Issuu on Google+


Saúdo a todos, paz e bem! É uma imensa alegria poder escrever novamente para a revista Fogo do Céu, fiquei super feliz com o convite feito pelo Núcleo de Comunicação, e principalmente pelo tema que me foi proposto: “Tudo para todos”, título tirado da primeira carta de São Paulo à comunidade cristã de Corinto, versículos 19-22. “Embora livre de sujeição de qualquer pessoa, eu me fiz servo de todos para ganhar o maior número possível. ‘‘Para os judeus fiz-me judeu, a fim de ganhar os judeus. Para os que estão debaixo da lei, fiz-me como se eu estivesse debaixo da lei, embora o não esteja, a fim de ganhar aqueles que estão debaixo da lei. .Para os que não têm lei, fiz-me como se eu não tivesse lei, ainda que eu não esteja isento da lei de Deus - porquanto estou sob a lei de Cristo - a fim de ganhar os que não têm lei. Fiz-me fraco com os fracos, a fim de ganhar os fracos. Fiz-me tudo para todos, a fim de salvar a todos. “ É difícil não inflamarmos o nosso coração diante desta passagem, pois fazer-se tudo para todos era o sentimento e a prática do Apóstolo. Paulo era um homem íntimo de Deus, e quanto mais próximo de Deus, mais nos tornando semelhante a Ele por meio do exemplo de Jesus. E nós bem sabemos que todo amor a Deus só pode ser vivido no outro, portanto, quem é apaixonado por Deus vê nas outras pessoas um instrumento de amor, um meio para praticar o amor a Deus . E quanto mais nós amamos a Deus, mais felizes nos tornamos. Quanto mais este amor é praticado, mais feliz é o nosso coração, e aí está o porquê do mundo ser infeliz. O mundo inteiro clama por felicidade, e a cada dia que passa as pessoas se sentem mais infelizes. Por quê?

Porque fomos criados para sermos os primeiros. Nossos pais nos ensinaram a sempre querer ser o melhor, ao invés dar o nosso melhor, somos uma geração educada para subir no pódio, e para nunca trazer desaforo pra casa. Crescemos com essa gana de sermos servidos, de impormos nossa vontade, e mal imaginamos que a felicidade tem uma dinâmica diferente, pois ela foge de quem a procura a qualquer preço, de quem a busca nas pessoas, ou nas coisas, e ela vai de encontro a quem procura servir, ela bate na porta de quem se doa, de quem ama, e faz os outros se sentirem amados. O programa de vida de São Paulo é um programa de felicidade. Ser ou fazer tudo para todos envolve renúncia da própria vontade, envolve sermos os terceiros, pois o primeiro é Deus, o segundo o seu próximo e o terceiro sou eu. Tudo para todos! É o que exclama o coração cheio de Deus quando vivemos uma experiência autêntica de serviço e doação. Importante frisar que toda doação deve ser acompanhada de oração, pois é por meio de uma vida de oração que colheremos os frutos. Imaginemos que somos como regadores de um jardim, e nossa função é derramar, transbordar, se doar ao outro, e quando não agimos assim não estamos cumprindo a nossa função. Mas todo regador é abastecido para poder cumprir a sua função, ele precisa se encher todos os dias, e é por intermédio da oração que somos abastecidos com a água viva vinda de Deus. Doação sem oração é enganação, e vice e versa, uma completa a outra. Que os nossos corações possam sempre estar cheios de Deus, ao ponto que fazer tudo para todos seja um derramar do amor de Deus em nós. Amém!

Helder Andrade

Missionário Fraternidade Fogo do Céu


‘‘Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor.’’

O amor é como um laço de ouro que une os corações de quem ama e de quem é amado. Deus é amor, e sempre será um Deus muito amoroso, não um Deus que castiga. Nesta certeza, ele sempre quer nos ver felizes e transbordando desse amor incondicional. Deus enviou Seu único Filho, Jesus Cristo, para nos salvar por meio do amor. Jesus quer nos ensinar que sempre estará aonde habitar o amor verdadeiro. A maneira que Deus utilizou para se fazer presente no meio de nós, e para fazer com que Seu amor habitasse entre nós, está estampada em 1 João 4,7-12: “Amados, amemo-nos uns aos outros; porque o amor é de Deus; e qualquer que

ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor. Nisto se manifestou o amor de Deus para conosco: que Deus enviou seu Filho unigênito ao mundo, para que por ele vivamos. Nisto está o amor, não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou a nós, e enviou seu Filho para propiciação pelos nossos pecados. Amados, se Deus assim nos amou, também nós devemos amar uns aos outros. Ninguém jamais viu a Deus; se nos amamos uns aos outros, Deus está em nós, e em nós é perfeito o seu amor.” O amor de Deus é um amor fiel, que inclusive pode mudar para melhor o coração das pessoas. Evangelizar é um ato de levar este amor de Deus ao coração das outras pessoas. Quando Deus te chamou, não fez expectativas a seu respeito, pois Ele já te conhece, te aceita e te ama da forma como você é. Finalizo esse texto com uma pequena reflexão: quando você abre uma garrafa de guaraná, dela sairá guaraná. Se abrir uma garrafa de água, dela sairá água, porque é o que nela contém. Assim sendo, de dentro do coração do nosso Deus, só existe o conteúdo AMOR. É muito lindo, não acha? E ao contrário do que ocorre com o guaraná e com a água, para bebermos desse conteúdo existente no coração de Deus não precisamos pagar absolutamente nada, uma vez que Seu coração está constantemente aberto, derramando abundantemente amor por nós. Matheus Mendonça

Missionário Fraternidade Fogo do Céu


você permanece fiel, lê livros de inúmeros santos, reza novenas, vai a todos os grupos de oração, encontros e eventos, até que de repente, acaba. Você começa a perceber que os problemas continuam sua família não muda, as coisas que você deixou para trás começam a te chamar de volta, os amigos que você tinha te convidam para ir a todos os lugares possíveis e você já não consegue mais dizer não, ou melhor, você já não quer mais dizer não.

Nos dias atuais vemos que o número de praticantes de atividade física vem aumentando consideravelmente, de forma especial nas academias de musculação espalhadas pelas cidades, e posso dizer isso com muita certeza, pois sou Professor de Educação Física e trabalho de Instrutor em uma academia. Por aqui passam todos os dias pessoas de diferentes tipos, com diferentes sonhos e diversas metas a serem conquistadas, e toda essa pluralidade leva a apenas um lugar chamado de felicidade. Mas o meu intuito com esse texto não é falar sobre a felicidade, mas dizer sobre a enorme semelhança que essas atividades físicas têm com a nossa caminhada e vida de oração. Irei fazer um paralelo entre essas duas realidades e com certeza a maioria vai se identificar que através disso Deus lhe inspire a ser dedicado e fiel a sua caminhada. Quando você decide praticar atividade física, chega cheio de energia, cheio de metas, propósitos, monta dietas, fichas de treinamento, faz promessas de não comer mais besteiras, de não beber mais refrigerantes, lê vários textos de sites e blogs de como melhorar a sua qualidade de vida, como emagrecer, como perder gorduras localizadas, como conseguir uma bela definição. Investe tempo, dinheiro, e não mede esforços em prosseguir nessa sua nova jornada rumo ao padrão de beleza que você sempre quis.

Os dias vão se passando e você continua arduamente na sua jornada, vai a primeira semana, a segunda semana, e você já não tem mais aquele ritmo e ânimo que possuía, já começa a falhar nos propósitos, estabelece o chamado “dia do lixo”, que é aquele dia em que você pode comer todas as bobagens que você normalmente não comia. E a ultima cartada que faz com que você abandone tudo que era sonho, é perceber que o seu corpo continua o mesmo, você não mudou, as gordurinhas ainda estão lá, a flacidez ainda está lá, você não chegou a lugar algum. Na nossa vida de oração acontece de forma similar, vamos a algum encontro, e somos profundamente tocados pelo Espírito Santo, que nos faz sentir um amor tão grande que não cabe dentro de nós, nos sentimos incendiados, choramos, pulamos, gritamos e nos alegramos. Depois desse momento, fazemos um compromisso com Deus, um compromisso de mudar de vida, de abandonar aquilo que é errado, o pecado, os vícios, as reclamações e mentiras, e de consumir nossa vida inteiramente por amor a Deus e os nossos irmãos. E assim como nas atividades físicas os dias vão se passando, e

Os planos, sonhos e propósitos que você tinha são jogados para o alto como se não fossem nada. Os sonhos de Deus são descartados por causa das suas frustrações. Você volta aos poucos a vida de pecado, e assim como você fez com a atividade física, aqui você também estabelece o seu “dia do lixo”, o dia em que não faz mal cometer um pecadinho, uma negligência. E por fim você se afasta de tudo, não quer mais saber das coisas de Deus, porque você se sobrecarregou com tantas rotinas e informações que se esqueceu de amar o que vivia, esqueceu-se de saborear os momentos. Que Deus possa reavivar em seu coração a vontade de começar de novo, retomar os planos que um dia foram esquecidos, e libertar o Espírito Santo que foi engaiolado dentro do seu coração. Não queira viver todas as coisas de uma vez, mais ame-as, saboreie-as de forma a prosseguir conforme os chamados que Deus fizer a você. Entenda que a caminhada funciona como uma escada na qual você deve subir devagar para não desanimar da subida.

Paz e bem. Paulo Jacques - Educador Físico Missionário Fraternidade Fogo do Céu


mentos e vontades próprias e que precisamos nos amar e nos valorizar.

Este texto veio a partir de uma reflexão quando eu estava a observar algumas plantações de papai. Resolvi, então, arrancar os matos que cresciam junto das plantações e percebi que a maioria apresentava raízes grandes e fortes. Fiquei a pensar sobre quais as raízes eu tenho deixado crescer em mim, se tornando grandes e fortes, e quais delas não, sendo capazes de serem arrancadas pelo vento. A passagem bíblica Mateus 13, 24-30 que fala do “joio” nos traz reflexões e direcionamentos sobre este assunto. Jesus nos fala através desta parábola sobre o que vem sendo plantado em nossos corações, se abrimos a oportunidade de plantar seus ensinamentos, valores, seus dons ou abrimos para que no nosso coração seja também plantado e germinado o joio. O que podemos dizer que seja o joio dos tempos atuais? O joio depende muito da realidade em que se vive, e do que buscamos. Segue alguns exemplos para que possamos refletir: vícios de drogas sejam elas licitas ou ilícitas, permanência excessiva no mundo da tecnologia (whatsapp e outros aplicativos), relacionamentos superficiais, carências, medos, frustrações, falta de perdão, falta de fé, desunião, perda de sonhos e projetos de vida, dentre outros. O nosso coração tem se tornado um campo de experiências, pois deixamos que nele floresça todo tipo de plantação, sem que ao menos pensemos sobre suas procedências. São plantações que criam raiz e nos tornam pessoas perdidas, perdidas no tempo e no espaço, pessoas que perderam valores básicos, como respeito e amor mútuo. Vivemos em uma sociedade que tem nos tirado o direito de refletir, de questionar, de nos tornamos seres humanos capazes de amar. Esquecemos de olhar para nós, de sonhar, de lutar pelo que queremos, esquecemos que temos senti-

O nosso coração hoje se encontra cheio de feridas, ódio, falta de perdão e etc. São plantações colocadas ao longo do tempo com raízes cada vez mais profundas e fortes, raízes estas que ocultam dentro de você a pessoa que você é: sonhada e amada por Deus. Pessoa brilhante e bela, sim esse(a) é você, cheia de vida, força de vontade e sonhos para serem realizados. Chegou a hora de nos voltarmos para Deus e deixar que Ele arranque os “joios” que criaram raízes ao longo tempo, alguns você ainda nem os reconhece. Somente Ele, com todo cuidado de pai, é capaz de retirar o que nos faz perecer. O primeiro passo é voltar para o Pai, não digo fazer grandes coisas, mas voltar de coração aberto, desejar estar com Ele e se entregar. Somente um coração aberto e dócil pode ser habitado e cuidado pelo Espírito Santo. Aos poucos vamos deixando que ele haja em nós, cuidando, restaurando e curando toda ferida, e cultivando sementes de amor, paz e tudo o que você precisa para ser feliz hoje e sempre. Constantemente não se esqueça de perguntar: Quais raízes tenho cultivado dentro de mim? Quem tem sido o agricultor? Recomece! Priscila Silva - Psicóloga

Missionária Fraternidade Fogo do Céu


O Novo Testamento ou Nova Aliança é a parte da Bíblia que conta a história da vida de Jesus Cristo narrada por quatro homens que são conhecidos pelo nome de Evangelistas, porque escreveram a vida de Jesus como um Evangelho, isto é, uma boa notícia à humanidade. Jesus mesmo não deixou nada escrito. Sua missão foi de anunciar e fazer acontecer o Reino de Deus, que se fundamenta no amor, na justiça e no serviço, sobretudo aos mais pobres. Mateus, Marcos, Lucas e João são os nomes destes quatro discípulos de Jesus. Os três primeiros livros são conhecidos como Evangelhos Sinóticos porque são escritos numa mesma ótica. Eles descrevem muitos milagres, ensinamentos de Jesus, reúnem, completam e editam os assuntos que serviram de base para toda a catequese existente em suas comunidades. João, por sua vez, escreve como uma meditação que visa despertar e alimentar a fé em Jesus Cristo, a fim de que todas as pessoas possam ter vida em abundância. A iconografia cristã (representação por imagens) atribui um símbolo a cada um dos quatro Evangelistas. Esta atribuição é feita a partir dos textos de Ezequiel 1, 1-4 e 10, 14: “1 No dia cinco do quarto mês do ano trinta, estando eu junto com os exilados à beira do rio Cobar, de repente se abriram os céus e eu tive visões divinas. 2 No dia cinco do mês, no ano cinco do exílio do rei Jeconias, 3 a palavra de Javé foi dirigida ao sacerdote Ezequiel, filho de Buzi, no país dos caldeus, às margens do rio Cobar. Aí Javé colocou a mão sobre ele. 4 Eu vi o seguinte: Do lado norte soprava um forte vento. Foi então que eu vi uma grande nuvem e um turbilhão de fogo. Havia claridade em torno da nuvem e, no centro, um brilho faiscante, bem no meio do fogo. 10 O rosto deles era parecido com o rosto de um homem. Do lado direito tinham aparência de leão, e do lado esquerdo tinham aparência de touro. Os quatro tinham também aparência de águia. 14 Os animais, no seu vaivém, pareciam coriscos.” E de Apocalipse 4, 6-7: “6 Na frente do trono havia como que um mar de vidro, como cristal. No meio do trono e ao redor estavam quatro Seres vivos, cheios de olhos pela frente e por detrás. 7 O primeiro Ser vivo parece um leão; o segundo parece um touro; o terceiro tem rosto de homem; o quarto parece uma águia em pleno vôo.” que fala de quatro seres vivos com aparência de touro, leão, ser humano e águia. O primeiro a relacionar os evangelistas com estes seres foi Santo Ireneu (+ 203). Depois foi Santo Agostinho (+430). Assim, surgiu o costume de representar os quatro Escritores Sagrados nas pinturas e nas esculturas junto aos seus símbolos. Maycon Douglas Missionário Fraternidade Fogo do Céu


Kal-El, o nome de batismo do Superman, tem o sufixo “El”, como o seu pai Jor-El. El em hebraico significa Deus. Seu pai o envia a terra, pois seu planeta natal Krypton está a ponto de explodir. Talvez seja uma alusão à antiga criação e a nova criação, em Jesus Cristo. Na terra Kal-El é encontrado por Martha e Jhonatan Kent que criam o menino, e as iniciais de seus pais são as mesmas dos pais de Jesus: Maria e José

Um homem nasce com uma missão muito importante dada por seu pai, ele é enviado até os humanos para ser sinal de esperança e salvação, quando chega até a terra, cresce aos cuidados de um humilde casal, este se torna um homem adulto, chegando o momento de realizar sua missão de forma definitiva: enfrentar as forças do mal, ajudar as pessoas mais fracas, e por fim dar a própria vida para salvar quem não merece. Bom, essa história parece roteiro de história em quadrinhos, mas não é só uma história, é um fato real! O ministério de Jesus Cristo é a história mais intrigante e bela que já existiu na história da humanidade, pois é o relato do verdadeiro e maior herói de todos os tempos: Jesus Cristo.

Existe um momento onde o Superman precisa se reencontrar, então ele vai para o Ártico, e Jesus vai para o Deserto, aonde é tentado e retorna, dando início a sua missão. Vemos tudo isso no filme “Man of Steel”, onde até a idade que Superman precisa se entregar para salvar o mundo de Zod, alto general do conselho que se rebelou contra sua própria raça para defender seus ideais, é de 33 anos. Coincidências ou não, a História de Jesus é o fato mais narrado de todos os tempos, sendo que já nos deparamos com várias armadilhas, onde muitos não conseguem responder aos casos dos deuses Hórus, Mitra, Attis, Krishna e Dionysio, que teriam nascido de uma virgem e sacrificados para a salvação do mundo, tendo ressuscitados ao terceiro dia. Argumentos contrários à fé católica afirmam que Jesus seria também um mito criado a partir destes outros mitos, sendo que muitos vieram antes de Jesus. Como então responder a um argumento como esse? O fato é que a vinda do Messias remonta a tempos antigos, onde várias culturas se incorporaram do conteúdo messiânico dos Judeus. Assim, quando nos deparamos com tal argumento, só basta analisar qual sucessão se deu através do tempo. Certamente não existe nenhuma Igreja dedicada a Dionysio, Attis e Mitra, entre outros mitos, por que não se qualificam como religião, são seres mitológicos. A Igreja de Cristo atravessou os séculos e já enfrentou inúmeros inimigos que a atacaram com todas as armas possíveis, guerras, cismas, heresias, por dentro e por fora. Assim sendo, a Igreja Católica Apostólica Romana está de pé até hoje porque o seu Herói continua sustentando-a e lhe dando poder, para assim cumprir sua promessa: “Tu és Pedro, e sobre esta pedra, construirei a minha Igreja, e as portas do inferno nunca prevalecerão contra ela.” Fábio Fernandes

Missionário Fraternidade Fogo do Céu


Nestes últimos meses a Fraternidade Fogo do Céu, realizou duas atividades muito importantes para sua agenda anual.: A Noite de Massas, que teve a proposta de oferecer além de um ambiente agradável de confraternização entre os amigos e boa alimentação, concedeu aos seus participantes um momento único de vínvulo Fraterno e vínculo com o Divino. A partir da louvável realização de um evento como esse, percebemos em Deus, que o melhor ingrediente que inserimos em nosso ofício de servidores do Evangelho de Cristo, continua e continuará sendo sempre o Espírito que sopra vida, vigor e virtudes, que vem dar um novo sabor e novo tempero ao que oferecemos com nosso trabalho humano, e ao final, percebemos que a soma de nossas limitadas contribuições pessoais e terrenas produzem um divino banquete coletivo, onde todos são chamados a desfrutar dos dons que vem do Alto.


Em seguida tivemos a 12º Edição do Retiro Jovens em Renovação, onde o tema foi “Para Vós Nasci”, com uma profunda reflexão sobre a realidade humana, afetiva e sexual, os tantos jovens que participaram atestaram a partir da experiência do Retiro, que é possível ser santo, sem deixar de lado sua humanidade, que Deus trabalha a partir de nossa identidade, a partir do nosso eu, e nos toma de volta, e vem ao nosso encontro, resgatar e re-projetar o projeto inicial, o Amor primeiro que nos amou, e a partir desse encontro com o Amado de nossas almas, ergue-se uma juventudade que declara: Para Vós Nasci!


O cético Como fazer um cético crer,

Se seu coração não sabe falar.

Se seus olhos querem ver,

Se não se pode crer, por que amar?

O que o coração poderia mostrar. Se o seu coração pudesse ver, O que seus olhos querem buscar,

Se a humanidade inventou alguém que a criou, Alguém inventou então a humanidade que O criou.

Sua boca testemunharia,

Se na dúvida de uma existência,

No que não se pode acreditar.

Nossa mente tão frágil se faz,

Se a chuva cair, a estrela brilhar, de um horizonte distante,

Quem diria julgar-se certo, de uma certeza incapaz.

Gigantes mãos iriam te desenhar,

Se certeza tivesse, os olhos veriam,

Num sopro te faria viver.

De fé já não era necessário.

Sem que pudesse perceber que Ele te planejou,

Pois pra crer, não precisa ver,

Nos seus dias contados, E o teu nome, em Suas mãos registradas.

Quando o coração sabe amar. Ele ama, ele crê, ele vê, Quando os olhos não podem contar!

Quando esperança não houver e o fardo pesado estiver, No silêncio da noite, na angústia do dia, O cético não poderia dizer,

Walquíria Lopes

Missionária Fraternidade Fogo do Céu


TEMPO DE ESPERAS: Padre Fábio de Melo Neste livro, o Padre Fábio de Melo conta uma linda história por intermédio de troca de cartas entre um jovem aluno de filosofia, chamado Alfredo, e um sábio e conceituado professor, cujo nome é Abner, da Universidade frequentada pelo jovem. Como esta leitura aprendemos que diante da dor e da frustração, enquanto esperamos a resposta que a vida tem para nos dar, devemos nos abastecer com o que a vida tem para nos ensinar hoje. Ter um olhar sábio diante da dor pode mudar o que nos faz incapazes de sermos felizes no presente. Na troca de cartas, Abner vai mostrando para Alfredo uma outra forma de enxergar a vida, e que não é preciso fazer milhões de perguntas e tentar achar resposta para tudo, pois não adianta viver

Canal LÁ EM CASA, da Deia e do Tiba da Canção Nova: O canal surgiu do desejo do casal de falar de família, Deus, relacionamentos, educação de filhos, afetividade, religião, e etc. Vídeo novo toda terça, vale a pena se inscrever e acompanhar todos.

planejando um futuro sem aproveitar e prestar atenção no presente.

VOCÊ PODE FALAR COM DEUS - Pedro Siqueira Pedro Siqueira é carioca, advogado, professor de Direito e escritor. O autor conduz no Rio de Janeiro um grupo de oração católico centrado na devoção mariana do Terço. Frequentemente, é convidado para ir a várias cidades pelo país inteiro para dirigir a oração do terço para milhares de fiéis, inclusive em seu canal no Youtube ele posta os vídeos com gravações feitas por ele mesmo enquanto conduz as orações. Desde criança, Pedro tem dons místicos especiais, e utiliza-os como instrumento para ajudar as pessoas a desenvolver a sua fé. Ano passado Pedro veio para BH, em um domingo, na comunidade católica Gospa Mira, e eu estive presente e posso afirmar que sem dúvidas que foi uma das melhores experiências da minha vida, era notório para todos os que lá estavam a presença e o amor de Nossa Senhora. Com este livro, ele amplia ainda mais o alcance de sua mensagem e leva ao leitor as orientações mais importantes para quem deseja estreitar sua relação com Deus por meio da oração. A partir de fascinantes histórias reais, Pedro nos faz ver que as coisas vindas do altíssimo são impressionantes e imprevisíveis, e que, quando rezamos com fé e acreditamos na Providência divina, milagres podem acontecer em nossa vida.

Canal da Fabíola Melo: Com muito humor, Fabíola Melo, evangélica, traz diversos assuntos voltados ao Namoro Cristão. A maioria dos vídeos são elaborados de acordo com os temas mais pedidos pelos jovens cristãos, e aqui ela dá importantes dicas sobre castidade e namoro em Deus.



Revista Digital Fraternidade Fogo do Céu - Edição 3