Page 1

Ano 2 | Edição 7 | 2015

Entrevista Lucia Dal’ Mas tem comprometimento e transparência com São Caetano Pág. 8

Segurança Em 2014 houve queda de roubos e latrocínios em São Bernardo

Pág. 12

Maria Izabel:

a importância dos investimentos no ensino de São Paulo Pág. 18

|1


2|


|3


Expediente/Índice

Editorial Verão.....................................5 Gastronomia.....................6

Redação (11) 3423-6816 | (11) 2988-2115 (11) 2988-2105 | (11) 97240-3561 (11) 96012-4549 E-mails redacao@mulherdeterminada.com.br publicidade@mulherdeterminada.com.br redacao@jornalexata.com.br Diretora Administrativa Luisa Lucia da Silva Departamento Jurídico: Dra. Eurli Furtado de Miranda Marketing Político Erisson Silveira Jornalistas Farah de Paula – MTb 61.934/SP Márcio Donizete – MTb 74.183/SP Fabiola de Souza (estagiária) Diagramação Evelyn Domingues - Mtb 48.250/SP Fotografia Rosineile Siqueira Impressão Gráfica Mundo Circulação Grande ABC, Litoral e São Paulo (capital e interior) A Revista Mulher Determinada é uma publicação bimestral, do

Entrevista............................8 Educação.........................10 Saúde.................................11 Segurança.......................12 Empreendedorismo....13 Capa...................................14 Política...............................16 Corpo e Mente .............19 Cultura...............................20 Determinadas...............22 Esportes............................23 Coleção.............................24 Camarote Vip.................25 Horóscopo......................26

DIVULGAÇÃO

As matérias e artigos assinados não expressam a opinião desta Revista. Auditoria:

16

Com nova equipe, Dilma tem o desafio de trazer novas propostas e fazer valer seu mandato

4|

Luísa Lucia da Silva, diretora do Grupo Exata e Evolução

Neste novo ano que se inicia a Revista Mulher Determinada deseja a seus leitores votos de boas vibrações, saúde, sucesso e grandes realizações. Que este seja um novo começo em que possamos olhar para frente com coragem e determinação para vencer todos os desafios que vierem nesta nova jornada. Caminhamos firmes e certos de que superamos muitas lutas que contribuíram e colaboraram para o nosso desenvolvimento, pois, nos tornamos mais fortes e mais confiantes. Temos nova oportunidade de fazer melhores escolhas, mais assertivas, mais eficientes e comemorar o saldo positivo do trabalho realizado em 2014. Agradecemos a todos que nos acompanharam nesta caminhada e aproveitamos para fazer este convite de permanecermos de braços dados em 2015, pois, quando andamos pelo caminho da vida acompanhados, o percurso se torna mais suave e mais prazeroso. Vamos em frente! Certos de que o universo conspira a nosso favor e que só nos resta aprendermos a receber tudo de melhor que ele tem para nos dar. Celebremos este imenso milagre que é a vida!


Reprodução/Ultradownloads

Verão

Verão

exige cuidado com a saúde Veja algumas dicas para manter o corpo e a pele em dia n Fabiola Souza redacao@mulherdeterminada.com.br

F

érias, verão... nessa época do ano todo mundo quer passear, ir à praia, praticar exercícios para deixar o corpo em forma, mas será que você está tomando os devidos cuidados com seu corpo nessa estação do ano? Saiba alguns deles antes de sair de casa. A alta temperatura faz com que transpiremos mais, perdendo quantidades de água e sais minerais, por isso é fundamental repor esse líquido com 2 litros de água por dia. É importante fazer de 5 a 6 refeições e em pouca quantidade. Os alimentos mais indicados são frutas, legumes e verduras, que são fontes de fibras, vitaminas e minerais; dê preferência a carnes brancas e cortes magros assados, cozidos ou grelhados. Evite alimentos gordurosos. Além de uma boa alimentação, a pele precisa de cuidados a mais para estar sempre radiante como o uso do protetor solar, que ajuda a prevenir

o câncer de pele e é essencial também em dias nublados, pois mesmo o sol estando escondido entre as nuvens, a radiação UVA agride a pele. O ideal é passá-lo 30 minutos antes de sair de casa para que a pele o absorva bem e reaplicá-lo a cada duas horas. Os produtos com Fator de Proteção Solar (FPS) 15 ou 20 podem ser usados no dia a dia, já o FPS 30 ou superiores são ideais para uma exposição mais longa ao sol. Para a prática de exercícios físicos é importante utilizar roupas de algodão, pois retêm cerca de 90% da radiação. Cuidado com o costume de lavar o rosto muitas vezes ao dia, pois isso pode acabar fazendo com que a pele perca a camada de hidratação natural, deixando-a mais ressecada e sensível. O ideal é lavar no máximo duas vezes, procurando sempre tirar a maquiagem, limpar, tonificar e hidratar a pele. E lembre-se, para os cabelos, opte por produtos que protegem os fios de raios UV. Se for usar secador ou chapinha, a dica é o Leave-in, que protege o cabelo do calor.

|5


Gastronomia

Delícias

para todas as ocasiões Versatilidade e sabores na cozinha brasileira n Farah de Paula redacao@mulherdeterminada.com.br

N

esta edição a revista Mulher Determinada traz duas dicas de receitas da renomada Chef de cozinha Ana Tomazoni. Com uma vasta carreira sólida e bagagem cultural passando pelas escolas Le Cordon Bleu de Paris na França e NO Baipai e Blue Elefant em Bangkok – Tailândia, ela apresenta receitas que são super versáteis. Além das datas comemorativas, você também poderá prepará-las em outras ocasiões. confira Receita da torta especial com vegetais e massa de ricota. E para a sobremesa, o bolo de banana e passas sem açúcar. QUICHE DE TORTA ESPECIAL DE VEGETAIS (Tortinhas) 1 - Ingredientes da Massa: 400g de ricota amassada - 2 colheres de sopa de manteiga (40g) - 2 colheres de sopa de farinha de trigo (30g) - 1 colher de chá de sal (a gosto) - 4 talos de salsa picada 2 - Ingredientes do recheio: 1 colher de azeite - 2 dentes de alho picado - ½ cebola picada1 ½ xícara de chá de buquê de brócolis(120g) - 1 xícara de chá de cenoura ralada grossa(150g) - 1 ½ xícara de abobrinhas picadinha (200g) - 1 ½ xícara de chá (120g) de alho poró - 1tomate picado - sal e pimenta a gosto 3 - Ingredientes da Cobertura: 2 ovos inteiros 3 colheres de leite - 1 xícara de chá de queijo mussarela ou branco ralado - 1 colher de sopa de orégano - 2 colheres de queijo parmesão ralado.

6|

Modo de Preparo Massa: Misture todos os ingredientes da massa até obter uma massa homogênea. Com esta massa forre o fundo e laterais de uma fôrma (15cm de diâmetro) com aro removível. Leve para assar, forno 180°C, por 10 minutos. Recheio: Em uma panela coloque o azeite o alho e a cebola deixe refogar por 2 a 3 minutos. Coloque o alho poró os buquês de brócolis, a cenoura ralada e vá mexendo. Junte o tomate deixe mais 2 minutos. Finalize com a abobrinha ralada, e os temperos que gostar: sal, pimenta, nóz moscada, salsa etc. Cobertura: Bata os ovos com o leite – 1 xícara de chá de queijo, orégano. Montagem: Base da massa assada, recheio e cobertura. Forno 180ºC por 30 a 40 minutos ou até dourar. Faça grande ou mini-tortinhas. E para a sobremesa: BOLO DE BANANA, AVEIA E PASSAS Ingredientes: 3 ovos - 4 bananas nanicas ou prata grandes - 2 xícaras de uvas passas -1/2 xícara de óleo de milho ou canola - 2 xícaras de chá de aveia em flocos médios - 1 colher de sopa de fermento em pó - Forma de aro 23 a 15 cm com anel central, untada com manteiga e farinha - Opcional canela em pó para polvilhar Modo de Preparo: Bater no liquidificador os ovos, a banana, o óleo e a uva passas. Depois acrescentar a aveia, o fermento. Despejar na forma untada. Levar ao forno 180.C por 30 a 40 minutos. Este bolo é rico em fibras, vitaminas e sais minerais, não leva açúcar. Agora é só organizar os ingredientes e preparar estas delícias. serviço: Acompanhe a Chef Ana Maria Tomazoni diariamente no programa “Culinária +” de 2ª a 6ª feira na TV + canal 27 da NET. Você também pode acessar o blog Sabor e Saber com Ana Tomazoni e obter mais informações no site www. saboresabergastronomia.com.br.


|7


Entrevista

Comprometimento e transparência n FARAH DE PAULA redacao@mulherdeterminada.com.br

A

professora por formação, casada há mais de 22 anos, mãe de dois filhos, Lucia Dal’mas é natural da cidade de São Caetano. Entrou na carreira pública para fazer valer os direitos dos cidadãos sulsancaetanenses. Lucia Dal’ Mas é vice-prefeita em São Caetano pelo PMDB (Partido do Movimento Democrático Brasileiro) e nos últimos meses vem denunciando uma série de irregularidades na atual gestão do prefeito Paulo Pinheiro, do mesmo partido. Lucia Dal’mas rachou com o prefeito do município da região do ABC em março de 2013, e desde então a prefeitura segue dividida entre as decisões de Pinheiro e da vice, que já não esconde a sua insatisfação relacionado à gestãodo chefe do Executivo. Lúcia afirma que sua participação no governo sempre foi muito pequena e que Pinheiro fechou o secretariado. Acompanhe a entrevista: Revista Mulher Determinada – Como a senhora avalia o balanço do governo no período dos últimos dois anos? Lucia Dal’ Mas - Vejo como um balanço irreal, fictício é um faz de conta. Justificavam no primeiro ano que nada foi realizado por conta da “tão falada dívida” da gestão anterior, dívida que não foi auditada conforme prometido em campanha e que eu cobrei do prefeito. No segundo ano, com a “casa arrumada” - slogan utilizado em 2014-, não vimos nenhum investimento efetivo em nenhuma secretaria, pelo contrário, na educação , os alunos ficaram 2014 sem material escolar e agora no final, se estabeleceu um saldo negativo com os funcionários que não receberam o abono de dezembro e nem um terço das férias, conforme determina a lei. Na saúde, a falta de medicamentos se agravou de julho em diante, não tendo o básico. As consultas e exames com esperas. O discurso é bonito, porém a realidade é outra. Quais são os pontos fracos na gestão de Paulo Pinheiro?

8|

Com a oportunidade que a atual gestão está dando, devido ao seu fracasso, vão se abrir várias frentes, em que os grupos vão se estabelecer, em busca de tirar quem está no poder, não voltar ao passado e, formar um grupo , efetivamente comprometido para promover mudanças. Quanto a Gica, filha do prefeito, a vejo como uma pessoa que não está preparada tecnicamente – e muito menos emocionalmente – para exercer a função. Ela age muito mais com o fígado do que com a razão, infelizmente. O que faltou para colar em prática as promessas de mudança para a cidade? Ao meu ver, começou errado ao se nomear secretários da gestão anterior. O prefeito ficou muito preocupado com fofocas e não teve a humildade de ouvir as pessoas, que poderiam contribuir. Deu total autonomia para comandar quem na verdade não estava preocupado com a população, mas sim com os contratos. Infelizmente, nem as promessas simples foram cumpridas. Como a senhora tem lidado com os ataques e as acusações na gestão? Sou cobrada pelos munícipes, porém quando estes desconhecem o rompimento (com o prefeito) esclareço que não concordo, e nem participo, da gestão, até então porque a lei orgânica não me dá prerrogativa nenhuma. É possível mudar o atual cenário político na cidade de São Caetano do Sul, já que o governo perdeu o controle da situação? A senhora confia nesta oposição? Acredito que sim, após a derrota do prefeito na presidência da Câmara, o Legislativo terá maior autonomia e poderá visar melhor os interesses dos munícipes. Penso que o os vereadores como representantes da população e após esses dois anos de desgoverno, farão o melhor. Quanto ao grupo de oposição... o bem da verdade na oposição é a própria administração, que fez o oposto do prometido em campanha. Quais as dificuldades que a senhora tem encontrado no governo para trabalhar?


Divulgação

São poucas as portas abertas, porém busco sempre atender as necessidades dos munícipes, não as minhas. Mesmo sem estrutura, nada me impede de trabalhar. Lancei um jornal de prestação de contas, “Transparência”, onde mostro minha atuação. Meu compromisso é com a população e é para ela que trabalho. Quais são os planos para o futuro relacionado ao cenário político atual e como a senhora avalia a posição da filha do prefeito, Gica, articular, mandar e desmandar nas secretarias e no prefeito que o povo elegeu? Com a oportunidade que a atual gestão está dando, devido ao seu fracasso, vão se abrir várias frentes, em que os grupos vão se estabelecer, em busca de tirar quem está no poder, não voltar ao

passado e, formar um grupo, efetivamente comprometido para promover mudanças. Quanto a Gica, filha do prefeito, a vejo como uma pessoa que não está preparada tecnicamente –e muito menos emocionalmente- para exercer a função. Ela age muito mais com o fígado do que com a razão, infelizmente. É possível perceber que a maioria dos cargos principais na política ainda é ocupado por homens, a senhora acredita que isso se deve ao fato das mulheres não se empenharem por política? Acredito não haja falta de empenho por parte das mulheres na política, vejo por mim, estar comprometida com a vida pública requer muita dedicação e a própria lei que exige 30% de mulheres para a formação da chapa para disputar cargos no Legislativo, não assegura essa porcentagem pós eleição por exemplo. Falta incentivo!

|9


Educação

Professora

de São Caetano é premiada por melhor projeto de alfabetização n redação

Eric Romero/PMSCS

redacao@mulherdeterminada.com.br

A

professora Rosângela de Fátima Torres Giampietro, da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Anacleto Campanella, foi premiada pelo Ministério da Educação (MEC) por ter desenvolvido o melhor projeto do país de alfabetização para os anos iniciais do Ensino Fundamental. A cerimônia de entrega do 8º Prêmio Professores do Brasil foi realizada em dezembro no Sesc Vila Mariana, em São Paulo, e contou com a presença do ministro da Educação, Henrique Paim, e do prefeito da Capital, Fernando Haddad (PT). Concorreram ao 8º Prêmio Professores do Brasil 6.808 projetos de mais de 2 mil municípios. Ao todo, 39 professores que contribuíram para a melhoria da educação básica no País foram homenageados. O melhor projeto de alfabetização do país foi aplicado na EMEF Anacleto Campanella no ano de 2013, como o nome 2013 – Ano internacional para a cooperação pela água: consumismo = desperdício. Por que desperdiçar se podemos economizar? “Este projeto obedecia ao eixo temático da escola e era voltado à sustentabilidade, combatendo o desperdício de água e alimentos. Ele foi aplicado em duas salas de aula de 1º ano, com o apoio da professora Maria Amélia Lucena”, explica Rosângela. “Os alunos se engajaram no projeto e tornaram-se detetives do meio ambiente, lutando contra o desperdício na escola e em suas casas.” “Nós, professores, nunca imaginamos que podemos ganhar um prêmio como esse, mas é preciso ter ousadia. A nossa profissão é muito solitária e muitas vezes não sabemos sistematizar nossa prática pedagógica, não colocamos no papel as experiências que estão dando resultado”, afirmou a professora. Novos elementos foram utilizados para motivar os estudantes, entre eles a criação de um minhocário e uma composteira para o reaproveitamento de alimentos que seriam jogados no lixo. A diretora da EMEF Anacleto Campanella, Alexandra Auger, também participou da cerimônia de premiação do projeto da professora

10 |

Professora de São Caetano desenvolve melhor projeto de alfabetização do País

Rosângela Giampetro. O Prêmio Professores do Brasil é uma iniciativa do Ministério da Educação, sob a responsabilidade da Secretaria de Educação Básica (SEB) e de instituições parceiras como a Unesco e União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação.


Saúde

Mais qualidade na assistência ao paciente n Farah de Paula

Divulgação / CHMSA

redacao@mulherdeterminada.com.br

O

Centro Hospitalar do Município de Santo André – CHMSA recebeu novo setor técnico ligado à diretoria do CHMSA e à Secretaria de Saúde, o NIR (Núcleo Interno de Regulação) que entrou em atividades em junho de 2014 para otimizar o atendimento nos leitos. O diferencial é uma ferramenta de gestão chamada KanBan que significa sinalização. Inicialmente foi implementado pela montadora Toyota e posteriormente, adaptado à gestão hospitalar, usado com a finalidade de monitoramento do tempo de permanência do paciente, por meio de planilhas atualizadas diariamente. Atualmente o CHMSA é uma referência para atendimentos em trauma. A implantação desta ferramenta reduziu a suspensão de cirurgias, deu maior rotatividade de leitos nas enfermarias e UTI e no aumento de atendimento das demandas externas como: UPAs, PAs, SAMU, etc. A equipe é composta por um coordenador, assistente de coordenação, médico diarista, enfermeiros e apoio administrativo. O CHMSA É um hospital público de média complexidade com capacidade para 245 leitos e demanda de aproximadamente 12 mil atendimentos por mês. A Revista Mulher Determinada conversou com a secretária do CHMSA, Maria Emilia, que explicou como funciona a nova ferramenta KanBan. Acompanhe a entrevista: Revista Mulher Determinada – Como se iniciou o NIR (Núcleo Interno de Regulação) e quando percebeu-se esta necessidade? Maria Emilia – Surgiu da necessidade em aperfeiçoar os recursos assistenciais devido a grande demanda em criar um setor que fosse responsável pela regulação dos leitos, de acordo com as necessidades do paciente, do perfil assistencial e da capacidade hospitalar. Pode se dizer que o NIR é um projeto inovador?

Sim, o NIR é um projeto inovador que contribui para melhorar o fluxo e atender de forma eficiente a necessidade dos pacientes internados. Surgiu como uma ferramenta de gestão que trabalha de forma colegiada, em parceria com todos os setores, tendo como foco a qualidade da assistência prestada ao paciente. Através de monitoramento da rotatividade nos leitos, fazendo a gestão do tempo de internação do paciente o NIR pretende alcançar as metas estipuladas pela coordenação do CHMSA. Como funciona na prática esta ferramenta de gestão chamada “KanBan”? KanBan é uma das ferramenta cujo objetivo é fazer gestão do tempo de permanência do paciente. É uma expressão japonesa desenvolvida pela Toyota e aplicada aos processos de produção de empresa. Devido a grande eficiência em assegurar a qualidade da produção e disponibilizar informações, ele foi adaptado para o uso nos hospitais assistenciais. É um método simples que permite ter a visão geral das unidades de maneira rápida e sistematizada, ter uma visão global do paciente e da unidade por todos os membros da equipe multiprofissional. Os dados dos pacientes internados são inseridos em uma planilha e identificados com a coloração verde,amarela, vermelha, azul e roxo, sendo que cada cor corresponde aos dias de internação do paciente. Sendo verde, de 1 a 2 dias; amarelo, de 3 a 7 dias; vermelho, de 8 a 15 dias; azul, de 16 a 30 dias; e roxo, de 31 a 90.

| 11


Segurança

Investigação efetiva n Farah de Paula

Farah de Paula

redacao@mulherdeterminada.com.br

O

ABC registrou queda de roubo e furtos no último ano e não houve casos de latrocínio (roubo seguido de morte) em 2014. Números que mostram que a segurança mostra um trabalho mais eficiente para a população. A delegada titular 6º Departamento de Polícia Civil de São Bernardo, Kátia Regina Cristófaro Martins, comemorou a estaística. Confira: Revista Mulher Determinada – A que se deve esta queda de roubo e furtos de veículos que ocorreu do ano de 2013 para 2014? Delegada Kátia Regina Cristófaro Martins: Para nós este resultado é bastante positivo. Por meio de estratégias interna do serviço de investigação da Polícia Civil identificamos vários autores e prendemos. Apresentamos casos ao judiciário em que ocorreram prisões temporárias e, posteriormente, prisões preventivas. A polícia trabalha junto com a legislação. O nosso foco é investigar e fazer o serviço de inteligência. Não existe a possibilidade de executar apenas a apreensão, existe todo um processo, investigar, chegar a conclusão de quem cometeu determinado crime e finda essa apuração, apresentar para o judiciário afim de decretar a prisão dos culpados. Como funciona o processo para o combate ao crime? As operações são mais permanentes em áreas de maior risco? Nosso serviço consiste em colocar investigadores para observar e angariar informações. Precisamos ter informações de que há evidências do crime que está acontecendo em determinada área porque a polícia militar é ostensiva e preventiva, já a polícia civil é repressiva, judiciária, ela atua depois do crime consumado. A senhora acredita que o roubo e furtos é uma conseqüência do crime organizado ou são focos isolados? A desigualdade social e o ambiente propício é um dos fatores que contribuem para o incentivo à criminalidade. Atualmente vivemos em uma so-

12 |

Delegada Kátia trabalha no 6º DP de São Bernardo

ciedade que incentiva cada vez mais o consumo e quem não tem condição de comprar muita das vezes vai para o mundo do crime para poder ostentar. Infelizmente há muitos adolescentes envolvidos com o crime, isso é um tema lamentável, de cunho social. Muitas das vezes estes adolescentes se envolvem em confrontos com a polícia ou em brigas entre gangues e acabam morrendo antes mesmo de responderem pelos crimes cometidos. Mesmo que ainda não responda pelos crimes, devido a menor idade penal, o juiz pode decretar custódia tanto para salvaguardar a sociedade, quanto para salvaguardar a integridade do próprio adolescente.


Empreendedorismo

Empresária inova

com ideia pioneira no Brasil n Farah de Paula

Divulgação/Empório da Papinha

redacao@mulherdeterminada.com.br

C

om o tema empreendedorismo em alta, o número de pessoas que têm se identificado com essa nova vertente vem crescendo a cada dia. A empresária Maria Fernanda descobriu que levava jeito para este negócio e inovou com uma franquia focada para a alimentação saudável de bebês e fundou o Empório da Papinha, primeira marca brasileira de produtos orgânicos infantis. Sua visão estratégica atingiu um vasto número de clientes e o negócio já se tornou uma franquia de sucesso, presente em mais de dez estados do Brasil, como São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, entre outros. A Revista Mulher Determinada entrevistou a fundadora do Empório da Papinha, Maria Fernanda De Rizzo, acompanhe: Revista Mulher Determinada – Atualmente as mulheres exercem múltiplas funções entre carreira profissional, ser mãe, esposa e dona do lar. Você acredita que isso tem criado novos nichos em que esta nova figura feminina procura conciliar as multitarefas? Maria Fernanda De Rizzo – Sim. É necessário conciliar as multitarefas. Atualmente a mulher está no mercado de trabalho e não quer abrir mão da construção da família, o que envolve filhos, além de não querer estagnar a carreira e a posição profissional que conquistou. Como surgiu a idéia de abrir o Empório da Papinha? Quando tive minha filha, hoje com sete anos, queria dar a melhor alimentação para ela. Na época, eu mesma fazia questão de preparar todas as papinhas dela com alimentos orgânicos, uma vez que sempre me preocupei com a saúde. Mas era muito difícil achar todos os ingredientes, além disso tinha que conciliar o meu trabalho com os cuidados à minha filha. Foi quando eu pensei que poderia ter uma marca de alimentos orgânicos infantil para facilitar a

vida das mães. Pesquisei e descobri que no Brasil não existia nenhuma marca assim, mas nos outros países era muito comum. A partir de então me aprofundei no assunto e criei o Empório da Papinha, primeira marca brasileira de alimentos orgânicos infantil. Por algum instante passou na sua cabeça a possibilidade de que não poderia dar certo? Sim. Todo negócio possui um grande risco. Mas sempre foquei para que desse certo, o fato de ser um produto saudável, orgânico e exclusivo no país foi um diferencial. serviço: O Empório da Papinha possui atendimento delivery. Você pode fazer seu pedido pelo telefone ou via e-mail. A loja também disponibiliza opção de agendamento para entrega. Para mais informações entre em contato por meio do telefone: (11) 50514343 ou acesse www.emporiodapapinha.com.br.

| 13


Capa

Educação como compromisso A luta por novos desafios para a educação no Estado de São Paulo Fotos: Divulgação/Apeoesp

n Farah de Paula redacao@mulherdeterminada.com.br

N

esta edição a Revista Mulher Determinada traz na capa a professora Maria Izabel Azevedo Noronha, mais conhecida como “Bebel”, a presidente da Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo). Ela fala dos desafios para o futuro do ensino no Estado de São Paulo e aborda a importância de buscar investimentos mais efetivos junto aos governantes para a área da educação.

Revista Mulher Determinada – Como presidente de um dos mais importantes sindicatos do Estado de São Paulo, como a senhora avalia a educação no Estado? Quais os investimentos que faltam no setor para agregar melhores condições de trabalho ao profissional da educação? Maria Isabel – O Estado de São Paulo, infelizmente, não caminha no mesmo ritmo do Brasil, que tem alcançado alguns avanços importantes, como o Plano Nacional de Educação, o FUNDEB, PROUNI e outras leis e programas. O Governo Estadual, por exemplo, não aplica a jornada prevista na lei do Piso Salarial Profissional Nacional, que dá mais tempo ao professor para preparar suas aulas, corrigir provas e trabalhos e participar de programas de formação. Não são boas as condições de trabalho nas escolas estaduais, os professores adoecem e, agora, a orientação da Secretaria da Educação é negar licenças médicas, mesmo quando o professor não tem condições de estar na sala de aula. O Estado precisa investir em condições de trabalho, não apenas do ponto de vista da estrutura física, mas, sobretudo, na valorização profissional. Isto significa salários dignos, compatíveis com outras profissões, com o mesmo nível de formação; carreira justa e atrativa; participação dos professores na formulação e gestão do projeto pedagógico das escolas, entre outros aspectos. A senhora acredita que os avanços na área da

14 |

Bebel, presidente da Apeoesp

educação no Brasil tem despertado a população no sentido de assumirem cada vez mais uma postura de militância política para lutarem por direitos civis e mais igualitários? Creio que sim. Aos poucos vai se formando uma consciência social em torno da importância da educação pública para o desenvolvimento do país e para o futuro de nossas crianças e jovens. Nós, da APEOESP, temos buscando um contato cada vez maior com os movimentos sociais para amplificar a defesa da escola pública, gratuita, laica, inclusiva e de qualidade para todos e todas. Tem sido muito grande a participação da sociedade civil organizada nas Conferências Nacionais de Educação, por parte dos educadores, dos estudantes e também dos pais, dos movimentos sociais e entidades da sociedade civil organizada. Considerando que a educação é a chave para a mudança e melhoria do Brasil em todas as esferas da sociedade, faltam projetos por parte dos governos estaduais e federais para que o país avance? É preciso também investir mais na qualidade do ensino. No ensino fundamental, o acesso está praticamente universalizado, mas a qualidade ainda deixa a desejar. O Estado de São Paulo precisa superar a política da “aprovação automática”, pela qual o aluno é promovido às séries seguintes sem que tenha aprendido. Outro problema diz respeito ao ensino médio e


Bebel participa de reunião da Apeoesp

ao ensino infantil. Na década de 90, com a criação do FUNDEF (Fundo de Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério), esses níveis ficaram em segundo plano, porque a transferência de recursos se dava com base no número de matrículas existentes no ensino fundamental. O país se ressente de um ensino médio que tenha uma identidade, que possa atrair e manter os jovens estudando – e com qualidade -, condição essencial para que possamos formar mais cientistas e mais profissionais em todas as áreas, contribuindo para o maior desenvolvimento do nosso país. Recentemente dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostraram que um quinto dos jovens no Brasil na faixa de 15 a 29 anos não estudam e nem trabalham. Na visão da senhora o que falta para despertar o interesse destes jovens? A escola pública não tem sido atrativa para esses jovens. A escola precisa construir currículos e um projeto pedagógico que sejam capazes de promover atividades inter e transdisciplinares utilizando tecnologias, passeios, visitas monitoradas e outras formas de atrair e manter os estudantes. Como já disse, é preciso que o ensino médio tenha um sentido para que esses jovens possam obter a formação necessária ao prosseguimento dos estudos ou ao mundo do trabalho. Por que atualmente a progressão continuada ainda está presente no modelo de educação escolar brasileiro? Na realidade, no estado de São Paulo não tivemos formação continuada, mas sim a aprovação automática, à qual me referi anteriormente. A progressão

continuada visa à promover a aprendizagem das crianças, com estruturas adequadas, ciclos de aprendizagem de acordo com a capacidade cognitiva dessas crianças, classes com poucos alunos, acompanhamento individualizado, avaliação permanente e qualificada, recuperação no decorrer do ano letivo, jornada de trabalho do professor que lhe permita desenvolver esse trabalho e tantas outras condições que nunca foram observadas na rede estadual de ensino. Mulher, mãe, professora, Presidente da APEOESP pelo quarto mandato, foi membro do Conselho Nacional de Educação, Vice-Presidenta da Câmara de Educação Básica, membro do Fórum Nacional de Educação e atualmente membro do Fórum Estadual de Educação. Como a Presidenta consegue conciliar tanta responsabilidade diante da sociedade? Primeiro, é preciso ter muita consciência da importância de cada um desses papéis e gostar do que se faz. É assim que consigo conciliar todas essas tarefas. Elas me dão enorme prazer. As horas que dedico a minha filha, Maria Manuela, são únicas, intensas e recompensam totalmente todas as ausências que as demais atividades me impõem. Minha família me apoia incondicionalmente neste sentido e só tenho a agradecer todo o carinho e o cuidado que tem com minha filha quando não posso estar presente. Por outro lado, a educação é o meu compromisso com o mundo. Não me imaginaria, hoje, atuando em outra área. É minha paixão desde mocinha. Sempre quis ser professora. Seja na sala de aula, no sindicato, no conselho ou em qualquer outro espaço em que se discutem os caminhos da educação brasileira, é lá que eu quero estar.

| 15


Política

Reeleita

Lula Marques / Fotos Públicas

ao novo mandato a presidente Dilma tem desafios ainda maiores Antigos desafios e novos rumos n FARAH DE PAULA redacao@mulherdeterminada.com.br

N

este ano de 2015 a presidente Dilma já escolheu para o seu governo os ministros responsáveis pelas pastas dos 39 ministérios que irão auxiliar na administração pelos próximos quatro anos. Em sua jornada à frente da presidência Dilma tem o desafio de trazer novas propostas e fazer valer o mandato diante de um país saturado pelos escândalos de corrupção no governo durante os anos de 2013 e 2014. Após tantos mandatos com figuras masculinas, Dilma é a primeira mulher a presidir o Brasil e com ela, os novos ministros à frente dos assuntos mais importantes do país como: saúde, educação, transporte, cultura e todos os outros, precisam fazer diferente para que o povo se sinta representado neste novo governo. No final de outubro, após ser reeleita, a candidata enfrentou uma enxurrada de críticas e resistências

16 |

em uma das campanhas mais acirradas contra o candidato tucano Aécio Neves. Dilma, logo após a reeleição, levou à votação um plebiscito para que o povo pudesse participar de forma ativa nas decisões do congresso. A maioria dos parlamentares votou contra o plebiscito, optando pelo referendo, para uma possível reforma política no cenário atual. Vale lembrar que em 2013 vários ministros entraram com carta de demissão, entre eles, a ministra da Cultura, Marta Suplicy. Não se sabe se o ato tem como objetivo um desabafo de insatisfação pelo atual governo ou se seria apenas estratégias dos bastidores da política. A questão é que Dilma ganhou, porém, saiu enfraquecida no que diz respeito ao apoio no senado. Poucos acreditam em mudanças efetivas. A insatisfação da população referente ao governo não nega que Dilma terá um desafio ainda maior que o mandato anterior. Desta vez além de manter o que já foi conquistado, precisará provar que de fato, tem propostas mais eficientes do que antes.


Mulheres que integram o governo de Dilma Rousseff entre ministérios, secretarias e Gabinetes Dos 39 ministérios escolhidos pela presidente Dilma Rousseff (PT), apenas seis estão sob o comando de mulheres. Confira quem são elas: No Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento está Kátia Abreu. Kátia Abreu é goiana, empresária, graduada em Psicologia pela Universidade Católica de Goiás. Iniciou atividade como produtora agrícola aos 25 anos, passando a líder dos produtores no Sindicato Rural de Gurupi até se tornar a primeira presidente mulher da Confederação Nacional de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome ficou com Tereza Campello Formada na Universidade Federal de Uberlândia, é fundadora do Partido dos Trabalhadores (PT). Tereza foi professora do Curso de Economia na Universidade do Vale dos Sinos (Unisinos) na cadeira de Economia do Setor Público. Paulista, natural de Descalvado, a economista coordenou o Mutirão Arco Verde, que levou serviços públicos, regularização fundiária e fomentou o desenvolvimento sustentável na Amazônia. No Ministério do Meio Ambiente permanece Izabella Teixeira que está no cargo desde abril de 2010, quando o então ministro Carlos Minc saiu para concorrer à Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro. Nascida em Brasília, é bióloga, mestre em Planejamento Energético e doutora em Planejamento Ambiental pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. É especialista em avaliação ambiental estratégica

e funcionária de carreira do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Izabella lecionou em programas de pós-graduação e de cursos ambientais em diferentes universidades, como a UFRJ e a Escola Politécnica. Na Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial está Nilma Lino Gomes, pedagoga e mestra em Educação pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), doutora em Antropologia Social pela USP (Universidade de São Paulo) e pós-doutora em Sociologia pela Universidade de Coimbra. Atualmente, é reitora da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab). Na Secretaria de Políticas para as Mulheres está Eleonora Menicucci de Oliveira Mineira, pesquisadora feminista com visão política independente. É Professora Titular em Saúde Coletiva no Departamento de Medicina Preventiva da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Atualmente é Pró-Reitora de Extensão da Unifesp – Universidade Federal de São Paulo. Sua trajetória acadêmica é marcada por participações em conselhos e comissões e por consultorias em políticas públicas e direitos das mulheres. Como ministra-chefe da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República está a paulista Ideli Salvatti. Licenciada em Física pela Universidade Federal do Paraná, foi a primeira mulher eleita senadora de Santa Catarina, quatro vezes Líder da Bancada do Partido dos Trabalhadores no Senado. Ocupou por duas vezes a função de Líder do Governo no Congresso. Presidente da Comissão Mista sobre Mudanças Climáticas desde 2009, ela foi titular nas comissões de Constituição e Justiça e de Infra-Estrutura, e suplente em mais três: Educação, Assuntos Sociais, e Assuntos Econômicos.

| 17


Educação

Você sabe por que seu filho está com dificuldades na escola? n erison silveira redacao@mulherdeterminada.com.br

A

Ensina Mais Complemento Escolar é uma empresa do Grupo Prepara há mais de dez anos no mercado educacional e vem se consolidando como uma nova opção para o ensino de matemática, português, inglês e informática. O objetivo da Ensina Mais é fortalecer a construção da base educacional do aluno de uma forma lúdica e inovadora, respeitando e superando seus limites individuais. A Revista Mulher Determinada entrevistou a Coordenadora Geral da Unidade Tiradentes em São Bernardo do Campo, Sandra Ayres Sarri, acompanhe: Erisson Silveira - Explique como é a metodologia da Ensina Mais. Sandra - O grande diferencial da Ensina Mais e trabalhar os conteúdos da escola com metodologia hibrida e individualizada, respeitando o tempo de cada aluno, fazendo com que o conteúdo estudado pelo aluno seja totalmente assimilado. Erisson Silveira - A partir de qual momento é necessário a intervenção de um complemento escolar? Sandra - A maioria dos pais que nos procuram já traz essa queixa da dificuldade dos seus filhos. O grande problema é que sempre achamos que elas são pontuais e infelizmente elas não são. Quando a criança começa a apresentar dificuldades é porque, em algum momento, ela teve uma perda de conteúdo na sua vida escolar. Por isso, é sempre importante trabalhar com as crianças antes que a dificuldade apareça.

18 |

Erisson Silveira - Como é feito este diagnóstico? Sandra - O aluno faz uma avaliação pedagógica para identificar quais os conteúdos escolares que ficaram para trás e, a partir desse diagnóstico, é montado um plano de estudo personalizado onde trabalharemos os conteúdos necessários para sanar todas as suas perdas, fazendo com que o aluno só passe do conteúdo quando ele desenvolver total conhecimento sobre o assunto. Erisson Silveira - Como as aulas funcionam? Sandra - Após montado um plano de aula personalizado para cada aluno, as aulas funcionam com uma junção de vários fatores que as crianças e adolescentes adoram, como: aulas e lições feitas no computador, digitação, jogos, desafios, atividades complementares, etc. Tudo isso com o apoio de um professor especializado, material didático exclusivo que auxilia na fixação da matéria e, em breve, lançaremos um portal on-line para os pais, escolas e professores acompanharem os alunos em tempo integral. Erisson Silveira - Por que a Ensina Mais vai além de um reforço escolar? Sandra - O reforço trabalha pontualmente as dificuldades dos alunos na escola, com isso, deixa para trás o que realmente precisa ser trabalhado. Na

Ensina Mais o nosso grande objetivo é retomar este conteúdo, sanando de vez o problema do reforço. Porém caminhamos juntamente com a escola regular com atividades da série escolar do aluno para que ele tenha desempenho satisfatório na mesma. Por isso, os resultados aparecem em 45 dias. Os outros métodos demoram até um ano para dar resultado ou só resolvem o problema pontual. Erisson Silveira - Por que começar agora? Sandra - Muitas vezes só procuramos ajuda quando as notas da escola começam a cair e recupera-las exigirá muito esforço de todos (filhos, pais e professores). Quanto mais cedo começar, melhor e mais rápido será o resultado fazendo com que a criança ou adolescente sempre acredite no seu potencial.

Venha conhecer a Ensina Mais e faça uma avaliação pedagógica gratuita. Dê o primeiro passo para a transformação do futuro de seu filho! Rua Tiradentes, 1466, Ferrazópolis – São Bernardo do Campo, SP Telefone: 2356-3155 Consulte as demais unidades no site: www.ensinamais.com.br


Corpo e Mente

Professora e alunos após apresentação na Atlantis Divulgação

Academia faz apresentação

de Dança do Ventre

Arquivo Pessoal

n FABIOLA SOUZA redacao@mulherdeterminada.com.br

A

Nuha Suad, professora de dança do ventre

academia Atlantis localizada em São Bernardo do Campo realizou em dezembro, a apresentação de encerramento das aulas de Dança do Ventre com a professora Nuha Suad de 42 anos. Desde seu primeiro contato com a dança aos 26, Alessandra Rodrigues, mais conhecida pelo nome artístico Nuha Suad, descobriu que ela fazia parte de seu corpo, mente e alma. Para ela, a dança é uma das ferramentas que podemos utilizar para alcançarmos nossa espiritualidade, nosso verdadeiro EU. Além de melhorar a coordenação motora, afinar a cintura, tonificar a musculatura interna e externa dos braços, pernas e abdômen e corrigir a postura

diminuindo as dores na coluna, o ventre funciona como uma terapia para a mulher, pois melhora sua qualidade de vida como mulher, esposa, mãe e profissional. Desde que foi convidada para dar aulas na academia, as alunas demonstraram gosto pela dança. “Minhas alunas dizem que estão amando, tem os cds com as músicas e se sentem animadas na expectativa da próxima aula”, afirmou. Dentre os materiais utilizados estão os véus, bastões, espadas e snujs, mas seu instrumento preferido é a espada porque ela é imponente. Segundo Nuha, seus figurinos, símbolo marcante dessa dança oriental, custam em média R$ 1.000. Embora as aulas de ventre tenham acabado, a academia Atlantis oferece outras modalidades como natação, hidroginástica, musculação, ginástica, jiu-jitsu, muay-thai, taekwondo e yoga. serviço: Horário de funcionamento: De segunda à quinta das 06:00 às 23:00, sexta das 06:00 às 22:00 e sábado das 07:00 às 14:00 horas - Localização: Rua Angelina Scopel Pinotti, 68 – São Bernardo do Campo - Telefone: 11 4127-5177 E-mail: atlantis@academiaatlantis.com.br

| 19


20 |


| 21


Determinadas

Mulheres

que se destacaram em 2014 n FABIOLA SOUZA E FARAH DE PAULA redacao@mulherdeterminada.com.br

N

ão é novidade que a mulher vem ganhando espaço na sociedade, em diversas representatividades coletivas, no campo profissional, acadêmico e intelectual. O número de mulheres que se consideram e defendem a causa feminista também cresceu significativamente nos últimos anos. Isso se deve a decorrência das políticas públicas e iniciativas gerais que visam conscientizar a população e a própria mulher sobre seus direitos. Um caso interessante que ocorreu em 2014 foi o da vereadora Lucimara Passos (PCdoB) Aracajú, que tirou do bolso e mostrou uma calcinha em seu discurso na tribuna para Fotos: Divulgação protestar contra a violência e defender a imagem da mulher diante do comentário do então vereador Agamenon Sobral (PP) que afirmou merecer uma “surra” uma noiva da região que foi barrada pelo padre por ir à sua cerimônia de casamento sem calcinha.

Outra mulher que se destacou foi Amy Adams indicada ao Oscar 2015 para o prêmio de melhor atriz em Grandes Olhos. O filme apresenta a história real da pintora Margaret Keane (Amy Adams), famosa nos anos 1950 por seus retratos com crianças de olhos grandes e assustadores. O drama apresenta Margaret lutando na justiça contra o marido, que assume a autoria de suas obras. Hayley Williams, vocalista da banda Paramore, também deixou sua marca ao receber o prêmio”Trailblazer

22 |

Award”. O evento realizado pela Billboard chamado de Women in Music, homenageia as mulheres mais importantes da música a cada ano. A vocalista foi homenageada por sair do comum e deixar uma marca única no mundo da música. Marina Silva foi eleita a Mulher do Ano pela revista britânica Financial Times. Segundo a revista, sua grande influência política convence os eleitores de que ela é rara entre os políticos, alguém que honestamente acredita no que diz. O título é dado às mulheres que deixaram a sua marca como líderes, ativistas e lutadoras em um ano que “abalou” o mundo. Sendo a primeira mulher eleita presidente do Brasil em 2010, apesar de tantas acusações que sofreu nos debates às vésperas das eleições, Dilma Rousseff conseguiu ser reeleita em 2014. Com 51,64% dos votos contra 48,36% de Aécio, Dilma promete manter seu compromisso social, declarando em sua posse que ocorreu dia 1° no Palácio do Planalto, que pretende fazer mudanças na economia, mas sem afetar os compromissos sociais e pediu o apoio dos brasileiros para fazer o país avançar. A agente de trânsito Luciana Tamborini foi outra que também repercutiu na mídia quando parou o juiz João Carlos de Souza Correia em uma blitz da lei seca no Rio de Janeiro. O carro dele estava sem placa e ele estava sem a carteira de habilitação, mas quem foi condenada foi ela, por abuso de poder tendo de pagar uma indenização de R$ 5 mil a ele. Ojuiz queria receber tratamento diferenciado na blitz, tendo ela dito que ele era um juiz e não “um Deus”.


Esportes Márcio Donizete

Metodista/São Bernardo é a soberana da Liga Nacional Feminina, com oito conquistas

O domínio do handebol

feminino é da Metodista/SBC n MÁRCIO DONIZETE redacao@mulherdeterminada.com.br

A

Metodista/São Bernardo segue como a principal equipe de handebol do Brasil. Na categoria feminina, os números impressionam. No fim de 2014, o time do ABC conquistou a Liga Nacional, ao derrotar Concórdia-SC por 23 a 20 na decisão, atuando em casa, no Poliesportivo. Foi o oitavo título do clube na competição, mas o gostinho foi de conquista “engasgada”, já que no ano anterior as adversárias catarinenses haviam conseguido quebrar a sequência de taças da Metodista. “Elas (Concórdia) têm excelente equipe, mas trabalhamos redobrado desta vez. No ano passado tínhamos condições de título. Estava engasgada essa conquista e com trabalho e dedicação conseguimos”, exaltou a goleira Ariadne após o apito final. Para se ter noção da rivalidade entre os times, foi a terceira final consecutiva entre as equipes. Em 2012, deu Metodista; já em 2013, Concórdia respondeu e evi-

tou o oitavo título seguido das são-bernardenses. Mas em 2014 não deu outra: o clube da região conseguiu retomar a hegemonia do handebol brasileiro. “Tivemos obediência tática. Proporcionamos espaços no primeiro tempo e tivemos ataques precipitados. Corrigimos isso no intervalo. Pedi calma e tranquilidade”, explicou o técnico Eduardo Carlone depois do jogo contra as catarinenses. A fala do treinador se remete às dificuldades que a Metodista teve na decisão, afinal o time perdia por 14 a 9 no intervalo. Mas na segunda etapa reagiu e virou para 18 a 17 aos 14 minutos. Depois disso, a equipe do ABC foi mantendo a vantagem apertada e terminou com a vitória por 23 a 20. A central Deborah Hannah não atuou em toda a Liga Nacional por romper os ligamentos de um dos joelhos e ficou apreensiva do lado de fora das quadras. “É difícil, acabo não me concentrando porque quero gritar, dar conselhos. Mas estou feliz, trabalhamos para isso e não poderíamos sair sem esse título”, disse a campeã mundial com a Seleção Brasileira em 2013.

| 23


24 |


Camarote vip

1

Amelia, Branquinho e Zilda

2

Isabela e Victor com o Papai Noel

3

01

4

02

5

6

7

03

04

8

9

10

05

Regiane, Daiane, Alisson, Sidnei, Nelia, Adão e Leo Branquinho, Fabio, Zilda, Vanessa, Victor e Isabela Em pé: Sergio, Andrea, Dr. Roberto, Egberto, Dra. Rosana, Sentados: Dr. Biagioni, Viviane, Isis e Leonardo Dra. Rene, Rafael, Dra. Rosana, Dr. Biagioni, Dr. Joaquim e Dra. Ione Mulheres marcaram presença no aniversário da Hayane Domice, Eunice, Lene, Fausta, Paula, Fatima, Lucelita, Laura, Vitoria e Clícia Carlos Alberto, Felipe, Carla, Ana Julia e Regiane Igor, José Carlos, Sueli, Willian e Bruno

06

09

07

08

10

| 25


Liso Perfeito

para conquistar o fio chapado dos seus sonhos, sem maltratá-los, fique ligada em nossas dicas! 1º - DÚVIDAS FREQUENTES uma pergunta que pode aparecer é qual a diferença entre alisamento e relaxamento? R: O alisamento é a tecnica mais indicada para transformar o fio em liso, recomendado para qualquer tipo de cabelo. Já o relaxamento consiste apenas em diminuir o volume de cabelos rebeldes e com cachos sem forma. 2º - ALISANDO É importante que o processo de alisamento seja feito por um profissional especializado, para não ocorrer o risco de

26 |

danificar as madeixas. Após o processo, é ideal que os produtos escolhidos sejam específicos para cabelos quimicamente tratados, para que a cabeleira recupere o brilho e a vivacidade. 3º - CHAPINHA AMIGA Para quem nao quer radicalizar, pranchar ou escovar os cabelos tambem é uma opcao. Porem, o abuso de fontes de calor resseca a fibra, chegando em alguns casos, a partir os fios. NATURALMENTE ESCORRIDOS A indicação é sempre usar produtos pro-

prios para o seu tipo de fio: oleoso,seco ou normal. O corte tambem deve ser feito regularmente, pois deviso a estrutura lisa, da para perceber com facilidade quando o cabelo perde a forma. O mesmo cuidado serve para os alisados. Ja para conquistar a aposta e recorrer a produtos que deem massa, como mousse, spray e leave-in.


| 27


VEM AÍ...

DIA 29/03

Circuito de Corrida e Caminhada das Sete Cidades do ABC

3ª CORRIDA E CAMINHADA

Mulher Determinada PARTICIPE DA 3ª CORRIDA E CAMINHADA MULHER DETERMINADA DO GRANDE ABC CONTRA A VIOLÊNCIA E O CÂNCER DE MAMA.

VALOR DA INSCRIÇÃO: R$30,00

Abrace essa causa correndo

Parte da renda obtida com as inscrições será revertida para Entidades de Combate ao Câncer Mais informações: www.jornalexata.com.br / www.revistaevolucao.com.br (11) 3423-6816 / 2355-7934 / 9-6012-4549 Realização:

28 |

Revista mulher determinada - Edição 7  
Revista mulher determinada - Edição 7  
Advertisement