Revista Sul-brasileira de Enfermagem

Page 1


Normas para publicação Revista Sul-Brasileira de Enfermagem

A Revista Sul-Brasileira de Enfermagem é uma publicação bimestral, que tem por objetivo ser um dos principais veículos de divulgação do conhecimento na área de enfermagem no

Brasil,

publicando

promovendo

o

desenvolvimento técnico-científico

dos

profissionais,

trabalhos originais e inéditos, de revisão, atualização ou relatos de

casos/experiências. Seu conselho editorial, que tem caráter consultivo, é constituído por pesquisadores em enfermagem,

de

origem institucional diversificada, e é o principal responsável pela

qualidade do conteúdo da revista.

Apresentação do manuscrito

1. Os manuscritos apresentados devem destinar-se exclusivamente

à

Revista

Sul-

Brasileira de Enfermagem, não sendo permitida sua apresentação simultânea a outro periódico, no que se refere ao texto, às figuras ou tabelas, quer na íntegra ou parcialmente, excetuando-se resumos ou relatórios preliminares publicados em anais de reuniões científicas. 2. Nas pesquisas envolvendo seres humanos, os autores deverão enviar uma cópia de aprovação emitida pelo Comitê de Ética, reconhecido pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (CONEP), segundo as normas da Resolução do Conselho Nacional de Saúde –


CNS

466/12

ou

órgão equivalente no país de origem da pesquisa. O número do

processo/projeto deverá constar no método do trabalho. 3. A Revista Sul-Brasileira de Enfermagem adota as normas do Comitê Internacional de Editores de Revistas Médicas (estilo Vancouver), publicadas no New England Journal of Medicine 1997; 336:309. 4. Figuras e tabelas deverão ser apresentadas em arquivo com

boa

resolução

e

separadas do texto (imagens com mínimo de 300 dpi). 5. O(s) autor(es) dos textos são por eles inteiramente responsáveis, devendo assinar e encaminhar a declaração de responsabilidade e Cessão de Direitos Autorais, conforme modelo abaixo. Declaração de Responsabilidade e Cessão de Direitos Autorais. Vimos submeter à aprovação da Revista Sul-Brasileira de Enfermagem o artigo _________________________________________e informamos que todos os procedimentos éticos devidos foram observados. Declaramos que o trabalho é inédito e está sendo enviado com exclusividade à Revista. Concordamos que, em caso de aceitação do mesmo, os direitos autorais a ele referentes passarão a ser propriedade exclusiva da Revista Sul-Brasileira de Enfermagem. Categoria do artigo: _______________________________ Assinatura dos Autores:

6. O(s) autor(es) deve(m) especificar no artigo indicação de financiamentos relacionados ao trabalho a ser publicado.

Categorias de manuscritos aceitos pela Revista


(A) Artigos originais/Pesquisas – Investigação baseada em dados empíricos, concluída, utilizando metodologia científica e que possam ser aplicadas e generalizadas. Devem atender aos princípios de objetividade e clareza da questão norteadora. Sua estrutura deve conter: – Introdução: apresentação e delimitação do assunto tratado, os objetivos da pesquisa e outros elementos necessários para situar o tema do trabalho. – Objetivo: especifica de maneira clara e sucinta a finalidade da pesquisa, com detalhamento dos aspectos que serão ou não abordados. Os objetivos podem ser definidos como gerais ou específicos a critério do autor. – Revisão da literatura: levantamento selecionado da literatura sobre o assunto que serviu de base à investigação do trabalho proposto. Proporciona os antecedentes para a compreensão do conhecimento atual sobre um assunto e esclarece a importância do novo estudo. Em algumas áreas, já existe a tendência de limitar a revisão apenas aos trabalhos mais importantes, que tenham relação direta com a pesquisa desenvolvida, priorizando as

publicações

mais recentes. Quando não houver necessidade de um

capítulo para a Revisão da Literatura em função da extensão histórica do assunto, ela poderá ser incluída na Introdução. – Método: descrição completa dos procedimentos metodológicos que permitam viabilizar o alcance dos objetivos. Devem ser apresentados: tipo de pesquisa, dados sobre o local onde foi realizada a pesquisa, população estudada, tipo

de

amostra,

variáveis

selecionadas, material, equipamentos, técnicas e métodos adotados para a coleta de dados, incluindo os de natureza estatística. – Resultados: devem ser apresentados de forma clara e objetiva, sem interpretações ou comentários pessoais, podendo, para maior facilidade de compreensão, estar acompanhados por gráficos, tabelas, figuras, fotografias, etc. – Discussão: deve restringir-se aos dados obtidos e aos resultados alcançados, enfatizando os novos e importantes aspectos observados e discutidas as concordâncias e divergências com outras pesquisas já publicadas.


– Conclusões: correspondem aos objetivos ou hipóteses de maneira lógica, clara e concisa, fundamentadas nos resultados e discussão, coerentes com o título, proposição e método. Incluem-se, ainda, as Referências Bibliográficas (18 páginas de Word, exceto Referências, espaçamento duplo) e possuem limite de 20 referências.

(B) Artigos de revisão – Estudo crítico, abrangente e sistematizado da literatura sobre um assunto de interesse para o desenvolvimento da Enfermagem, devendo apresentar análise e conclusão (18 páginas de Word, exceto Referências, espaçamento duplo), e não possuem limite de referências. (C) Artigos de atualização ou divulgação – Trabalhos descritivos e interpretativos, com fundamentação

sobre

a situação global em que se encontra determinado assunto

investigativo ou potencialmente investigativo (10 páginas de Word, espaçamento duplo), e possuem limite de 10 referências. (D) Experiência profissional/Relato de caso – Descrição de experiências assistenciais e de extensão, estudos avaliativos, originais contendo análise de implicações conceituais ou descrição de procedimentos com estratégias de intervenção, evidência metodológica apropriada de avaliação de eficácia, de interesse para a atuação de enfermeiros em diferentes áreas (10 páginas no Word, espaçamento duplo), e possuem limite de 15 referências.

Processo de julgamento dos manuscritos

Após o recebimento, o artigo é inicialmente analisado quanto ao cumprimento das normas estabelecidas para publicação, sendo sumariamente devolvido em caso de não atendimento. Se aprovado, é encaminhado para avaliação de dois consultores ad hoc,


escolhidos entre pesquisadores de renomada competência na área do artigo, que exibirão seus pareceres aceitando, recomendando modificações ou recusando o mesmo (em qualquer situação os autores serão comunicados). Havendo discordância nos pareceres, o manuscrito é encaminhado a um terceiro relator. O anonimato é garantido durante todo o processo de julgamento. Os pareceres dos relatores são analisados pelo Conselho Editorial que, se necessário, indica as alterações a serem efetuadas. Os trabalhos seguem para publicação somente após a aprovação final dos pareceristas e do Conselho Editorial. Após a aceitação do trabalho, os autores serão comunicados da decisão, com a data prevista para publicação, o volume e o fascículo da Revista na qual o artigo será publicado. Os artigos não publicados não serão devolvidos, serão destruídos seis meses após o final dos trâmites da revista.

Preparo dos manuscritos

• Folha de rosto com título que identifique o conteúdo em português e inglês, contendo o(s) nome(s) do(s) autor(es), a titulação e a instituição a que pertence(m). Serão aceitos até 6 autores. • Resumo informativo em português e inglês (summary) com até 150 palavras. • Quatro unitermos (palavras-chave) que permitam identificar o assunto do artigo, apresentados em português e inglês (keywords). • Dados que permitam sua compreensão, como explicações sobre o sentido das abreviaturas e símbolos. • Errata: após a publicação do artigo, os autores, se identificarem a necessidade de uma errata, deverão enviá-la à Secretaria da Revista imediatamente por e-mail.

Referências Bibliográficas


Devem ser apresentadas de acordo com o limite de cada categoria do manuscrito. As referências, de abrangência nacional e internacional, devem ser atualizadas (no mínimo 70% dos últimos cinco anos), sendo aceitáveis fora desse período no caso de constituírem referencial clássico ou primário sobre um determinado assunto. No caso de teses e dissertações, recomenda-se que sejam citados, preferencialmente, os autores/artigos utilizados nas mesmas. Devem ser digitadas em espaço simples e separadas por um espaço simples, numeradas na ordem em que aparecem no texto e formatadas pelo marcador numérico do Word. Utiliza-se nessa seção o título “Referências”. A lista de referências deve ser composta por todas as obras citadas. Deve-se utilizar o estilo de referências Vancouver, do International Committe of Medical Journal Editors (ICMJE), Disponível em: https://www.nlm.nih.gov/bsd/uniform_requirements.html

(Exemplos) Artigos de periódicos: • Padrão: Muller M, Lagemann R. Intervenções de enfermagem para pacientes com mediastinite no pós-operatório de cirurgia cardíaca.Rev Sul-Brasileira de Enfermagem 2019mar.;09(30): 510.

• Artigo com indicação de subtítulo: Bellei TT, Stedile NRL. Relação entre risco de câncer e trabalho na agricultura: uma analise a partir de dados do instituto nacional do câncer Rev Sul-Brasileira de Enfermagem 2020 jan.;10 (32):17-25.

Materiais em formato eletrônico:

• Artigo de periódicos:


Caregnato RCA, Silva CD. Cuidados de enfermagem em pacientes com ventilação mecânica: revisão integrativa.Rev Sul-Brasileira de Enfermagem(periódico na Internet). 2013

(citado

2019

set.28);3(12):6-12

).

Disponível

em:

http://sulbrasileiradeenfermagem.com.br/index.php/RevSulBraEnferm/issue/view/21/Ventila%C3%A7%C3%A3o%20mec%C3%A2nica%3B%20cuidad os%20intensivos%3B%20unidade%20de%20terapia%20intensiva%3B%20enfermagem.

• Livro ou monografias: Lacerda MR, Ribeiro RP, Costenaro RGS. Metodologias da pesquisa para enfermagem e saúde. Vol II. Porto Alegre:Moriá; 2018.

Teixeira E. Desenvolvimento de tecnologias cuidativo-educacionais. Porto Alegre:Moriá; 2017.

• Capítulo do livro ou monografia: Oliveira DC. Analise de conteúdo temático-categorial: uma técnica maior nas pesquisas qualitativas. In: Lacerda MR, Costenaro RGS. Metodologias da pesquisa para enfermagem e saúde.1ª reimpressão.Porto Alegre:Moriá; 2018.p.467-496.

• Dissertação e tese: Amarante ST. Analise das condições ergonômicas do trabalho das enfermeiras de centro cirúrgico. (dissertação). SãoPaulo (SP): Escola de Enfermagem/USP; 1999.

• Anais: Seguraço RSC. A efetividade da lei seca no Brasil: revisão integrativa. In: Anais do 22º CBCENF-Congresso Brasileiro dos Conselhos de Enfermagem; 2019


nov. 11 a 14; Foz do Iguaçu, Brasil.

Envio do manuscrito

1. As submissões para avaliação e publicação deverão ser realizadas no endereço http://sulbrasileiradeenfermagem.com.br 2. O autor correspondente deve ser assinante da revista no momento da submissão, após o aceite para publicação, solicitar-se-á aos demais autores sua inscrição em nosso periódico. Não cobramos taxas de submissão e de publicação no período de vigência da assinatura, não tendo o autor correspondente limite de submissões. 3.Recomenda-se o uso do programa Word for Windows, papel formato A4; cm, bem como a fonte Times New Romam, tamanho 12 e as 4 margens de 2,5cm, entrelinha dupla (inclusive os resumos), em uma coluna. Pode conter ilustrações que sejam relacionadas com o assunto e tenham boa qualidade para impressão em cores ou em preto e branco (300 dpi). Texto justificado e com número de página no rodapé. 4. O título deve ter, no máximo, 15 palavras. Na Rev Sul-Bra Enferm podem ser publicados artigos escritos por especialistas em outras áreas, desde que o tema seja de interesse para a área de Enfermagem. Bem como serão aceitos manuscritos nos idiomas português, espanhol ou inglês.

Moriá Editora Ltda. Revista Sul-Brasileira de Enfermagem E-mail: revistasulbrasileira@gmail.com