__MAIN_TEXT__

Page 1

ESPAÇO DO PROFESSOR

PLÁSTICAS SONORAS: A OBRA DE WALTER SMETAK

MÚSICA | 

ARTES VISUAIS


guia de ícones observar, ver (obra de arte)

ouvir, colocar (música) para tocar

recuperar, retomar, relembrar

registrar, criar, destacar, grifar, completar

apresentar, relatar, compartilhar em voz alta

comentar, explicar discutir, conversar demonstrar, experimentar, cantar, praticar (exercícios de música) dica


título

Plásticas Sonoras: A Obra de Walter Smetak apresentação Este plano de aula conduz os alunos por nuances da obra musical e estética de Walter Smetak. Propõe atividades nas quais as crianças podem vivenciar e refletir sobre as plásticas sonoras criadas por ele, com o compromisso de uma nova experimentação sonora, visual, física e filosófica.

objetivos ••Conhecer as características sonoras e estéticas da obra de Walter Smetak; ••Desenvolver a escuta e a percepção musical pela construção das plásticas sonoras; ••Utilizar materiais reciclados na produção musical; ••Participar de uma experiência coletiva de criação sonora; ••Ampliar a compreensão da linguagem sonoro-musical.

áreas do conhecimento Música e artes visuais.


segmento

duração

Educação Infantil e Ensino Fundamental I.

4 aulas.

recursos necessários ••Aparelho de som; ••Computador com recursos multimídia (som e imagem)

e acesso à internet ou projetor/tablet; ••Sucatas variadas; ••Materiais gráficos/plásticos variados: tintas, fita adesiva coloria, cola, tesoura, barbante e folha sulfite; ••Canção “Peixinhos do Mar”, do CD Sentinela (1980), de Milton Nascimento.


desenvolvimento 1º MOMENTO Converse com os alunos sobre a sequência de aulas a serem desenvolvidas, focadas no trabalho do músico suíço-brasileiro Walter Smetak. É provável que a maioria das crianças não o conheçam, pois há poucos registros fonográficos de sua obra. No entanto, tem grande importância nas artes, principalmente na música, desde sua chegada ao Brasil, a partir da década de 1940. Podemos identificar influências de seu trabalho nas músicas de Caetano Veloso, Gilberto Gil e grupo Uakti, entre outros. Consulte o verbete Walter Smetak da Enciclopédia Itaú Cultural para saber um pouco mais sobre a vida e a obra desse artista. Destaque características e informações que você considere mais importantes para apresentar ao seu grupo de alunos.

2º MOMENTO Apresente imagens das instalações sonoras de Walter Smetak. Uma das principais referências contemporâneas sobre seu trabalho é a exposição Smetak Imprevisto, concebida no Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM/Bahia). Selecione pelo menos 3 imagens das “plásticas sonoras” (termo como ele denominou sua obra) que instiguem o interesse dos alunos em descobrir a sonoridade dessas instalações. Esse momento da atividade tem somente o objetivo de apresentar, visualmente, parte da obra do artista. Pergunte aos alunos se eles conhecem os instrumentos apresentados. Se já viram algo semelhante, se escutaram seu som ou como imaginam que ele seja. Nesse momento, você pode contar um pouco sobre as criações de Smetak, de forma concreta, conversando sobre as características das “plásticas sonoras”. O artista pesquisa e busca inventar sons utilizando instrumentos musicais e materiais diferentes como, por exemplo, sucata. Ele se preocupa com o formato e a estética da obra, pois sua pesquisa envolve os aspectos acústicos e físicos do som como, por exemplo, experiências com

PLÁSTICAS SONORAS: A OBRA DE WALTER SMETAK

7


a duração de um som – tempo de propagação sonora. Com os objetos que cria, busca uma aproximação entre o som e a visualidade.

3º MOMENTO A próxima atividade remete à experimentação sonora realizada por Smetak com o uso de objetos descartáveis (sucata). A proposta é que o grupo crie coletivamente uma “instalação sonora” única e que, durante o processo de construção, explore as possibilidades sonoras dos materiais. Posteriormente, a instalação sonora pode ser utilizada como recurso de produção sonoro-musical em outras aulas. A atividade proposta requer uma preparação prévia do grupo na coleta e seleção dos materiais a serem utilizados. Combine com os alunos que, no decorrer de uma semana, com ajuda dos pais e/ou cuidadores, todos deverão procurar materiais descartáveis (lixo reciclado) que possam produzir algum tipo de som. Peça que tragam à sala de aula somente os materiais sonoros mais interessantes que pesquisaram. Os alunos podem ser orientados a coletar os seguintes materiais: ••Potes de diferentes tamanhos (iogurtes ou Yakult); ••Latas de diferentes tamanhos; ••Embalagens de leite ou suco; ••Tampas e tampinhas de garrafa (metal ou plástico); ••Garrafas PET e de vidro; ••Chaves, parafusos ou pregos. De posse desses objetos, sugira que as crianças mostrem aos colegas do grupo os materiais que foram trazidos de casa e indiquem uma forma de os utilizarem sonoramente. Após esta rodada de socialização de ideias, peça para que cada participante construa seu instrumento/fonte sonora, pesquisando o melhor resultado sonoro obtido com a exploração dos materiais. É importante incentivar as crianças a experimentarem formas diferentes de produzir sons com os objetos, expressando sua criatividade. Ofereça também diferentes materiais como, por exemplo, tinta guache e fita adesiva colorida, para que o aluno possa ornar sua produção e dar um sentido estético a ela. Eles observarão que os materiais utilizados para decoração também influenciam na sonoridade.

8

ESPAÇO DO PROFESSOR


Na finalização dessa atividade, você precisará de um suporte para que os instrumentos construídos sejam agrupados. Uma sugestão de suporte é um “varal de roupas” (ou similar), no qual os instrumentos possam ser pendurados, criando-se assim, um “varal de instrumentos sonoros”. Após a criação desta “instalação sonora”, peça que cada aluno toque os instrumentos construídos. Uma das marcas da produção musical de Smetak é o improviso, lidar livremente com os materiais na busca por novas formas sonoras e musicais. Relembre com eles os momentos de criação dos instrumentos, desde a coleta dos materiais até a pesquisa sonora. Ressalte que grande parte da obra de Smetak foi concebida pela construção das “plásticas sonoras”, num processo semelhante ao que os alunos experimentaram nessa atividade.

4º MOMENTO Os alunos podem vivenciar, concretamente, aspectos acústicos e físicos do som inerentes à obra de Smetak, especificamente, a espacialidade sonora (o caminho que o som percorre num determinado ambiente). Essa característica fundamenta a criação das plásticas sonoras em grandes dimensões para além da estética visual. O exercício de percepção sonora descrito a seguir, “o caminho do som”, deve ser realizado numa ampla sala e com todos participantes posicionados numa grande roda. Distribua uma folha de papel e um lápis para cada aluno e solicite que todos fiquem de olhos fechados. No primeiro momento da atividade, escolha apenas uma criança, que terá nas mãos algum instrumento ou objeto sonoro (pode ser uma flauta, um tambor, chocalho etc.). Esse aluno deverá caminhar pelo ambiente tocando a todo instante seu objeto sonoro. Assim que finalizar o percurso, o professor pede a todos que abram os olhos e lança um desafio: que os alunos tentem desenhar na folha de papel o caminho que o colega percorreu tendo como base somente a escuta do som. O exercício pode ser repetido várias vezes, aumentando o grau de dificuldade de sua realização (por exemplo, com alunos caminhando mais rápido ou tocando o instrumento mais baixo).

PLÁSTICAS SONORAS: A OBRA DE WALTER SMETAK

9


Não é necessário “exigir” que a criança desenhe o percurso exato do “som percorrido” na atividade. A proposta é que o aluno reconheça a qualidade espacial do som percebido por meio da localização, direção, intensidade etc.

5º MOMENTO A obra de Smetak conta com a criação de mais de 150 instrumentos musicais e “plásticas sonoras”. Algumas delas foram concebidas com o intuito de experimentação sonora e outras, incorporadas à sonoridade da música brasileira. Na finalização do plano de aula, apresente ao grupo algumas marcas e influências da obra/percurso de Smetak presentes na música brasileira até os dias atuais. A atividade seguinte consiste na apresentação de uma música de Milton ­Nascimento, juntamente com o Grupo Uakti, que reconhecem em sua obra a influência direta das sonoridades pesquisadas por Smetak. Coloque a música “Peixinhos do Mar”, disponível no disco Sentinela (1980), e cante junto com as crianças. Após aprenderem a canção, peça aos alunos que escutem os instrumentos executados. Atente que uma das sonoridades mais marcantes são os tubos de PVC tocados pelo grupo Uakti. Esse instrumento é chamado de trilobita. Você pode mostrar imagens desse instrumento, criado pelo grupo Uakti, em uma rápida busca pela internet.

6º MOMENTO Finalize a sequência de práticas sugeridas, relembrando com os alunos as atividades desenvolvidas. Avalie com eles as tarefas que mais gostaram de realizar e as experiências sonoras que mais soaram diferentes ou como novidades do ponto de vista musical.

10

ESPAÇO DO PROFESSOR


Converse sobre as características da obra de Smetak e a possibilidade de se inventar sons e criar músicas pela pesquisa de novas fontes sonoras. Proponha aos alunos que desenhem numa folha de papel o “varal dos instrumentos artesanais” criado por eles e registrem também imagens dos instrumentos e das plásticas sonoras que mais apreciaram.

reflexão final

O

professor pode observar e avaliar o trabalho segundo o envolvimento dos alunos na realização das tarefas propostas. Pode investigar o conhecimento adquirido por meio das produções gráficas e do relato dos estudantes nas conversas sobre o tema. É desejável também que o professor documente a prática em relatórios pedagógicos (ou mecanismo similar que lhe pareça mais conveniente) para que, futuramente, possa retomar o processo de conhecimento do trabalho junto aos alunos.

sugestões complementares

A

s atividades sugeridas constituem uma aproximação à obra de Walter Smetak. O professor pode aprofundar o conhecimento da música do artista e descobrir outras facetas de sua obra.

A exploração sensorial e o contato com diferentes materiais sonoros possibilita que a criança desenvolva uma percepção musical diferenciada. A escritora e educadora Teca Alencar de Brito relata em seu texto:

PLÁSTICAS SONORAS: A OBRA DE WALTER SMETAK

11


Construir instrumentos musicais e/ou objetos sonoros é atividade que desperta a curiosidade e o interesse das crianças. Além de contribuir para o entendimento de questões elementares referentes à produção do som e às suas qualidades, à acústica, ao mecanismo e ao funcionamento dos instrumentos musicais (...) estimula a pesquisa, a imaginação, o planejamento, a organização, a criatividade, sendo, por isso, ótimo meio para desenvolver a capacidade de elaborar e executar projetos. É importante sugerir ideias, apresentar modelos já prontos e também estimular a criação de novos instrumentos musicais.

Lembre-se da importância de retomar as atividades sugeridas no plano de aula em diferentes momentos. Pode-se retomá-las na íntegra ou por atividade de maior relevância para compreensão e necessidade do grupo. É importante o professor pesquisar o contexto histórico-cultural em que a obra de Smetak foi concebida para compreender o sentido de sua produção. O tropicalismo teve grande influência na criação musical do artista e nomes como Caetano Veloso, Gilberto Gil e Tom Zé, foram influenciados por seu trabalho. O plano de aula sugerido aqui pode ser adaptado para aplicação em turmas de distintas faixas etárias. Tenha como referência a adequação das sugestões propostas e o grau de dificuldade das tarefas.

referências BRITO, Teca Alencar de. Música na educação infantil: propostas para a formação integral da criança. São Paulo: Peirópolis, 2013. CAETANO Veloso. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural. org.br/pessoa13935/caetano-veloso>. Acesso em: jan. 2018. Verbete da Enciclopédia. ISBN: 978-85-7979-060-7 CAMPOS, Augusto de. Música de invenção. São Paulo: Perspectiva, 1998. GILBERTO Gil. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/

12

ESPAÇO DO PROFESSOR

Teca Alencar de Brito Música na educação infantil: propostas para a formação integral da criança. São Paulo: Peirópolis, 2013.


pessoa2914/gilberto-gil>. Acesso em: jan. 2018. Verbete da Enciclopédia. ISBN: 978-85-7979-060-7 MILTON Nascimento. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia. itaucultural.org.br/pessoa12681/milton-nascimento>. Acesso em: jan. 2018. Verbete da Enciclopédia. ISBN: 978-85-7979-060-7. MILTON Nascimento. Peixinhos do mar. In: Sentinela. Brasil: Ariola, 1980. 1 CD. REVISTA VEJA. O alquimista de sons. São Paulo, p. 3-5, 5 mar. 1975. SCARASSATI, Marco. Walter Smetak, o alquimista dos sons. São Paulo: Perspectiva: Sesc/SP, 2008. SMETAK, Walter. A simbologia dos instrumentos. Salvador: Editora Omar G., 2001. SMETAK, Walter. Conjunto microtons. Interregno. Salvador: Discos Marcus Pereira 1002, 1979. SMETAK, Walter. Smetak. Philips, 6349-110, série de luxo, 1975. Material impresso com entrevista ao compositor pelo Serviço de Imprensa Phonogram, com produção de SMETAK, Walter; VELOSO, Caetano; BERTHIER, Denis. TANTOS TALENTOS: Walter Smetak. Roteiro e direção: DIAS, Luciana; Edição: SMETAK, Honorato; Realização: TV Salvador. TOM Zé. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural. org.br/pessoa12643/tom-ze>. Acesso em: jan. 2018. Verbete da Enciclopédia. ISBN: 978-85-7979-060-7. TROPICÁLIA. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural. org.br/termo3741/tropicalia>. Acesso em: jan. 2018. Verbete da Enciclopédia. ISBN: 978-85-7979-060-7. WALTER Smetak. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural. org.br/pessoa9570/walter-smetak>. Acesso em: jan. 2018. Verbete da Enciclopédia. ISBN: 978-85-7979-060-7. WALTER Smetak. Site do artista. Disponível em: <http://www.waltersmetak. com.br/plasticas-sonoras.html>. Acesso em: jan. 2018.

PLÁSTICAS SONORAS: A OBRA DE WALTER SMETAK

13


núcleo enciclopédia Gerência Tânia Rodrigues Coordenação Glaucy Tudda Equipe Camila Nader Elaine Lino Lucas Rosalin (estagiário)

núcleo comunicação Gerência Ana de Fátima Souza Coordenação Carlos Costa Direção de Arte Arthur Costa Luciana Orvat (terceirizada) Projeto Gráfico Serifaria Produção Editorial Victória Pimentel

Profile for Itaú Cultural

A obra musical e estética de Walter Smetak  

As observações agrupadas nesse plano de aula visam contemplar a obra de Walter Smetak a partir das esferas musical e estética. Procura-se re...

A obra musical e estética de Walter Smetak  

As observações agrupadas nesse plano de aula visam contemplar a obra de Walter Smetak a partir das esferas musical e estética. Procura-se re...