Page 1

REVISTA DA COMUNIDADE

1


“Uma Igreja-Família, Vivendo o Amor de Cristo, Alcançando o Próximo, e Formando Discípulos”

Índice

04 06 08 10 12 14 16 18 24 26 27 28 30 34

Visão Liderança Deus Agindo Eles andaram com Jesus Fundação CG Igreja-família Encontrão Capa Saúde Ano do Clamor Você sabia? Evangelismo Anunciantes Classificados

Editorial Nesta edição fazemos uma justa homenagem aos pais. Aos homens de valor que prezam pela vida comum do lar e pelos valores cristãos como fonte de preservação da família. Aproveitamos a ocasião para também homenagear o pastor Carlos Alberto de Quadros Bezerra, fundador e líder internacional da igreja Comunidade da Graça. Quem o conhece de perto, logo o relaciona à figura de um pai e amigo. O estilo de liderança do pastor Carlos Alberto é muito parecido com a maneira pela qual um bom pai trata os filhos. Nada mais justo que reconhecer a importância dele como grande líder e “paizão” de todos. Ele tem deixado um rastro de amor e simplicidade por onde passa. Pena não termos condições de mudar o dia dos pais para 19 de julho – data de aniversário do pastor Carlos Alberto. Seria uma combinação perfeita... Wagner Fernandes, pastor

Expediente Produção: Comunidade da Graça Sede Pastor Presidente: Carlos Alberto de Quadros Bezerra Projeto Gráfico e Editoração: André Rinaldi Assistente de Criação: Gustavo Jitsuchaku

Os anúncios contidos nessa edição são de única e exclusiva responsabilidade dos anunciantes, não tendo a Igreja Comunidade da Graça nenhuma responsabilidade sobre o conteúdo e veracidade dos mesmos.

Coordenação e Revisão: Paulo Sartori / Fabiana Lima Redação: César Stagno Contato Publicitário: Gabriela Rosaneli Pastor Responsável: Wagner Fernandes Tiragem: 10.000 exemplares

Interessados em anúnciar na próxima edição, entre em contato: midia@comuna.com.br | 11 3588 0575


Visão

MAIS QUE MEMBROS

AMIGOS por Tadeu Ferreira e Marta Ferreira

A

mudança de paradigma proposta por Jesus Cristo estabeleceu uma revolução nos relacionamentos humanos. O filho de Deus, surpreendentemente, anunciou que não queria apenas servos, mas essencialmente amigos.

“O MEU MANDAMENTO É ESTE: AMEM UNS AOS OUTROS COMO EU AMO VOCÊS. NINGUÉM TEM MAIOR AMOR DO QUE ESTE: DE DAR A PRÓPRIA VIDA EM FAVOR DOS SEUS AMIGOS. VOCÊS SÃO MEUS AMIGOS SE FAZEM O QUE EU VOS MANDO. EU JÁ NÃO OS CHAMO DE SERVOS, POIS O SERVO NÃO SABE O QUE FAZ O SEU SENHOR; MAS TENHO VOS CHAMADO AMIGOS, POIS TENHO DITO A VOCÊS TUDO O QUE OUVI DO MEU PAI”. JOÃO 15. 12 A 15 4

REVISTA DA COMUNIDADE

Itens como o amor ao próximo, os relacionamentos autênticos, a proximidade entre os irmãos, as amizades sinceras e perenes, o companheirismo, além de outros, são tópicos centrais da mensagem de Jesus. O cristianismo deve trazer essas marcas; os cristãos devem viver diariamente na dimensão desses valores. Mas por que isso parece tão difícil? Aprender a amar de forma altruísta não é uma tarefa fácil. Por uma simples razão: amar o próximo é algo contrário à natureza autocentrada e egocêntrica dos seres humanos. Somente Jesus pôde nos ensinar e inspirar a esse tipo de amor que cura, restaura e aprofunda os relacionamentos. E somente Jesus pode nos dar o poder de amar dessa maneira. A realidade e a dificuldade é que nenhum de nós viveu em um lar estável e seguro o suficiente para aprender a desenvolver relacionamentos íntimos e significativos.


A família foi instituída por Deus para consolidar e estabelecer os padrões de relacionamentos saudáveis com Ele e com as demais pessoas. Mas se analisarmos esse objetivo em retrospectiva bíblica, veremos que após o pecado original, os dramas familiares envolveram assassinatos, traições, inveja, conspirações, vingança, ciúmes e toda sorte de males que perduram até os dias atuais. Todas estas deformações produzidas pelo pecado afetaram as famílias e geraram traumas profundos nas pessoas. No nosso mundo decaído, em que todos os corações e relacionamentos estão frustrados, quebrados e danificados, como poderemos desenvolver amizades autênticas? A maioria das pessoas chega aflita e ferida em nossas igrejas. Elas precisam provar, talvez pela primeira vez, uma experiência positiva em suas relações interpessoais. Isso exige delas, uma transformação total dos antigos padrões de comportamento familiar para os padrões bíblicos da vida cristã em amor; e de nós, como igreja, que já estivemos “do lado de lá”, mais sensibilidade, paciência e muito amor para lidar com tais dificuldades e crises. Precisamos ser como Jesus, querendo as pessoas do nosso lado como amigas e não servas. Além de nos prepararmos melhor para ajudar as pessoas a descobrirem como Deus pensa e age. Somente a partir de uma mudança profunda de mente e coração, através da vida de Cristo implantada pelo Espírito Santo, é que alguém pode ingressar em uma nova família espiritual, e assim aprender a viver bem em comunidade. Não se trata de um caminho de perfeição nos relacionamento, mas de uma

“NINGUÉM TEM MAIOR AMOR DO QUE ESTE: DE DAR A PRÓPRIA VIDA EM FAVOR DOS SEUS AMIGOS...”

oportunidade de reaprendermos juntos a viver o estilo de vida que Deus, desde o principio, sonhou para nós. Um estilo de vida exposto nas Escrituras com beleza e simplicidade. O nosso alvo mais elevado deve ser aprender a amar a Deus e aos outros. Esse deve ser o nosso maior objetivo de vida; se é que pretendemos viver em família. A visão que Deus tem nos dado é a mais pura expressão deste amor que Ele sente por todos nós e que temos condições de sentir pelo nosso próximo. Trata-se do mesmo amor que levou o nosso Pai a enviar seu único Filho para morrer por nossos pecados, e que nos torna aptos a fazermos o mesmo pelos amigos que ele colocou em nosso caminho.

“COMO DUAS LÂMINAS DE FERRO FICAM MAIS AFIADAS QUANDO SÃO ESFREGADAS UMA CONTRA A OUTRA, DOIS AMIGOS QUE DISCUTEM SEUS PROBLEMAS COM SINCERIDADE ACABAM MAIS AMIGOS E MAIS MADUROS DO QUE ANTES” PROVERBIOS. 27:17 BÍBLIA VIVA


Liderança

COMPETÊNCIA A QUINTA QUALIDADE DE UM LÍDER “A competência vai além das palavras. Quando o líder busca competência e está ciente dela, as pessoas naturalmente desejarão segui-lo.” por John C. Maxwell

B

5

enjamin Franklin freqüentou a escola por apenas 2 anos. Aos 12 foi aprendiz no ramo gráfico. Trabalhava duro e levava uma vida simples baseada num conjunto de 13 virtudes pelas quais se analisava diariamente. Teve uma vida extraordinária. Foi um dos pais da independência norte-americana e um de seus principais líderes. Era competente e se distinguiu em tudo que fez por sete décadas. Teve negócio próprio e foi bem-sucedido, era curioso, buscava meios de aperfeiçoamento de si mesmo e dos outros, envolveu-se com literatura, realizou experiências com eletricidade, inventou o cateter e as lentes bifocais, mapeou águas oceânicas e sempre dizia: “Não esconda seus talentos. Foi para usá-los que eles foram feitos. De que serve um relógio de sol na sombra?”. Ele fundou a 1ª biblioteca e o 1º corpo de bombeiros da Filadélfia, desenvolveu o conceito de aproveitamento da luz do dia, ocupou cargos no governo, trabalhou com implementos agrícolas e descobriu que o gesso fazia os grãos e a grama crescerem melhor. Na verdade você não precisa ser Michael Jordan ou Bill Gates para se destacar na sua área de competência. 6

REVISTA DA COMUNIDADE


Quem espera sempre alcança mesmo? Não! Pessoas altamente competentes dão um passo adiante. Estão prontas para entrar no jogo todo dia – independentemente de como se sentem, do tipo de circunstância que enfrentam, ou de quão difícil se espera que seja o jogo.

<<

CONTINUE MELHORANDO. Busque sempre aprender, crescer e melhorar. Aquele que sabe mais, sempre terá um trabalho e novas alternativas de fazer melhor as coisas.

CONCLUA COM EXCELÊNCIA. Nunca conheci uma pessoa considerada competente que não concluísse as coisas com excelência. “A qualidade nunca é casual; é o resultado de propósito, esforço sincero, orientação inteligente e execução hábil.” Willa A. Foster. Trabalhar num padrão elevado de excelência é um ato intencional. Como líderes, esperamos que nossa equipe dê a conclusão quando lhes passamos a bola.

SE VOCÊ DESEJA CULTIVAR A COMPETÊNCIA, SIGA ESTES PASSOS:

PARA MELHORAR SUA COMPETÊNCIA

<<

ESTEJA SEMPRE PRONTO PARA AGIR.

REALIZE MAIS DO QUE O ESPERADO.

CONCENTRE-SE NO JOGO.

Pessoas altamente competentes vão além; bom o bastante não é suficiente para elas. Façamos o trabalho, e até mais, continuamente.

Se você esteve desligado mental ou emocionalmente de seu trabalho, é hora de reengajar-se. Dediquese novamente a seu trabalho. Descubra porque se desligou. Você precisa de novos desafios? Está em conflito com alguém? Não consegue dar continuidade ao trabalho? Identifique a fonte do problema e crie um plano para solucioná-lo.

INSPIRE AS OUTRAS PESSOAS. Além de atuar em alto nível, líderes competentes inspiram e motivam sua equipe a fazer o mesmo.

REDEFINA O PADRÃO. Se seu desempenho não está em um nível coerentemente elevado, reexamine seus padrões. Está se esforçando? Executa as tarefas com cuidado? Defina expectativas que exijam mais de você mesmo.

DESCUBRA 3 FORMAS DE MELHORAR. Texto extraído do livro As 21 indispensáveis qualidades de um líder, de John Maxwell Adaptado por Wagner Fernandes À venda na livraria da Comunidade Sede Rua Eponina 390 Vila Carrão/SP Fone (011)2090.1814

Ninguém se mantém em um processo de melhoria constante sem ter intenção de fazê-lo. Pesquise e descubra três coisas que você pode fazer para melhorar suas habilidades. Depois dedique tempo e dinheiro para colocá-las em prática. REVISTA DA COMUNIDADE

7


Deus Agindo

Expressando a amizade através da oração por Suely Bezerra, pra

“...e orai [também] uns pelos outros, para serdes curados e restaurados [a um vigor espiritual de mente e coração]. A fervorosa (sincera, contínua) oração do justo torna um tremendo poder disponível (dinâmico em sua operação)” (Tg. 5:16).

M

uitas vezes em nossa simplicidade vemos a oração apenas como petição a Deus, por nossas próprias necessidades. Mas na verdade, nosso papel, é muito mais abrangente. Cabe a nós, nos colocarmos nas “brechas” deixadas pelas pessoas e situações, impedindo a entrada de satanás nestas vidas, ou ainda, que estas “brechas” aumentem a cada dia por causa do pecado. “...e orai [também] uns pelos outros, para serdes curados e restaurados [a um vigor espiritual de mente e coração]. A fervorosa (sincera, contínua) oração do justo torna um tremendo poder disponível (dinâmico em sua operação)” (Tiago. 5:16). Nem sempre percebemos estas situações na vida daqueles que estão mais distantes de nós! Mas o coração amoroso intercede pelos demais, independente de sua proximidade física ou emocional. Assim como Jesus faz por nós. Quem ama cuida! E uma das melhores maneiras de demonstrar amor e cuidado pelos seus amigos é orando por eles, por seus problemas, preocupações, família. Isso é colocar-se na brecha por eles, é demonstrar que você se importa e está disposto a investir tempo de oração pelas necessidades deles. Você será um intercessor pela vida dos seus amigos e fazendo isso estará colocando em prática princípios bíblicos. “Busquei entre eles um homem que tapasse o muro e se colocasse na brecha perante mim, a favor desta terra, para que eu não a destruísse; mas a ninguém achei.” – Ezequiel 22: 30 Os intercessores são aqueles que fazem a ligação entre a misericórdia de Deus e a necessidade humana.

8

REVISTA DA COMUNIDADE


O texto bíblico fala sobre um momento difícil na história de Israel. Deus manda Ezequiel profetizar contra os pecados de Jerusalém, declarando que Ele não tem outra escolha a não ser castigar essa nação. Descreve uma condição deteriorada e tão vergonhosa, que Deus até brada: “Basta!”. Então Ele faz uma declaração surpreendente: isso poderia ter sido evitado se somente um intercessor tivesse estado diante dele a favor do povo. Ele diz sucintamente: “Busquei dentre eles um homem!”.

O perfil do Intercessor Amor ágape (Romanos 5: 5) O amor de Deus é derramado em nosso coração. Sem amor não se pode orar, pois é esse amor que nos leva a interceder e sentir empatia.

Identificação (Êxodo 32: 31 – 32) Moisés se identificou com o povo. Essa identificação é tornar-se igual, pois só assim entenderemos a situação em que vive a pessoa.

Nos dias de Ezequiel, Judá foi tudo o que restou da vinha de Deus, Seu povo escolhido. O reino idólatra de Israel havia sido destruído, e seu povo exilado sob o governo assírio de Sargão. O tempo foi passando, e o pecado fez uma enorme fenda nos muros de proteção de Judá. Uma “fenda” era uma ruptura no muro de pedras que rodeava a vinha e atraía muitos problemas. Para barrar os inimigos e intrusos, alguém tinha de manter guarda até que a fenda fosse consertada. O texto diz: “E busquei entre eles um homem... e se colocasse na brecha perante mim, a favor desta terra”.

Compaixão (Mateus 9: 35- 38)

Portanto, a Palavra emprega essa figura de linguagem para descrever a busca de Deus por um intercessor dentre o Seu povo. Aqueles que estivessem na brecha estariam ligando a misericórdia de Deus com a necessidade humana.

Quando intercedemos, sentimos o peso da intercessão. É algo gerado pelo Espírito Santo, não vem de nós mesmos.

O intercessor é aquele que faz a ligação entre a misericórdia de Deus e a necessidade humana. O intercessor sempre vem perante Deus a favor de outros. Em nossos dias, a cerca de proteção ao redor das famílias, igrejas e nações está frequentemente num estado terrível de abandono. Deus ainda está buscando intercessores para manter guarda “na brecha” e, por meio da oração, ajudar a reparar as fendas. A Palavra ensina que antes de tudo, antes de outros ministérios, o papel mais importante de um cristão é interceder (1 Timóteo 2: 1-2).

Jesus compadeceu-se das multidões quando viu as suas necessidades. Jesus foi a compaixão de Deus andando no meio dos homens. Hoje o Espírito Santo faz esse papel.

Discernimento (1 Coríntios 12: 10) É a habilidade de conhecer e discernir o mundo espiritual e, especialmente, detectar a verdadeira fonte das circunstâncias ou motivos das pessoas.

Peso (Romanos 8: 26)

A Palavra não está dizendo que o Espírito Santo intercede em nosso lugar, mas que o Espírito Santo participa conosco e torna eficientes nossas orações sem energia. Os gemidos inexprimíveis querem dizer clamor e lágrimas a nosso favor, tornando a intercessão eficaz diante do trono de Deus.

Confiança (Hebreus 4: 16) Literalmente, confiadamente significa sem reservas, com fraqueza, com discurso aberto e total. Nós nos aproximamos do trono da graça, e não do julgamento, alcançando a misericórdia pelo passado e a graça para o presente e o futuro. REVISTA DA COMUNIDADE

9


William

Eles andaram com Jesus

Wilberforce por Paulo Alexandre Sartori

Político britânico, liderou a causa da abolição da escravatura e lançou os fundamentos do grande renascimento moral no Reino Unido

W

illiam Wilberforce nasceu em 1759 na Inglaterra e, embora tenha recebido ensino evangélico na infância, perdeu o interesse pelo cristianismo na juventude, preferindo gastar seu tempo nas mesas de pôquer. Aos 21 anos, ainda vivendo como um libertino, candidatou-se a uma vaga no parlamento britânico e venceu, permanecendo por 46 anos na política. A grande mudança na história de sua vida começou a partir do reencontro com um antigo professor do ginásio, Isaac Milner, que se tornara um cristão convicto. No inverno de 1784, eles viajaram juntos e uma transformação foi operada no coração de William: de um conhecimento intelectual da Bíblia, para uma profunda convicção da fé evangélica. Sentindo-se envergonhado por quem tinha sido até então, atormentava-se pensando no significado do cristianismo para a sua vida pública. A solução para a sua angústia veio quando visitou o pastor John Newton, que outrora tinha sido traficante de escravos e lhe relatou os horrores dos navios negreiros. Abolir o tráfico de escravos tornou-se então para Wilberforce o grande objetivo da sua existência parlamentar. A causa da abolição, iniciada por Wilberforce em 1787, foi derrotada 11 vezes antes da sua aprovação. Durante esse tempo sofreu ameaças constantes para que desistisse, além de doenças que o acometeram. Ele poderia ter abandonado essa causa, assumindo outras mais populares e menos árduas. Mas superou os obstáculos e manteve-se firme até o fim. 10

REVISTA DA COMUNIDADE

“Deus pôs diante de mim dois grandes objetivos: a abolição da escravatura e a reforma dos costumes.” Wilberforce não batalhou só. Um grupo de amigos, chamado “Os Santos”, o acompanhou em várias causas. Com esse apoio, e movido por uma profunda obediência bíblica, William lutou para aliviar as duras condições do trabalho infantil, para que se repassasse aos pobres comida mais barata, pela reforma das prisões e pela prevenção da crueldade com animais. Três dias depois do fim da escravidão na Inglaterra em 1833, William Wilberforce morreu; e a sua biografia tornou-se um excelente exemplo para desfazer um comum e grave equívoco: a incompatibilidade entre fé cristã e vida pública. A vida de William Wilberforce é a história de como a perseverança e a fé de um homem podem mudar o mundo. Como saber mais sobre William Wilberforce? Leia o livro ‘Cristianismo Verdadeiro’ da editora Palavra (veja em nossa Livraria). Há também um filme sobre a vida dele nas locadoras chamado ‘Jornada Pela Liberdade’


REVISTA DA COMUNIDADE

11


Fundação Comunidade da Graça

o Projeto Primícias atende um direito básico:

a alimentação

O projeto distribui cestas básicas mensalmente para famílias carentes listadas e acompanhadas pela Assistência Social da Fundação Comunidade da Graça.

O

Brasil ainda possui uma população considerável de baixa renda. A Fundação pretende contribuir para a diminuição desse grave desequilíbrio financeiro que afeta muitas famílias. O Projeto Primícias é absolutamente estratégico nesse sentido. A palavra primícias significa os primeiros frutos; está associada a uma atitude de separarmos mensalmente uma parte dos nossos alimentos para os mais necessitados.

Qualquer pessoa pode participar do Projeto Primícias. Cada igreja da Comunidade da Graça no Brasil é um ponto de entrega de alimentos não perecíveis, além da sede da Fundação, localizada na Rua Salvador do Vale, 9, na Vila Formosa. O 2º domingo do mês é o dia oficial de entrega de alimentos nas igrejas. Caso alguém esqueça, nada impede que a doação seja feita em outro dia do mês. A quantidade de alimentos para doação é livre; fica por conta de cada família doadora. Infelizmente, a demanda é sempre maior do que as doações. Fidelidade nas doações mensais. Os doadores precisam ter consciência de que uma família carente está dependendo de seu ato de generosidade e compaixão naquele mês.

Conheça os alimentos não perecíveis que compõem as cestas: Arroz | Latas de óleo | açucar | feijão | farinha de trigo | farinha de mandioca | fubá | café | sal | vinagre | macarrão | molho de tomate | achocolatado | bolacha 12

REVISTA DA COMUNIDADE


Felizes são aqueles que ajudam os pobres, pois o SENHOR Deus os ajudará quando estiverem em dificuldades! Salmos 41:1 Através de equipes devidamente treinadas, a Fundação separa os alimentos doados e compõe as cestas básicas que serão entregues às famílias previamente inscritas no programa. Para que a família tenha direito a este benefício, é necessária a realização de uma triagem com uma assistente social para a observância das principais necessidades. Posteriormente, acontece uma visita domiciliar para acompanhamento de cada caso. O Projeto Primícias é pioneiro no trabalho da Fundação Comunidade da Graça, além de abrir uma oportunidade concreta para que as famílias carentes tenham acesso a outros programas de reenquadramento social. Os benefícios podem variar desde uma consulta médica e medicamentos gratuítos, até serviço de recolocação profissional.

Um desafio: aumentar os níveis de arrecadação A Fundação atende, de maneira contínua, a centenas de famílias que passaram pelo estudo social e precisam da cesta básica mensal para manter sua casa. Mas a demanda por cestas básicas, por parte das famílias carentes cadastradas vem superando a quantidade de alimentos arrecadados mensalmente. Para não deixar as famílias desprovidas de cestas, a Fundação, quando necessário, utiliza recursos de outros projetos para completar a distribuição. Mas o desafio é de todos aqueles que acreditam numa sociedade mais justa, com famílias felizes. Seja um doador. Você será o maior beneficiado.

Como posso ajudar a Fundação? 1 - Ajuda financeira

Tornando-se um mantenedor da Fundação Comunidade da Graça. Assim você proverá os recursos necessários para dar continuidade a cada projeto que temos desenvolvido. As doações podem ser feitas através de depósito bancário nas seguintes contas:

Banco Bradesco Ag. 772 - C/C 220-8

Banco ITAÚ Ag. 467 - C/C 65935-5

2 - Voluntariado

Através da capacitação profissional ou habilidades, prestando serviços a comunidade através das nossas atividades.

3 - Apoio com doações diversas

Móveis, equipamentos, roupas, alimentos. Tudo o que você possa ceder aos que mais necessitam será distribuído nos diferentes programas de ajuda social que a Fundação promove. Sem intermediários. A sua doação chega diretamente às pessoas carentes.

Para saber mais informações sobre todas as formas de ajuda, e onde entregar as suas doações, entre em contato com a Fundação: email: voluntariado@fcg.org.br ou pelo telefone: (11) 2672-3232. www.fcg.org.br REVISTA DA COMUNIDADE

13


Igreja-família

O

LÍDER-PAI

por Wagner Fernandes

“A maior influência que recebi na minha vida foi a de um pai honesto”

A

Bíblia é um livro surpreendente em todos os aspectos. Abraham Lincoln e outros personagens que mudaram o mundo tiveram na Bíblia a mais profunda fonte de instrução, inspiração e prática de vida. Embora não tenhamos estatísticas ou dados precisos, tudo leva a crer que ainda hoje milhões de pessoas continuam sob a influência benéfica dos ensinos da Bíblia.

As lições do apóstolo Paulo em suas cartas às comunidades cristãs primitivas nos dão subsídio valioso para a implantação do reino de Deus na Terra. Atualmente, um dos maiores desafios da igreja é a construção de uma estrutura de liderança forte, que mobilize pessoas na direção da Grande Comissão de Jesus – “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo.” Mateus 28.19 14

REVISTA DA COMUNIDADE

Quando Paulo escreveu para a igreja de Tessalônica, teve o cuidado de mostrar a importância do líder-pai; ou seja, que a relação entre o líder e seus colaboradores deve ultrapassar a barreira da formalidade ou da posição hierárquica, para alcançar uma relação afetiva, respeitosa e de prática dos princípios da Bíblia. O trecho da primeira carta aos tessalonicenses, capítulo 2, dos versos 10 a 12, é muito esclarecedor na relação entre as pessoas, para o desenvolvimento da igreja: Vocês são nossas testemunhas e Deus também de que o nosso comportamento entre vocês que creram foi limpo, correto e sem nenhuma falha. Vocês sabem que tratamos cada um como um pai trata os seus filhos. Nós os animamos e aconselhamos para que vocês vivessem de uma maneira que agrade a Deus, que os chama para terem parte no seu Reino e na sua glória.


As qualificações do líder-pai estão reveladas no texto e servem como referência do que Deus espera de nós: “Comportamento limpo, correto e sem nenhuma falha”. Qualquer pessoa que queira servir a Deus e ajudar os outros na edificação da igreja, precisa ter caráter inquestionável. Deus não conta com gente perfeita, mas conta com gente irrepreensível, que não tenha do que se envergonhar (2 Timóteo 2.15). Os seguidores precisam de gente assim na igreja, no lar, nas empresas e na sociedade. A maior influência que recebi na minha vida foi a de um pai honesto. Meu pai foi um homem simples e cumpridor de seus deveres. Sua reputação era inquestionável. Isso fez diferença na minha vida e na dos meus irmãos de sangue. Nosso pai foi um bom exemplo de vida limpa. Henry Ford dizia que “se a geração mais nova não sabe para onde vai, deve estar seguindo as pegadas dos pais”.

“Tratamos cada um como um pai trata seus filhos”. Bons tratos são bem-vindos em qualquer lugar. Mas no ambiente da igreja eles são inegociáveis. As relações frias e impessoais devem dar lugar ao novo modelo que a Bíblia recomenda: relações interpessoais com respeito, transparência e boa dose de afeto; de mais coração – no mesmo padrão de cuidado que um pai deve ter pelo filho.

“Nós os animamos”. Para o pleno desenvolvimento do ministério, as pessoas precisam de muito incentivo. O pecado degenerou o ser humano e o tornou pessimista por natureza. Jesus incentivou seus discípulos o tempo todo. Paulo usou o estímulo como recurso na relação com aqueles irmãos e nós precisamos fazer o mesmo.

“Aconselhamos para que vocês vivessem de uma maneira que agrade a Deus”. Que perspectiva maravilhosa do apóstolo! Quando líderes e seguidores têm como meta agradar a Deus, as relações interpessoais são fortalecidas e a igreja cresce. A tentativa de agradar as pessoas mais do que a Deus enfraquece os relacionamentos e cria um ambiente de hipocrisia e insatisfação na igreja e na sociedade.

“(Deus) que os chama para terem parte no seu reino e na sua glória”. Bons líderes trazem as pessoas do anonimato e da superficialidade, para a vida de serviço na igreja e profundidade com Deus, com a visão da igreja e com as pessoas. Paulo ampliou o horizonte daquela igreja lembrando-os de que eles estavam envolvidos com um novo reino – o de Deus – com efeitos na eternidade.

Reexaminando, ampliando e orando sobre estes tópicos, cada um de nós poderá ser um líder-pai. REVISTA DA COMUNIDADE

15


Encontro Nacional de Jovens e Adolescentes 2010

Um encontro que superou todas as expectativas

N

os dias 02, 03 e 04 de julho mais de 2 mil e 300 jovens se reuniram na Estância Árvore da Vida, em Sumaré, interior de São Paulo. O tema desse ano foi “Fiquem Firmes” baseado no texto de Efésios 6:10 e 11. Além das ministrações e oficinas, com temas de interesse para o público jovem, a grande novidade foi o coral formado por mais de 80 jovens, de todas as Comunidades da Graça do país. Os ensaios entre todos foram feitos via web, e a apresentação no dia foi impecável. A cenografia do palco, feito com pneus e pallets de madeira, materiais recicláveis. “A proposta da mensagem de que tudo que era velho, sem uso ou até mesmo usado para algo errado, hoje está sendo usado para adorar a Deus, assim como as nossas vidas”, explicou Rafael Serradura, arquiteto do projeto. As ministrações foram realizadas pelos pastores: Carlos Alberto Júnior e Fernando Diniz, da Comunidade da Graça, e pelo Pr. Antonio Carlos Costa, pastor da Igreja Presbiteriana da Barra da Tijuca. Foram dias que o Senhor renovou sonhos, curou, transformou, salvou e libertou muitas vidas. O próximo Encontro já tem data marcada: de 1 a 3 de julho de 2011. Os DVDs do Encontro Nacional de Jovens estão disponíveis na Loja Virtual: www.lojacomuna.com.br. 16

REVISTA DA COMUNIDADE


Fotos: David

fael Almeida

Martins/ Ra

REVISTA DA COMUNIDADE

17


Capa


UM PAI, UM IRMÃO, UM AMIGO. NO MÊS DE AGOSTO SE COMEMORA O DIA DOS PAIS. É A OPORTUNIDADE QUE MUITOS TÊM DE FESTEJAR O PRIVILÉGIO DE TER SIDO ESCOLHIDO PARA TER A RESPONSABILIDADE DE CUIDAR E ORIENTAR OS FILHOS. ELES SÃO UMA HERANÇA DE DEUS.


A HISTÓRIA Ao que tudo indica, o Dia dos Pais tem uma origem bem semelhante ao “Dia das Mães”, e em ambas as datas a idéia inicial foi praticamente a mesma: criar datas para fortalecer os laços familiares. Conta a história que em 1909, em Washington, Estados Unidos, Sonora Louise Smart Dodd, filha do veterano da guerra civil, John Bruce Dodd, ao ouvir um sermão dedicado às mães, teve a idéia de celebrar o Dia dos Pais. Ela queria homenagear seu próprio pai, que viu sua esposa falecer em 1898 ao dar a luz ao sexto filho, e que teve de criar o recém-nascido e seus outros cinco filhos, sozinho. Já adulta, Sonora sentia-se orgulhosa de seu pai ao vê-lo superar todas as dificuldades sem a ajuda de ninguém. O primeiro Dia dos Pais norte-americano foi comemorado em 19 de junho daquele ano, aniversário do pai de Sonora. A rosa foi escolhida como símbolo do evento, sendo que as vermelhas eram dedicadas aos pais vivos e as brancas, aos falecidos. A partir daí a comemoração difundiu-se da cidade de Spokane para todo o estado de Washington. Finalmente, em 1966, o presidente Lyndon Johnson assinou uma proclamação presidencial declarando o terceiro domingo de junho como o Dia dos Pais (alguns dizem que foi oficializada pelo presidente Richard Nixon em 1972). No Brasil, a idéia de comemorar esta data partiu do publicitário Sylvio Bhering e foi festejada pela primeira vez no dia 14 de Agosto de 1953. Sua data foi alterada para o 2º domingo de agosto por motivos comerciais, ficando diferente da americana e européia. 20

REVISTA DA COMUNIDADE

A REFERÊNCIA PATERNA Diferentes das mães, os pais são a referência, o leme da família. Eles devem marcar o caminho a seguir. São os líderes naturais da estrutura familiar desenhada por Deus. A influência de um pai em um filho é tão poderosa que marca valores e princípios que nenhuma escola pode transmitir. Como um bom líder, um pai ensina com palavras e com o exemplo. Corrige com amor e sem desespero. Elogia, escuta, entende e se esforça por ser companheiro. Sabe perdoar e, mais importante ainda, não se mostra orgulhoso quando deve pedir perdão. Na tristeza do filho, o pai sofre e chora junto. Na vitória do filho, o pai grita e vibra com ele. Na incerteza, se mostra como saída da dúvida. E assim, vai se transformando em amigo, em companheiro fiel e bondoso, e cria laços de confiança que servirão para ter uma sólida base familiar. A referência de um pai influi no comportamento, na eleição do caminho a seguir, na formação do caráter, e nos relacionamentos futuros. Um pai tem a imensa responsabilidade de formar pessoas, do mesmo jeito que aconteceu com eles quando eram crianças. Por isso, são os principais responsáveis pela transmissão da cultura familiar e dos valores sociais. É isso que faz do “Dia dos Pais” uma festa tão especial. É a possibilidade de homenagear aos que foram escolhidos pelo Senhor para marcar a geração e ajudar a influenciar o mundo e prepará-lo para ser um reflexo do amor do Pai.


CORAÇÃO FORA DO LUGAR por Carlos Bezerra Jr.

“É VERDADE: PAI É ALGUÉM QUE, POR CAUSA DE UM FILHO, TEM SUA VIDA INTEIRA MUDADA DE FORMA INEXORÁVEL. ISSO NÃO É VERDADEIRO DO PAI BIOLÓGICO. É FÁCIL DEMAIS SER PAI BIOLÓGICO. PAI BIOLÓGICO NÃO PRECISA TER ALMA. MAS HÁ UM PAI QUE É UM SER DA ETERNIDADE: AQUELE CUJO CORAÇÃO CAMINHA POR CAMINHOS FORA DO SEU CORPO. PULSA, SECRETAMENTE, NO CORPO DO SEU FILHO.” Rubem Alves

Diz Rubem Alves que pai é alguém que tem o coração fora do lugar. Cujos sentimentos mais profundos foram morar no peito de outro alguém. E, de fato, uma vez que um homem toma a decisão de ter filhos, é preciso saber que, a partir desse momento, seu coração caminhará por caminhos fora do corpo. Meu pai sabe bem disso: teve sete filhos. Como ele mesmo diz, três naturais e quatro “sobrenaturais”. Mas foi comigo, o primogênito, que ele experimentou pela primeira vez a paternidade. Aprendi desde cedo a ter em meu pai um grande amigo; o melhor deles. Como a maioria dos meninos, via nele um herói. Alguém que podia tudo. Para mim, não havia nada que ele não conseguisse. Mas como era difícil pra eu entender que aquele mesmo pai que tinha todos os poderes no meu REVISTA DA COMUNIDADE

21


mundo infantil conseguia ser, ao mesmo tempo, o pastor-líder, o fabuloso pregador do Evangelho, e um simples pai, alguém que se preocupava tão profundamente comigo. Essa face eu conseguia perceber melhor quando ele, agachado, do meu tamanho, cruzava seus olhos com os meus. Nesse momento, virava criança como eu, mas uma criança com um olhar diferente. Como na música de Vinícius de Moraes, “Pedro, meu filho”, era como se nos olhos ele dissesse que desejava viver por mim qualquer sofrimento que eu pudesse ter ao longo da vida. A verdade é que só fui compreender os sentimentos do meu pai quando tive minha primeira filha. E, desde então, entendendo o coração dele, passei a amá-lo ainda mais profundamente e a respeitá-lo ainda mais. A partir desse momento, percebi o quanto ele sofrera comigo nos vales por que passei, com que intensidade ele lutou comigo as minhas batalhas, com que cumplicidade dividiu comigo as lágrimas e viveu comigo cada momento. A verdade é que erramos muito tentando acertar e os pais sofrem tanto com isso que chegam a sentir culpa pelos nossos desacertos. É por isso que, neste dia dos pais, mais do que uma justa homenagem por tudo aquilo que ele construiu como pastor e evangelista, para além das honras que merece por sua contribuição para o avanço do Evangelho, dedico a ele todas as minhas conquistas, divido com ele todas as vitórias que pela graça de Deus conquistei, compartilho com ele as alegrias, porque, com certeza, ele esteve em meu peito durante toda a minha trajetória. O primeiro versículo de Provérbios 4 nos orienta a aprender dos pais para alcançar entendimento. Hoje, compreendo que se posso, de alguma forma, ser um bom pai para minhas duas filhas é só porque aprendi com ele a deixar que meu coração fosse bater no peito delas.

Carlos Bezerra Jr. é Pastor, Médico e Vereador por São Paulo.


REVISTA DA COMUNIDADE

23


Saúde

Mudança de hábitos que previne doenças por Jorge Luiz Mantoan, Médico

Por que comer é tão bom, mas faz mal?

N

ão é bem assim, se o fosse estaria errada a Palavra de Deus na primeira carta que Paulo escreveu a Timóteo no capítulo 4, verso 4: “Tudo que Deus criou é bom e deve ser recebido com ação de graças”. A questão é como administrar os alimentos de maneira que contribuam para uma vida longa. Os alimentos devem ser bênção e não maldição. Ah! Como é gostoso tudo que Deus criou na gastronomia. É um cardápio multivariado, e a nossa tendência é querer experimentar de tudo um bocadinho. Aí começam nossos problemas decorrentes da má administração da quantidade e da qualidade de combinações entre os nutrientes. Alimentação é algo que pode ser racionalizado com conhecimentos básicos de nutrição e metabolismo. Como tudo na vida, requer boa vontade para mudar alguns conceitos que não servem ou até mesmo são prejudiciais. Mover-se por sentimentos e impulsos pode trazer sérios danos ao nosso corpo, muitas vezes irreversíveis. A alimentação tem muito de emoção. Veja só: Tem coisa melhor que amor de avó que sempre faz bolinhos de chuva para o neto e, com isso, o faz sentir-se muito amado? Quando este garoto crescer e passar por situações de solidão e tristeza, não entenderá porque, 24

REVISTA DA COMUNIDADE

mas terá um desejo compulsivo de comer bolinhos de chuva ou outros farináceos similares – aquele bolinho tornou-se um antidepressivo poderoso pela simbologia de amor que carrega em si. A mídia no século passado impulsionou o uso de doces como forma de manifestar amor e romance. Lembram-se da música: “com amor e com afeto fiz seu doce predileto...” e o bombom “Sonho de Valsa”? Doce virou sinônimo de carinho e uma forma de pedir perdão. Quando o homem erra, traz um chocolate para o filho ou para a esposa como substituto do acerto. Festa tornou-se sinônimo de excessos como beber e comer até passar mal. É uma associação entre glutonaria e prazer. E sem falar de comida como fator de compensação: “Tive um dia terrível, vou me acabar no doce!” Nunca vi alguém dizer: “Tive um dia difícil, vou ler um livro”. E por aí vai. O conceito de dieta ideal já caiu por terra e hoje já se fala em “nutrigenómica” – a nutrição de acordo com o perfil genético da pessoa, ou seja, a suplementação necessária para manter o corpo de acordo com o seu mapa genético. Afinal, se cada pessoa é diferente da outra, como ter uma alimentação única para todos? Uns sentem-se melhor com proteína, outros com carbohidrato e outros com gordura – vide os esquimós.


Mas, feita essa ressalva, há conceitos que podem servir de bússola para todos os seres humanos e o ponto de partida é que todos os alimentos ao chegar ao estômago são quebrados em três tipos de nutrientes básicos: proteína, gordura e carbohidratos.

a estrutura e o formato do corpo. Os carbohidratos são obtidos quando se ingere alimentos que nascem da terra – os vegetais – e são fundamentais como fonte de energia. Carbohidrato é açúcar. Quando você come arroz, batata, berinjela e farináceo está comendo açúcar com gosto de sal. Uns mais, outros menos, mas todos os vegetais na essência são açúcar.

Proteína e gordura são obtidas ao se comer alimentos de origem animal e servem essencialmente para manter

Animal

Proteina Gordura Muito Açucar

Vegetal

Carbohidratos (Açucar)

Tudo isso que está acima é bom, mas as combinações por vezes são péssimas. E é importantíssimo que você saiba que a pior combinação possível é a gordura animal com muito açúcar. Aí está a principal causa de obesidade e dislipidemias (alteração do colesterol e triglicérides). A alimentação do nosso século é marcada por essa combinação fatídica:

Pão com mortadela do mercadão.

Batata frita em gordura.

Pizza de 4 queijos, com calabresa e bacon.

Pé, orelha e costela de porco com arroz, feijão e farofa.

Pastel (aquele medonho de feira que engordura o papel).

Salgadinho.

Arroz, batata, mandioca, farináceos, doces e álcool Folhas verdes, legumes, grãos e frutas

Pouco Açucar

Não entendo porque as pessoas gostam tanto disso. Não é horrível? Minha sugestão é que você coma muita proteína magra com muito vegetal que tem pouco açúcar e, no final de semana, como ninguém é de ferro, uma gordurinha até que dá um sabor especial.

E uma última dica importantíssima!

Quando você comer muito açúcar, você estará produzindo muita insulina e conseqüentemente “queimando” o pâncreas – daí o fato de haver cada vez mais diabéticos do tipo II. Como preservar o pâncreas e evitar diabetes? Deixe para comer doces antes de atividades físicas como uma boa caminhada de 45 minutos, porque, durante a atividade física o açúcar entra na célula sem insulina. Viu como é fácil? Você toma um sorvete no shopping e sai correndo olhando as vitrines das lojas numa velocidade de 6 km/hora, por 45 minutos.

REVISTA DA COMUNIDADE

25


Ano do Clamor

AGOSTO Clamor pelo nosso futuro Dizem que o futuro a Deus pertence. Será assim mesmo? Verdade é que somente Deus conhece o que ainda está por vir. Mas isto não significa que devemos cruzar os braços e esperar as coisas acontecerem. Pelo contrário, como filhos devemos nos aproximar do Pai a fim de recebermos dele direção segura para o futuro. Se não, vejamos o que Deus diz em sua Palavra: “Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês, diz o Senhor, planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro.” (Jeremias 29.11). E depois: “Clame a mim e eu responderei e lhe direi coisas grandiosas e insondáveis que você não conhece.” (Jeremias 33.3). Portanto, Deus tem um plano de paz e crescimento para o nosso futuro. E se O buscarmos, Ele nos fará conhecer este plano a fim de o conquistarmos. Entretanto, há situações que se levantam para nos impedir de avançar em direção a isso: 26

REVISTA DA COMUNIDADE

1 O NEGATIVISMO

Que só vê as dificuldades e o lado ruim das coisas.

2 A PREGUIÇA 3 A FALTA DE VISÃO A FALTA DE FÉ 4

Que rouba o ânimo e destrói as possibilidades.

Que nos leva a fracassar no planejamento.

Que não acredita que Deus pode realizar todas as coisas.

Por isso, durante todo o mês de agosto, precisamos clamar pelo nosso futuro; crendo que Deus nos capacitará a vencer todas estas barreiras e a viver dias prósperos e abençoados.


? Curiosidade

Você Sabia Que Deus deu a vida para nós cuidarmos uns dos outros? “Que ninguém procure somente os seus próprios interesses, mas também os dos outros.” Filipenses 2.4

Que não devemos jurar, mas dizer sim ou não?

O que as pessoas não sabem sobre a Bíblia

“Acima de tudo, meus irmãos, quando vocês prometerem alguma coisa, não jurem pelo céu, nem pela terra, nem por nada mais. Digam somente “sim”, quando for sim, e “não”, quando for não, para que Deus não os condene.” Tiago 5.12

Que devemos fugir de empréstimos? “Os ricos mandam nos pobres, e quem toma emprestado é escravo de quem empresta.” Provérbios 22.7

Que comer mais do que o necessário é pecado?

“Andemos honestamente, como de dia, não em glutonarias (qualidade de glutão; que come muito e com avidez), nem em bebedeiras, nem em desonestidades, nem em dissoluções, nem em contendas e inveja.” Romanos 13.13

Que não devemos manter coisas escondidas na nossa vida?

“Mas os que vivem de acordo com a verdade procuram a luz, a fim de que possa ser visto claramente que as suas ações são feitas de acordo com a vontade de Deus.” João 3.21

Que devemos tratar bem os animais?

“O justo atenta para a vida dos seus animais, mas o coração dos perversos é cruel.” Provérbios 12.10

Que quem busca a Deus não tem falta de nada? “Os filhos dos leões necessitam e sofrem fome, mas aqueles que buscam ao SENHOR de nada têm falta.” Salmo 34.10 “Porque deu-se a buscar a Deus (Uzias) nos dias de Zacarias, sábio nas visões de Deus; e, nos dias em que buscou o SENHOR, Deus o fez prosperar.” 2 Crônicas 26.5

REVISTA DA COMUNIDADE

27


Evangelismo

Crises da Vida

Se todos temos que enfrentar crises, o que fazer quando elas chegam? por Carlos Alberto Bezerra, pr.

As crises da vida! Elas vêm para todos, maiores ou menores. Todos as experimentam em uma ou outra fase da existência. Pode ser que venham em sucessão, uma após a outra. Pode ser que se apresentem em forma disfarçada de aparente sucesso, que depois redunda em fracasso.

“Pai querido, sustentanos com a certeza de que não falharás jamais; de que és amigo certo para a hora incerta; de que ficarás ao nosso lado quando tudo conjurar contra a nossa felicidade. Em nome de Jesus. Amém.” 28

REVISTA DA COMUNIDADE

Pode ser que seja uma provocação moral nunca esperada, injusta, cruel. Pode ser um desastre financeiro. Pode ser que se trate de uma enfermidade grave em pessoa de nossa família. Pode ser uma limitação física de qualquer natureza em nós mesmos. Pode ser a decepção amarga com amigos que nos abandonam, nos traem, nos prejudicam e tiram proveito indignamente da nossa confiança, da nossa intimidade. Pode ser a injúria, a calúnia, a inveja...

Sim, as crises podem vir e podem se apresentar de muitas formas. Algumas são mais duras, menos suportáveis. De qualquer modo, você será sempre incapaz de superar suas crises com suficiência, sem a ajuda de Deus. Uma situação muito delicada enfrentava o salmista Davi, perseguido por inimigos audazes, desamparado por amigos chegados, quando escreveu: “Quanto a mim, confio em ti, Senhor... Tu és o meu Deus. Nas tuas mãos estão os meus dias.” Salmo 31.14-15 É isso mesmo, meu amigo, nas crises confie em Deus, refugie-se n’Ele. Entregue-se nas mãos de Deus para livrar-se das mãos dos homens. Ele é o nosso refugio.


REVISTA DA COMUNIDADE

29


Anunciantes

30

REVISTA DA COMUNIDADE


Anunciantes

REVISTA DA COMUNIDADE

31


Anunciantes

32

REVISTA DA COMUNIDADE


Anunciantes

REVISTA DA COMUNIDADE

33


Anunciantes

Classificados PSICÓLOGA SIMONE MATIAS

ESTAMPARIA LÍRIO DOS VALES

Simone Matias

Estampamos em geral. Fabricamos mesa corrida. e flash cure 21543669 80419310 David ou Laís estampariarteslv@hotmail. com

Cível, Família, Contratos Imobiliários, SPC/ SERASA – Indenizações Consultoria Empresarial Tels. 11. 7211-7793 11. 7743-0502 - ID 100*23280

SHALLON ESCRITÓRIO DE CONTABILIDADE

EMBALAGENS PLÁSTICAS

Consultório de Psicologia Próximo ao metrô Tatuapé cel: 94866869

JEQUITI & NATURA Ana Maria Graceffi Consultora 2673-2609 / 6705-0715 agraceffi@terra.com.br

Escrituração: Contábil, processamento de dados RUA JACIRENDI, 391 TATUAPÉ/SP 2295 1657 / 2294 4527

ROBERTO AIELO SPROVIERI ADVOGADO

AULAS DE VIOLÃO Educação Musical À domicilio, Individual ou em Grupo, Aulas semanais de 1 hora, crianças a partir de 06 anos. Prof. Wagner wrbertocco@gmail.com Fone 2093-3205 / 9559.0736

DESPACHANTE ANA CRUZ

ALIANÇAS

Advogada - Cível/ Tributário nathaliapaz.adv@gmail. com 8376.7923/ 3803.8855 Rua Aimberê, 2113, Sumaré - São Paulo

INFORMÁTICA SWOT TECHNOLOGY

Alianças de Casamento e Anéis de Formatura. Ouro e Prata. Vários modelos direto da Fábrica. Jair e Rose Tel: 9123 3339 e 2747 0606 jlarios@ig.com.br

Instalação, Sup. de Softwares p/ PC Conserto, Manut. de Hardware p/ PC, Redes Venda de computadores e peças www. swottechnology.com.br 2762 2373

REVISTA DA COMUNIDADE

Produtos Natura pronta entrega. Consultoria de beleza. Atendimento personalizado. Várias opções de presentes. Ligue: (11) 3542-1618 9245 4181 ANDRÉA

Acrílico, Brindes, Artesanatos, Presentes e Lembrancinhas. Confeccionamos Arte em Biscuit moalplasticos@hotmail. com 9593-4115 Ricardo

NATHALIA DA PAZ SANTOS

34

NATURA

FINANCIAMENTOS IPVA E MULTAS até 36x Recurso de Pontuação! atendimento@ despachante5000.com.br 2682-7566/2864-5797 ID:7*16388


36

REVISTA DA COMUNIDADE

Revista da Comunidade numero 6 - Agosto/2010  

Revista da Comunidade - Edição Agosto 2010 Especial dia dos Pais