Anuário de Sustentabilidade do sistema florestal brasileiro - 2022

Page 1

Opiniões www.RevistaOpinioes.com.br

ISSN: 2177-6504

2022

anuário de sustentabilidade

do sistema florestal brasileiro

& Guia de Compras das empresas de base florestal


🔊

instruções IMPORTANTE • IMPORTANT • WICHTIG • First of all, before any action, please touch in the flag of your language. • Tout d'abord, avant toute action, veuillez toucher le drapeau de votre langue. • Primero, antes de realizar cualquier acción, toque la bandera de su idioma. • Bitte berühren sie vor jeder aktion die flagge ihrer sprache. • Para que obtenha o melhor aproveitamento dos recursos que a Plataforma Digital Multimídia da Revista Opiniões pode lhe oferecer, solicitamos que assista ao video abaixo. Nele estão contidos alguns recursos que lhe serão úteis neste momento. Ao acionar o play, o video abaixo será iniciado. Ao chegar no final, o video das instruções será iniciado novamente.

Plataforma Digital Multimídia da Revista Opiniões



As fotos que ilustram esta obra foram produzidas pela fotógrafa Marina Klink


Marina Klink é fotógrafa ambiental. Ao decidir empreender as próprias expedições, vencendo desafios para documentar alguns dos destinos mais remotos do planeta, ela deixou de ser apenas a esposa do renomado navegador Amyr Klink. Suas fotografias revelam uma intensa conexão com a natureza, e provocam a imediata reflexão sobre a vida em regiões quase inacessíveis da Terra. Seus registros, publicados em revistas e livros de arte, estão cada vez mais presentes em importantes espaços públicos e galerias. Além disso, a fotógrafa Marina Klink é palestrante. Como não poderia deixar de ser, ela aborda os temas Sustentabilidade e Meio Ambiente, tendo como fonte as suas experiências em viagens, nada usuais, incentivando diferentes plateias a buscarem a realização de seus sonhos. Ela é fotógrafa, ele é navegador. Cada um na sua área de atuação, convivendo com a natureza, valorizando, na prática, o Meio Ambiente, uma das bases do tripé da Sustentabilidade, pauta única deste Anuário de Sustentabilidade do sistema florestal brasileiro. Visite o site: www.MarinaKlink.com


Foto: Marina Klink


2022 Anuário de Sustentabilidade do sistema florestal brasileiro e Guia de Compras das empresas de base florestal


INOVAÇÃO

N

s

no


O, TECNOLOGIA E SUSTENTABILIDADE

Nossas raízes mais profundas estão na floresta, elas são a origem do nosso negócio e sabemos que são o futuro para um mundo melhor. Por isso, o propósito da Ponsse é entregar soluções sustentáveis para o benefício dos nossos clientes e meio ambiente.

Podemos afirmar que inovação e sustentabilidade fazem parte do osso dia a dia, pensando em soluções de produtos e serviços para atingir a nossa meta de uma operação carbono neutro e que atendam a necessidade real de cada cliente.

A logger’s best friend www.ponsse.com


C-0 M - 75% Y - 95% K-0

C - 100% M - 85% Y - 20% K - 20%

Pantone 541 CP C100% M58% Y9% K42% Pantone 356 PC C95% M8% Y93% K27% Pantone 375 PC C47% M0% Y94% K0%

FERRO E AÇO

Fotos: Marina Klink

10

Foto: Marina Klink

Pantone 165C

Pantone 294C


Gestão Florestal

F L O R E S TA L

Patrocinadores


Foto: Marina Klink


Ensaios, 14 Ricardo Salles, 16 Evaristo de Miranda, 18 Sabrina de Branco, 20 Aldo Rebelo, 22 Antonio Lemos, 24 Alexandre Di Ciero, 26 Silvio Ferraz, 28 Orlando Editore, 30 Anuário de Sustentabilidade, 34 Aperam, 13 Bracell, 42 Cenibra, 44 CMPC, 46 Eldorado, 50 Ferbasa, 52 Gerdau, 54 Irani, 58 Millpar, 64 Papirus, 62 Ramezoni, 68 RMS, 70 Suzano, 74 Sylvamo, 76 Veracel, 78 Guia de Compras, 82

Índice


Foto: Marina Klink


Ensaios


Sustentabilidade Ambiental: no campo e nas cidades O Brasil, em geral, ostenta excelentes práticas ambientais no campo. Plantio direto, agricultura de baixo carbono, Reservas Legais, Áreas de Preservação Permanente, cogeração de energia, logística reversa de embalagens de defensivos agrícolas são apenas alguns exemplos de boas práticas ambientais das atividades agrossilvipastoris brasileiras. O Código Florestal, por sua vez, é a norma ambiental mais restritiva do planeta e, ainda assim, a produção brasileira segue sendo competitiva, alimentando não apenas os nossos cidadãos, mas também uma boa parcela da população mundial. Onde estão os problemas, então? Questões específicas, como desmatamento ilegal, precisam ser enfrentadas através do bom senso e da racionalidade. A falta de uma política abrangente e efetiva de regularização fundiária está no cerne do problema. Outro aspecto que precisa ser resolvido é a prioridade ao desenvolvimento econômico sustentável no campo, de tal modo que as pessoas, os seres humanos, sejam colocados no centro do debate. Onde há pobreza e miséria não há respeito ambiental. Prosperidade econômica é pressuposto para o respeito ao meio ambiente. Em todos os biomas, há questões específicas ligadas à coexistência da produção rural e meio ambiente que já deveriam ter sido equacionadas não fosse a postura radical de alguns ativistas que insistem em demonizar o produtor rural, ao invés de tentar entender quais são os verdadeiros desafios, as vocações e as reais oportunidades de cada região do País. Enquanto isso, sobejam problemas ambientais nas cidades brasileiras, estas sim motivo de vergonha para qualquer cidadão de bom senso. Dos cerca de 210 milhões de brasileiros, quase a metade vive, em pleno século 21, sem coleta e tratamento de esgoto. Isso significa não apenas problemas graves de saúde para as pessoas, como também implica severa contaminação do solo, dos rios e do oceano: mortandade de peixes e animais em geral, isso sem falar no constrangedor espetáculo de mau cheiro e degradação dos locais. A solução para isso veio através do novo Marco Legal do Saneamento, a permitir que o setor privado pudesse vir participar, seja através de PPP ou consórcios, por exemplo, da solução desse problema, que se arrasta por décadas sem solução. A segurança jurídica e a previsibilidade são questões cruciais para suprir os cerca de R$ 700 bilhões de déficit de investimento que o setor precisa para solucionar a falta de saneamento no Brasil. Por outro lado, grave também é a gestão dos resíduos sólidos no País, já que mais de 3.000 cidades, dos cerca de 5.600 municípios brasileiros, tinham sérios problemas na coleta e destinação do lixo em suas regiões. O Programa Lixão Zero iniciou um forte movimento de apoio à correção desses problemas, fornecendo tecnologia, equipamentos, verbas e demais meios para que essa situação começasse a mudar. Nesses últimos 3 anos, foram reduzidos quase mil lixões em todo o Brasil. Foi criado também o SINIR, que estava previsto há 10 anos e não tinha saído do papel. O sistema eletrônico e integrado permite identificar e monitorar todo o volume de resíduos gerado por cada município, com informações sobre origem, destino, transporte e tipo gerado. Além disso, os diversos acordos de logística reversa celebrados colocam em prática o ideal de economia circular, em setores como óleos lubrificantes, pilhas, baterias, pneus, latas de alumínio, medicamentos, eletroeletrônicos, dentre outros. Por fim, foi uma grande vitória obter a garantia de compra de energia elétrica proveniente do reaproveitamento energético dos resíduos, em especial o doméstico, quebrando preconceitos e certos tabus irracionais ao longo de anos repetidos. São grandes os desafios ambientais no campo, mas muito maiores e mais relevantes são as questões ambientais urbanas.

16


Ricardo Salles Advogado, Ex-Ministro e Ex-Secretário de Meio Ambiente


A sustentabilidade se tornou insustentável? Bereshit. No princípio, a sustentabilidade ambiental surgiu como exigência de grupos de pressão, organizações não governamentais e personalidades. Progressivamente, ela foi assumida pela academia, governos e instituições internacionais. Atores econômicos e empresas passaram a se comprometer com o tema. A indústria cultural aderiu totalmente. Até as religiões e o Papa. Por décadas. E, ainda assim, uma pergunta persegue a todos sobre a sustentabilidade ambiental neste Ano da Graça de 2022: como fazer isso dar certo? Após mais de 30 anos de uso e abuso, o termo sustentabilidade ambiental está em crise. Exemplos recentes: com o conflito militar na Ucrânia, a Europa descobriu que o termo ESG (Environmental, Social e Governance) talvez tenha outro significado (Europa Sem Gás). Governos se voltaram ao consumo mais intensivo do carvão mineral, outro combustível fóssil, ainda mais poluente. E enterraram a redução de emissões de gases de efeito estufa, sem qualquer manifestação histriônica de Greta Thunberg e amigos. As emissões de CO2 também cresceram de forma assustadora, especificamente, no Japão e na Alemanha, após o abandono das centrais nucleares, sob demanda e exigência do ambientalismo e partidos verdes. Cresceram as emissões e não as queixas verdes. Diante da falta de alimentos, os EUA anteciparam as autorizações para os agricultores cultivarem áreas destinadas a reservas ambientais. Imagine o Brasil autorizando o uso parcial das reservas legais para plantio de alimentos. A China anuncia claramente: ampliará as emissões de GEE até 2030. Depois, irá diminuí-las. E recebe aplausos. Assim, as crises econômicas, a geopolítica e os fracassos sucessivos das conferências de Copenhague, da Rio (+20), de Doha, o aumento das emissões..., enfim, a implacável realidade, em sua materialidade histórica, desgastou o termo sustentabilidade ambiental. A sustentabilidade, reduzida ou focada unicamente na dimensão ambiental, muito ligada aos problemas do final do século passado e do início deste, parece historicamente ultrapassada. Ainda mais em face do uso abusivo do termo sustentável. Esse adjetivo foi associado a todo tipo de atividade e ação humana nas últimas décadas: turismo sustentável, compras sustentáveis, mineração sustentável, agricultura sustentável, energia sustentável, comportamentos sustentáveis, banheiros sustentáveis... Dadas as ambiguidades da expressão “sustentabilidade ambiental”, ela foi manipulada amplamente em operações de greenwashing, ecolavagem ou oportunismo pragmático por empresas no mercado de consumo e, sobretudo, por instituições financeiras. Muitas organizações situadas na ponta da linha das cadeias produtivas do agronegócio, na parte dos produtos finais e de suas aplicações, assumiram compromissos e agendas ambientais impensáveis. E transferiram o ônus de suas decisões aos produtores rurais, que estavam e seguem na base da cadeia produtiva. A soja e a carne bovina são, talvez, os mais emblemáticos nesse sentido. Vive-se uma tensão permanente entre as organizações de produtores, os vitimados, e as do setor industrial e de exportação, assumindo compromissos ambientais em seu nome. Em quase todos os setores produtivos, empresas aliaram-se e sustentaram organizações e conselheiros em sustentabilidade: especialistas em planejar o que não executam e depois avaliarem o que não fizeram. Em poucos anos, o conceito de sustentabilidade, antes presente em todos debates, reuniões, projetos, programas, ações na bolsa e conferências internacionais, desgastado, foi sendo trocado por outro fluxo semântico. Noções mais concretas tentam se impor, como para qualificar a sustentabilidade: economia de baixo carbono, pegada ecológica, ciclo de vida, ESG, resiliência, transição ecológica e energética, mercado de carbono, agricultura carbono net zero, carros híbridos e elétricos, economia circular, etc. A experiência dos países ricos e subdesenvolvidos, com avaliações negativas dos resultados práticos e efetivos da sustentabilidade ambiental no desenvolvimento, mostrou o quanto tudo isso dependia da conjuntura econômica. As sociedades ditas socialistas foram os maiores desastres em sustentabilidade ambiental. No campo capitalista, com a redução da ação pública na gestão efetiva do desenvolvimento econômico, as empresas foram colocadas no centro dos desafios e das cobranças. Nas empresas, as três dimensões da sustentabilidade (econômica, social e ambiental) parecem convergir e reforçar a dinâmica da normatização sobre o tema da sustentabilidade ambiental como algo equivalente a uma técnica de gestão de risco, orientada principalmente ao risco ambiental. As empresas no mundo urbano e rural empenham-se em assumir esse tema e toda sua nova semântica dentro de uma lógica estratégica própria a todas: garantir lucros e seu próprio futuro no longo prazo. Voilà. C’est tout.

18


Evaristo de Miranda Assessor da Presidência da Embrapa


Sabrina De Branco Vice-presidente Global de Sustentabilidade no Grupo Paper Excellence


A sustentabilidade já morreu? É incrível como as pessoas conseguem se empolgar com novos conceitos, tendências e nomenclaturas, mas não demonstram a mesma motivação e empolgação para colocar a mão na massa e agir quando o mundo clama por socorro. Peço desculpas por começar este artigo dessa forma, mas é necessário. Não foi uma nem duas vezes que fui confrontada por líderes empresariais com frases do tipo: “a sustentabilidade já morreu, é coisa do passado”. Claro que esse tipo de frase nunca é liberado em vão, sempre vem acompanhado da justificativa de que “ESG é a bola da vez e quem não acompanhar vai ficar pra trás”. Pra trás está ficando toda uma história de pessoas e organizações que, ao longo de décadas, vêm lutando para inserir temas de grande relevância nas pautas empresariais, do governo e de instituições financeiras. Muitos anos atrás, falava-se apenas em cumprir a legislação e as condicionantes das licenças ambientais. Depois, a responsabilidade social passou a ser timidamente inserida nas organizações. Com o tempo, começamos a entender que, para que as empresas se mantivessem saudáveis, seria exigido mais do que apenas cumprir com suas obrigações. Elas precisariam fazer algo a mais, para realmente agregar valor à sociedade e conseguir a licença social. Em 1997, surgiu o conceito Triple Botton Line, ou o Tripé da Sustentabilidade, apresentado por John Elkington, trazendo os 3Ps da sustentabilidade: profit, planet e people, ou seja: lucro, planeta e pessoas. O conceito ganhou força e apresentava a sustentabilidade dividida em três principais pilares: econômico, ambiental e social. Então, eu pergunto: como tudo isso e muito mais, que não está sendo mencionado aqui, pode ter se tornado coisa do passado e ter sido substituído pelo novo conceito ESG? Primeiro que, por mais que tenha virado uma febre nos últimos anos, o termo ESG surgiu 18 anos atrás, a partir de um documento intitulado Who cares win, elaborado pelo Pacto Global da ONU em conjunto com o Banco Mundial, que provocou as 50 principais instituições financeiras do mundo a pensarem em formas de integrar fatores ambientais, sociais e de governança ao mercado de capitais. Além disso, a sigla ESG não veio substituir o conceito de sustentabilidade. O que fez com que ela ganhasse tanta visibilidade ultimamente foi a crescente preocupação do setor financeiro com as questões relacionadas ao tema, levando as instituições a incluirem em sua análise de riscos questões ambientais, sociais e de governança. Quando isso passou a fazer parte da tomada de decisões sobre investimentos, o setor empresarial se viu pressionado a implementar e demonstrar ações efetivas no que tange a esses pilares. E o que difere o Triple Botton Line do ESG? Na verdade, os pilares sociais e ambientais foram mantidos, o que mudou foi que, ao invés de olhar para o pilar econômico, olha-se para a governança. Mas por que isso? O econômico deixou de ser importante? Jamais. As empresas dependem dos investimentos financeiros e dos lucros para se manterem vivas. O que mudou foi o olhar de quem está liderando o processo. Quando as instituições financeiras passaram a olhar para a sustentabilidade, e elas são o próprio pilar econômico, no caso de liberação de investimentos, o foco passou a ser garantir que as empresas cumpram com os outros dois pilares do tripé (econômico e social), para, então, terem acesso ao dinheiro. É aí que entra a governança, mostrando como cada organização está estruturada para atender a esses requisitos. Então, de forma simplificada, ESG nada mais é do que a visão do mercado de capitais sobre a sustentabilidade. Portanto o termo ESG não é uma evolução da sustentabilidade empresarial, mas sim a própria sustentabilidade empresarial, porém trabalhada sob a perspectiva de tornar mais claro o que é necessário fazer para que as empresas consigam continuar tendo acesso aos recursos e operando no longo prazo. Entender e aplicar os critérios ESG é investir na sustentabilidade, ou seja, na sobrevivência do seu negócio. Atuar de acordo com esses padrões aumenta a competitividade em todos os mercados, afinal, empresas preocupadas com questões ambientais, sociais e de governança demonstram solidez, melhor reputação e resiliência. Portanto, mais do que comparar conceitos, precisamos saber, na prática, o que precisa ser feito para atender à urgência do planeta. Não tentem matar a sustentabilidade, pois nossa existência e a dos nossos negócios dependem integralmente dela. Por isso, foco no problema e não no conceito. Foco em falar menos e fazer mais.

21


O Código Florestal e a sustentabilidade O Novo Código Florestal Brasileiro completa 10 aos de aprovação, reconhecido como a legislação mais avançada do mundo na proteção dos recursos naturais e do meio ambiente. Na Conferência do Clima em Paris, em 2015, a lei brasileira foi apresentada pela ONG das ONGs – O Observatório do Clima – como a fiadora das metas ousadas do governo brasileiro para a redução na emissão dos gases de efeito estufa. O Novo Código Florestal Brasileiro resultou da realização de mais de 200 audiências públicas e privadas em todo o território nacional, em todos os biomas brasileiros – Amazônia, Pantanal, Pampa, Mata Atlântica, Caatinga e Cerrado –, ouvindo agricultores pequenos, médios e grandes, gestores ambientais dos municípios, dos estados e da União, organizações não governamentais locais, nacionais e estrangeiras, pesquisadores da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), das universidades e da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) e todos os interessados direta ou indiretamente na discussão do tema. A Comissão Especial criada na Câmara dos Deputados para oferecer parecer sobre a matéria não poupou esforços em promover o mais aberto e profundo debate, com o objetivo de reunir as duas preocupações de interesse público no assunto: a proteção da natureza e do meio ambiente e a segurança jurídica dos brasileiros que produzem alimentos para o Brasil e para o mundo. A lei seguiu a tradição brasileira herdada de Portugal de legislar sobre florestas. Portugal, ao ascender à condição de império colonial, necessitava de madeira e de matas de onde extraí-las para a construção naval de uma frota mercante e de uma esquadra, sem o que não existia autonomia para o império colonial digno de nome. E Portugal protegia suas florestas para proteger a madeira com que fabricava seus navios. O Brasil alcançou sua independência sob a liderança do Patriarca José Bonifácio de Andrada e Silva, dotado de vasta experiência como pesquisador, administrador, militar e articulador do primeiro projeto nacional de desenvolvimento para o Brasil. O Patriarca antecipou preocupações ambientais e econômicas ao destinar um sexto das matas das propriedades rurais como reserva econômica e ambiental de interesse público. O espírito do Patriarca sobreviveu no Código Florestal do governo do presidente Getúlio Vargas, em 1934, e na versão do governo militar de 1965, redigida por uma comissão de juristas conduzida pelo desembargador patriota Osny Duarte Pereira. O Novo Código aprovado em 2012, e de cuja primeira versão fui o relator, acolheu o espírito patriótico da obra de Osny Duarte Pereira e as preocupações ecológicas premonitórias do Patriarca da Independência. A nova lei introduziu a figura do Cadastro Ambiental Rural (CAR), inventário declaratório de todos os recursos naturais existentes na propriedade e criou o Programa de Regularização Ambiental (PRA) para aquelas propriedades cujo CAR aponte déficit diante das exigências impostas pela legislação. Hoje, o Brasil está submetido a uma dupla pressão internacional na agenda do clima e do meio ambiente: a pressão originada das pretensões internacionais de redução da soberania brasileira sobre a Amazônia e a outra, que surge das agriculturas subsidiadas dos países ricos, principalmente dos Estados Unidos e da Europa Ocidental, em face da crescente competitividade da agricultura, da pecuária e da agroindústria nacionais. No caso da Amazônia, o pretexto são os crimes ambientais existentes na região, que, de fato, precisam ser reprimidos em uma área que herdamos de nossos antepassados portugueses e que nunca incorporamos verdadeiramente ao nosso território. A região mais rica do Brasil é a mais pobre em infraestrutura e tem a população mais desassistida, entre ela os indígenas e os ribeirinhos. A agricultura brasileira subtraiu mercados dos agricultores e criadores norte-americanos e europeus no mundo, reduziu o lucro dos nossos concorrentes no mercado internacional e obrigou os governos de seus países a aumentar o subsídio estatal para garantir sua sobrevivência, de tal sorte que uma vaca holandesa, para efeitos fiscais, deveria ser considerada um ativo do estado holandês, e seu proprietário, um feliz funcionário público.

22


Aldo Rebelo Deputado Relator do Novo Código Florestal e ex-Ministro nas pastas de Coordenação Política e Relações Institucionais; do Esporte; Ciência, Tecnologia e Inovação e da Defesa


Um mundo melhor com papel Li, recentemente, uma pesquisa que ouviu consumidores brasileiros sobre ações associadas à sustentabilidade que esperam ver materializadas na atuação das empresas – resultado: sete entre os dez temas mais mencionados estão associados a questões ambientais. Destacaram-se, nesse ranking, práticas como retorno de recursos naturais por reflorestamento ou neutralização de carbono (1º); produtos ou serviços ambientalmente sustentáveis (2º); sem testes em animais (3º); embalagens recicláveis ou biodegradáveis (4º); atividades que não ameacem a flora e a fauna (5º); uso reduzido de água e energia ou menos resíduos gerados (7º); e investimentos para redução do impacto ambiental (9º). Os resultados são do Global Positioning Sustainability, que teve sua 2ª edição conduzida em 2022 pela consultoria Walk the Talk. Ao olhar para esses indicadores, que refletem as expectativas de mais de 4,4 mil pessoas, de 16 a 64 anos, das classes ABC de todo o País, não pude deixar de traçar um paralelo tanto com os desafios que o setor de papel e celulose já tem revertido em iniciativas ambientalmente tangíveis quanto com o compromisso da Voith de contribuir com uma demanda urgente para o planeta: produzir de forma mais sustentável. Sempre enxerguei a sustentabilidade ambiental não só como um movimento transformador, mas também impulsionador do desenvolvimento de novas soluções para a indústria papeleira. São esforços com benefícios gerados e ganhos obtidos, que ainda não ganharam a merecida visibilidade junto aos consumidores finais – mas que possuem relação direta com seus anseios por negócios que compartilhem mais valor com menos impacto. Como fornecedora pioneira em tecnologias que sempre marcaram a evolução da fabricação do papel, nossa companhia tem sido a primeira a dar exemplos – e não começamos ontem a adotar práticas sustentáveis. Entre 2012 e 2021, implementamos melhorias para consolidarmos uma economia de 56% no consumo de água e de 38% em energia em nossas operações. Desde janeiro de 2022, alcançamos a condição de neutralidade de carbono para as unidades da Voith no mundo todo. Futuramente, pretendemos intensificar nossa autogeração fotovoltaica, bem como a eficiência energética e a proporção de eletricidade renovável que utilizamos. Compartilho esses marcos para evidenciar o quanto são igualmente ambiciosas as metas que nos movem para tornar a atividade das papeleiras cada vez mais inteligentes e ecoeficientes. Até 2030, nossas iniciativas empreendidas com foco na descarbonização permitirão eliminar 100% das emissões de CO2 na produção de papel – por meio de soluções para digitalização da indústria, combinadas a produtos com consumo otimizado de energia e ao uso de energias renováveis. A partir da contínua aplicação de tecnologias disruptivas, fundamentamos, desde já, um processo de fabricação de papel completamente novo – capaz de produzir com mais qualidade e menos recursos. Estamos falando de soluções que reduzirão em 90% o consumo de água limpa e resultarão no aproveitamento de até 90% em fibras recicladas. São frentes de P&D para as quais a Voith destinará, nos próximos anos, investimentos globais da ordem de 100 milhões de euros. Outros referenciais permeiam essa jornada ao estender de ponta a ponta a sustentabilidade ambiental à cadeia de celulose e papel. Estão representados, para citar alguns, por um índice de reciclagem de 70% para o papel consumido no Brasil e pela biodiversidade de 8,3 mil espécies da flora e fauna encontradas em áreas florestais conservadas e cultivadas para fins industriais por 23 fabricantes associados à Indústria Brasileira de Árvores (Ibá). No exemplo da liderança assumida pela Voith – em prol de uma produção de papel mais eficiente e sustentável –, vejo mais do que um posicionamento. Trata-se da responsabilidade que empresas de todos os setores devem compartilhar neste momento em que o legado que podemos deixar para as gerações futuras se transforma em uma corrida contra o tempo. É sobre esse propósito que falamos em nossa campanha Papermaking for Life. Porque a hora de estabelecermos os padrões ambientais do futuro da indústria papeleira é agora. Para, continuamente, e sempre ao lado dos nossos clientes, tornarmos o mundo melhor com papel.

24


Antonio Lemos Presidente da Voith Paper América do Sul


Setor florestal: parte da solução, não do problema Lá se vão quase 30 anos desde que o mercado foi balançado pelo conceito dos 3Ps – People (Pessoas), Planet (Planeta), Profit (Lucro) –, criado pelo especialista britânico John Elkington, defensor da ideia de que uma companhia deveria medir seu resultado não mais somente pelo aspecto econômico, mas também de forma equilibrada, por sua geração de valor social e ambiental. A tese de que as empresas, para ter legitimidade em sua atuação, deveriam ser não somente financeiramente viáveis, mas também socialmente justas e ambientalmente responsáveis, mobilizou executivos, consumidores, acadêmicos e organizações da sociedade civil. De lá pra cá, as discussões sobre sustentabilidade se proliferaram, mas seria ingênuo dizer que a isso não gerou, em alguma medida, banalização. Ao longo dos anos, assistimos a uma enxurrada de publicações e campanhas que vincularam o mesmo adjetivo, “sustentável”, a situações e a ambições completamente diferentes. De uma instituição financeira que, por exemplo, começava a adotar efetivamente análises de risco ambiental para a concessão de crédito a uma companhia que se gabava por suas ações de conservação, quando, na realidade, elas nada mais eram do que cumprimento de legislação, o conceito de sustentabilidade passou a ser muito usado, sem, no fim das contas, dizer muito. O que não significa, no entanto, que ele não tenha valor. A importância da sustentabilidade para empresas dos mais diversos portes e setores está dada, tem crescido e tende a continuar crescendo. A entrada quase fulminante dos investidores na discussão nos últimos anos certamente trouxe novo fôlego – e senso de urgência – ao tema, promovendo a ascensão de três letras nunca antes tão comentadas no contexto empresarial: ESG (Environmental, Social and Governance). O crescimento das temáticas ESG colocou o mercado numa verdadeira corrida pela transição rumo à nova economia, menos intensiva em consumo de recursos naturais (e humanos) e em emissões carbono, frente às evidências científicas da influência da ação humana na aceleração do aquecimento global e na consequente intensificação das mudanças do clima. Para alguns setores, trata-se de um cenário de disrupção e de vultosos investimentos para adaptação de tecnologias, processos e até produtos, devido à necessidade de substituir modelos de negócio de base fóssil por alternativas de base renovável; para o florestal, nascido nessa lógica, a perspectiva é de oportunidades, crescimento e geração de impactos positivos e de valor compartilhado. O setor florestal está a favor da maré da sustentabilidade ambiental e vem aprimorando suas práticas ambientais há anos e inovando constantemente para reduzir as externalidades. Do protagonismo na adoção de sistemas de gestão da qualidade e de certificações internacionalmente reconhecidas até as práticas de silvicultura, biotecnologia, manejo responsável do solo, conservação da biodiversidade, criação de corredores ecológicos e captação de carbono pelas florestas plantadas, suas empresas têm buscado ir além da exigência legal para gerar e compartilhar conhecimento, soluções e, portanto, valor. Num momento em que a comunicação e o marketing chegam a ter sua importância confundida com a das ações de fato, tamanha é a procura das empresas por vincular aspectos ESG a marcas e posicionamentos, o setor florestal é dos poucos que têm história e exemplos práticos para se diferenciar positivamente por meio do walk the talk e não negativamente pelo greenwashing. Afinal, lindos relatórios de sustentabilidade não são mais suficientes para convencer os stakeholders do quão sustentável uma empresa é. Hoje, está claro que só existe um único caminho para se consolidar no mercado e garantir a existência dos negócios no longo prazo: a busca pelo lucro admirado, que se traduz em prosperidade e construção de legados para as corporações, as pessoas e o planeta. E, nesse caminho, o setor florestal, sem dúvida, é parte da solução, não do problema.

26


Alexandre Di Ciero Diretor da Di Ciero Inteligência em Sustentabilidade


O caminho da sustentabilidade Apesar de a palavra “sustentabilidade” estar em alta, o seu conceito não é bem compreendido. Trata-se de uma meta abstrata que sempre deve ser buscada, sem mesmo ter a certeza que será atingida. Algo sustentável se sustenta e se conserva, para sempre. Na agricultura, como se pode ter certeza disso? A produtividade, os recursos e os ecossistemas naturais precisam ser mantidos. Então, não se refere apenas à conservação das áreas naturais, da biodiversidade e dos recursos hídricos, mas também dos fatores de produção, como a água, o solo e o seu equilíbrio. Assim, não existe um sistema produtivo sustentável, e sim incrementos de sustentabilidade ao longo de um caminho sem fim definido. Sabendo-se disso, é preciso ter consciência clara da motivação em seguir nessa trilha, já que existem tantas outras menos pedregosas. É sabido que esse é o caminho certo, aquele que leva ao futuro, e quem entrar atrasado pode ficar, literalmente, no caminho. Mas isso não basta, nem sempre se consegue fazer a coisa certa. E mais, ser bom para o planeta é muito legal, mas não paga os custos. Então, a consciência deve ser alavancada por mais conhecimento dos benefícios que poderão ser atingidos para o próprio sistema produtivo, para a comunidade local e como isso afetará positivamente o próprio negócio. Ficar posando na trilha sem, de fato, estar nela é algo que não é sustentável. São inúmeros casos de greenwashing que derrubam empresas inteiras. É preciso entrar para valer, como um caminho sem volta, com a certeza de que o rumo é certo. Também é importante saber que não existe mágica nessa área, os sistemas de produção são muito bem ajustados, e o que parece ser uma solução pode causar outros problemas. Por exemplo, a remoção total da palhada da cana-de-açúcar para energia parece uma solução inovadora, mas é necessário considerar o impacto da remoção na qualidade e estrutura do solo, a emissão de carbono e a infiltração de água. A academia tem se esforçado para mostrar benefícios de ações de manejo mais sustentáveis na agricultura e também no setor florestal. É necessário mais investimento nessa área em pesquisas que ajudem a mostrar a viabilidade de práticas de manejo, que quantifiquem seus ganhos ambientais e de produtividade no longo prazo. Então, além daqueles valores intrínsecos que as empresas possam querer defender, investimentos em parcerias com as universidades podem ser a chave para o gap de consciência que pode mudar a atitude de uma empresa. Para isso, é importante que diretores estejam diretamente envolvidos e quebrem a barreira naturalmente construída dos níveis inferiores que frequentemente estão “cegos” em busca de redução de custos e aumento da produtividade. Um exemplo de sucesso é o envolvimento de técnicos, gerentes e diretores de empresas florestais com o Programa de Monitoramento Ambiental em Microbacias (PROMAB), fruto de parceria entre a ESALQ e o IPEF. Em quase 30 anos de projeto, muita informação foi gerada, trazendo mudanças para o setor em benefício da conservação da água. Vencida a barreira da consciência, é preciso movimentar a vontade e traçar um plano estratégico. Ninguém avança na sustentabilidade do dia para a noite; é necessário investimentos, mudanças de processos, e tudo leva tempo. A mudança gradual deve ser apoiada em mecanismos que deem suporte aos investimentos e agreguem valor à empresa. Cumprimento legal é o primeiro passo, mas não suficiente, é preciso ir além. O Código Florestal garante o mínimo de proteção, a rewstauração de vegetação nativa leva tempo para os efeitos surgirem na biodiversidade, carbono, água e serviços ecossistêmicos. Mecanismos de certificação são importantíssimos, e o setor florestal, como pioneiro, tem mostrado o caminho para outros ainda incipientes. A certificação ESG também veio para ficar, é uma oportunidade. E por onde começar? Por processos ou áreas críticas. Estudos do PROMAB com água, estradas e solos demonstram que um percentual pequeno de áreas críticas é responsável pela maioria dos impactos socioambientais. É necessário estudá-las, identificá-las e mapeá-las para entender a fragilidade natural e priorizar a ação nas nessas áreas. Não existem regras, mas, com consciência, conhecimento e vontade, cada empresa é capaz de embarcar rumo à sustentabilidade, aproveitando os mecanismos que já estão disponíveis, ou sendo proativa e criando novos.

28


Silvio Ferraz Professor do Departamento de Ciências Florestais da Esalq/USP


A floresta, a agropecuária e a sustentabilidade ambiental

Mudanças climáticas e sustentabilidade ambiental estão no centro das atenções do planeta. Sendo o Brasil um dos maiores produtores de alimentos, no mundo, todos os olhos se voltam para nós. Mas, afinal, o que é a sustentabilidade ambiental? De acordo com o PNUMA - Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, é a forma pela qual tratamos os recursos naturais, de forma a garantir que as gerações futuras os tenham disponíveis para viver um modo de vida igual, senão melhor, quando comparado com as gerações atuais. Definido o conceito, a questão que se coloca é: Como está a agropecuária brasileira perante esses desafios? A resposta é simples: a agropecuária brasileira é a mais sustentável do mundo. Exemplos não faltam. Podemos começar pelo iLPF – Integração lavoura-pecuária-floresta. Trata-se de uma prática que integra diferentes sistemas produtivos, agrícolas, pecuários e florestais dentro de uma mesma área, otimizando o uso da terra, reduzindo o desmatamento e a pressão por abertura de novas áreas, evitando a emissão de gases de efeito estufa, promovendo a recuperação de terras degradadas e protegendo biomas. Temos a legislação ambiental mais avançada do mundo. Nosso Código Florestal norteia as principais ações e, se estamos atrasados em sua implantação, já avançamos muito. Podemos dizer que poucos países têm um mapeamento quase completo de suas propriedades rurais como nós, através do CAR – Cadastro Ambiental Rural. Provavelmente somos o único país com um programa de crédito para agropecuária de baixo carbono - o Plano ABC+. Essa é a segunda etapa do Plano ABC, que foi realizado entre 2010 e 2020, e trouxe resultados para além do previsto, mitigando cerca de 170 milhões de toneladas de dióxido de carbono equivalente em uma área de 52 milhões de hectares. Precisamos destacar, também, todo o avanço na área de bioinsumos, fertilizantes organominerais, controle biológico de pragas e doenças, eficiência no uso de água, fixação biológica de nitrogênio e outras técnicas que colocam nossa agropecuária entre as mais avançadas, no que diz respeito ao uso de práticas ambientalmente responsáveis. Um bom exemplo é a adoção da agricultura regenerativa, conceito criado pelo agricultor americano Robert Rodale, no qual podemos produzir enquanto se recupera a terra e se preserva o meio ambiente, restaurando o solo degradado, conservando espécies que estão no habitat, aumentando a captura de carbono e a retenção de água no solo, incluindo a redução no uso de pesticidas, herbicidas e fertilizantes. E o que falar sobre descarbonizar o planeta? Não há dúvida de que o Brasil é parte, essencial, na solução desse desafio. São inúmeras as ações que visam estimular as reduções voluntárias de emissões de gases de efeito estufa na agropecuária brasileira, com uso de tecnologias sustentáveis de produção. O programa mais marcante é o RenovaBio, o maior programa de descarbonização do mundo, que se aplica a todos os biocombustíveis, indistintamente, com destaque para o etanol. Como um dos esforços para cumprir os compromissos assumidos na COP 21, o País estabeleceu metas anuais de descarbonização para o setor de combustíveis, com o intuito de aumentar a participação de bioenergia na matriz energética brasileira, para, aproximadamente, 18% até 2030, e o principal instrumento para o atingimento dessa meta é a criação do Crédito de Descarbonização (CBio). É com essas ações que o Brasil demonstra ao mundo que seremos o maior fornecedor de créditos de carbono, de base sustentável, do planeta, seja de origem na agropecuária, em bioenergia ou no manejo de florestas. Crédito de carbono é a commodity do futuro, e o Brasil, certamente, vai liderar esse mercado. Enfim, não há dúvida de que nosso compromisso está em desenvolver uma agropecuária sustentável, preservando o meio ambiente, gerando emprego, distribuindo renda e conservando o planeta. Porém, há muito por fazer, ainda, nessa jornada. Precisamos reconhecer nossas limitações, nossos erros; precisamos combater, sem tréguas, a ação criminosa daqueles que exploram nossos recursos naturais de maneira ilegal, mas, sobretudo, temos que louvar o trabalho, incansável, do agropecuarista brasileiro, exemplo maior da resiliência, perseverança e força do povo que habita este País.

30


Orlando Editore Associado da Datagro Financial



MAIS QUE MÁQUINAS, SOMOS

E SER INCANSÁVEL É A FORÇA QUE NOS INSPIRA. Tecnologias e Soluções Conectadas. Telemetria com JDLink™M. Gestão remota da operação com Timber Manager. Suporte remoto, diagnósticos e ajustes. Ao seu lado para encarar os desafios do Florestal. QUER SABER MAIS? Entre em contato com a John Deere.


Foto: Marina Klink


2022 Anuário de Sustentabilidade do sistema florestal brasileiro


Localização dos leitores da Revista Opiniões, depois que passamos a publicá-la em 5 idiomas. Tem muita gente analisando o seu anúncio, o nosso trabalho e o nosso País.

Fonte: Google Analytics Áreas de interesse: Edição Sucroenergética: • Cana • Milho • Sisal • Açúcar • Etanol • Biogás • Biometano • Bioeletricidade • Carbono Edição Florestal: • Celulose • Papel • Carvão • Siderúrgia • Painéis • Madeira • Produtos não-madereiros

Celular-WhatsApp: +55 16 99777-7799 Opinioes@RevistaOpinioes.com.br www.RevistaOpinioes.com.br



Economia do futuro: Aperam é a primeira do mundo em seu segmento a neutralizar as emissões de carbono A Aperam alcançou em 2022 um novo patamar em sustentabilidade. O histórico de investimentos do grupo na área foi coroado com a inédita conquista, em seu segmento, da neutralidade entre emissões e remoções de gases de efeito estufa gerados em suas operações no Brasil. Na prática, isso significa que a companhia se tornou a primeira empresa Carbono Neutro do mundo no segmento de aços planos especiais. A Declaração de Verificação de Gases de Efeito Estufa, baseada na Norma ISO 14064-1 e no Programa Brasileiro GHG Protocol - metodologias internacionalmente reconhecidas pela World Steel Association -, foi emitida pela Société Générale de Surveillance (SGS), líder em testagem, inspeção e certificação, após auditorias realizadas em 2021 e 2022 (referentes aos anos de 2020 e 2021, respectivamente). As medições comprovaram que as operações integradas da Aperam South America e da Aperam BioEnergia, resultaram, no acumulado de 2020/2021, em um volume de gases removido da atmosfera maior do que o emitido nos processos de fabricação de aço e de carvão vegetal. Após ter neutralizado todo o volume de gases de efeito estufa gerados, a empresa removeu um adicional de 33 mil toneladas métricas da atmosfera no período. Importante destacar que a conquista da neutralidade de carbono acontece cerca de 30 anos antes do prazo estabelecido pela empresa globalmente, que era reduzir suas emissões até 2030 e neutralizá-las até 2050. Nas

palavras do diretor presidente da Aperam South America e da BioEnergia, Frederico Ayres Lima, esse é o resultado de um trabalho incansável da companhia em busca de uma operação cada vez mais limpa e sustentável para os clientes e a sociedade, numa era em que as grandes corporações são chamadas a assumir o protagonismo da agenda de combate ao aquecimento global. Esse trabalho incansável, acrescenta ele, é fruto de uma preocupação e diretrizes incorporadas em todos os processos da Aperam, impulsionando uma jornada de investimentos contínuos em pesquisa e desenvolvimento e em uma matriz energética cada vez mais limpa e renovável, ancorada em três valores fundamentais: liderança, agilidade e inovação. Para chegar à neutralidade de carbono, a empresa apostou tanto na captura de gases de efeito estufa da atmosfera quanto na redução de sua emissão. A primeira se dá com o cultivo de milhares de hectares de florestas renováveis de eucalipto pela Aperam BioEnergia e com a preservação de florestas nativas no Vale do Jequitinhonha e na reserva Oikós, em Timóteo. As florestas funcionam como verdadeiros estoques de carbono, removendo-o da atmosfera e “guardando-os” nas árvores e no solo, onde as folhas se degradam. A partir da tecnologia pioneira de melhoramento florestal da Aperam BioEnergia, foi possível desenvolver mudas mais resistentes que, associadas a avançadas técnicas de manejo, ampliam a densidade florestal, aumentando a absorção de gases de efeito estufa.


artemouse

@aperamnobrasil

A redução da emissão de gases nos processos produtivos, por sua vez, foi acelerada com a transição energética da Aperam para o carvão vegetal, energia limpa que substituiu o coque. A empresa concluiu a conversão de seus alto-fornos há mais de dez anos, em 2011, sendo a única do mundo, no segmento de aços planos especiais, a produzir 100% do aço a partir de carvão vegetal.

Aperam no Brasil

reflorestamento. Minas Gerais tem a maior área de florestas plantadas do país (2,3 milhões de hectares) e é líder mundial na produção e no consumo de carvão vegetal. O Estado tem um grande potencial de promover a descarbonização da economia, e o feito da Aperam faz com que Minas fique mais próxima desse objetivo.

Esse biocombustível dá origem ao Aço Verde Aperam e vem das florestas de eucalipto plantadas pela Aperam BioEnergia, no Vale do Jequitinhonha. Já são mais de 100 mil hectares cultivados, e a tendência é de expansão. As emissões de gases também foram reduzidas com o investimento contínuo em inovação, que possibilitou o desenvolvimento de tecnologias como o Queimador de Gases, sem similar no mundo, que reduz consideravelmente a emissão de fumaça durante a produção do carvão vegetal. A conquista da Aperam tem grande importância diante do compromisso de reduzir a emissão de gases do efeito estufa e conter as mudanças climáticas, assumido pelo Brasil e por centenas de outros países no Acordo de Paris, em 2015, e ratificado na 26ª Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (COP-26), em 2021. O Brasil é o 9º maior produtor de aço do mundo e líder na utilização de carvão vegetal na indústria siderúrgica, sendo o único país, de acordo com a Sociedade de Investigações Florestais (SIF), a utilizar fonte renovável, proveniente do

Sobre a Aperam A Aperam South America é produtora integrada de aços planos inoxidáveis, elétricos e carbono. A partir de uma gestão baseada nos valores: liderança, inovação e agilidade, consolida-se como líder no mercado brasileiro em seu segmento. Sua planta industrial, localizada em Timóteo-MG, possui capacidade produtiva total de 900 mil toneladas de aço líquido por ano. Desde 2011, integra o Grupo Aperam, segundo maior da Europa, composto de outras cinco plantas industriais na França e na Bélgica, cuja capacidade alcança 2,5 milhões de toneladas de placas de aço por ano. Utiliza 100% de carvão vegetal produzido por sua subsidiária no Vale do Jequitinhonha: a Aperam BioEnergia, que produz e comercializa carvão vegetal, tecnologia, mudas e sementes, a partir de florestas renováveis de eucalipto em Minas Gerais.


FLORESTAL

O MAIS LEVE


O MAIS RESISTENTE

DESCUBRA UM NOVO UNIVERSO! ACESSE:

WWW.SERGOMEL.COM.BR


Bracell lança iniciativa inédita de

preservação de áreas de vegetação nativa “Compromisso Um para Um” apoiará a conservação das áreas de Mata Atlântica, Cerrado e Caatinga em tamanho igual às áreas de plantio de eucalipto A Bracell, líder global na produção de celulose solúvel e integrante do grupo de empresas RGE, estabeleceu importante estratégia de sustentabilidade para a preservação da biodiversidade. A companhia lançou o “Compromisso Um para Um”, uma iniciativa inédita no Brasil, que contribuirá para a conservação das áreas de vegetação nativa em tamanho igual às áreas de plantio. Para cada um hectare plantado de eucalipto, a Bracell se compromete com a conservação de um hectare de área nativa e nossa meta é alcançar o “Um para Um” até o final de 2025. Atualmente, a proporção entre áreas cultivadas da companhia de áreas de conservação está em 0,56. Como este é um compromisso perene, caso a Bracell aumente as áreas de plantio de eucalipto, proporcionalmente ela ampliará também as áreas conservadas, de forma a manter seu Compromisso Um para Um. “É grande o desafio e um compromisso ousado assumido pela Bracell. Esse projeto está alinhado à nossa estratégia de sustentabilidade e estamos felizes em poder colaborar, ainda mais, para o meio ambiente, a sociedade e as gerações futuras. Temos uma política muito consistente e seguimos nosso propósito de que tudo o que fazemos deve ser bom para o país, o clima, as comunidades e os clientes, pois só assim será bom também para a Bracell”, afirma Marcio Nappo, vice-presidente de Sustentabilidade e Comunicação Corporativa. “A companhia fará um balanço do projeto e dos resultados anualmente, que serão verificados por uma auditoria independente e reportados no relatório de sustentabilidade da Bracell, disponível no site da empresa, que reúne informações de todas as nossas iniciativas”, esclarece Nappo.

Parcerias Diversas parcerias já estão sendo firmadas para alcançar o Compromisso Um para Um. Recentemente, a Bracell assinou um termo com a Fundação Florestal de São Paulo para patrocinar ações de proteção em 66 mil hectares de matas nativas que incluem áreas relevantes da Mata Atlântica e do Cerrado Paulista. Além disso, assinou com a Secretaria de Meio Ambiente da Bahia (Sema) um termo de cooperação mútua para executar ações conjuntas voltadas à proteção da biodiversidade em Unidades de Conservação (UCs) de Mata Atlântica no estado, como os Cânions do Subaé e a bacia do rio Subaúma. A companhia também firmou parceria com a Fundação SOS Mata Atlântica na qual apoiará ações para promover a restauração da Mata Atlântica em áreas de Preservação Permanente e de Reserva Legal, contribuindo para a formação de corredores ecológicos, a conectividade de fragmentos remanescentes e a preservação de recursos hídricos. Por fim, em abril, aderiu às nove metas do Compromisso Empresarial Brasileiro para a Biodiversidade. A iniciativa também está alinhada com a estratégia de negócio da companhia e visa a reforçar a importância das boas práticas para a proteção da biodiversidade e, desde 2021, a Bracell é associada ao Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS).


Um compromisso do nosso tamanho: Gigante Um hectare de mata nativa conservada para cada hectare de eucalipto plantado

Na Bracell, mantemos a floresta sempre viva. E agora, anunciamos o Compromisso Um para Um, em que vamos apoiar a conservação de milhares de hectares de vegetação nativa dos biomas Mata Atlântica, Caatinga e Cerrado.

COMPROMISSO BRACELL

Por meio de parcerias com governos e outras instituições, apoiaremos a conservação de áreas públicas e a recuperação de áreas degradadas. Atuaremos também na prevenção e combate a incêndios florestais, desmatamento e furto de madeira nativa, caça ilegal e captura de animais silvestres. Se é bom para a comunidade, o clima, o país e os clientes, é bom também para a Bracell.

www.bracell.com

SomosBracell

company/bracell

SomosBracell

Bracell


P


PRATICAR A RESPONSABILIDADE SOCIAL É CONSTRUIR UMA SOCIEDADE MAIS JUSTA PARA AS COMUNIDADES A CENIBRA, em 2022, está investindo mais de 7 milhões de reais em Projetos Incentivados nas áreas cultural, esportiva, criança, adolescente e pessoa idosa, nos 54 municípios onde atua. Esta iniciativa contribui decisivamente para o desenvolvimento regional e reforça o compromisso com a sustentabilidade.


Uma nova

oportunidade para você, o RS e o Mundo.

Todo produtor rural sabe reconhecer uma boa oportunidade. Igual a essa, que a CMPC está proporcionando a você, através do Programa de Fomento RS+Renda. A iniciativa proporciona suporte para produtores rurais iniciarem no cultivo do eucalipto, além de oferecer antecipação de pagamentos e garantia de compra da madeira.


O 1º negócio inclusivo da bioeconomia do Brasil. Os produtos oriundos de fontes renováveis tomam cada vez mais espaço nas gôndolas dos mercados e na vida das pessoas. Neste cenário, a bioeconomia é a alternativa capaz de encontrar o equilíbrio entre o uso inteligente dos recursos naturais e o consumo responsável de produtos recicláveis. Esse novo comportamento do consumidor traz uma oportunidade: o espaço para que novos produtores rurais passem a integrar a cadeia da bioeconomia.

É nesse ambiente que surge o RS + Renda, uma iniciativa de fomento que proporciona todo o apoio necessário para que produtores rurais sejam iniciados no segmento da silvicultura produtiva. Trata-se de um negócio inclusivo, que oferece orientação e rentabilidade ao profissional do campo, para que ele seja um agente de transformação do cenário da bioeconomia no Rio Grande do Sul.

QUAIS OS BENEFÍCIOS? PRODUTOR

ESTADO

MUNDO

SEGURO E SUSTENTÁVEL: Uma verdadeira poupança verde, proporcionando ao produtor um investimento seguro e sustentável, diferente de outros negócios da agricultura.

VALOR COMPARTILHADO: Inserção econômica das populações de regiões rurais na nova economia: a bioeconomia.

CONTRIBUIÇÃO GLOBAL: Ampliação da produção de matérias-primas renováveis e biodegradáveis.

NOVA ALTERNATIVA DE RENDA: Programa democrático. Todos podem participar: agricultores familiares, pequenos, médios e grandes produtores rurais.

CONSERVAÇÃO DOS BIOMAS: A silvicultura avançada possui rigorosos sistemas de manejo florestal. Das atividades florestais, é a que mais possui áreas de conservação protegidas (Mata Atlântica e Pampa). Somente a CMPC, possui cerca de 200 mil hectares de área preservadas, onde são encontradas mais de 640 espécies de fauna e flora.

Acesse rsmaisrenda.com.br e saiba mais.

/CMPCBrasil

REDUÇÃO DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS: A bioeconomia atua diretamente no combate ao aquecimento global, neutralizando a emissão de gases de efeito estufa. Um negócio carbono neutro.





www.eldoradobrasil.com.br


Tempo de semear um A semente plantada em 23 de fevereiro de 1961 pelo engenheiro José Corgosinho de Carvalho Filho, em Campo Formoso/BA, hoje é líder nacional em produção de ferroligas e a única produtora integrada de ferrocromo das Américas. A Ferbasa conta com um ciclo de produção verticalizado, que chega aos 61 anos de existência como um dos maiores grupos empresariais do Estado.

Onde tem Ferbasa tem desenvolvimento e cidadania! Os aspectos sociais estão imbricados na história da Companhia e na sua própria composição. Nesse sentido, o Programa de Responsabilidade Social Aqui tem Ferbasa é pautado em linhas de ação que abrangem as áreas de Educação, Arte e Cultura, Desenvolvimento Rural e Comunitário, Meio Ambiente, Esporte e Saúde, beneficiando mais de 99 mil pessoas, através de iniciativas que alcançam 130 comunidades de 34 municípios baianos. A atuação acontece paralelamente aos trabalhos sociais da sua controladora, a Fundação José Carvalho, que oferta educação gratuita a cerca de 4 mil crianças e adolescentes em suas 6 escolas próprias e projetos socioeducativos.


novo amanha! Mineração Detentora de cerca de 95% das reservas de cromita conhecidas do Brasil, a Mineração é constituída por duas unidades de extração de minério de cromo (uma subterrânea e outra a céu aberto), duas minas de quartzo e uma planta voltada à produção de cal virgem, todas localizadas na região Centro-Norte da Bahia. Metalurgia Situada em Pojuca/BA, a planta metalúrgica dispõe de 14 fornos elétricos, sendo 8 de ferrocromo, que recebem a cromita proveniente dos complexos mineiros do Vale do Jacurici e de Campo Formoso, e 6 de ferrossilício. As ligas produzidas no Complexo Industrial são comercializadas nos mercados nacional e internacional, sobretudo Japão, Estados Unidos e União Europeia. Florestal Com uma área de 64 mil hectares, a Unidade Florestal mantém 25 mil hectares de florestas plantadas de eucaliptos. A produção de biorredutor é realizada em fornos retangulares totalmente mecanizados, o que confere condições de trabalho seguras, ergonomicamente corretas, além de assegurar a qualidade do produto que abastece a Metalurgia. Energia Renovável A energia gerada pelas 7 centrais eólicas da BW Guirapá, localizadas em Caetité e Pindaí – Sudoeste baiano, contribui para que o Brasil tenha uma matriz mais limpa, além de permitir a ampliação da garantia do suprimento a partir de 2034, quando a Companhia poderá optar entre consumir ou comercializar a energia.

FERBASA.COM.BR


O FUTURO SE MOLDA COM

Thiago Maria Proença Almeida


Nestes 121 anos da Gerdau, evoluímos muito, mas um valor segue conosco: nosso compromisso com a sustentabilidade. Como a maior empresa brasileira produtora de aço, temos também 250 mil hectares de base florestal no estado de Minas Gerais, sendo 90 mil de áreas de preservação, o que coloca a companhia como a maior produtora de carvão vegetal do mundo, utilizado como um biorredutor para produção do aço. Além disso, temos na sucata uma importante

matéria-prima: 73% do aço que produzimos é feito a partir desse material. Todo ano, 11 milhões de toneladas de sucata são transformadas em diversos produtos. Essas iniciativas contribuem para que a Gerdau emita metade da média global do CO2 emitido por outras indústrias do aço, demonstrando que somos capazes de operar no presente, criando bases para moldar um futuro mais sustentável para todos.

sustentabilidade

/Gerdau

/GerdauSA


///////////

01 03

Nossa renovação para quem Planta o Futuro.

Seletividade

Seletivo para as culturas de eucalipto e pinus.

Momento de aplicação

Recomendação para uso em pré e pós-plantio para as culturas do eucalipto e pinus.

02 04

Flexibilidade

Permite aplicação em épocas úmidas e secas.

Efeito recarga

Garante atividade residual no controle das plantas daninhas.


////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////

05

Maior faixa de dose

Permite maior flexibilidade de doses, podendo ser adequado à composição do banco de sementes do solo.

ATENÇÃO ESTE PRODUTO É PERIGOSO À SAÚDE HUMANA, ANIMAL E AO MEIO AMBIENTE; USO AGRÍCOLA; VENDA SOB RECEITUÁRIO AGRONÔMICO; CONSULTE SEMPRE UM AGRÔNOMO; INFORME-SE E REALIZE O MANEJO INTEGRADO DE PRAQGAS; DESCARTE CORRETAMENTE AS EMBALAGENS E OS RESTOS DOS PRODUTOS; LEIA ATENTAMENTE E SIGA AS INSTRUÇÕES CONTIDAS NO RÓTULO, NA BULA E RECEITA; E UTILIZE SEMPRE OS EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL.


Práticas sustentáveis adotadas pela Irani reforçam busca pela excelência nas operações e contribuem com o desenvolvimento econômico, social e ambiental Considerada uma das principais indústrias de papel e embalagens sustentáveis do Brasil, a Irani Papel e Embalagem S.A. sempre buscou gerar impacto positivo no meio ambiente e junto a todos os públicos com os quais se relaciona, como colaboradores, acionistas, fornecedores, clientes e sociedade. Para isso, ao longo dos mais de 80 anos de história, a companhia adotou práticas sustentáveis em sua cadeia de negócios, que vão desde a definição da matéria-prima até a colaboração com o desenvolvimento das comunidades no entorno. Com uma produção integrada, ativos florestais próprios e energia autogerada, atualmente a Irani oferta ao mercado papéis para embalagens, chapas e caixas de papelão ondulado e resinas de pinus, breu e terebintina. São produtos 100% recicláveis feitos a partir de recursos naturais renováveis, resultado do compromisso com a sustentabilidade assu-

mido pela companhia e da conexão que ela busca estabelecer em todas as etapas de seu processo de produção com a natureza. Esse movimento está sendo determinante para a Irani garantir bons resultados e atender a alta demanda do setor, que vive um momento histórico. Em 2021, a companhia se destacou em vários aspectos relacionados à produção e índices financeiros. A receita líquida, por exemplo, foi de R$ 1,6 bilhão, alta de 56% em comparação com 2020, e o lucro líquido atingiu R$ 285,3 milhões, um aumento de 207,6%. Ano passado, a Irani alcançou 65 recordes de produtividade, com ênfase no aumento das vendas de embalagem, breu e terebintina. Outro importante resultado alcançado pela companhia recentemente devido a esse movimento foi o aumento das vendas de créditos de carbono.


CONHEÇA O FUEIRO FEX SIMPLESMENTE O MELHOR FUEIRO DO BRASIL

CATRACA PNEUMÁTICA COM QUICK RELEASE PROPORCIONA AGILIDADE, SEGURANÇA E LUCRATIVIDADE!

(42) 3026-5101 | (42) 98854-0601

WWW.FEX.NET.BR #MEUFUEIROEFEX


Primeira empresa do Brasil a certificar um Inventário de Emissões de Gases de Efeito Estufa e segunda indústria de papel e embalagens sustentáveis do mundo a obter créditos de carbono do Protocolo de Kyoto, a Irani atingiu no último ano a casa de 155 mil toneladas, que gerou uma arrecadação superior a R$ 1,7 milhão à Irani. O compromisso com a sustentabilidade também atende outras importantes áreas dentro da companhia, caso da Inovação. A Irani entende que se trata de um elemento fundamental para as empresas que buscam estar entre as melhores. Tanto que nos últimos anos, a compahia vem promovendo investimentos contínuos, a fim de oferecer novas soluções. Recentemente, em agosto passado, a companhia lançou o Irani Ventures, veículo de Corporate Venture Capital (CVC), e promoveu ao longo do último ano, mais uma edição do Irani Labs, ação que busca identificar soluções inovadoras e sustentáveis em prol da sociedade. Ainda dentro deste contexto, a Irani lançou em 2021 a primeira embalagem de papel antimicrobiana do Brasil, a qual utiliza tecnologia capaz de inativar vírus, bactérias e fungos de papel e embalagens sustentáveis, possibilitando, inclusive, a inativação do vírus da Covid-19.

A companhia também disponibilizou recentemente a Embalei, loja online de embalagens recicladas para varejo, delivery e e-commerce, com o objetivo de impulsionar a comercialização online de seus produtos. Muitas dessas soluções inovadoras, fabricadas a partir de fontes renováveis e biodegradáveis, além de contribuírem com a preservação do meio ambiente, colaboram com o desenvolvimento social e econômico das comunidades do entorno. Essa é uma das prioridades da Irani, que possui uma intensa atuação social. Dentre as iniciativas realizadas pela companhia estão programas para o desenvolvimento das comunidades vizinhas as suas fábricas, e iniciativas com foco em educação, meio ambiente, cidadania e esporte. Em 2021, por exemplo, foram realizados mais de 400 horas de trabalhos voluntários promovidos pelos seis Grupos de Voluntariado da Irani e promovido um investimento de mais de R$ 2,5 milhões por parte da companhia em projetos nas áreas de cultura, educação e esporte, por meio de leis federais de incentivo fiscal, além de aportes para Fundos da Infância e Adolescência e Fundo do Idoso. Ações que contribuem e reforçam a busca pela excelência nas operações da companhia e na transformação da vida das pessoas com atitudes e soluções sustentáveis.


SOLUÇÕES INTEGRADAS para o setor florestal Prevenção, controle e combate a incêndios

Conjuntos de Combate para Pick-up Tanques flexível e rígido (CAFS e PRO)

// Mochilas Flexíveis e Bombas Costais

// Soprovarredor

// Ferramentas e Acessórios


Papirus trabalha para fortalecer suas práticas ESG No momento de emergência climática, desafios e demandas ESG das grandes empresas, a Papirus atua para se estabelecer como elo de um ciclo virtuoso na produção e consumo de papelcartão

O ESG (Environmental, Social and Governance) é uma grande tendência, além de ser um avanço nas respostas das empresas aos desafios da sociedade contemporânea, em relação à preocupação com as questões ambientais, sociais e de governança corporativa. E, cada vez mais, as empresas estão colocando este conceito no centro dos negócios, e assumindo compromissos com o mercado, consumidores, fornecedores, colaboradores e investidores, como é o caso da Papirus, uma das maiores fabricantes de papelcartão do País.


“As práticas do ESG podem significar reduzir ou zerar emissões de carbono, melhorar o gerenciamento de resíduos ou buscar caminhos para implantar a economia circular, por exemplo, e é isso que temos feito”, afirma Amando Varella, Co-CEO e diretor Comercial e de Marketing da Papirus. Na empresa, essas preocupações sempre permearam a operação e, agora, estão ganhando maior ênfase, principalmente em face da demanda social por produtos mais sustentáveis. Uma das iniciativas que representam essa prática do ESG é o projeto de crédito de reciclagem da Papirus, desenvolvido em parceria com a cleantech Pólen, que tem um importante papel de inclusão ao estimular as cooperativas a se transformarem, crescer e gerar mais receita. Ainda no campo social, a Papirus também apoia projetos no entorno de sua planta, em Limeira, no interior de São Paulo. Um deles é o Pimp My Carroça, cujo objetivo é apoiar os catadores de materiais recicláveis, reformando suas carroças, e aumentando, assim, sua renda por meio da arte, sensibilização, tecnologia e participação coletiva.

Em termos gestão de produção, a unidade fabril da Papirus está alinhada com o que há de mais moderno em sustentabilidade. A caldeira é alimentada por biomassa de eucalipto, um combustível ambientalmente correto e renovável, com origem em florestas plantadas. A água captada do Rio Jaguari, para a produção de papel, também recebe atenção especial. Cerca de 166 m³/h da água de processo são tratados, atendendo aos parâmetros dos órgãos ambientais. Parte deste efluente retorna ao sistema produtivo e contribui para reduzir o volume captado. Outro exemplo do compromisso da Papirus com o meio ambiente está na realização da coleta seletiva e doação mensal de 3,5 toneladas de material para a Associação de Reabilitação Infantil Limeirense. Para o longo prazo, Varella conta que o objetivo da Papirus é se fortalecer como referência em práticas sustentáveis, tanto no aspecto fabril, de recursos humanos quanto no environmental, ampliando ainda mais a sua voz e atuação no desenvolvimento de produtos sustentáveis e que integram a cadeia da economia circular. “Queremos seguir avançando no caminho do ESG, sob todos os aspectos”, conclui.

Amando Varella, Diretor Comercial e Marketing da Papirus


Millpar reaproveita 100% dos subprodutos gerados no beneficiamento da madeira Companhia utiliza desde a casca da árvore ao pó resultante do lixamento de produtos – biomassa vira fonte de energia e insumo para diferentes setores A Millpar, uma empresa 100% brasileira que exporta para 9 países a partir de suas unidades no Paraná, opera com aproveitamento total dos subprodutos gerados pela indústria, valorizando um ciclo sustentável em toda sua cadeia. Tudo o que sobra da fabricação de molduras, guarnições e outros produtos em madeira é reaproveitado, especialmente para geração de energia térmica e elétrica, produção de chapas de MDP e Papel e Celulose. A casca da árvore que passa pela serraria se torna substrato para uso na agricultura e jardinagem e até na decoração. A serragem vira pellets. Os cavacos que sobram da madeira processada são usados para geração térmica, pela indústria de chapas e de papel e celulose. Pequenas lascas de madeira (maravalha) são usadas nos aviários como cama para aves. Até o micro pó gerado no lixamento tem utilidade: vira combustível para queimadores na indústria cerâmica.

A biomassa é usada para geração de energia térmica na própria empresa para uso em seus processos produtivos e comercializada para dezenas de clientes, nos mais diversos setores. Além de sustentável, a utilização dos subprodutos para geração de energia, como pellets, é ambientalmente correta e economicamente rentável – um mercado que deve certamente crescer substancialmente no Brasil em substituição a combustíveis fósseis. “No Brasil, a demanda aumenta ano a ano como forma de redução de custos empresariais. A Millpar foi, de certa forma, pioneira e estimuladora deste mercado há cerca de 10 anos, e com ainda mais força há cerca de cinco anos, na avicultura e na rede hoteleira”, ressalta Gian Carlo Marodin, diretor comercial da Companhia.



Com fábricas em Guarapuava e Quedas do Iguaçu, a Millpar conta com um ciclo de produção onde nada é perdido, e feito com madeira de reflorestamento certificada. Além de sustentável, a geração de energia com pellets ganhou no Brasil, neste ano, uma normatização da ABNT, e o os custos da energia convencional e de origem fóssil, como gás e diesel, estão levando diferentes empresas a buscarem alternativas mais viáveis. “Em abril passamos a contar com uma norma técnica da ABNT padronizando e certificando a qualidade de pellets, o que é um grande estímulo à ampliação dessa fonte de geração de energia térmica”, explica o executivo. Hotéis, academias e pizzarias ampliam uso de biomassa A biomassa como fonte de energia é uma solução cada vez mais procurada, por exemplo, pela rede hoteleira a academias, passando pelo setor de cerâmica e até pizzarias. Essa tendência faz com que se torne um mercado em expansão, com demanda cada vez maior por essas biomassas como fonte de energia para fornos, caldeiras e queimadores utilizados na produção de telhas e tijolos, por exemplo. Apesar de o pellet ter uma capacidade de geração de energia de 4.500kcal/kg ante 9.000kcal/kg no gás, o preço do produto equivale a aproximadamente 25% do preço do gás,

explica o diretor comercial da Millpar. Assim, o uso de pellets e outras biomassas oriundas de florestas plantadas vem ganhando o território nacional. Inicialmente, a empresa fomentou o uso da biomassa em suas próprias operações e depois teve boa adesão do setor avícola, que precisa de aquecimento constante nos aviários durante o inverno. Posteriormente, aumentou o uso pela rede hoteleira. O investimento em caldeiras, por hotéis e escolas de natação, para aquecimento de água dos chuveiros e piscinas, é rapidamente pago com a redução no uso de gás ou diesel. No setor de gastronomia, pizzarias tem se apresentado como novas adeptas de pellets para aquecimento dos fornos e com ganho de qualidade no sabor. Sobre a Millpar: Com sólida operação industrial, responsabilidade social e ambiental, a Millpar transforma recursos florestais renováveis de forma sustentável para o bem-estar da sociedade. A empresa tem avançados controles de processos, pesquisa e desenvolvimento, garantindo diversificação, flexibilidade e valor agregado à linha de produtos com acabamento em alto padrão. É pioneira na adoção do sistema finger-joint no Brasil, fruto dos constantes investimentos em equipamentos e desenvolvimento de novas tecnologias.



Do chapéu, para o Papel. E, do Em 1894, nasce a Indústria Ramenzoni e em sua primeira especialidade industrial: a fabricação de chapéus. Anos mais tarde, por conta da necessidade de mudança e olhos em um futuro mais verde, viria adquirir a sua atual indústria de papel, ganhando, em passos rápidos, grande representatividade na fabricação de papel reciclado.

A sustentabilidade sempre foi uma preocupação genuína e corre no DNA da Ramenzoni. Ela sempre foi dedicada a escolher alternativas de menor impacto ambiental e que contribuem com um futuro em que a natureza protagonize um cenário harmonioso no qual o uso dos recursos seja inteligente e parceiro.

Nossa matéria prima, “lixo” transformado em papel

Nossos papéis


papel, ao futuro. Na Ramenzoni o lixo é transformado em papel, retirando aproximadamente 7.000 toneladas de lixos das ruas e as transformando em papeis direcionados para a produção de embalagens. A água é reutilizada e limpa, e a manutenção de nascentes é feita cuidadosamente com reflorestamento e uso inteligente dos recursos hídricos disponíveis. Grande parte da iluminação será fotovoltaica até o fim do ano de 2022 e a empresa conquistou o FSC verde e ISO 9001/2015 são alguns dos passos na direção de um futuro mais sustentável, eficiente e disponível. A Ramenzoni nasceu de um sonho e está se tornando o futuro.

INDÚSTRIAS DE PAPEL R RAMEZONI S.A.

www.ramezoni.com.br








O programa Raízes do Mogi Guaçu promove a restauração ecológica de nascentes e áreas prioritárias no rio Mogi Guaçu e seus afluentes O Programa Raízes do Mogi Guaçu é uma cooperação técnico-institucional entre Sylvamo e WWF-Brasil e visa recuperar e restaurar nascentes e áreas ripárias de Mata Atlântica na bacia do rio Mogi Guaçu, na região leste do estado de São Paulo e sul de Minas Gerais. A restauração é feita pelo plantio de mudas de espécies nativas, que têm suas sementes coletadas da própria região. Os parceiros recebem as mudas e aporte técnico para implantação e manutenção da área, resultando em ganhos como viabilidade genética, facilidade de adaptação das espécies, perpetuação da flora local, aumento da proteção da biodiversidade, recomposição dos habitats naturais, equilíbrio climático, melhora da qualidade do ar com retenção de poluentes, redução de erosão e deslizamentos.

O projeto possui três frentes de atuação:

Governança Fortalecer a governança e promover o diálogo multisetorial entre agentes interessados na restauração da paisagem florestal no Rio Mogi Guaçu Bacia. Restauração Até 2024, a meta é restaurar pelo menos 200 hectares na bacia do Mogi Guaçu, um esforço conjunto entre a Sylvamo, WWFBrasil, parceiros e produtores locais.

Resultados

2020 2021

Paisagem Desenvolver uma análise de paisagem para identificar áreas prioritárias para restauração e conservação de nascentes e matas ciliares na bacia do rio Mogi Guaçu e seus afluentes, além de protocolos de monitoramento.

mais de hectares plantados

125

137mil

mudas plantadas

64 nascentes protegidas 41

proprietários parceiros

09 municípios impactados


O programa Verde Mel tem o objetivo de incentivar o manejo sustentável de abelhas nativas sem ferrão para a polinização da Mata Atlântica e ajudar o desenvolvimento socioeconômico das regiões nas quais atua

Por meio de ações integradas, o projeto Verde Mel atua em territórios estratégicos, estimulando cadeias produtivas e trazendo reconhecimento ao mel como produto biológico e gastronômico do Brasil. O programa conta com um meliponário central em Brotas (SP) para a multiplicação de colônias, ampliação do plantel de forma contínua, capacitação de produtores e profissionais envolvidos em toda a cadeia, produção de mel e subprodutos, distribuição de colônias e capacidade produtiva.

A partir da distribuição de colônias, é possível uma polinização estratégica do processo de restauração, bem como o desenvolvimento da economia local e da agricultura familiar ampliando, por meio do mel e outros subprodutos, a renda de forma sustentável.

Meta: Até 2030, contribuir para a recuperação ecológica, por meio da polinização, de mais de 120.000 hectares de floresta nativa.

Crescimento no número de abelhas em 100% (somando hoje mais de 175 colônias).

Resultados

A iniciativa nasceu, em 2020, a partir de uma parceria entre a Sylvamo e o Instituto ATA. O Verde Mel tem como foco o fortalecimento da restauração ecológica e dos serviços ecossistêmicos pelo manejo estratégico e sustentável das abelhas nativas sem ferrão, fundamentais para a conservação de matas nativas. Além disso, valoriza a existência de abelhas e das florestas e multiplica as condições necessárias para a sustentabilidade desta relação, contribuindo para a biodiversidade e agricultura familiar.

40 pontos focais e produtores capacitados para receber abelhas.

Lançamento de um laboratório de gastronomia tropical em São Paulo.

Lançamento do segundo meliponário, sendo o primeiro em Brotas/SP e o segundo em Socorro/SP (na Copaíba).






Foto: Marina Klink


2022-2023 Guia de Compras das empresas de base florestal


Q Capa

Guia de Compras Abastecimento

Acoplamento

Comboio

SL Equipamentos

16 3946-3080

Abastecimento Tanque Bozza

11 2179-9966

Gascom

16 2105-3622

Impacto Implementos

14 3623-9444

LDA Tanques

19 3838-9595

Mepel

54 3337-3700

Sage Oil Vac Brasil

11 2631-6343

Aço carbono

FEX, Ferro e Aço

31 2566-5900

DPE

16 3627-3529

Geremia Redutores

54 2105-3211

John Crane

11 3371-2500

Lamiflex Couplings

11 4615-6300

Mademil

48 3436-6404

Martin Sprocket

19 3877-9400

Novak & Gouveia

11 3977-4030

PTI

11 5613-1000

Rexnord

51 3579-8080

Vedacert

16 3947-4732

Vulkan do Brasil

11 4894-7300

Adesivo industrial 42 3227-4611

FERRO E AÇO

Acoplast

42 98865-5047

Adelub

41 3372-8692

Hennings

47 3036-5555

Tesa

41 3021-8100

www.fex.net.br

NLMK

11 5694-2100

SSAB

11 3303-0800

Vallourec

31 3328-2121

Aço em geral

FEX, Ferro e Aço

Feldermann Forest

48 98419-2428

Jacto

0800 772 2100

Agricultura de precisão 42 3227-4611

FERRO E AÇO

Adubadora

42 98865-5047

www.fex.net.br

NLMK

11 5694-2100

SSAB

11 3303-0800

Aço Inox Águia Inox

54 3464-0191

Arinox

11 2797-8000

Agrosystem

16 3434-3800

Apoiotec

14 3262-2480

Athenas

16 3202-1872

Geo Agri

16 3965-8220

Herbicat

17 3524-9797

Hexagon Agriculture

48 4009-2704

Horus Aeronaves

48 3029-7600

Jacto

0800 772 2100 21 99857-5777 21 99341-7688

42 3227-4611 FERRO E AÇO

FEX, Ferro e Aço

42 98865-5047

Novaterra

www.novaterrageo.com.br

Techsolo

14 3269-7233

Metalinox

11 2101-9000

Teejet

11 4612-0049

NLMK

11 5694-2100

Verion

11 2093-4956

Retinox

11 2618-7070

Visiona

12 2138-5801

www.fex.net.br

84


Opiniões Alimentador de fornos

Armazenagem de biomassa

Lippel

47 3534-4266

ComBio

11 3030-0040

Nicoletti

15 3273-2818

Dujua

47 3534-5000

E.M.G.

41 3641-7200

Icavi

47 3545-8200

Lippel

47 3534-4266

Vantec

49 3441-5200

Alimentador vibratório

Zanella

41 2111-2300

Mavi

11 3577-6200

MVL Máquinas

11 4596-9220

Artefato de borracha

55 3376-9340 PENZSAUR

www.penzsaur.com.br

Análise de solo e água Athenas

16 3202-1872

SGS Brasil

11 3883-8800

Techsolo

14 3269-7233

Anhembi Borrachas

11 2601-3311

Plant Rubber

16 3969-9777

Ativo florestal Gestão

11 4780-4391

Análise química ambiental Athenas

16 3202-1872

Mérieux NutriSciences

19 3417-4700

SGS Brasil

11 3883-8800

14 99761-0165 Futuro Florestal

www.futuroflorestal.com.br

Andaime Priner

19 3422-4634

11 3201-7803 Geplant

Anticorrosão

www.geplant.com.br

Reframax

31 3029-8002

Rust Engenharia

11 3140-1500

Aplicação de insumos Monitoramento

12 3426-0119 Gestão Florestal

IMA Negócios

12 99774-7342

www.imaflorestal.com.br

19 2533-2879 19 3402-5307

12 98829-0401

19 3324-3019 Innovatech Gestão

www.innovatechgestao.com.br

Equilíbrio

Maxitree

www.equilibrioflorestal.com.br

Hexagon Agriculture

48 4009-2704

Verion

11 2093-4956

Área de vivência Rodotrem

12 3687-1366

Usingá

44 3266-2125

19 3478-0528

51 99505-1946 NC Forest Business

www.ncforestbusiness.com

Visiona

12 2138-5801

85


Q Capa

Guia de Compras Mectrol

14 4009-0507

Metso Outotec

15 2102-1700

Micromecânica

47 3441-8800

MS Instrumentos

21 2493-0588

Neles

15 2102-9600

Pepperl+Fuchs

11 4007-1448

Peu Eletricidade

19 3437-3030

Salvi Casagrande

11 3327-0033

Saturno

51 3462-7415

Schmersal Brasil

15 3263-9800

14 3886-1441

Servitel

16 2105-6464

41 3317-1414

SGS Brasil

11 3883-8800

TMSA

51 2131-3333

Valmet

41 3341-4444

Vantec

49 3441-5200

Voith Paper

11 3944-4000

Yaskawa

11 3585-1100

Yon Elétrica

18 3823-1614

Autocarregável Fischer Máquinas

54 99976-1777

Grupo AIZ

0800 007 2690

Hegeza

41 3283-3539

Masal

51 3662-3066

Motocana

19 3412-1234 55 3376-9340

PENZSAUR

www.penzsaur.com.br

Roder

49 3227-1414 Timber

51 3491-8191

TMO

49 3561-6000

www.grupotimber.com.br

Autoclave Arxo

47 2104-6700

Fhaizer

47 3461-6500

Fortex

54 3242-2640

Rolmig

31 3834-3188

Rossin Equipamentos

16 3947-1981

Automação Implementos rodoviário 51 3038-8700 WDS Pneumática

51 98912-3376

www.wdspneumatica.com.br

Automação Andritz

41 2103-7601

Balança e sistema de pesagem

Anton Paar

11 5906-9000

Balanças Jundiaí

Atma

16 2105-4945

11 4606-8400 19 3935-1970 19 3935-2031

19 3324-3019

67 93500-5350

Emex Brasil C-0 M - 75% Y - 95% K-0

C - 100% M - 85% Y - 20% K - 20%

www.emexbrasil.com.br

Auctus.ai

Pantone 165C

Pantone 294C

Hook do Brasil

19 3843-4217

Beckhoff

11 4126-3232

Mettler Toledo

11 4166-7400

Bosch Rexroth

0800 704 5446

Navarro

11 2901-1895

Danfoss

11 2135-5400

Rinnert

47 3547-9100

Dynapar

11 3616-0150

Saturno

51 3462-7415

Endress+Hauser

11 5033-4333

Testato

31 3241-2817

Festo

11 5013-1600

Toledo do Brasil

0800 545 4122

Grupo Viseu

11 5071-9962

Helmut Mauell

11 2117-5353

Biocida

Index

11 3259-0460

DND Química

16 3943-5283

Indumec

41 3347-2412

Solenis

11 3089-9225

www.auctus.ai

86


Opiniões Biodefensivo

Gascom

16 2105-3622

SL Equipamentos

16 3946-3080

Bombeiro 0800 770 1919

Tanque

SL Equipamentos

16 3946-3080

Briquetadeira

Koppert

www.koppert.com.br

Biofertilizante Embrafós

17 3323-6201

Microquimica Tradecorp

19 2137-8100

Biometria florestal Método

16 3983-1549

Treevia

12 3921-2319

Biomax

51 3592-4922

Lippel

47 3534-4266

Cabeçote Doosan Infracore

19 3471-9100

Fiji

11 2024-7010

0800 891 4031

Bomba e motobomba Andritz

41 2103-7601

Atlas Copco

11 3478-8883

Bosch Rexroth

0800 704 5446

Bozza

11 2179-9966

Brudden

14 3405-5000

Century do Brasil

11 2541-7145

Comam

31 3275-2118

Gascom

16 2105-3622

KSB

11 4596-8500

Linde Hydraulics

11 2281-7879

Netzsch

47 3387-8222

Novak & Gouveia

11 3977-4030

ProMinent

11 4176-0722

SL Equipamentos

16 3946-3080

Sulzer

11 4589-2000

John Deere Florestal

www.deere.com.br/pt/florestal/

41 2102-2828 Komatsu Forest

www.komatsuforest.com.br

Lion Equipamentos

41 3028-3810

Macedo

42 3239-1441

Minusa Forest

49 3226-1000

Ponsse

www.ponsse.com

Roman do Brasil

F L O R E S TA L

Bombeiro

Sotreq

Comboio

11 4795-4600

https://sotreq.com.br/florestal/cut-to-length/

41 99262-7493 0800 940 1920 31 97320-0237 41 3317-1414 49 3227-1414

19 3434-0826 19 99741-1479 Equilíbrio

www.equilibrioepa.com.br

Timber

51 3491-8191

TMO

49 3561-6000

Tracbel

0800 200 1000

www.grupotimber.com.br

87


Q Capa

Guia de Compras Cabeçote multifuncional

Caminhão, veículos e

J de Souza

49 3226-0511

utilitários

Roder

14 3886-1441

DAF

42 3122-8400

Ford

0800 703 3673

Foton

0800 799 2020

General Motors

11 4234-7700

Iveco

0800 702 3443

MAN Latin America

11 5582-5333

Mercedes-Benz

0800 970 9090

Scania

11 4344-7239

Toyota

0800 703 0260

Volkswagen

0800 770 1936

Volvo

41 3317-8111

Cabo aéreo Macedo

42 3239-1441

Okubo

16 3514-9966 55 3376-9340

PENZSAUR

www.penzsaur.com.br

Caixa de vapor Hergen

47 3531-4400

Lantier

11 4447-3072

Voith Paper

11 3944-4000

Carregadeira Caçamba

55 3376-9340

Caldeira Andritz

41 2103-7601

Arauterm

51 3406-6979

Benecke

47 3382-2222

Biocal Burntech

47 3534-5400

Bremer

47 3531-9000

CBC

11 4431-3900

Engecass

47 3520-2500

Fimaco

47 3525-1000

Icavi

47 3545-8200

Mill Serras

49 3221-6200

Valmet

41 3341-4444

Caldeiraria

PENZSAUR

www.penzsaur.com.br

Carregador Carvão

J de Souza

F L O R E S TA L

Sotreq

https://sotreq.com.br/florestal/cut-to-length/

49 3226-0511 0800 940 1920 31 97320-0237

Carregador florestal Caterpillar

11 2109-2000

Aeroar

49 3226-0322

Grupo AIZ

0800 007 2690

Arxo

47 2104-6700

H Fort

47 3333-1495

Bardella

11 2487-1000

Hegeza

41 3283-3539

Biocal Burntech

47 3534-5400

J de Souza

49 3226-0511

Embal

17 3524-6532

Grundfos

11 4393-5533

Perenne

11 3022-6989

Reframax

31 3029-8002

SGS Brasil

11 3883-8800

Vemag

16 3511-1000

ZBN

18 2102-9000

88

0800 891 4031 John Deere Florestal

www.deere.com.br/pt/florestal/

Motocana

19 3412-1234


Opiniões Carreta 55 3376-9340 PENZSAUR

www.penzsaur.com.br

Pulverizadora Agrimec

55 3222-7710

Arador

16 3202-1760

Pesa

41 2103-2211

Coagril

35 3292-3931

Roder

14 3886-1441

IMAP

51 3662-8500

Rotobec

41 3287-2835

Catraca F L O R E S TA L

Sotreq

https://sotreq.com.br/florestal/cut-to-length/

Thorco TMO

0800 940 1920

Pneumática 19 3935-1970

31 97320-0237

19 3935-2031 11 4613-1177 49 3561-6000

67 93500-5350

Emex Brasil C-0 M - 75% Y - 95% K-0

C - 100% M - 85% Y - 20% K - 20%

www.emexbrasil.com.br Pantone 165C

Pantone 294C

42 3227-4611

Carreta

FERRO E AÇO

Florestal

FEX, Ferro e Aço

42 98865-5047

www.fex.net.br

42 3227-4611 FERRO E AÇO

FEX, Ferro e Aço

Lion Equipamentos

42 98865-5047

51 3038-8700

www.fex.net.br

Grupo AIZ

0800 007 2690

Motocana

19 3412-1234

MSU

14 3366-3100 55 3376-9340

51 98912-3376 WDS Pneumática

www.wdspneumatica.com.br

Cavalete automotivo Linha pesada

Fortech Equipamentos

PENZSAUR

www.penzsaur.com.br

Roder

14 3886-1441

TMA

16 3969-4933

TMO

49 3561-6000

41 3028-3810

16 3333-5100

Certificação 2Tree Consultoria

42 3272-3275

Geoambiente

12 3878-6400

Maxitree

19 3478-0528

SGS Brasil

11 3883-8800

SR4 Soluções

49 3563-1903

Sysflor

41 3344-5061

19 3496-1555

Vanzolini

11 3145-3700

19 99309-7571

Weiss

42 3522-0670

Grupo AIZ

0800 007 2690

Cesta aérea

Hallco

11 98213-7675

IMAP

51 3662-8500

Hyva

54 3209-3400

Palfinger

54 3026-7000

Truckvan

11 2635-1133

Terex

0800 031 0100

Carreta

Piso móvel

Carrocerias Bachiega

www.carroceriasbachiega.com.br

89


Q Capa

Guia de Compras Cesta e peneira

Colhedora de biomassa

Andritz

41 2103-7601

Hergen

47 3531-4400

Kadant

19 3849-8700

www.kadant.com

Voith Paper

11 3944-4000

Chapa, chave e chuveiro Hergen

Kadant

47 3531-4400 19 3849-8700

www.kadant.com

Lantier

11 4447-3072

PENZSAUR

www.penzsaur.com.br

Colheita florestal Grupo Semil

31 3402-2900

KTM Engenharia

31 3311-1772

Multifloresta

14 3731-2556

Comercialização de madeira Brasilmad

41 3382-2222

Brookfield

67 3044-2400

Grupo Fértille

67 3026-4031 12 3426-0119

Ciclone Aeroar

49 3226-0322

AFC do Brasil

11 2152-7100

Brunnschweiler

14 3408-6500

Delta Ducon

11 3218-6666

Fortex

54 3242-2640

Powder

11 3218-6666

Famacil

47 3027-3536

Lion Equipamentos

41 3028-3810

SL Equipamentos

16 3946-3080

Cinta de poliester 16 3514-9966

Classificador de toras Cerumaq

47 3522-2971

Coleta de sementes Kolecti

Gestão Florestal

12 98829-0401

IMA Negócios

12 99774-7342

Multifloresta

14 3731-2556

www.imaflorestal.com.br

51 99505-1946 NC Forest Business

Cilindro hidráulico

Okubo

55 3376-9340

www.ncforestbusiness.com

Potencial

Compactador Orkel

42 99973-5551

Volvo

41 3317-8111

Compostagem Ambipar

11 3429-5000

Quadrifoglio

11 5081 5472

Tera

11 3963-6500

48 99692-0232 Vermeer

Coletor de dados

15 3271-0556

19 3517-9400

www.vermeerbrasil.com

Creare

51 3094-9090

Geoambiente

12 3878-6400

Computador de bordo

Hexagon Agriculture

48 4009-2704

Herbicat

17 3524-9797

Método

16 3983-1549

Hexagon Agriculture

48 4009-2704

Treevia

12 3921-2319

Solinftec

18 3622-2270

90


Opiniões Construção industrial Paranasa

31 3298-5700

Protendit

17 3214-7200

Reframax

31 3029-8002

SGS Brasil

11 3883-8800

Consultoria ambiental 2Tree Consultoria

42 3272-3275

BMA Ambiental

31 3649-1450

Delta Ducon

11 3218-6666

Ecomax

11 4602-3900

ERG Engenharia

31 2138-4712

Floresta Nova

41 3527-5626

Fundag

19 3739-8035

Geoambiente

12 3878-6400

Geoklock

11 5501-3777

Geopixel

12 3949-1991

Geoplan

43 3545-1369

Grupo Florestas

91 3226-0619

Pró-Ambiente

19 3201-6896

RT Reserva

31 3221-3177

SGS Brasil

11 3883-8800

Spectrum

11 94357-3074

STCP

41 3252-5861

Vasconcelos

16 3242-2975

Visiona

12 2138-5801

Weiss

42 3522-0670

Consultoria de negócios Agile Solutions

11 5501-6555

Claritas Investimentos

11 2131-4900

Consufor

41 3538-4497

Eba Consultoria

14 3269-7211

ERG Engenharia

31 2138-4712

ESG Tech Consulting www.esgtech.com.br

Fundag

19 3739-8035

Geopixel

12 3949-1991

19 3324-3019 Grupo Innovatech

41 3027-7209 Holtz

41 99185-9862

Hórus

19 98132-9001

www.holtz.com.br

www.innovatech.com.br

12 3426-0119

41 3027-7209 Holtz

41 99185-9862

www.holtz.com.br

Horizonte Ambiental

19 3645-1830

Index Florestal

41 3015-4525

Key Associados

11 4890-4111

LRK Consultoria

14 3733-6240

Maxitree

19 3478-0528

Multifloresta

14 3731-2556

19 3324-3019

Gestão Florestal

IMA Negócios

12 98829-0401 12 99774-7342

www.imaflorestal.com.br

51 99505-1946 NC Forest Business

www.ncforestbusiness.com

Pöyry

11 3472-6955

21 99857-5777 51 99425-1629

21 99341-7688 Serf

Novaterra

51 99262-4882

www.serf.com.br

www.novaterrageo.com.br

Plante Roots

62 3598-0878

Smart3

41 4141-4123

Powder

11 3218-6666

Visiona

12 2138-5801

Pöyry

11 3472-6955

Wiabiliza

11 5584-8570

91


Q Capa

Guia de Compras Consultoria em

Internacionalização 19 3422-4634 51 99505-1946

Geplant

www.geplant.com.br

NC Forest Business

www.ncforestbusiness.com

41 3027-7209

Consultoria florestal

Holtz

41 99185-9862

Hórus

19 98132-9001

Ibiguarim

19 3549-4184

www.holtz.com.br

Apoiotec

14 3262-2480

Athenas

16 3202-1872

Bela Vista

35 3832-1132

Brasil Florestal

47 99187-1887

CAF Consultoria

47 3425-1807

Cenfor

42 3421-3093

Chabana

14 3262-1848

Cia Florestal

47 3447-1872

Index Florestal

41 3015-4525

Ecomax

11 4602-3900

LRK Consultoria

14 3733-6240

19 3935-1970

Malinovski

41 3049-7888

Marco Almeida

15 99688-0853

19 3935-2031 67 93500-5350

Emex Brasil C-0 M - 75% Y - 95% K-0

C - 100% M - 85% Y - 20% K - 20%

www.emexbrasil.com.br Pantone 165C

Pantone 294C

12 3426-0119 Gestão Florestal

IMA Negócios

Equilíbrio

Maxitree

19 3478-0528

Multifloresta

14 3731-2556

51 99505-1946 NC Forest Business

www.ncforestbusiness.com

www.equilibrioflorestal.com.br

ESG Tech Consulting

12 99774-7342

www.imaflorestal.com.br

19 2533-2879 19 3402-5307

12 98829-0401

19 3324-3019

www.esgtech.com.br

F&W Forestry

51 3574-5237

Floresta Nova

41 3527-5626 11 4780-4391 14 99761-0165

Futuro Florestal

www.futuroflorestal.com.br

Plante Roots

62 3598-0878

Pöyry

41 3252-7665

Projeta

31 3564-6107

Quatro Folhas

41 3434-4131

RR Agroflorestal

19 3402-6396

Spectrum

11 94357-3074

SR4 Soluções

49 3563-1903

STCP

41 3252-5861

Terramaster

41 3262-1214

Topsis

41 3232-4577

Treevia

12 3921-2319

Vasconcelos

16 3242-2975

Geoflor

11 4152-4491

Visiona

12 2138-5801

Geopixel

12 3949-1991

Weiss

42 3522-0670

Geoplan

43 3545-1369

WSJ

41 3093-0556

92


Opiniões Consultoria industrial

Correia transportadora

ERG Engenharia

31 2138-4712

Biocal Burntech

47 3534-5400

JRE Inspeções e Ensaios

19 3454-1292

Borpac

31 3311-2700

Okte

11 3825-8799

Cofaco

19 3026-8888

PAC

11 4728-3120

Continental ContiTech

0800 011 1572

Pöyry

11 3472-6955

Conveybelts

11 3538-8307

Reframax

31 3029-8002

Correias Mercúrio

11 4588-6600

Demuth

51 3562-8484

51 99425-1629

Valmet

41 3341-4444

51 99262-4882

Correia transportadora

Serf

Peças e serviços

www.serf.com.br

STCP

41 3252-5861

Controle biológico Contech

Borpac

31 3311-2700

Continental ContiTech

0800 011 1572

19 3881-7200

Corrente Abrascort

41 2169-9999

31 3714-5176

Adelub

41 3372-8692

Comanbor

16 2133-5500

JB Biotecnologia

www.jbbiotecnologia.com.br

14 3241-3701 14 98806-7000

Corda Okubo

16 3514-9966

Engeforest

www.engeforest.com.br

Coroa de tração

14 3841-3454 Engtec Forest

14 99166-0920

14 98806-7000

General Chains

19 3417-2800

14 98819-1000

Okubo

16 3514-9966

Rexnord

51 3579-8080

14 3241-3701 Engeforest

14 98819-1000

www.engeforest.com.br

14 3841-3454 Engtec Forest

14 99166-0920

Rotary-Ax

41 3557-5284

www.engtecforest.com.br

www.engtecforest.com.br

Corrente de corte Lion Equipamentos

Oregon®

Correia

41 3028-3810 0800 041 1630

www.oregonproducts.com

Abrascort

41 2169-9999

Adelub

41 3372-8692

Comanbor

16 2133-5500

Continental ContiTech

0800 011 1572

Conveybelts

11 3538-8307

Gates

11 5105-8100

Suprir

16 2102-6500

Corrente de corte Afiador

14 3241-3701 Engeforest

www.engeforest.com.br

14 98806-7000 14 98819-1000

93


Q Capa

Guia de Compras Husqvarna

Oregon®

0800 773 2377 0800 041 1630

Dipil

0800 702 5152

Dow Agrosciences

0800 772 2492

Espectro Insumos

67 99852-8874

www.oregonproducts.com

Stihl

51 3579-9999 FMC

Corrente de corte

www.fmcagricola.com.br

Afiador automático

41 3208-0855 Eloforte

41 3208-0880

www.eloforte.com

Lion Equipamentos

19 3115-4400

41 3028-3810

Forestech

19 3291-0045

Futuragro

41 3291-1300

IHARA

15 3235-7700

Malva

21 3147-6515

Polim-Agri

43 3024-1008

Samaritá

19 3827-9100

Crédito de carbono Syngenta ESG Tech Consulting

19 3324-3019

www.esgtech.com.br

Visiona

12 2138-5801

www.syngenta.com.br

UPL do Brasil

19 3794-5600

Vetquimica

19 3744-2700

Dente de corte Parafuso

Defensivo Tanque Arador

16 3202-1760

Bozza

11 2179-9966

14 3241-3701 14 98806-7000 Engeforest

www.engeforest.com.br

16

3324-2223

FMCopling

16 99601-3896

Gascom

16 2105-3622

LDA Tanques

19 3838-9595

www.fmcopling.com.br

Adama

43 3371-9000

AMVAC do Brasil

16 99789-3688

Apoiotec

14 3262-2480

Basf

0800 019 2500

0800 017 9966

www.bayer.com.br

94

14 98819-1000 14 3841-3454

Engtec Forest

14 99166-0920

www.engtecforest.com.br

Descascador de toras

Defensivo agrícola

Bayer

0800 704 4304

31 3514-0600 Astec

31 3514-0609

www.astecindustries.com

Bruno

49 3541-3100

Demuth

51 3562-8484

Fezer

49 3561-2222

Fortex

54 3242-2640

Kadant

19 3849-8700

www.kadant.com


Opiniões Macedo

42 3239-1441

Magnus Hidráulica

11 2422-7944

Metalcava

47 3523-9999

Tec Tor

11 4428-2888

Terex

0800 031 0100

Destocador

Elevador Martin Sprocket

19 3877-9400

Envimat

11 2796-8196

Mavi

11 3577-6200

Roder

14 3886-1441

Metalcava

47 3523-9999

Mill Serras

49 3221-6200

F L O R E S TA L

https://sotreq.com.br/florestal/cut-to-length/

Thorco

Vermeer

0800 940 1920 31 97320-0237 11 4613-1177 19 3517-9400

www.vermeerbrasil.com

Destopador AWK

47 3534 4975

Irmãos Dallabona

47 3382-1188

Mill Serras

49 3221-6200

Newmak

51 3582-4744

Detector de metais Nicoletti

15 3273-2818

Shadow

41 3353-2226

Disco de corte de base Fiji

11 2024-7010

Disco orbital Açokorte

11 4013-8080

Saturno

11 2634-2000

Drone

Emergência química Ambipar

11 3429-5000

Empilhadeira Auxter

11 3602-6000

BMC - Hyundai

11 99687-8218

Doosan Infracore

19 3471-9100

JCB

15 3330-0400

Terex

0800 031 0100

Vantec

49 3441-5200

Yale

11 4134-4700

Energia

Comercialização Boven

11 2663-2910

Nova Energia

11 3124-4141

Energia

Equipamentos Elétrica Neblina

11 3619-1600

Geraforte

31 3396-9694

PJ Neblina

11 3649-9800

Stemac

0800 723 3800

Energia Gerador Cummins

0800 286 6467 31 3396-9694

Geo Agri

16 3965-8220

Geraforte

Horus Aeronaves

48 3029-7600

Rodotrem

12 3687-1366

XMobots

16 99422-3022

Stemac

0800 723 3800

Eixo

Energia

Fazanaro

19 3493-9430

Projetos

General Chains

19 3417-2800

Biocal Burntech

47 3534-5400

Golden Fix

41 3332-0033

Engevix

11 2106-0100

95


Q Capa

Guia de Compras ESG Tech Consulting

19 3324-3019

www.esgtech.com.br

Geraforte

31 3396-9694

Nova Energia

11 3124-4141

SGS Brasil

11 3883-8800

TMSA

51 2131-3333

Ideal Work

11 2188-0500

Protspray

17 3524-9960

Sayro

38 3845-4200

Tecmater

41 3204-3000

Unibrasil

17 3421-1780

Equipamento florestal Peças e serviços

19 3935-1970

Energia

19 3935-2031

Recuperação Atlas Copco

11 3478-8883

Clyde Bergemann

19 3811-8080

Pöyry

11 3472-6955

67 93500-5350

Emex Brasil C-0 M - 75% Y - 95% K-0

C - 100% M - 85% Y - 20% K - 20%

www.emexbrasil.com.br Pantone 165C

Pantone 294C

42 3227-4611 FERRO E AÇO

Energia

FEX, Ferro e Aço

Sistemas de controle

42 98865-5047

www.fex.net.br

Geraforte

31 3396-9694

Pöyry

11 3472-6955

Energia

Torre de iluminação Atlas Copco

11 3478-8883

Rodotrem

12 3687-1366

Engenharia e projeto Biocal Burntech

47 3534-5400

ETEC Engenharia

34 3334-6400

Pöyry

11 3472-6955

SGS Brasil

11 3883-8800

STCP

41 3252-5861

Engrenagem

Grupo AIZ

0800 007 2690

Lion Equipamentos

41 3028-3810

Lufer

41 2111-3536

PrimeTech

92 99170-5637

Roman do Brasil

41 99262-7493

F L O R E S TA L

Sotreq

https://sotreq.com.br/florestal/cut-to-length/

0800 940 1920 31 97320-0237 41 3317-1414 49 3227-1414

Timber

51 3491-8191

Tracbel

0800 200 1000

XCMG

0800 770 8866

www.grupotimber.com.br

Fazanaro

19 3493-9430

General Chains

19 3417-2800

Escavadeira

Martin Sprocket

19 3877-9400

Auxter

11 3602-6000

BMC - Hyundai

11 99687-8218

Caterpillar

11 2109-2000

Doosan Infracore

19 3471-9100

Êxito

81 3464-1111

JCB

15 3330-0400

EPI Atmosfera

11 4588-5600

0800 704 4511 Guarany

www.guaranyind.com.br

96

Komatsu Forest

www.komatsuforest.com.br

41 2102-2828


Opiniões Link-Belt Excavators

15 3325-6402

Minusa Forest

49 3226-1000

Pesa

41 2103-2211

F L O R E S TA L

Sotreq

https://sotreq.com.br/florestal/cut-to-length/

0800 940 1920 31 97320-0237

42 3227-4611 FERRO E AÇO

FEX, Ferro e Aço

42 98865-5047

www.fex.net.br

Gadotti Facas

47 98822-4685

Golden Fix

41 3332-0033

Helsten

11 3205-5400 51 2125-9200

Tracbel

0800 200 1000

Infasul

Volvo

41 3317-8111

Leitz

51 3635-1755

Lippel

47 3534-4266

Nicoletti

15 3273-2818

Escavadeira Mini

Doosan Infracore

19 3471-9100

Tramontini

51 3738-3100

Estabilizante de solo

Faca

Afiação Afigraf

11 3226-8181

Lippel

47 3534-4266

Nicoletti

15 3273-2818

Base Forte

41 3359-3880

BMA Ambiental

31 3649-1450

Maxitree

19 3478-0528

Farol de LED

Oxnix

19 3838-8989

K2ON

11 5077-7700

Testato

31 3241-2817

Vinco

11 2523-9595

Esteira Biocal Burntech

47 3534-5400

Fortex

54 3242-2640

Feller buncher

Fragmaq

11 4056-8057

Caterpillar

11 2109-2000

General Chains

19 3417-2800

J de Souza

49 3226-0511

Irmãos Dallabona

47 3382-1188

Mill Serras

49 3221-6200

Nicoletti

15 3273-2818

Rexnord

51 3579-8080

Vantec

49 3441-5200

0800 891 4031 John Deere Florestal

www.deere.com.br/pt/florestal/

Estufa agrícola Flórida

19 3937-5229

Tropical Estufa

11 4035-7344

Van Der Hoeven

19 3877-2281

Faca Açokorte

11 4013-8080

Afigraf

11 3226-8181

Demuth

51 3562-8484

DRV

41 3278-8141

Fepam

51 3592-9952

Komatsu Forest

41 2102-2828

www.komatsuforest.com.br

MSU

14 3366-3100

Pesa

41 2103-2211

Potenza

49 3226-0677

F L O R E S TA L

Sotreq

https://sotreq.com.br/florestal/cut-to-length/

0800 940 1920 31 97320-0237

97


Q Capa

Guia de Compras 41 3317-1414

Axihum

16 99737-0588

CMOC

13 3362-7000

Compass Minerals

11 3016-9600

Compo

48 3722-9500

Espectro Insumos

67 99852-8874

Follyfertil

16 2138-8777

Fortgreen

44 3127-2700

Futuragro

41 3291-1300

Gecal

37 3323-5010

14 3241-3701

GenFértil

19 99939-1367

14 98806-7000

Green Has

11 4561-6292

14 98819-1000

Haifa

11 3057-1239

Heringer

19 3322-2200

ICL Brasil

11 2155-4500

Microquimica Tradecorp

19 2137-8100

Mosaic

11 4950-2600

Nutrien

16 3965-3237

Nutrigesso

0800 941 9228

Nutrivale

14 3269-7233

Redi Fertilizantes

43 3398-1719

Samaritá

19 3827-9100

Santa Clara

16 3620-3320

Supraphos

0800 646 5584

Timac

51 3382-8700

UPL do Brasil

19 3794-5600

49 3227-1414 Timber

www.grupotimber.com.br

Tracbel

51 3491-8191 0800 200 1000

Feller buncher Dente de corte

Engeforest

www.engeforest.com.br

14 3841-3454 Engtec Forest

14 99166-0920

www.engtecforest.com.br

Rotary-Ax

41 3557-5284

Feller buncher Disco de corte

16 3942-6855 D'Antonio

www.dantonio.com.br

14 3241-3701 14 98806-7000 Engeforest

Filtragem - sistemas

14 98819-1000

Delta Ducon

11 3218-6666

J de Souza

49 3226-0511

Powder

11 3218-6666

www.engeforest.com.br

Filtro

Feller de tesoura K2ON

11 5077-7700

Acetecno

47 3330-5511

Testato

31 3241-2817

Acquasys

11 3628-1982

Vinco

11 2523-9595

Aeroar

49 3226-0322

AFC do Brasil

11 2152-7100

Apoiotec

14 3262-2480

Ferramenta de corte Arte Diamante

47 3375-1277

Aspersul

54 3238-0000

DRV

41 3278-8141

Astral Ambiental

41 3346-2200

Bariontec

16 3368-1949

Bernauer

11 2666-3909 16 2133-5500

Fertilizante e corretivo Agrária

16 3690-2200

Comanbor

Agronelli

0800 940 0013

Cummins

0800 286 6467

AMVAC do Brasil

16 99789-3688

Delta Ducon

11 3218-6666

98


Opiniões Exaustec

51 3451-5269

Gradial

11 4474-1539

Grupo Veco

19 3787-3700

Hansa Flex

47 3321-6300

Hidrara

16 3508-1300

Imporcate

0800 721 3811

41 3317-1414

John Crane

11 3371-2500

Jotaflex

11 3308-6600

49 3227-1414

0800 940 1920

F L O R E S TA L

Sotreq

https://sotreq.com.br/florestal/cut-to-length/

31 97320-0237

Timber

51 3491-8191

Tracbel

0800 200 1000

www.grupotimber.com.br

Kadant

19 3849-8700

Magnus Hidráulica

11 2422-7944

MCFIL

19 3826-8398

Freio industrial

MTK

51 3459-6868

Tec Tor

11 4428-2888

Novak & Gouveia

11 3977-4030

Vulkan do Brasil

11 4894-7300

O'Cuatro

51 3338-9900

Parker

12 4009-3500

Powder

11 3218-6666

ProMinent

11 4176-0722

TMSA

51 2131-3333

VLC

19 3812-9119

www.kadant.com

Frota e telemetria Gestão de Aiko

31 3564-0815

Elithium

15 3359-8302

Fueiro

Forwarder Caterpillar

11 2109-2000

Grupo AIZ

0800 007 2690

19 3935-1970 19 3935-2031 67 93500-5350

Emex Brasil C-0 M - 75% Y - 95% K-0

C - 100% M - 85% Y - 20% K - 20%

www.emexbrasil.com.br Pantone 165C

Pantone 294C

0800 891 4031 John Deere Florestal

FEX, Ferro e Aço

www.deere.com.br/pt/florestal/

Komatsu Forest

42 3227-4611 FERRO E AÇO

42 98865-5047

www.fex.net.br

41 2102-2828

Grupo AIZ

0800 007 2690

www.komatsuforest.com.br

Minusa Forest

49 3226-1000 55 3376-9340

PENZSAUR

Ponsse

www.ponsse.com

Librelato

www.librelato.com

Metalesp Implementos

www.penzsaur.com.br

Pesa

48 3467-2200

41 3652-1419

41 2103-2211

11 4795-4600

54 3290-4800 Raptor Florestal

www.raptorflorestal.com.br

99


Q Capa

Guia de Compras 16 3513-2600 www.sergomel.com.br

Galpão Rentank Macrogalpões

11 4138-9266

Tópico

0800 120 1200

Garfo frontal J de Souza

49 3226-0511

Potenza

49 3226-0677

Garfo paleteiro 49 3226-0511

Garra

0800 940 1920

Sotreq

31 97320-0237

TMO

49 3561-6000

https://sotreq.com.br/florestal/cut-to-length/

Sergomel

J de Souza

F L O R E S TA L

Gaxeta Anhembi Borrachas

11 2601-3311

CBV

11 4418-8080

Chesterton

11 3382-4900

Cofaco

19 3026-8888

John Crane

11 3371-2500

Parkits

19 3421-8485

Real

19 3444-6737

Georreferenciamento e topografia 2Tree Consultoria

42 3272-3275

Agrotools

11 3045-6636

Airbus Defence

11 5181-5184

14 3241-3701

Alezi Teodolini

11 3868-0822

14 98806-7000

Engesat

41 3023-1617

BMH Equipamentos

41 3556-6094

Caterpillar

11 2109-2000

Engeforest

14 98819-1000

Fazendas

38 3216-9657

Geoambiente

12 3878-6400

Fischer Máquinas

54 99976-1777

Geopixel

12 3949-1991

H Fort

47 3333-1495

Geoplan

43 3545-1369

IMAP

51 3662-8500

Grupo WZ

19 3569-5100

J de Souza

49 3226-0511

Horus Aeronaves

48 3029-7600

Motocana

19 3412-1234

OPT GIS

12 3302-4443

MSU

14 3366-3100

Plante Roots

62 3598-0878

Soft Mapping

41 3276-2004

Spectrum

11 94357-3074

Visiona

12 2138-5801

Weiss

42 3522-0670

www.engeforest.com.br

55 3376-9340 PENZSAUR

www.penzsaur.com.br

Pesa

41 2103-2211

Potenza

49 3226-0677

Roder

14 3886-1441

Rotobec

41 3287-2835

Thorco

11 4613-1177

TMO

49 3561-6000

Gestão florestal

63 3215-3194 11 99615-2942

Garra traçadora J de Souza

49 3226-0511

Roder

14 3886-1441

100

Daplan

www.daplan.com.br


Opiniões 19 2533-2879 19 3422-4634

19 3402-5307 Equilíbrio

Geplant

www.equilibrioflorestal.com.br

www.geplant.com.br

11 4780-4391

21 99857-5777

14 99761-0165

21 99341-7688

Futuro Florestal

www.futuroflorestal.com.br

Novaterra

www.novaterrageo.com.br

Spectrum 19 3422-4634

Grua Motocana

Geplant

11 94357-3074

19 3412-1234

www.geplant.com.br

12 3426-0119 Gestão Florestal

IMA Negócios

12 98829-0401 12 99774-7342

55 3376-9340 PENZSAUR

www.penzsaur.com.br

www.imaflorestal.com.br

Ponsse

11 4795-4600

www.ponsse.com

19 3324-3019 Innovatech Gestão

www.innovatechgestao.com.br

Maxitree

19 3478-0528

Potenza

49 3226-0677

Roder

14 3886-1441

Terex

0800 031 0100

Thorco

11 4613-1177 41 3317-1414 49 3227-1414

63 3215-3194 11 99615-2942

www.grupotimber.com.br

www.daplan.com.br

12 3921-2319

Feldermann Forest

48 98419-2428

Nova Kabí

21 3301-9090

Gestão da informação 19 2533-2879 19 3402-5307 Equilíbrio

www.equilibrioflorestal.com.br

51 3491-8191

Guincho

Teca Florestal Treevia

Timber

55 3376-9340 PENZSAUR

www.penzsaur.com.br

Terex

0800 031 0100

TMO

49 3561-6000

Tracbel

0800 200 1000

101


Q Capa

Guia de Compras Guindaste Envimat

11 2796-8196

Êxito

81 3464-1111

Grimaldi

19 3896-9400

Hiab Argos

51 3662-7700

Hyva

54 3209-3400

Ibrag

47 3520-1500

IMAP

51 3662-8500

Masal

51 3662-3066

Palfinger

54 3026-7000

Potenza

49 3226-0677

Sotreq

https://sotreq.com.br/florestal/cut-to-length/

0800 940 1920 31 97320-0237 41 3317-1414 49 3227-1414

Timber

51 3491-8191

TMO

49 3561-6000

www.grupotimber.com.br

41 3317-1414

Harvester

49 3227-1414

Craper

11 4425-4100

Lion Equipamentos

41 3028-3810

Timber

51 3491-8191

TKA Guindastes

54 3202-3000

XCMG

0800 770 8866

www.grupotimber.com.br

F L O R E S TA L

Peças

Oregon®

0800 041 1630

www.oregonproducts.com

41 3317-1414

Harvester Caterpillar

11 2109-2000

Doosan Infracore

19 3471-9100

0800 891 4031 John Deere Florestal

www.deere.com.br/pt/florestal/

Komatsu Forest

41 2102-2828

www.komatsuforest.com.br

Macedo

42 3239-1441

Minusa Forest

49 3226-1000

55 3376-9340 PENZSAUR

www.penzsaur.com.br

Pesa

49 3227-1414 Timber

www.grupotimber.com.br

Hidráulica

Equipamentos e peças Hidrara

16 3508-1300

Hyva

54 3209-3400

Lion Equipamentos

41 3028-3810

Magnus Hidráulica

11 2422-7944

Novak & Gouveia

11 3977-4030

Salvi Casagrande

11 3327-0033

Imagem de satélite Mapeamento Brasil Florestal

47 99187-1887

Geoambiente

12 3878-6400

Geopixel

12 3949-1991

41 2103-2211

21 99857-5777 21 99341-7688

11 4795-4600 Ponsse

www.ponsse.com

102

51 3491-8191

Novaterra

www.novaterrageo.com.br


Opiniões OPT GIS

12 3302-4443

Visiona

12 2138-5801 54 3290-4800

Implemento florestal

Raptor Florestal

Arador

16 3202-1760

Bizmaq

27 3763-3353

Roder

Dria

16 3969-4933 19 3935-1970 19 3935-2031

Emex Brasil C-0 M - 75% Y - 95% K-0

C - 100% M - 85% Y - 20% K - 20%

Pantone 165C

www.raptorflorestal.com.br

14 3886-1441

16 3513-2600 Sergomel

www.sergomel.com.br

67 93500-5350 Pantone 294C

Ensimec

47 3337-3390

Feldermann Forest

48 98419-2428 42 3227-4611

FERRO E AÇO

FEX, Ferro e Aço

42 98865-5047

31 97320-0237

Thorco

11 4613-1177

https://sotreq.com.br/florestal/cut-to-length/

Implemento rodoviário 19 3770-2200

54 99976-1777 16

FMCopling

Sotreq

AB Rodofort

www.fex.net.br

Fischer Máquinas

0800 940 1920

F L O R E S TA L

www.emexbrasil.com.br

3324-2223

19 3496-1555 Carrocerias Bachiega

19 99309-7571

www.carroceriasbachiega.com.br

19 3935-1970

16 99601-3896

19 3935-2031

www.fmcopling.com.br

Grupo AIZ

0800 007 2690

GT Imports

27 3727-1218

67 93500-5350

Emex Brasil C-0 M - 75% Y - 95% K-0

C - 100% M - 85% Y - 20% K - 20%

www.emexbrasil.com.br Pantone 165C

Pantone 294C

42 3227-4611 0800 704 4511

FEX, Ferro e Aço

Guarany

42 98865-5047

www.fex.net.br

www.guaranyind.com.br

J de Souza

FERRO E AÇO

49 3226-0511

Grupo AIZ

0800 007 2690

Impacto Implementos

14 3623-9444

LDA Tanques

19 3838-9595

0800 891 4031 John Deere Florestal

48 3467-2200 Librelato

www.deere.com.br/pt/florestal/

www.librelato.com

Maquinafort

47 3562-2369

Manos

49 3566-1426

Metalesp Implementos

41 3652-1419

Mepel

54 3337-3700

Motocana

19 3412-1234

Metalesp Implementos

41 3652-1419

Pinheiro

19 3843-9250

Noma

44 3264-8000

103


Q Capa

Guia de Compras ERG Engenharia 54 3290-4800

31 2138-4712 11 4780-4391

Raptor Florestal

14 99761-0165

www.raptorflorestal.com.br

Rodotrem

12 3687-1366

Schiffer

42 3227-6543

Futuro Florestal

www.futuroflorestal.com.br

16 3513-2600

19 3422-4634

Sergomel

www.sergomel.com.br

Truckvan

11 2635-1133

Unifibra

16 3663-8002

Geplant

www.geplant.com.br

Instrumento de medição Apoiotec

14 3262-2480

B. Krick

41 3332-0177

BrasEq

11 4016-0000

Brasil Florestal

47 99187-1887

Digisystem

41 3345-6169 41 3208-0855

Eloforte

41 3208-0880

19 3324-3019 Grupo Innovatech www.innovatech.com.br

41 3027-7209 Holtz

41 99185-9862

Maxitree

19 3478-0528

www.holtz.com.br

www.eloforte.com

Endress+Hauser

11 5033-4333

Macedo

42 3239-1441

21 99857-5777 21 99341-7688 Novaterra

41 3332-9393 Marrari

www.marrari.com.br

www.novaterrageo.com.br

Plante Roots

62 3598-0878

SR4 Soluções

49 3563-1903

Metroval

19 2127-9400

Treevia

12 3921-2319

Pd Instrumentos

11 4016-4600

Visiona

12 2138-5801

Peu Eletricidade

19 3437-3030

Weiss

42 3522-0670

ProMinent

11 4176-0722

Salvi Casagrande

11 3327-0033

Sigma Sensors

12 3933-3291

Equipamentos

Starrett

11 2118-8001

Agrolink

19 3802-2205

Treevia

12 3921-2319

Gascom

16 2105-3622

Lindsay

19 3814-1100

Inventário florestal

Irrigação

Terra Molhada

19 3802-4749

2Tree Consultoria

42 3272-3275

Unifibra

16 3663-8002

CollectiveCrunch

27 99810-1530

Van Der Hoeven

19 3877-2281

104


Opiniões JSL

11 2377-7000

Rumo ALL

0800 701 2255

Scala Logística

51 3748-1111

16 3629-1110

Transvalco

16 3954-8400

Zappellini

49 3251-0399

0800 702 5152

Lubrificação

0800 055 6422

Testato

Isca formicida

Dinagro

www.dinagro.com.br

Dipil

Mirex-S

www.mirex-s.com.br

Polim-Agri

43 3024-1008 16 3628-1010

Unibrás

0800 180 3000

www.unibras.com.br

Vetquimica

19 3744-2700

Klembank 55 3376-9340 PENZSAUR

www.penzsaur.com.br

Laboratório

Equipamentos Anton Paar

11 5906-9000

BrasEq

11 4016-0000

Mettler Toledo

11 4166-7400

Pd Instrumentos

11 4016-4600

Regmed

11 3601-5700

Salvi Casagrande

11 3327-0033

Sigma Sensors

12 3933-3291

Yon Elétrica

18 3823-1614

Logística e transporte

Máquinas e veículos 31 3241-2817

Lubrificante e aditivo Adelub

41 3372-8692

Agecom

11 2149-8922

Bardahl

11 4898-8600

Castrol

0800 704 0720

Chemlub

19 3881-8644

Chesterton

11 3382-4900

Comanbor

16 2133-5500

Fuchs

11 4789-2311

Groeneveld Lubrication

11 2449-0353

Hennings

47 3036-5555

Iconic

0800 704 2230

Iorga

11 4617-8555

Ipiranga

0800 025 3805

ITW Chemical

11 4785-2630

Klüber

11 4166-9000

Lion Equipamentos

41 3028-3810

Lubeco

41 3643-3525

0800 041 1630 Oregon®

www.oregonproducts.com

Petronas

0800 883 3200

Lubrificante e aditivo

Ambipar

11 3429-5000

Tanque

Eco Forest

19 3811-7712

Bombas Andrade

17 3321-5811

Bozza

11 2179-9966

Gascom

16 2105-3622

Impacto Implementos

14 3623-9444

LDA Tanques

19 3838-9595

Sage Oil Vac Brasil

11 2631-6343

35 3694-9946 Expresso Nepomuceno

www.expressonepomuceno.com.br

Grupo Semil

31 3402-2900

105


Q Capa

Guia de Compras Mancal A.T.I. Brasil

41 3302-3400

Fazanaro

19 3493-9430

General Chains

19 3417-2800

Golden Fix

41 3332-0033

John Crane

11 3371-2500

Rexnord

51 3579-8080

Usina da Peça

16 3384-2121

Mangueira

Irmãos Passaúra

41 2141-7000

Looking

19 3935-8840

Priner

11 3201-7803

PTI

11 5613-1000

Reframax

31 3029-8002

Servitel

16 2105-6464

SGS Brasil

11 3883-8800

Sindus Andritz

51 2121-4400

Sulcromo

51 2112-2600

Tec Tor

11 4428-2888

Texas

82 2121-2000

Borpac

31 3311-2700

Valmet

41 3341-4444

Comanbor

16 2133-5500

Voith Paper

11 3944-4000

Continental ContiTech

0800 011 1572

ZBN

18 2102-9000

Gates

11 5105-8100

Hansa Flex

47 3321-6300

Hennings

47 3036-5555

Hidramave

47 3026-1929

Hidrara

16 3508-1300

Magnus Hidráulica

11 2422-7944

Parker

12 4009-3500

Specma

41 3669-6569

SuperAgri

14 3653-4433

Tetralon

11 4081-7000

Manutenção

preditiva e preventiva Andritz

41 2103-7601

JRE Inspeções e Ensaios

19 3454-1292

SGS Brasil

11 3883-8800

Techoleo

14 3269-7319

Máquina florestal Locação

Manutenção

Máquinas florestais FAM

43 3557-5175

63 3215-3194

Lion Equipamentos

41 3028-3810

11 99615-2942

Testato

31 3241-2817

WM Manutenções

14 3848-2241

Daplan

www.daplan.com.br

Ouro Verde

Manutenção

41 3239-7000

Hidráulica FAM

43 3557-5175

Lion Equipamentos

41 3028-3810

63 3215-3194

SL Equipamentos

16 3946-3080

11 99615-2942

Manutenção industrial

Teca Florestal

Andritz

41 2103-7601

Estel

27 3256-9393

ICP Latin América

11 4496-4320

Marcador de madeira

Intecnial

54 2107-8000

SignuMat

106

www.daplan.com.br

47 3338-1188


Opiniões Material rodante

Mesa movimentação de tora

Imporcate

0800 721 3811

Demuth

51 3562-8484

ITM

11 4417-7772

Dujua

47 3534-5000

Lopes Tratores

16 3628-6622

Indumec

41 3347-2412

Minusa Forest

49 3226-1000

Lippel

47 3534-4266

SL Equipamentos

16 3946-3080

Nicoletti

15 3273-2818

Zanella

41 2111-2300

Medição

Mesa traçadora

Equipamentos Endress+Hauser

11 5033-4333

Magnus Hidráulica

11 2422-7944

Metroval

19 2127-9400

Mettler Toledo

11 4166-7400

Novak & Gouveia

11 3977-4030

Pd Instrumentos

11 4016-4600

Salvi Casagrande

11 3327-0033

Sigma Sensors

12 3933-3291

Sondaterra

19 3433-7200

Woodtech

47 3268-5050

Medidor de umidade

Slasher

Caterpillar

11 2109-2000

J de Souza

49 3226-0511

Pesa

41 2103-2211

TMO

49 3561-6000

Mesa vibratória Mavi

11 3577-6200

MVL Máquinas

11 4596-9220

Mini Torre

Portátil

55 3376-9340 41 3332-9393 Marrari

www.marrari.com.br

PENZSAUR

www.penzsaur.com.br

Misturador e agitador

Medidor

Transmissão de vazão e nível Anton Paar

11 5906-9000

Endress+Hauser

11 5033-4333

Metroval

19 2127-9400

Melhoramento genético ArborGen

19 3253-3800

Maxitree

19 3478-0528

Sulzer

11 4589-2000

Tetralon

11 4081-7000

Monitoramento Equipamentos AgSolve

19 3825-1991

Creare

51 3094-9090

Horus Aeronaves

48 3029-7600

Secmil

12 3911-9496 41 3317-1414

Mesa elevadora

49 3227-1414

E.M.G.

41 3641-7200

Indumec

41 3347-2412

Omeco

41 3316-7100

Timber

51 3491-8191

TMSA

51 2131-3333

www.grupotimber.com.br

107


Q Capa

Guia de Compras Montagem industrial

Movimentação de carga

Bardella

11 2487-1000

Caterpillar

11 2109-2000

Engevix

11 2106-0100

Doosan Infracore

19 3471-9100

Irmãos Passaúra

41 2141-7000

Envimat

11 2796-8196

Priner

11 3201-7803

Reframax

31 3029-8002

SGS Brasil

11 3883-8800

ZBN

18 2102-9000

Motoniveladora Caterpillar

11 2109-2000

Êxito

81 3464-1111

0800 891 4031 John Deere Florestal

www.deere.com.br/pt/florestal/

Pesa

41 2103-2211

Volvo

41 3317-8111

XCMG

0800 770 8866

F L O R E S TA L

Sotreq

31 97320-0237

Terex

0800 031 0100

Volvo

41 3317-8111

https://sotreq.com.br/florestal/cut-to-length/

Movimentação industrial Auxter

11 3602-6000

AWK

47 3534 4975

Indumec

41 3347-2412

SGS Brasil

11 3883-8800

TMSA

51 2131-3333

Muda

Cedro australiano Bela Vista

Motor

0800 940 1920

Acoplast

31 2566-5900

Branco

41 3211-4040

Cummins

0800 286 6467

Imporcate

0800 721 3811

Jotaflex

11 3308-6600

Linde Hydraulics

11 2281-7879

Lion Equipamentos

41 3028-3810

Magnus Hidráulica

11 2422-7944

MVL Máquinas

11 4596-9220

Novak & Gouveia

11 3977-4030

Eucalipto

SL Equipamentos

16 3946-3080

Agriflora

Stemac

0800 723 3800

35 3832-1132 11 4780-4391 14 99761-0165

Futuro Florestal

www.futuroflorestal.com.br

Mudas da Mata

14 99604-3056

Vasconcelos

16 3242-2975

Muda

16 3322-6488

14 3267-2204

Motosserra Brudden

14 3405-5000

Carpa do Brasil

41 3562-8383

Husqvarna

0800 773 2377

Bela Vista

35 3832-1132

Macedo

42 3239-1441

Bortoli

43 99979-0240

Makita

0800 018 2680

Brotale Florestal

67 99963-1983

Stihl

51 3579-9999

Camará

16 3343-1668

108

Angico's

www.mudasangicos.com.br


Opiniões Dacko

54 3375-1250

Click Mudas

11 4063-5206

Du Campo

27 3273-1010

Dacko

54 3375-1250

Duffatto

47 3654-0944

Duffatto

47 3654-0944

Emflora

27 3313-9000

Eco Empreendimento

49 3323-1424

Flora Sinop

66 3531-6691

Emflora

27 3313-9000

Golden Tree

42 3624-1096

Flora Sinop

66 3531-6691

Mudas de Eucalipto

21 2641-0803

Multifloresta

14 3731-2556

Planflora

49 3442-5433

Plante Roots

62 3598-0878

SBW do Brasil

19 3902-4041

Tecnoplanta

51 3482-1343

Vasconcelos

16 3242-2975

Viveiro Pavão

16 3721-6977

Muda

11 4780-4391 14 99761-0165 Futuro Florestal

www.futuroflorestal.com.br

Mudas da Mata

14 99604-3056

Multifloresta

14 3731-2556

Plante Roots

62 3598-0878

Muda

Exótica Eco Empreendimento

49 3323-1424

Flora Sinop

66 3531-6691

Mudas Nobres

62 3208-6915

Muda

Gel para plantio Evonik Degussa

11 3146-4100

Hydroplan

11 3322-7000

Polim-Agri

43 3024-1008

Pinus Bortoli

43 99979-0240

Dacko

54 3375-1250

Florestal Aliança

49 3561-2700

Golden Tree

42 3624-1096

Planflora

49 3442-5433

Tecnoplanta

51 3482-1343

Viveiro Schorr Flora

42 3522-8716

Muda

Micropropagação

Muda

Mogno africano Click Mudas

11 4063-5206

Flora Sinop

66 3531-6691

14 3267-2204 Angico's

www.mudasangicos.com.br

11 4780-4391 14 99761-0165 Futuro Florestal

www.futuroflorestal.com.br

Muda

Viveiro - equipamentos Aluminox

11 4496-4850

Mudas da Mata

14 99604-3056

Correia Neto

43 99986-4777

Mudas Nobres

62 3208-6915

Dacko

54 3375-1250

Plante Roots

62 3598-0878

Flier Systems

46 70743-9929

16 3242-2975

Flórida

19 3937-5229

FRS

19 3442-6974

Futuragro

41 3291-1300

MecPlant

42 3271-4600

Van Der Hoeven

19 3877-2281

Vasconcelos

Muda

Nativa Camará

16 3343-1668

109


Q Capa

Guia de Compras Mulcher triturador

Peneira

Envimat

11 2796-8196

Acetecno

47 3330-5511

J de Souza

49 3226-0511

Demuth

51 3562-8484

Fortex

54 3242-2640

Hamer

19 3862-6868

MVL Máquinas

11 4596-9220

Nicoletti

15 3273-2818

Planalto

49 3541-7400

Vantec

49 3441-5200

Pá carregadeira BMC - Hyundai

11 99687-8218

Doosan Infracore

19 3471-9100

Fischer Máquinas

54 99976-1777

JCB

15 3330-0400

Motocana

19 3412-1234

Tracbel

0800 200 1000

19 3517-9400 Vermeer

Painel de comando Controle Geraforte

31 3396-9694

Stemac

0800 723 3800

TMSA

51 2131-3333

Verion

11 2093-4956

Yaskawa

11 3585-1100

Papel

Equipamentos Hergen

Kadant

47 3531-4400 19 3849-8700

www.kadant.com

www.vermeerbrasil.com

Picador e triturador 31 3514-0600 Astec

31 3514-0609

www.astecindustries.com

Biomax

51 3592-4922

Brudden

14 3405-5000

Bruno

49 3541-3100

Demuth

51 3562-8484

Denis Cimaf

19 3802-2742

Envimat

11 2796-8196

Fezer

49 3561-2222

Fhaizer

47 3461-6500

Regmed

11 3601-5700

Fragmaq

11 4056-8057

Voith Paper

11 3944-4000

Himev

47 3632-1001

Pátio de madeira Andritz

41 2103-7601

Demuth

51 3562-8484

Indumec

41 3347-2412

0800 891 4031 John Deere Florestal

www.deere.com.br/pt/florestal/

Kadant

19 3849-8700

www.kadant.com

Kadant

Peletizadora de biomassa

19 3849-8700

www.kadant.com

Leitz

51 3635-1755

Gell

49 3253-1100

Lippel

47 3534-4266

TMSA

51 2131-3333

Macedo

42 3239-1441

110


Opiniões Metalúrgica Trapp

47 2107-8844

Mill Serras

49 3221-6200

Nicoletti

15 3273-2818

Pallmann

11 4075-5044

Pinheiro

19 3843-9250

Planalto

49 3541-7400

PrimeTech

92 99170-5637

Quadrifoglio

11 5081 5472

Roman do Brasil

41 99262-7493

Serena

49 3433-7681

Siebert

41 3099-7676

Terex

0800 031 0100

Vantec

49 3441-5200

19 3517-9400 Vermeer

Serviços Agrara

12 3972-4590

Emflora

27 3313-9000

ES Reflorestamento

34 3832-7927

Florsil

42 3272-2248 11 4780-4391 14 99761-0165

Futuro Florestal

www.futuroflorestal.com.br

Grupo Fértille

67 3026-4031

KTM Engenharia

31 3311-1772

Multifloresta

14 3731-2556

Pneus

www.vermeerbrasil.com

Zanella

Plantio e manejo

41 2111-2300

Bridgestone Firestone

Picador e triturador

11 2093-8004

Peças

Açokorte

31 3597-8004

11 4013-8080 Comercial Rodrigues 31 3514-0600 31 3514-0609

Astec

www.astecindustries.com

Embremaq

FERRO E AÇO

FEX, Ferro e Aço

0800 016 1718

47 3083-4488

www.comercialrodrigues.com

Continental

11 4583-6161

Goodyear

0800 725 7638

Pirelli

0800 728 7638

19 3825-1873

41 3317-1414

42 3227-4611

49 3227-1414

42 98865-5047

www.fex.net.br

Gadotti Facas

47 98822-4685

Nicoletti

15 3273-2818

Orion

41 3272-1154

Serena

49 3433-7681

Terex

0800 031 0100

Timber

51 3491-8191

Titan

0800 723-2476

Trelleborg

11 2802-9266

www.grupotimber.com.br

Pneus

Corrente 11 2093-8004

Pintura industrial Pint Aplicadora

44 3264-4725

Priner

11 3201-7803

Reframax

31 3029-8002

SGS Brasil

11 3883-8800

31 3597-8004 Comercial Rodrigues

47 3083-4488

www.comercialrodrigues.com

RUD

11 4723-4944

111


Q Capa

Guia de Compras Pneus Esteira

Kadant

19 3849-8700

www.kadant.com

11 2093-8004 31 3597-8004 Comercial Rodrigues

47 3083-4488

www.comercialrodrigues.com

Omeco

41 3316-7100

TMSA

51 2131-3333

Voith Paper

11 3944-4000

Prensa enfardadeira Fortex

54 3242-2640

Pneus

Reforma GDA Pneus

17 3521-2713

Recapadora Taquarense

41 3373-3622

Tecpolimer

11 3032-6480

Tipler

51 3097-2101

Vipal

54 3242-1666

Podador Brudden

14 3405-5000

Husqvarna

0800 773 2377

Makita

0800 018 2680

Oregon®

0800 041 1630

www.oregonproducts.com

Stihl

51 3579-9999

Ponte rolante Bardella

11 2487-1000

Terex

0800 031 0100

Precipitador eletrostático AFC do Brasil

11 2152-7100

CBC

11 4431-3900

Clyde Bergemann

19 3811-8080

Delta Ducon

11 3218-6666

Powder

11 3218-6666

Prensa

Kadant

19 3849-8700

www.kadant.com

Siebert

41 3099-7676

Preparação da massa Andritz

41 2103-7601

Contech

19 3881-7200

Hergen

47 3531-4400

Kadant

19 3849-8700

www.kadant.com

Voith Paper

11 3944-4000

Produção de vapor Biocal Burntech

47 3534-5400

ComBio

11 3030-0040 51 3091-9922 51 99262-4882

Drytech

51 99425-1629

www.drytech.ind.br

Engecass

47 3520-2500

Produto químico AkzoNobel

11 4589-4800

Amonex

11 4789-8989

Archroma

11 5683-7233

B. Krick

41 3332-0177

BASF

11 2039-2273

Fragmaq

11 4056-8057

BMA Ambiental

31 3649-1450

Hamer

19 3862-6868

Buckman

19 3864-5000

Indumec

41 3347-2412

Contech

19 3881-7200

112


Opiniões DND Química

16 3943-5283

Maxitree

19 3478-0528

EPA Química

11 2449-4455

Mepel

54 3337-3700

Evonik Degussa

11 3146-4100

Reframax

31 3029-8002

ICL Brasil

11 2155-4500

Seive

31 3317-6393

Ingredion

11 5070-7700

SL Equipamentos

16 3946-3080

Kemira

11 2189-4900

Testato

31 3241-2817

Kurita

19 3827-8388

Working on Fire

19 3246-1534

Lanxess

11 3741-2500

Minerals Tech

12 3925-4406

Miracema-Nuodex

19 3728-1000

Montana Química

11 3201-0200

SI Group

19 3535-6828

Siderquímica

41 2105-3838

Solenis

11 3089-9225

SuperQuímica

51 2103-4200

19 3434-0826

Unipar Carbocloro

11 3704-4200

19 99741-1479

Prolongador

Proteção contra incêndio Kit para combate Carverex

19 3446-8080

Dafo Brasil

31 3241-2817

Equilíbrio

Ponteira

www.equilibrioepa.com.br

42 3227-4611 FERRO E AÇO

FEX, Ferro e Aço www.fex.net.br

J de Souza

0800 704 4511

42 98865-5047 49 3226-0511

Proteção contra incêndio Bombas Andrade

17 3321-5811

Bozza

11 2179-9966

Carverex

19 3446-8080

Dafo Brasil

31 3241-2817

Guarany

www.guaranyind.com.br

Seive

31 3317-6393

SL Equipamentos

16 3946-3080

Testato

31 3241-2817

Proteção contra incêndio Líquido gerador de espuma Carverex

19 3446-8080

Dafo Brasil

31 3241-2817

19 3434-0826 19 99741-1479 19 3434-0826 19 99741-1479

Equilíbrio

www.equilibrioepa.com.br

Futuragro

41 3291-1300

Gascom

16 2105-3622

Equilíbrio

www.equilibrioepa.com.br

0800 704 4511 Guarany

www.guaranyind.com.br

0800 704 4511 Guarany

www.guaranyind.com.br

113


Q Capa

Guia de Compras Maxitree

19 3478-0528

Miracema-Nuodex

19 3728-1000

Seive

31 3317-6393

SL Equipamentos

16 3946-3080

Testato

31 3241-2817

Proteção contra incêndio

16 3324-2223 FMCopling

16 99601-3896

Futuragro

41 3291-1300

Gascom

16 2105-3622

www.fmcopling.com.br

Máquinas e veículos Carverex

19 3446-8080

Dafo Brasil

31 3241-2817

0800 704 4511 Guarany

www.guaranyind.com.br

19 3434-0826 19 99741-1479 Equilíbrio

www.equilibrioepa.com.br

0800 704 4511 Guarany

www.guaranyind.com.br

Seive

31 3317-6393

Sysmak

17 3011-7414

Testato

31 3241-2817

Proteção contra incêndio Monitoramento Carverex

19 3446-8080

Dafo Brasil

31 3241-2817

Herbicat

17 3524-9797

Husqvarna

0800 773-2377

Jacto

0800 772 2100

Matabi

11 5524-1663

Mepel

54 3337-3700

Oregon®

www.oregonproducts.com

Pulsfog

11 4054-0313

SuperAgri

14 3653-4433

Verion

11 2093-4956

Pulverizador

Peças e acessórios Apoiotec

14 3262-2480

Comam

31 3275-2118 16 3324-2223

FMCopling 19 2533-2879

0800 041 1630

16 99601-3896

www.fmcopling.com.br

19 3402-5307 0800 704 4511

Equilíbrio

www.equilibrioflorestal.com.br

Geoambiente

12 3878-6400

Seive

31 3317-6393

Sintecsys

11 3109-1815

Working on Fire

19 3246-1534

Pulverizador Bozza

11 2179-9966

Feldermann Forest

48 98419-2428

114

Guarany

www.guaranyind.com.br

Herbicat

17 3524-9797

Matabi

11 5524-1663

Oregon®

0800 041 1630

www.oregonproducts.com

Teejet

11 4612-0049


Opiniões Pulverizador

Tanque de polietileno Apoiotec

14 3262-2480

LDA Tanques

19 3838-9595

Pulverizador costal Apoiotec

14 3262-2480

Brudden

14 3405-5000

Futuragro

41 3291-1300

Goldensat

0800 580 3030

OnixSat

43 3374-3822

Panorama

12 3204-4686

Tracker

11 3506-5700

Rebaixador com triturador Watanabe

42 3232-4466

Rebaixador de toco 55 3376-9340

0800 704 4511

PENZSAUR

www.penzsaur.com.br

Guarany

www.guaranyind.com.br

Herbicat

17 3524-9797

Husqvarna

0800 773 2377

Jacto

0800 772 2100

Oregon®

0800 041 1630

www.oregonproducts.com

19 3517-9400 Vermeer

www.vermeerbrasil.com

Rebobinadeira Hergen

47 3531-4400

Index

11 3259-0460

Pulverizador estacionário

Voith Paper

11 3944-4000

Futuragro

41 3291-1300

Herbicat

17 3524-9797

Rebolo

SuperAgri

14 3653-4433

Mini

Afiação

Pulverizador mecanizado

14 3241-3701

Apoiotec

14 3262-2480

14 98806-7000

Herbicat

17 3524-9797

Husqvarna

0800 773 2377

Makita

0800 018 2680

Stihl

51 3579-9999

Grupo Ferrante

14 98819-1000

www.engeforest.com.br

Redutor e motorredutor A.T.I. Brasil

41 3302-3400

Acoplast

31 2566-5900

11 2101-4080

Dana Brevini

19 3446-8600

17 3279-1200

Geremia Redutores

54 2105-3211

Lion Equipamentos

41 3028-3810

Magnus Hidráulica

11 2422-7944

Radiocomunicação Avanzi

Engeforest

Rastreamento de frotas Autotrac

61 3307-7000

Mult Engrenagens

16 3942-8561

BySat

31 3057-4401

PTI

11 5613-1000

Geoambiente

12 3878-6400

Rexnord

51 3579-8080

115


Q Capa

Guia de Compras Refratário Reframax

31 3029-8002

Resíduo

JDF Centrifugas

19 2108-5013

Lion Equipamentos

41 3028-3810

Nachi

11 3284-9844

Rolamento

Transporte Ambipar

11 3429-5000

Grupo Salmeron

15 3232-2425

Recuperação Intacta

11 3085-8003

Rolo e cilindro

Resíduo

Tratamento Ambipar

11 3429-5000

CentroProjekt

11 3556-1104

Silcon

11 2128-5777

Revestimento

Cofaco

19 3026-8888

Hamer

19 3862-6868

Hergen

47 3531-4400

Lion Equipamentos

41 3028-3810

RLX

16 3101-1414

Sulcromo

51 2112-2600 41 3317-1414

Chesterton

11 3382-4900

Confab

12 3644-9104

49 3227-1414 Timber

51 3491-8191

42 98865-5047

Voith Paper

11 3944-4000

Hennings

47 3036-5555

Rotator

Reframax

31 3029-8002

RLX

16 3101-1414

Rust Engenharia

11 3140-1500

Voith Paper

11 3944-4000

42 3227-4611 FERRO E AÇO

FEX, Ferro e Aço www.fex.net.br

Roçadeira Branco

41 3211-4040

Brudden

14 3405-5000

Carpa do Brasil

41 3562-8383

Husqvarna

0800 773 2377

Macedo

42 3239-1441

Makita

0800 018 2680

Stihl

51 3579-9999

SuperAgri

14 3653-4433

Roçadeira florestal J de Souza

49 3226-0511

www.grupotimber.com.br

14 3241-3701 14 98806-7000 Engeforest

14 98819-1000

H Fort

47 3333-1495

J de Souza

49 3226-0511

Lion Equipamentos

41 3028-3810

Lufer

41 2111-3536

www.engeforest.com.br

55 3376-9340 PENZSAUR

www.penzsaur.com.br

Potenza

49 3226-0677

Rotobec

41 3287-2835

Sabre 14 3241-3701

Rolamento A.T.I. Brasil

41 3302-3400

Abrascort

41 2169-9999

116

14 98806-7000 Engeforest

www.engeforest.com.br

14 98819-1000


Opiniões 14 3841-3454

14 3841-3454 Engtec Forest

14 99166-0920

49 3226-0511

Lion Equipamentos

41 3028-3810

41 3028-3810

Rotary-Ax

41 3557-5284

Engtec Forest

14 99166-0920

J de Souza Lion Equipamentos

www.engtecforest.com.br

www.engtecforest.com.br

Oregon®

0800 041 1630

www.oregonproducts.com

Sabre - garra traçadora

Secagem

de Madeiras Benecke

47 3382-2222

Contraco

47 3562-0016

51 3091-9922

14 3241-3701

51 99262-4882

14 98806-7000 Engeforest

www.engeforest.com.br

14 98819-1000

14 99166-0920

www.engtecforest.com.br

Sabre para harvester 14 3241-3701 14 98806-7000 Engeforest

51 99425-1629

www.drytech.ind.br

14 3841-3454 Engtec Forest

Drytech

14 98819-1000

www.engeforest.com.br

14 3841-3454 Engtec Forest

14 99166-0920

Lion Equipamentos

41 3028-3810

Mill Serras

49 3221-6200

Omeco

41 3316-7100

TMSA

51 2131-3333

Secagem

de Resíduos Biomax

51 3592-4922

Fortex

54 3242-2640

RCA

54 3522-1202

TMSA

51 2131-3333

Secagem Sistemas Andritz

www.engtecforest.com.br

41 2103-7601 51 3091-9922

Oregon®

www.oregonproducts.com

Rotary-Ax

41 3557-5284

Sabre - ponteira 14 98806-7000 www.engeforest.com.br

Drytech

14 98819-1000

51 99425-1629

www.drytech.ind.br

Kadant 14 3241-3701

Engeforest

51 99262-4882

0800 041 1630

19 3849-8700

www.kadant.com

Segurança perimetral Sintecsys

11 3109-1815

117


Q Capa

Guia de Compras Seguro florestal Corretora Estação

Serraria 19 4102-4402 11 4780-4391 14 99761-0165

Futuro Florestal

Máquinas Águia

41 3248-4000

B. Krick

41 3332-0177

Vantec

49 3441-5200

Serraria

www.futuroflorestal.com.br

Portátil

Selo mecânico John Crane

11 3371-2500

Vedacert

16 3947-4732

Separador Hamer

19 3862-6868

Hergen

47 3531-4400

Voith Paper

11 3944-4000

Ecoserra

61 3468-4318

Macedo

42 3239-1441

Maquinafort

47 3562-2369

SerraTora

16 2138-2800

Serrote e podão Carpa do Brasil

41 3562-8383

Saturno

11 2634-2000

Serviço florestal

Separador

de Resíduos Mill Serras

49 3221-6200

Nicoletti

15 3273-2818

Serra

63 3215-3194 11 99615-2942 Daplan

Brasmetal

11 4070-9500

Clux

49 3241-1900

DRV

41 3278-8141

Fepam

51 3592-9952

Fezer

49 3561-2222

Franzoi

54 3026-4433

Frezite

47 3635-2065

Indumec

41 3347-2412

ES Reflorestamento

34 3832-7927

Irmãos Dallabona

47 3382-1188

Florestadora Nativa

51 3652-1020

Leitz

51 3635-1755

Grupo Fértille

67 3026-4031

Metalcava

47 3523-9999

Metalúrgica Turbina

47 3332-2221

Mill Serras

49 3221-6200

Omeco

41 3316-7100

Orion

41 3272-1154

Reval

54 2101-7878

Saturno

11 2634-2000

Kolecti

48 99692-0232

Siromat

41 3382-1345

KTM Engenharia

31 3311-1772

Starrett

11 2118-8001

Multifloresta

14 3731-2556

118

www.daplan.com.br

19 2533-2879 19 3402-5307 Equilíbrio

www.equilibrioflorestal.com.br

19 3324-3019 Innovatech Gestão

www.innovatechgestao.com.br


Opiniões Skidder 51 99505-1946

Caterpillar

11 2109-2000

NC Forest Business

www.ncforestbusiness.com

0800 891 4031 John Deere Florestal 63 3215-3194 11 99615-2942

Teca Florestal

www.daplan.com.br

Vale do Tibagi

42 3271-7700

WM Manutenções

14 3848-2241

Silo Biocal Burntech

47 3534-5400

Delta Ducon

11 3218-6666

Demuth

51 3562-8484

Engecass

47 3520-2500

Exaustec

51 3451-5269

Mill Serras

49 3221-6200

Planalto

49 3541-7400

Powder

11 3218-6666

Minusa Forest

49 3226-1000

Pesa

41 2103-2211

Potenza

49 3226-0677

Roman do Brasil

41 99262-7493

F L O R E S TA L

0800 940 1920

Sotreq

31 97320-0237

Tracbel

0800 200 1000

https://sotreq.com.br/florestal/cut-to-length/

Skidder Mini

J de Souza

49 3226-0511 55 3376-9340

PENZSAUR

www.penzsaur.com.br

Simulador

Ponsse

www.deere.com.br/pt/florestal/

TMO 11 4795-4600

www.ponsse.com

49 3561-6000

Software

Designer, ERP, gestão e processos AEVO

27 3024-7800

Agile Solutions

11 5501-6555

BlueCielo

11 3587-1224

Creare

51 3094-9090

Dataeon

14 99741-0515

Geoambiente

12 3878-6400

Grupo Viseu

11 5071-9962

Hexagon Agriculture

48 4009-2704

www.wdspneumatica.com.br

Latin IFS

11 4133-3030

Sistema de Cobertura

Maxitree

19 3478-0528

SAP

0800 888 9988

Sigma Sensors

12 3933-3291

STC Simulador

12 99745-6544

Sistema de Cobertura Caminhões

51 3038-8700 WDS Pneumática

51 98912-3376

Lona e manta Okubo

16 3514-9966

Simova

12 3904-4343

SL Equipamentos

16 3946-3080

Smart Matrix

41 3337-1033

119


Q Capa

Guia de Compras Solinftec

18 3622-2270

Totvs

0800 709 8100

Treevia

12 3921-2319

Veltec

3003-1199

Verion

11 2093-4956

Software

Gestão florestal 14 Pix

38 3212-2545

AGRO TI

16 3603-2720

ANI Sistemas

37 3524-1774

41 3018-0088 Brisa Consulting

www.brisaconsulting.com.br

Dataeon

14 99741-0515

Geoambiente

12 3878-6400

Iptim

11 3280-8728

Maxitree

19 3478-0528 21 99857-5777 21 99341-7688

41 3018-0088

Novaterra

www.novaterrageo.com.br

Brisa Consulting

www.brisaconsulting.com.br

Optimber

41 3092-6157

Cientec

31 3892-5008

Smart Matrix

41 3337-1033

Dataeon

14 99741-0515

Treemap

47 99187-1887

Enalta

16 3411-6060

Treevia

12 3921-2319

Geoambiente

12 3878-6400

Inflor

27 2122-0888

Soprador de fuligem

Iptim

11 3280-8728

Clyde Bergemann

19 3811-8080

Maxitree

19 3478-0528

Herom

16 2105-7200

OPT GIS

12 3302-4443

Smart Matrix

41 3337-1033

Subsolador florestal

Treevia

12 3921-2319

Feldermann Forest

48 98419-2428

Trimble Forest

12 4009-2609

J de Souza

49 3226-0511

Substrato

Software

Otimização florestal

41 3018-0088 Brisa Consulting

www.brisaconsulting.com.br

CollectiveCrunch

Remsoft

27 99810-1530

12 3600-8094

Agrolink

19 3802-2205

Amafibra

19 3802-2140

Carolina Soil

51 3711-7740

MecPlant

42 3271-4600

Vida Verde

19 3022-5500

Supressor de poeira BMA Ambiental

31 3649-1450

Maxitree

19 3478-0528

Tambor rotativo

www.remsoft.com

General Chains

Software

Planejamento florestal

Tanque

14 Pix

Águia Inox

120

38 3212-2545

19 3417-2800

54 3464-0191


Opiniões Fimaco

47 3525-1000

Impacto Implementos

14 3623-9444

LDA Tanques

19 3838-9595

Sage Oil Vac Brasil

11 2631-6343

SL Equipamentos

16 3946-3080

Unifibra

16 3663-8002

Tela

Transportador

de Caneca, Correia e Corrente Aeroar

49 3226-0322

Cerumaq

47 3522-2971

Dujua

47 3534-5000

Indumec

41 3347-2412

Metalúrgica Turbina

47 3332-2221

Taim

41 3698-4848

Elof Hansson

11 3101-5257

TMSA

51 2131-3333

Intertelas

19 3421-8975

Zanella

41 2111-2300

Okubo

16 3514-9966

Permetal

11 2823-9200

RPM Telas

19 3413-2627

Pneumático

Solpack

19 3493-9900

Aeroar

49 3226-0322

Voith Paper

11 3944-4000

Astral Ambiental

41 3346-2200

Bernauer

11 2666-3909

Delta Ducon

11 3218-6666

Powder

11 3218-6666

Torno Benecke

47 3382-2222

Torre de resfriamento Alfaterm

11 4156-8930

CQI

16 3324-2874

Delta Ducon

11 3218-6666

Powder

11 3218-6666

Tecniplas

11 4528-0090

Transportador

Transportador de Toras E.M.G.

41 3641-7200

Fezer

49 3561-2222

Indumec

41 3347-2412

Irmãos Dallabona

47 3382-1188

Transporte florestal Transformador Adelco

11 4199-7500

Romagnole

44 3233-8500

Soltran

11 2813-6222

Transportador

Potencial

15 3271-0556

Transvalco

16 3954-8400

Tratamento

Água e Efluentes Acetecno

47 3330-5511

Acquasys

11 3628-1982

Demuth

51 3562-8484

BMA Ambiental

31 3649-1450

Metalcava

47 3523-9999

CentroProjekt

11 3556-1104

TMSA

51 2131-3333

EP Engenharia

11 2463-7700

Transportador

11 2595-1300

Componentes General Chains

19 3417-2800

Imepel

48 3433-4211

TMSA

51 2131-3333

11 94174-6004 Filtrando

www.filtrando.com.br

Fluid Brasil

11 3378-7500

121


Q Capa

Guia de Compras Grundfos

11 4393-5533

Penstock

12 3845-3360

Perenne

11 3022-6989

Powder

11 3218-6666

ProMinent

11 4176-0722

Tecnosan

47 3327-2108

SGS Brasil

11 3883-8800

Yete

11 3297-4100

Sigma Sensors

12 3933-3291

Suez Brasil

11 2166-3600

Tecnosan

47 3327-2108

Água - Produtos

Tera

11 3963-6500

Compass Minerals

11 3016-9600

Unifibra

16 3663-8002

DND Química

16 3943-5283

Vibropac

11 2108-5600

Voith Paper

11 3944-4000

Wasserlink

11 5581-0076

Tratamento

Tratamento

11 2595-1300 11 94174-6004 Filtrando

Água e Efluentes - Produtos

www.filtrando.com.br

Acquaquímica

51 3205-2233

Buckman

19 3864-5000

Tratamento

Degani-Vaduz

11 2085-7777

Dryller

31 3286-8004 11 2595-1300 11 94174-6004

Filtrando

Jimo

51 3470-6755

Montana Química

11 3201-0200

MSM Química

41 3347-8282

Texas Mourões

35 3232 7050

Trator Caterpillar

www.filtrando.com.br

Kemira

11 2189-4900

KSB

11 4596-8500

Kurita

19 3827-8388

Samaritá

19 3827-9100

Suez Brasil

11 2166-3600

Veolia

11 3888-8800

Tratamento

Água - equipamentos Delta Ducon

Madeiras

11 3218-6666

11 2109-2000

0800 891 4031 John Deere Florestal

www.deere.com.br/pt/florestal/

Pesa

41 2103-2211

Tracan

16 3456-5400

Valtra

11 4795-2000

Trator

Esteiras 11 2595-1300

BMC - Hyundai

11 99687-8218

11 94174-6004

Minusa Forest

49 3226-1000

Roman do Brasil

41 99262-7493

Filtrando

www.filtrando.com.br F L O R E S TA L

Kadant

www.kadant.com

122

19 3849-8700

Sotreq

https://sotreq.com.br/florestal/cut-to-length/

0800 940 1920 31 97320-0237


Opiniões Trator

Peça e serviço Lopes Tratores

16 3628-6622

Tracan

16 3456-5400

Treinamento

Operadores florestais Cenfor

42 3421-3093

Eba Consultoria

14 3269-7211

Lion Equipamentos

41 3028-3810

STC Simulador

12 99745-6544

Treemap

47 99187-1887

WM Manutenções

14 3848-2241

Treinamento

Cursos florestais 2Tree Consultoria

42 3272-3275

Fundag

19 3739-8035

19 3422-4634

Hansa Flex

47 3321-6300

Intersteel

11 2067-3536

Metacron

11 5687-1555

Milano

19 2102-2500

Senior

11 4136-4514

SR Tubos

16 3946-4770

SSAB

11 3303-0800

Suprir

16 2102-6500

Tecniplas

11 4528-0090

Termomecânica

11 4366-9777

Tubos Ipiranga

11 4391-6000

Tubos Verola

16 3456-0404

Turbina Engecass

47 3520-2500

Texas

82 2121-2000

Turbocompressor Cummins

0800 286 6467

Volvo

41 3317-8111

Turbogerador Texas

82 2121-2000

Geplant

www.geplant.com.br

Malinovski

41 3049-7888

Umidade

Instrumentos Digisystem

Trocador de calor Ártica

19 3878-4800

Biocal Burntech

47 3534-5400

Brunnschweiler

14 3408-6500

CBC

11 4431-3900

Delta Ducon

11 3218-6666

ICP Latin América

11 4496-4320

Unidade hidráulica

JDF Centrifugas

19 2108-5013

J de Souza

Powder

11 3218-6666

Tetralon

11 4081-7000

Tubal

11 4606-8800

41 3345-6169

41 3332-9393 Marrari

www.marrari.com.br

49 3226-0511

Usinagem

e Retífica de precisão Açokorte

11 4013-8080

B. Krick

41 3332-0177

11 3478-8883

Looking

19 3935-8840

Comam

31 3275-2118

Usina da Peça

16 3384-2121

Confab

12 3644-9104

Vemag

16 3511-1000

Fluxo Control

11 2436-3888

ZBN

18 2102-9000

Tubo e conexão Atlas Copco

123


Q Capa

Guia de Compras Válvulas AFC do Brasil

11 2152-7100

Apoiotec

14 3262-2480

Danfoss

11 2135-5400

Elof Hansson

11 3101-5257

Fluxo Control

11 2436-3888

Gradial

11 4474-1539

Hansa Flex

47 3321-6300

Herbicat

17 3524-9797

Herom

16 2105-7200

Hyva

54 3209-3400

Imapa

41 3382-3435

IMI Interativa

15 3235-9500

ITT Brasil

11 4602-9200

KSB

11 4596-8500

Magnus Hidráulica

11 2422-7944

Milano

19 2102-2500

MTK

51 3459-6868

Nicsa

11 5525-4122

Parker

12 4009-3500

RTS Válvulas

11 2423-7322

SGS Brasil

11 3883-8800

SMV

19 2105-1266

Suprir

16 2102-6500

TMSA

51 2131-3333

Vallair

11 2696-3411

Valmec

11 3186-5700

Valvugás

11 3604-8833

Verion

11 2093-4956

W.Burger

11 5525-4355

WM Válvulas

11 2116-3335

Zanardo

18 3117-1195

Chesterton

11 3382-4900

Hennings

47 3036-5555

Hidramave

47 3026-1929

Hidrara

16 3508-1300

Parker

12 4009-3500

Parkits

19 3421-8485

Real

19 3444-6737

Sotequi

11 3831-9858

Ventilação e exaustão Aeroar

49 3226-0322

AFC do Brasil

11 2152-7100

Alfaterm

11 4156-8930

Astral Ambiental

41 3346-2200

Bernauer

11 2666-3909

Brunnschweiler

14 3408-6500

Contraco

47 3562-0016

Delta Ducon

11 3218-6666

Exaustec

51 3451-5269

Imapa

41 3382-3435

MTK

51 3459-6868

Powder

11 3218-6666

Roster

54 3332-1313

Ventec

19 3801-8800

Viveiro

Laboratório de micropropagação 14 3267-2204 Angico's

www.mudasangicos.com.br

Vaso de pressão Andritz

41 2103-7601

Brunnschweiler

14 3408-6500

CBC

11 4431-3900

JRE Inspeções e Ensaios

19 3454-1292

SGS Brasil

11 3883-8800

Vedação A.T.I. Brasil

41 3302-3400

CBV

11 4418-8080

124

Revista Opiniões www.RevistaOpinioes.com.br 16 3965-4600 16 99777-7799


Opiniões EXPEDIENTE: Editora WDS Ltda e Editora VRDS Brasil Ltda: Rua Jerônimo Panazollo, 350 - 14096-430, Ribeirão Preto, SP, Brasil - Pabx: +55 16 3965-4600 - e-Mail Geral: Opinioes@ RevistaOpinioes.com.br •Diretor Geral de Operações e Editor-chefe: William Domingues de Souza - 16 39654660 - WDS@RevistaOpinioes.com.br •Coordenadora Nacional de Marketing: Valdirene Ribeiro Souza - Fone: 16 3965-4606 - VRDS@RevistaOpinioes.com.br •Vendas: Lilian Restino - 16 99777-7654 - LR@RevistaOpinioes. com.br • Priscila Boniceli de Souza Rolo - Fone: 16 991329231 - pboniceli@gmail.com •Jornalista Responsável: William Domingues de Souza - MTb35088 - jornalismo@ RevistaOpinioes.com.br •Midia Social: Fernanda Silva 16 3965-4600 - FS@RevistaOpinioes.com.br •Projetos Futuros: Julia Boniceli Rolo - 2604-2006 - JuliaBR@ RevistaOpinioes.com.br • Projetos Avançados: Luisa Boniceli Rolo - 2304-2012 - LuisaBR@RevistaOpinioes. com.br •Consultoria Juridica: Jacilene Ribeiro Oliveira Pimenta - RibeiroLena@hotmail.com •Correspondente na Europa (Augsburg Alemanha): Sonia Liepold-Mai Fone: +49 821 48-7507 -sl-mai@T-online.de •Copydesk: Roseli Aparecida de Sousa - RAS@RevistaOpinioes.com. br •Edição Fotográfica: Priscila Boniceli de Souza Rolo - Fone: 16 99132-9231 - pboniceli@gmail.com •Artigos: Os artigos refletem individualmente as opiniões pessoais sob a responsabilidade de seus próprios autores •Foto da Capa: Marina Klink •Foto do Índice: Marina Klink •Fotos dos Articulistas: Acervo Pessoal dos Articulistas e de seus fotógrafos pessoais ou corporativos •Foto da Próxima edição: Suzano Papel e Celulose •Foto do Expediente: Acervo Opiniões •Expedição Revista Digital: 30.570 e-mails cadastrados •Cadastro para recebimento da Revista Digital: Cadastre-se no Site da Revista Opiniões através do serviço de Fale Conosco e receba as edições diretamente em seu computador ou celular •Portal: Estão disponíveis em nosso Site todos os artigos, de todos os articulistas, de todas as edições, de todas as divisões das publicações da Editora WDS, desde os seus respectivos lançamentos, com livre possibilidade para download •Auditoria de Veiculação e de Sistemas de controle: Liberada aos anunciantes a qualquer hora ou dia, sem prévio aviso • Home-Page: www.RevistaOpinioes.com.br

Dois recados:

ISSN - International Standard Serial Number: 2177-6504 Conselho Editorial da Revista Opiniões: Divisão Florestal: • Amantino Ramos de Freitas • Antonio Paulo Mendes Galvão • Augusto Praxedes Neto • Caio Eduardo Zanardo • Celso Edmundo Bochetti Foelkel • Eduardo Mello • Edimar de Melo Cardoso • Fernando Campos Passos • João Fernando Borges • Joésio Deoclécio Pierin Siqueira • Jorge Roberto Malinovski • José Ricardo Paraiso Ferraz • Luiz Ernesto George Barrichelo • Maria José Brito Zakia • Mario Sant'Anna Junior • Mauro Quirino • Mauro Valdir Schumacher • Moacyr Fantini • Moacir José Sales Medrado • Nairam Félix de Barros • Nelson Barboza Leite • Roosevelt de Paula Almado • Sebastião Renato Valverde • Walter de Paula Lima Divisão Sucroenergética: • Carlos Eduardo Cavalcanti • Eduardo Pereira de Carvalho • Evaristo Eduardo de Miranda • Ismael Perina Junior • Jaime Finguerut • Jairo Menesis Balbo • José Geraldo Eugênio de França • Julio Maria M. Borges • Luiz Carlos Corrêa Carvalho, Caio • Manoel Vicente Fernandes Bertone • Marcos Guimarães Andrade Landell • Marcos Silveira Bernardes • Martinho Seiiti Ono • Nilson Zaramella Boeta • Paulo Adalberto Zanetti • Pedro Robério de Melo Nogueira • Plinio Mário Nastari • Raffaella Rossetto • Tadeu Luiz Colucci de Andrade

Para a empresa de base florestal: Ano que vem, divulgue as suas ações sociais e ambientais no Anuário de Sustentabilidade da Revista Opiniões. Só fique de fora se sua empresa não fez nada nestas áreas. Para o fornecedor do sistema florestal: Ano que vem, exponha a marca e os produtos da sua empresa no Guia de Compras do Sistema Florestal da Revista Opiniões.

Lembre-se:

quem é visto é lembrado!

125


Próxima edição: A modernização do sistema florestal brasileiro

126

Foto: Acervo Suzano


Anunciar n Revista Op a iniões 16 99777-7 799


Clique e acesse edições da Bibliote São 3.243 mil artigos, sobre 149 diferentes temas, escritos com exclusividade pelas maiores autoridades dos assuntos no país. Você tem 2 formas para ler as revistas: 1. Pela edição virtual, folheando as páginas como em uma antiga revista. Nesta opção você pode fazer o download da edição inteira, para ler quando estiver off-line. 2. Por texto corrido, lendo os artigos individualmente com livre acesso aos textos e imagens. Boa leitura. Revista Opiniões 16 99777-7799 128


eca Opiniões dos primeiros 20 anos Biblioteca Sucroenergética

Biblioteca Florestal

Acesso ao Site

129


publicações

Opiniões


Issuu converts static files into: digital portfolios, online yearbooks, online catalogs, digital photo albums and more. Sign up and create your flipbook.