Page 1

P r é m i o Ta l e n t o 2 0 0 9 Correio de Venezuela

@correiodvzla

@correiodvzla

Quinta-feira 5 a Quarta-feira 11 de Fevereiro de 2015

publicaÇão Nº 591

Ano 15 • Depósito Legal: 199901DF222 • BsF. 15

inauguradA NOVA SEDE CONSULAR na Ilha de Margarita

pub

Estiveram presentes cerca de 20 professores que no fim desta série de palestras receberão um certificado da parte da Coordenação de Ensino Pag. 8

Santana Lopes adia para Outubro eventual candidatura a Belém O antigo primeiro-ministro Pedro Santana Lopes remeteu uma eventual candidatura a Presidente da República para depois das eleições legislativas, em Outubro. Pag. 12

Desporto

O santuário da Virgem de Fátima em Lonas de Urquia, Carrizal, Estado de Miranda, viveu uma verdadeira festa no passado domingo, dia 1 de Fevereiro, altura em que se realizou o primeiro arraial do ano em honra à Virgem da Candelária. Pag. 6

Iniciado ciclo de acções de formação para professores

Portugal

Santuário celebrou a Virgem da Candelária

Língua

Comunidade

A nova sede do Consulado Honorário de Portugal na Ilha de Margarita, situada no Centro Social Luso-Venezuelano da entidade, foi inaugurada na passada sexta-feira, 30 de Janeiro. A ocasião foi propícia para que a nova sede consular acolhesse uma nova jornada consular especial.

Pag. 4

Sinfónica Simón Bolívar começou 2015 com temas lusos A Banda Sinfónica Juvenil iniciou a temporada 2015 com a estreia internacional de duas temas portugueses contemporâneos, dirigidas pelo clarinetista António Saiote. Pag. 18


2 Editorial

Quinta-feira 5 a Quarta-feira 11 de Fevereiro de 2015 | Correio da Venezuela

retrospectiva O ano de 2015 não mudou as temíveis perspectivas que em 2014 se ofereciam a quem vive em Venezuela. A violência, o ambiente de recessão económica e a queda do preço do petróleo não alimentam o optimismo que gostaríamos de compartilhar. Defendemos desde há muito que o pessimismo não deve ser o estado apropriado, mas a verdade é que os factos não nos libertam da ansiedade em que temos vivido nos últimos meses ou, até, nos últimos anos. A onda de sequestros continua a ser a maior ameaça ao desempenho de um dia-a-dia normal, com reflexos em toda a actividade global, agravada pela falta de confiança dos investidores, pelas fugas para o estrangeiro e pela pouca vontade de lutar contra um inimigo que usa armas desiguais. O banditismo prolifera num País dizimado pela violência, em que nem o reforço e o esforço das diversas corporações policiais conseguem deter. É mau que nesta reflexão de início de ano se traga novamente para estas páginas um assunto que está a ser de sumário permanente, numa abordagem continuada, com poucas respostas, com muitas vítimas e um enquadramento de guerra civil que nos aponta ao resguardo das zonas públicas e na preocupação de que todas as horas são de risco e de ansiedade permanente. Até quando?

dois

1

4 três

Prossegue a distribuição dos computadores pessoais ‘Canaima’ nas escolas de Venezuela e a cadeia ‘Central Madeirense’ abriu mais um estabelecimento. São dois factos que mostram que os Portugueses continuam com papel relevante neste País, a trabalhar de corpo inteiro para o progresso e desenvolvimento de Venezuela. As duas marcas, sem desprimor para as demais, são pontos cintilantes deste mister de trabalhar para o bem de todos, de encontrar, em cada passo, algo que contribua para o desenvolvimento e crescimento do Povo e da Terra Venezuela, fazendo desta a nossa casa, como aliás sempre tem acontecido e sempre nos têm permitido. Neste caminho que se faz caminhando os passos andam certos, mas a estrada é longa. Estamos a percorrê-la, com a humildade que nos caracteriza, atentos ao que à volta se passa, com alguma preocupação, mas com a determinação de que o sucesso da Venezuela será também o sucesso de todos quantos trabalham nesta terra onde se dignifica o legado de antepassados e se deve honrar a Pessoa Humana e a Família.

fotoflash

O futebolista português Cristiano Ronaldo é, sem dúvida, a personalidade incontornável deste início do ano. Sobretudo na Diáspora portuguesa, um espaço em abstracto, onde se convencionou chamar a terra dos que partiram, dos que sentem a alma portuguesa em paragens de além-mar. O desportista, nascido na ilha da Madeira, está hoje projectado em todo o mundo. No final do ano passado foi inaugurada na cidade do Funchal uma estátua do CR7 – um caso raro, já que no País não existe qualquer jovem de trinta anos de idade que esteja moldado em bronze numa praça de grande circulação de pessoas. Neste início de ano ganhou a sua terceira ‘Bola de Ouro’ europeia e poucos dias depois, num ritmo avassalador de reconhecimentos ao seu mérito, foi eleito, em Lisboa, o ‘Futebolista do Século’ ultrapassando dois nomes míticos do desporto-rei lusitano: Eusébio Ferreira da Silva e Luís Figo. CR7 é o exemplo de que o trabalho e a ambição estão de mãos dadas e são meios incontestáveis para quem quer vencer na vida. Toda a sua carreira é de porfiar constante, na busca do excelente, com vontade e humildade. E esse mérito é reconhecido em todo o mundo, onde o seu nome é uma marca de relevo. A sua ligação a Portugal, em geral, e à ilha da Madeira, em particular, são momentos importantes para a visibilidade que ambos pretendem para chamar até lá os turistas ou aqueles que estão interessados em conhecer a terra do ‘craque’. Mais palavras, para quê?! Obrigado Cristiano Ronaldo.

A Federação de Centros Portugueses da Venezuela (FECEPORVEN) já está a preparar os próximos Jogos Desportivos que, anualmente, reúnem muitas centenas de compatriotas e luso-descendentes. É um exemplo que registamos com muito prazer. Fazemos votos que seja contagiante e que desperte outras organizações para iniciativas semelhantes, de convívio, de intercâmbio e de fraternidade, reapertando laços e aproximando os que, por objectivos similares, se encontram em Venezuela. E alertamos a todos, porque através desta união se consolidará a força que devemos ter para ganhar novos desafios, para não deixar os braços cair, para não desanimar. É nestas ocasiões que os nossos países precisam de nós. Porque se trabalharmos juntos, em Portugal e em Venezuela, estaremos a contribuir para que os problemas se resolvam. Parados só contribuiremos para que os problemas ganhem dimensões inadequadas e insolúveis.

A exposição que o CORREIO de Venezuela inauguro no passado dia 2 de Fevereiro no Consulado-Geral de Portugal em Caracas pretende contar a História da Emigração Lusitana em terras bolivarianas. Recorda e homenageia aqueles que decidiram um dia deixar a terra natal e optar por um caminho de progresso, com honra e ambição, com trabalho e respeito pela terra que os adoptou e a dignidade de quem não se poupa a esforços para alcançar, mas também partilhar, o pão de cada dia. Foi com esse sentimento misto de dedicação e sucesso que os Portugueses viveram largas décadas em Venezuela. O ciclo não se encerrou, nem sequer foi suspenso, porque caminhamos pela mesma estrada, não obstante as mudanças de mentalidades e de equipamentos. O propósito é comum a dois Povos que se entrelaçaram desde muito cedo, cultivando amizade, partilhando família, e, também o sabor doce do êxito ou o travo amargo da angústia. Tudo está espelhado e reflectido na exposição que o CORREIO apresentou, na qual se recorda os que nos antecederam na Imprensa Portuguesa editada em Venezuela, e da qual nos assumimos, sem complexos, como continuadores. E vamos continuar, na palavra escrita e em todas as plataformas que hoje a tecnologia proporciona e nos leva a um contacto mais rápido com todos. O conhecimento é a grande ferramenta do presente e do futuro. Em todos os campos. Contudo, esta preparação, eventualmente académica ou profissional, não pode esquecer o passado, nem o relegar para um mero assunto de arquivo. Exemplos que são lições que ajudam a consolidar os caminhos do presente e a traçar as estradas do futuro.

Grupo Editorial

www.correiodevenezuela.com Rif.: J-40058840-5

Director Aleixo Vieira Subdirector Agostinho Silva Gerente: Carla Vieira Editor Sergio Ferreira Soares Endereço: Av. Veracruz. Edif. La Hacienda. Piso 5, ofic. 35F. Las Mercedes, Caracas. Telefones: (0212) 9932026 / 9571 Telefax: (0212) 9916448 E-mail: editorial@correiodevenezuela.com

Chefe de redacção Sergio Ferreira Soares |Jornalistas Carla Salcedo Leal, Victoria Urdaneta, Fernando Cámara, Kenner Prieto, Antonio Da Silva |Correspondentes Edgar Barreto (Falcón), Carlos Balaguera (Carabobo), Sandra De Andrade (Aragua), Sandra Rodríguez (La Victoria), Trinidad Macedo (Lara), Silvia K. Gonçalves (Bolívar), Ricardo Santos (Nueva Esparta), Carlos Márques (Mérida), Daniela García (Miranda), Antonio Dos Santos (Zulia) |Colaborações Catanho Fernandes, Arelys Gonçalves, Antonio López Villegas, Isabel Idárraga, Shary Do Patrocinio, Serafim Marques, António Delgado |Publicidade e Marketing Carla Vieira |Paginação Elsa de Sá |Fotografia Francisco Garrett |Distribuição Luis Alvarado, Carlos Agostinho Perregil R. |Impressão Grupo Últimas Noticias. Caracas -Venezuela |Tiragem 15.000 exemplares |Fontes de Informação Agência Lusa, Diário de Notícias, Diário de Notícias da Madeira, Ilhapress, Portuguese News Network e intercâmbio com publicações em língua portuguesa.


Correio da Venezuela | Quinta-feira 5 a Quarta-feira 11 de Fevereiro de 2015

Comércio

Governo vai agilizar importação de produtos Fernando Cámara

Entraram na lista publicada na Gazeta Oficial desde alimentos a medicamentos, entre outros. O Governo anunciou a agilização dos trâmites para a importação de alimentos, produtos diversos e matérias-primas. Esta agilização surge no decreto publicado na Gazeta Oficial Extraordinária número 6.169. Na Gazeta Oficial aparece aprovada a “agilização dos trâmites administrativos e procedimentos operativos requeridos no ordena-

mento jurídico vigente para efectuar as importações dos produtos terminados, produtos diversos e matérias-primas”. Os produtos prio-

ritários são: Frango inteiro, carne, gado para reprodução, pernil, leite em pó e fórmulas infantis, trigo, arroz, açúcar cru, farinha pré-cozida,

óleos vegetais, lombo de atum, farinha de trigo, massas, entre outras coisas. São também reduzidos os trâmites para importar produtos alimentares no sector do peixe, óleos, cereais e produção agrícola. Mas os alimentos não são os únicos. Na lista estão também partes, peças e reposições para transporte de carga, agrícola ou serviço público. Outros produtos que aparecem na lista de prioridades são: Papel higiénico, detergente, toalhitas sanitárias, pasta de dentes, detergentes de loiça, fraldas, sabonete, lâminas de barbear, champô e condicionador para o cabelo. Também entram na lista medicamentos de diferentes tipos: oncológicos, para HIV, anestésicos, para diálise, anticonvulsionantes, anti-psicóticos, para a doença de Parkinson, para o Alzheimer, tratamento de miastenia grave e esclerose múltipla e medicamentos essenciais do formulário terapêutico nacional. A juntar a estes surgem ainda os produtos ligados à área da endocrinologia, material médico cirúrgico básico, utensílios descartáveis, métodos anticonceptivos, produtos de desinfecção de zonas de cirúrgia, produtos odontológicos, entre outros.

Diplomacia

Empresários venezuelanos preocupados com agravamento da crise económica Lusa

O objetivo da visita de Maduro visou acertar um plano para contrariar a descida do preço do petróleo.

A Câmara de Comércio, Indústria e Serviços de Caracas criticou ontem que o Governo venezuelano atribua a escassez de produtos e a alta inflação no país a uma “guerra económica”, manifestando preocupação pelo agravamento da crise económica venezuelana. “A Câmara de Comércio, Indústria e Serviços (CCC) vê com alar-

me e deceção as últimas medidas tomadas pelo Governo [intervenção administrativa nos negócios de comércio] porque representam a insistência num erro, que é acreditar que efetivamente está sugerida uma guerra económica e dar por certa a má-fé dos atores privados”, refere um comunicado daquele organismo.

Segundo a CCC, as razões da inflação e da escassez de produtos no país são “a instrumentação de um modelo económico, o socialismo do século XXI, que, com controlos e obstáculos, devastou a capacidade produtiva privada do país, apostando que o capitalismo de Estado e a disposição unilateral das receitas petrolíferas

Venezuela 3 soltas

A Autoridade Única para a Simplificação de Trâmites e Permissões, Dante Rivas, notificou que o Plano de Simplificação de Trâmites Administrativos começou com a intervenção de 15 instituições. “Com muito estudo e responsabilidade, eliminámos 18 requisitos, a maioria deles verdadeiras cabalas para favorecer a discriminação, o ‘amiguismo’, os gestores e a corrupção”, disse. Rivas indicou também que no Serviço Autónomo de Registos e Notariado, foi suprimido o pedido da cópia de cédula de identidade e o RIF; e afirmou que “agora não se devolvem documentos por correcções de redacção quando isto não afectar profundamente o fundamento do acto jurídico”, sentenciou.

pudessem compensar e substituir a atividade privada”. “Esse modelo ‘estatista’ [de Estado] não dá resultados. As empresas públicas não produzem e as receitas petrolíferas não se transformaram em novas capacidades. Agora, com a queda das receitas petrolíferas estamos indefesos perante os efeitos da crise (...). A inércia das políticas que fracassaram e o aumento do terror económico barram as poucas oportunidades que ficam”, vinca a CCC. Para a estrutura dos empresários, “sem Estado de direito e respeito pelos direitos de propriedade a crise económica aprofundar-se-á”. Publicidade


4 Venezuela

Quinta-feira 5 a Quarta-feira 11 de Fevereiro de 2015 | Correio da Venezuela

Consulados

Realizada com êxito Jornada Consular em Nueva Esparta Mariana Santos

Consulado Honorário de Portugal da Ilha de Margarita mudou-se para uma nova sede A nova sede do Consulado Honorário de Portugal na Ilha de Margarita, situada no Centro Social Luso-Venezuelano da entidade, foi inaugurada na passada sexta-feira, 30 de Janeiro. O acto foi iniciado com a realização de uma missa em honra do falecido Cônsul Honorário de Portugal no Estado de Nueva Esparta, João Duarte Nolasco, e contou com a presença do Cônsul Geral de Portugal na Venezuela, Luiz De Albuquerque Veloso, o Conselheiro das Comunidades Portuguesas, António de Freitas, e a funcionária consular Marlene Ramos, entre outras personalidades e convidados. A ocasião foi propícia para que a nova sede consular, que abriu as portas à comunidade a 19 de Janeiro, acolhesse a quarta jornada consular especial para possibilitar à comunidade portuguesa desta localidade a tramitação de documentos através de métodos tecnológicos. No final, o Cônsul Geral de Portugal na Venezuela mostrou-se satisfeito com o resultado da jornada. “A expectativa da jornada de registo e passaporte na Ilha de Margarita foi muito favorável porque permitiu aos portugueses obter pela primeira vez ou actualizar os seus documentos sem necessidade de se deslocarem para outros consulados, especialmente nas cidades de Caracas ou Valência. Porque, lamentavelmente, a obtenção da nacionalidade portuguesa deve ser realizada de maneira presencial e nos principais Consulados do País. Este tipo de actividades agiliza os trâmites ao cidadão ao realizá-los na mesma localidade onde reside”, explicou Luiz de Albuquerque Veloso. O responsável consular disse ainda sentir-se como em casa e ter sido bem recebido pela comunidade lusitana radicada na Venezuela. “É uma colónia fantástica. É a minha primeira vez como cônsul e toda a gente me comenta

à Jornada Consular coincidiu em defender a necessidade de se unir os portugueses que vivem e trabalham na ilha, além de manifestar um grande interesse pela realização imediato de um curso de português em Margarita. “Como esposa de um luso-descendente, considero que é muito necessário na ilha um curso de português, já que é parte da cultura que temos abraçado como cônjuges, para reforçar a aprendizagem do idioma junto dos nossos filhos e como um requisito obrigatório e indispensável para obter a nacionalidade portuguesa e, por sua vez, ser protegido pelas leis portuguesas”, assegurou Carmen de los Angeles García Gomez, habitante de Margarita. Clube permanece activo O Centro Social Luso-Venezolano da Ilha de Margarita conta com uma excelente estrutura e localização, oferecendo campos de fustsal e de usos múltiplos; um amplio estacionamento; piscinas; salas de convenções; a praça Luiz Vaz de Camões; e uma bela e pequena capela da Virgem de Fátima. Neste centro social é tradicional celebrar o Dia de Portugal e de Santo António, a 13 de Junho; a missa, o rosário e a procissão da Virgem de Fátima a 13 de Maio; promover encontros folclóricos, festividades natalícias, ‘carnestolendas’ e religiosas, práticas desportivas e a confecção do bacalhau, no último domingo de cada mês.

António Freitas, Conselheiro da Comunidade Portuguesa; Gloria Santos, Representante do Consulado Honorário de Portugal na Ilha de Margarita; Marlene Ramos, Funcionária do Consulado Geral de Portugal em Caracas; e Luiz de Albuquerque Veloso, Cônsul Geral de Portugal em Caracas.

que a comunidade portuguesa na Venezuela é a melhor do Mundo e é muito boa. E não raramente encontro um português que diga que a Venezuela é um grande país. O português é o terceiro idioma mais falado em todo o Mundo e é sumamente importante, não só pelo tema patriótico como também para assuntos de negócios com países como o Brasil, Timor, Moçambique, Angola, entre muitos outros”, argumentou. Para António Freitas, a mudança de sede foi positiva. “Penso que é uma grande oportunidade para manter mais unida e próxima comunidade portuguesa, devido a que neste momento para sair da Ilha de Margarita para outra cidade é algo complexo. Felicito os sócios e directivos do Centro Social LusoVenezuelano por permitir esta

grande iniciativa e aplaudo autoridades portuguesas por terem permitido o envio das máquinas ‘on-fly’ para facilitar a tramitação de documentos”, disse. Gloria Santos, representante do Consulado Honorário de Portugal na jurisdição, assegurou que a jornada procurou dar resposta aos pedidos dos portugueses radicados nos Estado de Nueva Esparta, pois em muitas ocasiões não podem viajar até Caracas para tratar de documentos. “Ao se integrar o Centro Luso com o Consulado, como um só bloco, permite-se à comunidade portuguesa localizar o lugar de maneira mais fácil, devido a que a antiga localização era algo afastada e, logo, um pouco mais complicado para os cidadãos se deslocarem até tal lugar. Esta integração permite a unificação

de todos os imigrantes que vivem e trabalham na Ilha de Margarita”, explicou Santos. Eduardo García Gomes, empresário luso-descendente radicado na Ilha de Margarita, qualificou este tipo de jornadas com um “excelente”. “Como luso- descendente e empresário, estas iniciativas permitem-me agilizar os trâmites de maneira mais célere e efectiva e sem necessidade de viajar a qualquer outra cidade devido a que dentro ou fora de temporada é algo complicado conseguir uma passagem aérea ou por ferrys, para sair da Ilha de Margarita. E isto sem ter em conta que se não tens um familiar na Capital do País, terás que gastar tanto no hotel como na comida, além da quantia que toca dar ao consulado para tirar o passaporte por primeira vez”, explicou. Pedidos para cursos de português A maioria dos pedidos realizados pelos cidadãos que assistiram

Consulado aberto ao público O Consulado Honorário de Portugal na Ilha de Margarita está aberto ao público de segunda a sexta-feira, das 8:00 am às 12:00 pm. Qualquer informação poderá ser obtida através do endereço de correio electrónico ConsuladoMargarita@hotmail.com; pelo Facebook “Consulado de Portugal em Margarita”; ou pelo número de telefone 0295-2422241. Cônsul visitou Puerto Píritu Como parte da jornada consular realizada no Estado de Nueva Esparta, o cônsul geral de Portugal em Caracas aproveitou a viagem ao oeste venezuelano para uma permanência consular na localidade de Puerto Pítiru, Estado de Anzoátegui, onde foi recebido pela comunidade lusitana no passado dia 28 de Janeiro. Los Teques acolhe jornada A localidade mirandina de Los Teques também beneficiará desta primeira ronda de permanências consulares de 2015. O encontro está marcado para esta quintafeira, 5 de Fevereiro, no Consulado Honorário de Portugal nos Altos Mirandinos.


Correio da Venezuela | Quinta-feira 5 a Quarta-feira 11 de Fevereiro de 2015

Instituições

Associação Mulher Migrante reuniuse pela primeira vez em Carabobo

Venezuela 5

Fotografias com história

Carlos Balaguera cbalaguera@correiodevenezuela.com

A 8 de Março, é apresentado o livro ‘Concierto de mujeres Fadistas’, no Centro Português. No passado fim-de-semana, o Estado de Carabobo acolheu pela primeira vez uma reunião da Associação Mulher Migrante de Venezuela. A Casa Portuguesa de Valência foi o local escolhido para estes encontros de diversas mulheres portuguesas radicadas na Venezuela. “A Associação da Mulher Migrante está focada no estudo dos problemas da mulher portuguesa na Venezuela, sendo uma associação de estudo, cooperação e solidariedade”, explicou a presidente da instituição, Maria Lourdes de Almeida, mais conhecida como Milu, que também ocupa o lugar de conselheira das Comunidades Portuguesas pela Venezuela. “Na reunião de trabalho que acabámos de realizar, focámo-nos no estudo

Parque Eduardo VII Fernando Cámara Fcamara@correiodevenezuela.com

do destaque da mulher luso-venezuelana, que vem partilhando as suas obrigações; isto faz-nos ver que nos encontramos perante uma mudança da mulher para melhor, somando-se a experiência de grandes profissionais que vêm despertando e se juntando a esta associação da mulher migrante. Sentimo-nos optimistas em poder realizar um bom trabalho”, disse Milu. No encontro, as representantes da associação comprometeramse a realizar visitas aos Estados de Miranda, Aragua, Bolívar e Mérida, a fim de constatar a situação das

mulheres lusas em cada uma das suas jurisdições. A 8 de Março, é lançado o livro ‘Concierto de mujeres Fadistas, no Centro Português de Caracas, graças ao apoio do Comité de Damas do clube. Fátima Pontes, vice-presidente da Associação Mulher Migrante de Venezuela, espera contar, nos próximos encontros, com o apoio dos Consulados Honorários do país, para poderem ter contacto directo com os grandes problemas que a mulher migrante na Venezuela vive, e conseguir, assim, soluções que existam no país.

A imagem desta semana foi tirada por Joshua Benoliel em 1909. Nela podemos observar as obras de construção do Parque Eduardo VII, situado em Lisboa. Trata-se do maior parque do centro de Lisboa. Foi baptizado assim em honra ao rei Eduardo VII, do Reino Unido, que visitou a capital portuguesa para ratificar a aliança entre ambas as nações. Na parte alta do parque encontra-se hasteada uma enorme bandeira de Portugal, que representa o orgulho do povo lusitano de pertencer ao país e à cidade. Ocupa um espaço de 25 hectares e foi inaugurado no início do século XX. Originalmente estava previsto que fosse prolongado até à Avenida da Liberdade. O arquitecto encarregado da sua

forma actual foi Francisco Keil do Amaral. No lado noroeste do parque encontra-se a Estufa Fria, um jardim botânico com inúmeras plantas exóticas, riachos, cascatas, palmeiras, arbustos com flores e bananeiras. A Estufa Quente possui plantas e animais de clima tropical; próximo encontra-se um lago com carpas grandes e um parque infantil em forma de galeão. Na zona este fica o Pavilhão Carlos Lopes, que tem o nome do vencedor da Maratona Olímpica de 1984. Na parte norte está o Monumento 25 de Abril, aberto desde 1997, e foi feito por John Cutilero. Nas imediações encontra-se o Jardim Amália Rodrigues, que é uma homenagem à cantora de fado lusa mais conhecida. Vale a pena recordar que se realiza anualmente, neste local, a Feira do Livro de Lisboa.

Solidariedade

Instituições de beneficência planeiam novas actividades Fernando Câmara Sergio Ferreira

Academia do Bacalhau de Valência e Sociedade da Damas Portuguesas já têm planos definidos As instituições de beneficência lusitanas continuam a realizar um trabalho importante para ajudar os mais necessitados. De entre as muitas que se dedicam a esta causa, duas delas, a Academia do Bacalhau de Valência e a Sociedade

de Beneficência de Damas Portuguesas, já programaram várias iniciativas para levar a cabo no início deste ano. Assim, a Academia do Bacalhau de Valência realizou a sua primeira tertúlia na segunda-feira, 26 de Janeiro, no Salão Madeira do Centro Social Madeirense. O presidente, Manuel Mouta, foi reeleito para um novo mandato, período 2015, ainda que se mantenha na instituição desde há muito tempo. Esta associação também está dirigida aos mais necessitados. Ao longo do ano, vão recebendo cartas a pedir ajuda de índole diversa e depois decidem quem serão os destinatários dos seus donativos: “Ajudamos

com distintas coisas: Alimentos, medicinas, entre outras coisas” O ano passado foi complicado. “Foi difícil por causa da questão das ‘guarimbas’, pois não pudemos realizar duas actividades que tínhamos planeadas”, comentou Mouta. “Apesar disso, posso qualificar como positivo para nós porque pudemos fazer a nossa contribuição à sociedade”, indicou. A Sociedade de Beneficência de Damas Portuguesas, dirigida por María Eugenia Lovera de Freitas, vai iniciar, em breve, as suas actividades com os seus já tradicionais encontros para a recolha de fundos destinados às obras sociais que apoia. A primeira actividade será

o “Almoço de Primavera”, marcado para 15 de Março, a partir da uma da tarde, na Quinta Lelly de Macaracuay, sede da organização, onde os presentes poderão desfrutar de um tradicional “Cozido à Portuguesa”. A iniciativa seguinte é o Bingo 46° Aniversário, marcado para 21 de Maio no Centro Português. Já no mês de Outubro, no dia 4, decorre

o Almoço de Outono, na sede da organização. Para finalizar os eventos de 2014, a Sociedade de Damas tem agendado o Almoço de São Martinho, no dia 22 de Novembro. Quem estiver interessados em participar nalguma destas actividades deverá contactar a Sociedade de Beneficência de Damas Portuguesas através do número de telefone (0212)256.22.39.


6 Venezuela

Quinta-feira 5 a Quarta-feira 11 de Fevereiro de 2015 | Correio da Venezuela

Beneficência

Academia da Espetada de Caracas com agenda pronta até Maio Religião

Santuário de Fátima celebrou a Virgem da Candelária Daniela García

O primeiro arraial deste ano reuniu um grande número de pessoas. O santuário da Virgem de Fátima em Lonas de Urquia, Carrizal, Estado de Miranda, viveu uma verdadeira festa no passado domingo, dia 1 de Fevereiro, altura em que se realizou o primeiro arraial do ano em honra à Virgem da Candelária. Um grande número de pessoas deslocou-se até esta réplica moderna do santuário de Nossa de Senhora de Fátima, para um evento que contou com animação de José Antonio Yánez, locutor da Cima 96.7 FM. A celebração começou com a habitual missa, seguida de uma procissão da Virgem da Candelária. O padre José António da Conceição disse, na ocasião, que se sentia muito feliz pela participação dos devotos, e falou ainda do seu entusiasmo pela construção do templo. Com o passar do dia, foram muitos os grupos musicais que actuaram, como Ondas de Mar y Tierra, com música llanera, e Alma Lusa, representando baladas populares portuguesas. Também o grupo Tradições de Nossa Terra partilhou algumas das suas danças com o público. Ao finalizar o dia, os colaboradores agradece-

Fernando Cámara

Os jantares da Academia passarão a contar com a presença de homens, ao contrário do que acontecia até agora. ram a todos pela participação, comentando que as vendas foram um êxito e que superaram as expectativas, tanto na venda de artigos diversos como de alimentos e bebidas. O cônsul honorário de Portugal nos Altos Mirandinos, Pedro Gonçalves, demonstrou o seu entusiasmo no que diz respeito ao projecto. “Estamos muito agradecidos com as pessoas que têm estado a trabalhar dia a dia para finalizar

esta construção o mais brevemente possível, sempre e quando Deus o permita. Baixamos a velocidade devido à dificuldade de conseguir alguns materiais mas a pouco e pouco fomos conseguindo”. O cônsul aproveitou a oportunidade para convidar a comunidade em geral a participar, na próxima quinta-feira, numa jornada destinada a resolver problemas com passaportes, no Consulado, situado no centro Comercial Super Líder.

A Academia da Espetada de Caracas não perdeu tempo e já programou as suas actividades até ao mês de Maio, com vista a que as suas amigas e seguidoras se organizem desde já para participar nas tertúlias mensais. A grande notícia é que este ano os jantares serão mistos: Poderão entrar homens e mulheres, deixando de lado a ideia inicial. No próximo dia 8, realiza-se a primeira tertúlia, cuja temática será as máscaras de carnaval.

Terá um custo de 800 ‘amigas’. Três semanas mais tarde, a 24 de Fevereiro, acontece a primeira campanha deste ano, com a finalidade de recolher fundos para os mais necessitados. A 8 de Março, tem lugar a tertúlia do Dia Internacional da Mulher. Está previsto um concerto de um artista masculino, para honrar as damas que participem no evento. A 18 de Abril tem lugar o Congresso Nacional das Academias da Espetada, que desta vez é organizado pela associação da capital. A 31 de Maio, comemora-se o sexto aniversário da instituição e será eleita a nova direcção. Como dado importante, devido à situação que o país atravessa, o programa está sujeito a mudanças. A junta directiva está à espera da confirmação de diversos locais para a realização de cada uma das actividades.


Correio da Venezuela | Quinta-feira 5 a Quarta-feira 11 de Fevereiro de 2015

Telefones.: (0058212) 2650608/ 2670853

2ª a 6ª feira, das 08h às 22h Sábados, das 10h às 20h

Publicidade 7


8 Venezuela

Quinta-feira 5 a Quarta-feira 11 de Fevereiro de 2015 | Correio da Venezuela

portugal

APRENDER MADEIRA traz ao Funchal cientista Carlos Fiolhais Correio da Venezuela

O professor catedrático Carlos Fiolhais, da Universidade de Coimbra, é o principal orador de nova Conferência Aprender Madeira, desta feita dedicada à criatividade e à investigação no século XXI, a ocorrer Domingo, no Hotel Pestana Casino Park, no Funchal. No âmbito das conferências organizadas pelo Aprender Madeira, a comunicação do professor catedrático Carlos Fiolhais intitulase precisamente “Enciclopédia: passado, presente e futuro”, sugerindo à partida nova reflexão sobre a enciclopédia como meio de divulgação da ciência. Esta comunicação surge na sequência da reflexão iniciada com a alocução do professor catedrático Viriato Soromenho-Marques enquadrada no I Simpósio Internacional História, “Cultura e Ciência na/da Madeira, Que Saber(es) Para o Século XXI?” realizado em 2013, o primeiro evento realizado no âmbito do projecto Aprender Madeira. Carlos Fiolhais para além de físico conceituado é um dos principais pensadores e divulgadores da ciência portuguesa. Para além da investigação na Física Computacional da Matéria Condensada tem-se ocupado igualmente com a História das Ciências. E é na tripla condição de físico, estudioso da dinâmica histórica da ciência e divulgador científico que tem assumido posições contra o desinvestimento na ciência e contra o que designa de pseudo-ciências, entre as quais considera estar a Homeopatia. Para além da comunicação de Carlos Fiolhais, a conferência Aprender Madeira: Criatividade e Investigação no século XXI, com a sessão de abertura a cargo do professor doutor José Eduardo Franco, coordenador científico da nova enciclopédia da Madeira, a apresentação dos três primeiros livros editados no âmbito do projecto, a saber: a “Nova História Económica da Madeira”, do doutor Alberto Vieira, do CEHA, a “Obra

Idioma

Literária do Pe Manuel Álvares”, do professor doutor Luís Machado de Abreu, da Universidade de Aveiro, e por fim o livro “Que Saber(es) Para o Século XXI?”, reunião das actas do simpósio acima referido, e que será apresentado pelo coordenador científico do Aprender Madeira. Será ainda apresentado em ante-estreia o vídeo-documentário “Criativos Ultraperiféricos: o despertar de uma nova geração”. Propondo a ligação entre o passado, na forma tentada do seu conhecimento a partir do presente, e a contemporaneidade este documentário, o qual conta com a participação de vários realizadores

que colaboraram com a Die4Films, segundo Maurício Marques (da Agência de Promoção da Cultura Atlântica), é “o resultado de 3 anos de gravações, entrevistas e reportagens sobre uma nova geração de artistas e agentes culturais que se encontram a mudar a face da produção cultural na Madeira, não só pela irrupção de novas práticas, mas também pelo próprio diálogo interdisciplinar que se gerou entre eles”. O Aprender Madeira é a nova enciclopédia da Madeira, coordenada cientificamente pelo professor doutor José Eduardo Franco e organizada pela Agência de Promoção da Cultura Atlântica. O Aprender Madeira corresponde ao esforço de cerca de setecentos investigadores e dez instituições universitárias. O resultado, relembre-se também, é a disponibilização da sistematização do conhecimento científico relativo à Madeira nas plataformas digitais, na edição em formato de enciclopédia, para além de edições e reedições de várias obras.

Iniciado ciclo de acções de formação para professores Correio da Venezuela

Estiveram presentes cerca de 20 professores que no fim desta série de palestras receberão um certificado da parte da Coordenação de Ensino No passado dia 31 de Janeiro foi iniciado um ciclo de acções de formação organizado pela Coordenação de Ensino na Venezuela (Instituto Camões) no Centro Português, em Caracas. A organização desta primeira palestra contou com o apoio de Alberto Viveiros, da Direção de Cultura do CP, e do professor David Pinho, coordenador dos

cursos de Português em Caracas. A referida acção de formação consta de três palestras dadas pela professora Maria Teresa Gomes, cujo tema é “A utilização das Novas Tecnologias no Ensino da Língua Portuguesa”. Estiveram presentes cerca de 20 professores na primeira formação que, que no fim desta série de palestras, receberão um certificado da parte da Coordenação de Ensino. Segundo o coordenador de Ensino, Rainer Sousa, “o propósito desta acção de formação é reflectir sobre a maneira como as novas tecnologias poderão ser nossas aliadas no ensino do português”. Sousa também afirmou que durante o ano 2015 haverá mais acções de formação em vários locais, prevendo levar esta iniciativa a outras regiões da Venezuela onde houver aulas de Português.


Correio da Venezuela | Quinta-feira 5 a Quarta-feira 11 de Fevereiro de 2015

Publicidad 9


10 Especial

Teconologia

Carla Salcedo Leal csalcedo@correiodevenezuela.com

Estamos cada vez mais dependentes dos telemóveis, sobretudo os chamados inteligentes. É por que lembramos aqui algumas das aplicações que se deve possuir para tornar o ‘smartphone’ num companheiro de verdade Há uns anos, quando os telefones inteligentes entraram nas nossas vidas, muitos pensaram que dificilmente poderia surgir algo melhor. Recordam-se daquele Blackberry que deu início a esta nova área de inovação? Por certo muitos pensaram que era uma coisa super complicada, até que mais tarde conheceram o iPhone ou os telemóveis Android que hoje se converteram nos nossos melhores companheiros do quotidiano. Do empregado de supermercado ao funcionário de uma qualquer empresa, a tecnologia converteuse numa necessidade. Estudos realizados em meados de 2014 revelam que 80% dos utilizadores de ‘smartphones’ não se separam dos seus equipamentos nem quando estão comendo. Inclusivamente, um em cada três utilizadores leva o telemóvel para a casa de banho. Se o leitor já pertence a este grupo de utilizadores de telefones inteligentes, provavelmente lhe interessará conhecer quais são as aplicações mais úteis, sobretudo as que não deve perder e descarregar o mais rapidamente possível da AppStore. Dada a natureza extremamente competitiva que caracteriza o mundo dos telemóveis inteligentes, os desenvolvedores de aplicações móveis procuram avidamente dar resposta à tendência dos utilizadores em exigir produtos melhorados e aplicações úteis e orientadas à resolução de problemas reais das pessoas. Para comunicar Uma das aplicações mais descarregadas na área da comunicação desde o aparecimento dos ‘smartphones’ é o “WhatsApp”, que permite conversar quem quiser bastando apenas possuir um número telefónico associado. O melhor desta aplicação é que só

Quinta-feira 5 a Quarta-feira 11 de Fevereiro de 2015 | Correio da Venezuela

De Smartphone

a companheiro útil

uma quantia anual pela descarga, a qual, no caso da Venezuela, é descontada do saldo do seu telefone ao preço do dólar oficial. Outra aplicação muito em voga para comunicar é o “Skype”, que se iniciou nos computadores. Na versão de ‘smartphone’, é disponibilizada a opção de abrir chats, que tanto podem ser mantidos por mensagens escritas, por som ou por vídeo-conferência. A aplicação funciona cada vez melhor através da rede Wi-fi. Redes sociais Indiscutivelmente, os líderes neste sector são o Facebook, Twitter e Instagram, sendo esta última a que mais seguidores movimenta ultimamente, sendo que representa uma forma diferente de comunicar, através da fotografia. Aplicações úteis Se é um daquelas pessoas que agora a rádio, então não pode perder a “TuneIn Radio”, uma aplicação que permite sintonizar via satélite a emissora desejada em qualquer parte do mundo, sendo esta a característica mais relevante desta app, muito funcional sobretudo para emigrantes que querem manter uma ligação com quotidiano informativo de terra ou país de origem. A aplicação da lanterna, seja qual for, também será muito útil

no telemóvel, apesar de muitos se queixarem que consume rapidamente a bateria do equipamento. No entanto, esta aplicação poderá ser de grande utilidade caso uma pessoa venha a enfrentar uma situação como um corte de energia, ou um acidente de viação numa estrada escura. Ainda na categoria da utilidade, há uma aplicação muito utilizada na Europa e nos Estados Unidos, e que pouco a pouco tem vindo a ganhar adeptos no mercado latinoamericano. Trata-se de “Pocket”, que nos permite desfrutar de conteúdos web sem necessidade de contar com uma ligação à Internet. Útil na Venezuela, não? Pois bem, a “Pocket” pode ser utilizada quando se desejar para ler tranquilamente um artigo da edição digital dum jornal, eliminando os anúncios da página em que está alojado, ou ver um vídeo enquanto estamos viajando de avião. Seguindo na mesma corrente encontramos uma aplicação útil para resolver trabalhos escolares ou da universidade, ou ainda tarefas da vida profissional. Dispõe de versões gratuitas e pagas que são igualmente boas. Entre as gratuitas destaca-se a “Kingsoft Office”, que suporta edição e visualização de até 32 tipos de documentos diferentes (DOC, XLS, PPT, PDF...), e é compatível com o serviços de

partilha e armazenamento como o que é oferecido pelo Dropbox.

Uma das aplicações mais descarregadas na área da comunicação desde o aparecimento dos ‘smartphones’ é o “WhatsApp”, que permite conversar quem quiser bastando apenas possuir um número telefónico associado”

As que nunca estarão a mais Os “códigos QR”, também conhecidos como BIDI, estão cada vez mais presentes nas nossas vidas quotidianas, sendo muito utilizados em campanhas de publicidade ou promoções, pelo que não vão ocupar espaço no telemóvel. Estas aplicações funcionam através da captura da câmara fotográfica. E se é alguém que adora música mas não se lembra como se chama uma canção ou quem a canta, então não podes deixar de descarregar a “Shazam”, porque não só ajudará a reconhecer rapidamente o tema, como também a localizará na Internet, seja para visualizar o videoclip ou sugerir onde a pode comprar ‘on-line’. O melhor de tudo é que é gratuita e se não conseguir o título do arquivo, ele fica guarda na sua memória até dar com ele. Para terminar, também não deverá perder a oportunidade de contar com uma opção de guardar os seus arquivos e de poder acede-los a qualquer altura. “Dropbox” permite não só levar os teus arquivos até onde queiras, como também não ocupa espaço na memória do telemóvel, já que providencia um serviço de alojamento na chamada nuvem digital.


Correio da Venezuela | Quinta-feira 5 a Quarta-feira 11 de Fevererio de 2015

Publicidad 11


12 Portugal

Quinta-feira 5 a Quarta-feira 11 de Fevereiro de 2015 | Correio da Venezuela

soltas

Presidenciais

O Porto recebe a 12 e 13 de Junho a primeira edição do festival Aqui Mora o Fado, no qual mais de 40 fadistas vão actuar em 11 palcos da Ribeira, foi anunciado na terça-feira, 3 de Fevereiro. O evento vai acolher cinco mil pessoas, indicou Luís Montez, da promotora Música no Coração, explicando que a estimativa se baseia na capacidade do parque de estacionamento da Alfândega, onde vai ficar o palco destinado aos “nomes maiores do fado mundial” e para onde já estão confirmadas as presenças de Camané, Carminho, Kátia Guerreiro e Carolina. A iniciativa vai integrar as celebrações do S. João, conta com o apoio da Câmara do Porto, e foi divulgada em conferência de imprensa no Salão Árabe do Palácio da Bolsa, outro dos palcos do festival, juntamente o Pátio das Nações do mesmo Palácio, a igreja de S. Francisco, as salas do Hard Club no Mercado Ferreira Borges, a antiga sede da junta de freguesia de S. Nicolau, um barco no Douro e a Cave no Cais da Estiva.

O Governo vai atribuir em 2015 mais de 16,5 milhões de euros através de contratos-programa para a Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI), entre unidades de convalescença, cuidados paliativos e média ou longa duração. Segundo despacho publicado segunda-feira, 2 de Fevereiro, em Diário da República, o Governo autoriza o Instituto de Segurança Social (ISS) e as Administrações Regionais de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, do Centro e do Norte a assumir os respectivos compromissos para os anos de 2015, 2016 e 2017 relativos aos contratos-programa com as entidades que integram ou passam a integrar a RNCCI. Em causa estão 16.545.499,2 euros distribuídos por três Unidades de Média Duração e Reabilitação, três Unidades de Longa Duração e Manutenção, cinco Unidades de Cuidados Paliativos e uma Unidade de Convalescença.

Santana Lopes adia para Outubro eventual candidatura a Belém CORREIO/LUSA

“Todas as razões apontam para esperar” por essa altura, justificou o antigo primeiro-ministro O antigo primeiro-ministro Pedro Santana Lopes remeteu, na terça-feira, 3 de Fevereiro, uma eventual candidatura a Presidente da República para depois das eleições legislativas, em Outubro, declarando que “todas as razões apontam para esperar” por essa altura. “Tudo aponta para que esta matéria das presidenciais cada vez mais deslize para depois de Outubro, como muitos queriam […]. Acho que sim [que vou esperar por Outubro]. Tenho defendido sempre e continuo a pensar que em tese deve ser assim, que as presidenciais devemse misturar o menos possível com as legislativas”, declarou Santana Lopes na Sic Notícias, no espaço semanal de comentário que partilha com antigo ministro socialista António Vitorino. Apesar de insistir que a altura mais conveniente para eventualmente avançar com uma candidatura a Belém seria Março ou Abril, o social-democrata, apontado como possível candidato às eleições presidenciais de 2016, referiu que há factores a condicionar a decisão. Desde logo o facto

Santana Lopes defendeu a virtude de as pessoas poderem alterar o que pensavam. FOTO DR

de ainda não se saber se PSD e CDS-PP concorrem coligados às eleições legislativas em Outubro deste ano: “Agora temos que ir à coligação. Deve haver coligação ou não? É um tema sobre o qual será muito bom reflectir-se, ponderar-se. Há muitas dúvidas sobre isto”. Mas há também a situação na Europa, avançou Santana Lopes, e as questões levantadas pela vitória do Syriza na Grécia, que agora estão em cima da mesa, não “de um modo dramático, mas muito exigente”, que aconselha que todos repensem “os propósitos” que tinham. “Todas as razões apontam para que cada um de nós possa

esperar por Outubro, esperar por depois legislativas e a partir desse momento todos somos cidadãos livres e iguais com mais de 35 anos”, declarou o actual provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa. Santana Lopes admitiu, no entanto, que o calendário se complica. “Continuo a pensar é que há muito pouco tempo, depois de Outubro até Janeiro, para uma campanha presidencial como deve ser. Mas, isso… nós temos que nos sacrificar em prol do interesse colectivo”, disse. Ainda assim, para Santana Lopes, esperar por Outubro tem a virtude de “acalmar muitas pessoas que estavam agitadas”. “Assim aca-

ba o nervosismo dos que diziam assim: pode haver quem ganhe vantagem por se lançar em Março ou Abril. Não. Assim ficamos todos iguais”, afirmou. Em Dezembro, no seu comentário semanal na TVI, Marcelo Rebelo de Sousa, igualmente apontado como presidenciável à direita em 2016, afirmou que Outubro seria o ‘timing’ certo para a apresentação de uma candidatura. Na altura, Santana Lopes, no mesmo espaço de comentário onde adiou uma hipotética candidatura para Outubro, criticou a visão do calendário eleitoral de Marcelo Rebelo de Sousa, afirmando que Outubro seria “muito tarde”.

Acidentes rodoviários

10% das vítimas mortais nas estradas são jovens CORREIO/LUSA

Os jovens representam 10 por cento do total das vítimas mortais em acidentes rodoviários, tendo a sinistralidade deste grupo etário um custo económico e social de 752 milhões de euros, indicam dados revelados, na terça-feira, 3 de Fevereiro. Na sessão de lançamento da edição deste ano de um programa rodoviário destinado a futuros condutores, o presidente da Au-

toridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), Jorge Jacob, avançou as estatísticas da sinistralidade rodoviária envolvendo jovens. Entre 2010 e 2013, os acidentes rodoviários provocaram, entre os jovens, 325 vítimas mortais, 1.298 feridos graves e 23.546 feridos ligeiros, disse Jorge Jacob, adiantando que a sinistralidade com jovens teve um custo económico e social de 752 milhões de euros em 2010.

325 jovens morreram nas estradas entre 2010 e 2013. FOTO DR

Segundo a ANSR, o risco de morte em acidentes de viação dos jovens, entre os 18 e os 24 anos, foi cerca de 40 por cento superior ao da restante população e 50 por cento dos mortos e feridos graves resultaram de despistes, seguido de colisões. Os dados mostram também que a maioria dos jovens mortos ou feridos graves são condutores e passageiros, sendo o número de atropelamentos, entre os 18 e os 24 anos, inferior ao da restante população.


Correio da Venezuela | Quinta-feira 5 a Quarta-feira 11 de Fevereiro de 2015

País

Grupo de generais e almirantes lança grupo de reflexão CORREIO/LUSA

Objectivo é contrariar o “definhamento” de Portugal com propostas sobre segurança, economia e sociedade O presidente do Grupo de Reflexão Estratégica Independente (GREI), almirante Melo Gomes, afirmou, terça-feira, 3 de Fevereiro, que o objectivo desta nova organização é contrariar o “definhamento” de Portugal com propostas sobre segurança, mas também a nível económico e social. Em declarações à agência Lusa, o antigo chefe do Estado-Maior da Armada disse que este grupo formado por 23 generais e almirantes na reforma tem realizado desde “há dois ou três anos” vários almoços/ debate de carácter reservado com a participação de figuras nacionais

e decidiu agora institucionalizarse. “Não podemos estar passivos numa situação em que de facto temos Portugal a definhar. Este é um contributo que parte não só de insatisfação, mas no sentido de encontrar e propor soluções”, disse. A ideia, segundo Fernando Melo Gomes, é elaborar “estudos de carácter estratégico a nível económico e social sobre a situação portuguesa, com uma perspectiva do seu desenvolvimento, sobre a defesa, a segurança e as questões relacionadas com a cidadania”. “[Este grupo] vai muito para além das questões militares”, afirmou, referindo que os membros do GREI são pessoas “com mais de trinta anos de serviço ao país” e “qualificadas para poder dar um contributo no sentido dessa reflexão, de debater ideias e contribuir para que o país saia de uma situação que é muito complexa em todos os sentidos”. O antigo chefe da Armada disse que a iniciativa “ainda está muito

O grupo é formado por 23 generais e almirantes na reforma. FOTO DR

início”, mas que brevemente será lançada “uma página na internet com ‘newsletters’ periódicas”. Melo Gomes adiantou que o presidente da Assembleia Geral desta nova organização, já constituída juridicamente, é o general Pinto Ramalho, antigo chefe do Estado-Maior do Exército, e que o presidente do Conselho do GREI é o ex-chefe da Força Aérea, general

Taveira Martins. Entre os membros do GREI estão os almirantes Teles Palhinha ou Conde Baguinho, ambos ex-vicechefes da Armada, ou os generais Formeiro Monteiro, Oliveira Cardoso (ex-vice-chefes do Exército), Mourato Nunes (ex-comandante da GNR), Silvestre dos Santos e Oliveira Simões (antigos vice-chefes da Força Aérea).

Operação Marquês

José Sócrates refuta à Sic fundamento de perigo de fuga CORREIO/LUSA

“Nunca fugi de nenhuma dificuldade, sempre as enfrentei”, afirmou à estação de Carnaxide O ex-primeiro-ministro José Sócrates, detido em Évora há mais de dois meses, refutou, na terçafeira, 3 de Fevereiro, o perigo de fuga que o Ministério Público (MP) fundamentou para a prisão preventiva, que considerou “abusiva,

José Sócrates pediu ao MP para indicar “os crimes concretos” que lhe são imputados. FOTO DR

despropositada e ilegal”. Em resposta a perguntas formuladas pela estação televisiva SIC, o ex-primeiro-ministro disse que “a insistência nesse absurdo ‘perigo de fuga’ mostra bem o espírito da investigação”. “Nunca fugi de nenhuma dificuldade, sempre as enfrentei”, afirmou, acusando o MP de ter avançado “sem provas ou sem que tenha fortes indícios de crimes”. Sublinhando a “intenção persecutória” que lhe moveram, o preso 44 no Estabelecimento Prisional de Évora condenou “as constantes violações do segredo de justiça” e frisou que “a única prova é a prisão”. Mais de um mês depois da en-

trevista à TVI, a 4 de Janeiro, José Sócrates pediu que o MP diga quais são “os crimes concretos” que lhe são imputados. Esta foi a sexta vez que Sócrates prestou declarações sobre o processo judicial em que está envolvido, conjuntamente com outros arguidos. Indiciado de corrupção, branqueamento de capitais e fraude fiscal qualificada, José Sócrates foi detido a 21 de Novembro, no aeroporto de Lisboa, proveniente de Paris. Desde dia 25 do mesmo mês que o ex-primeiro-ministro está em prisão preventiva no Estabelecimento Prisional de Évora, da qual recorreu para o Tribunal da Relação de Lisboa.

Portugal 13 soltas

Cerca de 300 portugueses vão assistir em Roma à posse do patriarca de Lisboa, Manuel Clemente, como cardeal no consistório convocado pelo papa Francisco para o próximo dia 14 de Fevereiro, segundo dados divulgados na terça-feira, 3 de Fevereiro. O director do Serviço do Turismo do Patriarcado, o padre Mário Rui Pedras, explicou em conferência de imprensa, que entre os portugueses que irão na viagem organizada pela diocese e os que vão pelos seus próprios meios “cerca de três centenas estarão em Roma a acompanhar” o patriarca de Lisboa. O primeiro grupo partirá na quarta-feira (11 de Fevereiro), mas a maioria sairá de Lisboa e Porto na véspera do consistório (a 13 de Fevereiro), que irá investir 20 novos cardeais, 15 deles eleitores.

O grupo parlamentar do PCP anunciou, terça-feira, 3 de Fevereiro, que vai avançar para a realização de iniciativas com responsáveis de outros países sobre a renegociação das dívidas soberanas, após o primeiro-ministro ter já recusado a ideia. “O PCP irá apresentar um projecto de resolução propondo a realização de uma conferência intergovernamental, integrada num conjunto de iniciativas do Estado português no plano internacional, visando a renegociação da dívida e a revogação do Tratado Orçamental”, declarou o deputado comunista, João Oliveira, no final das jornadas parlamentares, em Aveiro. Passos Coelho, confrontado com a proposta do novo primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, de realização de uma conferência intergovernamental sobre a renegociação da dívida, recusou qualquer participação na mesma, sexta-feira, durante o debate quinzenal.


14 Portugal

Quinta-feira 5 a Quarta-feira 11 de Fevereiro de 2015 | Correio da Venezuela

Universidade

Ministério da Educação recebeu 74 denúncias de praxes abusivas CORREIO/LUSA

Processos estão a ser ou foram resolvidos dentro das instituições de ensino superior O Ministério da Educação e Ciência (MEC) recebeu, desde Setembro, 74 denúncias relativas a praxes abusivas, através do endereço electrónico criado para o efeito, tendo remetido 41 casos reportados para as universidades e politécnicos. Dados do MEC fornecidos à agência Lusa quando se assinalam seis meses do lançamento da iniciativa indicam que 33 participações “não se enquadram” no objectivo da campanha. Os restantes (41), “estão a ser/ foram” acompanhados junto das reitorias universidades ou presidências dos institutos politécnicos, segundo a mesma fonte. Sem revelar casos concretos, o ministério diz apenas que os processos estão a ser ou foram resolvidos dentro das instituições de

PGR confirma inquéritos para investigar factos relacionados com o ISIS

PJ deteve um homem por fotografar a Base das Lajes, na ilha Terceira. FOTO DR CORREIO/LUSA As campanhas contra as praxes abusivas têm sido intensificadas. FOTO DR

ensino superior a que dizem respeito, com recurso a instrumentos internos, como regulamentos ou o provedor do estudante. Em Setembro, o Ministério da Educação criou o endereço praxesabusivas@mec.gov.pt, depois de ter promovido reuniões com associações de estudantes e responsáveis pelas universidades e politécnicos, no sentido de evitar

abusos nas praxes. As campanhas contra as praxes intensificaram-se depois de, em 15 de Dezembro de 2013, seis alunos da Universidade Lusófona terem perdido a vida na praia do Meco, em circunstâncias ainda por esclarecer, mas que foram de imediato associadas a rituais de praxes, uma vez que os jovens se encontravam trajados.

A Associação Automóvel de Portugal revelou que em Janeiro deste ano foram vendidos 14.182 automóveis, o que se traduziu num crescimento de 29,9% face a igual mês de 2014. “Constata-se que o mercado registou uma taxa de crescimento positiva pelo 20.º mês consecutivo”, sublinha a ACAP. Em Janeiro, o mercado de automóveis ligeiros de passageiros registou um crescimento de 28% em relação a igual mês do ano anterior, tendo sido vendidos 11.852 automóveis, indica a entidade.

A secretária da Cultura, Turismo e Transportes da Madeira, Conceição Estudante, informou que o Governo regional investiu 280 mil euros nas festas de Carnaval deste ano e prevê uma taxa de ocupação hoteleira na ordem dos 71%. Conceição Estudante revelou, ainda, que a preparação do carnaval na Madeira envolve diretamente cerca de 4000 mil pessoas, das quais 1143 vão participar no cortejo alegórico do sábado, 14 de fevereiro, que é um dos pontos altos da quadra. O mote de abertura do Carnaval na Madeira será dado já este fim de semana, com a Festa dos Compadres, em Santana, no norte da ilha, mas o programa oficial só arranca no dia 11 de fevereiro, estendendo-se até ao dia 18 do mesmo mês.

soltas O Algarve registou cerca de 16,4 milhões de dormidas em 2014, considerado o melhor ano “de sempre”, de acordo com dados provisórios revelados, terça-feira, 3 de Fevereiro, pela Região de Turismo do Algarve (RTA). Segundo a RTA, o número de dormidas na região cresceu de forma ininterrupta desde 2009, ano em que se registaram 12,9 milhões de dormidas, sendo que o período entre 2009 e 2014 foi o mais longo em termos de crescimento (em 2013 o número de dormidas foi de 14,7 milhões). O presidente da RTA, Desidério Silva, afirmou que a expectativa para 2015 é a de manter o crescimento, mas avisou que o Governo não pode “dormir” sobre os números agora alcançados.

Terrorismo

Um dos inquéritos visa apurar factos relacionados com actividades desenvolvidas nos Açores A Procuradoria Geral da República confirmou, no passado 1 de Fevereiro, a existência de vários inquéritos para investigar factos relacionados com o denominado Estado Islâmico (ISIS), um dos quais investiga actividades desenvolvidas nos Açores. Numa resposta enviada à agência Lusa, a PGR acrescenta que os inquéritos estão a cargo do Departamento Central de Investigação e Acção Penal e que um deles “investiga actividades desenvolvidas nos Açores”. “Estes inquéritos encontramse em segredo de justiça”, refere a PGR, sem acrescentar mais pormenores sobre o assunto. Na quinta-feira anterior, o Expresso divulgou a história de um açoriano que se preparava para ir para a Síria para integrar as fileiras da jihad, mas acabou travado pela Polícia Judiciária na Praia da Vitória. Por outro lado, o Diário de Notícias tinha avançado, quatro dias antes, que um homem

tinha sido detido por fotografar a Base das Lajes, na ilha Terceira, e que as imagens foram parar a ‘sites’ do Estado Islâmico. Segundo disse na altura à agência Lusa fonte ligada à investigação, a PJ constituiu arguido e interrogou um cidadão português, residente nos Açores, suspeito de ter ligações a grupos terroristas na Síria. A mesma fonte indicou que, após o interrogatório, os inspectores da Unidade Nacional de Contra terrorismo (UNCT) da PJ consideram que o arguido não tinha qualquer tipo de contacto com organizações terroristas, pelo que o inquérito foi encerrado. O arguido foi questionado depois de alegadamente ter mostrado a intenção, via redes sociais, de viajar para a Síria e juntar-se ao Estado Islâmico. A fonte sublinhou que esta investigação, à semelhança de outras, insere-se no trabalho de monitorização da PJ no combate ao terrorismo, cuja missão é prevenir, detectar e investigar crimes cometidos por organizações terroristas e terrorismo e contra a segurança do Estado, entre outros. Entretanto, no domingo, 1, o Sunday Times voltou a abordar a história de um jovem de 22 anos identificado como Fabio Pocas, emigrante português radicado em Londres, que terá ido para a Síria para se juntar ao Estado Islâmico.


Correio da Venezuela | Quinta-feira 5 a Quarta-feira 11 de Fevereiro de 2015

Portugal 15 Diáspora

Canadá

O português também se fala na polícia de Toronto CORREIO/LUSA

Localizada junto à zona de Dundas, no centro de Toronto, a esquadra abrange uma zona onde residem 153 mil pessoas, muitos deles imigrantes portugueses A 14.ª Divisão da polícia de Toronto é o departamento policial mais português do Canadá, e a língua materna de muitos lusodescendentes é utilizada em serviço. Localizada junto à zona de Dundas, no centro de Toronto, a esquadra abrange uma zona onde residem 153 mil pessoas, muitos deles imigrantes portugueses, e conta com 15 luso-descendentes entre 293 agentes. “As minhas funções estão relacionadas com a comunidade, habitualmente faço patrulhas em bicicleta, ministro alguns programas destinados às crianças”, afirmou à agência Lusa o agente Márcio Silva, de 35 anos, natural de Lisboa. Apesar de ter um trabalho de proximidade, nada o impede de “meter alguém na cadeia de vez em quando”, diz, entre sorrisos. No Canadá desde os seis anos, é polícia na 14.ª Divisão há dez anos e está destacado para o desenvolvimento de programas destinados a crianças com idades compreendidas dos seis aos 14 anos, tentando passar a mensagem aos mais novos “de que a polícia não é má, fazendo da sociedade um pouco melhor”. Segundo o comando, os principais problemas verificados na área, onde reside uma grande comunidade portuguesa, prendem-se com crimes relacionados com a posse e venda de droga, pequenos furtos, quer de objectos dentro dos automóveis, quer nos estabelecimentos comerciais durante a noite. Márcio Silva também avisou os

O policiamento de proximidade é uma tarefa muito comum nas esquadras de Toronto. FOTOS DR

Há 375 mil portugueses ou luso-canadianos no Canadá, mas calcula-se que existam cerca de 500 mil a 600 mil, estando a grande maioria localizada na província do Ontário

emigrantes ilegais, para que se tiveram algum problema “podem ir descansados à polícia”. “Se alguém estiver ilegal e se for vítima de um crime pode vir ter connosco, que não olhamos para o estatuto da pessoa. Isso não interessa, o que importa é o crime e ajudamos a pessoa. Não deixamos de ajudar alguém por estar ilegal, nem vamos notificar as autorida-

des de imigração”, informou. O seu irmão, Nuno Silva, de 31 anos, é detective de investigação criminal na mesma divisão, há cinco anos, e justificou a satisfação em estar próximo da comunidade portuguesa: “Cresci nesta zona, quando era mais novo andava sempre por aqui. Tenho aqui amigos, adoro esta área. É ideal comunicar com a

minha comunidade”, referiu. Nuno Silva espera, talvez, daqui a dez anos “ser promovido a sargento”, mas reconhece que “ainda tem muito tempo pela frente”. O luso-canadiano salienta ainda que ser português “não é negativo”, até ajuda saber falar “outra língua”, porque a comunidade é “muito respeitada e respeitadora” no Canadá. A proximidade com a comunidade na área geográfica daquela divisão, tem outro aspecto positivo, que é o “desenvolvimento da língua portuguesa” como justificou a agente Andreia Tristão, de 30 anos, nascida no Canadá, mas filha de emigrantes provenientes da Terceira e de S. Jorge (Açores). “Uma das vantagens que tenho é ter de falar frequentemente o português. Há oito anos falava muito pouco, mas melhorei bastante porque tenho de falar regularmente a língua materna. Aprendi junto da comunidade. É uma vantagem”, reconheceu. Andreia Tristão, 30 anos, esta há oito anos na polícia, desempenha funções em programas relacionados com a comunidade escolar do ensino secundário. É também a responsável pelos guardas de passadeiras (pessoa civil com formação para assegurar que os peões atravessam as passadeiras em segurança). Destes 33 elementos, 18 são de origem portuguesa. O comandante da 14.ª Divisão da polícia de Toronto, o superintendente Frank Bergen, mostrouse satisfeito pela “forte herança deixada por várias gerações portuguesas”, existindo actualmente luso-descendentes em diversas funções “importantes” naquela esquadra. “Eles têm a vantagens não só em comunicarem com a comunidade portuguesa, mas também são excelentes embaixadores da polícia”, acrescentou. Há 33 anos na polícia, o responsável também falou dos portugueses que residem naquela área, como uma comunidade “respeitadora, honesta e bem sucedida nas diversas gerações”. Frank Bergen, concluiu com um apelo aos emigrantes ilegais que se tiveram sido vítimas de alguém crime, que não tenham medo de ir apresentar a respectiva queixa pois a política da polícia de Toronto “não pergunta aos emigrantes o seu estatutos nem os denúncia”. Oficialmente, há 375 mil portugueses ou luso-canadianos no Canadá, mas calculase que existam cerca de 500 mil a 600 mil, estando a grande maioria localizada na província do Ontário. Estima-se que 60 a 70% sejam de origem açoriana.


18 Cultura

Quinta-feira 5 a Quarta-feira 11 de Fevereiro de 2015 | Correio da Venezuela

Victoria Urdaneta Victoria Urdaneta

Oficina de literatura ‘Como contar histórias? é a pergunta central do curso que será ministrado por Milagros Socorro, editora do portal online Código Venezuela e que trabalha como jornalista independente em diversos meios impressos. Nas sessões, os participantes aprenderão ferramentas para dominar a narrativa. Para mais informações, está disponível o número de telefone (0212) 7937015 ou o email formacion. ateneo@gmail.com. Local: Terraza Café del Ateneo de Caracas, Colinas de Los Caobos.

Prémio Luís Miguel Nava O prémio Luís Miguel Nava foi criado por vontade testamentária do escritor, que faleceu em 1995. Entre 1997 e 2007 o reconhecimento foi entregue anualmente mas desde esse ano que o prémio tem sido entregue de dois em dois anos. Já foi ganho por autores como José Bento (2014), Sophia de Mello, Pedro Tamen, Fernando Echevarría, Antonio Franco Alexadre, Armando Silva Carvlaho, Manuel Gusmao, entre outros poetas. O júri é composto por membros da direcção da Fundação Luís Miguel Nava - Carlos Mendes de Sousa, Fernando Pinto do Amaral, Gastão Cruz e Paulo Teixeira (substituído por Luís Quintais a partir de 2009), junto com uma personalidade da literatura que varia todos os anos, como como Fernando J. B. Martinho, Gustavo Rubim, João Barrento, Paula Morão, Helena Buescu, Manuel Gusmão, Margarida Braga Neves, Fátima Freitas Morna, Manuel António Pina, Pedro Mexia, António Carlos Cortez e Fernando J.B. Martinho. Entre os autores e livros galardoados podemos mencionar: 1998: O Búzio de Cós de Sophia de Mello Breyner Andresen; 1999: Geórgicas de Fernando Echevarría; 2000: Quatro Caprichos de António Franco Alexandre; 2001: Lisboas de Armando Silva Carvalho; 2002: Teatros do Mundo de Manuel Gusmão; 2003: Lições de Trevas de Fernando Guimarães; 2004: Os Livros de Manuel António Pina; 2005: Duelo de Luís Quintais; 2006: Génese seguido de Constelações de António Ramos Rosa; 2007: Analogia e Dedos de Pedro Tamen; 2009: As Têmporas da Cinza de A.M. Pires Cabral; 2011: Se as coisas não fossem o que são de Helder Moura Pereira; e 2013: Sítios de José Bento. Todos eles foram homenageados em espaços de grande valor como o Palácio Galveias, no Jardim de Inverno do Teatro Municipal de São Luiz, Teatro do Bairro Alto e Casa Fernando Pessoa.

Fotografia

musica

Sinfónica Simón Bolívar começou 2015 interpretando temas lusos Sergio Ferreira Soares

O conjunto juvenil interpretou “A Consagração da Primavera”, sob o clarinete de António Saiote A Banda Sinfónica Juvenil Simón Bolívar iniciou a temporada de concertos de 2015 com a estreia internacional de duas temas portugueses contemporâneos, dirigidas pelo clarinetista português António Saiote. O recital, que teve lugar no domingo, 25 de Janeiro, na sala principal do Centro Nacional de Acção Social pela Música de Quebrada Honda, em Caracas, incluiu ainda a peça de Igor Stravinsky “A Consagração da Primavera”. António Saiote explicou que a peça de Stravinsky representa um desafio para qualquer orquestra do mundo devido à sua complexidade. “De alguma maneira contribui para fortalecer o corpo de um grupo musical. É uma partitura fan-

tástica, com uma grande complexidade que funciona de maravilha para a celebração dos 40 anos do Sistema”, declarou Saiote ao CORREO del Orinoco. As outras duas peças do repertório que, segundo o director e clarinetista, foram ouvidas pela primeira vez fora de Portugal, são: “As variações fantásticas” de Luís Carvalho e “Eli, eli”, de Luís Cardoso. A primeira, inspirada em “Fantasias”, de Duarte Ferreira Pestana, é uma homenagem a esta referência portuguesa da composição especial para a Banda Sinfónica. “Duarte Ferreira Pestana foi um grande criador que pertenceu à Banda da Guarda Nacional Republicana, a melhor banda sinfónica de Portugal. Eu conheci-o, fiz obras dele e Carvalho fez esta homenagem sobre dois motivos que se repetem de várias maneiras, com tonalidades distintas. É uma obra muito interessante, articulada sob o conceito da variação ininterrupta com uma estrutura circular”, explicou o clarinetista. Quanto à peça de Cardoso, Saiote comentou que se trata de uma obra que aborda desde a música gregoriana do século XIII até os

ritmos da actualidade, como a salsa e o swing, entre muitos outros. “É uma composição que está muito bem feita porque passa por várias formas musicais de uma maneira incrível”, indicou o director, acrescentando que Cardoso é natural de Fermentelos, onde cada família tem alguém na Venezuela. “Para mim Cardoso é um dos melhores compositores contemporâneos dedicados a fazer música para banda”, opinou o convidado internacional. Durante a sua visita, além de trabalhar com a Banda Sinfónica Juvenil Simón Bolívar, dedicou-se a dar workshops a um nutrido grupo de clarinetistas de distintos grupos do Sistema. Já fora do repertório estabelecido, a Banda ofereceu ao público o tema “Huapango”, composto no início da década de 40 do século XX pelo mexicano José Pablo Moncayo, com marcadas tonalidades nacionalistas. António Saiote já dirigiu em cinco ocasiões a Banda Sinfónica Juvenil Simón Bolívar. “Sempre é um prazer vir à Venezuela para trabalhar com a sua gente e contribuir com o meu ‘grão de areia’ para o crescimento do Sistema”, declarou.

A mostra ‘Antologia’ reúne mais de 40 fotógrafos venezuelanos que expuseram o seu talento na Galeria Tresy3, como Oscar Lucien, Gabriela García D´Alta, Julio Estrada, Marco Aguilar, Ángela Bonadies, Karen Kauffman, Luisa Himiob, Carlos Arvelaiz, José Carlos Fernández, Simonetta Felici-Ridolfi, Marisol Blaser, Julita Jansen, Gabriela Alayón, Jenny Abreu, Marianella Perrone, entre outros. Entrada livre. Data: Até 20 de Fevereiro Local: Galeria Tresy3, rua Califórnia, residências Sonora PB 1, Las Mercedes, Caracas.

Cinco fotógrafos na Aliança Francesa A Aliança Francesa dedica em espaço na sua sede de Las Mercedes para que cinco fotógrafos exponham os seus trabalhos durante um mês. Nesta oportunidade, é a vez dos artistas Patricia Archila, Katiana Cardona, Pierre Dumont, Cristhoferson Zamora e Alejandro e Iodice. Para obter mais informações sobre o evento, pode consultar a página http://www.afvenezuela.org/. Entrada livre Data: Até 28 de Fevereiro Local: Aliança Francesa. Avenida principal de Las Mercedes, Centro Comercial Paseo Las Mercedes, Caracas.


Correio da Venezuela | Quinta-feira 5 a Quarta-feira 11 de Fevereiro de 2015

Publicidade 19


20 Cultura

Quinta-feira 5 a Quarta-feira 11 de Fevereiro de 2015 | Correio da Venezuela

Música

Victoria Urdaneta

‘El Inquieto Anacobero’ Trata-se de uma comédia musical inspirada no cantor portoriquenho Daniel Santos, um dos grandes intérpretes de géneros tropicais como o bolero e a guaracha. A peça conta com a direcção de Federico Pacanins e as actuações de Juan Manuel Blanco, Mirna Ríos, Rolando Padilla, Daniel Jiménez, Fabiola Arace, Jesús Rafael Pérez. As entradas podem ser adquiridas em www.ticketmundo.com ou nas bilheteiras do teatro.

‘¿Nos casamos?’ Esta é a história de Andrés e Karla, que têm de enfrentar uma série de inseguranças porque finalmente deixam de ser solteiros. Antes de dar o grande passo, experimentam “pela última vez” a infidelidade e isso acaba por causar mais enredos. A obra é protagonizada por Flor Veracierta e Gabriel Quiñones, com a direcção de Reinaldo Navas, licenciado em Letras pela Universidade Central de Venezuela e com um interessante caminho no teatro. Data: Sextas e sábados às 7:00 pm. Domingos às 6:00 pm Local: Teatro Urban Cuplé. CCCT, Caracas.

Teatro de ¼ Apresentam-se as peças de 15 minutos que melhor aceitação tiveram em 2014, com peças musicais a cargo de um grupo diferente cada semana. Não faltará o humor, o drama e muito mais, para continuar com uma fórmula que teve muito êxito. O evento é organizado por Malala Dubuc, Robert Chacón e Dairo Piñeres. Data: De 5 a 22 de Fevereiro. Quartas a sábados das 8:15 pm às 10:45pm e domingos das 6:15 pm às 8:45 pm. Segunda 16 e 17 de Fevereiro a partir das 6:15 pm Local: Urban Cuplé, CCCT.

CSM promove Noite de Fados

lancolia, a nostalgia ou pequenas histórias da vida diária dos bairros humildes, mas especialmente o fatalismo e a frustração. Dizem uns que esta música nostálgica e profunda nasceu há

sete séculos, quando os árabes viviam na colina do castelo de São Jorge, em Lisboa. Argumentam que o fado tem algo de parecido com a música popular do norte de África nos seus prolongados choros e no tratamento do quotidiano. Uma das melhores definições de fado foi dada pela própria Amália Rodrigues (1920-1999), considerada a embaixadora artística de Portugal: «O fado é uma coisa muito misteriosa, há que senti-lo e há que nascer com o lado angustiado das gentes, sentir-se como alguém que não tem nem ambições, nem desejos, uma pessoa... como se não existisse. Essa pessoa sou eu e por isso nasci para cantar o fado». Amália deu a voz de fado a grandes poetas portugueses como O`Neill, Manuel Alegre, Homem de Melo e Camões. A sua origem é sem dúvida popular e tem alguns paralelismos com outros estilos relevantes da mesma época, como o tango, rebetiko e flamenco. Ainda que protegido pelas instituições oficiais durante a ditadura salazarista, os amantes desta canção continuaram a preservá-lo durante a segunda metade do século passado.

O flamenco tem uma dinâmica diferente das demais aulas. Às quartas, às 5 da tarde, são os ensaios das meninas maiores de 7 anos, e às quintas às 4:30 da tarde, são as práticas das meninas com idades compreendidas entre os 3 e os 6 anos de idade. As aulas de música têm também

uma ampla gama de instrumentos que estão a ser ensinados (cuatro, guitarra, mandolina e teclado), com as aulas todas no mesmo horário, às seis da tarde, às quartas-feiras. Está ainda em funcionamento o grupo coral dos adultos. O horário de ensaios é das sete às 8 da noite, às terças e quintas.

Fernando Cámara

As entradas estão à venda na Casa Santana do centro social carabobenho. O Centro Social Madeirense, situado no Município San Diego do Estado de Carabobo, realizará a Grande Noite de Fados a 6 de Março, sexta-feira, às 8 da noite, no Salão Madeira. O evento, que está a ser organizado pelo Comité de Cultura, procura render tributo à expressão mais conhecida internacionalmente da música portuguesa, que desde 2011 figura na lista de Patrimónios Imateriais da Humanidade da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO). O serão será ambientado musicalmente pelo grupo Guitarras de Lisboa, com a participação de vários fadistas e a actuação especial de Maria da Conceição Barradas e Johanna Freitas. As entradas estão a ser vendidas na Casa Santana. Para mais informação, os contactos são: (0414)4118356 e (0414)4716593.

Um género cheio de sentimento O fado é cantado geralmente por uma só pessoa, acompanhado pela viola (guitarra espanhola) e a guitarra portuguesa. Os temas mais cantados no fado são a me-

Clubes

CSM oferece amplo leque de disciplinas culturais Fernando Cámara

Diferentes opções, da música à dança, captam a atenção de crianças e adultos. O Centro Social Madeirense (CSM), situado no município San Diego do Estado Carabobo, temse mostrado muito activo em cada uma das suas áreas, realizando diversas actividades para desfrute de todos os sócios. A cultura tornou-se um ramo de

vital importância e por isso o seu comité tem um itinerário cheio de diferentes disciplinas para desfrute de quem faz vida no clube social lusitano, sejam crianças ou adultos. O folclore português tem apenas um ensaio por semana, que acontece todas as sextas-feiras às nove da noite, para meninas e meninos a partir 7 anos de idade, enquanto que a dança árabe é praticada no mesmo dia, mas às 4:30 da tarde. s danças nacionalistas também têm um espaço importante durante a semana: Terças e quintas, das 7 às 9 da noite, para meninas maiores de 7 anos.


Correio da Venezuela | Quinta-feira 5 a Quarta-feira 11 de Fevereiro de 2015

Publicidade 21


22 Cultura EuroCultura na Venezuela

Espanha traz Carlos Núñez A embaixada de Espanha na Venezuela promove a actuação, em Caracas, do célebre músico galego Carlos Núñez, reconhecido internacionalmente pelo seu virtuosismo com a gaita e as flautas. Será uma sessão única, marcada para a Sala Ríos Reyna do Teatro Teresa Carreño, no próximo dia 21, sábado, pelas 6.00 pm. Depois de 10 anos de ausência, Carlos Núñez regressa à Venezuela, onde apresentará o seu novo trabalho, acompanhado pela prestigiada Orquestra Sinfónica de Venezuela e pelo grupo Ensamble Gurrufío

Itália promove concerto sinfónico A embaixada de Itália na Venezuela e o Instituto Italiano de Cultura de Caracas promovem um concerto do violinista italiano Uto Ughi, que rende homenagem ao maestro Claudio Abbado, sob a batuta de Diego Matheuz. O solista convidado acompanhará os ritmos da Orquestra Sinfónica Simón Bolívar de Venezuela num grande concerto que promete encantar todo o público. O evento está marcado para a próxima sexta-feira, 6 de Fevereiro, pelas 5pm, na Sala Simón Bolívar do Centro Nacional de Acção Social pela Música.

Quinta-feira 5 a Quarta-feira 11 de Fevereiro de 2015 | Correio da Venezuela

Rádio

‘Europa’ volta a ser ouvida através da Play FM Sergio Ferreira Soares

A partir de 7 de Fevereiro, os ouvintes de rádio poderão desfrutar do programa todos os sábados, das 3 às 4 da tarde. As pessoas oriundas de países da União Europeia (UE) radicadas na Venezuela poderão voltar a desfrutar de um espaço radiofónico dedicado aos seus temas de interesse. Depois de um breve intervalo, o espaço ‘Contacto Europa’, patrocinado pela Delegação da União Europeia na Venezuela, volta a ser transmitido todos os sábados das 3 às 4 da tarde, a partir de 7 de Fevereiro, através da emissora PLAY FM 95.5. O programa, que esteve no ar durante 8 anos através da Emissora Cultural de Caracas 97.7 FM, é pioneiro e único no seu estilo, pois oferece aos ouvintes um amplo panorama da realidade multicultural da Europa de hoje, especialmente desse modelo de integração que é a União Europeia. Produzido e conduzido pela

Música

Como parte do trabalho de difusão de actividades culturais, a embaixada de Espanha anunciou o início do recrutamento para a XXX Expedição da Rota BBVA 2015, na qual se convida jovens de nacionalidade ou residência espanhola, nascidos entre 1 de Janeiro de 1996 e 15 de Julho de 1997, a participar no evento que ano após ano premeia o esforço dos jovens da casa. As candidaturas estarão abertas até 26 de Fevereiro no portal www.rutabbva.com.

Ouça o programa também através da Internet, em www. playfmnetwork. com peus, uma secção de destinos turísticos pouco conhecidos, programação cultural das embaixadas dos países membros na Venezuela, entrevistas e música, tanto da Europa como de intérpretes e grupos venezuelanos

Consulado em Valência acolhe novo concerto Sergio Ferreira Soares

Rota BBVA 2015

jornalista Alexandra Cariani, o ‘Contacto Europa’ é também um espaço para difundir tanto as actividades europeias na Venezuela – com diplomatas, artistas, gerentes, eventos culturais, etc. – como as de venezuelanos que se destacam profissionalmente na Europa. O programa é um ponto de intercâmbio e diálogo. Uma experiência radiofónica inédita, onde o ouvinte aprende sobre a Europa e os seus vínculos com o país de forma entretida. O ‘Contacto Europa’ é um programa de revista variada que inclui notícias da UE, informações sobre eventos e festivais euro-

radicados no velho continente. Nesta nova etapa, o programa estreia duas novas secções: Europa Verde (sobre notícias ecológicas e alterações climáticas) e Europa na Venezuela, dedicada a difundir o trabalho dos projectos de cooperação financiados pela União Europeia no país. Alexandra Cariani é uma jornalista especializada na parte cultural, produtora de rádio e locutora. Ao longo de três décadas, ocupou diversos cargos em instituições públicas e privadas. Foi repórter na Venevisión, redactora das páginas culturais do El Universal, colaboradora dos programas televisivos Síntesis e Formato Libré, assim como nas revistas Estampas, Imagen, Exceso, Encuadre e publicações on line. Nos últimos 15 anos, esteve à frente de diversos programas de rádio na qualidade de produtora e locutora. O mais recente, para além do ‘Contacto Europa’, foi Zonalibre, revista de rádio diária de informações, entrevistas e comentários culturais que esteve no ar até Novembro de 2013, pela Cultural de Caracas. Actualmente, desenha, organiza e executa projectos culturais e educativos para diversas instituições e tem o seu próprio blog: www. zonalibredigital.wordpress.com

O Clube de Acordeão leva ao público diversas melodias. O cônsul geral de Portugal em Valência, João Brito Câmara, está a impulsionar uma nova edição das Noites de Concerto na sede lusitana do Estado de Carabobo. No próximo sábado, 7 de Fevereiro, a partir das 7:30 da noite, decorre a primeira iniciativa deste ano, e é esperada uma grande afluência de público. O concerto, que é patrocinado

pela Casa Portuguesa do Estado de Aragua e pelo Consulado Honorário de Portugal em Maracay, estará a cargo do grupo Miguel Casas Auge, do Clube de Acordeão de Valência. Após o concerto, haverá lugar a um brinde e convívio com os todos os presentes. É obrigatório traje formal para assistir ao evento. Coordenadas: Local: Consulado Geral de Portugal em Valência. Rua 148, n.º 101-27, Urbanização Carabobo. Confirme a sua participação através dos números: 823.87.89 / 823.99.69


Correio da Venezuela | Quinta-feira 5 a Quarta-feira 11 de Fevereiro de 2015

Publicidade 23

clasificado

Por motivo de viaje vendo  Casa en el Este de Barquisimeto  Negocio en el Centro de la Ciudad, ramo charcutería muy rentable  Carros modelos nuevos Información 0424 524 18 61


24 Opinião

Quinta-feira 5 a Quarta-feira 11 de Fevereiro 2015 | Correio da Venezuela

ARTIGO JURÍDICO

Antonio Delgado

Reversão fiscal - A responsabilidade de gerentes ou administradores pelo pagamento de dívidas tributárias da sua empresa Sabia que, os gerentes, administradores, directores e outras pessoas que exerçam ou tenham exercido funções de administração ou gestão numa empresa podem ser responsáveis pelo pagamento das dívidas tributárias que esta tenha perante as finanças ou Segurança Social? É o que decorre do mecanismo de reversão fiscal previsto nos artigos 23.º e 24.º da Lei Geral Tributária Mas quando tem lugar o processo de reversão fiscal? Imaginem esta situação: O “Sr. Manuel” e a “D. Maria” constituem a empresa “Manuel e Companhia, Lda.” e tornamse ambos gerentes da mesma. Infelizmente, os resultados não são os esperados e a empresa começa a ter problemas nos pagamentos e deixa de cumprir com as suas

obrigações fiscais. Nestes casos, se a empresa não tiver capacidade para pagar as dívidas às finanças, a administração fiscal pode lançar mão da chamada reversão fiscal, podendo recair sobre o Sr. Manuel e sobre a D. Maria a responsabilidade pelo pagamento daquelas dívidas. Mas há alguns aspectos que convém realçar e que se encontram previstos na Lei para que se opere a reversão fiscal: A responsabilidade destas pessoas (do Sr. Manuel e da D. Maria) é subsidiária, ou seja, só se verifica a reversão fiscal quando a empresa não possua meios para saldar as dívidas (não tenha património imobiliário, veículos, créditos, contas bancárias ou outros bens ou direitos susceptíveis de penhora). Por

outro lado, em muitas situações a administração fiscal tem de provar que houve culpa dos gerentes na criação daquela situação de insuficiência de património da empresa. De todo o modo, se forem notificadas pelas finanças ou segurança social para pagar as dívidas ou coimas aplicadas à sua empresa, existem mecanismos legais que possibilitam a estas pessoas exercer o seu direito de resposta e de defesa. Mas, se nada fizerem, a administração fiscal poderá passar à fase seguinte, ou seja, a penhora de bens pessoais, como sejam a casa, carro, ordenado ou outro rendimento, contas bancárias, reembolso do IRS ou ainda cancelamento de benefícios fiscais, etc. De realçar ainda que a respon-

sabilidade também se poderá aplicar aos membros dos órgãos de fiscalização e revisores oficiais de contas das empresas desde que se demonstre que a violação dos deveres tributários resultou do incumprimento das suas funções de fiscalização. Em conclusão, situações como as da empresa “Manuel e Companhia, Lda.” do “Sr. Manuel” e da “D. Maria” são frequentes em Portugal. Nunca é demais informar e alertar: quando receberem as notificações da Administração Tributária ou da Segurança Social e antes de tomar a decisão de reagir, contestando ou não a decisão destas entidades, convém que as pessoas conheçam bem os seus direitos e a melhor forma de os defender.

pouco é preocupante, a não ser para quem precisa deles. Que no ano passado morreram nas mãos da criminalidade quase 25.000 venezuelanos, tão-pouco é para se alarmar. Que comprar um veículo novo ou uma modesta casa é inalcançável não só para o mais comum dos cidadãos. A minha amiga, sem se alterar, olhou-me como que se não vivesse neste país. Ou como se lhe estivesse relatando uma história de ciência ficção, ou que o que lhe estava dizer tinha mais a ver com um filme de ter-

ror de Stephen Edwin King. Ficou em silêncio. Não porque tenha alguma afinidade com o pesadelo que vivemos todos, atitude que é comum entre os que apoiam esta desgraça de governo. Nem muito menos alguma solidariedade com os responsáveis do pesadelo: a dupla Chávez – Maduro. A verdade é que, como funcionaria pública, teme expressar a sua opinião, sob pena de ser despedida. Dizia Martin Luther King: “Não me preocupa o grito dos violentos (...) mais me preocupa é o silêncio dos bons”.

altatribuna

O silêncio dos bons Antonio López Villegas

Conversando com uma amiga acerca da realidade venezuelana, tema generalizado na população inteligente venezuelana, referia que no ano passado, dois polícias tinham sido assassinados em Nova Iorque. Isso gerou alarme entre diversas autoridades, desde o presidente da câmara, passando pelo governador, e até o presidente. Aqui, nesse mesmo de 2014, cerca de 121 polícias foram assassinados e não houve nada, nem remotamente parecido. Por outras palavras, é um assunto sem

importância. Que as companhias aéreas tenham reduzido em cerca de 60% os seus voos, produto da dívida que o regime mantém com elas, isso não preocupa senão a população que necessita de viajar. Que a escassez de produtos é tão grande que as filas a nível nacional e inédita no país. Por certo muito normais na extinta URSS e noutras latitudes ex-socialistas. Tão-pouco preocupa. Que os medicamentos se tenham reduzido em quantidades alarmantes, quiçá em 60%. E até desaparecido do mercado, tão-

O CORREIO da Venezuela não pode ser considerado responsável e/ou patrocinador das opiniões que são expressas neste espaço.


Correio da Venezuela | Quinta-feira 5 a Quarta-feira 11 de Fevereiro de 2015

Publicidade 25


saúde em día

26 MISCELÂNIA

Quinta-feira 5 a Quarta-feira 11 de Fevereiro de 2015 | Correio da Venezuela

Sabe reconhecer o ictus ou o AVC? Sergio Ferreira Soares

O ictus é uma diminuição brusca da circulação cerebral que altera a função de uma determinada zona do cérebro. Também conhecido como acidente vascular cerebral (AVC), o ictus pode acontecer em qualquer idade, tanto pela diminuição do fluxo sanguíneo em parte do cérebro como pela hemorragia originada pela rotura de um vaso cerebral. Segundo o Anuário de Mortalidade de 2011, publicado em Janeiro de 2014 pelo Ministério do Poder Popular para a Saúde, na Venezuela morreram devido a doenças cérebro-vasculares 11.052 pessoas (5547 homens e 5505 mulheres, dos quais 352

homens e 292 mulheres eram menores de 45 anos, em etapa produtiva). E como se fosse pouco, calcula-se que cerca de 20.000 pessoas ficam incapacitadas anualmente devido a um AVC. Existem factores que podem aumentar o risco desta doença, como a hipertensão, diabetes, tabagismo, hipercolesterolemia, arritmia cardíaca, sedentarismo e sinais de alerta. O cardiologista intervencionista da Clínica La Floresta e adjunto da unidade de Hemodinâmica do Hospital Pérez Carreño, Pedro Aguiar, assegurou que a primeira coisa que é preciso ter em conta num ictus ou AVC ocorre geralmente quando se detém o fluxo sanguíneo que vai para o cérebro, seja pelo

Sabia que…? Carla Salcedo

O que você não sabia sobre o Super Bowl

A revolução das redes sociais tornou possível que os eventos desportivos sejam cada vez mais seguidos, independentemente da zona do globo em que se realizem. E quando juntamos isso à fama já adquirida previamente por determinado desporto, encontramos dados interessantes, como os relacionados com o Super Bowl, um evento desportivo que faz com que, durante quase quatro horas,

mais de metade dos Estados Unidos pare, façanha que não acontece nem no Mundial de futebol, nem nas Olimpíadas, nem no beisebol. Por exemplo, sabia que o domingo em que se realiza o Super Bowl é o segundo dia do ano com maior consumo de comida nos Estados Unidos? O primeiro é o Dia de Acção de Graças, com a diferença que nesta ocasião, a comida favorita é a rápida, pelo que recen-

surgimento de um coágulo que que bloqueia um vaso sanguíneo no cérebro, seja pela ruptura que sangra para dentro do cérebro. “Neste caso, estaríamos a falar de um acidente cerebral isquémico ou de um acidente cerebral hemorrágico”, clarifica Aguiar. A incidência da isquemia cerebral afecta aproximadamente 80 a 85% dos casos e entre 15 a 20 por cento é por acidente cerebral hemorrágico. Ainda que os sintomas apareçam de forma brusca, existem alertas que poderão salvar a sua vida, entre os quais se encontram: Dificuldade de movimento; formigueiro; perda de sensibilidade numa parte do corpo; problemas de visão; e dificuldade na fala e compreensão. A chave está na prevenção, por forma a haver menos risco de acidente cerebral vascular e isto consegue-se controlando os factores de risco, para além de fazer exercício físico com regularidade, ter uma dieta saudável, abandonar o cigarro e em pacientes diagnosticados com arritmia, seguir o tratamento anticoagulante.

temente, uma reconhecida cadeira de entrega de pizzas ao domicílio despachou, no dia do Super Bowl, mais de 11 milhões de unidades, e foi consumida uma quantidade semelhante de batatas fritas. Para além disso, o Super Bowl é o evento desportivo mais caro para fazer publicidade, sendo que o custo base de um spot publicitário de 20 segundos é 4 milhões de dólares. Sim, leu bem, 4 milhões de dólares por apenas 20 segundos de ecrã. E se isso lhe parece algo de fora deste mundo, as estatísticas e os factos mostram que 20 por cento dos norte-americanos perderam o casamento de um amigo ou familiar, o funeral de um ente querido ou até o nascimento de um filho apenas para assistir a um jogo do Super Bowl, que é o quarto evento desportivo televisionado mais visto do mundo. Por último, certamente imagina que sendo um dos espectáculos mais vistos em todo o Planeta, os artistas que se apresentam no intervalo cobram um milhão pela actuação, e o certo é que a maioria deles, tal como fez Kate Perry este ano, actua gratuitamente, apesar de a organização dispor de um pouco mais de meio milhão de dólares para tal fim.

Pensa Verde Carla Salcedo

Tremores que afectam o tempo Quantas vezes nos perguntamos se agora o tempo passa mais rápido ou mais lento? Pois, essa pergunta parece ter uma resposta lógica, que a muitos tomou de surpresa, e é por isso que dedicamos a nossa coluna ao tema. A Terra gira sobre si mesma uma vez por dia, mas o que chamamos de um dia nem sempre dura o mesmo tempo. Um ano, há 300 milhões de anos, compreendia uns 450 dias, e um desses dias durava mais 21 horas do que as que conhecemos agora. Um grupo de cientistas da Universidade de Liverpool e da Universidade de Paris publicaram uma investigação numa reconhecida revista de ciência na qual asseguram que os tremores periódicos ocorridos no núcleo da Terra mudam a duração do dia a cada 5,9 anos. E ainda que se trate apenas de uma mudança subtil, o certo é que esses movimentos, que podem ser provocados por terra-

motos, glaciares derretidos, correntes oceânicas ou outros factores climatológicos, subtraem ou acrescentam milisegundos às 24 horas que conhecemos. É, então, assim que os nossos dias são mais longos em comparação aos de antigamente, mas os nossos anos estão um pouco mais curtos, pois a Terra também está sujeita a outras forças que podem fazer com que a duração do dia varie a longo prazo ou inclusive dê saltos curtos no tempo. Os investigadores analisaram os dados dos últimos 50 anos, separando alguns factores conhecidos que causam flutuações na duração do dia, encontrando a alteração durante este ciclo de quase seis anos, nos quais se notaram dias muito mais curtos e mais longos do que o normal nestes períodos.

segredos de cozinha

Bife na panela com vinho tinto Receita por: Leonarda Pimentel Prato elaborado por: Chefe David Silva - Four Views Hotels

Ingredientes

2 bifes de Alcatra 1 dente de alho 1 cebola grande 200ml de vinho tinto 1 colher de tomate aos cubos 300ml de caldo de galinha 1 folha de louro sal e pimenta q.b.. segurelha

Preparação

1

Tempere os bifes com sal e pimenta a gosto.

2

Deite um pouco de óleo numa frigideira e junte o dente de alho cortado fininho. Leve ao fogo baixo e deixe até o alho dourar.

3

Retire o alho e aumente a chama.

Deite os bifes e frite até que fiquem corados dos dois lados. Enquanto isto, vá refogando a cebola em um pouco de óleo. Deixe refogando até ficar quase caramelada.

4 5

Junte o vinho, o tomate aos cubos, a folha de louro, a segurelha e o caldo de galinha.

6

Coloque os bifes e tempere com sal, pimenta.


Correio da Venezuela | Quinta-feira 5 a Quarta-feira 11 de Fevereiro de 2015

Publicidade 27


26 28 Desporto

Outubro a 11 Quarta-feira 6 de de 2014 | Correio da Venezuela Quinta-feira 530a de Quarta-feira de Fevereiro deNovembro 2015 | Correio da Venezuela

Portugal

I Liga

FC Porto e Sporting mantém perseguição ao líder Benfica Edmar Fernandes DN MADEIRA

As diferenças relativas mantêm-se na frente, com o Benfica na frente, o FC Porto a seis pontos e o Sporting a sete FC Porto e Sporting continuam na perseguição ao Benfica, tendo respondido ao sucesso das ‘águias’, igualmente com vitórias, na 19.ª jornada da Primeira Liga. No domingo, 1 de Fevereiro, o Sporting começou a perder em Arouca, mas acabou por chegar ao 3-1, enquanto que, no Dragão, o FC Porto goleou o Paços de Ferreira, por 5-0 - com estes resultados, as diferenças relativas mantêm-se na frente, com o Benfica na frente, o FC Porto a seis pontos e o Sporting a sete. No mesmo dia, a equipa ‘azul e branca’ demorou cerca de meia hora para derrubar a resistência contrária, tendo o colombiano Jackson Martinez, aos 29, anotado o primeiro da noite e passado para 15 na liderança da lista portuguesa de melhores marcadores. Ricardo Quaresma, aos 40, de grande penalidade, e aos 44, Herrera, aos 46, e Cristian Tello, aos 83, anotaram os restantes tentos dos `dragões´, novamente a seis pontos do Benfica, enquanto que os pacenses permanecem oitavos, com 26 pontos. A jogar em casa, o Arouca adiantou-se no marcador aos 24 minutos, através de David Simão, na conversão de uma grande penalidade, mas os `leões´ reagiram e igualaram ainda antes do intervalo, com um tento de Fredy Montero. Carrillo, aos 62, e Tobias Figueiredo, aos 77, fizeram a reviravolta. No sábado, o Benfica cumpriu o que lhe competia e bateu o Boavista por 3-0, na receção aos `axadrezados´, no último jogo antes do derbi em Alvalade. A uma semana do jogo em casa dos `leões, o campeão nacional regressou com naturalidade às vitórias, após o desaire em Paços de Ferreira. Na Luz, três golos sul-americanos derrotaram o Boavista, que há sete anos não jogava para o campeonato em casa do Benfica. Lima

Paulo Sousa antevê grandes dificuldades ante o FC Porto. FOTO DR

Liga dos Campeões

O Benfica voltou às vitórias com uma exibição tranquila frente ao Boavista. FOTO DR

Jorge Sousa arbitra quarto dérbi lisboeta O árbitro portuense Jorge Sousa vai dirigir no domingo pela quarta vez o dérbi lisboeta entre os rivais Sporting e Benfica, que apresenta um saldo ligeiramente favorável aos ‘encarnados’, que venceram dois jogos e perderam um. O embate da 12.ª jornada do campeonato de 2006/07 foi o primeiro que Jorge Sousa arbitrou entre as duas equipas, com vantagem para o Benfica, que se impôs por 2-0 no Estádio José Alvalade, palco do encontro do próximo 8 de Fevereiro. Na temporada seguinte, o juiz portuense voltou a dirigir o dérbi lisboeta, referente às meias-finais da Taça de Portugal, que o Sporting venceu por 5-3, mas o mais recente embate, para as meias-finais da Taça da Liga de 2010/2011, voltou a traduzir-se num triunfo benfiquista, por 2-1. Esta época, Jorge Sousa arbitrou apenas uma vez as ‘águias’, no Estádio do Dragão, frente ao FC Porto, num jogo da 13.ª jornada que o Benfica ganhou por 2-0 e que lhe permitiu distanciar-se na liderança na prova. O Sporting já foi arbitrado por duas vezes pelo árbitro portuense: vitória por 3-1 no Estádio do FC Porto, em encontro referente à terceira eliminatória da Taça de Portugal, e no recinto do Boavista, na 12.ª jornada da I Liga, onde se impôs pelo mesmo resultado. Jorge Sousa dirigiu mais vezes – quatro - o ‘clássico’ entre Benfica e FC Porto, que regista um saldo de uma vitória para cada lado e dois empates, e apenas dois embates entre os ‘dragões’ e os ‘leões’, que terminaram com um triunfo portista e uma igualdade. O dérbi lisboeta entre o Benfica, líder do campeonato, com 49 pontos, e o Sporting, terceiro, com menos sete, da 20.ª jornada da I Liga, está marcado para domingo, 8 de Fevereiro, com início às 20:00 horas, no Estádio José Alvalade, em Lisboa.

(23 minutos), Maxi Pereira (33) e Jonas (55), este de grande penalidade, marcaram a um adversário, que, depois de ter ‘arrancado’ um empate no Dragão, não teve qualquer hipótese de discutir o encontro. Na luta minhota pelo quarto lugar, o Vitória de Guimarães perdeu terreno, sábado também, já que não foi além de um empate em Penafiel, um dia depois de o Spor-

ting de Braga se ter aproximado do rival, ao ganhar ao Moreirense, por 1-0. A equipa penafidelense adiantou-se no marcador aos 18 minutos, através de João Martins, mas permitiu a igualdade na etapa complementar, quando André André, segundo melhor marcador do campeonato - agora isolado, com 10 golos -, converteu uma grande penalidade, aos 73.

Paulo Sousa quer Basileia corajoso frente aos ‘dragões’ CORREIO/LUSA

O Basileia recebe o FC Porto a 18 de Fevereiro, no St. Jakob Park, e desloca-se ao Estádio do Dragão a 10 de Março O treinador do Basileia, o português Paulo Sousa, considera o FC Porto, adversário dos suíços nos oitavos de final da Liga dos Campeões de futebol, um adversário forte, versátil, recheado de talento e possuidor de mentalidade ganhadora. “Temos de ser competitivos e encarar esta fase da competição com a mesma coragem e ambição demonstrada na de grupos”, afirmou Paulo Sousa, em entrevista à agência Lusa, publicada na terça-feira, 3 de Fevereiro, O Basileia recebe o FC Porto a 18 de Fevereiro, no St.Jakob Park, e desloca-se ao Estádio do Dragão a 10 de Março. O Basileia protagonizou uma das surpresas da presente edição da Liga dos Campeões ao terminar na segunda posição do Grupo B, atrás dos espanhóis do Real Madrid, e relegando os ingleses do Liverpool, com um decisivo empate a 1-1 em Anfield Road, para a Liga Europa. “O FC Porto é um clube forte, com liderança, mentalidade

ganhadora, uma versatilidade fantástica e, acima de tudo, uma equipa talentosa, pelo que só evidenciando a nossa personalidade e determinação é que conseguiremos alcançar um resultado positivo”, frisou. Após cerca de cinco semanas de pausa no campeonato suíço, Paulo Sousa garante que o Basileia está já a trabalhar arduamente para recuperar, o mais rápido possível, o nível apresentado na última jornada da Liga dos Campeões frente ao Liverpool, em Inglaterra. “Mais do que pensar no FC Porto, e por muito respeito que tenha pelo nosso adversário, temos de pensar em nós e em trabalhar os nossos princípios e, especialmente, no acelerar da velocidade da interacção de ler o jogo e tomar decisões”, sustentou Paulo Sousa. A pausa de inverno, ainda de acordo com o treinador, é prejudicial, tendo em conta o calendário competitivo da Liga dos Campeões, uma vez que o Basileia terá apenas dois jogos oficiais antes de defrontar o FC Porto, para a primeira mão dos oitavos de final. “Mas é esta a nossa realidade e com a qual temos de viver”, disse Paulo Sousa, que considerou justa a liderança do campeão Benfica na I Liga. Para o treinador, o Benfica, que lidera a I Liga com seis pontos de vantagem sobre o FC


Correio da Venezuela | Quinta-feira 5 a Quarta-feira 11 de Fevereiro de 2015

Publicidade 29


26 30 Desporto

Outubro a 11 Quarta-feira 6 de de 2014 | Correio da Venezuela Quinta-feira 530a de Quarta-feira de Fevereiro deNovembro 2015 | Correio da Venezuela

Venezuela

Torneio Clausura

soltas

Zamora FC lidera isolado

Nicolás “Miku” Fedor regressa ao futebol de elite, desta feita para representar o Rayo Vallecano da Primeira Divisão de Espanha, depois de passar a última temporada e media com o Al Gharafa do Qatar. No encerramento do mercado de Inverno, o atacante venezuelano tomou a decisão de rescindir contrato com o conjunto do médio oriente para poder assinar com o Rayo Vallecano, na qualidade de agente livre. Na tarde segunda-feira, 2 de Fevereiro, o clube madrileno anunciou que Miku formará parte das sua s filas por dois anos e meio. O jogador natural de Caracas volta assim ao futebol espanhol, onde já actuou pelo Valência e o Getafe.

Fernando Câmara

Caracas FC segue no segundo posto, com menos três pontos que o líder A quarta jornada do Torneio Clausura ficou marcada pela vitorias do Deportivo Petare, Deportivo La Guaira e do Zamora FC sobre Carabobo, Trujillanos e Metropolitanos, respectivamente, tendo os campeões em título assumido a liderança isolada da prova. Na quarta-feira, 14 de Janeiro, o Deportivo Táchira derrotou, por 3-1, o Aragua FC, em Pueblo Nuevo. Gelmín Rivas (bisou) e Jorge Rojas assinaram os tentos do conjunto ‘aurinegro’, enquanto que Néstor Bareiro foi o autor do tento de honra da equipa ‘aurirroja’. No Estádio Olímpico da UCV, o Deportivo La Guaira venceu, por 2-1, o Trujillanos. Luciano Ursino e Framber Villegas anotaram pelos locais. Sergio Álvarez descontou pelos ‘Guerreros de la Montaña’. Já o Tucanes de Amazonas e o

Llaneros de Guanare não foram além de um empate sem golos, no estádio Antonio José de Sucre de Puerto Ayacucho. Igual resultado foi registado na partida disputada entre o Anzoátegui e o Atlético Venezuela, no José Antonio Anzoátegui. No Pachencho Romero, Zulia FC e Portuguesa FC empataram a duas bolas. Manuel Arteaga e

Andrés Montero assinaram os golos dos petroleiros, enquanto que Enson Rodríguez e Bernaldo Manzano marcaram pelo conjunto ‘rojinegro’. No estádio Misael Delgado, Deportivo Petare venceu, por 0-1, o Carabobo. Juan Parada foi o autor do único golo do compromisso. Já o Caracas FC empatou a uma bola com o Mineros de Guayana, no Estádio Olímpico da UCV. A for-

mação ‘negriazul’, através de Zamir Valoyes, inaugurou o marcador para os ‘Rojos del Ávila’, mas Ruberth Quijada repôs a igualdade último minuto do jogo. Em La Carolina de Barinas, o Zamora FC goleou, por 4-0, o Metropolitanos. Pierre Pluchino, em duas ocasiões; Luis Vargas e César Martínez, assinaram os golos do campeão em título.

A equipe Caribes de Anzoátegui venceu, na noite de 30 de Janeiro, o campeonato da temporada 2014-2015 da liga Venezuelana de Beisebol Profissional, ao derrotar por 8-3 seu único adversário, o Navegantes del Magallanes. Os ‘indígenas’ superaram os ‘marinheiros’ em quatro jogos a um na série e mereceram segundo campeonato da Liga na história do clube. A partida parecia favorável ao Navegantes, mas os ‘indígenas’ reverteram os papéis e acabaram por merecer a vitória que lhes garantiu o título.

Clubes

CP destacou-se no campeonato inter-clubes de ténis Fernando Cámara

Três equipas de diferentes categorias alcançaram lugares importantes. A organização de Clubes de Ténis Associados (CTA) entregou os prémios referentes à II Temporada do Torneiro da CTA, a 22 de Janeiro, no Clube Campestre Los Cortijos, onde três equipas do Centro Português conseguiram um lugar no pódio. A esquadra da quinta categoria feminina conquistou o segundo lugar no torneio. A equipa foi composta por Josefina Acevedo, Atela Amaya, Lusbett Badillo, Angelique Bookaman, Iliana da Corte, Ana Cristina da Silva, María da

Silva, Carmen de Abreu, Cecilia de Abreu, Carolina de Sousa, Emely de Sousa, Celia Desa, Simone Desa, Sylvia Ferreira, Karen Kamel, Wendy Laya, Rosaly Martins, Jessica Moulie, Camila Pérez, Ana Prato, Nancy Rodríguez e Analy Santiago. O conjunto da terceira categoria masculino obteve o terceiro lugar, depois de uma destacada actuação graças ao trabalho

de Daniel Omaña, Carlos García, J. Antonio González, I. Antonio González, Rubén Romero, Moisés Siciliani, Luis Jiménez, Alberto Vale, Amandio López, Leonardo Fortuño, Jorge Rodríguez, Jesús Robero, Carlos Valle, Víctor Caba, Rafael Torrealba, Jorge Yegres, Jorge Anda e José Luis Villafañe. O máximo galardão foi conseguido pela equipa dupla mista, ao impor-se na final ao Centro Ítalo

Venezuelano. Mário Andrade, Verónica Artiles, Marisol Fernández, Yelitza Omaña, Juan Carlos Pérez e Alberto Vale receberam a medalha dourada. Vale a pena recordar que a II Temporada do Torneio da CTA contou com a participação de 24 clubes: Altamira Ténis Club, Caracas Country Club, Caracas Racquet Club, Caracas Sports Club, Caracas Teather Club, Centro Catalão, Centro Asturiano de Caracas, Centro Desportivo Hebraica, Associação Civil Centro Português, Centro Italiano Venezuelano, Círculo Militar de Caracas, Clube Campestre Los Cortijos, Clube Hípico de Caracas, Clube Miranda, Clube Puerto Azul, Clube Santa Paula, Clube Táchira, Hermandad Gallega de Venezuela, Hogar Canario de Venezuela, Izcaragua Country Club, Lagunita Country Club, Monteclaro Country Club, Valle Arriba Athletic Club e Valle Arriba Golf Club.

O avançado venezuelano Jaime Moreno, de 19 anos, assinou, pelo Málaga de Espanha, um contrato de três temporadas, segundo foi revelado no passado 28 de Janeiro. O exjogador do Deportivo Anzoátegui vestirá, primeiro, a camisola do Atlético Malagueño, filial do conjunto da Primeira Divisão espanhola, de modo a ganhar experiência e competitividade. Caso consiga subir à primeira equipa, seria a primeira vez que três venezuelanos vestiram a mesma camisola por uma equipa espanhola. Moreno estava cedido ao Limassol de Chipre e o Málaga apenas teve que pagar pelo seu passe uma pequena quantia relativa aos direitos de formação “, segundo informou a imprensa local.


Correio da Venezuela | Quinta-feira 5 a Quarta-feira 11 de Fevereiro de 2015

Desporto 31 Venezuela

Perfil

Lourdes de Gonçalves: “O desporto ensina muitos valores à juventude” Fernando Cámara

Presidente da Federação de Desportos Aquáticos, filha de madeirenses, venceu o prémio de dirigente do ano, atribuído pelo Círculo de Jornalistas Desportivos A comunidade lusa converteuse num pilar importante da sociedade venezuelana desde há várias décadas. Distinguiu-se como uma classe trabalhadora que criou raízes neste este país e muitos dos seus descendentes alcançaram posições relevantes. Lourdes de Gonçalves, presidente da Federação de Desportos Aquáticos, é um desses exemplos. No ano passado venceu o prémio de dirigente do ano, atribuído pelo Círculo de Jornalistas Desportivos. Nasceu em Caracas a 31 de Julho de 1956, na Maternidade Concepción Palácios. O pai é natural do Funchal e a mãe dos Canhas. Esteve em Portugal quando tinhas cinco anos e nunca mais voltou desde então. “Criei-me na paróquia de Antimano, onde fiz a primária. O secundário foi feito no Colegio San José de Tarbes. Depois mudei-me para a urbanização El Paraíso, quando me casei”, contou. Está casada há mais de 20 anos. O marido é de São Martinho (Madeira), e é comerciante. “Tenho dois filhos (Jonathan e Sheila). O rapaz está tirando uma pósgraduação na Universidade do Porto, em Portugal. Enquanto que a minha filha licenciou-se em Educação e trabalha com os Jesuítas”, acrescentou. Mas a família tem crescido, “Tenho uma neta de três anos. é muito esperta e é a luz dos meus olhos. Testa-me a paciência gratamente a cada momento”, confessou. Gonçalves é engenheira química pela Universidade Central

da Venezuela. “Trabalhei seis anos numa empresa de tratamento de águas residuais. Foi uma experiência muito bonita. Quando a companhia fechou, fui para casa e dediquei-me a ser mamã”, explicou. O desporto é vivido de perto desde há muito tempo. “Estando como dona de casa, comecei a levar as crianças ao desporto. Quando me deu de conta, estava agarrada a aqui (instalações do IND). O primeiro desporto praticado pelo meu filho, como bom filho de um português, foi o futebol. Levámolo à escola do Marítimo, que funcionava no Brígido Iriarte. Mas não gostou muito porque lhe davam pontapés. Então trouxe os dois para o IND. Começaram a nadar no Centro Português, onde éramos sócios. Ali estiveram até a universidade os absorver”, contou. Sempre considerou a natação como o desporto mais completo. “Pensava também no tema da sobrevivência nas piscinas e praias. Então, levei-os para a natação que é um desporto completo, é individual e tem um ambiente são. O estatuto era mais ou menos. Mas pensei que podiam fazer carreira e, de facto, fizeram. A natação e o desporto em general ensinam muitos valores à juventude. Outra coisa que influenciou é que as instalações do IND estavam perto de casa e não tinha que deslocarme muito longe para chegar cá”, expôs.

A sua chegada à Federação de Desportos Aquáticos foi normal, mas actualmente vai a metade do terceiro período como presidente desta entidade. “Comecei a ir às piscinas com as crianças. Então comecei a colaborar com o clube e a ir às competições. Se precisassem de alguém para controlar o cronómetro, eu oferecia-me. Depois pediram a minha a colaboração numas eleições para escolher o presidente, e acedi. Passei para a Associação do Estado e mais tarde fui chamada pela que era presidente da Feveda, naquele momento, para que a ajudasse e entrei na Federação”, relatou. Apesar de os filhos já não praticarem a modalidade, Gonçalves manteve-se no posto. “Esta é uma paixão que agarra muitos pais. Os meus filhos partiram mas fiquei trabalhando para outros filhos. É uma tarefa de construir e temos de contribuir com o nosso grão de areia no que o país necessita. Se essa é a minha missão, estou cumprindo. É uma tarefa árdua formar atletas e levar a que consigam os seus objectivos”, expressou. Ainda faltam muitos aspectos por melhorar por optimizar. “A nossa sede é pequena. Devido ao problema dos danificados, mudaram-nos de sede, e a anterior era maior. Há que melhorar a infraestrutura desportiva. Enquanto tenhamos todas as piscinas operacionais, os clubes tenham as suas

Esta é uma paixão que agarra muitos pais. Os meus filhos partiram mas fiquei trabalhando para outros filhos. É uma tarefa de construir e temos de contribuir com o nosso grão de areia no que o país necessita. Se essa é a minha missão, estou cumprindo. É uma tarefa árdua formar atletas e levar a que consigam os seus objectivos”, equipas multidisciplinares e o orçamento para lutar contra os grandes, vamos continuar a melhorar. O problema não é com os atletas que estão fora, mas sim com a nossa própria infra-estrutura. Há várias piscinas paradas porque não compraram os elementos para a manutenção, como o cloro. Não tiveram fundos para comprar em Dezembro e agora as empresas estão paradas. As piscinas privadas estão funcionando; as públicas, não; que é onde vai o povo e as pessoas que não possuem muitos recursos para comprar uma acção num clube”, manifestou. Fica de peito cheio quando ouve os nomes dos nadadores que estão no estrangeiro. “É um orgulho que um venezuelano

triunfe no exterior e decida ir para fora para continuar a preparar-se. Não é fácil estar fora. Sentem falta da família, de comprar as suas coisas, de cozinhar os seus alimentos. Esse sacrifício é altamente louvável. Só por poder representar dignamente o seu país. Eu queria que todos se preparassem aqui mas não tenho todas as ferramentas, sobretudo se são atletas com muito talento”, confessou. Os costumes portuguesas são fundamentais em sua casa. “A comida foi sempre mantida. O bacalhau é essencial, o bolo preto em Dezembro, e em minha casa faz-se o pernil, e não pode faltar o milho. Tratamos de manter isso. E, bem, por todos lados da casa está a Virgem de Fátima”, finalizou.


imagens da semana

eles respondem

P r ê m i o Ta l e n t o C o m u n i c a ç ã o S o c i a l 2 0 0 9

#EllosHablan Portugal es conocido en todo el planeta por la belleza de sus paisajes y la hospitalidad de sus ciudadanos. Si tuviera la oportunidad de recomendar tan sólo 1 de los cientos de destinos existentes en tierras lusitanas, ¿Cuál sería y por qué? #OPINA #PARTICIPA #ENCUESTA Maria Dilia Andrade Todo Portugal esta muy bonito paisajes extraordinarios cultura gastronomía gente maravillosa atenta me encanta Isabel Ferreira Simões YO ESTOY VIVIENDO EN AVEIRO Y ME ENCANTA Y LA GENTE MUY CORDIAL

Devotos da Virgem da Candelária pediram pela paz em Mérida

Rosita Reyes bello Estela Lucio de Pereira Que lindo nosso Portugal uma hermozura Maria de Ibarra Madeira porque es una isla hermosa llena de cantinhos lindos , flores bellas y paisajes inmejorables es mi tierra amada Betty De Castro Principalmente Madeira y luego Porto, Aveiro! nazare y por supuesto Lisboa! Alicia De Jesus Franca sin lisboa

Meteoro originou “fenómeno luminoso” no arquipélago dos Açores

Correio de Venezuela / @correiodvzla

Margarita Beja Sin duda... Nuestro Portugal es digno de visitar ... Sus espacios y su gente maravillosa siempre te impulsa a regresar... Yolanda De Constantino MADEIRA ES LO MAXIMO ES UNA HERMOSA ISLA EN TODOS LOS SENTIDOS Miguel Gouveia El norte de Portugal Continental en especial la ciudad de Porto!!!!!!!!!!!!!!!!!! Gflv Ng Dp Si lugares muy lindos tiene nuestro Portugal pero la naturaleza viva, exuberante y hermosa a la ENÉSIMA potencia solo la pueden disfrutar en ese PARAISO en la tierra que son las 9 islas de las Açores. Ni lo duden

Correio da Venezuela 591  

Edición 591

Correio da Venezuela 591  

Edición 591

Advertisement