Issuu on Google+

Segundo Caderno - 1

Setembro/2012

IDEIA PARA ADOLESCENTE

Setembro/2012 - Ano VII - Nº 84 - www.jornalorion.com - Edição Mensal - Distribuição Gratuita - Não pode ser distribuído separadamente

COMO ASSASSINAR UM LÍDER DA IGREJA ! Nós, os pastores, não somos seres sobrenaturais, irrepreensíveis, perfeitos. Exercemos, no entanto, um ofício sagrado por escolha divina. Fomos ungidos para isso. O pastor é um homem que escolheu sofrer com o povo de Deus, por isso Deus o tem em alta estima, e adverte: Saul foi rejeitado por Deus no início do seu reinado e reinou por 40 anos. Davi

respeitou a unção de Saul, mesmo diante do comportamento insensato deste. Um líder deve ser respeitado, mesmo que não concordemos com suas atitudes ou decisões. Melhor seria ajudar, orar por ele, quando seu comportamento seja discutível. É esmagadora a carga que levamos, por isso devemos ajudar uns aos outros levá-la, e não torná-la ainda mais pesada.

Página 2

Café da Manhã: Muito mais que um hábito saudável

Advai in Concert reúne 1500 pessoas ! No sábado, 11 de agosto, aconteceu o Advai in Concert, um programa musical gospel. Na ocasião mais de 1500 pessoas de várias regiões do Brasil e de alguns países assistiram o evento

que aconteceu na Igreja Adventista Central do Rio de Janeiro. A rádio e TV Advai pela internet surgiu há seis anos com a iniciativa de um jovem que tinha o desejo de falar de Jesus para as

Página 3

pessoas através dos meios de comunicação. O projeto cresceu e hoje conta com a participação de vários locutores voluntários em diversas regiões do Brasil e até do mundo.

Página 8

Cultos “animados” têm o mesmo efeito de “drogas” Karl Marx sempre disse que a religião é o ópio do povo, mas sua afirmação era baseada na política, não em fatos científicos. Porém, um estudo divulgado pela Universidade de Washington sugere que participar de cultos em megaigrejas pode desencadear sentimentos de transcendência !

e gerar mudanças na química do cérebro. Esse sentimento de “euforia” espiritual faz os fieis voltarem para receber mais. Grandes reuniões de experiências compartilhadas, como shows e eventos esportivos também desencadeiam sentimentos de euforia.

Página 4

HOMOSSEXUAIS DEVERIAM DEIXAR DE IR À IGREJA? Página 4

A autoestima de nossos filhos ! Como agir para nunca reduzir a autoestima de seu filho: elogiá-lo frequentemente, ouvir sempre sua pequenas conquistas, festejar suas pequenas vitórias, nunca mentir ou exagerar nesse intento, em suma mostrar aos filhos seu verdadeiro valor. Os filhos já nascem com uma elevada autoestima e são os pais que irão sistematicamente arruína-la com frases como: “Seu imbecil!”, “Será que você nunca aprende?”, “Você ficou surda?”.

Página 2

COMO SOBREVIVER AO TEMPO SECO ! Enquanto a chuva não aparece, e esse tempo seco, com baixíssima umidade do ar continua, o jeito é se adaptar para melhorar nossas condições respiratórias. Os sintomas mais comuns são infecções das vias aéreas e viroses, além de ardência e ressecamento nos olhos, boca e nariz. Quem tem rinite, se sente pior. Quem tem sinusite,

também. Para se ter uma ideia, previsões do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), mostram que o índice de umidade do ar na cidade deve girar em torno de 20% por esses dias – o ideal é ficar perto dos 60%. Para evitar ou minimizar esses problemas, a Secretaria de Estado da Saúde divulgou um informe com algumas orientações.

Página 8


Setembro/2012

2 - Segundo Caderno

❘❙ Identidade Jovem

Como assassinar um Líder da Igreja “Não toqueis nos meus ungidos, nem maltrateis os meus profetas” Sal. 105:15

N

ós, os pastores, não somos seres sobrenaturais, irrepreensíveis, perfeitos. Exercemos, no entanto, um ofício sagrado por escolha divina. Fomos ungidos para isso. O pastor é um homem que escolheu sofrer com o povo de Deus, por isso Deus o tem em alta estima, e adverte: “Não toqueis nos meus ungidos, nem maltrateis os meus profetas” (Sal. 105:15). Saul foi rejeitado por Deus no início do seu reinado e reinou por 40 anos. Davi respeitou a unção de Saul, mesmo diante do comportamento insensato deste. Um líder deve ser respeitado, mesmo que não concordemos com suas atitudes ou decisões. Melhor seria ajudar, orar por ele, quando seu comportamento seja discutível. É esmagadora a carga que levamos, por isso devemos ajudar uns aos outros levá-la, e não torná-la ainda mais pesada.

Os Fariseus, líderes em Israel eram peritos em colocar obstáculos no trabalho de Jesus. Moisés desgastou-se com a murmuração de outros líderes e quase sucumbiu ao “stress”. Paulo sofreu pressões tremendas e agressões morais, de “crentes” não convertidos, principalmente do famoso Alexandre, o latoeiro. Satanás sabe que, se conseguir destruir e desanimar os líderes, terá destruído a Igreja. Serve-se de crentes carnais, não convertidos, para alvejar os condutores da igreja. Mas se alguém quer mesmo matar algum líder da igreja, segue algumas dicas: 1. Atire nele: Basta apenas manter a arma carregada e o dedo no gatilho. Esta arma‚ a língua, a crítica impiedosa. Melhor‚ atirar pelas costas. Falar mal dele quando não estiver por perto. 2. Envenenamento: Para isto

basta apenas um pouco de hipocrisia. A lisonja, o elogio imerecido. Colocá-lo numa falsa moldura de apreciação. Ele pensará que é insubstituível e que a igreja não pode caminhar sem ele. É um meio lento de matá-lo, mas funciona. 3. Decapitação: Corte-lhe a cabeça, negando qualquer tipo de cooperação. Você já imaginou o que acontece com ele, se outros seguirem seu exemplo? 4. Esmagamento: Sobrecarregue-lhe. Deixe tudo por conta dele, não faça nada, afinal ele não foi eleito para isto? 5. Stress: Arranje bastante problema para ele. Crie situações irritantes para tirar-lhe o sono e a tranqüilidade. Como você vê, há muitas maneiras de assassinar um líder. Entretanto a Bíblia manda respeitar os “un-

gidos do Senhor”, e o Espírito de Profecia é taxativo: “Coisa alguma ofende tanto ao Senhor como um ato que prejudique os que Lhe estão fazendo o serviço”. 2TS, 381. “Não critiqueis os que arcam com o peso da responsabilidade. Não sejam as vossas conversas envenenadas em vosso lar pela crítica aos obreiros do Senhor”. 3TS, 172. Entretanto, o texto mais impressionante da pena inspirada é este:

“Acusar e criticar aqueles que Deus está usando, é acusar e criticar ao Senhor que os enviou”. TM, 466. A verdade é que todos que estiverem interessados em assassinar um líder estarão, ao mesmo tempo, desejando a destruição da Igreja. Você já orou por algum colega de trabalho? Você já orou por algum líder hoje?

em grupo. 6. Procure outras referências sobre o assunto que está aprendendo para ampliar seus conhecimentos, como livros, revistas e filmes. 7. Aproxime-se de um professor, pesquisador ou profissional que domine o assunto de seu interesse. 8. Tenha o hábito de refazer os exercícios que errou nas provas e entenda por que errou. 9. Prepare na véspera a mochila da escola. Verifique os cadernos e livros de que vai precisar e se todas as lições estão feitas. 10. Reconheça seus pontos fortes e fracos, as áreas em que tem mais habilidade.

• Dê o exemplo. Leia livros, jornais, ouça música, veja filmes e espetáculos de qualidade. • Mostre a seu filho que ele é capaz de solucionar problemas, em lugar de resolver por ele. • Não pressione. Pai fiscal não funciona. • Fique atento às datas de provas. Leve-as em conta na hora de programar viagens e atividades familiares. • Seja tolerante com erros. Tente fazer com que seu filho aprenda com eles. • Tire proveito do vínculo de seu filho com os amigos. Convide-os para assistir a um filme ou a um show que possa ser relacionado aos assuntos escolares. • Antes de recorrer a aulas de reforço escolar, veja se o jovem é capaz de superar a deficiência sozinho.

Vinicius Antônio Miranda

❘❙ Ideia para Adolescente

Boletim Turbinado Nem sempre estudar horas a fio é suficiente para reverter as notas vermelhas. Além de dedicação, o aluno precisa desenvolver um método de estudo adequado. O apoio dos pais também é fundamental.

Q

ual o segredo para que um estudante melhore seu rendimento escolar? O drama da nota vermelha numa matéria ou o fiasco generalizado, daqueles de fazer o aluno esconder o boletim dos pais, podem ter várias explicações. A mais comum – faltou estudar mais – é relativamente simples de reverter. Basta um pouco mais de seriedade e dedicação para que os resultados apareçam. A questão é mais complexa quando o aluno passa horas debruçado sobre os livros e, mesmo assim, não consegue melhorar suas notas. Uma dica sugerida pelos que já deram a volta por cima é reavaliar o método de estudo. Henrique Copelli Zambon, de 16 anos, viu aumentar suas médias depois que se engajou na construção de um carro movido a energia solar. Com o trabalho escolar, ele passou a adotar nas outras disciplinas a mesma estratégia usada em física. Hoje, Zambon concentra-se ao máximo na hora de estudar, não leva mais dúvidas para casa e evita decorar a matéria. Foi-se o tempo em que os jovens encaravam os estudos com desinteresse, como se fossem apenas mais uma imposição dos pais. Levantamento com 2 098 adolescentes de sete capitais indicou que, para 95% dos entrevistados, estudar é a coisa mais importante da vida deles.

A pesquisa mostrou ainda que a maioria é crítica em relação à qualidade de ensino, o que demonstra a determinação da nova geração de estudantes. Mesmo assim, há várias armadilhas no caminho da formação escolar – como as notas baixas. Elas costumam surgir com maior frequência na puberdade, quando o jovem passa por modificações significativas, como a transformação do corpo, o aumento do interesse pelo sexo oposto e a construção da identidade. O adolescente não entende por que tem de estudar tanto se existem coisas mais interessantes a sua volta. A participação dos pais pode ser decisiva nesse momento crucial do jovem.

Cabe a eles manter um ambiente em casa que valorize o conhecimento e permita ao estudante estabelecer ligação entre os conteúdos aprendidos na escola e o mundo real. Tudo isso ajuda a despertar a curiosidade e o prazer de aprender. O bom desempenho dos alunos depende mais de motivação que de sua capacidade intelectual ou da qualidade da escola. Ou seja, basta um empurrão. DEZ DICAS PARA MELHORAR NOS ESTUDOS 1. Participe da aula, preste atenção, tome nota e não tenha vergonha de fazer perguntas. 2. Monte um plano de estudo, prevendo o que vai estudar ao longo da semana. 3. Faça as lições de casa no dia e deixe um tempo para revisar o que aprendeu na aula. 4. Estude no horário em que está mais atento e disposto. Não deixe para as horas em que tem sono ou está cansado. 5. Descubra qual técnica de memorização funciona para você: falar em voz alta, fazer resumos, montar esquemas, exercícios, dramatização ou estudar

COMO OS PAIS PODEM AJUDAR • Envolvendo-se na vida escolar do filho. Pergunte o que ele aprendeu e como isso pode ser importante na vida dele.

Teen

A autoestima de nossos filhos U

ma semana depois de minha esposa e eu decidirmos começar uma família, entramos numa livraria e compramos dois livros sobre como educar filhos. Por uma série de razões os dois filhos só nasceram seis anos depois e acabamos lendo não dois, mas 36 livros. Se dependesse de teoria, estávamos preparados. Hoje eles estão crescidos e um amigo me

“Os filhos já nascem com uma elevada autoestima, e que são os pais que irão sistematicamente arruínala com frases como: “Seu imbecil!”, “Será que você nunca aprende?”, “Você ficou surda?”. Jean Jacques Rousseau errou quando disse que “o homem nasce bom, mas a sociedade o corrompe”. São os próprios pais que se encarregam de fazer o estrago. “

perguntou que livros nós havíamos utilizado mais. Foi uma boa pergunta a que demorei a responder. Usamos um livro só, um que educava mais os pais do que os filhos. Intitulava-se A Auto-Estima do Seu Filho, de Dorothy Briggs, e o título já diz tudo. A tese do livro é como agir para nunca reduzir a autoestima de seu filho: elogiá-lo frequentemente, ouvir sempre sua pequenas conquistas, festejar suas pequenas vitórias, nunca mentir ou exagerar nesse intento, em suma mostrar aos filhos seu verdadeiro valor. Ao contrário do que defendem os demais livros, não é uma boa educação, nem disciplina, nem muito amor e carinho ou uma família bem estruturada que determinam o sucesso de nossos filhos, embora tudo isso ajude. A sacada mais importante do livro, no nosso entender, foi a constatação de que os filhos já nascem com uma elevada autoestima, e que são os pais que irão sistematicamente arruínala com frases como: “Seu imbecil!”, “Será que você nunca aprende?”, “Você ficou surda?”. Jean Jacques Rousseau errou quando disse que “o

homem nasce bom, mas a sociedade o corrompe”. São os próprios pais que se encarregam de fazer o estrago. Por exemplo: você, pai ou mãe, chega do trabalho e encontra seu filho pendurado na cadeira: “Desça já, seu idiota, vai torcer o pescoço”. Para Dorothy, o politicamente correto seria: “Desça já, tenho medo de que você possa se machucar”. Primeiro porque seu filho não é um idiota, ele assume

riscos calculados. Segundo, são os pais, com suas neuroses de segurança, que têm medo de cadeiras. Quando nossos dois filhos começaram a aprender a pular, entre 3 e 4 anos de idade, desafiava-os para um campeonato de salta a distância. Depois de algumas rodadas, seguindo a filosofia do livro, deixava-os ganhar. Ficavam muito felizes, mas qual não foi a minha surpresa quando, na sétima ou oitava rodada, eles começavam a me dar uma colher de chá, deixando que eu ganhasse. Que lição de cidadania: criança com uma boa autoestima não é egoísta e se torna solidária. Eu não tenho a menor dúvida de que os problemas que temos no Brasil em termos de ganância empresarial, ânsia em ficar rico a qualquer custo que levam à corrupção. Advêm de um pai ou mãe que nunca se preocuparam com a autoestima dos filhos.

Eu acho que políticos, professores e intelectuais, na maioria desesperados em se autopromover, jamais darão oportunidade para outros vencerem, como até crianças de 3 anos são capazes de fazer. A fogueira das vaidades só atinge os inseguros com baixa autoestima. Alguns pais fazem questão até de vencer os próprios filhos nos esportes para acostumá-los às agruras da vida, como se a vida já não destruísse nossa autoestima o suficiente. A teoria é simples, mas a prática é complicada. Uma frase desastrada pode arruinar o efeito de cinquenta elogios bem dados. “Meu marido queria que o segundo filho fosse um menino, mas veio uma menina”. Portanto, quando mais cedo consolidar a autoestima melhor. Essa tese, porém, tem seus inconvenientes. Agora que meus filhos são mais espertos, inteligentes e observadores do que eu, tenho de ouvir frases como: “É isso aí, pai”, “Faremos do seu jeito, pai”, tentativas bem intencionadas de restaurar a minha abalada autoestima. Stephen Kanitz


Segundo Caderno - 3

Setembro/2012

Vegetarianismo: 20 respostas certas Quais são os benefícios da alimentação vegetariana (vegana)? A dieta vegetariana pura ou restrita a alimentos de origem vegetal é a melhor forma de suprir as exigências de um corpo saudável. Para funcionar adequadamente, o corpo necessita de vários elementos, mas o oxigênio, a água e o açúcar são essenciais para sua sobrevivência. Portanto, a dieta vegetariana pura é a fonte dos carboidratos de origem exclusivamente vegetal que fornecem este açúcar: a glicose. Ricos em água, vitaminas e sais minerais, estes vegetais associados ao elevado consumo de oxigênio de uma atividade aeróbica, são a receita para uma vida saudável. Se eu me alimentar apenas com vegetais, vou ficar fraco? De forma alguma! O maior reservatório de energia no corpo se encontra nos músculos. Eles são os maiores consumidores da glicose oriunda da dieta. O volume desses reservatórios é diretamente proporcional ao volume de atividade física de cada um e da sua ingestão de energia: carboidratos. No entanto, ao migrar para um regime totalmente vegetariano, o corpo pode sentir provisoriamente a falta do estímulo proporcionando pelos alimentos de origem animal; é como parar de fumar ou de beber café de repente, de uma hora para outra. O corpo pode levar um tempinho para superar esta dependência. É possível obter proteínas suficientes numa alimentação vegetariana (vegan)? Estudos demonstram que uma dieta vegetariana com quantidade suficiente de energia para o corpo é capaz de suprir suas necessidades protéicas. Ou seja, os alimentos que haverão de suprir a demanda energética têm proteínas suficientes para a renovação diária necessária ao corpo.

Além disso, uma dieta rica em energia é capaz de poupar a demanda por matéria protéica.

na Terra e cada uma delas é capaz de produzir centenas de litros de água por dia.

Quanto de proteína precisa ingerir uma pessoa adulta que trabalha e prática algum tipo de esporte 2 ou 3 vezes por semana? Entre 0.5 e 0.7 g por quilo de massa magra: a massa total subtraída da massa gordurosa. Uma dieta vegetariana pura com o aporte calórico adequado é capaz de suprir amplamente esta necessidade.

A alimentação vegetariana poderia resolver o problema da forme no Brasil? Como? O plantio de vegetais produz grande quantidade de água, oxigênio, vitaminas, sais minerais e energia por metro quadrado. Em uma mesma área, a pecuária consome grande quantidade de água, plantas, oxigênio e alimento. Mesmo a quantidade de proteína vegetal produzida na agricultura, é inúmeras vezes superior á animal, por metro quadrado de área pecuarista. Isto poderia resolver o problema da fome em todo o mundo.

Um atleta profissional pode ser vegetariano (vegano)? A dieta vegetariana pura é indicada para todos, especialmente aqueles que consomem muita energia por intermédio da prática regular de atividades físicas. No mundo dos esportes, há um grande número de atletas que aderiram ao vegetarianismo. Ninguém, especialmente um atleta, pode desprezar sua necessidade de um consumo elevado de carboidratos. E a vitamina B12? Como os vegetarianos (veganos) resolvem esse problema? A vitamina B12 é suplemento normalmente encontrado nos alimentos enriquecidos como os cereais matinais, ou por meio de cápsulas. Uma vez que as nossas necessidades diárias de vitamina B12 são bastante reduzidas, pode-se optar por uma reposição eventual que preencha os reservatórios do corpo. Por que não existe vitamina B12 nos vegetais? A vitamina B12 é produzida por algumas bactérias que muitas vezes não mais habitam os alimentos vegetais fornecidos, apenas os animais. No entanto, se você tiver uma horta e utilizar adubo orgânico, você provavelmente irá colher vegetais ricos desta vitamina. O que o vegetarianismo tem a ver com o ambiente? Tudo! Estudos indicam que a dieta vegetariana é a melhor forma de reciclagem de elementos e energia necessários para a sobrevivência do nosso planeta. As árvores, por exemplo, não apenas consomem o dióxido de carbono produzido, bem como produzem através da fotossíntese, o oxigênio e a energia necessários para nossa sobrevivência. As árvores também reduzem a temperatura

A alimentação vegetariana restringe o cardápio? Uma alimentação vegetariana pura restringe o consumo de alimentos de origem animal apenas. No entanto, amplia o consumo de diferentes tipos de grãos, frutas, vegetais, raízes, nozes, castanhas, etc. Dietas vegetarianas mistas (ovo + leite etc.) são sempre saudáveis? Hoje em dia, a industrialização desenfreada sufocou a produção artesanal de produtos animais, e isto gerou enormes problemas para o planeta e para a humanidade, afetando o meio ambiente e os alimentos. No entanto, devido ao seu maior teor de gorduras, os alimentos de origem animal são um grande receptáculo de toxinas insolúveis na água do corpo, a gordura e essas toxinas não habilitam estes alimentos como saudáveis. Quais são os benefícios da alimentação vegetariana para uma pessoa que esteja convalescendo? A alimentação vegetariana pura fornece água, energia e vitaminas importantes como a C, mais do que indicada, para a recuperação de tecidos no corpo. Além de tudo, é uma dieta desintoxicante e anticancerígena. É possível a um vegetariano alimentar-se num restaurante comum? Sem dúvida! Na realidade, a grande vedete da alimentação vegetariana é o seu baixo teor de gorduras e toxinas. Portanto, além dos alimentos de origem animal, também deve ser evitado o consumo de elementos calóricos como o açúcar, o álcool e as gorduras como óleos, azeite e frituras.

A Primavera pode ajudar você a melhorar SUA ALIMENTAÇÃO

A

primavera está chegando e com ela muitas frutas, legumes e vegetais típicos da estação, que são ricos em vitaminas A e C, e que podem te ajudar a ter uma alimentação mais equilibrada e saudável. Aproveitar os alimentos da estação é benéfico em vários pontos. Como a oferta é maior, os produtos além de mais baratos estão mais frescos e saudáveis, pois o uso de pesticidas durante a safra é menor. Anote aí os alimentos típicos da primavera e abuse da criatividade para elaborar receitas incríveis: Cenoura, beterraba, goiaba, manga, laranja, mamão, acelga, agrião, almeirão, chicória, couve, espinafre, mostarda e salsa. Dica importante: Coma mais hortaliças, pois elas são ricas em vitaminas e sais minerais, e possuem grande quan-

tidade de fibras que são as responsáveis pela sensação de saciedade e garantem o bom funcionamento intestinal. Além disso, elas e auxiliam no tratamento de controle do diabetes. A vitamina A é uma vitamina de suma importância no nosso organismo. Ela tem um efeito estimulador do sistema imunológico, ajudando na proteção contra infecções, atua no bom funcionamento da visão, e está relacionada a atividades antioxidantes, que ajudam na prevenção do envelhecimento precoce. A deficiência desta vitamina no organismo, pode acarretar diversos problemas de saúde, entre eles: alterações oculares, que em seu estado mais grave, pode levar á cegueira; vulnerabilidade e gravidade de infecções comuns, como o sarampo, a pneumonia e diarreia infecciosa.

A melhor maneira de absorver a vitamina A é através do alimento cozido e consumido juntamente com óleos, por se tratar de uma vitamina solúvel em gorduras. Mas, o ideal é dar preferência para o cozimento no vapor e acrescentar o azeite depois de pronto, sem aquecê-lo. Outra vitamina importante para o organismo é vitamina C, considerada um importante antioxidante. E que auxilia na prevenção do envelhecimento precoce e atua no fortalecimento do sistema imunológico, prevenindo e combatendo processos infecciosos. Para aproveitar melhor os nutrientes destes alimentos, é melhor ingeri-los crus. Uma dica é você misturar os alimentos cozidos e crus, como em uma salda com folhas verdes cruas, cenoura e beterraba cozida, cubos de maga, regadas com azeite.

Crianças podem ser vegetarianas sem prejuízo para o seu crescimento? Para responder a esta pergunta precisamos apenas analisar o melhor alimento criado para as criancinhas: o leite materno. Ele contém água, vitaminas, sais minerais, energia sob a forma de lactose, e bem pouca gordura e proteína, algo em torno de 6% do seu volume calórico total. Portanto, a composição do leite materno se assemelha muito à de um alimento de origem vegetal, rico em carboidratos, com baixo teor de gorduras e proteínas. Se o aporte energético em calorias for adequado à fase de crescimento da criança, ela poderá ser vegetariana sem prejuízo nenhum. Como se faz a transição para uma alimentação vegetariana? Depende muito de cada um. No entanto, recomendo associar a nova dieta a um programa regular de atividade física visando à elevação natural das reservas energéticas dos músculos, além de proporcionar uma distração para a eventual dependência dos alimentos de origem animal. Quais são as vantagens da alimentação vegetariana em relação à dieta ovolactovegetariana? Bioquimicamente falando, dieta vegetariana é uma só, a pura. Ovos, leite e seus derivados têm desvantagens semelhantes às da carne. Muitas vezes, uma dieta ovolactovegetariana pode conter mais gordura e toxinas do que uma dieta com pouco filé de peixe e muitas frutas e vegetais, sem ovos, leite e derivados. Quais são os equívocos mais comuns a serem evitados por quem começa a praticar a alimentação vegetariana? Acreditar que a alimentação é a solução para tudo. Um estilo de vida saudável consiste na prática de diversos hábitos, como por exemplo, dormir e acordar cedo, ter um eleva-

do consumo de oxigênio através da prática regular de atividades aeróbicas, bom humor e relacionamento, abstenção do álcool e do tabagismo, boa educação e falta de preconceitos, controle do apetite, espírito solidário, tudo isso é importante para a saúde de alguém e de uma sociedade. Os vegetarianos precisam fazer exercícios? Por quê? Uma das grandes vantagens da dieta vegetariana é o aporte de energia sob a forma de carboidratos, o que favorece tremendamente a prática de atividades físicas. Sem o exercício, o corpo deteriora e até mesmo engorda e envelhece, mesmo das dietas vegetarianas. Como seria o cardápio típico de um dia para um vegetariano (vegano)? Para a refeição da manhã, existem diferentes tipos de grãos e raízes, como por exemplo: aveia, centeio, trigo (pão ou até mesmo massa), milho, arroz integral, grão-de-bico, soja (pasta ou tofu), batata, inhame ou aipim, acompanhados de frutas frescas e secas, nozes e castanhas. Para o almoço, há uma enorme variedade de verduras e legumes acompanhados de grãos, como feijão, ou funghi seco com a sua consistência similar à da carne; risoto ou massa integral de funghi, kibe de forno, lasanha de berinjela, etc. Pode-se incluir um lanche de frutas mais tarde e um jantar leve, tipo ceia, antes de dormir: uma simples salada e sopa de vegetais ou raízes como batatas assadas ao forno com tomate seco e alecrim, por exemplo. Como seria o cardápio típico de um dia para um ovolactovegetariano? Pelas razões já expostas, atualmente prefiro não recomendar a dieta ovolactovegetariana. Dr. Rogério Frossard é Médico Nutrólogo, especialista em medicina desportiva

Saúde, Sucesso, Amor...

... para você!

CAFÉ DA MANHÃ: Muito mais que um hábito saudável

O

desjejum é hábito saudável, mas frequentemente é deixado de lado como uma refeição sem muita importância. Vamos saber um pouco mais sobre o DESJEJUM, conhecido como “CAFÉ DA MANHÔ. Estudos realizados pelo Dr. Mark A. Pereira, pesquisador do Hospital infantil de Boston e prof. Assistente de Harvard, mostrou que a obesidade e a resistência periférica à insulina foram de 35 a 50% menores em indivíduos que apresentavam hábito diário de consumir café da manhã, comparados com aqueles que omitiam essa refeição. “Nosso estudo sugere que o café da manhã pode representar a refeição mais importante do dia”. Segundo o Dr. Carlos Castilho, professor do Instituto de Nutrição e

Tecnologia de Alimentos, as evidências científicas de estudos controlados demonstram que um desjejum adequado contribui parcialmente para melhorar a capacidade aguda de obtenção de resultados em matemática e testes de memória; também se constataram efeitos positivos em ortografia. Saltar o café da manhã implica em afetar parcialmente, de forma aguda, a capacidade de aprendizagem, além de reorientar os aportes nutricionais para outros horários de alimentação, o que possui uma associação reconhecida com o risco de obesidade e de outras enfermidades crônicas não transmissíveis.

Os dados do Centro de Registros de Controle de Peso dos Estados Unidos (US National Weight Control Registry) mostram que cerca de 80% das pessoas que consomem diariamente café da ma-

nhã apresentam sucesso no controle e na manutenção do peso corporal. Uma das possíveis causas seria a redução da fome em horários posteriores. Além disso, tem sido verificado que indivíduos que fazem o desjejum diariamente conseguem resistir aos alimentos calóricos e gordurosos durante o dia e mantêm-se mais ativos fisicamente. Em geral, o ser humano tem hábitos diurno, está adaptado ao dia (com a maior parte das suas atividades ocorrendo em horários diurnos) e seus ciclos circadianos se relacionam com a

atividade e a exposição à luz. Em consequência, se a primeira refeição ocorrer quando a demanda de energia e de nutrientes se eleva em decorrência da atividade de vigília, é provável que demorar de fazer esse “switch” metabólico possa alterar alguns processos fisiológicos, submetendo o organismo a uma situação de estresse metabólico, e comprometendo nossas condutas e habilidades. Diferenciar hábitos (o que se faz por costume) de necessidades fisiológicas (o que necessitamos) é útil para demostrar se existe comprometimento de processos e funções biológicas que impliquem em uma diminuição do rendimento físico e/ou mental. Simone Cordeiro Ramos - Nutricionista


Setembro/2012

4 - Segundo Caderno

❘❙ Musica

Cultos “animados” têm o mesmo efeito de “drogas” K arl Marx sempre disse que a religião é o ópio do povo, mas sua afirmação era baseada na política, não em fatos científicos. Porém, um estudo divulgado pela Universidade de Washington sugere que participar de cultos em megaigrejas pode desencadear sentimentos de transcendência e gerar mudanças na química do cérebro. Esse sentimento de “euforia” espiritual faz os fieis voltarem para receber mais. “Nós vemos essa experiência de pura alegria ser comum nas megaigrejas. Por isso digo que é como uma droga”, explica James Wellman, professor de religião e co-autor do estudo. O estudo “‘God is like a drug’: Explaining Interaction Ritual Chains in American Megachurches” [Deus é como uma droga: Explicando cadeias de interação ritual em megaigrejas] foi apresentado na reunião anual da Associação Americana de Sociologia, em Denver. Além de Wellman, Katie E. Corcoran e Kate Stockly-Meyerdirk, estudantes da pós-graduação em sociologia e religião comparada na Universidade de Washington, estiveram envolvidos na pesquisa com dados coletados desde 2008. Grandes reuniões de experiências compartilhadas, como shows e eventos esportivos também desencadeiam sentimentos de euforia, disse a doutoranda Katie Corcoran, co-autora da pesquisa. Segundo ela, “as igrejas parecem ser algo único, onde esses sentimentos não são apenas experimentados como euforia, mas sim como algo transcendente ou divino”.

Os autores teorizam que esse sentimento de “chapação” espiritual é interpretado pelo cérebro como um “coquetel de oxitocina”. Essa experiência transcendente libera a oxitocina, uma substância química que estimula a interação social. Já ficou comprovado que emoção e experiências em grupo aumentam os níveis de oxitocina. Muitos participantes usaram a palavra “contagioso” para descrever o sentimento de participar de um desses cultos, onde os membros chegam com fome de experiências e acreditam sair do ambiente “energizados”. Um dos fieis entrevistados relata que “o amor de Deus se torna … uma droga que você não pode esperar para vir buscar depois… Você não pode esperar para se receber essa ‘dose’ que vem de Deus.” Outro disse: “Você pode olhar-se para cima e ver o Espírito Santo passar por cima da multidão como uma ‘ola’ em um jogo de futebol”, relata Corcoran. As megaigrejas conseguem gerar esse estimulo elevado por causa de seu estilo de culto. Os pesquisadores acreditam que elas usam tecnologia e apelos emocionais para criar uma experiência compartilhada por congregações com milhares de pessoas em cada culto. “A música moderna com letras otimistas, câmeras que mostram no telão uma audiência sempre sorridente, dançando, cantando, ou chorando, além de um líder extremamente carismático cujos sermões deixam as pessoas sensíveis ao toque do ponto de

vista emocional… servem para criar essas fortes experiências emocionais positivas”, resume a doutoranda. As funções de pastor como um “gerador de energia”, que se comunica com a congregação através de um sermão fácil, informal e emocional. Ao invés de ser analítico ou teológico, suas mensagens querem que as pessoas presentes apenas “sintam-se bem” ou compreendam tudo”, ressalta Wellman. Esta mensagem reconfortante também é uma das chaves para o sucesso das megaigrejas. Afinal, “Como você pode atrair tanta gente? Você oferece uma forma genérica de cristianismo que é otimista, emocionante e inspirador.” Diz Wellman, que acrescenta: “Isto não é como os avivamentos antigos. É uma forma nova e híbrida de cristianismo, que é mutante e separada de todas as instituições tradicionais com as quais o cristianismo sempre se identificou”. “Seus pastores raramente colocam o céu ou o inferno em discussão, está a quilômetros de distância das mensagens de julgamento puritano dos séculos passados”, encerra. Para Wellman essa é uma “boa droga”, pois a mensagem oferece um padrão moral que estimula os ouvintes a ser uma pessoa decente, cuidar da família, perdoar os inimigos e amar a si mesmo. As megaigrejas também incentivam todos a pensar: “As coisas podem ficar melhor, você pode ser feliz”, acrescentou. Essas igrejas em geral proporcionam reuniões espirituais ao longo

da semana, como pequenos grupos, estudo da Bíblia, lições de um livro e atividades voluntárias, disseram os pesquisadores. Mas é o culto de domingo que traz as pessoas de volta para a experiência desejada. O estudo refuta a ideia de que igrejas maiores produzem um “membro com pouco compromisso”. Quase 80% dos entrevistados disseram que o tamanho da igreja não impediu o seu crescimento espiritual. Estima-se que 10% dos evangélicos frequentem regularmente uma

das 1.600 megaigrejas dos Estados Unidos. Para realizarem o estudo, os pesquisadores participaram de cultos e fizeram 470 entrevistas, além de analisar 16.000 questionários distribuídos a membros de 12 megaigrejas. Para efeitos de pesquisa, para ser considerada megaigreja, uma congregação deve ter mais de dois mil membros. Gospel Prime. Traduzido de Religion News e Eurek Alert

NOTA DE CRIACIONISMO Se o culto provoca apenas euforia, amortece a razão e leva ao êxtase, fenômeno típico de igrejas pentecostais e neopentecostais. Nesse caso, por mais sincero que seja o adorador, ele deve se questionar se seu desejo de ir ao culto (e nessas igrejas há cultos praticamente todos os dias, geralmente com “casa cheia”) tem que ver com a vontade de encontrar Deus, louvá-Lo e ouvir Sua Palavra ou se essa motivação está mais para satisfação de um desejo emocional, um “vício”. O verdadeiro culto, segundo o apóstolo Paulo, deve ser racional (Rm 12:1) e tudo o que se faz para Deus deve ser feito com decência e ordem (1Co 14:40). No culto, o adorador deve ser elevado à atmosfera do Céu, deve sentir contrição e desejo de renovação espiritual. Como resultado do perdão e da aceitação de Deus, o adorador manifesta um louvor alegre, porém reverente, pois sabe que está na presença do Criador do Universo. Isso é culto, o resto é show dopamínico. Michelson Borges

❘❙ E agora Pastor?

Homossexuais deveriam deixar de ir à igreja? “Não consigo mudar o que eu sou. Batizei-me numa igreja cristã há menos de um ano acreditando que um milagre aconteceria na minha vida. Acreditei que Deus, com Seu poder, mudaria meus sentimentos, já que não escolhi ser homossexual, porém, ainda continuo com uma pessoa do mesmo sexo há mais de 11 anos [...] Estou afastada da Igreja porque me sinto hipócrita em adorar a Deus ao mesmo tempo em que sou lésbica [...] Ao ler Hebreus 10:25, 26, fico preocupadíssima por estar pecando voluntariamente [...] Será que há chance pra mim? Estou condenada por ter desejos homossexuais? Por favor, ajude-me.” A angústia dessa jovem pode ser a mesma de muitos (as) leitores (as). Por isso, decidi disponibilizar a resposta que dei a ela (sem identificá-la), juntamente com um artigo elaborado por dois profissionais da área da saúde mental. Peço a Deus que as linhas a seguir lhe ajudem a se sentir amado (a) por Deus e certo (a) da vitória final com a ajuda de Jesus Cristo (Rm 8:37). Querida amiga… Quero dizer que me sinto honrado em receber o e-mail de uma filha de Deus sincera como você, que luta contra o pecado assim como todos nós, cristãos. Cada um possui seus conflitos internos e, por isso, devemos orar uns pelos outros ao invés de criticarmos aqueles que, assim como nós, sofrem e lutam pela mudança no estilo de vida. Apesar de você estar pecando segundo a Bíblia, digo-lhe que o Senhor não a abandonou. A graça de Cristo é maior que o seu pecado (Rm 5:20) e há uma diferença entre pecar voluntariamente por “rebeldia perversa” ou por “rebeldia não perversa” (diríamos assim). Ao continuar na relação homossexual você peca por rebeldia sim, mas, não no sentido de afrontar a Deus por maldade. Você não afronta voluntariamente ao seu Criador, mesmo que Ele se entristeça com o seu tipo de relação. Ele entende sua fraqueza e sabe que, em algum momento de sua vida afetiva, passou por alguma situação que a fez buscar numa pessoa do mesmo sexo o amor, carinho e o senso de pertencer que tanta precisava. Diante disso, o Senhor aceita-a do jeito que é? Aceita-a para também ajudá-la a ser uma vencedora. Ele não a ama mais ou menos por ser hetero ou homossexual. O amor dEle por todos

é incondicional (Rm 2:11). Porém, Ele chama a todos nós pecadores para uma mudança de vida, para que sejamos realmente felizes e preparados para ser cidadãos do Reino dEle: “Darei a vocês um coração novo e porei um espírito novo em vocês; tirarei de vocês o coração de pedra e lhes darei um coração de carne.” (Ez 36:26). Ninguém possui forças em si mesmo para lutar contra o próprio “eu”. Isso vem de fora de nós, de um Ser acima de qualquer outra criatura, que sabe percorrer por todos nossos caminhos psíquicos para mudar nosso padrão de pensamento (Rm 12:1, 2). Essa força recebemos daquele que pode atuar no “centro” de nosso DNA e nos ajudar a vivermos em harmonia com os mandamentos dEle (Jo 15:10; Ef 2:10), incluindo o de Levítico 18:22 (cf. Rm 1:26, 27), em que o Senhor pede para o ser humano não manter relações homoafetivas. Filipenses 2:13 nos mostra Deus é a origem da força que nos impulsiona e capacita a fazermos a vontade dEle mesmo: “pois é Deus quem efetua em vocês tanto o querer quanto o realizar, de acordo com a boa vontade dele”. Por isso, lhe animo a não desistir. Vá à presença dEle apesar de suas tendências homossexuais. Aconselho-a ir à igreja, adorar ao seu Criador, mesmo que ainda não tenha conseguido abandonar a relação homossexual, pois, você precisa estar cada vez mais próxima de Jesus Cristo para que o Espírito Santo a ajude a não mais ser uma “pecadeira”: “Eu sou a videira; vocês são os ramos. Se alguém permanecer em mim e eu nele, esse dará muito fruto; pois sem mim vocês não podem fazer coisa alguma.” (Jo 15:5). Não tente sem Jesus ao seu lado. É impossível para qualquer um de nós vencer nossas tendências sem um Salvador como Ele. Do mesmo modo, é impossível não vencermos no final, se com perseverança (Lc 21:19) permanecermos na igreja e

ser amigos de Jesus Cristo: “Mas, em todas estas coisas somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou” (Rm 8:39). Em seu e-mail percebi que uma dúvida que permanece em sua mente é essa: “se me tornei cristã, por que não deixei de ter desejos homossexuais?” Esse é um assunto complexo e a Palavra de Deus não nos dá maiores informações. A ciência, não tem todas as respostas para explicar a presença dos desejos homossexuais na vida de alguém durante sua existência (grande maioria), enquanto que outros vencem até mesmo os desejos (minoria). Porém, o que a Bíblia nos revela é que Deus ama e auxilia pessoas que praticam as relações homoafetivas, para que vivam dentro dos padrões de sexualidade estabelecidos por Ele desde a criação do homem e da mulher (Gn 2:22-24). Veja o que Paulo escreveu em 1 Coríntios 6:11 à várias pessoas da igreja de Corinto que, no passado, também foram homossexuais (leia 1Co 6:9, 10): “Assim foram alguns de vocês. Mas vocês foram lavados, foram santificados, foram justificados no nome do Senhor Jesus Cristo e no Espírito de nosso Deus.” Pela fé (Hb 11:6) você precisa se apegar a essa promessa. Pela fé você deve crer que Deus a torna justa (justifica) pelos méritos de Cristo e a santifica, tornando-a parecida com Ele todos os dias (cf. Rm 8:29). A santificação é um processo que leva a vida toda, mas, que no final, nos habilitará para a vida eterna (Rm 6:22; Hb 12:14). Por isso, se tiver que lutar contra o “eu” todos os dias, mesmo que em alguns momentos tenha algumas quedas, lute. Não sei se Deus tirará de você, além da prática, a tendência. Ou, se fará isso apenas na volta de Cristo. Mas, de uma coisa tenho certeza: se permanecer com a tendência homossexual, Ele dará forças para lutar contra e viver sem ela. Ajudará você

a gostar do sexo com um homem que seja seu marido (se essa for sua vontade), e lhe dará muitas alegrias com a maternidade. Ele mudará sua vida para melhor, se assim o permitir. Mas, digamos que mesmo casada, sinta atração por mulheres. Isso significa que Deus irá “condená-la”? Com certeza, não. Lembra que anteriormente usei o termo “pecadeira”? Se uma pessoa continua com as tendências homossexuais (e ela não tem culpa por isso) e não pratica o ato homossexual ela não é uma “pecadeira”, que faz do pecado um estilo de vida. Ela é uma “pecadora”, assim como um heterossexual que, apesar de ter as próprias tendências para o pecado, luta com Cristo e, mesmo diante de alguns fracassos, não faz do pecado um estilo de vida. Posso lhe garantir que, mesmo Deus não podendo salvar “pecadei-

sive na luta contra as tendências homossexuais] temos a vitória completa por meio daquele que nos amou. Pois eu tenho a certeza de que nada [nem a homossexualidade] pode nos separar do amor de Deus: nem a morte, nem a vida; nem os anjos, nem outras autoridades ou poderes celestiais; nem o presente, nem o futuro; nem o mundo lá de cima, nem o mundo lá de baixo. Em todo o Universo não há nada que possa nos separar do amor de Deus, que é nosso por meio de Cristo Jesus, o nosso Senhor.” (Rm 8:37-39, Nova Tradução Na Linguagem de Hoje). Certa vez um homem me escreveu contando de sua luta contra os desejos homossexuais. Ele me disse que era casado, tinha duas filhas, mas que ainda sentia atrações por homens. Porém, algo na trajetória que me mostrou o quanto a graça

ros” contra a vontade deles, Ele salva “pecadores” que se arrependem, vão a Ele em busca de auxílio (Mt 11:28-30) e se apropriam, pela fé, (Rm 5:1) dos méritos de Cristo (Jo 3:16, 36). [Sobre a salvação de pessoas com tendências homossexuais, leia o artigo “Os homossexuais serão salvos?” clicando aqui]. O Salvador é nosso intercessor (1Tm 2:5) diante de Deus Pai para aliviar nossa consciência culpada e massacrada pelo pecado e pelo Diabo. Ele é o grande Sumo Sacerdote (Hb 8:1, 2) que está à direta do Pai (Hb 1:1-3) para garantir, com Sua presença no Céu, que recebermos o favor divino todos os dias e socorro para lutarmos contra o mal e contra nossas inclinações pessoais para o pecado. Desse modo, vá ao seu Salvador e Sumo Sacerdote Jesus agora mesmo e, pela fé, sente-se no colo do Pai, no Seu trono (Ef 2:6). Ele lhe dará o carinho que precisou na infância e adolescência, senso de pertencer, e lhe ajudará a buscar suas curas emocionais ao longo de sua vida. Nunca duvide do amor dEle por você porque nada irá impedi-Lo de amá-la e vê-la como uma filhinha que necessita de ajuda, amor, carinho, atenção e força para lutar e vencer. “Em todas essas situações [inclu-

de Deus é poderosa foi a afirmação a seguir: “[...] Ainda gosto de homens, pois, já mergulhei fundo na prática homossexual. Mas, uma coisa faço: entrego a minha sexualidade para Jesus todos os dias e decidi permanecer fiel a minha esposa e ser um ótimo pai para minhas filhas”. Isso vem de um cristão salvo pela graça e transformado pelo poder do Espírito Santo. Não restam dúvidas de que esse homem é um herói, e que ele está salvo em Jesus Cristo. Assim como Deus o ajudou a decidir-se pelo padrão de sexualidade criador por Ele (Gn 2:22-24), ajudará você, caso também entregue a sua sexualidade a Jesus diariamente. Orei por você. Um abraço e, muita paz!

Leandro Quadros www.leandroquadros.com.br


Segundo Caderno - 5

Setembro/2012

❘❙ Psicologia

Aceitação da Impotência Será que quando aceitamos que não podemos certas coisas ficamos aliviados? Aceitar a impotência é fraqueza?

N

a vida há paradoxos. Queremos uma coisa nas relações familiares, e ocorre outra; pensamos que algo é o certo no trabalho e depois descobrimos ser errado; fazemos um pedido a Deus e Ele nos dá outra coisa, achamos que estamos educando certo ao lidar com um filho, e de repente ele se rebela e ficamos boquiabertos. Diante destes paradoxos parece que vai surgindo a necessidade de admitirmos nossa impotência frente à várias situações nessa existência. Vamos concluindo que não somos deuses. E isto pode ser difícil para alguns indivíduos ou para todos em momentos diferentes da vida. Por quê? As respostas variam. Uns têm dificuldade de assumir sua impotência quanto à várias situações

pessoais e interpessoais por serem muito orgulhosos, e isto é um problema espiritual. Outros aprenderam um script desde crianças que os fazem funcionar num papel de provedor(a), salvador(a), responsável por tudo. E outros não admitem sua impotência para com certas coisas porque sinceramente ainda não perceberam que são impotentes nelas, e estes dois últimos casos são problemas emocionais. Porém, admitir nossa impotência diante de fatos e situações na vida pode nos libertar. Quando conseguimos sentar no banco do carona e deixar a Sabedoria nos dirigir, coisas mudam para melhor, na pior das hipóteses, dentro de nós mesmos. Quando alguém, por exemplo, dependente químico, admite sua impotência diante da obsessão e

compulsão para usá-la, ela dá o primeiro passo para a vitória. Isto requer humildade. Não é muito agradável, à princípio, admitir que somos impotentes diante de uma situação na qual acreditávamos que conseguiríamos resolver ou administrar. Pode surgir sentimentos de fraqueza, incompetência, fracasso, tristeza, raiva. Fere o orgulho. Revela vulnerabilidade e isto pode ser assustador, pois o que será que irão fazer com a gente em seguida? Depois que você deixa aparecer seu lado frágil há o risco de ser ironizado, ridicularizado, rejeitado e de tentarem abusar de você. Mas se você não quiser correr este risco, a tendência será manter a postura de “deus”, o que é um peso demasiado em suas costas e uma ilusão. Por outro lado, revelar fragilidades pessoais não faz de

você uma pessoa fraca que não saberá se defender, a menos que se deixe levar por carências afetivas que podem empurrá-lo para tentar agradar a todos e, assim, quem sabe, ganhar afeto. A verdade é que na vida podemos algumas coisas e não podemos outras. Somos fortes para algumas coisas e fracos para outras. Quanto

mais cedo e mais conscientemente admitirmos isto, mais sofrimentos desnecessários evitaremos. Não tenha medo de deixar sua impotência surgir quando isto for adequado. Admiti-la pode ser, e geralmente é, o primeiro passo para você funcionar melhor na vida. Dr. Cesar Vasconcellos de Souza

❘❙ Sexualidade

Marido compulsivo sexual: Que fazer?

S

erá vício a compulsão sexual? O que uma esposa pode fazer se seu marido tem este tipo de compulsão? Aumenta cada dia o número de pessoas com compulsão sexual. Mais homens que mulheres. Será um tipo de vício? Algo como vício de uma droga? Se uma mulher casada vive com um marido compulsivo sexual, o que ela deve fazer? Se o indivíduo se masturba 2 ou 3 vezes ao dia e ainda quer sexo com a esposa no mesmo dia, isto é exagerado e doentio. A esposa de um marido assim não tem que ficar preocupada em satisfazê-lo, pois esta insaciedade dele existe por questões pessoais dele, não falhas da esposa. Não tente agradá-lo no que é exagero dele. Esta obsessão sexual dele é algo para ele resolver dentro dele e não com a esposa. Um marido obsessivo sexualmente acaba tendo sexo fora do casamento com o argumento de que a esposa não o satisfaz. A verdade é que ele não tem o direito de tentar resolver traumas pessoais com sexo extra-conjugal e nem com pressão sobre a esposa para ter mais sexo do que o normal. Ele tem que parar com isso, pois não cabe no casamento normal. A esposa não

consegue mudar este marido. Ela deve entender que não causou isto (a compulsão sexual dele), não pode curar isto, e não pode controlar isto. Ele é que tem que assumir o problema como algo pessoal e procurar ajuda. Se não quer ajuda porque nega ter um problema pessoal, então a esposa precisa se proteger fisicamente, emocionalmente e espiritualmente. Ela corre o risco de pegar doença sexualmente transmissível, já que ele pode ter vida sexual extra-conjugal. O casamento não deve continuar assim. A esposa deve evitar agir como mãe superprotetora, suportando tudo calada, sem se defender e tolerando os abusos. Isto não quer dizer que ela deve trair também, divorciar logo ou maltratá-lo. Mas que tem que conversar com ele, em hora propícia e dizer que assim não pode continuar porque isto não é bom para o casamento. Ela não deve violar sua consciência, tolerando o intolerável. Se ele ameaçar agredi-la, ela deve dizer que precisará de ajuda. Se tiver medo de que ele a agredirá se disser isto, procure um parente confiável e abra o jogo pedindo ajuda. Se o parente negar ajudar, procure um advogado confiável,

um grupo de defesa da mulher e se oriente. Porque se ele tiver um transtorno de personalidade (quadro mental grave), talvez a esposa terá que ter alguma ajuda legal para se proteger, pois ele poderá ficar violento diante da firmeza dela em colocar limites. Um marido compulsivo por sexo (ou álcool, etc.) não está dizendo que seu cônjuge não é legal, mas sim que ele é que não está bem com ele mesmo. Um cônjuge não merece ficar sofrendo com uma pessoa que trouxe para dentro do casamento problemas pessoais complicados e que recusa ajuda. Uma pessoa com codependência afetiva tem a tendência tentar salvar os outros das consequências das escolhas deles, o que não funciona e estressa a todos. Talvez esta esposa precise resolver esta tendência, se ela for codependente. Uma esposa vivendo com um marido compulsivo sexual tem o direito de dizer “não” para o sexo quando dizer “não” é o seu limite. Resumindo, a esposa neste caso deve: Conversar com o marido explicando que não quer continuar com um compulsivo sexual falando so-

bre como ela se sente nesse tipo de relacionamento. O foco da conversa deve ser como ela se sente, e não o que ele faz. Diga que você precisa se proteger de doenças, e que a solução não é usar camisinha, mas ele ser fiel e controlado. Diga que crê no casamento, mas que tem que ter fidelidade e equilíbrio, pois sem isso não dá. Diga que você terá que pedir ajuda a algum parente, ou advogado ou delegacia da mulher, não para prejudicá-lo, mas para proteger-

se caso ele a agrida fisicamente e insista na compulsão sexual. Admita que talvez ele não tenha jeito porque pode ficar rejeitando ajuda e que, talvez (tomara que não), seu casamento venha a terminar. Não tolere o intolerável. Ser humilde, compassiva, submissa, não significa ter que suportar abusos dele. Não tenha medo de ficar sozinha caso ele a deixe. Deus odeia abusos e lhe ajudará.

nervo está bem próximo do trigeminal, este último acaba recebendo parte dos sinais elétricos enviados ao cérebro, fazendo com que este órgão identifique erroneamente uma irritação nasal e... ATCHIM!!!

alcançar surpreendentes 160 km/h, a pressão provocada quando se prende este jato pode causar problemas, como a própria ruptura dos tímpanos.

Portal Natural

❘❙ Fique Ligado

Espirro O

espirro é uma reação involuntária de nosso organismo à presença de partículas ou micróbios que causam irritação, como poeira, pólen, ácaros, vírus, bactérias e fumaça. Atuando como um eficiente mecanismo de defesa de nosso organismo, este consiste na expulsão brusca e rápida de ar e gotículas pelo nariz e boca; muitas

vezes desobstruindo o nariz. Os mecanismos do espirro envolvem a identificação do agente irritante no nariz pelo nervo trigeminal, tendo como resposta a con-

tração do tórax e abdome, e enchimento de ar pelos pulmões. Tal conformação faz com que o ar saia com bastante força, resultando no espirro. Ele também pode ser causado por algum estímulo ótico, sendo chamado de espirro de reflexo fótico. Neste caso, a incidência de um feixe repentino de luz faz com que o nervo ótico envie sinais para o cérebro para fazer com que a retina se constrinja. Como este

Importante: Caso se sinta constrangido em espirrar, um forte aperto no nariz pode impedir que ele ocorra. Mas, se por um acaso tal estratégia não for eficiente, não o evite! Como a velocidade de um espirro pode

Curiosidade: O famoso “saúde”, dito quando alguém espirra, vem da antiga crença de que este era sinônimo de mau presságio, relacionado a doenças graves. Mariana Araguaia


Setembro/2012

6 - Segundo Caderno

❘❙ Alegria da Criança

O Templo construído pelo Rei Salomão C onstruir e cuidar de uma igreja hoje é um ato de adoração tanto quanto foi a construção do templo por Salomão. A maneira pela qual adoramos em nossa igreja e as coisas que fazemos e dizemos também são atos de adoração, que mostram reverência para com Deus e respeito pelo ambiente da igreja. Este respeito se manifesta tanto em nosso comportamento quanto na decoração e cuidado do templo. Muitas pessoas com dons e habilidades diferentes contribuíram para a construção da nova casa de Deus. A contribuição que deram foi um ato de adoração. Podemos contribuir com a nossa igreja também e, assim, adorar a Deus. O que podemos fazer? (Não correr, gritar, conversar ou rir dentro da igreja, especialmente durante o culto; zelar pela ordem e limpeza da igreja recolhendo o lixo; cuidar dos móveis; etc.) Isso nos lembra que: Adoramos a Deus quando mostramos respeito e reverência por Sua casa, nossa igreja. Ao redor do mundo, várias pessoas se reúnem a cada sábado, mas muitas não têm uma igreja. Reúnem-se em casas ou embaixo de árvores. Ao trazermos nossas ofertas, ajudamos nossos irmãos a construir uma igreja para adorar a Deus. Conheça então a história: O rei Salomão mandou chamar um de seus oficiais. — Está na hora de começarmos a construção [unir os punhos, em silêncio] da casa de Deus — disse assim que o oficial chegou. — Tenho pensado muito nesse projeto e estou pronto para colocá-lo em prática!

Todos os israelitas sabiam desse projeto maravilhoso. O rei Davi, pai de Salomão, queria muito ter construído uma casa especial para Deus, mas o Senhor disse-lhe que esse projeto seria realizado por seu filho, o próximo rei. O rei Davi faleceu. Salomão já governava Israel havia quatro anos e finalmente estava pronto para começar a construção do templo! — Enviem a seguinte mensagem para Hirão, rei de Tiro: “Você sempre foi um grande amigo de meu pai, Davi. Meu pai não pôde realizar o desejo de construir um templo em honra a Deus, mas agora pretendo tornar esse sonho realidade. Por favor, corte todos os cedros de suas montanhas. Enviarei homens para ajudar seus servos a fazer o trabalho e pagarei o preço que pedir.” O rei Hirão ficou muito feliz em receber a mensagem de Salomão e enviou a resposta dizendo que providenciaria toda a madeira necessária para construir o templo. Prometeu também enviar Hurão, um excelente artesão, para ajudar os trabalhadores de Salomão. Hurão sabia fazer todo tipo de trabalho em ouro, prata, bronze e madeira. Era muito hábil para esculpir pedras e fazer trabalhos de carpintaria. Entendia tudo de tecelagem e tingimento de tecidos também. Milhares de pessoas trabalharam na construção do imenso templo. O rei Salomão enviou trinta mil homens para ajudar os servos do rei Hirão para cortar a madeira e levá-la para Jerusalém. Oitenta mil trabalhadores foram enviados para as colinas para cortar pedras. Eles cortaram as pedras das colinas e transformaram-nas em blocos de construção. Trabalharam com

❘❙ Vivendo a Terceira Idade

Casamento na Terceira Idade pode dar certo?

S

im, o casamento na terceira idade pode dar certo sim, aliás, é o casamento mais certo e seguro, ele não depende exclusivamente do sexo, mas do amor mutuo, carinho e compreensão entre o casal.As pessoas da terceira idade quando encontram alguém do sexo oposto para se unir é com a certeza de felicidade, pois é nessa idade que todos os sonhos já se concretizaram e a vida de aventuras ficou para trás. Nessa idade o casal é mais maduro e não deixa as más influências tomarem conta da vida dos dois, o relacionamento é mais sólido e puro com base no verdadeiro amor. Existe a paixão? Não, a paixão já é coisa de adolescente que quando se apaixona faz as maiores loucuras e depois se arrepende, digamos que a paixão é o câncer do amor, se curada dura para sempre e o casal é feliz por toda vida. Geralmente a paixão tem data e hora para acabar, cada um com seu limite, coisa que não acontece com o amor na terceira idade que mantém um relacionamento sólido e seguro que dura por toda a vida.O casal é mais centrado e procura ter os mesmos interesses, as mesmas conquistas, os mesmos sonhos, aproveitando a vida da melhor maneira possível sem brigas ou desavenças costumeiras nos jovens e adolescentes recém casados. Como ficam os filhos do casal? Quando o casal descobre que se ama e que quer se casar e viverem

juntos, os filhos devem ser as primeiras pessoas a serem avisadas da decisão tomada por ambos, para que não haja desavenças e contrariedades por parte dos filhos. Geralmente os filhos gostam muito dos companheiros de seus pais, pois o que mais querem nessa altura da vida é que eles sejam felizes e que possam compartilhar este momento com alguém. A aceitação dos filhos é muito importante para que o relacionamento de certo, mas se os filhos não estiverem de acordo com certeza o casal não vai se separar, pois já são maduros o suficiente para encarar o problema de frente sem se preocupar. A diversão Um casal na terceira idade se diverte muito mais, viaja e faz passeios longos, pois em geral os dois já são aposentados e estabilizados financeiramente. A diversão é muito importante para o casal que procura estar sempre rodeado de amigos. Existem excursões para grupos da terceira idade com hotéis e todo tipo de diversão para que se sintam interagindo com a sociedade. Os casais geralmente se conhecem nesse tipo de encontro ou nos bailes para terceira idade, relembrando os velhos tempos, as musicas as danças tudo faz com que o clima do passado retorne para a vida presente e assim constroem um futuro melhor ao lado da pessoa amada. Fernando Moreira

tanta perfeição que, no momento de unir as pedras para construir o templo, elas se encaixaram perfeitamente, como peças de um quebra-cabeça. Ninguém ouviu marteladas, ou machadadas, ou o som de alguma ferramenta de metal durante a construção. Essa foi uma maneira de demonstrarem reverência e respeito a Deus. O templo de Salomão provavelmente foi a construção mais bonita que já existiu sobre a terra. Por dentro, as paredes de pedra foram completamente revestidas de madeira. A madeira foi decorada com entalhes de anjos, palmeiras, e flores. Em seguida, foram totalmente revestidas de ouro! Até mesmo o chão e o teto foram revestidos de ouro! Os artesãos esculpiram dois anjos magníficos em madeira de oliveira e revestiram-nos de ouro também. Os anjos foram colocados no Lugar Santíssimo em que ficaria a arca da aliança. As asas dos anjos cruzavam a sala inteira. Toda a mobília do templo foi feita da melhor maneira possível. O rei Salomão e todos os israelitas queriam honrar a Deus de todas as formas. — Quem é capaz de construir uma casa digna para o Senhor? — perguntou Salomão. — Nem mesmo o Céu pode conter a Sua glória! Construir e cuidar de uma igreja são para nós hoje atos de adoração, assim como na época em que Salomão construiu esse templo maravilhoso. Aquilo que fazemos ou falamos dentro da igreja também são atos de adoração. Nosso comportamento expressa nosso respeito e reverência a Deus. O que vocês acharam do templo

de Salomão? Quem o planejou? Por que será que os trabalhadores procuraram não fazer barulho ao construir o templo? Uma curiosidade: Todo material utilizado na construção foi preparado fora do local em que o templo foi erguido. Em sua opinião, como as pessoas se sentiram ao entrar no templo? Como se sentem ao entrar na igreja hoje? De que maneira podemos demonstrar pela nossa igreja o mesmo respeito e reverência que os trabalhadores demonstraram pelo templo que estavam construindo? Qual a diferença entre ficar em silêncio e ser reverente? Como podemos ser reverentes na Escola Sabatina? Reverência é uma atitude que demonstra nosso amor por Cristo. Ela pode mudar

dependendo do lugar em que nos encontramos e da maneira como adoramos a Deus. Leia Habacuque 2:20. Há alguma coisa em sua igreja que precisa ser mudada para torná-la mais atrativa? Vamos fazer uma lista das sugestões e colocá-la num local em que todos os membros da igreja possam ver. Na próxima vez que você entrar na nave da igreja, observe o comportamento das pessoas. Há uma atmosfera de respeito e reverência? Ao sentarem-se, tenham em mente que Deus realmente está ao seu lado. Deus deu instruções específicas sobre a construção do templo. Isso nos mostra a importância e o respeito que devemos ter num templo consagrado ao Senhor. Tia Célia


Segundo Caderno - 7

Setembro/2012

❘❙ Educação

Educação musical transforma Q

uanto mais cedo as crianças iniciam a aprendizagem musical, mais cedo sua linguagem, coordenação motora, compreensão, interação e aceitação de limites são estabelecidas. Não há como negar a importância que a música tem em nossas vidas, seja no nível consciente, seja no inconsciente. Mas qual seria o seu poder de transformação do aprendizado musical, até mesmo de ampliação de nossos potenciais? Nossa audição é nosso referencial desde a gestação, é a porta de entrada principal para interagirmos com o mundo. Com esta interação podemos desenvolver no nível neuropsicomotor. Nosso cérebro vai literalmente se expandindo com suas sinapses e tornando-nos mais e mais capazes de ser, fazer e transformar a nós mesmos e ao mundo. Este potencial desenvolvido também traz equilíbrio para quem está envolvido nesse processo de aprendizagem musical. Quem convive diariamente com crianças e adolescentes que estudam música, tocando, cantando, improvisando e lendo partituras, observa que aquele que era agitado se torna mais calmo e concentrado. Ocorre também o oposto, deixando quem era muito tímido mais expansivo em suas relações. A neurociência e as inúmeras pesquisas na área do cérebro comprovam que

a música atua em quase todas as áreas cerebrais. Nada escapa de ser estimulado e trabalhado. Os resultados ficam bem evidentes para quem observa a transformação pela qual estas crianças e jovens passam. “Quanto mais cedo as crianças iniciam a aprendizagem musical, mais cedo sua linguagem, coordenação motora, compreensão, interação e aceitação de limites são estabelecidas.” Com os estímulos musicais e sonoros os dois hemisférios cerebrais são estimulados ao mesmo tempo, já que a música em seus elementos é processada em ambos. Está comprovado em laboratório também o aumento do corpo caloso (responsável pela comunicação dos hemisférios), córtex motor, cerebelo, hipocampo (memória), córtex auditivo, maior concentração de massa cinzenta (responsável pelo processamento das informações) nas áreas motoras, auditivas, visuoespaciais e área de Broca (fala) no cérebro dos músicos. Imagine quantos benefícios podem ser trazidos por uma educação musical na infância!

sua autoestima, desenvolvem sua inteligência emocional analíticoracional e senso estético. Além disso, percebem mais a realidade ao seu redor e as consequências de seus atos. A explicação científica é que o córtex pré-frontal é uma das ultimas áreas a amadurecer na adolescência e é ele o responsável pela capacidade de resolver os problemas e determina as respostas do comportamento do indivíduo ao estímulo recebido. Esta mesma área é bem desenvolvida nos músicos e está ligada ao planejamento do tocar e cantar. Mas não podemos deixar de enfocar o valor cultural de uma aprendizagem musical em relação ao próprio domínio da área e valorização de uma cultura de maior qualidade. A maioria não se torna artista; torna-se, porém, um cidadão mais completo. E o mais importante de tudo: torna-se uma pessoa mais feliz! Os projetos sociais e educacionais em todo o mundo que envolvem a aprendizagem musical não negam esta afirmação: “A educação musical transforma!”

Benefícios também para os jovens Os jovens que passam por um processo musical, em sua grande maioria, modificam comportamentos inadequados socialmente (vícios, agressividade), melhoram

Orientações para os pais 0 a 2 anos - Existem cursos de música especializados para mamães e bebês no Brasil. Em casa, converse muito e cante de frente para os filhos (para que visualizem a boca). Coloque músicas mais lentas e com

sons agudos antes do sono do bebê e faça com massagens pelo seu corpinho (vá nomeando as partes do corpo que estão sendo massageadas). Maracás, chocalhos, tambores e xilofones são encontrados também em lojas de brinquedos e podem ser utilizados.

5 anos em diante - A criança pode estudar música com um instrumento musical já escolhido Profissionais com produção variada e de qualidade para crianças: Bia Bedran, MPBaby, Superbebê-música, Palavra Cantada, Thelma Chan e Toquinho.

2 a 4 anos - Assista DVDs musicais ao lado dos filhos e vá conversando e provocando o raciocínio lógico. Existem métodos que iniciam a aprendizagem instrumental nesta faixa etária, como violino. Grave suas vozes, utilize microfone para ampliar e valorizar a fala e o canto com articulação corretas.

Crianças e adolescentes Devem ser expostos a música de qualidade. Leve-os a concertos e shows regularmente. Ter em casa CDs e DVDs com repertório variado, inclusive com música instrumental e clássicos. Nydia Monteiro

❘❙ Turismo

Turistas escolhem os melhores hotéis do Brasil Villa Bahia, Salvador, BA No coração do Pelourinho, o famoso e colorido centro histórico de Salvador, o hotel Villa Bahia ocupa dois casarões coloniais dos séculos 17 e 18 com quartos confortáveis e decorados com muito bom gosto, a poucos passos dos principais pontos turísticos da capital baiana. O restaurante do Villa Bahia usa ingredientes locais para criar uma gastronomia contemporânea e muito criativa. Pousada da Azeda, Búzios, RJ A 180 km do Rio de Janeiro, Búzios é um dos principais destinos turísticos do litoral fluminense, tanto para brasileiros quanto para estrangeiros. A fama começou quando Brigitte Bardot tornou a cidade conhecida internacionalmente, nos anos 60. A Pousada Azeda é um charmoso hotel boutique situado em meio à mata atlântica, com vista para três das principais praias de Búzios (Praia dos Ossos, João Fernandes e Praia Azeda), a dez minutos da Rua das Pedras, no centro da cidade. Hotel das Cataratas, Foz do Iguaçu, PR Único hotel situado dentro do Parque Nacional do Iguaçu, a apenas alguns metros das imponentes quedas, o Hotel das Cataratas permite um acesso exclusivo enquanto o parque não abre para o público. O hotel ainda oferece bastante luxo e conforto para seus hóspedes, além de atividades de lazer, na piscina e nas quadras de tênis como em diferentes trilhas e passeios pelo Parque Nacional.

alemães. Neste marco, o Hotel Serrano tem mais de 270 quartos decorados no melhor estilo da Serra Gaúcha, próximo ao centro de Gramado e com qualidade, preço e um serviço muito elogiado.

bre os arranha-céus da impressionante metrópole, e é integrado com os shoppings D&D e Nações Unidas. Clarion Hotel Lourdes, Belo Horizonte, MG Situado em Lourdes, bairro nobre e central de Belo Horizonte, o Clarion Hotel surpreende, principalmente, pela qualidade do serviço brindado aos hóspedes. Além da atenção excelente e que agrada muito os visitantes, o Clarion tem quartos luminosos e modernos e oferece um delicioso bufê de café-da-manhã.

Hotel Quinta das Videiras, Florianópolis, SC O Quinta das Videiras é um dos hotéis mais charmosos de Florianópolis, com uma arquitetura que faz referência ao período colonial. Situado no centro da Lagoa da Conceição, o hotel boutique tem onze apartamentos de luxo, combinando modernidade com decoração tradicional. Emiliano Hotel, São Paulo, SP Boutique hotel que reúne o melhor do luxo com sofisticação e um serviço personalizado que não deixa nada a desejar, o Emiliano Hotel encontrase na rua Oscar Freire, uma das mais chiques de São Paulo. Com menos de 60 suítes e apartamentos, o Emiliano baseia sua reputação no design e no serviço. Assim, conseguiu se firmar na capital paulista como um pequeno hotel de luxo digno dos hóspedes mais exigentes. Radisson Hotel, Vitória, ES Situado na Praia do Canto, bairro nobre Vitória, o Radisson Hotel é um dos melhores da cidade. O Radisson Vitória tem 228 apartamentos e 6 suítes Royal, todos com vista para o mar. Os quartos são muito confortáveis e os hóspedes ficam encantados com a qualidade e a gentileza do serviço.

Grand Hyatt, São Paulo, SP Bem situado para viagens de negócios em São Paulo, entre a Avenida Berrini e a Marginal Pinheiros, o Grand Hyatt recebe os hóspedes com uma decoração sofisticada, com quartos bonitos e espaçosos e restaurantes francês, japonês e italiano. Durante seu tempo livre, os visitantes podem aproveitar o spa e a academia, ou dar um mergulho na bela piscina do hotel.

Nannai Beach Resort, Porto de Galinhas, PE O Nannai Beach Resort é considerado como um dos melhores resorts de praia do país. Pelos depoimentos dos leitores do Trip Advisor, satisfaz os hóspedes que ocupam seus bangalôs e apartamentos de luxo em Porto de Galinhas. Cada bangalô e apartamento conta com sua própria piscina privativa.

Hotel Serrano, Gramado, RS No coração da Serra Gaúcha, 830 metros acima do nível do mar, a cidade de Gramado atrai turistas em busca de sua tradição europeia na arquitetura e gastronomia, fruto da presença de descendentes de imigrantes italianos e

Hotel Santa Teresa, Rio de Janeiro, RJ Com decorações que remetem às populações indígenas de nosso território e a diferentes períodos da história do país, numa construção que une o luxo com a modernidade, o Santa Teresa se posicionou rapidamente como

um dos hotéis mais badalados do Rio de Janeiro. Muitos afirmam que é um dos mais bonitos da América do Sul. Situado numa das áreas mais nobres do bairro de Santa Teresa, encontra-se cercado por uma rica vegetação e tem uma vista panorâmica impressionante d a Cidade Maravilhosa. Copacabana Palace, Rio de Janeiro, RJ O Copacabana Palace é um hotel mítico que dispensa apresentações. Situado frente a mais famosa das praias cariocas,

o “Copa”, é uma referência mundial que já recebeu celebridades nacionais e internacionais e é palco de eventos badalados. Inaugurado em 1923, o Copacabana Palace mantém seu resplendor em seus 222 quartos e 146 suítes. Hilton Morumbi, São Paulo, SP Com confortáveis apartamentos e suítes no coração do centro financeiro de São Paulo, o Hilton Morumbi é um dos melhores hotéis da cidade. O hotel tem vista sobre a Ponte Estaiada, e so-

Casas Brancas Boutique Hotel, Búzios, RJ O Casas Brancas Boutique Hotel é um dos mais charmosos de Búzios, com uma arquitetura mediterrânea e vista sobre a Baía da Armação. Os quartos seguem a linha chique do hotel, elegantes e com um design especial para cada um. A piscina, frente ao mar, é um espaço para relaxar cercado de plantas e flores. 15) Villa dos Corais, Morro de São Paulo, BA Situado na ilha Tinharé, o Morro de São Paulo é um dos principais destinos turísticos do litoral da Bahia, famoso por suas belas praias. A Villa dos Corais é uma pousada encravada entre a Terceira praia e a Quarta praia, cercada de vegetação nativa e preservada do movimento turístico da ilha.


Setembro/2012

8 - Segundo Caderno

Banda Identidade

Estevão Queiroga

Advai in Concert reúne 1500 pessoas Glauce e Fernando Rochael

Equipe Advai

N

o sábado, 11 de agosto, aconteceu o Advai in Concert, um programa musical gospel. Na ocasião mais de 1500 pessoas de várias regiões do Brasil e de alguns países assistiram o evento que aconteceu na Igreja Adventista Central do Rio de Janeiro. A rádio e TV Advai pela internet surgiu há seis anos com a iniciativa de um jovem que tinha o desejo de falar de Jesus para as pessoas através dos meios de comunicação. O projeto cresceu e hoje conta com a participação de vários locutores voluntários em diversas regiões do Brasil e até do mundo. E para comemorar o aniversário de seis anos da rádio a equipe rea-

Ministério Faces

lizou neste sábado o Advai in Concert que contou com a participação de diversos cantores de renome nacional e internacional. Na ocasião estiveram presentes: Montano de Barros, Dilson Castro, Emilie Brasil, Michely Manuely, Grupo Interface, Suelen Maia, Amerson Silfor, Jairo Borba, Banda Identidade, Leandro Coutinho, Paula Chacon, Paulo Saavedra, Coral Jovem do Rio de Janeiro, Safe Vocal, entre outros convidados especiais. Para Emilie Brasil, cantora gospel, que veio de Paris para participar do programa o Advai in Concert foi um encontro com Deus. “ Com certeza valeu a pena ter participado, sentimos a presença de Jesus. É muito bom poder servir a Deus que faz milagres por nós”, destacou. A pedagoga, Fernanda de Almeida também apoiou o projeto voluntário da Advai. “Com certeza é exemplar o trabalho que essa equipe vem desenvolvendo. Acom-

panho o trabalho deles faz muito tempo é mais uma forma de poder transmitir o amor de Deus para o nosso semelhante”, disse. De acordo com o regente do Coral Jovem do Rio de Janeiro, Myson Charly, a rádio e TV Advai está de parabéns pelo programa de louvor. “A música pode atingir milhares de pessoas que necessitam saber sobre Jesus e o programa Advai in Concert com certeza fortalece esse ministério”, destacou. Segundo o diretor da rádio Advai, Paulo Kretli, o evento superou as expectativas. “ Valeu muito a pena realizar o Advai in Concert, foram mais de quatro meses preparando o programa e entrando em contato com os participantes. Com certeza, sentimos que Deus esteve ao nosso lado. Durante o programa pude conhecer alguns testemunhos de pessoas que aceitaram a Cristo acompanhando o programa da Advai, isso nos fortalece e motiva a dar continuidade ao projeto voluntário”, finalizou. Para o líder da Igreja Adventista no Rio de Janeiro, pastor Montano de Barros, a rádio e TV Advai vem desenvolvendo um projeto abençoado. “O mundo anda em um ritmo diferente, a Advai entra em um contexto de internet, onde muitas pessoas podem ter contato com Deus, através desse meio de comunicação. O projeto vem alcançando pessoas de diversas idades isso é maravilhoso”,concluiu. E quem não pode assistir o programa, acompanhou pela internet a transmissão ao vivo do Advai in Concert pelo site: www.advai.com.br

Michely Manuely Dina Karla Miranda

❘❙ Vida e Saúde

Como sobreviver ao tempo seco - Beba bastante líquido (a não ser em caso de alguma restrição) – é essencial, faz uma grande diferença, ajuda a hidratar o corpo, a garganta - Não faça exercícios físicos entre as 10h e 17h – a poluição também fica mais intensa nesse horário - Deixe um recipiente com água ou um pano molhado no quarto antes de dormir. - Não use o umidificador elétrico por muitas horas seguidas. O

ambiente pode ficar muito úmido e causar mofo e bolor. - Lave as narinas com soro fisiológico e/ou faça inalações com o mesmo produto – também ajuda muito, principalmente quem tem rinite. - Mantenha os ambientes arejados e livres de tabaco e poeira. Além das recomendações básicas, a dermatologista Alba Clausen, do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, ressalta que é importante cuidar da pele – já que tempo seco, frio e banho quente dimi-

nuem a camada de proteção natural – o que leva a um aumento de coceiras e dermatites (a dermatite atópica, a asteatose, a psoríase e a ictiose). “A pele resseca, pois seu manto de gordura diminui e ele é o responsável por reter a umidade”, acrescenta. “Pessoas que possuem essas dermatites devem tomar banhos rápidos, sem bucha e com água morna quase fria. Além disso, fazer uso de sabonetes neutros, secar a pele suavemente e hidratá-la, são cuidados importantes”, explica.

A recomendação que vale para todos é usar bastante creme hidratante – no corpo e aqueles próprios para os lábios. Outro cuidado importante é cuidar dos olhos e nariz. As mucosas que formam as vias respiratórias são

frágeis e quando o ar está mais seco, elas se ressecam e formam fissuras, que podem permitir a entrada de bactérias e vírus, além de aumentar o contato com a poluição, que também fica mais intensa nesses dias. “A solução é pingar colírios de lácrima artificial. Para quem usa lentes de contato, além de lubrificá-las, é importante diminuir as horas de uso e dar preferências aos óculos para não sentir o incômodo”, esclarece Ciro Kirchenchtejn, pneumologista do Oswaldo Cruz. E, não custa repetir, beba muita água, várias vezes ao dia. Simone Iwasso


Jornal rion