Page 1

Gazeta São Mateus

DE OLHO NOS FATOS

1ª Quinzena de Abril de 2011

ANO XVII -  Nº 324

Vergonha: KM 28 está

P

abandonado

Presidente da entidade do bairro diz que estão abandonados. “Ninguém olha pela gente.”

ara se ter uma ideia, o bairro é carente de inúmeras coisas e, segundo Frica, a prioridade é o transporte escolar. “Nossas crianças não têm como ir para a escola, pois não podem ir a pé, já que é um perigo ele andarem pelo meio da rua sozinhas (não tem calçadas o caminho para a escola)”. Além disso, segundo o presidente da entidade, esse caminho também é muito escuro, sendo um ambiente propício para estupradores e pedófilos. “Isso é uma tragédia anunciada, ninguém dá atenção para o nosso pedido, mas, quando acontecer uma desgraça, não adianta chorar”. Página 7

E ditorial

N

Onde está o louco?

a semana passada presenciamos o horror do atirador do Rio de Janeiro que matou 12 crianças e feriu mais seis. Se não fosse a ação de um policial, ele teria feito mais vítimas e a tragédia teria sido ainda pior. Página 2

Opinião

H

Triste realidade

á muito tempo venho batendo em uma tecla aqui no Gazeta: nossos idosos estão cada vez mais mau tratados. Estou mentindo? Tenho certeza que nem equivocada estou. Página 2

Parque São Rafael precisa de atenção em todas as instâncias

N

CEU Alto Alegre está repleto de atrações na Virada Cultural Evento que acontece entre os dia 16 e 17 de abril promete trazer entretenimento para toda cidade. O CEU Alto Alegre, nos próximos dias 16 e 17, onde acontece a Virada Cultura de São Paulo, receberá várias atrações, totalmente de graça, para os moradores da região. Página 3

Subprefeitura participa de reunião sobre Riacho dos Machados

O

chefe de gabinete da Subprefeitura São Mateus, Val-

por gabião do Riacho dos Machados foram as melhorias efetuadas na

deir Rodrigues Vasconcelos, participou de uma reunião na manhã do dia 09 de abril na Comunidade Católica São Marcos. O principal motivo do encontro foi festejar a finalização das obras, uma extensão de aproximadamente 2.100 metros. Guias, sarjetas, asfalto, esgoto, canalização do córrego através

região. Há mais de 30 anos a comunidade esperava e reivindicava por essa obra. Após muitas tentativas, em 2008 finalmente saíram do papel e tiveram seu início. Mas ainda existe um trecho que gera descontentamento e desconforto, cerca de 400 metros que ainda não saiu do papel. Página 6

Poluição na Avenida Jacu-Pêssego aumenta após obra

Lider comunitário Miguel Arcanjo, morador do Parque São Rafael há 42 anos, fala dos problemas da comunidade e de suas necessidades. Necessidades básicas inguém olha por nós no Parque São Rafael. Desde que moro lá ninguém fez nada por nós. Só temos um Posto de Saúde, deteriorado. Temos um banco apenas porque pedimos e fizemos manifestações para isso. Precisamos de outro banco, pois nossa comunidade é bem grande. Pelo que sabemos os bancos dizem que não é seguro, mas, precisava se ver isso, pois estamos necessitados. Precisamos também de um Correio. Já fizemos uma abaixo assinado e nada. Só temos uma lotérica que fica cheia o dia todo e não atende todos os moradores. Por isso, precisamos de mais uma casa lotérica. Página 7

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

F

Medições do respirômetro indicam índices muito acima do tolerável.

luxo de caminhões colabora para a má qualidade do ar. O tráfego de caminhões que seguem para o Rodoanel aumentou na região da Avenida Jacu-Pêssego, na Zona Leste da capital, depois da reformulação de parte da via. No local, trafegam caminhões pesados, carretas e cegonheiras. Por causa desse fluxo, o ar ficou mais carregado. Página 3

São Mateus: sem psiquiatras pacientes perambulam na rede

A

Comissão de Saúde da Câmara Municipal, presidida pela vereadora Juliana Cardoso (PT), realizou na última quarta-feira, dia 6, vistoria no CAPS (Centro de Atendimento Psico Social) adulto de São Mateus. Instalado há 20 anos num casarão do Jardim Tietê como Hospital Dia, desde 2003 o equipamento se transformou em CAPS e hoje atende 350 pacientes. A inspeção foi motivada por denúncias de conselheiros gestores da região sobre as precárias

instalações que não comportam adequadamente as atividades, além da falta de psiquiatra. Outra questão que mereceu atenção são os pacientes que recebem alta do CAPS. Eles não têm acompanhamento dos seus casos na rede pública também por falta de psiquiatras. Página 6


Página 2

Gazeta São Mateus

E ditorial Onde está o louco?

N

a semana passada presenciamos o horror do atirador do Rio de Janeiro que matou 12 crianças e feriu mais seis. Se não fosse a ação de um policial, ele teria feito mais vítimas e a tragédia teria sido ainda pior. Casos como este fazem (pelo menos deveriam) as autoridades pensarem sobre como é que está, de fato, a violência no país. O Rio de Janeiro, famoso por seus morros e brigas entre traficantes, agora também virou palco para uma das chacinas mais terríveis que o país carrega. Todos se perguntam o porquê de tudo isso. Será que tem resposta? Tomara que sim, os pais querem uma justificativa. Pouco se sabe sobre o assassino, apenas que era um rapaz estranho, muito fechado, com poucos amigos. Mas, será que isso são sinal de assassino ou, pelo menos, um perturbado mental? Especialistas dizem que sim. Então, porque será que ninguém se atentou a isso? Até agora, pergunta sem resposta. De fato, o país está super mal preparado para este tipo de situação (e vem Copa do Mundo e Olimpíadas por aí). Para se ter uma ideia, nem porteiro tinha na escola, o que, pelo menos, inibiria um pouco o destemido rapaz. Mas, se não inibisse, um porteiro treinado veria que o garoto estava estranho, talvez com semblante transtornado, e que não poderia ali entrar. Mesmo assim, é uma incógnita. O Wellington, do jeito que chegou atirando, provavelmente atiraria no porteiro também e nada teria mudado. Então, de quem é a culpa? Parece simples a resposta, mas, nem tanto assim. Os governantes, escolhido pelos pais dessas crianças mortas, não têm a real preocupação com o que acontece dentro das escolas públicas brasileiras. Afinal, seus filhos estudam em colégios particulares, muito bem de segurança, e andam com guarda-costas que lhe dão segurança. Mas, os pais desses alunos no Realengo não tiveram a mesma sorte que os políticos. Seus filhos vão à escola pública, muitas vezes sozinhos, sem proteção alguma. E o medo não se dá só por causa da violência. E

o trânsito? Que cada dia mata mais e mais em acidentes e atropelamentos. Ou seja, não tem para onde correr. É como disse a mãe de uma criança que estuda no colégio do Rio: “temos que colocar nossos filhos nas mãos de Deus, pois não temos confiança em nada mais. A escola era o lugar que dava segurança, agora, para mim, é o último”. O que falar para uma mãe dessas? Que ela está generalizando, que nem todas escolas são assim? É, mas, foi ela que quase teve a vida do filho perdida por causa de um provável louco, com mente doentia e muito perigosa, que passou despercebido por todos e, também, não tem culpa por isso. E isso é fato. O rapaz era um doente, sem condições de responder pela própria vida e sempre deixou isso claro em seu comportamento. A população que fechou os olhos para isso e não deu, a ele, a atenção que merecia. Cadê os manicômios do país? Não existem mais porque são proibidos, mas, em alguns casos, não tem o que se fazer. Famílias não conseguem domar uma pessoa com problemas mentais sérios, precisam de tratamento e o governo dá as costas, achando que são as famílias que têm a responsabilidade sobre uma pessoa dessas. O que não é verdade, porque muitos não têm condições de dar o tratamento correto, deixando solto uma pessoa que não responde pelos seus atos pelo simples fato de não ter consciência disso. E não é só no Rio de Janeiro. Em São Paulo, na véspera de Natal de 2009, um outro louco entrou na Livraria Cultura do Conjunto Nacional, na avenida Paulista, em São Paulo, e deu uma paulada com taco de beisebol na cabeça de um jovem que estava lendo um livro. Resultado: depois de meses na UTI, esse jovem morreu. E o louco? Até pouco tempo o que se disse foi que iria ser solto, pois apresentava distúrbios mentais e não teriam como tratá-lo. Essa semana, também na Paulista, um homem e uma mulher levaram facadas de um mendigo. Quem está louco? As pessoas ou as autoridades que não enxergam isso. Vale a discussão.

G azeta S ão M ateus Empresa Jornalística Gazeta São Mateus Administração, Publicidade e Redação: Rua Libra, 85 - Jd. Santa Bárbara São Mateus - São Paulo - Cep: 08330-370 Fone:/Fax: 2962-3172 - Cel: 9431-7658 e-mail: gazetamateus@terra.com.br Diretora: Luci Mendonça Diretora Comercial: Cristina Mendonça da Silva Jornalista Responsável: Luci Mendonça – Mtb 43029-SP Redação: Daya Lima Colaboradores: Marcelo Doria, Dra. Cibelle Mendes e Cristiane Ortega Repórter Fotográfico: Giuseppe Celestino Diagramação: Guilherme Celestino - Cel: 6398.2360 (Obs: Matérias assinadas não representam, necessariamente, a opinião do jornal) Fotolito e Impressão: Gráfica Pana - Fone: 3208-2487 CNPJ - 02.740.573/0001-87 Proibida a reprodução total ou parcial dos textos Tiragem: 20 mil exemplares Circulação: São Mateus, Itaquera, Guaianazes, Vila Formosa, Mooca, Vila Prudente, São Miguel, Tatuapé e Mauá

o ã i in

Op

H

á muito tempo venho batendo em uma tecla aqui no Gazeta: nossos idosos estão cada vez mais mau tratados. Estou mentindo? Tenho certeza que nem equivocada estou. É só sair nas ruas que vemos os descasos, tanto das autoridades, quanto da população em geral, que esquece que um dia ficará velho, se assim Deus permitir. Falo isso por conta de vários problemas que as cidades têm. Em São Paulo, por exemplo, a maior cidade do país onde se é modelo para tudo, temos um problema básico que afeta os velhinhos: as calçadas, por exemplo. Elas são irregulares, cheia de buracos, onde ninguém, nem os mais jovens, passam com segurança. Você acha que um idoso, que às vezes até usa bengala, consegue exercer o seu direito de ir e vir? Impossível. Outro descaso, agora da população, é quando algumas pessoas fingem que

1ª Quinzena de Abril de 2011

Triste realidade estão dormindo ou que não estão vendo um idoso em pé no ônibus, trem, metrô ou em qualquer lugar que tenha acentos ou espaços reservados para eles. Estou falando alguma bobagem? Tenho certeza que não. Outro descaso é as tais filas para os idosos. Quem sabe do que estou falando atestará, às vezes, essas filas demoram mais do que as normais, pois só tem um caixa reservado para o idoso, junto com gestantes e pessoas com deficiência física, ou seja, muita gente. O Estatuto do Idoso foi lançado para ajustar esses problemas, entretanto, o que temos visto é que a cada dia que passa o idoso é jogado para escanteio, visto como um problema da sociedade moderna. E não é para ser assim. Os nossos governantes têm de ficar alerta porque os índices mostram que, cada vez mais, o Brasil se encherá de idosos, já que a medicina

está bem avançada e o estilo da vida moderna propicia uma melhor qualidade de vida, aumentando o tempo de vida do cidadão. Mas, se as coisas não melhorarem, o país será conhecido por um lado ruim, que não cuida e nem dá valor aos seus idosos, que tanto trabalharam para alavancar o país. E a realidade é cada vez mais essa mesmo. Dá para contar nos dedos as casas de famílias que não têm um idoso. Às vezes, eles são o arrimo daquela família, sendo a renda mais alta e mais considerada dentro do orçamento familiar. Hoje, o idoso deixou de ser aquele aposentado, que curtia a aposentadoria, para ser, de novo, um “pai” de família. É claro que muitos não conseguem parar de trabalhar e nem querem parar de produzir, mas, são verdadeiros homens e mulheres da casa onde deveriam ser, apenas, um viajante, que curte a vida.

Luci Mendonça

Diretora do Jornal

E não é que eles vão morar na casa dos filhos não, os filhos é que vão morar na casa deles, trazendo mais problemas e despesas, claro. Onde será que isso vai parar? Não sabemos e acho que se, um dia parar, vai demorar. Mesmo assim, deixo aqui o meu apelo para que todos nós tenhamos uma terceira idade digna e com respeito. Afinal, fizemos por merecer e temos total direito de sermos respeitados e ouvidos. E, para isso, precisamos escolher melhor nossos governantes, principalmente, aqueles que têm alguma afinidade com a causa dos idosos. Vamos esperar sentado? Só se ninguém estiver o ocupando o nosso banco.

C ultura

CEU Alto Alegre está repleto de atrações na Virada Cultural

Evento que acontece entre os dia 16 e 17 de abril promete trazer entretenimento para toda cidade

O

CEU Alto Alegre, nos próximos dias 16 e 17, onde acontece a Virada

Cultura de São Paulo, receberá várias atrações, totalmente de graça, para os

moradores da região. Para se ter uma ideia, só no dia 16, terá show de rock, com a banda Pubyz (13h30) 08, show de MPB, com a banda Etnia (14h30), show de chorinho, com Alê Ferreiras (16h) e, claro, um show sertanejo, com a presença de Refael Prado e a banda Som da Hora (17h30). Se música não for o forte, também no CEU Alto Alegre, às 18h30, o espetáculo teatral Estilhaços da Sociedade fará a festa. Agora, se preferir aproveitar as atrações do domingo, tem também

para todos os gostos. Às 13h, a peça teatral Caixa de Pandora fará uma encenação. Às 14h30, mais um show de rock com a banda BarraBaz, às 15h30 é a vez da banda Djourus e, para finalizar, Eriq & Sagat, com seu show de rap. Para quem não sabe, a Virada Cultural é uma iniciativa da prefeitura de São Paulo e tem dado certo e, de acordo com o Prefeito Gilberto Kassab, a ideia é que todo ano aconteça esse evento cultural que traz entretenimento e alegria para os paulistanos, conhecidos por só trabalharem.

Gazeta São Mateus Aqui o seu anúncio é LEGAL!

Para anunciar 2962-3172

www.gazetasaomateus.com.br

BENEFÍCIOS - INSS ***EVITE FILAS***

• MULHERES • APOSENTADORIA E HOMENS • PENSÃO POR MORTE a partir de 65 ANOS • ACIDENTE DE TRABALHO ou DEFICIENTES, • REVISÃO DE APOSENTADORIA E PENSÃO podem ter direito • DEPARTAMENTO JURÍDICO PRÓPRIO a um benefício, mes• CONTAGEM DE TEMPO DE SERVIÇO mo sem nunca terem contribuído

FAÇA VALER SEUS DIREITOS!

Atendemos em dois endereços: Av. Satélite, 543A - sala 1 - São Mateus - SP – Fone: 2012-6397 Rua 7 de Abril, 118, cj. 202, sala 01 – Centro – Fone: 3151-2991

Profº Janilson das Neves Pinheiro CRA/SP 45.080 OAB/SP 102.159-E CRC/SP 1SP156862/0-9

• Administração: De bens, empresas e condomínios; • ADVOCACIA: Causas Cíveis, Família e Trabalho; • ARQUITETURA: Projetos, Decoração e Desdobro; • CONTABILIDADE: Abertura, Alterações e Encerramentos; • INFORMÁTICA: Organização, Sistema e Programa; • ENGENHARIA: Plantas, Regularização e Construções;

G ASSESSORIA E CONSULTORIA Site: www.geassessoria.com.br @Mail: geassessoria@geassessoria.com.br

F: 2010-0543 - Fax: 2015-0883 Av. Satélite, 539 – Cidade Satélite – São Mateus


1ª Quinzena de Abril de 2011

Kassab propõe Virada Cultural sem lixo no chão

O

4.900 lixeiras serão instaladas para o cidadão poder jogar o lixo no local certo. Mensagens sonoras e cartazes pedirão a participação dos cidadãos

prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, convidou a população da Cidade que irá participar da Virada Cultural a não jogar lixo no chão. O

afirmou Kassab na manhã desta segunda-feira (11), em evento realizado no Paço Municipal. Para ajudar os paulistanos a não jogar o lixo no chão, o

Kassab apresenta a infraestrutura que será montada na Virada Foto de Fábio Arantes/Secom

megaevento, que acontecerá no sábado (16) e domingo (17), deve receber mais de 3 milhões de pessoas nos cerca de 15 quilômetros de vias onde as atrações culturais serão realizadas. Diante da magnitude do espetáculo, o chefe do Executivo Municipal propôs uma parceria com os espectadores da Virada. “Em 2011, a limpeza será um dos focos da Virada Cultural. Queremos que a população ajude para que o evento tenha mais conforto. Tão importante quanto as ações da Prefeitura é a colaboração das pessoas. Essa é a razão de estarmos fazendo um apelo aos cidadãos. Com a colaboração deles, teremos uma Virada mais limpa”,

Poder Público oferecerá a infraestrutura. Serão colocadas 4.900 lixeiras adicionais nos locais que receberão os eventos. Nada menos do que 3.300 homens trabalharão no recolhimento do lixo, utilizando 40 contêineres e 299 caminhões e equipamentos. As lixeiras, contêineres e equipamentos serão identificados com adesivos que remetem à campanha. A iniciativa prevê, ainda, que mensagens sonoras serão veiculadas nos intervalos dos shows e apresentações pedindo a colaboração das pessoas. “Além disso, os artistas serão convidados a solicitar a todos os partici-

pantes que depositem o lixo nos locais disponibilizados pela Prefeitura, para que elas não descartem no chão”, ressaltou o secretário municipal de Serviços, Dráusio Barreto. Cartazes com as mensagens da campanha serão fixados nas 155 barracas de alimentos que funcionarão durante a Virada. “Isso também ocorrerá nos banheiros químicos. Eles estarão maiores nessa edição e serão limpos com mais velocidade. Esses banheiros serão adaptados, inclusive, para pessoas com limitação física”, explicou o secretário municipal de Coordenação das Subprefeituras, Ronaldo Camargo. Logística reforçada A Virada Cultural terá uma logística reforçada para

a coleta e tratamento do lixo. Neste ano, 3.300 homens trabalharão na coleta e manuseio do lixo produzido durante o evento. Haverá também, pela primeira vez

durante a Virada, a atuação de dez equipes de coleta seletiva que processarão parte do material descartado ainda durante a realização do evento, o que envolverá o trabalho de 120 membros de cooperativas de reciclagem. A Prefeitura reforçou os pontos para o descarte do lixo com 4.900 novas lixeiras, além das que já estão instaladas nas vias em que serão realizadas as atrações, divididas pelos seguintes tipos: - 1.300 novas lixeiras fixadas nos postes - 2.500 lixeiras de papelão para uso apenas durante a Virada - 800 lixeiras de arame colocadas especialmente para a Virada - 300 carrinhos usados pelos garis, que serão amarrados nos postes e irão armazenar grandes volumes de lixo O lixo coletado será tratado por 299 equipamentos assim distribuídos: - 40 contêineres de 1.200 litros - 76 caminhões carroceria - 30 caminhões compactadores - 66 caminhões antares - 60 caminhões pipa - 6 caminhões gaiola - 11 coletores Iveco - 10 mini coletores

Metrô de SP é o mais lotado do mundo

O

No ano passado, foram transportados 11,5 milhões de passageiros a cada quilômetro de linha, um aumento de 15% em relação a 2008

Metrô de São Paulo atingiu no ano passado a marca de 11,5 milhões de passageiros transportados a cada quilômetro de linha. O número é 15% maior do que em 2008, quando 10 milhões de usuários

passado ainda não foram divulgados pela Comet. A cada dia útil do ano passado, 2,56 milhões de pessoas passaram pelas catracas de metrô da capital, em média. Se forem levadas em conta as baldeações, es-

Recorde. Enquanto o número de passageiros aumentou em 2010, a satisfação de quem usa o sistema diminuiu. Tiago Dantas - O Estado de S. Paulo foram levados por quilômetro. É a maior concentração de pessoas em um único sistema de transporte no mundo, segundo a própria companhia. Também em 2008, o metrô de Moscou, na Rússia, transportou 8,6 milhões de pessoas para cada quilômetro de trilhos. O de Xangai, na China, levou 7 milhões, segundo dados da Comunidade de Metrôs (Comet, sigla em inglês), organização que reúne representantes dos 12 maiores sistemas de metrô do mundo. Os dados do ano

ses passageiros fizeram cerca de 3,5 milhões de viagens por dia, segundo balanço que consta no “Relatório da Administração de 2010”, divulgado ontem com o balanço patrimonial da empresa. O número de entradas nas estações foi 6,8% maior do que o registrado em 2009. Enquanto o total de passageiros aumentou, a satisfação de quem usa o sistema diminuiu. A pesquisa “O Metrô segundo seu usuário: uma avaliação do serviço” do ano passado mostrou que

Página 3

Gazeta São Mateus

60% dos entrevistados classificaram o meio de transporte como “muito bom” e “bom”. Em 2009, as notas positivas eram 67%. A pesquisa é feita desde 1974. No relatório, o Metrô diz que “podem creditar-se tais resultados à crescente demanda de usuários, que aumenta a complexidade de operação do serviço e uso do sistema, principalmente nos horários de pico”. “Não imaginava que fosse o mais cheio do mundo, mas o metrô de São Paulo está cada vez mais insuportável”, diz a analista de sistemas Vanessa Brito, de 32 anos, que reclama da lotação nas Linhas 1-Azul e 3-Vermelha, que usa diariamente para ir da Barra Funda, onde mora, para a Consolação, onde trabalha. “É uma falta de respeito com o usuário”, afirma o metalúrgico Jailton Zeferino, de 24, que diz não conseguir mais encontrar assentos livres quando entra no metrô, na Estação Bresser, no horário de pico da manhã, como acontecia há dois anos. Presidente da Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Metrô do Estado de São Paulo (Aeamesp), José Geraldo Baião acredita que serão necessários alguns anos para que o passageiro note melhorias. “O governo está investindo em sistemas de sinalização mais moder-

nos, que vão permitir um intervalo menor entre os trens. Também é preciso pensar na expansão da rede”, acredita Baião. Já o presidente do sindicato dos metroviários, Altino de Melo, acredita que a expansão do Metrô está “décadas atrasada”. “O desconforto é inevitável. Não só pela lotação, mas também pelo calor nos trens.” Para Melo, o Estado deve investir em mais conexões entre as linhas. / COLABOROU CRISTIANE BOMFIM PARA LEMBRAR De mais cheio para 11º mais movimentado Quando a comparação com outros metrôs no mundo diz respeito à movimentação, São Paulo ocupa a 11.ª posição, com 975 milhões de viagens de passageiros por ano. São Paulo é o único representante sul-americano da lista de 15 metrôs, que tem o de Tóquio (Japão) em primeiro lugar, com 3,16 bilhões de viagens de passageiros/ano, o de Moscou (Rússia) em segundo (com 2,4 bilhões) e o de Seoul (Coreia do Sul) em terceiro (2,04 bilhões). O metrô da Cidade do México também aparece na relação, em 7.º lugar (1,4 bilhões). Os dados são da Comunidade de Metrôs (CoMET, na sigla em inglês).

CURTÍSSIMAS Tumulto O encontro na Câmara teve bate-boca e troca de acusações entre vereadores e manifestantes contrários ao projeto. A proposta da Prefeitura de renovar a cracolândia não seduziu os comerciantes e moradores da região, que manifestaram insatisfação com a falta de um documento oficial que dê garantias de que eles permanecerão no local após as obras. Durante a audiência, um manifestante chamou os vereadores de “vendidos” e foi repreendido duramente por Cláudio Fonseca (PPS) e Roberto Tripoli (PV). Houve tumulto e a audiência foi interrompida por cerca de dez minutos, para ser retomada depois.

Multa de trânsito vai deixar “nome sujo” em São Paulo A Prefeitura de São Paulo ampliou o cerco a 690 mil pessoas e empresas que não pagaram 2 milhões de multas de trânsito de 2006 a 2009. A partir de agora, a gestão Gilberto Kassab irá protestar os débitos em cartório, levando o nome do devedor ao cadastro de inadimplentes Maternidades privadas de São Paulo não podem mais cobrar nenhuma taxa para permitir a presença de pais ou acompanhantes nas salas de parto.

Pais paulistas têm o direito de assistir a parto sem pagar Decreto publicado ontem no “Diário Oficial” sanciona projeto de lei, de autoria do ex-deputado Conte Lopes (PTB), que proíbe os hospitais de pedirem qualquer quantia para higienização, esterilização ou outro tipo de procedimento necessário para que uma pessoa possa entrar no centro obstétrico. Ao apresentar o texto, o exdeputado relatou que maternidades do Estado cobravam taxas entre R$ 113 e R$ 340 para autorizar o acompanhamento do parto.

A Secretaria Estadual da Saúde informa que a lei será regulamentada nos próximos dias. O órgão também definirá a multa para quem desrespeitar a lei e quem será responsável por fiscalizá-la.

Edson Aparecido discute na Assembléia Legislativa projeto que cria a Região Metropolitana de São Paulo Casa vai realizar mais cinco audiências públicas para debater o Projeto de Lei Complementar nº 6 de 2005 O secretário de Estado de Desenvolvimento Metropolitano, Edson Aparecido, participou nesta terça-feira, 12 de abril, na Assembléia Legislativa de São Paulo, da primeira audiência pública para a discussão do Projeto de Lei Complementar nº 6 de 2005, que trata da criação da Região Metropolitana de São Paulo (RMSP). Edson Aparecido, que fez uma longa explanação sobre as principais linhas do projeto que se encontra na Assembléia Legislativa, ressaltou que, pela sua dimensão, marca uma política de estado definitiva para o encaminhamento de soluções para os problemas metropolitanos. “Com a lei, a Região Metropolitana de São Paulo terá um instrumento moderno e contemporâneo de integração e planejamento para a solução dos problemas metropolitanos”, disse. O secretário destacou ainda a dificuldade de cada município resolver isoladamente problemas de grande dimensão como, por exemplo, combate a enchentes, transportes e resíduos sólidos. “Se não houver um planejamento integrado e uma definição de prioridade de ações entre o Governo do Estado e municípios não se alcançarão resultados para questões dessa importância”. Durante a audiência, o secretário e os deputados debateram a necessidade do estreitamento nas relações entre os municípios da RMSP e Estado para o planejamento de investimento e ações para a região.

Poluição na Avenida JacuPêssego aumenta após obra Medições do respirômetro indicam índices muito acima do tolerável.

O

tráfego de caminhões que seguem para o Rodoanel aumentou na região da Avenida Jacu-Pêssego, na Zona Leste da capital, depois da reformulação de parte da via. No local, trafegam caminhões pesados, carretas e cegonheiras. Por causa desse fluxo, o ar ficou mais

Na manhã desta terçafeira (12), foi feita uma medição com o respirômetro na saída da estação de trem, que oferece acesso à Avenida Jacu-Pêssego. A concentração de material particulado chegou a 195 mg/m³. A recomendação da Organização Mundial de Saúde é de

carregado. Acima da avenida há também a estação Dom Bosco da CPTM, onde diversas pessoas circulam diariamente. O grande problema é que elas respiram todos os dias essa poluição.

25 mg/m³. Na Avenida Jacu-Pêssego, a concentração de material particulado foi de 170 mg/m³. Se uma pessoa ficar exposta a essa quantidade de poluição durante 24 horas, ela pode ter vários problemas de saúde.


Página 4

Gazeta São Mateus

E ducação

Por: Cristiane Ortega Lopes (Pedagoga)

O bullying nas escolas

Os últimos acontecimentos retratados em Realengo – RJ remetem sempre ao tema bullying, mas afinal, o que é bullying?

O

nome vem de bully = valentão e foi dado para representar o ato de violência física e/ou emocional causada a alguém por pura maldade. Um ato de crueldade e repetitivo que tolhe o desejo de viver, de estar em sociedade, de ter amigos da vítima. A vida toda, na escola, houve episódios de bullying. Todos nós conhecemos alguém que quando criança era vítima de gozação, maus tratos causados por colegas de classe e escola simplesmente por ser diferente: ou mais atraente, ou menos atraente, ou mais inteligente, ou menos inteligente, ou por usar óculos, ou pelo tamanho do corpo (magro, gordo, alto demais, baixo demais, ter a orelha mais aberta, ou maior, um nariz mais saliente ou diferente em algo, possuir uma pinta, ou uma mancha, por mancar, etc). Eu mesma fui vítima de bullying por ser muito magricela. Diziam que se batesse um vento eu voaria, que quando eu estava de frente parecia estar de lado e quando estava de lado eu desaparecia. Me chamavam de “Etéia” (por causa dos dedos finos e longos – em alusão ao filme ET), de canudinho de refrigerante, de quatro olhos, pois uso óculos permanentemente desde os 7 anos de idade, enfim, nenhuma menina queria ser minha amiga, pois elas queriam conquistar meninos e eu não era nada interessante, em trabalhos em grupo eu nunca era a escolhida, a professora que acabava me colocando em algum grupo, que ignorava minhas idéias. Por esse motivo, considero o bullying um problema

grave que deve ser corrigido o quanto antes. Cada pessoa reage a isso de maneira diferente. Eu enfrentei uma menina bem maior que eu quando estava na 8ª série, e foi quando consegui dar um basta no meu sofrimento. Outros preferem sofrer calados, não contam para os pais porque têm vergonha de serem fracos. Não procuram a direção da escola porque têm medo dos agressores revidarem com mais força, e acabam sofrendo por toda idade escolar. Isso reflete nas notas, na autoestima, na sua performance profissional quando adulto, na sua chance de sucesso. Cabe a cada um de nós, cidadãos, dizermos “não” ao bullying se recusando a apoiar esse tipo de atitude tão covarde, denunciando os agressores, entrando em defesa das vítimas antes que tragédias como a de Realengo voltem a acontecer. As Leis deveriam ser rígidas e punir com firmeza os praticantes de atos tão covardes como esse, e os jovens, que são os “criminosos”, os “valentões”, que destroem a vida dos mais fracos deveriam sentir a força da Lei pesar em sua vida e serem fichados como adulto, afinal, é por causa do bullying que tantas pessoas se tornam amargas, infelizes e passam a odiar a sociedade toda e chegam a se tornar verdadeiros psicopatas em busca de vingança. Denunciar para quem? Para a direção da escola, para o Conselho Tutelar, para a Polícia, para os pais do aluno vítima, pois eles raramente contam o que passam para seus pais.

Convite

O

SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA DO ESTADO DE SÃO PAULO CONSEG - Conselho Comunitário de Segurança da Cidade São Mateus Área correspondente ao 49º DP e 2ª e 5ª Cia do 38º BPM/M.

CONSEG – Conselho Comunitário de Segurança de São Mateus na Região Leste tem a honra de convidar Vossa Senhoria para a Reunião Ordinária deste conselho, onde estarão presentes os representantes da Força de Segurança Publica que atende os bairros que formam o lado Leste de nosso Município para discutir assuntos pertinentes á segurança pública da região.

Data: 19 de Abril de 2011. Horário: 19:30 horas. Local: Subprefeitura de São Mateus – Av. Ragueb Choffi, 1400 José Moreno Ramirez - Presidente

Capeamento na Rua João Rosa A Subprefeitura São Mateus com apoio da CPOCoordenadoria de Projetos e Obras e da Ecourbis efetuou o capeamento da Rua João Rosa, no bairro Terceira Divisão na região de São Mateus. A rua tem 95 metros de extensão e já conta com guia e bueiros que auxiliam no escoamento das águas da chuva drenadas pelo meio-fio. O próximo passo na obra

é a construção de galerias pluviais.Elas recebem água da chuva coletada pelas bocas de lobo, e são direcionadas aos rios e córregos. Caso não estejam em bom funcionamento, causam vazamento e inundações. A obra é de compensação ambiental. A ação ajuda a compensar e até mesmo reduzir os impactos ambientais causados pela execução de empreendimentos.

1ª Quinzena de Abril de 2011

Mário de Andrade e as Casas de Cultura

N

o século passado, em meados da década de 30, Mário de Andrade, na ocasião Diretor do Departamento de Cultura de São Paulo, idealizou a construção de Casas de Cultura na cidade de São Paulo. Em 1935, em seu projeto original, cada Casa de Cultura teria

IV.Promover a integração entre os diferentes grupos de freqüentadores, especialmente os jovens, idosos, pessoas com deficiência e em condições de vulnerabilidade social; V.Promover articulação e intercâmbio com instituições ligadas à cultura e cidadania;

Primeiro Ônibus Biblioteca em São Paulo dois pavimentos com estruturas apropriadas para a construção de um terceiro, salas para conferências, ensaios musicais e teatrais, bibliotecas para adultos e crianças, jogos e até um clube popular. Foram inovações pensadas por aquele grande idealizador. “Em vez de esperar em casa pelo seu público, vai em busca do seu público onde ele estiver” Mário de Andrade Primeiro Onibus Biblioteca de São Paulo. Com estas palavras, há 70 anos, Mário de Andrade, justificou ao então Prefeito Fábio Prado a necessidade de viabilizar o projeto de implantação de uma unidade móvel para levar livros à população: a Biblioteca Circulante. As Casas de Cultura têm as seguintes competências: I.Promover atividades de inclusão sociocultural da população da região. II.Promover acesso e fruição às ações e atividades culturais, públicas ou privadas, na região; III.Promover alternativas de lazer e convívio;

A casa de Cultura São Mateus em seus 03 anos de existência vem Resgatar e promover em todos os aspectos referentes à diversidade cultural, Promovendo a Arte e Cultura, Trazendo para a Comunidade Local o beneficio do “Fazer a Cultura”. A casa conta nesse inicio de ano com 25 Oficinas e 20 Oficineiros todos eles trabalhando Voluntariamente. Prestamos aqui a nossa homenagem e profundo Agradecimentos a esses profissionais que tem o dom de antes de tudo o da “Solidariedade” A casa de Cultura São Mateus vem se destacando Também no Respeito e na Valorização ao Meio Ambiente. Das 25 Oficinas,08 são oficinas que usam materais Reciclavéis e Reaproveitamentos dos mesmo. CASA DE CULTURA SÃO MATEUS Endereço: Rua Tita Ruffo, 1.016 Bairro: São Mateus Cidade: São Paulo Telefone: (11) 3793.1071 Oficinas Gratuitas

Gazeta São Mateus

Aqui o seu anúncio é LEGAL!

JURÍDICO Por: Dra. Cibelle Mendes

“Adoção” “Em vigor a pouco mais de 01 ano a Nova Lei reformulou o instituto da Adoção com a criação do Cadastro nacional da adoção e inovando com o conceito de família extensa ou ampliada”.

A

adoção é um ato jurídico, através do qual se estabelece um vínculo com terceiro, recebendo-o na condição de filho, desde que atendidos os requisitos legais, independentemente da existência de laço consangüíneo. No Brasil a matéria está disciplinada em Nossa Constituição Federal em seu artigo 227, no Código Civil, e em especial no Estatuto da Criança e do Adolescente Lei nº 8.069/90 e na Lei nº 12.010/2009, conhecida como a Nova Lei da Adoção, que reformulou em vários aspectos o processo de adoção. A criação do Cadastro Nacional da Adoção, teve por objetivo organizar de forma mais eficaz o processo de adoção, já que reúne uma lista daqueles que desejam adotar, e das crianças e adolescentes aptos a serem adotados, com acompanhamento através da preparação psicológica das partes, esclarecendo o significado da adoção, suas implicações sociais e jurídicas e por fim promovendo o incentivo à adoção daquelas crianças que não estão entre o “padrão mais desejado” pelos casais, como as crianças mais velhas, portadores de deficiência física, ou que padeçam de algum problema de saúde. O conceito de família ampliada trazido no artigo 25 da referida Lei, dispõe: “Entende-se por família extensa ou ampliada aquela que se estende para além da unidade pais e filhos ou da unidade do casal, formada

por parentes próximos com os quais a criança ou adolescente convive e mantém vínculos de afinidade e afetividade”, a conseqüência prática desta reformulação é que devem ser esgotadas todas as tentativas de a criança ou adolescente ser adotado por parentes próximos com os quais o mesmo convive e mantém vínculos de afinidade e afetividade, privilegiando tios, primos e cunhados. A lei determina ainda que seja oferecida atenção especial às crianças e adolescentes que vivem em abrigos, prevendo a realização semestral de reavaliação do caso, no intuito de que o prazo máximo de permanência na instituição seja de 02 anos, salvo exceções. Caros leitores, o singelo artigo é composto de breves comentários sobre o tema, que é complexo e de maneira geral, envolve uma série de peculiaridades, portanto se existe o desejo de adotar, vá em frente, informe-se, e busque sempre a orientação de um profissional de sua confiança para acompanhá-lo em todo o processo de adoção. Cibelle Mendes de Oliveira Lopes, OAB/ SP 284.402, é Advogada com escritório constituído na Avenida Mateo Bei, 1670. Dúvidas ou comentários sobre o artigo acesse www. cibellemendes.adv.br ou envie um e-mail para: cibellemendes@adv.oabsp.org. br

O uso das flores na culinária e na prevenção de doenças

A

s rosas têm alto teor de vitamina. Suas pétalas incrementam bolos, saladas e sobremesas. * A alcachofra é rica em fer-

* A camélia, que é usada no combate a úlceras, infecções e dores musculares, é muito consumida em forma de chá, mas também pode ser encon-

ro e fibras, e muito usada na refeição de pessoas com anemia e problemas intestinais. * A capuchinha é uma flor de sabor inconfundível, meio azedinha. * A calêndula pode ser usada como corante nas refeições, como no arroz e em sopas. Suas pétalas, que têm uma cor dourada inconfundível, dão beleza ao prato. * As violetas têm as pétalas comestíveis, usadas em doces frescos ou cristalizadas.

trada nas drogarias em remédios comprimidos. * Borragem é uma flor que tem formato de estrela, originária do Mediterrâneo. Usada no tratamento de gripes, sarampo, infecções, bronquite, entre outros. * A Calêndula é uma flor que, além de ser muito usada na culinária, é usada na medicina, tem ação anti-inflamatória e cicatrizante. É bastante usada em forma de pomada e sabonete.

Para anunciar 2962-3172

www.gazetasaomateus.com.br

CONVITE

“O amor de mãe é o combustível que capacita um ser humano comum a fazer o impossível.”

Evento do Dia das Mães do Mova

Convidamos o/a Sr. pra participar do 4º evento em Homenagem ao “ Dia das Mães” com as mães (alunas) do MOVA ( movimento de alfabetização de jovens e adultos) do núcleo do Jardim da Conquista. *Dia: 05/05/2011 *Local: CEU- SM *Horário: 19h20m Contamos com sua presença. Coordenadora e monitores


1ª Quinzena de Abril de 2011

Vereador apresenta representação no MP para apurar irregularidade na inspeção veicular U suários de automóveis estão sendo obrigados a fazer e a pagar por mais de duas vezes o processo de inspeção veicular devido irregularidades e ilegalidades do procedimento. O proprietário paga o valor de R$ 61,98 para passar pelo processo por até duas vezes, no período de 30 dias, com a segunda reprovação o dono do automóvel é obrigado a pagar novamente a taxa. O vereador Chico Macena entrou com uma representação no Ministério Público sob o protocolo 0030080/11, para apurar as supostas irregularidades e ilegalidades no procedimento de inspeção veicular adotados pela Prefeitura, secretaria municipal do Verde e Meio Ambiente e a Controlar. Um dos obje-

E

tivos da representação é exigir que um relatório completo, com todos os problemas apresentados no veículo, seja entregue ao proprietário do automóvel antes do encerramento da inspeção. Este procedimento está previsto no §3° do artigo 11 da portaria

Página 5

Gazeta São Mateus

n° 129 de 2010, que regulamenta da lei. A regulamentação da lei prevê que o processo de inspeção veicular compreenda a pré-inspeção visual, inspeção visual e mecânica e medição de ruídos, nesta ordem. Porém, o que vem ocor-

rendo é que a inspeção está sendo encerrada no momento que é encontrado o primeiro problema no automóvel, com isso, o proprietário só faz a correção do que foi notificado, ou seja, como não foi realizado o procedimento completo, na segunda inspeção pode ser encontrado novos problemas. “O único beneficiado por este procedimento, realizado de forma indevida, é a prefeitura e a empresa responsável, que recebem novamente o valor da taxa de inspeção veicular. Já o proprietário é prejudicado tanto pelo fato de ter que pagar novamente, quanto por perder tempo de serviço, pois as inspeções são realizadas em dias e horários úteis”, explica o vereador Chico Macena.

Ocorrência Policial ESTUDANTE DO 2º ANO DE DIREITO PRESO NA POSSE DE 48 CARTÕES MAGNETICOS PRODUTO DE CRIMES.

N

atureza: Receptação Data: 05/04/2011 Local: Rua das Oliveiras, 122 – Cidade Tiradentes’ Dados da Prisão Autoridade: Arli Antonio Reginaldo Indiciado: Kleber Harryson Vitiello Apreensões: 48 cartões magnéticos produto de ilícito, 01 Netbook, 01 CPU,

tificação do estudante do 2o. ano do curso de direito, Kleber Harrison Vitiello, com antecedentes criminais por roubo, de 31 anos, casado, que acompanhou as buscas efetuadas na residência, onde foram apreendidos 48 cartões magnéticos do BRADESCO/ IBIS/ GOOD CARD/ CAIXA ECONOMICA/ BANCO DO BRASIL/ CREDICAR E VISA, em

Óculos ajudam PM a Gêmeos. acharParabandidos o oficial,

quipamento especial será testado em shows e partidas de futebol, permitindo a identificação imediata de pessoas com registro na polícia Não estranhe se encontrar policiais militares usando óculos futuristas com alto poder tecnológico nos próximos shows, encontros religiosos, festas abertas ou partidas de futebol em São Paulo. É com esse equipamento que o efetivo vai “filmar” o público presente e detectar se, no meio da multidão, estão criminosos, pessoas desaparecidas, procuradas ou torcedores envolvidos em brigas. Marcio Fernandes/AE Biometria facial. Aparelho reconhece detalhes de rostos de criminosos Na sexta-feira, a reportagem acompanhou uma visita de 30 oficiais da PM para uma aula de demonstração do uso desses óculos. O encontro ocorreu na zona norte, durante uma das fases do Curso de Policiamento em Eventos, desenvolvido todos os anos pela corporação com o objetivo de ampliar as ferramentas

de prevenção ao crime. Segundo o major Leandro Pavani Agostini, do 2.º Batalhão de Choque, trata-se de um sistema chamado biometria facial, em que uma câmera especial é instalada nos óculos, capta a imagem das pessoas e depois as encaminha em tempo real para um banco de dados da polícia. Em seguida, é possível saber se quem aparece na imagem tem algum tipo de problema com a Justiça. Caso isso ocorra, um pequeno quadrado vermelho aparecerá na lente da câmera e o PM poderá tomar as providências necessárias naquele momento. “É algo discreto, porque você não interpela a pessoa, não pede documentos. O computador faz isso”, explica. Segundo o major Agostini, atualmente o equipamento é oferecido por um representante de uma empresa de Israel. Lá, já funciona como um controlador de fronteiras. “E para nós será muito útil e ajudará a cidade como um todo, desde a entrada e saída em terminais (ônibus e aeroportos) até em um show”, diz.

erros não estão previstos no sistema de biometria facial - mesmo que a pessoa seja gêmea. “A olho nu são duas pessoas iguais, mas para os 46 mil pontos de semelhanças que aparecem, os dados não vão bater.” Normalmente, a capacidade de visão da câmera é de até 50 metros de distância. Dependendo do

caso, no entanto, o sistema pode ser adaptado e chegar a até 20 quilômetros de distância. O major Marcel Lacerda Soffner, porta-voz da corporação, lembra que também participaram da demonstração oficiais de outros três

Estados: Amazonas, Acre e Rio. Pelas previsões dos policiais, o novo aparelho será utilizado na Copa do Mundo de 2014 e também em dias de jogos normais em São Paulo, principalmente em grandes clássicos. “Eu posso inserir no banco de dados um torcedor que se envolveu numa briga em campo e, mesmo com as imagens antigas, ele poderá ser localizado futuramente”, afirma o major. Teste. Esse não foi o primeiro contato com o aparelho. No ano passado, PMs da Tropa de Choque já testaram o sistema de biometria facial em jogos no Pacaembu. “Só não testamos no show do U2 porque não deu tempo, mas vamos testar em breve”, afirma Agostini. O especialista em segurança Felipe Gonçalves elogia a iniciativa. “Acho que, principalmente para jogos, vai funcionar muito bem, desde que os policiais fiquem bem posicionados, em locais de passagem das pessoas.”

Apenas 3% da população da Mauá proíbe venda e conRegião Sudeste tem sumo de bebidas alcoólicas confiança na polícia nos postos de combustível

Região Nordeste tem o maior índice de confiabilidade máxima. Mesmo assim, ele não é grande: 5,8 pontos percentuais. Por Estadão

A polícia brasileira não tem passado uma boa imagem aos cidadãos: em nenhuma região do País, mais que 6% da população diz confiar muito no trabalho policial. É o que mostra o Sistema de Indicadores de Percepção Social (Sips) sobre segurança pública 2010, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), divulgado nesta quarta-feira, 30. A pesquisa foi realizada pedindo aos entrevistados que classificassem sua confiança no trabalho policial em quatro níveis: não confia, confia pouco, confia e confia muito. A população da Região Sudeste foi a que apresentou o menor índice de confiança plena nas polícias Civil e Militar: apenas 3% dos entrevistados atribuíram nota ‘confia muito’ às entidades. Segundo a pesquisa, 30,05% dos moradores da mesma região disseram não confiar na atuação das polícias - tam-

bém o índice mais elevado do Brasil. Os outros 66,95% da população do Sudeste afirmaram que ‘confiam ou confiam pouco’ nas polícias. A diferença do Sudeste para a região com o maior índice de alta confiabilidade, o Nordeste, também não é grande. No Nordeste, 5,8% expressou confiança plena no trabalho policial.

Trabalho A pesquisa Sips também avaliou os serviços comumente prestados pelas instituições policiais e os dados mostram um fato curioso: apesar de ter os policiais com o maior índice de confiança na polícia, o Nordeste é a região que dá a pior avaliação para o atendimento policial no Brasil. Dos mil cidadãos que precisaram acionar a polícia por algum motivo na região, 29,7% avaliaram o atendimento como péssimo ou ruim. O melhor índice no atendimento policial, segundo percepção da população, foi na Região Sul, onde foi registrado 22,8% de atendimentos considerados péssimo ou ruim.

Ao afastar identificação entre álcool e direção, lei elaborada pela Prefeitura busca a valorização à vida, proteção à juventude e organização da cidade

A

partir do próximo sábado, 9 de abril, passa a vigorar em Mauá a lei que proíbe a venda e consumo de bebidas alcoólicas em postos de abastecimento de combustíveis, incluindo lojas de conveniência e traillers em suas dependências. O prefeito Oswaldo Dias sancionou a Lei Municipal nº 4.640 em 10 de março. O texto foi elaborado pela Prefeitura e aprovado pela Câmara Municipal da cidade no final de fevereiro. Para que os proprietários dos 39 postos registrados no município tomem conhecimento sobre a proibição, servidores das secretarias de Segurança Pública e Planejamento Urbano estão realizando um processo de notificação, visitando os pontos, conversando com os proprietários e distribuindo cópia da Lei. Para o secretário de Governo de Mauá, José Luiz Cassimiro, a iniciativa

é uma forma de valorização da vida. “Nossa intenção é prevenir o alcoolismo entre os jovens e evitar acidentes de trânsito após o consumo de bebidas.” O secretário de Segurança Pública, Carlos Tomaz, destaca o pioneirismo da ação. “É a primeira cidade da região metropolitana de São Paulo a ter uma lei assim.” O projeto foi elaborado a partir da observação do comportamento de jovens e adultos que frequentam esses estabelecimentos. Um de seus nove artigos prevê que os estabelecimentos fixem aviso informativo sobre a proibição em locais visíveis ao público. Em caso de desobediência, será aplicada multa no valor de mil Fatores Monetários Padrão (FMPs), que correspondem, em 2011, a R$ 2.673,40. Em caso de reincidência, o município poderá cassar o alvará de funcionamento.

Telefones celulares, identidade em nome de Leonardo Suzuki, como foto de Kleber Harryson Vitiello. B.O. 026//11-SIG Policiais Civis do 8o. SIG - São Mateus, nesta data, dando cumprimento ao mandado de busca e apreensão, expedido pelo DIPO, para a Rua das Oliveiras, 122, bairro da 3a. Divisão, São Mateus, local onde está instalado uma linha telefônica que, segundo o representante da empresa Brasileira de tecnologia e administração de convênios HOM Ltda - EMBRATEC, desde o mês de dezembro de 2010 até recentemente, partiram 3779 ligações de consultas de números de cartões de créditos pertencentes a empresa GOOD CARD. As investigações realizadas resultaram na iden-

N

nome de terceiros, produto de ilicitos penais, 01 netbook, 01 CPU, telefones celulares e uma cédula de identidade em nome de Leonardo Suzuki, com a foto de Kleber Harrison Vitiello. Para o Delegado Titular do 8o. SIG, Kleber Harrison Vitiello disse ser o autor das ligações referentes às consultas de números de cartões de crédito da empresa GOOD CARD, isentando sua genitora, cujo nome está cadastrado a linha telefônica utilizada, de qualquer participação no evento criminoso. O golpista foi autuado em flagrante delito por receptação e indiciado pela pratica de crimes de estelionato. DR. ARLI ANTONIO REGINALDO Delegado de Polícia Titular 8o. SIG – DECAP

70º D.P. Coíbe jogo irregular

o dia 31/03/2011 ás 17h00, policiais civis desta unidade policial – 70º Dp, investigando jogo irregular na área desta delegacia, foram ao imóvel do tipo sobreloja, rua José Antonio Fontes, 53 – Sapopemba, sendo atendidos pelo averiguado José Francisco da Silva que negou envolvimento com jogo de azar e franqueou a entrada no local. Sendo Localizadas no recinto 35 máquinas do

tipo “caça-nível” desligadas e sem apostadores. No local estava apenas o averiguado citado, que foi conduzido até o plantão policial para o registro do B.O. 1794/11. O local foi periciado e as máquinas apreendidas. Os fatos narrados estão sendo apurados através do Inquérito policial 255/11. Cristina de Menezes Escrivã de Polícia Chefe 70º D.P.

PMs que atuaram durante massacre em escola de Realengo são promovidos

O

s policiais militares do Batalhão de Polícia Rodoviária que atuaram no massacre da Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na zona oeste do Rio, foram promovidos nesta terça-feira, 12. Os três agentes foram reconhecidos pelo apoio que deram aos alunos que estavam sendo atacados pelo atirador Wellington Menezes de Oliveira. Ao todo, 12 crianças morreram e outras 12 ficaram feridas no atentado. Na solenidade de assinatura das Promoções por Ato de Bravura dos Policiais, nesta manhã, o cabo

Denilson Francisco de Paula será promovido a terceiro-sargento, o cabo Ednei Feliciano da Silva será promovido a terceiro-sargento e o terceiro-sargento Márcio Alexandre Alves será promovido a segundosargento. O evento contou com a presença do presidente da República em exercício, Michel Temer, o governador do Estado do Rio de Janeiro, Sergio Cabral, o secretário de Estado de Segurança José Mariano Beltrame e o Comandante Geral da Polícia Militar, Coronel Mário Sergio de Brito Duarte.


Página 6

Gazeta São Mateus

1ª Quinzena de Abril de 2011

São Mateus: sem psiquiatras Subprefeitura participa de pacientes perambulam na reunião sobre Riacho rede dos Machados

A

Comissão de Saúde da Câmara Municipal, presidida pela vereadora Juliana Cardoso (PT), realizou na última quarta-feira, dia 6, vistoria no CAPS (Centro de Atendimento Psico Social) adulto de São Mateus. Instalado há 20 anos num casarão do Jardim Tietê como Hospital Dia, desde 2003 o equipamento se transformou em CAPS e hoje atende 350 pacientes. A inspeção foi moti-

vada por denúncias de conselheiros gestores da região sobre as precárias instalações que não comportam adequadamente as atividades, além da falta de psiquiatra. Outra questão que mereceu atenção são os pacientes que recebem alta do CAPS. Eles não têm acompanhamento dos seus casos na rede pública também por falta de psiquiatras. Anunciada há uma semana, a comissão pode verificar durante a visita que algumas salas como o da terapia havia recebido recentemente mão de reboco. Outros problemas de estrutura também são visíveis como espaço da farmácia sem sistema de ventilação e sala de enfermagem inadequada. Para o conselheiro Sebastião Antônio Conceição, as salas são pequenas para

comportar os atendimentos. “A precariedade é notada logo na entrada, pois não há rampa de acesso para deficientes”, questiona. “Há necessidade de espaços mais amplos. Ou reformam urgente esse imóvel ou conseguem outro local”. Os dirigentes da saúde regional reconhecem os problemas de estrutura. “Nossa filosofia com o CAPS é que funcionem em casas como espaços acolhedores”, disse

a supervisora de Saúde de São Mateus, Zuleica Tourinho. “Desde o ano passado visitamos 13 imóveis na região para locação. Apenas um atendia as condições de acessibilidade externa e interna. No entanto, a situação desse imóvel estava irregular e foi descartado”. De acordo com a diretora da unidade, Joelma de Melo Souza, o CAPS tem um psiquiatra que assumiu a carga horária do médico que deixou a unidade. “O atendimento não foi prejudicado, pois o psiquiatra cumpre as 40 horas semanais”, informou. “Nossa equipe com outros profissionais para tratamento dos usuários está completa. Há dificuldades em conseguir psiquiatra para a rede”. SEM CONTINUIDADE

– Um psiquiatra da rede municipal da Prefeitura recebe salário de R$ 4.500 por 20 horas semanais. No CAPS, ele atende em média três pacientes por hora. Após receber tratamento com atividades terapêuticas e outros procedimentos, o paciente pode receber alta. A partir daí começam outros problemas. A conselheira Luzinete Freitas Alves informou que todos os usuários da região com alta do CAPS ficam perdidos atrás de psiquiatra e até para renovar as receitas dos remédios. “Faltam também psiquiatras nas unidades ambulatoriais e os pacientes ficam perambulando para cá e para lá com a carta do CAPS e a receita na mão”, revelou. Para a vereadora Juliana Cardoso a justificativa dos representantes da Secretaria Municipal de Saúde para a falta de psiquiatras na rede municipal não pode servir de desculpa para não implantar novas unidades em perfeitas condições. “Há três anos, por determinação do Ministério Público Federal, a Prefeitura de São Paulo é obrigada a implantar CAPS para cada 70 mil habitantes, além das residências terapêuticas” comentou. “Esse é o único equipamento no gênero adulto em São Mateus. O distrito possui 360 mil habitantes e deveria ter pelo menos mais quatro. O tratamento até tem começo, mas não tem continuidade”. Em nota a Secretaria Municipal de Saúde informou que existem 64 CAPS na cidade de São Paulo, 20 dos quais entregues nesta gestão. A Comissão também vai requerer da direção de saúde mental da Prefeitura informações sobre o trabalho de acompanhamento dos pacientes.

Subprefeito participa de encontro com ACS da UBS Conquista I

O

subprefeito de São Mateus, Ademir Aparecido Ramos, participou de um encontro promovido pelo gerente da

as principais questões discutidas. Para o problema do entulho, os agentes perguntaram se existe a possibilidade de um Ecoponto na região.

conjunto com a campanha de vacinação. Assuntos como regularização fundiária do Conquista e do Vila Bela também foram explorados.

Unidade Básica de Saúde Conquista I Thiago Ferreira. Os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) tiveram a oportunidade de levar diretamente ao conhecimento alguns problemas que afetam diretamente a vida dos moradores do Jd. da Conquista e Vila Bela. Entulho, mato, regularização fundiária e extensão do Parque Linear Adutora do Rio Claro até o Parque Natural do Conquista foram

Ademir explicou as metas do prefeito Kassab de construir um equipamento por distrito em toda a cidade. “São Mateus já possui um no São Rafael, na Rodolfo Pirani e em breve iniciaremos as obras no Ecoponto que ficará no distrito de São Mateus”. Outra ação imediatamente agendada na reunião foi uma Operação CataBagulho, no dia 30 de abril na área da UBS Conquista I, uma ação que acontecerá em

Além disso, a informação que animou aos presentes, a proposta da subprefeitura São Mateus para a extensão do Parque sobre a Adutora do Rio Claro. A partir da Praça Felisberto Fernandes, mais conhecido como Largo de São Mateus, até o Parque Natural Conquista, com isso ele auxiliará na preservação do local, diminuirá os depósitos de entulho e valorizará o entorno.

O

chefe de gabinete da Subprefeitura São Mateus, Valdeir Rodrigues Vasconcelos, participou de uma

reunião na manhã do dia 09 de abril na Comunidade Católica São Marcos - CEBs (Comunidade Eclesiais de Base) localizada à rua Acácio de Paula Leite Sampaio. Organizada por Edson Xavier, a reunião contou com a presença da vereadora Juliana Cardoso, do deputado Adriano Diogo, Paulo Fiorillo, assessores do vereador Gilson Barreto, que o representaram, imprensa local e comunidade. O principal motivo do encontro foi festejar a finalização das obras, uma extensão de aproximadamente 2.100 metros. Guias, sarjetas, asfalto, esgoto, canali-

zação do córrego através por gabião do Riacho dos Machados foram as melhorias efetuadas na região. Há mais de 30

Mesmo após alguns problemas, a obra está praticamente finalizada; as vias já não são mais mão dupla, semáforos foram instalados e a dignidade dos moradores estabelecida. Mas, apesar de toda a satisfação, ainda existe um trecho que gera descontentamento e desconforto, os cerca de 400 metros da parte chamada como “não contemplada”. O projeto está na Secretaria de Infraestrutura Urbana e Obras (Siurb) da Prefeitura de São Paulo, os pagamentos dos precatóri-

anos a comunidade esperava e reivindicava por essa obra. Após muitas tentativas, em 2008 finalmente saíram do papel e tiveram seu início.

os devido às desapropriações estão em andamento assim como as ações de remoção das moradias devidos às ocupações irregulares. Ou seja, em breve este trecho também será contemplado com a seqüência das obras.

-A obra ainda não esta terminada

ural. t l u c a d vira

e d n o a pr ra, você vvi irada. temabril, 16 de tir das 18h. a par

o 7ª ediçã Vem aí a ltural. u C a da Virad música, oras de São 24 h cinema, teatro, dança, dade o ma varie sentand circo e u s se apre ta is rt a s de diverso ente em aulo. gratuitam de São P e d a id c a pontos d ue fora dessa. Não fiq tida ão garan do. É divers mun pra todo

v.br ra.sp.go Telecentro. u it fe e r um www.p ternet em .

ade e a in ar, acess 00 em toda a cid Se precis e3 d is a m São


1ª Quinzena de Abril de 2011

Vergonha: KM 28 está abandonado

Presidente da entidade do bairro diz que estão abandonados. “Ninguém olha pela gente”

Parque São Rafael precisa de atenção em todas as instâncias

Lider comunitário Miguel Arcanjo, morador do Parque São Rafael há 42 anos, fala dos problemas da comunidade e de suas necessidades. Veja abaixo.

A

A

comunidade do KM 28 em São Mateus tem sofrido com falta de coisas básicas. Quem conta isso é Marcos Paulo Gomes, o Frica, que é presidente da Associação Beneficente Comunitário do KM 28. De acordo com ele, montaram a associação para que alguns problemas do bairro tivessem uma solução mais profissionalizada. Para se ter uma ideia, o bairro é carente de inúmeras coisas e, segundo Frica, a prioridade é o transporte escolar. “Nossas crianças não têm como ir para a escola, pois não podem ir a pé, já que é um perigo ele andarem pelo meio da rua sozinhas (não tem calçadas o caminho para a escola)”. Além disso, segundo o presidente da entidade, esse caminho também é muito escuro, sendo um ambiente propício para estupradores e pedófilos. “Isso é uma tragédia anunciada, ninguém dá atenção para o nosso pedido, mas, quando acontecer uma desgraça, não adianta chorar”. De acordo com Frica, inúmeros pedidos de melhoria são feitos para a subprefeitura. Alguns são atendidos, como a solução de um buraco que impedia o trânsito e a passagem dos pedestres. Porém, ainda há muito que fazer. Para quem não sabe, o

KM 28 tem mais de 30 anos e a população lá sofre com falta de saneamento. “Não temos nenhuma rua asfaltada, só a avenida Sapopemba, que fica perto do bairro”, diz Frica. Eles, que estão lutando para que algumas obras sejam realizadas, dizem que estão abandonados pelas autoridades. “O descaso que eles têm com a gente é de chorar, pedimos coisas básicas, tudo o que temos direito”. E isso é fato. O bairro que tem aproximadamente mais de mil famílias, não tem

Posto de Saúde, não tem escola e nada de lazer. “Como podemos viver em paz assim? Sem condição”. Outro problema sério que vem afetando a segurança de todos no bairro é a falta de iluminação pública. De

acordo com o presidente, as ruas são desertas. “Dá medo de andar a noite pelo bairro, tudo escuro. Já falamos com a Ilume, mas, até agora nada. O engraçado é que tem lugar em São Mateus que a iluminação da rua fica acesa o dia todo, sem necessidade, enquanto o nosso bairro é sem luz, colocando em risco a vida e a segurança de todos, principalmente das crianças, que precisam ir e vir da escola”. Frica diz ainda que tem procurado a subprefeitura e ele, na medida no possível,

estão ajudando, mas, ainda falta muito para ficar bom. “Espero poder continuar a ter a ajuda de algumas pessoas da subprefeitura, porém, tudo é muito lento e burocrático. Mas, não vamos desistir”, finaliza.

II Ciranda da Água de São Mateus

N

o último dia 22 de março de 2011, foi comemorado o Dia Mundial da Água, e São Mateus não ficou de fora dessa festa! Realizou a “II Ciranda da Água de São Mateus”, no CEU São Mateus, com a presença de mais de oitenta atores locais da região. O evento contou com a presença de colaboradores da Coordenação da Atenção Primária à Saúde, entre eles: Irmã Monique (Diretoria), Maria Sebastiana (Participação Social) e Eduardo Evangelista (Carisma) e muitos colaboradores das UBS de São Mateus, que puderam apresentar seus trabalhos relacionados à questão da Água, tema protagonista do evento. Após a abertura realizada pelo Coral CANTATA, formado pelas Agentes Comunitárias de Saúde da UBS Recanto Verde do Sol, recebemos técnicos convidados da área, que palestraram sobre: “Enchentes: origem e soluções”, ministrada pela

Profª Vivian Fiori, Docente do Curso de Geografia e Coordenadora de Projetos de Extensão Comunitária UNICSUL; “A percepção da enfermagem na questão ambiental: estudo da qualidade da água em um poço artesanal utilizada por uma comunidade em São Paulo”, pela Fernanda Cordeiro Silva Freitas, Auxiliar de Enfermagem da UBS Recanto Verde do Sol; e “Os desafios para a recuperação ambiental em fundo de vale”, pelo Engº Carlos de Jesus Campos, da ONG Ação e Cidadania-Planeta 21. A surpresa do dia foi a presença de alunos da Escola Filantrópica Tabor, trazidos pela educadora Inês Aparecida Martins, uma das organizadoras da primeira edição (pelo “Educar para Mudar”), pois os jovens pretendem construir um informativo sobre a ÁGUA e vieram buscar informações para elaboração do material. Aproveitando o evento, foram apresentados à co-

Página 7

Gazeta São Mateus

munidade os novos Agentes de Promoção Ambiental de São Mateus e algumas das Comsissões da A3P Agenda Ambiental na Administração Pública - das UBS presentes no evento. Também foi apresentado o balanço desde a criação do fórum eletrônico da Agenda 21 de São Mateus, lançado na primeira edição do evento e que conta atualmente com 148 integrantes. Para coroar esse grande encontro, foi lançado o blog: www.cirandadaaguadesaomateus.blogspot.com, que contém informações sobre o histórico do evento e materiais diversos sobre o tema ÁGUA, inclusive, as apresentações e fotos do evento para download. Copletando o sucesso do dia, uma grande ciranda foi feita no palco onde todos os presentes cirandaram em nome desse bem que precisa ser mais valorizado, cuidado e respeitado: a ÁGUA. Por: Sandro Nicodemo

Pista de Caminhada necessidade da comunidade conquistou muita coisa, dentre elas uma pista de caminhada, mas, ela não está inteiramente pronta. Não foi feita do jeito que queríamos e o

mos procurar a Secretaria de Esporte e Lazer e nada foi feito. Acabaram de reformálo, mas, não pensaram em um projeto para ele. Ninguém está cuidando. Um patrimônio público abandonado. Nos disseram que

noite toda para esse tipo de serviço. É até perigoso ficar dentro da delegacia. Queríamos que eles ficassem mais próximos de nós, e intercedesse junto a PM por uma base policial para nós, principalmente, na unidade da

prazo já venceu.

uma base policial lá, mas, não aconteceu. Não temos lazer para nossa comunidade e isso, com certeza, motiva o crime e a violência. É comprovado isso. Lá, a violência está demais, se rouba tudo por lá. Caminhão, carro, bicicleta, casa, etc. Estamos abandonados. Para mim a secretaria de esporte e a pior . Não nos atendem, não fazem nada. A CDN revitalizada iria nos

CDC, para dar segurança aos visitantes. Também outra em frente ao banco, que só tem ele e é bem perigoso.

Campo de Bocha Também queremos ver a reforma do campo de bocha, temos em torno de 35 a 40 senhores. Já tem verba para isso. Ele está dentro do CDC. Temos documento que mostra que tem 80 mil reais conseguidos via emenda para reforma do campo. Revitalização do córrego Rio Cipoaba É uma coisa estranha, esquisito para nós. Eu acompanho todas as reuniões desde 2004 e nada foi resolvido. Já apresentaram vários projetos e nada aprovado. Dizem que vão fazer um parque linear, mas, até agora nada. Queremos apoio e força de alguém para que se conclua isso. Necessidades básicas Ninguém olha por nós no Parque São Rafael. Desde que moro lá ninguém fez nada por nós. Só temos um Posto de Saúde, deteriorado. Temos um banco apenas porque pedimos e fizemos manifestações para isso. Precisamos de outro banco, pois nossa comunidade é bem grande. Pelo que sabemos os bancos dizem que não é seguro, mas, precisava se ver isso, pois estamos necessitados. Precisamos também de um Correio. Já fizemos uma abaixo assinado e nada. Só temos uma lotérica que fica cheia o dia todo e não atende todos os moradores. Por isso, precisamos de mais uma casa lotérica. Tem pessoa sem estudar, fora da escola, porque não tem vaga. O mesmo acontece com as duas creches que tem lá. A demanda é maior do que o que se oferece. Precisamos de mais uma creche. Esporte e Lazer Queríamos retomar o outro CDC, que está nas mãos dos vândalos, e já fo-

ajudar com espaço para reuniões. Festas no Parque São Rafael Nunca me convidaram para fazer parte da comissão de festas, sempre fazem por eles e não nos chamam. As festas têm de ser feitas por nós e não por vereadores, como o Gilson Barreto, que adora aparecer. Ele faz a festa do jeito que ele quiser, com todo mundo usando a camiseta dele, apresentador dele, Caminhao de som dele etc. Esperamos que este ano isso não aconteça. Tudo tem que ser feito pela subprefeitura e não por um vereador, somente. Pois, quer voto, né? Ele não manda, mas, acha que sim. Delegacia 55º DP – precisamos de mais apoio e atenção. Já passei a nota toda para fazer um boletim de ocorrência. Ninguém agüenta ficar a

São Mateus Vejo que ainda falta muita coisa aqui. Falta trabalho, falta política pública para as enchentes. A Rodovia Jacu Pessego é bem vinda para todos, mas, acabou com o redor do nosso bairro e está tudo um horror. Foi acordado que assim que a Dersa terminasse

as obras iria revitalizar as vias, mas, nada aconteceu. Usaram nossas vias para tudo. Caminhões para cima e para baixo, inclusive de madrugada, acordando o pessoal e destruindo nossas ruas. A empreiteira tem que respeitar nossa comunidade. Somos carentes de apoio e nada é feito. Já procuramos a Dersa, mas, nos ignoram. Elogios ao Parque São Rafael Nossa Pastoral da Criança está de parabéns. Cuida mais de 300 crianças sem ganhar nada. O que deveria ser um trabalho do governo é feito por esse povo voluntário. Temos muitas dificuldades. Principalmente, para falarmos com o nosso subprefeito e tenho vejo as portas fechadas. Queremos agendar palestras para melhorias do bairro e não conseguimos fazer nada. Não sei se vem dele isso ou de sua assessoria, que não leva a nossa reivindicação.


Página 8

A

Seis respostas sobre a dengue tipo 4

Gazeta São Mateus

mos meses. De acordo com o Ministério da Saúde, o vírus ficou 28 anos sem aparecer no país e foi detectado novamente em julho do ano passado. Este ano, já foram comprovadas até o momento 77 ocorrências em oito estados brasileiros - Amazonas, Pará, Bahia, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Roraima e São Paulo. O grande perigo é que, cada vez que uma pessoa tem dengue, aumenta o risco de ter a forma hemorrágica 1. A dengue tipo 4 é a mais grave dos vírus da dengue? Não. De acordo com Celso Granato, os quatro vírus são parecidos entre si: “Quando uma pessoa contrai dengue não dá para saber qual é o tipo pelos sintomas, porque são os mesmos para todos”. Por isso, independente do vírus, a pessoa pode apresentar dor de cabeça, dores no corpo e nas articulações, febre, diarreia e vômito. 2. Então por que há tanta preocupação com a dengue tipo 4? Com mais um tipo circulando no Brasil, as chances das pessoas contraírem dengue diversas vezes é maior. “Quem teve dengue do tipo 1, cria anticorpos no seu organismo e não irá mais contrair a doença por esse mesmo vírus, mas ainda pode

ser infectada pelos outros três tipos”, esclarece Marcos Cyrillo, infectologista da Sociedade Brasileira de Infectologia. O grande perigo é que, cada vez que uma pessoa tem dengue, aumenta o risco de ter a forma hemorrágica, o quadro mais grave da doença. O infectologista Granato explica que isso acontece porque, quando o organismo já tem anticorpos de um tipo, facilita a entrada de outro vírus na célula sanguínea. “Os anticorpos não identificam aquele novo vírus como inimigo e, ao permitirem sua entrada nas células, aumentam as chances de evoluir para a dengue hemorrágica”, afirma o especialista. Dessa forma, Granato faz a seguinte comparação: em cada mil pessoas com dengue, geralmente três apresentam a forma hemorrágica. Já a cada mil pessoas com dengue pela segunda vez, 30 poderão ter na forma mais grave. Pela terceira vez, esse número vai para aproximadamente 60. 3. Como descobrir se estou com dengue tipo 4 e não de outro tipo? Há um kit distribuído pelo Centro de Controle de Doenças dos Estados Unidos (CDC) que permite fazer um teste para descobrir o vírus. Aqui no Brasil, é realizado em laboratórios como o Instituto Evandro Chagas, em Belém (PA). Foi esse exame que permitiu ao Ministério da Saúde indicar a dengue do tipo 1 como a mais comum no Brasil, representando 73% dos casos no primeiro trimestre de 2011. 4. Pode haver uma epidemia de dengue do tipo 4? Os especialistas acreditam que sim, provavelmente no verão, quando o calor for maior. No entanto, é algo simples de ser evitado. “A incidência da dengue do

tipo 4 é maior nos estados que menos fazem a prevenção corretamente”, explica Granato. Prevenir esse tipo de dengue ou qualquer outro significa impedir a proliferação do mosquito transmissor. E isso começa dentro da casa de cada um, combatendo focos de água parada. Essas medidas já estão dando certo: o Ministério da Saúde indicou que o número de notificações de dengue no Brasil caiu nos três primeiros meses de 2011 (254.734 casos), em comparação com o mesmo período de 2010 (448.701 casos). 5. Por que ainda não há uma vacina contra a dengue? Exatamente pelo fato de existirem quatro tipos de vírus. “Imagine só: você vacina uma pessoa contra a dengue do tipo 4, ou seja, faz com que ela crie anticorpos contra esse vírus. No entanto, caso ela seja infectada por outro dos três tipos, terá mais chances de ter dengue hemorrágica”, adverte Granato. Se for criada uma vacina contra os quatro tipos e um novo vírus aparecer, o perigo será o mesmo. É por isso que a prevenção deve ser feita evitando o acúmulo de água.

Subprefeitura São Mateus finalizou as obras de cobertura e fechamento da quadra poliesportiva do Jd. Alto Alegre, distrito de Iguatemi, e também concluiu a construção da pista de caminhada, na rua Borzeguim, altura do número 114.

Os operários estão executaram a fundação necessária para a colocação da estrutura de metal que cobre a quadra. A pista de caminhada está inserida em uma área verde já existente no local, permitindo aos praticantes de caminhada um contato com a na-

Mulheres que tiveram parto natural contam que ouviram ofensas durante o nascimento dos seus filhos

U

ma pesquisa feita pela Fundação Perseu Abramo revelou que 25% das mulheres que tiveram filhos de parto natural na rede

e Gênero nos Espaços Públicos e Privados, feita em agosto do ano passado. No capítulo Violência Institucional no Parto, a pesquisa mostra

pública ou privada de saúde sofreram algum tipo de violência ao serem atendidas durante o trabalho de parto. Dessas, 74% ouviram a ofensa na rede pública e 17% em hospitais particulares. Outras 8%, nos dois locais. Os dados são da pesquisa Mulheres Brasileiras

que, entre as entrevistadas, 68% tiveram o parto na rede pública, 16% na privada e 8% recorreram às duas redes hospitalares em ocasiões distintas. A pesquisa indicou ainda que 23% das entrevistadas ouviram algum tipo de despropósito durante o momen-

tureza, além do benefício de respirar um ar mais puro. O Subprefeito Ademir Aparecido Ramos, acompanhou pessoalmente a finalização dos trabalhos na quadra junto à pista de caminhada. A obra é emenda parlamentar de um vereador da região.

to do parto. Entre as frases mais ouvidas, estão “não chora que, no ano que vem, você está aqui de novo” (15%); seguida de “na de hora de fazer não chorou nem chamou a mamãe, por que está fazendo [isso] agora?” (14%); “se gritar, eu paro agora o que estou fazendo, não vou te atender” (6%); e “se gritar vai fazer mal para o seu neném, seu neném vai nascer surdo” (5%). Também foi constatado que 10% das mulheres sentiram dor ao fazer o exame de toque durante o trabalho de parto, 10% tiveram negado o pedido de algum tipo de alívio para a dor e 9% responderam que foram ofendidas com gritos do atendente. E ainda 9% das mulheres não foram informadas sobre qual o procedimento o atendente estava fazendo, 8% reclamaram que o atendente se negou a atendê-las e 7% foram humilhadas ou xingadas.

Projeto Florir inicia 2° fase em São Mateus

6. Como posso saber se estou com dengue ou com uma gripe comum? Como os sintomas são muito parecidos, só dá pra saber fazendo exame de sangue. Caso você suspeite que esteja com dengue, é só ir o quanto antes a um pronto socorro ou a um médico clínico geral. É importante lembrar que a aspirina deve ser evitada nesses casos, porque ela altera as plaquetas do sangue - células que ajudam na coagulação sanguínea -, assim como o vírus da dengue também provoca essas alterações, podendo causar mais sangramentos.

Quadra poliesportiva e pista de caminhada do Jd. Alto Alegre

A

Pesquisa mostra que 25% das mulheres sofrem violência no atendimento ao parto

Cada vez que uma pessoa tem dengue, aumenta o risco de ter a forma hemorrágica

dengue tipo 4 (DENV- 4) é a menos comum dos três tipos existentes no Brasil, mas os casos aumentaram nos últi-

1ª Quinzena de Abril de 2011

A

Subprefeitura São Mateus, por intermédio da Secretaria de Coordenação das Subprefeituras, Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente e Secretaria do Trabalho iniciará a segunda fase do Projeto Florir com 19 áreas verdes para revitalização. Serão recuperadas, praças e áreas livres regiões da subprefeitura. Zeladores de praças tomarão contas de todas estas áreas. O Florir visa melhorias para a população nas áreas verdes e de lazer das praças. Entre os benefícios que a revitalização poderá oferecer, estão melhores condições de locomoção dentro das praças, novas plantações e serviços de jardinagem com a implantação de projetos paisagísticos. As áreas verdes serão beneficiadas com o plantio de flores próprias para cada local de acordo com a luminosidade do Sol. São Mateus possui zeladores para cuidar de praças da região e que auxiliarão no projeto. São profissionais capacitados para executar limpeza, jardinagem, pequenos reparos e

paisagismo nas praças. Muitas sugestões vieram a partir de reuniões com moradores próximos das praças. A primeira fase do Projeto Florir revitalizou áreas verdes com o investimento de aproximadamente R$1,4 milhão. “O Florir é um projeto idealizado pelo prefeito que beneficiará as praças de São Mateus para melhorar a qualidade de vida dos moradores da região”, afirma o secretário de Coordenação das Subprefeituras, Ronaldo Camargo. Confira as praças que estão no cronograma de revitalização em São Mateus: - Praça Maria Reis Costa, Rua Henrique Mazzauti; - Praça sem nome, Rua Vercínio Pereira de Souza; - Praça sem nome, Rua Madureira Caleiros com Rua Sol do Meio Dia; - Praça sem nome, Rua Santana do Riacho com Rua Eugenio Betini; - Praça sem nome, Avenida Tenente Lauro Sodré com Rua Armando Barbosa; - Praça sem nome, Rua

Escorpião com Rua Gêmeos; - Praça sem nome, Rua Campo Azul com Rua José Lagrange; - Praça Francisco Penteado, Rua Ponte dos Piques com Rua Francisco Tourinho e Rua Pires Caleiro; -Praça Sem Nome, Rua Dr. Felice Buscaglia com Rua Maestro João Balan; -Praça Sem Nome, Rua Aldeia de Santo Inacio com Rua Dr. Paulo Nunes Félix; -Praça Osvaldo Luis da Silveira, Rua Ponte do Guaré; -Praça Sem Nome, Rua Peixe; -Praça Sem Nome, Rua Cipriano Funtam; -Praça Cataguarino, Avenida Luis Pires de Minas; -Praça Miguel Ramos de Moura, Avenida Luis Pires de Minas; -Praça Mater Dei, Avenida Luis Pires de Minas; -Praça Sem Nome, Avenida Engenho Novo; -Praça Sem Nome, Rua Angelo Santesso com Rua Ana Santesso; -Praça Nildo Gregório, Avenida Mateo Bei com Avenida Rio das Pedras.


1ª Quinzena de Abril de 2011

Gazeta São Mateus

13 de abril: dia do beijo Programe o seu cristal e recarregue as energias

B

eijos apaixonados, beijos demorados, beijos molhados, beijo de língua... Nada mais saboroso do que um beijo. E hoje, Dia do beijo, há mais um motivo para se beijar. Não se sabe, contudo, quem

O naturalista Charles Darwin elaborou a teoria de que o beijo da evolução das mordidas que os macacos davam no parceiro nos ritos pré-sexuais. Uma outra vertentede pesquisadores acredita que o o homem pré-

instituiu a data, mais do que bem-vinda. Há quem identifique a sua origem há 500 anos antes de Cristo na Índia. Seja como for, o ato de beijar movimenta 29 músculos, sendo que 17 são da língua. A junção de lábios pode resultar na queima de 3 a 12 calorias, pois as pulsações cardíacas variam entre 70 a 140 por minuto. Em alguns casos, chegam a 150. Tudo vai depender de quanto você estiver apaixonado. Como se não bastasse, o beijo estimula ainda a produção de um hormônio, a serotonina, que melhora o humor e produz uma sensação indescritível de bemestar e contentamento. Muitos são os tipos de beijo, mas, para comemorar a data, vale qualquer um. O beijo de amigo, de irmão, o do pai , do filho e o da mãe.

histórico tinha da lamber seus companheiros à procura do sal. O primeiro beijo de um casal pode determinar o sucesso da relação no futuro, segundo indica uma pesquisa sobre o ato de beijar realizada por pesquisadores da Universidade de Nova York. No estudo, que analisou reações e percepções de 1.041 pessoas sobre o beijo, 59% dos homens e 66% das mulheres disseram já ter descoberto, após o primeiro beijo , não estarem mais interessados em alguém por quem se sentiam atraídos anteriormente. Mais nem sempre tudo é perfeito, o beijo é uma forma “perfeita” para partilhar bactérias e vírus. Por exemplo, o vírus da hepatite , que pode levar a morte, pode ser passado através do beijo ou escova de dente usadas, diz um estudo publicado nos EUA.

C

Banho de Violeta

olocar um punhado de violetas, uma só cor preferida ou várias cores em

R eflexão

U

m rato olhando pelo buraco na parede vê o fazendeiro e sua esposa abrindo um pacote. Pensou logo em que tipo de comida poderia ter ali. Ficou aterrorizado quando descobriu que era uma ratoeira. Foi para o pátio da fazenda advertindo a todos: “Tem uma ratoeira na casa, uma ratoeira na casa.” A galinha, que estava cacarejando e ciscando, levantou a cabeça e disse: “Desculpe-me Sr. Rato, eu entendo que é um grande problema para o senhor, mas não me prejudica em nada, não me incomoda.” O rato foi até o porco e disse a ele: “Tem uma ratoeira na casa, uma ratoeira.” “Desculpe-me Sr. Rato, mas não há nada que eu possa fazer, a não ser rezar. Fique

V

ocê anda se sentindo cansado, com uma vontade constante de chorar? Não consegue concluir seus projetos e acaba achando que o mundo anda conspirando contra você? Tudo isso pode ser uma concentração de energia negativa, que pode estar sendo absorvida dos ambientes, das pessoas com quem anda convivendo e, até mesmo, derivada de alguns pensamentos ruins que você mesmo andou tendo. Contudo, a única coisa que você não deve fazer neste momento é abaixar a cabeça e deixar que esta onda de pessimismo atrapalhe os seus dias. Existem diversas técnicas capazes de espantar a negatividade e atrair bons fluidos para você. Uma delas, bem simples e barata, é a programação de um cristal. Como o próprio nome já diz, você escolhe uma finalidade para a pedra e a programa para te ajudar. Veja como: Escolha um cristal branco, já que esta é a união de todas as cores; Escolha um ambiente tranquilo, que não ofereça interrupções;

Comece relaxando o seu corpo e entrando em contato com sua mente; Com as duas mãos, segure o cristal e aponte-o na direção da sua testa, mais exatamente entre as sobrancelhas. Este é o seu sexto chacra, de visão interna, espiritual. Pense em tudo o que você

está precisando e nas razões que o levaram a fazer este ritual; Peça proteção ao cristal e insista em suas palavras até sentir que a vibração foi transmitida; Estenda as mãos e deixe o cristal pegar a energia solar; repita este procedimento por 7 dias consecutivos; Carregue-o onde for, sem colocá-lo em contato com a sua pele

tranqüilo que o senhor será lembrado nas minhas preces.” O rato dirigiu-se então à vaca. Ela disse: “O que Sr. Rato? Uma ratoeira? Por acaso estou em perigo? Acho que não!” Então o rato voltou para a

casa, cabisbaixo e abatido, para encarar a ratoeira do fazendeiro. Naquela noite ouviu-se um barulho, como o de uma ratoeira pegando sua vítima. A mulher do fazendeiro correu para ver o que havia pego. No escuro, ela não viu que a ratoeira pegou a cauda de uma cobra venenosa.

Suco de couve: santo remédio para uma série de doenças

couve contém mais vitamina C do que qualquer fruta cítrica. Cem gramas do alimento

A

celentes resultados na utilização da couve no tratamento de disenterias, enfermidades do fígado, cálculos biliares

têm 25 calorias, 1 g de proteínas, 4,5 g de hidratos de carbono e 0,10 g de gorduras. Seus efeitos terapêuticos são comprovados desde a antiguidade. A verdura é eficaz no tratamento de úlceras, eczema, gangrena, bronquite, dores reumáticas, nevralgia e enxaqueca. Médicos franceses também têm obtido ex-

e renais, hemorróidas, menstruações irregulares, colite e anemia. O seu suco, além de excelente coadjuvante nos tratamentos já citados, também é um excelente tônico natural, dissolvendo os cálculos, desinfetando o intestino, combatendo a artrite e livrando as crianças, em fase de crescimento, dos germes.

Viver como as flores M estre, como faço para não me aborrecer? Algumas pessoas falam

Extraem do adubo malcheiroso tudo que lhes é útil e saudável,

demais, outras são ignorantes. Algumas são indiferentes. Sinto ódio das que são mentirosas. Sofro com as que caluniam. Pois viva como as flores! Advertiu o mestre. Como é viver como as flores? perguntou o discípulo. Pacientemente, o mestre explicou: - Aprenda com a Flor de Lótus, elas nascem no esterco, entretanto, são puras e perfumadas.

mas não permitem que o azedume da terra manche o frescor de suas pétalas. É justo angustiar-se com as próprias culpas, mas não é sábio permitir que os vícios dos outros o importunem. Os defeitos deles são deles e não seus. Se não são seus, não há razão para aborrecimento. Exercite, pois, a virtude de rejeitar todo mal que vem de fora... Isso é viver como as flores.”

Ano quebrado Este ano, Julho terá 5 sexta-feiras, 5 sábados e 5 domingos. Isto acontece uma vez a cada 823 anos. Estes anos são conhecidos como ‘Money bag’.

uma vasilha de vidro com cinco litros de água. Tape-a, deixando descansar por três horas. Antes de colocar a fever, acrescente um pouco de anis. Antes de deitar no corpo, amorne, e coe a mistura. Este banho é energizante e deve ser tomado à noite, para resgatar as energias perdidas durante o dia.

A Ratoeira

Página 9

Aprenda como usar o mel para manter a sua pele saudável

A cobra picou a mulher. O fazendeiro a levou imediatamente ao hospital. Ela voltou com febre. Todo mundo sabe que para alimentar alguém com febre, nada melhor que uma canja. O fazendeiro pegou seu cutelo e foi providenciar o ingrediente principal. Como a doença da mulher continuava, os amigos e vizinhos vieram visitá-la. Para alimentá-los o fazendeiro matou o porco. A mulher não melhorou e muitas Pessoas vieram visitá-la. Muita gente veio vêla o fazendeiro então sacrificou a vaca para alimentar todo aquele povo. Na próxima vez que você ouvir dizer que alguém está diante de um problema e acreditar que o problema não lhe diz respeito lembre-se que, quando há uma ratoeira na casa, toda a fazenda corre risco.

O

mel puro tem sido utilizado para fins medicinais durante séculos. Potes de mel foram encontrados em túmulos egípcios antigos - com mel que estava estragado! Antes dos antibióticos serem introduzidos na década de 1930, o mel era usado para muitos tipos de males. O mel está agora vivendo um crescimento em uso tópico - tanto por causa de suas propriedades anti-sépticas como produto natural para cuidados com a pele . Siga estes passos simples para ter um tratamento de beleza doce e fácil! 1º- Sempre use mel puro. Muitas das propriedades terapêuticas encontradas no mel são destruídas pelo calor intenso ou pela pasteurização. Você deve dispensar os méis comerciais e comprar mel puro ou não aquecido. Procure em lojas de alimentos saudáveis ou orgânicos.

2º- Use o mel como um anti-séptico suave. Quando o mel puro é misturado com água, produz peróxido de hidrogénio. Isto é devido a uma das enzimas encontradas no mel puro. O peróxido de hidrogénio é um anti-séptico suave e pode ser usado

em cortes e abrasões. 3º- Promova o crescimento de novos tecidos com o mel. Antes da pasteurização, o mel contém pólen, propólis e outros componentes que estimulam o crescimento de pele nova. 4º- Esfolie com mel. O mel contém ácidos alfa

hidróxi leves, como o ácido glucónico. Estes ácidos são muito seguros para uso na pele e podem soltar as células mortas da pele, tornando mais fácil livrar-se dessa camada morta. Estes ácidos são também capazes de aumentar a elasticidade e o equilíbrio da pele oleosa, estimular a produção de colagénio, e minimizar linhas e rugas, tornando-o mais jovem. 5º- Ajude a sua pele a manter a hidratação. O mel contém aminoácidos que ajudam a pele a reter a sua hidratação essencial. Além disso, o teor de açúcar no mel faz com que seja uma excelente hidratante. Então, aplique uma máscara de mel todos os dias para hidratação! 6º- Reduza os radicais livres com mel. Devido aos seus muitos antioxidantes, o mel limpa os radicais livres. O mel pode reverter os danos causados à pele por esses radicais livres, e não deixa a sua pele seca, como fazem muitos sabonetes.


Página 10

Gazeta São Mateus

Doença que provoca diarréia em cão pode transmitir aos humanos

É importante que o animal de estimação seja vermifugado para garantir a saúde do animal e do homem Manter um laço de afeto

com animal de estimação requer mais cuidado, isso porque existem doenças que podem ser transmitidas. Uma delas é a giardíase, doença que causa frequentemente diarréia em animais de com-

panhia e humanos. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) a Giárdia é considerada um parasita zoonótico, o que significa que as infecções podem ser transmitidas dos animais para crianças e adultos. Só que é difícil um diagnóstico preciso, já que os protozoários são pequenos, eliminados pelas fezes e difíceis de ser encontrados. A médica veterinária Danielle Pereira, tutora do Portal Educação, recomenda, “é adequado que o animal faça exames de fezes periodicamente e sempre que necessário seja vermifu-

gado”. Estima-se que 32% a 80% dos cães, já teve ou têm Giárdia duodenalis, entretanto a incidência é variável de acordo com a região brasileira. Aproximadamente 12,2% dos cães de rua e domiciliados em São Paulo (SP) tenham o parasita, que também atinge 16,9% dos animais em Botucatu (SP) e 29% em Uberlândia (MG). Considerado um problema global, esse não atinge só o Brasil, 80% dos animais da Itália foram diagnosticados com esse protozoário, assim como 58,8% dos pets na

Hungria e 51% no México. Doença Responsável por provocar deficiência vitamínica e mineral no hospedeiro a Giardia duodenalis, habita o intestino do animal. Tem como principal ameaça a saúde humana já que é transmitido pelo contato com objetos, alimentos e água contaminados. Nos animais que apresentam sintomas, são observadas fezes amolecidas a diarreicas, fezes de odor fétido, vômitos, perda de peso, flatulência e até desidratação, que, quando não tratada, pode levar à morte.

1ª Quinzena de Abril de 2011 Depósito de Vasilhames sta faça sua fe or lh e m com o gião preço da re

Experimente o o Chopp´s de vinh

3 Marias Ltda ENTREGAMOS NA REGIÃO DE SÃO MATEUS

Temos salão e chácara para festas

Aqui você encontra tudo para a sua festa.

Alugamos toalhas de mesa, freezer, churrasqueiras, mesas e cadeiras!

FONE: 2919-2606

R. Mauro Bonafé Pauletti, 220 - Jd. 3 Marias - São Mateus - SP

CEMESMA - CENTRO MÉDICO SÃO MATEUS S/C LTDA Várias Especialidades FONES: 2919-5146 Dr. Mitsuo Koshimizu 2962-5176

Oftalmologia CRM 35459

Av. Mateo Bei, 3471 - São Mateus - SP EXAME MÉDICO PARA MOTORISTA CREDENCIADO PELO DETRAN Rua Elísio Ferreira, 544 – São Mateus – SP (Próx. ao Cartório de São Mateus) – Fone: 2919-0769

Precisa-se Porteiros para prédios residenciais, idade de 30 anos a 60 anos. Com experiência, poder ser aposentado Auxiliares de limpeza Tratar com Joice Wagner

Tel.: 20123218

Rua Cadência, 232 - sala 2 próximo ao colégio Santa Bárbara

DE OLHO NOS FATOS

Gazeta São Mateus - Edição 324  

Edição 324 do Jornal Gazeta São Mateus

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you