Issuu on Google+

Segundo Caderno - 1

Fevereiro/2014

Fevereiro/2014 - Ano VIII - Nº 98 - www.jornalorion.com - Edição Mensal - Distribuição Gratuita - Não pode ser distribuído separadamente

VOCÊ É UM “PHUBBER”?

conectados no mundo virtual, mas esnobes no real

• Recentemente nasceu uma nova palavra na língua inglesa: phubbing. Ela é resultado da junção de phone (telefone) com snubbing (esnobar). Mas, afinal, a que se refere esse novo termo? Phubbing nasceu para descrever o ato de ficar conectado a um smartphone ou tablet, em ambientes sociais, e esnobar ou deixar de lado as pessoas que estão ao redor. Portanto, phubber é aquele que tem esse tipo de atitude em ambientes públicos. Estas cenas estão ficando cada vez mais comuns. Nas casas, nos restaurantes, nos escritórios e até mesmo nas igrejas, enfim, em todo lugar. Página 3

Dicas para conseguir dormir bem no calor Anda “fritando” na cama nas noites quentes de verão? Veja dicas e truques espertos para um sono refrescante. Página 4

Como ultrapassar os cem anos

Como viver num mundo agressivo se você não é uma pessoa agressiva? • V ivemos num mundo de competição, muitas vezes maldosa, agressiva, e até violenta. Mas temos que viver numa sociedade assim, a menos que decidamos ir para um mosteiro, numa comunidade pequena isolada numa montanha, indo à cidade somente para o essencial. Resolveria sua dificuldade de autoproteção? Faria útil sua existência? Como se proteger da agressividade cansativa da sociedade “normal”? Você já lidou com balconista, chefe, parente, que deram resposta agressiva para sua pergunta? Ou, comum no

Brasil infelizmente, já lidou com funcionário público com má vontade de lhe atender, respondendo suas perguntas com monossílabos, como se tivesse lhe fazendo imenso favor, ao invés de atender com simpatia na função para a qual deve ser muito bem pago com o dinheiro dos impostos que pagamos? As agressões verbais perturbam bem mais os passivos que não sabem o que fazer na situação, porque os naturalmente assertivos já têm uma agressividade autoprotetora que os ajudam bastante na vida social.

Página 5

• Envelhecer significa livrar-se de alguns pesos. Filhos, contas, emprego, responsabilidades... muita coisa sai de cima dos seus ombros. Mas uma carga menor também pode significar um sentido menor para a vida. Essa é uma armadilha comum. A resposta é procurar sempre um novo lugar, uma nova perspectiva existencial. Como disse John Barrymore, “só envelhecemos de verdade quando começamos a trocar nossos sonhos por arrependimentos”. Página 6

Alternativas para substituir a farinha de trigo Se você é sensível ao glúten ou apenas quer obter os benefícios dos grãos integrais, o ingrediente à base de trigo não é a única opção. Existem outras alternativas até mais nutritivas Página 7


Fevereiro/2014

2 - Segundo Caderno

!" Ideia para Adolescente

NÃO QUERO SER SUPER HERÓI O quão bom seria se eu fosse um super herói: poder me recuperar rapidamente de uma ferida e ter poderes especiais. Quem nunca sonhou na infância em ser um super herói, em ter grandes poderes, derrotar grandes inimigos e poder voar? No entanto, com toda a sinceridade, este sonho de criança já se desfez em mim a muito tempo. Cheguei a conclusão: EU NÃO QUERO SER SUPER HERÓI! Eu não quero ser um super herói: o que quero é ser aprovado por Deus quando sou provado pelo fogo das tribulações. Quero ser moldável como um vaso nas mãos do oleiro e amar a Deus, não pelo que Ele pode me dar, mas pelo que Ele é.

Eu não quero ser um super herói: o que quero é permanecer fiel a minha esposa, aos votos que fiz um dia no altar de amá-la, respeitá-la e ser fiel na alegria e na tristeza, na saúde ou na doença, na fartura ou na pobreza. Quero envelhecer com ela! Eu não quero ser um super herói: o quero é influenciar os meus filhos para servir e amar o Deus que eu amo. Não importa se meus filhos serão algum dia líderes ou pastores na igreja, o que me importa é que eles sejam cristãos sinceros e que façam diferença neste mundo cheio de enganos. Eu não quero ser um super herói: o que eu quero é ser fiel em minha vocação de servir a Deus como um pastor, sendo um exemplo para as minhas ovelhas e não usando de minha autoridade para dominá-las. Quero amá-las e servi-las como Cristo. Eu não quero ser um super herói: o que eu quero é ter poder para carregar a minha cruz, negar

a mim mesmo e vencer o maior gigante que conheço; aquele que está dentro de mim; meus desejos, minha carne, meus impulsos. Quero mais do Espírito Santo para ter menos de mim mesmo. Eu não quero ser super herói: o que eu quero é ser um discípulo de Cristo, ganhador de almas; porque antes mesmo de ser pastor, sou ovelha. Quero ganhar o maior

número possível de pessoas para Cristo e conduzi-las a um discipulado consciente a fim de que se tornem também discípulos(as) engajados na missão. Eu não quero ser super herói: o que eu quero é viver na GRAÇA de Deus. Minha consciência mais profunda a respeito de mim mesmo é de que sou profundamente amado por Jesus Cristo e não fiz

nada para consegui-lo ou merecê-lo. Posso não ser o tipo de pessoa que gostaria, posso ter em minha vida tristezas e fracassos; posso ser simplesmente humano, rir a vontade, torcer pro meu time favorito, contar piadas e saber que não sou censurado pelo Pai que me ama, me aceita e até me usa. Tudo isso é por Sua Graça Pr. Gilberto Oliveira Rehder


Segundo Caderno - 3

Fevereiro/2014

Vá passear! As comodidades da vida moderna nos proporcionam mais tempo livre. Você esta aproveitando este tempo?

A

s comodidades da vida moderna nos proporcionam mais tempo livre. Você esta aproveitando este tempo para realmente viver e viver intensamente? Leia este artigo e desfrute este benefício Internet, celulares, computadores, TV a cabo. O mundo parece menor, mais integrado, mais ágil e repleto de confortos e facilidades. O homem deveria estar então, mais feliz, menos neurótico e com mais tempo para si mesmo e sua família. Mas a realidade é bem diferente. A angústia, as fobias, a depressão e a ansiedade estão cada vez maiores na nossa sociedade. Apesar de todas as conquistas tecnológicas e científicas não somos mais felizes que nossos antepassados. E não é só a mente que padece. O sedentarismo, a má alimentação, o repouso inadequado e o desgaste emocional são desencadeadores de doenças graves. Como podemos deixar de correr atrás do tempo, a nossa matéria prima da vida, e fazer com que ele ande a nosso favor? A superpopulação, a poluição do ar, a agitação e os ruídos das metrópoles contribuem muito para a alteração do humor, o aumento da agressividade, da violência e para

a perda de qualidade de vida que pode resultar em psicopatologias e outras enfermidades. A vida saudável depende de um conjunto de comportamentos relacionados que incluem o manejo do estresse, atividades físicas regulares, escolhas saudáveis de alimentos, abstinência de substâncias tóxicas (legais ou não), segurança, repouso e a eleição de valores éticos e estéticos que permitam a convivência saudável com o próximo. Este é o caminho da responsabilidade individual que leva não somente à saúde, ao vigor, à longevidade e à vitalidade, mas também ao respeito próprio e ao controle do seu destino. A felicidade não é produto da sorte, da herança genética, ou de qualquer outra forma de pré-determinação. A felicidade tem que ser conquistada. E o homem conquista a felicidade quando se apropria do seu livre arbítrio, exerce o domínio próprio e aprende a escolher para si uma existência em sintonia com os valores nobres que regem o universo. O ser humano faz parte da natureza e também existe e funciona de acordo com suas leis. Nosso organismo é dependente de um equilíbrio dinâmico que ele mes-

A angústia, as fobias, a depressão e a ansiedade estão cada vez maiores na nossa sociedade. Apesar de todas as conquistas tecnológicas e cientíÞcas não somos mais felizes que nossos antepassados. E não é só a mente que padece. O sedentarismo, a má alimentação, o repouso inadequado e o desgaste emocional são desencadeadores de doenças graves.

mo tenta manter a cada segundo, a homeostase. Para que ela possa acontecer, é necessário que haja constantes ajustes às influências internas e ambientais. As mudanças climáticas, pressão barométrica, umidade do ar, cores ambientais e luminosidade são também responsáveis por induzirem alterações nos processos fisiológicos dos seres vivos em geral como o aumento na produção de anticorpos, na resistência às infecções, no metabolismo da reprodução e do crescimento, na atividade mental e outros. Quando levamos uma vida sedentária e agitada, típico das metrópoles, sem exercícios físicos e lazer, há uma diminuição da quantidade de oxigênio circulante, da capacidade cardiopulmonar, há dificuldade de retorno venoso, aumento das toxinas circulantes e comprometimento do sistema imunológico. O exercício físico, especialmente o realizado ao ar livre,

ajuda a liberar tensões e a relaxar, a diminuir os distúrbios emocionais e colabora para o controle do stress. Estes efeitos benéficos ocorrem devido à secreção do hormônio beta-endorfina durante o exercício, o que aumenta a tolerância à dor, facilita o controle do apetite e a redução da ansiedade, tensão e raiva. Ocorrem ainda várias alterações positivas no sistema imunológico e embora ele retorne aos níveis pré-exercício muito rapidamente após o término da sessão, cada nova sessão representa um auxílio que parece reduzir o risco de infecção em longo prazo. A própria melhora da estética corporal e das condições físicas colaboram diretamente para uma maior valorização da autoimagem e aumento da autoestima. E este bem-estar físico irá colaborar muito com a saúde psicológica que se refletirá ainda nas relações sociais. Portanto, o lazer e as atividades

M

Você é um “phubber”? R sustando as pessoas ao redor do mundo, independente de raça, religião ou faixa etária. A preocupação é tanta que uma agência de publicidade australiana criou uma campanha cujo slogan é “Stop Phubbing”. O criador da campanha, o publicitário Alex Haigh, alerta “imagine um mundo no futuro onde os casais se sentam em silêncio. Onde as relações são baseadas em atualizações de ‘status’ nas redes sociais. Onde a habilidade para falar ou se comunicar frente a frente foi completamente erradicada”. De acordo com o site da campanha, se o phubbing fosse uma praga ele já teria dizimado seis Chinas inteiras, ou seja, o equivalente a mais ou menos 7,8 bilhões de pessoas. Esse é o novo mundo onde o phubbing ditou as regras da nova comunicação, ou, da destruição social. Obviamente a Internet, com todas as suas ferramentas, é extremamente útil. Quem hoje fica um dia sem pesquisar ou trabalhar utilizando a rede? Mas é visível que estamos perdendo o controle. Temos que utilizar tudo isto com equilíbrio e moderação. Nós

“ Tenho saudade de um mundo em que as pessoas “curtiam” estar juntas, “conectavam” ideias em debates acalorados olho no olho, se “cutucavam” pessoalmente, “compartilhavam” vivências, usavam a “rede” para se balançar e jogar conversa fora. Tenho saudade de um mundo em que “amigo virtual” só existia na cabeça das crianças pequenas e “jogos” entre amigos vinham acompanhados de biscoitos e suco no Þnal da tarde.”

Graciliano Martins - Pastor e Psicólogo.

A Bíblia e a ESCRAVIDÃO

!" Identidade Jovem

ecentemente nasceu uma nova palavra na língua inglesa: phubbing. Ela é resultado da junção de phone (telefone) com snubbing (esnobar). Mas, afinal, a que se refere esse novo termo? Phubbing nasceu para descrever o ato de ficar conectado a um smartphone ou tablet, em ambientes sociais, e esnobar ou deixar de lado as pessoas que estão ao redor. Portanto, phubber é aquele que tem esse tipo de atitude em ambientes públicos. Estas cenas estão ficando cada vez mais comuns. Nas casas, nos restaurantes, nos escritórios e até mesmo nas igrejas, enfim, em todo lugar. Raro vermos aquela casa com cheirinho de bolo saindo pela janela e pessoas conversando e sorrindo, barulho de crianças correndo e gente interagindo. Hoje o silêncio impera, afinal, todos estão “conectados”. Nos restaurantes o burburinho também não é mais o mesmo, há muitos momentos de “reflexão” ao telefone. Até nas igrejas não se vê a mesma atenção à mensagem que está sendo apresentada. Este novo contexto está as-

físicas realizados em meio a natureza, em contato com o sol, o verde, o ar puro e ainda a confiança num poder maior, o de Deus, colaboram imensamente para se alcançar uma vida mais longa e mais feliz. Se você ainda precisa de uma desculpa para relaxar, se divertir ou passar mais tempo com a família Se você acha perda de tempo reservar um momento só para você e os seus. Se você vai se sentir culpado por colocar um passeio pelo verde no meio do seu dia. Se você resolver adiar em mais um dia a sua vida. Lembre-se de que a sua saúde não espera até amanhã. Tudo vai funcionar muito melhor se você estiver se sentindo ótimo, até o seu trabalho. Lembre-se que só se vive uma vez. E que você foi feito para ser feliz.

devemos dominar a tecnologia e não ser dominados por ela. Esse exagero desmedido na utilização dos recursos tecnológicos me faz sentir saudade. Tenho saudade de um mundo em que as pessoas “curtiam” estar juntas, “conectavam” ideias em debates acalorados olho no olho, se “cutucavam” pessoalmente, “compartilhavam” vivências, usavam a “rede” para se balançar e jogar conversa fora. Tenho saudade de um mundo em que “amigo virtual” só existia na cabeça das crianças pequenas e “jogos” entre amigos vinham acompanhados de biscoitos e suco no final da tarde. Tenho saudade de um mundo em que as “salas de bate papo” tinham sofá, tapete e muitas almofadas espalhadas pelo chão para acomodar a todos. Tenho saudade do tempo em que “receber um cartão” de um amigo era sinônimo de ter em mãos algo especialmente escolhido para você, recheado com a letra daquela pessoa especial. Tenho saudade de um tempo em que ouvíamos, nas igrejas, o doce som de muitas páginas da Bíblia sendo folheadas, tempo em que a atenção era exclusiva do pregador. Tenho saudade de um tempo em que tínhamos mais tempo… Se isto não existe mais, e se esse distanciamento doentio ainda vai aumentar, por favor, parem o mundo, quero descer! Márcia Ebinger

uitas pessoas ficam chocadas ao descobrir inúmeras passagens do Antigo Testamento que demonstram a aprovação divina para a prática da escravidão no território de Israel. O que nós nos esquecemos constantemente é que a Bíblia não foi escrita no Brasil, nem em português. Além de ter sido escrita há milênios, ela foi produzida numa outra cultura. Se quisermos ver sentido em algumas de suas práticas, não devemos compará-la com nossa cultura ocidental, mas sim com a vida e os costumes dos habitantes do Oriente Médio, na época em que os livros sagrados foram produzidos. Abaixo, você terá um breve resumo da legislação bíblica sobre a escravidão e uma rápida comparação de como outros povos viam essa prática. Escravidão foi a primeira lei que Deus deu aos israelitas quando eles saíram do Egito (cf. Êx 21:1-11). Na lei mosaica, sequestrar alguém para ser vendido como escravo era um crime punido com pena capital (Êx 21:16). Um escravo hebreu deveria trabalhar apenas seis anos para pagar sua dívida, sendo libertado no sétimo ano, sem pagar nada (Êx 21:2). Além disso, ele deveria receber de seu proprietário alguns animais e alimentos para recomeçar a vida (Dt 15:13, 14). Durante seu período de serviço, o(a) escravo(a) teria um dia de folga semanal, o sábado (Êx 20:10). É interessante notar que na versão dos 10 mandamentos de Deuteronômio 5, é nos dito que o sábado foi dado para que o servo e a serva “descansem como tu”, no caso, o patrão. Notou alguma diferença entre a escravidão bíblica e aquela mantida em nosso país, há alguns séculos? A diferença também é significativa quando comparamos essas passagens bíblicas com o famoso Código de Hamurabi, rei de Babilônia no 18º século a.C. Se algum escravo fugisse, ele

deveria ser morto; enquanto isso, em Israel esse escravo deveria ser protegido (Dt 23:15, 16). Proteger um escravo fugitivo, em Babilônia, era uma grande ofensa, também punida com morte, como evidenciado nas leis 15-20 do referido código. Antes desse rei, que viveu em torno de 1.750 a.C., entre os sumérios, o termo arad (escravo, servo) era considerado como um

objeto e era referido através de um pronome usado para descrever coisas (p. ex., o uso do it, em inglês). Alguém pode questionar o motivo pelo qual Deus não aboliu a escravidão entre os israelitas. Lembre-se de que eles estavam inseridos numa cultura impregnada dessa prática. Mesmo que Deus a abolisse, isso não mudaria a forma como eles pensavam. A título de ilustração, imagine o árduo processo cultural para tornar a Arábia Saudita em uma democracia. Mesmo que essa mudança fosse feita, ainda levaria um bom tempo até que a mentalidade da nação fosse mudada. Deus humanizou essa prática em Israel. Em lugar algum do antigo Oriente Médio encontraremos escravo e senhor em pé de igualdade (cf. Jó 31:13-15). Criticar a Bíblia afirmando que ela defende a prática da escravidão é desconhecer quase por completo o ambiente histórico no qual ela foi produzida. Luiz Gustavo Assis


Fevereiro/2014

4 - Segundo Caderno

!" Fala Doutor

6 dicas para conseguir

DORMIR BEM NO CALOR

Anda “fritando” na cama nas noites quentes de verão? Veja dicas e truques espertos para um sono refrescante. 1 - Coma pouco Não banque a gulosa no jantar. A sensação de peso na barriga, aliada ao calor, acaba com seu sono. Prefira carnes leves, verduras e legumes à noite! 2 - Use pijama leve Vista camisolas leves. Tecidos que absorvem o suor, como o liganete, são os mais indicados. E quanto menos roupa, melhor! 3 - Tome uma ducha Para dormir gostoso no calorzão, nada de banho quente! Aposte

numa ducha fria para baixar a temperatura do corpo, que varia entre 36 e 37 °C. 4 - Acerte o ar Aqui vai um alerta: use o ar-condicionado com moderação. Ele retira a umidade do quarto e pode ressecar as mucosas. 5 - Desacelere Desacelerar é essencial para uma noite tranquila. “Tanto seu corpo quanto sua mente precisam estar preparados para embarcar no sono”, diz Lucas Zambon, clínico -geral do Hospital das Clínicas, em São Paulo. Nada de fazer atividades físicas, lidar com tarefas estressantes ou usar aparelhos eletrônicos. Evite isso tudo até três horas antes de ir para a cama.

6 - Deixe o quarto mais fresquinho Você se refrescou, comeu direitinho, está usando um pijama leve, mas continua difícil pegar no sono de tanto calor? Tente essas dicas: - Para resfriar o corpo, ponha

uma bolsa de gelo por alguns minutos nas virilhas ou nas axilas. Ou, então, use o bom e velho pano molhado na testa ou na nuca. - Posicione um ventilador em direção à janela para dissipar o ar quente para fora do quarto.

- Coloque um ventilador voltado para a cama. - Ponha uma bacia com água e gelo na frente da saída de ar dos ventiladores! Lucas Zambon, clínico-geral e supervisor do pronto-socorro do Hospital das Clínicas de São Paulo.

O MELHOR AMIGO DE SEU FILHO UM ANIMAL AJUDARÁ SEU FILHO A COMPREENDER A VIDA Se é bom para adultos, imagine para crianças. A companhia de um animal doméstico garante um rico aprendizado de vida aos menores, além de favorecer a autoestima e o rendimento escolar. De acordo com Rúbia Burnier, crianças que convivem com animais geralmente são mais calmas e menos assustadas, “Brincar com o bicho e aprender a cuidar dele são experiências ricas e muito importantes para seu desenvolvimento”, explica. Veja agora outros benefícios: SEGURANÇA AFETIVA O animal acaba com a solidão, sentimento que manifestamos desde o momento em que saímos da barriga da mãe. Um cãozinho, por exemplo, é um amigo que vai acompanhar a criança em todos os momentos. APRENDIZADO Observando um animal, seu filho vai compreender os ciclos da vida, envolvendo o nascimento, o desenvolvimento e a morte dos seres vivos. Isso funciona como uma espécie de treinamento, preparando as crianças para as perdas inevitáveis que sofremos durante a vida. ESTABELECENDO LIMITES Percebendo que o cão ou gato tem lugar específico para fazer suas necessidades, horário determinado para comer e locais que pode ou não frequentar, as crianças passam a ver que existem regras para todos, inclusive para ele. CADA UM É UM Cada bicho tem sua personalidade. Mesmo cães da mesma raça agem diferente um do outro. Frente a essa experiência, a criança vai percebendo que cada ser tem um comportamento, assim como as pessoas. Além disso, ela se dá conta de que as relações mudam. O animal pode agir de um jeito com ele e de outro com o irmão, por exemplo. Porém é preciso cuidado ao escolher o melhor companheiro para elas. Se seu filho é asmático, por exemplo. Evite animais com pelos, principalmente gatos, para não agravar as crises. Prefira peixes ou tartarugas. “Mas, se a criança já tem seu gato de estimação, não tem jeito. Mandá-lo embora pode até piorar a situação e interferir no comportamento emocional da criança”, orienta o pediatra Carlos Augusto Quadros, de Santo André. Jairo Cartum, médico responsável pelo setor de oncologia pediátrica da Faculdade de Medicina do ABC, lembra que os animais facilitam o bem-estar emocional das crianças portadoras de câncer, minimizando o sofrimento causa-

do pelo árduo tratamento. “Mas é preciso uma série de cuidados em relação à higiene desses animais, que podem transmitir doenças aos pacientes imunodeprimidos com câncer”, salienta. FIQUE POR DENTRO CÃES São, sem dúvida, os mais procurados, justamente porque interagem muito com seu dono e demonstram afeto incondicional. Existem mais de 200 raças, com características diferentes. Busque orientação junto a profissionais especializados para definir a raça

mais indicada para seu caso. Vivem em média 14 anos e crescem junto com as crianças. GATOS São mais independentes, gostam de fugir e, por isso, precisam ser castrados. Mas podem ser bons companheiros também, principalmente os filhotes, que adoram brincar. Vivem, em média, 16 anos. São extremamente limpos, pois cuidam da própria higienização (tomam banho de língua). Com seus movimentos lentos e elegantes, transmitem muita calma.

PASSARINHOS São belos enfeites e uma ótima distração. Seu ciclo de vida é rápido e, com isso, a criança vai poder assistir nascimentos e acasalamentos e aprender a aceitar as perdas. Chegam a viver um ou dois anos. PEIXES Cuidar de um aquário é bastante trabalhoso. É preciso limpar regularmente, controlar a quantidade da água, separar mães de filhotes ou raças que brigam entre si. Além disso, não devem ser alimentados pelas crianças, pois são capazes de

comer até se empanturrar e morrer. Também é essencial cuidar para que elas não façam do aquário um tubo de ensaio, jogando qualquer coisa em seu interior. HAMSTERS, FURÕES E COELHOS São lindos, mas não gostam de colo e costumam reagir com mordidas e gestos bruscos. Ficam facilmente estressados quando manipulados e podem morrer sem mais nem menos nas mãos das crianças, o que é uma experiência traumática. Revista Coop


Segundo Caderno - 5

Fevereiro/2014

O que seus ouvidos podem revelar sobre sua saúde?

U

ma equipe de pesquisadores sugere que a perda da audição costuma estar relacionada a doenças cardiovasculares. Embora a natureza desta conexão ainda esteja sob investigação, os especialistas dizem que a culpa pode estar nos danos aos vasos sanguíneos e ao fluxo do sangue. “O ouvido interno é tão sensível que é possível que as anormalidades do sistema cardiovascular sejam notadas primeiro nele do que em outras partes menos sensíveis do copo”, explica o Dr. David R. Friedland em uma entrevista ao Better Hearing Institute (BHI). Em decorrência disso, a perda da audição pode ser um primeiro sinal de fatores de risco cardiovascular. O BHI recomenda que adultos façam testes de audição como parte da rotina médica após os 40 anos. Relação entre a saúde cardiovascular e auditiva A recomendação do BHI é um reflexo de décadas de pesquisas ligando a saúde cardiovascular e auditiva, incluindo um estudo publicado pelo Dr. Friedland e seus colegas na publicação The Laryngoscope. Ao compararem dados audiométricos e cardiovasculares coletados de mais de 1.000 pacientes, os investigadores descobriram uma associação significativa entre a per-

da de audição de baixa frequência e doenças cardiovasculares– incluindo derrame, doença vascular periférica, doença arterial coronariana, e histórico de infarto. Eles sugerem que pacientes com perda de audição de baixa frequência devem ficar alertas para o risco dessas doenças. Eles também acreditam que o teste do audiograma pode ser uma nova ferramenta de triagem para avaliar o risco de problemas cardiovasculares. Outro estudo publicado no American Journal of Audiology examinou seis décadas de pesquisas que exploraram as relações entre a saúde cardiovascular e funcionamento do sistema auditivo. Os pesquisadores acharam provas significativas de que a saúde cardiovascular prejudicada possui impacto negativo na audição. Suas descobertas também sugerem que uma boa saúde cardiovascular pode contribuir para ouvidos mais saudáveis, principalmente entre os adultos mais velhos. Perda da audição e outros riscos à saúde Doença cardíacas não são os únicos problemas de saúde associados à perda da audição. A surdez ou indícios da mesma podem contribuir para o risco de: Hospitalização. Segundo um novo estudo conduzido pela Johns Hopkins Medicine, adultos mais velhos com perda da audição es-

tão mais sujeitos à hospitalização, quando comparados a outros com boa saúde do sistema auditivo. Eles também estão mais propensos a encarar períodos mais prolongados de outras doenças, ferimentos, stress e depressão. Depressão. A perda da audição geralmente vem acompanhada de problemas na fala, como disfonia ou rouquidão, segundo pesquisados da Duke University. Essas condições estão associadas a um maior risco de depressão, ansiedade social e isolamento entre pacientes idosos. Aqueles que sofrem de ambos problemas podem inclusive ter um risco maior de problemas mentais. Demência. A perda da audição pode contribuir para maiores chances de demência, segundo um estudo recente publicado no Archives of Neurology, entre adultos com perda de audição leve a severa. Os fatores contribuintes podem incluir um número reduzido de atividades de lazer e interações sociais, que geralmente ocorrem com a surdez ligada à velhice. Insônia. Os efeitos negativos da perda da audição não ficam limitados aos idosos somente. A audição prejudicada entre trabalhadores expostos a níveis contínuos de ruído alto pode ser responsável pela baixa qualidade do sono e por maiores chances de insônia, alertam

os pesquisadores da Universidade Ben-Gurion do Negev. O tinido, ou zumbido nos ouvidos, foi identificado como um fator principal para distúrbios do sono. Dificuldade de aprendizado. Entre as crianças, a perda da audição pode ter impacto negativo na educação, pois a capacidade de compreender e utilizar a linguagem, alertam os pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade Washington, em St. Louis. Uma em cada vinte crianças pode sofrer perda de audição em um dos ouvidos antes de entrarem na escola, e muitas permanecem sem diagnóstico e sem tratamento. Detecção e tratamento precoce é a solução Ignorar a perda da audição pode ser perigoso, especialmente quando

decorrente de doenças cardiovasculares. Ao completar quarenta anos de idade, considere incluir testes de audição em seus check-ups de rotina. Saiba o que fazer em caso de resultado positivo para perda de audição: Pergunte a seu médico sobre os efeitos associados para sua saúde, incluindo o risco de doença cardiovascular. Invista em dispositivos como amplificadores telefônicos e aparelhos auditivos para limitar impactos negativos para a saúde e manter uma melhor qualidade de vida. Entre em contato com serviços de aconselhamento para desenvolver expectativas realistas e elaborar estratégias para lidar melhor com as mudanças em sua saúde auditiva. Yahoo Mulher

!" Psicologia

Como viver num mundo agressivo se você não é uma pessoa agressiva?

V

ivemos num mundo de competição, muitas vezes maldosa, agressiva, e até violenta. Mas temos que viver numa sociedade assim, a menos que decidamos ir para um mosteiro, numa comunidade pequena isolada numa montanha, indo à cidade somente para o essencial. Resolveria sua dificuldade de autoproteção? Faria útil sua existência? Como se proteger da agressividade cansativa da sociedade “normal”? Você já lidou com balconista, chefe, parente, que deram resposta agressiva para sua pergunta? Ou, comum no Brasil infelizmente, já lidou com funcionário público com má vontade de lhe atender, respondendo suas perguntas com monossílabos, como se tivesse lhe fazendo imenso favor, ao invés de atender com simpatia na função para a qual deve ser muito bem pago com o dinheiro dos impostos que pagamos? As agressões verbais perturbam bem mais os passivos que não sabem o que fazer na situação, porque os naturalmente assertivos já têm uma agressividade autoprotetora que os ajudam bastante na vida social. Parece que os assertivos conseguiram reagir bem a comportamentos disfuncionais na infância, ou seja, se protegeram bem de atitudes erradas de seus pais, brotando de dentro delas a autodefesa com facilidade, enquanto que os irmãos/irmãs com outro temperamento, e diante da mesma atitude errada dos pais, po-

dem não ter tido esta capacidade de reagir em defesa própria. Quando uma criança dá os primeiros passos para se autodefender e é castrada, às vezes com palavras duras dos pais, como: “Cale a boca! Quem manda aqui é seu pai/sua mãe!”, a autoridade normal dos pais se torna ditadura emocional e destrói na criança a noção de valor pessoal, direito de ser alguém, de se defender e se torna um adulto inseguro. Este é o caso em que os pais deveriam ter oferecido espaço para a criança expressar a ideia ou zanga normal dela, mas foi criticada e castigada, talvez por pais que a amavam, mas não sabiam dosar a colocação de limites com dar liberdade da criança expressar sua zanga normal. Numa família assim, por outro lado, a criança que tem uma natural força de autoproteção é geralmente castigada, mas sem perder a capacidade de se defender. A criança castrada na sua expressão de zanga, ideias, pontos de vista, se torna super obediente porque ao longo dos anos de convívio com pais confusos sobre a questão de colocação de limites e exercício de autoridade, aprende, erradamente, que tem que ser sempre “boazinha”, nunca pode questionar nada, e que não tem direito de se defender. Isto é um desastre para a vida adulta porque esta pessoa terá que enfrentar um mundo agressivo, com pessoas agressivas, dominadoras, abusivas, autoritárias.

“ Outra técnica é pensar na hora do contato com a pessoa agressiva que você não deve agir como ela, ou seja, responder no mesmo nível, porque ela pode estar provocando isto. Tem pessoas que adoram discutir. É a neurose delas. Evite isto.” As crianças que não aprenderam a exercer seu direito de ser plenamente um indivíduo que tem ideias, pensamentos próprios, serão adultos que pagarão um preço alto para se sentirem amadas, tendo forte tendência a deixarem de lado o autorespeito, e frequentemente trocarão o “Eu quero sim” por “O que você quiser”, serão flexíveis demais. Prejudicarão a si mesmos por não saberem confrontar os outros com uma postura firme e forte. Perderão a noção do que querem. Ou saberão o que querem, mas não terão forças para lutar por isso.

O caminho para um adulto não agressivo sobreviver num mundo cruel, envolve entender que ele(ela) está ainda com necessidade forte de ser amado(a), trazida da infância e que precisará abrir mão disto para começar a se defender e ser a pessoa que precisa ser para viver a vida que tem direito de viver. Em seguida precisará treinar papéis assertivos, imaginando cenas comuns da sua vida que ocorrem diariamente, como lidar com um patrão autoritário, uma esposa “bronca”, um marido grosseiro, etc. Estre treinamento envolve pensar no

que possivelmente ocorrerá na interação com a outra pessoa e o que será adequado falar, qual será a melhor postura física (olho no olho, ombros para cima, coluna reta), e fazer isto em casa, talvez diante do espelho. Também poderá escrever algumas frases que usará no diálogo com a pessoa agressiva, e tentar decorá-las para usá-las no momento oportuno. Será importante pensar no alvo daquele contato, o que quer, o que não quer, e na hora não perder o foco deste alvo. Geralmente pessoas passivas abaixam a cabeça, não dizem o que queriam, e assim não conseguem o objetivo almejado. Outra técnica é pensar na hora do contato com a pessoa agressiva que você não deve agir como ela, ou seja, responder no mesmo nível, porque ela pode estar provocando isto. Tem pessoas que adoram discutir. É a neurose delas. Evite isto. Você não tem que entrar neste jogo neurótico. Pense: até que ponto é importante eu me desgastar com esta pessoa briguenta? Algumas vezes ela terá que ouvir sim, o que você precisa dizer mesmo que seja algo forte. Então, diga com voz firme, olho no olho, ombros eretos, sem se preocupar com a reação dela, mas sim com o que é preciso ser dito, quer ela goste, quer não. Estes são alguns passos para resgatar a identidade normal perdida no passado. Dr. Cesar Vasconcellos de Souza www.portalnatural.com.br


Fevereiro/2014

6 - Segundo Caderno

!" Alegria da Criança

UM EXÉRCITO DE CANTORES “Então vocês clamarão a Mim, virão orar a Mim, e Eu os ouvirei. Vocês Me procurarão e Me acharão quando Me procurarem de todo o coração.”

Jeremias 29:12, 13, NVI.

A história de hoje é sobre um exército que venceu uma guerra cantando. Como será que isso foi possível? Vamos conhecer Josafá e seu exército de cantores. Josafá era rei de Judá. Ele foi um bom rei e ajudou o povo a andar nos caminhos de Deus. Ele procurava viver em paz com os vizinhos. Mas, um dia, já no fim do seu reinado, povos inimigos se juntaram e formaram um exército poderoso para atacar e invadir Judá. Quando Josafá soube da intenção dos inimigos, ele ficou muito preocupado. O que ele poderia fazer contra um exército tão grande? Então, o rei fez a coisa certa. Reuniu

o povo e pediu que todas as pessoas orassem a Deus e jejuassem. Vocês sabem o que é jejuar? É ficar sem comer por um tempo. Assim, a mente fica mais clara e podemos perceber o que Deus quer nos falar. O jejum é praticado em ocasiões especiais. Na Bíblia, temos vários exemplos. Lembram-se do que fizeram Ester e suas servas, quando a rainha decidiu implorar pela vida do seu povo? Elas jejuaram. E quando os moradores de Nínive ouviram a mensagem de Jonas, de que sua cidade seria destruída porque eles estavam sendo muito maus? Eles ficaram tão arrependidos que até mesmo jejuaram para pedir perdão a Deus. Josafá e todo o povo – os homens, as mulheres e até as crianças – também jejuaram e oraram, pedindo a ajuda de Deus para aquela situação tão terrível. E Deus respondeu. Ele disse que eles não precisariam fazer nada, nem lutar. Aquela batalha não seria deles, mas de Deus. Que notícia maravilhosa, não é? Logo que não precisariam

lutar, Josafá teve uma ideia. Ordenou que um grande coral marchasse à frente do exército, cantando: “Louvem a Deus, o Senhor, porque o Seu amor dura para sempre.” Vamos repetir as palavras do hino? Deus cumpriu o que prometeu

!" Vivendo a Terceira Idade

e acabou com o exército inimigo. Houve uma grande confusão entre os soldados, e eles mesmos se destruíram. Apelo: A oração e o jejum são poderosas armas contra o inimi-

go. Se Deus usou até mesmo um coral para vencer uma batalha, imaginem o que Ele pode fazer na vida de vocês! Vale a pena confiar em Deus e levar tudo a Ele! Ministerio da Criança

!" E Agora pastor?

Como harmonizar 2 Reis 8:26 com 2 Crônicas 22:2?

R

COMO ULTRAPASSAR OS CEM ANOS Ter uma vida longa, mas com qualidade é essencial.

E

m polonês, “Sto Lat” é uma forma de cumprimento bastante comum e significa “que você viva cem anos!”. Desejar vida longa e próspera a alguém é uma das saudações mais bonitas que você pode fazer. Em teoria, quanto mais vivemos, maiores serão nossas chances de sucesso e felicidade. A longevidade também é uma maneira indireta de medir a qualidade de vida de um povo: apesar de todas as suas riquezas e monumentos, no Egito de 1.000 a.C. poucos ultrapassavam os 30 anos de idade. Por volta da época de Cristo, a expectativa de vida havia melhorado pouca coisa: os homens viviam 45 anos em média e as mulheres, 36. Uma lástima. Mas avançamos muito. Às portas do século XXI, o cidadão comum passou a viver uma média de 75 anos - o equivalente a 2 antigos egípcios e meio! Um tremendo salto de qualidade. Mais que isto: nos últimos 40 anos, o número de pessoas com 100 anos de idade ou mais aumentou 1.000%. Calcula-se que uma de cada 50 mulheres e 1 de cada 200 homens vivos hoje chegarão ao centenário. E os cientistas dizem que é apenas o começo, pois temos potencial biológico para viver ainda mais, até os 130-150 anos de idade. Então qual será o segredo? Como fazer parte desta estatística e comemorar um supercentenário sendo capaz de amarrar os próprios cadarços (se é que irão existir cadarços até lá)? Inúmeros centros de pesquisa em todo o Mundo vêm se debruçando sobre o assunto, com algumas conclusões em comum. Dentre várias, selecionei 05 medidas essenciais para você envelhecer com saúde:

RESPEITE SEU ESTÔMAGO. O ditado “o peixe morre pela boca” também pode ser aplicado aos mamíferos. O alimento é o combustível do corpo. Cuide bem do seu motor, e ele lhe garantirá uma viagem longa e tranquila. Por exemplo: 70% do colesterol presente no seu organismo são produzidos por você mesmo, principalmente pelo seu fígado. Seguir uma dieta capaz de reduzir os níveis de colesterol é tão importante quanto levar uma dieta pobre em gorduras. Quer outro exemplo? A qualidade da dieta influencia o risco de desenvolver vários tipos de câncer – e os tumores malignos são uma das principais causas de óbito na Terceira Idade. Leve isto em conta quando estiver escolhendo um Plano de Previdência Privada. RESPEITE SUA HIDRATAÇÃO. Um ser humano é pouco mais que um saco plástico contendo cerca de 40 litros de líquido viscoso e 20 quilos de miúdos secos. A água corresponde a 60% do seu peso. Assim como o radiador do seu carro, você precisa manter o nível de água dentro do ideal, sob o risco de ferver e ter de interromper a viagem antes do previsto. Mas atenção: não inclua bebidas alcoólicas na lista de líquidos preferenciais para hidratação. Ao invés disso, abuse da água potável e dos sucos de frutas naturais. RESPEITE SEU CÉREBRO. Considere o cérebro como o músculo mais eficiente do seu corpo. Não o deixe atrofiar por falta de exercícios! Procure estar à volta com atividades que estimulem o raciocínio, desde jogos de memória

até equações de física quântica. À noite, premie o esforço dos neurônios com sono de boa qualidade. RESPEITE SEUS OSSOS. Para cada 1 hora de exercícios regulares, você adiciona 3 horas à sua vida. É uma boa troca, não? Mas nada de exageros: para subir uma escada aos 80 ou levantar-se da cadeira aos 90, você precisará de ossos flexíveis. Na Terceira Idade, um esqueleto estável é mais importante que braços definidos ou um abdome tanquinho. Respeite seus ossos fazendo alongamentos pelo menos duas vezes por semana e obedecendo aos limites de velocidade no trânsito. PROCURE UM SENTIDO. Envelhecer significa livrar-se de alguns pesos. Filhos, contas, emprego, responsabilidades... muita coisa sai de cima dos seus ombros. Mas uma carga menor também pode significar um sentido menor para a vida. Essa é uma armadilha comum. A resposta é procurar sempre um novo lugar, uma nova perspectiva existencial. Como disse John Barrymore, “só envelhecemos de verdade quando começamos a trocar nossos sonhos por arrependimentos”. Portanto... Aposentou? Assuma riscos diferentes, reinvente desafios, volte a estudar, compre um animal de estimação, participe de grupos de leitura, desempenhe trabalhos voluntários (que tal lecionar para crianças carentes?). Separou ou enviuvou? Viaje, conheça pessoas e comece a namorar novamente. Certamente existem aventuras neste mundo que você gostaria de fazer e ainda não fez. Alessandro Loiola

ealmente há diferentes informações em 2 Reis 8:26 e 2 Crônicas 22:2 na versão Almeida Revista e Corrigida. O primeiro texto afirma ter Acazias a idade de 22 anos quando começou a reinar em Judá. Porém, o texto de Crônicas diz que ele tinha 42 anos. Qual das duas passagens está correta? O ponto de partida para encontrarmos essa resposta está em 2 Reis 8:17. O texto nos informa que Jeorão, pai de Acazias, tinha 32 anos de idade quando se tornou rei, e que ele morreu com 40 anos. Desse modo, Acazias não poderia ter 42 anos e ser mais velho que o próprio pai dele. Não fica difícil concluirmos que a informação do texto de 2 Crônicas 22:2, que afirma ter Acazias a idade de 42 anos no começo do seu reinado, foi um lapso de memória do autor do livro, ou um erro do copista enquanto copiava o texto original[1]. Entretanto, há outra possível explicação para essa aparente dificuldade bíblica. O Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, por exemplo, sugere que a frase hebreia “quarente e dois anos” em 2 Crônicas 22:2 não se refere, no original, à idade de Acazias quando subiu ao trono e sim ao número de anos da fundação da dinastia de Onri, sendo que Acazias era um “filho” no sentido de ser descendente daquela nobre dinastia. A importância do reinado e liderança de Onri se percebe em 2 Reis 8:26, 27, de modo que ele era o início daquela dinastia real. Portanto, de acordo com o Comentário Bíblico Adventista, 2 Reis 8:26 estaria se referindo à idade de Acazias (22 anos) quando subiu ao trono e, 2 Crônicas 22:2, ao número de anos da dinastia de Onri até Acazias, que envolveu um período de 42 anos. Vale ressaltar que algumas traduções já não apresentam essa “contradição”. Isso mostra que os tradutores, ao analisarem o original e considerarem certos dados históricos, bem como diferentes possibilidades, apresentaram o texto em seu significado real. Um exemplo é a versão Almeida, Revista e Atualizada (ARA). Veja a seguir o contraste entre essa tradução e a Almeida Revista e Corrigida (ARC): 2 Crônicas 22:2 na ARC: “Era da idade de quarenta e dois anos quando começou a reinar e reinou um ano em Jerusalém. E era o nome de sua mãe Atalia, filha de Onri.” 2 Crônicas 22:2 na ARA: Era Acazias de vinte e dois anos de idade quando começou a reinar e reinou um ano em Jerusalém. As diferenças que os autores bíblicos apresentam quanto aos detalhes desacreditam a Bíblia? Esse fato em nada diminui o valor da Palavra de Deus que, segundo Jesus, “não pode falhar” (Jo 10:35).

Apenas revela que o Espírito Santo, ao inspirar um profeta ou auxiliar um copista, não tira a humanidade do indivíduo e permite que o mesmo expresse as perfeitas ideias divinas em uma imperfeita linguagem humana. De acordo com 2 Pedro 1:20, 21, a Bíblia tem dupla autoria: divina e humana. Por isso, é mais que natural existir nas Escrituras erros ortográficos, divergências numéricas, entre outras coisas, que em nada afetam a mensagem, e muito menos diminuem o poder transformador das Escrituras. Poder esse experimentado por bilhões de pessoas, em todas as épocas da história humana. Desse modo, a Bíblia é a perfeita Palavra de Deus no imperfeito sotaque humano. Ela não contém erros divinos (porque Deus não erra), mas, contém falhas humanas pelo fato de seres humanos falhos terem-na escrito com sua própria linguagem limitada para descrever as coisas divinas. Nossa certeza de vitória espiritual está em darmos atenção à mensagem dos profetas, porta-vozes de Deus com uma mensagem de Salvação importantíssima para nosso bem-estar presente e felicidade eterna. Por isso, reflitamos com carinho em 2 Crônicas 36 e aprendamos com os erros do povo de Israel, ao invés de errarmos como eles erraram: “O SENHOR, o Deus dos seus antepassados, continuou a avisá-los por meio dos seus profetas porque tinha pena do seu povo e do Templo, a sua casa. Mas eles riram desses mensageiros de Deus, rejeitaram as suas mensagens e zombaram deles. Finalmente, Deus ficou tão irado com o seu povo, que não houve mais remédio.” (2 Crônicas 36:1516 – Nova Tradução Na Linguagem de Hoje) Um abraço. [1] Até aqui adaptei a resposta do Manual Popular de Dúvidas, Enigmas e “Contradições” da Bíblia, de Norman Geisler e Thomas Howe, publicado no Brasil pela Mundo Cristão em 1999. Nas págs. 201 e 202, os autores da referida obra não admitem a hipótese de o profeta ter tido um lapso de memória. A única hipótese para eles é o erro ter sido cometido por um copista.

Leandro Quadros www.leandroquadros.com.br


Segundo Caderno - 7

Fevereiro/2014

!" Vida e Saúde

6 ALTERNATIVAS PARA SUBSTITUIR A FARINHA DE TRIGO Se você é sensível ao glúten ou apenas quer obter os benefícios dos grãos integrais, o ingrediente à base de trigo não é a única opção. Existem outras alternativas até mais nutritivas Quando se trata de farinha, nem todas são do mesmo saco. Produtos feitos com amêndoas, soja e grãos andinos invadiram recentemente as prateleiras de lojas especializadas e supermercados - e, cá entre nós, vale a pena experimentá-los. “As farinhas têm fibras em sua composição. Elas promovem a saciedade, diminuindo o apetite”, explica a nutricionista Thais Souza, da Rede Mundo Verde, em São Paulo. De acordo com a especialista, essas substâncias também melhoram o funcionamento intestinal e ainda auxiliam no controle das taxas de colesterol e de açúcar no sangue. Conheça alguns tipos de farinha e saiba como consumi-los. Peneirar ajuda a separar resíduos e arejar a farinha, deixando-a mais suave e fina. Resultado: bolos e pães menos quebradiços ou secos. Sem peneira? Despeje a farinha em um coador de malha de metal fino e mexa suavemente. Farinha de Amêndoa Contém proteínas, gorduras saudáveis e 35% da recomendação nutricional diária de vitamina E, um agente antirradical livre muito badalado. Lembrete: você deve refrigerar ou congelar essa farinha depois de abrir a embalagem para evitar sua oxidação.

Melhor para: empanar frango e peixe, almôndegas, bolos, pratos que levam migalhas de pão ou para substituir até um quarto da farinha branca de bolos, panquecas e biscoitos. Por ¼ de xíc. (chá): 160 calorias, 14 g de gordura (1 g de saturada), 6 g de carboidrato (1 g de açúcar), 0 mg de sódio, 3 g de fibra, 6 g de proteína. Sem glúten. Farinha de Quinua Ela disponibiliza uma proteína completa. Ou seja, provê todos os aminoácidos essenciais, incluindo o triptofano, que está por trás da sensação de bem-estar. Além disso, a farinha de quinua é rica em ômegas 3 e 6, dupla gordurosa que previne problemas cardiovasculares. Para evitar o sabor naturalmente amargo do grão andino, triture a farinha e asse-a em uma folha vegetal a 100 ºC por dez minutos. Mas, para desfrutar de todos os seus predicados, é aconselhável optar pelo grão inteiro. Melhor para: enriquecer biscoitos e bolos. A quinua em flocos ou grãos preserva ainda mais os fatores benéficos. Por ¼ de xíc. (chá): 110 calorias, 1,5 g de gordura (0 g saturada), 18 g carboidrato (0 g de açúcar), 8 mg de sódio, 2 g de fibra, 4g de proteína. Sem glúten / Grão integral. Farinha de Linhaça A versão estabilizada preserva as gorduras insaturadas (ômegas 3 e 6), que auxiliam no aumento do nível do HDL, o bom colesterol. A farinha de linhaça é outra que dispõe de fibras e de todas as benesses aí embutidas. Melhor para: enriquecer pães, massas de bolos, tortas e empanar assados. Pode ser consumida com frutas e saladas. Por ¼ de xíc. (chá): 96 calorias,

1,8 g de gordura (0,5 g de gordura saturada), 8 g de carboidrato, 8 mg de sódio, 3 g de fibra, 6,8 g de proteína. Sem glúten. Farinha de Soja Fornece cálcio, fibras e mais que o triplo de proteína do que a farinha branca. Um de seus diferenciais é a presença de isoflavonas, que combatem os sintomas da TPM e da menopausa. Melhor para: engrossar molhos em geral e sopas. Em receitas não fermentadas, até um terço da farinha de soja pode entrar como substituta da similar branca. Por ¼ de xíc.(chá): 120 calorias, 6 g de gordura (1 g de saturada), 8 g de carboidrato (2 g de açúcar), 0 mg de sódio, 3 g de fibra, 10 g de proteína. Sem glúten.

!"Cuidando !" Cuidando do Corpo, a Máquina

Farinha de Cevada Está lotada de fibras, que agem em prol do intestino e derrubam os níveis de gordura e glicose na circulação sanguínea. Sem contar que tem magnésio e selênio de sobra. O primeiro mineral está envolvido no relaxamento muscular. O outro dá uma senhora rasteira nos radicais livres. Prefira as versões com grãos inteiros. Melhor para: biscoitos macios, pães e panquecas, que ficam menos massudos com essa alternativa. Por ¼ de xíc. (chá): 110 calorias, 0 g de gordura, 23 g de carboidrato (0 g de açúcar), 3 mg de sódio, 5 g de fibra, 3 g de proteína. Grão integral. Farinha de Chia Rica em nutrientes com ação antioxidante e proteínas de fácil digestão, ela é do time dos farináceos

com fibras que dão um olé na fome e contribuem para o bom trabalho intestinal. Quer mais? A farinha de chia tem doses de ômega-3, gordura que faz um bem danado ao cérebro. Melhor para: preparo de pães e bolos. Vai bem com vitaminas, iogurte e saladas. Por ¼ de xícara: 100 calorias, 10 g de carboidrato*, 3,5 g de proteína, 5,3 g de gordura (0,4 g de gordura saturada), 7 g de fibra, 4,5 mg de sódio. Sem glúten. *Em relação à proporção de açúcares no teor de carboidratos, as tabelas utilizadas para consulta não trazem essa informação (Taco, tabela de medidas caseiras, tabela centesimal de alimentos e tabela de composição de alimentos). Paige Greenfield e Jane Mesquita

!" Dicas para o Lar

Como acabar com o mau cheiro em casa O cheiro de um lugar pode te marcar para sempre, seja para o bem ou para o mal! É uma delicia estar em um ambiente com cheiro agradável e exatamente o oposto quando o local tem um odor desagradável. Algumas casas ou cômodos podem apresentar um mau cheiro, vindos do ralo do banheiro, vaso sanitário, sifão da pia e até da caixa de gordura. E ainda outros vilões da casa perfumada, como carpete, tapetes e geladeiras.

Alongamento: pra quê, como e quando se alongar?

O

corpo é constituído por ossos, músculos, tendões, ligamentos e cartilagens. Os músculos são os motores que tracionam os tendões, que movimentam os ossos e fazem o corpo se mover. Para a realização das tarefas diárias, os músculos passam o dia todo recebendo estímulos da contração que, associados às tensões da vida moderna, fazem com que eles encurtem. Este encurtamento acaba apertando osso contra osso, provocando problemas como dores e deformações. Para manter as articulações em boas condições é preciso fazer exercícios de mobilidade e alongamento! POR QUE SE ALONGAR? Reduz a tensão muscular, promovendo o relaxamento; Evita lesões nos músculos e articulações; Promove movimentos amplos e soltos; Melhora a circulação do sangue; Aumenta a flexibilidade; Amplia a mobilidade das articulações;

Fortalece ligamentos e tendões; Auxilia no equilíbrio corporal, importante para o envelhecimento saudável; DICAS IMPORTANTES: Nunca é tarde para começar a fazer alongamentos; Não espere as dores chegarem e, se chegaram, inicie já; Independentemente da idade, todas as pessoas devem fazer exercícios; Alongue-se sempre que puder, antes de se levantar, de se deitar, enquanto assiste à TV; Procure relaxar enquanto se alonga; Não ultrapasse seu limite a ponto de sentir dor durante os exercícios; Permaneça de 15 a 30 segundos esticando em cada posição, se não sentir dor; O conforto chega com o tempo, o processo é em longo prazo; Uma das formas de melhorar a flexibilidade do quadril é sentar-se no chão (sobre um tapete) com

as pernas cruzadas, costas retas e apoiadas na parede, cabeça alinhada. Permaneça assim por 10 minutos. Mude a posição das pernas depois de 5 minutos. Respiração: respire de forma lenta e rítmica, inspirando pelo nariz e expirando pela boca; isso vai facilitar o exercício e permitir chegar mais longe com menos esforço. Pratique 30 minutos de exercício físico por dia. Faça cada movimento parado, por um tempo de 15 a 30 segundos, sempre com os dois lados, direito e esquerdo. Alongue suas ideais! Seja flexível; Otimista; Tolerante; Confie em você; Tenha fé; Faça diariamente uma higiene mental. Artigo original publicado no site da Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde. http://www.portalnatural.com.br/

NO CARPETE E TAPETES Não se esqueça de avaliar o tipo de produto e o tipo do seu carpete. A umidade, os sapatos, os animais de estimação podem deixar esses objetos com cheiro peculiar, o famoso “cheiro de cachorro molhado”. Nem sempre identificamos de cara que o odor vem daí, por isso a investigação é ponto crucial. A higienização regular ajuda, não apenas aspirando, mas também lavando as peças. No caso de carpetes, vale contatar empresas que fazem esse tipo de limpeza ou usar os produtos específicos para esse fim. Nesse caso, não se esqueça de avaliar o tipo de produto e o tipo do seu carpete. Assim evita qualquer acidente como manchas. APÓS A LIMPEZA DE CARNES E PEIXES Após cozinhar esses alimentos, use água quente para limpar a pia e os objetos usados na preparação. Retire os restos de comida dos utensílios. Na sequencia passe água quente e lave com sabão. Posterior, passe novamente água quente. NA GELADEIRA E CONGELADOR Revisar os alimentos da geladeira é o primeiro passo para eliminar qualquer mau cheiro. Muitas vezes o odor vem de comidas estragadas. Para o congelador troque todo o gelo que estiver armazenado e limpe o local com um pano úmido e com poucas gotas de extrato de baunilha. Para limpar as prateleiras da geladeira faça uma mistura com 50% de água e 50% de vinagre. Se ainda assim o cheiro permanecer, coloque uma

xícara de chá de pó de café fresco dentro da geladeira - essa dica é do livro Sebastiana Quebra Galhos. NOS POTES E TRAVESSAS Os objetos de plástico retêm mais o cheiro do que os de vidro. Para eliminar qualquer odor indesejado deixe os potes de molho e água quente e bicarbonato de sódio por uma noite. Outra dica interessante, também do livro Sebastiana Quebra Galhos é: com a vasilha bem seca, encha-a de folhas de jornal bem amassado (não use páginas coloridas), tampe bem e deixe por 24h. De acordo com o livro, o resultado é surpreendente. LOCAIS SEM VENTILAÇÃO A falta de sol e de vento também pode trazer odores indesejados. Nesses locais mais abafados é importante ter uma rotina de limpeza diária. Uma dica caseira é cortar a cebola ao meio, colocar em um prato e deixar no local durante a noite. No dia seguinte retirar o legume e jogá-lo fora. Essa é uma saída temporária. Se o problema persistir, vale ficar atento ao encanamento e analisar todo o sistema de esgoto, verificando se falta um sistema de ventilação ou se o que tem está inadequado. De acordo com a Tigre, empresa líder na fabricação de tubos, conexões e acessórios, para resolver o odor nesses locais basta corrigir o sistema de esgoto, instalando sistema de ventilação. DO BANHEIRO Em alguns casos a ausência ou vedação inadequada da saída do vaso sanitário pode acarretar em mau cheiro. Nesse caso, segundo a Tigre, é necessário verificar se a junta entre a saída do vaso sanitário com a tubulação de esgoto está incorreta. Diante disso, a solução é instalar vedação para a saída do vaso ou um anel de vedação. Para manter o banheiro perfumado regularmente use os aromatizadores de ambientes. Karina Belluzzo


Fevereiro/2014

8 - Segundo Caderno

!" Turismo

DESTINOS PARA O CALOR O rico litoral brasileiro oferece uma quantidade incrível de praias para curtir durante o verão, sejam elas urbanas ou escondidas no meio da natureza. Copacabana, RJ Mais mítica das praias cariocas, Copacabana simboliza como poucos lugares a essência do Rio de Janeiro. Com 2,6 km de extensão, a praia recebe milhares de locais e turistas durante os dias ensolarados da Cidade Maravilhosa. Boa Viagem, PE Principal praia de Recife, a praia de Boa Viagem tem sete quilômetros de extensão. Protegida por uma barreira de recifes que aparece durante a maré baixa, a praia é ponto de encontro dos habitantes da cidade. Por causa da presença de tubarões, o surfe na praia é proibido, e as pessoas podem dar um mergulho apenas nas áreas indicadas. Praia da Joaquina, SC Entre as numerosas praias de Florianópolis, a Praia da Joaquina é uma das mais badaladas e frequentadas. Com cerca de 3 km de extensão, a praia tem boas ondas para os surfistas, agito em suas areias e um belo visual sobre o litoral. Praia do Futuro, CE A cerca de 10 km do centro de Fortaleza, a Praia do Futuro é a principal da capital do Ceará. A praia de cerca de 8km de extensão tem barraca com bebidas e petiscos, dunas, coqueiros, e até baladas para curtir após o pôr-do-sol. Refúgio, SE Mais badalada das praias de Aracaju, a Praia do Refúgio é vizinha de outras praias como Robalo e Aruana. A praia de águas limpas e calmas fica bem agitada durante finais de semana e, principalmente no verão. Nas areias do Refúgio, os visitantes encontram numerosas barracas e bares como o tradicional Bar Parati. Porto de Galinhas, PE Porto de Galinhas é um dos destinos prediletos entre os turistas brasileiros na hora de escolher um lugar para curtir o sol. A beleza das areias e seus coqueirais, as águas tranquilas e as piscinas naturais e a grande variedade de pousadas e resorts faz de Porto de Galinhas uma destino irresistível. Pajuçara, AL Frequentada por locais e turistas, a praia de Pajuçara tem belas paisagens e oferece pontos para relaxar e curtir o sol. Jangadas tradicionais do nordeste levam os visitantes para dar uma volta e conhecer as piscinas naturais, situadas a cerca de 2 km do litoral, num dos programas turísticos mais tradicionais de Maceió.

Tambaú, PB Mais badalada do litoral de João Pessoa, a praia de Tambaú tem um movimento constante, com barracas com música e muita diversão. Os habitantes da cidade aproveitam o calçadão para correr e andar de bicicileta, enquanto os turistas saem em excursões para as piscinas naturais de Picãozinho, a cerca de 700 metros da costa.

para viajar com amigos, em casal ou em família. Com cerca de 2 km de extensão, a praia de Geribá é a mais frequentada da cidade, e oferece lindas vistas sobre o litoral para curtir em dias ensolarados. Praia do Sancho, Fernando de Noronha A praia do Sancho nunca falta nas listas de praias mais bonitas do Brasil . Baía do arquipélago de Fernando de Noronha, virada para o litoral do Brasil continental, a praia do Sancho é cercada de penhascos e vegetação, com águas cristalinas que permitem muitas vezes aos visitantes mergulhar em meio a golfinhos e tartarugas.

Praia de Ponta Negra, RN Famosa praia de Natal, a Praia de Ponta Negra tem 4 km de ideais para banhistas, surfistas e pessoas de todas as idades. Com o Morro de Careca (duna de 120 metros) como pano de fundo, a praia ganhou nos últimos anos bastante desenvolvimento, com bares, restaurantes, shoppings e baladas. Praia de São Marcos, MA Situada a cerca de 4 km do centro de São Luis, a Praia de São Marcos é a preferida dos habitantes da capital Maranhense. Aos finais de semana, banhistas e surfistas ocupam a praia, cercada por dunas e vegetação. Bares, restaurantes lojas podem ser encontrados no calçadão, fora das areias da praia. Praia de Itapuã, BA Ornada por grandes coqueiros, a praia de Itapuã e é uma das mais bonitas e conhecidas de Salvador. Frequentada pelos habitantes da cidade e pelos turistas, a praia se destaca por seu famoso farol, e tem e tem espaços para os banhistas e areias que lotam nos dias ensolarados da capital baiana. Praia do Espelho, BA Considerada como uma das mais bonitas do Brasil, a praia do Espelho situa-se entre Trancoso e Caraíva, no litoral da Bahia. Gigantescas falésias cobertas de vegetação encontram-se com a areia e o mar azul, e pousadas rústicas recebem os turistas para férias inesquecíveis. Jurerê, SC A cerca de 15 minutos do centro de Florianópolis, a praia de Jurerê é uma das mais badaladas e movimentadas da ilha de Santa Catarina. Durante o verão, o agito é grande, com gente bonita durante o dia e muitas festas e baladas agitadas após o pôr-do-sol. Praia da Barra, RJ Tradicional praia da Barra da Tijuca, a Praia da Barra é uma famosa praia do Rio de Janeiro, ponto de encontro de gente de todas as idades. Quiosques e vendedores ambulantes permitem se refrescar e se alimentar durante um bom dia de praia.

Praia Central de Balneário Camboriú, SC Situado no centro-norte do litoral catarinense, Balneário Camboriú é um destino turístico muito visitado por catarinenses, brasileiros e estrangeiros. Durante o verão, a praia central de Camboriú fica lotada, e é um ponto de encontro badalado, com quiosques, música e diversão o dia inteiro. Porto da Barra, BA A praia do Porto da Barra é uma das praias prediletas dos habitantes de Salvador. Banhada pela Baía de Todos os Santos, a praia tem 600 metros de extensão numa enseada com águas calmas e agradáveis e muitas opções de bares e restaurantes. Praia do Forte, BA A cerca de 50 km de Salvador, a Praia do Forte tem mais de 12 km de praias paradisíacas. A natureza preservada permite encontrar tartarugas e baleias-jubarte num cenário incrível. Numerosos hotéis e pousadas preocupados com o meio-ambiente recebem as famílias neste canto incrível da costa do Brasil. Itacaré, BA Praias calmas, trilhas, cachoeiras e muita natureza é o que se encontra em, Itacaré, sul da Bahia. O pequeno vilarejo de pescadores é uma pérola do litoral brasileiro que se transformou nos últimos anos em destino badalado voltado para o ecoturismo, com praias de areias finas e águas calmas. Barra do Sahy, SP A 150 km de São Paulo, Barra do Sahy é uma das praias mais charmosas do litoral norte paulista. Com forma de ferradura, a praia tem águas calmas e muita tranquilidade. Trancoso, BA A 750 km de Salvador, no litoral baiano, Trancoso é uma vila de pescadores com praias tranquilas e abundante natureza. Apesar de ter virado um destino badalado nos últimos anos, Trancoso mantém seu charme original e sua consciência ecológica. Garopaba, SC Principal praia da cidade de Garo-

paba, em Santa Catarina, Garopaba tem 2 km de extensão com uma vila de pescadores, casas de verão, pousadas e restaurante. Com acomodações para até 6 pessoas, a Pousada Garopaba é ideal para se hospedar em família num dos principais destinos do litoral catarinense. Geribá, RJ Búzios é um destino charmoso e agradável do litoral fluminense, ideal

Jericoacoara, CE Situada no litoral cearense, a 300 km de Fortaleza, a praia de Jericoacoara é uma das mais bonitas e o nosso país. Belas dunas, formações rochosas e lagoas cristalinas frente ao mar calmo formam parte das belezas que atraem numerosos turistas a Jericoacoara. Grumari, RJ A cerca de 20 km do centro da Barra da Tijuca, a praia de Grumari faz parte de uma magnífica reserva ambiental . O acesso à praia de cerca de 2,5 km de extensão é feito a partir do Recreio dos Bandeirantes.


jornal orion 02/2014 caderno 2