Page 1

Publicação da Instituição Amélia Rodrigues - Nº 48 - Jul/Ago/Set de 2016 - Santo André - SP

Gratidão: alimento para a alma Se tem algo que faz bem tanto para quem pratica quanto para quem recebe, são os gestos de gratidão. Venham eles em forma de palavras, de um olhar, ou de uma simples lembrança como o oferecimento de uma or, de um presentinho... Para ajudar a despertar esses e outros sentimentos nobres nos pequeninos, os educadores da Instituição Amélia Rodrigues desenvolvem atividades, durante o ano inteiro, que visam ao cultivo das boas ações. “É importante para as crianças reconhecerem o que o amigo faz e agradecê-lo por isso”, armou a educadora Laila Abdallah. “De forma lúdica, orientamos a criança a colaborar com os outros, sem esperar nada em troca, mostrando também que não é preciso conhecer a pessoa para ajudá-la”, complementou Luciana Garcia de Matos. Segundo a educadora, a contação de histórias é um dos recursos utilizados para essa xação de valores. Um belo exemplo é a história da Formiga e da Pombinha. “A formiga foi beber água no rio, caiu nele e, quando estava prestes a se afogar, percebeu um galho de árvore, onde pôde se apoiar. O galho tinha sido jogado pela pomba que, percebendo a diculdade da formiguinha, a ajudou, mesmo sem conhecê-la e sem esperar retribuição”. Tudo o que é vivenciado na Instituição

|Na Instituição Amélia Rodrigues, todas as crianças são incentivadas a agradecer - Foto: Divulgação

tem como nalidade ser reproduzido em família, na comunidade e na sociedade. O agradecimento a Deus (independentemente da religião da criança), aos alimentos, à saúde, à família são exemplos dessa prática na entidade. “A proposta é que os conceitos quem guardados na cabecinha das crianças para que possam ser lembrados durante anos”, observou Laila. Lembrar e ser lembrado Na correria diária, muitas vezes esquecemos de dizer para as pessoas com as quais convivemos o quão elas são importantes em nossas vidas. Pensando nisso, as educadoras Laila e Luciana resolveram fazer uma surpresa para os prossionais da educação da Amélia Rodrigues. Sem o conhecimento dos colegas, elas gravaram vídeos com depoimentos de familiares, em que esses diziam a importância de cada educador em suas vidas. “Todos caram muito emocionados. Foi difícil conter as lágrimas”, relatou Lucia-

na. “Tivemos relatos de educadores que nunca tinham ouvido um agradecimento da pessoa que falava no vídeo”, comentou Laila. “Às vezes, por timidez ou por serem retraídas nessa área, as pessoas têm diculdade em dizer o que sentem. É preciso colocar isso para fora”, comentou. “O que nos deixa mais felizes é a união existente entre a equipe de educadores e a oportunidade de trabalhar na Amélia Rodrigues, um ambiente agradável e acolhedor. O sentimento de gratidão é alimento para a alma. É como uma plantinha, quanto mais se cultiva, mais ores e frutos ela dá”, concluiu Luciana.

Instituição

Amélia Rodrigues


Editorial

Zica Vírus e o Aborto... Essa eterna discussão sobre a questão do aborto volta à baila por causa das gestantes infectadas que correm o risco de terem seus bebês com malformação ou algum tipo de limitação física e mental. Este tema é muito polêmico na sociedade, no governo e nas religiões. Não conheço religião que admite a prática do aborto, mesmo nos casos de gravidez de risco ou de estupro. São vários os argumentos que utilizam questionando esse tema. Tanto os defensores da vida, como os favoráveis ao aborto, travam uma batalha apaixonada, enquanto a Divindade busca atuar nas consciências acessíveis, com ou sem religião, no sentido de demover da mente dos abortistas a ideia macabra de sentenciar a morte daqueles lhos de Deus que precisam de uma chance para nascer. Sempre a mesma discussão de que a mulher se diz dona de seu corpo e, portanto, dele pode dispor como lhe aprouver. A visão cristã é outra, ou seja, não se trata do corpo da mulher, mas sim da vida de outro ser que está se desenvolvendo em seu ventre. Como já se sabe, nossa legislação permite o aborto apenas em dois casos: quando o parto põe em risco a vida da mãe e aquele que é produto de estupro. No entendimento cristão, o aborto só é admitido na hipótese de risco de morte da gestante, por razões óbvias. São muito graves as consequências decorrentes da prática abortista. Portanto, mesmo no

caso de constatação de contágio da gestante pelo vírus pernicioso, o aborto não deve ser praticado, uma vez que desconhecemos os desígnios de Deus. Nós sempre queremos lhos sadios, mas, como não sabemos como será o nosso futuro entregamos nas mãos de Deus que, sempre quer o melhor para os nossos lhos. Aliás, geralmente aspiramos por lhos sicamente perfeitos. Nunca cogitamos que a criaturinha que está chegando poderá ser um “anjo” num corpo limitado, mas que irá trazernos muita alegria. Em contrapartida, o bebê poderá nascer com saúde privilegiada e revelar-se uma criatura de má índole, causando-nos muito desgosto, ao logo da existência. Por isso, devemos conar em Deus e fazer o melhor ao nosso alcance e submetermo-nos, humildemente, às leis divinas, amando e educando o futuro cidadão que o Pai maior nos conou. Concluindo, quem somos nós para decidir se alguém deve ou não morrer antes de vir à luz? Não temos permissão para matar em nenhuma circunstância, mesmo correndo os riscos decorrentes desses vírus. Nada é por acaso, sempre há uma causa para cada efeito, porque não há efeito sem causa na lei natural.

Uma Publicação da

Instituição Assistencial e Educacional Amélia Rodrigues Presidente: Miguel Sardano 1º Vice-presidente: Baldir Padilha 2º Vice-presidente: Terezinha Sardano Rua Silveiras, 17 – Vila Guiomar Santo André SP - CEP: 09071-100 Tel. (11) 3186.9788 contato@ameliarodrigues.org.br www.ameliarodrigues.org.br Textos: Suzete Botasso Revisão: Miguel Sardano, Terezinha Sardano, Nádila Gilotti e Rosemarie Giudilli Equipe Técnica: Adriana Padilha Protti e Andréa Santos Projeto Gráfico e Diagramação: Marco Beller - (11) 4438.8834 Impressão: Lis Gráfica e Editora - (11) 3382.0777 Tiragem 5.000 Copyright Instituição Assistencial e Educacional Amélia Rodrigues. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo deste informativo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da entidade.

Custa pouco fazer o bem. Doe!

2


Aconteceu

Noite da Pizza com Música ao Vivo é sucesso na Amélia Rodrigues Mais uma vez, a Instituição Amélia Rodrigues realizou a Noite da Pizza com Música ao Vivo, no dia 27 de agosto. O evento, que é organizado com ajuda de uma grande equipe de voluntários, reuniu cerca de 400 pessoas. Em clima de descontração e alegria, os presentes puderam apreciar um vasto repertório musical composto por hits dos anos 80, 90 e atuais, embalados pela Banda DM. No cardápio, pizzas nos sabores À moda, Calabresa, Atum, Marguerita e Muçarela, servidas no sistema rodízio. Também tinha a opção de pizza viagem. O evento contou com patrocínio e apoio das empresas: Aja Alimentos, Banda DM, Chicaroni Água Potável, Flytour Viagens, Ossel, Pantera Imóveis, Planet Copiadora. E também Queijos Joana, Victory English, Villa Are - Italínea e Studio Embalagens. |Banda DM animou os convidados - Foto: Divulgação

Amélia Rodrigues comemora resultado da Campanha do Agasalho 2016 De 1º de maio a 30 de julho, a Instituição Amélia Rodrigues realizou uma grande Campanha do Agasalho. Tocadas pelo espírito de solidariedade, empresas, entidades e diversas pessoas enviaram seus donativos. As roupas, os sapatos e os cobertores que chegaram à entidade foram destinados às famílias carentes atendidas pela Instituição, bem como ao Bazar do Coração, espaço benecente dentro da Amélia Rodrigues que atende à comunidade, a preços populares. Foram mais

de 5 mil peças de roupas, cerca de 400 itens, entre calçados e acessórios, além de 420 cobertores. A Instituição Amélia Rodrigues agradece a todas as pessoas que participaram, direta ou indiretamente, dessa ação, e também às empresas ABC Rádio Táxi, Banco do Brasil, Elevadores Otis, Monte Fuji, Pantera Imóveis e Trasmontano por auxiliarem no recolhimento de donativos com caixas de Campanha do Agasalho.

Doações foram destinadas ao Bazar e às famílias carentes Foto: Divulgação

3


Fotos: Arquivo


Acompanhe o que aconteceu no terceiro trimestre de 2016 01 S.C.F.V. - Projeto Bullying | 02 Berçário II - Solário 03 Berçário I - Psicomotrocidade | 04 Doação de Brinquedos – Grupo Expedia Inc. 05 Fase I A - Dia da Independência do Brasil | 06 Maternal II - Projeto Alimentação 07 Maternal I - Projeto Alimentação | 08 S.C.F.V. - Projeto SustentABC 09 Fase I A - Dia no Parque | 10 Fase II A - Anel Olimpíadas 11 Fase I B - Pintura no Livro | 12 Fase II B - Dia dos Pais *S.C.F.V - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos


Aconteceu

Educadores participam de treinamentos de capacitação A Federação das Entidades Assistenciais de Santo André (Feasa) realizou, entre os dias 25 e 29 de Julho, a Semana de Formação para Educadores. O evento, que ocorreu no Colégio São José, em Santo André, reuniu cerca de 700 pessoas e teve como tema central: “Um novo tempo, um novo fazer”. A equipe de educadores da Instituição Amélia Rodrigues participou do encontro, onde pôde trocar experiências. “Os temas são sempre interessantes e bem diversicados”, relatou a educadora Amanda Manzano, que esteve na ocina: “Creche: executando rotinas com músicas e brincadeiras”. De acordo com Amanda, a ação ajudou os prossionais a terem novo olhar sobre técnicas e materiais utilizados no dia a dia, mas que acabavam passando despercebidos. “Aprendemos a quebrar a rotina, usando coisas simples, como

|Ação visa aprimorar os conhecimentos dos colaboradores - Fotos: Divulgação lata de leite em pó e rolo de papel higiênico. São materiais de fácil acesso que a gente nunca olhou do jeito como foi proposto no encontro”, disse. Também dentro da Amélia Rodrigues, os educadores puderam aprimorar seus conhecimentos. Os professores Edgard Rosa (Educação Física) e Rodrigo Reis (Música), em suas áreas de atuação, trouxeram novas experiências para os prossionais. Segundo Priscila Roque, auxiliar de educação da Instituição, Edgard fez com que os educadores zessem novas descobertas sobre as atividades propostas. “Junto com os exercícios, os pequenos também podem aprender as

cores e conceitos de matemática”, exemplicou. Já na parte musical, Rodrigo ensinou novas músicas e expressão corporal. “Gostamos também da parte de coral, que trabalho a voz e a dicção dos educadores”, comentou. Simpatizante da Instituição, a Personal Organizer e Designer de Interiores, Kerley Bianchi esteve na Instituição para ensinar Organização do Tempo, da Casa e do Ambiente de Trabalho. “Com a Kerley eu pude fazer uma revisão pessoal. Tudo envolve organização: se você não consegue se organizar, não há como fazer um trabalho bem feito em qualquer área da vida”, disse Priscila.

Pais acompanham desenvolvimento das crianças na Amélia Rodrigues

|Pais são incentivados a acompanhar o desempenho dos lhos

É essencial para o bom desenvolvimento da criança, a informação e o envolvimento da família nas ações realizadas pelos educadores da Amélia Rodrigues. Por essa razão, a entidade realiza reuniões trimestrais, sendo a mais recente ocorrida de 22 a 26 de agosto. Segundo a educadora Luciana Justo, durante os encontros os pais conhecem a proposta pedagógica anual, quais os objetivos, além de serem orientados a participar com as crianças na execução das tarefas solicitadas para a casa. Um dos projetos tratava de coleções. As crianças tinham que trazer tampas de

diferentes cores e tamanhos para trabalhar em sala. “ A separação de tampas por cores, tamanhos e quantidades, serviu de base para trabalharmos vários conceitos”, ressaltou a educadora. Também durante as reuniões, os pais/ responsáveis têm a oportunidade de avaliar o desempenho dos pequeninos, e auxiliá-los em atividades onde estão tendo mais diculdade. “Os resultados são sempre muito positivos, pois sempre temos a participação da família e a criança se desenvolve muito melhor dessa forma”, disse.


Aconteceu

Instituição Amélia Rodrigues recebe doação da Central do Dízimo Pró-Vida de Campinas No dia 17 de setembro, a Instituição Amélia Rodrigues foi agraciada pela Central do Dízimo – Pró-Vida de Campinas (SP), para o recebimento de diversos itens que irão beneciar as 214 crianças atendidas pela entidade. Em cerimônia realizada em um clube da cidade, Miguel Sardano, presidente da Amélia Rodrigues, foi assinar o Termo de Doação e receber placa da Pró-Vida. Sardano esteve acompanhado de Terezinha Sardano (2ª vice-presidente), Vergilio Cordioli (Tesoureiro) e Adriana Protti (Supervisora Técnica) da Instituição. No Brasil, 165 entidades foram auxiliadas. Móveis para as salas das crianças, tecidos para confecção de uniformes, brinquedos, aparelhos eletrônicos, além de balança digital para bebê, estão entre as doações. A Pró-Vida é uma entidade civil sem ns lucrativos, idealizada e fundada pelo Dr.

|Miguel, Terezinha, Vergilio e representante da Pró-Vida: benefício - Foto: Divulgação Celso Charuri, mantida exclusivamente por doações anônimas e operacio-

nalizada pelos participantes do Movimento Pró-Vida.

Bazar do Coração ganha espaço reformado O Baratão, nome carinhoso dado pelos funcionários da Amélia Rodrigues ao Bazar do Coração, está passando por transformações. O local, que é destino à venda de roupas, sapatos,

Espaço será mais amplo e entrada da entidade mais acessível - Fotos: Divulgação

bolsas e outros itens vindos de doações, à comunidade, contará com nova estrutura a partir de outubro de 2016. Problemas como umidade, falta de ventilação e de espaço para circulação de pessoas, além da infestação de cupim na sala em frente ao Bazar, foram as razões que motivaram a reforma. Outra questão resolvida com as obras no local refere-se à melhoria da acessibilidade à entrada da Instituição para cadeirantes e pessoas com mobilidade reduzida, exigência do Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros. A realização da obra só foi possível graças à parceria com o Grupo BDA Consulting House, representado por Alexandre Bianchi. A empresa também é Investidora Social da Amélia Rodrigues.

Tel: (11) 4992-8989 www.ossel.com.br

7


Especial

“Meu tempero é o amor” Cozinheira de “mão cheia”. A expressão bem pode denir o talento culinário de Maria Cícera da Conceição, colaboradora da Amélia Rodrigues. Junto com a equipe da área de alimentação, Cícera é responsável pela refeição das 214 crianças mantidas pela entidade, além de todo o quadro de funcionários. Na Amélia desde o início (1986), Cícera começou como ajudante geral, passou pela lavanderia e foi parar na cozinha no trabalho de limpeza. Lá, após participar de cursos de capacitação patrocinados pela Amélia, foi chamada a ser auxiliar e depois cozinheira. “A Amélia Rodrigues é minha vida”, fala com emoção. “Aqui estão meus amigos e as pessoas que tenho como referência”, armou. “Dona Terezinha para mim é como uma mãe. Tenho um carinho muito grande por ela”, relatou. Pela creche também passaram os lhos da cozinheira, o Paulo e a Beatriz. Tenho muitas lembranças boas”, diz Cícera. “Mas em momentos difíceis, como na

|Cícera: “alimento é fonte rica, que nutre o ser” - Foto: Divulgação

perda do meu primeiro marido, também recebi muita ajuda de pessoas como Sônia Brejão, Marli Paz Ceolin, Sr. Paulo Costa e a assistente social da época”, recorda. Trabalhar com alimento, para Cícera, é sagrado. “Ele é uma fonte rica que vai

nutrir o ser”, observou. “Tenho certeza de que, quando cozinhamos, doamos energia para as pessoas. Pode ser um ovo cozido com batata gratinada, mas tenha certeza de que vai todo meu amor. Meu tempero é o amor”, relatou.

Nota Fiscal Paulista: você também pode colaborar þSeja um Digitador Voluntário þColoque uma Caixa para Recolhimento dos Cupons Fiscais em seu estabelecimento ou indique o de um amigo

þDeposite sua Nota/Cupom Fiscal em caixinhas com identicação da Amélia Rodrigues

Contate-nos: (11) 3186-9755/56 - contato@ameliarodrigues.org.br

Matriz - Pq. Novo Oratório Unidade - Pq. das Nações Unidade - Vila Pires

2884.6500 4997.4499 4972.8899

Tel: (11) 4978-1531 www.chicaroni.com.br

Fique por Dentro 48  

Fique Por Dentro é uma publicação da Instituição Assistencial e Educacional Amélia Rodrigues, entidade sem fins lucrativos que atende 214 cr...

Advertisement