Page 1


Alfredo Matos Ferreira Da condição da arquitectura como expressão e sentido do comum “Memória”, assim nomeou Alfredo Matos Ferreira, o registo documental de trabalhos seleccionados entre os que foi realizando ao longo de mais de cinquenta anos, no exercício do ofício de arquitecto. Vencida no folhear inicial a eventual impressão de monografia profissional, “Memória” solta, na geografia da sua comunicação, a vontade de expor uma experiência, de fazer evoluir passos de uma história narrada num gesto de tímido humor biográfico. Tão só documentação fotográfica de época(s) coligida ao longo de uma vida, os desenhos por si (re)elaborados para o efeito processando a representação estrita da obra, a escrita sumária sobre circunstâncias de (cada) projecto, a associação de quadros marcantes de uma história de vida. Em “Terra d’Alva”, exposição-instalação realizada na FIMS em Dezembro de 2016, procedeu-se a uma amostragem sumária da obra de Alfredo Matos Ferreira, incidindo em trabalhos que realizou em Urros e Barca d’Alva, procurando desmontar alguns estigmas com que a historiografia arrumou o seu projecto-de-arquitectura. Em “Construir um paraíso perdido / Por uma casa livre”, exposição-instalação visitável na FIMS até 18 de Janeiro de 2018, desenrolou-se uma experiência partilhada de desenho de Alfredo Matos Ferreira e Álvaro Siza, o projecto não construído de uma habitação na Parede, desenvolvido entre 1961 e 1967; ainda assim, um trabalho que constitui um momento operativo na crítica à abstracção do Movimento Moderno, e de ultrapassagem de ressonâncias do “Inquérito à Arquitetura Popular Portuguesa”, na procura de uma Arquitectura clara de uma ‘casa’ livre. Em “Alfredo Matos Ferreira. Da condição da arquitectura como expressão e sentido do comum” visa-se uma abordagem ao todo da obra do arquitecto. Tomou-se como referência o que em 1994 escreveu numa das introduções de “Memória” – “A via possível e talvez única é a de sistematizar um conjunto de conhecimentos que se situam, na área da arquitectura, dentro da tríade vitruviana, nas componentes funcional e técnica – utilitas e firmitas – para, dentro da terceira componente estética – venustas – não analisável como as duas primeiras, promover a pesquisa livre mas consciente e enraizada, no sentido de evitar o vazio e a sempre tentadora emergência de novos cânones” –, para proceder a uma desconstrução do que Alfredo Matos Ferreira partilhou como leitura pessoal da sua obra, mostrando o que o seu arquivo reservou de documentação de época relativa ao processo projectual de cada trabalho. Manuel Mendes


Nota Biográfica Alfredo Matos Ferreira nasceu em Lisboa, em 1928, filho de António José Matos Ferreira, médico dos Caminhos de Ferro em Trás-os-Montes e Berta Durão, pintora, discípula de Columbano. As suas raízes, por motivos familiares, estão profundamente mergulhadas em Trás-osMontes, circunstância que decididamente o orienta como pessoa e lhe marca emoções e afectos, convicções e valores de vida. Em 1948, depois de uma estadia no Funchal com o tio Américo Durão, matriculou-se na Escola de Belas Artes do Porto, concluindo o Curso Superior de Arquitectura em 1959. Em 1949, no centro do Porto, na praça da Liberdade, seis caloiros, Alberto Neves, Alfredo Matos Ferreira, Álvaro Siza, António Menéres, Joaquim Sampaio e Vasco Macieira Mendes. Nunca chegou a concluir o trabalho que, em 1961 alinhara para o Concurso para Obtenção do Diploma de Arquitecto – “Reconversão urbana e agrícola para a aldeia de Urros“ –, optando em 1973 por sujeitar o seu Curriculum Vitae a procedimento burocrático, visando a obtenção administrativa do documento de curso, por questão de oportunidade e necessidade profissionais. Ainda estudante, no início da frequência escolar trabalhou por curto período com o tio Mário Abreu – arquitecto com larga expressão profissional no Porto –, nomeadamente na urbanização nascente da rua da Friagem, actual rua Arquitecto Marques da Silva Entre 1970 e 1972, colaborou no escritório de Arménio Losa. Em 1972, estabeleceu sociedade profissional com Fernando Távora, a convite deste; a única pessoa a quem Távora admitiu tal estatuto. O concurso para o edifício da Ópera da Bastilha em Paris, em 1983 constituiu pretexto oportuno para nova fase da sua carreira profissional, em escritório próprio formalmente estabilizado. Até 2008, exerceu profissionalmente, nomeadamente, nos programas da habitação individual, grupal ou multifamiliar, e no âmbito dos equipamentos para o ensino; igualmente neste período o desenho urbano. Em 1976, por convite, Alfredo Matos Ferreira iniciou a leccionação de Projecto no Curso de Arquitectura da Escola Superior de Belas Artes, actividade que, acompanhando a integração do curso na Universidade do Porto, se consolidou na Faculdade de Arquitectura, até 1998. E foi no contexto de prestação de provas académicas que elaborou o trabalho “Aspectos da Organização do Espaço Português” (1986). Faleceu no Porto em 2015.


Roteiro piso 2 átrio

1 Abertura 1 Viana do Castelo, Plano de Pormenor da Zona Oriental, modelo, [1995], esc. 1:2000. 2 Alfredo Matos Ferreira, caricatura, Á. Siza, 1953, cartolina, caneta de tinta azul, 19x23,5 cm. 3 Alfredo Matos Ferreira, desenho, José Salgado, folha de bloco A5, esferográfica. 4 Alfredo Matos Ferreira, desenho, Á. Siza, 1958, caneta de tinta preta, B4. 5 Alfredo Matos Ferreira, desenho, Á. Siza, 1959, caneta de tinta preta, B4. 6 Linha de caminho de ferro limite da área de intervenção SAAL-Lapa, fotografia, A. Matos Ferreira, [1975], p/b. piso 2 galeria

2 Formação 1 Trabalho escolar, desenho, papel, carvão. 2 Trabalho escolar, exercício de geometria, desenho, papel, ass., lápis, 65,5x50cm. 3 Trabalho escolar, exercício de geometria, desenho, ass., papel, lápis, tinta china, 65,5x50cm. 4 Trabalho escolar, corte construtivo, esc. 1:20, assinado, cartolina, tinta de china, guache, cor. 5 Trabalho escolar, porta, pormenores construtivos, esc. 1:20, 1:2, ass., cartão, tinta da china, guache, cor, 60x44 cm. 6 Trabalho escolar, casa, perspectiva, desenho, assinado, cartão preto, tinta branca, 42x42,5 cm.

7 Trabalho escolar, parque, recepção, desenho, assinado, papel cavalinho, lápis, 65,5x50 cm. 8 Trabalho escolar, parque, recepção, desenho, assinado, papel vegetal, tinta da china, aguada, 65,5x50cm. 9 Trabalho escolar, equipamento, esquisso, desenhos de estudo (8 fl.), n/ass., esc. 1:100, papel vegetal, lápis, caneta de tinta, 49,5x37,5 cm


10 Trabalho escolar, casa, planta, cortes, alçado, desenhos de estudo (5 fl.), n/ass., esc. 1:100, papel vegetal, lápis, 37,5x49,5 cm. 11 Trabalho escolar, casa, perspectiva, desenho, n/assinado, papel vegetal, lápis, 74,5x49,5 cm. 12 Trabalho escolar, equipamento, planta, corte, alçado, desenho de estudo, vegetal, lápis, lápis de cor, 84x61,5 cm. 13 Trabalho escolar, equipamento, alçado, desenho de estudo, vegetal tipo “Canson”, lápis, 49,7x36 cm. 14 Trabalho escolar, equipamento, planta, corte, desenho, papel cavalinho, tinta da china, 84x61,5 cm. 15 Trabalho escolar, equipamento, pormenor, desenho, papel cavalinho, tinta, aguada cor, 53x74,7 cm. 16 Trabalho escolar, ordens arquitectónicas (4 fl.), desenho, ass., papel cavalinho, tinta da china,

41,7x53,7 cm. 17 Trabalho escolar, ordem arquitectónica, desenho, assinado, papel cavalinho, tinta da china, 41,7x58 cm. 18 Trabalho escolar, parque, fonte, planta, corte, alçado, desenho, ass., papel cavalinho, tinta, aguada, 63,5x43,7 cm. 19 Trabalho escolar, parque, portaria, planta, alçado, desenho, ass., papel cavalinho, tinta, aguada, 63,5x43,7 cm. 20 Trabalho escolar, planta, corte, alçado, ass., papel cavalinho, tinta, aguada, 59,7x45,1 cm.

3 Ensino 1 Docência, Edificações, “Escola Preparatória em Darque”, trabalho escolar do aluno José Carlos Cruz, desenho de apresentação, perfis, esc 1:200, papel Fabriano, lápis, aguarela. 2 “O lugar, escola, escala, do desenho”, mesa redonda integrada no ciclo de acções paralelas à exposição “Álvaro Siza”, realizada na ESBAP, ano lectivo de 1983-1984, notas para a comunicação sobre a Escola dos anos 50, manuscrito, A4. 3 “Aspectos da Organização do Espaço Português”, cidades portuguesas, estudos cartográficos, 1986, película, tinta da china. 4 “Aspectos da Organização do Espaço Português”, dissertação para obtenção do título de Professor Agregado do Curos de Arquitectura da ESBAP, 1986, maqueta para edição, colagem, A4. 5 “Aspectos da Organização do Espaço Português”, edição da FAUPpublicações, Porto, 1995, capa.


“O Rio Douro e o Porto – A cidade e o seu Rio”, programa televisivo, c/Bernardo Ferrão, Abril 1987, A4, manuscrito.

4 Da condição da arquitectura como sentido do comum Obras tema

1 Edifício de Habitação multifamiliar, Porto, Rua Arquitecto Marques da Silva, nº 108/Rua Barbosa Du Bocage, nº 16, 1958, projecto, pormenorização das escadas, papel vegetal, tinta da china, lápis. 2 SAAL Lapa, Porto, 1974, caracterização social e física do existente, cópia heliográfica. 3 Habitação de Férias, Barca d’Alva, Quinta da Barca, Espigão da Raposa, 2000, estudo prévio, planta, alçado, cópia digital. piso 2 galeria de exposições, exterior

5 Obra, um panorama 1 Habitação do feitor, Barca d’Alva, Quinta do Joanamigo, 1950, fotografia, AMFerreira, p/b. 2 Habitação de férias, Porto Santo, 1950-53, modelo, fotografia, AMFerreira, p/b. 3 Habitação de férias, projecto para concurso interescolar, Canadá, 1954, modelo, fotografia, AMFerreira, p/b. 4 Instalações agrícolas, Barca d’Alva, Quinta da Canameira, 1955, fotografia, AMFerreira, p/b. 5 Instalações agrícolas, Moncorvo, Urros, Barreira, 1955, fotografia, AMFerreira, p/b. 6 Edifício de habitação colectiva, Porto, Rua Arquitecto Marques da Silva, nº 108/Rua Barbosa Du Bocage, nº 16, 1958, fotografia, AMFerreira, p/b. 7 Capela de Santo Apolinário, Moncorvo, Urros, estudo de restauro, 1960, fotografia, AMFerreira, p/b. 8 Urros, Moncorvo, estudo para plano de reconversão urbana e agrícola, 1961, fotografia, AMFerreira, p/b. 9 Garagem, Porto, Rua Visconde de Setúbal, 1961, fotografia, AMFerreira, p/b. 10 Habitação de Férias, Barca d’Alva, Quinta do Joanamigo, 1962, fotografia, AMFerreira, p/b.


11 Instalações agrícolas, Barca d’Alva, Quinta do Joanamigo, 1962, fotografia, AMFerreira, p/b. 12 Edifício de habitação e comércio, Porto, Rua do Quanza, 1963, fotografia, Irene e Isabel Matos Ferreira. 13 Habitação, Cascais, Parede, c/Álvaro Siza, 1961/67, modelo, fotografia, AMFerreira, p/b. 14 Piscina de marés, Madeira, Santa Cruz, 1965-1975. 15 Edifício de habitação em banda, Porto, Rua de Vitorino Damásio, 1967, modelo, fotografia, AMFerreira, p/b. 16 Habitação de férias, Viana do Castelo, Carreço, 1969, modelo, fotografia, AMFerreira, p/b. 17 Edifício de habitação e comércio, Matosinhos, c/L. Botelho Dias, 1971, modelo, fotografia, AMFerreira, p/b. 18 Piscina e restaurante, Viana do Castelo, c/Guilherme Guimarães, 1971, demolido, modelo, fotografia, AMFerreira, p/b. 19 Instalação fabril, Matosinhos, Via Norte, c/Guilherme Guimarães, 1971, fotografia p/b, AMFerreira, fotografia cor, Armando Bento. 20 Habitação, Porto, Rua do Padre Luís Cabral, c/Guilherme Guimarães, 1972, fotografia, AMFerreira, p/b. 21 Sede das Caixas de Previdência, Porto, Rua António Patrício, nº 262, c/Arménio Losa e Beatriz Madureira, 1973, fotografia, AMFerreira, p/b, cor. 22 Edifício de habitação e comércio, Porto, Praça Raínha D. Amélia, c/António Madureira, 1974, modelo, [fotografia, AMFerreira, p/b]. 23 Habitação de férias, Caminha, Moledo do Minho, c/Beatriz Madureira, 1974, fotografia, AMFerreira, p/b. 24 SAAL-Lapa, Porto, 1974, fotografia, AMFerreira, p/b. 25 Pousada de Santa Marinha da Costa, piscina, Guimarães, c/Fernando Távora, 1975, modelo, fotografia, AMFerreira, p/b. 26 SAAL-Lapa, edifício sede da Associação de Moradores, Porto, 1976, imagem, Armando Bento. 27 Grande Nave, Braga, Concurso, c/F. Távora, B. Ferrão, F. Barata, 1978, modelo, fotografia, [AMFerreira, p/b]. 28 Cooperativa de Habitação Capitães de Abril, Viana do Castelo, c/António Madureira, 1987, fotografia, Irene e Isabel Matos Ferreira. 29 UA-Departamento de Física, Aveiro, 1989, fotografia, AMFerreira, Irene e Isabel Matos Ferreira. 30 ISEP-Departamento de Engenharia Química, Porto, c/F. Quelhas, A. Moreira, R. Brito, I. M. Ferreira, 1990, fotografia, Irene e Isabel Matos Ferreira.


31 IPP-Escola Superior de Música, Porto, Rua da Alegria, nº 503, c/F. Quelhas, A. Moreira, R. Brito, I. M. Ferreira,1991, fotografia, Irene e Isabel Matos Ferreira. 32 ISEP-Departamento de Engenharia Civil e Geotecnia, Porto, c/F. Quelhas, A. Moreira, R. Brito, I.M.Ferreira, 1992, fotografia, Irene e Isabel Matos Ferreira, 33 Plano de Pormenor da Zona Oriental, Viana do Castelo, c/F. Quelhas, A. Moreira, R. Brito, 1994, margens do Rio Lima, fotografia, AMFerreira, p/b. 34 IPVC-Residência de estudantes, Viana do Castelo, c/F. Quelhas, A. Moreira, R. Brito, I.M.Ferreira, 1994, fotografia, Armando Bento

piso 2 galeria de exposições, interior

6 Processo projectual parede 1 Urros, Quinta do Joanamigo, carta militar, extracto, anotações a lápis. 2 Casa do feitor, Quinta do Joanamigo, planta, esc. 1:50, desenho de estudo, AMFerreira, [anos 40], papel, lápis, 3 Casa do feitor, [AMFerreira], cópia heliográfica, planta, alçado, esc. 1:100, notas a lápis. 4 Casa do feitor e instalações agrícolas, estudo 1, planta, desenho de estudo, n/ass., [anos 40], papel vegetal tipo “Canson”, tinta da china. 5 Casa do feitor e instalações agrícolas, estudo 1, planta, esc. 1:100, desenho de estudo, n/ass., [anos 40], papel vegetal tipo “Canson”, tinta da china. 6 Casa do feitor e instalações agrícolas, estudo 2, plantas, esc. 1:100, desenho de estudo, ass., [anos 40], papel vegetal tipo “Canson”, tinta da china. 7 Casa do feitor e instalações agrícolas, estudo 2, alçados, cortes, esc. 1:100, desenho de estudo, ass., [anos 40], papel vegetal tipo “Canson”, tinta da china. 8 Quinta da Canameira, instalações agrícolas, estudo 1, planta, alçado, esc. 1:100, n/ass., papel vegetal, lápis. 9 Quinta da Canameira, instalações agrícolas, estudo 2, planta, alçados, estudo, n/ass., papel vegetal, lápis. 10 Quinta da Barreira, conjunto edificado, planta geral, desenho de levantamento, esc. 1:200, papel vegetal, lápis. 11 Quinta da Barreira, conjunto edificado, alçado, desenho de levantamento, papel vegetal, lápis, [AMFerreira, JSampaio].


12 Quinta da Barreira, projecto de reconstrução e requalificação, estudo 1, planta, esc. 1:50, desenho de estudo, n/ass., papel vegetal, lápis, lápis de cor. 13 Quinta da Barreira, projecto de reconstrução e requalificação, estudo 2, variante 1, planta, esc. 1:100, desenho de estudo, n/ass., papel vegetal, lápis. 14 Quinta da Barreira, projecto de reconstrução e requalificação, estudo 2, alçado, variante 2, esc. 1:100, n/ass., papel vegetal, lápis. 15 Quinta da Barreira, projecto de reconstrução e requalificação, estudo 2, variante 2, conjunto edificado e largo, plantas, esc. 1:100, desenho de estudo, n/ass., papel vegetal, lápis, lápis de cor. 16 Quinta da Barreira, projecto de reconstrução e requalificação, estudo 3, conjunto edificado e largo, plantas, esc. 1:100, desenho de estudo, n/ass., papel vegetal, lápis, lápis de cor.

17 Quinta da Barreira, projecto de reconstrução e requalificação, estudo 4, moagem e lagar, plantas, alçado, esc. 1:50, desenho de estudo, n/ass., papel vegetal, lápis, lápis de cor. 18 Quinta da Barreira, projecto de reconstrução e requalificação, estudo 3, conjunto edificado e largo, alçados, esc. 1:100, desenho de estudo, n/ass., papel vegetal, lápis. 19 Capela do Santo Apolinário, Urros, desenhos de levantamento, pormenores, [AMFerreira], folha de bloco, lápis. 20 Capela do Santo Apolinário, Urros, planta, esc. 1:50, [AMFerreira], papel vegetal, lápis. 21 Plano de reconversão urbana e agrícola de Urros, série de recortes de O Primeiro de Janeiro sobre o rio Douro e Barca d’Alva. 22 Plano de reconversão urbana e agrícola de Urros, série de recortes de O Primeiro de Janeiro sobre a motomecanização agrícola. 23 Urros, cartado aglomerado, Alfredo José Durão, [XX, anos 10]. 24 Folha de abertura Memória descritiva de trabalho sobre Espinhosela, dactiloscrito, A4. 25 Plano de reconversão urbana e agrícola de Urros, esquema para organização do estudo a elaborar, [AMFerreira], manuscrito. 26 Urros, projecto de rede de abastecimento de água, C. M. Moncorvo, esc. 1:1000, cópia heliográfica. 27 Registo de precipitações pluviais e temperaturas, caderno, manuscrito. 28 Plano de reconversão urbana e agrícola de Urros, planta geral, edifificação e usos, esc. 1:1000, [AMFerreira], cópia heliográfica, caneta de feltro, cor. 29 Plano de reconversão urbana e agrícola de Urros, planta geral, [AMFerreira], esc. 1:1000, desenho de estudo, caneta de feltro, cor. 30 Plano de reconversão urbana e agrícola de Urros, estudo de redes de águas e saneamento, [AMFerreira], esc. 1:1000, desenho de estudo, papel vegetal, caneta de feltro.


31 Estruturação do projecto de trabalho para o CODA sobre reconversão urbana e agrícola de Urros, [AMFerreira], folhas A4, manuscrito. 32 Projecto de trabalho para o CODA sobre reconversão urbana e agrícola de Urros, introdução, [AMFerreira], folhas de bloco A5, manuscrito. 33 Edifício de habitação e comércio, Matosinhos, c/L. Botelho Dias, 1971, desenhos de estudo, esc. 1: 500 e 1:200, papel vegetal, tinta, lápis. 34 Unidade Residencial, Gondomar, Vale de Ferreiros, 1971, elementos para preparação do regulamento, A4, manuscrito, caneta de tinta, caneta de feltro, 35 Unidade Residencial, Gondomar, Vale de Ferreiros, 1971, esquema base, esquema viário zonamento, esc. 1:1000, cópia heliográfica, caneta de feltro, cor. 36 Unidade Residencial, Gondomar, Vale de Ferreiros, 1971, esquema base, loteamento, tipos edificatórios, esc. 1:1000, cópia heliográfica, caneta de feltro, cor. 37 Plano Geral de Urbanização de Guimarães, 1979, c/Fernando Távora, desenhos de estudo, [F. Távora, AM Ferreira], esc. 1:5000, papel vegetal, caneta de tinta, caneta de feltro, lápis. 38 Plano de Pormenor do Parque da Cidade, Viana do Castelo, 1984, c/Rui Martins, desenhos de estudo, esc. 1:5000 e 1:2000, [AMFerreira], papel vegetal, lápis, lápis de cor. 39 Plano de Pormenor da Meadela Argaçosa, Viana do Castelo, 1984, c/Rui Martins, desenhos de estudo, esc. 1:5000 e 1:2000, [AMFerreira], papel vegetal, lápis, lápis de cor. 40 Plano de Pormenor da Zona Oriental, Viana do Castelo, 1994, c/F. Quelhas, A. Moreira, R. Brito, papel vegetal, desenhos de estudo, [AMFerreira], esc. 1:5000, caneta de tinta, caneta de feltro, lápis de cor. parede curva 1 Edifício de habitação multifamiliar, Porto, Rua Navas de Tolosa, 1957, anteprojecto, plantas, alçados, corte, papel vegetal, tinta da china. 2 Habitação geminada, Porto, Rua Navas de Tolosa, 1957, anteprojecto, plantas, alçados, corte, papel vegetal, tinta da china. 3 Edifício de habitação multifamiliar, Porto, Rua Arquitecto Marques da Silva, nº 108/Rua Barbosa Du Bocage, nº 16, 1958, anteprojecto, estudo 1, plantas, alçados, corte, papel vegetal, tinta da china. 4 Habitação de férias, Vila Nova de Gaia, Francelos, 1959, plantas, alçado, corte, esc. 1:100, papel vegetal, tinta da china. 5 Habitação, Torres Novas, 1960, c/Joaquim Sampaio, planta, alçados, papel vegetal, tinta da china. 6 Habitação de férias, Barca d’Alva, Quinta do Joanamigo, 1962, projecto, planta, alçados, cortes, esc. 1:100, 1:50, papel vegetal, tinta da china, tinta sépia.


7 Instalações Agrícolas, Barca d’Alva, Quinta do Joanamigo, 1962, projecto, estudo 1, 2, 3, plantas, alçados, 1:100, 1:50, papel vegetal, tinta da china, cópia heliográfica. 8 Garagem, Porto, Rua Visconde de Setúbal, 1961, estudo 1 e 3, plantas, esc. 1:100, papel vegetal, tinta da china, cópia heliográfica, caneta de feltro vermelho; estudo 1 a 6, alçado, cópia heliográfica, esc. 1:50 e 1: 100, papel vegetal, tinta da china. 9 Habitação de férias, Viana do Castelo, Carreço, 1969, anteprojecto, planta, alçados, corte, esc. 1:100, papel vegetal, tinta da china. 10 Habitação, Vila Nova de Gaia, Salgueiros, 1971, projecto, alçado, esquadrias de madeira, esc. 1:100, esc. 1:10, papel vegetal, tinta da china, lápis. 11 Instalação fabril, Matosinhos, Via Norte, 1971, projecto, c/Guilherme Guimarães, planta, alçados, amocê, tinta da china. 12 Habitação, Porto, Rua António Meireles, 1972, projecto, c/Guilherme Guimarães, esquissos, desenhos de estudo, plantas, corte, alçados, esc. 1:100, papel vegetal, papel de segundas vias, lápis, caneta de feltro, tinta da china, cor. 13 Habitação, Porto, Rua do Padre Luís Cabral, 1972, projecto, c/Guilherme Guimarães, esquissos, desenhos de estudo, plantas, corte, alçados, esc. 1:100, papel vegetal, papel de segundas vias, lápis, caneta de feltro, tinta da china, cor. 14 Habitação Vila Nova de Gaia, Miramar, 1973, anteprojecto, desenhos de estudo, plantas, corte, alçados, esc. 1:100, papel vegetal, papel de segundas vias, lápis, caneta de feltro, tinta da china, cor. 15 Pousada de Santa Marinha da Costa, piscina, Guimarães, 1975, anteprojecto, c/Fernando Távora, planta geral, esc. 1:500, amocê, tinta da china; esquisso [AMFerreira], A4, lápis. 16 Edifício de habitação e comércio, Porto, Praça Raínha D. Amélia, c/António Madureira, 1974, papel vegetal, tinta da china, lápis. 17 Ópera da Bastilha, Paris, concurso internacional, 1983, alçados, volumetria, desenhos de estudo, papel vegetal, tinta da china, lápis, lápis de cor. 18 Plano de Pormenor de Valverde Pedrosa, Arcos de Valdevez, 1984, planta, perfis, papel vegetal, amocê, tinta da china, trama autocolante de cor. 19 Cooperativa de Habitação Capitães de Abril, Viana do Castelo, 1987, c/António Madureira, planta geral, papel vegetal, tinta da china; desenhos de estudo, papel vegetal, tinta da china, lápis, lápis de cor. 20 UA-Departamento de Física, Aveiro, 1989, cortes, desenhos de estudo, esc. 1:50, papel vegetal, tinta da china, lápis, lápis de cor. 21 Habitação, ampliação, Áustria, Viena, 1990, plantas, alçados, corte, esc. 1:100, papel vegetal, lápis.


22 IPP-Escola Superior de Música, Porto, Rua da Alegria, nº 503, 1991, c/F. Quelhas, A. Moreira, R. Brito, I.M.Ferreira, desenhos de estudo, cópia digital, papel vegetal, tinta da china, lápis, lápis de cor. 23 ISEP-Departamento de Engenharia Civil e Geotecnia, Porto, 1992, c/F. Quelhas, A. Moreira, R. Brito, I.M.Ferreira, desenhos de estudo, papel vegetal, lápis, lápis de cor. 24 UA-Departamento de Física, Aveiro, 1997, c/F. Quelhas, A. Moreira, R. Brito, I.M.Ferreira, plantas, alçado, corte, desenhos de estudo, papel vegetal, lápis, lápis de cor. 25 IPVC-Residência de Estudantes, Viana do Castelo, 1994, c/F. Quelhas, A. Moreira, R. Brito, I.M.Ferreira, desenho de estudo, papel vegetal, lápis, lápis de cor.

mesas 1 1 Edifício de Habitação multifamiliar, Porto, Rua Arquitecto Marques da Silva, nº 108/Rua Barbosa Du Bocage, nº 16, 1958, loteamento, estudo de frente urbana, aditamento, c/Mário Abreu, alçado, papel vegetal, tinta da china. 2 Edifício de Habitação multifamiliar, Porto, Rua Arquitecto Marques da Silva, nº 108/Rua Barbosa Du Bocage, nº 16, 1958, anteprojecto, estudo 2, plantas, alçados, corte, papel vegetal, tinta da china. 3 Edifício de Habitação multifamiliar, Porto, Rua Arquitecto Marques da Silva, nº 108/Rua Barbosa Du Bocage, nº 16, 1958, projecto, estudo 2, alçados, corte, papel vegetal, tinta da china. 4 Edifício de Habitação multifamiliar, Porto, Rua Arquitecto Marques da Silva, nº 108/Rua Barbosa Du Bocage, nº 16, 1958, projecto, pormenorização de cozinhas, papel vegetal, lápis.

mesas 2 1 Edifícios de Comércio e Escritórios, Porto, Rua do Campo Alegre, 1959, Arménio Losa, desenhos de estudo volumetria e ocupação, papel segundas vias, caneta de feltro. 2 Estação de camionagem, Vila Nova de Famalicão, 1970-71, Arménio Losa, circulação viária, plantas, perfis, desenhos de estudo, segundas vias, tinta da china, caneta de feltro, lápis, cor. 3 Edifícios de Comércio e Escritórios, Porto, Rua do Campo Alegre, 1959-61, estudos de ocupação, volumetria, modulação, habitação, desenhos de estudo, papel vegetal, papel segundas vias, tinta da china, lápis. 4 Edifício de habitação e comércio, Porto, Rua do Quanza, 1963, plantas, alçado, pormenorização de esquadrias, papel vegetal, tinta da china.


5 Edifício de habitação em banda, Porto, Rua de Vitorino Damásio, desenhos de estudo, esc.1:100, 1:50, plantas, alçado, papel segundas vias, tinta da china, caneta de feltro, lápis. 6 Piscina e restaurante, Viana do Castelo, 1971, anteprojecto, estudo 1 e 2, c/Guilherme Guimarães, plantas, alçados, corte, papel vegetal, tinta da china. 7 Escola Técnica Celorico de Basto, Fermil, 1971, c/Guilherme Guimarães, organigrama funcional, plantas, alçados, corte, papel de segundas vias, papel vegetal, tinta da china. 8 Edifício de habitação multifamiliar, Porto, Rua António Patrício, nº 262, Arménio Losa, 1973, anteprojecto, plantas, alçado, esc. 1:100, papel vegetal, tinta da china, caneta de feltro, cor. 9 Edifício Sede das Caixas de Previdência, Porto, Rua António Patrício, nº 262, adaptação do edifício de habitação, c/Arménio Losa e Beatriz Madureira, 1973, plantas, cortes, alçado, desenhos de estudo, [Arménio Losa], cópia heliográfica, caneta de feltro, cor. 10 Edifício Sede das Caixas de Previdência, Porto, Rua António Patrício, nº 262, adaptação do edifício de habitação, c/Arménio Losa e Beatriz Madureira, 1973, plantas, cortes, alçado, desenhos de estudo, esc. 1:100, papel vegetal, tinta da china, caneta de feltro, cor.

mesas 3 1 Solar do Vinho do Porto, Régua c/Fernando Távora, 1975, planta, alçado, esc. 1:100, cópia heliográfica. 2 Bloco de Comércio e Escritórios Porto, Rua da Restauração, c/Fernando Távora 1975, planta, alçado, corte, papel vegetal, tinta da china. 3 Pousada de Santa Marinha da Costa, piscina, Guimarães, c/Fernando Távora, 1975, desenhos de estudo, planta, cortes, alçados, papel de segundas vias; planta, alçados, papel vegetal; tinta da china, lápis, lápis de cor, caneta de feltro. 4 Concurso Grande Nave, Braga, 1978, c/F. Távora, B. Ferrão, F. Barata, desenho de estudo, extracto da memória descritiva, planta, alçado, papel vegetal, cópia heliográfica, caneta de tinta, lápis, lápis de cor. 5 Concurso de Ideias para o Monte Picoto, Braga, 1981, c/ F. Távora, J.B. Távora, F. Barroso, planta geral, alçados, corte, esc. 1:5000, 1:2000, papel vegetal, tinta da china. 6 SAAL Lapa, Porto, 1974, extensões residenciais 1ª e 2ª fases, tipos de habitação, folha A4, cópia heliográfica, papel vegetal, tinta da china, caneta de feltro, lápis, lápis de cor. 7 SAAL Lapa, Porto, 1976, edifício da Associação de Moradores, planta, cortes, alçados, cópia heliográfica.


mesas 4 1 Ópera da Bastilha, Paris, concurso internacional, 1983, planta, corte, alçado, desenhos de estudo volumetria, organização funcional, modulação, papel vegetal, papel de segundas vias, A4, lápis, lápis de cor. 2 ISEP-Arranjos Exteriores, Porto, 1990, desenhos de estudo, papel vegetal, tinta da china, caneta de feltro, lápis, lápis de cor. 3 ISEP-Departamento de Engenharia Química, Porto, 1990, c/F. Quelhas, A. Moreira, R. Brito, I.M.Ferreira, planta, alçado, corte, desenho de estudo, papel vegetal, tinta da china, lápis, lápis de cor.

parede-mesa 5 1 Localização e delimitação de propriedades de família, Barca d’Alva, cópia digital, papel vegetal, tinta de china, lápis, lápis de cor. 2 Recuperação para casa de férias, Barca d’Alva, 1983, planta, alçado, cópia digital. 3 Recuperação de habitação, Barca d’Alva, Quinta da Barca, 1989-2004, c/Armindo Moreira, planta, alçado, cópia digital. 4 Recuperação para turismo, Barca d’Alva, Quinta da Barca, 1989-2004, c/Armindo Moreira, planta, alçado, cópia digital. 5 Sala museu, Barca d’Alva, Quinta da Barca, 1989-2004, c/Armindo Moreira, planta, alçado, cópia digital. 6 Recuperação para turismo, Barca d’Alva, Quinta da Barca, 1989-2004, planta, alçado, cópia digital. 7 Piscina, Barca d’Alva, Quinta da Barca, 1989-2004, c/Armindo Moreira, planta, alçado, cópia digital. 8 Habitação de Férias, Barca d’Alva, Quinta da Barca, Espigão da Raposa, 2000, estudo prévio, planta, alçado, cópia digital


Fundação Instituto Arquitecto José Marques da Silva Praça do Marquês de Pombal, 30-44 , 4000-390 Porto +351 22 5518557 | fims@reit.up.pt | http://fims.up.pt Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto Via Panorâmica S/N, 4150-564 Porto +351 22 605 71 00 | http://www.arq.up.pt

Alfredo Matos Ferreira. Da condição da arquitectura como expressão e sentido do comum  

Desdobrável de apoio à exposição "Alfredo Matos Ferreira. Da condição da arquitectura como expressão e sentido do comum" com texto introdutó...

Alfredo Matos Ferreira. Da condição da arquitectura como expressão e sentido do comum  

Desdobrável de apoio à exposição "Alfredo Matos Ferreira. Da condição da arquitectura como expressão e sentido do comum" com texto introdutó...

Advertisement