Page 1

mercadoeeventos.com.br

AGENDA

FOLHA DO TURISMO

Confira as novidades da 33ª edição da Fitur Dezembro/2012 - 2ª quinzena - Ano IX - Nº 214 - Tiragem: 16.400 exemplares

Entre as principais feiras de Turismo do mundo, a Fitur ocorre em Madri, de 30 de janeiro a 3 de fevereiro de 2013. Página 30 Sanchat

ENTREVISTA Dezembro de 2012 - 2ª quinzena

1 Adenauer Góes, secretário de Turismo do Pará

Adenauer Góes fala dos avanços do Turismo no Pará e analisa o setor no Brasil, criticando a falta de articulação

Cuba

Página 3

Varadero é o local mais procurado pelos visitantes

Praias paradisíacas conquistam os turistas Destino já superou os 2,7 milhões de visitantes internacionais registrados em 2011. Página 20 Embratur anuncia recorde de turistas estrangeiros. Página 5 CRUZEIROS

MTur assina Pacto pelo Desenvolvimento do Turismo. Página 5

PARQUES

BRASIL

MG apresenta catálogo com novos roteiros AVIAÇÃO

Sanovicz fala dos desafios e metas da Abear

Celebrity apresenta 5º navio da classe Solstice: Reflection

Disney abre oficialmente Nova Fantasyland

Xuxa inaugura MSC Fantasia no Brasil

Transatlântico chama atenção pelos detalhes e Suíte Reflection. Página 27

Para criar a nova área, parque Magic Kingdom passou pela maior expansão de sua história. Página 18

Esse é o maior navio da temporada 2012-2013 nas águas do país. Página 28

AGÊNCIAS E OPERADORAS

MMTGapnet realiza workshop no Ceará

MSC Cruzeiros

Corte de fita marcou inauguração

Pará será homenageado no Carnaval do Rio. Página 6 AGÊNCIAS E OPERADORAS

CVC lança Programa Parceiro Preferencial Objetivo é estreitar as relações comerciais com parceiros estratégicos do Brasil e exterior. Página 14

Comandante Bossi, Xuxa, Roberto Fusaro e Silvio Kaloustian

Resorts Brasil anuncia faturamento de associados. Página 21 EVENTOS

AGÊNCIAS E OPERADORAS

Crise faz Tia Augusta suspender operações Flytour terá mais charteres em Sergipe

Investimento da festa chegou a cerca de R$ 8 milhões. Público-alvo foram as famílias e os jovens. Página 26

Evento vai ocorrer em Foz do Iguaçu entre os dias 13 e 17 de março. Página 12

AGÊNCIAS E OPERADORAS

Rio é de Vocês termina 2012 com 18 edições. Página 24

RCA lança selo de viagem USA by RCA Eduardo e Plínio Nascimento

Feijão Amigo homenageia veteranos do Turismo. Página 25

10

11

AGÊNCIAS E OPERADORAS

Nascimento lança edição do Nastur 2013

Marcelo Rehder, Gilberto Kassab e Josef Monatzeder

9

AGÊNCIAS E OPERADORAS

Oktoberfest de São Paulo reúne 100 mil pessoas

Xiko da Rocha Campos, presidente da CVC

8

AVIAÇÃO

CRUZEIROS

Gol continuará a reduzir oferta em 2013

Dondra Ritzenthaler e Michael Bayley

7

13

15

PARQUES

Wet’n Wild promete nova atração

19


2 Dezembro de 2012 - 2ÂŞ quinzena


ENTREVISTA

Turismo carece de articulação e identidade própria Mario Brizon

MERCADO & EVENTOS – Como foi o ano para o Turismo do Pará? Adenauer Góes – O Pará vive um bom momento no que diz respeito ao reconhecimento nacional por sua cultura. Uma série de eventos tem projetado a nossa cultura no Brasil e no exterior. Questões como a gastronomia ganharam reconhecimento como manifestação genuinamente brasileira. Além disso, nossa música está em destaque, com a projeção de artistas como Gabi Amarantos, que tem músicas

M&E – O que significa para o estado, em termos de projeção, tornar-se enredo de uma escola do carnaval carioca? Adenauer Góes – Todos esses requisitos serviram de estímulo para que o estado se tornasse enredo do Carnaval. A Escola de Samba Imperatriz Leopoldinense, buscando temas de envergadura e importância, decidiu mostrar o Pará na Marquês de Sapucaí, com o enredo ‘Pará, o Muiraquitã do Brasil’, inclusive apontando o Pará como um verdadeiro amuleto de boa sorte para o Brasil. Com esta homenagem da Imperatriz vamos ganhar ainda mais visibilidade, uma vez que o Carnaval do Rio de Janeiro é uma grande vitrine, na qual aproximadamente 140 países retransmitem as imagens do desfile. M&E – Além de participar do lançamento do CD dos sambas-enredo, você visitou o barracão da escola? Adenauer Góes – Sim. Eu estive no barracão da escola para ver de perto os preparativos. A Imperatriz está muito motivada, com garra e determinação. A Arquidiocese do Rio de Janeiro, inclusive, rezou uma missa na quadra da

nós, assim como para todo o Brasil.

Adenauer Góes

escola, com a presença da imagem de Nossa Senhora de Nazaré, a ‘Padroeira dos Paraenses’ e ‘Rainha da Amazônia’, mostrando de forma efetiva e concreta que o Turismo é, de fato, a atividade capaz de gerar empregos, distribuição de renda e qualidade de vida para a população, itens que devem ser sempre a razão de ser das entidades políticas, empresariais, religiosas e do terceiro setor. M&E – Além de participar ativamente do Carnaval, quais são os demais planos para o Turismo do Pará em 2013? Adenauer Góes – Estamos na fase de fortalecer a gestão pública, compreendendo ser este item fundamental dentro do modelo nacional. O Pará criou a Secretaria de Turismo que, dentro de um planejamento estratégico, contempla de forma muito objetiva os programas, projetos e ações ligados ao desenvolvimento e fomento do produto turístico, com foco no reconhecimento das políticas públicas para o Turismo no estado. Ou seja, a meta é contribuir cada vez mais com o empresariado e com a sociedade, em busca de segurança nos setores produtivos e no apoio do reconhecimento e fortalecimento do estado. Nesse sentido, o Turismo é uma atividade econômica efetivamente produtiva, um desafio para

M&E – E o papel da Paratur? Adenauer Góes – A manutenção da Paratur, dentro do nosso planejamento estratégico, mostra a decisão do governador Simão Jatene de sinalizar a prioridade inequívoca do Turismo no estado, transformando-a numa empresa pública especializada na divulgação e promoção do Pará para fora do estado e do país, e dando apoio ao empresariado na comercialização dos produtos do Turismo paraense. M&E – Você já foi presidente do Fornatur e sabe do papel estratégico que ele tem para os estados. O que mudou desde a sua gestão até agora? Adenauer Góes – Pude vivenciar o início da implantação do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo junto com outros colegas secretários e dirigentes, como Sérgio Ricardo, Milton Zuanazzi, Oreni Braga, Valdir Walendowsky, Paulo Gaudenzi, Marcelo Safadi, entre outros e, naquela altura, com atuação do então ministro Walfrido dos Mares Guia. Compreendo que na dinamicidade do tempo, esta fase de consolidação do princípio do Fornatur foi muito proveitosa, porque promoveu uma sinergia entre os estados e, no meu entendimento, com a construção de um relacionamento entre os diversos setores, muito mais equilibrada e muito mais autônoma. Neste processo de evolução, houve desgastes que não foram devidamente percebidos e/ou tinham procedimentos que não propiciaram o redirecionamento ideal entre setores, o que eu entendo que seja hoje o fator fundamental para a continuidade das missões que o Fórum precisa ter entre os diversos setores, quer sejam governamentais, empresariais ou mesmo da sociedade.

M&E – O Turismo continua na teoria ou já está sendo colocado em prática? Adenauer Góes – O Turismo como atividade econômica, apesar dos avanços que possa ter tido, continua sendo muito mais uma teoria que uma prática. O modelo brasileiro concentra demasiadamente as decisões no âmbito federal, o que as torna lentas pela própria dificuldade da máquina, o que não é novidade para ninguém. Não se pode colocar a atividade turística a reboque de uma série de decisões que precisam ser tomadas para que se possa ter uma abertura efetiva do Turismo como atividade produtiva. Temos fatores importantes que precisam ser melhorados, como tributação, comércio exterior, geração de divisas, desenvolvimento dos segmentos internos, infraestrutura, capacitação, legislação, enfim, a transversalidade que o Turismo tem com outros setores continua sendo um fator de dificuldade muito grande. M&E – O que fazer para reverter esse quadro? Adenauer Góes – Carecemos de articulação e identidade própria. Vou correr um risco calculado no que vou dizer mas, por favor, reflitam e me entendam: ou modificamos este estado de coisas, ou nós já batemos no teto há algum tempo. Basta ver que o número de turistas internacionais que chegam ao Brasil permanece estagnado há praticamente uma década. Enquanto isso, o Turismo doméstico cresce quando levamos em conta o número de viagens. Dentro das circunstâncias, que eu consideraria naturais de uma expansão globalizada, viajar ficou mais fácil e viajar de avião ficou mais fácil do que viajar de ônibus. O que é importante frisar é que as coisas continuarão acontecendo naturalmente, porém, o nosso desafio é conseguir contribuir - cada um da melhor forma possível - para que o setor tenha - naturalmente - um upgrade.

Dezembro de 2012 - 2ª quinzena

O secretário de estado de Turismo do Pará, Adenauer Góes, esteve no Rio de Janeiro, onde visitou a Escola de Samba Imperatriz Leopoldinense e participou, na Cidade do Samba, do lançamento do CD com os sambas-enredo das escolas de samba do Grupo Especial, do Carnaval de 2013. O Pará é tema do enredo da tradicional escola do bairro de Ramos, com o enredo ‘Pará, o muiraquitã do Brasil’. Adenauer fez uma visita à sede do MERCADO & EVENTOS, onde concedeu entrevista exclusiva na qual fala não apenas da exposição volumosa que o Pará terá durante o Carnaval 2013, mas também do fato de o Turismo ser considerado uma prioridade dentro do programa do Governo do Estado do Pará, tanto assim que o governador Simão Jatene criou a Secretaria de Turismo, mas manteve a Paratur. O executivo também abordou questões ligadas à área política. Sobre o Fornatur, ele admite que o Fórum passou momentos de desgaste e perdeu um pouco sua força aglutinadora. Adenauer também criticou a postura centralizadora do Governo Federal, o que, na opinião dele, tem prejudicado o Turismo como atividade econômica. “Carecemos de articulação e identidade própria”, disse.

colocadas entre temas de novelas, ou a banda Calypso, de grande sucesso, ou ainda com Fafá de Belém e Leila Pinheiro. O movimento musical de Belém ganhou projeção nacional e internacional, e ritmos regionais como o carimbó e o tecnobrega têm sido muito executados. Além disso, há os eventos religiosos, onde pontifica o Círio de Nazaré, que neste ano chegou a sua 220ª edição, levando dois milhões de pessoas para as ruas de Belém e milhares para todo o Pará. Isso tudo associado à questão das belezas naturais que dotam o Pará de cerca de 50% dos atrativos da Amazônia brasileira, fazendo com que o estado seja conhecido como a “Obra-Prima da Amazônia”.

3


OPINIÃO

Lições para o mercado

Dezembro de 2012 - 2ª quinzena

Roy Taylor

4

Não é de hoje que o mercado assiste à falência de empresas. O problema é quando isso atinge diretamente ao consumidor e a uma cadeia de fornecedores. Ao longo dos últimos anos, tivemos exemplos como a Transbrasil, Vasp e Soletur. Mais recentemente, a Pluna e agora a operadora Tia Augusta, especializada no produto Disney. Ainda este ano, um grupo de formandos acabou vendo sua viagem de formatura transformar-se em pesadelo em função da irresponsabilidade de empresários desonestos. Mais do que nunca, é preciso mudar esse estado de coisas. Uma das ferramentas que poderia ser utilizada é a nova Lei Geral do Turismo, que, apesar de ter sido aprovada, não entrou em vigor por falta de um sistema de fiscalização. O Governo diz que essa função é de responsabilidade dos Estados e estes, por sua vez, alegam que não têm gente qualificada para a tarefa. Enquanto isso, o mercado segue sem um marco regulatório que determine com maior clareza quem é quem. Os prejudicados acabam sendo os profissionais sérios, que pagam “o pato” em função daqueles inescrupulosos. É óbvio que ao consumidor existem órgãos e entidades, bem como uma legislação a qual se pode recorrer. O problema é que a burocracia e a morosidade da lei desestimulam a maioria das pessoas a ir atrás dos seus direitos. Que o digam as reclamações contra os abusos praticados por empresas aéreas, que quase sempre resultam apenas no prejuízo do passageiro. Exemplos de falências como os citados acima mostram que é importante ter ferramentas de proteção, seja ao agente de viagens, seja ao consumidor. Temos

Mario Brizon

Roy Taylor é jornalista, publicitário e vice-presidente executivo da Folha do Turismo e Mercado & Eventos

passos foram dados pela Avianca no sentido de comprar a Tap. Novos voos internacionais foram anunciados para o Brasil, além do início da operação de outras grandes companhias. Ainda que o internacional registre um crescimento tímido e que não seja suficiente para segurar as operações de muitas empresas, fato é que o mercado doméstico é que segurou a geração de negócios e ampliou o volume de viagens pelo país. A previsão é fechar o ano com um total de 84 milhões de desembarques internos, contra 79 milhões registrados em 2011. A melhora da renda do brasileiro, a facilidade em viajar, especialmente de avião, o crescimento dos negócios e das viagens executivas no país são fatores que impactam diretamente este resultado. Mas, e para 2013, como será? Começam os grandes eventos no país, com a realização da Jornada Mundial da Juventude e a Copa das Confederações. Receberemos mais turistas e teremos que estar preparados para isso. Será que a crise internacional vai arrefecer? Será que nossos principais emissores de turistas vão mudar suas regras, de forma que a Argentina facilite a saída de seus turistas e que os Estados Unidos – juntamente com o Brasil – derrubem o visto de entrada? É certo que trabalho haverá – e muito – em 2013, mas agora é hora de o mercado crescer com confiança e sustentabilidade para que não seja criada um bolha que estoure após as Olimpíadas de 2016 e jogue por terra tudo o que está sendo feito agora. Feliz 2013 para todos! Mario Brizon é jornalista, publicitário, professor de Turismo, pós-graduado em Marketing e em Política e Estratégia, e diretor de Redação do M&E e FT

“Pior que não terminar uma viagem é nunca partir” (Amyr Klink)

A América do Sul é um mercado privilegiado pelo Grupo Costa Cruzeiros. Em quase 65 anos de atuação, a companhia sempre buscou a inovação e trazer seus melhores navios para atender com qualidade aos hóspedes que embarcam nessa região. Para a temporada 2012/13, esse compromisso segue firme e forte. Sete transatlânticos navegam pelo litoral brasileiro e sul-americano até março de 2013. Três embarcações da Ibero Cruzeiros – Grand Holiday, Grand Celebration e Grand Mistral – já estão em plena operação desde novembro e neste mês mais quatro navios chegam à América do Sul, completando a grande oferta do Grupo. São eles: Costa Fascinosa, Costa Favolosa, Costa Fortuna e Costa Serena. O primeiro a chegar é o novíssimo Costa Fascinosa com sua capacidade de transportar 3.800 passageiros. Inaugurado em maio deste ano, o moderno navio faz sua estreia no mercado sul-americano com uma programação repleta de atrações tecnológicas e uma gastronomia de alto padrão. Junto com seu irmão-gêmeo, Costa Favolosa, que também debuta em águas brasileiras, os navios proporcionam aos hóspedes cinemas em 4D, simuladores de corrida Grand Prix e de golfe. Muito mais do que navios, eles se configuram como verdadeiros destinos de férias em alto mar. A qualidade da experiência de bordo é, justamente, o que diferencia o Grupo Costa e se apresenta como a principal estratégia da companhia para manter o interesse do brasileiro em viajar de navio pelos próximos anos na América do Sul. Após o boom da oferta de crédito, o setor de cruzeiros no Brasil se revela amadurecido e pronto para receber produtos diferenciados. Na temporada de verão 2013/14, essa tendência será praticada à risca. Os dois navios mais jovens da frota – Costa Fascinosa e Costa Favolosa – retornam para agradar aos diferentes perfis de público da empresa e junto com os consagrados Grand Mistral e

Grand Celebration somam uma oferta de 151.512 leitos. Em pesquisa realizada pela Associação Brasileira das Empresas Marítimas (Abremar) descobriu-se que o brasileiro prefere aproveitar grande parte de sua viagem dentro do navio. Em cruzeiros de sete, oito ou nove noites, o Grupo Costa confirma sua predisposição para oferecer entretenimento completo praticamente 24 horas por dia e com um atendimento de excelência aplicado pelos próprios brasileiros. Em toda a frota mundial da companhia, mais de três mil tripulantes são brasileiros. E esse número tende a aumentar. Lançamos o portal www.jobnavio.com.br para apoiar o recrutamento de brasileiros dispostos a trabalhar a bordo dos navios do Grupo Costa e estabelecer um plano de carreira sólido. Mas para que nossos investimentos no país continuem evoluindo, a contrapartida governamental em infraestrutura portuária se faz urgente. Embora tenha ainda um grande potencial, o mercado de cruzeiros no Brasil caminha para a estagnação. Além de Santos, Rio de Janeiro e Salvador, o país não reúne terminais marítimos estruturados para a realização de operações seguras de embarque e desembarque. Fonte para a geração de novos empregos, os portos turísticos garantem uma importante contribuição no movimento e estímulo das economias e dos comércios das cidades que recebem os navios. A mudança parece vir do pacote de incentivo aos portos anunciado pela presidenta da República, Dilma Rousseff. Uma nova legislação e novas regras regulatórias precisam ser desenvolvidas para proporcionar uma efetiva melhora na gestão dos portos. Chega de monopólio. O Brasil ganharia em competitividade mundial e as empresas marítimas que atuam por aqui agradeceriam. Renê Hermann é diretor geral do Grupo Costa Cruzeiros para a América do Sul e vice-presidente da Associação Brasileira das Empresas Marítimas (Abremar)

Turismo em Dados

Número de passageiros nos aeroportos brasileiros cresce 8% este mês Pamela Mascarenhas

MÉDIA ANUAL DE ATRASOS E CANCELAMENTOS

A Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República apresentou em meados de dezembro os dados do setor, com base em números da Infraero e da Anac. Somente neste mês de dezembro, deverão passar pelos aeroportos do Brasil 17,4 milhões de pessoas, um crescimento de 8% em relação ao mesmo período de 2011. A expectativa é que, como ocorreu em dezembro do ano passado, os atrasos e cancelamentos de voos este mês fiquem abaixo do estimado pelo Governo Federal. No ano passado, as previsões eram de que os atrasos chegassem a 15% e os cancelamentos a 5%. Entretanto, os números registrados nos aeroportos do país foram de 13% e 3,5%, respectivamente. Até novembro, os índices deste ano chegaram a 10,5% de atraso e 4,6% de cancelamentos. Leia matéria completa na Página 14 sobre a operação especial montada para este fim de ano, com base nos números apresentados.

PASSAGEIROS TRANSPORTADOS, EM MILHÕES

Dados Infraero

Citações e Reflexões

Renê Hermann

Fonte Infraero - Anac

Chegamos ao final de 2012, um ano marcante para o Turismo, mas que representou dificuldades em vários setores. Neste último mês, o mercado foi agitado com duas notícias importantes, mas tristes, o final das operações da Webjet, com a demissão de centenas de funcionários e também a interrupção das operações da Tia Augusta Turismo, uma operadora tradicional no país. A redução na oferta de cruzeiros marítimos na temporada 2012-2013 foi outro fator impactante, já que este setor apresentava um crescimento pujante ao longo dos anos anteriores, numa média anual de 25%. Questões tributárias são alguns dos principais problemas enfrentados pelos empresários do Turismo, além de um certo distanciamento do governo. A crise internacional é outra variável importante para os negócios do setor no Brasil, especialmente o ano ruim para a Europa. Apesar de a Embratur e o Ministério do Turismo estarem comemorando de forma antecipada um crescimento na chegada de turistas internacionais no país e também um aumento nos gastos dos mesmos, ampliando a entrada de divisas, isso para o mercado pode ser considerado ainda pouco. Segundo as previsões, o aumento deverá ser de 5%. Outros setores que devem apresentar crescimento são o de eventos – o qual espera-se que o Brasil ganhe uma posição no ranking ICCA - e o setor de hotelaria, que registrou ótimos índices de taxa de ocupação ao longo deste ano, além da conquista da classificação hoteleira. Na aviação, além do fim das operações da Webjet, vimos a Azul comprar a Trip e a Latam entrar em operação. E agora no final do ano, mais alguns

agora a nova matriz do setor hoteleiro que trouxe inegáveis avanços, principalmente no que diz respeito ao sistema de classificação. O problema é que não existe qualquer menção à exigência do estabelecimento em cumprir e atender ao padrão mínimo de qualidade, que faça jus às estrelas recebidas. Todas essas questões merecem uma reflexão maior, ainda mais se levarmos em conta períodos como a alta temporada, bem como os megaeventos esportivos que o país sediará a partir do próximo ano. É importante observar que não existe uma legislação específica que faça referência ao cumprimento das normas mínimas. Há exceções, mas de modo geral, tanto o intermediário como o consumidor final acabam mesmo tendo que arcar com o prejuízo. Urge ao Governo e mais especificamente ao Ministério do Turismo a adoção de um sistema de punição aos empresários que “vendem gato por lebre”. O primeiro passo pode ser a regulamentação e implementação da Lei Geral do Turismo. É preciso haver também uma ampla discussão em setores como, por exemplo, o Turismo rodoviário, no qual as chamadas excursões piratas continuam a proliferar livremente. A mais recente preocupação são as vendas pela internet, dos sites que oferecem passagens e reservas. Há que se punir com rigor aquelas que não cumprem o que prometem. No momento em que o Brasil ganha maior visibilidade junto ao mercado internacional, é fundamental que o mercado alcance um patamar de maior profissionalismo, onde os maus empresários sejam excluídos e punidos com o rigor da lei.

Grupo Costa na América do Sul: qualidade em primeiro lugar


BRASIL

Brasil terá novo recorde de turistas estrangeiros Anderson Masetto

Gastão Vieira assina Pacto pelo Desenvolvimento do Turismo Rafael Massadar O ministro do Turismo, Gastão Vieira, assinou no início de dezembro a primeira etapa do Pacto pelo Desenvolvimento do Turismo, com governadores beneficiados pelo empenho de R$ 305 milhões para obras de infraestrutura turística. Pelo documento, os signatários firmam o compromisso de incluir o setor na lista de prioridades. Na primeira etapa de repasses, serão beneficiados 16 estados, cujos projetos apresentados estavam prontos para serem empenhados. Os demais estados deverão ser incluídos na segunda etapa do pacto, a ser realizada em 2013. O documento que será assinado por representantes dos governos federal e estaduais apresenta as perspectivas do Turismo com a inclusão de milhões de brasileiros na classe média e com a proximidade dos megaeventos como a Copa das Confederações, a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016. O pacto destaca também o potencial do setor para responder de maneira rápida e eficaz aos efeitos da crise mundial no Brasil. “Com o pacto do Turismo cristalizamos a gestão participativa no segmento e invertemos o fluxo de demandas. Trabalhamos em conjunto com os estados e municípios para traçar estratégias, definir prioridades e, com isso, otimizar a utilização dos nossos recursos”, explicou Gastão Vieira. O ministro ressaltou a importância de os estados e municípios apresentarem a documentação necessária para serem beneficiados com o pacto nas etapas seguintes. Gestão - O MTur criou o Sistema de Acompanhamento dos Contratos de Repasse (Siacor) para monitorar o andamento dos processos em trâmite na Caixa Econômica Federal (CEF) com apoio da pasta. Durante a assinatura do Pacto pelo Desenvolvimento do Turismo, o Siacor foi apresentado aos governadores.

Flávio Dino, presidente da Embratur

a grandiosidade dos parques de Orlando, por exemplo, mas temos como oferecer diversão e entretenimento de forma satisfatória para esses turistas”, comentou. “O Brasil não acordou ainda para este setor, que em outros mercados é de extrema importância para o Turismo”, complementou. Flávio Dino reiterou o compromisso da Embratur com o setor de parques e destacou a importância dos 18 empreendimentos contemplados no catálogo. “É um segmento que emprega sete mil pessoas de forma direta e 50 mil de forma indireta. Esses parques recebem dez milhões de visitantes por ano e estamos dando a devida atenção ao setor”, disse. Ele garantiu também a presença deste material nas oito edições do Go to Brasil previstas para 2013, mas acredita que há espaço para divulgar os parques brasileiros de uma forma ainda mais intensiva. “O Sindepat, com o nosso apoio, deverá ter uma agenda própria de eventos, para que possa apresentar os parques e atrações turísticas do país aos agentes e operadores estrangeiros”, contou.

Dezembro de 2012 - 2ª quinzena

A Embratur já está comemorando os bons resultados obtidos em 2012 mesmo antes do final do ano. O presidente do instituto, Flávio Dino, revelou que serão batidos três recordes novamente: número de turistas estrangeiros, ingresso de divisas e eventos internacionais. Para ele, esses resultados se tornam ainda mais importantes devido à crise econômica na Europa. “É com muita alegria que eu anuncio que bateremos todos os recordes neste ano. Teremos o maior número de turistas estrangeiros da história, assim como a entrada de divisas e de eventos”, revelou. “Os números finais nós teremos apenas em fevereiro de 2013, mas o crescimento será de 5%”, complementou. Em 2011, o Brasil recebeu 5,4 milhões de visitantes estrangeiros, que gastaram R$ 6,7 bilhões. O número de eventos internacionais terá um avanço ainda maior, segundo Dino. Ele acredita em um incremento de até 15%, que pode fazer com que o Brasil passe de 7º para 6º no ranking da International Congress & Convention Associaton (Icca). O presidente da Embratur lembrou que o crescimento será novamente acima do PIB, que deve ficar em 1,5% e reiterou o significado deste resultado. “Três dos nossos maiores emissores, Itália, Portugal e Espanha, estão em crise. E mesmo assim,

conseguimos nos superar”, comemorou. Mesmo com os números positivos, Dino acredita que o Brasil ainda está muito aquém das suas potencialidades. “Podemos ter pelo menos 1% do total de fluxo de turistas no mundo. Hoje ficamos entre 0,5% e 0,6%”, explicou. Parques – Em 2013 os parques temáticos passarão a fazer parte da promoção do Brasil no exterior. Em conjunto com o Sistema Integrado de Parques Temáticos e Atrações Turísticas (Sindepat), a Embratur elaborou o Catálogo Internacional de Parques Temáticos e Atrações Turísticas no Brasil, que tem versões em inglês e espanhol. O objetivo é prover informações para agências e operadoras de todo o mundo para a comercialização de ingressos e roteiros que incluem os parques brasileiros. Alain Baldacci, presidente do Sindepat, acredita que os parques temáticos podem ser um grande trunfo na estratégia de divulgação do Brasil no exterior. Ele explicou que a proximidade pode trazer um número maior de visitantes de países do Mercosul. “Não temos

5


BRASIL

Aspectos da cultura do Pará vão brilhar no Carnaval 2013 do Rio Dezembro de 2012 - 2ª quinzena

6

Com a participação dos intérpretes oficiais, compositores campeões e casais de mestres-salas e porta-bandeiras, a Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro (Liesa) realizou no início de dezembro o lançamento oficial do CD de sambas-enredo das escolas do Grupo Especial para o Carnaval 2013. O evento, apenas para convidados, aconteceu na Cidade do Samba, zona portuária da cidade do Rio de Janeiro. Destaque para o Estado do Pará que é a inspiração da Escola de Samba Imperatriz Leopoldinense. O enredo “Pará - O Muiraquitã do Brasil” levará para a avenida aspectos da cultura paraense, incluindo religião, dança, música e culinária. Para o

secretário de Estado de Turismo do Pará, Adenauer Góes, as consequências desta exposição da cultura paraense são altamente positivas para o Turismo. O Pará, disse ele, possui o maior acervo cultural de toda a Amazônia brasileira e esta cultura desperta cada vez mais a atenção do restante do Brasil. “É como se as pessoas estivessem descobrindo ou redescobrindo todos os encantos que o Pará tem para oferecer. A partir do momento que esta rica cultura é mostrada através de novelas, filmes, letras de músicas, desperta nas pessoas o interesse de ver tudo isso de perto, de querer conhecer o Estado do Pará”, ressaltou. O carnavalesco da escola, Cahê Rodrigues, não tira do peito o muiraquitã, o amuleto indígena usado por muitos paraenses e que ajuda a

Jorge Luiz Castanheira Alexandre, presidente da Liesa, e Adenauer Góes, secretário de Estado de Turismo do Pará

batizar o enredo. Cahê se disse um apaixonado pelas comidas típicas do estado e deu alguns detalhes do desfile da escola. “Vamos mostrar também uma proposta estética diferente do Pará para todo o público. A abertura vai ser bem tribal e, claro, vamos mostrar o seu folclore, ritmo, sabores e o Círio”, adiantou. A homenagem a Nossa Senhora, o Círio de Nazaré, uma das maiores manifestações religiosas do mundo, realizada no Pará, vai fechar o desfile da Imperatriz no sambódromo. Dominguinhos do Estácio, um dos intérpretes da Imperatriz Leopoldinense, é devoto de Nossa Senhora desde 1975 e vai frequentemente a Belém. “Estava me definindo em relação à religião e fiquei com a Virgem de Nazaré, a ponto de ter me casado lá no Pará”, contou.

Felipe Lemos e Rafaela Theodoro, mestre-sala e porta-bandeira da Imperatriz Leopoldinense, durante apresentação no palco da Cidade do Samba

Fotos: Gabriel Salles

Rafael Massadar

Cahê Rodrigues, carnavalesco da escola; Adenauer Góes, secretário de Turismo do Pará; Cris Vianna, rainha de bateria; Luizinho Drummond, presidente da Imperatriz Leopoldinense e Gaby Amarantos, cantora

Dominguinhos do Estácio, um dos intérpretes da Imperatriz Leopoldinense

Luis Gustavo Mostof, diretor de operações da Riotur


BRASIL Setur realiza 2º Encontro com Circuitos e Receptivos Turísticos Mineiros

ES receberá R$ 35 mi para revitalizar a orla do Canal de Guarapari Divulgação/Setur-ES

Ministro Gastão Vieira e governador Renato Casagrande O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, e o secretário de Estado do Turismo, Alexandre Passos, participaram, no início deste mês, do Pacto pelo Desenvolvimento do Turismo, em Brasília. O evento foi realizado na sede do Ministério do Turismo, com a presença dos governadores beneficiados com recursos da pasta para obras de infraestrutura turística. O Espírito Santo assinou um convênio no valor total de R$ 35,19 milhões, a maior quantia já captada pelo Governo do Estado junto ao MTur. A verba será utilizada para a reurbanização da orla do Canal de Guarapari. “O Brasil precisa descobrir o potencial do Espírito Santo como roteiro turístico. Temos as melhores praias e os capixabas são receptivos e acolhedores. Como mais infraestrutura turística o Estado vai poder mostrar a todos que nos visitam o que há de melhor no Turismo brasileiro”, afirmou o governador Renato Casagrande após assinatura do convênio. O valor total do convênio para as obras em Guarapari é de R$ 35,19 milhões, sendo R$ 31,59 milhões do Governo Federal, via Ministério do Turismo, e R$ 3,6 milhões de contrapartida do Governo do Estado. Além dos R$ 5 milhões liberados em 2012, o MTur fará o repasse do restante dos recursos em duas parcelas de cerca de R$ 13,29, uma em 2013 e outra em 2014. “A assinatura do convênio demonstra a prioridade que o governador Renato Casagrande vem dispensando ao Turismo como vetor de desenvolvimento do estado. Consolidamos mais um passo importante para fortalecer o turismo capixaba”, disse o secretário Alexandre Passos.

Anderson Masetto A Secretaria de Turismo do Estado de Minas Gerais (Setur-MG) estruturou 12 roteiros nas regiões da Serra da Canastra, Lago de Furnas e dos Lagos. Eles contemplam atributos como natureza, aventura, esporte, religioso, pesca, gastronomia e cultura. O projeto foi realizado com o apoio do Ministério do Turismo e tem como objetivo fomentar o Turismo nessas três regiões, principalmente em cidades que hoje não são tão visitadas. A apresentação do catálogo com os roteiros aconteceu no final de novembro em São Paulo, na Casa de Minas Gerais, e foi direcionado às agências e operadoras da capital paulista, maior mercado emissor de turistas para essas regiões, conforme explicou a secretária adjunta de Turismo, Silvana Nascimento. “Uma

Silvana Nascimento, secretária adjunta de Turismo de MG

pesquisa de demanda feita pela Secretaria aponta que 20% dos turistas desta região são de São Paulo”, contou. Silvana explicou que a estruturação de roteiros por regiões faz parte da estratégia da Setur de apoio à comercialização. Ela lembrou que

no início do ano foi lançada a primeira série de roteiros, que abrange a região das águas. “Fizemos um trabalho técnico com os receptivos, associações dos circuitos e cidades”, disse. Ela destaca que o grande trunfo destes novos roteiros é fazer com que os turistas que visitam a região passem por mais cidades e atrativos. “Buscamos destinos que eram pouco visitados, mas tinham potencial para agregar atrativos já consagrados. Esta estratégia tem dado certo, ampliando a visitação nesses lugares e beneficiando a economia de um número maior de cidades”, afirmou. Além deste lançamento oficial, Silvana revelou que estão previstos treinamentos com agentes de viagens para 2013, além de apoio às operadoras na promoção desses produtos. Ela disse ainda que para o próximo ano serão elaborados novos roteiros de outras regiões do estado.

Dezembro de 2012 - 2ª quinzena

A Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais realizou, no início de dezembro, o 2º Encontro de Receptivos e Circuitos Turísticos Mineiros, com a presença de empresas de receptivos turísticos mineiros participantes do programa Minas Recebe e representantes dos Circuitos Turísticos do Estado. O encontro aconteceu na cidade de Moeda e teve como objetivo principal reunir os agentes responsáveis pela comercialização dos produtos turísticos mineiros e os representantes das instâncias de governança regionais para alinhamento de diretrizes e definição de ações conjuntas, visando a continuidade do trabalho realizado no setor turístico de Minas Gerais. O tema do evento foi: “Circuitos e Receptivos – Aliados para o desenvolvimento do Turismo regional: benefícios para todos”. Foram realizadas oficinas, apresentação de cases de sucesso, além de alinhamento da política pública e definição das estratégias para 2013.

Setur-MG apresenta catálogo com roteiros na Canastra, Furnas e Lagos

7


AVIAÇÃO

Operação Fim de Ano funcionará em 12 aeroportos

Reunião do CTur: Sanovicz fala dos desafios e metas da Abear Fernanda Lutfi

Dezembro de 2012 - 2ª quinzena

Pamela Mascarenhas

8

O ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil (SAC), Wagner Bittencourt, anunciou no dia 10 de dezembro as medidas da Operação Fim de Ano do setor aéreo. Marcelo Guaranys, diretor-presidente da Anac, também esteve presente e comentou sobre o reforço da operação nos aeroportos brasileiros, que teve início no último dia 13. Até o dia 14 de janeiro, 12 aeroportos, entre os mais movimentados e os localizados nas cidades-sede da Copa das Confederações, receberão a operação, realizada por 290 servidores. No ano passado, apenas seis aeroportos brasileiros tiveram essa fiscalização. Em dezembro, deverão passar pelos aeroportos do Brasil 17,4 milhões de pessoas, um crescimento de 8% em relação ao mesmo período de 2011. A expectativa é de que neste ano, como em dezembro de 2011, os atrasos e cancelamentos de voos fiquem abaixo do estimado pelo Governo Federal. “A gente vai reforçar nossa presença com 290 servidores nos principais aeroportos para orientar os passageiros e fiscalizar se as empresas aéreas estão fazendo um serviço de qualidade. É nessa época do ano que muitas pessoas viajam pela primeira vez, por exemplo. Vamos verificar se as empresas estão tratando bem os passageiros”, declarou Marcelo Guaranys, diretor presidente da Anac. Os 12 aeroportos cobertos pela Operação serão: Galeão e Santos Dumont (RJ), Congonhas e Guarulhos (SP), Brasília (DF), Viracopos (SP), Confins (MG), Salvador (BA), Fortaleza (CE), Recife (PE), Porto Alegre (RS) e Curitiba (PR). A Anac vai colocar banners com os principais direitos e deveres dos passageiros nesses locais. Haverá atendimento presencial nos aeroportos de Brasília, Guarulhos, Galeão, Santos Dumont e Congonhas. Além disso, as equipes gerenciais, os diretores e os superintendentes da Anac estarão de plantão durante este período. Haverá treinamento para os funcionários das empresas aéreas e operadores aeroportuários (Infraero e os concessionários de Guarulhos, Brasília e Campinas) nas cidades de Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro. Todos os servidores da Anac envolvidos na Operação Fim de

Marcelo Guaranys e Wagner Bittencourt

Ano recebem treinamento específico. Infraero e Companhias Aéreas - A Infraero vai aumentar em 55% o número de “amarelinhos”, da campanha Posso Ajudar - passando de 234, nos 20 maiores aeroportos da rede Infraero, para 363. Já as companhias aéreas, de acordo com Eduardo Sanovicz, presidente da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), entre outras ações, vão oferecer de sete a oito aeronaves extras, que podem chegar a 11 nos momentos de pico. As companhias aéreas são Tam, Gol, Azul e Avianca. Sanovicz aproveitou ainda para alertar sobre a importância de os passageiros prestarem atenção em pequenos detalhes que influenciam o tempo de atendimento das companhias aéreas nos aeroportos. Ele indicou problemas com documentos de crianças, bagagens acima do limite e/ou danificadas e a reduzida prática do check-in online como fontes de eventuais acúmulos de atraso nos aeroportos. As companhias aéreas também planejam antecipação das manutenções programadas e o reforço nas equipes de atendimento ao passageiro e de check-in. Se comprometeram ainda a não praticar overbooking no período. As empresas são obrigadas a manter atendimento presencial ao passageiro nos aeroportos que movimentam mais de 500 mil passageiros ao ano, em cumprimento à Resolução nº 196/2011. Também participaram do anúncio o presidente da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), Gustavo do Vale, e representantes do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), das companhias aéreas e dos consórcios que administram os aeroportos de Guarulhos (SP), Viracopos (SP) e Brasília (DF).

VARIAÇÃO DA QUANTIDADE DE ATRASOS E CANCELAMENTOS ENTRE DEZEMBRO E JANEIRO

No início deste mês, o Conselho de Turismo da Confederação Nacional do Comércio recebeu, no Rio de Janeiro, o presidente da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), Eduardo Sanovicz, que fez uma palestra sobre a aviação brasileira, detalhando o cenário em que se encontra o setor, as metas e os desafios da recém criada entidade. Ele foi recebido pelo presidente da CTur, Alexandre Sampaio, e pelo secretário de Estado de Turismo do Rio de Janeiro, Ronald Ázaro. “Na última década, a aviação brasileira passou por um período de desenvolvimento, contando com o aumento da renda do brasileiro, da inclusão de novos passageiros, na redução dos preços de passagens em 45% e da presença de empresas mais robustas. No entanto, no final de 2010 surgiu um novo cenário, quando o preço do querosene sofreu um aumento de 35% e as passagens subiram cerca de 50%”, explicou Sanovicz. Em sua palestra, o presidente da Abear também ressaltou os

desafios pelos quais a aviação brasileira está passando. Além do aumento do preço do combustível, a mudança do patamar do câmbio é um problema para esse setor, que tem grande parte de seus custos dolarizados. “Esse cenário, que é tão positivo para outros setores, não é para a aviação. E não parece que ele sofrerá mudanças. Portanto, alternativas devem ser encontradas”, disse o executivo. Dentre os pontos centrais da agenda da Abear estão os seguintes assuntos: competitividade do setor, que deve ser alcançada através da revisão de preços, investimento na formação de profissionais, e sustentabilidade. “As metas da Abear incluem a ampliação do número de destinos, a conquista de mais passageiros, e a mudança da matriz de combustível. A última delas sendo a mais complicada. O objetivo é conseguir, através de pesquisas e desenvolvimento de tecnologia, tornar o biocombustível viável para a aviação brasileira”, afirmou o presidente da entidade. Além dos desafios e metas da Abear, Sanovicz também exemplificou propostas que já foram elaboradas pela entidade. Em relação à precificação do combustível, a Abear busca uma abertura de diá-

Ronald Ázaro, secretário de Turismo do Rio de Janeiro, Alexandre Sampaio, presidente do CTur, e Eduardo Sanovicz, presidente da Abear

logo com a Petrobrás para uma negociação de taxas. Já para a questão do ICMS, a proposta visa a unificação das alíquotas nos estados. Por último, o investimento na infraestrutura dos aeroportos é necessário. Para finalizar seu discurso, Eduardo Sanovicz fez uma previsão para o primeiro semestre de 2013 e afirmou que o cenário não é bom, já que os desafios da aviação brasileira não serão resolvidos tão rápido. “Não teremos um primeiro semestre de sorrisos, mas de dentes crispados. No entanto, temos que manter o otimismo”, finalizou o presidente da Abear.

Expo Airport reúne SAC, Anac e Infraero em debate Lisia Minelli

Fonte: Infraero/Anac

O Expo Airport é um evento internacional focado em infraestrutura para aeroportos e empresas aéreas. No evento deste ano, realizado no final de novembro, foram reunidos em um debate os principais órgãos de regulamentação da aviação civil brasileira: Secretaria de Aviação Civil (SAC), Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). No debate foi discutida a situação atual dos aeroportos regionais no Brasil, investimentos, obras e competitividade. Veja abaixo o que cada instituição falou a respeito do tema: SAC – Este ano, a aviação civil brasileira transportou, até outubro, 192 milhões de passageiros – um crescimento médio anual de 11,8%. Para Martha Seillier, da SAC, com o crescimento da demanda é preciso mais investimentos em infraestrutura e serviços. Pensando nisso, foi realizado, no início deste ano, o primeiro leilão de aeroportos, no qual Guarulhos (GRU), Viracopos (VCP) e Brasília (BSB) foram adquiridos por concessionárias e passaram a ter uma administração privada. Segundo Martha, o leilão foi um sucesso e contou com a participação de 11 empresas concessionárias interessadas. “Os valores também surpreenderam. Este foi o maior leilão já realizado no Brasil”, disse. Em Guarulhos, a concessão foi arrendada por US$ 2,2 bilhões e terá validade de 20 anos. A proposta vencedora foi de US$ 7,8 bilhões de investimentos futuros e uma capacidade aumentada para 60 milhões de passageiros. Já Viracopos terá concessão de 30 anos e o valor foi de US$ 1,8 bilhão. Seu projeto prevê investimentos de US$ 4,7 bilhões e 80 milhões de passageiros. Brasília custou US$ 1,4 bilhão por uma concessão de 25 anos. Seu projeto vencedor irá investir US$ 2,2 bilhões em melho-

Jaime Parreira, da Infraero, Martha Seillier, da SAC, e José Barreto, da Anac

rias e obras e aumentar capacidade para 41 milhões de passageiros. Desde novembro, os aeroportos já estão sendo administrados por suas concessionárias e a Infraero está somente auxiliando as operações. A concessão definitiva será feita em fevereiro de 2013, quando se encerra o período de transição. Em todos os casos, a Infraero continua sócia do aeroporto, com 49% de suas ações. Em cada licitação ganha, a concessionária deverá fazer investimentos obrigatórios até a Copa de 2014 e outras melhorias de acordo com a demanda. Infraero – Segundo Jaime Parreira, diretor de engenharia da Infraero, a empresa hoje administra 63 aeroportos – sem contar os três em concessão (GRU, VCP e BSB) – e desse total, 16 estão em obras de melhoria que devem ser entregues até 2014 para a Copa do Mundo. “A Copa é sem dúvida importante, mas os investimentos são principalmente para atender o crescimento da demanda aérea brasileira”, declarou. Cerca de R$ 5 milhões serão investidos com recursos do PAC. Em Guarulhos, aeroporto já em concessão, a Infraero entrega ainda em dezembro de 2012 as obras do Terminal 3, que teve investimento de R$ 320 milhões. Os aeroportos VCP e BSB estão na mesma condição de término de obras até final de 2012. Após esse período, todos os demais investimentos serão por con-

ta da nova concessionária. Outros aeroportos que estão em obras são: Galeão, Salvador, Fortaleza, Recife, Florianópolis, Confins, Curitiba, Cuiabá, Porto Alegre, Recife, Foz do Iguaçu, Goiânia, Macapá, Vitória, Parnaíba, Joinville. A maioria dos aeroportos já possuem licitação fechada e obras já iniciadas. Anac – Segundo José Barreto, da Anac, a liberdade tarifária fez o preço das passagens aéreas reduzirem em média de 57%. Essa comparação foi feita entre os anos de 2002 e 2011. “O conceito de liberdade tarifária permite às companhias oferecerem produtos diferenciados para cada tipo de demanda, com preços determinados livremente e gerenciamento de receita”, disse. De acordo com ele, a tarifa média atual está abaixo de R$ 300. De acordo com estudo realizado pela Anac, 63% das tarifas praticadas hoje são vendidas em média 63% mais baratas que a tarifa mínima praticada nos anos 2004, quando a Anac regulamentava a tarifa mínima das companhias. “Hoje há um momento de ajuste das companhias e acredito que o combustível e impostos são os principais gastos das companhias. Existe muita competitividade no mercado e podemos dizer que já não há mais o chamado preço predatório. As companhias estão se adaptando ao mercado e os consumidores são os que mais ganham com isso”, comentou.


AVIAÇÃO

Gol inicia voos para Miami e Orlando com Boeing 737 800 NG Zenite Machado

Pamela Mascarenhas A Gol iniciou em meados de dezembro voos regulares para Miami e Orlando, nos Estados Unidos, e Santo Domingo, na República Dominicana. Os novos voos são diários, com decolagens em São Paulo/Guarulhos para Orlando e no Rio de Janeiro/Galeão para Miami, com parada em Santo Domingo, onde os clientes podem trocar de aeronave, para que a mesma seja totalmente vistoriada, em cumprimento a exigências legais. Os voos são operados em aeronaves Boeing 737 800 Next Generation, com duas classes, comfort e econômica. O voos de ida para Miami (com saída do Rio) e Orlando (de São Paulo) são realizados no início da madrugada, às 1h32 e 2h, respectivamente. “A Gol criou o produto para ser o melhor voo com escalas para os Estados Unidos, com o menor tempo de duração. Escolhemos o horário noturno para que os passageiros consigam chegar descansados, de manhã, e aproveitar o destino já no início do dia. Essa é a nossa vantagem competitiva. A gente se preocupou em atender ao turista de lazer, em agradar o mercado turístico”, declarou Marcus Vinicius Nunes da Silveira, gerente geral comercial de negócios da Gol. A classe comfort terá bloqueio do assento do meio, maior espaço entre as poltronas e maior reclinação das mesmas, além de um serviço de bordo mais refinado, de acordo com Marcus Vinicius, com pratos quentes e bebidas alcoólicas. As aeronaves possuem capacidade para 155 passageiros - 129 na classe econômica e 26 na comfort. Em questão de entretenimento, haverá o sistema Gol no Ar, com jogos, leitura e tomada nas poltronas. Marcus Vinicius informou que em meados deste mês a companhia aérea já teria finalizado as condições para permitir o bloqueio de poltronas pelas operadoras, que poderia chegar a 40% da capacidade do voo. “Estamos revisitando todas as regras do mercado. A parte técnica já está 100%. Sobre a questão comercial, ainda estamos estudando alguns pontos”, explicou.

Aerolíneas Argentinas premia parceiros de 2012 Lisia Minelli Em meados de novembro, a Aerolíneas Argentinas realizou uma premiação com os melhores vendedores de 2012 dos mercados do Brasil e Argentina. No total, 14 empresas brasileiras foram premiadas: Advance, Agaxtur, Ancoradouro, Calcos, CVC, Decolar, Fenix, Flytour, GapNet, Nascimento, Rextur, Submarino, High Light e UneWorld. Na Argentina, foram mais 25 empresas. A festa de confraternização deste ano foi realizada na província de Chubut, na Patagônia Argentina, e contou com a presença de autoridades do destino, além de representantes da companhia. Para Juan Pablo Lafosse, diretor comercial da Aerolíneas, além da premiação, a comemoração é pela recuperação de mercado da companhia. “Agradeço ao trade pelo trabalho feito e pelos resultados atingidos. Vocês fazem todos os dias um esforço enorme para colocar a Aerolíneas Argentinas novamente no lugar que oportunamente já ocupou”, declarou. Para Ariel Rodriguez, diretor geral da Aerolíneaspara o Brasil, nos últimos três anos a companhia sofreu uma transformação que colocou no mercado uma nova empresa. “Hoje somos uma ferramenta fundamental para a conectividade e o desenvolvimento social e econômico. Trabalhamos para promover o Turismo e as economias da região, fazer crescer esta maravilhosa indústria, e claro, buscar incansavelmente a melhora constante, para que nossos clientes regressem felizes voando conosco”, assegurou o diretor.

Anderson Masetto Após seguidos prejuízos, a Gol iniciou, este ano, um processo de redução da oferta de voos. De acordo com o presidente da companhia, Paulo Kakinoff, a estratégia continuará em 2013 e, somente no primeiro semestre do próximo ano, a queda ficará entre 5% e 8%. Ele explicou que desde abril a capacidade média da empresa tem caído a uma média mensal entre 8% e 10% em relação a 2011. O objetivo, segundo o executivo, é voltar a operar sem os prejuízos registrados nos últimos dois anos, com aumento da ocupação e recuperação do Yield (tarifa média nominal). “Reduzimos voos apenas nas rotas que eram menos lucrativas. Não deixamos de operar em nenhum destino”, disse. “Esta medida vai fazer com que, no curto prazo, seja possível ter um Prask (receita por assento) com potencial de crescimento de dois dígitos”, apostou o executivo, lembrando que em

Paulo Kakinoff

outubro foi registrada uma alta de 4% neste quesito. Desde abril, já contando com os voos da Webjet, houve uma redução de 1,1 mil operações diárias para cerca de 900. Para Kakinoff, este movimento

é necessário devido ao complexo cenário da aviação no Brasil, com a alta das taxas, do preço do combustível e o aumento da demanda por uma parcela da população que é muito sensível aos preços. “Desde 2003, o nosso Yield teve queda de 60% e a demanda aumentou em 15%, o que gerou uma política tarifária agressiva. Nunca foi tão barato andar de avião no Brasil”, ressaltou. O preço dos combustíveis e a alta do dólar também são fatores que levaram a Gol a adotar esta estratégia. De acordo com o executivo, de 2009 até o momento houve um aumento de 58% do querosene de aviação no Brasil. As tarifas também tiveram alta de 60% no período. Outra estratégia anunciada por Kakinoff é a diversificação das receitas, incluindo os já anunciados voos para Miami e Orlando via Santo Domingo e o crescimento das receitas adicionais, como a venda de refeições a bordo, que até junho de 2013 alcançará 100% dos voos da companhia. “Termos um ano de recuperação”, garantiu.

Dezembro de 2012 - 2ª quinzena

Marcus Vinicius Nunes da Silveira, gerente geral comercial de negócios da Gol

Em busca de resultados positivos, Gol continuará reduzindo oferta em 2013

9


AGÊNCIAS E OPERADORAS

Com foco no fornecedor, MMTGapnet realiza workshop no Ceará

Dezembro de 2012 - 2ª quinzena

Rafael Massadar

10

Foi realizado no início de dezembro o I Workshop Nordeste da MMTGapnet, no Hotel Dom Pedro Laguna – Aquiraz Riviera, no Ceará. O intuito foi de promover os produtos do Nordeste do país para divulgar diferentes destinos, onde os agentes de viagens terão a oportunidade de conversar diretamente com diversos represen-

Tathiana Hardt Souto Turbian, da área de eventos da MMTGapnet

tantes. “Para nós é um orgulho chegar a Fortaleza após dez anos de vida. Estamos animados com essa nova fase. Quero destacar que o nosso diferencial é a escolha dos nossos fornecedores. Isso demanda tempo, mas damos para o cliente um serviço de primeira qualidade”, disse a superintendente da MMTGapnet, Ana Maria Berto, durante o discurso de abertura do evento. Participaram os seguintes provedo-

Lívia Mota, da MMTGapnet São Luís (MA)

Ana Carolina Miranda, coordenadora de vendas da Universal

Ana Maria Berto, superintendente da MMTGapnet

César Ramirez, da MMTGapnet Natal (RN)

Daniel Rocha, da MMTGapnet, com produtos da África

res e escritórios de Turismo: América do Norte - Greater Miami Convention, Kissimmee, Philadelphia, Universal Resorts & Theme Parks, SeaWorld Parks e CPTM México. América do Sul - Chile, Argentina, Peru e Equador. Europa - Circuitos Europeus Travelplan. Exóticos - Turquia e Jordânia. Nacional - Serra Gaúcha e Foz do Iguaçu. Hotéis - Summerville, Serhs, Gran Bahia Principe, Hard Rock

Patrícia Tapia, chefe de produto do Peru

México e Punta Cana, Oasis e Rede Meliã. Locadora - Avis. Companhias Aéreas - Gol e Air Canada. Foram realizados seminários de capacitação de destinos durante os dois dias do workshop, além de rodada de negócios com esses fornecedores. “Somos a única operadora que não concorre com os agentes. Nós damos subsídios. Não temos lojas, queremos trabalhar com vocês”, finalizou Ana Maria Berto.

Mayra Castillo Fraga, assistente de promoção do México

Marisa Guilger, gerente de vendas da Meliã

“Possuímos acordos exclusivos para o agente” Roberto Sanches com toda a equipe Nordeste da MMTGapnet

Jorge Souza, gerente geral de Marketing e Produtos da MMTGapnet

Lana Paganini, Ádames Quintela e Adriana Palmarosa, da Gol Linhas Aéreas

Tabajara Jr., Fernando Abreu, Jorge Lima e Sérgio Paz dos Santos, da MMTGapnet

Juliane Ribeiro, Elvis Alexandre e Rafaella Câncio, da equipe da MMTGapnet em Fortaleza

Na abertura do workshop, o gerente geral comercial e operacional da operadora, Roberto Sanches, destacou para os agentes de viagens locais os diferenciais da operadora. O executivo garantiu que a MMTGapnet oferece as melhores opções e preços do mercado. “Temos centrais especializadas em todas as áreas, dentre elas: locadoras, cruzeiros e hotéis. Possuímos acordos exclusivos para o agente fechar hotéis e padronizá-los de acordo com evento ou vontade do cliente”, disse Sanches. Única operadora do Programa Eureka Prêmios, a MMTGapnet irá pontuar em dobro os agentes de viagens em todas as vendas concretizadas com pacotes nacionais. Mercado ao qual, segundo o gerente, a operadora irá investir com mais força em 2013. Durante os quatro anos como participante do programa, a MMTGapnet já chegou aos seguintes números: 24 mil participantes; mais de 700 mil opções de produtos para trocas pelos pontos; mais de 53 mil produtos resgatados; e mais de 36 estabelecimentos conveniados. Outra novidade apresentada por

Roberto Sanches é que todas as viagens para 2013 com vendas até o fim deste mês podem ser divididas em 13 vezes, com 25% de entrada no cartão Amex. “Vale, inclusive, para todos os produtos 100% online da operadora, que podem ser pagos via sistema de faturamento ou cartão de crédito”, explicou. “Os pontos valem para qualquer produto da operadora”, complementou o executivo. Internet - O site da MMTGapnet já conta com mais de 3,5 mil mil pacotes para venda. Neste ano, uma nova ferramenta de pacotes que permite aos agentes de viagens pesquisar, solicitar e confirmar pacotes foi viabilizada no portal. Outra área do site que passou por mudanças foi a extranet. A área de acesso restrito - somente com login e senha - agora tem um perfil administrativo, onde os agentes podem acompanhar os processos das NDs, as solicitações de reembolso, o APV (atendimento pós viagem) e emitir vouchers, entre outros recursos. “Trata-se do maior programa de incentivo de vendas do Turismo, válido em todo território nacional”, finalizou Sanches.

Operadora cresce 33% em 2012 Embora o mercado não esteja no mesmo ritmo nos últimos meses, a MMTGapnet conseguiu manter as margens de crescimento em 2012. Neste ano, a operadora obteve um incremento de 33% em relação a 2011. “Esse ano tem sido um pouco diferente, mas mesmo assim crescemos”, afirmou a superintendente da MMTGapnet, Ana Maria Berto. O segundo semestre foi primordial para a continuidade desse resultado até o final do ano. Em 2013 a operadora vai focar no mercado nacional. “Vamos trabalhar

de forma agressiva nesse nicho. Vamos focar e consolidar os destinos nacionais”, disse a executiva. Quanto ao mercado internacional, Ana Maria Berto antecipou ao MERCADO & EVENTOS que no próximo ano a MMTGapnet vai realizar seu encontro internacional em Cancun, no México, com os top ten das suas filiais. “Nossa equipe esteve em Orlando neste ano acompanhando os 100 agentes de viagens que mais venderam produtos da operadora no Brasil. Foi um sucesso. Por isso, vamos repetir e dessa vez em outro destino”, finalizou Ana Maria.

Mais duas filiais em 2013 No próximo ano, a MMTGapnet passará a ter novas filiais, já a partir de janeiro. São elas: Vitória e Goiânia. É o que revelou a superintendente da operadora, Ana Maria Berto. Recife também vai receber uma filial. “A capital de Pernambuco vai ter uma filial nossa até o início do segundo semestre de 2013”, disse a executiva. O crescimento da MMTGap-

net continua no próximo ano. A capital do Amazonas também pode receber mais um braço da operadora. “Durante a rodada de negócios do Workshop conversei bastante com operadores de Manaus e tudo indica que a cidade vai entrar no nosso plano estratégico, já que é um importante hub para a América do Norte e Caribe”, anunciou Ana Maria Berto.


AGÊNCIAS E OPERADORAS Crise financeira faz Tia Augusta encerrar operações temporariamente

Iberojet projeta crescimento de 22% em 2013 Anderson Masetto

Luciano Palumbo Com mais de 40 anos de atuação no mercado de Turismo e procedentes de operadoras como Dimensão e Stella Barros, a diretoria da Tia Augusta Turismo - criada em 1973 por Augusta Naressi e Paschoal Fortunato - anunciou o encerramento de suas operações [temporariamente] no ultimo dia 4 de dezembro. O motivo: crise financeira que impossibilitou desde 2008 o crescimento operacional da empresa, alta do dólar e baixa nas vendas em 2012. A suspensão operacional foi adotada para implementar a reestruturação em curso. Nos anos de trabalho, a operadora embarcou mais de 600 mil passageiros. No comunicado oficial enviado ao trade e a imprensa, a Tia Augusta disse que “sempre tratou seus clientes com seriedade, e lamenta, mesmo que para o benefício de todos, ter que suspender temporariamente suas operações para implementar a reestruturação em curso.” A nota dizia ainda que “a direção alega que vem passando por dificuldades financeiras desde 2008 e que neste ano foram agravadas por conta da alta do dólar e a consequente baixa de mais de 50% das vendas.” Recuperação - A empresa entrou em recuperação judicial no dia 30 de outubro e desde então passou a vender apenas pacotes de terceiros para garantir o embarque dos clientes. “Foram despendidos todos os esforços a fim de manter seu futuro e pleno funcionamento sem prejudicar a qualidade e credibilidade que sempre marcaram a história da Tia Augusta Turismo”. A recuperação judicial é abordada no capítulo três da Lei 11.101, sancionada em 9 de fevereiro de 2005 pela Presidência da República, que explica que “tem por objetivo viabilizar a superação da situação de crise econômico-financeira do devedor, a fim de permitir a manutenção da fonte produtora, do emprego dos trabalhadores e dos interesses dos credores, promovendo, assim, a preservação da empresa, sua função social e o estímulo à atividade econômica”. A lei acabou com o instrumento da “concordata” no Brasil e permite que a empresa endividada apresente a sua própria proposta para os credores. A legislação, no entanto, fixa um prazo de seis meses para a negociação entre as partes, que é intermediada por um administrador judicial nomeado pela Justiça. No caso de não haver acordo entre credores e devedores sobre o plano de recuperação, é decretada a falência. Passageiros - De acordo com o comunicado, a empresa buscou todas as alternativas para solucionar os problemas existentes. “A operadora esclarece que cerca de 500 clientes que compraram pacotes antes do dia 30 de outubro com data de embarque até o Carnaval de 2013 estão sendo contatados e recebendo todas as orientações necessárias para minimizar os custos”, disse. Para esclarecer os clientes, a Tia Augusta deixou à disposição o telefone (11) 3068-5118. Braztoa - A Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa), em entrevista ao M&E, lamentou a suspensão das atividades da Tia Augusta Turismo, operadora associada à entidade desde 1996. Em linhas gerais, a Braztoa solicitou que as operadoras verifiquem a possibilidade de conceder descontos significativos aos passageiros da Tia Augusta Turismo que já haviam adquirido seus pacotes, minimizando prejuízos e garantindo assim as viagens programadas. De acordo com o presidente da entidade, Marco Ferraz, a Braztoa tem conversado com seus associados para que apenas os custos destas viagens já adquiridas - por passageiros na Tia Augusta - sejam cobrados. “Vamos apresentar essa solução em assembleia para os 97 associados”, comentou. A dívida da operadora vem de empréstimos bancários e de pendências junto a fornecedores americanos e consolidadores brasileiros. “Esta é uma notícia ruim para o mercado”, disse Ferraz. “Vamos fazer o possível para absorver os passageiros deixados pela Tia Augusta”, enfatizou.

Arlindo dos Santos

nossa oferta com destinos africanos, complementou. De acordo com o executivo, além do aumento no portfólio de produtos, a operadora também está ampliando a oferta hoteleira nos circuitos já

Dezembro de 2012 - 2ª quinzena

Paschoal Fortunato e Tia Augusta

A Iberojet, operadora de circuitos na Europa e Oriente, reconhece que teve um movimento em 2012 quase idêntico ao do ano anterior. No entanto, projeta um crescimento de 22% para 2013 e já traçou algumas estratégias para alcançar este objetivo. Entre elas está o aumento nos produtos para o extremo Oriente, ação que já teve início este ano. “A Iberojet tem planos de expansão para o mercado brasileiro. Nesta temporada incluímos na nossa lista de circuitos na Europa e no Oriente Médio, roteiros no extremo Oriente, com uma aposta inicial em Tailândia, China, Vietnã e Índia”, disse Arlindo dos Santos, gerente de vendas da operadora para o Brasil. “Em 2013, vamos continuar implantando novos destinos desta região, como Japão, Birmânia, Indonésia, Nepal, Quênia e Sri Lanka. Também pretendemos ampliar a

existentes. Para ele, a localização e qualidade dos empreendimentos é essencial neste tipo de produto. Santos prometeu ainda novidades no portal da operadora para 2013. Segundo ele, a Iberojet já está trabalhando para ampliar área de informação dos produtos e em uma área exclusiva para as operadoras. “O objetivo é agilizar e facilitar o acesso aos nossos produtos. A versão brasileira do site incluirá ainda uma ferramenta já experimentada com sucesso em outros países, o Hoteljet, sistema de busca e reserva de hotéis”, explicou. Brasil – Santos lembrou que a Iberojet conta com parcerias com as principais operadoras brasileiras. Segundo ele o Brasil, junto com Argentina e México, são os principais mercados da empresa na América Latina. Entre as ações previstas para o próximo ano no País está o apoio aos operadores em ações de marketing, além da participação em feiras, workshops e eventos.

11


AGÊNCIAS E OPERADORAS

Nastur 2013 acontecerá entre os dias 13 e 17 de março

Plínio Nascimento, diretor geral da Nascimento Turismo

Dezembro de 2012 - 2ª quinzena

“Esse foi um ano difícil”, afirma Plínio Nascimento

12

Da esquerda para a direita: Licério Santos, diretor da All Brazil Tours, Adriano Gomes, gerente da Nascimento, Cândido Ferreira, do Rafain, Felipe Gonzalez, secretário de Turismo de Foz, Eduardo Nascimento, presidente da Nascimento, Plínio Nascimento, diretor da Nascimento, Mauro Sebastiany, do Iguassu CVB e Cleiton Feijó, diretor comercial da Nascimento

Filipe Cerolim No final de novembro, a Nascimento Turismo lançou no hotel Rafain Palace a edição de 2013 do Nastur. O 11° Encontro de Agentes de Viagem Nascimento Turismo (Nastur) será realizado entre os dias 13 e 17 de março de 2013, na cidade de Foz do Iguaçu. Plínio Nascimento, diretor geral da Nascimento Turismo, falou sobre a realização de mais uma edição do evento. “Relacionamento, capacitação e vendas. Esses são os três pilares da Nascimento e do Nastur. Acreditamos que este espaço é muito útil para que o agente de viagem possa vender com mais segurança e ter as informações para conhecer o destino.” Em 2013, apesar da Nascimento repetir a receita de sucesso da última edição - realizada no Transamérica Ilha de Comandatuba, na Bahia - ela quer ousar mais, segundo Plínio Nascimento. “Teremos novamente 39 patrocinadores, que são os palestrantes e fornecedores. Queremos mudar o jeito de capacitar os agentes de viagens.

Não serão apenas os melhores 350 agentes de viagens, temos ainda os fornecedores e todo o staff da Nascimento. O treinamento é muito maior se ainda levarmos em conta o jantar, a premiação dos Top 10 e os destaques. É um desafio realizar a Nastur em um destino, e não só em um hotel. Com o sucesso do Nastur a tendência é que esse evento passe a ser itinerante, o que é um desafio, mas será, sem dúvida, o maior famtour do país”. Adriano Gomes, gerente de produtos e planejamento da Nascimento Turismo, confessou que até agosto três destinos concorriam para sediar o Nastur de 2013. No entanto, Foz do Iguaçu apresentou maior estrutura e empenho em receber o evento. “A cidade foi visionária ao acreditar que a Nascimento podia vender mais destinos nacionais e apresenta uma grande estrutura, oferecendo ainda um mix de ofertas.” Cleiton Feijó, diretor comercial da Nascimento, aproveitou para passar o número atual de agentes de viagens de cada região e a expec-

tativa de realizar o Nastur em Foz do Iguaçu. “Estamos empenhados em fazer desse evento um ícone em relação a treinamento de agentes. Até o momento temos 40 agentes de Belo Horizonte, 40 de Brasília, 100 de São Paulo, 80 do interior de São Paulo, 35 do Rio de Janeiro, 35 da Baixada Santista e 20 das outras regiões do Brasil. Esses números vão mudar até o Nastur 2013 por serem atualizados em ranking de vendas. Mas até o final de dezembro, 60% já receberam os seus convites, e esperamos até o final de janeiro ter todos os convidados”. Agentes que venderem destino Foz somarão mais pontos - Feijó também anunciou que os agentes que venderem Foz do Iguaçu pela Nascimento Turismo vão ganhar pontuação dobrada no ranking. “Iremos lançar esta campanha para que o agente que vender Foz do Iguaçu tenha pontuação duplicada. Ainda vamos divulgar posteriormente, mas já temos esse planejamento.” O Nastur 2013 terá três patrocinadores: Iguassu Convention

Visitors e Bureau, Itaipu Binacional e Fundo Iguaçu. Além de 19 apoiadores, podendo chegar a 23 com a confirmação de outros quatro hotéis participantes. Estiveram presentes no lançamento do Nastur 2013, Eduardo Nascimento, presidente da Nascimento Turismo; Plínio Nascimento, diretor geral da Nascimento; Cleiton Feijó, diretor comercial da Nascimento; Adriano Gomes, gerente de produtos e planejamento; Felipe Gonzalez, secretário de Turismo de Foz do Iguaçu; Mauro Sebastiany, presidente do Iguassu Convention & Visitors Bureau; e Cândido Ferreira, diretor geral do Rafain Palace Hotel & Convention Center.

Durante o lançamento do Nastur, Plínio Nascimento fez um balanço da operadora em 2012 e avaliou que o ano foi de queda. “Até outubro deste ano tivemos uma queda de quase 15%. Inúmeros fatores, como o aumento de câmbio, o endividamento do brasileiro e o investimento do governo em outros setores, influenciaram essa queda. Mas até o final do ano fiscal - em março, devemos chegar ao zero a zero”, disse. Para Plínio, os meses de dezembro a fevereiro podem ajudar neste fechamento, já que muitos deixaram de viajar. “Nas últimas férias, o número de pessoas que desistiu de viajar pelo endividamento ou pelo aumento do câmbio foi muito grande. Espero que no próximo ano as pessoas não queiram repetir isso, por isso acredito em um aumento natural”, disse. O diretor geral ainda justificou a queda de vendas de pacotes pelo aumento das tarifas aéreas.

Novidade! A Nascimento conta, entre outros, com a parceria da Empetur (Empresa de Turismo de Pernambuco), que tem o interesse de realizar um evento em conjunto com a operadora e pode acontecer em Porto de Galinhas, mas que não será necessariamente o Nastur.

UnicTur visa desenvolvimento e capacitação de profissionais do Turismo A Federação Nacional do Turismo (Fenactur) e a Confederação Nacional do Turismo (CNTur) anunciaram a criação da Universidade Corporativa do Turismo da Fenactur (UniCTur), dirigida aos profissionais de Turismo, para seu desenvolvimento e capacitação, numa parceria com a WebAula. A universidade nasceu com o objetivo principal de melhorar as competências dos profissionais do Turismo, resultando na melhoria de qualidade dos serviços oferecidos aos clientes, e consequentemente no aumento das vendas.

“A educação corporativa se coloca no centro das impulsões de um modelo sustentável no qual o conhecimento é um imperativo da prestação de serviços e da produtividade com qualidade e, consequentemente, do crescimento da economia. A implantação e o gerenciamento da UniCTur, vem ao encontro de interligar as mudanças econômicas, tecnológicas e culturais em favor da construção de uma rede educativa comprometida, inovadora que, por sua vez, defina e administre os principais eixos de capacitação que atendam o mercado dos profissionais do Turismo”, in-

formou o comunicado da Fenactur. No site (http://unictur.webaula. com.br/shopping.) está à disposição uma diversidade de cursos ofertados, separados por grupos de competências. O aluno deverá primeiramente fazer seu cadastro e posteriormente comprar o curso desejado e escolher a forma de pagamento. Os valores dos cursos já estão com desconto para o associado. Imediatamente após a compra, os alunos receberão em seu endereço de e-mail, os dados para acesso ao curso. Os cursos são auto instrucionais, necessitando o aluno, somente de um computador com acesso à internet.

Michel Tuma Ness, presidente da Fenactur, Valter Gil Filho, diretor executivo da WebAula e Carlos Alberto de Sá, diretor do Instituto Fenactur e presidente da Abav-DF


AGÊNCIAS E OPERADORAS

Flytour amplia charter para alta temporada em Sergipe Lisia Minelli

Ancoradouro Consolidadora promove famtour para Alemanha

Agentes em visita à Alemanha

Dez agentes de viagens do interior do Estado de São Paulo, que ganharam a campanha de vendas “Tam é na Ancoradouro”, fizeram um famtour pelo roteiro “Alemanha Mágica”. A viagem contemplou visitas a Frankfurt, Erfurt, Berlim, Dresden, Nuremberg, Rotemburg, Munique, Lago Constanza, Villingen, Freiburg e Heidelberg. Para ganhar a viagem os agentes de Ribeirão Preto e São José do Rio Preto se cadastraram e a única exigência para entrar no sorteio era registrar crescimento de 20% - em relação ao mesmo período de 2011 - na emissão de bilhetes internacionais da Tam, pela Ancoradouro. Participaram as seguintes agências: Rodojet Turismo, Suelen Mayumi Miura (São José do Rio Preto); Barroso Turismo, Ana Luiza Andrade de Carvalho (Ribeirão Preto); Tastur Viagens, Livia Guimaraes Azzuz Athayde de Souza (Franca); Evestur Turismo, Eliana Faccincana das Neves de Souza (Santa Fé do Sul); Terra Turismo, Angela Cristina Carminati Arroyo (Matão); Top Turismo, Leonardo Ricardo (Monte Alto); Monte Athos Viagens, Sonia Regina Barreiros Perucheti (Ribeirão Preto); Lua Viagens, Margarida Zanini (São José do Rio Preto); Conexão Brasil Viagens, Fernando Silva Santos e Gran Via Turismo, Livia Raya Maggioni (ambas de Ribeirão Preto). O grupo foi acompanhado por Anthony Patrick Bringhente, Ancoradouro (Ribeirão Preto) e Marciano Francisco da Silva Junior, da Tam (São José do Rio Preto). Prêmio – A Ancoradouro Operadora recebeu o troféu como a número um em vendas da Royal Caribbean, em 2012. O evento reuniu os agentes referenciais (os maiores operadores do país) no escritório da companhia em São Paulo, para avaliação do ano e para traçar as metas de 2013. Camila Tambellini, gerente do departamento marítimo da operadora recebeu a placa. A empresa ainda cravou segundo lugar no Brasil das vendas da Celebrity. “Sem dúvida é motivo de muito orgulho. A Ancoradouro foi batizada com este nome justamente porque iniciamos nossa história comercializando cruzeiros marítimos”, explicou Juarez Cintra, presidente do Grupo Ancoradouro. “Para nós, a Royal é muito mais que uma parceria de sucesso: as marcas das duas empresas se complementam”, pontuou.

Dezembro de 2012 - 2ª quinzena

Com o objetivo de aumentar o fluxo de passageiros para Sergipe na temporada de verão, a Flytour Viagens e o Turismo de Sergipe firmaram uma parceria para treinar os agentes de viagens em São Paulo. Além disso, a operadora fechou um acordo com as companhias aéreas Gol e Tam para voos charter diários para a capital sergipana, a partir de 15 de dezembro até março de 2013. “Nossa meta é atingir pelo menos 18% de incremento nas vendas com os treinamentos e os novos voos”, disse Claiton Armelin, vice-presidente da Flytour. Segundo Armelin, atualmente, o segmento nacional representa 65% das vendas de pacotes da operadora, sendo que o destino Aracaju tem apenas 10% desse market share. De acordo com o VP, depois do carnaval os voos passam a ser três vezes por semana (sexta, sábado e domingo), com duração até dezembro de 2013. “Outra novidade para março do próximo ano são os voos saindo de outras capitais como

Porto Alegre, Belo Horizonte, Brasília, Rio de Janeiro, entre outras”, antecipou. Para Armelin, o objetivo é descentralizar as saídas de São Paulo e com isso, aumentar o fluxo de turistas de outras regiões. “Os preços do estado de Sergipe são muito convidativos e o destino está pronto para receber mais turistas”, declarou. Também em março de 2013, a Flytour lançará um circuito rodoviário saindo de Salvador, pernoitando em Aracaju e terminando em Maceió. “São dez dias de viagem com guia, passeios e meia pensão inclusos. E ainda há opção de saídas de Maceió ou Salvador, sempre com uma parada em Aracaju”, disse. Resultados - Segundo o VP, a operadora tem apresentado crescimento constante desde a sua criação há apenas oito meses. “Mas em outubro, a Flytour teve um desempenho excelente superando em 17% as vendas previstas para o período”, disse. Para ele, as saídas de verão ajudaram a fortalecer esse resultado. Além disso, a operadora tem conseguido bons negócios com a hotelaria conscientizando os passageiros da importância da compra antecipada.

Claiton Armelin e Daniel Firmino, da Flytour, com os embaixadores de Sergipe

13


AGÊNCIAS E OPERADORAS

CVC lança clube de vantagens para parceiros preferenciais Dezembro de 2012 - 2ª quinzena

Luciano Palumbo

14

Novo clube com incorporações de vantagens que vão além de facilidades em canais de vendas. Foi pensando nisso, em um cenário de mais de 30 mil fornecedores mundiais cadastrados, que a CVC lançou um clube especial para parceiros preferenciais. Trata-se do Programa Parceiro Preferencial CVC, que visa estreitar as relações comerciais com parceiros estratégicos do Brasil e exterior e vai oferecer aos 316 participantes iniciais - na primeira fase somente com fornecedores hoteleiros - vantagens e benefícios como exclusividades em mídia, acesso privilegiado a canais de distribuição, treinamentos e programas de incentivo. Na primeira fase, dos 316 hotéis participantes, 235 são nacionais e 81 internacionais. “A participação não está fechada, mas temos um número de fornecedores limitado por região”, disse o vice-presidente de marketing, operações e produtos da operadora, Fabio Godinho.

Fabio Godinho, vice-presidente de marketing, operações e produtos

De acordo com dados divulgados em 2011, a verba anual de marketing da CVC é de mais de R$ 70 milhões e, segundo Godinho, 90% da verba de mídia é gasta em anúncios de produtos e pacotes. “Apenas 10% deste montante é feita em veiculações institucionais”, explicou. Participantes da 1ª fase - São hotéis nacionais na Bahia (72), Alagoas (26), Santa Catarina e Rio Grande do Norte (23 em cada estado), Ceará (21), Pernambuco

(20), Rio Grande do Sul (14), Paraíba (12), Paraná (11), Goiás (seis), Amazonas (quatro), Rio de Janeiro (dois), e Maranhão (um). No internacional aparece a América do Norte (26), América do Sul (25), América Central e Caribe (17) e Europa (13). Programa - O clube de parceiros vai funcionar na rede de distribuição da CVC com mais de 740 pontos exclusivos e com os mais de oito mil agentes de viagens cadastrados. “Além desses canais, o website da CVC, que hoje concentra 4,5 milhões de acessos/ mês, também favorecerá a distribuição desses parceiros”, comentou Godinho. O programa terá a inclusão, no primeiro semestre de 2013, dos segmentos de cruzeiros, receptivo, aéreo e destinos. Segundo o presidente da CVC, Xiko da Rocha Campos, com este novo programa os parceiros e distribuidores da CVC terão um ganho em vendas e em qualidade de seus produtos. “O programa adiciona ativos aos parceiros preferenciais da CVC e estabelece novos critérios de qualidade”, salientou.

Invasão da Fiel no Japão A Vai Corinthians - agência oficial do Timão em parceria com a CVC - organizou a maior operação feita por uma operadora de Turismo no mundo. A CVC levou cerca de dois mil torcedores para o Japão para assistirem aos jogos do Mundial de Clubes. Para Bruno Affonso, gerente de novos produtos, esta é a maior movimentação interconti-

nental de pessoas em tempos de paz. De acordo com ele, a operação foi organizada há quatro meses. “Conseguimos mais de mil assentos bloqueados com diversas companhias aéreas e três hotéis para receber os visitantes no Japão. Em um deles, foram mais de 820 quartos bloqueados”, disse. Além disso, a operadora contou com um staff de dez pessoas da CVC no destino e mais 80 guias

falando português, sendo que 40 deles foram do Brasil com a torcida. Além dos dois jogos do Corinthians, os visitantes tiveram a oportunidade de participar de um treino com o “Timão” com interação com seus ídolos. O vice-presidente do clube, Luis Paulo Rosenberg, disse que “está muito contente dos torcedores terem aderido a esse projeto maluco de cruzar o mundo”.

Veja como será a dinâmica do Prêmio ‘Parceiro Preferencial’ Para ser aceito como Parceiro Preferencial e participar do prêmio que será entregue no mês de maio, em 2013, os fornecedores de hotelaria da CVC - hoje são cerca de 30 mil, devem apresentar as seguintes características: - Qualidade dos serviços endossada pelas diretorias de produtos nacionais e internacionais; - Relevância no destino; - Condições comerciais; - Disponibilidade a longo prazo. De acordo com Fabio Godinho, o número que hoje soma 316 (235 no nacional e 81 no internacional), não deve ultrapassar 500 empreendimentos. “Nosso share nacional corresponde a pouco mais de 50%.

O internacional é menor, mas não devemos ter muito mais parceiros preferenciais, senão perdemos a essência do clube de vantagens”, disse. Prêmio Qualidade - A CVC vai eleger dez hotéis (cinco nacionais e cinco internacionais) entre os preferenciais e ainda outros fornecedores nas categorias: Hotel do Ano; Resort do Ano; Pousada do Ano; Inovação e Sustentabilidade; Serviços Especiais aos Clientes; Destaque Companhia Aérea do Ano; Destaque Empresa de Receptivo do Ano; Destaque Companhia Marítima do Ano; Destaque Destino Nacional do Ano e Destaque Destino Internacional do Ano. As últimas cinco categorias serão incorporadas até o primeiro trimestre de 2013.

Outubro, melhor mês de vendas Com a expectativa de superar a marca de mais de quatro milhões de passageiros embarcados em 2012, a CVC comemora os bons resultados de vendas e o crescimento de 6% de janeiro a setembro. A informação é do presidente da empresa, Xiko da Rocha Campos, durante a apresentação do Programa Parceira Preferencial CVC. O crescimento é comparado ao mesmo período do ano passado e deve ter um aumento no final de 2012. “Outubro deste ano foi o melhor mês de vendas da operadora, já o mês de novembro, a maior alta de vendas em feriados”, comentou. Mesmo sem poder falar em números, Xiko da Rocha disse que espera fechar o ano com positividade em meio às crises. Em 2013, está prevista mais uma vez a abertura de capital

Xiko da Rocha Campos, presidente da CVC

da empresa - tentativa frustrada este ano quando a operadora esperava ser avaliada em R$ 6 bilhões. Em 2011, a CVC embarcou cerca de três milhões de passageiros. “Temos crescido mais que a média do mercado de Turismo. Isso está ligado à capacidade de distribuição da CVC”, disse Rocha.

CCO otimiza gestão interna e pós-vendas Gestão interna e relacionamento contínuo com clientes e passageiros. Desta premissa partiu a criação do Centro de Controle de Operações, implantado desde maio de 2012, que hoje integra as atividades relacionadas às operações de roteiros nacionais e internacionais da operadora. O departamento, ligado diretamente à vice-presidência de Fabio Godinho, é dirigido por Maurício Dezen e representa a conexão entre todos os fluxos operacionais da CVC. De acordo com Dezen, o CCO agrupa seis núcleos divididos em células para aéreo (grupos e regular), marítimo, hotelaria e terrestre e consolidação de operações. “No total, temos 200 pessoas trabalhando no desenvolvimento, atendimento e na otimização dos processos internos”, comentou. Ainda no Centro de Controle, as áreas de planejamento e controle e atendimento interno (distribuidores e suporte, e clientes) têm suas dinâmicas e operações exclusivas. Dezen acredita que, em janeiro de 2013, o CCO tenha o controle completo das operações internas e externas da CVC,

Maurício Dezen, diretor do CCO

podendo até ser transformado numa unidade de negócios. “Trabalhamos, hoje, com a segregação útil das atividades, simplificando e tornando mais seguros os processos internos e com os clientes, otimizando até o trabalho de pós-venda”, disse. O executivo acredita que com as ferramentas e controle aplicado atualmente, a CVC detém melhor qualidade e menor tempo de resposta para suas ações. “Trabalhamos com a experiência do cliente para simplificar e tornar melhor o nosso dia a dia”, finalizou.

Segmento esportivo terá departamento Com as atividades iniciadas com a criação da “Vai Corinthians”, a CVC espera crescer no segmento esportivo e, para isso, já estuda a criação de um departamento específico. “Estamos operacionalizados por meio de um canal estratégico que este ano enviou cerca de dois mil passageiros para Tóquio”, comentou Fabio Godinho. Segundo o executivo, as ações para a criação de um departamento específico devem acontecer ainda em 2013, devido às negociações da operadora com fornecedores hoteleiros para a Copa de 2014. “Vamos ter os hotéis, mas não teremos os ingressos”, enfatizou.

Godinho ressaltou o histórico de outros países que realizaram a Copa e por conta dos altos custos de hotelaria tiveram a ocupação afetada. “Vamos garantir a ocupação aos nossos parceiros. A questão dos ingressos é comum em todas as copas e cada passageiro terá de adquirir o seu”, afirmou. O executivo ressaltou ainda que os pacotes fechados ainda correspondem a 60% das vendas da operadora. Os outros 40% são de pacotes dinâmicos. “Os pacotes dinâmicos vêm crescendo significativamente dentro da CVC”, disse. O executivo disse que ainda em 2013 a operadora vai priorizar o segmento de lazer dentro de seus negócios.


AGÊNCIAS E OPERADORAS Pesquisa Alatur aponta desafios na gestão de mobilidade corporativa Lisia Minelli

Empresas alemãs focam em parcerias no Brasil Lisia Minelli Pelo segundo ano consecutivo, a empresa Iramaia GmbH – que possui know how em levar executivos brasileiros a participar de feiras Iramaia Kotschedoff na Alemanha – trouxe para o Brasil uma delegação de empresários alemães para participarem da Exposystems. A delegação alemã veio com 11 empresas interessadas em buscar parcerias para desenvolver produtos focados nos grandes eventos que o Brasil receberá nos próximos anos. “O Brasil é a bola da vez e os alemães também descobriram o potencial para investir no país. Além disso, 2013 também será o ano da Alemanha no Brasil e muitos eventos estão sendo pensados, por isso, mais do que nunca os alemães querem firmar parcerias com as empresas brasileiras”, disse Iramaia Kotschedoff, fundadora e diretora da Iramaia GmbH. A empresa de Iramaia já possui experiência de 23 anos nesse segmento de feiras entre os países e hoje é a única especializada em prestar serviços e atendimentos em feiras de negócios na Alemanha e no Brasil, tanto para expositores quanto para visitantes profissionais ou técnicos. Em sua operação, Iramaia disse que faz de tudo um pouco para poder atender da melhor forma o seu cliente, desde a montagem de estandes como assessoria e pesquisa de mercado para as empresas melhores adaptarem o seu produto ao mercado alemão. Para ela, mais que importante que quantidade de visitantes nas feiras é a qualidade de seus serviços e atendimento. “.

Lisia Minelli Com objetivo de fortalecer sua marca junto ao público, a RCA Operadora lançou no início do mês o selo USA by RCA. Segundo Luis Borges, gerente de marketing e promoção, a ação “Magia Além das Telas”, realizada em parceria com o Cinemark em quatro shoppings simultâneos teve como objetivo divulgar os diferenciais da empresa para os Estados Unidos. “Este é nosso destino carro chefe e queremos oferecer aos nossos passageiros cada vez mais produtos diferenciados para nos tornarmos referência”, disse, completando: “Queremos que quando o passageiro pense em Estados Unidos, pense em RCA”, ressaltou. Segundo Borges, o selo USA by RCA será vinculado a todos os produtos do destino comercializados pela operadora. “É uma identificação

de nossos produtos. Todo mundo vende Estados Unidos, mas nós temos um diferencial que é a liberdade do passageiro escolher o que é melhor para suas férias. Oferecemos a liberdade de escolha na formatação dos pacotes com o que há de melhor no destino”, comentou. A ação foi feita nos cinemas dos shoppings Plaza Mooca, Pátio Paulista, Higienópolis e Eldorado. No total, 12 mil folhetos foram distribuídos em cerca de 1.500 sessões de filmes. “A aceitação foi muito grande. Mostramos ao público que eles podem viver uma aventura também fora das telas com os nossos produtos”, contou. Segundo o gerente, vale ressaltar que a RCA não concorre com os agentes e que toda a ação também serviu para lembrar aos passageiros de procurarem pelos produtos da operadora por meio de seus

agentes de viagem. A operadora também realizou um café da manhã no Hotel Renaissance para os clientes e agentes de viagens com objetivo de apresentar a temporada de férias. Cerca de mil pessoas compareceram. “A meta era apresentar a estrutura e o staff da operadora aos presentes. A interação com os agentes foi muito boa e os passageiros que já compraram nossos pacotes puderam conhecer um pouco mais da nossa empresa e produtos”, falou. Quem esteve no evento também pode conhecer melhor a mais recente parceria firmada com a empresa de Câmbio Cotação e as vantagens de sair do país com o cartão de débito Travel Money – Visa / Cotação.

Dezembro de 2012 - 2ª quinzena

Com intuito de discutir as principais dificuldades e soluções nas áreas de gestão de frotas, expatriados, expense management e telepresença/videoconferência, o Mateus Passos Grupo Alatur promoveu o seu 1º Workshop de Mobilidade Corporativa. O evento – que foi realizado no final de novembro – além da presença de diversos executivos, contou com palestras e a apresentação do resultado de uma pesquisa sobre o tema. A pesquisa intitulada Projeto Mobilidade foi realizada com 117 companhias, sendo que 39% atuam com gestão de frotas, 31% em expense management; 22% em expatriados/transferidos para outros estados; 19% em alternativas a viagens/teleconferência, e 11% como diretores financeiros. Segundo a consultora Ivani Rossi, as empresas possuem em média 20 expatriados e 12 funcionários transferidos dentro do país; e sua maior dificuldade está ligada à burocracia (50%). “Na pesquisa, 60% dos entrevistados dizem que a tendência para os próximos anos é que esse número aumente”, disse. Segundo Mateus Passos, diretor de mobilidade corporativa do Grupo Alatur, o grande desafio das empresas é antecipar o que virá no futuro. O projeto de Mobilidade Corporativa do Grupo Alatur tem como principal meta criar soluções voltadas ao controle automatizado de custos de profissionais em viagem; economia de recursos e maior controle de frotas; substituição de viagens por interação digital; e consultoria para empresas com colaboradores estrangeiros atuando no país. Segundo Passos, as pesquisas mostram que as empresas estão cada vez mais interessadas nos segmentos: expense management (35%), videoconferência (25%), consultoria (14%), gestão de expatriados (12%), gestão de frotas (12%). “Um grande diferencial do Grupo Alatur é desenvolver projetos customizados para as companhias evitando gastos e otimizando processos”, contou. Na pesquisa, as empresas disseram que realizam em média 12 reuniões em telepresença por mês; sendo 76% delas para reuniões internas e 65% com filiais. “As empresas percebem a importância em substituir as viagens. Isso impacta diretamente nos custos, mas ao mesmo tempo há a dificuldade em estabelecer o hábito do uso e em convencer o viajante das vantagens da substituição”, comentou. Um total de 53% das empresas acreditam na relevância em substituir viagens pela telepresença e outras alternativas.

RCA lança selo de viagem USA by RCA

15


16 Dezembro de 2012 - 2ÂŞ quinzena


Dezembro de 2012 - 2ÂŞ quinzena

17


PARQUES

Nova Fantasyland: onde o “Era uma vez...” se torna real

Dezembro de 2012 - 2ª quinzena

Natália Strucchi Depois de muita expectativa, no dia 5 de dezembro, data em que Walt Disney faria aniversário, foi inaugurada a Nova Fantasyland, no Magic Kingdom. Ele certamente se orgulharia da evolução pela qual passa o parque. Essa foi a maior expansão na história do Magic Kingdom e ainda não está finalizada por completo, já que em 2013 e 2014 outras atrações ganham vida no local. Uma grande cerimônia realizada no dia 6 de dezembro marcou a abertura oficial – com direto a corte de faixa – da Nova Fantasyland, no parque Magic Kingdom. As atrações da festa foram a atriz Ginnifer Goodwin, que interpreta a Branca de Neve na série de TV Once Upon a Time, e a cantora Jordin Sparks, vencedora do American Idol em 2008.

Tom Staggs, Ginnifer Goodwin, Jordin Sparks e Mickey no corte de fita que marcou inauguração

“Existe uma terra em que sonhos viram realidade e em que o ‘Era uma Vez’ acontece todos os dias”, afirmou Ginnifer. Já Jordin completou: “Música

sempre fez parte da minha vida. E me lembro de sempre cantar as canções dos filmes da Disney”. Logo depois, embalou todos os convidados especiais

num pout-pourri com os principais clássicos de histórias infantis. O chairman da Walt Disney Parks & Resorts, Tom Staggs, fez uma apresentação na qual justificou todo o investimento. “Queremos a melhor experiência para nossos visitantes. O objetivo é que cada criança e adulto possam se sentir dentro das histórias contadas. Nosso staff trabalhou com muita paixão e esforço para obter o atual resultado”, disse. A neta do próprio Walt Disney também esteve presente na festa, assim como astros do programa americano Dancing with the Stars e as dubladoras das personagens Bela e Pequena Sereia. Um verdadeiro espetáculo que fez jus à maior expansão da história do parque. O que mais chama a atenção são os detalhes, tudo pensado estrategicamente para conquistar os turistas. Os persona-

gens dos desenhos são representados em caracterizações exemplares e a decoração, misturada com o uso da tecnologia, completa o cenário. A nova área é dividida em duas partes chamadas “Storybook Circus” e “Enchated Forest”. A segunda, sem dúvida, mais encantadora. A equipe do Walt Disney Imagineers trouxe à vida adoradas histórias da Disney – como a Bela e a Fera; e a Pequena Sereia - inserindo os visitantes nos clássicos desenhos. Entre todos os novos atrativos, destaque para o restaurante Be Our Guest, com capacidade para 550 pessoas e detalhes impecáveis do filme A Bela e a Fera. As operadoras brasileiras que vendem Disney foram convidadas para o evento: Agaxtur, CVC, RCA e Trade Tours. A atriz Juliana Paes e o apresentador e ator Cassio Reis também estiveram por lá.

18

Tom Staggs, chairman da Disney Parks e Resorts

Ed Fouché, da Disney

Astros do programa de TV amaericano Dacing with the Stars

Ariel, um dos grandes temas da nova área

Outro parque, mais uma novidade. Que tal montar o carro dos seus sonhos? Agora isso é possível, pelo menos quando você estiver na Disney. O Test Track, localizado no Epcot, foi remodelado. A atração sempre foi uma das principais do local e agora conta com a parceria da Chevrolet. Mais interatividade e tecnologia marcam o novo modelo. A festa de abertura contou com a presença de Meg Crofton, presidente de Walt Disney World, Alan Batey, CMO da GM, e da banda One Republic. Para esta noite especial o Future World East foi transformado em uma extensão da atração com veículos da Chevrolet e gráficos especiais. A versão atual enfatiza o projeto de desenvolvimento de carros novos e mantém a emoção original da atração - inaugurada em 1999 - mas com um olhar totalmente novo. A pista do Test Track permanece a mesma, mas todos os recursos visuais e de áudio foram substituídos. A única seção que parece essencialmente igual é a parte de alta velocidade. Embora o conceito ainda seja o mesmo, os visitantes agora interagem com diversos computadores.

Ator e apresentador Cassio Reis

Rogério Leites, da RCA

Aldo Leone e Patrícia, da Agaxtur

Patrick Yvars, da Disney, entre Rodrigo Vaz e Camila Silva, da CVC

Atriz Juliana Paes posa para o M&E

Dubladoras da Pequena Sereia, Jodi Benson, e da Bela, Paige O’Hara

Tecnologia é um dos artifícios para dar vida aos personagens

Atriz caracterizada de Bela

Equipe da Disney: Mark Sadowski, Maureen Barrett, Randy Garfield e Sarah Domenech

Fera fez sucesso entre o público presente

Nova Fantasyland O que já funciona - Under the Sea – Journey of the Little Mermaid, Be Our Guest Restaurant, Enchanted Tales with Belle, Ariel`s Grotto, Belle`s Village e Circus. O que ainda falta – O Princess Fairytale Hall será a nova casa para as princesas da Dis-

Enquanto isso... no Epcot Pra quem gosta de boliche

Ao lado, Meg Crofton, presidente de Walt Disney World, e Alan Batey, CMO da GM. Acima, integrantes da banda Onde Republic, que tocou na reabertura da atração

Downtown Disney ganhou mais uma atração: Splitsville. O espaço conta com 30 pistas de bowling (20 no primeiro andar, 10 no segundo andar), 5 bares, 2 bares de sushi, um pátio ao ar livre em ambos os pisos e música ao vivo todas as noites.

ney e ficará pronto em 2013. Já o The Seven Dwarfs Mine Train levará os visitantes em um passeio musical dentro da mina dos sete anões. A montanha-russa será acompanhada pela música do clássico desenho da Disney e pelas figuras animadas de “A Branca de Neve e os Sete Anões”, sendo inaugurada em 2014.


PARQUES

Arnaldo Filho, do Hopi Hari, Marcelo Gutglas, do Playcenter, Orlando Souza, da Tur.SP, Maria Ercília, do Bondinho do Pão de Açúcar, Maurício de Sousa, Flávio Dino, da Embratur, e Alain Baldacci, do Sindepat e a deputada Célia Leão

Wet’n Wild recebe 20% mais visitantes e promete nova atração

Flávio Dino, presidente da Embratur, e Alain Baldacci, presidente do Sindepat

Anderson Masetto O parque aquático Wet’n Wild, localizado em Itupeva (SP), bateu o recorde de visitantes no último ano fiscal (agosto de 2011 a julho de 2012). O crescimento será de 20%, com um total de 420 mil pessoas. De acordo com o presidente do parque, Alain Baldacci, isso ocorreu porque neste ano o empreendimento ficou aberto entre os meses de junho e agosto pela primeira vez em 14 anos de operação. Ele também destacou a renovação anual das atrações. “Isso foi muito acima das nossas expectativas. Mostra que é viável manter o parque aberto no inverno e vamos continuar nos próximos anos”, comentou. Segundo o executivo, a abertura do parque neste período foi possível graças à instalação de um sistema de aquecimento das piscinas e também da nova área com cobertura retrátil, que abriga a Ilha Misteriosa do Cascão, inaugurada neste ano. Para 2013, o executivo prometeu uma nova mega atração, que será feita em três partes. A primeira será inaugurada já no próximo ano, as demais em 2014 e 2015. “Será um grande brinquedo com três atrações. As obras começam em março”, finalizou. Inclusão - Para comemorar o Dia Nacional de Pessoas com Deficiências em Parques Temáticos, o Wet’n Wild recebeu, no início de dezembro, cerca de 2,4 mil portadores de deficiência de forma gratuita. A ação envolve também mais 17 parques em todo o país e foi promovida pelo Sistema Integrado de Parques Temáticos e Atrações Turísticas (Sindepat). Alain Baldacci, presidente do Sindepat, ressaltou a importância da ação. “Isso mostra como os parques temáticos são empreendimentos que podem ser utilizado por todos. Não há discriminação e a acessibilidade é uma das nossas características”, afirmou. O presidente da Embratur, Flávio Dino, esteve presente e acredita que os parques podem servir de exemplo para toda a sociedade quando se fala em inclusão. “A acessibilidade não pode ser apenas uma retórica de um discurso, mas sim um compromisso de todo o país”, disse, lembrando que em 2016 o Rio de Janeiro irá sediar os Jogos Paraolímpicos e por isso, o país precisa se adequar.

Dezembro de 2012 - 2ª quinzena

Alain Baldacci com os padrinhos da ação

19


DESTINO

Dezembro de 2012 - 2ª quinzena

Fotos: Sanchat Tour

20

A fascinante Cuba de Fidel Lisia Minelli Cuba é um destino com identidade tão forte que desperta um conjunto próprio de imagens quando é mencionado no contexto do Caribe. Arquitetura e paisagens características, figuras típicas, bebidas específicas, ritmos inconfundíveis e muita sensualidade no ar. Havana, além de ser a capital do país, é também a cidade mais importante de todo o Caribe. A ilha - a maior da região - é até hoje cercada de uma aura de mistério, apesar da quantidade crescente de turistas, principalmente europeus, latinos, canadenses, mas também americanos. A política fechada também manteve o local bem preservado, com muitas praias praticamente intocadas, florestas recheadas de vida selvagem, e alguns dos melhores pontos no mundo para

snorkeling, mergulhos e pesca oceânica. Havana é a capital da República de Cuba, a maior cidade, principal porto, centro econômico e cultural do país. É a sede oficial dos órgãos supremos do legislativo, executivo e judiciário e do governo; e seu centro histórico foi declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Estar em Havana e não conhecer o Malecón é impossível. Ele se estende por oito quilômetros numa longa parede que segue por toda a costa norte. Em seu curso seis pistas de longas avenidas unem na paisagem prédios antigos e uma bela baía. O início da sua construção data do começo do Século 20 e sua conclusão foi realizada em etapas e durou cerca de 50 anos. Ao longo de seus oito quilômetros, monumentos importantes foram erguidos e os seus sete mil pés de parede

de concreto de largura são o principal ponto de encontro de Havana. Depois da Ilha de Cuba, a Ilha da Juventude, à leste, é a maior. A elas somam-se outros quatro mil cayos (pequenas ilhas desabitadas) e ilhotas. Em todo o território, são mais de 300 as praias de areias brancas e águas transparentes. Varadero é a mais famosa, mas nos cayos do norte, Ciego de Ávila e Villa Clara, bem como em Holguín e em Cayo Largo do Sul existem muitas outras similares. Três conjuntos de montanhas, duas vastas regiões de savanas e vales como Viñales, Yumurí e de Los Ingenios cobrem o território. Quedas d’água e cachoeiras completam a paisagem. A maioria dos resorts turísticos está na parte norte. Possuem excelente estrutura para quem busca descanso e conforto.

Venda melhor o destino >> O Ecoturismo também é uma excelente opção. Explore as opções oferecidas próximo da Península de Zapata, a maior reserva pantanosa do Caribe, ou a reserva ecológica de Varahicacos, onde se pode caminhar por trilhas ricas em vegetação e apreciar o colorido de pássaros exóticos. Para uma diversão mais cultural, visite a cidade de Matanzas, apelidada de “Atenas de Cuba” devido à riqueza dos conhecidos poetas e escritores europeus que ali viveram durante meados do Século19. >> Outro passeio interessante para se fazer com a família é no Delfinário – que fica em Carretera Las Morlas. O local foi construído

para abrigar espécies marinhas como golfinhos e leões marinhos, que fazem shows para entreter os visitantes. Ainda há como opção, além dos shows, fazer uma refeição no local no restaurante localizado dentro do Delfinário. >> A prática de golfe também é bem comum. O Varadero Golf Club é bem conhecido e muitos turistas desafiam este campo, que atende os principiantes e os golfistas profissionais. O curso do gramado é muito bom e a vista para o mar é excelente. O aproveitamento é certo, seja no jogo ou no visual. O bom serviço ajuda a estadia dos turistas, as pessoas estão sempre ansiosas em agradar enquanto você joga. As bebidas são ideais para aguentar o clima quente. A dica é começar

o jogo logo pela manhã, enquanto o sol ainda não está no auge. >> A gastronomia também é uma atração à parte. Desfrute também do rico e aromático café natural de Cuba, normalmente servido preto e ligeiramente adocicado em chávenas de tamanho expresso. Uma dica muito legal é visitar o Restaurante Al, uma antiga mansão do gangster Al Capone que foi confiscada pelo governo durante a revolução. Outros casarões também foram confiscados nessa época, mas a do Al Capone, com certeza, é a mais emblemática – usada nos anos 20 para armazenar álcool ilegalmente contrabandeado dos Estados Unidos.

Site oficial: www.visitcuba.com / Idioma: Espanhol / Fuso horário: Duas horas a menos em relação a Brasília, quando estamos em horário de verão. Moeda: Há dois tipos, o Peso Nacional Cubano, também denominado Moneda Nacional (MN), utilizado pela população local, e o Peso Conversível Cubano (CUC), valor de troca para o turista. Cada CUC vale 24 pesos cubanos, aproximadamente. Imigração e visto: Para entrar no país é necessário ter o passaporte válido por pelo menos seis meses e o cartão de turista devidamente preenchido (inclusive com alguma referência no campo “Endereço em Cuba”). O cartão pode ser obtido no Brasil, por meio da Embaixada ou do Consulado Geral de Cuba. Vacina: Cuba não exige vacinação contra febre amarela, mas no Panamá e no Peru, onde os voos da Copa Airlines e Taca Airlines fazem escala, é obrigatório ter tomado a vacina pelo menos dez dias antes da entrada nesses países.

Carros antigos fazem parte do cenário de Cuba, podendo ser vistos em todos os lugares. E a sensual e animada dança cubana

Varadero foge do conceito do socialismo Estância balneária de Cuba, Varadero proporciona aos seus visitantes uma agradável estadia, as suas águas são quentes e o clima tropical, como qualquer lugar do Caribe. Conhecida pela beleza das suas praias, com areias finas e brancas que são um convite permanente para passeios, e com águas transparentes que estimulam a prática de mergulhos ecológicos. Ainda pouco conhecido pelos brasileiros, Varadero é um paraíso a ser explorado. Localizada na Península de Hicacos, a aproximadamente 140 quilômetros de Havana – tem atrações, hotéis e restaurantes que fogem ao conceito socialista de simplicidade que é pregada à ilha. E são opções que cabem em todos os bolsos. Se não puder bancar um dos resorts all inclusive, há hotéis menores, a oeste da península, ou mesmo apartamentos para serem alugados, voltados exclusivamente para turistas. Em 2011, Cuba registrou 2,7 milhões de visitantes internacionais, um crescimento de 7,3% em relação ao ano anterior. Em 2012, somente do primeiro semestre esse número foi de 1,7 milhão – metade deles procurou por Varadero como destino final. No segundo semestre deste ano, até agora, já foram registrados cerca de 1,240 milhão de turistas internacionais, um acumulado de 1,5% no crescimento se comparado

ao mesmo período do ano passado. Em Varadero, clubes e bares oferecem mojitos e diversão o dia todo. Você pode ficar o dia inteiro se bronzeando na praia, jogando golfe, mergulhando ou pescando em alto mar. Uma boa dica é alugar uma motoneta ou ainda pegar um ônibus ou bonde panorâmico para turistas. É uma ótima opção para apreciar melhor este deslumbrante lugar. Para aqueles que procuram aventura, Varadero está bem dotada para lidar com qualquer tipo de esporte aquático em que se possa pensar, desde o mergulho à vela até nadar com golfinhos. Para quem gosta de mergulhar em caverna, a Saturno Cave é uma excelente opção. Há uma curta distância de carro desde Varadero, este local proporciona 22 metros de águas profundas ideal para nadar, mergulhar, praticar snorkeling e outros esportes. É um belo lugar com águas cristalinas e frias. Grutas, recifes e florestas virgens tornam a região ainda mais atraente. As águas calmas e azuladas, com barquinhos a vela colorindo o horizonte, enfeitam o cenário já belo do destino. Apesar da calmaria, Varadero também tem muito a oferecer, desde parques a shoppings centers, saltos de paraquedas a passeios de mergulho – opções não faltam para os mais variados turistas.


HOTELARIA

IHG Brasil premiará os melhores parceiros em 2013 Igor Regis

Associados à Resort Brasil terão faturamento de R$ 1,3 bi

Juan Torres, do M&E, entre Alexandre Zubaran, Dilson Fonseca, Luiz Daniel Guijarro e Rubens Regis, todos presidntes da Resorts Brasil

Anderson Masetto O ano de 2012 está terminando e a Resorts Brasil tem muito para comemorar. A entidade está completando dez anos de atividades e os 47 empreendimentos associados somarão um faturamento de R$ 1,3 bilhão neste ano. Segundo o presidente Dilson Fonseca, os resultados apurados até o mês de novembro apontam para o melhor ano da história dos resorts no país. A taxa de ocupação acumulada é de 56%, um crescimento de 8% em relação ao ano passado, quando foi registrado 52%. O número de associados também cresceu de 43 para 47, fazendo com que o número de unidades habitacionais passasse de 11.826 para 13.800. “Teremos uma ocupação recorde. Até então, a melhor marca foi em 2004, quando alcançamos 54%”, contou. “A diária média não teve avanço, ficando em R$ 541, contra R$ 543 no ano passado. É mais um ano em que não recuperamos a inflação”, lamentou. As perspectivas para 2013 são as melhores possíveis. Fonseca acredita que é possível aumentar o número de associados para 50 e comemora as vendas para a alta temporada. “Para Natal e Réveillon nós já temos ocupação entre 90 e 95%. Em janeiro chegaremos a 75% e no Carnaval a 68%”, afirmou. Outro dado referente a 2012, também destacado por Fonseca, é a capacitação. Segundo ele, foram treinados 840 agentes de viagens em todo o Brasil, sendo que 160 se tornaram especialistas em resorts, e mais 125 agentes no exterior. Homenagens – Para celebrar os dez anos da entidade, a Resorts Brasil homenageou os ex-presidentes Luiz Daniel Guijarro (2002-2003), Rubens Regis (2004-2005 e 2010-2011) e Alexandre Zubaran (2006-2009), além do atual Dilson Fonseca (2012-2013). Eles ganharam uma placa de agradecimento aos serviços prestados ao setor. O diretor executivo Ricardo Domingos também foi homenageado e, em nome do MERCADO & EVENTOS, o diretor de projetos especiais, Juan Torres, recebeu uma placa de agradecimento pelo apoio do veículo à Resorts Brasil ao longo desta década.

Dezembro de 2012 - 2ª quinzena

Francisco César Garcia, diretor regional da IHG no Brasil e David Pressler, diretor de vendas InterContinental São Paulo (ao centro), com a equipe da rede IHG

O InterContinentral Hotel Group (IHG) lançou no fim de novembro, em São Paulo, a campanha de reconhecimento “Best Partners IHG 2013”, que visa certificar as empresas que se destacarem na prestação de serviços ao mercado hoteleiro no próximo ano. Ao todo, a ação vai avaliar 450 empresas parceiras. A divulgação dos vencedores está prevista para novembro de 2013. A premiação contará com cinco categorias: organizadores de eventos; operadoras e consolidadoras; agências de viagens; melhor interlocutor; e melhor gestor de viagens. Os participantes serão avaliados bimestralmente com base em pontos relevantes, como, acessi-

bilidade, fluxo de negócios, ações em conjunto, sinergia entre hotel e empresa e produção. “A parceria não pode ser mensurada somente através da produção. Por isso, vamos avaliar as empresas em cada uma dessas categorias”, destacou David Pressler, diretor de vendas e marketing do InterContinental São Paulo. Para participar na campanha as empresas terão que ter produtividade em no mínimo três hotéis da rede IHG Brasil. Cada hotel terá um ranking, no qual serão contabilizados pontos nos quesitos e categorias ao longo do ano de 2013. A pontuação final será divulgada durante a premiação. “Além do troféu, as empresas vão ganhar em divulgação dos seus bons serviços, entre os hotéis da rede, parceiros e veículos de comunicação do trade”, finalizou Pressler.

21


EXTERIOR

Dezembro de 2012 - 2ª quinzena

Los Angeles busca parcerias no Brasil

22

Antonio Villaraigosa, prefeito de Los Angeles com o Cônsul Dennis Hankins

Luiz Gabriel Rico, CEO da Amcham

Lisia Minelli O Brasil é mesmo a bola da vez. A prova disso é que mais uma vez o país recebe uma delegação de empresários estrangeiros com o objetivo de fomentar acordos e parcerias com empresas brasileiras em todos os segmentos da economia. Desta vez, vinte empresários de Los Angeles estiveram no Brasil em visita a três capitais brasileiras. Na delegação estão empresas de diversos setores

Mary Carley, do LAX CVB com Nicole Beckett, da prefeitura de Los Angeles

como têxtil, cosmético, defesa, aeroporto e porto de LAX, infraestrutura e logística. Eles estão sob o comando do prefeito de Los Angeles, Antonio Villaraigosa – que também é presidente da associação de prefeitos dos EUA. Segundo Renato Sabaine, do trade do consulado americano, as companhias privadas da delegação agendaram reuniões com empresários brasileiros para buscar potenciais representantes no país. Para Mary Carley, do LAX CVB, o objetivo do convention é

Thomas Shannon, embaixador dos EUA, Patti Macjennett, LA Tourism Office, Heloisa Levy, da Interpoint, Prefeito Villaraigosa, Cônsul Hankins e Jussara Haddad, do consulado

aumentar o fluxo de turistas brasileiros na cidade. “O volume de turistas tem aumentado de forma consistente na cidade e queremos que Los Angeles seja o principal destino na costa oeste para o Brasil”, declarou. As cidades visitadas foram Rio de Janeiro, Brasília e São Paulo. Além do Brasil, Chile e Colômbia também foram visitados pelos empresários americanos. Latam – De acordo com o prefeito Villaraigosa, o Turismo do Brasil apresenta um crescimento médio de dois dígitos anualmente. E ele espera que

isso sirva de motivação para que as negociações com a Latam se firmem. A cidade está pleiteando um voo direto entre de São Paulo e Los Angeles com a companhia. “O relacionamento entre nossas cidades é muito importante. São Paulo é a maior economia do Brasil, assim como LAX é uma das maiores do mundo. Nosso fluxo comercial atingiu patamares de US$ 3 bilhões e essa nossa visita ao país é um reconhecimento da grande potência que é a América Latina, em especial o Brasil”, declarou.

Promote Iceland busca turistas brasileiros Fernanda Lutfi A Promote Iceland, parceria público-privada que tem o objetivo de promover a Islândia no exterior, iniciou, pela primeira vez, uma série de workshops na América Thorleifur Jonsson Latina para divulgar o destino aos operadores e agentes de viagens locais. O Brasil é o primeiro país a receber a delegação da Islândia. A Promote Iceland realizou dois eventos no país no final de novembro, no Rio de Janeiro e em São Paulo. O evento na cidade do Rio de Janeiro foi realizado no hotel Pestana, localizado na orla de Copacabana, e contou com a presença de Thorleifur Jonsson, gerente de marketing da Promote Iceland, Arsaell Hardarson, gerente geral da Icelandair, quatro operadoras do país e cerca de 40 operadoras e agências de viagens locais. “Nós estamos investindo no Brasil porque este país vem crescendo rapidamente, possui uma economia forte, e tem cada vez mais pessoas que se interessam em viajar”, explicou Thorleifur. Segundo o gerente geral da Promote Iceland, a Islândia é um ótimo país para os brasileiros que desejam fugir do calor do verão, já que é um país frio, mas não tão frio quanto muitos imaginam, mantendo uma temperatura média de 15ºC ao longo do ano. “Queremos atrair jovens, de boa formação, que tenham vontade de fazer atividades e não apenas de ficar parados. Aqui temos possibilidades de atividades durante todo o ano, como trilhas, escaladas, whale watching e piscinas de águas termais ao ar livre. Queremos jovens que desejam experimentar o país”, ressaltou. Apesar de a Promote Iceland estar investindo em campanhas de divulgação do destino no Brasil, a empresa não tem o objetivo de abrir um escritório próprio no país. “A Promote Iceland não possui nenhum escritório fora da Islândia, preferimos trabalhar com as embaixadas e operadoras locais. Nosso foco é na divulgação do destino através da internet, nas mídias sociais, que ultrapassam fronteiras de países e podem ser controladas de qualquer lugar”, disse o gerente. De acordo com Thorleifur, a Islândia recebeu cerca de 550 mil turistas em 2011 e espera receber 600 mil até o final deste ano. O número de turistas brasileiros ainda não ganhou porcentagens expressivas, mas o profissional estimou que devem ser cerca de dois mil brasileiros visitando o país anualmente. Os principais países emissores para a Islândia são Estados Unidos, Inglaterra, Alemanha, e a região da Escandinávia que, juntos, representam 90% dos turistas que vão ao país. Icelandair – Durante o workshop, o gerente geral da Icelandair, Arsaell Hardarson, explicou que a companhia aérea busca aumentar a rede de voos entre os Estados Unidos e a Europa. Nos últimos anos, voos para Seattle, Toronto e Denver foram iniciados, e para 2013 a cidade de Anchorage, no Alaska, ganhará um voo da companhia aérea para a ilha. “Já operamos 35 destinos, registramos aumento de 13% no número de voos, 2,3 milhões de passageiros, e crescemos 79% desde 2009. E para 2013 temos grandes expectativas. Queremos começar três novas rotas e instalar um novo sistema de entretenimento a bordo, com wi-fi e suporte para iPad mini”, ressaltou Arsaell.


EXTERIOR

Nice: 80 mil brasileiros visitam a região francesa Lisia Minelli

Ministro promove região do Veneto, no Brasil

Marino Finozzi

Igor Regis Gastronomia, artes, religião, montanhas e cidades históricas. Esses foram os destaques apresentados por Marino Finozzi, ministro do Turismo e comércio exterior da Região do Veneto, na Itália, em evento realizado no Terraço Itália, em São Paulo, no final de novembro. A ação é mais uma, entre as diversas realizadas pela região nos últimos três anos, visando promover o destino no Brasil. De acordo com Finozzi, o número de turistas brasileiros que visitaram a região entre janeiro e agosto de 2012 cresceu cerca de 16% em relação ao mesmo período do ano passado. “Sabemos que o turista brasileiro é exigente e gosta de desfrutar de tudo que um destino pode proporcionar. Por isso promovemos atrações tanto do ponto de vista turístico, como também do artístico e gastronômico”, destacou o ministro. Localizada no nordeste do país, Veneto possui uma área de 18 mil km². A região, que recebe cerca de 15 milhões de visitantes por ano, sendo 10 milhões estrangeiros, é o quarto destino mais escolhido na Europa. O maior fluxo de turistas vem de Alemanha e Áustria, com 3.081.941 chegadas, seguidos por EUA (706.586) e França (668.282). O Brasil está entre os 11 países com maior número de visitantes com cerca de 187 mil chegadas e 370 mil presenças, de acordo com dados da International Society of Transport Aircraft Trading (ISTAT). Ao todo a região fatura 15 bilhões decorrentes do Turismo. A expectativa é de que esse número chegue aos 20 bilhões até 2020. Entre os destaques apresentados pelo ministro, estão: Veneza, destino principal de 51% dos turistas que visitam Veneto, as Montanhas Dolomitas, considerado patrimônio mundial pela Unesco, além de Verona e Vinceza, para o Turismo artístico, e Pádua, para o Turismo religioso. Turismo acessível - A região é conhecida mundialmente por promover políticas de acessibilidade, facilitando a visitação de turistas portadores de necessidades especiais, tanto com mobilidade reduzida, como também com problemas visuais, auditivos e com restrições alimentares. A política também visa atender aos idosos e a famílias com crianças pequenas. “O turista portador de necessidades especiais pode ter acesso fácil ao mapa do território, que contém informações para quem possui necessidades especiais” finalizou Finozzi.

Stephan Pastor, do Hotel Nice Riviera, José Ribera, do Hôtels 3A, Catherine Anouilh, do Turismo de Nice Cote Azur, Jean-Philippe Pérol, da Atout France e Fabio Gasparri, da Ring Tours

Dezembro de 2012 - 2ª quinzena

Uma pequena delegação de Nice, na Riviera Francesa, esteve no Brasil para apresentar suas belezas naturais e atrativos turísticos para o trade das cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. O objetivo é incrementar o fluxo de brasileiros na região, que anualmente recebe cerca de 80 mil turistas do Brasil. Segundo Jean-Philippe Pérol, diretor para as Américas da Atout France, Nice é o segundo destino francês mais visitado pelos brasileiros – perdendo apenas para Paris. Em 2011, dos 620 mil turistas brasileiros que estiveram na França, cerca de 80 mil também visitaram a região de Nice. “O primeiro destino continua sendo Paris, onde 85% dos turistas ficam. Mas queremos apresentar outras opções de Turismo no país e a região de Nice tem um potencial enorme para atrair os brasileiros”, disse o diretor. A maioria dos turistas de Nice é proveniente da França (50%), além de

Reino Unido, Itália, Estados Unidos e Alemanha. A visita na capital paulista contou com um almoço e a presença de Catherine Anouilh, diretora de marketing e comunicação do escritório de Turismo de Nice Cote Azur; Stephan Pastor, diretor do Hotel Nice Riviera; José Ribera, diretor do Hôtels 3A; e Fabio Gasparri, diretor de vendas da Ring Tours; além de Jean-Philippe Pérol e Ricardo Hida, Adjoint Communication & Promotion da Atout France. Na ocasião, Catherine apresentou a diversidade do destino, sua hotelaria e seus atrativos. Segundo Hida, a delegação francesa está no Brasil para abrir novos mercados. “Os brasileiros que visitam Nice o fazem pelo destino estar incluso nos pacotes das operadoras e não por ser um destino que o turista escolheu visitar. Queremos que os brasileiros escolham o destino por suas características e opções. Uma das vantagens para se conseguir isso é a proximidade da região da Itália, o que trouxe muita influência na cultura e culinária de Nice”, contou.

23


EVENTOS

Rio é de Vocês buscará novos mercados em 2013 Anderson Masetto

Dezembro de 2012 - 2ª quinzena

Leila Valente e Milvia Milena, da Tam, Cléa Cortez, da Riotur, Erly de Jesus, coordenador do evento, Andéa Revoredo, do Rio CVB

24

Expositores do Rio é de Vocês

O Rio é de Vocês finalizou o ano com edições em São Paulo, no final de novembro, e no próprio Rio de Janeiro, em dezembro. Foram 18 eventos no total, com uma média de 150 participantes e 25 expositores cada. Entre os destaques estão os eventos realizados em Buenos Aires, na Argentina; Santiago, no Chile; e Montevidéu, no Uruguai. Para 2013, o objetivo é desbravar mais mercados internacionais, conforme explicou o coordenador do evento, Erly de Jesus. “Já temos um calendário quase pronto para 2013. Contemplamos novamente os nossos principais emissores, como São Paulo duas vezes, Belo Horizonte, Porto Alegre e Buenos Aires. Mas estamos estudando outros mercados internacionais”, contou. Segundo ele, foi identificado potencial em mercados como Lima, no Perú; Quito, no

Equador; e Cale, na Colômbia. “Iremos repetir Santiago e Buenos Aires. O Convention Bureau e os expositores estão estudando a participação nesses outros mercados também”, complementou. Os dois últimos eventos tiveram como foco principal as tarifas e condições para 2013 e 2014, quando o destino receberá eventos como a Copa das Confederações, Jornada Mundial da Juventude e a Copa do Mundo. “Os hotéis estão hoje muito focados nesses eventos. Muita gente pensa que não há mais vagas para essas datas no Rio de Janeiro, mas elas existem. E o evento é uma forma de mostrar isso aos agentes” ressaltou Erly. Andréa Revoredo, representante do Rio Convention & Visitors Bureau, destacou o novo material de divulgação do destino, focado justamente nos esportes. A brochura, que foi apresentada ao mercado durante o evento de São Paulo, traz informações não apenas sobre os estádios e demais equipamentos que serão utilizados na Copa do Mundo de 2014 e nos Jogos Olímpicos de 2016. Mas também sobre a prática de esportes em geral na Cidade Maravilhosa.

Projeto Vida Argentina foca no Turismo Sensorial

Bebe Badino e Marcella Eugenio, da E-travel

Fernanda Lutfi O Workshop Vida Argentina foi realizado no final de novembro no Rio de Janeiro e contou com a presença de cerca de 40 pessoas, representantes de operadoras e agências de viagens brasileiras. Além do Rio de Janeiro, o workshop passou pelas cidades de São Paulo, Belo Horizonte, Ribeirão Preto, Campinas, Brasília, Goiânia, Salvador e Recife. Com o apoio do Instituto Nacional de Promoção Turística – Inprotur, seis operadores de receptivo da Argentina, que no Brasil são representadas pela empresa E-travel, elaboraram cerca de 30 roteiros que têm foco no Turismo chamado de sensorial. Uma modalidade turística que tem como objetivo principal fazer com que o visitante experimente o destino e não apenas o observe. “Estamos divulgando viagens sensoriais, valorizando a experiência. Não queremos que o turista somente observe as paisagens argentinas, mas que entre em contato com a natureza. Por exemplo, ao invés de ver o rio, fazer rafting, fazer um city tour de bicicleta, ou ainda visitar uma praia e poder fazer uma refeição no local”, explicou Bebe Badino, da E-travel. Bebe explicou ainda que os clientes têm também a oportunidade de customizar seus roteiros, que se adaptam as preferências de cada um. “O projeto Vida Argentina é composto por duas fases, a primeira é a atual, em que os produtos estão sendo apresentados, e a partir de março serão feitas uma série de capacitações em cidades brasileiras para que as operadoras locais entendam melhor o projeto”, afirmou. De acordo com Badino, o Vida Argentina está sendo feito aos poucos e a ideia é que o projeto seja desenvolvido ao longo de dez anos. O Chile, que já faz parte desta fase inicial e apresenta roteiros integrados com a Argentina, terá, a partir de março de 2013, um projeto chamado Vida Chile, também com foco no Turismo sensorial, de experiências. “O Brasil é o país em que esses novos roteiros estão sendo experimentados e já tivemos uma boa resposta do trade. Nas próximas fases do projeto, vamos divulgar o Vida Argentina em outros países da América Latina, e, mais tarde, tentar integrar os países da região aos roteiros sensoriais e divulgá-los no exterior”, adiantou Bebe.


EVENTOS

Veteranos do Turismo são homenageados pelo Clube Feijão Amigo Heróis da resistência do Turismo, segundo Victor Daniel e jantar lotado com homenageados Dezembro de 2012 - 2ª quinzena

Ayrton Maragno e Antonio Aulisio, ex Flor com maurice Fermon, da Alatur

Adel Auada com Toni Sando, do SPCVB

Leonel Rossi, da Abav e Goiaci Guimarães, da Rextur

Lisia Minelli A Federação Nacional de Turismo (Fenactur) e o Clube do Feijão Amigo promoveram um jantar especial para a realização do 4º Encontro dos Veteranos do Turismo Brasileiro. O jantar homenageou cerca de 120 pessoas que, segundo Victor Daniel, vice-presidente do clube, são responsáveis pela força que o Turismo tem hoje. “Eles são os heróis da resistência do Turismo”, declarou o VP. De acordo com Adel Auada, presidente de honra do Clube, o encontro dos veteranos acontece a cada dois anos e reúne os principais expoentes do segmento. “Temos no evento pessoas com mais de 40 anos de profissão e a presença delas nesse jantar especial é muito importante”, disse. Na ocasião, foi comemorado ainda o 13º aniversário do Pergamon Hotel. Para Francisco Dalmario, diretor executivo do hotel, é muito gratificante receber a homenagem dos amigos. “Comemoramos 13 anos no dia 26 de outubro e receber os amigos para comemorar é muito bom”, disse. Já em relação aos resultados de 2012 do hotel, o diretor disse que o ano não foi bom. “Mesmo crescendo em vendas e diária nosso faturamento está 15% abaixo do ano anterior”, declarou. Para ele, a retração nos eventos causou uma queda na receita. Mas, para compensar, o hotel está investindo em ações para pulverizar o seu mercado e com isso atrair novos clientes. “Queremos eventos com menos pessoas, mas que possam ser realizados durante todo o ano”, disse. O hotel também está investindo em renovação dos seus 120 apartamentos. Além de reformas para se enquadrar na nova lei de acessibilidade do Turismo.

Adel Auada, Tasso Gadzanis e Totó como é mais conhecido

Sérgio Migliori e Ricardo Roman, da Interamerican com Antonio Aulisio, da Flot

25


EVENTOS

Casa Alemã patrocinada pelo DZT e pela Senator Turismo

São Paulo recebe primeira edição da Oktoberfest Dezembro de 2012 - 2ª quinzena

Lisia Minelli

26

Um excelente ano novo a todos É sempre assim: quando o fim do ano se aproxima, vem trazendo consigo o balanço de nossas conquistas e os desejos para o próximo ano. Ao longo deste ano, a Abremar continuou com sua luta pela superação dos gargalos e obstáculos que dificultam as operações nacionais de Cruzeiros Marítimos. Além disso, tivemos a oportunidade de participar de encontros do turismo e esclarecer dúvidas que ainda pairam sobre nossa atividade. Assim, pudemos apresentar os grandes números do nosso setor, a partir da movimentação dos navios nos destinos, e mostrar a importância dos Cruzeiros para o desenvolvimento turístico nacional. Finalizamos 2012 com saldo positivo. Nosso País já é o quinto maior mercado mundial de Cruzeiros Marítimos e tem condições de subir de posição no ranking do turismo marítimo. No entanto, a atividade, e também todos os benefícios que acarreta, precisam ser melhor atendidos. Por isso, espero que, em 2013, possamos avançar no número de conquistas e superar questões antigas, como a falta de infraestrutura portuária e a cobrança de altas taxas. Mas esse meu último texto do ano também serve para agradecer a todos que trabalharam ao lado da Abremar, e também aos turistas, que tanto têm prestigiado os navios. O momento é de festejar! E acredito que Natal e Ano Novo ficam ainda mais charmosos se forem comemorados em alto mar. Os cruzeiros marítimos oferecem vários roteiros para as datas, com ceias, festas especiais e muito entretenimento. O verão está aí para ser aproveitado: depois das festas, virão janeiro e fevereiro, meses de alta temporada, com muitos cruzeiros temáticos. E, mais à frente, o Carnaval. Que seu fim de ano seja repleto de ótimos momentos, acompanhados de muito calor, diversão e cruzeiros. Ricardo Amaral, presidente da Abremar.

Navios mais modernos da Costa Cruzeiros na América do Sul Debutantes na América do Sul para a temporada 2012/13, os navios-gêmeos Costa Fascinosa e Costa Favolosa (cada um com 1.508 cabines e capacidade para 3.800 hóspedes) já tem seus lugares garantidos para o próximo verão sul-americano. Os transatlânticos estão confirmados para a temporada 2013/14 e realizarão 30 cruzeiros, passando pela Bahia, Rio de Janeiro e Buenos Aires. Com essas duas opções, a Costa Cruzeiros se posiciona na região com os produtos mais novos, modernos e tecnológicos de sua frota, oferecendo uma experiência de viagem de qualidade. Entre as atrações dos navios estão: cinemas 4D para interação de adultos e crianças e simuladores de corrida de Grand Prix e de golfe. O passageiro tem a sensação de dirigir nas principais pistas do mundo e de jogar em um dos 37 campos de golfe mais famosos.

Celebrity Cruises inaugura o novo navio Celebrity Reflection Inaugurado no último dia 12 de outubro, o navio Celebrity Reflection traz inovações nunca vistas em alto mar. Entre elas, as primeiras AquaClass Suites, que recriam um ambiente de spa e oferecem acesso exclusivo para o restaurante de especialidades “Blu”. O Celebrity Reflection também introduzirá um novo conceito de salão de jogos. O Game On traz seis mesas com telas de 32 polegadas sensíveis ao toque. O novo navio ainda apresenta dois banheiros exclusivos com boxes em vidro que se estendem para o lado de fora do navio. Para mais informações: www.celebritycruises. com.br ou (11) 4949.3100.

MSC Fantasia estreia no Brasil em grande estilo No dia 27, o MSC Fantasia abriu as portas para milhares de convidados em uma grande festa no porto de Santos. Xuxa Meneghel, sua madrinha brasileira, marcou presença acompanhada pela cúpula da empresa e de convidados como Fábio Arruda, Patrícia de Sabrit, Fabiana Teixeira, Joana Machado e Juju Salimeni. Os presentes conferiram espetáculo inspirado no filme “Piratas do Caribe”, show da banda Olodum e apresentação do DJ Zé Pedro. Após a comemoração, o transatlântico iniciou sua temporada, que durará até março de 2013.

São Paulo recebeu entre os dias 23 e 25 de novembro a sua primeira edição da Oktoberfest. E a festa, que não podia ser diferente da original de Munique, ofereceu a sangria de barril de chope. A ação marcou a abertura da festa que contou com a presença de autoridades paulistas e alemãs, que vieram especialmente para a comemoração. Entre eles estavam o prefeito Gilberto Kassab; o presidente da SPTuris, Marcelo Rehder; a representante do DZT, Margareth Granthan; o cônsul geral da Alemanha no Brasil, Matthias von Kummer; o representante da Baviera, Martin Langewellpott; e o segundo prefeito de Munique - cidade natal da Oktoberfest, Josef Monatzeder. Segundo Rehder, a presença dos alemães em São Paulo é muito forte na cultura, gastronomia e tradições. “Além disso, a Alemanha é um dos principais emissores de turistas para a capital paulista. Por isso, é uma grande alegria realizar a primeira de muitas festas em comemoração às tradições alemãs”, disse. De acordo com Madelon Tedesco, organizadora do evento, cerca de 20 mil pessoas participaram da noite de abertura.; e mais de 80 mil nos três dias de festa paulista. O investimento da festa chegou a cerca de R$ 8 milhões e o público-alvo foram as famílias e os jovens. A tradicional festa alemã trouxe a cultura germânica aos paulistas e junto vieram a culinária e claro, a bebida. O público pode saborear seis diferentes marcas de cervejas, sendo três nacionais e três internacionais. No palco, shows animaram a festa ao longo de seus três dias

de duração. As apresentações contaram com 13 bandas e oito DJs, além de grupos folclóricos e ainda a presença das rainhas e princesas da festa. Recorde – Todos os anos, durante a solenidade de abertura de todas as festas germânicas o primeiro barril de chope é sangrado pelos organizadores e autoridades. Em São Paulo não foi diferente. O recorde de marteladas para abertura do barril de chope é de duas e os paulistas não conseguiram quebrar esse recorde. Ninguém contou quantas foram as marteladas dadas, mas com certeza ficou longe do ranking das mais rápidas. A desculpa é que essa foi a primeira vez que aconteceu a festa.

Josef Monatzeder, segundo prefeito de Munique, Martin Langewellpott, da Baviera e o Cônsul alemão Matthias von Kummer

Marcelo Rehder, da SPTuris, prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab e o segundo prefeito de Munique, Josef Monatzeder

Os presidentes da Oktoberfest de Blumenau (SC) e Santa Cruz do Sul (RS)

Deputada Célia Leão e Carlos Dezen, da Senator Turismo

James Rubio, Marcelo Rehder e Luciane Leite, da SPTuris

CRUZEIROS

Oceania busca tornar Marina um ícone do setor Fernanda Lutfi Durante um jantar realizado a bordo do Marina, no início deste mês, o MERCADO & EVENTOS conversou com exclusividade com o vice-presidente internacional da Prestige Cruise Holdings - grupo das marcas Oceania e Regent Seven Seas Cruises -, Christian Sierralta, sobre os diferenciais do navio, os principais objetivos e expectativas da empresa no Brasil. “A Oceania está operando no Brasil há apenas um ano e já dobramos o nosso número de passageiros. Temos interesse no Brasil porque este é um público sofisticado que sabe aproveitar um produto como o Marina, de alto luxo. Temos foco nas classes A e B, e já estamos preparados para o mercado brasileiro, com menus e websites em português”, afirmou Christian. Apesar do significativo aumento no número de passageiros, o vice-presidente explicou que o objetivo da empresa não é fazer cruzeiros pela costa brasileira, e sim levar brasileiros para o exterior. “Em um primeiro momento não desejamos trabalhar a costa brasileira. No entanto, se os portos brasileiros tivessem uma melhor infraestrutura, a Oceania poderia deixar seus navios atracados na costa brasileira por mais tempo, o que atualmente não acontece”, disse. Porém, a infraestrutura não é o único problema de trabalhar no mercado brasileiro. Christian ressaltou que “a maior dificuldade é a falta de conhecimento dos agentes de viagens, que apesar de especializados em cruzeiros, acreditam que todos são iguais e não

Roy Taylor, do M&E, Christian Sierralta, vice-presidente do Grupo Prestige, e Rosa Masgrau, do M&E

demonstram interesse em capacitações.” De acordo com o vice-presidente do Grupo Prestige, a principal meta da Oceania no Brasil é transformar o Marina em um ícone do mercado. “O mercado brasileiro já possui um grande número de cruzeiros por temporada, mas não possui muitas novidades. E o Marina pode ser essa novidade”, afirmou. Christian explicou ainda que o objetivo da empresa em nível mundial é dobrar o seu número de passageiros em dois anos. “Em apenas um ano de operações já dobramos - no Brasil e no mundo - o nosso número de passageiros. Mas, em dois anos, queremos dobrar de novo este número. E para 2013, no Brasil, nossa meta é aumentar em 70% o número de passageiros”, adiantou o profissional. Ao falar sobre os diferenciais do Marina, o vice-presidente afirmou que o navio é único e que possui foco em design, gastronomia e serviço. “Este navio oferece um desenho inovador, com estilo elegante e aconchegante. Além disso, o serviço é um de seus principais diferenciais. Apesar de ser um navio de 65 toneladas, que tem capacidade para dois mil passageiros, temos vagas apenas para 1.250. Dessa forma, para cada 1,5 passageiro existe um tripulante. No entanto, o foco principal do Marina é a gastronomia, e o

navio pode ser considerado uma cozinha flutuante, que conta com 130 chefs”, explicou Christian. Confira os diferenciais do Marina: Owner’s suíte – A Owner’s suíte é a única do mercado de cruzeiros totalmente desenhada por Ralph Lauren, e também a única que ocupa toda a largura do navio, oferecendo três diferentes ambientes: a entrada que possui poltronas, um lavabo, e até mesmo um piano; uma sala para confraternização; um quarto com banheiro e dois closets; além de uma jacuzzi na varanda. O Marina possui três suítes como esta que custa US$ 1.700 por dia, por pessoa. Centro de Culinária – Seguindo o foco do Marina em gastronomia, o navio também oferece um ambiente em que o passageiro tem a oportunidade de fazer um curso de culinária. O local foi criado em conjunto com a revista Bon Appetit e possui 26 estações de cozinha. Artist Loft – Não é somente aula de culinária que o Marina oferece. Este atelier oferece também a possibilidade de os passageiros fazerem aula de artes, como pinturas e esculturas. Amenities - As amenities do Marina são das prestigiadas marcas Bvlgari e L’occitane


CRUZEIROS

Equipe Royal: Diego Dantas, Fernanda Dominicis e André Pousada

Ricardo Amaral e sua esposa Roberta

Vice-presidente de vendas, Dondra Ritzenthaler e o presidente e CEO da Celebrity Cruises, Michael Bayley

Banheiro da Suíte Reflection, grande inovação do navio

Natália Strucchi Quando você imagina a cabine de um navio, mesmo que seja uma suíte, a imagem que se tem do banheiro é, sem dúvida, um espaço apertado, sem nenhuma inovação, a não ser pelas amenities que as armadoras oferecem. Pois é, o novo navio da Celebrity Cruises, o Celebrity Reflection, surge para “colocar por terra” esse conceito. Partindo de Miami, o M&E embarcou numa das viagens de inauguração do transatlântico, apenas com convidados especiais – grande parte da imprensa – e alguns operadores, inclusive do Brasil. As “estrelas principais” do navio são as duas suítes “Reflection”, que contam com um boxe todo em vidro que se estende para o lado de fora do navio. Localizadas no 14º andar, as duas únicas e exclusivas “Reflection Suite” do navio possuem, cada uma, 152m² e varanda com 18m²,

e são as primeiras suítes da Celebrity Cruises a contar com dois quartos. A frota da Celebrity é atualmente composta por 10 navios. O investimento de US$ 3,7 bilhões na construção dos cinco navios da Classe Solstice entre 2008 e 2012 representa o maior investimento em cruzeiros premium em um período de cinco anos. O quarto navio da série, o Celebrity Silhouette, foi inaugurado em 2011. O Reflection é o quinto. Na manhã do dia 4 de dezembro, o presidente e CEO da Celebrity Cruises, Michael Bayley, e a vice-presidente de vendas, Dondra Ritzenthaler, fizeram uma apresentação especial para agentes e operadores a bordo do Celebrity Reflection. Num tom bastante descontraído, ele iniciou sua fala com comentários divertidos sobre diversas nacionalidades. No caso do Brasil, questionou quantos brasileiros estavam presentes e ressaltou a figura de Ricardo Amaral, vice-presi-

Daise e Afonso Louro, da Visual Turismo

dente da Royal para América Latina. Depois de arrancar muitas gargalhadas da plateia, começou então a dar o seu verdadeiro recado. “Vocês passaram no teste, eu estava preocupado com o humor de vocês, mas se saíram bem. Agora é hora de falar sobre nossa marca e o quinto navio da série Solstice. Ele expressa todo o nosso foco, paixão, engenharia, luxo e modernidade”, resumiu. De acordo com ele, a Celebrity quer mudar o diálogo com os agentes e operadores, para que eles mudem o diálogo com os seus clientes. “Chega de pensar em quanto custa. É preciso ressaltar os serviços. Não foquem no preço do cruzeiro, mas nos benefícios que o seu cliente vai ter ao comprar um cruzeiro como o Clebrity Reflection. Não importa se o custo é US$50, US$ 100 mais caro ou não. Falem dos atrativos e da exclusividade dos serviços. Temos uma marca maravilhosa”, salientou aos presentes.

Leandro Sommerfeld e Fabiana, da Maritimos

Luiz Antônio Pontual e sua esposa Maria Carolina, da Pontual Turismo

avisou. Outro questionamento feito ao CEO por uma agente foi o fato dos navios não passarem o verão norte-americano fazendo cruzeiros no Caribe, já que estão focados na Europa. “Há alguns anos fizemos essa experiência de ter um navio fazendo caribe no verão, mas a performance não foi a esperada e a Europa se mostrou mais lucrativa”, explicou. Contudo, também foi enfático ao não descartar a possibilidade de rever isso no futuro. “Vamos ver o que os clientes querem”, disse. A simpática Dondra também interagiu o tempo todo com a plateia e num determinado momento falou sobre as opções de entretenimento do navio, com destaque para os shows apresentados. “É bacana quando escutamos as pessoas comentando que nunca viram nada igual. Posso assegurar que em todos os cinco navios da classe Solstice os espetáculos são incríveis”, garantiu.

Fernanda Dominicis e Ivanara Moura, ambas da Royal Caribbean

Flávia Cruz, da MMTGapnet, entre Maria Telma e Vania Santos, da Maringá Turismo

De dar água na boca

Drink preparado no Molecular Bar

Uma experiência

sensorial Tato, olfato, paladar, audição e visão. Todos os sentidos do corpo humano são aguçados quando se está a bordo do novo navio da Celebrity Cruises: Celebrity Reflection. Na definição do vice-presidente da Royal Caribbean para América Latina, Ricardo Amaral, essa é uma experiência “sensorial”. E sim, ele tem razão. Depois de conhecer o transatlântico in loco fica fácil concordar com ele. Para Ricardo, o navio recém-inaugurado é a versão “final” da classe Solstice. “Esse é o quinto navio, então viemos aperfeiçoado cada detalhe ao longo dos anos. Trabalhamos com esse conceito de luxo que o brasileiro sofisticado procura. A bordo do navio você passa por uma experiência sensorial: temos luzes, muitas cores e até o Martini Bar, onde o gelo é a grande atração”, ressalta. E as crianças? Onde se encaixam nesse cenário? Seria o Celebrity Reflection um produto para família? “Não é exatamente um produto para crianças, mas comporta sim as famílias. Também não é o mais caro, como muitos podem pensar, isso vai depender da lei da oferta e demanda, como funciona em toda a indústria de cruzeiros”, responde Ricardo Amaral. De acordo com ele, a Celebrity possui a melhor fórmula da indústria dos cruzeiros: é moderna, mas não inatingível.

Em 2013 a Celebrity vai aumentar os investimentos em marketing visando esse hóspede que procura os produtos oferecidos pela empresa. Já para 2014 Michael Bayley prometeu novos itinerários que podem incluir a Ásia e a América do Sul. “Estamos estudando todas as possibilidades”. A venda de pacotes que incluam todos os aspectos e serviços para as férias, incluindo passagem aérea e transfers, foi o segundo ponto ressaltado por ele. “Queremos simplificar as vendas através dos pacotes”. E os agentes ganhariam comissão em cima desses outros serviços? “Estamos discutindo isso com nossa equipe de vendas e os detalhes serão repassados tão logo sejam definidos”, informou. Michael fez questão de citar: “Estamos aqui para ouvir vocês, agentes, e isso é muito importante. Esse feedback que estão nos passando será analisado”,

Andrea Leomil e Samantha Hebling, da Decolar.com

Gilmar Villain e Rose Villain, da TW Viagens e Turismo

Odmar Aguiar, da Aguiar Company, com Ines Bellini, da Mendes Tur

Daniela Quadros e Geovani Quadros, da Companhia de Viagem

Ricardo Fernandes e Miriam Vaz, da Clipper Travel

O M&E participou de um jantar especial no Qsine no qual estavam presentes o vice-presidente da Royal Caribbean para América Latina, Ricardo Amaral, e sua esposa Roberta. O primeiro impacto é que você escolhe seus pratos através de um iPad. Isso mesmo, nada de cardápios tradicionais, de papel. São vinte opções para degustação em “mini porções” que são colocadas ao centro da mesa para que todos saboreiem o menu. De forma geral, a média por pessoa é de quatro pratos. Assim que você entra no restaurante, a responsável pelo ambiente avisa: “Não temos garçons, e sim guias de Turismo, afinal, essa é uma experiência na qual você pode degustar da culinária de diversas partes do mundo”. Segundo Ricardo Amaral,

o sucesso succe do Qsine fez com m que os navios da série sé ri Millennium que acabaram de ser reaac novados passassem n a contar também com o restaurante. Durante esse cruzeiro inaugural, todos convidados puderam provar um pouco do que é oferecido em cada um desses restaurantes (eles não estão incluídos no preço do cruzeiro e necessitam de uma reserva e pagamento de taxa extra por pessoa para cada jantar). O destaque ficou por conta da lagosta servida no Murano. Entre os drinks, o Molecular Bar merece uma atenção especial. “Tudo aqui é único. Uma mistura de sabores orgânicos”, explica o responsável por toda a “química”, Junior Merino. Entre as bebidas mais pedidas: The Black Mamba, Coming Up Roses e Dragonfly.

Veja mais notícias: Fábio Gontijo, gerente geral da Tourlines Operadora

Nelly Anidjar e Sebastião de Oliveira, da Tournée Viagens e Turismo

Lena Oliveira, da Lena Tur

2013 – Entre as novidades anunciadas, mais foco nas excursões terrestres, cruzeiros pela Europa de até 12 dias, mais novas opções de sete noites. “Nosso foco com o público do Brasil é a Europa. Lá, os hotéis são mais caros e nem sempre modernos. Então fazer um cruzeiro é um excelente ideia”, justifica. Hoje, 80% dos clientes brasileiros buscam a Europa. Celebrity no Brasil - O Brasil não possui nenhum navio da Celebrity Cruises em sua temporada, e por isso mesmo, a marca não é tão conhecida no país. Contudo, se depender das ações da empresa em 2013, esse cenário deve tomar um novo rumo. Ricardo Amaral antecipa que no próximo ano a ideia é reforçar o nome Celebrity no mercado brasileiro. “Não só no trade, mas também com o público final. Entre as seis marcas do Grupo, a Royal é a mais conhecida e que registra maior participação de brasileiros, isso por conta do reconhecimento”, avalia. Redução de navios no Brasil - “Royal fez um ano antes, o que as demais armadoras farão agora”. Dessa forma pensa o vice-presidente da Royal Caribbean para América Latina, Ricardo Amaral. Para ele, infelizmente, problemas de infraestrutura, altas taxas e burocracia prejudicam cada vez mais o mercado de cruzeiros no país e tornam outros destinos mais interessantes, levando vantagem à frente do Brasil.

Vera e Ciro Françozo, da Vera Françozo Agência de Viagens

Gabriela Berlin e sua irmã Mercedes, da Berlin Viagens e Turismo

Royal Travel Service – A Royal agora quer investir na venda de pacotes que incluam todos os itens da viagem, como passagem aérea. Para isso conta com parceria de operadoras.

Dezembro de 2012 - 2ª quinzena

Refletindo sofisticação: Celebrity Cruises inaugura navio inovador

27


CRUZEIROS

Xuxa inaugura MSC Fantasia no Brasil

Dezembro de 2012 - 2ª quinzena

Lisia Minelli

28

Chegou ao Brasil, no dia 27 de novembro, o maior navio da temporada 2012-2013. O MSC Fantasia estreou em águas brasileiras e foi batizado pela madrinha da frota da MSC Cruzeiros, a apresentadora Xuxa Meneghel. A festa que marcou a chegada do navio no porto de Santos (SP) ainda contou com a presença de funcionários da companhia marítima e diversos convidados, como autoridades e celebridades. Segundo Adrian Ursilli, diretor comercial e de marketing da MSC, o Fantasia promete superar todas as expectativas e abrir um novo capítulo na história dos cruzeiros no Brasil. “O MSC Fantasia chega para mostrar os mais altos patamares de luxo e conforto. O país é o segundo mercado mais importante para a armadora no mundo, por isso estamos trazendo esse navio tão especial”, declarou. Para Roberto Fusaro, diretor geral da MSC para América do Sul, este foi um dia especial. “É um sonho realizado, onde todos nós da MSC trabalhamos para po-

Área da piscina, Aqua Park

Roberto Fusaro e Adrian Ursilli, da MSC

der trazer este navio para o Brasil. Quero aproveitar e agradecer a família MSC e aos agentes de viagem pela parceria”, disse. Segundo ele, apesar das adversidades, a armadora acredita no potencial do país. “A chegada do Fantasia é o início de uma nova etapa. O Brasil ainda tem muitos problemas para podermos trazer navios desse porte, mas acreditamos no potencial do país e por isso continuaremos trabalhando para trazer navios como este”, completou. Inaugurado em 2008, o MSC Fantasia tem capacidade para até 4.363 pessoas e uma tripulação de cerca de 1.370 profissionais. No total são 18 andares, mais de 137 mil toneladas, 333 metros de comprimento, 37,92 metros de largura e 66,8 metros de altura. O navio ainda tem mais de 25 mil m² de áreas comuns, com cinco piscinas, 12 hidromassagens, cinco opções de restaurantes, 20 bares, lounges, discoteca, boutiques, joalherias, squash, quadra poliesportiva, pista de jogging, cinema 4D, simulador de Fórmula 1, entre outras atrações. Além de toda a modernidade e con-

Festa de inauguração do MSC contou com a presença da apresentadora Xuxa Meneghel

forto, o navio ainda traz ao Brasil o conceito inédito de primeira classe chamado MSC Yacht Club. Nesta categoria, os viajantes podem usufruir da tranquilidade e privacidade de espaços com acesso restrito e serviços sob medida oferecidos que incluem concierge e mordomos 24h. Os roteiros

Cabine com varanda

Mauro Schwartzmann e sua esposa Juliana, da Costa Brava

da temporada incluem o Nordeste e as praias das ilhas tropicais do Sudeste, com viagens de três a oito dias. Temporada 2012-2013 – Nesta temporada, a MSC oferece 260 mil leitos, e informa se tratar da maior oferta brasileira com um market share de 37% do mercado e um incremento de 25%

Cassino Delle Palme

Eduardo Nascimento, da Nascimento Turismo e Sindetur-SP, com sua esposa Leila

em relação à temporada passada. Entre novembro de 2012 e abril de 2013, a armadora terá quatro transatlânticos de grande porte no litoral brasileiro: MSC Fantasia e MSC Magnifica – ambos pela primeira vez navegando no Brasil, MSC Orchestra e MSC Musica, navios já conhecidos do público nacional.

Cinema 4D

Edi Guerreiro, da MSC, com ex-BBB Juliana

Inês Bellini, da Mendestur e Cleiton Feijó, da Nascimento

Uma das salas do Aurea Spa

Xiko da Rocha e Fabio Godinho, da CVC com Roberto Fusaro, da MSC

Fabiano Arruda e Patricia de Sabrit com Aldo Leone e sua esposa, da Agaxtur

Manhattan Bar

Simulador de Fórmula 1

Roberto Fusaro, Xuxa, comandante Bossi e o coordenador do Unicef, Silvio Kaloustian

Inauguração do MSC Fantasia no Brasil

Liquid Disco, discoteca para a garotada


SERVIÇOS TECNOLOGIA

Turismo do Bem é foco do portal Você Vai Viajar Lisia Minelli

Edson de Brito, do Instituto Ayrton Senna e Orlando Arroyo, CEO da Sunset World

Erika Garcia, da Yucatan Holidays e Alexandro Ortega, da Eazytur

Anderson Masetto O Global Travel Card, cartão pré-pago da American Express, foi lançado no mercado brasileiro em 2010 e teve em 2012 o seu melhor desempenho. De acordo com a vice-presidente de produtos pré-pagos da empresa, Rose Del Col, a movimentação de recargas e gastos foi quatro vezes maior neste ano em comparação com 2011. Ela lembrou que mesmo com a alta do dólar durante todo o ano, o produto continuou crescendo tanto na base de clientes como no volume de recargas. “Um indicativo de que o produto foi bem aceito pelos brasileiros é o número de recargas”, disse a executiva, lembrando que a média de recargas é de 1,5 vezes por cartão emitido. “Não existe mais dúvida dos brasileiros em levar o cartão pré-pago. Mesmo com o dólar em alta, continuamos crescendo e ganhando espaço no mercado”, complementou. Para Rose, este avanço demonstra também uma migração dos brasileiros que viajam ao exterior do cartão de crédito para os pré-pagos. Ela creditou isso

à segurança e também às taxas menores. Enquanto no cartão de crédito há 6,38% de IOF, o pré-pago cobra apenas 0,38%. “A cada US$ 1 mil, por exemplo, o cliente economiza US$ 60 para gastar na viagem se ele utilizar o Global Travel Card”, justificou. O cartão não cobra taxa de inatividade e não expira, segundo Rose, este também é um diferencial do produto. Para 2013, a executiva aposta em um crescimento forte. Embora não revele números, ela acredita que o ano será ainda melhor do que 2012 com um número maior de agências bancárias oferecendo o serviço. “Terminamos 2011 com cerca de mil agências e fechamos este ano com 5,5 mil”, revelou. O mercado de agências e operadoras de viagens deverá ser incluído na estratégia de crescimento do produto para o próximo ano. Segundo o diretor de marketing da Amex para produtos pré-pagos, Ricardo Souza, este mercado pode ser muito importante porque aumenta a capilaridade do produto. Segundo ele, estão sendo estudadas estratégias para trabalhar este segmento.

Rose Del Col

Veja alguns números do cartão Moeda dos cartões emitidos Dólar ............................................................................................................................... 69% Euro ................................................................................................................................. 26% Libra .................................................................................................................................... 5% Forma de pagamento nas viagens Global Travel Card .......................................................................................... 51% Cartão de Crédito ............................................................................................. 27% Dinheiro ...................................................................................................................... 14% Débito ................................................................................................................................ 3% Outros ............................................................................................................................... 5% Despesas Lojas de roupa .................................................................................................... 43% Hotel ............................................................................................................................... 17% Restaurantes ......................................................................................................... 14% Entretenimento ...................................................................................................... 6% Saque ................................................................................................................................ 8% Transporte .................................................................................................................... 8% Outros ............................................................................................................................... 4%

Dezembro de 2012 - 2ª quinzena

O portal de venda de viagens Você Vai Viajar acaba de lançar no Brasil um conceito inédito de Turismo: o Turismo do Bem ou Social. O portal chega ao país com a chancela da Yucatan Holidays, empresa mexicana especializada na comercialização dos destinos Cancun e Riviera Maia e que faz parte do grupo Sunset World Resorts & Vacation Experiences; e da agência de viagens brasileira Eazytur. Segundo Alexandro Ortega, CEO da agência Eazytur, este modelo já é muito usado em outros países e une as iniciativas de viajar e ajudar em um único pacote. Para ele, a intenção da nova modalidade é agregar algum retorno à sociedade nos planos de viagem dos passageiros. De acordo com Erika Garcia, presidente da Yucatan Holidays, o Basil é um mercado muito importante para o México e a meta é vender cerca de 18 mil pacotes no primeiro ano do site – levando aos destinos mexicanos cerca de 600 mil turistas brasileiros. Em dois anos, a expectativa é duplicar esses números. Para Orlando Arroyo, CEO da Sunset World Resorts & Vacation Experiences, os pacotes tem valor muito competitivos e isso se deve a grande infraestrutura da empresa no México e a não utilização de intermediário para as vendas. “Oferecemos mais do que os clientes compram e isso é uma experiência única, que fideliza o cliente e amplia nossa marca”, disse. No Brasil, a empresa se associou ao Instituto Ayrton Senna, com objetivo de ajudar a melhorar a educação das crianças brasileiras. Isso será possível por meio de atividades de apoio a entidades no destino ou por meio de doação em dinheiro no ato da compra do pacote. Em apenas três dias de funcionamento, o site recebeu mais de seis mil acessos e 31 mil views. Além de inserções na TV paga, a próxima ação será o lançamento de um infomercial de 30 minutos para o anúncio de novos produtos. Segundo Paulo Cordeiro, CCO da Eazytur, até julho de 2013 serão 100 pessoas no call center para atender a demanda brasileira. Pacotes – Os pacotes são vendidos a R$2.099 para seis dias em Cancun, ou a R$3.690 para sete dias na Riviera Maia, sem aéreo. O preço é por grupo de dois adultos e dois menores de 18 anos. Como bônus, ambos os pacotes incluem ainda duas noites de hotel em Miami, três noites de hotel em Orlando e um cruzeiro de quatro noites às Bahamas. Após a compra, o viajante tem 18 meses para utilizar o pacote. Informações: www.vocevaiviajar.com.br.

Global Travel Card, da Amex, cresceu quatro vezes em 2012

29


AGENDA

PASSAPORTE

Fitur promove mudanças em 2013

Dezembro de 2012 - 2ª quinzena

Uma das principias feiras de Turismo do mundo, a Fitur, que ocorre anualmente em Madri, na Espanha, será realizada no final de janeiro – entre 30 de janeiro e 3 de fevereiro, em 2013 – a exemplo do que ocorria até 2010. Essa 33ª edição da feira terá outras mudanças. Em 2012 a feira reuniu 9.506 empresas expositoras de 167 países, recebendo 119.322 participantes profissionais e mais de 91 mil visitantes no fim de semana de abertura para o público.

30

Confira as novidades: Fitur Kow-How & Export Para a edição de 2013 da Fitur a internacionalização das empresas turísticas espanholas será o foco principal. Durante o evento serão abordadas e apresentadas novas estratégias de atuação empresarial visando conquistar mercados além-fronteiras. Para cumprir esse objetivo, a feira, em parceria com o ICEX y Segittur, organizará a primeira edição da Fitur Kow-How & Export, um encontro criado para dinamizar a troca de informação e de soluções entre empresas que pretendam ampliar seus negócios. Fitur e Fitur Meetings & Events serão eventos separados Até o ano passado, a Fitur tinha como evento paralelo a realização da Fitur Congressos, rebatizada em 2011 como Fitur Meetings & Events. No entanto,

para 2013 estes eventos serão separados. Agora, o encontro focado no segmento mice (meetings, incentive, congresses & events, da sigla em inglês) ocorre no mês de junho, com a próxima edição marcada para os dias 24 e 25 deste mês, em Madri. Segundo a diretora da Fitur, Ana Larrañaga, a separação dos dois eventos leva em consideração a análise das melhores datas para cada um deles. A Fitur Meeting & Events é realizada pela Tourespaña, responsável pela promoção internacional do Turismo espanhol, e, no ano passado, contou com 113 expositores da Espanha e cerca de 70 compradores internacionais, com destaque para a participação de empresários brasileiros. Ponto de Encontro Profissional A Feira Internacional de Turismo lançou o Ponto de Encontro Profissional, uma plataforma de acesso a partir do site da Fitur. O programa, que visa promover e aumentar as oportunidades de comércio entre empresas e profissionais, oferece aos usuários um conjunto de ferramentas para otimizar a gestão de seus negócios, entre os quais a possibilidade de organizar entrevistas e reuniões. Além disso, o Ponto de Encontro Profissional também proporciona outros benefícios que visam facilitar os dias de feira para seus usuários. Mais informações através do site: www.fituronline.com.

The New York Travel Times acontece em janeiro O New York Times irá realizar entre os dias 18 e 20 de janeiro a décima edição do New York Travel Show Times, no Jacob K. Javits Convention Center, em Nova York. O Travel Show contará com cerca de 500 expositores, representando mais de 150 países com foco em destinos de viagens, operadores turísticos e cruzeiros. O cronograma inicial terá seminários para o consumidor com tópicos que irão abranger uma ampla gama de temas, incluindo o orçamento de viagens, cruzeiros, eco-turismo, viagens de luxo, viagens de

nicho, blogs de viagens e tecnologia de viagens. Os palestrantes e debatedores programados para participar incluem a escritora de viagens e personalidade da National Geographic, Julia Dimon; os autores e radialistas, Arthur e Pauline Frommer; o fundador do The Guy Points, Brian Kelly; o ator, autor e editor da National Geographic Traveler, Andrew McCarthy; o co-fundador e proprietário da viagem Gutsy Women, Abril Merenda; o premiado jornalista de viagem, José Rosendo; e a autora do best-seller internacional, Patricia Schultz.

Caribbean Travel Marketplace será nas Bahamas Entre os dias 19 e 22 de janeiro, acontece nas Bahamas, no Atlantis Paradise Island, o Caribbean Travel Marketplace. Evento dedicado ao MICE para a indústria de Turismo onde hotéis, conselhos de Turismo, empresas de transporte e atrações encontram, redes para negociar

e realizar negócios com compradores de todo o mundo. Na edição de 2012 foram mais de mil delegados e fornecedores. A cerimônia de abertura será às 19h do dia 20 de janeiro, seguida de um ‘Welcome Reception’ A rodada de negócios começa na segunda-feira (21).

Bento em Vindima terá início em 12 de janeiro A Secretaria Municipal de Turismo (Semtur) vai realizar a quarta edição do Bento em Vindima entre os dias 12 de janeiro a 17 de março, uma promoção do Bento Convention Bureau, Conselho Municipal de Turismo (COMTUR) e Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares (SHRBS/Região Uva e Vinho). As atrações que integram a programação do Bento em Vindima serão apresentadas pela secretária de Turismo de Bento Gonçalves, Ivane Fávero, que também fará uma avaliação das edições anteriores. Entre os atrativos, destaque para a degustação de uvas, cursos

de degustação de vinhos, colheita noturna, participação na colheita e na pisa das uvas, visita às vinícolas, jantares harmonizados, Jantar sob as Estrelas, caminhada ecológica, Vinhedo do Mundo e filó italiano. O evento envolve as cinco rotas turísticas do município (Vale dos Vinhedos, Caminhos de Pedra, Vinhos de Montanha, Rota das Cantinas Históricas e Vale das Antas), além de pontos turísticos isolados. A programação inclui atrações em hotéis, vinícolas e restaurantes, que vão oferecer pacotes promocionais com atrações paralelas.

The Holiday & Travel Show será em 2 cidades Entre os dias 17 e 20 de janeiro acontece pela segunda vez na cidade de Manchester o The Holiday & Travel Show. A feira será realizada pela 19ª vez em Londres entre os dias 31 de janeiro e 3 de fevereiro. A mostra não só vai atrair mais de 50 mil interessados em viajar, mas também

conta com informações e ofertas exclusivas, além de também agir como um hub de viagem do consumidor em formação. Em Londres a feira acontecerá no Earls Court Exhibition Centre. Já em Manchester será na Phoenix Way, off Barton Dock Road.

Tome Nota Abav-BA - A 3ª edição da Feira de Turismo Abav Bahia será realizada entre os dias 11 e 13 de abril de 2013 no Centro de Convenções da Cidade do Salvador. Em sua segunda edição o evento recebeu mais de nove mil profissionais de Turismo.

Salão-PR - O 19º Salão Paranaense de Turismo, a 9ª Mostra das Regiões Turísticas do Paraná e o 1º Encontro Paranaense de Hospitalidade serão realizados nos dias 28 de fevereiro (abertura), 1º e 2 de março de 2013 (feira), no Expo Unimed, em Curitiba (PR).

>> O presidente e CEO da Air Canada, Calin Rovinescu, foi eleito novo presidente do Conselho de Administração da Star Alliance. Ele substituirá Rob Fyfe, CEO da Air New Zealand, que ocupou o cargo nos últimos dois anos. “Em nome dos membros da Star Alliance, agradeço ao Rob por seu compromisso, apoio e liderança para o desenvolvimento e fortalecimento das relações de parceria entre os seus membros. Após sete anos de sucesso como CEO da Air New Zealand, Rob decidiu se aposentar no final do ano e, apesar de estarmos muito tristes por perder um grande líder, sabemos que o seu trabalho irá perdurar”, disse Rovinescu. >> O calendário de eventos de Porto Alegre passará a contar com uma feira hoteleira a partir de 2013. A Expo Hotel Sul será realizada entre os dias 18 e 20 de novembro no Pavilhão - Centro de Exposições da Fiergs e deverá ter a participação de 120 expositores, distribuídos em uma área de 2.106 metros quadrados. O público esperado é de nove mil profissionais, entre proprietários de hotéis, motéis, pousadas, restaurantes, bistrôs, bares, cafeterias e lancherias, além de arquitetos, designers, enólogos, profissionais liberais e estudantes de hotelaria e Turismo. >> A demanda doméstica do transporte aéreo de passageiros (passageiros-quilômetros pagos transportados – RPK) cresceu 6,69% em outubro de 2012 quando comparada com o mesmo mês de 2011. Trata-se do maior nível de demanda para o mês de outubro desde o início da série em 2000. A demanda acumulada (janeiro a outubro de 2012) apresentou crescimento de 7,24% em relação ao mesmo período de 2011, enquanto a oferta (assentos-quilômetros oferecidos – ASK) cresceu 4,71% no mesmo período. >> A Emirates fez seu primeiro voo comercial direto para Phuket, no sul da Tailândia. Com o lançamento desta rota diária, Phuket se torna o 128º destino da companhia. Operado pelo Airbus A340-300, o voo EK 378 parte diariamente de Dubai às 12h45 e pousa no Aeroporto Internacional de Phuket às 21h55. Na volta, o EK 379 decola às 00h35, chegando ao Aeroporto Internacional de Dubai às 04h35. >> A Gol disponibiliza um novo sistema de atendimento online. A transportadora criou um robô virtual que irá esclarecer questões sobre bagagens, documentação, emissão e acúmulo de milhas, entre outros detalhes. Para efetuar o processo é necessário inserir as dúvidas no campo indicado na página de atendimento e o robô virtual buscará no próprio site as informações que solicitou. O novo mecanismo irá evoluir de forma gradativa e em breve permitirá que o robô passe a esclarecer dúvidas sobre outros assuntos mais elaborados, como cancelamentos e status de voos, confirmação de reservas, etc. >> A companhia Air Canada vai ampliar as suas rotas para Ásia neste verão. Com esse objetivo, a aérea lançou um novo itinerário entre Toronto e Seul, começando o serviço para Istambul (ainda sujeito à aprovação do governo), adicionando mais sete partidas semanais para Pequim a partir de Toronto e Vancouver, e dando um upgrade na rota que opera entre Calgary e Tóquio – Narita, para oferecer voos diários. >> A Movida Rent a Car alterou o horário de funcionamento da sua unidade devido a grande movimentação no aeroporto Tom Jobim Galeão, no Rio de Janeiro, passando a atender 24 horas por dia os turistas que desembarcam na Cidade Maravilhosa. >> A Marriott International anunciou que no terceiro trimestre de 2012 teve crescimento de US$ 143 milhões, ou 44 centavos por ação, o que representa uma alta de 40% desde o mesmo período do ano passado. A companhia garantiu que seu faturamento total no terceiro trimestre alcançou os US$ 2.7 bilhões, frente aos US$ 2.5 bilhões no mesmo trimestre de 2011. >> A KLM Royal Dutch Airlines, parceira do Rijksmuseum, é responsável pelo transporte das pinturas de Johannes Vermeer na turnê que teve início em Xangai e chega agora à São Paulo para exposição no Museu de Arte de São Paulo – MASP. Em seguida, irá para o museu J. Paul Getty, em Los Angeles. A abertura oficial no MASP, no dia 11 de dezembro, contará com a presença de do Príncipe Maurits van Oranje-Nassau. O público brasileiro poderá visitar a pintura até 10 de fevereiro de 2013. >> O website SelfDrive (www.selfdrive.com.br), criado e administrado pela Mobility, registrou nos 10 primeiros meses de 2012 um crescimento de 60% no fluxo de visitantes. São pessoas que recorrem ao conteúdo para planejar viagens de carro pelo mundo ou até mesmo para ter ideias de destinos ou roteiros que gostariam de fazer. >> A Starwood Hotels & Resorts Worldwide, detentora da marca Aloft na América Latina, segue em frente com seu plano de expansão e anuncia quatro novos hotéis Aloft na região: o Aloft Panamá, que será inaugurado em 2013, Aloft Mérida e Aloft Assunção, previstos para 2014 e o Aloft Montevidéu em 2015. >> A AlamoRent a Car está equipando seus carros com um código, o ONRAMP Concierge, que dará acesso 24 horas por dia, sete dias da semana, a um guia virtual de viagens com dicas, desde atrações turísticas locais a dados técnicos do veículo escolhido. Os códigos estarão localizados nas janelas dos veículos ou em seus chaveiros e, ao escanear o código com um smartphone, o cliente terá acesso as informações. >> Vinculado ao Centro de Excelência em Turismo (CET/UnB), uma unidade de ensino, pesquisa e extensão, criada para ser um pólo de produção e difusão do saber em projetos, eventos e cursos na área do Turismo, o Mestrado Profissional em Turismo oferece, em sua próxima seleção, a área de concentração Cultura e Desenvolvimento Regional e as seguintes linhas de pesquisa: Cultura e sustentabilidade no Turismo (com o objetivo de investigar os processos da produção social que envolvem turistas e residentes nos territórios, espaços e lugares turísticos); e Desenvolvimento, políticas públicas e gestão no Turismo (discussão e análise das relações socioambientais, políticas e institucionais entre os processos de criação, planejamento e gestão dos lugares enquanto práticas turísticas).

o jornal de maior circulação no mercado de turismo

www.mercadoeeventos.com.br

Presidente Adolfo Martins Vice-presidente Executivo Roy Taylor (roytaylor@folhadoturismo.com.br) - (55-21) 3233-6319 Diretor de Redação Mario Brizon (mario.brizon@folhadoturismo.com.br) - (55-21) 3233-6263 Diretora de Marketing Internacional Rosa Masgrau (rosamasgrau@folhadoturismo.com.br) - (55-21) 3233-6316 Diretora Geral de São Paulo Mari Masgrau (mari.masgrau@folhadoturismo.com.br) - (55-11) 3123-2247 Diretor de Projetos Especiais Juan Torres (juan.torres@folhadoturismo.com.br) - (55-11) 3123-2222 Editora-chefe Natália Strucchi (natalia.strucchi@folhadoturismo.com.br) - (55-21) 3233-6263 Editor SP Luciano Palumbo (luciano.palumbo@folhadoturismo.com.br) - (55-11) 3123-2240 Chefe de Reportagem Luiz Marcos Fernandes (luiz.fernandes@folhadoturismo.com.br) - (55-21) 3233-6262 Diretor de Internet Fernando Martins | Diretora de Planejamento Andréa Martins Diretor Jurídico José Manuel Duarte Correia | Gerência de Tecnologia GRM | Designer Daniel Costa Reportagem Rio (55-21) 3233-6353 | Reportagem São Paulo (55-11) 3123-2239/2240 Anderson Masetto (anderson.masetto@folhadoturismo.com.br) | Catarina Lopes (catarina.lopes@folhadoturismo.com.br) Fernanda Lutfi (fernanda.lutfi@folhadoturismo.com.br) | Filipe Cerolim (filipe.cerolim@folhadoturismo.com.br) Lisia Minelli (lisia.minelli@folhadoturismo.com.br) | Pamela Mascarenhas (pamela.mascarenhas@folhadoturismo.com.br) Rafael Massadar (rafael.massadar@folhadoturismo.com.br) Atendimento ao leitor mercadoeeventos@mercadoeeventos.com.br - (55-21) 3233-6353 Departamento Comercial Rio de Janeiro (55-21) 3233-6319 | São Paulo (55-11) 3123-2222 Geraldo Ramos (geraldo.ramos@folhadoturismo.com.br) | Leila Barcellos (leila.barcellos@folhadoturismo.com.br) Marcos Arruda (marcos.arruda@folhadoturismo.com.br) | Renata Araújo (renata.araujo@folhadoturismo.com.br) Rio de Janeiro Rua Riachuelo, 114 - Centro - CEP 20.230-014 - Telefone e Fax (55-21) 3233-6201 São Paulo Rua Barão de Itapetininga, 151 - Térreo - Centro - CEP 01042-001 - Tels (55-11) 3123-2222 - Fax (55-11) 3129-9095 Representante Comercial em Brasília CPM Consultoria Planejamento Mídia Ltda. (márcio@marketingcpm.com.br) (55-61) 3034-7448 / SHN Quadra 2 - 15º Andar - Salas 1514/1515 / Executive Office Tower - Brasília/DF - CEP 70702-905 Representante Comercial em Minas Gerais BH Brasil Comunicação Limitada. Weber Oliveira (weber.wbo@gmail.com) (55-31) 3371- 0769 / (55-31) 8859-1953 / Avenida Silva Lobo, 2019 / Sala 1501 - Grajaú - Belo Horizonte /MG - CEP 30460-000 Representante Comercial nos Estados Unidos Brazil Travel Media - Claudio Dasilva ( www.braziltm.com - claudio@braziltm.com) +1 (954) 647-6464 / 401 E Las Olas Blvd # 130 - Fort Lauderdale - Florida - 33301 - USA Os artigos e opiniões de terceiros publicados na edição não necessariamente refletem a posição do jornal.

Mercado & Eventos é uma publicação do


Dezembro de 2012 - 2ÂŞ quinzena

31


32 Dezembro de 2012 - 2ÂŞ quinzena

Mercado & Eventos Edição 214  

Dezembro/2012 - 2ª quinzena - Ano IX - Nº 214Cuba - Praias paradisíacas conquistam os turistas

Advertisement