__MAIN_TEXT__

Page 1

ESPAÇO DO PROFESSOR

HÉLIO ZISKIND: LINGUAGEM MUSICAL

MÚSICA | 

TEATRO | 

LITERATURA


guia de ícones

ouvir, colocar (música) para tocar

analisar, questionar, elaborar hipóteses, comentar (questionando)

recuperar, retomar, relembrar

registrar, criar, destacar, grifar, completar

comentar, explicar discutir, conversar demonstrar, experimentar, cantar, praticar (exercícios de música) dica


título

Hélio Ziskind: Linguagem Musical apresentação A sequência de atividades propostas é inspirada na obra de Hélio Ziskind, para o trabalho com os aspectos intrínsecos à linguagem musical. Ademais, a integração entre as áreas da literatura, do teatro, da música e expressão corporal estão presentes em todas as etapas, propondo uma forma dinâmica de o aluno se relacionar com as artes.

objetivos ••Desenvolver a escuta e a percepção sonoro-musical; ••Integrar linguagens artísticas por meio da música; ••Conhecer e identificar instrumentos musicais, sua organização e classificação; ••Conhecer as obras do compositor.

áreas do conhecimento

segmento

Música, teatro e literatura.

Ensino Fundamental I.

duração De 2 a 3 aulas.

recursos necessários ••Aparelho de som; ••Computador com recursos multimídia (som e imagem) e acesso à internet;

••Folha para desenhar, material para registro gráfico (lápis de cor, canetinha etc.).


desenvolvimento 1º MOMENTO

“Que Som É Esse?” Identificando instrumentos musicais. Este plano de aula baseia-se no desenvolvimento de 3 atividades básicas, tendo como referência a obra do compositor Hélio Ziskind. A música “Que Som É Esse?”, do CD Castelo Rá-Tim-Bum (2002), é um excelente recurso para que os alunos trabalhem a percepção sonoro-musical pela escuta dos timbres dos instrumentos musicais presentes na canção. Apresente a música e a proposta da atividade para os alunos. Diga que nela há vários instrumentos musicais e seus respectivos sons. Atente que a letra menciona “esse é o som do [instrumento]” e, na sequência, inclui um solo/ trecho do instrumento. Leve para a sala de aula imagens de vários instrumentos, inclusive os citados na canção. Construa um painel coletivo no qual as crianças identifiquem, por meio das imagens, a qual classificação os instrumentos se vinculam, de acordo com a organização orquestral: corda, sopro ou percussão. Diga aos alunos que os instrumentos musicais podem ser classificados de diferentes formas. Uma das principais organizações padronizadas é separá-los segundo a fonte sonora, isto é, como e de onde o som é produzido. Escute novamente a música, pausando a canção a cada instrumento. Auxilie os alunos a classificá-los no painel. Ao final da atividade, a classe terá um panorama completo sobre a classificação dos instrumentos.

6

ESPAÇO DO PROFESSOR


2º MOMENTO

Ficção e realidade: “A Noite no Castelo” e Bichos que Existem e Bichos que Não Existem. As histórias fantásticas e as cantigas do estilo “terrir” (terror + riso) são eficientes recursos literários e musicais para lidar com o imaginário infantil. Possibilitam que a criança vivencie temas e sentimentos de difícil verbalização (medo, angústia etc.) pela abordagem lúdica da brincadeira e da espontaneidade. Nesta atividade, será utilizada a música “A Noite no Castelo”, de Hélio Ziskind e o livro Bichos que Existem e Bichos que Não Existem, de Arthur Nestrovski. A música foi vencedora da categoria melhor canção infantil de 1988 pelo Prêmio Sharp; e o livro, vencedor do prêmio Jabuti de melhor livro do ano e melhor livro infantil de 2003. Pergunte aos alunos se alguém já ouviu falar em bruxas, fantasmas e vampiros. Estabeleça uma discussão, respeitando os conhecimentos que as crianças trazem e permitindo a todas emitir suas opiniões. Em seguida, toque a música “A Noite no Castelo”, apresentando os personagens imaginários que lá aparecerem: bruxa, fantasma e vampiro.

A Noite no Castelo

A noite no castelo é mal assombrada lá tem um fantasma que faz: uuuh... e tem uma bruxa também que faz: ha ha ha...

Hélio Ziskind In: Meu Pé Meu Querido Pé. São Paulo: MCD, 2005.

e tem um vampiro também que faz: sshhh...

HÉLIO ZISKIND: LINGUAGEM MUSICAL

7


Observem os sons que aparecem na música e peça para os alunos vocalizarem os sons dos personagens de forma livre. Coloque novamente a canção, sugerindo que os alunos cantem a letra, emitam os sons dos personagens e inventem movimentos corporais para cada um deles. Explique aos alunos que existem personagens lendários, folclóricos ou exóticos, diferentes dos “animais comuns” encontrados em nosso cotidiano, que obtêm destaque no imaginário coletivo. Para tanto, utilize como material de apoio, o livro Bichos que Existem e Bichos que Não Existem, do músico e escritor Arthur Nestrovski. Selecione 4 personagens para apresentar aos alunos: 2 “bichos fantásticos” e 2 “bichos que existem”. Escolha os que considerar mais adequados para seus alunos, de acordo com o interesse das crianças e os conteúdos pedagógicos a desenvolver no decorrer do ano letivo. Apresente os personagens escolhidos, indagando os alunos sobre quais bichos eles acreditam existir e quais os criados pela imaginação. Após a discussão, peça aos alunos que criem vocalizações ou sons para cada bicho e, com auxílio de um gravador, grave a produção sonora das crianças. Com o registro sonoro efetuado, releia os textos selecionados do livro e coloque a respectiva trilha sonora produzida pelos alunos. Essa atividade constitui uma integração entre texto e um áudio “ilustrativo” do mesmo, protagonizado pela classe.

8

ESPAÇO DO PROFESSOR


3º MOMENTO

Versão de “A Velha a Fiar”: dramatização Esta é uma canção eficiente para memorizar letra e sequência. Baseada nas parlendas folclóricas de repetições cumulativas, oferece a possibilidade de os alunos aprenderem a melodia por meio da brincadeira de repetição de palavras. Por se tratar de uma cantiga folclórica, há inúmeras versões desta canção, mas a produzida por Hélio Ziskind, chamada a “Avó a Bordar”, popularizou-se na mídia televisiva e possui excelente produção musical. Distribua uma letra da música para cada aluno (somente séries iniciais) e ensine a canção. Repita algumas vezes até que as crianças entendam que se trata de uma “cadeia” de repetição dos personagens citados (por exemplo, o galho no gato, o gato no rato e assim sucessivamente). Identifique com o grupo todos os personagens que protagonizam a canção.

Avó a Bordar

Estava avó no seu lugar, veio a mosca lhe cutucar a mosca na avó, avó a bordar (tique tique tique) estava a mosca no seu lugar, veio a aranha lhe cutucar a aranha na mosca, a mosca na avó a avó a bordar (tique tique tique) estava a aranha no seu lugar, veio o rato lhe cutucar o rato na aranha, a aranha na mosca, a mosca na avó, a avó a bordar (tique tique tique)

Hélio Ziskind In: Có-Có-Coral. São Paulo: MCD, 2012. v. 1.

estava o rato no seu lugar, veio o gato lhe cutucar o gato no rato, o rato na aranha, a aranha na mosca, a mosca na avó, a avó a bordar (tique tique tique)

HÉLIO ZISKIND: LINGUAGEM MUSICAL

9


estava o gato no seu lugar, veio um galho lhe cutucar o galho no gato, o gato no rato, o rato na aranha, a aranha na mosca, a mosca na avó, a avó a bordar (tique tique tique) estava o galho no seu lugar, veio a galinha lhe cutucar a galinha no galho, o galho no gato, o gato no rato, o rato na aranha, a aranha na mosca, a mosca na avó, a avó a bordar (tique tique tique) estava a galinha no seu lugar, veio o avô lhe cutucar o avô na galinha, a galinha no galho, o galho no gato, o gato no rato, o rato na aranha, a aranha na mosca, a mosca na avó, a avó a bordar (tique tique tique) estava o avô no seu lugar, veio a vaca lhe cutucar, a vaca no avô, o avô na galinha, a galinha no galho, o galho no gato, o gato no rato, o rato na aranha, a aranha na mosca, a mosca na avó, a avó a bordar (tique tique tique) estava a vaca no seu lugar, veio o Alípio lhe cutucar o Alípio na vaca, a vaca no avô, o avô na galinha, a galinha no galho, o galho no gato, o gato no rato, o rato na aranha, a aranha na mosca, a mosca na avó, a avó a bordar (tique tique tique) estava o Alípio em seu lugar, veio o Júlio lhe cutucar o Júlio no Alípio, o Alípio na vaca, a vaca no avô, o avô na galinha, a galinha no galho, o galho no gato, o gato no rato, o rato na aranha, a aranha na mosca, a mosca na avó, a avó a bordar (tique tique tique) estava o Júlio em seu lugar, veio o cachorro lhe cutucar o cachorro no Júlio, o Júlio no Alípio, o Alípio na vaca, a vaca no avô, o avô na galinha, a galinha no galho, o galho no gato, o gato no rato, o rato na aranha, a aranha na mosca, a mosca na avó, a avó a bordar (tique tique tique). – ha! Acabei! có... có... ricóóóóóó!

10

ESPAÇO DO PROFESSOR


Proponha uma atividade de dramatização, na qual cada criança protagonize um personagem da música, imitando seus gestos e sons. Sugira que os alunos façam uma brincadeira estilo “pega-pega”, conforme os personagens forem mencionados na canção. Todos devem cantar a música enquanto esperam sua vez entrar em cena. Ao final da atividade, as crianças estarão cantando e brincando. Finalize o plano de aula trazendo referências e informações sobre a obra de Hélio Ziskind. Ressalte a importância de conhecermos e ampliarmos nossa cultura musical. Proponha aos alunos que desenhem numa folha de papel as características mais marcantes das músicas escutadas e do que vivenciaram nas atividades.

reflexão final

O

professor pode observar e avaliar o trabalho segundo o envolvimento dos alunos na realização das atividades propostas. Pode investigar o conhecimento adquirido por meio das produções gráficas e das conversas e discussões sobre o tema. É indicado que o professor organize um mural ou painel na sala de aula para expor as produções elaboradas pelos estudantes e informações, fotos e referências que considere significativas ao processo de aprendizagem do grupo. É desejável também que o professor documente sua pratica em relatórios pedagógicos (ou mecanismo similar que lhe pareça mais conveniente) para que, futuramente, possa retomar o trabalho com os alunos.

HÉLIO ZISKIND: LINGUAGEM MUSICAL

11


sugestões complementares

A

s atividades sugeridas neste plano de aula constituem uma aproximação à obra de Hélio Ziskind. O professor pode aprofundar o conhecimento sobre o compositor e descobrir outras facetas de sua obra.

Lembre que é importante, para a aprendizagem das crianças, retomar as atividades sugeridas no plano de aula em diferentes momentos. Elas podem ser retomadas na íntegra ou por atividade, conforme a necessidade de seu grupo.

referências ARTHUR Nestrovski. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia. itaucultural.org.br/pessoa19606/arthur-nestrovski>. Acesso em: jan. 2018. Verbete da Enciclopédia. ISBN: 978-85-7979-060-7 HÉLIO Ziskind. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org. br/pessoa12411/helio-ziskind>. Acesso em: jan. 2018. Verbete da Enciclopédia. ISBN: 978-85-7979-060-7. HÉLIO Ziskind. Site oficial do músico. Disponível em: <http://www.helioziskind. com.br>. Acesso em: jan. 2018. NESTROVSKI, Arthur. Bichos que existem e bichos que não existem. São Paulo: Cosac & Naify, 2002. ZISKIND, Hélio. Que som é esse? In: Castelo Rá-Tim-Bum. São Paulo: Galeão, 2002. 1 CD. ZISKIND, Hélio. A Noite no Castelo. In: Meu pé meu querido pé. São Paulo: MCD, 2005. 1 CD. ZISKIND, Hélio. Avó a Bordar. In: Có-có-coral. São Paulo: MCD, 2012. v. 1. 1 CD.

12

ESPAÇO DO PROFESSOR


núcleo enciclopédia Gerência Tânia Rodrigues Coordenação Glaucy Tudda Equipe Camila Nader Elaine Lino Lucas Rosalin (estagiário)

núcleo comunicação Gerência Ana de Fátima Souza Coordenação Carlos Costa Direção de Arte Arthur Costa Luciana Orvat (terceirizada) Projeto Gráfico Serifaria Produção Editorial Victória Pimentel

Profile for Itaú Cultural

Hélio Ziskind: linguagem musical  

A sequência de atividades propostas é inspirada na obra de Hélio Ziskind, para o trabalho com os aspectos intrínsecos à linguagem musical....

Hélio Ziskind: linguagem musical  

A sequência de atividades propostas é inspirada na obra de Hélio Ziskind, para o trabalho com os aspectos intrínsecos à linguagem musical....