__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

EDIÇÃO ESPECIAL

A RIVISTA QUE CONSTRÓI A SUA VIDA

Abril 2020 / Edição 795

evangélico www.impactoevangelistico.net

TESTEMUNHO

O DIFÍCIL CAMINHO DE MARTHA HISTÓRIA

A VERDADE DO SEPULCRO VAZIO DEVOCIONAL

COMPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA EVELYN ÁNGELES

A RESSURREIÇÃO DE JESUS CRISTO Mitos e verdades do coronavírus que faz tremer o mundo

PANDEMIA abril

PUBLICAÇÃO OFICIAL DO

MOVIMENTO MISSIONÁRIO MUNDIAL

2020 / Impacto evangélico

1


M

I

S

S

I

O

N

Á

R

Pregando de povo para povo, levando esperança e salvação.

Veja através do aplicativo Bethel Plus

2

MOVIMENTO MISIONARIO MUNDIAL

América • Europa • Oceania • África • Ásia

I

A


EDITORIAL

PANDEMIA Rev. José Arturo Soto B. Presidente Internacional do M.M.M.

“Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Onipotente descansará”. Salmo 91

CONFIAR EM NOSSO DEUS O mundo está sendo atacado por uma pande-

que estão postas por nosso Criador.

mia. É uma situação muito seria que põe todos os compo-

Oremos por nossos médicos e por nossos cientistas,

nentes da sociedade perante uma circunstância desconhe-

muitos deles familiares de nossas igrejas que estão ali, no

cida. Há três meses ninguém se imaginava que o mundo

mesmo núcleo do problema, e estão arriscando suas vidas

inteiro estaria convulsionado por esta ameaça.

para ajudar outros. Oremos por eles.

Nossa atitude, espiritual, primeiro é confiar em nosso

Oremos também para que os cientistas possam encon-

Deus, no Kyrios, o Senhor do universo, que tem controle

trar uma vacina para esse mal que está assolando a humani-

de todas as coisas e que nada, apesar de que seja um vírus

dade. Também lhes peço que oremos pela terra e por nossos

pequeno, escapa de sua atenção. Convidou-os a repousar no

países.

Senhor.

Os que entendemos a vida espiritual podemos discernir

Não devemos nos desesperar como aqueles que não

que há uma situação que o homem arrastra a causa de sua

têm esperança. No Salmos 23, a Palavra do Senhor nos diz:

desobediência e de sua indiferença perante o Deus da Gló-

“Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente

ria. Há tanto abuso da humanidade que já ninguém deveria

a águas tranquilas. Refrigera a minha alma; guia-me

perguntar a Deus por que está acontecendo isto?

pelas veredas da justiça, por amor do seu nome. Ainda

Alguns dizem que Deus manda essas coisas e não é ne-

que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não te-

cessariamente isso. Nosso modo de andar neste mundo pro-

meria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e

duz um efeito de morte. Há um momento em que cruzamos

o teu cajado me consolam”.

os limites e chega até a presença de Deus o pecado humano

Nossa atitude perante esse flagelo tem que ser responsável; devemos obedecer às autoridades de saúde e qual-

e, então, isso mesmo produz, como se acontece no corpo, a decomposição de elementos que já vivem em nós.

quer autoridade que tenha que ver com a regulação deste

Por isso nós, que estamos seguindo os passos do Sen-

problema mundial. É dizer, devemos fazer tudo o que nos-

hor, devemos clamar pelo mundo, para que, não só no caso

sas autoridades dizem, porque eles sabem o que estão fazen-

desta COVID-19, mas para qualquer outra ameaça sobre

do. Se estão proibidas a reuniões, então não devemos nos

este mundo e a humanidade, o Senhor tenha misericórdia.

reunir; se há quarentenas, devemos permanecer em casa. O povo de Deus deve escutar as instruções das autoridades

Deus nos impulsionará, confiemos em seu poder e em sua misericórdia. Que Deus os abençoe, amados irmãos.

abril

2020 / Impacto evangélico

3


www.impactoevangelistico.net

evangélico Diretor Fundador: Rev. Luis M. Ortiz ABRIL 2020 / EDIÇÃO N° 795 USPS 012-850) PUBLICAÇÃO OFICIAL DO MOVIMENTO MISSIONÁRIO MUNDIAL O World-Wide Missionary Movement, Inc. é uma igreja sem fins lucrativos, com uma visão para fundar novas igrejas nos Estados Unidos da América e seus territórios e também com uma visão missionária para fundar novas igrejas onde Deus abre novas portas em todo o Mundo. PUBLICAÇÃO MENSAL POR: Movimiento Misionero Mundial, Inc (Movimento Missionário Mundial, Inc.) San Juan, Porto Rico Washington, D.C. Postagem Periódica pagada a: San Juan, Porto Rico 00936

AGENTE DO CORREIO:

enviar variações de endereço a Impacto Evangélico P.O. BOX 363644 San Juan, Porto Rico 00936-3644 Telefono (787) 761-8806; 761-8805; 761-8903 OFICIAIS DO M.M.M. INC. Rev. José Soto Presidente Rev. Humberto Henao Vicepresidente Rev. Rubén Concepción Secretario Rev. Luis Meza Tesoureiro Rev. Rómulo Vergara Diretor Rev. Clemente Vergara Diretor Rev. Carlos Guerra Diretor Rev. Alberto Ortega Diretor Rev. Albert Rivera Diretor OBRAS ESTABELECIDAS EM: Alemanha Filipinas Argentina Finlândia Aruba França Austrália Gana Áustria Grécia Bélgica Guatemala Belize Guiné-Equatorial Bolívia Guiana Francesa Bonaire Haiti Brasil Honduras Camarão Índia Canadá Inglaterra Chile Ilha de San Andrés China (Col.) Colômbia Ilha Maurícia Congo Ilhas Canárias Costa do Marfim (Espanha) Costa Rica Ilha Havai (EUA) Curaçao Israel Dinamarca Itália Equador Jamaica Emirados Árabes Japão Unidos Kuwait El Salvador Luxemburgo Espanha Madagáscar Estados Unidos da Malásia América Martinica

México Myanmar Moçambique Nepal Nicarágua Nova Zelândia Omã Países Baixos Panamá Paraguai Peru Portugal Porto Rico República Dominicana Roménia Sri Lanka Suécia Suíça Suriname Tailândia Trindade e Tobago Uganda Uruguai Venezuela

Depósito Legal na Biblioteca Nacional do Peru N ° 2011-02530 Igreja Cristã do Pentecostes do Movimento Missionário Mundial: Horacio Cachay 388 - La Victoria - Lima 13 - Peru

4

Impressão: Quad/Graphics Perú S.A.

MOVIMENTO MISIONARIO Av. Los Frutales 344 -MUNDIAL Lima 03 - Peru

América • Europa • Oceania • África • Ásia

O Movimento Missionário Mundial é uma organização religiosa sem fins lucrativos, devidamente registrada em San Juan, Porto Rico, e na capital federal, Washington DC com sede nas duas cidades, bem como em todos os estados da União Americana e em outros países onde temos obras missionárias estabelecidas. Importante As ofertas e doações em dinheiro, computadores, imóveis, legados em testamento, para o benefício desta obra do Movimento Missionário Mundial, Inc. são dedutíveis do imposto de renda (Income Tax) e os recibos emitidos pelo Movimento Missionário Mundial são reconhecidos pela Diretoria das Rendas Internas (IRS), do Governo Federal dos Estados Unidos da América e do Estado Livre Associado de Porto Rico. n

Visite o nosso website Obtenha informação edificante da Obra de Deus e fique a par das últimas notícias. Um acesso personalizado a partir de qualquer lugar do mundo: www.impactoevangelistico.net n

Se você quiser Escreva-nos para o nosso endereço postal: Movimiento Misionero Mundial, Inc. P.O. Box 363644 San Juan, P.R. 00936-3644 n

Copyright © 2009 Impacto Evangélico Movimiento Misionero Mundial, Inc. (World-Wide Missionary Movement, Inc.) Todo o conteúdo da revista e cada edição subseqüente está devidamente registrada na Biblioteca do Congresso, Washington, DC EUA. Todos os direitos reservados. A reprodução parcial, completa ou em qualquer forma ou sua tradução para outros idiomas sem a autorização do Diretor é proibida. No âmbito dos acordos internacionais de direitos autorais é um crime punível por lei n

Declaração Doutrinária O Movimento Missionário Mundial adere às doutrinas fundamentais da Bíblia, tais como: n

• A inspiração das Escrituras Sagradas: 2 Timóteo 3:15-17, 2 Pedro 1:19-21. • A Divindade adorável em Três Pessoas, Pai, Filho e Espírito Santo: Mateus 3:16-17, 17: 1-5; 28:19 João 17: 5, 24, 26, 16:32, 14:16, 23, 18:05, 6, 2 Pedro 1:17,18; Apocalipse 5. • A salvação pela fé em Cristo: Lucas 24:47, João 3:16, Romanos 10:13, Tito 2:11, 3:5-7. • O Novo Nascimento: João 3:3, 1 Pedro 1:23, 1 João 3:9. • A Justificação pela Fé: Romanos 5:01, Tito 3:07. • O Batismo nas águas por imersão, segundo ordenado por Cristo: Mateus 28:19, Atos 8:36-39. • O Batismo no Espírito Santo, subseqüente à salvação, falando em outras línguas, segundo: Lucas 24:49, Atos 1:4, 8, 02:04. • A Cura Divina: Isaías 53:4, Mateus 08:16, 17, Marcos 16:18, Tiago 5:14, 15. • Os Dons do Espírito Santo: 1 Coríntios 12:1-11. • Os frutos do Espírito Santo: Gálatas 5:22-26. • A Santificação: 1 Tessalonicenses 4:03, 5:23, Hebreus 0:14, 1 Pedro 1:15, 16, 1 João 2:6. • O Ministério e a Evangelização: Marcos 16:15-20, Romanos 10:15. • O dízimo e a Sustentabilidade da Obra: Gênesis 14:20, 28:22, Levítico 27:30, Números 18:21-26, Malaquias 3:7-10, Mateus 10:10; 23:23. • A ascensão da Igreja: Romanos 8:23, 1 Coríntios 15:51 - 52, 1 Tessalonicenses 4:16-17. • A Segunda Vinda de Cristo: Zacarias 14:1-9, Mateus 24:30, 31, 2 Tessalonicenses 1:07, Tito 2:13, Judas 14, 15. • O Reino Milenar: Isaías 2:1-4, 11:5-10, Zacarias 9:10, Apocalipse 19:20, 20:3-10. • Novos Céus e Nova Terra: Isaías 65:17, 66:22, 2 Pedro 3:13, Apocalipse 21:1.


Encontrar-nos em

SOMMARIO

www.facebook.com/impactoevangelistico

6.- NOTA DE CAPA OS TEMÍVEIS DIAS DE UMA PANDEMIA Seis epidemias com altos índices de mortalidade assolaram diversas partes do mundo no século XXI. O coronavírus, com menos vítimas, causou tanta preocupação que dezenas de países extremam suas medidas de segurança.

20.- ATUALIDADE O VÍRUS ENTRA NOS BOLSOS O mercado chinês está experimentando o impacto do coronavírus. É obvio, que, a curto ou médio prazo, a economia mundial sofrerá também a crise. A pandemia não só afetará a saúde das pessoas, mas também sua carteira.

24.- ATUALIDADE A QUARENTENA E SEUS EFEITOS Mais de 100 milhões de pessoas se viram obrigadas a permanecer em quarentena no mundo. As autoridades começam a perceber que o isolamento tem consequências na saúde mental da povoação.

28.- INFOGRAFICO

China

Shandong 760 contágios

A expansão do novo coronavírus preocupa todos os setores da sociedade no mundo. Contudo, apesar da informação existente e das medidas e recomendações oficiais, há muita incerteza entre a povoação como resultado de relatórios contraditórios, notícias falsas, tradições e superstições que se propagam nas redes sociais, e a reação paranoica das pessoas que se preocupam indevidamente.

Primeiro mapa tridimensional do coronavírus em escala atômica

Qual é a origem da COVID-19?

Pensava-se que a origem era o mercado atacadista de animais vivos na localidade de Wuhan. No entanto, uma pesquisa recente baseada em 93 amostras concluiu que o vírus procedeu de algum outro lugar, apesar de que o mercado foi o que disparou a expansão do patógeno.

Xangai 355 contágios

População

11 895 000

Como é detectada a COVID-19?

Wuhan (epicentro do surto) 3099 mortes 67 798 contágios

Mediante um teste de biologia molecular no qual se detecta o código genético do vírus. Os testes têm diferentes controles de qualidade que permitem determinar se a amostra é positiva ou negativa. Para realizá-los são necessários escarros ou outras secreções respiratórias obtidas por mecanismos como a aspiração ou a lavagem nasofaríngea. Além disso, podem ser usadas amostras de sangue. Uma vez que as amostras chegam ao laboratório, tem-se um diagnóstico em poucas horas.

Taiwan 59 contágios

Guangdong 1361 contágios

462 000 21 000

Infectados Pesquisados da Universidade do Texas criaram o primeiro mapa 3D em escala atômica do coronavírus. Um passo importante e vital para o desenvolvimento de vacinas, anticorpos terapêuticos e outras contramedidas.

Mortos

Atualizado de 25/03/2020

FASES DA PANDEMIA

Fase 2: Contenção

Consiste em identificar aquelas pessoas que importam esta infecção do exterior e conseguir uma contenção adequada. Os cidadãos devem aplicar medidas que evitem que o vírus se propague em nível domiciliário e comunitário. Ordena-se restringir o ingresso de viageiros. Fase 3: Contágio comunitário O governo tenta evitar as concentrações para evitar uma propagação massiva. Insta a povoação a que aplique isolamento voluntário e tente não sair à rua. Fase 4: Transmissão sustentada Quando há casos de transmissão comunitária sustentada. As autoridades sanitárias declaram o isolamento social ou quarentenas.

Casos estimados Dezenas

80% leves

14% graves 6% muito graves Casos estimados Centenas

80% leves 14% graves 6% muito graves Casos estimados: Milhares

80% leves 14% graves 6% muito graves Milhões

80% leves 14% graves 6% muito graves

Prevenção Saudações entre pessoas Espaços públicos Escolas e universidades Lugar de trabajo Prevenção Saudações entre pessoas Espaços públicos Escolas e universidades Lugar de trabalho Prevenção

Saudações entre pessoas Espaços públicos Escolas e universidades Lugar de trabalho

Aplicar com maior força: Vigilar e avaliar ativamente a evolução da pandemia. Seguir proporcionando atualizações para o público e para todos os interessados diretos da situação da pandemia. Aplicar medidas individuais, sociais e farmacêuticas. Aplicar os planos de contingência dos sistemas de saúde em todos os níveos.

A FAMÍLIA DOS CORONAVÍRUS O coronavírus deixa sequelas?

Uma equipe de pesquisadores do Centro de Doenças Infecciosas do Hospital Princesa Margarita, em Hong Kong, descobriu que certas pessoas que já conseguiram uma recuperação da COVID-19 ainda estão em risco. Alguns deles tiveram uma redução de sua capacidade pulmonar de 20% a 30% depois de superar a doença.

Dos dromedários para os humanos.

O SARS-CoV-2 é só um das dezenas de vírus que fazem parte da família dos coronavírus. Foram descobertos nos anos 60. Seus diferentes tipos provocam diferentes doenças, desde um enfriado até uma síndrome respiratória grave. Grande parte dos coronavírus não são perigosos e se podem tratar de forma eficaz. De fato, a maioria das pessoas contraem em algum momento de sua vida um coronavírus, geralmente durante sua infância. Apesar de que são mais frequentes em outono ou inverno, podem ser adquiridos em qualquer época do ano. Podem ser transmitidos dos animais para as pessoas (transmissão zoonótica). Segundo estudos exaustivos sobre esta questão, é sabido que o SARS-CoV foi transmitido do gato-de-algália para o ser humano e que o MERS-CoV for transmitido do dromedário para o ser humano. Além disso, também se sabe que há outros coronavírus circulando entre animais, que ainda não infectaram o ser humano.

Parte da família

Fase 1: Preparação

Após o conhecimento da doença e a declaratória em outros países, começa a preparação para a provável chegada de casos importados do coronavírus. São instaladas unidades de controle sanitário nos aeroportos.

A TECNOLOGIA CONTRA O VÍRUS Na China são empregadas todo tipo de tecnologias para lutar contra a COVID-19. Pudemos observar em diferentes lugares robôs desinfetantes, cascos inteligentes, drones equipados com câmeras termográficas e mesmo um software de reconhecimento facial.

22.- ATUALIDADE A IGREJA EM TEMPOS DE PANDEMIA Plataformas de streaming, grupos de WhatsApp ou serviços de chamas de vídeo. A tecnologia parece ser a primeira via de solução para continuar com os serviços evangélicos nestes tempos de coronavírus.

26.- ATUALIDADE O TELETRABALHO E O CORONAVÍRUS A necessidade de não paralisar os trabalhos em tempos de quarentena pôs na mira uma nova modalidade que veio com os avanços da tecnologia: o teletrabalho.

AS CHAVES DO CORONAVÍRUS

O que é a COVID-19?

É uma doença infecciosa causada por um novo vírus que não tinha sido detectada em humanos e que apareceu em Wuhan, China, em dezembro do ano passado.

Pequim 452 contágios

16.- ATUALIDADE

MERS-CoV:O coronavírus causante da síndrome respiratória do Médio Oriente (MERS) foi detectado pela primeira vez em 2012 na Arábia Saudita. Até outubro de 2019, foram registrados mais de 2.400 casos de infecção em diferentes países, com mais de 800 mortes. A letalidade é, portanto, de 35%. Dos morcegos para os gatos-de-algália e para os humanos. SRAS-CoV:A síndrome respiratória aguda e grave (SARS) começou em novembro de 2002 na China, afetou mais de 8.000 pessoas em 37 países e provocou mais de 700 mortes. A mortalidade do SARS-CoV é de 10% aproximadamente.

Cobrir a boca com o antebraço ao espirrar.

Evitar tocar os olhos, o nariz ou a boca sem lavar as mãos.

Lavar bem as mãos.

Mercado de pescado de Wuhan seria o foco da epidemia. COVID-19: No final de dezembro de 2019 foram registrados os primeiros casos de um novo coronavírus na cidade de Wuhan (China). Os casos declarados já superam com uma grande diferença os da epidemia do SARS, mas a taxa de letalidade é mais baixa.

40.- APOLOGÉTICA

30.- HISTÓRIA A VERDADE SOBRE A RESSUREIÇÃO Depois da ressurreição de Jesus, seus discípulos voltaram à cidade de Jerusalém para proclamá-lo. Essa asseveração não teria podido ser mantida em Jerusalém se o sepulcro não tivesse estado vazio.

34.- HISTÓRIA DE VIDA O DIFÍCIL CAMINHO DE MARTHA Martha Irrazaval Valpere viu como seu jovem casamento era interrompido, poucos meses depois da cerimônia, quando uma patrulha de militares matou seu marido. A perda abateu sua mente e seu coração. Cristo apareceu em seu caminho no momento menos esperado.

A IMPORTÂNCIA DA RESSURREIÇÃO DE CRISTO Todas as grandes religiões do mundo, exceto quatro delas, estão baseadas em simples proposições filosóficas. Só o cristianismo afirma que seu fundador saiu vivo de seu sepulcro.

42.- ENTREVISTA UMA OBRA UNIDA E FORTALECIDA NO KYRIOS O Movimento Missionário Mundial do Uruguai avança a passos firme e seguros, sem duvidar. Apesar das dificuldades que houve alguma vez, hoje se pode apreciar uma Obra unida e fortalecida no Kyrios.

44.- DEVOCIONAL A RESSURREIÇÃO DE CRISTO, CASO ÚNICO

46.- DEVOCIONAL ATENTANDO AS COISAS QUE NÃO SE VEEM

48.- DEVOCIONAL APOCALIPSE

50.- EVENTOS O TRABALHO EVANGELIZADOR QUE O MMM DESENVOLVE NO MUNDO

66.- CARTAS NOSSOS LEITORES ESCREVEM

abril

2020 / Impacto evangélico

5


NOTA DE CAPA

PANDEMIA

Durante o século XXI, até seis epidemias com altos índices de mortalidade assolaram diversas partes do mundo. No entanto, o coronavírus, com menos vítimas, causou tanta preocupação que dezenas de países extremam suas medidas de segurança, enquanto povoações completas reagem com pânico perante a nova ameaça. O que originou esses níveis de pavor?

OS TEMÍVEIS DIAS DE UMA

PANDEMIA SPENCER LÓPEZ

6

MOVIMENTO MISIONARIO MUNDIAL

América • Europa • Oceania • África • Ásia


FOTO REUTERS abril

2020 / Impacto evangĂŠlico

7


NOTA DE CAPA Quando as autoridades sanitárias de Wuhan,

província de Hubei (China), identificaram o vírus denominado COVID-19 em um grupo de pacientes que apresentavam pneumonia, ninguém imaginou o início de uma pandemia que ia provocar sérias mudanças nos hábitos de vida da povoação, uma histeria coletiva imprevisível, medidas radicais nos governos de todas as potências e importantes consequências negativas para economia mundial. O COVID-19, conhecido como coronavírus, não é um dos mais mortais que apareceu no mundo. O número de vítimas é relativamente baixo em comparação com as de outras pandemias, segundo as estatísticas dos organismos internacionais de saúde. Com uma medicina incipiente e sem instituições como a Organização Mundial da Saúde (OMS), as povoações de faz um século ou mais eram mais vulneráveis às epidemias e, portanto, os índices de mortalidade eram altíssimos. Agora a situação é diferente. A PESTE NEGRA

A pior taxa de mortalidade da história foi causada pela peste negra, que durou desde 1348 até 1350, e acabou com a vida de entre 100 milhões e 200 milhões de pessoas em todo o mundo. As consequências econômicas e sociais também foram numerosas. A peste chegou à Itália através dos navios genoveses e venezianos em outubro de 1347 e, para janeiro do ano seguinte, já tinha chegado à França, estendendo-se até o Norte da África. Apareceu em Paris em junho de 1348; mais tarde, chegou à Inglaterra através do Canal da Mancha. Os ratos-pretos, que habitualmente viajavam nos navios, propagaram a doença ao longo das costas e rios navegáveis de três continentes, pois chegou até a Ásia, o que provocou uma histeria coletiva. As cidades eram as mais expostas ao contágio, pelo amontoamento no qual se vivia, sobretudo nos bairros pobres. Paris, por exemplo, perdeu à metade de seus habitantes por esse motivo. Em outubro de 1348, Felipe VI, rei da França, ordenou que a Faculdade de Medicina de Paris definisse as causas que tinham provocado a temível epidemia. Mediante teses, antíteses e evidências, os doutores chegaram à incrível conclusão de que sua origem se devia a uma tríplice conjunção de Saturno, Júpiter e Marte no grau quarenta de Aquário, fato que aconteceu em 20 de março de 1345. Este pronunciamento se tornou a versão oficial e foi reproduzida e traduzida para várias línguas. No entanto, as pessoas não se importaram com esse veredito. Em vários lugares da Europa, os judeus foram acusados de ser a causa da epidemia devido a que, supostamente, estavam envenenando os poços de água. Circulou a versão de que existia uma conspiração judaica internacional com sede em Toledo, Espanha, donde partiam emissários que levavam o veneno escondido em pequenos

8

MOVIMENTO MISIONARIO MUNDIAL

América • Europa • Oceania • África • Ásia


sacos, bem como instruções rabínicas sobre a forma de envenenar poços e mananciais. Assim começaram os primeiros linchamentos na primavera de 1348 e centenas de judeus foram tirados de seus lares e arrojados a enormes fogueiras sem nenhuma contemplação. A história fala pouco sobre este infausto episódio. Outra das reações das pessoas foi isolar os doentes ou suspeitos do mal. Desse modo se consolidou a “quarentena”, processo sanitário que estabelece quarenta dias como período de tempo necessário de observação para determinar a presença de uma doença. As autoridades estabeleceram “estações quarentenárias”, especialmente nas entradas das cidades onde o viageiro que queria entrar devia esperar 40 dias em observação para comprovar que não estava doente. A peste negra teve enorme repercussão nos países afetados que precisaram de mais de 80 anos para que a povoação se recuperasse. Quando a epidemia começou, a Europa tinha uma economia em crise como consequência de um decadente sistema feudal e uma superpopulação considerável. A peste contribuiu para o enfraquecimento do feuda-

A história das pandemias é longa e, em alguns casos, tenebrosa. No entanto, nos últimos trinta anos, tiveram lugar mais epidemias no mundo que nos séculos precedentes. São os signos dos últimos tempos? lismo e começou a surgir a burguesia. Houve uma mudança demográfica a longo prazo que obrigou a modificar as condições dos trabalhadores, tanto em termos de salários e mobilidade quanto na abertura do mercado de terras (a fonte principal de riqueza nesse momento) a novos investidores. OUTRAS PANDEMIAS

A história das pandemias é longa e, em alguns casos, tenebrosa. No entanto, nos últimos trinta anos, tiveram lugar mais epidemias no mundo que nos séculos precedentes. São os signos dos últimos tempos? Os livros destacam da antiguidade a praga de Justiniano que matou 25 milhões de pessoas em tempos do Império Romano de Oriente e da próspera cidade de Constantinopla. No século XX, a gripe espanhola, que apareceu depois

abril

2020 / Impacto evangélico

9


NOTA DE CAPA

da Primeira Guerra Mundial, deixou cerca de 80 milhões de vítimas mortais, quatro vezes mais do que causa a AIDS, que, a partir de 1981, foi considerada oficialmente uma epidemia de transmissão sexual. Nas primeiras décadas do presente século, foram várias as propagações de vírus que puseram em xeque a saúde mundial e provocaram preocupação; apesar de que nenhuma delas como o recente coronavírus. No ano 2014, uma equipe de pesquisadores da Universidade Brown (Estados Unidos), identificou todas as doenças infecciosas entre 1980 e 2010, e determinou que nos últimos trinta anos o número anual de surtos triplicou

10

MOVIMENTO MISIONARIO MUNDIAL

América • Europa • Oceania • África • Ásia


em todo o mundo e as doenças causantes quase dobraram. A pesquisa revela que nenhuma destas emergências sanitárias foi provocada por um agente infeccioso novo e desconhecido, mas por uma mutação ou modificação de um vírus anterior. Por exemplo, o vírus da gripe se combinou e gerou na primavera de 2009 a conhecida A (H1N1), denominada também “gripe suína”. A gripe H1N1 é uma combinação de vírus de porco, aves e seres humanos. Rapidamente foi catalogado como nível 6, é dizer “pandemia em curso”. Sua taxa de mortalidade alcançou os 18.337, segundo o relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS). Só depois de 14 meses,

a entidade de saúde mundial declarou o fim da pandemia. Outras emergências já registradas em épocas passadas reapareceram em diferentes apresentações, como a poliomielite (descrita desde 1978, mas que tinha afetado os antigos egípcios), o ebola (descoberto em 1976) e a zika (conhecido desde 1974). CAUSAS DE UMA EPIDEMIA

Por que doenças já conhecidas são capazes de gerar epidemias à escala internacional? A resposta para esta pergunta foi descrita em grande parte pelo epidemiologista Stephen Morse da Universidade Columbia no ano 1995.

abril

2020 / Impacto evangélico

11


NOTA DE CAPA

OS ÚLTIMOS TEMPOS? Nos últimos trinta anos, o número anual de surtos triplicou em todo o mundo. Esta é a lista de epidemias deste século: 2002: 1.000 casos de poliomielite na região de Uttar Pradesh, Índia. 2003: Epidemia da SARS. 8.000 infetados e 700 mortes em dois meses. 2005: A gripe aviária em sua cepa H5N1 se tornou uma ameaça de pandemia quando tiveram lugar os primeiros contágios em seres humanos. 2009-2010: A pandemia de gripe A (H1N1) cobrou a vida de mais de 18.000 pessoas em todo o mundo. 2010: Um surto de cólera assolou o Haiti. A inadequada gestão da água derivada do caos causado pelo terremoto do Haiti de 2010 que o precedeu favoreceu sua rápida propagação, alcançando mais de meio milhão de afetados e 8.000 vítimas. 2014: A epidemia do ebola começou na Guiné em março e nos meses seguintes se estendeu à Libéria e à Serra Leoa. Posteriormente, alcançou a Nigéria, Senegal, Espanha e Estados Unidos. A falta de uma cura permitiu a morte de 4.500 pessoas em meio ano. 2012-2015: A síndrome respiratória do Médio Oriente (MERS) foi detectada em 2012 na Arábia Saudita. Em maio de 2013 houve casos em mais de 7 países, incluindo o Catar, Reino Unido, França, Alemaniza e Tunísia. O vírus infetou quase 1.000 pessoas e matou mais de 500. 2014: O vírus da zika assolou toda a América Latina com vários milhões de infetados e milhares de bebês com microcefalia. 2019-2020: A COVID-19, um novo tipo coronavírus catalogada como pandemia pela OMS (11/03/20), foi descoberta em 31 de dezembro de 2019 na China faz sua aparição.

Em sua pesquisa, Morse apresentou fatores básicos que desencadeiam uma emergência sanitária, como a mudança climática, o aumento da povoação e as migrações. O primeiro grande fator aparece pela evolução das práticas agropecuárias e as mudanças nos ecossistemas aquáticos. O resultado é o crescimento de doenças como a febre hemorrágica argentina, que apareceu em 1968. Por outro lado, a deflorestação, a reflorestação, as inundações, as fomes, a pobreza, a desigualdade e as guerras aumentam as probabilidades do surgimento de mutações virais. A HISTERIA ATUAL

Como aconteceu com a peste negra na Idade Média, o

12

MOVIMENTO MISIONARIO MUNDIAL

América • Europa • Oceania • África • Ásia

A que se deve tanto temor? Apesar de que ainda não há uma explicação precisa sobre este fenómeno, já estão surgindo as primeiras hipóteses. Primero, devido a seu modo de rápida transmissão (o ar ou um simples contato pessoal), o coronavírus se expande com maior velocidade que outras epidemias.


atual coronavírus está provocando uma série de efeitos sociais e econômicos de imprevisíveis consequências. A economia começou a desacelerar e castiga inicialmente o setor turístico, fonte importante de desenvolvimento e ingressos econômicos para muitos os países. “Está previsto que neste ano o número de turistas em todo o mundo diminuirá 3%, isto significaria uma perda estimada de 30 a 50 bilhões de dólares em gastos de turismo e a cifra pode aumentar”, informou a Organização Mundial do Turismo. O coronavírus causou medidas extremas que até há alguns meses eram inimagináveis. No princípio de 2020, ninguém podia prever que todo um país, como a Itália, teria que se declarar em quarentena; também ninguém po-

deria ter afirmado que os voos de quase todo o mundo seriam cancelados; nem que Nova York, uma das localidades mais importantes do mundo, fosse declarada em emergência. O que está acontecendo nestas semanas parece tirado de um filme de ficção científica. Apesar de que o coronavírus não tem os altos índices de mortalidade de outras pandemias, a histeria coletiva registrada em dezenas de cidades é inédita. Antes da quarentena na Itália, as pessoas tinham a intenção de agredir indivíduos com características asiáticas; as lojas chinesas começaram a liquidar seus produtos e os restaurantes fecharam devido à baixa demanda. “Muitas pessoas confundem tailandeses com chineses e os agridem ou insultam para que abandonem o país”, relatou

abril

2020 / Impacto evangélico

13


FOTO AFP

FOTO AFP

a pastora Milledy Espinoza de uma igreja cristã de Monza. A mesma situação é vivida na Espanha onde as pessoas fogem quando percebem a presença de asiáticos em trens, lojas ou, simplesmente, nas ruas. As povoações de grandes cidades em diversas partes do mundo reagiram com nervosismo perante a presença de casos de coronavírus em seu ambiente e acodem freneticamente aos supermercados para obter alimentos em caso de que sejam aplicadas medidas restritivas como o que aconteceu na Itália. O resultado: desabastecimento, especulação e desordem. A que se deve tanto temor? Apesar de que ainda não há uma explicação precisa sobre este fenómeno, já estão surgindo as primeiras hipóteses. Primero, devido a seu

14

MOVIMENTO MISIONARIO MUNDIAL

América • Europa • Oceania • África • Ásia


NOTA DE CAPA

O coronavírus causou medidas extremas que até há alguns meses eram inimagináveis. No princípio de 2020, ninguém podia prever que todo um país, como a Itália, teria que se declarar em quarentena. Também ninguém poderia ter afirmado que os voos de quase todo o mundo seriam cancelados.

modo de rápida transmissão (o ar ou um simples contato pessoal), o coronavírus se expande com maior velocidade que outras epidemias. Segundo, existe uma grande quantidade de informação falsa e irresponsável que se difunde pelas redes sociais. Neste último tipo de argumentação se encontram, precisamente, as numerosas versões sobre a origem da pandemia. Alguns falam de um vírus que saiu de um laboratório de uma potência, outros afirmam que foi adquirido mediante a ingestão de algum alimento fato de morcegos na China, e mesmo alguns acham que o coronavírus é uma arma química que alguma potência está utilizando para conseguir sua hegemonia no mundo.

abril

2020 / Impacto evangélico

15


PANDEMIA

Na China foram criadas todo tipo de tecnologias para lutar contra o coronavírus. Pudemos observar em diferentes lugares robôs desinfetantes, cascos inteligentes, drones equipados com câmeras termográficas e mesmo um avançado software de reconhecimento facial.

A TECNOLOGIA CONTRA O VÍRUS

16

MOVIMENTO MISIONARIO MUNDIAL

América • Europa • Oceania • África • Ásia


FOTO REUTERS

ATUALIDADE Na batalha contra a Covid-19, há diversas tecnologias emergentes que realizaram imensas contribuições de uma maneira inesperada, criativa e surpreendentemente receptiva. Foi o próprio presidente chinês Xi Jinping quem fez um chamado ao setor tecnológico do país para que ajudasse a combater a COVID-19 quando a ameaça começou a crescer a dimensões insuspeitadas. O setor sanitário também se beneficiou da tecnologia para identificar os sintomas do coronavírus, encontrar novos tratamentos e controlar a propagação da doença. Várias empresas chinesas desenvolveram tecnologias automatizadas para levar pacotes sem contato entre humanos. Também para pulverizar desinfetantes ou realizar funções de diagnóstico básicas a fim de minimizar o risco de infecção. A Pudu Technology, com sede em Shenzhen, que geralmente fabrica robôs para a indústria da restauração, instalou suas máquinas em mais de 40 hospitais de todo o país para apoiar o pessoal médico. A MicroMultiCopter, também em Shenzhen, está construindo drones para transportar amostras médicas e gerar imagens termográficas. Além disso, utilizou-se a inteligência artificial mais avançada para ajudar a diagnosticar a doença e acelerar o desenvolvimento de uma vacina. O Alibaba, o gigante chinês do comércio eletrônico, afirma que seu novo sistema de diagnóstico baseado em inteligência artificial pode identificar uma infecção por coronavírus com uma precisão de 96%. Há muitas tecnologias que ajudaram a “conter ou deter a propagação do vírus mortal, tornando-se assim um dos meios mais fiáveis para combater a COVID-19”, escreveu Chuanying em um artigo para o jornal estatal China Daily. Por seu lado, a agência estatal Xinhua publicou um vídeo em sua conta do Twitter no qual se pode ver um robô repartindo comida nos quartos de um hotel no qual há viageiros em quarentena. VIGILÂNCIA EXTREMA

Além dos robôs e dos drones, a China também começou a utilizar seu sofisticado sistema de vigilância para controlar as pessoas infectadas e estabelecer as quarentenas. As câmeras de reconhecimento facial são comuns na China e agora as companhias estão atualizando o software para analisar multidões em busca de pessoas com febre ou para identificar as pessoas que não usam máscaras. O SenseTime, uma importante empresa de inteligência artificial, afirma que começou a usar seu software para controlar a temperatura nas estações subterrâneas, escolas e centros comunitários em Pequim, Xangai e Shenzhen. A companhia também afirma ter uma ferramenta que pode reconhecer rostos, mesmo se usam máscaras, com um

abril

2020 / Impacto evangélico

17


ATUALIDADE

“grau de precisão relativamente alto”. Outra companhia chinesa de inteligência artificial, a Megvii, conta com um produto similar, que também é usado em Pequim. “Durante este difícil momento, vemos isto não como uma oportunidade, mas como nossa responsabilidade de aportar ferramentas para combater a COVID-19”, disse um porta-voz do SenseTime. O jornal chinês Global Times informou que as autoridades da cidade de Chengdu, na província de Sichuan, recebeu cascos inteligentes que podem medir a temperatura de qualquer pessoa dentro de um raio de 5 metros. Quando alguém tem febre, soa um alarme. À medida que os cidadãos chineses voltam lentamente para seus postes de trabalho, os celulares também se torna-

18

MOVIMENTO MISIONARIO MUNDIAL

América • Europa • Oceania • África • Ásia

ram uma ferramenta indispensável para rastejar a propagação do coronavírus. VERMELHO, VERDE…

“Por favor, para entrar mostre seu código de saúde no telefono”. O aviso na porta de um restaurante de Xangai pode desconcertar quem não conheça as medidas que a China começou a usar para conter a propagação do coronavírus SARS-CoV-2. Contudo, os residentes sabem perfeitamente o que devem fazer: acendem seus smartphones, abrem o aplicativo desenvolvido pelo governo e mostram o código QR gerado na tela. O garçom que se encontra na porta se assegura de que seja de cor verde antes de deixar que os poucos clientes que


se atrevem a comer fora passem. Têm ordens de informar às autoridades se encontra alguém com um código vermelho e de medir a temperatura dos que tenham um código amarelo. O aplicativo em questão é Suishenban que pode ser descarregado de forma individual ou incorporada como um miniprograma nos aplicativos de Alipay e WeChat, e seu uso é obrigatório para todo aquele que quiser acessar serviços públicos. O funcionamento é relativamente simples: o usuário concede todo tipo de permissões ao aplicativo e finaliza o registro enviando um SMS a sua companhia telefônica para permitir que compartilhe também seus dados de localização. O Suishenban então gera o código QR com cores de um semáforo: verde, sem perigo; amarelo para aqueles estivera,

fora de Xangai (mas não em zonas de risco) durante os últimos 14 dias; e vermelho para aqueles que devem permanecer em quarentena. Apesar de que estas novas ferramentais de vigilância podem ser consideradas eficientes, e tal vez necessárias durante uma crise de saúde, geraram preocupações sobre a privacidade. Muitos destes aplicativos de saúde requerem que os usuários tenham um registro com seu nome, número de identificação nacional e número de telefone. As autoridades também obtiveram dato de operadores de telefonia, agências de saúde e transporte bem como de empresas estatais. Além disso, há pouca transparência sobre como o governo planeja fazer uma verificação cruzada dos dados e, de fato, há evidências que assinalam um vazamento de dados pessoais de saúde na internet. O jornal New York Times, por exemplo, afirmou que o aplicativo Alipay Health Code está compartilhando informação com a polícia. À medida que os aplicativos se tornam mais populares, existe o temor adicional de que possa exacerbar a paranoia e levar à discriminação contra os pacientes com coronavírus. As vozes mais críticas dizem que a China poderia aproveitar esta crise sanitária para justificar a expansão de seu sistema de vigilância, que já é enorme e que os organismos de direitos humanos descreverem como próprios de uma distopia. (*) Com informação da internet.

abril

2020 / Impacto evangélico

19


ATUALIDADE A China é o primeiro importador mundial de matérias-primas; por isso, este mercado também está experimentando o impacto do coronavírus. É óbvio que, a curto ou longo prazo, a economia mundial também experimentará a crisis. A pandemia afetará não somente a saúde das pessoas ao redor do mondo senão seus bolsos.

PANDEMI A

O VÍRUS ENTRA NOS BOLSOS No melhor dos cenários, nos próximos meses se conseguiria conter o vírus e as pessoas voltariam a seus postos de trabalho na China e nos principais países afetados da Europa e a atividade industrial se recuperaria. Esta situação daria um respiro tanto à economia chinesa quanto ao resto de atividades econômicas globais dependentes dela. É provável que, desse modo, a fraca demanda atual se recuperaria com rapidez, sobretudo se considerássemos as medidas de estímulo específicas que os diferentes governos do mundo aplicariam. Porém, se o vírus continuasse se estendendo na Europa, na América e em outras regiões, a incerteza e as perturbações se manteriam. Nesse caso, continuariam as restrições em países inteiros e colapsariam as cadeias de suprimentos que, neste momento, estão só temporalmente paralisadas. A China é o primeiro importador mundial de matérias-primas; por isso, este mercado também está experimentando o impacto do coronavírus. Por exemplo, a Agência Inter-

20

MOVIMENTO MISIONARIO MUNDIAL

América • Europa • Oceania • África • Ásia

nacional de Energia (AIE) prevê que em 2020 o crescimento da demanda mundial de petróleo será 30 % inferior do previsto. A redução da atividade industrial na China supõe um impacto negativo também no mercado do cobre, dado que o gigante asiático fornece a metade da demanda mundial. O cobre é utilizado em muitos setores como o dos automóveis, dos celulares ou dos eletrodomésticos. A queda geral de vendas provocou que os fabricantes chineses retrasassem ou cancelassem contratos com os fornecedores de cobre da África e da América Latina. A globalização colocou a China como a peça fundamental no funcionamento das complexas cadeias de suprimentos das que depende a produção de empresas de todo o mundo. Assim, o fechamento de fábricas nas províncias chinesas afetadas pelo vírus causou uma autêntica crise em uma grande quantidade de setores industriais. O fabricante de autos da Coreia do Sul Hyundai foi a


primeira empresa fora da China que anunciou que uma escassez de componentes o obrigava a paralisar a produção de seus fábricas locais. Outros fabricantes automobilísticos da Europa e dos Estados Unidos anunciaram que, do mesmo modo, também estão a ponto de ficar sem componentes para sua produção. TURISMO

O maior impacto já se deixou sentir nos setores relacionados com as viagens e o turismo. Se, no início, havia preocupação devido ao descenso de turistas chineses, os que mais gastam, no resto de destinos, a expansão da pandemia põe em xeque a todo o setor. O Conselho Mundial do Turismo, que é a organização que representa as principais empresas do setor em todo o mundo, informa sobre um primeiro impacto desde que a OMS declarou a situação de pandemia mundial. Maribel Rodríguez Gamero, Vice-Presidente Executiva

do Conselho, adverte que o negócio mundial pode chegar a cair 25% e que 50 milhões de empregos em todo o mundo estão em risco. “Por agora, cremos que umas 850.000 pessoas vão deixar de viajar. O que significa que não utilizarão nem meios de transporte, nem hotéis, nem consumirão em bares. Isso pode significar que o negócio no setor turístico vai descer cerca de 25%, algo comparável a um fechamento total de três meses seguidos de toda a atividade tanto em turismo de negócios quanto de lazer”, assegura ela. Os operadores turísticos estão se organizando para tentar limitar o impacto econômico do coronavírus em suas atividades. As linhas aéreas, como a Air France, as linhas de cruzeiros e os operadores de transporte, como a SNCF (trens), estão aplicando medidas comerciais para deter o impacto da pandemia. (*) Com informação da internet.

abril

2020 / Impacto evangélico

21


ATUALIDADE Plataformas de streaming, grupos de Whatsapp ou serviços de chamadas de vídeo. A tecnologia parece ser a primeira via de solução para continuar com os serviços evangélicos nestes tempos de coronavírus nos quais as quarentenas são aplicadas em diversos países.

PANDEMI A

A IGREJA EM TEMPOS DE PANDEMIA Vários governos restringiram as reuniões grupais no mundo tentando deter o avanço do novo coronavírus; por essa razão, os cultos evangélicos também foram cancelados. A internet e a ampla variedade de aplicativos parecem ser uma solução temporal para continuar os serviços. Desde há vários anos, muitas igrejas já dispõem de um perfil do Facebook o um sítio ou canal do YouTube, o que permite realizar uma cobertura em vídeo desde um celular com câmera. Isto facilita o fato de compartilhar, por exemplo, um sermão ou um tempo de louvor ou oração. Na Espanha, um dos países mais afetados pelo corona-

22

MOVIMENTO MISIONARIO MUNDIAL

América • Europa • Oceania • África • Ásia

vírus, apareceram as primeiras iniciativas para substituir os cultos presenciais por serviços através das novas tecnologias da comunicação. Por exemplo, desde a Coordenação de Assembleias de Irmãos da Espanha foi enviada a todas suas igrejas uma guia para estabelecer “una retransmissão por streaming”. O documento propõe uma instalação simples para retransmitir vídeo e áudio desde um computador e adverte sobre a importância de que as pessoas que participam deem seu consentimento, respeitando a lei de proteção de dados. Por outro lado, desde a Multimedia FADE (Assembleias


(…) esta pode ser uma boa oportunidade para que as igrejas “avancem no uso das novas tecnologias, e isto nos ajude a chegar melhor como comunidade às novas gerações”.

de Deus) são oferecidos seminários gratuitos de teletrabalho ministerial. O coordenador Carlos Fumero explica que “devemos continuar com a missão da igreja, considerando estes tempos como oportunidades para inovar com soluções criativas”. Fumero considera que esta pode ser uma boa oportunidade para que as igrejas “avancem no uso das novas tecnologias, e isto nos ajude a chegar melhor como comunidade às novas gerações”. Desde há bastante tempo, as igrejas cristãs em numerosos países têm grupos de WhatsApp, e mesmo estratégias para a difusão de mensagens que cheguem a todos os membros da igreja. Esta é a época em que estas ferramentas podem servir totalmente. “Em nossa igreja, que é pequena, pensamos realizar reflexões breves para que sejam enviadas pelo Whatsapp a cada dois ou três dias a nossos membros. Será importante ver

como continuamos sendo igreja, apesar de não ter reuniões, e como nos cuidamos durante esta situação”, explica Joel Forster, de uma igreja local em Valência, Espanha. Na Itália, um país assolado duramente pelo novo coronavírus, as alternativas perante a estrita quarentena foram imaginativas. Devido à impossibilidade de reunião, as igrejas estão usando a tecnologia, procurando manter o sentido de comunidade. A transmissão virtual das pregações não está ao alcance de todas as comunidades, mas é possível usar grupos de WhatsApp para compartilhar mensagens de pastores e líderes, bem como motivos de oração. A Associação de igrejas Elim criou uma plataforma onde os fiéis podem se inscrever em um horário desejável, o que gere uma cadeia de oração que dure 24 horas. Em 14 de março, um pastor evangélico pregou na Sicília desde um balcão depois de cantar um louvor. No dia seguinte, um sacerdote católico subiu ao teto de um prédio e celebrou uma missa, equipado com um alto-falante na cidade de Positano, Costa Amalfitana. Desde alguns outros balcões também foram escutados louvores no sul do país itálico. Sempre há alguém que filma com seu celular e tudo acaba nas redes sociais. Enquanto isso, os irmãos de diversas denominações como os do Movimento Missionário Mundial na Itália tentam brindar o máximo apoio aos irmãos que foram afetados pelo vírus.

abril

2020 / Impacto evangélico

23


Desde que a epidemia começou na China em dezembro de 2019, mais de 100 milhões de pessoas se viram obrigadas a permanecer em quarentena no mundo. As autoridades começam a perceber que o isolamento tem consequências na saúde mental da povoação. (*)

PANDEMI A

A QUARENTENA E SEUS EFEITOS Um estudo publicado pela revista britânica Lancet se enfocou no medo e na solidão que enfrentam as pessoas

em uma quarentena como consequência do coronavírus. Os autores do artigo usaram 3 bases de dados de estudos médicos prévios e chegaram à conclusão de que os efeitos psicológicos negativos da quarentena incluem estresse pós-traumático, confusão, ira e ansiedade. Os fatores que mais estresam as pessoas isoladas são não conhecer o tempo de duração da quarentena, temor de uma infecção, frustração, tédio, suprimentos insuficientes, informação inadequada, possíveis perdas financeiras e que, após o fim da quarentena, fiquem com o estigma da doença. Alguns pesquisadores sugeriram efeitos duradouros. Nestas situações, as autoridades devem proporcionar uma justificação

24

MOVIMENTO MISIONARIO MUNDIAL

América • Europa • Oceania • África • Ásia

clara para a quarentena e informação sobre os protocolos, além de garantir que sejam proporcionados suprimentos suficientes. Apelar ao altruísmo nas campanhas de difusão, lembrando ao público os benefícios da quarentena para a sociedade em geral, pode ser favorável, argumentam alguns estudos. Sobre a gestão deste tema por parte da China, suas instituições médicas e universidades abriram plataformas virtuais para proporcionar serviços de assessoramento psicológico para pacientes, para seus familiares e para outras pessoas afetadas pela epidemia; em um reconhecimento do importante que é este aspecto quando se lida com o coronavírus. Sobretudo considerando que o país se viu obrigado a adotar medidas cada vez mais restritivas à medida que o vírus se propagava.


ATUALIDADE

Gradualmente, no país oriental, as aulas foram canceladas, as companhias reduziram as horas ou fecharam, os sistemas de transporte público se paralisaram e até a circulação de pessoas nas ruas estava praticamente proibida em algumas cidades. Finalmente, a medida mais restritiva foi a de fechar cidades inteiras em uma quarentena massiva, enquanto a milhares de estrangeiros que voltam para seus países desde a China deveram se auto-isolar em seus lares ou em instalações estatais. “Para as pessoas em quarentena, pode ser útil tentar vê-lo como um período de tempo diferente em suas vidas e não necessariamente negativo, apesar de que não foi uma escolha”, explica Jolie Goodman, da Fundação de Saúde Mental do Reino Unido. “A quarentena significa um ritmo de vida diferente, uma oportunidade de estar em contato com os outros de formas

Os fatores que mais estresam as pessoas isoladas são não conhecer o tempo de duração da quarentena, temor de uma infecção, frustração, tédio, suprimentos insuficientes, informação inadequada, possíveis perdas financeiras e que, após o fim da quarentena, fiquem com o estigma da doença.

diferentes das habituais e, se convive com outros, a oportunidade de jogar um pouco e desfrutar da companhia do outro”, adiciona. Para as pessoas que enfrentam uma quarentena em solidão, é recomendável planificar o contato virtual com outras pessoas frequentemente e criar uma rutina diária. “Para todos, a quarentena poderia ser uma oportunidade para cuidar realmente nosso próprio bem-estar e priorizar nossa saúde mental e física. Todos temos saúde mental e todos devemos nos cuidar com amabilidade”. Isto é precisamente o que está acontecendo nas ruas de Singapura, o país que mais casos de coronavírus registra fora da China. Uma empresa de economia social está animando o povo a enviar cartas virtuais a taxistas, repartidores e outras pessoas das que dependem seus suprimentos diários. Este é um gesto simbólico que o fundador da companhia Emmaus Strategies, James Lim, acha que é importante para render homenagem a estes “heróis não reconhecidos”. Mas apesar dos efeitos psicológicos negativos, os cientistas acham que a quarentena é uma medida eficaz para lutar contra a propagação do vírus. A quarentena pode “ter um impacto econômico e social nas pessoas e nas comunidades. No entanto, os estudos mostram que a adopção gradual destas intervenções pode reduzir a transmissão”, explica os O Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos.

(*) Fonte: BBC Mundo.

abril

2020 / Impacto evangélico

25


ATUALIDADE A necessidade de não paralisar os trabalhos em tempos de quarentena pôs na mira uma nova modalidade que veio com os avanços da tecnologia: o teletrabalho. Obviamente, isso não quer dizer que as pessoas cumpram sua tarefa por vontade própria. Há regras que devem respeitar (*).

PANDEMI A

O TELETRABALHO EO CORONAVÍRUS O teletrabalho não só tem vantagens quanto à redução de custos; também é necessário seguir alguns parâmetros que levam a uma melhor eficiência e compatibilidade do trabalho com outros aspectos da vida como a igreja, a família ou o lazer. Contudo, também pode se tornar uma armadilha que invada outros espaços ou pode acontecer que o tempo de trabalho desapareça perante outras responsabilidades, distrações ou falta de motivação. Perante a crise do coronavírus que está se estendendo por todo o mundo, é possível que muitos se vejam obrigados a experimentar durante os próximos meses com esta forma de trabalho. Em esse panorama, é necessário seguir alguns conselhos. Respeite um horário.- Quando nos vemos obrigados a trabalhar desde casa, uma das primeiras tentações que tem é “fazê-lo depois”. É muito melhor seguir um horário e procurar respeitá-lo, sabendo que devemos ser flexíveis perante as dificuldades que poderiam aparecer -como por exemplo, no caso de pais que terão que cuidar seus filhos em casa perante devido ao fechamento das escolas-. Um horário coerente, que seja muito similar ao horário de trabalho habitual, ajuda a que as coisas funcionem adequadamente. Respeite um espaço.- Algo que ajuda muito é delimitar o trabalho a um espaço. O ideal é poder trabalhar desde um escritório, com tudo o necessário para realizar nosso trabalho. Em caso de que não tenha um espaço específico, é

26

MOVIMENTO MISIONARIO MUNDIAL

América • Europa • Oceania • África • Ásia

possível reservar um nalguma dos quartos ou o salão. Nestes casos, é fundamental que o resto da família saiba quando não utilizar este espaço durante seu horário de trabalho; para evitar distrações e dificuldades de concentração. Contato com companheiros e empresa.- Algo que ajuda a trabalhar com ânimo é ter contato com companheiros que estejam na mesma situação de teletrabalho. Este contato virtual pode ser realizado mediante diferentes plataformas virtuais; muitas delas de graça ou com preços razoáveis. Opções úteis são o WhatsApp e o Telegram, apesar de que estes sistemas costumam também ter um uso


pessoal, o que pode levar a distrações. Reuniões só necessárias.- As reuniões ajudam a enfocar o trabalho, a gerar espírito de equipe e a estimular novas iniciativas. Em Protestante Digital, temos várias reuniões semanais, mas a experiência nos mostrou que cada reunião deve responder a uma necessidade. É bom ter reuniões estabelecidas dentro da dinâmica semanal ou diária, com um propósito claro e um horário estabelecido (tentamos que as reuniões não durem mais de uma hora). Pausas controladas.- Quando se trabalha em casa, as pausas para descansar continuam sendo necessárias para

refrescar a mente e potenciar a concentração e o rendimento. Porém, podem surgir dois problemas: não ter pausas, que tem consequências negativas tanto para o rendimento quanto para a saúde; ou ter pausas muito longas. O tempo para descansar não costuma ser suficiente para fazer outras tarefas em casa. Por isso, é útil planificar quando realizar as pausas e procurar respeitá-las, de forma que o horário de trabalho não se veja afetado.

(*) Fonte: Protestante Digital.

abril

2020 / Impacto evangélico

27


O que é a COVID-19?

É uma doença infecciosa causada por um novo vírus que não tinha sido detectada em humanos e que apareceu em Wuhan, China, em dezembro do ano passado.

Pequim 452 contágios

China

Shandong 760 contágios

Primeiro mapa tridimensional do coronavírus em escala atômica

Qual é a origem da COVID-19?

Pensava-se que a origem era o mercado atacadista de animais vivos na localidade de Wuhan. No entanto, uma pesquisa recente baseada em 93 amostras concluiu que o vírus procedeu de algum outro lugar, apesar de que o mercado foi o que disparou a expansão do patógeno.

Xangai 355 contágios

População

11 895 000 Wuhan (epicentro do surto) 3099 mortes 67 798 contágios

Taiwan 59 contágios

Guangdong 1361 contágios

462 000 21 000

Infectados Mortos

Atualizado de 25/03/2020

Fase 1: Preparação

Após o conhecimento da doença e a declaratória em outros países, começa a preparação para a provável chegada de casos importados do coronavírus. São instaladas unidades de controle sanitário nos aeroportos.

FASES DA PANDEMIA

Fase 2: Contenção

Consiste em identificar aquelas pessoas que importam esta infecção do exterior e conseguir uma contenção adequada. Os cidadãos devem aplicar medidas que evitem que o vírus se propague em nível domiciliário e comunitário. Ordena-se restringir o ingresso de viageiros. Fase 3: Contágio comunitário O governo tenta evitar as concentrações para evitar uma propagação massiva. Insta a povoação a que aplique isolamento voluntário e tente não sair à rua. Fase 4: Transmissão sustentada Quando há casos de transmissão comunitária sustentada. As autoridades sanitárias declaram o isolamento social ou quarentenas.

28

MOVIMENTO MISIONARIO MUNDIAL

América • Europa • Oceania • África • Ásia

Casos estimados Dezenas

80% leves

14% graves 6% muito graves Casos estimados Centenas

80% leves 14% graves 6% muito graves Casos estimados: Milhares

80% leves 14% graves 6% muito graves Milhões

80% leves 14% graves 6% muito graves

Prevenção Saudações entre pessoas Espaços públicos Escolas e universidades Lugar de trabajo Prevenção Saudações entre pessoas Espaços públicos Escolas e universidades Lugar de trabalho Prevenção

Saudações entre pessoas Espaços públicos Escolas e universidades Lugar de trabalho

Aplicar com maior força: Vigilar e avaliar ativamente a evolução da pandemia. Seguir proporcionando atualizações para o público e para todos os interessados diretos da situação da pandemia. Aplicar medidas individuais, sociais e farmacêuticas. Aplicar os planos de contingência dos sistemas de saúde em todos os níveos.

O coronavírus deixa sequelas?

Uma equipe de pesquisadores do Centro de Doenças Infecciosas do Hospital Princesa Margarita, em Hong Kong, descobriu que certas pessoas que já conseguiram uma recuperação da COVID-19 ainda estão em risco. Alguns deles tiveram uma redução de sua capacidade pulmonar de 20% a 30% depois de superar a doença.


AS CHAVES DO CORONAVÍRUS

A expansão do novo coronavírus preocupa todos os setores da sociedade no mundo. Contudo, apesar da informação existente e das medidas e recomendações oficiais, há muita incerteza entre a povoação como resultado de relatórios contraditórios, notícias falsas, tradições e superstições que se propagam nas redes sociais, e a reação paranoica das pessoas que se preocupam indevidamente.

Como é detectada a COVID-19?

Mediante um teste de biologia molecular no qual se detecta o código genético do vírus. Os testes têm diferentes controles de qualidade que permitem determinar se a amostra é positiva ou negativa. Para realizá-los são necessários escarros ou outras secreções respiratórias obtidas por mecanismos como a aspiração ou a lavagem nasofaríngea. Além disso, podem ser usadas amostras de sangue. Uma vez que as amostras chegam ao laboratório, tem-se um diagnóstico em poucas horas.

Pesquisados da Universidade do Texas criaram o primeiro mapa 3D em escala atômica do coronavírus. Um passo importante e vital para o desenvolvimento de vacinas, anticorpos terapêuticos e outras contramedidas.

A FAMÍLIA DOS CORONAVÍRUS

Dos dromedários para os humanos.

Parte da família

O SARS-CoV-2 é só um das dezenas de vírus que fazem parte da família dos coronavírus. Foram descobertos nos anos 60. Seus diferentes tipos provocam diferentes doenças, desde um enfriado até uma síndrome respiratória grave. Grande parte dos coronavírus não são perigosos e se podem tratar de forma eficaz. De fato, a maioria das pessoas contraem em algum momento de sua vida um coronavírus, geralmente durante sua infância. Apesar de que são mais frequentes em outono ou inverno, podem ser adquiridos em qualquer época do ano. Podem ser transmitidos dos animais para as pessoas (transmissão zoonótica). Segundo estudos exaustivos sobre esta questão, é sabido que o SARS-CoV foi transmitido do gato-de-algália para o ser humano e que o MERS-CoV for transmitido do dromedário para o ser humano. Além disso, também se sabe que há outros coronavírus circulando entre animais, que ainda não infectaram o ser humano.

MERS-CoV:O coronavírus causante da síndrome respiratória do Médio Oriente (MERS) foi detectado pela primeira vez em 2012 na Arábia Saudita. Até outubro de 2019, foram registrados mais de 2.400 casos de infecção em diferentes países, com mais de 800 mortes. A letalidade é, portanto, de 35%. Dos morcegos para os gatos-de-algália e para os humanos. SRAS-CoV:A síndrome respiratória aguda e grave (SARS) começou em novembro de 2002 na China, afetou mais de 8.000 pessoas em 37 países e provocou mais de 700 mortes. A mortalidade do SARS-CoV é de 10% aproximadamente.

Evitar tocar os olhos, o nariz ou a boca sem lavar as mãos.

Cobrir a boca com o antebraço ao espirrar. Lavar bem as mãos.

Mercado de pescado de Wuhan seria o foco da epidemia. COVID-19: No final de dezembro de 2019 foram registrados os primeiros casos de um novo coronavírus na cidade de Wuhan (China). Os casos declarados já superam com uma grande diferença os da epidemia do SARS, mas a taxa de letalidade é mais baixa. abril

2020 / Impacto evangélico

29


HISTÓRIA Depois da ressurreição de Jesus, seus discípulos voltaram à cidade de Jerusalém para proclamá-lo. Essa asseveração não teria podido ser mantida em Jerusalém, a cidade onde Jesus tinha morto, se o sepulcro não tivesse estado vazio. Josh McDowell e Sean McDowell

A VERDADE SOBRE A RESSURREIÇÃO Jesus foi colocado no sepulcro na sexta-feira pela tarde, quase durante as primeiras horas do sábado. Os judeus proibiam algumas atividades no sábado, e as mulheres não acabaram de ungir o corpo de Jesus. Portanto, cedo pela manhã do primeiro dia da semana, algumas mulheres se aproximaram do sepulcro para acabar sua tarefa. Quando se aproximaram, viram que a pedra que fechava o sepulcro tinha sido revolvida, e o corpo de Jesus tinha desaparecido. Dois homens com vestes resplandecentes lhes disseram: “Por que buscais o vivente entre os mortos? Não está aqui, mas ressuscitou”. Tanto as fontes judaicas e romanas quanto as tradições dão fé de um sepulcro vazio. Entre as fontes se encontram Josefo, o historiador judeu, e uma recopilação de escritos judeus do século V que satirizam a vida de Jesus, denominada Toledot Yeshu. O Dr. Paul Maier afirma que essas certificações são “evidência positiva de uma fonte hostil, que é a mais forte evidência histórica. Isso significa que, se uma fonte admite um fato decididamente não em seu favor, o fato é genuíno”. Uma das evidências mais importantes da verdade do

(…) se o corpo de Jesus não tivesse ressuscitado, os líderes religiosos e políticos da época, rápida e eficazmente teriam esmagado o cristianismo encontrando o corpo de Cristo para mostra-lo pelas ruas de Jerusalém. Tivesse sido uma evidência de que a ressurreição foi uma fraude.

30

MOVIMENTO MISIONARIO MUNDIAL

América • Europa • Oceania • África • Ásia

sepulcro vazio é que as mulheres foram as primeiras que o descobriram. No século I, a lei judaica não permitia que as mulheres dessem testemunho em um processo. Por que os que queriam que o cristianismo avançasse inventariam uma história que envergonhasse os discípulos, onde eles fugissem da crucifixão e as mulheres se aproximassem corajosamente do sepulcro e dessem o primeiro testemunho de que estava vazia? O Dr. Paul Maier observa com precisão que “se os testemunhos da ressurreição tivessem sido inventados… as mulheres nunca teriam sido incluídas na história, pelo menos, não como as primeiras testemunhas”. A TEORIA DO CORPO ROUBADO

Uma explicação dada pelos opositores da ressurreição era que os discípulos de Jesus tinham roubado o corpo. “Eis que alguns da guarda, chegando à cidade, anunciaram aos principais sacerdotes todas as coisas que haviam acontecido. E, congregados eles com os anciãos, e tomando conselho entre si, deram muito dinheiro aos soldados, dizendo: Dizei: Vieram de noite os seus discípulos e, dormindo nós, o furtaram. E, se isto chegar a ser ouvido pelo presidente, nós o persuadiremos, e vos poremos em segurança …”. (Mateus 28:11-14). No entanto, a teoria do corpo roubado cria mais dúvidas que respostas. • Os guardas romanos foram subornados para que acusassem os discípulos de terem roubado o corpo. Se os guardas estavam dormindo, como poderiam ter sabido que tinham sido os discípulos os que roubaram o corpo? • Os soldados romanos eram executados se eram encontrados dormindo em um posto de guarda. • A pedra circular que foi usada para selar o sepulcro deve ter pesado entre uma e duas toneladas. Os ladrões teriam que ter evitado os guardas, rodado a pedra, entrar no sepulcro e sair com o corpo… tudo sem acordar ninguém!


abril

2020 / Impacto evangĂŠlico

31


HISTÓRIA

A TEORIA DO DESMAIO

A teoria do desmaio diz que, quando o desceram da cruz, não estava morto, mas desmaiado. Citam o Novo Testamento como evidência, mostrando que “Pilatos se maravilhou de que já estivesse morto” (Marcos 15:44). E os discípulos, ajudados por José de Arimateia, desceram o corpo da cruz enquanto estava vivo e o colocaram no sepulcro. Hugh J. Schonfield, autor do grande sucesso de vendas “A conspiração da Páscoa”, sugere mesmo que Jesus mesmo ideou tudo isso! Mas a teoria do desmaio tem várias falhas fundamentais. Jesus tinha recebido uma surra e flagelação brutais. Os romanos usavam um instrumento conhecido como flagrum, que desgarrava as costas da vítima deixando profundas marcas. Como resultado desta flagelação muitos morriam antes de sua execução. Depois, Jesus foi cravado em uma cruz. O dia seguinte era o princípio da Páscoa Judaica e a lei judaica não permitia deixar a vítima na cruz durante a noite. Devido a isso, os líderes religiosos pediram a Pilatos que apressasse a morte ordenando que as pernas dos prisioneiros fossem quebradas (veja Deuteronômio 21:22-23; João 19:31). A vítima, sem poder se apoiar em seus pés para aliviar a constrição causada pelo peso de seu

32

MOVIMENTO MISIONARIO MUNDIAL

América • Europa • Oceania • África • Ásia

corpo nos pulmões, morria lentamente por asfixia. No entanto, quando chegou o momento de quebrar as pernas de Jesus, ele já estava morto. Para ter certeza de sua morte, “um dos soldados lhe furou o lado com uma lança, e logo saiu sangue e água” ( João 19:34). José de Arimateia pediu que lhe entregassem o corpo. O governador romano expressou surpresa de que Jesus já estava morto e exigiu uma confirmação. Só depois de ter recebido um informe do próprio Pilatos, ele entregou o corpo a José. Não só temos uma narração bíblica sobre a morte de Jesus, mas também temos evidência fora da Bíblia de historiadores do século I. O erudito bíblico John Dominic Crossan escreve: “A morte de Jesus por execução de Pôncio Pilatos é tão verdadeira como qualquer fato histórico, porque se nenhum seguidor de Jesus tivesse escrito algo mesmo cem anos depois, poderíamos sabê-lo por dois autores que nem sequer eram cristãos: Flávio Josefo e Cornélio Tácito”. AS APARIÇÕES

No Evangelho de Lucas se informa de sua aparição a dois de seus seguidores, que iam pelo caminho a Emaús (Lucas 24:13-35). Caminhar dez quilômetros a Emaús não é a atividade que se esperaria de um homem executado que


recém desceu de uma cruz e que esteve em um sepulcro mais de 36 horas. O apóstolo Paulo nos dá outro testemunho da aparição de Jesus: “Que Cristo morreu por nossos pecados… e que foi sepultado, e que ressuscitou ao terceiro dia… e que foi visto por Cefas, e depois pelos doze. Depois foi visto, uma vez, por mais de quinhentos irmãos... Depois foi visto por Tiago, depois por todos os apóstolos” (1 Coríntios 15:3-7). O autor C.H. Dodd observou que “quase não tem propósito mencionar o fato de que a maioria destes 500 todavia estão vivos, a menos que Paulo esteja dizendo de fato ‘as testemunhas estão ali para que sejam interrogadas’”. A ASCENSÃO

Se Jesus tivesse revivido de um desmaio, não haveria razão para crer que ascendeu aos céus, como Marcos e Lucas dizem. Mas se Cristo não ascendeu, aonde foi? Será razoável crer que Jesus se afasto para viver o resto de sua vida recluído e morrer no anonimato? Isso faria d’Ele o mais grande farsante de todos os tempos e sua ressurreição o mais grande engano da história. Isso faria necessário crer que Jesus perseguia uma ideia sem sentido: inventar sua própria ressurreição para ganhar uma fama que ele nunca veria nem desfrutaria.

O SEPULCRO PERDIDO DE JESUS Há 30 anos em Talpiot, a quase 3 quilômetros ao sul da cidade antiga de Jerusalém, foi encontrado um sepulcro com dez ossários que mostraram uma série de coincidências devido aos restos achados em seu interior. Este é o lugar enterrado em Talpiot.

Uma prancha de concreto dá as boas-vindas. Assim se vê atualmente o acesso ao sepulcro.

Tão perto e tão longe: Apartamentos de Talpiot, sepulcro perdido.

Os residentes circulam com indiferença sobre o sítio arqueológico enterrado.

Depois de que construíram sobre o sepulcro, deixaram um fosso de concreto pelo qual é possível descer até seu acesso.

Nestas sepulturas eram colocados os cadáveres até que se descompunham totalmente.

Israel Lixo e entulho são arrojados no interior do sepulcro.

Assim se via o sepulcro em 1980. Quando foi achado por duas crianças antes da construção dos apartamentos.

A antecâmara e o pátio foram destruídos por tratores quando fizeram a descoberta.

Zona antiga

Igreja do Santo Sepulcro

Câmara principal

Cisjordânia Talpiot

Os ossários são depósitos para os ossos; depois da decomposição do cadáver, a família voltava para deixar o esqueleto do familiar dentro do ossário.

abril

2020 / Impacto evangélico

33


HISTÓRIA DE VIDA Martha Irrazaval Valpere viu como seu jovem casamento era interrompido, poucos meses depois da cerimônia, quando uma patrulha de militares entro em seu lar e matou seu marido. A perda abateu sua mente e seu coração. Cristo apareceu em seu caminho no momento menos esperado.

O DIFÍCIL CAMINHO DE

MARTHA

STEVEN LÓPEZ FOTOS: ARQUIVO FAMILIAR

34

MOVIMENTO MISIONARIO MUNDIAL

América • Europa • Oceania • África • Ásia


abril

2020 / Impacto evangĂŠlico

35


HISTÓRIA DE VIDA

Uma noite de 1977, Martha foi dormir junto a seu

esposo, sem pressagiar nada. De pronto, um grupo de homens armados da Diretoria de Inteligência Nacional (DINA) entrou em sua humilde moradia de madeira e papelão para vulnerar seu repouso e destroçar sua vida. A casa, localizada na comuna La Bandera, no sul de Santiago, foi atacada com fortes gritos e persistentes sons de sirenes. Depois de que entrassem no único quarto de 3x3,

36

MOVIMENTO MISIONARIO MUNDIAL

América • Europa • Oceania • África • Ásia

onde havia só uma pequena cama, um banco que era usado como mesa de cabeceira e quatro pessoas descansando, os militares começaram a insultar e procurar o chefe da família. Quando encontraram Humberto Fernando Trujillo, esposo de Martha, os carabineiros começaram a atirar contra ele sem nenhum escrúpulo. A macabra cena foi presenciada pelas duas filhas, uma de quatro anos e uma bebê de seis meses.


Martha as abraçou e tentou consolá-las, enquanto o corpo da vítima era arrastrado pelos carabineiros fora da casa. Depois de um longo silêncio, um dos homens armados voltou seu olhar, apontou à mulher, para depois tirá-la fora do dormitório, onde Marcos, o irmão de Martha, também estava detido; ambos olhavam para o soldado, que seguia lhe apontando com a arma. Mesmo na cena do crime, o soldado pergunto: “Qual é o nome do homem que está deitado?”. A pergunta surpreendeu ambos. O grupo militar tinha matado um homem sem saber sua identificação e queria acabar com mais duas pessoas. - Senhores, não podem vir procurar alguém sem saber seu nome- reclamou Marco. Não deixaram que acabasse de falar e lhe deram uma surra. Martha implorava piedade e clemência, enquanto seu irmão era massacrado. Após a surra, os homens arrastraram o corpo desfalecente a um dos autos. Depois de unas horas, os militares se retiraram do lugar sem nenhuma explicação, enquanto o cadáver de Humberto era levado na parte posterior do furgão. A cena

acabaria por sepultar as últimas esperanças de Martha de ver vivo seu esposo. Ela ficou marcada pelas desgarradoras imagens de ver morrer seu esposo de só 24 anos de idade. O temor, a inseguridade e a tristeza foram suas sombras durante seus seguintes anos. TRISTE INFÂNCIA

Martha tinha sofrido desde sua infância e adolescência o desamparo de seu pai e a precoce morte de sua mãe a causa de um aborto. Sua triste infância foi definida pelos penosos acontecimentos de seis irmãos. Rosa, a irmã mais velha, foi adotada por uma família desconhecida. Julia, Marcos e Hugo foram levados por uma família uruguaia. Jimena, a quarta irmã, foi entregada muito pequena, mas depois foi devolvida e esteve ao cuidado de Marcos e Martha. O pai quase não podia fazer por manter a economia da casa; as botelhas de licor e as mulheres eram sua maneira de esquecer suas penas. Depois do enterro de seu esposo, teve que sair procurar um trabalho. Os primeiros dias foram difíceis. Ter duas filhas significava que perderia muitas oportunidades; no entanto, nunca desistiu.

abril

2020 / Impacto evangélico

37


O primeiro trabalho que encontrou foi de empregada doméstica. A dona da casa permitiu que suas filhas ficaram ali, mas, poucos meses depois, Martha foi despedida. Perante o desemprego, ela se refugiou no álcool e as pastilhas para aliviar sua depressão. Dia e noite combinava as pastilhas com o licor a fim de acabar com sua difícil existência. Não podia ser feliz e não tinha a capacidade de manter suas pequenas filhas. Decidiu, então, procurar a ajuda de seu pai, quem a recebeu em sua casa, mas a situação se tornaria sombria: os maus-tratos físicos e psicológicos se tornaram algo diário. Ela queria ir embora e não voltar nunca. Perto da casa, vivia uma família cristã que começou a lhe pregar sobre um Deus restaurador e justo. Pelas costas de seu pai e sem seu consentimento, Martha aceitou participar dos serviços oferecidos na igreja.

38

MOVIMENTO MISIONARIO MUNDIAL

América • Europa • Oceania • África • Ásia


HISTÓRIA DE VIDA Os médicos a internaram em um centro psiquiátrico fora da cidade. Todos os dias era submetida a procedimentos invasivos e dolorosos. Ela se sentia bem, mas não entendia por que permanecia ali. No décimo dia de seu confinamento, Deus falou a sua vida mediante uma mensagem do pastor Yiye Ávila na única rádio que tinha em seu quarto. - Não tema... Eu estou aqui- falou a voz. Nesse momento, seus cinco sentidos voltaram a ela e começou a louvar a Deus. Martha se levantou e sentiu que tinha os pés atados. - Percebi que não me encontrava em um hospital ordinário – comenta ela. Martha se ajoelhou em sua cama e começou a pedir misericórdia a Deus para poder sair dessa cela. As lembranças de suas duas filhas eram o principal motivo para escapar do confinamento. Pouco tempo depois, uma enfermeira entrou e a encontrou em sua cama, olhando para o teto. - Senhorita, Deus me curou e estou bem. Por favor quero ver minhas filhas- disse Martha. A mulher confundida com o fato, simplesmente a acalmou e lhe aplicou um sedativo para que pudesse dormir. No dia seguinte, Deus abriria as portas do centro psiquiátrico. O doutor começou a mencionar os nomes das pacientes que podiam ir embora. Quando Martha escutou o último nome da lista, abriu os olhos e levantou suas mãos ao céu. -Martha Irrazaval Valpere, pode sair- disse o doutor. APROXIMAÇÃO A DEUS

DEUS CUMPRE

Depois de um mês de assistir aos cultos, ela quis deixar que Jesus Cristo entrasse em seu coração. Ingressou no templo, localizado na comuna de San Ramón e não esperou que acabasse a prédica para passar ao altar e se entregar ao Criador. Uma presença especial cobriu seu corpo e as lágrimas de gratidão encheram seu rosto.

Martha Irrazaval Valpere regressou a sua casa e pôde abrasar suas duas filhas. Deus pôs perdão no coração das meninas e as três prometeram nunca se separar apesar das adversidades. Poucos meses depois, após uma incessante oração, decidiu deixar sua antiga igreja e começou a se congregar na igreja do Movimento Missionário Mundial no Chile. Seu pai, que por muito tempo a maltratou, no fim dos dias entregou sua vida também a Jesus Cristo e morreu. Deus começou a abençoar a vida de Martha de uma maneira especial: Ele lhe concedeu uma casa para viver, um trabalho para manter a economia do lar e, em especial, um amor incomparável pelas almas afastadas do Criador. Atualmente, ela apoia nas atividades diárias da igreja do Movimento Missionário Mundial do Chile.

ela.

- Senti o amor de Deus dentro de minha vida- comenta

No entanto, o consumo de pastilhas em seu passado teve consequências; um dia, enquanto trabalhava, caiu inconsciente e começou a convulsionar. Imediatamente foi levada a um centro médico onde não puderam encontrar um diagnóstico para seu mal.

abril

2020 / Impacto evangélico

39


Todas as grandes religiões do mundo, exceto quatro delas, estão baseadas em simples proposições filosóficas. Das quatro que estão baseadas em personagens importantes mais que em um sistema filosófico, só o cristianismo afirma que seu fundador saiu vivo de seu sepulcro. Abraão, o pai do judaísmo, morreu em torno de 1900 a.C., mas nunca houve uma declaração de que ressuscitasse. Josh McDowell

IMPORTÂNCIA DA RESSURREIÇÃO DE CRISTO “O professor Childers (Citado em The Light of Asia and the Light of the World, “A luz da Ásia e a luz do mundo” Samuel H. Kellogg) diz, ‘Não há nenhum testemunho nas escrituras do Cânone Páli ou nos comentários de que Shakya Muni tenha existido depois de sua morte ou tenha aparecido a seus discípulos’. Maomé morreu em 8 de junho de 632 D. C., aos 61 anos, em Medina, onde seu sepulcro é visitado anualmente por milhares de devotos maometanos. Todos os milhões de judeus, budistas e maometanos estão de acordo em que seus fundadores nunca se levantaram do pó da terra em ressurreição”. W. J. Sparrow-Simpson (The Resurrection and Modern Thought, “A ressurreição e o pensamento moderno ”, pp. 287, 288), declara: “A pergunta de como a ressurreição de Cristo é evidência de que era Filho de Deus se poderia responder, primeiro, porque se levantou por seu próprio poder. Tinha poder para dar sua vida e tinha poder para obtê-la novamente,

40

MOVIMENTO MISIONARIO MUNDIAL

América • Europa • Oceania • África • Ásia

João 10:18. Isso não é inconsistente com o fato ensinado em tantas outras passagens de que foi levantado pelo poder do Pai, porque o que o Pai faz o Filho faz de igual maneira; a criação e todas as outras obras externas são atribuídas indiferentemente ao Pai, ao Filho e ao Espírito. Contudo, segundo, como Cristo tinha declarado abertamente que ele era o Filho de Deus, sua ressurreição era o selo de Deus para a verdade dessa declaração. Se ele tivesse continuado sob o poder da morte, teria sido um indício de que Deus desaprovava a reclamação que tinha feito de ser seu Filho; mas, como o levantou dos mortos, Ele o reconheceu publicamente, dizendo ‘Tu és meu Filho’”. Além disso, o sermão de Pedro no dia de Pentecostes está “total e inteiramente baseado na ressurreição. Não é que a ressurreição é meramente seu tema principal, mas, se essa doutrina fosse eliminada, não haveria doutrina. Sobre a ressurreição, esta é proposta como 1) a explicação da morte de Jesus; 2) antecipada profeticamente como a experiência


APOLOGÉTICA

messiânica; 3) testificada apostolicamente; 4) a causa do derramamento do Espírito, resultando assim na explicação de fenômenos religiosos, que de outro modo seriam inexplicáveis; e 5) certificando a posição messiânica e real de Jesus de Nazareth. Deste modo, toda a série de argumentos e de conclusões depende inteiramente da ressurreição para sua estabilidade. Sem a ressurreição, a posição messiânica e real de Jesus não poderia ser estabelecida de maneira convincente. Sem ela, o novo derramamento do Espírito continuaria como um mistério inexplicável. Sem ela, a essência do testemunho apostólico teria desaparecido. Tudo o que ficaria desta instrução seria a exposição messiânica do Salmo 16; e isso, unicamente como uma experiência futura de um Messias que ainda não tinha aparecido. A aprovação divina de Jesus, certificada por suas obras, permaneceria também, mas, aparentemente, como uma aprovação estendida unicamente a sua vida; uma vida que acabava como a de qualquer outro profeta que a nação não tolerava por mais tempo. Deste

modo, o primeiro sermão cristão está fundamentado sobre a posição de Jesus como determinada por sua ressurreição”. Mesmo Adolf Harnack, que recusava a crença da igreja na ressurreição, admite que: “A firme confiança dos discípulos em Jesus tinha suas raízes na confiança de que ele não permanecia morto, mas que tinha sido levantado por Deus. Que Cristo tinha ressuscitado foi tão seguro para eles como o fato de sua morte, e chegou a ser o artigo principal de sua pregação sobre ele”. (History of Dogma). A ressurreição de Cristo foi sempre, categoricamente, o dogma central da igreja. Como Wilbur Smith expõe: “Desde o primeiro dia de sua vida, divinamente outorgada, a Igreja cristã apresentou de maneira unida um testemunho de sua fé na ressurreição de Cristo. É o que podemos denominar uma das grandes doutrinas fundamentais e convicções da igreja, e penetra de tal modo a literatura do Novo Testamento que se alguém eliminasse todas as passagens onde se faz referência à ressurreição, ficaria uma coleção de escritos tão mutilados que seria impossível compreendê-los”. A ressurreição penetrou intimamente a vida dos cristãos primitivos; o fato dela aparece em seus túmulos, e nos desenhos achados nas paredes das catacumbas; penetrou profundamente na hinologia cristã; chegou a ser um dos temas mais vitais dos grandes escritos apologéticos dos primeiros quatro séculos; foi o tema sobre o qual se apoiava constantemente a pregação dos períodos ante-niceno e pós-niceno. Penetrou diretamente na formulação do credo da igreja; podemos achá-la no Credo dos Apóstolos; está em todos os grandes credos que seguiram. John Locke, o famoso filósofo britânico, disse acerca da ressurreição de Cristo (A Second Vindication of the Reasonableness of Christianity, Works 11 “Uma segunda reivindicação da razoabilidade do cristianismo, obras 11” ed. London, 1812, Vol. VII, pp. 339-342): “A ressurreição de nosso Salvador... é verdadeiramente de grande importância no cristianismo; é tão grande que o fato de que ele é ou não o Messias permanece em pé ou cai com ela: de modo que estes dos importantes artigos são inseparáveis e, de fato, são um. Pois desde aquele tempo, se cremos em um, cremos em ambos; se negamos um deles, não podemos crer em nenhum deles”. Wilbur M. Smith, destacado erudito e mestre (“Scientists and the Resurrection”, Christianity Today, “Os cientistas e a ressurreição “, Cristianismo hoje, 15 de abril de 1957), diz: “Ainda não se forjou, e nunca se forjará... a arma que destrua a confiança racional nos registros históricos deste evento transcendental e preanunciado. A ressurreição de Cristo é o verdadeiro bastião da fé cristã. Esta é a doutrina que no século I transtornou o mundo, que elevou o cristianismo preeminentemente sobre o judaísmo, e sobre as religiões pagãs do mundo mediterrâneo. Se aceitamos isso, também aceitamos quase tudo o que é vital e característico no Evangelho do Senhor Jesus Cristo: ‘E, se Cristo não ressuscitou, é vã a vossa fé’” (1 Coríntios 15:17).

abril

2020 / Impacto evangélico

41


ENTREVISTA

Deus nos abrirá portas grandes no relançamento do Instituto Bíblico. Ao mesmo tempo, a igreja tem um desafio primordial: chegar aos corações dos uruguaios com o testemunho e o trabalho evangelístico diário.

42

MOVIMENTO MISIONARIO MUNDIAL

América • Europa • Oceania • África • Ásia


O Movimento Missionário Mundial do Uruguai avança a passos firme e seguros, sem duvidar. Apesar das dificuldades que houve alguma vez, hoje se pode apreciar uma Obra unida e fortalecida no Kyrios.

O reverendo Carlos Magallanes, Supervisor Nacional do MMM do Uruguai, agradece a preocupação constante de irmãos de diferentes países pelo crescimento da Obra, o que motiva a continuar avançando a favor da evangelização, e o apoio da Junta Internacional do MMM em situações difíceis. Pastor, como se encontra a Obra do MMM do Uruguai? A Obra avança segura, gradualmente e nas mãos do Senhor, e confiamos em seu poder para expandir o Evangelho às diferentes zonas do Uruguai. Por outro lado, os inconvenientes nestes últimos anos permitiram que nos fortaleçamos cada vez mais. No período de prova, Deus nos deixou uma base de pastores firmes em suas convicções. Na atualidade, quantas igrejas há em solo uruguaio? Temos cerca de 10 congregações em toda a região, os pastores se esforçam diariamente para cumprir com o chamado de Deus nas zonas mais necessitadas. A Junta Nacional confia no tempo de Deus. Temos uma esperança latente, de um crescimento imensurável de vidas novas. Um impulso importante, é a preocupação e o apoio dos países próximos para a evangelização do país. Como é o apoio dos irmãos de outros países? Essencialmente em suas orações e em seu contínuo apoio nas diversas atividades como, campanhas, confraternizações e convenções. Uma contribuição importante é a realizada pelos irmãos do Peru, que nos chamam frequentemente para o tema de meios de comunicação. É importante também o apoio da Oficialidade Internacional do MMM. Que projetos haverá para o Uruguai? Temos uma dívida pendente. O Instituto Bíblico Elim deixou de funcionar no ano passado e esperamos trabalhar muito mais para abri-lo novamente. Deus nos abrirá portas grandes no relançamento do Instituto Bíblico. Ao mesmo tempo, a igreja tem um desafio primordial: chegar aos corações dos uruguaios com o testemunho e o trabalho evangelístico diário. Por último, queremos impulsionar a atividade

na igreja central, que tem a bênção de estar estabelecida no centro de Montevidéu. Como é o coração do uruguaio? Normalmente é difícil que os uruguaios possam se entregar completamente ao Evangelho, devido à desconfiança. Podem se congregar ou colaborar em alguma atividade, mas a parte humana é fundamental. Muitas vezes tivemos que pregar em três igrejas ao mesmo tempo, por falta de obreiros ou indisposição dos irmãos; no entanto, damos graças a Deus porque nos ajuda. Atualmente temos entre 200 a 250 membros ativos no país. Que fatos desafortunados complicaram o avanço da obra? Para ter uma ideia, no ano 2002 não ficou absolutamente ninguém na Obra. Depois de dois anos temos novamente presença e começamos a ingressar em outras cidades pouco a pouco. Contido, em 2017, a congregação foi sacudida novamente por uma divisão. Esses acontecimentos detiveram significativamente o avanço, mas somos conscientes de que nosso olhar deve estar fixo em Deus e não nos homens. Em que zonas há maior presença da Obra do MMM? Os grupos mais grandes são em La Unión e Pando. Além disso, temos a bênção de ter, desde fevereiro de 2018, um antigo cinema na cidade de Canelones, só o espaço do templo tem 200 metros quadrados, além de um espaço para casa pastoral, com uma projeção de 400 metros. Temos previsto convertê-lo em um centro de retiro espiritual para a igreja. Como se encontra o país no tema político, social e econômico? O país é precioso; muitas pessoas veem trabalhar e aproveitar as oportunidades. Contudo, tivemos 15 anos de governos de esquerda, o que ocasionou uma instabilidade econômica e insegurança social, entre outras coisas. Além disso, foram aprovados projetos de lei contra a família e a pessoa. A igreja combate essas correntes com orações a Deus.

abril

2020 / Impacto evangélico

FOTO: EVELYN ÁNGELES

UMA OBRA UNIDA E FORTALECIDA NO KYRIOS

43


DEVOCIONAL “Homens israelitas, escutai estas palavras: A Jesus Nazareno, homem aprovado por Deus entre vós… A este que vos foi entregue pelo determinado conselho e presciência de Deus, prendestes, crucificastes; Ao qual Deus ressuscitou, desfazendo as dores da morte, pois não era possível que fosse retido por ela… Deus ressuscitou a este Jesus, do que todos nós somos testemunhas… a quem vós crucificastes, Deus o fez Senhor e Cristo”. Atos 2:22-24, 32, 36 Rev. Luis M. Ortiz

A RESSURREIÇÃO DE CRISTO, CASO ÚNICO O que faz distinto e único o Evangelho de Nosso

Senhor Jesus Cristo é que o fundador morreu, mas ressuscitou dentre os mortos. Buda, o fundador do Budismo, morreu, mas não ressuscitou. Bhaktivedanta Swami Prabhupada, o fundador de Hare Krishna, morreu, mas não ressuscitou. Swami Maitreyananda, o fundador da Ioga, morreu, mas não ressuscitou. Majavira, o fundador do Jainismo, morreu, mas não ressuscitou. Nanak o fundador do sikhismo morreu, mas não ressuscitou. Confúcio, o fundador do confucionismo, morreu, mas não ressuscitou. Lao Tse, o fundador do Taoísmo, morreu, mas não ressuscitou. Zoroastro, o fundador do zoroastrismo, morreu, mas não ressuscitou. Maomé, o fundador do maometismo ou do islamismo, morreu, mas não ressuscitou. Juana Garcia a chamada “deusa Mita” morreu, esperavam que ela ressuscitasse, mas não ressuscitou. Mas, amado, “Cristo morreu por nossos pecados... foi sepultado, e.… ressuscitou ao terceiro dia” (1 Coríntios 15:3-4). Ali, junto ao sepulcro, houve testemunhas deste grande acontecimento, pois “E eis que houvera um grande terremoto, porque um anjo do Senhor, descendo do céu, chegou, removendo a pedra da porta, e sentou-se sobre ela... E os guardas, com medo dele, ficaram muito assombrados, e como mortos. Mas o anjo, respondendo, disse às mulheres: Não tenhais medo; pois eu sei que buscais a Jesus, que foi crucificado. Ele não está aqui, porque já ressuscitou, como havia dito. Vinde e vede o lugar onde o Senhor jazia” (Mateus 28:2-4, 5, 6). Pedro e João também estiveram ali e desceram ao sepulcro e viram somente os lençóis; e partiram para casa, maravilhando-se do acontecido. ( João 20:1-10; Lucas 24:12). Amigos, mas isso não é tudo, após sua ressurreição, e durante os quarenta dias anteriores a sua ascensão ao céu,

44

MOVIMENTO MISIONARIO MUNDIAL

América • Europa • Oceania • África • Ásia

o Senhor apareceu perante seu povo em doze ocasiões diferentes. • A primeira a Maria Madalena. “E Jesus tendo ressuscitado, na manhã do primeiro dia da semana, apareceu primeiramente a Maria Madalena, da qual tinha expulsado sete demônios”. (Marcos 16,9; João 20,15-16).


• Duas mulheres. “E, indo elas a dar as novas aos seus discípulos, eis que Jesus lhes sai ao encontro, dizendo: Eu vos saúdo”. (Mateus 28: 9). • A dois discípulos que iam para a aldeia de Emaús. “E aconteceu que, indo eles falando entre si, e fazendo perguntas um ao outro, o mesmo Jesus se aproximou, e ia com eles”. (Lucas 24:15). • A Pedro. “Os quais diziam: Ressuscitou verdadeiramente

o Senhor, e já apareceu a Simão”. (Lucas 24:34). • Aos onze apóstolos. “E acharam congregados os onze... E falando eles destas coisas, o mesmo Jesus se apresentou no meio deles, e disse-lhes: Paz seja convosco”. (Lucas 24:33, 36). • A dez dos apóstolos. “Chegou Jesus, e pôs-se no meio, e disse-lhes: Paz seja convosco... Ora, Tomé, um dos doze, chamado Dídimo, não estava com eles quando veio Jesus”. ( João 20:19, 24). • Novamente aos onze apóstolos. “E oito dias depois estavam outra vez os seus discípulos dentro, e com eles Tomé. Chegou Jesus, estando as portas fechadas, e apresentou-se no meio e disse: Paz seja convosco”. ( João 20,26). • A sete de seus apóstolos. “Depois disto manifestou-se Jesus outra vez aos discípulos junto do mar de Tiberíades; e manifestou-se assim: Estavam juntos Simão Pedro, e Tomé, chamado Dídimo, e Natanael, que era de Caná da Galileia, os filhos de Zebedeu, e outros dois dos seus discípulos”. ( João 21:1-2). • Novamente aos onze em um monte na Galileia. “E os onze discípulos partiram para a Galileia, para o monte que Jesus lhes tinha designado. E, quando o viram, o adoraram”. (Mateus 28,16-17). • A mais de quinhentos irmãos. “Depois foi visto, uma vez, por mais de quinhentos irmãos”. (1 Coríntios 15:6) • A Tiago, irmão do Senhor. “Depois foi visto por Tiago” (1 Coríntios 15:7). • A Saulo de Tarso, indo para Damasco. “E por derradeiro de todos (os apóstolos) me apareceu também a mim”. (1 Coríntios 15:8). O apóstolo Paulo afirma: “E, se não há ressurreição de mortos, também Cristo não ressuscitou”. E, se Cristo não ressuscitou, logo é vã a nossa pregação, e também é vã a vossa fé... Porque, se os mortos não ressuscitam também Cristo não ressuscitou. E, se Cristo não ressuscitou, é vã a vossa fé, e ainda permaneceis nos vossos pecados... Mas de fato Cristo ressuscitou dentre os mortos, e foi feito as primícias dos que dormem”. (1 Coríntios 15:13-20). “E qual a sobre-excelente grandeza do seu poder... segundo a operação da força do seu poder sobre nós. Que manifestou em Cristo, ressuscitando-o dentre os mortos, e pondo-o à sua direita nos céus”. (Efésios 1:19-20). A ressurreição de Jesus Cristo é um fato histórico, confirmado por centenas de testemunhas oculares. A ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo é o milagre que coroa o Evangelho, é o milagre que sustenta toda a fé cristã, é um caso único.

abril

2020 / Impacto evangélico

45


DEVOCIONAL “Não atentando nós nas coisas que se veem, mas nas que se não veem; porque as que se veem são temporais, e as que se não veem são eternas”. 2 Coríntios 4:18 Rev. Alberto Ortega

ATENTANDO AS COISAS QUE NÃO SE VEEM Um dos conflitos mais profundos de nossa natureza humana é o que vemos. Tomamos decisões segundo o que vemos, tomamos posições segundo o que vemos, falamos segundo o que vemos. O que vemos se torna um elemento inquestionável, molda nossos pensamentos, ativa nossas capacidades intelectuais, emocionais e espirituais. A Palavra de Deus estipula que o cristianismo não deve se mover segundo as coisas que se veem, mas nos exorta a ver o que não se vê. Isto pode nos parecer impossível. Ver está relacionado com o visível, o tangível, o palpável. Mas nosso Deus nos chama a ver o que não se vê. Muitos fracassaram pelo que viram em momento determinado, Eva escutou o que Satanás lhe descrevia, depois viu o fruto proibido como algo agradável para seus olhos, e finalmente trouxe a ruína para toda a humanidade (Gênesis 3). Acã viu em Jericó a capa babilônica, e a cunha de ouro, e se deslumbrou com aquela fonte de riqueza, mas não viu o mandato de Deus que proibia pegar alguma coisa da cidade. Acã desobedeceu a ordem de Deus, o que viu o fez acreditar que era rico, sepultou no meio de sua tenda o anátema; mas este o arruinou e o sepultou com toda sua família. Triste final para um homem que combateu em Jericó! (Josué 7). Demas, obreiro e colaborador do apóstolo Paulo, começou a ver este mundo e acabou amando mais o mundo do que Deus, afastou-se do Senhor e da Obra de Deus, perdeu-se. Que triste é ser eliminado da salvação e do ministério, por ver as coisas que se veem! (2 Timóteo 4:9-10). Especialmente quando superamos provas, padecimentos, é quando mais temos que velar no que vemos, no que podemos ver. Paulo nos expõe a lista das diferentes facetas do sofri-

46

MOVIMENTO MISIONARIO MUNDIAL

América • Europa • Oceania • África • Ásia

mento que teve que enfrentar por causa da obra de Deus, afirma que foi atribulado em tudo, perseguido, derrubado, levando no corpo a morte de Cristo, entregue à morte (2 Coríntios 4:8-11). Paulo chama todos esses padecimentos


de “momentânea tribulação” (2 Coríntios 4:17). Por quê? Porque estava atentando as coisas que não se veem. “Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que não se veem” (Hebreus 11:1). Quando decidimos ver o que não se vê, usamos a fé, Moisés “ficou firme, como vendo o invisível” (Hebreus 11:27). Ver as coisas que não se veem é ver o Invisível, é ver o Deus vivo e verdadeiro. Amado irmão, talvez o que você está vendo o desorienta, entristece e o faz sofrer. Que tal se você agora visse o Invisível? Como o servo de Eliseu, começará a ver as coisas que

não se veem, verá que são mais numerosos os que estão com você que os que estão contra você, verá as coisas que estão escondidas em Cristo nosso Redentor. Não há pena, nem sofrimento que venha a nossa vida sem um propósito; não há situação na qual Deus permitia que algum de seus filhos e filhas sofra sem pensar em oferecer um “peso eterno de glória mui excelente” (2 Coríntios 4:17). Permita que Deus o guie nesse processo, deixe que o dirija, veja nele as coisas que não se veem. Que Deus o abençoe.

abril

2020 / Impacto evangélico

47


DEVOCIONAL “A revelação de Jesus Cristo, que Deus lhe deu, para mostrar aos seus servos coisas que em breve devem acontecer; e ele a enviou e significou pelo seu anjo ao seu servo João, que deu testemunho da palavra de Deus, e do testemunho de Jesus Cristo, e de todas as coisas que ele viu. Bem-aventurado aquele que lê, e aqueles que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas, porque o tempo está próximo”. Apocalipse 1:1-3 Rev. Rodolfo González Cruz

APOCALIPSE Sem dúvida, o Senhor Jesus Cristo é a fonte da reve-

lação das «coisas que devem acontecer», isto é, que acontecerão nos tempos finais, mas são transmitidas através do anjo de Jesus Cristo, que está presente em toda a revelação. Bem-aventurados os que leem a revelação, os que ouvem seu conteúdo e também os que a obedecem. O conteúdo do Livro de Apocalipse não é só uma revelação, mas também uma profecia; é o cumprimento das palavras dos profetas do Antigo Testamento, do Senhor Jesus Cristo e de seus santos apóstolos, em relação aos tempos finais. É um chamado a estar preparado e a viver sobriamente como filhos da luz (1 Tessalonicenses. 5:4-10). «João, às sete igrejas que estão na Ásia: Graça e paz seja convosco da parte daquele que é, e que era, e que há de vir, e da dos sete espíritos que estão diante do seu trono; E da parte de Jesus Cristo, que é a fiel testemunha, o primogênito dentre os mortos e o príncipe dos reis da terra. Àquele que nos amou, e em seu sangue nos lavou dos nossos pecados; E nos fez reis e sacerdotes para Deus e seu Pai; a ele seja glória e poder para todo o sempre. Amém». (Apocalipse 1:4-6). Sete é um número simbólico que expressa plenitude ou totalidade. Na Ásia Menor havia muitas igrejas, mas João foi ordenado que escreva a sete delas. Elas tinham características únicas que descrevem a condição espiritual das igrejas daquele tempo e das que continuariam através dos séculos até que Cristo venha por seu povo. João se dirige em nome da Trindade: Deus o Pai, «daquele que é, e que era, e que há de vir»; o Espírito Santo, «os sete espíritos»; e o Filho, a fiel testemunha de Jesus Cristo, «o primogênito dos mortos», por ser o primeiro em importância entre os mortos e vencedor do pecado e da morte e, além disso, por exercer autoridade absoluta sobre os vivos e os mortos. Paulo o afirma: «E ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência». (Colossenses 1:18). O Senhor nos amou, como soberano e de grande bondade, mesmo sendo pecadores, e nos purificou com seu sangue (Efésios 2:4-5). Este é o maior ato de amor pela humanidade. «Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o

48

MOVIMENTO MISIONARIO MUNDIAL

América • Europa • Oceania • África • Ásia

seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna» (João 3:16). Deus nos adotou, em sua misericórdia e grande poder, como filhos e nos dá uma posição de honra para todos os salvos. Na primeira carta do apóstolo 1 Pedro 2:9 ele diz: «Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa...». «Eis que vem com as nuvens, e todo o olho o verá, até os mesmos que o traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. Sim. Amém». (Apocalipse 1:7). Devemos distinguir aqui que não se refere ao arrebatamento da igreja, mas à segunda vinda literal de Cristo na Terra: «E Jesus disse-lhe: Eu o sou, e vereis o Filho do homem assentado à direita do poder de Deus, e vindo sobre as nuvens do céu». (Marcos 14:62; veja Mateus 16:27; 24:30-31; 25:31; Lucas 21:27; Atos 1:9-11; 2 Tessalonicenses 1:6-10; 2:1-3; Apocalipse 19:11-16). Todo ser humano verá o Filho do Homem descer em poder e glória, acompanhado por sua igreja e por milhares e milhares de anjos. Eis a importância dos meios de comunicação e da tecnologia, pois eles contribuirão para o cumprimento desta palavra profética. Do mesmo modo, a casa de Israel lamentará não tê-lo recebido em sua primeira vinda (João 1:11). Em Zacarias 12:10 se diz: «... e olharão para mim, a quem traspassaram, e prantearão sobre Ele, como quem pranteia pelo filho unigênito; e chorarão amargamente por ele, como se chora amargamente pelo primogênito». As nações da terra também lamentarão: «Todas as mais famílias remanescentes, cada família à parte...». (Zacarias 12:12-14). Amém, assim acontecerá. «Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, diz o Senhor, que é, e que era e que há de vir, o Todo-Poderoso» (Apocalipse 1:8). O Alfa e o Ômega são a primeira e última letra do alfabeto grego, que significam princípio e fim. Este título é dado a Jesus Cristo e fala de sua eternidade (Apocalipse 21:6; 22:13; João 1:1). Em Apocalipse 1:4, referindo-se ao Pai, diz “daquele que é, e que era, e que há de vir”, e neste versículo, fala-se sobre Cristo. Isto mostra claramente que o Pai é um com o Filho (João 14:9-10; 17:21-22). “Eu e o Pai somos um” (João 10:30).


abril

2020 / Impacto evangĂŠlico

49


Um relatório super cial do trabalho que a Obra do Movimento Missionário Mundial desenvolve pelos caminhos da América e ao redor do mundo. A Santa Bíblia diz: “E, perseverando unânimes todos os dias no templo... E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar.” Atos 2:46, 47.

LEVANTEMOS

A VOZ

Evento: Convenção Nacional de Jovens. Data: De 30 de janeiro a 2 de fevereiro e de 5 a 7 de março. Local: Arequipa e Lima, Peru.

Uma oração coletiva de mais de quinze mil crentes foi feita de Lima para acender uma luz de esperança. A segunda parte da Convenção Nacional de Jovens do MMM no Peru, realizada de 5 a 7 de março no Estádio Amauta, sob o lema “Levantemos a voz”, foi como um salva-vidas celestial no meio do caos da Terra. No serviço inicial da festa espiritual, que reuniu jovens cristãos da capital do Peru, o reverendo Carlos Guerra, Dire-

50

MOVIMENTO MISIONARIO MUNDIAL

América • Europa • Oceania • África • Ásia

tor Internacional da Obra de Deus, transmitiu a mensagem celestial. Baseado em Salmos 40:1-5, ministrou o ensinamento bíblico “Esperando, clamando e confiando” e declarou que é preciso saber esperar no Senhor. O reverendo Humberto Henao, Vice-Presidente Internacional do MMM, foi o instrumento escolhido pelo Espírito Santo para revelar sua Palavra no segundo serviço da grande festa de fé. Apoiado em Provérbios 17:17, fez o


EVENTOS

discurso “O valor e a importância da amizade cristã” e declarou que se alguém temer o Altíssimo, ele nos ensina como devemos viver. No terceiro serviço do evento, que contou com a participação especial do reverendo Rodolfo González, fundador da Obra estabelecida em solo peruano, o irmão Fernando Luna, psiquiatra, foi o responsável por transmitir a sã doutrina de Cristo. Baseado em Filipenses 3:13-17, compartilhou

a exposição “A maturidade emocional”. TEMPO DE MISERICÓRDIA

O pastor Guerra pregou novamente o Evangelho do Messias no quarto serviço da atividade do Movimento Missionário Mundial do Peru. Baseado em Ester 3:8, 9 e 13 e 4:14-17, ofereceu a mensagem “O que Deus sempre fará” e, do púlpito, observou que o Deus, a quem servimos, tem um plano

abril

2020 / Impacto evangélico

51


EVENTOS

52

MOVIMENTO MISIONARIO MUNDIAL

América • Europa • Oceania • África • Ásia


perfeito e é um Deus de propósitos. No quinto culto da ágape espiritual, transmitido ao mundo inteiro através do sinal de Bethel Televisão, o servo Guerra anunciou novamente o Evangelho do Salvador. Sustentado em Salmos 102:4, 5, 6, 7, 12, 13 e 18, expôs as prédicas intituladas “O tempo de misericórdia”, “O momento chegou” e “O povo que está prestes a nascer”. No serviço final da Convenção Nacional de Jovens do MMM do Peru, o pastor Henao evangelizou mais uma vez as almas que enchiam as arquibancadas do Estádio Amauta. Baseado em Daniel 1:1-21, ministrou o tema “Dez vezes melhores” e declarou que grandes bênçãos começam quando fazemos compromissos secretos com Deus.

PEDIREI, PROCURAREI E TOCAREI

A Convenção Nacional de Jovens da Obra do Senhor fundada no Peru começou na cidade de Arequipa, de 30 de janeiro a 2 de fevereiro. O evento, cujo lema era “Pedirei, procurarei e tocarei”, foi realizado no templo central da Cidade Branca e nas instalações do estádio fechado de Arequipa. Na atividade da Obra de Deus, que reuniu os jovens cristãos do sul do Peru, os reverendos Luis Meza Bocanegra, Tesoureiro Internacional do MMM; Epifanio Asprilla, Supervisor Nacional do MMM do Panamá; Antony Sosa e o irmão Fernando Luna; a irmã Andrea de Martinez e a serva Rosalba de Asprilla ministraram a Palavra.

abril

2020 / Impacto evangélico

53


EVENTOS

LEVADOS PELO SENHOR Evento: 17º Convenção Nacional. Data: De 30 de janeiro a 2 de fevereiro. Lugar: Granada, Nicarágua.

“Kyrios 2020” foi o lema que o Movimento Missionário Mundial da Nicarágua utilizou para realizar sua Convenção Nacional no acampamento Peniel, localizado na cidade de Granada, que se transformou em casa de Deus e porta do céu durante quatro jornadas.

54

MOVIMENTO MISIONARIO MUNDIAL

América • Europa • Oceania • África • Ásia

No serviço de inauguração, o reverendo Rubén Concepción, Secretário Internacional da Obra de Deus, foi o instrumento de Cristo para difundir seu Evangelho de paz. Baseado em Êxodo 13:21 e João 16:13, o servo emitiu a prédica “Levados pelo Senhor”. No segundo culto da festa espiritual, o reverendo Marvin Cooper, Oficial Nacional do Movimento Missionário Mundial da Costa Rica, dissertou sobre a sã doutrina. Amparado em Êxodo 3:1-4, o missionário falou o


tema “Quando o Kyrios ama você”. O reverendo Albert Rivera, Diretor Internacional do MMM, teve o privilégio de compartilhar as boas novas do Salvador no terceiro culto da festa espiritual. Baseado em Gálatas 2:20, pregou o tema “Com Cristo estou juntamente crucificado”. CHEGOU O MOMENTO DE RECUPERAR TUDO

No quarto culto da reunião de fé, o reverendo Rolando Griffith, Tesoureiro Nacional do Movimento Missionário Mundial do Panamá, proclamou a Palavra de Deus. Apoiado em Êxodo 14:5-8, deu a mensagem “O Kyrios

abriu caminho onde não havia”. No último e grande dia da 17º Convenção Nacional do MMM da Nicarágua, realizou-se a cerimônia de promoção de obreiros, liderada pelo reverendo José Arturo Soto, Presidente Internacional da Obra de Deus, na qual seis obreiros laicos e quatro licenciados foram reconhecidos. Também nesse serviço o pastor José Arturo Soto instruiu o Povo do Senhor com uma mensagem baseada em Daniel 2:3847. Em sua dissertação bíblica, o líder mundial do Movimento Missionário Mundial proclamou que Deus é o dono do tempo e sabe todos os desígnios.

abril

2020 / Impacto evangélico

55


EVENTOS

NAMORO, NOIVADO E CASAMENTO

Evento: Culto unido da zona 2 Data: 9 de fevereiro Lugar: Madri, Espanha

Com uma entusiasta e buliçosa participação de fiéis, o MMM da Espanha realizou um culto unido de suas congregações da Zona 2, no templo de Entrevias em Madrid, situado no distrito de Puente de Vallecas, sob o lema “Namoro, noivado e casamento”. A festa espiritual do Movimento Missionário Mundial estabelecido na península Ibérica contou com a presença dos crentes dos templos de Usera, Seseña, Ciudad Lineal, Fuenlabrada, San Cristóbal e Parla. Membros de alguns campos brancos também estiveram presentes nesta jornada de fé. A mensagem de inauguração foi dada pelo reverendo Edgar Cárdenas, responsável pela igreja de Seseña, que

56

MOVIMENTO MISIONARIO MUNDIAL

América • Europa • Oceania • África • Ásia


compartilhou o Evangelho com uma alocução baseada em Gênesis 24:3-8. A dissertação do servo se intitulou “O que você decidir dar a Deus, Ele vai dar a você”. Do púlpito, o pregador afirmou que “As bênçãos de Deus devem ser ganhas, não a graça nem o favor, nem a misericórdia, porque isso é gratuito. Mas você pode ganhar a bênção de Deus. Para isso, deve trabalhar por ela”. Em sua exposição bíblica, o representante do templo de Deus também disse que “Se não fosse pelo Espírito Santo, você não estaria aqui”. Além disso, salientou que: “Quando você pregar com unção o poder de Deus, o Espírito Santo vai derreter o coração do homem”. PALAVRA DO SENHOR

Após a participação do pastor Cárdenas, o reverendo Juan Castaño, Vice-Presidente do Movimento Missionário Mundial da Espanha e presbítero da Zona 2, emitiu a segunda mensagem da jornada de fé, realizada em Entrevias, baseada em Salmos 91:1-9. Em sua intervenção, centrada na família, o pastor Castaño disse que: “A Palavra nos ensina muitas coisas belas e lindas”. Também comentou que: “É preciso orar, mas se deve ir para a Palavra”. Do mesmo modo afirmou que: “O casamento é formado por um homem e uma mulher”. Da mesma maneira, o servo Castaño declarou que:

“Dois homens não podem se multiplicar. Refiro-me sobre a descendência humana. Podem multiplicar a maldade, o pecado e corrupção, mas não a descendência humana. Dois homens nunca poderão formar um casamento”.

abril

2020 / Impacto evangélico

57


EVENTOS

TENHA FÉ EM JESUS Evento: Cruzada evangelística em Busto Arsizio e 8 aniversário do templo de Lavinio. Data: De 22 a 26 de janeiro e 1 de fevereiro. Lugar: Busto Arsizio e Lavinio, Itália.

58

MOVIMENTO MISIONARIO MUNDIAL

América • Europa • Oceania • África • Ásia

O Movimento Missionário Mundial da Itália realizou uma cruzada evangelística na igreja de Busto Arsizio, situada na província italiana de Varese, cujo lema foi “Tenha fé em Jesus”. No primeiro culto da atividade de fé, feito de 22 a 26 de janeiro, o reverendo Hugo Lope, Tesoureiro Nacional da Obra estabelecida em solo italiano, expôs o Evangelho. A intervenção do pregador esteve baseada em Provérbios 14:12. No segundo serviço do evento, o pastor Lope teve a dupla bênção de pregar a Palavra de Deus. Fundamentado em Mateus 7:13-14, compartilhou a ungida mensagem “Entrai por suas portas” e falou sobre o lugar que corresponde ao Senhor.


No terceiro culto, o servo Lope anunciou novamente as boas novas do Redentor. Amparado em Mateus 20:28, o pregador abordou o tema “Resgatados por Jesus” e salientou que Cristo entregou sua vida pela humanidade. No quarto serviço da atividade do Movimento Missionário Mundial da Itália, o pastor Lope foi, mais uma vez, o instrumento usado pelo Altíssimo para revelar sua sã doutrina. Respaldado em Mateus 9:18-26, emitiu a prédica “Não perder a fé”. No quinto culto da campanha evangelística, a irmã Lizet Arias transmitiu a mensagem divina. Sustentada em Daniel 9:24, a serva difundiu o Evangelho com uma exposição enfocada na história das setenta semanas de Daniel.

No serviço final da reunião em Busto Arsizio, o reverendo Lope transmitiu de novo o Evangelho. Apoiado em 2 Timóteo 4:1-3, dissertou sobre o poder da Palavra de Deus. A PLENITUDE DE DEUS

Em 1 de fevereiro, a Obra estabelecida em solo italiano comemorou o 8º aniversário da igreja de Lavinio com a presença de fiéis das congregações de Ischia, Roma Centro, Roma Sul e Roma Norte. Na festa espiritual, o reverendo David Echalar, Supervisor Nacional do MMM da Itália difundiu a mensagem de Deus. Baseado em Efésios 3:18, o servo pronunciou a prédica “A Plenitude de Deus”.

abril

2020 / Impacto evangélico

59


EVENTOS

OS QUE CONFIAM NO SENHOR SÃO COMO O MONTE DE SIÃO

Evento: 2º aniversário da igreja de Frankfurt. Data: de 1 a 2 de fevereiro. Lugar: Frankfurt, Alemanha.

O MMM da Alemanha celebrou o 2º aniversário do templo central da cidade de Frankfurt, localizado no estado de Hesse, em um evento cujo lema foi “Os que confiam no Senhor são como o monte Sião, isto é, não se move e permanece para sempre”. A atividade da Obra estabelecida em solo alemão contou com o respaldo e apoio dos fiéis das igrejas em Düsseldorf, Munique, Berlim e Hamburgo. Também, foi alentada pelos crentes do templo da cidade neerlandesa da Haia. No primeiro dia da festa espiritual, o reverendo Edward Flores, responsável pela congregação em Berlim, teve a bênção de pregar o Evangelho de Cristo. Baseado em Juízes 7:1-7, expôs o tema “Sua vitória está na confiança em Deus”.

60

MOVIMENTO MISIONARIO MUNDIAL

América • Europa • Oceania • África • Ásia

Em sua dissertação bíblica, o pastor Flores afirmou que: o Senhor nos escolheu dentre muitos e ele nos levará, defenderá e salvará bem como o fez com aqueles trezentos homens mencionados na história em que Gideão derrotou os midianitas. A ARMADURA DE DEUS

O pastor Domingo Ingrao, responsável pelo templo de Düsseldorf, foi o pregador das boas novas de Jesus Cristo no segundo serviço do evento realizado em Frankfurt. Respaldado em Efésios 6:10-18, o servo dissertou sobre “A armadura de Deus”. Com as Sagradas Escrituras entre suas mãos, o servo Ingrao explicou a importância de estar revestidos e protegidos


com a couraça do Senhor para que nesses tempos finais, possamos enfrentar todas as armadilhas do inimigo e os perigos do mundo. No culto final do 2º aniversário da igreja de Frankfurt, o reverendo Emmanuel Garzón, Supervisor Nacional do MMM da Alemanha e Supervisor do Bloco C da Europa, anunciou a doutrina do Altíssimo. Baseado em Mateus 13:44, compartilhou a pregação “O tesouro escondido”. Na apresentação dos ensinamentos do Senhor, o pastor Garzón comentou que o bem mais apreciado dos cristãos é a salvação. Nesse sentido, o pregador asseverou que os fiéis estão obrigados a cuidá-la e estar atentos a qualquer tentação do diabo.

abril

2020 / Impacto evangélico

61


EVENTOS

AFASTADO DA PRESENÇA DO SENHOR Evento: Primeiro culto em Loulé. Data: 17 de fevereiro. Lugar: Loulé, Portugal.

Sob a direção de Nosso Senhor Jesus Cristo, o Movimento Missionário Mundial de Portugal celebrou seu primeiro culto na cidade de Loulé, situada na região do Algarve, que recebeu com beneplácito e alegria as boas novas do Salvador e a chegada da obra de Deus. O serviço de inauguração do MMM de Portugal em Loulé foi possível graças à vinda de um grupo de irmãos da igreja central da cidade de Lisboa que chegaram a essa localidade para compartilhar o Evangelho de Jesus Cristo com as almas necessitadas. Deve-se indicar que o culto foi realizado na casa de uma crente que gostosamente abriu as portas de seu domicílio para abrigar a reunião de fé. O pastor Carlos Teixeira se encarregou de transmitir a sã doutrina do Movimento Missionário Mundial. Em sua dissertação bíblica, apoiada em Jonas 1:1-3, o servo Teixeira enfatizou duas coisas: a desobediência de Jonas e as misericórdias de Deus. Além disso, assinalou que não se pode estar afastado da presença do Senhor e disse que às vezes o homem se nega a obedecer ao Criador.

62

MOVIMENTO MISIONARIO MUNDIAL

América • Europa • Oceania • África • Ásia


A FONTE DE EXALTAÇÃO DE CRISTO Evento: Confraternização Nacional Data: 2 de fevereiro Lugar: Hamamatsu, Japão

Com a participação de todas as congregações da Obra de Deus sediadas no país do sol nascente, o Movimento Missionário Mundial do Japão realizou sua Confraternização Nacional na igreja principal da cidade de

Hamamatsu. Nessa jornada de fé, o reverendo Rildo Cueto, missionário de origem peruana, foi o encarregado de pregar o Evangelho do Redentor e anunciar as boas novas. Amparado em Filipenses 2:5-11, o servo abordou o tema “A fonte de exaltação de Cristo”. Em sua mensagem, o pastor Cueto ensinou os fiéis os elementos mais importantes da adoração ao filho de Deus; do mesmo modo, falou sobre a ressurreição, ascensão, coroação e interseção. Além disso, salientou que o Salvador é a suprema autoridade do mundo e do universo. Durante o evento, o reverendo David Veramendi, Supervisor Nacional do Movimento Missionário Mundial do Japão, mencionou que o MMM trabalha incansavelmente em solo japonês para salvar almas presas pelo mal, propósito que só pode ser conseguido com o poder do Evangelho de Deus.

abril

2020 / Impacto evangélico

63


EVENTOS

EXPANDA SUA VISÃO Evento: 16° aniversário da igreja de Oruro. Data: De 15 a 16 de fevereiro. Lugar: Oruro, Bolívia.

O Movimento Missionário Mundial da Bolívia comemorou o 16° aniversário do templo principal da cidade de Oruro, pastoreado pelo reverendo Enrique Valenzuela, com uma festa espiritual que incluiu duas jornadas de fé. No primeiro serviço do evento, o reverendo Nicolás Guachurne, presbítero de Cobija, anunciou a mensagem de

64

MOVIMENTO MISIONARIO MUNDIAL

América • Europa • Oceania • África • Ásia

Deus. Baseado em Josué 24:14-15, compartilhou a prédica “A determinação de um pai”. O pastor Valenzuela foi o instrumento escolhido pelo Criador para pregar sua Palavra no segundo culto da reunião da Obra sediada em solo boliviano. Apoiado em Efésios 2:7, emitiu a alocução “Expanda sua visão”. No terceiro serviço da atividade espiritual, o pastor Guachurne subiu novamente ao altar para evangelizar os seguidores de Jesus Cristo. Respaldado em Marcos 11:20-23, ele abordou o tema “As grandes conquistas começam pela fé”. No último culto, a irmã Manuela Ilcha teve o privilégio de transmitir as boas novas. A mensagem da serva, baseada em Salmos 127:3, girou em torno à instrução bíblica que os pais cristãos devem inculcar em seus filhos.


OUTROS EVENTOS

PANAMÁ

COSTA RICA

Cerimônia de batismos em Bocas del Toro

Graduação do Instituto Bíblico Elim

O Movimento Missionário Mundial do Panamá conseguiu uma vitória espiritual em 2 de fevereiro uma vez que quarenta e quatro crentes das igrejas de Finca 6, Las 60 e El Empalme, localizadas na província de Bocas del Toro, desceram às águas batismais e aceitaram Jesus Cristo como seu Redentor. No evento, realizado no rio Changuinola, o reverendo Eliseo Obando, Oficial Nacional do MMM do Panamá, e os pastores Luis Carrera, Pedro Santos, Fernando Abrego e Vladimir Caballero se encarregaram de batizar os novos membros da Obra de Deus que declararam em público seu amor pelo Criador.

Sob a proteção do Senhor, o Movimento Missionário Mundial da Costa Rica celebrou em 11 de janeiro, na cidade de Alajuela, a graduação dos estudantes do primeiro e segundo nível de estudos teológicos do Instituto Bíblico Elim em Esparza, La Palmera e San José. Nessa atividade, a irmã Flor Elizondo se encarregou de anunciar as boas novas. Baseada em Ageu 1:13-14, compartilhou a prédica “Os verdadeiros líderes não veem obstáculos” e remarcou que o Senhor deu as capacidades necessárias a seus filhos para pregar o Evangelho.

VENEZUELA

SUÍÇA

Jornadas de jejum em Caita

Inauguração da igreja de Frick

Na igreja central do setor de Caita, localizada na cidade de Caracas, o Movimento Missionário Mundial da Venezuela desenvolveu três jornadas de jejum, que se realizaram de 8 a 10 de janeiro, com intuito de entregar a Deus as novidades do ano 2020. No encontro de fé, o reverendo Ricardo Manrique, Supervisor Nacional do MMM da Venezuela foi o responsável por gerir o serviço. Além disso, no meio de louvores e cânticos cristãos, o Senhor visitou seu povo e encheu com sua presença o templo de Caita.

Em um ambiente de alegria e regozijo pelas bênçãos de Cristo, em 25 de janeiro, o Movimento Missionário Mundial da Suíça inaugurou a igreja da comuna de Frick, localizada no distrito de Laufenburgo, que se uniu à ampla rede de templos da Obra de Deus em território suíço. Na festa espiritual, o reverendo Jimmy Ramírez, Supervisor Nacional do MMM da Suíça, pronunciou a mensagem celestial. Baseado em 2 Coríntios 8:9, expôs o tema “Sendo rico se tornou pobre” e enfatizou que os homens sentem atração pelas riquezas materiais, e, por isso, menosprezam a salvação.

abril

2020 / Impacto evangélico

65


ESCREVA-NOS… CARTAS@IMPACTOEVANGELISTICO.NET EVARISTA HERNÁNDEZ Olá, meu nome é Evarista Hernández Heredia e vivo em Cuba, pertenço a um pequeno ministério chamado “Rios de Vida”. Eu me informei de sua publicação porque tive a grande bênção de participar no evento do Movimento Missionário Mundial realizado de 27 de fevereiro a 3 de março de 2019 em Havana, Mantilla. Jamais esquecerei esses dias de presença contínua de Deus, eles foram especiais. Concordo com sua doutrina. Gostaria de receber a revista. Sirvo ao Senhor com crianças. De Havana, Cuba.

ABRIL 1-3 2-4 9-11 9-12 9-12 9-12

SAMUEL ROSADO Deus abençoe o querido “Impacto Evangelístico”. Muito obrigado por sua revista e ministério. Ela tem informação muito

CARLOS BASTIDAS Deus os abençoe. Continuem trabalhando e que o Senhor os continue iluminando na publicação desta revista. Desde que a li, gostei e a continuarei adquirindo para ver as maravilhas que Deus faz em muitas vidas. Que o Senhor os continue abençoando. De Caracas, Venezuela.

MAIO 3-5

CONVENÇÃO NO JAPÃO (TÓQUIO E NARITA)

16-18

JUNIOR CANDELARIO

Que Deus os continue abençoando. Obrigado por todos esses anos de ensinamento e pregação através de sua revista. Que o Todo-Poderoso continue lhes abrindo as portas em outros cantos do mundo. No amor de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, seu irmão José. De Brooklyn, Connecticut, EUA.

22-24 22-25

RETIRO DE PASTORES NA BOLÍVIA CONVENÇÃO NO NEPAL CONVENÇÃO NO SRI LANKA CONVENÇÃO NA AUSTRÁLIA (SIDNEY) CONVENÇÃO DA GUIANAS, SURINAME E MARTINICA CONVENÇÃO DE PASTORES E DAMAS NA ÁFRICA, GUINÉ EQUATORIAL (MALABO) CONFRATERNIZAÇÃO NA NOVA ZELÂNDIA (WELLINGTON) CONFRATERNIZAÇÃO DO PRESBITÉRIO LESTE DA ÁFRICA (CONGO) RETIRO DE OBREIROS NA ÍNDIA CONVENÇÃO NA REPÚBLICA DOMINICANA

17-19

Deus abençoe todos os que levam a Palavra através da revista “Impacto Evangelístico”. Deus os abençoe por seu grande esforço de compartilhar a mensagem de salvação para as almas perdidas. Continuem confiando no Senhor, Ele nos ajuda. De Cuba.

JOSÉ FLECHA

JANEIRO 7-12 CONVENÇÃO NA COLÔMBIA, (CÁLI) 16-19 CONVENÇÃO NACIONAL NA BOLÍVIA ( COCHABAMBA) 30-02 FEV. CONVENÇÃO NACIONAL NA NICARÁGUA

FEVEREIRO 14-16 CONVENÇÃO EM BELIZE (ORANGE WALK) 20-23 CONVENÇÃO NA ARGENTINA (FORMOSA) 22-25 CONVENÇÃO NO PANAMÁ 26-29 CONFRATERNIZAÇÃO NA CUBA (SANTIAGO DE CUBA) 27-1 (MAI) RETIRO DE PASTORES E CONVENÇÃO DOS JOVENS

MARÍA ALEXANDRA CRISPÍN

Deus abençoe os irmãos responsáveis por enviar a revista mensal. Eu quero lhes dizer que é uma revista muito instrutiva e abençoada. Gosto muito de ler os temas que traz porque podemos aprender delas e ser edificados ao mesmo tempo. Que Deus os continue abençoando muito. De Bayamón, Porto Rico.

AGENDA GLOBAL 2020

JUNHO 23-26 RETIRO DE PASTORES NA COLÔMBIA (BOGOTÁ)

importante para o povo cristão. Com amor em Cristo. De Far Rockaway, Nova York, EUA.

BLANCA DELGADO Prezados irmãos, Deus os abençoe. Obrigada por me enviarem a revista; é uma grande bênção. Oro a Deus para que seu ministério continue levando a mensagem do Evangelho a cada vida. Aleluia! De Barceloneta, Porto Rico.

CONRADO GONZÁLEZ Que Deus os abençoe grandemente. A revista é cada dia melhor. Obrigado! De Hormigueros, Porto Rico.

JULIA ROCA Deus abençoe os irmãos e irmãs que colaboram nesta revista e chega a muitas nações. São de grande bênção para minha vida e também para muitas pessoas. Que Deus os continue iluminando. Continuem no Senhor. De Nova York, EUA.

RUBÉN AGUILAR Bênçãos por espalhar a sã doutrina. Este meio informativo é de muita contribuição para a vida espiritual das pessoas. Deus os abençoe muitíssimo. De Puebla, México.

Você pode baixar o leitor de código QR livre nestas plataformas:

JULHO 8-11 CONVENÇÃO NA COSTA RICA 9-12 CONVENÇÃO NO BRASIL (MANAUS) 14-17 CONVENÇÃO NOS ESTADOS UNIDOS 15-18 CONVENÇÃO EM PORTO RICO 28-31 CONVENÇÃO NO MÉXICO 30-2 (AGO.) CONVENÇÃO EQUADOR (GUAYAQUIL) AGOSTO 7-9 CONFRATERNIZAÇÃO NO BRASIL, BLOCO B (SÃO PAULO) 12-16 III CONGRESSO EUROPEU NA ITÁLIA (MONZA) CONVENÇÃO NO HAITI SETEMBRO 3-6 CONVENÇÃO NA VENEZUELA 23-26 CONVENÇÃO NO ÍNDIA 24-26 CONVENÇÃO NO PERU, BLOCO SUL (AREQUIPA) 27 DIA MUNDIAL DAS MISSÕES, ATIVIDADE SIMULTÂNEA EM TODOS OS PAÍSES 27-29 CONVENÇÃO NO PERU, BLOCO NORTE (CHICLAYO 30-2 (OUT.) CONVENÇÃO NO PERU, BLOCO SERRA E SELVA CENTRAL (HUANCAYO) OUTUBRO 1-4 CONVENÇÃO NO PARAGUAI (ITAGUA) 1-4 CONVENÇÃO EM HONDURAS (TEGUCIGALPA) 3-5 CONVENÇÃO NO PERU (BLOCO LIMA) 7-8 CONFRATERNIZAÇÃO NO CANADÁ, PROVÍNCIA DE ALBERTA (EDMONTON) 10-11 CONFRATERNIZAÇÃO NO CANADÁ, PROVÍNCIA DE QUEBEC (MONTREAL) 22-25 CONVENÇÃO NO CURAÇAO 23-25 CONFRATERNIZAÇÃO EM MADAGASCAR 30-1 (NOV.) CONVENÇÃO NA ILHA MAURÍCIO 29-1 (NOV.) CONVENÇÃO NO CHILE (SANTIAGO). NOVEMBRO 19-22 CONVENÇÃO NO URUGUAI (MONTEVIDÉU) 13-15 CONVENÇÃO DE PASTORES E JOVENS NA GUATEMALA DEZEMBRO 3-6 CONVENÇÃO EM EL SALVADOR (SAN MIGUEL) 4-6 CONVENÇÃO EM MYANMAR

n Eventos passados n Eventos futuros

66

MOVIMENTO MISIONARIO MUNDIAL

América • Europa • Oceania • África • Ásia


Bem-vindo à era digital DISPONÍVEL EM:

Disponível em:

abril

2020 / Impacto evangélico

67


68

MOVIMENTO MISIONARIO MUNDIAL

América • Europa • Oceania • África • Ásia

Profile for Impacto Evangelistico

795_Português  

Revista Impacto Evangélico / Edição Abril 2020 / Língua Portuguesa

795_Português  

Revista Impacto Evangélico / Edição Abril 2020 / Língua Portuguesa