tal e você vem trabalhar comigo e para de criticar na Câmara. Não é o tipo de política que eu acredito. RR: Qual o caminho que o PSDB quer trilhar? Nós vamos disputar a prefeitura em 2016. RR: Você é pré-candidato? Eu coloquei meu nome à disposição do partido. Claro que depende de todo um trâmite partidário para ser percorrido. Existem situações que precisam ser administradas, mas o partido lança um candidato à prefeitura, Isso já está decidido desde 2012. Eu penso em ser candidato à prefeito, mas eu

penso em ser candidato à prefeito pelo PSDB. É o partido que eu gosto, que eu sempre militei, que eu acredito, que governa o estado de São Paulo. Não tenho dúvidas de que estou preparado para administrar a cidade. RR: Nomes já surgem como possíveis pré-candidatos para 2016. Por que isso está acontecendo? Ah, o processo eleitoral está antecipado, porque o governo está ruim. O Carlinhos disse que estuda a possibilidade, o André de Paula é um nome colocado, o Emer deve aparecer, o PT deve ter alguém, o PSB também. Até dentro do governo já surgem nomes, do Mohai, do Zeca, que fazem parte da base governista e o Osvaldo. São três. Tem o Nelson. O Nelson, por exemplo, não pode ser mais vice. Ou ele vai ser prefeito, ou vereador, ou vai para casa. A Onira tem representatividade. Ela teve quase 11 mil votos na última eleição. Mas eu vejo que realmente é isso. O governo ruim faz com que surjam opções. Mas eu vejo que Peruíbe passa agora por essa transição. Eu acho que é hora de alguém novo. Não digo exatamente o Luiz Mauricio. Eu acho que é hora de uma liderança nova. RR: Você acha que acabou o momento das ‘famílias’?Família Preto, família Bargieri, família Omuro? Exato. Acho que o reflexo da eleição de 2012 já foi nesse cenário. A Milena teve 11 mil votos, a Ana 13 [mil], a Onira teve 10 [mil] e brancos, nulos, teve 14 [mil]. Se você pegar os 13 [mil] que votaram na Ana, eu tenho certeza absoluta, e eu sou capaz de apostar, que 60%, 70% não votariam mais. E eu acredito que a sociedade hoje pensa numa opção nova. E assim, não adianta a gente querer ser uma coisa que a gente não é. Peruíbe carece, há muito tempo, de um prefeito, de um governante, de um político que viva a vida da sociedade. A gente não

tem visto isso. Que vá na padaria, vá num restaurante, que vá num bairro. Então eu acho que há esse espaço pra ser ‘buscado’ para 2016. Não adianta a pessoa ser simpática, não adianta falar o que você quer ouvir. A população quer ver atitude depois. Não só em Peruíbe, mas em todos os lugares. A sociedade não aguenta mais isso. A gente viu a própria prefeita à dez dias de eleição anunciar a saída de uma pessoa e depois virar o ‘homem-forte’ do governo. É o prefeito. E o pior: não tem legitimidade. Isso que é triste. A gente vê que alguém está governando sem ter recebido nenhum voto. E dando as cartas na administração. O povo escolheu ela. Não foi ele. RR: Na sua opinião, como deveria ser a composição de um governo? As pessoas que estão a sua volta, que são os diretores, secretários, precisam saber mais que o prefeito. O prefeito tem de ter liderança para liderar esse grupo de pessoas, que forma a sua equipe. O meu secretário de Saúde tem de entender mais de saúde do que eu entendo. O meu Jurídico tem de entender mais da área jurídica do que eu entendo. Educação a mesma coisa. Então, não adianta a gente colocar a pessoa lá simplesmente porque é amigo, porque é conhecido, ou por uma questão partidária, política. Isso está errado. RR: Você acha que esse governo termina de uma forma normal? Difícil falar. Eu acho que vai acontecer muito problema ainda. Se não mudar a forma de agir da prefeita. Se a prefeita não rever – eu acho que é muito sério isso – quem está realmente administrando a cidade, não tomar as ‘rédeas’ das situações, eu acho que pode dar um problema muito sério. Hoje ela tem a maioria [dos vereadores], mas isso pode se inverter logo, logo. A prefeita precisa mudar radicalmente o rumo da administração. Passou da hora de reduzir despesas, planejar ações e ter atitude.


cados 06 Classifi Regionais

O Repórter

Edição 93 - 10 a 25 de maio de 2014

Regional

CLASSIFICADOS

OPORTUNIDADE

OPORTUNIDADE

Vendo Barco de alumínio comprimento 5 metros com proa alta - motor Yamaha 15 HP - Doc Ok Tratar com Sr. Raul (13) 3455-8236 Valor R$ 5.000,00

Passo o Ponto na feira de domingo 4 metros valor R$6.000,00 tratar com Flávia (13) 99744-1032

IMÓVEIS vendo 3 casas construídas no mesmo terreno no centro de itariri valor 130.000,00 tratar 997211619 Dilnes

CASA - L. PRAIA RIBAMAR - 3 dorms, sala, copa, coz. 2 bh. social, edícula c/churr = qurto e bh. Quintal grande - espaço p/ piscina Tratar c/ Walcir 13 98166 2566 CRECI - 59 496 IMÓVEIS

Vendo terreno em Poá - SP - Bairro Selma Helena - Rua Porongaba - Regina - (13) 99738-6168 3422-1902 IMÓVEIS

Terreno Jardim Ribamar em Peruíbe - 12 x 25 mt (300 m2) R$ 60 mil, excelente localização, todo murado, seco, aterrado com padrão de luz - COMPROU já começa a ganhar dinheiro, tenho outros terrenos no: Romar – Costão – Veneza – Parque Dáville - ligue Agora: PABX – 34554853 Vivo 99750- 0015 Tim 98111- 5975 Vendo Chácara Estrada Armando Cunha tratar no tel (13) 99788-6501

Compro e vendo discos de Vinil (LP) (11) 7520-1866 – Pica Pau VEÍCULOS

comercial@reporterregional.com.br

Anúncios (13) 3455-2949

VENDO CASA NOVA NO TRÊS MARIAS

Entrega em Maio de 2014 Casa nova, térrea com 122 m² de área construída, 3 dormitórios (2 suítes), banheiro social, sala, cozinha tipo americana, garagem para três autos, churrasqueira + piscina com cascata. Valor R$ 380.000,00 - Tratar direto com o proprietário Tel (13) 3455-2949 - (11) 99911-1639 aceito proposta.

Uno Vivace 1.0 – ano 2010/11 – 4 portas – Prata – Doc ok – Tratar com Dna Gê (13) 99760-0211 – 99656-3590

APTO - CENTRO L.PRAIA 2 dorms. sala, coz, bh. social, lavanderia e garagem R$165.000,00 Cond. R$50,00 mes Tratar c/ Walcir - 13- 98166 2566 CRECI - 59.496 OPORTUNIDADE Vendo Kombi para transporte com engate e doc ok ano 88 - valor R$ 4.000,00. Vendo carrinho de água de coco em aço inox, equipado, completo, 1.300,00 - falar com Régis - (13) 99777-4170 ou 3456-2700

Vendo 1 potra Manga Larga preço a combinar (13) (13) 99788-6501

IMÓVEIS Chácara em Acabamento – Bairro Cabuçu – Próximo a Ana Dias - Tratar com Dna Gê (13) 99760-0211 – 99656-3590

Marcelo

SERVIÇOS

Faço serviço de elétrica, telefonia, instalação em residência, comércio e indústria. Tel.: 34558562 com Ramos. Balas de Coco Saborosíssimas recheadas - aceitamos encomendas pelo telefone (13) 3458-2023

Vendo Tempra 2007/08 com alguns reparos à fazer R$5.000,00 Aceito contra proposta Tratar com Dirce Oliveira (13) 3455-5623 APARTAMENTO

EMPREGO Garagem Veículos precisa de lavador de autos - Av. Pe Anchieta 6.099 (13) 3456-1586 - tratar com

VEÍCULOS

OPORTUNIDADE

MOTO HONDA 2003 – 23.000 km originais, 150 CC azul e preta R$ 4.500,00 - 3458-2023 – 99108-6881, Aceito troca com utilitário

VENDO Vídeo Locadora (18 anos na cidade) na avenida principal - com 3 mil filmes - Blue Ray e DVD´s - Interessados entrar em contato com (13) 99611-1048

Vendo Carro Mercedes Bens Classe A - Prata - ano 99 modelo 2000 - documentação Ok - Tratar com Sr. Rafael (13) 3456-3041

Vendo fábrica de blocos e lajes treliçadas. Montada. 1 máquina pneumática, 1 máquina manual. 190m linear de formas para lajes treliçadas. 2 betoneiras, 1 mesa vibratória, 1 máquina pneumática para reforma, 1 caminhão Chevrolet 1978, mil tábuas, formas para blocos de 15, blocos de 10 e meia canaleta. Terreno com 3 mil m² (alugado). Ótimo ponto comercial na Av. Armando Cunha (na entrada de Peruíbe). Aceito trocas do meu interesse e contraproposta. R$ 120 mil. Tel.: 99623-1580 com Carlos.

Vende-se Honda Fit 2008 – automático – bancos de couro – rodas liga leve em excelente estado R$ 28.500,00 – tratar com Dna Tirce – (13) 34555623 – (13) 98100-8833 documento ok

Vw/ Fox 1.0 flex completo vermelho 2013 km12000 Tratar (13) 3458-3700 Fia t/Str a d a 1 . 4 d ir e ç ã o h id r á u lic a a z u l 2 0 0 9 /2 0 1 0 (13)3458-3700 Tempra 2007/8 c/ alguns reparos à fazer R$4.000,00 Doc Ok e IPVA pago - Tratar c /Dirce (13) 3455-5623 (13) 9810-08833

Vendo frangueira, sistema disco rotativo, 30 frangos com carnes, R$ 1.500,00 3458-2023

Procuro Companheiro para passeios, viagens conversas com idade entre 40 e 60 anos. Tratar com Dna Iaelen (Xuxa) Vivo (13) 99730-2382 Tim (13) 98140-2487

Uma publicação da empresa Serviçal Editora e Comunicação Ltda. CNPJ.: 96.569.355/0001-75. Peruíbe - SP. CEP.: 11.750-000. Telefone: (13) 3455-2949 e-mails: redacao@reporterregional.com.br comercial@reporterregional.com.br - Perfil: facebook.com/jornaloreporter Site: reporterregional.com.br Tiragem: 5.000 exemplares - Impressão: Diário do Grande ABC Jornalista Responsável: Silvio Siqueira Junior - MTB 20.989 Administração e Publicidade: Silvana Ribeiro Siqueira Produção Gráfica: Bruno Neri Colaboradores: Isabelle Kretschmer e Jorge Takujim Matérias assinadas são de responsabilidade de seus autores.

Técnico eletricista com instalação de coifas industriais e residenciais, arandelas, ventiladores de teto e iluminação de LED. Tudo para a parte estética de sua residência. Tel.: 99628-1526 com Alexandre. Vendo Amway (produto de limpeza) Cosméticos (Pierre Alexander) Jorge – (13) 99719-2608 Formatação e Manutenção de computadores tratar com Estevam tel; 3455-4810

Dr. Resolve admite profissionais para a área da construção civil. Tel.: 3455-6338 com Marlene. IMÓVEIS Vende-se sítio 10 alqueires c/ casa – 2 quartos – 1 suíte – sala – cozinha – banheiro – varanda – zona rural – Armando Cunha – garagem – azulejado – Tratar com Carla (13) 99617-9965 Sítio 3 alqueires e meio c/ casa simples c/ 2 cômodos – plantação mandioca e banana e nascente – R$ 37.000,00 Tratar com Carla (13) 996179965 Terreno (2) Jardim Veneza em Peruíbe – Seco, murado e aterrado, com planta APROVADA e base contruída para Sobrado, com 1º andar PRONTO, 300m2 de terreno - PABX – 3455-4853 - Vivo 99750- 0015 - Tim 81115975 VENDO CASA NO CENTRO DE ITARIRI R$ 130.000,00, TERRENO 500M2 DOCUMENTAÇÃO OK.TRATAR TEL: 997211619 DILNES

Vendo Casa em Peruíbe no Condomínio Jardim das Flores – Sala, 2 quartos, wc, cozinha, área de serviço, quintal – É só pintar (Entrega Imediata) - 40 mil + prest (CEF) de 230,00 – Tenho 9 casas para vender no Jd. das Flores – PABX – 3455-4853 Vivo 997500015 Tim 98111- 5975 Vendo casa com 3 dorms – Suíte – Lado praia Com ampla Sala – Cozinha - Entrada para 4 autos, Próximo ao trevo – valor R$190.000,00 - Tel. (13) 99143-6382 – Marcelo CHÁCARA ENTRADA DO CABUÇU – PERTO DE ANA DIAS – SOBRADO SEMI ACABADO DOCUMENTAÇÃO EM DIA - TRATAR COM GÊ (13) 99760-0211 – 99711-8866

Minha Casa Minha Vida (CEF) – Casa novinha no Jd. Ribamar, sala, 2qtos, sendo 1 suíte, wc, área de serviço, 2 vagas de garagem, 8 mil de entrada o restante financiado - PABX – 3455-4853 Vivo 99750- 0015 - Tim 98111- 5975 Terreno Jardim Ribamar em Peruíbe - 12 x 25 mt (300 m2) R$ 60 mil, excelente localização, todo murado, seco, aterrado com padrão de luz - COMPROU já começa a ganhar dinheiro, tenho outros terrenos no: Romar – Costão – Veneza – Parque Dáville - ligue Agora: PABX – 3455-4853 - Vivo 99750- 0015 - Tim 98111- 5975 Vendo casa 2 quartos, sala, cozinha, garagem para 2 carros, cobertura com churrasqueira bairro São João Batista I - Tratar com dna Maria - Tel (13) 3453-5467

ORAÇÕES E AGRADECIMENTOS Oração a Santo Expedito - Meu Santo Expedito das causas justas e urgentes interceda por mim junto ao Nosso Senhor Jesus Cristo, socorra-me nesta hora de aflição e desespero, meu Santo Expedito Vós que sois um Santo guerreiro, Vós que sois o Santo dos aflitos, Vós que sois o Santo dos desesperados, Vós que sois o Santo das causas urgentes, proteja-me. Ajuda-me, Dai-me força, coragem e serenidade. Atenda meu pedido (Fazer o pedido). Meu Santo Expedito! Ajuda-me a superar estas horas difíceis, proteja de todos que possam me prejudicar, proteja minha família, atenda ao meu pedido com urgência. Devolva-me a paz e a tranquilidade. Meu Santo Expedito! Serei grato pelo resto de minha vida e levarei seu nome a todos que têm fé. Muito obrigado. (Rezar 1 Pai Nosso, 1 Ave Maria e fazer o sinal da cruz).


08 Guia de Negócios

Edição 93 - 10 a 25 de maio de 2014

O Repórter

Regional

comercial@reporterregional.com.br redacao@reporterregional.com.br facebook.com/jornaloreporter reporterregional.com.br

Anúncios (13) 3455-2949

Jornal O Repórter Regional - Ed. 93  

Um jornal a serviço do desenvolvimento

Advertisement