Issuu on Google+

VIVER REVISTA DE ATUALIDADE MUNICIPAL publicação trimestral abr. / mai. / jun. 2014 N.º 17 infomail - distribuição gratuita

CÂMARA DE LOBOS


Viver Câmara de Lobos Agenda de eventos do trimestre 4 Agenda 21 Local 6 Europa 10 Eventos 14 Cultura 18

Tema de capa

I Seminário de Educação 21 Opinião - Rodrigo Queiroz e Melo 24 Dados sobre a educação em Câmara de Lobos 26 Universidade Sénior 28 11 anos de CAO em Câmara de Lobos 29 Câmara promove apoio escolar e atividades didáticas 30

Gestão Autárquica

Execução Orçamental 31

Aconteceu

Janeiro / Fevereiro / Março 34

Ligue-se ao seu concelho www.cm-camaradelobos.pt

/municipiocamaradelobos

@CmCLobos

/municipio_camaradelobos

Marcação de audiências

Presidente da Câmara - sexta-feira de manhã Vereadores - terça-feira de manhã Presidente da Assembleia Municipal - quarta-feira de manhã

2

Nos restantes dias da semana, todos os munícipes serão atendidos de acordo com a disponibilidade do executivo. Telefone: 291 911 080 • E-mail: geral@cm-camaradelobos.pt


mensagem do presidente | editorial

“Neste novo ciclo de gestão autárquica, o qual denomino “ciclo das pessoas”, o nosso compromisso é abrir a governação municipal aos câmara-lobenses, porque queremos implicar as pessoas nos processos de decisão. Ouvir, esclarecer e, sobretudo, refletir.”

Pedro Coelho

Presidente da Câmara Municipal de Câmara de Lobos

VIVER CÂMARA DE LOBOS! Decorreram cerca de 6 meses desde o início do mandato. Como Presidente de Câmara, tenho representado a nossa terra com humildade. É com força e determinação que irei, com a ajuda de todos vós, alicerçar o trabalho que temos pela frente ao serviço de Câmara de Lobos. Neste novo ciclo de gestão autárquica, o qual denomino “ciclo das pessoas”, o nosso compromisso é abrir a governação municipal aos câmara-lobenses, porque queremos implicar as pessoas

nos processos de decisão. Ouvir, esclarecer e, sobretudo, refletir. Iniciámos a Agenda 21 Local (A21L), processo participativo de diálogo, informação, planeamento e ação partilhado com os cidadãos e organizações locais, tendo como objetivo último melhorar a qualidade de vida da sociedade como um todo. Acredito, piamente, que é pela mobilização coletiva que enfrentaremos a atual crise e minimizaremos o seu efeito na vida dos cidadãos. A agenda dos grandes investimentos está ultrapassada pela escassez de recursos financeiros. Hoje, o paradigma é outro. Estamos a construir um novo modelo de desenvolvimento local, onde, por exemplo, as parcerias com as juntas de freguesia têm viabilizado a concretização de ações e obras de proximidade. Num curto intervalo de tempo é possível ver o trabalho realizado. No plano social, porque queremos um desenvolvimento mais solidário e valorizador da dignidade humana, é visível o nosso empenho. Apoiamos 27 famílias, investindo cerca de 267 mil euros para garantir condições condignas de habitabilidade e, por outro lado, com-

parativamente a 2013, aumentamos em 12,5% os apoios às instituições que trabalham na promoção de um concelho mais positivo. Fazendo jus à capa desta edição da revista municipal, a política educativa é uma prioridade governativa deste mandato, por isso propusemo-nos realizar um encontro anual para debater esta temática, no qual pretende-se envolver toda a comunidade educativa concelhia, em particular, pois acreditamos que os agentes educativos produzem efeitos no desempenho e desenvolvimento dos discentes, pelo que se pretende proporcionar uma reflexão conjunta para promover a concretização de projetos que efetivem a melhoria dos resultados escolares das nossas crianças e jovens. O sabor da vitória não esteve, para mim, no resultado eleitoral de 29 de setembro passado. O sabor da vitória está em vencer cada etapa na construção de um futuro promissor para esta Terra. Este é o meu desígnio!

3


viver câmara de lobos | agenda de eventos do trimestre

abril

4 a 11 | 21h00 4CasaLitroda Cultura, Câmara de Lobos Banda Orquestral Os Infantes 5 | 21h00 Concerto: Centro Cultural, Estreito de Câmara de Lobos Prémio das Cerejeiras em Flor 6 Grande Largo da Pereira, Jardim da Serra Coro de Câmara de Câmara de Lobos e 12 | 21h00 Concerto: Coro Polifónico de Aveiro Casa da Cultura, Câmara de Lobos

da Cooperativa 13 | 08h00 - 17h00 Feira Cooperativa da Liberdade, Jardim da Serra Orquestra de Bandolins da Casa da Cultura de Câmara de Lobos 19 | 20h00 Concerto: Centro Cultural, Estreito de Câmara de Lobos de Artes do Palco 25, 26 e 27 Mostra Espaços Culturais do Concelho Dançalma 27 | 19h00 Espetáculo: Casa da Cultura, Câmara de Lobos

maio Seminário de Educação 2 IMuseu de Imprensa da Madeira, Câmara de Lobos “Joeiras no Ilheú” 3 | 10h00 Concurso: Jardim do Ilhéu, Câmara de Lobos da Exposição CRIAtiv’ARTE 6 | 11h00 Abertura Centro Cultural, Estreito de Câmara de Lobos do Dia da Europa 9 | 10h00 Comemoração Praça da Autonomia, Câmara de Lobos Concerto: Ensemble de Acordeões (DSEAM) 10 | 11h00 Salão Paroquial, Quinta Grande “Vamos à Dança” 10 | 20h00 Espetáculo: Casa da Cultura, Câmara de Lobos da Cooperativa 11 | 08h00 - 17h00 Feira Cooperativa da Liberdade, Jardim da Serra

4


agenda de eventos do trimestre | viver câmara de lobos

14 | 10h30 18 15 || 17h00 11h00 18 | 19h00 23 | 19h00 25 | 10h00 29 | 19h00 31 | 18h30

Conferência: “Tráfico de Mulheres - Romper Silêncios” Casa da Cultura, Câmara de Lobos

Concerto: Orquestra de Cordas DSEAM Exposição Fotografia Centro Cívico, de Curral das Freiras“Tipografia Comercial” de Nuno Andrade Museu de Imprensa da Madeira, Câmara de Lobos Concerto: Banda Municipal de Câmara de Lobos Casa da Cultura, Câmara de Lobos

Espetáculo: Dança Conservatório - Escola das Artes Casa da Cultura, Câmara de Lobos

Concerto: Orquestra de Bandolins da Casa da Cultura Centro Cultural, Estreito de Câmara de Lobos

Concerto: Ensemble de Percussão Conservatório - Escola das Artes Casa da Cultura, Câmara de Lobos

Festa de Encerramento do Projeto “Um Dia Pela Vida” Câmara de Lobos

Junho de Carros de Pau “Rampa de Câmara de Lobos” 1 | 10h00 Corrida Câmara de Lobos Fotografia de Varela Pècurto 6 | 11h00 Exposição: Centro Cultural, Estreito de Câmara de Lobos da Cereja 14 e 15 Festa Jardim da Serra de Balões de São João 21 | 19h00 Largada Praia do Vigário, Câmara de Lobos Populares de Santo António 21 | 21h00 Marchas Estreito de Câmara de Lobos Orquestra de Bandolins DESAM 22 | 11h00 Concerto: Igreja velha, Jardim da Serra Orquestrazinha de Cordas 24 | 19h00 Concerto: Casa da Cultura, Câmara de Lobos de Verão 28, 29 e 30 Festas Baixa de Câmara de Lobos

5


viver câmara de lobos | agenda 21 local

Agenda 21 Local

Realizar o futuro de Câmara de Lobos

1 Vi são

Câmara de Lobos é o primeiro município da Madeira a implementar a Agenda 21 Local. O projeto já foi iniciado no dia 20 de março, na Biblioteca Visão Municipal de Câmara de Lobos, e Para onde queremos ir? reuniu o executivo municipal e o Grupo 21, que envolve pessoas ligadas a movimentos sociais, ao setor produtivo e instituições do concelho, numa sessão de trabalho, moderada pelo Prof. Dr. João Farinha, da Universidade Nova de Lisboa, para traçar os princípios Plano de ação orientadores da impleComo chegar lá? mentação do projeto no município. Tendo como mote Agenda 21 Local – Realizar o Futuni ro, este projeto âncora moto riz bilizará a sociedade civil para ar Avaliação identificar as potencialidades do Estamos no caminho certo? concelho e definirá as bases das políticas municipais futuras. Segundo o Presidente da Câmara, Pedro Coelho, “a Agenda 21 demonstra que, contraM

o

6

riamente à opinião de alguns círculos concelhios e regionais, o concelho detém massa crítica e capacidade endógena para gerar a transformação do seu tecido social, económico e Diagnóstico cultural, com vista a uma maior Onde estamos? sustentabilidade do município.” A estratégia de implementação da Agenda 21 em Câmara de Lobos visa alinhar o desenvolvimento do concelho com os 10 Compromissos de Aalborg, que o município subscreveu, tendo, no Revisão entanto, numa primeira O que temos de fase, como tema de foco mudar? a reflexão sobre o potencial turístico do concelho, onde será feito o diagnóstico ar rt do setor para estabelecer um o p Re plano de ação realista e concretizável a médio prazo, para reforçar a atratividade turística do concelho. Numa segunda fase, o debate será alargado a novos grupos de trabalho


O Município de Câmara de Lobos é o único concelho da Madeira que subscreveu a Carta de Aalborg, designada por Carta de Sustentabilidade das Cidades Europeias, que visa ajudar as autarquias a dinamizarem comunidades locais inclusivas, prósperas, criativas e sustentáveis que proporcionem uma boa qualidade de vida a todos os cidadãos. para implementar os planos setoriais da cultura, da rede social municipal, do conselho municipal de juventude, o plano diretor municipal, entre outras ações estratégicas. Este projeto irá contemplar várias ações de informação, fóruns de debate e encontros para promover a participação ativa dos cidadãos, através de diagnósticos participativos, para definir as linhas orientadoras da vocação coletiva desta comunidade humana e da afirmação do concelho no contexto da competitividade interterritorial, bem como elaborar os planos municipais que irão estruturar as políticas futuras de desenvolvimento económico e social de Câmara de Lobos. Tratando-se de um projeto ambicioso para o concelho, o presidente da Câmara, Pedro Coelho, apela à adesão de todos os munícipes e instituições à Agenda 21 Local de Câmara de Lobos, pois “a construção de um plano de ação local direcionado para o desenvolvimento sustentável requer uma grande compreensão da realidade local e de um grande envolvimento da Autarquia. Por isso, a Agenda 21 é, em primeiro lugar, um processo de parceria entre governo municipal e a sociedade câmara-lobense. Não existe Agenda 21 Local da comunidade sem a autarquia local, nem da autarquia sem a comunidade.”

O futuro constrói-se agora,

Objetivos da Agenda 21: Envolver ativamente os cidadãos e instituições na identificação dos principais problemas da comunidade e na procura de soluções; Identificar as potencialidades, os recursos e as fragilidades de Câmara de Lobos, e tomar as decisões para construir as bases de uma sociedade mais sustentável; Fortalecer a massa crítica e a capacidade endógena do concelho para produzir uma transformação profunda no tecido social, económico e cultural;

METODOLOGIA DE IMPLEMENTAÇÃO DA AGENDA 21 NO MUNICÍPIO DE CÂMARA DE LOBOS

A implementação da A21 em Câmara de Lobos terá como referencial de análise e de estruturação dos desafios, os 5 vetores considerados orientadores da vocação coletiva futura do concelho: as pessoas, o mar, a agricultura, o turismo e a economia local. No passado dia 20 de março realizou-se nas instalações da Biblioteca Municipal uma palestra e formação sobre a Agenda 21 Local , que incidiu sobre os seguintes aspetos: • Boas práticas em A21L e sustentabilidade local. • A elaboração, implementação e monitorização da A21L. • Processos de participação e envolvimento de atores. • Casos de estudo, fatores de sucesso e aspetos a precaver. • Novas tendências sobre a A21L. A A21L da nova geração, do tipo 2.0.

• Instrumentos e técnicas específicas da A21L 2.0.

PARTICIPE!

Próximo passo: elaborar o diagnóstico de sustentabilidade, através da caraterização do estado do desenvolvimento local, assente nos 5 vetores estratégicos, que oriente a definição de estratégias de ação rumo à sustentabilidade local. O objetivo do diagnóstico de sustentabilidade é conhecer e compreender a realidade local, por meio de diagnósticos participativos que reflitam a realidade de Câmara de Lobos: onde estamos e para onde queremos ir?

7


viver câmara de lobos | agenda 21 Local

Aspetos sobre Agenda 21 Local Professor Doutor João Farinha

Faculdade de Ciências e Tecnologias Universidade Nova de Lisboa

A A21L, um instrumento útil!

A Agenda 21 Local (A21L) é um instrumento para promover o desenvolvimento sustentável. Em tempos de crise é essencial atacar os desafios de forma eficiente e reunindo esforços. Em A21L a autarquia trabalha em estreita colaboração com os vários setores da sociedade para elaborarem um plano de ação, e implementá-lo, partilhando responsabilidades e tendo por grande objetivo a melhoria da qualidade de vida das pessoas (gerações atuais e futuras).

imposto por mérito próprio. Presentemente mais de 5.000 autarquias locais da Europa já aderiram a esta forma de planear e trabalhar para a sustentabilidade.

Impulsos Internacionais

8

A A21L tem as suas raízes na Conferência do Rio de Janeiro de 1992 sobre Ambiente e Desenvolvimento, sendo explicitamente referida no Capítulo 28 da Agenda 21. As autarquias locais são aqui encorajadas e desafiadas a promoverem a sua própria Agenda para a sustentabilidade. O documento referente à Agenda 21 foi assinado por quase todos os países do mundo, incluindo Portugal, e visa promover o desenvolvimento sustentável do planeta. Desde então, a A21L tem-se

Razões do sucesso da A21L

Existem basicamente duas grandes novidades, muito fortes, associadas à A21L: (i) O modo como “faz as coisas”, e (ii) A “direção que procura imprimir ao desenvolvimento local”.

O “modo como faz” diz respeito ao processo e aos métodos de trabalho que privilegia. Apesar da autarquia local ter um papel fundamental, a A21L dá bastante ênfase a um trabalho de cooperação abrangendo outros setores da administração pública, empresários e representantes do tecido produtivo, técnicos especialistas nos vários setores de conhecimento, associações socio culturais e ambientais, escolas, universidades, cidadãos líderes de opinião e cidadãos completamente vulgares e comuns. Todos são necessários para a enorme tarefa de assegurar a qualidade de vida, criar empregos, gerar valor, reforçar os laços sociais, criar comunidade e proteger e valorizar o sistema natural. A A21L procura mobilizar todas as capacidades institucionais e da sociedade civil locais. A sua filosofia é que os desafios são demasiado grandes para serem enfrentados só por uma entidade; é necessária a colaboração ativa de todos.


“... a A21L tem por objetivo fundamental aumentar a qualidade de vida da população presente mas sem hipotecar a qualidade de vida das gerações futuras.”

Objetivos da A21L

Relativamente à “direção para onde se vai”, a A21L tem por objetivo fundamental aumentar a qualidade de vida da população presente mas sem hipotecar a qualidade de vida das gerações futuras. Visa acautelar os recursos e os sistemas necessários à vida, tornar o tecido económico local mais forte e competitivo, alcançar comunidades socialmente mais justas e integradoras, proteger e valorizar o património natural e aumentar as capacidades cívicas e de governação local.

Novas atitudes!

Reconhece-se também que há limites claros para as nossas atitudes de consumo e de desperdício, o que implica uma mudança de valores e de comportamentos por parte dos cidadãos e instituições. A educação para a sustentabilidade é uma tarefa urgente.

O Local e o Global!

Na A21L reconhece-se que o âmbito local tem responsabilidades para com os sistemas globais. As comunidades locais estão integradas em amplos sistemas ecológicos, em mercados económicos de grande escala e em territórios vastos cada vez com maior integração espacial. Estes espaços e sistemas vão desde a região, ao do país e mesmo ao planeta. O âmbito local não só influencia o global mas está também exposto às influências provenientes do exterior.

A21L, muito mais que só ambiente!

Por vezes a A21L é confundida com um plano de caráter ambiental. É porém uma ideia demasiado parcial e portanto errada. A A21L tem uma dimensão de integração dos diversos sistemas e visa aumentar a qualidade de vida da população e conseguir comunidades locais não só ambientalmente sustentáveis mas também sustentáveis nos outros aspetos. Isto revela a necessidade da correta integração dos aspetos económicos, sociais, ambientais e de boa governação.

9


viver câmara de lobos | europa

9 de maio

Dia da Europa Centro de Informação Europe Direct Madeira

10

No dia 09 de maio celebra-se o “Dia da Europa”, uma data que assinala o aniversário da histórica “Declaração Schuman”, apresentada em 1950 pelo então ministro francês dos Negócios Estrangeiros, Robert Schuman, que propunha a criação de uma Europa assente na partilha de recursos e na solidariedade entre os povos, requisitos indispensáveis para a promoção da paz nos países europeus. Por se considerar que esse dia foi o marco inicial do projeto europeu e o começo do que é hoje a União Europeia, os Chefes de Estado e de Governo decidiram na Cimeira de Milão de 1985, consagrar o dia 9 de maio como “Dia da Europa”. Atualmente, esta data é tida como uma referência para a identidade europeia e constitui-se como uma grande oportunidade para desenvolver atividades e festividades destinadas a aproximar as instituições europeias do público e os povos europeus entre si. O Centro Europe Direct Madeira, reconhecendo a importância desta efeméride, promove este ano um conjunto de iniciativas concentradas no concelho de Câmara de Lobos e que contam com o apoio da Câmara Municipal. Afinal,

embora tenhamos como público-alvo todos os cidadãos da RAM, o nosso gabinete de atendimento encontra-se neste concelho, mais precisamente no edifício da Casa da Cultura. O Dia da Europa terá este ano um significado muito especial, na medida em que no próximo dia 25 de maio ocorrem as eleições europeias. Cerca de dez milhões de cidadãos recenseados em Portugal serão convidados a votar para eleger 21 eurodeputados portugueses ao Parlamento Europeu até 2019. No segundo maior exercício democrático do mundo, 400 milhões de pessoas vão poder eleger um novo Parlamento Europeu. Enquanto cidadãos europeus, torna-se fundamental conhecer os nossos direitos de modo a poder exercê-los em plenitude no nosso dia a dia. E um desses direitos fundamentais refere-se precisamente à possibilidade de eleger e ser eleito. Como tal, esta é uma oportunidade que os cidadãos têm à sua disposição para manifestar a sua opinião em relação ao rumo da União Europeia nos próximos cinco anos. O caminho não é fácil, fazendo fé nos resultados recentemente publicados no Relatório Nacional do Eurobaróme-

tro 80 sobre os portugueses e a integração europeia. Segundo este estudo de opinião, levado a cabo pela Comissão Europeia no outono de 2013, 39% dos portugueses têm uma imagem negativa da UE (28% na média europeia a 28). Trata-se de uma situação particular que se tem agravado após o Programa de Ajustamento Económico e Financeiro. Neste domínio, 70% dos portugueses consideram que a UE é a principal responsável pela austeridade no continente europeu. A associação da UE ao desemprego é feita por 33% dos portugueses, percentagem idêntica aos que associam a UE à liberdade de viajar, estudar e trabalhar no espaço comunitário. Nestes dois casos, a média europeia é muito distinta: 19% no primeiro caso e 43% no segundo caso. Paralelamente a tudo isto, Portugal é ainda um dos três países da UE em que as avaliações e as perspetivas sobre a situação profissional, a situação financeira do agregado familiar e a vida em geral são mais negativas. Não obstante estes indicadores pouco animadores, os alicerces mantêm-se relativamente sólidos. O sentimento de pertença à Comunidade permanece


europa | viver câmara de lobos

elevado: 58% dos inquiridos identificam-se com a UE (valor que se assemelha à média europeia - 59% UE28), sendo de realçar que esta ligação identitária ao projeto europeu é relativamente transversal entre os diversos grupos sociais. E este dado estatístico muito simples representa também alguma esperança no futuro, apesar das dificuldades que o projeto europeu enfrenta na atualidade. No próximo dia 09 de maio, participe nas celebrações do Dia da Europa. O Centro Europe Direct Madeira conta consigo. Não tenhamos dúvidas a este propósito: a Europa constrói-se com os cidadãos e para os cidadãos, porque afinal a Europa somos todos nós, com as nossas convicções, hesitações, otimismos e receios. CENTRO DE INFORMAÇÃO EUROPE DIRECT MADEIRA Edifício Casa da Cultura Rua Pe. Eduardo Clemente Nunes Pereira 9300-116 Câmara de Lobos Telef. 291 635 113 // Fax. 291 944 791 Email: europedirect@aigmadeira.com Site: http://europedirect.aigmadeira.com/ Facebook: http://www.facebook.com/EuropeDirectMadeira

11


viver câmara de lobos | europa

Eleições europeias

A decisão de cada um é o futuro de todos Dr. Pedro Valente da Silva

Chefe do Gabinete de Informação do Parlamento Europeu em Portugal

12

“Então pensa que não tem poder? Pense de novo”. Este slogan da campanha de comunicação relativa às eleições europeias de 25 de maio de 2014 exprime bem as grandes mudanças que estas eleições prometem. O Tratado de Lisboa aprofundou os poderes do Parlamento Europeu (PE), a única instituição europeia dotada de legitimidade democrática direta. Exemplo disso é que, pela primeira vez, o voto popular contará para a escolha do Presidente da Comissão Europeia. Assim, os principais partidos políticos europeus apresentaram os seus candidatos ao cargo, permitindo que os cidadãos tenham uma palavra a dizer na escolha do futuro presidente do executivo comunitário. O rol de candidatos incluiu Jean-Claude Juncker pelo Partido Popular Europeu, Martin Schulz, atual Presidente do PE, pelo Partido Socialista Europeu, Guy Verhofstadt pela

Aliança dos Democratas e Liberais pela Europa, Ska Keller e José Bové pelo Partido Verde Europeu e Alexis Tsipras pelo Partido da Esquerda Europeia.

Após as eleições, o Conselho Europeu (composto pelos chefes de Estado ou de Governo dos Estados-membros da União Europeia - UE) terá de ter em conta os resultados eleitorais com vista a propor, por maioria qualificada, ao PE um candidato ao cargo de Presidente da Comissão Europeia. O candidato terá de ser eleito pela maioria dos membros que compõem o PE, ou seja, terá de recolher os votos favoráveis de pelo menos 376 dos 751 eurodeputados. A votação será secreta. Se o candidato for rejeitado, o Conselho Europeu, deliberando igualmente por maioria qualificada, terá um mês para propor um novo candidato ao PE.

O reforço dos poderes do PE operado pelo Tratado de Lisboa não se ficou, obviamente, por aqui. Com a entrada em vigor daquele tratado, o PE tornou-se co-legislador em matéria de imigração legal, de cooperação judiciária penal (Eurojust, prevenção do crime, aproximação das normas penais, infrações e sanções), de cooperação policial (Europol), bem como em determinadas matérias no domínio da política comercial e da política agrícola comum. O PE intervém, por conseguinte,


“... é importante que no próximo dia 25 de maio os cidadãos participem na eleição dos 21 eurodeputados portugueses ao PE .”

AGIR

PARA FAZER ACONTECER. www.EuROPARl.Eu #EP2014

REAGIR.

PORQUE REALMENTE IMPORTA. www.EUROPARL.EU #EP2014

TOME A

DECISÃO

QUE PODE MUDAR A SUA VIDA. www.EUROPARl.EU #EP2014

em igualdade com o Conselho da UE (Conselho de Ministros), na aprovação da quase totalidade dos dossiês legislativos. Em matéria financeira, o Tratado de Lisboa reforçou o papel do PE na adoção do Orçamento anual da UE e consagrou que o quadro financeiro plurianual só pode ser adotado pelo Conselho da UE após aprovação pelo PE. De igual modo, a celebração de acordos internacionais relativos a matérias às quais seja aplicável o processo legislativo ordinário (co-decisão) depende da aprovação do PE. Cabe assinalar que o aumento dos poderes do PE começou a fazer-se sentir quando a UE tentava ultrapassar a crise económica e os eurodeputados

redigiam legislação sobre a supervisão financeira, a liquidação de bancos e a limitação dos prémios dos banqueiros. A ação da troica nos países intervencionados foi igualmente escrutinada pelos eurodeputados e objeto de uma resolução aprovada no passado dia 13 de março. As próximas eleições europeias de 25 de maio vão, deste modo, dar aos eleitores a possibilidade de reforçar ou de alterar o rumo que a UE tem tomado na resolução da crise económica e em muitas outras áreas que afetam o quotidiano dos cidadãos. Por todas estas razões, é importante que no próximo dia 25 de maio os cidadãos participem na eleição dos 21 eurodeputados portugueses ao PE. As

eleições europeias não são de segunda ordem. Pelo contrário, a sua importância cresceu de mão dada com o reforço das competências da UE e dos poderes do PE. Ao exercer o seu poder, através do voto, 400 milhões de europeus - entre os quais mais de 9 milhões de portugueses - escolherão quem decide na UE.

13


viver câmara de lobos | eventos

Câmara de Lobos celebra

“Um Dia Pela Vida” O município de Câmara de Lobos acolhe este ano o projeto «Um Dia Pela Vida», iniciativa internacional promovida desde 1994 pela American Cancer Society, coordenada na Madeira pela Liga Portuguesa Contra o Cancro. O projeto foi iniciado a 25 de fevereiro e decorrerá até 1 de junho. Durante este período, formam-se equipas na comunidade que, mediante a inscrição no movimento, se dedicam à angariação de fundos para apoiar a Liga Portuguesa Contra o Cancro, participando igualmente em ações de educação para a saúde e para a prevenção do cancro, promovidas pela LPCC em parceria com as entidades de saúde da mesma comunidade.

Tendo como mote «Celebrar. Recordar. Lutar», esta iniciativa visa celebrar a vida, recordar os que partiram e lutaram para a cura do cancro, através da mobilização da comunidade e da dinamização de ações que contribuam para mudar a atitude de cada um de nós face à doença, informando sobre a doença e as suas realidades. A iniciativa termina com a grande festa de encerramento que, ao longo de 24 horas, entre as 18h00 do 31 de maio e as 18h00 do dia 1 de junho, na baixa da cidade de Câmara de Lobos, mobilizará muitas pessoas e atividades. Comissão Local Sónia Pereira (Coordenadora) Pedro Coelho Celso Bettencourt Leonel Correia da Silva Rui Pita José Ornelas Hélder Paulo Eugénio Vasconcelos Sónia Brazão Ana Teresa Figueira

/ UDPV Câmara de Lobos

PARTICIPAR É FÁCIL! Forme uma equipa (8 a 20 elementos);

Escolha um «Capitão de Equipa»;

Cada elemento contribui com 5€ e recebe uma t-shirt oficial para a Festa de Encerramento e algum material; Dê asas à imaginação!

Organize campeonatos de futebol, passeios, feiras, venda de doces ou artesanato…

FESTA FINAL

31 de maio às 18h00 (início) 1 de junho às 18h00 (fim)

Estamos prontos para ajudá-lo/a. Dê força a esta causa!

14

Contacte-nos: 291911080 291910040


eventos | viver câmara de lobos

Cerejeiras em Flor e Festa da Cereja convidam ao Jardim da Serra Aproxima-se o tempo das cerejas, período em que a paisagem serena do Jardim da Serra, espécie de ritual de sagração da primavera, transforma-se em branco imaculado, num apelo irrecusável para celebrar a autenticidade da natureza. É no Jardim da Serra que as cerejeiras encontram o seu viveiro natural. Dada a sua especificidade geográfica e climatérica, a freguesia é o berço da cereja na Madeira. As suas árvores, quer na fase de floração, quer na fase de maturação dos frutos, despertam a curiosidade das pessoas e são motivo de atração. Segundo definição da UNESCO, património é “o conjunto de elementos naturais e culturais, tangíveis e intangíveis, que são herdados do passado”. Nesta aceção, mais do que um fruto, a cereja integra o património cultural e constitui-se como elemento central da identidade do Jardim da Serra, pois está associada às iniciativas recreativo-culturais e promocionais mais

“Do caminho do campo ergue-se, no ar variável com as estações, uma serenidade que sabe, e cuja face parece muitas vezes melancólica.” importantes da freguesia: a «Festa da Cereja», criada em 1954, e o «Grande Prémio das Cerejeiras em Flor», cuja primeira edição ocorreu em 1990. A «Festa da Cereja» é a segunda festa agrícola mais antiga da Madeira, apenas suplantada pelas «Vindimas», no Estreito. Inicialmente denominado «Dia da Cereja», o certame foi encetado pelo Dr. Castro Jorge, em associação com os produtores de cereja locais, dando forma festiva à tradição das excursões, vindas de outas paragens, para contemplarem as cerejeiras vermelhas de frutos, num ritual que perdura até aos dias de hoje. Assim, em abril, a freguesia convida ao deslumbramento da floração das cerejeiras, espetáculo único de transfiguração da paisagem, que reveste os vales do Jardim da Serra de um extenso manto branco.

Martin Heidegger

No mês de junho, o Jardim da Serra renova o apelo. Neste período, a freguesia prepara-se para a colheita da cereja, que nos últimos anos tem registado uma produção média anual na ordem das 200 toneladas e que se comercializa um pouco por toda a ilha. Nos dias 14 e 15 haverá a «Festa da Cereja», que promete muita animação, cortejo alegórico e etnográfico e venda de muita cereja e de produtos derivados.

Grande Prémio das Cerejeiras em Flor 6 de abril

Festa da Cereja 14 e 15 de junho

15


viver câmara de lobos | eventos

São Pedro Padroeiro das

Festas de Verão 28, 29, 30 de junho e 1 de julho

16

“O mar coalha-se de barquinhas e lanchas para o passeio, quase obrigatório naquele dia, e a praia enche-se de curiosos, numa alegria salina e comunicante que vem da onde a se espreguiçar.” (Adolfo César de Noronha e Alberto Artur Sarmento, Os Peixes dos mares da Madeira, Diário de Notícias, 1934)


eventos | viver câmara de lobos

A devoção a São Pedro é uma tradição que remonta aos primórdios da povoação de Câmara de Lobos e à preponderância da atividade piscatória aqui desenvolvida. Fruto desta ligação, a 8 de agosto de 1691, foi instituída a Confraria do Corpo Santo, associação de socorro da classe piscatória, que teve como sede a capela de N.ª Sr.ª da Conceição, ereta pelo povo, próximo ao varadouro, ficando determinado nos seus estatutos que «no dia de S. Fr. Pedro Gonçalves Telmo, celebrem os mordomos suas festas, o mais solene que for possível, com vésperas e missa cantada de diácono e subdiácono». São Pedro Gonçalves Telmo nasceu em Palência (Espanha) em 1190. De família abastada, gostava do luxo, porém, um dia, o cavalo em que passeava empinou-se e fê-lo cair numa poça de lodo. Perante a troça de todos, decidiu abandonar a vida mundana e, encon-

trando-se com Deus, transformou-se num frade austero e irradiou em obras de caridade e de evangelização. O Papa Bento XIV confirmou o seu culto em 1714. Um milagre que terá operado ainda em vida está na origem da grande devoção que lhe tiveram e têm os mareantes portugueses. Por ele clamam (São Telmo! São Telmo!) em noite de tormenta e dizem que o santo vem, com o seu “corpo santo”, defendê-los do mal. Reconhecendo a importância desta tradição, no que respeita à promoção da identidade cultural, o município pretende manter viva esta vivência popular e, em torno das festividades de verão, revitalizar as tradicionais festas de São Pedro. Tal como salienta o presidente da Câmara, Pedro Coelho, “não podemos deixar de celebrar as tradições do nosso povo. As festas de São Pedro, no passado organizadas pe-

los pescadores, em homenagem ao seu Santo protetor, são um marco de identidade que importa preservar.” Assim, no âmbito das festividades de verão, que irão ocorrer nos dias 28, 29, 30 de junho e 01 de julho, a programação do evento terá como prioridade honrar o padroeiro dos pescadores, São Pedro, numa festa onde se cumpra a tradição câmara-lobense, decorrendo em torno da Capela de N.ª Sr.ª da Conceição, Baía e Rua Nova da Praia. O evento contempla as Marchas Populares, na noite do dia 28 de junho, seguido de um espetáculo piromusical na Baía. No dia 29, cumprir-se-á Procissão de São Pedro, que envolve a comunidade piscatória. Nos restantes dias haverá muita animação musical e restauração dedicada à comercialização de acepipes tradicionais ligados à pesca.

17


viver câmara de lobos | cultura

25 anos de canto coral

Coro de Câmara de Câmara de Lobos e Grupo Coral do Estreito celebram bodas de prata

da

G ra

ça

José Ferreira, natural de Câmara de Lobos. No programa de comemorações das bodas de prata, realizará várias atuações, sendo de destacar a realização de um grande concerto de música coral, que contará com a participação especial de músicos do Conservatório Escola das Artes e da Orquestra Clássica da Madeira, a ter lugar na Igreja de N.ª Sr.ª da Graça, no dia 6 de julho, pelas 18h00, num espetáculo que promete ser memorável.

ju

r.ª

e

d

18

atividade, o Coro de Câmara convida o Coro Polifónico de Aveiro para um concerto conjunto a ter lugar na Casa da Cultura de Câmara de Lobos, no dia 12 de abril às 21h00, no âmbito de um intercâmbio entre aquelas duas formações musicais. No mesmo ano, no dia 03 de julho de 1989, aproveitando as tradições musicais da freguesia surge o Grupo Coral do Estreito, tendo como maestro fundador o tenor e compositor João Victor Costa, nascido naquela freguesia, no seio de uma família de músicos. Ao longo dos seus 25 anos de história, o coro do Estreito contou ainda com a direção artística de Zélia Gomes, sendo atualmente dirigido pela maestrina Maria

6

lho

a ltu r

Cu

12

da

Costuma-se dizer que “Câmara de Lobos é uma terra de músicos”. Existe qualquer coisa nos genes da população deste concelho que lhes dá uma grande inclinação para a música. Há mesmo quem se interrogue sobre a origem deste fenómeno musical. Será a proximidade do mar, ou uma predisposição natural da população de Câmara de Lobos e do Estreito? O certo é que até há bem poucos anos nenhum outro concelho da Madeira apresentou tantos grupos musicais, executantes de instrumentos, maestros e cantores como Câmara de Lobos. No campo da música coral, o concelho apresenta-se como o mais ativo na promoção desta expressão musical na Madeira, sendo que, na sequência do movimento coral que se verificou em toda a Região no final da década de oitenta do século passado, surgiram em 1989 o Coro de Câmara de Câmara de Lobos e o Grupo Coral do Estreito da Câmara de Lobos. A 5 de junho de 1989 é assim oficialmente criada em Câmara de Lobos a Associação Musical, Cultural e Recreativa “Coro de Câmara de Câmara de Lobos”, tendo como objetivos prioritários a promoção do ensino da música, teatro, dança e ocupação de tempos livres da juventude, que teve como principal fundador e diretor artístico o Prof. João Atanásio, atual dirigente e maestro. Para assinalar os 25 anos de

de

a b ril

- 21h

C 00 |

as

a

- 1 8 h 0 0 | I g re

. ja N

ªS


cultura | viver câmara de lobos

XII Mostra de Artes do Palco Promovida pela Casa do Povo do Estreito de Câmara de Lobos, com o apoio do município, a XII.ª edição da Mostra de Artes do Palco acontece nos dias 25, 26 e 27 de abril e, pela primeira vez, sairá do Estreito, onde nasceu em 1999, para apresentar espetáculos performativos em todos os espaços culturais do concelho. A mostra envolverá 24 grupos culturais, oriundos de várias zonas da Madeira, que dinamizarão quatro vertentes artísticas, nomeadamente, teatro, dança, música e animação. Na edição de 2014, alinhada com a política de descentralização cultural promovida pelo município, a mostra iniciar-se-á no dia 25 de abril na Casa

da Cultura de Câmara de Lobos e, ao longo dos três dias, passará pelo salão paroquial da Quinta Grande, a sala polivalente do Centro Cívico do Jardim da Serra, o auditório do Centro Cívico do Curral das Freiras, o salão paroquial da Igreja da Encarnação, encerrando no dia 27 de abril no Centro Cultural do Estreito. Tendo como objetivo estimular novos hábitos culturais e sensibilizar as pessoas para a importância da fruição de espetáculos, os espetáculos da Mostra de Artes do Palco serão de entrada gratuita, condicionados à lotação dos espaços. Atendendo às comemorações do projeto «Um Dia Pela Vida - Câmara de Lobos», promovido pela Liga Portu-

guesa Contra o Cancro e pela Câmara Municipal, haverá lugar à angariação de fundos e venda de material alusivo à causa nos recintos onde irão decorrer as iniciativas.

CRIAtiv’ARTE - Exposição de Pintura Está agendada para o próximo dia 06 de maio, pelas 11h00, na galeria de exposições do Centro Cultural do Estreito de Câmara de Lobos, a abertura da exposição CRIAtiv’ARTE, uma mostra coletiva de pinturas e artes, da autoria de crianças e jovens dos 5 aos 15 anos, alunos dos estabelecimentos de ensino e educação de Câmara de Lobos. A CRIAtiv’ARTE é uma iniciativa municipal, dinamizada pelo Centro Cultural do Estreito, em articulação com todas as escolas do concelho, que foi iniciado no mês de março, com a distribuição de cinco telas por cada estabelecimento de ensino do concelho, perfazendo um total de 125 telas, onde os alunos poderão expressar de forma livre e descomprometida a sua criatividade e

“Toda a criança é um artista de qualquer tipo cujas capacidades especiais, mesmo que insignificantes, devem ser encorajadas como contributo para a riqueza infinita da vida em comum.”

Herbert Read

imaginário, e que culminará com a exposição dos trabalhos realizados. Com este projeto, a autarquia pretende estimular a Educação pela Arte, enquanto caminho para a formação do ser, da pessoa no seu todo: realçando o desenvolvimento da personalidade, do caráter, da imaginação, da criatividade, da expressão e a iluminação do ser. O conceito de Educação pela Arte foi desenvolvido por Herbert Read, que, na linha do pensamento de Platão, defende que a expressão artística é um ato

libertador das energias contidas no ser humano, contribuindo de forma decisiva para o processo de individuação e consequentemente de integração social. A exposição CRIAtiv’ARTE ficará patente ao público até final do mês de junho, sendo posteriormente objeto de leilão no final do período expositivo, revertendo o seu resultado para a Liga Portuguesa Contra o Cancro, no âmbito do projeto “Um Dia Pela Vida Câmara de Lobos”.

19


viver câmara de lobos | cultura

Câmara de Lobos de outrora No próximo dia 7 de junho, a galeria de exposições temporárias do Centro Cultural do Estreito, acolherá uma mostra de fotografias da autoria de Varela Pècurto, captadas no início da década de 70 do século passado, que ficarão patentes ao público até ao final do mês de julho. Esta exposição reúne 90 fotografias que retratam a realidade de Câmara de Lobos e da Madeira de há quase meio século atrás, captadas pelo fotógrafo Varela Pècurto, octogenário residente

em Coimbra, que, num gesto revelador da sua grandeza humana, cedeu graciosamente a Câmara de Lobos as fotos originais para serem exibidas, pela primeira vez, na Madeira. Radicado desde há muitos anos em Coimbra, Varela Pècurto foi foto-repórter da RTP e, dando azo à sua paixão pela fotografia, participou em dezenas de concursos nacionais e internacionais, recebendo múltiplos prémios, de onde se destaca homenagem de Excellence pela Federação Internacional de

A Junta de Freguesia de Câmara de Lobos, em parceria com a Associação Insular de Geografia, está a dinamizar o projeto «Mais Câmara de Lobos», para caraterizar exaustivamente os caminhos e vias pedonais da freguesia, identificando as condições de circulação, o potencial turístico e pontos de interesse, bem como os equipamen-

tos urbanos e sinalização toponímica, tendo em vista disponibilizar essa informação aos cidadãos através de plataformas eletrónicas. Saiba mais em: www.freguesiacamaradelobos.pt

Projeto «Mais Câmara de Lobos»

20

Arte Fotográfica (FIAP). Fruto do reconhecimento da sua arte, está representado em várias coleções fotográficas, entre as quais se conta o Museu Nacional de Arte Contemporânea – Museu do Chiado, com 15 obras fotográficas, e a Fundação Museu Nacional Ferroviário. A quando das comemorações dos 150 anos do caminho-de-ferro em Portugal, os CTT dedicaram um selo com uma fotografia da sua autoria.


Concelho Educador | tema de capa

I SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO

21


tema de capa | Concelho Educador

PROGRAMA DO SEMINÁRIO 02 de maio de 2014

9:30 Sessão de abertura

10:00 Painel 1: “Políticas Educativas: desafios do século XXI” Orador: Professor Doutor Rodrigo Queiroz e Melo (UCP) 11:00 Intervalo

11:15 Painel 2: “Educação, comunidade e solidariedade social” Oradora: Professora Doutora Isabel Baptista (UCP-Porto) 12:00 Debate

12:30 Intervalo para almoço

14:00 Painel 3: “A avaliação como processo pedagógico fundamental para melhorar as aprendizagens dos alunos: reflexões e (im)pertinências” Orador: Professor Doutor Domingos Fernandes (Universidade de Lisboa)

14:45 Painel 4: “Os pais e o sucesso escolar dos filhos” Orador: Doutor Ivo Nunes

15:30 Painel 5: “A valorização social da escola em Câmara de Lobos” Orador: Dr. António Cerdeira (Escola EB1/Pe da Fonte da Rocha)

16:15 Intervalo

16:30 Conferência de encerramento: “EPIS - Capacitar os jovens para a realização pessoal na Madeira” Orador: Eng.º Diogo Simões Pereira (Presidente da Associação Empresários pela Inclusão Social - EPIS)

17:15 Debate

17:30 Sessão de encerramento

22


1 el

2 el

t is

ta

Pai n

z rigo Queiro

e

Ro d

Me

lo

Pai n

Concelho Educador | tema de capa

3 el

an d

es

Pai n

p Ba l e Isab

n

4 el

Pai n

es

Pai n

r Do mingos Fe

rr

de ira

ento am

er António C er eir a

Ence Dio

Ivo N

5 el

s go Simõe

P

un

No dia 2 de maio, o município de Câmara de Lobos organiza o I Seminário de Educação, dirigido a toda a comunidade educativa do concelho e da Madeira em geral. O encontro terá lugar no Museu de Imprensa da Madeira e irá reunir um leque de especialistas regionais e nacionais num encontro de debate que se pretende que promova uma reflexão profícua, crítica e construtiva sobre o estado atual do sistema de ensino no concelho. Esta iniciativa resulta do compromisso do atual executivo municipal, estabelecido com os responsáveis dos conselhos diretivos e diretores das escolas do concelho, de anualmente promover encontros desta natureza, que permitam, por um lado suscitar o debate em torno das temáticas atuais relacionadas com o ensino e, por outro lado, reforcem a atualização de competências da comunidade educativa em geral. O encontro será aberto à participação de todos os interessados, podendo as inscrições ser efetuadas diretamente nos serviços da Câmara Municipal ou através do site oficial da autarquia em: www.cm-camaradelobos pt 23


tema de capa | Concelho Educador

Abandono escolar e (re)organização escolar: foco no problema ou na solução? Professor Doutor Rodrigo Queiroz e Melo

Faculdade de Ciências Humanas Universidade Católica Portuguesa

24

Tradicionalmente, pensamos a questão do abandono escolar focados no problema: o que é o abandono escolar; quais são as suas causas; quais as suas consequências. É um pouco como a anedota dos russo e americanos que chegaram à lua e, querendo tomar notas sobre o que viam, verificaram que as canetas esferográficas não escrevem na ausência de gravidade o que os impedia de escrever. Voltaram à terra. Os americanos montaram uma equipa de consultores e engenheiros e, passados dois anos, regressaram à lua munidos de uma caneta especial. Os russos… voltaram à lua no dia seguinte com um lápis! O problema era a esferográfica não escrever na ausência de gravidade; mas a solução era, apenas, escrever na lua.

O que proponho é passarmos a pensar a questão do abandono escolar não a partir do problema (o abandono), mas a partir da solução (os alunos aprenderem). Isto remete-nos para as questões do ensino e da aprendizagem em vez de nos concentrarmos nos problemas, geralmente de natureza socioeconomica e familiar, associados ao abandono escolar. Em vez de pensarmos como alterar as crianças e jovens para se “adaptarem” à escola, devemos concentrar-nos em como adaptar a escola às crianças e jovens concretos que ela serve. Como diz frequentemente o presidente da CONFAP, o abandono escolar tem dois atores: o aluno que sai da escola e a escola que sai do aluno. Assim colocada a questão, o desafio é repensar o modo como ensinamos na

escola. A escola de hoje é pouco diferente, na sua estrutura e organização, da escola do século XVIII. Será que organizar os alunos por classes e anos é a única forma de estruturar a escola? Será que cada docente “dar a sua matéria” e avaliar o que os alunos “aprenderam” é a única forma de ensinar? Será que não há alternativa a ter todos os alunos ao mesmo tempo, no mesmo espaço, nos mesmos intervalos de 45 ou 50 minutos? É surpreendente que, na época dos computadores “cognitivos” (sim, há já soluções informáticas aplicadas à medicina que melhoram a sua capacidade de fazer diagnósticos com cada diagnóstico que fazem bem como soluções informáticas aplicadas a testes que se adaptam dinamicamente ao nível de


conhecimentos dos alunos a cada resposta dada), as nossas escolas sejam iguais às escolas da época da invenção do tipo móvel (que revolucionou a imprensa). O problema de repensar a escola é que todos crescemos nela e com ela. Pais, professores, responsáveis políticos, todos somos fruto desta escola organizada deste modo. Todos aprendemos a “gramática da escola” e temos muita dificuldade em ultrapassar esta imagem sedimentada ao longo de gerações. Apoiando-me em Vergílio Ferreira, “não podemos pensar fora das possibilidades da língua em que se pensa”. Este é o grande desafio das políticas educativas deste início de século: pensar a escola fora da sua gramática tradicional. Dar muito maior eficácia (e eficiência) ao

processo de ensino e aprendizagem redesenhando-o com os instrumentos que temos ao nosso dispor (conhecimento e tecnologia). Termino salientando que este é também o modo de redignificar a função docente. Desenvolver e incorporar nas práticas específicas deste grupo profissional novos métodos e técnicas que nos devolvam um campo de saber próprio e específico.

25


tema de capa | Concelho Educador

Dados sobre a educação em Câmara de Lobos Caraterização da população residente em 2011, segundo o nível de ensino atingido

Analisar a realidade educativa do município, implica olhar retrospetivamente a evolução das últimas décadas, tendo como ponto de partida a democratização do sistema de ensino. Nas últimas décadas, os níveis de escolaridade do município conheceram uma profunda transformação. As taxas de analfabetismo desceram drasticamente. Atualmente as camadas mais jovens da população estão globalmente escolarizadas ou a frequentar o sistema de ensino. Quanto à formação de nível superior, verificamos um crescimento exponencial do número de pessoas residentes com o grau de licenciatura (1998 indivíduos), representando 6% da população, segundo os censos de 2011.

6%

Superior

14% Secundário

Sem escolaridade

36% 1.º Ciclo

3.º Ciclo

14%

Fonte: Censos 2011

2.º Ciclo

Evolução da taxa de analfabetismo entre 1981 e 2011 40,0%

2.500

35,0%

2.000

30,0%

1.500

25,0%

1981

1991

2001

2011

20,0% 15,0% 10,0%

5,0% 0,0%

1981

1991

2001

2011

Fonte: Censos

500

Fonte: Censos

1.000

26

11%

15%

Número de licenciados residentes no concelho

0

4%

Pré-escolar


Concelho Educador | tema de capa

Investimento municipal na rede escolar no ano 2013 Investimento direto da Câmara no desenvolvimento do projeto Eco-Escolas, envolvendo cerca de 5000 alunos em ações de educação ambiental.

12.426,00€

Apoio concedido pela Câmara Municipal às escolas do 1.º ciclo e jardins de infância para aquisição de materiais didáticos e desenvolvimento de projetos educativos.

26.073,00€

170.376,00€

Fonte: CMCL

Investimento municipal na manutenção e conservação das infraestruturas do parque escolar concelhio, bem como dos custos de funcionamento das escolas ao nível da energia elétrica, água potável, consumíveis de escritório e produtos de limpeza e higiene.

1

350

4

Escolas do ensino secundário

Número de alunos apoiados com transporte escolar

Escolas do 2.º e 3.º ciclo

(2012/2013)

Pessoal não docente

(2012/2013)

(2012/2013)

17

7

Escolas do 1.º ciclo com pré-escolar

Jardins de infância

Fonte: CMCL

484

Fonte: DSERAM

899

Pessoal docente

Número de aluno matriculados nas escolas do concelho de ano letivo 2013/2014 2

9

15

ar

col

-es

Pré

1.6

35

1.º

lo

Cic

1.0

08

2.º

lo

Cic

1.6

79

3.º

lo

Cic

3

12

90

2

Segundo os dados oficiais, Câmara de Lobos detém a segunda maior comunidade escolar da Madeira. O número de alunos que frequentavam estabelecimentos de ensino e educação no concelho no ano letivo de 2013/2014 era de 6046 indivíduos, divididos pelos diferentes níveis de ensino, do pré-escolar ao secundário.

io

dár

un

Sec

EFA

Fonte: CMCL

07

che

Cre

27


tema de capa | Concelho Educador

Porque nunca é tarde para aprender Universidade Sénior Carla Silva

Mestre em Política Social Coordenadora da Universidade Sénior da Casa do Povo de Câmara de Lobos

28

A Universidade Sénior foi criada em novembro de 2012, no âmbito do programa de atividades da Casa do Povo de Câmara de Lobos. Tendo como lema “Nunca é tarde para aprender”, segue o padrão das universidades nacionais, desenvolvendo regularmente atividades sociais, culturais, formativas e educacionais. Conta, atualmente, com 42 alunos inscritos, com idades compreendidas entre os 50 e os 76 anos, residentes no concelho de Câmara e Lobos, Estreito de Câmara de Lobos e Funchal. Tal como as suas congéneres nacionais, esta universidade é maioritariamente frequentada por mulheres (36, no total), com diferentes graus de instrução, desde a antiga 4.ª classe à Licenciatura. Neste ano e meio de existência, a Universidade Sénior de Câmara de Lobos desenvolve atividades nas mais diversas áreas, nomeadamente: Cidadania; Informática; Inglês, Francês; Teatro; Oficina de Saúde; Danças de Salão; Culinária; Costura; Pintura em Tecido; Suporte Básico de Vida; Literatura; Oficina de Leitura; Canastra; Viagem pelo Mundo; “Linguajar de Câmara de Lobos”; Oficina de Trabalhos Manuais; Rendas Antigas; Tricô; Cinema Portu-

guês, entre outros. Promove também convívios, visitas de estudo, passeios culturais, seminários e conferências. Algumas destas atividades realizam-se em sala de aula e outras em ambientes informais, que permitem maior interação e partilha de saberes e experiências entre alunos e formadores. As atividades são orientadas por voluntários com formação e/ou experiência relevante nas “disciplinas” ministradas, e algumas delas por alunos da própria Universidade Sénior. Neste momento, conta-se com a colaboração de 12 voluntários nas áreas de enfermagem; educação; língua; artes e tecnologias. Este projeto tem como parceiros a Câmara Municipal de Câmara de Lobos, a Universidade da Madeira e Casa do Voluntário, estando aberto a outras parcerias. As inscrições para voluntário e alunos encontram-se abertas ao longo do ano e nas mais diversas áreas. Neste momento, atendendo às solicitações que lhe são feitas, a Universidade Sénior de Câmara de Lobos precisa de voluntários na área da expressão musical e dramática, tecnologias e língua portuguesa.

Na Região Autónoma da Madeira, existem atualmente quatro universidades seniores inscritas na RUTIS - Rede de Universidades de Terceira Idade, sendo a Universidade Sénior de Câmara de Lobos uma delas. A Universidade Sénior, também denominada Universidade da Terceira Idade (UTI), é uma “resposta socioeducativa, que visa criar e dinamizar regularmente atividades sociais, culturais, educacionais e de convívio, preferencialmente para e pelos maiores de 50 anos”. Existem milhares de UTIs no mundo inteiro, com base no exemplo francês ou no exemplo inglês, e apesar da primeira ter surgido em Portugal apenas três anos após a criação da primeira em França, em 1973, só nos últimos cinco anos este modelo se implantou verdadeiramente com o nascimento de dezenas de novas UTIs, passou de 30 em 2001 para 218 em 2013. No modelo inglês, que Portugal segue, estas universidades nascem no seio de organizações sem fins lucrativos (como é o caso da Casa do Povo de Câmara de Lobos), os professores são voluntários, são mais informais e não garantem certificação.


11 anos de CAO em Câmara de Lobos Filipa Fragoeiro

Licenciada em Psicologia Coordenadora do CAO Câmara de Lobos

O Centro de Atividades Ocupacionais de Câmara de Lobos (CAO CL) pertence ao Serviço Técnico de Atividades Ocupacionais (STAO) que faz parte da Direção Regional de Educação (DRE), organismo da Secretaria Regional de Educação e Recursos Humanos. O CAO CL atende jovens e adultos com deficiência comprovada, oriundos do Concelho de Câmara de Lobos. Abriu a 02 dejunho de 2003 com um pequeno grupo de 12 utentes, no entanto conta atualmente com 33 inscritos com idades entre os 18 e os 39 anos, que apresentam, na sua maioria Deficiência Inteletual associada a outras Necessidades Especiais, nomeadamente Trissomia 21, Paralisia Cerebral, Deficiência Visual e outros Síndromes.

As atividades funcionam em três áreas ocupacionais, a saber, Artes Criativas, Têxteis e Atividades de Vida Diária/ Cozinha. As áreas complementares compreendem a Ed. Física, Ed. Musical e outros projetos de diversa natureza. Para desenvolver todo este trabalho a equipa conta com um grupo de profissionais, maioritariamente pessoal técnico, e também 3 docentes: de Ed. Física, Ed. Musical e E.V.T. Uma vez que o centro funciona em instalações com algumas limitações e sem espaços ao ar livre, um dos objetivos é “levar o CAO para fora” desenvolvendo atividades na e com a comunidade promovendo uma verdadeira inclusão e sensibilização para a Deficiência. Para isso, conta com as infraestruturas exis-

tentes ao redor, tanto para a atividade física, como para as atividades de treino social e de autonomia pessoal. A existência do CAO permitiu que aos poucos as pessoas se fossem habituando a lidar diariamente com a diferença e a colaboração das entidades locais e da própria autarquia tem sido valiosa neste âmbito. Os utentes do CAO participam desde sempre no Cortejo de Carnaval e nas Marchas Populares, bem como noutros eventos e iniciativas, por exemplo, no Eco-escolas, contando com a 6ª Bandeira Verde. Hoje, o CAO é visto como uma mais-valia pela comunidade e o sentimento de ser especial ganhou uma conotação mais positiva.

29


tema de capa | Concelho Educador

Câmara promove apoio escolar e atividades didáticas Crianças entre os 6 e os 12 anos

30

A Divisão de Intervenção Social da Câmara Municipal de Câmara de Lobos está a dinamizar o projeto de envolvimento social e cidadania denominado «Prevenir Educando», o qual está a decorrer nos centros comunitários municipais «Cidade Viva», em Câmara de Lobos, e «Vila Viva», no Estreito de Câmara de Lobos, bem como no complexo habitacional da Encosta dos Socorridos. «Prevenir Educando» decorrerá até ao próximo mês de setembro, é de inscrição livre e gratuita, e dirige-se às crianças do município com idades entre os 6 e os 12 anos, tendo como objetivo a criação de um espaço criativo e de diálogo que permita, por um lado, prestar apoio escolar e, por outro lado, treinar as competências pessoais e sociais das crianças e jovens do concelho, facilitando, através de metodologias de educação não formal, o diálogo e a partilha e proporcionando experiências enriquecedoras que facilitem a inclusão e promovam a tolerância e o respeito. Pretende-se que os espaços informais e abertos de discussão/trabalho/exploração com recurso a técnicas de aprendizagem tais como workshops,

jogos didáticos, atividades ao ar livre, entre outros, estimulem a criatividade, a participação ativa e a iniciativa dos participantes.

INSCRIÇÕES

Centro Comunitário Cidade Viva (Terça, Quinta e Sábado) 291 941 310 Centro Comunitário Vila Viva (Terça a Sábado) 291 947 416 Complexo Habitacional Encosta dos Socorridos (Quarta e Sexta) 291 911 080

ATIVIDADES Apoio Escolar (1.º e 2.º ciclos) Formação Cívica Expressão Plástica Expressão Musical e Dramática

Atividades Lúdicas (jogos tradicionais, filmes, visitas de estudo, desporto)


execução orçamental | gestão autárquica

Apoio às instituições do concelho aumenta 12,5% Ascende a 207 mil euros o investimento camarário ao nível do apoio às instituições que se dedicam às problemáticas sociais do concelho. As Casas do Povo voltam a ser contempladas pelo apoio municipal, em sinal de reconhecimento do trabalho realizado em prol das populações locais.

APOIO À ATIVIDADE CULTURAL E RECREATIVA

A par dos eventos promovidos pela Câmara Municipal, as instituições culturais e recreativas são parceiros fundamentais na dinamização cultural do concelho. Em 2014 o apoio da autarquia cifra-se em 42 mil euros, sendo que pela primeira vez o grupo de teatro Metáphora é contemplado com apoio municipal.

Dado o aumento dos atletas federados que praticam desporto nos 9 clubes do concelho, a autarquia concedeu 112 mil euros para apoiar a competição e formação desportiva, representando mais 5% face ao ano anterior.

APOIO FINANCEIRO ÀS JUNTAS DE FREGUESIA Na linha de governação municipal preconizada pelo Presidente Pedro Coelho, e apesar das restrições do Orçamento de Estado, a Câmara Municipal deliberou atribuir um apoio na ordem dos 368.650,00 € às diversas instituições sociais, culturais e desportivas que operam no município, a que acresce o apoio de 145 mil euros atribuídos às juntas de freguesia, totalizando um

APOIO À INTERVENÇÃO SOCIAL E HUMANITÁRIA

APOIO À COMPETIÇÃO E FORMAÇÃO DESPORTIVA

1.099

atletas federados 2012/2013

145 mil euros é o valor do apoio concedido às juntas de freguesia, representa um aumento de 45% face a 2013 e é complementado com a cedência de materiais para a realização de obras que melhorem a qualidade de vida das pessoas.

investimento global de 513.650,00 €, abarcando um total de 31 instituições, nomeadamente os clubes desportivos, os bombeiros voluntários, as bandas filarmónicas, os grupos corais, as casas do povo e outras entidades de desenvolvimento cultural e comunitário. O objetivo dos apoios tem em vista promover o desenvolvimento desportivo, cultural e social no concelho, numa óti-

ca de valorização dos parceiros sociais, da atividade cívica e do associativismo. Com sentido de responsabilidade e propósito de colaboração institucional, a autarquia pretende estreitar os laços de cooperação com todas as instituições, trabalhando em rede no reforço das respostas sociais aos desafios do município, para melhorar a qualidade de vida das populações. 31


gestão autárquica | execução orçamental

Rigor e contenção aumenta poupança e liberta meios para investimento 2013 74 ,2

20 1

0%

2

0% 32,4

DESPESA

(valores comparativos entre 2012 e 2013)

32

(valores comparativos entre o 4.º trimestre de 2012 e o 4.º trimestre de 2013)

20 1

2013 74 ,2

20 1

2

0% 32,4

(valores comparativos entre o 1.º trimestre de 2013 e o 1.º trimestre de 2014)

(valores comparativos entre o 1.º trimestre de 2013 e o 1.º trimestre de 2014)

(valores comparativos entre 2013 e 2014)

afeto aos quadros da autarquia, aqui2013 sição de bens e serviços, amortizações 74 4,30% ,9 3 e encargos de2dívida e outras despesas correntes. De salientar que, desde que o atual executivo iniciou funções, verificou-se RECEITA uma grande contenção ao nível das despesas correntes, nomeadamente na redução dos custos com combustíveis (1.º trimestre de 2014: 31.303,90€, representa uma redução de 6.922,96€ relativamente a igual período de 2013), comunicações (1.º trimestre

20 1

Redução do custo do combústivel

Redução do custo de comunicações

Redução do custo dos seguros da frota automóvel

0%

+19%

Aumento da poupança global no ano de 2013

RECEITA

-26%

-18%

Redução do custo das remunerações dos eleitos

2013 74 ,9

DESPESA

-22%

-24%

2

0% 34,3

0%

tarquia cerca de 24 milhões de euros, provenientes essencialmente de transferências do Orçamento de Estado, contratos programa, venda de bens e serviços e de impostos municipais. No ano anterior, a execução havia ficado apenas nos 34,3%. Ao nível da despesa, a execução registou iguais níveis de concretização, tendo, em 2013, se situado nos 74,2%, sendo que 12 milhões foram canalizados para investimento público, e os restantes cerca de 12 milhões corresponderam aos encargos com pessoal

0%

A par das medidas sociais promovidas diretamente pelos serviços municipais, nomeadamente o apoio aos estratos sociais desfavorecidos, atividades para jovens e seniores, apoios às escolas, melhoria da programação cultural e recreativa, entre outras, os apoios concedidos este ano às instituições só foram possíveis devido à gestão rigorosa dos meios municipais e à aplicação criteriosa dos investimentos, promovida pelo atual executivo municipal. A este título, é de salientar a evolução da execução orçamental verificada em 2013, que superou claramente a execução de 2012. Em 2013, ao nível da receita, a execução foi de 74,9% face ao valor estimado no orçamento, tendo entrado nos cofres da au-


execução orçamental | gestão autárquica

Investimento no concelho entre 2011 e 2013 2014: 7.220,63€, representa uma redução de 2.089,90€ relativamente a igual período de 2013), custos com remunerações dos eleitos (4.º trimestre 2013: 52.842,83€, representa uma redução de 16.886,25€ para igual período de 2012), seguros de frota automóvel(2014: 11.405,63€, representa uma redução de 4.041,92€ em relação a 2013), entre outras despesas. A este título, o executivo e os serviços da autarquia têm feito um grande esforço ao nível da negociação de contratos de fornecimento, procurando salvaguardar o interesse do município e maximizar a poupança, com vista a canalizar meios para investimento revertível para o bem-estar da população.

(Plano Plurianual de Investimentos)

5.5 milhões de euros

5 milhões de euros

12 milhões de euros 2011

2012

2013

Evolução da dívida entre 2012 e 2013

12 milhões de euros

2012

10 milhões de euros

2013

8 milhões de euros 6 milhões de euros 4 milhões de euros

2 milhões de euros

0 milhões de euros

Dív

ida

s ore ced e n r a fo

à ida Dív

ban

ca

33


aconteceu | jan/fev/mar

O que aconteceu... Curral das Freiras cumpriu tradição de Cantar os Reis O «Cantar dos Reis» é uma tradição vincada no Curral das Freiras e é o evento do género mais antigo na Madeira. No dia 05 de janeiro a Casa do Povo local manteve a tradição e promoveu uma noite repleta de cânticos e melodias evocativos da quadra.

«Cantar as Janeiras» animou Mercado do Estreito Numa iniciativa da Casa do Povo do Estreito, o Mercado Municipal reviveu mais uma edição do «Cantar das Janeiras», no dia 04 de janeiro. Com o apoio da Câmara Municipal, a iniciativa teve muita animação e registou grande afluência de público para assinalar esta importante tradição da quadra natalícia.

34

Câmara transfere 145 mil euros para apoiar atividade das Juntas No dia 08 de janeiro teve lugar a assinatura dos contratos de concessão de apoio às Juntas de Freguesia do concelho, que aumenta em 45% as transferências para as Juntas, para resolver pequenas obras de proximidade e melhorar a qualidade de vida das pessoas. O apoio será atribuído ao longo de 2014 de acordo com a seguinte capitação: Jardim da Serra: 24.975,00€; Câmara de Lobos: 37.505,00€; Curral das Freiras: 28.351,50€; Estreito de Câmara de Lobos: 31.645,00€; Quinta Grande: 22.935,50€. Para além do apoio financeiro, a CMCL irá fornecer materiais para realizar melhoramentos em veredas, caminhos e outras obras e ações que visem o reforço do apoio às populações. Esta parceria visa reconhecer o papel desempenhado pelas juntas de freguesia na prossecução do superior interesse público municipal e materializa a aposta do executivo liderado pelo Presidente Pedro Coelho de concretizar uma governação de proximidade.

Autarquia valoriza trabalho de pessoas desempregadas No arranque do ano novo, a autarquia de Câmara de Lobos integrou nos seus serviços 15 novos colaboradores, no âmbito do programa de apoio a desempregados. Esta é uma oportunidade de valorização profissional destas pessoas, que, durante 9 meses, irão trabalhar em diferentes setores dos serviços municipais.

«Bairro da Argentina» é campeã regional de juniores No passado dia 25 de janeiro, a Associação Desportiva, Cultural e Recreativa do Bairro da Argentina, sagrou-se pela primeira vez Campeã regional de juniores em futebol de 11, tendo defrontado no jogo de sagração a equipa da Associação Desportiva da Camacha, num jogo marcado pelo bom futebol praticado, muitos golos e emoção.


«Santa Liberdade» no Museu de Imprensa até 29 de abril

O Museu de Imprensa da Madeira acolhe até ao final de abril a exposição «Santa Liberdade 1961: A Dulcineia que abalou as ditaduras Ibéricas», que pode ser visitada de terça-feira a sábado das 09h00 às 17h30.

Junta de Freguesia do Jardim da Serra mostra trabalho

Convento de São Bernardino é património único na Madeira Foi desta forma que o Arqt.º Vitor Mestre, autor do projeto de recuperação do Convento, classificou aquele conjunto arquitetónico, aquando da visita ao local, no dia 15 de janeiro, com a presença do presidente da Câmara, Pedro Coelho, do Padre Vítor Melícias, Superior Geral dos Franciscanos, e da Irmã Dulce, Superiora das Irmãs Vitorianas. A recuperação em curso irá compatibilizar a vertente turístico-cultural do Convento, com a vivência espiritual e eclesiástica Franciscana.

Através dos apoios concedidos pela Câmara Municipal, a Junta do Jardim da Serra já realizou obras de melhoramento da vereda do Lombo dos Ganchos, regularização do leito do ribeiro no Caminho de Belém e recuperação da calçada em paralelepípedos de basalto na Estrada da Corrida, confirmando que o apoio camarário tem sido bem aplicado em prol do bem-estar das pessoas.

Eficiência energética nas escolas será premiada A Câmara Municipal aprovou na última reunião do executivo no mês de janeiro a atribuição de prémios às escolas do 1.º ciclo que reduzirem 5% o valor da fatura de eletricidade, através da entrega de material didático no valor correspondente à redução efetiva da fatura energética, para as escolas que cumprirem o objetivo traçado.

«Santa Liberdade 1961: A Dulcineia que abalou as ditaduras Ibéricas» O Museu de Imprensa da Madeira abriu no dia 22 de janeiro a exposição «Santa Liberdade», que ficará patente até 30 de abril. A iniciativa assinala o 52º aniversário do assalto ao navio Santa Maria, comandado pelo Cpt. Henrique Galvão, e os 40 anos do 25 de Abril, apresentando exemplares raros da repercussão do caso na imprensa mundial, designadamente a Life, Time e Paris Mach, e evidencia a odisseia que impressionou a opinião pública mundial de um dos episódios mais significativos da luta contra o Estado Novo. 35


aconteceu | jan/fev/mar

Orquestra de Bandolins descentraliza oferta cultural Prosseguindo a política de descentralização da oferta cultural, a Orquestra de Bandolins de Câmara de Lobos abriu o ciclo de iniciativas culturais que irão decorrer nas diversas localidades do concelho e realizou concertos na Quinta Grande (26 de janeiro), no Jardim da Serra (23 de fevereiro) e em Câmara de Lobos (22 de março).

Oficina de Teatro no Centro Cívico do Estreito Iniciou em fevereiro, e decorre até julho, a oficina de teatro, sob a orientação artística de Zé Abreu, recuperando a antiga tradição do teatro juvenil do concelho. A participação nestas atividades é gratuita e destina-se a pessoas com mais de 14 anos de idade, interessadas em desenvolver experiências no plano artístico e cultural. 36

Concentração de «Minis» dinamiza centro da cidade O Clube Mini da Madeira organizou a 2 de fevereiro o evento «Mini Café Clássico», juntando os sócios e algumas viaturas emblemáticas da marca na Praça da Autonomia. O evento repetir-se-á no primeiro domingo de cada mês e contribuirá para dinamizar a baixa da cidade.

Salvadores da floresta em ação! No âmbito do Eco Escolas, os alunos da EB1/PE Jardim da Serra, participaram na reflorestação na Boca da Corrida. Além disso a escola dinamizou uma ação sobre prevenção dos incêndios florestais e promoveu voluntariamente a limpeza de um terreno.

«Conversas no Museu» teve como tema de debate o poder da imprensa Decorreu no dia 7 de fevereiro, no Museu de Imprensa da Madeira, a 2.ª edição das «Conversas no Museu», que teve como oradora convidada Teresa Florença, jornalista e investigadora cujo trabalho é reconhecida no contexto regional e nacional, que debateu o poder da imprensa no contexto da sociedade atual.


Marcos Freitas é campeão da Europa

Curtas-metragens de jovens realizadores portugueses no CCE

Junta de Câmara de Lobos recupera veredas Os Presidentes da Câmara, Pedro Coelho, e da Junta de Câmara de Lobos, Celso Bettencourt, visitaram dia 11 de fevereiro as obras de repavimentação, criação de degraus e colocação de varandins metálicos para maior comodidade e segurança dos moradores das veredas do Liro (900 metros) e da Levada do Lombo do Pedregal (670 metros), beneficiando cerca de 800 pessoas.

Executivo reuniu com diretores das escolas do 1.º ciclo No dia 12 de fevereiro, o vice-presidente Higino Teles e a Vereadora Sónia Pereira reuniram com os diretores das escolas do 1º ciclo, para tratar de assuntos relacionadas com a gestão dos estabelecimentos de ensino, com a tónica na melhoria das condições escolares.

O atleta natural da freguesia do Estreito, venceu no dia 9 de fevereiro a Taça da Europa 2014, em Ténis de Mesa, numa partida que se disputou em Lausanne, na Suíça. A reconhecer o mérito desportivo do atleta a Câmara Municipal e a Assembleia Municipal atribuiram um Voto de Louvor pelo feito.

Teve lugar nos dias 15 e 16 de fevereiro, no Centro Cívico do Estreito, uma amostra cinematográfica de curtas-metragens e um workshop sobre cinema, promovido pelo Grupo Desportivo do Estreito e Grupo Coral do Estreito, com o apoio da Câmara Municipal.

Bibliotecas do concelho recebem doação de 2500 livros A família Veiga França Ferreira e o Dr. Porfírio F. Ornelas, originários do concelho, fizeram a doação de mais de 2500 livros das suas bibliotecas pessoais, das mais diversas áreas do saber e literatura, para integrar acervo das bibliotecas municipais, onde ficarão disponíveis para consulta e empréstimo aos utentes.

Treze famílias carenciadas do concelho recebem apoio da Câmara para recuperar habitação A Câmara Municipal assinou no dia 21 de fevereiro os primeiros 13 contratos para apoiar famílias carenciadas a realizar obras de beneficiação das condições de habitabilidade das suas habitações. O montante global do investimento é de 139.229,85 €, devendo as obras em causa ser concretizadas no prazo máximo de 23 semanas, período durante o qual as famílias beneficiadas deverão proceder à execução de obras destinadas única e exclusivamente à beneficiação das habitações. No ato público, o Presidente, Pedro Coelho, referiu que é objetivo da Câmara Municipal garantir uma política que reforce a inclusão social, procurando apoiar de forma sustentável a integração dos estratos sociais mais desfavorecidos e relevou, que nesta matéria, a autarquia tem um papel fundamental, pois, no atual quadro económico e social, mais do que os índices de realização física de obras, importa elevar, isso sim, os índices económicos e sociais do concelho. 37


aconteceu | jan/fev/mar

Baía de Câmara de Lobos é cenário de filme

O realizador da série francesa «Une Famille Formidable», que tem uma audiência de cerca de 8 milhões de espetadores em França, elegeu a baía para filmar as cenas finais do episódio que foi gravado na Madeira, no mês de fevereiro. No local, foi recriado o típico arraial madeirense, tendo como pano de fundo o cenário único da baía e os seus barcos.

Assembleia Municipal reuniu no Curral das Freiras

38

Dando cumprimento ao compromisso estabelecido com a população de Câmara de Lobos, de promover uma maior proximidade entre os eleitos e os munícipes do concelho, a 3.ª Sessão da Assembleia Municipal teve lugar no passado dia 26 de fevereiro, na Freguesia do Curral das Freiras.

Câmara de Lobos dinamiza «Um dia pela Vida» Numa parceira com a Liga Portuguesa contra o Cancro, sob a coordenação da Câmara, inúmeros voluntários do concelho irão dinamizar, até 29 de maio, atividades com vista a sensibilizar as populações para as questões relacionadas com o cancro. A apresentação do projeto ocorreu no dia 25 de fevereiro, no Museu da Imprensa da Madeira.

Parque infantil no centro da freguesia de Câmara de Lobos Já começaram as obras de construção do novo parque infantil de Câmara de Lobos, no prédio municipal devoluto localizado na Rua São João de Deus, as quais deverão estar concluídas até ao verão do corrente ano. O parque terá uma área 285,40 m2 e resulta numa proposta de reabilitação do espaço urbano, introduzindo novas estruturas de recreio e lazer para as crianças.

Câmara de Lobos “funda” a Associação das Rotas dos Vinhos de Portugal O município é desde março membro fundador da nova Associação das Rotas do Vinho de Portugal, integrando a rede nacional de instituições que definirão a estratégia para o desenvolvimento do enoturismo em Portugal. Segundo o Presidente da Câmara, Pedro Coelho, o concelho tem uma grande vocação vitivinícola, nomeadamente devido à predominância desta atividade na freguesia do Estreito de Câmara de Lobos, principal centro produtor de vinho na Madeira. Por isso, sustenta que é fundamental dinamizar uma estratégia integrada que valorize e promova a atividade vitivinícola, não só pela importância que o setor tem no contexto das economias familiares, mas também pelo impacto na preservação da paisagem humanizada e na formação da imagem distintiva de Câmara de Lobos.


Corso de Carnaval com participantes ilustres

Os presidentes da Câmara, Pedro Coelho, da Assembleia Municipal, Manuel Pedro Freitas, e da Junta de Freguesia de Câmara de Lobos, Celso Bettencourt, desfilaram no cortejo de carnaval da cidade.

23.º aniversário da ACD Jardim da Serra

Fundada no dia 06 de março de 1991, a Associação Cultural e Desportiva do Jardim da Serra tem-se destacado no campo desportivo regional, nomeadamente nas modalidades de atletismo, orientação, trail e futsal, tendo já no seu palmarés vários títulos a nível regional, nacional e internacional. Para assinalar a data do aniversário, a associação reuniu atletas e simpatizantes num convívio de confraternização.

Carnaval das escolas anima baixa da cidade A Junta de Câmara de Lobos abriu as festividades de Carnaval e inundou a baixa da cidade com a alegria de mais de 1300 foliões das escolas da freguesia. No dia 29 de fevereiro o corso percorreu as ruas do centro e terminou na Praça da Autonomia, equipada com insufláveis, animação e muitas surpresas para acolher as crianças.

Cortejo Trapalhão leva sátira ao Estreito Contando já 25 anos de existência, o Cortejo Trapalhão, organizado pela Junta de Freguesia, saiu às ruas do Estreito de Câmara de Lobos no dia 2 de março, onde participaram cerca de 900 foliões, integrados em trupes e grupos de sátira, que desfilaram perante a multidão que afluiu à freguesia para assistir ao cortejo.

Corso Carnavalesco da cidade de Câmara de Lobos é cartaz As ruas da cidade encheram de cor, música e animação, trazendo à rua milhares de pessoas para assistirem a mais um cortejo de Carnaval que aconteceu na noite do dia 3 de março. No corso participaram 12 trupes e mais de mil foliões, que percorreram as ruas do centro da cidade. A animação prosseguiu noite dentro no Largo do Poço, que recupera a sua vitalidade como espaço de animação.

Centro Cívico do Estreito promove novos artistas do concelho Decorre até 19 de abril a exposição de pintura, desenho e instalação «a linha no tempo e no espaço…», da autoria de Lisandra Luís. A exposição, inaugurada no dia 11 de março, insere-se na linha de valorização dos artistas do concelho e confirma a convicção do executivo municipal sobre a existência de massa crítica e capacidade endógena no concelho para dinamizar uma programação cultural própria. 39


aconteceu | jan/fev/mar

Novo jardim embeleza o centro do Estreito Numa parceria estabelecida entre a Câmara e a Paróquia de N.ª Sr.ª da Graça, a freguesia do Estreito apresenta-se, desde o passado mês de março, com um novo jardim público com cerca de 600m2, para usufruto dos paroquianos. Esta requalificação paisagística, executada pela autarquia, valorizou a zona envolvente à igreja paroquial e melhorou a imagem do centro da freguesia.

Curral das Freiras comemora 224.º aniversário da freguesia

Nova doca de carga e descarga no Estreito

40

Na Rua João Augusto de Ornelas, no centro da freguesia do Estreito, foi construída uma doca destinada a cargas e descargas, que veio facilitar as operações das empresas fornecedoras de bens ao comércio local e disciplinar o estacionamento automóvel no local.

Foi a 17 de março de 1790 que, por Carta Régia assinada pela Rainha D.ª Maria I, o Curral das Freiras viu reconhecido o estatuto de freguesia independente, separando-se, a partir dessa data, de Santo António, no Funchal. Para assinalar esta data, a Junta de Freguesia realizou um ambicioso programa de atividades culturais e recreativas que decorreram entre os dias 15 e 21 de março, de onde se ressalva a homenagem prestada ao

Eng.º Jaime Ornelas Camacho, ilustre curraleiro que se destacou como primeiro Presidente do Governo Regional da Madeira, entre 19 de novembro de 1976 e 17 de março de 1978. A cerimónia oficial do 224.º aniversário ocorreu no dia 17 de março, no auditório do Centro Cívico, na presença de muitos habitantes da freguesia e com a participação dos Presidentes da Câmara Municipal, Pedro Coelho, e da Assembleia Municipal, Manuel Pedro Freitas. O Presidente da Junta, Manuel Salustino Jesus, num discurso emotivo, elogiou caráter resiliente e combativo do povo do Curral das Freiras e acalentou o sonho de, no futuro, vir a ser construída uma ligação viária direta à sede de concelho. A finalizar a sessão foram condecoradas as instituições da freguesia, designadamente, «O Refúgio da Freira», o Clube Desportivo, a Casa do Povo e a Associação de Pais da Escola do Curral das Freiras. O programa de comemorações contemplou ainda a realização de palestras com os escritores José Viale Moutinho e Octaviano Correia; conferências sobre fruticultura e proteção civil, pelo Eng.º João Ferreira e pelo Prof. Domingos Rodrigues da UMa; uma exposição sobre as tradições da freguesia, entre outras atividades recreativas.


Curral das Freiras homenageia Jaime Ornelas Camacho

Nascido na freguesia do Curral das Freiras há 103 anos, o Eng.º Jaime Ornelas Camacho é o mais antigo político português ainda vivo. Engenheiro Civil de formação, foi o primeiro Presidente do Governo Regional da Madeira. Fruto do seu percurso profissional, político e cívico foi agraciado como Comendador da Ordem de Mérito (1993), com a Grã-Cruz da Ordem de Cristo (2001) e com a Medalha de Mérito da R.A.M. (2001).

lugar no passado dia 20 de março na Biblioteca de Câmara de Lobos a primeira reunião de trabalho do grupo de 21 personalidades que coordenarão a implementação do projeto.

Câmara de Lobos aderiu a Rede de Municípios Solidários A finalidade desta rede de municípios é estabelecer medidas de apoio às mulheres vítimas de violência doméstica que, após a saída de casas de abrigo, procurem a sua reinserção e autonomização na comunidade. Câmara de Lobos irá programar ações de apoio na procura e disponibilização de habitação às mulheres vítimas de violência.

Obras do novo Caminho Agrícola do Luzirão em velocidade cruzeiro

Festival Literário da Madeira trouxe escritores a Câmara de Lobos

Grupo de trabalho «Agenda 21 Local» prepara implementação do projeto Moderado pelo Prof. Dr. João Farinha, docente e investigador do centro Cívitas21 da FCT/UNL, e especialista na implementação de projetos de Agenda 21 em vários municípios do país, teve

O Museu de Imprensa da Madeira associou-se à IV.ª edição do Festival Literário da Madeira e acolheu no dia 21 de março um encontro literário que contou com a honrosa presença de três escritores de referência da literatura portuguesa contemporânea. Luiz Ruffato, João de Melo e Ana Margarida Carvalho falaram para uma plateia marcada por uma grande afluência de jovens alunos das escolas dos 2.º e 3.º ciclos de Câmara de Lobos e desvendaram a arte da escrita.

Após interrupção temporária, foram retomadas, no passado mês de fevereiro, as obras de construção do Caminho Agrícola do Luzirão, na freguesia do Jardim da Serra, numa extensão total de 930 metros. Este novo arruamento servirá uma extensa área agrícola, bem como um significativo aglomerado habitacional residente no local, ficando a via municipal dotada de redes para água de rega, para distribuição de água potável, para drenagem de esgotos domésticos e para iluminação pública. As obras estão a cargo da empresa AFA-Vias, sendo a empreitada da responsabilidade da Câmara Municipal de Câmara de Lobos, num investimento global na ordem dos 1.985.000,00 euros, comparticipada pelo programa comunitário PRODERAM.

41


aconteceu | jan/fev/mar

VIII Conferência do Atlântico A Associação Insular de Geografia (AIG) promoveu, nos dias 27 e 28 de março, no Museu de Imprensa da Madeira, a 8ª edição das Conferências do Atlântico, onde foi debatido o papel do ordenamento e gestão do território na valorização do ambiente. Nas conferências participaram mais de três de dezenas de conferencistas nacionais e regionais que apresentaram conclusões sobre trabalhos de investigação realizados no âmbito das suas atividades académicas e profissionais, relacionadas com as problemáticas do ambiente e do ordenamento do território. O evento contou, na sua sessão de abertura, com a presença do Presidente da Câmara Municipal, Pedro Coelho, que assinalou a atividade desenvolvida pela AIG, sediada no concelho de Câmara de Lobos.

1.º encontro de presidentes de junta de freguesia

Caminho Agrícola das Heras à Caldeira

Teve lugar no passado dia 22 de março, pelas 10h00, na Junta de Freguesia do Jardim da Serra, o 1.º encontro de presidentes de junta de freguesia do concelho de Câmara de Lobos, tendo tomado parte os autarcas de todas as freguesias, para partilha de experiências e articulação conjunta com vista à defesa dos interesses das populações locais.

O caminho que liga o sítio das Heras à Caldeira, atualmente em curso, terá uma extensão total de 691.47 metros e tem início na Estrada José Avelino Pinto e finaliza numa zona de inversão de marcha, junto à Vereda do Lombo do Pedregal. Além de servir a área agrícola existente no local, esta via municipal permitirá acesso automóvel a um elevado aglomerado habitacional, estando contemplada a execução das redes de rega, distribuição de água potável, drenagem de esgotos e iluminação pública. A obra é promovida pela Câmara Municipal e está orçada em 786.992,60 mil euros, comparticipada pelo programa comunitário PRODERAM.

Município associa-se à «Hora do Planeta» Entrada da cidade de Câmara de Lobos está mais bonita

42

Tendo consciência que o turismo é um dos fatores críticos para a afirmação do concelho e revitalização da atividade económica, a Câmara realizou obras de requalificação na zona do Salão Ideal, abrindo a vista proporcionada a partir daquele sítio para a paisagem única do Cabo Girão, do Ilhéu e da baixa da cidade.

A Câmara Municipal de Câmara de Lobos associou-se à iniciativa mundial da «Hora do Planeta», promovida pela WWF, organização de conservação de natureza, que pelo 8.º ano consecutivo envolve milhões de pessoas em todo o mundo que, num ato simbólico de preocupação ambiental, apagam as luzes durante 60 minutos. No dia 29 de março, a autarquia desligou as luzes dos edifícios públicos municipais entre as 20h30 e as 21h30.

Atividade de monitorização Costwatch No âmbito do Eco-Escolas, a EBS do Carmo monitorizou a fauna, flora e resíduos da costa de Câmara de Lobos.


Programa de Recuperação de Bens Usados A Câmara Municipal de Câmara de Lobos dispõe desde 2005, de um programa de recuperação de bens usados, nomeadamente de móveis e eletrodomésticos, que após reparação pelos serviços da autarquia são doados a famílias carenciadas. Se dispõe de bens usados, contacte os nossos serviços para agendar a recolha ao domicílio.

Ajudar não custa nada! Contacte os nossos serviços www.cm-camaradelobos.pt Telefone: 291 911 080

PROPRIEDADE DIRETOR COORDENAÇÃO E EDIÇÃO FOTOGRAFIA DESIGN GRÁFICO TIRAGEM ISSN IMPRESSÃO DEPÓSITO LEGAL DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

Câmara Municipal de Câmara de Lobos Pedro Coelho Leonel Correia da Silva Magno Bettencourt Fábio Teles Abreu 8.500 exemplares 1647-6867 Eco do Funchal N.º 309614/10 Praça da Autonomia, 9304-001 Câmara de Lobos Telefone geral: 291 911 080 • Fax geral: 291 944 499 • E-mail: geral@cm-camaradelobos.pt www.cm-camaradelobos.pt • www.faceboook.com/municipiodecamaradelobos

43



Revista Viver Câmara de Lobos