Lembrar | Albino Armando

Page 1

ALBINO ARMANDO 1892 - 1950


ALBINO ARMANDO 1892 - 1950

José Albino Armando Costa (1892-1950) Pintou o retrato, a paisagem e a natureza-morta. Foi discípulo de José Malhoa, Constantino Fernandes, Alves Cardoso, Sousa Lopes e Armando de Lucena. Prémios: Prémio Rocha Cabral, da Academia Nacional de Belas-Artes, em 1935; 2º Prémio Silva Porto, da Secretaria Nacional de Informação; Bolsa de viagem ao estrangeiro, da Sociedade Nacional das BelasArtes; 1ª Medalha de Pintura na Sociedade Nacional de Belas-Artes. Encontra-se representado: Museus de Arte Contemporânea de Tomar, de Sintra, de Coimbra e de Vila Real, no Palácio Foz (Lisboa), na Casa de Bragança. Cultivou o retrato, a paisagem e a natureza morta.

Natureza Morta, 1944 Albino Armando (1892 – 1950) Óleo s/ madeira 396x500 N. Inv. 0065



Paisagem c/ casa e caminho, Águeda, 1944 Albino Armando (1892 - 1950) Óleo s/ madeira 400x495 N. Inv. 0451



Depois da recolha do Milho, Águeda, 1944 Albino Armando (1892 - 1950) Óleo s/ madeira 398x495 N. Inv. 0452



Para visitar a exposição online clique no quadrado ou “leia” o Código QR com o seu telemóvel:

Fundação Dionísio Pinheiro e Alice Cardoso Pinheiro Praça Dr. António Breda, 4 3750– 106 Águeda

Tel. +351 234 105 190 Email: conservador.museu@ fundacaodionisiopinheiro.pt www.fundacaodionisiopinheiro.pt


Issuu converts static files into: digital portfolios, online yearbooks, online catalogs, digital photo albums and more. Sign up and create your flipbook.