Page 1

Publicação da Instituição Amélia Rodrigues - Nº 44 - Jul/Ago/Set de 2015 - Santo André - SP

Fazer o bem faz bem Receber ações de bondade é muito bom. Mas exercitá-las em favor do próximo é melhor ainda, pois nos tornamos pessoas de bem. É dessa forma que as crianças da Amélia Rodrigues são orientadas a agir com seus semelhantes, todos os dias. Dentro do projeto pedagógico anual, cujo tema é “Brincar, um exercício primoroso de aprender e estar com o outro, e a sua importância na formação da criança”, os educandos, entre outras virtudes, exercitaram a Bondade. Um dos exemplos dessa virtude posta em prática ocorreu nos meses mais frios do ano. Percebendo a necessidade de outras pessoas em se agasalhar, as crianças propuseram às educadoras fazer, na Instituição, a Campanha do Agasalho. De acordo com a educadora Letícia Matos, a ideia era arrecadar donativos e beneciar pessoas fora da entidade. Da confecção do material à divulgação da campanha, as crianças participaram de todas as etapas, com entusiasmo. Segundo a educadora, empolgados em participar, muitos tiravam do próprio corpo cachecóis, luvas, gorros e toucas para colocar na caixa. “Explicamos que as roupas deveriam vir de casa”, disse Letícia, mencionando que contaram com a colaboração dos pais para que deixassem as crianças escolherem as peças que não usariam mais.

|Lar para idosos recebeu visita dos educandos

|Crianças zeram Campanha do Agasalho - Fotos: Divulgação

Contagiadas pelo bem, crianças de outras salas, funcionários e amigos da Instituição também contribuíram. De acordo com as prossionais da educação, cada vez que o educando colocava uma peça na caixa, a atitude era exaltada. “Em um mês de campanha, foram arrecadadas quatro caixas com roupas infantis e cinco com roupas de adulto, além de dois cobertores. Tudo em bom estado”, comentou Letícia. Entregue pelas educadoras, as peças foram destinadas a um Lar Abrigo e a uma instituição religiosa. Para a educadora Luciana Justo, que assim como toda a equipe de prossionais se envolveu com a ação, os resultados foram bem positivos: “as crianças compreenderam o sentido de fazer o bem, dividindo com quem não tem”.

Calor humano Para aquecer o coração do próximo, os educandos da Amélia Rodrigues também espalharam bondade ao visitarem duas casas de repouso para idosos, em Santo André, nos meses de maio e junho. Durante a visita, as crianças zeram apresentação de música e tocaram auta. Segundo os educadores, elas perceberam as diculdades dos idosos e se sensibilizaram com isso. O encontro foi emocionante para todos.


Editorial

Crises, críticas, soluções? O tema da hora é a crise. Que crise? Econômica-nanceira, falta de água, de energia, crise política e governamental que redunda em manifestações de rua, desemprego e violência. Por tudo isso e outras causas mais, o momento é de crise moral, sobretudo. Periodicamente, passamos por algum tipo de crise. É um desao que abala a sociedade obrigando-a a buscar soluções inteligentes em curto e médio prazo. Os organismos internacionais, criados para mediar conitos servis, que acabam causando grandes danos à humanidade, têm trabalhado exaustivamente para a paz entre as nações, evitando guerras por meio da diplomacia, como deve ser entre os seres civilizados. Numa guerra todos sofrem, todos perdem, e as sequelas são imprevisíveis. Nesses dias, estamos recordando o lançamento da bomba atômica em duas cidades do Japão. A irradiação nefasta afetou as gerações seguintes naquela região, deixando marcas e traumas até hoje. Está sucientemente claro que a guerra nunca foi solução para nada. Portanto, chegou a hora de tentarmos a

Paz. É uma transformação que deve começar em nós para envolver e contagiar a humanidade. O Mestre Nazareno ofereceu-nos a sua Paz há dois milênios. A proposta alvissareira ainda está no ar apontando caminhos para o Reino dos Céus, que pode começar na Terra. Falamos acima de críticas. Só criticar não basta. É preciso ação, trabalho, dedicação e perseverança no bem. Sim, nós podemos e devemos erguer e sustentar essa bandeira. Para tanto, o ser humano precisa conhecer sua origem, natureza e destino, ou seja, porque sofre, qual o sentido da vida. Quando tivermos plena consciência de que a vida continua após a morte do corpo, e que a Justiça Divina é de Misericórdia, o homem não temerá o futuro e mudará seu comportamento, graças ao despertar da consciência, como lho de Deus que é.

Uma Publicação da Instituição Assistencial e Educacional Amélia Rodrigues Presidente: Terezinha Sardano 1º Vice-presidente: Miguel Sardano 2º Vice-presidente: Baldir Padilha Rua Silveiras, 17 – Vila Guiomar Santo André SP - CEP: 09071-100 Tel. (11) 3186.9788 contato@ameliarodrigues.org.br www.ameliarodrigues.org.br Textos: Suzete Botasso Revisão: Miguel Sardano, Terezinha Sardano, Nádila Gilotti e Rosemarie Giudilli Equipe Técnica: Adriana Padilha Protti e Andréa Santos Projeto Gráfico e Diagramação: Marco Beller – (11) 4438.8834 Impressão: Lis Gráfica e Editora - Tel. (11) 3382.0777 Tiragem 5.000 Copyright Instituição Assistencial e Educacional Amélia Rodrigues. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo deste informativo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da entidade.

“Criar uma criança é fácil, basta satisfazer-lhe as vontades. Educar é mais trabalhoso. Trata-se de prepará-la para viver saudavelmente em sociedade, o que signica que não basta ser inteligente, a criança precisa ter ética. Quando atendemos a todas as vontades dos nossos lhos, estamos criando um animalzinho, pois pertence ao comportamento animal fazer tudo que deseja, fugir quando tem medo, dormir quando tem sono, comer quando tem fome e assim por diante. A criança tem de ser educada para saber o que deve e pode comer, como e quando; a que horas deve dormir e acordar, etc. O mesmo deve ocorrer com as demais atividades”.

Içami Tiba

Nota Fiscal Paulista: você também pode colaborar þSeja um Digitador Voluntário þColoque uma Caixa para Recolhimento dos Cupons Fiscais em seu estabelecimento ou indique o de um amigo

þDeposite sua Nota/Cupom Fiscal em caixinhas com identicação da Amélia Rodrigues

2 Contate-nos: (11) 3186-9755/56 - contato@ameliarodrigues.org.br


Projeto do Ano

|Educandos vivenciaram o dia a dia de um prossional da saúde - Fotos: Divulgação

Crianças aprendem a perder o medo do ambiente hospitalar, brincando Para muitas crianças o ambiente hospitalar pode ser assustador. Médicos, agulhas, seringas... Com a ideia de torná-la capaz de lidar de forma positiva com a relação médico-paciente, a IFMSA (Internacional Federation of Medical StudentsAssociation) Brasil, associação sem ns lucrativos, criou o Hospital do Ursinho, também chamado de Teddy Bear. No dia16 de maio, 63 crianças da Amélia Rodrigues tiveram a oportunidade de receber a visita da IFMSA. Segundo

Raquel Lie Okoshi, responsável pela parte de projetos, campanhas e eventos na área de saúde pública, a ação visou estimular as crianças a vivenciarem o dia a dia de um prossional da saúde a m de aprenderem a lidar com os medos dos médicos e do ambiente hospitalar. Raquel salientou ainda que o evento também visa capacitar o estudante de Medicina para lidar com o público pediátrico. Participaram da ação 77 voluntários da Faculdade de Medicina

da Fundação Santo André. “Criamos um ambiente hospitalar, no qual a criança pôde interagir com o paciente (o bichinho de pelúcia) tanto como um familiar, quanto como um prossional da saúde”, explicou. Para o ambiente hospitalar, foram montadas várias áreas que incluíram: recepção, salas de espera, de consulta médica, de exames, de curativos e de cirurgia. “A partir do momento que as crianças começaram o circuito e viram os vários exames dos 'pacientes' sendo feitos, elas se interessaram pelos procedimentos e nesse instante o medo desaparecia”, comentou Raquel. “Os resultados foram extremamente positivos, tanto da parte das crianças, quanto dos voluntários”. De acordo com Andrea Santos, Coordenadora Pedagógica da Instituição Amélia Rodrigues, as crianças interagiram com a proposta de maneira satisfatória.“Foi um momento bastante prazeroso”, armou.

|Urso fez a vez de "paciente"

DoeNovoBouriemnqBomueEstado do e Faça uma Criança Feliz Campanha Dia das Crianças

Contamos com sua Ajuda: (11) 3186-9755

3


03

01

04

02

12 05

06

Fotos: Arquivo


07

08 10

09

11

Acompanhe o que aconteceu no terceiro trimestre de 2015

01.Oficina de Jogos - Fase I B 02.Formação Pedagógica: Vivência Corporal 03.Projeto Alimentação - Fase I B 04.Jogo de Dama - *S.C.F.V 05.SESC Experiência da Arte: Educação Infantil e *S.C.F.V 06.Formação Pedagógica: Vivência Corporal 07.Momento História - Fase I A 08.Aniversariantes: Festa do Pijama 09.Ficha de Leitura - Berçário 10.Desfile Miss Simpatia 11.Atividade externa - Parque 12.Semana de Formação **FEASA *S.C.F.V - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos **FEASA - Federação das Entidades Assistenciais de Santo André


Aconteceu - Fotos Divulgação

Arraiá da Amélia foi um sucesso Salgados, doces, brincadeiras e muita animação. Foi assim o Arraiá da Amélia Rodrigues, que ocorreu no dia 13 de junho. Destinadas às crianças, suas famílias e comunidade, a festa junina reuniu mais de mil pessoas em nossa Instituição. Vestidos a caráter, os educandos de 3 a 10 anos de idade, bem como o grupo de dança de jovens, encantaram os presentes com apresentações de danças típicas, coordenadas pela equipe de educadores da Amélia Rodrigues, sob supervisão do professor de educação física e coreógrafo da Instituição, Edgard Rosa. Assim como nas outras edições, o grande sucesso desse evento se deu por conta do grande carinho com que a fes-

|Educandos dançaram e encantaram o público

ta foi preparada, do auxílio indispensável de trabalhadores voluntários e das inúmeras doações que chegaram à entidade: pão, salsicha, linguiça, bolos, doces, brinquedos e muito mais.

Agradecimento l

Amigos e voluntários da Instituição Amélia Rodrigues l Açougue Rua Ester

l Anabel l Ao Leão Carnes l Apellian l Bella Ester l Casa de Carnes D. Pedro I l Casa de Carnes Paloma l EBM Edito-

ra l Empório Jardim l Figueiras Casa de Carnes l Foffytoys l Hortifruti Higienópolis l Laticínios Verona l Mercado Viana Sales l Nostro Beef l Ofício da Carne l Ossel l Padaria Brasileira l Real Food l Rei do Mate l Studio Embalagens l Super Mercado Morando l Syncreon l Terra Azul l The Original Cake.

|Evento reuniu mais de mil pessoas

A Instituição Amélia Rodrigues agradece a todos aqueles que direta ou indiretamente contribuíram para o evento.

Tel: (11) 4978-1531 www.chicaroni.com.br


Crianças visitam exposição do Sesc

Educadores participam de formação da Feasa

|Atividades serviram para aperfeiçoamento |Educandos puderam interagir com as obras

Para vivenciar as expressões artísticas de diversas formas, no dia 22 de julho as crianças da Amélia Rodrigues foram conferir no Sesc Santo André a exposição A Experiência da Arte. Entre esculturas, fotograas, instalações, obras sonoras, performances e poemas visuais, os educandos deixaram aorar todos os sentidos com as obras dos artistas Cildo Meireles, Eduardo Coimbra, Eleonora Fabião, Ernesto Neto, Wlademir Dias-Pino, Vik Muniz e Waltercio Caldas. Segundo a educadora da Amélia Rodrigues, Gildete Vilela, a experiência foi muito bacana. “As crianças puderam

apreciar e interagir com as obras”, comentou. Uma das peças que despertou a curiosidade dos educandos foi a escultura de Ernesto Neto, a Rio Giboia. Em formato de cobra-labirinto com 122 metros de extensão, a obra pode ter seu interior percorrido. A construção e desconstrução das palavras, em um poema de Wlademir DiasPino, axado em grande tela com imã, também provocou o interesse das crianças. “Atividades como essa enriquecem o conhecimento da criança e dão a oportunidade delas compreenderem esse universo da arte”, disse Gildete.

De 1 a 7 de julho, os educadores da Instituição Amélia Rodrigues participaram da 19ª Formação de Atividade Prossional realizada pela Feasa (Federação das Entidades Assistenciais de Santo André), no colégio Coração de Jesus. Para a educadora Camila Matos, esse é um momento de aperfeiçoamento para os prossionais. “Os facilitadores são muito bons, desenvolvemos atividades na teoria e na prática. E já procuramos colocar em sala de aula o que aprendemos”, comentou. “Achei maravilhoso. A Feasa nos surpreende a cada ano”. Durante a semana, os organizadores do evento realizaram 23 ocinas temáticas de capacitação e receberam cerca de 700 participantes ligados às entidades assistenciais do município.

Gestantes ganham enxoval em formatura do projeto Na Amélia Rodrigues, o cuidado com a criança começa bem antes dela vir ao mundo, ou seja, na barriga da mamãe. Por essa razão, mantém o Projeto Gestante, realizado duas vezes ao ano por período de quatro meses. No último dia 25 de junho foi realizada a formatura do primeiro semestre. As gestantes que participaram de 80 % das aulas foram presenteadas com lindos

|Participantes são orientadas sobre saúde do bebê

enxovais. Durante o curso, além de aprenderem trabalhos manuais, o que podem lhes garantir renda extra, tam-

Tel: (11) 4977-8720 www.protecin.com.br

bém são orientadas por voluntários da área de Saúde e Fisioterapia sobre a sua saúde e a da criança.

Tel: (11) 4992-8989 www.ossel.com.br

7


Depoimento

Dr. Francisco: 20 anos de cuidado e amor ao próximo Há mais de duas décadas, a Amélia Rodrigues conta com a presença salutar do Pediatra Francisco Carlos Ribeiro Pintão em seu quadro de voluntários da área da Saúde. Foi em uma palestra espírita que o doutor ouviu o apelo do Dr. Joaquim Antônio S. Thiago – abnegado médico que atuou na Instituição por mais de 10 anos – sobre a necessidade de novos trabalhadores. “Aceitei o convite e passei a fazer esse trabalho que é muito graticante”, relatou o pediatra, que desde então reserva todas as manhãs de segundas-feiras para atender na Amélia Rodrigues. “É gostoso iniciar a semana dessa forma. Começamos o trabalho turbinado e ganhamos energia boa”, arma. De fala meiga e olhar terno, Dr. Francisco diz pedir sempre o auxílio daqueles que já se foram, como o Dr. Thiago e o Dr. Bezerra de Menezes, para desenvolver sua tarefa com mais qualidade. Ao longo de 20 anos de atuação, já realizou mais de 10 mil atendimentos na Entidade. Toda criança matriculada na Insti-

tuição passa por suas mãos. Segundo o médico, cada atendimento é único e exige dedicação. “Lidamos com a fragilidade do ser humano”, relembra. “Sempre que possível, é preciso se colocar no lugar do outro e fazer por ele o que gostaríamos que zesse por nós”, observa. Quem entra em seu consultório recebe atenção, explicação e apoio. “Temos de respeitar o sofrimento, a diculdade, a aição, a dor. É respeitando o outro que ganhamos respeito”, arma. Além da pediatria, o doutor é graduado em acupuntura e recebe pacientes da comunidade. “Esse atendimento é feito para adultos, principalmente idosos, que trazem muitas queixas de dores nas costas”, exemplicou. “Na Saúde, o ideal é sempre formar equipes multidisciplinares para que a criança seja assistida de maneira mais adequada”, pontuou. “As instituições assistenciais não têm condições de contratar prossionais, por isso a necessidade de voluntários”, ressaltou,

Mantenha uma criança sorr

Seja um Sócio-Colaborador A partir de R$ 20,00 mensais (11) 3186.9788

Matriz - Pq. Novo Oratório Unidade - Pq. das Nações Unidade - Vila Pires

2884.6500 4997.4499 4972.8899

indo

|“É preciso respeitar a dor e a aição do outro”

convocando os colegas médicos a devolverem à sociedade as oportunidades obtidas por eles por meio do estudo, do apoio nanceiro e da dedicação da família para atuarem nessa prossão. “Muitos não tiveram essas benesses”. Atualmente, a Instituição conta também com a colaboração das médicas Fernanda Miguel (Pediatra), Roberta Caramico Pinto (Neuropediatra), Marisa Silva (pneumologista e homeopata), e dos dentistas Juvenal Comanette, Adilene Franco, Fernanda Synthes e Simone Rebechi.

Fique Por Dentro 44  

Fique Por Dentro é uma publicação da Instituição Assistencial e Educacional Amélia Rodrigues, entidade sem fins lucrativos que atende 214 cr...