Issuu on Google+

|1

Folha do

Bom Retiro “Transformando a comunidade através do serviço”

Edição 10 | Outubro 2012

Outubro é o mês das crianças e a IBBR irá proporcionar diversos momentos infantis especiais pág. 5

COLUNISTA

AGENDA

DESENVOLVIMENTO

ENSAIO

Você sabe quantos números existem na língua portuguesa? Essa resposta você encontra na coluna desse mês

Confira a programação completa do mês de setembro da Igreja Batista de Bom Retiro

Pilarzinho possui rede de desenvolvimento local. Moradores e líderes da região podem participar

Grupos pequenos são considerados essenciais para a comunhão cristã. Confira as fotos.

Pág. 3

Pág. 4

Pág. 6

Pág. 8


2 |

Editorial

Juntos somos melhores O ser humano é complexo. Não temos nada de simples, biologicamente, psicologicamente, espiritualmente e socialmente. Quase todas as afirmações que fizermos sobre pessoas está sub-judice, por esta complexidade humana, precisa ser questionada. Mas tem uma afirmação que não encontrei contraponto. A afirmação é: pessoas precisam de pessoas. Na espiritualidade Cristã celebramos a necessidade do ser humano se relacionar com Deus através de Jesus e, assim, completar o sentido da sua existência. Mas o cristianismo também compreende a necessidade de relacionamentos interpessoais como essenciais para essa espiritualidade ser plena. Isto está em nós e foi Deus quem colocou. Quantos de nós já ouvimos histórias de crianças que criam amigos imaginários em suas mentes para suprir a falta de uma amigo verdadeiro. Ou aquele senhor que colocou nome de pessoa no seu carro e de vez em quando se pega abrindo sua vida para o “indivíduo” de quatro rodas. Isso é normal, Deus nos fez assim, carentes de relacionamentos, de pessoas. O que não é absolutamente normal é viver sozinho, isolado. A primeira vez que Deus se desagradou de algo na Bíblia foi quando disse: “não é bom que o homem esteja só”. O solitário está no caminho da doença. O sozinho é presa fácil para sandices da alma. O isolado é esquisito, é obscuro, é pela metade. O sábio Rei Salomão no seu livro do Eclesiastes decreta: “é melhor serem dois do que um”. Ainda que o ônus por vezes seja alto, não escolha o caminho da solidão e do isolamento, aproxime-se de pessoas, lute contra as feridas de relacionamentos mal-curadas. Quer melhorar de verdade? Junte-se a um grupo, juntos somos melhores.

Nosso Bairro

Orientações gerais para segurança residencial Nos últimos meses a Igreja Batista de Bom Retiro (IBBR) tem participado das reuniões do Conselho Comunitário de Segurança (Conseg) do bairro. Samuel Almeida, seminarista da IBBR, trouxe para a Folha do Bom Retiro desse mês algumas dicas formuladas durante as reuniões do Conseg. Confira abaixo como proteger sua residência:

Acostume-se a trancar sempre portas e portões de acesso de sua casa; não os deixe abertos inutilmente ainda que por poucos momentos; os delinqüentes valem-se de nossos descuidos

Procure proteger as janelas e basculantes com grades sólidas, preferentemente instaladas no lado interno; faça o mesmo em relação a todas aquelas que possam ser alcançadas através das próprias obras do imóvel ou com uso de instrumento de escalada

Proteja a porta da cozinha; isole aquela dependência durante o repouso noturno trancando as portas intermediárias; aja da mesma maneira quando se ausentar; os arrombamentos são mais freqüentes através dos acessos dos fundos da casa

Pela manhã, ao acordar, fique atento à presença de estranhos no quintal e que possam subjugá-lo para ganhar o interior da casa

As reuniões são abertas ao público. Participe dos encontros do Conselho de Segurança do nosso bairro! Faça parte da mudança e colabore para a transformação do lugar onde moramos.

Próxima reunião Escola de Música

Dia: 30/10 Horário: 19h00 Local: Salão do Bosque do Alemão

Contatos Av. Des. Hugo Simas 1750, Curitiba – PR www.artemusical.org.br | artemusical@ibbr.org.br Telefone: (41) 3077-7749 Atendimento de segunda a sexta, das 9h às 12h – 13h às 18h E sábado das 9h às 13h

Expediente FOLHA DO BOM RETIRO Este jornal tem como objetivo informar a comunidade através de notícias, novidades e curiosidades sobre o bairro e sobre a cidade. Nasceu da intenção de membros da nossa comunidade em servir os moradores, comerciantes e visitantes do nosso bairro. A distribuição alcança os bairros Bom Retiro, Pilarzinho e Vista Alegre. Sede: Av. Des. Hugo Simas, 1772 - Bom Retiro. Curitiba - Paraná. Tiragem: 2000 Colaboração de forma voluntária na distribuição: Jovens IBBR Suelen Lorianny - Editora Chefe E-mail para contato - comunicacao@ibbr.org.com twitter - @ibbrCuritiba | www.ibbr.org.br

Presidente: Sérgio Murilo Komoroski Telefone | 3029-0107| 9961-6851 E-mail | contato@consegbomretiro.com.br Contato | 41 9601-3398

Anuncie aqui! (41) 3077-7749 comunicacao@ibbr.org.br


|3

Língua Portuguesa

Letras e números Alan de Macedo Simões

Quantos números existem na língua portuguesa? Essa é uma pergunta que eu sempre faço aos meus alunos e normalmente a resposta vem errada. A resposta automática é: infinitos, infinitos números. Outros, mais espertos, dizem que são dez, 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8 e 9 e a junção desses dez formam os demais números, essa resposta também é inteligente, mas errada. No português, nós temos somente DOIS números, isso mesmo, apenas

dois números e os números são: um e... tcharam, mais de um. Eu sei que “mais de um” não parece um número e eles não se chamam assim, os números no português são: singular e plural, acontece que singular significa um e plural, mais de um. Pense comigo, se você possui uma caneta, é singular - duas canetas, plural - três canetas, plural – quinhentos bilhões, trezentos e noventa e oito milhões e seiscentas mil canetas, plural – todas canetas do mundo, plural. Mas e o velho dois, três, quatro, cinco e seguintes? Estes são numerais, uma classe de palavra específica.

E como usar? Fácil, vamos a um exercício que nos ajudará a compreender dois assuntos: Você acha “dois real” correto? Evidentemente não, mas o correto é... bom, normalmente as pessoas respondem “dois reais”, o que não está errado, mas e porque não mantemos a palavra real no singular, mudando o numeral e falamos “um real”, afinal, também estaria correto. Isso porque há uma regra, que carregamos em nossa gramática interna, que o acessório acompanha o principal e a palavra real, no exemplo assim, é o adjetivo do numeral dois, por isso, mantemos o termo principal “dois” e flexionamos o termo acessório “real”. Precisamos, então, sempre pensar no objeto, se eles está no singular ou no plural e todos os acessórios que se ligam

diretamente a ele concordaram com o número deste. Parece fácil, não é verdade? Mas e no presente caso: “Os jovens estavam reunidos no pátio.” Quando alteramos a frase para: “O grupo ____ reunido no pátio.” O correto seria estava ou estavam? Bom, embora grupo signifique mais de uma pessoa, a palavra está no singular, por isso, não há dúvida que o correto seria “O grupo estava reunido no pátio.”

Simões é advogado, tradutor juramentado, professor de português e espanhol e graduando em Teologia pela FTSA.

Contato: alan@macedosimoes.adv.br www.macedosimoes.adv.br

Serviço Dúvidas e sugestões, não deixe de entrar em contato. Alan de Macedo

Negócios

Endomarketing: bom relacionamento entre empresa e colaborador Da Assessoria

Estreitar os laços com os colaboradores pode render bons frutos para as empresas. A relação vai além das caixinhas de sugestão e faz a diferença na hora do “vestir a camisa”. Assim, é importante manter canais de comunicação, mas também propiciar que os eventos de negócios sejam agradáveis ao invés de causar cansaço e fazer com que os participantes percam tempo. Entra aí o endomarketing. Só em 2011 o foram movimentados R$ 40 bilhões na área de marketing promocional, onde estão inseridas as ações de endomarketing, conforme números divulgados pela

Associação de Marketing Promocional (Ampro). De forma geral o marketing promocional é uma ferramenta que proporciona ao consumidor ou público uma experiência com o produto ou serviço. “Podemos trabalhar tudo isso também no ambiente corporativo, por meio do endomarketing”, revelaa sócia-diretora da agência de comunicação integrada Somark, Val Freitas. O endomarketing é a adaptação das ferramentas tradicionais do marketing voltado para colaboradores e público interno em geral. Uma das necessidades mais latentes do mundo corporativo atualmente é manter os funcionários fiéis à empresa e estreitar os laços com a diretoria. “Com as ações promo-

cionais é possível comprovar se há motivação e cooperação espontânea entre os pares, e, consequentemente aumento de produção”, explica Val. Manter os funcionários e colaboradores cientes das estratégias e rumos tomados pela empresa é comprometê-los com o crescimento da mesma. Entretanto, é preciso estudar a melhor forma de fazê-lo. “Convenções fora do ambiente de trabalho permitem que os participantes desfrutem de uma experiência longe do ambiente corporativo, isso os deixa mais a vontade”. Por outro lado existem várias situações em que essa estratégia pode ser adotada, tanto em momentos maus quanto nos bons os empresários devem pensar nesse

tipo de ação: problemas relacionados à produção podem ser falta de estímulo, nesse caso deve-se motivar a equipe; quando os negócios estão prósperos deve-se motivar cada vez mais.

Profissionalismo É preciso contar com o trabalho de um profissional mesmo que os resultados não sejam imediatos. “Essas ações despertam motivação nos colaboradores e influenciam na produtividade”, analisa Val. Algumas empresas mantêm um calendário com ações a serem desenvolvidas. Nessas ocasiões os funcionários ficam esperando um brinde ou um evento diferente. “Eles ficam orgulhosos de ser lembrados e vestem a camisa

da empresa cada dia mais”. Mas para que haja esse comprometimento da equipe é preciso conduzir o trabalho de forma profissional. A função dos profissionais de marketing nesse cenário é identificar, de forma neutra, as necessidades dos colaboradores e o objetivo da empresa. “É muito comum os setores darem um feedback sobre ações”, conta Val. Essas ponderações dificilmente seriam feitas para um departamento da empresa, para não gerar mal-estar, mas quando o projeto é desenvolvido por uma equipe especializada o panorama é diferente.


4 |

Igreja Batista de Bom Retiro Fundada em 9 de Novembro de 1980 Pastor Osmar V. Gomes

Av. Des. Hugo Simas 1772 | Bom Retiro | Curitiba - PR | CEP 80520-250 Tel. (41) 3077-7749 | ibbr@ibbr.org.br

Agenda Outubro 06

26

Sábado

19h Acampadentro Infantil

07

20h Acampamento de Jovens e Adolescentes 22h Vigília de Oração

Domingo

10h Culto da Manhã

27

10h30 Exposição bíblica - Gálatas

Sábado

9h Treinamento Novos Líderes de Célula

12h Encerramento Acampadentro Infantil

20h Encontro de Casais

19h Culto da Noite

14

Sexta

28

Domingo

Domingo

15h Acampamento de Jovens e Adolescentes

10h Culto da Manhã

10h Culto da Manhã

10h30 Exposição Bíblica - Gálatas

10h30 Exposição Bíblica - Gálatas

19h Culto Especial do Mês das Crianças com o Palhaço Paçoca

15h Recital da Escola de Música Arte Musical

21

19h Culto da Noite

Domingo

10h Culto da Manhã

Todo Sábado |

10h30 Exposição Bíblica - Gálatas

19h IBBRJovem

12h Almoço Pró-Construção

Toda 4ª Feira

|

20h Reunião de Oração

Toda 5ª Feira 14h30 Mãos que Aquecem

14h Reunião de Liderança 19h Culto da Noite

A IBBR está promovendo a campanha Juntos Somos Melhores. Você também pode fazer parte desse momento de comunhão e adoração. Compre seu livro, abençoe sua vida com devocionais marcantes e frequente uma célula. Se estiver interessado em se envolver, entre em contato com Tiago Vercelino pelo telefone (41)3077-7749 e se informe. Se você já está participando, não deixe de registrar o que Deus tem feito em sua vida, na entrada da IBBR temos um caderno onde você poderá compartilhar as bençãos de viver em comunhão.

Células Líder Dia Faixa etária Cláudio Grochowicz Segunda-feira Adultos Marcos Barbosa Segunda-feira Adultos Fabiano Lopes Terça-feira Adultos Cristiano Sales Quinta-feira Jovens Casais Christian Pereira Sexta-feira Adultos Mirian Jacintho Sexta-feira Adultos Samuel Almeida Sexta-feira Jovens Fábio Shreiber Sexta-feira Adultos João Marcos e Priscila Moro Sábado Qa’s (Juniores) Tiago Vercelino Sábado Adolescentes Renato Pajewski Sábado Surdos

www.facebook.com/ibbrcuritiba

@ibbrcuritiba

O ministério de células é o coração da igreja. É lá, nos grupos pequenos, que nos conhecemos melhor e temos a oportunidade de ministrar nossos dons e exercitar os mandamentos de mutualidade. Os grupos são divididos por faixas etárias e por proximidade geográfica. Venha fazer parte de uma Célula IBBR. Contato com Samuel Almeida celulas@ibbr.org.br | 8888-1689 ibbr@ibbr.org.br

www.ibbr.org.br


|5

Aniversariantes

Entrevista do mês

Ministério Infantil terá atividades durante todo o mês de outubro A líder do Ministério Infantil, Suélen Castro, esclarece todas as atividades que as crianças podem participar dentro da Igreja Batista de Bom Retiro. Não deixe de ler o que Deus tem feito para esse ministério. O Ministério Infantil da Igreja Batista de Bom Retiro é um elemento de apoio a missão da igreja como um todo. Ele tem como objetivo servir e ministrar a palavra de Deus às crianças da IBBR e comunidade, colaborando com a educação cristã das mesmas. O alvo são crianças com idades entre 0 a 11 anos e suas ações ocorrem aos domingos nos cultos e durante a semana nas células. Como ministério, temos a responsabilidade de ensinar o evangelho às crianças de forma criativa e compreensível. Para isso, trabalhamos em diferentes sentidos. No domingo pela manhã, desenvolvemos classes de estudo bíblico e também temos os ensaios do Coral Infantil. A noite, além do Berçário e do Maternal, contamos com um momento de celebração no Culto Infantil. Durante a semana, nas células, desenvolvemos momentos de comunhão e de ensino. O mês de outubro será o

Mês das Crianças na IBBR, e terá programações especiais para nossos pequenos. Nos dias 6 e 7 de outubro teremos o Acampadentro MI. No culto a noite do dia 14 de outubro, teremos uma apresentação do Coral Infantil e a presença do palhaço Paçoca. Ao longo de todos os domingos do mês estaremos envolvendo nossas crianças na campanha da IBBR “Juntos somos melhores” e o Culto Infantil terá seu atendimento estendido. Aproveite este mês para conhecer o Ministério Infantil da IBBR e para trazer crianças visitantes! Entendemos que o trabalho junto as crianças é um ato de obediência ao ordenamento de Jesus (Marcos 16.15).

Equipe Ministerial Pr. Osmar V. Gomes | Pastor Titular Pr. Walter Krueguer | Pastor Auxiliar Amir Caires | Administração e Finanças Dayse Fabianowicz | Secretaria Giane Grochowicz | Eventos e Escola de Música Samuel Almeida | Células e Jovens Marcos Barbosa e Rosângela Barbosa | Casais Suelen Lorianny Osike Barbosa | Comunicação Tiago Vercelino | Educação Cristã e Louvor Suélen Castro| Ministério Infantil

Conduzir crianças a Cristo e torná-las seguidoras de Jesus é nossa responsabilidade e privilégio. Se você deseja fazer parte deste trabalho, entre em contato com Suélen Castro ou Fernanda Bueno.

Ana Lourdes Valetim Gomes

03/10

Cláudio Grochowicz

05/10

Carolina Viana Moraski

06/10

Ivan Rodrigues da Silva

06/10

Yasmin Bento

06/10

Tyrone Farias da Silva

10/10

Paulo Henrique Rosendo

10/10

Paula Andrea Gonçalves

13/10

Nilda de Paula Sousa Silva

13/10

Simone Pires de Oliveira

22/10

Flávia da Silva Santos

23/10

Murilo Henrique Zem

26/10

Marcos Antonio Barbosa

27/10

Contatos sueleneiras@hotmail.com ferbueno.contato@gmail.com

Se o seu ministério possui algum aviso para dar à igreja, envie um e-mail para comunicacao@ibbr.org.br até quinta-feira. E recebemos colaborações para o boletim até o dia 15 de todo mês.

Você está recebendo os e-mails da IBBR? Entre em contato conosco fique por dentro das nossas programações. Contatos comunicacao@ibbr.org.br 41.3077-7749

Não a mesma oferta, mas o mesmo esforço. Você pode realizar um depósito identificado e entregar o comprovante à tesouraria ou enviá-lo pela fax (41) 3076-0596. Isso facilitará a efetivação dos lançamentos, e você não será incluído como anônimo. Confira os dados bancários:

Banco Bradesco Pref. 237 - Ag. 1342-0 CC.: 34434-6 CNPJ: 75.213.215/0001-90


6 |

Responsabilidade Social

Moradores do Pilarzinho buscam novos caminhos para o desenvolvimento local Redes de Desenvolvimento Local, iniciativa do Sesi Paraná, já mobilizou mais de dez mil pessoas no Paraná Laura Beal Bordin Desde 2007, as Redes de Desenvolvimento Local articulam moradores de bairros de Curitiba e de outras 18 cidades do Paraná, para que as pessoas interajamentre si e assumam o papel de protagonistas do processo

de desenvolvimento de suas localidades. O projeto do Sesi em parceria com a Fiep está em mais de 30 localidades só em Curitiba e Região Metropolitana. As redes estão no interior do estado e realizam ações em todo o Paraná. A rede busca articular os moradores de forma que eles mesmos atuem como agen-

tes de mudança dentro da comunidade. Se conhecendo e trocando ideias, os moradores têm mais chances que encontrar soluções para os problemas do bairro. É nesse contexto que a Rede de Desenvolvimento Local atua. Dentro das comunidades já foram criados diversas associações de moradores, conselhos de segurança e até hortas comunitárias. No bairro Pilarzinho, a atuação iniciou em 2010 e conseguiu realizar ações voltadas a segurança e palestras educativas. Além disso, um dos sonhos da comunidade foi realizado e o Conselho Comunitário de Segurança, o Conseg, foi formalizado na metade deste ano. O

Conseg era um antigo sonho dos moradores e foi realizado por meio da organização e articulação dos próprios moradores, em parceria com a Rede de Desenvolvimento Local. Outra conquista foi a Associação Comercial do bairro, que busca fortalecer os estabelecimentos locais. O agente que atua na rede do Pilarzinho atualmente, a conheceu muito antes, quando ainda estava no ensino médio. Josué Artigas é morador do Pilarzinho e foi convidado por uma professora a participar dos encontros, devido sua postura atuante dentro do colégio onde estudava. Josué conta que sempre teve vontade de mudar, mas não sabia como fazer. “As pessoas ao meu redor não tinha interesse, tudo estava sempre ótimo. Com a rede ajudei a construir uma postura mais crítica diante do meu bairro”, conta. Josué participou desde o início, e quando se tornou universitário, buscou uma

vaga para trabalhar como agente do bairro onde mora. “Trabalhei como morador e resolvi atuar também como agente de mudança dentro do Pilarzinho”. A rede realiza reuniões para pensar em novas ações para o bairro de acordo com o sonho dos próprios moradores.

de decisões. Na contabilidade, existem algumas técnicas, por exemplo a escrituração, onde se efetuam registros de fatos patrimoniais da empresa, evidenciando a situação patrimonial da mesma. A análise de balanço que visa avaliar o desempenho das entidades em determinados períodos também é uma importante técnica utilizada para a tomada de decisões, uma vez que possibilita a mensuração do desempenho empresarial das entidades. Se você possui uma empresa, ou planeja tê-la, procure um bom contador e descubra outras ferramentas que podem enriquecer seu negócio.

Sobre os autores: Anderson Catapan, doutorando em Administração, mestre em Contabilidade e Finanças, MBA em Administração, pós-graduado em Contabilidade, Contador e Engenheiro Elétrico, é professor da Escola de Negócios da PUCPR, Sócio-diretor da Catapan Contadores Associados, Conselheiro de Gestão da Financial Plus Consultoria e Treinamentos e colunista de Contabilidade e Finanças da Tribuna do Centro e Camila Nogueira é aluna do curso de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos da PUCPR.

Serviço Para saber em quais localidades as Redes de Desenvolvimento Local estão atuando, acesse o site www.desenvolvimentolocal.org.br ou entre em contato pelo telefone (41) 3271-7622. Para saber das próximas ações da Rede do Pilarzinho e participar com os moradores em prol do desenvolvimento, entre em contato com o agente Josué Artigas, pelo e-mail josue. machado@sesipr.org.br.

Contabilidade

A contabilidade como parceira estratégica: caminho para o sucesso nos negócios O meio empresarial necessita de ferramentas que o conduzam ao sucesso. O sucesso por sua vez é o resultado de decisões precisas e eficazes no processo de desenvolvimento de estratégias. Quando trata-se de decisões surge a problemática: qual a melhor decisão tomar? Em relação a este aspecto,existem aqueles que confiam em suas próprias intuições e, na falta de compreensão da realidade,

tomam decisões equivocadas que tendem a falência dos negócios. Neste cenário de dúvidas e inseguranças que a contabilidade surge, atualmente não apenas como um sistema de informações patrimoniais e tributárias, mas como meio importante de esclarecer e orientar os gestores na tomada de decisões, entre outros aspectos, baseados em informações precisas e relacionadas ao contexto empresarial. A contabilidade aparece com o objetivo, entre outros,

do auxílio no gerenciamento das organizações, uma vez que ela fornece subsídios que possibilitam ao gestor tomar decisões visando alcançar o sucesso da empresa. Ela registra sistematicamente todos os fatos passíveis de mensuração monetária e não monetária que contribuem para a alteração do patrimônio,que são bens, direitos e obrigações da empresa. Neste contexto, este fluxo contínuo de informações ajuda os gestores em uma das mais difíceis tarefas: a tomada


|7

Cultura

Um lugar com grande concentração de barezinhos, feiras artesanais, cafeterias, livrarias e outros aconchegos para os mais variados tipos de pessoas que compõem nossa tão vasta Curitiba. João Marcelo Vieira

Quer a prova?Então aí vai! Pediu sebos? O local é referência. Quer um barzinho boêmio para curtir com os amigos? As opções oferecidas são muitas. Falou em artesanato e feirinhas ao ar livre? Com certeza será citado. Quer conhecer prédios históricos? É o lugar certo para ir. Se ainda não se localizou é porque precisa, de fato, conhecer a cidade em que mora. Tantas opções assim, só o Largo Coronel Enéas pode oferecer. Já ouviu falar? Não? Aposto que já! Você apenas não está lembrado. Esse é o Largo da Ordem, sim! Desde 1917 o nome oficial é Largo Coronel Enéas, em homenagem ao coronel Benedito Enéas de Paula. Esta foi a maneira encontrada para homenagear o militar, que desempenhou diversas atividades no quadro legislativo do Estado do Paraná. No século XVIII chamava-se Páteo de Nossa Senhora do Terço. Posteriormente, passou a se chamar Páteo de São Francisco das Chagas. Hoje, apesar de seu nome oficial, todos o conhecem como Largo da Ordem. O Largo é o coração do Setor Histórico de Curitiba e onde se encontra a Igreja da Ordem Terceira de São Francisco das Chagas, a mais antiga da cidade. O local já abrigou um convento franciscano, foi paróquia de poloneses, desmoronou e foi restaurada em 1880 para receber o

Imperador Dom Pedro II. Em seguida passou a ser frequentada por alemães, foi interditada, restaurada novamente em 1980, e desde então se tornou o Museu de Arte Sacra de Curitiba, um lugar que guarda as mais diferentes peças de igrejas históricas da cidade. Nos séculos XVIII, XIX e boa parte do século XX, o Largo da Ordem era uma área de intenso comércio. Hoje, um pouco mais fraco, ainda existe e tem características bem marcantes. Falar em Largo da Ordem é falar em feirinha. A tradicional feira de arte e artesanato acontece todos os domingos no local, desde que foi criada, em 1973. Mas, antes de ser fixada ali, a feira passou por vários outros locais. Começou na Praça Tiradentes e em seguida foi para a Praça Zacarias, com um processo rígido na seleção dos artesãos que a iriam compor. Com o objetivo de oportunizar novos artistas, muitas vezes com trabalho artesão doméstico, a Fundação Cultural de Curitiba resolveu dar vida à Feira Popular de Curitiba, que foi para a Praça Garibaldi, antes de ser fixada no Largo da Ordem, onde permanece até os dias de hoje. Na feira que acontece todos os domingos, a partir da 9h, é possível encontrar de tudo, desde acessórios e roupas, até móveis e artes plásticas. Aos finais de semana o que não falta é movimento e circulação entre os mais de 1.300 feirantes, de segunda a

sexta o pouco movimento é o que permite observar as belezas bucólicas e históricas que compõem o local. Entre o vazio dos paralelepípedos, monumentos, Igrejas e antigos casarões, é possível mergulhar na imaginação e se encontrar em uma Curitiba que não mais existe, em um tempo que já passou, mas que muito tem para contar às novas gerações. Impossível é andar pelo Largo e não perceber uma estrutura antiga e vermelha no local. Entre dois outros prédios, também antigos e de cor amarela, se destaca a chamada Casa Vermelha. Construída em 1891 pelo alemão Wilhelm Peters, a casa abrigou lojas e sedes de firmas comerciais, passando por vários donos. Recebeu este nome por ter sempre, em toda sua história, tons avermelhadas em sua cor. Suas características originais foram preservadas, mesmo depois de restaurada. Durante décadas a casa foi tradicional no ramo das ferragens, até que em 1993 tornou-se um espaço cultural administrado pela Fundação Cultural de Curitiba. Bem de frente para a Casa Vermelha, outra chama a atenção: a casa Romário Martins. Não por sua cor, mas por sua idade. Hoje centro de informações turísticas e culturais, além de espaço destinado a exposições de artes e fotografias de famílias e artistas tradicionais do estado, a casa Romário Martins, construída no século XVIII, em estilo colonial português, é considerada a mais antiga de Curitiba. Já serviu de residência, açougue e armazém de secos e molhados. Restaurada em 1973, recebeu o nome do cronista e historiador Alfredo Romário Martins (1874-1948). O nome foi uma homenagem a um dos principais articuladores do chamado movimento ‘Paranista’, que tinha o objetivo de criar uma identidade para o estado. Foi um dos fundadores da Universidade Federal do Paraná e do Instituto Histórico e Geográfico Paranaense. Bem ao centro da Praça do

Largo da Ordem, entre a Casa Vermelha e a fundação Romário Martins, uma pequena construção chama a atenção para si. Não é estátua nem monumento de uma personalidade importante da cidade. É apenas uma fonte, ou bebedouro. É o bebedouro do Largo da Ordem! Era ali que os tropeiros e fazendeiros da região de Curitiba costumavam dar de beber a seus cavalos e mulas, em meados do século XVIII. A fonte existe até hoje e está fixada no centro do Largo da Ordem. É construída em pedra, com uma bacia de ferro. Antigamente fonte de refresco para tropeiros e cavalos, hoje ponto de encontro de pombos. Indo de uma ponta a outra da praça, podemos encontrar monumentos que mesmo distantes fisicamente, tem ligação entre si. É assim que podemos descrever a Fonte da Memória ou Cavalo Babão, como é popularmente conhecido, visto que jorra água a todo instante

ca.

pela boca do animal, dando a impressão de que está babando. A fonte em forma de cabeça de cavalo foi construída em tributo aos imigrantes e tropeiros que vinham para Curitiba, com carroças, para comercializar seus produtos e mercadorias. O monumento é uma criação em granito e bronze, do Curitibano Ricardo Tod, que planejou a obra em 1995 e a fixou na Praça Garibaldi, com pedido e aprovação do então prefeito da cidade, Rafael Gre-

chegantes, crianças que se deliciam com as coloridas e diferentes atrações, até idosos que param, olham e revivem os bons momentos que ficaram apenas na memória. Muito mais que prédios históricos ou figuras atrativas e diferentes, o Largo, como diz a poeta e cronista Marilda Confortin, no poema Largo Esquerdo da Ordem, é um espelho de Curitiba.

Meio ofuscado pela contemporaneidade do cavalo, houve quem dissesse que o Relógio das Flores, havia sido esquecido. Ponto turístico durante muitos anos, e ainda é, o relógio que também fica na praça, não perdeu sua singela e colorida beleza, existente em qualquer estação do ano. O Relógio das Flores foi um presente que Curitiba recebeu de joalheiros em 1972. O presente tem oito metros de diâmetro e flores que são modificadas a cada estação do ano, deixando assim, um diferente colorido a cada época. Seja a procura de história ou conhecimento, o coração histórico de Curitiba é capaz de atender as mais diferentes necessidades e pessoas. Vão desde jovens que procuram momentos de diversão em uma rodinha de amigos ou bares acon-

Diego Henrique da Silva

Um Largo com Muita Ordem


8 |

Ensaio

Porque JUNTOS nós somos MELHORES “À medida que aprendemos a amar, nossos pequenos grupos podem criar o senso de família necessário para confiarmos uns nos outros, aceitarmo-nos e servimos mutuamente.” - Rick Warren Se você tiver o desejo de participar de pequenos grupos que se reúnem durante a semana, entre em contato com Samuel Almeida pelo telefone: 41. 3077-7749.

Schaffer Av. Des. Hugo Simas, 1249 Com estacionamento Fone: 41 3319-5659 oticafocalschaffer@gmail.com Shop. Estação Loja 1120 Próxima a praça de alimentação 41 3308-0383 | 3308-8289 oticafocal@gmail.com

Barbosa e Cavalcanti Advogados Associados

“pois Tu, Senhor, tens sustentado o meu direito, e a minha causa” Salmos 9:4

Rua Barão do Rio Branco, 63 - Conj. 1410 14º andar - Edifício Barão fone: (41) 3076-8044 | cel: (41) 9219-0189 | e-mail: mab.advogados@onda.com.br

Anuncie aqui! (41) 3077-7749 comunicacao@ibbr.org.br


Folha do Bom Retiro